Amafresp em Foco - Edição 14

Page 1

em foc o Ano 4 | Edição nº 14 | Julho, agosto e setembro

BALANÇO AMAFRESP: UMA VISÃO GERAL DA GESTÃO 2018-2020 Pág. 08

Por dentro da Amafresp Conheça o papel da nossa controladoria médica. Pág. 03

Raio-X Acompanhe os dados mais recentes de consumo do plano. Pág. 20

1


ÍNDICE POR DENTRO DA AMAFRESP Pág. 03

BALANÇO DE GESTÃO: 2018 A 2020 Pág. 08

RAIO-X Pág. 20

EDITORIAL “Quem planta tâmaras, não colhe tâmaras” Para quem desconhece essa expressão, as tamareiras levavam de 80 a 100 anos para produzirem os primeiros frutos, assim, só seria possível alguém comer tâmaras quando algum outro se dispusesse a plantar para o usufruto do próximo. Fazendo uma analogia ao nosso ambiente, é chegado o momento de eleições na Afresp. Momento de definição para que uma próxima diretoria seja escolhida e leve com sabedoria e todo o cuidado a missão para que as sementes plantadas, nesta e nas últimas gestões, permaneçam crescendo, floresçam e possam dar os frutos que nossos associados esperam. Nesse contexto, é inegável o apreço que todos sentimos pela Amafresp e não poderia ser diferente que grande parte das discussões diga respeito a ela.

EXPEDIENTE Amafresp em foco Diretoria da Amafresp: Renato Pei An Chan Analista de Comunicação: Flávia Sapienza Revisora: Francyne Nunes Designer: Paula Pereira Circulação: 2020 E-mail: amafresp@afresp.org.br

ANS- N o 31763- 2

2

Por isso, esta edição traz uma retrospectiva e apresenta as principais realizações desta gestão. Cada uma delas nos enche de orgulho, pois, além de honrar o importante legado das administrações passadas, representam as nossas sementes de tâmaras para o futuro: um índice de satisfação bom/ ótimo de 94%, novas rotinas administrativas e indicadores implantados, telemedicina, contratos com prestadores renegociados e a consequente diminuição dos custos assistenciais e, principalmente, o início de um processo doloroso, mas democrático, de debates sobre o futuro da Amafresp. Por

meio de visitas a TODAS as regionais, reuniões com o Conselho da Afresp, produção de vídeos e matérias sobre as propostas de mudanças, colhemos opiniões e sugestões de aperfeiçoamento em busca de um modelo que conciliasse qualidade, acessibilidade e sustentabilidade. Nosso trabalho poderá ser visto e avaliado no conteúdo das próximas páginas, assim buscaremos suscitar uma reflexão em todos os nossos associados, para que dirijam um olhar crítico sobre as ideias e discursos que se propagam neste período de eleições. Desejamos que neste período pré-eleitoral cada um de nós tenha maturidade, discernimento, discuta e exija propostas responsáveis, realistas e factíveis. Não existe caminho fácil, mágico ou milagroso na área da saúde. Em um cenário em que a preocupação maior dos nossos filiados é com o peso da Amafresp no orçamento doméstico, cada vez mais será necessário que façamos escolhas e abdiquemos de muitos dos nossos desejos. Que nas eleições do dia 10 de dezembro de 2020 participemos, estejamos iluminados e façamos a melhor escolha para a Afresp. Fiquem bem.

Renato Pei An Chan Diretor da Amafresp


POR DENTRO DA AMAFRESP

O PAPEL DA NOSSA CONTROLADORIA MÉDICA 3


DR. WALTER LYRIO DO VALLE Médico Auditor Chefe da Afresp

Gerir um plano de saúde é um desafio que nos obriga a equilibrar diversas prioridades: custo, satisfação do usuário, motivação dos colaboradores, cumprimento de regras legais e, acima de tudo, garantir a saúde e o bemestar do nosso beneficiário.

Amafresp, para que nossos filiados conheçam um pouco da rotina de cada área do plano e, com isso, entendam o porquê de nossas decisões e conduta. Em cada publicação, o gerente da área apresentada vai responder às principais dúvidas que surgem no dia a dia entre nossos usuários.

Uma das medidas tomadas para garantir esse equilíbrio foi a busca pela melhoria de nossos processos, o que trouxe ganho de produtividade e mais eficiência nas equipes. Assim, passou a funcionar, desde o início de 2019, uma nova estrutura administrativa da Amafresp, com três gerências: Controladoria Médica, Relacionamento com o Associado e Credenciamento e Estudos Técnicos.

Nosso primeiro convidado da série é o Dr. Walter Lyrio do Valle, médico auditor chefe da Afresp. Dr. Walter é cirurgião geral, formado pela Unifesp, especialista em auditoria médica em sistemas de saúde, em saúde pública pela USP e em gestão hospitalar e de serviços de saúde na FGV e USP. Atualmente também trabalha na auditoria médica interna do Hospital das Clínicas de São Paulo e na gestão de processos do SUS.

A partir desta edição, iniciamos a série Por Dentro da

Aproveite o conteúdo!

1. DR. WALTER, CONTE-NOS UM POUCO SOBRE COMO É O

importadores. Isso exige negociação com vários fornecedores qualificados, para ver qual o material de melhor custo que se enquadre na solicitação. Infelizmente, o mercado da saúde ainda tem muitos conflitos de interesses entre alguns médicos e fornecedores e, por isso, temos que ficar atentos a esses tipos de condutas. Essas negociações nos trazem redução significativa nos valores dos produtos e diversas vezes negociamos pela metade do valor inicialmente informado pelo hospital. Em 2019, a economia obtida nessas negociações foi de quase R$ 8 milhões. Para conseguirmos negociar precisamos de tempo e, por esse motivo, as cirurgias eletivas/programadas não são autorizadas com menos de 3 semanas, lembrando que

 Central de Guias: Essa central recebe todas as solicitações dos prestadores credenciados, referente a internações, exames e procedimentos ou terapias intervencionistas ambulatoriais mais complexas e de maior custo, incluindo as demandas da Unimed. São itens que exigem autorização prévia, conforme determina nosso regulamento. Isso representa, por dia útil, cerca de 20 internações e 30 exames, procedimentos e terapias ambulatoriais. Quando o médico solicitante detalha bem o pedido, com diagnóstico e história clínica, anexa laudos dos principais exames e relata com clareza o que deseja, a análise da solicitação fica mais fácil e a autorização torna-se mais ágil. Porém, a falta de informação e até mesmo letra pouco legível nos obriga a devolver o pedido para esclarecimentos, o que retarda a autorização, já que dependemos do retorno deles. Isso é relativamente comum nos pedidos da Unimed, pois muitas vezes o solicitado é mal explicado, tem pouca relação com o resultado dos exames e com os dados clínicos do paciente. Nas internações, o que demanda mais trabalho e mais tempo são as cirurgias com indicação de uso de OPMES (órteses, próteses e materiais especiais) que, na grande maioria das vezes, são materiais importados com custos muito elevados e cujos valores variam muito entre diferentes fornecedores/

4

FUNCIONAMENTO DAS ÁREAS QUE COMPÕEM A GERÊNCIA DE CONTROLADORIA MÉDICA.

