Page 1

Setembro - Março | Ano Letivo 2016-2017 Nesta edição: Direção

2

Biblioteca

4

Onda Rosa

8

Halloween

9

Corta-Mato Escolar

10

II Caminhada da Castanha

12

S. Martinho

13

Carlos Sá visita a escola 14 Semana da Ciência

16

Semana dos Afetos e

18

Parlamento dos Jovens

20

Atividades de Natal

22

Rosa dos Ventos Exposição - Geografia

26

Palestra Educação Sexual

27

Ação de Formação Avef no Coração

28

Corta- Mato Distrital

29

A incrível Fábrica dos Oceanos

30

1º Ciclo

32

Carnaval

34

Internet Segura

38

Agrupamento em

Movimento


Direção A data em que este texto é escrito coincide com um momento decisivo do ano letivo, pelo que gostaria de deixar uma palavra de incentivo a toda a comunidade escolar. Encontramo-nos basicamente a meio do mesmo, sendo portanto uma altura em que muito se decide em termos de sucesso académico. É por isso importante que os nossos alunos e as suas famílias compreendam que têm um papel decisivo no seu desempenho e invistam no estudo. Os resultados escolares dependem muito pouco da sorte ou do acaso, antes são fruto da dedicação e da persistência. Mas este é também um momento adequado para fazermos um breve balanço da forma como tem decorrido o ano letivo, para percebermos a dis“O papel da escola será tanto mais

tância entre aquilo a que nos propusemos e o que

eficiente e estará tanto mais facilitado quanto

conseguimos alcançar. Estou certo de que podemos

mais profícua for a relação e o contributo dos

afirmar que temos uma escola dinâmica, atenta às

pais para com a escola.”

dificuldades e ativamente à procura de respostas educativas adequadas às problemáticas dos nossos alunos. É disto exemplo a diversidade de atividades, tanto de caráter educativo, como social ou cultural, levadas a cabo pelos diversos grupos disciplinares. Destaco, a este propósito, as diversas visitas de estudo já concretizadas; a participação no projeto Parlamento dos Jovens; a visita de estudo à Assembleia da República e ao Museu da Presidência da República; a visita dos nonos anos a Lisboa; a comemoração de datas significativas, que procuram incutir nos alunos a consciência de valores por que se rege a nossa sociedade; a realização de palestras sobre temas tão diversos como a saúde, a segurança ou a

2


solidariedade; a diversidade e quantidade dos Clubes que funcionam. É também desta forma que procuramos contribuir para a formação de alunos e cidadãos competentes, socialmente integrados e esclarecidos. Estamos todavia conscientes das debilidades que ainda afetam a escola e do caminho que temos de percorrer. Sabemos que temos de trabalhar ainda mais e melhor para elevar os índices de sucesso escolar, para criarmos ambientes mais propícios à aprendizagem, para que os nossos alunos e a comunidade em geral valorizem de forma adequada a educação e a encarem como um fator decisivo de mobilidade social. É também por isso que constitui um fator de otimismo a recente dinâmica criada em torno da apresentação de listas candidatas à Associação de Pais do Agrupamento. O papel da escola será tanto mais eficiente e estará tanto mais facilitado quanto mais profícua for a relação e o contributo dos pais para com a escola. Termino endereçando a todos os nossos alunos, professores e pessoal auxiliar votos de uma ótima segunda metade de ano letivo, relembrando aos alunos que a escola existe para vos servir mas alertando que os bons resultados académicos só se conseguem com esforço e dedicação. A Direção

3


Outubro é o Mês Interna-

zadas diversas actividades, das quais desta-

cional das Bibliotecas Escolares

camos a exposição de fotografias aberta à

(MIBE)

mun-

comunidade “Biblioteca Ativa”, que nos

do. "Aprende a descodificar o

permitiu reviver muitas das atividades reali-

teu mundo", foi o tema escolhi-

zadas na biblioteca em anos anteriores;

do pela International Association of School

“Sessões de literacia” com os alunos do 2.º

Librarianship (IASL) para este ano. Com o

e 3.º ciclos, com o objetivo de os sensibili-

excesso de informação que chega todos os

zar para a importância da leitura; “Sessões

dias pelos mais variados meios de comuni-

de leitura” nas quais se explorou o livro de

cação, o papel da Biblioteca é fundamental

Luísa Ducla Soares “A fada palavrinha e o

no trabalho que desenvolve com alunos,

gigante das bibliotecas” com os alunos do

para que consigam transformar informação

2.º ano; “As histórias da Rita”, teatro trazi-

em conhecimento e assim adquiram as

do à cena pela APPACI e que se destinou

aprendizagens que necessitam para a vida.

aos alunos do 1.º ciclo de Durrães e “Dia

em

todo

o

A Rede de Bibliotecas Escolares de

aberto à comunidade”. Ao longo deste mês

Barcelos (RBEB) promoveu, ao longo do

foram também distribuídos marcadores de

mês

livros relativos à temática do Mês das Bibli-

variadas

atividades

como

forma

de consciencializar para o valor e papel das bibliotecas escolares. 4

No nosso agrupamento foram dinami-

otecas.


