Page 1

A n o 4 - n ú m e ro 2 0 - fe ve re iro d e 2 0 0 8

200 anos de história Sistema Abigraf programou várias ações para as comemorações do bicentenário da indústria gráfica Em 2008, a indústria gráfica comemora

Abigraf programou uma ampla comemo­

200 anos de atividade no país e o setor

ração que se estende por todo o ano, en­

muito se orgulha de ter acompanhado par­

volvendo associados, fornecedores e as 18

te importante da história brasileira, sempre

Regionais da entidade, e que culminará com

contribuindo com discussões sociais e polí­

uma grande festa em 17 de outubro.

ticas e, principalmente, com a democratiza­ ção da informação.

A primeira iniciativa da Associação foi no sentido de obter, junto a Empresa Brasileira

Para celebrar o bicentenário, o Sistema

de Correios e Telégrafos (ECT), a aprovação de um selo oficial para a comemoração, de­ senvolvido pela WF Propaganda.

EXTRACTOS i DAS

A Abigraf planeja participações institu­ cionais em feiras como a Fiepag, Escolar-

OBRAS POLÍTICAS K

Paper Brasil, Bienal do Livro e Drupa, além

ECONÔMICAS

do Prêmio Brasileiro de Excelência Gráfica

K O I UNE) B U E E E POR

SE' DA S I L V A L I S B O A .

PARTE — — -

como a Semana do Meio Ambiente, Dia do

I.

Publicitário e Dia da Indústria Gráfica, com programações especiais.

1

-

Fernando Pini. Também pretende lembrar o bicentenário em datas comemorativas,

-----------

'à~iF Jariferis ut apes in saltibu i omnia libant t Omnia nas iti dem depascim ur aurea d ie t a A urta , perpetua sem p er gra tíssim a vitâ.

,

Lucrei. III.

A campanha será encerrada com uma cerimônia que marcará também o final do 14° Congresso Brasileiro da Indústria Gráfi­ ca (Congraf) e o lançamento do livro "200 anos - Indústria Gráfica no Brasil".

Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro, um dos locais que guarda o rico acervo sobre a história da indústria gráfica brasileira.

índice Página 2 - Gráficas fortes e um Brasil

RIO

DE

JA N E IR O

I 8 1% NA I M P R E S S Ã O RE GI A, Cam Luença.

"Extratos das Obras Políticas e Econômicas", de Edmund Burke, produzido nos prelos da Impressão Régia, em 1812, um dos primeiros livros impressos no Brasil.

V isite o p ortal do Sistema A bigraf. Os sites da Abigraf Nacional (www.abigraf.org.br), Abigraf Regional São Paulo (w ww.abigrafsp.org.br), ABTG (w ww .abtg.org.br) e Sindigraf-SP (www.sindigraf.org.br) agregam ferramentas interativas e as mais recentes tecnologias. Visite os sites e confira todos os benefícios que o Sistema Abigraf estende aos associados também na Internet.

desenvolvido.

Página 3 - Dólar prejudica balança comercial do setor

Página 4 - Abigraf é eleita entidade do ano 2007

Página 5 - Revista Abigraf traz encarte especial sobre os 200 anos da indústria gráfica. Página 6 - Semana Internacional da Embalagem, Impressão e Logística Página 7 - Corprint completa 25 anos


> Editorial

Gráficas fortes e um Brasil desenvolvido 0 trabalho voluntário em entidades de classe, visando ao bem comum do mercado, é um gesto de desprendimento e denota a crença no associativismo em prol de um Brasil melhor. É com esse espírito que iniciamos nossa gestão de três anos na Abigraf Regional São Paulo, que repre­ senta a maior parcela de gráficas brasileiras: seis mil empresas (32% do total), que empregam 80 mil trabalhadores (44% de toda a mão-de-obra nacional no setor). A Abigraf São Paulo comemora 40 anos em 2008. Nesse período, atuando em sinergia com todo o sistema associativo, muito fez para que as gráficas fossem melhores e maiores. Porém, ain­ da há muito a ser feito. Nesse sentido, uma das prioridades é ampliar o número de gráficas asso­ ciadas desse enorme "país" que é o Estado de São Paulo, onde a economia é equivalente à de toda a Argentina! No âmbito dessa meta, não devemos esquecer que nossa base associativa é composta

