Page 1

em foc o Ano 3 | Edição nº 09 | Abril, Maio e Junho

Em sua 21ª edição, evento realiza mais de 19 mil procedimentos pre pre-ventivos na capital, litoral e interior.

Pág. 08

gestão

viver bem

Novo modelo organizacional da Amafresp garante mais qualidade no atendimento ao filiado. Pág. 04

Saiba como cuidar da saúde e prevenir doenças durante a estação mais fria do ano. Pág. 15

1


ÍNDICE ABRE ASPAS Pág. 03

GESTÃO Pág. 04

NOTÍCIAS Pág. 06

ARTIGO Pág. 07

ESPECIAL Pág. 08

RAIO-X Pág. 11

VIVER BEM Pág. 15

EXPEDIENTE

Amafresp em foco Diretoria da Amafresp Renato Pei An Chan Analista de Comunicação Felipe Nascimento Designer Guilherme Potenza Revisão Gabriel Sales Circulação Julho a setembro 2019 Tiragem 9.000 exemplares Impressão Grupo Pigma E-mail: amafresp@afresp.org.br

ANS- N o 31763- 2

2

EDITORIAL Filiado(a), É natural do ser humano ser avesso a mudanças. Vários são os motivos: comodidade de não mexer naquilo que está bom, medo das incertezas que virão, falta de disposição de se aperfeiçoar para enfrentar os novos desafios. Enfim, é nossa escolha não querer mudar, mas isso não quer dizer que o ambiente ao nosso redor permanecerá imutável.

serem os gestores de saúde de cada filiado e seus dependentes e agregados. É a reintrodução da antiga medicina, onde havia o acompanhamento de um clínico geral antes da busca por qualquer especialista ou da realização de uma série de exames, inclusive repetidos. Já temos médicos de família em Campinas e Bragança Paulista.

O livro “Quem mexeu no meu queijo”, do escritor Spencer Johnson, conta a história de dois ratos e dois duendes que eram acostumados a ter o seu queijo sem muitas dificuldades e de repente passam a enfrentar um cenário onde os queijos somem. Os dois ratos e um dos duendes, já percebendo a escassez, se dispõem ao desafio de buscar o queijo em um labirinto. Já o segundo duende, gastava o seu tempo e energia com a crença que, de algum modo, o queijo voltaria aonde estava e ele não precisaria ter o trabalho de procurá-lo em outro lugar. Naturalmente, todos já devem imaginar o destino de cada personagem.

Outra grande mudança envolve a utilização de tecnologia. Há uma cultura muito grande no Brasil de se buscar atendimento em Pronto Socorro (PS). Na Amafresp, há cerca de 2300 atendimentos em PS por mês e a introdução da telemedicina como um dos nossos novos serviços facilitará o acesso do nosso associado, em qualquer lugar do Brasil e a qualquer momento, a uma orientação médica à distância fornecida pelos profissionais médicos do Hospital Oswaldo Cruz, de São Paulo. Um projeto piloto que envolve os associados do Vale do Paraíba e Santos será iniciado neste semestre.

Essa metáfora é excelente para ilustrar os momentos que virão nos próximos meses para a Amafresp. As mudanças em nosso ambiente externo (sumiço do nosso queijo), representado pela diminuição do poder aquisitivo do AFR, pela ausência de concursos que permitam a entrada de novos beneficiários no plano e dos frequentes aumentos de custo do setor de saúde, inevitavelmente nos forçam a implementar mudanças na forma de utilização da Amafresp.

Outra novidade são os 150 associados escolhidos através de ferramenta de inteligência artificial que passarão a ser acompanhados pela equipe do projeto Amafresp com Você. Com o objetivo de oferecer acolhimento e orientação, a abordagem será feita através de ligações telefônicas e será uma nova forma de estímulo ao autocuidado e à prevenção.

Nosso atual modelo de coparticipação será alterado com o objetivo de conscientizar o beneficiário da necessidade de se evitar desperdícios com consultas, exames e terapias. Paralelamente a isso, está sendo formada uma rede de médicos de família para

Por falar em prevenção, esta edição traz um resumo da nossa Campanha Saúde 2019. Apesar da contenção de gastos, alcançamos um número recorde de participantes e um elevado grau de satisfação dos filiados e seus familiares. E este é o nosso principal combustível: proporcionar a você, associado, o cuidado com a saúde e mais qualidade de vida. Boa leitura!


abre aspas “Minha família participa da Campanha Saúde todos os anos. Nós achamos que essa iniciativa da Amafresp é formidável, pois além da vacina, podemos realizar outros exames preventivos que contam com equipamentos de ponta. Foi por meio da Campanha que um membro da minha família descobriu que tinha hipertensão arterial. Além disso, o dia da vacinação promove uma maravilhosa interação entre os colegas aposentados e ativos.” Gilsemara dos Santos Gilberto – filiada interior

