Page 1

A no b - n u m e ro l ó - IVIarço/Abril de 2009

Nomes de prestígio no júri do Prêmio Abigraf de Responsabilidade Socioambiental Vencedores serão conhecidos em 5 de junho. Dia Mundial do Meio Ambiente.

Prêmio Abigraf de Responsabilidade Socioambiental Foram definidos os jurados da primeira edição do Prê­ mio Abigraf de Responsabilidade Socioambiental. Um seleto grupo de pessoas, de grande prestígio em suas respectivas áreas de atuação, terá a responsabilidade de realizar, entre os dias 23 de abril e 11 de maio, o julga­ mento dos casos que participam do certame. Com inscrições abertas até 15 de abril, o concurso está dividido em duas categorias: o Prêmio de Responsabili­ dade Ambiental Cláudio Villas Bôas e o Prêmio de Res­ ponsabilidade Social Hasso Weiszflog. Os jurados da categoria Responsabilidade Ambiental são o diretor do Instituto de Biociências e professor titular da cadeira de ecologia da Universidade de São Paulo (USP), Wellington Braz C. Delitti; o diretor-geral da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), Ricardo Fragoso; o diretor da Fractalis - Renovação

Mercado Lançada em 19 de março, a quinta edição do Voca­ bulário Ortográfico da Lín­ gua Portuguesa (VOLP) traz as novas regras do acordo ortográfico dos países de língua portu­ guesa. Página 3

Empresarial, Homero Luís Santos; o presidente do Conselho Diretivo da ABTG e diretor titular do Departa­ mento de Meio Ambiente (DMA) da Federação das In­ dústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Silvio Rober­ to Isola; o diretor da Escola Senai Theobaldo De Nigris, Manoel Manteigas de Oliveira; a consultora técnica Márcia M. Biaggio; e a técnica de ensino, também da Escola Senai, Giselen Cristina Pascotto Wittmann. Nesta categoria serão avaliados os métodos, ações, tecnologias e processos considerados ecologicamente corretos, adotados pelas empresas. As ações inscritas na categoria Responsabilidade Social serão avaliadas pelo presidente do Instituto Bovespa de Responsabilidade Social e Ambiental, Raymundo Magliano Filho; pelo jornalista Heródoto Barbeiro; pelo su­ perintendente do Instituto São Paulo Contra a Violência, José Roberto Bellintani; pela diretora geral do colégio Visconde de Porto Seguro, Mariana Battaglia; e pelo ex-presidente da Abigraf Nacional, Max Scharappe. Este critério levará em conta os trabalhos desenvolvidos pelas empresas gráficas voltados para a comunidade. Mais informações no site www.abigraf.org.br

Cursos A ABTG promoverá, no início de maio, mais uma edição do programa Es­ cola de Vendas, curso voltado para atender as necessidades específicas das equipes comerciais das empresas gráficas. Confira o calendário completo de cursos nesta edição. Página 6

1


"Passos" para o sucesso Embora seja o desejo de todo empresário, não existe uma receita para se alcançar o sucesso. Contudo, em nosso setor há alguns "passos" que ajudam a desen­ volver o empreendimento gráfico. São eles o foco e a flexibilidade. Atitudes sensatas, ações racionalizadas, criatividade, objetividade, persistência e garra contribuem muito, mas nem sempre estão relacionadas às tendências e possibilidades mercadológicas existentes. É aqui que o foco e a flexibilidade fazem a diferença. Portanto, o primeiro passo é este: tenha foco, não tente abraçar muitos segmentos. É fundamental buscar a má­ xima especialização para estar no topo. Também é necessário ficar atento à tendência atual de os clientes homologarem uma relação de empresas que podem oferecer um determinado serviço com eficiência, rapidez, qualidade e preço competitivo. Isso demonstra

que aquela história de se fazer tudo em um lugar só já não funciona. Feito isso, agregue valor. Torne o pedido do cliente algo muito mais útil a ele. Vá além do bom relacionamento e das garantias de entrega. Desenvolver parcerias é outra importante medida para quando não for possível atender a demanda. Tenha a flexibilidade para acompanhar as transforma­ ções. A tecnologia muda a todo momento, mas saiba reconhecer quais equipamentos atendem as suas ne­ cessidades e veja quais são as atualizações necessárias para ser competitivo. Por fim, acredite nos seus profis­ sionais. É com eles que você fará essa caminhada rumo ao topo. *Fabio Arruda Mortara é presidente da Abigraf Regional São Paulo

