Page 1


Natal

Cada vez mais magia. Cada vez mais presentes.

R$ 100 = 1 CUPOM CONCORRA A 1 HR-V 0KM E A UM MINICARRO

Período da Campanha: 01/11/2015 a 11/01/2016. Lojas não participantes: Casas Bahia, Centauro, C&A, Marisa, Magazine Luiza, Renner, Ri Happy e Riachuelo. Imagens ilustrativas. Autorização C.A 6-2575/2015 Consulte o regulamento no site: www.prudenshopping.com.br


Novembro Azul

não desperdice a sua vida. faça exames regularmente AGORA É A VEZ DELES O câncer de próstata tem cura e prognóstico positivo quando diagnosticado no estágio inicial. Entretanto a maioria dos homens adia o exame preventivo por ser desconfortável e descobrem a doença tarde demais. Renove a sua vida! Quando o assunto é saúde, não existe preconceito!

facebook.com/curtasantaines www.aguasantaines.com.br


Sumário

Expediente

26 - Chrystian e Ralf de volta em Prudente

16 -Treinamento Funcional. O que é? 18 - A história do medalhista olímpico Claudinei Quirino 20 - O segredo do sucesso do Judô em Venceslau

CNPJ 19.899.613/0001-30 R. Davina Leal Pereira, 282

32 - Aprenda a preparar charutos de folha de uva

Jd. Arantes - Presidente Venceslau/SP Fone: (18) 3272 1625 Email: midiasgrupowb@gmail.com

52 - Famílias paralelas e simultâneas Direção Geral: Wagner Bueno Direção de Arte e Diagramação: Grupo WB Comunicação 54 - A história de uma mulher que aos 109 anos vive com muita disposição

Direção de Fotografia: Cristiano Fernandes Assistente de Fotografia: Thamires Figueiredo Santos Publicidade: Grupo WB Comunicação Assistente de jornalismo: Aline Camargo

58 - Os looks mais quentes para o verão 2016 62 - Calças Pantacourt: o hit do verão 64 - Na máquina do tempo

Diagramação: Yasmin Eloá Oliveira Jornalista Responsável: Nathália Augusto Oliveira Bueno MTB: 49.518/SP Tiragem: 1500 exemplares

68 - Botox: toxina botulínica que ameniza rugas e linhas de expressão 72 - Conheça o sal rosa 74 - Como o ronco pode prejudicar a qualidade de vida?

Circulação: Presidente Venceslau, Presidente Epitácio, Santo Anastácio, Presidente Prudente, Piquerobi, Caiuá, Marabá Paulista.

Produção: 78 - Romana Ferro e Aço entra em atividade de olho no mercado regional 90 - Saiba quem foi eleita Mulher de Negócios na região

10 | Revista FOCO | novembro 2015


Educação e Cultura

Colégio São Paulo amplia estrutura em Venceslau de olho no Ensino Superior Diretores da unidade planejam cursos universitários para 2016

Acredito que Venceslau deve voltar a ser um polo universitário e estamos dando início ao trabalho para implantação de uma faculdade para atender toda região.” Ricardo Machado

Texto e foto: Wagner Bueno

C

om uma estrutura sólida e o objetivo de oferecer educação de qualidade para todos é que o Colégio São Paulo consolidou sua marca em Presidente Venceslau. Instalado na cidade desde o ano de 2014, a unidade de ensino passou a ser referência na cidade. Diante da necessidade de ampliar estrutura para atender a demanda de alunos, o professor e mantenedor da unidade de ensino, Ricardo José Machado, 40, buscou uma solução e instalou parte do colégio no prédio conhecido como ‘New Center’ em Presidente Venceslau. No local, que antes estava desativado, funcionam salas para alunos do Ensino Médio e Fundamental II, mas o projeto visa a instalação de cursos universitários para 2016. “Acredito que Venceslau deve voltar a ser um polo universitário e estamos dando início ao trabalho para implantação de uma faculdade para atender toda região com cursos voltados para diversas áreas”, disse Ricardo. O processo para o funcionamento da Faculdade São Paulo está em anda12 | Revista FOCO | novembro 2015

mento, e pode ser concretizado no segundo semestre do próximo ano. “Vejo que os estudantes quando saem do ensino médio e pensam em fazer uma faculdade têm que recorrer ao ensino em outras cidades, e o que queremos é proporcionar uma Instituição de Ensino Superior de qualidade para atender a população venceslauense e das cidades mais próximas e pessoas que ainda não possuem faculdade”, explica Ricardo. O projeto é ousado e visa o fortalecimento da educação e conhecimento não só para Venceslau, mas também para a região. Colégio Com a filosofia de que os pais precisam proporcionar aos seus filhos uma educação de qualidade, preparando-os assim para uma vida de sucesso pessoal e profissional, e sabendo que muitos alunos com alto potencial precisam ter acesso a uma educação de qualidade, é que o Colégio São Paulo oferece uma forte estrutura para atender os cursos de Educação

Infantil e Educação Básica: Fundamental I (1º ano 5º ano), Fundamental II (6º ao 9º ano), Ensino Médio e Cursinho PréVestibular. Rapidamente a unidade em Presidente Venceslau alcançou uma impressionante aceitação. O Colégio São Paulo preza por qualidade absoluta, com o apoio de um dos mais eficientes sistemas de ensino – O Positivo. Ênfase no sistema de ensino, interatividade entre alunos, professores, direção, coordenação, pais e comunidade, rigidez na conduta pedagógica e o foco de preparar verdadeiros cidadãos para o futuro. Esses são os pilares do trabalho do colégio. A unidade venceslauense é dirigida por Thays Cristina Ricci Silva, e atende centenas de alunos. Além de Presidente Venceslau, o Colégio São Paulo está presente nas cidades de Presidente Prudente e Presidente Epitácio e contribui de forma valorosa para o desenvolvimento de uma geração que busca ter um futuro melhor através da educação.


Esporte

Por Renato Azevedo

Formado em Educação Física Especializado em Treinamento Resistido e Funcional

Treinamento Funcional O que é?

Os exercícios funcionais referem-se a movimentos que mobilizam mais de um segmento ao mesmo tempo, que pode ser realizado em diferentes planos e que envolvem diferentes ações musculares (excêntrica, concêntrica, isométrica, pliometria, calistenia, etc). Praticada nos Estados Unidos desde 1980, mas relativamente nova no Brasil, a modalidade ganha cada vez mais adeptos em academias, quadras, box, ou qual seja o espaço livre que se possa praticar, e as clínicas de reabilitação ganham mais pacientes. O treinamento funcional nos permite atingir o objetivo de controlar o sistema musculoesquelético, sem abrir mão do sistema sensório-motor e proprioceptivo, geralmente esquecido pelos treinamentos convencionais. O corpo humano é controlado diretamente através destes órgãos sensitivos, que têm entre suas principais funções, a regulação do equilíbrio e a orientação do corpo no ambiente. Os exercícios funcionais podem ser realizados de várias formas, utilizando-se de aparelhos alternativos, de musculação, peso do próprio corpo, cabos, elásticos, pesos livres, base de suporte instável e reduzida, medicine ball, bolas suíças, bosu, fita para suspenso, etc. São exercícios bastante motivacionais e desafiadores, sempre buscando o aluno ou atleta a superar seus limites de uma maneira segura e gradual. O treinamento funcional proporciona benefícios tais como desenvolvimento da consciência sinestésica, controle corporal, melhoria da postura e do equilíbrio muscular, diminuição de lesões, melhora o desempenho atlético, estabilidade articular principalmente da coluna vertebral, aumento da eficiência dos movimentos, melhora do equilíbrio estático e dinâmico, força motora e da coordenação motora, melhora da resistência cardiovascular e muscular, a lateralidade corporal, a flexibilidade e propriocepção, a noção de tempo espaço e melhora do tempo de reação. Hoje podemos encontrar inúmeras aulas de funcional com várias nomenclaturas por diversas empresas, como: CXWORX da Body Systems; Super Core; Core360; CROSSFIT, entre outros. 16 | Revista FOCO | novembro 2015

Fotografia: Cristiano Fernandes / Revista Foco


Esporte

Vida do medalhista olímpico Claudinei Quirino é marcada por superação Ex-atleta conquistou medalha nos jogos de Sidney e escreveu nome no atletismo “Tive dentro do esporte uma vontade de vencer, corri muito, eu não queria voltar para traz, cada competição eu encarava como uma oportunidade de mudar a minha vida.” Claudinei Quirino

Por Wagner Bueno Fotos: Cristiano Fernandes

C

laudinei Quirino da Silva nasceu em Lençóis Paulista, no interior de São Paulo, no dia 19 de novembro de 1970. No esporte, foi um dos corredores mais importantes do Brasil nos 200m rasos e no revezamento 4 x 100m - duas provas do atletismo. Entre as grandes conquistas está a medalha de prata no revezamento 4 x 100m, durante as Olimpíadas de Sidney no ano 2000. Mas antes de alcançar a glória e o reconhecimento internacional no atletismo, Claudinei precisou vencer obstáculos na vida. Filho de

18 | Revista FOCO | novembro 2015

família simples, ele perdeu a mãe quando tinha dois anos de idade. Era o caçula de cinco irmãos, e foi colocado pelo pai em um orfanato na cidade de Pirajuí, onde morou até os dezessete anos. Quase caiu na marginalidade e descobriu o esporte por acaso, quando trabalhava em uma lanchonete de um posto na beira da estrada. “Eu estava em dia normal de trabalho no posto e passou um rapaz correndo, e as meninas que trabalhavam comigo gritaram elogios para o rapaz, aí eu pensei: quero ser assim também. Porque naquele tempo eu queria ser notado, eu era magrinho e nada chamava a atenção. Observei e quando o atleta voltou da corrida fui conversar com ele, e disse que queria ser um atleta também. Foi aí que comecei a treinar, mas sem saber de nada do esporte”, lembra Claudinei. Foi na pista de atletismo de Lençóis que ele começou a correr e receber os primeiros treinamentos. O técnico da pista enxergou em Quirino um talento para a modalidade e o incentivou. Logo vieram os primeiros resultados e medalhas em competições regionais, mas não tinha retorno financeiro. “Como todo mundo falava que eu era talentoso e comecei a ganhar dos garotos que tinham ali, eu pense:; se acontecer alguma coisa boa aqui, vai ser pra mim, e foi aí que recebi o convite para treinar em Araçatuba que tinha uma estrutura melhor na época e que já pagava um dinheirinho”, conta. Com dinheiro emprestado, conseguiu chegar em Araçatuba e morou embaixo da arquibancada de um campo de futebol, onde permaneceu por quase dois anos. Com muitas dificuldades ele pensou em desistir do esporte, mas conseguiu em 1992 uma oportunidade para treinar na equipe da Funilense de Presidente Prudente, uma das fortes do país no atletismo naquela época. Com o treinador prudentino Jayme Neto, Claudinei superou problemas físicos e dificuldades financeiras, e tornou-se um dos maiores velocistas brasileiros de todos os tempos. “O Jayme teve um papel muito importante na minha vida, ele conseguiu me ajudar a tratar um problema que tive no joelho, me fez treinar por um ano sem disputar competições para que eu pudesse alcançar uma boa forma física e motora. Quando voltei a competir novamente comecei a fazer sucesso no esporte, e foi em Prudente que aconteceu minha história


Esporte no atletismo”. Claudinei tornou-se especialista nas provas de 100m, 200m, 400m e 4x100m rasos. É detentor dos recordes sul-americanos nos 200m rasos, com a marca de 19s89, e do revezamento 4x100m rasos, pela equipe do Brasil, com a marca de 37s90. Conseguiu superar o recorde de Robson Caetano e escreveu o nome na história do atletismo nacional e internacional. “Aprendi a aproveitar as oportunidades na vida, aprendi o caminho correto com boas pessoas, como o Padre Godofredo que me ajudou a me afastar do erro. Eu tive dentro do esporte uma vontade grande de vencer, não queria voltar para traz, cada competição eu encarava como uma oportunidade de mudar a minha vida e corri para fazer a minha parte. Conquistar uma medalha nas olímpiadas poderia mudar minha história, e mudou. Eu corri muito e contei com o apoio de muita gente, posso dizer que sou realizado”, disse Claudinei Quirino. Hoje o ex-atleta figura entre os comentaristas esportivos do canal Sportv e da Rede Globo. Ele realiza palestras motivacionais por todo o Brasil e desenvolve projetos sociais esportivos.

“Eu não nasci campeão, eu lutei muito com a vida, superei obstáculos para chegar aonde cheguei.” Claudinei Quirino


Esporte

Pais e filhos se unem pelo judô e conquistam grandes vitórias Esporte reúne centenas de judocas em Venceslau

Judocas que são destaque da equipe

A

Por Aline Camargo Fotos: Cristiano Fernandes

Associação Venceslauense de Judô Kenshin (AVJK) se destaca no esporte não só com grandes marcas alcançadas pelos atle-

20 | Revista FOCO | novembro 2015

tas, mas também pela responsabilidade social que a equipe de profissionais possui com as crianças e jovens. Há cinco anos, uma associação formada por onze pessoas, entre educadores, pais e credores, trabalha nos atletas a disciplina, educação e valores, ensinados no tatame, mas levados para a vida fora da academia. Cerca de 250 atletas, sendo 130 crianças dos projetos sociais Criança Cidadã do

Futuro, Iluminando Vidas e AABB comunidade em parceria com a Associação de Proteção à Infância e Maternidade (APIM), são atendidos na sede do judô, que funciona no Centro de Treinamento Muneyuki Funada (antigo prédio da Fepasa). A educadora social Clarice de Oliveira, trabalha a educação por meio do esporte. “Como educadora, eu tinha uma proposta socioeducativa e o judô foi o que se encaixou melhor no que eu queria realizar com as crianças. Em 15 anos de trabalho, só consegui ver resultados reais através deste esporte. Em um ano, conseguimos trazer muitas crianças para o tatame”, relata. Lá são trabalhadas diferentes formas de disciplina, como a educação dentro de casa e na escola. A associação possui um regulamento interno que exige um relatório com avaliação do comportamento da criança. “Temos contato direto com professores e pais. Se há comportamento indisciplinar, o Sensei fica sabendo e cobra da criança o bom comportamento”, explica o presidente Moacir Machado da Silva. Quando a criança tem um resultado satisfatório, pontos são somados em seu relatório. “Eles são avaliados em todos os


Esporte

Diretoria da Associação do Judô venceslauense

aspectos. Colaboração nas arrumações da academia e em promoções que realizamos para arrecadar fundos, por exemplo. No fim do ano premiamos os 10 maiores pontuadores com troféus”, diz Moacir. Para ele, é muito gratificante ver a evolução de cada um.

A associação é mantida por meio da colaboração dos pais, equipe e também da Prefeitura Municipal. Os pais que matriculam os filhos na academia pagam uma pequena mensalidade e ajudam nas diversas promoções que são feitas para arrecadar fundos. “Já fizemos várias pro-

moções e sempre somos bem acolhidos pela cidade. Na maioria das vezes, a renda é direcionada para bancar viagens dos atletas em campeonatos fora”, conta Moacir. A prefeitura, segundo ele, fornece importante ajuda, pois disponibiliza instalações para realização de campeonatos, como o ginásio de esportes e demais locais para abrigar os atletas. Nas aulas dos Senseis Thiago Araújo e Lucas Araújo, os atletas aprendem formas técnicas e profissionais que o esporte exige. A academia possui hoje 12 alunos destaques. “Temos uma campeã brasileira e bi-campeã paulista, dois campeões paulistas, atleta disputando sul brasileiro; o que nunca tivemos na história. Então, graças a união e dedicação dos atletas e da associação, o esporte voltou a crescer e temos alcançado marcas excepcionais”, afirma o vice-presidente, Luis Henrique Soriano.