“Sempre participei da Campanha Saúde e considero uma ação importantíssima de prevenção. Além da vacinação, os exames que são realizados na hora do evento são também um indicativo muito bom para sabermos como anda a nossa saúde. Eu, por exemplo, estou com mais de 70 anos e é sempre bom estar atento.” Francisco Lucindo Ramalho Neto – filiado da capital

“A prevenção de doenças é muito importante para o bem-estar e saúde de todos. Eu, meu marido e meus filhos participamos todos os anos da Campanha Saúde da Amafresp desde o seu início, há 21 anos. Além da vacina contra a gripe, também podemos contar com exames preventivos que nos indicam o que é necessário mudar em nosso estilo de vida para manter uma boa saúde.” Eneida M. C. Ribeiro Rossin – filiada interior

“Já estive em outras edições da Campanha Saúde e acho que é uma ação muito importante. Todos os anos eu faço exames preventivos pela Amafresp. Ainda temos pouca cultura da prevenção e, para mim, o preventivo é o uso da medicina com inteligência.” João Luís Liebana – filiado capital

Envie suas sugestões, elogios, críticas e dúvidas para amafresp@afresp.org.br 3


gestão

AMAFRESP IMPLANTA NOVO MODELO ORGANIZACIONAL Com o objetivo de fazer frente aos novos desafios e oportunidades que surgem diariamente no setor de Saúde, foi implementada no mês de maio uma nova estrutura organizacional da Amafresp. Em reunião com os colaboradores, a diretoria da área apresentou uma nova proposta para melhorar o fluxo de trabalho do setor e garantir mais qualidade no atendimento ao filiado do plano de saúde. “As mudanças permitirão à Afresp, dentre os benefícios já citados, o investimento em prevenção e acompanhamento individualizado de todos os beneficiários, ter uma área de inteligência de dados e inovação e um acompanhamento

NOVAS GERÊNCIAS E DEPARTAMENTOS AMAFRESP Comitê de Gestão da Amafresp Composto pela diretoria e gerentes da Amafresp, faz o acompanhamento semanal do andamento dos principais projetos e dá encaminhamento a situações mais críticas que envolvem fornecedores de serviços, hospitais e a assistência médica ao associado.

Gerência de Relacionamento com o Associado Aperfeiçoa e estreita a relação com o associado. Serão acompanhadas por esta gerência a Central de Atendimento, Cobrança, Reembolso, Reciprocidade, Inscrição e Retenção de associados, Assistência Social, Hospitalidade e os programas de cuidados médicos como o Home Care, Atendimento Domiciliar Amafresp (ADA) e Amafresp Presente.

4

mais rigoroso dos projetos e de adequação às normas da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS)”, explica o diretor da Amafresp, Renato Pei An Chan. Durante o encontro, o diretor apresentou as atribuições das novas gerências e seus respectivos departamentos. “A Amafresp é um dos melhores planos de saúde e o índice de 93% de satisfação do nosso filiado comprova isso. Entretanto, sempre existirá espaço para melhorias. Nosso cenário muda constantemente e é importante termos equipes e processos que mantenham a Amafresp acessível e sustentável”, completa Chan.

Gerência de Estudos Técnicos e Credenciamento Responsável por todo o cadastro de prestadores, revisões e manutenção de contratos, simulações e mineração de dados em busca da diminuição de custos, implantação de modelo de gestão de risco, governança corporativa e compliance.

Gerência de Controladoria Médica Acompanhará todo o fluxo que envolve a prestação do serviço de assistência médica ao nosso associado. Inicia-se na autorização dos procedimentos, compra de materiais médicos (se necessário), auditoria e análise final das contas médicas para pagamento ao prestador. O acompanhamento do processo assistencial como um todo em uma única gerência permitirá ganho de produtividade e uma gestão mais precisa por meio de indicadores.


APOSENTADOS PARTICIPAM DE PALESTRA SOBRE ENVELHECIMENTO SAUDÁVEL Evitar que os anos passem é impossível. Mesmo que a idade avance contra a nossa vontade, é possível chegar à terceira idade e desfrutar dessa importante fase da vida de forma saudável. E qual o segredo para isso? Esta e outras perguntas foram tema da palestra “Segredos da Longevidade Saudável”, ministrada pelo Dr. José Roberto Kater, durante o último Aposentados na Estrada, realizado em Campos do Jordão.

E não é só apenas uma boa alimentação. Para manutenção do cérebro, o médico recomendou também aos aposentados o consumo de 1,5 a 2 litros de agua diariamente, manter a mente em harmonia e exercitada, ler livros, praticar de 30 a 60 minutos de exercícios diariamente e, claro, divertir-se sempre. Os participantes da palestra também foram agraciados com um kit contendo material e amostra de suplementos naturais da empresa Vittalitat.

