Page 1

Pessoas Com Deficiência - PCD Relatório dos Contratados da empresa VINA Gestão de Resíduos Sólidos e Locação de Equipamentos Período de 24/ 09 /2013 a 31 /12/ 2018

Cumprimento de cotas da Lei nº 8213/91

1


2


OBJETIVO

Este relatório tem por objetivo mapear os contratados da VINA Gestão de Resíduos Sólidos e Locação de Equipamentos, que são pessoas com deficiência (PCD), dentro do cumprimento das cotas da Lei n. 8.213/911. Este mapeamento permitirá conhecer o trabalho, o grau de satisfação, as dificuldades e o nível de socialização de cada PCD contratado, nesse processo de inclusão social, via mercado formal de trabalho. Na visão da VINA, não basta cumprir as cotas exigidas pela Lei, mas assumir um papel de corresponsabilidade, nesse processo de inclusão, via mercado formal de trabalho como, também, demonstrar para o governo as limitações da empresa para cumprimento da referida Lei; as dificuldades para cumpri-la, dentro da realidade da empresa, do mercado e da realidade social. Para a VINA, mais do que o número de inclusões, o que importa, realmente, é a qualidade de cada inclusão realizada, de acordo com a proposta da Lei. O presente levantamento, além de demonstrar a qualidade de cada inclusão, também, será útil para avaliarmos se essas contratações estão sendo motivadas apenas para evitar as sanções da Lei , não havendo, por parte das gerencias, uma preocupação, com a inclusão verdadeira, do PCD, no mercado de trabalho e na sua socialização na empresa. A VINA é uma empresa que possui várias unidades, que são regularmente visitadas pela técnica de segurança do trabalho, Cleidia Cardoso, para um acompanhamento de perto da implantação e cumprimento desta ação. Nessas visitas, além da auditoria, Cleidia aproveita para se aproximar mais dos PCD’s, criando um elo entre as unidades. A ideia é que a empresa possa conhecer de perto a inclusão dos PCD’s. contratados Este relatório já é resultado das conversas realizadas com os gerentes, encarregados e pessoas indicadas nas Unidades visitadas para nos fornecerem informações relevantes, que nos ajudem a conhecer o perfil de cada PCD, como também, saber a real necessidade dessas contratações para a empresa e a sociedade Após esse estreitamento da relação entre a técnica de segurança e os PCD’s, foram inclusos neste relatório, depoimentos dos contratados, tornando-o mais completo, uma vez que temos a visão dos gestores/responsáveis e dos próprios PCD’s sobre esta inclusão. Em 2019 pretendemos criar dados estatístico do andamento desta lei na empresa

1

http://www.deficienteonline.com.br/lei-8213-91-lei-de-cotas-para-deficientes-e-pessoascom-deficiencia___77.html

3


A LEI DE COTAS PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA - PCD O que diz a Lei?

A Lei n. 8.213/91, no art. 93, estabeleceu a obrigatoriedade das empresas com 100 ou mais funcionários de preencherem uma parte de seus cargos com pessoas com deficiência ou beneficiárias reabilitadas, nos seguintes termos: Art. 93. A empresa com cem (100) ou mais empregados está obrigada a preencher de 2% (dois por cento) a 5% (cinco por cento) dos seus cargos com beneficiários reabilitados ou pessoas com deficiência, habilitadas, na seguinte proporção: até 200 empregados..............2% de 201 a 500..........................3% de 501 a 1.000......................4% de 1.001 em diante...............5% § 1º A dispensa de trabalhador reabilitado ou de deficiente habilitado ao final do contrato por prazo determinado de mais de 90 (noventa) dias, e a imotivada, no contrato por prazo indeterminado, só poderá ocorrer após a contratação de substituto de condição semelhante. § 2º O Ministério do Trabalho e da Previdência Social deverá gerar estatísticas sobre o total de empregados e as vagas preenchidas por reabilitados e deficientes habilitados, fornecendo-as, quando solicitadas, aos sindicatos ou entidades representativas dos empregados. O referido dispositivo legal limita a substituição do portador de deficiência. O empregado portador de deficiência dispensado pela empresa só pode ser substituído por outro, em condição semelhante. Isso não significa que o outro trabalhador deve ter a mesma deficiência do substituído. Igualmente, a substituição pode ser em outra função, já que o objetivo é a contratação de outra pessoa com deficiência para manter a cota da empresa.

4


Quais pessoas podem ser enquadradas como PCD?

O Decreto n. 3.298/99, nos §§ 2º e 3º, conceitua a pessoa portadora de deficiência habilitada como sendo "aquela que concluiu curso de educação profissional de nível básico, técnico ou tecnológico, ou curso superior, com certificado ou diplomação expedida por instituição pública ou privada, legalmente credenciada pelo Ministério da Educação ou órgão equivalente, ou aquela com certificado de conclusão de processo de habilitação ou reabilitação profissional fornecido pelo INSS", bem como "aquela que, não tendo se submetido a processo de habilitação ou reabilitação, esteja capacitada para o exercício da função". Pessoa com deficiência reabilitada é aquela que passou por processo orientado a possibilitar que adquira, a partir da identificação de suas potencialidades laborativas, o nível suficiente de desenvolvimento profissional para reingresso no mercado de trabalho e participação na vida comunitária (Decreto n. 3.298/99, art. 31). Portanto, todo trabalhador portador de limitação física, mental, sensorial ou múltipla, que o incapacite para o exercício de atividades normais da vida e que, em razão dessa incapacidade, tenha dificuldade para se inserir no mercado de trabalho, pode ser enquadrado como pessoas com deficiência. Contudo, se a deficiência apresentada não implicar a impossibilidade de execução normal das atividades do corpo, não poderá ser enquadrada na Lei de Cotas. As empresas que não conseguem cumprir a Lei de Cotas (por falta de qualificação ou mesmo de profissionais com necessidades especiais disponíveis) podem sofrer algum tipo de punição? Quais punições podem ser aplicadas? As empresas que descumprem a legislação referente à contratação das pessoas com deficiência são autuadas pelos auditores-fiscais do Trabalho, com imposição de multa administrativa. A multa administrativa é calculada por cada empregado deficiente que a empresa deixou de contratar, de acordo com a sua cota. Além disso, é possível o encaminhamento de relatório ao Ministério Público do Trabalho para a adoção das medidas legais cabíveis que são as seguintes:

5


As empresas são convocadas a comparecer perante o Ministério Público do Trabalho (MPT) para comprovar o cumprimento dos percentuais previstos em lei quanto ao preenchimento dos cargos com pessoas com deficiências;

Para as empresas que estão em desconformidade com a lei, o MPT, em regra, propõe que seja firmado termo de ajustamento de conduta (TAC), para que, em tempo razoável, seja cumprida a cota, sob pena de multa por descumprimento.

Caso a empresa se negue a firmar o TAC, o MPT ajuizará ação civil pública para exigir o cumprimento da obrigação, com imposição de multa e pedido de indenização por dano moral coletivo.

A exclusão do portador de deficiência só deve ser excepcionalmente admitida naqueles casos em que a deficiência impede o exercício da função, como, por exemplo, o cargo de motorista profissional, função para a qual é exigida acuidade visual, não pode ser desempenhada por um cego. No processo seletivo de empregados, com deficiência ou não, não podem ser usados critérios arbitrários que impeçam ou dificultem o acesso ao emprego. Somente os requisitos técnicos necessários ao desempenho da atividade podem ser exigidos. Por exemplo, a empresa que buscar apenas pessoas com deficiências leves para contratar, ou se concentrar num tipo único de deficiência, estará incorrendo em prática discriminatória. As empresas devem providenciar a adequação dos meios e recursos para o bom desempenho do trabalho da pessoa portadora de deficiência, tais como: adaptações de maquinário, equipamentos, substituição de teclados por pedais, braços computadorizados, estações de trabalho e/ou adequações das tarefas correspondentes ao posto de trabalho, do tempo de trabalho e de sua organização, bem como a adaptação do espaço físico da empresa, etc. Além disso, as empresas devem facilitar o acesso das pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida, mediante a supressão de barreiras e de obstáculos na edificação e no mobiliário, para possibilitar a liberdade de movimento e circulação com segurança dessas pessoas.

6


Enfim, a pessoa portadora de deficiência tem direito a um ambiente do trabalho adequado à sua deficiência (por exemplo, rampa para paraplégicos; marcações em braile para deficientes visuais) para que o seu trabalho se dê em condições de igualdade com os demais trabalhadores. Também deve ser reservada vaga especial no estacionamento da empresa para portadores de deficiência física, com dimensões adequadas de acordo com a legislação municipal, para que possam vir ao trabalho com veículos próprios. A pessoa com deficiência também tem direito a um horário de trabalho flexível e reduzido, com proporcionalidade de salário, quando tais procedimentos forem necessários em razão do seu grau de deficiência, como, por exemplo, para atender as necessidades especiais como locomoção, tratamento médico, etc. (art. 35, § 2º, do Decreto n. 3.298/99).

7


Dificuldades para o cumprimento da Lei

A Legislação visa a incluir as Pessoas com Deficiência no mercado formal de trabalho, garantindo não só o direito ao trabalho como, também, condições para que esses cidadãos executem suas tarefas levando em consideração cada particularidade. No entanto, o Ministério Público do Trabalho, que fiscaliza a aplicação dessa Lei, precisa avaliar, criteriosamente, as reais necessidades e disponibilidades de vagas de cada empresa, com o perfil dos candidatos ao preenchimento destas vagas. Averiguar se a empresa está cometendo discriminação institucional ou se, realmente, existem condições reais para incluir o candidato PCD na vaga disponível, levando-se em conta uma inclusão real e não apenas o cumprimento puro e simples da Lei, que, na nossa visão, preocupou-se mais com as estatísticas de inclusão social via mercado formal de trabalho, do que com a qualidade real destas inclusões. Afinal, inclusão é um processo bem mais complexo e que exige parceria real entre os setores público e privado e outros setores da sociedade envolvidos neste processo de corresponsabilidade. A contratação dos PCDs não é tarefa fácil. Começa com a limitação dessas pessoas, tanto nos aspectos físicos, emocionais e profissionais, como, também, pela falta de estrutura na área de recursos humanos: praticamente inexistem empresas no mercado que fornecem oportunidade específica para os PCDs. Os anúncios nos jornais nem sempre surtem efeitos. O mesmo ocorre quando a empresa, através de circulares internas, solicita à sua equipe indicar PCDs para o preenchimento das vagas disponíveis. Há muitos casos em que a vaga, em aberto, necessita de mão de obra qualificada e, na maioria das vezes, os PCDS não apresentam a qualificação exigida. A realidade é que, por um lado as empresas precisam cumprir a lei, mas, por outro lado, falta mão de obra especializada; existem mais vagas disponíveis do que interessados aptos aos cargos disponíveis (inclusive com o poder público disputando o preenchimento destas vagas com o setor privado) como, também, falta estrutura adequada, por parte dos setores público e privado, para preparação e formação dos PCDS, ou seja, para a inclusão, de fato, no mercado formal de trabalho. 8


No nosso entender, a Lei esqueceu de um lado fundamental para o sucesso dessas inclusões: a corresponsabilidade dos envolvidos. Ela é fundamental para que a Lei possa realmente atingir seu objetivo final, sem apenas impor o seu cumprimento. É preciso envolver e dar suporte necessário (emocional, profissional e estruturas adequadas) aos PCDS e às empresas para o efetivo cumprimento dessa Lei, sempre dentro de um espírito de parceria. Só assim vamos evitar dentro desse grupo, a exclusão ainda maior de alguns PCDs que possuem limitações mais severas, físicas e emocionais. Na interpretação da Lei, que é de 1991, o Juiz, deve respeitar o princípio da razoabilidade, porque existem as vagas, mas inexistem profissionais qualificados para seu preenchimento, com notória escassez no mercado de trabalho. Assim, obrigar as empresas a contratarem qualquer pessoa, muitas vezes, sem preparo emocional e profissional para o cargo é um risco moral, físico, financeiro e social para o indivíduo, a empresa e a sociedade. O empenho em garantir o direito à inclusão social, via mercado formal de trabalho, deve ser uma ação conjunta, que envolva o poder público, o privado e a sociedade, para investir na qualificação do cidadão PCD, como também, na sua saúde emocional, dando-lhe a oportunidade de estar apto a assumir os cargos disponíveis no mercado de trabalho. Por falta de PCDs habilitados, como é público e notório, as empresas têm sido penalizadas, muitas vezes, injustamente. Os poderes público e privado precisam repensar juntos esta ação de inclusão social, tão importante, para o exercício da cidadania e o desenvolvimento econômico do País.

