Page 1

O jornal da comunidade luso-venezuelana. - Caracas, 14

a 20 de agosto de 2008.

DepósitO LegaL: 199901DF222 - pubLiCaçãO semanaL anO 08 – n.º 271

VenezueLa: bs.F: 1,50 / pOrtugaL:

1,50

www.correiodevenezuela.com

PORTUGUESES E ESPANHÓIS LANÇAM “REAL ESPPOR cLUB” Espanha e Portugal inspiram o nome do novo e ambicioso clube de futebol de portugueses e espanhóis na Venezuela. O primeiro jogo é já este sábado contra o Trujillanos Fc, a contar para a II Divisão. O Real Esppor club integra jogadores das 'canteras' do Hermandad Gallega e do centro Português. Voltar às épocas douradas com estádios cheios para apoiar o Deportivo Galicia e o Marítimo da Venezuela, é o objectivo confessado por Mon López, que lidera o projecto /p.28

Carne regulada com ameaças

Candidatas lusas disputam Libertador e El Hatillo /p.8 Novos Conselheiros fizeram primeira reunião /p.5

Pupilos de Franco Rizzi em Barcelona /p.30

O preço da carne foi agravado. Para além disso, está sob regulação do governo. Quem prevaricar será sancionado. /p. 3

Jardim contra nome “Arena” para o estádio do Marítimo /p.30 publicidade


2

Editorial. 14 a 20 de agosto de 2008.

Correio da Venezuela.

a semana

turistaemigrante

T

odos os anos, por esta altura, é grande o movimento de portugueses e luso-venezuelanos que se deslocam a Portugal, aproveitando o período de Verão e um calendário festivo muito atractivo. Traçando o perfil do emigrante que viaja até à sua terra, aproveitando em muitos casos para divergir para outras paragens, é fácil deduzir que se trata de um importante fluxo turístico. Mas o que também está muito fácil de ver é que Portugal continua a não encarar esse fenómeno com o realismo que deveria ter. É certo que se trata de um 'turismo' diferente, que não viaja para Portugal com hotel e excursões marcadas, mas é seguramente um mercado economicamente muito interessante. Como tal, deveria merecer alguns cuidados específicos. Por exemplo, os responsáveis e agentes económicos da área do Turismo deveriam disponibilizar programas - ou 'pacotes' - dirigidos aos emigrantes e aos seus descendentes, mesclando diversão, cultura e gastronomia. Apesar de saber-se o enorme potencial do turista-emigrante, a grande verdade é que o tratamento à chegada continua a ser bem diverso: desconfiança e recepção por vezes terceiromundista. Ninguém põe em causa as normas de segurança. Mas há aspectos que podem ser minimizados, sem colocar em causa a necessidade de controlos. Nos últimos tempos, a Venezuela tem estado no centro das atenções dos governantes portugueses. É um grande avanço. Mas é bom que se saiba que não bastam discursos que soam bem, elogios infindáveis e fotografias bonitas. É preciso dar consistência à boa vontade.

PUBLICIDADE

Muito Bom

Bom

Mau

Muito Mau

Nas últimas semanas, fruto de uma iniciativa privada de muito mérito da TAP-Grupo PestanaIntervisa,, vários jornais venezuelanos têm incluído páginas e páginas a mostrar alguns dos recantos de Portugal, numa perspectiva turística. Trata-se, em última análise, de uma excelente promoção do nosso país, dirigida a um mercado potencial. Curiosamente, neste tipo de iniciativas é muito raro ver-se o envolvimento do Estado português, salvo honrosas excepções do Turismo de Portugal, como pode comprovar o CORREIO da Venezuela.

Merecem um aplauso os promotores do concurso musical 'Lusa Vox', destinado a portugueses e a lusodescendentes a viverem fora de Portugal. A ideia, pela organização e seriedade, pela importância e espaço que ano após ano vai ganhando na diáspora portuguesa. Denota muito profissionalismo e entrega, um programa que cativa valores e interesse por um País que, nalguns sectores, parece teimar em não perceber a importância e a força das segunda e terceira gerações de portugueses no mundo.

Foi uma surpresa o jogo de futebol com duas equipas como o Deportivo La Corunha e o Marítimo da Madeira, ter tão pouca aceitação do público . O excessivo valor dos bilhetes de entrada foram uma realidade. De facto 350 Bs.F correspondem a metade do salário mínimo de um venezuelano. Se atendermos que geralmente ninguém vai ao estádio sozinho, os que gostam e têm disponibilidade de frequentar este tipo de espectáculos têm poucas possibilidades financeiras, então o preço dos bilhetes foi um erro grave.

Se aqui ao lado se enaltece a ideia e o profissionalismo com que de ano para ano é feito o concurso 'Lusa Vox', que visa captar valores musicais além fronteiras, nesta oportunidade criticamos tantos e tantos jovens de origem portuguesa a residirem na Venezuela, cheios de valores e dinamismo artístico, mas que revelaram um grande desinteresse pela iniciativa. De facto, cada vez compreendemos menos o porquê de tanto desinteresse dos mais jovens em tudo quanto tenha a ver com Portugal .

O cartOOn da semana

- Nasceu o Esppor, um clube para espanhóis e portugueses...

- E vamos torcer pelo Esppor ou pelo Marítimo?


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

Governo estabelece novos preços de bens alimentares

14 a 20 de agosto de 2008.

Actual

3

Cônsul dá “luz verde” a gabinete de apoio Magnalis Tavares magnis0810@ gmail.com Após o trabalho da Associação Virgem de Fátima, com sede em Los Teques, o cônsul deu 'luz verde' à abertura de um gabinete de apoio do Consulado Geral de Portugal na Venezuela. Este gabinete representa uma solução efectiva para as pessoas residentes nesta zona mirandina e arredores, dado que agora já não terão de se deslocar a Caracas para tratar de assuntos junto daquela entidade. O gabinete de apoio ficará localizado no Centro Comercial Súper Líder, Vía Panamericana, Município Carrizal, e surge depois de alcançados os requisitos impostos pelo Consulado, tais como a obtenção de um local devidamente preparado para acolher o local de trabalho

de três funcionários. As pessoas encarregues do atendimento ao público receberam formação completa para o desempenho das funções, tendo passado 15 dias em Portugal para puderem responder às necessidades da comunidade. A inauguração deste novo espaço consular permite descentralizar um pouco a actividade do consulado, pois quase todas as pessoas que vivem na e no estado Miranda devem deslocar-se à sede de Caracas. A comunidade de los Teques vê com grande entusiasmo este organismo, pois, ainda que dependa do Consulado General, permitirá acelerar os processos de solicitação de documentos e ainda oferecer mais informação, factores que representam uma melhoria da qualidade de vida dos portugueses e luso-descendentes radicados nesta importante zona.

Novo espaço do CoNsulado faCilitará trâmites aos resideNtes miraNdiNos

A medida foi decretada na Gaceta Oficial Nº 38.991, publicada a 11 de Agosto de 2008.

Anaís Castrellón Castillo anaiscastrelloncastillo@ gmail.com Os Ministérios do Poder Popular para a Agricultura e Terras, Alimentação e Indústrias Ligeiras e Comércio, fixaram o incremento dos preços de alguns produtos alimentares e excluíram outros do controlo de preços ao consumidor. A medida foi decretada na Gaceta Oficial Nº 38.991, publicada a 11 de Agosto de 2008, tal como havia sido anunciado de antemão pelo Ministro do Poder Popular para a Alimentação, Félix Osorio Guzmán, durante o III Encontro Empresarial Brasil-Venezuela. No documento oficial também se estabelece o preço máximo de venda ( PMV) a pagar ao produtor pelo gado vivo, em pé e no matadouro ou entreposto frigorífico, o qual será de 5,50 e 10,58 B.s F. ao quilo, respectivamente. A mesma quantidade de carne de gado vivo a pagar ao retalhista será de 11,11 Bs. F. A carne de rés de primeira, que inclui 'muchacho redondo' e 'cuadrado', 'pulpa negra', 'cohocozuela', frango e pato, terá um custo de Bs.F 17,60 por quilo; a de segunda, que inclui 'lagarto sin hueso', 'solomo abierto', 'paleta', 'papelón', 'cogote', 'falda' e costoleta, será de Bs.F 11,90; e a de terceira que inclui 'lagarto con hueso', peito e costela será de Bs.F 10,15. Foi também fixado o preço máximo de venda ao público ( PMVP) para os seguintes produtos: as massas alimentares elaboradas com misturas de trigo, tanto de sêmola durum ou sêmola, terão um preço regulado de Bs.F 3,39 por quilo; Bs.F 2,11 por 500 gramas; Bs.F 1,18 pelas embalagens de 250 gramas. A maionese, na sua apresentação de 3.600 gramas, custará Bs.F 27,46; a margarina de 10 quilos estará à venda por Bs.F 47,09; a salsa de tomate de 4,3 quilos cus-

Novas tabelas de preços eNtraram em vigo Na passada terça-feira tará Bs.F 27,24. Os azeites de milho, de mistura e de girassol também fazem parte da referida disposição: um litro de azeite de milho por Bs.F 6,76; azeite de mistura 2 litros por Bs.F 11,07. Na sua maioria, são preços para comerciantes que adquirem a mercadoria em granes quantidades. Apesar de a margarina e a maionese serem produtos reguladas, não foram incluídas as apresentações 'light' ou com sabores e, no caso da salsa de tomate, a regulação abarca embalagens de vidro. Quanto aos produtos que foram excluídos do controlo de preços, encontra-se o pernil, a costeleta fumada, o atum natural e em lata, a aveia e o sal. Com estas medidas, o Governo nacional espera incentivar a produção nacional, garantir preços justos no mercado, assim como também o direito à alimentação.

Soube o preco do pão O preço máximo do pão depende dos ingredentes da relização e da suas diversas presentações, o trigo custa 4.45 Bs.F o kilo, o que se usa para o sanduíche sem os ingredentes especiais como o integrais fortificados os quais custaram Bs.F 7,98 por 1,25 Kg; Bs.F 6,37, un kilo; Bs.F 5,95, 800 gramos; Bs.F 5,52, 700 gramos; Bs.F 5,10, 650 gramos; Bs.F 3, 82, 500 gramos y Bs.F 2,69 por 350 gramos.

PUBLICIDADE

Na edição desta semana do programa ' Venezuela Contacto ', da RTPI, vamos a história de José Luís Ferreira, uma figura reconhecida por toda a comunidade lusa na Venezuela pelo seu trabalho em diversas áreas. Foi presidente do Club Sport Marítimo da Venezuela, e actualmente preside à Academia do Bacalhau e à Câmara Venezuelana Portuguesa de Comércio, Indústria, Turismo e Afins. José Luís Ferreira, natural do Funchal, Madeira, chegou a esta país há mais de 30 anos. É casado com uma venezuelana, com quem teve três filhos. É considerado um dos responsáveis pelo desenvolvimento e evolução da actividade lusa na Venezuela. Vale a pena conhecer a fundo o trajecto desta personalidade única. Também será transmitido um especial ( info-contacto) sobre a pré-temporada feita pelo Club Sport Marítimo na Venezuela, com resumos de jogos, entrevistas, e demais vivências com a comunidade. Ao mesmo tempo, serão transmitidas imagens acerca da passagem pelo país da formação Sub-15 do clube insular que veio participar

no X Mundialito 2008, na cidade de Puerto La Cruz. Conduzido pelas luso-descendentes Sandra Rodrigues e Vanessa dos Santos, o programa é transmitido de 15 em 15 dias, todas as sextas-feiras, com três sessões diárias. É produzido desde Novembro pela Roteiro Films C.A., Productora Nacional Independiente de capital social lusitano. Através deste endereço electrónico da RTP, poderá consultar o arquivo de programas: http: //ww1.rtp.pt/multimedia/index.php?tvprog=17736 Venezuela Contacto Sexta-feira, 15 de Agosto de 2008 Hora Venezuelana: 4: 00 a.m. - 4: 00 p.m. - 9: 30 p.m.


4

Venezuela. 14 a 20 de agosto de 2008.

Correio da Venezuela.

Consulados honorários aproximam Portugal da comunidade Magnalis Tavares magnis0810@ gmail.com Todos os portugueses e lusodescendentes precisam, a um dado momento, de alguns dos serviços oferecidos pelos consulados portugueses na Venezuela, mas muitas pessoas que formam esta comunidade não residem em Caracas ou em Valencia, cidades onde se encontram as principais sedes destas entidades diplomáticas. Fazendo frente a esta situação surgem os consulados honorários de Portugal na Venezuela, cuja função principal é prestar assistência, protecção e serviços legais aos cidadãos portugueses e lusodescendentes que se encontram no país. Estes dependem directamente dos consulados gerais estabelecidos. O cônsul de Portugal na Venezuela, Fernando Teles Fazendeiro, explicou que os consulados honorários são mais flexíveis e funcionam como uma janela ao público, permitindo que os documentos necessários para qualquer questão legal cheguem até Caracas ou Valência. Fazendeiro referiu que " para que exista um consulado honorário, primeiro deve-se contar com um bom número de cidadãos portugueses no estado onde se criaria a entidade, e depois far-seia uma petição ao Ministério da tutela em Portugal, que tem de aprová-la" . Por outro lado, a nomeação PUBLICIDADE

Fazendeiro explicou que os consulados honorários são mais flexíveis e funcionam como uma janela ao público.

No país fuNcioNam cerca de sete eNtidades diplomáticas represeNtativas que podem facilitar os trâmites legais dos cônsules honorários são decisão do governo português e estes podem ser personalidades destacadas do mundo empresarial ou cultural de uma cidade específica, comerciantes, universitários ou pessoas que tenham uma boa relação com a comuni-

dade portuguesa, segundo informou o cônsul geral de Portugal em Valencia, Rui Gonçalves Monteiro. Ambos os cônsules afirmam que o diplomata deve ter uma boa relação com a comunidade e as autoridades portuguesas

locais. Na Venezuela, mais especificamente em Caracas, o único consulado honorário que existe dependente da área consular desta cidade é o de Margarita, estado Nueva Esparta. No entanto, existem outros consulados honorários dependentes desta mesma área e que se encontram em Trinidad y Tobago, Bonaire, Curaçau e Jamaica, este último criado há pouco tempo. No que diz respeito aos consulados honorários que dependem da entidade diplomática de Valencia, encontram-se na cida-

de de Barquisimeto, Guanare, Maracaibo, Maracay e San Cristóbal. Como todas as entidades diplomáticas, o mais importante é a atenção e a informação que dão aos cidadãos que acorrem a elas. Por isso, fomos à procura das opiniões dos utilizadores dos consulados honorários, tendo recolhido diversas opiniões. Trinidad de Macedo, utente do consulado honorário de Barquisimeto, comentou que " de uma forma geral a atenção pode considerar-se boa. O cônsul Pedro Ferreira é muito atento e está disposto a colaborar com a comunidade portuguesa nos problemas que se apresentem. Ali fiz todos os meus documentos e os dos meus filhos, obtendo-os de forma satisfatória" . Teresa da Silva, utente do mesmo consulado, assegura que " trataram-me bem, a única coisa a registar foi algum atraso na entrega de papéis mas isso foi produto do ir e vir dos documentos. Se pudesse mudar alguma coisa seria a pessoa que está a atender ao público, que de vez em quando é um pouco seca, deveria ser um pouco mais simpática" . Os cônsules honorários também dão seguimento aos casos de sequestros registados no país onde residem e apoiam as famílias das vítimas. Para além disso, encarregam-se de representar a comunidade nas celebrações locais e nacionais desses países.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

14 a 20 de agosto de 2008..

Venezuela

5

Conselheiros reúnem pela primeira vez Carlos A. Balaguera carabal@ cantv.net A Casa Portuguesa do estado Aragua foi o cenário escolhido para a primeira reunião do grupo de conselheiros para as comunidades portuguesas eleitos no passado mês de Abril, composto por Luís dos Santos Jorge, Maria Lourdes de Almeida e Manuel Martins Pereira, já que os restantes membros se encontram de férias em Portugal, não podendo, por isso assistir à referida reunião. O conselheiro Luís dos Santos Jorge referiu que a finalidade do encontro era aproximar-se do conselheiro do interior do país, Manuel Martins, que ainda não tinham conhecido pessoalmente. " Foi muito interessante, tivemos um bom entendimento cujo resultado foi iniciar projectos em três pontos que consideramos os mais relevantes neste momento, e que são a seguran-

A finalidade do encontro era aproximar-se do conselheiro do interior do país.

