Page 1

SINDICATO DOS METALÚRGICOS DE GUARULHOS, ARUJÁ, MAIRIPORÃ E SANTA ISABEL - ANO 25 - Nº 255 - JUNHO 2018 União e Ação

Telefone 2463.5300 • E-mail: sindicato@metalurgico.org.br • Site: www.metalurgico.org.br

Foto: Claudio Omena

Sindicato amplia acordos e aumenta ganhos de PLR

APROVAÇÃO - Assembleia na Gestamp (Santa Isabel) aprova acordo e benefício sobe 16,6%. Diretores Cabeça, Fala Mansa, Nildo e Chorão coordenam ação na fábrica

A luta sindical preserva direitos e obtém avanços. É o que acontece com a Participação nos Lucros e/ ou Resultados (PLR). O Sindicato fechou novos acordos e aumentos passam de 16%, como no caso da Gestamp (Santa Isabel). Direito - O presidente José Pereira dos Santos afirma: “Receber PLR é direito do trabalhador. E o Sindicato atua em toda a base pra que esse direito seja efetivo”.

Leia na página 3

• Gestamp 16,6% • Usiminas 15% • Gate 14% • Mayekawa 10%

Festa Junina encanta público A família metalúrgica compareceu em peso à nossa Festa Junina, dia 23, no Clube de Campo. Barracas de comidas e bebidas típicas e também brinquedos para crianças tiveram alta frequência. Shows musicais e dança folclórica com o grupo Ópera do Povo (foto) foram muito aplaudidos. Tradição - Nosso secretário-geral Pedro Pereira da Silva (Zóião) destaca: “A Festa Junina é tradição que se mantém viva. Ela é muito esperada pelos metalúrgicos”. Última página

CENTRAIS SINDICAIS E DIEESE LANÇAM AGENDA CONTRA A CRISE

Páginas 4 e 5


2 - Jornal Sindical - Junho de 2018

 EDITORIAL

O poder só respeita quem demonstra força

José Pereira dos Santos Presidente do Sindicato

E-mail: pereira@metalurgico.org.br

Por formação, sou uma pessoa de diálogo. Quem me conhece sabe que não endosso radicalismos. Não quer dizer, porém, que eu aceite as coisas como elas estão. O ex-ministro Magri, que hoje assessora o Sindicato e a Força Sindical, ensina que não podemos perder a capacidade da indignação. Ele está certo. O que está sendo feito no Brasil, com nossos empregos, direitos, riquezas naturais e a soberania é um crime. E nós temos o dever de nos rebelar contra os que cometem essas barbaridades. O povo precisa ir às ruas denunciar

esses ataques. Precisa participar do processo eleitoral, limpar o entulho político e principalmente eleger representantes comprometidos com a Pátria e os trabalhadores. Argentina - Os hermanos já fizeram três greves gerais contra o governo neoliberal. Foram às ruas e impediram cortes na Previdência. Nós não podemos ser patriotas só

Há um projeto de destruição nacional. E nós temos que reagir!

 CIDADANIA

Vamos valorizar o voto - 1 Vamos valorizar o voto - 2 Vamos valorizar o voto - 3 Pesquisas mostram forte disposição do eleitor de não votar, votar branco ou anular. Vamos lutar contra isso e valorizar o direito ao voto.

Voto nulo não pune mau político. Ao contrário. Político profissional acaba se elegendo pelo coeficiente eleitoral de seu partido. Pense nisso.

na Copa do Mundo. Temos de ser patriotas sempre: ao defender nosso emprego, nossos direitos, nossa organização sindical e principalmente buscar uma vida melhor para as famílias dos trabalhadores. Como fazer? As Centrais, Federações, Confederações e Sindicatos precisam se unir. Unir e mobilizar as categorias profissionais. A Agenda Prioritária, elaborada com apoio do Dieese, é um passo adiante. Mas não basta. Precisamos mostrar mais força e capacidade de luta. Porque o poder só respeita e negocia com quem fala grosso!  PROFISSIONAL DE MÍDIA

Você abre mão do seu direito ao 13º, às férias, às horas extras? Não. Então, por que iria abrir mão do direito de votar? Seria um erro.

