Page 1

ista

v

e

m

re

ANO 22 - Nº 75 JULHO, AGOSTO E SETEMBRO DE 2018

RENOVANDO A AUTOESTIMA AUTOESTIMA

AOS DOMINGOS NO

Banho Fraterno pág.

4

VEJA NESTA EDIÇÃO

A 2ª MATÉRIA DA SÉRIE SOBRE OS TRABALHOS FEITOS PELA NOSSA ÁREA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

Fazer o Bem Sem Olhar a Quem pág.

7

GSBM em Revista | www.gsbm.org | Julho a Setembro/2018 | 1

39 Anos de Assistência Espiritual, Evangelização e Assistência Social (1979 - 2018)


Pág.

2

Palavra do Presidente

Pág.

3

Pág.

4 6 a

Especial do Trimestre Banho Fraterno

Pág.

7

Pág.

Fazer o bem sem olhar a quem

8

Palestras do Trimestre Livraria Site e Facebook

Este Trimestre no G.S.B.M.

Expediente

Palavra do Presidente O Mundo em que vivemos Às vezes, nos assustamos com o tempo que passa muito rápido. Também nos assustamos quando o clima se fecha, o céu escurece e presenciamos uma tormenta monstruosa de relâmpagos, trovões e muita chuva. Quem sofre mais são os desabrigados, humildes moradores à beira dos córregos, motoristas em seus carros aguardando passar o efeito das tormentas para trafegar nas avenidas e ruas de nossas cidades. E quando tudo parece chegar no verdadeiro caos, eis que surgem os benfeitores, os amigos da solidariedade, a ajuda anônima, a mão amiga. É a hora que muitos colaboram com aqueles mais necessitados com o que tem e até com o que não dispõem, mas ajudam. O povo brasileiro ajuda muito, é solidário e tem um grande coração. E ainda bem que o nosso povo é assim, doando roupas, colchões, alimentos, água potável, remédios… Nessas horas somos os verdadeiros cristãos, fazemos a nossa parte, não esperando simplesmente que a ajuda caia do céu, pois Deus tem muito o que fazer! Nesses momentos de solidariedade vem junto a Religiosidade, todos se unem em torno do mesmo ideal, a religião chamada AMOR. Vem à tona sentimentos de ajuda mútua, fraternidade, de honra, de caráter, de amizade, respeito e fé, acreditando que tudo dará certo! Acreditando no Deus de cada um, que habita nosso íntimo em todos os instantes, lembrando que fazemos parte da mesma grande família: a humanidade. Mas nós temos o nosso pequeno universo, que é a nossa família consanguínea ou a família que formamos através do casamento. E por que a família é tão importante para nossas vidas? Na Doutrina Espírita, se prega que a FAMÍLIA é a oficina de reparação de cada ser humano e que fomos colocados juntos sob o mesmo teto para nos aprimorarmos e trabalharmos os sentimentos de paciência, resignação, aceitação, muita compreensão, solidariedade e honestidade nos propósitos que assumimos. E seja qual for a família em que estivermos inseridos, cabe a cada um de nós o dever do amor filial e do amor fraternal, mantendo sempre a gentileza no olhar e o grande sorriso nos lábios! É tão fácil e simples, não? Hoje temos também a oportunidade de convivência nas atividades do GSBM, a Grande Família Bezerra de Menezes, onde precisamos também cumprir nossas tarefas com muita alegria e satisfação. Vale lembrar a todos da nossa Festa Junina ou Festa Julina, que foi transferida para o último domingo do mês de julho, devido à greve dos caminhoneiros. Mas nada é mais importante do que a presença de cada um de vocês no dia 29/07, a partir das 12h para um momento de confraternização e muita alegria, compartilhando algumas horas juntos com essa família que recebemos de presente. Como nada é por acaso, ainda dá tempo para recebermos doação de roupas para o Bazar e alimentos para compor as cestas básicas. Venham se divertir e saborear deliciosas guloseimas, tragam suas famílias e amigos, vamos curtir momentos de paz, alegria e muito amor no ar! Abraços fraternos a Todos! Helio Sato, Presidente da Diretoria Executiva

2 | GSBM em Revista | www.gsbm.org.br | Julho a Setembro/2018


o

foc

Aniversário da nossa Revista, Palestras Especiais e

Festa Junina do GSBM!