Convidado pela Amafresp, o médico antroposófico, ginecologista obstetra e acupunturista falou sobre como a alimentação ajuda a prevenir doenças e deu dicas para um estilo de vida mais saudável. Dentre os pontos destacados pelo especialista, não basta apenas comermos adequadamente, a saúde deve ser tratada de forma integrativa e necessita de um bom estilo de vida, com capacitação física e mental.

AMAFRESP PASSA A VEICULAR ANÚNCIOS DE SEUS PARCEIROS No mês de maio a Amafresp iniciou um novo processo de veiculação de anúncios de seus parceiros. O objetivo é gerar novas fontes de receita e, principalmente, estreitar o relacionamento com todos os prestadores, oferecendo

a oportunidade de divulgarem a sua marca nos canais de comunicação da Amafresp. A ação começou com a veiculação de anúncios da Univers, grupo controlador das marcas Droga Raia e Drogasil. Por meio de um processo de aquisição de cotas de patrocínio e comprovando a parceria e confiança com a Afresp, a Univers veiculará ainda anúncios em nossa página no Facebook e também aqui no jornal Amafresp em Foco, reforçando os descontos que oferece aos filiados da Afresp e Amafresp.

5


notícias DOAR SANGUE FAZ BEM E SALVA VIDAS Doar sangue é uma das ações mais nobres que alguém pode fazer em relação a outra pessoa. Em algumas épocas do ano, principalmente durante o inverno, os bancos de sangue do país ficam em estado crítico, precisando de doadores para repor os estoques. Por isso, diversas ações são realizadas a fim de incentivar as doações e sensibilizar a população sobre a necessidade deste gesto que pode salvar vidas. O AFR Renato P. Novelletto Jr. abraçou a causa e, há mais de 25 anos, comparece ao posto de coleta para contribuir. “Eu me tornei doador pois a empresa em que eu trabalhava à época estimulava esta política e eu incorporei como rotina”, conta o

AFR. Segundo ele, doar sangue traz diversos benefícios para quem doa e, mais ainda, para quem recebe. “Temos que ajudar hoje enquanto podemos. Amanhã, pode ser qualquer um de nós que esteja precisando deste ato de solidariedade”, aconselha. No Brasil, apenas 1,9% da população doa sangue. A recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é de que em cada país entre 3% e 5% dos habitantes sejam doadores. Segundo especialistas, um único doador é capaz de salvar até quatro vidas. Ou seja, ao doar sangue, você aumenta as chances de alguém continuar vivo e se recuperar rapidamente. Doe sangue! Sua boa ação vai te fazer bem e salvar outras vidas.

Doar sangue é um ato de solidariedade, mas você sabia que existem benefícios para o próprio doador? Estudos comprovam que não há risco de contrair doenças na doação e que nosso organismo repõe rapidamente o sangue doado. Além disso, o gesto reduz o risco de doença cardíaca e de câncer e, mais ainda, traz a imensa satisfação de salvar vidas. Para ser doador é preciso: • Estar em boas condições de saúde; • Ter idade entre 16 e 69 anos. Menores de 18 anos devem estar acompanhados pelos pais ou por responsável legal; • Pesar no mínimo 50kg; • Não estar em jejum e evitar alimentação gordurosa;

• Ter dormido pelo menos 6 horas antes da doação; • Não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação; • Não fumar pelo menos duas horas antes da doação; • Apresentar documento oficial de identidade com foto.

Deixe o amor e a solidariedade falarem mais alto. Veja como doar e torne-se um doador voluntário!

SURTO DE SARAMPO ALERTA PARA IMPORTÂNCIA DA VACINAÇÃO O sarampo voltou a circular pelo mundo. Em diversos países onde a doença era considerada eliminada, o número de notificações têm aumentado todos os dias, inclusive em lugares com alta cobertura vacinal. Em abril, a Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que os casos registrados no mundo tiveram alta de 300% em 2019. No Brasil, a ocorrência de surtos da doença em onze estados, principalmente na região norte, colocou o país em sinal de alerta. Segundo o Ministério da Saúde, só no ano passado foram registrados 10.326 casos, sendo mais de nove mil apenas no estado do Amazonas. Até maio deste ano foram 83 notificações, o que provocou a perda do certificado de eliminação do sarampo que o país havia recebido da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) em 2016. Para o pediatra Sidney Tommasi Garzi, isso se deve, principalmente, aos fluxos migratórios e aos baixos índices de vacinação. “O sarampo não foi eliminado em outros países, principalmente nos quais o sistema de saúde está desestruturado. Assim, com o grande fluxo de viagens, o vírus circula facilmente entre os territórios. Além disso, o movimento antivacina, infelizmente, vem ganhando adeptos no mundo, inclusive no Brasil”.