 DEU NA IMPRENSA

Festa e nossos 55 anos são retratados na mídia A Festa Junina dos Metalúrgicos, dia 23, no Clube de Campo, foi destaque na mídia, inclusive saiu de manchete na Folha Metropolitana dia 26. O evento também foi divulgado em chamada do jornalista Roberto Samuel em seu programa Tribuna Livre, na TV Guarulhos. Os sites da Força Sindical,

Confederação dos Metalúrgicos (CNTM) e da Agência Sindical também noticiaram nossa Festa. Revista - Os 55 anos do Sindicato, em 30 de abril, mereceram matéria de uma página na revista Saúde e Segurança em Dia, edição de junho. O texto conta nossa história, por meio de depoimentos do presidente José Pereira dos Santos

e do nosso secretário-geral Pedro Pereira da Silva (Zoião). Artigo - Toda quarta, o Guarulhos Hoje publica coluna do presidente Pereira. Ele sempre aborda questões ligadas ao mundo do trabalho ou à conjuntura econômica nacional. A matéria é publicada no nosso site, na Força Sindical e em outros portais. DESTAQUES Revista Saúde e Segurança abordou os 55 anos do Sindicato. Nossa Festa Junina teve matéria na Folha Metropolitana e no site da Força Sindical, entre outros.

APRENDIZADO É DIÁRIO Antônio Flávio Lima Boaventura formou-se em 2006. Desde então trabalha no Guarulhos Hoje. Diariamente, também fala sobre a cidade nos programas Pulo do Gato e Rádio Livre, na Bandeirantes. Boaventura foi assessor de imprensa na área esportiva até conquistar um lugar entre os mais respeitados jornalistas guarulhenses. Ele conta que passou por situações difíceis e aprendeu muito. “Cada dia é um aprendizado. Importante pra quem está vindo para a profissão é ter disciplina e humildade. Não é algo pra se autopromover, mas, sim, bem informar e respeitar o cidadão”, arremata Boaventura.

JORNAL SINDICAL - Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos, Arujá, Mairiporã e Santa Isabel. Sede: rua Harry Simonsen, 202, Centro de Guarulhos, CEP 07013-110. Telefone 2463.5300. Site: www.metalurgico.org.br - E-mail: sindicato@metalurgico.org.br - Subsede Arujá: rua Silmar Montoni, 215, Center Ville, CEP 07401-135. Telefone 4655.3596. Subsede Mairiporã: rua José Claudino dos Santos, 122, Jardim São Francisco II (Terra Preta), CEP 07600-000. Telefone 4486.1615. Clube de Campo: rua Galáxia, 126, Parque Primavera, Guarulhos, CEP 07142-390. Telefone 2402.3811. Colônia de Férias em Caraguatatuba: (12) 3887.1250. Produção: Agência Sindical - 3255.6559. Fotos: Claudio Omena, Carlos Salles e Rômulo Magalhães. Texto: Luiz De Salvo Neto (Titico) e João Franzin. Edição: João Franzin. Diretoria: José Pereira dos Santos (presidente), Josinaldo José de Barros (vice-presidente), Pedro Pereira da Silva (secretário-geral), Alex Sandro de Lima (1º secretário), Célio Ferreira Malta (2º secretário), Antonio Francisco da Silva (tesoureiro-geral), Josete Machado Filho (1º tesoureiro). Suplentes: José Carlos Santos Oliveira, Ricardo Pereira de Oliveira, Roseli do Carmo Lima, José João da Silva, Márcia de Aquino Meira e Raquel de Jesus. Conselho Fiscal: Augusto Valdomiro Knupp, José Dilton Braga da Silva e Daniel Hermínio Estevam. Suplentes: Evandro Pereira, Adriano Alves de Oliveira e Eronides Rafael Galdino. Delegados na Federação: José Barros da Silva Neto e Elenildo Queiroz Santos. Suplentes: Eduardo Apóstolo Santos Oliveira e José Pedro da Silva. Impressão: BanGraf. Tiragem: 25 mil exemplares. Junho 2018.


