Page 1


2

Novembro

Geral/Opinião

2016

Jô Nunes

Estudantes já podem fazer o aditamento do Fies Divulgação

Palavra da Reitoria Novembro é um mês em que eventos significativos pautam a vida da nossa universidade. Citemos apenas três: o Viva Unisc, o vestibular e o Enade. Todos requerem grande envolvimento da comunidade acadêmica, pois se constituem em momentos fulcrais para a Instituição. O Viva Unisc, com o seu caráter até festivo, acolhe alguns milhares de jovens estudantes e professores das escolas da região. Para muitos, é tempo de conhecer mais a fundo um sonho emergente e, quem sabe, definir a grande jornada profissional e pessoal da sua história. Para outros tantos, ainda indecisos, é oportunidade de conhecer os cursos, de dirimir dúvidas, de avaliar possibilidades. A atitude acolhedora dos professores e alunos dos nossos cursos, dos nossos funcionários certamente pesa muito na decisão da escolha e contribui para amainar incertezas que pairam sobre as cabeças dos iminentes estudantes universitários. O segundo evento se liga estreitamente ao primeiro. O vestibular traz em si a semente da renovação, da oxigenação dos nossos cursos. Essa porta de passagem é um marco na vida da maioria dos jovens, e até mesmo de pessoas maduras, que colocam entre seus altos objetivos formar-se num curso superior. Na retaguarda de muitos candidatos há famílias ansiosas, muitas delas vendo no seu filho ou na sua filha a certeza de que uma página importante será acrescida à sua história. O vestibular demanda grande responsabilidade, respeito e consideração amorosa aos que vêm à Unisc para construir e consolidar uma grande meta. Já tendo ultrapassado há um bom tempo esses dois estágios, encontram-se os concluintes à porta do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade). O desejo de cada estudante, de cada curso e da Universidade é que obtenham os melhores resultados. O Enade objetiva avaliar o desempenho dos concluintes dos cursos de graduação não só em relação aos conteúdos, mas também em relação às habilidades e competências que construíram ao longo da permanência em seu curso. O exame não se limita ao saber apenas da sua formação específica, mas questiona igualmente sobre a formação geral e profissional, além de conhecimentos sobre a realidade brasileira e mundial. Em síntese, o Enade pergunta aos cursos e à universidade que profissional formaram e pergunta aos acadêmicos sobre o quanto aprenderam para se inserir com qualidade nas comunidades em que vão desempenhar sua profissão. Dos nossos acadêmicos da área da saúde esperamos o mais alto comprometimento, interesse pleno, concentração e responsabilidade face a si mesmos, aos colegas de curso, aos próprios cursos e à universidade. Temos convicção de que estão preparados e de que podem assinar uma ótima conquista. Numa grande corrente, estamos unidos pelo êxito de todos. Novembro, portanto, é tempo de semear e de colher. *Elenor Schneider, Pró-Reitor de Graduação.

Os estudantes da Unisc que utilizam o programa de Financiamento Estudantil (Fies) já podem realizar o aditamento pelo site sisfiesalunos.mec.gov.br. A coordenadora do Setor Financeiro da Instituição, Maria Luiza Hoffmann, explica que se o aluno fizer a renovação e constar como simplificado, basta procurar o Setor Financeiro dentro de alguns dias para assinar o comprovante. “Caso isso não ocorra, deve vir o mais rápido possível até o setor e retirar um documento para ir até o banco”, salienta. Já o coordenador de Orçamento e Finanças da Unisc, Rafael Henn, revela que a expectativa é de que em menos de 30 dias a situação esteja regularizada para todos. “O sistema do MEC se divide em duas etapas, uma delas realizada pelo aluno e a outra pela Instituição. A que cabe à Universidade nós já adiantamos, o que deve agilizar bastante o trabalho”, destacou.

Expediente Conselho Editorial

Jornal da Unisc

Reitora: Profª. Carmen Lúcia de Lima Helfer

Órgão Informativo da Universidade de Santa Cruz do Sul,

Vice-Reitor: Prof. Eltor Breunig

entidade filiada ao Consórcio das Universidades Comuni-

Pró-Reitor de Graduação: Prof. Elenor José Schneider

tárias Gaúchas (Comung), ao Conselho de Reitores das

Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação:

Universidades Brasileiras (Crub) e à Associação Brasileira

Profª. Andréia Rosane de Moura Valim

das Universidades Comunitárias (Abruc).

Pró-Reitor de Administração: Prof. Dorivaldo Brites Pró-Reitor de Planejamento e Desenvolvimento

Versão On-line: Bruno Franco e Luiza Rabuski

Institucional: Prof. Marcelino Hoppe

www.unisc.br

Pró-Reitor de Extensão e Relações Comunitárias:

Endereço: Av. Independência, 2293, bloco 3, sala 309.

Prof. Angelo Hoff

Santa Cruz do Sul/RS. CEP: 96.815-900. Telefone: (51) 3717-7466

Jornalistas responsáveis: Josemar Santos, reg. prof. 13.267

Onde encontrar: A Banca, Aquarius Hotel Flat

Felipe Nopes, reg. prof. 12.320

Residence, Biblioteca Municipal, Casa das Artes, Colégio

E-mail: imprensa@unisc.br

Luiz Dourado, Escola Ernesto Alves, Escola Willy Carlos Fröhlich, Escola Goiás, Escola Nossa Sra. do

Projeto Gráfico e Capa: Agência da Casa

Rosário, Hospital Santa Cruz, Iluminura Livraria Café,

Editoração Eletrônica: Assessoria de Imprensa

Shopping Santa Cruz, Agência FGTAS/Sine, Zaffari, Campus de Venâncio Aires, Campus de Sobradinho,

Revisão

Campus de Capão da Canoa, Campus de Montenegro e

Roque Neumann e Beatriz Menezes Sperb

Campus de Santa Cruz (Centro de Convivência, Clínica de Fisioterapia, Reitoria e blocos 5, 8, 12, 18 e 53).

*Este material é produzido em papel reciclável.


Novembro 2016

3

Ensino

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZA VIAGEM AO URUGUAI

36º Encontro Nacional de Engenharia de Produção Divulgação

Divulgação

O curso de Administração realizou, de 12 a 16 de outubro, uma viagem técnica interViagem ocorreu de 12 a 16 de outubro nacional a Montevidéu (Uruguai), com a participação de alunos dos campi de Santa Cruz do Sul, Sobradinho, de Capão da Canoa, de Venâncio Aires e de Montenegro. Fato inédito, essa integração, na visão de alunos e professores, foi muito positiva. No primeiro dia, a visita aconteceu no Puerto Nacional do Uruguai, onde os alunos puderam vivenciar o processo da logística portuária, visualizando as atividades de carga e descarga de contêineres, a capacidade de movimentação e recebimento de importações e exportações do país e futuros investimentos para melhoria da infraestrutura portuária em Montevidéu. Na oportunidade, estava atracado um navio com equipamentos para energia eólica, atual investimento do país visitado. A visita guiada no porto ficou aos cuidados de Enrique Del Arca e Jhon Parodi, que auxiliaram os alunos com as dúvidas, principalmente no que se refere à administração de um empreendimento público com alta rotatividade de produtos. Os contatos mantidos no Uruguai ocorreram com a intervenção do professor da Unisc, Carlos Mello Moyano. No segundo dia, a empresa visitada foi Punta Ballena, que produz alfajores, biscoitos, barras de cereais, doce de leite e outros. A empresa ofereceu uma visita guiada intitulada El viaje de tus sueños. A planta da fábrica oferece um espaço projetado para mostrar a fabricação dos produtos. Em uma visita divertida, com a apresentação do vídeo institucional, e, após, com a visualização do processo inicial de fabricação até a embalagem final dos alfajores, os alunos foram convidados a degustar todos os sabores de alfajores. Os professores coordenadores da viagem, Dorângela Retzke, Vanderlei Becker Ribeiro e Cristina Luisa Eick, ressaltaram que, além do conhecimento prático adquirido nas visitas técnicas, também foi válida a vivência cultural e histórica que um país como o Uruguai apresenta, como também as amizades firmadas entre os alunos de Administração dos diferentes campi. Citaram, ainda, as visitas à Casa Pueblo, em Punta Del Leste; o Centro Histórico de Montevidéu; e os restaurantes com comidas típicas. Para a estudante de Administração em Venâncio Aires, Fatima Silva, a viagem foi empolgante, pois serviu de base para que pudesse entender um pouco da cultura e do estilo de vida uruguaio. “Viajar quilômetros e ultrapassar fronteiras em busca do conhecimento é algo que não tem preço. Conhecer novas culturas e a forma como trabalham ou se relacionam é a dica que deixo para todos”, salientou.

Grupo de Pesquisa em Direito promove a 3ª Mostra de Trabalhos Acadêmicos Priscila Kellermann

Resumos apresentados serão publicados em anais

O Grupo de Pesquisa Intersecção Jurídica entre o Público e o Privado, coordenado pelos professores Jorge Renato dos Reis e Luiz Gonzaga Silva Adolfo, promoveu, no dia 20 de outubro, a 3ª Mostra de Trabalhos Acadêmicos, no bloco 53 do campus-sede da Unisc. Com apoio do Programa de Pós-Graduação em Direito (PPGD) – Mestrado e Doutorado, o evento, no turno da manhã, contou com a apresentação de resumos de alunos da graduação, do mestrado e do doutorado da Unisc

e de outras instituições, os quais serão publicados em anais. À tarde ocorreu a palestra Deliberação Judicial e Ponderação, ministrada pelo professor do PPGD da Universidade de Caxias do Sul (UCS) e do PPGD da Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc), Wilson Steinmetz. A atividade teve como debatedor o professor Luiz Gonzaga Silva Adolfo e como presidente de mesa o professor Jorge Renato dos Reis. Em seguida houve um workshop com o doutorando em Direito pela Universidade de Freiburg, Alemanha, Pablo Miozzo, que abordou o tema Contribuições da hermenêutica filosófica para hermenêutica jurídica e as diferenças da recepção da hermenêutica filosófica no Brasil e na Alemanha, em parceria com o 2º Encontro (Inter)Institucional de Grupos de Pesquisa, realizado pelos Grupos de Pesquisa Teorias do Direito e Jurisdição Constitucional Aberta.

