Page 1

GO mag _9

DESTAQUE Guta Moura Guedes e a ExperimentaDesign, 15 anos a agitar as indústrias criativas em Portugal

ADEGA MAYOR Fomos descobrir os vinhos da família dos cafés e qual a estratégia delineada pela sua presidente executiva, Rita Nabeiro

CROWDFUNDING Um longo capital de iniciativas de interesse coletivo

TENDÊNCIAS Fique a conhecer todas as tendências dos criadores nacionais e internacionais


36

GO mag

23

_9

10 30

33

28 6 | 7 GO FOR…LUXURY Beyond the Clichés… A GO MAG dá-lhe a conhecer alguns dos principais ecos da criatividade de luxo. 10 | 11 À CONVERSA COM… Fomos à Adega Mayor em Portalegre conhecer Rita Nabeiro - a neta do fundador da Delta – responsável pela primeira adega de autor em Portugal. 12 | 13 REPORTAGEM Sabia que o Type Design está na moda? Descubra o poder da tipografia na comunicação e na identidade da moda.

14 | 15 MODA NACIONAL Estivemos à conversa com Sandrina Francisco que nos apresentou as principais tendências dos criadores nacionais para a temporada primavera-verão.

28 | 29 GO FOR… SOCIETY Em Portugal o conceito crowdfunding tem vindo a prosperar, como forma de incentivo ao empreendedorismo nacional. A GO MAG dá-lhe a conhecer alguns projetos de sucesso!

20 | 21 FENDI... Vanguarda e “alta costura”, também em eyewear Descubra a nova coleção eyewear da marca que sintetiza a vanguarda do made by hand italiano.

36 | 37 GO FOR… LIFESTYLE Visão perfeita para uma performance de campeão? Descubra como nas nossas páginas.

24 | 25 GRANDE ENTREVISTA Guta Moura Guedes explica-nos porque são o design e arquitetura “um bem social”. 26 | 27 AS ESCOLHAS DE… As sugestões lifestyle aconselhadas por Inês Ferreira e por Tiago Costa, os diretores da revista Deepart.

2 _GOmag_9

38 | 39 GO FOR… OUR BEST Já conhece o ZMAR? O Eco Camping Resort & SPA tem cinco estrelas e é uma verdadeira constelação de bem-estar com o ambiente.


38

EDITORIAL

A EXCLUSIVIDADE ESTÁ SEMPRE NA MODA Inspirados ainda pelo espírito do novo ano, estamos certos de que temos muitos motivos para celebrar! Com base no sucesso do passado, é tempo de olhar em frente e continuar a vencer desafios. É este o lema da GrandOptical, uma marca sempre inovadora e irreverente que se posiciona no top de eyewear a nível nacional e mundial.

7 20 Giorgio Armani

GO mag

11

_9

DESTAQUE Guta Moura Guedes e a ExperimentaDesign, 15 anos a agitar as indústrias criativas em Portugal

ADEGA MAYOR Fomos descobrir os vinhos da família dos cafés e qual a estratégia delineada pela sua presidente executiva, Rita Nabeiro

CROWDFUNDING Um longo capital de iniciativas de interesse coletivo

TENDÊNCIAS Fique a conhecer todas as tendências dos criadores nacionais e internacionais

CAPA

18

Fotografia: Carlos Ramos Make-up Antónia Rosa, Styling Paulo Gomes, Cabelos Paulo Vieira. Agradecimentos: Chiado 8

E porque as nossas indústrias criativas são já internacionalmente reconhecidas, fomos conhecer as perspetivas de Guta Moura Guedes - cofundadora e presidente da Experimenta - que nos falou sobre o estado da arte do design e as inovações e experiências sempre zeitgeist que resultaram da Bienal Experimenta Design 2013. Somos orgulhosos do nosso Alentejo e trazemos a esta edição um “dois-em-um”: do Alto, damos-lhe a conhecer a Adega Mayor que se espraia pela paisagem de um monte alentejano numa obra que Siza Vieira edificou. Fomos conversar com Rita Nabeiro, administradora e presidente executiva daquela que é a primeira adega de autor, em Portugal. Do Litoral trazemos o ZMAR, o primeiro Eco Campo em Portugal, situado na Costa Vicentina, que permite vivenciar experiências únicas de forma sustentável. Estando conscientes da importância das ações levadas a cabo por instituições de cariz social, continuamos a nossa missão de dar a conhecer uma causa em cada edição. Por isso, na GO MAG 9, fomos descobrir a “Terra dos Sonhos”. Conversámos com o seu mentor e ficámos a par das principais atividades desta valiosa iniciativa de solidariedade social. Ao longo de 17 anos de existência em Portugal, a GrandOptical tem trilhado um caminho de contínuo sucesso, sustentando-se na excelência de serviços e reconhecida pela qualidade premium das principais grifes de moda internacional, com algumas grandes marcas em exclusivo nas nossas lojas. A nossa revista reflete a missão da marca e desperta emoções, fala de arte, moda e lifestyle com propostas de eyewear sempre inspiradoras . Desejamos uma excelente leitura na companhia da GO MAG!

Propriedade: GrandOptical Portugal, S.A. - www.grandoptical.pt Coordenação: Dept. Marketing Gestão Integrada de Conteúdos: Greenmedia - Agência de Comunicação Tiragem: 38.000 Impressão: Terceira Via, Artes e Serviços Gráficos, Lda. Depósito Legal: 325416/11 Distribuição Gratuita Esta revista foi redigida conforme o novo Acordo Ortográfico

Carla Palaio Diretora de Marketing GrandOptical Portugal GOmag_9_3


MUST GO...

5 TOP GUIA DA CIDADE LUXEMBURGO: TOUR LOJAS GRANDOPTICAL Envolvidos na missão de lhe dar a conhecer a nossa rede de lojas pelo mundo, nesta edição da GO MAG trazemos-lhe a cidade do Luxemburgo. Em pouco mais de 50 km2, a GrandOptical preparou um tour pelos Must Go Points! É conhecida como a Gibraltar do Norte e o nome - Luxemburgo - tem origem numa an­tiga fortaleza chamada Lucilinburhuc, da época carolíngia, em meados do século X. Hotéis, monumentos, restaurantes, museus, são os ambientes que encontramos a circundar cada uma das lojas da GrandOptical desta tão peculiar cidade europeia, cujas fortificações foram já classificadas como Património Mundial da Unesco.

Na zona noroeste, em Kirchberg encontramos o Luxexpo - um centro de exposições e congressos que se projeta como uma verdadeira plataforma de comunicação para empreendedores e empresas. Profissionais em

Ref. FF 0019/S

viagens de negócios, ou turistas de estilo artístico podem visitar a loja GrandOptical que fica a meio caminho entre o Luxexpo e o Mudam Luxembourg - o museu de arte moderna do Luxemburgo. O centro histórico é conhecido pelas suas pontes emblemáticas. Através da Avenue de la Liberté alcançamos a Ponte Adolphe - uma homenagem ao grão-duque que a construiu no início do século XX e que à época da sua edificação, representou o maior arco de pedra construído em todo o mundo! No centro da capital, sugerimos uma paragem no Théâtre des Capucins e, a poucos minutos, é obrigatório provar um Hotchocspoon - a especialidade da Chocolate House - ideal para um lanche reconfortante ao fim da tarde. Na zona de Notre Dame propomos uma visita ao Museu da Banca de Luxemburgo, uma viagem por 140 anos de história que vale a pena conhecer! O Grão-Ducado é o segundo país do mundo em PIB per capita e isso reflete-se no Casino do Luxemburgo, um verdadeiro fórum de arte contemporânea, com exposições e workshops para todos os estilos.

As famosas Casemates de Pétrusse são provavelmente a principal atração do país. São passagens subterrâneas defensivas, escavadas pelos espanhóis no século XVII. As galerias chegam a atingir, em certos locais, 40 metros de profundidade. É até difícil imaginar que, no lugar da cidade calma e encantadora que hoje vemos, esteve outrora uma fortificação com cerca de 180 hectares, da qual ainda há vestígios debaixo dos nossos pés.

Fendi - PVP 269,90€

Para terminar a visita na cidade sugerimos o Parque Municipal. Projetado pelo arquiteto parisiense Edouard André é o lugar perfeito para descansar e passear, antes de retornar viagem. A pequena capital do Luxemburgo está muito perto de outras cidades europeias, como Bruxelas (200 km) e Estrasburgo (220 km) com excelentes acessos, que permitem uma visita rápida, mesmo que só por um dia… não deixe de conhecer! As lojas GrandOptical na cidade: Kirchberg, Notre Dame, Bertrange, Grand Rue, Gare

Gucci - PVP 434,90€ Ref. GG 2235/S J5G Y4

Prada - PVP 219,90€ Ref. PR 06QS

MIKI NINN - PVP 99,90€ Ref. MIKI NINN 5003 tortoise

Persol - PVP 189,90€ Ref. PO 3046V

GOmag_9_5


GO NEWS... PERSOL

PAIXÃO PELA ARTE E “PER IL SOLE” Oito artistas, provenientes de diversas indústrias criativas, abraçaram um inovador desafio: a reinterpretação do processo de criação de um par de óculos PERSOL, através da arte, arquitetura, fotografia, pintura, escultura, artesanato e design. A inspiração para a designação da marca PERSOL – nasceu a partir do termo italiano “Per il sole” (para o sol) e a griffe fundada por Giuseppe Ratti é, desde 1917, uma referência intemporal, na arte e fabricação de óculos de sol. Para comemorar o artesanato sublime que caracteriza cada par de óculos PERSOL, oito artistas internacionais foram convidados a reinterpretarem oito deslumbrantes suítes de uma mansão do século XV, situada nas colinas toscanas de Florença. Em comum, os criativos, têm o facto de partilharem uma profunda paixão pelos

processos artesanais e pela excelência, trabalhando sempre com intensa paciência e dedicação as suas formas de arte, sensibilidades artísticas e convicções pessoais. Nasceu, desta forma, o ATELIER PERSOL que exprime a filosofia da marca: contemporaneidade e design aliados à inigualável tradição artesanal italiana.