9


CONTRATADOS PCD/VINA

10


11


Sede VINA: Belo Horizonte Gerência Administrativa Financeira – GERAF Nome: Marildo Alves Machado Função: Técnico em Segurança do Trabalho Necessidade Especial: Deficiência Física - Anquilose2 de articulações da coxa direita. Alocação: Segurança do Trabalho – Sede VINA Admissão: 15/7/2014 Gerente: Lincoln Silva Andrade Contatos: lincoln@vinaec.com.br (31)99765-2242 cleidia@vinaec.com.br / (31) 98315-9608 Todas as informações foram prestadas por Cleidia Cardoso Soares, Técnica de Segurança do Trabalho. Marildo é Técnico de Segurança do Trabalho e desenvolve muito bem suas atividades. Possui formação nessa área desde 1990. Sua necessidade especial é física, possui anquilose na coxa que não o atrapalha, em nada a execução do seu trabalho. Ele não teve problemas para se adaptar na empresa e se relaciona bem com os colegas. Marildo já trabalhava de carteira assinada na sua área de atuação, em uma empresa de ônibus e só saiu da empresa anterior, na qual trabalhava há 15 anos, porque surgiu essa oportunidade na VINA que é perto da sua residência. Em 2016, Marildo iniciou o curso de Engenharia de Produção. Ele está gostando bastante e está tendo um pouco de dificuldades em algumas matérias. A previsão de sua formatura é para 2020, ele escolheu Engenharia pois pretende fazer uma pós-graduação em Segurança do Trabalho e continuar na área, porem como Engenheiro de Segurança. Marildo é casado, tem dois filhos.

2

https://pt.wikipedia.org/wiki/Anquilose

12


Nome: Marcos Vinícius Profeta de Souza Função: Controlador de Manutenção Necessidade Especial: Deficiência Física - Leve atrofia do braço esquerdo. Alocação: Oficina Central Admissão: 17/02/2014 Gerente: Pierre Carlos Costa Contatos: pierre@vinaec.com.br / (31)3479-8181 / (31)99780-7138 Todas as informações foram prestadas por Pierre Gerente de Manutenção Marcos foi contratado para preencher o quadro de PCDs da empresa. Pierre, seu Gerente disse que ele tem desenvolvido bem suas funções. Segundo Pierre, ele demonstra estar gostando do trabalho e tem atendido às expectativas da empresa. Marcos quando tinha dez anos de idade brincando com os colegas dentro da sala de aula, tropeçou e caiu com os braços abertos nas costas de uma cadeira onde veio lesionar e a partir desta fatalidade veio sua deficiência. Marcos já trabalhou na drogaria Araújo, como Caixa e no Atacadista Tambasa, como repositor. Ele não apresenta dificuldade devido à sua deficiência no braço, e é habilitado: CNH - categoria B. Em dezembro de 2014, na festa de confraternização da VINA (Marcos foi sorteado com um cheque no valor de R$ 500,00 reais). A sorte estava em família pois seu pai o Sr. Vital, que também fazia parte da equipe VINA, foi sorteado com uma viagem com direito a acompanhante, para qualquer destino do Brasil. Em março de 2015, o Sr. Vital, pai de Marcos, teve um mal súbito e faleceu. Em maio de 2015, Marcos e seu irmão, fizeram a viagem que seu pai foi sorteado. O destino escolhido foi Salvador/ Bahia, segundo Marcos a vigem foi maravilhosa pois ele tinha muita vontade de conhecer a Bahia. Em fevereiro 2016, começou a fazer um curso de Técnico em Manutenção de Automóveis, mas precisou interromper, pois estava ficando muito cansado e chegando muito tarde em casa. Marcos tem o 2º grau completo. Ele mora com sua mãe e com um irmão.

13


Superintendência de Limpeza Urbana - SLU Aterro Sanitário de Belo Horizonte Nome: Pedro Julião Teixeira Correa Função: Operador de Trator Esteira Necessidade Especial: Deficiência Física - Amputação das falanges distal e média do dedo polegar e indicador da mão direita. Alocação: SLU Admissão: 02/06/2003 Gerente: Eduardo Nery Contatos: eduardonery@vinaec.com.br / (31)3479-8181 Todas as informações foram prestadas por Carolina Luiza Costa Novaes, Auxiliar de Escritório, em 20/03/2014, e atualizadas por Evânio Alves, seu Encarregado. Pedro Julião executa bem seu trabalho como Operador de Trator Esteira. Sua deficiência não dificulta em nada o trabalho: ele perdeu o dedo polegar e o indicador da mão direta e segundo Carolina, ele é mais eficiente que outros funcionários que não possuem limitação alguma. Em 2014, Pedro Julião foi transferido para o contrato da SLU, no aterro Sanitário de Belo Horizonte. Segundo seu encarregado Evânio ele é um excelente operador. Pedro Julião se relaciona bem com os colegas de trabalho e está feliz na empresa. Em 2016, Pedro está providenciando sua aposentadoria, aguardando a finalização do processo. Em 2017, ele não conseguiu sua aposentadoria pois o seu tempo de contribuição sindical não foi o suficiente. Em maio de 2018, Pedro Julião ficou viúvo, sua esposa sofreu um AVC (Acidente Vascular Cerebral) Pedro Julião estudou até a 3ª série do ensino fundamental. Ele mora com dois dos seus sete filhos.

14


Nome: Paulo Silveira dos Santos Função: Operador de Pá Carregadeira Necessidade Especial: Deficiência Auditiva - Bilateral Alocação: SLU Admissão: 21/09/2011 Encarregado: Evânio Alves Contato: evanio@vinaec.com.br / (31)9802-7420 Todas as informações foram prestadas por Evânio Alves. Paulo é filho do Cuscuz (Antônio Messias Silveira), que há muitos anos fez parte da equipe VINA, exercendo a função de Operador de Trator Esteira. Paulo foi contratado em 2011, para operar a máquina de rolo compactador. No início de 2014, Paulo aprendeu

a operar a máquina de pá carregadeira. E em maio deste mesmo

ano, ele passou a operar esse equipamento. Paulo tem uma deficiência de audição, mas não é surdo. Comunica-se bem com os colegas e tem um bom relacionamento no trabalho. Executa suas tarefas sem problemas. Antes de trabalhar na VINA, ele trabalhou na MRV Engenharia em Belo Horizonte. Em janeiro de 2017 Paulo casou com Thais Ribeiro do Nascimento. Paulo possui o ensino médio incompleto, e mora com sua esposa.

15


UNIDADE: LAGOA DA PRATA/MG Nome: Expedito Antônio dos Santos Função: Servente Necessidade Especial: Deficiência auditiva - Perda de audição bilateral devido a transtorno de condução. Alocação: Lagoa da Prata Admissão: 01/04/2011 Encarregado: Rogério Vicente Pereira Contato: lagoadaprata@vinaec.com.br / (37) 99904-1058 Todas as informações foram prestadas por Rogério, Encarregado de Lagoa da Prata Expedito executa bem suas tarefas e faz todos os serviços do seu cargo, sem restrições. Trabalha como roçador e capinador. Para se comunicar com Expedito os funcionários falam mais alto, pois ele não apresenta deficiência auditiva total. Quando ele foi contratado, embora o médico tenha constatado que ele escutava pouco, não o indicou como PCD. Em abril de 2012, quando a VINA recebeu a primeira fiscalização, as unidades foram comunicadas que deveríamos contratar PCDs. Por essa demanda, Expedito foi encaminhado para um exame de audiometria para verificar se sua perda auditiva o enquadrava no quadro de PCDs, o que foi comprovado. Segundo Expedito, há muitos anos ele teve uma infecção no ouvido, que teria causado a perda auditiva. Rogério, encarregado da unidade em que Expedito trabalha, percebe que ele se sente realizado trabalhando na empresa e demonstra estar satisfeito. Expedito estudou até a quarta série do ensino fundamental. Ele mora com a esposa e tem um filho.

16


Nome: Beatriz Aparecida Barbosa Lourenço Silva Função: Servente Necessidade Especial: Deficiência Física - Nanismo3 Alocação: Lagoa da Prata Admissão: 18/06/2018 Encarregado: Rogério Vicente Pereira Contato: lagoadaprata@vinaec.com.br / (37) 99904-1058. Todas as informações foram prestadas por Rogério, Encarregado de Lagoa da Prata. Beatriz foi contratada para cumprir a legislação, ela já trabalhou como Operadora de Produção, na empresa EMBARÉ. Ela interage bem com seus colegas de trabalho. Beatriz fez um curso de noções básicas de informática. Beatriz teve um pouco de dificuldade para cumprir algumas de suas tarefas, devido a sua deficiência - Nanismo, mas a VINA, junto com ela estão, aos poucos, tentando buscar soluções para a sua melhor adaptação. Beatriz estudou o ensino médio incompleto. Ela é casada e tem um filho.

3

https://pt.wikipedia.org/wiki/Nanismo

17


UNIDADE: SETE LAGOAS/MG Nome: Juarez Gonçalves de Freitas Função: Auxiliar de Serviços Gerais Necessidade Especial: Deficiência Visual - Glaucoma primário e auditiva (transtorno no ouvido externo) Admissão: 16/09/2014 Alocação: Sete Lagoas Gerente: José da Silva Pereira Contato: zezinho@vinaec.com.br / (31)3773-8713/ (31)99941-5735 Todas as informações foram prestadas por Jussara Almeida, Técnica de Segurança do Trabalho. Juarez é uma pessoa tranquila, responsável, dedicada e desenvolve bem a sua função. Ele é responsável pela Jardinagem e limpeza do pátio. Juarez possui deficiência no olho esquerdo e surdez no ouvido direito, origem de acidente de trabalho na atividade de montador de mola em uma empresa que ele trabalhava na ocasião. Ele faz controle da pressão arterial, tem diabetes e faz tratamento para a coluna. Juarez faz, diariamente, uso de medicamentos controlados. Juarez estudou até a quarta série do ensino fundamental. Ele é casado e tem 4 filhos.

18


Nome: Michele Talita Maciel Passos Função: Auxiliar de Serviços Gerais Necessidade Especial: Visão Monocular Admissão: 10/05/2017 Alocação: Sete Lagoas Gerente: José da Silva Pereira Contato: zezinho@vinaec.com.br / (31)3773-8713 / (31)99941-5735 Todas as informações foram prestadas por Jussara Almeida, Técnica de Segurança do Trabalho. Michele foi contratada para atender a legislação, ela é muito dedicada e está desenvolvendo bem suas funções. Michele adquiriu sua deficiência devido uma violência doméstica que sofreu pelo seu ex-companheiro, que a agrediu com uma tesoura, atingindo seu olho direito onde, houve a perda do globo ocular. Ela nunca havia trabalhado de carteira assinada. Michele estudou até o primeiro ano do ensino médio. Ela é solteira, tem três filhos e mora com os pais.

19


Nome: Maria Aparecida Santos Função: Auxiliar de Serviços Gerais Necessidade Especial: Visão Monocular Admissão: 22/05/2017 Alocação: Sete Lagoas Gerente: José da Silva Pereira Contato: zezinho@vinaec.com.br / (31)3773-8713 / (31)99941-5735 Todas as informações foram prestadas por Jussara Almeida, Técnica de Segurança do Trabalho.

Maria foi contratada para atender a legislação, ela é dedicada e está atendendo as expectativas. Maria adquiriu sua doença devido a um tumor que teve no olho direito, onde precisou retirar o globo ocular. Maria estudou até quinta série do ensino fundamental. Ela é solteira e tem dois filhos.

