Page 1

em miúdos

Foto: Roberto Stuckert Filho / PR

Jornal do Sindicato dos Bancários da Paraíba - João Pessoa, março de 2013. Ano XXII. Nº 545

Presidenta Dilma Rousseff recebe denúncias contra os desmandos da direção do BB

BRASIL

Trocando

CUT

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES


opinião

Editorial

março de 2013

É pau, é pedra, é seca no caminho...

Pelo menos aqui na Paraíba, infelizmente as águas de março não vieram ainda. Em compensação, uma enxurrada de acontecimentos inundou o mês da mulher no país, na América Latina e no mundo. Ainda atordoados com o impacto da renúncia do Papa Bento XVI, a morte do comandante Hugo Chávez, presidente da Venezuela, silenciou uma das vozes mais fortes na crítica ao neoliberalismo e ao governo estadunidense. Mas nem tudo foi tristeza nesse início de mês. Recebemos a visita da presidenta Dilma Rousseff e lhe entregamos uma cartadenúncia, solicitando providências para os desmandos da direção do Banco do Brasil. Em seguida, participamos da 7ª Marcha dos Trabalhadores e comemoramos o Dia Internacional da Mulher em grande estilo . E não demorou muito para que a fumaça branca da Capela Sistina nos trouxesse a boa nova: finalmente, um latinoamericano que não figurava entre os favoritos fora eleito para comandar a Igreja Católica. E, de repente, na janela dos aposentos papais surgia a simpática figura do Papa Francisco, um ‘hermano’ argentino, descendente de italianos, que surpreendeu a mundo com sua simplicidade, firmeza, bom humor e despojamento. Um dia antes de sua primeira missa oficial como sumo pontífice, a Europa foi tomada por dúvidas e temores, ante o confisco de parte dos depósitos nos bancos de Chipre. A medida, mesmo rejeitada pelo parlamento, gerou mais uma crise, provocada pelo efeito colateral devastador de um ‘remédio’ proposto pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) para Chipre.

No Hemisfério Norte a crise é econômica. Aqui, na nossa Região Nordeste, a crise se chama estiagem prolongada ou, simplesmente, seca; a maior dos últimos 50 anos. Mas a trágica situação dos produtores rurais foi denunciada ao Governo Federal, que se comprometeu em tomar medidas urgentes para diminuir o sofrimento do povo nordestino. Nos bancos, sejam eles privados ou

...a crise se chama ganância, arrogância ou prepotência. Mas, no Banco do Brasil a denominação bem que poderia ser desmando ou gestão temerária, devido à falta de respeito aos acordos trabalhistas firmados com os bancários... públicos, a crise se chama ganância, arrogância ou prepotência. Mas, no Banco do Brasil a denominação bem que poderia ser desmando ou gestão temerária, devido à falta de respeito aos acordos trabalhistas firmados com os bancários. Daí a revolta e as manifestações em todo o Brasil, por conta da retirada de direitos históricos, justamente em uma instituição financeira pública, que deveria dar o bom exemplo.

E foram esses equivocados atos de gestão que compuseram a carta-denúncia entregue à Dilma Rousseff, quando de sua visita a João Pessoa, para inaugurar obras financiadas pelo Governo Federal. E a primeira mulher presidenta do País se comprometeu em mandar apurar os fatos elencados para tomar as medidas necessárias à reparação dos abusos cometidos contra o corpo funcional do banco público, que também atingem à sociedade como um todo. E em meio a todos esses acontecimentos, Brasília recebeu cerca de 50 mil trabalhadoras e trabalhadores de todo o país, que entregaram à Presidenta Dilma uma pauta com 11 tópicos. Dentre eles, o fim do fator previdenciário, igualdade de oportunidades entre homens e mulheres, valorização dos aposentados, destinação de 10% do PIB para a educação e 10% do orçamento da União para a saúde. A Campanha Nacional dos Bancários 2013 está toda agendada, inclusive com calendário para a realização dos fóruns próprios de discussão da categoria profissional. Em maio, teremos as convenções regionais, os encontros estaduai e os congressos nacionais dos bancos públicos. Já a conferência nacional dos bancários será em julho. Estamos na luta e necessitamos da unidade da categoria para enfrentarmos a mesquinhez dos banqueiros, em mais um embate que não vai ser nada fácil.. É pau, é pedra, mas não é o fim do caminho. È apenas o início de mais uma campanha que vai exigir unidade, mobilização e muita disposição para a luta.

Trocando

em miúdos

Informativo do Sindicato dos Bancários da Paraíba Av. Beira Rio, 3.100, Tambauzinho, João Pessoa-PB. Fone: (83) 3224-2054 Fax: (83) 3224-4837 Site: www.bancariospb.com.br e-mail: sindicato@bancariospb.com.br Presidente: Marcos Henriques e Silva Diretor de Comunicação: Rogério Lucena Jornalista responsável: Otávio Ivson (DRT-PB 1778/96) Reportagem: Otávio Ivson Diagramação: Paletta arquitetura, comunicação e design Fotos: Otávio Ivson, Paletta e Arquivo do SEEB-PB Tiragem: 3.000

trocando em miúdos

02


em destaque

março de 2013

O Sindicato dos Bancários da Paraíba homenageou as mulheres, pela passagem do seu Dia Internacional, em dois momentos distintos. Nos dias 7 e 8 de março, a diretoria percorreu as agências da Grande João Pessoa, homenageando as mulheres bancárias, clientes e usuárias com as poetisas-cantadoras Maria da Soledade e Santinha Maurício. Na sexta-feira, no ginásio de esportes, além de exibição de vídeos alusivos à data , as

mulheres foram saudadas por Luzenira Linhares, Secretária de Mulheres da CUTPB e Natascha Brayner, Secretária para Questões da Mulher Bancária do Sindicato dos Bancários da Paraíba.

Sindicato homenageia Mulheres em alto estilo

Gente nossa Rogério Alves do Nascimento

Túlio Basílio da Nóbrega

Diretor da CUT Paraíba

Delegado Sindical

Ingressou na carreira bancária no dia 12/03/1987, na agência Praça João Pessoa, como escriturário do Banco Econômico, que passou para o Excel e depois para o BBV; agora faz parte do Bradesco, onde desempenha a função de gerente comercial, na Ag. Curz das Armas, na capital paraibana. Acadêmico de Direito e atuante nos movimentos sociais, com destaque nas campanhas dos bancários, em maio de 2012 foi chamado para reforçar as lutas da Central Única dos Trabalhadores na Paraíba (CUT - Paraíba).

Começou a carreira bancária em 2003, como contínuo do Banco Rural, onde permaneceu por três anos, até o fechamento da agência João Pessoa. Em seguida, foi gerente administrativo de duas Factorings, antes de ingressar no Banco do Brasil, em fevereiro de 2011, como escriturário da agência Timbaúba – PE, sendo nomeado caixa executivo três meses depois. Em julho de 2012, voltou à capital paraibana, como caixa executivo pioneiro da Ag. Cabo Branco, sendo eleito Delegado Sindical.

03

trocando em miúdos


pelos bancos

Dilma recebe denúncia do Sindicato contra a direção do Banco do Brasil e manda apurar os fatos O Sindicato dos Bancários da Paraíba entregou uma carta-denúncia à Presidenta Dilma Rousseff, no dia 4 de março, por ocasião da solenidade de entrega do Conjunto Habitacional Jardim Veneza, na capital paraibana. O documento elencava uma série de desmandos da direção do Banco do Brasil e que pedia providências para a solução dos problemas que afligem os funcionários da instituição financeira pública. Segundo o presidente do SEEB - PB, Marcos Henriques, portador da referida missiva, ao receber a carta com o comentário sobre o seu conteúdo, a Presidenta Dilma confirmou que já estava sabendo que "as coisas lá no BB não andavam muito bem para os bancários". E, ato contínuo, se comprometeu em mandar apurar as denúncias do SEEB - PB. "Apesar de se tratar de uma situação em que estamos denunciando à mandatária maior do País a postura nada agradável da diretoria de um banco público, cujo maior acionista é o Governo Federal, é prazeroso ter na Presidência da República uma mulher firme e que dá ouvidos aos trabalhadores", ressaltou o presidente do Sindicato. O documento entregue à Presidenta contém três páginas de denúncias, que vão desde a situação de adoecimento no Banco trocando em miúdos