preponderantemente por empresas pequenas, cujos problemas e demandas muitas vezes são dis­ tintos das necessidades das grandes gráficas, para as quais temos sido bastante eficientes. Tornar a entidade mais atrativa às pequenas gráficas é uma complexa demanda. Por isto mes­ mo, a compartilhamos com uma diretoria com­ posta por pessoas de muita garra e disposição. Juntos, também queremos que a Regional São Paulo seja uma eficiente catalisadora de pleitos econômicos, legais e políticos do setor, de modo a alavancar cada vez mais os resultados das grá­ ficas. Nossa ação nunca perderá de vista a busca da articulação da sociedade para tornar o País economicamente desenvolvido, ambientalmente sustentável, socialmente justo, eticamente res­ peitável e politicamente democrático. Fabio Arruda Mortara Presidente da Abigraf Regional São Paulo

> Setor

Pelo desenvolvimento econômico nacional O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) ainda não saiu do papel. A afirmação foi feita pelo vice-presidente da Associação Brasileira das Indústrias Gráficas (Abigraf), Alfried Plõger, em janeiro, no momento em que o governo apresentou o balanço de um ano do PAC. "Desde o início fiz sérias restrições ao programa, pois como empresário já vi inúmeros governos criarem pacotes mirabolantes que, na prática, nunca entraram em vigor", disse. Para Plõger, continuam urgentes e inadiáveis as reformas estrutu­ rais, principalmente a tributária, trabalhista e previdenciária, além de uma política austera para conter os gastos públicos. "Sem estas lições de casa, o país não terá condições de manter um fluxo duradouro de crescimento", acredita. "Os brasileiros já estão cansados de promessas e anúncios vazios, como a sempre protelada reforma constitucional, a efetiva responsabilidade fiscal e uma série de medidas jamais implemen­ tadas de fato”, concluiu Plõger.

Expediente

O informativo Impressões é uma publicação mensal da Associação Brasileira da Indústria Gráfica ------------------------------------------- Regional São Paulo (Abigraf-SP), com apoio institucional do Sindicato das Indústrias Gráficas no Es­ tado de São Paulo (Sindigraf-SP). Responsabilidade editorial: Ricardo Viveiros & Associados Oficina de Comunicação, empresa filiada à Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje). Redação: Ada Caperuto e Soraia Nigro. Editoração Eletrônica: Conceito Comunicação - Impressão - RWA Gráfica / Impresso em papel Starmax 115g, da Votorantim Celulose e Papel./ Contatos Abigraf Tel. (0xx11) 5087-7777-e-m ail: dmark@abigraf.org.br - site: www.abigraf.org.br.

2 > IMPRESSÕES ABIGRAF


> Mercado

Dólar baixo prejudica balança comercial do setor gráfico Desde 2003, o setor não vivia momento semelhante. A valorização do Real frente ao dólar ameri­ cano provocou forte queda na balança comer­ cial do setor gráfico. Os dados são do Departa­ mento de Estudos Econômicos (Decon/Abigraf). 0 saldo comercial em 2007 fechou com déficit de US$ 40 milhões, com variação negativa de 162% ante resultado alcançado em 2006. Estimuladas pela valorização da moeda bra­ sileira, as importações do setor, no período em referência, totalizaram US$ 319 milhões. Um crescimento de 50% em comparação com o mesmo período do ano anterior. Os dados mos­ tram que as importações no segmento editorial em 2007 somaram US$ 133 milhões, contra US$ 96 milhões em 2006, representando, as­ sim, um aumento de 39%. Outros segmentos também responsáveis pelo forte incremento das importações são os de cartões impressos (que gerou US$ 71 milhões em 2007) e de impressos publicitários, que pertence ao segmento pro­ mocional (que acumulou US$ 37 milhões em importações no mesmo período). Já as exportações de produtos gráficos em 2007 cresceram apenas 0,8% , totalizando

