__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

C U R A ELI S A D E S EN A


01 FOI AGORA QUE CHEGUEI (domínio publico + improvisações)

Mauricio Tizumba – voz Elisa de Sena – voz e percussão vocal Black Josie – beats


02 ME ENCANTO (Elisa de sena)

Agora é canto É canto pra quem ia dentro de um navio É canto de harmonia, é um canto sozinho É solo, é sol, é praia, é mar é ar É água que vem pra purificar Agora é canto No barco o seu abraço e todo seu encanto Que leva nessa águas que embalam tanto É onda, é nota, é rir, é ritmar É ritmo que vem e vai ficar Ri mar Chora e respira Conta as lágrimas Marinhas No sol Saudade é mato Mata essa sede em mim Só diz sim

Agora é canto É arco Iris riscando o seu claro mundo Tudo se transformando a cada segundo Luar cheio no céu a clarear É luz que vem para iluminar Ri mar Chora e respira Conta as lágrimas Marinhas No sol Saudade é mato Mata essa sede em mim Só diz sim Agora é canto

Elisa de Sena – voz, tambores, pandeiro, patangome, agogô e sinos Black Josie – beats Gustavo Cunha – guitarras e synth Leticia Damaris - guitarras Manu Ranilla – pandeiro Ricardo Campos – baixo


03 RAIZ (Elisa de sena)

O meu cabelo é identidade A minha cor lutou por liberdade Eu nasci preta no Brasil Quem se abriu pra causa, ouviu Eu sou negra bantu e nagô Não venha negar minha cor A minha raiz não é relaxada É firme na terra árvore sagrada Tronco negro meu bisavô Nesse mesmo tronco apanhou Seu sangue no rio correu Dessa água o sinhô bebeu Lavoooou Lavooooou De pé descalço ganhei esse mundo E na cabeça símbolo profundo Pano que protege o ori Orienta o povo daqui Símbolo de guerra e de paz Turbante dos meus ancestrais Raiz Raiz Lavooou (lavou a dor) Lavooou (lavou a dor)

O elemento é água Água que lava o sangue e as mágoas É água Água que leva navios negreiros, povo guerreiro, cruz e espada O elemento é fogo, fogo que forja o aço da espada de meu ogum É fogo que aquece, queima e ilumina qualquer um O elemento é ar Que sopra pro continente mãe o espírito da mulher a cantar É ar, áfrica, que sente o vento da brisa que vem do mar O elemento é terra E os meus pés pisam por onde o caminho diz É terra que fortalece o emaranhado da raiz Raiz (de um povo matriz) Raiz (meu povo e matriz)

Luedji Luna – voz Elisa de Sena – voz, tambor, patangome e agogô Black Josie – beats Gustavo Cunha – guitarras e synth Leticia Damaris - guitarras Manu Ranilla – cajon Ricardo Campos – baixo


04 MEU PRETO (Elisa de sena)

No seu olho eu vejo tudo Eu me vejo no seu mundo Nesse mundo que é meu e seu Meu pequeno pedaço de céu O meu tempo é todo seu Ah sua pele me diz Que meu preto tai Viemos da mesma Raiz Ah seu caminho é de luz E um astro conduz O seu canto que é de guerra em paz Guerreando pra viver em paz

Elisa de Sena – voz, agogô, tambores e patangome Black Josie – beats Gustavo Cunha – guitarras e synth Leticia Damaris - guitarras Ricardo Campos – baixo


05 SUSTENTA (Elisa de sena E Manu Ranilla)

ela não pára segue na estrada reta e curva e dura dura uma vida de persistência é resistência resiste à dureza e leve conduz seu passo no embaraço  tem laço de fita no seu nó e nossa a minha, a sua e a dela salve maria segue na guia, estrela minha ela não pára pá parapa ela não pára parada ela repara na ré do tempo e no seu tempo que nunca é lento traz o alento pro corpo são são benedito garante meu sustento de água e pão ela não pára pá parapa ela não pára parada

Elisa de Sena – voz e tambor Black Josie – beats Gustavo Cunha – guitarras e synth Leticia Damaris - guitarras Manu Ranilla – pandeiro e congas Ricardo Campos – baixo


06 TÁ QUENTE AQUI (Elisa de sena)

Tá quente aqui Quentura boa Que queima a sola do pé e te faz correr Pular, dançar, gritar Quentura de sexta-feira a noite Ou de sábado de manhã Quentura de lua cheia Enxame de abelha fazendo mel doce e quente Quente de cachaça mineira  Pirando cabeça boa e o corpo de gente  Quente de dentro da gente quando bradamos pelos nossos direitos de ser, estar, ocupar... Quentura de sol de inverno,  Aquele que vc não acha que vai queimar, mas... Né Pimenta, vou nem falar Tá quente aqui Quentura de útero De abraço  Aquele suave laço Refaço  Preta Viva Julia Tizumba – risos Elisa de Sena – voz Manu Ranilla / ArrudaHitech – programação eletrônica e percussões


