Page 1

1

Ano XV - No 181 Set/Out de 2012 *Órgão Oficial da CONFRADESP * Ass. de Deus - Min. Belém * Fundador: Valdir Nunes Bicego

PASTOR YOUSEF NADARKHANI É LIBERTO NO IRÃ

Após quase 3 anos de prisão, sob a ameaça de ser executado, o Pr. Yousef Nadarkhani foi liberto da prisão e inocentado da acusação de apostasia. Pág.5

Leia mais... CPAD LANÇA BIOGRAFIA DO PASTOR JOSE WELLINGTON BEZERRA DA COSTA

VIDAS MARCANTES

Conheça a vida de

João Vera Peregrino

Pr. Paulo Magalhães Rodrigues O Ceifeiros em Chamas entrevistou o pastor Paulo Magalhães, Diretor Executivo do Ceifeiros. Ele fala sobre sua trajetória ministerial e da importância de dirigir o principal grupo de conscientização missionária da Convenção Estadual. Pág. 4


PALAVRA DO PRESIDENTE Mais uma Escola Bíblica de Obreiros

J

á se tornou uma excelente tradição a Escola Bíblica de Obreiros realizada pelo nosso ministério todos os anos na segunda quinzena do mês de aetembro, ocasião em que recebemos irmãos provenientes de todo território nacional e também do Exterior para ouvir ilustres preletores que de bom grado atendem nosso convite para nos transmitir profícuos ensinamentos da sempre viva e eficaz Palavra de Deus. Temos formado ao longo destes anos uma equipe bem-treinada que de uma maneira toda especial recepciona os obreiros procedentes de outros estados da nossa federação que vêm sem medir esforços com o intuito de aprimorar seus conhecimentos e não ficam decepcionados, pois aqui, como dizem os mais antigos frequentadores, o Ministério do Belém adquiriu pelo seu carinho e atenção devotados a todos o título de “Casa de Pão”. Este título que nos foi concedido é mais do que justo, pois nos preocupamos em dar o melhor atendimento a todos os companheiros que anualmente frequentam

EDITORIAL

nossa Escola Bíblica, quando lhes oferecemos o melhor atendimento possível ao conceder-lhes hospedagem, café da manhã, almoço e janta sem cobrarmos sequer um centavo, pois nossa maior satisfação é vê-los aprimorar seus conhecimentos da Palavra de Deus. Nossos anos de vida estão passando e nossos conceitos de interpretação mudam também à medida que ouvimos conceituados homens de Deus que nos transmitem seus conhecimentos tão bem-elaborados didaticamente que nos fazem mundar de atitude, dentro do princípio da Hermenêutica de que nas coisas essenciais, haja unidade; nas coisas não essenciais, haja liberdade; em todas as coisas, haja caridade, respeitando a máxima de que a Bíblia interpreta-se a si mesma. Houve o tempo no princípio da existência de nossa denominação que não havia escolas teológicas para nossos obreiros frequentarem, a fim de adquirirem mais conhecimentos bíblicos, mas eles não ficaram na inutilidade, pois eram assíduos frequentadores de três fontes inesgotáveis de conhecimento da Palavra de Deus: A escola bíblica dominal, o culto de ensino bíblico e a escola anual de obreiros, esta que realizamos com primor. Outros ministérios de nossa denominação também realizam escolas bíblicas para obreiros e meu desejo é que esta prática se espalhe por todo território nacional, mesmo ciente de que já existem excelentes escolas e institutos bíblicos a nível de bacharelado, mas as nossas escolas bíblicas de obreiros são insubstituíveis pela sua maneira carinhosa de ensinar a Palavra de Deus sempre transmitida com unção e zelo pentecostal. Aconseslho a todos os nossos jovens aspirantes ao ministério que se interessem em participar anualmente da escola bíblica de obreiros, além dos cursos teológicos que já frequentam, pois é nesta modalidade de ensino que vocês adquirirão experiências vivenciadas pelos nossos pastores mais antigos que, na labuta do exercício da obra de Deus, adquiriram uma bagagem de conhecimento invejável e desejam nos transmitir para o bem do reino de Deus. Pr. José Wellington Bezerra da Costa Presidente do Ministério do Belém, da CONFRADESP e da CGADB

