Page 1

REVISTA DO SINDCONFECÇÕES E SINDROUPAS . ANO II . Nº 02 . SET/2013

FRANCISCO RÉGIS CAVALCANTE DIAS Personalidade Pública 2013

CARLOS PEREIRA DE SOUZA Personalidade Empresarial 2013


EDITORIAL por Herbert da Costa Velho Diretor do SINDCONFECÇÕES

O

SUMÁRIO

processo de globalização econômica e cul-

PALAVRA DO PRESIDENTE

tural em curso tem provocado constantes

Marcus Venicius Rocha Silva

transformações na indústria do vestuário

Presidente do SINDCONFECÇÕES

cearense, especialmente no tocante a questões tecnológicas, evolução dos fatores de produção e emer-

gência de uma forte concorrência internacional. Nesse contexto, manter-se competitivo exige a superação de desafios que transcendem às competências do empreendedor. Daí a necessidade de articulação entre aqueles que produzem e instituições de suporte, seja no âmbito da classe empresarial ou governamental. E aqui, entra em cena organizações

Vestuário Cearense rumo ao pódio Adriano Monteiro Costa Lima Presidente do SINDROUPAS

Gestores com visão estratégica

INSTITUCIONAL

Por um setor mais competitivo Uma melhor qualidade em gestão

que promovem e representam o setor do vestuário,

Motivação: a base de tudo

que são os sindicatos patronais. SINDROUPAS e

Alçando grandes voos

SINDCONFECÇÕES têm trabalhado em sintonia na busca por soluções sustentáveis para os desafios concorrenciais enfrentados por suas associadas. Os programas de capacitação e qualificação promovidos vêm contribuindo para a melhoria do processo de restruturação, modernização e evolução tecnológica da indústria local. Porém, cabe às empresas a principal responsabilidade por dar resposta a estes desafios, ao mesmo tempo em que é reservado ao poder público o papel

04

Formação Básica em Engenharia Industrial Ceará Moda Contemporânea 2013

05 06 08 09 10 11 12

PLANEJAMENTO

13

COMENDA

17 19 20 22

Pesquisa do INDI substancia Plano Estratégico

Comenda Beni Veras Comenda Beni Veras 2012

de induzir o crescimento e fortalecimento do setor

Personalidade Pública 2013

como um todo, criando a ambiência necessária ao

Personalidade Empresarial 2013

aproveitamento das oportunidades de competir, interna e externamente, em condições de sucesso.

MATÉRIA

Esta edição da “Confecção em Pauta”, em reco-

Homenagem ao Dia do Confeccionista

nhecimento ao valor daqueles que têm contribuído de

Fátima Facundo e a Delta Confecções

forma direta para o setor, retrata a história de duas personalidades: Francisco Régis Cavalcante Dias e Carlos Pereira de Sousa, que juntos recebem a Comenda Beni Veras 2013. O primeiro na condição de Personalidade Pública e o segundo como Personalidade Industrial do ano. Que seus exemplos nos inspirem a seguir em frente superando os desafios que o século XXI nos reserva.

José Wagner Ricarte e a Vest Vestuário Masculino Maria Alzenir Girão Freire e a ViaDireta

25 27 29 30

Expediente

Projeto Gráfico e Editorial E2 Estratégias Empresariais www.e2solucoes.com - e2@e2solucoes.com Coordenação Editorial Francílio Dourado Filho Direção de Arte Keyla Américo Design e Capa Augusto Oliveira Jornalista Responsável Vanessa Lourenço (2571/CE)


PALAVRA DO PRESIDENTE

VESTUÁRIO CEARENSE RUMO AO PÓDIO

Av. Barão de Studart, 1980 - 3º andar Ed. Casa da Indústria Fortaleza / Ceará (85) 3421.5457 / Fax: (85) 3261.1995 sindconf@sfiec.org.br

Foto: Arquivo SINDCONFECÇÕES

para produzir. Dentre os estados

4

produtores, cinco concentram mais

DIRETORIA

de 78% do total de receitas e cus-

2009 - 2013

tos da nossa indústria do vestuário: São Paulo, Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro e Ceará. O Ceará, apesar de ser o único

Presidente Marcus Venicius Rocha Silva

1º Vice-Presidente

estado do Norte e Nordeste nes-

José Moreira Sobrinho

Marcus Venicius Rocha Silva

se grupo, aparece como o quinto

2º Vice-Presidente

Presidente do SINDCONFECÇÕES

maior produtor do país, com uma

Antônio Carlúcio de Sousa Pereira

E

participação de 6% no VTI, 5,5% em

studo publicado pelo INDI

receitas líquidas e 5,7% em custos e

– Instituto de Desenvolvi-

despesas. Considerando que temos

mento Industrial do Ceará,

apenas 4,5% da população nacio-

revela que o Brasil responde por

nal, estes números ganham impor-

apenas 1,3% da produção mundial

tância ainda mais relevante. Porém,

de vestuário, enquanto a China,

convêm destacar que já chegamos

com 47,4%, é o maior mercado pro-

a ocupar o segundo lugar.

dutor do planeta. Por outro lado, os

Com base na análise promovida,

brasileiros apresentam um gasto

nos unimos em torno da Câmara Se-

per capita equivalente a US$ 94,

torial da Cadeia Produtiva do Vestu-

valor bem superior ao chinês, que é

ário do Ceará e resolvemos partir

de US$ 72. Individualmente consu-

para a luta com o objetivo precípuo

mimos muito mais e coletivamente

de voltar ao pódio. Após um intenso

produzimos bem menos.

trabalho de planejamento estratégi-

Diretora Administrativa Maria de Fátima Facundo Soares

Diretor Financeiro Herbert da Costa Velho

Diretor de Relações Trabalhistas/Sindicais Pedro Sérgio de Freitas Melo

Diretora de Eventos Maria Teixeira de Oliveira

Diretor de Marketing Carlos Alberto Vieira Cruz

Conselho Fiscal Gilmar Sérgio Vegini

No contexto nacional, os núme-

co, definimos como nossa visão de

Conselho Fiscal

ros revelam que o setor de vestuá-

futuro, “ter o Ceará reconhecido,

Maria Aracilda Lima Bezerra

rio brasileiro agregou à economia

até 2018, como um dos três maiores

Conselho Fiscal

do país, apenas em 2011, um total

estados produtores de vestuário do

Adolfo Araújo

de R$ 23,5 bilhões de reais de for-

Brasil, aumentando sistematica-

ma direta. Este é o Valor da Trans-

mente a produtividade, rentabilida-

formação Industrial (VTI), número

de e competitividade do setor”.

que retrata a diferença entre o que o setor produziu e o que consumiu

Desafio posto, é hora de unir forças e ir à luta.

Conselho Fiscal Suplente Maria Alzeni Girão Freire

Secretária Executiva do Sindicato Rosimar Oliveira


GESTORES COM VISÃO ESTRATÉGICA

Av. Barão de Studart, 1980 - 4º andar Ed. Casa da Indústria Fortaleza / Ceará (85) 3421.5474 / Fax: (85) 3264.0738 sindroupas@sfiec.org.br

Foto: Arquivo SINDROUPAS

os empresários do setor têm demonstrado vontade e capacidade para

DIRETORIA

superar as dificuldades enfrentadas

2012 - 2016

neste início de século, onde presenciamos uma considerável evolução

DIRETORIA EFETIVOS

tecnológica em diferentes fases do

Presidente

processo produtivo, bem como da

Adriano Monteiro Costa Lima

concorrência, fatores que vêm alte-

Adriano Monteiro Costa Lima

rando profundamente as variáveis

Presidente do SINDROUPAS

do negócio. Mas a situação exige

D

melhoria contínua na produtividade e

Diretor Administrativo Aluisio da Silva Ramalho Filho

Diretor Tesoureiro Francisco Lélio Matias Pereira

iante de pressões exóge-

desenvolvimento de novos produtos.

nas advindas da convi-

Para tanto, é essencial ter aceso a in-

Suplentes

vência com novos para-

formação atual e adequada de modo

digmas socioeconômicos, o setor do

a promover uma gestão orientada por

vestuário se vê obrigado a promover

indicadores com um olhar de mer-

Francisco Ubiratan Silva Junior Paulo Alexandre de Sousa Cleto Rocha Montenegro Júnior

ajustamentos profundos em suas or-

cado. Os programas que vêm sendo

CONSELHO FISCAL

ganizações empresariais de modo a

ofertados pelos dois sindicatos, como

Efetivos

dar respostas adequadas às exigên-

é o caso da recente capacitação em

cias de mercado, especialmente no

gestão promovida em parceria com a

que tange à instituição de práticas

Fundação Dom Cabral, e o incentivo à

Marcelo Araújo Machado José Wagner Ricarte Luiz Henrique da Costa Feijó

inovadoras de produção e design.

participação dos empresários em fei-

As novas relações comerciais

ras e eventos de porte nacional e in-

suscitam diferenciais competitivos.

ternacional, prometem uma geração

E isto requer, simultaneamente, ca-

de gestores com visão estratégica.