Acontece Mercado gráfico chinês quer expandir suas fronteiras comerciais Graças a uma parceria entre a Abigraf-SP, ABTG e a National Printing Equiment Association (NPES), o presidente da Meihu Exhbit Co. e representante asiático da NPES, Ya-Ping Zhou, esteve no Brasil, no início de março, para uma palestra. Segundo Zhou, o mercado gráfico chinês é forte apenas internamente, apesar de pes­ quisas indicarem um crescimento médio anual de 11,5%, entre 2001 e 2008. O executivo destacou que, ao contrário do que se divulga, os principais concorrentes para os cadernos brasileiros são outros países asiáticos, e não a China. Essa disputa de mercado se concentra muito mais no segmento de embalagens, editorial e de im­ pressão de artigos que pedem dobragem manual. Zhou informou que a principal meta do setor chinês, nos próximos anos, é reverter a balança comerciai negativa. Por isso mesmo, a China luta para expandir suas frontéiras, buscando parceiros no Ocidente. O Brasil já está nesse processo por meio da Agenda China, um projeto governamental que deve triplicar as trocas comerciais entre ■ois países até 2010, chegando à casa dos US$ 10 bilhões.

Expediente 0 informativo Impressões é uma publicação bimestral da Associação Brasileira da Indústria Gráfica Regional São Paulo (Abigraf-SP), com apoio institucional do Sindicato das Indústrias Gráficas no Estado de São Paulo (Sindigraf-SP). Responsabilidade editorial: Ricardo Viveiros & Associados - Oficina de Comunicação, empresa filiada à Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje). Revisão: Ada Caperuto. Impressão -R W A Gráfica. Impresso em papel Couchê Fosco 115g. Contatos Abigraf: Tel.(0xx11l 3164-3193. E-mail: dmark@abigraf.org.br Site: www.abigraf.org.br.

2


Mercado Mercado editorial preparado para o acordo ortográfico

Gestão Saúde financeira não tem fórmula Edison Cunha

0 Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, assi­ nado por m em bros da Com unidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), está em vigor no Brasil desde 1o de janeiro, mas as adaptações em im pres­ sos podem ser feitas até o fina! de 2012. Para faci­ litar este processo, em 19 de março foi lançado o novo Vocabulário O rtográfico da Língua Portuguesa (Volp), pela Academia Brasileira de Letras (ABL).

*

Não existe uma receita universal para manter a saúde financeira de uma organização, mas sim práticas de gestão, que começam com a implementação de um planejamento de médio e longo prazos, com objetivos e planos de ação, abrangendo toda a empresa. Além disso, um orçamento realista e exequível deve ser o fecho de todas as ações. Uma ferramenta importante é um bom sistema de apropriação de custos e o acom­ panhamento por meio de indicadores específicos. Além destes recursos, é preciso evitar alguns equí­ vocos. Um grande erro, especialmente em algumas empresas bemsucedidas, é rejeitar inovações e mu­ danças. É preciso estar atento às novas idéias e abor­ dagens, pois o mercado está em constante mutação e a concorrência está se modernizando para ganhar espaço no mercado. Outro entrave é a falta de foco, um norte que oriente as estratégias de venda.

Bem antes do final do prazo, o mercado editorial bra­ sileiro, em especial o segm ento de livros didáticos e dicionários, buscou se ajustar às novas regras.

Porém, talvez o maior problema seja a falta de atenção aos custos.

