Issuu on Google+

Ano 1 Edição 10 – R$ 5,90

Papai Noel

QUER FRIO?

A Rússia pode ser seu destino

Bobsled

O bom velhinho, a Coca-Cola e os mitos e verdades

The Voice

Um programa que caiu no gosto de todas as classes

No clima do Natal, o trenó como esporte

Veraníssimo Projeto verão. Status: hora dos resultados

Folk10.indd 1

27/11/2012 22:16:51


HP

Folk10.indd 2

27/11/2012 22:16:53


Como uma onda no mar.

O calor! Vamos começar por aí. Verão, para muita gente, lembra calor. Ao passo que o calor causa arrepios em uns, a outros gera uma felicidade contagiante. Eu, particularmente, curitibano que sou, sempre disse que prefiro o frio. Não entendia como as pessoas podiam gostar de sentir a combinação sol + areia + frango + farofa. Passa o tempo, as coisas mudam. A gente muda. Se tudo era tecnologia, com os anos você se acostuma a estar desatualizado. É aí que começa a dar valor às coisas que sempre fizeram parte da sua vida e você nunca prestou atenção. O sol, antes inimigo número um de quem gostava de acordar tarde, é visto com bons olhos para quem espera um dia cansativo. Que seja, ao menos, bonito. E quando esse dia termina, que você possa tomar um banho frio e sentir a sensação prazerosa de missão cumprida - e, por que não, comprida? Que venha o sol. Que o Papai Noel largue os trajes típicos e venha de chinelos. E de bicicleta. Não precisa maltratar as renas. Um trenó com presentes para todo mundo deve ser muito pesado.

editoria

A FOLK desse mês, inclusive, fala sobre ambos os assuntos. Papai Noel, os mitos e verdades sobre a história desse senhor que desconhece o aparelho de barbear e os trenós. Não simples trenós, mas os que são parte dos jogos de inverno e dos esportes norteamericanos: o bobsled. Nessa edição camisa 10, nós temos a ceia alternativa para quem quer fugir do comum. E se fugir for uma possibilidade, que tal Paris? E se a fuga for do frio, a FOLK ajuda também. Destino: Rússia! Mas se você ficar por aqui, fique bem, protejase do sol com as dicas para cuidar da pele. E se quiser se mexer, que tal dançar? Mas se você estiver a fim de curtir seus finais de semana para descansar, The Voice Brasil. Pronto. Junte tudo isso, coloque mais um pouco e você tem a FOLK desse mês. Tanta coisa que nem cabe aqui. Ótima leitura e feliz Natal! André Fiorani Editor Chefe-Apache

Expediente

Contato para assinaturas, aquisição de exemplares avulsos e anúncios: andre@folkmagazine.com.br www.folkmagazine.com.br (41) 9644 9677

Fotógrafa: Gráfica:

Mensal São José dos Pinhais e Curitiba André Fiorani André Fiorani Amanda Malucelli (Viajão), Carla Franco, Julia Alcântara, Felipe Belão (Fala Mestre), Naiana Silva, Ligia Fiorani, Naiara Fachini, Vitor Malmann, Camila Collita, Andreia Pisco, Flávia Cruz, Camila Carbornar Nina Vilas Boas Phalcom

* Todos os direitos do material impresso são reservados. O uso parcial ou integral do material publicado somente será permitido com a autorização prévia da FOLK magazine.

Folk10.indd 3

magazine

magazine

Periodicidade: Circulação: Editor-chefe: Diagramação: Colaboradores:

FOLK

FOLK

Ano I, Edição n.º 10, Novembro 2012

27/11/2012 22:16:54


sumário

FOLK

magazine

6

2012 NOVEMBRO tecnologia

8 GEAR UP! 9 GEAR UP! men

10

cases de sucesso

12 música 15 gastronomia

16 para ouvir, comer e ver 18 saúde 19 esportes

20 viagem: nova york 24 curitiba 25

calendário cultural

26 arte

28 mundo

30 CAPA 36 estilos 37 tendências

FOLK

magazine

40 sociedade

Folk10.indd 4

42 colunas

44 cidade

46 comunicação

27/11/2012 22:16:58


Folk10.indd 5

27/11/2012 22:16:58


tecnologia

por: André Fiorani

Pega-pega, esconde-esconde, mãecola, pipa, patins, skate. Estrela, Glaslite, massinha, Pula-Pirata, Resta Um, Pega Vareta. Futebol de rua para os meninos, casinha para as meninas. Alerta, caçador, stop, amarelinha, passa-anel, World of Warcraft, Assassin’s Creed. Opa! Como assim? Pois é. É assim mesmo. As gerações mudaram, as preferências mudaram. Os pais culpam o sedentarismo precoce. As mães culpam a violência e dizem: “Mas antes era diferente. Podia brincar na rua. Hoje não pode mais, é muito perigoso.” Na verdade, ambos estão corretos. Existem questões geográficas, demográficas e outras coisas que não cabem explicar aqui. Não é o propósito. É importante lembrar que adaptar é do ser humano. Nos adaptamos aos meios, aos relacionamentos, ao adverso. Não que seja o caso, afinal de contas estamos falando de brincadeiras. O importante é salientar que as mudanças passam por fases de adaptações e, nessas fases, existe atrito entre conservadores e moderninhos. Aí vem a moda, com a mania de pegar o que é velho e transformar em novo e pegar o novo e titulá-lo de velho, e esculhamba tudo. Jogos de tabuleiro começam a ficar cool, jogar no computador é out. Vai entender, né? De toda forma, como sempre, o equilíbrio é a melhor saída. Jogar uma partida de futebol com os amigos novos, chamar o pai para uma partida de videogame. Tentar expor as pessoas a novas experiências. Experiências tão familiares a todos, todas com a mesma finalidade: diversão!

gameinbox Rua Mendes Leitão, 2571 - São José dos Pinhais | Centro Folk10.indd 6

27/11/2012 22:17:00


SECRETS

Folk10.indd 7

27/11/2012 22:17:01


beleza

Gear Up! acessórios, gadgets e o que cabe na bolsa

FOLK

magazine

Nem a decoração de Natal está livre das influências do mundo fashion. Grande parte das pessoas optam por peças nas cores e texturas da moda, como tons pastéis e navy, bem como as rendas, que dão um ar romântico e moderno ao ambiente. Destaque especial merecem os coadjuvantes do Papai Noel, como alces e bonecos de neve. Na cartela de cores, a novidade é o cobre, unindo-se aos tradicionais verde e vermelho.

FOLK

No fim do mês de novembro, a Dior apresentou uma nova coleção de esmaltes: a “Chérie Bow”. São três tonalidades (super femininas): a “Tutu” evoca a delicadeza de uma bailarina com um rosa clarinho; a “Rosy Bow” traz um rosa alegre, com uma pitada de coral; por último, a “Gris Trianon” é um cinza suave, cheio de classe. A previsão é que chegue às lojas em janeiro de 2013.

A temporada de altas temperaturas está chegando, mas você não precisa desfilar por aí com a pele brilhando. A La Roche-Posay lançou o protetor solar Anthelios AC Gel-Creme Toque Seco, especialmente desenvolvido para as condições climáticas do Brasil. Com micro esferas de sílica e perlite, o produto promete blindar sua pele contra o Sol (com fator de proteção 30 ou 60), ao mesmo tempo em que controla a oleosidade e mantém a pele opaca. Preços sugeridos: R$ 59,90 (FPS 30) e R$ 69,90 (FPS 60).

8 Folk10.indd 8

27/11/2012 22:17:02


K

beleza

Mais um lançamento da Urban Decay chegou para animar as viciadas em maquiagem. De cara, a embalagem impressiona: no centro da caixinha, um emblema de diamante com o formato da logo da marca. Além das 20 cores (bastante versáteis e variadas, com tons opacos e metálicos, do nude ao vibrante), a The Vice traz um espelho de alta qualidade e um pincel duplo. Aproveite que a edição é limitada!

FOLK Se você adora correr descalço ou sempre teve o sonho de ser um ninja, seu sonho de consumo está mais próximo. A Zemgear lançou um tênis inspirado nos calçados utilizados pelos lendários lutadores para criar a sensação de andar livremente, mas com os pés protegidos. O produto é importado e custa entre 50 a 60 dólares. Pode ser encontrado no site amazon.com sob o nome 360 Ninja Split Toe e pesa menos de 250g. (Mas não te dá superpoderes, que fique bem claro.)

magazine

A nova geração está deixando cada vez mais de lado os carros em benefício de tecnologias móveis, apontam estudos. Se não tem carro, vai tunar o quê? O iPad, claro. A ORA criou potentes speakers que são acoplados ao redor do tablet da Apple para turbinar a capacidade sonora do aparelho.São 8 caixas de som para você desfrutar do melhor som possível em sua experiência audiovisual. Custa 150 doletas e pode ser encontrado no site www.kickstarter.com procurando por ORA na barra pesquisar.

FOLK

o espaço do homem no guarda-roupa

men

Gear Up!

9 Folk10.indd 9

27/11/2012 22:17:02


cases de sucesso: hotel e spa paraná golf

Hotel e Spa Paraná Golf de internet sem fio, projetores e sonorização completa. Além do excelente ambiente corporativo, o Hotel Paraná Golf também é um recanto para quem quer descansar e aproveitar o que a vida tem de melhor. Oferece quatro piscinas, sendo duas aquecidas e uma de hidromassagem, sauna a vapor, sala de jogos, churrasqueira e campo de futebol. Também possui um SPA recém inaugurado que oferece salão de beleza, tratamentos estéticos faciais e corporais, além de pacotes para relaxamento com massagem, hidro e fisioterapia.