US$ 279 milhões. Os segmentos com melhor desempenho neste quesito foram: embala­ gens, com US$ 88 milhões, e cadernos, com US$ 63 milhões. Em 2003, o setor conseguiu retomar suas exportações e virar o jogo na balança comer­ cial, saindo de um déficit negativo, que chegou a mais de US$ 100 milhões em anos anteriores, para resultado positivo de US$ 21 milhões. Mas esse período de bons ventos mudou. De acordo com essa tendência, a balança comercial do setor deverá se tornar ainda mais negativa este ano. Com o dólar nesse patamar, as exportações de cadernos, em 2008, não devem se sustentar no mesmo nível de 2006, independentemente do embargo norte-ameri­ cano aos chineses. A entrada de outros concor­ rentes naquele mercado faz com que os produ­ tos gráficos brasileiros percam competitividade, especialmente em função do câmbio. Apesar desse quadro negativo, as exporta­ ções representam menos de 2% das vendas grá­ ficas totais, o que não chega a afetar, de forma muito significativa, o desempenho final do setor.

> Notícias do setor A Voith Paper fechou um acordo com a Lwarcel Celulose e Papel para modernizar uma máquina da fabricante de celulose localizada em Lençóis Paulista (SP). O início da operação do equipamento está previsto para o mês de junho. O projeto está estimado em aproxima­ damente R$ 12 milhões e prevê, por parte da Voith Paper, serviços de engenharia básica, gerenciamento, supervisão de montagem, start-up da máquina e treinamento. A Câmara Brasileira do Livro aprovou o tema da campanha publicitária da 20a Bienal Internacional do Livro de São Paulo, marcada para acontecer entre os dias 14 e 24 de agos­ to. A campanha, intitulada "Livro de Todos", consiste numa iniciativa de construção coletiva

de uma obra literária: meses antes de começar o evento, será disponibilizado na internet um livro, cujo primeiro capítulo será escrito por um autor - a ser escolhido. Os capítulos seguintes, por sua vez, serão paulatinamente construídos pelo próprio público. A Francal, promotora da Escolar PaperBrasil participou da Paperworld, em janeiro, na Alemanha, com o objetivo de atrair expo­ sitores estrangeiros para o evento brasileiro. A Escolar PaperBrasil acontece entre os dias 2 e 5 de setembro, no pavilhão de exposições do Anhembi, em São Paulo. Responsável por 1,53% do PIB brasileiro em 2006, o setor de embalagens estima um

crescimento ainda maior no ano 2007. A pre­ visão é revelada por estudo que a Fundação G etú lio Vargas - FGV realizou para a As­ sociação Brasileira da Embalagem - ABRE em 2006 e que detectou um faturamento de R$ 31,969 milhões, aumento de 2,13% em relação ao ano anterior. Os alunos matriculados nos dois anos ini­ ciais do ensino fundamental receberão, a par­ tir de 2010, livros didáticos com foco na alfa­ betização. A iniciativa faz parte do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). Serão R$ 752 milhões para aquisição de livros didáti­ cos a alunos dos anos iniciais e para reposição de livros a estudantes dos anos finais do ensi­ no fundamental.

ABIGRAF - SP/ Associação Brasileira da Indústria Gráfica Regional São Paulo > 3


Sindigraf-SP concede bolsas de estudos Em 2008, o Sindigraf-SP irá manter o benefício que oferece aos alunos de graduação do Curso Superior de Tecnologia Gráfica da Escola Senai Theobaldo De Nigris. O sindicato concede 14 bolsas de estudos distribuí­ das equilibradamente entre os oito semestres de duração do curso. Os alunos bolsistas contam com 50% de reembolso nas mensalidades do curso, um benefício que é renovado a cada semestre, sempre após uma reavaliação, seja do aproveitamento que têm esses estudantes, seja de suas condições financeiras. Informações pelo telefone: (11) 6097-6300, no site www.sp.senai.br ou no e-mail: senaigrafica@sp.senai.br

