Issuu on Google+

Guide to Teaching

2010


Guide to Teaching da PADI © PADI 2010 Todos os direitos reservados. Publicado pela PROFESSIONAL ASSOCIATION OF DIVING INSTRUCTORS 30151 Tomas Rancho Santa Margarita, CA 92688 USA Impresso no Brasil Produto No. 70513-P Versão 2010


O mergulho autônomo nunca está isento de riscos. Contudo, ao obedecer a filosofia e as técnicas de ensino destacadas neste manual sempre que treinar ou supervisionar os mergulhadores que participam dos cursos e programas PADI, os Membros PADI podem fornecer uma sólida plataforma sobre a qual os mergulhadores e alunos podem aprender a gerenciar os riscos envolvidos e se divertirem durante o processo.

COMO USAR ESTE MANUAL O Guide to Teaching da PADI acompanha o Manual do Instrutor PADI. Enquanto o Manual do Instrutor lista os padrões obrigatórios, o Guide to Teaching da PADI fornece explicações, técnicas de ensino e abordagens sugeridas para atender a tais padrões. Ele contém informações sobre “como” proceder para satisfazer os requisitos dos cursos. Utilize as quatro seções contidas no Guide to Teaching da PADI em conjunto com o Manual do Instrutor PADI para conduzir os cursos e programas PADI. Ao se preparar para ensinar um curso ou programa PADI, particularmente aqueles que você não conduz regularmente, você encontrará neste manual lembretes valiosos para ajudá-lo a organizar as sessões de treinamento e os mergulhos. O manual também fornece orientações sobre como lidar com circunstâncias especiais, tais como maneiras de auxiliar um aluno mergulhador com algum tipo de distúrbio de aprendizado ou de ajudar um aluno mergulhador no retorno após uma interrupção no treinamento. As informações contidas neste manual será uma importante ferramenta instrucional que você usará com frequência. Você usará o Guide to Teaching da PADI durante o seu programa de desenvolvimento de instrutores e continuará a usá-lo ao longo de toda a sua carreira de ensino. A seguir destacamos o que está contido neste manual e como você pode encontrar de modo eficiente as informações dentro dele.

Técnicas de Ensino A maioria das seções consiste de recomendações de conduta e de habilidades para todos os cursos centrais e de vários programas PADI. Procure pela visão geral de um curso ou programa, seguido pelas considerações gerais, informações sobre o sequenciamento e instruções específicas para ensinar as habilidades e conduzir os mergulhos em águas confinadas e em águas abertas. Duas subseções adicionais apresentam técnicas e considerações gerais de ensino para circunstâncias especiais, além de sugestões de organização para fazer o melhor uso do tempo e dos recursos enquanto você ensina.

Filosofia e Abordagem Esta seção discute a organização PADI e o Sistema PADI de educação do mergulhador. Ela também explica a abordagem da PADI com relação ao gerenciamento de riscos e ao gerenciamento de qualidade, segurança e reconhecimento dos programas. Há informações sobre o treinamento de líderes de mergulho e outras referências importantes sobre a abordagem e a filosofia instrucional.

Procedimentos de Afiliação Consulte esta seção quando precisar rever como solicitar carteirinhas de certificação ao seu Escritório PADI ou outras informações gerais relativas aos procedimentos.

Desenvolvimento de Instrutores O objetivo principal desta seção é dar suporte ao processo de desenvolvimento de instrutores, embora as folhas de exercícios e as orientações sejam úteis sempre que você se preparar para ensinar um curso. Introdução 3


Introdução 4


Índice Como Usar Este Manual

TÉCNICAS DE ENSINO

3

– RECOMENDAÇÕES DE CONDUTA E HABILIDADES

9

Curso Open Water Diver – Recomendações de Conduta e Habilidades

11

Visão Geral — Mergulho em Águas Confinadas

11

Recomendações de Conduta e Técnica para Águas Confinadas

13

Visão Geral — Mergulhos em Águas Abertas

21

Recomendações de Conduta e Técnica para Águas Abertas

23

Programa Adventures in Diving – Recomendações de Conduta e Habilidades

31

Visão Geral

31

Recomendações de Conduta e Técnica para os Mergulhos de Aventura

35

Curso Rescue Diver – Recomendações de Conduta e Habilidades

47

Visão Geral

47

Recomendações de Conduta e Técnica dos Exercícios de Resgate

51

Recomendações de Conduta e Técnica das Simulações de Resgate

59

Curso Divemaster – Recomendações de Conduta e Habilidades

61

Visão Geral

61

Recomendações de Conduta e Técnica para os Exercícios de Resistência e Habilidades do Divemaster

64

Recomendações de Conduta e Técnica para a Aplicação Prática do Divemaster

66

Discover Scuba Diving – Conduta e Recomendações

71

Visão Geral

71

Introdução das Habilidades

72

Controle e Supervisão em Águas Abertas Confinadas e em Águas Abertas

73

Discover Scuba Diving Leaders

74

PADI Seal Team – Recomendações de Conduta e Habilidades

75

Visão Geral

75

Recomendações de Conduta e Técnica para as AquaMissions

77 Introdução 5


Discover Snorkeling – Conduta e Recomendações

93

Visão Geral

93

Recomendações de Conduta e Técnica do Discover Snorkeling

95

TÉCNICAS DE ENSINO – CONSIDERAÇÕES GERAIS

97

Aptidão Física para o Mergulho

99

Considerações Sobre Roupa Seca

99

Cuidados com o Ambiente

100

Distúrbios de Aprendizado

100

Incapacidades/Limitações Físicas

100

Interrupções no Treinamento

102

Registro de Mergulhos

103

Revisões de Conhecimento

103

Transferências

104

TÉCNICAS DE ENSINO – ORGANIZAÇÃO

107

Assistentes Certificados

109

Ligação Entre os Cursos

109

Treinamento em Múltiplos Níveis

110

FILOSOFIA E ABORDAGEM

113

Professional Association of Diving Instructors

114

O Sistema PADI de Educação do Mergulhador

119

Responsabilidade Legal e Gerenciamento de Riscos

122

Gerenciamento, Garantia e Reconhecimento de Qualidade

129

Treinando Líderes de Mergulho

133

Referências

137

Descrições dos Membros da PADI International Resort and Retailer Associations

137

Artigo Affective Instruction

141

Diretrizes para Proteção à Criança

146

As Normas ISO e os Cursos PADI

152

Introdução 6


PROCEDIMENTOS DE AFILIAÇÃO

155

Solicitando Carteirinhas de Certificação

156

Procedimentos para o PIC

156

Procedimentos de Aplicação

159

DESENVOLVIMENTO DE INSTRUTOR

161

Análise SWOT

163

Instructor Examination (IE)

165

Plano de Marketing para Aquisição de Mergulhadores

167

Plano de Marketing para Educação Continuada

168

Diagnóstico de Desenvolvimento de Conhecimento - Folha de Trabalho

169

Diretrizes para a Preparação de Apresentações de Ensino de Desenvolvimento de Conhecimento

173

Workshop de Aconselhamento sobre os 4 Es - 1 - Folha de Trabalho

177

Workshop de Aconselhamento sobre os 4 Es - 2 - Folha de Trabalho

178

Gerenciamento das Habilidades em Águas Confinadas e Ambiente de Águas Confinadas - Folha de Trabalho

179

Ensino Adaptativo - Folha de Trabalho

182

Problemas Normalmente Encontrados

184

Diretrizes para a Preparação de Apresentações de Ensino em Águas Confinadas

189

Gerenciamento de Mergulho em Águas Abertas - Folha de Trabalho

192

Diretrizes para a Preparação de Apresentações de Ensino em Águas Abertas

193

Preparando-se para Ensinar um Curso Open Water Diver Folha de Trabalho

197

Preparando-se para Ensinar um Programa Adventures in Diving Folha de Trabalho

198

Introdução 7


Introdução 8


Técnicas de Ensino Recomendações de Conduta e Habilidades

Técnicas de Ensino 9


Recomendações de Conduta e de Habilidades Esta seção inclui técnicas e recomendações que você pode usar para ajudar seus alunos mergulhadores a cumprirem os requisitos de performance das habilidades dos cursos PADI. Como pode haver várias técnicas que você pode utilizar para cumprir um requisito de performance, use estas sugestões para você ajudar seus alunos mergulhadores a atingirem os objetivos. Use sua criatividade e suas próprias preferências de ensino para instruir os mergulhadores. Estas recomendações reforçam diretamente (mas não incluem todos) os padrões dos cursos de mergulho PADI contidos no PADI Instructor Manual. Por esta razão, é importante que você utilize o PADI Instructor Manual para consultar os requisitos de performance específicos de cada curso.

Técnicas de Ensino 10


Curso Open Water Diver Recomendações de Conduta e Habilidades O curso PADI Open Water Diver ensina aos alunos mergulhadores os conhecimentos e habilidades básicos que eles precisam para mergulhar com um dupla sem supervisão. O objetivo principal é colocar a segurança em primeiro lugar — a segurança dos seus alunos mergulhadores, da equipe e a sua própria segurança durante o planejamento, organização e conduta do curso.

VISÃO GERAL — MERGULHOS EM ÁGUAS CONFINADAS Em águas confinadas, os alunos mergulhadores aplicam aquilo que aprenderam no desenvolvimento de conhecimento, praticando habilidades básicas de mergulho em um ambiente relativamente controlado. Quando ensinar em águas confinadas, crie uma experiência divertida e empolgante para manter altos os níveis de motivação e de entusiasmo. Os mergulhos em águas confinadas abrem as portas para a diversão que os seus alunos mergulhadores estão esperando desde o momento em que se inscreveram e estabelecem as bases para o aprendizado futuro. A sequência das habilidades do curso Open Water Diver parte do simples para o mais complexo. Conforme você introduz as habilidades, preste atenção na motivação e no nível de preparo dos mergulhadores, permitindo tempo para a repetição e para a prática até que as habilidades estejam dominadas.

Sugestões Gerais Já que o objetivo dos mergulhos em águas confinadas é o de fornecer a base das habilidades para então fazer a transição para os mergulhos em águas abertas, simule o mergulho em águas abertas o tanto quanto possível durante as sessões em águas confinadas. 1. Torne o mergulho divertido. Os alunos mergulhadores aprendem melhor e mais rápido, enca-

ram os desafios com mais entusiasmo e se sentem mais rapidamente à vontade mergulhando quando estão se divertindo. Como você consegue isso depende do seu estilo pessoal. Bom humor, jogos apropriados e outros métodos similares tornam o aprendizado divertido, bem como relevante. Idéias simples podem motivar os mergulhadores, tais como fornecer-lhes câmeras fotográficas básicas para que brinquem durante o “tempo livre” da prática das habilidades ou encarregar alguém de gravar em vídeo os mergulhos em águas confinadas e assisti-lo posteriormente. 2. Diga aos alunos mergulhadores que você os está ajudando a aprender os hábitos para mergulhos em águas abertas. Com o foco nesse objetivo, é mais fácil para que os alunos mergulhadores participem ativamente do aprendizado. Afirmações tais como “as condições no oceano não são tão tranquilas como as que vocês experimentam agora, então criar o hábito de manter nossas máscaras no rosto e snorkels na boca” ajudam muito mais no aprendizado do que simplesmente dizer-lhes para manter a máscara no rosto e o snorkel na boca. 3. Enfatize o cuidado com o ambiente. À medida que os alunos mergulhadores desenvolvem e dominam novas habilidades, continue a fazer a ligação entre mergulhadores e o ambiente. Apresente as “Dez Maneiras que um Mergulhador Pode Proteger o Ambiente Subaquático”, do Projetc AWARE, e faça a ligação entre o domínio das habilidades e as práticas sustentáveis de mergulho. Técnicas de Ensino 11


4. Utilize o mesmo equipamento que eles usarão em águas abertas. Isto os ajuda a se acostumar

com os equipamentos. Se as condições exigirem roupas de exposição completas com capuz, talvez seja melhor que você evite a sobrecarga de tarefas começado com menos proteção e adicionando gradativamente os itens de forma que os mergulhadores já estejam totalmente equipados até o Mergulho em Águas Confinadas 3. 5. Reforce a importância do sistema de duplas. Peça aos alunos mergulhadores para ficarem o tempo todo a uma curta distância dos seus duplas. Você pode criar um jogo para isso, anotando as “infrações” e oferecendo um prêmio para o mergulhador (ou mergulhadores) com menos “infrações” do sistema de duplas. 6. Permita tempo suficiente para a prática e o domínio das habilidades. Quando os alunos mergulhadores dispõem de bastante tempo, a prática acontece de modo mais relaxado, divertido e agradável. A tranquilidade os faz aprender com maior facilidade. Foque no aprendizado baseado na performance dos alunos mergulhadores e não no tempo de execução das habilidades.

Considerações sobre o Sequenciamento 1. Os alunos mergulhadores dominam todos os requisitos de performance de um mergulho em

águas confinadas antes de seguirem para o próximo. Você pode conduzir mais de um mergulho em águas confinadas em uma única sessão, contanto que os mergulhos permaneçam na sequência correta. Você pode reorganizar a ordem das habilidades dentro de um mergulho. 2. Antes do Mergulho em Águas Confinadas 1, os alunos mergulhadores completam a preleção do Discover Scuba Diving ou a Sessão de Desenvolvimento de Conhecimento 1. Para manter os alunos mergulhadores motivados você pode fazer a preleção do Discover Scuba Diving, colocá-los dentro d’água para o Mergulho em Águas Confinadas 1 e seguir posteriormente com a Sessão de Desenvolvimento de Conhecimento 1. 3. Para os Mergulhos em Águas Confinadas 2 a 5, o desenvolvimento de conhecimento pode vir tanto antes quanto depois dos mergulhos em águas confinadas. 4. A Avaliação de Flutuação e Nado de Superfície, as habilidades de Mergulho Livre e a Preparação e Cuidados com os Equipamentos não estão restritas a um Mergulho em Águas Confinadas específico – você é quem determina quando é mais vantajoso incluí-los com base na sua logística. Note, contudo, que os alunos mergulhadores: a. Concluam o nado de superfície/flutuação de 10 minutos sem usar qualquer tipo de dispositivo de auxílio antes do Mergulho em Águas Abertas 2. b. Montem e desmontem corretamente a unidade scuba pelo menos três vezes antes do término do Mergulho em Águas Confinadas 3. c. Demonstrem os cuidados pós-mergulho apropriados para os equipamentos de mergulho autônomo antes do término do Mergulho em Águas Confinadas 3. d. Montem e desmontem corretamente a unidade scuba pelo menos cinco vezes antes do término do Mergulho em Águas Confinadas 5.

Técnicas de Ensino 12


RECOMENDAÇÕES DE CONDUTA E TÉCNICA PARA ÁGUAS CONFINADAS Primeiramente apresente e demonstre as habilidades. Em seguida, faça com que os alunos mergulhadores as pratiquem até se sentirem confortáveis na execução e atenderem aos requisitos de performance.

Nado de Superfície e Flutuação O objetivo geral do nado de superfície/flutuação de 10 minutos e do nado contínuo de superfície é para você observar se os seus alunos mergulhadores possuem habilidades razoáveis de natação. Se as condições exigirem, os alunos podem vestir roupas de exposição, contanto que usem lastros para atingirem a flutuabilidade neutra. Aconselhe as pessoas que aparentarem desconforto ou inaptidão dentro d’água para que desenvolvam essas habilidades por meio de aulas de natação ou de prática antes de participarem dos treinamentos de mergulho. Aconselhe aqueles com habilidades aquáticas fracas que pratiquem e fortaleçam essas habilidades para a participação nos mergulhos em águas abertas.

Preparação e Cuidados com os Equipamentos Ao longo do curso, organize a prática e a repetição adequada da montagem e desmontagem do equipamento de mergulho autônomo. Os alunos mergulhadores podem montar os equipamentos durante os mergulhos em águas confinadas, durante as sessões de desenvolvimento de conhecimento ou durante uma combinação dos dois. Introduza a montagem/desmontagem primeiramente através da demonstração e então fazendo com que os alunos mergulhadores executem-nas duas vezes em seguida. Para cumprir os requisitos de performance, distribua o restante da prática de montagem/desmontagem conforme seja vantajoso em termos de logística. Mostre aos alunos mergulhadores como configurar adequadamente os equipamentos a fim de eliminar arrastos desnecessários e reduzir o potencial de danos ao ambiente aquático. O objetivo é obter um perfil hidrodinâmico em todos os mergulhos em águas confinadas e simular os cuidados necessários com o ambiente em águas abertas. Faça com que os alunos mergulhadores demonstrem que sabem como enxaguar e conservar adequadamente os equipamentos, seja como parte de uma sessão em águas confinadas ou de uma sessão de desenvolvimento de conhecimento. Como parte dos serviços prestados aos seus clientes, muitos dive centers se encarregam da limpeza e da manutenção dos equipamentos que disponibilizam para treinamento/locação. Esta prática não entra em conflito com o treinamento; os alunos podem simular o enxágue e a manutenção dos equipamentos desmontando-os, substituindo de capas de proteção, etc. Peça que os mergulhadores demonstrem e lhe digam como cuidar dos equipamentos.

Habilidades de Mergulho Livre Conduza as habilidades de mergulho livre em quaisquer dos mergulhos em águas confinadas. Os PADI Divemasters e Assistant Instructors podem ensinar estas habilidades de modo independente. Mergulhos a partir da superfície — Usando os equipamentos de mergulho livre em águas profundas, faça com que os alunos mergulhadores realizem mergulhos a partir da superfície dobrando o corpo para frente (pela cintura) e impulsionando a cabeça e os braços para baixo ao mesmo tempo em que elevam as pernas acima do nível da água. Reforce o posicionamento adequado do corpo para que desçam sem esforço excessivo. Lembretes – olhar para cima, Técnicas de Ensino 13


levantar os braços e então subir. As duplas praticam a técnica onde um dos mergulhadores permanece na superfície enquanto o outro desce (um em cima, outro embaixo). Hiperventilação intencional — Explique como três ou quatro respirações profundas, antes de um mergulho livre prendendo o ar nos pulmões, diminuem a compulsão de respirar e ajuda um mergulhador a conseguir permanecer um pouco mais de tempo embaixo d’água. Explique também que a hiperventilação excessiva – mais de três ou quatro respirações – pode ser perigosa, pois o corpo poderia ficar sem oxigênio antes do mergulhador sentir a compulsão de voltar à superfície. Isto poderia levar à perda de consciência sem aviso e a um possível afogamento. Esgotamento do snorkel — Faça com que os alunos mergulhadores esgotem um snorkel usando o método do deslocamento ou o método do sopro, dependendo do tipo de snorkel sendo usado. É útil que os mergulhadores testem vários tipos de snorkel e ambos os métodos de esgotamento. Combinação de habilidades —Crie um jogo para completar os quatro ciclos descritos abaixo. 1. Nado de superfície de 25 metros/jardas com snorkel 2. Mergulho a partir da superfície 3. Nado subaquático de 15 metros/50 pés 4. Subida e esgotamento do snorkel

Mergulho em Águas Confinadas 1 Preparação dos equipamentos — Monte as unidades scuba antecipadamente ou conduza a prática de montagem, dependendo de como você planeja cumprir os requisitos de montagem/ desmontagem de equipamentos. Desembaçamento da máscara — À beira da água, explique várias técnicas de desembaçamento. Entrada na água —Faça com que os alunos mergulhadores entrem em águas rasas sem o equipamento scuba. Colocar os equipamentos e os lastros — Em pé em águas rasas, peça para os membros das duplas se ajudarem uns aos outros e faça com que a equipe auxilie os mergulhadores a colocar os equipamentos. Cheque se as máscaras, nadadeiras, snorkels, cintos de lastros, etc., estão ajustados corretamente. Inflagem/desinflagem do CE — Em águas rasas, demonstre o funcionamento do CE usando o inflador de baixa pressão. Demonstre o posicionamento correto para uma desinflagem completa. Introdução ao mergulho autônomo — Faça com que os alunos mergulhadores se sentem ou se ajoelhem em águas rasas e que respirem lenta e profundamente. Permita bastante tempo para que os mergulhadores se acostumem com a respiração subaquática antes de dar início qualquer outra habilidade. Para muitos, esta é uma sensação nova – deixe-os aproveitar. Desalagamento do regulador — Faça com que os alunos mergulhadores pratiquem o método de exalação e o método do botão de purga. Enfatize a importância de exalar (fazendo um som/ soprando bolhas contínuas para garantir a abertura das vias aéreas) sempre que o regulador estiver fora da boca. Discuta o controle correto das vias aéreas – uso da língua para proteger contra a entrada da água. Recuperação do regulador — Apresente o método de varredura com o braço e o método de busca. Enfatize o correto posicionamento do corpo para encontrar o segundo estágio. Você pode combinar este exercício com o desalagamento do regulador. Desalagamento da máscara — Faça com que os alunos mergulhadores desalaguem uma máscara parcialmente alagada (abaixo do nível dos olhos). Enfatize a correta posição da cabeça (olhar Técnicas de Ensino 14


para cima; caso a máscara tenha uma válvula de purga, olhar para baixo) e para exalarem continuamente pelo nariz. Uso de uma fonte alternativa de ar — Faça com que os alunos mergulhadores localizem, alcancem e respirem a partir de uma fonte alternativa de ar, em uma posição estacionária. Os alunos mergulhadores podem alcançar a sua fonte alternativa de ar ou você pode fazer com que eles se alternem nos papéis de doadores e receptores. Equalização e natação subaquática — Faça com que os alunos mergulhadores pratiquem técnicas de equalização enquanto nadam lentamente de águas rasas para águas profundas e retornam para águas rasas. Mostre-lhes como realizar as pernadas onduladas, enfatizando a correta posição das pernas/nadadeiras e a execução de um ciclo lento e amplo. Dê tempo para que eles pratiquem a natação subaquática. Auxilie aqueles com incapacidades físicas a encontrarem maneiras de se impulsionarem de modo eficiente usando pernadas especiais, braçadas, etc. Uso do MS — Embaixo d’água, utilize sinais manuais para perguntar aos alunos mergulhadores quanto ar eles têm e lhe darem uma resposta. Reconhecimento dos sinais manuais — Reforce aos alunos mergulhadores o hábito de usarem sinais manuais e esperarem uma resposta. Subidas — Faça com que os alunos mergulhadores pratiquem os componentes de uma subida — sinalizar, nadar lentamente para cima, olhar para cima/elevar o braço/girar o corpo e inflar o CE na superfície. Diversão e prática de habilidades — Dê tempo suficiente para os mergulhadores se divertirem embaixo d’água, praticarem habilidades, etc. Crie jogos que acrescentem diversão ao mergulho enquanto eles desenvolvem as habilidades e a experiência embaixo d’água. Saída — Se estiver usando uma piscina, faça com que os alunos mergulhadores removam os equipamentos em águas rasas e os coloquem à beira da piscina, antes de saírem da água. Note que se você estiver ensinando em águas abertas confinadas e a logística permitir, os alunos mergulhadores podem seguir diretamente para o Mergulho em Águas Abertas 1 sem sair da água. Desmontagem e cuidados com os equipamentos — A equipe pode se encarregar disso ou então você pode conduzir uma prática de desmontagem e cuidados com os equipamentos, dependendo de como você planeja cumprir os requisitos de montagem/desmontagem. Repreleção — Faça uma repreleção a respeito do desempenho dos alunos mergulhadores e forneça aconselhamento individual conforme a necessidade.

Mergulho em Águas Confinadas 2 Preparação dos equipamentos — Monte antecipadamente as unidades scuba ou conduza a prática de montagem. Colocar o equipamento scuba — Faça com que os alunos mergulhadores vistam seus cilindros com ajuda (preferencialmente do dupla) enquanto estão sentados à beira da piscina ou na costa. Checagem de segurança pré-mergulho — Com os alunos mergulhadores já equipados, faça-os praticarem um artifício de memória, tal como o CCPAA: C (CE ok) C (cinto de lastro ok) P (presilhas ok) A (ar ok) A (amigo ok). Entrada em águas profundas (sugere-se a entrada sentada controlada ou o passo de gigante) — Utilize a entrada mais adequada para o local de águas confinadas, que pode ser até mesmo uma simples caminhada para águas profundas. Para a entrada sentada controlada em uma piscina ou a partir de uma plataforma, faça com que os alunos coloquem suas máscaras e nadadeiras enquanto estiverem sentados para Técnicas de Ensino 15


em seguida entrarem na água. Explique a eles que esta é uma maneira adequada para entrar na água a partir de uma plataforma baixa e estável, seja em águas rasas ou profundas demais para ficar em pé. Para a entrada com passo de gigante, reforce para que chequem a área de entrada, segurem a máscara contra o rosto, façam o sinal de “OK” assim que entrarem na água e que se afastem da área de entrada. Explique-lhes que este é um tipo de entrada comum feita a partir de embarcações de mergulho. Respiração e esgotamento do snorkel — Em águas rasas, faça com que os alunos mergulhadores alaguem e expulsem a água dos seus snorkels. Enfatize o correto posicionamento do snorkel e o correto controle das vias aéreas a fim de que os mergulhadores possam manter seus rostos dentro d’água e seguir respirando após esgotarem o snorkel. Troca do snorkel pelo regulador — Em águas rasas, faça com que os alunos mergulhadores pratiquem várias vezes a troca do snorkel pelo regulador e vice-versa. Reforce as técnicas de esgotamento e faça com que pratiquem a troca enquanto nadam. Nado com snorkel — Faça com que os alunos mergulhadores nadem pela superfície respirando pelo snorkel por pelo menos 50 metros/jardas para simularem um nado de superfície até um ponto de mergulho. Enfatize o correto posicionamento do corpo (cabeça estendida a fim de manter o snorkel fora d’água, braços ao lado do corpo) e um ritmo lento e relaxado de nado (nadadeiras abaixo da superfície). Lastreamento adequado — Na superfície de águas profundas, faça com que os alunos mergulhadores pratiquem o lastreamento adequado para a obtenção da flutuabilidade neutra. Na superfície, eles devem flutuar no nível dos olhos com pouco ou nenhum ar no CE, enquanto prendem uma respiração normal. Se isso for feito com cilindros cheios, adicione lastro para compensar o ar consumido durante o mergulho — tipicamente 2 kg/5 lbs. Inflagem oral do CE — Na superfície de águas profundas, faça com que os alunos mergulhadores inflem oralmente seus CEs e que então os desinflem completamente. Reforce para que eles liberem o botão de desinflagem quando não estiverem soprando ar no CE a fim de impedir que o ar escape. Remoção do lastro — Em águas profundas, faça com que os alunos mergulhadores removam seus lastros e os deixem cair como se fosse uma situação de emergência. Se não for possível deixá-los cair (para evitar danos ao fundo da piscina), faça com que os mergulhadores entreguem seus lastros para a equipe ou para que os coloquem no deck da piscina, em uma boia, etc. Os alunos mergulhadores que estiverem usando sistemas de lastro devem utilizar o mecanismo de liberação rápida em águas rasas. Se for necessário por motivos de logística, reduza a quantidade de peso no sistema de lastro. Saída em águas profundas — Em águas profundas, faça os mergulhadores saírem da água. Reforce para que removam primeiro o lastro, então a unidade scuba e por fim (e se necessário) as nadadeiras. Os mergulhadores se erguem da água ou dão pernadas com as nadadeiras para se impulsionarem para fora d’água. A ajuda do dupla é permitida. Descida em cinco passos — Em águas profundas, faça com que os alunos mergulhadores pratiquem uma descida usando o método dos cinco passos. Considere ensinar aos mergulhadores algum tipo de artifício de memorização, tal como a sigla SORTD – S = sinalizar, O = orientarse, R = regulador na boca, T = tempo, D = desinflar o CE e equalizar. Remoção e recolocação da máscara embaixo d’água — Faça com que os alunos mergulhadores removam, recoloquem e desalaguem suas máscaras enquanto permanecem sentados/ ajoelhados em águas rasas. Os mergulhadores podem começar com um desalagamento parcial, se desejarem. Enfatize o correto posicionamento da máscara. Se os alunos usarem lentes Técnicas de Ensino 16


de contato, lembre-os de fecharem os olhos enquanto suas máscaras estiverem alagadas. Este exercício pode ser conduzido em conjunto com a habilidade de respiração por um minuto sem máscara. Respiração sem máscara — Faça com que os alunos mergulhadores respirem embaixo d’água sem uma máscara enquanto estão sentados ou ajoelhados em águas rasas. Enfatize o controle das vias aéreas e a exalação pelo nariz (peça-lhes para que não pincem o nariz entre os dedos). Desconexão da mangueira do inflador de baixa pressão — Faça com que os mergulhadores reajam a um inflador emperrado, desconectando do CE a mangueira do inflador de baixa pressão. Para simular um inflador emperrado, peça que eles mantenham pressionado o botão de inflagem com uma das mãos, enquanto desconectam a mangueira com a outra mão. Conduza esta habilidade em águas rasas, na superfície ou embaixo d’água. Peça-lhes para reconectarem a mangueira depois do exercício. Exercício de depleção de ar — Simule uma depleção do suprimento de ar para permitir que os alunos mergulhadores experimentem a sensação de um aumento gradual no esforço de inalação. Oriente os alunos mergulhadores sobre o que ocorrerá durante a habilidade e como fazer o sinal de “sem ar” quando a inalação exigir um esforço maior. Posicione-se na frente de cada aluno e lentamente feche a torneira do cilindro até que o mergulhador sinta a depleção do ar. Mantenha contato com a torneira do cilindro do mergulhador e restaure imediatamente o suprimento de ar quando o mergulhador fizer o sinal de “sem ar”. Subida em cinco passos — Evoluindo a partir das subidas praticadas no treinamento do mergulho anterior em águas confinadas, faça com que os alunos mergulhadores demonstrem a subida usando o método dos cinco passos – sinalizar para o dupla, checar o tempo/computador de mergulho, elevar uma mão sobre da cabeça e a posicionar a outra no desinflador do CE, olhar para cima e ao redor, e nadar lentamente para cima. Diversão e prática de habilidades — Dê tempo suficiente para os mergulhadores se divertirem embaixo d’água, praticarem habilidades, etc. Crie jogos ou exercícios de combinação de habilidades que acrescentem diversão ao mergulho enquanto os alunos mergulhadores desenvolvem as habilidades e a experiência embaixo d’água. Saída — Faça com que os mergulhadores repitam a saída em águas profundas para fins de prática. Desmontagem e cuidados com os equipamentos — A equipe pode se encarregar disso ou então você pode conduzir uma prática de desmontagem e cuidados com os equipamentos, dependendo de como você planeja cumprir os requisitos de montagem/desmontagem. Repreleção — Faça uma repreleção a respeito do desempenho dos alunos mergulhadores e forneça aconselhamento individual conforme a necessidade.

Mergulho em Águas Confinadas 3 Montagem dos equipamentos e colocação do equipamento scuba — Dê aos mergulhadores um grau crescente de independência, permitindo a ajuda do dupla. Não permita que um dupla faça tudo pelo outro. Checagem de segurança pré-mergulho — Faça com que as duplas realizem uma checagem de segurança com o mínimo de orientação da equipe. Reboque do mergulhador cansado — Em águas profundas, faça com que os alunos mergulhadores utilizem o reboque pela torneira do cilindro, o reboque modificado do mergulhador cansado ou outro método apropriado para rebocar um dupla. Enfatize a flutuabilidade positiva para o mergulhador cansado. Técnicas de Ensino 17


Remoção de cãibras — Faça com que os alunos mergulhadores realizem uma remoção de cãibra no músculo da panturrilha puxando a ponta da nadadeira na direção do corpo e que então massageiem o músculo. Conduza esta habilidade na superfície ou embaixo d’água. Flutuabilidade neutra embaixo d’água — Faça os alunos mergulhadores usarem tanto a inflagem oral como o inflador de baixa pressão do CE ou da roupa seca e então inalarem e exalarem de maneira controlada para fazer o corpo levantar e abaixar ligeiramente. Os mergulhadores podem pivotear para cima e para baixo na ponta das nadadeiras ou em outro ponto de contato. Algumas configurações de equipamento dificultam o pivoteamento e, nesses casos, o pivô não é obrigatório. O objetivo é elevar e abaixar o corpo ligeiramente de maneira controlada e experimentar como a mudança no volume pulmonar afeta a flutuabilidade. Lembre os mergulhadores de não prenderem a respiração. Antes do nado com flutuabilidade neutra, pratique com os alunos o controle da respiração e como afinar a flutuabilidade. Este exercício também desenvolve a habilidade de inflagem oral do CE embaixo d’água. Lembre os alunos mergulhadores de soprarem bolhas quando seus reguladores não estiverem na boca e para não pressionarem a válvula de exaustão quando não estiverem exalando dentro do CE. Nado com flutuabilidade neutra — Depois de atingirem a flutuabilidade neutra, faça os mergulhadores simularem um nado sobre um recife e explique que eles devem evitar contato com o fundo, laterais ou quaisquer outros objetos. Isto os ajuda a desenvolver tanto as habilidades de flutuabilidade neutra quanto a atenção com o ambiente. Depleção de ar/nado com fonte alternativa de ar — Em águas profundas, feche o suprimento de ar de um dos mergulhadores e, depois de instruí-lo a sinalizar a falta de ar assim que sentir a depleção, faça-o alcançar a fonte alternativa de ar e começar a respirar por ela. Reabra a torneira assim que o mergulhador alcançar a fonte alternativa do dupla, a fim de que o regulador fique novamente pronto para ser usado. Faça com que o doador e o receptor nadem juntos, com o receptor respirando pela fonte alternativa de ar por pelo menos um minuto. Este exercício pode ser conduzido em conjunto com a habilidade de uso da fonte alternativa de ar. Doador da fonte alternativa de ar — Combine esta habilidade com a anterior e alterne os papéis para que todos os mergulhadores atuem como doadores. Respiração com regulador em débito contínuo — Faça com que os alunos mergulhadores pratiquem a respiração com um regulador em débito contínuo, sentados ou ajoelhados em águas rasas. Enfatize que os mergulhadores não devem vedar os lábios ao redor do bocal. Os mergulhadores podem usar a língua como barreira para evitar que se engasguem com a água. Virar a cabeça para um dos lados pode ajudar a evitar que o fluxo do ar para a superfície empurre ou desloque a máscara. Subida livre de emergência controlada (SLEC) — Explique a técnica apropriada: manter o segundo estágio na boca, estender a cabeça, manter uma mão na válvula de exaustão do CE para controle da flutuabilidade e exalar continuamente emitindo um som. Faça com que os alunos mergulhadores pratiquem um nado horizontal em águas rasas e então que pratiquem em águas profundas uma subida diagonal para águas rasas. Reforce aos mergulhadores que eles devem estabelecer flutuabilidade positiva na superfície, seja liberando seus lastros ou inflando oralmente seus CEs. Instrua os mergulhadores a executarem um dos métodos, ou mesmo ambos, de acordo com sua logística. Diversão e prática de habilidades — Dê tempo suficiente para os mergulhadores se divertirem embaixo d’água, praticarem habilidades, etc. Crie jogos que acrescentem diversão ao mergulho enquanto os alunos mergulhadores desenvolvem as habilidades e a experiência embaixo d’água. Este é um bom momento para os mergulhadores praticarem as habilidades de flutuabilidade neutra e para você enfatizar que elas são importantes tanto para alcançar o controle da posição embaixo d’água quanto para a conservação dos ambientes de águas abertas. Técnicas de Ensino 18


Saída — Faça com que os alunos mergulhadores saiam da água usando qualquer um dos métodos que eles possam vir a utilizar durante os mergulhos em águas abertas. Desmontagem e cuidados com os equipamentos — Incentive a independência na desmontagem e nos cuidados com os equipamentos. Repreleção — Faça uma repreleção a respeito do desempenho dos alunos mergulhadores e forneça aconselhamento individual conforme a necessidade.

Mergulho em Águas Confinadas 4 Montagem dos equipamentos e colocação do equipamento scuba — Dê aos mergulhadores um grau crescente de independência, permitindo a ajuda do dupla. Checagem de segurança pré-mergulho — Faça com que as duplas realizem uma checagem de segurança com o mínimo de orientação. Entrada — Utilize as técnicas apropriadas para o local ou algum tipo de técnica especial, tal como um rolamento dorsal a partir de um barco. Natação subaquática sem máscara — Faça com que os alunos mergulhadores desçam e removam suas máscaras. Permita que os mergulhadores se acostumem novamente com a respiração sem máscara enquanto estão em uma posição estacionária. Assim que se sentirem à vontade, peça-lhes para nadarem embaixo d’água sem suas máscaras. Incentive-os a abrirem os olhos (os alunos mergulhadores que usam lentes de contato devem manter os olhos fechados). Os membros das duplas se revezam para guiarem uns aos outros. Controle da flutuabilidade — Em águas profundas, faça com que os alunos mergulhadores levitem usando somente o controle da flutuabilidade (sem usar os braços ou as nadadeiras). Enfatize o uso do controle respiratório para a realização de ajustes, sem prender a respiração. Um dispositivo para orientação, tal como um cabo estacionário, pode ajudar os mergulhadores a determinar se estão subindo ou afundando. Diversão e prática de habilidades — Dê tempo suficiente para os mergulhadores se divertirem embaixo d’água, praticarem habilidades, etc. Foque nas habilidades e em jogos de flutuabilidade neutra. Saída — Faça com que os alunos mergulhadores saiam da água usando qualquer um dos métodos que eles possam vir a utilizar durante os mergulhos em águas abertas. Desmontagem e cuidados com os equipamentos — Incentive a independência na desmontagem e nos cuidados com os equipamentos. Repreleção — Faça uma repreleção a respeito do desempenho dos alunos mergulhadores e forneça aconselhamento individual conforme a necessidade.

Mergulho em Águas Confinadas 5 Montagem dos equipamentos e colocação do equipamento scuba — Dê aos mergulhadores um grau crescente de independência, permitindo a ajuda do dupla. Checagem de segurança pré-mergulho — Faça com que as duplas realizem uma checagem de segurança com o mínimo de orientação. Entrada — Pratique as técnicas de entrada usadas na região. Remoção e recolocação da unidade scuba e do sistema de lastro (na superfície) — Faça com que os alunos mergulhadores removam e recoloquem suas unidades scuba e seus sistemas de Técnicas de Ensino 19


lastro na superfície de águas profundas. Para segurança e conforto, os alunos mergulhadores precisam estar com um snorkel ou regulador na boca. Use a técnica mais apropriada para os tipos de equipamento sendo utilizados pelos mergulhadores – remover e recolocar a unidade scuba escorregando de costas para dentro do CE ou remover e recolocar a unidade scuba sentando-se sobre ela e girando o corpo para vestir o CE. Lembre os alunos de que unidade deve estar com flutuabilidade positiva suficiente para boiar assim que for removida. Lembre-os também de permanecerem ao alcance da unidade depois de a terem removido. Permita a ajuda do dupla somente se necessário. Com os CEs com lastro integrado, a remoção e recolocação do lastro é feita junto com a remoção e recolocação da unidade scuba. Se o lastro não for integrado ao CE, os mergulhadores removem e recolocam separadamente seus cintos de lastro. Lembretes – manter o snorkel ou regulador na boca; segurar firmemente o cinto para evitar deixá-lo cair; inclinar-se para frente para colocar o peso sobre as costas; liberar a fivela pelo tato; remover o cinto do corpo; recolocá-lo girando o corpo ou segurando as duas pontas do cinto com uma das mãos e afivelar pelo tato. Remoção e recolocação da unidade scuba (embaixo d’água) — No fundo, faça com que os alunos mergulhadores pratiquem a técnica de remoção/recolocação mais apropriada para seus tipos de equipamento scuba. Lembretes – manter o regulador na boca e usar o controle respiratório para permanecer numa posição estável sobre o fundo; evitar uma flutuabilidade muito positiva da unidade scuba; manter o controle da unidade; fazer o máximo possível pelo tato. Permita a ajuda do dupla somente se for necessária. Faça os duplas verificarem se os equipamentos estão nos seus devidos lugares ao final do exercício. Remoção e recolocação do sistema de lastro (embaixo d’água) — Para os alunos mergulhadores usando CEs com lastro integrado ou sistemas de arreio para lastro, em águas rasas faça-os removerem e recolocarem os lastros ou deixá-los cair sobre o fundo. Se necessário, faça com que os mergulhadores remontem o sistema fora d’água após removerem os lastros. Para os mergulhadores que utilizam um cinto de lastro convencional, faça-os removerem e recolocarem seus cintos no fundo, em águas profundas. Lembretes – manter o regulador na boca; segurar firmemente o cinto para evitar deixá-lo cair; inclinar-se para frente para colocar o peso sobre as costas; liberar a fivela pelo tato; remover o cinto do corpo; recolocá-lo girando o corpo ou segurando as duas pontas do cinto com uma das mãos e afivelar pelo tato; checar se as mangueiras/tiras não ficaram presas por baixo do cinto. Permita a ajuda do dupla somente se for necessária. Diversão e prática de habilidades — Dê tempo suficiente para os mergulhadores se divertirem embaixo d’água, praticarem habilidades, etc. Crie jogos ou exercícios de combinação de habilidades que acrescentem diversão ao mergulho enquanto os alunos mergulhadores desenvolvem as habilidades e a experiência embaixo d’água. Este é um bom momento para deixar os mergulhadores brincarem com câmeras subaquáticas ou outros acessórios adequados para o uso em águas confinadas. Saída — Faça com que os alunos mergulhadores saiam da água usando qualquer um dos métodos que eles possam a vir utilizar durante os mergulhos em águas abertas. Desmontagem e cuidados com os equipamentos — Exija que os mergulhadores desmontem e cuidem dos equipamentos sozinhos. Repreleção — Faça uma repreleção a respeito do desempenho dos alunos mergulhadores e forneça aconselhamento individual conforme a necessidade.

Técnicas de Ensino 20


VISÃO GERAL — MERGULHOS EM ÁGUAS ABERTAS Os mergulhos em águas abertas introduzem os alunos mergulhadores aos ambientes de águas abertas e lhes permitem combinar e aplicar aquilo que aprenderam nas seções de desenvolvimento de conhecimento e nos mergulhos em águas confinadas. Embora já tenham praticado as habilidades que irão realizar, a presença de novas variáveis e condições torna os mergulhos em águas abertas o aspecto mais crítico e significativo do curso. Durante os mergulhos em águas abertas, oriente os mergulhadores a aplicarem as técnicas essenciais de mergulho como o bom julgamento, o controle da flutuabilidade, a consciência sobre o ambiente subaquático, a monitoração do suprimento de ar, da profundidade e do tempo, subidas e descidas, etc. Os mergulhadores ganham mais confiança à medida que demonstram habilidades que os preparam para lidar com problemas em potencial, tais como o desalagamento de uma máscara, a recolocação de um regulador na boca e emergências de falta de ar. Para muitos alunos mergulhadores, esta será a primeira introdução à aventura e à emoção que o mergulho oferece. É importante que você não só esteja alerta na sua avaliação de riscos e tome as decisões apropriadas para o nível de habilidade dos seus alunos, como também lhes proporcione uma experiência agradável e que os deixe querendo mais.

Sugestões Gerais A preparação para os mergulhos em águas abertas envolve planejamento, organização e observação. Ao longo de cada mergulho, você precisa levar em consideração muitas variáveis para manter o controle adequado e avaliar continuamente os riscos. O apoio logístico disponível, a prontidão dos mergulhadores, as necessidades de equipamentos e as condições ambientais precisam ser avaliadas. Prestar atenção aos detalhes torna a experiência do mergulho mais agradável para todos, ao mesmo tempo em que minimiza os riscos. 1. Escolha do local — Escolha um ponto de mergulho que possua a profundidade e a topografia adequadas para facilitar a supervisão dos alunos mergulhadores. O ponto de mergulho deve estar adequado à capacidade dos alunos e representar um ambiente que os mergulhadores novatos visitariam na região. Leve em conta que, após a certificação, os mergulhadores frequentemente retornam para mergulhar nos locais onde eles receberam treinamento. 2. Logística do local — Forneça aos alunos mergulhadores instruções, mapas, informações gerais sobre o local de treinamento e outras informações, tais como itens adicionais a serem levados (protetor solar, roupas, alimentos, etc.), a duração estimada dos mergulhos, a previsão de retorno, etc. 3. Equipe — Disponha de um número suficiente de assistentes certificados e os instrua detalhadamente sobre seus papéis durante a sessão. Certifique-se de que a equipe esteja ciente dos procedimentos de emergência para o local do mergulho e que saiba onde encontrar o equipamento de emergência. 4. Equipamentos — Certifique-se de que você, sua equipe e seus alunos mergulhadores disponham de todos os equipamentos necessários de mergulho e de segurança. Isto inclui ter uma estação de apoio de superfície e cabos adequados para conduzir as habilidades e melhorar o controle. Se for utilizar uma boia de superfície e um cabo, considere cuidadosamente a configuração desses equipamentos e esteja atento a onde e como você irá ancorar a boia para evitar danos à vida aquática. Ancore-a em uma área que impeça que os alunos mergulhadores danifiquem acidentalmente o ambiente. 5. Avaliação das condições — Inclua os alunos mergulhadores no planejamento de mergulho. Ensine-os a avaliar as condições, a começarem a desenvolver o bom julgamento para decidir se devem ou não mergulhar e quais fatores devem ser levados em conta para tomarem essa decisão. Use o bom julgamento e tenda sempre para o lado da cautela. Cancelamentos de mergulhos são frustrantes, mas eles ensinam uma poderosa lição – quando as condições não são adequadas, não se deve mergulhar. 6. Estresse do mergulhador — Procure por sinais de estresse nos alunos mergulhadores. Como os alunos não possuem experiência, eles podem se cansar mais rapidamente, sentir frio mais Técnicas de Ensino 21


rapidamente e experimentar mais ansiedade. O que é rotineiro para você pode não ser tão fácil ou óbvio para eles. Dê-lhes o apoio e o encorajamento adequado, sem pressioná-los ou causar-lhes ainda mais estresse. Esteja consciente e respeite os níveis de conforto de cada um. 7. Comportamento exemplar — Ressalte o bom comportamento durante as atividades. Os alunos mergulhadores aprendem muito mais através do que eles observam você fazer do que por aquilo que você lhes diz. Por isso, facilite ao máximo que eles vejam os seus bons hábitos. 8. Diversão — Esforce-se para tornar as experiências de treinamento divertidas. Sempre que possível, aponte animais e características interessantes do ambiente aos alunos. Pare ou atrase um exercício para que possam observar um tipo singular de criatura. Distribua a performance das habilidades ao longo do mergulho para permitir aos mergulhadores mais tempo para explorar o local. Se os alunos mergulhadores não se divertirem, eles não prosseguirão na atividade de mergulho. 9. Conservação — Enfatize a apreciação e a conservação do ambiente subaquático. Discuta e determine modos específicos de respeitar tudo o que os circunda e ensine práticas locais de conservação durante o mergulho e na embarcação/terra firme. 10. Registro dos mergulhos — Faça com que os alunos mergulhadores registrem cada mergulho nos seus próprios log books. Você deve assinar pessoalmente cada registro. Dê o exemplo, registrando os seus próprios mergulhos e pedindo para os mergulhadores assinarem.

Considerações sobre o Sequenciamento 1. Os alunos mergulhadores devem dominar todos os requisitos de performance para um mer-

gulho em águas abertas antes de partirem para o próximo. Se as circunstâncias (tais como pouco ar, frio, etc.) não permitirem que você conclua todas as habilidades em um mergulho, você pode conduzi-las como as primeiras habilidades no próximo mergulho. Se a sobrecarga de tarefas for um problema, faça um mergulho separado para finalizar as habilidades não concluídas antes de partir para o próximo mergulho em águas abertas. 2. Antes do Mergulho em Águas Abertas 1, os alunos mergulhadores atendem a uma destas opções de pré-requisitos. Opção 1 – completar a preleção do Discover Scuba Diving e os Requisitos de Performance das Habilidades com um Instrutor PADI, e participar do Mergulho em Águas Abertas do Discover Scuba Diving (que equivale ao Mergulho em Águas Abertas 1). Opção 2 – completar a Sessão 1 do Desenvolvimento de Conhecimento do curso Open Water Diver (incluindo o Quizz) e o Mergulho em Águas Confinadas 1 (usar a proporção do Discover Scuba Diving). Opção 3 – completar as Sessões 1 a 3 do Desenvolvimento de Conhecimento do curso Open Water Diver e os Mergulhos em Águas Confinadas 1-3. 3. Antes do Mergulho em Águas Abertas 2, os alunos mergulhadores completam as Seções 1 a 3 do

Desenvolvimento de Conhecimento (incluindo os Quizzes), os Mergulhos em Águas Confinadas 1 a 3 e o nado de superfície/flutuação de 10 minutos sem qualquer dispositivo de apoio. 4. Antes dos Mergulhos em Águas Abertas 3 e 4, os alunos mergulhadores completam todos os segmentos do Desenvolvimento de Conhecimento (incluindo os Quizzes) e todos os Mergulhos em Águas Confinadas. 5. Em algum momento antes da certificação, os alunos mergulhadores completam um nado contínuo de superfície de 200 metros/jardas ou um nado de 300 metros/jardas com máscara, nadadeiras e snorkel. 6. Os alunos mergulhadores podem participar de passeios subaquáticos a qualquer momento após o Mergulho em Águas Abertas 1. A adição de passeios subaquáticos pode oferecer um ritmo relaxante, mais lento. Isso vai aumentando os níveis de conforto e de experiência de mergulho conforme o foco deixa de estar na prática das habilidades e passa a enfatizar o mergulho em si e a exploração subaquática. Técnicas de Ensino 22


RECOMENDAÇÕES DE CONDUTA E TÉCNICA PARA ÁGUAS ABERTAS Habilidades Flexíveis de Mergulho Ao seu critério, conduza as habilidades flexíveis de mergulhos durante qualquer um dos Mergulhos em Águas Abertas (exceto a Navegação Subaquática com Bússola e a Subida Livre de Emergência Controlada), contanto que os alunos mergulhadores tenham dominado previamente as habilidades durante os mergulhos em águas confinadas. As seguintes habilidades podem ser avaliadas por um PADI Assistant Instructor: Remoção de Cãibras — Faça com que os alunos mergulhadores puxem a ponta de uma das nadadeiras para esticar o músculo da panturrilha e, em seguida, que ajudem o dupla empurrando firmemente a nadadeira dele enquanto ele estica o músculo da panturrilha. Esta habilidade é obrigatória para a certificação PADI Scuba Diver. Reboque do Mergulhador Cansado — Faça com que os mergulhadores se alternem para auxiliar um mergulhador cansado por meio do reboque pela torneira do cilindro, reboque modificado do mergulhador cansado ou outra técnica apropriada de reboque. Se aplicável, considere conduzir esta habilidade durante um nado de superfície para se afastar ou retornar à boia de superfície. Esta habilidade é obrigatória para a certificação PADI Scuba Diver. Nado de Superfície em Linha Reta com Bússola — Antes que os alunos mergulhadores utilizem uma bússola dentro d’água, comece com uma prática em terra firme durante a preleção. Mostre aos alunos mergulhadores como estabelecer e ajustar um curso e o curso recíproco. Enquanto navegam em linha reta, enfatize o alinhamento do corpo com a linha de fé da bússola e para que olhem por sobre a bússola, ao invés de incliná-la para baixo. Dentro d’água, faça com que um dos mergulhadores da dupla lidere a navegação nadando um curso pré-determinado em direção a algum objeto distante, talvez a boia de superfície. Este mergulhador pode usar um número específico de ciclos de pernadas para estimar a distância requerida e não deve olhar para cima para checar a posição durante o exercício. Após navegar 50 metros/jardas, o dupla (que não estiver usando a bússola) sinaliza e eles invertem os papéis, navegando de volta para o ponto de partida seguindo o curso recíproco. Incentive cada mergulhador a ter uma bússola, mas o obrigatório é ter pelo menos uma bússola por dupla de mergulhadores. Troca de Snorkel/Regulador — Você pode combinar os requisitos de performance das habilidades e fazer com que os alunos mergulhadores esgotem seus snorkels enquanto eles alternam entre o uso dos seus reguladores e snorkels. Você também pode fazer com que os mergulhadores pratiquem a troca de snorkel/regulador enquanto nadam. Esta habilidade é obrigatória para a certificação PADI Scuba Diver. Remoção e Recolocação do Sistema de Lastro e da Unidade Scubat — Você pode cumprir este requisito de performance inserindo essas habilidades, por exemplo, durante a entrada e a saída da água a partir de uma embarcação. Faça com que os alunos mergulhadores entrem na água sem suas unidades scuba e sistemas de lastro. Um dos duplas ou os assistentes colocam as unidades scuba dentro d’água. Eles fazem o mesmo com os sistemas de lastro, caso já não estejam integrados aos CEs. Ao final do mergulho, faça com que os alunos mergulhadores removam primeiramente seus sistemas de lastro e que os passem adiante. Em seguida eles removem a unidade scuba e também a passam adiante. As nadadeiras permanecem calçadas durante todo o exercício. Outra opção é fazer com que os alunos mergulhadores removam e recoloquem suas unidades scuba e sistemas de lastro na superfície da água enquanto estiverem próximos de uma boia de superfície ou da embarcação. Alguns sistemas de lastro devem ser colocados antes da unidade scuba e não podem ser removidos (sem usar o mecanismo de liberação rápida) antes da remoção Técnicas de Ensino 23


da unidade scuba. Embora isso não deva ser um problema se o mergulhador estiver adequadamente lastreado, certifique-se de que os alunos mergulhadores tenham algo imediatamente disponível para manterem a flutuabilidade positiva. A remoção e a recolocação de um CE com lastro integrado atende aos requisitos de performance para ambas as habilidades ao mesmo tempo. As seguintes habilidades são avaliadas por você embaixo d’água: Parada de Segurança — Ao final de pelo menos uma subida normal, faça com que os alunos mergulhadores realizem uma parada aos 5 metros/15 pés por pelo menos três minutos. É aceitável utilizar um cabo ou uma barra suspensa para manter o controle da profundidade. Contudo, incentive os mergulhadores a estabelecerem flutuabilidade neutra e controlarem a flutuabilidade durante a parada. Faça com que eles monitorem a profundidade e o tempo, e que verifiquem seus suprimentos de ar. Enfatize uma subida lenta até a parada, seguida de um retorno lento até a superfície. Peça para os mergulhadores escutarem por sons de embarcações (se aplicável) e para olharem para cima à procura de obstáculos antes de voltarem à superfície. Navegação Subaquática com Bússola — Assim como a navegação com bússola na superfície, o aprendizado é mais fácil e eficiente quando os alunos mergulhadores praticam a navegação primeiramente em terra firme. Comece este exercício em um ponto de referência fixo embaixo d’água, tal como o cabo de descida ou de âncora. Faça com que as duplas, acompanhadas por você (ou por um assistente certificado na proporção de 2:1), naveguem um curso pré-determinado, afastando-se da referência por um número especifico de ciclos de pernadas (de 10 a 20) e então retornem seguindo o curso recíproco de volta ao ponto de referência. Faça com que os mergulhadores permaneçam próximos do fundo, o que fornece outra referência além da bússola. Se não encontrarem o ponto de partida no final do curso recíproco, eles podem emergir à superfície para relocalizá-lo e checar a precisão da navegação. Cada mergulhador deve navegar com sucesso o trajeto de ida e de volta. Conduza esta habilidade somente nos Mergulhos em Águas Abertas 2, 3 ou 4. Subida Livre de Emergência Controlada (SLEC) — Conduza uma subida livre de emergência controlada usando as orientações detalhadas no seu PADI Instructor Manual. Antes do mergulho, treine o exercício em terra firme para enfatizar o posicionamento adequado embaixo d’água. Evite conduzir esta habilidade sob condições de forte movimentação de água – ondas ou correntezas. Dê tempo para os alunos mergulhadores se acostumarem com as condições da água antes de conduzir esta habilidade. Antes de começar a subida, certifique-se de que o aluno esteja com flutuabilidade neutra. Você pode escolher manter uma mão no cabo ou usar uma das pernas ao redor do cabo para fins de orientação – veja as ilustrações. Você deve manter um ponto de controle sobre o cabo caso seja necessário parar a subida. Os mergulhadores com algum tipo de incapacidade física que não lhes permita realizar pernadas para começar a subida podem usar alguma outra técnica (por exemplo, impulsos com os braços ou braçadas). Contudo, a inflagem oral ou com o inflador de baixa pressão do CE, ou mesmo a ajuda do dupla, não atende ao objetivo desta habilidade (que é a reação independente a uma situação de falta de ar). Técnicas de Ensino 24


Mergulho em Águas Abertas 1 Aclimatação pré-mergulho — Quando possível e apropriado, permita que os alunos mergulhadores se acostumem com a temperatura e as condições da água antes do primeiro mergulho em águas abertas. Peça-lhes para que entrem na água usando máscara, nadadeiras, snorkel, roupa de exposição (sem lastro) e que se divirtam um pouco. Preparação dos equipamentos e colocação da unidade scuba — Se os alunos mergulhadores tiverem concluído somente o Mergulho em Águas Confinadas 1, eles precisam da ajuda da equipe para montar as unidades scuba e se equiparem. Se os mergulhadores tiverem concluído pelo menos até o Mergulho em Águas Confinadas 3, permita-lhes mais independência na montagem dos equipamentos e peça-lhes para trabalharem com seus respectivos duplas na equipagem. Checagem de segurança pré-mergulho — Se os alunos mergulhadores tiverem concluído somente o Mergulho em Águas Confinadas 1, instrua-os sobre a checagem de segurança prémergulho. Se já tiverem concluído pelo menos até o Mergulho em Águas Confinadas 3, faça com que as duplas realizem a checagem com o mínimo de orientação. Ajuste do lastreamento — Auxilie os alunos mergulhadores no ajuste correto do lastreamento. Primeiro, estime a quantidade de lastro que usarão inicialmente. Quando possível, conduza as checagens de flutuabilidade em águas rasas. Com os reguladores na boca, faça com que os mergulhadores prendam uma respiração normal, agachem-se até o nível dos olhos, retirem os pés do fundo e permaneçam imóveis. Com a quantidade correta de lastro, eles flutuarão no nível dos olhos. Peça-lhes para adicionar ou retirar lastro, conforme necessário, e checarem novamente a flutuabilidade. Adicione lastro para compensar a mudança de peso devido ao consumo do ar durante o mergulho, geralmente entre 2 kg/5 lbs com um cilindro cheio. Tenha lastros extras à mão, talvez em uma boia de superfície, caso não esteja próximo de uma embarcação ou de um pier. Se você conduzir a checagem de flutuabilidade em águas muito profundas para ficar em pé, supervisione os alunos mergulhadores mais de perto. Certifique-se de que esteja perto o suficiente para garantir que mergulhadores com excesso de lastro não afundem demais com seus CEs vazios. Ocasionalmente, pode ser que algum aluno mergulhador tenha problemas para permanecer embaixo d’água mesmo que esteja “corretamente” lastreado. A retenção de ar nos pulmões (alto volume pulmonar) e outros fatores podem causar esse problema. Encontre as fontes de retenção de ar e ajude o mergulhador a resolver este problema. Mantenha alguns lastros à mão durante o mergulho. Descida controlada— Faça com que os alunos mergulhadores desçam seguindo o contorno do fundo ou usando um cabo. O cabo pode ser estendido ao longo do fundo partindo da costa até a área de treinamento, ou pode ser o cabo de âncora/cabo vertical de descida. Se os alunos mergulhadores tiverem concluído somente o Mergulho em Águas Confinadas 1, oriente-os sobre a descida em cinco passos antes de descer. Faça com que os mergulhadores que concluíram até pelo menos o Mergulho em Águas Confinadas 3 realizem uma descida em cinco passos com um dupla – fazer o sinal de descida; orientar-se com algum objeto na superfície para referência; remover o snorkel e colocar o regulador; checar o tempo ou o computador de mergulho e desinflar o CE para começar a descer. Lembretes — descer com os pés para baixo ou pelo menos com a cabeça acima do nível dos pés para se manter orientado; equalizar cedo e com frequência; interromper a descida usando o fundo ou o cabo de descida caso haja algum problema de equalização; descer lentamente e ter cuidado para não agitar nem danificar o fundo. Exploração do ponto de mergulho — Os alunos mergulhadores podem aprender bastante enquanto exploram embaixo d’água. Isto inclui o controle dos movimentos do corpo, direção e atitude, contato e comunicação com o dupla, monitoração do suprimento de ar e percepção Técnicas de Ensino 25


geral embaixo d’água. Já que é mais provável que eles entrem em contato com o fundo, tente permanecer longe de áreas sensíveis. Pode ser preciso que você tenha de ajudá-los a controlar a flutuabilidade ou indicar o uso do CE através de sinais. Aponte organismos aquáticos locais, pontos de interesse e outras características que podem passar despercebidas aos mergulhadores. Esta exploração deve ser feita sob a sua supervisão direta. Subida — Se possível, faça com que os alunos mergulhadores subam seguindo o contorno do fundo ou um cabo inclinado até águas rasas. Se os alunos mergulhadores tiverem concluído somente o Mergulho em Águas Confinadas 1, ajude-os a manter a flutuabilidade neutra durante a subida. Se já tiverem concluído pelo menos até o Mergulho em Águas Confinadas 3, faça com que eles realizem uma subida em cinco passos com um dupla – sinalizar para o dupla, checar o tempo/computador de mergulho, elevar uma das mãos e posicionar a outra no desinflador do CE, olhar para cima e ao redor, e nadar lentamente para cima. Escutar por sons de embarcações (se aplicável) e olhar para cima à procura de obstáculos antes de voltar à superfície.

Mergulho em Águas Abertas 2 Planejamento do mergulho — Inclua os alunos mergulhadores no planejamento do mergulho, discutindo o limite de profundidade e de tempo, especialmente se este for um mergulho repetitivo. Se eles já tiverem concluído o Desenvolvimento de Conhecimento 4, peça-lhes para usarem suas RDPs ou computadores de mergulhos para planejarem os limites de tempo. Preparação dos equipamentos e colocação da unidade scuba — Faça com que os alunos mergulhadores montem seus equipamentos com pouca ou nenhuma ajuda. Não permita que um dupla monte o equipamento do outro. Incentive os duplas a se ajudarem na equipagem e ajuste dos equipamentos. Checagem de segurança pré-mergulho — Faça com que as duplas de mergulhadores realizem uma checagem de segurança pré-mergulho, com a equipe verificando a checagem. Ajuste do lastreamento — Ajude os alunos mergulhadores a determinarem a quantidade necessária de lastro, caso seja diferente da quantidade usada no primeiro mergulho. Caso contrário, uma rápida checagem da flutuabilidade deve ser o suficiente. Com os reguladores na boca, faça com que os mergulhadores prendam uma respiração normal e permaneçam imóveis. Adicione ou remova lastros até que flutuem no nível dos olhos. Remoção do lastro na superfície — Conduza esta habilidade no início do mergulho, em conjunto com o ajuste do lastreamento, ou no final do mergulho, antes de saírem da água. Faça com que os mergulhadores utilizem o mecanismo de liberação rápida do lastro. Para segurança e conforto, os alunos mergulhadores mantêm o snorkel ou regulador na boca durante esta habilidade. Para simular a necessidade imediata de flutuabilidade positiva na superfície, o ideal é fazer com que os mergulhadores soltem seus lastros, mas isto nem sempre pode ser possível. Eles podem entregar os lastros para a equipe, para alguém dentro da embarcação, etc. Se o sistema de lastro de algum mergulhador liberar todos os pesos individualmente, faça com que o mergulhador deixe apenas uma ou duas peças no sistema antes de executar a habilidade, tornando possível que a equipe recupere facilmente os pesos, se forem derrubados. Quando conduzir esta habilidade, verifique se não há mergulhadores abaixo, a fim de evitar acidentes causados por lastros derrubados no fundo. Descida controlada — Faça com que os alunos mergulhadores desçam seguindo o contorno do fundo ou usando um cabo. O cabo pode ser estendido ao longo do fundo partindo da costa até a área de treinamento, ou pode ser o cabo de âncora/cabo vertical de descida. As duplas realizam uma descida em cinco passos – fazer o sinal de descida; orientar-se com algum objeto na superfície para referência; remover o snorkel e colocar o regulador; checar o tempo ou o computador de mergulho e desinflar o CE para começar a descer. Técnicas de Ensino 26


Lembretes — descer com os pés para baixo, ou pelo menos com a cabeça acima do nível dos pés para se manter orientado; equalizar cedo e com frequência; interromper a descida usando o fundo ou o cabo de descida caso haja algum problema de equalização; descer lentamente e ter cuidado para não agitar nem danificar o fundo. Flutuabilidade neutra — Faça com que os alunos mergulhadores utilizem o inflador de baixa pressão para atingirem a flutuabilidade neutra. Posicione-os em uma área que minimize a agitação de sedimentos do fundo durante as habilidades e que evite que os mergulhadores fiquem sobre a frágil vida aquática. Lembre-os de que eles podem precisar adicionar mais ar ao CE devido à compressão da roupa úmida com a profundidade. Desalagamento da máscara — Faça com que os alunos mergulhadores primeiramente desalaguem uma máscara parcialmente alagada a fim de se acostumarem com a temperatura da água e aprendam a ajustar a vedação da máscara se estiverem usando um capuz. Enfatize o controle quando estiverem alagando a máscara, especialmente em águas frias. Então faça com que os mergulhadores desalaguem uma máscara totalmente alagada. Relembre àqueles que usam lentes de contato para manterem os olhos fechados quando a máscara estiver alagada. Recuperação e desalagamento do regulador — Faça os alunos mergulhadores recuperarem e desalagarem o segundo estágio dos seus reguladores usando o método que preferirem. Tenha a sua fonte alternativa de ar à mão para o caso dos alunos terem dificuldade de relocalizarem os segundos estágios. Uso da fonte alternativa de ar — Durante a preleção, faça com que os alunos mergulhadores pratiquem com seus respectivos duplas os passos e o posicionamento para o uso da fonte alternativa de ar. Se o doador vai respirar pelo segundo estágio primário ou pelo reserva, isso dependerá da configuração dos equipamentos. Os duplas precisam conhecer como funciona o sistema um do outro. Certifique-se de que os mergulhadores saibam qual é a posição correta para respirar pela fonte alternativa de ar que vão utilizar, para que não inalem água respirando através de um regulador colocado na boca de ponta cabeça. Faça com que os alunos iniciem a habilidade fazendo os sinais de “sem ar” e “compartilhar o ar”. O receptor alcança a fonte alternativa sem a ajuda do dupla, exceto nas configurações de equipamento em que o doador oferece o segundo estágio principal. Neste caso, o doador oferece o segundo estágio principal ao receptor e o troca pela fonte alternativa de ar. Depois de lhes dar tempo suficiente para se posicionarem, estabelecerem contato e se sentirem à vontade, faça com que os mergulhadores interrompam o exercício e que troquem de papéis. Subida com fonte alternativa de ar — Você pode combinar esta habilidade com o uso da fonte alternativa de ar e fazer os mergulhadores subirem assim que trocarem de papéis. Após estabelecerem contato e se sentirem à vontade, faça com que os duplas subam um de frente para o outro ou lado a lado, conforme seja apropriado para a configuração dos equipamentos. Esteja preparado para fornecer a sua fonte alternativa de ar. Lembretes — controlar a flutuabilidade para manter uma velocidade normal de subida; escutar por sons de embarcações (se aplicável) e olhar para cima à procura de obstáculos; voltar a usar os próprios reguladores se tiverem qualquer dificuldade; na superfície, inflar os CEs usando a inflagem oral para simular a depleção do suprimento de ar. Exploração do ponto de mergulho — Os alunos mergulhadores continuam a exercitar o controle da flutuabilidade e o perfil hidrodinâmico, o contato e a comunicação com o dupla, a monitoração do suprimento de ar e a percepção geral embaixo d’água. Aponte a vida aquática e pontos de interesse locais. Subida em cinco passo — Enfatize a manutenção do controle da flutuabilidade, a velocidade correta de subida e o contato com o dupla durante a subida. Faça com que os alunos mergulhadores sigam o contorno do fundo ou o cabo de referência para ajudá-los a controlar a Técnicas de Ensino 27


subida. Faça com que eles realizem uma subida em cinco passos com um dupla – sinalizar para o dupla, checar o tempo/computador de mergulho, elevar uma das mãos e posicionar a outra no desinflador do CE, olhar para cima e ao redor e nadar lentamente para cima. Lembre-os de escutarem por sons de embarcações (se aplicável) e para olharem para cima à procura de obstáculos antes de emergirem à superfície.