Educação e Cultura

Por Bruna Longobucco

Formada em Direito e Comunicação Social Autora de nove livros - Belo Horizonte/MG www.brunalongobucco.com.br

Cultive-se “A cultura está acima da diferença da condição social.” Confúcio

A

cultura e a literatura estão sempre em constante diálogo. Porque culturalizar é justamente criar meios de propagar a cultura. E essa cultura resulta da criação humana em suas muitas manifestações. A literatura é uma dessas manifestações; através dela se cultiva o conhecimento, mas vamos combinar que acima de tudo a literatura é uma arte. E a gente sabe que a arte é uma forma de reinventar a vida. De recriá-la nas palavras do escritor, na poesia do poeta, na pintura do pintor, na canção do compositor. São tantas formas, mas arte é arte. Não se importa com o meio ou a condição. Não é arrogante e nem preconceituosa. É livre por natureza. É para todos. É a capacidade que o homem tem de recriar as cores, as imagens, as histórias e até a matéria-prima, como no caso do escultor. É essa mesma capacidade criativa do homem que faz maravilhas. É genial. Ela traz invenções, descobertas, novidades, utilidades e acontece a cada segundo dentro de alguém. Eu ainda lembro a primeira sensação que tive ao ler um livro. Nossa, parecia mágico que de repente minha vida ganhasse outro

sentido através das páginas. Mas isso não acontece necessariamente no primeiro contato que temos com a leitura. Não. Essa magia vem quando a gente realmente se torna sensível ao que lê. A gente ri e chora com uma boa história. A gente aprende, imagina, vibra e espera. Essa sensação só é maior quando você escreve seu próprio enredo. Nada melhor para uma criança ou um adolescente do que ler e ler cada vez mais. Vale todas as formas de texto: virtual ou impresso. Vale contador de histórias e também audiolivro. O importante é o que aquele livro tem a dizer e o que soma ao nosso conhecimento. Porque precisa somar sempre. Ler muito acaba resultando em escrever muito também. E cada vez melhor. Explore as bibliotecas ao seu alcance. As físicas e as virtuais. E acima de tudo, aprenda a garimpar as boas histórias. Porque – como eu disse – elas precisam somar. E aí sim, você estará pronto para escrever e se aventurar num novo tema. Estará apto a culturalizar. Cultive-se. Somente através do conhecimento a gente pode fazer diferente e, quem sabe, ser a diferença.

Trabalhos do Instituto Conhecer

Palestra motivacional com o ensino médio do Colégio Venceslauense

22 | Revista FOCO | novembro 2015

Palestra e dinâmica de grupo com alunos do ensino fundamental do Colégio Venceslauense


Educação e Cultura

Casa do Menor, 28 anos de história Por Nathália Oliveira Foto: Cristiano Fernandes

E

ra meados de 1987 e havia muitas crianças carentes nas ruas de Presidente Venceslau. Esse cenário de tristeza incomodava algumas pessoas e passava despercebido por outras. Para as que se preocupavam, havia algo a fazer. Foi aí que surgiu a Casa de Apoio e Integração à Criança e Adolescente - Caica. Originalmente chamada de Casa do Menor, a instituição foi fundada em 31 de março de 1987 por um grupo de mulheres. São elas: Adair da Silva Roque, Ana Maria Dancs Gomes, Arminda Piason Camargo, Dirce Gastin Bertolini, Eunice Dias Matas Azenha, Lucília de Queirós Platzeck, Rosemeire Tassinari Casari e Clenir Elza Franco. Essas mulheres tinham muito em comum: a vontade de pensar além de suas casas, famílias e afazeres. A realidade da época era dura demais para as crianças que estavam na rua, sem alimento, educação e orientação. Elas precisavam de assistência

24 | Revista FOCO | novembro 2015

que essas mulheres estavam dispostas a proporcionar. Outras mulheres se juntaram ao trabalho e deram o suporte necessário para o pontapé inicial da Casa do Menor. O chamado “grupo de apoio” era formado por Benedita Fabrício de Morais, Ivone Faria dos Santos, Maria Loureiro Parra Cordão e Maria Marlene Carmo Pinto. No início elas se reuniam cada dia em uma casa e preparavam panelões de comida, que eram servidos para as crianças nos pátios das igrejas Santo Antônio de Lisboa e Nossa Senhora de Fátima. Em 1988, o senhor Georg Manfred Platzeck cedeu um imóvel localizado na rua Almirante Barroso, ao lado do prédio da Rádio AM, para funcionar como sede da Casa do Menor. A intenção era boa, mas a estrutura não comportava o atendimento pretendido às crianças. Por meio do empenho das voluntárias na realização de ações beneficentes, a Caica

conquistou no ano de 1992 sua sede própria localizada no Jardim Santa Maria onde permanece até hoje. O trabalho da Casa do Menor foi reconhecido como serviço de utilidade pública nos níveis municipal, estadual e federal, através das leis 1632 de 07 de março de 1990; 9121 de 08 de março de 1995 e decreto publicado no Diário Oficial de 22 de junho de 1998. De acordo com o estatuto da entidade, sua finalidade é cuidar dos problemas relacionados ao menor carente, integrando-o à família e à comunidade, sem discriminações e promovendo seu bem estar por tempo indeterminado. Grande parte da renda que mantém a entidade vem da Fábrica de Chocolate instalada na instituição, em atividade há 12 anos e onde são produzidos os ovos e bombons comercializados na páscoa. Para complementar a renda, a Caica também realiza promoções durante o ano, como a festa caipira de quarteirão, bingos, pizzas, almoços e os leilões na Faive. A instituição recebe um pequeno repasse mensal do Governo do Estado e possui alguns associados que contribuem mensalmente com valores, além de receber doações da população venceslauense em alimentos e serviços. A atual presidente da Casa do Menor, Ana Maria Dancs Gomes, conhecida como Nina, participou desse sonho desde o início. Foi uma das fundadoras e sempre apoiou a instituição, quer na diretoria ou no voluntariado. Mas foi apenas no ano 2000 que Nina assumiu a presidência pela primeira vez. Após viver uma tragédia pessoal, ela acreditou que era hora de tomar novo impulso e dar a volta por cima. Foram as amigas, companheiras de longa data, que


Educação e Cultura incentivaram Nina a se tornar presidente do projeto que ela também idealizara. A ideia deu tão certo que ela permaneceu na presidência por quatro anos consecutivos. Para ela, fazer parte da equipe Caica é uma realização pessoal. “É um trabalho envolvente, que me preenche, me doo de corpo e alma”, diz Nina. A presidente diz que a melhor recompensa que se tem com esse trabalho é encontrar um “ex-menor e constatar que hoje é um adulto de bem, com família formada, trabalho e caráter”. “Isso não tem preço, é extremamente gratificante e só é possível graças a excelente equipe de trabalho que formamos”, conta Nina com emoção. A equipe da Caica é formada por três monitoras, uma cozinheira, uma coordenadora, uma psicóloga, uma assistente social e um motorista, além dos voluntários e diretores. Atualmente são atendidas cerca de 60 crianças e adolescentes, com idades entre 06 e 15 anos, que participam das diversas ati-

vidades oferecidas, como basquete, música, capoeira, xadrez e projeto Guri. Os menores também têm acesso à palestras educativas e momentos de lazer e recreação. A instituição

também oferece atendimento psicológico para as famílias dos assistidos, fazendo um trabalho preventivo com os grupos familiares.

Mais de 60 crianças são atendidas pela Caica nos períodos da manhã e tarde

25 | Revista FOCO | novembro 2015


Capa

A dupla mais afinada do Brasil volta à Presidente Prudente

Chrystian e Ralf fazem show vip no dia 26 de dezembro

C

Por Nathália Oliveira Foto: Divulgação

onhecidos como a dupla mais afinada do Brasil, os sertanejos Chrystian & Ralf estão na estrada há mais de 30 anos, sendo referência de sucesso no estilo no país. A música acompanha a vida dos irmãos desde a infância. Com apenas 6 anos de idade, Chrystian já se apresentava em um clube mirim, na cidade de Goiânia, vizinha da terra natal, Morrinhos. Antes de formar a dupla, os irmãos seguiam carreira individual, até que no início dos anos 80 passaram a tocar juntos. Em 1982 gravaram o primeiro disco, lançado no ano seguinte.

26 | Revista FOCO | novembro 2015

Venceram muitos obstáculos até chegar ao reconhecimento. Cantaram em inglês por muito tempo, por modismo das gravadoras da época, e não podiam sequer aparecer em capas de discos ou programas de televisão, para que ninguém soubesse que eram brasileiros cantando em outro idioma. O primeiro disco de platina veio após a participação no especial de fim de ano do cantor Roberto Carlos, onde tocaram ”Chora Peito”, música que estourou país afora. A dupla é acostumada com o pioneirismo. A pri-


Capa

Cantores farão o show do Natal no Tênis Club com os maiores sucessos dos 30 anos de carreira meira música country tema de novela foi lançada por eles (Saudade, na novela Pacto de Sangue da TV Globo), assim como o primeiro cd sertanejo do mercado brasileiro (Convite para ouvir Chrystian & Ralf, da gravadora RGE, em 1988). Foram eles também a primeira dupla a vender 1 milhão de cópias de LPs, entre os anos 88 a 90, feito atingido apenas pelo rei Roberto Carlos. Ainda em 1988, ganharam o Prêmio Sharp, como a melhor dupla sertaneja do país (a única dupla a conquistar o prêmio). Viajaram em turnê pelos EUA e comemoraram os dez primeiros anos de carreira com um show dirigido por Marília Pêra, chamado “Viajantes da Canção”. No show, além da música sertaneja, eles cantavam ópera e MPB. O primeiro cd acústico veio em 1998, gravado ao vivo no Teatro Mars, em São Paulo, e apresentou uma mistura de rock, pop, soul, blues, country e MPB. Em 2007, nove anos depois do primeiro acústico, lançaram o “Acústico 2”. Esse foi o 18º disco da carreira da dupla, produzido pelos próprios músicos. O último disco foi lançado em 2010, com canções inéditas que passam pela música espanhola, sertanejo e rock.

O saldo da carreira de Chrystian & Ralf soma 19 discos oficiais, 31 coletâneas, 13 participações em discos de outros artistas, 2 dvds, 12 discos solo do Chrystian e 1 disco solo do Ralf. São 15 discos de ouro, 9 de platina e 3 de diamante. Atualmente a dupla trabalha a música “Amor além da vida”, faixa que faz parte do Pocket Show II, disponível gratuitamente no Facebook e Youtube.

O show de Chrystian e Ralf no sábado, dia 26 de dezembro, é promovido pelo grupo VillaNut´s e Frigorífico Bon-Mart, responsável pela realização de eventos de sucesso em Presidente Prudente no ano de 2015, como o show do cantor Daniel, dupla Cesar Menotti e Fabiano, entre outras atrações. A atração é anunciada como o show do natal e será realizado no Ginásio do Tênis Club em Presidente Prudente. Os ingressos individuais para mesas com serviço de buffet variam de R$ 125 a R$ 250,00. Arquibancada por R$ 40,00. (Vendas na Banca do Tênis e Melhor Conveniência) Área Vip com Open Bar por R$ 75,00 Informações e reservas pelo fone (18) 99729 1717

27 | Revista FOCO | novembro 2015


Gente em Foco

O

show vip do cantor Daniel em Presidente Prudente foi um grande sucesso na noite do último dia 07 de novembro no salão do Tênis Clube em Presidente Prudente. O evento foi promovido pelo grupo VillaNut´s e Frigorífico Bon-Mart. Gente de toda região marcou presença. Confira os flashes registrados por Ricardo Fernandes para a Revista Foco.

30 | Revista FOCO | novembro 2015


Gente em Foco

31 | Revista FOCO | novembro 2015


Receita de Família

A união e a culinária árabe da família Tannous

Por Nathália Oliveira Foto: Cristiano Fernandes

Mitri e Afifi reúnem família para almoço de domingo

N

a casa de Mitri Tannous e Afifi Mtonis Botros, ambos com 90 anos de idade, a união e receptividade são marcas registradas. O casal de origem libanesa vive no Brasil há 65 anos e está há 54 em Presidente Venceslau. Eles são pais de Nazira, Samira, Zarria, Abadia, Samir, Sarah e Nazir (já falecido), têm cinco netos e um bisneto. Mitri e Afifi saíram do Líbano no ano de 1950, já casados e com a filha Nazira. Após trinta dias de viagem de navio, desembarcaram em solo brasileiro. O local escolhido foi Anápolis em Goiás, onde Mitri tinha um primo. Para sustentar a família, Mitri, que era comerciante no Líbano, abriu uma mercearia, enquanto Afifi cuidava da casa e dos filhos. O senhor Mitri, um exímio tocador de flauta, chegou a ser convidado para tocar com um

32 | Revista FOCO | novembro 2015

grupo de música árabe em Goiás, mas preferiu continuar na função de comerciante. Ele chegou a Presidente Venceslau com a família e começou a trabalhar como mascate de tecidos e camisaria. Mitri demonstra gratidão pelo Brasil, país que, segundo ele, “é o melhor do mundo para se viver”. Ele diz que no Líbano não há tantas oportunidades para o crescimento no trabalho como aqui. “No Líbano só tem respeito quem tem dinheiro. Não há crédito nem financiamento, como no Brasil. Aqui, mesmo quem não tem dinheiro, mas é correto, consegue oportunidade com os bancos para investir e crescer. Além disso, não tem guerras, o clima é bom e encontramos povos de todas as raças, marca de um país receptivo”, diz Mitri. Reunir a família toda só é possível nas férias de julho ou em festas de fim de ano, já que três filhas moram em outras cidades. Mas quando o encontro acontece, a família festeja com muita música, dança e comida árabe, como uma boa família libanesa. Aliás, os pais fazem questão de conversar com os filhos no idioma natal. Parece estranho para quem ouve, mas todos se entendem perfeitamente e isso ajuda a manter a tradição do Líbano mesmo após tantos anos no Brasil. Aos domingos, parte

Mesa farta com pratos da culinária árabe


Receita de Família

Filhos recebem amigos para almoço nos fins de semanas

da família que mora em Venceslau se reúne para saborear pratos da culinária libanesa, como o famoso charuto de folhas de uva, e curtir o carinho dos pais. Apesar das raízes libanesas, os patriarcas não trocam o Brasil por nenhum outro lugar. Durante nossa visita à casa dos Tannous, pudemos testemunhar o carinho e união entre pais e filhos. O senhor Mitri tocou flauta, enquanto que sua esposa Afifi, mesmo em uma cadeira de rodas, dançava e cantava ao som da música. Os filhos

batiam palmas, típico da cultura árabe e celebravam o amor e respeito. A tradição da comida árabe foi ensinada por Afifi para os filhos que aprenderam muito bem as receitas. “Hoje, nós é que cozinhamos tudo o que ela nos ensinou com o tempero na medida certa e do jeitinho que meus pais gostam”, conta Zarria. A matriarca logo começou a espalhar o sabor da culinária, e ao lado do filho Samir inaugurou há 33 anos um comércio para vender esfihas entre outras receitas da cozinha árabe. O empreendimento cresceu, e é conhecido como Sirius Bar. A família sempre esteve unida na atividade comercial, oferece uma diversidade de pratos árabes, e no quadro Receita de Família desta edição, ensina a preparar charutos de uva.

Charutos de folhas de uva Ingredientes: 250gr de folhas de uva novas e macias (aproximadamente 120 folhas) 300gr de alcatra moída 300gr de costelinha 1 ½ copo de arroz lavado e escorrido 5 colheres de sopa de manteiga 2 colheres de sopa de hortelã picada Sal a gosto 1 colher de café de pimenta síria Preparo: Lave as folhas de uva e deixe secar. Em um recipiente, junte o arroz, a carne moída e os temperos. Pegue cada folha de uva, com o lado liso virado para baixo, recheie com o arroz, dobre as pontas e enrole como um charuto. Forre uma panela funda com algumas folhas de uva e sobre elas, as costelinhas. Coloque os charutos, bem juntos uns dos outros para não abrirem durante o cozimento. Quando terminar a última camada de charutos, coloque um prato por cima, para dar firmeza. Cubra com água quente, acrescente

um pouco de sal e leve ao fogo. O tempo de cozimento é de aproximadamente 1 hora, sendo os primeiros quinze minutos em fogo alto e o restante em fogo baixo. Quando os charutos estiverem cozidos e secos, desligue o fogo, retire o prato e acrescente a manteiga. Tampe a panela e deixe abafar por cinco minutos. Vire a panela sobre um prato grande. Sirva quente. Dica: os charutos podem ser servidos com pão sírio e coalhada

33 | Revista FOCO | novembro 2015


Política

Só com boa vontade não se chega à lua Por Major Olímpio Deputado Federal

A segurança pública está capenga, falida. Quando eu ainda era deputado estadual por São Paulo, um sargento foi executado na porta da casa onde morava com a família. Com muita briga, muito escândalo que fiz em todos os lugares possíveis, conseguimos liberar o corpo após 18 horas. Ele ficou ali, na rua. Uma vítima da total falta de estrutura, que não cuidou dele quando estava vivo nem depois de morto. Uma vergonha imensa... Quando falo em estrutura, digo que a população não acredita mais em nós; no Estado Brasileiro. E o bandido também não; por isso faz tanto. É preciso atitude firme, vontade política. Força e Mudança. A corda tá estourando na ponta da linha, nas mãos do policial fardado, com jaleco, tentando garantir à sociedade o cumprimento da lei; e, muitas vezes, nesse afã, ele acaba extrapolando ou se omitindo pela maldita falta de estrutura. Se não instrumentalizarmos, se ao menos não tentarmos buscar o que pode ser feito num custo mais baixo, dentro do que é possível implementar, a situação só vai se agravar e a conta será paga pela sociedade toda, que já vem sofrendo demais. Para a unificação das polícias, é certo que nenhum governador de Estado vai disponibilizar recursos, mesmo que mínimos, para fazer um processo que ficaria em 100 bilhões de reais. Nenhum governador vai pagar pela pecha de incompetente para piorar o sistema, tentando unir corporações centenárias com culturas muito próprias! Quando se fala do Ciclo Completo de Polícia, é uma forma de minimizar custos, de agilizar meios e parar com um corporativismo que não beneficia a sociedade de nenhuma maneira. No Estado de São Paulo temos 2105 delegacias, 69 plantões noturnos e 85 nos finais de semana. Em mais de 800 municípios de Minas Gerais, recebi a informa-

36 | Revista FOCO | novembro 2015

ção de que não há – pelo menos – dez municípios onde haja plantão noturno. A Polícia Rodoviária Federal , para apresentar uma ocorrência no Pará, roda 300 km para poder fazer o registro. E depois? Vai apurar? Tem equipe para investigar? Não tem! Eu defendo a racionalização do trabalho. É preciso fazer com que o encaminhamento seja célere para a justiça. Seja esse encaminhamento da autoridade policial militar à polícia municipal (passando por todas) e nós, enfim, paremos com essa disputa pra saber quem tem o maior anão do mundo. Em 2014 no Brasil, tivemos 58 mil mortes (e são muitas mais, por que não estamos computando oficialmente os desaparecidos). Essa realidade não vai mudar com conversas, teorias, debates, por mais promissores que sejam. A realidade é que precisamos de recursos, otimizando os meios, e usar melhor os meios dos quais dispomos. Precisamos da implantação do Termo Circunstanciado. Nos Estados onde foi feito, ele se transformou numa grande e real possibilidade, que é o primeiro encaminhamento na direção de uma polícia completa; que não está usurpando nada de nenhuma corporação, pelo contrário, está dando condições de se suplementar as demais. Santa Catarina dá uma aula, hoje, em relação ao sistema que está sendo implantado, no qual se faz toda a atividade de forma eletrônica, agilizada com a justiça. O agendamento é feito na hora, o comparecimento do indivíduo em Juízo é acordado no momento em que ele assina o termo de compromisso. Isso acelera tudo. Temos que discutir como fazer e da forma mais enxuta para aproveitar (da melhor maneira) os recursos de que dispomos. Chega de trocar o pneu com o carro andando! Reaja Brasil. Pelo Ciclo Completo de Polícia.


Santo Anastácio 90 anos

A Prefeitura TRABALHA

Imagem ilustrativa

Investimentos que fazem a cidade mais bonita e nosso povo feliz

Creche Escola – O município contará com mais uma creche escola. Ela será construída entre os bairros do Jardim Maringá e Jardim Santa Helena. O valor da obra é de R$ 1.561.523,13, recursos do Governo do Estado de São Paulo. O projeto está em fase de licitação e após os trâmites legais, a obra será imediatamente iniciada. ESF Multi-mistura - A Prefeitura segue com finalização da construção de um novo e moderno prédio da Estratégia Saúde da Família (ESF) Multi-Mistura, localizado na Vila Adorinda. Segundo o prefeito Alaor Bernal, o objetivo da atual administração é ampliar a cobertura da unidade no bairro com novas e modernas instalações para atender adequadamente a comunidade que necessita dos serviços básicos de saúde. O investimento na obra é de R$ 496.415,52.

Massa asfáltica – Mais de 50 quadras de vias da cidade de Santo Anastácio, receberam a aplicação de massa asfáltica. Os recursos investidos na obra são do próprio município, bem como, mão de obra e equipamentos.

Gestão eficiente – O prefeito Alaor ressalta que uma de suas grandes conquistas frente à administração do município, foi passar para a CART os serviços de manutenção da Vicinal Demétrio Antonio Zacarias. No ano passado a concessionária executou obras para substituir o sistema de drenagem no trecho da estrada entre Santo Anastácio e Costa Machado, de altíssimo valor. O prefeito destaca que ‘muito dificilmente a Prefeitura teria condições financeiras de executar os trabalhos que foram executados nestes locais.’

38 | Revista FOCO | novembro 2015


A e sua vida MELHORA Transporte de merenda - Em 2014 o prefeito Alaor Aparecido Bernal Dias, entregou para a secretária Municipal de Educação, Ana Maria Lopes de Siqueira, a chave de uma Van Ducato apropriada para fazer o transporte de merenda escolar na rede municipal de ensino.

Pavimentação - A gestão Alaor realizou o maior projeto de recapeamento da história do município nos últimos anos. Foram recapeados com asfalto quente usina, que tem maior durabilidade, mais de 80 quarteirões, entre eles, a avenida 9 de Julho, Nosso Teto, avenida José Bonifácio, Rua Piratininga, Rui Barbosa, Osvaldo Cruz, Barão do Rio Branco, entre outros. Foram investidos mais de R$ 1.600,000,00 (Um milhão e seis mil reais), obtidos através de convênio entre Governo Estado de São Paulo e Governo Federal. Mais de R$ 1 milhão no Jardim Novo Horizonte – O prefeito Alaor e o vice Felipe investiram mais de R$ 1 milhão de reais em obras de infraestrutura no Jardim Novo Horizonte. Além da construção da ponte, dos muros de arrimo e calçadas, o bairro recebeu também a construção de uma praça.

Saúde - O prefeito Alaor Aparecido Bernal Dias, entregou no primeiro ano de sua gestão, uma Van 0Km destinada a Secretaria Municipal de Saúde para ser utilizada no transporte dos pacientes. A aquisição foi feita por meio de um convênio assinado entre o município e o Governo do Estado de São Paulo. Mais aquisições Foram entregues na atual administração dois caminhões 0Km, uma nova e moderna Máquina Patrol, e um veículo novinho destinado para o trabalho do Conselho Tutelar. 39 | Revista FOCO | novembro 2015


Ambulância - Com intuito de disponibilizar aos munícipes, qualidade e melhor atendimento aos usuários do setor de saúde, o prefeito Alaor entregou em 2015 uma nova ambulância a Secretaria Municipal de Saúde. Ela foi adquirida com recursos próprios do município, foram investidos R$ 115 mil. A frota municipal está renovada. Desde o início do mandato em 2013, Alaor e Felipe adquiriram 11 novos veículos, entre a obtenção de maquinários, veículos e caminhões. CCI – O município receberá em breve mais um CCI – Centro de Convivência do Idoso. O novo prédio que está em construção fica localizado na avenida Renato Cesar Mendes. Serão investidos R$ 250 mil na obra.

Reforma da Delegacia– Estão sendo investidos R$ 725.502,77 na reforma e ampliação da Delegacia de Polícia. O recurso é resultado de convênio firmado entre a Secretaria da Segurança Pública e o município. O prédio, que tem mais de 70 anos, abrigava as salas dos investigadores, escrivães e auxiliar de papiloscopia, estagiários e a sala do delegado, além das celas. Após a reforma, o local receberá fachada parcialmente modificada, novos ambientes serão criados para atender as necessidades do funcionamento da delegacia. Serão trocadas as janelas, portas e piso. Na reforma está prevista nova pintura e a Delegacia contará com duas novas celas provisórias. Agilidade para os Bombeiros - O prefeito Alaor entregou em julho de 2013, uma nova unidade de resgate para o Corpo de Bombeiros com o objetivo de atender as emergências solicitadas pelos munícipes. A viatura foi adquirida por meio de convênio entre Corpo de Bombeiros, Prefeitura de Santo Anastácio e Governo do Estado. Além de promover obras, o prefeito Alaor Bernal e o vice Felipe investem no cuidado de pessoas com diversas ações no trabalho social, saúde, esporte e educação. O resultado é que Santo Anastácio avança em todos os setores com o desenvolvimento socioeconômico. Desta forma, Alaor e Felipe constroem uma cidade forte, com povo honesto e trabalhador. 40 | Revista FOCO | novembro 2015

Prefeitura Municipal

SANTO ANASTÁCIO


Parabéns Santo Anastácio

M

inha querida e amada Santo Anastácio completa seus 90 anos de emancipação político administrativa em 2015. Eu e meu vice nos orgulhamos muito de fazer parte desta história. Santo Anastácio merece todo nosso respeito e todo nosso apreço. Não estamos medindo esforços para progredir o município e atender aos anseios da comunidade, mesmo em meio à crise e as dificuldades que o nosso país vem enfrentando, temos a cer-

teza de que juntos, continuaremos lutando para alcançarmos os nossos objetivos. O nosso trabalho é pautado em honestidade e respeito ao dinheiro público. Vamos juntos, cada vez mais, semear ações e colher conquistas, buscando no presente o futuro. Temos razões de sobra para dividir esta alegria com nossos conterrâneos e também com aqueles que adotaram como sua esta cidade tão maravilhosa, que tem um povo honrado, guerreiro e muito trabalhador.

Parabéns minha querida Santo Anastácio pelos seus 90 anos. São os votos do prefeito Alaor Aparecido Bernal Dias e do vice-prefeito José Felipe Filho.

41 | Revista FOCO | novembro 2015


Sincomerciários

O

Sindicato dos Empregados no Comércio de Presidente Venceslau e Região – Sincomerciários, proporcionou um momento de muita alegria com uma confraternização para cerca de 40 comerciários das cidades de Primavera, Euclides da Cunha Paulista, Teodoro Sampaio, Santo Anastácio e Presidente Venceslau. Eles participaram do maior evento comemorativo ao 30 de Outubro, Dia do Comerciário, promovido pela Federação dos Comerciários do Estado de São Paulo no sábado, 31 de outubro, no Centro de Lazer dos Comerciários na Estância Turística de Avaré. Ao todo, cerca de 2.500 convidados de todo o Estado prestigiaram a primeira confraternização do gênero produzida pela Federação. Sob a liderança do presidente Luiz Carlos Motta, dirigentes sindicais, funcionários e comerciários das bases dos 68 Sindicatos Filiados tiveram um dia inteiro de atividades e atrações. A presidente do Sincomerciários da região de Presidente Venceslau, Nadir de Almeida, disse que o evento fortaleceu a união entre os comerciários. “Foi um dia de muita alegria, com muita diversão e lazer, uma verdadeira festa dos comerciários que serviu para fortalecer os laços de amizade, e mostrar para os filiados o que é o sindicato, que existe uma estrutura muito importante à disposição de todos e que existem vantagens em ser

sindicalizado”, disse. A festa teve convidados especiais, entre eles, o apresentador de TV Ratinho, o cantor Alexandre Pires, a dupla sertaneja Tonny e Kleber e o Grupo Sexta Samba. As exibições aconteceram em momentos diferentes da confraternização que contou também com uma apresentação do DJ Wederson. Duas motos 0km foram sorteadas durante o evento. Uma foi doada pela Federação e outra pela União Geral dos Trabalhadores (UGT), presidida por Ricardo Patah. Cartão de Benefícios Na comemoração, a categoria foi presenteada com uma nova e importante iniciativa. Trata-se do Cartão de Benefícios “Massa Card”, mais uma conquista da Fecomerciários, firmada em parceria com o empresário e apresentador de TV, Carlos Massa, o Ratinho, que apresentou o “Massa Card” para os presentes, ao lado do presidente Motta. Ele disponibiliza atendimento odontológico, planos de seguro vida, residência e automóvel, exclusivamente aos associados e funcionários dos 68 Sindicatos Filiados e seus dependentes. O presidente do Fecomerciários, Luiz Carlos Motta, comemorou o sucesso do evento. “Obrigado. Amizades são gestos. E a presença de cada um de vocês significa um forte laço entre nós. Este espaço de lazer é para a família comerciária”, disse o presidente.

