Page 1

Geologia e Gestão de Riscos Faculdade de Ciências da Universidade do Porto

10 de Novembro 2017 | Auditório 007, Edifício FC1, FCUP 7

CURSOS DE FORMAÇÃO 08 | 09 de Novembro de 2017 Riscos Geológicos-Geotécnicos e Monitorização Sala -119, Edifício FC3, DGAOT-FCUP Segurança, Riscos Ambientais e Proteção Civil Salas -113, -115 e -119, Edifício FC3, DGAOT-FCUP www.apgeologos.pt | apgeologos.wordpress.com


01

Associação Portuguesa de Geólogos

Crédito: CVARG

VII JORNADAS APG Geologia e Gestão de Riscos INTRODUÇÃO As VII Jornadas APG terão lugar no dia 10 de novembro de 2017, na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto. A edição deste ano, intitulada “Geologia e Gestão de Riscos”, tem como objetivo explorar o conceito de Risco no domínio das Geociências, debatendo não só a natureza, a causa, a gestão e a avaliação dos riscos geológicos, geotécnicos e os relacionados com a exploração de recursos geológicos, mas também as questões relacionadas com a perceção do público relativamente ao risco.

Esta conferência, organizada anualmente pela Associação Portuguesa de Geólogos, pretende fomentar a consciencialização pública para a importância da geologia no desenvolvimento sustentável da sociedade moderna. As VII Jornadas APG serão precedidas de dois cursos de formação, que decorrerão nos dias 08 e 09 de novembro: •”Riscos Geológicos-Geotécnicos e Monitorização”

Neste contexto, serão abordados os seguintes temas: •“Segurança, Riscos Ambientais e Proteção Civil” 1 - Desastres naturais: comunicação e gestão da incerteza; 2 - Gestão dos Riscos associados à Exploração de Recursos Geológicos;

Cursos de formação em processo de acreditação pela Federação Europeia de Geólogos.

3 - Gestão e Avaliação de Riscos Geotécnicos. viijornadasapg.wordpress.com


Associação Portuguesa de Geólogos

02

PÚBLICO – QUEM DEVERÁ PARTICIPAR? Aguarda-se a participação ativa de geólogos, engenheiros geólogos e de minas e outros profissionais da área das geociências, técnicos de proteção civil, universitários, investigadores, representantes de autoridades governamentais, especialistas em desenvolvimento regional e estudantes.

ENQUADRAMENTO Desde sempre, a humanidade conviveu de perto com diversos tipos de perigos naturais (geológicos, climáticos, entre outros). As ameaças produzidas por eles condicionaram muito a escolha de sítios para fixação das populações, bem como as rotas migratórias. No entanto, muitos dos locais potencialmente perigosos, nomeadamente junto a áreas com atividade vulcânica, constituíam zonas onde as populações encontravam condições de vida mais fácil, como por exemplo, solos férteis, acabando por aí se estabelecerem. Nas últimas décadas, devido ao crescimento exponencial da população mundial, os riscos associados aos perigos naturais têm-se intensificado de forma dramática, particularmente nos países em desenvolvimento. A velocidade com que se realizam todos os tipos de construções, desde a habitacional à das obras públicas, e a ocupação indiscriminada de áreas de território não permitem um conhecimento e uma avaliação adequada dos riscos e a consequente definição de possíveis ações de controlo e mitigação, pondo em risco as populações e os seus bens. Igualmente, o desrespeito por normas de ordenamento e construção, para além da ausência de planeamento, como por exemplo em zonas sísmicas, e uma ineficaz ou inexistente fiscalização acarreta , com frequência, elevados prejuízos humanos e materiais para a sociedade. Torna-se assim também prioritária a avaliação dos potenciais riscos geotécnicos que poderão estar associados àquelas estruturas, minimizando o seu impacto quer junto das populações, quer nas próprias infraestruturas. Por outro lado, o desconhecimento das populações relativamente aos perigos naturais a que estão expostos, gera, muitas vezes, uma despreocupação face aos mesmos e a adoção de comportamentos que podem pôr em risco a sua própria vida. A exploração de recursos geológicos continua a ser uma atividade relevante e essencial para o atual desenvolvimento da Sociedade. Embora, a maioria dos riscos ambientais relacionados com a atividade mineira e afins tenham sido minorados, principalmente nos países mais desenvolvidos, continua a ser significativo o seu impacte ambiental nos países subdesenvolvidos e em desenvolvimento. No entanto, mesmo nos países em que a maioria das questões ambientais estão acauteladas, importa considerar outros riscos passíveis de impor danos no ambiente. Por outro lado, os riscos associados à exploração de recursos geológicos não abrangem apenas as preocupações ambientais, mas estão também relacionados com questões económicas, como por exemplo os ciclos de negócios, as receitas impulsionadas pelas flutuações dos preços das commodities e das taxas de câmbio, a emergência de novos países produtores e os custos associados com a exploração, licenciamento, construção, reabilitação e remediação das áreas exploradas.