Um dos m otivos é que o M inistério da Educação e Cultura exigiu, ainda no ano passado, que os livros didáticos inscritos no Programa Nacional do Livro Di­ dático (PNLD) já estivessem de acordo com a nova ortografia. Com isso, o trabalho de adaptação das

No curto prazo, a saída para reduzí-los corretamente é avaliar sempre custos diretos e indiretos, exercer um controle mais efetivo, rever os principais proces­ sos internos; estabelecer metas e objetivos. Também é importante analisar as vendas, quantificá-las por ca­ tegoria, rever as margens operacionais e reorientar os esforços nos itens mais rentáveis.

editoras com eçou no início de 2008. Porém, as pri­ meiras obras com a nova ortografia chegarão aos estudantes som ente em 2010. M esm o assim, o presidente da Abigraf Nacional, Alfried Plòger, avalia que o processo de adaptação será gradual. Neste prim eiro m om ento, o grande im ­ pacto será m esm o no mercado interno, sendo que as próximas edições de dicionários, obras didáticas, lançamentos de livros e reim pressão do acervo de catálogos, em todos os segm entos tem áticos, já de­ verão incorporar a reforma ortográfica.

No médio prazo, a solução é reunir as informações so­ bre o mercado, volumes de vendas, produtos/serviços, receitas, custos, concorrência, tendências, e partir para um planejamento que permita a melhor tomada de de­ cisão sobre os rumos dos negócios. O mais importante, porém, é sempre estar próximo de seus clientes, ouví-los e estabelecer uma estratégia para conquista e fidelização destes. *

Edison Cunha é diretor de operações da Trevisan Consultoria. Email:

edison. cunha@trevisanconsult. com. br

3


Seccionais Seccionais são apoio fundamental às Semanas de Artes Gráficas Um dos principais programas de atualização técnica e tecnológica do Sistema Abigraf, a Semana de Artes Gráficas também contribui no sentido de promover o intercâmbio de conhecimentos com as empresas grá­ ficas localizadas no Interior do estado de São Paulo. Realizados pela ABTG, com patrocínio da Abigraf-SP e do Sindigraf-SP, estes eventos contam com o fundamental apoio das Seccionais localiza­ das nas regiões que abrangem as cidades onde acontecem os eventos: Ribeirão Preto, São José dos Campos e Bauru. Nos próximos meses, o programa, iniciado há quatro anos, acontecerá nas cidades de Araçatuba (de 13 a 17 de abril), que recebe a terceira edição da Semana, e Bauru (11 a 15 de maio), que já está na quarta edição. Mais informações sobre as Semanas de Artes Gráficas pelo telefone (11) 2797-6700 ou pelo e-mail: abtg@abtg.org.br

Panorama

Em tempo A plug-in Site anunciou o lançamen­ to do PhotoFreebie 2.0, uma suíte que reúne 12 plug-ins para Pho­ toshop e permite a fácil e rápida oti­ mização de fotos, com mais de 60 opções de recursos. O software é compatível com os sistemas opera­ cionais W indows Vista e XP. A SKF do Brasil anunciou o lança­ mento do rolamento rígido de esfe­ ras E2. O produto consegue reduzir o consumo de energia em até 30%, em relação aos existentes atualmen­ te no mercado. A Tradbor Stand-Up Pouches criou uma linha de sacolas plásticas alta­ mente resistentes e com valor agre­ gado. Com visual atraente e sistema de zíper que facilita sua abertura/refechamento, as sacolas têm maior tem­ po de vida, sendo menos agressivas ao meio ambiente.

A divulgação dos números do PIB de 2008, na primeira quinzena de março, fez a maioria dos analistas do mercado financeiro revisar suas projeções para a economia brasileira em 2009. Agora, a expectativa é que o resultado a ser alcançado neste início de ano seja mais fraco que o previsto inicialmente e que a recuperação mais forte aconteça apenas a partir do último trimestre. Segundo levantamento feito pelo Banco Cen­ tral, a previsão é que o País cresça 0,59%. Poucos dias antes, o IBGE havia divulgado que o PIB brasileiro encolheu 3,6% no quarto trimestre de 2008, quando comparado com o trimestre anterior. Agora, a expec­ tativa é que o fraco desempenho do final de 2008 contamine com mais força o resultado de 2009. Fonte: Folha de S. Paulo

A HP colocou em operação, em So­ rocaba (SP), o primeiro centro de re­ ciclagem de cartuchos da América Latina, com capacidade para receber 1,2 milhão de unidades/ano e proces­ sar os produtos. A International Paper comemorou o plantio de 15 milhões de mudas de eucalipto, realizado no ano anterior, em áreas próprias e por meio de fo­ mento florestal. A previsão é que se­ jam plantadas mais de 16 milhões de mudas, neste ano.