Abiea organiza encontro

Abigraf Seccional Vale do Paraíba tem nova diretoria

A Associação Brasileira da Indústria de Etiquetas Adesi­ vas (Abiea) realiza o 11° Encontro Nacional de Convertedores de Etiquetas Adesivas nos dias 21 a 24 de agosto, no Blue Tree Park Eco Resort Angra dos Reis. A grande novidade da próxima edição do evento é a entrega do 1° Prêmio Abiea Excelência em Etiquetas e Rótulos Auto-adesivos. Mais infor­ mações podem ser obtidas pelo tel. (11) 3016.1411 ou pelo e-mail: pedro@ tristarturism o.com .br.

A Abigraf-SP deu posse em 20 de fevereiro à nova diretoria da Abi­ graf Seccional Vale do Paraíba. A partir desta data, a entidade passou a ser comandada pelo empresário Aloisio Mello, da Tachion. Paralela­ mente à posse, foi realizada cerimônia de inauguração da nova sede da entidade, que agora funciona no prédio da Associação Comercial de São José dos Campos (Rua Francisco Paes, 56). Segundo Aloisio Mello, o objetivo da nova diretoria é ampliar o associativismo na re­ gião. "Para isso, vamos oferecer os benefícios da Abigraf às pequenas e micro empresas do Vale do Paraíba. Também vamos buscar o cresci­ mento do mercado gráfico como um todo, investindo em capacitação e treinamento", destaca o novo presidente.

Fundação Gutenberg entrega computadores

Blue Tree Hotels de Angra dos Reis, local do encontro.

Abigraf é eleita entidade do ano A Abigraf foi eleita a Entidade do Ano, no concurso Melhores do Ano, promovido pela Revista Embanews. A publicação conce­ de anualmente o Troféu Embanews que, neste ano, passa a ser nomeado Troféu Roberto Hiraishi, aos Melhores do Ano no setor de embalagem. A cerimônia de en­ trega do troféu será realizada no dia 7 de março, no Clube Atlético Monte Líbano.

A#

ABIGRAF

4 > IMPRESSÕES ABIGRAF

Dando início às comemorações dos 200 anos da Indústria Gráfica no Brasil, a Fundação Gutenberg entregou, na sede do Sindicato das Indústrias Gráficas no Município do Rio de Janeiro (Sigraf), 20 com­ putadores aos alunos vencedores do Concurso de Redação e Desenho sobre a chegada da Família Real ao Brasil, promovido em parceria com a prefeitura da cidade. Os vencedores receberam também um livro sobre a Família Real, editado pela gráfica Zit.


C o n gresso ABTCP

Em bala M inas acontece em abril

A Associação Bra­ A Abigraf Minas Gerais é

sileira Técnica de Ce­

uma das apoiadoras da Emba­

lulose e Papel (ABTCP)

la Minas, que acontece de 08

abriu a chamada de

a 10 de abril, no ExpoMinas,

trabalhos para a 41a

em Belo Horizonte, e que des­

edição do Congresso

ponta como um importante

e Exposição Interna­

pólo de usuários de embala­

cional de Celulose e

gens em vários setores.

Papel, que acontece entre os dias 13 e 16

A Embala Minas, é referência em feiras do setor de emba­

de outubro, em São

lagens e uma alternativa diferenciada para abertura de novos

Paulo. O evento reunirá

mercados e consolidação de relacionamentos com seus tradicio­

profissionais da indús­

nais compradores.

tria mundial, incluindo

Neste ano, a feira ocupará 12 mil m2 do Pavilhão de Expo­

fabricantes e fornecedores, para a apresentação de tecnologias e

sições, onde são esperados cerca 250 expositores e mais de 10

troca de informações relacionadas às principais áreas do setor. As

mil visitantes, como profissionais de vários segmentos usuários,

inscrições dos trabalhos técnicos se encerram no dia 28 de março.

incluindo a indústria e o comércio.