Crédito: Grupo AFA

to há ainda a realizar em termos teóricos e práticos, quer em relação à sensibilização da Sociedade, quer no que concerne ao avanço tecnológico, bem como à implementação de ações mitigadoras do risco. A comunidade geocientífica enfrenta, assim, diversos desafios no que se refere à abordagem destes temas junto da Sociedade. Como poderemos envolver os decisores políticos e traduzir o nosso conhecimento científico na avaliação dos riscos, de forma a que este seja entendido por todas as partes envolvidas? Que ações mais eficazes poderemos ter junto das populações que permitam a sua melhor compreensão sobre os riscos, de modo a permitir que tenham uma atitude mais consciente face aos perigos naturais?

Estes fatores têm, não só, impacto no ciclo de vida de uma exploração, mas também poderão ser relevantes para a economia de um país. Estes temas enquadram-se no campo de atuação dos geocientistas e apesar do conhecimento científico nestas áreas ser já considerável, muiwww.apgeologos.pt | apgeologos.wordpress.com


03

Associação Portuguesa de Geólogos

PROGRAMA VII Jornadas APG “Geologia e Gestão de Riscos” 10 Novembro 2017 | Auditório 007, Edifício FC1, FCUP

08:30 – 9:00 Receção dos Participantes 09:00 – 9:20 Sessão de abertura 09:20 –11:40 Sessão 1 – Desastres naturais: comunicação e gestão da incerteza Moderador: Rebelo de Carvalho (Proteção Civil da CMP) 09:20 – 10:00 Modelos de gestão para os riscos naturais: dos processos ao território Alexandre Tavares (DCT-CES-UC) 10:00 – 10:40 A relevância da credibilização do risco nas sociedades modernas Ricardo Ribeiro (ASPROCIVIL) 10:40 – 11:00 Coffee-Break

11:00 – 11:40 El uso del InSAR satelital para la gestión de desastres naturales Josep Raventós (TRE ALTAMIRA) 11:40 – 15:40 Sessão 2 – Gestão dos Riscos associados à Exploração de Recursos Geológicos Moderador: Mário Machado Leite (LNEG) 11:40 – 12:20 Título a definir Orador a confirmar 12:20 – 13:00 Riscos Associados à Indústria Mineira Fernando Noronha (ICT)

viijornadasapg.wordpress.com


Associação Portuguesa de Geólogos

13:00 – 15:00 Almoço 15:00 – 15:40 Otros riesgos derivados de la minería: acumulación de dióxido de carbono en minas inundadas con agua ácida Javier Sanchez España (IGME) 15:40 – 18:00 Sessão 3 – Gestão e Avaliação de Riscos Geotécnicos Moderador: António Guerner Dias (DGAOT-FCUP) 15:40 – 16:20 Sobre o Risco Geológico António Campos e Matos (GEG) 16:20 – 16:40 Coffe-Break 16:40 – 17:20 Riscos Associados ao Movimento de Terrenos. Casos de Estudo e Respetivas Soluções Virgílio Rebelo (COBA) 17:20 - 18:00 Estabilização da Escarpa Sobranceira à Marginal da Calheta / Estabilização do Talude Sobranceiro à ER 222 no Sítio da Rateira (Madeira) Sérgio Rosa (TPF Planege Cenor) 18:80 – 18:30 Mesa Redonda e Sessão de Encerramento Moderador: Fernando Noronha (ICT) 18:30 – 19:30 Porto de Honra ENTIDADES:A ASPROCIVIL – Associação Portuguesa de Técnicos de Segurança e Proteção Civil CMP – Câmara Municipal do Porto COBA – Consultores de Engenharia e Ambiente DCT-CES-UC – Departamento de Ciências da Terra e Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra DGAOT-FCUP – Departamento de Geociências, Ambiente e Ordenamento do Território da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto GEG – Gabinete de Estudos e Geotecnia ICT – Instituto de Ciências da Terra, Polo Porto, Faculdade de Ciências da Universidade do Porto IGME – Instituto Geológico y Minero de España LNEG – Laboratório Nacional de Energia e Geologia TPF Planege Cenor TRE ALTAMIRA