Entre os dias 3 e 6 de outubro, os acadêmicos do curso de Engenharia de Produção, Matheus André Mallmann e Raissa Hickmann Corbellini, participaram do 36º Encontro Nacional de Engenharia de Produção (Enegep), na cidade de João Pessoa, na Paraíba. Durante o evento, Matheus e Raissa apresentaram os trabalhos Panorama dos trabalhos de conclusão do curso de Engenharia de Produção da Universidade de Santa Cruz do Sul e O uso das ferramentas Brainstorming e 5w2h no planejamento de combate a incêndio em indústrias de tabaco, respectivamente, ambos orientados pelo professor e coordenador do curso de Engenharia de Produção da Unisc, André Luiz Emmel Silva.

Equipe diretiva da Escola Educar-se em viagem à América do Sul Divulgação

Durante as primeiras semanas de outubro, a diretora e a vice-diretora da Escola Educar-se, Valderez Maria Kern e Cristiane Iserhard Machado, respectivamente, participaram de uma viagem de estudos promovida pelo Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Rio Grande do Sul (Sinepe/RS). Em um grupo composto por 19 gestores de instituições de ensino privado do Estado, acompanhados pelo presidente do Sinepe/RS, Bruno Eizerik, as diretoras conheceram escolas do Chile, da Argentina e de São Paulo. As escolas e instituições visitadas são consideradas de referência, sendo as melhores colocadas em índices de avaliação internacional, como o Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA).


4

Novembro

360°

Pedagogia O curso de Pedagogia realizou, de 3 a 7 de outubro, a sua Semana Acadêmica 2016. A programação contou com painéis e oficinas, assim como a palestra Shakespeare: nosso contemporâneo?, oferecida em parceria com o curso de Letras, que também promoveu sua semana acadêmica. No dia 6 de setembro, ocorreu o painel Gênero e diversidade sexual na educação, no auditório do Memorial da Unisc, e no dia 7, no Auditório Central e na Adunisc, aconteceu o Sarau da Pedagogia, seguido de confraternização.

Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung) elege nova diretoria Silvia Brugnera

Projeto Vicom A equipe do Projeto Vivência de Imersão Comunitária (Vicom), em sua edição de 2016, realizou um painel com o tema História e Comunidade. O evento ocorreu no dia 26 de outubro, na sala 101, no campus da Unisc de Santa Cruz do Sul. Os painelistas foram os historiadores Camila da Rosa, João Reis e Mateus Skolaude. Questões como a perspectiva da imprensa sobre a comunidade negra santa-cruzense, as narrativas identitárias frente a festividades como o carnaval e a participação de populações marginais da região do Vale do Rio Pardo em conflitos no Rio Grande do Sul foram abordadas pelos painelistas. O objetivo foi provocar reflexões sobre a historiografia local e o protagonismo dos diversos grupos que compõem a sociedade, subsidiando ações de extensão universitária, em especial projetos de imersão comunitária.

O Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung) realizou Assembleia de Reitores durante o 4º Fórum do Comung, que ocorreu nos dias 20 e 21 de outubro, no Centro Universitário Metodista (IPA), em Porto Alegre. Após a deliberação de diversos assuntos da entidade e de um breve balanço da gestão do professor Martinho Luís Kelm, reitor da Unijuí, os dirigentes realizaram a eleição da nova diretoria da entidade. A chapa que se colocou à disposição para liderar o Comung foi eleita para um mandato de dois anos, composta pelos seguintes membros: Presidente: José Carlos Carles de Souza - UPF 1ª Vice-presidente: Carmen Lúcia de Lima Helfer - Unisc 2º Vice-presidente: Evaldo Antonio Kuiava - UCS Secretária: Inajara Vargas Ramos - Feevale Tesoureira: Lia Maria Herzer Quintana - Urcamp Conselho Fiscal Presidente: Paulo Fossatti - Unilasalle Vice-Presidente: Ney José Lazzari - Univates

Grupo Gemis

Ricardo e Thaís Fragelli ministram oficina no PPU

O Grupo Gênero, Mídia e Sexualidade (Gemis) esteve na Unisc no dia 25 de outubro para debater sobre a construção de notícias que abordam a temática da violência contra a mulher e discutir sobre a produção jornalística relacionada à população LGBT e suas implicações na construção da percepção social sobre esses sujeitos. Com duas atividades, o grupo realizou a oficina Gênero e interseccionalidades: sensibilizando jornalistas no trato com a diferença, na sala 1507, bloco 15. Já no turno da noite ocorreu a palestra Mídia, gênero e construção da realidade: a naturalização da violência contra a mulher, no anfiteatro do bloco 18.

Divulgação O Programa Pedagogia Universitária (PPU) realizou, no dia 25 de outubro, uma oficina com os professores Ricardo Fragelli e Thaís Fragelli, da UnB, os quais apostam em metodologias que dão protagonismo ao aluno. Foi um dia especial, de muitas trocas e aprendizado. Baseado no Filme 300, os professores criaram um método em que os alunos com melhores notas auxiliam os que precisam de ajuda, sob orientação do professor titular. Nesse processo, há criação de grupos e cumprimento de metas. A grande vantagem é que, no final de todo o processo, todos os envolvidos aprendem, melhoram o rendimento e, consequentemente, as notas. Estiveram presentes no encontro os professores dos departamentos de Engenharia, Arquitetura e Ciências Agrárias, Química e Física, Matemática e Computação.

2016

Inscrições para cursos técnicos Estão abertas as inscrições para os cursos técnicos em Enfermagem, Informática, Segurança do Trabalho, Transações Imobiliárias e Radiologia, oferecidos pelo Centro de Educação Profissional da Unisc (Cepru) no campus de Santa Cruz do Sul, sendo o Técnico em Enfermagem também ofertado para a Unisc de Capão da Canoa e de Montenegro. Os cursos possuem duas modalidades de ensino: concomitante, para os candidatos que estarão cursando, em 2017, qualquer um dos anos do ensino médio, e subsequente, para quem já concluiu ou vai concluir este ano o ensino médio. Para o curso Técnico em Radiologia, o estudante deverá comprovar idade igual ou superior a 18 anos e ensino médio concluído. Para realizar a inscrição, o candidato deve preencher, até o dia 10 de fevereiro de 2017, o formulário pelo site www.unisc.br/ cepru ou presencialmente na Central de Atendimento da Universidade, no bloco 5, em Santa Cruz do Sul, e na secretaria dos campi de Capão da Canoa e de Montenegro. As vagas são limitadas. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail cepru@unisc.br ou pelo telefone (51) 3717-7327.

Encontros com a Poesia Foi realizado no dia 3 de novembro, na Unisc, mais uma etapa do Encontros com a Poesia - 27º Módulo: Poetas da Literatura Ocidental - 2ª etapa: Poetas Portugueses. A atividade ocorreu na sala 1008, bloco 10, tendo co mo tema a poeta Sophia de Mello Breyner Andresen. Os encontros são realizados pelo Grupo de Pesquisa Estudos Poéticos e têm como coordenadora a professora do Departamento de Educação, Sandra Regina Simonis Richter. Também fazem parte a professora Ângela Cogo Fronckowiak, do Departamento de Letras, bem como os bolsistas do curso de Letras, Micheli Freire, Jéssica Kottwitz e Fernando Krebs, além das mestras em Letras, Roseane Graziele da Silva e Samara Alves. Os Encontros são abertos a todos os interessados. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 3717-7543 ou pelo email kphernando@gmail.com.


Novembro 2016

5

Geral

ESCOLA ERNESTO ALVES VENCE O 9º DIA DO RACIOCÍNIO

Comitiva do Comung em missão na Espanha Desirê Allram

Etapa presencial reuniu as equipes participantes na Unisc No dia 19 de outubro, na Unisc, ocorreu a etapa presencial do 9º Dia do Raciocínio, na qual alunos do 3° ano do Ensino Médio realizaram tarefas de agilidade e de raciocínio lógico nas diversas áreas do conhecimento. Após as provas, os participantes se reuniram no Centro de Convivência da Unisc, onde a equipe Os Casmurros, da Escola Estadual de Ensino Médio Ernesto Alves de Oliveira, foi anunciada como vencedora. Cada estudante foi premiado com um tablet e o professor coordenador recebeu um HD externo. O 2º lugar ficou com a Escola de Educação Básica Educar-se, com a equipe Brotherhood. Cada aluno recebeu uma caixa de som estéril portátil com USB. Já o 3º lugar foi também para a Escola Ernesto Alves de Oliveira, com a equipe Tripla Ligação, premiada com um headphone para cada estudante. Todos os alunos premiados receberam, ainda, a inscrição para o Vestibular de Verão 2017 da Unisc, e os professores coordenadores das equipes ganharam um pendrive. Durante o dia, os estudantes percorreram mais de 10 cursos para realizar atividades específicas. No desafio do curso de Química, o professor Wolmar Severo abordou os elementos químicos presentes em um bolo de cupcake. Participante desde a primeira edição do Dia do Raciocínio, Severo é um grande entusiasta do evento. “Tive 10 anos de experiência no colégio Mauá. Este contato com o Ensino Médio é sempre ótimo, pois serve como apresentação do curso aos estudantes”, contou o docente. Para o aluno do 3º ano da Escola Estadual Nossa Senhora da Esperança, Jonas Santos, a atividade de Matemática foi a mais desafiadora. “Estava muito nervoso na primeira tarefa, mas conforme o dia foi se desenrolando, me senti cada vez mais confortável”, explicou. Num apanhado geral do evento, Santos se surpreendeu positivamente. “Achei as atividades muito criativas. Além de ter me divertido, pude conhecer mais sobre os cursos apresentados e a Universidade como um todo”, destacou. Neste ano, para participar da etapa presencial, as equipes tiveram que cumprir as tarefas sociais, cujo objetivo foi arrecadar e doar alimentos e brinquedos para uma entidade de seu município. A iniciativa beneficiou entidades da região, entre asilos, hospitais, escolas de Educação Infantil, casas de passagem e comunidades religiosas, totalizando 2.047 quilos de alimentos não perecíveis e 2.572 brinquedos doados. A vencedora das tarefas sociais, pelo terceiro ano consecutivo, foi a Escola Estadual de Ensino Médio Guilherme Fischer, de Vale do Sol, que levou dois prêmios: um kit de bolas esportivas e uma caixa de som portátil.