Mergulho em Águas Abertas 3 Planejamento do mergulho — Peça para os alunos mergulhadores usarem suas RDPs ou computadores de mergulho para planejarem o mergulho com base na descrição que você fizer da profundidade do ponto de mergulho. Preparação dos equipamentos e colocação da unidade scuba — Faça com que os alunos mergulhadores montem seus equipamentos com pouca ou nenhuma ajuda. Incentive os duplas a se ajudarem na equipagem e ajuste dos equipamentos. Checagem de segurança pré-mergulho — Faça com que as duplas de mergulhadores realizem uma checagem de segurança pré-mergulho, com a equipe verificando a checagem. Ajuste do lastreamento — Ajude os alunos mergulhadores a determinarem a quantidade necessária de lastro, caso seja diferente da quantidade usada no primeiro mergulho. Faça-os realizar uma checagem rápida de flutuabilidade com seus reguladores na boca, prendendo uma respiração normal e permanecendo imóveis. Adicionar ou remover lastros até que flutuem no nível dos olhos. Descida com referência visual — Faça com que os mergulhadores iniciem a descida com o método dos cinco passos. Lembre-os de controlarem a descida enquanto usam um cabo ou algum outro objeto fixo somente como referência visual. Aconselhe os alunos mergulhadores a não se segurarem no cabo, a menos que tenham algum problema e precisem de apoio. Lembre-os de permanecerem com seus duplas, de equalizarem cedo e com frequência e de adicionarem ar no CE com frequência e em curtas golfadas para que mantenham a flutuabilidade adequada durante a descida. Flutuabilidade neutra — Faça com que os alunos mergulhadores inflem oralmente seus CEs para atingirem a flutuabilidade neutra. Posicione-os em uma área que minimize a agitação de sedimentos do fundo durante a habilidade e que evite que os mergulhadores fiquem sobre a frágil vida aquática. Lembre-os de que pode ser preciso adicionar mais ar ao CE devido à compressão da roupa úmida com a profundidade. Desalagamento da máscara — Faça com que os alunos mergulhadores desalaguem uma máscara totalmente alagada. Relembre àqueles que usam lentes de contato para manterem os olhos fechados quando a máscara estiver alagada. Exploração do ponto de mergulho — Os alunos mergulhadores continuam a praticar o controle da flutuabilidade e o perfil hidrodinâmico, o contato e a comunicação com o dupla, a monitoração do suprimento de ar e a percepção geral embaixo d’água. Aponte a vida aquática e pontos de interesse locais. Subida em cinco passos — Enfatize a manutenção do controle da flutuabilidade, a velocidade correta de subida e o contato com o dupla durante a subida. Faça com que os alunos mergulhadores sigam o contorno do fundo ou o cabo de referência para ajudá-los a controlar a subida. Faça com que eles realizem uma subida em cinco passos com um dupla – sinalizar para o dupla, checar o tempo/computador de mergulho, elevar uma das mãos e posicionar a outra no desinflador do CE, olhar para cima e ao redor, e nadar lentamente para cima. Lembre-os de escutarem por sons de embarcações (se aplicável) e para olharem para cima à procura de obstáculos antes de emergirem à superfície. Técnicas de Ensino 28


Mergulho em Águas Abertas 4 Planejamento do mergulho — Peça para os alunos mergulhadores usarem suas RDPs ou computadores de mergulho para planejarem o mergulho com base nos mergulhos anteriores (se aplicável) e na descrição que você fizer da profundidade do ponto de mergulho. Preparação dos equipamentos e colocação da unidade scuba — Faça com que os alunos mergulhadores montem seus equipamentos com pouca ou nenhuma ajuda. Incentive os duplas a se ajudarem na equipagem e ajuste dos equipamentos. Checagem de segurança pré-mergulho — Faça com que as duplas de mergulhadores realizem uma checagem de segurança pré-mergulho, com a equipe verificando a checagem. Ajuste do lastreamento — Ajude os alunos mergulhadores a determinarem a quantidade necessária de lastro, caso seja diferente da quantidade usada em mergulhos anteriores. Faça com que conduzam uma checagem rápida de flutuabilidade com seus reguladores na boca, prendendo uma respiração normal e permanecendo imóveis. Adicionar ou remover lastros até que flutuem no nível dos olhos. Descida sem referência — Faça com que as duplas desçam mantendo o controle da velocidade de descida. Eles podem usar seus profundímetros ou olharem um para o outro como referência, mas não deve existir nenhuma referência visual estacionária por perto para orientar a descida. Se houver um cabo de referência por perto, faça com que as duplas desçam de costas para ele. Diga aos mergulhadores que embora você esteja com eles durante a descida, são eles quem determinam a velocidade da descida. Isto os faz controlar a velocidade de descida ao invés de tentarem se igualar à sua. Levitação — Faça com que os alunos mergulhadores levitem sem bater as nadadeiras nem usar os braços. Posicione os mergulhadores perto de um cabo ou de outra referência visual. Fique perto o suficiente para parar um mergulhador que comece a subir inadvertidamente ou fora de controle. Esta habilidade não tem um limite de tempo porque o objetivo é o domínio da habilidade. Alguns mergulhadores conseguem estabelecer imediatamente uma levitação controlada, ao passo que outros podem precisar de tempo para estabelecer a flutuabilidade neutra e levitar. Remoção, recolocação e desalagamento da máscara — Faça com que os mergulhadores alaguem lentamente suas máscaras para se acostumarem com a temperatura da água antes de as removerem. Lembre-os de prestarem atenção na vedação da máscara se estiverem vestindo capuzes. Relembre àqueles que usam lentes de contato para manterem os olhos fechados quando a máscara estiver alagada. Exploração do ponto de mergulho — Os alunos mergulhadores continuam a praticar o controle da flutuabilidade e o perfil hidrodinâmico, o contato e a comunicação com o dupla, a monitoração do suprimento de ar e a percepção geral embaixo d’água. Aponte a vida aquática e pontos de interesse locais. Subida em cinco passo — Enfatize a manutenção do controle da flutuabilidade, a velocidade correta de subida e o contato com o dupla durante a subida. Faça com que os alunos mergulhadores sigam o contorno do fundo ou o cabo de referência para ajudá-los a controlar a subida. Faça com que eles realizem uma subida em cinco passos com um dupla – sinalizar para o dupla, checar o tempo/computador de mergulho, elevar uma das mãos e posicionar a outra no desinflador do CE, olhar para cima e ao redor, e nadar lentamente para cima. Lembre-os de escutarem por sons de embarcações (se aplicável) e para olharem para cima à procura de obstáculos antes de emergirem à superfície.

Técnicas de Ensino 29


TĂŠcnicas de Ensino 30


Programa Adventures in Diving Recomendações de Conduta e Habilidades VISÃO GERAL O programa PADI Adventures in Diving fornece aos mergulhadores um meio estruturado de explorarem interesses especiais no mergulho e adquirirem experiência de mergulho. Assim que estiverem à vontade com as habilidades básicas, os mergulhadores podem querer realizar novas tarefas, ver criaturas diferentes, aventurar-se por ambientes diversos e experimentarem novas aventuras. Como os mergulhadores procuram por conveniência e flexibilidade para prosseguirem na educação de mergulho, este programa lhes permite escolher os mergulhos que lhes interessam e a experimentarem atividades sob a sua orientação. Alguns mergulhadores podem escolher fazer apenas um Mergulho de Aventura. Outros podem querer reconhecimento adicional e concluir vários mergulhos para obter uma certificação Adventure Diver ou Advanced Open Water Diver. Cada Mergulho de Aventura pode contar como crédito para o respectivo curso PADI Specialty Diver, o que motiva os alunos mergulhadores a prosseguirem no treinamento. O programa Adventures in Diving estabelece a base para treinamentos adicionais, não somente para as Especialidades PADI, como também para atender aos requisitos de outros cursos PADI que evoluem a partir das habilidades que os mergulhadores adquirem durante os vários Mergulhos de Aventura.

Sugestões Gerais 1. Como em qualquer curso ou programa PADI, a segurança do mergulhador é a sua principal

2.

3.

4.

5.

prioridade quando planejar, organizar e conduzir os Mergulhos de Aventura. Avaliação da preparação do mergulhador — Conforme descrito nos Padrões de Treinamento do Guia de Padrões e Procedimentos Gerais do PADI Instructor Manual, para qualquer curso de educação continuada você avalia as habilidades do aluno mergulhador e o nível de conforto dentro d’água, bem como os conhecimentos de mergulho. Conforme haja necessidade, faça correções nas habilidades e nos conhecimentos do mergulhador antes que o treinamento prossiga. Opções de mergulho — Os mergulhadores começam o treinamento escolhendo os mergulhos, com a sua orientação. Idealmente, você ofereceria todos os Mergulhos de Aventura. Contudo, as diferenças geográficas e a disponibilidade de equipamentos podem limitar o número de mergulhos que você é capaz de conduzir na sua região. Para melhor atender às necessidades dos mergulhadores, forneça opções para mergulhos não oferecidos localmente organizando viagens a outros locais de mergulho. Desenvolvimento de conhecimento — Existem algumas maneiras para os mergulhadores aprenderem as informações necessárias antes de cada Mergulho de Aventura. A primeira é através do PADI eLearning®, do manual ou da Multimedia Adventures in Diving, e então completando a Revisão de Conhecimento. Se o mergulhador não tiver tempo para fazer isso antes do mergulho, a segunda opção é apresentar as informações importantes durante uma preleção pré-mergulho detalhada ou por meio de uma sessão de perguntas e respostas. Em seguida, faça com que o mergulhador complete a Revisão de Conhecimento em algum momento depois do mergulho, antes de você lhe dar o crédito pela conclusão do Mergulho de Aventura. Circunstâncias especiais — Como o manual e o vídeo Adventures in Diving, a Multimedia ou o PADI eLearning não incluem informações sobre o mergulho com ar enriquecido ou sobre fotografia subaquática digital, nem cobrem o material obrigatório para o Mergulho National Técnicas de Ensino 31


Geographic, os alunos mergulhadores adquirem estes conhecimentos de outras maneiras. Isto pode incluir: • Estudo independente usando o Manual PADI Enriched Air Diver e o vídeo, ou o PADI eLearning, e completando a Revisão de Conhecimento. • Estudo independente usando o National Geographic Diver Almanac e o DVD, e completando a Revisão de Conhecimento contida no Almanaque. • Estudo independente usando o Manual Digital Underwater Photographer e completando a Revisão de Conhecimento – Nível Dois – na preparação para a participação no Mergulho Dois que será creditado como um Mergulho de Aventura. 6. Equipamentos especiais — Como muitos dos Mergulhos de Aventura requerem equipamentos especiais, certifique-se de que você, sua equipe e seus alunos mergulhadores tenham os equipamentos necessários para concluir o mergulho. Use uma lista para reunir os equipamentos antes de um mergulho. Mostre aos mergulhadores como prender ou configurar novos equipamentos para manter um perfil hidrodinâmico. Considere organizar kits de Mergulho de Aventura com todos os equipamentos instrucionais que você precisará para o mergulho em questão. Por exemplo, um kit de Mergulho de Aventura Noturno pode conter luzes de superfície/fontes de luz na costa, luzes extras de marcação, lanternas de mergulho reserva, pilhas/baterias extras, uma bússola, etc. 7, Sessões pré-mergulho — Os mergulhadores podem se beneficiar de sessões práticas de treinamento pré-mergulho que lhes permitam praticar o uso de novos itens e experimentar as novas técnicas que eles empregarão em um Mergulho de Aventura. Estas sessões podem incluir ensaios em terra firme, mergulhos em águas confinadas ou uma combinação dos dois. Organize sessões para permitir a descoberta, o máximo de prática, bem como a diversão. Se o tempo e a logística permitirem, ofereça as seguintes sessões (ou sessões similares) para os Mergulhos de Aventura correspondentes: • Assistir slides/vídeos sobre peixes, vida aquática e ecossistemas locais – AWARE – Identificação de Peixes e Naturalista Subaquático • Atar nós e trabalhar com cabos – Mergulho Embarcado, Mergulho Profundo e Mergulhos de Busca e Recuperação • Uso de bússola – Mergulho de Navegação Subaquática e Mergulho de Busca e Recuperação • Uso de saco elevatório – Mergulhos de Busca e Recuperação • Curso de controle de flutuabilidade com obstáculos – Mergulho de Máximo Desempenho em Flutuabilidade • Preparação e uso de veículo propulsor de mergulhador – Mergulho com DPV • Preparação e uso de roupa seca – Mergulho com Roupa Seca • Preparação e uso de lanternas subaquáticas – Mergulho Noturno • Preparação e uso de câmera subaquática – Mergulho de Fotografia Subaquática Digital e Mergulho de Fotografia Subaquática • Preparação e uso de câmera subaquática de vídeo – Mergulho de Vídeo Subaquático • Revisão do uso específico de computador de mergulho – Mergulho em Multinível e com Computador. 8. Escolha do local de mergulho — Escolha pontos que sejam apropriados para os Mergulhos de Aventura em particular e que permitam que todos os requisitos de performance dos mergulhos sejam cumpridos. Quando conduzir vários Mergulhos de Aventura com os alunos, utilize tantos locais diferentes de mergulhos quanto possível. A variedade e a exploração de novos pontos de mergulho sob a sua orientação é uma das razões pelas quais os mergulhadores continuam o treinamento. Escolha pontos de mergulho e condições apropriadas para o nível de habilidade dos alunos mergulhadores. Técnicas de Ensino 32


9. Documentação do treinamento — Documente a conclusão de um Mergulho de Aventura assinando o log book do aluno mergulhador. O Registro de Treinamento de Mergulho de Aventura PADI também pode ser usado para confirmar a conclusão de Mergulhos de Aventura.

Considerações sobre o Sequenciamento Se as condições e outros fatores forem favoráveis, você pode conduzir três Mergulhos de Aventura em um único dia para a obtenção da classificação Adventure Diver. Se um desses mergulhos for o Mergulho de Navegação Subaquática, os Adventure Divers podem então se qualificar para começar o curso Rescue Diver. O agendamento de cinco mergulhos para serem realizados em dois dias, incluindo o Mergulho Profundo e o Mergulho de Navegação Subaquática, permite aos mergulhadores obterem a certificação Advanced Open Water Diver. Você também pode escolher agendar vários Mergulhos de Aventura separadamente ao longo de um mês. Veja o exemplo de cronograma.

Exemplo de Cronograma Mensal de Mergulhos de Aventura

Dom

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Máximo Orientação Desempenho em Mergulho Noturna Flutuabilidade Noturno

Sáb Navegação Subaquática Busca e Recuperação

Mergulho DPV

Mergulho Fotografia Profundo Subaquática Orientação Naturalista Digital Noturna Subaquático Merg. Embarcado

Merg. Profundo

Mergulho em Correnteza

Vídeo Subaquático

AWARE - Ident. de Peixe

Mergulho com Roupa Seca Mergulho Busca e Orientação Noturno Recuperação Noturna

Merg. Multinível e com Computador

Merg. Altitude

Merg. Naufrágio

Merg. Naufrágio

Merg. Noturno

Merg. Profundo Orientação Mergulho com Vídeo Navegação Noturna Roupa Seca Subaquático Subaquática Máximo Desempenho em Flutuabilidade

Merg. Correnteza

AWARE - Ident. de Peixe Mergulho DPV Navegação Orientação Subaquática Noturna Fotografia Subaquática Digital

Merg. Profundo

Merg. Altitude Naturalista Subaquático

Merg. Multinível e com Computador Merg. Embarcado

Técnicas de Ensino 33


TĂŠcnicas de Ensino 34


RECOMENDAÇÕES DE CONDUTA E TÉCNICA PARA OS MERGULHOS DE AVENTURA Primeiramente apresente e demonstre as habilidades, conforme seja apropriado, e em seguida faça com que os alunos mergulhadores as pratiquem até que se sintam confortáveis e atendam aos requisitos de performance.

Mergulho de Aventura: Altitude 1. Explique como realizar cálculos não descompressivos em altitude, forneça instruções sobre

2. 3.

4. 5. 6.

descidas e subidas sobre o controle de flutuabilidade. Reforce a necessidade de se inscreverem em um curso de Especialidade de Mergulho em Altitude. Faça com que os alunos mergulhadores planejem e realizem o Mergulho em Altitude usando as regras e os procedimentos especiais para a Recreational Dive Planner. Quando conduzir este mergulho em altitudes entre 300 e 2400 metros/1000 e 8000 pés, os mergulhadores devem esperar seis horas depois de chegar na altitude antes de mergulhar. Em altitudes entre 2400 e 3000 metros/8000 e 10.000 pés, os mergulhadores devem esperar no mínimo seis horas antes de mergulhar. Devido à natureza do mergulho em altitude, esteja ciente dos problemas potenciais causados pela altitude e pelas temperaturas mais baixas, tal como a hipotermia e a hipoxia. Se os alunos mergulhadores pretenderem dirigir para altitudes ainda mais altas depois do mergulho, tal como cruzar uma passagem sobre montanhas, faça um planejamento levando isso em consideração. Consulte as recomendações sobre voo após o mergulho. Os mergulhadores devem subir a no máximo 9 metros/30 pés por minuto e fazerem uma parada de segurança antes de voltarem à superfície. A profundidade (teórica) da parada de segurança é determinada pela altitude do mergulho.

7. Para o exercício de comparação de profundímetros na profundidade, tenha disponíveis tantos tipos de profundímetros – computadores, profundímetros capilares, diferentes tipos de profundímetros de tubo de bourdon, etc. 8. Faça os mergulhadores checarem a flutuabilidade e ajustarem o lastreamento, especialmente se estiverem usando roupas de exposição mais grossas que o normal ou se não mergulharem regularmente em água doce.

Mergulho de Aventura: AWARE – Identificação de Peixes 1. O Mergulho de Aventura: AWARE – Identificação de Peixes, familiariza os mergulhadores

com as famílias comuns de peixes encontrados na região do mergulho. a. Se os alunos mergulhadores já tiverem uma experiência anterior de observação de peixes, este mergulho pode focar-se na coleta de dados para pesquisa que podem ser enviados a organizações como o projeto REEF Fish Survey. b. Se os alunos mergulhadores tiverem pouca experiência anterior, foque nas técnicas básicas de identificação de peixes.

2. Apresente aos mergulhadores os peixes comuns à região. Mostre fotos ou vídeos das espécies

de peixes que os mergulhadores provavelmente verão e tenha materiais de referência disponíveis para consulta. 3. Incentive os mergulhadores a levarem pranchetas de identificação de peixes/guias de campo, se disponíveis para a região, e tenha esses materiais disponíveis no local do mergulho. Isto permite que os mergulhadores verifiquem rapidamente se suas observações estão corretas. Técnicas de Ensino 35


4. Enfatize a interação responsável com a vida aquática através da manutenção da flutuabilidade neutra, evitando contatos desnecessários, prendendo equipamentos que estejam dependurados e se movimentando lentamente para minimizar perturbações à vida aquática. 5. Peça aos assistentes certificados para ajudarem os mergulhadores a encontrarem peixes em particular, a identificá-los, bem como apontarem comportamentos e interações singulares.

Mergulho de Aventura: Embarcado 1. As embarcações usadas para conduzir este mergulho podem variar de pequenos botes infláveis

2.

3. 4.

5.

até grandes embarcações fretadas de “live-aboard”. Quando possível, mergulhe a partir de um tipo de embarcação que os mergulhadores provavelmente mergulharão novamente no futuro. Oriente os alunos mergulhadores sobre a embarcação e discuta a conduta apropriada para o mergulho embarcado, a terminologia comum usada nas embarcações, os tipos de entrada e saída específicos do mergulho embarcado, as leis locais para o mergulho embarcado (incluindo as regras de amarração/ancoragem) e uma visão geral dos equipamentos de segurança e de emergência da embarcação. Seja sensível a possíveis problemas dos mergulhadores relacionados ao enjoo. Se for apropriado e permitido na embarcação, familiarize os mergulhadores com as tarefas básicas em embarcações — amarração de cabos ou de âncoras, uso do rádio, assistência para o atracamento, amarração da bandeira de mergulho, etc., sem interferir ou participar das funções da tripulação. Quando possível, faça com que os alunos mergulhadores realizem a parada de segurança em um cabo esticado por um lastro ou em uma barra suspensa a partir da embarcação, ou então no cabo de âncora/poita.

Mergulho de Aventura: Profundo 1. Se você não tiver alguma experiência de mergulho recente com um determinado mergulha-

dor, na preparação para o mergulho avalie de modo geral os conhecimentos do mergulhador e, antes de descer até a profundidade em águas abertas, avalie o mergulhador dentro d’água quanto às habilidades necessárias para completar o Mergulho Profundo. Esta avaliação pode incluir a verificação do controle de flutuabilidade do mergulhador, a familiaridade dele como os equipamentos de mergulho, tal como ser capaz de localizar os instrumentos e compreender a leitura (MS, computador de mergulho, profundímetro, cronômetro) e a habilidade de se comunicar claramente embaixo d’água. Você pode conduzir esta pré-avaliação como uma sessão separada em águas confinadas ou no início do Mergulho Profundo, contanto que você avalie o mergulhador antes de levá-lo para águas profundas. 2. Supervisione diretamente os alunos mergulhadores na proporção máxima de 8:1. Não aumente esta proporção com o uso de assistentes certificados. Se as condições afetarem a sua capacidade de observar e de reagir diretamente a problemas com mergulhadores, reduza a proporção. Posicione-se de forma que você ou um assistente certificado possam fazer contato físico com os alunos e prestar-lhes auxílio. Observe continuamente os mergulhadores, fazendo somente interrupções periódicas breves e necessárias para liderar o mergulho e para prestar assistência a qualquer um dos mergulhadores. 3. Conduza o mergulho entre 18 e 30 metros/60 e 100 pés de profundidade. A profundidade máxima para Junior Divers (com idades entre 12 e 14 anos) é de 21 metros/70 pés. 4. Use o bom julgamento na escolha dos pontos de mergulho que sejam apropriados e propícios ao cumprimento dos requisitos do mergulho, e que sejam adequados aos níveis de habilidade e de conforto dos seus alunos mergulhadores. De modo similar, certifique-se de que a profundidade escolhida seja apropriada – há pouco benefício em se conduzir um mergulho profundo em profundidades que inibam o aprendizado ou o conforto do mergulhador sob as condições prevalecentes. Técnicas de Ensino 36


5. Faça com que os mergulhadores planejem o mergulho usando a Recreational Dive Planner ou computadores de mergulho, e conduza o mergulho dentro dos limites planejados. 6. Peça para os mergulhadores prepararem bóias de superfície, cabos de referência e equipamentos de respiração para descompressão de emergência (caso seja apropriado). 7. Devido à natureza do mergulho profundo, esteja ciente e preparado para reagir rapidamente a problemas em potencial, tais como hipotermia, narcose por nitrogênio, controle de flutuabilidade em águas profundas, ansiedade e estresse do mergulhador. 8. Peça para assistentes certificados ajudarem nas atividades dentro d’água. Por exemplo, um assistente pode acompanhar a primeira dupla de mergulhadores descendo pelo cabo de referência e organizar o grupo conforme as outras duplas descem. Outro assistente pode permanecer na embarcação/costa para administrar os procedimentos de entrada e saída dos mergulhadores e para auxiliar os alunos mergulhadores. 9. Sempre que possível, desça e suba usando um cabo de referência como orientação visual ou tátil para ajudar no controle. Isto também pode ajudar a diminuir a ansiedade dos mergulhadores quando estão em meia água. 10. Para o exercício de comparação de profundímetros, tenha disponíveis tantos tipos de profundímetros quanto for possível – computadores, profundímetros capilares, diferentes tipos de profundímetros de tubo de bourdon, etc. 11. Para o exercício de comparação de mudanças de cor, use um objeto vermelho, laranja, rosa ou amarelo para que a mudança da cor entre a superfície e o fundo fique evidente. 12. Quando possível, faça a parada de segurança em um cabo esticado por um lastro ou em uma barra suspensa a partir da embarcação, ou então em um cabo de âncora/amarração. Reforce a importância de uma subida lenta até a parada, seguida de um retorno lento até a superfície. Lembre-os de escutarem por sons de embarcações (se aplicável) e para olharem para cima à procura de obstáculos antes de emergirem à superfície.

Mergulho de Aventura: Fotografia Subaquática Digital 1. Somente os Instrutores de Especialidade PADI Digital Underwater Photographer podem

2.

3. 4. 5. 6. 7. 8. 9.

conduzir este mergulho. Para receberem crédito para este Mergulho de Aventura, faça com que os mergulhadores completem o Nível Dois e que recebam a certificação Digital Underwater Photographer. Um divemaster ou um assistant instructor (que sejam Instrutores de Especialidade PADI Digital Underwater Photoghapher) podem conduzir o mergulho do Nível Dois sob a direção de um instrutor com essa classificação de instrutor de especialidade. Conduza o Workshop de Rotina da Fotografia Digital após o mergulho. Antes do mergulho, estimule os mergulhadores fornecendo amostras de fotografias. Peça-lhes para que tentem tirar fotografias similares no que diz respeito à iluminação, ângulo, foco, etc. Oriente os mergulhadores sobre tipos específicos de montagem, vedação e teste de câmeras. Tenha assistentes certificados ajudando com as atividades que ocorrem antes e após os mergulhos. Os assistentes podem auxiliar com a preparação das câmeras, podem servir como assunto a ser fotografado e supervisionar as entradas e saídas de mergulhadores. Permaneça em águas rasas, tanto por causa da luminosidade quanto pelo tempo de mergulho. Os mergulhadores aprenderão mais se puderem tirar 60 fotos em profundidades rasas do que se mergulharem fundo e somente tiverem tempo para capturar 10 fotos. Mergulhe em águas que sejam o mais transparente possível. Ajude os mergulhadores a ajustarem suas técnicas fotográficas às condições encontradas. Escolha um ponto de mergulho interessante e com uma variedade de vida aquática e assuntos para serem fotografados. Enfatize as práticas seguras de mergulho. Advirta os mergulhadores para evitarem se envolver Técnicas de Ensino 37


tanto com a atividade a ponto de esquecerem as práticas seguras de mergulho (como ficar perto do dupla, monitoração suprimento de ar e da profundidade, etc.). 10. Ensine técnicas fotográficas ambientalmente corretas. Lembre os mergulhadores de manterem a consciência ambiental e um bom controle da flutuabilidade a fim de evitarem danificar a vida aquática. Seja você um exemplo de conduta. Siga e compartilhe as “10 Dicas para Fotógrafos Subaquáticos”, do Project AWARE.

Mergulho de Aventura: Veículo Propulsor de Mergulhador (DVP) 1. Oriente os mergulhadores sobre tipos específicos de montagem, vedação e teste de DPVs.

2. 3. 4. 5. 6.

Peça para os mergulhadores prepararem seus DPVs e para determinarem os pontos de retorno sob a sua orientação. Escolha um ponto de mergulho com um fundo relativamente plano que ofereça um contorno suave para ser seguido e que ajude os mergulhadores a evitarem subidas e descida rápidas. Envolva os mergulhadores nas atividades de planejamento de mergulho. Discuta as técnicas de entrada e de saída com um DPV. Demonstre as habilidades e então supervisione a prática de: curso reto e estável, ajuste da profundidade, curvas de pivô/barreira, estacionar e procedimentos para falha do veículo. Advirta os mergulhadores sobre descidas e subidas rápidas com um DPV. Os mergulhadores podem fazer descidas/subidas normais (sem o auxílio do DPV) neste mergulho. Tenha assistentes certificados ajudando com as atividades que ocorrem antes e após os mergulhos. Os assistentes podem ajudar na preparação dos veículos e na supervisão da entrada e saída dos alunos mergulhadores.

Mergulho de Aventura: Correnteza 1. Considere fazer um mergulho embarcado porque esta é a opção mais fácil e comum para o

mergulho em correnteza. 2. Revise os procedimentos para entradas e saídas no mergulho em correnteza, bem com as técnicas de subida e de descida. Enfatize o contato com o dupla e a flutuabilidade neutra por todo o mergulho. 3. Mergulhe com uma boia e cabo bastante visíveis, quando for apropriado para o tipo de ambiente. A boia permite que os condutores de embarcações vejam a localização do grupo e o cabo é uma referência para os mergulhadores durante descidas, subidas e paradas de segurança. 4. Tenha assistentes disponíveis para ajudar na supervisão dos mergulhadores. Encarregue um assistente para lidar com a boia e o cabo de mergulho.

Mergulho de Aventura: Roupa Seca 1. Faça uma orientação em águas confinadas para os mergulhadores que estão usando uma

2. 3. 4. 5.

roupa seca pela primeira vez, antes de conduzir o mergulho em águas abertas. Foque em como usar a roupa seca e em como ajustar a flutuabilidade. Acompanhe os alunos mergulhadores numa proporção máxima de 8:1. Um assistente certificado pode acompanhar os mergulhadores na proporção máxima de 4:1. Os mergulhadores devem vestir CEs. Peça para os mergulhadores se familiarizarem quanto ao sistema de roupa seca dos seus duplas (especificamente, saber como adicionar ou liberar o ar). Baseie a escolha da roupa de baixo de acordo com a temperatura da água. Avalie a roupa de baixo dos mergulhadores para certificar-se de que a proteção térmica seja apropriada.

Técnicas de Ensino 38


6. Enfatize o lastreamento apropriado, reforçando a capacidade de se fazer uma parada de segurança aos 5 metros/15 pés ao final do mergulho. 7. Faça com que os mergulhadores utilizem seus CEs para ajustar a flutuabilidade neutra e fazerem o ajuste fino da flutuabilidade por meio do controle respiratório. 8. Aconselhe os mergulhadores sobre como prevenir o barotrauma de roupa seca durante a descida e lembre-os de ajustarem o volume de ar dentro a roupa para controlar a flutuabilidade e se sentirem confortáveis. 9. Para a habilidade de remoção e recolocação da unidade scuba e do sistema de lastro na superfície, explique-lhes que é mais fácil fazer isso se deixarem o mínimo de ar dentro da roupa seca.

Mergulho de Aventura: Ar Enriquecido 1. Somente os Instrutores de Especialidade PADI Enriched Air Diver podem conduzir este

2. 3. 4. 5. 6.

7.

8.

mergulho. Os alunos mergulhadores devem ter pelo menos 15 anos de idade. Se antes do mergulho os mergulhadores ainda não tiverem completado a Revisão de Conhecimento do Mergulho com Ar Enriquecido ou o Enriched Air Diver Course Online através do PADI eLearning®, apresente a preleção Enriched Air Dive Today. Faça com que os mergulhadores concluam a Aplicação Prática 1 do curso Enriched Air Diver antes do mergulho. Isto pode fazer parte da preleção e da preparação pré-mergulho. Limite o mergulho a no máximo 30 metros/100 pés de profundidade ou a uma PO2 de 1.4 ata para a mistura – a que for mais rasa. Limite a 40 por cento o conteúdo máximo permitido de oxigênio no ar enriquecido. Os mergulhadores usando computadores somente para ar estão restritos a um conteúdo máximo de oxigênio permitido de 32 por cento e a uma profundidade máxima de 30 metros/100 pés (ou mais rasa se um limite mais raso se aplicar), e 160 minutos de tempo total de mergulho por dia. Observe os alunos mergulhadores enquanto eles ajustam seus computadores e confirme se os ajustes estão corretos. Você pode então supervisionar indiretamente o mergulho. Você também pode supervisionar indiretamente os mergulhadores que tenham concluído com sucesso as Seções de Desenvolvimento de Conhecimento do Mergulho com Ar Enriquecido e o exame final do curso Enriched Air Diver, ou o Enriched Air Diver Course Online. Sempre que possível, faça com que as duplas de mergulhadores utilizem a mesma mistura de ar enriquecido, o que dá a cada mergulhador aproximadamente os mesmos limites. Enfatize para que sigam os limites mais conservadores e para que monitorem cuidadosamente a profundidade, o tempo e o consumo de gás.

Mergulho de Aventura: Multinível e Computador 1. Faça com que os mergulhadores planejem um mergulho de dois níveis e que calculem os

limites não descompressivos máximos usando a eRDPML. 2. Os mergulhadores podem usar computadores de mergulho para monitorar o mergulho. Incentive-os a compararem os cálculos da eRDPML com o perfil permitido pelos seus computadores. 3. Os dois níveis de profundidade recomendados são 18 metros/60 pés e 12 metros/40 pés. Se os mergulhadores já tiverem experiência com mergulho profundo, você pode planejar mergulhos mais profundos do que 18 metros/60 pés. 4. Escolha um ponto de mergulho com uma topografia de fundo que tenha dois níveis de profundidade apropriados. O ponto de mergulho deve permitir aos mergulhadores permanecerem acima dos níveis de profundidade planejados, ao mesmo tempo em que ofereça algo para ser observado e explorado.

Técnicas de Ensino 39


Mergulho de Aventura: National Geographic 1. Somente os instrutores ensinando em PADI National Geographic Dive Centers podem con-

duzir este mergulho. 2. Considere agendar um mergulho em águas confinadas para permitir que os mergulhadores pratiquem as habilidades de flutuabilidade e se preparem melhor para o mergulho de aventura em águas abertas. 3. Se possível, escolha um ponto de mergulho que seja familiar aos mergulhadores e que permita entradas/saídas fáceis para a realização de ajustes de lastreamento. 4. Com bastante antecedência, decida que aspectos do ponto de mergulho serão focados no Projeto de Exploração e que mídia os mergulhadores utilizarão para criar o projeto final. Incentive os mergulhadores a reunirem antecipadamente o máximo de informações possíveis para ajudá-los a identificar animais, plantas e características enquanto estiverem embaixo d’água. 5. Organize os equipamentos necessários para completar o Projeto de Exploração (pranchetas, dispositivos de medição, câmeras, cabos, boias de marcação, termômetros, etc.). 6. Faça com que os mergulhadores estimem a quantidade de lastro necessária para o mergulho e que chequem a flutuabilidade. Enfatize o posicionamento e a distribuição correta dos lastros. 7. Para o exercício de levitação, enfatize o uso do controle respiratório para fazerem pequenos ajustes de profundidade. 8. Para a levitação na posição horizontal, lembre os alunos de manterem as mãos próximas do corpo e para apontarem as nadadeiras para trás a fim de controlar melhor a posição das pernas. 9. Para a levitação com os pés ligeiramente elevados, os mergulhadores devem fazer com que qualquer resquício de ar no topo do CE vá para o fundo do CE. Para conseguirem isso, faça os mergulhadores realizarem pernadas suaves de cima para baixo a fim de ficarem com o corpo numa posição com a cabeça mais baixa que os pés. 10. Para levitarem com a cabeça ligeiramente elevada, oriente os mergulhadores a arquearem ligeiramente as costas para trás para manterem o peito alto, e para apontarem as nadadeiras para trás a fim de obterem um controle melhor. Discuta sobre locais onde cada técnica de levitação possa ser útil. 11. Consulte o PADI National Geographic Diver Instructor Guide para dicas e sugestões adicionais.

Mergulho de Aventura: Noturno 1. Conduza este mergulho em qualquer horário entre o pôr do sol e o nascer do sol. Em algu-

2. 3. 4. 5.

mas regiões, em épocas do ano em que o sol não se põe, conduza o mergulho durante o período mais escuro possível. Supervisione diretamente os mergulhadores numa proporção máxima de 8:1 ou tenha um assistente certificado supervisionando os mergulhadores numa proporção máxima de 4:1. A profundidade máxima recomendada para o mergulho é de 18 metros/60 pés. Cada aluno mergulhador deve ter uma lanterna subaquática e um apito. Uma lanterna de reserva e luzes de marcação/bastões de luz química também são recomendados para cada mergulhador. Para ajudar a diminuir a ansiedade e ajudar na navegação, sempre que possível mergulhe em um ponto que os mergulhadores já tenham explorado durante o dia. Envolva os alunos mergulhadores nas atividades de planejamento do mergulho e faça-os ajudarem no posicionamento de luzes de superfície na costa ou na embarcação e de luzes para orientação embaixo d’água (bastões de luz química, estrobos, etc.).

Técnicas de Ensino 40


6. Devido à natureza do mergulho noturno, preste bastante atenção na preparação dos equipamentos e nos sinais de ansiedade e estresse dos mergulhadores. Esteja preparado para reagir rapidamente. 7. Peça para os mergulhadores notarem como o ambiente noturno afeta o comportamento dos organismos aquáticos e para procurarem por fenômenos que não são vistos durante o dia. 8. Se possível, utilize um cabo de referência para orientação tátil ou visual. Lembre os mergulhadores para apontarem as lanternas para baixo, tomarem cuidado com o fundo e usarem técnicas que evitem a agitação de sedimentos (controle de flutuabilidade e dos movimentos das nadadeiras).

Mergulho de Aventura: Máximo Desempenho em Flutuabilidade 1. Como as mudanças na flutuabilidade são mais aparentes em profundidades mais rasas, a pro-

2.

3. 4. 5. 6. 7.

fundidade recomendada para o Mergulho de Máximo Desempenho em Flutuabilidade é de 9 a 12 metros/30 a 40 pés, pois dá aos alunos mergulhadores uma prática intensa no ajuste da flutuabilidade. Escolha um ponto de mergulho que permita entradas/saídas fáceis para a realização de ajustes no lastreamento. Mergulhar a partir de um barco ou próximo de uma doca, pier ou plataforma flutuante é conveniente para os mergulhadores que estão testando diferentes opções de lastreamento. Tenha à disposição uma variedade de sistemas de lastro, acessórios relacionados à flutuabilidade e CEs para os mergulhadores experimentarem. Enfatize o posicionamento correto do lastro, a distribuição, o ajuste, como prendê-lo, liberá-lo e soltá-lo numa emergência. Usando como referência as “Recomendações Básicas de Lastro” da PADI contidas no manual Adventures in Diving, peça para os alunos estimarem a quantidade de lastro necessária para o mergulho. Oriente os mergulhadores a visualizarem a obtenção do controle da flutuabilidade enquanto mergulham. Enfatize o controle respiratório para a realização de pequenos ajustes na profundidade e incentive os mergulhadores a praticarem a levitação em diferentes posições. Enfatize a importância do controle da flutuabilidade para proteger o ambiente e incorpore jogos de flutuabilidade para tornar o mergulho divertido. Por exemplo, nadar em meia água passando por objetos presos ao fundo com lastros, sem tocar nesses obstáculos. Praticar empurrar o corpo para trás usando apenas um dedo, sem perturbar a vida aquática. Praticar avanços e recuos de posição usando movimentos mínimos das mãos e nadadeiras.

Mergulho de Aventura: Busca e Recuperação 1. A profundidade recomendada para o mergulho é de 6 a 9 metros/20 a 30 pés.

2. A preparação dos equipamentos e o planejamento antecipado são importantes para este mergulho. Tenha objetos disponíveis para serem recuperados e saiba onde você irá colocá-los dentro da área de busca estabelecida. 3. Na costa ou na embarcação, faça os alunos mergulhadores: • Realizarem uma caminhada em padrão de busca circular/com cabo – designe um mergulhador para ser o “eixo”e outro para realizar a busca. • Realizarem uma caminhada em padrão de busca em “U”. Faça os mergulhadores determinarem o tempo/número de ciclos de pernadas aproximado para completarem os diferentes trechos – designe um mergulhador para ser o “navegador”e outro para realizar a busca. • Praticar a amarração dos seguintes nós: lais de guia, nó de marinheiro e nó de escota. • Praticar a amarração de um objeto similar ao que será recuperado embaixo d’água. Técnicas de Ensino 41


4. Para a primeira habilidade, posicione pequenos objetos que possam ser trazidos na mão

5.

6.

7.

8.

9.

para a superfície (moedas, óculos de sol, utensílios de cozinha, etc. – o tamanho dos objetos dependerá da visibilidade). Para a segunda habilidade, posicione um objeto maior e mais pesado (aproximadamente 10 kg/25 lbs) para ser suspenso por um saco elevatório (balde cheio de areia/sedimentos, tijolo, bloco de concreto, pequena âncora de barco, cinto de lastro, peças de motor, etc.). Posicione os objetos pequenos e grandes antes dos mergulhadores chegarem no ponto de mergulho, ou peça para os assistentes posicioná-los embaixo d’água enquanto os mergulhadores se preparam para o mergulho. Peça para os assistentes certificados ajudarem nas atividades pré-mergulho e pós-mergulho, supervisionarem as duplas de mergulhadores durante os padrões de busca e enquanto os mergulhadores estiverem amarrando e suspendendo objetos no fundo. Os assistentes também podem ajudar a recuperar objetos não localizados pelos mergulhadores, evitando assim deixar detritos no fundo. Faça as duplas de mergulhadores procurarem e recuperarem um pequeno objeto que tenha sido posicionado em uma área predeterminada de aproximadamente 15 x 15 metros/50 x 50 pés. Faça as duplas demarcarem a área de busca com boias e iniciarem um padrão de busca circular/com cabo pelo objeto pequeno. Faça as duplas de mergulhadores procurarem e recuperarem o objeto maior e mais pesado que tenha sido posicionado em uma área predeterminada de aproximadamente 30 x 30 metros/100 x 100 pés. Faça as duplas demarcarem a área com boias e iniciarem um padrão de busca em “U” pelo objeto. Assim que o objeto for localizado, as duplas prendem nele uma boia de marcação. Em algumas situações é vantajoso avaliar o desempenho dos mergulhadores a partir da superfície dando para cada dupla de mergulhadores uma boia e um cabo (de cores diferentes para cada dupla) para que sejam rebocados durante a execução do padrão de busca (pequenas garrafas plásticas pintadas funcionam bem). Observe as boias conforme as duplas realizam os padrões de busca. Faça com que cada aluno mergulhador pratique a amarração do saco elevatório, usando os nós que eles praticaram e trazendo o objeto até a superfície.

Mergulho de Aventura: Naturalista Subaquático 1. Incentive os alunos mergulhadores a se prepararem para o mergulho pesquisando materiais

2.

3. 4. 5.

de referência disponíveis para o ambiente local. Peça para os mergulhadores levarem consigo pranchetas de identificação de vida aquática, se disponívies para a região, ou para fazerem rascunhos sobre o que virem embaixo d’água para identificação posterior. Lembre os mergulhadores de interagirem de modo responsável com a vida aquática através da observação passiva, de controlarem a flutuabilidade e não tocarem o fundo, de prenderem mangueiras dependuradas do equipamento e de se moverem lentamente a fim de minimizar distúrbios no ambiente. Peça aos assistentes certificados para ajudarem os mergulhadores a encontrarem e identificarem organismos, apontarem comportamentos singulares e chamarem a atenção dos mergulhadores para interações interessantes. Peça para os mergulhadores localizarem e identificarem pelo menos duas plantas aquáticas (em água doce, apenas uma). As plantas podem ser algas ou angiospermas. Peça aos mergulhadores para localizarem, identificarem e observarem pelo menos quatro organismos aquáticos invertebrados (em água doce, apenas um), tais como esponjas, corais, anêmonas, águas-vivas, vermes segmentados, serpentes aquáticas, mariscos, polvos, lulas, lagostas, caranguejos, camarões, lagostins de água doce, estrelas do mar, ouriços, pepinos do mar, ofiuros e hidras.

Técnicas de Ensino 42


6. Peça-lhes para localizarem, identificarem e observarem pelo menos cinco organismos aquáticos vertebrados (em água doce, apenas dois), tais como peixes (ex: tubarões ou arraias), répteis (ex: tartarugas), anfíbios (ex: sapos) ou mamíferos (ex: focas ou peixes-boi).

Mergulho de Aventura: Navegação Subaquática 1. A profundidade recomendada para o mergulho é de 6 a 9 metros/20 a 30 pés.

2. Peça aos assistentes certificados para configurarem o curso medindo 30 metros/100 pés e outras boias de navegação, conforme necessário. Eles também podem ajudar nas atividades pré e pósmergulho, e supervisionar as duplas de mergulhadores durante as habilidades de navegação. 3. Revise com os mergulhadores como segurar a bússola, estabelecer um curso/curso recíproco, operar o bezel e manter a bússola nivelada enquanto nadam. 4. Faça os mergulhadores praticarem o uso da bússola e os padrões de navegação caminhando pela costa (ou pelo deck da embarcação) – curso em linha reta e seu recíproco, e o padrão quadrado. 5. Em algumas situações é vantajoso avaliar o desempenho dos mergulhadores a partir da superfície dando para cada dupla de mergulhadores uma boia e um cabo (de cores diferentes para cada dupla) para que sejam rebocados (pequenas garrafas plásticas pintadas funcionam bem). Observe as boias conforme as duplas realizam os padrões de busca. Um assistente certificado pode acompanhar cada dupla de mergulhadores. 6. Para a estimativa de distância, peça para as duplas de mergulhadores começarem em uma das extremidades do curso e para nadarem num ritmo normal e relaxado até a outra extremidade enquanto contam o número de ciclos de pernadas necessário para cobrir a distância. Eles devem anotar a contagem. Conforme eles retornam, faça com que cronometrem o tempo decorrido necessário para cobrir a distância e que anotem o tempo na prancheta. 7. Para a navegação natural, marque um local com uma boia posicionada a cerca de 30 a 90 metros/100 a 300 pés de distância do ponto de partida. Peça a um dos integrantes da dupla para controlar a distância o para o outro anotar e registrar características topográficas significativas para serem usadas como referência. Após chegarem no local estabelecido, as duplas retornam para o ponto de partida – emergindo à superfície somente se necessário para se orientarem. 8. Para a navegação com bússola, marque um local com uma boia posicionada a cerca de 30 a 90 metros/100 a 300 pés de distância do ponto de partida. Peça para o mergulhador que fará a navegação para marcar com a bússola o curso até a bóia de superfície. O outro mergulhador será responsável por controlar a distância. Faça as duplas de mergulhadores descerem e seguirem o curso da bússola pela distância predeterminada. Sem voltarem à superfície, faça com que o navegador calcule um curso recíproco e que navegue de volta para o ponto de partida. Se a dupla estiver dentro de 6 metros/20 pés do ponto de partida, peça para inverterem aos papéis e repetirem o exercício. Caso contrário, repita o exercício até que os mergulhadores cumpram o requisito de performance. 10. Para a navegação em quadrado, oriente as duplas para nadarem numa direção predeterminada por uma distância de aproximadamente 30 metros/100 pés. Um aluno mergulhador navega com a bússola e o outro estima a distância. Dependendo da topografia e do fundo, é aceitável navegar num padrão retangular. No final de cada trecho, faça os mergulhadores girarem 90° para a direita e nadarem outro trecho de 30 metros/100 pés. Se depois de três giros de 90° a dupla estiver dentro de 8 metros/25 pés do ponto de partida, peça para que troquem de papéis e que repitam o exercício. Caso contrário, repita o exercício até que todos os mergulhadores cumpram o requisito de performance. 11. Para aumentar o desafio e acrescentar alguma diversão, forneça incentivos para uma navegação precisa e ofereça reconhecimento para os mergulhadores que retornarem mais perto dos pontos de saída sem precisarem voltar à superfície. 12. Enfatize o perfil hidrodinâmico, o correto posicionamento do corpo e a manutenção da flutuabilidade neutra. Técnicas de Ensino 43


Mergulho de Aventura: Fotografia Subaquática 1. Como existem muitos tipos diferentes de câmeras subaquáticas, a maneira de organizar e de

2.

3. 4.

5.

6.

conduzir este mergulho dependerá dos equipamentos que os alunos mergulhadores tiverem – câmeras com caixa estanque, câmeras anfíbias, câmeras submergíveis, etc. Um mergulho de macrofotografia pode ser a melhor escolha por ser mais fácil para os iniciantes. Já que algumas câmeras não são adequadas para a macrofotografia, há dois conjuntos de requisitos de performance. Escolha o que seja adequado aos equipamentos de câmera que serão usados. Forneça aos mergulhadores uma lista curta de assuntos a serem fotografados. Faça uma descrição das fotos ou mostre-lhes exemplos reais de fotografias que você gostaria que eles capturassem. Evite sobrecarregar os mergulhadores com muitas tarefas embaixo d’água. Peça para assistentes certificados ajudarem os mergulhadores a prepararem seus sistemas de fotografia para o mergulho, direcionar flashes subaquáticos, ajustar as estimativas de exposição, ajustar o controle do foco e a encontrar assuntos para fotografar. Eles também podem ajudar nas atividades gerais de pré e pós-mergulho, além de fornecerem uma supervisão adicional. Ensine técnicas fotográficas ambientalmente corretas. Siga e compartilhe as “10 Dicas para Fotógrafos Subaquáticos”, do Project AWARE. Lembretes — não prender a respiração enquanto tirar fotos; evitar danificar acidentalmente o ambiente aquático; manter o controle da flutuabilidade e manter-se atento ao dupla e aos arredores. O mais rápido possível depois do mergulho, veja as fotos e forneça sugestões construtivas para melhores resultados.

Mergulho de Aventura: Vídeo Subaquático 1. Ajude os alunos mergulhadores a montarem os sistemas de vídeo e demonstre como realizar

2.

3. 4.

5.

6.

7.

uma checagem pré-mergulho dos sistemas. Peça para assistentes certificados ajudarem os alunos mergulhadores a se prepararem para o mergulho e a encontrarem ou atuarem como assunto embaixo d’água. Eles também podem ajudar nas atividades gerais de pré e pós-mergulho, além de fornecerem uma supervisão adicional. Sempre que possível, mergulhe em águas rasas para aumentar o tempo de mergulho e para aproveitar a luz disponível para a captura de imagens. Forneça aos alunos mergulhadores uma lista curta de tomadas de cenas para captura embaixo d’água. Descreva o que você espera que eles realizem ou mostre-lhes exemplos de imagens que você gostaria que eles capturassem. Evite sobrecarregar os mergulhadores com muitas tarefas embaixo d’água. Oriente os alunos mergulhadores sobre o seguinte – capturar imagens em vídeo com o corpo na vertical, sentados, ajoelhados, deitados e nadando. Pratique como segurar a câmera estabilizada, permanecendo perto dos assuntos usando ângulos ascendentes, realizando tomadas de cenas de cinco a doze segundos e mantendo movimentos de câmera bem lentos e estáveis. Ensine técnicas ambientalmente corretas de captura de imagens. Siga e compartilhe as “10 Dicas para Fotógrafos Subaquáticos”, do Project AWARE. Lembretes — não prender a respiração enquanto capturar imagens; evitar danificar acidentalmente o ambiente aquático; manter o controle da flutuabilidade e manter-se atento ao dupla e aos arredores. Peça para os alunos mergulhadores checarem frequentemente a profundidade, o tempo, o suprimento de ar e a localização enquanto mantêm a flutuabilidade adequada.

8. O mais rápido possível depois do mergulho, veja as imagens capturadas em vídeo e forneça sugestões construtivas para melhores resultados. Técnicas de Ensino 44


Mergulho de Aventura: Naufrágio 1. Supervisione diretamente os mergulhadores numa proporção máxima de 8:1 ou tenha um

assistente certificado supervisionando os mergulhadores numa proporção máxima de 4:1. 2. A penetração em naufrágio não é permitida neste mergulho. 3. Forneça informações aos mergulhadores sobre o passado do naufrágio (data de afundamento, utilidade, significado histórico, etc.). Discuta o tamanho, a estrutura, características interessantes do naufrágio, a profundidade, perigos potenciais e como evitá-los. 4. Discuta as leis locais que se aplicam ao mergulho em naufrágio. 5. Forneça uma visão geral do exterior do naufrágio. Leve os mergulhadores em um passeio que lhes permita praticar as técnicas básicas do mergulho em naufrágio. Supervisione-os enquanto exploram e navegam pelo naufrágio.

Técnicas de Ensino 45


TĂŠcnicas de Ensino 46


Curso Rescue Diver Recomendações de Conduta e Habilidades VISÃO GERAL O curso PADI Rescue Diver é um importante passo na expansão dos conhecimentos e da experiência de um mergulhador. Os mergulhadores de resgate aprendem a olhar além de si mesmos e a levar em consideração a segurança e o bem-estar dos outros mergulhadores. É por isso que a certificação PADI Rescue Diver é um pré-requisito para todos os treinamentos PADI de nível de liderança. O treinamento Rescue Diver desenvolve as habilidades de prevenção básica de problemas e de gerenciamento de acidentes que os mergulhadores aprendem ao iniciarem o curso PADI Open Water Diver. No nível de Rescue Diver, os mergulhadores estão prontos para aprender a lidar com emergências mais complexas de mergulho e para aplicar técnicas de intervenção direta para auxiliar outras pessoas em emergências. Por sua própria natureza, este curso exige dedicação por parte dos participantes, sendo bastante realístico na maneira como é conduzido, em seu conteúdo e em sua abordagem. Embora o contexto desse tipo de treinamento de resgate seja sério, o curso deve proporcionar um desafio que ao mesmo tempo seja agradável e que ajude a construir a confiança do participante. O curso PADI Rescue Diver foca no conceito de que raramente há apenas uma maneira de cumprir uma tarefa. Não existe apenas um jeito “correto” de ajudar alguém em necessidade, mas ao invés disso existem muitas variáveis e recursos que os resgatadores levam em consideração e utilizam, dependendo da cena da emergência. O curso têm uma abordagem flexível e conceitual sobre o resgate — por exemplo, o tamanho e a força relativa de um resgatador, bem como os fatores ambientais, podem ditar ou influenciar quais técnicas de resgate serão mais eficientes. Os exercícios e as simulações de resgate desenvolvem as habilidades básicas e incentivam os mergulhadores a experimentarem, aprenderem a tirar proveito de seus pontos fortes, reconhecerem suas limitações e levarem isto em consideração quando se depararem com situações de emergência. Os participantes aprendem primeiro a pensar sobre as opções disponíveis para lidar com uma emergência e então a agir utilizando o que avaliaram ser o melhor método para a situação.

Sugestões Gerais 1. Como em qualquer curso ou programa PADI, a segurança do mergulhador é a sua principal prioridade quando planejar, organizar e conduzir o treinamento de resgate. 2. Embora todos os exercícios e simulações de resgate sejam conduzidos em águas abertas, considere conduzir o treinamento inicial em águas confinadas para o desenvolvimento das habilidades básicas. Quando conduzir os exercícios de resgate em águas abertas, certifique-se de que correntezas, ondas, bem como a temperatura e a visibilidade da água não compliquem nem interfiram no aprendizado das habilidades básicas. À medida que o curso avança, você pode expor os alunos mergulhadores a condições mais desafiadoras. 3. Use uma variedade de locais de treinamento para representar os diferentes tipos de ambientes encontrados na região. Por exemplo, se o mergulho embarcado é bastante popular, conduza pelo menos uma sessão a partir de uma embarcação. 4. Você pode começar o curso dentro d’água com a prática das habilidades de autorresgate, antes do desenvolvimento de conhecimento. Prossiga para os Exercícios de Resgate 1 e 2, conforme apropriado, instruindo os alunos mergulhadores sobre as informações que eles encontrarão no Manual e no Vídeo PADI Rescue Diver. Esta abordagem aumenta a motivação de aprender, de concluir o estudo independente e de se divertir. Técnicas de Ensino 47


5. Como os resgates exigem a aplicação de conhecimentos e de habilidades motoras em situações imprevisíveis da vida real, enfatize que é preciso parar e pensar antes de agir. Incentive o uso de técnicas variadas, conforme seja necessário para acomodar os pontos fortes e fraquezas individuais. 6. Enquanto a prática das habilidades avança, adicione outras variáveis, tais como mudanças nos equipamentos (por exemplo, adicione luvas e capuzes ou mergulhadores em pânico de diferentes portes físicos, etc.). Estas mudanças não devem sobrecarregar os mergulhadores, mas sim desenvolver gradativamente suas habilidades, ensinando-os a se adaptarem. Não é necessário avisar-lhes sobre estas variações – simplesmente as adicione à medida que os mergulhadores forem mostrando domínio das habilidades. Isto ensina os mergulhadores a analisar e a pensar sobre a situação antes de agir. 7. Explique aos mergulhadores o valor de ser uma boa “vítima”. Um resgate bem-sucedido geralmente depende da habilidade do resgatador de identificar as características e distinguir entre um mergulhador que esteja cansado, ferido, estressado, em pânico ou inconsciente. A melhor maneira de os resgatadores compreenderem as diferenças, semelhanças e riscos enfrentados pelos mergulhadores em necessidade é fazer com que atuem no papel de “vítima” durante as sessões de treinamento. 8. Os exercícios e as simulações de resgate requerem que os mergulhadores utilizem diferentes tipos de equipamentos de resgate – pocket masks, kits de primeiros socorros, unidades de oxigênio, etc. Disponibilize múltiplos itens de equipamentos para que todos os mergulhadores tenham um tempo de prática adequado com os vários itens. 9. Torne as simulações mais realistas quanto possível, dentro de uma lógica razoável e dentro dos requisitos de segurança. A orientação fornecida pelos membros da equipe deve ser mínima, atuando primariamente para preencher lacunas nas simulações (por exemplo, fazer o papel do telefonista do SME local ou para dizer a um mergulhador se é para ele tratar a vítima simulada como alguém que está ou não ventilando). Considere o seguinte: • Coloque placas informando claramente: “Treinamento de Resgate em Progresso. Os Chamados por Ajuda são Apenas para Fins de Prática”. Isto permite que os mergulhadores peçam ajuda de forma real durante o treinamento dentro d’água. • Envolva o SME local. Quando a solicitação é feita com antecedência, o SME geralmente se dispõe a participar do treinamento para que eles mesmos possam praticar. Isto é especialmente verdade em comunidades menores, onde as equipes atendem poucas emergências reais.

Considerações sobre o Sequenciamento 1. Os alunos mergulhadores devem dominar todos os requisitos de performance dos Exercícios

de Resgate em sequência, já que cada exercício evolui a partir das habilidades previamente aprendidas. 2. Se você integrar o treinamento Emergency First Response Primary and Secondary Care dentro do curso Rescue Diver, é melhor concluí-lo antes do Exercício de Resgate 7 – Mergulhador Inconsciente na Superfície, onde os mergulhadores praticam técnicas de reanimação. 3. Se você integrar o curso PADI Emergency Oxygen Provider dentro do curso Rescue Diver, use as sessões de desenvolvimento de habilidades de provedor de oxigênio de emergência para substituir o Exercício de Resgate 9 – Primeiros Socorros para Acidentes Relativos à Pressão e Administração de Oxigênio. 4. Os alunos mergulhadores devem completar os Exercícios de Resgate 1 a 6 antes de participarem da Simulação de Resgate 1, e os Exercícios de Resgate 7 a 10 antes de participarem da Simulação de Resgate 2.

Técnicas de Ensino 48


Exemplos de Cronograma do Curso Rescue Diver Os exemplos de cronograma a seguir sugerem maneiras de organizar o curso PADI Rescue Diver para cumprir os requisitos de sequenciamento. Seguindo isso como um guia, organize um cronograma que atendas às suas necessidades logísticas e às necessidades dos alunos mergulhadores.

Cronograma 1 Um Estudo Independente – Os mergulhadores leem o Manual Rescue Diver e assistem ao Vídeo Rescue Diver, Seção Um, e completam a Revisão de Conhecimento Boas-Vindas/Introdução e Desenvolvimento de Conhecimento Um – Corrija a Revisão de Conhecimento. Use o Guia de Lições Prescritivas do Rescue Diver para cobrir ou revisar o material, conforme a necessidade. Exercícios de Resgate (podem ser conduzidos antes do Desenvolvimento de Conhecimento Um) Revisão de Autorresgate Exercício 1 – Mergulhador Cansado Exercício 2 – Mergulhador em Pânico Cursos Emergency First Response Primary Care (RCP) e Secondary Care (Primeiros Socorros)

Dois Estudo Independente – Manual e Vídeo, Seção Dois Desenvolvimento de Conhecimento Dois Exercício de Resgate 3 – Resposta da Costa, Embarcação ou Pier (mergulhador responsivo)

Três Estudo Independente – Manual e Vídeo, Seção Três Desenvolvimento de Conhecimento Três Exercícios de Resgate Exercício 4 – Mergulhador em Perigo Embaixo D’água Exercício 5 – Mergulhador Desaparecido Plano de Assistência de Emergência – Corrija o plano concluído pelos mergulhadores

Quatro Estudo Independente – Manual e Vídeo, Seção Quatro Desenvolvimento de Conhecimento Quatro Exercícios de Resgate Exercício 6 – Subindo com um Mergulhador Inconsciente Exercício 7 – Mergulhador Inconsciente na Superfície

Cinco Estudo Independente – Manual e Vídeo, Seção Cinco Desenvolvimento de Conhecimento Cinco Aplique o Exame de Rescue Diver Exercícios de Resgate Exercício 8 – Saindo da Água com um Mergulhador Inconsciente Exercício 9 – Primeiros Socorros para Acidentes Relativos à Pressão e Administração de Oxigênio (ou o desenvolvimento de habilidades do curso PADI Emergency Oxigen Provider) Exercício 10 – Resposta da Costa/Embarcação a um Mergulhador Inconsciente (que não ventila) na Superfície Simulação de Resgate 1 – Mergulhador Inconsciente Embaixo D’água Simulação de Resgate 2 – Mergulhador Inconsciente na Superfície Técnicas de Ensino 49


Exemplos de Cronograma do Curso Rescue Diver Cronograma 2 Estudo Independente – Os mergulhadores leem todo o Manual Rescue Diver, assistem ao Vídeo Rescue Diver e completam todas as Revisões de Conhecimento Cursos Emergency First Response Primary Care (RCP) e Secondary Care (Primeiros Socorros) Boas-Vindas/Introdução e Desenvolvimento de Conhecimento – Corrija as Revisões de Conhecimento. Use o Guia de Lições Prescritivas do Rescue Diver para cobrir ou revisar o material, conforme a necessidade. Aplique o Exame de Rescue Diver Exercícios de Resgate — Revisão de Autorresgate e Exercícios 1 a 10 Plano de Assistência de Emergência – Corrija o plano concluído pelos mergulhadores Simulação de Resgate 1 – Mergulhador Inconsciente Embaixo D’água Simulação de Resgate 2 – Mergulhador Inconsciente na Superfície

Cronograma 3 Estudo Independente – Os mergulhadores leem o Manual Rescue Diver e assistem ao Vídeo Rescue Diver, Seções Um a Três, e completam as respectivas Revisões de Conhecimento Cursos Emergency First Response Primary Care (RCP) e Secondary Care (Primeiros Socorros) Boas-Vindas/Introdução e Desenvolvimento de Conhecimento – Corrija as Revisões de Conhecimento das Seções Um a Três. Use o Guia de Lições Prescritivas do Rescue Diver para cobrir ou revisar o material, conforme a necessidade. Exercícios de Resgate Revisão de Autorresgate Exercício 1 – Mergulhador Cansado Exercício 2 – Mergulhador em Pânico Exercício 3 – Resposta da Costa, Embarcação ou Pier (mergulhador responsivo) Exercício 4 – Mergulhador em Perigo Embaixo D’água Exercício 5 – Mergulhador Desaparecido Exercício 6 – Subindo com um Mergulhador Inconsciente Plano de Assistência de Emergência – Corrija o plano concluído pelos mergulhadores Simulação de Resgate 1 – Mergulhador Inconsciente Embaixo D’água Estudo Independente – Os mergulhadores leem o Manual Rescue Diver e assistem ao Vídeo Rescue Diver, Seções Quatro e Cinco, e completam as respectivas Revisões de Conhecimento Aplique o Exame de Rescue Diver Exercícios de Resgate Exercício 7 – Mergulhador Inconsciente na Superfície Exercício 8 – Saindo da Água com um Mergulhador Inconsciente Exercício 9 – Primeiros Socorros para Acidentes Relativos à Pressão e Administração de Oxigênio (ou o curso PADI Emergency Oxigen Provider) Exercício 10 – Resposta da Costa/Embarcação a um Mergulhador Inconsciente (que não ventila) na Superfície Simulação de Resgate 2 – Mergulhador Inconsciente na Superfície

Técnicas de Ensino 50


RECOMENDAÇÕES DE CONDUTA E TÉCNICA DOS EXERCÍCIOS DE RESGATE Primeiramente apresente e demonstre as habilidades, conforme seja apropriado, em seguida faça com que os mergulhadores pratiquem os procedimentos até que se sintam confortáveis e atendam aos requisitos de performance. Consulte o Manual PADI Rescue Diver para informações técnicas, fotos e ilustrações adicionais.

