Page 1

HOMO CURIOSIS... Ninguém sabe ao certo como e quando surgiu o teatro. Provavelmente nasceu junto com a curiosidade do homem, que desde o tempo das cavernas já devia imaginar como seria ser um pássaro, ou outro bicho qualquer. De tanto observar, ele acabou conseguindo imitar esses bichos. Depois, o homem primitivo deve ter encenado toda essa caçada para seus companheiros das cavernas só para contar a eles como foi, já que não existia ainda linguagem como a gente conhece hoje. Isso tudo era teatro, mas ainda não era um espetáculo. Muito provavelmente, o espetáculo de teatro só foi aparecer quando os rituais entraram em cena! SANTO TEATRO! Quem vai assistir a essas peças engraçadas e debochadas hoje em dia talvez nem imagine que o teatro, há muito tempo, era sagrado. É isso mesmo! As pessoas acreditavam que por meio de rituais (encenações) era possível invocar deuses e forças da natureza para fazer chover, tornar a terra mais fértil e as caças mais fáceis, ou deixar os desastres naturais bem longe de sua comunidade. Estes rituais envolviam cantos, danças e encenações de histórias dos deuses, que assim deveriam ficar felizes com a homenagem e ser bonzinhos com os homens. Ainda hoje, muitas espécies de teatro, especialmente no Oriente, ainda são ligados ao sagrado, e encenam histórias de deuses há milênios... Mas aqui no Ocidente, um tipo bem especial de teatro surgiu a partir destes rituais: o Teatro Grego. Muitos deuses eram cultuados na Grécia, há muito tempo, cerca de cinco séculos antes de Cristo. Eram deuses parecidos com os homens, que tinham vontades e humores, e eram ligados com os elementos da Natureza e da vida. E um deus muito especial era Dioniso, ou Baco. Dioniso era o deus do vinho, do entusiasmo, da fertilidade e do teatro. Em sua homenagem, eram feitas grandes festas, em que as pessoas cantavam dançavam e narravam em coros uma poesia chamada ditirambo. Tinha até concurso de ditirambo! Dos ditirambos nasceu outra festa para homenagear Dioniso, as Dionísias Urbanas. Foi nas Dionísias que surgiu o primeiro traço do teatro como conhecemos hoje: um dos atores do coro se desligou e disse ser um deus, ou um herói, e não ele mesmo, e assim começou a dialogar com o coro. Foi assim que surgiram os primeiros atores, e este foi o primeiro passo para as peças de teatro escritas. Então surgiram as famosas tragédias e comédias gregas! As peças de teatro na Grécia antiga contavam histórias dos mitos gregos, onde os deuses eram muito importantes. Elas passaram a ser representadas em espaços especiais, que são parecidos com os teatros de hoje. Eram construções em forma de meia-lua, cavadas no chão, com bancos parecidos com arquibancadas, chamados teatros de arena. Um dos mais famosos está em pé até hoje, em Atenas, na Grécia, e se chama Epidaurus . Uma coisa curiosa nas encenações é que só os homens podiam atuar, já que as mulheres não eram consideradas cidadãs. Por isso, as peças gregas eram encenadas com grandes máscaras! Existiam dois tipos de peças: as tragédias e as comédias. As tragédias eram histórias dramáticas, e mostravam homens que, por não aceitarem a vontade Divina, acabavam em maus bocados. Os autores de tragédia grega mais famosos foram Ésquilo, Sófocles e Eurípides. As comédias eram histórias engraçadas chamadas sátiras, que são gozações da vida. Um grande autor de comédia grega foi Aristófanes. Todos esses autores influenciaram muito o teatro que veio depois, e suas peças são encenadas até hoje. O teatro foi se desenvolvendo e ganhando muitas caras e formas, como o teatro mambembe... OS SALTIMBANCOS Muitos anos depois, na Idade Média, apareceram na Europa companhias de teatro que ia de cidade em cidade. Este teatro já não tinha nada de religioso, e seus atores e atrizes, chamados de saltimbancos, literalmente carregavam a casa nas costas. E não só a casa: os cenários das peças, seus figurinos (as roupas usadas), maquiagem, etc. Eles andavam em carroças, sempre em bandos, chamados trupes, e não tinham morada certa. Eles também representavam peças engraçadas ou dramáticas, como os gregos. Hoje, esse teatro itinerante também é conhecido como teatro mambembe. Mas não pense que ficar "de galho em galho" era o sonho da vida dos saltimbancos! É que na época em que eles viviam, a Igreja era muito poderosa e rigorosa, e escolhia o que as pessoas podiam representar, de preferência textos cristãos. E os saltimbancos não queriam saber dessa prisão, pois o negócio deles era usar a criatividade e representar o que bem quisessem. Perseguidos