COMISSÃO DO ÓRGÃO CEIFEIROS EM CHAMAS

Presidente Pr. José W. B. da Costa Diretor Executivo Pr. Paulo Magalhães Rodrigues Vice- diretor executivo Pr. José W. Costa Junior Secretários 1° Pr. José Miguel da Silva 2° Pr. Paulo Silva 3° Pr. Emanuel B. Martins Tesoureiro 1° Pr. Lelis W.Marinhos 2° Pr. Daniel M. Rocha 3° Pr. Astrogildo A. Américo Pesquisa Pr. José de Oliveira Pr. Alberto Brito de Almeida Pr. Sérgio Ferreira da Paz Eventos Pr. Ivan Tavares Ribeiro Pr. Paulo dos Santos Pr. Adeli G. dos Santos Marketing Pr. Adilson Rossi Pr. Gilberto Correia de Andrade Captação de Recursos Pr. Alexandre F. da Silva Junior Pr. Vargas Daniel L. da Silva Pr. Sergio Silva Conselho Fiscal Pr. Evandro de Souza Lopes Pr. Jessé Correia dos Santos Pr. José Felipe da Silva Pr. José Prado Veiga Jornalismo Dário Ferreira Pr. Edson Silva Melo Pr. Israel Padilha Siqueira

Projeto Cidania AD Brasil

N

o dia 07 de outubro todos iremos às urnas para elegermos nossos representantes nos poderes executivo e legislativo municipais em todas as cidades brasileiras, conforme determina a lei eleitoral que estabelece o voto obrigatório para maiores de 18 anos. Como ilustres cidadãos brasileiros, nós, evangélicos, não podemos ficar de fora deste tão grande ato cívico nacional. Em décadas passadas fomos orientados pelos nossos líderes que política era coisa do diabo e quem se envolvesse com ela, assinava, por conta própria, seu passaporte para o inferno. Eles agiram com sinceridade, pois foi este o ensino que obtiveram de nossos pioneiros que sempre desejaram o bem para os membros de nossas igrejas, preocupados com a nossa salvação. Mas os anos se passaram, os nossos jovens estudaram, formaram-se advogados que se tornaram juízes e promotores, além dos que fizeram engenharia, medicina e toda gama de cursos universitários e chegaram à conclusão de que a política não é este bicho papão descrito pelos nossos pioneiros que de boa vontade desejavam o nosso afastamento do convívio social. Sabemos que somos cidadãos dos céus, mas ainda estamos no contexto terreno com direitos a serem reivindicados e deveres a serem cumpridos. Então, precisamos de nossos legítimos presentantes nas casas de lei municipal, estadual e nacional que defendam nossos princípios cristãos e levantem nossa bandeira da civilidade e moralidade neste mundo que se tornou imoral e violento.

EXPEDIENTE

2

Editor Chefe Pr. Antonio Mardônio N. Vieira Editoração e Diagramação Abigail Aquino 11 9 8794 0130 Fotografia Fernando Flor 15.000 exemplares mensais Distribuição Mensal Gratuita: Primeira 2°F. do mês na Sede da AD. Belem - SP Foto:Juarez Lima

O presidente da CGADB, Pr. José Wellington Bezerra da Costa, entendeu que a nossa denominação, como organização social, precisava eleger representantes que lutassem pelos interesses dos evangélicos que se distinguem no cenário nacional pelo seu bom comportamento e sua dedicação aos princípios esposados pela Bíblia Sagrada, a genuína Palavra de Deus. O Projeto Cidadania AD Brasil saiu da ideia para a prática e hoje tem candidatos indicados tanto para as câmaras municipais como para diversas prefeituras de muitas cidades brasileiras, com o intuito de formar na base política municipal uma estrutura que suporte o peso da indicação em um futuro bem próximo de candidatos próprios para a presidência da República e para governadores de Estado e senadores. Por isso, nós o informamos: “O voto não tem preço, mas tem consequência”. Vote consciente, vote nos candidatos do Projeto AD Brasil, para que estes nossos representantes também possam lutar pelos nossos ideiais como fazem os representantes de diversos seguimentos sociais brasileiros, que, até contrariando os ditames da Palavra de Deus, querem aprovar leis absurdas que ferem a moral cristã. Boa votação. Pr. Antonio Mardonio / Editor-chefe

O Ceifeiros em Chamas localiza-se no 2° Andar - Sala Valdir Nunes Bicego R: Conselheiro Cotegipe, 273 - Belém São paulo -SP - Cep: 03058-000 Brasil Tel. 55 011 2696 5467

Fax. 11 2796 9122

www.ceifeirosemchamas.net.br ceifeiros@uol.com.br Toda comissão, pastores, colaboradores e articulistas do jornal Ceifeiros em Chamas, prestam serviços voluntários para o órgão. Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representa necessáriamente a opinião do editor, nem do conselho editorial.

