Issuu on Google+


2

Julho

Jô Nunes

Página 2

Palavra da Reitoria Com satisfação, ocupamos essa coluna para falar um pouco sobre extensão universitária, que é um espaço de reflexão sobre as inúmeras possibilidades da formação acadêmica dentro e fora da universidade. A extensão faz a gente pensar sobre os caminhos a serem vivenciados nos mais diversos lugares. Os projetos de extensão da Unisc, por exemplo, nos fazem caminhar entre empresas, estratégias de saúde da família, presídios, escolas, comunidades rurais e urbanas, cooperativas, ONGs, prefeituras, hospitais. E, nesses lugares, temos descoberto potenciais de transformação, realidades diferentes, pessoas, políticas, práticas e novas teorias. Ao descobrir esses mundos externos também se ampliam os pensamentos, as ações e os sentimentos dos professores, dos estudantes e dos técnicos. Durante o ano de 2010, tivemos ao todo 264 estudantes que se dedicaram aos trabalhos de extensão, tanto através de bolsas como de forma voluntária. São pessoas que investem em suas formações de forma diferenciada, vivenciada. No ano de 2011, estamos com 54 projetos de extensão que provocam mudanças e diálogos constantes com a comunidade e com o entorno universitário. É importante ressaltar que esses números não revelam toda a dimensão da profundidade de tecer dia a dia um conhecimento dialógico, que visa abrir horizontes. Além dos projetos, dos serviços e de outras ações extensionistas, a extensão da Unisc se articula por meio de seis núcleos de Extensão e Relações Comunitárias: Ação Comunitária; Arte e Cultura; Educação Básica; Gestão Pública; Saúde Coletiva; e Socialização de Ciência e Tecnologia, que buscam fomentar uma formação cidadã, engajada nas problemáticas da comunidade, para a construção de uma sociedade inclusiva. A extensão é um conhecimento vivo e complexo que vai se enraizando como aprendizado e como fonte de conhecimento, gerando dúvidas, problemas e resoluções, que fazem avançar o desenvolvimento da sociedade e da ciência. A extensão não para, pois é como um rio que vai ocupando espaços, deixando marcas, ultrapassando fronteiras e produzindo nascentes na saúde, nos direitos humanos, na gestão ambiental na esfera pública e privada, na comunicação, na educação, na ciência e tecnologia, na ação comunitária, na arte e na cultura. Não tem como segurar esse tipo de movimento. O caminho é o da expansão, para que mais estudantes usufruam desse viver e colaborem através das suas histórias com essa construção. Com o objetivo de potencializar o movimento da extensão na Unisc, acreditamos na sua ampliação, para que cada vez mais desenvolvamos condições humanas e científicas para conhecer experiências de diversas culturas, grupos comunitários – quilombolas, indígenas, moradores de bairros, empreendedores, clubes de convivência, dentre outros –, desenvolvendo a compreensão de que não somos absolutos em nossos valores, que é possível viver de outras formas. Ao perceber que existem várias culturas, damo-nos conta da riqueza do potencial humano e da capacidade de reinventar as nossas histórias com os diversos outros que nos acompanham. Sendo assim, convidamos todos para que procurem conhecer mais a extensão universitária para, assim, aperfeiçoar os passos da ciência em direção ao viver. Ana Luisa Teixeira de Menezes Pró-Reitora de Extensão e Relações Comunitárias

2011

Parabéns a todos os Químicos! A data de 18 de junho foi marcada pela passagem do dia do Químico, um profissional abnegado que vive na fronteira vilão ou mocinho. Muitas vezes sendo responsabilizado por eventos negativos, muitas vezes reverenciado pelas contribuições infindáveis à qualidade de vida da humanidade! Desenvolvimento de remédios para combater doenças crônicas ou epidemias, estudo da compatibilidade químico-biológica de próteses ósseas, válvulas cardíacas, novos materiais etc. Significativamente é difícil descrever os horizontes em que a Química se faz presente. Surgiu como ciência através da astúcia de AntoineLaurent Lavoisier, depois constituiu-se como ciência auxiliar indispensável para o desenvolvimento da medicina através de Louis de Pasteur. Hoje, os químicos se associam a inúmeros outros profissionais, buscando soluções de problemas ou pesquisando novas perspectivas de processos e produtos, constituindo-se como guardiões do meio ambiente, prospectando estratégias de manutenção da saúde, preservação do meio ambiente e sustentabilidade do planeta. Este ano estamos comemorando o Ano Internacional da Quí-

mica (AIQ), que foi aprovado na 63ª sessão da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), tendo à frente das atividades mundiais a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e a União Internacional de Química Pura e Aplicada (IUPAC). O ano de 2011 coincide com o 100º aniversário do prêmio Nobel em Química concedido a Marie Sklodowska Curie (1867–1934), em reconhecimento às extraordinárias contribuições ao avanço da Química através da descoberta dos elementos rádio e polônio, pelo isolamento do rádio e o estudo da natureza de seus compostos. São muitos os protagonistas químicos ou mesmo não químicos que contribuíram para a consolidação dessa ciência, e os reverenciamos todos os dias na sala de aula, no laboratório, na pesquisa ou até na roda de papo do dia a dia. Mas, hoje, queremos render nossa homenagem a vocês, técnicos, professores de química, bacharéis, químicos industriais, engenheiros químicos, abnegados profissionais que se dedicam a mitigar o legado de outros, desvendando a história, disseminando ou produzindo conhecimento para o bem-estar de todos. A Química já contribui muito

para a humanidade viver melhor. Criou água, creme dental, shampoo, sabonetes, roupas, café, açúcar, pão, manteiga, o combustível do seu automóvel, o ar que respiramos, os produtos de supermercado, remédios, chocolate, bebidas, alimentos, produtos de beleza. Pode pensar muito e certamente não conseguirá refletir sobre a grandiosidade da contribuição dos químicos e profissionais associados. Para finalizar, buscarei a frase de meu colega, professor doutor Cézar Zucco, presidente da Sociedade Brasileira de Química, quando diz que: “se não houvesse Química a vida seria chata, curta e dolorida”. Parabéns e feliz Dia do Químico para todos que fazem da Química o seu jeito de viver.

Professor Wolmar Severo Chefe do Departamento de Química e Física da Unisc

Expediente JORNAL DA UNISC: Conselho Editorial

Órgão Informativo da Universidade de Santa Cruz do Sul,

Reitor: Prof. Vilmar Thomé

entidade filiada ao Consórcio das Universidades Comunitárias

Vice-Reitor: Prof. Eltor Breunig

Gaúchas (Comung), ao Conselho de Reitores das Universidades

Pró-Reitora de Graduação:

Brasileiras (Crub) e à Associação Brasileira das Universidades

Profª Carmen Lúcia de Lima Helfer

Comunitárias (Abruc)

Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação: Prof. Rogério Leandro Lima da Silveira

Tiragem: 7 mil exemplares

Pró-Reitor de Administração:

Versão On-Line: Erion da Silva Lara e João Rauber

Prof. Jaime Laufer

Site: www.unisc.br/jornaldaunisc

Pró-Reitor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional: Prof. João Pedro Schmidt

Endereço: Av. Independência, 2293, bloco 3, sala 309. Santa

Pró-Reitora de Extensão e Relações Comunitárias:

Cruz do Sul/RS. CEP: 96.815-900. Telefone: (51) 3717-7466.

Profª Ana Luisa Teixeira de Menezes

E-mails: lpereira@unisc.br e josemarsantos@unisc.br

Editores:

Onde encontrar: A Banca, Aquarius Hotel Flat Residence,

Josemar Santos, reg. prof. 13.267

Biblioteca Municipal, Casa das Artes, Colégio Luiz Dourado,

Luciano Pereira, reg. prof. 9.234

Escola Ernesto Alves, Escola Willy Carlos Fröhlich, Escola Goiás, Escola Santa Cruz, Escola Nossa Sra. do Rosário,

Reportagem e Redação:

Galeria Farah, Hospital Santa Cruz, Iluminura Livraria Café,

Josemar Santos, reg. prof. 13.267; Luciano Pereira, reg.

Shopping Center Santa Cruz, Agência FGTAS/Sine, Zaffari,

prof. 9.234; Felipe Nopes, reg. prof. 12.320 e Larissa

Campus Venâncio Aires, Campus Sobradinho, Campus

Gabe de Almeida (estagiária)

Capão da Canoa e Campus Santa Cruz: Central de Informações, Centro de Convivência, Clínica de

Projeto Gráfico e Capa: Agência da Casa

Fisioterapia, Reitoria e blocos 5, 8, 12, 18 e 53

Editoração Eletrônica: Assessoria de Imprensa Revisão: Roque Neumann e Beatriz Menezes Sperb

Este material é produzido em papel reciclável.


Julho

2011

3

Ensino

Unisc adota medidas preventivas contra a gripe A Atenta às recomendações de autoridades de saúde, a Unisc está desenvolvendo ações preventivas para evitar a contaminação pela gripe H1N1. Além dos procedimentos de higiene e limpeza habitualmente realizados, a Universidade está disponibilizando sabonete bacteriostático nos banheiros e também adotou procedimentos especiais na higienização de superfícies. Outra medida adotada pela Unisc é a disponibilização de álcool em gel aos setores, cursos e departamentos. Conforme o médico do Trabalho da Unisc, Cristiano Moojen Brollo, a Instituição recomenda, ainda, que a ventilação dos ambientes deve ser um compromisso a ser observado por toda a comunidade acadêmica, assim como a higiene das mãos, os cuidados ao tossir ou espirrar – usando lenço descartável para proteger nariz e boca, evitar abraços e beijos, afastar-se do convívio se estiver com algum sintoma de gripe, devendo nesse caso evitar aglomerações e procurar o médico. Segundo orientações recebidas pelo Médico do Trabalho da Universidade, a orientação para quem apresentar os sintomas de gripe é que deve procurar atendimento médico imediato para ser avaliado e medicado. “Se houver suspeita da influenza H1N1, será administrado Tamiflu, tratamento e repouso adequados a cada caso. Não podemos deixar de lembrar que a vacina é a forma mais eficaz de prevenção”, afirmou Moojen Brollo.