pela Igreja e sendo tratados como fora-da-lei, os saltimbancos começaram a usar máscaras, para não serem reconhecidos. Uma tradição que descende diretamente dos saltimbancos é o circo, que até hoje anda de cidade em cidade apresentando seus números. Muito tempo mais tarde, na Itália, surgiu a Commedia dell'Arte! Com o Renascimento, três séculos depois, o teatro deixou de ser tão perseguido pela Igreja. As artes floresciam: pintura, arquitetura, música. O homem passou a ser o objeto de interesse dessas artes, e não mais os deuses (ou, no caso da Igreja católica, o Deus). Foi a época de artistas muito importantes, como Da Vinci (que pintou a Mona Lisa) e Michelângelo. Por essa época surgiram os teatros parecidos com os de hoje, casas com palco e platéia, e também a ópera, mistura de música com teatro. A Itália foi o palco de um gênero chamado commedia dell’arte. Os atores da commedia dell’arte eram muito versáteis (faziam de tudo): cantavam, dançavam, representavam, faziam malabarismos... Tudo para agradar seu público! Eles também formavam trupes que iam de cidade em cidade, e nunca decoravam nada, sempre improvisavam as peças. Esses atores faziam sempre os mesmos papéis, tão famosos que você já deve ter ouvido falar neles: Arlequim, Colombina, Pierrô, Pantaleão... Cada papel tinha uma máscara, que cobria só a parte de cima do rosto. Ainda hoje, podemos ver peças inspiradas nesses personagens maravilhosos. No Brasil, eles viraram até tema de carnaval! SER OU NÃO SER, EIS A QUESTÃO! E por falar em maravilha, você sabe quem é o autor da famosa frase "ser ou não ser, eis a questão"? Foi um dos maiores mestres que o teatro já conheceu, o bardo (poeta) William Shakespeare. Shakespeare nasceu em 1564, na Inglaterra, na cidade de Stratford e foi um apaixonado pelo teatro. Escreveu muitas peças e ficou muito conhecido, tendo inclusive a honra de apresentar suas obras nos palácios dos reis, coisa que não era para qualquer um! Ele construiu um teatro, que está de pé em Londres até hoje, chamado Globe Theatre, em forma de globo (daí o nome). Mas ficou famoso mesmo por suas peças, imortais, que retratavam os tipos humanos como nunca nenhum autor conseguiu fazer depois dele. Algumas de suas peças mais conhecidas são Romeu e Julieta, Hamlet e Sonho de uma Noite de Verão. Aliás, a frase tão famosa lá de cima é da peça Hamlet... O TEATRO DO LADO DE LÁ DO MUNDO No Oriente existem formas maravilhosas de fazer teatro. Algumas delas são típicas do Japão, como o teatro Nô e o Kabuki. Tanto um como o outro são encenados da mesma forma há mais de mil anos. A natureza é o tema principal de suas peças, que também contam histórias do folclore de seu povo. As roupas são muito bonitas e ricas, e os atores usam bastante maquiagem, tanto que os japoneses ficaram feras na maquiagem para teatro! Como teatro grego, só os homens podem atuar. Os papéis são fixos, como na commedia dell’arte. Quando uma pessoa vai assistir a uma peça Nô ou Kabuki, não vai para ver a história, que ela já sabe qual é, mas para ver o trabalho dos atores. Muitos deles representam um único papel... a vida inteira! Na Índia, o teatro está muito ligado à dança. Os atores também estudam muitos anos, e dão especial atenção à expressão do corpo, através dos gestos e do movimento de cada parte do corpo, até mesmo dos olhos! Cada gesto tem um significado especial para as histórias, que contam quase sempre passagens da mitologia indiana. Na China, o teatro e o canto estão sempre juntos. Tanto que uma das formas mais conhecidas desse teatro é a ópera de Pequim, onde os atores também usam maquiagens especiais, como os atores japoneses. O TEATRO HOJE Dá para perceber que, com tantas influências, o teatro de hoje é uma arte muito rica, muito misturada. Existe a ópera, o teatro de bonecos, o teatro-dança, os musicais, o teatro de rua, o teatro feito em espaços alternativos (como hospitais, presídios). Quando apareceu o cinema, há mais de cem anos, muita gente previu o fim do teatro. Falavam que o cinema iria substituí-lo, porque podia criar histórias com muito mais semelhança com a realidade. Mas isso não aconteceu. Quem pensava assim não percebeu que o grande barato do teatro é o fato de ele ser uma obra de arte viva, ou seja, depende da presença de quem atua e de quem assiste. O teatro é fascinante, pois é um jogo da imaginação. Quando a gente vai ao teatro, não quer ver a cena "certinha" e que nunca muda. A gente quer ver o improviso, o novo, o diferente que vive nos atores e nos olhos de cada platéia.