Divulgação Comung

Os gestores do Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung) participaram, de 3 a 7 de outubro, da Missão Comung Espanha 2016. O objetivo da viagem foi conhecer os ambientes de inovação e instituições de Ensino Superior da Espanha, além de realizar a conexão dos ecossistemas de empreendedorismo de instituições, buscando agregar os diferentes componentes do empreendedorismo do Rio Grande do Sul.

Relações Internacionais promove a 2ª Semana Empresarial Internacional Divulgação

Pós em Gestão de Pessoas realiza viagem técnica Divulgação

Um grupo de estudantes do curso de PósGraduação em Gestão de Pessoas, da Unisc, participou de mais uma viagem técnica com visita a empresas. A atividade ocorreu no dia 30 de setembro, tendo sido acompanhada pelas professoras do Departamento de Ciências Administrativas, Maribel Fátima Gerhard e Leticia Schramm Arend. Na oportunidade, o grupo esteve nas empresas Marcopolo, em Caxias do Sul, e na Vinícola Aurora, em Bento Gonçalves. Além da apresentação dos seus Grupo em frente à Vinícola Aurora cases em Gestão de Pessoas, as empresas mostraram aos alunos os seus processos de trabalho, o que enriqueceu consideravelmente o entendimento sobre as políticas e diretrizes apresentadas pelas organizações.

O curso de Relações Internacionais (RI) promoveu, nas noites dos dias 4, 5 e 6 de outubro, a 2ª Semana Empresarial Internacional, na sala 101 do campus da Unisc. Na primeira noite estiveram presentes o egresso Rafael Kirst e o acadêmico Guilherme Meinhardt; na segunda noite, os representantes das empresas VBR Logística e Mor; e no último dia de palestras, integrantes das empresas Extrhema Transportes e Philip Morris. O evento proporcionou a troca de conhecimento entre os acadêmicos e as empresas que possuem atuação internacional, aproximando, de forma mais concreta, os estudantes de Relações Internacionais ao mercado de trabalho. A atividade também destacou a importância do profissional de Relações Internacionais nas empresas que detêm uma atuação externa.


6

Novembro

Geral

2016

INTERCAMBISTAS NA UNISC Priscila Kellermann

Escritório de Coworking da Itunisc Estudantes de diversos cursos de graduação vieram de universidades parceiras No segundo semestre deste ano, a Unisc recebeu sete alunos, de diversos cursos de graduação, para intercâmbio no Brasil. Os estudantes vieram do México, da Espanha, da Colômbia, da Alemanha e da Argentina, por meio de programas com universidades parceiras. Para a acadêmica mexicana María José Herrera Rodríguez, a principal admiração foi pelo cultivo das tradições da cidade. “Sempre quis conhecer o Brasil, pois minha família enxerga o país como um lugar de cultura forte e muitos pontos positivos”, destaca. Sobre as principais diferenças e dificuldades de adaptação, os intercambistas ressaltam fatores referentes ao clima e à gastronomia do Brasil. Como aspectos favoráveis à experiência, eles mencionaram a possibilidade de conhecer novas pessoas e as distintas maneiras de pensar entre os países. “Algo que me chamou muito a atenção foi a relação entre as atividades de trabalhar e estudar, que aqui no Brasil são exercidas ao mesmo tempo, enquanto na Espanha isso não acontece”, afirma José Joaquim Piriz Murga. Quanto às aulas na Unisc, os alunos asseguram que estão satisfeitos com o ensino, e que as dificuldades referentes ao idioma são minimizadas devido à compreensão dos professores, que explicam os conteúdos de forma clara. Além das aulas da graduação, os intercambistas também participam de outras atividades na Universidade, como o Programa de Pesquisa na Área de Alimentos, o curso de dança de salão e as aulas de português. Conforme a Assessoria para Assuntos Internacionais e Interinstitucionais (AAII) da Unisc, estudantes de qualquer curso de graduação podem realizar intercâmbio em Santa Cruz do Sul. Para isso, o acadêmico precisa passar por uma seleção interna, que acontece de acordo com critérios estabelecidos pelas instituições de ensino. Após, a AAII providencia a documentação necessária e envia para aluno e universidade interessada, formalizando a solicitação através de uma carta de aceite. Depois da aprovação, a Unisc auxilia o estudante a se instalar na cidade, oferecendo a ele a possibilidade de escolher sua moradia no mural eletrônico da Universidade. No caso de acadêmicos que preferem ser acolhidos por famílias, a Unisc faz a intermediação. Tanto para alunos que vêm, quanto para aqueles que vão para o exterior, os custos de moradia, transporte e alimentação ficam por conta do próprio intercambista. Em alguns casos, as universidades podem contribuir com auxílio de custo ao seu estudante. Pela primeira vez neste ano, a AAII passou a realizar o Dia de Capacitação, atividade que reúne os acadêmicos com o intuito de ensinar alguns hábitos de convivência no país, bem como prestar informações básicas e de utilidade, como o uso do transporte público, o funcionamento de restaurantes, a cultura do município, os serviços bancários, dentre outros. Modalidades Os alunos que desejam realizar intercâmbio na Unisc podem ingressar através de duas modalidades: 1) Programa de Mobilidade Acadêmica Internacional (Promai): possibilita aos estudantes de graduação de instituições conveniadas à Unisc a possibilidade de realizar estudos por um período de um a dois semestres. Durante esse tempo, o intercambista fica isento de qualquer pagamento de mensalidade na Unisc. 2) Estágio Acadêmico e Profissional: permite aos alunos a atuação direta na sua área de formação. Intercâmbios dessa modalidade acontecem anualmente e são destinados aos estudantes dos cursos de Engenharia, em parceria com a Universidad Tecnológica Nacional (UTN), da Argentina. Neste ano, de setembro a outubro, a acadêmica argentina Maria Claudia Covarrubias Biachini esteve em Santa Cruz do Sul realizando estágio acadêmico na Empresa Zagonel, no empreendimento Vivaz. Quem são os intercambistas - Andrea María Barrueco García, da Universidad de Sevilla, Espanha. Cursa Farmácia. - Andrea Marín Gonzalez, da Universidad Autónoma de San Luis Potosí, México. Cursa Odontologia. - Cristhian Alberto Aguirre Osorio, da Universidad del Quindío, Colômbia. Cursa Engenharia de Alimentos. - José Joaquin Piriz Murga, da Universidad de Sevilla, Espanha. Cursa Farmácia. - Lorina Reinhardt, da University of Applied Sciences, Alemanha. Cursa Direito. - María José Herrera Rodríguez, da Universidad Autónoma de San Luis Potosí, México. Cursa Psicologia. - Maria Claudia Covarrubias Biachini, da Universidad Tecnológica Nacional, Argentina. Cursa Engenharia Civil.

O interesse pelo empreendedorismo tem recebido várias frentes de apoio, principalmente em uma época em que as informações e os contatos são instantâneos. Faz parte desse cenário uma gama de estudantes interessados em desenvolver novos projetos, inspirados em temas discutidos em aula ou em projetos de pesquisa. Muitas vezes, a formalização desse projeto em um novo negócio requer investimentos e infraestrutura para o novo empreendedor. Alguns conceitos, como home work, pode não ser a realidade para muitos estudantes, pois não contemplam a infraestrutura necessária ou por motivos organizacionais. Esse cenário pode ser acrescido de dois outros pontos importantes na fase de “nascimento” de uma empresa: (i) apoio em assuntos técnicos, em que o microempreendedor não tenha conhecimento e (ii) espaço para reuniões e negociações. Muitos microempreendedores possuem forte conhecimento técnico na área principal de seu projeto, porém carecem de experiência em outras áreas, tais como contábil, jurídica, de planejamento e de vendas. Muitas vezes, essas áreas são desprezadas pelo próprio microempreendedor. Porém, é notório que as demais áreas são vitais para o sucesso de seu novo projeto. Essas constatações são, na maioria dos casos de insucesso, concluídas quando não há mais tempo para uma recuperação das áreas prejudicadas. Um ditado popular entre os empreendedores diz: “o que vale uma ótima ideia, um ótimo projeto, uma notável implementação, se o produto não for vendido ou não alcançar seu público-alvo?”. Seguindo esse raciocínio, um espaço formatado e designado para um microempreendedor toma forma quando se oferece um espaço físico com recursos computacionais e com espaços comuns para reuniões e apresentações. Diante de seu público-alvo, muitas vezes, o microempreendedor perde pontos quando não se apresenta, fisicamente, instalado. Em contrapartida, espaços comerciais para essa instalação podem inviabilizar a implantação de seu projeto. Considerando estes dois principais pontos, a criação de um espaço cooperativo e composto por vários pequenos ambientes de trabalho, supridos de recursos computacionais (estação de trabalho, conexão Internet, impressora), e de espaços comuns para apresentações e reuniões, contribui, e muito, para que o projeto do microempreendedor tenha sucesso. Aliado ao espaço aqui proposto, denominado Escritório de Coworking, a Incubadora Tecnológica da Unisc (Itunisc) pode oferecer todos os seus serviços de consultoria e de apoio ao novo microempreendedor. O espaço pode ser utilizado por empreendedores de projetos pré-incubados e o acesso dá-se por meio do edital de seleção de empreendimentos da Itunisc.

Ketlyn Souza de Moraes, secretária executiva da Itunisc e do TecnoUnisc.