5


Pedro Seromenho na biblioteca Dia um de fevereiro, os alunos do 3.º e 4.º ano do Agrupamento de Fragoso tiveram o privilégio de embarcar nas histórias com o escritor e ilustrador Pedro Seromenho. Foram momentos inesquecíveis de aprendizagem, de prazer de ler. Presenteou-nos ainda com uma belíssima ilustração, que foi a delícia de todos os alunos. O escritor explorou, entre outras, a história do seu último livro "A cidade que queria viver no campo". "Esta é a história da cidade que nasceu casinha e certo dia várias pessoas foram à cidade e começaram a construir casas, igrejas, escolas, e quando deram por isso já tinha transformado numa cidade enorme. A cidade encontrou um menino triste, porque o pai estava desempregado. A cidade e o menino conversaram muito e ficaram amigos, mas o menino teve de ir embora e ficaram tristes. Um dia a cidade sonhou que foi à procura do menino e que o encontrou a pintar uma traineira. Passados muitos anos, o menino, que já era velhinho, voltou à cidade e tanto um como o outro nunca se esqueceram. Era uma verdadeira amizade. " Alunos do 4.º F

6


7


O Departamento de Educação para a Saúde da Liga Portuguesa Contra o Cancro – Núcleo Regional Norte convidou, à semelhança de anos anteriores, instituições, empresas e pessoas individuais a aderirem à "Onda Rosa" entre os dias 15 e 30 de outubro. O Agrupamento Vertical de Escolas de Fragoso em articulação com a Rede de Bibliotecas de Barcelos associou-se, mais uma vez, a esta campanha com o objetivo de sensibilizar a população para a importância da prevenção e diagnóstico precoce do cancro da mama. Os Jovens Promotores de Saúde e a Biblioteca Escolar decoraram a escola de forma que a cor rosa dominasse nos principais espaços. No dia 17 de outubro a cor rosa também foi bem visível no vestuário de muitos elementos da comunidade educativa que aderiram à iniciativa “AVEF veste Rosa”. Foram também distribuídos lacinhos por todos. Também neste dia os alunos do 9.º ano participaram numa palestra organizada pela rede de Bibliotecas Escolares de Barcelos e proferida pela Dr.ª Cristiana Fonseca, coordenadora do departamento de Educação para a Saúde do Núcleo Regional do Norte da Liga Portuguesa Contra o Cancro, que deixou algumas informações sobre os cancros que mais afetam os portugueses, a relação, muitas vezes existente, da doença com os estilos de vida adotados, mas também alertou que alguns casos são inevitáveis e devem-se a mutações na divisão das células. Referiu também os exames de rastreio que existem no caso da prevenção do cancro da mama.

8


No dia 31 de outubro tudo esteve a postos para a habitual celebração do Halloween na nossa escola. Este ano, o grupo de Inglês contou com a colaboração da Associação Cultural "Os Lamaceiros", através do assistente operacional Álvaro Pereira, que participou na decoração da escola. A criatividade e a imaginação deram lugar à criação de trabalhos num ambiente fantástico e assustador! Parabéns a todos os envolvidos!

9


CORTA

MATO ESCOLAR

Na manhã do dia 11 de novembro, dia de S. Martinho, na escola sede, realizou-se mais um corta-mato escolar, com a participação de 337 alunos dos 1.º, 2.º e 3.º ciclos do agrupamento. Parabéns a todos os participantes e, de modo particular, aos vencedores.