Suplentes Tanios Moussa Aghnatios Domenico Gabriele

DELEGADO JUNTO A FIEC Titular

pacidade de proteger as conquistas

Assim, de forma uníssona,

até aqui alcançadas e a promoção

SINDROUPAS e SINDCONFEC-

Adriano Monteiro Costa Lima

do desenvolvimento de competên-

ÇÕES seguem trabalhando dentro

1º suplente

cias essenciais à sobrevivência em

de uma lógica coesa e interativa,

Aluisio da Silva Ramalho Filho

um ambiente de concorrência ins-

pela formação de uma nova cultura

tável e agressiva.

organizacional para o setor do vestu-

Durante os diferentes encontros

ário cearense, repleto de empresas

promovidos pelo SINDROUPAS em

sólidas, dentro de uma indústria dinâ-

parceria com o SINDCONFECÇÕES

mica e competitiva.

2º suplente Francisco Lélio Matias Pereira

Secretária Executiva do Sindicato Ana Paula Cândido da Silva

5


INSTITUCIONAL

POR UM SETOR MAIS COMPETITIVO Fotos: Arquivo SINDCONFECÇÕES/SINDROUPAS

AÇÕES DOS SINDICATOS CURSOS • Curso Engenharia Industrial • Curso da Fundação Dom Cabral • Parceria Cursos de Qualificação com SENAI

S

e é verdade que cabe às em-

favoráveis ao desenvolvimento de

“Esta harmonia levará o setor do vestuário do Ceará a um novo patamar.”

uma indústria mais competitiva,

resultados cada vez mais promisso-

capaz de aproveitar melhor as opor-

res para as empresas produtoras de

tunidades advindas com o alarga-

vestuário no estado do Ceará.

presas do setor do vestuário a principal responsabilidade

por dar resposta aos desafios do mercado, compete aos sindica-

6

• Parceria Cursos de Gestão com o IEL

tos que as representam o papel de fomentar a criação de ambientes

mento dos mercados.

Para o presidente do SINDROU-

PALESTRAS • Palestra Motivacional, com o Sr. José Maurício Banzato, Diretor do IMAM • Palestra como Pagar Menos Tributos

APOIADORES DOS EVENTOS • Dragão Fashion • Maquintex • Ceará Moda Conteporânea • Maxxi Moda • LookBook

Para tanto, os empresários e co-

PAS, Adriano Monteiro, “atuando

laboradores diretos precisam estar

de forma sincrônica, os dois sindi-

preparados e capacitados para en-

catos podem contribuir mais efi-

CONVÊNIOS FIRMADOS

frentar as dificuldades do mercado.

cazmente para a construção de um

• Ergonomia nas Empresas

Observando este cenário, o SIN-

setor moderno, valorizado e diversi-

• Comércio Exterior

DROUPAS e o SINDCONFECÇÕES

ficado, capaz de manter a sua im-

- Assessoria em

passaram a trabalhar em parceria,

portância relativa no conjunto das

Importação Exportação

pensando de forma estratégica

atividades econômicas cearenses

cada ação a ser empreendida e ofe-

e apresentar-se de forma relevante

recida aos seus associados.

em escala nacional como um seg-

O elenco de ofertas inclui cursos, palestras, workshops, seminários e

mento industrial e comercial competente e competitivo”.

missões empresariais, tudo planeja-

Já o presidente do SINDCON-

do criteriosamente de modo a gerar

FECÇÕES Marcus Venicius entende

• Circuito Moda Londres

• Pesquisa Salarial

PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS • SENAC Moda Informação • Première Vision São Paulo • Circuito Moda New York • Circuito Moda Londres


que “esta harmonia acabará por levar o setor do vestuário do Ceará a um novo patamar composto por empresas fortes e sólidas, devidamente preparadas para enfrentar e superar os desafios de uma economia globalizada”. Cronometragem e Cronoanálise, Supervisor de Produção, Custos para a Indústria do Vestuário, Mecânico de Manutenção em Máquinas de Costura, Modelagem Básica no Sistema Audaces e Modelagem Avançada no Sistema Audaces, foram alguns dos temas abordados mais recentemente nos cursos oferecidos pelos dois sindicatos e que resultaram em crescimento significativo na capacidade produtiva das empresas.

Na vida quanto mais cuidado e proteção, melhor. Pensando nisso, a Unimed Fortaleza criou o Multimax. Um plano que reúne toda a segurança e expertise da Unimed Fortaleza com uma rede de assistência nacional e os melhores hospitais, com a inclusão do Hospital Monte Klinikum. Sem falar que o Multimax traz gratuitamente as coberturas do Unimed Odonto, Unimed Urgente Aéreo e Terrestre e Unimed Seguros. Multimax. Porque sua saúde vale mais.

A N O S

facebook.com/unimedfortaleza twitter.com/unimedfortaleza youtube.com/unimedfortaleza

0800 275 1919 www.unimedfortaleza.com.br


8

Fotos: Arquivo SINDCONFECÇÕES/SINDROUPAS

UMA MELHOR QUALIDADE EM GESTÃO

N

o tocante à formação de um grupo de lideranças mais competente e aten-

to às transformações em curso, os sindicatos promoveram uma ação especificamente voltada para a “Capacitação de Gestores” que contou com a parceria da Fundação Dom Cabral. A ideia subjacente era contribuir para a ampliação da competitividade das empresas, por meio da formação dos seus executivos. O programa enfatizou a implementação dos instrumentos de gestão e da qualidade empresarial, com vistas à melhoria dos processos e dos seus resultados globais. Com a iniciativa os diretores dos sindicatos acreditam estar contri-

“O programa enfatizou a implementação dos instrumentos de gestão e da qualidade empresarial.”

buindo para que as empresas possam enfrentar os desafios de alto crescimento de forma estruturada e com competência. A programação incluiu os seguintes módulos: Estratégia e Gestão Empresarial; Gestão de Finanças; Gestão de Logística e de Operações; Finanças; Gestão de Marketing e Gestão de Pessoas.


MOTIVAÇÃO: A BASE DE TUDO

V

isando estimular os par-

automotivação; Qualidade? Fábri-

IMAM, Tecnólogo Industrial com

ceiros, o SINDROUPAS

ca/empresa ou escola?; Comuni-

especialização em Planejamento

e o SINDCONCECÇÕES,

cação/ser humano; Ignorância/co-

de Instalações Industriais, além

promoveram a Palestra “Motivação

nhecimento/sabedoria;

Empresas

de Instrutor e Consultor da IMAM

- a base de tudo na vida”, com José

organizadas/orgânicas e – “WA”

Consultoria em cursos nas áreas de

Maurício Banzato, que abordou os

uma brilhante filosofia de vida. Ban-

Qualidade & Produtividade e Desen-

seguintes aspectos: Motivação ou

zato é Diretor Fundador do Grupo

volvimento e Motivação Humana.