Novembro

2016

7

Fora de sede / Geral

PROJETO VICOM 2016 REALIZA ATIVIDADES DE PRÉ-IMERSÃO

Engenharia Ambiental visita o Grupo Renova

Divulgação

Foi realizada de 28 a 30 de ouPainel História e Comunidade: atividade tubro mais uma etapa preparatória conjunta Vicom/EFA do Projeto Vivências de Imersão Comunitária (Vicom) em sua edição 2016. Diversas atividades de integração, planejamento e experiências de campo ocorreram junto à sede da Escola Família Agrícola (EFA), em Linha Santa Cruz, município de Santa Cruz do Sul, configurando a etapa de préimersão do projeto extensionista da Unisc. O objetivo foi desenvolver habilidades que serão necessárias à equipe que estará, entre 12 e 21 de dezembro, convivendo na comunidade de Fortaleza, interior de Montenegro. A programação da pré-imersão incluiu um debate sobre a agricultura no mundo contemporâneo e as questões envolvendo a população no meio rural. Saídas de campo para coleta de informações também fizeram parte do conjunto de ações de capacitação para a ação comunitária da equipe. Integram o Projeto Vicom estudantes de diversos cursos, sendo eles: Natália Sulzbach, Jiocasta Natali Rubert, Luana Raiter Zucuni, Milena Simões Marques, Vinícius Hochscheidt, Leonardo Jaques Severo, Carina Ferreira dos Santos, Márcia André Wink, Fernanda Pellicioli, Maique Rodrigues Vieira, Kawely Chaves Messones e María José Herrera, tendo na coordenação a professora do Departamento de Psicologia, Karla Gomes Nunes, e o coordenador do Núcleo de Ação Comunitária (NAC), Iuri Azeredo. Como a EFA é instituição parceira do Vicom, também compõem o grupo os estudantes Luísa Caroline Strohm Staatz e Édson Hochscheidt da Silva. Mais informações podem ser obtidas junto ao NAC, bloco 27, sala 2710, pelo fone (51) 3771-7320 ou pelo e-mail nac@unisc.br.

Divulgação

Graduandos do curso de Engenharia Ambiental realizaram, nos dias 7 e 8 de outubro, visita técnica temática ao Grupo Renova – Unidade de Coprocessamento de Resíduos, na cidade de Farroupilha (RS). A empresa possibilita a aplicação do poder calorífico de resíduos industriais e produz combustíveis com maior sustentabilidade para o gerenciamento ambiental de resíduos, o suficiente para manter fornos superaquecidos. A visita teve continuidade quando os estudantes conheceram as instalações da Unidade da Votorantim Cimentos, em Vidal Ramos, interior de Santa Catarina. A unidade utiliza os resíduos coprocessados na empresa gaúcha, advindos de diversos setores industriais, para produção de clínquer e sua aplicação como matéria-prima base na fabricação do cimento. Essa prática torna-se uma alternativa segura para a eliminação de resíduos industriais, contribuindo com o desenvolvimento sustentável, que considera as esferas econômica, social e ambiental de forma sistêmica. Além disso, é um campo de trabalho importante para a atuação de engenheiros ambientais. A atividade foi acompanhada pelos professores Adriane de Assis Lawisch Rodriguez, Diosnel Antonio Rodrigues Lopez e Enio Leandro Machado. As visitas temáticas serão organizadas anualmente para lugares de formação dos engenheiros ambientais, reunindo formandos e alunos do ciclo profissionalizante.

Administração de Montenegro promove 2ª Jornada Acadêmica Divulgação

Com atividades realizadas nos dias 25 e 27 de outubro, o curso de Administração da Unisc de Montenegro promoveu a sua 2ª Jornada Acadêmica, no campus universitário. A abertura do evento ocorreu na noite do dia 25, quando a acadêmica Sandra Duarte da Silva apresentou o trabalho de sua autoria, intitulado Análise Organizacional: um estudo realizado na Padaria Água na Boca, selecionado pela comissão do 7º Salão de Ensino e de Extensão da Unisc. Em seguida, houve a entrega dos atestados aos alunos que obtiveram a melhor média por disciplina no primeiro semestre deste ano. Já na noite do dia 27, o público presente prestigiou a palestra Sucessão familiar nas empresas, ministrada por empresários de Montenegro. O evento foi encerrado com um coquetel de integração entre estudantes, professores e empresários.

Divulgação

Engenharia de Produção conhece a empresa GAM

Alunos do curso de Engenharia Mecânica visitam a Metalúrgica Mor

Divulgação

Alunos do curso de Engenharia Mecânica da Unisc realizaram, no dia 21 de outubro, uma visita técnica à empresa Metalúrgica Mor S.A., de Santa Cruz do Sul. A atividade integrou a disciplina de Manutenção Industrial, ministrada pelo professor Silvio Cesar Ferreira da Rosa. Na oportunidade, os alunos conheceram e obtiveram informações sobre os seguintes processos: controle da manutenção (PCM); técnicas de manutenção corretiva e preventiva; segurança industrial, emissão e busca de O.S.; sistemas autônomos e robóticos; interação do gestor com o sistema informatizado de manutenção; requisitos gerais para uma boa prática na manutenção industrial; e equipamentos industriais de pequeno, médio e grande portes, hidráulicos, pneumáticos e elétricos.

O professor da disciplina de Logística e Distribuição, Rafael Guedes de Azevedo, acompanhou um grupo de alunos do curso de Engenharia de Produção na visita técnica à Distribuidora de Medicamentos GAM, realizada no dia 21 de outubro, em Santa Cruz do Sul. Os estudantes conheceram a empresa e obtiveram informações sobre a área de estocagem; os sistemas de movimentação e de armazenagem; o processo de separação/preparação de pedidos e cargas; e os sistemas de controle dos processos de movimentação e de armazenagem.


8

Novembro

Institucional

2016

UNISC APARECE NOVAMENTE ENTRE AS 150 MELHORES EMPRESAS PARA SE TRABALHAR NO BRASIL Divulgação

Josemar Santos A Unisc figura mais uma vez na lista das 150 melhores empresas para se trabalhar no País, conforme pesquisa realizada anualmente pela revista Você S/A e pela Fundação Instituto de Administração (FIA), que divulgam o ranking das 150 Melhores Empresas para Você Trabalhar. O Guia é baseado na maior pesquisa de clima organizacional do Brasil e se tornou uma referência em práticas de gestão de Recursos Humanos, acompanhando a evolução das empresas brasileiras no investimento em seu principal ativo: os colaboradores. Neste ano de 2016, pela 9ª vez consecutiva, a Unisc foi eleita como uma das 150 melhores empresas para se trabalhar no Brasil. O resultado consolida ainda mais a Universidade no cenário nacional das Instituições de Ensino Superior e fortalece a sua marca da qualidade, sendo a única Universidade do Rio Grande do Sul a constar nesta edição do Guia. A premiação foi entregue no dia 3 de outubro, em solenidade realizada na Sala São Paulo, em São Paulo. A Instituição esteve representada pelo pró-reitor de Administração, Dorivaldo Brites de Oliveira, e pela coordenadora do Setor de Recursos Humanos, Juliana da Silva Corrêa. A 20ª edição da maior pesquisa sobre gestão de pessoas do País é publicada em outubro de 2016, no Guia Você S/ Brites e Juliana durante a premiação em SP A. A metodologia foi da Fundação Instituto de Administração (FIA/USP) e do MBA de Recursos Humanos da FIA. As etapas da pesquisa foram as seguintes: inscrição, preenchimento do termo de autorização, preenchimento pela Instituição do formulário da empresa, construção do book com informações completas sobre as práticas de gestão de pessoas da Instituição e preenchimento do formulário do empregado.

Atendimentos financeiros passam para a Central de Atendimento

Jô Nunes

A Central de Atendimento, que em outubro completou seus dois anos de atividades, dá continuidade a seu processo de implantação gradativa. Com a inauguração realizada em 1º de outubro de 2014, iniciou-se a unificação dos atendimentos presenciais acadêmicos, que hoje são realizados junto ao bloco 5. Nesse período, investiu-se continuamente na melhoria dos processos de atendimento e na capacitação dos atendentes. Além disso, um conjunto de novos serviços foi colocado à disposição da comunidade acadêmica, destacando-se, entre eles, a área de autoatendimento, a recepção e o processo de solicitação e emissão de documentos pela internet. São atividades que envolvem diversos setores da Instituição, que atuam de forma conjunta para a melhoria dos processos e para viabilização de um padrão adequado de qualidade nos serviços oferecidos. Em continuidade à implantação gradativa, teve início no dia 17 de outubro mais uma etapa prevista, a qual compreende a migração dos atendimentos financeiros do Setor Financeiro - Atendimento ao Aluno (SFAA) para a Central de Atendimento. Para isso, a equipe de atendimento da Central, bem como os funcionários do SFAA, que atuarão no suporte às atividades, estão passando por um intenso programa de capacitações. Com essas alterações, a Central passa a realizar os atendimentos financeiros (mensalidades Central de Atendimento completou dois anos de atividades e negociações) e o SFAA permanece com os atendimentos relacionados a bolsas e financiamentos e com as demais atividades financeiras internas. Com a consolidação dos atendimentos financeiros na Central de Atendimento, a próxima etapa, que compreende a migração dos demais tipos de atendimentos realizados no SFAA, será iniciada. De acordo com a coordenadora administrativa da Pró-Reitoria de Administração, Simone Pradella, assim como nas demais etapas realizadas até o momento, o projeto está sendo colocado em prática de forma gradual, para assegurar o menor impacto possível para estudantes, funcionários e comunidade. “Conforme é possível observar, as mudanças necessárias para a implantação desse importante projeto Institucional continuam sendo executadas, de modo que todos os serviços sejam melhorados e preparados para o momento em que o novo prédio estiver concluído, quando caberá apenas a transferência física, pois as grandes modificações em termos de processos já estarão superadas, de forma segura e em tempo adequado”, salientou. Felipe Nopes

Evento incentivou um olhar diferenciado sobre a área da computação

Painel debate a importância da computação na Educação Básica O curso de Licenciatura em Computação promoveu um painel para debater sobre a importância da computação na Educação Básica. O evento ocorreu no dia 31 de outubro, na sala 101, bloco 1 da Unisc. O objetivo foi incentivar um olhar diferenciado de todos os segmentos da sociedade sobre a área da computação, analisando a sua articulação ao ensino regular nas escolas de países com bom nível de escolarização e de desenvolvimento social e econômico. O painel contou com a participação do professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), Daltro Nunes; do professor Luiz Elcides Cardoso da Silva, que abordou o tema A informática nas escolas municipais de Santa Cruz do Sul; e de gestores das secretarias municipais de Educação de Santa Cruz do Sul e de municípios vizinhos. Houve, ainda, o relato de experiência da Escola Estadual Gaspar Bartholomay, que possui rica experiência na área da computação.