ESCREVA - NOS R: Conselheiro Cotegipe, 273 Belém - São paulo - SP Cep: 03058-000 ceifeiros@uol.com.br


ACONTECEU

3

Concerto de música na China Com o tema “Livres para vencer”, foi realizado no dia 15 de Setembro a 6ª edição anual do Concerto de Música Jovem Revolução. A finalidade deste evento é trazer a população jovem de Macau a informação que em Jesus ha libertação de vícios, entre eles, o das drogas. O Concerto é realizado ao ar livre no Centro da cidade. Todo o projeto é gerenciado e custeado por doações. Segundo missionário Olinto, nos últimos 5 eventos viram maravilhas, e não foi diferente neste ano.

Miss. Olinto acima, e participantes do evento

A igreja na China conta com a sua intercessão para este projeto anual pois o alvo anual é de alcançar 5 mil vidas. Juntos em oração, faremos a diferença em Cristo.

Lágrimas marcam o 12º encontro de crianças na AD. Belém

Por Dário Ferreira

CPAD LANÇA BIOGRAFI DO PASTOR JOSE WELLINGTON BEZERRA DA COSTA A Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD) lançou na manha do dia 17 a biografia do pastor Jose Wellington Bezerra da Costa. O livro foi escrito pelo pastor e historiador Isael de Araujo. A obra possui 332 paginas e retrata não só a história eclesiástica, mas também toda a sua trajetória de vida. A cerimônia para o lançamento do livro foi presidida pelo pastor Claudionor Correa de Andrade gerente de publicação da CPAD. Autoridades prestigiaram o evento, Alda Marco Antonio vice-prefeita de São Paulo, o senador Aloysio Nunes, José Serra, Walter Feldiman, Arlindo Chinaglia. Pastor Wellington estava ladeado por sua esposa Wanda Freire Costa e por seus filhos José Wellington Costa Junior, Joel, Paulo, Samuel, Rute e Marta Costa. Wanda Freire proferiu palavras de agradecimento e enfatizou sua jornada de 60 anos de vida conjugal, “estive ao seu lado mais da metade de sua vida”.

No dia 15 de setembro foi realizado o 12º Encontro de Crianças nas futuras instalações da sede da AD Belém em São Paulo. A vereadora e coordenadora do departamento infantil Marta Costa e sua equipe, reuniram aproximadamente 13.000 crianças. O evento proporcionou muitas brincadeiras e diversas atrações além da mensagem que foi compartilhada pela missionária “Tia Jô”. Todo esse esforço resultou em um número significativo de crianças batizadas com Espírito Santo. A festa foi encerrada com a certeza de que é necessário ensinar o Caminho aos pequeninos e deixar que sintam por si mesmas o poder e o trabalhar de Deus em suas vidas!

Crianças foram batizadas com Espírito Santo

A Redação

ERRATA ERRATA ERRATA ERRATA ERRATA ERRATA ERRATA ERRATA Na edição passada, publicamos informações religiosa do censo 2010, relacionada ao crescente número de evangélicos nominais. Mencionamos 40 milhões quando o número real do IBGE é 4 milhões de evangélicos nominais.

Por fim a voz do homenageado pode ser ouvida. Pastor José Wellington discursou cerca de 10 minutos. Falou da hospitalidade do paulistano, “povo bom e acolhedor”. A respeito de sua longa trajetória como pastor e presidente do ministério, expressou, “se a Igreja tem sido abençoada a gloria não é minha, é de Deus”. O autor Isael de Araujo presenteou ao biografado com um exemplar do livro. O diretor da CPAD, Ronaldo Rodrigues de igual modo entregou outro para a irmã Wanda Freire. Cada filho também recebeu assim como as autoridades presentes. O mestre de cerimônias, pastor Claudionor Correa de Andrade concluiu a reunião homenageando o biografado citando o poeta português Fernando Pessoa: “O homem sonha, Deus quer e a obra acontece”.


4

Entrevista

Por Dário Ferreira

Pr. Paulo Magalhães Rodrigues

O Ceifeiros em Chamas entrevistou o pastor Paulo Magalhães, Diretor Executivo do Ceifeiros. Ele fala sobre sua trajetória ministerial e da importância de dirigir o principal grupo de conscientização missionária da Convenção Estadual.