ça social, a educação e o apoio à participação cívica dos emigrantes" . Mas aquele responsável alertou que os referidos projectos só são possíveis com o apoio da

comunidade, pelo que convidou todas as pessoas a se envolverem e participarem em tudo o que se faça pelos cidadãos portugueses, destacando-se pedir ao governo português que escu-

te as necessidades dos lusos neste país caribenho. Jorge refere que em Barcelona e Puerto Ordaz, por exemplo, a comunidade organizou-se de tal forma que criou gabinetes com a permissão do consulado e que já estão a funcionar, graças ao financiamento da comunidade de cada região. " A pessoa que está no atendimento foi enviada e está a ser treinada pelo consulado de Caracas. Nestes gabinetes, oferece-se informação a cada caso específico e recebem-se documentos que depois são enviados para Caracas" . Maria Lourdes de Almeida comenta que para solucionar ou dar início a soluções, é preciso apresentar o projecto num censo à comunidade portuguesa radicada na Venezuela, e para isso requerer-se o apoio do Ministério de Relações Exteriores. " Este tipo de gabinete ajudaria a facilitar o censo, que nos

aproximaria da realidade de cada região. Estamos conscientes que conseguir um censo com a participação de 80% da população seria muito positivo. Estes gabinetes, que têm o nome de Oficina de Apoio Consular, ajudariam no processo de recenseamento, a todos aqueles que se encontram na idade de exercer o voto para eleições presidenciais" , acrescentou Jorge. Para Manuel Martins, embora no consulado de Valência se encontrem registados uns 40 mil cidadãos com bilhete de identidade e passaporte, é difícil entender porque apenas se encontram recenseados 1868 cidadãos até à data. " Este número é digno de estudo, pois há muito pouca gente inscrita. Os conselheiros sugerem e apoiam, mas não temos poder de decisão, é a comunidade portuguesa que, organizada, poderá exigir soluções para os seus problemas" . PUBLICIDADE


6 Venezuela.

CorrEio da VEnEzuELa.

14 a 20 de agosto de 2008.

Oscar Yanes e a relação com a nossa comunidade que iam sequestrar esse barco, e eu propus um negócio: Leveme, leve-me e eu faço uma reportagem, mas ele não quis porque tinha intenção de regressar à Venezuela, e se me levava, o governo não me ia permitir entrar no país.

Rebeca Fandiño P. rebecafp87@ gmail.com Oscar Yanes pode considerar-se um dos jornalistas e historiadores venezuelanos mais importantes do país. É apresentador de um reconhecido programa no canal Venevision e autor de dez livros, escritos no estilo de crónica que tanto o caracteriza. Entre as múltiplas relações que Yanes estabeleceu ao longo da sua carreira profissional e pessoal, manteve muitos contactos com a comunidade portuguesa, inclusive teve oportunidade de participar em diversos eventos organizados pelos lusos. Quisemos saber mais sobre a sua interacção com esta sociedade.

vOcê que cOnhece O trabalhO da cOmunidade pOrtuguesa, cOnsidera que pOderia acOnselhar-lhes alguma cOisa?

“EstandoemLisboa , impressionei-me com o lugar, com a vitalidade portuguesa”

Onde e cOmO cOmeçOu a sua relaçãO cOm a cOmunidade pOrtuguesa que vive na venezuela?

" Começou há muitos anos, no jornal Últimas Notícias. Eu tinha cerca de 18 anos, já trabalhava neste diário quando fui de férias para Lisboa. Estando nesta cidade, impressionei-me com o lugar, com a vitalidade portuguesa. Naquela época o culto musical focava-se em Amália Rodrigues, considerada a rainha do fado. Impressionei-me bastante pelo facto de quase todos os monarcas destronados, depois da segunda guerra mundial, estarem num sítio chamado Estoril, e com o culto da Virgem de Fátima. Então, todas aquelas coisas fizeram-me pensar, naquela altura, que a comunidade portuguesa era a que tinha mais elementos jornalísticos e que o Últimas Notícias, que era um jornal popular, devia ter uma página dedicada a eles. Desta maneira, falámos com vários jornalistas portugueses para que nos mandassem semanalmente notícias de Portugal, notícias difrentes, para conhecermos a outra cara de Portugal, não os acontecimentos imediatos mas saber mais sobre a emigração. A página era muito interessante, na prática era como uma revista sobre os portugueses aqui. Durou uns dez anos" .

Quem detém duas ou mais nacionalidades encontra-se obrigado a observar as leis dos estados Que é cidadão

Gostaram muito, aceitaram a promoção e já está há seis ou sete anos no ar. Os portugueses riem-se muito porque digo-lhes " se os portugueses tivessem sido publicitários jamais aceitariam este tipo de promoção" , e o slogan também é diferente, diz 'Um restaurante para ser história'. das muitas crónicas que escreveu, alguma fOi sObre pOrtugueses?

Teve oportunidade de participar emo Encontro de Geraçoes 2008

depOis dissO, vOcê manteve uma relaçãO cOm Os pOrtugueses na venezuela?

Sempre mantive relação com eles. Uma vez falei com os donos de um reconhecido restaurante da capital porque os portugueses queriam fazer uma promoção e chamaram-me. Eu respondi: Não faço promoção tipo come isto ou veste-te na 'sastrería' tal.

Se fizesse promoção não era recomendando um produto mas divulgando alguma situação do negócio. Falaram-me sobre o que se poderia fazer no caso da carne, e podíamos dar um golpe publicitário tremendo, com um tipo de destaque que até agora não tinha sido feito, mas a parte do restaurante era mais atractiva, se contarmos histórias da carne.

" Há transmissão de pensamentos.... Há muitos anos, torneime amigo aqui na Venezuela de um português, o almirante Galvão. Este senhor foi opositor de Oliveira Salazar , o ditador português, e exilou-se na Venezuela. Protagonizou um facto que foi escandaloso a nível mundial. Ele escrevia num jornal e raptou o navio Santa Maria, um transatlântico português, dando quase a volta a todo o Oceâno Atlântico. Isto foi a 22 de Janeiro de 1961, e o governo português perseguia-o. Fizeram uma propaganda tremenda contra o governo de Salazar e creio que atracaram no Brasil, país que acolheu os que atracaram o barco, entregando-o ao governo português. Depois foram os sequestros de aviões que entraram na moda. Ele e os quatro portugueses que iam com ele confessaram-me

Uma pessoa a quem estimo muito na comunidade portuguesa e de quem não estou autorizado a revelar o nome neste momento, deu-me uma ideia de que gosto muito, e que cada vez que possa promovê-la vou fazêlo. Tanto os italianos com os espanhóis e os portugueses têm um sistema de vida e um método que seria fundamental que nós coiássemos, e que é o esquema da antiga família europeia, onde a máxima autoridade é o pai e a mãe, onde os filhos vão depender sempre dos pais, onde os filhos, tenham a profissão que tenham, se o pai precisar de ajuda no trabalho, eles ajudam-no. Isso vê-se nas comunidades, principalmente na portuguesa. Um médico luso-descendente, quando vem no fim do ano, trabalha com o pai no negócio. Estas comunidades são muito alérgicas a que os filhos se dediquem à política mas deveriam fazê-lo, porque têm um critério que transforma o país, e transforma-o tanto que vês que os seus filhos são venezuelanos e as pessoas pensam que têm muita sorte, mas não foi que lhe tivessem dado, no lar, uma cultura distinta da nossa, e gostaria que esta gente se dedicasse à política porque seria uma nova política venezuelana. A título pessoal, Oscar Yanes pensa continuar o segundo volume do livro " Nadie me quita lo bailao" , e continuará na Venevision enquanto lhe for permitido. " O governo não gosta que o adversário actue nos meios de comunicação e fazem o possível por chetear todo o adversário do governo que é jornalista, e isso posso dizer porque não é nenhuma calúnia, digo-te eu" .


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

14 a 20 de agosto de 2008..

Importância das migrações para a Venezuela Rebeca Fandiño P. rebecafp87@ gmail.com A Fundação Polar editou o livro do venezuelano Iván de la Vega, cientista e professor da Universidade Central de Venezuela, dedicado a estudar os Mundos en movimiento, movilidad y migración de científicos y tecnólogos venezolanos, como explica o título do seu trabalho. Este escritor preocupou-se com a quantidade de venezuelanos, descendentes ou não de outro país, que, sendo talentosos, decidiram sair desta nação sulamericana. O livro deste investigador explica as causas e as consquências da imigração e emgração dos talentos venezuelanos. Segundo Vega, o texto " está criado de forma a explicar todo o processo de imigração e emigração na Venezuela durantes o século XX" , e é no capítulo V que se apresentam " os números dos imigrantes portugueses, espanhóis e italianos, que foram as imigrações mais importantes entre as décadas de 50 e 70 do século passado" , afirmou o professor.

O livro explica as causas e as consquências da imigração e emgração de portugueses.

Nesta interessante investigação, Vega define que " durante a década de 50, há um importante número de imigrantes europeus, chegando a superar as 48 mil pessoas em 1956, para ir decrescendo progressivamente

e com pequenas flutuações até situar-se, na década de 60, em números negativos no caso da Itália, abaixo dos 3.500 imigrantes no caso da Espanha e flutuações negativas e positivas no caso de Portugal, situação que se manteve com poucas variações ao longo dessa década e princípios da década de 70. Os picos de crescimento no que diz respeito ao saldo positivo de entradas no país apareceu em 1978 e 1979. Nos casos de Portugal e Itália, ascendem a mais de 14 mil e mais de 10 mil, respectivamente, mas não no caso de Espanha, que foi bem mais negativo, como explica o desenvolvimento na página 152. Este livro foi feito com o propósito de que as instituições públicas e privadas da Venezuela tomem consciência deste facto, e a incentivar " a sociedade venezuelana no seu conjunto a desenvolver novos mecanismos de vinculação que favoreçam o contacto e a interacção positiva com os nossos cientistas e profissionais na área da tecnologia que trabalham no exterior" , expôs Leonor Jiménez de Mendoza no prólogo do livro.

Venezuela

7

INJ propõe reformar a Lei da Juventude Jean Carlos de Abreu O Instituto Nacional da Juventude ( INJ), e, conjunto com a Assembleia Nacional ( AN) apresentará antes do final do mês de Novembro um projecto de reforma da Lei Nacional da Juventude, que está em vigor desde 2002, com o fim de dar voz e voto a àqueles jovens que não têm participação na sociedade. O anúncio desta reforma foi feito desde o Teatro Teresa Carreño, em Caracas, no decurso das celebrações do Dia Internacional da Juventude. María Rosa Jiménez, presidenta do INJ, explicou que a actual lei responde às condições sociais e políticas que se vivia naquele momento passado, observando que agora a juventude venezuelana vive noutra realidade. Realçou ainda que no novo estatuto jurídico estarão todos os jovens venezuelanos que sejam descendentes de índios, negros, brancos e europeus. PUBLICIDADE


8 Venezuela.

Correio dA VenezuelA.

14 a 20 de agosto de 2008.

Indefinição na candidatura Andrea Tavares ainda única por El Hatillo “corre” por Libertador Anaís Castrellón Castillo anaiscastrelloncastillo@ gmail.com Duas das figuras mais representativas para conseguir a eleição à alcaldía do Município El Hatillo, Miryam do Nacimiento, do partido Acção Democrática e Delsa Solórzano, de Um Novo Tempo, confirmaram a sua intenção em continuar na corrida eleitoral que termina no próximo 23 de Novembro, quando forem eleitos os próximos alcaldes e governadores da Venezuela. A luso-descendente compareceu no passado domingo, 10 de Agosto, ante a Junta Municipal e inscreveu a sua candidatura à alcaldía do Município de El Hatillo, acompanhada dos seus apoiantes. Na ocasião, assegurou que " se encontra no topo das sondagens" em ter-

ta Delsa Solórzano, com uma percentagem mais alta em relação Junho" , disse a candidata, assegurando na mesma passada que nunca equacionou retirar a sua candidatura. " Esse cenário não está nem esteve previsto, porque as sondagens favorecem-me e uma vencedora nao pode retirar-se" , afirmou. Por outro lado, uma das suas principais adversárias, Delsa Solórzano, também formalizou a sua candidatura, na segunda-feira, acompanhada por Liliana Hernández e Stalin González, que aspiram à Alcaldía do Município Chacao e Libertador, respectivamente. Ambas candidatas asseguram que nas sondagens escolhidas tanto pelos partidos da oposição como os oficiais - Keller e Associados, Varianzas, Consultores 21, Datanálisis e Seijas estão liderar os primeiros lugares de populari-

A candidata assegura que a sua proposta trás algo de novo.

Magnalis Tavares magnis0810@ gmail.com

" Acabam de surgir novas sondagens relativas a Julho onde apareço à frente”

MyriaM do NasciMieNto aiNda coNta coM uM par de Meses para defiNir se chegará às eleições ou decliNará a favor de outra caNdidatura mos de popularidade e apoio por parte dos membros do Município ao qual aspira ser eleita. " Acabam de surgir novas sondagens relativas a Julho onde apareço à frente da candida-

dade no Município, pelo que não têm previsto retirar as suas candidaturas, sobretudo depois de as terem formalizado ante a entidade eleitoral. Nacimiento, que actualmente conta com o apoio dos partidos políticos da oposição 'Primero Justicia', 'Alianza Bravo Pueblo', URD, MIN, 'Democracia Renovadora', 'Resistencia Civil', 'Dignidad Patriótica', apelou aos membros de 'Un Nuevo Tiempo', para declinarem em seu favor, " tal como o estabeleceram no passado 23 de Janeiro no Acordo de Unidade Nacional. " Estamos à espera e solicitamos unidade a 'Un Nuevo Tiempo' no Município el Hatillo, porque senão vamos provocar uma abstenção terrível que prejudicará até a Alcaldía Mayor" , alertou.

No passado dia 7 de Agosto, a luso-descendente Andrea Tavares formalizou, no Conselho Nacional Eleitoral ( CNE), a sua candidatura para ser a próxima alcaldesa do Município Libertador de Caracas. Acompanhada por membros do partido político Pátria para Todos ( PPT), simpatizantes e meios de comunicação social, a candidata declarou que " este é o primeiro passo rumo ao dia 23 de Novembro e a uma melhoria na cidade" . Segundo as suas próprias palavras, ela manterá as suas aspirações até ao final, mas chegado o momento avaliará se a sua candidatura estará em primeiro ou segundo nas sondagens e nas preferências da população, e conforme a situação, exigir ao seu concorrente mais próximo, Jorge Rodríguez, que decline a sua candidatura e a apoie no seu desejo de governar o município. Questionada acerca da unidade do oficialismo, Tavares respondeu que " o nosso partido ( PPT) demonstra, dia-a-dia, o seu compromisso com os planos do Presidente Chávez ao apoiar 18 candidatos do Partido Socialista de Venezuela ( PSUV), pelo que são eles que não dão sinais de querer continuar a

construir a unidade" . A candidata assegura que a sua proposta trás algo de novo, " a nossa ideia é que em cada paróquia tenhamos um representante do gabinete que trabalhe lado a lado com os conselhos comunais, as juntas paroquiais e os cidadãos, posto que é por eles que devemos trabalhar" . No âmbito das suas actividades, a candidata Tavares assistiu, a 13 de Agosto, a um fórum sobre alterações climáticas, que decorreu nas instalações do Instituto Nacional de Capacitação e Educação Socialista ( INCES) em Caricuao, com a finalidade de impulsionar ainda mais o desenvolvimento endógeno das comunidades. Perfil

Como ela mesma se define, Andrea Tavares é " uma mulher preocupada com a sua comunidade" . A par da sua campanha eleitoral, trabalha como conselheira do Município Libertador e é presidente da Comissão de Desenvolvimento Endógeno do mesmo sector, encarregue de impulsionar os conselhos comunais e ouvir as denúncias das comunidades e encaminhá-las para os organismos competentes. A juntar a isto, encabeçou a Comissão Especial para a relocalização da economia informal da cidade de Caracas.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

14 a 20 de agosto de 2008.

Venezuela

9

Victor Vieira impressionado com centro de Margarita Valéria Costa valcosta29@ gmail.com Impressionado! Esta foi a forma como o presidente da Federação dos Centros Portugueses da Venezuela ( Feceporven), Victor Vieira, ficou após conhecer as instalações do Centro Luso-Venezuelano de Margarita na noite da passada sexta-feira. " Estou surpreendido pelo que vi. Não conhecia o clube de Margarita e já vi muitos outros clubes que não têm instalações como estas. Fisicamente está muito bem organizado e estruturado. É pena ser tão pouco frequentado" , refere. Vieira esteve durante uma semana na Ilha de Margarita e resolveu conhecer as instalações do clube luso-venezuelano e também o presidente da entidade, João Nolasco, bem como toda a direcção do organismo. O encontro aconteceu na sextafeira à noite, com um agradável percurso por todo clube, que ocupa um espaço de 11 mil metros quadrados. Seguiu-se um jantar oferecido pela Junta Directiva do Centro.No decorrer da noite, o presidente da Feceporven deixou uma mensagem aos compatriotas de Margarita: " Integrem-se mais nos eventos realizados pela Federação porque isso fortalece e envolve os jovens. Isso faz falta. “Acho que o Centro deve participar e dizer aos demais que aqui existe um clube, que é muito bonito e que tem o que mostrar" , opina Vieira.