Em 2019, a economia obtida nessas negociações [de materiais especiais para cirurgias] foi de quase R$ 8 milhões. Para conseguirmos negociar precisamos de tempo e, por esse motivo, as cirurgias eletivas/programadas não são autorizadas com menos de 3 semanas.”


 Compras médicas: Essa área faz a cotação e compra de medicamentos especiais, tanto para entrega direta ao próprio paciente como para entrega às clínicas que vão administrar o medicamento. Também são adquiridos os medicamentos que possuem coparticipação, conforme determina o regulamento da Amafresp, mas a maior demanda é mesmo com as OPMEs, pois exigem consultas e negociações com pelo menos três fornecedores que possuam o produto, negociações com os médicos solicitantes e os hospitais para que aceitem uma gama maior de fornecedores e não fiquem restritos a poucos, como já mencionei.  Auditoria médica e enfermagem: Essas auditorias compreendem quatro fases: as autorizações na Central de Guias, conforme citei anteriormente, o acompanhamento do paciente internado, o fechamento das contas no próprio hospital, junto com análise do prontuário médico, e o processamento das contas na área de Análise de Contas. A auditoria médica e de enfermagem tem por objetivo ver se o que está sendo realizado e utilizado no tratamento do paciente tem coerência técnica com o que realmente a doença e o paciente exigem, nem mais nem menos. Nós apontamos tanto erro para mais como para menos e nosso papel primordial não é a glosa do que foi feito ou cobrado a mais, mas também apontar o que faltou ser feito e também prejudicou o paciente como, por exemplo, tempo de internação ou intervenção desnecessária. Ou seja, os auditores da área médica e de enfermagem também orientam e não apenas punem.  Análise de contas: Essa área processa, hoje de forma eletrônica, as contas enviadas pelos prestadores de serviços, independentemente do tipo e da complexidade do atendimento prestado. Os sistemas possuem regras e travas, cruzam dados com os cadastros dos prestadores e com as autorizações da Central de Guias, permitindo mais precisão e agilidade na análise. Os analistas de contas, por sua vez, avaliam os alertas que bloqueiam as supostas inconsistências. Nosso índice de confiabilidade dos pagamentos é muito alto e, mesmo nessa fase, ainda constatamos glosas significativas. 2. OS INDICADORES INTERNOS MOSTRAM QUE, EM GERAL, O TEMPO MÉDIO DE AUTORIZAÇÃO DE UMA CIRURGIA OCORRE EM 5 DIAS, SENDO QUE A LEGISLAÇÃO NOS PERMITE ATENDER EM ATÉ 21 DIAS ÚTEIS (UM MÊS CORRIDO). QUAIS OS FATORES QUE IMPACTA M A AUTORIZAÇÃO E QUA L A MA IOR DIFICULDA DE PARA LIBERAR AS CIRURGIAS EM PRAZOS MENORES?

Quando a solicitação não demanda uso de OPME e contém todas as informações da patologia do paciente e da cirurgia indicada, que seja coerente com a boa prática médica, a autorização é bastante rápida, às vezes em até 24 horas. O que exige mais tempo, como já mencionei, são as indicações de OPME, que podem chegar a valores muito altos. Já tivemos

solicitações próximas de um milhão de reais em uma única cirurgia e, nesse caso, nossa intervenção foi muito traumática, pois o médico tinha seus interesses e induziu os familiares a acharem que a Afresp queria economizar e implantar materiais de baixa qualidade, por isso estávamos negando a liberação do solicitado por ele, mas não é nada disso. Nesse caso absurdo, depois de uma semana de discussão, intervenção da diretoria do hospital e troca de médico com o paciente internado, a cirurgia foi realizada com material cujo custo ficou em 16 mil reais. Esse foi um caso extremo, mas com nossa intervenção na compra direta garantimos qualidade e custo mais justo, que logicamente vai reverter no valor da cota de todos. Para que tudo isso ocorra, precisamos de pelo menos três semanas entre a solicitação e a realização da cirurgia. É importante que o associado entenda que esse prazo é importante para que possamos negociar e que isso vai refletir no valor final da cota que é cobrada de todos. Outro fator já citado é o próprio setor administrativo do hospital, que precisa nos encaminhar o pedido de internação assim que recebê-lo do médico responsável. É a partir desse encaminhamento que a contagem de 21 dias se inicia.

a ANS permite o prazo de até 21 dias úteis para a autorização de cirurgias, procedimentos ambulatoriais e exames de alta complexidade. Um ponto importante a ser esclarecido é que esse prazo é iniciado a partir do encaminhamento do pedido pelo hospital para a Afresp. Muitas vezes, o médico manda o pedido para o hospital, que não o repassa para a Afresp, o que atrasa o procedimento de autorização.

Quando é médico ou serviço da rede credenciada pela Amafresp, a comunicação é direta, rápida, a solução do caso é bem mais ágil. Infelizmente, a grande maioria do interior prefere apresentar a carteira da Unimed, mesmo se o prestador for nosso credenciado. Isso muitas vezes aumenta o custo e os prazos para a liberação."

3. O USUÁRIO, QUANDO PAGA O CONVÊNIO, TEM A EXPECTATIVA DE QUE QUALQUER SERVIÇO DE SAÚDE QUE ELE PRECISE VAI SER AUTORIZADO, MAS ISSO NEM SEMPRE ACONTECE. O QUE NORMALMENTE PROVOCA UMA NEGATIVA EM GUIA DE AUTORIZAÇÃO?

Primeiro avaliamos a cobertura daquilo que é o solicitado. A Afresp cobre muitos eventos, além dos exigidos pela ANS, mas não cobre tudo e nem vai cobrir, pois o custo seria proibitivo mesmo para aqueles com alto poder aquisitivo. A tecnologia médica avança muito rápido, é acumulativa e não substitutiva. A ressonância magnética não eliminou a tomografia, que não eliminou o ultrassom, que também não eliminou os raios X. São incorporações cada vez mais caras e muitas não dão o resultado esperado e são abandonadas, mas que foram utilizadas por muitos pacientes. Outra situação que provoca negativa em autorizações é o uso indevido de certas tecnologias. Por exemplo, hoje se utiliza robótica em várias cirurgias, mas a Afresp só oferece cobertura para aquelas onde essa técnica é bem conhecida e praticada. Já outras cirurgias, ainda na fase inicial de aprendizado médico, não são autorizadas. Exames genéticos têm apresentado uma demanda crescente,

5


mas existem protocolos e diretrizes técnicas. Muitos são editados e regulados pela própria ANS, que determina em quais condições devem ser realizados. Fora dessas condições, não autorizamos.

passadas para Fesp, que repassa para a Unimed Singular que, por sua vez, encaminha para o médico solicitante. Depois, a resposta faz o caminho inverso e você imagina o tempo e as distorções das informações nesse caminho de ida e volta.

Outro item importante são os medicamentos especiais de alto custo, e aí se inclui as quimioterapias, que possuem protocolos internacionais, consagrados pelos melhores oncologistas. Nesse caso, só autorizamos quando o medicamento tem registro da Anvisa para ser comercializado no Brasil e a indicação está em conformidade com as indicações recomendadas pelo fabricante, com a bula do medicamento. Usos fora da bula são experimentais e não autorizamos.

