Page 37

36

Adama DIENG

vezes ficar um pouco frustrados. É por isso que, há três dias, emiti uma declaração sobre a situação na Síria, mais uma declaração na qual mostro que, no espaço de sete dias, sete lugares em que era suposto proteger-se a vida foram atacados pelas partes em conflito; quando vemos uma situação em que o último médico pediatra existente localmente foi morto, e, ainda assim, o Conselho de Segurança continua a falhar na proteção da população da Síria. Assim, como membros deste mundo e membros da Humanidade, têm de assumir a responsabilidade e tentar colocar o máximo de pressão possível. Isto é algo que a Espanha, hoje sentada no Conselho de Segurança, está a tentar fazer. No entanto, como sabem, algumas vezes, existe um órgão que não é muito democrático, como é o caso do Conselho de Segurança, onde estão cinco membros que têm o veto, e os quais, infelizmente, em certas circunstâncias falham, dando como motivo para que o veto seja inserido nesta importante questão das Nações Unidas, garantirem que a paz e a segurança sejam mantidas. Quando vemos milhares, ou mesmo centenas de milhares, de pessoas a serem mortas, e outras situações que são uma séria ameaça à paz e à segurança, e não somos capazes de abordar essas questões adequadamente, é aí que temos o direito de fazer pressão. Muito obrigado.

Profile for AIDLR AIDLR

Consciência & Liberdade 30 (2018)  

Consciência & Liberdade 30 (2018)  

Profile for aidlr
Advertisement