www.apgeologos.pt | apgeologos.wordpress.com

04


05

Associação Portuguesa de Geólogos

MODERADORES E ORADORES

Crédito: TRE ALTAMIRA

MODERADORES

Rebelo de Carvalho (Proteção Civil da CMP)

Mário Machado Leite (LNEG)

Fernando Noronha (ICT)

António Guerner Dias (DGAOT-FCUP)

ORADORES

Alexandre Tavares (DCT-CES-UC)

Orador a confirmar

Ricardo Ribeiro (ASPROCIVIL)

António Campos e Matos (GEG)

Josep Raventós (TRE ALTAMIRA)

Virgílio Rebelo (COBA)

viijornadasapg.wordpress.com

Javier Sanchez España (IGME)

Sérgio Rosa (TPF Planege Cenor)


06

Associação Portuguesa de Geólogos

COMISSÃO ORGANIZ ZADORA

José Romão (APG, LNEG)

Vítor Correia (APG, FEG)

Mónica Sousa (APG, FCUP)

Margarida Silva (APG, ESBP)

Alcides Pereira (APG, DCT-UC)

Pedro Carvalho (APG, CONSMAGA)

www.apgeologos.pt | apgeologos.wordpress.com

José Mário C. Branco (APG, GGC)


01

Associação Portuguesa de Geólogos

A Associação Portuguesa de Geólogos A Associação Portuguesa de Geólogos foi fundada em 1976. É uma associação sócio-profissional sem fins lucrativos, que congrega profissionais da Geologia que se dedicam a domínios diversificados no âmbito das Ciências da Terra. É membro fundador da Federação Europeia de Geólogos e membro da Federação Portuguesa das Associações e Sociedades Científicas (FEPASC). A APG tem como missão: Representar a profissão de Geólogo junto dos poderes públicos e privados | Promover a elevação, independência e prestígio da profissão | Defender os interesses dos Geólogos e da Geologia | Promover o desenvolvimento científico e técnico dos seus associados | Cooperar na preparação de leis e regulamentos relativos ao título e ao exercício da profissão | Intervir no planeamento do ensino da Geologia.


Associação Portuguesa de Geólogos

02

INSCRIÇÃO PAGAMENTO Encontram-se abertas as inscrições para as VII Jornadas APG “Geologia e Gestão de Riscos”. A inscrição nas VII Jornadas APG é gratuita*, mas obrigatória. *Caso pretenda receber diploma de participação, o custo de inscrição nas VII Jornadas APG é de 7,00EUR. Assinale, por favor, esta opção no formulário de inscrição e proceda ao respetivo pagamento antecipado.

Poderá efetuar o pagamento (se aplicável) através dos seguintes métodos: •Transferência bancária eletrónica (Internet ou Multibanco) para a conta da APG na Caixa Geral de Depósitos IBAN: PT50.0035.0667.00004744.930.72. Após efetuada a transferência, envie, por favor, o respetivo comprovativo para o endereço info@apgeologos.pt, para que o pagamento seja identificado; •Cheque ou vale de correio endossado à Associação Portuguesa de Geólogos;

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Para se inscrever nas VII Jornadas APG preencha, por favor, o formulário de inscrição que está disponível no Website do evento: https://viijornadasapg.wordpress.com. Para qualquer informação ou esclarecimento acerca desta conferência, por favor, consulte o referido Website ou contacte o secretariado da APG (info@apgeologos.pt ou +351 213 477 695).

•Diretamente na sede da Associação entre as 10h00 e as 13h00, de segunda a sexta-feira (Museu Geológico, Rua da Academia das Ciências, n.º 19 – 2.º, 1200-003 Lisboa).