Quando é médico ou serviço da rede credenciada pela Amafresp, a comunicação é direta, rápida e sem distorções, portanto a solução do caso é bem mais ágil. Infelizmente, a grande maioria do interior não usa nossa rede credenciada direta, prefere apresentar a carteira da Unimed em vez da Amafresp, mesmo se o prestador for nosso credenciado. Isso muitas vezes aumenta o custo e os prazos para a liberação. Por isso, quando um mesmo prestador tem credenciamento na Unimed e na Amafresp, o ideal é que seja apresentada a carteirinha da Amafresp.

Existem também situações de negativas, em que contratamos um parecer de junta médica para contrapor ou confirmar nossa avaliação inicial, pois há casos em que o usuário aciona a Justiça ou a ANS, e uma opinião terceirizada acaba respaldando as decisões que tomamos. 4. QUAIS AS PRINCIPAIS TRANSFORMAÇÕES QUE FORAM IMPLEMENTADAS EM SEU DEPARTAMENTO?

Acho que foram os processos automatizados para os eventos de baixa e média complexidade, em que as solicitações são mais simples e claras e aí podemos abrir mão da análise técnica pessoal. Para as mais complexas, como as internações, não há outra forma, precisamos analisar com mais detalhe e precisão, por isso a liberação demora mais. A gradativa mudança do modelo de remuneração que temos com os hospitais, passando a ser um modelo de diária global e pacotes permitiu o início de uma auditoria que também avalia a qualidade do desfecho clínico. Também eliminamos o uso de papel, tornando o processo nas áreas mais eficiente. Com isso, diminuímos o tamanho da equipe e trouxemos uma economia de mais de R$ 10 mil mensais nos custos de armazenagem das contas médicas.

Os atendimentos de urgência e emergência em prontos-socorros não exigem nenhum tipo de autorização prévia da Amafresp. Somente internações, cirurgias e intervenções ambulatoriais, quimioterapias, radioterapias, diálises e medicamentos especiais é que exigem prévia autorização."

5. HÁ DIFERENÇA ENTRE AS SOLICITAÇÕES DE GUIAS PARA INTERNAÇÃO EM UM HOSPITAL DA UNIMED E EM UM HOSPITAL QUE TENHA CREDENCIAMENTO DIRETO COM A AMAFRESP?

Quando a solicitação vem bem elucidativa quanto à patologia do paciente e o que o médico vai realizar, fica fácil. Porém, essa não é a regra e aí complica, pois nosso contrato é com a Unimed Fesp (Federação da Unimeds do Estado de São Paulo) e não com o médico da Unimed local que solicitou e vai realizar o procedimento. As inconsistências do pedido precisam ser

6

6. COMO A IMPLANTAÇÃO DA CENTRAL DE ATENDIMENTO, O AMAZAP E O NOSSO NOVO APLICATIVO IMPACTARAM NA ROTINA DAS ÁREAS QUE FAZEM PARTE DA SUA GERÊNCIA?

O associado se acostumou a ligar para as diferentes áreas para tentar agilizar ou resolver suas demandas, isso impacta no andamento dos processos e não resolve suas necessidades. Entretanto, aos poucos, creio que estamos criando estrutura, meios e mudando a cultura para canalizar as ligações para uma única porta de entrada em que o associado vai receber todas as informações que necessita sobre a liberação das cirurgias, exames e outras demandas. Nós entendemos a aflição quando os associados ligam, muitos até agem de modo desrespeitoso com a equipe, mas todo o nosso trabalho segue um protocolo técnico, os normativos legais e visam a oferecer qualidade com preços acessíveis para todos. 7. QUAIS TIPOS DE PROCEDIMENTOS EXIGEM UMA AUTORIZAÇÃO PRÉVIA NA AMAFRESP? COMO FUNCIONA A AUTORIZAÇÃO PARA OS CASOS DE ONCOLOGIA, CIRURGIA EMERGENCIAL, PRONTO-SOCORRO, ATENDIMENTO NO FINAL DE SEMANA OU ATENDIMENTO EM OUTRO ESTADO?

Os atendimentos de urgência e emergência em prontossocorros não exigem nenhum tipo de autorização prévia da Amafresp, os associados devem procurar o prontosocorro de um hospital credenciado mais próximo ou de sua preferência, munidos da carteira da Amafresp e de um documento de identidade, só isso. Somente internações, cirurgias e intervenções ambulatoriais, quimioterapias, radioterapias, diálises e medicamentos especiais é que exigem prévia autorização. Dessa lista, internações, cirurgias e quimioterapias demandam análise mais criteriosa. No caso das quimioterapias, conforme já citei, as drogas indicadas sempre devem respeitar rigorosamente protocolos clínicos oncológicos consagrados, não existem improvisações e nem uso de medicamentos fora da bula ou em fase experimental, por isso demandam análise extremamente criteriosa para sua liberação, e quando estão fora desses critérios geralmente não são liberadas. No caso da demanda pelo serviço ocorrer em outro estado, o usuário precisa se informar se é um estado que tem um convênio de reciprocidade com a Amafresp. Se tiver, ele usará essa rede, caso contrário, será atendido pelo sistema Unimed ou, ainda, por meio de reembolso nos casos de urgência/emergência em que não houver disponibilidade de nenhuma das opções anteriores.


Impactou sim, pois utilizamos esses dados produzidos pela equipe de Inteligência de Dados para obter indicadores de produção e sobretudo de qualidade dos prestadores, principalmente os prestadores hospitalares. Com esses dados, podemos cobrar melhor qualidade dos hospitais no atendimento aos associados. Além disso, passamos a usar uma plataforma eletrônica de compras de OPMEs, que nos permite um melhor controle das negociações, além de abrir a possibilidade de mais empresas poderem apresentar uma oferta de fornecimento de material. 9. AO FAZER A AUTORIZAÇÃO DAS INTERNAÇÕES E SER RESPONSÁVEL POR COMPRAS DE MATERIAIS E MEDICAMENTOS, A SUA ÁREA ASSUME PAPEL IMPORTANTÍSSIMO NO CUSTO FINAL DA COTA DA AMAFRESP. POR OUTRO LADO, QUANDO NOSSO ASSOCIADO MARCA UMA CIRURGIA, QUER TUDO AUTORIZADO O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL E NÃO ACEITA NOSSO ARGUMENTO DE QUE O PROCESSO ESTÁ EM ANÁLISE PARA COMPRA DE MATERIAL. COMO A SUA ÁREA LIDA COM ISSO?

A economia com a compra direta de OPME e de medicamentos tem um reflexo muito significativo no valor final da cota. Sei que existe uma ansiedade muito grande do associado para que ele possa sair do consultório médico e seja internado em poucos dias, mas a cirurgia não tem essa urgência. A espera por até três semanas para a liberação da cirurgia não vai lhe causar nenhum prejuízo na parte clínica, pois a doença, mesmo que seja um câncer, não vai se alterar em absolutamente nada nesse período. A autorização a curto prazo vai gerar custo maior e certamente vai refletir no valor maior da cota. Nada justifica a antecipação da autorização se isso vai inviabilizar a sustentabilidade do plano.

8. O USO DA TECNOLOGIA E INTELIGÊNCIA DE DADOS IMPACTOU DE ALGUMA FORMA O DIA A DIA EM SUA GERÊNCIA?

A economia com a compra direta de OPME e de medicamentos tem um reflexo muito significativo no valor final da cota. Sei que existe uma ansiedade muito grande do associado para que ele possa sair do consultório médico e seja internado em poucos dias, mas a cirurgia não tem essa urgência. A espera por até três semanas para a liberação não vai lhe causar nenhum prejuízo na parte clínica."