CEIFEIROS – Pastor Paulo, o que é o Ceifeiros em Chamas?

PR. PAULO - O Ceifeiros em Chamas é um órgão da CONFRADESP (Convenção Fraternal das Assembleias de Deus no Estado de São Paulo), seu objetivo é a conscientização missionária. O trabalho surgiu na Década da Colheita pelo ministério e o nosso trabalho é unicamente levar a conscientização da obra missionária para as Assembleias de Deus. CEIFEIROS – Quando foi chamado para presidir o Ceifeiros, pesou o fato de não ter tido experiências no campo missionário? Como encarou essa responsabilidade?

PR. PAULO - Sempre tive um desejo na alma de trabalhar com missões. Para mim foi um pouco difícil por não ter tido a experiência do campo missionário, mas graças a

Deus e com a ajuda dos companheiros e de cursos que participei, hoje se tornou um pouco mais fácil. CEIFEIROS – Ficou assustado com o convite?

PR. PAULO - Não estava esperando. Eu participava de uma reunião quando o pastor José Wellington cumprimentou aos pastores e disse que naquela noite não tinha conciliado o sono, pois estava preocupado com os Ceifeiros em Chamas. O pastor Waldir Bícego havia falecido, o pastor Edson havia ido para os Estados Unidos e o pastor Lelis que estava no comando tinha muitas outras tarefas e não estava em condições de realizar o trabalho. Então ele falou que pela manhã, Deus havia dado um homem para trabalhar com ele, e fiquei um tanto curioso para saber quem era. Quando ele falou que o tal estava entre nós e pronunciou o meu nome perguntando se eu aceitaria. Respondi que se Deus havia revelado a ele que é o meu presidente, porque não aceitaria? Isto há sete anos para a glória de Deus. CEIFEIROS – O que o Ceifeiros representa para o senhor? O que acrescentou na sua vida?

PR. PAULO - Representa muito, porque missão está no coração de Deus e também está no meu sangue. É a tarefa suprema da igreja e eu respiro e amo fazer missões. O ceifeiros acrescentou muita experiência em minha vida espiritual, boas amizades com pastores do interior com quem eu não tinha contato, tive a experiência de ir à Colômbia com a equipe a convite do pastor José Satírio. Sua única exigência é que todo nosso trabalho deveria ser apresentado em espanhol. Nos dedicamos ensaiamos nossas peças de teatro em espanhol e o povo de lá não acreditou que éramos estrangeiros, isso foi gratificante para mim. CEIFEIROS – Como foi sua chamada ao ministério?

FONES:

Direto: 11 2696 5461 Ramal: 11 2796 9122

R: Conselheiro Cotegipe, 273,Belém - SP - E-mail:becasadbelem@gmail.com

PR. PAULO - Fui consagrado ao ministério em 1984, mas dirijo congregações há 36 anos. Fui por 13 anos auxiliar do pastor José Amaro da Silva no setor de Osasco, após,

Pr. Paulo Magalhães Rodrigues

passei 8 anos pastoreando o a igreja de Caieiras e hoje atendendo a necessidade do ministério pastoreio o setor de Cotia. CEIFEIROS – Em que a igreja de Caieiras, que foi seu primeiro grande setor,mantem como diferencial em matéria de missões?

PR. PAULO - Quando cheguei a Caieiras não havia departamento de missões, e pela experiência que adquiri em Osasco, consegui levar missões para Caieiras e hoje ajudamos vários missionários, temos mais de 400 índios que são visitados com roupas, calçados, brinquedos e os irmãos fazem isso com muita alegria, compreenderam que missão está no coração de Deus. CEIFEIROS –O senhor costuma ler livros sobre missões?

PR. PAULO - Muito. Tenho muitos livros. Gosto de ler bons livros. Recomendo A Igreja é maior do que você pensa de Patrick Jhonstone, um livro fantástico. CEIFEIROS –Qual é a pessoa que te inspira a fazer missões?

PR. PAULO - Para mim, e acredito que para muitos pastores do ministério do Belém é o pastor José Satírio. Saiu do Brasil rumo a Colômbia há 36 anos com sua família sem muitos recursos e eu tive o privilégio de ver ali um grande trabalho. E ele continua um homem humilde, com a mesma paixão trabalhando e viajando muito. Na obra missionaria o pastor José Satírio é uma referência. CEIFEIROS – Como avalia o trabalho dos Ceifeiros no último ano?

