Issuu on Google+

Pequenos Artistas

Escola André Soares Braga

Novemb ro – 2011 O Jo rnal inho da tu rm a 2.ª

5.º C E di ção

Primeiro Período Liliane Sophie

Editorial

EM DESTAQUE

Olá, queridos leitores, é com muita alegria que vos presenteamos, mais uma vez, com as nossas leituras tão diversificadas e ricas. Aos nossos alunos queremos, desde já, transmitir a alegria que sentimos por termos assistido à adaptação tão positiva e bem conseguida na vossa nova Escola. É hilariante ver os sorrisos nos vossos rostos e acompanhar a vossa evolução e crescimento. É muito importante para nós, professores, sentirmos-vos felizes! Aos pais, queremos agradecer a colaboração no processo de ensino e aprendizagem, o contacto permanente com a Diretora de Turma que é muito importante no sentido da definição de estratégias conjuntas com vista ao desenvolvimento de competências nos vossos educandos, em termos de atitudes e aprendizagens. Aos professores, os alunos agradecem a sua dedicação, empenho e carinho tão elogiado e realçado pelos pais e ao qual estão a tentar corresponder com empenho, participação organização e atitudes assertivas. No entanto, queridos alunos, ainda, há muito trabalho a fazer, por isso, “mãos à obra”, vamos refletir sobre os aspetos menos conseguidos ou em que têm mais dificuldades e melhorá-los seguindo as orientações dos professores e dos pais. Está a aproximar-se a época de Natal, vamos imbuir-nos do espírito Natalício e pensar sobre os nossos defeitos e qualidades, realçando e reforçando as qualidades e eliminando os defeitos. Vamos ser assertivos e respeitar todos os que vivem à nossa volta, independentemente da raça, da sua condição económica ou do seu aspeto físico. O que tem valor na realidade é o ser da pessoa: a sua personalidade, os seus sentimentos e as suas qualidades. Vamos dar as mãos e viver com harmonia, amizade e amor! Manuela Rodrigues

Este mês de novembro, no dia 18, pela manhã, tivemos a honra de receber o escritor João Pedro Mésseder. João Pedro Mésseder nasceu em 1957, no Porto. Sob a identidade de José António Gomes, é Professor Coordenador da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto, tendo-se doutorado em Literatura Portuguesa do século XX pela Universidade Nova de Lisboa e publicado diversos estudos nos âmbitos da História e da Crítica Literárias (Literatura Portuguesa Contemporânea e Literatura para a Infância e a Juventude), além de várias antologias. CANTINHO DO PORTUGUÊS

LER É DIVERTIDO … Gostam de ler? Quais os vossos livros preferidos? Enviem-nos um e-mail a falar do vosso livro preferido para a professora Manuela: L.manuelarodrigues@eb23andresoares.com.

Publicamos este mês a recomendação do Raul; o livro: “Joe Carrot - A casa das sombras.” Gosto muito de ler. Um dos últimos livros que li com prazer foi “Joe Carrot - A casa das sombras.” É a história dum coelho detetive que tem a única agência da cidade (Coelhópolis). Um dia, leu no jornal que iam fazer uma construção gigantesca na colina vermelha, a maior da cidade, pertença dum escritor (Jeff Baffins). Isto causou verdadeira estranheza ao detetive. O mistério a resolver seria pois descobrir a razão do escritor ceder a colina tão facilmente. Chamo a atenção para o facto de o escritor nunca ter revelado a sua identidade, não se conhecendo dele qualquer fotografia. Joe acaba por descobrir que estava a ser vítima de chantagem, já que alguém ameaçava publicar uma foto sua se não lhe desse a sua colina. Não contarei o final da história para que possam ler com curiosidade. Ah! Nada de espreitar as últimas páginas e divirtam-se como eu com as imagens e o texto que tem formas e cores muito engraçadas e sugestivas. Boa leitura!