Abigraf em Ação Abigraf-SP comemora 40 anos e divulga Plano de Trabalho Depois de completar 40 anos de fundação no ano passado, a Abigraf-SP começou 2009 com o lançamento de seu Plano de Trabalho, contem­ plando, entre as diversas ações, iniciativas para valorizar o setor gráfico e fortalecer o associativismo. Exemplos disso são as palestras temá­ ticas, os cursos e uma campanha para ampliar a atuação da Abigraf-SP no interior paulista, in­ cluindo a criação de uma nova seccional. Está previsto ainda o aperfeiçoamento dos servi­ ços prestados por telefone e Internet, conscientização

ção de novos grupos empresariais, bem como a valori­

ambiental e aproximação com as entidades "irmãs".

zação dos já existentes.

Para atender a estes objetivos serão empregadas fer­

Na área de relacionamento com o mercado será reto­

ramentas estratégicas nos campos de relacionamento,

mado o evento "Ponto de Encontro com o Gráfico" e o

promoção de eventos e comunicação. Isso inclui a cria­

boletim "Impressões".

Grupos em Ação Novo grupo empresarial é criado.

rante os encontros, que serão mensais, serão discutidas questões técnicas, legais e econômicas que ajudarão a promover a competitividade do segmento. Em sua primeira reunião, realizada em 17 de fevereiro, o recém criado Grupo Empresarial de Cartões Plásticos

Na área técnica, um dos principais objetivos é regulamen­

(GE-Card), da Abigraf Regional São Paulo, reuniu, repre­

tar normas para a confecção do produto final. No campo

sentantes de dez empresas de diversos Estados, para

legal, a principal discussão diz respeito ao relacionamento

debater as atividades centrais que serão executadas nos

com o cliente, a fim de proporcionar mais segurança para

próximos anos.

empresas e consumidores. Além disso, os tributos que incidem sobre o segmento e a concorrência desleal tam­

A iniciativa deverá fortalecer o segmento por meio do

bém serão estudados, para que as medidas necessárias

intercâmbio de informações entre os empresários. Du-

possam ser tomadas quando preciso.

5


Agenda do Gráfico Abril Até dia 03 (6a feira)

07 (3a feira)

09 (5a feira) 13 (2a feira) 15 (4a feira) 20 (2a feira) 24 (6a feira) 27 (2a feira) 30 (5a feira)

Maio Até dia 5 (3a feira) 6 (4a feira) 7 (5a feira) 8 (6a feira)

11 (2a feira) 15 (6a feira) 20 (4a feira) 25 (2a feira)

29 (6a feira)

Feiras

Obrigações ICMS - Fatos Geradores - MAR/09 (CNAE -17.31-1; 17.32-0 e 17.41-9) Pagamento dos salários de MAR/09 FGTS - MAR/09 CAGED - MAR/09 DCTF - mensal DACON - semestral/mensal Previdência Social - INSS Cópia/ GPS - MAR/09 - envio sind. profissional ISSQN - Município de São Paulo SIMPLES NACIONAL Previdência Social - INSS PIS/COFINS - fato gerador - MAR/09 IPI ICMS - fato gerador - MAR/09 (CNAE -18.11 -3; 18.12-1; 18.13-0; 18.21 -1; 18.22-9; 58.21.2; 58.23-9 e 58.29-8) DIF-PAPEL IMUNE IRPJ - apuração mensal (estimativa) IRPJ - apuração trimestral (lucro real, presumido ou arbitrado) CSLL - apuração mensal (estimativa) CSLL - apuração trimestral (lucro real, presumido ou arbitrado) REFIS/PAES/SIMPLES - Parcel./ PAEX 1/ PAEX 2/ SIMPLES NACIONAL Parcel. Especial