PR. PAULO - Acredito que foi positivo. Poderíamos ter feito mais, mas foi de muitas realizações e praticamente estamos fechando o ano com muitos eventos, até aqui nos ajudou o Senhor. CEIFEIROS – Qual é a perspectiva para o próximo ano?

PR. PAULO - De muito trabalho. Para você ter uma ideia já temos cerca de 50 eventos agendados. Vamos ter que contar com colaboradores e desdobrar nossas duas equipes de teatro para atender o convite dos nossos amigos pastores que gentilmente abrirão as portas dos seus templos para o nosso trabalho.


H

PASTOR YOUSEF NADARKHANI É LIBERTO NO IRÃ

á aproximadamente um ano, na edição de novembro de 2011, o Jornal Ceifeiros divulgou as ameaças ao pastor Yousef Nadarkhani feitas por autoridades iraniana. Sob a acusação de apostasia ele passou quase três anos encarcerado correndo risco de ser executado por causa de sua fé.

preso e correndo risco de morte por enforcamento, no Brasil alguns politicos cristãos e senadores, discursaram em favor de Yousef e se comprometeram a entregar nas mãos do presidente do Senado um documento pedindo clemência à embaixada do Irã pela vida do jovem pastor.

No dia 8 de setembro o pastor Yousef Nadarkhani apresentou-se ao tribunal e participou de audiência que durou seis horas. O veredito concedeu a liberdade ao pastor e o inocentou da acusação de apostasia. O tribunal considerou Yousef culpado pelo crime de evangelizar muçulmanos e o sentenciou a três anos de prisão. Como ele esteve preso nos últimos três anos sem que tivesse sido julgado, o tribunal considerou que sua sentença já havia sido cumprida. A comunidade internacional acredita que os apelos das autoridades do Brasil, GrãBretanha e Estados Unidos influenciaram na decisão do tribunal. Enquanto esteve

NÃO CESSEM DE ORAR Apesar da decisão do tribunal iraniano ter sido favorável ao pastor Yousef Nadarkhani, estejam atentos, orando em todo tempo. Países fechados ao evangelho tendem a proceder desta maneira quando o caso ganha proporções internacional. Para não manchar a imagem do país no cenário mundial, concedem a liberdade e posteriormente, quando o mundo todo se esquece, perseguem o cristão até a morte sob a alegação de que qualquer pessoa poderia ter cometido o crime. QUINTO PAÍSES MAIS FECHADAS DO MUNDO

O Irã está estabelecido na mesma geografia onde no passado fora erguido o império Persa. O cenário já protagonizou muitas histórias bíblicas, como a do jovem hebreu Daniel que sobreviveu a três reinados. O mesmo que foi vítima de perseguição por causa da sua fé e a conseqüência foi ter sido jogado na cova dos Leões onde Deus milagrosamente o salvou. Ester e seu tio Mordecai viveram em uma época onde seu povo estava cativo e sentenciado ao que seria um genocídio impedido pela ação divina. Neemias servia ao rei da Pérsia como copeiro antes de ser designado a visitar o seu povo que estava vivendo miseravelmente em Jerusalém. No Irã 98% da população professa a religião Islâmica. Suas Leis são estruturadas no Islã, o país é considerado uma república teocrática. A população iraniana é de 77,8 Milhões. É o quinto país no ranking dos mais intolerantes ao evangelho. Os cristãos são minoria no Irã, cerca de 0,4%. Como não há liberdade religiosa,

5

muçulmanos convertidos ao o cristianismo são considerados criminosos, apostatas, pelo fato de terem deixado a religião de seus antepassados. Passam a ser rejeitados pelos familiares, sofrem agressões, prisões e como em muitos casos, torturados e mortos. Em muitas cidades iranianas os cristãos recém convertidos se submetem a cultuar a Deus em salas subterrâneas para não serem vistos pelas autoridades. Oremos pela igreja perseguida ao redor do mundo, pela consolidação da Lei de Direitos Humanos especialmente no Irã. Que as palavras do apóstolo Paulo, inseridas na Bíblia Sagrada, seja alento e motivação para os nossos irmãos perseguidos e uma lição para nosso viver diário. “Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados; perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos”. Dário Ferreira

