Issuu on Google+

outubro 2013


AF_BCPlus_revista_210x297.pdf

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

1

10/7/13

11:10 AM


ÍNDICE | passatempos A PACTOR regressa contigo às aulas!

Índice . Passatempos

5 livros “Como Fazer Investigação, Dissertações, Teses e Relatórios –

Notícias em curso

Segundo Bolonha” para oferecer

Nos dias que correm, a formação superior ao longo da vida é fundamental para uma atividade profissional de sucesso. Seja com uma Licenciatura, um Mestrado ou um Doutoramento, o aluno tem como meta final a elaboração de relatórios, dissertações ou teses. O livro “Como Fazer Investigação, Dissertações, Teses e Relatórios – Segundo Bolonha” pretende, por isso, servir de auxiliar para o processo de investigação inerente à elaboração deste tipo de trabalhos. Estruturado à luz dos cursos segundo Bolonha e apresentado de forma muito objetiva e com uma linguagem simples e clara, o livro centra-se nos principais conceitos e aspetos formais relacionados com a elaboração de trabalhos científicos. PVP: 13,30 euros

(Informação cedida pelo Departamento Comercial)

Porque um Curso Superior tem muito que se lhe diga, a Mais Superior e a PACTOR têm 5 livros “Como Fazer Investigação, Dissertações, Teses e Relatórios – Segundo Bolonha” para oferecer. Para seres um dos vencedores, apenas tens de responder acertadamente à seguinte pergunta:

Para que áreas editoriais está direcionada a PACTOR? Visita a página de Facebook da PACTOR, em www.facebook.com/editorapactor, e descobre a resposta correta. Depois, preenche devidamente o formulário que acompanha este passatempo em www.maissuperior.com (secção “Passatempos”). De 10 em 10 respostas certas, atribuímos um livro.Boa sorte!

Foto: PACTOR

Poupar é que está a dar! outubro 2013

Ficha Técnica Proprietário/Editor: Young Direct Media, Lda

ADMINISTRAÇÃO Graça Santos, gracasantos@youngdirectmedia.pt DIRETORA GERAL DA EMPRESA Graça Santos, gracasantos@youngdirectmedia.pt DIRETOR ADJUNTO DA EMPRESA Paulo Fortunato, paulofortunato@youngdirectmedia.pt Sede de redação: Rua António França Borges, Nº 4A loja Dta. 2625-187 Póvoa de Santa Iria Tlf: 21 155 47 91 Fax: 21 155 47 92 Email geral: geral@youngdirectmedia.pt

www.maissuperior.com DIRETORA EDITORIAL Bruna Pereira, brunapereira@youngdirectmedia.pt DIRETOR COMERCIAL E PUBLICIDADE Duarte Fortunato, duartefortunato@youngdirectmedia.pt REDAÇÃO Bruna Pereira, brunapereira@youngdirectmedia.pt Ana Teles Teixeira, anateixeira@youngdirectmedia.pt COLABORADORES EDITORIAIS Guilherme Ferreira da Costa , Revista Empire e Susana Albuquerque DESIGN Ângela Miguel, angelamiguel@youngdirectmedia.pt NEW MEDIA Ricardo Macedo, ricardomacedo@youngdirectmedia.pt MS RÁDIO Bruno Barbacena, brunobarbacena@youngdirectmedia.pt COMUNICAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO Samuel Alves, samuelalves@youngdirectmedia.pt Tiragem: 25.000 exemplares Distribuição: Gratuita Periodicidade: Mensal Registo na ERC nº 126168 Depósito legal: 339820/12 Tipografia e Morada: Lidergraf - Rua do Galhano, n.º 15 4480-089 Vila do Conde, Portugal

gratuita | Não pode ser vendida nº19 | Mensal | Distribuição

NIPC nº 510080723 Empresa jornalistica inscrita com o nº: 223852

Cupões, passatempos, trocas, compras em segunda mão… Começa já a amealhar com estas preciosas dicas de poupança, pelas quais não vais ter de pagar nem um tostão.

Playlist

Linda Martini falam-nos de "Turbo

Tarabytes

Babes, conseguimos entrevistar

lento"

o Jorge Daniel!

Dá-te ao trabalho

À boleia com o Moço de Recados

Porque há ir e voltar... Imagina passar 2 noites no primeiro Eco Campo da Zambujeira do Mar: o Zmar, um exemplo único de Turismo Sustentável por variados motivos, tais como a sua natureza envolvente, o conceito ecológico, as amplas e modernas instalações e as atividades desportivas e de lazer que permitem a todos os seus visitantes momentos inesquecíveis de descanso e animação. Agora imagina também ganhares este passatempo, bastando para isso responderes ao seguinte desafio de forma original e surpreendente:

Em tempos de crise, comprar carro em segunda mão é possuir um clássico, levar marmita para o trabalho é um dom culinário e ganhar bilhetes para o cinema num passatempo é o culminar de um verdadeiro dia de sorte! Para celebrar o Dia Mundial da Poupança, 31 de outubro, aqui seguem maravilhosas dicas que te vão fazer amealhar bastantes euros por ano.

MS Rádio Página a página Playlist Take 1 Em forma Tarabytes Ler para crer

Look at me Limite de velocidade Dá-te ao trabalho Manual de instruções

Descreve-nos como seria a tua estadia perfeita no Zmar. Não deixes de falar nos piqueniques, na companhia ideal, nos momentos cómicos e intimistas, como passeios nas praias com areal de perder a vista… Entra em www.maissuperior.com, preenche corretamente o formulário existente no texto relativo a este passatempo (na secção “Passatempos”) e boa sorte, pois apenas o melhor texto sairá vencedor!

PVP: 130 euros

(Informação cedida pelo Departamento Comercial)

Banco de imagens: Todas as imagens utilizadas na publicação, salvo as que estão creditadas, são retiradas do depositphotos.com ESTA PUBLICAÇÃO JÁ SE ENCONTRA ESCRITA AO ABRIGO DO NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO.

3 4 6 8 10 11 12 14 16 20 21 22 23

Índice

Nota: O vencedor poderá escolher a data das 2 noites (em quarto com cama de casal ou 2 camas single) durante a Época Média e Baixa 2013, exceto feriados e épocas festivas.

Foto: Zmar

1. O passatempo “PACTOR” tem como data de início 3 de outubro de 2013 e termina às 12h de 31 de outubro de 2013. O passatempo “Zmar” tem como data de início 1 de outubro de 2013 e termina às 12h de 31 de outubro de 2013. | 2. Os vencedores serão anunciados no dia útil seguinte à data de fecho do passatempo. | 3. Das respostas recebidas, apenas serão consideradas válidas as que preencherem devidamente os campos solicitados no formulário de participação. | 4. Só é aceite uma resposta válida por endereço de e-mail e por concorrente. | 5. Do conjunto de respostas válidas recebidas, os premiados serão selecionados de acordo com o método de seleção e o número de prémios comunicados no respetivo passatempo. | 6. No caso do número de participações ser inferior ao número de prémios disponíveis, serão contemplados todos os participantes que responderem acertadamente. | 7. A lista dos premiados será publicada online, na área de Passatempos, sendo os vencedores ainda notificados via e-mail ou telefone, pelo que os participantes deverão facultar sempre os seus contactos corretos e atuais. | 8. Caso o prémio não seja reclamado no prazo de três meses após a conclusão do passatempo, o vencedor perde o direito a recebê-lo. | 9. Todas as demais dúvidas e questões podem ser endereçadas para o e-mail passatempos@maissuperior.com. | 10. Só são permitidas participações de residentes em Portugal Continental.