10. PERCEBEMOS NOS ÚLTIMOS ANOS UM AUMENTO NOS CASOS DE FILIADOS QUE BUSCAM A JUSTIÇA PARA QUE A AMAFRESP CUBRA DETERMINADO TIPO DE PROCEDIMENTO. COMO A SUA GERÊNCIA TRABALHA COM ESSA QUESTÃO E QUAL A SUA VISÃO SOBRE A JUDICIALIZAÇÃO DESSE GASTO?

Logicamente, sempre que recebemos uma demanda judicial, de imediato procedemos todas as ações para o cumprimento integral dela, mas isso é péssimo para o plano e para o conjunto dos associados. Geralmente são eventos não cobertos pelo plano, medicamentos não existentes no Brasil, medicamentos sem a indicação e sem o efeito desejado para a doença do associado, exames e procedimentos em desacordo com as diretrizes técnicas. Até por questões claramente estéticas já recebemos demandas judiciais. Creio que parte dos associados perdeu o espírito associativo e de forma egoísta olha somente suas necessidades e vontades. Mesmo que isso não esteja contemplado na cobertura do plano, não considera que todos, inclusive ele, vão pagar o custo dessa demanda judicial por meio do aumento do valor da cota.

7


BALANÇO AMAFRESP: UMA VISÃO GERAL DA GESTÃO 2018-2020

A gestão Amafresp iniciada em 2018, com a direção executiva de Renato Chan, está chegando ao fim, junto com as movimentações para eleição de uma nova presidência e diretoria na Afresp, agendada para dezembro de 2020. Por isso, nesta edição trazemos um levantamento das principais ações realizadas nos últimos três anos permitindo uma reflexão aos nossos filiados sobre nosso cenário atual e os desafios que uma próxima gestão terá que enfrentar para a sustentabilidade da Amafresp.

8


especial Destaques de ações realizadas pela Amafresp e suas equipes de 2018 a 2020

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO O início da gestão da Amafresp foi marcado com diversas atividades conduzidas pelo próprio diretor Renato Chan com o intuito de se inteirar e estabelecer uma ordem de prioridades de projetos para cada um dos departamentos da Amafresp. Ao final das atividades, foram definidas a visão e a missão da Amafresp, bem como uma lista de 20 projetos principais a serem desenvolvidos ao longo dos três anos de gestão.

REESTRUTURAÇÃO ADMINISTRATIVA Aliado ao projeto do RH de reestruturação de cargos, foi implantado um novo organograma com três novas gerências na Amafresp: Controladoria Médica, Relacionamento com o Associado e Credenciamento/ Estudos Técnicos. Essa nova estrutura descentralizou a gestão e permitiu que os novos gerentes acompanhassem de perto os processos de cada área, dando um suporte ágil para os colaboradores.

CRIAÇÃO DE COMITÊ DE GESTÃO DA AMAFRESP Criado a partir da experiência do diretor Renato Chan como líder de projetos na Coordenadoria da Administração Tributária, o comitê reúne todas as quartas-feiras os gerentes das áreas e os líderes de cada projeto visando uma prestação de contas do andamento de cada atividade. Além disso, buscou melhorar a comunicação interna entre as áreas, fazendo com que as soluções discutidas avaliassem o impacto na Amafresp como um todo e não em cada departamento isoladamente.

9


NOVA ROTINA DE ATENDIMENTO Um dos principais projetos implantados nesta gestão, a mudança do modelo de atendimento da Amafresp, teve como principais pilares: manutenção do DNA de associação, para que a Afresp garantisse o nível de acolhimento e atenção a que seu filiado já é acostumado, melhoria do fluxo de informações, controle e orientação dos chamados abertos, uso de tecnologia para aperfeiçoamento da qualidade do atendimento, tornando-o mais ágil e menos burocrático. Com a contratação da Sercom, empresa líder em serviço de relacionamento com o cliente, foram desenvolvidos projetos como o atendimento via WhatsApp (Amazap) e a estruturação de uma base de gestão de conhecimento. Como em todos os atendimentos são gerados protocolos e registrado o histórico da demanda, temos diariamente relatórios que permitem um monitoramento global do total de chamados, ligações abandonadas, tempo médio das chamadas e grau de satisfação quanto ao atendimento prestado (acima de 80%).

Volumetria diária - Central de Atendimento (SERCOM) Data

Recebidas

Atendidas

Atendidas (%)

NS (%)

Aceitável

Abandonadas

Abandonadas 20s

Tempo Falado

Tmo

Tma

Tme

18/09/2020

79

79

100,00%

93,67%

74

0

0

3:04:44

00:02:59

00:02:20

00:00:04

21/09/2020

104

95

91,35%

79,81%

83

9

3

3:53:10

00:03:03

00:02:27

00:00:15

22/09/2020

94

94

100,00%

96,81%

91

0

0

3:15:46

00:02:34

00:02:05

00:00:03

23/09/2020

99

86

86,87%

73,74%

73

13

2

2:44:21

00:02:38

00:01:55

00:00:26

24/09/2020

84

84

100,00%

97,62%

82

0

0

2:47:14

00:02:29

00:01:59

00:00:02

25/09/2020

85

84

98,82%

94,12%

80

1

0

2:37:07

00:02:20

00:01:52

00:00:03

28/09/2020

106

103

97,17%

90,57%

96

3

2

3:25:39

00:02:33

00:02:00

00:00:05

29/09/2020

114

105

92,11%

76,32%

87

9

3

3:22:03

00:02:29

00:02:25

00:00:13

30/09/2020

85

81

95,29%

83,53%

71

4

1

3:15:47

00:02:57

00:02:10

00:00:11

01/10/2020

79

79

100,00%

96,20%

76

0

0

2:51:49

00:02:38

00:02:09

00:00:03

02/10/2020

79

74

93,67%

89,87%

71

5

2

2:39:04

00:02:38

00:02:23

00:00:02

05/10/2020

114

110

96,49%

86,84%

99

4

1

4:21:30

00:02:53

00:02:22

00:00:12

06/10/2020

121

113

93,39%

80,17%

97

8

3

4:26:49

00:02:55

00:02:35

00:00:12

07/10/2020

114

106

92,98%

83,33%

95

8

3

4:33:24

00:03:36

00:02:18

00:00:13

08/10/2020

69

67

97,10%

94,20%

65

2

0

2:33:52

00:02:55

00:01:45

00:00:02

09/10/2020

63

62

98,41%

95,24%

60

1

1

1:48:40

00:02:33

00:02:39

00:00:02

13/10/2020

99

95

95,96%

81,82%

81

4

2

4:11:49

00:03:21

00:02:02

00:00:23

14/10/2020

86

83

96,51%

90,70%

78

3

0

2:49:23

00:02:39

00:02:19

00:00:07

15/10/2020

87

86

98,85%

90,80%

79

1

0

3:19:50

00:02:59

00:02:06

00:00:06

16/10/2020

78

76

97,44%

93,59%

73

2

0

2:38:58

00:02:48

00:02:21

00:00:02

19/10/2020

99

95

95,96%

88,89%

88

4

1

3:43:16

00:03:00

00:02:42

00:00:08

20/10/2020

91

85

93,41%

87,91%

80

6

1

3:49:49

00:03:35

00:02:25

00:00:07

21/10/2020

96

89

92,71%

81,25%

78

7

3

3:34:56

00:03:18

00:02:33

00:00:16

22/10/2020

68

68

100,00%

97,06%

66

0

0

2:52:55

00:03:06

00:02:43

00:00:02

23/10/2020

63

60

95,24%

92,06%

58

3

1

2:42:47

00:03:34

00:02:18

00:00:04

TOTAL

28.299

25.986

91,83%

81,02%

22927

2.313

630

999:28:58

00:02:50

00:02:18

00:00:14

Legenda: NS: nível de serviço | Tmo: tempo médio de operação | Tma: tempo médio de atendimento | Tme: tempo médio de espera