Novembro

2016

9

Institucional

VIVA UNISC ATRAI MILHARES DE VISITANTES AO CAMPUS Fotos: Felipe Nopes

Mostra de Cursos esteve concentrada no Ginásio Pedagógico

Uma movimentação atípica tomou conta da Universidade de Santa Cruz do Sul no dia 10 de novembro. O motivo foi a realização de mais uma edição do Viva Unisc, que atraiu cerca de 7,7 mil visitantes, entre estudantes e professores de 148 escolas de Ensino Médio de 65 municípios dos Vales do Rio Pardo e Taquari, do Centro-Serra e da região da Quarta Colônia. Assim como nas edições anteriores, a Mostra de Cursos esteve concentrada no Ginásio Pedagógico. No local, os alunos tiveram contato direto com acadêmicos e docentes de todos os cursos da Universidade, receberam informações sobre as diversas opções para a carreira profissional e esclareceram dúvidas. Durante todo o dia, os estudantes também participaram de várias atividades oferecidas pelos cursos de graduação, como oficinas e minicursos, além de visitas orientadas e tour motorizado pelo campus. Segundo o pró-reitor de Graduação, Elenor José Schneider, a quantidade de visitantes elevou o ânimo de todos os envolvidos na realização do evento. “Espero que muitos encontrem na Unisc o sonhado curso de sua vida. Temos todas as condições de acolher os jovens com excelentes projetos de curso. Vejo também que nossos cursos estão muito bem preparados para fazer essa acolhida, tão importante para a Universidade”, observou. Para Schneider, a aproximação dos estudantes do Ensino Médio com docentes, com futuros colegas de curso e com funcionários da Unisc é sempre muito rica. “De parte a parte, temos muito a conversar, a trocar ideias e experiências, a fim de ajudar na decisão da futura profissão. É um dia de muita alegria, de muita reflexão, de muita convivência produtiva e proveitosa”, ressaltou.

Banda de Venâncio Aires vence o festival

Locomotiva Elétrica conquistou o primeiro lugar O Centro de Convivência da Universidade foi palco da apresentação dos 10 grupos selecionados para o 3º Viva Unisc Festival de Bandas. Após as performances, a comissão julgadora anunciou a banda Locomotiva Elétrica, de Venâncio Aires, como a vencedora. Em segundo lugar ficou a banda Kayana e em terceiro lugar, a Transmute, ambas de Santa Cruz do Sul. Todos os grupos receberam troféu pela participação e as três primeiras colocadas gravarão músicas no estúdio Bola, de Venâncio Aires. A vencedora também gravará um videoclipe para a web. Para encerrar o festival, a banda Lusco Fusco animou o público presente com suas canções.

Banda Lusco Fusco encerrou o festival


10

Novembro

Geral

Felipe Nopes

Evento nacional teve como tema Ciência Alimentando o Brasil Na noite do dia 17 de outubro teve início a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), promovida pela Unisc e financiada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e pelo Governo Federal. O evento, cuja programação seguiu até o dia 27 de outubro e contou com palestras, oficinas, mesas-redondas e apresentação de trabalhos, foi coordenado pelo MCTIC. Abertura oficial ocorreu na sala 101 da Unisc Sua realização ocorre nacionalmente desde 2004. Neste ano, o tema foi Ciência Alimentando o Brasil. O objetivo foi aproximar a população da ciência e da tecnologia, além de realizar atividades de divulgação científica, com linguagem acessível e por meios inovadores para estimular a curiosidade e motivar a discussão e as implicações sociais da ciência, aprofundando seus conhecimentos sobre o tema escolhido. A palestra de abertura, realizada na sala 101, no bloco 1 da Unisc, foi ministrada pelo biólogo e arquiteto Francisco Milanez, que abordou o tema Afinal, para que servem a ciência, a tecnologia e a inovação na alimentação? Reflexões sobre a segurança alimentar orgânica. O palestrante enfocou o futuro das tendências de desenvolvimento em ciência e tecnologia e os tipos de inovação que podem levar a um contexto de segurança alimentar realista. Destacou, ainda, a importância para a sociedade de uma inovação em ciência e tecnologia e como as mesmas se constituem, suas atuais e futuras tendências. “A ideia é fazer o público presente pensar e propor novas soluções para o nosso país e o nosso planeta acerca dos assuntos abordados”, salientou a pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da Unisc, Andréia Rosane de Moura Valim.

Docente participa da fundação da União Brasileira da Advocacia Ambiental Divulgação

O advogado e professor de Direito Ambiental da Unisc, Cássio Alberto Arend, participou nos dias 6 e 7 de outubro, em São Paulo, da fundação da União Brasileira da Advocacia Ambiental (Ubaa). O evento ocorreu na Escola da Advocacia Geral da União (AGU) e reuniu os maiores expoentes da advocacia ambiental brasileira. A fundação ocorreu na Encontro reuniu expoentes da advocacia ambiental forma de seminário, no qual se discutiram temas polêmicos e angustiantes para a advocacia, como o licenciamento ambiental e o código florestal. A palestra inicial e a associação contaram com a chancela do ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal (STF), Eros Grau. A Ubaa nasce com o objetivo de ser um espaço da advocacia ambiental para discussão, reflexão e atuação na defesa do interesse das prerrogativas dos advogados e dos professores de Direito Ambiental. Não tem o escopo de ser uma entidade ambientalista, mas uma associação de profissionais que querem contribuir para uma aplicação mais adequada e justa da legislação ambiental, que contribua para o desenvolvimento econômico e social brasileiro, sem esquecer da preservação do meio ambiente. Arend ressalta que “a Ubaa se torna o espaço de âmbito nacional para que advogados e professores de Direito Ambiental analisem legislação e julgados na área ambiental, bem como produza reflexões críticas sobre a temática, com vistas a dar maior segurança jurídica, bem como propor legislação mais adequada às necessidades do país”. Assim, a Ubaa congrega uma gama de profissionais advogados e professores de Direito Ambiental de todas as regiões do país. Conta, ainda, com expoentes da advocacia e do meio acadêmico, como Eros Grau, Edis Milaré e Paulo de Bessa Antunes, tendo o último sido eleito como presidente da entidade.

Felipe Nopes

CIÊNCIA E TECNOLOGIA EM DEBATE NA UNIVERSIDADE

2016

PPGD realiza seminário e mostra internacional de trabalhos científicos

Evento contou com palestras no Memorial da Unisc Nos dias 24 e 25 de outubro, o Programa de Pós-Graduação em Direito (PPGD) – Mestrado e Doutorado, da Unisc, realizou o 13º Seminário Internacional Demandas Sociais e Políticas Públicas na Sociedade Contemporânea e 9ª Mostra Internacional de Trabalhos Científicos, no campus-sede. Durante a tarde do dia 24 houve a apresentação de trabalhos nas dependências do bloco 53 e, à noite, ocorreu a abertura oficial do evento no Memorial da Unisc, com o painel Limites da Judicialização da Política, conduzido por Cesar Landa Arroyo (PUC - Peru), João Batista Salm (GSU - Estados Unidos) e Anizio Pires Gavião Filho (FMP – RS), tendo como debatedor o professor Clovis Gorczevski (Unisc). Já no dia 25, pela manhã, foi realizado o segundo painel do evento, no Memorial da Unisc. O debatedor, professor Janriê Rodrigues Reck (Unisc), e os painelistas Humberto Nogueira Alcalá (Talca - Chile) e Daniel Silva Achutti (Unilasalle - RS) abordaram o tema Políticas Públicas no Estado Democrático de Direito. À tarde houve apresentação de trabalhos no bloco 53 e, à noite, a temática Desafios do Constitucionalismo Contemporâneo foi discutida no terceiro painel, também no Memorial da Unisc, que teve como debatedor o professor Ricardo Hermany (Unisc) e como painelistas Joaquim Manuel Freitas da Rocha (UMinho – Portugal) e Maurício Martins Reis (FMP - RS). O objetivo do evento foi oportunizar à comunidade acadêmica em geral e aos alunos de graduação e de pós-graduação a reflexão e a ampliação do debate sobre direitos sociais e políticas públicas diante de uma sociedade contemporânea.

Valtencir Zucolotto na Unisc Desirê Allram

A Unisc, por meio do 6º Ciclo de Conferências e do Programa Pedagogia Universitária (PPU), realizou no dia 3 de novembro, na sala 101, uma capacitação para docentes, com o tema Escrita científica para publicação em revistas. A atividade foi conduzida pelo professor Valtencir Zucolotto, que ministra anualmente o curso de pós-graduação em Técnicas de Escrita Científica em Inglês. Também desenvolveu DVDs e cursos on-line sobre Escrita Científica e realiza minicursos sobre como escrever artigos científicos e editoração científica em várias universidades do Brasil e exterior, onde tem sido muito bem avaliado pelos participantes. O professor Valtencir Zucolotto possui graduação em Engenharia de Materiais pela Universidade Federal de São Carlos, mestrado em Ciência e Engenharia dos Materiais pela Universidade Federal de São Carlos e doutorado em Ciência e Engenharia de Materiais pela Universidade de São Paulo.Tem, ainda, experiência nas áreas de Nanotecnologia e Desenvolvimento e Aplicação de Nanomateriais em Medicina, atuando principalmente nos seguintes temas: Nanomedicina, Desenvolvimento de Nanomateriais para Diagnóstico e Terapia, Polímeros, Automontagem, Biossensores e nanocompósitos.