Foto: Divulgação

ALÇANDO GRANDES VOOS

C

om o propósito de con-

PAS, promoveram um sorteio entre

Première Brasil (São Paulo/SP);

tribuir para a geração de

os representantes das empresas

Missão de Capacitação (New York/

conhecimento e troca de

associadas, algumas passagens

USA) e Circuito Moda Londres 2013.

experiências entre empresários da

aéreas, de modo a viabilizar suas

Promoveram ainda a participação

moda e aqueles que produzem ves-

participações em eventos nacionais

em Palestra sobre Pesquisa em

tuário no Ceará, os dois sindicatos,

e internacionais, tais como: Senac

moda com o Sr. Cristiano Buerger,

SINDCONFECÇÕES e SINDROU-

Moda Informação (São Paulo/SP);

empresário da Tecnoblu Your Id.

Av. Bernardo Manoel ,9970- Itaperi

3493-5105/9660-3344


Fotos: Arquivo SINDCONFECÇÕES/SINDROUPAS

FORMAÇÃO BÁSICA EM ENGENHARIA INDUSTRIAL

11

P

ensando na estrutura organizacional das empresas como um todo, os dois

sindicatos promoveram um curso sob o tema: “Formação Básica em Engenharia Industrial”, que contou com o apoio do Grupo IMAM. O objetivo foi desenvolver e preparar Para tanto, foram abordados os

profissionais, em um curto período de tempo, para os desafios relacionados aos programas de melhoria contínua e crescimento das empresas (ex.: novas instalações, manufatura enxuta etc.) e que dependem do correto emprego de conceitos e técnicas da Engenharia Industrial.

“O objetivo foi desenvolver e preparar profissionais.”

módulos: Importância da Engenharia Industrial e Fundamentos da Engenharia Industrial; Estudos de Tempos e Métodos; Técnicas e Métodos de Layout; Ferramentas para Diagnóstico e Análises e Gerenciamento de Projetos.


Fotos: Arquivo Sinditêxtil-CE

CEARÁ MODA CONTEMPORÂNEA 2013 DESTACA NOVOS TALENTOS

12

T

alento, ousadia e bom

criatividade durante as etapas da

Para o SINDITÊXTIL-CE, esse

gosto foram destaques no

competição. Com o objetivo de mo-

ano foi especial tendo em vista

“Ceará Moda Contempo-

tivar os que fazem a moda no Ceará

que se comemoram os 130 anos da

rânea 2013”, evento que apresentou

e mostrar à sociedade a sua rele-

Indústria Têxtil Cearense, culmi-

novos talentos da moda cearense.

vância, dando-lhes espaço.

nando nesta parceria com a Feira

Um momento rico em criatividade,

A categoria Design lançou o

Maquintex, consolidada como o

dinamismo e profissionalismo, pro-

tema “Arte, Moda e Contempora-

grande evento da Indústria Têxtil

movido pelo SINDITÊXTIL-CE, SIN-

neidade”. Ao todo, seis designers

do Nordeste.

DCONFECÇÕES e SINDROUPAS, em

se apresentaram na final. Os com-

parceria com SENAI e SEBRAE. O

petidores foram: Bruno Oliveira

SINDITÊXTIL-CE, Germano Maia, “é

evento aconteceu no mês de agosto

Araújo, David Lee Costa Pinto,

uma honra poder proporcionar opor-

durante a feira Maquintex no Cen-

Fernando Luis Butrago da Silva,

tunidades para novos talentos reali-

tro de Eventos do Ceará.

Maciel Kelton de Sousa Gomes,

zando o Concurso em um evento com

Estiveram presentes no concur-

Márcia Regina Ferreira da Silva e

tamanha dimensão para a indústria

so estudantes, autodidatas e pro-

Maria Iclea dos Santos Coutinho.

têxtil cearense, envolvendo as melho-

fissionais da moda, nas categorias

O primeiro colocado da categoria

res parcerias para a consagração e o

Design

Modelagem

Design, David Lee (foto), recebeu

destaque nacional do nosso estado”.

(individual ou dupla) e Costura

como premiação uma viagem para

A cada edição o evento mobiliza

(individual). Na oportunidade, os

participação e capacitação no Pro-

cerca de 102 inscritos e 3.000 convi-

participantes foram avaliados con-

jeto Circuito Moda Londres promo-

dados para o dia final quando ocor-

siderando quesitos como técnica e

vido pelo SENAI-CE.

reu a premiação.

(individual),

Segundo

o

presidente

do


PLANEJAMENTO

PESQUISA DO INDI SUBSTANCIA PLANO ESTRATÉGICO DO VESTUÁRIO

O

setor do vestuário é um dos mais sensíveis aos efeitos provocados pela

globalização da economia, das culturas e dos costumes. Manter-se competitivo nesse contexto exige atualização contínua dos seus modos de criar e produzir confecção para todos os seus diferentes públicos e mercados. Foto: Arquivo SINDCONFECÇÕES/SINDROUPAS

Desde 2012, quando nascia a Câmara Setorial da cadeia Produtiva do Vestuário (CS Vestuário), o setor passou a refletir com mais intensidade as transformações em curso. Ali, tal qual Cavaleiros de uma nova Távola Redonda, os membros da nova corte se irmanavam em torno de questões essenciais à manutenção e ampliação dos mercados, à

partida seria dada com a construção

a CS Vestuário, por intermédio do

conquista de diferenciais competiti-

de um denso processo de Planeja-

SINDROUPAS e do SINDCON-

vos coerentes com as novas regras

mento Estratégico envolvendo todas

FECÇÕES, contratou uma ampla

da competição e ao desenho de ce-

as entidades presentes na câmara.

pesquisa ao Instituto de Desenvol-

nários que, em horizontes futuros

A condução do processo foi de-

vimento Industrial do Ceará – INDI.

colocasse o Ceará na pauta de qual-

legada ao experiente consultor de

O trabalho desenvolvido pela equi-

quer negociação relevante sobre a

empresas credenciado pelo SE-

pe técnica do INDI, capitaneada

temática da moda em confecção.

BRAE e por este órgão cedido, Fran-

por seu Diretor Corporativo Carlos

E foi com este espírito que em

cílio Dourado Filho, sócio-diretor da

Matos Lima, permitiu um diagnós-

2013 o corpo da CS Vestuário resol-

E2 Estratégias Empresariais, que

tico preciso do setor, revelando da-

veu unir pensamentos para gerar

provocou os participantes a pensar

dos que se mostraram essenciais à

ideias capazes de, postas em práti-

de forma estratégica este setor que

definição de estratégias coerentes

ca, transformar o setor do vestuário

emprega de forma direta cerca de

com a realidade a ser enfrentada.

cearense num celeiro de oportunida-

60 mil cearenses. Para dar subs-

Após estudo criterioso, os eco-

des para todos que nele transitam. A

tância às discussões empreendidas

nomistas do INDI observaram a

13


MAPA ESTRATÉGICO

VISÃO

Ter o Ceará reconhecido, até 2018, como um dos

três maiores estados produtores de vestuário do Brasil, aumentando sistematicamente a produtividade, rentabilidade e competitividade do setor.

MISSÃO

Produzir vestuário com criatividade e sustentabilidade, contribuindo para o bem-estar social, o fortalecimento das marcas locais e a geração de riqueza na cadeia produtiva do setor.

FINANÇAS / COMPETITIVIDADE Ter um Programa de Aprimoramento do Setor do Vestuário do Ceará, que possibilite, até dez/2018, um crescimento de 50% no índice de participação econômica do setor local no mercado nacional.

VALORES

ÉTICA | INOVAÇÃO | QUALIDADE | CRIATIVIDADE | COOPERAÇÃO | SOLIDARIEDADE

ASSOCIATIVISMO | SUSTENTABILIDADE | COMPROMETIMENTO | APRENDIZADO CONTÍNUO ASSOCIATIVISMO

CLIENTES / MERCADO

Ter um Programa de Realizar, a partir de 2015, no Centro

Fortalecimento Associativo

de Eventos de Fortaleza, uma Feira do

Setorial com vistas a conquistar,

Setor do Vestuário, com duas edições por

até dez/2016, a filiação de 20%

ano, com foco na divulgação e geração

das indústrias do Vestuário do

de negócios para as empresas locais.

Ceará, aos seus sindicatos representativos.

Ter um Plano Setorial de Marketing Estratégico que possibilite o reconhecimento do estado do Ceará, até dez/2018, como referência na criação,

PROCESSOS / INOVAÇÃO

qualidade e desenvolvimento do vestuário para moda no Brasil.

Ter um Programa de Aperfeiçoamento da Produção do Setor do Vestuário do Ceará, que lhe possibilite aumentar, até dez/2018, em 30% o índice médio de rentabilidade de suas empresas.

Apoiar a implantação do Centro de Tecnologia da Cadeia Têxtil e do Vestuário (CTCTV), de modo a tê-lo em funcionamento até dez/2015, desenvolvendo programas e projetos de inovação, ciência e tecnologia de vestuário no estado do Ceará.

SETOR DO VESTUÁRIO DO CEARÁ


Fotos: Arquivo SINDCONFECÇÕES/SINDROUPAS

PARTICIPANTES DO PLANEJAMENTO Adriano Monteiro Costa Lima Presidente da CS Vestuário

Aluísio da Silva Ramalho Filho Vice Presidente SINDROUPAS

Cyntia Tavares Marques de Queiroz Coord. do Curso de Design de Moda

Diva Mercedes Machado Alves Nogueira SEBRAE Ceará

Edson Batista da Silva Diretor AMIC

Fernando Sampaio Trajano

necessidade de “se fazer necessá-

uma descrição de uma identidade

ria uma atuação em prol da defini-

setorial compatível com o novo mo-

BNB

ção de duas agendas competitivas:

mento experimentado por todos que

Francisco Lelio Matias

sendo a primeira, a de políticas

fazem seus diferentes segmentos.

Turma da Malha

Francisco Celestino Melo junior

Profardas

públicas com foco na diminuição

Na apresentação do relatório final

Presidente do Sinditêxtil Ceará

do Custo Brasil, ou seja, carga tri-

que contêm o Plano de Ação Estra-

Herbert da Costa Velho

butária competitiva internacional-

tégica do Setor do Vestuário do Cea-

AEDI

mente, diminuição da burocracia,

rá para os anos de 2013 a 2018, o Di-

infraestrutura adequada e efetivi-

retor Técnico do SEBRAE/CE, Alci

dade das políticas educacionais e

Porto Gurgel Júnior pondera que

Superintendente UNIMODA

de incentivo à inovação. E uma se-

“não é preciso reforçar que as pro-

Lane Primo

gunda agenda, também imprescin-

postas aqui reunidas têm tudo para

dível, do setor privado, com ações

impulsionar e redirecionar esse que

Sinditêxtil Ceará

significativas em relação à inserção

é um dos nossos mais promissores

Márcia Travessoni

das empresas cearenses no merca-

segmentos produtivos, que se tra-

do global do vestuário, busca por

duz em emprego e renda, e com ca-

Presidente do SINDCONFECÇÕES

inovadores modelos de gestão e de

pilaridade suficiente para potencia-

Marcos Antonio Martins Tavares

sistemas de produção, objetivando

lizar os seus efeitos benéficos sobre

INDI Ceará

ganhos de produtividade, qualidade

a nossa economia. Tudo isso agrega-

Maria Cecy de Castro

e diferenciação do produto e, natu-

do a um valor a mais: o fato de ser

ralmente, maior valor agregado”.

uma eficiente vitrine da criatividade

Germano Maia Pinto

José Wagner Ricarte Vest Vestuário

Joseomy Moreira de Oliveira

SENAC Ceará

Manoel Trajano Junqueira dos Santos

333propaganda

Marcus Venicius Rocha Silva

Gerente de Comércio e Serviço da ADECE

Maria de Fátima F Soares Diretora do SINDCONFECÇÕES e da Delta Confecções

Documento em mãos, o grupo

e da cultura do povo cearense”.

participante do planejamento fez

Para o presidente do SINDROU-

Gerente SENAI Ceará

uma imersão nos números e análi-

PAS, Adriano Monteiro Costa Lima,

Paulo Alexandre de Sousa

ses apresentadas, em um processo

“a construção coletiva deste Plano

Victor Paolo

estratégico que passou pela defini-

Estratégico demonstrou ao SIN-

ção do core business do setor e aná-

DROUPAS que o Setor do Vestuário

lise das variáveis externas e internas

do Ceará tem plena capacidade de

Presidente da AMIC

com impacto direto e indireto nos

realizar um diagnóstico profun-

José Wagner Ricarte

negócios envolvidos na cadeia pro-

do, sustentado e sério sobre a sua

dutiva do vestuário, culminando com

realidade específica e, com base

Maria Oirta Vasconcelos

Paulo Fontenele Aragão Allure Confecções

Robério Guimarães Freire

Vest Vestuário

15


CONSIDERAÇÕES DO INDI

16

“Um trabalho rigoroso, que permitiu um melhor conhecimento da realidade.”

tos, acelerar mudanças, recuperar o crescimento e a convergência do setor”. Justifica tal sentimento o fato de que o escopo do trabalho “é resultado de um trabalho de investigação e análise rigorosa, que permitiu um melhor conhecimento da realidade vivenciada, das mudanças e dos caminhos que se abrem num futuro breve, com ameaças e preo-

nisto, produzir um projeto parti-

cupações, mas também com inúme-

cipado e consistente para o seu

ras oportunidades e esperanças”. E

futuro”. Em sintonia, o presidente

conclui observando que “o Plano de

do SINDCONFECÇÕES, Marcus

Ação não se pretende uma cartilha

Venicius Rocha Silva pondera que

de comportamentos e atitudes, nem

“em momentos de transformações

tampouco oferecer soluções univer-

paradigmáticas, poder contar com

sais para problemas individuais. Tal-

orientações estratégicas pautadas

vez seu principal mérito venha a ser

em referenciais sustentáveis, possi-

o despertar do debate de ideias so-

bilita às empresas do setor um olhar

bre este setor de atividade que cada

coerente para o futuro. Porém, con-

vez se mostra mais importante para

vém atentar para o fato de que este

a economia estadual, o do Vestuário.

Plano não esgota todas as inicia-

Seu foco final está nas protagonis-

tivas do Setor, mas é um ponto de

tas do setor, as empresas, que são

partida para a superação dos desa-

simultaneamente parte do problema

fios advindos com a globalização”.

e parte da solução. Por elas tudo co-

Já o consultor Francílio Dourado

meça, a elas tudo retorna”.

atenta para o fato de que “a viabili-

Participaram do processo todas

zação das estratégias contidas no

as instituições com acento da CS

Plano poderá alavancar investimen-

Vestuário.

A pesquisa possibilitou melhor compreensão do perfil da Indústria de Vestuário do Ceará, permitindo identificar fatores de risco e oportunidades de investimentos, imprescindíveis para a construção de uma agenda que objetive o aumento e a sustentabilidade da competitividade do setor. Isto é especialmente importante dado o atual ambiente cada vez mais competitivo, com maior penetração das importações e menor possibilidade do desenvolvimento do setor ser apoiado em incentivos fiscais e em custo menor de mão-de-obra, notadamente por causa das mudanças tributárias e da elevação dos custos do trabalho no País. Foi verificado diminuição na produtividade do setor no Estado nos últimos cinco anos, enquanto que São Paulo e Santa Catarina apresentaram ganhos de produtividade e diminuição nos custos de trabalhos. Por outro lado, produtos de maior valor agregado apresentam os melhores resultados nas exportações e na produção, com destaque para a moda íntima. Dessa forma, se faz necessário a definição de duas agendas competitivas: uma de políticas públicas com foco na diminuição da carga tributária e da burocracia, melhoria da infraestrutura e das políticas educacionais e de incentivo à inovação; outra do setor privado, com ações de inserção das empresas cearenses no mercado global do vestuário, inovadores modelos de gestão e produção, ganhos de produtividade, qualidade, diferenciação e maior valor agregado. Buscando posicionar o setor em condições de competitividade, inclusive no mercado externo, sugere-se outros estudos prospectivos que considerem as transformações econômicas, sociais e tecnológicas do País e do Mundo, contribuindo para a construção de uma agenda de ações estratégicas para a indústria cearense do vestuário, otimizando e qualificando o trabalho de mobilizações dos atores.