10


central de atendimento Visão da volumetria de ligações de 01/01/2020 a 31/07/2020 3.488

87,56%

81,46%

89,34% 2.499

80,72% 85,26

77,04%

2.499

76,47% 2.006

1.575

1.811

1.327

88

107

JAN

FEV

100

MAR

ABR Recebidas

MAI Atendidas

182

198

123

Abandonadas

JUN

101

JUL

%NS

NOVA VERSÃO DO APLICATIVO AMAFRESP Novas funcionalidades implementadas no aplicativo Amafresp Mobile Saúde: boletos, status das autorizações, declarações do IR e carta de quitação e extrato de reembolso.

DISPONIBILIZAÇÃO DE ATENDIMENTO DA TELEPSICOLOGIA E TELEMEDICINA A Amafresp foi um dos planos de saúde pioneiros a oferecer um serviço de telemedicina e telepsicologia aos seus filiados. Com a parceria da empresa Conexa Saúde, líder do setor, é um serviço que conta com um número cada vez maior de filiados da Amafresp pela comodidade de utilização e qualidade dos profissionais. O modelo implantado pela Amafresp, além de contar com os próprios parceiros da Conexa (Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Maternidade Santa Joana, dentre outros) também oferece alguns profissionais exclusivos da Amafresp, como os geriatras de confiança e médicos de família. Com a massificação cada vez maior da telemedicina, diminui-se a ida aos prontos-socorros, o que, por consequência, diminui o gasto assistencial da Amafresp.

11


IMPLANTAÇÃO DOS PROGRAMAS DE ACOMPANHAMENTO (2017, 2018 E 2019) - PROGRAMA GERIATRA DE CONFIANÇA, MÉDICO DE FAMÍLIA, AMAFRESP COM VOCÊ E AMAFRESP PRESENTE O objetivo desses programas é permitir ao filiado ter um serviço com profissionais de saúde que o acompanhe com frequência e tenha conhecimento de todo o seu histórico médico. Não ter um profissional de referência faz com que exames sejam solicitados com repetição, estimula a ida ao pronto-socorro e sujeita o paciente a ter reações medicamentosas entre remédios prescritos por médicos diferentes. Programas como o Amafresp Presente oferecem benefício ao associado (desconto na mensalidade, fornecimento gratuito de medicamento) em troca de ele seguir uma conduta preestabelecida pela equipe de enfermagem e geriatras da Amafresp. Esse programa, além de permitir um cuidado médico extremamente próximo, traz um ganho enorme para o paciente e para a Amafresp pela diminuição nas internações. Será desafio da próxima gestão aumentar o número de filiados participantes do programa, pois mais de 80 filiados foram convidados a entrar, mas apenas 5 aceitaram. Os demais não abriram mão do desejo de contar com médicos próprios e usar qualquer hospital credenciado à rede. Filiado

Idade

Inclusão no Programa

Antes do Programa

Sinistro (R$)

Após o Programa

Sinistro (R$)

1

89

16/10/2019

08/2018 a 09/2019

640.361,03

10/2019 a 09/2020

74.182,53

2

70

16/07/2019

08/2018 a 07/2019

280.416,23

08/2019 a 07/2020

26.433,12

3

77

16/03/2019

04/2018 a 03/2019

355.557,96

04/2019 a 03/2020

40.573,01

4

90

16/08/2019

09/2018 a 08/2019

13.966,00

09/2019 a 08/2020

55.622,72

5

82

08/02/2019

02/2018 a 01/2019

434.973,21

02/2019 a 02/2020

TOTAL

1.725.274,43

72.919,93 269.731,31

IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA DE ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE Com o objetivo de alinhar a Amafresp com as melhores práticas assistenciais defendidas pela Agência Nacional de Saúde e por sistemas de saúde internacionais, foi iniciado o programa de atenção primária na Amafresp com a contratação de médicos de família nas regiões de Bragança Paulista, Campinas, Ribeirão Preto, Presidente Prudente, São José do Rio Preto e Franca. A contratação desses profissionais foi precedida de uma avaliação minuciosa de currículo e seguiu indicação dos próprios filiados locais. Em São Paulo e na Grande São Paulo, o modelo de atenção primária escolhido deu-se pela contratação da DaVita. Empresa de capital americano, listada na bolsa de NY e especializada no serviço de atenção primária. Trata-se de uma das empresas líderes no Brasil nessa oferta de serviço.

CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO DE AUDITORIA MÉDICA A contratação da empresa AsQ representou o início da mudança do modelo tradicional de análise de contas médicas. Com uma melhor relação de custo/benefício, foram aperfeiçoados controles e registro eletrônico de informações e, além das próprias contas médicas, o foco também passou a ser auditoria de qualidade do serviço prestado pelo hospital com a efetividade do tratamento realizado. Esse projeto contempla a auditoria nos principais hospitais da rede de São Paulo.

12


Atendimentos do programa Médico de Família Dra. Giovana - Presidente Prudente

Dr. Elzo - São José do Rio Preto

3

13

75

409

Dr. Morerlli - Campinas

Dra. Milena - Ribeirão Preto

2

86

433

765

Dr. Scalise - Bragança Paulista

56

Dr. José Ricardo - Franca

53 112

98

IMPLANTAÇÃO DA PLATAFORMA BIONEXO Plataforma eletrônica de compras de órteses, próteses e medicamentos especiais. Serviço de leilão reverso onde cadastramos o material que desejamos adquirir e os interessados no fornecimento apresentam as suas propostas. Além de ser uma forma de redução de custos, todo o histórico de negociação fica armazenado eletronicamente e os parâmetros de cada negociação ficam registrados para aquisições futuras.

IMPLEMENTAÇÃO DO PROJETO PAPEL ZERO NA ANÁLISE DE CONTAS MÉDICAS E CENTRAL DE GUIAS DE AUTORIZAÇÃO, COM TROCA DE ARQUIVOS 100% ELETRÔNICOS Em linha com os valores de sustentabilidade ambiental da Afresp, os projetos de eliminação de papel permitiram o ganho de eficiência das equipes por meio de uma rotina totalmente sistematizada, além de uma economia mensal de quase R$ 15 mil, visto que tornaram desnecessário o armazenamento físico dos processos.