do Brasil, motivada pela prática de assédio moral pelo cumprimento de metas abusivas, inclusive com desrespeito total ao acordo coletivo de trabalho firmado com os funcionários, retirada de direitose demissão por ato de gestão, até o pedido de sua intermediação para que o canal de diálogo seja restabelecido entre a direção da instituição financeira pública e a representação dos bancários. A carta-denúncia, faz um diagnóstico dos problemas vivenciados pelos funcionários do Banco do Brasil, destacando os seguintes itens:  Denuncia a vice-presidência de Gestão de Pessoas, que não honra a palavra do Banco;  Cita o Plano Odontológico como um dos desrespeitos ao funcionalismo;  Geração de prejuízos ao BB, devido à iterceirização fraudulenta;  Prática de Assédio Moral que gera passivo trabalhista;  Apropriação indébita de valores do Fundo de Pensão dos

Funcionários do Banco do Brasil (Previ), atavés da Resolução 26/2008;  Passivo trabalhista por desrespeito ao pagamento da 7ª e 8ª horas. 04


março de 2013

Audiência Pública discute gestão do Banco do Brasil Representantes dos trabalhadores conclamam a sociedade a não aceitar tais desmandos No dia 21 de março, a Assembleia Legislativa da Paraíba realizou uma Audiência Pública para discutir o modelo de gestão do Banco do Brasil, propositura da Deputada Gilma Germano, com o objetivo de mostrar à sociedade como a direção da instituição financeira pública vem tratando o seu corpo funcional. A audiência contou com a participação de Rogério Braz, Diretor da Central Única dos Trabalhadores na Paraíba (CUT – PB), Carlos Eduardo, presidente da Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro do Nordeste (Fetrafi-NE) e do Sindicato dos Bancários do Ceará, diretores dos Sindicatos dos Bancários da Paraíba e de Campina Grande e Região e trabalhadores de diversas categorias profissionais. O presidente do SEEB-PB, Marcos Henriques, falou dos problemas de gestão no Banco do Brasil e reforçou a denúncia feita à Presidenta Dilma Rousseff, por ocasião de sua visita à Paraíba. “Não podemos admitir que o Banco retire direitos e demita trabalhadores sem justa causa, precarize as relações de trabalho e ipromova terror nas agências, com a imposição de metas abusivas e ameaças de descomissionamento. Queremos um banco público que respeite os trabalhadores e promova o desenvolvimento do País”, arrematou. Carlos Eduardo (Fetrafi-NE) ratificou as palavras do presidente do Sindicato e criticou severamente a postura dos representantes do Banco do Brasil, que não compareceram à Audiência Pública.

Carlos Eduardo Rogério Braz SEEB-PB Fetrafi-NE

Carlos Hugo SEEB-PB

Chicão SEEB-PB

Jurandi Pereira SEEB-PB

Durante a Audiência Pública, Marcos Henriques, acompanhado da Secretária da Mulher da CUT-PB, Luzenira Linhares, entregou à deputada Gilma Germano uma placa alusiva ao Dia Internacional da Mulher, homenagem pelo seu apoio à luta dos bancários.

Bancários denunciam problemas de gestão na PSO Os funcionários do Banco do Brasil, lotados na Plataforma de Suporte Operacional (PSO), se reuniram com a diretoria do Sindicato dos Bancários da Paraíba, no dia 14 de março, no auditório da Entidade, para discutir os problemas que vêm enfrentando nos seus locais de trabalho, devido à postura dos gestores da Plataforma. Dentre as denúncias feitas, destacam-se: o rodízio compulsório de caixas, especialmente os de oito horas e/ou aposentados pelo INSS; a postura autoritária de gestores, inclusive interferindo nas férias e negando o parcelamento das mesmas; o impedimento de prestar horas extras, por falta de cotas nas agências;além da inibição dos indicadores de atendimento nos terminais dos Caixas. Uso de folgas - Outra denúncia grave, diz respeito à norma interna que determinou o uso imediato das folgas adquiridas pelos bancários, a critério do 05

Banco. E, como parte dessas folgas foi adquirida pela prestação de serviço eleitoral, o Sindicato vai comunicar a anomalia ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), pois as referidas folgas devem ser gozadas de acordo com a conveniência de cada bancário.

trocando em miúdos


pelos bancos

março de 2013

Caixa informa: Faça o que eu mando... Seguindo aquela lógica de que ‘’manda quem pode e obedece quem tem juízo’’, a Superintendência Regional da Caixa Econômica Federal na Paraíba emitiu comunicado aos gestores, alertando-os sobre a responsabilidade pelo desvio de função de prestadores de serviços terceirizados. ‘’Seria cômico, se não fosse trágico...’’, diz a diretora do SEEB-PB, Natascha Brayner, sobre as ameaças de Elan Miranda. ‘’A Caixa não tem empregados suficientes para atender a demanda, exige crescimento através do cumprimento de metas absurdas, faz de conta que não vê terceirizados trabalhando como bancários e ainda se dá ao luxo de fazer ameaças para se eximir da própria culpa’’, complementa. Ao ameaçar os gestores e, ao mesmo tempo, exigir cumprimento de metas, nessas circunstâncias, é o mesmo que dizer ‘’Faça o que eu digo, mas não diga que eu mandei fazer’’.

Estam

os de

olho,

Seu E

lan!

Comparativo entre o 1º tri/2012 e o 1º tri/2013

Ocorrências crescem 100% no 1º trimestre Saúde é o problema nº 1

12

12

10

9

08

06

04

6

6 4

3

02

2

1

Explosão Arrombamento Tentativas Assalto As investidas criminosas envolvendo bancos na Paraíba duplicaram no primeiro trimestre de 2013, em relação ao mesmo período do ano passado. As explosões continuam sendo a modalidade de crime mais utilizada pelos bandidos. O Banco do Brasil continua liderando como vítima preferida, com 42% das ocorrências, seguido pelo Bradesco (32%), Santander (20%), Itaú (3%) e Caixa Econômica Federal (3%). Equanto clientes, usuários e funcionários estão à mercê dos assaltantes, os bancos não investem em segurança; sequer comparecem às reuniões convocadas pelos órgãos públicos para tratar da questão com seriedade.

trocando em miúdos

06

O diretor do SEEB-PB, Rogério Lucena, vai participar do Encontro Nacional dos Dirigentes Sindicais do Bradesco, em Atibaia - SP, nos dias 2 a 4 de abril. O evobjetivo do evento é aprofundar as discussões sobre os itens que irão compor a pauta específica do Banco na campanha deste ano. Assédio moral, Axílio Educação, Plano de Cargos e Salários, Segurança e Saúde foram os principais pontos discutidos no encontro regional, realizado em Recife-PE, e que serão levados ao encontro nacional. Para Rogério, dos problemas que afligem os companheiros do Bradesco, o Plano de Saúde é o mais complicado. “Há escassez de médicos credenciados e raros são os odontólogos que fazem tratamento de canal e de coroa. Isso tem deixado os funcionários sem assistência e vamos priorizar essa discussão. Afinal, sem saúde o bancário não produz”, arrematou.


pelos bancos

março de 2013

Seminário sobre Rumos e desafios do BNB tem participação efetiva de dirigentes do Sindicato dos Bancários da Paraíba Os diretores do Sindicato dos Bancários da Paraíba, Marcelo Alves e Francisco de Assis 'Chicão' participaram do Seminário sobre os Rumos e Desafios do BNB, realizado em Brasília – DF, no dia 8 de março. O Seminário, uma parceria entre o Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), federações e sindicatos, teve como objetivo o balanço sobre o crescimento do banco e estratégias de crescimento para 2013. “Foi muito positiva a nossa participação nessa primeira experiência de diálogo aberto com o banco, principalmente para entendermos melhor o projeto de reestruturação que está sendo implementado no BNB. E vamos continuar atentos, para que as mudanças não prejudiquem ainda mais os bancários”, ressaltou Marcelo Alves. Para Chicão, o anúncio da antecipação da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e a perspectiva da