Obrigações Pagamento dos salários de ABR/09 ICMS - Fatos Geradores - ABR/09 (CNAE -17.31-1; 17.32-0 e 17.41-9) FGTS - ABR/09 CAGED-ABR/09 DCTF-m ensal DACON-m ensal Previdência Social - INSS Cópia/ GPS - ABR/09 - envio sind.profissional ISSQN - Município de São Paulo SIMPLES NACIONAL Previdência Social - INSS PIS/COFINS - fato gerador - ABR/09 IPI ICMS - fato gerador - ABR/09 (CNAE -18.11-3; 18.12-1:18.13-0; 18.21-1; 18.22-9; 58.21.2; 58.23-9 e 58.29-8) IRPJ - apuração mensal (estimativa) IRPJ - apuração trimestral (lucro real, presumido ou arbitrado) CSLL - apuração mensal (estimativa) CSLL - apuração trimestral (lucro real, presumido ou arbitrado) REFIS/PAES/SIMPLES - Parcel./ PAEX 1/ PAEX 2/ SIMPLES NACIONAL - Parcel. Especial

Esta agenda - contendo as principais obrigações tributárias, trabalhistas e previdenciárias, de âmbito federal, estadual e municipal a serem cumpridas em prazos previstos na legislação em vigor - não esgota outras determinações legais, a se­ rem cumpridas em razão de atividades econômicas e sociais específicas. 0 De­ partamento Jurídico (Dejur/Abigraf) permanece à disposição para esclarecimentos de dúvidas pelo e-mail: nborelli@abigraf.org.br.

Gulf Pack / Gulf Print 06 a 09 de abril - Dubai - Emirados Árabes - www.gulfpack.info / www. gulfprint.info Embala Minas 2009 14 a 16 de abril - Belo Horizonte MG - www.embalaweb.com.br Expo Visual Print 2009 16a 18 de abril - Rio de Janeiro - RJ - www.grupodigitaleventos.com.br North Print Expo 2009 21 a 23 de abril - Harrogate - Reino Unido - www.northprintexpo.co.uk 35BFeira Internacional do Livro de Buenos Aires 23 de abril a 11 de maio - Buenos Aires - Argentina - www.el-libro.org. ar Labei Summit Latin America 2009 28 e 29 de abril - São Paulo - SP http://brazil.labelsummit.com/ FFTA Annual Forum & Info Flex 2009 03 a 06 de maio - Orlando - Estados Unidos - www.flexography.org BrasilPIast 2009 04 a 08 de maio - São Paulo - SP www.brasilplast.com.br Pac-ex International 05 a 07 de maio - Toronto - Canadá www.pacexinternational.com 14a Hispack 11 a 15 de maio - Barcelona - Espa­ nha - www.hispack.com Fespa Digital Printing Europe 2009 12 a 14 de maio - Amsterdam - Ho­ landa -www.fespadigital.com China Print 2009 12 a 16 de maio - Beijing - China www.ciec.com.cn Digital Image - Premedia& Print Solutions 13 a 16 de maio - São Paulo - SP www.digitalimaging.com.br EmbaxPrint - Feira Internacional de Embalagem e Indústria Gráfi­ ca 19 a 22 de maio - Bmo - República Tcheca - http://www.bvv.cz

Cursos - ABT6

6

9QPacking Panorama 2009 01 e 02 de abril - São Paulo - SP www.auraeventos.com.br

Fluxos Ideais para Pré-impressão 06 a 08 de abril

Escola de Vendas 04 a 08 de maio

Propac Arabia 2009 24 a 28 de maio - Jeddah - Arábia Saudita - www.biztradeshows.com/ trade-events/propac-arabia.html

Produção Gráfica 27 a 30 de abril

Problemas e Soluções de Impressão Offset 26 a 28 de maio

FCE Pharma/FCE Cosmetique 26 a 28 de maio - São Paulo - SP www.fcecosmetique.com.br