Revisão de Autorresgate Remoção de cãibras – Faça os alunos mergulhadores realizarem a remoção de cãibra no músculo da panturrilha puxando a ponta da nadadeira na direção do corpo. Estabelecer flutuabilidade positiva na superfície – Faça os alunos mergulhadores demonstrarem a flutuabilidade positiva na superfície ao inflarem seus CEs usando o inflador de baixa pressão e o método de inflagem oral, bem como liberando e descartando os cintos/sistemas de lastro. Se possível, pratique com a quantidade real de lastro, mas é aceitável usar pouco ou nenhum peso se for necessário para proteger o fundo da piscina ou evitar a perda de lastros. Controle das vias aéreas – Faça os alunos mergulhadores realizarem a troca do snorkel pelo regulador e praticarem a respiração com pequenas quantidades de água na boca. Uso de uma fonte alternativa de ar – Faça os alunos mergulhadores localizarem, alcançarem e respirarem a partir de uma fonte alternativa de ar fornecida pelo dupla, em uma posição estacionária. Faça os mergulhadores nadarem juntos usando a fonte alternativa de ar. Alterne os papéis para que cada mergulhador atue como doador e receptor, e concluam o exercício subindo enquanto respiram por uma fonte alternativa de ar. Revise o uso de uma fonte independente de ar, como uma pony bottle ou um cilindro autônomo para subida. Superação de vertigem – Peça para os alunos mergulhadores fecharem os olhos em meia água para simularem uma situação de vertigem e então se segurarem em algum objeto estacionário, como o cabo de descida, a fim de restabelecerem o sendo de direção.

Exercício de Resgate 1 – Mergulhador Cansado Abordagem – Aconselhe os resgatadores a sempre se equiparem pelo menos com a máscara, nadadeiras e snorkel. Peça para uma pessoa observar o mergulhador cansado enquanto o resgatador veste a máscara e as nadadeiras, e entra na água. Procedimentos – nadar com a cabeça fora d’água; observar continuamente o mergulhador cansado; e ritmar a aproximação para ter energia suficiente para concluir o resgate. Avaliação – Peça para o resgatador interromper a aproximação quando estiver próximo, mas não ao alcance do mergulhador cansado. Procedimentos — avaliar o estado mental da vítima (racional ou irracional); perceber a localização e o tipo de inflador do CE; e tentar convencer o mergulhador a superar a dificuldade por meio de comandos claros e concisos (“Infle seu CE!” ou “Libere seus lastros!”). Contato – Oriente o resgatador para que estabeleça uma boa flutuabilidade positiva para si mesmo e então que prossiga com uma aproximação frontal. Procedimentos — explicar o que está sendo feito ou pedir para que o mergulhador tome alguma atitude; posicionar-se para manter contato ou fornecer apoio ao mergulhador (elevação por debaixo dos braços ou com o cilindro entre os joelhos) a fim de estabilizar e acalmar o mergulhador cansado; estabelecer a flutuabilidade positiva do mergulhador cansado (usar preferivelmente o inflador de baixa pressão). Técnicas de Ensino 51


Acalmar o Mergulhador – Faça o resgatador acalmar o mergulhador cansado através de contato visual (olho no olho) e falar diretamente com o mergulhador. Se as condições na superfície permitirem, aconselhe o resgatador a deixar o mergulhador cansado retirar os próprios equipamentos, como máscara e regulador/snorkel, e descansar antes de retomar qualquer atividade. Assistência e Transporte – Explique que o resgatador deve permitir que o mergulhador cansado faça o máximo possível sozinho. Procedimentos – durante o transporte, certificar-se de que o rosto do mergulhador cansado esteja acima do nível da água; estabelecer flutuabilidade positiva (tanto do resgatador quanto do mergulhador cansado); assumir o controle da situação, manter comunicação e contato visual (olho-no-olho). Faça o resgatador praticar os seguintes tipos de reboque: • Reboque por debaixo dos braços (com um e com dois resgatadores) • •

Reboque modificado do mergulhador cansado Reboque pela torneira do cilindro

Remoção do Equipamento — Faça o resgatador ajudar o mergulhador cansado a descartar os equipamentos (como remover a unidade scuba para facilitar o nado) especialmente para uma saída através de ondas ou outras condições desafiadoras.

Exercício de Resgate 2 – Mergulhador em Pânico Aproximação e Avaliação – Oriente o resgatador para aproximar-se e avaliar o mergulhador em pânico com a mesma abordagem usada para o mergulhador cansado. Explique a importância de parar e avaliar a situação fora do alcance imediato da vítima. Procedimentos – perceber a localização e o tipo de inflador do CE; tentar falar com o mergulhador (“Infle seu CE!” e “Libere seus lastros!”); pensar sobre como fazer o contato com base no tamanho e força relativos do mergulhador em pânico – a partir da superfície ou por debaixo d’água). Contato – Para aproximação a partir da superfície, aconselhe o resgatador a estabelecer para si mesmo uma boa flutuabilidade positiva, para então tentar nadar por trás do mergulhador, permanecendo fora do alcance dele. Alternativamente, agarrar o pulso oposto do mergulhador em pânico (pulso direito com a mão direita, ou pulso esquerdo com a mão esquerda) e dar um rápido puxão para girar o mergulhador em pânico. Faça o resgatador agarrar a torneira do cilindro e posicionar-se com o cilindro do mergulhador em pânico entre os joelhos (o que fornece apoio e controle) e então inflar o CE e/ou liberar os lastros do mergulhador. Para uma aproximação por baixo d’água – explique que esta é a melhor escolha se o resgatador for substancialmente menor ou mais fraco do que o mergulhador em pânico. Procedimentos – aproximar-se por debaixo d’água no nível dos joelhos e tornozelos do mergulhador; remover o lastro do mergulhador; girar o mergulhador ou nadar ao redor dele para posicionarse por detrás; subir enquanto mantém contato com o mergulhador; agarrar a torneira do cilindro e posicionar o cilindro do mergulhador entre os joelhos; inflar o CE do mergulhador em pânico (se o lastro ainda não tiver sido removido, removê-lo nesse momento). Liberações – Explique que as liberações ajudam a recuperar o controle de uma situação se o resgatador for agarrado pelo mergulhador em pânico. Um dos tipos de liberação é respirar pelo regulador e descer, já que o último lugar em que um mergulhador em pânico quer estar é embaixo d’água. Uma vez sob d’água, prossiga com uma aproximação por baixo d’água. Em outro tipo de liberação, o resgatador infla seu próprio CE e o do mergulhador em pânico a fim de se afastarem dele e de estabelecer a flutuabilidade positiva ao mesmo tempo. Faça o resgatador empurrar o mergulhador em pânico para cima e para longe do corpo e então afastar-se assim que o mergulhador o soltar. Aproximação com Recuo Rápido – Peça para o resgatador parar e avaliar o mergulhador em pânico, ao mesmo tempo em que fica alerta para se afastar rapidamente se o mergulhador em pânico tentar alcançá-lo, colocando-se em segurança. Procedimentos – inclinar-se de costas com as pernas na direção do mergulhador em pânico e então bater as nadadeiras rapidamente para ficar longe do alcance do mergulhador. Técnicas de Ensino 52


Exercício 3 – Resposta da Costa, Embarcação ou Pier (mergulhador responsivo) Assistência Fora D’água – Faça o resgatador praticar a ajuda de curto alcance de um mergulhador em pânico: deitar-se de barriga para baixo sobre o pier, abrir a pernas e estender somente uma das mãos. Em seguida, peça para o resgatador praticar a ajuda de longo alcance, estendendo um objeto para alcançar ainda mais longe. Explique que isto permite que o resgatador largue o objeto se houver risco de ser puxado pelo mergulhador em pânico. Faça o resgatador praticar a técnica correta para lançar um cabo e puxar um mergulhador em pânico posicionado aproximadamente a 9 metros/30 pés do deck de uma piscina/pier/ costa/embarcação. Reforce que o cabo lançado deve ultrapassar o mergulhador em pânico para evitar ter de lançá-lo uma segunda vez, e que o cabo deve ser puxado lentamente para evitar que escape das mãos do mergulhador. Discuta o uso de um cabo de correnteza preso na popa de uma embarcação ancorada, como dispositivo de resgate/assistência. Entradas na Água – Lembre o resgatador de sempre entrar na água vestindo pelo menos máscara, nadadeiras, snorkel e algum tipo de dispositivo para flutuação. Pode ser melhor entrar na água com a máscara e o snorkel e então calçar as nadadeiras. Discuta a técnica para entrar em águas profundas: colocar as nadadeiras e deixar as pernas juntas conforme entra na água, para evitar submergir o rosto. Lembre o resgatador de que se ele estiver vestindo uma roupa de exposição, pode ser preciso usar lastro para descer no caso do mergulhador em pânico afundar. Procedimentos – colocar-se perto da água, mas evitar perder de vista o mergulhador em pânico; entrar num ponto que esteja o mais próximo possível do mergulhador em pânico; pedir para alguém ficar observando e apontar a posição do mergulhador em pânico; olhar para trás para ver a direção em que esta pessoa está apontando, conforme necessário. Assistências com Nado – Faça o resgatador usar um dispositivo para flutuação, como uma prancha ou boia de resgate, etc., para prestar assistência ao mergulhador em pânico sem a necessidade de contato físico. Itens provisórios tais como CEs, defensas de embarcações e outros objetos flutuantes também funcionam para esse fim – explique a necessidade de estar preparado para improvisar. Peça para o resgatador auxiliar um mergulhador cansado ou em pânico quando nenhum dispositivo para flutuação de emergência estiver disponível e usando as técnicas de resgate praticadas anteriormente, conforme apropriado para a situação. Reboques – Faça o resgatador praticar o reboque de um mergulhador em pânico, primeiramente com todos os equipamentos no lugar, e em seguida com a unidade scuba e lastros removidos. Use os seguintes reboques: • Reboque por debaixo dos braços • •

Reboque modificado do mergulhador cansado Reboque pela torneira do cilindro

Saída da Água com um Mergulhador Responsivo – Explique ao resgatador que se a saída será difícil, ele deve dar tempo para que o mergulhador em pânico descanse a fim de poupar energia para quando for necessário utilizá-la. Além disso, havendo necessidade, pense em quais equipamentos remover para facilitar a saída. Para uma saída na costa, faça o resgatador prestar ajuda a um mergulhador em pânico e enfraquecido: o resgatador coloca-se ao lado do mergulhador e então passa o braço do mergulhador por sobre a nuca e agarra o pulso dele com a mão. Para melhor apoio, o resgatador passa o outro braço ao redor da cintura ou do cilindro do mergulhador em pânico. Em seguida, o resgatador caminha com o mergulhador em pânico para um local seguro. Se o mergulhador estiver muito fraco para caminhar, faça o mergulhador engatinhar. Para uma saída em uma embarcação ou pier, faça o resgatador ajudar o mergulhador em pânico a remover os equipamentos e ajudá-lo a subir escada acima. Técnicas de Ensino 53


Exercício 4 – Mergulhador em Perigo Embaixo D’água Esforço Excessivo Embaixo D’água – Lembre o resgatador de que um mergulhador em estresse que realizou esforço excessivo embaixo d’água apresentará respiração ofegante e sinais de estresse, como olhos arregalados. Procedimentos – aproximar-se do mergulhador e fazer o sinal de “parar”; fazer leve contato físico para acalmar o mergulhador; se possível, fazer o mergulhador se segurar em algum objeto enquanto descansa e encorajá-lo a restabelecer um ritmo respiratório normal. Mergulhador em Pânico em Subida Descontrolada – Embaixo d’água, faça o resgatador prestar assistência a um mergulhador em pânico que está em posição ascendente, nadando com os braços e com o olhar fixo na superfície. Procedimentos – fazer contato com o mergulhador em pânico, agarrando o corpo do mergulhador por baixo ou por trás para diminuir e controlar a velocidade de subida; liberar o ar do CE(s) e abrir braços e pernas para criar arrasto. Enfatize que aqueles que forem simular os “mergulhadores em pânico” devem manter o regulador na boca e subir numa velocidade de no máximo 18 metros/60 pés por minuto. A profundidade máxima para este exercício é de 6 metros/20 pés. Emergência de Falta de Ar e Subida – Certifique-se de que os mergulhadores estejam familiarizados com a configuração da fonte alternativa de ar uns dos outros. Faça um mergulhador simular uma emergência de falta de ar e nadar para cima na direção do resgatador. Procedimentos – fornecer uma fonte alternativa de ar para o mergulhador e assumir controle da situação; comunicar-se com o mergulhador com falta de ar; manter contato e garantir que o mergulhador tenha restabelecido a respiração normal antes de começar a subida. Peça para o mergulhador que está simulando a situação de falta de ar para inflar oralmente o CE na superfície. Faça com que o resgatador forneça apoio de flutuabilidade durante a inflagem oral.

Exercício de Resgate 5 – Mergulhador Desaparecido Procedimentos para o Exercício – Conduza este exercício como uma situação em que um mergulhador retorna à superfície e então desaparece, talvez incapacitado. Faça o resgatador assumir o controle da situação e começar por determinar onde o mergulhador foi visto pela última vez, através de uma conversa com o dupla do mergulhador ou com outras pessoas que possam ter visto o mergulhador. Procedimentos – encarregar observadores para procurar por bolhas; enviar mergulhadores livres para demarcar o local onde o mergulhador foi visto pela última vez; começar a busca inicial com um dupla equipado com equipamento scuba nesta área; afundar (mas não nadar) até o fundo para reproduzir como um mergulhador inconsciente pode ter sido levado pela correnteza; usar o padrão de busca mais adequado para o ambiente ou situação — padrão em “U”, quadrado expandido, busca circular e busca controlada da superfície. É útil fazer o resgatador treinar primeiramente os padrões de busca fora d’água ou no deck da embarcação.

Exercício de Resgate 6 – Subindo com um Mergulhador Inconsciente Subida com Flutuabilidade Positiva – Faça os alunos mergulhadores utilizarem o inflador de baixa pressão para adquirirem flutuabilidade ligeiramente positiva e então baterem as nadadeiras para começar a subida. Os mergulhadores precisam liberar o excesso de ar para controlar a velocidade de subida, liberando frequentemente pequenas quantidade de ar do CE para que o ar em expansão não cause uma subida descontrolada. Explique que se a flutuabilidade ficar positiva demais, eles podem reduzir a velocidade abrindo braços e pernas para criar arrasto. Os mergulhadores devem respirar continuamente e subir a no máximo 18 metros/60 pés por minuto. A profundidade máxima para este exercício é de 9 metros/30 pés. Técnicas de Ensino 54


Trazer à Superfície um Mergulhador Inconsciente — Faça o resgatador localizar um mergulhador inconsciente embaixo d’água. Procedimentos – analisar a situação sem desperdiçar tempo – por exemplo, ver se a causa do acidente é obvia, quais os equipamentos que estão nos seus devidos lugares e qual é a posição do mergulhador inconsciente com relação ao fundo (rosto para baixo, flutuando afastado do fundo, etc.); se o regulador estiver na boca do mergulhador, mantê-lo no lugar, mas se não estiver, não perder tempo tentando recolocá-lo na boca; agarrar o mergulhador inconsciente por trás ou pela torneira do cilindro e manter a cabeça dele numa posição normal; estabelecer uma flutuabilidade ligeiramente positiva (com o CE do mergulhador inconsciente ou com o CE do resgatador) e controlar a subida conforme já praticado. Aconselhe o resgatador que se ele perder o controle da subida, ele deve abortar o exercício, restabelecer o controle e tentar novamente. Ao chegar na superfície, o resgatador deve girar o mergulhador inconsciente para que fique de rosto para cima, estabelecer flutuabilidade positiva e chamar por ajuda.

Exercício de Resgate 7 – Mergulhador Inconsciente na Superfície Fazer Contato e Checar a Ventilação – Faça o resgatador primeiro confirmar se o mergulhador está inconsciente, chamando o mergulhador ou respingando água nele. Procedimentos – cruzar os braços do mergulhador inconsciente e girá-lo pelos pulsos para colocá-lo de rosto para cima; estabelecer flutuabilidade positiva liberando os lastros e inflando o CE do mergulhador inconsciente; em algum momento chamar por ajuda; retirar a máscara e o regulador do mergulhador inconsciente, abrir suas vias aéreas e checar a ventilação por aproximadamente 10 segundos, aproximando o rosto da boca do mergulhador ao mesmo tempo em que olha para o peito dele. Garanta a presença de pessoas ao redor encarregadas de recolher os equipamentos removidos. Ventilações de Socorro Dentro D’água – Lembre o resgatador de que as prioridades são impedir a entrada de água nas vias aéreas do mergulhador inconsciente, manter ventilações adequadas e eficientes e ritmar o esforço físico para evitar exaustão. Faça o resgatador começar estabelecendo flutuabilidade positiva suficiente para conseguir manter uma técnica de ventilação eficiente e confortável. Então faça o resgatador abrir e manter as vias aéreas do mergulhador abertas usando o método do-si-do e de proteção de cabeça (ensinar o posicionamento para ventilações boca a nariz é opcional). Faça o resgatador se aproximar da vítima ao mesmo tempo em que prepara uma pocket mask para uso. Procedimentos — trabalhar por trás da cabeça do mergulhador: polegares sobre a pocket mask e demais dedos sobre o osso da mandíbula, mantendo a cabeça do mergulhador inclinada para trás para abrir as vias aéreas; começar fazendo duas ventilações de socorro completas perto (mas não dentro) da válvula da pocket mask e então realizar uma ventilação a cada cinco segundos; colocar um dos polegares sobre a válvula e manter a pocket mask vedada contra o rosto do mergulhador para impedir a entrada da água. Faça o resgatador praticar a ventilação boca a boca. Procedimentos — manter as vias aéreas abertas; o resgatador administra duas ventilações de socorro iniciais elevando ligeiramente a cabeça do mergulhador e virando-a na sua direção sem afundar o mergulhador; simular o contato boca a boca vedando os lábios contra o queixo do mergulhador (logo abaixo da boca); prosseguir com uma ventilação a cada cinco segundos; em condições ambientais adversas, cobrir a boca do mergulhador enquanto não estiver realizando as ventilações. Cubra as técnicas opcionais de ventilação boca a nariz se esta for uma técnica apropriada para a região. Além disso, cubra as técnicas opcionais de ventilação boca a snorkel, revisando os tipos aceitáveis de snorkel, o correto posicionamento do snorkel e das mãos, e como proceder durante o reboque. Remoção dos Equipamentos Durante o Reboque – Lembre o resgatador de que a remoção dos equipamentos é sempre uma prioridade secundária à administração de ventilações de socorro Técnicas de Ensino 55


eficientes e para ele retirar o mergulhador inconsciente da água o mais rápido possível. Na simulação de um longo nado para a costa, faça o resgatador remover em pequenas etapas seus próprios equipamentos e os do mergulhador inconsciente. Garanta a presença de pessoas ao redor encarregadas de recolher os equipamentos removidos. Procedimentos – pensar primeiro em estabelecer a flutuabilidade positiva; começar removendo os equipamentos em uma sequência lógica e sempre usar uma das mãos para garantir que as vias aéreas do mergulhador permaneçam abertas; manter o ritmo durante a administração das ventilações de socorro, soltando e removendo as peças de equipamento entre as ventilações; se as ventilações forem interrompidas, retomá-las assim que possível, começando novamente com duas ventilações; continuar o reboque do mergulhador para a segurança durante a remoção dos equipamentos. Faça o resgatador praticar diferentes técnicas, como remover primeiramente o próprio equipamento e então o do mergulhador inconsciente. Se possível, faça o resgatador praticar com mergulhadores de diferentes portes físicos e com diferentes configurações de equipamento.

Exercício de Resgate 8 – Saindo da Água com um Mergulhador Inconsciente Saída da Água com um Mergulhador Inconsciente que Ventila – Se a saída for pela costa, discuta as técnicas para passar pela arrebentação ou para lidar com uma saída pelas rochas, se for apropriado para o local. Faça o resgatador praticar os seguintes tipos de transporte, conforme apropriado para o ambiente e com base na capacidade do resgatador: • Arrastar • Reboque de bombeiro • Reboque pelas costas • Reboque pelos ombros Em seguida, faça os resgatadores praticarem na costa o reboque com duas pessoas. Se conduzir saídas da água em piers ou embarcações, faça o resgatador praticar as seguintes técnicas de saída, conforme apropriado e com base na capacidade do resgatador. • Saída salva-vidas • Saída pela escada Em seguida, faça os resgatadores praticarem sobre o pier ou embarcação saídas com duas pessoas, incluindo:

Técnica de levantamento • Uso de prancha de resgate ou prancha improvisada. Saída com um Mergulhador que Não Ventila – para um mergulhador que não está ventilando, explique que a prioridade é manter ventilações de socorro contínuas durante a saída. O resgatador não deve interromper as ventilações de socorro por mais de 30 segundos e, se possível, administrar duas ventilações antes de interrompê-las e duas ventilações assim que voltar a administrá-las. Faça o resgatador iniciar as ventilações de socorro e então sair da água usando um dos tipos de reboque ou técnicas previamente praticadas – primeiro sem ajuda e então novamente com a ajuda de outra pessoa. Incentive o resgatador a tentar diferentes técnicas até que adquira confiança nos procedimentos de saída da água com um mergulhador que não ventila. •

Técnicas de Ensino 56


Exercício de Resgate 9 – Primeiros Socorros para Acidentes Relativos à Pressão e Administração de Oxigênio (ou o desenvolvimento de habilidades do curso PADI Emergency Oxygen Provider)

Administrar Oxigênio a um Mergulhador Inconsciente que Ventila – Lembre o resgatador de que um mergulhador ferido, mas que esteja ventilando, pode receber 100 por cento de oxigênio através de uma unidade não reanimadora com válvula de demanda. Se não estiver disponível, uma máscara de fluxo constante é aceitável. Faça o resgatador começar abrindo o estojo de transporte e montando a unidade de oxigênio, caso seja necessário. Procedimentos – abrir lentamente a torneira e testar a unidade inalando pela máscara, mas não exalar dentro dela; acomodar a unidade de oxigênio para evitar que fique solta e dizer ao mergulhador ferido: “Isto é oxigênio, vai ajudá-lo. Posso administrá-lo?” Se não houver resposta, assuma que o mergulhador tenha concordado; coloque a máscara sobre o rosto do mergulhador; prenda a tira da máscara ao redor da cabeça do mergulhador e monitore o manômetro de oxigênio. Administrar Oxigênio a um Mergulhador que Não Ventila – Explique que para um mergulhador que não ventila, o uso de uma pocket mask com entrada de oxigênio suplementar, suprida por um fluxo constante de oxigênio é bastante benéfico. Faça um aluno mergulhador (ou membro da equipe) começar a RCP em alguém simulando um mergulhador que não ventila (ou manequim), usando uma pocket mask para as ventilações de socorro. Faça o regatador abrir o estojo de transporte e conectar o tubo transparente de oxigênio da saída de fluxo contínuo na pocket mask, sem interferir com a administração das ventilações de socorro/RCP. Procedimentos – abrir lentamente a torneira e ajustar o fluxo de oxigênio para 15 litros por minuto; acomodar a unidade de oxigênio para evitar movimentos e monitorar a pressão do manômetro de oxigênio. Faça os resgatadores alternarem posições para que cada um deles administre a RCP e também conecte o oxigênio à máscara.

Exercício de Resgate 10 – Resposta da Costa/Embarcação a um Mergulhador Inconsciente (que não ventila) na Superfície Mergulhador Inconsciente na Superfície – Explique que este exercício combina a maioria das habilidades que os alunos mergulhadores vêm praticando e os prepara para participar das simulações de resgate. Comece posicionando o mergulhador que não ventila e a pessoa encarregada de recolher os equipamentos numa distância de 50 a 100 metros/jardas da costa ou da embarcação. Faça o resgatador entrar na água (sem unidade scuba), nadar até o mergulhador inconsciente que não ventila e iniciar as ventilações de socorro. Procedimentos – rebocar o mergulhador que não ventila até a segurança, removendo os equipamentos dele se parecer apropriado; sair da água com o mergulhador que não ventila ao mesmo tempo em que prossegue com as ventilações de socorro, usando ajuda se disponível (de outros alunos mergulhadores ou assistentes certificados). Assim que estiver na costa/embarcação, diga ao resgatador que o mergulhador tem pulsação fraca, mas que ainda não está ventilando. Faça o resgatador realizar os procedimentos de primeiros socorros, como a administração de oxigênio. Repita o exercício até que todos os alunos mergulhadores tenham atuado no papel de resgatador.

Técnicas de Ensino 57


Plano de Assistência de Emergência Faça com que cada aluno mergulhador prepare um plano de assistência de emergência para o local (ou locais) onde a simulação (ou simulações) de resgate vai acontecer. Determine o local com antecedência para dar tempo aos mergulhadores formularem o(s) plano(s). Indique aos mergulhadores o Capítulo Um do Manual PADI Rescue Diver para informações sobre planos de assistência de emergência. Avalie os Planos de Assistência de Emergência com base na abrangência em fornecer as informações necessárias para gerenciar um acidente de mergulho no local designado. O plano pode incluir informações de contato do serviço médico de emergência local, das autoridades locais envolvidas na evacuação de um mergulhador ferido, do serviço regional de emergência ao mergulhador (se aplicável) ou da câmara de recompressão mais próxima, as necessidades específicas de comunicação (por exemplo, se não houver sinal de telefonia celular na região) e quaisquer outras informações que poderiam ser aplicadas na área em particular. Quando os planos estiverem concluídos, peça para os mergulhadores fazerem cópias e as entregarem para os outros a fim de serem usadas para consulta durante as simulações de resgate. Este Plano de Assistência de Emergência pode valer como crédito para o Plano de Assistência de Emergência exigido no curso PADI Divemaster.

Técnicas de Ensino 58


RECOMENDAÇÕES DE CONDUTA E TÉCNICA DAS SIMULAÇÕES DE RESGATE Simulação de Resgate 1 – Mergulhador Inconsciente Embaixo D’água Organização da Simulação: 1. A profundidade máxima para esta simulação de resgate é de 9 metros/30 pés. 2. Considere conduzir esta simulação em duas etapas. A primeira etapa é realizar a busca pelo

3.

4. 5.

6.

mergulhador desaparecido e a segunda é trazer para a superfície um mergulhador simulando inconsciência, usando o controle da flutuabilidade positiva. Para primeira etapa, faça os resgatadores realizarem uma busca por um objeto grande ao invés de um mergulhador, a fim de que as bolhas não entreguem facilmente a localização. Quando o objeto for encontrado, faça um mergulhador entrar na simulação no papel de mergulhador inconsciente. Use pelo menos quatro mergulhadores para tornar esta simulação realística (uma combinação de alunos mergulhadores, assistentes certificados ou outros Mergulhadores de Resgate). Para esta simulação de resgate, designe mergulhadores para os papéis de: • Mergulhador inconsciente desaparecido • Dupla do mergulhador desaparecido • Mergulhador livre/observador/pessoa de apoio na costa ou na embarcação para marcar a posição em que o mergulhador desaparecido foi visto pela última vez • Resgatadores Peça a um assistente certificado ou ao dupla do mergulhador desaparecido para posicionar o objeto desaparecido sobre o fundo. Peça para o dupla do mergulhador desaparecido tomar uma posição na superfície, não necessariamente perto do objeto perdido. Posicione todas as outras pessoas na costa ou na embarcação.

Conduta: 1. Comece a simulação com o dupla do mergulhador desaparecido nadando em direção à costa/ 2.

3.

4. 5.

embarcação e gritando que seu dupla desapareceu. Faça o resgatador ou a dupla de resgate assumir o controle da situação e obter informações do dupla do mergulhador desaparecido. O resgatador ou a dupla de resgate devem designar tarefas para as outras pessoas disponíveis no local e iniciar a busca pelo mergulhador desaparecido. Quando o objeto desaparecido for encontrado, substitua o objeto por um mergulhador e faça o resgatador trazer à superfície o mergulhador desaparecido usando uma subida com flutuabilidade positiva controlada. Este é o fim da simulação de resgate. Se a busca estiver demorando demais, pare e reorganize a simulação de resgate. Repita a simulação para aumentar a confiança e melhorar o desempenho do resgatador (ou resgatadores).

Repreleção Peça para os mergulhadores discutirem de modo construtivo sobre a simulação enquanto você orienta o processo através das seguintes perguntas: • •

O mergulhador desaparecido foi encontrado rapidamente? Se não foi, por que motivo? A busca foi organizada de modo rápido e eficiente? Alguma coisa foi esquecida? Se foi, o que? Técnicas de Ensino 59


• • • •

Você prestou atenção na condição da vítima no fundo? O que funcionou de modo eficiente durante o resgate? O que não funcionou? A assistência de emergência foi acionada o mais rápido possível? Por que, ou por que não? O que poderia ter sido feito de maneira diferente?

Simulação de Resgate 2 – Mergulhador Inconsciente na Superfície Organização da Simulação: 1. Para esta simulação de resgate, designe mergulhadores para os papéis de: • Mergulhador inconsciente • Resgatador • Pessoas encarregadas de recolher os equipamentos • Pessoas de apoio na costa ou na embarcação 2. Disponibilize um kit de primeiros socorros e uma unidade de oxigênio para uso pelos resga-

tadores. 3. Se possível, disponibilize um manequim de RCP e um DEA. 4. Posicione o mergulhador inconsciente na superfície, a vários metros/jardas de distância do resgatador. Posicione por perto as pessoas encarregadas de recolher os equipamentos, mas o restante delas na costa ou na embarcação.

Conduta: 1. Comece a simulação de resgate com o mergulhador inconsciente chamando timidamente 2. 3. 4.

5. 6.

por ajuda e logo em seguida desfalecendo na superfície com o rosto dentro d’água. Faça o resgatador aproximar-se do mergulhador, avaliar a situação e fazer contato. Neste ponto, diga ao resgatador que o mergulhador não está ventilando. O resgatador deve começar a reanimação dentro d’água, rebocar o mergulhador para a costa ou para a embarcação e sair da água do modo mais eficiente possível – usando ajuda, se disponível. Na costa ou no deck da embarcação, quando o resgatador checar por sinais de circulação, diga-lhe que o mergulhador não apresenta pulsação. Neste ponto, troque o mergulhador por um manequim de RCP, se disponível. Encerre o cenário depois de alguns minutos de RCP e depois do resgatador montar e utilizar a unidade de DEA (se disponível). Repita a simulação para aumentar a confiança e melhorar o desempenho do resgatador.

Repreleção: Peça para os mergulhadores discutirem de modo construtivo sobre a simulação enquanto você orienta o processo através das seguintes perguntas: • • • • • • •

Técnicas de Ensino 60

Você avaliou a condição da vítima (se estava ou não ventilando)? Você avaliou quanto tempo levaria para conseguir ajuda (mais ou menos de 5 minutos)? A assistência de emergência foi acionada o mais rápido possível? Por que, ou por que não? Os equipamentos foram removidos? Se afirmativo, isso foi feito no melhor local para as circunstâncias apresentadas? Por que, ou por que não? A prestação de primeiros socorros foi eficiente? O que poderia ter sido melhor? O que funcionou de modo eficiente durante o resgate? O que não funcionou? O que poderia ter sido feito de maneira diferente?


Curso Divemaster Recomendações de Conduta e Habilidades VISÃO GERAL O curso PADI Divemaster é um importante passo na expansão das habilidades de resolução de problemas desenvolvidas no programa PADI Rescue Diver e as estende do gerencialmente e prevenção de acidentes para situações de supervisão com alunos mergulhadores e mergulhadores certificados. O curso também ajuda os mergulhadores a desenvolverem a atitude de liderança adequada e os prepara para usar o bom julgamento na tomada de decisões. No nível de divemaster, as habilidades de resolução de problemas focam na busca de soluções e no uso do bom julgamento para escolher a melhor dentre as várias opções. Os candidatos a divemaster aprendem a solucionar questões relacionadas à segurança e a ter uma atitude positiva em relação aos serviços aos clientes, negócios e desafios operacionais. O curso PADI Divemaster está dividido em seções de desenvolvimento de conhecimento, habilidades e exercícios de resistência e aplicações práticas. Através deste treinamento os candidatos a divemaster desenvolvem habilidades com qualidade de demonstração, incluindo o aprimoramento das técnicas de resgate. Eles também obtêm conhecimento de nível profissional sobre a teoria do mergulho, que é a base para a criatividade na resolução de problemas. Os divemasters se capacitam como assistentes certificados e supervisores de mergulho. Os PADI Divemaster certificados são modelos de conduta que seguem as práticas de mergulho responsável e demonstram cuidado com o ambiente aquático. Seus conhecimentos, habilidades e entusiasmo pelo mergulho ajudam as pessoas a obterem diversão naquilo que têm interesse e de acordo seus níveis de habilidades.

Sugestões Gerais 1. Como em qualquer curso ou programa PADI, a segurança do mergulhador é a sua principal 2.

3.

4.

5.

prioridade quando planejar, organizar e conduzir o treinamento de divemasters. Desenvolva um relacionamento de mentor com os candidatos a divemaster. Instrua-os explicando por que você faz escolhas específicas e no que os seus julgamentos estão baseados. Compartilhe suas idéias pessoais a respeito do ensino e da supervisão de mergulhadores. Esta abordagem e relação de aconselhamento é mais eficiente no desenvolvimento do julgamento e atitude dos candidatos a divemaster do que simplesmente tentar lhes dizer como pensar (para mais informações sobre abordagens instrucionais, consulte o tópico “Treinando Líderes de Mergulho” na seção de Filosofia e Abordagem deste manual). Para o segmento de desenvolvimento de conhecimento deste curso, faça com que os candidatos estudem o máximo possível de modo independente, incluindo o uso de ferramentas como o PADI eLearning® Dive Theory Online, Diving Knowledge Workbook and The Encyclopedia of Recreational Diving. Complete as informações e discussões durante sessões em sala de aula. Para o segmento de habilidades e de exercícios de resistência, considere agendar vários mergulhos em águas confinadas para distribuir os exercícios. Isto ajuda a evitar sobrecarregar os candidatos – tanto física quanto mentalmente – e lhes dá tempo para trabalharem de modo autônomo entre as sessões, os exercícios de resistência ou de habilidades. O melhor é que os candidatos participem tanto do Estágio quanto dos Exercícios de Treinamento Prático, embora somente um deles seja obrigatório. A conclusão dos dois fornece experiência no trabalho com mergulhadores reais e permite o aprendizado direcionado, ao mesmo tempo em que simula cenários sob a supervisão de um instrutor. Técnicas de Ensino 61


6. Incentive os candidatos a divemaster a mergulharem o máximo possível ao longo do curso.

Como eles podem se inscrever no curso tendo somente 20 mergulhos registrados, mas precisam um total de 60 mergulhos registrados no momento da certificação (incluindo experiência em mergulho noturno, profundo e de navegação subaquática), alguns candidatos podem precisar registrar mais mergulhos. Todos se beneficiam em passar mais tempo mergulhando. 7. No momento da certificação, os candidatos a divemaster também precisam ter um treinamento atualizado de EFR Primary and Secondary Care, realizado dentro dos últimos 24 meses. Considere oferecer o treinamento de Instrutor de EFR como parte dos cursos de divemaster que você administrar, a fim de garantir que os candidatos cumpram o requisito de EFR e que também saiam com novas oportunidades de ensino depois da certificação.

Considerações sobre o Sequenciamento 1. O Tópico 1 do Desenvolvimento de Conhecimento – Introdução do Curso: O Papel e as

2.

3.

4.

5.

Características do PADI Divemaster – antecede todos os outros componentes do curso. O Tópico 9 do Desenvolvimento de Conhecimento – Programas Conduzidos pelo Divemaster – antecede a Habilidade de Aplicação Prática 3 – Auxiliando Alunos em Treinamento. Os candidatos devem concluir as sessões de desenvolvimento de conhecimento que lidam com a supervisão ou assistência a mergulhadores antes da participação na aplicação prática – Estágio ou Exercícios de Treinamento Prático. Passe para os candidatos a divemaster o plano de assistência de emergência e o projeto de mapeamento logo no início do curso para lhes dar tempo adequado para completarem estas tarefas. A Habilidade de Aplicação Prática 2 – Troca de Equipamento – é conduzida em águas confinadas. Considere agendar a troca em uma sessão em águas confinadas que inclua algumas das habilidades e exercícios de resistência. Pelo menos quatro pessoas são necessárias para atuarem nos Exercícios de Treinamento Prático e na Habilidade de Aplicação Prática 3 simulada. Membros da equipe ou outros mergulhadores certificados podem atuar se você não tiver quatro candidatos a divemaster no seu curso.

Técnicas de Ensino 62


Exemplo de Cronograma do Curso Divemaster O exemplo de cronograma a seguir sugere maneiras para você organizar o curso PADI Divemaster. Seguindo isso como um guia, organize um cronograma que atendas às suas necessidades logísticas e às necessidades dos seus candidatos. Lembre-se de que há bastante flexibilidade para organizar os componentes do curso. Um Estudo Independente: Capítulo 1 do Manual do PADI Divemaster e o Vídeo Divemaster Sala de Aula: Tópico 1 – O Papel e as Características do Divemaster PADI Prática: Exercícios de Resistência 1 e 2 Plano de Assistência de Emergência – tarefa a ser concluída antes da certificação

Dois Estudo Independente: Capítulos 2 e 3 do Manual do Divemaster e Teoria do Mergulho – Física (usando o Diving Knowledge Workbook e a The Encyclopedia of Recreational Diving, ou o Dive Theory Online) Sala de Aula: Tópico 2 – Supervisão Geral das Atividades de Mergulho para Mergulhadores Certificados Prática: Exercícios de Resistência 3 e 4, e Habilidade de Aplicação Prática 2 – Troca de Equipamento

Três Estudo Independente: Capítulo 3 do Manual do Divemaster e Teoria do Mergulho – Fisiologia (usando o Diving Knowledge Workbook e a The Encyclopedia of Recreational Diving, ou o Dive Theory Online) Sala de Aula: Tópico 3 – Assistência aos Alunos de Mergulho em Treinamento Prática: Resgate de Mergulhador e Habilidades em Águas Confinadas

Quatro Estudo Independente: Capítulos 6 e 7 do Manual do Divemaster e Teoria do Mergulho – Equipamento (usando o Diving Knowledge Workbook e a The Encyclopedia of Recreational Diving, ou o Dive Theory Online) Sala de Aula: Tópico 9 – Programas Conduzidos pelo Divemaster e Tópico 10 – Gerenciamento de Riscos Prática: Habilidade de Aplicação Prática 3 – Programas Conduzidos pelo Divemaster Projeto de Mapeamento – tarefa para ser concluída antes da certificação

Cinco Estudo Independente: Capítulo 5 do Manual do Divemaster e Teoria do Mergulho – Recreational Dive Planner (usando o Diving Knowledge Workbook e a The Encyclopedia of Recreational Diving, ou o Dive Theory Online) Sala de Aula: Tópico 4 — Introdução à Teoria do Mergulho. Corrigir e responder às perguntas sobre o Tópico 5 – A Física do Mergulho, Tópico 6 – A Fisiologia do Mergulho, Tópico 7 – Equipamento e Tópico 8 – Teoria da Descompressão e a RDP Prática: Treinamento Compensatório e Corretivo

Seis Estudo Independente: Capítulo 8 e 9 do Manual do Divemaster e Teoria do Mergulho – Habilidades Gerais e Meio Ambiente (usando o Diving Knowledge Workbook e a The Encyclopedia of Recreational Diving, ou o Dive Theory Online) Sala de Aula: Tópico 11 – O Negócio do Mergulho e Tópico 12 – Sua Carreira no Mergulho Aplicar o Exame Final do Divemaster – corrigir o exame com os candidatos para garantir o completo entendimento Prática: Iniciar o Estágio e/ou os Exercícios de Treinamento Prático Técnicas de Ensino 63


RECOMENDAÇÕES DE CONDUTA E TÉCNICA PARA OS EXERCÍCIOS DE RESISTÊNCIA E HABILIDADES DO DIVEMASTER Exercícios de Resistência Conduza os quatro Exercícios de Resistência obrigatórios em águas confinadas. Se utilizar uma piscina, certifique-se de saber o comprimento da piscina e o número de voltas requeridas para cada exercício. Se utilizar águas abertas confinadas, disponha de um modo preciso para medir a distância requerida e de fornecer recursos de orientação visual para que os candidatos permaneçam na direção correta. Para garantir a precisão, peça para a equipe contar o número de voltas dos candidatos. Não há uma pontuação mínima a ser atingida em quaisquer dos exercícios individualmente, mas uma pontuação combinada de pelo menos 12 pontos é obrigatória antes da certificação. Incentive os candidatos a se esforçarem em atingirem a pontuação máxima de 5 pontos em cada exercício. Dê aos candidatos a divemaster que inicialmente não atingirem a pontuação obrigatória tempo para praticarem e desenvolverem suas habilidades enquanto prosseguem em outras áreas do curso. Exercício de Resistência 1: Natação de 400 Metros/Jardas – Faça os candidatos nadarem 400 metros/jardas sem parar. Explique que eles podem usar qualquer estilo de nado ou combinação de estilos. Não é permitido nenhum tipo de auxílio para flutuação. Exercício de Resistência 2: Flutuabilidade Vertical de 15 Minutos – Faça os candidatos boiarem verticalmente por 15 minutos com a cabeça para fora d’água, sem afundar nem ficar na horizontal ou apoiar-se em qualquer tipo de auxílio, e vestindo somente uma roupa de banho, com as mãos (não os braços) para fora d’água durante os últimos dois minutos. Um candidato com algum tipo de incapacidade física que torne difícil ou impossível manter as mãos fora d’água está isento desta última porção do exercício sem que isso prejudique sua pontuação. Exercício de Resistência 3: Natação de 800 Metros/Jardas – Faça os candidatos nadarem 800 metros/jardas sem parar, usando máscara, snorkel e nadadeiras. Explique que eles devem nadar com o rosto dentro d’água, sem usar os braços e sem utilizar qualquer tipo de auxílio para flutuação. Um candidato com limitações para o uso das pernas e que normalmente nade com os braços pode utilizá-los. Se um candidato parar, o exercício será considerado incompleto e deverá ser repetido. Exercício de Resistência 4: Reboque de Mergulhador Inerte por 100 Metros/Jardas – Na superfície, faça os candidatos rebocarem (ou empurrarem) um mergulhador por 100 metros/ jardas sem parar e sem ajuda. Ambos os mergulhadores devem usar equipamento scuba completo. Esta é uma avaliação de poder de natação (velocidade contra o arrasto) e não uma avaliação de resgate. Se um candidato parar, o exercício será considerado incompleto e deverá ser repetido.

Resgate de Mergulhador Conduza esta avaliação de resgate de mergulhador em águas confinadas ou abertas. Avalie a capacidade do candidato a divemaster de realizar um resgate durante uma emergência e também de ser um modelo de comportamento para auxiliar nos cursos PADI Rescue Diver. Comece com a vítima vestida com equipamento scuba completo, submersa a cerca de 25 metros/jardas de distância do resgatador. As pessoas encarregadas de recolher e segurar os equipamentos devem estar prontas para realizar estas funções. Faça o resgatador entrar na água para Técnicas de Ensino 64


localizar e voltar com a vítima para a superfície. Observe se o resgatador verifica adequadamente se o mergulhador está ventilando, inicia as ventilações de socorro, reboca a vítima enquanto remove os equipamentos e retira a vítima da água. Utilize os seguintes critérios para determinar se o resgatador realizou um resgate eficiente. O resgatador: • Estabeleceu a flutuabilidade positiva da vítima depois de trazê-la à superfície? • Viu, ouviu e sentiu por sinais de ventilação? • Abriu as vias aéreas e administrou duas ventilações de socorro? • Chamou por ajuda? • Usou uma técnica eficiente de ventilação de socorro dentro d’água? • Protegeu as vias aéreas da vítima sem interrupções ou com muito poucas interrupções? • Manteve ventilações regulares sem interrupções ou com muito poucas interrupções? • Removeu os dois conjuntos de equipamentos? • Rebocou o mergulhador para um local seguro, administrando ventilações de socorro contínuas e protegendo as vias aéreas? • Saiu da água com o mergulhador (usando ajuda somente quando limitações físicas ou as condições do ambiente tornaram isso necessário)?

Habilidades em Águas Confinadas Desenvolvendo Habilidades com Qualidade de Demonstração – Descreva as características de uma habilidade com qualidade de demonstração. Como exemplo, discuta as etapas e os atributos cruciais da habilidade de remoção e recolocação de máscara. Explique que o objetivo é executar a habilidade de forma que permita aos alunos mergulhadores verem e copiarem a habilidade. Faça uma demonstração exemplar da remoção e recolocação de máscara e então permita que os candidatos pratiquem sozinhos enquanto você os observa. Quanto estiverem prontos, avalie a demonstração de cada candidato, que devem obter uma pontuação de no mínimo 4 pontos. Avaliação das Habilidades de Mergulho – Explique que o objetivo é aprimorar as demonstrações de habilidades, tornando-as ainda mais eficientes como ferramentas de ensino e esforçando-se para obter uma pontuação igual a 4 ou 5 pontos em cada habilidade. Faça os candidatos executarem as 20 habilidades (conforme listadas no Guia do Instrutor do Curso Divemaster do PADI Instructor Manual) e avalie-as de acordo com o critério de pontuação. Se os candidatos tiverem dificuldade em certas habilidades, demonstre-as para eles. Cada candidato repete as habilidades até que obtenha no mínimo um total de 68 pontos, com uma pontuação de pelo menos 3 pontos em cada habilidade.

Técnicas de Ensino 65


RECOMENDAÇÕES DE CONDUTA E TÉCNICA PARA A APLICAÇÃO PRÁTICA DO DIVEMASTER Profissionalismo Espera-se que os divemasters demonstrem profissionalismo em suas atitudes, aparência e interação com outras pessoas. Como parte da avaliação geral, os candidatos recebem pontos pelo profissionalismo demonstrado. Ao avaliar estes atributos, você pode trabalhar com os candidatos para melhor definir o que significa ser um profissional de mergulho. Se os candidatos tiverem uma pontuação de 1 ou 2 pontos em quaisquer dos critérios de Pontuação da Avaliação de Profissionalismo (encontrados no Guia do Instrutor do Curso Divemaster do PADI Instructor Manual ), aconselhe-os e oriente-os até atingirem uma pontuação 3 ou maior.

Habilidades Habilidade 1: Projeto de Mapeamento – Os candidatos combinam várias habilidades – planejamento de mergulho, navegação subaquática, padrões de busca e registro de dados – para a realização de um mapa de um ponto de mergulho. Designe diferentes pontos de mergulho para as duplas de mergulhadores realizarem independentemente o mapeamento, ou então faça com que o grupo todo colabore para a realização de um único mapeamento. Tente escolher pontos com os quais os candidatos não estejam muito familiarizados. Enfatize a importância do planejamento de mergulho como o primeiro ingrediente para um mapeamento bemsucedido. Lembre os candidatos para serem o mais precisos quanto possível nas medições e registros efetuados – atenção aos detalhes ajudam para um mapa melhor. Ajude os candidatos a praticarem os padrões de busca, conforme necessário, antes do projeto de mapeamento. Faça com que os candidatos a divemaster realizem um levantamento de um ponto de mergulho em águas abertas e que criem um mapa detalhado do ponto mostrando (se aplicável para o local) o relevo subaquático, pontos importantes de interesse, quaisquer comentários relevantes sobre o ambiente, áreas recomendadas de entrada/saída, serviços disponíveis no local e perigos potenciais. Quando o mapeamento estiver completo, peça para os candidatos analisarem como o projeto se desenrolou – o que eles fizeram e o que poderia ter sido feito de modo diferente. Habilidade 2: Troca de Equipamento – Este exercício cria um ambiente com dificuldades imprevisíveis que requerem que os candidatos apliquem suas experiências, conhecimentos e criatividade para atenderem às exigências da situação. Esta é uma avaliação de resolução de problemas e funciona somente como uma ferramenta de desenvolvimento – não tem qualquer outro tipo de aplicação. Em águas confinadas, organize duplas de mergulhadores e peça para os candidatos vestirem o equipamento scuba completo. Oriente os candidatos sobre os procedimentos para compartilhar um único segundo estágio do regulador, incluindo exalar entre as respirações e não cobrir o botão de purga enquanto o regulador é passado para o outro mergulhador. Dê às duplas menos de cinco minutos para discutirem o exercício. Faça com que os candidatos comecem a compartilhar um único segundo estágio do regulador em águas muitos profundas para se ficar em pé, e então que troquem o equipamento e prossigam compartilhando o ar até nadarem para águas rasas. Diferenças com relação às práticas normais de mergulho são aceitáveis durante a troca, pois este exercício cria circunstâncias altamente incomuns. Avalie a capacidade de cada candidato de controlar o estresse enquanto resolve problemas. É aceitável dar a cada membro de uma dupla uma pontuação diferente caso um dos membros mostre mais controle sobre o exercício, ou se estiver envidente que as dificuldades estão muito mais com um candidato do que com o outro. Os candidatos devem obter pelo menos 3 pontos, conforme descrito nos critérios de avaliação. Faça correções ou refaça o exercício conforme seja necessário. Técnicas de Ensino 66


Habilidade 3: Programas Conduzidos pelo Divemaster – Faça com que os candidatos a divemaster conduzam dois programas PADI reais ou simulados: O primeiro é um programa PADI Discover Scuba Diving em águas confinadas. O segundo programa pode ser um PADI Discover Snorkeling, Scuba Review, Discover Local Diving ou um curso Skin Diver. Se for simular este exercício, você deve ter pelo menos quatro pessoas para atuarem nos papéis. Se os candidatos conduzirem um programa real, você não pode usá-los para atender aos requisitos de proporção e deve preencher quaisquer lacunas ou fazer quaisquer correções necessárias para garantir que os participantes reais recebam informações completas, precisas e que sejam adequadamente supervisionados. Faça com que os candidatos revisem os padrões dos programas no PADI Instructor Manual. Para o Discover Scuba Diving, organize um programa real ou simulado em uma piscina ou em um local apropriado de águas abertas confinadas. Faça para os candidatos uma demonstração exemplar da preleção, da conduta (incluindo a supervisão e as técnicas de controle) e da repreleção do programa Discover Scuba Diving. Se utilizar um local de águas abertas confinadas, demonstre como apresentar as habilidades obrigatórias do Discover Scuba Diving antes de entrar em águas mais profundas. Em seguida, faça os candidatos realizarem uma preleção completa, apresentação competente das habilidades (se estiverem em águas confinadas), supervisão eficiente dentro d’água, bem como uma repreleção eficiente. Avalie a capacidade do candidato como adequada ou inadequada, com base na completa suficiência, precisão, adequabilidade e aplicação do bom julgamento, conforme definido nos critérios de avaliação. Este exercício possibilita aos candidatos compreenderem a atenção adicional e as medidas de cautela necessárias quando se trabalha com não mergulhadores. É importante explicar que o PADI Discover Scuba Diving Leader Internship é uma sequência desta experiência e que é o pré-requisito para se qualificar para conduzir independentemente o Discover Scuba Diving em uma piscina ou em água abertas confinadas (consulte o Guia de Afiliação Profissional do PADI Instructor Manual ). Para o Discover Snorkeling, Scuba Review, Discover Local Diving ou o curso Skin Diver, o que você determina para os candidatos fazerem é influenciado pelo programa em questão. Por exemplo, no Discover Local Diving ou no Discover Snorkeling, o candidato pode conduzir toda a preleção de mergulho, uma pequena parte do mergulho e toda a repreleção. No curso PADI Skin Diver ou no Scuba Review, o candidato pode fazer a preleção de uma ou mais habilidades, demonstrar tais habilidades e conduzir a prática com os alunos mergulhadores, e então fazer a repreleção das habilidades em questão. Avalie a capacidade do candidato como adequada ou inadequada, com base na completa suficiência, precisão, adequabilidade e aplicação do bom julgamento, conforme definido nos critérios de avaliação. Faça correções conforme necessário e peça para os candidatos repetirem o exercício até que eles possam conduzir adequadamente o programa em todos os aspectos.

Avaliação de Liderança Ao fazer com que os candidatos supervisionem e auxiliem mergulhadores, a avaliação de liderança atende tanto aos objetivos instrucionais quanto aos objetivos de experiência do curso PADI Divemaster. Direcione este aprendizado prático de forma que os candidatos gradualmente adquiram confiança e ampliem suas responsabilidades em uma variedade de atividades. As tarefas dos candidatos podem ir desde ajudar com os equipamentos e a logística até prestar auxílio (sob a sua supervisão) a um aluno mergulhador com algum problema. Os candidatos concluem o Estágio completo ou todos os Exercícios de Treinamento Prático. Para aumentar a confiança e a experiência, o melhor é dar aos candidatos a oportunidade de concluírem um deles por completo e partes do outro. Opte pelos Exercício de Treinamento Prático quando a logística e as situações reais de supervisão tornarem o Estágio uma opção impraticável. Embora esses exercícios de treinamento não ofereçam a mesma experiência prática do estágio, eles apresentam aos candidatos uma ampla variedade de desafios específicos enfrentados pelos Divemasters PADI. Técnicas de Ensino 67


Durante a avaliação de liderança, não faça uso de candidatos a divemaster como assistentes certificados para aumentar as proporções de alunos mergulhadores por instrutor. Supervisione diretamente os candidatos que estiverem lidando com mergulhadores não certificados. Para passarem na avaliação, os candidatos devem atingir pelo menos uma pontuação 3 em cada requisito de performance do critério de avaliação de liderança.

Estágio Há muita flexibilidade em como os candidatos a divamaster atendem aos requisitos do estágio e aos requisitos de performance relacionados. Idealmente, considere fazer com que os candidatos a divemaster prestem auxílio em um curso Open Water Diver completo, em um ou dois Mergulhos de Aventura, em uma ou duas sessões do curso Rescue Diver e em um mergulho recreacional. Durante mergulhos em águas confinadas, faça os candidatos demonstrarem pelo menos uma habilidade aos alunos mergulhadores. Durante mergulhos em águas abertas, faça os candidatos conduzirem avaliações ambientais e dos mergulhadores, discutindo com você o que observaram. Durante um mergulho em águas abertas, faça os candidatos atuarem como “beach-masters” ou “boat-masters”, realizando a contagem de mergulhadores durante os procedimentos de estrada e de saída. Conforme os candidatos ganham experiência, atribua-lhes mais responsabilidades. Por exemplo, no primeiro mergulho em águas abertas do estágio, faça os candidatos seguirem o grupo, ao invés de liderá-lo. À medida que o treinamento avança, atribua aos candidatos a responsabilidade guiar o passeio subaquático, a fim de que o passeio encerre próximo do cabo de subida ou do ponto de saída. Esteja preparado para preencher quaisquer lacunas ou fazer as correções necessárias para garantir que os alunos mergulhadores reais recebam informações completas e precisas, e dominem os requisitos do curso.

Exercícios de Treinamento Prático Cada Exercício de Treinamento Prático é um cenário que você organiza com outros candidatos a divemaster, mergulhadores certificados ou com a equipe, atuando no papel de “alunos mergulhadores reais”. Peça aos participantes para tentarem atuar o mais realisticamente possível em seus papéis. Quanto mais realística a atuação, mais os candidatos a divemaster aprendem sobre como reagir a problemas com os mergulhadores. Exercício de Treinamento Prático 1: Mergulhadores Certificados em Águas Abertas – Utilize um ponto de mergulho típico, apropriado para o mergulho não instrucional. Atribua vários níveis de experiência e de certificação, bem como problemas, aos participantes que estão atuando como mergulhadores. Se vários candidatos a divemaster estiverem participando, alterne os papéis e repita o exercício para cada candidato. Faça cada candidato avaliar o ponto de mergulho e os mergulhadores, escolher um ponto de vantagem, bem como técnicas de supervisão dentro d’água. Faça os candidatos realizarem a preleção para o grupo, confirmarem as duplas de mergulhadores, dirigirem as checagens de segurança pré-mergulho e tomarem os outros passos apropriados. Dentro d’água, faça os candidatos acompanharem os mergulhadores, lidando com os problemas atribuídos conforme eles vão ocorrendo. Depois do mergulho, faça o candidato finalizar o cenário com uma breve repreleção. Faça você mesmo uma repreleção sobre o exercício de treinamento completo feito pelo grupo e então uma repreleção individual com cada candidato. Exercício de Treinamento Prático 2: Alunos Mergulhadores do Curso Open Water Diver em Águas Confinadas – Conduza um Mergulho em Águas Confinadas do curso Open Water Diver, como você normalmente o conduziria. Se vários candidatos a divemaster estiverem participando, alterne os papéis e repita o exercício para cada candidato. Técnicas de Ensino 68


Atribua aos participantes atuando como mergulhadores vários problemas para serem representados em cada fase da sessão. Explique exatamente o quão rápido ou devagar eles devem “aprender” a habilidade quando trabalharem individualmente com o candidato a divemaster que está tentando resolver o problema. Comece pedindo ao candidato a divemaster para ajudar a organizar a montagem dos equipamentos dos alunos mergulhadores e supervisionar os alunos mergulhadores conforme eles se preparam para entrar na água. Um vez dentro d’água, faça a preleção de uma habilidade e peça para o candidato demonstrar a habilidade. Conduza a prática da habilidade enquanto os candidatos supervisionam e controlam o fluxo dos alunos mergulhadores e lidam com os problemas que ocorrem com aqueles que você não está trabalhando diretamente. Faça o candidato trabalhar independentemente com um aluno mergulhador que apresenta uma dificuldade em dominar uma habilidade. Encerre o cenário com uma breve repreleção. Então faça uma repreleção individual com cada candidato. Exercício de Treinamento Prático 3: Alunos Mergulhadores do Curso Open Water Diver em Águas Abertas – Conduza um Mergulho em Águas Abertas do Curso Open Water Diver, como você normalmente o conduziria. Se vários candidatos a divemaster estiverem participando, alterne os papéis e repita o exercício para cada candidato. Atribua aos participantes atuando como alunos mergulhadores vários problemas para serem representados em cada fase da sessão. Comece pedindo para o candidato avaliar as condições e para fazer uma recomendação com respeito à adequabilidade das condições para o treinamento de nível de entrada. Faça o candidato supervisionar os alunos mergulhadores enquanto eles se preparam para o mergulho. Além disso, faça o candidato prestar auxílio na preparação do ponto de mergulho, conforme necessário (ancorar boias, etc.). Durante o mergulho, faça o candidato realizar tarefas, tais como acompanhar alunos mergulhadores na superfície e supervisioná-los enquanto você conduz as habilidades, etc. Permita que o candidato lide com os problema atribuídos à medida que eles ocorrem. Faça o candidato levar dois alunos mergulhadores em um passeio subaquático enquanto você o segue para observar e avaliar a performance. Peça aos candidatos para conduzirem o passeio como se você não estivesse presente. Encerre o cenário com uma breve repreleção. Então faça uma repreleção individual com cada candidato. Exercício de Treinamento Prático 4: Alunos Mergulhadores de Educação Continuada em Águas Abertas – Escolha um mergulho de um curso PADI de educação continuada que permita supervisão indireta do instrutor. Se for um curso de Especialidade, escolha uma especialidade que o candidato a divemaster tenha experiência. Se vários candidatos a divemaster estiverem participando, alterne os papéis e repita o exercício para cada candidato. Atribua aos participantes atuando como alunos mergulhadores vários problemas associados às habilidades de mergulho para o curso ou mergulho em particular. Comece pedindo para o candidato avaliar as condições e fazer uma recomendação com respeito à adequabilidade das condições para o nível de treinamento e para o mergulho em particular. Faça o candidato supervisionar os alunos mergulhadores enquanto eles se preparam para o mergulho. Além disso, faça o candidato prestar auxílio na preparação do ponto de mergulho, conforme necessário (ancorar boias, etc.). Explique ao candidato que você o seguirá, mas para que ele conduza o mergulho como se você estivesse supervisionando indiretamente. Faça o candidato acompanhar os mergulhadores conforme eles trabalham para cumprir os requisitos de performance do mergulho. À medida que os problemas que você atribuiu vão ocorrendo, permita ao candidato corrigir os mergulhadores e ajudá-los a concluírem as tarefas. Encerre o cenário com uma breve repreleção. Então faça uma repreleção individual com cada candidato Técnicas de Ensino 69


TĂŠcnicas de Ensino 70


Discover Scuba Diving Conduta e Recomendações VISÃO GERAL O programa PADI Discover Scuba Diving introduz as pessoas ao mergulho autônomo de um modo altamente supervisionado, controlado e descontraído. Ele dissipa concepções erradas comuns a respeito do mergulho autônomo ao permitir que os indivíduos o experimentem por si mesmo. Sob a orientação de um Profissional PADI, os não mergulhadores aprendem conceitos básicos sobre segurança, vestem os equipamentos e nadam embaixo d’água sob atenta supervisão. O programa PADI Discover Scuba Diving pode ser realizado em uma piscina, em uma área protegida de águas abertas confinadas e em um ponto de mergulho em águas abertas. Os Profissionais PADI que conduzem o programa Discover Scuba Diving devem se manter cientes de que os participantes nestes programas apresentam graus diferentes de conforto e de experiência aquática, além de expectativas variadas. Alguns podem já vir pensado há um bom tempo sobre participar da aventura do mergulho, outros podem ter decidido participar de última hora e alguns podem ter sido convencidos pela insistência de um amigo ou parceiro. Estes participantes precisam e merecem bastante paciência, atenção e sensibilidade da sua parte, tanto por questões de segurança quanto para que aproveitem a experiência que o programa proporciona. A recompensa real para o Profissional PADI que conduz o programa Discover Scuba Diving é a oportunidade de guiar e dividir com as pessoas a experiência verdadeiramente inesquecível da descoberta do mergulho. Depois de experimentarem o mergulho autônomo e com base no que esta experiência lhes proporcionou, os participantes do Discover Scuba Diving podem decidir repetir o programa (em seguida ou em outras ocasiões) ou então eles podem decidir se inscreverem em um curso PADI Open Water Diver. Dessa forma, o objetivo do programa Discover Scuba Diving é oferecer aos não mergulhadores uma experiência interessante, agradável e atentamente supervisionada que lhes introduza às emoções do mergulho e ao mundo subaquático, ao mesmo tempo em que os incentiva a continuarem a participar da atividade do mergulho. Como em qualquer curso ou programa PADI, a segurança do mergulhador é a sua principal prioridade quando planejar, organizar e conduzir o Discover Scuba Diving.

Materiais Embora você tenha a escolha de usar a Prancheta (Cue Card) ou o Flip Chart Discover Scuba Diver para conduzir a experiência (independentemente da localização), o uso dos dois materiais em conjunto é bastante útil. O flip chart facilita fornecer preleções completas. Já a prancheta pode ser levada dentro d’água para consulta. Use a brochura do Discover Scuba Diving em cada experiência que você conduzir (em piscina, águas abertas confinadas e em águas abertas) para repassar com os participantes as informações. A brochura inclui os procedimentos administrativos para o Discover Scuba Diving, bem como uma Revisão de Conhecimento e de Segurança. Os participantes respondem às questões com base nas informações que você lhes apresentou e revisam as regras de segurança. Os participantes devem ter um completo entendimento das informações relativas à segurança antes de entrarem na água com os equipamentos de mergulho autônomo.

Técnicas de Ensino 71


Experiências em Piscina O programa Discover Scuba Diving pode ser conduzido pelos Profissionais PADI em uma piscina, bem como em águas abertas confinadas ou em águas abertas, como uma experiência introdutória de mergulho. Devido à natureza bastante controlável das piscinas, você simplesmente ajuda os participantes com os equipamentos, faz os participantes praticarem a inflagem e desinflagem do CE na superfície e os supervisiona atentamente enquanto eles nadam embaixo d’água – primeiro em águas rasas e então, se eles se sentirem à vontade, em águas mais profundas. Estas experiências são ideais quando um aluno mergulhador traz um amigo para experimentar o mergulho depois de uma sessão em águas confinadas do curso Open Water Diver ou quando ganhou outras promoções do tipo “experimente o mergulho”. Já que conduzir a experiência Discover Scuba Diving em águas abertas confinadas e em águas abertas traz consigo os riscos associados ao ambiente natural, você introduz mais habilidades e faz os participantes as praticarem. Todas essas habilidades estão listadas nos Requisitos de Performance para Águas Confinadas (Seção Três do Guia do Instrutor do Programa Discover Scuba Diving).