20


Nome: José Alex Amorin Função: Ajudante de Aterro Necessidade Especial: Deficiência Física – Plexo braquial esquerdo Admissão: 09/09/2017 Alocação: Sete Lagoas Gerente: José da Silva Pereira Contato: zezinho@vinaec.com.br / (31)3773-8713 / (31)99941-5735 Todas as informações foram prestadas por Jussara Almeida, Técnica de Segurança do Trabalho. José Alex foi contratado como Ajudante de Aterro, para atender a legislação. Em 2008, devido a um acidente de moto, perdeu os movimentos do braço esquerdo, o que acabou ocasionando o rompimento do plexo braquial. José Alex já havia trabalhado como jardineiro por pouco mais de um ano na Siderúrgica Cossisa, em Sete Lagoas com carteira assinada. Apesar de sua deficiência física, tem trabalhado no Aterro, cuidando dos jardins, bem como ajudando na limpeza das áreas internas. José Alex estudou até a 5ª série do 1º grau. Ele é casado e tem três filhos.

21


Nome: Juscelino Fernandes de Oliveira Função: Porteiro Necessidade Especial: Visão Monocular Admissão: 15/01/2013 Alocação: Sete Lagoas Gerente: José da Silva Pereira Contato: zezinho@vinaec.com.br /(31)3773-8713/ (31)99941-5735 Todas as informações foram prestadas por Jussara Almeida, Técnica de Segurança do Trabalho. Juscelino foi admitido em 2013, como Porteiro. Ele tem um bom relacionamento com seus colegas. Em 2017, Juscelino se acidentou, em seu sitio, ao manusear uma manivela de poço artesiano, que se soltou atingindo seu rosto. Devido a este acidente, Juscelino perdeu a visão do olho direito, tornando-se um PCD. Juscelino estudou até o segundo ano do ensino fundamental. Ele e casado e tem três filhas.

22


UNIDADE: ITAJUBÁ/MG Nome: Sérgio dos Santos Ribeiro Função: Almoxarife Necessidade Especial: Deficiência Física - Paralisia cerebral Alocação: Itajubá Admissão: 10/09/2013 Encarregado: Sérgio Fernandes Contato: sfernandesanastacio@yahoo.com.br / (35)99992-3902 Todas as informações foram prestadas por Sérgio Fernandes Sérgio dos Santos já trabalhava na unidade Itajubá, quando o gerente de contratos, Sérgio Fernandes assumiu o cargo. Ele percebeu que Serginho (Sérgio dos Santos), como é conhecido na VINA ficava sentado o dia todo, sem trabalho. A deficiência de Serginho se estende por todo o corpo, do lado direito. Ele tem atrofia, que dificulta a fala, o uso da mão direita e a locomoção. Com a chegada do Gerente Sérgio, em Itajubá, foi que Serginho foi transferido de setor e foi iniciado um trabalho de ressocialização e integração dele no trabalho. Sérgio Fernandes ensinou Serginho a tirar xerox, entregar malotes de correspondência, e até atender telefone, mesmo ele tendo dificuldade de comunicação. O Gerente aproveitou a oportunidade e conversou com a equipe sobre a importância de integrar, ao ambiente de trabalho, os novos funcionários, independente da pessoa ser um PCD ou não. Sérgio orientou a secretária para designar tarefas diárias para Serginho, dentro das suas possibilidades. Serginho se sentia desanimado, inútil e frustrado antes da transferência e depois das novas tarefas, ele passou a se sentir útil. Segundo o gerente ele é muito esforçado e sempre pergunta o que tem para ser realizado. A Unidade de Itajubá, até a chegada de Serginho, não possuía rampas de acesso para deficientes. Sérgio providenciou a adequação do ambiente, para que o acesso fosse livre. Embora Serginho não use cadeira de rodas, ele aprendeu a andar com 15 anos, e tem grande dificuldade para levantar a perna direita. Serginho abriu mão da sua aposentadoria por invalidez e optou por trabalhar. Serginho não foi alfabetizado, mas aos 15 anos aprendeu a assinar com dificuldade o nome. Quando os pais de Serginho faleceram, ele foi morar com a avó. Após a morte da avó, ele passou a morar com a tia.

23


Nome: Gilberto Alves Cardoso Necessidade Especial: Deficiência Visual Função: Auxiliar de Serviços Gerais Alocação: Itajubá Admissão: 04/07/2017 Gerente: Sérgio Fernandes Contato: sfernandesanastacio@yahoo.com.br / (35)9992-3902 Todas as informações foram prestadas por Carla Jaliene Bordinhon -Técnica de Segurança do Trabalho - (35)3621-5767

Gilberto, antes de trabalhar na VINA, trabalhou como pedreiro na empresa Mohallem Engenharia LTDA em Belo Horizonte. Gilberto foi contratado para atender a legislação. Em 2001 ele sofreu um acidente de cavalo, caindo em cima de uma cerca de arame, onde furou seu olho direito. Depois do acidente Gilberto não conseguiu mais trabalhar e ficou um bom tempo desempregado, fazendo apenas bico como pedreiro. Ele veio trabalhar na VINA, por indicação do seu irmão que já era funcionário da empresa. Gilberto estudou até a quarta série do ensino fundamental. Ele mora com a mãe, é divorciado e tem cinco filhos.

24


Nome: Lucas Carlos Neves Necessidade Especial: Deficiência Mental Função: Auxiliar de Serviços Gerais Alocação: Itajubá Admissão: 27/03/2018 Gerente: Sérgio Fernandes Contato: sfernandesanastacio@yahoo.com.br/ (35) 99992-3902 Todas as informações foram prestadas por Carla Jaliene Bordinhon -Técnica de Segurança do Trabalho - (35)3621-5767 Lucas sempre teve dificuldade na escola, pois não conseguia prestar atenção e acompanhar seus colegas. Ele trabalhou na empresa FRIVASA- Frigorifico Vale do Sapucaí LTDA, onde ele, no início teve muita dificuldade de se adaptar à rotina da empresa, mas com o passar do tempo foi se adequando. Lucas foi contratado na VINA para cumprir a legislação, ele está se adaptando bem a sua função. Lucas estudou até a terceira série do ensino fundamental. Ele é solteiro não tem filhos e mora com a mãe e sua avó.

25


Nome: Eduardo Campos Ribeiro Necessidade Especial: Deficiência Física Função: Auxiliar de Serviços Gerais Alocação: Itajubá Admissão: 04/06/2018 Gerente: Sérgio Fernandes Contato: sfernandesanastacio@yahoo.com.br / (35)9992-3902 Todas as informações foram prestadas por Carla Jaliene Bordinhon -Técnica de Segurança do Trabalho - (35)3621-5767 Eduardo foi contratado para cumprir a legislação, sua tia foi quem veio até a VINA e solicitou uma oportunidade de emprego para ele. Ela relatou que Eduardo era uma pessoa muito esforçada e que sua deficiência não o atrapalhava profissionalmente. Eduardo executa bem suas tarefas e interage bem com seus colegas de trabalho. Ele tem um pouco de dificuldade para preencher o cartão de ponto, mas, aos poucos e com a ajuda dos colegas ele está se adaptando. Eduardo tem o ensino fundamental incompleto. Ele e solteiro e mora com a tia.

26


UNIDADE: OURO BRANCO/MG Nome: Leonardo do Carmo Rafael Função: Ajudante Necessidade Especial: Deficiência física - Paralisia Infantil. Alocação: Ouro Branco Admissão: 18/04/2018 Gerente: Fábio Furst Contato: fabiofurst@vinaec.com.br / ourobranco@vinaec.com.br / (31) 3741-1268 Todas as informações foram prestadas por Phelippe Reis Baeta, Encarregado de Serviços Em 2018, Leonardo foi recontratado pela empresa, pois a Prefeitura de Ouro Branco, ampliou o contrato com a VINA. E como, anteriormente, Leonardo havia desempenhado bem suas tarefas ele foi recontratado. Leonardo possui necessidade especial neurológica, é epilético e toma remédio controlado. Ele desenvolve bem sua tarefa de rastelar, ou seja, preparar e acondicionar o mato cortado pelas roçadeiras para recolhimento. Leonardo, também maneja as telas protetoras da capina. Segundo Phelippe, na primeira contratação ele o admitiu, atendendo a um pedido da mãe, Sueli do Carmo, Encarregada de varrição da VINA, em Ouro Branco. Ele é tímido e fala muito pouco, conversa apenas com quem está mais próximo a ele. Leonardo morava na roça e trabalhava na lavoura de batata com a família. Este é seu primeiro emprego de carteira assinada. Leonardo estudou até o 2º ano do ensino médio, na APAE - Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais. Ele é solteiro, mora com pais e não tem filhos.

27


UNIDADE: CORONEL FABRICIANO/MG Nome: Helixandre Fernandes de Lima Função: Vigia Necessidade Especial: Auditivo Biolateral Alocação: Coronel Fabriciano Admissão: 18/04/2018 Gerente: Sérgio Severo Contato: sergio.severo@vinaec.srv.br /31 97135-4652 Todas as informações foram prestadas por Paloma de Oliveira Souza, Técnica em Meio Ambiente. Helixandre foi contratado para cumprir a legislação, ele é deficiente auditivo. Helixandre é muito esforçado e tem um bom relacionamento com seus colegas. Antes de trabalhar na VINA ele trabalhou como Motorista na empresa Gropo em Coronel Fabriciano, que decretou falência. Helixandre estudou até a oitava série do ensino fundamental. Ele é divorciado tem dois filhos e mora com a tia.

28


Nome: Maiki dos Santos Coelho Função: Operador de Roçadeira Necessidade Especial: Deficiência Visual olho esquerdo Alocação: Ouro Branco Admissão: 03/01/2018 Gerente: Fábio Furst Contatos: fabiofurst@vinaec.com.br - 31 99666-2089 / ourobranco@vinaec.com.br

Maiki foi até a empresa Vina para um processo seletivo, onde o mesmo se destacou. Ele já nasceu com problema leve na visão, porem foi só se agravando com o passar dos anos. Maiki é muito simples e prestativo, ele tem um bom relacionamento com seus colegas. Maiki estudou até a sexta série do ensino fundamental. Ele e casado e mora com sua esposa e tem um filho.

29


Nome: José Antônio do Carmo Souza Função: Gari Varrição Necessidade Especial: Física Membro Inferior Atrofiado Alocação: Coronel Fabriciano Admissão: 13/04/2018 Gerente: Sérgio Severo Contato: sergio.severo@vinaec.srv.br / (31) 97135-4652 Todas as informações foram prestadas por Paloma de Oliveira Souza, Técnica em Meio Ambiente. José Antônio possui deficiência física em seu membro inferior direito, devido a um acidente de bicicleta que sofreu quando tinha sete anos de idade. Ele foi contratado para cumprir a Legislação. Ele é uma pessoa muito esforçada e tem um ótimo relacionamento com seus colegas. Antes de trabalhar na VINA, ele trabalhou na prefeitura de Timóteo como Gari Varredor, José Antônio foi dispensado, por termino de contrato. José Antônio fez ensino médio completo e desenho técnico no Instituto Monsenhor Rafael na cidade de Timóteo. Ele e casado e tem duas filhas.

30


Nome: José Aparecido Uedesson de Pinho Função: Gari Varredor Necessidade Especial: Deficiência Visual – Visão monocular Alocação: Coronel Fabriciano Admissão: 19/01/2016 Gerente: Sérgio Severo Contato: sergio.severo@vinaec.srv.br / (31) 97135-4652 Todas as informações foram prestadas por Silvia Beatriz Rocha, Técnica de Segurança do Trabalho. José Aparecido foi contratado foi para atender a legislação. Ele possui uma deficiência no olho esquerdo, adquirida por uma doença quando tinha, aproximadamente, 12 anos de idade. José não soube dizer ao certo a origem ou a patologia que o levou a deficiência. Ele desenvolve bem as suas funções, não dependendo do auxílio e do apoio de outra pessoa para realizá-las. José Aparecido relatou que possui reflexo visual do lado esquerdo. José Aparecido já prestou serviços em obra civil como Ajudante na empresa LINITY Engenharia.

José Aparecido estudou até a 3º série do ensino fundamental. Ele é casado, tem duas filhas e um enteado.