Vieira apelou aos compatriotas de Margarita que não esqueçam as suas raízes.

O apelo do dirigente reflecte a constante ausência dos portugueses de Nueva Esparta, e de alguns sócios do clube local, dos eventos que a Federação promove como forma de divulgar a cultura lusa e descobrir novos talentos. No próximo mês, no dia 27, a entidade vai realizar o Festival da Canção, com músi-

cas escritas tanto em português como espanhol. Pela proximidade do evento, o Clube não deverá participar já que não tem mais tempo para inscrever concorrentes no Festival. O presidente Nolasco lamenta que entre os compatriotas da ilha nao haja pessoas que tenham a música como vocação. " Vamos fazer aquilo que pudermos no que diz respeito a participar nos eventos da Federação. Conheço o festival, pois já fui muitas vezes e é um convívio lindo. Vamos trabalhar para ver se no próximo ano podemos participar" , Além do Festival da Canção, Vieira aproveitou para promover a 12ª edição dos Jogos Desportivos da instituição, marcados para Outubro de 2009 em Caracas, e chamar à participação as equipas desportivas do Centro de Margarita, já que este clube nunca esteve nestes jogos. Nolasco, por sua vez, mostrou-se entusiasmado mas afirmou que a deslocação é o grande problema, pois só há dois formas de transporte: Por via aérea ou marítima. " Nem todos podem participar e o Centro em si não pode comportar as despesas. É difícil" O presidente da Feceporven apelou aos compatriotas de Margarita que não esqueçam as suas raízes. identidade". Pediu ainda aos pais que ensinem o idioma português aos seus filhos e à juventude luso-descendente que participe nos eventos e acreditem nos seus talentos. PUBLICIDADE


10 Venezuela.

Correio da Venezuela.

14 a 20 de agosto de 2008.

Empresas levam a cabo projectos para a conservação da Natureza

Luta contra o aquecimento global

Magnalis Tavares magnis0810@ gmail.com

Francisco Javier Figuera fjfiguera@ hotmail.com O aquecimento global não é apenas um fenómeno de aumento de temperatura da atmosfera terrestre e dos oceanos pois os seus efeitos vão muito para além de mudanças que se manifestem no clima. Um exemplo é a escassez de alimentos, o aparecimento de grandes tempestades, inundações, epidemias, doenças infecciosas, má alimentação ou, pior ainda, a desnutrição ambiental. Estes efeitos não são controláveis e os danos que podem causar são irreversíveis, mas existem medidas que podem ser tomadas para travar o processo destrutivo do planeta. É por isso que as principais organizações ecologistas do mundo, como a Greenpeace, Ecologistas em Acção, Jovens Verdes, WWF Adena, Amigos da Terra e Seo Birdlife, bem como diferentes associações, têm lutado em prol da consciencialização civil e empresarial Na Venezuela, foram se tomando, paulatinamente, medidas nesse sentido. É o caso da cadeia de supermercados Unicasa, no mercado há 25 anos. Organizações alertas

Oscar Rivas, gerente de Responsabilidade Social desta cadeia de supermercados, afirma que " o facto de apoiar a agricultura está ligado ao negócio da Unicasa, porque trabalhamos em três eixos: económico, social e ambiental" . Um exemplo referido são as campanhas que têm levado a cabo. " Mensalmente reciclamos 90 toneladas de cartão, poupando papel até nas operações administrativas" , sublinhou. Para Rivas, a sociedade deve empenhar-se no tema ecológico, trabalhando unida para que se consigam maiores benefícios. É por isso que a Unicasa espera que, através, da Agricultura Ecológica - um sistema baseado

CP celebra dia de Nossa Senhora do Monte e da Saúde

AumENto dE cAmpANhAs dE coNsciENciAlizAção pArA o Equilíbrio Ecológico coNsEguiu iNtEgrAr As EmprEsAs Em tão importANtE lutA.

na utilização adequada dos recursos naturais - se consiga obter alimentos orgânicos ao mesmo tempo que se conserva a fertilidade da terra e se respeita o meio ambiente. " Neste momento há um problema ambiental onde todos temos algo a fazer, e o supermercado é um espaço ideal para trabalhar a ecologia" . Pensa que tal pode ser levado a cabo mediante a poupança de energia e a correcta utilização da água porque " são medidas fáceis de aplicar" . Por seu turno, a instituição financeira Banco de Venezuela, que há mais de 37 anos realiza trabalhos de conservação da Natureza, conseguindo cultivar mais de 200 mil árvores em todo o país, este ano elaborou uma nova campanha. Com a campanha 'O que dás à Natureza, ela devolve.

Pensa, faz alguma coisa já', o Banco da Venezuela procura a integração da sociedade no tema da conservação da Natureza, mas sobretudo tem como objectivo conseguir com o que indivíduo assimile que as pequenas medidas aplicadas são grandes contributos para o meio ambiente. " Estas pequenas modificações e contributos que façamos individualmente convertem-se num importante meio para reverter, ou pelo menos diminuir, a mudança da temperatura na terra, que nos está a afectar a todos" , diz Inesandra Machado, vice-presidente da departamento de Marketing Institucional e Imagem. Ao nível interno, o departamento de Responsabilidade Social daquela entidade bancária também leva a cabo um programa para adaptar o seu fun-

cionamento aos parâmetros ecológicos, conseguindo controlar o uso da água, da electricidade e do papel. Medidas como esta conseguiram com que 28% do papel fosse reciclado no mês de Julho, o que se traduz num contributo importante para o impacto ambiental, pois as árvores que a instituição semeou e as que não foram cortadas representam energia para 137 milhões de casas, oxigénio para 442 mil pessoas ao ano e água para 146,5 milhões de pessoas. O cOntributO está em tOdOs

Da quarta informação sobre o aquecimento global da Organização das Nações Unidas ( ONU) ressaltam cinco pilares para combatê-lo: Maximizar a poupança de energia no consumo de combustíveis fósseis, reduzir as emissões de gases que provocam o aquecimento global, optimizar a introdução comercial de energias renováveis, introduzir uma tecnologia de pilhas de combustível de hidrogénio para armazenar energia renovável e criar redes inteligentes para distribuir a energia pelos continentes.

Como todos os anos, o Centro Português prepara-se para celebrar o dia de Nossa Senhora do Monte e da Saúde. As celebrações terão lugar no domingo, 17 de Agosto, a partir das 11 da manhã, com a realização de uma missa seguida de procissão em honra da Virgem. O evento contará com a participação de grupos folclóricos de música portuguesa durante todo o dia. Paralelamente, durante este fimde-semana serão realizadas jornadas de registo, de renovação de cartas de condução e de matriculas de veículos, sendo estas duas os últimas apenas no sábado, 16. Está previsto oferecer ao público presente a possibilidade de escolher entre comida típica portuguesa ou de alguma outra parte do mundo, pois estarão disponíveis quiosques para o efeito.

Procissão em homra da Virgem

A festa de Nossa Senhora do Monte e da Saúde é uma tradição com muitos séculos e que reúne todos os crentes de Portugal e do mundo, posto que muitos encontram nesta Santa uma referência do seu catolicismo. A ela muitos devotos fazem promessas e a devoção que lhe professam permite deduzir que lhe confiam os seus maiores desejos.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

14 a 20 de agosto de 2008..

Melim alerta emigrantes Rosário Martins DN MADEIRA O responsável pela saúde pública faz um alerta aos muitos emigrantes que regressam à Madeira nesta altura estival para não viajarem se apresentarem síndroma febril indeterminado. Maurício Melim explica que o seu objectivo é prevenir, de forma a evitar problemas posteriores de saúde pública na Região. Ainda assim, caso decidam viajar com os citados síndromas, Maurício Melim recomenda que contactem de imediato os centros de saúde distribuídos pela Ilha que estão preparados para dar resposta às solicitações. O alerta do presidente do Instituto de Administração da Saúde e Assuntos Sociais " é sobretudo dirigido aos emigrantes que estão de visita à terra natal, provenientes de zonas tropicais e subtropicais, nomeadamente da Venezuela, Brasil e outros destinos." Na base deste apelo, explica o responsável, " está o facto de se ter vindo a registar, nos últimos tempos, alguns casos com o vírus do dengue, quer na Venezuela quer no Brasil. Há, pois, que tomar medida preventivas por forma a que possamos continuar a ter uma situação de ausência total da doença na Região." Uma vez que a Madeira se confronta com o problema do mosquito 'aedes aegypti', a saúde pública quer evitar que haja vírus em circulação, já que os mosquitos contaminados com o dengue podem depois criar problemas de saúde ainda mais sérios à população. Por isso, considera Maurício Melim, os comportamentos das pessoas são fundamentais, no sentido de evitarem problemas de saúde pública transmitidos por vectores ( mosquito). Não há casos do dengue Por isso mesmo, reitera o presidente do Instituto, " as pessoas que pretendam viajar para a Madeira e que apresentem um síndroma febril indeterminado não o devem fazer, sem antes consultar o médico para um diagnóstico." Sendo ainda mais preciso, Maurício Melim explica que, nas duas semanas anteriores à viagem, quem apresentar os seguintes sintomas não deverá viajar: febre, dor retro-orbitária ( dor nos olhos), dores nas articulações, mialgias ( dores musculares), dores de cabeça, vómitos, manchas vermelhas na pele, edema da planta dos pés e palma das mãos e manifestações hemorrágicas, tais como hemorragia nasal e gengival. O responsável pela saúde pública na Região procura deixar também bem claro que não foi registado nenhum caso de dengue na Região, situação que as autoridades de saúde procuram manter, pelo que apostam em força na pedagogia e na

prevenção. Maurício Melim esclarece que o seu objectivo não é discriminar quem quer que seja mas sensibilizar todos para a saúde e para aqueles que são os grandes factores de risco. A praga do mosquito 'aedes aegyti' continua a preocupar os madeirenses. O

por forma a reduzir a exposição corporal à picada, bem como a instalação de redes mosquiteiras nas moradias. Uma grande mudança de hábitos que se impõe, uma vez que está demonstrado que é impossível erradicar esta espécie de mosquito que tem afectado os madeirenses.

11

Venezuela

Dengue transmite-se com picada de mosquito - " O dengue é causado pelo vírus 'ARH', do género flavivírus, havendo quatro serotipos diferenciados. - " O vector é o mosquito da família 'aedes aegypti'. O reservatório são os primatas. - " O período de incubação do vírus é de dois a oito dias, podendo a doença durar entre cinco a sete dias. A convalescença dura algumas semanas. - " Há o dengue clássico e hemorrágico. O primeiro tem bom prognóstico, mas o segundo é reservado. O dengue hemorrágico implica a hospitalização e pode mesmo causar a morte. - " De forma geral, o dengue é uma doença benigna, mas sem tratamento antivírico disponível.

Foto: A. SPÍNOLA

- " A prevenção assenta em medidas individuais de protecção contra picadas de mosquitos.

Melim quer evitar problemas de saúde pública e, por isso, faz recomendações aos emigrantes que chegam de países com dengue. PUBLICIDADE

Quem tiver febre, sem causa diagnosticada, não deve viajar até à região autónoma da madeira calor e a humidade que se têm feito sentir têm contribuído para a propagação do problema, apesar das várias operações de desinfestação levadas a cabo pela " Extermínio" . Mais uma vez, Maurício Melim volta a apelar à população para que " evite criar as condições que alimentem a proliferação dos mosquitos, seguindo as orientações que estão a ser divulgadas pela saúde pública há três anos." A saber: cuidado com o ambiente, evitar os criadores de vírus como o lixo nos quintais e pequenos recipientes que permitam a acumulação de água, tais como pneus, garrafas e pratos de vasos de plantas. Aconselha-se ainda a mudança frequente de água dos bebedouros dos animais domésticos. Apesar dos cuidados sugeridos e quando, ainda assim, não for possível evitar a circulação do mosquito, Maurício Melim recomenda o uso de repelentes e roupa capaz de proteger as extremidades


12História de Vida.

Correio dA VenezuelA.

14 a 20 de agosto de 2008.

“Quando morrer quero ficar na Venezuela” Magnalis Tavares magnis0810@ gmail.com Com muito entusiasmo e o sorriso que o caracteriza, António Tavares Pira conta-nos tudo o que lhe aconteceu desde a sua chegada à Venezuela, em 1958, quando este país saiu da férrea ditadura do presidente Gómez. Nasceu a 13 de Dezembro de 1940, em Oliveira de Azeméis, cidade do distrito de Aveiro, Portugal. Quem o conhece define-o como um homem cheio de amor, compreensão, valores, sincero em demasia, muito honesto e trabalhador de sol a sol. Os seus vizinhos dizem que é muito cordial e " dicharachero" , ainda que a princípio se tenha sentido marginalizado porque " ser emigrante era um delito" . Quando chegou à Venezuela, saiu directamente do Aeroporto Internacional de Maiquetía para Barquisimeto, onde reside até hoje e que, segundo diz, não mudaria por nada. " Não há como Barquisimeto, esta cidade não tem comparação" . O seu primeiro trabalho foi como sapateiro e ganhava 0,2 Bs.F ( 20 Bs.), que poupava para investir futuramente num negócio próprio. " Foram tempos difíceis, eu comia pão e bebia água para não gastar mais do devido" . Depois desse trabalho, sentiuse atraído pela mecânica, ofício que aprendeu observando outros mecânicos na oficina onde trabalPUBLICIDADE

Antonio Tavares Pira quando morava em Portugal

Barquisimeto tem sido a cidade onde tavares Pira mora há 50 anos. ele nao quer mudar de cidade nunca. hava. Pouco a pouco, com as poupanças que conseguiu reunir, comprou uma casa na qual instalou a sua própria oficina. Mas o espaço era muito pequeno, pelo

que decidiu comprar um terreno maior a fim de conseguir mais clientes para reparação dos seus automóveis. A sua vontade de evoluir levou-o a conseguir melhorar a

sua posição, e por isso comprou uma padaria com o objectivo de obter ganhos extra, um negócio gerido pelas suas filhas. " Como todos os portugueses, quero o bem-estar dos meus, e foi com essa ideia em mente que fui envolvendo a família no negócio" . As suas quatro filhas, Maria Graciosa, Maria Graciela, Maria Regina e Maribel, estão muito orgulhosas do seu pai e dizem que " é espectacular como pai, nunca nos faltou com nada e ensinou-nos que a família está primeiro que tudo" . Tavares Pira sente muito orgulho no país que considera a sua segunda pátria. " Devo tudo à Venezuela: A minha família, a minha casa, os meus netos. A minha vida está aqui e quero que os meus restos fiquem aqui quando eu morrer" . Mas não é por isso que deixa de sentir uma certa nostalgia

quando pensa na sua terra natal. " Quando saí da minha casa, custou-me separar dos meus pais e pensava no quão difícil era chegar a um sítio totalmente diferente, com um novo idioma, com outros costumes. A nostalgia invadia-me" . Nesta fase do seu relato, começou a rir-se porque se lembrou que " no percurso para Barquisimeto assustei-me bastante porque pensei que me tinham devolvido à minha povoação. Aqui não havia nada, tudo era muito solitário e calado" . António Tavares Pira não tem qualquer dúvida: A Venezuela permitiu-lhe construir o seu futuro e o da sua família, incluindo o dos seus netos, todos eles nascidos nesta terra. Mas no seu coração, ainda guarda as mais bonitas recordações do seu querido Portugal, tanto assim que ainda não perdeu o sotaque.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

14 a 20 de agosto de 2008.