COMENDA Foto: Arquivo SINDCONFECÇÕES/SINDROUPAS

17


I 18

nstituída com o propósito de

munda Veras Farias. Fez o colegial

Guararapes e presidência da Fá-

“reconhecer grandes perso-

no tradicional Liceu do Ceará e cur-

brica CONFEX S.A..

nalidades públicas e empre-

sou a Escola de Administração do

Bastante irrequieto, ainda exer-

sariais que ao longo de suas vidas

Ceará, onde concluiu seus estudos

ceu o magistério como professor

contribuíram de forma direta para

em 1967. Com um currículo inter-

da cadeira de Introdução a Admi-

o fortalecimento e desenvolvimento

nacional, tem diploma com men-

nistração e Marketing da Universi-

da indústria do vestuário no estado

ção honrosa pela Universidade de

dade de Fortaleza (UNIFOR). Foi o

do Ceará, a Comenda Beni Veras é

Harvard, onde participou do curso

primeiro presidente da nova era do

uma iniciativa conjunta de dois dos

intensivo sobre Problemas de De-

Centro Industrial do Ceará (CIC), a

mais atuantes sindicatos que inte-

senvolvimento Econômico. Sua veia

partir de 1978, quando um grupo de

gram o Sistema FIEC, o SINDCON-

política surgiu quando, ainda sain-

jovens empresários passa a assu-

FECÇÕES e o SINDROUPAS.

do da adolescência, presidiu três

mir o comando político e adminis-

A escolha do nome de Beni Ve-

Congressos de Estudantes do Ce-

trativo da entidade. Como asses-

ras para a comenda, mais que re-

ará. Em seguida exerceu a Secre-

sor especial do primeiro Governo

presentar um reconhecimento ao

taria Geral da UBES (União Brasi-

Tasso Jereissati, deu início a uma

grande esforço empreendido por um

leira de Estudantes Secundaristas)

trajetória de intensa atividade polí-

dos maiores executivos da história

e presidiu o Diretório Acadêmico

tica que o levaria a ocupar o cargo

empresarial cearense, e por um polí-

Juscelino Kubitschek (da Escola de

de vice-governador do Estado, uma

tico detentor de uma história reple-

Administração do Ceará).

cadeira no Senado Federal (eleito

ta de feitos memoráveis em defesa

A veia empreendedora aparece

com expressiva votação) e o car-

do nosso Estado, visa dignificar os

ao tornar-se Gerente de Vendas

go de Ministro do Planejamento,

nomes e as trajetórias daqueles que

da antiga Casa Inglesa. Logo de-

durante o governo do presidente

vierem a ser homenageados.

pois passou a atuar na indústria,

Itamar Franco.

Beni Veras é um legítimo cidadão

quando ocupa a vice-presidência

Por sua história, Beni Veras re-

cearense, natural de Crateús, nas-

da SARONORDE – Roupas do

presenta, simultaneamente, o em-

cido em 18 de agosto de 1935, filho

Nordeste S.A., passando pela vi-

preender e o fazer política com

de Osvaldo Farias Alcântara e Rai-

ce-presidência das Confecções

maestria.


COMENDA 2012

COMENDA BENI VERAS 2012

A

Fotos: Arquivo SINDCONFECÇÕES/SINDROUPAS

edição 2012 da Comenda Beni Veras coube a 3 personalidades que de forma contundente deixaram sua marca no setor do vestuário.

Como Personalidade Pública do Ano, o homenagea-

do foi o então Presidente do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico, o Sr. Ivan Rodrigues Bezerra, empresário do setor têxtil que até então ocupara a vice-presidência da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e a vice-presidência da Federação das Indústrias do Estado do Ceará. Durante o primeiro governo de Cid Gomes, Ivan Bezerra foi responsável pela gestão das políticas de desenvolvimento econômico do Estado, tendo empreendido ações que contribuíram sobremaneira para o fortalecimento do setor do vestuário cearense, razão pela qual recebeu a Comenda Beni Veras.

19

Como Personalidade Empresarial do Ano, os dois sindicatos indicaram por unanimidade a fundadora da Confecções Mundica Paula, Sra. Raimunda Guedes da Costa (in memoriam). Com uma história que está prestes a completar um século, a empresa nasce quando D. Mundica Paula ganha de presente do marido sua primeira máquina de costura, em 1914, e começa uma das mais marcantes trajetórias do mercado de lingerie. Com uma fé inquebrantável no poderio comercial do Brasil e na capacidade de produzir peças com espírito artesanal, esta pioneira construiu uma empresa sólida, moderna e competitiva como poucas. Ao entregar a

uma marca de moda praia com qualidade indiscutível.

Comenda Beni Veras a Mundica Paula, o SINDROUPAS

Sonho que logo foi alcançado. Hoje, a empresa é uma

e o SINDCONFECÇÕES homenageram, a um só tempo,

conceituada grife beachwear com espaço garantido

todos aqueles que foram pioneiros na produção e co-

no cenário mundial da moda, tendo presença cativa

mercialização de moda e vestuário no Ceará.

na São Paulo Fashion Week. “Nosso trabalho sempre

Como Empresária Destaque do Ano, a Presidente

foi pautado na satisfação de nosso público-alvo: mu-

do Grupo Água de Coco, Sra. Liana Tomaz, foi a ho-

lheres e homens exigentes que priorizam a qualidade e

menageada. Estilista, Liana iniciou a Água de Coco

conforto. E a consequência de todo esse esforço está

em 1985, com apenas uma máquina, uma costureira,

no sucesso e reconhecimento conquistado dentro do

muita determinação e um objetivo bem definido: lançar

mercado nacional e internacional”, destaca Liana.


COMENDA 2013

PERSONALIDADE PÚBLICA 2013

Q

uando Secretário de De-

presas de confecção cearenses. E

senvolvimento Econômico

é nesta condição que a “Confecção

do Ceará, Francisco Régis

em Pauta” ouviu o homenageado.

Cavalcante Dias deu provas incon-

Foto: Arquivo Pessoal

20

testes do seu compromisso para

Confecção em Pauta: Senhor Régis Dias,

com este Estado que conhece como

fale-nos um pouco sobre aquele momen-

poucos. Desde os tempos em que

to de sua vida. Como se deu sua atuação,

ingressa no Sebrae – Serviços Bra-

quais as ações que mais marcaram sua

sileiro de Apoio às Micro e Pequenas

experiência como agente daquele gover-

Empresas, ainda em meados dos

no, o que restou de aprendizado?

anos 1980, na condição de estagiário,

Régis Dias: Isso foi um reconheci-

até os dias em que assume o papel

mento do setor de confecção, como

de Secretário de Estado, Régis Dias

a maior vocação do povo cearense,

tem a oportunidade de visitar todos

então desde o meu ingresso no SE-

os municípios cearenses, conhecen-

BRAE como estagiário, que eu te-

do a fundo seus problemas socioeco-

nho alimentado essa convicção de

nômicos, o que lhe permite a forma-

que o setor de confecção é a nossa

ção de um escopo cultural que lhe

maior vocação, e a partir disso, a

abre largos horizontes de soluções.