Durante uma viagem de estudos a Brasília, no mês de maio, uma turma de 27 acadêmicos e três professores do curso de Ciências Contábeis da Unisc foi calorosamente recebida pelo deputado federal santa-cruzense, Sérgio Ivan Moraes (PTB), durante uma visita ao Congresso Nacional. Após a recepção, o parlamentar mostrou para os acadêmicos o seu gabinete e explanou sobre como funcionam os diversos espaços e as suas finalidades. Ainda durante a visita, ele conduziu o grupo da Unisc até a Plenária da Câmara de Deputados. Na ocasião, estava sendo realizad uma sessão e, em um momento oportuno, o deputado federal anunciou a presença da delegação da Universidade de Santa Cruz naquele espaço. Segundo o professor Renê Luiz Seibert, Moraes relatou que se sentia honrado pela presença do grupo de acadêmicos de

Divulgação

Curso de Ciências Contábeis realiza visita ao Congresso Nacional Deputado santa-cruzense recebeu alunos da Contábeis

Nutrição promove feira O curso de Nutrição da Unisc realizou no dia 30 de junho, no Centro de Convivência do campus de Santa Cruz do Sul, a Feira de Nutrição da Unisc (Nutrisc): a demonstração de hábitos alimentares saudáveis. A Feira foi desenvolvida pelas acadêmicas do curso, tendo o evento feito parte de uma avaliação prática referente à disciplina de Marketing em Alimentação e Nutrição, onde 28 acadêmicas, reunidas em seis grupos, desenvolveram planos de marketing voltados para a divulgação de hábitos alimentares saudáveis. O evento, que teve a coordenação dos professores Nícolas Furlan, docente da disciplina, e Silvia Isabel Rech Franke, coordenadora do curso, visou fortalecer a prática de hábitos alimentares saudáveis para toda a comunidade local. A atividade foi aberta ao público e contou com orientações nutricionais. Os grupos e seus objetivos foram os seguintes:

sua terra natal. Também foram visitadas a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), duas organizações que representam discussões sobre agricultura, e o Conselho Federal de Contabilidade (CFC). Outro

ponto que merece destaque foi a visita ao Banco Central. “Essa visita foi de grande valia, pois uma palestra enfocou todo o movimento, a regulamentação da emissão e a circulação do dinheiro no país”, relata. A visita ao Museu da Moeda contemplou as etapas da extração de ouro até a transformação em moeda.

1. Nutritensão – hábitos saudáveis para evitar a hipertensão. 2. Arraiá Nutritivo – receitas saudáveis para datas festivas. 3. Nutrisaúde – alimentação para celíacos (intolerantes ao glúten). 4. Nutrivida – Programa 5 Ao Dia 5. Nutriativa – alimentação adequada para praticantes de atividade física. 6. Nutriação – orientação nutricional para evitar a obesidade.


4 A Unisc, por meio do Departamento de Direito, está oferecendo um curso preparatório para o Concurso de Capitão da Brigada Militar (BM). As aulas iniciam no dia 15 de julho e se estendem até dezembro, sendo que as atividades ocorrerão no bloco 18 da Unisc. O curso tem a coordenação das professoras Caroline Fockink Ritt e Rosane Porto, tendo em seu corpo docente professores com vasta experiência na área, principalmente referente à preparação para concursos. O salário inicial para Capitão da Brigada Militar é de cerca de R$ 4 mil. As inscrições podem ser feitas até o dia 12 de julho pelo site www.unisc.br ou na Secretaria de Pós-Graduação e Extensão - sala 110, bloco 1 do campus de Santa Cruz do Sul. Mais informações pelo e-mail spge@unisc.br ou pelos telefones (51) 3717-7343, 37177311 e 3717-7370.

Fotografia O editor de fotografia da Zero Hora, Ricardo Chaves, esteve na Unisc no dia 15 de junho. Cadão, como é conhecido, palestrou para o curso de Comunicação Social sobre a cobertura fotojornalística contemporânea. O fotógrafo tem mais de 35 anos de experiência com fotojornalismo e já trabalhou no Jornal do Brasil, na Veja, no Placar, na Quatro Rodas, na Isto É e na Agência Estado. Fez reportagens pelo Brasil e pelo mundo nesses veículos, com destaque para as coberturas da primeira visita do Papa João Paulo II à Polônia, da viagem do presidente Figueiredo à França e a Portugal e da Copa do Mundo da Espanha em 1982. Como coordenador de fotografia da Agência Estado na capital federal, acompanhou a visita que o presidente Sarney fez à China, a promulgação da nova Constituição, a campanha presidencial e a posse de Collor. Como enviado especial, esteve com Collor nos Estados Unidos e na antiga Tchecoslováquia. Esteve, ainda, em Cuba, em Moçambique e, no final de 1995, acompanhou a equipe do Grêmio a Tóquio para a partida final do Mundial Interclubes. Ricardo participou também de algumas mostras de fotografia no Brasil e no Exterior. Em 2003 participou da coordenação e edição do livro de fotos Cenas da Vida Gaúcha, produzido com material da equipe da RBS.

Fotos: Divulgação

Curso preparatório para concurso da Brigada

Julho

360º

2011

Musical O Centro de Línguas e Culturas da Unisc irá promover, no dia 29 de julho, o 2º Musical Meeting 2011. O encontro será realizado na sala 2 do Centro de Línguas, a partir das 19h15, e será ministrado pelo professor André Luiz Maurer. A melodia e o ritmo ajudam na memorização das palavras e enriquecem o vocabulário. Aprender Inglês com música é um modo descontraído, divertido e eficiente de se estudar. A participação no encontro é gratuita e aberta à comunidade regional. As vagas são limitadas. Por isso, a presença deve ser confirmada pelo telefone (51) 3717-7381 ou pelo e-mail linguas@unisc.br.

Orquestra Jovem promove concerto de aniversário da Unisc A Orquestra Jovem Unisc realizou, no dia 2 de julho, no anfiteatro do bloco 18, um concerto em homenagem aos 18 anos da Universidade de Santa Cruz do Sul, comemorado no dia 25 de junho. O repertório foi composto pelas músicas que mais fizeram sucesso na trajetória da Orquestra Jovem Unisc nos seus quase seis anos de existência. O concerto contemplou as obras mais conhecidas dos compositores estrangeiros Tchaikovsky, Johannes Brahms e Carlos Gardel, e dos compositores brasileiros Heitor Villa-Lobos, Ernani Aguiar, Pixinguinha e Zequinha de Abreu. Além disso, a orquestra interpretou um arranjo da trilha sonora do filme Piratas do Caribe e um conjunto de canções da banda The Beatles. A Orquestra Jovem de Santa Cruz veio a se tornar a Orquestra Jovem Unisc no dia 25 de agosto de 2005. Vinculada ao Núcleo de Arte e Cultura da Pró-Reitoria de Extensão e Relações Comunitárias (Proext), tem como objetivo promover a imagem institucional da Universidade, disseminar a importância da cultura como patrimônio humano e social e diversificar a formação cultural no meio em que atua, reafirmando seu compromisso de universidade comunitária. A Orquestra já apresentou cerca de 70 concertos, distribuídos entre Santa Cruz do Sul, Rio Pardo, Vera Cruz, Candelária, Sinimbu, Sobradinho, Capão da Canoa, Venâncio Aires e Porto Alegre. Atualmente participa do projeto Semear Amigos, em parceria com a empresa Pionner, onde 20 crianças recebem aula de música.

Letras promove palestra sobre literatura russa O Curso de Letras da Unisc promoveu, no dia 4 de julho, uma palestra sobre literatura russa. O objetivo do encontro foi proporcionar uma visão panorâmica sobre os principais autores que tanto influenciaram toda a literatura ocidental, principalmente a partir do século XIX. O palestrante foi o professor João Armando Nicotti, conhecido professor de literatura em Porto Alegre, crítico literário e tradutor de diversos autores como Liev Tolstói, Anton Tchekhov, Máximo Górki, Mikhaíl Artsibáshchev. Textos desses autores encontram-se em obras como Contos do amor jovem, Contos de mistério e morte, Contos da vida social e Contos aterrorizantes, em que Nicotti participa com várias traduções. A palestra foi aberta a todas as pessoas interessadas em conhecer um pouco mais sobre autores decisivos na conformação inclusive de diversos escritores brasileiros.

Unisc Venâncio promove exposição Os visitantes da Biblioteca do Campus da Unisc de Venâncio Aires puderam visualizar, no mês de junho, um pouco da história da cidade. Uma exposição realizada em parceria com o Museu, apresentou quadros que trataram de como era o cenário e o desenvolvimento de algumas ruas. Passado esse momento, atualmente estão em exposição, também na Biblioteca, quadros que contam um pouco da história das comunidades Católica e Evangélica de Venâncio Aires. Os visitantes também poderão conhecer um pouco sobre o Padre Kollet, atuante como capelão na 2ª Guerra Mundial. Além dos quadros, também estão expostos alguns pertences usados por Kollet durante a Guerra. Os visitantes podem conferir durante este mês de julho mais um pouco da história de Venâncio Aires. Exposição ocorre na Biblioteca do Campus de Venâncio

Tardes de Luz No dia 16 de junho, Tardes de Luz exibiu, na sala 3 do Cinema Arco Iris do Shopping Santa Cruz, o filme Perfume de Mulher. A atividade foi uma ação do Projeto Avós na Comunicação, promovido pelo Departamento de Comunicação Social da Unisc, com o apoio da Locadora Center Vídeo, do Sesc e da equipe do Setor de Áudio e Vídeo da Universidade. A atividade teve como objetivo incentivar o público da terceira idade para um programa cultural que traga entretenimento e lições de vida. Tardes de Luz inicia sempre às 14h e a entrada para pessoas com mais de 60 anos é gratuita. A ação ocorre nas terceiras quintasfeiras de cada mês e a escolha do gênero para a próxima exibição fica a cargo dos participantes do evento. Mais informações pelo telefone (51) 3717-7383.

Conquistar A Unisc está com inscrições abertas, até o dia 27 de julho, para o processo seletivo Conquistar 2011/2. A taxa é R$ 20,00 e as inscrições podem ser feitas nos protocolos da Unisc de Santa Cruz, Montenegro, Sobradinho, Venâncio Aires e Capão da Canoa ou no site www.unisc.br. Os candidatos que já prestaram o Vestibular de Inverno 2011 da Unisc estão isentos da taxa. São ofertados 20 cursos de graduação para o campus de Santa Cruz. A prova única de redação será no dia 30 de julho (sábado), às 14 h. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 3717-7439.


2011

5

360º Divulgação

Unisc Capão da Canoa faz doação à entidade carente O campus da Unisc em Capão da Canoa, juntamente com a Rádio Horizonte, fez a doação de alimentos e agasalhos para o Centro de Apoio à Criança e ao Adolescente de Capão da Canoa (Ceacria). A campanha ocorreu durante a 6ª Semana Acadêmica do curso de Administração, de 23 a 26 de maio, e foi estendida para o restante dos cursos. As doações foram feitas pelos estudantes e pelos DAs dos cursos de Direito e de Administração, que usaram suas verbas para a compra de alimentos. Ao todo, foram entregues mais de 500 kg de alimentos durante o programa A voz do Povo, apresentado pelo radialista Delmar da Rosa. Estiveram presentes a coordenadora do Campus da Unisc em Capão da Canoa, Lilian Agraso Alves, o diretor da Rádio Horizonte, Claudio Rocha, nove crianças atendidas pelo Ceacria, a voluntária do centro, Rosane, e a fundadora do Ceacria e atual vice-presidente, Maria Helena Roesler. O Ceacria atende atualmente mais de 140 crianças e adolescentes que no horário inverso da escola participam de atividades recreativas, sociais e de atendimento psicológico. A entidade vive de doações e oferece em torno de 560 refeições por dia.

Comunicação Social da Unisc promove mostra Curtas-Metragens O Curso de Comunicação Social da Unisc promoveu no dia 5 de julho a 1º Mostra de Curtas-Metragens de Projeto Experimental em Audiovisual. A atividade iniciou às 19h30, no Anfiteatro do bloco 18. A mostra visou apresentar os trabalhos realizados pelos acadêmicos do 9º semestre de Produção em Mídia Audiovisual durante todo o semestre. Os acadêmicos divididos em grupos produziram três CurtasMetragens que foram apresentados durante o encontro. O evento foi aberto para toda comunidade, com entrada é franca. Curtas apresentados Lá Fora - http://www.youtube.com/watch?v=FGV8NHJbMSM Passado Presente - http://www.youtube.com/watch?v=Cn9_fdeHvsY Apoteose - http://www.youtube.com/watch?v=lJb0E8fp324 Divulgação

Trabalho integra Projeto Experimental em Audiovisual

Colóquio de Leitura e Cognição O Mestrado em Letras da Unisc, juntamente com os Departamentos de Letras e de Comunicação Social da Instituição, promovem, de 17 e 26 de agosto, o 5º Colóquio Nacional Leitura e Cognição e a 12ª Semana Acadêmica de Letras. O tema do Colóquio é Olhares do contemporâneo sobre os textos: hermenêutica, cognição/conhecimento, comunicação. O evento tem como objetivo aprofundar estudos sobre a leitura a partir de uma perspectiva inter/ transdisciplinar que contemple as áreas da cognição/conhecimento, da hermenêutica e das teorias sobre a comunicação humana. As inscrições e a submissão de trabalhos ocorrem até 15 de julho. As comunicações estão agendadas para o dia 17 de agosto, no turno da tarde. A comunicação terá duração de 15 minutos por trabalho inscrito e cinco minutos para debate. Os trabalhos devem estar vinculados às temáticas Leitura e interdisciplinaridade, Leitura e processos cognitivos, Texto e hermenêutica, Compreensão leitora e Narrativas literárias e comunicacionais. Os trabalhos selecionados também poderão compor a Edição Especial 5º Colóquio Nacional Leitura e Cognição, da revista Signo. Para isso, devem ser encaminhados para o e-mail mestradoletras @unisc.br até o dia 30 de setembro. Estão confirmadas no Colóquio as presenças das professoras Maria Lucia Santaella Braga (PUC/SP) e Vera Lúcia de Oliveira (Università degli Studi di Perugia, Italia) e dos professores Luis Motta (UnB) e Gustavo Bernardo Galvão Krause (UERJ). As inscrições podem ser feitas pelo site www.unisc.br/eventos/2011/coloquio/index.html. Para submissão de trabalhos (resumo), o prazo é 15 de julho, no valor de R$ 50. As inscrições sem submissão de trabalhos (resumo) podem ser feitas até 15 de agosto, no valor de R$ 30. Alunos do Mestrado em Letras e do Curso de Letras da Unisc devem fazer o pagamento de R$ 5, referente ao certificado, na Secretaria de PósGraduação e Extensão, bloco l. Mais informações no site www.unisc.br/eventos/ 2011/ coloquio/index.html ou pelo email mestradoletras@unisc.br.

Natação conquista medalhas no Estadual Nos dias 1º e 2 de julho, o jovem santa-cruzense Vinícius Molz, de 11 anos, integrante do Projeto Asas Júnior de Natação da Unisc, coordenado por Fabrício Gianezini, participou do Campeonato Estadual de Inverno de Natação Infantil, realizado no Grêmio Náutico União, em Porto Alegre. O atleta competiu em cinco provas na categoria Petz 1 e obteve quatro medalhas de ouro nas modalidades borboleta, medley, revezamento 4x50m livre e 4x50m medley, além de uma de bronze na modalidade 100m peito. “Valeu a pena. Fiquei muito feliz com a conquista”, afirma Vinícius. Ele marcou presença no campeonato acompanhado dos pais, Cláudia Regina e Kurt Werner Molz, que é professor do Departamento de Informática da Unisc, e do treinador e monitor de natação, Luís Fernando Santos. “O Vinícius vem treinando desde o início do ano. Vi que ele tem potencial e desenvolvi força e velocidade”, ressalta Santos. Para o treinador, o atleta apresenta evolução a cada treino. “O desempenho dele é excelente e acredito que vai evoluir muito mais”, destaca. No final do ano, Vinícius participará do Campeonato Estadual de Verão de Natação Infantil, que ocorrerá em Caxias do Sul. Até lá, ele segue treinando na piscina da Unisc todos os dias. “Quero continuar nadando e me tornar um nadador profissional”, conta o jovem atleta. Divulgação

Julho

Vinicius Molz, 11 anos, integra o Projeto Asas Júnior da Unisc

Divulgação

Professora da Unisc na Alemanha A professora Mônia Clarissa Hennig Leal, do Mestrado e Doutorado em Direito da Unisc, está em viagem de trabalho na Alemanha, onde está desenvolvendo atividades a convite da Cátedra de Direito Público e do Estado da Ruprecht-Karls Universität, em Heidelberg, com a qual o Programa de Pós-Graduação em Direito mantém convênio de cooperação. A pesquisadora visitou, ainda, a Universidade de Greifswald, a convite do Prof. Dr. Uwe Kischel, onde falou sobre particularidades da jurisdição constitucional brasileira e trabalhou no estabelecimento de parcerias e de projetos conjuntos. A viagem conta com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).


6

Julho

Geral

EU JOGO JUNTO PROMOVE TORNEIO DE INTEGRAÇÃO EM VALE DO SOL

2011 Divulgação

Projetos sopciais foram apresentados em Brasília

Criado em 2002, o projeto tem como objetivo promover a inclusão social e combater o trabalho infantil e a evasão escolar Divulgação

O projeto Eu jogo junto realizou dia 11 de junho jogos de integração entre os alunos participantes do projeto, no ginásio Cipriano de Oliveira, em Faxinal de Dentro, interior de Vale do Sol. Cerca de 100 crianças de até 12 anos participaram da competição, que reuniu estudantes das Escolas Guilherme Fischer (Centro), Daltro Filho (Faxinal de Dentro), Afonso Martin Rohlfes (Faxinal de Dentro) e de Formosa, das escolas Marechal Floriano, José de Anchieta e São João Batista. “Além de integrar os jovens, o encontro também serviu para marcar a passagem do Dia de Combate ao Trabalho Infantil e para chamar atenção sobre a evasão escolar”, disse o Coordenador do projeto, Marcos Rivelino da Rosa. Criado em fevereiro de 2002,

Luciano Pereira

Torneio foi realizado em Faxinal de Dentro, Vale do Sol

Unisc Capão da Canoa vai a Brasília

o Projeto Eu jogo junto tem como objetivo promover a inclusão social e combater o trabalho infantil e a evasão escolar. O trabalho consiste em oferecer oportunidade para que crianças e adolescentes de sete a 17 anos das comunidades rurais da região pratiquem

esportes (futebol masculino e feminino) no turno inverso ao das aulas. Para isso, também são realizadas parcerias com as escolas. A iniciativa conta com o apoio da Unisc, da Intab, da Fundação Gazeta e da Prefeitura Municipal de Vale do Sol.

A Associação Pró-Ensino em Santa Cruz do Sul (Apesc) e a Liga de Integração do Futebol Amador de Santa Cruz do Sul (Lifasc) assinaram no dia 1º de julho, um contrato de parceria para a realização do campeonato de futebol 2011. A solenidade ocorreu na sala 2535, no prédio da Reitoria da Unisc, e contou com as presenças de representantes da Apesc, da Lifasc, de clubes e da imprensa. Na oportunidade, o gerente Assistencial do Hospital Santa Cruz (HSC), Fernando Wegner, e o Coordenador-Geral da Lifasc, Inácio Vogt, assinaram o contrato para a realização da Copa HSC / Nova UTI – Lifasc, que inicia no segundo semestre deste ano. Conforme o Coordenador da Assessoria de Comunicação e Marketing da Unisc, Everson Carvalho de Bello, o objetivo é colaborar com a campanha de mobilização pela construção da Nova UTI do Hospital Santa Cruz. ”É uma campanha de dois anos que tem como meta arrecadar R$ 7 milhões. Nesse sentido, parcerias como essas servem para disseminar a campanha junto às comunidades do interior, o que é extremamente importante”, comentou. Segundo Bello, a Lifasc é uma entidade que tem muito a agregar à campanha do Hospital

Josemar Santos

Apesc e Lifasc assinam contrato de parceria

Copa HSC/Nova UTI-Lifasc inicia no segundo semestre

Santa Cruz, pois vai fazer com que se chegue a um público bem específico, do interior do município, “E a Lifasc já está bastante enraizada, com várias ações junto aos moradores, muitos deles atletas, torcedores e dirigentes dos clubes”, aponta. Já o coordenador-geral da Lifasc, Inácio Vogt, disse que os clubes se colocarão à disposição para lutar por essa proposta que vai beneficiar toda a região. “É de interesse de todas as comunidades que uma campanha como essa atinja o seu objetivo. De modo que, por meio do esporte, vamos reunir todos os esforços para arrecadar fundos para o HSC”, explicou. A edição 2011 terá a participação de 13 equipes: Linha Santa

Cruz, Boa Vista, Aliança, Rio Pardinho, União, Linha Nova, São José/Monte Alverne, Guarani, Avante, Pinheiral, São José/Rincão do Sobrado, Juventude/Cerro Alegre e João Alves. O secretário da Lifasc, Décio Hochscheidt, apresentou alguns números da Liga em 2010. “Somente em atletas, contou com a participação superior a 1,6 mil pessoas, o que dá uma dimensão do que se atinge. Isso sem contar os dirigentes, familiares e torcedores envolvidos”, apontou. Atualmente, a Liga realiza os campeonatos sub-18 e veteranos, na qual participaram em torno de 600 atletas. Criada em abril de 2001, surgiu para integrar as comunidades, levando momentos de lazer aos moradores do interior.

A coordenadora do campus da Unisc em Capão da Canoa, Lilian Agraso Alves, que também preside o Conselho Municipal de Turismo (Comtur) e é conselheira do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica) de Capão da Canoa, esteve em Brasília no dia 9 de junho. O motivo da viagem foi a apresentação dos projetos Piá Legal e PETI de Capão da Canoa que, por meio de teatro de fantoches, participaram de atividades comemorativas ao Dia Nacional e Internacional Contra o Trabalho Infantil, 12 de junho. “E aí, diga não ao trabalho infantil. Quem ama protege as crianças de todo o Brasil”. Essa foi a letra que cerca de 10 crianças e adolescentes dos projetos Piá Legal e PETI, da Secretaria de Assistência e Inclusão Social da Prefeitura Municipal de Capão da Canoa cantaram ao subir a rampa da entrada principal da Câmara dos Deputados. Lilian também esteve no Ministério de Turismo para solicitar apoio ao Projeto Maresia que o Comtur realiza contra a exploração sexual de crianças e adolescente em áreas turísticas. “A coordenadora do Turismo Sustentável e Infância, Maria Aurélia de Sá Pinto, nos recebeu calorosamente, apoiando o projeto, com possibilidade de apresentação em eventos do Ministério, para que sirva de exemplos a outros estados e municípios”, salientou a coordenadora do campus de Capão da Canoa.

Alunos do curso de Direito realizam Júri Simulado Estudantes do curso de Direito da Unisc participaram no dia 8 de julho de um Júri Simulado. A atividade foi desenvolvida no Fórum de Santa Cruz do Sul e integrou um dos trabalhos propostos na disciplina de Prática Jurídica Simulada. A turma que participou do Júri foi composta por 17 alunos que estão no último semestre do curso de Direito e mais 25 acadêmicos de outros semestres que foram convidados para participar como voluntários, especialmente dos semestres iniciais, para compor o corpo de jurados. Desses 25, sete foram sorteados para compor o conselho de sentença, que é o júri propriamente dito. Segundo afirmou o professor da disciplina de Prática Jurídica Simulada, Everton José Helfer de Borba, esse tipo de atividade representa uma excelente oportunidade para que os estudantes coloquem em prática os conhecimentos que foram adquiridos em sala de aula. “É importante ressaltar que eles participam das mesmas atividades que são realizadas no tribunal de um júri real, pois são os próprios acadêmicos que exercem as funções de juiz, promotores, advogados de defesa, e assistentes de acusação”, disse. A atividade foi desenvolvida no período da manhã, das 8h30 às 11h30. Também foram convidados para participar os alunos das escolas cadastradas no Projeto Unisc-Escola.


Julho

2011

7

Geral

UNISC SEDIA CONFERÊNCIA DE SEGURANÇA ALIMENTAR Evento foi realizado no anfiteatro do bloco 18 e abordou questões relacionadas à alimentação adequada e saudável Larissa Gabe de Almeida

A Unisc sediou, no dia 17 de junho, a 2ª Conferência Regional e Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional dos Vales do Taquari, do Rio Pardo e do Centro Serra. O evento foi realizado no anfiteatro do bloco 18, no campus de Santa Cruz do Sul, e teve como tema Alimentação adequada e saudável: direito de todos. A conferência foi uma realização do curso de Nutrição da Unisc, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social de Santa Cruz do Sul, da 13ª Coordenadoria Regional de Saúde, do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável de Santa Cruz do Sul (Comusans) e do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável do Rio Grande do Sul (Consea-RS). O objetivo foi construir compromissos para efetivar o direito humano à alimentação adequada e saudável, previsto no artigo 6° da Constituição Federal. Além disso, o evento se propôs a promover a segurança e a soberania alimentar por meio da implementação da Política e do Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável do Rio Grande do Sul (Sisans/RS) no que couber às esferas de governo municipal e com a participação da

sociedade civil. O curso de Nutrição da Unisc se integra à rede de Referência Regional, formada pela 13ª Coordenadoria Regional de Saúde. Essa rede busca construir coletivamente um retrato da realidade, pontuando os principais avanços, as ameaças e as perspectivas. O diagnóstico, segundo os organizadores do evento, é um ponto basilar para qualificar a definição de prioridades para o planejamento de ações e programas que visem à Segurança Alimentar e Nutricional, uma aliança entre o saber acadêmico e a engenhosidade popular. Tem como missão fortalecer a elaboração e/ou implantação de políticas públicas de alimentação nutrição que respondam às demandas e exigências desse direito humano básico. "A conferência é um espaço de diálogo entre povo e governo para a realização de ensaios promissores, como os projetos associativos e produtivos, mas também na promoção da segurança e soberania alimentar por meio da implementação da Política e do Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável", explicou a subcoordenadora do curso de Nutrição da Unisc, professora Francisca Maria Assmann Wichmann.

Encontro teve como objetivo construir compromissos para uma alimentação saudável

Esse processo, segundo ela, revela pioneirismo e ousadia em confronto com a morosidade dos governos do mundo em cumprir as metas da Cúpula Mundial da Alimentação, realizada em 1996, em Roma. "Dessa forma, estamos construindo e dando passos significativos na implantação de um sistema de defesa e promoção do

direito humano básico à alimentação adequada à saúde e ao bemestar", concluiu a professora. Eixos temáticos O evento teve três eixos temáticos. O primeiro foi Avanços, ameaças e perspectivas para a efetivação do direito humano à alimentação adequada e saudá-

Prefeitura e Unisc assinam convênio para o PAC Social Em solenidade realizada no Gabinete da prefeita Kelly Moraes, a Prefeitura de Santa Cruz do Sul e a Unisc assinaram no dia 8 de julho um convênio para a viablização da Mobilização e Organização Comunitária do Programa PAC Social, no valor de R$ 370.945,80. Além do mais, nove bairros e 3.550 famílias devem ser beneficiadas. O contrato terá a duração de 22 meses e prevê atividades de ensino, pesquisa e extensão junto às comunidades beneficiadas pelo PAC Santa Cruz. A Unisc vai prestar serviços de mobilização e organização comunitária, capacitação de lideranças, ouvidoria e cadastramento das famílias beneficiadas pelo PAC no CAD Único, garantindo, assim, a inclusão de mais de 3 mil famílias em programas sociais do governo Federal. O objetivo do contrato é promover a inclusão social das co-

munidades nas quais o PAC está inserido. Para isso, será realizado um trabalho de conscientização e sensibilização comunitária, com cursos e oficinas para geração de emprego e renda, palestras e seminários de capacitação de lideranças e ações de educação sanitária, patrimonial e ambiental. Para garantir uma maior inserção das comunidades junto ao PAC Santa Cruz, está prevista no contrato a criação de uma ouvidoria, abrindo um canal de diálogo direto entre a comunidade e o Programa. Neste sentido, também serão elaborados materiais impressos como folders e um informativo bimestral, além da publicação de informações na internet, através de um blog e de páginas nas redes sociais. Na oportunidade, o reitor da Unisc, Vilmar Thomé, disse que o acordo serviu para reforçar o cunho comunitárioda Instituição.

Thiago Maurique

Reitor Vilmar Thomé, durante a assinatura do convênio “Não há desenvolvimento real sem o desenvolvimento das pessoas e a principal missão de uma Universidade é contribuir com a formação do cidadão”, salientou. Bairros que serão beneficiados pelo PAC Social: Bom Jesus

Santa Vitória Progresso Margarida Rauber Dona Carlota/ Loteamento Beckencamp Pedreira Santuário e Faxinal/ Menino Deus

vel e da soberania alimentar. O eixo 2 foi Plano Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, quando foram apresentadas recomendações relacionadas ao Plano Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional. Já no eixo 3, Sistema e Política Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, foram feitas recomendações para avançar e qualificar o processo de implementação do Sisan nas três esferas de governo, visando ao fortalecimento da intersetorialidade, da exigibilidade do direito humano à alimentação adequada e saudável e da participação e do controle social. Na região, a maioria dos municípios tem dois delegados, pois têm até 10 mil habitantes. Já as localidades que possuem de 10.001 a 50 mil habitantes terão quatro delegados, e de 50.001 a 200 mil habitantes, serão seis delegados, o que é o caso de Santa Cruz do Sul e de Venâncio Aires. Na abertura do evento foi apresentado e aprovado o regulamento da conferência, seguido da palestra Efetivação do Direito Humano à Alimentação Adequada e Saudável e para a promoção da Soberania Alimentar em âmbito estadual e municipal, ministrada por Miguel Montaña. Também foram realizados trabalhos em grupo com leitura e análise dos eixos temáticos. No final ocorreu a eleição dos delegados.


8

Reportagem

Julho

2011

UNISC COMEMORA O DIA NACIONAL DO PESQUISADOR Para marcar a data, foi realizado um evento na Unisc que marcou também o lançamento da revista Jovens Pesquisadores Fotos: Felipe Nopes

Felipe Nopes Festejado nesta sexta-feira, 8 de julho, o Dia Nacional do Pesquisador também foi comemorado entre professores e acadêmicos da Unisc. Pela manhã, a Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação promoveu o lançamento da revista online Jovens Pesquisadores, seguido da palestra A importância da pesquisa e sua aplicação na sociedade para inclusão social, ministrada pelo professor Renato Peixoto Dagnino, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). O evento ocorreu no anfiteatro do Direito, bloco 18 do campus de Santa Cruz. Na abertura, o reitor da instituição, professor Vilmar Thomé, lembrou a data saudando a todos que desenvolvem pesquisa, ciência e tecnologia nas diferentes áreas do conhecimento. “A nossa inspiração vem daqueles que se esforçam pela propagação da pesquisa, da ciência e da tecnologia por todo o Brasil”, frisou. Para o professor Rogério Leandro Lima da Silveira, pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação, o momento foi de homenagear e reconhecer o trabalho dos colegas pesquisadores. “Na trajetória de sucesso dessa jovem universidade que é a Unisc, a pesquisa sempre teve papel fundamental”, ressaltou. Ele ainda destacou que a pesquisa contribui para qualificar cada vez mais os cursos de graduação e pós-graduação da instituição, além de buscar melhorias para a qualidade de vida da população. “Nossa preocupação é avançar o conhecimento.” De acordo com a professora Andréia Rosane de Moura Valim, coordenadora de Pesquisa, a realização da

pesquisa é um grande desafio para uma universidade comunitária como a Unisc. “Temos que lutar mais que as universidades públicas e federais, que têm acesso a mais recursos”, enfatizou. A coordenadora apontou que, atualmente, a pesquisa está inserida num contexto desafiador de muitas batalhas, mas que, quando produzida, “realiza os docentes da instituição, porque faz com que consigamos gerar conhecimento e capacitar professores e estudantes”. Para o palestrante Dagnino, engenheiro e professor nas áreas de Estudos Sociais e da Ciência e Tecnologia e de Política Científica e Tecnológica, a data de 8 de julho permite que o pesquisador mostre à sociedade a que veio e para o que serve. “É um dia para que a gente discuta o que fazemos e o que podemos fazer para tornar o país melhor”, salientou. Segundo ele, hoje, no mundo, a lógica da pesquisa é determinada pelas grandes empresas dos países de capitalismo avançado. “Para se ter uma ideia, 70% das pesquisas mundiais são feitas em empresas, a maioria em multinacionais. Esse predomínio de interesse das grandes empresas faz com que a lógica da ciência e da tecnologia esteja cada vez mais atrelada ao interesse privado”, pontuou Dagnino. “Enquanto país periférico e que busca um cenário de democratização, não podemos aceitar essa lógica. Ela não é adequada para o nosso país em termos de recursos naturais, tamanho, população e, muito menos, para o tipo de país que queremos, mais igualitário, justo e responsável do ponto de vista ambiental”, complementou.

Palestrante: professor Renato Peixoto Dagnino

Professores Rogério Leandro Lima da Silveira, Vilmar Thomé e Andréia Rosane de Moura Valim

Revista Jovens Pesquisadores Durante o evento, foi lançada a revista Jovens Pesquisadores, que tem a proposta de divulgar o trabalho de pesquisa dos bolsistas de Iniciação Cientifica. “É uma forma de valorizar todo o investimento dos estudantes, professores e também institucional na busca de geração de novos conhecimentos”, destacou a professora Andréia. São 12 trabalhos de diferentes áreas do conhecimento desenvolvidos pelos alunos com orientação dos docentes pesquisadores. O conteúdo da revista está disponível no site www.unisc.br/edunisc, inclusive para download.


Julho

2011

9


10

Julho

Geral

2011

GASTRONOMIA: O SABOR CHILENO À BRASILEIRA... Intercâmbio promovido pelo curso de Gastronomia recebeu alunos chilenos entre os meses de março e junho Larissa Gabe de Almeida

Até o início de junho, um grupo de estudantes chilenos esteve em Santa Cruz do Sul realizando um intercâmbio em restaurantes da cidade, por intermédio do Curso Superior de Tecnolóogia em Gastronomia e da Assessoria para Assuntos Internacionais e Interinstitucionais. Eduardo Aravena, Victor Ramirez, Marisel Lopez, Lindsay Carrasco e Valéria Morales chegaram à cidade em 28 de março, vindos de Viña del Mar, onde são concluintes do curso de Gastronomia Internacional, da Instituição DuocUC, que pertence à Pontifícia Universidade Católica do Chile. Para Valéria Morales, de 23 anos, o ambiente brasileiro foi acolhedor e propício para a prática profissional. A estudante, que exerceu atividades no Restaurante Antigo Bistrô, adorou os pratos típicos que pôde aprender e o curso de molhos do qual participou. As maiores dificuldades que encontrou foram ligadas ao idioma. “No início tivemos bastante dificuldade com a língua, não conhecíamos quase nada, só sabíamos o que víamos pela televisão”, afirma. “Quando cheguei aqui e vi a maioria das pessoas de origem germânica, foi surpreendente”, acrescenta Valéria. Logo após uma

semana de convivência, já entendia praticamente tudo, embora falar, de acordo com ela, seja bem mais difícil. Além de passarem por uma experiência cultural e vivenciarem a prática gastronômica, puderam conhecer a estrutura e as etapas do preparo de buffets, já que no Chile é rara a utilização desse tipo de serviço. “Buffet por quilo não encontramos no Chile. Lá a refeição é servida em entrada, primeiro prato, segundo prato e sobremesa”, explica Marisel Lopez, 28 anos. Marisel também destaca a acolhida da família com a qual morou durante os dois meses em solo gaúcho. “Eles são maravilhosos. Assim que cheguei, me levaram para conhecer a cidade e nos finais de semana íamos para outros destinos. Acabei conhecendo Gramado e Florianópolis, também”, conclui. Ela até já combinou com os santa-cruzenses uma visita ao Chile para as famílias se conhecerem e degustarem a Paila Marina, prato típico da região litorânea chilena. De acordo com o Coordenador do Curso de Gastronomia, Roberto do Nascimento e Silva, o intercâmbio no ramo gastronômico é fundamental para os estudantes conhecerem diferentes técnicas de preparo de alimentos. Ele

Grupo de chilenos realizou um intercâmbio em restaurantes de Santa Cruz do Sul

ainda revela que essa experiência foi a primeira internacional, já que parcerias com hotéis e restaurantes de outras partes do Brasil já são comuns. Silva também salienta que entre janeiro e março deste ano, estudantes do Curso Superior de Tecnologia emGastronomia da Unisc tiveram a oportunidade de participar do intercâmbio, foram para a cidade chilena de El Quisco

Universidade realiza Colóquio de Leitura e Cognição O Mestrado em Letras da Unisc, juntamente com os Departamentos de Letras e de Comunicação Social da Instituição, estarão promovendo, de 17 e 26 de agosto, o 5º Colóquio Nacional Leitura e Cognição e a 12ª Semana Acadêmica de Letras. O tema do Colóquio deste ano será Olhares do contemporâneo sobre os textos: hermenêutica, cognição/ conhecimento, comunicação. O evento tem como objetivo aprofundar estudos sobre a leitura a partir de uma perspectiva inter/transdisciplinar que contemple as áreas da cognição/conhecimento, da hermenêutica e das teorias sobre a comunicação humana. As inscrições e a submissão de trabalhos ocorrem até 15 de julho e os resumos devem conter de 200 a 400 palavras. O aceite é até 3 de agosto. As comunicações estão agendadas para o dia 17 de agosto, no turno da tarde. A comunicação terá duração de 15 minutos por trabalho inscrito e cinco minutos para debate. Os trabalhos devem estar vinculados às temáticas Leitura e interdisciplinaridade, Leitura e processos cognitivos, Texto e hermenêutica, Compreensão leitora e Narrativas literárias e comunicacionais. Os trabalhos selecionados também poderão compor a Edição Especial 5º Colóquio Nacional Leitura e Cognição, da revista Signo. Para isso, devem ser encaminhados para o e-mail mestradoletras@unisc.br até o dia 30 de setembro. Estão confirmadas no Colóquio as presenças das professoras Maria Lucia Santaella Braga (PUC/SP) e Vera Lúcia de

Oliveira (Università degli Studi di Perugia, Italia) e dos professores Luis Motta (UnB) e Gustavo Bernardo Galvão Krause (UERJ). As inscrições podem ser feitas pelo site www.unisc.br/eventos/2011/ coloquio/index.html. Para submissão de trabalhos (resumo), o prazo é 15 de julho, no valor de R$ 50. As inscrições sem submissão de trabalhos (resumo) podem ser feitas até 15 de agosto, no valor de R$ 30. Alunos do Mestrado em Letras e do Curso de Letras da Unisc devem fazer o pagamento de R$ 5, referente ao certificado, na Secretaria de PósGraduação e Extensão, bloco 1 do campus de Santa Cruz do Sul. Mais informações no site www.unisc.br/eventos/2011/ coloquio/index.html ou pelo e-mail mestradoletras@unisc.br.

realizar estágios nos restaurantes da região. Para a acadêmica Márcia D’Avila Rocha, 48 anos, a experiência foi maravilhosa, pois se identificou com a organização familiar do restaurante em que trabalhou. “A estrutura é bem semelhante com a que convivo. A cozinha é bem planejada, porém as técnicas de manipulação dos alimentos deixam a desejar. Eles desperdiçam muita coisa”, afirma Márcia.

Além das amizades que fizeram durante os dois meses do convivência em Santa Cruz do Sul, os chilenos também retornaram com a mala cheia de receitas. Sempre lembrarão do churrasco, do carreteiro, do aipim frito, das cucas, da caipirinha e do chimarrão. Ingredientes especiais da cultura gaúcha que agora recebem um toque chileno pela mão desses estudantes. (L.G.A.)

Pós Unisc/Inter/Unificado recebe inscrições Estão abertas as inscrições para o Programa de Formação em Gestão do Esporte, promovido em parceria pela Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), pelo Sport Club Internacional e pelo Grupo Educacional Unificado. A partir do mês de agosto, está previsto o início de três cursos que podem ser realizados como extensão ou parte integrante da Pós-Graduação, que são: Tópicos Avançados de Marketing Esportivo, com início em 5 de agosto; Futebol: Gestão Profissional. Da Estrutura do Clube à Montagem da Equipe, com início em 23 de setembro; e Processos Metodológicos, com início em 23 de setembro. Aulas com encontros quinzenais ocorrem nas sextas-feiras à noite e aos sábados, manhã e tarde, no Gigantinho, em Porto Alegre. O Programa de Formação em Gestão do Esporte está dividido em três etapas. Cada uma constitui um curso de extensão completo. Quem possui curso superior e realiza as três etapas iniciais pode fazer uma quarta, com a elaboração do trabalho de conclusão do curso, a fim de receber o título de Especialização em Gestão Profissional do Futebol. Aqueles que não possuem um curso superior ou querem fazer apenas uma ou outra etapa, recebem certificado de extensão universitária. As inscrições podem ser feitas pelo site www.unisc.br/ gestaodoesporte. Mais informações sobre o Programa podem ser obtidas diretamente na Secretaria de Pós-Graduação e Extensão, sala 110, pelo fone (51) 3717-7343, ou pelo e-mail posgrad@unisc.br.


Julho

2011

11

Institucional Vestibular de Inverno da Unisc 2011

A prova única do Vestibular de Inverno da Unisc foi realizada no dia 18, no campus de Santa Cruz do Sul. O listão foi divulgado no dia 21 de junho, a lista da 2ª chamada no dia 4 de julho, a partir das 14 horas, e a 3ª no dia 7 de julho no site www.unisc.br. O período de matrículas ocorreu nos dias 22, 27, 28, 29 e 30 de junho, e 1ºde julho conforme o curso. O início das aulas será no dia 4 de agosto de 2011.

BOLSA DE ESTUDO UNISC ESTÁ COM INSCRIÇÕES ABERTAS Podem participar da seleção calouros, interessados em obter transferência ou candidatos inscritos no Conquistar A Unisc está com inscrições abertas para o processo de Bolsa de Estudo Unisc referente ao segundo semestre. Ao todo são oferecidas 240 vagas para a bolsa de 50%, destinadas a estudantes regularmente matriculados em qualquer curso de graduação da Instituição com renda bruta per capita de até três salários mínimos. Também podem participar da seleção calouros do Vestibular de Inverno, interessados em obter transferência ou candidatos inscritos no processo seletivo Conquistar. As inscrições para concorrer à Bolsa de Estudo Unisc devem ser feitas até o dia 3 de agosto, exclusivamente por meio do site www.unisc. br. Os candidatos devem apresentar, ainda, patrimônio compatível com a renda informada e não ser portadores de diploma de curso superior. A pré-seleção dos candidatos terá como critério a média geral do processo seletivo de ingresso na Universidade, independente do ano de sua realização. Após,

serão agendadas entrevistas com os estudantes pré-selecionados para comprovação das informações. Os resultados de cada etapa, assim como as datas e os horários das entrevistas, estarão sempre disponíveis no site. Durante o semestre, a Comissão Permanente de Seleção e Acompanhamento de Bolsas de Estudo poderá, também, realizar visita domiciliar, sem comunicação prévia, para conferir as condições socioeconômicas do candidato. As 240 bolsas serão distribuídas entre todos os cursos de graduação da Unisc, nos diferentes campi da Instituição, conforme consta no Anexo III do Edital, disponível no site. A Bolsa de Estudo Unisc será concedida por um semestre, sendo a sua renovação condicionada à manutenção da condição socioeconômica informada no momento da concessão da bolsa. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 37177434.

Josemar Santos

Ao todo são oferecidas 240 vagas para bolsa de 50% para cursos de graduação

Cronograma: - Inscrições para os candidatos em www.unisc.br: de 09/06/11 a 03/08/2011; - Divulgação dos pré-selecionados e dos horários agendados

para a comprovação de informações de cada candidato: 10/08/11; - Período de entrevistas para comprovação das informações: de 11/08/11 a 19/08/2011; - Período para apresentação

de documentos faltantes (somente para os candidatos entrevistados no período mencionado acima): 22/08/2011 a 24/08/2011; - Divulgação da relação final dos selecionados: 30/08/2011.


12

Julho

Extensão

2011

UNISC REALIZA ENTREGA DO PRÊMIO HONRA AO MÉRITO A Unisc, por meio das Pró-Reitorias de Graduação e de Extensão e Relações Comunitárias realizou, no dia 8 de junho, a cerimônia de entrega do Prêmio Honra ao Mérito aos artigos que foram destaque no Salão de Ensino e Extensão de 2010. O evento foi realizado na Associação dos Docentes da Instituição, no campus de Santa Cruz do Sul, e reuniu professores, alunos, funcionários, familiares e imprensa. Os artigos premiados deram origem ao livro Integração entre ensino e extensão: aprendizagem e conhecimento, que também foi lançado na ocasião com sessão de autógrafos. Estavam presentes o reitor da Unisc, Vilmar Thomé; a pró-reitora de Graduação, Carmen Lúcia de Lima Helfer; e a pró-reitora de Extensão e Relações Comunitárias da Universidade, Ana Luisa Teixeira de Menezes. Os certificados de Honra ao Mérito foram entregues pelas próreitoras aos alunos com trabalhos premiados nas categorias de Ensino e Extensão nos diferentes Eixos Temáticos. A premiação consiste na publicação do artigo dos acadêmicos nesse livro.

Fotos: Desiré Pereira Allram

Foram premiados os artigos que foram destaque no Salão de Ensino e Extensão 2010

Evento para a entrega do prêmio foi realizado na Associação dos Docentes da Instituição (Adunisc)

Artigos premiados Eixo Temático: Ação Comunitária - Arquitetura e saúde: arquitetura para PcD (pessoas com deficiência), da acadêmica Eduarda Kuhn, orientada pelos professores Rosane Jochims Backes, Patricia Oliveira Roveda, Jorge André Ribas Moraes e Nestor Pedro Roos. - Balcão do Consumidor Itinerante: a redução da desigualdade inerente às relações de consumo e a efetivação de um direito fundamental, dos acadêmicos Susana Hoff, Diana Câmara Holthausen, Thiago Heitor da Fontoura Porto e Maria Isabel Dias, orientados pela professora Veridiana Maria Rehbein.

da acadêmica Gisele Santin, orientada pela professora Teresinha Eduardes Klafke. - O movimento estudantil e o controle social do SUS - Uma reflexão histórica da atuação do DCE no Conselho Municipal de Saúde de Santa Cruz do Sul, produzido pelas acadêmicas Caroline Bozzetto Ambrosi e Gerusa Bittencourt, orientadas pela professora Ana Zoé Schilling da Cunha. Eixo Temático: Ciências e Tecnologia - Socialização de conhecimento sobre propriedade intelectual nas redes sociais: construindo caminhos de aprendizagem, produzido pela acadêmica Daiane Ferreira Prestes Neu, orientada pela pro-

Eixo Temático: Saúde - Saúde mental na atenção básica,

fessora Liane Mählmann Kipper. Eixo Temático: Educação - Projeto Unisc Inclusão Digital, novas possibilidades para idosos, da acadêmica Tifany Figueira da Cunha, orientada pela professora Marcia Kniphoff da Cruz. Eixo Temático: Comunicação - O estudo do site de históricos de empresas desenvolvido pelos alunos da graduação da Unisc: o que pode ou não ser um produto de memória, produzido pelo acadêmico Elisio de Freitas, orientado pela professora Ana Maria Strohschoen.

A Unisc sediou nos dias 8 e 9 de julho o 1º Encontro Estadual das Artes Circenses, no ginásio pedagógico da Instituição. Foram dois momentos bastante distintos, mas interligados por ambos tratarem do assunto circo. O primeiro foi o Encontro Estadual, propriamente dito, que ocorreu no dia 8 e na manhã do dia 9, quando os artistas circenses viveram momentos de troca de ideias, intervenções artísticas, oficinas e debates sobre a situação da categoria no estado. No sábado à tarde foi o momento em que o Instituto Estadual das Artes Cênicas (IEACEN) e a Secretaria de Estado da Cultura (Sedac) se reuniram com os artistas circenses para a escolha dos delegados do setor que vão compor o Colegiado do Circo.

Julie Eick

Unisc foi sedia encontro de artes circenses Atividades ocorreram no ginásio pedagógico da Unisc

Curso de Fotografia da Unisc promove Exposição Foi realizada, de 16 de junho a 2 de julho, na Casa das Artes Regina Simonis, a 2ª Mostra Fotográfica Revelações, com temática livre. No total, 23 alunos expuseram duas obras cada um. A exposição ocorreu numa realização da Unisc, por meio do curso de Graduação Tecnológica em Fotografia, do Departamento de Comunicação Social, juntamente com a Associação Pró-Cultura de Santa Cruz do Sul. O evento teve o apoio da System Lab e da Graffite Papelaria e Gráfica Expressa. Os alunos que participaram da mostra foram: Alvaro Vitor Pegoraro, Ana Claudia Schmitz, Bruna Kegler Feistler, Carolina Feuerborn, Caroline Pommerehn, Emelline Klein Mealho, Geraldo Haiml Newlands, Kathiely Eliza Watte, Kelly Kristhy Schott, Manuela Kunzler, Marcellus Vinicius Moura da Cruz, Marilia Haas, Marina Frantz Saldanha, Mathias de Andrade Unfer, Mel Riccardi Brendler, Rafaela Cheiran Pereira, Regina Beatriz Colombelli, Rita Michelle Pinto, Roberta Moraes Jungblut, Roselaine Alves Correa, Sidnei Andrades Bernardes, Thiane Luiza Graciola Devitte e Thifany Gabrielli de Souza. Divulgação

Mostra foi na Casa das Artes do município

“Esse Colegiado, juntamente com os outros colegiados (música, dança, teatro etc.), terá a missão de elaborar o Plano Plurianual da Cultura do Estado do RS para os próximos 10 anos”, afirmou um dos principais articuladores do encontro, Bem-Hur Pereira. Na noite do dia 8, com entrada franca, ocorreu o Palco Aber-

to com doze números que envolveram palhaçaria, malabares, acrobacias aéreas, entre outros. A realização em Santa Cruz foi do Centro dos Artistas Independentes (CAI) com o apoio e parceria da Unisc e do Departamento de Cultura da Secretaria de Educação e Cultura de Santa Cruz do Sul.


2011

13

Pesquisa/Geral

EGP/FAMURS E UNISC INICIAM CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO

Unisc inscreve para viagem de estudos na França

Curso de pós-graduação é dirigido a servidores municipais com formação completa em nível superior

A Unisc, por meio da Assessoria para Assuntos Internacionais e Interinstitucionais (AAII) e do Centro de Línguas e Culturas (Celinc), está com inscrições abertas para o 1º Grupo de Estudos Curso de Francês – Paris. O objetivo é oferecer aos discentes, docentes e técnicos administrativos, vinculados à Unisc/Apesc, uma oportunidade de realizarem um curso de francês, de nível intermediário, na Alliance Française Ile-de-France. A proposta também visa promover a interação do grupo com comunidades da França, possibilitar uma experiência de morar com famílias ou estudantes franceses ou de outros países e aprimorar a língua com a convivência no local de estadia. As inscrições podem ser feitas até o dia 12 de agosto nas salas 206 e 301 ou nos protocolos dos campi de Venâncio Aires, Capão da Canoa, Sobradinho e Montenegro. O período de realização do curso e da viagem será de 21 de janeiro a 21 de fevereiro de 2012. O roteiro previsto para a viagem será repassado para o grupo selecionado em reunião a ser agendada. A lista dos candidatos aceitos será divulgada no dia 24 de agosto de 2011 no quadro de avisos da AAII no bloco 4, no site da Unisc e pelo e-mail dos candidatos devidamente inscritos. Mais informações podem ser obtidas pelo site www.unisc.br/ internacional, pelo telefone (51) 3717-7314 ou pelo e-mail aai@ unisc.br.

Em sua segunda edição, iniciou o curso de pós-graduação em Gestão Municipal, com aulas realizadas na EGP/Famurs, às sextasfeiras e aos sábados, para servidores com formação completa em nível superior que atuam no setor público municipal de diversas cidades do Rio Grande do Sul. A especialização tornou-se possível a partir da parceria firmada pelo presidente da Famurs e prefeito de Marau, Vilmar Zanchin, e pelo reitor da Unisc, Vilmar Thomé. Essa edição do curso tem ênfase em captação de recursos e elaboração de projetos, composta por 296h presenciais e 66h a distância. Os encontros serão mensais e haverá a realização de seminários ao final de cada módulo. O currículo foi elaborado com a finalidade de difundir o conhecimento e a capacidade crítica necessária à construção de um novo

Divulgação

Julho

Especialização iniciou no dia 27 de maio na EGP/Famurs

modo de fazer gestão municipal, eficiente e compromissado com a cidadania e articulado com os avanços científicos e o saber acumulado. O curso terá a duração de três semestres. A especialização em Gestão Municipal começou no dia 27 de maio com a participação dos alunos;

do diretor da EGP/Famurs, professor Fernando Scortegagna; da coordenadora acadêmica, professora Ione Sardão da Silva; e da coordenadora de Pós-Graduação Lato Sensu da Unisc, professora Luci Elaine Krämer, bem como dos ministrantes do 1º módulo, professores Cássio Alberto e Nelson Fossatti.

Escola de Xadrez Unisc ensina alunos da cidade

Jô Nunes

Felipe Nopes

Desde o início do ano letivo, alunos do Ensino Fundamental da Escola Municipal Dona Leopoldina, em Santa Cruz do Sul, têm um motivo a mais para frequentar o educandário nas terças-feiras à tarde. Neste turno, ocorrem as aulas do projeto Escola de Xadrez Unisc, coordenadas pelo Marketing Esportivo da Universidade e comandadas pelos profissionais e campeões na atividade Mitiele Majewski Corrêa e Flávio Henrique Schedler. As aulas de xadrez também são ministradas por eles na Escola Estadual Professor Luiz Dourado. Conforme os professores, a iniciativa não só conquistou os estudantes como também tem atraído cada vez mais jovens para os grupos. “Eles gostam muito. As aulas são práticas com torneios, gincanas e premiações para os ganhadores”, conta Mitiele. Ela destaca ainda que o jogo contribui para o raciocínio lógico dos alunos e para que tenham mais disciplina dentro e fora da escola. Segundo o diretor da Escola Dona Leopoldina, Paulo Peise, além dessa contribuição, as aulas de xadrez são importantes para habituar os estudantes às atividades que não estão acostumados.

Projeto de Lei das comunitárias é aprovado na Comissão do Trabalho

Atividade contribui para o raciocínio lógico dos alunos “Melhora o rendimento escolar e o coleguismo entre eles. Faz com que aprendam a valorizar os colegas e a conviver em grupo”, afirma o diretor. Para o professor Schedler, a prática de xadrez torna o raciocínio dos alunos mais potente e veloz. “Tudo fica mais rápido e eles passam a ter ideias simples”, ressalta ele. Ele explica que durante as aulas são aplicados módulos que estão interligados com determinadas disciplinas da grade curricular, como matemática e geografia. Além disso, os estudantes que se destacarem nas aulas de xadrez pela

habilidade serão convidados pelos professores para participar de torneios regionais. Frequentador assíduo Um dos frequentadores assíduos das aulas de xadrez é o jovem Felipe de Moraes Alves, 12 anos, aluno da 6ª série da Escola Dona Leopoldina. Ele já praticava o xadrez há mais tempo e quis integrar o grupo do educandário para aprender ainda mais. “Os professores são muito legais, divertidos e ensinam bem”, salienta Felipe, que garante ser fácil aprender a jogar xadrez. “Até já ensinei um amigo como se joga”, revela.

O Projeto de Lei 7639/2010, conhecido como o PL das Comunitárias, teve sua primeira e importante aprovação nas instâncias da Câmara dos Deputados no dia 15 de junho. O parecer favorável do deputado Alex Canziani (PTB/PR) foi aprovado por unanimidade na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público. O presidente da Associação Brasileira das Universidades Comunitárias (Abruc) e reitor da Unisc, Vilmar Thomé, comemorou a aprovação. “A primeira votação na Câmara mostra que o projeto de lei das instituições comunitárias conta com o respaldo dos parlamentares", destacou. "Estamos confiantes de que nas próximas comissões teremos o mesmo apoio”. O pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional da Unisc, professor João Pedro Schmidt, comentou que a aprovação era esperada em função dos contatos realizados anteriormente com os deputados, quando se constatou que não havia resistências explícitas ao projeto.

Schmid: confiante Ressalta, porém, que a discussão mais aprofundada sobre o mérito da proposta deverá ocorrer daqui para a frente, especialmente na Comissão de Educação e Cultura, que deverá iniciar a análise da matéria em outras sessões. “A Comissão de Educação possivelmente realizará uma audiência pública sobre o tema e é provável que, nessa ocasião, sejam apresentadas sugestões e propostas”, disse Schmidt. A seguir, a matéria tramitará na Comissão de Finanças e Tributação e na Comissão de Constituição e Justiça. Embora seja cedo para fazer prognósticos mais seguros, Schmidt avalia que é possível que a Câmara dos Deputados conclua a análise do PL ainda em 2011.


14

Julho

Variedades

2011

FESTIVAL DE GINÁSTICA E DANÇA CHEGA À 13ª EDIÇÃO A 13ª edição do Festival Integrado de Ginástica e Dança da Unisc teve início no dia 14 de junho, no auditório central da Instituição. O evento se estendeu até o dia 17 de junho, com atividades no auditório e no ginásio pedagógico da Universidade. A programação contou com a realização de danças e com atividades de patinação, ginásticas, arte circense e skate. Em todas as noites ocorreu um show de abertura com o Corpo de Dança da Unisc. Em todas as noites foi realizado um show de abertura com o Corpo de Dança da Unisc. Como já ocorreu nas edições anteriores, o festival contou com a participação de grupos vindos de vários municípios do Estado. O festival contou com a participação de grupos vindos vários municípios do Estado. A promoção foi do Departamento de Educação Física e Saúde e da Pró-Reitoria de Extensão e Relações Comunitárias da Unisc (Proext). Fotos: Larissa Gabe Almeida

Dicas para ler Livraria

Biblioteca

Muito além do nosso eu, de Miguel Nicolelis

Para sempre Alice, de

A valsa da Medusa,

Lisa Genova

de Valesca de Assis, 120 p.

Editora: Cia. das Letras Preço: R$ 39,50

Editora: Nova Fronteira Localização na estante: 813 G335p 2009

A obra procura descrever com pormenores os passos que a ciência vem dando para a criação das interfaces cérebro-máquina. Nicolelis mostra como a tecnologia será capaz de transformar a sociedade humana e moldar uma 'indústria do cérebro'. Essas interfaces, também chamadas ICMs, poderão um dia devolver a mobilidade a pacientes com paralisia grave.

Casada e mãe de três filhos, Alice é professora de renome mundial em Harvard. Perto de completar 50 anos, começa a esquecer. No início eram coisas sem importância, até que um dia ela se perde a caminho de casa. Um diagnóstico inesperado altera para sempre sua vida e sua maneira de se relacionar com a própria família e com o mundo.

Edunisc

Preço: R$ 25

Sem filtros mágicos, mas com a magia das complexas relações humanas, das circunstâncias criadas pela cultura, pelo meio social e pelo mero acaso, sem a wagneriana identificação entre amor e religião, mas com uma história de amor cercada de misticismo, ainda que latente, é um livro que se lê de um só fôlego e com crescente prazer.


Julho

2011

E agora? Reflexões sobre carreira e profissão

Os Orcs e os Elfos corporativos Eis o que todo mundo sabe mas ninguém diz: acredita-se que executivos que tem relação direta com dinheiro - seja mais na epiderme da empresa, em vendas, seja em posição mais entranhada nas vísceras da companhia, em finanças - desenvolvem uma certa frieza no olhar. Um pouco como os tubarões. Como se uma certa insensibilidade geral e difusa cobrisse o sujeito com um verniz anestésico, gerando nele uma certa incapacidade de sentir empatia. Um pouco como os psicopatas. Como se um certo pragmatismo seco, reto, árido lhe tomasse a alma, tornando-o às vezes cético, e até mesmo cínico, quando ele decide não acreditar em nada - algo que seria bastante comum entre esses executivos. Como se não crer, não comprar as metas, não introjetar as cobranças, para essa turma, fosse uma questão de sobrevivência. Nas vezes em que eles se pegam acreditando, o ponto notável seria a tremenda ansiedade que desaba sobre eles, sempre digladiando com o resultado, esgrimando com as metas. Quando se permitem absorver de verdade a proposta em que estão metidos, e de modo algo ingênuo se desabalam completamente atrás da cenoura colocada lá na frente, a consequência disso seria nego bufando, suando em bicas, respirando fundo, hiperventilando. Esses são os malditos, os Orcs da vida nas grandes corporações. No fundo, ninguém gosta muito deles, ninguém curte estar com eles. Vendedores e financistas são uma casta que sofre preconceito dentro das companhias. Como toda discriminação, essa também ocorre de maneira velada. Por isso esses executivos andam, de modo geral, sempre juntos, em bandos de iguais. Ninguém os convida muito para almoçar. Ninguém tem orgulho de bater perna pelos corredores da organização ao lado deles. Ninguém faz questão de ouvir as suas opiniões sobre um filme, um livro ou um restaurante - eles são tidos como gente mais rasa, sem muita formação. Nem aposta muito em incluí-los na patota. É um pouco como aquele cara que é dono da bola - ele é convidado a jogar só por conta sua importância pragmática, não porque lhe admirem ou gostem dele. Seu papel é reconhecido. Mas não é valorizado. Um pouco como os Burakumin, a casta mais baixa na hierarquia social japonesa, formada por gente que trabalha em funções consideradas impuras, com açougueiros, limpadores de rua e coveiros. O salário até é bom, porque você faz o que ninguém mais quer fazer. Mas o status é bem baixo.

Adriano Silva Jornalista, palestrante, consultor. Atua com sua empresa, Doce Ofício, produzindo conteúdo para grandes marcas. Foi diretor do Núcleo Jovem da Editora Abril, chefe de redação do Fantástico na TV Globo. Trouxe o Gizmodo ao Brasil. Tem dois livros de negócios e carreira publicados - E agora, o que é que eu faço? - Tudo o que você precisa saber para construir a carreira dos seus sonhos e Tudo o que aprendi sobre o mundo dos negócios - Ideias para você ser mais feliz na vida corporativa. Tem um MBA pela Universidade de Kyoto, no Japão, e escreve todo dia no blog Manual do Executivo Ingênuo. adriano@doceoficio.art.br

tudo o que fazemos. Você está sempre vendendo uma idéia, uma tese, uma opinião. Você está sempre vendendo você mesmo. De outro lado, a venda gera desgaste, demanda esforço, é muitas vezes uma atividade áspera e estressante. Existem dois perfis absolutamente distintos na área comercial. Existe o chamado o business developer, o chamado BD, o sujeito que desenvolve negócios. E existe o vendedor. A diferença entre esses dois profissionais é brutal. O BD entende tudo do produto. Pensa o processo inteiro. Enxerga a empresa, o cenário competitivo, reflete sobre a estratégia. O vendedor não tem essa visão. Só sabe vender. É canhestro no que se refere à concepção e à gestão do produto que está vendendo. Costuma ter uma atuação pedestre na hora de defender o produto que veio oferecer ou o negócio que veio fechar. E de modo geral tem limitações importantes na hora de compreender uma demanda nova no cliente e adaptar o que tem na prateleira para melhor atendê-lo. Enquanto o BD é um gerente de produtos supervitaminado, um homem de marketing que também vem de fábrica com um discurso de vendas poderoso, o vendedor é, infelizmente, apenas um tirador de pedidos. Que vai bem quando tudo vai bem. Mas que contribui pouco quando precisa dirigir sem o piloto automático de um produto vitorioso ou de uma empresa em expansão. O BD entende do que vende, acredita no que vende, encanta pelo entusiasmo verídico, passa credibilidade e segurança ao interlocutor. O vendedor, bem, esse precisa se reciclar urgentemente. Ou não sobreviverá. O vendedor que só sabe vender morreu ontem. Com um talão de pedidos em branco na mão...

Na outra ponta do universo corporativo estão os santos, os Elfos, os que operam mais no desenvolvimento do que nas vendas, nos que tem a obrigação de criar e não de faturar, nos que operam, por assim dizer, no software do negócio, não na sua embalagem; na alma da empresa, não na sua compleição muscular. As metas dessa turma são outras, sua relação com dinheiro é outra. E, portanto, suas pressões são de outra ordem. São os artistas, os belos, os bem amados. Eles estão muito mais perto do produto, da criatividade, do glamour. São admirados, às vezes endeusados, no lugar onde trabalham. São tidos por todos como aqueles que fazem a mágica acontecer, que detém a fagulha da inspiração, os responsáveis pela atividade de maior valor subjetivo dentro da companhia. São os criadores numa agência de propaganda, os jornalistas numa editora (ou costumava ser assim), os engenheiros e designers, numa montadora. E assim por diante. Esses não vivem a angústia diária do fechamento de negócios, da não conversão do cliente, da insensibilidade do consumidor, de ouvir um não. A vida é dura para todo mundo. Mas para uns, a dureza é mais cascuda do que para outros. No mundo dos negócios, a ponta comercial é um lugar esquisito. De um lado, a maioria das pessoas foge da situação de ter que vender como um bom cervejeiro foge de cervejas ruins. De outro lado, a área comercial é generosa em abrigar um monte de gente que tentou várias outras coisas na vida e não foi muito adiante, ou que simplesmente não definiu um talento específico até aquele ponto de sua existência e decidiu se dedicar a vender o que outros com talentos mais específicos criam e produzem. De um lado, a venda é uma função diária, necessária, fundamental a qualquer um e a

15

www.osfiguras.com.br



Jornal da Unisc