Jornal Sindical - Junho de 2018 - 3

 PARTICIPAÇÃO

Sindicato negocia ganho superior a 16% Aumentos no benefício variam de 10% a 16,6%. É mais poder aquisitivo! Segue firme, em toda a base, a luta sindical por pagamento de Participação nos Lucros e/ou Resultados (PLR). Novos acordos foram firmados, beneficiando cerca de dois mil trabalhadores em cinco fábricas. Nosso vice-presidente Josinaldo José de Barros (Cabeça) diz: “O trabalhador é quem constrói o progresso da empresa. Nada mais justo que receba parte desse resultado. Queremos PLR para todos”. Gestamp (Santa Isabel) - Dois bons acordos beneficiaram os cerca de 700 companheiros. Primeiro, a Participação subiu 16,6% e seu valor pode chegar a R$ 3.500,00. No vale-refeição, conseguimos aumento ainda maior, de 44,7%. O acordo foi aprovado por unanimidade em assembleia dia 21. A primeira parcela da PLR foi paga no final de junho, no valor de R$ 2.200,00, proporcional ao tempo de serviço na empresa. A segunda, conforme metas, sai em dezembro. Uma terceira boa notícia nesta fábrica: a reivindicação de equipa-

SOLUÇÕES USIMINAS - Nossos diretores Alex, Roseli e Madeira explicam acordo que garantiu mais 15% no valor da PLR

ração salarial já está sendo estudada pela direção da empresa. Soluções Usiminas (Jardim São Roque) - Aproximadamente 600 funcionários aprovaram, por unanimidade, a proposta de PLR. Valor do benefício sobe 15% e pode chegar a 1,15 salário nominal. Na primeira parcela, que sai em julho, está garantido valor mínimo de até R$ 1.000,00 - será pago de forma proporcional ao tempo de trabalho. A segunda parcela vence em abril do próximo ano e o valor depende da apuração das metas. Gate (Arujá) - Participação subiu 14% e pode chegar a R$ 4.000,00, de acordo com as metas. Na primei-

ra parcela, prevista para julho, os 100 funcionários terão mínimo de R$ 2.000,00. A segunda sai em janeiro. Valor dependerá das metas atingidas. Mayekawa (Arujá) - Acordo garante aumento de 10% sobre o benefício anterior. Seu valor pode chegar a R$ 3.920,00, beneficiando os 170 funcionários. Na primeira parcela, paga em junho, trabalhadores receberam até R$ 1.300,00, proporcional ao tempo de serviço. Restante sai em janeiro. Joalmi (Jardim Frizzo) - A negociação também garantiu pagamento da Participação. Benefício será quitado em duas parcelas, com vencimento em outubro e maio.

BUSQUE SUA EQUIPARAÇÃO!

Função igual, salário igual. Mas

esse direito nem sempre é observado pelo empregador. Outro problema é deixar o trabalhador um tempo exagerado sem promoção, ainda que ele já esteja exercendo função diferente daquela para a qual foi contratado. Por isso, a reivindicação de equiparação é frequente nas fábricas. O Sindicato apoia essa causa justa e pede que o trabalhador nos procure para orientações e encaminhamentos.

Ligue 2463.5300 Fale com nossos diretores

CATEGORIA APROVA - Na Mayekawa (Arujá), nossos diretores Antonio (Fala Mansa) e Knupp dirigem assembleia. Abaixo: diretores Barros e Fala Mansa levam a voto proposta de PLR na Gate, localizada também em Arujá

JOALMI - Diretores Carioca, Cabeça e Pepe comandam votação na empresa


4 - Jornal Sindical - Junho de 2018

Sindicalismo busca superar

SOLUÇÃO É APONTADA NA AGENDA PRIORITÁRIA DAS CENT Com apoio do Dieese, as Centrais Força, CUT, UGT, CTB, Nova Central, CSB e Intersindical elaboraram a Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora. O documento contém 22 diretrizes para recolocar o País no rumo do crescimento, com mais democracia e respeito aos direitos. A Agenda será entregue a todos os candidatos à Presidência da República. E também será massificado na base trabalhadora.

