Page 1

E xperientes

Jornal da Federação das Associações e Departamentos de Aposentados, Pensionistas e Idosos do Estado de São Paulo

Filiado a

ED.015 - MAIO 2015

SÃO PAULO TRABALHA, TRABALHA E MUITO!

FAPESP LUTA PELA DERRUBADA DAS MPS 664 E 665

A FAPESP foi a Brasília diversas vezes participar de Audiências Públicas contra as MPs 664 e 665 além de diversas reuniões com Entidades e autoridades para DERRUBADA das MPs 664 e 665 além da articulação para APROVAÇÃO do nosso PL 4434/08. O objetivo único da FAPESP e sua Diretoria é de recuperar direitos que foram roubados pelo Governo Federal bem como corrigir os nossos ganhos e recuperar perdas. (Páginas 4 e 5)

OS BANCOS NOS OUVIRAM MAS NÃO VAMOS NOS CALAR!

Os ofícios encaminhados às autoridades estão surtindo efeito tanto para os bancos quanto na mídia. O banco Bradesco respondeu aos Diretores da FAPESP, Antero Ferreira Lima e José Goulart, que denunciaram a prática em não receber boletos ou transações e sequer podem entrar no domicílio bancário. (Página 3 ) www.federacaofapesp.com.br

facebook.com/fedaeracaofapesp

@federacaofapesp


02

ESPAÇO DO PRESIDENTE

EXPERIENTES

NOSSA MAIOR LUTA É PELO APOSENTADO!!

Amigos aposentados, pensionistas e idosos, Paz e bem! O objetivo único da FAPESP e sua Diretoria é o de recuperar direitos que foram roubados pelo Governo Federal bem como corrigir os nossos ganhos e recuperar perdas. Temos claro que desde o evento dos “147” nós, os aposentados e idosos desse país não tiveram uma única vírgula de reposição salarial, de recuperação das perdas e de direitos. Tanto sob as correções salariais como no direito. Fomos roubados vergonhosamente pelo Governo que ai está e pelos que antecederam desde

o ano de 1988. Isso prova que as nossas ações seja no Congresso, em reunião com o Governo, com ações nas ruas, e isso não tem gerado NENHUM resultado. Temos que mudar nossas estratégias de luta, nossas ações no Congresso Nacional ou não vamos conseguir mais nada. Nós de São Paulo não enganamos ninguém, não ficamos falando no nome dos outros. NÓS LUTAMOS PARA MUDAR ESSA SITUAÇÃO. Já falaram que o presidente da FAPESP é oposição. Se estiverem se referindo à Revolução dos Idosos, da construção e EXECUÇÃO de um projeto novo de renovação de ideias, então, sou oposição. Mas por favor, não nos rotulem de oposição eleitoral, para aparecerem como vítimas. VAMOS JUNTOS UNIR, TRABALHAR E TRABALHAR MUITO. NOSSO FOCO DE TRABALHO SÃO OS APOSENTADOS E IDOSOS E NADA MAIS. Portanto, amigos não enganemos ninguém. Sempre tive e mantenho a

Espaço Jurídico com Dr. Rodrigo Oliveira Cevallos

Nova ação visando a recomposição salarial pelo reajuste do teto salarial das EC’s 20/98 e 41/2003, a qual recupera as perdas salariais dos aposentados em até 4,07%, sendo 4,07% para quem se aposentou até maio de 1999, e 1,75% para quem se aposentou até maio de 2004. Quando da edição das Emendas Constitucionais 20/98 e 41/2003 que fixaram os novos tetos previdenciários, o percentual de reajuste dos novos tetos

não foram repassados aos benefícios vigentes. Todos os beneficiários da Previdência Social que percebem benefício em valor superior ao salário mínimo, que tenham se aposentado até mês de maio de 2004 tem este direito. O beneficiário, obtendo êxito na ação, faz jus ao recebimento dos atrasados dos últimos 5 anos, sem contar que a renda mensal será revista