07 UM CHEIRO (Elisa de sena)

Noite inteira de cheiro do seu lado Que cheiro de mato queimado Chuva cai pra molhar o meu cerrado Que cheiro de mato queimado Alecrim e gengibre misturado Que cheiro de mato queimado O Ana vem Poe seu nego nesse bailado Diz pra ele dançar de lado Que esse passo é do bem O Ana vai lá Vaia o nego que não dançou Diz pra ele que não tem dor Que te leve pra cair Eu caí aqui ihi Cai pra lá aha Eu Caí na dança no compasso do bailar Eu caí aqui ihi

Elisa de Sena – voz, tambor, agogô, triângulo, chaves, patangome e xilofone Black Josie – beats Gustavo Cunha – guitarras e synth Leticia Damaris - guitarras Ricardo Campos – baixo

Eu caí pra lá aha Eu caí no samba eu quero mesmo é me jogar


08 FICAR SOL (Elisa de sena)

É bem cedo  E o sol sobe no mar  Brilha Brilha É bem cedo E você ginga Sempre convidando a amar  É bem cedo Mas hoje não Hoje eu não vou te acompanhar Resolvi ficar só Sol Resolvi ficar só Sol Resolvi ficar só   A grana é curta Sistema é bruto

Bruta a batalha Mas sigo flor O mar acalma Você convida Brincar na areia Fazer amor Mas hoje não Hoje eu não vou te acompanhar Resolvi ficar só Sol Resolvi ficar só Sol Resolvi ficar só Sol

Elisa de Sena – voz e tambor Black Josie – beats Gustavo Cunha – guitarras e synth Leticia Damaris - guitarras Ricardo Campos – baixo


09 AQUI TÁ FRIO (Elisa de sena)

Aqui, tá frio Frio bom Que acalma a cabeça, descansa o corpo Frio de cachoeira mineira Queda brava, forte, gelada, que te faz despertar Frio de água de mar Oceano imenso, lá no centro Sozinha A flutuar Frio de noite sem par De lua nova De amor passado Saudade chegada  Terra molhada  Frio de descanso do guerreiro pelos direitos conquistados, preservados... Frio de arrepiar a espinha  Fazer o líquido cristalizar  De noite, brilhar

Elisa de Sena – voz Manu Ranilla / ArrudaHitech – programação eletrônica e percussões


10 ACALMAR (Elisa de sena)

Batida é som de rima Ritmo que escolta Descola a melodia Compasso vai e volta Vai Volta Vai Voltar Na volta te revira Decifra sua alma Uma frase maldita Levou embora a calma Ahhhhh Calma Ahhhh calmar Desacelera... Vem É ventura que te faz bem Nessa altura é bom também  Aprender a voar Cai pra lá Cai nessa água pra se banhar O seu corpo a flutuar vai te levar pra lá Késia Estácio – vocalizes Elisa de Sena – voz e tambores Black Josie – beats Gustavo Cunha – guitarras e synth Leticia Damaris - guitarras Ricardo Campos – baixo e violoncelo


11 NEGRA RIMA (Elisa de sena E Maíra Baldaia)

Ela é preta É negra da rima Carrega seu corpo-estandarte aonde vai Voz de reação Chama pra ação Ela é mulher e grita pelo que quer Ela é mista Índia da periferia Carrega a revolução entre os dentes A luta ainda não findou E ela segue protegida Tem sangue de dandara Tem sangue de mairum Tem sangue de n’zinga Carolina, cora e pagu Escreve historias nas linhas da lida A sua luta tem suingue de mandinga Ginga na canção marca geração Seu corpo é luz e vence a escuridão Seu riso branco vence qualquer demanda Ela tem um olhar de flecha certeira Seu canto é revolução Faz água brotar do chão

Elisa de Sena – voz, tambores e patangome Black Josie – beats Gustavo Cunha – guitarras e synth Leticia Damaris - guitarras Ricardo Campos – baixo


C U R A Direção Musical: Elisa de Sena Produção Musical: Black Josie (exceto faixas 6 e 9) Instrumentistas arranjadores: Gustavo Cunha, Letícia Damaris, Ricardo Campos Produção dos poemas - Arruda hi-tec / Manu Ranilla (faixas 6 e 9) Gestão e produção executiva: Karu Torres Maquiagem: Sam Luca Fotógrafo capa e encarte: Paulo Abreu Fotógrafo banda: Paulo Oliveira Designer: Alexandre de Sena Disco gravado, mixado e materizado por Kiko Klaus em Camarada MixMaster

Agradecimentos: Rafael, Dulce, José Maria, Hugo, Nanda, Laura, Alexandre, Giorgos. Júlia Tizumba, Júlia Branco, Pâmela Bernardo, Paulo Oliveira, Paulo Abreu, Beth Coutinho, Karu Torres, Ângelo Vicente, Ludmilla Andrade. André Xina, André T, Tasia de Paula, Josi Lopes, Maíra Baldaia, Larissa Luz, Luedji Luna, Késia Estácio, Maurício Tizumba. Coletivo Negras Autoras, Programa Lugar de Mulher, Coletiva Malva, Tambor Mineiro.

Este disco é dedicado a ...

Profile for Alexandre de Sena

encarte CURA - elisa de sena TESTE  

Encarte do cd CURA, de elisa de sena (julho/2019)

encarte CURA - elisa de sena TESTE  

Encarte do cd CURA, de elisa de sena (julho/2019)

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded