Issuu on Google+

Livro de Receitas Nordestinas


Copyright  Confraria da Cachaça Todos os direitos reservados. Este livro faz parte do kit especial da Cachaça Cordel e não deve ser vendido separadamente.

Autor: Confraria da Cachaça Título: Livro de Receitas Nordestinas Edição: 1 Ano: 2013 Local: Curitiba / PR


Prefácio Este livro apresenta A culinária regional Com inspiração no cordel E no Nordeste cultural Pois um grande atrativo É a comida nacional O Nordeste é bem grande Escolhemos quatro estados Pra mostrar para o turista Um cardápio apimentado Com ingredientes locais Onde nada é importado Destacamos a Bahia Maior estado da região Com influência africana Muita pimenta e camarão Apresenta uma cozinha Com riqueza e tradição Pernambuco, estado antigo Famosa é a cultura popular Combina sabor e aroma Carne de sol e frutos do mar Através da culinária rica Conheceremos esse lugar

Ceará tão cheio de sol Conhecido pelo humor Cozinha de iguarias Recheadas de sabor A culinária é exótica Cada prato tem valor Maranhão que era dos índios Tem influência francesa A comida é saudável Sempre tem peixe na mesa Estado rico em frutas Diversidade e beleza. Este livro traz receitas Foto, preparo, dificuldade E através dos vários pratos Encontramos a diversidade De uma região conhecida Por ter forte identidade O nordeste é muito rico Povo de muita coragem Culinária de tradição Recebe nossa homenagem Descubra nessas páginas Aproveite bem a viagem!

05


Sumário

Prefácio - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 05 Estados Nordestinos - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 09 • Maranhão - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 11 • Ceará - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 13 • Bahia - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 15 • Pernambuco - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 17 Literatura de Cordel- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 19 Receitas- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 23 • Arroz de Cuxá - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 25 • Ensopado Cearense- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 27 • Estrogonofe de Camarão- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 29 • Escondidinho de Carne Seca- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 31 Drinks e Coquetéis- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 33 • Drink de Graviola- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 35 • Coquetel de Caju- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 37 • Batida de Acerola- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 39 • Drink de Umbú - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 41 Anotações - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 43

07


Estados Nordestinos


Maranhão O segundo maior estado da Região Nordeste do Brasil e o oitavo maior estado do Brasil. É o 4º estado mais rico da Região Nordeste do Brasil e o 16º estado mais rico do Brasil. Localizado entre as regiões Norte e Nordeste do Brasil, o Maranhão possui uma grande diversidade de ecossistemas. São 640 quilômetros de extensão de praias tropicais, floresta amazônica, cerrados, mangues, e o único d e s e r to d o m u n d o com milhares de lagoas de águas cristalinas. A cozinha maranhense sofreu influência francesa, portuguesa, africana e indígena. O tempero é diferenciado fazendo uso de ingredientes como cheiro-verde (coentro e cebolinha verde), cominho em pó e pimentado-reino. No Maranhão, é marcante a presença de peixes e frutos do mar como c a m a r ã o, sururu, caranguejo, siri, pescada, robalo, tainha, curimbatá, mero, surubim e outros peixes de água doce e salgada. Além de consumir outros pratos como sarrabulho, dobradinha, mocotó, carne-desol, galinha ao molho pardo, todos acompanhados de farinha d’água. Da farta cozinha maranhense, destaca-se o arroz de cuxá, símbolo da culinária do Maranhão, feito com uma mistura de gergelim, farinha seca, camarão seco, pimenta-de-cheiro e o ingrediente especial - a vinagreira.

11


Ceará

Atualmente o décimo segundo estado mais rico do país, sendo o terceiro mais rico do Nordeste. O estado é conhecido nacionalmente pela beleza de seu litoral, pela religiosidade popular e pela imagem de berço de talentos humorísticos. A cultura cearense é de base essencialmente europeia e ameríndia, com algumas influências afro-brasileiras, assim como em todo o sertão nordestino. A cozinha cearense tem sabores tropicais e exóticos, com temperos peculiares, agradam aos mais exigentes paladares. Em geral, seus pratos refletem traços marcantes da cultura popular e da influência deixada pelos colonizadores. No litoral, obviamente, prevalecem as receitas à base de peixes e frutos do mar – mas também se consome muito prato com carne de sol, e também carne de porco, boi e galinha. A lagosta é ícone da cozinha típica, o caranguejo também aparece sempre no cardápio cearense – principalmente casquinha e patinha. Entre as receitas mais comuns estão o camarão no leite de coco, o ensopado cearense, a caldeirada e o camarão frio ao alho e óleo. O Ceará é o maior produtor e exportador brasileiro de caju e a fruta está sempre em evidência por lá.

13


Bahia

É o maior estado da região Nordeste. Além de ter a maior população, o maior produto interno bruto, o maior número de municípios, é também o estado que mais recebe turistas na região. A cultura da Bahia é uma das mais ricas e diversificadas do Brasil, sendo o estado considerado um dos mais ricos centros culturais do país, conservando não apenas um rico acervo de obras religiosas, arquitetônicas, mas é berço das mais típicas manifestações culturais populares, quer na culinária, na música, e em praticamente todas as artes. A Bahia tem seus expoentes, suas características próprias, resultado da rica miscigenação entre o índio nativo, o português colonizador e o negro escravizado. A culinária baiana é uma combinação que envolve costumes religiosos e tem como base raízes africanas e portuguesas. A pimenta, bastante utilizada nas receitas, vem da influência de africanos, portugueses e índios, também é considerada um dos ingredientes preferidos dos orixás no Candomblé. Outros ingredientes que são marca da culinária baiana são o azeite de dendê, o leite de coco, gengibre, castanhas, peixes e variados frutos do mar. O sabor da culinária baiana é extremamente marcante.

15


Pernambuco Uma das regiões mais antigas do Brasil, Pernambuco foi a mais rica capitania do Brasil Colônia. O estado teve ativa participação em diversos episódios da história brasileira. É o sétimo estado mais populoso do Brasil e é também o décimo estado mais rico do país, além de apresentar a segunda melhor qualidade de vida do Norte-Nordeste. Conhecido por sua ativa e rica cultura popular, Pernambuco é berço de várias manifestações tradicionais, como o frevo e o maracatu, bem como detentor de um vasto patrimônio histórico, artístico e arquitetônico, sobretudo no que se refere ao período colonial. A culinária pernambucana é bastante diversificada, uma vez que foi influenciada diretamente por indígenas, africanos e europeus. Os pratos mais conhecidos são: a carne seca, o queijo coalho, o arrumadinho, o escondidinho, o sururu, a caldeirada, o cozido, o caldinho de peixe ou camarão, a peixada pernambucana, o chambaril, o charque à brejeira, o bredo de coco, o quibebe, a tapioca, o angu, o mungunzá salgado, o sarapatel, a buchada e o feijão de coco, entre outros.

17


Literatura de Cordel


Literatura de Cordel

Este livro de receitas homenageia a Literatura de Cordel, que é um tipo de poema popular, oral e impresso em folhetos, geralmente expostos para venda pendurados em cordas ou cordéis, o que deu origem ao nome. O nome de cordel é original de Portugal, que tinha a tradição de pendurar folhetos em barbantes. Essa tradição se espalhou para o Nordeste do Brasil, onde o nome acabou sendo herdado. A literatura de cordel é escrita em forma rimada e alguns poemas são ilustrados com xilogravuras, o mesmo estilo de gravura usado nas capas. As estrofes mais comuns são as de dez, oito ou seis versos. Os autores recitam esses versos de forma melodiosa e cadenciada, acompanhados de viola, além de fazerem as leituras ou declamações muito empolgadas e animadas para conquistar os possíveis compradores. No Brasil, a literatura de cordel é produção típica do Nordeste, geralmente é vendida em mercados e feiras pelos próprios autores. A Academia Brasileira de Literatura de Cordel foi fundada em Setembro de 1988 no Rio de Janeiro.