em

N

os meses de julho, agosto e setembro teremos algumas datas especiais: Serão duas palestras no Grupo Fraternal de Apoio, em julho e em setembro, sempre trazendo temas direcionados a quem quer saber mais sobre dependência química. Você encontrará mais informações na página 8. A nossa tão esperada Festa Junina, que acontecerá no dia 29/07 às 12h, com muitas brincadeiras, guloseimas Comidas e bebidas típicas, doces, churrasco, sorteios, e o clima delicioso que todos conhe- música, dança caipira, cem! brincadeiras, bazar, O aniversário de 22 anos do GSBM artesanato, etc. em revista, que quando lançado em Dia 29/07/2018 setembro de 1996 ainda se chamaColégio São Sabas va Notícias do Bezerra. Rua das Flechas, 284 Além, é claro, do aniversário do Jardim Prudência querido Dr. Adolfo Bezerra de Menezes, dia 29 de agosto. Ele nasPágina 3 Página 3 ceu em 1831, há 187 anos. Nossa gratidão e amor por esse espírito tão querido que cuida de nós com tanta dedicação e que nos deixou grandes exemplos de humildade e caridade. Viva Dr. Bezerra!! MAPA NATAL

Arraiá do Bezerra

MAPA NATAL ASTROLÓGICO ASTROLÓGICO

Redação G.S.B.M. em Revista

ATAL ÓGICO

Administração de Bens, Administração Venda, Locaçãode Bens, Venda, Locação 20 anos de tradição, trazendo o 20 anos de tradição, trazendo o melhor em negócios imobiliários melhor em negócios imobiliários Matriz: Matriz: Unidade Marajoara GRUPO AdministraçãoFRATERNAL de Bens, Marajoara R. JaimeUnidade do Espírito Santo, 22 DE Venda, APOIO Locação R. Rua Jaime do Espírito Trav. Sócrates, alt. n°Santo, 409 22 Rua Sócrates, 20Recuperação anos de tradição, para trazendo o Trav. Fone: 5523-0177 alt. n° 409 Fone: 5523-0177 melhor em negócios imobiliários Dependentes Químicos Filial: Filial: Matriz: Unidade Mascote Se você tem algum problema com o alcoolismo Unidade Mascote Unidade Marajoara Av. Mascote, 843 drogas, sofre direta ou indiretamente comMascote, Av. 843 R. ou Jaime dose Espírito Santo, 22 Fone: 5564-4044 o problema, procure-nos. Fone: 5564-4044 Trav. Rua Sócrates, alt. n° 409

GFA - GSBM

Administração de Bens, Venda, Locação 20 anos de tradição, trazendo o melhor em negócios imobiliários

Astrólogo Astrólogo Gregório Chaves Gregório Chaves

Matriz: Unidade Marajoara R. Jaime do Espírito Santo, 22 Trav. Rua Sócrates, alt. n° 409 Fone: 5523-0177

Conheça suas Conheça suas possiblidades, caminhos caminhos ogo possiblidades, e tendências. e tendências. Chaves (11) 98263-1255 (11) 98263-1255 suas 2594-4208 (11)(11) 2594-4208 caminhosgregoriochaves@globo.com cias. gregoriochaves@globo.com

3-1255 Página 6 6 -4208Página @globo.com MANUTENÇÃO ELÉTRICA DOCES E ARTIGOS FESTAS DOCES E ARTIGOS PARAPARA FESTAS RESIDENCIAL E COMERCIAL

Filial: Unidade Mascote Av. Mascote, 843 Fone: 5564-4044 Segurança para quem compra. Tranquilidade para quem vende.

www.imovel.adm.br

RosaA.A.Lanfredi Lanfredi Rosa CRP 06/62333-4

• Primeira habilitação • Adição de categoria para motoristas já habilitados • Renovação de CNH ou emissão de 2ª via • Aulas para motoristas já habilitados • Mudança de categoria (Categorias A, B, D e E) Tel.: 5561-6163 | 94337-3045 Av. Moaci, 313 - Moema | www.barrosautoescola.com.br

DOCES E ARTIGOS PARA FESTAS

Fone: 5623-2599 CHOCOLATES BALAS BOLACHAS BALÕES DESCARTÁVEIS REFRIGERANTES KIT FESTAS Qualidade e o Melhor Preço da região. Rua Francisco de Alvarenga, 97 Jd. Mirian – São Paulo

Psicologiae e Psicologia

Fone: 5623-2599 Fone: 5623-2599

José Luis PsicopedagogiaClínica Clínica Psicopedagogia (11) 5616-9092 - fixo Fone: 5181-8033 Rosa A.- OiLanfredi Fone: 5181-8033 (11) 96750-5424 CRP 06/62333-4 Rua FernandesMoreira, Moreira,241 241 Rua Fernandes (11) 98222-0235 - Tim Chácara SantoAntônio Antônio Chácara Santo Psicologia e

a, 97

Temos convênio com: Notre Dame, Central Nacional Unimed, Mapfre e outros. Empresas: Vitae, Albenture, Globo e outras. Trabalhamos com reembolso

Consultora Consultora Elaine ElaineToledo Toledo

www.imovel.adm.br www.imovel.adm.br

www.imovel.adm.br

Rua Imã, 79 - Jd. Prudência Todos os sábados Das 18h30 às 20h

Qualidade e o Melhor da região. Qualidade e o Melhor PreçoPreço da região.

da região.