Jornalinho da turma 5.º C - Pequenos Artistas- página 2

CANTINHO DOS PEQUENOS ESCRITORES

Escrever é um ato de prazer. Antigamente, a carta era muito usada para se comunicar com amigos e familiares. Hoje, deu lugar ao e-mail, entre outros meios de comunicação. Na aula de Língua Portuguesa revivemos a alegria de escrever a um amigo e de lhe falar ao coração. Braga, 7 de novembro de 2011 Olá, Inês! Tenho tantas, tantas saudades tuas! Ainda não encontrei uma amiga como tu foste e ainda és! Estou a escrever esta carta com toda a minha amizade por ti! Esta nova escola é fantástica! Adoro estar aqui na André Soares. E tu estás a gostar de Lamaçães? Tenho muitas amigas novas, mas nenhuma é tão divertida e maluca como tu! E o teu irmão já está menos traquinas? Manda-me uma carta e aí escreve o teu e-mail. Beijos da Rita! Da tua melhor amiga, Ana Rita

Braga, 7 de novembro de 2011 Olá, Jéssica! Já não nos vemos desde o último dia de aulas, que já vai há muito tempo. Espero que estejas a gostar da tua nova escola. Eu estou a gostar muito da minha! Sei que mudaste de casa, mas também sei que fica mais perto da minha. Qualquer dia aparece na minha casa para me visitares. Ontem, comecei a comprar umas prendas para o Natal e acho que os meus primos vão adorar. E tu, já começaste a comprar os presentes? Não te esqueças de me visitar. Adeus, porta-te bem! Mariana

Simpatizam com espantalhos? Vamos descobrir o que se passou com este espantalho, criação da Sara Sá …

Naquela manhã de sol radioso, Sebastião verificou, com muita alegria que já tinha dois companheiros. - Bom dia, amigos! – exclamou prazenteiro. Não lhe responderam. Olhou com pormenor. Estavam a dormir. Depois olhou para o galo. Estava a dormir também. Era ali que estava o problema! O galo não tinha cantado! O Sebastião gritou: - Senhor galo! Então, canta ou não canta? Já está na hora H há muito! - Uaaah! – bocejou ele – desculpa Sebastião, é que ontem à noite houve um serão e eu deitei-me muito tarde! – desculpou-se e quando ia a chorar, Sebastião acalmou-o e sugeriu: - Calma! Que tal saíres na hora de deitar? Era uma boa ideia. -Obrigado! - exclamou ele – Prometo que faço isso! Aqui vai: cocorocó! Todos acordaram. Um dos espantalhos, o mais bem feito, exclamou: - Olá, eu sou o Mário e ele é o Carlos. É de poucas palavras. O Carlos acenou. - Olá, eu chamo-me Sebastião! E continuaram a falar. O Sebastião até disse que a cidade da Língua Portuguesa era enorme, a da Matemática tinha doze torres vezes três freguesias e três freguesias mais cinco freguesias cem torres e por aí fora. Eles conversaram, conversaram e ficaram os melhores amigos. Fim Sara Sá, n.º 20, 5.º C


Jornalinho da turma 5º C - página 3

O CANTINHO DAS ADIVINHAS E ANEDOTAS

CANTINHO DE EDUCAÇÃO VISUAL E TECNOLÓGICA

Nas aulas de EVT, os alunos fizeram desenhos com pontos e linhas, aqui apresentamos alguns dos trabalhos elaborados pelos nossos “Picassos”.

Tu sabes, tu sabes, Melhor que ninguém. Vieram coroados, Em camelos montados, Adorá-lo a Belém. Uma senhorita, Muito assenhorada, Nunca sai de casa, Está sempre molhada. Foi ela quem nos deu a vida E nem sempre é estimada; Pois ela tudo nos dá E nunca nos pede nada.

Mariana, n.º 17

Para rir … -Luís, quanto é 2+2? -É igual a 4. -Muito bem, terás 4 bombons! (a pensar...) - Bolas, se eu soubesse, teria dito 5. Ana Rita, n.º 4

Porque é que os malucos cortam as roupas aos quadrados antes de as lavar? (R: Porque, na etiqueta, está escrito Uma chaminé grande diz a uma pequena: -Ainda és muito nova p' ra fumar.

chaminé

Eduardo Sant' Anna Nogueira, n.º 10, 5.º C

Catarina Reis, n.º 8

“Redassão: “O mano” Cuando o meu mano nacer, vai chamarce Herrar, porque me pai dis que Herrar é o mano.” Raul, n.º 19 O professor pergunta à Laura: - Laura, conjuga o verbo marchar no presente. - Eu marcho … tu marchas … eles marcha - Mais depressa, Laura, está a demorar muito! - Nós corremos, vós correis, eles correm! Qual é a semelhança entre um termómetro e o professor? Classificação do teste 0 = Que frio!