outubro 2013 . MaisSuperior | 3 |


Notícias em curso Medicinas complementares com mais adeptos

As I Jornadas de Medicina Complementar, organizadas pelo Instituto de Medicina Tradicional (IMT), contaram com TEXTO Bruna Pereira | FOTOS Daniel Abreu | IMT casa cheia - mesmo tendo sido realizadas a um sábado, no passado dia 21 de setembro. O dia convidava à praia e a uma bela esplanada ao sol, mas os Painel de oradores de luxo interessados em saber mais sobre Foi por volta das 9h da manhã que Mário Jorge a Nova Regulamentação das TeraRodrigues, Presidente do IMT, abriu o painel de pêuticas não Convencionais (entre oradores, dando a conhecer outros assuntos) quase encheram uma breve biografia de cada um na totalidade o auditório do Pavidos profissionais convidados e lhão C3 da Faculdade de Ciências dando, de seguida, a boa vinda da Universidade de Lisboa (FCUL), a todos os presentes, alertando ainda para a importância deste local onde decorreu o encontro. primeiro encontro centrado na pertinência da Medicina Complementar em contexto do Sistema Nacional de Saúde (SNS) e em contexto do Ensino Superior português.

Tens dúvidas? O IMT responde!

Seguiu-se Frederico Carvalho, Diretor de Formação e Qualificação IMT. Depois de contextualizar devidamente o nascimento do IMT, em 1997, com o intuito de oferecer formação credível e de qualidade na área das Terapêuticas Não Convencionais, de forma a marcar a diferença no mercado, o responsável falou das diferentes modalidades formativas do IMT e do crescimento a que esta área tem assistido nos últimos anos. Veio depois uma explicação sobre a nova Lei Nº71/2013, cujo Artigo 5º identifica ser a Licenciatura o grau mínimo de acesso à profissão - mas calma, porque os profissionais que estão já a operar no mercado vão conseguir uma Cédula Profissional, mediante o seu CV e a formação que já possuem. Instituições como o IMT vão também ter que se adaptar ao Ensino Superior, mas vão contar com legislação especial e um período de até 5 anos para o efeito. Se também tu continuas com dúvidas, Frederico Carvalho deixa este contacto para te esclareceres sobre o que mais precisas: regulamentacao@imt.pt.

A regulamentação vai ajudar a “distinguir o trigo do joio” Ninguém melhor do que João Atanásio, Ex-Chefe de Gabinete do Secretário de Estado do Ensino Superior e Docente Universitário para falar sobre a Regulamentação da Terapêuticas não Convencionais. O jurista sublinhou a importância de distinguir os profissionais que existem já no mercado e que são formados de forma credível dos que frequentam cursos de “fim de semana em hotéis”. As instituições têm igualmente a mesma legitimidade de se distinguirem, tal como se distingue o trigo do joio. João Atanásio focou ainda os requisitos das novas instituições formativas nas áreas da Medicina Tradicional, Complementar e Alternativa quanto ao corpo docente, adiantando que, em princípio, será o Ensino Superior Politécnico a melhor opção para enquadrar estas instituições, pela sua dinâmica e teor prático nas aulas. Pedro Ribeiro da Silva, Técnico Superior da Direção Geral de Saúde e Coordenador da pasta das Terapêuticas Não Convencionais, alertou para o facto de haver ainda enfermeiros e outros profissionais que criticam os doentes quando estes dizem serem adeptos de Terapêuticas Não Convencionais... Contudo, o cenário está a mudar e muitos são esses mesmos profissionais que possuem formação em Medicinas Complementares, que “são essenciais aos Sistema Nacional de Saúde”, acredita também Pedro Ribeiro da Silva.

Fernando de Pádua, Professor catedrático de Medicina Interna e de Cardiologia da Faculdade de Medicina de Lisboa (FML) e Presidente do Instituto Nacional de Cardiologia Preventiva (INCP) deliciou os presentes com a sua apresentação acerca da necessidade de prevenção, partilhando pelo meio experiências pessoais e profissionais adquiridas durante a sua estadia em Harvard. São disso exemplos as frases herdadas do seu Mestre Paul White: “A saúde é demasiado importante para ficar apenas nas mãos do médico” e “Doença e morte antes dos 80 é culpa do Homem e não do médico ou de Deus”. A primeira voz feminina a ser ouvida foi Maria João Cardoso, Cirurgiã Responsável da Unidade do Cancro da Mama da Fundação Champalimaud e Presidente do Centro de Apoio a Doentes com Cancro da Mama – Mama Help, uma Associação Sem Fins Lucrativos, onde as Medicinas Complementares se encontram com a Medicina Convencional, para juntas, cada uma com o seu propósito, dotarem a vida de todas estas doentes de mais qualidade. São, assim, práticas regulares neste espaço as consultas e formações sobre Naturopatia, Reiki, Acupunctura e Osteopatia. Os resultados, esses, são muito positivos e contam com cada vez mais adeptas. Jody Jakob, Osteopata na Clínica do Rosário e Diretor da Clínica Saúde Integral Osteopathy começou por explicar aos presentes que a situação da Regulamentação das Terapêuticas não Convencionais em Portugal está ao nível do que sucedia em Inglaterra nos anos 70. A evolução nesse sentido é urgente, de forma a proteger as pessoas que precisam dos tratamentos e de forma a manter no mercado apenas os profissionais qualificados para o efeito e devidamente reconhecidos e creditados pelos seus pares e por quem de direito.

Continua a ler...

Não couberam aqui todas as apresentações e testemunhos que fizeram parte deste encontro, pelo que te recomendamos uma visita ao site www.maissuperior.com.

| |44| |MaisSuperior 2013 MaisSuperior. setembro . outubro 2013


Notícias em curso

TEXTO e FOTOS Bruna Pereira

Mais de 240 milhões de pessoas falam Português em todo o mundo e mais de 500 milhões comunicam-se através do Espanhol. Motivos mais do que suficientes para deixares de falar ‘portunõl’, na hora de viajares para o México, fazeres voluntariado na Colômbia, passares aqueles meses de ERASMUS na vizinha Espanha, conquistares a namorada Venezuelana ou emigrares para os EUA, onde grande percentagem da população domina o idioma de Miguel de Cervantes. Se ler o início deste texto te deixou com vontade de aprender a língua de ‘nuestros hermanos’, o Iberlínguas – Instituto Ibérico de Línguas é a melhor opção. Situada no coração de Lisboa (Rua Eça de Queirós, Nº11), esta escola é a prova de que os sonhos são sempre possíveis, desde que se persigam com paixão. Foi esse o caso de Andrea Borges e Bruno Carvalho, diretores do Iberlínguas, que em tempo de crise arriscaram a criação de uma empresa, depois de terem estado quatro anos a trabalhar em Madrid. Esse amor partilhado pelos dois países ibéricos fez com que ensinar Português e Espanhol se tornasse uma missão, desde 2011 e até hoje. “Sentimos que há uma relação comercial muito estreita, fazia falta uma escola que vicasse essas relações fortes entre Portugal e Espanha”, explica Andrea.

Estudantes com 10% de desconto!

Ao nível dos cursos base, Andrea Borges acrescenta que estes podem ser intensivos (com duração quinzenal, 3 horas diárias e 30 horas no total de cada nível) e extensivos (com aulas duas vezes por semana, 4 horas por semana e 40 horas no total, já que se dá mais ênfase à conversação e à parte cultural). No entanto, ficas ainda a saber que o Iberlínguas oferece serviços de formação em empresas, cursos individuais e personalizados (aprender Espanhol para a área do Turismo ou os Negócios não é o mesmo, por exemplo), traduções e até traduções juradas para documentos oficiais. Para quem estuda em Portugal e anseia aumentar o seu nível de Espanhol ou, por outro lado, se encontra em Portugal ao abrigo de um programa de mobilidade e precisa de aperfeiçoar o Português, a boa notícia é que estudar no Iberlínguas significa usufruir de 10% de desconto.