Mais informações no site w ww .abtcp.org.br.

Revista Abigraf traz encarte sobre o bicentenário da indústria gráfica Na edição 233, que circula a partir de março, a Revista Abigraf traz um caderno espe­ cial sobre o bicentenário da indústria gráfica no País. É o primeiro de uma série que trará um pouco da história do setor, a ser relatada integralmente no livro "200 Anos - Indústria Gráfica no Brasil", que tem lançamento mar­ cado para 17 de outubro. O encarte conta a história dos primeiros

A B IG R A F

Associe-se à Abigraf

periódicos brasileiros, jornais e revistas, que deram início à produção gráfica nacional. Em 1.808, com a chegada da Família Real, os primeiros prelos de impressão, autorizados oficialmente, passaram a produzir ofícios e um periódico, a "Gazeta do Rio de Janeiro". Se inicialmente publicava-se apenas o que

Integrar uma associação de classe é fundamental para os empresários que desejam manter-se atualizados sobre tudo o que acontece em seu segmento de atuação. A Abigraf oferece uma série

era de interesse do Império, em poucos anos

de benefícios aos seus associados, que

uma profusão de títulos de jornais e revistas

podem ser consultados no seguinte ende­

começou a circular nas províncias. E, assim,

reço www.abigraf.org.br. Para saber como

teve início a nossa indústria gráfica que soube

ligue para nosso departamento de marke­

resgatar séculos de atraso e garantir aos brasi­

ting, no telefone (11) 5087-7746, e-mail:

leiros o direito à informação e à liberdade.

dmark@abigraf.org.br.

ABIGRAF - S P / Associação Brasileira da Indústria Gráfica Regional São Paulo > 5


> Cursos ABTC Data: 17 a 19 de março Curso: Como a gráfica pode tirar vantagem do uso do PDF/X-3? Carga Horária: 9 horas

> Agenda de eventos 01 a 3 de abril

Local: Cidade do México - México

Fespa Digital Printing Europe 2008

Informações: www.labelsummit.com

Local: Genebra - Suíça Informações: www.fespadigital.com

24 a 30 de abril Interpack 2008

Data : 31 de março a 3 de abril Curso: Fluxos de trabalho ideais na pré-impressão Carga Horária: 12 horas

8 a 10 de abril

Local: D usseldorf-A lem anha

Embala Minas 2008

Informações: www.interpack.com

Local: Belo Horizonte - MG Informações: www.greenfield.com.br

27 a 30 de abril FFTA Annual Fórum & lnfo'Flex 2008

10 a 14 de abril

Local: Dallas — EUA

Cosmoprof/Cosmopack 2008

Informações: www.flexography.org

Local: Bolonha - Itália Informações: w ww.cosm oprof.it

13 a 15 de maio Packaging Summit Expo and Conference

15 a 16 de abril

Local: Chicago - EUA

Labei Summit Latin America

Informações: www.pkgsummit.com

> Destaque Semana Internacional da Embalagem, Impressão e Logística Evento reúne cinco feiras direcionadas ao setor gráfico De 10 a 14 de março de 2008, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo, acontece a Semana Internacional da Embalagem, Impressão e Logística 2008. Com a unifica­ ção de diversas feiras, a Reed Exhibitions Alcantara Macha­ do reuniu em um único local a Brasilpack (Feira Internacio­ nal da Embalagem), Fiepag (Feira Internacional de Papel e Indústria Gráfica), Flexo Latino America (Feira Internacional de Flexografia), Salão Embala Inovação (Convertedores e Agências de Design e Desenvolvimento de Embalagens) e a Brasil Screen & Digital Show (Feira Internacional de Serigrafia e Impressão Digital). De acordo com os organizadores, a iniciativa traz vanta­ gens competitivas, uma vez que, a sinergia entre os setores representados na Semana coloca as feiras em sintonia com a realidade do mercado, somando forças para atrair e conquistar novos mercados e assegurando alternativas de crescimento. Vale ressaltar que o evento também marca a união da Reed Exhibitions e da Alcantara Machado, dois gigantes do setor de feiras. Para saber mais: www.semanainternacional.com.br