R: Quando 0 nós trememos!

Tomás Campinho, n.º 22

Diana, n.º9


Jornalinho da turma do 5º C - página 4

CANTINHO DA HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL

CANTINHO DA EDUCAÇÃO FÍSICA

Na disciplina de HGP, falámos sobre as comunidades agro-pastoris e as sociedades recoletoras. COMUNIDADES –AGRO-PASTORIS

CORTA – MATO ESCOLAR Realizou-se o Corta-Mato escolar no dia 11 de novembro na nossa escola, E. B. 2,3 de André Soares, tendo sido apurados para a fase distrital os seguintes alunos:

As comunidades agro-pastoris tornaram-se sedentárias porque como já eram agricultores e pastores, o alimento já não acabava na zona e por isso tinham sempre o que comer e já não precisavam de andar de terra em terra.

Femininos: - 3.º lugar, Ana Rita Simões, n.º 4 - 4.º lugar, Carolina Gomes, n.º 6 Masculinos: - 4.º lugar, João Pedro Barbosa, n.º 13 - 5.º lugar, Gabriel Duarte Oliveira, n.º 11 Parabéns aos nossos participantes que, apesar da chuva que se fez sentir, se empenharam com muito afinco e espírito desportista e acabaram por conseguir alcançar lugares de destaque! Rope-skipping As nossas meninas praticam desporto, o que é muito saudável, divertem-se imenso nas atividades de rope-skipping com a professora Anabela. Vamos espreitar e motivarmo-nos para praticar algum desporto, pois todos nós devemos dedicar algum tempo do nosso dia ao exercício físico, é uma questão de saúde!

Inventaram-se novos utensílios: · foice, enxada de pedra, arado de madeira, mó manual, roda. Surgiram outras atividades: cestaria, olaria/cerâmica, tecelagem. Surgiram monumentos dedicados ao culto dos mortos e ao culto da fertilidade.

· Anta ou Dólmen (culto dos mortos) = monumentos megálitos. · Menires (culto da fertilidade, da terra, dos rebanhos e das mulheres). As comunidades agro-pastoris prestavam culto à Deusa-mãe (Natureza). Ana Rita, n.º 4


Jornalinho da turma do 5º C - página 5 C

Vamos mostrar-vos algumas ilustrações das comunidades agro-pastoris e das sociedades recoletoras, elaboradas pela Sara Sá, n.º 20:

C

CANTINHO DA SAÚDE

Nas atividades de comemoração da semana da alimentação aprendemos que uma alimentação equilibrada é essencial para se gozar de boa saúde. Na aula de Língua Portuguesa elaboramos as poesias que se seguem, a propósito dos frutos. COMO HÁ FRUTOS PERFUMADOS NO OUTONO! PERAS, MAÇÃS, LARANJAS, AMORAS, CASTANHAS, NOZES, CEREJAS... SÃO FRUTOS MUITO SABOROSOS! CHEIROSOS E VISTOSOS. AS CORES SÃO LINDAS E ALEGRES, E O SEU CHEIRINHO DELICIA TODA A GENTE. JÁ OS FIGOS E OS DIÓSPIROS... NÃO GOSTO, POR ISSO, NÃO OS TENHO EM MENTE... Alice, n.º 2

A Fruta

Sabem o que são Castros? A Ana Inês vai ajudar-vos a descobrir do que se trata. Leiam com atenção!