Ensino rigoroso e, ao mesmo tempo, divertido? Sim, aqui existe!

Se a tua hesitação em aprender Espanhol se deve ao medo de apanhar valentes secas em frente a um professor munido de fotocópias e que te põe a dormir na sala de aula, esquece. No Iberlínguas, podes estar descansado, porque dinamismo é ingrediente que não falta em todas as aulas: “temos uma equipa jovem e pomos em prática um método de ensino muito interativo, com muitos Power Points, música, filmes, visitas culturais, festas... Nunca temos aulas aborrecidas nem professores agarrados a manuais”, deixa bem claro Andrea Borges, enquanto Bruno Carvalho acrescenta: “o ambiente familiar muito próximo que aqui

se vive faz com que as pessoas acabem por se conhecer melhor nas aulas e fora delas”. Mas as recompensas não acabam por aqui: “a meio de cada trimestre, faz-se sempre um workshop gratuito para os alunos, normalmente sobre fonética... Sejam alunos de Espanhol ou de Português”, diz Andrea, consciente de que ‘miminhos’ como este motivam e recompensam sempre os alunos. Ao contrário do que acontece em muitos cursos livres, com perto de 30 alunos por sala de aula, no Iberlínguas os grupos são pequenos: “quem vem para aqui não vai encontrar 15 pessoas na mesma sala de aula. No máximo, temos 8 alunos e mesmo assim já achamos que é demais”, explica Andrea, referindo-se à extrema atenção que cada aluno necessita para conseguir sentir-se acompanhado. Para quem deseja melhorar o Português ou o Espanhol em qualquer parte do mundo, não podendo estar presente em pessoa, Andrea refere ainda as videoaulas, dadas à distância de uma Webcam e cuja duração varia entre os 30 e os 60 minutos.

Espanhol na linha da frente

“Atualmente, não chega só falar Inglês para ter um bom CV: é importante as pessoas falarem pelos menos três línguas diferentes e terem um bom perfil profissional. Para os portugueses, o Espanhol é umas das primeiras línguas a utilizar na hora de fazer negócio, por exemplo”, realça Andrea, reforçando a importância de apostar na língua da vizinha Espanha. A nível de credibilidade, contamos-te ainda que o Iberlínguas é uma entidade formadora certificada e reconhecida pela Direção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho (DGERT), sendo também centro examinador do Diploma Internacional de Espanhol (DIE), “um diploma reconhecido em todo o mundo e que pode ser solicitado e feito nas nossas instalações em qualquer altura do ano, apenas nas componentes oral ou escrita, se assim desejado”, continua Bruno, acrescentando que esta é uma excelente forma de demonstrar a universidades, empregadores (ou outras entidades) os conhecimentos de Espanhol adquiridos mas que carecem de comprovativo.

O que pensam os alunos? Mercedes Martinez “Senti-me acolhida e bem recebida desde o início”

Veio para Portugal por causa do trabalho do marido e a necessidade de aprender Português foi, desde o primeiro momento, essencial para Mercedes se conseguir comunicar no país vizinho. “Por muito que se diga que portugueses e espanhóis se entendem, não é verdade. Por ser um idioma tão parecido e tão similar, é por isso que existe mais dificuldade em escrever, perceber e aprender...”, explica a aluna espanhola, muito satisfeita com a formação do Iberlínguas: “senti-me acolhida e bem recebida desde o início. Aqui estão sempre prontos a ajudar e a prestar apoio com dificuldades que ultrapassam a aprendizagem de uma língua, como sejam transportes, alojamento, cultura do país... Fazemos também muitas visitas culturais e festas a cada três meses”.

Manuel Garcia Louro “As pessoas são muito engraçadas e divertidas”

Por ser natural da Galiza, Manuel admite que aprender Português é uma missão mais facilitada – mesmo assim, o maior problema é a pronúncia: “em comparação com os restantes espanhóis, os galegos têm mais facilidades, mas possuem igualmente uma pronúncia espanhola que se afasta muito da fonética portuguesa”. Por conseguinte, este estudante de Direito na Universidade Lusíada de Lisboa, ao abrigo do programa ERASMUS, não dispensou a frequência de aulas e foi assim que apareceu no Iberlínguas. “Em Espanha, estudo na Universidad CEU San Pablo, onde aprendi Português durante dois níveis, mas quando cheguei a Lisboa, veriiquei que isso não chegava, pois tenho provas orais e escritas em Português... Tive de tratar de aumentar os meus conhecimentos”. Quanto ao Iberlínguas, “é uma escola muito disciplinada, com boas instalações (e confortáveis), onde as pessoas são muito engraçadas e divertidas. Há bom ambiente e está muito bem localizada”, refere.

Iberlínguas – Instituto Ibérico de Línguas Horário de atendimento: segunda a sexta-feira (9h-19h) Telf: 21 314 56 20 | Tel: 96 515 62 53

E-mail: geral@institutoibericodelinguas.com Site: www.institutoibericodelinguas.com outubro 2013 . MaisSuperior | 5 |


ms rádio

há quanto tempo não ouvias isto?

Este é o slogan da MS Rádio e é também a mensagem que te queremos deixar: sejas caloiro ou veterano, desejamos-te resultados plenos no teu curso e boas sessões junto do player da MS Rádio, que “É muito Superior” e está sempre à tua espera em www.maissuperior.com. TEXTO Bruna Pereira e Bruno Barbacena

Esperamos por ti!

Percebes de música a potes? És muito bom a fazer alguma coisa na Universidade ou fora dela? Consegues fazer assunto sobre qualquer coisa? Já te imaginaste a fazer o teu próprio programa de rádio? A MS Rádio dá-te essa oportunidade! Queremos que sejas o nosso próximo animador. Para isso, envia-nos um e-mail para omeuprogramaderadio@msradio.pt com a tua ideia de programa e depois espera o nosso contacto. Quem sabe se não te tornas no próximo grande animador da rádio portuguesa?

Porque o tempo passa muito depressa, há sempre uma música que nos lembra algo em concreto e tu tinhas saudades dos velhinhos anos 90... Decidimos trazer à emissão da MS Rádio temas dessa década que faziam os hits das rádios nacionais e internacionais. Não percas esta novidade na emissão da MS Rádio... E renova as faixas do teu Mp3.

Host Me

Estreia: quarta-feira (23h) Repete: quinta-feira (19h) e ao sábado (16h)

A dupla do Host Me, composta pelos estudantes da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) Artur Coelho e André Macedo, andou bastante atarefada este mês. O destaque vai para o Festival de Música Alternativa de Bragança e para o .gif – Encontro de Artes Visuais. Fica a conhecer estes projetos! Se tiveres sugestões várias, não te inibas, deita tudo cá para fora, através do endereço hostme@msradio.pt.

Magazine Mais Superior

Estreia: segunda-feira (22h) Repete: terça-feira (21h) e ao sábado (13h) Com o patrocínio de:

Se não leste com atenção a edição impressa da Mais Superior (e não tiveste tempo de ir ao site www.maissuperior.com), não te preocupes, pois os destaques editoriais passam todos neste programa bastante animado e levado a cabo pelas jornalistas Ana Teles Teixeira e Bruna Pereira. Se queres ainda ver a tua Universidade ou Instituto Politécnico no ar, envia-nos as tuas sugestões de notícia para magazinemaisuperior@msradio.pt.