gente procurou trabalhar não só a

A homenagem prestada pelo coletivo

questão interna da empresa, como

SINDROUPAS-SINDCON-

capacitação, como formação, como

FECÇÕES reconhece Régis Dias

design, como moda, mas também

como Personalidade Pública do

tive a oportunidade de contribuir

Ano não por sua atuação como Titu-

com o ambiente que o setor se es-

lar da Secretaria Especial do Cen-

tabelece, que era o ambiente tribu-

tro junto à Prefeitura de Fortaleza,

tário. Nós conseguimos, para aten-

mas por sua contribuição ao desen-

der uma demanda do segmento de

volvimento e fortalecimento do se-

confecção do Estado do Ceará, a

tor do vestuário do Ceará, quando

implementação

comandava a pasta do desenvolvi-

tributária que trouxe um ganho de

mento econômico do Estado, oca-

competitividade muito forte ao seg-

sião em que, por sua interveniência,

mento. O que mais me marcou foi

o Estado concedeu a substituição

ver a obstinação dos cearenses, o

Francisco Régis Cavalcante Dias

tributária para o setor, ampliando

empreendedorismo dos cearenses,

Agraciado com a Comenda Beni Veras

assim as possibilidades de cres-

a busca diária de se desenvolver, de

Personalidade Pública 2013

cimento e fortalecimento das em-

gerar emprego, de preparar as pes-

da

substituição


soas para os novos desafios, então há uma vocação empreendedora no Ceará muito forte. O cearense busca as oportunidades em tudo, e o setor de confecção é o que melhor retrata essa imagem, porque vem dos nossos antepassados com habilidades manuais, com habilidades da renda, o gosto pela moda, isso fez com que esse empreendedorismo fosse muito destacado. Outro fator marcante é a ousadia dos empreendedores cearenses; de aprendizado fica a rede de relacionamentos que a gente faz, construir grandes amizades, construir um relacionamen-

“Beni Veras que é um dos cearenses de mais respeito, de mais dignidade, mais lúcidos que desenvolveu os municípios e o Ceará através da moda.”

acompanhar sua atuação e receber muitos ensinamentos dele; depois ele foi governador e eu superintendente do SEBRAE, então eu acompanho muito todas as diretrizes, toda a visão de desenvolvimento do Dr. Beni, eu tenho um carinho, um respeito, admiração por ele e por toda a sua família. Isso me deixa muito feliz, muito envaidecido por ser lembrado pelos amigos do setor do vestuário. Eu saúdo os presidentes Marcus Vinícius Rocha e Adriano Costa Lima, por poder receber essa honraria. Beni Veras que é um dos cearenses de mais respeito, de mais dignidade,

to de respeito e buscar acima de

a experiência de ser secretário da

mais lúcidos que desenvolveu os mu-

tudo a honestidade; o que mais me

Secretaria de Desenvolvimento Eco-

nicípios e o Ceará através da moda.

marcou e marca na minha carreira

nômico, fui também diretor adminis-

Eu agradeço de coração à família

é procurar contribuir com a socie-

trativo e financeiro da empresa ZPE

de Beni Veras e também à família

dade, com o empresariado, com

e hoje tenho a honra de atender aos

do SINDCONFECÇÕES e do SIN-

os cearenses dentro de uma pos-

fortalezenses a partir da gestão do

DROUPAS, e todos os seus dirigen-

tura honesta e digna, sem nunca

prefeito Roberto Cláudio. Eu procu-

tes. É uma responsabilidade enorme

prometer o que não pode cumprir,

ro ser muito simples, humilde, mas

que vocês põem em minhas costas.

mas sempre sendo descente, com

obstinado, respeito muito as pesso-

o nome limpo, o coração puro e as

as, acredito muito na família, nos

Gostaria de deixar mais alguma mensa-

mãos limpas. Tudo isso aprendi com

bons valores, na ética, tenho muita

gem para o setor de vestuário?

meus pais, a educação que eles me

fé em Deus, busco obstinadamente

Sim, que tenham crença no futuro,

transmitiram, não querer nada que

fazer as coisas. Como um bom vir-

tenham otimismo. Hoje o desenvol-

é dos outros, então eu procuro ser

giniano eu sou muito organizado,

vimento mundial é marcado pela

sempre honesto com a coisa públi-

metódico e me sinto muito realizado

competitividade, pela concorrência

ca, com decência e ética.

profissionalmente.

acirrada, mas sempre haverá espaço para as pessoas que acreditam

Nos fale um pouco sobre sua vida, seu

Quanto à homenagem que está receben-

no seu potencial empreendedor,

modo de ser, de se relacionar, suas prin-

do do setor do vestuário cearense, qual a

que acreditam no seu projeto de

cipais atividades já desenvolvidas, seus

importância para seu currículo, para sua

vida, que conseguem sonhar com

valores e princípios.

história?

dias melhores. No desenvolvimento

Profissionalmente eu comecei no

No momento que recebo a Comen-

do mundo o sonho das pessoas pas-

SEBRAE como estagiário; ali ocupei

da Beni Veras, um grande cearense,

sa pela moda. Que eles continuem

todas as funções possíveis, chegan-

uma pessoa com quem eu convivi,

a honrar o Ceará, pois a moda cea-

do a ocupar o papel de presidente do

porque quando ele foi Senador eu

rense é muito dependente da ousa-

Conselho Deliberativo. Também tive

era dirigente do SEBRAE e pude

dia desses empresários.

21


22

Foto: Arquivo D.R.Ling

PERSONALIDADE EMPRESARIAL 2013

história da D.R.Ling. In-

A

Natural de Juazeiro do Norte,

dústria e Comércio S.A.,

Carlos Pereira, traz no sangue a

detentora da marca Del

marca do empreendedorismo. Da

Rio, começa ainda em 1971, quando

pequena empresa faz surgir um

José Oly Moreira cria uma pequena

Grupo Empresarial dirigido ao setor

empresa localizada no bairro do

têxtil, que tem na Del Rio sua prin-

Montese, em Fortaleza. Pouco tem-

cipal marca, e a transforma numa

po depois, o jovem Carlos Pereira de

das três maiores fabricantes de

Souza, que acabara de chegar dos

lingerie do Brasil. Ao se saber indi-

Estados Unidos, onde fora estudar

cado para receber a Comenda Beni

e concluir um MBA em Administra-

Veras, Carlos fez questão de falar

ção de Empresas, tendo tido uma

sobre sua história para esta edição

experiência com design de moda no

especial da “Confecção em Pauta”.

Carlos Pereira de Souza

Fashion Institute of Technology de Nova Iorque, adquire o controle da

Confecção em Pauta: Conte-nos um pou-

Agraciado com a Comenda Beni Veras

então Indústria Del Rio S/A.

co mais da história desta empresa que

de Personalidade Empresarial 2013


tão bem representa o espírito empreendedor e a criatividade do povo cearense. Carlos Pereira: Nossa história iniciou com uma pequena fábrica composta por meia dúzia de máquinas de costura, instalada na Rua Liberato Barroso, em Fortaleza. Com o advento da Sudene foi aprovado um projeto de relocalização e ampliação da atividade industrial. Mudamos para o bairro Montese, de lá pra cá, a empresa só cresceu. Em 2001 a Del Rio instalou uma unidade fabril em Maracanaú,

“Me sinto muito honrado e estimulado ao receber esta homenagem, assim como me senti ao receber o troféu Sereia de Ouro.”

onde são produzidos os tecidos, os

24

mesmo é a D. R. Ling e seus 2.700 colaboradores. De minha parte agradeço ao SINDCONFECÇÕES, ao SINDROUPAS e especialmente ao Beni Veras pelo exemplo dado às futuras gerações e aproveito para dizer que nada substitui o trabalho. A D. R. Ling é um resultado da inteligência da mulher cearense e do apoio da consumidora brasileira, a quem também homenageamos.