31


Nome: José Dionísio Netto Função: Gari Varredor Necessidade Especial: Deficiência Visual e Física Alocação: Coronel Fabriciano Admissão: 19/05/2015 Gerente: Sérgio Severo Contato: sergio.severo@vinaec.srv.br / (31) 97135-4652 Todas as informações foram prestadas por Priscillia Cristina, Técnica de Segurança do Trabalho. José Dionísio foi contratado para cumprir a Legislação. Ele não tem dificuldade para cumprir suas tarefas e tem um ótimo relacionamento com seus colegas de trabalho. José Dioniso foi contratado em 2015, como Gari Varredor. Em 2017, foi promovido a Porteiro. José Dionísio está satisfeito em trabalhar na VINA. José Dionísio estudou até a quarta série do ensino fundamental. Ele é casado e tem dois filhos.

32


Nome: José Felisberto da Costa Função: Gari Varredor Necessidade especial: Deficiência Física - Amputação do membro superior esquerdo. Alocação: Coronel Fabriciano Admissão: 02/06/2015 Gerente: Sérgio Severo Contato: natalia@vinaec.srv.br / (31) 97135-4652 Todas as informações foram prestadas por Nathalia Cristina Amorim Alves Técnica de Segurança do Trabalho José Felisberto desempenha bem as suas funções, mas possui algumas restrições, pelas suas limitações físicas. Ele possui bom relacionamento com seus colegas. Jose Felisberto já trabalhou como jardineiro e como varredor, Limpeza Urbana na Prefeitura de Timóteo, Ele tem como filosofia: “Qualquer um é capaz, basta querer”. José Felisberto estudou até a quinta série do ensino fundamental. Ele é casado e tem dois filhos.

33


Nome: Maria Aparecida Silva Caetano Função: Gari Capinador Necessidade Especial: Deficiência Visual e Auditiva Alocação: Coronel Fabriciano Admissão: 23/01/2017 Gerente: Sérgio Severo Contato: sergio.severo@vinaec.srv.br / (31) 97135-4652 Todas as informações foram prestadas por Priscillia Cristina, Técnica de Segurança do Trabalho. Maria, desde os cinco anos de idade percebeu que tinha dificuldade, reclamava com seus pais que não enxergava direito, e , com o decorrer do tempo, Maria foi perdendo sua visão Maria só teve assistência médica, aos dezesseis anos, quando, pela primeira vez, foi a uma oftalmologista que constatou a sua deficiência visual. Maria se relaciona bem com seus colegas de trabalho, sua deficiência não a atrapalha em suas atividades laborais. Maria antes de trabalhar na VINA ela trabalhou como Gari Varredora na empresa ÁPIA - Limpeza Urbana. Maria estudou até a quinta série do ensino fundamental. Ela é divorciada e tem quatro filhos.

34


Nome: Maria de Lurdes do Nascimento Função: Auxiliar de Serviços Gerais Necessidade Especial: Visão Monocular Alocação: Coronel Fabriciano Admissão: 09/08/2018 Gerente: Sérgio Severo Contato: sergio.severo@vinaec.srv.br / (31) 97135-4652 Todas as informações foram prestadas por Priscillia Cristina, Técnica de Segurança do Trabalho. Maria de Lurdes foi contratada para cumprir a legislação. Ela tem um bom relacionamento com seus colegas de trabalho e antes de trabalhar na VINA, ela trabalhou como Auxiliar Administrativa na Prefeitura de Coronel Fabriciano. Com a troca de governo, ela foi dispensada. Maria de Lurdes estudou o ensino médio completo. Ela e solteira e tem dois filhos.

35


Nome: Roberto Pedro da Silva Função: Gari Varrição Necessidade Especial: Deficiência Física -Poliomielite4 Alocação: Coronel Fabriciano Admissão: 19/01/2018 Gerente: Sérgio Severo Contato: sergio.severo@vinaec.srv.br / (31) 97135-4652 Todas as informações foram prestadas por Priscillia Cristina, Técnica Segurança do Trabalho. Roberto foi contratado para cumprir a legislação, ele tem um bom relacionamento com seus colegas, antes de trabalhar na Vina ele trabalhou como Gabionista na Construtora J. CAMPARÁ em Belo Horizonte. Roberto estudou até quinta série do ensino fundamental. Ele e solteiro tem um filho e mora sozinho.

4

https://www.minhavida.com.br/saude/temas/poliomielite

36


Nome: Welikis Ferreira Romualdo Função: Gari Varredor Necessidade Especial: Deficiência Física – Trauma perna direita, traumatismo no membro inferior. Alocação: Coronel Fabriciano Admissão: 08/06/2016 Encarregado / Gerente: Sérgio Severo Contato: sergio.severo@vinaec.srv.br / (31) 97135-4652 Todas as informações foram prestadas por Silvia Beatriz Rocha, Técnica de Segurança do Trabalho. Welikis sofreu um acidente de trânsito em 2009, resultando numa deficiência na perna direita. Ele foi contratado pela VINA como Gari Varredor e suas limitações não o impedem de exercer sua atividade. Welikis conseguiu o emprego na VINA através de indicação de um membro da Equipe da VINA. Ele já trabalhou na USIMINAS como Prestador de Serviços, na empresa AMAPÁ Comercial, como Ajudante de Pátio, recolhendo sucata e de pedreiro refratário. Welikis trabalhou também na Churrascaria ENCANTADO, em Coronel Fabriciano como Faxineiro e no estoque de bebidas. Welikis estudou até o 1º ano ensino médio. Ele é casado, mora com a sogra e não tem filhos.

37


UNIDADE: PEDRO LEOPOLDO/MG Nome: Silvano Queiroz dos Santos Função: Vigia Necessidade Especial: Deficiência física - Deformidade congênita na mão esquerda e no pé esquerdo. Alocação: Pedro Leopoldo Admissão: 21/05/2015 Encarregado: Leandro Viana Contato: mglvc2000@yahoo.com.br / (31) 99799-6674. Todas as informações foram prestadas por Leandro Viana. Silvano trabalha como Vigia no escritório de Pedro Leopoldo e sua deficiência não o impede de desenvolver suas atividades. Antes de fazer parte da equipe VINA ele trabalhava como Ajudante de Serviços na empresa Sorrentino Empreendimentos e Engenharia LTDA em Pedro Leopoldo – MG. Silvano estudou até a 6º série do ensino fundamental. Ele é casado e tem um filho.

38


UNIDADE: POUSO ALEGRE/MG Nome: Aluízio Francisco Pereira Função: Gari Varrição Necessidade Especial: Deficiência Física – Deformidade Congênita Alocação: Pouso Alegre Admissão: 16/11/2017 Gerente: José Wilson Contato: josewilson@vinaec.com.br /(35) 99802-0840 Todas as informações foram prestadas por Reila Ribeiro Prado, Técnica de Segurança Trabalho. Aluísio nasceu com deficiência na mão direita e infelizmente, com a vida simples de sua família, o mesmo não teve muita oportunidade e incentivo, tendo uma vida muito difícil e limitada. Com a oportunidade de inserção no mercado de trabalho, pela VINA, Aluísio teve uma oportunidade de inclusão e vem se esforçando para desempenhar suas funções com determinação. Aluísio estudou até a sexta série do ensino fundamental. Ele e solteiro e mora sozinho.

39


Nome: Everton Carlos de Souza Função: Gari Varredor Necessidade Especial: Deficiência Física Alocação: Pouso Alegre Admissão: 02/08/2018 Gerente: José Wilson Contato: josewilson@vinaec.com.br / (35) 99802-0840 Todas as informações foram prestadas por Fernando José Dias Bordinhon, Técnico de Segurança Trabalho. Everton sofreu um acidente quando tinha onze anos de idade, ele caiu machucou o dedo abrindo uma ferida, que infecionou e por não ter acesso aos cuidados necessários, Everton acabou amputando um pedaço do osso braço. Everton foi contratado para cumprir a legislação, ele se interage bem com seus colegas de trabalho. Everton voltou a estudar ele está no oitavo ano do ensino fundamental, e ele fez curso de informática intermediário. Ele e solteiro não tem filhos e reside com um amigo em uma república.

40


Nome: Jair Negri Junior Função: Almoxarife Necessidade Especial: Deficiência Física -Mielomenongocele5 Alocação: Pouso Alegre Admissão: 13/11/2018 Gerente: José Wilson Contato: josewilson@vinaec.com.br / (35) 99802-0840 Todas as informações foram prestadas por Fernando José Dias Bordinhon, Técnico de Segurança Trabalho. Jair foi contratado para cumprir a legislação. Sua deficiência é congênita. Jair tem um bom relacionamento com seus colegas de trabalho. Antes de trabalhar na VINA ele trabalhou como Estoquista no restaurante COSTELA DE BAFO, em Pouso Alegre. Jair formou o ensino médio e atualmente, ele está estudando para se tornar Técnico em Logística. Ele é solteiro não tem filhos e mora com os pais.

5

https://www.hospitalinfantilsabara.org.br/sintomas-doencastratamentos/mielomeningocele/

41


Nome: João Batista Martins Neto Função: Gari Capinador Necessidade Especial: Deficiência Mental Alocação: Pouso Alegre Admissão: 13/11/2018 Gerente: José Wilson Contato: josewilson@vinaec.com.br / (35) 99802-0840 Todas as informações foram prestadas por Fernando José Dias Bordinhon, Técnico de Segurança do Trabalho. João foi contratado par cumprir a legislação. Antes de trabalhar na VINA ele trabalhou na função de Serviços Gerais na empresa TECNOVAL Laminados Plásticos, Parque das Rodovias, Lorena - SP. Ele relatou que tem dificuldades para se inserir no mercado de trabalho por causa da sua deficiência e sua idade, João tem 49 anos. João morava na cidade de Lorena, em São Paulo, com sua mãe, onde cuidava dela. Depois que ela faleceu ele veio para Pouso Alegre, onde ele começou a trabalhar na VINA. João estudou até a quarta série do ensino fundamental. Ele é solteiro não tem filhos e mora com o irmão.

42


Nome: Sílvio Ramos do Sene Função: Motorista de Caminhão Aberto Necessidade Especial: Deficiência Física – encurtamento do membro (Perna esquerda) Alocação: Pouso Alegre Admissão: 02/10/2018 Gerente: José Wilson Contato: josewilson@vinaec.com.br / (35) 99802-0840 Todas as informações foram prestadas por Fernando José Dias Bordinhon, Técnico de Segurança Trabalho. Sílvio foi contratado para cumprir a Legislação. ele se acidentou na infância, quando brincava de bola. Ele pisou em cima da bola e caiu, com a queda teve que fazer uma cirurgia, onde acabou se tornando deficiente com encurtamento do membro inferior (Perna esquerda). Sua deficiência não o atrapalha em nada. Silvio é um bom profissional e relatou que nunca teve dificuldades de conseguir emprego. Sílvio estudou até a oitava série do ensino fundamental. Ele é amasiado, tem um filho.

43


Nome: Suelen Aparecida Dias Carvalho Função: Auxiliar de Serviços Gerais Necessidade Especial: Deficiência Auditiva Alocação: Pouso Alegre Admissão: 18/07/2017 Gerente: José Wilson Contato: josewilson@vinaec.com.br / (35) 99802-0840 Todas as informações foram prestadas por Reila Ribeiro Prado, Técnica de Segurança Trabalho. Suelen nasceu com deficiência auditiva e por sua limitação física, sofreu preconceitos dentro de sua própria família e nos lugares onde trabalhou.

Em 2017, Suelen foi

contratada pela VINA como PCD. Suelen se adaptou bem

ao trabalho e está feliz. Sua deficiência em nada atrapalha a

execução de suas funções. Suelen estudou até oitava série do ensino fundamental. Ela é casada e tem quatro filhos.

44


Nome: Valdinei Aparecido Sérgio Função: Motorista Caminhão Toco Necessidade Especial: Deficiência Física – Deformidade Congênita – Ombro direito Alocação: Pouso Alegre Admissão: 27/04/2017 Gerente: José Wilson Contato: josewilson@vinaec.com.br / (35) 99802-0840 Todas as informações foram prestadas por Reila Ribeiro Prado, Técnica de Segurança Trabalho. Valdinei nasceu com a deficiência no braço direito. Sua mãe tentou protegê-lo de todas as formas possíveis, contra o preconceito que o mesmo sofria na escola. Valdinei cresceu entendendo que teria que se esforçar mais que as outras pessoas, para conseguir seu espaço. Valdinei começou

sua vida profissional como Coletor de Lixo, na prefeitura de Pouso

Alegre. Depois se tornou Motorista - algo que Valdinei sonhava desde a infância - Quando a VINA abriu vagas para motoristas ele viu seu sonho se realizar. Valdinei, em 2018, foi promovido na VINA a Líder dos Motoristas noturnos. Valdinei estudou o ensino médio. Ele é casado e tem dois filhos.