Playlist

Estreia: terça-feira (23h) Repete: quarta-feira (19h) e ao sábado (17h)

Não percas, este mês, as entrevistas de Samuel Alves com os portugueses Noiserv, Linda Martini e The Happy Mess, assim como os destaques ao que de melhor se faz no panorama internacional. Há um som que não te sai da cabeça? Aproveita e envia-nos as tuas sugestões musicais para playlist@msradio.pt. Com o patrocínio de:

Via Erasmus

Estreia: quinta-feira (23h) Repete: sexta-feira (19h) e ao domingo (16h)

A Catarina Florentim e a Marta Cavaleiro, estudantes no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP), levam-te até um recanto da Europa para conheceres melhor um determinado país através da experiência de quem está lá a viver e a estudar ao abrigo do programa de mobilidade Erasmus. Se também tu conheces jovens estudantes portugueses espalhados pelo mundo, escreve-nos para viaerasmus@msradio.pt.

| 6 | MaisSuperior . outubro 2013


PUB

PUB

PUB

erasmus 198x142.pdf

C

M

1

9/27/12

9:33 PM

Segue o teu caminho na Europa

Y

CM

MY

CY

CMY

K

Informa-te em proalv.pt

O Programa Erasmus alarga os teus horizontes. Parte à conquista de novos conhecimentos, sociedades, experiências culturais enriquecedoras, com o programa de ensino superior que te prepara para o mercado de trabalho. Segue o teu próprio caminho.


Página a Página

O livro “Bibliotecas - Maravilhas de Portugal” dá a conhecer 21 magníficos exemplos das nossas bibliotecas. Qual foi o critério para fotografar apenas 21? Das mais de 4 mil bibliotecas que existem em Portugal, identifiquei cerca de 200 antigas/históricas, isto é, cujas salas ainda mantêm uma traça centenária, com as suas antigas estantes de madeira, os livros com as lombadas em pele e coleções únicas de impressos, reservados, incunábulos, manuscritos, gravuras/ desenhos e cartografia. Na apreciação destas 200, prevaleceu o critério estético, sempre muito subjetivo. No entanto, as especiais caraterísticas arquitetónicas dos espaços (interiores) das 21 bibliotecas selecionadas e a sua integração com a excelência dos acervos facilitaram, em muito, o trabalho. Algumas destas bibliotecas são tão maravilhosas que, se se identificar um TOP 100 mundial, poderemos ter diversas presenças nessa lista.

espaços do nosso património cultural, desconhecidos da grande maioria das pessoas, fez com que quase esquecesse as minhas limitações enquanto fotógrafo amador e enquanto leitor.

Houve alguma biblioteca que o tivesse deixado com os olhos a brilhar ou com o peito de fotógrafo apertado? A sensação de ocupar espaços – de realçar que 10 das 21 bibliotecas distinguidas situam-se no interior de palácios – criados para guardar tesouros, construídos por extraordinários mestres-de-obras, escultores, pintores, marceneiros, entalhadores… A pedido de reis, bibliotecários, nobres, distintos intelectuais, bibliófilos… Que se mantêm, em alguns casos, tal como existiam há 200 anos, com os mesmos livros, nas mesmas estantes, é indescritível.

Quer deixar alguma mensagem a todos os nossos leitores sobre a riqueza das bibliotecas e o que poderão ver e aprender ao lerem e verem este livro? Graças à digitalização de todo o tipo de conteúdos, a sociedade, designada ‘do conhecimento’, em que vivemos, deu um salto cultural inimaginável ainda há poucas décadas. As 21 bibliotecas distinguidas neste livro fazem-nos recordar que a História da nossa cultura é a História do livro e que, independentemente do formato em que os consultamos, os títulos que preenchem as estantes destas bibliotecas continuam a conter as bases do nosso conhecimento, desafios intemporais e lições universais. Por outro lado, são catedrais (do conhecimento) – “tesouros de sabedoria”, nas palavras de Frei Manuel do Cenáculo, o “construtor de Bibliotecas” – que, longe de nos esmagarem, nos convidam a visitas deliciosas, diálogos estimulantes, leituras concentradas e a reflexões demoradas cada vez mais difíceis de concretizar nos dias vertiginosos em que vivemos.

Por que decidiu fotografar bibliotecas e não outro tema? Tenho por princípio envolver-me em projetos só quando me apaixonam, são inovadores e me permitem aplicar conhecimentos que possuo ou que posso desenvolver. Neste caso, e adicionalmente, o enorme prazer em partilhar a informação sobre a existência de

Como se capta a essência de um espaço como uma biblioteca numa foto? Ao ser uma natureza morta, como se lhe dá vida num retrato? Os fotógrafos profissionais, onde eu não me incluo, terão, de certeza, respostas muito interessantes para essa questão. No meu caso, limitei-me a entrar nas bibliotecas sem grandes planos nem ideias preconcebidas, e a percorrê-las, de câmara fotográfica na mão, na qualidade de apaixonado por livros, designadamente livros antigos. A câmara foi captando, quase sozinha, o que eu ia gostando e sentindo naqueles espaços magníficos, não com a preocupação de registar o detalhe da arquitetura dos espaços, mas as emoções que nos assaltam nos processos de pesquisa, leitura e escrita.

“Bibliotecas – Maravilhas de Portugal” Libório Manuel Silva Prefácio: Eduardo Lourenço Editora: Centro Atlântico Páginas: 168 Edição: 2013 PVP: 28,85 euros

| |88| |MaisSuperior MaisSuperior. outubro . outubro2013 2013

Nem todos os tesouros se guardam no interior de cofres cobiçados por piratas de alto mar. Há tesouros com livros dentro aos quais se dá o nome de bibliotecas. E foi precisamente o registo dessa riqueza arquitetónica destinada a acolher os apaixonados pela leitura que motivou Libório Manuel Silva a fotografar 21 das mais belas bibliotecas portuguesas. O livro “Bibliotecas Maravilhas de Portugal” é, assim, um retrato surpreendente de bibliotecas públicas ou privadas, pequenas ou grandes, famosas ou desconhecidas, de acesso livre ou museológicas, civis ou militares, mas todas elas verdadeiras catedrais do conhecimento dignas de uma boa olhadela... E posterior visita. TEXTO Bruna Pereira FOTOS Libório Manuel Silva


PUB PUB


PUB

Playlist

TEXTO Bruna Pereira | FOTO Cedida pelos entrevistados

Depois de “Olhos de Mongol” (2006) e “Casa Ocupada” (2010), eis que chega o terceiro álbum de originais de André Henriques, Cláudia Guerreiro, Hélio Morais e Pedro Geraldes: “Turbo Lento”. Este é o celebrar de 10 anos de carreira dos Linda Martini e este é um disco que os enche a todos de orgulho, confessam em entrevista.

Porquê o nome de Linda Martini? Muitas bandas têm curiosíssimas explicações para o nome que adotam. É o caso dos Linda Martini, que foram buscar inspiração ao nome próprio de uma amiga de Pedro Geraldes que veio para Lisboa ao abrigo do programa de mobilidade ERASMUS e tinha o bonito nome de Linda Martini. E não, afinal não tem nada a ver com garrafas de Martini...