Segurança para quem compra. Tranquilidade para quem vende.

Maiores informações:

Temos convênio com: Notre Dame,Central Central Temos convênio com: Notre Dame, Psicopedagogia Clínica

Tiago Nacional Unimed, Mapfre e outros. Nacional Unimed, Mapfre e outros. Fone:97 Empresas: Vitae, Albenture, Globoe eoutras. outras. Empresas: Vitae, Albenture, Globo 5181-8033 Rua Francisco de Alvarenga, Rua Francisco de 97969-0779 Alvarenga, (11) - 97 Claro Jd. Mirian – São Paulo Jd. Mirian – São Paulo Trabalhamos com reembolso Trabalhamos com reembolso Rua Fernandes Moreira, 241 Chácara Santo Antônio

Fone: 5564-4044

DIGA NÃO AO PRIMEIRO GOLE! Volte a ser feliz, junto daqueles que lhe querem bem!

CRP 06/62333-4

CHOCOLATES CHOCOLATES BALASBALAS BOLACHAS BOLACHAS BALÕES BALÕES GOS PARA FESTAS DESCARTÁVEIS DESCARTÁVEIS REFRIGERANTES 3-2599 REFRIGERANTES KIT FESTAS KIT FESTAS

Teremos o maior prazer em atendê-lo, sem Fone: 5523-0177 Segurança para Segurança para compromisso e sem custo. quem compra. Filial: quem compra. Tranquilidade para Venha tomar um cafezinho conosco! Unidade Mascote Tranquilidade para quem vende. Av. Mascote, 843 quem vende.

ORGANIZAÇÃO ORGANIZAÇÃO GSBM em Revista  |  www.gsbm.org.br  |  Julho a Setembro/2018 | 3 FINANCEIRA FINANCEIRA Pessoal ee Empresarial Empresarial


N

staq

e m

u

e

de

Banho Fratern Onde amor e o respeito operam milagres!

em todo mundo que frequenta o Grupo Socorrista Dr. Bezerra de Menezes, conhece o trabalho maravilhoso que é realizado todos os domingos pela nossa área de Assistência Social: o Banho Fraterno Itaporã. Há quase 15 anos, um antigo trabalhador da Federação Espírita do Estado de São Paulo, que também frequentava nossa casa, teve a ideia de introduzir, nos mesmos moldes, este trabalho que acolhe pessoas em situação de rua para tomar banho, cortar cabelo, fazer barba, curativos, além de tomarem café da manhã e receberem uma muda de roupa limpa. O projeto foi prontamente aceito pela Diretoria de Assistência Social, porém precisavam adaptar a estrutura da área assistencial para comportar esse tipo de trabalho, que não é nada fácil, além de conseguir trabalhadores para abraçar um projeto tão audacioso quanto valioso. Foram quase 2 anos se preparando, até que no dia 03 de dezembro de 2005, aconteceu o primeiro trabalho. No início, o Banho, como é carinhosamente chamado, acontecia às 13h, mas isso trazia problemas para os trabalhadores, já que era bem no horário do almoço e também para os assistidos, porque muitos já chegavam alcoolizados, dificultando o atendimento e a disciplina do trabalho. Hoje, ele acontece às 7h e a maioria dos assistidos consegue se manter sóbria desde a noite anterior, contribuindo para a harmonia dos trabalhos, colaborando com os trabalhadores, inclusive, já orientando os novos assistidos sobre como eles devem se comportar. Duas equipes de, aproximadamente, 20 trabalhadores, se revezam a cada 15 dias para atender, em média, 35 assistidos para o banho e mais uns 15 para o café e doação de roupas ou cobertores. E a cada domingo, a rotina se repete: Às 7h abrem-se os portões e

inicia-se a triagem, verificando quem irá tomar banho, cortar os cabelos, se precisa de curativos, etc. Às 7h30 fecham-se os portões, faz-se a preparação dos trabalhadores dentro do salão fechado e, simultaneamente, no salão externo, é feita a leitura do Evangelho com explicação para os assistidos, a prece de abertura e logo em seguida, todos se juntam para ouvir a pequena palestra, pois alimentamos tanto o espírito, quanto o corpo. Depois disso, serve-se o café com pão e as mulheres começam a tomar banho. Finalizado o delas, começa o dos homens. Todos recebem uma muda de roupa, inclusive roupas íntimas, para que saiam de lá limpos, aquecidos e confortáveis! Quem vai saindo, se deu o nome, é chamado a conversar com as voluntárias, direcionado para os dentistas, para as enfermeiras ou para o corte de cabelo. O trabalho já seria incrível se somente proporcionasse o banho, roupa limpa e algum alimento, só que, na verdade, a real intenção desses abnegados servidores de Jesus, é devolver a dignidade, o respeito e melhorar a autoestima desses irmãos, auxiliando em sua ressocialização. É impressionante a modificação que se dá no semblante dos moradores em situação de rua entre o momento em que eles chegam e o que eles saem do Banho, não só pela aparência física, mas, principalmente, pelo sorriso que transparece a alegria deles por terem sido tratados com amor e atenção. Por isso, os dirigentes e colaboradores do Banho Fraterno estão sempre buscando novas formas de ajudar, ouvindo suas necessidades, seus anseios, trazendo outros “profissionais voluntários” como psicólogos e dentistas, que doam seu tempo e conhecimento para melhorar a qualidade de vida destes homens e mulheres, que já perderam praticamente tudo. Os voluntários vão conversando, ajudando no que podem, indicando o