CARTA DE DE YOUSEF APÓS SER SOLTO: “Não a nós, Senhor, nenhuma glória para nós, mas sim ao teu nome, por teu amor e por tua fidelidade!… Salmo 115:1

S

alaam! (A paz esteja com você!). Eu glorifico e dou graça ao Senhor com todo o meu coração. Sou grato por todas as bênçãos que Ele me deu durante toda a minha vida. Sou especialmente grato por Sua bondade e proteção divina que estiveram presentes durante a minha detenção. Eu também quero expressar a minha gratidão para com aqueles que, em todo o mundo, têm trabalhado por minha causa ou, devo dizer, a causa que eu defendo. Quero expressar a minha gratidão a todos aqueles que me apoiaram, abertamente ou em completo sigilo. Está tudo muito claro em meu coração. Que o Senhor te abençoe e te dê a Sua Graça perfeita e soberana. Na verdade, eu fui posto à prova, passei num teste de fé que, de acordo com as Escrituras, é “mais preciosa do que o ouro perecível”. Mas eu nunca senti solidão, eu estava o tempo todo consciente do fato de que não era uma luta solitária, pois eu sentia toda a energia e apoio daqueles que obedeceram a sua consciência e lutaram para a promoção da justiça e dos direitos de todos os seres humanos. Graças a estes esforços, tenho agora a enorme alegria de estar de novo com minha maravilhosa esposa e meus filhos. Sou grato a essas pessoas através das quais Deus tem trabalhado. Tudo isso é muito encorajador.

Diversas manifestações aconteceram em vários países

Durante esse período, tive a oportunidade de experimentar de uma forma maravilhosa a passagem da Escritura que diz: “Porque, como as aflições de Cristo transbordam para conosco, assim também por meio de Cristo transborda a nossa consolação.” [2 Co 1:5]. Ele confortou a minha família e lhes deu condições de enfrentar essa situação difícil. Em sua graça, Ele supriu suas necessidades espirituais e materiais, tirando um peso de minhas costas. O Senhor maravilhosamente me conduziu durante os julgamentos, permitindo-me enfrentar os desafios que estavam na minha frente. Como a Bíblia diz: “Deus não nos deixa ser provados acima de nossa força…”. Apesar de eu ter sido considerado culpado de apostasia, de acordo com uma certa interpretação da sharia, agradeço que o Senhor deu, aos líderes do país, a sabedoria para findar esse julgamento, levando em conta outros fatos. É óbvio

que os defensores do direito iraniano e os juristas têm feito esforço importante junto às Nações Unidas para fazer cumprir a lei e o direito. Eu quero agradecer a todos aqueles que defenderam a verdade até o fim. Estou feliz de viver em uma época em que podemos ter um olhar crítico e construtivo em relação ao passado. Isto permitiu que o surgimento de textos universais visando a promoção dos direitos do homem. Hoje, somos devedores desses esforços prestados por pessoas queridas que já trabalharam em prol do respeito da dignidade humana e passaram para nós estes textos universais importantes. Eu também sou devedor àqueles que fielmente ensinaram sobre a Palavra de Deus, para que a própria Palavra nos fizesse herdeiros de Deus. Antes de terminar, quero fazer uma oração pelo estabelecimento de uma paz

universal e sem fim, de modo que seja feita a vontade do Pai, assim na terra como no céu. Na verdade, tudo passa, mas a Palavra de Deus, fonte de toda a paz, vai durar eternamente. Que a graça e a misericórdia de Deus seja multiplicada sobre vocês. Amém! Yousef Nadarkhani”