Que mensagem gostaria de deixar para o setor de vestuário? A vida de empresário é muito di-

elásticos, os acessórios, os bojos e

radas, as surpresas que a vida em-

fícil, especialmente em função dos

a central computadorizada de cor-

presarial traz, junto com a carência

altos impostos cobrados no nosso

tes. O apoio prestado pelo Governo

de investimentos que tanto carac-

país. O mundo não compra impos-

do Estado do Ceará, por intermédio

terizam a vida empresarial no Bra-

to, compra tecnologia, beleza, atu-

do Programa Fundo de Desenvolvi-

sil, fizeram de mim um sobreviven-

alização. Mas não foi exportando

mento Industrial do Ceará - FDI, foi

te, rico de experiência e saber, mas

impostos que os Estados Unidos e

de fundamental importância para o

ainda longe de me sentir realizado.

a China se tornaram a primeira e a

desenvolvimento da empresa, que

Ainda tenho muito por fazer, e farei,

segunda economias do mundo, se-

hoje vende 94% da sua produção

com certeza.

guidos pela Alemanha e Japão que

para fora do estado e diversos pa-

praticam os mesmos princípios,

íses da América do Sul. A empre-

Sobre a homenagem que ora recebe dos

não exportam impostos. O salário

sa tornou-se tradição no universo

sindicatos que representam o setor do

mínimo do Brasil é uma tristeza,

feminino, com uma vasta linha de

vestuário cearense, o que isto pode re-

naturalmente é pequeno para quem

lingeries que aliam conforto, tecno-

presentar para seu currículo empresa-

recebe e grande para quem paga,

logia, qualidade e design exclusivo.

rial, para sua história?

diante dos impostos e obrigações

Me sinto muito honrado e estimu-

criadas pelo governo para ajudar o

Fale um pouco sobre sua vida, seu modo

lado ao receber esta homenagem

funcionário, e como isto não é fei-

de ser, de se relacionar, suas principais

dos dois sindicatos. Tenho a mesma

to, a empresa tem que prestar esse

atividades já desenvolvidas, seus valo-

sensação que tive quando recebi a

serviço que deveria ser do Governo,

res e princípios.

homenagem da Sereia de Ouro. Co-

e isso dobra o custo da empresa. Na

Trago comigo os valores de um em-

nheço o Beni Veras há muitos anos,

Alemanha, recentemente, a jornada

presário brasileiro que se sustenta

somos amigos pessoais, viajamos

de trabalho aumentou 3h, e o fun-

no trabalho, na perseverança e no

muitas vezes para o interior. Acho

cionário passou a trabalhar 12h por

conhecimento especializado. Após

justíssima a homenagem dada ao

dia sem nenhuma compensação

toda essa trajetória, hoje, me consi-

Beni com a criação da comenda.

financeira, com o objetivo de pre-

dero um sobrevivente. Foram tantas

Isto valoriza ainda mais a homena-

servar o país como “locomotiva da

as dificuldades enfrentadas e supe-

gem. Mas quem está de parabéns

Europa”.


MATÉRIA

HOMENAGEM AO DIA DO CONFECCIONISTA

P

or solicitação simultânea dos sindicatos SINDCONFECÇÕES e SINDROUPAS, a Assembleia Legislativa do Ceará homenageia o Se-

tor do Vestuário Cearense com uma Sessão Solene em homenagem ao Dia do Confeccionista de 2013, que é comemorado anualmente no dia 23 de setembro. No evento a Casa do Povo entrega uma Placa alusiva à data a três personalidades do universo do vestuário cearense que têm se destacado pela conduta ética com que tratam suas relações empresariais: Maria de

Foto: Reprodução

Fátima Facundo Soares, dirigente da Delta Confec-

anuncio_sindtextil_203x125.pdf

ções, José Wagner Ricarte, da Vest Vestuário Masculino e Maria Alzenir Girão Freire, diretora da ViaDireta. A reportagem da “Confecção em Pauta” ouviu os três 1

16/01/13

15:09

homenageados.


MAIS QUALIDADE DE VIDA PARA O TRABALHADOR DA INDÚSTRIA O SESI acredita que promover qualidade de vida é fundamental para vivermos mais e melhor. Por isso, as unidades do SESI disponibilizam amplo parque esportivo para a realização de exercícios, promovem ações de saúde e segurança no trabalho para prevenir acidentes nas indústrias e oferecem serviços socialmente responsáveis, sempre pensando no bem estar do trabalhador e na competitividade das empresas. Há 65 anos o SESI Ceará oferece qualidade de vida ao trabalhador cearense. centralderelacionamento@sfiec.org.br www.sesi-ce.org.br www.facebook.com/sesiceara www.twitter.com/sesi_ceara

Central de Relacionamento:

4009.6300


FÁTIMA FACUNDO E A DELTA CONFECÇÕES

N

Na vida eu tento ser correta, sou

so de Ciências Contábeis

rigorosa com o meu trabalho. Gra-

na Universidade Federal

ças a Deus nunca tive uma devolu-

do Ceará. Naquele tempo os pro-

ção de pedido, porque fazemos tudo

fessores nos orientavam a terminar

exatamente de acordo com as exi-

o curso e fazer um concurso públi-

gências dos clientes, sempre den-

co. Quando eu colei grau o Governo

tro da norma. Fazemos um trabalho

cessou os concursos públicos por

sério, correto e hoje é muito difícil,

10 anos. Fui então fazer outro cur-

porque a carga tributária é muito

so, agora de Informática, na UECE.

alta e a margem de lucro é pequena.

Como não havia possibilidade de

Ao longo desse tempo passei por

fazer concurso, então resolvi fazer

algumas Associações. Em 2004 o

sempre participei de tudo, sou mui-

cursos voltados para o setor de con-

SEBRAE uniu o Grupo das Con-

to ativa em reuniões, também faço

fecção no SENAI para abrir meu

fecções do Montese e formou uma

parte da Câmara Setorial. Recen-

próprio negócio.

Associação e eu fui sua presidente

temente fizemos um curso da Dom

Em 1989 o meu marido me aju-

durante 4 anos. Com essas inicia-

Cabral que durou cinco meses, com

dou comprando uma casa no bairro

tivas trocamos experiências, infor-

mais de quarenta empresários e

Montese para iniciar o negócio. Em

mações e adquirimos conhecimen-

esse curso foi muito importante,

1991 a empresa foi de fato constitu-

to. Em 2009 fui convidada a assumir

com um alto nível, realizado conjun-

ída. No início, meu público ficava

a presidência da União da Indústria

tamente pelo SINDCONFECÇÕES

em Manaus porque eu trabalhava

de Moda do Estado do Ceará, papel

e SINDROUPAS; e a cada curso

com roupa fina, tinha 90 clientes e

que exerci por 4 anos. Ali conheci

nós melhoramos e crescemos. O

foi uma época muito boa; depois o

o trabalho do Manoel Holanda que

benefício é muito grande e parabe-

linho saiu do mercado e passamos

faz de tudo para fortalecer o setor;

nizamos os Sindicatos pela atitude

por uma grande crise. Com a en-

ele atrai novos clientes, comprado-

de proporcionar esse tipo de even-

trada da malha, tivemos que mudar

res, para conseguir manter o Ma-

to. A gente só se desenvolve se tiver

todo o maquinário. Passamos para

raponga em alta. Depois entrei no

estudo, pesquisa, novas tendências

o mercado da malha e mudamos o

Sindicato como Diretora Adminis-

e qualificação, porque o que faz a

perfil para modinha, trabalhando

trativa e sempre lutei pela catego-

diferença é o conhecimento.

para a Magazine. Ainda hoje fabri-

ria. Eu batalho continuamente para

Aos jovens que querem iniciar

camos para ela.

manter viva a confecção no estado.

neste setor lembro que é preciso ter

Atualmente, enfrentamos uma

Acredito que esta homenagem

coragem para enfrentar as crises e

concorrência muito desleal, com os

seja um reconhecimento por todo

reverter o quadro, porque a concor-

feirões em todos os lugares, o que

o trabalho e dedicação que até aqui

rência é grande. Precisamos erguer

prejudica o mercado. Por esta razão

empreendi. Ao longo desses anos

a cabeça e lutar, porque é uma luta

vendemos mais para fora do estado.

eu busquei o melhor para o setor,

constante.