4 | GSBM em Revista | www.gsbm.org.br | Julho a Setembro/2018

tratamento na Assistência Espiritual, as reuniões do Grupo Fraternal de Apoio (trabalho que trata dependentes químicos e acontece aos sábados às 18h30) e outros tratamentos de saúde na própria área de Assistência Social, oferecendo acolhimento amoroso e atencioso, pois é isso que devolve o senso de humanidade a esses irmãos em situação de rua. Entretanto, nem só de amor vive o Banho Fraterno, pois em tudo é necessário organização e disciplina. Todos os assistidos são cadastrados, os atendimentos feitos e as doações são registrados num computador, inclusive para evitar que eles utilizem o que recebem no Grupo como moeda de troca por drogas ou álcool e também para prestar contas das doações que recebemos. São muitas pessoas, muitas histórias ao longo desses 12 anos de existência, algumas alegres e engraçadas, outras nem tanto, mas nem as “perdas” abalam a certeza de que esse trabalho deve permanecer e se ampliar. Entrevistando os dirigentes do trabalho, eles me relataram algumas histórias que agora divido com vocês: Dois dos primeiros assistidos do trabalho, um casal, participaram durante muitos anos. Por problemas familiares, que não aceitavam o relacionamento deles, acabaram indo morar na rua. A mãe dele, ia visita-lo, queria leva-lo para casa, mas não aceitava a companheira, que era mais velha e era dependente química também. Mas, por amor, ele não aceitava voltar sem ela. O vício em álcool e outras drogas foi se agravando e debilitou demais a saúde deles, tanto que o rapaz ficou com insuficiência renal, a ponto de necessitar ficar internado no Hospital São Paulo para realizar hemodiálise diária. Nesse período, ela ia a pé, daqui do Jardim Prudência até o hospital, para visita-lo. Infelizmente, ele não resistiu à doença e veio a falecer. Dois meses depois, ela também desencarnou. Para se ter uma ideia do quanto a droga destrói vidas, ela era professora e pedagoga, havia


no

sido casada, tinha filhos e mesmo assim, foi parar nas ruas. Outro irmão, era usuário de cocaína e álcool, tão dependente que chegava ao Banho com o nariz sangrando. Com o tempo e as conversas de conscientização, ele deixou a cocaína e melhorou, significativamente, seu comportamento, mas ainda não conseguiu deixar o álcool. Por causa do uso prolongado de drogas, ele tem diversas manchas arroxeadas pelo corpo, que só melhoram com aplicação da pomada do Vovô Pedro. E ele costuma brincar: “Deixei de ser viciado em cocaína e fiquei viciado na pomadinha!!” Em outra ocasião, um outro irmão apareceu todo cortado por automutilação, transtornado, dizendo que iria se suicidar. A equipe cuidou dele, dos seus ferimentos e com a frequência ao trabalho, foi se modificando, tornando-se mais calmo e nunca mais tentou contra a própria vida. Em compensação, outro companheiro do Banho Fraterno, começou a frequentar a Assistência Espiritual, fazendo tratamento e assistindo às palestras. Arrumou um emprego numa marmoraria e ainda dormia nos fundos da mesma. Estava tão decidido a recomeçar sua vida, que pediu a um dos dirigentes do Banho: “Já que você reza muito e conversa com Doutor Bezerra, peça para ele me arranjar uma namorada decente porque na rua só tem tranqueira. Concordei e saí rindo internamente. Coitado do Doutor Bezerra, agora tem que arrumar até namoro.” Muitos se recuperam, voltam para suas famílias, outros melhoram, mas depois recaem no vício. É extremamente difícil sair das ruas... Temos, inclusive, um companheiro voluntário, que chegou a morar na rua, dependente químico e, graças a Deus e sua enorme força de vontade, recuperou sua vida, família, dignidade e respeito. Para mostrar aos nossos irmãos do Banho Fraterno, que é difícil, mas não impossível, uma vez ao mês ele vai até lá para dar