Introdução das Habilidades Em um mergulho em águas abertas confinadas ou em águas abertas, antes de ir para águas mais profundas, você introduz aos participantes (em águas rasas) as técnicas de respiração e as habilidades básicas requeridas (conforme listadas na Seção Três do Guia do Instrutor do Programa Discover Scuba Diving - Requisitos de Performance para Águas Confinadas). Não tenha pressa com estes participantes novatos e lhes dê a atenção e a oportunidade necessária para que se sintam à vontade com as habilidades que você lhes apresentar. Quanto mais aclimatados e confortáveis eles se sentirem, mais eles aproveitarão a experiência e mais bem-sucedido você será. Para as recomendações de ensino das habilidades, consulte a seção “Recomendação de Conduta e Técnica para Águas Confinadas” do Curso Open Water Diver, contidas neste manual.

Cabos de Descida, Barras e Plataformas para Águas Abertas Quando realizar um mergulho em águas abertas onde não existam pontos de águas rasas para a prática das habilidades, as habilidades obrigatórias devem ser introduzidas usando um cabo de descida, uma barra horizontal ou uma plataforma que esteja próxima da superfície. Pratique as habilidades com somente um participante por vez. Posicione o participante logo abaixo da superfície, de forma que ele possa facilmente colocar a cabeça para fora d’água ficando de pé ou subindo um pouco pelo cabo. Quando utilizar um cabo ou uma barra, segure-se tanto no cabo ou na barra quanto no participante, para garantir que você possa subir facilmente com o participante quando necessário. NOTA: Para ver as ilustrações das técnicas de uso de um cabo para o controle, consulte neste manual o item “Subida Livre de Emergência Controlada” nas “Recomendações de Conduta e de Técnica para Águas Abertas” do Curso Open Water Diver.

Quando usando a opção do cabo de descida, você ou um assistente certificado precisam estar posicionados de uma maneira que possa imediatamente fazer contato físico com e prover assistência a todos os participantes em qualquer momento. Não deixe participantes sem assistência em nenhum momento. Se mais de um participante estiver sob sua supervisão, e se outros participantes estiverem na água, você ou um assistente certificado deve mantê-los juntos na superfície próximo a você ou a um assistente certificado, de forma que você ou um assistente certificado possa imediatamente fazer contato físico com e prover assistência a todos os participantes em qualquer momento. Mantenha o limite máximo de profundidade de 2 metros/6 pés com o participante que está praticando as habilidades requeridas e forneça as devidas instruções um a um, assim cumprindo o objetivo dos requerimentos de performance das habilidades do Discover Scuba Diving, assim como os padrões de supervisão do Discover Scuba Diving com todos os participantes. Após os participantes cumprirem os requisitos de performance das habilidade e se sentirem à vontade, eles podem avançar para o mergulho em águas abertas. Técnicas de Ensino 72


Controle e Supervisão em Águas Abertas Confinadas e em Águas Abertas Os participantes do Discover Scuba Diving não possuem um nível suficiente de habilidades e de experiência para mergulharem sem atenta supervisão e assistência. Por esta razão, você possui a grande responsabilidade de tomar decisões conscientes e conservadoras durante toda a experiência. Por exemplo: •

Escolha um ponto adequado de mergulho, considerando cuidadosamente todas as variáveis (tais como pontos de entrada e saída, profundidade e contorno do fundo, correntezas, visibilidade, tráfego de embarcações, etc.). Tente escolher pontos que irão agregar experiência aos participantes por serem interessantes, terem vida aquática para ser vista, etc. Contudo, não coloque em risco a segurança dos participantes pensando que eles se entediariam rapidamente com os “mesmos” pontos em que você mergulha diariamente caso você não lhes oferecesse oportunidades mais interessantes, como dar uma olhada em tubos de lava, levá-los até a beira de um desfiladeiro subaquático, etc. Esta geralmente é a primeira experiência de mergulho dos participantes e eles ficarão empolgados simplesmente por estarem embaixo d’água em um ambiente interessante e confortável que tenha paisagens e tipos de vida que eles jamais viram. No local do mergulho, avalie cuidadosamente as condições para decidir se irá ou não conduzir o programa Discover Scuba Diving e para determinar as proporções adequadas. Não mergulhe sob condições ruins; isto prejudica a experiência dos participantes e aumenta os riscos. Além disso, não hesite em abortar um mergulho quando o conforto e a segurança dos participantes estiverem em jogo. É importante tomar decisões conservadoras e usar o bom julgamento. A maneira de determinar as proporções e de supervisionar os participantes do Discover Scuba Diving está detalhada e especificada nos padrões do Programa PADI Discover Scuba Diving. Como os participantes do Discover Scuba Diving possuem treinamento limitado, estas experiências requerem uma atenta supervisão e controle. A observação dos participantes, a avaliação de riscos e o seu bom julgamento antes, durante e depois de um mergulho, são cruciais para uma experiência bem-sucedida. Preste bastante atenção ao posicionamento dentro d’água. Posicione a si mesmo e os seus assistentes de forma que vocês estejam sempre ao alcance dos participantes e de modo que possam manter a supervisão e obedecer os padrões do Discover Scuba Diving. Para uma observação e controle eficientes, leve em conta as técnicas e abordagens gerais para guiar participantes embaixo d’água. Vários métodos são usados com sucesso. Um método frequentemente utilizado é liderar o grupo, mantendo todos os participantes perto de você enquanto nada de costas a fim de manter todo mundo à vista. Obviamente, é necessário olhar de tempos em tempos para frente para checar a sua direção. Contudo, desvie os olhos do grupo somente por breves instantes. Se você empregar esta técnica e descobrir que as características dos participantes, as condições dentro d’água, a natureza do ponto de mergulho ou outros fatores interferem na sua capacidade de manter um grau adequado de observação, proximidade e controle, você deve alterar seu plano, reduzir as proporções, adicionar assistentes certificados, mudar a técnica ou utilizar outras formas de contornar o problema. Outra técnica popular e eficiente é liderar o grupo enquanto mantém observação e supervisão direta, e ter um assistente certificado seguindo atentamente o grupo de perto. Foque sua atenção nos participantes do Discover Scuba Diving. Mesmo se os participantes parecerem estar tranquilos e que tudo está indo bem, esteja preparado para reagir a uma emergência no momento em que percebê-la. Apesar de também estar apontando coisas interessantes embaixo d’água, não deixe de observar adequadamente os participantes. Esteja alerta e consciente do fato de que eles são novatos que dependem de você para guiá-los. Tome decisões com base no participante que se sente menos à vontade no grupo. Técnicas de Ensino 73


• •

Observe por sinais de ansiedade e responda imediatamente a eles. Se você vir estes sinais durante a introdução das habilidades e achar que o participante não será capaz de superá-los, tire o participante da água. Aconselhe-o educadamente sobre a necessidade de prática adicional, níveis maiores de conforto e de tempo em águas rasas antes de reconsiderar levá-lo para águas mais profundas ou para um mergulho em águas abertas. Leve em conta a idade e a capacidade dos participantes. Pense em reduzir a proporção quando os participantes forem jovens, idosos ou possuírem algum tipo de incapacidade física. Se possível, utilize assistentes certificados adicionais durante o mergulho para oferecer controle adicional. Para o conforto dos participantes, minimize o tempo de equipagem fora d’água, antes ou depois do mergulho. Faça entradas e saídas o mais eficientemente possível para reduzir o tempo flutuando na superfície. Como os participantes não foram treinados no controle subaquático da flutuabilidade, você é responsável por fazer os ajustes na flutuabilidade enquanto estão embaixo d’água. Faça descidas sobre um fundo livre de organismos sensíveis. Embora os novos mergulhadores aprendam os sinais manuais básicos, leve consigo uma prancheta para escrever mensagens, conforme seja necessário para facilitar a comunicação. Cheque frequentemente o suprimento de ar dos participantes. Planeje encerrar o mergulho com ar suficiente para que eles saiam da água e continuem a respirar a partir dos seus cilindros.

Mergulhos Subsequentes Após os participantes concluírem o mergulho em águas abertas do programa PADI Discover Scuba Diving com um Instrutor PADI, eles podem participar de mergulhos adicionais supervisionados por assistentes certificados. Use seu bom julgamento para determinar se um participante precisa de uma revisão de habilidades antes de participar de mergulhos subsequentes. Por exemplo, um participante que volta a mergulhar com você num mesmo feriado pode precisar apenas de alguns breves lembretes antes de mergulhar. Contudo, um participante que retorna depois de vários meses pode ter de repetir o programa todo.

Discover Scuba Diving Leaders Um Discover Scuba Diving Leader é um Divemaster PADI que completa um estágio de Discover Scuba Diving. Isto inclui conduzir separadamente quatro programas PADI Discover Scuba Diving em uma piscina ou em um ambiente de águas abertas confinadas sob a supervisão direta de um Instrutor PADI. Os Discover Scuba Diving Leaders certificados estão autorizados a conduzir o Discover Scuba Diving em águas confinadas (piscina e águas abertas confinadas), mas não em águas abertas. Para saber sobre os procedimentos para o Discover Scuba Diving Leader, consulte a seção de “Afiliação Profissional” do PADI Instructor Manual.

Registro e Reconhecimento Depois da experiência, forneça aos participantes reconhecimento instantâneo por meio da carteirinha encontrada na brochura do Discover Scuba Diving. Explique como e onde eles podem continuar a educação de mergulho; discuta as opções de treinamento, tais como o PADI eLearning® e como eles podem realizar mergulhos autônomos adicionais. Há várias maneiras de registrar os participantes – use a porção de registro da brochura do Discover Scuba Diving, faça o registro online ou use o formulário de registro do Programa Discover Scuba Diving. Para outras opções possíveis, entre em contato com o seu Escritório PADI.

Técnicas de Ensino 74


PADI Seal Team Recomendações de Conduta e Habilidades VISÃO GERAL O programa PADI Seal Team é uma introdução às crianças ao empolgante mundo subaquático, repleta de atividades. Através de mergulhos em águas confinadas e discussões interativas, as crianças desenvolvem as habilidades, aprendem sobre o reino aquático e se divertem muito de modo sadio. Os pais e responsáveis legais são convidados a apreciar como a estrutura educacional do programa, baseada em atividades, ajuda no crescimento de suas crianças ao mesmo tempo em que elas se envolvem em aventuras construtivas. Para se tornarem membros oficiais do PADI Seal Team, as crianças devem completar as cinco primeiras AquaMissions de um total de 15 AquaMissions. A conclusão das AquaMissions 1 a 5 equivale a concluir as habilidades do Mergulho em Águas Confinadas Um do Curso Open Water Diver. As crianças aprendem sobre o mergulho assistindo ao vídeo PADI Seal Team, através do PADI Seal Team AquaMission and Log Book, e durante as preleções pré-mergulho. As AquaMissions de Especialidade introduzem os jovens mergulhadores a novas experiências e equipamentos de mergulho. Os membros PADI Seal Team que completam as 10 AquaMissions adicionais e demonstram a capacidade de montar e desmontar seus equipamentos de mergulho autônomo se qualificam como membros PADI Master Seal Team. Se você tiver alguma idéia para uma nova AquaMission, envie sua idéia para seu Escritório PADI através da Aplicação Seal Team Specialty AquaMission. Certifique-se de que a AquaMission seja apropriada para a idade dos participantes e que inclua um título, objetivos, uma breve explicação do desafio (objetivos de desenvolvimento de conhecimento) e habilidades em piscina, bem como uma breve descrição dos materiais especiais usados e a organização da AquaMission. Assim que aprovada, você pode incorporar sua nova AquaMission nos programas PADI Seal Team que conduzir. O programa PADI Seal Team mantém os jovens mergulhando, aprendendo e se divertindo até que estejam prontos para se inscreverem nos cursos PADI Junior Scuba Diver ou PADI Open Water Diver.

Sugestões Gerais 1. Como em qualquer curso ou programa PADI, a segurança do mergulhador é a sua principal

prioridade quando planejar, organizar e conduzir os programas PADI Seal Team. 2. Faça com que os participantes e um dos pais ou responsável legal preencha e assine a Declaração PADI Seal Team antes das atividades dentro d’água. Esta declaração é válida por 12 meses. Os participantes que responderem “sim” a qualquer uma das perguntas do formulário médico devem receber aprovação de um médico licenciado antes das atividades aquáticas. 3. Ensinar crianças requer mais atenção, supervisão e orientação. Mantenha uma conduta pessoal irrepreensível, demonstrando práticas positivas e envolvendo os pais/responsáveis legais nas atividades. Tenha outros adultos presentes durante o treinamento e mantenha uma conduta profissional, uma aparência positiva e uma boa atitude o tempo todo. Obedeça o Compromisso de Líder com a Juventude que consta no Guia de Afiliação Profissional do seu PADI Instructor Manual e consulte o Child Protection Guidelines para Dive Centers e Resorts PADI disponível no website padi.com/pros. 4. Faça com que os participantes assistam sozinhos ou com você o vídeo PADI Seal Team. Assistir a este vídeo é obrigatório apenas uma vez durante o programa. Técnicas de Ensino 75


5. Peça aos participantes para completarem a respectiva seção no PADI Seal Team AquaMission 6.

7.

8.

9.

and Log Book, e então corrija tal seção como parte da sua preleção interativa. Leve em conta a idade e os nível de maturidade das crianças enquanto cobre os pontos principais. Forneça informações simplificadas, mas envolva os participantes na discussão fazendo perguntas estimulantes. Encoraje os participantes a fazerem perguntas sobre os assuntos que lhes interessem. Para os jogos de piscina, compre brinquedos no departamento de esportes aquáticos de lojas de artigos esportivos e em lojas de artigos para piscina, ou pesquise na internet acessórios aquáticos divertidos e interessantes. Fora os brinquedos e jogos encontrados comercialmente à venda, você pode construir quebra-cabeças e obstáculos geométricos de simples montagem usando tubos e conexões de PVC através dos quais os participantes possam nadar. Jogos de tabuleiro e peças de dominó lastreados (para que afundem), bem como jogos de carta plastificados oferecem divertimento embaixo d’água. Os jogos e brinquedos de piscina permitem que as crianças desenvolvam as habilidades de mergulho e adquiram confiança enquanto se divertem. Procure pelas sugestões de Jogos de AquaMission (AquaMission Games) no website padi.com/pros. Convide os pais, responsáveis legais, familiares e outros amigos para estarem presentes na AquaMission 5, que resulta na afiliação PADI Seal Team. Se apropriado, faça os familiares e amigos vestirem equipamentos de mergulho livre para assistirem à demonstração ou para usarem outros tipos de dispositivos para observação subaquática a fim de que possam ver os participantes embaixo d’água. Embora este programa tenha sido projetado para crianças, os adultos também gostam de se divertir. Convide a família – pais, irmãos, avós, amigos – para participarem do programa junto com a criança.

Técnicas de Ensino 76


RECOMENDAÇÕES DE CONDUTA E TÉCNICA PARA AS AQUAMISSIONS AquaMission 1 A profundidade máxima é de dois metros/seis pés.

Preleção 1. Faça as seguintes perguntas e solicite a interação dos participantes: • Alguém de vocês já mergulhou com equipamento de mergulho autônomo? • Quem já assistiu programas ou filmes de mergulho na TV? • Vocês acham que mergulhar é parecido com o que? • Hoje nós vamos respirar embaixo d’água. Como vocês acham que vamos fazer isso? 2. Use o Flip Chart PADI Seal Team para uma revisão interativa do Código de Conduta do

PADI Seal Team (PADI Seal Team Code of Conduct), das regras de segurança do mergulho, dos sinais manuais e dos equipamentos. Explique as atividades da AquaMission 1. 3. Explique o Desafio contido no PADI Seal Team AquaMission and Log Book.

Mergulho em Piscina 1. Reúna os participantes à beira da piscina e os ajude a montar seus equipamentos. Separe os

participantes em duplas e lembre-os das regras de segurança da piscina e das regras de segurança embaixo d’água. 2. Introduza estas habilidades e conduza a prática em águas rasas:

(Consulte as “Recomendações de Conduta e Técnica para Águas Confinadas” do Curso Open Water Diver) • Realizar uma entrada em águas rasas. • Colocar e ajustar os equipamentos com ajuda. • Respirar normalmente, sem prender a respiração. • Controlar a profundidade e a direção durante o nado. • Equalizar as orelhas e a máscara. • Monitorar o suprimento de ar e sinalizar se o suprimento de ar está adequado ou baixo. • Comunicar-se usando sinais manuais. • Demonstrar uma subida apropriada. 3. Introduza jogos em águas rasas, tais como — jogos de arremesso ou de bola e raquete embaixo

d’água (procure pelas sugestões de Jogos de AquaMission - AquaMission Games - no website padi.com/pros)

Repreleção 1. Faça perguntas sobre o mergulho em piscina e solicite a interação dos participantes. 2. Distribua decalques para o AquaMission and Log Book junto com outros itens de reconheci-

mento. 3. Lembre os participantes de lerem a respectiva seção da próxima AquaMission no PADI Seal Team AquaMission and Log Books. 4. Relate aos pais ou responsáveis legais o desempenho de suas crianças.

Técnicas de Ensino 77


AquaMission 2 Os participantes devem estar dominando as habilidades em águas rasas antes de prosseguirem para águas mais profundas – máximo de 4 metros/12 pés.

Preleção 1. Faça as seguintes perguntas e solicite a interação dos participantes: • Quem se lembra por que é muito importante soprar bolhas quando o regulador está

fora da boca? Quem pode me mostrar o botão de purga do regulador? Quem pode me dizer se um octopus tem um botão de purga? Vocês se lembram como equalizar suas orelhas durante o mergulho? Quem quer ir para águas mais profundas hoje? 2. Use o Flip Chart PADI Seal Team para uma explicação do Código de Conduta do PADI Seal Team (PADI Seal Team Code of Conduct), das regras de segurança do mergulho, dos sinais manuais e dos equipamentos. Explique as atividades da AquaMission 2. 3. Explique o Desafio contido no PADI Seal Team AquaMission and Log Book. • • • •

Mergulho em Piscina 1. Reúna os participantes à beira da piscina e os ajude a montar seus equipamentos. Separe os

participantes em duplas e lembre-os das regras de segurança da piscina e das regras de segurança embaixo d’água. Descreva os jogos e mostre os brinquedos. 2. Introduza estas habilidades e conduza a prática em águas rasas:

(Consulte as “Recomendações de Conduta e Técnica para Águas Confinadas” do Curso Open Water Diver) • Realizar uma entrada em águas rasas. • Colocar e ajustar os equipamentos com ajuda. • Desalagar um regulador usando o botão de purga e voltar a respirar. • Equalizar as orelhas e a máscara. • Comunicar-se usando sinais manuais. • Demonstrar uma subida apropriada. 3. Introduza e pratique jogos, tais como — pegar moedas ou anéis de mergulho, jogar cara ou

coroa dentro d’água, etc.

(Procure pelas sugestões de Jogos de AquaMission - AquaMission Games - no website padi. com/pros)

Repreleção 1. Faça perguntas sobre o mergulho em piscina e solicite a interação dos participantes. 2. Distribua decalques para o AquaMission and Log Book junto com outros itens de reconheci-

mento. 3, Lembre os participantes de lerem a respectiva seção para a próxima AquaMission no PADI Seal Team AquaMission and Log Book. 4. Relate aos pais ou responsáveis legais o desempenho de suas crianças.

Técnicas de Ensino 78


AquaMission 3 Os participantes devem estar dominando as habilidades em águas rasas antes de prosseguirem para águas mais profundas – máximo de 4 metros/12 pés.

Preleção 1. Faça as seguintes perguntas e solicite a interação dos participantes: • Quem pode me dizer quando e por que vocês devem inflar o CE na superfície? • Quem pode me mostrar o botão de inflagem do CE? • Quem sabe como tirar a água de dentro da máscara se por acaso entrar um pouco

enquanto vocês mergulham? Quem já sentiu a máscara comprimindo contra o rosto? Quem sabe o que é uma fonte alternativa de ar (octopus)? Por que é importante para um mergulhador saber como respirar pela fonte alternativa de ar (octopus)? • Qual é a regra mais importante do mergulho autônomo? 2. Use o Flip Chart PADI Seal Team para uma explicação do Código de Conduta do PADI Seal Team (PADI Seal Team Code of Conduct), das regras de segurança do mergulho, dos sinais manuais e dos equipamentos. Explique as atividades da AquaMission 3. 3. Explique o Desafio contido no PADI Seal Team AquaMission and Log Book. • • •

Mergulho em Piscina 1. Reúna os participantes à beira da piscina e os ajude a montar seus equipamentos. Separe os

participantes em duplas e lembre-os das regras de segurança da piscina e das regras de segurança embaixo d’água. Descreva os jogos e mostre os brinquedos. 2. Introduza estas habilidades e conduza a prática em águas rasas:

(Consulte as “Recomendações de Conduta e Técnica para Águas Confinadas” do Curso Open Water Diver) • Realizar uma entrada em águas rasas. • Colocar e ajustar os equipamentos com ajuda. • Inflar e desinflar o CE usando o inflador de baixa pressão na superfície. • Desalagar uma máscara parcialmente inundada. • Respirar com uma fonte alternativa de ar fornecida pelo instrutor por no mínimo 30

segundos. Comunicar-se usando sinais manuais. Demonstrar uma subida apropriada. 3. Apresente e pratique jogos, tais como — corrida de revezamento das duplas com bola de pingue-pongue numa colher voltada para baixo, corrida equilibrando um ovo (de material que afunde) numa colher, corrida de revezamento passando o snorkel para o dupla, corrida de revezamento para ler a quantidade de ar no cilindro, montagem de quebra-cabeças (procure pelas sugestões de Jogos de AquaMission - AquaMission Game - no website padi.com/pros). • •

Repreleção 1. Faça perguntas sobre o mergulho em piscina e solicite a interação dos participantes. 2. Distribua decalques para o AquaMission and Log Book junto com outros itens de reconheci-

mento. 3. Lembre os participantes de lerem a respectiva seção para a próxima AquaMission no PADI Seal Team AquaMission and Log Book. 4. Relate aos pais ou responsáveis legais o desempenho de suas crianças. Técnicas de Ensino 79


AquaMission 4 Os participantes devem estar dominando as habilidades em águas rasas (exceto a levitação) antes de prosseguirem para águas mais profundas – máximo de 4 metros/12 pés.

Preleção 1. Faça as seguintes perguntas e solicite a interação dos participantes: • Vocês acham que a sensação de falta de peso embaixo d’água é igual à falta de peso que

um astronauta sente no espaço? Quem pode me dizer quais os itens do equipamento de mergulho autônomo que são usados para vocês ficarem sem peso embaixo d’água? • O que vocês acham que acontece se colocarem muito ar dentro do CE? • O que vocês acham que acontece se deixarem sair muito ar do CE? 2. Use o Flip Chart PADI Seal Team para uma explicação do Código de Conduta do PADI Seal Team (PADI Seal Team Code of Conduct), das regras de segurança do mergulho, dos sinais manuais e dos equipamentos. Explique as atividades da AquaMission 4. 3. Explique o Desafio contido no PADI Seal Team AquaMission and Log Book. •

Mergulho em Piscina 1. Reúna os participantes à beira da piscina e os ajude a montar seus equipamentos. Separe os

participantes em duplas e lembre-os das regras de segurança da piscina e das regras de segurança embaixo d’água. Descreva os jogos e mostre os brinquedos. 2. Introduza estas habilidades e conduza a prática em águas rasas:

(Consulte as “Recomendações de Conduta e Técnica para Águas Confinadas” do Curso Open Water Diver) • Realizar uma entrada em águas rasas. • Colocar e ajustar os equipamentos com ajuda. • Recuperar um regulador que está atrás do ombro. • Desalagar um regulador usando o método de exalação e voltar a respirar pelo regulador. • Praticar a flutuabilidade neutra usando o inflador de baixa pressão. • Levitar sem bater as pernas nem as mãos. • Demonstrar uma subida apropriada. 3. Apresente e pratique jogos, tais como — nadar através de um trajeto com obstáculos feitos

de tubos de PVC no formato de quadrado ou de losangos ou através de bambolês presos por lastros, brincar de “avião” nadando com os braços estendidos, evitando contato com o fundo da piscina, ou levitar em meia água com as pernas cruzadas (procure pelas sugestões de Jogos de AquaMission - AquaMission Games - no website padi.com/pros).

Repreleção 1. Faça perguntas sobre o mergulho em piscina e solicite a interação dos participantes. 2. Distribua decalques para o AquaMission and Log Book junto com outros itens de reconheci-

mento. 3. Lembre os participantes de lerem a respectiva seção para a próxima AquaMission no PADI Seal Team AquaMission and Log Book. 4. Relate aos pais ou responsáveis legais o desempenho de suas crianças.

Técnicas de Ensino 80


AquaMission 5 Os participantes devem estar dominando as habilidades em águas rasas (exceto a levitação) antes de prosseguirem para águas mais profundas – máximo de 4 metros/12 pés.

Preleção 1. Faça as seguintes perguntas e solicite a interação dos participantes: • Quem pode me dizer por que os mergulhadores autônomos precisam usar um snorkel? • Quem pode me dizer em que situações os mergulhadores trocariam o snorkel pelo regu-

lador e vice-versa para respirar? • Quem pode me dizer por que é mais fácil descer para águas profundas usando um cabo de descida? • Quem pode me dizer o que fazer para não descer rápido demais? • Quem pode me dizer como equalizar as orelhas enquanto desce por um cabo de descida? 2. Use o Flip Chart PADI Seal Team para uma explicação do Código de Conduta do PADI Seal Team (PADI Seal Team Code of Conduct), das regras de segurança do mergulho, dos sinais manuais e dos equipamentos. Explique as atividades da AquaMission 5. 3. Explique o Desafio contido no PADI Seal Team AquaMission and Log Book.

Mergulho em Piscina 1. Reúna os participantes à beira da piscina e os ajude a montar seus equipamentos. Separe os

participantes em duplas e lembre-os das regras de segurança da piscina e das regras de segurança embaixo d’água. Descreva os jogos, brinquedos e o circuito de habilidades. 2. Introduza estas habilidades e conduza a prática em águas rasas:

(Consulte as “Recomendações de Conduta e Técnica para Águas Confinadas” do Curso Open Water Diver) • Esgotar um snorkel pelo método do sopro. • Trocar repetidamente o snorkel pelo regulador e o regulador pelo snorkel sem levantar

o rosto da água. • Nadar com o equipamento scuba respirando pelo snorkel. 3. Faça os participantes realizarem um circuito de habilidades que inclua as habilidades que eles já dominaram nas AquaMissions 1 a 4. 4. Apresente e pratique jogos (procure pelas sugestões de Jogos de AquaMission - AquaMission Game - no website padi.com/pros).

Repreleção 1. Faça perguntas sobre o mergulho em piscina e solicite a interação dos participantes. 2. Distribua decalques para o AquaMission and Log Book. 3. Preencha os formulários para as carteirinhas de afiliação do PADI Seal Team e distribua

Certificados de Parede do PADI Seal Team e outros itens apropriados de reconhecimento: camisetas, bonés, toalhas, etc. 4. Parabenize os participantes e faça propaganda sobre as AquaMissions de Especialidade. Convide os membros PADI Seal Team a prosseguirem no treinamento para se tornarem membros PADI Master Seal Team. Fale sobre as certificações PADI Junior Scuba Diver e Junior Open Water Diver. 5. Inclua os pais ou responsáveis legais nas comemorações pela conclusão do programa.

Técnicas de Ensino 81


AquaMission: Especialista em Identificação de Seres Vivos Organização 1. Se possível, mostre fotos, vídeos, pranchetas de identificação de vida aquática ou outros tipos

de representação (figuras plastificadas, brinquedos à prova d’água, etc.) das criaturas aquáticas encontradas na região. Foque nos habitats (lagoas, piscinas criadas pela maré, etc.) ou pontos de mergulho/prática de snorkel na região que os participantes provavelmente venham a visitar. 2. Tenha pranchetas em branco e lápis disponíveis para você e os participantes desenharem. 3. Selecione várias criaturas para descrevê-las em detalhes e escolha vários métodos diferentes de propulsão para os participantes praticarem embaixo d’água (ex: pernada de golfinho).

Preleção 1. Faça as seguintes perguntas e solicite a interação dos participantes: • Quando vocês ouvem as palavras “vida aquática”, no que vocês pensam? • Vocês se lembram de alguma planta que vive embaixo d’água? • Por que vocês acham que é importante que exista uma grande variedade de seres vivos

embaixo d’água? Vocês conseguem pensar em modos diferentes que os animais usam para se moverem embaixo d’água? • Que características especiais esta criatura (nome da criatura) tem? 2. Use o Flip Chart PADI Seal Team para uma explicação interativa e revise o Desafio contido no PADI Seal Team AquaMission and Log Book. •

Mergulho em Piscina 1. Reúna os participantes à beira da piscina e os ajude a montar seus equipamentos. Separe os

2. 3.

4. 5.

participantes em duplas e lembre-os das regras de segurança da piscina e das regras de segurança embaixo d’água. Distribua as pranchetas. Faça os participantes praticarem a flutuabilidade neutra. Indique uma criatura sobre a qual você já tenha discutido anteriormente apontando-a na prancheta de vida aquática/figura da criatura e faça os participantes escreverem o nome dela em suas pranchetas. Ou então escreva o nome de uma criatura e faça os participantes apontarem para ela na prancheta de vida aquática ou desenhá-la em suas pranchetas. Aponte para uma criatura e faça com que os participantes mostrem o sinal manual apropriado. Demonstre e faça os participantes praticarem a maneira como algumas criaturas fazem para se movimentar embaixo d’água – dar pernadas como golfinhos, rastejar com uma estrelado-mar, “voar” como uma arraia, dar braçadas como uma foca, andar de lado como um caranguejo, serpentear como uma enguia, etc. Se disponível, distribua aos participantes luvas palmadas especiais (com os dedos unidos).

Repreleção 1. Faça as seguintes perguntas e solicite a interação dos participantes: • Que criatura vocês gostariam de ver de verdade embaixo d’água? Por que? • O movimento de qual criatura foi o mais fácil de imitar embaixo d’água? Qual foi o

mais divertido? • O que vocês aprenderam? 2. Distribua decalques para o AquaMission and Log Book. 3. Relate aos pais ou responsáveis legais o desempenho de suas crianças.

Técnicas de Ensino 82


AquaMission: Especialista Ambiental Organização 1. Tenha três ou quatro quebra-cabeças diferentes de plástico com peças que afundem (isso

pode exigir a colocação de algum lastro). Mostre os quebra-cabeças aos participantes e então misture as peças e as espalhe dentro da piscina. 2. Distribua sacolas drenantes e luvas para cada mergulhador. 3. Mostre vários tipos de lixo incomuns ou que não sejam facilmente reconhecíveis, que você coletou durante uma limpeza de praia ou limpeza subaquática.

Preleção 1. Faça as seguintes perguntas e solicite a interação dos participantes:

O que há de ruim sobre a poluição e o lixo que vai para o oceano, rios ou lagos? • Quem sabe o que é isto? [Mostre tipos de lixo. Conclua identificando o que são os objetos e onde você os encontrou]. • Alguém já participou de uma limpeza de praia ou de uma limpeza subaquática? [Fale sobre a limpeza anual que acontece em Setembro feita em praias e embaixo d’água, patrocinada pela Project AWARE Foundation em todo o mundo. Explique que os participantes desse evento anotam os tipos de lixo e a quantidade em que foram encontrados. Estas informações são usadas pelos pesquisadores para tentarem descobrir de onde vem a poluição. Cada tipo de lixo é como uma peça de um enorme quebra-cabeça que eles estão tentando resolver]. • Como nós damos um fim à poluição? 2. Use o Flip Chart PADI Seal Team para uma explicação interativa e revise o Desafio contido no PADI Seal Team AquaMission and Log Book. •

Mergulho em Piscina 1. Reúna os participantes à beira da piscina e os ajude a montar seus equipamentos. Separe os

participantes em duplas e lembre-os das regras de segurança da piscina e das regras de segurança embaixo d’água. Distribua sacolas drenantes e luvas. 2. Faça os participantes praticarem a flutuabilidade neutra. 3. Demonstre e faça os participantes praticarem a natação com os pés mais altos do que a cabeça, na preparação para realizarem um padrão de busca. 4. Demonstre e faça as duplas de mergulhadores realizarem um padrão de busca enquanto recolhem as peças dos quebra-cabeças.

Repreleção 1. Peça para os participantes montarem os quebra-cabeças que coletaram na piscina. 2. Faça as seguintes perguntas e solicite a interação dos participantes:

Quais foram os quebra-cabeças encontrados? Foi difícil descobrir o que eles eram? • Vocês acham que é difícil para os pesquisadores descobrirem de onde vem a poluição? 3. Distribua decalques para o AquaMission and Log Book. 4. Relate aos pais ou responsáveis legais o desempenho de suas crianças. •

Técnicas de Ensino 83


AquaMission: Especialista no Espaço Interior Organização 1. Como esta AquaMission é sobre o controle da flutuabilidade, construa estruturas ou obstá-

culos para que os participantes façam manobras e os atravessem embaixo d’água. Procure no website padi.com/pros por instruções de como construir a estação espacial “Shallow Space Nine”, feita de tubos de PVC. 2. Distribua “frisbies”, ovos de plástico que afundem e colheres ou quaisquer outros brinquedos para os participantes brincarem enquanto praticam o controle da flutuabilidade.

Preleção 1. Faça as seguintes perguntas e solicite a interação dos participantes:

O que é flutuabilidade? • Os astronautas que se preparam para viagens espaciais passam bastante tempo treinando em piscinas com o equipamento de mergulho autônomo. Por que vocês acham que eles fazem isso? • Para controlar a flutuabilidade, é melhor colocar e tirar o ar do CE aos poucos. Por que? • Por que os mergulhadores precisam aprender como levitar dentro d’água? 2. Use o Flip Chart PADI Seal Team para uma explicação interativa e revise o Desafio contido no PADI Seal Team AquaMission and Log Book. •

Mergulho em Piscina 1. Reúna os participantes à beira da piscina e os ajude a montar seus equipamentos. Separe os

2. 3. 4.

5.

participantes em duplas e lembre-os das regras de segurança da piscina e das regras de segurança embaixo d’água. Distribua sacolas drenantes e luvas. Faça os participantes praticarem a flutuabilidade neutra. Faça os participantes levitarem usando um ponto de referência. Envolva os participantes na montagem da estrutura de PVC ou posicionando outros obstáculos para a prática do controle da flutuabilidade. Incentive-os a não tocarem no fundo nem nas paredes a fim de que montem a estrutura da mesma forma que um astronauta faria para trabalhar no espaço. Faça os participantes praticarem jogos enquanto mantêm a flutuabilidade neutra — lançar discos, levitar equilibrando um ovo de plástico (que afunde) numa uma colher, etc.

Repreleção 1. Faça as seguintes perguntas e solicite a interação dos participantes:

O que vocês aprenderam ao praticarem não tocar no fundo nem nas paredes e sempre permanecerem com flutuabilidade neutra? • Vocês acham que é fácil ser um astronauta trabalhando na Estação Espacial Internacional? É mais difícil do que parece na TV, não é? 3. Distribua decalques para o AquaMission and Log Book. 4. Relate aos pais ou responsáveis legais o desempenho de suas crianças. •

Técnicas de Ensino 84


AquaMission: Especialista em Navegação Organização 1. Distribua para os participantes bússolas subaquáticas junto com pranchetas e lápis. É útil

usar um cabo para medir distâncias e ajudar na orientação embaixo d’água.

Preleção 1. Faça as seguintes perguntas e solicite a interação dos participantes: • Por que vocês acham que os mergulhadores se divertem mais quando sabem onde estão

2. 3.

4.

5.

6.

embaixo d’água. • Se vocês estão mergulhando no oceano, como vocês fazem para saber em que direção estão indo? • Como nós medimos a distância percorrida embaixo d’água? • Se nadarem uma certa distância contando o número de pernadas, vocês acham que conseguem calcular a distância que percorreram? Mostre aos participantes uma bússola e aponte a agulha, a linha de fé e as marcas de referência. Demonstre como segurar a bússola corretamente, mostre como a agulha sempre aponta para a mesma direção e explique que a agulha deve ficar entre as marcas de referência. Mostre como a agulha sai das marcas de referência quando há uma mudança de direção. Ajude os participantes a fixarem um curso ao longo de uma linha reta, tal como um cabo esticado sobre o deck da piscina, e faça-os caminhar ao longo desta linha usando a bússola. Enfatize que contanto que eles caminhem em linha reta, a agulha permanecerá entre as marcas de referência. Explique que durante o nado embaixo d’água eles também vão precisar manter seus corpos alinhados com a linha central da bússola. Faça os participantes caminharem ao longo de um cabo com comprimento conhecido, para simularem a contagem de ciclos de pernadas. Faça com que os integrantes das duplas contem e anotem o número de passos um do outro. Compare o número de passos que cada um deu para caminhar até o final do cabo. Use o Flip Chart PADI Seal Team para uma explicação interativa e revise o Desafio contido no PADI Seal Team AquaMission and Log Book.

Mergulho em Piscina 1. Reúna os participantes à beira da piscina e os ajude a montar seus equipamentos. Separe os

participantes em duplas e lembre-os das regras de segurança da piscina e das regras de segurança embaixo d’água. Distribua bússolas e pranchetas 2. Faça os participantes praticarem a flutuabilidade neutra. 3. Faça um dos duplas navegar em linha reta com uma bússola enquanto nada ao longo de um cabo (se disponível). Eles então trocam de posições e o outro dupla navega no trajeto de volta. 4. Os participantes nadam uma distância conhecida enquanto contam os ciclos de pernada. Um dos integrantes da dupla nada em um ritmo normal enquanto o outro conta o número de pernadas e anota o número na prancheta.

Repreleção 1. Faça as seguintes perguntas e solicite a interação dos participantes: • Quantas pernadas foram necessárias para nadar todo o comprimento do cabo? • O que vocês aprenderam sobre nadar com uma bússola? 2. Distribua decalques para o AquaMission and Log Book. 3. Relate aos pais ou responsáveis legais o desempenho de suas crianças. Técnicas de Ensino 85


AquaMission: Especialista Noturno Organização 1. O mergulho pode ser feito em qualquer momento depois do pôr-do-sol em uma piscina ao ar

livre iluminada pela luz do sol ou pode ser realizado em uma piscina coberta para que possa ser mantida quase na penumbra. 2. Cada participante deve ter uma lanterna de mergulho. Considere também distribuir marcadores químicos, lanternas de reserva, luzes de referência na superfície e luzes de orientação subaquática, talvez presas numa boia com cabo de descida. 3. Para tornar o mergulho interessante, espalhe animais aquáticos de brinquedo pela piscina para simular um ambiente aquático noturno – peixes adormecidos em fendas, uma lagosta rastejando sobre o fundo, moréias caçando alimento, etc. Utilize baldes ou outros recipientes plásticos para simular rochas e tocas. 4. Envolva os participantes nas atividades de planejamento de mergulho, que podem incluir o posicionamento de luzes de referência na costa/superfície e luzes de orientação subaquática (marcadores químicos, estrobos, etc.).

Preleção 1. Faça as seguintes perguntas e solicite a interação dos participantes:

Quem sabe dizer algumas diferenças entre o ambiente de mergulho diurno e noturno? • Quais os equipamentos especiais de mergulho que vocês acham que vão precisar para mergulhar à noite? • Qual é a diferença entre as lanternas de mergulho e as lanternas comuns? • Como vocês acham que conseguem se comunicar embaixo d’água à noite? • Como vocês acham que conseguem ler seus instrumentos à noite? 2. Use o Flip Chart PADI Seal Team para uma explicação interativa e revise o Desafio contido no PADI Seal Team AquaMission and Log Book. •

Mergulho em Piscina 1. Reúna os participantes à beira da piscina e os ajude a montar seus equipamentos. Separe os

2. 3. 4. 5.

participantes em duplas e lembre-os das regras de segurança da piscina e das regras de segurança embaixo d’água. Distribua as lanternas. Faça os participantes checarem suas as lanternas em águas rasas. Explique os sinais manuais com as lanternas e que todos devem evitar apontar a luz nos olhos uns dos outros. Faça os participantes praticarem a flutuabilidade neutra. Em algum momento, peça para os participantes cobrirem o facho das lanternas (apontá-las contra o corpo ou cobrir o facho com a mão) para ajustarem os olhos à escuridão. Faça os participantes realizarem buscas por criaturas noturnas.

Repreleção 1. Faça as seguintes perguntas e solicite a interação dos participantes:

O que vocês perceberam de diferente ao mergulhar à noite? 2. Distribua decalques para o AquaMission and Log Book. 3. Relate aos pais ou responsáveis legais o desempenho de suas crianças. •

Técnicas de Ensino 86


AquaMission: Especialista em Segurança Organização 1. Tenha equipamentos para a prestação de assistência a partir do deck da piscina, tais como

cabos e boias. Além disso, tenha equipamentos de segurança para uso dentro d’água, tais como apitos e tubos infláveis de sinalização.

Preleção 1. Faça as seguintes perguntas e solicite a interação dos participantes:

Por que motivo às vezes sentimos cãibras quando usamos nadadeiras? • Como vocês sabem quando é preciso chamar por ajuda? • Quais são algumas das maneiras de chamar ou sinalizar por ajuda? • Por que é importante ficar perto do seu dupla e de se comunicar com ele? • Quais são algumas maneiras de ajudar um dupla que está sentindo ansiedade ou cansaço a se acalmar e relaxar? • Quando você e seu dupla estão flutuando na superfície, quais são algumas maneiras de ajudar um dupla cansado a chegar até a costa ou barco? • Quando seu dupla precisa de ajuda e você consegue ajudá-lo, como você se sente? • Quais são algumas maneiras fáceis de evitar que problemas aconteçam durante o mergulho? 2. Discuta os Quatro Passos para Prestar Ajuda: • Flutuabilidade – Coloque ar no seu CE para flutuar na superfície. Então faça isso para a pessoa que precisa de ajuda. Você também pode remover os cintos de lastro. • Relaxar – Diga calmamente para a pessoa que você pode ajudá-la, e que é para ela relaxar e parar de nadar. • Respirar – Diga ao seu dupla para respirar lenta e profundamente e que isso vai ajudá-lo a se sentir e a pensar melhor. • Rebocar – Reboque seu dupla pela torneira do cilindro ou pelo braço. Outro jeito é empurrar seu dupla pelas pernas. 3. Use o Flip Chart PADI Seal Team para uma explicação interativa e revise o Desafio contido no PADI Seal Team AquaMission and Log Book. •

Mergulho em Piscina 1. Reúna os participantes à beira da piscina e os ajude a montar seus equipamentos. Separe os

participantes em duplas e lembre-os das regras de segurança da piscina e das regras de segurança embaixo d’água. 2. Posicione um dupla dentro da piscina (ou um assistente) com equipamento de mergulho livre e o outro dupla no deck da piscina no papel de resgatador. Faça o resgatador lançar um cabo, boia ou outro item para a pessoa dentro da piscina e então puxar a pessoa lentamente até a segurança. Faça os participantes se revezarem nos papéis de resgatador e de mergulhador com problemas. 3. Faça os participantes vestirem e ajustarem seus equipamentos e então conduzirem uma checagem de segurança pré-mergulho (CE, Cinto de lastro, Presilhas, Ar, Amigo) antes de entrarem na piscina. 4. Na superfície ou embaixo d’água, demonstre e faça os participantes praticarem a remoção de cãibras em si mesmos e então nos seus duplas. Técnicas de Ensino 87


5. Demonstre a prestação de ajuda a um mergulhador com problemas na superfície: falar com

o mergulhador, estabelecer flutuabilidade positiva para si mesmo e ajudar o mergulhador a estabelecer flutuabilidade positiva. Faça os participantes praticarem isto em duplas, alternando papéis. 6. Demonstre o reboque de um mergulhador cansado usando várias técnicas. Faça os participantes praticarem isto em duplas, alternando papéis.

Repreleção 1. Faça as seguintes perguntas e solicite a interação dos participantes:

O que vocês aprenderam sobre ajudar alguém em uma emergência de mergulho? • Quando vocês chamariam por ajuda? 2. Distribua decalques para o AquaMission and Log Book. 3. Relate aos pais ou responsáveis legais o desempenho de suas crianças. •

Técnicas de Ensino 88


AquaMission: Especialista em Busca e Recuperação Organização 1. Tenha sacolas drenantes para os participantes recolherem itens pequenos e difíceis de serem

vistos (ex: lacres de latas de refrigerante, embalagens de alimentos, recipientes plásticos de bebida, etc.). Disponha de itens suficientes para que cada dupla de mergulhadores faça a busca por um objeto diferente. Espalhe esses itens pela piscina. 2. Tenha um pequeno saco elevatório e um cabo adicional para a prática de amarração de nós, se aplicável. 3. Certifique-se de que o objeto a ser suspenso seja pequeno o suficiente para que não represente perigo caso venha a afundar.

Preleção 1. Faça as seguintes perguntas e solicite a interação dos participantes: • Vocês já deixaram cair sem querer algo dentro d’água – quando estavam num barco ou

num pier, ou mesmo quando estavam dentro de uma piscina? Talvez vocês conheçam alguém que já tenha feito isso? • Vocês conseguem pensar em outros itens que acabaram afundando na água, mas que não deveriam estar lá? • De todos esses itens que vocês pensaram, quais deles vocês acham que os mergulhadores conseguem encontrar e recuperar? • Algum de vocês é bom em dar nós? (opcional) • Se vocês quiserem fazer uma busca em uma área da piscina, como podem fazer isso de um jeito organizado? 2. Demonstre e então faça os participantes treinarem no deck da piscina os padrões de busca. Mostre como fazer mudanças de direção usando os braços estendidos. Enfatize a cooperação e a comunicação entre os duplas. 3. Se for apropriado, faça os participantes praticarem a amarração de nós e a amarração de objetos para serem suspensos com um saco elevatório. Caso contrário, você mesmo pode amarrar o saco elevatório. 4. Use o Flip Chart PADI Seal Team para uma explicação interativa e revise o Desafio contido no PADI Seal Team AquaMission and Log Book.

Mergulho em Piscina 1. Reúna os participantes à beira da piscina e os ajude a montar seus equipamentos. Separe os

participantes em duplas e lembre-os das regras de segurança da piscina e das regras de segurança embaixo d’água. Distribua as sacolas drenantes. 2. Faça os participantes praticarem a flutuabilidade neutra. 3. Faça os participantes procurarem pelos itens embaixo d’água e trazê-los de volta para jogá-los em uma lata de lixo. 4. Demonstre como usar um saco elevatório: inflá-lo com golfadas curtas de ar usando um octopus, deixar o objeto com flutuabilidade neutra e então checar novamente se a amarração está segura antes de continuar a suspendê-lo. Sob atenta supervisão, faça as duplas de mergulhadores amarrarem e suspenderem um objeto pequeno.

Repreleção 1. Faça as seguintes perguntas e solicite a interação dos participantes: • Se alguém lhes dissesse que perdeu um brinco ou mesmo uma lente de contato dentro

da piscina, vocês seriam capazes de encontrar? Como vocês fariam isso?

Técnicas de Ensino 89


Como vocês se sentem por serem capazes de localizar um objeto específico e marcar a posição dele? • O que vocês aprenderam ao praticarem como suspender um objeto? 2. Distribua decalques para o AquaMission and Log Book. 3. Relate aos pais ou responsáveis legais o desempenho de suas crianças. •

AquaMission: Especialista em Mergulho Livre Organização 1. Os participantes precisam usar coletes de mergulho livre ou CEs. Se usarem roupas de expo-

sição, pode haver necessidade de lastro. 2. Esta AquaMission pode ser conduzida da mesma forma que um Curso PADI Skin Diver – consulte os requisitos de performance no Guia do Instrutor do Curso PADI Skin Diver.

Preleção 1. Faça as seguintes perguntas e solicite a interação dos participantes:

Por que as pessoas às vezes usam equipamentos de mergulho livre ao invés de equipamentos de mergulho autônomo? • Por que nós precisamos de um snorkel? • O que vocês podem fazer se entrar água no snorkel? • Qual é a melhor maneira de nadar na superfície com as nadadeiras? • Por que nós devemos fazer mergulhos livres com um dupla? • O que vocês devem fazer se sentirem frio durante um mergulho livre? 2. Use o Flip Chart PADI Seal Team para uma explicação interativa e revise o Desafio contido no PADI Seal Team AquaMission and Log Book. •

Mergulho em Piscina 1. Reúna os participantes à beira da piscina e os ajude a montar seus equipamentos de mergulho

2. 3. 4. 5.

livre. Separe os participantes em duplas e lembre-os das regras de segurança da piscina e das regras de segurança embaixo d’água. Demonstre e faça os participantes praticarem o esgotamento do snorkel em águas rasas. Demonstre e faça os participantes praticarem o desalagamento de uma máscara parcialmente alagada na superfície enquanto praticam o mergulho livre. Demonstre e faça os participantes praticarem a natação na superfície sem as mãos. Lembre-os de realizarem o mergulho livre com seus duplas. Se conduzir um curso PADI Skin Diver, continue ensinando as habilidades adicionais.

Repreleção 1. Faça as seguintes perguntas e solicite a interação dos participantes:

O que é mais fácil – o mergulho autônomo ou o mergulho livre? 2. Distribua decalques para o AquaMission and Log Book. 3. Relate aos pais ou responsáveis legais o desempenho de suas crianças. •

Técnicas de Ensino 90


AquaMission: Especialista em Fotografia Organização 1. Tenha câmeras simples de fotografia ou de vídeo já configuradas e prontas para uso. 2. Distribua uma variedade de brinquedos que simulem a vida aquática ou outros assuntos

interessantes para serem fotografados/gravados dentro da piscina.

Preleção 1. Faça as seguintes perguntas e solicite a interação dos participantes:

Vocês vão dividir uma câmera com seus duplas. Por que vocês acham que precisam dividi-la? • Como você pode ajudar seu dupla a tirar boas fotos? • O que vocês acham que pode ser importante para tirarem boas fotos embaixo d’água? 2. Use o Flip Chart PADI Seal Team para uma explicação interativa e revise o Desafio contido no PADI Seal Team AquaMission and Log Book. •

Mergulho em Piscina 1. Reúna os participantes à beira da piscina e os ajude a ajustar seus equipamentos. Separe os

participantes em duplas e lembre-os das regras de segurança da piscina e das regras de segurança embaixo d’água. Diga-lhes qual dos duplas vai tirar as fotos na primeira metade do mergulho antes de inverterem os papéis. 2. Faça os participantes praticarem a flutuabilidade neutra. 3. Distribua as câmeras, demonstre brevemente o funcionamento delas e peça para que trabalhem em duplas para tirarem as fotos. Faça-os trocarem de papéis na metade do mergulho.

Repreleção 1. Faça as seguintes perguntas e solicite a interação dos participantes:

Vocês acham que tiraram boas fotos embaixo d’água? • O que vocês aprenderam? 2. Agende um encontro para todos verem as fotos ou vídeo feitos nesta AquaMission. 3. Distribua decalques para o AquaMission and Log Book. 4. Relate aos pais ou responsáveis legais o desempenho de suas crianças. •

Técnicas de Ensino 91


AquaMission: Especialista em Naufrágio Organização 1. Disponibilize uma prancheta grande para cada dupla de mergulhadores onde já exista o

esboço de um naufrágio, junto com uma fita métrica. Considere disponibilizar câmeras para a documentação do naufrágio. 2. Submirja seu naufrágio (qualquer barco ou objeto no formato de barco, tal como um pequeno barco a remo, brinquedo de plástico no formato de barco, uma estrutura de PVC montada no formato de barco ou simplesmente cabos lastreados no fundo da piscina simulando as formas de um barco). Consulte o website padi.com/pros para idéias sobre a construção de naufrágios. 3. Coloque artefatos dentro ou perto do naufrágio, tais como pentes, dinheiro de brinquedo, bijuterias, pratos de plástico ou panelas, etc.).

Preleção 1. Faça as seguintes perguntas e solicite a interação dos participantes: • Quem pode me dizer o que é um naufrágio? • O que acontece a um navio depois de ficar bastante tempo embaixo d’água? • Se um naufrágio começa a se desfazer e vida começa a crescer nele, ele se torna parte do

ambiente, como um recife? Nós temos que ter cuidado quando mergulhamos sobre um naufrágio? • O que aconteceria se alguém levasse “lembrancinhas” do naufrágio ou tirasse coisas do lugar? • Como você chama o pesquisador que estuda o naufrágio de navios antigos? 2. Explique aos participantes como eles vão fazer seus mapas usando a prancheta e a fita métrica. Mostre a eles onde vão anotar o comprimento e a largura do naufrágio, bem como os objetos encontrados por lá. 3. Use o Flip Chart PADI Seal Team para uma explicação interativa e revise o Desafio contido no PADI Seal Team AquaMission and Log Book.

Mergulho em Piscina 1. Reúna os participantes à beira da piscina e os ajude a ajustar seus equipamentos. Separe os

participantes em duplas e lembre-os das regras de segurança da piscina e das regras de segurança embaixo d’água. Distribua as pranchetas e as fitas métricas. 2. Faça os participantes praticarem a flutuabilidade neutra. 3. Demonstre como usar a fita métrica e faça os participantes trabalharem em conjunto para medir e mapear o naufrágio. Supervisione as atividades de perto e preste ajuda conforme necessário. 4. Se houver câmeras disponíveis, encarregue um dos duplas de fotografar o naufrágio.

Repreleção 1. Faça as seguintes perguntas e solicite a interação dos participantes: • Onde ficava o dormitório, cozinha (ou o que quer que seja), com base nos artefatos que

você agrupou? Como é que vocês chegaram a estas conclusões? • Qual era o comprimento e a largura do naufrágio? • O que vocês aprenderam sobre ser um arqueólogo subaquático? 2. Agende um encontro para todos verem as fotos feitas nesta AquaMission, se aplicável. 3. Distribua decalques para o AquaMission and Log Book. 4. Relate aos pais ou responsáveis legais o desempenho de suas crianças. Técnicas de Ensino 92


Discover Snorkeling Conduta e Recomendações NOTA: Não existem padrões listados para este programa no PADI Instructor Manual.

VISÃO GERAL A prática de snorkeling é simples, divertida, barata, não tem restrição de idade e pode ser experimentada praticamente em qualquer lugar. Por isso, muitas pessoas se interessam mais pela prática de snorkeling do que pelo mergulho autônomo. Apesar do mercado potencial ser enorme, os tipos de serviços que os praticantes de snorkeling procuram são diferentes das necessidades dos mergulhadores autônomos. Para suprir com sucesso esse mercado, é importante entender porque as pessoas praticam snorkeling e então oferecer as experiências, os equipamentos e os serviços que lhes permitam descobrir o mundo subaquático. Observação do Mundo Subaquático As pessoas praticam snorkeling para verem o mundo subaquático. Livros, pranchetas e vídeos de identificação de vida aquática são materiais muito populares na prática de snorkeling porque intensificam as experiências dos praticantes, definindo e categorizando os animais e plantas que eles veem. Fora a identificação da vida aquática, os praticantes de snorkeling apreciam atividades envolvendo fotografia e vídeo. Colecionar e dividir fotos ou vídeos feitos embaixo d’água ampliam e diversificam a experiência. Alguns praticantes de snorkeling gostam de explorar águas rasas em busca de artefatos, bem como de participar de atividades de pesquisa. Naufrágios afundados perto da costa ou que estão parcialmente submersos fornecem incríveis pontos para a prática de snorkeling. O snorkeling noturno pode produzir a mesma emoção experimentada pelos mergulhadores noturnos. O snorkeling geralmente atrai aqueles com um interesse geral pelos oceanos, piscinas de marés e corpos de água interiores. Os praticantes de snorkeling também tendem a ser pessoas interessadas pela natureza e pelas causas ambientais, querendo fazer parte do esforço de preservação de nossos recursos subaquáticos. Eles também podem ser importantes apoiadores do Project AWARE, participando de limpezas de praias e de limpezas em águas rasas, do AWARE Kids e de outras atividades. Fácil e Seguro Como a maioria das pessoas que pratica snorkeling nunca teve um treinamento formal, os praticantes em potencial podem não estar interessados em buscar orientação profissional. Os praticantes de snorkeling podem se divertir dentro d’água, mesmo se tiverem pouca ou nenhuma aquacidade. Embora a maioria das pessoas desfrute do snorkeling em ambientes de águas abertas, a prática em uma piscina também pode ser divertida. Por exemplo, o snorkeling pode ser uma atividade aeróbica e parte de um programa de ginástica em academias, faculdades e universidades. Nem Sempre Leva ao Mergulho Autônomo As pessoas que praticam o mergulho autônomo têm uma tendência natural de quererem persuadir os praticantes de snorkeling para que experimentem o mergulho autônomo. Como muitos dos mergulhadores autônomos foram introduzidos ao mundo subaquático através do snorkeling, eles encaram o mergulho autônomo como um caminho lógico a ser seguido. Contudo, há um risco de se perder um cliente quando o mergulho autônomo é promovido de uma maneira que coloque o snorkeling como uma atividade de menor importância. Alguns praticantes de snorkeling não tem o mínimo desejo de experimentar o mergulho autônomo. Outros já experimentaram o mergulho autônomo e decidiram que preferem o snorkeling. Técnicas de Ensino 93


Evite promover o snorkeling como se fosse apenas uma atividade que antecede o mergulho autônomo. O snorkeling é uma atividade que vale a pena por si só e é mais provável que você venha a ter clientes satisfeitos e duradouros se a promover como tal. Algumas vezes, mesmo os mergulhadores autônomos preferem passar o dia praticando snorkeling. Diferenças Entre Snorkeling, Snorkeling com Ar Comprimido e Mergulho Livre O snorkeling é aquele onde a pessoa usa uma máscara com snorkel para respirar confortavelmente enquanto olha para dentro d’água a partir da superfície. Os praticantes de snorkeling também usam nadadeiras, coletes de flutuabilidade e roupas de exposição, mas dependendo do ambiente, estes equipamentos podem não ser necessários. Os praticantes de snorkeling geralmente permanecem na superfície, embora possam submergir ocasionalmente para ter uma visão melhor de algo logo abaixo. O snorkeling com ar comprimido envolve o uso de um dispositivo para flutuabilidade semelhante a um CE, de um cilindro de ar comprimido e de um regulador. Usando máscaras, nadadeiras e o equipamento de ar comprimido, os indivíduos nadam na superfície enquanto respiram o ar fornecido pelo regulador e cilindro. Os praticantes de snorkeling com ar comprimido também podem usar roupas de exposição. Não é possível submergir quando se utiliza estas unidades de ar comprimido. Estas unidades são uma opção atraente para aqueles que não se qualificam para mergulhar ou que não desejam descer com o equipamento autônomo, mas que ainda preferem as unidades de ar comprimido ao uso dos equipamentos tradicionais para a prática de snorkeling. Os participantes devem ter no mínimo 5 anos de idade. Os mergulhadores livres usam máscaras, snorkels e coletes de flutuabilidade tanto para o snorkeling na superfície quanto para mergulhos em apnéia. Os mergulhadores livres dominam o ajuste dos seus equipamentos e da flutuabilidade, a equalização dos espaços aéreos durante a imersão e o desalagamento dos seus snorkels. Os mergulhadores livres geralmente se arriscam mais do que dos praticantes de snorkeling e podem fazer mergulhos frequentes a partir da superfície. Diferenças Entre o Discover Snorkeling e o Curso PADI Skin Diver O curso PADI Skin Diver é estruturado e apresenta requisitos de performance específicos. Os alunos do Skin Diver devem demonstrar domínio em mergulhos a partir da superfície, equalização e técnicas de subida. Assim que o curso é concluído, os alunos recebem uma certificação PADI Skin Diver. O Discover Snorkeling, por outro lado, é uma experiência, não um curso. É um passeio supervisionado de snorkeling. Os praticantes de snorkeling podem retornar várias vezes para participar de outros passeios do Discover Snorkeling com você. A introdução de técnicas para mergulhos a partir da superfície e da equalização aos praticantes de snorkeling pode fazer parte das dicas fornecidas pelo líder do passeio do Discover Snorkeling. Contudo, isto é feito somente se os praticantes quiserem aprender estas habilidades. Pode ser que em algum momento os participantes do Discover Snorkeling se interessem em obter a certificação PADI Skin Diver. De qualquer modo, tanto os praticantes de snorkeling quanto os mergulhadores livres certificados podem participar do Discover Snorkeling.

Técnicas de Ensino 94


RECOMENDAÇÕES DE CONDUTA E TÉCNICA DO DISCOVER SNORKELING Liderando Passeios do Discover Snorkeling Como o Discover Snorkeling é uma experiência, muitas vezes tudo o que você fará será liderar um passeio do PADI Discover Snorkeling. Elabore a experiência Discover Snorkeling de acordo com as necessidades de cada participante. Use estas linhas gerais: 1. Como em qualquer outro curso ou programa PADI, a segurança é a sua prioridade principal quando planejar, organizar e liderar passeios do Discover Snorkeling. 2. Se possível, faça com que os participantes assistam ao vídeo Discover the Underwater World antes da experiência, a fim de aprenderem sobre o uso básico dos equipamentos, segurança dentro d’água, vida aquática e destinos a serem visitados. 3. Dê uma visão geral aos participantes sobre os pontos de interesse, a vida aquática, as condições locais e os perigos, incluindo: • Coisas para ver e fazer • Observação da vida aquática • Fotografia • Exploração • Cuidados com o ambiente (como evitar danos à sensível vida aquática) • Atividades locais 4. Forneça orientação (dicas e sugestões para a prática de snorkel) quando necessário e apropriado. Isto pode incluir orientações como: • Desembaçar a máscara • Ajuste da máscara e das nadadeiras • Nado com as nadadeiras • Respiração com o snorkel • Entradas e saídas da água – procedimentos e técnicas • Como ficar à vontade e sem dificuldade na água • Desalagamento da máscara e do snorkel

Técnicas de Ensino 95


TĂŠcnicas de Ensino 96


Técnicas de Ensino Considerações Gerais

Técnicas de Ensino 97


TĂŠcnicas de Ensino 98


Considerações Gerais As descrições, explicações e sugestões a seguir estão em ordem alfabética para facilitar a consulta.

Aptidão Física para o Mergulho Cada aluno mergulhador deve ler, preencher e assinar a Declaração Médica PADI (formulário Médico RSTC) no início de cada curso/experiência PADI que inclua atividades dentro d’água. Se um aluno mergulhador responder um “sim” para qualquer uma das perguntas do Questionário Médico de Mergulho, ele deve obter uma aprovação médica por escrito antes de qualquer atividade dentro d’água. Em algumas regiões, todos os alunos mergulhadores devem obter uma aprovação médica antes de mergulhar. Como os requisitos variam de país para país, consulte o seu Escritório PADI sempre que começar a ensinar em uma nova região. Qualquer questão sobre aptidão física para o mergulho é do âmbito de competência somente de um médico. Os alunos mergulhadores que são médicos não podem assinar suas próprias declarações ou emitir liberações médicas para si mesmos. Em última instância, você tem o direito de tomar a decisão final sobre quem você aceitará no seu curso de mergulho autônomo depois da obtenção da aprovação médica. Você não é obrigado de aceitar todas as pessoas que se inscrevem nos cursos. NOTA: O Documento Administrativo para Educação Continuada, que inclui o Questionário Médico de Mergulho, cobre os mergulhadores de educação continuada para qualquer curso de que eles venham a participar dentro do período de 12 meses – incluindo o programa PADI Adventures in Diving, o Rescue Diver, o Master Scuba Diver e os cursos de Especialidade.

Nova Declaração Médica? Quando inscrito em um curso PADI, se o aluno mergulhador ficar doente ou se ferir por qualquer razão, ele deve preencher uma nova Declaração Médica PADI para documentar uma mudança no seu histórico médico. Em alguns casos, uma mudança temporária em uma condição de saúde pode não exigir o preenchimento de um novo formulário ou a obtenção de uma nova avaliação médica. Utilize o formulário médico para determinar se essa mudança na condição de saúde do mergulhador o obrigaria a marcar algum novo item no formulário. Se este for o caso, o mergulhador deve obter um liberação médica antes de voltar ao treinamento dentro d’água. Se um mergulhador se inscrever no próximo curso e responder “sim” para qualquer uma das perguntas da Declaração Médica PADI, o mergulhador só precisa obter novamente uma liberação médica se a sua condição de saúde mudou desde o último formulário. Se o mergulhador já obteve liberação médica de um profissional da saúde dentro do último ano pelas mesmas razões que marcou um “sim” na declaração médica, o mergulhador não precisa obter uma nova liberação. Contudo, se o mergulhador respondeu “sim” para quaisquer outras perguntas, ele deve obter liberação médica antes de quaisquer atividades aquáticas.

Considerações Sobre Roupa Seca Antes de um mergulho em águas abertas, oriente os alunos mergulhadores que nunca usaram uma roupa seca sobre a utilização da roupa seca. Esta orientação permite que os mergulhadores se familiarizem com suas roupas secas, pratiquem habilidades e eliminem o potencial de problemas com os equipamentos. Uma orientação pode incluir as seguintes habilidades: 1. Vestir e tirar uma roupa seca (com ajuda somente se for necessária). 2. Realizar uma checagem de flutuabilidade na superfície enquanto vestem uma roupa seca com roupa de baixo (quando necessário) e com o equipamento de mergulho autônomo completo. Técnicas de Ensino 99


3. Demonstrar a flutuabilidade neutra. 4. Demonstrar uma técnica para se recuperarem de uma situação de excesso de gás nos pés da roupa. 5. Desconectar e reconectar embaixo d’água a mangueira de baixa pressão da válvula de inflagem da roupa seca. 6. Realizar uma subida com flutuabilidade neutra numa velocidade normal (no máximo 18 metros/60 pés por minuto). 7. Remover e recolocar tanto a unidade scuba quando o sistema de lastro na superfície.

