Issuu on Google+

AS CÉLULAS TAMBÉM FALAM! 6º ANO

Guião para professores Este documento pretende guiar os professores que utilizem a apresentação “AS CÉLULAS TAMBÉM FALAM!” do 6º ano de escolaridade nas suas aulas para que melhor possam compreender a mensagem que pretendemos transmitir. Como tal, este guião resulta do nosso ponto de vista do tema, sendo os objetos educativos passíveis de adaptações que o tornem mais adequado e de fácil compreensão aos alunos. Aconselha-se alguma dedicação à verificação das animações da apresentação já que, principalmente quando se aborda a sinalização celular no sistema imunitário, são utilizadas animações temporizadas e outras que requerem um clique. No final da apresentação, poderão ser utilizados dois jogos para dinamizar um pouco mais esta aula: “O que sabes sobre a sinalização celular?” e/ou o “Quem é quem na Sinalização Celular?”.

A apresentação “AS CÉLULAS TAMBÉM FALAM!” do 6º ano A apresentação está prevista para demorar 15-20 minutos. De seguida serão apresentadas as ideias-chave que pretendemos passar em cada um dos diapositivos (D): Parte 1 – Apresentação dos conceitos base sobre a célula D2 – A célula é o elemento mais simples que constitui os organismos vivos. D3 – A maioria das células não são visíveis a olho nu. Por isso, precisamos da ajuda de um microscópio para as ver. Apesar de parecerem estruturas planas, as células têm 3 dimensões, existindo células de várias formas e tamanhos no nosso organismo. Cada uma delas tem funções próprias que ajudam ao bom funcionamento do mesmo. D4 – Ao microscópio, podemos distinguir 3 estruturas que, de um modo geral, são comuns aos vários tipos de células: a membrana celular, o citoplasma e o núcleo.


AS CÉLULAS TAMBÉM FALAM! 6º ANO D5 – A membrana celular é uma película fina que envolve a célula e regula a troca de substâncias entre esta e o meio externo; o citoplasma situa-se entre a membrana e o núcleo e contém diferentes organelos – é muito importante pois ajuda a manter a estrutura da célula e armazena substâncias necessárias para a alimentação da mesma; o núcleo é onde está o ADN que contém a nossa informação genética e coordena a atividade da célula, sendo também responsável pela sua reprodução. D6 – Conforme o número de células que possuem, os organismos podem ser classificados como unicelulares ou multicelulares. Os seres unicelulares são constituídos por apenas uma célula, por isso todos os processos fisiológicos, como a respiração, a alimentação e a reprodução decorrem dentro da própria célula porque o ser vivo é a célula. Os seres multicelulares são constituídos por várias células. Neste caso, as várias funções do organismo resultam do funcionamento de muitas células. 2 D7 – Nos seres multicelulares, os ossos, os músculos, os vasos sanguíneos, o cérebro e todos os outros órgãos são formados por muitas células. D8 – Se os seres multicelulares são, muitas vezes, constituído por milhões e milhões de células, é essencial que elas comuniquem entre si para que possam cumprir corretamente as suas funções e não se atrapalharem umas às outras. É tal e qual o que vos acontece durante o intervalo… Se virem os vossos colegas a jogar à bola e quiserem muito jogar, têm de lhes pedir senão, se só ficarem a olhar, eles nunca saberão se também querem jogar! Assim sendo, as células também possuem a sua própria “linguagem”. Parte 2 – Introdução ao processo de comunicação e à sinalização celular D9 – Em todos os processos de comunicação existe um emissor, que envia uma mensagem, e um recetor que recebe essa mensagem. Por exemplo, quando vemos televisão nós somos os recetores que recebemos mensagens dos apresentadores dos programas; ou quando enviamos cartas para familiares no estrangeiro, nós somos os emissores e eles os recetores que vão ler a nossa mensagem. D10 – Nas células acontece algo muito parecido. Temos uma célula emissora que emite uma mensagem que é recebida por uma célula recetora.