seu testemunho, incentivando e dando esperança a esses corações tão sofridos. Mas mesmo os irmãos que não saem das ruas, com o tempo vão se transformando: “No começo, os assistidos vinham com péssima higiene, revoltados e nervosos, aprenderam e gostaram da modificação, sendo fiscais uns dos outros. O respeito e carinho começou a ser dos dois lados, nós levantamos cedo com amor e eles se mantém controlados do álcool, respeitam o trabalho, até hoje é assim. Todos os finais de semana, recebemos vários assistidos, que chegam pela primeira vez, muito intransigentes e revoltados, sentimentos que se modificam com o tempo, mas alguns dos antigos tem recaídas, recaídas entendidas por nós, porque é muito difícil virar as muitas noites na rua sem beber.” Alguns trabalhadores também marcaram esses anos do Banho Fraterno. Como um dos que iniciaram, que era farmacêutico e ajudava aos assistidos com curativos, remédios, cuidando de todos com tanto amor, que chegava a emocionar. Ou ainda, outro senhor, que era trabalhador da Macarronada, mas quando soube do Banho, passou a chegar mais cedo, por volta das 6h, para preparar os lanches e o café, deixando tudo impecável para quando os assistidos chegavam. Ambos já fizeram sua passagem para o Plano Espiritual, mas ninguém os esquece! Eles já tiveram a bênção da música tocada e cantada por alguns companheiros, que traziam a alegria e as vibrações de canções com mensagens de amor, esperança e fé. São voluntários de todas as idades, inclusive uma senhora de 73 anos, que é carinhosamente chamada de vó, tia e até de mãe pelos assistidos. Ela cuida mais de perto do banho das mulheres, que ela chama de “meninas”, com tanto amor, que mesmo as mais “rebeldes” a respeitam e

GSBM em Revista  |  www.gsbm.org.br  |  Julho a Setembro/2018 | 5


retribuem o carinho. Ela nos conta o quão gratificante é trabalhar com eles e que sempre volta para casa cheia de esperança e muito amor. Outra voluntária querida, uma senhora de quase 80 anos, trabalhava com eles e sempre trazia torta de liquidificador e pacotes de biscoito, um para cada um, para que eles levassem para comer depois. Porém, ela teve câncer e, devido ao tratamento, teve que se afastar. Os assistidos sempre perguntavam por ela e pela torta. Agora, que ela está melhor, mesmo carequinha, voltou ao trabalho com eles, com a mesma alegria e as mesmas guloseimas! E além de tudo isso, os trabalhadores ainda preparam surpresas para eles em algumas datas especiais. No Natal, por exemplo, eles ganham roupas e calçados novos, pois durante o ano todo, só recebem roupas usadas. Então nessa data tão especial, eles recebem um kit com a roupa nova, itens de higiene pessoal e um panetone. No domingo mais próximo ao Natal, a reunião com eles também é especial, uma celebração do aniversário de Jesus com direito a bolo e parabéns, um lanche caprichado com salgadinhos e refrigerantes, a palestra explicando o real significado do Natal e o sentimento de amor, de estarem em família, pois eles são a família espiritual de todos que estão ali se doando o ano todo. Na Páscoa também, sempre recebem algum mimo, como um ovinho de chocolate ou uma mini colomba pascal. E, como todos os trabalhos do nosso amado Grupo Socorrista Dr. Bezerra de Menezes, este também se mantém através das doações. Por isso, quem puder, doe roupas, principalmente masculinas, tamanhos do 38 a 42, pois nossos irmãos, normalmente, são miúdos, roupas íntimas como cuecas e meias, barbeadores e outros artigos de higiene pessoal. A gratidão é imensa!!! É importante ressaltar, mais uma vez, que o Banho Fraterno Itaporã é orientado no sentido de trazer amor, respeito e dignidade, elevando a autoestima a fim de incentivá-los a buscar uma nova vida, com trabalho, família e um lar! Parabéns a esses abnegados trabalhadores da Seara de Jesus!! E que Deus ilumine esses irmãos para que eles encontrem o caminho de volta!!