O Sincomerciários parabeniza todos os trabalhadores do comércio pelo empenho e dedicação. Comerciário é uma importante categoria profissional. Merece respeito e valorização! Rua Djalma Dutra, 30 - Fone (18) 3271 2654 - Centro - Presidente Venceslau/SP

42 | Revista FOCO | novembro 2015


44 | Revista FOCO | novembro 2015


Gente em Foco

Leilão Nelore da Dourada na Faive 2015 registra liquidez total Tradicional leilão reuniu pecuaristas de toda região

Pecuárista Chiquinho Azenha e esposa Michele ao lado da família durante leilão na FAIVE Por Wagner Bueno

Com oferta de 100 touros Nelore PO e cinco fêmeas Elite Nelore, Chiquinho Azenha abriu as portas da Fazenda Dourada, localizada no Mato Grosso do Sul, para a realização da 12º edição do Leilão Nelore da Dourada e Convidados. O remate é um dos mais disputados no calendário anual da raça e é realizado durante no mês de agosto durante a Feira Agropecuária e Industrial de Presidente Venceslau – Faive. Os touros do criatório de Chiquinho Azenha e convidados foram os grandes protagonistas. Com avaliação e aprovação pelo Programa Geneplus, da Embrapa, os reprodutores puros foram comercializados com excelente média de preço e liquidez de 100%. A dourada vendeu filhos de Backup, Macuni do Salto, Bosco da CM, Herói de Naviraí, Bitelo DS, Dirigível Col, entre outros grandes reprodutores, expoentes da raça. As vendas foram pulverizadas para compradores de toda região com preços firmes em todos os lotes. A batuta do martelo esteve por conta do leiloeiro rural Adriano Barbosa, que realizou as captações de lances para pagamentos parcelados. A organização foi da Leilosul Leilões. O leilão teve o apoio da empresa Raça Forte, Rádio Hotel, Auto Posto Mandaraí, Minersal, Farmais, Sicoob Credivale e O Boticário. 46 | Revista FOCO | novembro 2015


48 | Revista FOCO | novembro 2015


Língua Portuguesa

Risco de vida / risco de morte. Ambas as locuções expressam o mesmo risco. Podemos empregá-las sem o mínimo receio de empanar o brilho da comunicação. Aqueles que defendem a construção risco de morte (por estar implícita a ideia risco de morrer) devem, por coerência, aceitar a expressão risco de vida, que dá a entender risco de perder a vida. Afinal de contas, risco de morrer e ris-co de perder a vida são situações intrínsecas. Ou não são? No verbete “risco”, o Houaiss nos brinda com os seguintes exemplos: risco de infecção, risco de contaminação, risco de roubo, risco de incêndio e risco de vida. Veja outros exemplos de valor sólido: “Se não fosse um homem que passava, um senhor bem vestido, que acudiu depressa, até com perigo de vida, estaria morto e bem morto.” (Machado de Assis) “— Nada? Replicou alguém. Dê-me muitos desses nadas. Salvar uma criança com risco da própria vida...” (Idem) “Condenar ‘perigo de vida’ em favor de ‘perigo de morte’ é empobrecer os meios de expressão do idioma — que conta com os dois modos de dizer. ...E vale dizer que ‘perigo de vida’ e ‘perigo de morte’ são discursos ou textos que aludem a uma mesma situação de periculosidade...” (Evanildo Bechara*) No livro A New Way to Test Your English (de nossa autoria), encontram-se as duas locuções: risk of life e risk of death, porque a língua inglesa também admite ambas as formas. * O prof. Evanildo Bechara (um dos maiores gramáticos brasileiros de todos os tempos) chega a dizer que, em casos assim, “é o uso que dá a norma – e o uso consagrou ‘risco de vida’”.

Matéria de autoria do prof. J. Milton Gonçalves. O escritor é membro da Academia de Letras do Brasil e vice-presidente da AVL (Academia Venceslauense de Letras).

50 | Revista FOCO | novembro 2015


Jurídico

Famílias paralelas e simultâneas

Paula C. Fluminhan Rena Advogada e Coordenadora Regional do ibdfamsp/pp

N

esta edição vamos trazer um artigo relacionado a famílias simultâneas e paralelas. Apesar de parecer que trata-se de um assunto novo no direito, não é como pensamos, pois as relações paralelas eram mais comum do que se imagina. Os colonos tinham famílias na casa grande e uma segunda família na senzala. Havia muitos casamentos de conveniência que aconteciam por aliança, e não por paixão ou afetividade, como acontece atualmente. As famílias formadas paralelamente e simultaneamente com outra, muito embora o companheiro ou companheira não tenha conhecimento desta situação, faz parte de um núcleo familiar. A Constituição Brasileira de 1.988 reconhece como entidade familiar não apenas aquela formada pelo casamento, mas também a união estável, a família monoparental e outros núcleos familiares. Nos países ocidentais como o Brasil, a monogamia sempre foi a norma adotada, porém o artigo 226 da Constituição Federal assegura que qualquer entidade familiar merece proteção constitucional. Assim, “o Estado assegurará a assistência à família na pessoa de cada um dos que a integram, criando mecanismos para coibir a violência no âmbito de suas relações.”(§8º do art. 226 CF) Na busca pela felicidade, hoje as pessoas têm mais autonomia e liberdade para escolher sua própria forma de construir o núcleo familiar, um vínculo formado por afeto e afinidades. Com o tempo, os casamentos podem ter se tornado mais escassos e os divórcios aumentado, mas as famílias não diminuíram, pois 52 | Revista FOCO | novembro 2015

casamento é diferente de família. A nova forma de cada pessoa escolher seus relacionamentos e o núcleo familiar, não se enquadra mais naquele tipo de família tradicional. A modernidade está a nossa frente, o direto das famílias não podem ser deixados de lado ou colocados debaixo do tapete por não preencherem as formalidades de uma família tradicional. Há tempos a história vem nos mostrando que, embora não seja comentado, as famílias paralelas já existiam. Casamentos eram e são mantidos muitas vezes sem qualquer vínculo afetivo, apenas por interesses, sendo que as mulheres nada podiam se opor, enquanto seus esposos mantinham relacionamentos ou vínculos afetivos com outras pessoas. Ou seja, famílias paralelas aquelas, sendo que esta nada tinha de direito, visto que era tratado como um relacionamento às margens da sociedade. Assim, não podemos retroceder ao tempo e deixarmos estas famílias e pessoas desamparadas, visto que muitas delas ajudaram a construir um patrimônio no decorrer do tempo, colocaram por muitas das vezes todos seus sonhos e suor na construção deste núcleo familiar. As pessoas têm a liberdade para escolher a formação de seu núcleo familiar, mas também tem responsabilidades, para não ocorrer enriquecimento ilícito a uma das partes, devendo cada caso ser examinado com muita cautela, visto que acarretará repercussão no direito sucessório, nos alimentos, direito a pensão previdenciária e ao patrimônio formado. Não podemos deixar de destacar a dignidade da pessoa humana, pois como poderia o direito deixar de dar assistência a um núcleo familiar ou uma pessoa, por esta não se enquadrar no molde de família tradicional, sendo que é sabido que em muitos relacionamentos uma das partes acaba proibindo a outra de ter uma formação superior ou de ter um trabalho para sua subsistência, alegando ser em prol da família. Não se defende a bigamia; como já dito acima, o país no qual vivemos é da monogamia, e a infidelidade por si só não tem o condão de desconsiderar a monogamia; o que aqui se defende é a dignidade da pessoa humana, que por não viver sobre os moldes de uma família tradicional, deixa este núcleo familiar totalmente desamparado. Quando o vínculo entre estas pessoas é formado de uma forma duradoura, e não de caráter eventual, estamos falando em famílias simultâneas a outra, mas caso este relacionamento seja eventual, não se trata de núcleo familiar, mas sim de “amantes”, a qual não gera qualquer direito, ou seja, responsabilidade. Enfim, quando falamos em famílias simultâneas e paralelas a outra, devemos analisar cada caso com muita cautela: se as partes mantêm um núcleo familiar e se mantêm o mesmo objetivo (que é a formação de uma entidade familiar de forma duradoura, com conhecimento público, além de ser economicamente dependentes, pois a confirmação de vínculo gera direito e deveres).


Comportamento

109 anos de uma vida cheia de disposição

Por Aline Camargo Fotos: Cristiano Fernandes

N

ascida em Jacutinga (MG), Maria de Lourdes Barros teria 109 anos, não fosse o erro de registro, prática comum no passado. Registrada no dia 27 de setembro de 1919, Lúcia - como é conhecida desde criança - teve a juventude repleta de trabalho. Casada por duas vezes, teve cinco filhos, seis netos e tantos bisnetos e tataranetos que já perdeu a conta. Chegou há cerca de 70 anos em Presidente Venceslau, quando seu pai, um boia fria, foi convidado por um colega para vir para o “sertão” paulista. Dona Lúcia, que desde cedo ajudava o pai na roça, em grandes cafezais e plantações de algodão e amendoim em terras mineiras, veio junto com os quatro irmãos tentar uma vida melhor. Aqui chegaram, como ela disse, com a “roupa do corpo”. Dona Maria acompanhou boa parte da urbanização de Venceslau e conta que passa por lugares hoje, que antes só havia mato. A vida em Venceslau era parecida com a que levava na roça. Trabalhou por dois anos na fazenda Santa Sofia, com o pai. Tentou por vezes a profissão de doméstica, mas não se deu bem. “Vim do mato e só sei trabalhar no mato. Carregava lenha no lombo e andava um cafezal inteiro o dia todo. Levantava de madrugada, fazia a ‘boia’ e ia pra roça, onde ficava até tarde da noite”, lembra. O pai ganhou do patrão uma casinha no atual bairro Sumaré, para onde se mu-

54 | Revista FOCO | novembro 2015

“Quem tem Deus na vida, tem tudo. Oro muito. Agradeço até a água que bebo.” Maria de Lourdes

daram e onde mora até hoje, com um dos netos e sua esposa. Neto que foi criado por ela, pois a filha não tinha condições de cuidar do menino. Dona Maria diz que o fato de viver tanto tempo proporciona alegrias, mas também a tristeza da despedia. Morreram pai, mãe, irmãos e filhos. “Enterrei todos, só eu fiquei”, conta. Hoje o corpo já não aguenta o ritmo, mas a mente ainda quer atividades. “Faz uns 10 anos que ela parou de trabalhar, pois não aguentava mais o trabalho puxado na roça. Mas ela não acostuma. Quer fazer tudo. Nós não a deixamos fa-

zer coisas onde possa se machucar. Ela fica brava”, conta a bisneta, Elioenai de Meira Xavier, de 22 anos, que ajuda a cuidar da bisavó. Em casa, ela está sempre ativa. Quer lavar roupa, carpir quintal, mexer com lenha. Não aceita o cansaço que a idade centenária lhe oferece. “Ela sempre teve uma vida agitada. Agora falamos que está na hora de ficar mais tranquila. Muitas vezes acorda cedo, vai no quintal e começa a procurar o que fazer. Tempos atrás até com machado estava mexendo, querendo cortar lenha”, relata Elioenai. “Nós tentamos fazer


Comportamento o que ela gosta. Adora ir na Faive, todo ano a gente leva. Gosta de ver os animais e passear. Só fica receosa com os brinquedos, acha estranho e perigoso”, conclui. A bisneta diz que nos últimos dois anos a bisavó tem ficado com dificuldade de ouvir e enxergar, coisas de quem tem 109 anos, mas continua firme. “Ficamos impressionados com a força que ainda tem. Meu pai, com 60 anos, tem um monte de problema, eu também não tenho metade da disposição que ela tem. Acho mesmo que a vida saudável que levou conta muito e a tornou forte assim”, fala. O segredo para viver tantos anos, de acordo com Dona Maria, é a oração, boa alimentação e, claro, o trabalho. “Quem tem Deus na vida, tem tudo. Oro muito. Agradeço até a água que bebo. E sempre comi bem. Na época do mato comia o que vinha da terra, não tinha essas químicas da comida de hoje”.


Educação e Cultura

Meio século fazendo música

F

Por Nathália Oliveira

undado em 24 de outubro de 1965, o Conservatório Musical de Presidente Venceslau comemorou 50 anos de história em 2015. A fundação se deu graças ao empenho da senhora Alzira Moysés Chaim e do Rotary Club, na época presidido pelo senhor Percy Rubens Mello, mas devido a burocracia, a inauguração aconteceu apenas em 1967. A escola foi reconhecida a nível estadual, com diplomas conferidos pelo MEC em todos os cursos. Após muito empenho, o Conservatório ganhou sua sede própria em 1978, tendo contado com importante apoio do prefeito municipal Manoel Rainho. O Conservatório foi batizado com o nome de Alzira Moysés Chaim, sua primeira professora, mulher que desempenhou papel fundamental na consolidação da escola

e não media esforços para que a excelência no ensino fosse reconhecida e acessada por todos. A música e a dança ensinadas no Conservatório vão além do lazer cultural. A escola se preocupa com a importância da arte no desenvolvimento de seus alunos, aguçando a percepção e permitindo que eles estejam mais preparados para encarar seus desafios pessoais. Atualmente, 140 alunos estão matriculados nos cursos de piano, teclado, violão, guitarra, contrabaixo, flauta transversal, saxofone, violino, canto, balé, jazz e zumba e mais de 200 alunos que participam de projetos das entidades Associação de Proteção a Infância e Maternidade (APIM), Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), Centro de Convivência do Idoso (CCI) e Estratégia Saúde da Família (ESF) “Geraldo Machado”

do Jardim Eldorado, também têm acesso aos cursos oferecidos, ensinados por um corpo docente de 9 professores. Para celebrar meio século de história, a escola realizou uma exposição fotográfica intitulada “Meio século fazendo música”, com fotos que ilustravam os momentos mais importantes do Conservatório, e que ficou disponível no Paço Municipal entre os dias 19 e 23 de outubro. Para a atual diretora, Siméia França Vasconcelos, é extremamente gratificante ser parte dessa história. Ela, que está no conservatório há 32 anos, já foi aluna e professora e conta com entusiasmo que a escola também é parte da vida dela. “Hoje atuo na direção e ministro aulas. A escola é e sempre foi a minha vida, onde eu aprendi a amar a música. Poder vê-la crescendo a cada dia é incrível”, finaliza. Foto: Assessoria de Impresa Municipal

Professores do Conservatório durante apresentação musical aos funcionários municipais

56 | Revista FOCO | novembro 2015


Moda e Beleza

O

Os looks mais quentes para o verão 2016

lá meninas, estou aqui em mais uma edição da Revista Foco para compartilhar com vocês dicas valiosas para a estação mais alegre do ano. Ah, o verão! O verão 2016 já tem todas as suas tendências divulgadas e muitas de vocês já estão escolhendo quais as melhores para aderir. Mas, para você que ainda não viu tudo, fique por dentro do que vamos usar nos dias mais quentes do ano. Selecionei algumas das melhores dicas pra você, leitora, ficar por dentro de todas as tendências do verão 2016. Vamos lá?! Inspiração Folk Quem é fã do estilo boho e folk dos anos 60 e 70, já pode comemorar, pois ele continua em alta. A leveza e a delicadeza da moda folk tem tudo a ver com o verão, misturando texturas, cores leves e acessórios estilosos. Se prepare para uma invasão de batas, saia longas, mangas evasês, muitos top cropped em crochê, macaquinhos, calça flare, quimonos longos, detalhes em renda, franjas e bordados.

Cut Outs e barriga de fora! É soberano nas últimas estações, ganhou espaço no guarda-roupa das mulheres e seguirá firme e forte no verão 2016, dessa vez numa leitura discreta e sensual. O top cropped casa super bem com calças de cintura alta, shorts e saias. Vale apostar na tendência sem medo, inclusive no que se refere à combinação de cores. Os recortes reveladores e estilosos do Cut Outs, também são outra tendência da temporada, toque diferenciado aos vestidos e aos bodies.

Branco ou Off White Que os looks brancos vão bombar a gente já sabe, ele foi apontado como tendência absoluta no SPFW 2016. O tom tem a cara do verão! Das peças de alfaiataria, que são ótimas opções para os dias de trabalho, até as opções em couro, linho e tricô, a cor é versátil e combina com todos os gostos. E o decote nadador na frente tem tudo para ser o modelo queridinho do verão 2016. Estampa Floral O SPFW trouxe vários tipos de estampas florais nas tendências de moda, estampas com mais ousadia e modernidade, várias cores intensas e vibrantes que vão deixar seu visual bem colorido. Sim, pode apostar com a maior segurança, pois essa estamparia já se tornou um clássico do verão! Lady Like Estampas florais delicadas, comprimento midi, fitas, laços, cintura marcada, renda e babados. Esses elementos com ar vintage fazem parte do estilo lady like, inspirado nos anos 40 e 50. E a cada ano essa tendência se renova e aparece cheia de novidades. Esse estilo romântico estava presente nos principais desfiles, com cores em tons pastéis e tecidos leves, fluidos e estampas florais. A vantagem é que este estilo nunca sai de moda.