AS CÉLULAS TAMBÉM FALAM! 6º ANO D11 – Sinalização celular é então o nome específico que se dá ao processo de comunicação entre células e no qual temos 6 participantes principais: a célula sinalizadora, a célula-alvo, o mensageiro primário, o recetor, o mensageiro secundário e o agente efector. Todos eles trabalham em conjunto para possa haver uma boa comunicação. D12 – A célula sinalizadora é a que envia a mensagem e a célula-alvo é a célula para qual a mensagem é dirigida. D13 – A mensagem que vai da célula sinalizadora para a célula-alvo chama-se mensageiro primário. Ela é libertada pela célula sinalizadora para a corrente sanguínea e daí viaja até à célulaalvo onde se liga a uma estrutura chamada recetor. D14 – A partir deste momento acontecem várias alterações na célula-alvo para que esta possa responder à mensagem. D15 – É produzido um mensageiro secundário, no interior da célula-alvo, que por sua vez ativa vários agentes que alteram o comportamento da célula de acordo com o pedido da célula sinalizadora. Parte 3 – A importância da sinalização celular na defesa do organismo D16 – Uma das situações em que se verifica uma grande comunicação entre células é quando ocorre um ataque de agentes patogénicos ao nosso corpo. Neste caso, as células têm que comunicar para se organizarem e nos defenderem. D17 – Os organismos patogénicos são seres vivos (bactérias, protozoários e fungos), ou vírus, capazes de provocar doença. D18 – Quando nos magoamos e abrimos feridas, estes organismos aproveitam para entrar para a nossa corrente sanguínea, iniciando-se o processo de infeção. D19 a D23 – Por todo o corpo existem células que estão à espera que os micróbios nos ataquem. Essas células do sistema imunitário chamam-se, de um modo geral, leucócitos. Nos 3 vasos sanguíneos, estas células confrontam os micróbios. Esses leucócitos enviam mensagens para vários locais do organismo para chamar mais leucócitos para os ajudar a combater. Quando os micróbios resistem, os leucócitos enviam mensagens para os gânglios linfáticos para os avisar deste novo perigo. Durante o combate, os leucócitos aprisionam um dos micróbios e levam-no até aos gânglios linfáticos para que estes comecem a produzir anticorpos, potentes armas


AS CÉLULAS TAMBÉM FALAM! 6º ANO químicas específicas para eliminar um determinado tipo de micróbio. Depois de eliminarem o micróbio, os leucócitos voltam a espalhar-se pela corrente sanguínea, os anticorpos ficam no sangue para o caso daquele tipo de micróbio voltar e as feridas cicatrizam. Assim, se ele voltar a invadir o organismo, os leucócitos lembrar-se-ão dele e a sua eliminação será mais rápida. Diz-se que o organismo fica imune contra este micróbio. D24 – Caso a comunicação entre células falhe, o micróbio permanece no organismo, multiplicase e espalha-se por todos os órgãos levando à ocorrência de doenças graves. D25 – Além deste exemplo da defesa do organismo, existem muitos outros onde a sinalização celular é de extrema importância para que os seres vivos se mantenham saudáveis. No entanto, por vezes podemos ajudar as nossas células com pequenos gestos. Por exemplo, cuidando da higiene pessoal podemos ajudar as nossas células a manterem-se livres de micróbios.

O jogo “Quem é quem na Sinalização Celular?” do 6º ano Em que consiste? Este jogo é constituído por 15 adivinhas relacionadas com palavras-chave da apresentação. O objetivo é que os alunos adivinhem o conceito em causa. Como jogar? Os alunos devem ser divididos num número adequado de equipas. Cada equipa elege um porta-voz para selecionar o número da adivinha e para comunicar as respostas. Um aluno de cada equipa vai-se deslocando, à vez, para a frente dos colegas onde deve ler a adivinha. O professor, discretamente, deve informá-lo da resposta. A equipa que possui a palavra pode: (1) dar a resposta que acha correta; ou (2) caso não tenha a certeza poderá fazer uma pergunta ao leitor da adivinha. O leitor apenas pode responder SIM ou NÃO. No caso de fazer a pergunta, a equipa perde a oportunidade de acertar na resposta mesmo que a dica do leitor os tenha esclarecido. A vez passa para a segunda equipa e assim sucessivamente. Caso uma equipa decida arriscar e não acerte perde a oportunidade de voltar a jogar nessa ronda assim como é penalizada em 1 ponto. Por cada resposta certa deve ser dado, por exemplo, 3 pontos. No final ganha a equipa com maior pontuação.


AS CÉLULAS TAMBÉM FALAM! 6º ANO O jogo “O que sabes sobre a sinalização celular?” do 6º ano Em que consiste? Este jogo é constituído por 18 perguntas, sendo estas do tipo perguntaresposta direta, escolha múltipla ou verdadeiro e falso. Como jogar? Os alunos devem ser divididos num número adequado de equipas. Cada equipa elege um porta-voz para comunicar as respostas. O professor lê a pergunta e a equipa que souber a resposta deve colocar o dedo no ar. A primeira equipa a fazê-lo é a primeira a ter a oportunidade de acertar (ou, alternativamente, devem responder segundo uma ordem rotativa pré-definida). Caso acertem, a equipa ganha 3 pontos. Se errarem a oportunidade passa para a segunda equipa, e assim sucessivamente. A equipa que erra poderá ainda ser penalizada em 1 ponto.

Bibliografia Para este trabalho foram consultadas as seguintes fontes:  Fardilha M, da Cruz e Silva OA, Conde M, 2012. O eSsencial em...Sinalização Celular, Afrontamento.  DGE. Currículo e Programas Ensino Básico. Retrieved Nov 2, 2012, from http://www.dgidc.min-edu.pt/ensinobasico/

Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico.


As células também falam! 6º ano guião para professores