“Lusitanos na Venezuela” pela união das comunidades Rebeca Fandiño P. rebecafp87@ gmail.com O programa de rádio 'Lusitanos na Venezuela', metro 101.5 FM, " é uma forma de divulgação da Câmara Portuguesa Venezuelana ( CAPORVEN)" . A presidente desta organização, Fátima Ponte, é também a condutora do programa, diz que com este projecto procura transmitir informação e alegria em cada a semana, fazendo um trabalho contínuo em prol da comunidade portuguesa na Venezuela. O programa 'Lusitanos na Venezuela' nasceu em Agosto de 2002 graças à iniciativa de Juan Pablo Vera Cruz e Manuel Martim Pereira, dirigentes da CAPORVEN nesse ano. Até 2007, o locutor encarregue de dirigir o programa foi Ernesto Sales, tendo sido substituído pela luso-descendente Fátima Ponte, que tomou a palavra e teve a oportunidade de dar a conhecer aos seus ouvintes, portugueses e

Ponte da a conhecer as notícias relacionadas com a comunidade.

venezuelanos, as notícias relacionadas com o organismo que dirige e com a sua comunidade de origem, tornando-os participantes em todas as actividades que mantêm a comunidade lusa unida. Todos os sábados, das sete às dez da manhã, 'Lusitanos na Venezuela' é ouvi-

do em Victoria, Los Teques, San Carlos, Tinaquilo, Maracay e Valencia, com temas que vão desde as tradições à história de Portugal passando pela informação sobre empresas, temas de psicologia, valores, entre outros temas, havendo ainda lugar para animação. Fátima Ponte aproveitou a oportunidade para expressar a sua satisfação em receber, durante o seu programa, a constante intervenção dos ouvintes, e segundo comenta, " telefonam para pedir música portuguesa, e obviamente satisfazemos esses pedidos. As pessoas estão atentas, visitam a rádio, telefonam para a Câmara às segundas e perguntam sobre o que foi dito, e isso permite com que haja união na nossa comunidade e com as outras comunidades" . O programa espera por todos quantos queiram expressar-se. Está aberto à comunidade portuguesa e venezuelana, sem distinções de nenhum tipo, demais câmaras e, principalmente, entidades governamentais, garante Fátima Ponte.

13

Cultura

Noche de fados no Centro Marítimo Magnalis Tavares Uma noite de fados organizada no Centro Marítimo de Venezuela reuniu um grande número de pessoas num ambiente de grande alegria. O grupo encarregue de animar a jornada foi o " Estrelas Lusitanas" , que está integrado por venezuelanos e lusos que se uniram através deste género musical para apresentar um espectáculo único. Durante o acto, o conjunto juvenil esteve acompanhado por Maria de Lurdes de Almeida, e por Alfredo Amaral, os quis fizeram a entrega da " Capa de Coimbra" como forma de reconhecimento especial pela trajectória do agrupamento que nasceu há oito anos. Ana de Castro, uma das pessoas presentes, comentou que foi " muito importante para o grupo contar com o apoio do público" . O agrupamento " Estrelas Lusitanas" reúne jovens com idades entre os 12 e os 21 anos e anualmente, durante este evento, dá a conhecer novos talentos da música tradicional portuguesa. Mas não é um grupo dedicado apenas ao desenvolvimento do fado, já que também protagoniza danças de 'rancheras', música venezuelana, baladas e música lírica. PUBLICIDADE


14Cultura.

Correio da Venezuela.

14 a 20 de agosto de 2008.

Nova associação para expandir a cultura lusa

Sandra e Ricardo apresentam novo CD Jean Carlos de Abreu deabreujean@ gmail.com " Por amor a Portugal" é o nome do quarto álbum do duo Sandra e Ricardo Rodrigues, que está a ser promovido em Portugal. O novo CD, composto por 11 temas, contou com a colaboração de reconhecidos músicos portugueses, como Arsénio Gonçalves, impulsionador do fado na ilha da Madeira, assim como também o guitarrista António Chainho. O baptismo esteve a cargo

tes em " Por amor a Portugal" . Os cantores luso-descendentes informaram que este CD está dedicado a toda a comunidade portuguesa, esteja ela onde estiver, e aos que mesmo não entendam a língua portuguesa. Sandra Rodrigues disse que a música da sua quarta produção musical está feita para todo tipo de pessoas. Expressou que, apesar de alguns venezuelanos " não entenderam tudo o que se canta, a música transporta-os para sentimentos e estes

A ideia surgiu após contactos com o professor David Pinho figura conhecida por impulsionar a cultura lusa.

Magnalis Tavares magnis0810@ gmail.com Orientada pela premissa de unir ainda mais Portugal e a Venezuela, surge uma nova associação de luso-descendentes e venezuelanos com o objectivo de promover a expansão, por todo o território nacional, do idioma e cultura portuguesas. " Aproveitando as boas relações bilaterais, quisemos propor esta ideia, que simboliza um pequeno grão de areia, mas pretende que todo aquele que esteja interessado em conhecer a história, os costumes e a língua portuguesa possa fazê-lo sem nenhum problema" , declarou ao CORREIO Tony da Silva, criador desta associação. A ideia surgiu após contactos com o professor David Pinho, uma figura conhecida por impulsionar a cultura de Portugal na Venezuela, os quais incentivaram o passo para dar forma a um sonho de muitos anos e apresentar à sociedade venezuelana e lusa uma organização séria que tenha uma grande disposição para servir de ligação entre os dois países e trazer o novo de Portugal para a Venezuela e vice versa. Entre os objectivos específicos

está aberta a quem sInta Interesse em aprofundar e dIfundIr as rIquezas da hIstórIa e a língua portuguesas

da associação encontram-se os de incentivar as empresas privadas para contribuírem com recursos económicos e materiais para o apoio de bolsas que permitam aos seus beneficiários estudar em Portugal. Neste sentido, está previsto iniciar contactos com a embaixada, o consulado e os clubes portugueses na Venezuela de modo a que mais pessoas possam ter acesso a uma aprendizagem da língua portuguesa e estreitar laços de amizade com Portugal. " É muito importante o apoio das várias entidades governamentais de Portugal dado que estes podem ajudar-nos a manter-nos ao longo do tempo e ainda aproximarmo-nos da comunidade lusa radicada no país" , comentou o

nosso interlocutor. Quanto aos centros de ensino da língua portuguesa, este novo projecto deseja estabelecer boas relações com estas entidades, dado que é nestes " que se formam os bilingues em português espanhol que no futuro poderão ser os professores de língua e cultura portuguesa" , observou Silva. Até agora, a associação conta com sete membros principais, mas são esperadas em breve pelo menos mais 20 pessoas. Quem desejar unir-se a este projecto, o único requisito indispensável é ter ideias inovadoras para que a associação possa ter um posicionamento dentro da sociedade venezuelana. Está aberta para todo aquele que sinta interesse em aprofundar e difundir as riquezas oferecidas pela história e a língua lusas. O documento constitutivo deste grupo encontra-se em processo de elaboração e redacção de modo a poder ser inscrito no registo civil correspondente. Mais informação pode ser obtida junto de Tony Da Silva através do ( 0414)258-21-75 ou pelos endereços de correio electrónico tonydasilva69@hotmail.com ou tdasilva@neabogados.com.

"Por amor a Portugal" homenagea Amália Rodrigues e a Max.

do pároco da Missão Católica Portuguesa ( MCP), Alexandre Mendonça, que, juntamente com 4 mil pessoas, 'abençoaram' a nova produção discográfica da dupla de irmãos. Gravado em Portugal e na Venezuela, " Por amor a Portugal" ressalta o melhor da música portuguesa, homenageando a grande cantora portuguesa, Amália Rodrigues e o reconhecido artista madeirense Max. " Dar e receber" , " Lisboa menina e moça" , " Vielas de Alfama" , " Canoa" , " Nem as paredes confesso" , " Pomba branca" , e " Porto Santo" são algumas das canções presen-

Irmãos estrearam nova produção musIcal dedIcada aos emIgrantes incentivam a dança e fazem uma grande festa" . Os irmãos Rodrigues encontram-se na Madeira dando seguimento a diferentes compromissos profissionais em diversas actividades organizadas pela comunidade luso venezuelana radicada nesta região portuguesa.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

Ateneu de Caracas: Um reflexo da cidade Anaís Castrellón Castillo anaiscastrelloncastillo@ gmail.com Uma concorrida e pitoresca zona, conhecida como 'Bellas Artes', adorna os espaços que confluem para o Ateneu de Caracas, um importante edifício localizado em frente à Plaza Morelos, no não menos conhecido " circuito dos museus" . O Ateneu de Caracas nasceu em 1931 e é o resultado do esforço realizado por várias personalidades ( artistas, intelectuais, escritores, entre outros) da cena cultural do país, que protagonizaram importantes feitos que hoje em dia se tornaram num contributo inestimável para a cultura venezuelana. Converteuse, através dos anos, no espelho dos habitantes da capital, dada a quantidade de pessoas de diferentes grémios que o frequentavam para assistir às suas actividades e iniciativas.

público uma ampla visão do que significam os movimentos culturais do mundo inteiro. Os seus numerosos lugares de entretenimento como as salas de teatro, de concertos, cinema, galerias, livrarias, salões e praças constituem uma insuperável opção para gozar um momento agradável em tempo de férias, pois a sua ampla programação é capaz de satisfazer as exigências de qualquer idade. Uma nova iniciativa oferecida por este espaço cultural dá pelo nome de " Férias no Ateneu" , a qual disponibiliza um programa inspirado no mágico mundo do teatro. Está dirigido a planos de férias de grupos organizados, aos quais o Teatro Naku e Circuito de Arte Cénica oferecem entretenimentos para crianças através do desenho que ensina o significado das artes cénicas nos palcos, a partir do pagamento de quantia por criança desde os 30 Bs. F.

14 a 20 de agosto de 2008.

15

Lazer

Mérida e Gran Sabana: Destinos eleitos para férias Magnalis Tavares magnis0810@ gmail.com Chegou o tempo de descansar, relaxar e passar mais tempo em família. Muitos estão a pensar qual o destino a visitar neste período de férias, por isso, Mérida e Gran Sabana apresentam-se como duas opções irresistíveis para conhecer um pouco mais a Venezuela. Para Luís Felipe Marques, um lusodescendente que reside na capital, o " destino favorito nestas férias é La

um veículo de tracção nas quatro rodas ( 4x4). Em relação a Mérida, uma cidade rodeada de imponentes montanhas, possuir um centro colonial muito autóctone, vistosos parques, o teleférico mais alto do mundo com 4.765 metros e uma singular gelataria que conta com mais de 600 sabores de gelados, pelo que figura no livro de recordes do Guinness. Pertence a Manuel da Silva Oliveira, um português que chegou à Venezuela em 1953.

As maravilhosas quedas de água de La Gran Sabana.

O Ateneu de Caracas está sempre aberto a novas propostas culturais.

Desde o início que é conhecido como complexo cultural, dado que disponibiliza oito salas de conferências e reuniões com a possibilidade de serem alugadas. O terraço, situado na saída da sala de cinema Margot Benacerraf, é muito concorrido por actores, bailarinos e artistas em general. O 'Moma Café' e o 'cafecito' do Ateneu, são espaços destinados à distracção em companhia da família e amigos com a possibilidade de degustar deliciosos pratos. Este espaço de referência cultural é um dos mais representativos da capital, acolhendo uma programação de eventos regular, mas estando também aberto a novos espectáculos cujos promotores estejam interessados integrar na sua lista de actividades quotidianas, com o fim de oferecer ao

A congestionAdA cApitAl contA com um espAço culturAl que reflecte As AspirAções do cidAdão Para os maiores, estão disponíveis até Setembro as obras 'Sangrando por la herida', 'Nosotros que nos quisimos tanto' e 'Rosa de dos aromas', de quinta-feira a sábado, pelas oito da noite, e aos domingos às seis da tarde. A esta hora, nos sábados e domingos, também poderão desfrutar de 'Cuentos de guerra para dormir en paz'. O custo das entradas é desde 30 Bs.

Gran Sabana porque permite contemplar a maravilha e a força da natureza" . E também porque " consigo relaxar muito com a tranquilidade e a imensidão do lugar" , explica. Por seu turno, Jessica Gouveia, também luso-descendente, prefere viajar nestas férias até " Mérida porque o clima e a sua gente fazem desta cidade o destino perfeito para descansar e esquecer a cidade" . A Gran Sabana faz parte do Parque Nacional Canaima, sendo este o quinto maior do mundo. Converte-se num destino atractivo pelos seus rios e proeminentes cascatas. Além disto, muitos visitantes ficam encantados ao observar seus 'tepuyes', entre os quais o mais famoso é o Roraima, com uma altura de 2.700 metros. Para empreender a sua viagem a este paradisíaco lugar, é necessário seguir pela estrada asfaltada que vai desde El Dorado até ao Brasil, ou um avião até Santa Elena de Uairen. Mas se quer tornar o percurso mais interessante é recomendável seguir a bordo de

O teleférico mais alto e longo do mundo.

Seja qual for o seu destino, a Venezuela oferece sem dúvida um infindável leque de opções para sair de casa e passar um momento agradável ao lado dos seus. Se, por casualidade, escolheu algum destes dois lugares, pode ter a ceretza de que as suas férias vão ser inesquecíveis.


16Funchal.

Correio da Venezuela.

14 a 20 de agosto de 2008.

PUBLICIDADE

Funchal

celebra meio século

No dia 21 de agosto a Madeira está eM festa, coMeMora-se os 500 aNos da cidade do fuNchal. foi eM 1508 que fuNchal foi elevado à categoria de cidade, por ordeM de d. MaNuel, duque de Beja. Muitas têm sido as iniciativas por parte da Câmara Municipal do Funchal e da Comissão dos 500 Anos do Funchal para divulgar e dignificar tão importante data para todos os madeirenses. Durante o dia 21 de Agosto todos os concelhos da Madeira e Porto Santo estarão unidos nas Comemorações dos 500 anos da Cidade do Funchal. Cerimónias Oficiais, bandas e grupos folclóricos, acrobacias aéreas, saltos de pára-quedistas, parapentes invadem as ruas da Cidade.

A festa termina no final do dia com um cortejo de carros antigos e por um cortejo histórico com mais de 600 participantes. Junte-se a nós. Não perca a oportunidade de festejar tão importante data da nossa Cidade. O dia 21 de Agosto de 2008 configura uma data excepcional, comemorando-se 500 anos desde que D. Manuel I elevou a vida do Funchal à categoria de cidade. Sendo um dos pontos altos do calendário comemorativo de 2008, a data celebra-se com di-

versos eventos, que procuram envolver toda a população do Funchal, bem como todos os visitantes. A programação do dia 21 de

Agosto é abrangente. Inclui um cortejo histórico, a actuação dos Asas de Portugal, paradas das forças militares, militarizadas e de segurança, paradas navais e aéreas, música, uma estafeta que envolverá 500 pessoas e unirá todos os concelhos da Região em torno da sua capital, ou actos solenes e conta com a participação activa de milhares de cidadãos que querem celebrar, em conjunto e das mais diversas formas, a sua cidade. A Câmara Municipal do Funchal e a Funchal 500 Anos E.E.M

deixam o convite a todos os cidadãos para que: participem nas comemorações. A cidade é de todos e merece ser celebrada por todos. Eis a programação para o Dia da Cidade, que contará ainda com as colaborações dos restaurantes da " baixa" , que disponibilizarão ementas especiais e vestirão os seus colaboradores com t'shirts alusivas às Comemorações e dos motoristas de táxi, que durante todo o dia utilizarão pólos Funchal 500 Anos.


o jornal da comunidade luso-venezuelana.

14 a 20 de agosto de 2008.