PALCO: ESPAÇO MÁGICO As pessoas sempre adoraram contar e ouvir histórias. Não importa se são verdadeiras ou não. Repare: as novelas, os desenhos, os filmes, as peças teatrais, os livros, os jornais... Em cada um desses meios de comunicação, durante todo o tempo se conta histórias, que aconteceram de verdade ou foram inventadas. Algumas histórias são escritas, no caso dos livros e dos jornais. Outras são desenhadas, como nas histórias em quadrinhos. Algo diferente acontece nas novelas, nos filmes e no teatro: para contar uma história, os atores "fingem" que ela está acontecendo. Se eu sou um ator e vou fazer o papel do Menino Maluquinho, tenho que fingir que sou o Menino Maluquinho. A diferença do teatro em relação aos filmes e às novelas é que ele acontece "ao vivo". Nenhuma história é verdadeira em cima do palco: ele é um espaço mágico onde uma pessoa vive a vida de outra pessoa, inventada ou que realmente existiu. TEATRO DE BONECOS - FANTOCHES, MARIONETES, MAMULENGOS O teatro de bonecos talvez seja mais velho do que o próprio teatro com atores de verdade. Cada parte do mundo tem um tipo de boneco diferente: no Brasil, os mamulengos do estado de Pernambuco; pelo mundo, há desde os bonecos dos índios americanos aos fantoches e marionetes da Europa, até chegar na Índia e em Java, com suas milenares tradições nessa arte! Japão: os bunraku chegam a ter o tamanho de uma criança e cada um é controlado por vários operadores, a partir de mecanismos nas costas dos bonecos. Índia: bonecos de vara, que existem também na ilha de Java (país vizinho). Europa: ali aparecem principalmente as marionetes, que são bonecos controlados por cordinhas presas nos seus braços, pernas e cabeça. Também há fantoches, que são construídos em cima de luvas e controlados pela mão. Nos Estados Unidos: índios americanos usam teatrinho de bonecos em rituais mágicos de vodu.