Projeto by Kolkhoz

Beleza by Robert Montgomery

Com a presença de obras de arte pré-selecionadas pelo curador Jerome Sans (Diretor Criativo e Editor Executivo do L’Officiel Art), cada convidado teve total liberdade para exprimir a sua arte. Os temas são inspiradores…

Estrutura by Sebastien Tellier

Harmonia by Fabio Novembre

Precisão by Aleatório Internacional

Toque by Futuro

Inspiração by Vanina Sorrenti

O ATELIER PERSOL está documentado numa curta-metragem (12 minutos), que para além de ser exibida em diversos festivais internacionais de arte em Itália, está também disponível no link: http://pers.sl/1caFZdv Se ficou apaixonado pela ideia a GO MAG convida-o a descobrir, um pouco mais, sobre esta exposição no website da marca - http://www.persol.com/italy/atelier/. 6_GOmag_9

Perfeição by Mathilde Monnier


SE O DIABO VESTE (MESMO) PRADA, ENTÃO UMA DAS SUAS LOJAS DE ELEIÇÃO É, CERTAMENTE, A GRANDOPTICAL!

Prada PVP 239,90€ Ref. PR 07QS

A GrandOptical no centro comercial da cidade invicta recebeu um magnífico evento da PRADA Eyewear, que elegeu a nossa mais recente loja, no NorteShopping, para marcar a chegada da sua coleção de armações e óculos de sol.

Os clientes foram presenteados com toda a elegância, glamour e requinte que a marca representa, retratando um ambiente do autêntico universo PRADA.

Durante o final da tarde foram apresentados os modelos mais sofisticados, numa ação que contou com todo o esplendor do estilo italiano que caracteriza a PRADA Eyewear e destacando os seus elevados padrões de design alternativo e de inovação com qualidade artesanal. Se é fã do best-seller de Lauren Weisberger, então não deixe de nos visitar sempre que possa! Um dia destes, poderá cruzar-se com a ‘Miranda Priestly’*, ao vivo e a cores, num evento exclusivo da GrandOptical.

* The Devil Wears Prada, personagem interpretada por Meryl Streep

iHUMAN, ÓCULOS PARA QUEM APRECIA TECNOLOGIA DE TOPO EM ESPAÇO MÍNIMO. No movimento minimalista dos objetos downsized - que caracteriza a nossa era - os consumidores procuram, cada vez mais, produtos compactos, extremamente delicados e com espessuras mínimas. A acompanhar esta tendência os óculos não são exceção! Nesta coleção, disponível na GrandOptical, as armações são retráteis, extremamente finas, flexíveis e muito resistentes. Com um estilo sóbrio, confortável e apresentando detalhes muito sofisticados, os óculos iHUMAN vêm acompanhados de um estojo -

Pocket Serie - cuja espessura se iguala à de um smartphone. O seu design foi especificamente pensado para pessoas práticas, que gostam de poder arrumar os óculos no bolso de umas calças de ganga, com toda a facilidade!

GAMA COMMERCIALIZADA

MPRESA

a em 2013, na região e inovação uma

GO NEWS...

A MARCA iHUMAN Ideias para os homens. tem como Tal é o credo da marca iHuman que os técnico s objectivo propor gamas de produt dispondo cada facilitando a vida dos portadores

em todo Está tudo dito : o óculo que se arruma lado incluindo no seu bolso ! idores consum os izing» Num mundo de «downs compactos procuram cada vez mais produtos e dores compra dos e mais leves. Melhor, 34%

GOmag_9_7


ENTREVISTA A...

RITA NABEIRO, ADMINISTRADORA DA ADEGA MAYOR Arquitetura, vinho, arte e turismo numa adega de autor “Sendo o setor vitivinícola altamente competitivo, a relação que mantemos com cada cliente é o nosso maior património.” Com apenas 25 anos superou um dos seus primeiros grandes desafios: perante uma audiência composta por vários diretores e administradores, fez a apresentação da estratégia para a comunicação e imagem daquele que é um dos projetos mais arrojados do GRUPO NABEIRO – a ADEGA MAYOR. O seu avô – o comendador Rui Nabeiro – gostou das ideias. Hoje, com 32 anos, Rita Nabeiro é administradora da “adega de autor” que fez renascer a tradição vitivinícola em Campo Maior. A GO MAG quis saber mais sobre o êxito deste posicionamento estratégico, que é já reconhecido como sendo altamente diferenciador no mercado nacional. Com 6 anos de existência já alcançou mais de 100 prémios. O nome Nabeiro está incontornavelmente ligado a Campo Maior, mas Rita nasceu e cresceu em Lisboa. Licenciou-se em design de comunicação e depois de passar por uma agência de publicidade em Itália e outra em Portugal, a vontade de contribuir para o negócio de família falou mais alto. Com a assinatura do arquiteto Álvaro Siza Vieira, a Adega Mayor foi a primeira adega de autor em Portugal e, hoje, é já uma referência no panorama vinícola, com a qualidade dos seus vinhos reconhecida nos principais concursos nacionais e internacionais da especialidade.

8_GOmag_9

A Adega Mayor é considerada uma referência de sucesso no mercado nacional. Conte-nos como tudo começou. Campo Maior, apesar de ter tido uma tradição de vinhos há muitos anos, tinha perdido essa ligação à cultura vinícola e o meu avô tinha o sonho de trazer de volta esse costume às terras de Campo Maior. Os primeiros passos rumo à concretização deste projeto de vinho foram dados pelo meu avô e pelo meu pai no princípio da década de 90. Em 1997 deu-se início à plantação das primeiras vinhas e as primeiras garrafas nasceram cinco anos

mais tarde e foi de imediato reconhecida a qualidade superior que se saboreava nesse vinho, pelo que a aposta do Grupo Nabeiro foi natural, um simples retomar de usos mas com olhos postos no futuro, num projeto diferenciador. Qual o papel da Rita neste projeto? A minha entrada deu-se em 2006. As premissas de “sensibilidade, alma e simplicidade” estavam lançadas no projeto que o meu pai e avô haviam idealizado. Eu identifiquei-me, desde cedo, com a ideia e com a estética da obra que estava


ENTREVISTA A...

Michael Kors PVP 129,90€

Ref. MK M2066S

a ser desenhada pelo Siza Vieira, pelo que aceitei no imediato o desafio de apresentar uma estratégia para a imagem e comunicação da adega. O dia da apresentação foi um dia difícil, confesso…(e estava nervosa!). Tinha de realizar uma apresentação (aquela que era a minha ideia e estratégia) para uma audiência de vários diretores e administradores do Grupo Nabeiro. Felizmente, correu muito bem… o mais importante foi o meu avô ter gostado. Sei que se ele não tivesse aprovado, teria arranjado uma forma simpática e carinhosa de me fazer desistir… mas ele gostou e aprovou! Desde então, temos evoluído em conjunto, num constante e permanente trabalho de equipa. Por outro lado, a oportunidade de trabalhar e aprender com o meu avô é acima de tudo, um privilégio imenso, pois tem uma personalidade encantadora e é uma fonte de inspiração a cada dia.

A Adega Mayor assume um posicionamento de “produto diferenciador”. Quais são as características que fazem essa diferenciação? Na Adega Mayor procuramos a excelência na produção do vinho e acreditamos que a dedicação e a criatividade se estendem, também, para além das características gustativas. A experiência começa na garrafa, no olhar, mas prolonga-se através de todos os sentidos. Os nossos vinhos diferenciamse, sobretudo, pelos elevados padrões de qualidade e ino-

vação em que estão posicionados. São vinhos frescos, elegantes e, acima de tudo, diferentes das características que pautam os vinhos alentejanos. Por outro lado, apostamos fortemente nas relações humanas. Para nós esse é o verdadeiro capital a preservar. Sendo o setor vitivinícola altamente competitivo, a relação que mantemos com cada cliente é o nosso maior património e é aquilo que, verdadeiramente, nos diferencia no mercado em que atuamos. Focou a sua estratégia na internacionalização. Já pode fazer um balanço? Sim, a exportação constitui um eixo fundamental no nosso negócio, representando já 30% do total de vendas. O nosso objetivo é atingir os 50% dentro dos próximos cinco anos. A Adega Mayor está já presente na Alemanha, Luxemburgo, Suíça, Inglaterra, Brasil, Angola, Cabo Verde, Moçambique, EUA e Canadá. Aproveitámos, obviamente, uma grande parte da estrutura que o Grupo Delta Cafés nos oferece nos mercados internacionais, mas as nossas exportações aumentaram 71%, como consequência de um trabalho árduo que todos temos feito para promover a qualidade dos vinhos portugueses e dos seus excelentes atributos, nos mercados externos. O Enoturismo é também uma área de negócio importante da adega… Sim, também. Esta área representa já cerca de 5% do nosso negócio está a crescer acima

dos 20 a 30%. Estruturámos um conceito que capta a atenção e o entusiasmo turístico: o visitante experiencia o que é ser “enólogo por um dia”. Começa nas vindimas e segue para a adega para acompanhar o processo de produção do vinho, desde a escolha da uva, à fermentação, maturação e ao estágio em garrafas e tem ainda a oportunidade de disfrutar de uma espécie de piquenique junto ao espelho de água do terraço do edifício, com vista sobre a magnífica paisagem alentejana. Materializamos um conceito integrado e irreverente que junta a qualidade do produto - vinho - à relação que estabelecemos com cada cliente… e também à cultura da nossa região, à arquitetura e à arte.

GOmag_9_9


GO FOR... LUXURY

Clichés

Beyond the

Pode ser um hotel. Um lugar. Um meio de transporte. Um gadget. Mas são, acima de tudo, ‘existências’ que causam memórias de emoção e experiências inesquecíveis. A GO MAG dá-lhe a conhecer alguns dos principais ecos de criatividade luxuosa.

Ripa Hotel Roma, criatividade e bom-gosto O jogo entre a arquitetura minimalista e o ambiente contemporâneo resulta numa perfeita sintonia, conferindo uma inovadora expressão à tradicional hospitalidade romana. Situado em pleno bairro histórico do Trastevere, a poucos minutos do Vaticano, o hotel design Ripa é um must go em qualquer visita a Roma.