POLÍTICA DE CANCELAMENTO Os pedidos de cancelamento da inscrição que envolvam pagamento, deverão ser submetidos por escrito ao secretariado da APG, até ao dia 03/11/2017. Qualquer pedido de cancelamento após esta data não será sujeito a reembolso.

www.apgeologos.pt | apgeologos.wordpress.com


09

Associação Portuguesa de Geólogos

CURSOS DE FORMAÇÃO Riscos Geológicos-Geotécnicos e Monitorização ENQUADRAMENTO A exposição de um número cada vez mais elevado de pessoas e bens a uma diversidade de perigos geológicos e geotécnicos, capazes de gerar desastres e catástrofes de consequências devastadoras, impõe a implementação de medidas que minimizem ou evitem os seus efeitos. O conhecimento geológico detalhado de uma região, sintetizado numa base cartográfica, e a melhor compreensão dos fenómenos naturais, bem como dos problemas relacionados com a intervenção humana no ambiente ou dos riscos geológicos - geotécnicos relacionados com a construção de habitações e infraestruturas de apoio aos núcleos urbanos, permitem promover e desenvolver abordagens integradas com a utilização de várias ferramentas de suporte à decisão, bem como a implementação de estratégias de intervenção, ao nível do ordenamento do território, da conceção de estruturas e infraestruturas e da monitorização geológica e geotécnica, capazes de salvaguardar o meio ambiente, as populações, os seus bens e as estruturas e infraestruturas associadas.

Este Curso de Formação permitirá aos formandos adquirir e aprofundar conhecimentos, técnicas e metodologias, nos domínios da geologia do ambiente, do ordenamento e gestão do território e da caracterização, avaliação e monitorização da perigosidade e dos riscos geológicos e geotécnicos com interesse para um vasto leque de atividades profissionais.

OBJETIVOS O Curso de Formação “Riscos Geológicos-Geotécnicos e Monitorização” tem como principais objetivos: •Identificar, caracterizar e compreender os perigos geológicos e geotécnicos, bem como a intervenção humana no meio ambiente;

viijornadasapg.wordpress.com


Associação Portuguesa de Geólogos

•Adquirir e aprofundar conhecimentos técnico-científicos nos domínios da geologia do ambiente, do ordenamento e gestão do território e da caracterização, avaliação e monitorização da perigosidade e dos riscos geológicos e geotécnicos, particularizando as técnicas e metodologias que são utilizadas na aquisição de dados e na prevenção, mitigação e gestão dos riscos; •Reconhecer as diversas implicações e aplicações do conhecimento geológico nos domínios acima mencionados; •Desenvolver estratégias e soluções inovadoras ou de maior eficácia na resolução de problemas em diferentes contextos geológicos e no apoio à tomada de decisões. DESTINATÁRIOS O Curso de Formação “Riscos Geológicos-Geotécnicos e Monitorização tem interesse para um vasto leque de profissionais que exercem atividades nas seguintes áreas: •Consultoria e projeto nas áreas da construção civil, indústria extrativa e transformadora; •Planeamento e ordenamento do território; •Ambiente e recursos naturais; •Gestão, proteção e regulamentação ambiental; •Análise e gestão de riscos; •Investigação científica e desenvolvimento tecnológico; •Educação e formação; •Proteção Civil Municipal; •Companhias de seguro, etc. Este curso de formação destina-se, igualmente, a estudantes de licenciatura, mestrado e doutoramento. Curso de formação em processo de acreditação pela Federação Europeia de Geólogos.

www.apgeologos.pt | apgeologos.wordpress.com

10


01

Associação Portuguesa de Geólogos

PROGRAMA

Riscos Geológicos-Geotécnicos e Monitorização 08 e 09 Novembro 2017 | Sala -119, Edifício FC3, DGAOT-FCUP 08 DE NOVEMBRO DE 2017

09 DE NOVEMBRO DE 2017

09:00 – 09:30 Sessão de abertura Apresentação do curso e entrega da documentação 09:30 – 10:30 Monitorização remota do globo terrestre: The stat-of-the-art José Alberto Gonçalves (FCUP) 10:30 – 11:00 Coffee-break 11:00 – 12:00 O impacte dos incêndios em meio rural sobre o ciclo hidrológico e os recursos hídricos Jorge Espinha (FCUP) 12:00 – 13:00 Parte I – Características e comportamento dos principais contaminantes no solo / terreno que condicionam a sua distribuição nos diferentes compartimentos ambientais Celeste Jorge (LNEC) 13:00 – 14:00 Almoço 14:00 – 15:00 Parte II – Avaliação Forense de uma potencial situação de contaminação de solos na envolvente de um aterro sanitário de Resíduos Sólidos Urbanos Celeste Jorge (LNEC) 15:00 – 16:00 A análise de risco geológico no planeamento urbano Rui Moura (FCUP) 16:00 – 16:30 Coffee-break 16:30 – 18:00 Monitorização via satélite Josep Raventós (TRE Altamira)