LINHA DO TEMPO DO TEATRO - Complete a linha do tempo usando os itens abaixo

1 6

2 7

3 8

4 9

5 10

Rituais em honra aos deuses - cinema – saltimbancos - encenando a caçada – William Shakespeare -- Commedia dell'Arte – Renascimento – Circo - Ópera – musicais 1- O que significa o título de texto HOMO CURIOSIS? 2- De acordo com o texto quando acreditasse que tenha surgido o teatro? 3- Por que o teatro era sagrado? 4- Aqui no ocidente, que teatro surgiu dos rituais aos deuses? 5- Quais eram as características dos deuses gregos? 6- De acordo com o texto, quem foi Dionísio? 7- Porque o teatro grego era realizado com mascaras? 8- Como eram as tragédias e as comédias gregas? 9- O que era teatro mambembe? 10- Quem eram os saltimbancos e porque não tinham moradia fixa? 11- O que eram as trupes? 12- Como eram os atores da commedia dell’arte? 13- Quem foi Willian Shakespeare e porque ficou famoso? 14- Hoje o teatro é uma forma de arte muito rica e misturada, que formas teatrais existem hoje? 15- De acordo com o texto, porque o teatro e fascinante ? 16- O que é ditirambo? 17- Qual é a diferença do teatro em relação aos filmes? 18- Como é chamado o teatro de boneco, no Brasil? 19- O que são marionetes? 20- O que são fantoches? 21- O que é vodu? 22- De acordo com o texto, coloque V ou F ( ) Na época dos homens das cavernas não existia ainda linguagem como a gente conhece hoje. ( ) Os espetáculos apareceram quando começaram a praticar rituais. ( ) O teatro já teve características de sagrado ( ) As pessoas acreditavam que por meio de rituais (encenações) era possível invocar deuses e forças da natureza, ( ) Os rituais envolviam cantos, danças e encenações de histórias dos deuses

( ) Até hoje, no Oriente os teatros ainda são ligados ao sagrado e encenam histórias de deuses há milênios ( ) As peças de teatro na Grécia antiga contavam histórias dos mitos gregos, onde os deuses eram muito importantes. ( ) O as peças eram representadas em construções em forma de meia-lua, cavadas no chão, com bancos parecidos com arquibancadas, chamados teatros de arena. ( ) Um dos mais famosos teatros da Grécia antiga existe até hoje, em Atenas e se chama Epidaurus ( ) Nos teatros gregos só os homens podiam atuar, porque as mulheres não eram consideradas cidadãs ( ) Existiam dois tipos de peças: as tragédias e as comédias. ( ) Os saltimbancos andavam em carroças, sempre em bandos, chamados trupes, e não tinham morada certa. ( ) O teatro itinerante também é conhecido como teatro mambembe. ( ) Os saltimbancos eram perseguidos pela Igreja e tratados como fora-da-lei por isso usavam máscaras, para não serem reconhecidos. ( ) O circo é uma tradição que descende diretamente dos saltimbancos e até hoje anda de cidade em cidade apresentando seus números. ( ) Com o Renascimento o teatro deixou de ser tão perseguido pela Igreja, as artes floresceram (pintura, arquitetura, música) e o homem passou a ser o objeto de interesse dessas artes, e não mais os deuses ( ) Da Vinci (pintor da Mona Lisa) e Michelângelo eram artistas da época do renascimento. ( ) Romeu e Julieta, Hamlet e Sonho de uma Noite são peças teatrais escritas por Willian Shakespeare ( ) Nô e o Kabuki são formas teatrais encenadas da mesma forma há mais de mil anos a natureza é o tema principal e contam histórias do folclore de seu povo, as roupas são bonitas e os atores usam muita maquiagem. ( ) Uma das formas mais conhecidas de teatro na China é a ópera de Pequim. ( ) Hoje existem diversas formas de teatro como: a ópera, o teatro de bonecos, o teatro-dança, os musicais, o teatro de rua, o teatro feito em espaços alternativos ( ) Quando apareceu o cinema acharam que seria o fim do teatro.


O teatro Commedia dell'Arte imortalizou personagens como: Colombina, Arlequim, Pierr么. Colora-os


DionĂ­sio ou Paco, o deus do vinho, tambĂŠm era considerado o deus do teatro. Colora as imagens que o representam.