Depoimento da Mariuza: “Iniciei meu trabalho como voluntária no Banho Fraterno no início de 2017, através de duas amigas Nina e Nice. Me interessei em ir conhecer o trabalho, pois ele vinha de encontro a uma vontade, já antiga, em fazer um trabalho social, o qual ainda não tinha dado certo. Mas na verdade não tinha chegado a hora, acredito nisso. E quando fui convidada, eu ainda estava fazendo tratamento de radioterapia do câncer que tinha tido no ano anterior. Fui conhecer e me apaixonei, era tudo que eu precisava naquele momento. Me encantei, participei no primeiro dia, seguindo o roteiro de trabalho já em andamento, e saí, no final, alegre, feliz e encantada com o trabalho, com o Grupo Bezerra de Menezes, com os voluntários, dirigentes, e claro, com os moradores em situação de rua. Vi ali, naquele trabalho, uma oportunidade de fazer o diferencial na vida daqueles irmãozinhos que tanto precisam de uma mão amiga, carinho, atenção e cuidados. E, principalmente, que acreditássemos que eles são capazes de se modificarem, de se transformarem com o trabalho que já era oferecido, mas que precisávamos fazer algo a mais por eles. Na segunda quinzena, fui já com o objetivo de pedir permissão para o dirigente Clóvis ou à Tereza, para que eu pudesse entrevista-los, escutá-los, dar atenção a eles de uma forma que eles se sentissem à vontade para conversar, desabafar, falar dos seus sentimentos, necessidades e vontades. Porque isso era muito importante para mim, ouvi-los, saber das suas reais necessidades. Não só vestimenta e alimento. Graças a Deus, tanto a Tereza quanto o Clóvis me autorizaram a conversar com eles. E iniciei meu projeto na outra quinzena, já vim com uma ficha a ser preenchida com os dados mais importantes, para que pudéssemos fazer uma análise das causas que os levaram às ruas, aos vícios, das necessidades físicas e saúde deles. Então, conseguimos notar uma grande aceitação da parte deles em relação a esse trabalho e uma maior aproximação deles para com o grupo. Em 2018 resolvi ampliar e acelerar esse trabalho, foi quando novamente pedi autorização à Tereza para fazer as entrevistas dentro do salão e se eu podia arrumar algumas pessoas do grupo desse dia para me auxiliar. Ela como sempre, muito disposta a

6 | GSBM em Revista | www.gsbm.org.br | Julho a Setembro/2018

melhorar o trabalho, me apoiou. Iniciamos o trabalho em 2018, fazendo com três atendentes entrevistando-os e colhendo as informações, escutando-os, dando incentivo de que eles são capazes de se melhorar, de se cuidar etc. Sempre aproveitamos para lembra-los da importância da prece, de Jesus na vida deles. Com esse trabalho, surgiu a ideia de implantar o trabalho de dentistas voluntários, que pudessem vir, inicialmente, na quinzena e fossem atendendo os casos mais urgentes e depois os menos urgentes. Com a colaboração de todos, conseguimos três profissionais para revezarem e fazerem esse trabalho tão necessário e importante. Outras necessidades, que são elencadas, serão num futuro próximo, se Deus nos permitir, encaminhadas para serem solucionadas também. Eles, hoje em dia, se oferecem para serem chamados, para conversar, porque se sentem aceitos e importantes por estarem ali, sendo ouvidos. E isso nos dá uma grande alegria e a certeza de que estamos no caminho certo. Através destas entrevistas, estamos fazendo a ficha de cada assistido do Banho Fraterno e com essas informações, criaremos o material para que possamos implantar novos trabalhos com o intuito de beneficia-los e auxilia-los. Tenho esse projeto em mente e já estamos nos empenhando com a ajuda de todos, para conseguirmos, juntos, desenvolver um trabalho mais completo e eficaz em relação às suas necessidades de saúde e bem-estar. Pedimos a Deus e a Jesus que nos inspire e oriente nesse trabalho maravilhoso que temos a oportunidade de colocar em prática Mariuza Ap. Melo Andrade Voluntária Banho Fraterno Itaporã

Contribuíram com esta matéria, com seus depoimentos e histórias, trabalhadores e ex-trabalhadores do Banho Fraterno: Eduardo Zamperetti, Ezequiel Ramos, Clovis Lopes Silva, Tereza Ap. de Almeida Ribeiro, Teresa Pazzeto Meneghine e Rita Gonçalves Costa. Texto de Andrea Muniz Trabalhadora do G.S.B.M. Redação G.S.B.M. em Revista


Fazer o bem

bondade (substantivo feminino)

A

m

flex

ão

sem olhar a quem

e

re

1. qualidade de quem tem alma nobre e generosa e é naturalmente inclinado a fazer o bem; benevolência, benignidade, magnanimidade. 2. ação que reflete essa qualidade.

“Madre Tereza, Chico Xavier e a Vara de Pescar” Certa vez, Chico Xavier compareceu a um programa de televisão em Uberaba, sendo indagado a respeito desse assunto por um médico: “Porque vocês espíritas, ao invés de ensinarem a pescar, dão o peixe?”. Chico respondeu-lhe que Jesus, antes do célebre Sermão da Montanha, multiplicou pães e peixes para a multidão faminta, primeiro alimentando a fome do povo, depois ensinando o caminho do Reino. Não podemos pregar religião a quem está com fome, de barriga vazia, pois a fé sem obras é morta. Em visita ao Brasil, Madre Tereza de Calcutá deu a um repórter resposta semelhante à do Chico, quando interrogada sobre o mesmo assunto. Ela respondeu: “Meu filho, mas como é que vamos fazer, se as pessoas que alimentamos sequer têm forças para segurar uma vara?! Como elas irão pescar?!”. Chico fez o que foi possível fazer em benefício do próximo, sem se preocupar com a opinião pública, porque elas são as mais diferentes possíveis. Enquanto os outros opinavam, Chico fazia, Chico trabalhava. Carlos A. Baccelli site: https://temporecord. wordpress.com/2012/01/27/ caridade-e-o-amor-em-movimento/