PRIMEIROS CLASSIFICADOS ESCALÃO 1.º / 2.º ANO

3.º / 4.º ANO

INFANTIS A

INFANTIS B

INICIADOS

10

JUVENIS

FEMININOS

MASCULINOS

1º Jéssica Yasmin Neiva e Sousa | F2A

1º Martim Vieira | AL 2/3

2º Filipa Nibra | AL2/3

2º Rodrigo Santiago Oliveira de Sá | F2B

3º Luísa Ferreira da Cruz | F2B

3º Tiago Carvalho | Al 2/3

1º Ana Carolina Couto Almeida | F4

1º Pedro André Baptista Queirós | F4

2º Carolina Silva Neiva | PA 1/4

2º Rodrigo da Silva Gomes | PA 1/4

3º Ana Beatriz Oliveira Ramos | PA 2/3

3º Carlos Filipe Pereira Queirós | F4

1º Mariana Lima Miranda | 5ºC

1º João Pedro Gonçalves Queirós | 5ºB

2º Áurea Cruz Sendim | 5ºB

2º Tiago Filipe Gonçalves Lima | 5ºB

3º Bruna Inês Silva Queirós | 5ºB

3º Rodrigo Ribeiro Barros | 5ºA

1º Inês Batista Júnior | 7ºB

1º Francisco José Batista Silva | 7ºB

2º Marta Oliveira Queirós Monteiro | 7ºC

2º Tiago Baptista Júnior | 7ºB

3º Francisca Queirós Barbosa | 7ºB

3º Hélder Figueiras Oliveira | 6ºA

1ºAna Beatriz Vieira Ferreira | 6ºB

1º Daniel Peixoto Rocha | 8ºC

2ºMariana Figueiras Marques Barreto | 8ºB 2º Telmo José Pereira Maciel | 9ºB 3º Sara do Campo Cunha | 8ºC

3ºManuel Henrique Pinheiro Miranda | 8ºA

1º Andreia da Silva Batista | 9ºC

1º Hugo Daniel Costa Vieira | 9ºC

(única atleta neste escalão)

2º João Manuel Ferreira Neiva | 9ºA 3º Paulo Oliveira Araújo | 9ºB


11


II CAMINHADA

DA CASTANHA No dia 11 de novembro, para os alunos não inscritos no Corta-Mato Escolar, realizou-se em simultâneo, a II Caminhada da Castanha, com um grupo constituído por 138 alunos e 6 professores que, ao longo de duas horas, caminharam por caminhos e atalhos de Fragoso e Aldreu. Nesta altura do ano em que a natureza se enche de cor e cheira a terra molhada, esta caminhada associou a prática de atividade física ao ar livre a um melhor conhecimento do meio onde a escola está inserida.

12


Comemoração do No dia 11 de novembro, a EBI de Fragoso comemorou o tradicional magusto de São Martinho. Apesar da ameaça de chuva, foi possível realizar a tradicional fogueira e os belos momentos de convívio enquanto se comiam as quentes e boas castanhas assadas, acompanhadas das tradicionais brincadeiras.

13


Carlos Sá

Ultramaratonista “dá aula” na escola de fragoso

N

uma iniciativa da equipa do PES, integrada na comemoração do Dia do Não Fumador, no dia 15 de novem-

bro, o ultramaratonista Carlos Sá esteve na Escola de Fragoso, numa palestra sobre Tabagismo, no sentido de sensibilizar os alunos para a importância do desporto e de uma vida saudável. Depois de uma primeira parte em que mostrou fotografias do tempo em que “fumava dois maços por dia” e tinha bastante peso, contrastando com outras da sua participação em atividades desportiva, deu o seu testemunho sobre o seu percurso, sintetizado numa frase emblemática: “Já enfrentei vários desafios, mas o maior deles foi saltar do sofá e começar a mexer-me.” Num diálogo direto e claro com os alunos, falou

“Corram atrás dos vossos sonhos,

do seu percurso como jovem e da forma como encara-

sejam eles quais forem! Sejam felizes,

va a vida ( “Na vossa idade, tudo para mim era um de-

pois temos apenas uma vida e devemos

safio. Assim deve ser na vossa vida, vendo em cada

aproveitá-la ao máximo!”

situação uma oportunidade e um desafio a vencer.”), fazendo também referência à sua vivência escolar: “influenciado pelo que via e porque, como outros, queria ter as minhas coisas, como não gostava da escola, fui trabalhar para uma empresa têxtil”. Mas acrescentou que “esse foi o pior erro da minha vida”, afirmando que, mais tarde, vendo a falta que a escola lhe fazia para concretizar os seus sonhos (ser afinador de máquinas), voltou à escola, à noite, para ter a formação necessária. Depois centrou-se na sua dimensão de atleta, afirmando que que começou a correr muito cedo, tendo a primeira prova acontecido por volta dos doze anos, em Forjães, integrada no Núcleo Desportivo da Silva. Mas relatou também que houve uma altura em que desistiu, por querer ser igual aos da sua idade, fazer o que eles faziam, e quer só quando se viu começar