Novembro

2016

11

Geral

Felipe Nopes A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) divulgou, no dia 10 de outubro, a relação dos ganhadores do Prêmio Capes de Tese – Edição 2016, concedido aos autores das melhores teses de doutorado defendidas em 2015. Entre os agraciados está o doutor em Desenvolvimento Regional pela Unisc, Alcione Talaska, autor do trabalho O espaço agrário brasileiro na perspectiva conceitual: dos aspectos legais às implicações territoriais, orientado pela professora Virginia Elisabeta Etges e premiado na área de Planejamento Urbano e Regional/

Divulgação

TESE DO DOUTORADO EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL DA UNISC É PREMIADA PELA CAPES

Alcione Talaska defendeu sua tese em 2015 Demografia. Segundo Talaska, o reconhecimento obtido vem premiar o esforço realizado durante os três anos e meio de estudos e pes-

Kamikase Aerodesign no SAE Brasil 2016: projeto de extensão da Unisc Josemar Santos

quisas para a construção da tese. “Além disso, a outorga da menção honrosa reforça o entendimento de que o Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento

Regional (PPGDR) – Mestrado e Doutorado, da Unisc, é de excelência na sua área”, ressalta. Talaska considera que esse prêmio contribui para colocar em tela a problemática da questão agrária brasileira que não foi resolvida e, igualmente, todo o contexto de embates e mediações em torno dos aspectos legais que normatizam e implicam a conformação de realidades territoriais. “Em sua tese, Talaska recompõe a trajetória percorrida ao longo dos cinco séculos de ocupação e exploração da terra no território brasileiro, trazendo à luz dimensões extremamente instigantes em que o arcabouço conceitual e a própria noção de lei revelam o que

de fato são: expressões de um campo de forças, de disputas e de conflitos que, ao mesmo tempo em que normatizam, criam os seus contrários”, observa a professora Virginia. Para a coordenadora de PósGraduação Stricto Sensu da Unisc, Fabiana Piccinin, a conquista foi muito merecida. “O prêmio espelha a qualidade do trabalho e o empenho do aluno, da professora orientadora e do PPGDR com a pesquisa e a produção do conhecimento. É um orgulho para todos nós”, afirma. A cerimônia de premiação das teses vencedoras ocorrerá no dia 14 de dezembro, na sede da Capes, em Brasília.

Docentes apresentam publicações em encontro do PPGDR Priscila Kellermann

O Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional (PPGDR) – Mestrado e Doutorado promoveu, no dia 3 de novembro, na sala 1006, bloco 10 da Unisc, o seu Encontro Quinzenal. Na oportunidade, foram apresentadas as 10 publicações (livros) produzidas pelos docentes do PPGDR em 2015 e 2016. Livros apresentados Quanto vale a chuva? Impactos da BR-364 na regionalização da Amazônia Ocidental Markus Erwin Brose Globalização em tempos de regionalização: repercussões no território Virginia Elisabeta Etges (Org.) e Marco André Cadoná (Org.) Neoliberalismo e capitalismo no Brasil: a formação de classe da burguesia industrial no Rio Grande do Sul durante a década de 1990 Marco Andé Cadoná

A equipe do Projeto Kamikase Aerodesign da Unisc participou da Aerodesign SAE Brasil 2016, que ocorreu entre os dias 3 e 6 de novembro, em São José dos Campos (SP). Antes da competição, no dia 31 de outubro, no Anfiteatro do bloco 18 da Unisc, a equipe apresentou para representantes da Reitoria, professores e estudantes, as aeronaves titulares PK16 e PKM16. Na oportunidade, o coordenador do projeto, professor Fabricio Antonio Egert, destacou os principais pontos da competição, bem como o funcionamento da equipe como projeto de extensão da Universidade. Também falou sobre o perfil do aluno participante do projeto e os afazeres durante todo o ano, principalmente na época da competição. Após, o capitão da equipe, Tarcísio Gelaim, mostrou como funciona o projeto e quais as soluções que foram tomadas para atender aos desafios propostos pelo regulamento da competição. Outros tópicos abordados foram as atividades de extensão desenvolvidas em escolas de Ensino Fundamental e Médio, oficinas com crianças, realização de trabalho em equipe, geração de futuros líderes e preparação para o mercado de trabalho. Além da Unisc, o projeto Kamikase Aerodesign também conta com o apoio das empresas Starret, Imply, SKA e Beto Peças.

Valorizando a floresta em pé: produtos florestais não madeireiros no Acre Markus Erwin Brose Observando o planejamento regional no Rio Grande do Sul Sérgio Luís Allebrandt (Org.), Rogério Lima da Silveira (Org.) e Ângela Cristina Trevisan Felippi (Org.) Agricultura Urbana - Uma estratégia de segurança alimentar e nutricional sustentável Luciano Lepper, Marcelino Hoppe e Erica Karnopp Organização, Mídia e Mercado: perspectivas teóricas e empíricas de estratégias midiáticas e mercadológicas de comunicação organizacional Elizabeth Huber Moreira (Org.), Grazielle Betina Brandt (Org.) e Fabiana da Costa Pereira (Org.) TVA e Instituições de Desenvolvimento Regional: contribuições para a história das ideias Markus Erwin Brose (Org.) Envelhecimento e Universidade: um estudo do Fórum Gaúcho das IES do Rio Grande do Sul Silvia Virginia Coutinho Areosa (Org.) Avaliação psicológica: desafios e possibilidades para a psicologia contemporânea Silvia Virginia Coutinho Areosa (Org.) e Roselaine Berenice Ferreira da Silva (Org.)


12

Extensão

ÁREA AMBIENTAL DESENVOLVE ATIVIDADE EM TAQUARI Divulgação

No dia 26 de setembro, a Área Ambiental da Unisc, em conjunto com o Departamento de Química e Física, realizou uma ação ambiental na Escola Pastor Dhoms, no município de Taquari. O principal objetivo foi despertar nos alunos o interesse por questões ambientais e a conscientização sobre a importância da preservação do meio ambiente. As atividades envolveram os Atividade envolveu 247 participantes alunos da Educação Infantil ao 1º ano, que participaram de uma oficina sobre a separação dos resíduos, além da abordagem sobre a importância dos 3Rs (Reduzir, Reutilizar e Reciclar). Já os alunos do 4º ao 9º ano participaram de uma palestra sobre a transformação de resíduos, enquanto os alunos do Ensino Médio tiveram atividades sobre impactos ambientais. “No total, foram 247 participantes que, certamente, adquiriram novos conhecimentos que auxiliarão na transformação da sociedade, buscando um futuro melhor para a cidade de Taquari”, disse a funcionária da Área Ambiental da Unisc, Fabíola Carlos Moreira.

Congresso brasileiro de promoção da saúde A Unisc sediou nos dias 18, 19 e 20 de outubro o 2º Congresso Brasileiro Interdisciplinar de Promoção da Saúde, proposto pelo Mestrado em Promoção da Saúde (PPGPS), integrado ao 3º Seminário Científico do Programa de Pós-Graduação em Promoção da Saúde e ao 1º Workshop da Rede Sul de Microbactérias. O objetivo foi proporcionar e incentivar a interação entre professores/pesquisadores, alunos e profissionais de diversas áreas de conhecimento envolvidos na promoção da saúde e áreas correlatas, bem como estabelecer a articulação entre os programas de pós-graduação stricto sensu em Promoção da Saúde, para fortalecer as linhas de pesquisa já existentes. De acordo com a presidente do Congresso e coordenadora do PPGPS/Unisc, professora Silvia Isabel Rech Franke, a novidade deste ano foi um minicurso gratuito para os inscritos, que aconteceu no Auditório Central da Unisc, na tarde anterior à cerimônia de abertura do evento, no dia 18 de outubro. “O minicurso abordou como valorizar o periódico através da divulgação científica, temática importante para mestrandos, graduandos e todos que produzem cientificamente na academia”, salientou. Os patrocinadores do evento foram a Unisc e a Capes. Já os apoiadores foram: Célulla, Unimed, Secretaria Municipal da Saúde de Sanya Cruz do Sul, Kam, Saint Gallen, Florestal, Pró-Saúde, QuatroG, Clínica Imuniza, Patty, HSC, Mundo Verde, Pritsch, Mercur, Saionara, Academia Precor e Mestrado em Promoção da Saúde da Unisc.

Novembro

2016

Capacitação para o prêmio Honra ao Mérito Divulgação

O professor do Departamento de Letras da Unisc, Carlos Renê Ayres, proferiu uma oficina intitulada Capacitação para elaboração de trabalhos completos para concorrer ao prêmio Honra ao Mérito, realizada no dia 10 de outubro, na sala 107, para os acadêmicos da Universidade que estarão concorrendo ao prêmio. O assunto principal, artigo científico, foi apresentado pelo professor com informações referentes à construção do artigo científico, sugestões de autores que podem agregar conhecimento, tanto para a realização do artigo, quanto para uso durante a trajetória acadêmica, além de apresentação de conceitos importantes, como, por exemplo, coesão lexical. A oficina integrou as atividades do 7º Salão de Ensino e de Extensão e 22º Seminário de Iniciação Científica, que ocorreu de 24 a 28 de outubro, no campus da Unisc de Santa Cruz do Sul e de Venâncio Aires, tendo por objetivo divulgar a produção científica e acadêmica de alunos da Unisc e de outras instituições de ensino superior, promovendo a integração e a aproximação entre pesquisadores, extensionistas e bolsistas de Iniciação Científica das diferentes áreas do conhecimento.

Plantio de árvores revitaliza áreas verdes na Unisc Divulgação

Naac promove encontro sobre surdez Divulgação

O Núcleo de Apoio AcadêAtividade ocorreu na sala 101 mico (Naac), em parceria com o Programa Pedagogia Universitária (PPU) e com o Setor de Recursos Humanos da Unisc, promoveu o encontro Surdez, Gênero e Ensino Superior: a diferença no espaço universitário. A atividade ocorreu em 26 de setembro, na sala 101, em homenagem ao Dia Nacional do Surdo, trazendo um diálogo sobre lutas, acessibilidade linguística e conquistas, através de experiências femininas em diferentes espaços sociais. O Dia Nacional do Surdo homenageia a primeira escola de surdos do Brasil, o Instituto Nacional de Surdos (INES), fundado em 26 de setembro de 1857, no Rio de Janeiro. O encontro teve como palestrantes a professora de Libras na Unisc, Cristiane Ramos Müller; a professora e instrutora de Libras, Lisnara Pra Zandonato; e a tradutora intérprete de Libras e professora, Ivanice Ferreira Azeredo. O encontro foi destinado a acadêmicos, funcionários, professores e comunidade em geral. Com entrada franca, possibilitou a troca de experiências e o contato com mulheres surdas no espaço da Universidade.