mesma posição. TRABALHAMOS E MUITO. SE TRABALHAR PARA O APOSENTADO FOR SINÔNIMO DE OPOSIÇÃO ENTÃO A FAPESP É OPOSIÇÃO, PORQUE A FEDERAÇÃO DE SÃO PAULO SEMPRE ESTARÁ NA LUTA PELO APOSENTADO E IDOSO E NADA MAIS. A FAPESP não se manifesta sobre especulações ou campanha eleitoral e não discute esses assuntos fora de reuniões para ações desses objetivos. A FAPESP trabalha a favor dos aposentados. Este mês fui a Brasília na Câmara Federal para Audiência Pública discutir e lutar pela DERRUBADA das MPs 664 e 665 e pedir para que seja votada e APROVADA o nosso Pl 4434/08. No dia seguinte sai às 4 da manhã de Brasília e logo pela manhã já estava na reunião do Conselho da Previdência em São Paulo lutando por uma Previdência justa. Lutamos por um país melhor e isso que devemos ter como meta. Para a FAPESP, COBAP é a união de todos os Aposentados, Pensionistas e Idosos. e incorporada ao benefício pago pelo INSS mensalmente. SAIBA SEUS DIREITOS! Para agendar uma consulta com o departamento jurídico da FAPESP basta ligar para o telefone (11) 3150-9393 e marcar hora e data do atendimento. Os atendimentos ocorrem na sede da Federação na Rua 24 de Maio, 250 :: 1º Andar República, São Paulo.

EXPEDIENTE Federação das Associações e Departamentos de Aposentados, Pensionistas e Idosos do Estado de São Paulo

CNPJ: 60.263.365/0001-30 Rua 24 de Maio, 250 :: 1º Andar - República :: CEP: 01041-000 São Paulo SP Tel: (11) 3150-9393 Site: www.federacaofapesp.com.br Facebook: www.facebook.com/federacaofapesp DIRETORIA EXECUTIVA Presidente: Antonio Alves Da Silva Vice-Presidente: José Carlos da Cruz Prates Secretário Geral: José Goulart Da Silva 2º Secretária: Mercedes Lopes Mendes Tesoureiro: Octaviano Pereira Santos 2º Tesoureiro: Felicio Pereira Barbosa

Diretor de Comunicação Social: Adonias Cesário de Souza Diretor Adjunto: Ana Maria Martins Diretor de Assuntos Jurídicos: Valdemar Venâncio Diretor de Rel. Sind. Movimentos Sociais: Juraci Goes Diretor de Patrimônio: Antero Ferreira Lima Diretor Adjunto: Jaime da Silva Cortez Diretor Previdência Social: Jandir Teixeira Diretor Adjunto: Nelson Gonçalves Diretor de Eventos: Rupert Martins Silva Diretor Adjunto: Lydia Roque Diretor de Cultura E Lazer: Eva Narciso Miguel Diretor Adjunto: Norma Lopes Golçalves

CONSELHO FISCAL TITULAR 1 – José Veiga de Oliveira 2 – Laércio Carolino 3 – José Nunes CONSELHEIROS SUPLENTES 1 – José Roberto Scarpari 2 – Ramios Pereira do Nascimento

Jornalista responsável e design gráfico Renan Matavelli E-mail: renanmatavelli@gmail.com Impressão: Gráfica Cinelandia Tiragem : 30 mil exemplares


MAIO 2015

Idosos são desprezados pelos bancos!

03

OS BANCOS NOS OUVIRAM MAS NÃO VAMOS NOS CALAR!

Os ofícios encaminhados às autoridades estão surtindo efeito. A FEBRABAN e o banco Bradesco responderam a FAPESP que denunciou a prática em não receber boletos ou transações de aposentados, pensionistas e idosos nos caixas físicos, dentro da agência, e sequer podem entrar no domicílio bancário. APESAR DA RESPOSTA NÃO VAMOS NOS CALAR PORQUE A REALIDADE É OUTRA. A FEBRABAN, Federação Brasileira de Bancos, respondeu informando que os bancos não praticam a recusa de recebimento de boletos, que funcionários são orientados sobre como orientar todos os clientes e disponibilizam de forma legível a situações que impliquem na recusa de pagamentos ou recepção de cheques. Mesmo com este retorno, a prática que acontece é completamente oposta. Os idosos continuam sofrendo discriminação e constrangimento para pagar suas contas nas agências. O Jornal Agora São Paulo publicou na página Defesa do Cidadão reportagem repercutindo o trabalho da FAPESP que encaminhou ofícios às autoridades denunciando a prática. Na reportagem repercute a resposta do banco Bradesco aos Diretores da FAPESP, Antero Ferreira Lima e José Goulart, reforçando que o atendimento é igual a todos os clientes, MAS A REALIDADE É OUTRA. Este caso está no Jornal Agora e no site do jornal. Reencaminhamos ofício ao Banco Central, ao Ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas, a Presidente do INSS, Elizete Belchior, ao Presidente Da Câmara Federal,

Eduardo Cunha e o Presidente do Senado, Renan Calheiros COBRANDO explicações e qual posicionamento irão tomar diante da prática no qual o correntista ou beneficiário da Previdência Social que recebe no banco não consegue pagar suas contas se for igual ou inferior a mil reais. Os atendentes encaminham os idosos para efetuar pagamento em uma casa lotérica ou nas máquinas de autoatendimento que não possuem funcionários para auxiliarem tais procedimentos. O banco Bradesco por meio de nota disse: “Esclarecemos que todos seus apontamentos foram acolhidos com a devida atenção. Informamos que não faz parte dos procedimentos desta Instituição Financeira impedir ou dificultar a utilização do caixa convencional pelos nossos clientes e aos usuários, já que adotamos a política “de portas abertas”. Entretanto, muitas vezes, nossos colaboradores orientam os clientes e usuários a utilizarem os canais alternativos, com a finalidade de proporcionar mais agilidade e comodidade na efetivação das

operações, além de diminuir o tempo de espera em filas. Reafirmamos, porém que os guichês podem ser utilizados, sempre que houver necessidade.” Esse descaso não pode acontecer mais! A Previdência irá tomar medidas diante do DESCASO dos bancos com os aposentados. Em 26 de março, a chefe do gabinete do Dr. Benito Brunca da Previdência social, confirmou o recebimento de nosso ofício denúncia e nos disse que tomará providências com relação aos fatos relatados. Essa atitude contraria o Estatuto do Idoso nos artigos 2, o artigo 3 o caput e inciso I, o artigo 10 caput e o parágrafo 2º e o 3º, o artigo 96 caput e o parágrafo 1º e 2º. “Art. 96. Discriminar pessoa idosa, impedindo ou dificultando seu acesso a operações bancárias, aos meios de transporte, ao direito de contratar ou por qualquer outro meio ou instrumento necessário ao exercício da cidadania, por motivo de idade”. O que significa na prática, crime contra o Idoso.

Comissão de imprensa se reúne nos estúdios da APEVO AComissão de Imprensa da FAPESP se reuniu na APEVO para definir objetivos e metas para a divulgação do movimento dos aposentados. Um dos principais pontos foi a utilização das redes sociais e todas as mídias para divulgar o trabalho das Associações e da FAPESP. Os Diretores Adonias, Luiz, José Goulart e Jandir fizeram um pequeno vídeo no estúdio da APEVO para treinar e mostrar a todos como é importante ter em vídeo a divulgação do movimento. Parabéns APEVO pela acolhida e excelente trabalho em Votorantim.


04

EXPERIENTES

FAPESP LUTA PELA DERRUBADA DA MP 664

O Governo mais uma vez articula esconder as reais perdas pelos segurados no INSS com esse relatório do Deputado Carlos Zaratini. A Presidente Dilma impõem Medidas Provisórias sem discutir com as Entidades e isso não é uma democracia justa e mais uma vez evidência a falta de respeito ao aposentado e idoso. Apesar do recuo do governo a FAPESP É CONTRA AS MPS 664 E 665 E LUTAMOS PARA A RETIRADA DAS MEDIDAS O relator da medida provisória 664, deputado Carlos Zarattini (PT-SP), apresentou parecer na comissão mista que analisa a matéria um parecer com diversas modificações da MP reduzindo o prazo de contribuição exigido para concessão de pensão por morte. O principal ponto é a redução, de 24 para 18 meses, do prazo mínimo de contribuição para que a pensão por morte seja concedida para o cônjuge ou companheiro – a Lei de Benefícios da Previdência Social (8.213/91), alterada pela MP, não estabelecia tempo de carência. A medida também exige um tempo mínimo de dois anos de casamento ou união estável, que foi mantido pelo relator – outra regra que não existia na lei. De acordo com o texto do deputado, se o segurado morrer antes de completar as 18 contribuições ou se o casamento tiver menos de dois anos, o parceiro terá direito a quatro meses de pensão. Esse dispositivo também não constava no texto original da MP. Como houve pedido de vista coletivo, o relatório somente será votado na próxima