A fruta doce e perfumada Está cheia de sabor e cor Eu admiro-a com os cinco sentidos, Desde o gosto ao sabor! Afonso Miguel Simões Pereira, n.º 1

As cerejas são brilhantes como o sol, São vermelhas como o fogo, E doces como o açúcar. As cerejas são assim: Brilhantes, vermelhas, doces… São as cerejas, Tão saborosas! Ana Inês, n.º3 e Ana Rita, n.º 4 Os Frutos Os frutos têm tantos Sabores, cheiros e Cores, de tão doces que são Fazem-me bater o coração! Ana Inês, n.º 3

Ao pequeno-almoço, ao lanche E ao jantar, tantos frutos que Como, mas não me vou fartar! Com a energia da fruta não Paro de dançar! Quando estou perto da Fruta não resisto e toca a comer. Até quando estou longe Tenho mesmo de ceder! Ana Rita, n.º 4 e Maria Catarina, n.º 15


Jornalinho da turma do 5º C - página 6

CANTINHO DO INGLÊS

Outras paragens!

Halloween Na aula de Inglês celebrámos o Halloween, realizámos um concurso de máscaras. Parabéns a todos os participantes e em especial às nossas vencedoras!

Realizámos um trabalho de projeto sobre a nossa cidade favorita em Inglês. Como são vários os trabalhos realizados, apresentaremos um em cada mês. Este mês preparem-se para viajar connosco à Austrália. Apertem os cintos, vamos descolar!

1.ª - Ana Rita, n.º 4

2.ª - Carolina, n.º 6

3.ª - Sara Xavier, n.º 21 Divertimo-nos muito!!

Afonso, n.º 1


Jornalinho da turma do 5º C - página 7

CANTINHO DOS PAIS E FILHOS CANTINHO DA FORMAÇÃO CÍVICA

O PONTO NEGRO

Aos pais: Queremos saudar-vos em especial nesta época natalícia e pedir-vos que continuem sempre atentos aos vossos filhos, quer relativamente às suas atitudes, quer às suas aprendizagens e agradecer todo o empenho, atenção e colaboração prestados à Escola no trabalho conjunto de desenvolvimento de competências nos vossos filhos. Gostaríamos, reforçassem:

contudo

de

vos

solicitar

que

- o controle sobre a realização dos trabalhos de casa; - a pontualidade; - o cumprimento do horário de estudo; - o acompanhamento dos vossos educandos nas tarefas escolares. Aos alunos: Gostaríamos de felicitar-vos pelo trabalho desenvolvido ao longo deste período e pedir-vos que reforcem o vosso empenho para ultrapassarem as dificuldades que vão surgindo e melhorarem as vossas aprendizagens. É importante que não se esqueçam de: - tratar com respeito, solidariedade e amizade todos aqueles com quem convivem; - serem responsáveis no cumprimento das vossas tarefas escolares (trabalhos de casa, cumprimento do horário de estudo, trabalhos de projeto, participação no jornalinho …); - chegarem a horas às aulas (pontualidade); - colaborarem assertivamente com os colegas, professores e outros elementos da Comunidade Educativa na realização das atividades escolares.

Certo dia, um professor chegou à sala de aula e disse aos alunos para se prepararem para uma provarelâmpago. Todos os alunos organizaram as suas filas, aguardando assustados o teste que viria. O professor foi entregando, então, a folha da prova com a parte do texto virada para baixo, como era costume. Depois que todos receberam, pediu que virassem a folha. Para surpresa de todos, não havia uma só pergunta ou texto, apenas um ponto negro, no meio da folha. O professor, analisando a expressão de surpresa que todos faziam, disse o seguinte: - Agora, vocês vão escrever um texto sobre o que estão a observar. Todos os alunos, confusos, começaram, então, a difícil e inexplicável tarefa. Terminado o tempo, o mestre recolheu as folhas, colocou-se na frente da turma e começou a ler as redações em voz alta. Todas, sem exceção, definiram o ponto negro, tentando dar explicações para a sua presença no centro da folha. Terminada a leitura, a sala estava em silêncio, o professor então começou a explicar: - Esse teste não será para nota, apenas serve de lição para todos nós. Ninguém na sala falou sobre a folha em branco. Todos centralizaram as suas atenções no ponto negro. Assim acontece nas nossas vidas. Temos uma folha em branco inteira para observar e aproveitar, mas sempre nos centralizamos nos pontos negros. A vida é um presente da natureza dado a cada um de nós, com extremo carinho e cuidado. Temos motivos para comemorar sempre! A natureza que se renova, os amigos que se fazem presentes, o emprego que nos dá o sustento, os milagres que diariamente presenciamos. No entanto, insistimos em olhar apenas para o ponto negro! O problema de saúde que nos preocupa, a falta de dinheiro, o relacionamento difícil com um familiar, a deceção com um amigo. Os pontos negros são mínimos em comparação com tudo aquilo que temos diariamente, mas são eles que povoam a nossa mente. Pense nisso! Tire os olhos dos pontos negros de sua vida. Tranquilizese e seja ... FELIZ!