Jaguar XF Luxury Contemporâneo e concebido com mestria O XF Luxury é requintado, exclusivo, com pormenores sumptuosos e acabamentos de luxo. Os detalhes são de uma elegância incomparável e apesar do design arrojado, o carro mantêm toda a integridade tradicional do Jaguar. É preciso conduzir um para que, depois de conhecidas todas as sensações, nos possamos render às evidências…

Prada PVP 279,90€

10_GOmag_9

Ref. PR 09QS


GO FOR... LUXURY

ABJ Eleganté, sinónimo de conforto O ABJ Eleganté é um jato privado, ideal para homens e mulheres de negócios. Com uma atmosfera interior altamente sofisticada, onde o espaço também é um luxo. Os passageiros disfrutam de viagens plenas de elegância e bem-estar.

Gucci PVP 264,90€

Ref. GG 4235/S KJ1 HX

Já pensou em ter um iate? A arquiteta Zaha Hadid projetou seis iates que mostram como os barcos podem ser muito mais do que uma simples ‘casa’ para viajar nos oceanos. Com um design futurista que demonstra uma clara influência nas formações naturais marinhas, os The Unique Circle Yatchs by Zaha Hadid Architects for Blohm+Voss encerram um conceito altamente inovador e distinto.

Um novo conceito de smartphone Se dissermos Porsche, a associação é automática: qualidade, design, requinte e muito charme. Quando os índices de exigência aumentam, as grandes marcas são desafiadas a dar respostas inovadoras para os satisfazer. A BlackBerry e a Porsche uniram-se no desafio e criaram um perfeito cruzamento entre tecnologia topo de gama e o que de melhor se produz em termos de design industrial. GOmag_9_11


PINTEREST... NOW

THINGS WE LOVE…AND WE LOVE SHARING!

Ewan Mcgregor and lions

Juliette Binoche by Richard Avedon

Mercedes

Arturo Montanelli recupera la Masseria Storica “Le edicole”

Textile-Art-Mode

Textile-Art-Mode 1

Places & Spaces, etc.

Style - Minimal + Classic

Art

Art (design)

Geoffrey Johnson

Escalinata en Caltagirone. Sicilia

karen walker e kenya

Chris Dangtran

Man Ray - Terrain vague - 1929

Montepulciano, Tuscany, Italy. by Massimo Lorenzi

Gucci

PVP 249,90€

Ref. GG 3674/S 4WW NM

Vintage Cars e Vintage Posters 12_GOmag_9

Arik Levy

Chanel Chance


GO ESTILO

TENDÊNCIAS DOS CRIADORES PORTUGUESES BY

SANDRINA FRANCISCO Nesta edição, a GO MAG convidou Sandrina Francisco a apresentar a sua seleção de peças “made in Portugal” da estação primavera-verão para diferentes ocasiões e estilos. O programa Moda Portugal, dos canais internacionais da RTP, abrange de forma alternativa várias temáticas relacionadas com a moda, arquitetura, fotografia, tecnologia, design e lifestyle, com uma forte componente cultural e exportando, semanalmente, a mensagem de como Portugal está na moda! Apresentado pela fashion stylist Sandrina Francisco, o programa pretende através de entrevistas, reportagens e documentários, mostrar a contemporaneidade portuguesa, divulgando as marcas e os criadores nacionais. A consultora de moda tem-se revelado uma verdadeira embaixadora das indústrias criativas portuguesas. Programa Moda Portugal, RTP Internacional

A criatividade de Nuno Baltazar

Os padrões de Miguel Vieira A coleção “Origens” de Miguel Vieira, para a próxima estação é sofisticada, muito feminina e apresenta cores como o verde-água, o rosa coral e as argilas, em tecidos lisos e estampados, relembrando os elementos naturais que pertencem à Terra. A coleção é leve e requintada, embora nos apresente detalhes e padrões deslumbrantes, passando do tradicional preto e branco para as cores pastéis e azuis intensos. O estilista mostra silhuetas clássicas com um toque moderno, onde nenhum pormenor é deixado ao acaso. E o resultado final é maravilhoso! Só nos falta esperar pelo calor.

14_GOmag_9

Nuno Baltazar propõe uma coleção transcendente, com brilho e elegância para a próxima primavera-verão. A inspiração parte da composição ‘Stabat Mater Dolorosa’, de Giovanni Battista Pergolesi (a morte de Cristo) e completa-se no ‘Stabat Mater Speciosa’ (o nascimento de Cristo) de Franz Liszt. Há referências à arte sacra, de forma moderna, criativa e muito comercial. Esta é a seleção para uma mulher cosmopolita, determinada e criativa.

As princesas dos Storytailors As “histórias de encantar” encantam-nos! E os Storytailors são verdadeiros contadores de estórias, que buscam inspiração e conhecimento no passado, trabalham com um toque de modernidade e mantêm os olhos bem-postos no presente e no futuro. Com estas propostas, arriscamos viver a nossa própria história de encantar!


GO ESTILO O minimalismo gráfico de Dino Alves Dino Alves quis voltar ao passado para imaginar como seria o futuro e esta reflexão traduziu-se numa coleção minimalista e geométrica, onde o lado gráfico é uma aposta do designer, fazendo passar o conceito em peças com duas tonalidades, dimensões e duas texturas, o brilho e o mate. Peças descontraídas para uma mulher criativa e arrojada, que gosta de assumir o seu estilo e de contrariar o excesso de informação, mostrando que menos é mais.

Os volumes e o branco de Diogo Miranda As propostas de Diogo Miranda são perfeitas para os dias mais quentes. A contemporaneidade urbana e as obras icónicas de Óscar Niemeyer foram a base para os cortes amplos e formas circulares, que atingem a feminilidade na suavidade das cores. Os volumes e as formas geométricas são coordenados em branco e tons suaves. E são motivos perfeitos para desejarmos que o verão chegue rápido!

O romantismo nos tecidos de Pedro Pedro Nesta coleção “La femme qui chante”, o criador mistura exuberância com sobriedade, romantismo doce com o militar austero, brincando com formas masculinas elaboradas com tecidos femininos e leves. Destacam-se os tecidos brancos e rosas, femininos e muito delicados.

Os acessórios de Luis Onofre

E não podem faltar os complementos perfeitos que dão o toque final a qualquer look: sapatos. Destacamos o criador Luís Onofre, por aliar design, conforto e a qualidade dos materiais, com propostas em tons pastéis que complementam maravilhosamente bem os nossos coordenados de verão. O calçado português está de parabéns!

Fendi

PVP 209,90€ Ref. FF 0001/S

GOmag_9_15


TENDÊNCIAS HOMEM

Giorgio Armani

Descomplicada é uma das principais características da moda masculina para a temporada primavera-verão em 2014. Combinações de alfaiataria tradicional em modelagens impecáveis, que transparecem conforto, qualidade e contemporaneidade. Recortes inusitados, comprimentos variados, toques informais e estilos urbano casual e descontraído chic.

Persol

PVP 159,90€

Newman

Dries Van Noten

Etro’s

16_GOmag_9

Newman

Ref. PO 9649


TENDÊNCIAS HOMEM

Boss Orange PVP 139,90€

Michael Kors

Etro’s Raf Simons

Lanvin

Etro’s

Corneliani

Kolor Dries Van Noten

As cores marcam presença nas coleções masculinas como uma forte aposta para transformar os looks clássicos e sérios em silhuetas fashion com toques subtis de modernidade.

Roberto Cavalli

Ref. BO 0144/S

GOmag_8_17


TENDÊNCIAS MULHER Professional Style

Giorgio Armani

Chanel

Crosby Derek

Custo Barcelona

Giorgio Armani

Casual Chic

MUST HAVE Indispensáveis em qualquer closet. Sensuais e sofisticados, com um design e assinatura mundialmente reconhecidos, os sapatos Louboutin surgem sob todas as formas, cores e estilos, com especial destaque para as plataformas, pumps e wedges. Combine-os com uns óculos Sensaya e enriquecerá até mesmo o look mais básico.

Burberry

Prada

Michael Kors

Calvin Klein

Anthony Vaccarello

Branco Total

18_GOmag_9 Casacos no Verão


TENDÊNCIAS MULHER Formas arrojadas e jogos coloridos são as tendências mais atraentes desta temporada. Os tons pastéis continuam trendy e o branco total é o vencedor da estação. Marcou presença em mais de 15 desfiles, dominando as grandes passarelas internacionais e é o mood certeiro para esta temporada.

Vestidos Lolita

Peter Pilotto

Custo Barcelona

Dolce & Gabbana

Peças listradas, assimétricas, preto e branco, azul navy total, calças capri, saias lápis e godê, plissados, estampados, flo­rais, orientais, assimétricos e bor­dados também marcam a estação. A versatilidade comanda o dia-a-dia e o truque é combinar sempre com acessórios da mesma cor, para deixar o look ainda mais contemporâneo.

Indie Style

Sensaya

African Style

Dries Van Noten

Crosby Derek

BCBG Max Azria

Rosa Candy

Chloe

Blumarine

Dolce & Gabbana

Donna Karan

Ref. ss 1008 black 52 18

GOmag_9_19 Greek Style


FENDI

Vanguarda e “Luxury House”, também em eyewear Casacos de pele deslumbrantes. Sapatos irresistíveis. Malas e clutch desejadas nos qua­tro cantos do mundo. Fundada em 1925, por Adele Casagrande e Edoardo Fendi, artesãos de Roma, FENDI é a marca que sintetiza a vanguarda do made by hand italiano e a nova coleção eyewear já chegou à GrandOptical.

Celebridades como Sharon Stone, Madonna, Cara Delevigne são apenas algumas das fiéis clientes da marca, que se tornou um sinónimo de bom gosto e sofisticação através dos seus inconfundíveis sapatos e malas em pele. O logotipo da griffe italiana brilha, desde 1965, nas mãos de Silvia Venturini Fendi e Karl Lagerfeld. A FENDI alcançou o prestígio e a liderança no setor, pela utilização de peles tingidas, através de mão-de-obra artesanal, de alta qualidade e aprimorando refinadas técnica de corte. Trunfos que já valeram à marca a conquista de vários prémios internacionais. 20_GOmag_9


FENDI

Edição limitada Baguette

A FENDI possui um leque muito abrangente de acessórios, que evocam sempre um estilo distinto, realçando cores exóticas, materiais inovadores e formatos arrojados, sempre com um pé na tradição e outro na modernidade. As coleções de óculos são repletas de sensualidade e a desta temporada não faz exceção: os modelos incluem acabamentos peculiares, detalhes únicos, linhas ousadas e pormenores sublimes que nos remetem para uma preciosidade única em cada peça da coleção.

Irresistível e icónico, este modelo é inspirado na famosa Baguette Bag da marca. A mala Baguette é mundialmente reconhecida como um must-have intemporal e símbolo supremo de elegância feminina.

Blocos Coloridos Atraentes e coloridos, este modelo made by hand, apresenta uma silhueta muito contemporânea que é enfatizada pelos blocos de formato arrojado e que se demarcam em cores contrastantes.

Atitude fashion Os formatos ‘borboleta’ são já intemporais. Ninguém ficará indiferente a este modelo que mistura tons cinza e apontamentos rosa candy numas enormes lentes. Muito femininos e com um toque de futurismo que causa sensação e os torna num acessório claramente diferenciador. GOmag_8_21


ENTREVISTA A...

GUTA MOURA GUEDES O design e arquitetura são um bem social. É considerada uma das principais figuras contemporâneas na promoção do design, da arquitetura e da criatividade portuguesas, em contexto nacional e internacional. A expressão Indústrias Criativas está hoje, na ordem do dia. Algo que não acontecia há 15 anos, quando Guta Moura Guedes lançou a ExperimentaDesign - uma associação cultural sem fins lucrativos, criada em Lisboa e fruto de uma iniciativa da sociedade civil. A GO MAG experimentou uma conversa com a cofundadora, que nos contou a estratégia, que se desenha nesta unidade de produção de conhecimento e de realidade, como polo difusor de conteúdos, nas áreas criativas e na cultura de projeto.

O seu percurso profissional é impressionante. Conte-nos um pouco dos ‘segredos femininos’ que lhe têm permitido fazer tanto, em tantas áreas distintas, em tão pouco tempo? Curiosa essa ideia de “segredos femininos”... Mas claro que, obviamente, sei que os géneros são bem diferentes. Acima de tudo, tenho uma sorte incrível, pois sempre tive um apoio familiar muito grande. Ao longo destes anos, nas discussões com a Experimenta ou nos vários ThinkThank’s que fazemos com pessoas do mundo inteiro, uma das coisas que os nossos convidados sublinham, imediatamente, é que em Portugal ainda existe, muito vincadamente e enraizado, o sentido de família, tal como em Itália, por exemplo. Se extrapolarmos para os países nórdicos os valores de família são completamente diferentes. Eu, se não tivesse a família que tenho, não teria feito nem metade do que fiz. Esse é talvez um dos maiores “segredos”: a minha família tem dividido comigo grande parte do tempo que investi no meu trabalho e que me tem permitido fazer este percurso. Como recorda a sua infância? A arte e a criatividade estavam presentes, por influência familiar, no seu dia-a-dia, ou foi algo que surgiu já na idade adulta? Há uma influência familiar fortíssima de ambos os lados, quer dos Moura Guedes, quer dos Alves Gato. Do lado dos Gato, o meu avô também era músico, tocava os “carrilhões de Mafra” e era ainda fadista e, de certa forma, designer – desenhou uma guitarra portuguesa. Havia, do lado 22_GOmag_9

dos Gato, a mística da música. Do lado dos Moura Guedes, a influência foi muito ligada à palavra, à leitura e à língua. Havia o fascínio pelo prazer da leitura e da escrita, pela palavra.... Curiosamente, nenhuma das partes me transmitiu a ligação à componente da imagem. As imagens chegam muito mais tarde. Os meus pais pertenceram àquela geração fascinante dos hippies, que iam de boleia em viagens a Londres, Amsterdão…fizeram os percursos todos. Traziam LP’s, livros, filmes e isso possibilitou-me o acesso a uma cultura muito diferenciada. Eu acho que, geneticamente, há um pendor mais forte para áreas mais artísticas. Tentei negar-me a isso quando era mais nova, porque tinha imenso receio do universo artístico e criativo e, por isso, estudei primeiro as áreas ligadas ao universo racional, à ciência e à biologia. Sentia-me mais segura nessas áreas e só abracei, efetivamente, o universo artístico a partir dos trinta e tal anos. Falando da experimentadesign. Qual o balanço que faz destes 15 anos de atividade? É um balanço extraordinário. Quando começámos, em 1998, falava-se muito pouco de design em Portugal e o nosso país não era conhecido pelo seu design. Lisboa não estava nos circuitos dos grandes eventos culturais e, portanto, havia uma série de desafios em termos nacionais que não estavam a ser respondidos e que nós viemos responder com muito sucesso. Do ponto de vista internacional – e esse foi um grande plus da ExperimentaDesign - foi o facto de ter sido desde logo pensado e


ENTREVISTA A... desenhado para um circuito internacional e de termos conseguido criar um produto, que foi desenhado por portugueses, colocando-o como um dos grandes eventos de referência no mundo inteiro. Não posso estar mais contente por tudo aquilo que já foi feito a partir da ExperimentaDesign e a partir da Bienal, com uma importância muito significativa na área da divulgação, da formação e da influência no espaço público e nas empresas. A ExperimentaDesign é, por natureza legal e por missão, uma associação sem fins lucrativos e não tem qualquer vocação comercial. Tem vocação para a investigação e experimentação. Após 15 anos de trabalho ainda nos sentimos muito inquietos e irrequietos, porque queremos ir mais longe. Sentimos que ainda há muito por fazer e por inventar. Reflecte, por um lado, a minha própria natureza, sou uma pessoa muito irrequieta e inquieta também e, por outro lado, porque esta matéria com a qual trabalhamos – o design e a cultura de projeto - são matérias em expansão. É uma disciplina que está constantemente em adaptação e a reinventar-se. É muito difícil, dado que o nosso mercado, onde

competimos, é internacional. Acredito que muita gente, e após 15 anos de sucesso comprovado, tenderiam a manter o mesmo modelo: navegar no porto seguro. A decisão de mudar é complexa e, embora estejamos muito contentes com os resultados, queremos continuar a evoluir e reformular….Sabemos que é arriscado, mas estamos a passar esse processo.

“A relação entre o design a competitividade e sucesso das empresas é crucial. Não só para as novas empresas mas também para aquelas que necessitam de se inovar e reestruturar”.

co bem e já fui muitas vezes convidada para comunicar ou desenvolver estratégias de comunicação de muitas coisas, cá e lá fora. Essa frase eu uso-a para sublinhar que, não sou de forma alguma, alguém que consiga comunicar, defender ou “fazer minha dama” algo em que eu não acredite que vá realmente acontecer. Ora isto é um paradoxo, pois à partida nunca temos garantias absolutas de nada. Mas eu preciso que aquilo que eu estou a querer fazer ou a querer comunicar, ainda que apenas em projeto, seja (para mim) já uma realidade e que possua bases sólidas para acontecer. Essas premissas são a minha leitura para avaliar o potencial de realidade que uma ideia tem. Daí o design ser tão importante na minha vida. Porque pode ter uma tridimensionalidade visível, palpável, que me permite, efetivamente, concretizar as ideias. Dar-lhes forma.

“Tudo é possível desde que seja real” é uma frase sua. É o lema que usa sempre que lhe dizem um “Não”? Essa é uma perspetiva minha, pessoal, e digo-a como um paradoxo que vivo diariamente. Muitas vezes dizem-me que comuni-

A comunicação tem sido um dos apanágios no seu sucesso profissional. Considera que a boa comunicação é metade do caminho para o sucesso? Depende da interpretação do que é comunicação. Separo comunicação daquilo

GOmag_9_23


ENTREVISTA A...

que é o marketing ou o branding. Comunicação é, para mim, acima de tudo, um ato de generosidade para com o outro. Eu só consigo comunicar as coisas que me apaixonam e que ressoam em mim. Comunico bem os temas relacionados às áreas onde me envolvo – cultura, questões sociais – e causas. Sou boa comunicadora neste contexto… não sei se o seria noutro. Quando a base do que se vai comunicar e quando aquilo que se quer transmitir, é feito de forma genuína e séria, resulta bem. Quando há um desejo verdadeiro de chegar às pessoas, sem medo, a comunicação faz parte do caminho do sucesso, mas apenas quando está absolutamente ligada ao gostar, genuíno e generoso, de querer partilhar algo, com alguém.

nunca consigo ter um lado a prevalecer nas minhas decisões. Como exercício, leio sempre as coisas nos dois níveis: emocional e racional. A leitura emotiva é mais rápida, mas logo de seguida, analiso a questão pelo lado lógico e baseio a decisão, sempre, numa conjugação de ambos.

Diz que é “feita de 50% de razão e 50% de emoção - mesmo risco ao meio, como o meu cabelo” estas percentagens são assim tão bem definidas, ou há momentos em que se alteram…? São sempre assim. É estranho, mas é um facto… eu digo isso há vários anos e até poderia ter mudado de opinião. Mas sou mesmo assim. A linha divisória entre o meu lado racional e o lado emocional, causa-me sempre uma enorme dificuldade porque estou, permanentemente, entre duas forças iguais e não consigo inscrever a decisão num fator predominante. É uma dinâmica difícil de gerir, porque

O design influencia o comportamento humano? Absolutamente. O design e a arquitetura são os principais responsáveis por todos os nossos objetos e a nossa realidade artificial, construída…do edifício à cadeira onde estamos sentados. Tudo é desenhado antes de existir na forma como o conhecemos. Ora, sendo nós, humanos, dispositivos orgânicos tão sensíveis aos contextos, a importância do design e da arquitetura, e a influência e o impacto social destas disciplinas, são preponderantes nas nossas vidas. Os objetos têm o poder influenciar os nossos compor-

24_GOmag_9

“A relação entre o design a competitividade e sucesso das empresas é crucial. Não só para as novas empresas mas também para aquelas que necessitam de se inovar e reestruturar”.

tamentos. Daí que a consciencialização para a importância destas disciplinas seja fundamental. Num mercado cada vez mais global, que fatores chave determinam o sucesso de uma empresa? São as questões ligadas à identidade e cultura próprias que cada empresa consegue construir para se tornar interessante no seu mercado de atuação. Uma empresa tem de conseguir estruturar uma narrativa única e diferenciadora. Outro fator de sucesso podem ser as questões ligadas à capacidade de colocar aquilo que produz num circuito de distribuição alargado. Conseguir ultrapassar a sua área geográfica inicial e arriscar o mundo é importante. Como se introduz o design para que ele se constitua uma alavanca da própria empresa? A tendência normal é contratar designers de comunicação ou designers de produto e assume-se que se introduz o “design” na empresa. Mas isto não funciona desta forma. Para que o design seja a alavanca de uma empresa, a abordagem tem de ser sistémica – estender-se a toda a empresa e todos os seus departamentos, desde os recursos humanos ao financeiro. A performance da empresa tem de ser redesenhada. Implica obviamente, investi-


ENTREVISTA A...