13


300219,0

Quantidade de guias de atendimento conferidas por analistas 378235,0 361842,0 350017,0 327990,0 165561,0

2015

2016

2017

2018

2019

2020

PROPOSTA DE REESTRUTURAÇÃO PARA A AMAFRESP Em um contexto onde os custos assistenciais pesam cada vez mais no orçamento dos filiados, a diretoria iniciou estudos para viabilizar a diminuição da cota básica da Amafresp. Processo que começou no final de 2018, ele contou com a participação de 3 consultorias, reuniões da Diretoria Executiva com o Conselho Deliberativo, apresentação em todas as regionais da Afresp, vídeos e matérias impressas e on-line para que o modelo pudesse ser aperfeiçoado com as sugestões apresentadas pelos filiados. Dado o momento atípico causado pela Covid-19, os debates foram suspensos. CRIAÇÃO DE COMITÊ PARA AÇÕES NA PANDEMIA DE COVID-19 Muitas das ações previstas para conclusão no ano de 2020 foram prejudicadas com a pandemia. Todos os esforços foram direcionados para o apoio aos filiados e na reinvenção da Afresp para o trabalho remoto dos seus colaboradores. Durante o mês de março, reuniões diárias do comitê avalizaram ações como o drive-thru para a campanha de vacinação, os reembolsos para os exames de Covid, negociação com prestadores, viabilização de coleta domiciliar de exames, elaboração de cronograma para a suspensão das atividades presenciais, lives de orientação e o Dr. Afresp, serviço em que os médicos auditores da Afresp passaram a atender diretamente os filiados do plano por telefone e WhatsApp.

Contas médicas de um único mês geradas por um único hospital

CRIAÇÃO DE DEPARTAMENTO DE ESTUDOS TÉCNICOS Com o enorme volume de informações eletrônicas geradas no dia a dia, tornou-se indispensável contar com uma equipe dedicada a encontrar oportunidades através do trabalho de mineração de dados. Além do trabalho de mining, a equipe é responsável pela elaboração de indicadores técnicos das áreas e dos prestadores, além de produzir subsídios para que a equipe de credenciamento consiga negociações cada vez melhores junto aos hospitais credenciados em nossa rede. CRIAÇÃO DO SETOR DE ASSUNTOS REGULATÓRIOS Assim como o ambiente tributário, o setor de saúde é altamente regulado por diversas normas. Com um forte acompanhamento da ANS e o surgimento cada vez mais frequente de novos procedimentos, tornou-se cada vez mais complexo o acompanhamento legal, o que nos levou à decisão de contar com uma área específica que cuide de todos os assuntos relacionados à ANS. Outra atividade dessa área é a regularização de todos os arquivos eletrônicos enviados pela Amafresp à ANS, incluindo os dados de beneficiários, dos seus fornecedores e dos procedimentos realizados. Trata-se de um acompanhamento completo, desde uma simples remessa de arquivos eletrônicos regulares à resposta de notificações oficiais.

14


ENCAMINHAMENTO FUNDO DE SOLIDARIEDADE Apresentação em reunião com os filiados no mês de janeiro de 2020 da atual situação desse fundo. No mês de julho, após deliberação com o Conselho Deliberativo, foi aprovado o rateio do deficit desse fundo entre os seus participantes ativos. REVISÃO DA REDE CREDENCIADA E RECONTRATUALIZAÇÃO Foi iniciado um trabalho de enxugamento de rede com o descredenciamento de mais de mil profissionais sem faturamento nos últimos dois anos. Em relação à rede hospitalar, para atendimento de norma estabelecida pela ANS em 2016, foi realizado um trabalho de recontratualização, contemplando novas cláusulas que regem o relacionamento da Amafresp com os seus parceiros.

REVISÃO DO MODELO DE REMUNERAÇÃO DOS HOSPITAIS CREDENCIADOS A Amafresp também se mostrou pioneira com a mudança do modelo de remuneração com seus principais hospitais. Sempre calcada no chamado modelo fee for service (usou, pagou), o antigo modelo favorece o desperdício e a baixa eficiência no uso de materiais e tempo de internação do paciente, visto que, o hospital repassa ao plano todo esse custo adicional. Com a mudança do modelo para pacotes e diária global, o pagamento passou a ser com preço fechado de acordo com o tipo de procedimento a ser realizado. Considerando que esse projeto exigiu um esforço enorme da equipe da Amafresp com a descrição do conteúdo de cada pacote, o trabalho realizado pela Amafresp passou a ser utilizado como referência para os próprios hospitais e outras autogestões. IMPLANTAÇÃO DE MÓDULO DO SISTEMA SIA (SISTEMA AUTORIZADOR INTERNO), EM 2018, NA CENTRAL DE GUIAS O controle das solicitações e seu acompanhamento, desde a entrada até a finalização, e a troca entre as áreas de forma mais hábil permitiu um ganho de eficiência e a diminuição do tempo médio de autorização de guias, que hoje está em 5,1 dias, quando o limite legal é de 21 dias.

Guias autorizadas (2020)

JAN

FEV

MAR

ABR

MAI

JUN

JUL

AGO

SET

Pequenas cirurgias

14

10

8

0

2

5

8

9

6

Outras terapias

40

38

36

30

24

41

24

34

21

Quimioterapia

51

58

55

62

66

47

47

57

47

Radioterapia

1

2

1

1

2

0

1

1

0

Internação clínica

142

115

146

72

89

67

86

124

135

Internação cirúrgica

120

109

96

31

32

54

85

88

70

Internação obstétrica

4

6

13

4

17

2

5

4

8

Internação pediátrica

7

8

8

5

4

3

6

9

12

Internação psiquiátrica

7

8

7

6

5

0

1

4

4

TOTAL

386

354

370

211

241

219

263

330

303

15


MELHORIAS DO SISTEMA ORIZON Sistema terceirizado que cuida do processo de conectividade entre a rede da Amafresp e a Central de Guias. É através da Orizon que são validados os dados da carteirinha e é dada a autorização para realizar determinado procedimento. Por meio da implantação de quase 200 novas regras de validação, o processo ficou cada vez mais ágil, mais procedimentos são autorizados de maneira automática e inúmeras fraudes ou condutas auspiciosas dos prestadores passaram a ser evitadas.

PRESTADORES COM DESVIO

VALOR TOTAL DE DESVIOS IDENTIFICADOS

46

R$ 76.584,45

Dados referentes ao período de janeiro a setembro de 2020. Quantidade de regras referente ao dia 06/10.

RECIPROCIDADE Através de convênios de reciprocidade com outras autogestões, a Amafresp autoriza o uso da sua rede credenciada por usuários de planos de outros estados. O custo do atendimento é totalmente ressarcido para a Amafresp e acrescenta-se uma taxa de 10% para o custeio do nosso departamento Administrativo. Durante o ano de 2019, mais um convênio de reciprocidade foi estabelecido com a Unisaúde-MS. ESTUDOS ANS PARA AMPLIAÇÃO DE CARTEIRA Em um cenário sem previsão de novos concursos, fecha-se a possibilidade da entrada em massa de novos filiados agentes fiscais de rendas de São Paulo. Durante os últimos dois anos foram realizados pleitos junto à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) para expandirmos o número de participantes no plano. O primeiro pleito, negado no ano de 2019, tinha por objetivo a obtenção de autorização para que a Amafresp abrisse suas portas para todas as carreiras de Estado. O segundo pleito, com o apoio da Febrafite, ainda não obteve retorno oficial, sendo que o seu objetivo visa a abertura da Amafresp para qualquer categoria tributária. A obtenção dessa autorização será crucial para que os debates prossigam ao longo da próxima gestão e, futuramente, seja realizada uma assembleia entre os filiados para alterar nosso estatuto.