Macacão e Macaquinho O macacão longo é confortável e deixa qualquer produção com uma pegada mais chique, é muito fácil de usar, e podemos defini-lo como praticidade e elegância. E para a nossa alegria, ele está de volta nessa temporada. Os modelos em jeans e jardineira são presença marcada na estação. E a praticidade nos macaquinhos ajudará na hora da escolha de uma peça única que soma modernidade ao dia a dia. Jeans Clarinho Está mais do que confirmado: o jeans influenciará nosso verão 2016. O jeans nunca sai de moda, e no próximo verão, surge no tom azul mais clarinho em vestidos, macaquinhos, saias e blusas pouco estruturadas e com caimento solto, serão peças chaves da temporada. Viva o Laranja! Quer sair do pretinho básico? Apresento uma saída eficaz que te ajudará a fugir do pretinho de cada dia. Invista no laranja! Laranja é uma cor vibrante e iluminada, por isso sempre ressurge como tendência para as estações mais quentes do ano. Os tons avermelhados e quentes, são a grande aposta desse verão 2016. O tom laranja é dominante nas passarelas, ou seja, ele reinará nessa estação! O amarelo e o pink não ficam de fora dessa lista, serão umas das cores mais usadas pelas fashionistas.

Todas as peças da Loja Rosa de Sarom www.facebook.com/Rosa-de-Sarom | Instagram @_rosadesarom | Atendimento pelo whasapp: 18. 98163 2572

58 | Revista FOCO | novembro 2015


59 | Revista FOCO | novembro 2015


Moda e Beleza

Por Karoline do Carmo Durante Empresária

Os mais pedidos da estação Todo mundo adora falar em tendências de moda e dos lançamentos de coleções, assim como eu...difícil é dizer qual a minha preferida! O verão é lindo, as estampas são de dar água na boca, as cores e os formatos das peças alegram nossos olhos e podemos usar e abusar disso nos dias quentes. Bem-vindos à estação mais colorida do ano...o verão! Listras: posso dizer que elas são um clássico da moda e agora se tornaram o must have no seu guarda-roupas! Podem ser usadas com jeans (aposte nas t-shirts), em vestidos (aposte em modelos acima dos joelhos) e por fim em saias (vale para todos os modelos...peplum, midi, assimétrica ou trompete) Colares: eles estão fazendo o pescoço e colo das mais fashionistas!!! E sabe qual é o melhor de tudo isso? Podem e devem ser usados em qualquer idade! As peças incrementam o look e o deixa mais alegre, elegante e tornam qualquer básico diferenciado! Uma dica: quanto maior melhor! Macaquinhos: são uma ótima pedida para quem não quer usar vestidos. Eles ganharam muito espaço nessa estação, viraram febre! Curtos ou alongados, são chiques tanto para uma happy hour ou balada. Basta escolher qual sapato usar... se for algo mais casual, aposte em rasteirinhas ou sapatilhas, se você não abre mão de um bom salto, aposte em um scarpin, isso deixará seu look muito mais sofisticado.

Vazados: confesso que de início achei que não ia pegar e hoje é o tipo de roupa mais pedido na minha loja (Visu Shock). Os modelos são muitos com opções a perder de vista...costas, cintura, bustos e ombros, basta você saber qual parte do seu corpo mais gosta e quer destacar #useeabuse, como diz minha linda mãe: ``ahh... no verão pode tudo minha filha!´´ (risos) Espero que tenham gostado das dicas meninas. Amei escrever pra vocês sobre um pouco do que esta sendo usado no mundo da moda. Aproveitem a estação mais abundante desse nosso clima tropical, abusem de estampas, recortes, comprimentos, assimetrias e acessórios... vale tudo! É só saber o que te encanta mais. E viva o verão! Todos os looks você encontra na loja Visu Shock em Presidente Epitácio. Siga-nos no instagram: visushockk e no facebook: visu. shock. Uma loja bacana com as mais altas tendências da moda! #vempravisu

60 | Revista FOCO | novembro 2015


61 | Revista FOCO | novembro 2015


Moda e Beleza

Calças Pantacourt: o hit do verão

Olá genteee! Vamos falar de tendência? Nosso assunto da vez são as polêmicas calças Pantacourt. Elas estão em todos os lugares nesse verão e prometem ser o hit entre as fashionistas. Mas muita calma nessa hora! A maioria das pessoas ainda está de nariz torcido para o modelo da calça. Trata-se de uma pantalona mais curta e de cintura alta, com a modelagem mais larga, indo até o meio da perna, mais ou menos no comprimento de uma saia midi. Mas mesmo parecendo ser difícil de usar, não é. Ela é muito versátil e combina com vários tipos de blusas e acessórios. O que importa sempre é você ter bom senso na hora de se vestir. Por exemplo: a pantacourt é uma peça que dependendo do sapato escolhido, pode achatar ou alongar a silhueta, prefira usar com saltos - de preferência nude, e as mais baixinhas podem até fazer um look monocromático que a impressão é de mais altura ainda. Sapatos baixos também são válidos, o look fica com um ar super fashionista se você usa um tênis e uma t-shirt, ou um cropped, super estiloso e jovem. Quanto mais pele a mostra, melhor pra usar com a pantacourt. Sandálias com tiras, sapatos que ficam com o peito do pé livre, blusas de alças ou modelos ciganinhas, tudo isso ajuda a alongar a silhueta e ficar com o look mais harmonioso. Alerta vermelho para ankle boots ou botinhas até o tornozelo, pois deixam a perna parecendo mais curta do que é, e se você é baixinha, não use. Sempre finalizo dizendo que tudo tem que ter bom senso. Um look bonito depende de você, basta se sentir confiante que tudo dá certo. Use e abuse das tendências e descubra seu estilo! Beijosss e acessem o blog! www.blogamandalima.com.br

62 | Revista FOCO | novembro 2015


Moda e Beleza

Por André Laurentino

Consultor de Imagem/Vitrinista

Na Máquina do Tempo

A

moda é como o tic-tac de um relógio, um tempo contínuo em minutos resumido em constantes mudanças com a modernidade, onde o passado vira moda de atualidade e a sofisticação do presente. A moda traz atualidades, mudanças e lançamentos em todo tempo e acompanha cada vez mais as novidades do mundo moderno, mas nunca perde o estilo de outras épocas, como os clássicos. Por isso, a moda e o tempo são grandes aliados e estão sempre juntos. Pode o tempo passar, mas a moda nunca deixa de ser moda, independentemente de quando surgiu. Os looks abaixo trazem um pouco dessa linha do tempo: dos clássicos vestidos de festas e sua elegância até looks mais clean para o cotidiano de toda mulher. A aposta é em looks que mexam dos pés à cabeça e trazem a sofisticação clássica e moderna dos sapatos, com cartelas de cores dessa estação, além dos saltos estilo rolha, retrô e corda. São peças-chave para toda mulher os sapatos com saltos mais finos e as atuais gladiadoras. Confira os looks para você não errar nas suas escolhas.

Ficha Técnica: Modelo - Mylena Berner Fotos: André Laurentino

64 | Revista FOCO | novembro 2015

Looks: H Store Calçados: A+ Calçados


Moda e Beleza

Truques para fazer o

make durar

certo para o seu tipo de pele, também são fatores superimportantes para que você faça um make digno de profissional. Hidrate rosto, lábios e pescoço Hidratação é fundamental para o bom aspecto da maquiagem. No rosto, aplique moderadamente um produto próprio para essa parte do corpo, o hidratante H2O. Nos lábios, utilize o hidratante labial Lip Primer. Se a boca não estiver hidratada, o batom não fixará e a cor não ficará uniforme.

U

ma das maiores preocupações de quem se maquia é: será que o make vai durar até o final da festa? Afinal, calor, chuva ou até mesmo o simples fato de cumprimentar as pessoas são motivos suficientes para que a maquiagem fique, aos poucos, mais apagadinha. Para evitar que isso aconteça – e você volte para casa (quase) tão linda como quando saiu – basta prestar atenção em alguns detalhes ao começar a se maquiar. Então aqui vão alguns truques: O primeiro deles é higienizar o rosto. O que impede a longa duração da maquiagem é a falta de fixação, que é causada por uma pele oleosa e suja. Se a pele estiver hidratada, bem preparada, com a quantidade certa de produtos e com o tom certo de base, você já percorreu mais da metade do caminho para conquistar um make poderoso, afinal, a pele é a base de tudo na maquiagem. Além da higienização, alguns produtos – como hidratante Facial H2O, primer e pó translúcido finalizador, Final Primer – podem lhe ajudar a deixar a maquiagem intacta por mais tempo. A ordem em que eles são aplicados, bem como a escolha do produto

66 | Revista FOCO | novembro 2015

Não se esqueça do primer Os grandes benefícios deste produto são hidratar, proteger e uniformizar a pele para receber a base. Além dessas funções comuns a todos os primers, há também o Face Balm com ação antibrilho e minimizador de poros. A dica é buscar o que mais se adapte às suas necessidades. Finalize com pó translúcido Final Primer Quando a maquiagem estiver pronta, aplique o pó translúcido Final Primer. Cuidado com os excessos! O acúmulo deste produto, revelado pelo flash das fotos, pode deixar o rosto com manchas esbranquiçadas. Para evitá-las, dê leves batidinhas no pincel para tirar o excesso de produto antes de aplicá-lo no rosto. Movimentos circulares também ajudam. O pó translúcido Final Primer, diferentemente dos pós compactos com cor, não interfere no tom da base. Para evitar a sobreposição de pigmentos, que pode deixar a pele mais escura ou mais clara, sempre prefira usar esse pó sem cor. Dica bônus: fique atenta à diferença de tonalidade entre o rosto, pescoço, colo e orelhas A cor da pele do rosto nem sempre é igual as de outras partes que o cercam, como o pescoço. Os raios solares incidem de cima para baixo, assim a região do queixo faz sombra no pescoço, o que pode dar diferença nas tonalidades. Portanto, ao finalizar a maquiagem, compare os tons e veja se é necessário maquiar qualquer outra região para que haja uma uniformidade de cores. Se fizer um penteado preso, não se esqueça de verificar a tonalidade das orelhas. Essa diferença muitas vezes passa despercebida, mas chama atenção nas fotos. A dica é dar uma leve pincelada de base nelas para igualar os tons, se necessário.


Saúde

Por Dra. Liléa Fernanda Gonçalves Répelli Dermatologista CRM: 125-598

Botox: toxina botulínica que ameniza rugas e linhas de expressão

A

toxina botulínica, popularmente conhecida como botox, é produzida por uma bactéria chamada Clostridium botulinum. É a mesma bactéria causadora da doença botulismo, mas a toxina botulínica industrializada é purificada e usada em doses que não causam a doença. Entre os diversos nomes comerciais existentes para a substância, o botox é o mais conhecido. O uso estético do botox é indicado para suavizar as rugas e linhas de expressão do rosto, trazendo resultados mais visíveis se comparado com cremes que prometem resolver o problema. No entanto, a indicação do botox depende de avaliação médica individualizada. As rugas são causadas por diversos fatores, tais como a exposição solar inadequada, má alimentação, tabagismo, genética, baixa ingestão de água, contração natural dos músculos do rosto, que são chamadas de linhas de expressão e outros. A toxina botulínica age como um bloqueador neuromuscular, ou seja, impede parcial ou totalmente, a contração muscular. No caso das linhas de expressão, o benefício se dá de duas maneiras: - De forma preventiva - como a contração muscular é paralisada, não haverá a formação de rugas pela movimentação muscular na área em que foi aplicado o botox.

- De forma reparativa quando o botox tira a tensão da musculatura, as rugas causadas por esses músculos são amenizadas. O botox é recomendado a partir dos 25 anos de idade, apesar de poucas mulheres dessa faixa etária se incomodarem com as rugas. Para a aplicação da toxina, que é injetável, utiliza-se anestésicos tópicos. A paciente sente apenas pequenas picadinhas de agulha. Os hematomas, neste caso, podem ocorrer e o procedimento não deixa cicatrizes. Após as aplicações alguns cuidados se fazem necessários, como não deitar ou abaixar a cabeça por 4 horas e evitar atividade física no dia. Dermatologistas e cirurgiões plásticos são os profissionais mais preparados para realização deste tratamento. O botox, assim como todo medicamento, é contraindicado para pacientes que apresentem alergia a qualquer componente de sua formulação, grávidas ou lactantes, portadores de doenças neuromusculares, imunológicas e coagulopatias. O resultado da aplicação do botox em estética começa a ser notado de dois a cinco dias a partir do procedimento e o resultado final aparece por volta de duas semanas. Os resultados duram de quatro a seis meses, com intervalo mínimo de três meses entre cada aplicação. Desde que realizado por um profissional adequadamente treinado e com experiência, o botox é considerado um tratamento seguro.

VERDADES OU MITOS: 1- Eu vou ficar com expressão congelada? Se a toxina for aplicada por profissional pouco experiente e em altas concentrações isto pode acontecer. Vale ressaltar que a tendência atual é deixar o resultado o mais natural possível, sem paralisar totalmente a musculatura. 2- O botox serve para tratar o famoso bigode chinês? Não. É muito comum os pacientes confundirem, mas neste caso o tratamento recomendado é o preenchimento com ácido hialurônico, e não o botox. 3- É verdade que após cessado o efeito do botox, as rugas voltam piores? Mito. Acontece que depois que o efeito do botox termina, as rugas voltam a ser como eram antes, mas não piores. O fato é que a toxina botulínica veio mesmo para ficar, e aliada aos cuidados de fotoproteção e uso de substâncias que previnem o envelhecimento, o resultado é uma pele mais lisinha e com ar descansado.

68 | Revista FOCO | novembro 2015


Saúde

‘HIIT’ do Verão

A

moda na corrida para este verão é o famoso ‘HIIT’ Hight Intensity Interval, que em português significa treinamento de alta intensidade com intervalos. O conceito define o método de treino que combina picos de corrida mais intensos com uma pausa curta em sequência, ou seja, no vocabulário do corredor, os famosos “tiros”. Segundo pesquisa realizada na universidade de Laval, no Canadá, seguir este método de treino em 15 semanas elimina mais gordura corporal do que um programa de 20 semanas de exercícios contínuos. A conclusão é que atividades de curta duração, porém muito intensas, geram adaptações metabólicas mais expressivas do que os treinos convencionais. Na prática você realiza uma corrida em máxima intensidade (1 a 2 minutos) seguida de uma pausa total ou caminhada por 2 a 3 minutos. A resposta do organismo durante o treinamento de alta intensidade (HIIT), é que o corpo passa por um estimulo pesado e gera microlesões no musculo e no tecido ósseo maior do que um treino comum. Mas, isso não é ruim, pelo contrário, faz com que o organismo entenda que precisa reforçar essas áreas na hora do descanso, deixando seu corpo mais forte para corrida melhorando o seu desempenho. Os treinos intervalados devem ser curtos, no máximo 30 minutos. Respeitando esta zona de treino, há uma baixa produção de cortisol, hormônio do estresse ligado ao catabolismo muscular (queima de massa magra), se comparado a um treino longo e desgastante. A prática de corrida em alta intensidade faz com que o corpo gere maior acidose metabólica, acumulando mais ácido lático na corrente sanguínea. A resposta do organismo para reduzir esta acidez do sangue é a liberação de hormônios como adrenalina, a noradrenalina e o GH (hormônio do crescimento). Além de serem eficientes quei70 | Revista FOCO | novembro 2015

madores de gordura, o último auxilia para uma melhor recuperação muscular. Durante o HIIT, você estimula fortemente o EPOC ou Excess Posteexercise Oxigyem Consumption (consumo de oxigênio pós -exercício). Isso significa que seu metabolismo continua acelerado por mais tempo, e com isso, mais calorias serão gastas. Um estudo realizado na Universidade do Tennesse (EUA), concluiu que os indivíduos submetidos ao programa HIIT, queimaram 100 calorias a mais nas 24 horas após o treino por conta do EPOC. Porém este tipo de treino deve ser feito com acompanhamento de profissionais de educação física, e não é recomendado para iniciantes e nem por indivíduos que possuem algum quadro de cardiopatias. Antes de iniciar um programa de treinamento consulte seu médico.