21


Receitas


ARROZ DE CUXÁ

24


ARROZ DE

CUXÁ

tes: Ingredien ira de vinagre do • 1 maço verde pica cebolinha e d o ç a m • 1 ada média pic • 1 cebola ic p ado o te médio elho picad • 1 toma então verm im o p d e a d ic p /3 • 1 marelo imentão a • 1/3 de p e picado v então erd im p e d /3 • 1 o cozido rroz branc a e d g 0 0 • 3 seco e camarão • 100 g d gergelim • 25 g de ite res de aze ate • 3 colhe lho de tom o res de m e lh o c 2 • s. 3 minuto Preparo: água por e d s o o Modo de c o u o tã um p ne en la. Adicio greira em o a b r in e o v c p a e d e m gare fogu as folhas ientes refo azeite e re d o re Coloque . a g ç te in e a u s m q o de to , deixe panela, a e o molho cebolinha m Em uma li a r. e a e g rg e te fo g a -os re nte o s, o tom deixando a, acresce pimentõe z es secos, Em seguid rõ a s. nto o arro m to a ro u c p in em. Está ida e os z b alguns m o c re a tu ir is re oem a vinag ente cozid Adicione z previam o rr a o te Acrescen de cuxá.

Prato típico do Estado do Maranhão Veja foto na pág. 24

25


ENSOPADO

26


EARENSE

C ENSOPADO tes: Ingredien

em cubos s cortado te n e m se e sem pele e tomate em cubos a d a • 500 g d rt o c a h in ld a e fr bos • 500 g d ado em cu acon cort b e d mes u g g 0 • 10 o de le há) de cald (c mate ra a to íc e x • 1 lho d há) de mo (c ra a íc x a n • 1/2 e margari em cubos r (sopa) d sa cortada re b • 1 colhe la a c a de linguiç • 1 gomo m pétalas cortadas e s la o b e c • 2 enta osto • Sal e pim icadas a g bolinha p e c e a ls a • S

minutos. ua por 3 g á e d o c pou então os ira em um . Adicione re la g a o b in e v c e a arem por fogue s folhas d ntes refog zeite e re a ie d o Coloque a re a ç g e in u e tomate. eixe os anela, aq o molho d bolinha, d e e c Em uma p m li a r. e e rg te te o ge -os refoga s, o toma , acrescen deixando a s, id pimentõe o u c g se se to s pron o arõe utos. Em bem. Está a e os cam id re z alguns min o tu c is a m ir oe a vinagre nte cozid Adicione previame z o rr a o Acrescente uxá. arroz de c

Modo de

Preparo:

Prato típico do Estado do Ceará Veja foto na pág. 26

27


ESTROGONOFE

28


AMARÃO C E D E F O ESTROGON AIANA À MODA B tes: Ingredien

e limpo escascado d o rã a m e ca • 500 g d e leite e creme d d g 0 0 • 3 a manteig • 50 g de coco e leite de d de dendê l m • 200 de azeite a p so e d res -verde • 3 colhe de cheiro r de sopa e lh o c 1 • • 1 cebola • 1 limão s de alho sto • 4 dente eino a go enta-do-r im p e l a S • le e limão, sa Preparo: m suco d o m c u Modo de a re ç e fa p , e tem anela Em uma p na uma tigela . s n ra e s o e rõ h a rõ 1 a m r s ca s cam sar po ite Coloque o Coloque o eino. Deixe descan a cebola. scente o le e -r re c o o a lh , -d a ta so o n is , d a m, is ig fi pime o r te p o n e P utos. tos. D com a ma ns 10 min r 5-7 minu u o ois ir p a refogado e r a h m c it r fr o o endê e eixe-os zinhar p d d o c e e d e la ix e e e it n d a rr ze p go e om a oz e, o a baixe o fo . Sirva-o c me de leit to re n c ro o p e á de coco, a n st io e fogo, adic o à baiana apague o de camarã fe o n o g ro st verde. O e e batatas.