SENADO - Presidente da Casa recebe documento levado a Brasília pelos dirigentes

O Brasil tem 13,2 milhões de desempregados. A informalidade subiu. Agora, o número de trabalhadores sem registro em Carteira supera o de registrados. Há, atualmente, 32,8 milhões de empregados com Carteira e 34 milhões de informais - portanto, sem Previdência, FGTS e outros direitos. Violência - Os índices sociais também pioraram. O número de pobres aumentou 11,2%. A violência explodiu. O ano passado registrou 60 mil homicídios. Destes, 67,9% são jovens entre 15 e 19 anos. E, entre estes, 71,5% são negros. Os gastos com segurança já consomem 5,5% do Produto Interno Bruto, totalizando R$ 365 bilhões ao ano. Ou seja, com golpe em Dilma e sob o governo Temer, o País entrou em decomposição. Também é grave

a crise política, gerando forte descrédito do eleitorado. Junte a tudo isso o entreguismo do governo, que repassa nosso petróleo e outras riquezas ao controle multinacional. Estatais estratégicas só não foram leiloadas porque o Supremo Tribunal Federal vetou. Que nome tem isso? O nome é crise. E crise grave. Mas quem a provocou não foram os trabalhadores, e sim a velha elite econômica e política brasileira. Cabeça - Nosso vice Josinaldo José de Barros (Cabeça) participou do lançamento da Agenda, dia 6 de junho, em SP. Ele diz: “A classe dominante vive fabricando crises. Mas a classe trabalhadora sabe resistir. Temos amor ao Brasil e fé em nosso povo. Não vamos deixar que essa corja enterre o nosso País”.

NOSSA AGENDA!

Agenda - A Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora traz propostas para retomar o crescimento. O documento foi elaborado pelas Centrais Sindicais e o Dieese. Seu primeiro item reivindica geração de empregos. Mas seu conteúdo vai além. “Nossas propostas traçam um roteiro pela retomada do desenvolvimento e proteção do tra-

LANÇAMENTO - Nossos diretores Evandro, Chorão e Cabeça - com Miguel e Maria Auxiliadora

Conheça as 22 propostas da “Agenda Prioritária da

à greve e coibir práticas antissindicais; favorec

Classe Trabalhadora - democracia, soberania e desenvol-

reestruturação da organização sindical para ampl

vimento com justiça social, trabalho e emprego”. É uma

representatividade, estimulando a cooperação sin

tomada de posição a favor do Brasil e contra o sistema

entre os trabalhadores.

neoliberal reinante. LEIA, DIVULGUE, DEFENDA 1. Criar políticas, programas e ações imediatas para enfrentar o desemprego e o subemprego; criar frentes de trabalho, com atenção especial aos jovens; retomar

3. Regular o direito de negociação coletiva dos S dores públicos, em todas as esferas de governo.

4. Renovar, para o quadriênio 2020/23, a polític valorização do salário mínimo. 5. Jornada de trabalho de 40 horas.

as obras de infraestrutura; amparar desempregados,

6. Revogar todos os aspectos negativos da Lei

com aumento das parcelas do seguro-desemprego,

balhista e da Terceirização, que precarizam o traba

vale-transporte para desempregado, vale-gás, subsídio de energia elétrica, entre outros.

6 DE JUNHO - Centrais e Dieese lançam a Agenda contra a crise

balho”, afirma Clemente Ganz Lúcio, coordenador-técnico do Dieese. A Agenda precisa ser massificada junto à base trabalhadora, orienta Miguel Torres, presidente da Força Sindical. Ele também recomenda que se leve o documento aos presidenciáveis. Miguel garante: “Vamos levar a todos as propostas da classe trabalhadora por um Brasil melhor”.