Funchal

17

PUBLICIDADE

PROGRAMA Dia 20 De agosto

21h30 - Concerto da Orquestra Waidhofen no Teatro Baltazar Dias

do Município das Delegações Municipais 13h05 - Entrega das ofertas dos municípios da Madeira

1. - Cais 2. - Teatro Baltazar Dias 3. - Estátua de Zarco 4. - Largo da Sé 17h30 - Acrobacia aérea

Dia 21 De agosto

09h00/10h30 - Parapente e Asa Delta 09h00/13h00 - Embarcações de Recreio na Baía do Funchal 10h00 - Missa Solene de Acção de Graças na Sé do Funchal 11h20 - Formatura da Guarda de Honra no Largo do Município Guarda de Honra com: Exército, Armada, Força Aérea, GNR, PSP, Polícia Florestal, Bombeiros. 11h35 - Chegada dos convidados à Câmara Municipal 11h45 - Apresentação de honras militares às altas individualidades. 11h50 - Largada de páraquedistas com as bandeiras Nacional, Regional e da Câmara Municipal 11h55 - Desfile das Forças em parada 12h00 - Sessão solene na Câmara Municipal 12h00 - Concentração no parque de Santa Catarina dos participantes na estafeta 12h30 - Partida para a Praça do Município 13h00 - Chegada à Praça

13h20 - Destroçar das delegações municipais 13h30 - Parada de embarcações de recreio e de pesca na Baía do Funchal no sentido Leste ( Ponta do Garajau) / Oeste ( Clube Naval / Quinta Calaça) passando em frente do Cais. O sentido pode ser inverso de acordo com o regime de ventos) 13h30/15h00 - Almoço funcionários Câmara 13h30/15h00 - Almoço oficial 16h00/16h30 - Passagem de aviões sobre o Funchal 16h00/17h00 - Arruada de bandas e grupos folclóricos Bandas: com entrega da réplica do Foral à população por jovens escuteiros 1. - Forte de S. Tiago - Praça da Restauração 2. - Casino - Praça da Restauração 3. - Largo Severiano Ferraz Praça da Restauração 4. - Bombeiros - Rua da carreira - Praça da Restauração 5. - Campo da barca - Rua 31 de Janeiro - Praça da Restauração 6. - Largo Jaime Moniz - Rua da alfândega - Praça da Restauração Grupos Folclóricos: com Entrega da Réplica do Foral à População por jovens

18h00 - Salto de pára-quedistas sobre o terreno junto ao Cais 18h30/19h30 - Cortejo de carros clássicos CasiNo -

Avenida do Infante até ao cruzamento com a Avenida Calouste Gulbenkian Rua Carvalho Araújo - Avenida Sá Carneiro - Rotunda do Infante - Avenida do Mar e das Comunidades Rua do Brigadeiro Oudinot - Rua do Bom Jesus - Praça do Município - Rua da Carreira - Avenida de Zarco Avenida Arriaga - Avenida do Infante - Desconcentração depois do Casino 19h00/20h00 - Parapente ( Chegada ao Terreno junto ao Cais) 21h30/23h00 - Cortejo Histórico nas praças e ruas do Funchal Percurso: Escola Francisco Franco Rua 5 de Outubro - Av. Do mar - Av. Zarco - Av. Arriaga - Rua do Aljube - Rua dos Ferreiros - Praça do Município - Escola Francisco Franco 23h00 - Fogo de Artifício Dia 22 De agosto

21h30 - Concerto da Orquestra Waidhofen no Teatro no Parque Santa Catarina

PUBLICIDADE


18Portugal.

CorrEio dA VEnEzuELA.

14 a 20 de agosto de 2008.

As autarquias vão promover o diagnóstico da delinquência e criminalidade local, assim como avaliar o sentimento de segurança e avançar com propostas para a sua melhoria. Estas iniciativas estão previstas nos Contratos Locais de Segurança, de acordo com o protocolo preparatório assinado quarta-feira, 13.

Crescem pedidos de ajuda Dormidas caíram 1,8% em Junho de imigrantes à Igreja O presidente da Comissão Episcopal da Mobilidade Humana reconheceu, na terça-feira, 12, em Fátima, existir " um aumento dos pedidos de apoio de imigrantes às instituições sócio-caritativas da Igreja" . " Tem aumentado o número de pedidos de ajuda de imigrantes, aos quais procuramos dar resposta em parceria com as instituições do Estado, sociais e autarquias" , afirmou D. António Vitalino Dantas no decurso da conferência de imprensa que antecedeu o início da peregrinação internacional aniversária ao Santuário de Fátima. Para o prelado, o crescimento das solicitações por parte da população imigrante deve-se ao " desemprego" e ao " trabalho clandestino" . " Quando os imigrantes ficam sem trabalho, ficam na rua" , alertou D. António Vitalino Dantas, acrescentando que " a Igreja nem sempre tem os recursos necessários" para responder às solicitações da população imigrante. O presidente da Comissão Episcopal da Mobilidade Humana explicou que a questão dos imigrantes, sobretudo dos africanos, " tornou-se um tema muito debatido" , não apenas " por causa da Lei da Imigração" mas também devido à " realização da Cimeira Europa-África" e à " nova directiva europeia sobre migrações" . A este propósito, D. António Vitalino Dantas considerou que aquela " é mais restritiva à liberdade de circulação na Europa" , contrapondo com o facto de " a Igreja ser uma sociedade aberta" . Na mesma conferência de imprensa, o director nacional da Obra Católica Portuguesa de Migrações ( OCPM), padre Francisco Sales Diniz, lembrou que " mais de metade das pes-

As dormidas nos estabelecimentos hoteleiros em Portugal caíram 1,8% em Junho, face igual período do ano passado, para os 3,7 milhões, segundo dados quarta-feira, 13, divulgados pelo INE. De acordo com o Instituto Nacional de Estatística, a queda das dormidas em estabelecimentos hoteleiros foi sobretudo penalizada pela contribuição negativa dos residentes nacionais ( que caíram 5,1% em relação a Junho de 2007). Os proveitos totais atingiram os 178,7 milhões de euros, menos 3,1% do que no mesmo mês de 2007 e os de aposento caíram 1,3% para 121,9 milhões de euros.

passado. De acordo com o INE, comparativamente a Junho de 2007, a repartição das dormidas por tipo de estabelecimento revela aumentos nas estalagens ( 8,4%), nos móteis ( 8,1%), nos aldeamentos turísticos ( 1,7%) e nas pensões ( 1,3%). As restantes tipologias apresentam reduções de 4,7% nas pousadas, 4,2% nos apartamentos turísticos, 2,8% nos hotéis e 0,7% nos hotéis-apartamento, acrescenta o INE. Tal como nas dormidas, também o balanço dos proveitos totais dos estabelecimentos hoteleiros nos seis primeiros meses do ano é

A peregrinação internacional aniversária, que começou esta semana no Santuário de Fátima, é dedicada ao migrante e ao refugiado.

"Quando os imigRantes ficam sem tRabalho, ficam na Rua", aleRtou d. antónio vitalino dantas soas que emigram hoje são jovens" . " São jovens e levam um sonho de construir uma vida de dignidade humana" , anotou o responsável, acrescentando: " Não podemos frustrar a esperança dos jovens" . Este responsável referiu que está nos jovens migrantes a possibilidade de " renovação das comunidades cristãs, que estão muito envelhecidas" . O director nacional da OCPM lembrou ainda que os filhos dos emigrantes portugueses são jovens a quem deve

ser dada " muita atenção, para que possam continuar a ser portadores da cultura e da fé que herdaram dos seus pais" . A peregrinação internacional aniversária, que começou segunda-feira, 12, no Santuário de Fátima, é dedicada ao migrante e ao refugiado. Este ano, o tema é " Jovens migrantes protagonistas da esperança" . A peregrinação termina quarta-feira com a eucaristia no recinto do Santuário, presidida pelo arcebispo de Lubando, D. Zacarias Kamwenho.

Menos turistas nacionais em Julho.

Resultado deve-se sobRetudo à menoR pRocuRa dos poRtugueses Apesar do resultado no mês de Junho, no primeiro semestre, os hotéis portugueses receberam 6,2 milhões de hóspedes, que corresponderam a 17,6 milhões de dormidas, o que representa uma evolução positiva de 4,2% e 1,5%, respectivamente, face igual período do ano

positivo, revelam os dados do INE. Entre Janeiro e Junho os estabelecimentos hoteleiros apresentaram proveitos totais de 870,4 milhões de euros ( mais 5,2% que no período homólogo) e proveitos de aposento de 569,4 milhões de euros ( mais 5,1%).


o jornal da comunidade luso-venezuelana.

14 a 20 de agosto de 2008.

19

Portugal

A vacina contra o vírus que pode provocar o cancro do colo do útero vai integrar o Plano nacional de Vacinação na data prevista. A confirmação foi avançada esta semana pelo Ministério da Saúde.

Plano turístico dos Açores prevê 15.500 camas até 2015 O novo Plano de Ordenamento Turístico dos Açores ( POTRAA), hoje publicado em Diário da República, estipula a existência de um máximo de 15.500 camas até 2015, o dobro da actual oferta turística do arquipélago. O documento normativo elaborado pelo Governo açoriano foi aprovado a 18 de Junho na Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores apenas com os votos favoráveis do PS, já que o PSD votou contra e o CDS/PP absteve-se. Este plano sectorial para o turismo regional determina tectos máximos de crescimento hoteleiro em cada uma das nove ilhas, prevendo " cargas turísticas máximas" de 7.605 camas em São Miguel, 2.900 na Terceira, 1.734 no Faial e 1.060 no Pico. Seguem-se as ilhas de Santa Maria ( 660 camas), Flores ( 578), São Jorge ( 553), Graciosa ( 330) e o Corvo ( 80). O POTRAA, que entrou em vigor terça-feira, 12, define, ainda, uma bolsa de 1.551 camas como reserva destinada a fazer face às dinâmicas de crescimento insulares não susceptíveis de serem previstas à distância.

Governo quer reduzir consumo de energia em 10 % até 2015

o PoTrAA está em vigor até 2015, devendo ser revisto pelo Governo regional até ao termo da sua vigência.

Ao criar este instrumento de gestão o Executivo açoriano pretendeu garantir a afirmação de um sector turístico " sustentável" nas ilhas, que possibilite um desenvolvimento económi-

co, a preservação do ambiente natural e humano, contribuía para o ordenamento do território insular e para a atenuação das disparidades entre os diversos espaços.

Sargentos pedem audiência a Cavaco A Associação Nacional de Sargentos ( ANS) entregou na quarta-feira, dia 13, em Belém, um pedido de audiência com o Presidente da República para " transmitir propostas" sobre as carreiras militares e retributivas e formas de liquidação da dívida à família militar. " Queremos transmitir ao Presidente da República as nossas ideias e propostas" , afirmou à agência Lusa o presidente da Associação, António Lima Coelho. Lima Coelho disse que a Associação tem propostas para a " reestruturação e efectiva revisão" das carreiras militares e retributivas, acrescentando que " desde 1993 que isso não é feito" . Relativamente à dívida do Estado português à " família militar" , o presidente da Associação de Sargentos referiu que " há mecanismos que podem ajudar a economia e demonstrar boa vontade do Estado em liquidá-la" , uma dívida que " já é superior a mil milhões de euros" .

O Governo quer reduzir o consumo de energia em 10% até 2015 através de um plano de eficiência energética e nesse sentido baixar em cerca de 1% por ano o crescimento da factura energética. A factura energética portuguesa subiu 2,1% em 2007 face ao ano anterior de 7.840 para 8.000 milhões de euros, segundo dados da Direcção-Geral de Energia e Geologia, dada a escalada dos preços do petróleo registada nos primeiros sete meses do ano. Em termos médios, o preço do petróleo foi este ano de 113,59 dólares, bem acima da média de 72,7 dólares verificada em 2007. O Plano Nacional de Acção para a Eficiência Energética, aprovado

pelo Governo, conta com 12 programas para a eficiência energética nos sectores residencial e serviços, transportes, indústria e Estado. Com este programa, o Governo vai gastar 30 milhões de euros por ano, mas poderá mitigar em cerca de 1,0% ao ano o crescimento esperado da factura energética. O plano, do qual ainda não se conhecem os contornos definitivos, foi aprovado em Abril pelo Governo e tinha algumas medidas emblemáticas como o incentivo monetário de 100 euros à substituição de electrodomésticos ou ainda a substituição de 5 milhões de lâmpadas, uma medida que vai começar a ser implementada pelo Governo a partir de Setembro.

Rendimentos das famílias cresceu 2,1% desde 1999 O mais recente inquérito às Despesas das Famílias 2005/2006 feito pelo Instituto Nacional de Estatística dá conta de que o rendimento líquido total anual médio das famílias em Portugal era, em 2005, de 22.136 euros o que corresponde a um rendimento líquido mensal de 1.845 euros e um aumento de 2,1% desde 1999. Estes números demonstram que os rendimentos das famílias registaram uma taxa média de crescimento anual de 2,1 por cento desde 1999. O documento dá conta de que a despesa média anual era

de 17.607 euros por agregado familiar em 2005/2006, dos quais 26,6 por cento ( 4.691 euros) gastos em habitação, incluindo despesas com água, gás e electricidade, 15,5 por cento ( 2.736 euros) em bens alimentares e bebidas não alcoólicas e 12,9 por cento ( 2.272 euros) em transportes. A região de Lisboa era a que tinha o rendimento líquido total anual médio por família mais elevado, de 27.463 euros, mas também a despesa mais elevada, de 20.715 euros, claramente acima do valor nacional.


20Portugal.

Correio dA VenezueLA.

14 a 20 de agosto de 2008.

Temperaturas médias acima da média A temperatura média do ar durante os meses de Junho e Julho foi, conjuntamente, " ligeiramente" superior aos valores médios, nomeadamente nas temperaturas médias máximas, de acordo com o Instituto de Meteorologia. Em Junho, a média da temperatura média máxima do ar foi de 26.7 graus Celsius, quando o valor normal de referência ( entre 1971 e 2000) foi de 25.4 graus. Contudo, em Julho estas temperaturas foram inferiores à média. O valor médio da temperatura média máxima do ar em Julho foi de 27.7 graus, quando o valor normal foi de 28.7 graus, atendendo ao período referência. Segundo o Instituto de Meteorologia, numa nota divulgada na sua página na Internet, " os valores observados confirmam ( as) previsões de médio prazo anteriormente divulgadas pelo IM que admitiam ser o Verão de 2008 ( me-

Valores da temperatura são ligeiramente superiores à média dos 30 anos

A previsão do estado do tempo a partir de segunda-feira, 18, aponta para o aumento da temperatura.

ses de Junho, Julho e Agosto) um período de tempo quente e seco com valores de temperatura ligeiramente superiores à média dos 30 anos de referência" .

O IM realça que " estas previsões a mais de 3 meses devem ser sempre interpretadas com alguma reserva" , por serem probabilísticas.

A previsão do estado do tempo a partir de segunda-feira, 18, aponta para o aumento da temperatura, adianta o IM. No início de Junho, o presi-

Metro de Lisboa vai crescer até à Reboleira A linha Azul do Metro de Lisboa vai prolongar-se até à Reboleira, uma obra que deverá estar concluída em 2011, cujo contrato foi assinado esta semana na estação Amadora-Este e na presença da secretária de Estado dos Transportes, Ana Paula Vitorino. O contrato de empreitada da futura estação de metro da Reboleira prevê a construção de uma galeria dupla de cerca de duzentos metros, um término de 280 metros e uma estação com cais de cem metros de comprimento de 'interface' com a actual estação de comboios da Reboleira, na linha de caminhos-deferro de Sintra. O contrato de empreitada da futura estação de metro da Reboleira prevê a construção de

Metro de Lisboa continua a crescer para cobrir mais pontos distantes da cidade

uma galeria dupla de cerca de duzentos metros, um término de 280 metros e uma estação com cais de cem metros de comprimento de 'interface' com a actual estação de comboios da Reboleira, na linha de caminhos-deferro de Sintra. A extensão da linha Azul do Metro de Lisboa entre as estações de Amadora-Este e Reboleira insere-se no plano de expansão da rede do Metropolitano da capital que, depois da abertura das estações do Terreiro do Paço e Santa Apolónia prevê ainda a entrada em serviço de mais seis novas estações até 2011, distribuídas entre a linha Azul e a Vermelha, atingindo um total de 9,6 novos quilómetros de rede.

dente do IM, Adérito Serrão, disse à Lusa que os modelos meteorológicos de previsão a médio prazo para Junho, Julho e Agosto em Portugal continental apontavam para menos chuva e temperaturas ligeiramente acima da média, atendendo aos últimos 25 anos. Na altura, o presidente do IM advertiu que esta previsão a três meses é uma " previsão probabilística" , não sendo possível datar " episódios extremos" nem saber a sua duração. Os modelos meteorológicos disponíveis no início de Junho para os três meses apontavam para a possibilidade de temperaturas mais elevadas em cerca de 0,5 graus Celsius acima da média, referiu.

“Solitário português” detido em Lisboa A Polícia Judiciária anunciou quarta-feira, 13, a detenção do homem conhecido como " Solitário Português" , que há quatro anos se dedicava a roubos de bancos com recurso a armas de fogo. " A Polícia Judiciária, através da Direcção Central de Combate ao Banditismo e em estreita colaboração com o DIAP ( Departamento de Investigação Acção Penal) de Lisboa, desencadeou na terça-feira, na cidade de Lisboa, uma operação com vista à localização do indivíduo conhecido como `O Solitário Português, que há cerca de quatro anos se dedicava a roubos com arma de fogo a instituições bancárias" , refere a polícia em comunicado.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

14 a 20 de agosto de 2008.

21

Saúde&Bem-estar

“Rember”: Esperança Pele mais luminosa e uniforme contra a doença de Alzheimer Uma solução rápida e eficaz para a eliminação de manchas na pele, marcas de acne e rugas leves é hoje conhecida como peeling químico, um tratamento não cirúrgico que consiste na eliminação de capas cutâneas com o fim de actuar na matriz dérmica e acabar com esses pequenos defeitos.