reunião, prevista para o começo de maio. Até o final da discussão, deputados e senadores podem apresentar destaques. Por isso, a FAPESP acompanhará de perto todas as ações do governo e cobraremos para a DERRUBADA da Medida sem discussões. Além de passar pela comissão mista, a MP 664 precisa ser votada nos plenários da Câmara dos Deputados e do Senado. Isso tem que acontecer até 1º de junho, último dia de vigência do texto. Outro ponto do relatório foi a exclusão das regras que previam uma cota familiar para o valor da pensão. Pelo texto da MP, a pensão equivale a 50% do benefício do segurado que morreu, mais 10% por dependente até o máximo de 100%. Zarattini também alterou as regras para as faixas etárias que determinam o tempo de duração da pensão. Até 21 anos, o cônjuge tem direito a três anos do benefício por morte. De 21 a 26, passa a ter direito a seis anos; de 27 a 29, a dez anos; de 30 a 40, a 15 anos; de 41 a 43, a 20 anos; de 44 em diante, a pensão passa a ser vitalícia.

O texto da MP traz uma regra diferente, que leva em conta a expectativa de vida do cônjuge ou companheiro. Mas o relator considerou esse modelo de “difícil explicação, compreensão e previsibilidade para os beneficiários”. No caso do auxílio-doença, o relator manteve a obrigação de a empresa pagar ao seu empregado o salário durante os 30 primeiros dias de afastamento, o dobro do que previa a legislação anterior à MP 664. Zarattini também incluiu um dispositivo sobre seguro-desemprego, que originalmente não é tratado no texto da MP 664, e sim na MP 665/14, que também tramita no Congresso Nacional. De acordo com o dispositivo, o benefício recebido pelo trabalhador será descontado em 8% a título de contribuição previdenciária. Assim, o tempo que o trabalhador tiver de segurodesemprego poderá ser contado como tempo de serviço e incluído no cálculo da aposentadoria. VAMOS ACOMPANHAR DE PERTO E LUTAR PARA DERRUBDA DAS MPs 664 E 665.

A FAPESP encaminhou ofício para todos os Deputados Federais para que seja RECUSADO o Art. 2º da Medida Provisória Nº 672, de 24 de março de 2015, decretada pela Presidente Dilma Rousseff. Esta Medida Provisória mantém a política de valorização do salário mínimo até o ano de 2019 com os reajustes correspondentes à variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor – INPC, mais a variação do PIB , calculado e divulgado pelo IBGE, acumulada nos doze meses anteriores ao mês do reajuste. Porém o Art. 2º garante que este reajuste seja dado por meio de DECRETO. “§ 1º Os reajustes para a preservação do poder aquisitivo do salário mínimo corresponderão à

variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor - INPC, calculado e divulgado pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE, acumulada nos doze meses anteriores ao mês do reajuste. Art. 2º Os reajustes e aumentos fixados na forma do art. 1º serão estabelecidos pelo Poder Executivo, por meio de decreto, nos termos desta Medida Provisória.” Por isso, solicitamos que os senhores Deputados votem para a retirada deste artigo, pois o reajuste do salário mínimo deve ser discutido e aprovado pelo Congresso Nacional e NÃO via decreto. Uma medida completamente arbitraria que tira todo poder do Congresso Nacional e uma ação completamente desrespeitosa à democracia brasileira, apresentando-nos novamente um

Governo que não governa para o seu povo. QUEREMOS JUSTIÇA!!! A MP que garante a fórmula atual para o reajuste do salário mínimo até 2019 recebeu 55 emendas de parlamentares que pedem a extensão do cálculo também aos benefícios do INSS acima do piso.

FAPESP pede a Deputados que recusem o Art. 2º da MP 672


05

MAIO 2015

FAPESP vai a Brasília participar de Audiência Pública contra as MPs 664 e 665

O Presidente da FAPESP, Antonio Alves da Silva foi a Brasília participar de diversas reuniões com Entidades e autoridades para discutirem temas que envolvem os aposentados como a DERRUBADA das MPs 664 e 665 além da APROVAÇÃO do PL 4434/08. Nosso grande líder foi a Câmara dos Deputados, participou de sessão presidida pelo Deputado Federal Cleber Verde. O Ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas, falou sobre as MPs 664 e 665 como o envelhecimento do país ,a quantidade de aposentados no Brasil e a administração da

Previdência e que a Previdência é SIM superavitária. Logo depois a presidente da ANFIP, Margarida Lopes de Araújo, destacou a importância e defendeu a aprovação do PL 4434/08 que repõem e mantem os benefícios na mesma proporção o que foi contribuído. Pela tarde o Presidente da FAPESP, participou da Audiência Pública presidida pelo Senador José Pimentel. A reunião discute com diversas Entidades e especialistas quais ações devem ser tomadas contra a aprovação das MPs 664 e 665. A FAPESP está na luta para derrubada dessas medidas impostas

pelo governo federal. Não vamos admitir isso!! Força Já aposentados! Estamos aqui para lutar pelo bem do APOSENTADO!