Os setores Área Ambiental e Projetos e Obras, vinculados à Coordenação do Campus, realizaram o projeto de revitalização de áreas verdes em diversos locais do Campus de Santa Cruz do Sul. No total, foram plantadas 44 mudas, das espécies Ipê-roxo, Fícus, Ingá, Sibipiruna e Tipuana, distribuídas nos blocos 31, 32, 33, 34, 35, 10, 16, 17, 18 e 51. Além de tornarem o ambiente mais bonito e agradável com suas cores e sombra, o plantio de árvores também proporciona a diminuição da temperatura, o aumento da umidade, a purificação do ar, a prevenção da erosão do solo, a diminuição da poluição sonora e abrigo e alimento para diversas espécies de animais.


Novembro

2016

Pesquisa

NITT ENCAMINHA MAIS UM PEDIDO DE REGISTRO DE SISTEMA Yaundé Narciso

O Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia da Unisc (NITT) encaminhou mais um pedido de registro de patente ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Trata-se do pedido de concessão de patente do Dispositivo eletrônico de segurança para instalação em motocicletas ou bicicletas, criado pelos docentes da Unisc, Adriano José Bombardieri, Leonel Pablo Tedesco e Jorge André Ribas Moraes. De acordo com os professores, o Pedido de registro de patente foi encaminhado ao INPI cenário do trânsito em grande parte das cidades brasileiras tem se caracterizado por apresentar um crescente número de veículos automotores. Tal fato, acrescido de políticas malsucedidas em relação a investimentos em infraestrutura, tem causado um número elevado de acidentes, especialmente em grandes cidades. Adicionalmente, estatísticas indicam que motociclistas constituem a classe mais atingida pela violência do trânsito, o que traz insegurança para a locomoção cotidiana de usuários de motos e bicicletas. Tendo em vista a escassez de soluções tecnológicas criadas com foco na proteção desses condutores, seja para prevenir, ou para evitar acidentes, o trio de professores teve a ideia de criar um sistema que pudesse contribuir para a redução do número de incidentes no trânsito. De acordo com Tedesco, o embrião da ideia surgiu em uma conversa informal, quando abordavam o Projeto Carro Elétrico, desenvolvido pela Universidade, e a questão da violência no trânsito. “A grande incidência de acidentes com condutores de motocicletas e similares é alarmante e assustadora. Portanto, quisemos desenvolver um trabalho que pudesse ajudar a mudar esses dados”, explica. Dessa forma, com o objetivo de alertar condutores que muitas vezes não respeitam a distância segura de tráfego, eles desenvolvem um sistema composto de um aplicativo para dispositivos móveis e um acessório portátil sinalizador com comunicação sem fio. A invenção em questão constitui-se como um sistema de alerta que tem como intuito informar aos condutores dos veículos a proximidade de situações de risco iminente de acidentes de trânsito. Tal sistema funciona através de processamento de informações oriundas de sinais do sistema de posicionamento global (GPS), bem como de serviços de comunicações móveis. “O sistema consiste num dispositivo de hardware que pode ser acoplado à bicicleta, que se comunica com o dispositivo móvel, emitindo então um alerta (que pode ser sonoro, vibratório ou luminoso), quando o condutor está se aproximando de uma situação de perigo iminente. Por exemplo, de acordo com informações como velocidade e posição do condutor, colhidas pelo GPS e repassadas por um servidor que processa essas informações, ele pode ser avisado que se continuar naquela velocidade e posição, quando chegar à esquina, pode enfrentar uma situação de potencial acidente”, ilustra Tedesco.

Unisc e UPM de Madri assinam convênio Divugação

Visando à internacionalização do Assinatura ocorreu no dia 18/10 Programa de Pós-Graduação em Promoção da Saúde da Unisc (PPGPS), ocorreu no dia 18 de outubro, no Gabinete de reuniões da Reitoria, a assinatura de um convênio entre a Universidade Politécnica de Madri-UPM e a Unisc. O documento foi assinado pela reitora da Unisc, Carmen Lúcia de Lima Helfer, e pelo representante da UPM, professor Pedro Peinado. O acordo vai permitir a mobilidade acadêmica de docentes e discentes e pesquisas e publicações conjuntas. O professor Pedro Peinado esteve em visita à Unisc, participando do 2º Congresso Brasileiro Interdisciplinar de Promoção da Saúde, com o tema Interdisciplinaridade na promoção da saúde, do 3º Seminário Científico do Programa de Pós-Graduação em Promoção da Saúde da Unisc e do 1º Workshop da Rede Sul de Microbactérias, assim como ministrando aulas para o Mestrado. Também estiveram presentes no encontro o vice-reitor da Unisc, Eltor Breunig, e as representantes do PPGPS, Silvia Isabel Rech Franke (coordenadora), Jane Dagmar Pollo Renner (coordenadora adjunta) e Miria Suzana Burgos (professora).

13 Professor do PPGEdu lança obra na 62ª Feria do Livro de POA Foi lançado no dia 28 de outubro, na 62ª Feira do Livro de Porto Alegre (Stand Livraria Palmarinca), a obra Por que ele? Educação, Traição e Dissidência Comunista na Trajetória de Manoel Jover Teles, o “Manolo”, de autoria do professor do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Departamento de História e Geografia da Unisc, Éder da Silva Silveira. O livro, publicado pela Paco Editorial de São Paulo, é uma biografia histórica sobre um dos personagens mais polêmicos do movimento comunista do Brasil, acusado de traição e de ter colaborado com a repressão que ocasionou a Chacina da Lapa, em São Paulo, durante a ditadura militar brasileira: Manoel Jover Teles, o “Manolo” (1920-2007). O autor realiza uma análise reflexiva de processos e relações pouco perceptíveis nos estudos relativos à História do Brasil Republicano, como alguns elementos da cultura e da educação não formal dos comunistas no Brasil em períodos de clandestinidade/ilegalidade. O comunismo, a dissidência comunista e a noção de Traição também são temas explorados paralelamente à trajetória do biografado. O livro é resultado de uma pesquisa documental de 4 anos em acervos localizados nos estados de Santa Catarina, São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, e de uma pesquisa bibliográfica realizada no Brasil e na França. Seminário na França O professor Éder da Silva Silveira também está participando, até o dia 17 de novembro, do Seminário Histoire Politique, na École des Hautes Études en Sciences Sociales de Paris, (França). O Seminário, também conhecido como Histoire politique contemporaine de l’europe du sud: nations et nationalismes, é uma atividade curricular da EHESS, associada ao Centre de Recherches Historiques (CRH). A proposição e responsabilidade do Seminário é do professor e orientador de pesquisas na EHESS, Jordi Canal, sobre temas relativos à História Contemporânea, História Política, Memória e Literatura. Na oportunidade, o docente da Unisc irá apresentar o trabalho Éducation Clandestine et trahison: une histoire de l’éducation des communistes au Brésil de la Guerre froide, vinculado ao seu projeto de pesquisa na Unisc que ganhou recentemente o último edital ARD/PPP Fapergs/CNPq para instalação de jovens doutores. Também participará de reuniões de trabalho no CRH/EHESS para discussão e organização de uma obra coletiva sob o título Educação Clandestina, com a participação de autores de Brasil, França e Argentina. O docente explica que já esteve na universidade francesa em janeiro de 2015 como professor convidado, através de bolsa AEX/Capes. “Essa nova participação nesse seminário representa um estreitamento de vínculos com o grupo de pesquisa do CRH/EHESS, vínculos estes iniciados com a experiência que tive de Doutorado sanduíche no exterior (bolsa PDSE/Capes 2012/2013), também sob orientação de Jordi Canal”, salientou.


14

Variedades

Novembro

2016

ACADÊMICOS DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO RETORNAM DE INTERCÂMBIO NA AMÉRICA DO NORTE Fotos: Arquivo pessoal

Carolina e Gabriel permaneceram um ano nos países de destino e participaram do Programa Ciência sem Fronteiras Dois alunos do curso de Engenharia de Produção da Unisc retornaram recentemente do intercâmbio iniciado no ano passado. Os estudantes permaneceram um ano nos países de destino, onde participaram do Programa Ciência sem Fronteiras. O projeto teve por objetivo possibilitar a realização de estágio acadêmico na área de estudo. O acadêmico Gabriel Henrique Loebens, 21 anos, viajou para os Estados Unidos em junho de 2015, quando cursava o 5º semestre, e retornou em julho deste ano. Ele estudou na University of Alabama, em Huntsville. Para Loebens, uma das maiores experiências foi viver em dois lugares completamente diferentes. “Morei no Alabama, um estado mais conservador, onde as pessoas são mais fechadas e não gostam de se expor muito. Depois, mudei para a Califórnia para fazer o estágio na San Jose State University. Morar na Califórnia foi algo inexplicável devido à energia do lugar e das pessoas. O sentimento era de estar dentro de um filme”, conta. O estudante destaca, também, a oportunidade que teve de conhecer lugares como Grand Canyon, New York, Miami, Boston, Las Vegas, Los Angeles e diversos parques nacionais. Já a acadêmica Carolina Kohmann, 21 anos, viajou para o Canadá Gabriel Loebens nos EUA Carolina Kohmann no Canadá em setembro de 2015, quando cursava o 6º semestre, e retornou em agosto deste ano. Durante esse período, ela estudou na University of Toronto, na cidade de Toronto. Para Carolina, jovens que desejam atingir o sucesso nos dias de hoje precisam estar abertos às mudanças. “Viver uma experiência internacional é algo que traz não só desenvolvimento pessoal, como também autoconhecimento e vontade de fazer mais e melhor”, afirma. A aluna elogiou a estrutura da universidade que frequentou no Canadá e destacou a oportunidade de participar de aulas e de palestras com profissionais da América do Norte, além do estágio que realizou na Unilever, em Toronto. Para ela, essas experiências foram fundamentais para expandir o seu conhecimento na área de Lean Manufacturing e, ainda, aprimorar a sua capacidade de relacionamento interpessoal. “Viver no Canadá foi uma prova contínua de aceitação do próximo, já que por ser um país de imigrantes, é necessário saber lidar não só com diferentes personalidades, mas também com culturas e religiões do mundo inteiro, e a todo o momento”, relata Carolina.

