Professor do ano 2022

Page 1

Prémio “Professor do Ano” da Casa das Ciências atribuído a Francisco Félix

A Casa das Ciências, projeto de âmbito digital que procura melhorar a qualidade do ensino das Ciências em Língua Portuguesa atribuiu, no passado mês de Dezembro, o prémio Professor do Ano ao docente da Escola Secundária de Peniche Francisco Félix. A cerimónia pública de entrega do Prémio decorreu no passado dia 14 de Dezembro, na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto. Francisco Félix Dias foi eleito por unanimidade pela Comissão Editorial da Casa das Ciências.

De acordo com o regulamento, “Professor do Ano” é a distinção atribuída anualmente pela Comissão Editorial da Casa das Ciências a um professor, em reconhecimento do seu mérito como docente do ensino básico ou secundário e da sua disponibilidade de partilhar a sua experiência com os colegas.”

“Professor do Ano” é a distinção atribuída anualmente pela Comissão Editorial da Casa das Ciências a um professor em reconhecimento do seu mérito como docente do ensino básico ou secundário e da sua disponibilidade de partilhar a sua experiência com os colegas.

Francisco Félix lecciona no curso de Ciências e Tecnologias (10.º e 11.º anos) e em dois cursos profissionais, um de Turismo Ambiental e Rural e outro de Animador Sociocultural, na Escola Secundária de Peniche. O homenageado já recebeu igualmente diversas distinções por instituições locais como o prémio Profissional do Ano pelo Rotary Clube de Peniche (2019), a Medalha de Mérito Municipal de Dedicação (2019) e um Louvor de Mérito pelo Conselho Pedagógico da Escola Secundária de Peniche (2022), pelo “excelente trabalho de coordenação, colaboração e divulgação de atividades desenvolvidas no âmbito do ambiente, através do estabelecimento de diversas parcerias internas e externas à Escola”, como se pode ler na edição especial do número de Dezembro da Revista de Ciência Elementar da Casa das Ciências. Na escola onde lecciona há quase 40 anos, fundou e foi responsável pelo Clube Ecológico “O Airinho” (1993-2004) e coordena os programas Eco-Escolas e Escola Azul, tendo já passado por praticamente todos os cargos associados ao desempenho da docência:

director de turma, director de curso (Ensino Profissional), coordenador de ano, coordenador de departamento, representante de grupo de recrutamento, avaliador externo e membro da Assembleia de Escola e do Conselho Geral.

Da actividade enquanto divulgador do património natural de Peniche, podem-se referir os inúmeros congressos e seminários de índole educacional ou mais vasta, em que participou, assim como a publicação de mais de uma dezena de artigos científicos e livros, resultantes de projetos de investigação envolvendo a Geologia de Peniche, realizados com equipas do Departamento de Ciências da Terra da Universidade de Coimbra e do Departamento de Paleontologia da Universidad Complutense de Madrid.

Membro do Conselho Científico da AGEO - Associação Geoparque Oeste, o professor é ainda sócio fundador e Presidente da Mesa da Assembleia Geral da Associação Arméria - Movimento Ambientalista de Peniche. Colabora também com a Câmara Municipal de Peniche na divulgação do património do Concelho e com o Jornal “A Voz do Mar”, com uma entrevista mensal a diversos convidados na área do ambiente e da sustentabilidade. Francisco Félix tem-se dedicado ainda à fotografia de natureza e educativa, com centenas de trabalhos, dos quais mais de uma centena publicados no Banco de Imagens da Casa das Ciências, e pelos quais também já foi distinguido.

A Casa das Ciências tem como objectivo primeiro constituir-se como um espaço de partilha e publicação de recursos educativos digitais de qualidade certificada para quem ensina Ciências e Matemática em língua portuguesa. A Casa das Ciências procura estimular os professores do Ensino Básico e Secundário a submeterem materiais educativos em formato digital para serem avaliados e, eventualmente, a melhorarem as suas submissões em função dos comentários recebidos dos pares que tenham avaliado os seus materiais. São premiados anualmente, de entre os objetos submetidos ao portal Casa das Ciências, os que um júri considerar como os mais relevantes e mais inovadores.

Rota Turística “Voltas de Mar” tem 146 mil euros para qualificar oferta turística de Peniche

O Município de Peniche está a desenvolver a Rota Turística “Voltas de Mar”, que visa “contribuir activamente para o processo de qualificação da oferta turística do concelho”, implementando uma melhor divulgação e promoção do património em pontos de relevância turística e cultural, relacionados com a sua identidade marítima.

A candidatura abrange cinco pontos principais, entre os quais a identificação e interpretação do património natural e cultural através da instalação de totens junto a sítios de interesse patrimonial, histórico, cultural, ambiental e paisagístico; a reabilitação do percurso da “Grande Rota –Caminho do Atlântico” desde a fronteira com o Município da Lourinhã até ao Cabo Carvoeiro e a implementação de um novo troço que ligará o Cabo Carvoeiro ao Município de Óbidos.

O projecto prevê ainda a implementação de um percurso circular com uma rota tendencialmente urbana na cidade de Peniche, um percurso junto à costa integrando a península da Papoa, e a produção de conteúdos de material gráfico e informativo.

A iniciativa é cofinanciada ao abrigo do programa GAL Pesca Oeste/MAR2020 e o investimento previsto na candidatura é de 146 mil euros, 123 mil dos quais correspondentes a comparticipação comunitária e 22 mil a comparticipação nacional.

7 SOCIEDADE Sexta-feira // 13 Janeiro // 2023 PUB Foto: Direitos Reservados
Foto: Direitos Reservados
Texto:
Luísa Inês
Issuu converts static files into: digital portfolios, online yearbooks, online catalogs, digital photo albums and more. Sign up and create your flipbook.