Sobre a Experimenta…

mento financeiro e investimento de tempo. E o tempo, hoje em dia, é algo muito caro. É assim que o design deve ser introduzido, é todo um sistema que tem de ser redesenhado para criar uma empresa mais competitiva.

É uma unidade de produção de conteúdos nas áreas do design, arquitetura e cultura de projeto. O campo de ação da Experimenta é a produção cultural contemporânea, numa perspetiva integradora, multidisciplinar e transversal. A sua atividade conjuga reflexão crítica, desenvolvimento conceptual e atualização criativa, materializando-se numa intervenção incisiva e concreta nos contextos sociais, culturais e económicos onde atua. Sediada em Lisboa, a capital portuguesa, a Experimenta projeta-se internacionalmente nos projetos que desenvolve e nas parcerias e colaborações que estabelece com uma rede de instituições, agentes e criadores de todo o mundo. A Experimenta é uma plataforma de trabalho e discussão orientada para a inovação, aberta a novos desafios e contributos, e que vê a cultura como parte integrante do desenvolvimento sustentável da sociedade contemporânea.

E qual o menor dos males: um mau-design ou um não-design? Boa pergunta… mas considero que um mau design é pior. Na realidade um nãodesign não existe. Pode ter sido feito sem a intenção do design em si mas.... Um maudesign é bem mais perigoso [risos]. Qual o verdadeiro potencial das indústrias criativas na resiliência do nosso país? É uma das nossas vias com maior potencial para o desenvolvimento. Nós temos traços identitários que são criativos, revolucionários e que acrescentam valor são as nossas soft skills - para além disso, temos vindo a formar, cada vez mais, novas e muitas pessoas nas áreas criativas. Temos uma indústria tradicional que pode ser revitalizada pela introdução dessa criatividade, pelo que, temos um contexto muito propício a que esta questão economia vs cultura possa ser um vetor para a resiliência e competitividade do país. Temos apenas de ser mais proactivos… é o que ainda nos falta, embora já existam- e cada vez mais! - muitos bons exemplos.

Sobre Guta Moura Guedes… Nasceu a 23 Julho 1965 em Torres Vedras. Cofundadora da “Experimenta – Associação para a Promoção do Design e Cultura de Projecto”. Desde 1999 que se dedica à direção e programação da bienal ExperimentaDesign. Curadora, investigadora, critica e conferencista, integra vários conselhos cientificos e juris nacionais e internacionais, desenvolvendo também trabalhos vários de consultaria na área do design estratégico. GOmag_9_25


REPORTAGEM

O Type

Design está na moda!

O poder da Letra na comunicação e na identidade da Moda Uma composição de Lettering deve ser legível e visualmente envolvente, sem desconsiderar o contexto e os objetivos da comunicação. No mundo da moda, dominado pelo impacto visual e estético, os pequenos detalhes são o mais importante e a escolha do tipo de texto é vital na transmissão da identidade e posicionamento da marca. A GO MAG explica-lhe o valor simbólico das escolhas de type design das grandes griffes.

Em todas as épocas, não por acaso, a escrita respondeu, no interior de cada cultura, a funções materiais ou espirituais. Do mesmo modo que, em suas metamorfoses, ela refletia tanto a imagem da sociedade dentro de sua evolução dinâmica como o papel específico que lhe era designado Ladislas Mandel, designer tipográfico francês

CHANEL - Clássico Há muitas versões sobre a origem do logotipo da famosa griffe. O icónico logo é reconhecido no mundo inteiro, pelos dois “C”, inconfundivelmente redondos, centrados e entrelaçados. Foi criado pela própria estilista, que se inspirou nas iniciais de seu apelido e sobrenome: Coco Chanel. O lettering transmite, numa tipografia sóbria e sem serifas, de forma subtil, os valores de elegância e exclusividade, também graças às cores - preto e branco - usados nas várias aplicações, que conferem sempre um toque de distinção.

CARRERA - Desportivo Dolce & Gabbana PVP 149,90€ Ref. DG4205

24_GOmag_9

A marca austríaca tem o nome inspirado numa famosa corrida de carros e é incontestável que o lettering arrojado nos transmite “velocidade”. A marca é uma das preferidas de pilotos, atletas e celebridades do desporto. O logotipo já passou por pequenas modificações ao longo dos anos, embora tenha mantido uma imagem de continuidade com os seus valores de origem: moda e tecnologia associadas ao automobilismo, motociclismo e desportos de alto desempenho.


STELLA MCCARTNEY: Feminino A estilista Stella McCartney é reconhecida pelo seu estilo único, delicado e extremamente feminino. A marca transmite vitalidade, independência e autonomia. Possui uma tipografia pontuada, que transmite glamour, brilho, ousando com A’s que ficam incompletos, numa metodologia com o estilo de moda da criadora. Uma assinatura que transmite o universo sensual da mulher.

REPORTAGEM

Hugo Boss PVP 124,90€

Ref. BOSS 0603

TOM FORD: Fotogénico Para alguns designers gráficos este é um dos logotipos mais fotogénicos no mercado da moda! As duas palavras complementam-se em grande equilíbrio e transmitem a ousadia da marca de forma muito eficaz. O logo exprime orgulho e autoridade, seja qual for a cor em que esteja representado: rosa, azul, violeta, ou simplesmente preto ou branco, a sintonia é sempre assertiva. Tom Ford é a personificação de como a ousadia se conjuga na perfeição com o talento e vontade de arriscar, com uma receita sempre certa para um resultado de sucesso!

DUNHILL: Minimalista Este logotipo tem uma abordagem diferente e expressa um ritmo quase musical. Reflete a personalidade atraente da marca e ousa com reflexos de modernidade num (aparente) minimalismo. Na realidade exprime uma dicotomia formal: simula uma irreverente simplicidade aliada a um estilo sóbrio e clássico.

YVES SAINT-LAURENT: Magistral Hedi Slimane, o novo director criativo da Yves Saint Laurent, mudou o nome da histórica marca francesa! A maison criada por Yves Saint Laurent e Pierre Bergé, em 1962, perdeu a associação direta ao icónico criador para passar a chamar-se Saint Laurent Paris. Desapareceu o Yves e manteve apenas o logotipo com as iniciais YSL. A inspiração para esta mudança pode ter surgido a partir da primeira linha de pronto-a-vestir da marca, lançada em 1966 com o selo Saint Laurent Rive Gauche. Este rebranding configurou um passo arrojado para a grife… mas seja qual for o suporte ao logotipo da marca, a verdade é que o objeto será sempre foco do desejo alheio!

GRANDOPTICAL: Elegante A marca respira excelência e diferenciação, pelo que o logotipo é hábil na transmissão de uma mensagem de elegância exclusiva, que se interpreta através de detalhes sóbrios e requintados. O lettering é simples, sem serifas e com um “O” elegantemente cilíndrico e centrado que nos remete para a imagem de uma íris de cor profunda, perfeitamente redonda, individual e que se torna o foco da atenção. GOmag_9_25


AS SUGESTÕES DE...

INÊS FERREIRA E TIAGO COSTA DIRETORES DA REVISTA DEEPART Inês Ferreira e Tiago Costa são muito atentos aos novos talentos, espaços, pessoas e temáticas, dando-os a conhecer através daquela que é considerada uma voz alternativa no mundo das revistas e plataformas digitais, a Revista Deepart. A GO MAG desafiou-os e, nesta edição, os diretores da Deepart contam-nos um pouco de tudo o que os inspira. MELISSA Não sendo absolutamente viciada em sapatos como a maioria das mulheres, confesso que qualquer sapatinho desta marca faz com que pare por longos minutos a suspirar. O seu inconfundível cheiro a pastilha elástica, as suas cores (muitas vezes garridas), os seus pormenores (como o caso dos brilhantes, das tachas e de tantos outros) e acima de tudo, o material de que são feitos (plástico), fazem as delícias de milhares de mulheres.

DELTA, um prazer português Para quem não sobrevive sem café e só consegue equacionar o início do dia de chávena na mão, a Delta é uma ótima aliada, principalmente para quem gosta de litros e litros de café (como eu), e não se importa que esteja menos forte, mas sim a ferver e com inúmeras misturas de canela, noz moscada, açúcar e chocolate.

INÊS FERREIRA O PRINCIPEZINHO - Antoine de Saint-Exupéry Se todos conseguíssemos ter a visão deste “principezinho” seríamos provavelmente mais felizes, ou pelo menos mais atentos aos pormenores que realmente contam. A máxima “O Essencial é Invisível aos Olhos” implícita no livro, faz com que a sua leitura se torne viciante, em busca da resposta a esta questão. Já o li inúmeras vezes e cada vez que o leio, a mensagem é diferente, como se se adaptasse a determinada fase da vida das pessoas.

Celine

26_GOmag_9

cl 4102915 Preço sob consulta na sua GrandOptical

CELINE Adoro óculos de sol, grandes de preferência! Apesar de não ter uma cara muito grande, não me consigo habituar aos óculos mais pequenos. Por este motivo, acabei de me “perder de amores” por este modelo.