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

O Paraná Golf conta com 3 restaurantes com gastronomia internacional que podem ser o cenário de festas e eventos para até 200 pessoas. Ressalta-se também que o hotel é referência para os praticantes de Golf, oferecendo um campo oficial de 18 buracos em parceria com o Las Palmas Contry Club. Ao longo dos anos, o Hotel Paraná Golf conquistou clientes fiéis e se destacou tanto no mercado corporativo quanto de turismo e de lazer. Entre em contato e venha conhecer todos os diferenciais para você, sua empresa e sua família.

FOLK

magazine

Há 25 anos o Dr. Cyro Pellizzari inaugurou o Hotel Paraná Golf, o primeiro hotel de São José dos Pinhais concebido para atender o exigente público corporativo através de uma estrutura adequada de hospedagem e de eventos, anexa a uma grande área de lazer. O local escolhido ajudou a consolidar o sucesso do empreendimento que está situado em uma região que oferece a tranquilidade do ambiente campestre ao mesmo tempo em que está inserido numa região de grande movimento de empresas e próxima ao aeroporto. No início, o hotel abrigava permanentemente o centro de treinamento da Xerox do Brasil e do Banco Bamerindus. Como os programas de treinamento se estendiam por diversas semanas, os trainees freqüentemente se tornavam parte da família Paraná Golf e muitas vezes, voltavam a visitar o hotel com suas famílias em férias particulares. Mais tarde, sucedendo o Bamerindus, o Banco HSBC comprou o centro de treinamento para uso particular. Como conseqüência, em 2001 o Hotel Paraná Golf construiu um novo anexo para abrigar um moderno centro de convenções e de reuniões para atender o mercado em geral e em particular a Xerox do Brasil. Em 2012 o Hotel passou por mais uma completa reforma, tendo renovado a totalidade dos seus apartamentos, suítes e chalés. Também foram reformados os 4 auditórios que, em conjunto, comportam até 400 pessoas. São salões multiuso preparados para realizações de cursos, coquetéis, reuniões, palestras, seminários e convenções com sistema

10 Folk10.indd 10

27/11/2012 22:17:05


anuncio_a4_vertical.pdf

1

09/10/12

16:20

depil?

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

Folk10.indd 11

27/11/2012 22:17:07


música

Guns N’ Roses é uma banda americana de hard rock formada em Hollywood, Los Angeles, em 1985 por membros do Hollywood Rose e do L.A. Guns. Seu nome surgiu através da combinação dos nomes dos membros do grupo. Após um breve período, cerca de 2 ou 3 shows, o guitarrista Tracii Guns, devido a suas excessivas faltas aos ensaios, foi substituído por Slash, mas a banda manteve o nome. Já venderam mais de 100 milhões de discos em todo o mundo, cerca de 43 milhões somente nos Estados Unidos. O cofundador e líder Axl Rose e o tecladista Dizzy Reed são os únicos membros da formação original no atual Guns N’ Roses. O estilo, presença em palco e imagem de “bad boys” da banda contribuíram para o sucesso durante a era de dominação do hard rock, no final dos anos 80 até o início dos anos 90. Enquanto o glam metal liderava a venda de discos, tabelas de vídeos e rádio, o Guns N’ Roses oferecia um rock com som mais tradicional, conquistando muitos fãs, impressionados pela autenticidade da banda. A estreia nos palcos aconteceu em junho de 1986 para um público de cerca de 150 pessoas. Após isso, a banda seguiu para Seattle onde teria a sua turnê de estreia, conhecida por “Hell Tour”. No caminho entre Los Angeles e Seattle, a van onde os membros da banda viajavam quebrou, não restando alternativa a não ser abandonar o veículo e pedir carona. Isso acabou causando atraso em seu primeiro compromisso. Como consequência, a turnê inicial do Guns N’ Roses pelos Estados Unidos foi cancelada, obrigando Axl e sua banda a vender parte do equipamento para voltar para casa. Mas as dificuldades não durariam muito: “Appetite for Destruction” foi lançado em julho de 1987 e se tornou o primeiro disco de estreia de uma banda de hard rock a alcançar o primeiro lugar nas paradas e a que mais vendeu na história do rock, com cerca de 18 milhões de cópias vendidas somente dos Estados Unidos. O Guns começou então a abrir shows para grandes bandas, como Iron Maiden, Rolling Stones e Aerosmith. Mas à medida que as vendas do álbum cresciam, eles partiram para sua própria turnê mundial. Na turnê o comportamento dos membros chamava a atenção da mídia: alguns membros frequentemente entravam no palco sob efeito de drogas ou álcool, e o guitarrista Slash muitas vezes

precisava ser amparado e desmaiava ao final dos shows. Em 1988 foi lançado um novo álbum, “GNR Lies”. Com isso, o Guns N’ Roses tornou-se a primeira banda de hard rock a emplacar dois álbuns entre os mais vendidos de uma só vez. Com o sucesso cada vez maior, os componentes pareciam querer provar que continuavam rebeldes e geraram escândalos e controvérsias nosanos que seguiram: agressões a vizinhos e repórteres, tumultos constantes gerados durante os shows, brigas, abuso de drogas e bebida, prisões e dezenas de processos em todos os países por onde a banda passava. Em 1990, durante a gravação de seu próximo álbum, o “Civil War”, o baterista Steven Adler não conseguia tocar, tamanho o vício em cocaína e heroína, sendo necessário mais de 30 takes para concluir a gravação. Em 1993, o Guns N’ Roses lançou uma coleção intitulada “The Spaggethi Incident?”. Apesar de protestos dos companheiros de banda, Rose incluiu uma faixa não divulgada da música do serial killer Charles Manson, “Look at Your Game Girl”. Em 2000, após muitos tumultos, escândalos e trocas de membros da banda, o Guns N’ Roses é anunciado como uma das principais atrações do festival Rock in Rio III, que seria realizado em janeiro de 2001, no Rio de Janeiro. Este show foi marcado como “a volta do Guns N’ Roses”, além de atrair o maior público na história da banda, com cerca de 240 mil pessoas. Seu último álbum, “Chinese Democracy”, foi lançado em novembro de 2008 após ficar conhecido como o “disco eternamente adiado”, pois a banda começara a trabalhar nele em 1996 e cancelou todas as possíveis datas de lançamento previstas até a distribuição. No dia 11 de dezembro de 2009 foi iniciada a “Chinese Democracy World Tour”, dessa vez oficial, já que a turnê iniciaria em 2001, mas o álbum a ser promovido ainda não havia sido lançado.

FOLK

magazine

por: Flavia Cruz

12 Folk10.indd 12

27/11/2012 22:17:07


música música

por: Camila Colitta

Folk10.indd 13

Hoje em dia, quem sabe dançar está alguns passos à frente. Fazer aulas de dança, sendo homem ou mulher, adulto ou criança, está na moda. Além de fazer bem à saúde, faz bem ao ego e à autoestima. A estudante de engenharia elétrica Michelle Czyr diz que sente vontade de aprender a dançar: “Acho lindo quem sabe dançar, é uma forma de exercitar-se fazendo o que gosta. Eu ainda não sei, mas quero muito aprender”. Em meio às várias modalidades, a dança de salão destacou-se. No Brasil, ganhou maior destaque na década de 80, quando começou a aparecer em novelas e programas de auditório da época. Por unir vários tipos de ritmos, sendo os principais o samba, o forró, o merengue, a valsa, a salsa, entre outros, a modalidade agrada a todos os gostos. Para Michelle, essa diversidade é o que faz da dança de salão uma dança tão especial: “Você consegue dançar de várias maneiras diferentes, com vários ritmos diferentes e de uma forma muito legal”. O público masculino foi quem mais aderiu às aulas. Antigamente, existia um preconceito quanto ao fato de homens precisarem de aulas para aprender a dançar, mas esse pensamento mudou. Nos dias de hoje, saber dançar é uma qualidade muito valorizada. Observando isso, os homens começaram a buscar essa qualidade, enchendo as escolas de dança. O professor Lucas Morais diz que os homens estão mudando sua opinião em relação ao próprio corpo: “Antes as atividades eram separadas, entre sexos, de maneira tão restrita que os homens não podiam explorar sua expressão corporal. Dançar era ‘coisa de mulher’ porque só elas podiam expressar-se por meio do corpo. O homem expressava-se por meio da palavra, enquanto a mulher deveria ser passiva e ouvir. Mas hoje o preconceito é menor e esse pensamendo mudou”. A dança de salão não faz bem somente ao corpo e à saúde. Apesar de ser grande o benefício nesses dois aspectos, essa dança também estimula a criatividade e a mente da pessoa, afastando pensamentos negativos e aumentando a autoconfiança. Para Ailime Kamaia, estudante de jornalismo, a dança traz mais consciência corporal: “A dança de salão mostra os seus limites de aprendizagem e o seu ritmo de desenvolvimento, além de aumentar o autoconhecimento”. Portanto, quem acreditava na frase que dizia “quem canta, seus males espanta”, já pode mudar de opinião. Hoje em dia, quem dança, seus males espanta.