45


UNIDADE: ITABIRITO/MG Nome: Edson José Gomes Função: Ajudante de Aterro Necessidade Especial: Deficiência Visual – Monocular Olho Esquerdo Alocação: Itabirito Admissão: 06/09/2017 Gerente: Eduardo Nery Contato: eduardonery@vinaec.com.br / (31) 99802-6420 Todas as informações foram prestadas por Valnei Borba, Encarregado. Edson José, 63 anos, se dirigiu à VINA à procura de emprego, num momento delicado, onde ele relatou que estava faltando o básico para o sustento de sua família. Edson foi contratado para o cumprir a Legislação. Ele foi contratado como Ajudante de Aterro e Edson está desempenhado bem suas atividades sem nenhuma dificuldade. Edson é muito esforçado e possui um ótimo relacionamento com seus colegas de trabalho. Entre seus colegas de trabalho e é carinhosamente chamado de Tio Chiquito. Edson adquiriu a deficiência visual em 2012, ao se envolver em uma briga onde foi atingido por uma garrafa de vidro na face o que lhe ocasionou a perda total da visão do olho esquerdo. Edson estudou até quarta série do ensino fundamental. Ele tem nove filhos, e mora com sua atual esposa, um enteado e seu filho.

46


UNIDADE: ARCOS/MG Nome: Newton Gonçalves de Oliveira Função: Gari Capinador Necessidade Especial: Deficiência Auditiva (bilateral) Alocação: Arcos Admissão: 05/03/2018 Gerente: Fábio Alvarenga Lage Contato: fabiolage@vinaec.com.br / (31) 97135-4459 Todas as informações foram prestadas por Cláudio Tavares, Gerente de Contratos. Newton foi contratado pela empresa para vaga de Gari Capinador. Logo após a sua contratação, a empresa ficou sabendo que ele tinha uma perda auditiva. Newton foi encaminhado ao médico do Trabalho que diagnosticou, em Newton, uma perda bilateral auditiva. Por este motivo, Newton pode ser contratado como PCD. Newton já trabalhou na empresa Andrade Gutierrez em Arcos MG, como Ajudante de Eletricista. Segundo Newton ele começou a perder um pouco a audição ao desempenhar a função de Ajudante de Forno, na empresa Cal Ferreira em Arcos. Ele se relaciona bem com seus colegas de trabalho, e sua deficiência não o atrapalha a desenvolver suas funções. Newton estudou até a sétima série do ensino fundamental. Ele é casado e tem dois filhos.

47


UNIDADE: UBERLÂNDIA/MG Nome: Fabrícia Santos Função: Auxiliar Administrativa Necessidade Especial: Física Dificuldade na Fala (Gagueira) Alocação: Uberlândia Admissão: 17/04/2018 Gerente: Eduardo Nery Contato: eduardonery@vinaec.com.br / (31) 99802-6420 Todas as informações foram prestadas por Clésio Cruz, Encarregado de Serviços. Fabrícia foi contratada para cumprir a Legislação. Ela dectou seu problema de gagueira na infância, onde fez vários tratamentos com especialistas - fonoaudiólogos - mas não obteve sucesso. Fabrícia tem muita dificuldade em se relacionar com seus colegas de trabalho, pois tem problemas de humor. Fabrícia estudou ensino médio completo. Ela é viúva e tem 4 filhos. Atualmente, mora com um companheiro.

48


Nome: Paulo Sérgio Ferreira Gandra Função: Vigia Necessidade Especial: Física – Atrofia grave do membro superior (braço direito) Alocação: Uberlândia Admissão: 23/04/2018 Gerente: Eduardo Nery Contato: eduardonery@vinaec.com.br / (31) 99802-6420 Todas as informações foram prestadas por Clésio Cruz, Encarregado de Serviços. Paulo Sérgio foi contratado para cumprir a Legislação. Ele relatou que sempre teve dificuldades em conseguir emprego devido a sua deficiência de nascença: atrofia grave do braço direito. Paulo Sérgio tem um ótimo relacionamento com seus colegas de trabalho. Paulo Sérgio estudou até a quinta série do ensino Fundamental. Ele e casado e tem dois filhos.

49


Nome: João Manoel de Carvalho Carreiro Função: Vigia Necessidade Especial: Física – (Clavícula e Cabo Longo de Bíceps)6 Alocação: Uberlândia Admissão: 18/04/2018 Gerente: Eduardo Nery Contato: eduardonery@vinaec.com.br / (31) 99802-6420 Todas as informações foram prestadas por Clésio Cruz, Encarregado de Serviços. João Manoel foi contratado para cumprir a Legislação. Ele é muito profissional e tem um ótimo relacionamento com seus colegas. Sua deficiência é devida a um acidente de trabalho que ocorreu em 2014, na empresa LC Automação Industrial em Uberlândia. João Manoel estudou até a oitava série do ensino fundamental. Ele mora com a companheira e tem duas filhas.

6

https://www.cirurgiadeombroecotovelo.com.br/lesao-do-cabo-longo-do-biceps/

50


UNIDADE: TIMÓTEO/MG Nome: Cleolita Maria Soares Lopes Função: Gari Varredor Necessidade Especial: Auditiva – Perda Bilateral Alocação: Timóteo Admissão: 14/06/2018 Gerente: Sérgio Severo Contato: sergio.severo@vinaec.srv.br / (31) 97135-4652 Todas as informações foram prestadas por Paloma de Oliveira Souza, Técnica em Meio Ambiente. Cleolita foi contratada para cumprir a Legislação. Ela já trabalhou na VINA, no período de 21/04/2014 a 05/10/2015 como Gari Varredora e na ocasião, foi demitida devido ao encerramento de contrato com a Prefeitura, de Timóteo. Em 14/06/2018 a VINA voltou a prestar serviço na cidade e a recontratou. Cleolita é esforçada e interage bem com seus colegas de trabalho. Cleolita estudou até a terceira série do ensino fundamental. Ela é divorciada e tem quatro filhos.

51


Nome: Francisco de Sá Marquiole Função: Vigia Necessidade Especial: Física – Atrofia Muscular (perna direita) Alocação: Timóteo Admissão: 20/06/2018 Gerente: Sérgio Severo Contato: sergio.severo@vinaec.srv.br / (31) 97135-4652 Todas as informações foram prestadas por Paloma de Oliveira Souza, Técnica em Meio Ambiente.

Francisco foi contratado para cumprir a Legislação. Ele tem um bom relacionamento com seus colegas e sua limitação física não atrapalha o desenvolvimento de suas funções. Francisco relatou que está muito satisfeito com seu trabalho. Antes de trabalhar na VINA, prestou serviço como Gari na empresa Ápia Engenharia. Francisco estudou apenas a primeira série do ensino fundamental. Ele e casado e tem três filhos.

52


Nome: Luiz Carlos Rodrigues de Pádua Função: Gari Varredor Necessidade Especial: Física – Perda dos movimentos membro superior esquerdo Alocação: Timóteo Admissão: 09/08/2018 Gerente: Sérgio Severo Contato: sergio.severo@vinaec.srv.br / (31) 97135-4652 Todas as informações foram prestadas por Paloma de Oliveira Souza, Priscillia Cristina, Técnica de Segurança do Trabalho. Luiz foi contratado para cumprir a Legislação, Ele é esforçado e tem um bom relacionamento com seus colegas. Luiz aos 22 anos de idade teve febre maculosa onde perdeu o movimento de um dos membros superiores, mão esquerda. Luiz estudou até a sétima série do ensino fundamental. Ele é casado e tem dois filhos.

53


Nome: Roberto Carlos Santos Oliveira Função: Gari Coletor Necessidade Especial: Física- Amputação dos dedos da mão esquerda. Alocação: Timóteo Admissão: 28/05/2018 Gerente: Sérgio Severo Contato: sergio.severo@vinaec.srv.br / (31) 97135-4652 Todas as informações foram prestadas por Paloma de Oliveira Souza, Técnica em Meio Ambiente. Roberto foi contratado para cumprir a Legislação. Ele se interage bem com seus colegas de trabalho. Ele desenvolve bem suas atividades, Antes de trabalhar na VINA ele trabalhou como Coletor na empresa Ápia Engenharia. Roberto estudou até a sétima série do ensino fundamental. Ele é casado e tem cinco filhos.

54


EX-CONTRATADOS/VINA Por ordem cronológica de demissão

2013 Nome: Hildebranda de Paula dos Santos Função: Auxiliar de Escritório Necessidade Especial: Deficiência Física - Encurtamento do MID7 Alocação: Gerência Adm. Financeira (SLU) Admissão: 03/05/2007 Demissão: 21/01/2013 Motivo: Branda pediu para sair, pois desejou buscar novas oportunidades em outra cidade. Gerente: Paulo Lessa Contato: paulolessa@vinaec.com / (31) 9802-5142

Nome: Priscila Magalhães Lima Função: Auxiliar de Escritório Necessidade Especial: Deficiência Física – Paralisia do lado esquerdo, membro superior Alocação: Sete Lagoas Admissão: 13/09/2013 Demissão: 14/11/2013 Motivo: Sua saúde estava muito debilitada, ela se sentia cansada e indisposta com o deslocamento, além de sentir dificuldade para se alimentar. Gerente: José da Silva Pereira Contato: José Pereira - zezinho@vinaec.com.br / (31) 3773-8713 / (31) 9941-5735

7

https://blogpilates.com.br/encurtamento-de-membros-inferiores/

55


2014 Nome: Jean Carlos André da Silva Função: Ajudante Necessidade Especial: Deficiência Mental - Limitação da inteligência. Alocação: Ouro Branco Admissão: 01/11/2013 Demissão: 10/01/2014 Motivo: Ele pediu demissão da VINA por achar o serviço muito pesado. Gerente: Fábio Furst Contato: fabiofurst@vinaec.com.br / ourobranco@vinaec.com.br / (31) 3741-1268

Nome: Farley Ferreira Lima Função: Auxiliar de Escritório Necessidade Especial: Deficiência Visual - Amaurose 8do olho esquerdo sequela trauma por arma de fogo. Alocação: Teófilo Otoni Admissão: 27/2/2014 Demissão: 12/4/2014 Motivo: Não atendia as expectativas da empresa. Encarregada: Roseane Luiz Aurélio Contato: teofilootoni@vinaec.com.br / (33) 3522-3761

Nome: Cirleide Nascimento Araújo Função: Gari Varrição Necessidade Especial: Deficiência Auditiva - Bilateral Alocação: Ribeirão das Neves Admissão: 04/03/2013 Demissão: 03/05/2014 Motivo: Término de contrato Gerente: Rogério Malta Contato: rogeriomalta@vinaec.com.br / (31) 3479-8181 / (31) 9791-9142

8

https://www.infopedia.pt/dicionarios/termos-medicos/amaurose

56


Nome: Reinaldo Aparecido Leandro Função: Gari Capinador Necessidade Especial: Deficiência Física - Amputação parcial de todos os dedos do pé direito Alocação: Esmeraldas Admissão: 19/05/2014 Demissão: 10/10/2014 Motivo: Problemas com dependência química, alcoolismo. Encarregado: Valnei Borba Costa Contato: esmeraldas@vinaec.com.br / (31)3538-2293 / (31)9608-4979

Nome: Gabriel Teixeira Machado Função: Auxiliar Administrativo Necessidade Especial: Deficiência Visual - Amaurose9 do olho esquerdo (sequela acidente por arma de fogo). Alocação: Teófilo Otoni Admissão: 2/4/2014 Demissão: 7/12/2014 Motivo: o momento, não foi possível saber o motivo dessa demissão. Encarregada: Roseane Luiz Aurélio Contato: teofilootoni@vinaec.com.br / (33) 3522-3761

9

https://medicoresponde.com.br/o-que-e-amaurose-e-quais-sao-as-causas/

57


2015 Nome: Salvador Marques Ribeiro Função: Gari Capinador Necessidade Especial: Deficiência Física - Poliomielite10 paralítica aguda, associada ao vírus vacinal e atrofia muscular Alocação: Esmeraldas /Ceasa desde 10/10/14 Admissão: 13/05/2014 Demissão: 21/01/2015 Motivo: Pediu demissão da empresa e não justificou o motivo. Encarregado: Valnei Borba Costa Contato: esmeraldas@vinaec.com.br / (31) 3538-2293 / (31) 9608-4979 Nome: Jefferson Campos de Souza Função: Coletor de Lixo Necessidade Especial: Deficiência Física - Amputação digital 4º dedo mão direita Alocação: Esmeraldas Admissão: 10/10/2014 Demissão: 20/03/2015 Motivo: Término do contrato Encarregado: Valnei Borba Contato: esmeraldas@vinaec.com.br (31)9608-4979. Nome: Márcio Henrique da Costa Função: Auxiliar de Serviços Gerais Necessidade Especial: Deficiência Mental - Limitação cognitiva11/aprendizado. Alocação: Sete Lagoas Admissão: 15/02/2013 Demissão: 04/02/2015 Motivo: Márcio já não queria mais trabalhar e começou a ficar agressivo procurando confusão com os colegas de trabalho. Gerente: José da Silva Pereira Contato: zezinho@vinaec.com.br / (31) 3773-8713 / (31) 9941-5735

10 11

https://pt.wikipedia.org/wiki/Poliomielite http://www.academia.edu/.../AS_LIMITAÇÕES_COGNITIVAS_E_A_TOMADA_DE_DEC...