credito que a bondade é uma das melhores qualidades de uma pessoa. No que oferecemos aos outros, somos capazes de expressar o que há de melhor na essência do ser humano. Essa que merece a alegria e que nos faz sentir orgulho da nossa condição. Dizem que a bondade é o único investimento que nunca falha. Semear bons atos transborda em um benefício universal, pois fazemos florescer os corações que tocamos com ela. Porém, só pode ser considerada real, a bondade que é feita sem esperar reconhecimento, gratidão e sem julgamentos direcionados a quem recebe. Mas, como podemos fazer o bem? Se pararmos para pensar, a bondade não se encontra nos grandes gestos, mas nos atos cotidianos, pois são aqueles que estão em nossas mãos. A pergunta inevitável é: como podemos cuidar desse valor todos os dias? 1. Ilustre com seu exemplo: Ensine o valor de ajudar os outros àqueles que não sabem como praticar a solidariedade e a bondade. A solidariedade consiste em dar o que temos, não o que nos sobra. E o maior donativo é o nosso amor, nosso tempo! 2. Cuide dos outros nos maus momentos: Lembre-se de que contra as dificuldades, nosso melhor remédio é o sorriso e, junto a ele, a compreensão empática. Estender uma mão

amiga ou escutar pacientemente os outros é a melhor maneira de ajudar e tornar a vida mais fácil para os nossos semelhantes. 3. Alimente seu senso de humor: Cuide do seu senso de humor. A vida é vivida de outra maneira quando damos importância à alegria e ao sorriso. Ver o lado bom de cada situação, por mais difícil que ela pareça. 4. Lembre-se de que todos nós precisamos dos outros para nos realizarmos. Todos somos seres imperfeitos, por isso precisamos da tolerância e da bondade de outros para aceitar e garantir o nosso bem-estar e, para assim, fazermos um mundo melhor. Nós cremos na Lei de Causa e Efeito, sendo assim, temos a garantia de que, embora não consigamos ver a colheita, as sementes que semeamos com cada ato de bondade equivalem a milhões de sorrisos e toneladas de bem-estar. Assim, lembremos que a bondade é uma arte da qual podemos nos beneficiar com pequenos gestos de maneira quase imediata. A satisfação de fazer o bem nos ajuda a criar vínculos afetivos duradouros e saudáveis, nesta e em outras vidas, através dos quais obteremos a maior recompensa que existe: o enriquecimento espiritual. Texto de Andrea Muniz Trabalhadora do G.S.B.M. Redação G.S.B.M. em Revista Crédito da foto de Chico Xavier na fazenda modelo Jhon Harley - O Vôo da Garça - Chico Xavier em Pedro Leopoldo 1910 - 1959 - Editora Vinha de Luz

GSBM em Revista  |  www.gsbm.org.br  |  Julho a Setembro/2018 | 7


PROGRESSO E CRESCIMENTO NA VISÃO ESPÍRITA PERDOAR PARA PERDOAR-SE RECOMEÇAR AGOSTO TEMA

Palestrante convidado:

Alberto Ferreira Morgado

Data: 21/07/2018

Tema: “Dependência Química no Plano Espiritual”

Data: 22/09/2018

no

Horário: 18h30

Local:

Casa Assistencial G.S.B.M. Rua Imã, 79 - Jardim Prudência - SP

Livraria do GSBM

Visite nossa livraria e adquira maravilhosas obras espíritas. Dias e Horários: Segundas - Das 15h às 20h30 Terça à Quinta - Das 14h30 às 20h Quartas - Das 14h30 às 21h Sextas - Das 17h às 21h Sábados - Das 14h30 às 18h30

DIA DOS PAIS TV E INTERNET DR. BEZERRA DE MENEZES NASCIDO EM 29/08/1831 CRISE E PROBLEMAS? OBA! SETEMBRO TEMA CRISE E PROBLEMAS? OBA! BRASIL, CORAÇÃO DO MUNDO, PÁTRIA DO EVANGELHO O AMBIENTE EM QUE NASCEIS

TENTAÇÕES

em

Palestrante convidado: Hélio Paixão

CONHECENDO O ESPIRITISMO

E SEDE AGRADECIDOS

Horário: 18h30

Oiê!