Saúde

Sal: vilão ou mocinho? Conheça o sal rosa e mude de ideia

Por Nathália Oliveira

Você já ouviu falar no sal rosa do Himalaia? Apesar de parecer novidade, o sal rosa existe há mais de 250 milhões de anos, sendo encontrado nas cavernas do Himalaia, onde ficou protegido de impurezas por uma camada de lava seca e gelo. O sal é retirado e lavado manualmente, sem passar por processos químicos, tudo para garantir sua pureza. O sal rosa é integral, possui até 84 minerais benéficos ao nosso corpo (daí sua coloração, devido a grande quantidade de minerais), é considerado o mais puro do planeta e faz bem para a saúde. Mas sal é bom para a saúde? Depende. O sal marinho refinado, o mais conhecido e utilizado em nossas cozinhas é, na verdade, cloreto de sódio puro com iodo, o que dificulta a absorção do sal em nosso organismo (para cada grama de cloreto de sódio não absorvido pelo corpo, é necessária 23 vezes a mesma quantidade de água para neutralizar o sal). Essa substância é, sem sombra de dúvidas, prejudicial à saúde. É uma das causadoras da hipertensão e outras doenças graves, como pedras nos rins e vesícula. O sal integral, utilizado com moderação, é um aliado de nossa

72 | Revista FOCO | novembro 2015

saúde, já que o corpo humano necessita do nutriente para funcionar corretamente. A ausência de sal também gera sérios problemas, como convulsões e anorexia. O sal rosa possui alto poder desintoxicante, importante para auxiliar o corpo a eliminar toxinas, purificar o sangue e regular a produção de óleo na pele. Um mineral presente no sal, o magnésio, previne cãibras e fortalece os músculos, ossos e sistema imunológico. Além disso, o sal rosa age como anti-histamínico, prevenindo gases e prisão de ventre, melhora o humor e regula a pressão arterial. Há inúmeros benefícios ao consumir o sal rosa, entre eles: - aumento da hidratação do corpo - melhora na qualidade do sono - previne o envelhecimento - aumenta a libido Além de fazer sucesso como tempero, o sal rosa pode ser utilizado em banhos relaxantes, rituais de beleza e como “remédio” para algumas doenças.


Saúde

Biossegurança em serviços de saúde

A

biossegurança é uma palavra bastante comum entre os profissionais da saúde, porém não muito bem entendida. Biossegurança pode ser explicada como um conjunto de medidas que busca diminuir os riscos inerentes a uma determinada atividade. Esses riscos não são apenas aqueles que afetam o profissional que desempenha uma função, e sim todos aqueles que podem causar danos ao meio ambiente e à saúde das pessoas. No que diz respeito aos profissionais de saúde, a biossegurança preocupa-se com as instalações do prédio, os agentes biológicos aos quais os profissionais estão expostos e até mesmo a qualificação e treinamento da equipe de trabalho. Muitos profissionais, infelizmente, consideram a biossegurança como normas que dificultam a execução de seu trabalho, mas são essas regras que garantem a saúde do trabalhador e do restante da população. O não cumprimento das normas básicas de biossegurança pode acarretar problemas como transmissão de doenças e até mesmo epidemias. Uma das principais normas de biossegurança em hospitais, clínicas, laboratórios e ambulatórios, dizem respeito à higienização das mãos. Elas sempre devem ser lavadas antes do preparo de qualquer técnica e do manuseio do paciente. Apesar de simples, essa é uma das medidas que mais evitam a propagação de doenças. Os profissionais de saúde também devem ficar atentos aos seus equipamentos de proteção, tais como jalecos e aventais, que devem ser usados APENAS no local de trabalho e NUNCA em áreas públicas ou mesmo refeitórios e copas no interior da unidade de saúde. Além disso, é importante não abraçar pessoas ou carregar bebês utilizando jalecos, uma vez que existe o risco de contaminá-los. Apesar de ser uma recomendação conhecida por todos os profissionais da saúde, é muito comum observar essas pessoas utilizando jalecos em áreas públicas e transportando-os de maneira inadequada. Isso pode ocasionar o transporte de agentes patogênicos para fora das unidades de saúde, causando doenças na população. As luvas também são um dos equipamentos de proteção que merecem destaque. Elas devem ser usadas sempre que necessário e trocadas após cada procedimento. Após a remoção, é fundamental dar a destinação correta a esse material, assim como a todos os materiais

que tiveram contato com material biológico. O descarte correto é extremamente importante para a segurança de todos. Os profissionais de saúde estão expostos frequentemente a material biológico, por isso os riscos de contaminação podem ser altos a depender da atividade realizada. Os acidentes com esses profissionais geralmente envolvem ferimentos com agulhas ou outro material cortante e contato direto com sangue ou materiais contaminados. Dentre os mais envolvidos com esses acidentes, destacam-se os profissionais de enfermagem. Recomenda-se que os profissionais de saúde mantenham atualizadas suas carteiras de vacinação. As vacinas são umas das melhores formas de prevenção contra doenças infecciosas. É importante frisar que qualquer acidente ocorrido com os profissionais da saúde durante o desenvolvimento de sua atividade é considerado um acidente de trabalho. Em casos de acidentes com material biológico, é importante lavar o local de contato ou a lesão e notificar a chefia imediata, que analisará o acidente. Essa análise observará qual material biológico esteve envolvido e como ocorreu o acidente. Posteriormente, será observado se o material pode ou não transmitir doenças como HIV e hepatites. Se for esse o caso, será necessária a realização de uma quimioprofilaxia (tratamento preventivo com medicamentos). Após esse momento, ocorrerá o seguimento clínico laboratorial apropriado.

73 | Revista FOCO | novembro 2015


Saúde

Por Michelle Marques Fonoaudióloga

Como o ronco pode prejudicar a qualidade de vida?

U

ma boa noite de sono tem um papel importante no nosso dia-a-dia, mas isso nem sempre é possível. É comum as pessoas passarem por alguns transtornos respiratórios do sono, como por exemplo, o ronco e a apneia obstrutiva. Esses transtornos são recorrentes de obstrução parcial ou total das vias aéreas superiores, impedindo a passagem de ar durante a respiração no sono. O que é o ronco? É um ruído causado pela vibração do ar durante a passagem pelas estruturas das

74 | Revista FOCO | novembro 2015

vias aéreas superiores, como a nasofaringe, orofaringe, palato (céu da boca), amígdalas, adenoide, entre outras estruturas. Durante o sono ocorre um relaxamento muscular estreitando a região e consequentemente a passagem do fluxo de ar ocorrerá com mais dificuldade, provocando a vibração das partes moles da garganta e o ruído. O ruído pode ser intenso de duração variável, resultando em um sono fragmentado e superficial. O que é apneia do sono? O significado da palavra apneia é

“parada da respiração”. Apneia do sono ocorre quando o individuo sofre breves e repetidas interrupções na respiração durante o sono. São causadas por obstruções transitórias da passagem do ar pela garganta. Qual a faixa etária acometida pelo ronco e apneia? O ronco pode acometer qualquer faixa etária, porém a prevalência é acima dos 40 anos. Já a apneia ocorre com mais frequência em pessoas maiores de 35 anos, e um índice maior em pessoas que estão acima do peso.


Saúde O que provoca o ronco e a apneia do sono? Existem vários fatores que podem influenciar, como por exemplo: • O aumento de peso; este é o fator mais comum em adultos • A idade mais avançada; com o envelhecimento ocorre a diminuição da elasticidade dos tecidos da garganta favorecendo a obstrução • Amígdalas e adenoides grandes, que são as causas mais frequentes em crianças • Outro fator importante é o álcool; por ser anestésico, os músculos tendem a relaxar com mais facilidade Quais os sintomas da apneia do sono? As consequências estão associadas a diversos sintomas, que incluem um baixo rendimento escolar, alterações no desenvolvimento do esqueleto facial em crianças, hiperatividade, sono agitado, sonolência excessiva diurna, obesidade, redução de memória, déficit de atenção, alterações de humor e depressão, elevação significativa do risco de acidentes laborais e de trânsito, além de ser considerado fator independente de risco para doenças cardiovasculares e inflamatórias, alteração da função mastigatória e na deglutição, sensação de algo “estranho na

garganta” ou “algo parado na garganta”, engasgos noturnos, dores de cabeça pela manhã, dificuldade de concentração, redução da qualidade de vida e prejuízo pessoal e profissional, devido às dificuldades de raciocínio e distúrbios de humor. Quais as consequências da apneia do sono? Durante a apneia ocorre uma diminuição rápida de oxigenação sanguínea, o organismo envia um “sinal” ao cérebro para que desperte em tempo de desobstruir a garganta para evitar a morte por asfixia, o individuo desperta e não se lembra do que aconteceu, podendo ocorrer várias vezes por noite. Com o despertar brusco ou violento há a liberação de uma descarga aguda de hormônios do estresse, podendo desencadear arritmias cardíacas e infarto do miocárdio. Por acontecer várias vezes por noite devido à apneias repetidas, o sono torna-se fragmentado, diminuindo o sono profundo que é fundamental para a recuperação do corpo. A apneia do sono pode causar aumento de peso? A apneia causa vários fatores que contribuem para o aumento de peso:

• Menos disposição para as atividades físicas, levando a um estado de baixa energia, preguiça, sonolência e fadiga, que desmotivam a realização de atividades físicas • Ansiedade e depressão • Ocorre um aumento dos hormônios do estresse devido à fragmentação do sono, que favorece o acúmulo de gorduras no organismo e a redução do hormônio de crescimento com menor crescimento dos músculos Como é feito o diagnóstico e tratamento do ronco e apneia? O tratamento é multidisciplinar e envolve médico, ortodontista e fonoaudiólogo. O médico realizará o diagnóstico do ronco e apneia do sono e a medida da gravidade do distúrbio. O objetivo do tratamento fonoaudiológico é ampliar a passagem do fluxo de ar durante a respiração no sono, por meio da organização da musculatura comprometida e consequentemente adequação das funções de respiração, mastigação, deglutição e fala, orientação sobre postura ao dormir e obtendo uma melhora dos sintomas como sonolência excessiva, cansaço no dia seguinte uma consequente diminuição do ronco e da apneia gerando mais qualidade de sono.

Tratamentos Alterações na comunicação / Estética facial / Alterações vocais / Oratória / Preparação Vocal / Distúrbios de aprendizagem / Disfluencia na fala (Gagueira) / Atraso no desenvolvimento infantil / Dificuldades em leitura e escrita / Transtorno do ronco e apneia do sono / Dificuldades de memória / Sequelas pós AVC / Dificuldades na amamentação / Alterações de fala / Dificuldades de atenção / Respirador oral / Sequelas de origem neurológicas / Alterações em motricidade oral (face, lábios e língua) / Dificuldade na compreensão ou expressão de fala. Descontos especiais para convênios Michelle Marques Fonoaudióloga

Rua Duque de Caxias, 851. Presidente Venceslau/SP Fone: (18) 3271 2291

75 | Revista FOCO | novembro 2015


Saúde

Dr. Vallentim Grion CRO 85690

Saúde Bucal Descuidar dos dentes pode afetar o coração

O

s benefícios de uma boa higiene bucal vão muito além de um belo sorriso e de um hálito fresco. Muitos não sabem, mas há diversas pesquisas que mostram a ligação de uma má higiene bucal com doenças do coração. As bactérias como as da gengivite migram por bacteremia, ou seja, entram na corrente sanguínea através da boca e vão para o coração. Lá, proliferam-se e podem vir a ocasionar diversas doenças cardíacas, desde arritmia até endocardite bacteriana. O Instituto do Coração (Incor) realizou uma pesquisa em São Paulo e constatou que 45% das doenças cardíacas tinham origem na cavidade bucal, devido a cáries profundas com comprometimento do canal, gengivas inflamadas, restos de dente, implantes mal realizados e abscessos.

Sintomas

Devemos ficar atento aos sintomas, como febre de longa duração e suor noturno excessivo, associados a dor ou desconforto em região da face.

Riscos

Como consequência, a infecção no coração pode levar o paciente a uma insuficiência cardíaca, embolia pulmonar, AVC, insuficiência renal aguda e em 30% dos casos, pode levar o paciente a óbito.

Tratamento

O tratamento da endocardite bacteriana é realizado em hospital por especialistas em infectologia, por meio de antibióticos ministrados pela veia, até eliminar a bactéria causadora da infecção. A escolha do antibiótico é feita de acordo com o tipo de bactéria que causou a endocardite.

Especialista em Implantes Dentários

Dr. Vallentim Grion CRO 85690 Cirurgião Dentista

Membro da Academia Brasileira de Osseointegração Cirurgião Credenciado por Banco de Tecido Ósseo Cirurgião Credenciado pelo Sistema Nacional de Transplantes Diretor da Clínica Grion Odontologia

76 | Revista FOCO | novembro 2015


CHEGOU A SUA OPORTUNIDADE DE MORAR BEM EM PRESIDENTE EPITÁCIO. RESIDENCIAL JOIA RIBEIRINHA, ÓTIMA LOCALIZAÇÃO. ADQUIRA JÁ O SEU LOTE.

Completa infraestrutura Iluminação Pública, Galerias Pluviais, Sinalização Viária, Arborização, Asfalto, Água e Esgoto. 57 | Revista FOCO | abril 2015

Informações: (18) 3281 1075 Av. Presidente Vargas, 7-20 Presidente Epitácio/SP


Negócios e Finanças

Romana Ferro e Aço entra em atividade de olho no mercado regional

Empresa faz parte do Grupo Irmãos Fredi e está instalada em Presidente Epitácio Por Wagner Bueno Fotos: Cedidas

O

ano de 2015 passa a ser histórico para o Grupo Irmãos Fredi de Presidente Epitácio. Com 30 anos de história em fabricação de blocos, telhas e produtos do gênero, líder regional no seguimento com produtos de alta qualidade, os empresários Jair Fredi e José Éttore Fredi decidiram incorporar um novo negócio e iniciaram o projeto de fundação da Romana Ferro e Aço. A empresa passa a ter atuação no comércio atacadista e varejista de ferragens, ferramentas e serviços de corte e dobra de metais e já se posiciona no mercado como um grande distribuidor com atuação em 55 cidades da região. “Esse projeto teve início em janeiro de 2015 com a reforma e adequação do espaço físico para abrigar toda estrutura da nova atividade. Foi instalada uma ponte rolante com grande capacidade de movimentação dos aços e toda dinâmica para proporcionar agilidade e segurança no deslocamento dos produtos para atender os clientes”, disse José Éttore Fredi, conhecido como Zé Fredi. O Grupo Irmãos Fredi carrega a marca da ousadia nos negócios, e com a atividade de Cerâmica levou o nome de Presidente Epitácio para o mundo com a criação do projeto de crédito de carbono. Ao todo já foram comercializados 17 projetos com sucesso, sendo a maioria deles para o exterior, até mesmo a empresa Disney, localizada

78 | Revista FOCO | novembro 2015

nos Estados Unidos, já comprou projetos do grupo, onde os créditos gerados são certificados por empresas creditadas na Organização das Nações Unidas (ONU). No ano de 2006, o grupo criou a Mineração Campinal, outra empresa ligada ao ramo de cerâmica com extração de argila que fornece matéria prima para 90 cerâmicas da região, localizadas nas cidades de Presidente Epitácio, Presidente Venceslau, Panorama, Paulicéia, Ouro Verde e Regente Feijó. Todo processo da mineração conta com um rigoroso projeto de extração e recuperação ambiental aprovado no DNPM e CETESB. Após uma trajetória de sucesso, o Grupo Irmãos Fredi assume o desafio da Romana Ferro e Aço. “Teremos completa linha para atender a construção civil, serralheiro, linha estrutural e agropecuária, além de corte e dobra de metais planos com máquinas modernas computadorizadas”, explica Zé Fredi. Com a base do trabalho bem feito e credibilidade no mercado, os diretores Jair Fredi e José Éttore Fredi encaram como missão a busca constante pelo aperfeiçoamento e inovação, prestar serviços de excelência aos clientes, investir na melhoria continua dos colaboradores e em uma metodologia onde o sucesso é norteado com trabalho, seriedade e dedicação.