7. Combater a informalidade, a rotatividade, o trab análogo ao escravo e eliminar o trabalho infantil.

2. Democratizar o sistema de relações de trabalho;

8. Regulamentar o Inciso 27º do Artigo 7º da Cons

incentivar negociações coletivas, promover solução ágil

ção, que garante proteção trabalhista para os impa

dos conflitos, garantir os direitos trabalhistas, o direito

das transformações tecnológicas e econômicas.


Jornal Sindical - Junho de 2018 - 5

r crise que a elite provocou

TRAIS E DO DIEESE. CONHEÇA E DIVULGUE SEUS PONTOS!

PEREIRA - Nosso presidente José Pereira dos Santos foi um dos dirigentes a fazer perguntas ao presidenciável pedetista Ciro Gomes no evento forcista

Ciro, Aldo e Manuela já debatem nossas propostas A Força Sindical promove ciclo de debates com os pré-candidatos à Presidência da República. Até final de julho, Ciro Gomes (PDT) e Aldo Rebelo (Solidariedade) haviam participado. Nosso Sindicato compareceu aos dois eventos. Dia 12 de junho, no auditório da Força, Ciro Gomes foi direto e se comprometeu a revogar a lei trabalhista, que ele qualifica de “selvageria” contra o trabalhador. Já Aldo Rebelo, dia 21, criticou a forma com que a lei foi imposta. Para o presidenciável, “toda reforma

importante de um governo deve ser debatida com as partes interessadas, mas sem imposições”. O presidente do Senado, Eunício de Oliveira, recebeu dia 20, em Brasília, delegação sindical, que lhe entregou a Agenda. Os dirigentes criticaram a forma acelerada com que o Congresso aprovou a lei trabalhista 13.467/2017. Manuela - A presidenciável Manuela D’Ávila, do PCdoB, foi a primeira entre os pré-candidatos a receber a Agenda. O encontro ocorreu dia 29 de junho, no Dieese.

ALDO - Presidenciável debate na Força e defende presença forte do Estado na economia

MANU - Centrais entregam Agenda da Classe à presidenciável Manuela D’Ávila

cer a

9. Assegurar o direito e o acesso ao Sistema Público

liar a

de Seguridade e Previdência Social, promovendo a

ndical

universalização; garantir sustentabilidade financeira do

14. Fortalecer o Sistema Único de Saúde (SUS), am-

19. Investir e ampliar o sistema de ciência, tecnologia

Sistema, com permanente participação social na gestão.

pliando a oferta de serviços e garantindo o financiamento

e inovação, em articulação com a estratégia de inves-

10. Revogar a Emenda Constitucional 95, que congela

público; promover a política de saúde do trabalhador e

timento público e privado em infraestrutura produtiva,

de segurança no trabalho.

social, urbana e rural.

Servi-

ca de

os gastos públicos por 20 anos, e criar uma norma coerente com o papel do Estado no desenvolvimento, cuja elaboração inclua participação social.

e profissionalizante, com políticas voltadas ao ingresso

cas, para a promoção e sustentação do desenvolvimento

do jovem no mercado de trabalho.

econômico e social.

15. Promover uma política de desenvolvimento pro-

20. Fortalecer e ampliar as políticas sociais de comba-

dutivo sustentável, com enfoque em geração de emprego

te à pobreza, miséria e redução da desigualdade social.

11. Promover reforma tributária orientada pela pro-

de qualidade e com relações de trabalho democráticas.

21. Fortalecer as políticas para a Agricultura Familiar, Re-

i Tra-

gressividade dos impostos e taxação maior sobre renda e

16. Fortalecer a engenharia nacional e reorganizar o

forma Agrária e desenvolvimento com inclusão no campo.

alho.

patrimônio (tributar herança, riqueza e dividendos), visando

balho

simplificação, transparência e combate à sonegação.

stitui-

actos

12. Reestruturar, fortalecer e ampliar o Sistema Público de Emprego voltado para a proteção do emprego.

setor da construção. 17. Garantir às micro, pequenas, médias empresas e acesso ao sistema de inovação tecnológica, favorecer a integração aos mercados internos e externos, fornecer

13. Universalizar o acesso à educação de qualidade

assistência para a gestão e promover acesso ao crédito.