14

a engordar teve o clik de que era preciso mudar: “aos


30 anos consegui mudar a vida”. Falou das suas muitas vitórias (Wold Record Aconcágua –Argentina, o 1.º lugar no Badwater Ultra Marathon 217km non stop - California - USA, e no Trail Morzine - Avoriaz 43km - Alpes França), da sua motivação para correr (“ando em busca dos meus limites; felizmente ainda não os encontrei, pelo que continuarei a procurara”, enfrentar cada dia e cada oportunidade como sendo a última e ser amanhã melhor do que sou hoje. É isso que me faz correr”), mas também de alguns desaires, dos momentos de desespero e sofrimento, apenas ultrapassados com a enorme determinação de vencer, de superar os obstáculos, não esquecendo nunca a importância do trabalho em equipa e de saber parar quando é imperioso que assim seja: “orgulho-me das minhas conquistas, mas sempre me orgulhei de saber parar para não colocar em risco a vida”. Estes momentos de partilha foram uma bela “aula” sobre a importância da escola, da necessidade da determinação, persistência e sacrifício na luta pelos objetivos, pois, afirmou, “só com muito espírito de sacrifício e muita ilusão se consegue ultrapassar as dificuldades” e fazer “o impensável tornar-se realidade”. Para concluir, deixou uma mensagem, especialmente destinada aos alunos, mas que se adapta a todos: “Corram atrás dos vossos sonhos, sejam eles quais forem! Sejam felizes, pois temos apenas uma vida e devemos aproveitá-la ao máximo!” Prof. José Reis

15


Semana da

Ciênc a E

ntre os dias 21 e 25 de novembro, decorreu mais uma Semana da Ciência no nosso Agrupamento. Na Biblioteca, os alunos visitaram a exposição de cientistas portuguesas, ouviram histórias e visionaram pequenos filmes. No átrio da escola, decorreram os “laboratórios abertos” de Ciências Naturais, Físico-Química, Matemática e TIC, onde os alunos puderam participar em diversas experiências, traduzindo-se em excelentes momentos de aprendizagem e de motivação para o estudo!

16


SEMANA DA CIรŠNCIA Laboratรณrios abertos

17


Semana dos

Afetos e Direitos Humanos O Agrupamento de Escolas de Fragoso comemorou o Dia da Pessoa Portadora de Deficiência e o Dia dos Direitos Humanos, na semana de 5 a 12 de dezembro, com a realização de várias atividades, que procuraram levar os alunos a aceitar a diversidade como algo normal e a respeitarem a pessoa humana.

CURTA METRAGEM “CUERDAS” As turmas do 2.º e 3.º ciclos, após visionarem a curta metragem "Cuerdas", refletiram sobre a temática registando num painel o resultado da sua reflexão.

ELMER Os alunos do 1.º ciclo e pré-escolar trabalharam o livro Elmer e elaboram cartazes alusivos ao tema.

“No mundo há muitas flores com vários aromas e várias cores. Nós afirmamos com certeza, que é daí que provém a beleza” Frase construída pelo 6ºA, após o visionamento da curta metragem “Cuerdas”

PAINEL CONSTRUIDO PELOS ALUNOS 18


Direitos Humanos em sala de aula

Os direitos humanos foram também trabalhados em sala de aula na disciplina de EMRC, no âmbito das temáticas desenvolvidas no 6.º e 9.º ano. No 6.º ano, os alunos realizaram marcadores de livros alusivos aos direitos humanos e o 9.º ano, depois de debater os atentados à dignidade do ser humano, construiu um painel para exposição na biblioteca.

CLUBE É-TE=IGUAL?

Inserida na semana Concelhia dos Direitos Humanos, o clube “É-Te=igual?” realizou duas apresentações do trabalho “É-Te=Igual? a violação dos direitos humanos?”. A primeira apresentação aconteceu no dia 6 de dezembro, no Auditório da Biblioteca Municipal de Barcelos e a segunda no dia 7, no átrio central da nossa escola. O convite para realizar um trabalho sobre os Direitos Humanos surgiu por parte da Biblioteca Escolar e imediatamente os alunos lançaram-se à procura da melhor forma de

Palestra

apresentar uma temática tão séria e que tantas vezes é ignora-

Direitos Humanos

da ou esquecida. Analisaram os trinta artigos da declaração

No dia 9 de janeiro realizou-se uma palestra sobre Direitos Humanos, proferida pelo professor de EMRC Bernardino Silva, inserida na Semana dos Direitos Humanos que decorreu no mês de dezembro. O nosso convidado, colaborador da Oikos (Organização Não Governamental para a Cooperação e Desenvolvimento) tem participado em inúmeras missões internacionais cujo objetivo é o apoio às populações mais fragilizadas e perseguidas. O tempo de que dispusemos foi muito curto tendo em conta o que tinha para partilhar connosco, contudo ficou a mensagem de que qualquer um pode ser voluntário e ajudar os outros; aqui ou além, onde haja um ser humano que precise de ajuda, e desde que haja vontade, podemos fazer a diferença na vida de alguém.