58


Nome: Fábio Alves Machado Função: Auxiliar de Serviços Gerais Necessidade Especial: Deficiência Mental – Retardo mental moderado, comprometimento significativo do comportamento, requerendo vigilância ou tratamento. Alocação: Sete Lagoas 1ª Admissão: 15/02/2013 – 1ª Demissão: 10/08/2013 Motivo: Não estava cumprindo suas tarefas e estava discutindo com seus colegas. 2ª Admissão: 13/03/2015 – 2ª Demissão: 08/04/2015 Motivo: Desligado por motivo indisciplinar. Gerente: José da Silva Pereira Contato: zezinho@vinaec.com.br / (31)3773-8713 / (31)9941-5735 Nome: Alison Souza Rodrigues Função: Gari Coletor Necessidade Especial: Deficiência física - Lesão do nervo radial esquerdo Alocação: Pedro Leopoldo Admissão 23/03/2015 Demissão: 11/05/2015 Motivo: Ele não gostou de trabalhar na Vina, por ser muito “parado”. Gerente: Leandro Viana Contato: mglvc2000@yahoo.com.br / (31)9799-6674. Nome: Rômulo Campos do Nascimento Função: Auxiliar de Serviços Gerais Promoção: Almoxarife em 20/08/14 Necessidade Especial: Deficiência Física - Paralisia parcial de um lado do corpo (direito) Alocação: Itajubá Admissão: 05/03/2014 Demissão: 26/05/2015 Motivo: A justificativa é comportamental. Rômulo tem dificuldades de relacionamento com a equipe, não respeita a hierarquia, tem dificuldade para desenvolver seu trabalho e, por fim, cometeu a falta de trazer para a empresa, prostitutas para se divertir. Encarregado: José Cláudio Tavares Contato: vinaitajuba@vinaec.com.br / (35) 3621-3779 / (35) 9822-3902

59


Nome: Francisco Alexandre da Silva Marques Função: Gari Varredor Necessidade Especial: Deficiência Auditiva Alocação: Central de Abastecimento de Minas Gerias - CEASA /BH Admissão: 10/03/2015 Demissão: 01/06/2015 Motivo: Francisco pediu para sair porque o serviço era muito pesado. Gerente: Douglas Santos Contato: Douglas.santos4500@yahoo.com.br/ (31)9924-6022.

Nome: Cícero Ferreira de Moura Função: Servente Necessidade Especial: Deficiência Física - Atrofia da musculatura da coxa esquerda. Alocação: Lagoa da Prata Admissão: 01/03/2012 Demissão: 11/07/2015 Motivo: Dependência Química. Encarregado: Rogério Vicente Pereira Contato: lagoadaprata@vinaec.com.br / (37) 9904-1058 Nome: Cleolita Maria Soares Lopes Função: Gari Varredeira Necessidade Especial: Deficiência Auditiva Bilateral Alocação: Coronel Fabriciano Admissão: 21/10/2014 Demissão: 05/10/2015 Motivo: Término de Contrato Gerente: Sérgio Severo Contato: sergio.severo@hotmail.com / (31) 71354652

Nome: André Donizete Fernandes Função: Gari Varredor Necessidade Especial: Deficiência Visual – (Visão Monocular) Alocação: Itajubá Admissão: 01/09/2014 Demissão: 01/08/2015 Motivo: Falta de interesse baixa produtividade. Encarregado: Sérgio Fernandes Contato: sfernandesanastacio@yahoo.com.br. / (35) 9992-3902

60


Nome: Davi Longuinho Alves Função: Servente Necessidade Especial: Deficiência auditiva - Perda de audição bilateral mista, de condução e neuro-sensorial. Alocação: Lagoa da Prata Admissão: 17/02/2014 Demissão: 17/09/2015 Motivo: Após se aposentar em junho de 2015, ele optou por encerrar suas atividades na empresa e pediu para ser demitido. Encarregado: Rogério Vicente Pereira Contato: lagoadaprata@vinaec.com.br / (37) 9904-1058

Nome: Carlos Henrique Pereira Nunes Função: Vigia Necessidade Especial: Deficiência Física - Amputação da perna direita, devido à atropelamento por ônibus. Alocação: Pedro Leopoldo Admissão: 20/05/2015 Demissão: 01/10/2015 Motivo: Redução no quadro Gerente: Leandro Viana Contato: mglvc2000@yahoo.com.br / (31)9799-6674.

Nome: Osvaldo Maximiliano de Araújo Função: Gari Varredor Necessidade Especial: Deficiência Mental - Retardo Mental leve. Alocação: Timóteo Admissão: 17/04/2015 Demissão: 05/10/2015 Motivo: Término de contrato Gerente: Sérgio Severo Contato: sergio.severo@hotmail.com / (31) 97135-4652

61


Nome: José Antônio do Carmo Souza Função: Gari Varredor Necessidade Especial: Deficiência Física - Poliomielite.12 Alocação: Timóteo Admissão: 24/04/2015 Demissão: 05/10/2015 Motivo: Término de contrato Gerente: Sérgio Severo Contato: sergio.severo@hotmail.com (31) 97135-4652.

Nome: Nélia Januária de Araújo Função: Auxiliar de Serviços Gerais Necessidade Especial: Deficiência Visual - Visão monocular esquerda. Alocação: Timóteo Admissão: 23/04/2015 Demissão: 13/10/2015 Motivo: Término contrato Gerente: Sérgio Severo Contato: sergio.severo@hotmail.com (31) 97135-4652.

Nome: Roberto Carlos Santos Oliveira Função: Gari Coletor Necessidade Especial: Deficiência Física – Perda de 4 dedos da mão esquerda, com serra circular. Alocação: Timóteo Admissão: 11/10/2014 Demissão: 13/10/2015 Motivo: Término de contrato

Gerente: Sérgio Severo Contato: sergio.severo@hotmail.com / (31) 97135-4652.

12

https://pt.wikipedia.org/wiki/Poliomielite

62


2016 Nome: Daniel de Oliveira Borges Função: Gari Varredor Necessidade Especial: Deficiência Física - Congênita do sistema osteomuscular13 Alocação: Poços de Caldas Admissão: 01/07/2015 Demissão: 17/04/2016 Motivo: Não estava cumprindo suas tarefas Gerente: Rafael Marquezi Contato: rafael@vinaec.srv.br / (35)3713-6843 Nome: Daiane Souza dos Santos Função: Gari Varredora Necessidade Especial: Deficiência Auditiva - Bilateral Alocação: Central de Abastecimento de Minas Gerias - CEASA /BH Admissão: 02/06/2014 Demissão: 20/04/2016 Motivo: Término do contrato Gerente: Rogério Ferreira Malta Contato: cleidia@vinaec.com.br/ (31)34798181 / (31)98727-8567

Nome: Maria da Conceição do Nascimento Função: Gari de Varrição Necessidade Especial: Deficiência Física - Hallux valgo adquirido, - Joanete14. Alocação: Esmeraldas Admissão: 04/06/2012 Demissão: 26/06/2016 Motivo: Término de contrato Encarregado: Valnei Borba Costa Contato: esmeraldas@vinaec.com.br / (31) 3538-2293 / (31) 99608-4979

13

http://www.crfaster.com.br/malform.htm

14https://pt.wikipedia.org/wiki/Hallux_valgus

63


Nome: Marlene Alves de Souza Função: Gari Varredor Necessidade Especial: Deficiência Física – Paralisia infantil, claudicação de marcha. Alocação: Coronel Fabriciano Admissão: 14/08/2015 Demissão: 06/07/2016 Motivo: Falta de produtividade Gerente: Sérgio Severo Contato: natalia@vinaec.srv.br / (31) 97135-4652

Nome: Francisco de Assis Moura Função: Gari Capinador Necessidade Especial: Deficiência Auditiva -bilateral Alocação: Itajubá Admissão: 23/03/2015 Demissão: 14/08/2016 Motivo: Estava deixando de fazer suas tarefas e se desentendendo com os colegas e com o seu Encarregado. Gerente: Sérgio Fernandes Contato: sfernandesanastacio@yahoo.com.br

Nome: Donizete Alves Nunes Função: Servente Necessidade Especial: Deficiência Física - Atrofia de membro inferior esquerdo, limitações de marcha Alocação: Lagoa da Prata Admissão: 09/06/2015 Demissão: 05/10/2016 Motivo: baixa produtividade Encarregado: Rogério Vicente Pereira Contato: lagoadaprata@vinaec.com.br / (37)99904-1058. Nome: José Pereira de Barros Função: Servente Necessidade Especial: Deficiência Auditiva - bilateral. Alocação: Lagoa da Prata Admissão: 17/02/2014 Demissão: 05/04/2016 Motivo: Redução do Quadro Encarregado: Rogério Vicente Pereira Contato: lagoadaprata@vinaec.com.br / (37) 99904-1058

64


Nome: Júlio Cesar de Oliveira Função: Balanceiro Necessidade Especial: Deficiência Física Alocação: Andradas Admissão: 03/09/2015 Demissão: 15/10/2016 Motivo: Pediu para ser demitido Gerente: Juliana Carvalho Contatos: julianacarvalho@vinaec.com.br Nome: Daniel Vitor Davi Junior Função: Gari Varredor Necessidade Especial: Deficiência Intelectual - Retardo mental moderado15 Alocação: Poços de Caldas Admissão: 06/04/2016 Demissão: 17/11/2016 Motivo: Não estava cumprindo suas tarefas

Gerente: Rafael Marquezi Contato: rafael@vinaec.srv.br / (35) 3713-6843 Nome: André Luiz Albino Macedo Função: Gari Varredor Necessidade Especial: Deficiência Física - Paralisia infantil do lado direito. Alocação: Coronel Fabriciano Admissão: 02/06/2015 Demissão: 09/11/2016 Motivo: Não estava cumprindo suas tarefas Gerente: Sérgio Severo Contato: natalia@vinaec.srv.br

15

https://www.tuasaude.com/retardo-mental-moderado/ 65


2017 Nome: Marco Rogério de Faria Função: Gari Varredor Necessidade Especial: Deficiência física - Toxoplasmose e Paralisia Cerebral Atáxica16. Alocação: Poços de Caldas Admissão: 01/09/2014 Demissão: 14/03/2017 Motivo: Fim de Contrato Gerente: Rafael Marquezi Contato: rafael@vinaec.srv.br / (35)3713-6843

Nome: Márcio Lino Função: Porteiro Necessidade Especial: Deficiência Física – Congênita17 Alocação: Poços de Caldas Admissão: 01/04/2015 Demissão: 18/03/2017 Motivo: Fim de Contrato Gerente: Rafael Marquezi Contato: rafael@vinaec.srv.br / (35)3713-6843

Nome: Donizete Eustáquio dos Santos Função: Servente Necessidade especial: Deficiência Física Alocação: Lagoa da Prata Admissão: 16/03/2015 Demissão: 28/03/2017 Motivo: Não estava cumprindo suas tarefas Gerente: Rogério Vicente Pereira Contato: lagoadaprata@vinaec.com.br / (37) 99904-1058.