27/11/2012 22:17:08


música

por: Camila Carbornar

países, incluindo os Estados Unidos. O objetivo vai além de encontrar um novo talento musical brasileiro. Quer-se, de fato, encontrar uma voz de destaque, capaz de transmitir os sentimentos presentes nas músicas, de arrepiar e de emocionar. É como o próprio nome diz – “A Voz”, com “a” maiúsculo e, se possível, em negrito. A primeira fase do programa conta com uma seleção um tanto quanto peculiar. Enquanto os candidatos cantam no palco, os jurados os escutam de costas, sem visualizar o rosto e o desempenho deles. O contato é restrito à voz. A única oportunidade que os candidatos têm de continuar no programa é pela sua voz, que deve convencer pelo menos um dos jurados. Quando o jurado gosta da voz que ouve, deve apertar o botão que gira sua cadeira, ficando, então, cara a cara com o candidato. Quando mais de um jurado escolhe o mesmo candidato, o critério

de escolha passa a ser do candidato. Escolhido, passa a fazer parte do time daquele jurado. Na fase seguinte, os jurados passam a competir entre si com seus times de doze cantores, iniciando os duelos entre os candidatos. Duas pessoas da mesma equipe sobem ao palco, sendo apenas uma escolhida por seu técnico para prosseguir na competição. São disputas paradoxais – ao mesmo tempo em que a competitividade é explícita, faz-se necessário o entrosamento e a prática da solidariedade, sabendo ceder tempo e espaço ao concorrente. A seguir, a terceira fase é composta de shows ao vivo e participação do público para a escolha de quem permanece nas finais do programa. O estilo, o objetivo, o destaque dado à música brasileira, relembrando os brasileiros de seu imenso capital cultural, e a boa direção do programa, feita por Boninho, faz do The Voice Brasil um programa que reúne diversos estilos sem perder a capacidade de agradar a todo o Brasil. Desde o primeiro dia o país vibrou. As redes sociais e as conversas informais estavam recheadas com comentários sobre “aquela” voz incrível. As vozes, cativantes por si só, somadas ao acompanhamento dado tornaram as tardes de domingo muito mais prazerosas em frente à TV. A final do The Voice Brasil vai acontecer no dia 16 de dezembro, levando o vencedor a premiação de R$ 500 mil e um álbum gravado pela Universal Music. Claro que todos têm suas preferências, sua torcida, para determinada pessoa ganhar, mas com tanto talento vocal os ouvidos e a própria música agradecem.

FOLK

magazine

Carlinhos Brown, Cláudia Leite, Daniel e Lulu Santos. Você pode até não gostar de algum desses artistas ou de seu estilo musical, mas não dá para negar que eles exercem o trabalho com excelência eles contagiam plateias, colocam o coração na arte que fazem, enfim, eles são mestres. É justamente por isso que eles foram os escolhidos pela Rede Globo para serem os jurados e os técnicos do programa “The Voice Brasil”, transmitido nas tardes de domingo desde o dia 23 de setembro deste ano. The Voice é um reality musical que teve início na Holanda em 2010 e foi exportado para diversos

14 Folk10.indd 14

27/11/2012 22:17:10


gastronomia

por: Gabriella Silva

Quando pensamos em ceia de Natal, logo vem à mente aquela mesa repleta de comidas, a casa decorada, as luzes piscando e uma pilha de presentes. Mas se você já sentiu alguma vez que tudo era muito padrão e quer dar uma variada, continue lendo. Natal é sinônimo de festa, felicidade e família, mas também de tradição. Então, como dar uma cara nova à festividade sem quebrar as tradições e o que torna esse dia tão especial? No ano passado, eu e minha família decidimos fazer um Natal diferente. Temos alguma origem japonesa e adoramos a culinária. Como fizemos uma ceia mais “íntima”, vimos que não teria problema algum fugirmos do comum e fizemos uma janta japonesa. Minha mãe e eu já fizemos curso e, por isso, fomos as encarregadas de fazer toda a comida. Após muito trabalho e empenho, terminamos as comidas e sentamos para jantar. Basta dizer que foi suficiente e delicioso! Minha sugestão é que para quem quer variar, fugindo da mesmice do peru-farofa-arroz à grega, considere fazer uma janta diferente. Uma refeição étnica sempre é legal. Quem não gosta de fazer jantas temáticas? Italiana, com muito macarrão, almôndegas,

ou até pizza. Alemã, árabe, mexicana e, por que não, africana? Quem sabe ucraniana, polonesa, chinesa ou até portuguesa. O Natal existe muito além do peru tradicional. É tempo de união, de família e esperança. A comida servida não vai mudar seu verdadeiro significado. Aproveite para fazer um cardápio em que todos possam contribuir, unindo a família já na cozinha. Você pode homenagear sua descendência, suas origens ou, simplesmente, escolher uma comida que agrade a todos. Saia da rotina, liberte-se das horas de espera pelo peru e aproveite o seu Natal com um gosto diferente! Que os temperos principais sejam o amor, a amizade e a paz. Boas festas!

caprese

Folk10.indd 15

27/11/2012 22:17:13


entretenimento

PARA OUVIR

FOLK

magazine

Tropicália Lixo Lógico

16 Folk10.indd 16

Lonerism

COMER Menina Zen

A mente mais criativa e inquieta da MPB só se repete na genialidade. Tom Zé, em seu ‘Tropicália Lixo Lógico’, mostra isso. São em canções que tratam do cotidiano de forma poética e simples que o Father of invention, como é chamado pelos americanos, mostra toda a beleza de seu terror ao tédio. Músicas como as incríveis “Tropicalea Jasc Est” e “ Motobói e Maria Clara”, explicam de forma complexa, a teoria do tal lixo lógico que fica esquecido no hipotálamo e nos faz perder aquele aprendizado primário, popular. E foi justamente essa cultura primária, popular, descartada pelo cérebro, que foi explorada no movimento tropicalista. Assim a Tropicália é um produto desse lixo lógico. Há também a crítica social, sempre bem colocada e elegantemente feita por Tom. “Debaixo da Marquise Do Banco Central” é um exemplo disso. Um romance entre uma moça rica, deserdada pelo pai, que se apaixona por um ator desempregado e os dois, por ironia, vão morar debaixo da marquise do Banco Central. A genialidade, já dita e repetida, aqui se mostra de forma emocionante.

Segundo álbum do grupo australiano que conquistou seu hype na estrada. Não poupando elogios, o disco é um achado, uma joia rara mesmo. Ouvir as músicas de Lonerism é uma volta no tempo. Em comparação, podemos citar o melhor dos anos 60/70 com um toque, segundo a própria banda, de: psicodelia, hypno-groove e rock melódico. Sim tudo isso junto e misturado com doses fortes de nostalgia. Sem exageros ou arrogância, Kevin Parker e companhia pegam pesado em distorções e arranjos diferenciados, que trazem todo aquele charme policromático que grandes nomes já nos trouxeram. Os destaques ficam com as faixas “Elephant”, “Keep on Lying” e “Music To Walk Home By”, que só reforçam a ideia dos australianos de soar como os grandes. Sem dúvida, Tame Impala trouxe um novo fôlego à cena e mídia alternativa internacional que achou os “salvadores do rock psicodélico”. Se o esquema é rotular e santificar, os australianos preferem passar longe com seu p i s c o d é l i c o - h y p o - g ro o v e rock-melódico.

Aproveitar o happy hour, tomar uma cerveja com os amigos. Desfrutar de um cardápio variado pensado com carinho para satisfazer vários tipos de público, do mais ávido por massas ao vegetariano. Assim é o Menina Zen, uma ótima opção para a capital e cidades da região metropolitana. Um fator preponderante que merece ser citado desde o começo é o atendimento. É muito bom. Se gosta de um ambiente rústico, colorido, com vários ambientes, considere esta opção. Com mezanino, deck e até jardim com redes, o bar é perfeito para o verão. No cardápio, são várias recomendações. Se você quer beber para se refrescar, a caipirinha de saquê é fenomenal. A cerveja é entregue na medida certa, no tempo certo. Mas se quiser evitar o álcool, vale experimentar o coquetel de frutas! As porções e pratos, por sua vez, são bem generosos e valem o preço. Esse detalhe é fundamental, inclusive. Pode ser que os preços assustem a priore, mas com a chegada dos pratos é perceptível que eles são justos. Experimente a panqueca de mignon com cheddar e comprove você mesmo. Para quem queria um lugar diferente, tá aí uma bela opção.

FOOOOLK

FOOOOOLK FOOOOLK

recomendado

27/11/2012 22:17:13


entretenimento

& VER Hanna

Título Original: The Amazing Spider-Man Ano: 2012 Direção: Christopher Nolan Com Christian Bale, Tom Hardy e Anne Hathaway Sinopse: Já passaram mais de oito anos desde a trágica morte do Procurador Geral Harvey Dent. Este fatídico evento ditou a reforma forçada de Batman que, por amor a Gotham e por respeito aos ideais de justiça inicialmente defendidos por Dent, decidiu arcar com as culpas da morte deste adorado procurador, passando assim de herói a fugitivo. Opinião: Provavelmente o filme mais esperado do ano, o final épico de um dos personagens mais misteriosos e carismáticos dos HQ´s, Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge não decepciona. Talvez o maior defeito do último filme de uma triologia tão bem sucedida como essa, seja justamente ser o último filme de uma história complexa, assim muitos personagens excelentes tinham que ser justificados de alguma forma, e dessa forma alguns finais não ficaram tão satisfatórios. O capítulo à parte da história do homem morcego sempre foram seus vilões, com um Coringa como o do último filme, a expectativa por um vilão a altura também era grande e Bane, de Tom Hardy, não deixa a desejar. Hardy faz um vilão com aquela carga de sentimentos na medida. O fim épico do melhor filme de herói de todos os tempos não é o melhor da triologia, mas também não deixa cair o nível. O grande mérito de Nolan foi esse: foram três filmes excelentes em várias categorias. Fotografia, trilha sonora, atuação e carga emocional. no fim das contas, depois das últimas 2 horas e 45 minutos da série dá um aperto no peito saber que não teremos mais o Batman de Nolan

FOOOOOLK

recomendado Folk10.indd 17

Cosmópolis

Título Original: Cosmopolis Ano: 2012 Direção: David Cronenberg Com Robert Pattinson, Juliette Binoche Sinopse: ‘Cosmópolis’ acompanha a história de um jovem gênio multi-milionário egocêntrico, Eric Packer (Robert Pattinson). Ele acordou com uma obsessão: cortar o cabelo no seu barbeiro localizado do outro lado da cidade. Para isso, o gênio de ouro das finanças terá que atravessar, em sua limousine, uma caótica Nova York que irá revelar uma ameaça a seu império a cada quilometro percorrido. Opinião: Cosmópolis é uma grande metáfora da vida moderna. Sim, o tema não é o mais original, mas a forma em que a narrativa é contada é bastante original. O milionário Eric Packer, vivido por Robert Pattinson, que aqui merece uma parêntese especial pelo bom desempenho, usa sua limosine para tudo: casa, escritório, banheiro, motel e, principalmente, como uma redoma, uma espécie de casulo que Eric usa para se proteger do mundo cada vez mais cruel que acontece freneticamente do lado de fora. O ritmo do filme é complicado, a pressa do argumento faz com que as coisas aconteçam de forma rápida e por vezes confusas. Essa é a proposta e a escolha de Cronenberg foi fazêla de forma bastante artística, até porque o comercial estava em parte resolvido somente pela presença de Pattinson. O que o filme deixa mesmo é a impressão de caos que é mostrado a todo momento, seja nas relações interpessoais do protagonista, ou nas várias camadas que o diretor faz questão de usar. No fim o filme vale a pena pela boa história e bela direção.