Os Linda Martini regressam aos discos em 2013, altura em que comemoram 10 anos de carreira. Como vos têm acarinhado os fãs ao longo desta década? Têm sido incansáveis. Temos sido uns privilegiados ao longo dos anos. Sabemos quão importante e raro é ter uma base de pessoas que apoie uma banda da forma que nós temos sido apoiados. Devemos-lhes muito; e sem merdas de clichês alguns. Eles sabem; a empatia é mútua e é muito grande. A 30 de setembro foi editado “Turbo Lento”, pela Universal. Conseguem descrever este álbum? Sentem-se mais maduros em termos musicais? É um disco que nos enche de orgulho. Não queríamos quebrar completamente com o “Casa Ocupada”, mas também não nos queríamos repetir. Fomos intuitivos no início da composição e mais cerebrais no decorrer da mesma. A dada altura, sentimos que podíamos recuperar alguns momentos mais ambientais que nos marcaram em discos anteriores ao “Casa Ocupada”. Julgamos ter conseguido. É um disco bastante heterogéneo. Quanto ao amadurecimento, sentimo-lo de uma forma natural. Enquanto pessoas amadurecemos e quando assim é, a nossa obra acaba por refletir isso mesmo. Já roda por aí o single “Ratos” e muitos sabem já de cor a primeira frase “Dá-me a roda para girar um emprego bom”. São os tempos atuais e a crise também inspiração para os Linda Martini? Como podem os artistas ajudar a inverter o que se passa e se sente? Claro que não nos conseguimos alhear da crise que persiste. E custa-nos ver quão complicado se tem tornado, simplesmente, sobreviver. É duro ver um país a caminhar para algo que não se compreende e do qual não se consegue sair. E neste disco há coisas que foram diretamente inspiradas nisso mesmo. Mas não é o caso de “Ratos”. Neste caso, os ratos são os da nossa cabeça; é uma coisa mais pessoal. Os artistas podem ajudar da mesma forma que qualquer cidadão. Podem votar, participar ativamente na vida do país… Mesmo que por vezes possa ser difícil acreditar e ter energia para continuar. Como está a vossa agenda de concertos para os próximos meses, ou seja: onde vamos poder ver-vos? Estamos a acabar de marcar a tour de teatros e auditórios, a ser anunciada brevemente. Entretanto, o foco é o mês de outubro e os dois concertos de apresentação de Turbo Lento. Dia 5 de outubro, estaremos no Porto, no Hard Club; e no dia 12 do mesmo mês estaremos em Lisboa, no MEO Arena (Sala Tejo). Ao longo de 10 anos de concertos, festivais e muito trabalho, há alguma peripécia ou momento cómico, hilariante ou insólito que possam partilhar connosco? Talvez o mais pesado tenha sido um em que um dos membros da banda partiu dois dentes em palco. Não foi nada bonito e proporcionou-nos a viagem mais pesada e silenciosa de sempre. Foi duro para a pessoa que sofreu isso e para os restantes membros. Somos uma família bastante unida. E se os momentos de sucesso são celebrados efusivamente, os momentos duros tocam igualmente a todos. Mais notícias musicais? Não percas o programa Playlist na MS Rádio, com Samuel Alves. Sabe mais na página 6.

| 10 | MaisSuperior . julho 2013


take 1 “Riddick – A Ascensão”

Brad Pitt fala em sequelas de “WWZ: Guerra Mundial” O ator e produtor do filme de zombies “WWZ: Guerra Mundial” revelou que uma sequela está a ser ponderada. “Estamos a pensar nisso, sim”, disse Pitt. “Há tantas ideias em cima da mesa que surgiram durante o tempo que passámos a desenvolver o primeiro filme e a pensar como os mundos dos zombies iriam funcionar. Mas primeiro temos de ter um guião bom para decidir se avançamos.” Uma adaptação muito livre do romance apocalítico com zombies “World War Z”, de Max ‘Filho de Mel’ Brooks, o filme de Marc Forster custou perto de 200 milhões de dólares – devido, em parte, às demoradas refilmagens do terceiro ato que levaram muitos a acreditar que seria um disparate certo –, mas rendeu 530 milhões de dólares em todo o mundo. Este é, assim, o filme mais lucrativo de Brad Pitt e uma grande vitória para a produtora Plan B que, por acaso, é propriedade de Pitt. Uma vez que WWZ ignorou grande parte do material do livro original, incluindo, de forma muito desesperante, zombies a andar sobre o chão do oceano, ainda há muito a esperar se a sequela começar realmente a ser produzida.

Passou quase uma década desde que o imparável furyan de Vin Diesel, Richard B. Riddick, acabou por demonstrar ser parável graças a “As Crónicas de Riddick”. Esse filme, que procurou pegar na destacada personagem de “Eclipse Mortal” e alargar a sua mitologia, era ambicioso mas tinha uma pequena falha: era uma treta. Mas Diesel procurou redimir-se com o novo filme de Riddick, tendo escolhido fazer três filmes pelo preço de um. O filme um é uma aventura a solo do ator. O furyan é deixado à sua sorte num planeta onde tudo o quer matar, tendo de se defender de bestas que são um híbrido de escorpião com algo extraterrestre e domesticando uma cria de uma espécie de lobo criado em computador. O filme dois é um remake de “Predador”, com Diesel como o alien – uma presença apenas vista de relance mas sempre assustadora – que persegue, e por vezes retalha, os mercenários que chamou ao planeta para conseguir roubar uma das suas naves. No filme três, os inimigos deixam de o ser, e Diesel para de brincar com a ideia de fazer um remake de “Eclipse Mortal” e, simplesmente, refaz “Eclipse Mortal”, quando Riddick e os restantes caçadores de recompensas juntam forças para se defenderem de um ataque noturno maciço de uma ameaça alienígena. Em termos de qualidade, “Riddick – A Ascensão” está entre os dois primeiros filmes da saga, e é suficientemente sinistro e absurdo para gerar curiosidade sobre o que Vin Diesel fará a seguir.

TEXTO Revista Empire

“Além da Escuridão: Star Trek” Esqueça Khan, o vilão que a tripulação da Enterprise terá de vencer na sua segunda aventura. A ameaça maior ao filme veio do facto de o realizador J. J. Abrams ter sido convidado para realizar o novo episódio de “Star Wars”. No entanto, Abrams mostrou que isso não o perturbou. A nave Enterprise de Abrams desliza levíssima através dos perigos cómicos, pedindo apenas a satisfação da audiência. Abrams trata a mitologia de “Star Trek” com uma sobrancelha de Spock franzida, honrando as suas raízes mas assumindo a sua tolice que tornava a série de TV original tão encantadora e despretensiosa, antes de a melhorar com efeitos especiais graciosos. Como Khan, Benedict Cumberbatch chupa as bochechas, franze os olhos e diz cada fala como se deixasse cair uma bola de bowling, mas terá alguém percebido que Sherlock Holmes e Spock são lógicos da mesma escola? E à relação de Spock com Kirk, que o filme salienta, falta ênfase. Sentimo-nos defraudados quando os Klingons não têm mais do que uma curta participação. E o enredo, um tanto circular, em pouco contribui para um avanço significativo da série, mas esta é a história da tripulação e não do universo. Ainda assim, estas são questões menores num grande filme de ficção científica. A insolência espacial de “Star Trek” acerta no alvo com efeitos de luz como só Abrams sabe fazer.

FOTOS Cedidas pelos estúdios

A Empire é a revista de cinema mais vendida no mundo. Todas as novidades do cinema, entrevistas exclusivas, acesso privilegiado aos estúdios e grandes especiais são apenas alguns dos ingredientes que todos os meses vais poder encontrar nas bancas, em facebook.com/RevistaEmpirePortugal e, agora, na loja de aplicações da Apple.