16http://paralisiacerebral.webnode.com.br/classifica%C3%A7%C3%A3o%20da%20p-c/ataxica/ 17

https://pt.wikipedia.org/wiki/Doença_congênita

66


Nome: Vânio Aparecido da Silva Função: Auxiliar Administrativo Necessidade Especial: Deficiência Física - Hemiparesia18 do membro superior esquerdo. Sequela pós-operatória de transplante renal. Alocação: Gerência Administrativa Financeira Admissão: 12/9/2013 Demissão: 30/03/2017 Motivo: Redução do Quadro Efetivo Gerente: Lincoln Silva Andrade Contato: lincoln@vinaec.com.br/(31)99765-2242

Nome: João Raimundo Coelho Função: Servente Necessidade Especial: Deficiência Física - Membro inferior esquerdo, malformação congênita. 19 Alocação: Lagoa da Prata Admissão: 17/02/2014 Demissão: 28/04/2017 Motivo: Redução do Quadro Efetivo Encarregado: Rogério Vicente Pereira Contato: lagoadaprata@vinaec.com.br / (37) 9904-1058

Nome: José Nezio da Costa Função: Gari Varredor Necessidade Especial: Deficiência Auditiva - Perda auditiva biolateral. Alocação: Poços de Caldas Admissão: 16/06/2015 Demissão: 10/04/2017 Motivo: Não estava cumprindo suas tarefas

Gerente: Rafael Marquezi Contato: rafael@vinaec.srv.br / (35) 3713-6843

18 19

https://pt.wikipedia.org/wiki/Hemiparesia https://pt.wikipedia.org/wiki/Doença_congênita

67


Nome: Rodrigo Afonso Função: Gari Varredor Promoção: Vigia 23/07/2016 Necessidade Especial: Deficiência Física - Sequela de fratura de crânio e ossos da face. Alocação: Poços de Caldas Admissão: 16/06/2014 Demissão: 17/04/2017 Motivo: Término do Contrato Gerente: Rafael Marquezi Contato: rafael@vinaec.srv.br / (35) 3713-6843

Nome: Gilson da Conceição Gonçalves Função: Servente Necessidade Especial: Deficiência Física Alocação: Teófilo Otoni Admissão: 17/11/2015 Demissão: 19/04/2017 Motivo: Faltava constantemente e presentava baixa produção Gerente: Élber Antunes Contato: teofilootoni@vinaec.com.br / (33) 3522-3761 Nome: Ismael Vieira Função: Auxiliar de Serviços Gerais Necessidade Especial: Deficiência Mental - Retardo mental moderado. Alocação: Sete Lagoas Admissão: 08/04/2015 Demissão: 12/05/2017 Motivo: Não estava cumprindo suas tarefas Gerente: José da Silva Pereira Contato: zezinho@vinaec.com.br / (31)3773-8713/ (31)9941-5735

Nome: Edvaldo Gonçalves Azevedo Função: Auxiliar de Serviços Gerais Necessidade Especial: Deficiência Mental - Retardado mental Alocação: Sete Lagoas Admissão: 15/02/2013 Demissão: 28/07/2017 Motivo: Não estava cumprindo suas tarefas Gerente: José da Silva Pereira Contatos: José Pereira - zezinho@vinaec.com / (31)3773-8713/ (31)99941-5735

68


Nome: Leonardo do Carmo Rafael Função: Auxiliar de Serviços Gerais Necessidade Especial: Deficiência Mental – Déficit Cognitivo Leve Alocação: Ouro Branco Admissão: 02/06/2014 Demissão: 15/09/2017 Motivo: Redução de contrato com a Prefeitura Gerente: Fábio Furst Contatos: fabiofurst@vinaec.com.br - 31 99666 2089 / ourobranco@vinaec.com.br (31) 3741-1268

Nome: Jonathas Augusto da Silva Função: Auxiliar de Serviços Gerais Necessidade Especial: Deficiência Auditiva - bilateral Alocação: Itajubá – Sul de Minas Admissão: 11/07/2016 Demissão: 25/09/2017 Motivo: Indisciplina – Pegou a bicicleta de um colega, sem avisá-lo. A bicicleta foi roubada e Jonathas não quis ressarcir o proprietário da bicicleta. Gerente: José Uelton Contatos: jose.uelton@vinaec.com.br / (31) 99949-8449

Nome: Elisângela da Rocha Oliveira Função: Auxiliar de Serviços Gerais Necessidade Especial: Deficiência Física - Hemiparesia MSD e MID 20 Alocação: Lagoa Santa Admissão: 03/03/2014 Demissão: 02/10/2017 Motivo: Fim de contrato com a Prefeitura. Gerente: Fábio Furst Contatos: fabiofurts@vinaec.com.br / (31) 99666 2089

20

https://pt.wikipedia.org/wiki/Hemiparesia

69


Nome: Geralda Moreira Vieira Função: Gari Varrição Necessidade Especial: Deficiência Auditiva e na fala. Alocação: Ouro Branco Admissão: 10/10/2007 Demissão: 03/10/2017 Motivo: Redução de contrato com a Prefeitura Gerente: Fábio Furst Contatos: fabiofurst@vinaec.com.br - 31 99666 2089 / ourobranco@vinaec.com.br Nome: Antônio Zanetti Neto Função: Vigia Necessidade Especial: Deficiência Auditiva - Congênita surdez profunda mista. Alocação: Poços de Caldas Admissão: 14/04/2015 Demissão: 07/10/2017 Motivo: Fim de contrato coma a prefeitura. Gerente: Rafael Marquezi Contatos: rafael@vinaec.srv.br Nome: Geraldo Silva Gonçalves Função: Ajudante Necessidade Especial: Deficiência física - Paralisia infantil. Alocação: Ouro Branco Admissão: 03/01/2017 Demissão: 07/10/2017 Motivo: Corte de Contrato com a Prefeitura Gerente: Fábio Furst Contato: fabiofurst@vinaec.com.br - 31 99666-2089 / ourobranco@vinaec.com.br - (31) 3741-1268 Todas as informações foram prestadas por Estelita da Silva, Auxiliar de Escritório.

Nome: Marco Antônio da Silva Função: Gari Varrição Necessidade Especial: Deficiência Física – Paralisia infantil Alocação: Coronel Fabriciano Admissão: 23/01/2017 Demissão: 17/11/2017 Motivo: Não adaptação ao serviço – reclamava muito – sem produtividade Gerente: Sérgio Severo Contatos: sergio.severo@vinaec.srv.br / (31) 97135-4652

70


2018 Nome: Sebastião Vitor dos Reis Função: Vigia Necessidade Especial: Deficiência Auditiva - bilateral Alocação: Pouso Alegre Admissão: 17/07/2017 Demissão: 03/01/2018 Motivo: Não estava cumprindo suas tarefas Encarregado: José Wilson Brandão Contato: josewilson@vinaec.com.br / (35) 99802-0840 Todas as informações foram prestadas por Reila Ribeiro Prado, Técnica de Segurança do Trabalho.

Nome: Ronaldo Eustáquio Diniz Função: Auxiliar de Serviços Gerais Necessidade Especial: Reabilitado 21 Admissão: 11/01/2013 Reabilitado: 11/07/2015 Demissão: 16/02/2018 Motivo: Não estava executando suas tarefas

Alocação: Sete Lagoas Gerente: José da Silva Pereira Contato: zezinho@vinaec.com.br / (31)3773-8713 / (31)99941-5735 Todas as informações foram prestadas por Jussara Almeida, Técnica de Segurança do Trabalho.

21

https://pt.wikipedia.org/wiki/Reabilitação_profissional

71


Nome: Mayk Luiz Gusmão do Espirito Santo Função: Apontador Necessidade Especial: Deficiência Física – Paralisia do Plexo braquial22 Alocação: Teófilo Otoni Admissão: 20/03/2017 Demissão: 03/03/2018 Motivo: Fim de Contrato Encarregada: Roseane Luiz Aurélio Contato: teofilootoni@vinaec.com.br / (33) 3522-3761 Todas as informações foram prestadas por Roseane Luiz Aurélio, Assistente Administrativa. Nome: Manoel Soares Rodrigues Função: Servente Necessidade Especial: Visual – Amaurose23 do olho direito Alocação: Teófilo Otoni Admissão: 20/03/2017 Demissão: 03/03/2018 Motivo: Fim de Contrato Encarregada: Roseane Luiz Aurélio Contato: teofilootoni@vinaec.com.br / (33) 3522-3761 Nome: Ednei Rodrigues Filomeno Função: Gari Varredor Necessidade Especial: Deficiência Física – Sofreu Acidente Vascular Cerebral AVC com paralisação do lado direito Alocação: Coronel Fabriciano Admissão: 01/02/2017 Demissão: 13/03/2018 Motivo: Não estava cumprindo suas tarefas Gerente: Sérgio Severo Contato: sergio.severo@vinaec.srv.br / (31) 97135-4652 Todas as informações foram prestadas por Silvia Beatriz Rocha, Técnica de Segurança do Trabalho.

22 23

https://pt.wikipedia.org/wiki/Lesão_do_plexo_braquial https://pt.wikipedia.org/wiki/Amaurose

72


Nome: Jorge Luiz Salvador Função: Gari Capinador Necessidade Especial: Deficiência Visual – Monocular Alocação: Pouso Alegre Admissão: 01/12/2017 Demissão: 13/03/2018 Motivo: Passou em um concurso público. (Pediu para ser demitido) Gerente: José Wilson Contato: josewilson@vinaec.com.br / (35) 998020840 Todas as informações foram prestadas por Reila Ribeiro Prado, Técnica de Segurança do Trabalho.

Nome: Alisson Cesar Pinto Necessidade Especial: Deficiência Física – Congênita no pé direito. Função: Auxiliar de Serviços Gerais Alocação: Itajubá Admissão: 01/09/2015 Demissão: 04/05/2018 Motivo: Indisciplinar Gerente: Sérgio Fernandes Contato fernandesanastacio@yahoo.com.br / (35)99992-3902 Todas as informações foram prestadas por Sérgio Fernandes - (35)9992-3902

Nome: Vanessa Oliveira Rodrigues Função: Servente Necessidade especial: Deficiência Física - Sequela de Poliomielite24 Alocação: Lagoa da Prata Admissão: 16/03/2015 Demissão: 14/07/2018 Motivo: Indisciplinar Encarregado: Rogério Vicente Pereira Contato: lagoadaprata@vinaec.com.br / (37) 99904-1058. Todas as informações foram prestadas por Rogério, Encarregado de Lagoa da Prata.

24

https://pt.wikipedia.org/wiki/Poliomielite 73


Nome: Márcio Carlos Bragança Função: Gari Varrição Necessidade Especial: Deficiência Auditiva - bilateral técnica Alocação: Coronel Fabriciano Admissão: 05/09/2017 Demissão: 10/09/2018 Motivo: Indisciplinar Gerente: Sérgio Severo Contato: sergio.severo@vinaec.srv.br – 31 971354652 Todas as informações foram prestadas por Priscillia Cristina, Técnica de Segurança do Trabalho.