FOOLK

O:FRACOOO:REGULAROOO:BOMOOOO:ÓTIMOOOOOO:EXCELENTE

magazine

Negro Ressurge

FOLK

O Cavaleiro Água Para Elefantes

17 27/11/2012 22:17:14


saúde O corpo pede um pouco de calor. Mas até esse pouco pede cuidados. por: Camila Carbornar

protege contra os raios nocivos (UVA, presente o ano todo, e UVB, mais forte e presente no verão). A nuca, as orelhas e as mãos não devem ser esquecidas na hora de passar o protetor solar e o rosto deve receber atenção especial. Manchas e queimaduras podem surgir quando se usa perfumes ou produtos à base de álcool com o protetor, então é bom evitar. E a alimentação também tem o seu papel nesse quadro! O betacaroteno, presente em frutas e verduras amarelas e laranjas, e o licopeno, presente nas vermelhas, são excelentes fotoprotetores, ou seja, diminuem as radiações UV e as lesões eventualmente causadas. As doenças mais graves vão além do câncer de pele, correspondendo ainda à região dos olhos, cujo exemplo é a catarata. Por isso, é essencial o uso dos óculos de sol que bloqueiem pelo menos 90% dos raios UVA e 95% dos raios UVB. Tais óculos controlam a abertura da pupila, diminuindo a penetração de raios UV. Já os de má qualidade fazem justamente o contrário. A maioria das doenças relacionadas ao sol é decorrente de anos de exposição inadequada, que ocorre, em média, 80% até os 18 anos de idade. Daí a importância de se proteger desde a infância - para consequencias negativas não surpreenderem a vida adulta.

FOLK

magazine

Nada como um dia ensolarado. O humor geralmente é melhor, a disposição é maior e, para completar, tem o espetáculo do nascer e do pôrdo-sol. Dá mais vontade de sair de sair de casa, de aproveitar o dia, de fazer itens daquela lista mental de atividades pendentes, dá mais vontade até de conversar. Além disso, benefícios à saúde física são provenientes do sol: a vitamina D é produzida e absorvida pelo organismo a partir do sol e é ela que faz a absorção do cálcio. Por isso, é fundamental a exposição de uma parte da pele sem protetor solar ao sol (já que há necessidade de ele penetrar na pele), por cerca de 15 minutos em horários fora do período entre as 10 e as 16 horas, no qual a incidência do raio ultravioleta (UV) é maior. Em contrapartida, não se deve exagerar. Apesar de ter um papel importante à saúde, sabe-se que os malefícios causados pelo sol são muitos. Isto porque os raios UV são danosos à pele quando em contato prolongado e direto. Ressecamento, queimaduras, reações alérgicas, envelhecimento precoce e até doenças podem vir a surgir com a exposição abusiva. Então, é preciso tomar alguns cuidados, especialmente se a pele for clara ou sensível. Usar protetor solar diariamente é o principal cuidado que se deve ter, mesmo em dias de pouco ou nenhum sol, já que ele

18 Folk10.indd 18

27/11/2012 22:17:14


esporte

por: Camila Carbornar

As modalidades do esporte são de quatro pessoas masculino (4-man), de duas pessoas masculino (2-man) e de duas pessoas feminino (2-woman). O bobsled 4-man está presente nas Olimpíadas de Inverno desde a sua primeira edição, em 1924 na França. A modalidade 2-man foi inserida nas Olimpíadas de 1932 nos Estados Unidos e a 2-woman recentemente, em 2002. Uma característica do bobsled que certamente desagrada as mães dos praticantes é o perigo. Com curvas complicadas, inclinações fortes e velocidade alta, tudo isso no gelo, dá pra imaginar que os acidentes podem ser graves, mesmo vestindo os itens obrigatórios de proteção (capacete, ombreira, cotoveleira e joelheira). Não é incomum o trenó perder o equilíbrio e tombar, mas, felizmente, os atletas costumam sair ilesos. Pode até ficar o incômodo de um resultado baixo de pontos, mas com a alegria de sair de um acidente sem arranhões é só tentar melhorar a pontuação nas próximas corridas, e, se não der, treinar mais.

magazine

a chegada, o piloto sinaliza para o chamado breakman, que é responsável pela frenagem do trenó. Os atletas brasileiros de bobsled geralmente também praticam atletismo ou esportes que exigem força. Isso contribui muito para o bobsled, que precisa de agilidade, mas também de atletas fortes e até pesados.

FOLK

Nas altas temperaturas do país tropical, com o ventilador ligado na maior velocidade, os brasileiros sentam para assistir a algum entretenimento ou para ler as matérias da FOLK e ficam sabendo do quê? Dos “Jogos de Inverno”. Verão brasileiro, inverno nos países do hemisfério norte. Alguns dos esportes classificados como “esportes de gelo” são a patinação artística, o hóquei e o bobsled, descrito como a Fórmula 1 do gelo pela própria Confederação Brasileira de Desportes no Gelo. Isso mesmo, não é comum encontrar pistas de gelo no Brasil, nem profissionais brasileiros dessa área, mas o país tem uma seleção olímpica de bobsled - com atletas que se dedicam a outros esportes também, diga-se de passagem. Quanto mais gelo e neve, melhor para os de espírito aventureiro. Foi dessa mistura que nasceu o esporte de velocidade bobsled. No final do século XIX ele era praticado nos Estados Unidos e na Suíça. Como o esporte começou na Europa, sendo o primeiro Clube de Bobsled formado em 1897 na Suíça, o país frio europeu é que levou o crédito. As estradas cobertas de neve e com grandes inclinações eram tentadoras. Então, times pequenos reuniam-se, subiam nos trenós e tentavam fazer o menor tempo até determinado ponto. A pista era a estrada mesmo. Com o tempo, o esporte evoluiu bastante. Hoje as pistas são especializadas e extremamente técnicas, com inclinações que só a física permite percorrer. O comprimento de uma pista de bobsled varia de 1400 metros a 1500 metros e o número de curvas varia de 15 a 19. A descida, que pode ser feita com até a velocidade de 150 km/h, mal dura um minuto, quando dura. A largada é um momento em que se deve ter sincronia total. Os atletas correm 50 metros empurrando o trenó antes de começar a descida, para então saltar no trenó e continuar a corrida nele. Dá pra deduzir que correr no gelo é complicado. Por isso, os atletas usam sapatilhas que possuem 500 agulhas, para perfurar o gelo. Após cruzar

19 Folk10.indd 19

27/11/2012 22:17:15


viagem

Uma vez que não tenho qualquer viagem tipicamente natalina para mostrar a vocês nesta época tão nostálgica e consumista, escolhi as mais iluminadas para contar a história da coluna deste mês. Optei por priorizar o nostálgico ao consumista! Sem dúvida, a Cidade Luz, ou Paris, é a primeira que vem à mente neste tópico. Não existe noite parisiense sem luz que Woody Allen fosse capaz de inventar! Um dos guias que encontrei pelo caminho contou que o governo tinha planos de racionamento e, hoje em dia, a iluminação andava bem mais tímida do que costumava ser. Ahhh! Mas eu garanto, as luzes eram su-fi-ci-en-tes!!! Um passeio pelo Bateau Mouche leva a uma viagem de luzes especialmente alocadas para encantar o caminho que passa pela Torre Eiffel, Ponte Alexander III, Arco do Triunfo e pela pirâmide do Louvre. Inclusive, algumas empresas até oferecem o citytour chamado “Paris at night”. Admito: sempre que vejo essas luzes amarelas… gosto de pensar que estou na Eu-ro-pa, mesmo estando na Rua Comendador Araújo em Curitiba! A verdade é que a iluminação quente, nostálgica e, até certo ponto, melancólica, tão bem representada nos cinemas pelo “Meia Noite em Paris”, assim como as luzes e sombras dos séculos e séculos da arte, não são capazes de expressar o que se vê ao vivo. Quando a Torre Eiffel pisca por inteiro (como acontece a cada meia hora nas noites de verão), só os olhos são capazes de acompanhar o efeito que lentes, objetivas e câmeras digitais apenas tentam! Todos sabem que Paris é hors concours pra mim e que sou suspeitíssima para falar… então vamos logo passar para minha número dois, New York City!

FOLK

magazine

por: Amanda Malucelli

Essa não perde o encanto luminoso nem com furacão nem com apagão. Confesso que nunca vi tanta luz junta - ainda mais especial na vista do alto do Empire State, quando os olhos brilham diante dos milhões de quadradinhos luminosos. Mais vibrante ainda é o apogeu de LEDs, telas e imagens piscando frenéticas da Times Square. Ali as luzes são tantas que fazem você entrar nas lojas, comprar e sair com

a mesma pilha, pronta pra mais, achando que são 7 da noite quando, ao olhar o relógio, percebe que já passa da uma da manhã! Nem quero imaginar o que seria essa cidade no Natal, toda decorada, neve por tudo - choraria de inveja!

