Page 1

EDIÇÃO

Setembro/outubro 2017

www.asufpel.com.br

ASUFPel - TAE`s reunidos em Assembleia da categoria decidem por deflagrar GREVE O movimento paredista terá início no dia 10 de novembro de 2017, caso o GOVERNO GOLPISTA de TEMER, não vote o pacote anti-servidor antes desta data. Se a votação deste pacote acontecer antes do dia 10 de novembro, a categoria voltará a se reunir, e assim montar uma nova estratégia. Na manhã do dia 25 de outubro, aconteceu na sede central do Sindicato-ASUFPel, uma Assembleia Geral (AG) da categoria, em pauta: informes locais e nacionais, análise da Plenária Nacional da FASUBRA, que foi realizada no Rio de Janeiro e outros assuntos. Como definição o pleno da AG votou e aprovou por maioria, seguir o indicativo da FASUBRA, que indicou paralisação dia 27 de outubro, e por greve, a partir de 10 de novembro. Os TAE`s, reividicam entre outros temas: Negociação Salarial Já; Nenhum direito a menos; Não ao aumento da contribuição previdenciária; Não à Reforma da Previdência; Revogação do Plano de Demissão Voluntária (PDV); Defendem o ensino superior público, gratuito e de qualidade; São contra o Projeto de Lei (PL) 116/17 – que apresenta a demissão por avaliação negativa (fim da estabilidade); Em defesa dos hospitais universitários. Campanhas gerais: Participar da campanha pela revogação da reforma trabalhista; Contra a reforma da previdência; Desmonte da carreira; Fim da estabilidade – demissão por avaliação negativa (PDV); Em defesa da jornada de 30 horas (jornada contínua com turnos ininterruptos); e o FORA TEMER. Ao final, os Servidores Técnico-Administrativos em Educação, presentes na Assembleia, também aprovaram a montagem de um fórum, que inclua os Servidores Públicos Federais (SPFS) de Pelotas-RS, movimentos sociais e sindicatos.

ASUFPel sedia o “Encontro de setembro dos aposentados”

do Governo Federal, assim como: os próximos passos da categoria. Du-

Na quinta-feira (28/9), na sede central do Sindicato-ASUFPel, aconteceu a reunião mensal de setembro de 2017, dos Servidores Técnico-Administrativos em Educação de Pelotas e Capão do Leão ,aposentados, sócios do Sindicato. Em pauta: o desenrolar da política nacional, as ações de resistência realizadas pelo ASUFPel, frente aos ataques

rante o encontro a Coordenação do Sindicato (representado por Zedeni Braun, Sandra Dias e Mateus Tavares), informou os próximos eventos a serem realizados pela entidade, como: “IV Jogos Federais de Pelotas e Região”, que estão com inscrições abertas . Ao final, a Coordenação do Sindicato, insistiu para que os Servidores Técnico-Administrativos em Educação, fiquem atendos as publicações dos veículos de comunicação da entidade, pois a resistência frente aos ataques do governo, precisa ser intensificada.

Pág. 2- ASUFPEL

Pág. 3- Comitê de resistência

Pág. 4- Reconhecimento

Campus Anglo da UFPel recebe abraço

CUT contra a agenda do golpe

Julieta Fripp recebe a “Comenda Anita Garilbaldi”


Pág. 2

ASUFPel Sindicato Editorial:

RESISTIR DE FORMA UNIFICADA É PRECISO

No último ano os trabalhadores brasileiros foram atacados de forma impiedosa por um governo sem voto, que arrancou do poder através de um Golpe de Estado, uma Presidenta eleita legitimamente nas urnas, que tinha em seu plano de governo a valorização das camadas mais humildes da sociedade. Mais do que isso, o atual mandatário se mantém no cargo com trapaças que nem a Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Carmen Lúcia, teve coragem de dizer a nação, segundo ela ' se os brasileiros soubessem o que ela sabe, eles não dormiriam'. A verdade é que o país está sendo gerenciado por uma grande quadrilha, que passa pelo único Presidente da história brasileira, a ser acusado (corrupção, formação de quadrilha ...) por duas vezes pela Procuradoria Geral da República (PGR). Estes surreais ataques aos direitos conquistados com anos de lutas sociais atingem diretamente a jovem democracia instalada a poucos anos o Brasil, e traz retrocessos significativos. Ao que tudo indica, o notório avanço social conquistado

pelos pobres nos últimos anos, incomodou aos que detém as grandes fortunas, importante salientar que não estamos falando de enriquecimento, estamos falando da conquista de respeito e dignidade. Onde o que se exige é o cumprimento da Constituição Cidadã de 1988, que prevê como responsabilidade do Estado: saúde, Educação e Segurança Pública. As Universidades Federais tem sido um dos principais alvos do golpista Temer, que tem como principal proposito sucatear os bens nacionais, para então vender este patrimônio público para o capital estrangeiro. O Sindicato-ASUFPel que a 38 anos luta pelo Servidor Técnico-Administrativo em Educação de Pelotas e Capão do Leão, não vai aceitar nenhum destes retrocessos impostos por este governo sem voto, portanto, sem legitimidade para representar a nação brasileira. Precisamos estar juntos com o conjunto dos Servidores Públicos Federais (SPFS) e também com os trabalhadores da iniciativa privada. Desta forma, todas e todos, poderemos enfrentar estes dias cinzentos.

ASUFPel - Campus Anglo da UFPel recebe abraço O gesto dos trabalhadores da UFPel demonstra apoio à instituição, que foi uma das mais prejudicadas pelo Governo Federal com o corte de recursos financeiros

As Instituições Federais de Ensino (IFES), tendem a diminuir as ofertas de cursos e serviços, ou até mesmo fecharem as portas. Afirmar tamanha insensatez é possível, devido ao corte significativo no orçamento feito pelo ilegítimo Temer. Desta forma, acolhendo uma convocação feita pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), os Servidores Técnico-Administrativos da Universidade (representados no ato pelo Sindicato-ASUFPel), participaram junto aos demais trabalhadores que formam a base da comunidade acadêmica da UFPel, de um simbólico ato de abraçar a Universidade, na manhã da sexta-feira (29/09). A Coordenação do Sindicato-ASUFPel, declarou que o protesto foi ‘nobre’, citando a necessidade de unir forças com trabalhadores de outros setores do serviço público e também com trabalhadores do serviço privado, para então fazer o enfrentamento das medidas colocadas em prática por um governo sem voto. O ato de protesto realizado na maioria dos prédio da UFPel, aconteceu simultaneamente em outras Instituições Federais de Ensino do Estado do Rio Grande do Sul.


Pág. 3

ASUFPel-Sindicato --

ASUFPel unindo, resistindo e avançando Comitê de resistência da CUT contra a agenda do golpe, monta estratégias Na sexta-feira (22/09) a sede central do sindicato-ASUFPel, foi palco para uma reunião entre dirigentes sindicais ligados à Central Única dos Trabalhadores (CUT). Em pauta: o “Comitê de resistência contra a Agenda do Golpe”. Os palestrantes detalharam para o público presente o atual momento político do país, as reformas descabidas do Governo Federal e a organização de atividades que tenham como principal eixo, a explicação para a população, das maldades colocadas em pratica pelo governo Temer. Passando pela reforma trabalhista, a reforma da previdência, a reforma do ensino médio e terminando no congelamento de investimentos na educação, na

saúde e na habitação, por 20 anos. Dezenas de entidades na Região Sul do Estado, tanto do setor público quanto do setor privado, estiveram representadas no evento. O presidente da CUT-RS Claudir Nespolo disse que já existe por parte da maioria da população um ‘entendimento que o Temer aplicou um golpe com a clara intensão de destruir as políticas públicas’, e só com a união da classe trabalhadora este cenário poderá ser revertido. “Estamos em uma fase que não adianta ficar reclamando, a base da CUT principalmente, está fazendo um amplo debate, porque compreendeu que ninguém vai se salvar isoladamente, a CUT tem embrionado, tem estimulado este debate, fazendo

um trabalho de ampla repercussão junto à população”, informou Nespolo. Para a Coordenação do Sindicato-ASUFPel, que há alguns meses leva para a população as informações dos contínuos ataques do governo, a formação do “Comitê de Resistência contra a Agenda do Golpe” é um importante passo realizado pela Central Única dos Trabalhadores, mais salienta a necessidade de realização de atividades contundentes. Abaixo deste texto, é possível ver dois endereços eletrônicos, neles fotos da reunião, e também dois vídeos, com falas do Presidente da CUT-RS Claudir Nespolo. https://www.youtube.com/watch?v=XWZCc6K_qBg https://www.youtube.com/watch?v=gF77fcJhJWc

ASUFPEL ESCLARECENDO PARA A COMUNIDADE ACADÊMICA DA UFPEL, OS ATAQUES DO GOVERNO, AOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS

Conforme deliberação de Assembleia Geral (AG) da categoria, realizada no dia 10/10, o Sindicato-ASUFPel realizou duas atividades para conscientizar o público interno da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), uma na parte da manhã no Campus Anglo e a outra na parte da tarde no Instituto de Ciências Humanas (ICH). Entre os temas abordados: o aumento da contribuição previdenciária dos Servidores Públicos Federais passando dos atuais 11% para 14%, o corte de orçamento e contingenciamento de investimentos nas Instituições Federais de Ensino (IFES) e o Projeto de Lei do Senado (PLS) n° 116, de 2017, que dispõem sobre a perda do cargo público por insuficiência de desempenho do Servidor Público estável. No entendimento de sindicalistas e centrais sindicais, estes ataques do Governo têm um proposito definido, que passa pelo sucateamento e termina na privatização dos bens públicos, causando em curto e longo prazo, a demissão em massa dos Servidores Públicos. A Coordenadora do Sindicato-ASUFPel, Maria Tereza Tavares Fujii, destacou a importância da mobilização realizada. “Foi uma atividade muito gratificante, os alunos e os docentes nos receberam com muito boa vontade, cedendo um pouco do seu tempo para ouvir o nosso alerta sobre o sucateamento e a possibilidade de privatização das Universidades”, declarou Tereza. A Coordenação do sindicato agradece aos TAE`s, que não mediram esforços para participar do “Dia Nacional de Mobilização”, e insiste pela necessidade de continuar fortificando as lutas na defesa das IFES e pela soberania nacional.


ASUFPel-Sindicato

Pág. 4

Vitória das lutas dos Servidores Técnico-Administrativos da UFPel Algumas lutas históricas do Sindicato-ASUFPel, que representa a categoria dos Servidores Técnico-Administrativos em Educação de Pelotas e Capão do Leão, tiveram resultados positivos na reunião do Conselho Universitário da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), na tarde da quinta-feira (28/09). Os conselheiros aprovaram importantes itens que justificam anos de lutas históricas em prol da categoria. Entre as reivindicações conquistadas: um assento para Servidor Técnico Administrativo Aposentado no Conselho Universitário (CONSUN), reivindicação antiga da categoria; dois assentos para os TAE`s no Conselho Coordenador do Ensino da Pesquisa e da Extensão (COCEPE); a Avaliação de Desempenho foi votada e aprovada, com os ajustes sugeridos em Assembleia Geral dos Servidores; e a Constituinte (que passou a ser Estatuinte) vai continuar seu trabalho com replanejamento e calendário com término até meados de 2018, sendo que para representar a categoria na Comissão de Acompanhamento foram escolhidos os TAE`s Sérgio wotter, e Rogéria Garcia. Outro item deliberado pelo CONSUN foi a retirada do direito a voto dos Pró-reitores da UFPel no Conselho, conforme proposta de campanha do atual Reitor. A Coordenadora Geral do Sindicato-ASUFPel, Maria Tereza Tavares Fujii, disse estar satisfeita com as conquistas dos Servidores Técnico-Administrativos. “Estamos todos de parabéns, sem luta não se consegue nada!! Mas temos que parabenizar a gestão que abraçou as demandas, porque quando isso não acontece a luta sempre tem que ser muito maior e nem sempre produtiva, e aos Conselheiros que entenderam a motivação das reivindicações!! “, declarou Tereza. Para o Sindicato-ASUFPel, as vitórias conquistadas no CONSUN na tarde da quinta-feira, principalmente neste momento que é necessário defender a Universidade Pública, Gratuita, de Qualidade, socialmente Referenciada e Laica, representa o poder da luta conjunta.