Prato típico do Estado da Bahia Veja foto na pág. 28

29


ESCONDIDINHO

30


E SECA

E CARN D O H IN ID ND

ESCO tes: Ingredien

cozida ida mandioca e d ada e coz g k 1 • ca dessalg se e rn a c ro e so o • 500 g d e leite com e creme d d g 0 0 3 • de leite anteiga • 300 ml sopa de m e d s re e s • 2 colh esmagado s de alho s o d a • 4 dente ele pic tes sem p • 2 toma ada p ia méd ic a gosto • 1 cebola e pimenta o sã e rm a • Sal, p r e untar ara refoga • Azeite p

me leite, o cre anteiga, o m de a o m c o u c m po junto coloque u idificador u la a q e s, li n a o te p a n a a m um ndioc , os to Bata a ma eserve. Em arne seca c R . a m o o c te st n o o e g d cresc unta sal a refratário e o alho. A de leite e o e a cebola co. Em um u u g o camada d p fo a tr re m u u e ioca, o azeite e fritar d ix o n e ij a d e m u e q e o d m o rein purê ilhe co pimenta d amada do purê. Polv c o a d m te u n e a rest loqu azeite, co lize com o r. rne e fina a c e ra gratina d a p o d o refoga e ao forn v le e o d rala parmesão

Modo de

Preparo:

Prato típico do Estado do Pernambuco Veja foto na pág. 30

31


Drinks e CoquetĂŠis


Cachaça Cordel – Maranhão Fruta típica: Graviola


IOLA

GRAV DRINK DE

tes: Ingredien

ranhão

Ma a Cordel de cachaç se o d /2 1 la • 1 e gravio de suco d • 1 dose de Hortelã • Folhas a gosto • Açúcar e gelo • Cubos d

Preparo:

o açúcar. raviola e g a , a ç a cach ara batida m copo p eteleira a e u a q o rv c si a e num Coe Coloque gite bem. elã. e gelo e a d s o as de hort b lh u c fo e u q Junte lo o C o. nte gelad previame

Modo de

Cachaça Cordel – Maranhão Fruta típica: Graviola

35


Cachaça Cordel – Ceará Fruta típica: Caju


DE COQUETEL

tes: Ingredien

a Cordel -

e cachaç 1/2 dose d

• 1 • 1 caju o-cravo • 1/2 limã e mel • 30 ml d e gelo • Cubos d

CAJU

Ceará

Preparo:

ortado o limão c s, o b u c m do e elo e a caju corta icione o g o d , A o . p te o c n e m m um cuidadosa Coloque e l e macere e ronta. p m á o st s, e a bebida em fati a E . m e b mexa cachaça e

Modo de

Cachaça Cordel – Ceará Fruta típica: Caju

37


Cachaça Cordel – Bahia Fruta típica: Acerola


EROLA

AC BATIDA DE

tes: Ingredien

l - Bahia aça Corde h c a c e d se • 1 1/2 do acerola e suco de d s se o sado d • 2 e conden res de leit e lh o e c it 5 • me de le res de cre e lh o c 5 • e gelo • Cubos d Preparo:

o leite de leite e e m re c o aça, co, a cach e pronto! cador o su ifi ue o gelo id q u q lo li o c , o p o c Bata no je no do. Despe condensa

Modo de

Cachaça Cordel – Bahia Fruta típica: Acerola

39


Cachaça Cordel – Pernambuco Fruta típica: Umbú


DRINK DE

tes: Ingredien

mbuco

el - Perna

a Cord de cachaç se o d /2 1 • 1 de umbú • 1 polpa a gosto • Açúcar e gelo • Cubos d Preparo:

UMBÚ

r. Despeje e o açúca a ç a h c a c ,a or a polpa e pronto! quidificad ue o gelo q lo o c , o Bata no li elad iamente g copo prev

Modo de

Cachaça Cordel – Pernambuco Fruta típica: Umbú

num

41


Anotações



Receitas Nordestinas