20 Folk10.indd 20

27/11/2012 22:17:16


viagem Enfim, para não dizer que eu só fui para duas cidades nessa vida, vou falar das luzes e do Natal de uma cidade que me surpreendeu muito, com belas iluminações nos tours noturnos. Um toque de Buenos Aires, outro de Barcelona, Lima - no Peru, une uma combinação adorável entre beleza e simplicidade. Sem excessos, com gratas surpresas. Luzes sutilmente posicionadas em praças e no Parque das Fontes, ou Circuito Mágico das Águas, um completo show de luzes no maior complexo de fontes em parque público – e isso o Guinness Book confirma. Foi um Natal e um ano novo verdadeiramente latino, com luzes alegres e enfeites bastante regionalizados, nada de neve, Papai Noel ou de peru (além do nome do país). Natal em Lima tem frutas típicas, casinhas folclóricas, influências incas, amarelo, laranja, vermelho e uma brisa de verão… um exemplo pro nosso Brasil Tropical! Um Feliz Natal, com ou sem tradição, mas cheio de luz!

Amanda Malucelli é publicitária, aprendiz de cinema, filha de agentes de viagem e não perde uma chance de colocar o pé na estrada! Atualmente escreve no Blog Viajão (www.viajao.com), onde conta estas e muitas outras histórias de viagem pelo mundo!

recanto

Bouganville Eventos Corporativos | Casamentos | Aniversários

Rua Domingos Burakwski, 640 - Inhaíva | São José dos Pìnhais Fone: [41] 9113.1893 | 8801.9828 Folk10.indd 21

27/11/2012 22:17:21


m em

viagem

por: Fernando Granato Martins

Cruzar o mundo, enfrentar um inverno de -30°C, refletir sobre a vida ao ver belas paisagens através da janela de um trem, conhecer pessoas dos mais diversos países, vilarejos isolados do mundo, cidades históricas, aprender a esquiar, patinar no gelo, admirar o simples e o diferente. São tantas as imagens que vem à mente ao lembrar de meu intercâmbio. Recordo como se fosse ontem: em outubro de 2011 nem pensava direito em fazer um intercâmbio; e no início de dezembro estava embarcando para a maior experiência da minha vida! Durante os meses de dezembro de 2011 a fevereiro de 2012, tive a oportunidade de conhecer a Rússia. Um país de belas paisagens: desde vilarejos em meio à longas florestas, à grandes cidades repletas de monumentos históricos. Um lugar onde o mundo “novo” e o “antigo” estão sempre em contraste - hora parece que você está vivendo na “Europa moderna”, hora em meio ao Socialismo existente hà alguns anos atrás. Um país de pessoas cultas e com facetas sérias, mas que guardam dentro de si uma alegria e hospitalidade imensa. Um sonho realizado, a cidade onde fiquei foi Novosibirsk. Para chegar até ela, peguei o trem Transiberiano. Vindo de Moscou, são pouco mais de 2 dias de viagem, um trecho que apesar de curto em relação ao completo, foi para mim um novo intercâmbio, tamanho o encanto e o aprendizado durante esses dias de viagem. Considerada a capital da Sibéria, Novosibirsk é a terceira maior cidade russa. Lá, fiquei hospedado em uma família super simpática e esportista, com quem aprendi os mais diversos esportes no gelo, tradições, e principalmente a não ter medo do novo e de errar. Tínhamos sempre boas conversas sobre os mais diversos assuntos durante as noites.

O trabalho desenvolvido também foi sensacional. Junto com outros trainees vindo de diversos países (Colômbia, Austrália, Singapura, Índia), ministrava aulas de Sustentabilidade, Cultura Local (brasileira no meu caso) e Empreendedorismo, para jovens entre 12 e 18 anos da rede pública de ensino. Desenvolvi diversas habilidades, fiz grandes amigos e me apaixonei pela área de educação com jovens.

Fernando Granato Martins

AIESEC em Curitiba Av. Prefeito Lothário Meissner, 632 | Curitiba - PR Fone: 41 3360 4426 | www.aiesec.org.br/curitiba

Destino: PARIS *

0 0 , 9 1 3 $ S U

Entrada de

+ 09 vezes sem juros de US$ 179,00. (boleto, cheque ou cartão)

www.guestviagens.com.br Folk10.indd 22

* saída em março/13 | consulte condições

(41) 3058-4163

O pacote inclui: Passagem aérea Curitiba/PARIS/Curitiba, 05 noites de hospedagem, traslados aeroporto/hotel/aeroporto, seguro de viagem, bolsa de viagem cortesia. 27/11/2012 22:17:23


nutrimental

IS

diçþes

163

Folk10.indd 23

27/11/2012 22:17:23


cultura curitiba

por: Camila Carbornar

ano o Coral de Natal enfrentou um contratempo que causou o desagrado geral do público. Sem a intenção de acabar com o espetáculo, mas apenas de dar melhores condições às crianças, o Ministério Público do Trabalho (MPT) e o Ministério Público do Trabalho e Emprego (MTE), por meio de denúncias dos educadores responsáveis pelos abrigos dos menores, investigaram o banco responsável pelo coral por supostos casos de exploração de trabalho infantil. Segundo eles, os ensaios, com duração de quatro meses, faziam as crianças chegarem muito cansadas e em horários muito avançados, além de fazê-las ficar fora por um longo período de tempo sem refeições adequadas. As apresentações de duas horas foram consideradas estressantes e de exigência profissional incompatível com a idade das crianças pela procuradora do MPT, Margaret Matos de Carvalho. A defesa negou o abuso e também defendeu o coral como importante para a formação educacional e da autoestima. Mesmo assim, foi caracterizado vínculo de trabalho artístico, e não de manifestação artística, como o banco alegava. Por conta disso, foi firmado um acordo que deve pautar uma melhor conduta com as crianças, como a redução do número de apresentações (que foi de 12 para 9) e do tempo de apresentação (que passa a ser de 50 minutos). É o show que não pode parar - e não parou! Com condições melhores aos pequenos, vale continuar prestigiando o coral. O tema desse ano é “Vem Sonhar com a Gente”. Nele, o Papai Noel encontra um baú com cartas de crianças que desejam paz, alegria e educação para todos. Entre uma carta e outra são feitas as apresentações musicais do coral, trajado com figurinos inspirados na cultura brasileira e nos contos natalinos. Depois de assistir ao coral, a dica é fazer o caminho passando pela Galeria de Luz, que iluminará a Rua XV de Novembro a partir do dia 4 de dezembro, e conferir os arcos e portais iluminados. Assim, o clima dessa época fica ainda mais intenso.

com idade entre 7 a 13 anos, reúnem-se para ensaiar e apresentar canções de Natal. E elas cantam lá de cima, das janelinhas iluminadas do prédio. Pequenas porque crianças e ainda menores porque vistas de longe, mas com um grande poder de contagiar e emocionar. Justamente por tratar-se de crianças, esse

FOLK

magazine

Quando se inicia a época de Natal as pessoas já sabem: tem espetáculo no Palácio Avenida. É uma tradição. Em 2012 completa 21 anos que a apresentação natalina do coral infantil é vista por bastante gente – motivo suficiente para chegar cedo se quiser garantir um bom lugar. O Coral de Natal do Palácio Avenida é um projeto social de caráter cultural criado em 1990 pelo Banco Bamerindus, cujo controle passou para o Banco HSBC, que deu continuidade ao evento. Atualmente ele é patrocinado pelo HSBC através da Lei Rouanet. O banco cede o espaço e financia as apresentações, que tem custado cada vez mais, mas a organização mesmo fica por conta de uma empresa de São Paulo. O Instituto HSBC Solidariedade desenvolve o Espetáculo de Natal HSBC através do Programa HSBC Educação, que atende 12 casas lares de Curitiba e região metropolitana. Em média, trezentas crianças e adolescentes, de 0 a 18 anos, são atendidas pelo programa durante o ano. Em época natalina, 120 crianças,

24 Folk10.indd 24

27/11/2012 22:17:24


cultura

calendário cultural

A peça é uma articulação feita pela Cia de Teatro PalavrAção da UFPR das quatro seguintes peças de Bertolt Brecht: “Ascensão e Queda da Cidade de Mahagonny”, “A Ópera dos Três Vinténs”, “Terror e Misérias do 3.º Reich” e “A Resistível Ascensão de Arturo Ui”. Nelas, o autor coloca o público diante da percepção de um mundo onde tudo é possível e da sensação de que sempre está faltando alguma coisa, duas situações bem comuns. Brecht foi um dramaturgo e poeta alemão, que tinha em suas peças a forte característica de manter o público ciente de que eram representações teatrais, evitando o envolvimento e dando o caráter de observador ao público. Onde: Espaço Cênico Saliva Preço: R$ 20 (R$ 10 meia) Quando: de 06/12 a 16/12. Quinta, sexta e sábado às 21h e domingo às 19h Inspirado nos filósofos franceses Gilles Deleuze e Félix Guatarri, Saliva é a nova peça da Dezoito Zero Um – Cia de Teatro, é uma tentativa de descoberta de novos universos linguísticos de significação do ser humano. Um homem tenta reconstruir o seu passado reconstruindo a própria fala. A peça apresenta uma nova concepção de sujeito – não mais o homem íntegro, binário e dicotômico que, mas sim um sujeito constituído de vários sujeitos, múltiplo, em plena complementariedade com o uno caótico e infinito da existência.

Onde: Teatro Novelas Curitibanas Preço: entrada franca Quando: 06/12/2012 a 09/12, 13/12 e a 16/12, às 20h A Pausa Companhia, com a direção de Rafael Camargo, apresenta a adaptação do livro de Fernando Bonassi. A peça, sutil e viva, densa e divertida, narra paralelamente a história de Marileide e Michael Jackson, seu ídolo, em uma improvável rádio de transmissão mundial. Marileide vive uma vida miserável na região metropolitana de São Paulo, muito diferente da vida do milionário Michael Jackson. Embora o contraste seja imenso, os dois tem algo em comum - a solidão, a procura por algo maior.

