A luz e a visão - Sessão 3 - Resumo para os alunos

Page 1

ESCOLA ___________________________________________________ Ciências Físico-Químicas – __º Ano – 20__/20__ Resumo da sessão de trabalho 3

Espelhos esféricos ) Existem outros tipos de espelhos que não são planos; são os chamados espelhos esféricos, que podem ser convexos ou côncavos. Estes espelhos reflectem também os objectos mas criam imagens que são distorcidas (estão modificadas) em relação aos objectos reais.

Espelhos convexos ) Os espelhos convexos criam uma imagem que é mais pequena do que o objecto original. ) Os espelhos convexos têm a vantagem de ampliar (aumentar) o campo de visão (zona que conseguimos ver). ) Nos espelhos convexos a imagem está “dentro do espelho” e só aí a podemos ver; diz-se por isso que é uma imagem virtual.

) Os espelhos convexos modificam a direcção dos raios reflectidos, comparativamente à direcção dos raios incidentes: por exemplo, quando recebem um feixe (um conjunto) de raios paralelos, provocam a divergência (o afastamento) dos raios reflectidos; por este motivo diz-se que os espelhos convexos são espelhos divergentes. C – centro de curvatura do espelho; F – foco principal do espelho; V – vértice (ponto central) do espelho.

Espelhos côncavos ) Os espelhos côncavos criam imagens ampliadas dos objectos, embora sejam imagens distorcidas. Tal como no espelho plano e no espelho convexo, o objecto que vemos parece que está atrás do espelho. A imagem ampliada é, pois, uma imagem virtual. ) No entanto os espelhos côncavos permitem criar imagens que podem ser vistas fora do espelho e que podem ser projectadas num alvo, quase como se pudéssemos “agarrá-las”; convencionou-se (combinou-se) que estas imagens, que podemos ver fora do espelho, fossem chamadas “imagens reais”.

) Os espelhos côncavos modificam a direcção dos raios reflectidos, comparativamente à direcção dos raios incidentes: por exemplo, quando recebem um feixe (um conjunto) de raios paralelos, provocam a convergência (a aproximação) dos raios reflectidos; por este motivo diz-se que os espelhos côncavos são espelhos convergentes. C – centro de curvatura do espelho; F – foco principal do espelho; V – vértice (ponto central) do espelho. ) Os espelhos côncavos criam imagens que dependem da posição do objecto em relação ao foco do espelho: • • •

Imagem ampliada, virtual e direita: quando o objecto está situado entre o espelho e o seu foco; Imagem ampliada, real e invertida: quando o objecto está situado entre o foco do espelho e o seu centro de curvatura; Imagem reduzida, real e invertida: quando o objecto está situado a uma distância do espelho maior do que a distância ao seu centro de curvatura.

by Ana Paula Paiva