EDITAL DE CONVOCAÇÃO O Presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários da Paraíba (SEEB/PB), no uso de suas atribuições legais e estatutárias, convoca todos os associados quites, em gozo de seus direitos para participarem da Assembléia Geral Ordinária, que se realizará no dia 28/03/2013, às 18h em primeira convocação com o quorum de 50% mais um dos associados, e, não havendo quorum, às 18h30 em segunda convocação com qualquer número de associados, na sede deste Sindicato na avenida Min. José Américo de Almeida, nº 3100, Tambauzinho, João Pessoa/PB, para deliberar sobre a seguinte ordem do dia: 1- Prestação de contas do SEEB-PB, relativo ao ano de 2012. João Pessoa, 22 de março de 2013. Marcos Henriques e Silva Presidente

contratação de mais de 800 funcionários ainda este ano, feita pelo presidente do Banco, são conquistas do movimento sindical. “Pela primeira vez o BNB antecipou a PLR. E as contratações, se concretizadas,

vão gerar mais empregos no Nordeste, diminuir a sobrecarga dos bancários, melhorar o atendimento e contribuir para o fim da terceirização. Isso prova que a luta é o caminho certo”, concluiu.

CTR do Santander: Sindicalista faz cobranças No dia 27 de fevereiro o diretor do Sindicato dos Bancários da Paraíba e funcionário do Santander, Genário Lima (na foto superior com o Superintendente) participou da reunião do Comitê de Relações Trabalhistas (CRT) do banco espanhol, em São Paulo (foto inferior). N a o c a s i ã o , C o n t r a f - C U T, federações e sindicatos voltaram a cobrar mais contratações de funcionários e fim da rotatividade, bem como o acesso aos dados mensais do banco ao Cadastro Geral de Emprego e Desemprego (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego. Os representantes do banco espanhol ficaram de levar as propostas para avaliação interna. Para Genário Lima, participar do Comitê foi uma experiência gratificante porque possibilitou a discussão de diversos problemas que afligem os funcionários. “Além da troca de experiências com companheiros 07

de outros estados, sobre problemas que se repetem em todos os locais de trabalho, o contato direto com os diretores do Banco facilita sobremaneira a explanação dos fatos e a cobrança por soluções, que tragam segurança e tranqüilidade para os nossos companheiros em cada unidade de trabalho”, concluiu. trocando em miúdos


março de 2013

esporte, cultura e lazer

Homenagem à mulher culminou com um baile e vários sorteios Feitas as devidas homenagens à Mulher, foi oferecido um baile ao som do repertório refinado da Orquestra Mistura Fina, que não deixou ninguém parado, com os seus ritmos dançantes. Intercalando músicas românticas e os embalos mais animados, a noitada foi se configurando como mais u m a g r a n d e confraternização entre os bancários, familiares e convidados. Além da animação proporcionada pela orquestra, outro ponto que mereceu destaque foi o atendimento dispensado pela equipe de Zé Rui, que está no comando do serviço de bar e restaurante do Sindicato dos Bancários da Paraíba.

Acima, o registro da alegria durante o baile. Abaixo, na fila superior, as sortudas que ganharam o livro A Privataria Tucana; na fila inferior, as contempladas com o passeio de catamarã, na V Travessia de Natação Master, coordenada pelo Prof. Aluilson V. Costa.

Novos sortudos da Campanha de Filiação

Começou a construção do nosso mini campo Finalmente, os desportistas bancários adeptos do Futebol Society terão um mini campo na sede do Sindicato dos Bancários da Paraíba. A primeira fase da construção já está em andamento. ‘’Esperamos que até o final de abril o mini campo esteja concluído e pronto para uso. Pretendemos inaugurá-lo no Dia do Trabalhador, com o torneio início do V Campeonato Bancário de Futebol Society’’, afirmou radiante Gledinaldo Gomes (Naldinho), diretor de esportes do Sindicato dos Bancários.

Durante as homenagens à Mulher, foi realizado o 2º Sorteio da Campanha de Filiação, com duas ganhadoras: Maria Lucinete S. Gadelha, do BNB (Netbook), e Jacyara de Vasconcelos, do Santander (Ipad). Na foto acima, o presidente do SEEB - PB, Marcos Henriques, entrega o Netbook a um dos ganhadores do primeiro sorteio: Alexandre Veloso de Albuquerque, funcionário do HSBC, na agência Epitácio Pessoa. trocando em miúdos

08

Trocando em Miudos - Edição 545  

Trocando em Miudos - Edição 545

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you