Negócios e Finanças

Um empreendedor que busca atender as necessidades do mercado Por Wagner Bueno Foto: Cristiano Fernandes

D

entro dos negócios, cada empreendedor busca uma fórmula para alcançar o sucesso empresarial. Deny Cesar Alves Ferreira, 48, aprendeu que para vencer é preciso inovar e começou a enxergar as necessidades do mercado em épocas diferentes, investindo no sonho de ter a própria empresa. Foi assim que no início da década de 90, durante uma viagem para São Paulo, visitou uma loja e viu o trabalho de recondicionamento de alto-falantes. Ele viu a oportunidade de implantar os serviços em Presidente Venceslau. “Ninguém na região fazia recuperação de alto-falantes, e pedi para o rapaz da loja em São Paulo me ensinar a técnica. Em uma explicação de cinco minutos que ele fez, guardei na memória e quando voltei para Venceslau comecei a treinar. Consegui recondicionar os primeiros alto falantes, e com o dinheiro que recebi, voltei para a capital e comprei tudo em peças para trabalhar. Fiz muitos serviços para a região, e os falantes que antes seriam jogados, agora eu recondicionava”, conta Deny. O serviço original e de qualidade fez Deny ser conhecido em toda região e procurado por muitos clientes. “O Neto Buchar (falecido) foi uma pessoa muito especial nessa trajetória, porque, um dia, ele veio até a loja e pediu para recondicionar dois falantes grandes, mas eu não tinha as peças e ele me levou até São Paulo para mostrar os lugares onde comprar as peças com melhor preço e variedade. Acabei ganhando um parceiro que gostava muito de som, e digo que foi fundamental para o meu negócio”, diz Deny. O empresário passou não só a recondicionar, mas também fabricar falantes. Após 12 anos nessa atividade, Deny começou a imprimir rótulos para garrafas de vinhos personalizados, e passou a ter dificuldade com recarga de cartuchos para impressoras. “Busquei uma solução e aprendi a recarregar os cartuchos. Na cidade só tinha uma empresa que atuava nesta área. Percebi que o mercado estava aberto, e investi no negócio já que mais pessoas tinham a mesma dificuldade que a minha. Apareceram vários clientes e comecei trabalhar com diversos

“Sempre busco inovar com meus negócios, fazer uma coisa que ninguém faz e fazer bem feito.” Deny Cesar modelos de cartuchos.” Logo depois vieram as impressoras laser que utilizam toners, e os clientes migraram para a nova tecnologia. Deny teve que se adaptar a nova realidade do mercado, e aprendeu a recarregar cartuchos de impressora laser. “O negócio cresceu, vai completar quatro anos que parei de recondicionar falantes para atender a demanda de recargas de cartuchos e toners”, fala. Diante de toda experiência no mundo dos negócios, Deny se considera uma pessoa realizada. “Sou muito feliz, principalmente pela família que tenho, minha esposa Cida que hoje trabalha comigo e meus filhos que são especiais. Ao longo da trajetória sempre consegui ter meu espaço e busquei não imitar ninguém, mas fazer uma coisa que ninguém faz, e fazer bem feito.”


Negócios e Finanças

Seriedade e dedicação:

o sucesso do empreendedorismo Wagner está a frente da Cooperótica e dá continuidade ao sonho do pai Por Aline Camargo Foto: Cristiano Fernandes

H

onestidade, seriedade e foco. Esses são os principais ingredientes que o empresário venceslauense Wagner Cardoso Santos, de 32 anos, carrega em sua história com o empreendedorismo. Desde 2009 a frente da loja Cooperótica, em Presidente Venceslau, ele dá continuidade ao trabalho iniciado pelo pai, Geraldo Simão dos Santos, dez anos atrás. Wagner perdeu o pai, com 44 anos na época, em um acidente de carro no mesmo ano que iniciaria a parceria na loja. Ao lado do irmão, Rennan Cardoso Santos, tomou controle da empresa e decidiu continuar o sonho do pai. Ele e o irmão se especializaram em ótica, para suprir a necessidade técnica da empresa. “Foi aí que comecei a me interessar pelo ramo. No curso de ótica, tive contato com várias pessoas que já estavam há tempos no negócio, com histórias bacanas e isso chamou a minha atenção”, conta. Daí em diante não parou de investir. A loja começou com uma unidade e depois passou a ter duas na cidade, ainda na época que era comandada por Geraldo. Até que chegou o momento de dar maior visibilidade e estrutura ao negócio. “Tínhamos duas lojas, que até então atendiam às necessidades. Porém chegou um momento que era preciso ampliar o laboratório, investir em equipamentos e tecnologia e não tínhamos espaço para isso. Então achamos que era a hora de expandir no quesito estrutura”, lembra. Wagner lembra ainda que o pai, sim, era empreendedor por essência. “Eu não sou empreendedor, sou curioso, gosto de aprender, de sempre avançar e buscar o melhor. Mas meu pai tinha visão, direcionamento, conceitos. Estou me formando em Administração, adquirindo conhecimento, ouço sobre técnicas transmitidas por pessoas conceituadas do ramo e muitas delas meu pai já as aplicava de maneira informal, sem ter estudo algum”, recorda.

80 | Revista FOCO | novembro 2015

Geraldo foi o idealizador do empreendimento

O que mudou da Cooperótica administrada por Geraldo para o que ela se tornou hoje? Para Fabiana da Costa Silva, que está na equipe desde a abertura da empresa, em 2005, o foco de pai e filho, é semelhante. “Eles são muito parecidos. Os dois têm o mesmo objetivo de vencer, de se preocupar com o próximo. Claro, tem as particularidades, mas a essência da loja continua a

mesma. A de trabalhar corretamente e de forma a propiciar o que há de melhor ao cliente”, explica. Geraldo considerava o trabalho em equipe extremamente importante. “Meu pai sempre teve a preocupação de direcionar algumas coisas à equipe e eu prestei atenção nisso. Hoje faço questão de seguir a mesma linha. Não sou nada sem minha equipe. As pessoas têm que chegar aqui e ser atendidas pela Cooperótica, não por um funcionário apenas. Queremos que as pessoas confiem na marca”, conta. O nome Cooperótica foi pensado por Geraldo, que tinha a ideia de formar uma cooperativa que prezasse pela acessibilidade a todos. Desde o produto mais caro ao mais barato, para todos os tipos de clientes. Para Wagner, o primordial é fazer da loja o que o pai sempre sonhou. Inovação, crescimento e responsabilidade constantes. “É um trabalho que só depende da gente. Tenho outros sonhos e ideias, mas a loja sempre inserida neles. Fazendo tudo da maneira correta, vamos alcançar o que meu pai sempre sonhou”, finaliza.


Negócios e Finanças

Dr. Amando Massao Sato

conquista prêmio da Neodent

Dentista está entre os maiores profissionais de implantes do Estado de SP

Por Nathália Oliveira Foto: Wagner Bueno

O

cirurgião dentista Armando Massao Sato recebeu no mês de outubro o prêmio de destaque da empresa Neodent por estar entre os 30 profissionais que mais realizam implantes no Estado de São Paulo. Na região oeste do Estado, o dentista de Presidente Venceslau foi o único a receber a premiação oferecida pela principal empresa que atua no mercado odontológico do país com mais de 65 mil usuários em todo o Brasil. “É motivo de muita alegria receber este prêmio da Neodent e estar entre os profissionais que mais realiza implantes dentários dentro do Estado. Me senti lisonjeado com essa referência e quero compartilhar com todos os clientes que confiaram no meu trabalho, ao longo de toda minha trajetória”, disse Sato. Armando chegou há 16 anos em Presidente Venceslau para atuar como dentista do sistema prisional e decidiu investir na cidade. Com a especialização em implantodontia pela F.O.A – Unesp, entre outras especialidades, ele logo conquistou a confiança dos venceslauenses e clientes de toda região. “Tenho muita gratidão por esta cidade, e invisto aqui para oferecer o melhor. Em breve irei inaugurar uma nova clínica em Venceslau onde teremos novidades como a técnica de porcelana injetada, entre outros serviços. Teremos salas específicas para melhor receber o cliente, laboratório próprio de prótese e centro de radiologia”, afirma o dentista. Dados da Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica (SBPqO), apontam que o Brasil tem se destacado em nível mundial na área de pesquisa odontológica, sendo classificado como terceiro mais importante país, atrás somente dos Estados Unidos (1º) e Japão (2º) no número de apresentações de trabalhos durante a Reunião Anual da Associação Internacional de Pesquisa em Odontologia. “Tenho acompanhado o cenário da odontologia para estar atualizado e proporcionar um atendimento de qualidade para todos os clientes”, finaliza Armando Massao Sato.

82 | Revista FOCO | novembro 2015


83 | Revista FOCO | novembro 2015


Negócios e Finanças

Prudenshopping em Clima de Natal

O

Chegada do Papai Noel atrai centenas de pessoas

Prudenshopping já está em clima de natal. Papai Noel chegou no dia 15 de novembro, em grande estilo: acompanhado das “noeletes” e em um veículo Opala branco com estofamento vermelho. Para acompanhar o primeiro passeio do bom velhinho pelos corredores do shopping, músicos do Grupo Triunphal tocaram músicas natalinas em ritmo de jazz. Noel ficará no Prudenshopping até o dia 24 de dezembro. Ele recepciona os clientes em seu trono, montado no piso Washington Luiz, de segunda a sábado, das 14h00 às 21h00 e aos domingos e feriados das 14h00 às 20h00. Neste ano, o Prudenshopping celebra aniversário de 25 anos, consagrando sua vocação de maior e melhor centro de compras, gastronomia e entretenimento de Presidente Prudente e de todo o Oeste Paulista. Para comemorar junto aos clientes, a decoração de natal está mais do que especial. O tema, “Natal no Polo Norte”, traz cenários incríveis. O principal está localizado em frente a loja Riachuelo: são bonecos animados, uma árvore de 13 metros de altura e um carrossel para a garotada se divertir gratuitamente. Em frente ao cinema, há a apresentação do Coral dos Ursos com canções natalinas. Vale a pena vir conferir. A Campanha de Natal do Prudenshopping traz dois presentes: um veículo HRV zero Km e um minicarro elétrico similar ao HRV. A cada R$ 100,00 em compras, o cliente recebe um cupom, que deverá ser

84 | Revista FOCO | novembro 2015

registrado no balcão do Clube de Vantagens e depositado na urna para participar do sorteio. A campanha segue até 11 de janeiro, quando será realizado o sorteio do prêmio. A partir de 1º de dezembro, os clientes poderão levar para casa um panetone embalado em uma lata especialmente desenvolvida para a campanha. Basta registrar R$ 500,00 em compras no Clube de Vantagens. Em parceria com o Rotary Club de Presidente Prudente, o Prudenshopping realiza a campanha “Faça os Olhos de Uma Criança Brilharem”. O cliente pode retirar um cartão da Árvore da Solidariedade, que contém os dados da criança (nome, idade, número do calçado e da roupa), que será presenteada com um kit com brinquedo, roupa e calçado – tudo novo - e fazer do Natal dela um momento de muita felicidade. Esse ano serão 109

crianças presenteadas, estudantes de uma escola no Parque Alexandrina. Desde 2001, quando foi lançada, até o Natal do ano passado, a campanha já atendeu cerca de 4 mil crianças. As doações devem ser encaminhadas ao Prudenshopping até o dia 30 de novembro. A entrega dos presentes será realizada no dia 14 de dezembro, a partir das 14h30, com a presença do Papai Noel, que faz questão de entregar os kits aos pequenos.


Negócios e Finanças

Sancionada lei que aumenta limite de desconto do crédito consignado Limite de desconto mensal foi ampliado de 30% para 35% da renda. 5% serão reservados exclusivamente para pagamento do cartão de crédito.

Beto Répelli, do escritório Vencesprev, orienta os clientes a utilizar o crédito consignado com responsabilidade

A

presidente Dilma Rousseff sancionou com alterações a lei 10.820, de 17 de dezembro de 2003, que aumenta o limite do crédito consignado - aquele descontado mensalmente da folha de pagamento do trabalhador, aposentado ou pensionista - de 30% para 35% da renda. A medida já estava em vigor desde julho, através da MP 681. Esse percentual de 5% a mais só poderá ser usado para pagar as despesas com cartão de crédito, portanto o crédito equivalente até 30% do que a pessoa ganha por mês poderá ser utilizado para qualquer despesa e os outros 5% serão utilizados exclusivamente para quitar suas dívidas com cartão de crédito. Um exemplo: uma pessoa que recebe R$ 2.500 por mês, antes da lei, podia comprometer até R$ 750,00 de seus rendimentos com o empréstimo consignado. Com a nova regra, esse valor sobe para R$ 875,00, equivalente a 35% do salário, porém, desse total a quantia de R$125,00 deverá ser usada apenas para o pagamento das dívidas do cartão de crédito. A regra vale também para os aposentados e pensionistas.

Antes de sancionar a lei, a presidente Dilma vetou o aumento do limite de crédito consignado de 30% para 40% da renda do trabalhado, argumentando que sem contrapartidas que permitissem maior proteção ao tomador do empréstimo, a medida poderia gerar um comprometimento incompatível com a renda das famílias, aumentando suas dívidas. Em outubro de 2014, o Ministério da Previdência ampliou o prazo máximo para pagamento de empréstimo consignado para os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) de 60 meses para 72 meses, o equivalente a seis anos. De acordo com o contador Beto Répelli, o crédito consignado é uma ótima opção para se trocar uma dívida muito mais cara por uma muito mais barata, mas deve ser tomado com responsabilidade. Beto orienta que o cliente faça este tipo de operação sempre pessoalmente e em loja física, tomando máximo cuidado com ligações ou visitas de estranhos, além de nunca passar informações do benefício via telefone ou pessoalmente quando desconfiar de uma fraude.

85 | Revista FOCO | novembro 2015


Negócios e Finanças

Tendência para decoração Por Adriana Serratine Foto: Cristiano Fernandes

natalina em 2015 marcada pelos anos e pátinas delicadas. Ao lado de tudo isso, estão características modernas, que podem ser encontrados na combinação de vidro, lantejoulas e miçangas com materiais cotidianos como o jeans.