09:00 – 10:00 Imprevistos Geológicos: Risco Sistémico nos projetos hidroelétricos Nadir Plasencia (FCUP, EDP) 10:00 – 11:00 Monitorização Geotécnica - a perspetiva de um geólogo Pedro Olivença (CêGê) 11:00 – 11:30 Coffee-break 11:30 – 12:30 A perigosidade de tsunamis em ilhas oceânicas José Madeira (FCUL) 12:30 – 13:30 Almoço 13:30 – 20:00 Visita de campo: “As obras do descarregador complementar de Caniçada e sua monitorização Bruno Abreu (EDP), Filipe Cerqueira (EDP) & Vítor Santos (Geoárea)

ENTIDADES CêGê – Consultores para Estudos de Geologia e Engenharia, Lda. EDP – Gestão da Produção de Energia LNEC – Laboratório Nacional de Engenharia Civil FCUL – Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa FCUP – Faculdade de Ciências da Universidade do Porto Geoárea – Consultores de Geotecnia e Ambiente TRE ALTAMIRA

viijornadasapg.wordpress.com


02


11

Associação Portuguesa de Geólogos

CURSOS DE FORMAÇÃO Segurança, Riscos Ambientais e Proteção Civil ENQUADRAMENTO Hoje em dia, todos nós vivemos em ambientes sujeitos a riscos de origem natural e tecnológica. Porém, a maioria dos riscos está intimamente relacionada com intervenções de natureza humana que os originam ou geram situações de elevada vulnerabilidade. De facto, o Homem provoca, muitas vezes, alterações em equilíbrios que existem na natureza, cria e incrementa situações de risco através de condutas impróprias relativas ao ordenamento do território, à ausência de visão estratégica e planeamento e à quase inexistência de uma cultura de segurança, que se encontra instalada na sociedade. Desde os primórdios dos tempos, o Homem coabitou com o risco é teve que conviver com inúmeros desastres e catástrofes de características e naturezas distintas, arranjando sempre formas de se adaptar a realidades díspares e minimizar os seus efeitos. A experiência que se vai adquirindo, essencialmente, através de relatos das populações intervenientes e do conhecimento de antecedentes históricos, para além da cada vez melhor compreensão dos fenómenos que os originam,

permitiu captar ensinamentos para que as populações estejam cada vez mais preparadas e seguras relativamente a novas ocorrências. Esta forma de pensar e atuar, irá potenciar a minimização de danos em situações de desastres e catástrofes e irá auxiliar na definição de prioridades na gestão da vulnerabilidade e mitigação dos mesmos riscos. Este Curso de Formação foi formatado para que os formandos possam adquirir conhecimentos, técnicas e metodologias, através da apresentação de “case studies”, nos domínios da segurança, da avaliação de riscos ambientais, da proteção civil, do planeamento de emergência e da gestão de crises, com interesse para um vasto leque de atividades profissionais.

viijornadasapg.wordpress.com


Associação Portuguesa de Geólogos

OBJETIVOS

12

DESTINATÁRIOS

O Curso de Formação em “Segurança, Riscos Ambientais e Proteção Civil” visa dotar os participantes de conhecimentos, técnicas e metodologias, de forma a potenciar a capacidade das organizações, das entidades públicas e privadas e, no geral, dos cidadãos, em compreenderem e terem capacidade de resposta perante situações de desastre ou catástrofe. Os seus principais objetivos são: •Adquirir conhecimentos técnico-científicos nos domínios dos Riscos Ambientais, particularizando as técnicas e metodologias que são utilizadas na aquisição de dados e na prevenção, mitigação e gestão de desastres; •Identificar, caracterizar e compreender os perigos associados com os Riscos Ambientais, que se interligam com os diversos domínios de atuação da Proteção Civil; •Adquirir conhecimentos e competências técnico-científicos para apoiar políticas de segurança ambiental, de ordenamento do território e de prevenção de riscos ambientais. •Desenvolver estratégias no apoio à tomada de decisões e na melhoria da eficácia e eficiência durante as operações de socorro da Protecão Civil.