6

RISCOS E CUIDADOS O sarampo é uma doença viral aguda, altamente contagiosa, que provoca febre, tosse, coriza, conjuntivite e manchas no corpo. A transmissão do vírus é direta, de pessoa a pessoa, por meio de secreções expelidas pelo doente. “A transmissão também pode ocorrer por partículas dessas secreções suspensas no ar em ambientes fechados e lugares públicos como escolas, creches clínicas e meios de transporte”, explica Sidney. O médico ainda alerta que todas as faixas etárias estão vulneráveis ao sarampo. “Crianças até 5 anos de idade têm maior risco, pois seu sistema imunológico ainda não está totalmente desenvolvido. O Programa Nacional de Imunização estabelece duas doses: com 12 meses e 15 meses. Caso seu filho ainda não esteja com as doses completas, faça o mais breve possível”, recomenda. Não existe tratamento específico para o sarampo, mas a doença pode ser evitada. “A única prevenção é a vacina. Por isso, caso tenha perdido sua carteira de vacinação, ou você não sabe se tomou a vacina, ou se já teve a doença, procure o serviço médico para realizar a imunização. Não há complicação de uma terceira dose”, finaliza o médico.


artigo HIPERTENSÃO ARTERIAL Dra. Angela Rúbia C. N. Fuchs Caracterizada pelos níveis elevados da pressão sanguínea nas artérias, a hipertensão arterial, ou pressão alta, acontece quando os níveis pressóricos são iguais ou ultrapassam os 140/90 mmHg (ou 14 por 9). A doença está associada com a morte súbita, acidente vascular encefálico, infarto agudo do miocárdio, insuficiência cardíaca, doença arterial periférica e doença renal crônica. Algumas pessoas podem apresentar sensação de mal-estar, dor na nuca, visão turva, sensação de peso na cabeça, hemorragia nasal e cansaço excessivo. Esses sintomas geralmente aparecem após alimentação rica em sal refinado ou sódio (frequentemente encontrados em alimentos embutidos e enlatados ou pratos como churrasco, feijoada e fast-foods). Entretanto, a maioria dos indivíduos não apresentam nenhum sintoma. No Brasil, a hipertensão arterial atinge 32,5% de pessoas adultas, sendo mais de 60% dos idosos, contribuindo direta ou indiretamente para 50% das mortes por doença cardiovascular. Entretanto, nas últimas três décadas tem ocorrido tendência a diminuição da prevalência de 36,1% para 31%, lembrando que a prevalência da doença varia de acordo com a população estudada. Na maioria das vezes, não conseguimos saber com precisão a causa da hipertensão arterial, mas sabemos que muitos fatores podem ser igualmente responsáveis. Podemos classificá-los em fatores não modificáveis e fatores modificáveis. Entre os não modificáveis, estão a hereditariedade (predisposição à doença, que pode apresentar-se em vários membros de uma família), a idade (o envelhecimento aumenta o risco da hipertensão arterial em ambos os sexos) e a raça (a doença é mais comum em pessoas negras). Já entre os fatores modificáveis estão o excesso de peso e obesidade, ingestão de álcool, sedentarismo, ingestão de sal e estresse.

paciente, além de exame físico e investigação clínica e laboratorial para confirmar o diagnóstico. É importante lembrar que a aferição da pressão fora do consultório pode ser obtida por meio da Medição Residencial da Pressão Arterial (MRPA), com protocolo específico, ou da Medição Ambulatorial da Pressão Arterial (MAPA) de 24 horas, que avalia a pressão arterial durante o dia e durante a noite. Com um tratamento adequado, pode-se controlar a pressão arterial levando o paciente a ter uma vida absolutamente normal. Muitas pessoas conseguem controlá-la apenas com alimentação apropriada. Fugir do sal refinado, reduzir a ingestão de alimentos processados e fast foods, dar preferência a alimentos frescos e relaxar são algumas orientações. Recomenda-se comer frutas e verduras frescas, aves, pescados, carnes magras e cereais e parar totalmente de ingerir bebida alcoólica. Movimentar o corpo também é fundamental. Caminhar em torno de 30 minutos por dia, em ritmo moderado é um bom início. Lembrando que os exercícios físicos devem ser orientados pelo médico para que não sejam prejudiciais. Exercícios que exijam grandes esforços físicos não são recomendados. Em relação aos medicamentos, apenas o médico poderá orientar o paciente e medicá-lo para o tratamento da pressão arterial. Além do cuidado e da atenção que cada indivíduo deve ter com a própria saúde, a combinação de políticas públicas, ações da sociedade médica e dos meios de comunicação contribuem para a prevenção da hipertensão. O objetivo deve ser sempre estimular o diagnóstico precoce, o tratamento contínuo, o controle da pressão arterial por meio da modificação do estilo de vida e/ou uso regular de medicamentos de acordo com a orientação médica.