T

odos os anos, quem dita as tendências para o Natal é a Feira Internacional Christmasworld, realizada na cidade de Frankfurt, na Alemanha. Geralmente as tendências não mudam bruscamente de um ano para outro, elas se repaginam com a introdução de novos materiais e novas tecnologias. Na Christmasworld, foram apresentados quatro temas para decoração: 01 - Poema de Ternura - Lembranças Nostálgicas O estilo impressionista é a fonte de inspiração para esta tendência, que é contemporânea e feminina. Tons quentes de carne, branco, azul pastel e gradações de cinza claro enfatizam a natureza esboçada de um ambiente. Tons dourados e prateados dão toques de modernidade. Utiliza florais bordados, rendas finas, recortes à laser com notas de ouro e prata cintilante, estruturas cristalinas, os efeitos da geada, superfícies espumantes e transparência. 02 - Ode Mística - Apaixonado e Dramático Com inspiração no período literário do Romantismo, conto de fadas, fantasia e poesia combinam em um estilo decorativo mágico e secreto. Uma paleta de cores que varia do amarelo, preto ao cinza basalto. O marrom escuro domina o fundo, com o dourado quente e o vermelho dramático. Os materiais que dividem espaço contêm brilho visivelmente envelhecido: espelhos, pinturas e fotografias dos tempos antigos, pintura

86 | Revista FOCO | novembro 2015

03 - Diário estranho - Independente e Audacioso Inspirado pelas correntes da arte contemporânea – Abstracionismo e a Arte de rua – a individualidade deste estilo decorativo nos pega de surpresa. Típico do estilo são as combinações de cores incomuns de uma paleta de laranja, pêssego, rosa delicado, hortelã fresca, roxo escuro e magenta. Os tons neutros, como o grafite e cinza claro, atenuam a intensidade incomum de cor. Materiais como laminados e PVC aparecem selvagens, coloridos e explosivos. Pinturas ornamentadas, bordados, etiquetas, letras e impressão digital adicionam um toque contemporâneo. 04 - Hino Criativo - Elegante e Hábil

O estilo identificado como Hino Criativo oferece uma sofisticada mistura de elementos artesanais e modernos. Ele fornece experiências táteis e mistura de cores surpreendentes como a lã branca, sisal, ardósia, vinho, mostarda e incluindo cinza-esverdeado, bem como tecidos com padrões marcantes, estruturas florais, franjas e efeitos visuais desgrenhados. Nos padrões e desenhos, há motivos com origens em culturas étnicas e folclore, que complementa a padronização abstrata ou geométrica. Estes são apresentados em outros materiais de alta qualidade, incluindo cerâmica, madeira, metal e couro.


Negócios e Finanças

Corpo & Cia prepara Show da Disney em Venceslau Festival de dança será nos dias 11 e 12 de dezembro

A

academia Corpo & Cia promove há 22 anos o Festival de Dança em Presidente Venceslau, evento que atrai centenas de pessoas de toda região. Neste ano o tema escolhido foi o Show da Disney e as apresentações serão nos dias 11 e 12 de dezembro, no salão do Coroados Tênis Clube. O trabalho de preparação para o espetáculo teve início em meados do mês de março com a escolha do tema, desenvolvimento do figurino, cenários, estudo da parte cênica e dança. “Quem assiste o festival pode ver o resultado de um trabalho intenso que leva em média dez meses, fruto de muitas reuniões, empenho dos alunos, pais e de toda equipe da academia”, explica Isabel Cristina de Paula Lima, diretora da academia. Para a apresentação de dezembro foram ensaiadas mais de 35 coreografias desenvolvidas com dezenas de alunos, cerca de 300 figurinos foram confeccionados e muitas horas dedicadas para que o festival tenha o mesmo êxito de anos anteriores. Com o tema Show da Disney, os alunos farão apresentação de Jazz, Balé Clássico, Sapateado, Street Dance e Balé Clássico Livre. “O tema é muito rico e queremos passar para o público a magia da Disney por meio das danças”, afirma Isabel. “É muito satisfatório desenvolver esse trabalho, cuidamos de cada detalhe para o festival e quero convidar todos para assistirem o espetáculo deste ano. Já antecipo o agradecimento primeiramente a Deus, e o apoio de todos os nossos patrocinadores, pais, alunos e professores”, finaliza Isabel.

Empresa venceslauense de cosméticos atua em território nacional

Lucas Risk tem divulgado a marca em todo país

A SLX Professional, empresa de cosméticos de Presidente Venceslau, participou no último mês de outubro, da 12ª Feira Internacional Beauty Fair em São Paulo, e levou seus mais variados produtos, como a Mascara Matizadora Black Platinum, Linha Gold Treatment e Pó Descolorante. A feira é uma das maiores do mundo de negócios voltada exclusivamente para o profissional e comerciante do setor de beleza. A SLX Professional tem expandido no mercado brasileiro com vendas para cabeleireiros e distribuidores, e é administrada pelos irmãos Lucas e Wagner Risk. A empresa está em processo seletivo para contratação de vendedores e distribuidores, quem tiver interesse entre em contato pelos números (18)3272 -1869 e (18) 98153-7993.

Lucas e Felipe com modelo durante feira em SP

A empresa está em processo seletivo para contratação de vendedores e distribuidores, quem tiver interesse entre em contato pelos números (18)3272 – 1869 e (18) 98153-7993.

87 | Revista FOCO | novembro 2015


Negócios e Finanças

Pousada Mãe D´Água anuncia novidades na área de lazer em Epitácio Empresário André investe em toboágua e parque aquático

A

Por Wagner Bueno Foto: C&A - Comunicação e Arte

modernização sempre fez parte da história da Pousada Mãe D´Água em Presidente Epitácio. Com localização privilegiada a poucos metros do grande do rio Paraná, o local oferece uma estrutura com chalés, apartamentos, suíte com hidromassagem, flat e a casa mãe d´água. Na área de lazer, a pousada conta com piscinas abertas, cobertas e aquecida, área para paint ball, academia, salão de jogos e outras opções. Não bastasse toda variedade, o empresário André anunciou

o investimento na nova área de lazer. “Teremos em breve um sensacional toboágua, um parque aquático com playground”, disse André de Souza Castro, diretor da pousada. A pousada foi eleita pela Revista Quatro Rodas uma das mais procuradas do Brasil, com ótima estrutura. É uma boa dica de hospedagem para quem procura a cidade epitaciana em busca de tranquilidade e, claro, pescaria. A pousada costuma receber grupos de amigos que viajam para pescar e também famí-

lias inteiras que gostam de descansar à beira do rio Paraná e conferir o Pôr do Sol mais bonito do Brasil. Barcos, equipamentos para pesca, iscas e embarcações com piloteiros são alguns dos serviços oferecidos aos hóspedes. O restaurante da Pousada Mãe D´Água oferece um cardápio variado com delícias caseiras e cozinheiros tarimbados na área da culinária. “Temos o prazer em servir bem o nosso cliente e deixa-lo satisfeito. Essa é nossa marca registrada”, finaliza André.

Serviço A Pousada Mãe D´Água está localizada na rua Hélio Gomes nº 631, em Presidente Epitácio. O telefone é (18) 3281 7644 Site: www. maedagua.com.br

88 | Revista FOCO | novembro 2015


Negócios e Finanças

Nascidos para o comércio, casal epitaciano convive há 25 anos

Fábio e Melissa se conheceram na adolescência e mantém negócios e família Por Wagner Bueno Foto: Cristiano Fernandes

Q

uem conhece a história de Melissa Martelli e Fábio Ricardo logo entende que o caminho dos dois já estava traçado. Juntos há 25 anos, Fábio, 40, e Melissa, 38, começaram a namorar ainda na adolescência e batalharam para conquistar o crescimento nos negócios em Presidente Epitácio, cidade onde constituíram família e possuem comércio. Ele começou a trabalhar ainda na guarda-mirim e aos 16 anos teve o primeiro registro profissional na loja de calçados Epical. Fábio conta que o proprietário Miguel lhe ensinou os primeiros passos para o desenvolvimento no comércio. “Ele me disse que eu tinha que trabalhar com móveis, que tinha talento para isso e me arrumou um emprego

em uma loja de móveis na cidade, sou muito grato a ele pela oportunidade”, relata. Nessa época, Fábio apresentou a jovem Melissa para Miguel que prontamente lhe arrumou emprego na loja de calçados. “Minha trajetória sempre esteve ligada com a dela, e nos desenvolvemos juntos”, diz. O tempo passou e os dois tiveram diversas oportunidades no comércio, até que em 2004, Fábio, que mostrava habilidades com antenas parabólicas e produtos eletrônicos, decidiu abrir o próprio negócio. “Comecei apenas com a linha eletrônica, mas logo me lembrei dos conselhos do Miguel, e implantei também a linha de móveis na loja”, conta. Melissa, que já estava casada com Fábio, também começou

a trabalhar na empresa. Em 2006, o casal empreendedor criou uma loja especializada em móveis e roupas para bebês e crianças. “Essa loja quem cuida é a Melissa que é meu braço direito e sempre está ao meu lado em tudo”, disse Fábio, que em 2014 inaugurou uma nova empresa e hoje o casal administra a Episat Móveis, Episat Baby e Show Room Episat. “Conquistamos muitos clientes pela forma como nos relacionamentos com eles, na verdade, fazemos amigos e trabalhamos para conquistar a confiança de todos. Nos momentos de dificuldade, encaramos os problemas de frente, sem fugir das responsabilidades, e desta forma graças a Deus, estamos no mercado”, fala Fábio.

89 | Revista FOCO | novembro 2015


Negócios e Finanças

Karol Durante é eleita Mulher de Negócios pelo Sebrae

Empresária atua no comércio de Presidente Epitácio Por Nathália Oliveira Foto: Cristiano Fernandes

A

venceslauense Karoproduto e está satisfeita. Isso é muiline do Carmo Duto importante, pois o cliente fiel semrante, de 26 anos, pre fará uma boa propaganda da sua mudou-se para Presidente Epitácio no loja”, explica. início de 2014, após o marido receber Karol está constantemente em uma proposta de trabalho naquela cibusca de atualização, para aprimodade. rar o negócio e quem sabe até abrir Karoline, que sempre gostou de uma filial. “Hoje, com a organização moda e já trabalhava em loja de rouque aprendi, consigo guardar dinheiro pas, decidiu que era hora de aproveitar que será utilizado para uma filial em a mudança e investir no próprio neoutra cidade. Espero que aconteça em gócio. breve”. Com o apoio do esposo Daniel, Tanto esforço não poderia ter dos pais Luiz Antônio e Aparecida e a resultado diferente senão o reconheajuda do Sebrae, ela inaugurou no dia cimento: a história de Karoline foi 23 de março de 2014 a Visu Shok, loja selecionada para o Prêmio Sebrae de roupas e acessórios femininos. Mulher de Negócios. O Prêmio foi A microempresária acredita que criado em 2003, para incentivar, proo suporte do Sebrae foi fundamental fissionalizar e homenagear o emprepara a tomada de decisão. “Procurei o endedorismo feminino no Brasil. As Sebrae para conhecer um pouco mais candidatas concorrem a um troféu, do comércio de Presidente Epitácio, as“Acredito que tudo que você sonha, ao selo de vencedora e uma capacitasisti palestras e fiz consultoria. Adminisção realizada em território nacional, deseja, o que você realmente tro a loja sozinha, controlo as entradas além de uma viagem internacional. acredita, acontece.” e saídas, anoto tudo para não perder Para chegar à última etapa, que é a Karol Durante nenhum detalhe”, diz Karol, como é conacional, as concorrentes passam penhecida. las etapas regional e estadual. A hisPara ela, o cliente sempre tem razão e o atendimento de qualitória de vida de Karol concorre agora a etapa estadual. O resultado dade é uma das formas de fidelizar seu público. será divulgado em março de 2016. A empresária realiza diversas promoções, mantém contato dire“Penso estar fazendo o certo até hoje. Quando erramos em algo, to com os clientes, utilizando as ferramentas virtuais, como facebook logo nos desculpamos e procuramos uma forma de reverter a situação ou whatsapp, além do bom e velho telefone e costuma medir o nípara não perder o cliente nem gerar uma fama negativa para a loja. vel de satisfação dos clientes após uma compra. “Sempre que fazemos Acredito que tudo que você sonha, deseja, o que você realmente acreuma venda entramos em contato com a cliente para saber se gostou do dita, acontece”, finaliza Karol.

90 | Revista FOCO | novembro 2015


Negócios e Finanças

A+ Calçados é inaugurada com sucesso em Venceslau

Por Nathália Oliveira Fotos Cedidas

N

o primeiro dia do mês de outubro, Presidente Venceslau ganhou uma nova loja. A empresa A+ Calçados abriu as portas no centro comercial da cidade com grande variedade de produtos. A empresa faz parte de uma rede que está presente nas cidades de Penápolis e Presidente Epitácio. O proprietário da empresa, Reginaldo Migliorini Liessi, disse que para efetivar o investimento na cidade, realizou pesquisas de mercado e estudou o potencial do comércio venceslauense. “Temos uma loja na cidade em Presidente Epitácio e decidimos investir também em Venceslau. A filosofia da A+ Calçados é trabalhar com variedade, qualidade e bom preço. Nossa loja vem para somar no forte comércio venceslauense”, comentou. O gerente da loja, Evandro Bueno, disse que a empresa tem alcançado sucesso nos primeiros dias de trabalho. “Temos uma equipe muito boa de funcionários, formada por pessoas comprometidas, e só temos que agradecer a receptividade dos venceslauenses e toda região com a loja.” Serviço A loja está localizada na avenida D.Pedro II, 546. Possui ambiente amplo e climatizado, e oferece excelentes condições de pagamento. O telefone é (18) 3272 1945.

91 | Revista FOCO | novembro 2015


Gente em Foco

Por Cristiano Fernandes

Gustavo & Larissa As famílias de Gustavo e Larissa comemoraram em novembro o casamento celebrado em Presidente Venceslau. O casal ao lado de Hélio Yuokio Kataiama e Vera Lúcia Pereira (pais do noivo) Elys Fernanda Santos de Oliveira (irmã da noiva) com os pais Claudomiro Cayres de Oliveira e Clarice Santos Cayres de Oliveira

O casal ao lado de Emerson Abade e Silvia Lemos

William & Jéssica Os noivos com Euclides Pereira de Souza e Maria de Lourdes Perosso de Souza (pais do noivo)

Os pais da noiva Edimilson Pereira Socossiuc e Cleonice Barbosa Socossiuc

92 | Revista FOCO | novembro 2015

O casal Jessica e Willian celebrou a união com a presença de convidados especiais


IMPRIMA!!! Nosso papel é ecológico e gera emprego e renda.

O papel possui ciclo de vida extremamente ligado à natureza no Brasil. Hoje nossas indústrias usam 100% de matéria-prima proveniente de florestas renováveis, e também recicla boa parte do papel descartado pela população após o consumo, assim o setor de celulose e papel tem evoluído, ocupando lugar de destaque na produção sustentável.

18 3271 3824 | orcamento@graficapresidente.com.br | Av. Dom Pedro II, 655 - Centro - Pres. Venceslau/SP


?

QUER TER A SENSAÇÃO DE DEVER CUMPRIDO

MATRICULE SEU FILHO NO COLÉGIO SÃO PAULO

!

ACREDITE NO PODER DA EDUCAÇÃO.

Presidente Prudente Rua Dr. Gurgel, 840 - Centro (18) 3221 3244 colegio.saopaulo@hotmail.com

Presidente Epitácio Rua Curitíba, 8-70 - Centro (18) 3281 2344 colegiosaopaulo2@hotmail.com

Presidente Venceslau Rua Prudente de Moraes, 826 Vila Baruta (18) 3272 1292 colegiosaopaulopv@outlook.com

Revista Foco - Novembro 2015  

A Revista Foco é produzida pelo Grupo WB Comunicação e circula nas cidades de Presidente Venceslau, Epitácio, Santo Anastácio, Presidente Pr...

Advertisement