FAB Não deixa de ser um contrassenso, mas só muito recentemente descobri quão fantástico é comprar online. No entanto, comprar online implica toda uma série de cuidados a ter, principalmente o site ser fiável e entregar os produtos a tempo e horas. O website http://eu.fab.com preenche todos estes requisitos e tem ainda como particularidade o facto de vender peças de design que o tornam quase um “museu virtual”. Ideal para quem procura peças com pormenores para “ficar de boca aberta”, este website tem sido o meu mais recente vício.


AS SUGESTÕES DE...

TIAGO COSTA BLACK XS – Paco Rabanne Não dispenso um bom perfume, principalmente se for o Black XS. Adoro o cheiro doce deste perfume e o facto de horas depois ainda o sentir, ao invés de tantos outros perfumes que passado algum tempo já perderam o cheiro e é necessário “despejar” quase meio frasco. CHAISE LONGUE Dormir ou “molengar”, é algo que eu definitivamente adoro fazer. Nada melhor que uma chaise longue para me ajudar na tarefa! Além de serem agradáveis a nível visual para ter em casa, têm ainda o fator conforto como prioridade máxima.

CANON EF 85mm f/1.2 L USM Esta é sem dúvida uma lente com presença obrigatória na mala de um fotógrafo que se dedique a moda e retrato. Esta lente da série L tal como é sabido, é feita para resistir a autênticos furacões, e é provavelmente a melhor lente da Canon, ao nível da construção ótica, destacando-se pela sua capacidade de recorte e de fotografar em condições de baixa luminosidade, devido à sua abertura f/1.2. É provavelmente uma das melhores lentes que a Canon alguma vez produziu.

MIDORI Não consigo equacionar uma semana sem ir a um restaurante de sushi, principalmente se este for bom! Posso afirmar que o restaurante em que até hoje comi o melhor sushi, com a textura perfeita do arroz e o corte imaculado do peixe foi o Midori do Penha Longa Resort, em Sintra. Estive apenas uma vez neste espaço, porque a qualidade tem um preço e aqui bastante elevado, mas aconselho vivamente a experiência. Pierre Cardin

P.C. 6148/S R2D HD Preço sob consulta na sua GrandOptical

PIERRE CARDIN Já há muitos anos que uso óculos de sol diariamente, mesmo nos dias nublados, em que aquela claridade peculiar faz com que ande constantemente de testa franzida. Descobri este modelo da Pierre Cardin, que será provavelmente uma próxima aquisição.

GRAND DANOIS Sempre que vejo um destes cães fico cada vez com mais vontade de ter um. O seu porte elegante, o facto de serem grandes, a lealdade e dedicação ao seu dono são características que aprecio nesta raça. Talvez venha a ter o meu e possa ir dar longos passeios e quebrar o hábito de levar o carro para todo o lado.

Sobre a DEEPART A revista/plataforma Deepart procura o sentido da arte nas pessoas normais, não olhando a credo, raça, cor ou idade.

Porque a arte é muito mais profunda do que qualquer packaging ou rótulo a que pode ser sujeita. Porque a arte no seu sentido mais puro não necessita de nome, apenas de expressão.
Sabemos que Portugal é um país repleto de talentos, espaços, pessoas e marcos interessantes que devemos conhecer. Acreditamos que qualquer um deles se encontra ainda pouco divulgado, não deixando, no entanto de ter todas as qualidades para tal efeito. O que se pretende com a DeepArt, em qualquer uma das suas temáticas, é dar a conhecer aos leitores da plataforma, uma nova visão sobre as temáticas abordadas, que passe do imediato e óbvio, aos aspetos por vezes menos abordados e de elevado interesse sobre cada pessoa e espaço, sejam eles

curiosidades, sejam visões sobre vários aspetos da atualidade. A DeepArt afirma-se com uma nova voz no mundo das revistas/plataformas digitais e gratuitas. É destinada a um público-alvo entre os 25 e os 40 anos e conta com categorias ligadas à moda, lifestyle e cultura. Com atualizações diárias, as suas diversas rubricas abrangem temas variados que vão desde entrevistas a personalidades de destaque, inúmeros artigos sobre arte, divulgação de espaços de interesse, passando por fotografia de moda e muito mais.

 Porque no fim de tudo somos apenas pessoas normais. Sigam a DeepArt diariamente em: www.deepart.pt GOmag_9_27


GO FOR... IDEAS

COFINANCIAMENTO:

A UNIÃO FAZ A FORÇA!

O Crowdfunding nasce a partir de um conceito simples: se pedir muitos milhares a uma só pessoa é difícil, então a solução pode passar por pedir uma só unidade… mas a milhares de pessoas! O financiamento coletivo é uma forma simples e transparente de angariação de fundos através de uma comunidade que partilhe os mesmos interesses com foco num projeto ou objetivo comum. Este modelo permite que se financiem projetos através de doações públicas.

Em tempos de crise e de escassez de financiamento junto das entidades tradicionais, como a banca, o “recorrer à multidão” poderá ser uma solução alternativa para a captação de fundos. A primeira referência ao conceito foi estabelecida quando os fãs da banda de rock Marillion lançaram uma campanha para a recolha de fundos coletiva para financiar uma tournée nos EUA. Conseguiram 60 mil dólares e, desde então, as plataformas crowdfunding têm vindo a ser uma tendência crescente entre as comunidades online. Através de pequenos montantes, qualquer pessoa pode ajudar a lançar uma ideia. As recompensas para os apoiantes são variadas, podendo incluir uma participação numa nova empresa, ou simplesmente um desconto na compra do produto, tal como o livro ou o filme que resultam do projeto a cofinanciar. Em Portugal o conceito crowdfunding tem vindo a prosperar, como forma de incentivo ao empreendedorismo nacional!

Como funciona? O primeiro passo é selecionar uma plataforma crowdfunding. Em Portugal existem algumas como a Massivemov (a pioneira), a PPL (uma das mais solicitadas) ou a BEScrowdfunding (vocacionada para causas sociais) mas um projeto pode estar associado a qualquer plataforma no mundo inteiro, tais como a Indiegogo e a Kickstarter (dos EUA), e-crowd (da Suiça) ou a Boomerang (da Dinamarca). Qualquer pessoa ou empresa pode recorrer ao cofinanciamento. Para tornar visível uma determinada ideia aos olhos dos “investidores” terá de submeter uma candidatura. A partir do momento em que o projeto é publicado, será a “multidão” a decidir se investe e apoia, ou não. Os projetos apenas têm sucesso caso consigam obter o capital na sua totalidade. Se isso não acontecer o valor investido é devolvido aos apoiantes da ideia.

CASOS DE SUCESSO EM PORTUGAL O Centro de Recuperação do Lobo Ibérico (CRLI) conseguiu, através de uma campanha crowdfunding em 2012, assegurar as duas prestações anuais, para a aquisição dos 17 hectares onde tem vindo a desenvolver as suas atividades de conservação há mais de 25 anos e de onde estava em risco de ser despejado naquele ano. A angariação do dinheiro foi feita através de uma plataforma que a Naturlink fomentou, numa parceria internacional para campanhas na área do ambiente, conservação da natureza e gestão de recursos naturais. 28_GOmag_9


GO FOR... IDEAS

Cancro com Humor é o primeiro livro de Marine Antunes. Com muito humor, alegria e, acima de tudo, esperança a autora aconselha os doentes oncológicos e os seus familiares e amigos a lidar com a doença. De uma forma leve e humorística, a autora relata a sua experiência enquanto doente oncológica e explica as armas que usou para vencer a doença. O livro está disponível em e-book, audiobook e versão impressa e foi, inteiramente, financiado através da plataforma portuguesa PPL.

O jovem Fábio Lopes, de 20 anos, sofre de problemas ao nível mental, designadamente, Multideficiência Profunda e Endrocefalia. O grau de deficiência é de 95% de incapacidade. Com o apoio da plataforma BEScrowdfunding o Fábio Lopes conseguiu financiamento para uma cadeira de rodas, adaptada à sua estrutura física, o que lhe permite desfrutar agora de uma vida melhor e com mais qualidade.

A Associação 2000 de Apoio ao Desenvolvimento promove o desenvolvimento de competências pessoais, sociais e profissionais de pessoas em risco de exclusão (portadores de deficiência e/ou incapacidade, adultos empregados ou desempregados com baixa escolaridade, crianças e jovens em risco, etc.) Com o apoio da plataforma BEScrowdfunding a A2000 já conseguiu financiamento para novos aparelhos de eletroterapia e ultrassom. O Projeto Animação de Idosos filiado na Santa Casa da Misericórdia de Mirandela (SCMM) tem como principal objetivo promover um envelhecimento saudável, envolvendo os idosos em experiências de vida positivas que ajudem a minimizar os riscos psicossociais. O projeto carecia de material lúdico-terapêutico mas com a angariação de dinheiro feita através da plataforma BEScrowdfunding, presentemente, estão em funcionamento várias oficinas de Artes Plásticas, Estimulação Cognitiva, Alfabetização Sénior, Nutrição, entre outras, através das quais os idosos participam com entusiasmo e de livre vontade nas atividades.

Histórias mineiras na Serra do Gerês – Um livro financiado na plataforma PPL que, de acordo com os seus promotores é feito de “paixão sobre uma história apaixonante”. Conta a história das Minas dos Carris, isoladas na Serra do Gerês, que representam um património de memórias esquecidas pelo Homem.

GOmag_9_29


GO FOR... MUSIC

O TEATRO MUSICAL DOS AFETOS O estudo do desenvolvimento musical da criança é um campo de trabalho privilegiado pela Companhia de Música Teatral. A GO MAG tem acompanhado várias produções da Companhia e dá-lhe a conhecer algumas das peças que, um pouco por todo o país, têm sido promovidas através de atividades únicas que colocam pais e filhos em contacto com (e através da) música, articulando o conhecimento científico, a prática educativa e a criação artística. Helena Rodrigues

A GO MAG convida-o a visitar algumas das produções emblemáticas desta associação que catalisa novas práticas performativas e explora um território musical singular. As peças podem ser apresentadas em teatros, creches e jardins-de-infância, contribuindo assim para a implementação de um conjunto de boas práticas de carácter artístico dirigidos à infância. AliBaBach Este espetáculo revela-se uma verdadeira experiência participativa para pais e bebés. Explora o universo musical de Bach como mediador da comunicação entre as crianças e os seus acompanhantes adultos. AliBaBach estabelece os primeiros contactos com elementos básicos do discurso musical clássico, fomentando a interação entre o público: adultos e bebés.