A hipertensão arterial é o principal fator de risco relacionado a outras doenças. Derrame cerebral, diminuição da visão por lesões no fundo do olho, lesão nos vasos sanguíneos, danificação nos rins, desgaste acelerado no coração por infarto, insuficiência cardíaca e arritmias e aumento prejudicial da massa muscular do coração estão entre as principais consequências da doença. Muitas pessoas questionam sobre como é feita a avaliação inicial de um paciente com hipertensão. Para confirmar o diagnóstico é realizada a aferição da pressão com a aparelhagem adequada. Ao chegar no consultório, o paciente não deve estar com a bexiga cheia, não ter praticado exercícios físicos há pelo menos 60 minutos, não ter ingerido bebidas alcoólicas, café ou alimentos e nem fumado nos 30 minutos anteriores. Após realizar a técnica adequada e os equipamentos validados, o médico utiliza o histórico pessoal e familiar do

Drª Angela Rúbia é médica credenciada Amafresp com residência médica em Cardiologia Clínica e Reabilitação e Ergometria. Também é responsável pelo Programa de Reabilitação Cardiovascular do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia em São Paulo.

7


especial CAMPANHA SAÚDE ULTRAPASSA A MARCA DE 19 MIL PROCEDIMENTOS PREVENTIVOS REALIZADOS O tradicional evento de prevenção da Amafresp, mais uma vez, foi um sucesso. Durante os meses de abril e maio, a Campanha Saúde passou pelas regionais da Afresp em diversas cidades do interior, litoral e capital, alcançando a marca de 19.486 procedimentos preventivos realizados. O resultado atesta o principal objetivo da ação: incentivar a adesão dos filiados e seus dependentes a medidas de prevenção de doenças e cuidados com a saúde. Nesta edição, 7.161 filiados e familiares foram imunizados contra a gripe sazonal e gripe A H1N1. Para o público com mais de 60 anos, também foram aplicadas 468 vacinas contra pneumonia. Além disso, os participantes puderam realizar exames de glicemia e perfil lipídico, hepatite C, aferição da pressão arterial, IMC (Índice de Massa Corporal), circunferência abdominal, e receber orientações gerais de saúde. Para João Luís Liebana, filho do AFR João Costa, investir em prevenção é fundamental. “Já estive em outras edições da Campanha e todos os anos eu faço exames preventivos pela Amafresp. Este evento é muito necessário, pois ainda temos pouca cultura da prevenção e, para mim, o preventivo é o uso da medicina com inteligência”, disse. A filiada Clarice Mieko Ishizaki também destacou a importância da ação: “Mesmo participando apenas da vacinação contra a gripe, acho que a Campanha é uma iniciativa muito boa e prática, principalmente para quem pode usufruir de todas as atividades oferecidas”. “A Campanha Saúde é um evento sem comparação dentro da Afresp. Estive em todas as regionais do interior e é possível notar como nossos associados gostam deste tipo de ação pre-

8

ventiva. É por isso que a cada ano que passa, mais e mais pessoas participam. Em uma única visita tomam a vacina da gripe, realizam os exames de sangue e aproveitam para colocar o papo em dia com os amigos”, destaca o diretor da Amafresp, Renato Pei An Chan. O diretor ainda pontua que outras ações preventivas estão no planejamento. “Com a criação do Departamento de Prevenção e Cuidados pretendemos aumentar as nossas iniciativas que estimulam o autocuidado do associado. Como já diz aquele velho ditado, ‘Prevenir é melhor do que remediar’ e é por isso que consideramos a prevenção como um investimento e não um custo para a Amafresp”, conclui. Neste ano, a Campanha Saúde Amafresp contou novamente com a importante parceria dos Hospitais Nove de Julho, Santa Catarina, do Grupo Notre Dame Intermédica, Laboratório Sabin e da Clínica do Esporte Dr. Sergio Augusto Xavier.

foram aplicadas

7.161 vacinas contra a gripe sazonal e gripe A H1N1

19.486

procedimentos realizados em toda a Campanha


CONFIRA O NÚMERO DE ATENDIMENTOS DA CAMPANHA SAÚDE 2019 Cidade

Vacina Gripe

Vacina Pneumo

"Perfil Lipidico"

Hepatite C

Peak Flow

Glicemia

Pressão Arterial

IMC

Circ. Abdominal

Gordura Corporal

Avaliação Postural

1755

159

554

551

413

555

550

269

260

259

204

Sede Pinheiros

532

41

103

105

119

104

103

84

79

81

0

Tatuapé

277

16

69

69

48

69

71

42

42

41

0

Centro

222

13

67

70

49

67

66

38

38

35

0

Lapa

302

15

72

71

43

72

72

32

31

32

0

Gde. SP, Litoral e Interior

4073

224

903

906

804

912

906

602

535

590

0

Número de procedimentos

7161

468

1768

1772

1476

1779

1768

1067

985

1038

204

TOTAL

19486

RESULTADO DOS PRINCIPAIS EXAMES REALIZADOS PERFIL LIPÍDICO (1768)