em todos os níveis; rever e reorganizar o ensino médio

18. Fortalecer o papel estratégico das empresas públi-

22. Ampliar políticas, programas e ações para promover a igualdade para mulheres, negros, jovens e minorias.

SITES - Saiba mais em nosso site (www.metalurgico.org.br) ou na página do Dieese - www.dieese.org.br


6 - Jornal Sindical - Junho de 2018

 CIDADANIA E FÉ

Islam Solidário reúne 20 mil no Clube O Sindicato respeita todas as religiões e estimula o diálogo entre elas Com apoio do nosso Sindicato, a Federação das Associações Muçulmanas do Brasil realizou, dia 10 de junho, mais uma edição do Islam Solidário. Ação social ofereceu uma grande variedade de serviços grátis à população de Guarulhos. O evento ocorreu em nosso Clube de Campo (Parque Primavera) e

O cônsul e nosso presidente Pereira

SERVIÇOS - Tendas ofereceram atendimento e orientação à população nas áreas de saúde e outros assuntos

reuniu mais de 20 mil pessoas das mais diversas regiões da cidade. Equipe - O evento mobilizou cerca de 200 profissionais de saúde - entre médicos, dentistas, fisioterapeutas, técnicos e auxiliares de enfermagem, enfermeiros, nutricionistas e também massoterapeutas. Eles atenderam de graça todas as pessoas interessadas. Casos diagnosticados como mais graves foram encaminhados para tratamentos ambulatoriais na região.

Também participaram do Islam Solidário o prefeito Guti (PSB) e o cônsul-geral dos Emirados Árabes Unidos em São Paulo, Ibrahim S. Alalawi. Pereira - O presidente José Pereira dos Santos e outros diretores compareceram. Ele elogia a ação e diz: “O Sindicato apoia toda iniciativa que beneficia os mais necessitados. Nós estimulamos o diálogo e o entendimento entre as culturas e os credos religiosos”.

CLUBE FECHA PARA MANUTENÇÃO

Como ocorre todo ano, as instalações do Clube de Campo do Sindicato (Parque Primavera), incluindo pesqueiro, estão fechadas para manutenção e férias coletivas dos funcionários. A reabertura está prevista para 27 de julho. Esporte - Durante este período, nossos sócios poderão utilizar somente o ginásio e o campo de futebol. Para mais informações, ligue para 2463.5300 e fale na secretaria ou com um dos diretores do Sindicato.

ANIVERSARIANTES DE JULHO E AGOSTO - Dia 2, Eduardo A. Oliveira - Tieta (diretoria); 10, Eliomande S. dos Santos (Clube); e 23, Carliucio S. Santos - Chitão (assessoria). Agosto - Dia 3, Maria José Alves (jurídico); 10, Edileusa A. dos Santos (barbearia); 23, Priscila C. Santos (Meu Futuro); 26, Jocivaldo A. Machado (Clube); 28, Ricardo P. de Oliveira (diretoria); e 30, Elenildo Queiroz Santos - Nildo (diretoria) e Valdir Planas (assessoria). Saúde, paz e prosperidade aos aniversariantes!


Jornal Sindical - Junho de 2018 - 7

 CAMPANHA BEM-SUCEDIDA

Agasalhos já chegaram ao Meu Futuro Trabalho social conduzido pelo Sindicato ajuda famílias a enfrentar o frio O Sindicato já entregou ao Instituto Cultural e Esportivo Meu Futuro as blusas, calças, jaquetas camisas, agasalhos e outras peças arrecadadas. Donativos beneficiam alunos e familiares. Nossa diretora Roseli Lima coordenou a Campanha do Agasalho. Ela avalia: “Ajudamos as pessoas carentes atendidas pelo Meu Futuro”. Funcionários do Sindicato,

SOLIDARIEDADE - Diretores Fala Mansa. Alex e Roseli com professores do Instituto, alunos e suas mães na entrega das doações

sócios, demais trabalhadores da base e muitos outros guarulhenses também colaboraram. Instalamos três pontos de co-

leta. Em nossa sede, no Clube de Campo e no Restaurante do Biri. Apoio - O presidente do Meu Futuro é nosso diretor Alex Lima.