RECONHECIMENTO - Comenda Anita Garibaldi

No mês de setembro de 2017, a sócia do Sindicato-ASUFPel Julieta Carriconde Fripp, recebeu uma

significativa homenagem, feita pela Câmara de Vereadores do Município do Capão do Leão. Trata-se da “Comenda Anita Garibaldi”, prémio dado para as mulheres que como Anita, lutam por um mundo melhor. A Coordenação do Sindicato-ASUFPel, parabeniza a Câmara de Vereadores do Município vizinho por reconhecer o magnífico trabalho realizado pela DR. Fripp, não apenas no Hospital Escola da UFPel, mas também, por buscar difundir seu conhecimento médico e humano, por todo o país.

ENCONTRO MENSAL DOS APOSENTADOS ÚLTIMAS QUINTAS-FEIRAS DE CADA MÊS ÀS 15H, NA SEDE CENTRAL DO SINDICATO-ASUFPEL

Jornal de responsabilidade do Sindicato dos Servidores Federais em educação de Pelotas e Capão do Leão XV de Novembro, 262. CEP – 96015-000 (Tel) 053- 3278 - 6116 Fax 3278-6311 - site: www.asufpel.com.br COORDENAÇÃO GERAL: Maria Tereza Fujii (CTI); e Barto Olivan Farias (PRAINFRA)

COORDENAÇÃO JURÍDICA E PATRIMONIAL: Everson Mascarenhas (CA); Fernando Schild (PRO-

COORDENAÇÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA: Ari Dalvo Rossler Carré (IB); Darci Cardoso da

GEP)

Silva (FAEM); Francisco Fossati (CCS)

COORDENAÇÃO DE ASSUNTOS DE APOSENTADORIA: Zedeni da Silva Braum (Aposentada);

COORDENAÇÃO DE FORMAÇÃO POLÍTICA E SINDICAL: Mateus Tavares (CLC); Sandra Dias (HE)

Carmen Mesquita (ICH).

COORDENAÇÃO DE DIVULGAÇÃO E IMPRENSA: Liliane Griep (PROGEP); Jorge Flores (Rádio Federal/FM)

.

Editoração eletrônica, planejamento gráfico, textos e fotografias: Aldrovando Jorge - Jornalista Respon-

COORDENAÇÃO DE ESPORTE, CULTURA E LAZER: Ari Wicboldt (“Arizinho”(PRIE); Carlos Amaro

sável - Reg.17174

Brum (HE)

Tiragem: 1500 exemplares

Jornal ASUFPEL de setembro/outubro de 2017  

O Jornal ASUFPEL de setembro/outubro de 2017 apresenta, entre outros temas: - TAE`s reunidos em Assembleia da categoria decidem por deflag...

Jornal ASUFPEL de setembro/outubro de 2017  

O Jornal ASUFPEL de setembro/outubro de 2017 apresenta, entre outros temas: - TAE`s reunidos em Assembleia da categoria decidem por deflag...

Advertisement