realizar um trabalho que pudessem apresentar em público e

universal dos direitos humanos e escolheram doze artigos para que chamasse a atenção para a forma como muitas vezes os direitos do cidadão não são respeitados, sendo mesmo violados de uma forma cruel. O resultado foi um painel em forma de puzzle constituído por 12 fotografias que retratavam a violação de 12 direitos do homem. Durante a apresentação cada aluno retirava uma imagem e declarava o direito que lhe correspondia. No fundo do painel lia-se o lema escolhido pelos alunos “Lutamos por um Mundo Melhor e Justo”. Os alunos ficaram muito satisfeitos com a realização deste trabalho porque os Direitos Humanos devem ser constantemente lembrados para que se forme uma consciência sólida sobre seu significado e sua importância, a fim de que sejam efetivamente respeitados.

19


Parlamento dos Jovens Alunos visitam a Assembleia da República e Museu da Presidência

No dia 13 de dezembro, os alunos pertencentes ao projeto Parlamento dos Jovens realizaram uma viagem a Lisboa. O objetivo da viagem era conhecer o Parlamento Português e visitar o Museu da Presidência da República. Os alunos saíram da escola bem cedo com destino ao aeroporto Francisco Sá Carneiro, uma vez que a viagem do Porto a Lisboa se realizou de avião. Chegaram a Lisboa ao inicio da manhã. A viagem correu bem e para alguns tinha sido a primeira vez que viajavam de avião. Seguiu-se o transporte de autocarro até à zona de Belém. Aqui houve tempo para um breve passeio à beira Tejo e para saborear os famosos pastéis de Belém. Seguiu-se a visita ao Museu da Presidência. Esta visita foi muito interessante e os alunos consolidaram os conteúdos aprendidos na disciplina de História. De seguida foi o almoço num espaço próximo do museu e ao inicio da tarde a viagem prosseguiu com destino ao Parlamento. O

grupo foi recebido pelo deputado Joel Sá que, depois de uma breve conversa, inici-

ou a visita conduzindo os alunos a diferentes espaços do Parlamento. Foi muito interessante conhecer as áreas onde se movimentam e onde trabalham os deputados. Os alunos aproveitam para agradecer ao Dr. Joel Sá, deputado na Assembleia da República, pela extrema simpatia, disponibilidade e profissionalismo com que os recebeu. No final do dia alunos e professores deram um passeio pela zona do Chiado e depois regressaram ao aeroporto. Foi uma viagem que os alunos consideraram muito interessante e enriquecedora e que se deveria repetir em anos futuros! Margarida Costa, 9ºA

20


21


Natal No dia 16 de dezembro, da parte da manhã, realizou-se a festa de Natal dos alunos do 1.º e 2.º ciclos, onde os discentes tiveram a oportunidade de apresentar as atividades preparadas em conjunto com os seus professores. Para além de um momento de convívio, foi um bonito espetáculo com representações musicais, de dança e de belas mensagens.

Pai Natal Visita

ESCOLA DE FRAGOSO A Junta de Freguesia de Fragoso “vestiuse” novamente de Pai-Natal e proporcionou, na manhã do dia 16, um momento de alegria e de partilha a toda comunidade educativa. Esta iniciativa é mais um exemplo de que as coisas simples também podem proporcionar alegria e boa disposição. O entusiasmo presente nos olhares das crianças foi bem visível, por isso só nos resta agradecer à Junta de Freguesia de Fragoso por mais esta visita do Pai-Natal. 22


Concurso O agrupamento de escolas de Fragoso colaborou pela primeira vez na atividade promovida pela Make-A-Wish, participando no 4.º concurso de decoração de escolas com estrelas Make-AWish. Foi uma prestação fantástica que se traduziu num donativo, ajudando a partilhar momentos mágicos de força, alegria e esperança com crianças e jovens gravemente doentes. Uma vez mais o AVEF demonstrou grande espírito solidário. A todos os que colaboraram MUITO OBRIGADO.

A nossa missão é realizar desejos de crianças e jovens, entre os 3 e os 18 anos, com doenças que colocam as suas vidas em risco, para lhes levar um momento de alegria e esperança. A realização de um desejo envia uma mensagem positiva de esperança, força e alegria a uma criança quando ela mais precisa. http://www.makeawish.pt

Cabaz Solidário

NATAL PARA TODOS O nosso agrupamento deu este ano continuidade às iniciativas solidárias, especialmente com a atividade “Cabaz solidário - Natal para todos”, sob proposta do clube “É-Te=igual?”, com o objetivo de sensibilizar os alunos para as questões da pobreza e do contributo e responsabilidade da sociedade /escola na promoção da solidariedade, incentivando para “gestos que podem fazer a diferença” no seio de muitas famílias.

23


No Natal

24

a escola fica mais bonita


25


Exposição A localização é uma das etapas fundamentais do método da Geografia, pois responde à questão: Onde se localizam os fenómenos geográficos? Os alunos de Geografia do 7.º ano estão a estudar a localização dos diferentes lugares na superfície da Terra. Já sabem que existe dois tipos de localização: a relativa e a absoluta. Se esta última se define por ser rigorosa e objetiva, a primeira refere-se a um processo muito fácil, mas pouco exato, que consiste em localizar um lugar relativamente a outro, usando frequentemente os rumos da Rosa dos ventos. Tendo em conta os conteúdos lecionados, foi pedido a todos os alunos que elaborassem um trabalho individual com os rumos cardeais e colaterais da Rosa dos ventos. Tal como foi possível visualizar na exposição que ficou exposta no átrio da EBI de Fragoso, de 18 a 31 de janeiro, houve trabalhos muito originais e lindíssimos. Parabéns a todos os alunos participantes!

As docentes de Geografia.

26


Educação Sexual PALESTRA

No dia 9 de fevereiro, decorreu na Biblioteca Escolar,

uma

palestra

consignada

ao

tema

"Educação Sexual: Abordagem geral - Sexualidade e Afetividade, Comportamentos de Risco, Sida e Métodos Contracetivos", no âmbito da disciplina de geografia, onde estiveram presentes os alunos do 8.º ano. Nesta foram abordados temas importantes para a construção e formação dos mesmos, permitindo o aprofundamento dos seus conhecimentos sobre, o que é a Sexualidade, os métodos contracetivos, as infeções sexualmente transmitidas, a violência no namoro, o planeamento familiar, tal como a divulgação dos serviços de apoio que estão disponíveis de forma gratuita. Foi uma palestra, que se pautou pela participação ativa e construtiva dos alunos, considerada como muito útil pelos mesmos e pelos docentes presentes. Prof. Jacinta

27


Escola Promotora de Saúde AVEF NO CORAÇÃO No âmbito da Escola Promotora da Saúde, o Agrupamento Vertical de Escolas de Fragoso, promoveu mais uma ação de formação aos seus assistentes operacionais desta feita no âmbito dos primeiros socorros. A responsabilidade social deste estabelecimento de ensino, compromete o agrupamento em dotar os seus profissionais com conhecimentos básicos em primeiros socorros nomeadamente o Suporte Básico de Vida pois, como é do conhecimento geral, cada vez mais somos confrontados com notícias de situações de paragens cardiorrespiratórias súbitas em algumas escolas, situações de engasgamentos em cantinas, traumatismos e doenças súbitas que ocorrem diariamente e por vezes não existe resposta eficaz em tempo útil por parte de quem presencia estas ocorrências. A Paragem Cardiorrespiratória Súbita (PCR) é uma das principais causas de morte na Europa onde o sucesso depende de uma resposta integrada e coordenada, de forma a contribuir para uma maior probabilidade de sobrevivência das vítimas. Nos países desenvolvidos, as doenças cardiovasculares são a principal causa de mortalidade e ocorrem maioritariamente fora do contexto hospitalar onde são registados, só na Europa, cerca de 700.000 casos de paragens cardíacas súbitas por ano. Nesse sentido, o Agrupamento Vertical de Escolas de Fragoso, está atento a estas situações e antecipa a sua prevenção dotando os assistentes operacionais do agrupamento com conhecimentos específicos em Suporte Básico de Vida (SBV) bem como em primeiros socorros e técnicas de socorro essencial de forma a dar início e assegurar os dois primeiros elos da cadeia de sobrevivência. Cadeia de Sobrevivência

É fundamental e de uma importância significativa que, a cada dia que passa, seja aumentado o número de pessoas com formação base em primeiros socorros pois uma rápida identificação dos casos e ativação precoce do 112, bem como o inicio tão rápido quanto possível de manobras de Suporte Básico de Vida (SBV) e técnicas de reanimação, contribuirão para uma maior rapidez e eficácia na resposta às situações de emergência identificadas e reduzir assim as potenciais sequelas, normalmente instaladas no Sistema Nervoso Central (SNC) antes da intervenção dos meios de socorro préhospitalar. 28

Álvaro Pereira


Realizou-se no dia 10 de fevereiro o Corta

CORTA

Mato da CLDE de Braga (Distrital). A prova decorreu, como vem sendo habitual, junto à Pista Gémeos Castro em Guimarães e a EBI de Frago-

MATO

so participou com 43 alunos (dos 2.º e 3.º ciclos) em todos os escalões, exceto Juniores. A participação pode-se considerar excelente uma vez que tal ficou provado pelas classificações individuais e coletivas obtidas.