Pesquisa realizada por Raul Reis, n.º 19


Jornalinho da turma do 5º C - página 8 Na aula de Formação Cívica realizámos várias atividades em colaboração com o Projeto de Educação para a Saúde e a Biblioteca Escolar entre as quais merecem especial destaque: - Criação do Blog da turma, realizada no dia 2 de novembro às 08:20 na Biblioteca Escolar, na manutenção do qual todos devemos participar: pais, alunos, professores, …; - Sessão de formação sobre a utilização da Biblioteca Escolar, sob a orientação da professora Regina, seguida de uma apresentação em Power Point feita pela enfermeira Alexandra sobre a Diabetes no dia 16 de Novembro de 2011. Foi muito interessante realizarmos estas atividades, pois pudemos aprender vários aspetos úteis para o nosso dia-a-dia e mesmo para a nossa vida futura. Ficámos bastante elucidados sobre a importância de uma alimentação saudável e exercício físico para a nossa saúde. Aprendemos a conhecer os materiais da Biblioteca e a saber como fazer uso dos mesmos e conhecemos alguns aspetos importantes da Diabetes. Pudemos, ainda experienciar a criação de um blog, onde nós, os nossos pais e professores podemos colocar os nossos trabalhos.

CANTINHO DA EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA

Aproxima-se a celebração anual em família, o Natal e a despedida de mais um ano quase findo e de um novo que se avizinha. Devemos aproveitar esta época para refletir sobre a importância da presença de valores como a amizade, o amor, a solidariedade, o respeito, a compreensão, a entreajuda, o espírito de luta, entre muitos outros que são vitais para que nos relacionemos de uma forma saudável com os que nos rodeiam, nos sintamos felizes e façamos felizes os que nos rodeiam.

E para celebrar esta época gostaríamos de vos convidar para assistirem connosco, no dia 8 de dezembro, no Auditório Municipal Galécia, à peça de teatro: “Era uma vez… um Principezinho”, uma peça para relembrar, reviver, amar. Era uma vez…é como começam todas as histórias. “Era uma vez… um Principezinho”, príncipe do seu pequeno mundo. Durante uma viagem rumo a Terra, encontra uma pessoa crescida e ensina-lhe que a beleza das coisas não se encontra à vista dos olhos, mas sim do coração.

CANTINHO DA MATEMÁTICA

Resolução do problema de outubro. Vencedor: Raul Reis, n.º 19

2+2=4 13-4=9 4x9=36 Solução do desafio do mês de outubro: Os dois filhos mais novos do tio do António têm a mesma idade, pois são gémeos. A soma das idades dos três filhos é 13. ? + ? + ? = 13 anos Respostas possíveis: 1 + 1 + 11 = 13 2 + 2 + 9 = 13 3 + 3 + 7 = 13 4 + 4 + 5 = 13 Mas, o produto das idades dos três filhos é 36. ? x ? x ? = 36 anos Resposta possível: 2 x 2 x 9 = 36 R: Os dois primos gémeos do António têm dois anos e o primo mais velho tem 9 anos. Desafio do mês de novembro: Notas aos netos O avô distribuiu notas de 5 € pelos três netos. Ao do meio, deu o triplo do número de notas que deu ao mais novo; e ao mais velho, deu o dobro do número de notas que deu ao do meio. Ao todo distribuiu 150 € pelos netos. Quantas notas de 5 € recebeu o neto do meio? E, assim, terminamos esta 2.ª edição, ainda que muito mais tivéssemos para vos contar e convosco partilhar. Fiquem bem e sejam felizes!


Jornalinho 2