América do Sul, a Pop Arte das Contradições Onde: Museu Oscar Niemeyer Preço: R$ 4 (R$ 2 meia) No primeiro domingo de cada mês a entrada no MON é franca. Quando: até 20/01/2013, de terça a domingo, das 10h às 18h A exposição é um recorte do Movimento Pop Art no Brasil e na Argentina na década de 1960. As imagens documentam o tempo e os lugares que os artistas transformaram e experimentaram. A mostra possui mais de 80 trabalhos de artistas reconhecidos do cenário, como Claudio Tozzi, Nelson Leirner, Wesley Duke Lee, Samico, Antonio Dias, Anna Bella Geiger, Cildo Meireles, Décio Pignatari, Antonio Berni, Hélio Oiticica, Lygia Pape e Artur Barrio.

+ Carmina Burana (Teatro José Maria Santos, 14/12 e 15/12 às 20h30 e 16/12 – às 20h) + Coral do HSBC (Palácio da Avenida, de 30/11 a 16/12, de sextas a domingos – às 20h15) + Galeria de Luz (Rua XV de Novembro, de 04/12 a 20/12, de terças a quintas – às 20h) Folk10.indd 25

magazine

Onde: TEUNI - Teatro Experimental da UFPR (Prédio Histórico UFPR, Praça Santos Andrade) Preço: entrada franca Quando: 07/12, às 20h30 08/12, às 20h30 09/12, às 19h30 14/12, às 20h30 15/12, às 20h30 16/12, às 19h30 Classificação: 16 anos

FOLK

Um Olhar Brechtiano

Vidas Paralelas ou A Incrível História de Marileide e Michael Jackson

25 27/11/2012 22:17:25


arte

Nascida nos EUA e filha de venezuelana com brasileiro, Gabriella Silva é estudante de publicidade, conhecedora e amante de todas as sete artes e uma cozinheira amadora. Viciada em internet, sabe todos os melhores vídeos e tutoriais. Gosta de decoração, do mundo, de moda e de cupcakes.

Sabe aquele cantinho da sua casa mais vazio, pedindo por uma peça de decoração? E sabe aquela vontade de fazer algo caseiro, bonito e fácil, sem muita complicação? A nova onda do “DIY” (do it yourself), o famoso “faça você mesmo”, chegou com tudo, inclusive aqui para você. Aprenda hoje como fazer um item de decoração simples e prático, com um resultado muito bonito para enfeitar sua casa! Optei por fazer algo mais rústico, reaproveitando materiais diversos e que combinem com o conjunto da casa.

O que vou precisar? O que vou precisar? - Uma tábua de madeira ou MDF - Pregos - Uma tábua de madeira - Fios (da cor que você escolher) MDF - ou Papel vegetal Pregos - -Lápis - -Fita adesiva Fios (da cor que você - escolher) Martelo - Tesoura

- Papel vegetal - Lápis - Fita adesiva - Martelo - Tesoura

Quadro de fios!

FOLK

magazine

Esse quadrinho feito com pregos e fios é ótimo para decorar ambientes mais rústicos. Combina bem com parede de tijolos, paredes em tons pastéis, rendas, florais e até tapetes!

por onde começar?

Para dar um visual mais “surrado” à madeira, peguei uma prateleira de um armário antigo e desmontado e envelheci, usando lixa e espátula. Se você quiser deixar com um look mais clássico, pode deixar do jeito que está ou passar verniz, tinta, como preferir. No meu caso, escolhi pintar uma faixa cor de rosa embaixo e usar fios também em tons de rosa.

26 Folk10.indd 26

27/11/2012 22:17:26


arte

3º passo Depois de ter contornado tudo, vá rasgando o papel vegetal. Se algum prego soltar, mantenha a calma e pregue-o novamente!

1º passo Desenhe o formato desejado em papel vegetal. Eu desenhei um coração, mas a imaginação pode rolar solta! Em seguida, cole o papel na madeira na posição em que queira deixar. Se preferir, pode desenhar direto na madeira, mas recomendo o papel por não precisar apagar as linhas depois.

vou ar?

4º passo Após retirar o papel, junte os fios que você escolheu. Faça um nó na cabeça de um prego e vá “passeando” com os fios pelos pregos. As cores ficam a seu critério - eu escolhi fazer com três tons diferentes.

2º passo

5º passo O céu é o limite. Passe quantas vezes quiser (e puder!) pelos pregos e, assim que estiver satisfeito com o resultado, dê um nó final em cada fio no último prego pelo qual passou. Não se preocupe: se tudo estiver pregado firme, os fios aguentam.

FOLK

magazine

Vá colocando os pregos deforma espaçada (aproximadamente 1cm) em cima da linha, acompanhando os traços do desenho. Deixe bem firmes, mas não empurre até o final. O ideal é que eles fiquem pelo menos metade para fora da madeira. Dica: para não bater o martelo no dedo e se machucar, tente segurar o prego entre os dentes de um pente fino. Assim, você evita acidentes e deixa os pregos retinhos.

Pronto! Agora você tem um elemento decorativo feito por você!

Folk10.indd 27

27 27/11/2012 22:17:27


mundo

MITOS E VERDADES por: André Fiorani

Ele não mora do Polo Norte. Ele mora na Lapônia, província da Finlândia, na cidade de Rovaniemi, com 60 mil habitantes. Lá se encontra o escritório oficial do bom velhinho e o Santa Park, um parque temático.

Haddon Sundblom foi contratado pela empresa para uma releitura do personagem natalino.

Não existiam renas puxando trenó. O mito foi inventado na Europa, no ano de 1939 e retratada no filme Rudolph, a Rena do Nariz Vermelho, de 1960.

Sim, ele realmente existiu. Mas não como imaginamos. Não andava de trenó puxado por renas encantadas, nem era barrigudo. Papai Noel foi, na verdade, o esbelto bispo Nicolau, que viveu e pontificou na cidade de Mira. Após ter milagres atribuídos a ele, foi santificado como São Nicolau. A figura do bom velhinho, barbudo e pançudo, apareceu em 1886 através do cartunista Thomas Nast.

FOLK

magazine

Você pode mandar cartas para ele. No Brasil, quem recebe são os Correios, mas se você quiser enviar diretamente para os representantes mais próximo da figura, o endereço é: Santa Claus, 96930, Círculo Polar, Finlândia. As cartas são respondidas em oito idiomas diferentes.

A Coca-Cola tem participação na criação do Papai Noel. Não toda a história do nosso viajante de trenó. Mas tem um poderoso mérito no processo de concretização da figura natalina, tal como a conhecemos hoje. Ele foi criado para aumentar as vendas de inverno, que estavam decadentes. Em 1931 eternizou com a seguinte imagem:

28 Folk10.indd 28

27/11/2012 22:17:28


saĂşde

papai noel!

Folk10.indd 29

27/11/2012 22:17:29


capa capa

O primeiro indicativo é a mudança de horário. Em seguida, sua majestade, o sol.

Modelos: Amandha Gaio e Marcelle Mazzini (Mega Model Curitiba) Foto: Nina Vilas Boas Produção Executiva: Silvia Henz Styling: Cesar Franco (www.justshot.me) Cabelo: Rodrigo Irala / Alexandre Canossa / Franciele Bacelar Makeup: Elis Rashid Lojas: Loox (Shopping Curitiba) / Frau (Shopping Curitiba) / Gregory (Shopping Curitiba) Jóias: Ivana Silvério (www.ivanasilverio.com.br) Agradecimentos: Expert Beauty - Unidade Mateus Leme Dani Brito Bureau de Comunicação Mega Model Curitiba Página 01 Comunicação Locação: Las Palmas Golf & Country Club Hotel Paraná Golf

FOLK

magazine

JANAINA

30 Folk10.indd 30

27/11/2012 22:17:33


FOLK

magazine

capa

31 Folk10.indd 31

27/11/2012 22:17:37


capa capa

FOLK

magazine

JANAINA

32 Folk10.indd 32

27/11/2012 22:17:42


capa

FOLK

magazine

JANAINA

33 Folk10.indd 33

27/11/2012 22:17:47


capa capa

FOLK

magazine

JANAINA

34 Folk10.indd 34

27/11/2012 22:17:51


capa capa

FOLK

magazine

JANAINA

35 Folk10.indd 35

27/11/2012 22:17:54


estilos

Você já parou pra pensar se o seu cachorro é um reflexo da sua personalidade? Muitos estudos dizem que isso acontece. Mas e o oposto? Será que a personalidade do cachorro combina com a do dono? O Projecto Pet [Pet Project, da empresa Free People] inverteu a ordem das batatinhas e criou uma série de coleiras sustentáveis e ecológicas para refletir a personalidade do cão. Veteri-psico-fashion. É isso, produção?

MOVIMENTO

Andar por aí com sapatos e roupas feitos de materiais que poluíram as praias de Bali é uma forma de demonstrar que se importa e quer um mundo mais bonito. Foi com esse propósito que aconteceu a união entre dois grupos ativistas: A People’s Movement e a Plastic Pollution Coalition. Todos os sapatos destas fotos foram feitas a partir dessa ideologia e essa parceria já rendeu os olhos do mundo e alguns prêmios em sustentabilidade.

FOLK

magazine

NATURAL 36 Folk10.indd 36

27/11/2012 22:17:54


tendências

COLOR TREND: VERDE! Vem chegando o verão e, com ele, as novas tendências de cores. O queridinho da vez já deu as caras no inverno, mas é na estação quente que ele vem com tudo: o AMARELO! Desde sempre relacionado a coisas positivas, o amarelo deixa qualquer look básico muito mais iluminado.

Vai amarelar?

FOLK

O amarelo fica lindo com preto, branco, cinza e, inclusive, azul. Vale investir em peças clássicas, como camisas (que ficam ótimas com shorts jeans) e vestidos, ou nos acessórios, como bolsas, sapatos e bijuterias.

magazine

Os tons variam bastante, desde o clarinho (sorbet), acompanhando a moda candy colors, até o dourado escuro. Para as que ainda torcem o nariz para a cor, a dica é analisar qual tonalidade fica melhor com seu tom de pele. As morenas podem ousar mais; as de pele branquinha e cabelos escuros ficam melhores com um amarelo mais claro; já as loiras devem buscar contrastar o amarelo da roupa com o tom de cabelo.