Distrital

Assim, dos 380 classificados em Infantil A Masculino destaca-se o 3.º lugar alcançado pelo aluno João Queirós (5.º B) e o 32.º lugar coletivo

(em 70 escolas classificadas). Ainda, neste escalão mas no sexo feminino foi obtido o 26.º lugar coletivo entre as 63 escolas classificadas, destacando-se o 47.º lugar (358 classificadas) da Mariana Lima (5.º C). No Escalão Infantil B, das 383 classificadas, destaca-se o 34.º lugar alcançado pela aluna Marta Monteiro (7.º C). Em termos coletivos, este escalão, atingiu o 12.º lugar em 61 escolas classificadas, tendo os masculinos atingido o 59.º lugar em 71. Nos Iniciados Masculinos foi alcançado, coletivamente, o 22.º lugar entre as 61 escolas classificadas e a feminina em 6.º entre 51. Ainda há a destacar, em Iniciados Femininos, o 33.º lugar alcançado pela aluna Mariana Barreto (8.º B) entre 325 classificadas. Nos Juvenis Masculinos foi alcançado o 29.º lugar coletivo em 39 escolas classificadas, destacandose o 60.º lugar (em 275 classificados) do Hugo Vieira (9.º C). Aos participantes, pelo empenho demonstrado e aos encarregados de educação por terem autorizado a participação dos seus educandos o Agrupamento Vertical de Escolas de Fragoso agradece pela participação no Evento. Prof. Rolando Pinto

29


No dia 7 de fevereiro os alunos dos jardins de infância do Agrupamento (Aldreu, Balugães, Durrães, Fragoso e Palme) foram assistir ao musical infantil “A Incrível Fábrica dos Oceanos. Uma aventura no Mar de Portugal” promovida pelo Grupo Plano 6 com coprodução do Oceanário de Lisboa, na sala de espetáculos da Exponor – Matosinhos. Como tem sido hábito em anos anteriores, esta atividade faz parte do plano anual de atividades dinamizada pelo departamento de Educação Pré-escolar. É um espetáculo destinado a estas idades (3,4 e 5 anos) cheio de cores e com uma linguagem acessível para que todos a compreendam, focando temas atuais tais como…”Mas algo de muito estranho começa a acontecer… os sinais vitais dos Oceanos parecem estar em desequilíbrio. Será da acumulação de lixo plástico? Será do aumento da temperatura global do Planeta? “. A história começa com 2 biólogos que nos levaram uma missão especial no vasto território marítimo de Portugal. Devido às alterações das correntes, o Pinguim Joaquim e a sua jovem filha perderam-se e estão muito longe de casa. Longe das temperaturas geladas da Antártida os pinguins podem não sobreviver. Correm perigo de vida! E a ajuda de todos os trabalhadores da Fábrica dos Oceanos é fundamental. Através desta história todos aprendemos a respeitar e a amar um bocadinho mais os nossos oceanos. Divertimo-nos bastante e além das músicas, da cor dos cenários pudemos ainda conviver com as personagens. Gostamos muito e ficamos ansiosos que chegue o próximo espetáculo.

30


31


Na semana da alimentação foram desenvolvidas várias atividades programadas em articulação com os professores do grupo disciplinar de Ciências da Natureza. Dessas atividades resultou a elaboração de mobiles e uma menina que trouxe uma camisola com aplicações feitas em crochet pela mãe e a tia.

Semana da Alimentação

No dia 20 de Outubro, a turma F4 teve uma deliciosa surpresa: a professora presenteou os alunos com um lanche diferente - um ovo cozido para cada um e tostas. Que delícia!