Magnalis Tavares magnis0810@ gmail.com A nova promessa da medicina na luta contra a doença de Alzheimer chama-se 'Rember', um derivado do 'azul de metileno' e que se encarrega de destruir as estruturas anormais que se formam no cérebro, provocando esta doença degenerativa. Os cientistas encarregues de desenvolver este medicamento asseguram que " a deterioração mental dos pacientes que utilizaram o medicamento é 80% menor comparativamente àqueles que não o usaram" . Os resultados deste estudo foram apresentados na Conferência Internacional sobre a Doença de Alzheimer em Chicago e é o quinto medicamento a ser desenvolvido para esta patologia. A diferença entre o 'Rember' e os restantes quatro medicamentos radica no facto de o primeiro atacar directamente o problema dos nós cerebrais enquanto que os segundos se focam na redução dos sintomas da doença. A aparição deste novo antídoto gerou muitas expectativas nos médicos e cientistas. O investigador Fernando Valdivieso, professor catedrático da Universidade Autónoma de Madrid e Prémio Nacional de Investigação contra a Alzheimer, pede que " não se

muitos factores. Realiza-se em consultas dermatológicas de forma ambulatória e é um método muito simples, rápido e indolor, frequentemente utilizado para obter um rosto mais luminoso e uniforme, mas também pode realizar-se em qualquer parte do corpo, conseguindo resultados extraordinários.

Foto: Gettyimages

O peeling consegue devolver à pele a cor e a textura. Alzheimer afecta 26 milhões de pessoas em todo o mundo

criem falsas expectativas sobre os efeitos do 'Rember' porque deve-se esperar que terminem as investigações e que se exponham os efeitos secundários" . Por seu turno, Claude Wischick, responsável pela empresa farmacêutica que apresentou o produto, assegurou que " o medicamento poderá estar no mercado em

2012, assim que terminem as fases de investigação" . É importante recordar que segundo estatísticas mundiais, a doença de Alzheimer afecta 26 milhões de pessoas em todo o mundo e caracteriza-se pela perda progressiva da memória e de outras capacidades mentais, à medida que as células morrem e as diferentes zonas do cérebro se atrofiam.

O peeling tem efeitos imediatos e consegue devolver à pele a cor, a textura e o tom que se perde devido a agentes externos como o sol, o stress, o consumo de álcool e de nicotina, entre outras coisas. O tratamento é levado a cabo mediante a aplicação de um produto químico que pode ser: Fenol, ácido tricoloroacético, ácido salicílico, resorcina, ácdio glicólico ou ácido láctico, que pode variar dependendo de

Existem três tidos de peeling químico: Superficial, médio e profundo. Estes são aplicados segundo o nível de lesões que o paciente tenha. Se as imperfeições não são tão notórias, realiza-se um tratamento superficial. Se existe uma maior pigmentação na pele devido à presença de manchas, o adequado será o tratamento médio. Finalmente se os danos na pele são muito profundos, a solução será um rejuvenescimento profundo. PUBLICIDADE


22 Opinião.

COrreiO da Venezuela.

14 a 20 de agosto de 2008.

Europa: Beco sem saída?

O

apressado alargamento da União Europeia, hoje com 27 países e outros a bater à porta, com fracturas políticas, sociais e económicas graves, no seu interior e entre si, no contexto de uma globalização sem reservas e fonte de problemas que nos têm afectado, o " não" irlandês, ao " Tratado de Lisboa" , após o " não" ao " Tratado Constitucional" , deveria conduzir todos os decisores políticos, a uma profunda reflexão. O que aconteceu e que certamente voltará a acontecer, se não forem tomadas medidas consistentes, não é um simples aviso à navegação, mas a rápida aproximação, do " barco" europeu, a um mar de escolhos, onde é impossível navegar. Podemos " hoje" argumentar que os irlandeses foram enganados pelas falsas razões dos paladinos do " não" . Mas então porque é que não agimos " ontem" , para desmontar as falsidades evocadas? Acusam-se hoje os irlandeses, de impedirem todos os restantes países europeus, de avançarem na construção europeia. Mas então a regra da unanimidade, não foi unanimemente aprovada entre todos? Ou será pelo facto da Irlanda não ter o mesmo peso demográfico e económico de

Luís Barreira

Por isso é preciso parar, para pensar!

outros países, que o seu " não" não tem o mesmo valor? Há mesmo quem condene a Irlanda de ter beneficiado da adesão à União Europeia e agora se mostrar " pouco agradecida" , face aos outros países que contribuíram para o seu notável desenvolvimento. Mas será que, alguns países, têm de subordinar as suas decisões nacionais às contrapartidas económicas que recebem da Europa, sob pena de represálias? Se calhar é e sempre foi verdade mas, nesse caso, é preciso dizê-lo! Evitarse-iam muitas confusões, quanto ao conceito de independência nacional dos países da União. Não está aqui em causa o valor do conteúdo do referido tratado, que foi agora referendado na Irlanda e que mereceu a rejeição da sua população. Mas, se a forma da solução, que vier a ser encontrada, não tiver em consideração os princípios que servem de base ao relacionamento dos 27 Estados membros, Se os pequenos países são objecto de um tratamento diferenciado, por parte dos grandes países e se, mesmo entre os grandes, alguns só adoptam as regras que lhes interessam, a União não passa de um simulacro daquilo que os seus pensadores teriam imaginado.

Se a construção europeia não foi bem gerida até ao momento, pareceme, no entanto, que estamos num caminho sem retorno, ou seja, a unidade europeia conseguida, não vai e não pode voltar atrás. O que se construiu de bom, até ao momento, não pode ser desperdiçado! Por isso é preciso parar, para pensar! Os povos europeus têm vindo a aderir à União Europeia, pela simples razão de que, essa adesão, lhes pode proporcionar mais desenvolvimento económico e poder consumista. As razões de ordem económica sobrepuseram-se, de forma abafadora, a todas as outras identitárias razões europeias, nomeadamente: sociais, históricas e culturais. Os europeus, mal se conheciam antes e muito mal se conhecem agora e os seus particulares interesses nacionais, alimentados por todo o tipo de detractores da unidade europeia, acabarão um dia por se tornarem contraditórios e conflituosos, porque estão reduzidos ao " recheio" das suas próprias carteiras. A Europa tem de afirmar-se por um conjunto de valores humanísticos e universais, capazes de contribuir para a paz e prosperidade do planeta, fazendo do HOMEM o objectivo fundamental das suas políticas.

Director: Aleixo Vieira Subdirector Agostinho Silva Coordenação em Caracas Erika Correia Rodríguez Jornalistas: Jean Carlos de Abreu, António da Silva, Rebeca Fandiño, Magnalis Tavares, Anaís Castrellón Correspondentes: Carlos Balaguera (Maracay e Valencia) Carlos Marques (Mérida) Edgar Barreto (Punto Fijo) Trinidad Macedo (Barquisimeto) Valéria Costa (Margarita) Francisco Figuera (Valencia) Silvia K Gonçalves (Guayana) Colaborações: Raúl Caires (Madeira) António de Abreu, Arelys Gonçalves Antonio López Villegas, Luís Barreira, Álvaro Dias, Luis Jorge Sandra Rodríguez, Ysabel Velásquez, Valéria Costa Gerente Executivo Aurelio Antunes Publicidade e Marketing: Carla Vieira Ventas Ricardo de León Preparação Gráfica: DN-Madeira Produção: María Alexandra Monteverde C.

Quando desespero

Quando entro em desespero, recordo que, através da história, os caminhos da verdade e do amor sempre triunfaram. Houve tiranos, assassinos e que durante algum tempo pareceram invencíveis, mas que acabaram por cair" . Ainda que esta afirmação tenha hoje toda a vigência susceptível de ser transposta para este país como noutros, sendo também aplicada totalmente e sem qualquer contra-senso, foi pronunciada há mais de 60 anos por Mahatma Gandhi. E estas outras - " Não concordo com as todas ideias, mas daria com muito gosto da minha vida para defender o teu direito em expressálas" - são atribuídas a Voltaire, que as proferiu muitos mais anos antes. O que há muito se disse com tanta força e razão, hoje em dia possui uma vigência tal que parece ter sido dito hoje mesmo por estas bandas. Por outras palavras, " los bichos" estão em todo o lado e em toda parte e parece que trabalham de

Fotografia Leo Merchán Administradora de conteúdos Web

Antonio López Villegas altatribuna@ yahoo.com

Todos sabemos que a democracia não é perfeita

uma maneira parecida: todos querem perpetuar-se no poder, mas a vida ou a história é sábia porque, por muito que tenham tratado de ficar com ele, de alguma maneira, a providência passou-lhes uma factura. Hoje na Venezuela, sabemos, como se de uma ciência exacta se tratasse, o que estamos enfrentando porque a história se repete ou se tenta repetir-se. Mas o ímpeto e a força de quem desejamos viver em paz e em liberdade não se negocia jamais porque estes valores não têm preço e os homens estão dispostos a pagar o que seja para poder conservá-los. Por outras palavras, a liberdade é a primeira coisa que os homens perdem quando as leis da sociedade são violadas, porque, na verdade, é o que temos de mais valioso. Neste sentido, é o mais valioso que possuímos e os homens no mundo inteiro têm estado dispostos a sacrificar a vida se tal é preciso para conser-

vá-la ou para a recuperar uma vez perdido. Quiçá seja uma quimera ou uma fantasia da " nova classe política" pretender acreditar que podem, porque esta vez se trata deles, eternizar-se no poder castigando assim as pretensões de outros que também estão desejosos de ascender a ele. As razões que esgrimem para fazê-lo vão desde as mais elementares até às mais complexas. Todos sabemos que a democracia não é perfeita. Não o é. Mas é o menos mau dos sistemas de governo. Digo menos mau porque não há um sistema perfeito. Mas é o único que permite a um povo " sacudir-se" de quem está governando mal. A Venezuela é um país que, afortunada o desafortunadamente - nunca saberemos qual das duas é a mais acertada - possui uma riqueza petrolífera que lhe permitiu evitar dificuldades, disparates e experiências levadas a cabo por este governo nos últimos anos.

Juliet Linarez Distribuição: Juan Fernández e Enrique Figueroa Impressão: Editorial Melvin C. A Calle el rio con Av. Las Palmas Boleita Sur - Caracas Venezuela Endereço: Av. Principal Las Mercedes. Edif. Centro Vectorial (Banco Plaza). Pent House, Urb. Las Mercedes, Baruta Caracas (Ao lado de CONAVI). Telefones: (0212) 9932026 / 9571 Telefax: (0212) 9916448 E-mail: correio@cantv.net URL: www.correiodevenezuela.com Tiragem deste número: 15.000 exemplares Fontes de Informação: Agência de Notícias Lusa, Diário de Notícias, Diário de Notícias da Madeira, Ilhapress, Portuguese News Network e intercâmbio com publicações em língua portuguesa, de diferentes partes do Mundo.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

Cartas:

23

Cartas&Inquerito

Favor enviar as suas cartas e comentários ao enderaço electrónico: correio@cantv.net

Porquê ficarem calados? Senhores do Correio, escrevo para manifestar a minha preocupação face ao que está a acontecer no nosso querido Centro Português. Por acaso sabem o que e está a passar ao nível de furtos entre os mesmos sócios do clube, mais precisamente na comissão juvenil? Por favor, esclareçam esta situação porque estas coisas não devem ser escondidas, ainda por cima quando alguém anda a roubar o esforço e a dedicação de muitos jovens. Da mesma maneira, queria comentar os constantes arrombamentos dos cacifos da casa de banho dos homens. Sinceramente é uma vergonha! Não quero culpar a junta directiva do clube, porque acho que não têm culpa da malandragem que vai lá dentro, e também os sócios e os filhos destes. Mas alguma coisa devia ser feita, pois quem cala consente… Maria F. Gomes

14 a 20 de agosto de 2008.

Tocar na ferida como deve ser

Hipocrisia da Embaixada…

Escrevo para comentar o trabalho referente aos "clubes em crise".Acho importante este tipo de jornalismo, já que alerta para assuntos tão importantes como, por exemplo, o desaparecimento físico daquilo que foi outrora o produto do sacrifício e sonho de muitos e muitos compatriotas portugueses. No entanto, acho que é hora de assentar os pés no chão e tocar realmente na ferida e explicar que muitos desses clubes foram construídos com arrogância, vaidade, sem planeamento de nenhum tipo e muito menos sem um mínimo de visão quando ao futuro. Mas pergunto: porque é que, por exemplo, outros clubes estão bem conservados e cada dia que passa mais caro fica o preço da sua "jóia"…? Quanto à crise dos clubes, defendo que o problema é a localização dos mesmos e, nalguns casos, os excessos de protagonismo entre sócios, que o que fazem é dividir o clube, as famílias, etc. Os resultados estão à vista. Por isso a crise está nas nossas cabeças e, neste caso, na cabeça das juntas directivas que passaram por todos esses clubes.

Acompanho os acontecimentos de Portugal e da Venezuela através do vosso jornal e escrevo estas linhas para subscrever totalmente o artigo publicado na edição anterior do vosso semanário onde se critica severamente o Estado português por não querer nada com a comunidade portuguesa na Venezuela, que foi por mais evidente com a 'nega' dada ao ensino do Português na Venezuela a favor dos, por exemplo, dos PALOP's e da África do Sul. Gostava de chamar a atenção da Embaixada e do Senhor Embaixador para tal situação, já que reconheço nele um grande interesse por tudo o que tem a ver com o nosso Portugal e com a nova imagem do nosso País. Só não o compreenderei se nada fizer no sentido de fazer com que tal decisão seja revista de modo a incluir a América Latina no projecto do ensino da língua de Camões. Seria realmente vergonhoso seremos obrigados a concluir por um acto de hipocrisia dos nossos máximos representantes da comunidades, e neste caso também o actual Embaixador e o cônsul de Portugal, por nada fazerem para mudar o rumo da política portuguesa a respeito da emigração na América Latina. Ou só se interessam mesmo pelo petróleo?

Roberto F. Silva

Luís F. H. Fernandes

Fiquei com pena do uísque Senhores do Correio da Venezuela, escrevo desde a Madeira para dizer que fui enxovalhado no Aeroporto quando chegava à minha querida terra.Tiraram-me mangas, 'Harina pan', café, duas garrafas de uísque e uma de rum, que levava para oferecer a pessoas amigas. Como se não fosse pouco, também ficaram com dois pacotes de cigarros 'Belmont'. Pensaram que estava a levar estes produtos para fazer negócio. Fiquei com muita pena do uísque, que bem me apetece beber no avião, mas as minhas filhas não deixaram. Apesar de tudo, o polícia arrumou-me a mala como deve ser. José Pedro G. Ferreira

Inquerito: Onde pensa ir passar as férias? Luis Brandom

Dionisio Silva

José Goyo

Alcides Francisco

"Santiago de Compostela será o lugar escolhido para estas férias. Mas, como ainda não visitei Portugal, penso aproveitar esta viagem para conhecer um pouco deste país, a caminho de Málaga, que pretendo visitar de carro.Vou estar 25 dias em viagem."

"Vou quatro vezes por ano a Portugal, quase sempre com a TAP. Mas neste perído de férias não vou a parte alguma, pois vou ficar a trabalhar."

"Desfrutaremos o máximo e o melhor possível com a minha família em Río Chico, durante uma semana. Ainda não visitei a Portugal, mas gostava de ir com o meu amigo Alfredo Vieira, que tem família lá."

"Mérida será o lugar, de onde a minha senhora é natural. Eu nasci perto de Fátima, mas desde que vim ainda não voltei lá. Tenho uma filha doente. E se a Virgem me conceder a cura para ela, imediatamente iremos todos a Portugal."


24Economia.

CoRReIo dA VenezuelA.

14 a 20 de agosto de 2008.