74


Considerações finais na visão da VINA:

Este relatório tem por objetivo conhecer cada contratado PCD/VINA e avaliar a qualidade de cada inserção já que estas contratações estão sendo realizadas para o cumprimento da Lei n. 8.213/9125, que obriga as empresas a cumprirem cotas para a inclusão de Pessoas com Deficiência -PCD -via mercado formal de trabalho. Para o acompanhamento direto e efetivo das inserções PCD na VINA, foi designada a Técnica de Segurança do Trabalho, Cleidia Cardoso Soares, do Departamento de Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho - SESMT. Cleidia é responsável por visitar, periodicamente, todas as Unidades/VINA

trazendo

informações atualizadas dos contratados PCDs, além de acompanhar, junto as Gerencias locais, o bom andamento das inclusões PCDs na rotina da empresa: profissional e social. Cleidia conta com a participação dos Gerentes, Encarregados e outras pessoas da Equipe da VINA, em cada Unidade visitada, para levantar as informações necessárias sobre cada contratado. Além disto, Cleidia, sempre que possível, tem contato direto com os PCDs para “ouvir” diretamente deles(as) como anda a sua inclusão social, via mercado formal de trabalho. Este conjunto de ações permite a empresa traçar o perfil básico de cada contratação PCD /VINA. O que se pôde perceber através desse Levantamento, é que a VINA já possuía em sua Equipe, contratados PCDs, antes do início da fiscalização, e que esses contratados, em geral, atendem as demandas da empresa, dentro das funções exigidas. Eles, geralmente, se adaptam à rotina de trabalho, sem maiores problemas, desenvolvem suas funções regularmente e de maneira geral se socializam positivamente com os colegas de trabalho, como, também, são “acolhidos”, por estes.

25

http://www.deficienteonline.com.br/lei-8213-91-lei-de-cotas-para-deficientes-e-pessoascom-deficiencia___77.html

75


Em alguns casos, as contratações PCDs, por serem impostas - cumprir número de cotas exigidos por Lei-/evitar multas - não são positivas para os “envolvidos” nesta inclusão: seja o contratado PCD, a equipe de trabalho, a empresa e a sociedade, pois não basta cumprir a Lei dentro de uma visão apenas de números, afinal inclusão social, via mercado formal de trabalho vai muito além da carteira de trabalho. Muitas questões complexas envolvem este tipo de inclusão social, profissional e econômica. Esse tipo de contratação imposta, ao nosso modo de ver, não contribui para o desenvolvimento individual, profissional e social dos PCDs, que é o objetivo da Lei. Ao contrário, a visão vertical, onde o poder público não tem diálogo com as empresas e preocupa-se apenas com arrecadação de multas, acaba gerando um distanciamento e falta de entendimento das dificuldades em se cumprir a Lei, pelas partes envolvidas. Problemas estes que poderiam ser evitados com a utilização de metodologias inteligentes de inclusão, por meio de compromissos que deveriam ser assumidos entre todos os setores envolvidos, dentro de uma visão de corresponsabilidade e parceria horizontal. As contratações impostas não contribuem para o desenvolvimento individual, profissional e social dos PCDs, que é o objetivo da Lei. Ao contrário, dentro desta visão vertical, preocupando-se apenas com arrecadação de multas, com base no não diálogo entre as partes, além de reforçar um sentimento de não parceria entre empresas e poder público, acaba gerando inclusões impostas de “exclusão,” que poderiam ser evitadas com a utilização de metodologias inteligentes de inclusão. Um outro fator importante a se ressaltar sobre a escassez de oferta de PCDs para inserção no mercado é o fato de que o próprio governo concorre com as empresas quando, este disponibiliza, conforme sua Legislação, cotas para PCD's nos concursos públicos ( muitas vezes, o governo, também, não consegue preenchê-las por falta de qualificação dos candidatos).

76


Na visão da VINA o acolhimento de um novo contratado, na sua Equipe, é sempre importante, principalmente, quando se trata de um PCD. Desde 2007, a VINA, através do seu Departamento Socioambiental, possui um projeto de inclusão social / resgate de cidadania, via mercado formal de trabalho: Projeto-piloto Aracê26 que trouxe para a empresa uma metodologia, uma visão e experiência de inclusão via mercado formal de trabalho, muito rica e de constante aprendizado para todos os envolvidos. Por isto, e pelo trabalho socioambiental que a VINA desenvolve desde 2003, sabemos da importância da Lei, mas também, da importância de parcerias inteligentes, construídas para que um processo como este, tão complexo, dê certo e que vá muito além da política, do mercado e dos interesses de cada parte envolvida. O foco é corresponsabilidade empresarial e social. Na VINA os PCD’s estão sendo acompanhados com a mesma lógica da metodologia dos contratados Aracê: com um suporte e acompanhamento mais pontual, especialmente no período de adaptação, para que os contratados PCDs possam seguir com as “próprias pernas": adquirir autonomia e de fato se sentirem incluídos. A metodologia tem como foco uma atenção diferenciada, mas sem assistencialismo, com o objetivo de dar suporte emocional e profissional a essas pessoas especiais, para que elas tenham condições reais de entrar no mercado formal de trabalho com dignidade. E, não apenas, para se cumprir normas e alimentar estatísticas. A empresa, dentro da sua realidade e visão socioambiental, se esforça, ao máximo, para cumprir as cotas exigidas pela Legislação, tarefa esta complicada e complexa, pela falta de PCDs no mercado de trabalho, como, também, pelo perfil da VINA, empresa prestadora de serviço na área de Gestão de Resíduos Sólidos e Locação de Equipamentos, que tem como principal cliente, as prefeituras de diversos municípios e cujo a prestação de serviço é realizada, via licitações que geram contratos temporários. Ao se encerrar os contratos a VINA é obrigada, automaticamente, a dispensar todos os PCDs da unidade encerrada, sem ter como remanejá-los, para outras unidades da empresa.

26

Veja no E-book Práticas Socioambientais de Corresponsabilidade , na página 21 o Projeto piloto Aracê. A versão impressa desta Projeto está disponível para consulta no Departamento Socioambiental/VINA.

77


Os complicadores para estas transferências já são variáveis e complexos, em uma situação regular de dispensa e, no caso dos PCDs elas se tornam ainda mais complexas, pelo perfil limitador destes: físico, social e profissional. Por um outro lado a atuação no segmento de Gestão de Resíduos e Limpeza Urbana, disponibiliza um número grande de vagas para as funções de Garis Coletores, de Varrição, como de outras funções básicas - onde não se é exigida qualificação técnica. Isso facilita as contratações, por um lado, e dificulta por outro, porque essas funções exigem também boas condições físicas para serem exercidas., pois são funções mais braçais. Já os cargos Administrativos exigem maior qualificação profissional, o que, geralmente, grande parte dos PCDs não apresenta. Grande parte delas (as) nunca teve qualquer tipo de formação profissional e/ou trabalhou formalmente, outros(as)

nunca tiveram acesso ao estudo

básico, e quando tiveram foi precário /incompleto, como também, nenhum ou pouco acesso aos serviços básicos de inclusão social: cidadania. Na visão da VINA, parceria entre as partes envolvidas para o cumprimento desta Lei, é fundamental. O Governo deveria oferecer suporte as empresas para facilitação das inclusões exigidas pela Lei, criando políticas públicas voltadas para a preparação e inclusão dos PCDs no mercado formal de trabalho. Como, também, políticas públicas de inclusão social que passariam por diferentes áreas como, saúde, mobilidade urbana, cultura entre outras. O não acesso, a estas políticas públicas é um dos limitadores, na nossa visão, para uma inclusão satisfatória:

profissional e social. Já pelo lado das empresas, um

entendimento e envolvimento maior com o foco da Lei: inclusão social - via mercado formal de trabalho - com corresponsabilidade empresarial. Outro fator inegável, que reforça a importância desta Lei é a perversidade do sistema capitalista que

tem uma lógica de exclusão, que atinge, justamente, as pessoas que mais

precisam de “suporte”, dentro da nossa sociedade tão desigual. Sendo assim, os diferentes setores da sociedade são corresponsáveis e, por isto mesmo, precisam trabalhar em conjunto e parceira na busca de soluções para a formação de uma sociedade mais humana e includente.

78


Pelos fatos acima citados, a imposição vertical de construção e aplicação de uma Lei importante como esta e que envolve diferentes setores da sociedade deveria ser construída em conjunto. Como, também, deveria, no mínimo, vir associada a Políticas Públicas de preparação e acompanhamento para os PCDs no que se refere à sua capacitação profissional, educacional e psicológica, com foco na adaptação à sua nova condição profissional e social. Políticas públicas, responsabilidade empresarial e social entre governo, setor privado e sociedade civil visando a inclusão, de fato, dos PCD’s no mercado formal de trabalho, deveria ser a proposta conjunta: qualidade destas inclusões e não, a quantidade destas inserções. A Lei, embora pensada para promover a inclusão social, acaba não cumprindo totalmente o seu objetivo: a inserção do PCD, no mercado formal de trabalho resulta, muitas vezes, em um quadro de reforço de exclusão dos mesmos. Afinal, inclusão vai além de imposição de Lei, ela passa; e deve passar por um cuidado maior entre as partes envolvidas neste processo: parceria horizontal, colaborativa de corresponsabilidade social. Fica uma pergunta para reflexão: Se as empresas são obrigadas a oferecerem as vagas, criarem estruturas necessárias, ( na visão da VINA criar programas de acompanhamento para a inclusão dos PCDs no mercado de trabalho,) o que o governo oferece, além da punição às empresas, caso a Lei não seja cumprida, dentro das dificuldades apresentadas para este tipo de inserção? Ter conseguido alcançar o percentual de PCDs na VINA, até dezembro de 2018, com todas as dificuldades aqui citadas, foi um desafio importante para a empresa e reforça a sua visão de corresponsabilidade empresarial e social.

.

79


2014: Em agosto, foi a nossa primeira fiscalização, no início tivemos dificuldade de cumprir a cota. Mas no decorrer do tempo fomos nos adequando e conseguimos cumprir a cota, que é 4% de 750 funcionários fechamos nossa fiscalização com 35 PCDS, e a cada ano, nos esforçando mais para conseguirmos cumprir a cota.

2015: Não tivemos fiscalização, porem encerramos o ano com 918 funcionários, sendo 36 contratados PCDs, conforme o exigido. 2016: Em agosto fomos submetidos a outra fiscalização e a empresa foi bem-sucedida, pois a nossa cota foi cumprida. sendo que o exigido pela Lei conforme o número de funcionários era 30 PCDs, e apresentamos 35 PCDs cinco a mais da cota exigida. No fechamento deste documento, em 31 de dezembro de 2016, o número de funcionários na Vina era 724, e a cota de 4% exigida por Lei foi novamente, cumprida, com 29 PCDs. 2017: Não Tivemos fiscalização em 2017, no fechamento deste documento, em 31 de dezembro de 2017, o número de funcionários na VINA era 697, e a cota de 4% exigida por Lei foi novamente, cumprida, com 31 PCDs, sendo que, com este número estamos acima da quantidade mínima exigida pela cota: 3 (Três) PCDs a mais. 2018: Em maio, fomos fiscalizados novamente, e conseguirmos cumprir a cota exigida, o número de funcionários na Vina era 814, e a cota de 4% exigida por Lei foi novamente cumprida, com 34 PCDs. Mesmo estando com a cota exigida, fomos autuados, por demitir alguns PCDs e não contratar substitutos, em alguns meses no decorrer do ano de 2017, o jurídico da empresa vai recorrer a está atuação, nossa próxima fiscalização conforme registro no livro de inspeção está prevista para maio 2019. FISCALIZAÇÃO DE NOVEMBRO DE 2014 A MAIO DE 2018 Mês /Ano Quantidade de Quantidade PCDS Cota Exigida 4% Funcionários sobre a quantidade de Funcionários Nov/2014 750 35 30 Dez/2015

918

36

36

Ago/2016

750

35

30

Dez/2017

697

30

28

Mai/2018

814

34

33 80


Ficha Técnica Relatório de Pessoas Com Deficiência -PCD Empresa: VINA Gestão de Resíduos Sólidos e Locação de Equipamentos Data inicial da pesquisa: 24 de setembro de 2013. Atualizado em: • 21 de julho de 2014 • 30 de setembro de 2014 • 15 de maio de 2015 • 31 de dezembro de 2015 • 20 de outubro de 2016 • 31 de dezembro de 2016 • 30 de junho de 2017 • 31 de dezembro de 2017 • 31 de dezembro de 2018

Elaboração/suporte: Departamento Socioambiental VINA Coordenação: Cláudia Pires Lessa Pesquisa e organização: • Cleidia Cardoso Soares - Departamento de

Serviço Especializado em

Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho -SESMT • Lincoln Andrade - Departamento Financeiro

81


"Como as aves, as pessoas sĂŁo diferentes em seus voos, mas iguais no direito de voar." (Judite Hertal)

82

Profile for Vina Socioambiental

Relatório PCD 2018  

Relatório PCD 2018  

Profile for vinavina
Advertisement