O Curso de Formação em “Segurança, Riscos Ambientais e Proteção Civil” tem interesse para um vasto leque de profissionais que exercem atividades nas seguintes áreas: •Proteção Civil Municipal e Nacional; •Agências de Segurança públicas e privadas; •Planeamento e ordenamento do território; •Ambiente e recursos naturais; •Investigação científica e desenvolvimento tecnológico; •Indústria e comércio de produtos de segurança, •Prestação de serviços de consultoria e assessoria em Segurança e Gestão de Riscos; •Educação e formação; •Companhias de seguro, etc. Este curso de formação destina-se, igualmente, a estudantes de licenciatura, mestrado e doutoramento.

Curso de formação em processo de acreditação pela Federação Europeia de Geólogos.

BREAKING BOUNDARIES! › World’s leading geochemical analysis group › Expert Mine Site Laboratory Services – ALS now owns and operates First Quantum’s Cobre Las Cruces Mine Control Lab › Hyperspectral Mineralogy services integrated with geochemistry in Webtrieve™ › Specialising in analysis of Sn, W and Li Contact us to discuss cost-effective solutions ALS Spain – Poligono Industrial Parque Plata, Calle Camino Mozarabe 15, Camas, Sevilla, 41900, Spain P +34 955981491 E alssv.lab@alsglobal.com

Right Solutions ⋅ Right Partner www.alsglobal.com

www.apgeologos.pt | apgeologos.wordpress.com


13

Associação Portuguesa de Geólogos

PROGRAMA

Segurança, Riscos Ambientais e Proteção Civil 08 e 09 Novembro 2017 | Salas -113, -115 e -119, Edifício FC3, DGAOT-FCUP 08 DE NOVEMBRO DE 2017

09 DE NOVEMBRO DE 2017

Sala -115, Edifício FC3, DGAOT-FCUP

Sala -113, Edifício FC3, DGAOT-FCUP

09:00 – 09:30 Sessão de abertura Apresentação do curso e entrega da documentação 09:30 – 10:30 Uma introdução aos Riscos Naturais José Romão (APG, LNEG) 10:30 – 11:00 Coffee-break 11:00 – 12:00 Tipologia e perigosidade dos movimentos de vertente

09:00 – 10:00 Incêndios – Gestão da Emergência Ricardo Ribeiro (ASPROCIVIL) 10:00 – 11:00 A relevância da comunicação na gestão de riscos Mónica Correia (ANF) 11:00 – 11:30 Coffee-break 11:30 – 12:30 Elaboração e Gestão de Planos de Emergência Internos (PEI) de barragens João Cunha (EDP) 12:30 – 13:30 Almoço 13:30 – 20:00 Visita de campo: “As obras do descarregador complementar de Caniçada e sua monitorização Bruno Abreu (EDP), Filipe Cerqueira (EDP) & Vítor Santos (Geoárea)

Domingos Rodrigues (UMa) 12:00 – 13:00 Protecção civil e ordenamento do território na gestão do risco Domingos Rodrigues (UMa) 13:00 – 14:00 Almoço 14:00 – 15:00 Segurança, Riscos Ambientais, Análise de Risco e Licenciamentos Ambientais associados à Gestão de Resíduos Mineiros em Neves Corvo Mafalda Oliveira (SOMINCOR) 15:00 – 16:00 Exemplos práticos da sua aplicação na Gestão de Resíduos em Neves Corvo Mafalda Oliveira (SOMINCOR) 16:00 – 16:30 Coffee-break 16:30 – 18:00 Sala -119, Edifício FC3, DGAOT-FCUP

Monitorização via satélite Josep Raventós (TRE Altamira)

ENTIDADES: ANF – Associação Nacional de Farmácias APG – Associação Portuguesa de Geólogos ASPROCIVIL – Associação Portuguesa de Técnicos de Segurança e Proteção Civil EDP – Gestão da Produção de Energia FCTUC – Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra Geoárea – Consultores de Geotecnia e Ambiente LNEG – Laboratório Nacional de Energia e Geologia SOMINCOR – Sociedade Mineira de Neves Corvo, SA. TRE ALTAMIRA UMa – Universidade da Madeira

viijornadasapg.wordpress.com


14

Associação Portuguesa de Geólogos

FORMADORES

José Alberto Gonçalves (FCUP)