Ésquilo, Sófocles e Eurípides foram os principais atores do teatro grego. Tragédias

No teatro eram usadas máscaras porque as mulheres não podiam participar

Aristófanes, foi o maior autor da comédia grega

1- A imagem 2 representa uma das peças teatrais mis famosas da história. Identifique-a. Diga quem escreveu e a escreva a frase principal. 2- Identifique que cena de uma peça teatral famosa a imagem 3 ilustra. 3- Interprete a imagem 4

Os teatros ou arenas eram em forma de meia lua. O mais famoso teatro se chama Epidaurus

1

2

3

4


O teatro japonĂŞs NĂ´ e o Kabuki, ĂŠ conhecido e admirado pela maquiagem dos artistas. Colora as imagens desse tipo de teatro.


(1564-1616),o mais famoso dramaturgo e poeta inglês de todos os tempos, compôs suas peças durante o reinado de Elizabeth I (1558-1603) e de James I, que a sucedeu. Casou-se em 1582 com Anne Hathaway, que tinha 26 anos e estava grávida. O casal teve uma filha, Susanna, e dois anos depois tiveram os gêmeos Hamnet e Judith. Por volta do ano de 1588, mudou-se para Londres e, em 1592, já fazia sucesso como ator e dramaturgo. Mas, eram suas poesias — e não suas peças — que eram aclamadas pelo público. Em virtude da peste (doença que exterminou quase metade da população européia), os teatros permaneceram fechados entre 1592 e 1594, impossibilitando seu contato com o público. Publicou dois poemas, "Vênus e Adônis", em 1593, e "O Rapto de Lucrécia", em 1594. Estes dois poemas e seus "Sonetos" (1609), que tornaram-se famosos por explorar todos os aspectos do amor, trouxeram-lhe reconhecimento como poeta. Escreveu mais de 38 peças, que estão divididas entre comédias, tragédias e peças históricas. Seus escritos são famosos até os dias de hoje, e suas atuações trouxeram-lhe riqueza (ele era sócio da companhia de teatro).Shakespeare não publicava suas peças, já que a dramaturgia(arte de composição do texto destinado à representação feita por atores .) não era bem paga. Na época, não havia direitos autorais. O autor pretendia que suas peças fossem representadas em vez de publicadas.Shakespeare morreu em 23 de abril de 1616, no mesmo mês e dia tradicionalmente atribuídos como sendo de seu nascimento. Algumas obras: COMÉDIAS PEÇAS HISTÓRICAS TRAGÉDIAS A Comédia dos Erros Ricardo II Romeu e Julieta Os Dois Cavalheiros de Verona Henrique IV - Partes I e II A Tempestade Sonho de Uma Noite de Verão Henrique V Júlio César O Mercador de Veneza Henrique VI - Partes I, II e III Antônio e Cleópatra Muito Barulho Por Nada Ricardo III Hamlet Como Quiserdes Rei João Othello A Megera Domada Henrique VIII. Rei Lear A Décima Segunda Noite. Macbeth. Classifique as obras abaixo conforme a tabela acima.

1- Sobre Shakespeare, complete: a) Nasceu____________________em________________ b) Esposa_______________________ c) Filhos______________________,_________________,___________________ d) Fazia sucesso como ________________________ e ___________________________ e) Compôs durante o reinado _______________________________________e________________________

2- O que foi a peste e em que teve influencia no trabalho de Shakespeare? 3- Que poesias trouxeram a Shakespeare o reconhecimento como poeta e porque ficaram famosos? 4- Por que Shakespeare não publicava seus textos? 5- O que é dramaturgia? 6- Pesquise sobre a peste negra, como a doença era vista pela igreja e suas conseqüências na Europa.