Ele diz: “Foi outro trabalho social realizado pelo Sindicato que teve amplo apoio da categoria metalúrgica e também da comunidade”.

Homenagem às mães reforça consciência classista O Departamento Feminino do Sindicato reuniu trabalhadoras e metalúrgicas aposentadas, a fim de homenagear as mães da categoria. O encontro também reforçou a consciência classista em prol dos direitos. Para nossa diretora Roseli, “as mulheres estão firmes na defesa das conquistas e contra a discriminação e o assédio”. O economista Rodolfo Viana

(do Dieese) destacou a importância do direito a tratamento especial para grávidas e lactantes, assegurados nas Convenções Coletivas de Trabalho. Direitos, porém, que a lei trabalhista de Temer quer cortar. Histórica - Leodora Francisca C. Sabino, 86 anos, é uma das fundadoras do Sindicato. Ela participou do encontro e saudou as ações sindicais que valorizam a mulher.

MAIO - Diretores, assessores e metalúrgicas participam do evento em nossa sede

Acidentes de trabalho e doenças de-

quando resta sequela incapacitante (ou

correntes das más condições são muito

seja, comprovada incapacidade parcial). CAT - Acidente ou afastamento por

frequentes nas fábricas. Infelizmente. O Sindicato combate essa situação,

doença relacionada ao trabalho deve

seja pra prevenir, fiscalizar, seja, ainda,

ser relatado na CAT - Comunicação de

pra buscar reparação judicial.

Acidente de Trabalho. O trabalhador fica

A atuação é coordenada pelo diretor Elenildo Queiroz Santos (Nildo), que responde por nosso Departamento de Saúde e Segurança do Trabalhador. O Departamento funciona na sede. Além de Nildo, a pessoa pode falar com

DIRETOR DE SAÚDE ORIENTA SOBRE DIREITOS DOS AFASTADOS de Cipa”. Ninguém sai sem receber uma

te ou doenças. O afastamento é por

orientação.

auxílio-doença acidentário (código B91)

Sipats - Todo ano a empresa precisa

ou auxílio-doença comum (código B31).

realizar a Semana Interna de Prevenção

Tem empresa que teima em afastar por

Médico - O Sindicato dispõe de Médi-

de Acidentes. A Sipat debate condições

doença comum, pra deixar o empregado

co do Trabalho. O dr. Gilmar atende na

de trabalho, trata de leis e normas (NRs),

fora da estabilidade garantida na Con-

sede, às terças e quintas, das 14 às 18h.

bem como busca melhorias locais.

venção Coletiva. Essa estabilidade pode

Rodrigo, de segunda a sexta. Ou ligar 4965.9339 e 4965.9353.

Nildo diz: “O trabalhador pode nos pro-

Afastamento - O trabalhador pode

durar 33 meses ou até a pessoa comple-

curar, assim como também o integrante

ser afastado, para o INSS, por aciden-

tar tempo de se aposentar - isso ocorre

com cópia da CAT. Doença também deve ser catalogada conforme o Cide - que é o Código Internacional de doenças. Exija. É seu direito! FOTO - Diretores Antonio, Lula, Knupp e Nildo durante ato na Tower (Arujá)

PARTICIPE DAS ELEIÇÕES DE CIPA JULHO - Dia 6, Sofape, Marcatto e Gate; 9, Fabrima; 13, Fundfort; e 17, Mahle Behr. AGOSTO - Dia 3, Truckvan; 16, Maxi Plating.