Vale Saber

Confira Palestra orienta associados sobre como importar Em 1a de abril, a partir das 8h30, o vice-presiden­ te de Negócios da Cisa Trading, Andréa Guasti, estará no auditório da ABTG, na Escola Senai Theobaldo De Nigris para m inistrar a palestra "Com o Exportar para o Brasil". Na apresentação, Guasti trará dicas, sugestões, respostas e soluções para os empresários que tiveram pouco ou nenhum contato com essa modalidade comercial. O vice-presidente da Cisa Trading - uma das maiores importadoras do Brasil - tam bém abor­ dará questões de logística, de operação, de le­ gislação e de aspectos financeiros, fundam en­ tais em épocas de crise econômica. A palestra faz parte dos trabalhos da Abigraf-SP para aprofundar as inform ações contidas em um guia de importação, elaborado através de uma parceria entre a Abigraf Nacional e a Cisa Tra­ ding. Mais informações pelo telefone (11) 31643199 ou pelo e-mail: spinheiro@ abigraf.org.br, com Sharon.

Leitura obrigatória Os profissionais que lidam com artes gráficas têm algumas bibliografias obrigatórias. Entre elas, está o livro "Como uma Pipa no Ar: Fernando Pini, um mestre da Comunicação Gráfica". Com 168 páginas, a obra conta a história de Fernan­ do Pini, um dos mais expressivos técnicos gráficos do País; fato pelo qual seu nome batiza o maior prê­ mio de artes gráficas da América Latina: o Prêmio Brasileiro de Excelência Gráfica Fernando Pini. 0 livro foi escrito pelo jornalista e empresário Ricar­ do Viveiros, em parceria com a Clemente & Gramani Editora.

Novos Associados Pláquase20anos nomercado, a Studio Quatro Gráfica e Editora atua no segmento promocional, atendendo diversos clientes dos mais variados ramos. Fundada em 1990, a empre­ sa oferece serviços de impressão offset e digital, da pré-impressão ao acabamento. "Nossa associa­ ção foi motivada pelo interesse em buscar atualização e aproximação com o mercado. Temos interesse especial em cursos, treinamentos e demais eventos voltados para a capacitação profissional de nossos funcionários", explica o gerente co­ mercial Deivid Miranda.

Fundada em 1990, a Luel Encaderna­ ções Empresariais tem foco principal no segmento de cadernos. Com servi­ ços que abragem desde os trabalhos em offset até a impressão de dados variáveis, a gráfica atende algumas das maiores empresas instaladas do País. "Tornei-me um associado da Abigraf por várias razões, uma delas é sua força para defender o setor. Po­ rém, não tínhamos conhecimento de tudo o que a entidade oferecia, como assessoria, cursos, banco de em­ pregos, entre outros serviços. Estou muito satisfeito", comenta o diretor administrativo Luiz Cesário França.

Studio Quatro Gráfica e Editora Rua Periperi, 142 Socorro São Paulo / SP Telefone: (11)2202-4000 Site: www.studio4.com.br

Luel Encadernação Empresarial Industrial e Comércio Ltda. Rua Siqueira Alves, 351 Vila Alzira - Santo André / SP Telefone: (11)4972-1066 Site: www.luel.com.br

A Gráfica e Editora Revelação foi fundada em 2006 e oferece diver­ sos serviços de impressão offset. Atua principalmente no ramo pro­ mocional, além de realizar trabalhos nos segmentos de embalagens e editorial. "Ao buscar a filiação à Abigraf-SP teremos acesso a be­ nefícios e serviços, como plano de saúde e odontológico com preços diferenciados, assessoria jurídica e informações atualizadas de merca­ do sobre diversos tem as", comen­ ta William de Andrade, coordena­ dor administrativo Gráfica e Editora Revelação Rua Domingos Fasolari, 174 Casa Verde São Paulo/SP Telefone: (11)3855-1100 Site: www.graficarevelacao.com.br


DOS IMPRESSOS EM PAPEL

FABRICADO NO PROVÊM DE FLORESTAS

PLANTADAS A#

ABIGRAF

Boletim Impressões - Ano 5 - Edição 23