Helena Rodrigues introduziu em Portugal as ideias de Edwin Gordon - um dos mais destacados investigadores da atualidade no âmbito da Psicologia e Pedagogia da Música - sobre aprendizagem musical. Em 1994, quando o país se preparava para a grande Exposição Internacional, Helena Rodrigues desenvolveu, numa par­ceria com Paulo Maria Rodrigues, o projeto “O Gato das Notas” que foi apresentado durante a Expo 98. No seguimento desta iniciativa, constituíram uma cooperativa de âmbito cultural: a Companhia de Música Teatral (CMT). Desde então, especializaram-se na criação de espetáculos particularmente direcionados para crianças. Nas palavras da cofundadora da Companhia “O nosso foco é o que é que a arte pode fazer pelas pessoas – esta é, direi, a nossa forma de fazermos algo pela arte. Encaramos a arte como algo capaz

30_GOmag_9

de promover o desenvolvimento integral do ser humano quer numa perspetiva de desenvolvimento pessoal e social. Acreditamos que é essencial que as crianças e seus cuidadores partilhem momentos de harmonia e imaginação.” A CMT dinamiza a produção de iniciativas diversas, com carácter interdisciplinar, explorando várias técnicas artísticas através da música.

Pianoscópio Esta peça é desenvolvida a partir de um conjunto de ‘objetos sonoros’ que são construídos a partir de partes de pianos velhos, que podem ser ‘tocados’ de formas muito diferentes. Entre sonoridades que resultam de processamento eletrónico, procura-se construir uma aventura de descoberta e criação que desconstrói o piano enquanto instrumento clássico. Peça a Peça Um conjunto de pequenas apresentações músico-teatrais cria­­ das no âmbito do projeto Opus Tutti. Concebidas a partir de elementos cénicos são apresentadas por artistas versáteis com preparação no âmbito da música, da dança e do teatro.


GO SOLIDÁRIA

A TERRA DOS SONHOS MATERIALIZA A FANTASIA E TEM COMO LEMA “UM SORRISO VALE TUDO”. Na Terra dos Sonhos - Associação de Solidariedade Social, sem fins lucrativos, fundada no Dia Mundial da Criança em 2007 – acredita-se num mundo onde o sonho é o principal movimentador e impulsionador em busca da felicidade e, por isso, fornecem-se as ferramentas para que todos possam alcançar os seus objetivos mais inspiradores! ça e semeia a mensagem de que tudo é possível e vale sempre a pena continuar a acreditar.

Frederico Fezas Vital

A principal atividade da associação baseia-se na concretização dos sonhos de crianças e jovens diagnosticados com doenças crónicas ou carenciadas, como forma de transmitir uma mensagem de esperança e confiança, para a realização dos seus objetivos mais inspiradores. A organização visa, sobretudo, potenciar níveis de otimismo, inspiração e resiliência, promover a saúde e o bem-estar emocional e psicológico. Em Portugal, o fundador do projeto apaixonou-se pelo potencial da iniciativa e como contribui para a melhoria efetiva do estado psicológico das crianças e dos familiares: a concretização (quase mágica) dos seus sonhos transmite esperan-

32_GOmag_8

De acordo com Frederico Fezas Vital “a Terra dos Sonhos realizou, desde 2007, 499 sonhos. Muitas crianças e famílias ganharam novos níveis anímicos e emoções positivas que os ajudaram a sorrir no meio de processos complicados. Agora queremos ir mais longe - queremos mudar a forma como as pessoas vêm e acreditam nos seus objetivos, nos seus planos, nos seus propósitos.” O principal sonho do fundador, que tem na associação o cargo de Chief Executive Dreamer, é o de conseguir motivar empresas e particulares a acreditarem no seu potencial e, mais do que isso, a agirem, nas suas vidas, pessoais e profissionais, de forma focada na realização dos seus maiores sonhos “queremos criar um mundo onde os sonhos passem a estar ao alcance de qualquer um.” A organização tem vindo a realizar em média um sonho por semana e já contribuiu para a concretização de mais de

meio milhar de sonhos: entre conhecer o Cristiano Ronaldo, o Papa ou o HomemAranha, ir à Disneyland, ao Museu do Louvre, ou simplesmente, ir ver o Benfica… a Autenticidade, Criatividade, Cooperação, Determinação e Paixão são os valores que habitam a associação e estão já em desenvolvimento novas ideias e iniciativas para alargar Terra dos Sonhos, “vamos criar uma UCIF - Unidade de Cuidados Intensivos de Felicidade e uma Casa dos Sonhos. Estejam atentos...” declara Frederico Fezas Vital. Toda a informação sobre esta nobre causa social está disponível em: www.terradossonhos.org


MODA INFANTIL

Twiins PVP 59,00€ Disponíveis em exclusivo na GrandOptical

Twiins PVP 59,00€ Disponíveis em exclusivo na GrandOptical

MODA CRIANÇA Tecidos leves e confortáveis, cores explosivas e combinações divertidas são, quase sempre, os maiores aliados das coleções de moda infantil, em qualquer temporada. Esta estação primavera-verão é, particularmente, marcada por desenhos pensados para se adaptarem às necessidades das crianças que conjugam as novas tendências de moda e que, em simultâneo, se destacam pela comodidade e durabilidade.

GOmag_8_33


GUCCI

GO FOR... CULTURA E SPOTS

PVP 264,90€

Dolce & Gabbana

Ref. GG 4253/S

PVP 174,90€ Ref. DG2132

Em estreia no cinema: The Monuments Men “The Monuments Men - Caçadores de Tesouros” estreia a 20 de fevereiro e baseia-se numa história verídica que relata a maior caça ao tesouro de sempre. Um pelotão da Segunda Guerra Mundial é enviado para a Alemanha, com o objetivo de resgatar grandes obras de arte, de

ladrões nazis, e devolve-las aos seus proprietários. Uma missão praticamente impossível: com a arte enclausurada para lá das linhas inimigas e com o exército alemão, com ordens para destruir tudo durante a queda do Reich, como poderiam estes homens - sete diretores de museus, curadores e historiado-

Sherlock Holmes em exposição no Museu de Londres A principal exposição do Museu de Londres, em 2014, será sobre Sherlock Holmes, o detetive mais famoso do mundo. A exibição, com arranque programado para a primeira semana de junho tem, como pano de fundo, o mesmo cenário que levou mais de 100 mil visitantes à apresentação sobre o escritor Charles Dickens: a ‘Londres Vitoriana’. Para informação detalhada sobre este evento, consulte o website: sherlockholmesexhibition.com/

res de arte, mais familiarizados com Michelangelo que com armas – ser bem sucedidos? Trata-se de uma corrida contra ao tempo para salvar 1000 anos de cultura onde os Caçadores de Tesouros arriscam as suas vidas, para proteger e defender as melhores obras criadas pelo homem.

Jazz & Blues a brindar o Norte A cidade invicta disfruta de um espaço privilegiado para os apreciadores de boa música, o Hotfive - Jazz & Blues, no Largo Actor Dias. O Hotfive é um sucesso desde o seu início em 2006 e tem vindo a adaptar-se, progressivamente, ao gosto do seu público mais fidedigno. Atualmente, é um verdadeiro polo de encontros e tertúlias culturais, com um ambiente social distinto e subtil, caracteristicamente detalhista e musicalmente sui generis.

Não deixe de visitar o IndieLisboa O Festival Internacional de Cinema Independente é o maior evento de cinema português. A 11ª edição decorre entre 24 de abril e 4 de maio e mantém a estrutura de programação habitual, que conta com dez seções: Competição Internacional, Competição Nacional, Observatório, Cinema Emergente, Novíssimos, IndieJúnior, Pulsar do Mundo, Director’s Cut, Herói Independente e IndieMusic. 34_GOmag_9


A não perder! ‘Os Czares e o Oriente’, até 18 de maio no Museu Calouste Gulbenkian A exposição reúne um precioso conjunto de peças da sumptuosa coleção do Kremlin de Moscovo composto pelas ofertas aos czares provenientes do Irão safávida e da Turquia otomana dos séculos XVI e XVII. É um verdadeiro fragmento da história universal contada em 66 luxuosas peças entre joias, tecidos, armas e arreios de cavalo, utilizadas nos atos cerimoniais dos czares russos, na vida da corte, nas campanhas militares, e nos ofícios divinos celebrados nas igrejas do Kremlin. É a primeira vez que esta coleção é vista na Europa e a GO MAG recomenda a visita a todos os amantes de história da arte!

Livro: Convento das Bernardas de Eduardo Souto de Moura No Convento das Bernardas respiram-se 500 anos de História. Foi o maior edifício conventual do Algarve e o único da Ordem de Cister em toda a região. O livro apresenta todo o processo de reabilitação e recuperação do Convento, situado em Tavira e construído no século XVI. Abandonado, o edifício entrou em degradação e viria a ser recuperado com um projeto de Eduardo Souto de Moura que ficou concluído no final de 2011 e já se encontra atualmente habitado.

Aventure-se nesta (nova) antiga atividade e aprenda a deslizar na água! O Stand Up Paddle (ou em havaiano Hoe Nalo He’e), é um desporto com origens havaianas e pode ser praticado por qualquer pessoa, independentemente da estatura e idade! É de fácil aprendizagem, ideal para toda a família e uma prática continuada melhora a resistência cardiovascular e muscular. Os estudos comprovam ainda que aumenta o trabalho propriocetivo, fazendo com que haja uma melhoria considerável da coordenação motora, da consciência corporal e da redução do stress. A sua popularidade remonta aos anos 60, quando o grupo de surfistas Beach Boys de Waikiki, ficavam de pé nos seus longboards para tirar fotografias aos turistas que estavam a aprender a surfar. Mas seja para fotografar os amigos, ou para uma selfie, arrisque a experiência: em pé, com um remo para o conduzir… numa prancha de surf!