O QUE É TEATRO Teatro é um termo de origem grega que designa simultaneamente o conjunto de peças dramáticas para apresentação em público e o lugar onde são apresentadas essas peças é também uma forma de arte na qual um ou vários atores apresentam uma determinada história que desperta na plateia sentimentos variados. Dá-se o nome de dramaturgia à arte de escrever peças de teatro, sendo o dramaturgo a pessoa responsável pela composição dos textos. Existem muitos gêneros de teatro, dentre os quais destacam-se: auto, comédia, drama, fantoche, ópera, musical, revista, tragédia, tragicomédia. A Origem do teatro remonta ao homem primitivo e a todas as suas formas de rituais (associados à caça, colheita, morte, etc.), danças, imitações de animais, culto aos deuses e práticas lúdicas. Acredita-se que a ideia de teatro tal como conhecemos hoje surgiu na Grécia Antiga, no século IV a.C. O termo grego “theatron” significa “lugar para ver”. Notheatron eram realizadas cerimônias religiosas em honra a Dionísio, o deus grego do vinho. Na celebração da colheita de uvas (vindima) havia música, dança e apresentações do ditirambo. O ditirambo era um hino cantado e representado por um coro fantasiado. O teatro passou a ser não só o local físico para onde o público se deslocava para ver as cerimônias como as próprias representações, que aos poucos foram adquirindo a forma teatral com a introdução de histórias sobre os grandes heróis gregos. No Brasil, o teatro surgiu no século XVI através das composições teatrais escritas pelos padres Jesuítas nas ações de divulgação da fé religiosa entre os índios. Foi só a partir do século XIX com a chegada da corte portuguesa no Brasil que a arte de representar começou a se desenvolver de forma mais intensa.

Interpretação de texto 1- O que é teatro? 2- O que é dramaturgia? 3- Quais são os gêneros teatrais? 4- Qual é a origem do teatro? 5- Como surgiu a idéia de teatro tal como conhecemos hoje? 6- Quem é o deus do teatro? 7- O que é o ditirambo? 8- Como surgiu o teatro no Brasil? 9- Quando o teatro se desenvolveu de forma mais intensa no Brasil? O QUE É TEATRO Teatro é um termo de origem grega que designa simultaneamente o conjunto de peças dramáticas para apresentação em público e o lugar onde são apresentadas essas peças é também uma forma de arte na qual um ou vários atores apresentam uma determinada história que desperta na plateia sentimentos variados. Dá-se o nome de dramaturgia à arte de escrever peças de teatro, sendo o dramaturgo a pessoa responsável pela composição dos textos. Existem muitos gêneros de teatro, dentre os quais destacam-se: auto, comédia, drama, fantoche, ópera, musical, revista, tragédia, tragicomédia. A Origem do teatro remonta ao homem primitivo e a todas as suas formas de rituais (associados à caça, colheita, morte, etc.), danças, imitações de animais, culto aos deuses e práticas lúdicas. Acredita-se que a ideia de teatro tal como conhecemos hoje surgiu na Grécia Antiga, no século IV a.C. O termo grego “theatron” significa “lugar para ver”. Notheatron eram realizadas cerimônias religiosas em honra a Dionísio, o deus grego do vinho. Na celebração da colheita de uvas (vindima) havia música, dança e apresentações do ditirambo. O ditirambo era um hino cantado e representado por um coro fantasiado. O teatro passou a ser não só o local físico para onde o público se deslocava para ver as cerimônias como as próprias representações, que aos poucos foram adquirindo a forma teatral com a introdução de histórias sobre os grandes heróis gregos. No Brasil, o teatro surgiu no século XVI através das composições teatrais escritas pelos padres Jesuítas nas ações de divulgação da fé religiosa entre os índios. Foi só a partir do século XIX com a chegada da corte portuguesa no Brasil que a arte de representar começou a se desenvolver de forma mais intensa.

Interpretação de texto 1- O que é teatro? 2- O que é dramaturgia? 3- Quais são os gêneros teatrais? 4- Qual é a origem do teatro? 5- Como surgiu a idéia de teatro tal como conhecemos hoje? 6- Quem é o deus do teatro? 7- O que é o ditirambo? 8- Como surgiu o teatro no Brasil? 9- Quando o teatro se desenvolveu de forma mais intensa no Brasil?


atividades sobre teatro novinho rsr  
Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you