6 > IMPRESSÕES ABIGRAF


> MERCADO

Corprint completa 25 anos Investimentos em equipamentos e atendimento personalizado garantem trajetória de sucesso

A história da Corprint começou em 1983, num pequeno galpão no bairro do Ipiranga, com apenas cinco funcionários. Muita coisa mudou ao longo desses anos e o que talvez exprima melhor essa evolução da empresa foi a conquista, em 2007, de dois troféus no Prêmio Brasileiro de Excelência Gráfica Fernando Pini, nas catego­ rias livros infantis e livros didáticos. Certificada desde 2003, com a ISO 9001:2000, a Corprint se consolidou no mercado gráfico atuando principalmente nos segmentos editorial, promocional e comercial de manuais técni­ cos. Com o objetivo de atender cada vez melhor seus clientes e tornar-se cada vez mais com petitiva, investe continuam ente em atualização tecnológica. Com equipamentos de alta capacidade de impressão, nos formatos meia folha e folha inteira - a maioria deles da marca Heidelberg, de 4, 5 e 8 cores - , que garantem a qualidade do serviço, além de manter baixos os custos de produção, a empresa tornou-se especialista em acabamentos editorias. Hoje, a empresa está estruturada para oferecer qualquer tipo de serviço também na área de pré-impressão. Desde desenvolvi­ mento e criação, verificação, fechamento de arquivo, prova digi­ tal, fotolito e CtP. Também no acabamento, a atualização é uma constante. A última aquisição da empresa nessa área foi o equi­ pamento Tigra, fabricado pela Müller M artini, que alceia e cola capas em processo contínuo, em linha. Hoje, ao completar 25 anos de atividades, empregando 90

funcionários, a Corprint tem nas boas condições de trabalho, nos equipamentos e suprimentos adequados, e nos funcionários trei­ nados e experientes, a receita para prestar serviços de alta qua­ lidade e confiabilidade. Esse somatório faz com que a empresa seja capaz de primar pelo atendimento, buscando sempre oferecer serviços personalizados e atender as necessidades de cada cliente, um im portante diferencial no competitivo mercado gráfico.

ABIGRAF - SP/ Associação Brasileira da Indústria Gráfica Regional São Paulo > 7


VOCÊ PODE FAZER TUDO COM OS PAPÉIS VCP. E O MELHOR. COM O DIFERENCIAL VOTORANTIM. A VCP tem uma linha completa de papéis. Seja qual for a sua necessidade, nós temos um papel de qualidade para oferecer. Invista no resultado final do seu trabalho, peça papel pelo nome e sobrenome. Qualidade é Votorantim Celulose e Papel.

imRSE

V V o to ra n tim Celulose e Papel www.vcp.com .br/papeisgraficos

Starm ax*

Lumimax*

Mais um couché Votorantim.

Sinônimo de livros de arte bem impressos. E também de materiais promocionais, encartes e revistas.

Sinônimo de livros de arte bem impressos. E também de materiais promocionais, encartes e revistas.

Sinônimo do melhor papel para revistas. E também de encartes, malas-diretas. materiais promocionais e catálogos.

Papel couché off machine que oferece excelente qualidade de impressão e maquinabilidade. Gramaturas: 90.115.150.170 e 230 g/m1.

Papel couché off machine que oferece excelente qualidade de impressão e maquinabilidade. Gramaturas: 90.115.150.170 e 230 g/m:.

Papel couché on machine que oferece ótima qualidade de impressão. Gramaturas: 70.00.90 e 115 g/m!.

starmax starmax starmax

starmax starmax

StarMax

starmax starmax starmax

StarMax starmax starmax starmax starmax starmax

Boletim Impressões - Ano 4 - Edição 20