LEI GERAL DE PROTEÇÃO DE DADOS Com a vigência da Lei Geral de Proteção de Dados, tornou-se obrigatório a todas as empresas a implantação de medidas que visassem tornar anônimos os dados dos filiados da Amafresp considerados sensíveis, sob pena de autuação. O trabalho foi iniciado ao final de 2019 com previsão de término em 2021. FLUXO ELETRÔNICO DE INSCRIÇÃO E CANCELAMENTO DE ASSOCIADOS Com a incorporação do departamento de Inscrições na Amafresp, foi iniciado um trabalho de revisão de processos e desenvolvimento de ferramenta eletrônica de inscrição de novos associados. Ao ser disponibilizado no site, o novo processo também eliminará o trâmite de papel e tornará desnecessária a ida física do associado a uma das regionais. Também fará uso da plataforma eletrônica de assinatura digital da Afresp.

16


SATISFAÇÃO DO USUÁRIO DE 94% A Amafresp realiza anualmente a Pesquisa de Satisfação, para avaliar diferentes frentes do plano de saúde, como atenção à saúde, canais de atendimento e uma avaliação geral, em conformidade com as diretrizes da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) para a avaliação de nosso desempenho. Nesta gestão, mantivemos um alto nível de satisfação entre nossos associados! Em 2020, na avaliação geral, 94,15% dos conveniados que responderem à pesquisa avaliaram a Amafresp de maneira positiva! Em 2019, também tivemos um índice de satisfação excelente: 93% de avaliações positivas. VERBAS DE PATROCÍNIO De maneira inovadora, a Amafresp e a Diretoria de Comunicação desenvolveram cotas de patrocínio para que nossos canais de comunicação pudessem ser utilizados por nossos parceiros, mediante o pagamento de uma pequena verba destinada à impressão e remessa dos nossos jornais. FUNDO DE RESERVA DA AMAFRESP O Fundo de Reserva representa uma obrigatoriedade perante a ANS e ao próprio regulamento da Amafresp. Atualmente estamos no limite superior permitido pelo regulamento e atendemos com sobras o valor obrigatório exigido pela ANS. Entretanto, apesar de parecer um montante elevado, representa apenas uma sobra de caixa que corresponde a 1,5 vezes o fluxo de caixa mensal da Amafresp.

FUNDO DE RESERVA Apuração Financeiro Dez/10 3.683.828,62 Dez/11 4.859.547,31 Dez/12 5.796.487,60 Dez/13 3.764.418,90 Dez/14 11.529.788,49 Dez/15 15.316.376,98 Dez/16 13.539.894,68 Dez/17 28.134.321,75 Dez/18 31.810.260,38 Dez/19 27.638.359,96 28/07/2020 30.948.011,97

CAMPANHA DE VACINAÇÃO Um dos maiores símbolos da Amafresp, a Campanha Saúde de vacinação vem ao longo dos anos aumentando o seu número de procedimentos realizados, atingindo o seu principal objetivo como ação de prevenção. No ano de 2020, inúmeros desafios trazidos pela pandemia foram superados, tais como a falta de vacina no mercado e o isolamento social. A edição de 2020 também foi marcada como a primeira campanha com sistema drive-thru para vacinação.

17


CAMPANHA SAÚDE 2014

2015

2016

2017

2018

2019

2020

Vacina gripe

4413

4520

7582

7018

6760

7163

5579

Vacina pneumonia

360

469

570

563

684

468

-

Exames preventivos

7401

6684

5412

9220

7313

11857

-

Comparativo Valores Vacina Gripe Amafresp x Rede Credenciada

Custo Campanha Saúde 659.951,51

Amafresp

Rede credenciada 90,49 57,49

47,06 33,15

2014

60,15 46,02

598.215,14

100,69

53,39

79,66 55,25

50,27

603.101,06

489.023,07 286.556,53

336.660,61

27,01

2015

2016

2017

2018

2019

2014

2015

2016

2017

2018

2019

PROGRAMA VIVA MAIS Programa de longevidade da Amafresp. As atividades estão em fase final de estruturação e permitirão oferecer aos filiados atividades on-line que contemplam orientações médicas, de nutrição e exercícios físicos e mentais. MEDICAMENTOS ESPECIAIS Negociação junto aos distribuidores de benefício para entrega domiciliar de medicamentos especiais.

MONITORAMENTO PREDITIVO Tem como princípio a elaboração de relatórios com softwares que usam a tecnologia de machine learning, para identificar pacientes com alta probabilidade de desenvolver algum tipo de doença no futuro. AMAFRESP RH Registro de novo produto da Amafresp com direcionamento aos colaboradores da Afresp. Baseado nos princípios de rede enxuta, atenção primária e telemedicina, é um produto que permitirá a substituição do contrato atual com a Unimed.

18


CONTROLE DA COTA “Não poderia encerrar este balanço de gestão sem falar do valor da cota. Foram anos dificílimos, porque, além do aumento na utilização do plano, perdemos definitivamente a PR, nossa contribuição previdenciária foi majorada e faz anos que nosso salário não é reajustado. Considerando o grau de exigência do nosso público, é uma equação complexa de ser fechada. Preparamos a tabela a seguir, atualizada com o IPCA acumulado do período, para comparar qual seria o valor de determinado período em setembro de 2020, indicados nas linhas V.P. O resultado mostra que o valor pago anos atrás corresponde ao que o filiado estaria pagando hoje. A diferença é justamente todo o nosso contexto como carreira, por isso, o plano acaba pesando mais no orçamento de cada um. Levamos a discussão sobre a mudança das regras do plano em um momento oportuno para que todos pudessem abrir seus olhos para um problema que só tende a aumentar. Agora cabe a cada um de nós refletir sobre o que desejamos para o futuro”, explicou o diretor Renato Chan.

Valor da cota nos últimos 10 anos ANO

JAN

FEV

MAR

ABR

MAI

JUN

JUL

AGO

SET

OUT

NOV

DEZ

2010

337,00

337,00

343,00

330,00

330,00

330,00

335,00

340,00

340,00

345,00

350,00

350,00

V.P.

596,88

592,44

598,32

572,67

569,42

566,98

575,57

584,11

584,11

589,80

593,90

589,01

2011

350,00

350,00

355,00

355,00

355,00

360,00

360,00

365,00

365,00

375,00

375,00

385,00

V.P.

585,32

580,50

584,12

579,55

575,12

580,49

579,62

586,73

586,73

597,42

59486

607,56

2012

398,00

398,00

398,00

395,00

405,00

410,00

412,00

415,00

415,00

390,00

390,00

390,00

V.P.

624,95

621,47

618,69

612,74

624,26

629,70

632,26

634,14

634,14

590,14

586,58

583,18

2013

390,00

390,00

390,00

390,00

398,00

382,00

386,00

389,00

389,00

410,00

440,00

440,00

V.P.

576,61

573,68

570,25

567,59

576,06

550,86

555,19

559,34

559,34

586,07

625,39

622,03

2014

440,00

440,00

440,00

440,00

440,00

410,00

415,00

408,00

408,00

385,00

385,00

385,00

V.P.

616,36

612,99

608,79

603,24

599,22

555,81

560,35

559,34

550,84

515,55

513,40

510,79

2015

385,00

390,00

390,00

390,00

390,00

395,00

405,00

408,00

405,00

420,00

420,00

420,00

V.P.