No dia 31 de outubro, na nossa escola, celebrou-se o Halloween. Embora não sendo uma tradição portuguesa, desde que o Inglês passou a ser uma língua de muito impacto no nosso dia-a-dia, bem como nas opções linguísticas dos alunos, passamos a celebrar esta festividade pagã. O Halloween é uma festa em que, na sua forma original, pretendia "afastar os maus olhados", os maus espíritos, as bruxas, os fantasmas e todas as formas nefastas relacionadas com o além. Com o passar dos anos, com a evolução da ciência e com uma sociedade mais racional, estas formas desconhecidas passaram apenas a fazer parte do imaginário, contudo, estas tradições mantiveram-se. Em Portugal celebrava-se o "Pão por Deus" em que, as famílias mais abastadas coziam um pão doce na véspera do Dia de Todos os Santos. Nesse dia à noite, as crianças de famílias mais carenciadas, batiam à porta dos mais ricos e pediam Pão por Deus. Nas casas em que lhes era oferecido um bocado desse pão, eles rezavam pelas almas dos entes queridos que já tinham morrido daquela casa e cantavam quadras em sinal de agradecimento. Quando não lhes davam, as crianças entoavam canções de escárnio e mal dizer. Na escola, as professoras de Inglês, organizaram as atividades para a celebração deste dia. O desfile contou com a presença de todos os alunos do 1º ciclo e recebemos a sempre querida visita do pré-escolar.

32


No passado dia 11 de Novembro, Dia de S. Martinho, a nossa escola festejou o magusto, uma grande festa, que se realiza no Outono. Ao longo da atarde, com a ajuda dos professores, desenvolvemos jogos tradicionais no recreio da escola. Foi uma grande diversão, fizemos uma grande fogueira, assamos as castanhas, saltamos e enfarruscamos a cara. Cantamos muito ao som da concertina do Marino que nos presenteou com músicas fantásticas. Foi maravilhoso. Levamos saquinhos de castanhas, que tínhamos construído, para casa e assim os nossos pais também puderam provar as castanhas deliciosas. Passamos um dia muito divertido, pois o magusto é uma tradição que todos gostamos muito.

Comemoração do S. Martinho

Alunos do 1º ciclo, Balugães

Escola de Fragoso A tradição cumpriu-se! Apesar da ameaça da chuva, na sexta feira, dia 11 de novembro, durante a tarde, festejamos o S. Martinho.

A Bela e o Monstro no gelo No dia 5 de dezembro, fomos ver o musical "A Bela e o Monstro no gelo". O entusiasmo era enorme, à saída da escola. Quando chegamos ao "MarShopping" ainda tivemos de esperar um bocadinho, mas até a espera foi divertida. O musical foi lindíssimo. Vimos o reconto da história original, mas com algumas alterações. Atores/cantores magníficos. Parabéns a todo o elenco e obrigada pela fotografia.

A nossa escola, dando continuidade à tradição, saiu para cantar as Janeiras por algumas ruas da freguesia. Os meninos, muito afinados, puderam contar com a extraordinária colaboração dos professores de Música, professora Fernanda Sá e professor Cosme. A animação foi muita. Em nome de toda a comunidade educativa agradecemos a todos aqueles que, de forma tão simpática, contribuíram com uma moedinha mas, acima de tudo, com um sorriso e animação.

Fomos cantar as Janeiras

33


No dia 24 de Fevereiro, como é tradição, realizou-se o desfile de Carnaval. Todas as turmas se organizaram e participaram com fantasias muito originais. Desfilamos até à igreja de Aldreu e demos a volta pela farmácia de Fragoso, regressando depois à escola. Ao longo de todo o percurso muitas pessoas paravam para nos ver e acenar, divertindo-se também connosco. Foi um dia muito divertido e diferente.

34


35


36


37


38


O uso das novas tecnológicas tem vindo a alterar a forma como as pessoas vivem, como interagem. Com o objetivo de preparar os alunos para uma melhor utilização da Internet, o grupo disciplinar de Informática, em articulação com a Biblioteca, dinamizou sessões de sensibilização com todos os alunos do agrupamento. Nestas sessões, a par dos benefícios da Internet, os alunos foram alertados para os riscos e perigos que advêm da utilização da mesma. Também tivemos connosco a Escola Segura, que veio reforçar a ideia de que a Internet é algo que nos é muito útil na vida diária se for usado com responsabilidade e cautela, e sempre na supervisão e aconselhamento dos adultos, referindo exemplos de casos reais para que todos possamos tomar consciência de uma forma mais séria. Se assim não for poderá tornar-se como um potencial inimigo, deixando danos irreversíveis para o futuro. Vale a pena pensar nisto... e agir com segurança!

39


Ficha Técnica Propriedade: Agrupamento Vertical de Escolas de Fragoso | Coordenação: Biblioteca Escolar | Colaboradores: Direção; Professores; Educadoras; Auxiliares de Ação Educativa e Alunos

Jornal 2016 2017 1  
Jornal 2016 2017 1  
Advertisement