Kelsey Grammer recrutado para “Os Mercenários 3” Rambo! Exterminador! Dr. Frasier Crane! Após passar anos a desempenhar o intelectual Frasier Crane, na série de televisão “Frasier”, Kelsey Grammer está à procura de qualquer coisa que o leve para longe da rádio e de consultas de psiquiatria, e “Os Mercenários 3” parece ser o projeto ideal. Sim, o homem que costumava dizer a Seattle que estava à escuta irá juntar-se a Sylvester Stallone, Jason Statham, Jet Li, Dolph Lundgren, Terry Crews e ao resto do gangue como Bonaparte, um ex-mercenário que ajuda os heróis. Infelizmente para os fãs de Nicolas Cage, o ganho de Grammer é a perda de Cage, pois Bonaparte fora inicialmente apontado para o ator de “Ghost Rider”. Talvez Cage tenha lugar em “Os Mercenários 4”… Seja como for, Grammer junta-se a um elenco que inclui ainda Wesley Snipes, Antonio Banderas, Arnold Schwarzenegger, Mel Gibson, Ronda Rousey, Randy Couture, Victor Ortiz, Robert Davi e Glen Powell. Patrick Hughes vai realizar desta vez na Bulgária, e “Os Mercenários 3” deverá estrear em agosto de 2014. PUB

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

| 7 | MaisSuperior . julho 2013


Em Forma

Andas em baixo? Precisas de dormir? O stress está a dar cabo de ti? Este mês, a Mais Superior encarrega-se de te mostrar algumas das ervas medicinais que vão manter-te são de corpo e mente durante o ano – e que podes até plantar em casa! TEXTO Ana Teles Teixeira

Conhecimentos vindos do Oriente

Sabias que a China é o país do mundo que mais usa remédios à base de plantas? E que a Medicina Chinesa já utilizava as plantas antes de 2600 a.C.? Na Europa, tudo aconteceu mais tarde, mas atualmente o mundo está em sintonia: a História da Medicina está ligada às plantas, às suas sementes, flores e folhas, que foram sendo utilizadas como formas de tratamento natural até ao início do século XX. Depois disso, a indústria farmacêutica começou a identificar os componentes ativos das plantas e a isolá-los e sintetizá-los em medicamentos.

ALHO

BASÍLICO

TOMILHO

ROSMANINHO

SALSA LAVANDA

SALSA

Dizem que mastigar salsa refresca o hálito. Isso não testámos, mas podemos dizer-te que o chá de salsa tem efeito diurético e o seu sabor nos pastéis de bacalhau é inigualável.

ROSMANINHO

Tens andado de mau humor? Um pouco de rosmaninho em água quente com mel e limão faz um chá muito agradável que te ajuda a relaxar e combate as dores de cabeça.

EQUINÁCEA

EQUINÁCEA

A rainha da cura das constipações, a equinácea é vendida sob as mais diversas formas. Em casa, seca e guarda as flores para fazer infusões quando sentires uma constipação a caminho.

ALHO

Pode não ter o melhor aroma do mundo, mas é um antibiótico natural muito poderoso. Também pode ajudar regular a pressão arterial e a prevenir doenças de coração.

À mão de semear Estas plantas podem ser obtidas com facilidade numa ervanária, loja de produtos naturais ou até no supermercado, e são muito fáceis de plantar e usar. Experimenta várias formas de as preparar e lembra-te – tudo deve ser tomado com moderação, até as ervas medicinais!

| 12 | MaisSuperior . outubro 2013

TOMILHO

As infusões de tomilho funcionam muito bem contra a tosse (sim, o inverno está a chegar...). Podes também experimentar pô-lo na água quente do banho e fechar os olhos enquanto relaxas.

BASÍLICO

Também conhecido por manjericão, é muito utilizado na cozinha, mas também tem propriedades que te podem ajudar. Aplicado na pele, o sumo do basílico alivia irritações e, quando comido, diz-se que pode aliviar o stress.

LAVANDA

As folhas (frescas ou secas) podem ter efeitos positivos em coisas tão diversas como o stress, ansiedade, cansaço, irritabilidade, dores de cabeça, insónia, constipações e problemas de estômago.


Cursos

a c i t á m r o f n de I line n O u o / e is ia c n Prese

Cursos Online: onde quer que estejas, a qualquer hora.

ratuitamente Experimente g Séc. XXI a formação do

Super Cursos: Web Design & Development Super Completo de Informática Completo de Programação, Super Programador PHP Completo, Flash Completo, Excel Completo, Access Completo, Excel VBA + Access VBA + Word VBA

Cursos por módulos:

Web Design & Development (HTML5, CSS3, PHP, Flash, Dreamweaver...) Programação (Java, C, C++, VB.Net, Excel VBA...) Utilização (Excel, Word, Access, PowerPoint...) Outros (Photoshop, SPSS...)

Método Persona Modus:

Fazes o teu horário, inicias quando quiseres e só terminas quando souberes tudo. Formadores permanentes e pró-activos. Fazes as horas que forem necessárias. Pagas o mesmo. Horário da formação presencial: 2ª a 6ª, 9h/21h30 - Sábados, 9h/14h. Online: 24hx24h. Mais de 8.000 formandos desde 1997 O preço? Uma agradável surpresa.

www. altalogica.com | info@altalogica.com | Tel: 217 990 770 Rua Andrade Corvo, 29 - 4º , 1050-008 Lisboa Picoas - Em frente à Pousada de Juventude


tarabytes Muitas pessoas acreditam que o Jorge Daniel é uma personagem inventada, mas que tem muita piada e vale bem um Like na página de Facebook. O que tens a dizer sobre isto? Muitas pessoas também pensavam que Nossa Senhora de Fátima não existia e ela fez alguns sete milagres, por causa das dúvidas. O que eu posso dizer é que quem esteve no Anubis em Leiria no dia 7 de setembro viu bem que eu existia, e não só viram que eu existia como dei à vida deles outro tipo de existência e bastante valor. Com mais de 40 mil Likes, é difícil encontrar quem não conheça uma frase clássica tua ou quem nunca tenha lido os teus relatos no Jornal Notícias de Fátima. Também consegues vender objetos para ajudar amigos e sabes desenhar bem hipopótamos. Com tanto talento também para escrita e para o humor, como é que enveredaste pelo DJing? O DJing não foi uma opção pessoal, é um dom com que eu nasci e apenas me limito a deixá-lo fluir no meu corpo. A minha mãe sempre disse que eu desde pequeno tinha muito jeito para os pratos e andava sempre a ouvir música. A primeira vez que estive em frente a uma cabine de DJ até me vieram as lágrimas aos olhos e senti como que uma espécie de tremuras. TEXTO Bruna Pereira FOTOS facebook.com/jorgedanielinternet

Pode não ter os traços físicos do Brad Pitt e até ser muito parecido com a preguiça Sid do filme “Idade do Gelo” (como já lhe disseram). No entanto, os encantos de Jorge Daniel repartem-se entre a escrita, o humor, a solidariedade, a música e a Filosofia, sendo da sua autoria a célebre máxima “A vida são dois dias, faz direta”. Para agradar a todas as babes e a todos os fãs deste artista com mais de 40 mil seguidores no Facebook (facebook. com/jorgedanielinternet), aqui fica uma singela entrevista ao macho latino do momento.