Ex-emigrantes na Venezuela com reformas desbloquedas Fernando Manuel Letra DN Madeira Cerca de 70 ex-emigrantes na Venezuela, alguns a viver na Região Autónoma da Madeira e outros no Norte de Portugal continental poderão estar perto de começarem a receber as reformas a que têm direito mas que, por motivos burocráticos, estavam bloqueadas. A garantia foi dada ao advogado Inácio Pereira, representante na Venezuela desses ex-emigrantes, pelo ministro da Secretaria da Presidência, Jesse Chacon, que inclusivamente lhe ligou ontem a pedir dados para avançar com o assunto. Embora não queira 'embandeirar em arco', pois qualquer novo problema burocrático pode levar a um novo arrastar do problema, o causídico espera que desta vez seja de vez e que os seus constituintes vejam a questão resolvida de uma vez por todas. Esta é uma das questões sociais que Inácio Pereira faz questão de referir que o governo venezuelano preten-

A garantia foi dada pelo ministro Chacón ao advogado Inácio Pereira.

de resolver, ao mesmo tempo que se empenha em resolver outras situações, principalmente financeiras, que existem no país, como as grandes bolsas de pobreza que Hugo Chávez pretende combater. Realça o advogado que o clima económico do país é muito positivo neste momento, lamentando apenas que a questão da insegurança continue a ser a principal 'dor de cabeça' da população e das

autoridades, mesmo após a publicação de novas regras para impedir que as famílias negoceiem directamente com os sequestradores. Quanto à nacionalização do Banco da Venezuela, propriedade do grupo espanhol Santander, vontade ontem manifestada por Hugo Chávez, Inácio Pereira não está convicto de que seja a melhor solução, pois considera que qualquer empresa nas mãos de privados funciona

melhor, destacando que já existem muitos bancos propriedade do Estado, considerando não perecer haver grande vantagem em nacionalizar mais um, mas diz esperar para ver. Quanto ao período, que ontem terminou, da Lei Habilitante, que deu ao presidente venezuelano poderes para aprovar uma série de leis, a maioria de índole económica, o advogado português refere que não é uma novidade, o uso desta prerrogativa, tendo já acontecido noutras presidências do país, sendo que a diferença está no dilatado espaço temporal que esteve em vigor e no grande âmbito que alcançou. Inácio Pereira considera que algumas das leis aprovadas por Hugo Chávez poderão ter repercussões positivas para a população, dando assim o benefício da dúvida à acção do presidente venezuelano, que tem tido uma governação com menos sobressaltos e menos pressão mediática e da oposição nos últimos tempos.

Galp nega contactos com Repsol A Galp Energia esclareceu hoje não ter mantido " quaisquer contactos" com a Repsol no sentido de promover uma concentração de empresas do sector energético na Península Ibérica. O pedido de esclarecimento foi feito pela Comissão de Mercado de Valores Mobiliários ( CMVM) à Galp, na sequência de uma notícia do Diário Económico com o título " Galp mais perto da Repsol" , que aponta para conversações entre as duas empresas ibéricas no sentido de uma aproximação. A Galp Energia esclarece

A petrolífera reitera que não tem contactos com a Repsol.

também que não tem mantido contactos com a Repsol sobre " a troca de activos decorrente da potencial aquisição da Union Fenosa pela Gas Natural" . " A Galp Energia reitera que, no rigoroso cumprimento da legislação em vigor e de acordo com os princípios base da sua política de comunicação com o mercado de capitais, tem informado e sempre informará o mercado sobre quaisquer factos relevantes que ocorram na sua actividade ou na sua situação económica e financeira" , refere a petrolífera em comunicado.

Aumentam em 2008 os assaltos a caixas de multibanco Uma caixa de multibanco foi assaltada a cada dois dias desde o início do ano. A média foi calculada pela directoria de Lisboa da Polícia Judiciária ( PJ), que hoje divulgou terem sido roubados 850 mil euros em 2008. " Desde Janeiro foram registados 96 assaltos a caixas ATM e detidas 14 pessoas. O montante roubado ascende a 850 mil euros" , refere a PJ. De acordo com a mesma fonte, faltam recuperar cinco máquinas. A polícia diz que são raros os casos em que há violência contra pessoas. " Os assaltantes aproveitam locais com pouca vigilância ou fáceis de penetrar por arrombamento" , detalha a PJ. Por isso, aponta que oito dos 14 detidos foram indiciados por " crimes instrumentais" . Estes delitos aliam o furto às ameaças a vítimas com armas. O assalto a caixas de Multibanco e o " carjacking" foram as duas ocorrências que mais aumentaram em 2006 em comparação com o ano anterior.

Banif eleito Global Challenger pela Standard and Poor´s O Banif - Grupo Financeiro foi distinguido pela Standard and Poor´s ( S&P), uma das mais conceituadas agências de rating a nível mundial, nos " S&P Global Challengers Class of 2008" pelo segundo ano consecutivo. Todos os anos a S&P Global Challengers List identifica 300 empresas de média dimensão, cotadas em bolsa, que evidenciem potencial para se constituírem em concorrentes às empresas lideres no mercado mundial. Pelo segundo ano consecutivo o Banif é distinguido pela agência de ratings que incorpora a instituição na sua lista, sendo que, também, pela segunda vez consecutiva o Banif é o único banco nacional e da Península Ibérica a marcar presença na tabela dos líderes do futuro. O ranking abrange 33 países, englobando 9 sectores de actividade e baseia-se em critérios que pontuam o crescimento dos lucros, número de trabalhadores, entre outros. A Europa contribui com 90 das empresas listadas, das quais apenas 14 pertencem ao sector financeiro.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

14 a 20 de agosto de 2008.

Baile de gala na Camacha evoca Maria Ascensão

Emigrantes reencontram-se ao almoço

Orlando Drumond DN Madeira Revestiu-se de mais um êxito a 'IV Gala de Folclore Maria Ascensão' que no passado sábado à noite, 11 de Agosto, confirmou ser um dos momentos altos do Festival Arte Camachense. A contribuir para o sucesso estiveram não só a qualidade já conhecida e reconhecida dos grupos locais, mas também o 'brilho' e entusiasmo que o grupo venezuelano convidado emprestou a este autêntico festival de danças e cantares tradicionais. Com o Largo da Achada, onde o evento teve lugar, quase repleto de público, o 'baile de gala' camachense teve como prólogo a exibição de uma retrospectiva fotográfica acerca dos principais eventos dos camachenses de outrora. Coube depois ao grupo folclórico organizador, o da Casa do Povo da Camacha, 'abrir a dança'. Seguiram-se as actuações de outros quatro grupos de folclore desta localidade, casos do grupo das Romarias Antigas do Rochão, Grupo Juvenil, Associação Romarias e Tradições da Camacha e Grupo do Rochão. Todos arrancaram aplausos da assistência, mas foi o último a exibir-se quem mais 'feedback' teve. Reportamo-nos ao Grupo Folclórico de Danças e Cantares de Portugal, oriundo da cidade de Puerto la Cruz, na Venezuela, que brindou os presentes com danças e cantares venezuelanos, pouco ou nada comparáveis ao nosso folclore, a não ser o colorido das vestes, que também predomina no grupo sul- -americano. Sobretudo as danças acabaram por registar forte entusiasmo na plateia, ou não estivessem ali muitos emigrantes e suas famílias. Depois de quase três horas a 'bailar', o festival alusivo ao folclore camachense,

As danças acabaram por registar forte entusiasmo na plateia.

que já havia se iniciado algo atrasado, só ficou concluído depois da uma da madrugada, ou seja, muito para além da hora prevista, isto porque ainda se procedeu à tradicional e entusiasta queima de bonecos com fogo preso. Até então, nas quase quatro horas de evento, mesmo assim foram poucos os que arredaram pé do centro da vila da Camacha. Ao invés do que havia acontecido na noite anterior, por ocasião do concerto de estreia na Região do grupo cartaz desta XX edição do 'Festival Arte Camachense', as Xaile. EmigrantEs rEEncontram-sE ao almoço

Entre os cerca de 200 participantes, estima-se que centena e meia eram camachenses emigrantes que participaram no já tradicional almoço do 'Dia do Camacheiro Emigrante' que pelo sétimo ano consecutivo

Danças e cantares encheram a capital Da cultura traDicional maDeirense é organizado por ocasião do Festival de Arte Camachense, que decorreu até domingo, 12, na vila da Camacha. Uma vez mais tendo como cenário a Quinta da Camacha, os camacheiros espalhados pelos mais diversos recantos do mundo marcaram presença no repasto, que também contemplou os elementos dos grupos folclóricos da Venezuela e Austrália, que participam nesta edição de 2008 do ART`Camacha. Atum de escabeche, batata cozida, fei-

25

Reportagem

jão com casca, maçarocas e pão de casa e/ou bolo do caco, fizeram parte da ementa, bem 'regada' com vinho tinto, cerveja e refrigerantes. Entre os camacheiros emigrados que compareceram ao almoço 'obrigatório', havia quem depois de partir para o quinto continente Austrália - já não visitasse a ilha mãe há mais de quatro décadas. Neste ( re)encontro, além dos responsáveis da Casa do Povo local, que organiza o repasto, não faltou o assíduo e entusiasta presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz. Também o secretário com a tutela da Emigração, Brazão de Castro, esteve presente, tendo louvado a iniciativa, que classificou de " acontecimento de grandeza" que " contribui para aproximar" . Desejou essa aproximação à diáspora " não só se mantenha como até fortaleça" .

Entre os cerca de 200 participantes, estima-se que centena e meia eram camachenses emigrantes que participaram no já tradicional almoço do 'Dia do Camacheiro Emigrante' que pelo sétimo ano consecutivo é organizado por ocasião do Festival de Arte Camachense, que decorreu até domingo, 12, na vila da Camacha. Uma vez mais tendo como cenário a Quinta da Camacha, os camacheiros espalhados pelos mais diversos recantos do mundo marcaram presença no repasto, que também contemplou os elementos dos grupos folclóricos da Venezuela e Austrália, que participam nesta edição de 2008 do ART`Camacha. Atum de escabeche, batata cozida, feijão com casca, maçarocas e pão de casa e/ou bolo do caco, fizeram parte da ementa, bem 'regada' com vinho tinto, cerveja e refrigerantes. Entre os camacheiros emigrados que compareceram ao almoço 'obrigatório', havia quem depois de partir para o quinto continente - Austrália - já não visitasse a ilha mãe há mais de quatro décadas. Neste ( re)encontro, além dos responsáveis da Casa do Povo local, que organiza o repasto, não faltou o assíduo e entusiasta presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz. Também o secretário com a tutela da Emigração, Brazão de Castro, esteve presente, tendo louvado a iniciativa, que classificou de " acontecimento de grandeza" que " contribui para aproximar" . Desejou essa aproximação à diáspora " não só se mantenha como até fortaleça" .

Também esteve presente no evento Brazão de Castro


26Desporto.

Correio da Venezuela.

14 a 20 de agosto de 2008.

Quem desce à III divisão

Machico “salva-se” mas despromove Camacha Salva-se Machico, mas desce a Camacha. É este, em última análise, o desfecho da decisão tomada, a 12 de Agosto, pelo Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol sobre o recurso apresentado pela AD Machico à pena de desclassificação e suspensão de que foi alvo por ter chegado atrasada ao jogo diante do Maria da Fonte ( vitória por 1-0). O Conselho de Justiça considerou que a chegada atrasada ao jogo não foi intencional, sendo antes motivada por duas situações às quais o clube madeirense é alheio: o atraso do voo que transportava os machiquenses para Lisboa, o que os fez perder o voo de ligação para Lisboa; o engano do motorista do autocarro no percurso para o estádio, atrasando ainda mais a chegada. O CJ entendeu ainda que as equipas não são obrigadas a viajar na véspera do jogo - a referência a isso feita no Regulamento de Provas

Foto: ASPRESS

Oficiais não terá carácter obrigatório - e por esse motivo acabou por anular a desclassificação e a suspensão por duas épocas aplicadas ao clube pelo CD, o que significa que a AD Machico vai mesmo competir na III divisão em 2008/09. Ficou apenas a multa e a derro-

ta por 3-0 no jogo em causa, e é precisamente isto que acaba por ditar a descida da Camacha à III divisão. Com os 3 pontos desse jogo, o Maria da Fonte sobe ao primeiro lugar da sub-série A1, passando a Camacha para segundo. Ora, o cri-

tério para apurar o pior segundo classificado entre as sub-séries ( A1, A2, neste caso) e como tal a equipa que desce, é o do pior coeficiente. A AD Camacha tem um coeficiente de 1,5, enquanto que o Portosantense tem um coeficiente de 1,66. Desce a Camacha. Mas também o Portosantense. É que a descida de uma equipa dos Açores - o Lusitânia - implica a descida de mais um dos segundos classificados, e dos quatro que ainda sobram, o Portosantense é o que tem pior coeficiente. Porque a decisão não é passível de recurso na justiça desportiva, a homologação dos campeonatos e publicação das classificações está prevista para hoje, realizando-se o sorteio amanhã. É que os campeonatos têm arranque marcado para o dia 24. A não ser que a providência cautelar da AD Camacha consiga travar o processo. Resta saber se o vai conseguir reverter.

- Os dois últimos classificados de cada subsérie. - O 2.º pior classificado de cada par de subséries ( A1-A2; B1-B2; C1-C2; D1-D2). - Para apurar o pior segundo de cada par de sub-séries o primeiro critério é o pior coeficiente de pontos obtidos por cada equipa na II Fase. - O coeficiente é obtido dividindo o número de pontos obtidos pela equipa na II Fase pelo número de jogos realizados. - Por cada equipa dos Açores despromovida, desce mais um 2.º.

PUBLICIDADE

Embarque mais fácil e mais rápido no Aeroporto de Lisboa Os passageiros tap|executive, tap|plus ou detentores dos cartões Gold e Silver do Programa Victoria e do cartão TAP Corporate têm ao seu dispor no Aeroporto de Lisboa, a partir de 11 de Agosto, um novo serviço de controlo de segurança e tratamento de raio-x prioritários, que facilita e torna mais rápido o acesso à sala de embarque. A oferta desta nova facilidade reflecte a forte aposta que a TAP tem vindo a fazer no segmento das viagens de negócio, tendo criado um conjunto de produtos e serviços direccionados a este perfil de passageiros, que valorizam conforto, rapidez e flexibilidade. Este novo serviço de Fast Track da TAP no aeroporto de Lisboa, que utiliza o conceito Green Way, oferece um canal dedicado de RX de passageiros e bagagens com acesso prioritário, que proporciona um tempo de espera mais reduzido no controlo de segurança, complementando a melhoria de serviço introduzida com a criação do Espaço Premium. A TAP é a primeira companhia aérea a oferecer esta nova facilidade,

disponível no Terminal 1 do Aeroporto de Lisboa, junto ao novo Espaço Premium ( Premium Customer Center), uma inovadora estrutura inaugurada em Junho, que oferece aos seus passageiros do segmento business um atendimento exclusivo, com check-in e atendimento diferenciados e uma maior rapidez e eficiência no embarque. Para oferecer este serviço, a TAP contou com a colaboração da ANA, que desenvolveu o conceito Green Way em aeroportos nacionais. As duas empresas, atentas às necessidades dos passageiros, sabem que o tempo é um bem precioso e que a rapidez do serviço é um factor determinante no sucesso da actividade aeroportuária, motivo pelo qual vão continuar a procurar as melhores soluções que se adaptem ao perfil dos passageiros, desenvolvendo elevados padrões de segurança e agilizando o embarque nos aeroportos nacionais. Serviços semelhantes serão oferecidos pela TAP em outros aeroportos onde opera e que ofereçam condições adequadas para o efeito.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

14 a 20 de agosto de 2008.

27

Desporto

“Diablitos Underwood” é um êxito a repetir António C. da Silva axedrezado@ gmail.com O centro desportivo Futsal Goal, complexo de campos de futsal de piso sintético situado na urbanização de Macaracuay, tem vindo a ganhar com firmeza um lugar de destaque e já é reconhecido como um dos poucos recintos desportivos de Caracas onde toda a família pode conviver em torno da prática do futebol de salão, eventos familiares e também iniciativas de carácter corporativo. Uma das muitas iniciativas recentes realizadas neste espaço foi a " Copa Diablitos Underwood-Caimanera" , organizada pela marca de presunto 'ediablado' em parceria com o programa de rádio " La Caimanera" , da emissora 107.3 FM. O torneio, iniciado no passado 2 de Junho, contou com a participação de 24 equipas, tendo os jogos sido disputados às segundas e sextas-feiras entre as 8 a 11 horas da noite. A equipa Venafin venceu a prova ao bater o Manzanares Fútbol Club por 2 - 0. O terceiro lugar ficou para a formação Cebollitas, que superou o E4GS por 3-1. O evento esteve caracterizado por um ambiente muito familiar.

Franco Rizzi com o mais valioso da final, que foi premiado com uma bola original da Copa América 2007 autografada por vários jogadores da 'Vinotinto'.

Giancarlo Cammardella, gerente de produto da 'Diablitos Underwood', afirmou que a marca está há dois anos a apoiar diferentes actividades desportivas dirigidas a crianças e jovens, com a intenção de promover valores saudáveis nestes segmentos da população.