FAPESP se reúne com o Deputado Federal Arnaldo Faria de Sá O Presidente da FAPESP, Antonio Alves da Silva e os Diretores Jair Azzi, Jandir Teixeira e o Dirigente Eliezer Prado se reuniram com nosso grande companheiro de luta, o Deputado Federal Arnaldo Faria de Sá para discutir quais ações serão tomadas diante das ações impopulares que a Presidente Dilma faz com os aposentados e pensionistas do nosso Brasil como as MPs 664 e 665 além da política de valorização do salário mínimo que não atende a todos os aposentados.Não vamos permitir que continuem destratando nós aposentados!

FAPESP visita Associação dos Aposentados e Pensionistas de São José dos Campos O Presidente da FAPESP, Antonio Alves da Silva se reuniu na Associação dos Aposentados e Pensionistas de São José dos Campos com os Diretores Jairo, Ismael, Milton e Paulo. Os Dirigentes discutem ações para o movimento e o sucesso do Ato de Piracicaba. Na reunião foi

comentado sobre as ações que o governo tem tomado contra os aposentados como as MPs 664 e 665 e a MP decretada pela Presidente Dilma que não estende a política de valorização do salário mínimo para todos os aposentados, além da luta de colocar em pauta e aprovar o PL4434.

FAPESP recebe a Diretoria da Associação dos Aposentados de Caraguatatuba

O Presidente da FAPESP, Antonio Alves da Silva, recebeu a Diretoria da Associação dos Aposentados de Caraguatatuba. Na reunião discutiram a importância da união no movimento e convidaram a Fapesp a participar do 3º Congresso da Admap

(Associação Democrática dos Aposentados e Pensionistas), na cidade de Caraguatatuba, litoral norte de São Paulo, nos dias 15,16,17 de maio. Para participar será necessário confirmar a inscrição com a Admap. Juntos somos mais fortes e podemos mudar nosso país!


06

EXPERIENTES

Dia de Festa na União dos Aposentados e Pensionistas de Transporte Coletivo de São Paulo O Presidente da FAPESP, Antonio Alves da Silva participou de Assembleia na União dos Aposentados e Pensionistas de Transporte Coletivo de São Paulo para a eleição da Diretoria. Por aclamação, o Presidente José A. Ribeiro de Vasconcelos e o vice-presidente Antero Ferreira Lima foram reeleitos. Um dia de muita festa e alegria com direito a um almoço com muita música ao vivo. Parabéns toda a Diretoria pelo belo trabalho!!! Estamos juntos nessa luta para fazer um país mais justo aos aposentados e idosos de todo o Brasil!

AAPJR protocola ofício pedindo apoio para derrubada das MPs 664 e 665 O Secretário Geral, Cid Tavares da AAPJR - Associação de Aposentados de Jundiaí e Região veio a FAPESP protocolar ofício pedindo apoio a FAPESP na Ação Direta de Inconstitucionalidade protocolada pela ANFIP. Esta ação pede a DERRUBADA das MPs 664 e 665. A FAPESP reitera TOTAL apoio a ação! O Presidente da FAPESP Antonio Alves da Silva estava junto com a COBAP acompanhando e apoiando a Anfip no dia que foi protocolado a Adin no Supremo Tribunal. Parabéns pela ação AAPJR, estamos juntos nessa luta e não vamos desistir de lutar por uma vida justa e digna aos aposentados, pensionistas e idosos! Força aposentados!

ASDIL participa de encontro regional da melhor idade na cidade de Lins

Fazendo parte das comemorações do aniversário de Lins, a Prefeitura Municipal, o Fundo Social de Solidariedade em parceria com a ASDIL realizaram na Casa da Cultura de Lins, o Encontro Regional da Melhor Idade que contou com 2.000 participantes de 20 cidades da região. Os idosos foram recepcionados pela Banda Municipal Benedito Marinho e pelas crianças e adolescentes da Casa de Cultura e Cidadania AES Tietê que deram um show de coreografia e malabarismo, na recepção dos convidados. A animação do Baile ficou por conta da Banda Perfeisom.