Cuidados com o Ambiente Siga e divida com seus alunos mergulhadores as “10 Maneiras que um Mergulhador Pode Proteger o Ambiente Subaquático”, do Project AWARE, e faça a ligação entre o domínio das habilidades e as práticas responsáveis de mergulho. Conforme os mergulhadores desenvolvem e dominam as novas habilidades de mergulho autônomo através de um diversidade de cursos, continue a fazer a ligação entre os mergulhadores autônomos e a responsabilidade de cuidar do ambiente.

Distúrbios de Aprendizado Distúrbio de aprendizado é um termo geral que pode englobar uma ampla variedade de condições. No geral, pessoas com distúrbios de aprendizado têm algum grau de dificuldade de leitura, escrita, ortografia, raciocínio, memória ou organização de informações. Pessoas com distúrbios de aprendizado geralmente possuem uma inteligência dentro da média ou acima da média. Contudo, por conta desta dificuldade de receber, processar, armazenar e responder às informações, elas não se destacam nos estudos a menos que saibam meios para compensar as dificuldades de aprendizado. Você pode receber alunos mergulhadores que já saibam do próprio distúrbio de aprendizado. Os Padrões PADI permitem que você faça ajustes para ajudá-los no aprendizado. Se um aluno mergulhador precisar de acomodações especiais, peça-lhe uma carta emitida por um profissional de saúde credenciado (médico, psicólogo, etc.) declarando que o mergulhador foi diagnosticado como portador de um distúrbio de aprendizado. Mantenha a carta no arquivo de registro do aluno mergulhador. Descubra qual o método de aprendizado que funciona melhor para o mergulhador a fim de que possa ajustar o seu estilo de ensino para atender às necessidades do mergulhador. Embora seja preferível que os alunos mergulhadores leiam as questões dos exames e as respondam de modo independente, tome medidas razoáveis como permitir o uso de dispositivos de apoio à leitura, leitura em voz alta ou peça para alguém ler o exame em voz alta para o aluno mergulhador. A meta é fornecer um ambiente objetivo de teste que permita aos mergulhadores compreenderem claramente as perguntas e as opções de resposta.

Incapacidades/Limitações Físicas Alguns alunos mergulhadores possuem limitações físicas que interferem na capacidade de realizarem certas habilidades motoras. Embora o cumprimento de alguns requisitos de performance possa ser mais difícil, você pode usar técnicas adaptativas e organizar acomodações, dentro do razoável, para ajudar os indivíduos com limitações físicas a dominarem as habilidades de mergulho e desfrutarem do mergulho. A abordagem geral é convidar qualquer pessoa interessada no mergulho autônomo a entrar em Técnicas de Ensino 100


um programa, contanto que esta pessoa tenha o desejo participar e que possa atender às linhas médicas gerais estabelecidas pela indústria do mergulho e pelos líderes médicos capacitados em medicina do mergulho. Com a devida liberação médica, você pode treinar pessoas com diversos graus de limitação física focando na vontade destas pessoas de mergulhar e não no tipo de limitação física que possam ter. Ainda que os padrões não possam ser comprometidos, uma grande variedade de técnicas podem ser usadas para ajudar estes mergulhadores a cumprirem um requisito de performance. Procure por meios razoáveis e criativos de cumprir os padrões. Leve também em consideração as opções disponíveis no sistema PADI. Se um aluno mergulhador for incapaz de atender a todos os requisitos de performance do curso Open Water Diver, este indivíduo ainda pode se qualificar para receber a classificação PADI Scuba Diver e Open Water Diver – Controlled Environment. Os programas Discover Scuba Diving podem ser uma boa opção para uma participação contínua – fornecendo a um portador de limitações física uma experiência de mergulho atentamente supervisionada e conservadora. O programa PADI Seal Team facilmente se adapta aos participantes adultos com limitações físicas, aos idosos e outras pessoas que requeiram uma experiência atentamente controlada e atende ao desejo pessoal de se divertirem embaixo d’água. Você pode ajudar estas pessoas a aprenderem a superar suas limitações e melhor usarem o máximo de suas capacidades ao estabelecer objetivos razoáveis e atingíveis. Você dispõem das opções de que precisa para introduzir o mergulho autônomo a todos aqueles que lhe procuram.

Informações Em muitas regiões existem leis que protegem portadores de necessidades especiais contra a discriminação. Se você decidir não ensinar pessoas com necessidades especiais, a sua política não deve excluir injustamente as pessoas de participarem de atividades de mergulho ou snorkeling. Se você acolher pessoas com limitações físicas em seus cursos, você tem a responsabilidade de informá-las sobre os riscos gerais do mergulho, bem como sobre as considerações especiais que possam existir com base na capacidade pessoal de cada um. Certifique-se de que qualquer pessoa inscrita em seus cursos saiba que a participação não resultará em certificação a menos que todos os requisitos de performance sejam cumpridos. Como em todos os cursos, certifique-se de todos os custos e serviços sejam claramente informados aos alunos mergulhadores antes do início do curso. Se você previr que os alunos mergulhadores possam precisar de sessões extras, equipamentos especializados, tradutor de linguagem de sinais ou outros serviços adicionais, garanta que tudo esteja claramente escrito e acordado antecipadamente. A sua política de prestação de serviços deve ser igualmente aplicada e aceita por todos os alunos mergulhadores em todos os cursos. Você descobrirá que, na maioria das vezes, você conseguirá acomodar mergulhadores com limitações físicas em cursos regularmente agendados. Contudo, você pode ter de levar em conta a criação de um pacote especial de treinamento que inclua tudo o que um indivíduo venha a precisar.

Considerações Médicas Pessoas com lesões em regiões superiores da coluna vertebral podem apresentar um termorregulação corporal prejudicada e são mais susceptíveis à hipotermia e à exaustão térmica. Em um dia quente, ajude esses indivíduos a evitarem o superaquecimento oferecendo-lhes proteção adequada contra sol, spray de água ou toalhas umedecidas e ventiladores, se disponíveis. Para evitar problemas com o frio, garanta que esses mergulhadores utilizem uma roupa de exposição com o caimento correto, mesmo para climas tropicais. Tente sempre entrar na água e começar as atividades o mais rápido possível. A circulação sanguínea reduzida causada por alguns tipos de lesões físicas diminuem a capacidade curativa do corpo, de forma que mesmo pequenos hematomas e arranhões podem levar meses para Técnicas de Ensino 101


curar, ou pior, exigirem hospitalização. Garanta que os mergulhadores com limitações físicas sempre vistam algum tipo de proteção, como roupas de exposição, tênis, botas, calças de tecido resistente, etc., dentro e ao redor de piscinas, na praia ou em embarcações de mergulho. Quando possível, acolchoe as bordas da piscina e degraus da embarcação para oferecer proteção adicional.

Modificações Embora os equipamentos padrão de mergulho possam ser adequados para a maioria das pessoas, algumas vezes pequenas modificações se tornam necessárias para compensar determinados tipos de limitação física. Por exemplo, pessoas que sofreram amputações podem se beneficiar da remoção de partes desnecessárias de uma roupa úmida, que são então vedadas para fornecer aquecimento e proteção. Mergulhadores com mobilidade limitada ou sem mobilidade nas pernas podem usar luvas palmadas para nadarem com mais eficiência. Mergulhadores sem funcionalidade motora em um dos braços podem mudar a localização de prendedores, instrumentos e mangueiras para melhor alcançarem esses itens com o braço funcional. Mergulhadores com visão debilitada podem ser beneficiados pelo uso de lentes de aumento adaptadas na máscara para a leitura dos instrumentos. Pessoas com uso limitado ou sem movimento nas pernas podem não ser capazes de ficar em pé em águas rasas. Durante as sessões em águas confinadas, forneça acomodações razoáveis, tais como blocos, banquetas ou cadeiras de plástico para dar-lhes estabilidade.

Assistência Os participantes com mobilidade limitada podem precisar de assistência para entrar e sair de piscinas, locais de águas confinadas ou de águas abertas. Utilize assistentes certificados para posicionar cadeiras de rodas, bengalas ou muletas para facilitar entradas e saídas e para fornecer apoio para levantar ou estabilizar o participante. Garanta que você e seus assistentes certificados usem as técnicas adequadas para levantar o participante. Lembre os assistentes de adotarem uma posição estável, com os pés afastados – uma perna ligeiramente para frente para manter o equilíbrio e criar uma base estável para levantar o participante. Se necessário, esteja preparado para mover os pés deles para lhes garantir maior estabilidade e diga-lhes para deixarem as costas retas, mantendo uma curvatura natural, bem como para não torcerem o corpo quando realizam o levantamento. Nenhum dos assistentes deve levantar ou lidar com mais peso do que possam facilmente suportar, pedindo ajuda, se necessário.

Interrupções no Treinamento Se um aluno mergulhador iniciar um curso e então interrompê-lo por qualquer motivo – trabalho, família, escola, viagem, etc. – e quiser retomar novamente o treinamento, leve em consideração os seguintes pontos. Não existe um limite de tempo para retomar o treinamento, contanto que isso seja feito com o mesmo instrutor. O treinamento também pode continuar no mesmo dive center ou resort, contanto que lá se pratique o ensino em equipe, e se os registros do aluno mergulhador estiverem completos e acessíveis. Se a interrupção no treinamento for superior a 12 meses, faça o aluno mergulhador preencher novamente os formulários administrativos incluindo uma isenção de responsabilidade, a Declaração Médica PADI e a Declaração de Reconhecimento das Práticas Padrão de Segurança de Mergulho. Se o aluno mergulhador quiser retomar o treinamento em um local diferente com um outro instrutor, os procedimentos de transferência podem ser aplicados. Isto depende do curso, do período de interrupção e se qualquer documentação de transferência do instrutor anterior estiver disponível. Por exemplo, um mergulhador com dois Mergulhos de Aventura registrados pode Técnicas de Ensino 102


continuar o treinamento para a obtenção de uma certificação Advanced Open Water com qualquer instrutor, simplesmente se inscrevendo no curso e concluindo os Mergulhos de Aventura adicionais (sem um formulário de transferência). Contudo, um aluno do Open Water Diver precisa de um formulário de transferência que identifique claramente quais os segmentos do curso foram concluídos, bem como quando foram concluídos. Sempre que um aluno mergulhador retomar o treinamento após uma interrupção, avalie a prontidão do mergulhador para continuar o curso. Revise os materiais e as habilidades que o mergulhador deve ter aprendido até o momento da interrupção e forneça as correções necessárias.

Registro de Mergulhos Para valer como mergulho registrado que atenda aos requisitos de curso, o mergulho deve ser realizado em águas abertas e as informações específicas sobre o mergulho (ex: data, tempo, local, profundidade, perfil, etc.) precisam ser anotadas no log book pessoal do mergulhador. Você então assina e anota pessoalmente a data na página de registro para confirmar a conclusão de todos os requisitos de performance. Não utilize um carimbo de assinatura, máquina de gravação em relevo ou decalque (no lugar da assinatura) em um log book de mergulhador para confirmar o treinamento. Se o aluno mergulhador não concluir com sucesso todas as habilidades requeridas para determinado mergulho, você pode fazer o mergulhador registrar o mergulho em uma página comum de registro de mergulho – não na página de registro de treinamento para um curso específico. Isto permite que o aluno mergulhador registre cada mergulho realizado e garante que o mergulhador não receba por engano crédito para o mergulho de treinamento até que atenda a todos os requisitos do mergulho. Para o curso PADI Rescue Diver, faça com que os alunos mergulhadores registrem as duas simulações de resgate em águas abertas como mergulhos realizados. Estes mergulhos podem ser contabilizados para atender ao requisito mínimo de mergulhos registrados para a obtenção das certificações PADI Divemaster e PADI Instructor.

Coassinatura Quando um PADI Assistant Instructor conduz um curso de especialidade Peak Performance Buoyancy sob a direção de um Instrutor PADI, o instrutor deve coassinar o log book/registro de treinamento do aluno mergulhador após confirmar que todos os requisitos de performance tenham sido atendidos. O instrutor que coassina pode certificar o mergulhador como Adventure Diver ou Advanced Open Water Diver se o Mergulho de Máximo Desempenho em Flutuabilidade for o mergulho final necessário para a respectiva certificação. Quando um PADI Divemaster ou Assistant Instructor (que seja um PADI Digital Underwater Photographer Specialty Instructor) conduz o curso de especialidade Digital Underwater Photographer, um Instrutor PADI que também seja um PADI Digital Underwater Photographer Specialty Instructor deve coassinar o log book/registro de treinamento do aluno mergulhador depois de confirmar que todos os requisitos de performance tenham sido atendidos. O instrutor que coassina o log book pode certificar o mergulhador como Adventure Diver ou Advanced Open Water Diver se o Mergulho Dois for o mergulho final necessário para a respectiva certificação.

Revisões de Conhecimento As Revisões de Conhecimento são componentes-chave do modelo educacional PADI. Os manuais do mergulhador (ou as versões online e multimídia) que possuem Revisões de Conhecimento são obrigatórios para todos os cursos PADI principais e para muitos dos cursos de especialidade Técnicas de Ensino 103


PADI. Quando um manual de curso é obrigatório e está disponível em uma língua compreendida pelos alunos mergulhadores, os mergulhadores devem preencher a Revisão de Conhecimento. Cheque as Revisões de Conhecimento dos alunos mergulhadores para esclarecer as informações e sanar as dúvidas – talvez fazendo uso dos Guias de Lições Prescritivas. Forneça dicas e sugestões que se apliquem ao ambiente local ou às áreas específicas onde o treinamento ocorrerá. Faça os mergulhadores assinarem a declaração do aluno, confirmando a compreensão dos assuntos. Documente em cada registro de treinamento dos alunos mergulhadores que você corrigiu as Revisões de Conhecimento completadas ou retenha uma cópia das Revisões de Conhecimento preenchidas e assinadas pelos alunos no seu Arquivo de Registro de Aluno.

Transferências Transferindo alunos Você pode transferir um aluno mergulhador que tenha concluído qualquer segmento de um curso, tal como uma sessão de desenvolvimento de conhecimento, mergulho em águas confinadas ou abertas, etc., para um Instrutor PADI de outra região, para que o aluno complete os requisitos de certificação. O Instrutor PADI que recebe um aluno mergulhador transferido deve garantir que o mergulhador esteja adequadamente preparado para participar da próxima etapa do treinamento. Uma transferência começa quando você emite um registro de transferência para o aluno mergulhador, documentando o que já foi concluído do treinamento. Você deve colocar as iniciais do seu nome/assinar o formulário e listar as datas de conclusão. Envie uma cópia da Declaração Médica preenchida pelo aluno mergulhador, junto com a liberação médica, para que o aluno não precise obter uma nova liberação para o instrutor que vai recebê-lo. É importante levar em conta que um aluno mergulhador transferido sabe muito pouco a respeito dos Padrões, métodos e treinamento ou protocolos PADI. O aluno confia e espera que você e o novo instrutor sigam os procedimentos que lhe permitam concluir o treinamento. Um registro de transferência é válido por 12 meses a partir da data de conclusão do último segmento de treinamento. Contudo, motive os alunos transferidos a concluírem assim que possível o treinamento. Você pode estender a transferência por mais 12 meses ao fazer o aluno mergulhador concluir um novo segmento do curso, repetir um segmento anterior do treinamento ou completar um PADI Scuba Review. Cada vez que um mergulhador conclui um segmento ou um PADI Scuba Review, um novo período de 12 meses se inicia. É uma boa idéia ajudar o mergulhador transferido a escolher um dive center ou resort para ele concluir o treinamento, bem como fazer as preparações necessárias antes da partida do aluno. Forneça ao dive center/resort escolhido as suas informações de contato para esclarecimentos ou problemas que venham a ocorrer. Peça para o aluno transferido lhe fazer uma visita depois de obter a certificação. Isto lhe dará a chance de parabenizar o mergulhador e conversar com ele sobre a educação continuada, bem como sobre os serviços adicionais de mergulho que você pode lhe oferecer.

Recebendo alunos Se receber um aluno mergulhador transferido, examine a documentação de transferência e peça para o mergulhador ler, preencher e assinar os formulários administrativos. Avalie as habilidades, o nível de conforto do mergulhador dentro d’água e faça uma avaliação geral sobre seus conhecimento de mergulho. Forneça as correções necessárias antes de qualquer mergulho em águas abertas. Você deve garantir que o aluno mergulhador atenda a todos os requisitos de certificação. Já que para alguns cursos, como o curso Open Water Diver ou o Divemaster, a avaliação de habilidades aquáticas, as habilidades flexíveis de mergulho ou os exercícios podem ser conduzidos em vários pontos durante o treinamento, verifique atentamente os documentos de transferência do aluno Técnicas de Ensino 104


mergulhador e organize os mergulhos de modo a garantir que o mergulhador tenha concluído todas as habilidades. Se você concluir o mergulho final do treinamento em águas abertas, envie um PIC (envelope ou online), ou o formulário de solicitação apropriado, para seu Escritório PADI. Se o mergulhador não puder concluir o treinamento com você, assinale no documento de transferência os segmentos que foram completados com você e transfira o aluno mergulhador para outro Instrutor PADI.

Recebendo Mergulhadores de Nível de Entrada de Outras Organizações de Certificação Você também pode receber alunos mergulhadores de nível de entrada que começaram seus treinamentos (desenvolvimento de conhecimento e águas confinadas) em uma organização de certificação que não seja a PADI, seguindo os procedimentos abaixo: • Examine o documento de transferência para verificar se o aluno mergulhador concluiu as porções de desenvolvimento de conhecimento e de habilidades de um curso de mergulho autônomo de nível de entrada. • Verifique se o aluno mergulhador concluiu uma avaliação de habilidades aquáticas (pelo menos um nado de 200 metros/jardas ou um nado de 300 metros/jardas com máscara, snorkel e nadadeiras, bem como um nado/flutuação de 10 minutos). Caso contrário, o mergulhador deve concluir estas avaliações. • Cheque se a data de conclusão do treinamento listada no documento de transferência não ultrapassa a validade de 12 meses. • Faça o aluno mergulhador preencher os formulários administrativos. • Faça o aluno mergulhador completar o programa PADI Scuba Review junto com o Exame Final PADI Open Water Diver. Forneça as correções necessárias quanto aos conhecimentos e habilidades do mergulhador, antes de qualquer mergulho em águas abertas. • Conduza todos os quatro mergulhos em águas abertas. • Envie um PIC (envelope ou online) para seu Escritório PADI e mantenha consigo os documentos de transferência, junto com os formulários administrativos.

Técnicas de Ensino 105


TĂŠcnicas de Ensino 106


Técnicas de Ensino Organização

Técnicas de Ensino 107


TĂŠcnicas de Ensino 108


Organização As descrições, explicações e sugestões a seguir estão em ordem alfabética para facilitar a consulta.

Assistentes Certificados Os assistentes certificados o ajudam a manter o controle sobre o grupo e na supervisão dos alunos mergulhadores. Eles fornecem apoio logístico e podem coordenar atividades na costa ou dentro da embarcação. Embora você possa ensinar os cursos PADI sem a ajuda de assistentes certificados, o fato é que não somente é mais fácil trabalhar quando eles estão por perto, como eles ajudam significativamente no controle e na rapidez nas respostas à emergências. Isto é especialmente verdade para os programas de experiência ou para os cursos de nível de entrada, quando você não pode deixar os mergulhadores desacompanhados. Para tirar o maior proveito da ajuda dos seus assistentes certificados, considere o seguinte: Explique detalhadamente aos assistentes seus papéis durante o mergulho, incluindo informações sobre os recursos disponíveis onde o treinamento está sendo realizado, a fim de que eles possam responder às perguntas dos alunos mergulhadores. Garanta que eles saibam onde encontrar e como usar os equipamentos de emergência – kit de primeiros socorros, unidade de oxigênio, unidade de DEA, telefone/rádio, etc. Eles também devem saber onde os equipamentos extras, lastros, etc. estão localizados. • Discuta qual o tipo de assistência e orientação que eles devem fornecer aos alunos mergulhadores antes, durante e depois do mergulho. • Explique a ordem esperada das atividades e onde eles devem se posicionar dentro d’água. • Para aumentar o tempo de prática, faça com que os assistentes certificados controlem a prática adicional dos alunos mergulhadores. Depois que um aluno mergulhador demonstrar com sucesso uma habilidade para você, peça para um assistente supervisionar a repetição da demonstração. Quando utilizar assistentes certificados durante o treinamento de cursos de especialidade PADI, não é obrigatório, mas bastante recomendado, que os assistentes também sejam certificados nas respectivas especialidades para os treinamentos em que prestarem assistência, especialmente em cursos mais avançados, tais como o Mergulho no Gelo, Gruta e Naufrágio. •

Ligação Entre os Cursos Fazer a ligação de um programa PADI com outro é um excelente modo de promover a educação continuada do mergulhador. Quando os mergulhadores experimentam um segmento do próximo curso ou nível de treinamento, eles ganham mais motivação para prosseguir. Para fazer a ligação dos cursos com sucesso, é necessário planejamento e organização. Para a lista completa de opções para a ligação entre cursos, consulte a seção de Documentação e Procedimentos Administrativos, no Guia de Padrões e Procedimentos Gerais do seu PADI Instructor Manual. Aqui estão algumas sugestões adicionais para melhorar seus esforços: Discover Scuba Diving para o Curso Open Water Diver – Organize tempo extra em águas confinadas quando você suspeitar que os participantes do Discover Scuba Diving estão interessados em se inscrever no curso Open Water Diver. Conduza normalmente o programa Discover Scuba Diving e, após os participantes passarem algum tempo nadando, ofereça a introdução das habilidades do Mergulho em Águas Confinadas 1 do curso Open Water Diver. Explique que as habilidades podem servir como crédito para os requisitos do curso. Adicionalmente, se os mergulhadores completarem o mergulho em águas abertas, este mergulho pode servir como Técnicas de Ensino 109


crédito de conclusão do Mergulho em Águas Abertas 1. Promova o Curso Open Water Diver Online como modo de concluir o desenvolvimento de conhecimento. Curso Open Water Diver para o Curso Advanced Open Water Diver – Após os alunos mergulhadores concluírem com sucesso o Mergulho 4 do curso Open Water Diver, estimule-os a respeito de atividades subaquáticas adicionais conduzindo um Mergulho de Aventura do programa Adventures in Diving com um terceiro mergulho de treinamento do dia. Explique que este mergulho pode servir como crédito para a obtenção da certificação Adventure Diver ou Advanced Open Water Diver e/ou para a respectiva especialidade. NOTA: Um Mergulho de Aventura concluído no mesmo dia do Mergulho 4 está coberto pela documentação do curso Open Water Diver. Se você planejar conduzir este Mergulho de Aventura, é uma boa idéia explicar isto aos mergulhadores quando eles preencherem e assinarem as liberações.

Curso Open Water Diver para o Specialty Diver e Advanced Open Water Diver – Você pode conduzir um curso de especialidade (conforme listado no seu PADI Instructor Manual) junto com o curso Open Water Diver caso você seja um PADI Specialty Instructor para aquela especialidade. Tenha em mente que o Mergulho 2 dedicado a Especialidade, conduzido após os quatro mergulhos obrigatórios em águas abertas, é o mergulho que vale como crédito de Mergulho de Aventura. Explique aos mergulhadores que eles não somente receberam uma certificação de mergulho de especialidade, como também o crédito de um mergulho para a certificação Adventure Diver ou Advanced Open Water Diver.

Treinamento em Múltiplos Níveis O treinamento em múltiplos níveis é um método para conduzir diferentes cursos no mesmo local e ao mesmo tempo. É um método eficiente porque maximiza os recursos ao manter todos juntos (você, seus assistentes certificados e seus alunos mergulhadores) no dive center/resort, no local de águas confinadas ou no local de águas abertas. Também é uma excelente maneira de promover a educação continuada porque os mergulhadores dos diferentes cursos têm a oportunidade de interagir uns com os outros e descobrir sobre o próximo curso. Você pode começar agendando sessões de orientação de curso para o mesmo horário no dive center ou resort. Dê a todos as boas-vindas e apresente o estabelecimento. Explique que você começará fazendo com que todos preencham os formulários administrativos e que então dividirá os grupos de mergulhadores nos seus respectivos cursos para que obtenham as informações específicas para os programas em particular. Faça com que os instrutores e assistentes certificados encaminhem os alunos mergulhadores a diferentes locais do estabelecimento para que concluam as orientações. Considere separar alguns momentos para encontros sociais na área de vendas, no final da orientação, para permitir conversas entre mergulhadores e a equipe. Sempre dê tempo para os alunos mergulhadores se apresentarem uns aos outros. Isto lhes permite dividir experiências e fazer perguntas sobre os cursos com pouca influência da sua parte. Se você tiver acesso a uma grande piscina ou área de águas confinadas e tiver vários instrutores disponíveis, você pode organizar o treinamento de modo que vários cursos sejam ministrados dentro d’água ao mesmo tempo, incluindo – participantes do Discover Scuba Diving, alunos do Open Water Diver/National Geographic Diver, participantes do Scuba Review, participantes dos cursos Adventures in Diving e cursos de especialidade (completando as sessões de aplicação prática), alunos do Rescue Diver e candidatos a Divemaster. Se o local de águas confinadas for pequeno ou você for o único instrutor disponível, sobreponha os cronogramas em 15 minutos para que um curso esteja se preparando para entrar na água enquanto o outro curso estiver quase terminando. Garanta que os mergulhadores tenham tempo para interagir durante a transição. Técnicas de Ensino 110


O treinamento de múltiplos níveis produz os melhores resultados quando feito em locais de águas abertas, pois estes são os locais onde os mergulhadores realmente conseguem observar os aspectos dos outros cursos. Comece planejando as atividades de cada grupo para o dia todo. Dê aos assistentes certificados um cronograma completo que liste os tempos esperados de início e de término para cada atividade. Monte outro cronograma para os mergulhadores, que contenha somente as informações que eles precisam para o dia. Conforme examina o exemplo de cronograma abaixo, note o seguinte: • • •

• •

Os candidatos a divemaster em duplas de mergulhadores podem completar o exercício de mapeamento sem a supervisão direta do instrutor. Existem oportunidades sociais, tais como durante lanches ou almoço. Durante o período da tarde, faça os mergulhadores de um curso de especialidade ou do programa Adventures in Diving chegarem assim que todo mundo estiver terminando de almoçar. Você precisa de um terceiro instrutor ou de um PADI Assistant Instructor para conduzir a especialidade de Máximo Desempenho em Flutuabilidade. Atrasos podem ocorrer, mas com uma completa visão geral do dia, você é capaz de fazer ajustes.

Cronograma do Dia de Mergulho em Águas Abertas para Múltiplos Níveis 7:00 am – Encontro da equipe e organização do local

1:30 pm – Alunos de especialidade entram na água

7:30 am – Chegada dos candidatos a divemaster

1:45 pm – Preleção para os candidatos a divemaster prestando assistência no mergulho livre dos alunos do Open Water

7:45 am – Candidatos a divemaster se preparam para o exercício de mapeamento 8:00 am – Chegada dos alunos do Open Water e do Rescue Diver

2:00 pm – Preleção para os alunos mergulhadores do Open Water e do Rescue Diver

8:15 am – Preleção geral sobre o local

2:15 pm – Início do terceiro mergulho

8:30 am – Candidatos a divemaster entram na água e os alunos do Rescue Diver iniciam as sessões de treinamento

2:30 pm – Retorno dos alunos dos cursos de especialidade 3:00 pm – Todos os demais retornam dos mergulhos

8:45 am – Os alunos do Open Water entram na água

3:15 pm – Lanche da tarde

9:30 am – Todos retornam do primeiro mergulho

3:30 pm – Preleção para os alunos dos cursos de especialidade

10:00 am – Lanche da manhã 10:15 am – Preleções dos cursos para o segundo mergulho 10:30 am – Início do segundo mergulho 11:30 am – Todos retornam do segundo mergulho 12:15 pm – Repreleção e registro dos mergulhos 12:30 pm – Almoço ao ar livre (piquenique) 1:00 pm – Chegada dos alunos dos cursos de especialidade 1:15 pm – Preleção para os alunos de especialidade

3:45 pm – Início do segundo mergulho dos alunos dos cursos de especialidade 4:00 pm – Repreleção e registro dos mergulhos dos alunos do Open Water, Rescue Diver e dos candidatos a divemaster

NOTA: Convide os mergulhadores para virem assistir aos alunos do curso Night Diver entrarem na água às 7:00 pm. 4:30 pm – Retorno dos alunos dos cursos de especialidade 5:00 pm – Repreleção e registro do mergulho

Técnicas de Ensino 111


TĂŠcnicas de Ensino 112


Filosofia e Abordagem

2010

Filosofia e Abordagem 113


Professional Association of Diving Instructors Introdução A PADI (Professional Association of Diving Instructors) é a maior organização de afiliação de mergulho recreacional. A afiliação inclui negócios de mergulho, resorts, instituições acadêmicas, treinadores de instrutores, educadores de mergulho, mergulhadores, praticantes de snorkeling e outros entusiastas por atividades aquáticas. Os Membros Profissionais PADI (dive centers, resorts, estabelecimentos educacionais, instrutores, assistant instructors e divemasters) ensinam a grande maioria dos mergulhadores recreacionais no mundo, emitindo mais de 900.000 certificações por ano. Os Profissionais PADI tornam a exploração e a aventura subaquática acessível ao público, enquanto mantêm os mais altos padrões da indústria do mergulho para o treinamento, segurança e serviços ao consumidor. A PADI é uma organização internacional com escritórios de serviço na Austrália, Canadá, Suíça, Japão, Noruega, Suécia, Reino Unido e nos Estados Unidos. A PADI Wordwide (centro de operações corporativas) está localizada na Califórnia, Estados Unidos. Os Escritórios PADI prestam serviços a mais de 130.000 membros profissionais individuais e a mais de 5.300 dive centers e resorts em mais de 183 países e territórios. Para atender às necessidades dos mergulhadores pelo mundo, traduções dos materiais PADI estão disponíveis em pelo menos 24 línguas. A PADI fornece a seus membros uma gama completa de materiais educacionais, ferramentas de treinamento, peças promocionais e materiais de reconhecimento para conduzirem e comercializarem os programas PADI. Estes materiais são desenvolvidos por projetistas educacionais credenciados que utilizam as mais modernas tecnologias e teorias de aprendizado para a produção de produtos de qualidade. Quando os alunos mergulhadores concluem com sucesso os cursos PADI, eles recebem carteirinhas de certificação que os identificam como Mergulhadores PADI. Além dos materiais dos cursos e das carteirinhas de certificação, a PADI dá apoio aos esforços de ensino de seus membros oferecendo serviços de consultoria sobre métodos e protocolos instrucionais atualizados.

Filosofia e Abordagem 114

O Sistema PADI de educação do mergulhador baseia-se no treinamento progressivo que inclui a introdução em etapas das habilidades, informações relativa à segurança e conhecimentos sobre os ambientes regionais para os alunos mergulhadores. Os cursos PADI são focados no aluno, com o intuito de lhes oferecer o máximo de prática e aplicação. Os alunos mergulhadores aprendem os fundamentos básicos através do estudo independente e então são guiados por seus instrutores no desenvolvimento adicional. O objetivo é fazer os alunos entrarem na água o mais cedo possível e lhes fornecer as informações necessárias para ganharem confiança em suas habilidades de mergulho. A certificação de mergulho autônomo de nível de entrada da PADI é a Open Water Diver. Uma vez certificados, os mergulhadores podem prosseguir na educação de mergulho tornando-se Adventure Divers, Advanced Open Water Divers, Specialty Divers e Rescue Divers. Treinamentos adicionais, tais como os cursos Divemaster e Assistant Instructor, permitem aos mergulhadores interessados se tornarem líderes de mergulho. Os mergulhadores buscando carreiras no mergulho autônomo frequentemente escolhem se tornar Instrutores PADI. O programa de Desenvolvimento de Instrutores PADI estabelece o padrão da indústria do mergulho para o treinamento de instrutores. Através de um currículo abrangente, os líderes de mergulho evoluem suas habilidades de supervisão e aprendem a ensinar os cursos PADI. Cada novo instrutor PADI demonstrou um profundo conhecimento do Sistema PADI e a capacidade de conduzir os programas PADI após atender a critérios específicos de avaliação durante um exame de instrutores PADI (PADI Instructor Examination – IE). Os programas de Desenvolvimento de Instrutores PADI só podem ser conduzidos por PADI Course Directors qualificados. Os Course Directors são Master Instructors experientes que receberam treinamento e ganharam experiência na condução de programas de desenvolvimento de instrutores. Os exames de instrutores PADI são conduzidos por uma grupo seleto de examinadores (Instructor Examiners) contratados pela PADI. Como os exames de instrutores são conduzidos somente por


examinadores autorizados, isso garante que o processo de avaliação seja objetivo, justo e consistente. Todos os programas PADI, desde os de nível de entrada até os de treinamento de instrutores, enquadram-se em rígidos padrões educacionais para manterem consistência e qualidade mundial. A PADI toma uma postura proativa quanto à garantia de qualidade, com um departamento trabalhando em tempo integral para realizar pesquisas aleatórias com Mergulhadores PADI a fim de monitorar os programas PADI e confirmar se eles estão atendendo aos altos padrões PADI. Este compromisso com o processo de garantia da alta qualidade ajuda a manter a integridade educacional e a melhorar continuamente a satisfação dos clientes. Para manter os Membros PADI atualizados sobre importantes questões relacionadas ao mergulho, segurança, técnicas de treinamento e informações sobre negócios, a PADI publica uma revista e vários informativos. O The Undersea Journal (uma revista para os profissionais da indústria do mergulho) contém informações relativas à educação de mergulhadores, padrões de segurança, vendas, viagens, novidades da indústria, ciência e meio ambiente. Os Membros PADI também recebem dos seus Escritórios PADI boletins e informativos especiais, tais como o Surface Interval – um informativo eletrônico mensal – que permite aos membros ficarem atualizados sobre questões educacionais, novidades sobre o desenvolvimento de instrutores e informações específicas às necessidades dos Dive Centers e Resorts PADI. O Dive Industry News, que fornece informações relativas à postura da PADI sobre questões da indústria do mergulho, é enviada junto com o The Undersea Journal. Publicado trimestralmente, o Training Bulletin mantém os membros atualizados com relação à sugestões e requisitos de treinamento, bem como sobre importantes mudanças nos cursos e programas PADI. Os Escritórios PADI também publicam informativos e boletins regionais que mantêm os Membros PADI informados sobre assuntos em nível regional. Além disso, a Sport Diver – a Revista da PADI Diving Society, é distribuída aos membros da PADI Diving Society nos Estados Unidos, Reino Unido e na região Ásia-Pacífico. Esta publicação trata de pessoas, lugares e eventos que compõem o estilo de vida do mergulho e incentiva os leitores a procurarem a ajuda de Profissionais PADI para atenderem às suas necessidades de mergulho. A PADI Travel Network também informa os membros sobre oportunidades de viagens de mergulho, bem como seus serviços em todo o mundo. O website da PADI, padi.com, contém tópicos interessantes para todos, desde os não mergulha-

dores até os Profissionais PADI. O público pode encontrar informações sobre eventos, como aprender a mergulhar ou sobre educação continuada em Dive Centers ou Resorts PADI. Os Membros PADI podem acessar atualizações sobre treinamentos, oportunidades de emprego e outras novidades relativas à afiliação. Os internautas também podem acessar vários websites relacionados ao mergulho através de links encontrados no padi.com. Para ajudar tanto no crescimento pessoal quanto profissional de seus membros, a PADI conduz seminários anuais que cobrem vários tópicos educacionais, de marketing e de gerenciamento de riscos. A PADI também oferece treinamento de vendas e programas de desenvolvimento de negócios. A cada ano a equipe da PADI participa de encontros consultivos e member forums para discutir questões locais e fornecer aos participantes informações relativas às tendências atuais no mergulho. Os Gerentes Regionais da PADI visitam Dive Centers e Resorts PADI para prestar aos membros consultoria em vendas, promoções, marketing e treinamento de equipe. Os varejistas e operadores de resorts também têm acesso a uma variedade de serviços de negócio através das PADI International Resort and Retailer Associations. Como Membros PADI, tanto os indivíduos quanto as empresas de mergulho podem obter seguros de cobertura profissional, bem como vários outros tipos de contrato de seguro para empresas. A PADI mantém uma equipe de profissionais encarregada de assuntos jurídicos, legislativos e relacionados a seguro que afetam os Membros PADI e o mergulho em geral. A PADI também está envolvida no desenvolvimento de padrões mínimos de treinamento para a comunidade nacional e internacional do mergulho. Com esta assistência de aconselhamento jurídico e a interação com outras organizações, a PADI representa o interesse de membros e mergulhadores na comunidade e perante governos. Com milhares de membros e milhões de mergulhadores, os programas patrocinados pela PADI estão se tornando uma força crescente no esforço mundial para a conservação do ambiente subaquático. O Project AWARE (Aquatic World Awareness, Responsibility and Education) representa a consciência ambiental e a filosofia de proteção da PADI. Através do treinamento que recebem nos cursos e programas, os Mergulhadores PADI aprendem sobre a importância de protegerem os frágeis ecossistemas aquáticos e são incentivados a se envolverem nos esforços de conservação. Visite o website projectaware.org. PADI — The Way The World Learns to Dive ® Filosofia e Abordagem 115


Declaração de Missão da PADI Propósito

A PADI existe para desenvolver programas que incentivem e satisfaçam o interesse do público pelo mergulho autônomo recreacional e pelo snorkeling no mundo todo.

Slogan PADI – The Way the World Learns to Dive.®

A PADI pretende ser a líder mundial no desenvolvimento educacional de profissionais e de entusiastas pelo mergulho autônomo.

Missão

Nós queremos ensinar o mergulho autônomo para o mundo.

Valores

Competências

Em todas as nossas relações, nós demonstraremos nosso constante comprometimento com: Liderança — Sendo um líder de classe mundial em cada aspecto de nosso negócio, no modo como projetamos e desenvolvemos nossos produtos, no treinamento de mergulhadores autônomos recreacionais, instrutores, varejistas e operadores de resorts, no apoio e serviços que prestamos a nossos membros profissionais (instrutores, assistant instructors, divemasters, estabelecimentos varejistas, resorts) quanto à segurança e educação no mergulho, na educação sobre o ambiente aquático e a sua conservação, no nosso desempenho de gerenciamento do nosso mercado global de aventura no mergulho autônomo e no desenvolvimento de nossas habilidades em todos os níveis.

Inigualável Prestação de Serviços e de Conhecimento aos Clientes — Nós reconhecemos que nossas qualidades e vantagens competitivas estão na nossa equipe realizando uma notável prestação de serviços aos clientes e desenvolvendo excelentes programas e produtos. Nós nos orgulhamos de ouvir as necessidades das pessoas nos mercados em que atuamos e de superar suas expectativas.

Integridade — Nós honramos nossos compromissos, assumimos responsabilidade pessoal por nossas ações e praticamos os mais altos padrões éticos, tratando todos de modo justo, com confiança e respeito. Nossa Equipe — Nós valorizamos as habilidades, qualidades e pontos de vista dos nossos membros e grupos de funcionários internacionalmente diversificados. Nossa equipe motivará um ambiente de trabalho participativo que autorize as pessoas a se envolverem na tomada de decisões e que desenvolva as habilidades de liderança em todos os níveis. Nós continuamente encorajaremos os esforços cooperativos em todos os níveis da nossa empresa. Qualidade — Em tudo que fazemos, nós nos orgulhamos de realizar tudo correta e precisamente desde o início, nos mais altos padrões de qualidade e de eficiência. Nós nos esforçaremos em buscar o contínuo aprimoramento da qualidade em tudo que fizermos a fim de sermos a mais importante empresa de treinamento e de educação de mergulho recreacional do mundo. Satisfação e Fidelização dos Clientes — Manter clientes satisfeitos e conquistar a fidelidade de nossos membros e mergulhadores é essencial para o nosso sucesso. Nós alcançaremos a total satisfação dos clientes compreendendo o que eles desejam e oferecendo isso de modo impecável. O Ambiente — Em tudo o que fazemos, nós nos esforçarmos em atingir nosso comprometimento com a preservação dos ambientes aquáticos para que continuem a se desenvolver. Herança Cultural Subaquática — Nós estamos comprometidos com a proteção da herança cultural subaquática para as futuras gerações de mergulhadores e de não mergulhadores. Filosofia e Abordagem 116

Visão

Integração Internacional de Programas — Nós continuamente desenvolvemos e introduzimos o Sistema PADI de educação do mergulhador em países e territórios em todo o mundo com uma abordagem consistente e padronizada de alto nível, ao mesmo tempo em que o adaptamos a diversas culturas, costumes, protocolos e idiomas em nível local. Juntos, nossos escritórios mundiais fornecem aos membros PADI uma inigualável qualidade em nossos materiais educacionais, publicações e serviços de apoio, de maneira uniforme, confiável e consistente. Inigualável Validade Educacional — Os cursos PADI vêm sendo independentemente avaliados e recomendados para equivalência de créditos educativos pelo American Council on Education (ACE). Os cursos educacionais PADI foram os primeiros programas de treinamento de mergulhadores a receberem esta distinção. Nós nos orgulhamos do aval do ACE como uma entidade independente a comprovar a validade educacional dos nossos cursos. Todos os mergulhadores PADI credenciados se qualificam para receber este benefício. Os cursos PADI receberam reconhecimento similar de outras instituições educacionais internacionais. Os alunos de mergulho exigentes devem perguntar porque a PADI foi a primeira organização internacional com esta distinção. Inigualável Diversidade dos Nossos Membros Profissionais — Com mais de 130.000 membros profissionais operando em 183 países e territórios, os Instrutores PADI são o grupo de educadores de mergulho mais diversificado do mundo em termo étnicos, culturais e raciais. Isto significa que um consumidor em potencial que busque educação de mergulho tem uma chance muito maior de encontrar um curso PADI oferecido em seu próprio país por uma pessoa de sua própria cultura e em seu próprio idioma. Nós nos orgulhamos dos nossos educadores profissionais de mergulho e de nosso sistema de treinamento internacionalmente consistente, diversificado e culturalmente adaptado.


Tarefas, Propósitos e Metas da PADI A PADI se esforça em ser a organização de mergulho autônomo recreacional e de snorkeling mais respeitada e bem-sucedida mundialmente. A PADI está comprometida com a excelência em produtos e serviços, com o crescimento profissional e a segurança dos nossos membros e funcionários, com a concorrência saudável e a parceria com a indústria do mergulho, bem como em fornecer treinamento e oportunidades para todos que buscam desfrutar, explorar com segurança e proteger os oceanos, lagos e outros corpos aquáticos do nosso planeta. Nossas metas incluem: 1. Continuar a desenvolver e a manter a posição de liderança da PADI na indústria mundial do mergulho, posição esta definida pela afiliação, inovação, venda de produtos, imagem e equidade no mercado. 2. Garantir a viabilidade da empresa no longo prazo, continuando a melhorar sua posição financeira e lucratividade. 3. Desenvolver a PADI para se tornar uma entidade verdadeiramente multinacional, englobando o mercado mundial no contexto geopolítico, cultural e financeiro. 4. Aumentar a exposição da PADI e da indústria do mergulho aos consumidores, respeitando ao mesmo tempo nossa relação de confiança e nossa responsabilidade com nossos membros em todos os níveis. 5. Continuar a desenvolver programas, produtos, serviços, procedimentos e políticas orientadas aos membros e que continuem a resultar em altos níveis de serviços aos consumidores na indústria do mergulho. 6. Continuar a avaliar, comparar e aprimorar de forma constante a Declaração de Missão de nossa empresa, nossas metas, objetivos e propósitos, garantindo que deem apoio e satisfaçam às necessidades dos nossos funcionários, membros e parceiros de negócios em todo o mundo. 7. Estabelecer padrões para o treinamento de alunos na prática de snorkeling e no mergulho autônomo. 8. Promover e incentivar o treinamento do público em geral sobre os aspectos de segurança e de técnica para a participação em atividades subaquáticas.

9. Promover e incentivar a participação do público em geral no mergulho recreacional e em viagens de mergulho. 10. Estabelecer e manter altos padrões para o treinamento e certificação de membros profissionais. 11. Monitorar e controlar as atividades profissionais dos membros associados enquanto estiverem envolvidos nas atividades de instrução de mergulho. 12. Iniciar programas de treinamento para os membros associados e informá-los sobre as práticas mais atualizadas. 13. Preparar e distribuir linhas gerais de currículos de cursos, materiais e publicações relacionadas ao treinamento subaquático. 14. Coordenar com outras organizações para estabelecer padrões de treinamento por toda a indústria do mergulho. 15. Representar o interesse dos membros profissionais, varejistas e resorts, bem como do mergulho em geral, perante a comunidade e o governo. 16. Melhorar continuamente nossa eficiência para fornecer os melhores serviços. 17. Desenvolver programas que protegerão os interesses dos membros profissionais e do mergulho em geral. 18. Alcançar tudo o que foi descrito acima ao mesmo tempo em que damos apoio e fortalecemos os princípios e filosofias pregados pelo Project AWARE.

Filosofia e Abordagem 117


O PADI Worldwide Group e seus Afiliados A PADI Worldwide é uma corporação não governamental liderada por um Presidente e por um Diretor de Operações (COO) em conjunto como um grupo de executivos e diretores. O PADI Worldwide Group inclui sete escritórios de serviço, alguns dos quais são escritórios subsidiários, ao passo que outros são escritórios licenciados. A PADI Wordwide administra o planejamento de longo prazo e o marketing global para toda a organização, enquanto os executivos, os gerentes e as equipes em cada Escritório PADI conduzem as atividades diárias de negócio que dão apoio aos programas PADI e fornecem serviços aos Membros PADI. Os Membros PADI influenciam as decisões corporativas compartilhando suas opiniões através de comissões consultivas, seminários de membros e respondendo a pesquisas enviadas pela PADI Worldwide ou pelos Escritórios PADI. A PADI Worldwide também está afiliada a diversas empresas, fundações e organizações que fornecem serviços adicionais para os Membros PADI e para a indústria do mergulho. Os afiliados corporativos incluem a PADI Travel Network, que oferece serviços de viagens, a Diving Science and Technology (DSAT) Corp., que desenvolve produtos e programas educacionais e promocionais, a Current Publishing, que desenvolve e publica programas educacionais de ciência marinha, e a Emergency First Response, uma organização de treinamento de RCP e de primeiros socorros. A Project AWARE Foundation e a PADI Foundation são organizações sem fins lucrativos fundadas pela PADI para dar suporte a esforços ambientais e educacionais através de programas de doações e de outros esforços.

PADI Worldwide

PADI Asia Pacific

PADI Americas

PADI International Ltd.

PADI Canada

PADI Japan

PADI Europe

PADI Nordic

PADI Foundation Filosofia e Abordagem 118


O Sistema PADI de Educação do Mergulhador Programas Educacionais O Sistema PADI fornece aos Membros PADI currículos e materiais de treinamento completos para uma variedade de programas de experiência e cursos de certificação, desde programas introdutórios como o Discover Scuba Diving, até treinamentos de nível de liderança, como o Divemaster. Os Instrutores de Especialidades PADI podem oferecer cursos que permitem aos mergulhadores irem em busca dos seus interesses no mergulho. Os Membros PADI qualificados como Emergency First Response Instructors podem oferecer cursos integrados de RCP e de primeiros socorros a mergulhadores e ao público em geral que desejem aprender os princípios básicos da assistência de emergência a pacientes. Os programas PADI são baseados em performance, o que permite aos alunos progredirem em seus próprios ritmos. Os alunos mergulhadores começam o treinamento usando os materiais da PADI para estudo independente e continuam o aprendizado sob a orientação de um instrutor. Reconhecidos por sua eficiência e integridade instrucional, os programas PADI são recomendados por faculdades e agências de crédito educativo vocacional pelo mundo.

A seguir estão os programas que podem ser oferecidos pelos Membros PADI qualificados: • • • • • • • • • • •

• • • • •

Emergency First Response Discover Snorkeling PADI Seal Team Bubblemaker Discover Scuba Diving Discover Local Diving Scuba Review Skin Diver PADI Scuba Diver e Junior Scuba Diver Open Water Diver e Junior Open Water Diver Adventure Diver ou Advanced Open Water Diver, e Junior Adventure Diver ou Junior Advanced Open Water Rescue Diver e Junior Rescue Diver Master Scuba Diver e Junior Master Scuba Diver Divemaster Assistant Instructor Instrutor Master Scuba Diver Trainer IDC Staff Instructor Specialty Instructor EFR Instructor

Tec Rec Gas Blender Tec 40 Tec 45 Tec 50 Tec 65 Tec Trimix Gas Blender Instructor Tec Instructor Tec Deep Instructor Tec Trimix Instructor Tec Specialty Instructor

Specialty Diver Altitude Diver Boat Diver Cavern Diver AWARE - Coral Reef Conservation Deep Diver Digital Underwater Photographer Diver Propulsion Vehicle (DPV) Diver Drift Diver Dry Suit Diver Emergency Oxygen Provider Enriched Air Diver Equipment Specialist AWARE - Fish Identification Ice Diver Multilevel Diver National Geographic Diver Night Diver Peak Performance Buoyancy Project AWARE Specialty Search and Recovery Diver Semiclosed Rebreather Diver Underwater Naturalist Underwater Navigator Underwater Photographer Underwater Videographer Wreck Diver Outros Cursos de Especialidade Filosofia e Abordagem 119


Continue

Sua

Aventura

Course Director Master Instructor

Emergency First Response速 Instructor Trainer

IDC Staff Instructor Emergency First Response速 Instructor Master Scuba DiverTM

Rescue Diver

Advanced Open Water Diver

Adventure Diver

Open Water Diver PADI Scuba Diver *Especialidade Opcional

PADI Seal Team Bubblemaker Discover Scuba Diving Skin Diver Discover Snorkeling

Filosofia e Abordagem 120

Master Scuba Diver Trainer Specialty Instructor

Emergency First Response速 Provider Divemaster

Especialidades Cavern Diver Ice Diver

Open Water Scuba Instructor Assistant Instructor

Search and Recovery Diver Semiclosed Rebreather - Dolphin/Atlantis

Especialidades

Scuba Review

Deep Diver Wreck Diver

Especialidades Altitude Diver AWARE - Fish Identification Boat Diver Digital Underwater Photographer Diver Propulsion Vehicle Diver

Drift Diver Dry Suit Diver Enriched Air Diver Equipment Specialist* Multilevel Diver National Geographic Diver Night Diver

Peak Performance Buoyancy Underwater Naturalist Underwater Navigator Underwater Photographer Underwater Videographer

Especialidades

AWARE - Coral Reef Conservation* Project AWARE Specialist* Emergency Oxygen Provider* Digital Underwater Photographer* (para Snorkelers)

Rev. 4/09


Aprendizado Baseado em Performance Os cursos PADI são projetados usando o conceito do aprendizado baseado em performance. Isto significa que os alunos mergulhadores progridem no curso ao atenderem a objetivos mensuráveis de aprendizado. O projeto instrucional dos cursos segue uma sequência que vai do simples ao complexo, de modo que os alunos mergulhadores vão aprimorando o que aprenderam anteriormente à medida que avançam. Tentar aprender algo sem dominar os objetivos anteriores é mais difícil e tal abordagem pode complicar e interferir no aprendizado. Por esta razão, os alunos mergulhadores devem cumprir satisfatoriamente os requisitos de performance de desenvolvimento de conhecimento e de habilidades na sequência correta. A demonstração satisfatória é chamada de “domínio”.

Flexibilidade de Performance A vantagem de usar um sistema instrucional integrado é que ele lhe oferece a flexibilidade de acomodar estilos de aprendizado, preferências pessoais e necessidades logísticas, enquanto mantém a validade educacional. Você tem uma enorme liberdade para estruturar os seus cursos. Aqui estão algumas das suas opções: 1. Começar com o mergulho. Para a maioria dos programas PADI, os alunos mergulhadores

não precisam começar pelo desenvolvimento de conhecimento. Você pode começar diretamente dentro d’água – mergulhando – mesmo que seja somente em águas rasas confinadas. Ao fazer isso, você foca mais precisamente nas atividades de mergulho e deixa os mergulhadores empolgados, o que aumenta a motivação. Alunos mergulhadores motivados estão mais propensos a concluir o estudo independente, a prestar mais atenção e a se divertirem mais. 2. Explicações breves. Graças à eficiência do estudo independente com os materiais do aluno e as opções de aprendizado online da PADI, você não precisa conduzir uma aula de desenvolvimento de conhecimento. Ao invés disso, você pode avaliar o aprendizado através da correção das Revisões de Conhecimento e fazendo os alunos mergulhadores completarem os quizzes e os exames. Você só precisará enfatizar aquelas áreas onde houver necessidade ou onde os alunos mergulhadores expressarem interesse por mais detalhes. Isto lhe dá mais tempo para ajudar os alunos mergulhadores a aplicarem as habilidades no ambiente local e permite que você os ajude com outros interesses, tais como na escolha dos equipamentos ou no planejamento de uma viagem de mergulho. 3. Mais opções. Um dos motivos porque o estudo independente funciona bem é que os indivíduos apresentam diferenças no modo pelo qual aprendem. Algumas pessoas precisam de várias pausas, ao passo que outras necessitam de uma concentração ininterrupta. O estudo independente acomoda estas diferenças, o que significa que os alunos mergulhadores estudam com mais eficiência e aprendem melhor. Isto também lhe dá flexibilidade e acomoda oportunidades especiais de elaboração de cronogramas, tais como cursos de fim de semana. Obviamente, um sistema instrucional possui alguns requisitos de sequenciamento. Contudo, contanto que você siga a sequência determinada pelos padrões, há muitas opções para você organizar o treinamento. 4. Mais de uma maneira. A filosofia aplicada é a de que raramente existe apenas uma maneira de executar uma tarefa. Não existe apenas um jeito “correto” de executar uma habilidade, mas sim muitos métodos aceitáveis para atingir o mesmo objetivo. A maioria dos cursos segue uma abordagem flexível e conceitual para a execução das habilidades, baseada em fatores tais como a capacidade dos mergulhadores, o que pode determinar ou influenciar quais as técnicas que serão mais eficazes. O desenvolvimento de habilidades incentiva os participantes a experimentarem, a aprenderem a tirar proveito de seus pontos fortes, a reconhecerem suas limitações e a levarem isto em consideração quando surgirem problemas. Os alunos mergulhadores aprendem primeiro a parar e pensar sobre as opções, e então agir para aplicar o que aprenderam. Filosofia e Abordagem 121


Responsabilidade Legal e Gerenciamento de Riscos Visão Geral Como profissional de mergulho, é importante que você compreenda as suas responsabilidades e saiba como gerenciar os riscos a fim de evitar ou minimizar problemas. Ainda que você não espere que nada de errado aconteça enquanto você ensina, presta assistência em um curso ou se envolve em outras atividades profissionais, você sempre deve utilizar as práticas apropriadas de gerenciamento de riscos – esta é uma das características de um bom profissional. Além de ajudar na prevenção de acidentes, as atitudes, os julgamentos, as técnicas e as ferramentas inerentes a um bom gerenciamento de riscos de mergulho também podem ajudá-lo na sua defesa caso um acidente ocorra, pois o ajudam tanto a orientar quanto a documentar seu comportamento e as suas práticas. Em resumo, as boas práticas de gerenciamento de riscos servem como o melhor processo para prezar continuamente pela segurança dos alunos mergulhadores e de outros mergulhadores sob sua responsabilidade, ao mesmo tempo em que lhe fornece meios de se proteger legalmente na ocorrência de um acidente. As razões mais importantes para empregar as boas práticas de gerenciamento de riscos incluem: 1. Manter os mergulhadores em segurança – este é o principal e mais importante objetivo do

gerenciamento de riscos. 2. Fornecer proteção legal – o gerenciamento de riscos desempenha o importante papel de ajudá-lo a se proteger legalmente caso algo de errado aconteça, apesar dos seus melhores esforços. Ao seguir uma padrão de prática comprovado e ao documentar as suas ações, você mantém e aumenta seu nível de proteção legal. 3. Disponibilidade de cobertura de seguro – os profissionais de mergulho precisam da proteção de uma cobertura de seguro confiável. A contínua disponibilidade de um seguro apropriado está diretamente relacionada à eficiência em se gerenciar os riscos relacionados à atividade do mergulho. O primeiro e mais importante passo é reduzir a possibilidade de ações jurídicas ao prevenir os acidentes. O segundo passo é reduzir as perdas através de uma defesa bem-sucedida quando um processo de acusação realmente ocorrer. 4. Relações públicas e a preservação da imagem – o prosseguimento da viabilidade da indústria do mergulho está diretamente relacionado à preservação da imagem do mergulho como sendo uma atividade que é praticada de maneira responsável e profissional, com um bom histórico de segurança.

Sua Saúde e Segurança Pessoais Uma forma de garantir a segurança dos seus alunos mergulhadores é assegurar a sua própria segurança como profissional. Já que como profissional você mergulha com bastante frequência, há uma probabilidade maior de sofrer mal descompressivo ou algum outro tipo de incidente do que alguém que mergulha com menos frequência. Contudo, as estatísticas mostram que o risco de acidentes para os profissionais de mergulho no exercício da profissão é extremamente baixo. Tome as seguintes providências para gerenciar os riscos e manter a sua segurança: 1. Mantenha um velocidade de subida que não ultrapasse os 18 metros/60 pés por minuto, ou ainda mais lenta se indicada pelo seu computador de mergulho. Como o treinamento de mergulhadores frequentemente exige que o instrutor faça múltiplas subidas, é prudente ser conservador. Filosofia e Abordagem 122


2. Conduza os mergulhos repetitivos de forma que cada mergulho subsequente seja feito numa

profundidade menor. 3. Ensine em parceria com outro Membro PADI. 4. Mergulhe de modo conservador, bem dentro dos limites das tabelas ou dos computadores de mergulho, assim como dos seus próprios limites pessoais. 5. Use bom senso, cautela e bom julgamento com relação à sua saúde. Não mergulhe quando não estiver em boas condições de saúde. 6. Tenha um seguro pessoal de acidentes de mergulho. Os riscos são inerentes a qualquer atividade ou profissão, mas o exercício do bom julgamento e da moderação o ajudarão a minimizá-los e a gerenciá-los.

O Papel dos Padrões e dos Sistemas Instrucionais Os padrões e os sistemas instrucionais ajudam os educadores de mergulho a organizar e a conduzir cursos e programas com eficiência. Eles também ajudam a reduzir os riscos legais.

Padrões Os padrões educacionais e profissionais determinam muito da conduta ou do código de prática esperado de um profissional do mergulho razoavelmente prudente. A responsabilidade de criar tais padrões recai sobre a PADI e sobre a indústria do mergulho como um todo, e não sobre o indivíduo. A adesão aos padrões aprovados torna as suas práticas de ensino muito mais fáceis de serem defendidas porque você está seguindo práticas comprovadas e embasadas. Quando há algum desvio em relação aos padrões, fica muito mais difícil defender as práticas de ensino de um educador de mergulho porque existe uma dificuldade maior em conseguir provar que as ações pessoais de um educador foram prudentes.

Sistemas Instrucionais Um sistema instrucional libera o instrutor da responsabilidade pelo projeto instrucional. A responsabilidade pelo conteúdo e sequenciamento do curso ou do programa recai sobre a PADI. Quando um sistema instrucional é utilizado, ele é uma evidência definitiva do que foi ensinado. Ele mostra que o educador de mergulho apresentou o material necessário e apropriado contido nos manuais, vídeos, pranchetas, guias do instrutor, entre outros materiais PADI. Um sistema instrucional também mostra quantas vezes um tópico, particularmente as informações relacionadas à segurança, foi apresentado. Os quizzes, os exames e as Revisões de Conhecimento fornecem documentação adicional de que os alunos dominaram o material. Quando a validade do sistema instrucional é combinada com estrutura fornecida pelos padrões, isto não só aumenta a consistência educacional e a proteção do mergulhador contra riscos, como também facilita provar que a conduta de um profissional do mergulho é a de um educador razoavelmente prudente. A falha em seguir um sistema instrucional válido e estabelecido ou o uso de um programa projetado pelo próprio educador, ainda que padrões sejam seguidos, dificulta muito a defesa das práticas de ensino de um profissional de mergulho. A capacitação do profissional para agir como “projetista instrucional” qualificado pode ser questionada. Somente um sistema instrucional autêntico irá interligar e estabelecer claramente a apresentação do material, a repetição necessária e fornecer múltiplas evidências do domínio do conteúdo pelo aluno mergulhador.

Filosofia e Abordagem 123


O Papel da Documentação Os formulários, os arquivos e as páginas do log book documentam que o profissional de mergulho seguiu padrões e fez uso de um sistema instrucional. Em muitos sistemas legais, a documentação também fornece as evidências necessárias para mostrar que um profissional do mergulho agiu de modo apropriado. Os formulários que todos os alunos mergulhadores ou participantes devem preencher como parte de um curso ou programa PADI documentam que eles compreendem os riscos e exigências associadas ao mergulho autônomo. O Acordo de Isenção de Responsabilidade e de Assunção de Risco documenta que o aluno/participante entende e assume os riscos envolvidos, bem como isenta o instrutor da responsabilidade. A Declaração de Reconhecimento das Práticas Padrão de Segurança de Mergulho PADI documenta que o mergulhador compreende as práticas e protocolos apropriados de mergulho. A Declaração Médica adverte os alunos mergulhadores sobre os riscos potenciais associados a determinadas condições médicas que podem decorrer da atividade do mergulho, explica os riscos assumidos pelos alunos/participantes ou transfere a um médico a responsabilidade (médica e legal) de determinar a aptidão física do indivíduo para o mergulho. A documentação de cada aluno mergulhador deve ser retida por um período que varia de acordo com as leis locais, ou por sete anos, o que for mais longo. A falha em utilizar adequadamente todos os formulários obrigatórios pode dificultar a defesa das práticas de ensino de um educador de mergulho, além de resultar em intervenções relativas à Garantia de Qualidade.

O Papel do Seguro no Gerenciamento de Riscos Em algumas regiões, os Instrutores PADI em condição de ensino são obrigados a terem um seguro de responsabilidade profissional, mas o recomendável é que todos tenham esse tipo de seguro. Da mesma forma, na maioria das regiões, os PADI Assistant Instructors e Divemasters são obrigados a possuírem seguro para conduzir os programas de experiência PADI e os cursos PADI Skin Diver. Recomenda-se que todos os PADI Assistant Instructors e Divemaster possuam seguro mesmo que só atuem como assistentes certificados ou se envolvam em atividades de supervisão. O seguro de responsabilidade profissional de um Instrutor PADI não cobre os assistentes certificados. Os membros profissionais, de qualquer nível, que estão envolvidos no treinamento ou na supervisão de mergulhadores devem possuir cobertura de seguro para si mesmos. Os membros também devem considerar manter a cobertura de seguro por vários anos após se retirarem das atividades de ensino ou de supervisão, a fim de se protegerem contra processos movidos por antigos alunos ou clientes. Embora o tipo disponível de cobertura de seguro varie de região para região, o seguro de responsabilidade oferece muitos benefícios. O seguro de responsabilidade geralmente cobre os custos de defesa legal, que podem ser caros mesmo se você vencer o caso, além da indenização até o limite da apólice.

Seguro de Acidente de Mergulho Existem apólices de seguro para acidentes de mergulho que são elaboradas para fornecer cobertura a alunos de nível de entrada durante o treinamento em águas abertas e para programas de experiência como o Discover Scuba Diving. Existem níveis variados de cobertura para estes programas, que pagam indenizações por incidentes que ocorram durante o treinamento de mergulho. Algumas apólices cobrem todos os incidentes relacionados ao mergulho ou que ocorram dentro d’água (lesões nas orelhas, fraturas, etc.). Outras podem pagar somente por lesões relativas à descompressão. Além de proteger os alunos mergulhadores, esta cobertura reduz a necessidade de que um mergulhador ferido precise mover uma ação judicial para recuperar os gastos médicos decorrentes de um acidente.

Filosofia e Abordagem 124


O seguro individual de acidentes do mergulhador também está disponível para mergulhadores certificados. Este tipo de seguro fornece cobertura para a maioria das lesões relativas ao mergulho, benefícios à família em caso de morte do mergulhador e pode incluir cobertura especial para evacuação (ou outros benefícios tais como assistência jurídica, auxílio no custeio de medicamentos, etc.). Quando os mergulhadores possuem este seguro, isto reduz a probabilidade de que eles movam processos por perdas e danos, visto que suas despesas médicas estão cobertas. Se houver ganho de causa, os custos também podem ser menores, visto que as despesas foram pagas e o tratamento médico pode ter reduzido as chances de lesões permanentes. Existem vários níveis de cobertura, incluindo uma apropriada para mergulhadores que escolham participar do mergulho técnico.

O Risco Legal e o Profissional de Mergulho Risco legal é a possibilidade de que uma decisão legal exija que você indenize a outra parte para compensar por danos causados por sua atitude ou falta de atitude como profissional. Em alguns países, o risco legal envolve tanto a responsabilidade civil quanto a criminal. As situações e as leis aplicáveis em torno deste risco variam de país para país e de região para região. De um modo geral, o risco legal para você, como profissional de mergulho, envolve uma obrigação de agir de modo razoavelmente prudente quando um aluno mergulhador ou participante de um programa estiver sob a sua responsabilidade. De modo similar, o risco legal também pode envolver a obrigação de ensinar adequadamente seus alunos mergulhadores. Ele pode resultar também da falha em seguir códigos de prática profissional estabelecidos, tais como leis locais, padrões da indústria ou os Padrões PADI.