GLICEMIA (1779)

35%

18%

65%

82%

PRESSÃO ARTERIAL (1768)

17%

NORMAL

IMC (1067)

36%

83%

64%

ALTERADO

PREVENÇÃO A Campanha Saúde se tornou uma das principais ações de prevenção da Amafresp. Criada há mais de 20 anos, a campanha tem alcançado seu maior objetivo: incentivar a adesão dos filiados e seus dependentes a medidas de prevenção de doenças e cuidados com a saúde. “É perceptível que nossos filiados estão cada vez mais se preocupando com a própria saúde e participando de ações que promovem a qualidade de vida”, comemora a supervisora do setor de Prevenção e responsável pela organização do evento, Ticiana Melosi Soria.

9


confira as fotos da campanha saúde

FAÇA A LEITURA DO QR CODE COM SEU CELULAR E CONFIRA TODAS AS FOTOS DA CAMPANHA SAÚDE 2019 NO FACEBOOK DA AMAFRESP. 10

s e d e / r e g i o n a i s


raio x MAIORES PRESTADORES NO GERAL

R$146.847.394,19

69,06%

117.962

44,62%

Maio de 2018 a abril de 2019

PERFIL DEMOGRÁFICO Distribuição das vidas por faixa etária

Distribuição de sinistro por faixa etária

Maio de 2018 a abril de 2019

Número de beneficiários

Maio de 2018 a abril de 2019

11


CUSTOS POR GRUPO DE DESPESA

Proporção de custo por

grupo de despesa (%) maio de 2018 a abril de 2019

MAIORES USUÁRIOS | BENEFICIÁRIOS CLASSIFICADOS POR % NO CUSTO OPERACIONAL TOTAL Rank

Custo Operacional

Part. no Custo Operacional

Idade

Prestadores

1

R$ 1.900.522,38

1,0%

42

HOSPITAL SAMARITANO DE SÃO PAULO

2

R$ 1.599.697,83

0,8%

88

HOSPITAL DO CORAÇÃO ASSOCIAÇÃO DO SANATÓRIO SÍRIO

3

R$ 1.298.195,09

0,7%

41

IMPAR SERVIÇOS HOSPITALARES

4

R$ 1.207.187,38

0,6%

98

HOSPITAL DO CORAÇÃO / HOSPITAL SÍRIO LIBANÊS

5

R$ 1.126.999,62

0,6%

47

HOSPITAL SANTA PAULA

6

R$ 1.027.733,15

0,5%

1

FUNDAÇÃO JOSÉ LUIZ EGYDIO SETÚBAL

7

R$ 1.021.237,76

0,5%

79

FUNDAÇÃO INSTITUTO DE MOLÉSTIA DO APARELHO DIGESTIVO E DA NUTRIÇÃO

8

R$ 1.008.444,25

0,5%

70

HOSPITAL SÍRIO LIBANÊS

9

R$ 799.271,01

0,4%

65

HOSPITAL SAMARITANO DE SÃO PAULO ASSOCIAÇÃO CONGREGAÇÃO DE SANTA CATARINA

10

R$ 782.813,06

0,4%

83

11

R$ 703.004,31

0,4%

8

FUNDAÇÃO ANTÔNIO PRUDENTE

12

R$ 677.438,25

0,3%

48

UNIMED DO ESTADO DE SÃO PAULO - FEDERAÇÃO ESTADUAL DAS COOPERATIVAS MÉDICAS

13

R$ 647.549,91

0,3%

74

FUNDAÇÃO ANTÔNIO PRUDENTE UNIMED DO ESTADO DE SÃO PAULO - FEDERAÇÃO ESTADUAL DAS COOPERATIVAS MÉDICAS

14

R$ 644.290,31

0,3%

78

15

R$ 635.930,41

0,3%

88

HOSPITAL DO CORAÇÃO

16

R$ 630.307,61

0,3%

89

UNIMED DO ESTADO DE SÃO PAULO - FEDERAÇÃO ESTADUAL DAS COOPERATIVAS MÉDICAS

17

R$ 614.829,23

0,3%

74

HOSPITAL SAMARITANO DE SÃO PAULO

18

R$ 607.372,53

0,3%

73

IMPAR SERVIÇOS HOSPITALARES / ASSOCIAÇÃO CONGREGAÇÃO DE SANTA CATARINA

19

R$ 603.678,18

0,3%

96

IMPAR SERVIÇOS HOSPITALARES / CLÍNICA PREMIUM CARE

87

HOSPITAL ALEMÃO OSWALDO CRUZ

20

R$ 598.583,38

0,3%

Total

R$18.135.085,65

9,1%

TAXA DE INTERNAÇÃO HOSPITALAR 6.000

10%

4.000

6%

2.000

4%

9 01 r2

ar

20

19 20

5.440

ab

5.233 19

4.882

m

ja

n

20

19

8 01 z2 de

01

4.753

fe v

4.659

8

4.657

no v2

t2

01

8

4.556

ou

t2

01

8

4.518

se

o

20

18