Fonte: Gospel Prime www.cpadnews.com.br

Pr. Youssef, esposa e filhos


6

EVENTOS

Reunião da CONFRADESP na AD. em São Carlos

CONFRADESP reúne Líderes por Região em prol da unidade

A

CONFRADESP - Convenção Fraternal das Assembleias de Deus no Estado de São Paulo, tem como finalidade manter a unidade entre as ADs do Ministério do Belém espalhadas por todo estado. Como também preservar os princípios doutrinários que regem a denominação. Presidida desde 1980, pelo pastor José Wellington Bezerra da Costa, a mesma foi registrada na CGADB – Convenção Geral das ADs no Brasil em 21 de setembro de 1983. Atingindo a marca de mais de 7 mil obreiros filiados, a CONFRADESP é conhecida em todo país como a maior convenção regional filiada à CGADB. Em 2013, precisamente de 8 a 12 de abril, em Brasília (DF), acontecerá a 41ª Assembléia Geral Ordinária (AGO) da CGADB, onde, além de tratarem diversos assuntos para o crescimento das ADs no Brasil, milhares de pastores escolherão através do voto secreto, toda Diretoria da Convenção Geral e seu Conselho Fiscal, seus representantes para os próximos quatro anos, 2013 a 2017. Ciente do mau comportamento de um grupo de obreiros filiados à CGADB, que querem a todo custo ir “a Brasília para tomar a direção da CGADB” como afirmam eles e considerando que a CGADB é uma extensão da Igreja como afirma com frequência o pastor José Wellington, a CONFRADESP, através de seus vices-presidentes, tem realizado reuniões regionais com a liderança de todo estado com o objetivo de se organizar para que todos os seus filiados estejam na AGO de Brasília, afim de manterem a unidade da Convenção Geral. Essas reuniões tem tido a participação dos Pastores Presidentes de Campos, Pastores Setoriais e obreiros auxiliares de todos os municípios do estado. A primeira reunião aconteceu 05 de julho, em São José dos Campos, onde a igreja é presidida pelo 1º tesoureiro da CONFRADESP, pastor Emanuel Barbosa Martins. Em 16 de agosto, a segunda reunião foi feita na AD. em Votuporanga (SP), onde o anfitrião é o pastor Enéias Padilha. O terceiro encontro foi realizado em São Carlos, na igreja presidida pelo pastor Eli Martins. A quarta reunião foi na AD. Campinas, onde o presidente do campo é o pastor Paulo Freire. A última reunião aconteceu em Teodoro Sampaio dia 14 de setembro no campo presidido pelo pastor Israel Marques. O pastor presidente, José Wellington esteve presente e visitou alguns campos da região de Santa Rosa do Viterbo, Ribeirão Preto e inaugurou igrejas em Teodoro Sampaio e Ilha Solteira. Todos os Presidentes de campos das regiões visitadas atenderam ao convite da diretoria da CONFRADESP e se dispuseram a empreender seus esforços para que a AD não deixe de ser uma igreja unida e espiritual. Nas palavras do 1º vice-presidente da CONFRADESP, Carlos Padilha, fica registrada a serventia da CGADB “Nossa convenção foi criada para manter a unidade das ADs, não para dividir os obreiros como tem acontecido nestes últimos anos, nós somos responsáveis pelo futuro de nossa igreja no Brasil, vamos orar, nos mobilizar e participar da próxima AGO, onde com certeza o Senhor dará o melhor para sua igreja”. Para o pastor Wellington Junior, 2º vice-presidente da CONFRADESP, estes encontros não estão sendo realizados para preparar confrontos, mas sim, para orientar os obreiros a participarem da AGO e manterem as prerrogativas de um verdadeiro pastor. Em uma só frase, manifesta o sentimento de toda liderança e membros das ADs no Brasil: A unidade da AD é o nosso desejo”. Tiago Bertulino

Acima nave do templo e abaixo, Pr. Geraldo Silva

Conscientização Missionária no Jd. dos Pimentas

A

conteceu nos dias 25 e 26 de agosto mais um evento de conscientização missionária na AD Jardim dos Pimentas, Guarulhos – SP. O pastor Geraldo Silva e o coordenador de missão pastor Josué recepcionaram a equipe do Ceifeiros em chamas. De acordo com a coordenação do evento sete pessoas decidiram entregar suas vidas a Jesus, sendo que duas se reconciliaram. Uma das organizadoras, irmã Monica, esposa do coordenador pastor Josué, concedeu depoimento dizendo que a igreja passou muitos dias fazendo menção do trabalho realizado e que estão almejando pelo próximo evento. A equipe Ceifeiros apresentou peças teatrais que alertam sobre o compromisso que a igreja de Cristo precisa ter com o resgate do pecador. As mensagens durante os cultos foram direcionadas a cruz, ponto de partida para a regeneração do homem. Fernando Flower