8 - Jornal Sindical - Junho de 2018

 TRADIÇÃO CULTURAL

Festa Junina reúne e diverte famílias Artistas populares e dança típica animaram os presentes no nosso Clube Nossa 9ª Festa Junina reuniu milhares dia 23 no Clube de Campo (Parque Primavera). A família metalúrgica compareceu em peso ao evento, que também foi aberto a moradores da região. O público teve acesso a shows musicais, barracas de comidas e bebidas típicas, brinquedos e à tradicional queima de fogos. A novidade da Festa foi a transmissão ao vivo pela rádio Top FM (104,1 MHz), que levou vários de seus artistas. A Top é hoje uma das mais ouvidas em Guarulhos. Nosso vice Josinaldo José de Bar-

Émerson Ribeiro (boné) na Festa com a esposa Simone e outros familiares. Fotos abaixo: diretor Cabeça, com Carioca, Alex e Madeira, saúda o público. Show de Vitor Guedes

 RECADO DO TRABALHADOR

Sempre encontramos amigos aqui

Rogério de Freitas elogiou a Festa

Rogério de Freitas, montador na Reydel (J. Cumbica) e sindicalizado há mais de dez anos, participou da Festa. Estava acompanhado da esposa, filho e outros familiares. Ele só tem elogios. Sua fala: “É muito bom estar aqui com os familiares e também encontrar vários amigos. Nessas festas, sempre rola um bom papo. Quer coisa melhor que este Clube de Campo?”

Mas o companheiro alerta: “Nós não vivemos só de festa ou esporte. Também são importantes as ações sindicais nas fábricas. Na minha, por exemplo, conseguimos uma boa PLR. Nossa luta é diária. A união aumenta nossa força e os obstáculos acabam superados”. Contato - Você também pode publicar seu recado. E-mail para: imprensa@metalurgico.org.br

FIQUE SÓCIO DO SINDICATO

Ganhe assistência, direitos e benefícios Estamos realizando ampla campanha nas fábricas. Muitos

companheiros estão se associando. Você também pode se sindicalizar. Pra isso, marque visita à sua empresa. Basta ligar 2463.5300 e falar com um dos nossos diretores ou assessores. BENEFÍCIOS - Saúde, Educação, Formação Profissional, Lazer, Assistência Jurídica, Academias e muito mais. DIREITOS - A Convenção Coletiva de Trabalho reúne os direitos e garantias conquistados em negociações de data-base ou nas lutas sindicais. Conheça, valorize. E participe do Sindicato.

NA BASE - Nossos diretores sindicalizaram na Rod-Car (Cumbica), Frente Rio (Vila Paraíso) e Mayekawa (Arujá). Foto: metalúrgicos assinam ficha na Rod-Car.

ros (Cabeça) comenta: “O Sindicato propiciou uma bela festa pra categoria. O metalúrgico gosta de relembrar suas raízes e suas origens”. Música - O público curtiu apresentações de artistas como Léo&Júnior, Alex Fava, Alex Corrente, Rafa Augusto e Vitor Guedes. Um dos momentos mais aplaudidos foi a apresentação do Ópera do Povo, grupo de danças e de cultura tradicional do Norte e Nordeste do País. Ingresso - O ingresso para a Festa Junina foi um quilo de alimento não-perecível. Os gêneros arrecadados foram destinados ao Instituto Meu Futuro. A instituição é mantida pelo Sindicato e beneficia mais de 100 crianças e jovens carentes do Parque Primavera e região.

Campeonatos vão começar em julho

Jogos serão no Clube de Campo

Duas competições da categoria começam na primeira quinzena de julho. São o 14º Campeonato de Futsal e o 7º Campeonato de Futebol dos Veteranos. Todos os jogos serão no Clube de Campo (Parque Primavera). E sempre aos domingos. Inscrições ainda podem ser feitas em nossa sede (à rua Hary Simonsen, 202, Centro), de segunda a sexta, das 8h30 às 18 horas. Mais informações - Com os diretores Alex, Evandro, Chorão ou Barros, do Departamento de Esportes. Ligue para 2463.5300.

Jornal Sindical - Junho 2018  

Publicação do Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região. Formato: Tabloide, 8 páginas, 4 cores, 25 mil exemplares. Produção: Agência...

Jornal Sindical - Junho 2018  

Publicação do Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região. Formato: Tabloide, 8 páginas, 4 cores, 25 mil exemplares. Produção: Agência...

Advertisement