Jorge Espinha (FCUP)

Celeste Jorge (LNEC)

Josep Raventós (TRE Altamira)

Nadir Plasencia (FCUP, EDP)

Pedro Olivença (CêGê)

Bruno Abreu (EDP)

Filipe Cerqueira (EDP)

Vítor Santos (Geoárea)

Mafalda Oliveira (SOMINCOR)

Domingos Rodrigues (UMa)

Ricardo Ribeiro (ASPROCIVIL)

João Cunha (EDP) www.apgeologos.pt | apgeologos.wordpress.com

Rui Moura (FCUP)

José Madeira (FCUL)

José Romão (APG, LNEG)

Mónica Correia (ANF)


01

Associação Portuguesa de Geólogos

Segurança na perfuração com recolha de amostra As novas Diamec Smart, equipadas com carregador de varas, permitem ao operador trabalhar a uma distância segura e evitam o manuseamento de grandes pesos. As funções de perfuração automatizadas aprimoradas melhoram a produtividade e prolongam a vida útil dos consumíveis.

viijornadasapg.wordpress.com Diamec Smart_A4 Advertisement_1.indd 1

2015-11-06 14:45:23


Associação Portuguesa de Geólogos

02

GEOLOGIA DE ENGENHARIA | GEOTECNIA | PROSPEÇÃO GEOTÉCNICA

ESTUDOS GEOFÍSICOS | GESTÃO DE INFORMAÇÃO GEOTÉCNICA

INSTRUMENTAÇÃO E OBSERVAÇÃO | ENSAIOS DE MATERIAIS

PORTUGAL Rua do Miradouro,18C | 2610-276 Alfragide |+351 214 196 195 www.geoarea.pt | geral@geoarea.pt

MOÇAMBIQUE Av. Mao Tsé Tung, 1097, R/C Dt | Maputo | +258 825 201 478 www.ecm-consultores.com |ecm@ecm-consultores.com


15

Associação Portuguesa de Geólogos

COMISSÃO ORGANIZ ZADORA

José Romão (APG, LNEG)

Mónica Sousa (APG, FCUP)

Nadir Plasencia (FCUP, EDP)

RIGOR

COMPETÊNCIA

QUALIDADE

SERVIÇOS DE PERFURAÇÃO E SONDAGENS – MINEIRA / GEOTÉCNICA / HIDROGEOLÓGICA

de José Machado & Costas, Lda. Rua Alto do Paraíso, nº 106 , Eiriz 4595-080 - Paços de Ferreira Portugal Telemóvel: +351 965 184 411 Fixo: +351 255 965 282

geral@triaguas.com

viijornadasapg.wordpress.com


Associação Portuguesa de Geólogos

16

INSCRIÇÃO Encontram-se abertas as inscrições para os Cursos de Formação associados às VII Jornadas APG.

OUTRAS INFORMAÇÕES – O custo de inscrição inclui os almoços, documentos de apoio à formação e transporte para as saídas de campo.

CUSTOS DE INSCRIÇÃO – As inscrições no curso de formação pretendido são aceites por ordem de chegada e são condicionadas à disponibilidade de lugares, assim como a realização de cada curso de formação está condicionada à inscrição de um número mínimo de formandos.

Até 31/10/2017 Sócios APG (1) – 150,00EUR Não Sócios (1) – 250,00EUR Sócios Auxiliares APG (Estudantes) – 80,00EUR Estudantes – 120,00EUR

– As inscrições como sócios da APG são válidas para associados com as quotas regularizadas.

Após 31/10/2017 e até 06/11/2017

– A inscrição só se torna efetiva após o respetivo pagamento.

Sócios APG (1) – 200,00EUR Não Sócios (1) – 300,00EUR Sócios Auxiliares APG (Estudantes) – 130,00EUR Estudantes – 170,00EUR

– Data limite de inscrição e pagamento (custo de inscrição reduzido): 31.10.2017 – Data limite de inscrição e pagamento (custo de inscrição regular): 06.11.2017

(1) Grupos: três ou mais inscrições Redução de 20% no custo de inscrição*.

– Cursos de formação em processo de acreditação acreditados pela Federação Europeia de Geólogos.