506,84

507,13

501,02

494,49

491,01

493,65

502,18

499,08

499,08

513,66

509,48

504,39

2016

420,00

419,00

422,00

428,00

428,00

430,00

440,00

460,00

460,00

480,00

480,00

490,00

V.P.

499,59

492,15

491,25

496,10

493,10

491,57

501,24

521,32

521,32

541,17

539,76

550,02

2017

495,00

495,00

495,00

490,00

480,00

485,00

485,00

485,00

485,00

480,00

490,00

495,00

V.P.

553,97

551,87

550,06

543,14

531,31

535,19

536,42

535,14

535,14

527,77

536,51

548,48

2018

505,00

514,00

514,00

514,00

520,00

526,00

526,00

528,00

528,00

534,00

549,00

545,00

V.P.

548,98

557,15

555,37

554,87

560,12

564,32

557,30

555,47

555,47

561,73

574,92

571,93

2019

539,00

533,00

533,00

533,00

540,00

546,00

555,00

562,00

562,00

600,00

612,00

628,00

V.P.

564,79

556,72

554,33

550,21

554,27

559,71

568,27

574,96

574,96

613,40

625,05

638,13

2020

635,00

635,00

635,00

630,00

625,00

595,00

550,00

490,00

470,00

19


raio x EVOLUÇÃO DA COTA JAN

FEV

MAR

ABR

23.129.093,72

22.066.136,65

MAI

JUN

JUL

AGO

SET

14.857.434,15

16.426.966,07

16.496.186,59

17.977.176,79

CUSTOS DE ATENDIMENTO (1)

22.958.921,41

ENCARGOS TRIBUTÁRIOS (2)

4.599,58

4.896,39

3.697,01

-157.917,36

-162.942,19

-163.789,13

-157.455,21

-149.825,54

-154.329,97

DEVOLUÇÃO DE COTAS (3)

11.198,11

9.457,41

12.128,43

8.842,73

5.591,00

8.558,20

7.014,27

12.597,13

2.408,09

TAXA ADMINISTRATIVA (7%) (4)

1.564.879,92

1.607.124,50

1.474.286,79

1.619.036,56

1.544.629,57

1.220.958,87

1.043.077,25

1.149.887,62

1.154.733,06

RECEITA RECIPROCIDADE (5)

1.081.217,13

684.929,07

1.391.765,77

2.223.887,81

1.307.476,50

1.057.858,85

1.266.668,44

888.486,93

801.618,41

410.749,28

180.354,24

73.325,81

316.685,89

156.979,41

420.974,76

1.038.890,48

338.149,58

312.393,95

-

-

-

-

-

773.286,96

386.643,48

386.643,48

386.643,48

23.047.632,61

21.817.434,91

23.154.114,37

20.995.524,88

17.365.092,07

13.671.041,52

14.627.399,98

15.895.565,81

17.479.332,13

QUANTIDADE DE COTAS (9)

36.007,70

35.882,20

35.716,20

35.685,30

35.609,70

35.552,60

35.843,00

35.403,80

35.396,60

VALOR REAL DA COTA (10)

640,08

608,03

648,28

588,35

487,65

384,53

408,10

448,98

493,81

VALOR DA COTA COBRADA (11)

635,00

635,00

635,00

630,00

625,00

595,00

550,00

490,00

470,00

RECEITAS DIVERSAS (6) AJUSTE TX ADMINISTRATIVA 2018 (7) SALDO (8)

21.061.239,92

17.442.269,60

Notas explicativas: (1) Representa o total gasto com despesas assistenciais, reembolso, ressarcimento ao SUS, tributos dos prestadores retidos na fonte pela Amafresp. (2) Encargos tributários próprios da Amafresp (INSS autônomos + Cofins) (3) Devolução de valores cobrados em excesso. (4) Em virtude do uso da estrutura física e de pessoal da Afresp é repassada à associação o montante de 7% dos valores dos custos assistenciais da Amafresp. (5) Receita proveniente das associações de outros Estados por conta da utilização dos serviços da Amafresp por seus filiados. (6) Receitas com origem na cobrança de coparticipação, franquias e diferença de tabela. (7) Cobrança ou restituição de valores pagos à AFRESP a título de taxa administrativa do ano anterior. (8) Saldo = (1)+(2)+(3)+(4)-(5)-(6). (9) Total de cotas ativas na Amafresp. (10) Valor real da cota = (8)/(9). (11) Valor efetivamente cobrado em mensalidades - a partir de 2020 critério alterado para divulgação da cota pele regime de competência.

EVOLUÇÃO MENSAL DE SINISTRO PERÍODO VIGENTE: SET/2019 A AGO/2020 | PERÍODO ANTERIOR: SET/2018 A AGO/2019

20


QUEM É NOSSA POPULAÇÃO? PERÍODO VIGENTE: SET/2019 A AGO/2020

21


EVOLUÇÃO DO SINISTRO - INTERNAÇÃO PERÍODO VIGENTE: SET/2019 A AGO/2020

EVOLUÇÃO DO SINISTRO - DESPESAS AMBULATORIAIS PERÍODO VIGENTE: SET/2019 A AGO/2020

PRINCIPAIS PRESTADORES - INTERNAÇÃO PERÍODO VIGENTE: SET/2019 A AGO/2020 | PERÍODO ANTERIOR: SET/2018 A AGO/2019

22


UTILIZAÇÃO EM AMBULATÓRIO PERÍODO VIGENTE: SET/2019 A AGO/2020 | PERÍODO ANTERIOR: SET/2018 A AGO/2019

COMPORTAMENTO - UTILIZADORES COM SINISTRO MAIOR QUE R$ 120 MIL PERÍODO VIGENTE: SET/2019 A AGO/2020

COMPORTAMENTO - MAIORES FREQUENTADORES PERÍODO VIGENTE: SET/2019 A AGO/2020

23


Amafresp SUA MELHOR OPÇÃO DE PLANO DE SAÚDE! POR QUE SOMOS A MELHOR OPÇÃO?

2020

A Amafresp (Serviço de Assistência à Saúde da Associação dos Agentes Fiscais de Rendas do Estado de São Paulo) é considerada uma das melhores autogestões do Brasil, segundo a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar): f Experiência: mantemos há mais de 50 anos uma relação transparente, ética e comprometida com os fiscais e seus familiares; f Não visamos lucro: somos uma autogestão e conseguimos administrar nossos preços de acordo com a utilização, pelo rateio entre todos os beneficiários. Em situações como a pandemia de Covid-19, a diminuição do uso proporciona queda da mensalidade dos filiados; f Otimização de recursos: temos a menor taxa administrativa entre as autogestões brasileiras; f Inovação e tecnologia: fomos pioneiros em implantar o serviço de telemedicina e atuamos para aplicar tecnologia para prestar serviços cada vez melhores; f Investimento em prevenção: realizamos diversas ações de prevenção, como campanhas de vacinação, programas de medicina familiar e geriatras de confiança; f Atendimento humanizado: os associados, sua saúde e qualidade de vida são o nosso objetivo!

24

FALE CONOSCO De segunda a sexta das 8h às 17h

CENTRAL DE ATENDIMENTO (11) 3886-8853/ 8855/ 8857 Amazap (atendimento via WhatsApp): (11) 2920-5166 amafresp@afresp.org.br

www.amafresp.org.br /amafresp