O Prefeito Edgar de Souza prestigiou o evento, juntamente a Sra. Adelina Dinali (Presidente do Fundo Social) e Creusa Pires (Presidente da Asdil), além de Secretários e Servidores Municipais. Os representantes e Coordenadores

FAPESP participa de reunião do Conselho da Previdência

O Presidente da FAPESP, Antonio Alves da Silva participou da reunião do Conselho da Previdência Social presidida por Marcia Garcia da Gerência Executiva São Paulo Leste. Estamos juntos nessa luta pela melhoria de vida dos aposentados, pensionistas e idosos!

da Melhor Idade das 20 cidades participantes foram homenageados com uma lembrança do Município e o Prefeito que entregou uma muda de árvore frutífera a cada coordenador. PARABÉNS PELA LINDA FESTA!


07

MAIO 2015

Nota de pesar

O céu está em festa por receber os amigos Darcio Beneduzzi e José Simão que partiram na sua viagem final. Ambos deixam marcas de bondade, de honestidade e acima de tudo ensinamentos de como amar e servir o próximo. Nós celebramos a vida. Jesus ressuscitou e nos deu vida eterna e vida em abundância. Sabemos que os que ficam choram de saudades, mais o mesmo Jesus os consolará e dará força e amor, pois seu amor é maior que TUDO. Deus não desampará os seus filhos!

Maria Cilene Pelarin Beneduzzi, esposa do senhor Darcio nos respondeu via telegrama nosso

A UAPO, União dos Aposentados e Pensionistas de Osasco, comemorou 41 anos de lutas e vitórias. O Presidente da Entidade Octaviano Pereira, ressalta o quanto é gratificante poder estar a frente de uma entidade que está comprometida na luta dos aposentados.FESTA LINDA E MERECIDA! A UAPO é um exemplo de luta e compromisso com os aposentados. Estamos juntos nessa luta!!! Octaviano Pereira, sempre esteve na luta desde a ativa, foi preso durante a ditadura e mesmo depois de aposentado continuou a lutar por um Brasil melhor. “O trabalhador da ativa deve ter em mente que será aposentado um dia, não podemos desistir de lutar

pelo nosso Brasil, nós somos o alicerce.” Sobre a união no movimento destaca. “Não são os governantes que nos castigam, somos nós que concordamos com toda esta situação, se não unirmos nossas forças para cobrarmos nossos direitos ninguém vai nos fazer justiça, nossa maior força esta conosco, só depende de cada um de nós fazermos nossa parte.” A União se destaca em Osasco e região, este é o lugar onde os aposentados, idosos e pensionistas procuram o merecido lazer de quem já trabalhou, no mínimo, 30 anos da vida. Parabéns a toda Diretoria e dirigentes envolvidos por fazer um trabalho exemplar!!! Estamos juntos nessa luta SEMPRE!!

pesar e reiteramos nosso carinho e apreço por toda a família.

Parabéns! UAPO comemora 41 anos de lutas e vitórias

ABRASPAP é a mais nova filiada a FAPESP A ABRASPAP, Associação Brasileira de Servidores Públicos Aposentados e Pensionistas localizada na zona Leste de São Paulo é a mais nova filiada a FAPESP. O Presidente da FAPESP, Antonio Alves da Silva pode conhecer de perto o trabalho e compromisso que a Associação tem na luta dos aposentados. Mais uma Entidade nos fortalecendo e fazendo nossa Federação a maior do país. Você idoso, aposentado ou pensionista que mora na região da zona Leste da cidade de São Paulo, procure a ABRASPAP, uma Entidade com compromisso em lutar mais pelos direitos dos aposentados.