Quais são os teus planos para o futuro? Tenho muitos planos. Gostava de ir à Nova Zelândia, porque foi lá que filmaram “O Senhor dos Anéis” e um bocado do “Jumanji”. Também gostava de me tornar o DJ oficial da discoteca La Baguette. Acho que até já faço as passagens bem melhor que o Dj Gnomo e, quando estive em Leiria, todos os amigos me traziam cerveja porque estavam a gostar da música e do meu estilo. Um outro plano que eu tenho para o futuro é ter uma camisola da Seleção de Portugal com o meu nome escrito nas costas. Sabido que é o teu sucesso com as babes, podes deixar algumas dicas para os nossos leitores saberem conquistar raparigas como deve ser? Sim, posso deixar algumas. Mas não se esqueçam que isto é uma coisa que nasce com a pessoa. Alguns de vocês se calhar é melhor não insistirem muito e irem fazer outra coisa. Uma coisa que as mulheres gostam muito é de serem amadas, e eu, mesmo que não as ame, digo sempre que amo. Também se deve respeitar sempre uma mulher e abrir as portas e isso. As mulheres são delicadas, é preciso saber o momento e a atitude a ter. Por exemplo, quando uma mulher está triste não devemos chegar lá e começar a pedir para dançar Kuduro connosco e isso, o melhor é acalmá-la um bocado e tentar fazer piadas. De certeza que deves ter muitos fãs e admiradores, para além dos seguidores do Facebook. Que coisas já te disseram? Tudo o que as pessoas me têm dito são coisas boas. Só uma vez é que uma rapariga me disse: “Pensava que eras mais baixo”. De resto é tudo do melhor. Há outras coisas que me dizem, mas é na intimidade e eu não queria estar aqui a falar disso, porque são coisas privadas e eu respeito muito sempre quem me dá um pouco do seu amor e do seu corpo. Já escreveste sobre a importância de ler. Que mensagem de alento dás aos nossos leitores que estão no Ensino Superior, para que acabem os seus cursos (mas não deixem de se divertir)? Eu acho que os estudantes deviam acabar o curso e tentar fazer o máximo de cadeiras possível. O meu primo Hélio andou dois anos a estudar no Politécnico de Leiria e desistiu, porque se apaixonou por uma mulher mais velha. Ela ia buscá-lo de carro e até lhe pagava o lanche, mas um dia o marido dessa senhora descobriu e ele ficou na miséria. Teve que ir trabalhar com o meu tio e andar a apanhar pinhas e carumas. O meu primo Hélio queixa-se muito mas comprou agora um carro novo e esteve de férias em Beni Dorme. Qual é a pergunta que não te fiz, mas gostavas que te tivesse feito? Uma pergunta à qual eu ia responder 20 centímetros.

| 14 | MaisSuperior . outubro 2013


PUB

música cinema cinema passatempos notícias passatempos novidades notícias rádio novidades música rádio cinema música notícias cinema novidades passatemp rádio www.maissuperior.com passatempos

PUB

www.maissuperior.com

25% DESCONTO EM TODOS OS CURSOS*

* EXCETO CURSO “ONE TO ONE” E CURSOS POR NÍVEIS / NOVAS FORMAS DE PAGAMENTO ATÉ 6 MESES SEM JUROS

TRAZ UM AMIGO E RECEBEM OS DOIS MAIS 20% SOBRE O VALOR DA CAMPANHA www.cursodj.com | 211 910 689 | 913 300 501 | Parque das Nações - Lisboa


TE

XT O

Br

un a

Pe re i

Em tempos de crise, comprar carro em segunda mão é possuir um clássico, levar marmita para o trabalho é um dom culinário e ganhar bilhetes para o cinema num passatempo é o culminar de um verdadeiro dia de sorte! Não vamos negar... A Troika fez de nós, portugueses, um povo muito mais criativo e, sobretudo, poupado. Para celebrar o Dia Mundial da Poupança, 31 de outubro, aqui seguem maravilhosas dicas que te vão fazer amealhar bastantes euros por ano.

ra

DÁ-TE ler para AO TRABALHO crer

| 16 | MaisSuperior . outubro 2013


DĂ -TEler AOpara TRABALHO crer

setembro outubro 2013 . MaisSuperior | 17 |


DÁ-TE ler para AO TRABALHO crer

Mais dicas Low Cost O conceito que nasceu nas viagens de avião pode revolucionar a tua vida. Encontra mais dicas espetaculares de poupança em www.maissuperior.com ou partilha connosco os teus segredos para juntar euros, através do e-mail geral@maissuperior.com.

| 18 | MaisSuperior . outubro 2013


PUB


Lookat atme me Look

TEXTO Bruna Pereira

| 20 | MaisSuperior . outubro 2013 | 20 | MaisSuperior . outubro 2013


limite de velocidade

me TEXTO Guilher

r

Mecânica e moto

voca na iversidade pro Para n U a n a ad tr A en graus. a volta de 180 saída da nossa vida um a ita d fase que muitos, é uma ábitos, de h e d ça a mudan casa dos pais, , as viagens saídas à noite cidade, são as s. E quase todos esses igo e os novos am tilhados com o nosso par o sã s so as p tro rodas’. amigo de ‘qua não és só a no Superior, Com a entrad ser caloiro, o as agruras de tu que sofres aqui como bém. Descobre de praxe’. teu carro tam rro à ‘prova deixar o teu ca

semana – e, casa ao fim de Com as idas a previsivelmen a vida social um ns as te ci e ân st qu e as di agora certamente qu te mais ativa, o aumentar – vã o rr ca u te percorridas no nunca, é importante que que otor sejam de agora, mais do que usas no m e, es nt ca já adivinhast os lubrifi o m e. Os pneus, co de ad é id al so is qu r a bo te, po sofrer bastan is o também vão qualidade, po de s ha ac rr bo em r ta os ap . barato sai caro

o conforto da itados, trocam co , os rr ca s O cionamento casa pelo esta s, em cima garagem lá de ze ve ade. Muitas id , rs ve ni U à m pavimento junto em parques se s de passeios ou de outros automóveis na ques stâncias. sujeitos aos to mesmas circun ora mais ag – ídas à noite sa as o sã s oi Dep companhia de uitas vezes na m regulares – m demasiado co entusiasmam que… os m ga amigos que se di r, po que acabam s bancos e as bebidas e voluntária no in a rm fo de tomóvel. au o Vertê-las ad u am sser carpetes do te ar exager se di , não estarei a está o rr ca u te Por tudo isto o tu, também o m teu co l o e ta nt e, qu nte dura praxe consta praa tu a to sujeito a uma an qu émico, mas en u carro durará percurso acad a do te o, an um as os! xe dura apen anos… Intens pelo menos 3 o m co é: loca unta que se co sre ag s ta Assim, a perg es s de toda u automóvel óvel e proteger o te Razão Autom o e qu s ca di s sa mês: es te o es Sã . te rsões r querem da rio pe Su s ai aM

s e t e p a t , s e r io r e Int e banco

sta

Ferreira da Co

ra

Exterior e pintu

s precários, tacionamento es , as o tid ba , Toques ivais. Este será émicas e fest el óv m to au u semanas acad te mum para o co s er ai eg m ot te ambien s. Como pr óximos tempo e pr ad os rd e ve nt A ra du rro? apa do teu ca guns a pintura e ch zer. Mas há al fa a to ui m há o dissanã ns e gu qu é atar al podem colm cíficas pe es s cuidados que ha ac mente, borr da ea , que om as N rt s. bore ques e po nos para-cho las de ga ol am para colocar e guns riscos al r ita ita ev ev , el m ív pode do poss s. Na medida a de ad tr en à o mais profundo nt el ju teu automóv por moestacionar o o locais que, Sã . as ec ot sc di agem ou ss s ai pa iv à s st fe jeito estão mais su s riscos, ai m m tivos óbvios, ca ifi pessoas sign . de pessoas. E res de cabeça as… Mais do tid ba s mai

móparte do auto o interior é a ida ‘v à s te en Digamos que er aos riscos in el ív el ns óv se m s to ai vel m o teu au ra protegeres a Pa . rs a’ ve ic di ém za ad re ac natu e sujidade de umas de manchas mo comprar co da na ), … m si rraas bo os de s am te ig (d tape bancos e uns s sem to en am forras para os on ci uva e os esta o cha. Com a ch e a lama seja não deixes qu o, çã r do ta rio te in do pavimen o ento decorativ s evitar, nada principal elem não os pudere se E teu carro. eira de proterr primeira ba a um r Usa ia cr o com s agressores. ses elemento ção contra es ! ão sempre proteç