37 Folk10.indd 37

27/11/2012 22:17:55


roana acessórios infantis

Avenida Rui Barbosa, 1500 - Loja 06 | Galeria Hotel Howard Johnson | São José dos Pinhais, Centro

Fone: 41 3058.0808 | 9949.0442 Folk10.indd 38

27/11/2012 22:18:11

| Modelos: Duda Franco e Léo Setim | Fotos por: Rosane Gondro | Locação: Pousada Hakuna Matata

Apoio: A infância proporciona momentos inesquecíveis. Momentos de alegria, momentos de descoberta, momentos de felicidade. Sonhar é o grande responsável por parte destes momentos. É quando a imaginação ganha asas com os pensamentos e vai mais longe do que a realidade. Libertam a vontade de ser o que quiser. É quando a cabana de cobertas vira um castelo, é quando a embalagem se transforma no microfone e o box do banheiro, o estúdio. Para as princesas, os bombeiros, os astronautas, os cantores e as atrizes criarem seus personagens, é preciso estar com uma roupa que permita isso acontecer. É preciso estar confortável, sentir bem e ser feliz. É preciso sonhar. É preciso Boutique All For Kids. Peças exclusivas para crianças e sua infinita imaginação.


ntro

Folk10.indd 39

27/11/2012 22:18:13

| Modelos: Duda Franco e Léo Setim | Fotos por: Rosane Gondro | Locação: Pousada Hakuna Matata

Apoio:


ncias

sociedade

COLUNA SOCIAL Naiana Silva (41) 3035-7483 / 9803-8866 www.rosanegondrofotografias.com.br

1 1. O maior super herói é Benício, para a família Bührer e Lima, que comemorou seus 4 aninhos ladeado pelos pais, Vera e Rubens G. Lima. 2. Géssica Dranka com apenas 15 anos nos surpreendeu com sua beleza e espontaneidade em seu ensaio fotográfico. 3. Parabéns para a bela Bruna Gabriele Machado que completou seus 15 anos, esbanjando muita beleza.

2

4. Momento inesquecível para Maria da Glória Ucir e José Dalton, que completaram 50 anos de casados, reafirmando todos os dias o compromisso “juntos para sempre”! 5. A família Isabel, Kleber e a pequena Deborah Coladon aguardam com muita ansiedade a chegada de seu bebê Oliver, desejamos saúde e muito amor para o bebê. Rosane Gondro Fotografias agradece a todos, que prestigiam nosso espaço oferecido por esta revista, para registrar alguns momentos clicados por nós, esperamos que no próximo ano, poderemos estar fortalecendo cada vez mais a nossa parceria! (Modelo: Annye Vosgerau)

3

Feliz Natal! 4

Folk10.indd 40

5

27/11/2012 22:18:26


va

pequeno polegar

Folk10.indd 41

27/11/2012 22:18:29


colunas

Num mundo próximo do suposto fim, o Faustão ficou magro, o Silvio pobre e a Léia virou princesa da Disney. É apocalíptico se analisarmos este último fato com a mente do grande mestre J. R. R. Tolkien. Afinal, ele chegou a colocar em seu testamento que permitia que um dia fizessem o filme do Senhor dos Anéis, desde que a Disney não tivesse nada a ver com o assunto. Claro que Star Wars é uma outra conversa, um papo concernente a uma mesa de nerds completamente diferente daqueles da Terra Média. Eu gosto das duas, mas as Guerras das Galáxias Distantes, muito Distantes, sempre mexeram mais com meus midi-chlorians. Acredito que é uma coisa de infância. Em meus dias de criança, meu pai viajava bastante e sempre me trazia o lanche do avião. Era o máximo, eu ficava em casa esperando e não era a comida que me fascinava, mas a troca de afeto e o capricho das empresas de aviação no tempo em que barrinha de cereal não era comida. Lembro-me de uma viagem em especial, uma que meu pai fez para São Paulo. Nesse dia, ele trouxe com a lancherinha do avisão uma réplica da X-Wing pra mim. Ele havia assistido comigo aos filmes no velho sofá cinza da sala e sabia pelo meu encantamento com a nave do Luke. Eram dias de pura imaginação e tudo pela frente. Meio que meu próprio mundo muito, muito distante. Star Wars guarda muitas dessas lembranças e desse carinho pela criança que nunca deixarei de ser. Mas, pra falar disso a valer, quero começar pelo George Lucas, pelo qual cultivo um respeito imenso. O cara realizou um sonho quando ninguém nem sabia aonde chegaríamos com efeitos especiais, a Força e a imaginação. Mudou o cinema quando inventou tudo, criou e idealizou personagens num universo tecnológico, espacial e mitológico aonde, por maior que fosse a Estrela da Morte, o lado mais simples e altruísta era mais forte. Além disso, ele começou chutando a canela dos curiosos: Episódio IV – Uma nova esperança. Nova pra quem? E os outros 3, Senhor Lucas? Claro que ao tentar retomar a série anos depois – com os prometidos episódios I, II e III – ele foi criticado. Não tinha como ser diferente: muitos fãs, muitas opiniões e muitas mudanças. Mudanças até em coisa que já tava pronta. O povo que nunca comprou o VHS dos episódios IV, V e VI, por exemplo, nunca verá o filme em sua versão original, pois o George começou a mexer neles toda semana. Era você bobear na frente da tela que o filme estava diferente. Isso irritou os mais conservadores. Irritou também por alguns erros de elenco dos novos filmes

FOLK

magazine

por: Felipe Belão

da saga, compensado por outras escolhas brilhantes. Porém, mesmo com o Episódio III sensacional, muita gente ficou puta, ofendeu o cara, perseguiu-o e tudo mais. Então, o meu amigo George, como bom ser humano, cansou da brincadeira e prometeu não usar nunca mais a força. Vender pra Disney foi consequência disso tudo. Agora vamos nos deparar com a continuação (in)desejada pela maior parte dos fãs. Se vai dar certo ou não, o tempo vai dizer. A Disney tem a fama de deixar tudo meio tutti-frutti-com-arco-íris-e-final-felizdemais, sem contar na mania do “para sempre” que contraria os melhores poetas. Por outro lado, conta com diretores, produtores e profissionais para selecionar elenco dos melhores. Tem grana pra bancar uma superprodução, como Piratas do Caribe, e apresentou o recente histórico de sequências excelentes de filmes da Marvel. É, convenhamos que Os Vingadores não é qualquer um que faz. Fica a nossa esperança que os personagens não sejam alterados ou estragados. Que ying yang da força persevere. Que os light sabers sejam brandidos por muitas horas. Que o passado seja respeitado. E, ainda mais importante, que o Jar Jar Binks tenha morrido. Mas como diria Mestre e Amigo Yoda, “Fear is the path to the dark side…” Não temamos, portanto. Vamos deixar os caras fazerem o melhor. Minha dica pro time do Mickey é uma só: “Try not! Do or do not. There is no try.” E que eles lembrem que estamos de olho e cuidem para que o mundo da força não acabe. Afinal de contas, o que acontece nas galáxias muito distantes nos interessa e muito. Star Wars é bem mais que uma, duas ou três trilogias, é o imaginário de gerações combinadas, é a paixão pelo desconhecido que o espaço encerra no silêncio de infinitas respostas.

Felipe Belão é professor e escritor do livro MONÓLOGOS DE MENINO Você encontra o livro Monólogos de Menino na FNAC do Shopping Barigui, Rede Saint Germain, Banca do Batel, Leia Bem do Shopping Mueller, Banca Bom Jesus e outras livrarias.

42 Folk10.indd 42

27/11/2012 22:18:30


colunas

por: Marianna Greca

Marianna Greca é publicitária e nerd assumida. Social Media, webwriter, tradutora , desenhista compulsiva e escreve para o site Vila Mulher, do Terra. Tão louca por Internet quanto pela Ilíada. Acredita que assumir a maternidade do mundo é o melhor caminho para a felicidade.

magazine

outras oportunidades que passam pela sua vida. Se você está confortável esperando um ônibus específico, as outras dezenas que passam a cada cinco minutos no terminal não significam oportunidades para você. A menos que esfrie e comece a chover. E às vezes a espera parece tão natural que somente essa chuva pode forçar a mudança. Mas nada como um bom problema para sacudir um método errado. Nada como um grande degrau para nos forçar a ir para o alto. Você nunca sabe o que pode conquistar, as pessoas que pode conhecer e as experiências que pode viver. Não duvide: são os problemas as locomotivas que levam nossa vida para frente e nos apresentam novos caminhos. Tudo pode acontecer. E resistir ao problema torna o degrau uma sombra. Então assuma os remos e utilize a correnteza (que é inevitável) para fazer acontecer a vida que você quer viver. E talvez agir e querer mudar não deixe de também ser deixar-se levar pela correnteza. Porque ela também condiciona a rota que os remos são obrigados a traçar, não é mesmo? Sim. Grandes planos falham todos os dias. Mas quando o esforço vem de dentro para fora, dedicação sem limites, o sucesso é garantido. Sucesso na vida, não no plano inicial. Paulo Leminski dizia: “isso de querer ser exatamente aquilo que a gente é ainda vai nos levar além”. Ou seja, na busca por uma meta inicial, você descobre coisas muito maiores que ela no caminho. Ter um problema é estar preparado para uma grande oportunidade. E encarar o problema é abrir uma caixa de novas possibilidades. E durante milênios, nenhum argumento provou falsa a mensagem de Pandora: você nunca sabe o que lhe espera. A vida ainda pode te surpreeender. E tentar fazer acontecer, agir de corpo e alma, é fazer um convite às oportunidades.