Aniversariantes de Maio! 01/05 –União dos Aposentados e Pensionistas de Porto Feliz 05/05 –Associação dos Aposentados e Pensionistas de Salto 08/05 –Associação dos Aposentados e Pensionistas de Taquaritinga 11/05 –Associação Fênix – Movimento dos Trabalhadores Aposentados e Pensionistas do Estado de São Paulo. 13/05 –Associação dos Aposentados e Pensionistas de Jundiaí 21/05 –Associação dos Aposentados e Pensionistas de Presidente Epitáio 27/05 –Secretaria para Assuntos dos Aposentados e Pensionistas – Saap – Sintius – Santos 31/05 –Associação dos Aposentados e Pensionistas e Mogi das Cruzes


ENTIDADES FILIADAS NA FAPESP ASSAP – Associação Brasileira de Apoio aos Aposentados, Pensionistas e Servidores Públicos Federal Unidade São Bernardo do Campo (11) 2381-5487/ Unidade Ribeirão Preto (16) 3234-7869 / (16) 3234-7583/ Unidade Itaquera (11) 2639-1786 www.assapadm.com.br/fale-conosco

União dos Aposentados e Pensionistas do Brasil (11) 3255-0138 Associação dos Aposentados e Pensionistas de Catanduva (17) 3523-1148 associacaocatanduva@bol.com.br

ABRASPAP. Associação De Aposentados e Pensionistas e Servidores Públicos Matriz (11)3473-6241 / Unidade Oeste (11)2639-5075 http://www.abraspap.com.br/contato.php

Associação dos Aposentados e Pensionistas de Matão e Região (16) 3384-1139 aapmr@uol.com.br

SINDAPFER | Sindicato dos Aposentados, Pensionistas, Ferroviários e demais Categorias do Estado de São Paulo (11) 3229-8295 / 3228-0271 sindap@bighost.com.br

SINTAEMA – Sindicato dos Trabalhadores de Água, Esgoto e Meio Ambiente do Estado de São Paulo – Política Social (11) 3329-2500 / 3329-2537 aposentados.sintaema@terra.com.br

UAPO | União dos Aposentados e Pensionistas de Osasco Fone:3682-9895 / 99478-2781 uapo@terra.com.br Associação dos Trabalhadores Aposentados nas Indústrias Químicas do ABCD (11) 4433-5835 / 4432-3624 aposentados@quimicosabc.org.br Associação dos Aposentados e Pensionistas de Mauá (11) 4513-2271 / apmaua@yahoo.com.br Associação dos Trabalhadores têxteis Aposentados de São Paulo (11) 3313-4011 / 3313-3679 texteis@uol.com.br Associação dos Aposentados e Pensionistas da SABESP (11) 3372-1000 / Fax:3372-1009 aapsabesp@uol.com.br Associação dos Aposentados Idosos de São Carlos e Região (16) 3411-2189 apaisc.sc@gmail.com Associação dos Aposentados e Pensionistas de Araraquara (16) 3335-2452 / (16) 8173-4645 assoc.apa@bol.com.br Associação dos Aposentados e Pensionistas de Sorocaba (15) 3211-3554 / 3233-4867 / (15) 98837-1943 Apenso.so@gmail.com ADMAP – Associação Democrática dos Metalúrgicos Aposentados e Pensionistas de São José dos Campos e Região (12) 3922-1341 / 3923-8298 admapsjc@ig.com.br

Associação dos Aposentados de Taquaritinga (16) 3253-7253 associacao.aposentados-pensionistas@hotmail.com Associação dos Trabalhadores Aposentados e Pensionistas da Região do Grande ABCDMRPRGS (11) 4435-4702 / 4427-8977 secretaria@associacaoabc.com.br; atapaabc@gmail.com Associação dos Pensionistas Aposentados de Itanhaém (13) 3422-2114 apaire@terra.com.br Associação dos Aposentados e Pensionistas de Presidente Epitácio (18) 3281-1233 aappesaopaulo@yahoo.com.br União dos Aposentados e Pensionistas de Embu e Região (11) 4782-1541 jair.to.le.do@hotmail.com União dos Aposentados, Pensionistas de Guarulhos (11) 2087-7788 uniaoapo@outlook.com Associação dos Aposentados e Pensionistas de Ribeirão Preto (16) 3636-6914 / 3612-7852 aapirt@yahoo.com.br Associação Regional dos Aposentados e Pensionistas de São José do Rio Preto (17) 3235-3688 arapriopreto@gmail.com; arapriopreto@outlook.com

Associação dos Aposentados e Pensionistas de Mogi das Cruzes (11) 4727-5157 uapemc1@hotmail.com

Sindicato de Trabalhadores em Empresas Ferroviárias de Bauru, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso (14) 3223-6642 / 3223-6532 sinferrobru@uol.com.br