Passos para Reduzir o Seu Risco Legal 1. Siga um sistema instrucional reconhecido e válido. 2. Não se desvie dos padrões ou do sistema instrucional. Isto reduz, antes de tudo, as chances

de um acidente, que é a melhor prática de gerenciamento de riscos. 3. Use o bom julgamento; quando as condições forem ruins, tome decisões conservadoras: reduzir proporções, escolher um local alternativo, cancelar o mergulho, etc. 4. Utilize toda a documentação abaixo: a. Acordo de Isenção de Responsabilidade e Assunção de Risco – Deve ser assinado antes de qualquer treinamento dentro d’água. • Preencha um acordo de liberação para cada curso – isto é exigido pelos padrões porque garante que a documentação esteja atualizada e documenta que o aluno mergulhador intenciona isentar a responsabilidade do profissional de mergulho e assumir os riscos envolvidos num programa em particular. Exceção: O Documento Administrativo para Educação Continuada se aplica para múltiplos cursos de educação continuada feitos dentro do período de 12 meses.

Informe os alunos mergulhadores dos riscos específicos relacionados a um determinado programa. • Preencha completamente o formulário, com os nomes de todas as partes a serem isentadas. • Não permita modificações no texto da isenção. b. Declaração Médica – Deve ser assinada pelo aluno mergulhador (e por um médico, se necessário) antes de qualquer treinamento dentro d’água. • Se os alunos mergulhadores pedirem a sua opinião com relação uma condição médica, peça que consultem seus médicos – não aconselhe nem dê opiniões sobre quaisquer condições médicas. •

Filosofia e Abordagem 125


Se um aluno mergulhador marcar uma condição médica no formulário, faça com que ele obtenha a liberação de um médico antes de qualquer treinamento dentro d’água. c. Arquivo de Registro do Aluno – Faça os alunos mergulhadores rubricarem e datarem os campos apropriados nos formulários após a conclusão de cada sessão de desenvolvimento de conhecimento, águas confinadas e águas abertas do curso Open Water Diver. Assine e date os campos apropriados para outros cursos PADI. d. Quizzes e exames – Faça os alunos mergulhadores assinarem cada quizz depois de corrigirem quaisquer questões que erraram, bem como para rubricarem as questões que erraram. Recolha e mantenha isto junto com os outros registros dos alunos. e. Revisões de Conhecimento – Faça os alunos mergulhadores assinarem as revisões depois de você corrigi-las. Recolha e mantenha as Revisões de Conhecimento junto com os outros registros dos alunos ou documente no arquivo de registro do aluno que as revisões foram corrigidas. f. Log book – Revise os mergulhos registrados e o registro de treinamento do mergulhador, assinando como exigido pelos padrões. Para documentar a sua conduta profissional, mantenha um registro das suas atividades como profissional e das habilidades que você ensinou em águas confinadas e abertas. g. Declaração de Reconhecimento das Práticas Padrão de Segurança de Mergulho – Faça os alunos mergulhadores preencherem e assinarem os campos apropriados do formulário para cada curso ou programa. A maioria dos manuais e log books PADI contém uma cópia para o mergulhador consultar futuramente. h. Certifique-se de obter a permissão dos pais/responsável legal onde e quando for requerida. 5. Não altere nem permita que seus alunos mergulhadores alterem a linguagem de nenhum dos formulários ou liberações. Se houver alguma dúvida a esse respeito, entre em contato com o seu Escritório PADI. 6. Consulte um especialista em leis locais para conhecer outras medidas que você possa ter de tomar para se proteger legalmente. •

Filosofia e Abordagem 126


Em Caso de Acidente Embora a preparação e o planejamento adequados, bem como o uso do bom julgamento, ajudem bastante na redução de riscos e na prevenção de problemas, incidentes relacionados ao mergulho ainda podem ocorrer. Na ocorrência de um acidente, siga estes passos: 1. O passo inicial é dispor dos equipamentos apropriados conforme exigidos pelos padrões, leis 2.

3.

4. 5.

6. 7. 8.

9.

e práticas locais. Na ocorrência de um acidente ou de uma situação de emergência, a sua prioridade é prestar a assistência de emergência adequada. A sua principal preocupação é com bem estar da vítima (e do prestador de socorro). Acione o sistema médico de emergência local o mais cedo possível, se houver necessidade. Em um acidente de mergulho que envolva mal descompressivo, entre em contato com a Divers Alert Network (DAN), Diving Emergency Service (DES) ou outros serviços de emergência que lidem com acidentes relacionados ao mergulho. Demonstre compaixão, mas não admita culpa voluntariamente. A culpa pode não ter sido sua. Por isso, não a assuma. Isole os equipamentos de mergulho e peça para alguém verificar se estão funcionando – anote a configuração dos equipamentos e conexões, pressão do cilindro, funcionamento do regulador e do manômetro, etc. – mas não altere nada. Os equipamentos podem vir a ser guardados sem lavar por um longo período, o que pode gerar um debate posterior sobre o perfeito funcionamento. Coopere com as autoridades se elas requisitarem os equipamentos. Tome nota das condições ambientais, tais como o horário, as condições da água, arrebentação, ondas, correntezas, temperatura e visibilidade da água, etc. Identifique testemunhas e registre seus nomes e informações de contato. Quando responder perguntas sobre o acidente para as autoridades locais, relate somente os fatos e evite dar opiniões ou fazer especulações. Mantenha uma cópia de quaisquer declarações que fizer. Você não é obrigado a dar declarações a outras entidades, tais como repórteres, partes interessadas, representantes da parte envolvida (membros da família), etc. Embora você possa sentir necessidade de dar uma declaração para estes grupos de pessoas, isto não é recomendável. Devido ao ambiente legal dos dias de hoje, cada lesão traz consigo a possibilidade de instauração de um processo jurídico. Antecipando-se a possíveis ações legais, você deve entrar em contato com o seu Escritório PADI, com a sua companhia de seguro e/ou advogado, e preencher um Formulário de Relatório de Incidente PADI. Nesse relatório, mencione somente fatos e evite dar opiniões ou fazer especulações. Envie o relatório para seu Escritório PADI imediatamente após testemunhar ou se envolver em um acidente/incidente de mergulho, independentemente de o incidente estar relacionado com o treinamento, com atividade recreacional ou mesmo se parecer sem importância. No seu relatório, inclua: a. As atividades que levaram ao incidente. b. As circunstâncias do incidentes. c. Quaisquer atitudes tomadas após o incidente pelas pessoas envolvidas. d. Se você estiver fornecendo informações de fontes indiretas, certifique-se de ressaltar isso. e. Anexe todos os registros e outros documentos do aluno mergulhador (como liberações, etc.) que possam se aplicar. f. Fique com uma cópia do relatório e dos anexos em seus arquivos. g. Envie o relatório para seu Escritório PADI e somente para aqueles que forem especificados pelo seu Escritório PADI local – companhia de seguro ou advogado. O Formulário de Relatório de Incidente é preparado em antecipação à instauração de um processo judicial. Filosofia e Abordagem 127


Quando o seu Escritório PADI recebe um Formulário de Relatório de Incidente, um processo é aberto no Departamento Jurídico. Se o Membro PADI possuir um Seguro de Responsabilidade Profissional endossado pela PADI, uma notificação é enviada para a companhia de seguro em nome do membro. O Departamento Jurídico fará o acompanhamento tomando as seguintes ações: 1) reconhecendo o recebimento do relatório e solicitando informações adicionais, se necessárias, 2) solicitando total cooperação da companhia de seguro e, 3) aconselhando o membro a não liberar informações para pessoas desconhecidas. O Departamento de Gerenciamento de Qualidade também pode rever relatórios que envolvam incidentes de treinamento para garantir conformidade com os Padrões PADI. Se necessário, o Departamento de Gerenciamento de Qualidade pode solicitar esclarecimentos do membro ou tomar outras atitudes que julgar apropriadas. Quando um incidente envolve uma fatalidade, a categoria de afiliação do Instrutor PADI mudará para categoria “Sem Condição de Ensino” até que a PADI investigue as circunstâncias do incidente. A companhia de seguro que oferece o seguro endossado pela PADI pode utilizar uma abordagem proativa para lidar com incidentes, após determinar a cobertura do membro. Esta abordagem pode incluir a contratação de um advogado e/ou investigador, responder quaisquer correspondências legais em nome do membro e determinar o alcance da responsabilidade do membro, bem como a responsabilidade das outras partes envolvidas. Se você estiver envolvido em um incidente e a sua companhia de seguro contratar um investigador, tenha em mente que o objetivo é o de reunir o máximo de informações possíveis, o que requer a sua cooperação. O investigador está investigando o incidente, não você. Seja sincero e o mais detalhista possível. Todas as informações são relatadas diretamente para a companhia de seguro ou para o advogado. Os investigadores não fazem julgamentos. É importante notar que nem todos os incidentes resultam em na abertura de processos. Além disso, uma ação judicial pode ser instaurada meses ou mesmo anos depois do incidente ter ocorrido. Embora as informações reunidas durante a investigação inicial ajudem na preparação da defesa, uma preparação adicional, bem como o processo de disputa judicial, geralmente leva um tempo considerável. Algumas ações judiciais podem ser resolvidas rapidamente. Contudo, muitas delas levam anos até serem encerradas. Se você tiver perguntas sobre o envolvimento em um incidente, entre em contato com seu Escritório PADI para obter esclarecimentos ou realizar consultas.

Filosofia e Abordagem 128


Gerenciamento, Garantia e Reconhecimento de Qualidade Visão Geral O sucesso da organização PADI vem de muitos fatores, sendo um dos mais importantes o profissionalismo e a alta qualidade dos Membros PADI. Ao longo dos anos, o compromisso dos Membros PADI em oferecer aos mergulhadores treinamentos consistentes e de primeira linha fez do nome PADI sinônimo de qualidade na educação de mergulhadores. Prestar reconhecimento, bem como preservar este alto nível de satisfação do consumidor alcançado pelos Membros PADI é um dos pilares do programa de Gerenciamento, Garantia e Reconhecimento de Qualidade. O programa PADI de Gerenciamento de Qualidade presta reconhecimento aos membros pelo excepcional serviço oferecido aos alunos mergulhadores e clientes. Quando os Membros PADI utilizam o sistema educacional conforme foi concebido, ele aparece e é validado. Todos se beneficiam quando os membros seguem os Padrões PADI – os alunos recebem um treinamento eficiente, os membros obtém respaldo e incrementam seus negócios ao utilizarem um sistema educacional testado, e a reputação de qualidade da PADI permanece intacta. O programa de Gerenciamento de Qualidade funciona para educar, guiar e aconselhar os membros com relação ao Sistema PADI de educação do mergulhador. O objetivo principal do Gerenciamento de Qualidade é garantir que todos os Membros PADI compreendam a importância de usar o sistema educacional da PADI e estejam cientes da responsabilidade de aderir aos Padrões PADI. A abordagem é proativa e corretiva, ao invés de simplesmente punitiva. Quando os membros demonstram excelentes serviços e são elogiados por seus alunos mergulhadores, eles recebem reconhecimento pelo trabalho. Quando os membros se desviam dos Padrões PADI, o que na maioria das vezes não acontece de forma intencional, o programa de Gerenciamento de Qualidade age para conduzir os membros de volta ao caminho correto e ajudá-los a evitar problemas futuros. Por outro lado, os membros que desrespeitam deliberadamente os Padrões PADI são tratados com rigor e podem sofrer suspensão, retreinamento ou expulsão da organização.

Programa de Reconhecimento de Excelência O Programa de Reconhecimento de Excelência fornece reconhecimento aos membros pela prestação de serviços de alta qualidade aos clientes. Quando os alunos, clientes e outros Membros PADI se dispõem a enviar notas, fax, cartas, emails, etc. para a PADI externando a apreciação pelos esforços de um Membro PADI em particular, o programa de Gerenciamento de Qualidade repassa estes elogios para o membro. Os membros podem receber cartas ou certificados como reconhecimento pelo excelente desempenho. Estes reconhecimentos também são registrados no arquivo profissional dos membros. Além disso, as realizações de muitos membros são reconhecidas publicamente na coluna “Exceeding Expectations” do The Undersea Journal e no website padi.com.

Filosofia e Abordagem 129


Gerenciamento de Qualidade Para ajudar os Membros PADI a oferecerem um nível consistente de serviço, o Comitê de Gerenciamento de Qualidade monitora os programas PADI para fins de controle de qualidade e de gerenciamento de riscos. Utilizando uma abordagem proativa, Questionários de Avaliação de Curso são rotineiramente enviados aos participantes de cursos e programas PADI de vários níveis de treinamento. Estas pesquisas feitas com os participantes contém perguntas específicas sobre o treinamento e sobre como receberam a instrução. Quando os participantes da pesquisa fornecem respostas que indicam um possível descumprimento dos Padrões PADI, o Comitê de Gerenciamento de Qualidade abre uma investigação. O Comitê de Gerenciamento de Qualidade também abre uma investigação após receber reclamações por escrito de alunos mergulhadores, clientes ou outros profissionais de mergulho, ou após o recebimento de Formulários de Relatório de Garantia de Qualidade dos Membros PADI. O Comitê de Gerenciamento de Qualidade também revisa informações dos Relatórios de Incidente PADI e pode abrir uma investigação com base nas informações relatadas. Uma investigação também pode ser aberta após o recebimento de relatos de comportamento criminoso, tal como violência, delitos sexuais ou outros delitos graves. O Comitê de Gerenciamento de Qualidade não abre investigações baseadas somente em rumores, tampouco a PADI tenta “policiar” seus membros. Ao contrário, espera-se que todos os membros profissionais, desde os Divemasters até os Course Directors PADI, mantenham um comportamento ético e sigam os Padrões PADI conforme estabelecido no Acordo de Afiliação. O Comitê de Gerenciamento de Qualidade conduz todas as investigações usando procedimentos padronizados que estão baseados na aplicação imparcial e dentro dos procedimentos legais. Estes procedimentos foram determinados pelo Comitê de Gerenciamento de Qualidade e foram revisados pelo conselho jurídico da PADI. A confidencialidade é mantida sempre que possível. Contudo, alguns aspectos podem ser alterados se for necessário para permitir uma investigação mais completa. Sob circunstâncias incomuns ou imprevisíveis, o Comitê de Gerenciamento de Qualidade pode ajustar os procedimentos investigatórios conforme seja necessário. Durante todas as investigações, se a PADI determinar que a seriedade de uma situação justifica uma ação imediata, um membro pode ser colocado em categoria “sem condição de ensino” durante a investigação adicional.

Decisões de Gerenciamento de Qualidade As decisões tomadas pela PADI, e quaisquer ações exigidas como resultado de uma investigação de garantia de qualidade, são consideradas compulsórias. As decisões podem incluir, mas não se limitam a: 1. Investigação encerrada sem necessidade de ação. 2. O membro recebe aconselhamento sobre os Padrões e procedimentos PADI. 3. O membro é requisitado a assinar um Acordo de Obediência aos Padrões e pode ser colocado 4. 5. 6. 7.

em Categoria de Revisão. O membro é requisitado a participar de um programa de retreinamento. O membro é suspenso. A afiliação é encerrada. O membro é expulso.

Filosofia e Abordagem 130


Resumo da Investigação Rotineira de Gerenciamento de Qualidade A PADI recebe informações via Questionário de Avaliação de Curso, carta, Relatório de Gerenciamento de Qualidade, Relatório de Incidente ou outro tipo de documentação

 As informações são investigadas e o arquivo do membro é revisado quanto ao histórico relevante de Gerenciamento de Qualidade

O membro é contatado e uma resposta é solicitada

Inicia-se a investigação com o aluno

Informações originais infundadas e nenhum outro problema identificado

Informações originais confirmadas ou novos problemas identificados

Informações originais infundadas e nenhum outro problema identificado

 

CASO ENCERRADO

CASO ENCERRADO

Informações comunicadas ao membro e uma resposta é solicitada

 Resposta do membro consistente com as informações originais ou com a investigação feita com o aluno

 Resposta do membro inconsistente com a investigação feita com o aluno ou outras informações recebidas

Decisão comunicada ao membro junto com qualquer ação requerida

 Apelação avaliada pelo Gerenciamento de Qualidade se houver qualquer nova informação – nenhuma nova informação apresentada ou a informação não é relevante

 

Ação concluída CASO ENCERRADO

Membro apela da decisão

Decisão comunicada ao membro

Aluno é contatado e/ou investigação adicional conduzida para confirmar respostas ou esclarecer informações, conforme apropriado

Informações da investigação avaliadas e decisão consumada

Novas informações apresentadas, que atenuam ou refutam as informações contra o membro

 Informações avaliadas e decisão consumada

 Decisão comunicada ao membro

 Ação concluída (se houver) CASO ENCERRADO Filosofia e Abordagem 131


Os Membros PADI podem apelar da decisão somente se forem capazes de apresentar informações adicionais relevantes que não estavam anteriormente disponíveis. Para apelarem, os membros devem apresentar as novas informações por escrito dentro do período de um mês após terem sido notificados da decisão. Somente as apelações que atenderem a estes requisitos serão levadas em consideração. Um resumo das decisões relativas à garantia de qualidade é impresso trimestralmente no The Undersea Journal e publicado no website padi.com. Os nomes dos membros que receberam suspensão ou que foram expulsos são publicados como parte deste resumo. Os membros que tenham sido reintegrados após uma suspensão também aparecem neste resumo. Os nomes dos Membros PADI ou de outros indivíduos com conduta inapropriada são publicados no The Undersea Journal e no website padi.com sob o título “Special Notice”.

Reclamações de Serviços Prestados aos Clientes Quando as pessoas recebem um serviço de baixa qualidade, elas fazem reclamações ou simplesmente não retornam. Um ingrediente fundamental para manter os clientes felizes e para que eles voltem a fazer negócios com você é a maneira como você atende às necessidades deles. Muitas das reclamações que os Escritórios PADI recebem não são problemas relativos ao gerenciamento de qualidade, mas sim de serviços prestados ao cliente. As reclamações comuns incluem: Problemas com a certificação – Por exemplo, os mergulhadores aguardam ansiosamente para receberem suas carteirinhas de certificação, mas elas acabam atrasando devido a erros cometidos nos envelopes PIC. Os erros mais comuns incluem datas incorretas ou a falta de assinaturas. Certifique-se de preencher o envelope PIC perfeitamente para evitar atrasos e clientes insatisfeitos (consulte o item “Solicitando Carteirinhas de Certificação” na seção de Procedimentos de Afiliação deste manual). Outra reclamação comum acontece quando os mergulhadores não recebem suas carteirinhas de certificação e, quando finalmente perguntam por elas (geralmente vários meses depois), seus arquivos não estão em ordem. Eles não recebem o serviço que esperam do dive center, do resort ou do instrutor e reclamam para a PADI. Tenha uma postura orientada para a solução e mantenha em ordem os seus registros. Algumas vezes, a violação dos padrões causa problemas de certificação. Quando os mergulhadores não atendem aos requisitos mínimos de idade (são muito jovens) ou o instrutor não está renovado ou autorizado para ensinar o curso, isto se torna uma questão de gerenciamento de qualidade, bem como um problema de serviços prestados ao cliente. Confusão na transferência de alunos – Por exemplo, os alunos assumem que as taxas iniciais do curso cobrirão os custos de treinamento não importa para onde eles forem. Quando obtém uma transferência e viajam, eles se aborrecem ao descobrir que isto não é verdade e então fazem reclamações. Explique claramente os procedimentos, requisitos e taxas associadas à transferência. Discussões monetárias e políticas – Por exemplo, os mergulhadores não ficam sabendo sobre a política da operadora de mergulho até que surjam conflitos sobre a compra de equipamentos, taxas de locação, custos de treinamento de mergulho, reembolso, etc. Clientes desinformados acabam se sentindo enganados ou trapaceados. Forneça de antemão as informações sobre os requisitos do curso, taxas e políticas. Clientes bem informados raramente se desiludem. Falta de profissionalismo – Por exemplo, os mergulhadores ouvem seu instrutor ou a operadora de mergulho falar mal dos concorrentes, de outros instrutores, de outras equipes, ou mesmo de clientes. Este comportamento negativo deixa os alunos mergulhadores desconfortáveis e eles acabam fazendo reclamações. Uma mentalidade positiva e uma abordagem profissional em todas as atividades de mergulho é percebida e apreciada pelos clientes. Filosofia e Abordagem 132


Treinando Líderes de Mergulho Aprendizado de Nível Superior Um curso de nível profissional, como o curso PADI Divemaster, envolve o aprendizado de nível superior que tem início no curso Rescue Diver e se estende para a formação de um líder de mergulho. O curso PADI Divemaster é um passo na expansão das habilidades de resolução de problemas desenvolvidas no programa PADI Rescue Diver e as amplia dos cenários de gerenciamento e prevenção de acidentes para situações de supervisão com alunos mergulhadores e mergulhadores certificados. No nível de divemaster, a resolução de problemas enfatiza a busca por várias soluções possíveis para as circunstâncias dadas e a escolha da melhor dentre as várias soluções. A resolução de problemas no nível de divemaster pode incluir mais do que questões relacionadas à segurança; inclui também como lidar com serviços aos clientes, negócios e desafios operacionais. O curso também envolve atitudes e julgamento. As atitudes são influências emocionais que moldam as escolhas individuais, englobando desde a postura profissional, o comportamento exemplar, a saúde pessoal e as práticas seguras de mergulho, até valores bastante básicos como a honestidade. O julgamento aplica atitudes, experiência, conhecimento teórico, dedução e intuição na resolução de problemas e na tomada de decisões baseadas em variáveis, e algumas vezes sob circunstâncias cuja solução não é direta. Nesse aspecto, ensinar mergulhadores no nível de divemaster é mais desafiador do que ensinar mergulhadores de nível de entrada. Por exemplo, você pode ver facilmente se um aluno mergulhador consegue ou não desalagar uma máscara. Contudo, embora você tenha a oportunidade de ver várias vezes um candidato a divemaster exibir um comportamento exemplar, é impossível avaliar se o candidato escolherá ou saberá como ser um exemplo de comportamento em circunstâncias diferentes ou depois do curso. Você não pode se responsabilizar pelas escolhas do candidato assim que ele deixar o curso, mas você pode ensinar-lhe os conhecimentos e as habilidades necessárias para fazer boas escolhas, além de poder tentar influenciá-lo na tomada inteligente de decisões.

Relacionamento de Mentor Nas aulas dos cursos abaixo do nível de divemaster você provavelmente estabelece uma relação de “professor”com os seus alunos mergulhadores. Entretanto, com os candidatos do curso PADI Divemaster, você provavelmente descobrirá que um relacionamento de conselheiro, ou mentor, é mais eficiente para o desenvolvimento do julgamento e das atitudes dos candidatos a divemaster. Dentro do nível superior de aprendizado e da filosofia do curso PADI Divemaster, em um relacionamento de mentor você guia os candidatos diretamente por meio da interação pessoal, na qual você diz aos candidatos porque você faz determinadas escolhas, a base para os seus julgamentos, o modo pelo qual as ações (ou a falta de ação) – sua e dos candidatos – pode afetar outras pessoas, bem como outras percepções pessoais que você possa ter. Você estabelece uma relação de confiança com os candidatos e os conduz individualmente em direção aos objetivos de cada um como profissionais de mergulho. Pense nesta relação como sendo parecida com a relação de orientador que existe entre um professor e um aluno graduando, ou entre um artesão e um aprendiz. O mentor não é apenas um professor, mas um orientador pessoal do candidato que o conduzirá através dos níveis do mergulho profissional. Você é um amigo, um conselheiro, um orientador e um professor, tudo ao mesmo tempo. Filosofia e Abordagem 133


Além dos benefícios evidentes para o candidato, o relacionamento de mentor também traz benefícios para você. Você treinará seus assistentes instrucionais a atuarem dentro do Sistema PADI de modo similar a como você mesmo atua, para que eles se integrem positivamente com os seus esforços de treinamento. Os candidatos a divemaster transferidos de outros instrutores e que vêm até você trazem consigo novas técnicas e idéias que você pode aprender. Como vocês discutem em conjunto o raciocínio por detrás de tudo aquilo que fazem, geralmente você terá uma chance de aprender a lógica das novas técnicas caso ela não esteja evidente para você. Se você tiver sucesso como mentor, muitos dos seus divemasters continuarão a procurar pelo seu aconselhamento, mesmo depois de avançarem para os níveis de PADI Open Water Scuba Instructor, IDC Staff Instructor e Master Instructor. Como um mentor de divemasters, considere cada candidato como alguém que você está convidando a entrar nos níveis de liderança da PADI. Na realidade, ao aceitar um candidato no programa, você está afirmando que reconhece o potencial do indivíduo de ter sucesso como Divemaster PADI e que está comprometido em guiá-lo para atingir este objetivo.

Abordagem Instrucional Os cursos PADI de nível de liderança oferecem uma flexibilidade que permite a mais eficiente estrutura de curso possível para o seu ambiente local de ensino/mergulho e para as necessidades pessoais dos seus candidatos. Com base na filosofia instrucional do curso, utilize a seguinte abordagem: •

Tenha um comportamento exemplar e espere dos seus candidatos um comportamento similar. No papel de mentor, os seus candidatos seguirão o seu exemplo, assim como os outros mergulhadores seguirão o exemplo dos candidatos. Uma das influências mais fortes sobre as atitudes, valores e julgamentos é o comportamento exemplar. Para ser um exemplo eficiente de comportamento, os candidatos devem respeitar e se identificar com você como profissional de mergulho. Por isso você precisa personificar o tipo de mergulhador e de líder que você quer que eles sejam. É importante se lembrar de que os candidatos podem aprender as atitudes que você deseja que eles aprendam, bem com aquelas que você lhes passa de modo não intencional; é por isso que a abordagem “faça o que eu falo, não o que eu faço” frequentemente não funciona como método de ensino. Estruture o curso para incluir o estudo e a pesquisa independentes. Além de reduzir o tempo em sala de aula, isto treina os candidatos a buscarem as informações, que é uma habilidade importante para um mergulhador de nível de liderança. Você pode integrar o estudo independente no cronograma do curso a fim de que os candidatos trabalhem nisso durante o tempo livre, entre as sessões em sala de aula e os exercícios. Análises educacionais mostram que o estudo independente produz candidatos consistentemente mais bem preparados e, ao reduzir a necessidade de ensinar a base conceitual em sala de aula, permite que você dedique mais tempo para aplicar as informações em situações individuais. Incentive a criatividade e pontos de vista inovadores. Já que raramente existe somente um modo correto de se fazer alguma coisa, incentive a criatividade discutindo os méritos de ideias inovadoras e permitindo aos candidatos buscarem suas próprias abordagens, conforme seja apropriado. Esta é uma boa maneira de você aprender, bem como de ensinar. Desenvolva a capacidade dos candidatos de se conhecerem e de se fortalecerem interiormente. Fortalecimento interior significa que os candidatos reconhecem quando estão fazendo algo bem feito sem você ter de lhes dizer isso. Você aumenta o fortalecimento interior dos candidatos ao não enfatizar exclusivamente a obtenção de notas no curso, mas sim a consciência na capacidade e no desempenho, de forma que os candidatos estabelecem objetivos com base em suas próprias expectativas pessoais ao invés de simplesmente se esforçarem para atingir uma determinada pontuação. Evite sugerir que um desempenho insuficiente provém da falta

Filosofia e Abordagem 134


de capacidade. Ao invés disso, enfatize que um desempenho insuficiente significa que o candidato precisa se esforçar mais (geralmente na forma de prática e de estudo). Durante o aconselhamento, faça perguntas aos candidatos sobre seus desempenhos e agregue fortalecimento e informações adicionais às respostas dadas. Incentive a curiosidade. Espera-se dos profissionais de mergulho uma ampla base de conhecimentos relativos ao mergulho. Você expande esta base ao fazer com que os candidatos busquem informações por interesse próprio. Não é tão importante que cada informação esteja relacionada diretamente a um objetivo de aprendizado — o interesse do candidato pela informação é o suficiente. Quando os candidatos quiserem saber mais sobre algum tópico, aponte-lhes fontes de informação facilmente acessíveis. Busque constantemente meios de relacionar as informações às necessidades e interesses dos candidatos. Quanto mais valor as informações tiverem para os candidatos, mais eles irão atrás delas. Utilize debates como método de ensino. Ainda que a abordagem convencional de apresentações em sala de aula funcione bem para expor assuntos e que as perguntas feitas nesse tipo de abordagem funcionem como uma ferramenta geral para avaliar o entendimento dos candidatos, pesquisas educacionais mostram que os debates estimulam a capacidade de resolução de problemas e moldam as atitudes com mais eficiência. Faça os candidatos realizarem suas repreleções. Depois dos exercícios, ao invés de você guiar as repreleções contando aos candidatos o que você observou, faça os candidatos dizerem o que aconteceu, o que aprenderam e como foi o desempenho. Isto incentiva ainda mais o desenvolvimento da capacidade de resolução de problemas. Além disso, como você ouve o que os candidatos pensam, isto lhe dá uma clara ideia dos motivos porque os candidatos realizaram os exercício de uma determinada maneira. Muitas vezes, depois de um desempenho fraco, o próprio candidato lhe dirá que não teve um bom desempenho pessoal, o motivo porque isso aconteceu e o que ele deve fazer sobre isso da próxima vez, tudo sem que você precise induzi-lo a isto. O único cuidado com essa técnica é que alguns candidatos fixam expectativas muito altas para si mesmos e tendem a ser mais duros consigo mesmos do que você o seria. Forneça comentários genuinamente positivos para manter um bom andamento.

Expectativas A comunidade do mergulho espera várias características de um indivíduo com a classificação PADI Divemaster. Estas características incluem: • • • •

Colocar a segurança do mergulhador em primeiro lugar. Habilidades exemplares de mergulho que podem ser usadas como demonstração para os alunos mergulhadores. Habilidades de resgate que podem prevenir ou gerenciar acidentes, bem como habilidades de resgate exemplares para os alunos mergulhadores em treinamento. Conhecimentos de nível profissional sobre a teoria do mergulho. A profundidade do conhecimento teórico anda de mãos dadas com capacidade e o profissionalismo. Esta é a base para a resolução de problemas e para a criatividade nas tarefas do divemaster, bem como para o crescimento subsequente como Instrutor PADI. Competência como assistente certificado. Os divemasters sabem como dar apoio às atividades de instrução ao lidarem com as tarefas logísticas, de supervisão e algumas tarefas educacionais, sob a supervisão de um instrutor. Capacidade de gerenciamento e de supervisão de mergulhos. Os divemasters aceitam responsabilidades limitadas pelos mergulhadores certificados dentro do contexto de liderança e de gerenciamento de atividades de mergulho. Isto requer habilidades interpessoais e bom Filosofia e Abordagem 135


julgamento, junto com uma grande compreensão dos ambientes e atividades de mergulho. Divemasters eficientes podem ser uma importante peça no esforço global de gerenciamento de riscos de uma operadora de mergulho. Comportamento ético exemplar. Espera-se que os divemasters demonstrem honestidade e cortesia, bem como que sigam práticas de mergulho aceitas e responsáveis. Seus comportamentos repercutem positivamente para si próprios, para a operadora de mergulho para qual trabalham e para a organização PADI. Entusiasmo e diversão. As pessoas aprendem a mergulhar pelo entusiasmo, pela aventura e pelo desafio – ou, resumindo, pela diversão. Elas procuram a ajuda dos divemasters para se divertirem nas atividades que lhes interessam e de acordo com seus níveis de habilidade. Os mergulhadores esperam que os divemaster sejam indivíduos agradáveis e sociáveis. Os divemasters ajudam a comunidade do mergulho nos esforços de manter os mergulhadores sempre mergulhando. Cuidados com o ambiente. Os divemasters devem ter um comportamento exemplar nos esforços de conservação ambiental e, em particular, fornecerem aos mergulhadores preleções de mergulho que incluam informações sobre o ambiente local.

Filosofia e Abordagem 136


Referências Descrições dos Membros da PADI International Resort and Retailer Associations A PADI International Resort and Retailer Associations (IRRA) gerencia dive centers, resorts, estabelecimentos educacionais e programas de estabelecimentos recreacionais da PADI. O objetivo principal da associação é dar apoio aos estabelecimentos afiliados através de esforços de marketing, serviços para negócios, programas de educação para negócios e programas de treinamento de vendas. Ao seguirem padrões instrucionais e de negócios, os membros mantém um alto padrão de segurança e de qualidade de serviços para os clientes de mergulho. NOTA: Para os padrões completos de afiliação, procedimentos de solicitação e requisitos de renovação, entre em contato com a PADI International Resort and Retailer Associations através de seu Escritório PADI ou pelo website padi.com/pros.

PADI Dive Center Os PADI Dive Centers são estabelecimentos profissionais dedicados à venda no varejo de equipamentos e de instrução de mergulho autônomo recreacional. Os PADI Dive Centers demonstram um comprometimento com o sistema PADI de educação do mergulhador oferecendo cursos de certificação e programas de experiência. Outros serviços que eles oferecem incluem locação e reparo de equipamentos de mergulho recreacional, venda de ar comprimido, atividades de mergulho autônomo recreacional e de prática de snorkel, além de oportunidades de viagens.

PADI Five Star Dive Center O grau de afiliação PADI Five Star Dive Center é concedido anualmente aos PADI Dive Centers que progressivamente fornecem uma gama completa de programas PADI de educação do mergulhador, seleção de equipamentos e oportunidades de experiências, ao mesmo tempo em que promovem ativamente a conscientização sobre o ambiente aquático. Estes estabelecimentos se distinguem por fornecerem serviços de qualidade aos mergulhadores, exibem uma imagem profissional e promovem ativamente os benefícios do mergulho autônomo recreacional, do snorkeling, viagens de mergulho e consciência ambiental. A aparência e o desempenho dos membros PADI Five Star é comparável (e tipicamente excede) à qualidade dos estabelecimentos de mergulho da área e supera o nível de outros estabelecimentos de mergulho do mercado. Os PADI Five Star Dive Centers promovem os benefícios da prática segura do mergulho autônomo recreacional e da prática do snorkeling ao mesmo tempo em que adotam o sistema PADI de educação do mergulhador oferecendo programas regulares de educação continuada PADI para garantir que os mergulhadores tenham a oportunidade de desenvolverem as suas habilidades e seus conhecimentos. Os PADI Five Star Dive Centers são ativos na comunidade e estão comprometidos com importantes aspectos do treinamento de mergulho, como proporcionar a satisfação dos clientes, a experiência, a educação e a segurança do mergulho, bem como a consciência ambiental.

Filosofia e Abordagem 137


PADI Five Star Instructor Development Center Os Five Star Instructor Development Centers (Five Star IDCs) são dive centers que atendem a todos os padrões de um PADI Five Star Dive Center e ainda oferecem treinamento PADI de nível de instrutor. Os Five Star IDCs possuem pelo menos um PADI Course Director na equipe e estão comprometidos em oferecer programas de desenvolvimento de instrutores e oportunidades de educação continuada para os profissionais de mergulho. Ao oferecerem treinamento PADI de nível de instrutor, os PADI Five Star IDCs assumem a responsabilidade de desenvolverem Instrutores PADI qualificados, o que beneficia os Membros PADI, os clientes de mergulho e a indústria de mergulho com um todo.

PADI Five Star Career Development Center O grau de afiliação PADI Five Star Carrer Development Center (CDC) é concedido aos PADI Five Star Instructor Development Centers (IDCs) que dedicam seus negócios ao desenvolvimento profissional mais além do treinamento regular de instrutores. Estes estabelecimentos oferecem treinamento de educação continuada orientado vocacionalmente a fim de preparar indivíduos para carreiras na indústria do mergulho e oferecem serviços de colocação profissional dentro da indústria do mergulho. Os Membros PADI e a indústria do mergulho em geral se beneficiam do comprometimento dos PADI Five Star Career Development Centers com a excelência e com o desenvolvimento profissional, além da singular capacidade que possuem de formarem candidatos qualificados para suprirem às necessidades empregatícias da indústria.

PADI Resort Dive Operator Os PADI Resort Dive Operetors são estabelecimentos que atendem principalmente mergulhadores recreacionais e praticantes de snorkeling que estão viajando, oferecendo atividades tais como instrução de mergulho autônomo recreacional e de snorkeling, experiências Discover Scuba Diving, passeios guiados de mergulho autônomo e de snorkeling a partir da costa ou de uma embarcação e a locação de equipamentos. Outros serviços podem incluir a venda de equipamentos de mergulho, bem como de diversas atividades aquáticas, além do mergulho autônomo. Os PADI Resort Dive Operators estão tipicamente (mas não exclusivamente) localizados em áreas de resorts e podem estar diretamente afiliados a hotéis e resorts que oferecem acomodação aos mergulhadores em viagem.

PADI Five Star Dive Resort® O grau de afiliação PADI Five Star Dive Resort é concedido anualmente aos PADI Resorts que progressivamente fornecem uma gama completa de programas PADI de educação do mergulhador, seleção de equipamentos e oportunidades de experiências, ao mesmo tempo em que promovem ativamente a conscientização sobre o ambiente aquático. Estes estabelecimentos se distinguem por fornecerem serviços de qualidade aos mergulhadores que estão viajando, exibem uma imagem profissional e promovem ativamente os benefícios do mergulho autônomo recreacional, do snorkeling, viagens de mergulho e a consciência ambiental. A aparência e o desempenho dos membros PADI Five Star Dive Resort é comparável (e tipicamente excede) às qualidades dos resorts da área e supera o nível de outros estabelecimentos de mergulho do mercado. Os PADI Five Star Dive Resorts promovem os benefícios da prática segura do mergulho autônomo recreacional e do snorkeling ao mesmo tempo em que adotam o sistema PADI de educação do mergulhador oferecendo programas regulares de educação continuada para garantirem que os mergulhadores tenham a oportunidade de desenvolverem as suas habilidades e seus conhecimentos. Os PADI Five Star Dive Resorts são ativos na comunidade e estão comprometidos com importantes aspectos do treinamento de mergulho, como proporcionar a satisfação dos clientes, a experiência, a educação e a segurança do mergulho, bem como a consciência ambiental. Filosofia e Abordagem 138


PADI Five Star Instructor Development Dive Resort Os Five Star Instructor Development Dive Resorts são resorts que atendem a todos os padrões de um PADI Five Star Dive Resort e ainda oferecem treinamento PADI de nível de instrutor. Os PADI Five Star Instructor Development Dive Resorts possuem pelo menos um PADI Course Director na equipe e estão comprometidos em oferecer programas de desenvolvimento de instrutores e oportunidades de educação continuada para os profissionais de mergulho. Ao oferecerem treinamento PADI de nível de instrutor, os PADI Five Star Instructor Development Dive Resorts assumem a responsabilidade de desenvolverem Instrutores PADI qualificados, o que beneficia os Membros PADI, os clientes de mergulho e a indústria de mergulho com um todo.

PADI Five Star Career Development Center O grau de afiliação PADI Five Star Carrer Development Center é concedido aos PADI Five Star Instructor Development Dive Resorts que dedicam seus negócios ao desenvolvimento profissional mais além do treinamento regular de instrutores. Estes estabelecimentos oferecem treinamento de educação continuada orientado vocacionalmente a fim de preparar indivíduos para carreiras na indústria do mergulho e oferecem serviços de colocação profissional dentro da indústria do mergulho. Os Membros PADI e a indústria do mergulho em geral se beneficiam do comprometimento dos PADI Five Star Career Development Centers com a excelência e com o desenvolvimento profissional, além da singular capacidade que possuem de formarem candidatos qualificados para suprirem as necessidades empregatícias da indústria.

Premiação PADI National Geographic Dive Center O grau de afiliação PADI National Geographic Dive Center é concedido anualmente aos PADI Five Star Dive Centers e Five Star Dive Resorts que se sobressaem em fornecer aos clientes de mergulho uma gama completa de programas de educação National Geographic Diver, seleção de equipamentos e oportunidades de experiências, ao mesmo tempo em que promovem ativamente os benefícios da conscientização ambiental. A aparência dos PADI National Geographic Dive Centers, bem como o desempenho nos serviços que prestam aos clientes, é comparável favoravelmente à de outros estabelecimentos varejistas ou resorts de qualidade da área, supera o padrão dos estabelecimentos locais de mergulho e é representativa da marca National Geographic.

PADI Dive Boat Os Membros PADI Dive Boat são empresas que levam clientes em excursões de mergulho autônomo ou de snorkeling a partir de embarcações de mergulho. Estas empresas podem possuir ou operar com apenas uma única embarcação ou até uma frota inteira. As embarcações podem variar em tamanho e em capacidade, abrangendo desde pequenos barcos para operações diárias até embarcações de live-aboard. Os serviços oferecidos por um membro PADI Dive Boat incluem instrução de mergulho autônomo recreacional ou de snorkeling, experiências Discover Scuba Diving, passeios guiados de mergulho autônomo e excursões de snorkeling. Outros serviços podem incluir a venda ou a locação de equipamentos de mergulho recreacional, bem como de várias outras atividades aquáticas.

Filosofia e Abordagem 139


Afiliação PADI Recreational Facility Os membros PADI Recreational Facility são empresas que operam um estabelecimento com um corpo de água que pode ser utilizado para o snorkeling ou para o mergulho, ou que oferecem cursos PADI através de fitness centers com instalações construídas para propósitos de mergulho, ou estabelecimentos recreacionais similares. Os membros PADI Recreational Facility atendem empresas locais de mergulho autônomo recreacional, mergulhadores recreacionais e praticantes de snorkeling, ao mesmo tempo em que fornecem serviços de suporte tais como equipamentos de oxigênio, informações para emergências, bem como estrutura de banheiros e vestiários. Outros serviços podem incluir ar comprimido, locação ou reparo de equipamentos de mergulho, plataformas subaquáticas para treinamento de mergulho autônomo, locais para piqueniques e alojamentos para pernoite.

PADI Educational Facility O programa PADI Educational Facility oferece uma afiliação com a PADI para estabelecimentos educacionais, instituições e escolas que conduzem cursos ou programas PADI. Alguns estabelecimentos oferecem treinamento de mergulho autônomo, mergulho livre ou snorkeling como negócio principal. Contudo, a maioria desses estabelecimentos oferece treinamento de mergulho como componente adicional dos seus currículos. Para fornecerem aos alunos mergulhadores materiais, equipamentos e oportunidades de mergulho, muitos membros de estabelecimentos educacionais trabalham intimamente com Dive Centers e Resorts PADI.

Membro do Programa College and University Scuba O Programa College and University Scuba da PADI reconhece instituições de ensino superior que oferecem cursos de certificação PADI nos campi de faculdades ou de universidades, seja para a obtenção ou não de créditos educativos. Estes programas PADI podem estar associados a Dive Centers ou Resorts PADI, ou podem ser oferecidos através de Instrutores PADI contratados ou que façam parte da equipe das próprias instituições. Os serviços oferecidos podem incluir instrução de mergulho autônomo recreacional ou de snorkeling utilizando o Sistema PADI de educação do mergulhador, treinamento de especialidade PADI, programas de experiência PADI, aconselhamento de educação continuada, aconselhamento sobre equipamentos e informações de viagens de mergulho. O objetivo do Programa College and University Scuba é proporcionar reconhecimento, apoio e serviços da PADI àquelas instituições que oferecem programas de mergulho autônomo recreacional de qualidade para alunos universitários e/ou para a comunidade local através de programas patrocinados por universidades. Estes programas podem ser conduzidos como cursos para crédito em várias disciplinas, tais como ciências biológicas, oceanografia, arqueologia e educação física. Eles também podem ser oferecidos como cursos eletivos com obtenção de créditos ou como cursos de extensão puramente para fins recreacionais.

Filosofia e Abordagem 140


Por Karl Shreeves Shreeves by Karl Vice Presidente, President,TDesenvolvimento echnical Development Vice Técnico

Estes are sãocalled os chamados objetivos These affective learning afetivos de aprendizado. A eduobjectives. Affective education deals cação afetiva lida com ensinar os with teaching studentsatitudes, to adopt attialunos a adotarem escotudes,e choices values. As you may lhas valores.and Como você já pode expect, reaching these instructional esperar, atingir estes objetivos instrucionais pode ser by dificultado goals can be complicated student pelas emoções, preconceitos, motiemotions, prejudices, motives and exvações e atitudes preexistentes isting attitudes. (Gagné and Medsker do aluno (Gagné e Medsker 1996, 1996, 112) mainstream education, 112). Na In corrente predominante affective education concernsafetiva itself se da educação, a educação broadly withamplamente issues rangingcom fromquesguidpreocupa tões que abrangem desde ing youngsters to become goodorientar citios jovens a se tornarem cidazens, to making responsiblebons health dãos, choices,a tofazerem leading aescolhas satisfying,responresáveis com relação à saúde, até a warding life. Using education to influlevarem uma vida gratificante e ence and shape morality, developrecompensadora. Usar ego a educação ment, influenciar self-esteem, lifestyle, group dypara e moldar os connamics morais, and self-actualization fall ceitos o desenvolvimento do ego, autoestima, estilo de under theaaffective domain.o (Martin vida, a dinâmica de grupo e a and Briggs 1986, 12, 25-48) autorrealização faz parte do domíThe main focus on student nio afetivo (Martin e Briggs 1986, achievement measure in mainstream 12, 25-48). education is on howmoderna, much the student Na educação o foco has learned, usually with little regard principal é no êxito pessoal do aluno, que é medido mais terto how students felt about the em learnmos de quanto aluno ing experience or ohow theyaprendeu felt about e geralmente dando relevância bem what they learned – yet these affective menor em como se sentiu a respeito aspects of learning always result, even da experiência do aprendizado ou if you don’t (Sonnier de como seattend sentiutoa them. respeito do que 1989, xi) This is particularly imporaprendeu – ainda que estes aspectantafetivos to PADI do Instructors because tos aprendizado sempre existam, que não se scuba is a mesmo recreation andvocê students preocupe com diver eles training (Sonnier 1989, who don’t enjoy may not xi). Isto diving, é particularmente imporcontinue much less continue tante para os Instrutores PADI their diver education. So, while it’s imporque o mergulho autônomo é portantatividade that students meet demonuma recreacional e os strable performance objectives, duranit’s alunos que não se divertem te o important treinamento contialso thatpodem you helpnão students nuar mergulhando e muito menos feel good about the class.

prosseguir sua educação no merCharacteristics of Instruction for the gulho. Dessa forma, ainda que seja Affective Domain importante que os alunos atinjam Before looking specific techniques objetivos de at performance demonsfor how toéaddress the affective do- que tráveis, importante também main, important look at how it à você it’s os ajude a setosentirem bem respeito das aulas. for the cognitive differs from teaching

Affective Instruction article Características da Instrução para

82

domain (e.g., dive theory, tables use, steps for a motor skill, etc.).



Como Instrutor PADI, você jáacestá As a PADI Instructor, you’re well bastante acostumado com os objequainted with learning performance tivos do aprendizado por perforobjectives,tais suchcomo: as, “Submerged in mance, “Submersos water too deep standprofundas up in, the stuem águas muito para dent em will clear flooded mask,” or ficar pé, osa fully alunos desalagarão uma máscara alagada”, “Given the size totalmente of a gas volume in a ou “Para um dado volume flexible container at one depth,de thegás didentro de um recipiente flexível vemaster candidate will use the formuem uma certa profundidade, o la for Boyle’saLaw to calculateusará the newa candidato divemaster volume of de that Boyle container at a calcular second fórmula para Robert Gagné’s learning odepth.” novoUsing volume desse recipiente numa segunda conditions, the first isprofundidade”. a motor proceDe com objective, as condições dureacordo performance and thede aprendizado de Robert Gagné, second is an intellectual skill, rule per-o primeiro é um objetivo de perforformance objective. (Gagné and mance de procedimento motor e 1996, 68, 98-99) You’re oMedsker segundo é um objetivo de used perto seeing these in formance de objectives habilidadelisted intelectual PADI training materials for 68, the 98-99). in(Gagné e Medsker 1996, Você está acostumado a ver estes structor and for the student. objetivos nos materiais de But didlistados you know there are objectreinamento da PADI para o instives for practically all PADI courses trutor e para o aluno. thatMas aren’tvocê listed? You probably insabia que há do, objetuitively, even if you’ve never thought tivos para praticamente todos os about it.PADI These que objectives, if written, cursos não estão listados? você provamightIntuitivamente, say something like: velmente já sabewill disso, mesmo “The student choose to diveque nunca tenha pensado a respeito. conservatively, well within table Estes objetivos, se fossem escritos, limits.” poderiam afirmar os seguinte: “The studentescolherá will value mergulhar the aquatic “O aluno environment and choose to divedentro in a de modo conservador, bem manner thatda avoids damaging it.” dos limites tabela”. “O aluno achará o processo de “The student will find the learning aprendizado recompensador esprocess rewarding and choose toeseek colherá, como mergulhador, further education as a diver.” buscar por mais educação de mergulho”. Or, the process of taking em a Ou,within durante participação course, “The“O student willescolherá choose to ler um curso: aluno and learn the assigned portiondo of eread aprender a porção designada manual antes das sessões emclass sala the manual prior to the relevant de aula”. session.”

INDEPENDENT LEARNING

I n s t r u c t i o n

o Domínio Afetivo 1. Affective instruction frequently has Antes de examinar as técnicas espeno learning listed. In cíficas de objectives como recorrer aomost domíinstruction, thatexaminar the stunio afetivo,it’sé beneficial importante dent understand and perforcomo ele diferethedogoals ensino para o domínio cognitivo (ex: teoria mance expected when learning some-do mergulho, de1992, tabelas, passos de thing. (Gagnéuso et al 189-190) umaishabilidade motora,materials etc). This why PADI student

A instrução afetiva frequente1. objectives list (usually as questions to mente não and apresenta umayou lista de guide study) in the IDC, were objetivos de aprendizado. Na maiotrained to state objectives in confined ria das instruções que você fornece, and open water training scenarios. é benéfico que o aluno compreenda affectivee goals, however, stataosWith objetivos performances espeing an objective interfere radas quando may aprende algowith (Gagné learning, so 189-190). it may notEste be appropriate et al 1992, é o motivo porque PADIand projetato inform os themateriais learner. (Gagné dos para1996, os alunos listam objetivos Medsker 142-143) For example, forma de perguna(geralmente goal of scubana training is that the tas para guiar o estudo) e também student enjoys diving; it would be luporque, no IDC, você foi treinado dicrous, saysimulações “by the end de of a listar however, objetivostonas this session, you choose to love e treinamento emwill águas confinadas abertas. diving.” Com os objetivos afetivos, entre2. External influences may determine tanto, listar um objetivo pode interaffective effectiveness. In ferir noinstruction’s aprendizado, de forma que scuba training, the most common pode não ser apropriado informálo aoof aluno (Gagnédomain e Medsker 1996, parts the affective you try 142-143). Por exemplo, um objetivo to shape are attitudes. Attitudes are a do treinamento de mergulho autôpredisposition toward or away from an nomo é que o aluno desfrute do action that the student has a personal mergulho. Contudo, seria ridículo choice and Medsker dizer:over. “ao (Gagné final desta seção, você 1996, 111) Attitudes have three comescolherá amar o mergulho”.

THE UNDERSEA JOURNAL – THIRD QUAR TER 1998

Filosofia e Abordagem 141


 INSTRUCTOR CANDIDATE WORKBOOK

2. Influências externas podem ponents: a cognitive aspect – what the determinar eficiência insperson knowsaabout a given das subject, truções afetivas. an affective aspect –No howtreinamento the person de mergulho autônomo, as partes feels about that knowledge, and a bemais comuns do domínio afetivo havioral how the person que vocêaspect tenta– moldar são asbeatihaves based on those two influences. tudes. As atitudes são uma predis(Baron and Byrne cited in Gagné posição a favor ou1987, contra uma ação sobre a qual o1996, aluno temIf uma escoand Medsker 113) preexisting lha (Gagné Medsker 1996,interfere 111). attitudes are estrong, they may As possuem três compowithatitudes developing new attitudes. nentes: um aspecto cognitivo – o queFor a pessoa sabe deterexample, onesobre goal inum diver eduminado um aspecto cation is assunto, teaching divers to respectafeand tivo – como pessoa se sente sobre preserve the a aquatic environment. If a aquele conhecimento, e um aspecto student has information and feelings comportamental – como a pessoa that concernscom over base the environment se comporta nestas duas are greatly exaggerated, direction influências (Baron e your Byrne 1987, to not touch living coral may be recitado em Gagné e Medsker 1996, 113). Seasas atitudes preexistentes garded more “environmental hype.” forem fortes, the elasstudent podem interferir Alternatively, could feel no desenvolvimento novas atithat the environment isde beyond hope, tudes. so there’s no reason to try, or, the stuPor exemplo, um objetivo na dent could do have been raised inéa ensisocial educação mergulhador atmosphere that only paysoattention nar os mergulhadores respeitoto gratification little regard epresent a conservação dawith vida aquática. Se aluno All possui informações for um the future. could lead to the stuou sentimentos de quearound a preocupadent not being cautious coral. ção This comisn’t o ambiente algo muito to say thatéyou don’t try exagerado, a sua orientação de to develop important attitudes about não tocar um coral vivo pode ser responsiblepor diving, environment, encarada elethecomo “radicaetc., but to point outou that having done lismo ambiental”, então o aluno so, yousentir cannot que be sure nor responpode a of, conservação ambiental tempeople mais make solução e sible for thenão choices after que razão para esforçar theynão leavehá your course. It’ssestill worth nesse aspecto.it O até doing because willaluno benefit pode many or ter sido criado em uma atmosfera even most of your students. social que presta atenção somente à3.gratificação imediata, com domain pouco Instruction for the affective respeito ao futuro. and Tudo issotopode can be controversial open delevar o aluno a nãoeducation, ser cuidadoso bate. In mainstream it has quando nadar sobre corais. been documented that some educators Isto não quer dizer que você fear teaching that addresses the affecnão tenta desenvolver atitudes tive domain – aespecially morals importantes respeitovalues, do merguand attitudes – is “brainwashing.” Othlho responsável, ambiente, etc., mas simthat para destacar que ers fear affective goals aremesmo too long fazendo você não consegue range andisso, difficult to measure to have ter certeza, nem pode serand responany practical value. (Martin Briggs sável, pelas escolhas que as pes1986, 13) So, both what to teach ando soas fazem depois que deixam even whether teach with affective curso. Mesmotoassim, vale an a pena se goal in mind areaspecto open to porque debate. Furesforçar nesse isso irá beneficiar a ther, one mightmuitos suggest ou thatmesmo since you maioria dos seus will naturally have alunos. a bias regarding a A instrução paraabout o domínio afe3. subject, being open what attitivo controversa e gerar tude pode exists ser behind your teaching lets debate. Narecognize educação you at least how atual, your biasfoi documentado que alguns educamay affect a student, so you can atdores temem que recorrer ao domítempt to compensate if appropriate. nio afetivo – especialmente no que In mainstream education, there’s se refere aos valores, moral e atilittle debate developing attitudes tudes – sejaabout um tipo de “lavagem cerebral”. Outros temem que os Filosofia e Abordagem 142

objetivos afetivosdrug sejam deormuito such as shunning abuse not longo e difíceis de serem drinkingprazo and driving, but attempting to mensurados terem algum teach students apara particular position on valor prático (Martin e Briggs subjects like abortion or religion is 1986, 13). Dessa forma, o que você certain to(edraw fire. Insethese ensina mesmo vai instances, ensinar) the educational process shifts teachcom um objetivo afetivo emtomente ing moral reasoning, that Como is, how você to está aberto a debate. naturalmente teránotuma opinião take a position, but what position sobre assunto, estar1986, aberto a to take.um (Martin and Briggs respeito 156-160) de qual atitude existe por detrás do que você ensina permite those in diver eduqueFortunately você peloformenos identifique cation, there’s little debatepode in theafetar broad como a sua opinião dive aluno, community about que mostvocê of the valum de forma pode tentar apropriado. ues andequilibrá-la, attitudes we se want to instill in educação moderna, protectexiste newNa divers: diving responsibly, pouca controvérsia sobre o desening the environment, etc. But, there volvimento de atitudes, tais como are aspects of diver education open to evitar o uso de drogas ou não beber culture and preexisting values edebate; dirigir. Contudo, tentar ensinar and attitudes lend themselves to differos alunos uma postura particular ing views of what tocomo attempt to instill sobre assuntos aborto ou religião certamente polêmico. in studentédivers. These include topics Nestes processo such as exemplos, whether the oPADI Systemeducacional tende para o do should include spearfishingensino and techdesenvolvimento moral, ou seja, nical diving, or whether individuals como tomar uma postura, mas with qual insulin-dependent diabetes (or e não postura tomar (Martin other medical conditions) should be Briggs 1986, 156-160). permitted to accept theos personal risk Felizmente, para envolvidos na mergulho, existe theyeducação would facede in learning to dive. You pouca controvérsia naopinion comunidade probably have a strong on do mergulho sobre maioria these issues, but thereaare others dos valores e atitudes que queremos inside and outside the PADI organizaincutir nos novos mergulhadores: tion who haveresponsável, differing, equally valid mergulho proteção opinions. do ambiente, etc. Entretanto, existem algunslearning aspectos na educação 4. Affective is often impossible de mergulho abertos a debate; to measure with certainty. While you cultura, valores e atitudes preexiscan usually judge whether studentde is tentes contribuem para apontos enjoying a course,sobre other aspects of afvista diferentes o que tentar fective education, such as attitudes, incutir nos alunos mergulhadores. Estes aspectosThis incluem tópiare hard to measure. is because cos se o with Sistema PADI deve you como are dealing student tendenincluir caça choices; submarina e mergulho cies to make the best you can técnico, ou se deve-se permitir que do is measure student ability to make os indivíduos portadores de diaa choice (you test the knowledge andde betes insulinodependentes (ou skills necessary to make the choice), outras condições médicas) aceitem measure behaviors that infer anno oand risco pessoal que encontrarão aprendizado doby mergulho. attitude (such as asking aboutVocê stuprovavelmente uma 1996, sólida dent feelings). (Dicktem and Carey opinião sobreHowever, estes assuntos, mas 145, 163-164) you cannot be existem outras pessoas dentro e sure what choices a student will make fora da organização PADI que after a course. possuem opiniões diferentes, mas This is certainly true in diver inigualmente válidas. struction. As a real example, several 4. Geralmente é impossível menyears ago I conducted training for com surar o aprendizado afetivo exatidão. que vocêin normalOpen WaterAinda Diver students the mente seaum basin ofconsiga a spring julgar that had cavealuno at está gostando um curso, outros one side. Prior tode entering the water, I aspectos da educação afetiva, tais informed all students about the facts como as atitudes, são difíceis de serem mensurados. O motivo é que

T RAINING vocêhazards está lidando tendências and of diving com in a cave without quando os alunos fazem escolhas; proper training and equipment and o melhor que você pode fazer é that they should never do so, emphamedir a capacidade do aluno de sizing would not be going intoos fazer that umaweescolha (você testa the cave. Clearly everyone heard and conhecimentos e as habilidades understood since the e necessáriaswhat paraI said, fazerand a escolha) medir comportamentos que resulconcepts aren’t difficult to understand, umathat atitude (tal como perItam was em certain the cognitive aspect guntar sobre was o que o aluno sente of the message learned. We made - Dick e Carey 1996, 145, 163-164). the dives, with me making an imporContudo, você não consegue ter tant pointda of staying away certeza escolhawell que umfrom aluno the cave (correct role modeling – more fará depois do curso. about thisélater). We completed the Isto certamente verdadeiro na instrução de mergulho. dives without incident and at theComo end um vários anos atrás of theexemplo weekend,real, all students had met eu conduzi um treinamento all performance requirements and para I isalunos do Open Water Diver no sued temporary certification cards. vale de uma nascente onde havia The caverna following weekend was teachuma em um I dos lados. ing another class in the same spring. A Antes de entrar na água, eu inforyoung student from the sobre previous mei amale todos os alunos os fatos e os perigos mergulho weekend’s class showeddo up with a em caverna sem treinamento friend and, in full (andoapparently ine os equipamentos apropriados, tentional) view of me, entered the cave. bem como que eles jamais deveThere no question the student riam was tentar tal tipo that de mergulho, knew the potential consequences of his enfatizando que nós não iríamos behavior, and while he had previously entrar na caverna. Definitivamente todos ouviram e entenderam demonstrated the behavior required o que eu disse como esses prin(while I could stille,deny certification), cípios nãowas sãoclearly difíceis serem his attitude quitede different entendidos, eu estava convicto from what one would hope – despite de que os aspectos cognitivos da having demonstrated mensagem foramthe required aprendidos. knowledge and skills to dive safely; Nós fizemos vários mergulhos, ignorance wasn’t an issue. The individonde eu reforcei a importância de ficar longethedadive caverna ual survived and over(modelo the de comportamento correto –atmais course of the weekend appeared sobretraining isso adiante). Nós concluíother locations exhibiting mos os mergulhos sem qualquer behaviors (I won’t detail here) that sugincidente e, no término do fim de gested a strong tosemana, todospreexisting os alunosattitude atingiram ward defying authority (possibly ego-reos requisitos de performance e eu lated) the extent that he did so even emititocarteirinhas temporárias de certificação. at severe risk to his own well-being. Nopoint fim de semana seguinte The is you can only be sure eu estava ensinando outra turmaand na students have the ability to make, mesma nascente. Um jovem aluno understand the consequences of makdo fim de semana anterior apareing, particular choice. This is another ceu acom um amigo e, na minha reason PADI courses cannot list frente why (e aparentemente de modo affective objectives for attitudes; stanintencional), entrou na caverna. Não havia dúvidayou de to que o aluno dards would require meet them, sabia das no consequências potenciais yet there’s way to be certain you desteUltimately, comportamento e, ainda had. the responsibility for que tenha demonstrado anteriorthe choice made falls on the student, mente o comportamento requerido not you. (enquanto eu ainda poderia negar Since the affective broad, a certificação), sua domain atitudeisfoi clainstruction methods vary depending ramente diferente daquilo que eu poderia esperararea – mesmo upon the affective you want tendo to indemonstrado os conhecimentos e as habilidades para mergulhar


Existem muitas a respeito simple direct action;teorias little cognitive da natureza das atitudes; anteriorcomponent; may be difficult to change mente, nós demos uma olhada no unless another way meetingesame ponto de vista deofBaron Byrne. needs is made available;categorizaram example: attiAlguns teóricos tudes involvinge confrontation (attack as atitudes suas características, incluindo a possibilidade de você versus persuasion); poder mudá-las. Katz e Stotland balanced attitudes – learned by trial (1959, conforme citado em Martin error; both cognitive and affective eandBriggs 1986) identificam cinco components play strong guides tipos de atitudes comparts; característicourses of action and behaviors cas específicas, baseadas emthat como os componenleaddiferentes to rewards;níveis may bede changed by tes afetivos e cognitivos influenchanging the rewards, by changing ciam o comportamento: cognitive aspects, or by identifying new ways to reach goal; – example: choosing o Associações afetivas primariamente afeto, por associações antea placeformado to live (attitudes about comriores com umcultures, objeto; money, tendemetc.); a ser mute distance, difíceis de seremattitudes mudadas; and ego-defensive – alsoexembalplo: atitude em relação a cobras. anced, but driven by inner conflict and

Associações intelectualizadas – formadas ego; behaviors may be directed in nonprimariamente através productive directions thatde do estruturas not recognitivas; conectamsolve conflict;menos changedafeto; through personse a complexos sistemas de valores; ality growth – better self-understandpode ser difícil de se prever comportaing; example: the previously mentioned mentos baseados nessas associações; student who entered thepela cave.mudança podem ser mudadas relacionada às crenças individuais; exemplo: atitudes políticas.

confiável de produzir aschoice atitudes dent victims) making the wrong desejadas. Os alunos aprendem and suffering the consequences (dying bastante de alguém que seja um in amodelo cave), anddethecomportamento right choice and en-que joying the consequences (having respeitem, tal como vocêa fun (o insdive and reuniting with their trutor), um colega ou um expert que demonstre ou que recomende wives/girlfriends). It shows viewers o tocomportamento expressa how pursue cave diving que if they’re ina atitude (Gagné e Medsker terested, which addresses action-ori- 1996, 116-117 – Dick e Carey 1996, 195ented and balanced attitudes. 196). O modelo humano precisa Another example that modelser alguém queshows o aluno identifiingque can establish undesired como confiável,attitudes. experiente, It’spoderoso, not unusualetc., for some divers to ou seja, alguém de quem o aluno não irá after descrer stop wearing their snorkels be- e, em consequência, duvidar da mensacoming certified, despite the recognigem. O modelo deve ser alguém tion that this is considered standard com o qual o aluno possa se idenequipment for a properly equipped tificar, e esse modelo nem precisa diver. “models” for –this from em serThe alguém vivo umrange modelo consumer magazine covers showing vídeo ou o narrador de um texto divers without snorkelso(perhaps bepodem produzir efeito desejado (Gagné e Medsker 1996. 117-118). cause snorkels aren’t photogenic) to É por issowho quework o seu compordive professionals in ideal tamento climates wherecomo snorkelsinstrutor are seldom é tão importante, used when scuba bem diving.como porque a abordagem do tipo “faça o que eu Particularly at the PADI Divemaster falo, mas não o que eu faço” não level, there’s another recomfunciona. Você eteaching os seus assistenmendation that relates to attitudes. tes são modelos de comportamento Educational research has shown that nos exemplar; são como atores class discussions bring about more vídeos de mergulho. A Deceptively Easy Way changeEm to attitudes and beliefs than to doDie, o vídeo de segurança em caverna lectures. Lectures are more suited to produzido pela Karst Productions, learning facts, overviews, subject oriNational Speleological Society – entations and summaries. (Conrad Cave Diving Sections (NSS-CDS), 1982, as cited in Martin and Briggs DSAT e pela PADI, é um exemplo do 1986) attempting to establish usoSodowhen modelo de comportamento an para attitude, you may want to stimulate moldar a atitude. Ele é aprediscussion students about sentadoamong pelo your perito Lamar Hires, their choices, the and consepresidente dabenefits NSS-CDS. Este vídeo mostra doisthan homens (idade quences rather simplyjovens tell them e sexo mais comuns what the desired behavior das is. vítimas de acidentes emthat cavernas) fazendo It’s theorized discussions can as escolhas erradas e sofrendo as conbe effective because attitudes change sequências (morrendo dentro de when a person finds a discrepency beuma caverna) e fazendo as escolhas tween existing attitudes and da newaventura facts certas e desfrutando or social acceptance of the attitude. (tendo um mergulho divertido e Discussions raisepara thesesuas differences, retornando namoradas/ esposas). Elechoice mostra then provide free and aos wide espectalatidores interessados nessa atividade tude for accepting the new desired atticomo realizar mergulhos tudes. Group acceptance of the em atti-cavernas, abordando as atitudes orientatude provides immediate social reindas à ação e as atitudes equilibradas. forcement. (Martin and Briggs 1986, Um outro exemplo mostra que 137-138) o modelamento pode resultar em



action-oriented attitudes – primarily

Métodos para Instrução Atitude affective, applies to meetingde needs by

Atitudes orientadas à ação – primaIt’s worth noting that while instruction riamente afetivas, aplicam-se à hopes to shape attitudes to influence satisfação de necessidades pela behavior, attitudes themselves simples the ação direta; pouco were comfirst shapedcognitivo. by behavior.Pode That is, ponente serthedifíindividual experiences the results cil mudá-las a menos que of outro modo actions de satisfazer necessidachosen (observed às in others, or des estejafrom disponivel; exemplo: “inherited” parents, etc., as wellatitudes envolvendo as experienced directly)confrontamento and infers the (ataque versus persuasão); causes internally. A rewarded behavior Atitudes not equilibradas – aprendidas reinforces only the behavior, but através da tentativa e erro; comalso the attitude and cognitive compoponentes tantoto it. cognitivos nents connected (Gagné andquanto afetivos têm um papel importante; Medsker 1996, 116) guia os cursos de ação e comportaWhile theorists propose many modmentos que levam a recompensas; els as toser whatmudada happens internally when pode pela mudança attitudes change, from apela practical point das recompensas, mudança cognitivos, ouinpela ofdos view,aspectos we’re primarily interested identificação novas divers maneiras what you can do de in teaching de se atingir um objetivo; exemplo: that appears effective in influencing atescolher um local para viver (atititudes – whatever the psychological tudes sobre as distâncias de deslobasis. camento, culturas, dinheiro, etc.); the student has the –knowledge e Once atitudes egodefensivas também and skill requiredmas to make a behaviorpor equilibradas, motivadas conflitos interiores pelo ego; choice possible, human emodeling ap- os comportamentos ser tocanapears to be the most podem reliable way lizadosdesired em direções produtiproduce attitudes.não Students vas e que não resolvem o conflito; learn from a role model they respect, mudadas através do desenvolvisuch as you (the instructor), a peer, or mento da personalidade – melhor an expert who demonstrates or recom- o autoconhecimento; exemplo: mends behavior thatanteriormente reflects the atalunothe mencionado titude. (Gagnéna and Medsker 1996, 116que entrou caverna. É válido notar que1996, enquanto a ins117) (Dick and Carey 195-196) trução espera atitudes The human modelmoldar needs to as be somee influenciar o comportamento, one the student identifies with as as atitudes por si só já foram moltrustworthy, expert, powerful, etc., that dadas pelo comportamento. Em is, someone who theostudent will not outras palavras, indivíduo expediscredit disregard rimentaand osthereby resultados dastheações message. The (observadas model should be escolhidas emsomeoutros, ou with “herdadas” pais,can etc., bem one whom thedos student identicomo fy, and experimentadas the model does notdiretamente) have to be e deduz asoncausas live – a model video orinternamente. in text narraUm comportamento que recebe tive can perform the desired effect. recompensa reforça não somente (Gagné and Medsker 1996, 117-118) o próprio comportamento, como This is why your behavior as an intambém a atitude e os componentes structor is soconectados important, and why(Gagné the cognitivos a ele e Medsker 1996, “do as I say, not as 116). I do” approach Enquanto teóricos propõem doesn’t work. Youosand your assistants vários modelos para explicar o que are role models, as are the actors on ocorre internamente quando as atidiving videos. tudes mudam, do ponto de vista A Deceptively Easy Way to Die, the prático nós estamos primariamente cave safety video produced by Karstpode interessados no que você Productions, National Speleological fazer para the ensinar os mergulhadores e que sejaDiving eficiente para(NSSinfluenSociety – Cave Section ciar as atitudes deles qualquer CDS), DSAT and PADI is an–example of que seja base psicológica. using role a modeling to shape attitude. Uma vez que o aluno tem o It is hosted by a role model expert conhecimento e a habilidade requeLamar Hires,fazer Chairman the NSS-escorida para uma of possível CDS. It shows two young men lha de comportamento, o(most modelo common and gender cave accihumanoageparece ser oof modo mais

INDEPENDENT LEARNING

com segurança. de informafluence. It’s beyondFalta this article’s scope ção com certeza o caso. O to attempt to cover não all of foi these, so we’ll jovem sobreviveu ao mergulho look at the two areas that seem most e, ao longo do fim de semana, aparelevant to diver training: attitude and receu em outros locais de treinamotivation. mento exibindo comportamentos (que não detalharei aqui) que sugeMethods forforte Attitude Instruction riram uma atitude preexistente demany desafiar autoridade There are theoriesaabout the na(possivelmente relacionada ao seu ture of attitudes; we looked at Baron ego) a ponto de colocar em risco and Byrne’s view earlier. Some theo- o seu bem-estar. ristspróprio have categorized attitudes and A questão é que não é possível their characteristics, including the liketer certeza total de que os alunos lihooda that you can change them. Katz têm capacidade de fazerem uma and Stotland as cited in escolha e de(1959, entenderem asMartin conseand Briggsde 1986) identify five types of quências tal escolha. Esta é outra razão porque os cursos PADI não attitudes with specific characteristics listam oshow objetivos based on differingafetivos levels of para affec-as atitudes; os padrões exigiriam tive and cognitive components influ-que você os cumprissem, ainda que não ence behavior: haja um modo certo de você fazer isso. Emassociations última análise, a responsaaffective – primarily affect, bilidade recai sobre formed bypela past escolha associations with an o aluno, não sobre você. object; tend to be difficult to change; Já que o domínio afetivo é algo example: attitude toward snakes amplo, os métodos de instrução intellectualized attitudesda – formed privariam dependendo área afetiva que deseja influenciar. marilyvocê through cognitive structures,Está além da abrangência destevalue artigo less affect; connect to complex tentar cobrir todos os métodos. systems; may be difficult to predict Por beisso, vamos analisar as duas áreas havior based on these; may be changed que parecem ser as mais relevantes by changing related individual beliefs; para o treinamento de mergulhadoexample: political attitudes; res: atitude e motivação.