4.566

ag

20

18 20 n ju

20 ai m

12

4.592 18

4.621

18

4.598

ju l

0

0% Taxa de Utilização Frequência Mensal


FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO Taxa mensal em consulta efetiva por beneficiário 10.000

10%

8.000

8%

6.000

6%

4.000

4%

2.000

2% 0%

01

9

19

5.297

ab

ar

r2

20

19 fe v

n ja

de

5.839

20

20

01 z2

no v2

5.248

19

8

8.030

m

7.864

8

8.869 01

8 01 t2 ou

se

ju

7.679

8 01 t2

o

n ju

Taxa de Utilização

8.340

20

8 01

20

20 ai m

8.180 18

8.226

18

18

8.465

ag

8.791

l2

0

Frequência Mensal

Média de exames por beneficiário no mês

0,8

60.000

0,6 40.000 0,4 20.000

0,2

Taxa de Utilização

59.046

56.135

9 01 r2

ar m

0,0

ab

20

19 20 fe v

ja n

z2

20

01

19

46.901

19

55.110

8

8

53.092

de

t2 ou

59.600

01

01

18 se t

ag o

20

20

18

53.303

no v2

54.718

8

52.625

20

ju

m

n

ai

20

20

18

52.641

18

60.176

18

55.908

ju l

0

Frequência Mensal

Taxa mensal em pronto-socorro por beneficiário 2.500 3%

2.000 1.500

2%

1.000

1%

500

Taxa de Utilização

0%

9

1.778 ab r2 01

ar

20 19

1.819

m

20 19

1.780

fe v

n ja

z2 de

2.269 20 19

2.333 01 8

2.305 no v2 01 8

01 8

1.986 ou t2

20 18

o ag

2.023

se t

2.285 20 18

2.136 20 18

20 18

2.286

ju n

m

ai 20 18

1.793

ju l

0

Frequência Mensal

13


EVOLUÇÃO DA COTA EM 2019 JAN

FEV

MAR

ABR

MAI

JUN

17.586.231,80

16.887.914,43

19.385.340,44

19.156.053,23

22.238.578,56

22.452.208,70

ENCARGOS TRIBUTÁRIOS (2)

73.021,85

60.256,29

72.754,75

72.719,78

79.684,51

81.764,10

DEVOLUÇÃO DE COTAS (3)

-

-

8.360,25

5.576,80

2.604,42

9.907,61

TAXA ADMINISTRATIVA (7%) (4)

1.220.278,52

1.231.036,23

1.182.154,01

1.356.973,83

1.340.923,73

1.556.700,50

RECEITA RECIPROCIDADE (5)

1.038.917,81

1.107.802,38

1.558.554,96

1.576.199,49

987.072,76

1.334.966,10

132.995,81

127.450,26

76.455,32

658.266,82

160.814,78

90.105,53

17.707.618,55

16.943.954,31

19.013.599,17

18.356.857,33

22.513.903,68

22.675.509,28

35.970,50

36.009,10

36.037,90

36.081,60

36.108,10

36.127,00

VALOR REAL DA COTA (9)

492,28

470,55

527,60

508,76

623,51

627,66

VALOR DA COTA COBRADA (10)

545,00

539,00

533,00

533,00

533,00

540,00

CUSTOS DE ATENDIMENTO (1)

RECEITAS DIVERSAS (6) SALDO (7) QUANTIDADE DE COTAS (8)

Notas explicativas: 1. Representa o total gasto com despesas assistenciais, reembolso, ressarcimento ao SUS, tributos dos prestadores retidos na fonte pela Amafresp 2. Encargos tributários próprios da Amafresp (INSS autônomos + COFINS) 3. Devolução de valores cobrados em excesso 4. Em virtude do uso da estrutura física e de pessoal da Afresp, é repassado à associação o montante de 7% dos valores dos custos assistenciais da Amafresp 5. Receita proveniente das associações de outros estados por conta da utilização dos serviços da Amafresp por seus filiados 6. Receitas com origem na cobrança de coparticipação, franquias e diferença de tabela 7. Saldo = (1)+(2)+(3)+(4)-(5)-(6) 8. Total de cotas ativas na Amafresp 9. Valor real da cota = (7)/(8) 10. Valor efetivamente cobrado em mensalidades