O condutor

te de qualmais importan É o elemento a central de é or ut el. O cond óv o m to au er qu avões e direçã acelerador, tr estiver o nã comando do to en . Se este elem o do automóvel pacidades, nã o das suas ca en pl só o o o nã co ris a fazer us em des colocar ez o mobilizes! Po mesmo e a terceiros. Talv ti a o m dos. to de te an rt teu carro, co po nselho mais im a. este seja o co com prudênci uz nd co s: be E já sa

Quem é Guilherme Ferreira da Costa?

É diretor editorial do RazãoAutomóvel.com, ex-dirigente académico e possui um Mestrado em Gestão. Também é colaborador da Mais Superior, na rubrica “Limite de velocidade”, onde todos os meses te traz dicas, novidades e as melhores curiosidades sobre o maravilhoso (mas complexo) mundo dos automóveis. outubro 2013 . MaisSuperior | 21 |


DÁ-TE AO TRABALHO

O Moço de Recados é uma espécie de super-herói dos tempos modernos: para não emigrar e continuar no seu país de origem, Luís Campos corre todos os dias contra o trânsito, o tempo e o desemprego, munido da sua Vespa amarela. E não há tarefa impossível para ele... Pelo que sabemos. TEXTO Bruna Pereira FOTO Hugo Amaral

Também tu podes encomendar o teu recado ou saber mais sobre este Moço de Recados da vida moderna: Site: www.mocoderecados.com Facebook: www.facebook. com/pages/Moço-de-Recados Linkedin: http://pt.linkedin. com/pub/moço-de-recados Twitter: https://twitter.com/ MocodeRecados Instagram: http://instagram. com/mocoderecados Vimeo:https://vimeo. com/53272517 YouTube: www.youtube.com/ mocoderecados

| 22 | MaisSuperior . outubro 2013

Quem é o Moço de Recados? O Moço de Recados chama-se Luís Campos e é um jovem de 33 anos, licenciado em Ciências da Comunicação, na vertente de Publicidade e Marketing. Licenciei-me em 2002 e durante estes 10 anos trabalhei a maior parte do tempo em regime de freelancer. Como tinha algum tempo livre, familiares e amigos pediam-me que fizesse alguns ‘recados’. Estes não tinham tempo e como eu não gostava de estar inativo, dava uma ajuda. Ia levar o carro à inspeção, levantava encomendas nos correios, recebia o prestador de serviços que ia arranjar algum eletrodoméstico, entre outros. Comecei a constatar que havia muitas pessoas com este problema da falta de tempo. Foi então que surgiu a ideia deste negócio em 2007. Em novembro de 2011, estava a trabalhar como responsável de Marketing, Comunicação e Imagem, quando fiquei desempregado. Depois de alguns meses à procura de trabalho, constatei que não havia ofertas de emprego. Além disso, os trabalhos como freelancer que em tempos tinham existido em abundância, eram escassos. Numa altura e num país sem oportunidades, se queremos ficar cá temos de lutar, não baixar os braços e continuar a acreditar. Foi o que fiz, e continuo a fazer. Para ficar no meu país tive que criar o meu posto de trabalho. Desta forma, o projeto Moço de Recados começa a ganhar vida a partir de agosto de 2012 e, após alguns meses de preparação, surge finalmente em novembro de 2012. Que variedades de serviços consegue o Moço de Recados atualmente fazer? Apesar de haver uma lista, os recados são variados e, muitas vezes, o limite é basicamente a própria vontade dos clientes. Podemos aviar uma receita, ir à Loja do Cidadão, comprar e entregar flores, fazer compras, levantar exames médicos, ficar em casa do cliente à espera de uma encomenda ou do canalizador, entregar presentes, passear animais de estimação, etc. Há um sem-fim de serviços, pois o Moço trata de tudo o que é possível ser realizado/resolvido por terceiros. (...) Há alguma tarefa que te tenha marcado mais do que as outras, por algum motivo? (...)Temos pedidos de pessoas que querem fazer surpresas a amigos, familiares ou namorados/as que estão no estrangeiro e que querem oferecer algo por ser uma data festiva ou especial ou simplesmente para demonstrar suas saudades.

São recados emotivos que gostamos de fazer e que, de alguma forma, sentimos estar a contribuir para algo de bom na vida das pessoas. Os teus dias de trabalho são sempre diferentes. Como lidas com esta não-rotina? Uma das grandes vantagens deste negócio é não ser monótono. Todos os dias são diferentes. Regra geral, nunca sabemos como vai ser o dia seguinte. Podemos ter que fazer uma simples recolha ou entrega, como ter de ir passear um cão, comprar um presente, etc. Vejam bem a variedade de recados através da descrição de um dia de trabalho (sexta-feira, dia 20 de setembro de 2013): comprar e entregar pequeno-almoço - esposa que quis fazer uma surpresa ao marido; comprar e entregar bolo - amigo que quis surpreender uma amiga; passear duas cadelas cliente ausentou-se por questões de trabalho; recolher uma peça de automóvel e entregar num stand/ oficina; comprar artigos à Makro para um bar-esplanada; pedido de Luanda para ir pagar um sinal para encomendar um relógio; levantar uma receita à farmácia; comprar material de pintura artística. A tua vespa é dos anos 70 e a tua imagem de marca. Consegues fazer todos os recados de Vespa? Ou às vezes tens de recorrer a outros transportes? A maior parte dos recados são feitos de mota, nomeadamente numa Vespa, pois é o melhor meio de transporte para andar pela cidade, pois permite-nos ‘fugir’ ao trânsito, não precisamos pagar para estacionar, é mais ecológico e menos dispendioso. Apenas recorremos ao carro se tivermos de percorrer distâncias grandes ou se tivermos de transportar algo pesado ou volumoso. Como Moço de Recados, tens algum recado para os leitores da Mais Superior? Eles também podem precisar de ti, podes deixar os teus contactos e sites oficiais, por exemplo… Numa altura e num país sem oportunidades, se queremos ficar cá temos de lutar, não baixar os braços e continuar a acreditar. Temos de ser persistentes, profissionais e um pouco sonhadores.

Ainda há mais! Lê a entrevista integral em www.maissuperior.com


Manual de Instruções

Manualde deInstruções Instruções Manual

TEXTO Susana Albuquerque

TEXTO Susana Albuquerque

Quem é Susana Albuquerque? É Secretária-Geral e coordenadora do Programa de Educação Financeira da ASFAC – Associação de Instituições de Crédito Especializado. A também autora do livro “Independência Financeira para Mulheres” colabora mensalmente na revista Mais Superior para te dar dicas práticas que poderás aplicar no teu dia-a-dia.

| 30 | MaisSuperior . outubro 2013


Š 2013 adidas AG. adidas, the Trefoil logo and the 3-Stripes mark are registered trademarks of the adidas Group.

unite all originals

adidas.com/originals


Mais Superior | outubro'13