Methods for indesejadas. Motivational Não é incoatitudes Instruction mum que alguns mergulhadores de utilizar seusthesnorkels Forparem PADI Instructors, perhaps depois de receberam a certificação, most common issue regarding motivaapesar de reconhecerem que ele tion and instruction involve studying é considerado uma peça padrão and continuing education. That is, you de equipamento para um merguwant students to study assignedequipado. readlhador adequadamente ing,Os video, Knowledge Reviews, etc., “modelos” para esse compor-

Filosofia e Abordagem 143


0 INSTRUCTOR CANDIDATE WORKBOOK

tamento vão desde as the capas de during a course, and after course, revistas mostrando mergulhadoyou want them to broaden their trainres sem snorkels (talvez porque os ing by enrolling in the next level oraté a snorkels não sejam fotogênicos) specialty. profissionais de mergulho que traMotivations to learn differonde from os balham em climas ideais snorkels raramenteand utilizados individualsão to individual, from subdurante o mergulho ject to subject with theautônomo. same individual. Particularmente no nível Motivation can spring from intrinsicde PADI Divemaster, existe uma (within the person) sources such as cuoutra recomendação de ensino que desire self-improvement, seriosity, relaciona àsfor atitudes. A pesquisa etc., or from extrinsic (from outside the educacional tem mostrado que os person) em sources, in which learning is a debates sala de aula produzem mais mudanças atitudes means to reach a de reward such ase ade pay crenças do que apresentações raise, esteem fromas colleagues, etc. convencionais. As 1996, apresentações (Gagné and Medsker 169-173) convencionais são mais adequadas This means that two students sitting ao aprendizado de fatos, visões in your scuba class may have different gerais, orientações de assuntos e motives for learning1982, to dive,conforme and thereresumos (Conrad fore different attitudes toward studying. citado por Martin e Briggs 1986). Students withquando intrinsictentar motivation will Sendo assim, incutir uma atitude, tovocê deve estimular be motivated study because they find o acquiring debate entre seus alunos sobre dive knowledge rewarding asand escolhas, os benefícios e as coninteresting. Other students may sequências, ao invés de simplessee your class as what they must do to mente dizer-lhes qual é o tipo de get a certificationdesejado. card and be allowed comportamento to Teoriza-se dive (extrinsic),que and may the atos have debates titude thatser they eficientes will do as little as they possam porque ascanatitudes um and still mudam get by. Stillquando other students pessoa encontra discrepânmay have extrinsic uma motivations, yet reccia entrethat as diving atitudes existentes os ognize safely requires eunnovos fatos, ou a aceitação social and may theredaderstanding atitude. its Osrules, debates trazem à fore be highly motivatedetoentão study. forThese tona estas diferenças differences explain the two extremes: necem a livre escolha e uma ampla the Open Water Diveras student in latitude para aceitar novaswho atitudes desejadas. A aceitação de uma Knowledge Development session four atitude grupo fornece reforço not onlypelo knows the RDP, but can trace social imediato (Martin e Briggs its origin all the way back to Paul Bert, 1983, 137-138).

extrínsecas (de fora media da pessoa), means varying teaching to hold pelas quais o aprendizado é uma attention. Breaking presentations with maneira de atingirem uma recomdemonstrations, aids, discuspensa, tal comotraining um aumento de sions, etc., maintainsdos interest and etc. salário, admiração colegas, helps keep students 1996, motivated. (Gagné (Gagné e Medsker 169-173). significa dois You alunos andIsto Medsker 1996,que 174-175) also assistindo à sua aulaexamples de merguhold attention by using of lho podem ter real autônomo people and problems, andmotivaapplyções diferentes para aprender a ing learning to personal problems. mergulhar e por isso ter atitudes (Martin andem Briggs 1986, 206) An exdiferentes relação ao estudo. ample of this is teaching the RDP; Os alunos com motivações intrínratherestarão than usemotivados arbitrary depths and secas a estudar porque acham recompensador times, take students through dives e interessante a aquisição dosthat conhethey’ll be doing, emphasizing cimentos. Outros alunos podem they’re practicing encarar as suas aulas como algo actual dives. pelo qual devem passar para obter use of personal components umaThecarteirinha de certificação e ties into relevance, which(motivações means that poderem mergulhar students perceive that what extrínsecas), e podem ter athey’re atitude learning has real application for them; de que farão o mínimo necessário para no skills curso. Também it willpassarem improve their (intrinsic mohá alguns alunos ter tivation) or help themque earnpodem the reward motivações extrínsecas, they seek (extrinsic). (Gagné mas and que ainda assim reconhecem que a Medsker 1996, 175) In the IDC, relesegurança no mergulho exige o vance is called the can es-e, entendimento devalue. suasYou regras tablish value by applying knowlportanto, podem estarthe altamente edge to something familiar (people like motivados a estudar. Estas diferenças explicam os dois extremos: o learning more about things they aluno WateritDiver que na know),do or Open by matching to student sessão do Desenvolvimento goals orquatro motivations. (Gagné and de Conhecimento não só conhece Medsker 1996, 175-176) For example: a RDP, como também é capaz de for students love até learning per-e traçar a sua who origem Paul for Bert, sonal growth, you might say that o aluno que chega com o CD-ROM learning to useainda the RDP make ou o manual nawill embalagem ethem espera receber certificação simmore capablea divers; for those plesmente comparecer aula. who see thepor course as the wayàto earn Outros fatores afetam a motia certification, you might say that vação: se os alunos acreditam que and the student who arrives with the learning to use the RDP is necessary to o que estão estudando pode lhes CD-ROM orde manual still in shrink wrap trazer pass thebenefícios, test for certification. Métodos Instrução Motivase eles acrediand expects to be certified simply for Confidence that cional tam que são means capazes destudents dominar Para os Instrutores PADI, talvez a showing up. believe they can achieve the deamust habilidade, os conhecimentos ou questão comum as tarefas exigidas no processo Othermais factors affect relacionada motivation: à sired learning; otherwise they’re un-de motivação e à instrução envolva aprendizado e, first se durante whether students believe that what o likely to try. The step is to o beprosure estudo independente e a educação cesso de aprendizado eles acharem they’re studying will benefit them, students clearly understand what they continuada. Em outras palavras, recompensador aquilo que estão whether believe can master must do, and the second is to assure você querthey que seusthey alunos façam fazendo (Gagné e Medsker 1996, skill, knowledge or task demanded the learning steps are set so1986 they 202enjoy astheleituras designadas, assistam 172-173 – Martin e Brigs in the learning process, and whether success as they go. (Gagné and ao vídeo, preencham as Revisões 203). deduring Conhecimento, etc., they durante the learning process find Medsker 1996, 177) J.M. Keller propôs o modelo um curso e, depois do curso, você ARCS instrução motivacional. what they’re doing rewarding. (Gagné You de enhance confidence by making deseja que eles ampliem seus treiARCS significa: Atenção, and Medsker 1996, 172-173) (Martin learning challenging – not byRelevânmaking it namentos aos se inscreverem no cia, Confiança Satisfação (Gagné and Briggs 1986 202-203) easy. Make it tooe easy and students próximo nível ou em um curso de et al 1992, 117). J.M. Keller has proposed the ARCS won’t feel that they’re accomplishing especialidade. Atenção significa aumentar a model of motivationalpara instruction. anything; too hard leads todo failures. As motivações aprender curiosidade no início ensino ARCS stands for Attention, Relevance, Both undermine confidence diferem de indivíduo para indiví(parte do contato sobreand o motiqual duo e de assunto para assunto paraet você Confidence, and Satisfaction. (Gagné vation. Generallyno speaking, aprendeu IDC), ewhen isto quer o almesmo indivíduo. A motivação dizer variar os meios de ensino 1992, 117) learning a specific task, students feel podeAttention surgir means de fontes intrínsecas prenderand a atenção. Intercalar raising curiosity at para achievement growing confidence (de dentro da pessoa) tais como apresentações demonstrathe start of teaching (part of the contact as when you graduallycom withdraw assisa curiosidade, o desejo de autoções, dispositivos de auxílio ao you learned about in the IDC), and it tance during practice. (Gagné and aperfeiçoamento, etc., ou de fontes treinamento, debates, etc., sustenta Filosofia e Abordagem 144

T RAINING

o interesse e ajuda os alunos a

Medsker 1996, 177) se manterem motivados (Gagné It’s also important to establish Você with e Medsker 1996, ,174-175). students their asuccess depends também that prende atenção ao usar exemplos de pessoas e problemas entirely on their performance, not an reais, e source aplicando o aprendizado external over which they have a problemas pessoais no control. Success does not(Martin motivate e Briggs 1986, 206). Um exemplo if students believe they had no control. disso é ensinar a RDP; ao invés de Besides pacingetoprofundidades assure success, arbias usar tempos much as possible, match learning trários, use exemplos relacionatasks to student abilities so os thatalunos you dos aos mergulhos que vão establish realizar,a enfatizando que abilieles can clear link between estão mergulhos ties andpraticando success. When assisting reais. stuO with uso de componentes pessoais dents failed attempts, emphasize reforça a relevância, o que significa that failure comes from a lack of pracque os alunos percebem que aquilo tice, not a lack of ability. (Bar-Tal que estão aprendendo tem uma 1978, as cited Martin and Briggs aplicação realinpara eles; isto melho1986) (Gagnéhabilidades and Medsker(motivação 1996, 177) rará suas (Gagné et al 1992, intrínseca) ou os117) ajudará a obter a recompensa One reasonque PADIprocuram Instructor (extríncandiseca) frequently (Gagné e experience Medsker 1996, 175). dates anxiety at No IDC, a relevância é chamada the IE, even after enjoying high scores de valor. Você pode estabelecer in the IDC, appears to be that they fear valor aplicando os conhecimentos a control over ability to a loss algooffamiliar (as their pessoas gostam succeed. They mais may believe success de aprender sobre that aquilo que or failure lies with Instructor Exconhecem), ou the combinando isto com osrather objetivos e motivações do aminer than with their own peraluno (Gagné e Medsker 1996, 175formance. This is why the introduction 176). exemplo: para os alunos to eachPor Instructor Examination spends que adoram aprender pelo simples so much time emphasizing the imparcrescimento pessoal, você poderia tiality and performance basis of the a lhes dizer que aprender sobre evaluation process. RDP os tornará mais capazes como Satisfaction means that the out-que mergulhadores; para aqueles encaram o cursomatch como umstudents modo comes of learning what de obterem a certificação, você expected. Students need opportunities poderia lhes dizer que aprender to apply what they’ve learned. If they a usar a RDP é necessário para que don’t get these opportunities, or they passem no teste de certificação. get them but whatsignifica they learned doesn’t Confiança que os produce positive results, they lose their alunos acreditam que podem motivation continue learning. (Gagné alcançar otoaprendizado desejado; casoMedsker contrário, improvável que and 1996,é 178) tentem. primeiro passo é certifiIn the O PADI Open Water Diver car-se de que os alunos compreencourse, satisfaction is partly accomdam claramente o que devem fazer plished on the open water training e o segundo passo é garantir que dives whendo students apply what they’ve as etapas aprendizado transcorlearned. However, it appears that for ram de modo que eles desfrutem some students conforme satisfaction progridem really do sucesso (Gagné e Medsker 177). comes from becoming1996, a diver (getting Você aumenta a confiança torcertified) and then applying that ability nando o aprendizado desafiador – by going diving. mas não fácil. Torne-o fácil demais The satisfaction step suggests an e os alunos não acharão que estão explanation sometorná-lo students willingalcançandowhy nada; difícil ly go straight into the Advanced Openas demais leva a falhas. Ambas Water programminam while others resist. It’s abordagens a confiança ea motivação.toDe modo geral, quando reasonable speculate that students aprendem uma tarefa específica, os with intrinsic motivation find the learnalunos sentem o sucesso e aumening process satisfying; having finished tam a confiança quando você retira the entry-level course their expecta-

gradualmente a sua ajuda durante


T RAINING

TM

A instrução afetiva na instrução References de mergulho envolve principal-

Baron, R.A. and Byrne, D. (1987) Social mente moldar atitudes (mergulhar Psychology: Understanding Human Interac-ao de modo responsável, proteção tion (5th ed). Boston: Allyn and Bacon.

ambiente) e manter a motivação

dos alunos. Ao tirar vantagem Bar-Tal, D. (1978) Attributional analysis ofdo modelo humanobehavior. – você,Review sua equipe achievement-related of Educational Research, 246-271. e nos vídeos da48,PADI – você pode incentivar os alunos a adotarem

Conrad, C.F. (1982) Undergraduate instrucas atitudes que(ed)osEncyclopedia beneficiem. Ao tion. In H.E. Mitzel of EdaplicarResearch o modelo pode ucational (fifthARCS, ed) pgs você 1963-1973. ajudar alunos New York: seus The Free Press. a se manterem

motivados e a prosseguirem na

Dick, Walter and Lou (1996) educação de Carey, mergulho. w The Systematic Design of Instruction (4th ed) New York: HarperCollins Publishers.

Gagné, Robert M., Briggs, Leslie J., Wagner, Walter M. (1992) Principles of Instructional Referências Design Fort D. Worth: Har-Social Baron,(fourth R.A. edition). and Byrne, (1987) court Brace Jovanovich College Pub.. InteracPsychology: Understanding Human

1

tion (5th ed). M., Boston: Allyn andKaren Bacon. Gagné, Robert and Medsker, L. (1996) The Conditions of Learning Training Bar-Tal, D. Fort (1978) Attributional analysis Applications, Worth: Harcourt Brace of achievement-related behavior. Review College Publishers. of Educational Research, 48, 246-271. Katz, D. and Stotland, E. (1959) A prelimiConrad, C.F. to (1982) Undergraduate insnary statement a theory of attitude structruction. In H.E.InMitzel ture and change. S. Koch(ed) (ed)Encyclopedia Psycholoof Educational Research ed) pgs 1963gy: A Study of Science (vol(fifth 3, 423-275). New 1973.McGraw-Hill. New York: The Free Press. York:

INDEPENDENT LEARNING

a prática (Gagné e Medsker 1996, tions have been met and they’re ready 177). Tambémtheéprocess. importante deixar to continue claro os alunos que with o sucesso As para mentioned, students extrindeles depende inteiramente dos sic motivation, on the other hand, may seus desempenhos, não de uma see the Open Water Diver course as a fonte externa sobre a qual eles não means to an end – becoming diver. têm controle. O sucesso nãoa motiva To alunos them, continuing straight into the os se eles acreditarem que Advanced Open Water program is not não têm controle. Além de adequar osatisfying ritmo para garantir o sucesso, because, until they have tente o máximo possível equilibrar been diving as certified divers, their as tarefas à capacidade dos alunos, expectations have not been met. Cona fim de que você consiga estabeletinuing into the Advanced Open Water cer uma ligação clara entre a capaprograme iso more training – not their cidade sucesso. Quando ajudar goal of “being diver.” This suggests os alunos coma as tentativas que não that withcerto, these enfatize students, que the most deram a falha advem da falta de prática,certificanão da crucial step after entry-level falta capacidade (Bar-Tal 1978, tion isde arranging nontraining dives so como citado em Martin e Briggs that these individuals experience the 1996, 177 – Gagné et al 1992, 117). satisfaction of razões attainingpelas the result Uma das quaisthey os sought by taking the course. Once freso candidatos a Instrutor PADI satisfied, they may be more receptive quentemente experimentam ansiedade no IE, mesmo depois de to continuing to the next level. alcançarem alta pontuação noabout IDC, More study needs to be done parece ser que eles temem perder the relationship between certification, o controle sobre a capacidade noninstructional diving and customer de obterem sucesso. Eles podem satisfaction. acreditar que o sucesso ou a falha Satisfaction also involvesExaminer rewards depende do Instructor e não dos seus próprios desempenhos. É por isso que a introdução de cada IE passa tanto tempo enfatizando que o processo de avaliação está baseado na imparcialidade e no desempenho. Satisfação significa que os resultados do aprendizado se combinam com aquilo que os alunos esperam. Os alunos precisam de oportunidades para aplicarem aquilo que aprenderam. Se eles não tiverem estas oportunidades, ou eles as tiverem, mas aquilo que aprenderam não produz um resultado positivo, eles perdem a motivação de continuar aprendendo (Gagné e Medsker 1996, 178). No curso PADI Open Water Diver a satisfação é parcialmente obtida no treinamento em águas abertas quando os alunos aplicam aquilo que aprenderam. Contudo, parece que para alguns alunos a satisfação realmente vem quando se tornam mergulhadores (obtêm a certificação) e então aplicam o que aprenderam em outros mergulhos.

A satisfação pode explicar directly connected to the steps in porque alguns mergulhadores learning. Verbal praise motivvoluntariamente vãoaffects direto para in this regard; it should be specifotion programa Advanced Open Water ic to what student doing, itresisDiver, ao the passo queis outros tem. que os shouldÉberazoável genuine, especular and it should coinalunos motivação intrínseca cide withcom learning and increased perencontrem satisfação no processo formance. In other words, saying “good de aprendizado; ao terminarem after every try,suas no matter how ojob”curso básico expectativas poor, oratendidas praising something the stuforam e eles estão prondentpara already mastered, detracts from tos continuar o processo. Como já mencionado, oslack alunos motivation because it rewards of com motivação extrínseca, only por effort. Give positive reinforcement outro lado, podem o avoid curso when students improve, ver but do Open Water Diver como um meio sarcasm, threats and other punishing para alcançar um objetivo – tornarresponses to poor performance. se mergulhador. Para eles, (Marprostin and Briggs seguir direto1986, para381-382) o programa Affective instruction in dive instrucAdvanced Open Water Diver não traz satisfação porque, até tion involves primarily shaping atti-eles terem recebido a certificação, suas tudes (diving responsibly, protecting expectativas nãoand tinham sido atenthe environment) maintaining studidas. Prosseguir para o programa dent motivation. By taking advantage Advanced Open Water Diver signiof human – you,– your staff fica mais modeling treinamento e não seus and in PADI you can encourage objetivos devideos, se “tornarem mergulhadores”. Isto the sugere que,that com students to adopt attitudes estes passo mais crucial benefitalunos, them. Byo applying the ARCS após certificação de nível básico model,a you can help keep your stuédents organizar mergulhos que não motivated during each course, sejam de treinamento para que and ideally more motivated to continue eles experimentem a satisfação de their diver education. ◆ atingirem o resultado que tanto esperavam ao participarem do curso. Assim que satisfizerem esta necessidade, eles podem estar mais receptivos a prosseguir para o próximo nível. Mais estudos precisam ser feitos sobre a relação entre a certificação, o mergulho não instrucional e a satisfação do cliente. A satisfação também envolve recompensas diretamente ligadas às etapas dentro do aprendizado. Elogios verbais afetam a motivação nesse sentido; eles devem ser específicos a respeito do que o aluno está fazendo, devem ser genuínos e devem coincidir com o aprendizado e a melhora do desempenho. Em outras palavras, dizer “bom trabalho” depois de cada tentativa, não importando se o desempenho foi bom ou não, ou elogiar algo que o aluno já dominou, reduz a motivação porque isso recompensa a falta de esforço. Dê reforço positivo somente quando os alunos apresentarem crescimento, mas evite o sarcasmo, ameaças ou outras reações punitivas pelo baixo desempenho (Martin e Briggs 1986, 381-382).

Martin, Barbaraand L., and Briggs, J. The Dick, Walter Carey, LouLeslie (1996) (1986) The Affective Cognitive Domains: Systematic Design and of Instruction (4th ed) New York: Integration forHarperCollins Instruction andPublishers. Research. Englewood Cliffs, New Jersey: Educational Gagné, Robert M., Briggs, Leslie J., Wagner, Technology Publications. Walter M. (1992) Principles of Instructional Sonnier, Isadore L. ed. (1989) Design (fourth edition). FortPreface, Worth:AffecHartive Education: Methods and Techniques. court Brace Jovanovich College Pub. Englewood Cliffs, New Jersey: Educational Technology Publications. Gagné, Robert M., and Medsker, Karen L. (1996) The Conditions of Learning Training Applications, Fort Worth: Harcourt Brace College Publishers.

Katz, D. and Stotland, E. (1959) A preliminary statement to a theory of attitude structure and change. In S. Koch (ed) Psychology: A Study of Science (vol 3, 423275). New York: McGraw-Hill. Martin, Barbara L., and Briggs, Leslie J. (1986) The Affective and Cognitive Domains: Integration for Instruction and Research. Englewood Cliffs, New Jersey: Educational Technology Publications. Sonnier, Isadore L. ed. (1989) Preface, Affective Education: Methods and Techniques. Englewood Cliffs, New Jersey: Educational Technology Publications.

Filosofia e Abordagem 145


Proteção à Criança Para Resorts e Lojas PADI Internacionais

Proteção à Criança Para Resorts e Lojas PADI Internacionais Visão Geral Como todos estamos cientes, internacionalmente o abuso infantil está se tornando mais visível e grave na sociedade. Com o aumento dos níveis e meios de comunicação, e com o aumento do número de atividades que podem colocar estranhos em contato com crianças, considera-se que as oportunidades para a ocorrência de abuso infantil naturalmente também aumentem. Por definição, uma “criança” é tipicamente qualquer pessoa abaixo da idade legal; na maioria dos países, esta idade é 18 anos. Como esta faixa de idade está ativamente envolvida nas atividades de mergulho autônomo e de snorkeling, os Membros PADI devem ser prudentes e levar em conta as boas práticas quando o assunto envolve crianças nas atividades dos seus negócios. Para as organizações cujas atividades possam ser implicadas nesse processo geral, está se tornando cada vez mais importante que elas implementem políticas e procedimentos cuidadosamente elaborados para fornecerem proteção e que tomem precauções razoáveis contra abusos que possam ocorrer durante suas atividades. Além da questão fundamental que é fornecer proteção para aqueles potencialmente sob risco, as organizações também possuem uma necessidade real de se protegerem tanto contra a responsabilidade legal quanto contra a perda da confiança do público, que pode ocorrer quando um incidente de abuso acontece de alguma forma conectado ou associado com as suas atividades organizacionais.

Child Protection Guidelines

O Papel da PADI na Proteção

Os padrões éticos e de treinamento da PADI englobam a proteção às crianças, pré-investigando os membros em potencial, dando início ao processo de Gerenciamento de Qualidade para qualquer relato de abuso (incluindo a imediata mudança um código de prática para os Membros PADI. A PADI também fornece informações aos seus membros a respeito da importância de implementarem e de seguirem as orientações de proteção à criança em negócios e escolas de mergulho, além de disseminar informações sobre as boas práticas aceitas, junto com fontes para informações adicionais. Além disso, a PADI fornece orientações para instrutores, dive centers e para os pais no seu livreto “Children and Scuba Diving: A Resource Guide for Instructor and Parents” (consulte o Capítulo VI, Professional Conduct in Child Interactions). Padrões Éticos PADI (retirado do PADI Instructor Manual, Padrões e Procedimentos Gerais): Com Membro Individual ou Dive Center PADI (proprietário ou acionista da empresa) você deve: quer condenação criminal envolvendo abuso de um menor de idade. A existência por sua parte de qualquer condenação criminal deste tipo será motivo para . Este Padrão Ético não atenua nem altera os efeitos ou a utilização de qualquer outro Padrão Ético pela PADI, no tangente aos processos de Gerenciamento de Qualidade PADI ou de

1 Filosofia e Abordagem 146


Proteção à Criança Para Resorts e Lojas PADI Internacionais

condenações anteriores: “Eu compreendo e concordo que qualquer condenação criminal de minha parte envolvendo abuso de um menor de idade ocorrida durante ou anteriormente à

E nas aplicações de Membro IRRA: “Eu compreendo e concordo que qualquer condenação criminal da parte do proprietário ou do acionista da empresa envolvendo abuso de um menor de idade

Código de Conduta PADI (retirado do PADI Instructor Manual, Padrões e Procedimentos Gerais) A organização PADI mundial acredita que a saúde, a segurança e o bem-estar das crianças são primordiais e que nunca devem ser comprometidos, independentemente da idade, cultura, incapacidade física, sexo, idioma, origem racial e religião. A organização PADI toma todas as precauções para assegurar isso quando as crianças participam de atividades de mergulho livre ou de mergulho autônomo. Qualquer suspeita ou alegações de abuso são tratadas seriamente, investigadas imediatamente e respondidas de forma rápida e apropriada. Compromisso do Líder com a Juventude Trabalhar com crianças é tanto um privilégio quanto uma responsabilidade. Portanto, em todas as atividades de instrução envolvendo crianças, os Membros PADI deverão: • Cuidar da saúde, segurança e bem-estar da criança. • Assegurar uma supervisão apropriada durante todas as atividades de instrução. • Sempre que possível, encontrar-se e compartilhar com os pais ou responsáveis legais da criança as metas e objetivos do programa. • Esforçar-se para manter os pais ou responsáveis legais envolvidos e informados com a maior frequência possível, através de relatos e atualizações verbais. • Tratar as crianças, pais e responsáveis legais com respeito, independentemente da idade, raça, sexo ou religião. • Honrar todos os compromissos feitos às crianças. • Discutir problemas disciplinares com os pais ou responsáveis legais. • Não se envolver em qualquer tipo de contato inadequado com crianças. • Respeitar o direito de uma criança à privacidade e interferir somente quando necessário para preservar a saúde e a segurança dela. • Sempre que possível, garantir a presença de dois adultos o tempo todo com as crianças. Se você suspeitar de que uma criança possa ter sofrido abuso, entre com contato com as autoridades locais e tome as devidas providências.

O Seu Papel na Proteção para garantir que a segurança e o bem-estar de todos as alunos e clientes estejam em primeiro lugar – independentemente da idade, cultura, incapacidade física, sexo, especialmente quando ensina e supervisiona crianças e, portanto, possui uma grande responsabilidade em demonstrar altos padrões éticos. Aqueles que trabalham regularmente com crianças podem ser um elo importante

2

Filosofia e Abordagem 147


Proteção à Criança Para Resorts e Lojas PADI Internacionais Descubra se existem normas de comportamento em seu país ou região que o ajudem não somente a reconhecer sinais e sintomas de abuso, como também saber que medidas tomar quando reconhecer tais sinais. Para ajudar a prevenir o abuso infantil, cada operadora deve ter uma política e procedimentos internos que garantam que os alunos e clientes estejam protegidos e mantidos em segurança. Cada membro da equipe deve saber o que fazer se houver suspeitas de abuso e onde tais procedimentos são mantidos. As orientações podem ser adaptadas às necessidades individuais da sua operadora de mergulho. O mais importante é descobrir se o seu país ou região possui leis e regulamentaas obedeça. Por exemplo, no Reino Unido, informações adicionais podem ser obtidas com a Child Protection in Sport Unit pelo website www.thecpsu.org.uk; na Austrália, vários estados e territórios possuem leis relacionadas a esse assunto – os detalhes estão disponíveis na Australian Sports Commission, através do website orientações úteis que você pode adotar para trabalhar com crianças, encontradas nos websites: www.kids.nsw.gov.au/check/intro.html e www.childcomm.qld.gov.au.

Orientações e Políticas de Proteção à Criança Para Operadoras de Mergulho PADI Controlando o Acesso às Crianças

Como é impossível prever qual pessoa pode potencialmente cometer qualquer tipo de abuso a crianças, é importante tomar todas as atitudes razoáveis para evitar que pessoas inadequadas venham a trabalhar com crianças. O princípio básico é que os encarregados de atividades envolvendo crianças devem usar todos os recursos razoáveis para crianças. Consequentemente, as operadoras de mergulho precisam de um rigoroso procedimento de recrutamento quando empregarem pessoas que terão acesso ou trabalharão diretamente com crianças: • De acordo com as leis empregatícias locais, requisite informações sobre qualquer • • • •

trabalhar com crianças. Garanta que os currículos e formulários de emprego sejam preenchidos e que quaisquer intervalos de tempo no histórico empregatício sejam levados em consideração. Solicite pelo menos duas referências, incluindo uma relativa a trabalho anterior Se disponível e apropriado, cheque os registros criminais depois de receber a permissão do candidato ao emprego. de dos funcionários e candidatos à emprego, os tipos de perguntas que podem ser legalmente feitas, etc.

Uma política rigorosa de recrutamento deve ser respaldada pela permanente utilização de boas práticas e pela constante observação, o que, em última análise, é a ferramenta

Elo de Comunicação com a Equipe

É uma boa prática designar um membro supervisor de equipe como elo de comunicação de assuntos relacionados à proteção/bem-estar para garantir que todas as políticas da operadora de mergulho sejam comunicadas, seguidas e regularmente revisadas. Esta 3 Filosofia e Abordagem 148


Proteção à Criança Para Resorts e Lojas PADI Internacionais pessoa deve ser um bom comunicador (particularmente com crianças), entender dos assuntos envolvidos, manter-se bem informado sobre as leis e sobre a evolução das boas práticas, ser capaz de seguir os procedimentos calmamente e ter a autoridade para tomar decisões.

Boas Práticas

Todos os membros da equipe devem ser incentivados a demonstrar um modelo de comportamento exemplar para promover o bem-estar das crianças e reduzir a probabilidade de acusações. Abaixo estão alguns exemplos de boas práticas que seguem o bom senso: • Tratar igualmente todas as pessoas, com respeito e dignidade. • Estar sempre visível ao público quando trabalhar com crianças – evite situações • • • • • • • • • •

Se qualquer tipo de auxílio manual ou de manipulação for necessário, isso deve ser oferecido na frente de todos. Quando possível, os pais devem assumir a responsabilidade de suas crianças dentro dos vestiários. Se houver a necessidade de que grupos sejam supervisionados nos vestiários, garanta que os supervisores trabalhem em duplas. Incentive um ambiente aberto (sem segredos). Onde houver grupos mistos, com crianças de ambos os sexos e longe de casa, eles devem ser acompanhados por membros da equipe respectivamente do sexo masculino e feminino. Nunca se envolva em brincadeiras provocativas de caráter físico ou sexual. Nunca divida um quarto com uma criança. Nunca permita ou se envolva em qualquer tipo de contato físico inapropriado. Nunca ignore as alegações feitas por uma criança. Nunca faça coisas de caráter pessoal para uma criança, que ela poderia fazer por si mesma. casa ou local de trabalho.

Algumas vezes pode ser necessário que você faça coisas de natureza pessoal para uma criança, particularmente se forem muito jovens ou se tiverem algum tipo de incapacidade física. Estas tarefas devem ser realizadas somente com o completo entendimento e consentimento dos pais e das crianças envolvidas. É preciso agir prontamente às reações de uma criança – se uma criança for totalmente dependente de você, converse com os pais ou responsável a respeito do que você está fazendo e dê opções sempre que possível. Isto é particularmente importante se você tiver de vestir e despir as roupas (não íntimas) da criança ou onde haja contato físico para levantar ou ajudar uma criança a realizar atividaNão leve crianças para a sua casa ou local de trabalho, onde elas venham a ficar sozinhas com você, não passe tempo de mais sozinho com uma criança longe dos olhos de outras pessoas e evite levar crianças desacompanhadas em viagens de carro, mesmo se forem curtas. Se estas situações forem inevitáveis, isso deve ocorrer somente com o total conhecimento e permissão da pessoa encarregada no seu dive center ou dos pais da criança. Se você machucar acidentalmente uma criança, se a criança parecer angustiada por qualquer motivo ou se parecer que ela interpretou equivocadamente algo que você lhe fez, relate imediatamente qualquer incidente deste tipo para outros colegas de trabalho e faça um breve relato por escrito da situação. Os pais devem ser informados do incidente.

Fotografia, Filmagem e Publicação mergulho em locais públicos ou piscinas particulares na presença de crianças. 4

Filosofia e Abordagem 149


Proteção à Criança Para Resorts e Lojas PADI Internacionais • • • •

• •

Utilize um formulário de permissão para solicitar e registrar a permissão dos pais para uso da imagem da criança. Peça para a criança permissão para usar a imagem dela. Evite colocar os nomes das crianças (primeiro nome ou sobrenome) nas legendas das Use somente imagens de crianças vestidas adequadamente e dentro do contexto, para reduzir o risco de uso inapropriado da imagem. As imagens dentro do contexto e das atividades relacionadas ao mergulho devem focar na atividade como um todo. A idade de uma criança é outro fator a ser levado em conta quando decidir o que é apropriado ou não. locais públicos das crianças sob seus cuidados. Garanta que todos os envolvidos (equipe, outros alunos, pais, fotógrafos autorizados, etc.) compreendam a política relativa a realização de fotos, conheçam onde

política vigente. Garanta que todas as partes envolvidas (incluindo outros pais), tenham a permis-

Guarde todas as fotos/imagens em um local seguro.

Treinamento

Proteção à Criança – Sempre que possível, disponibilize treinamento de proteção à potenciais abusos. Programas de treinamento podem ser obtidos com as autoridades locais e encontrados online. Primeiros Socorros – Garanta que você e sua equipe tenham treinamento nos cursos Emergency First Response Primary and Secondary Care, bem como no curso Care for Children. Um registro por escrito de todas as lesões (no mínimo via Formulário de Relatório de Incidente PADI) deve ser mantido no dive center e enviado à PADI. Um dos pais ou responsável legal deve ser informado de todas as lesões ocorridas em menores de idade e que tipo de tratamento de primeiros socorros foi administrado. A assistência médica deve ser acionada para todas as emergências, sem demora.

O que é Abuso Infantil?

Abuso infantil é qualquer forma de maus tratos físicos, emocionais ou sexuais, bem como falta de cuidados que acarretem em algum tipo de mal ou ferimento. Existem quatro tipos principais de abuso infantil: abuso físico, abuso sexual, abuso emocional e negligência. O agressor pode ser um membro da família ou pode ser alguém que a criança encontra na comunidade, inclusive durante atividades de esporte e de lazer. Um indivíduo pode abusar ou negligenciar uma criança diretamente, ou pode ser responsável pelo abuso ao falhar em prevenir que outra pessoa venha a causar algum mal à criança. • Abuso físico incluindo bater, sacudir, jogar, envenenar, queimar, morder, escaldar, sufocar ou afogar. • Abuso sexual – quando adultos ou outros jovens se aproveitam de crianças para

vídeos, fotos) ou falar com elas de maneira sexualmente explícita também são formas de abuso sexual. Abuso emocional – tratar continuamente uma criança de modo emocionalmente hostil, com grande probabilidade de causar efeitos negativos graves e duradouros no desenvolvimento emocional. Isto pode incluir dizer a uma criança que ela não tem valor ou que não é amada, que não tem qualidades, ou que tem valor somente em termos de satisfazer as necessidades de uma outra pessoa. 5

Filosofia e Abordagem 150


Proteção à Criança Para Resorts e Lojas PADI Internacionais A criança pode exibir expectativas que não são apropriadas à sua idade ou nível de desenvolvimento. O abuso emocional pode fazer com que a criança se sinta amedrontada ou em perigo por ser agredida verbalmente, ameaçada ou insultada constantemente, o que pode deixá-la nervosa ou retraída. O tratamento hostil a •

emocional. Negligência – quando adultos falham em atender às necessidades básicas da criança em termos físicos e/ou psicológicos, a ponto de que seja provável que resulte em séria debilidade em termos de saúde ou no desenvolvimento da criança; por exemplo, falha em fornecer alimentação, abrigo ou vestuário adequados, falha em proteger uma criança contra danos físicos ou perigos, ou falha em garantir acesso apropriado a tratamento ou assistência médica. A recusa de dar amor, afeição e atenção à criança também pode ser uma forma de negligência.

Sinais de Abuso

Alguns indicadores de que uma criança pode estar sendo abusada incluem: • Lesões inexplicáveis ou suspeitas, tais como hematomas, cortes, queimaduras, particularmente se estiverem situadas em partes do corpo que normalmente não sejam propensas a tais lesões. • Uma lesão cuja explicação pareça inconsistente. • A criança descreve o que parece ser um ato abusivo contra ela. • Mudanças inexplicáveis de comportamento (ex: reclusão ou apresentar uma consciência sexual inapropriada à idade). • Envolver-se em comportamento sexualmente explícito. • to próximo seria esperado. • • A criança é impedida de se socializar com outras crianças. • Variações nos padrões de alimentação, incluindo excesso ou perda de apetite. • Perda de peso sem motivo aparente. • A aparência da criança torna-se gradativamente suja ou desleixada.

O que fazer se você suspeitar de abuso?

A equipe deve entrar em contato com a gerência da operadora de mergulho; a gerência deve contatar imediatamente as autoridades policiais locais para determinar as atitudes apropriadas a serem tomadas. O abuso de qualquer pessoa é crime e não deve haver nenhum atraso em procurar as autoridades e seguir suas orientações. Se o abuso envolver um Membro PADI, envie um Relatório de Garantia de Qualidade para o seu Escritório PADI.

6

Filosofia e Abordagem 151


As Normas ISO e os Cursos PADI As normas para os Serviços de Mergulho Recreacional são desenvolvidos e aprovados pelos países membros da International Organization for Standardization (ISO). A organização PADI desempenha um papel de liderança na negociação destes padrões, um processo que geralmente leva anos. Os representantes da PADI de várias regiões tomam parte no processo de elaboração do projeto dos padrões, a fim de garantir que os padrões resultantes estejam o mais próximo possível dos equivalentes dos cursos PADI. Equipes da PADI Americas, PADI Asia Pacific, PADI Europe, PADI International Ltd e PADI Nordic vêm se envolvendo no desenvolvimento das normas ISO. Por que estas normas são importantes? Aqui estão algumas razões: •

Cada norma ISO representa uma declaração de competência mínima para um nível de mergulhador ou para um serviço, que foi aceita por um grupo internacional representando a indústria do mergulho. Ao ser capaz de mostrar conformidade com estes padrões, você aumenta sua proteção contra responsabilidade legal. As normas possibilitam que os consumidores façam comparações com relação a um produto (neste caso o treinamento de mergulhadores), permitindo-lhes compará-lo com algum outro padrão independente. As normas ISO podem ser usadas como uma ferramenta por organizações, tais como operadoras de turismo, para ajudá-las a tomar decisões como, por exemplo, sobre quais agências ou empresas de treinamento elas querem realizar parcerias. Países ou governos locais às vezes decidem impor regulamentações ao mergulho autônomo. É mais provável que eles utilizem as normas ISO como base do que venham a criar regulamentações totalmente novas. Quando há necessidade de regulamentações, é muito melhor que elas façam sentido e que sejam executáveis.

As normas ISO aparecem listadas abaixo, com as equivalências no sistema PADI: Título ISO

Equivalente PADI

Introductory training programs to scuba diving

ISO 11121

Diver Level 1 – Supervised Diver

ISO 24801-1

PADI Scuba Diver

Diver Level 2 – Autonomous Diver

ISO 24801-2

Open Water Diver

Diver Level 3 – Dive Leader

ISO 24801-3

Divemaster

Training programs on enriched air nitrox diving

ISO 11107

Enriched Air Diver

Instructor Level 1

ISO 24802-1

Assistant Instructor

Instructor Level 2

ISO 24802-2

Open Water Scuba Instructor

Recreational scuba diving service providers

ISO 24803

Filosofia e Abordagem 152

Referência ISO

Discover Scuba Diving

Dive Center or Resort


Cada uma destas normas se iguala a um programa ou nível de membro PADI. Isso significa que, na realidade, pode-se dizer que um mergulhador ou membro que possui uma destas qualificações atendeu aos requisitos da norma ISO relacionada, como se tivesse obtido duas credenciais de uma só vez. Isto representa ainda mais reconhecimento internacional das certificações PADI. As credenciais PADI já são as mais reconhecidas na indústria do mergulho, mas as normas ISO as tornam ainda mais fáceis de serem compreendidas internacionalmente. As normas ISO são um ponto de referência internacional que pode ser utilizado para comparar as qualificações dos mergulhadores. Isto quer dizer que é mais fácil para os mergulhadores viajarem e mais fácil para os Profissionais PADI trabalharem internacionalmente. Para obter cópias das normas, entre em contato com as respectivas organizações de normalização do seu país. Para informações de contato, consulte a lista de membros no website www.iso.org.

Filosofia e Abordagem 153


Filosofia e Abordagem 154


Procedimentos de Afiliação

Procedimentos de Afiliação 155


Solicitando Carteirinhas de Certificação

Procedimentos para o PIC

Utilize os seguintes procedimentos para o uso do PIC, a fim de evitar atrasos e erros de processamento. 1. Use os envelopes PIC (ou o PIC online) para certificar alunos mergulhadores nos níveis de

2. 3.

4.

5.

6.

7. 8.

não afiliação, tais como o PADI Scuba Diver, Junior Scuba Diver, Open Water Diver, Junior Open Water Diver, Adventure Diver, Advanced Open Water Diver, Junior Adventure Diver, Junior Advanced Open Water Diver, Rescue Diver, Junior Rescue Diver, Specialty Diver, Skin Diver e TecRec. Use os envelopes de Cartão de Conclusão do Emergency First Response, que não requerem foto, para solicitar os Cartões de Conclusão do Emergency First Response. Faça os alunos mergulhadores preencherem completamente os campos do envelope PIC reservados ao aluno, incluindo informações como o endereço de contato e email, e assinarem a declaração do aluno. Como instrutor certificador, preencha os campos do envelope PIC reservados ao instrutor, incluindo as informações relativas ao Dive Center/Resort PADI. Cheque se todas as informações estão corretas e completas. Preencha os campos clara e cuidadosamente, com letra de fôrma. Rubrique quaisquer mudanças/correções. O nome do Dive Center/Resort PADI somente aparecerá na carteirinha de certificação do mergulhador quando o número atual do dive center/resort for incluído no envelope PIC. Isto também garante que a certificação do mergulhador seja registrada no arquivo do dive center/resort. Inclua uma foto nítida de 4.5 cm x 5.7 cm/13/4’’ x 21/4’’, enquadrando o rosto e os ombros do mergulhador. Como as carteirinhas são usadas para identificar o mergulhador, não são aceitas fotos com óculos de sol ou com lentes fotocromáticas, chapéus/bonés ou tiradas embaixo d’água. Evite fundos beges, amarelos ou de tom bronze. Escreva o nome do mergulhador no verso da foto. • Os padrões exigem que você envie o PIC no prazo de até sete dias após a certificação, a menos que o atraso seja causado pelo próprio aluno. Se não conseguir uma foto do aluno mergulhador neste período, você pode enviar o PIC sem a foto e o seu Escritório PADI armazenará as informações da certificação do mergulhador no banco de dados; contudo, a carteirinha não será emitida até que o escritório receba uma foto. Isto permite que você receba crédito pela certificação e que seu Escritório PADI confirme a certificação via Dive Chek. Se o seu aluno mergulhador solicitar posteriormente uma carteirinha e enviar uma foto, a carteirinha será emitida e será cobrado do mergulhador uma taxa de reposição de carteirinha por este serviço. Indique para onde as carteirinhas de certificação devem ser enviadas: para o instrutor, para o Dive Center/Resort PADI ou para os mergulhadores. Se nada for indicado no envelope PIC, as carteirinhas de certificação serão automaticamente enviadas para os mergulhadores. Emita carteirinhas de certificação temporárias (incluídas nos envelopes PIC e PIC online) aos mergulhadores que estejam aguardando suas carteirinhas de certificação permanentes. Envie os envelopes PIC preenchidos para o seu Escritório PADI a fim de serem processados. Os envelopes PIC enviados para o Escritório PADI incorreto são encaminhados para o escritório apropriado para processamento (contudo, o tempo de processamento pode ser mais longo quando os envelopes PIC precisarem ser encaminhados). Uma boa sugestão para o instrutor, dive center ou resort é que eles próprios enviem pelo correio os envelopes PIC

Procedimentos de Afiliação 156


dos seus alunos mergulhadores. Isto garante que os envelopes realmente sejam enviados e que os Membros PADI recebam crédito pela certificação. Em algumas regiões, é útil enviar os envelopes PIC por meio de um serviço de correspondência registrada. 9. Calcule pelo menos 14 dias para o processamento da carteirinha. Se você não receber as carteirinhas de certificação depois de um período razoável, entre em contato com o seu Escritório PADI para verificar se os envelopes PIC foram recebidos. Além de manter os registros individuais dos alunos mergulhadores, sugere-se que você mantenha os Formulários de Conclusão de Treinamento nos quais estão registrados nomes, datas dos cursos, contatos e informações da certificação. Isto facilita fornecer informações para pesquisa de dados relativos às carteirinhas de certificação extraviadas, caso haja necessidade. 10. Cartões de Validação PADI são enviados pelo correio juntamente com as carteirinhas de certificação processadas. Oriente os mergulhadores para que mantenham seus cartões de validação em um local seguro, já que eles facilitam a reposição de carteirinhas de certificação perdidas ou danificadas.

Procedimentos de Certificação Pré-registrada Ao pré-registrar os alunos mergulhadores, é possível disponibilizar as carteirinhas de certificação para entrega no final do curso. Contudo, antes de oferecer este serviço aos alunos, leve em conta se a duração do curso tornará praticável pré-registrar os alunos ou mesmo se os alunos realmente concluirão o curso com você (por exemplo, um aluno pode precisar de transferência para concluir o treinamento em outro local). Use os seguintes procedimentos para pré-registrar alunos e obter as carteirinhas de certificação PADI: Nota: Verifique se o pré-registro do aluno mergulhador é um serviço disponibilizado pelo seu Escritório PADI.

1. Use os envelopes PIC para solicitar carteirinhas de certificação para os níveis de não afiliação.

2.

3. 4.

5. 6. 7. 8.

Indique no campo apropriado do envelope que você está solicitando uma carteirinha de certificação para um mergulhador pré-registrado. Faça os alunos mergulhadores preencherem todos os campos reservados ao aluno no envelope PIC, incluindo endereço pessoal e email, e assinarem a declaração do aluno. Como instrutor certificador, preencha os campos reservados ao instrutor no envelope PIC, incluindo as informações relativas ao Dive Center/Resort PADI. Inclua uma foto nítida de 4.5 cm x 5.7 cm/13/4’’ x 21/4’’, enquadrando o rosto e os ombros do mergulhador. Indique se as carteirinhas de certificação devem ser enviadas para o instrutor ou para o Dive Center/Resort PADI. As carteirinhas pré-registradas não podem ser enviadas para o mergulhador. Envie os envelopes PIC preenchidos para o seu Escritório PADI e calcule pelo menos 14 dias para o processamento das carteirinhas. Após receber as carteirinhas de certificação pré-registradas, não as emita aos alunos mergulhadores até que todos os requisitos de certificação do curso tenham sido cumpridos. Como instrutor certificador, assine e date os Cartões de Validação PADI anexos e emita-os aos mergulhadores junto com suas carteirinhas de certificação permanentes. Se você pré-registrou alunos no seu Escritório PADI e eles não se tornarão mergulhadores certificados em um futuro próximo, destrua suas carteirinhas de certificação e os cartões de validação. Notifique então seu Escritório PADI ou envie um Formulário de Notificação de Cancelamento de Certificação para que os registros de certificação desses mergulhadores sejam apagados. Retenha as carteirinhas de certificação dos alunos mergulhadores que concluirão o treinamento em uma data posterior e emita-os assim que todos os requisitos de certificação forem atendidos. Procedimentos de Afiliação 157


Procedimentos para Reposição de Carteirinhas Para substituir uma carteirinha de certificação perdida ou danificada, ou obter uma nova carteirinha de certificação para um mergulhador que mudou de nome, utilize os seguintes procedimentos: 1. Envie um envelope PIC para seu Escritório PADI e indique que é para a reposição de cartei-

rinha – carteirinha perdida ou alteração de nome. Inclua o máximo de informações da certificação original – data da certificação, nível de treinamento e número do mergulhador. Faça o mergulhador preencher os campos destinados ao aluno mergulhador, incluindo o endereço atual, e anexe uma foto.

OU 2. Envie um Formulário de Substituição de Carteirinha de Certificação ao seu Escritório PADI.

Inclua uma cópia do Cartão de Validação PADI do mergulhador (se possível), preencha o máximo de informações da certificação original, inclua a foto e a taxa de processamento. Informações vagas, incompletas ou imprecisas podem tornar a verificação impossível; neste caso, uma carteirinha de reposição não poderá ser emitida.

Procedimentos para Regraduação de Junior Diver Para regraduar um Junior Diver quando o mergulhador completa 15 anos de idade, use os seguintes procedimentos. 1. Envie um envelope PIC (ou online) para o seu Escritório PADI e indique que é para repo-

sição de carteirinha – regraduação de nível de certificação junior. Inclua o máximo possível de informações da certificação original – data da certificação, nível de treinamento e número do mergulhador. Faça o mergulhador preencher os campos destinados a aluno mergulhador, incluindo o endereço atual, e anexe uma foto.

OU 2. Envie um Formulário de Substituição de Carteirinha para o seu Escritório PADI. Inclua uma

cópia do Cartão de Validação PADI do mergulhador (se possível), preencha o máximo de informações da certificação original, inclua uma foto e a taxa de processamento.

Nota: Quando solicitar uma promoção, se já transcorreu mais de um ano desde a obtenção da certificação Junior Diver, recomenda-se que o mergulhador conclua um programa Scuba Review.

Procedimentos de Afiliação 158


Procedimentos de Aplicação Use os seguintes procedimentos para evitar atrasos e erros no processamento quando enviar aplicações de certificações PADI: 1. Utilize o formulário mais atual de aplicação para o nível correto de certificação. As aplicações

2. 3.

4.

5. 6. 7. 8.

são necessárias para solicitar as certificações Master Scuba Diver, Divemaster e Assistant Instructor, bem como para todas as certificações de educação continuada em nível de instrutor. Faça os candidatos preencherem todos os campos da aplicação destinados ao aluno mergulhador, incluindo o endereço pessoal e o email, e assinarem o formulário no local apropriado. Como instrutor certificador ou verificador, preencha os campos reservados ao instrutor e assine no local apropriado. Verifique se todas as informações estão corretas e completas. Preencha clara e cuidadosamente em letra de fôrma. Rubrique quaisquer alterações/correções. O nome do Dive Center/Resort PADI somente aparecerá na carteirinha de certificação do mergulhador quando o número atual do dive center/resort for incluído na aplicação. Inclua uma foto nítida de 4.5 cm x 5.7 cm/13/4’’ x 21/4’’, enquadrando o rosto e os ombros do candidato. Como as carteirinhas são usadas para a identificação do mergulhador, não são aceitas fotos com óculos de sol ou com lentes fotocromáticas, chapéus/bonés e tiradas embaixo d’água. Evite fundos beges, amarelos ou de tom bronze. Escreva o nome do mergulhador no verso da foto. Cheque a lista atualizada de preços para as taxas de aplicação ou entre em contato com o seu Escritório PADI para verificar o valor correto. Anexe a documentação de apoio conforme exigida pela aplicação (é uma boa sugestão tirar cópias de todos os anexos junto com a aplicação, antes de submetê-la ao seu Escritório PADI). Envie a aplicação completa para o seu Escritório para processamento. Calcule pelo menos 14 dias para o processamento da carteirinha. Se você não receber as carteirinhas de certificação após um período razoável, entre em contato com o seu Escritório PADI para confirmar se as aplicações foram recebidas.

Procedimentos de Afiliação 159


Procedimentos de Afiliação 160


Desenvolvimento de Instrutor

2010

Desenvolvimento de Instrutor 161


Índice FOLHAS DE TRABALHO Análise SWOT

163

Plano de Marketing para Aquisição de Mergulhadores

167

Plano de Marketing para Educação Continuada

168

Diagnóstico de Desenvolvimento de Conhecimento

169

Workshop de Aconselhamento sobre os 4Es - 1

177

Workshop de Aconselhamento sobre os 4Es - 2

178

Gerenciamento das Habilidades em Águas Confinadas e Ambiente de Águas Confinadas

179

Ensino Adaptativo

182

Gerenciamento de Mergulho em Águas Abertas

192

Preparando-se para Ensinar um Curso Open Water Diver

197

Preparando-se para Ensinar um Programa Adventures in Diving

198

INFORMAÇÕES IE Candidate Statement of Understanding

164

Instructor Examination (IE)

165

Diretrizes para a Preparação de Apresentações de Ensino de Desenvolvimento de Conhecimento

173

Problemas Normalmente Encontrados

184

Diretrizes para a Preparação de Apresentações de Ensino em Águas Confinadas

189

Diretrizes para a Preparação de Apresentações de Ensino em Águas Abertas

193

Desenvolvimento de Instrutor 162


Análise SWOT

Folha de Trabalho SWOT é a sigla em inglês para Pontos Fortes, Pontos Fracos, Oportunidades e Ameaças (Strengths, Weaknesses, Opportunities and Threats). É uma boa sugestão que em todos os ramos de negócios ocasionalmente se faça este tipo de análise para avaliar a condição do negócio e para planejar estratégias de crescimento no futuro. 1. Quais são os pontos fortes do negócio de mergulho na sua área?

2. Quais são os pontos fracos do negócio de mergulho na sua área?

3. Quais são as oportunidades de crescimento existentes no negócio de mergulho em sua área?

4. Quais são as ameaças existentes que podem desacelerar o crescimento do negócio de mergulho em sua área?

Desenvolvimento de Instrutor 163


Declaração de Compreensão do Candidato ao IE Esta declaração lhe informa sobre os requisitos de certificação do PADI Instructor Examination (IE). É sua responsabilidade ler e rubricar as informações abaixo. Após ler e discutir com o Instructor Examiner quaisquer dúvidas a respeito do conteúdo, assine e date esta declaração.

1. Exames de Teoria do Mergulho

Serão aplicados exames escritos de Física, Fisiologia, Recreational Dive Planner, Habilidades de Mergulho e Ambiente, e Equipamento. Cada exame consiste de 12 questões de múltipla-escolha. Você deve passar em cada exame com uma pontuação de 75% ou superior. Você terá no máximo uma hora e 30 minutos para completar todas as 60 questões dos cinco exames. Se você falhar em um dos cinco exames, uma segunda chamada será aplicada. A segunda chamada só será permitida para um dos exames e você terá 30 minutos para completar as 12 questões. A pontuação mínima para passar na segunda chamada é de 75%. A falha em dois ou mais exames do desqualificará para a obtenção da certificação durante este IE.

2. Exame dos Sistemas, Padrões e Procedimentos PADI

Este é um exame com consulta. Você pode usar o PADI Instructor Manual (na versão impressa ou digital) e o PADI Instructor Candidate Workbook ou o PADI Guide to Teaching como material de consulta. O exame consiste de 50 questões do tipo “verdadeiro ou falso” e de múltipla-escolha. Você terá no máximo uma hora e 30 minutos para completar este exame. A pontuação para passar no exame é de 75% ou superior e não há segunda chamada para este exame. Uma pontuação inferior a 75% o desqualificará para a obtenção da certificação durante este IE. EXAMES ESCRITOS

Rubrica ________

3. Apresentações de Desenvolvimento de Conhecimento

As tarefas do IE que você recebeu incluem dois tópicos de desenvolvimento de conhecimento do Sistema PADI. Se você não obtiver sucesso na apresentação inicial, o segundo tópico é a sua apresentação de segunda chamada. A pontuação para passar na apresentação inicial é de 3.5 ou superior. Qualquer pontuação abaixo de 3.5 é insuficiente e lhe será dada a oportunidade de uma segunda chamada. A pontuação para passar na segunda chamada é de 3.5 ou superior. Uma pontuação inferior a 3.5 na segunda chamada o desqualificará para a obtenção da certificação durante este IE. DESENVOLVIMENTO DE CONHECIMENTO

Rubrica ________

4. Apresentações de Ensino em Águas Confinadas

As tarefas do IE que você recebeu incluem dois tópicos de águas confinadas do Sistema PADI. Durante as apresentações de ensino em águas confinadas você deverá demonstrar a habilidade que estiver ensinando. Um assistente instrucional pode ser usado para ajudá-lo no controle do grupo e/ou para demonstrar habilidades que requeiram duas pessoas. A falha em realizar uma demonstração resultará em uma pontuação igual a 1.0 para toda a apresentação. Se você não for bem-sucedido na apresentação inicial, o segundo tópico é a sua apresentação de segunda chamada. A pontuação para a apresentação inicial é de 3.4 ou superior. Qualquer pontuação abaixo de 3.4 é insuficiente lhe será dada a oportunidade para uma segunda chamada. A segunda chamada requer uma pontuação de 3.4 ou superior. Uma pontuação inferior a 3.4 na segunda chamada o desqualificará para a obtenção da certificação durante este IE.

5. Circuito de Habilidades em Águas Confinadas

Para demonstrar o domínio de habilidades, você realizará um circuito de habilidades consistindo de cinco habilidades do Sistema PADI. A sua proficiência é medida usando os critérios de demonstração que constam no Formulário de Avaliação Para Águas Confinadas PADI. a. A pontuação mínima para passar é uma soma de 17 pontos para todas as cinco habilidades. Em cada habilidade a pontuação deve ser de 3.0 ou superior. b. Se uma das pontuações for inferior a 3.0, mas você tiver inicialmente somado 17 pontos, lhe será dada uma oportunidade para uma segunda chamada, onde você repetirá somente a habilidade em questão. c. Se a sua pontuação for inferior a um total de 17 pontos no circuito de habilidades inicial, lhe será dada uma oportunidade de repetir todas as cinco habilidades. d. Pontuações iniciais de 1.0 ou 2.0 em duas ou mais habilidades, ou não passar na segunda chamada, resultará em desqualificação para a obtenção da certificação durante este IE. ÁGUAS CONFINADAS

Rubrica ________

6. Apresentações de Ensino em Águas Abertas

As tarefas do IE que você recebeu incluem dois tópicos do Sistema PADI. Durante esta porção do IE, ambas as habilidades serão conduzidas durante um único mergulho em águas abertas e será feita a média das duas pontuações que você obtiver. Sendo assim, não haverá segunda chamada. A pontuação para passar nesta avaliação é uma média de 3.4 ou superior. Uma média de pontuação inferior a 3.4 o desqualificará para a obtenção da certificação durante este IE. Nº 103DT (Rev. 8/09)

Desenvolvimento de Instrutor 164

7. Demonstração de Resgate em Águas Abertas

Você deverá demonstrar competência no resgate de um mergulhador simulando inconsciência/ausência de ventilação na superfície da água. A ênfase principal desta avaliação está na iniciação adequada da ventilação com duas ventilações de socorro completas e na manutenção de um ciclo adequado de ventilações consistindo de uma ventilação a cada cinco segundos durante a avaliação. As seguintes habilidades serão avaliadas: a. Aproximação e. Proteção e manutenção das vias aéreas b. Contato inicial f. Manutenção do ciclo de ventilações c. Ventilações iniciais g. Remoção dos equipamentos d. Estabelecer flutuabilidade h. Reboque durante a reanimação positiva O Instructor Examiner conduzirá uma logística específica e realizará uma preleção antes da avaliação inicial. A incapacidade de demonstrar adequadamente as habilidades acima resultará em falha. Uma segunda chamadas será permitida. A falha na segunda chamada o desqualificará para a obtenção da certificação durante este IE. ÁGUAS ABERTAS

Rubrica ________

8. Habilidades Gerais

Os Examinadores farão uma avaliação objetiva das suas habilidades gerais de mergulho durante as sessões em águas confinadas e abertas. Será exigido familiaridade e competência totais em todas as habilidades prescritas no Sistema PADI. O esperado é que você exiba níveis de habilidade com qualidade de demonstração, com base nos critérios de demonstração contidos no Formulário de Avaliação para Águas Confinadas. A falha em exibir isto o desqualificará para a obtenção da certificação durante este IE e exigirá a conclusão com sucesso de ambas as seções de águas confinadas e abertas no próximo IE.