7

Ceifeiros em Chamas no Jardim Aclimação O órgão Ceifeiros em Chamas realizou evento de conscientização missionária na Igreja Assembleia de Deus no Jardim Aclimação, região central de São Paulo. Foram três cultos em dois dias na AD que é dirigida pelo Pr. Marcos Antonio Lopes. O encontro ocorreu nos dias 11 e 12 de agosto e proporcionou momentos de reflexão sobre a obra missionária aos membros da igreja. Na ocasião a ministração ficou sob a responsabilidade dos pastores Marcos Antonio e Idail Costa e dos presbíteros Vinícios Costa e Jorge Amâncio. Crianças, adolescentes, jovens e senhoras participaram louvando a Deus. Como é característico nos eventos realizados pelos Ceifeiros em Chamas, o Grupo de Integração Missionária (GIM) apresentou algumas peças, entre elas, A ovelha Perdida, embasada no texto bíblico do evangelho de João capítulo 10, onde é relatada a história do bondoso pastor que possuía 100 ovelhas e ao tomar conhecimento que uma delas havia se perdido, vai a sua procura até encontrá-la. Fernando Flower

VIDAS MARCANTES

João Vera Peregrino -1896–1986

J

oão Vera Peregrino nasceu na cidade de Cubatão, Estado de São Paulo. Era casado com Helena Maria Vera Peregrino, e com ela teve três filhos. Sua conversão a Cristo se deu em 1928. Após sua conversão, se dedicou de corpo e alma à pregação do Evangelho e foi fiel colaborador com os missionários Simão Lund e o pioneiro Daniel Berg. Em 1930, apoiado pelos missionários citados, abriu trabalhos que resultaram no início de igrejas em Parati, no Rio de Janeiro, e cidades próximas. Em sua bem-sucedida tarefa de evangelizar, iniciou os trabalhos nas cidades de Ubatuba, Caraguatatuba, São Sebastião e Ilha Bela. Em 1941 foi para São José dos Campos onde deu inicio a Assembleia de Deus e outras novas igrejas no Vale do Paraíba. Em 1952, as igrejas acima mencionadas estavam sob a direção ministerial da Assembleia de Deus em Santos, presidida pelo Pr. Bruno Skolimowiski. O irmão João Vera então tomou a iniciativa de procurar o Pr. Skolimowiski a fim de transferir a administração ministerial para São Paulo, pelo fato de ser mais prático, devido a questão da distância e transporte precário. Concordaram em deixar sob os cuidados do Pr. Cicero Canuto de Lima. Em 1961, o Pr. João Vera assumiu o campo de Itararé, onde trabalhou por sete longos anos. Foi neste lugar de trabalho, que exerceu um ministério fecundo. Desenvolveu um trabalho amplo quando estabeleceu igrejas nas cidades de Itapeva, Itaberá, Sengés, Ribeirão Branco, Taquarituba e Itaí. A riqueza espiritual da Igreja de Itararé foi alcançada por intensa vida de oração não somente do próprio Pr. João Vera, mas porque ele incentivou a igreja a ter uma vida de oração também. Eu mesmo posso testemunhar essa qualidade da igreja em Itararé, quando participei um pouco de acontecimentos

O pastor João Vera Peregrino, nesta foto é o segundo entre os assentados da direita para esquerda e entre outros estão Emilio Conde, Gustavo Nordlund, Cicero C. Lima, Nels Nelson, Bruno Skolimowski, Samuel Niström

havidos nessa localidade na década de 70, período em que eu, Pr. José de Oliveira, pastoreava a cidade de Capão Bonito. Segundo relato de alguns irmãos de Itararé, foi lá que o irmão João Vera de súbito ficou cego. Ao deixar o pastorado da igreja em Itararé, retornou a São José dos Campos onde fixou residência e viveu por mais 20 anos congregando no período do Pr. Aristóteles Torres de Alencar, quando em 1978 sua esposa descansou, deixando um belo exemplo de fidelidade ao lado de seu esposo que veio a falecer em 1986. Este breve relato é uma tentativa de registrar, de forma simples, a vida e obra do Pr. João Vera; que iniciou sua cooperação, aprendendo com os pioneiros e os obreiros da segunda geração da obra de Deus no Brasil, como ilustra

a foto, juntamente com alguns dos mais conhecidos, como os pastores Cicero Canuto de Lima, Nels Nelson, Bruno Skolimowiski, Daniel Berg e outros. Fonte: O Pr. Nilo Oliveira Viola, residente em São José dos Campos, nos confiou este precioso relato, salientando também que foi ele quem cuidou e deu assistência nos últimos anos do irmão João Vera. Este pretende publicar uma biografia completa do ilustre Pr. João Vera Peregrino. Pr. José de Oliveira Departamento de Pesquisas


8

Visite nosso stand na Expocrist達


Ceifeiros Setembro e Outubro 2012  

Ceifeiros Setembro e Outubro 2012

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you