• Você tem entre 16 e 26 anos? • Quer entender melhor esse mundo maluco em que vivemos? • Busca uma religião que esclareça suas dúvidas? • Quer participar de um grupo onde haja pessoas legais e que te proporcione oportunidades para ajudar ao próximo? Então venha nos conhecer: somos a Mocidade do

dad

DATA 01/09 - sábado 06/09 - quinta 07/09 - sexta 08/09 - sábado 13/09 - quinta 14/09 - sexta 15/09 - sábado 20/09 - quinta 21/09 - sexta 22/09 - sábado 27/09 - quinta 28/09 - sexta 29/09 - sábado

A ARTE DE CONVIVER E ENTENDER AS DIFERENÇAS

Entrais Nessa?”

ci

DATA 02/08 - quinta 03/08 - sexta 04/08 - sábado 09/08 - quinta 10/08 - sexta 11/08 - sábado 16/08 - quinta 17/08 - sexta 18/08 - sábado 23/08 - quinta 24/08 - sexta 25/08 - sábado 30/08 - quinta 31/08 - sexta

TEMA

Tema: “Drogas... Jovens, Por Que

e

DATA 05/07 - quinta 06/07 - sexta 07/07 - sábado 12/07 - quinta 13/07 - sexta 14/07 - sábado 19/07 - quinta 20/07 - sexta 21/07 - sábado 26/07 - quinta 27/07 - sexta 28/07 - sábado

JULHO

Palestras Especiais

tíci

Quintas às 15h, Sextas às 20h e Sábados às 16h, no Salão Principal. Quintas às 14h15, Sextas às 19h15 e Sábados às 15h15, na Sala de Orientação. Segundas às 14h30 e às 19h30, na Sala de Pais (verificar programação). Atenção: Para atendimento de Orientação, chegar uma hora antes dos horários acima.

a

Palestras do Trimestre

mo

GSBM! Nos reunimos todos os sábados das 17h30 às 19h, cada semana com um tema diferente.

EXPEDIENTE ANO 22 - Nº 75 - Periodicidade Trimestral - JULHO, AGOSTO E SETEMBRO DE 2018. Editado por GSBM Comunicação: Andrea Muniz, Ricardo Leitão Medeiros, Rodrigo Dovighi e Tiago Toledo.

Colaboradores: Andrea Muniz, Clovis Lopes Silva, Eduardo Zamperetti, Ezequiel Ramos, Flores Roma, Hélio Sato, Jair Mattazio, Luciana Tumolo, Mariuza Melo Andrade, Ricardo Leitão Medeiros,

Esperamos por você!!!

GSBM na Internet

Você já acessou o nosso site? Lá você encontra a lista com as palestras do mês, baixa os informativos e sabe um pouco sobre todos os trabalhos que realizamos na Casa Espiritual e Assistencial.

Rita Gonçalves Costa , Suzete Barros, Tereza Ap. Ribeiro e Teresa Meneghine.

Publicidade/Comercial: Andrea Muniz - (11) 2885-8537 / contato@companys.com.br Redação: contato@companys.com.br Coord. de Artes Gráficas: Company’s Com. Design & Tec. EIRELI-ME - (11) 5621-7070 / 2885-8537 Editor-Chefe: Ricardo Leitão Medeiros Revisão: Andrea Batista Muniz e Ricardo Leitão Medeiros Arte Final/Diagramação/Editoração Eletrônica: Ricardo Leitão Medeiros Impressão Gráfica: VR Editora e Gráfica EIRELI Distribuição Gratuita - Circulação: 2.000 exemplares Os conceitos e opiniões emitidos nos artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores, não expressando a opinião dos dirigentes da entidade e seus colaboradores. Os anúncios publicados são de responsabilidade dos anunciantes.

GSBM - GRUPO SOCORRISTA DR. BEZERRA DE MENEZES - Fundado em 1979 Presidente: Hélio Sato / Vice-Presidentes: Jair Matazzio / Angela Marcondes e Wilson Brandão Sede: Av. Cel. Fco. Júlio Cesar Alfieri, 184 - Jd. Prudência - S. Paulo - SP - Tel.: (11) 5564-5115 Casa Assistencial: Rua Imã, 79 - Jd. Prudência - São Paulo - SP - Tel.: (11) 5562-3310 8 | GSBM em Revista | www.gsbm.org | Julho a Setembro/2018 Site: www.gsbm.org.br - Facebook: https://www.facebook.com/GSBMoficial

Prefere usar as redes socias? Estamos no Facebook também e através dos posts, você fica sempre atualizado sobre nossas atividades.Acesse e confira:

www.gsbm.org.br https://www.facebook.com/GSBMoficial

GSBM em Revista - Edição 75  

GSBM em Revista - Edição 75 - Julho a Setembro/2018

GSBM em Revista - Edição 75  

GSBM em Revista - Edição 75 - Julho a Setembro/2018

Advertisement