9. Profissionalismo

A sua participação no IE fica a critério do Instructor Examiner. Se o seu comportamento, atitudes ou ações forem considerados não profissionais, inapropriados ou tirarem a atenção dos outros candidatos, você pode ser solicitado a se ausentar o IE. A exclusão de um PADI IE resultará na perda das taxas do programa e da pontuação obtida nas avaliações. Além disso, a exclusão por qualquer motivo exigirá uma permissão por escrito da PADI para que você possa participar de outro IE completo.

10. Política de Reembolso

A taxa do IE não é reembolsável, seja parcial ou totalmente. A participação em IEs subsequentes exige o pagamento das respectivas seções que você precisar repetir (exames escritos, desenvolvimento de conhecimento, águas confinadas e/ou abertas). HABILIDADES GERAIS, PROFISSIONALISMO E POLÍTICA DE REEMBOLSO

Rubrica ________

11. Diretrizes para a Certificação

Demonstração de desempenho com pontuação abaixo da requerida em qualquer área de avaliação resultará na não certificação como PADI Open Water Scuba Diver. Para ter sucesso como candidato do IE, todas as áreas de avaliação devem ser concluídas com sucesso no IE inicial, ou então dos segmentos apropriados em IEs subsequentes. Há um período de espera obrigatório de 5 dias para a devida remediação das falhas antes da participação em outro IE. A falha em três ou mais seções em um primeiro IE, ou um primeiro IE incompleto, exigirá a participação e o pagamento para outro IE completo. A falha em um segundo IE exigirá as remediações prescritas pela PADI e a confirmação por escrito de um PADI Course Director antes da participação de qualquer IE subsequente.

12. Condição de Ensino

Os candidatos que obtiveram sucesso podem começar a ensinar assim que receberem a confirmação da PADI, o que ocorre depois que a documentação do IDC/OSWI/IE tiver sido revisada e processada, e que os requisitos de seguro tiverem sido atendidos (quando aplicável). DIRETRIZES PARA A CERTIFICAÇÃO & CONDIÇÃO DE ENSINO

Rubrica ________

Este documento assinado neste IE se aplica a qualquer IE subsequente durante os próximos doze meses. Eu lí e compreendi as informações acima e todas as minhas perguntas com relação aos requisitos de certificação me foram respondidas satisfatoriamente.

Seu Nome (em letra de fôrma) ______________________________________________ Sua Assinatura ___________________________________________________________ Data de hoje (Dia/Mês/Ano) ______________________________________________ © PADI 2010


Instructor Examination (IE) O IE é um programa avaliatório que testa a capacidade de ensino dos candidatos a instrutor, os conhecimentos sobre teoria de mergulho, nível de habilidade aquática, entendimento do Sistema PADI, atitude e profissionalismo, a fim de determinar se o candidato está ou não suficientemente preparado para se tornar um PADI Open Water Scuba Instructor. Os PADI IEs são avaliações padronizadas que utilizam critérios objetivos e que são conduzidas por PADI Instructor Examiners. O local do IE, o ambiente de teste e as sessões de avaliação são organizadas da forma mais propícia possível para avaliar a capacidade do candidato. Aqueles que cumprem os requisitos de performance do IE obtêm uma certificação PADI Instructor (contanto que todos os outros pré-requisitos também tenham sido atendidos).

Pré-requisitos e Requisitos de Inscrição 1. Conclusão com sucesso de um PADI IDC ou de um Programa OWSI no período de

2. 3.

5. 6.

12 meses da data de início do IE; ou, se for o terceiro IE, confirmação por escrito do Course Director declarando que as medidas corretivas prescritas pelo Escritório PADI tenham sido efetuadas. 100 mergulhos registrados. PADI Instructor Certificate of Completion que contém a data de conclusão do OWSI/IDC e as seções de experiência de mergulho assinadas por um PADI Course Director; ou um Certificado de Participação do PADI IE obtido pela participação em um IE anterior. PADI IE Enrollment Form e taxa. Atestado médico assinado por um médico e emitido nos últimos 12 meses, atestando aptidão para mergulhar.

Equipe, Local e Duração Os PADI IEs são programas de dois dias conduzidos por membros da Equipe de um Escritório PADI que são Instructor Examiners. Tradutores são aprovados pelo Escritório PADI e assinam uma Declaração de Confidencialidade de Tradução. Os IEs são conduzidos em locais aprovados pelo Escritório PADI, tais como hotéis ou escolas que ofereçam instalações profissionais para reuniões e que atendam a critérios especificados. Os candidatos a instrutor fornecem para si mesmos: 1. Transporte antes, durante e depois do IE. 2. Equipamentos de mergulho, incluindo cilindros e lastros. 3. Taxas para os pontos de mergulho em águas abertas, se necessário. 4. Tradutor e custos associados, se exigido.

Reavaliação Os candidatos que obtêm sucesso em todas as áreas da avaliação recebem a certificação. Já os candidatos que não obtêm sucesso devem esperar cinco dias antes de participarem do próximo IE. Se os candidatos não obtêm sucesso em um ou dois componentes do IE, eles podem ser reavaliados nestes segmentos somente em um segundo IE. Desenvolvimento de Instrutor 165


Se não obtiver sucesso em um segundo IE, o candidato conclui um treinamento corretivo conforme prescrito pelo Escritório PADI antes de participar de um terceiro IE.

Áreas de Avaliação e Política de Exame O IE é concluído com sucesso ao se atingir as seguintes pontuações/competências: Pontuações/Competências 75% em todos os 5 tópicos do Exame de Teoria de Mergulho 75% no Exame de Sistemas, Padrões e Procedimentos

Segunda Chamada 1 segunda chamada em 1 tópico Sem segunda chamada

3.5 na apresentação de Desenvolvimento de Conhecimento atribuída

1 segunda chamada

3.4 na apresentação em Águas Confinadas atribuída

1 segunda chamada

Média de 3.4 nas duas apresentações em Águas Abertas atribuídas 3.0 nas 5 demonstrações de habilidades e obter 17 pontos no total Demonstrar um competente resgate de mergulhador

Sem segunda chamada Se a pontuação for inferior a 17 pontos, é permitida uma segunda chamada das cinco habilidades. Se em uma das habilidades a pontuação for inferior a 3.0, mas a somatória de pontos for 17 ou superior, uma segunda chamada é permitida para aquela habilidade. A pontuação mínima da segunda chamada é de 3.0 para cada habilidade e não menos de 17 pontos se as 5 habilidades forem demonstradas. 1 segunda chamada

Demonstrar competência em todas as habilidades de mergulho

Demonstrar comportamento, atitudes e ações profissionais

A organização PADI se reserva o direito de modificar estes critérios conforme houver necessidade.

Certificação Os candidatos que concluem o IE com sucesso são certificados após suas documentações serem verificadas e processadas num Escritório PADI, incluindo a verificação da categoria de Emergency First Response Instructor ou de instrutor de RCP/primeiros socorros de outra organização de treinamento de assistência de emergência. Os novos instrutores obtêm a categoria em Condição de Ensino assim que os requisitos de seguros são atendidos. Os novos instrutores já têm a Afiliação PADI renovada para o ano em que concluíram com sucesso um IE. Desenvolvimento de Instrutor 166


Plano de Marketing para Aquisição de Mergulhadores

Folha de Trabalho Responda às perguntas abaixo para ajudá-lo a formular o seu plano de marketing: 1. Que grupo (ou público alvo) na sua região tem indivíduos com o melhor potencial de se tornarem mergulhadores autônomos?

2. Que tipo de mensagem atrairá este grupo?

3. Que tipos de mídia ou veículos de comunicação você usará para atingir este grupo?

4. Com que frequência você vai direcionar seus esforços de comunicação para este grupo?

5. Como você medirá o sucesso dos seus esforços de marketing?

Desenvolvimento de Instrutor 167


Plano de Marketing para Educação Continuada

Folha de Trabalho Responda às perguntas abaixo para ajudá-lo a formular o seu plano de marketing: 1. Em qual programa PADI de educação continuada você focará este plano de marketing?

2. Qual mensagem deixará os mergulhadores interessados a respeito deste programa?

3. Para quem será dirigido e quais veículos de comunicação você usará para comercializar este programa?

4. Com que frequência você dirigirá os esforços de comunicação deste programa?

5. Como você medirá o sucesso dos seus esforços de marketing?

Desenvolvimento de Instrutor 168


Diagnóstico de Desenvolvimento de Conhecimento

Folha de Trabalho Problema 1 – Em um grupo de quatro alunos mergulhadores do curso Open Water Diver, um deles errou a questão 10, dois erraram a questão 11 e todos os quatro alunos erraram a questão 12 da Revisão de Conhecimento 1. • Quais foram os objetivos de aprendizado em que os alunos falharam e onde você pode encontrar estas informações?

Problema 2 – Vários alunos mergulhadores erraram a questão 6 da Revisão de Conhecimento do Capítulo Três do curso Rescue Diver • Qual foi o objetivo de aprendizado em que os alunos falharam e onde você pode encontrar estas informações?

Problema 3 – Quatro candidatos responderam de modo incompleto a questão 9 da Revisão de Conhecimento do Capítulo 2 do curso Divemaster. • Qual foi o objetivo de aprendizado em que os alunos falharam e onde você pode encontrar estas informações?

Problema 4 – Metade dos alunos mergulhadores responderam incorretamente a questão 6 da Revisão de Conhecimento do AWARE – Conservação de Recifes de Coral. • Qual foi o objetivo de aprendizado em que os alunos falharam e onde você pode encontrar estas informações?

Problema 5 – A maioria dos participantes do curso teve problemas para compreender a questão 7 da Revisão de Conhecimento de Máximo Desempenho em Flutuabilidade. • Qual foi o objetivo de aprendizado em que os alunos falharam e onde você pode encontrar estas informações?

Problema 6 – Nenhum dos participantes do curso foi capaz de ler o manual AWARE - Our World, Our Water, ou completar a respectiva Revisão de Conhecimento do curso Project AWARE antes da sessão em sala de aula. • Quais foram os objetivos de aprendizado em que os alunos falharam e onde você pode encontrar estas informações?

Desenvolvimento de Instrutor 169


Desenvolvimento de Instrutor

170 SUBTOTAIS

PRODUTO No. 10523-P (10/09) Versão 4

*Apresentar informações claramente incorretas ou que comprometam a segurança, ou causar uma impressão negativa ou não profissional resulta em uma pontuação total da apresentação de 1 – independentemente das outras pontuações obtidas na apresentação.

A. OBJETIVOS DE APRENDIZADO e ABRANGÊNCIA DO MATERIAL 1. Apresentou informações inseguras ou claramente imprecisas.* OU não cumpriu o objetivo prescrito: 2. Cumpriu somente um dos seguintes: a) Declarou objetivo(s) mensurável (mensuráveis); ou b) Permaneceu dentro do escopo do tópico designado; ou c) Forneceu exemplos específicos de circunstâncias reais de mergulho; ou d) Aplicou as informações ao ambiente local e ao nível atual de treinamento. 3. Cumpriu dois dos quatro pontos do item 2. 4. Cumpriu três dos quatro pontos do item 2. 5. Cumpriu todos os quatro pontos do item 2. ____________ B. SEQUÊNCIA e RELAÇÃO DO MATERIAL 1. Sequência foi aleatória e confusa. 2. Cumpriu somente um dos seguintes: a) Sequência seguiu o guia de lição ou as linhas gerais do curso apropriados; ou b) Indicou relações importantes com outros componentes do curso PADI (outros guias de lição, sessões do curso, materiais educacionais, mergulhos em águas confinadas, mergulhos em águas abertas, etc.); ou c) Citou exemplos específicos ou benefícios dos cursos de educação contínua PADI; ou d) Promoveu a aquisição de equipamentos ou viagens de mergulho relacionados. 3. Cumpriu dois dos quatro pontos do item 2. 4. Cumpriu três dos quatro pontos do item 2. 5. Cumpriu todos os quatro pontos do item 2. ____________

II. CONTEÚDO

1. Não foi feita, ou cumpriu apenas um dos seguintes: a) Valor implícito dando o contato apropriado relacionado ao tópico designado; ou b) Revisou ponto(s) chave do guia de lição designado ou linhas gerais do curso; ou c) Forneceu a conduta apropriada (tomar notas, fazer perguntas, abrir o livro na página...); ou d) Reforçou o valor eventual ao aplicar as informações a circunstâncias reais de mergulho. 2. Cumpriu dois dos quatro pontos do item 1. 3. Cumpriu três dos quatro pontos do item 1. 4. Cumpriu todos os quatro pontos do item 1. 5. Cumpriu os pontos a), b) e c) no item 1 e reforçou o valor imediato ao aplicar as informações para o nível atual de treinamento. ____________

I. INTRODUÇÃO

SUBTOTAIS

Total de Pontos para Aprovação: 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 Pontuação para Aprovação: 3.5 3.7 3.8 4.0 4.2 4.3 4.5 4.7 4.8 5.0

© PADI 2009

Total de Pontos: 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 Pontuação: 1.0 1.2 1.3 1.5 1.7 1.8 2.0 2.2 2.3 2.5 2.7 2.8 3.0 3.2 3.3

PONTUAÇÃO FINAL ___________

(dividido por 6 – ver o quadro abaixo)

Total de Pontos ___________

A. MATERIAIS DIDÁTICOS COMPLEMENTARES 1. Não utilizou recursos 2. Cumpriu somente um dos seguintes: a) Utilizou eficientemente os Guias de Lição PADI ou apresentou outra forma de linhas gerais quando o produto não existe; ou b) Utilizou eficientemente outros materiais PADI; ou c) Utilizou eficientemente equipamentos de mergulho como recursos de treinamento; ou d) Utilizou eficientemente recursos apropriados não relacionados ao mergulho que claramente beneficiaram o aprendizado. 3. Cumpriu dois dos quatro pontos do item 2. 4. Cumpriu três dos quatro pontos do item 2. 5. Cumpriu todos os quatro pontos do item 2. ____________ B. QUALIDADE DE VOZ, GESTOS e MANEIRISMO 1. Causou uma impressão negativa ou não profissional.* OU não atendeu a nenhum dos itens seguintes: 2. Cumpriu somente um dos seguintes: a) Usou efetivamente a voz e gestos para falar diretamente com os alunos; ou b) Apresentou de forma fluída com poucas consultas às anotações; ou c) Interagiu ocasionalmente com os alunos de uma maneira eficiente. 3. Cumpriu dois dos três pontos do item 2. 4. Cumpriu todos os três pontos do item 2. 5. Cumpriu os pontos a) e b) do item 2 e interagiu consistentemente com os alunos de modo eficiente _____________

IV. ADMINISTRAÇÃO GERAL

1. Nenhuma tentativa ou cumpriu somente um dos seguintes: a) Reforçou valor explicando quando e como a informação seria aplicada; ou b) Revisou pontos chaves; ou c) Declarou novamente os objetivos; ou d) Promoveu educação continuada da PADI; ou e) Promoveu a obtenção de equipamento de mergulho próprio ou experiências de viagens de mergulho 2. Cumpriu dois dos cinco pontos do item 1. 3. Cumpriu três dos cinco pontos do item 1. 4. Cumpriu quatro dos cinco pontos do item 1. 5. Cumpriu todos os cinco pontos do item 1. ____________

III. SUMÁRIO

A pontuação de 1-5 aparece abaixo de cada item. A pontuação corresponde ao nível de performance variando entre 1 (ruim) a 5 (excelente). Durante a apresentação, registre a pontuação para cada item, no espaço reservado na margem direita, que melhor represente a performance do candidato. Para determinar a pontuação final some os subtotais e circule a nota final correspondente. Uma performance para passar tem pontuação de 3.5 ou maior.

ORIENTAÇÕES –

Tópico do Curso _________________________________________________ Guia de Lições ____________________________________________________ Data _______________________

Candidato ____________________________________________ Avaliador _________________________________________ Curso _______________________________________________

FORMULÁRIO DE AVALIAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DE CONHECIMENTO


Formulário de Plano de Aula Título da Aula: _________________________________ Instrutor: _________________________________

Introdução Contato/Valor: Aplicação: Ponto(s)-chave: Conduta:

Corpo Objetivo(s):

Exemplo(s) de circunstâncias reais:

Aplicação no ambiente local:

PRODUTO No. 10530-P (Rev. 10/09) Versão 1.04

© PADI 2009

Desenvolvimento de Instrutor 171


Corpo

(continuação) Relação com outros componentes deste curso:

Exemplo(s) tirados de cursos PADI de Educação Continuada:

Equipamento(s) de mergulho relacionado(s) a ser(em) promovido(s):

Experiência de viagem de mergulho a ser promovida:

Sumário Reforce o valor com a aplicação:

Revise o(s) ponto(s)-chave:

Cite novamente o(s) objetivo(s):

Promova a Educação Continuada PADI:

Promova a compra de equipamentos ou viagens de mergulho:

Desenvolvimento de Instrutor 172


Diretrizes para a Preparação de Apresentações de Ensino de Desenvolvimento de Conhecimento Use estas diretrizes para ajudá-lo a preparar as apresentações de desenvolvimento de conhecimento. Ao seguir os quatro passos e as instruções abaixo, você usará os procedimentos de planejamento adequados e rapidamente criará uma apresentação de ensino eficiente.

Passo Um Identifique os objetivos de aprendizado e o escopo do tópico. Se você estiver apresentando informações de um curso apoiado por um manual, vídeo ou produto multimídia da PADI, leia ou assista à seção relacionada ao tópico que irá ensinar. Isto o deixará novamente familiarizado com o assunto e permitirá que você saiba o que os alunos mergulhadores leram ou assistiram. Isto também lhe dá uma percepção maior sobre o nível de detalhamento e de complexidade da sua apresentação. Se o seu tópico for relativo a um curso que não possui materiais para o aluno mergulhador, procure por outras fontes (ex: a The Encyclopedia of Recreational Diving), a fim de refrescar e de complementar os seus conhecimentos. Se o seu tópico for apoiado por Guias de Lições PADI, planeje usar os guias como principal recurso visual durante a apresentação. Rever os guias de lições o ajudará a desenvolver e a organizar os seus pensamentos. Isto também pode lhe dar idéias para outros recursos de treinamento que você pode usar para aprimorar a sua apresentação. Se não houver guias de lições disponíveis para o seu tópico, faça um esboço das linhas gerais em um quadro negro/branco, transparência ou flip chart para serem usadas como recurso visual. Certifique-se de que os recursos de treinamento ou outras ferramentas instrucionais contribuam para a apresentação ao ajudá-lo a explicar ou demonstrar os conceitos principais.

Passo Dois Preencha um Formulário de Plano de Aula. O Formulário de Plano de Aula (ou um documento similar) contém as linhas gerais personalizadas da sua apresentação. Este formulário possui um espaço para cada componente da apresentação, a fim de ajudá-lo a evitar a omissão de informações importantes. Certifique-se de identificar claramente os componentes principais do plano de aula usando um marcador de texto ou uma cor diferente. Certifique-se de que o tamanho da sua letra ou da fonte utilizada seja grande e legível o suficiente para ser lida durante a apresentação. Evite escrever frases completas porque elas levam muito tempo para serem lidas e podem induzi-lo a ler textualmente o plano de aula ao invés de explicá-lo de modo relaxado e fluido. Use tantas páginas quanto forem necessárias. Experimente descobrir um formato de plano de aula que melhor se encaixe ao seu estilo de apresentação. Enquanto preenche seu Plano de Aula, revise o seguinte: Desenvolvimento de Instrutor 173


Preparação e Introdução

1. Formule um contato para ganhar a atenção de uma maneira interessante e positiva e que

transmita o valor do tópico. • Relacione o tópico a uma experiência pela qual os alunos mergulhadores já possam ter passado. • Faça alguma analogia entre o assunto e a experiência comum. • Faça uma pergunta atípica ou estimulante. • Conte uma história interessante ou relevante. • Inclua algum tipo de recurso visual criativo ou interessante. 2. Forneça uma visão geral dos pontos-chave, a fim de dar aos participantes uma idéia de para onde a apresentação vai se encaminhar e para ajudá-los a focarem no material. Siga os guias de lição ou os pontos principais das linhas gerais da apresentação. 3. Explique a conduta esperada dos alunos mergulhadores descrevendo o que fazer e como interagir com você durante a aula (tomar notas, fazer perguntas, consultar os manuais, sublinhar/ destacar, interromper se eu estiver indo muito rápido e ou se não estiver sendo claro, etc.). 4. Motive o aprendizado identificando o valor do tópico e criando uma necessidade de conhecer o assunto. Declare valores realísticos em um contexto positivo e aplique as informações ao nível atual de treinamento. Enfatize como o material pode ajudar a evitar ou lidar com uma situação negativa. Preparando o Corpo da Apresentação

1. Durante a maioria das apresentações, você fará uma declaração de objetivo de aprendizado

e então fornecerá aos alunos mergulhadores as informações que os ajudarão a cumprir tal objetivo. Declare os objetivos ou requisitos de performance em termos mensuráveis, tanto na forma de perguntas a serem respondidas quanto ações a serem completadas. 2. Para adaptar as informações às necessidades dos alunos mergulhadores e tornar o material significativo: • Após as declarações gerais, siga com exemplos específicos que se apliquem aos alunos mergulhadores e ao ambiente local. • Relacione o material a aspectos específicos dos mergulhos em águas confinadas ou abertas, conforme apropriado para o curso. • Dê exemplos de como o material está relacionado às ferramentas educacionais do mergulhador ou outras experiências no curso. • Use analogias para unir informações novas ou com as quais eles não estejam familiarizados com aquelas que os mergulhadores já conhecem ou já tenham experimentado. • Forneça uma ligação com a educação continuada e seus benefícios, com exemplos específicos. • Relacione as informações com os equipamentos de mergulho e com os benefícios de possuí-los. • Relacione as informações com experiências de viagens de mergulho. Preparando um Sumário

1. Repita o valor, descrevendo como e quando os mergulhadores aplicarão as informações. Rela-

cione as informações a uma situação ou aplique-as de forma imediata. Você pode integrar isto como os pontos-chave. 2. Repita os pontos-chave, referindo-se de volta ao guia de lição ou às notas da apresentação.

Desenvolvimento de Instrutor 174


3. Repita os objetivos no tempo verbal presente ou peça para os alunos responderem perguntas

orientadas pelos objetivos. 4. Reforce qualquer promoção sobre educação continuada feita no corpo da apresentação. 5. Promova a aquisição de equipamentos ou de experiências de mergulho relembrando rapidamente os mergulhadores sobre o que você mencionou durante o corpo da apresentação. 6. Dê aos alunos mergulhadores a chance de fazerem perguntas.

Passo Três Revise o Formulário de Plano de Aula no contexto dos critérios de avaliação. Depois de terminar de formular a sua aula, certifique-se de que ela esteja consistente com os critérios de Avaliação de Desenvolvimento de Conhecimento. Ao compará-la com os critérios, você será capaz de identificar quaisquer erros ou omissões antes de apresentá-la. Faça as seguintes perguntas — se você conseguir responder “sim” a cada um dos itens, seu plano estará completo. Introdução

1. Você tem um meio de ganhar a atenção da classe (pergunta, analogia, história interessante, etc.)? 2. O contato transmite uma atitude positiva e apropriada em relação ao tópico (assuma que

3. 4. 5. 6.

você tenha uma grande variedade de alunos mergulhadores — crianças, adolescentes, adultos, etc.)? Você tem uma declaração positiva de valor que identifique claramente por que as informações são importantes e como elas se relacionam ao mergulho? O valor foi declarado de um modo que está especificamente relacionado ao ambiente de mergulho local ou ao curso de certificação em questão? Você identificou os pontos-chave nos guias de lições ou nas linhas gerais do curso e fez provisões para cobrir estes pontos? Você criou uma declaração para dizer aos alunos mergulhadores o que eles devem fazer durante a apresentação (tomar notas, fazer perguntas, consultar o manual, etc.)?

Conteúdo

7. Você preparou o corpo da apresentação seguindo as informações contidas no respectivo

manual do mergulhador ou nas linhas gerais da apresentação? 8. Os objetivos foram tirados diretamente do respectivo manual do mergulhador ou das linhas gerais da apresentação? 9. Você incluiu todos os objetivos apropriados para o tópico? 10. As informações são suficientes para satisfazer os objetivos declarados? 11. Você tem exemplos de como as informações apresentadas se aplicam às circunstâncias reais de mergulho ou do mergulho no ambiente local? 12. A sequência da apresentação segue os pontos-chave? 13. Você está pronto para explicar como os pontos dentro da apresentação estão interrelacionados? 14. Você está preparado para dar exemplos de como as informações se relacionam com outros componentes dentro do curso (outros guias de lições, manual, vídeo, águas confinadas, águas abertas, etc.)? 15. Você incorporou referências sobre como as informações se aplicam aos cursos PADI de educação continuada? 16. Você identificou os equipamentos de mergulho que se relacionam ao tópico e incorporou referências sobre a importância de possuir tais equipamentos? Desenvolvimento de Instrutor 175


17. Você relacionou a viagem de mergulho ao tópico? 18. Você fez provisões para usar recursos visuais durante a sua apresentação (guias de lições, equi-

pamentos de mergulho, quadro negro/branco, manual, diagramas, etc. apropriados)? 19. Você planejou interagir com os alunos mergulhadores (fazendo-lhes perguntas, envolvendoos nas demonstrações, etc.)? Sumário

20. Você está preparado para repetir ou revisar os pontos-chave? 21. Você reenfatiza o valor destas informações conforme elas se relacionam com os pontos-chave? 22. Você tem exemplos de como e quando estas informações serão aplicadas? 23. Você está preparado declarar novamente os objetivos? 24. Você possui uma declaração que promova ou se vincule a um curso PADI de educação con-

tinuada? 25. Você tem uma declaração que promova ou se vincule à aquisição de equipamentos ou viagens de mergulho?

Passo Quatro Pratique a aula. A única maneira de descobrir como a sua aula parecerá quando for apresentada é praticá-la em voz alta. Você pode descobrir uma diferença entre a maneira que um plano de aula está escrito no papel e como você o executa. Ao praticar, você será capaz de ajustar o plano ao mesmo tempo em que ganha confiança no seu desempenho. Pratique falando consigo mesmo na frente de um espelho ou, ainda melhor, na frente de um amigo ou colega de classe. Visualize a sala de aula que você usará, fale com clareza, utilize recursos visuais, faça perguntas e imagine como os alunos mergulhadores as responderão. Se possível, grave tudo em áudio/vídeo para que possa rever o seu desempenho. Faça os ajustes necessários. Lembre-se de primeiro se concentrar no desenvolvimento da estrutura da apresentação e só então trabalhe em refinar o estilo da apresentação. Outra vantagem de praticar envolve sentir-se à vontade com o uso dos recursos visuais. Você também pode vir a descobrir que precisará de outros recursos visuais para tornar a apresentação mais eficiente.

Desenvolvimento de Instrutor 176


Workshop de Aconselhamento sobre os 4 Es - 1

Folha de Trabalho Tarefa ____________________________________________________________________ Use estes passos para organizar uma apresentação de vendas. 1. Preparação – liste as características e os benefícios: (Por exemplo, máscara – característica: corpo de silicone transparente; benefício: ajuste confortável sobre a face)

2. Coleta de Informações – liste perguntas que ajudarão a identificar as necessidades e preferências do mergulhador: (Por exemplo, máscara – O que você gosta ou não gosta nas máscaras que já experimentou?)

3. Apresentação de Vendas – relacione as necessidades do mergulhador com os benefícios oferecidos: (Por exemplo, máscara – uma máscara com corpo de silicone transparente tem um caimento mais suave sobre o seu rosto, deixa mais luz penetrar, além de durar mais)

4. Lidando com Objeções – faça perguntas para identificar exatamente os argumentos contrários do mergulhador, compreender as preocupações dele e então oferecer soluções alternativas: (Por exemplo, máscara – O que você não gosta nesta máscara? Quais são as outras características que você está procurando em uma máscara?)

5. Concretizando a Venda – peça ao mergulhador para comprar o item. Ofereça itens adicionais que irão melhorar o uso do item principal: (Por exemplo, máscara – líquido anti-embaçante, tira de reserva, etc.)

6. Acompanhamento – forneça informações adicionais sobre o item. Peça para o mergulhar entrar em contato com você se surgirem quaisquer perguntas ou dúvidas a respeito do uso do item: (Por exemplo, máscara – limpar completamente as lentes antes de usar a máscara pela primeira vez, enxaguá-la depois de cada uso, evitar deixá-la exposta ao sol, etc.)

Desenvolvimento de Instrutor 177


Workshop de Aconselhamento sobre os 4 Es - 2

Folha de Trabalho Tarefa ____________________________________________________________________ Use estes passos para organizar uma apresentação de vendas. 1. Preparação – liste as características e os benefícios: (Por exemplo, curso Rescue Diver – característica: aprender sobre o uso do oxigênio de emergência; benefício: saber como administrar oxigênio e ajudar um mergulhador ferido.)

2. Coleta de Informações – liste perguntas que ajudarão a identificar as necessidades e preferências do mergulhador: (Por exemplo, curso Rescue Diver – Você planeja obter a certificação Master Scuba Diver ou já pensou em se tornar um PADI Divemaster?)

3. Apresentação de Vendas – relacione as necessidades do mergulhador com os benefícios oferecidos: (Por exemplo, curso Rescue Diver – saber como ajudar outras pessoas aumenta a sua confiança e consciência pessoal como mergulhador.)

4. Lidando com Objeções – faça perguntas para identificar os argumentos contrários do mergulhador, compreender as preocupações dele e então oferecer soluções alternativas: (Por exemplo, curso Rescue Diver – Por que você acha que não está preparado para este treinamento? Que cronograma de curso você prefere?)

5. Concretizando a Venda – peça ao mergulhador para adquirir o item. Ofereça itens adicionais que irão melhorar o uso do item principal: (Por exemplo, curso Rescue Diver – cursos Emergency First Response, pocket mask, kit de primeiros socorros, etc.)

6. Acompanhamento – forneça informações adicionais sobre o item. Peça para o mergulhar entrar em contato com você se surgirem quaisquer perguntas ou dúvidas a respeito do uso do item: (Por exemplo, curso Rescue Diver – cronograma de aulas, lista de equipamentos, tarefas de estudo independente, etc.)

Desenvolvimento de Instrutor 178


Gerenciamento das Habilidades em Águas Confinadas e Ambiente de Águas Confinadas

Folha de Trabalho Tarefa de Mergulho em Águas Confinadas ______________________________________ Ambiente de Águas Confinadas ______________________________________________ 1. Quais são as necessidades especiais de logística, equipamentos ou de equipe existentes para

este mergulho?

2. Como você organizará a sequência das habilidades durante o mergulho – da primeira até a

última? (se você mudar a sequência listada no guia do instrutor, explique o motivo).

3. Onde você posicionará os alunos mergulhadores e os assistentes durante as demonstrações e

a prática das habilidades?

4. O que mais você precisa levar em conta para garantir que os alunos mergulhadores consigam

atender aos requisitos de performance (profundidade, distância, etc.)?

Desenvolvimento de Instrutor 179


Tarefas em Ambiente de Águas Confinadas Ambiente #1 – Piscina Grande • 25 metros/jardas por 40 metros/jardas • a extremidade rasa possui um nível constante de 1 metro/3-4 pés de profundidade por 25 metros/ jardas de comprimento • a extremidade funda possui um nível constante de 5 metros/15 pés de profundidade por 15 metros/ jardas de comprimento • metade da piscina está em constante uso por pessoas praticando natação • temperatura da água = 22° C/72° F

Vista Lateral

40 m/j 1 m/j

5 m/j 25 m/j 15 m/j

Vista Superior

40 m/j

25 m/j

Ambiente #2 – Piscina Pequena • 7 metros/jardas por 10 metros/jardas • o ponto mais raso tem profundidade de 1 metro/3-4 pés e suavemente declina para o ponto mais fundo, com 3 metros/9 pés de profundidade • temperatura da água = 28° C/82° F

Vista Superior

Vista Lateral

10 m/j

10 m/j 1 m/j 3 m/j

Desenvolvimento de Instrutor 180

7 m/j


Tarefas em Ambiente de Águas Confinadas Ambiente #3 – Local de Águas Abertas Confinadas • baía oceânica protegida • fundo arenoso com algumas rochas • a profundidade é de 1 metro/3 pés a aproximadamente 4 metros/jardas distante da costa, e suavemente declina para 2 ½ metros/8 pés, a aproximadamente 30 metros/jardas da costa • temperatura da água = 27° C/80° F

Vista Lateral 30 m/j 1 m/j

2.5 m/j

Vista Superior da Baía

30 m/j

Ambiente #4 – Local de Águas Abertas Confinadas • lagoa de água doce • fundo de areia fina • a profundidade é de 1 metro/3 pés a aproximadamente 3 metros/jardas distante da costa, e suavemente declina para 5 metros/15 pés, a aproximadamente 12 metros/jardas da costa • temperatura da água = 20° C/68° F

Vista Lateral 12 m/j

5 m/j

Vista Superior da Lagoa

12 m/j

Desenvolvimento de Instrutor 181


Ensino Adaptativo

Folha de Trabalho 1. O que você faz se a porção rasa do seu local de mergulho em de águas confinadas é mais

funda do que a altura do seu aluno mais baixo?

2. Como você consegue adaptar as habilidade para um aluno mergulhador que possui uso limi-

tado dos braços?

3. Como você lida com dois alunos mergulhadores que distraem frequentemente um ao outro

durante um mergulho em águas confinadas?

4. O que você faz se um aluno mergulhador não é forte o suficiente para ficar em pé ou caminhar

para a água enquanto veste o equipamento completo de mergulho autônomo?

5. Que adaptações você pode ter de fazer para um aluno mergulhador que possui visão limitada?

Desenvolvimento de Instrutor 182


Desenvolvimento de Instrutor

183

Data

I

O

O V

V

PORTUGUÊS (PORTUGUESE)

V

P S

P

R

V U O R E

R

C

S

M

S

2.0 2.2 2.4 2.6 2.8 3.0 3.2 3.4 3.6 3.8 4.0 4.2 4.4 4.6 4.8 5.0

Produto No. 60575-P (Rev. 10/09) Versão 2.03 203PDJ9

S E

R

* Performance em áreas assim marcadas resultarão em uma nota final da apresentação 1,0 independentemente da performance no restante da apresentação. ** Performance em duas ou mais áreas assim marcadas resultarão em uma nota final da apresentação 2,0 independentemente da performance na preleção e repreleção.

NOTA FINAL

C R

C R V U O R E

S

S

V U O R E

I M

I M

S E

S E

Q

D

D Q

D

U

F

T

Or

U

Q

U

T F

T F

S

S Or

S Or

D

D

D

Ob V

Ob

NOME

V

EXERCÍCIO

Ob

NOME

V

EXERCÍCIO

R Completou 2 pontos. P Completou 3 pontos. Completou 4 pontos. S Completou todos 5 pontos. O

TOTAL DE PONTOS 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25

2. 3. 4. 5.

CRITÉRIO DE CONTROLE E ORGANIZAÇÃO Perigoso ou violou Standards PADI. (veja nota)* Desorganizado ou perdeu tempo, mas a segurança não foi prejudicada. (veja nota)** Organizado, seguro e usou o tempo efetivamente. Completou o item 3 e ofereceu reforço positivo ou usou assistente efetivamente. Completou o item 3 e ofereceu reforço positivo e usou assistente efetivamente.

V CRITÉRIO DE REPRELEÇÃO 1. Completou somente um dos seguintes cinco pontos: a. Ofereceu reforço positivo específico, relacionado ao exercício. b. Identificou um problema que realmente ocorreu. c. Ofereceu uma solução relacionada ao problema ocorrido. d. Repetiu o objetivo. e. Reforçou um valor realista para o exercício.

IV 1. 2. 3. 4. 5.

III. CRITÉRIO DE RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS 1. Perdeu problema, mergulhador poderia ter sido ferido. (veja nota)* 2. Perdeu problema ou respondeu inadequadamente, ainda que não tenha criado uma situação perigosa. (veja nota)** 3. Respondeu corretamente, mas lentamente a um problema, ou nenhum problema ocorreu. 4. Respondeu corretamente aos problemas. 5. Respondeu corretamente e rapidamente aos problemas e reforçou a técnica adequada com comunicação adicional depois dos problemas.

II. CRITÉRIO DE DEMONSTRAÇÃO 1. O candidato não realizou ou foi incapaz de realizar o exercício. (veja nota abaixo)* 2. Exercício realizado com dificuldade significativa, erro ou de uma forma que não podia ser visto por alguns alunos.** 3. Exercício realizado corretamente, mas rápido demais para adequadamente exibir os detalhes do exercício. 4. Exercício realizado corretamente e lento o suficiente para adequadamente exibir os detalhes do exercício. 5. Exercício realizado corretamente, lentamente e com movimentos exagerados (pareceu “fácil”).

I. CRITÉRIO DE PRELEÇÃO 1. Passou informação significativamente incorreta ou leu apresentação inteira a partir das notas. 2. Completou somente um dos seguintes quatro pontos: a. Citou objetivo apropriado. b. Claramente citou um valor realista para o exercício. c. Adequadamente descreveu como fazer o exercício. d. Explicou os sinais relacionados ao exercício e como a prática será organizada. 3. Completou 2 ou mais pontos. 4. Completou 3 ou mais pontos de forma efetiva com relação ao tempo. 5. Completou todos os 4 pontos de forma efetiva com relação ao tempo, fluída e relaxada.

Avaliador

PRANCHETA DE AVALIAÇÃO DE APRESENTAÇÃO DE ÁGUAS CONFINADAS NOME

3.

4.

V

O

S

P

R

V U O R E

R

C

S

M

I

E

S

Q

D

U

F

T

Or

S

D

V

Ob

NOME

2.

5.

EXERCÍCIO

© PADI 2006 Todos direitos reservados.

V

O

S

P

R

V U O R E

R

C

S

M

I

E

S

Q

D

U

F

T

Or

S

D

V

Ob

NOME

1.

EXERCÍCIO

EXERCÍCIO


Problemas Normalmente Encontrados

1. Preparação e Montagem dos Equipamentos

CE preso no lado errado do cilindro • Cilindro muito alto, baixo ou solto na montagem do backpack • Regulador conectado na torneira em posição invertida ou de modo incorreto • Inflador de baixa pressão não conectado ou conectado de modo incorreto • Torneira não aberta totalmente • Cilindro deixado sozinho de pé 2. Colocação dos Equipamentos em Águas Rasas • Snorkel do lado errado da máscara • Tiras ajustadas de modo incorreto ou torcidas • Mangueiras presas debaixo das tiras • Equilíbrio incorreto — pendendo 3. Inflagem/Desinflagem do CE • Pressionar o botão errado • Inflagem insuficiente/excessiva • Não apertar o botão de exaustão para abrir a válvula durante a inflagem oral • Posição incorreta do corpo para a desinflagem •

4. Recuperação e Desalagamento do Regulador

Não em emitir um som contínuo ou não exalar quando o regulador está fora da boca • Posição incorreta do corpo para encontrar o regulador pelos métodos de varredura ou de busca • Incapacidade de desalagar o regulador pelo método do sopro — sem ar para exalar • Controle deficiente das vias aéreas — falta de cuidado ao inalar pela primeira vez depois de desalagar o regulador 5. Desalagamento da Máscara • Controle deficiente para alagar a máscara — água demais ou pouca água dentro da máscara • Posição incorreta da mão ou da cabeça para o desalagamento • Incapacidade de exalar através do nariz ou exalar através da boca • Exalação inadequada • Vedação da máscara muito distante do rosto ou falha em vedá-la novamente contra o rosto 6. Uso da Nadadeiras • Joelhos dobrados — realizar pernadas a partir dos joelhos • Pernas e tornozelos muito rígidos • Nadadeiras não apontadas para trás • Pernadas muito curtas ou muito amplas •

Desenvolvimento de Instrutor 184


7. Flutuabilidade Neutra na Superfície • Excesso/insuficiência de lastro • Inflagem/desinflagem insuficiente/excessiva 8. Equalização e Natação Subaquática • Incapacidade de equalizar • Descer muito rápido para conseguir equalizar adequadamente • Técnicas deficientes de pernada e de natação • Ficar com flutuabilidade negativa ou positiva 9. Subidas e Descidas • Deixar de executar os cinco passos de descida entre a dupla antes de descer • Posição incorreta do corpo para desinflar o CE • Liberar o ar rápido demais — descer muito rápido • Tocar o fundo com força — sem controle da flutuabilidade • Deixar de executar os cinco passos de subida entre a dupla antes de subir • Inflar o CE para subir • Subir rápido demais • Posição incorreta do corpo para a subida — sem olhar para cima ou esticar o braço

acima da cabeça 10. Desmontagem dos Equipamentos • Esquecer de purgar o ar das mangueiras • Girar a torneira do cilindro no sentido errado • Cilindro deixado sozinho de pé 11. Checagem de Segurança Pré-Mergulho • Falha em lembrar-se das etapas • Os membros da dupla não trabalham juntos 12. Entrada Sentada Controlada • Posição incorreta do corpo para se levantar e girar para dentro d’água • Bater contra a borda — falha em entrar na água numa distância suficiente da borda • Instrumentos enroscados no deck • Perda de equilíbrio durante a entrada 13. Respiração e Esgotamento do Snorkel • Posição incorreta da cabeça ou do snorkel para respirar com facilidade • Exalação insuficiente para esgotar o snorkel • Levantar o rosto da água para esgotar o snorkel • Controle deficiente das vias aéreas — falta de cuidado ao inalar pela primeira vez depois de esgotar o snorkel 14. Troca do Snorkel/Regulador • Posição incorreta da cabeça ou das mãos para executar a troca com facilidade • Incapacidade de esgotar o snorkel ou o regulador • Levantar o rosto fora d’água para esgotar o snorkel ou o regulador • Controle deficiente das vias aéreas — falta de cuidado ao inalar pela primeira vez depois de esgotar o snorkel ou o regulador Desenvolvimento de Instrutor 185


15. Respiração Sem Máscara e Recolocação da Máscara Embaixo D’água

Controle deficiente das vias aéreas — inalar água pelo nariz • Cabelos, capuz ou tira presos por debaixo da vedação após recolocar a máscara • Posição incorreta da mão ou da cabeça para o desalagamento • Incapacidade de exalar pelo do nariz ou exalar pela da boca • Exalação inadequada para desalagar a máscara • Vedação da máscara muito distante do rosto ou falha em vedá-la novamente contra o rosto 16. Lastreamento Adequado • Excesso/insuficiência de lastro 17. Uso do Snorkel na Superfície com a Unidade Scuba • Posição incorreta do corpo/flutuabilidade insuficiente para nadar com facilidade na superfície • Posição incorreta da cabeça ou do snorkel para respirar com facilidade 18. Remoção de Cãibras • Posição incorreta do corpo para agarrar a ponta da nadadeira • Flutuabilidade excessiva/insuficiente na superfície 19. Reboque de Mergulhador Cansado • Flutuabilidade excessiva/insuficiente para nadar facilmente na superfície • Posição incorreta de reboque prejudicando a capacidade de realizar pernadas • Pernadas ineficientes para o reboque 20. Saída de Águas Profundas • Dificuldade de remover os equipamentos • Remoção dos equipamentos na ordem incorreta • Deixar equipamentos caírem • Flutuabilidade insuficiente • Dificuldade de sair da água 21. Colocação do Equipamento Scuba e dos Lastros em Terra Firme • Os duplas não trabalham juntos — falta de apoio • Postura incorreta ou equilíbrio deficiente • Tiras ajustadas de modo incorreto ou torcidas e mangueiras presas por baixo de equipamentos • Checagem de Segurança Pré-Mergulho incorreta 22. Entrada em Águas Profundas • Não checar a área de entrada antes de entrar na água • Não segurar a máscara/equipamentos durante a entrada • Entrar sem o regulador na boca • Flutuabilidade insuficiente ao entrar na água • Não fazer o sinal “ok” ou não se afastar da área de entrada •

Desenvolvimento de Instrutor 186


23. Natação Sem Máscara

Controle deficiente das vias aéreas — inalar água pelo nariz • Falta de controle de flutuabilidade durante o nado • Perda de direção ou pouca habilidade de natação 24. Flutuabilidade Neutra • Posição incorreta do corpo/pernas • Inflagem/desinflagem excessiva/insuficiente do CE • Não permitir tempo suficiente antes de adicionar/liberar ar do CE • Não respirar lenta e profundamente — ajuste fino do controle respiratório • Usar mãos/pernas para se afastar do fundo 25. Uso da Fonte Alternativa de Ar • Falha em sinalizar e alcançar a fonte alternativa de ar do dupla • Dificuldade de alcançar, desalagar e respirar pela fonte alternativa de ar • Não emitir um som contínuo ou não exalar quando o regulador está fora da boca • Deixar de manter contato entre os duplas • Coordenação/comunicação insuficiente entre os duplas durante o nado/subida 26. Respiração com Regulador em Débito Contínuo • Pressionar o botão de purga de modo incorreto ou inadequado • Vedar os lábios ao redor do bocal • Controle deficiente das vias aéreas — respirar sem cuidado • Posição incorreta da cabeça para respirar com conforto 27. Subida Livre de Emergência Controlada • Posição incorreta do corpo/mãos para nadar • Retirar o regulador da boca • Não emitir um som contínuo • Nadar muito rápido/devagar • Falta de controle da flutuabilidade 28. Mergulho Livre a Partir da Superfície • Hiperventilação incorreta antes de mergulhar • Posição incorreta do corpo/pernas para mergulhar • Flutuabilidade excessiva • Dificuldade de equalizar durante a descida • Posição incorreta do corpo/braço durante a subida • Incapacidade de esgotar o snorkel •

Desenvolvimento de Instrutor 187


29. Levitação — Flutuabilidade Neutra

Inflagem/desinflagem excessiva/insuficiente do CE • Não esperar tempo suficiente antes de adicionar/liberar ar do CE • Não respirar lenta e profundamente — ajuste fino do controle respiratório • Usar mãos/pernas para manter a posição 30. Remoção e Recolocação do Sistema de Lastro na Superfície • Flutuabilidade insuficiente • Dificuldade de encontrar, liberar e segurar o sistema de lastro • Perda de equilíbrio e posicionamento incorreto do corpo quando o sistema de lastro é removido • Dificuldade de recolocar e prender corretamente o sistema de lastro • Mangueiras presas após a recolocação do sistema de lastro 31. Remoção e Recolocação da Unidade Scuba na Superfície •

Flutuabilidade insuficiente ou excessiva • Dificuldade de encontrar e de liberar as tiras • Falha em segurar-se na unidade ou em controlar a unidade scuba assim que ela é removida • Dificuldade de recolocar e prender corretamente a unidade scuba — enroscos • Mangueiras presas depois de recolocar a unidade scuba 32. Remoção e recolocação do Sistema de Lastro Embaixo D’água • Dificuldade de encontrar, liberar e segurar o sistema de lastro • Perda de equilíbrio e posicionamento incorreto do corpo quando o sistema de lastro é removido • Dificuldade de recolocar e prender corretamente o sistema de lastro • Mangueiras presas depois de recolocar o sistema de lastro 33. Remoção e Recolocação da Unidade Scuba Embaixo D’água • Dificuldade de encontrar e de liberar as tiras • Regulador é puxado da boca durante a remoção da unidade • Falha em segurar-se na unidade ou em controlar a unidade scuba assim que ela é removida • Dificuldade de recolocar e prender corretamente a unidade scuba — enroscos • Mangueiras presas depois de recolocar a unidade scuba 34. Exercício de Depleção de Ar • Sinalizar incorretamente ou deixar de sinalizar • Retirar o regulador da boca •

Desenvolvimento de Instrutor 188


Diretrizes para a Preparação de Apresentações de Ensino em Águas Confinadas Use estas diretrizes para ajudá-lo a preparar as apresentações de ensino em águas confinadas. Ao seguir os seis passos e as instruções abaixo, você usará os procedimentos de planejamento adequados e rapidamente criará uma apresentação efetiva de ensino.

Passo Um Revise o requisito de performance no respectivo Guia do Instrutor PADI. O requisito de performance para a habilidade a você atribuída é encontrado no guia do instrutor do curso e pode também estar listado na Prancheta do curso ou Cue Cards do Instrutor. O requisito de performance lhe diz exatamente o que os alunos mergulhadores devem alcançar.

Passo Dois Revise as Recomendações de Conduta e de Habilidades para o respectivo curso neste manual. As técnicas recomendadas são projetadas para ajudá-lo a formular um plano para garantir que os alunos mergulhadores atendam aos requisitos de performance. Lembre-se de que existem muitos métodos eficientes para se ensinar uma habilidade — as técnicas recomendadas somente são um guia para você usá-las. Seu trabalho como instrutor é o de adaptar os seus métodos de ensino às necessidades dos seus alunos mergulhadores e ao ambiente de mergulho. Você também deve ler a seção de um manual PADI que descreve a habilidade ou assistir à demonstração da habilidade em um vídeo PADI. Ao ler o manual e assistir ao vídeo, você identificará o que os alunos mergulhadores viram e poderá focar na importância para os alunos mergulhadores de aprenderem a habilidade. Você também revisará os componentes cruciais da habilidade e os procedimentos envolvidos na conduta da habilidade.

Passo Três Anote os possíveis problemas que os alunos mergulhadores possam ter na execução da habilidade. Retire-os da sua própria experiência com as habilidades ou do trabalho com alunos mergulhadores. Ser capaz de reconhecer e de resolver problemas é importante para o aprendizado e segurança do mergulhador. Você deve ser capaz de identificar um problema, determinar se ele coloca o aluno mergulhador em perigo imediato e então corrigir o problema de modo a garantir a segurança e reforçar o aprendizado. Pensar nos problemas permite que você antecipe quais os problemas que podem ocorrer e estar pronto para lidar com eles ou preveni-los. Isto também o ajudará a formular uma preleção mais completa que inclua informações específicas de como evitar a maioria dos problemas mais comuns.

Desenvolvimento de Instrutor 189


Passo Quatro Preencha a sua Prancheta de Preparação de Aula em Águas Confinadas. Assim que você tiver determinado o requisito de performance da habilidade, revisado as técnicas recomendadas e identificado os problemas comuns, você está pronto para preparar a sua apresentação de ensino. A Prancheta de Planejamento de Aula deve ajudá-lo a incluir todos os elementos importantes. Como você pode levar esta prancheta consigo embaixo d’água, ela será a sua principal fonte de referência durante a apresentação. Esta prancheta oferece bastante espaço para escrever anotações e o lembra de incluir os componentes necessários. Certifique-se de que a sua escrita seja grande e legível suficiente para ser lida. Evite o uso de frases completas porque leva muito tempo para serem lidas e aumenta a tendência de ler textualmente o plano de aula ao invés de explicá-lo de maneira relaxada e fluída.

Passo Cinco Revise a prancheta de preparação de aula no contexto dos critérios de Avaliação de Apresentação de Ensino em Águas Confinadas. Ao compará-la com os critérios, você é capaz de identificar quaisquer erros ou omissões antes de realizar a apresentação. Faça as seguintes perguntas — se você conseguir responder “sim” para cada um dos itens, seu plano estará completo. Preleção 1. A preleção inclui uma declaração clara do requisito de performance? 2. Há uma declaração realística do valor que claramente identifica por que a habilidade é importante durante o mergulho? 3. A preleção detalha todas as etapas cruciais da habilidade ou as sub-habilidades? 4. Os alunos mergulhadores recebem orientação sobre como, onde e quando exatamente a habilidade será executada? 5. A preleção menciona como você se comunicará embaixo d’água com os alunos mergulhadores? Demonstração 6. Você determinou como demonstrar a habilidade lentamente e com movimentos deliberados, detalhando cada componente? 7. Você praticou a habilidade e se sente à vontade com a qualidade da sua demonstração? Controle e Organização 8. Você revisou as técnicas recomendadas neste manual e sabe quais técnicas usará para garantir que os alunos mergulhadores atendam ao requisito de performance? 9. Você planejou onde posicionará os alunos mergulhadores e onde você e seus assistentes estarão posicionados em relação aos alunos mergulhadores? 10. Você planejou como organizar o andamento da atividade para o uso eficiente do tempo? 11. Você sabe como informar aos alunos mergulhadores quando eles tiveram um bom desempenho? Resolução de Problemas 12. Você sabe como responderá a qualquer um dos problemas normalmente encontrados ocorridos durante a prática dos alunos mergulhadores? 13. Você levou em conta meios de conduzir a habilidade para minimizar problemas ou reduzir o risco aos alunos mergulhadores caso ocorram problemas? Desenvolvimento de Instrutor 190


Repreleção 14. Você levou em conta como fornecerá reforço positivo pelo desempenho dos alunos mergulhadores através de declarações e elogios? 15. Você planeja declarar novamente o requisito de performance no tempo verbal presente? 16. Você pensou em como identificará problemas que ocorreram durante a prática da habilidade? 17. Você pensou em como irá sugerir maneiras de resolver estes problemas e melhorar o desempenho? 18. Você planeja reforçar o valor da habilidade?

Passo 6 Visualize e ensaie a apresentação para determinar como a sua preleção e repreleção irão acontecer. Ao praticar em voz alta você pode descobrir uma diferença entre a maneira que aula está escrita no papel e como você a apresenta. O ensaio permitirá que você faça ajustes finos da aula. Se não puder praticar a sua apresentação em água confinadas, você ainda pode ensaiar usando a visualização. Imagine-se falando com os alunos mergulhadores durante a preleção, demonstrando a habilidade, orientando seus assistentes, conduzindo a prática da habilidade, detectando e corrigindo problemas e fornecendo aos alunos mergulhadores reforço positivo. Ao visualizar a apresentação, você pode identificar maneiras de melhorar o desempenho e perceber áreas que precisam de mais atenção.

Desenvolvimento de Instrutor 191


Gerenciamento de Mergulho em Águas Abertas

Folha de Trabalho Tarefa de Mergulho em Águas Abertas ________________________________________ Tarefa do Local de Mergulho _________________________________________________ 1. Quais são as necessidades especiais de logística, equipamentos ou de equipe existentes para

este mergulho?

2. Onde você vai ancorar a estação de apoio de superfície e prender os cabos necessários?

3. Onde você posicionará os alunos mergulhadores e os assistentes para conduzir as habilidades

para este mergulho?

4. Como você organizará a sequência das habilidades dentro do mergulho?

5. O que mais você precisa levar em conta para garantir que os alunos mergulhadores consigam

atender aos requisitos de performance (profundidade, distância, etc.)?

6. Quanto tempo você terá para explorar o ponto de mergulho?

Desenvolvimento de Instrutor 192


Diretrizes para a Preparação de Apresentações de Ensino em Águas Abertas Use estas diretrizes para ajudá-lo a preparar as apresentações de ensino em águas abertas. Ao seguir os seis passos e as instruções abaixo, você usará os procedimentos de planejamento adequados e rapidamente criará uma apresentação efetiva de ensino.

Passo Um Revise os requisitos de performance no respectivo Guia do Instrutor PADI. Os requisitos de performance para as habilidades a você atribuídas são encontrados no guia do instrutor do curso e podem também estar listados na Prancheta do curso ou Cue Cards do Instrutor. O requisito de performance lhe diz exatamente o que os alunos mergulhadores devem alcançar.

Passo Dois Revise as Recomendações de Conduta e de Habilidades para o respectivo curso neste manual. As técnicas recomendadas são projetadas para ajudá-lo a formular um plano para garantir que os alunos mergulhadores atendam aos requisitos de performance. Lembre-se de que existem muitos métodos eficientes para organizar a prática das habilidades — as técnicas recomendadas são somente um guia para você usá-las. Seu trabalho como instrutor é o de adaptá-las às necessidades dos seus alunos mergulhadores e ao ambiente de mergulho. Você também deve ler a seção no respectivo manual PADI que descreve como a habilidade é aplicada em águas abertas. Ao ler o manual, você identificará aquilo que os alunos mergulhadores leram, revisará os componentes cruciais das habilidades e os procedimentos envolvidos na conduta da habilidade.

Passo Três Preencha a sua Prancheta de Preparação de Aula em Águas Abertas. Assim que você tiver determinado o requisito de performance da habilidade e revisado as técnicas recomendadas, você está pronto para preparar a sua apresentação de ensino. A Prancheta de Planejamento de Aula deve ajudá-lo a incluir todos os elementos importantes. Esta prancheta oferece bastante espaço para escrever anotações e o lembra de incluir os componentes necessários. Certifique-se de que a sua escrita seja grande e legível o suficiente para ser lida. Evite fazer uso de frases completas porque leva muito tempo para serem lidas e aumenta a tendência de ler textualmente plano de aula ao invés de explicá-lo de maneira relaxada e fluída. Lembre-se de que as apresentações de ensino em águas abertas devem enfatizar como adaptar e aplicar as habilidades ao ambiente de águas abertas. Isto significa que geralmente você não precisa incluir uma explicação detalhada sobre como executar a habilidade, nem demonstrar as habilidades (entretanto, alguns cursos de educação continuada introduzem habilidades em águas abertas e requerem preleções mais elaboradas).

Desenvolvimento de Instrutor 193


Passo Quatro Revise a prancheta de preparação de aula no contexto dos critérios de Avaliação de Apresentação de Ensino em Águas Abertas. Ao compará-la com os critérios, você é capaz de identificar quaisquer erros ou omissões antes de realizar a apresentação. Faça as seguintes perguntas — se você conseguir responder “sim” a cada um dos itens, seu plano estará completo. Preleção 1. A preleção inclui uma declaração clara dos requisitos de performance? 2. Há uma declaração realística do valor que claramente identifica por que as habilidades são importante durante o mergulho? 3. Os alunos mergulhadores recebem orientação sobre como, onde e quando exatamente a habilidade será realizada? 4. A preleção menciona como você se comunicará embaixo d’água com os alunos mergulhadores? 5. A preleção revisa brevemente as etapas cruciais da habilidade? Controle e Organização 6. Você revisou as técnicas recomendadas neste manual e sabe quais técnicas usará para garantir

que os alunos mergulhadores cumpram o requisito de performance? 7. Você planejou onde posicionará os alunos mergulhadores e onde você e seus assistentes estarão posicionados em relação aos alunos? 8. Você planejou como organizar o andamento da atividade para o uso eficiente do tempo? 9. Você sabe como informar aos alunos mergulhadores quando eles tiveram um bom desempenho?

Resolução de Problemas 10. Você sabe como responderá a qualquer um dos problemas normalmente encontrados ocorridos durante a prática dos alunos mergulhadores? 11. Você levou em conta meios de conduzir a habilidade para minimizar problemas ou reduzir o risco aos alunos mergulhadores caso ocorram problemas? Repreleção 12. Você levou em conta como fornecerá reforço positivo pelo desempenho dos alunos mergulhadores com declarações e elogios? 13. Você planeja declarar novamente o requisito de performance no tempo verbal presente? 14. Você pensou em como identificará problemas que ocorreram durante a prática da habilidade? 15. Você pensou em como irá sugerir maneiras de resolver estes problemas e melhorar o desempenho? 16. Você planeja reforçar o valor da habilidade?

Passo Cinco Visualize e ensaie a apresentação para determinar como a sua preleção e repreleção irão acontecer. Ao praticar em voz alta você pode descobrir uma diferença entre a maneira que aula está escrita no papel e como você a executa. O ensaio permitirá que você faça ajustes finos da aula. Imagine-se conduzindo cada componente. Ensaie mentalmente a apresentação várias vezes, imaginando variadas condições de água — visibilidade ruim, correnteza moderada, fundo lodoso, Desenvolvimento de Instrutor 194


arrebentação, etc. Isto o prepara para lidar com quaisquer condições que encontrar. Ao visualizar o local de águas abertas e os alunos mergulhadores embaixo d’água, você pode identificar maneiras de melhorar o desempenho e perceber áreas que precisam de mais atenção.

Desenvolvimento de Instrutor 195


Desenvolvimento de Instrutor

196 Data

2.

O V

O V

12

13

14

15

16

17

18

20

21

22

23

24

2.0 2.2 2.4 2.6 2.8 3.0 3.2 3.4 3.6 3.8 4.0 4.2 4.4 4.6 4.8 5.0

11

EXERCÍCIO

Produto No. 60574-P (Rev. 10/06) Versão 2.03

203PDH9

PORTUGUÊS (PORTUGUESE)

* Performance em áreas assim marcadas resultarão em uma nota final da apresentação 1,0 independentemente da performance no restante da apresentação. ** Performance em duas ou mais áreas assim marcadas resultarão em uma nota final da apresentação 2,0 independentemente da performance na preleção e repreleção.

NOTA FINAL

10

25

S

S

19

P

P

TOTAL DE PONTOS

R

R

Completou 2 pontos. Completou 3 pontos. Completou 4 pontos. Completou todos 5 pontos.

E

E

V. CRITÉRIO DE REPRELEÇÃO 2. 3. 4. 5.

R

R

1. Completou somente um dos seguintes cinco pontos: a. Ofereceu reforço positivo específico, relacionado ao exercício. b. Identificou um problema que realmente ocorreu. c. Ofereceu uma solução relacionada ao problema ocorrido. d. Repetiu o objetivo. e. Reforçou um valor realista para o exercício.

O

O

M

M

U

C

C

V

A

A

U

P

V

U

R

R

P

C

C

U

S

S

F

F

M

T

T

I

S/O

S/O

M

R/D

R/D

I

V

NOME

Ob

EXERCÍCIO

V

EXERCÍCIO

Ob

NOME

1. Violou os Standards PADI. (veja nota)* 2. Desorganizado ou perdeu tempo (veja nota)** 3. Organizou o mergulho de forma a permitir que os alunos efetivamente pudessem cumprir o(s) requisito(s) de performance. 4. Completou o item 3 e ofereceu reforço positivo a cada mergulhador após o término do exercício. 5. Completou o item 4 e demonstrou consciência ambiental através do posicionamento e movimentação do grupo.

IV. CRITÉRIO DE ORGANIZAÇÃO

1. Inseguro, um mergulhador poderia ter sido ferido. (veja nota)* 2. Completou somente um dos seguintes quatro pontos: (veja nota)** a. Posicionou os mergulhadores para estarem em seu campo visual direto durante a prática (exceto em exercícios móveis) b. Direcionou o assistente para uma posição que permitiu monitoramento consistente de todos alunos. c. Comunicou-se claramente com o(s) aluno(s) realizando o exercício. d. Durante a a prática, monitorou todos os alunos ao sinalizar para eles ou dirigiu o assistente a checar cada aluno 3. Completou 2 pontos. 4. Completou 3 pontos. 5. Completou 4 pontos.

III. CRITÉRIO DE CONTROLE

1. Perdeu problema, mergulhador poderia ter sido ferido. (veja nota)* 2. Perdeu problema ou respondeu inadequadamente ainda que não tenha criado uma situação perigosa. (veja nota)** 3. Respondeu corretamente, mas lentamente a um problema, ou nenhum problema ocorreu. 4. Respondeu corretamente aos problemas. 5. Respondeu corretamente e rapidamente aos problemas e reforçou a técnica adequada com comunicação adicional depois dos problemas.

II. CRITÉRIO DE RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS

1. Passou informação significativamente incorreta ou leu apresentação inteira a partir das notas. 2. Completou somente um dos seguintes quatro pontos: a. Citou objetivo apropriado. b. Claramente citou um valor realista para o exercício. c. Adequadamente revisou/descreveu (se aplicável) como fazer o exercício. d. Explicou os sinais relacionados ao exercício e sua conduta e como a prática será organizada. 3. Completou 2 ou mais pontos. 4. Completou 3 ou mais pontos com relação ao tempo. 5. Completou todos os 4 pontos de forma efetiva com relação ao tempo, fluída e de maneira relaxada, e, se aplicável, integrando habilidades múltiplas e uma instrução específica.

I. CRITÉRIO DE PRELEÇÃO

Avaliador

PRANCHETA DE AVALIAÇÃO DE APRESENTAÇÃO DE ÁGUAS ABERTAS

1.

3.

NOME

V

O

S

P

R

E

R

O

U

V

M

C

A

P

U

R

C

S

M

I

F

T

S/O

R/D

V

Ob

4.

NOME

V

O

S

P

R

E

R

O

U

V

M

C

A

P

U

R

C

S

M

I

F

T

S/O

R/D

V

Ob

5.

NOME

V

O

S

P

R

E

R

O

U

V

M

C

A

P

U

R

C

S

M

I

F

T

S/O

R/D

V

Ob

EXERCÍCIO

© PADI 2006

EXERCÍCIO

EXERCÍCIO

EXERCÍCIO

EXERCÍCIO

EXERCÍCIO

EXERCÍCIO


Preparando-se para Ensinar um Curso Open Water Diver

Folha de Trabalho Que passos vocĂŞ deve tomar para se preparar para ensinar um curso Open Water Diver? Revisar:

Organizar:

Checar:

Planejar:

Desenvolvimento de Instrutor 197


Preparando-se para Ensinar um Programa Adventures in Diving

Folha de Trabalho Que passos vocĂŞ deve tomar para se preparar para ensinar um Programa Adventures in Diving? Revisar:

Organizar:

Checar:

Planejar:

Desenvolvimento de Instrutor 198


70513_P_Guide_To_Teaching