*NOTA: Desconto apenas válido para inscrições como Sócio APG (exceto Sócios Auxiliares) ou como Não Sócio (exceto estudantes). Envie, por favor, para info@apgeologos.pt a identificação dos inscritos. Não prescinde da inscrição de todos os elementos do grupo.

PAGAMENTO Poderá efetuar o pagamento através dos seguintes métodos:

Eurogeólogos Redução de 20% no custo de inscrição. Campanha Especial de Adesão à APG (Sócio Auxiliares – Estudantes)* – até 06/11/2017 Oferta da joia de inscrição (40,00EUR) *NOTA: Campanha destinada aos estudantes de licenciatura, mestrado ou doutoramento que pretendam aderir à APG até ao dia 06/11/2017, beneficiando assim do preço reduzido definido para os Sócios Auxiliares APG (Estudantes). Os novos Sócios Auxiliares, abrangidos por esta campanha, ficam isentos do pagamento da joia de inscrição (40,00EUR). O valor da quotização é de 20,00EUR. O pagamento da quota deve ser efetuado após a validação da candidatura pela APG. Contacte o secretariado para saber como aderir à APG através do e-mail: info@apgeologos.pt ou por telefone: 213477695. Para se inscrever num dos cursos de formação preencha, por favor, o formulário de inscrição que está disponível no Website do evento. Para qualquer informação ou esclarecimento acerca dos cursos de formação, por favor, consulte o referido Website ou contacte o secretariado da APG.

•Transferência bancária eletrónica (Internet ou Multibanco) para a conta da APG na Caixa Geral de Depósitos IBAN: PT50.0035.0667.00004744.930.72. Após efetuada a transferência, envie, por favor, o respetivo comprovativo para o endereço info@apgeologos.pt, para que o pagamento seja identificado; •Cheque ou vale de correio endossado à Associação Portuguesa de Geólogos; •Diretamente na sede da Associação entre as 10h00 e as 13h00, de segunda a sexta-feira (Museu Geológico, Rua da Academia das Ciências, n.º 19 – 2.º, 1200-003 Lisboa).

POLÍTICA DE CANCELAMENTO Os pedidos de cancelamento da inscrição que envolvam pagamento, deverão ser submetidos por escrito ao secretariado da APG, até ao dia 06/11/2017. Qualquer pedido de cancelamento após esta data não será sujeito a reembolso.

www.apgeologos.pt | apgeologos.wordpress.com


07

Associação Portuguesa de Geólogos

Local Faculdade de Ciências da Universidade do Porto

MORADA: Rua do Campo Alegre, s/n, 4169-007 Porto, Portugal

TEL.: (+351) 220 402 489 (secretaria DGAOT-FCUP)

@.: dgaot.sec@fc.up.pt | www.fc.up.pt

VII JORNADAS APG “GEOLOGIA E GESTÃO DE RISCOS” 10 NOVEMBRO 2017 Auditório 007, Edifício FC1, FCUP

CURSOS DE FORMAÇÃO 08 E 09 NOVEMBRO 2017 Salas -113, -115 e -119, Edifício FC3, DGAOT-FCUP

viijornadasapg.wordpress.com


Associação Portuguesa de Geólogos

02

APOIOS E PATROCÍNIOS PORQUÊ PATROCINAR AS VII JORNADAS APG? Ao patrocinar as Jornadas APG poderá demonstrar a liderança da sua empresa ao participar nas mais recentes discussões técnico-científicas, assim como adquirir visibilidade e exposição junto de líderes nacionais e internacionais de um largo conjunto de organizações de relevo nas Geociências. A Associação Portuguesa de Geólogos é uma associação socio-profissional sem fins lucrativos, e neste contexto contamos com o investimento da sua empresa para dignificar a experiência de todos os envolvidos. Contacte-nos para saber quais os níveis e benefícios de patrocínio que temos disponíveis.

Apoios

Patrocinador Bronze

Patrocinador

www.apgeologos.pt | apgeologos.wordpress.com


21

Museu Geológico, Rua da Academia das Ciências, nº 19 - 2º 1249-280 Lisboa Tel.: [351] 213 477 695 info@apgeologos.pt apgeologos.pt | apgeologos.wordpress.com | viijornadasapg.wordpress.com

VII Jornadas APG "Geologia e Gestão de Riscos" - Brochura  

10 de Novembro de 2017 | FCUP Cursos de Formação 08 e 09 de Novembro de 2017

Advertisement