Foto: Arquivo SINDCONFECÇÕES/SINDROUPAS

os anos 80 concluí o cur-

27


Serviços Técnicos e Tecnológicos e Educação Profissional: O SENAI Faz

O SENAI Ceará oferece serviços técnicos e tecnológicos, através de consultorias e assessorias às indústrias têxteis do Estado. As indústrias contam com diversos serviços específicos, como desenvolvimento de novos produtos, design de embalagens e criação de identidade visual. Além disso, profissionais da área também podem se capacitar através dos cursos ofertados a cada mês. Acesse nosso site e confira a lista completa.

Conheça as soluções que o SENAI oferece! senaiceara senaiceara www.senai-ce.org.br

(85) 4009.6300


A

graduação em Ciências

preceitos a qualidade, eficiência e

Contábeis pela Univer-

criatividade. O objetivo da empresa

sidade Federal do Ama-

sempre foi proporcionar a satisfa-

zonas, junto com a graduação em

ção completa aos nossos clientes,

Direito pela Universidade de Forta-

oferecendo-lhes um produto ele-

leza e a pós-graduação em Direito

gante, sofisticado e atraente. Para

do Trabalho e Processo Trabalhista

tanto contamos com a participação

pela Faculdade Christus, em For-

de 60 colaboradores qualificados e

taleza, consolidaram em mim uma

preparados para atender a contento

estrutura cultural que me possibili-

a demanda do nosso público.

tou enfrentar com destemor os de-

Foto: Arquivo Pessoal

JOSÉ WAGNER RICARTE E A VEST VESTUÁRIO MASCULINO

Hoje, feliz com o caminho seguido, procuro levar uma vida digna e feliz.

Quando fui comunicado da ho-

Minha história começa em 1968,

Gosto de me relacionar com pesso-

menagem, confesso que fiquei sur-

quando ingressei na empresa SA-

as, gosto de dançar e, principalmen-

preso. Me sinto deveras honrado e

RONORD - S/A ROUPAS DO NOR-

te, de estar com a minha família.

tenho certeza que isto é fruto do

safios do empreendedorismo.

DESTE, onde trabalhei por 10 anos,

Em minha vida, valores como

reconhecimento de todo o trabalho

tendo posteriormente ocupado o

ética, honestidade e trabalho, me

e empenho com que me conduzi ao

cargo de Diretor Financeiro e Diretor

acompanham desde a infância.

longo da minha vida. Aprecio muito

Comercial na empresa CONFAMA -

Sempre trabalhei no ramo de

este tipo de homenagem, porque é

CONFECÇÕES DA AMAZÕNIA S/A

confecção, fui Tesoureiro do CIEAM

um estímulo para prosseguir com

em Manaus e Diretor Financeiro da

- Centro da Indústria do Estado do

meu trabalho, enriquecendo meu

empresa CONFECÇÕES ROYALE

Amazonas, Diretor da ACA - Asso-

currículo e a minha história.

S/A, já em Fortaleza.

ciação Comercial do Amazonas e

Neste contexto atual, onde a

Quando me casei com Maria Go-

Conselheiro do Centro dos Expor-

economia passa por dificuldades,

retti Pinheiro Ricarte, com quem tive

tadores da Zona Franca de Manaus,

pertencer a um setor competitivo,

03 filhos: Patrícia Pinheiro Ricarte

todas em Manaus, cidade onde mo-

nos dá a convicção de que somos

(funcionária pública estadual), Fre-

rei por mais de 12 anos. Também fui

capazes de superar qualquer de-

derico Pinheiro Ricarte e Larissa Pi-

Tesoureiro do Shopping  Fortaleza

safio. Para alguém que desejar

nheiro Ricarte (ambos advogados);

Sul, em Fortaleza, sendo respon-

entrar para o setor eu lembraria

ganhei uma estrutura familiar que

sável juntamente com a Diretoria

apenas que é preciso ter muita

me inspirou e inspira a lutar.

pela implantação daquele empre-

garra e criatividade para vencer e

Em 1986 fundei minha própria

endimento. Atualmente sou mem-

se manter no mercado. Mas não há

empresa, a VEST - VESTUÁRIO

bro efetivo do Conselho Fiscal do

nada que não possa ser superado

MASCULINO LTDA., voltada para

SINDROUPAS. Todas essas ex-

quando temos esperança e otimis-

a produção de camisas masculi-

periências me fortalecem como

mo. O importante é nunca fraque-

nas de tecido plano, tendo como

pessoa e empresário.

jar na luta.

29


A

30

ViaDireta foi inaugurada

grande mudança aconteceu, a logo-

no ano de 1993, em Forta-

marca foi renovada, tudo muito chic

leza, no Centro da cidade.

e minimalista. Muitas novidades

Com dinamismo e muita ousadia, a

ainda estão por vir nesta nova fase

marca conquistou um público fiel

da ViaDireta.

e o Denim ViaDireta passou a ser

Depois de tanto falar de minha

o must have das jovens cearenses.

empresa, tenho apenas que lembrar

Pioneira, informatizou todos os

que na vida sempre fui muito dedi-

seus processos e rapidamente che-

cada ao trabalho e à família. Desde

gou aos quatro cantos do país.

que começamos a ViaDireta o meu

Foto: Arquivo Pessoal

MARIA ALZENIR GIRÃO FREIRE E A VIADIRETA

Hoje, vinte anos depois, está con-

tempo tem sido dividido entre o

solidada no mercado e é sinônimo

cuidado com o trabalho e a família.

menagem é de todos eles que estão

de sucesso. Mas a jovem de vinte

Considero que pude realizar uma

aqui na luta diária para levar o que

anos atrás cresceu, virou mulher,

boa parte do meu sonho e ter as

existe de mais completo aos nossos

mulher que trabalha, que é mãe, que

duas vertentes como uma história

clientes e parceiros. É importante

tem mil funções, mas que continua

de sucesso. Uma família feliz e uma

que existam premiações como essa

chic e elegante durante todo o dia. É

empresa que tem muito o que co-

para que o setor de vestuário possa

nas necessidades dessa mulher que

memorar, mas também muito o que

ser ainda mais percebido por nossa

a ViaDireta está pensando, nessa

mostrar e realizar. Este ano de 2013,

sociedade e principalmente por nos-

mulher cada vez mais exigente.

marca os 20 anos de nossa empresa

sos governantes que nunca devem

e também um ápice de mudança.

deixar de incentivar o setor e abrir o

Em busca desse processo de evolução que é natural e necessá-

Estamos mais uma vez mudando

mercado para o setor de confecção.

rio a marca começou o ano de 2013

para atender uma fatia ainda maior

Em todos esses anos, podemos

com a missão de mudar, inovar e

do mercado com um direciona-

perceber a grandiosidade que o

melhorar. Uma competente equipe

mento inovador no estilo da marca,

setor do vestuário do país acabou

de estilistas e consultores dedica-

abertura para o mercado on-line de

alcançando, e no Ceará não foi dife-

dos à pesquisa do mundo da moda

atacado com práticas exclusivas no

rente. Cabe agora ao governo, pro-

foi contratada para renovar a cara

mercado nacional. E isso é que me

mover mudanças que contribuam

da marca. Como resultado, o Verão

guia na empresa e na vida: nunca

para que toda a cadeia produtiva do

2014 ViaDireta aparece bastante re-

deixar de sonhar e inovar com dina-

setor possa crescer ainda mais, ge-

quintado, inspirado nas principais

mismo e ousadia.

rando riqueza e melhorando a vida

tendências desfiladas nas passare-

Me sinto honrada em ser home-

das pessoas que nela trabalham. E

las mundiais, além de uma coleção

nageada, mas acredito que esse

nesse mister, a figura do confeccio-

exclusiva assinada pelo designer

prêmio é fruto de uma dedicação

nista merece atenção especial, tan-

David Fama. Além das mudanças

particular de cada um dos colabo-

to por sua importância simbólica

de estilo, conceito e produto, outra

radores da nossa empresa. Essa ho-

quanto logística para o vestuário.


www.santanatextiles.com


Revista Confecção em Pauta nº 02  

Revista do Sinconfecções e Sindroupas, com projeto gráfico da E2 e Diagramação e Arte de Augusto Oliveira