FOLK

O que não falta nesse mundo é história pra ouvir. Porque há mais pescador bom de lábia na areia do que peixe de três metros no mar. Mas eu sou capaz de ver sereias quando leio a história da caixa de Pandora, de Hesíodo. Porque a caixa de Pandora ilustra o fato mais bonito e inspirador da vida humana: as inúmeras possibilidades. E não é preciso falar grego para entender a mensagem: você nunca sabe o que mais tem no fundo da caixa Mas tem que mantê-la aberta para descobrir. Abrir. E manter aberta. Duas ações que mudam uma vida. E se para toda ação há uma reação, toda reação configura uma mudança do estado inicial. Enquanto vivos, a mudança é inevitável. Mas quando a ação é proposital, a mudança pode significar algo fantástico na sua vida. Sim, existe um limite para resistir à correnteza, mas o ato de remar certamente faz muita diferença. Às vezes, se entregar à correnteza é viver um dia após o outro, sem sair da zona de conforto e esperar por aquela promoção ou declaração de amor repentina. Quem sabe na próxima. Mas essa espera causa o mesmo torcicolo que sinto quando espero (im)pacientemente o ônibus ao sair do trabalho. Eu e todos os meus colegas de “busão” sofremos desse mesmo torcicolo. Durante uma hora, permanecemos olhando para a esquerda (o lado por onde o ônibus vai aparecer), mesmo sabendo que ainda tem muito tempo até o trem chegar. Galera, estamos no terminal. Quando chegar, o ônibus vai parar de qualquer maneira. Não faz diferença ficar na expectativa, olhando para o mesmo lugar. Em matéria de inutilidade, a expectativa só é superada por previsão de horóscopo: uma porta aberta para a decepção. E a expectativa é a descrição exata de como eu sou quando acordo atrasada para trabalhar: míope e exagerada. Sabemos que isso não vai se concretizar antes do tempo certo. E pior: fazemos planos que somente serão possíveis quando aquilo que esperamos finalmente se efetivar. E eu penso com meus botões inexistentes: que absurdo. Acostumar-se à espera é negar todas as

43 Folk10.indd 43

27/11/2012 22:18:31


cidade Casa do Papai Noel preparada para receber mais de 100 mil pessoas

A Prefeitura Municipal de São José dos Pinhais, por meio da Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo-Departamento de Turismo e demais parcerias, promove a 13ª edição do Programa “Casa do Papai Noel”, cuja abertura oficial dia 07 de dezembro, às 19 horas contará com a apresentação especial de Corais. A Casa do Papai Noel em São José dos Pinhais é visitação obrigatória das festividades natalinas e destaca-se como produto turístico consolidado no Paraná. Nas últimas três edições recebeu no período do evento um público que aproximado de 100 mil pessoas, e para 2012 a expectativa é de 100 mil visitantes, buscando fortalecer o espírito natalino entre as famílias e contribuir com Entidades Filantrópicas locais que já realizam trabalhos sociais,. O evento realiza-se anexo ao Parque da Fonte, na Rua Almirante Alexandrino, nº1410, bairro Afonso Pena, cujos atrativos e decoração natalina estão distribuídos em aproximadamente 7.500 m². No local, o Papai e a Mamãe Noel esperam pelos visitantes na sua Casa; na Oficina do Papai Noel alguns ajudantes continuam trabalhando - inclusive produzindo bolachas artesanais; na Feira de Artesanato - evidenciam-se os produtos natalinos e o artesanato rural; no palco haverá atividades culturais diversas como: corais, autos de natal, folclore, e projetos culturais; entre outras atrações; A Casa do Papai Noel ainda conta com Praça de Alimentação organizada pelas entidades filantrópicas do município; Trenó do Papai Noel;

Presépio em tamanho natural; e uma iluminação e decoração especial valorizando o bosque com árvores centenárias, o que transforma o local num grande espetáculo. A “Casa do Papai Noel” estará aberta ao público no período de 7 a 21 de dezembro - segunda a segunda-feira das 18h às 22h30 (R$ 3,00 por pessoa) - será isento de pagamento crianças até 12 anos e idosos acima de 60 anos, - conta com fácil acesso para pessoas portadoras de deficiência. O valor arrecadado com a venda dos ingressos será repassado ao Fundo Municipal do Conselho do Direitos a Criança e do Adolescente da Secretaria Municipal de Assistência Social, cujo programa social atendem crianças e adolescentes no município de São José dos Pinhais

Decoração Natal 2012 – Chafariz de Natal O cenário principal da decoração de Natal está localizado na Praça de Eventos, Piso L1. Através de um lindo pergolado de madeira branco coberto de heras as pessoas terão acesso a um jardim com muitas flores e diversos Papais Noel animatrônicos. De hora em hora acontecem os shows no chafariz do Natal, onde ao som da música, águas sobem e descem dando mais encanto para toda a decoração.

FOLK

magazine

A Campanha de Natal do Shopping São José para o ano de 2012 está repleta de novidades. A promoção “Um ano de Shopping Grátis” vai sortear seis pessoas para desfrutarem de R$ 12.000,00 (doze mil reais) cada, equivalentes a R$ 1.000,00 (mil reais) por mês, para gastar exclusivamente nas lojas do Shopping, por meio de um cartão de débito válido durante todo o ano de 2013. Cada R$ 150,00 em compras valem um cupom. A promoção teve início no dia 9 de novembro de 2012 e vai até 10 de janeiro de 2013, e o sorteio será no dia 11 de janeiro.

Decoração caprichada e vários atrativos são destaque do Shopping São José

44 Folk10.indd 44

27/11/2012 22:18:31


Folk10.indd 45

27/11/2012 22:18:31


comunicação

Papai Noel, cartas e propaganda e branca e um cinto preto. Essa “repaginada” foi apresentada na revista americana Harper’s Weeklys.

Alguns estudiosos afirmam que a figura do Papai Noel foi inspirada em um bispo que nasceu na Turquia, no ano de 280, chamado Nicolau. Um homem de bom coração que costumava ajudar aos pobres com saquinhos de moedas próximos à chaminé das casas. Após relatarem diversos milagres e atribuírem ao bondoso bispo, ele foi transformado em santo, o São Nicolau.

No entanto, a imagem que todos conhecemos foi mesmo firmada por uma campanha publicitária da Coca-Cola, em 1931, que usou a imagem de Nast, pois trazia as cores da marca – branco, preto e vermelho. A campanha fez um grande sucesso, ajudando a espalhar essa imagem do Papai Noel pelo mundo.

A associação da imagem de São Nicolau ao Natal aconteceu na Alemanha e logo se espalhou pelo mundo. Até o final do século XIX , o bom velhinho era representado com uma roupa de inverno na cor marrom e verde escura. Em 1886, Thomas Nast, um cartunista alemão, criou uma nova imagem para o Papai Noel, com uma roupa vermelha

A fantasia das crianças com o bom velhinho os fazem pensar no comportamento para ganharem os presentes. Podemos considerar uma estratégia utilizada pelos pais para estimular os filhos a refletirem sobre o que fizeram durante o ano, coisa que os adultos já fazem não para ganharem o presente do bom velhinho, mas com foco na renovação para um novo ano. As crianças usam chupetas, fraldas ou outras muletas emocionais como moeda de escambo por um presente dado pelo Papai Noel. Tangibilizam seus pedidos em cartas, ou seja, usam ferramentas primárias de economia e da comunicação, de acordo com suas idades. As cartas, que daqui a alguns anos podem desaparecer com o advento da internet, mantém vivo e secreto o endereço do Papai Noel. Qualquer um pode ser o bom velhinho. Manter essa forma de comunicação presente no Natal faz crianças e adultos pensarem e avaliarem o ano, materializando essa reflexão por meio da escrita. As cartas endereçadas ao Polo Norte levam todas as suas vontades, sonhos e análises de comportamento.

FOLK

magazine

Enfim, o Papai Noel como conhecemos hoje, existe e se difundiu pelo mundo por causa de uma propaganda e continua vivo devido à comunicação escrita mantida com ele. Então lembrem-se de se comportar bem e escrever ao nosso bom velhinho, deixando a magia desta época do ano sempre viva! Feliz Natal.

São José dos Pinhais - PR

46

Cascavel

Cascavel

|

|

Londrina

3035 5669 • Rua Joinville, 2508 • 41 3035 5669 • Rua Joinville, | Maringá | Pato Branco

41

Londrina

agenciasavannah

agenciasavannah Folk10.indd 46

São José dos Pinhais - PR

|

agenciasavannah

Maringá

|

250

Pato Branc

savannah.com.br

agenciasavannah

savannah.com.b 27/11/2012 22:18:42


Mais economia com maior robustez, só a HP pode proporcionar.

a sou a marca z um ima-

HP LASERJET 4015N

ho os arem atégia reflea que esenvação

Até 52 páginas por minuto Memória padrão de 128 MB Memória máxima de 640 MB Ciclo mensal:225.000 páginas

camara

s muo por lizam meno, de

HP LASERJET 500 SHEET INPUT TRAY AND FEEDER

desam vivo alquer orma anças erialicartas suas nto.

HP LASERJET DUPLEXER

exisuma unicaem-se bom o ano

Bandeja para 500 folhas

Acessório para impressão frente e verso automático

Joinville, 2508 Pato Branco

avannah.com.br Folk10.indd 47

27/11/2012 22:18:48


pref Em São José dos Pinhais tem lazer e diversão para todas as idades.

Que tal um churrasco com a família no Parque da cidade, um jogo de vôlei com os amigos ou uma corrida em meio à natureza? Já o Bosque da Usina, além de unir o Centro ao Terminal de Ônibus, também tem uma área verde incrível, com ciclovia e áreas de lazer. E por falar em ciclovia, pedalar no Parque Linear do Rio Ressaca é uma experiência muito agradável. E tudo isso está à sua disposição, todos os dias, em espaços públicos e gratuitos. O que você está esperando para se divertir?

Folk10.indd 48

27/11/2012 22:18:50


Folk Magazine Nº 10