GO FOR... CULTURA E SPOTS Opera for beginners O ano começa cheio de novas emoções. Um pouco por todo o mundo começam a ser anunciadas as novas temporadas das principais orquestras, às quais se seguirão as casas de ópera internacionais como a Royal Opera em Londres ou a Metropolitan Opera em Nova Iorque. Contudo, enquanto o véu das suas temporadas não é levantado, convém não deixar-se levar e manter-se sempre alerta. O verão pode parecer ainda distante mas convém começar a pensar nele, se por acaso estiver interessado em não perder os grandes eventos que se aproximam, alguns dos quais partilhamos aqui consigo: Glyndebourne: Possivelmente o festival mais elitista de toda a Inglaterra, Glyndebourne alia a sofisticação e a classe tão associada à opera com a descontração e o charme do campo inglês. Que lhe parece desfrutar de um piquenique nos jardins desta magnifica mansão, seguida de uma magica noite de musica com alguns dos melhores músicos do mundo? Certamente uma noite a não esquecer! A temporada inclui operas como Don Giovanni e Traviata. Os bilhetes são postos à venda já em março. Para mais informação glyndebourne.com/season/festival-2014 BBC Proms: Os Proms em Londres são possivelmente um dos eventos de musica clássica mais conhecidos do mundo, onde se pode escutar não só musica clássica como também a estreia de novas obras, musicais e bandas sonoras, sem deixar de mencionar a memorável ultima noite dos proms onde todo o publico se junta naquela que é provavelmente a maior celebração do orgulho de ser inglês que Inglaterra vive todos os anos! Bilhetes à venda a partir de 5 libras por pessoa. A temporada será anunciada dia 29 de Abril. Para mais informação www.bbc.co.uk/ proms Beyreuth: O festival de ópera mais famoso entre os amantes de ópera, onde as figuras politicas mais proeminentes do mundo são facilmente encontradas. Inteiramente dedicado a Wagner e às suas criações, este festival a decorrer no próximo mês de Agosto já se encontra inteiramente esgotado! Mas não desanime, pode sempre colocar-se na fila de espera para os próximos anos! Mais informação em www.bayreuther-festspiele.de/english/ english_156.html Arena di Verona: E se o frio do norte da Europa não lhe atrai, porque não uma viagem até Itália? Um dos mais impressionantes espaços para fazer ópera no mundo, este antigo coliseu romano tem sido aproveitado desde o inicio do seculo XX para celebrar o que de melhor se fez em Itália. Alguns dos maiores cantores de opera de sempre cantaram e brilharam nesta arena. Megalómanas produções de Aida de Verdi ou Turandot de Puccini são frequentemente encontradas aqui. www.arena.it/en-US/ programma_arena_2014en.html?#.UhNKg22qaUk By Daniel Coelho, facebook.com/Opera-for-beginners GOmag_9_35


GO FOR... LIFESTYLE

VISÃO PERFEITA PARA UMA PERFORMANCE DE CAMPEÃO A prática de exercício físico é uma das características de um estilo de vida saudável, sendo o desporto considerado fundamental para melhorar o bem-estar, a qualidade de vida e minimizar o sedentarismo. Os atletas que necessitem de correção visual não devem prescindir deste hábito salutar. Manter um estilo de vida saudável, cuidar do corpo e da alma, nomeadamente através da prática de uma atividade desportiva é essencial para o equilíbrio físico e psíquico: aumenta a energia física, reduz o stress e a ansiedade, amplifica a oxigenação do organismo e pode mesmo resultar numa sensação de bemestar, ligada à libertação de substâncias hormonais pelo cérebro, as endorfinas. Independentemente da sua paixão ser o ciclismo, correr a maratona, praticar ioga, golfe, windsurf ou, simplesmente caminhar, a sua visão de atleta tem de ser perfeita, clara e sem sombras para garantir a máxima performance! Existem modelos e armações de óculos especificamente pensados para a prática desportiva! Se é fã de “maratonas” e o jogging já faz parte do seu vocabulário no dia-a-dia, então a escolha dos óculos apropriados é fundamental para alcançar todas as metas e superar sempre os seus objetivos. Quais as características que os seus “óculos de corrida” devem ter: - O desenho deve ser perfeitamente ergonómico, assegurando uma completa adaptação ao rosto, para que o

36_GOmag_9

conforto do atleta seja garantido ao máximo; - Devem garantir a proteção contra o vento, contra o pó e assegurar que a tecnologia das lentes é resistente aos impactos decorrentes de quedas; - Os terminais das hastes e as plaquetas de apoio no nariz devem ser, inteiramente, ajustáveis; - D  evem possuir um sistema que certifique uma excelente ventilação - em qualquer prática desportiva que se caracterize por velocidade elevada, é de extrema importância assegurar a visão nítida e perfeita - lentes embaciadas estão proibidas; - D  evem possuir uma sistema de lentes intercambiáveis – assegurando, desta forma, a visualização ideal em qualquer ambiente exterior; - As lentes devem possuir a tecnologia adequada à prática desportiva, garantindo uma visão clara e perfeita em qualquer condição meteorológica e de luminosidade; - A armação deve ser constituída por materiais que confiram uma ligeireza absoluta, como carbono ou titânio. Na hora de decidir, deverá ter em mente as seguintes características: resistência,

Von Zipper PVP 94,90€

Ref. VZ ELMORE

flexibilidade, máximo conforto e segurança! E outra excelente opção é sempre, claro, as lentes de contacto! Podem ser utilizadas na maioria das atividades e permitem ao atleta associar as mesmas com a utilização de uns bons óculos de sol, específicos para a sua atividade desportiva. Na prática de atividades de velocidade, tais como, ciclismo ou patinagem, como existe deslocação de ar, é altamente recomendado o uso de óculos de proteção para impedir a secagem lacrimal (que possibilita a queda das lentes de contacto) e a penetração de poeiras ou outras impurezas. Uma grande vantagem no uso de lentes de contacto é a garantia da visão periférica, bem como uma visão muito estável e uma melhor perceção de profundidade, garantindo ao atleta um campo de visão completo, uma acuidade visual potencialmente superior em cada olho e um contraste potencialmente


GO FOR... LIFESTYLE

melhor. Contudo, as lentes de contacto exigem cuidados mais exigentes, em termos de higiene e tempo de dedicação para que a sua utilização não seja prejudicial à saúde ocular. É preciso mantê-las sempre limpas e ter muita atenção ao prazo de validade. Seja qual for o desporto a praticar, se pretende manter uma performance de alto desempenho, o desportista deve beneficiar do maior conforto visual, garantindo a proteção máxima, dos seus olhos. Inspire-se e arrisque uma prática desportiva ao ar livre e desfrute dos pormenores e cenários deslumbrantes do nosso planeta azul.

GOmag_9_37


GO FOR... OUR BEST

ZMAR

O ECO CAMPING RESORT & SPA

TEM CINCO ESTRELAS, MAS É UMA VERDADEIRA CONSTELAÇÃO DE BEM-ESTAR COM O AMBIENTE. A GO MAG deixa uma proposta: se é daqueles que se rende, inquestionavelmente, aos en­cantos da costa vicentina, prepare-se para uma explosão de satisfação neste recanto ecológico em pleno Parque Natural do Sudoeste Alentejano.

Por ser um empreendimento que promove o turismo sustentável, com um conceito totalmente inovador e ecológico, o Zmar já foi premiado várias vezes, a nível nacional e internacional. Com preocupações ambientais profundas que, a par das características ecológicas, proporciona aos seus clientes momentos de lazer, desporto, férias, descanso e conforto. Para os amantes do Ecoturismo este resort faz parte do roteiro obrigatório. São mais de 80 hectares, situados numa antiga propriedade agrícola de Odemira, que reúnem todas as características paisagísticas, biofísicas e ambientais que lhe conferem uma riqueza patrimonial faunística e florística de valores incomparáveis. Possui um Centro de Interpretação 38_GOmag_8

Ambiental, no qual se mostra e explica a flora, a fauna, o clima e os principais vestígios ancestrais da região.

garantir a boa ventilação natural minimizando o recurso ao ar condicionado, sempre a pensar no ambiente.

O Zmar foi concebido para se integrar o mais possível no cenário natural, conservando os recursos naturais e, por isso, todos os edifícios: - Foram inteiramente construídos com materiais ambientalmente favoráveis, tais como a pedra e a madeira (esta proveniente de florestas certificadas); - Possuem o seu próprio painel solar térmico, lâmpadas de baixo consumo, torneiras com temporizador e outras pequenas medidas que asseguram máxima eficiência energética e hídrica; - Estão orientados de forma a terem sempre uma sombra confortável e a

Em cada um dos pormenores se manifesta o compromisso máximo com o planeta. O Zmar tem várias atividades para descansar ou divertir-se em harmonia com a natureza, pelo que, as razões para um fimde-semana romântico ou para uma estadia de férias com as crianças, são mais do que muitas para ir visitar e desfrutar do parque ecológico que já está a revolucionar o setor do turismo no nosso (já por si fantástico) sudoeste alentejano! http://www.zmar.eu


Carrera

GO FOR... OUR BEST

PVP 124,90€

Ref. CARRERA 5009/S 0TQ 3U

Natureza, diversão e tempo para estar em família. O desafio é apenas um: desfrutar o máximo... e não esqueça de levar os seus óculos de sol!

GOmag_8_39


Almada - Almada Fórum, Piso 0 • Cascais - CascaiShopping, Piso 0 Lisboa - C.C. Colombo, Piso 0 • Matosinhos - Mar Shopping, Piso 0 • Porto - NorteShopping, Piso 0 Atenas • Bruxelas • Liége • Lisboa • Luxemburgo • Monaco • Nice • Paris • Porto • Praga

GOmag #09  

Gestão Integrada de Conteúdos: GreenMedia Coordenação Editorial: Vânia Guerreiro

GOmag #09  

Gestão Integrada de Conteúdos: GreenMedia Coordenação Editorial: Vânia Guerreiro

Advertisement