EVOLUÇÃO MENSAL DOS CUSTOS ASSISTENCIAIS

Maio de 2018 a abril de 2019

14


viver bem

CUIDADOS QUE VOCÊ DEVE TER COM A SAÚDE NO INVERNO Com a chegada do frio, doenças alérgicas e complicações respiratórias se tornam mais comuns devido às grandes variações de temperatura. Por isso, durante a estação mais gelada do ano os cuidados com a saúde devem ser redobrados a fim de evitar complicações típicas do período, como gripes, resfriados e doenças respiratórias crônicas. De acordo com o pneumologista Ciro Kirchenchtejn, as mudanças de temperatura, a baixa umidade e a poluição são considerados alguns dos responsáveis pelo aumento dos casos de doenças durante o outono e o inverno. “O frio mais intenso e o aumento da poluição do ar mais acentuada devido ao fenômeno de inversão térmica, lesam a mucosa que reveste os olhos, as narinas e os brônquios, facilitando a invasão de vírus e bactérias”, explica o médico. Com essa irritação, quem tem doenças respiratórias crônicas, como asma e bronquite, apresenta piora do quadro. Por isso, uma dica fundamental é manter limpas as roupas de cama, retirar o pó dos móveis e limpar o piso com pano úmido. O especialista aconselha também evitar aglomerações. “No inverno, as pessoas costumam ficar em lugares fechados, com pouca ventilação, o que contribui com a proliferação dos agentes causadores de doenças como a gripe”, diz o médico.

RESFRIADOS E GRIPES Uma das maiores preocupações da população é o aparecimento de gripes e resfriados. Diferentemente do que muitos pensam, as duas enfermidades possuem sintomas e características diferentes. A gripe costuma se manifestar entre dois e três dias após o contágio e dura, em média, uma semana. Ela é provocada pelo vírus influenza e acomete o paciente com febre, mal-estar e outras complicações. Já os sintomas do resfriado são mais brandos e duram menos tempo, entre dois e quatro dias. Em geral, a febre é menos comum e as pessoas apresentam tosse, congestão nasal, coriza, espirros, dor no corpo e dor de garganta leve. “Não existem vacinas para os inúmeros vírus que provocam um resfriado. Mas contra a gripe, que pode provocar epidemias mundiais, a vacinação anual é muito eficaz e vale a pena ser tomada por todos, principalmente quem tem alto risco de ter complicações graves como grávidas, idosos e portadores de doenças crônicas como diabetes e enfisema”, recomenda Dr. Ciro. Além disso, ao surgirem sintomas de gripe, resfriado ou rinite, é importante procurar o serviço de saúde mais próximo e não tomar medicamentos por conta própria, como os antigripais.

COMO EVITAR AS DOENÇAS COMUNS DO INVERNO • Evite locais fechados e com muitas pessoas; • Abra janelas e portas e deixe o ambiente o mais ventilado e arejado possível; • Lave e seque bem mantas, cobertores e blusas guardadas por muito tempo; • Higienize as mãos com álcool, principalmente após estar em locais públicos;

• Cubra a boca e o nariz ao espirrar ou tossir, preferencialmente com lenço de papel descartável; • Alimente-se bem e de forma saudável: frutas e verduras ajudam a melhorar a imunidade; •Esteja em dia com as vacinas; • Se estiver doente, evite o contato próximo com outras pessoas, principalmente idosos e recém-nascidos.

CURTA A TEMPORADA FRIA COM MUITO MAIS SAÚDE • Evite a exposição prolongada ao frio intenso; • Engrosse o agasalho, principalmente à noite; • Beba muito líquido, mesmo que não tenha sede; • Evite banhos com água muito quente;

• Abuse de cremes hidratantes para a pele; • Proteja os lábios para evitar ressecamento e rachaduras; • Alongue-se: exercícios ajudam a evitar sintomas de doenças degenerativas

15


COM A UNIVERS, A ESCOLHA É SUA.

Aproveite toda a modernidade e benefícios que só a Univers pode oferecer em qualquer uma das mais de 1.900 lojas Drogasil e Droga Raia espalhadas pelo Brasil.

30 a partir de

%

de desconto* em medicamentos genéricos tarjados.

20 a partir de

%

5

a partir de

%

de desconto*

de desconto*

em medicamentos de marca tarjados.

em produtos de perfumaria, higiene pessoal e beleza.

*OS DESCONTOS PODERÃO SER ALTERADOS SEM COMUNICAÇÃO PRÉVIA.

UNIVERS. Cada vez mais perto de você.

Profile for afrespsp

Amafresp em Foco - ed. 9  

Amafresp em Foco - ed. 9  

Profile for afrespsp
Advertisement