Associação dos Aposentados e Pensionistas de Jundiaí e Região (11) 4583-1190 / 4583-1193 / 4583-1195 aapjr@terra.com.br aapjr@aapjr.org.br

Associação dos Aposentados, Pensionistas e Idosos de Monte Alto e Região (16) 3242-6925 aposentadosmontealto@gmail.com

Associação dos Aposentados e Pensionistas de Salto (11) 4028-0112 / 4029-8639 lojadojorge@gmail.com

FENIX – Movimento dos Trabalhadores Aposent. e Pensionistas de São Paulo (11) 3258-6514 / 3231-2726 fenixassociacao@terra.com.br ; fenixaapsp@terra.com. br

Associação dos Aposentados e Pensionistas de Piracicaba e Região – “Eclética” (19) 3447-3447/ (19) 3447-3440 aposentadospira@terra.com.br União dos Aposentados e Pensionistas de Transporte Coletivo de São Paulo (11) 2921-5747 / 2976-7492 uniaodosaposentados@terra.com.br Departamento de Aposentados e Assuntos de Aposentadoria STU – Sindicato dos Trabalhadores da UNICAMP (19) 3289-4242 / (19) 3289-3502 secretaria@stu.org.br

Associação dos Aposentados e Pensionistas de Várzea Paulista (11) 4606-2414 aapiclp@hotmail.com Associação dos Aposentados de Campo Limpo Paulista (11) 4039-4109 duarteaapi@hotmail.com Associação dos Aposentados de Caraguatatuba (12) 3883-2418 / 3883-2174 caragua.aapc@gmail.com Associação dos Aposentados e Pensionistas da Região de Garça (14) 3471-1188 aaprg@spacnet.com.br APEVO- Associação dos Aposentados e Pensionistas de Votorantim e Região (15) 3243-2410 comunicação@apevo.com.br Associação dos Aposentados e Pensionistas de Penápolis (18) 3652-8555 aposentadospenapolis@terra.com.br AAPIBAN - Subsede em Andradina – Associação dos Aposentados, Pensionistas e Idosos de Birigui, Andradina e Região (18) 3721-1061 AAPINHOR – Associação dos Aposentados, Pensionistas e Idosos de Novo Horizonte e Região (17) 3542-4127 aapinhor@gmail.com AAPV – Associação dos Aposentados e Pensionistas de Valinhos (19) 3849 -2656 / 3871-0092 aapv@ig.com.br SAAP – Secretária de Assuntos de Aposentados e Pensionistas – SINTIUS – SANTOS (13) 3226-3205 /3226-3215 silviosivoca@hotmail.com AAPJR – Associação dos Aposentados e Pensionistas de Jaú e Região ass.aposentados@uol.com.br / www.aapjau.com.br Associação dos Trabalhadores Metalúrgicos Aposentados e Pensionistas de Piracicaba (19) 3433-9845 assaposent@terra.com.br AAPIBAN - Associação dos Aposentados, Pensionistas e Idosos de Birigui e Alta Noroeste (18) 3641-2701 aapiban@outlook.com / www.aapiban.org.br ARAPS - Associação Regional dos Aposentados Pensionistas pela Previdência Social Rio Claro (19) 3533-8787 arapsrioclaro@uol.com.br Associação dos Aposentados, Pensionistas e Idosos e Lençóis Paulista (14) 3264-1393 aposentadoslencois@gmail.com

Associação dos Aposentados e Pensionistas de Araras (19) 3541-8068 aapas@terra.com.br

Associação dos Aposentados e Pensionistas de Porto Ferreira (19) 3585-6600 aappferreira@hotmail.com

Associação dos Aposentados e Pensionistas do Setor da Alimentação de Catanduva e Região (17) 3521-3440 aapsacr@hotmail.com

Associação dos Metalúrgicos Aposentados de Sorocaba e Região (15) 3031-4271 / 3031-2459 amasosor@yahoo.com.br

Associação dos Aposentados e Pensionistas de São José dos Campos (12) 3942-2930 contato@aapsjc.com.br

Associação Eclética de Aposentados e Pensionistas de Mogi Guaçu (19) 3841-8841 / 3861-7755 a.ecletica@ig.com.br

Jornal Experientes 15 Edição  

Jornal Experientes 15 Edição

Jornal Experientes 15 Edição  

Jornal Experientes 15 Edição

Advertisement