" Temos participado em eventos semelhantes como patrocinadores, mas a partir deste ano começámos a realizar os nossos torneios associados à nossa marca, num projecto que queremos levar a cabo em várias cidades do país, como Maracay e Valencia, devido ao êxito que nos tem ofe-

recido esta 'caimanera', que nos incentiva a apoiar mais o desporto" , indicou Cammardella. Por seu turno, Cristóbal Gimón, um dos organizadores do torneio, explicou que se registou uma grande afluência de equipas, tendo ainda se verificado uma lista de espera de mais de 70 clubes. A fase das eliminatórias compreendeu cinco jogos para cada equipa, classificando os quatro primeiros de cada grupo para ronda seguinte. Depois vieram os quartos de final, a semifinal e final. Os jogadores mais destacados do torneio foram Iván Humpierres, do Cebollitas, como melhor marcador, com 23 golos, e Juan Carlos Borges de Venafin, que arrecadou a taça de melhor guarda-redes. O jogador mais valioso da final foi Luis Lovera, de Venafin, que jogou um papel crucial na vitória do seu conjunto. Futsal Goal é também a sede da Escola de " Talentos Franco Rizzi e suas Estrelas" , dirigida pelo ex-capitão do CS Marítimo da Venezuela e que proximamente estará em Barcelona para representar a Venezuela no 3° Torneio de Peñas Barcelonistas. Foi o presidente do jurado que entregou o prémio do jogador mais valioso desta final. PUBLICIDADE


28Desporto.

Correio da Venezuela.

14 a 20 de agosto de 2008.

Clube luso-espanhol ataca 2ª divisão venezuelana Tomás Ramírez González tomasramirezg@ gmail.com A nova equipa da comunidade lusoespanhola da Venezuela estreia-se na segunda divisão de futebol deste país frente aos Trujillanos FC, este sábado, 16 de Agosto. O conjunto, formado na sua maioria por jogadores das 'canteras' do clube Hermandad Gallega e do Centro Português, de Caracas, parte com o objectivo de ascender à primeira categoria sob a direcção de Pedro Febles. O director desportivo do clube, o exmaritimista Mon López, indicou que para cumprir com os objectivos traçados, a direcção do

PUBLICIDADE

Esppor Club decidiu empreender uma política de contratações audaz. Nomes como John Mancilla ( ex-Monagas), Alexis Chirinos e Euro Guzmán ( ex-Mineros), José Becerra e Timshel Tavares ( exCarabobo), figuram entre as opções feitas para defender as cores da formação 'merengue'. Víctor Ordóñez, Luciano Roque e Rito Pérez são outros jogadores profissionais contratados para reforçar o plantel. " Queremos que as pessoas das duas comunidades ( portuguesa e espanhola) se identifiquem com a equipa como naquelas épocas douradas em que enchiam os estádios para apoiar o Deportivo Galicia e o Marítimo da Venezuela" , disse Mon López, ao prometer resultados, pois estes são " a única maneira para conseguir levar adeptos ao estádio" . Por seu turno, o director técnico da primeira equipa, Pedro Febles, pensa que o Esppor é um projecto " fabuloso" e vai converterse, a médio prazo, num dos clubes baluartes do futebol nacional, já que possui a sua própria 'cantera' e infra-estruturas desportivas. O técnico considera que a subida à primeira divisão é possível porque o calendário foi " generoso" com os planos da equipa. Dos 15 jogos a disputar no torneio, 11 serão realizados na capital, permitindo assim o apoio massivo dos adeptos. Noutro plano, o ex-jogador da 'Vinotinto' apelou aos jovens jogadores da comunidade portuguesa na

dsfsdf

O Real esppOR Club RepResentaRá as duas COmunidades integRandO jOgadORes das 'CanteRas' dO HeRmandad gallega e dO CentRO pORtuguês

Venezuela para se aproximarem do clube. " O convite permanece aberto para todos aqueles rapazes que queiram pertencer à nossa 'cantera', reiterou, lembrando que os nascidos em 92 e 93, assim como os de 89, 90 e 91, podem entrar em contacto com o clube. " Aqui daremos a oportunidade que não vos foi dada noutras equipas de futebol profissional" , disse. Os empresários Ricardo González e José Alberto Gonçalves, entre outros, decidiram aceitar um desafio que há muito tempo não era seguido por nenhum membro da comunidade portuguesa na Venezuela. Uma camisola branca com listas alusivas às cores espanholas e portuguesas será o novo 'símbolo' que promete unir as duas comunidades em torno do objectivo de conquistar títulos que as encham de orgulho no mundo do desporto-rei venezuelano. O Real Esppor Club conta com um corpo técnico de ex-maritimistas que está

encarregado de fazer com que o sonho de alcançar a glória se torne realidade. Além dos já mencionados Pedro Febles e Mon López, colaboram também Pedro Acosta, Lino Parrela, Carlos Ravell e Toni Barbosa. Do MarítiMo ao Esppor

Dois anos de experiência com o Marítimo da Madeira, um campeonato nacional de Portugal na categoria juvenil e um ano com o Barreirense, constituem as credenciais do jovem guarda-redes Jesús Miguel de Freitas, de 18 anos, apontado como uma das maiores esperanças do Real Esppor Club. " Vim para cá porque tenho muitos amigos na equipa e quero ser campeão sub-20 e chegar profissional" , traça o jovem agora regressado à Venezuela para abraçar este novo projecto, após uma experiência 'agridoce' no futebol português.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

14 a 20 de agosto de 2008.

29

Desporto

Mundialito 2008: Central Madeirense e “Vinotinto” começam a ganhar Rebeca Fandiño rebecafp87@ hotmail.com No passado sábado, 9 de Agosto, teve lugar no Estádio Guido Blanco, situado em Guatire, Estado Miranda, o acto inaugural do Mundialito de Futebol 2008 na categoria infantil, um evento organizado pelo proprietário do estádio onde decorrerá a competição que se prolonga durante uma semana. O dia de sol foi perfeito para iluminar a cerimónia de abertura, que contou com o desfile das equipas, acompanhadas pela madrinha eleita para representar esta saga de jogos, que foi escolhida por um jurado especial, cuja escolha recaiu sobre a madrinha representante da equipa portuguesa da Central Madeirense. Entre as equipas que desfilaram pelo campo que possui as

Central Madeirense venceu a Venezuela por 2-0.

dimensões profissionais estiveram os jogadores representantes dos países irmãos Colômbia, Bolívia, Portugal ( Central Madeirense), 'Vinotinto', Suécia e Venezuela, que vão estar durante toda a semana a disputar o torneio uns contra os outros, tal como o fizeram no dia de abertura, em que a Central Madeirense venceu a

A 'Vinotinto' ganhou a Suécia, por 5-0.

Venezuela por 2-0 e a 'Vinotinto' ganhou a Suécia, por 5-0. " A participação da comunidade foi bastante grande, pois cerca de 2.000 pessoas assistiram ao acto inaugural" , afirmou António Rodrigues, um dos organizadores do evento. Os resultados finais serão conhecidos no próximo sábado, 16. PUBLICIDADE


30 Desporto.

CorrEio da VEnEzuEla.

14 a 20 de agosto de 2008.

Jardim chumba TFR defende título “Arena do Marítimo” em Barcelona Francisco José Cardoso DN-Madeira Maritimista convicto, Alberto João Jardim não gostou do nome proposto pelo Sociedade Anónima Desportiva ( SAD), liderada por Carlos Pereira, para baptizar o futuro estádio do clube, quando for requalificado, no lugar do actual. Isso mesmo já havia declarado nas páginas do DIÁRIO, após o nosso jornal ter revelado que a opção do clube tinha sido “ Arena do Marítimo”. A designação escolhida não agradou ao Governo Regional. Foi o próprio Presidente do GR, de férias no Porto Santo, que mandou devolver a proposta, com

a opção de manterem o actual, Barreiros, ou, em alternativa, mudarem para o nome do próprio clube, Marítimo. A justificação foi dada ontem ao DIÁRIO pelo próprio Jardim: " [ Arena] foi um nome que não caiu bem no seio do Governo e, portanto, foi comunicado ao Martítimo que não há razão para se mudar o nome de Estádio dos Barreiros. Quando muito o Governo aceita Estádio do Marítimo" , afirmou categoricamente. Jardim chega ao ponto de dizer que a escolha de Carlos Pereira e seus administradores " não foi feliz, em termos desportivos" . Questionado sobre o porquê da intransigência

e imposição, no fundo, do 'dono' daquela infraestrutura cedida ao clube, o líder do executivo regional salientou que " faz parte das condições" apresentadas ao Marítimo, " entre outras condições do contrato assinado, com base na nova resolução" . Quanto a prazos de inícios de obras, Jardim diz que nada tem a ver com isso, deixando à responsabilidade dos dirigentes do 'seu' Marítimo. Também ontem o DIÁRIO contactou Carlos Pereira, que acompanha a equipa no Norte do país. No entanto, o presidente do Marítimo escusou-se a fazer quaisquer comentários, para já.

PUBLICIDADE

Este é o grupo de crianças que viaja para revalidar o título.

Antonio C. Da Silva axedrezado@ gmail.com A Escola de futebol " Talentos Franco Rizzi e suas Estrelas" , dirigida pelo ex-'vinotinto' e antigo capitão do CS Marítimo da Venezuela, Franco Rizzi, parte a 13 de Agosto para Barcelona para participar, pela terceira vez consecutiva, no prestigioso " Torneio de Peñas Barcelonistas" , campeonato de futebol infantil que se realiza no âmbito das festividades da " Semana del Gamper" , e cujo ponto alto será a disputa da 43° edição do troféu Joan Gamper, que este ano oferece um jogo entro o Boca Juniors da Argentina e o FC Barcelona. Num total 32 equipas de 'peñas' de várias regiões de Espanha e do mundo, o evento desportivo promete três dias de irmandade barcelonista e umas jornadas intensas na modalidade de futebol de sete. Convém recordar que a escola crioula é a actual campeã da categoria " Benjamín" ( sub-10), fruto de uma brilhante participação em 2007, onde se converteu na vedeta do torneio. Derrotando as equipas do País Basco, Catalunha, Andaluzia, Canárias e Valência, o grupo de TFR deixou uma excelente imagem na cidade Condal. Dois dos membros dessa expedição

viajarão agora para serem incorporados na estrutura de futebol de base da popular equipa catalã. A visita servirá para que TFR, que a par da sua função como escola de futebol é também a sede da recentemente criada " Peña Caracas Azulgrana" , receba uma homenagem quando seja colocada em plenas instalações do estádio Camp Nou, a respectiva placa honorífica que a acredita como filial oficial da equipa de Messi, Xavi e Puyol no nosso país. A escuela que funciona nas instalações desportivas do complexo de relva artificial do Futsal Goal, em Macaracuay, viaja para a Catalunha com duas equipas integrados cada uma por dez elementos. Um competirá na categoria " Benjamín" ( sub-10), enquanto que a outra na de " Alevín" ( sub-12). Neste grupo encontram-se cinco pequenos futebolistas luso-descendentes. Esta é a terceira expedição ao exterior que realiza esta escola no primeiro semestre deste ano, tendo representado o nosso país em Villarreal e Ibiza, num dos torneios infantis mais competitivos que se disputam em Espanha. Nestas provas rivalizaram com equipas de clubes famosos como o Atlético de Madrid ou o Sporting de Gijón, entre outros, com resultados altamente positivos.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

14 a 20 de agosto de 2008.

31

Desporto

Aveirense ganha prova de ciclismo em Bolívar Jean Carlos De Abreu deabreujean@ gamil.com No passado 27 de Julho, decorreu em Puerto Ordaz, Estado Bolívar, o " X Reto Internacional de la Frontera" , onde mais de 500 competidores da Venezuela e Brasil se reuniram para cruzar a cidade de Santa Elena de Uairen até la Gran Sabana. Mais de 100 mulheres participaram na actividade. Manuela Simões, natural de Troviscal, Aveiro, que está há 30 anos na Venezuela, destacou-se dentro desta disciplina ocupando o primeiro lugar da categoria 'master' e em oitavo lugar na geral. Esta amante do ciclismo, disciplina desportiva que se dedica há 15 anos, sete dos quais como praticante, atravessou 55 quilómetros, numa

distância em que encontrou todo tipo de terrenos. " Cruzei rios, savanas, 'fango', areia, subidas de muita dificuldade e descidas que exigiam muita destreza com a bicicleta" , conta. A ciclista, que treina regularmente, preparou-se com mais afinco um mês antes da actividade, percorrendo longas e exigentes distâncias por toda a cidade de Caracas. Ao mesmo tempo, praticou ioga, posto que " esta actividade física ajuda a manter a mente e as emoções equilibradas" . Simões explicou que neste tipo de competições, a parte mental é mais importante que a física. Lamentando o facto de este tipo de provas não merecer a cobertura mediática merecida, a ciclista confessou que " não compete ao nível profissional, mas sim por

prazer. Por isso estou feliz por ter ganho, porque demonstrei às mulheres que fazem parte de equipas profissionais e que se dedicam a isto que fui capaz de enfrentar todo o tipo de percursos" . Manuela Simões assegurou que o ciclismo " é apenas um passatempo" . Mas espera, antes do fim do ano, participar numa competição de 12 horas que vai atravessar a cidade de Santa Teresa, no estado Miranda. Pedalar em lisboa

Simões conquistou o primeiro lugar do percurso entre Santa Elena de Uairen a la Gran Sabana

A desportista lusa expressou ao CORREIO que deseja pedalar na prova dos dez quilómetros da Nike que se levará a cabo em Lisboa, Portugal. " Disseram-me que vão realizála este ano. Se assim for, lá estarei, como sempre faço na Venezuela" . PUBLICIDADE


RIF: J-31443138-2

O jornal da comunidade luso-venezuelana Caracas, 14

a 20 de agosto de 2008.

www.correiodevenezuela.com

José Abrantes: Campeão de tiro das Américas Tomás Ramírez G. tomasramirezg@ gmail.com A Venezuela alcançou um lugar de grande destaque na Taça Copa de Ameritas de Curitiba 2008 de tiro ao prato. O português José Abrantes, representando o país que o acolheu quando decidiu emigrar, conquistou a medalha de ouro na categoria de veterano desta especialidade de tiro desportivo. Com uma pontuação de 150 sobre 200 possíveis, o aveirense obteve a 12ª classificação do ranking geral e a primeira posição na sua categoria. A bandeira tricolor também conseguiu ser içada na primeira posição por equipas na categoria de veteranos. "A competição foi muito dura mas estava muito bem preparado, já que estive uns dias antes no Brasil. E isso deu-me a vantagem sobre outros atiradores", disse Abrantes ao Correio, durante a sua chegada ao país. A especialidade em que se notabilizou procura simular uma caça real através do lançamento de pratos ou discos para o ar, tornando-os como os alvos a abater. Nesta proPUBLICIDADE

Este ferreiro de profissão e atirador por paixão, te representado a Venezuela em inúmeras competições internacionais.

va, na qual participaram 59 atletas de todo o continente, foram lançados por máquinas 200 pratos de distintos tamanhos, em direcções diferentes, com o fim de introduzir um pouco mais de dificuldade à competição. Este ferreiro de profissão e atirador por paixão, te representado a Venezuela em inúmeras competições internacionais, já que integra a se-

lecção nacional desde 2005. Neste ano alcançou o segundo lugar no campeonato nacional depois de cinco provas nacionais, conquistando um lugar entre os melhores do país. Tudo começou em 1993. Nesse ano, Abrantes foi com muita curiosidade ao Fuerte Tiuna juntamente com uns amigos de Santa Cruz de Aragua para disparar. A par-

tir desse momento começou a sua carreira desportiva. Dois anos depois sagrou-se campeão nacional de 'pichón' (tiro ao voo) e começou a coleccionar êxitos na especialidade que o fez chegar à selecção: o 'trap'. Em 1996 conquistou o sub-campeonato nacional tiro ao voo; em 2006 ficou em quinto lugar da classificação nacional; e em 2007 arreca-

dou o bronze. Dentro das competições internacionais em que Abrantes tem representado a Venezuela destaca-se a Copa Mundial, em São Paulo, Brasil, e os Jogos Bolivarianos, em Bogotá, ambos em 2005. Nos Jogos de Alba, em Barquisimeto, arrebatou o bronze por equipas. No passado Maio fez parte da selecção que participou no Mundial de tiro, em Kerrville, Texas, EUA, e na Guatemala, onde obteve a medalha de ouro por equipas nos Jogos Iberoamericanos de Tiro, na especialidade de fossa olímpica. "Temos que gostar muito deste desporto para continuar a praticá-lo. Caso contrário não tem sentido. Quando estás a disparar bem sentes-te realizado. Mas é um pouco difícil porque nunca tens o controlo total da situação", confessou o atirador aveirense. A próxima competição internacional em que o atleta português participa será o mundial de tiro ao prato que se realiza na ilha mediterrânica de Chipre, cuja participação foi conquistada através do triunfo alcançado em Curitiba.

Correio da Venezuela 271  

Edición 271

Correio da Venezuela 271  

Edición 271

Advertisement