Livraria

Biblioteca

Edunisc

Verissimas, de Luis Fernando Verissimo Editora: Objetiva Preço: R$ 44,90

Enquanto bela dormia, de Elizabeth Blackwell Editora: Arqueiro Localização na estante: 813 B632e 2016

Os dois nobres parentes, de William Shakespeare e John Fletcher, com tradução de Elvio Funck Preço: 49,50

O publicitário e jornalista Marcelo Dunlop tinha apenas dez anos quando descobriu, lendo um texto de Luis Fernando Verissimo, que até a morte podia ser engraçada. Deslumbrado com o achado e às gargalhadas, o menino recortou a crônica do jornal e passou a fazer o mesmo com várias outras. Duas décadas depois, eis aqui o resultado da empreitada - uma seleção de pérolas garimpadas em toda a obra do escritor. Salpicada de cartuns raros recolhidos no baú do autor, esta coletânea traz cerca de oitocentos verbetes ou Verissimas em ordem alfabética. Conduzido e instigado por esse alfabeto particular, o leitor seguirá se divertindo de A a Z com as comparações, máximas, mínimas e metáforas do mestre do humor sintético.

Ambientada em meio ao luxo e às agruras de um reino medieval, esta releitura de A Bela Adormecida consegue ser fiel ao clássico ao mesmo tempo que constrói uma narrativa recheada de elementos contemporâneos. Nessa mescla, os dramas de seus personagens - um casal infértil, uma jovem que não aceita viver em uma redoma e uma família despedaçada pela inveja - tornam-se atemporais. Quando a rainha Lenore não consegue engravidar, recorre aos supostos poderes mágicos da tia do rei, Millicent.

Escrita provavelmente em 1613, a peça Os dois nobres parentes só veio a ser reconhecida como pertencente ao cânone de Shakespeare em meados do século XX. Tratase de uma peça bem atual, não obstante ter sido escrita há quatrocentos anos. Atual porque nela se destaca o conceito de ‘honra’, repetido mais de cinquenta vezes nas suas páginas. Shakespeare sobrevive há quatrocentos anos porque ele conhece a alma humana. Ele já vislumbrava o humilde operário que limpa os banheiros do aeroporto e devolve a carteira recheada de dinheiro ao angustiado viajante, mas também já via o político sem verdadeira honra, embora por todos reverenciado.


Novembro

2016

15

Geral

Criar e ousar: a busca do conhecimento foi o tema da palestra de abertura do 22º Seminário de Iniciação Científica e do 7º Salão de Ensino e de Extensão Unisc, ministrada na noite do dia 24 de outubro, no Auditório Central da Instituição, pelo professor dos cursos de Engenharia da Universidade de Brasília (UnB), Ricardo Ramos Fragelli. O objetivo dos eventos foi divulgar a produção científica e acadêmica de alunos da Unisc e de outras instituições de ensino superior (IES), promovendo integração e aproximação entre pesquisadores, extensionistas e bolsistas de Iniciação Científica das diferentes áreas do conhecimento. Durante a abertura, a reitora Carmen Lúcia de Lima Helfer ressaltou a importância dos eventos para a Unisc. “É uma mostra da qualidade dos trabalhos de ensino, de pesquisa e de extensão, que nos permite partilhar o conhe-

cimento produzido pelos acadêmicos”, salientou. Carmen destacou ainda se tratar de um grande momento para a Instituição. “Esta semana será densa, mas muito importante. Os eventos representam um espaço de formação tão essencial quanto a sala de aula. Que possamos, a cada ano, aumentar a nossa produção científica e acadêmica, como vem acontecendo”, pontuou a reitora, acompanhada pelos próreitores de Graduação, de Extensão e Relações Comunitárias e de

Fotos: Felipe Nopes

EVENTOS REÚNEM TRABALHOS DE PESQUISA, DE ENSINO E DE EXTENSÃO NA UNISC

Reitora Carmen Lúcia e pró-reitores durante a abertura dos eventos

Ricardo Ramos Fragelli

Pesquisa e Pós-Graduação, Elenor José Schneider, Angelo Hoff e Andréia Rosane de Moura Valim, respectivamente. As atividades seguiram no

campus universitário até o dia 28 de outubro. As apresentações de trabalhos do 7º Salão de Ensino e de Extensão também ocorreram nos campi da Unisc de Montene-

gro e de Venâncio Aires. A promoção foi das pró-reitorias de Graduação, de Extensão e Relações Comunitárias e de Pesquisa e Pós-Graduação da Unisc.


Contracapa

Novembro

2016

MINDFULNESS: AUTOCONHECIMENTO, MEDITAÇÃO E BEM-ESTAR Luana Ciecelski

Respire. Sinta a respiração entrando pelo nariz e enchendo os pulmões. Agora sinta o ar saindo. Não tente controlar a velocidade da respiração. Apenas perceba como ela está acontecendo em seu corpo. Pronto. Você já praticou um pouquinho de Mindfulness. A técnica oriental e milenar chegou ao Brasil na década de 1980 e logo começou a ser utilizada por psicólogos e terapeutas como um tratamento complementar. Nos últimos dois anos tem se tornado mais popular. E na noite do dia 26 de outubro, foi parte da programação do Outubro Rosa do Hospital Santa Cruz (HSC), em parceria com a Unisc e a Liga Feminina de Combate ao Câncer. Voltado para a comunidade, mas especialmente para pacientes oncológicos, familiares e profissionais que atuam com esses pacientes no dia a dia, a atividade, denominada Mindfulness: autoconhecimento, meditação e bem-estar, foi ministrada pela psicóloga e professora do curso de Psicologia da Unisc, Simone Machado, e ocorreu no Espaço Gourmet do Hotel Charrua. Na oportunidade, Simone esclareceu que, apesar de o Mindfulness ser visto como uma meditação, ele não é apenas isso. “São diversas Atividade foi ministrada pela professora Simone Machado técnicas. Algumas delas possuem um caráter mais meditativo. Outras, porém, são bem práticas”, apontou. Além disso, existem dois tipos de Mindfulness: o formal e o informal. O primeiro é composto por ações pensadas e selecionadas, onde o praticante para por alguns minutos suas atividades cotidianas para praticar. O segundo consiste no estar atento ao dia a dia e, durante alguns minutos, realizar tarefas do cotidiano, mantendo atenção plena naquilo que se está fazendo, visto que Mindfulness quer dizer justamente “mente atenta”. Simone explicou ainda que, por ter um caráter mais prático, o Mindfulness vem como uma alternativa mais adequada às rotinas das grandes cidades. “Quando falamos em meditação, pensamos naquela situação clássica, numa pessoa sentada em posição de lótus, esvaziando a mente, no silêncio total. Mas quando, na nossa rotina, nós vamos ter esse silêncio total, esse tempo? O Mindfulness pode ser feito em qualquer lugar, em quaisquer condições. E ele não exige o esvaziamento da mente. Ao contrário, ele pede que deixemos o pensamento fluir, e que devemos apenas prestar atenção a ele, sem julgamentos”, disse. “Quando deixamos os pensamentos fluírem, eles se aquietam por si só”, complementou. Alguns dos exemplos de Mindfulness que podem ser praticados facilmente no dia a dia, segundo Simone, são tomar um bom banho prestando atenção na água e nas sensações do corpo ou saborear bem um alimento, cortando-o, sentindo na boca seu sabor e sua textura. “O segredo do Mindfulness é potencializar aquilo que aumenta em nós a serotonina, que é o hormônio do bem-estar”, contou a psicóloga. Benefícios para pacientes Ainda de acordo com Simone, o Mindfulness tem como principal benefício o aumento da imunidade de pacientes. Isso porque sua prática proporciona um autoconhecimento maior e, consequentemente, um bem-estar maior. Por meio dessa prática, a pessoa que está passando por um período de dificuldade, como um câncer, se julga menos e sente menos a necessidade de encontrar uma solução imediatamente, aspecto que pode deixá-la tensa, estressada. Dessa forma, fica aberta para as soluções que eventualmente surgirem. Preocupase menos. Vive melhor. O Mindfulness também ajuda a lidar com a ansiedade. Não a diminui, conforme explicou Simone. Mas auxilia a trabalhá-la. O paciente desenvolve técnicas que o ajudam a se ater mais ao momento em que está vivendo. Então, nas ocasiões em que a ansiedade vem com mais intensidade, ele pode colocar em prática essas técnicas. E foi justamente isso que a professora buscou mostrar para os inscritos no evento. Ela iniciou com uma palestra, falando a respeito do Mindfulness, e depois, com a ajuda de sua equipe de estagiários, realizou diversas atividades práticas e meditativas relacionadas à técnica. No dia 27 de outubro, o evento ocorreu na sede da Associação dos Docentes da Unisc (Adunisc). A inscrição foi solidária, com a doação de um alimento não perecível, destinado à Liga de Combate ao Câncer de Santa Cruz do Sul. A partir de 2017, o Ambulatório de Pesquisas e Tratamento da Ansiedade (Apta), do Sistema Integrado de Saúde (SIS) da Unisc, que também é coordenado pela professora Simone Machado, oferecerá sessões semanais de Mindfulness para a comunidade. Interessados podem entrar em contato com o SIS pelo telefone (51) 3717-7480.

Evento aborda a doação de corpos, de órgãos e de tecidos Felipe Nopes

Na noite do dia 27 de outubro, ocorreu na Unisc o evento organizado pela Liga de Anatomia Clínica da Universidade, caracterizado por palestras e informes sobre a necessidade, a importância e a forma legal de ato caridoso/altruísta da doação do corpo em benefício da ciência e partes dele para que outras pessoas tenham vida. Sob o tema Doação de Corpos/Órgãos/Tecidos na Unisc e no HSC. Por quê? Como?, e tendo como público acadêmicos dos cursos da área da saúde, do Direito, do Cepru, da Escola Educar-se e membros da comunidade, reuniram-se na sala 101 do campus-sede 160 pessoas para falar e ouvir sobre o assunto. Em um primeiro momento, a professora Andréa Oxley da Rocha apresentou o programa de doação de corpos da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), o segundo do Brasil e o pioneiro da Região Sul. Criado em 2008, obteve, até junho deste ano, 72 doações e o cadastro de 412 futuros doadores. A docente ressaltou também a importância do gesto humanitário da doação, como este contribui para a qualificação na formação técnica e moral dos futuros profissionais da saúde e o quanto os acadêmicos sentem-se gratos pelas doações. Professora Andréa apresentou o programa da UFCSPA Segundo Andréa, o perfil das pessoas que fazem o cadastro para praticar esse gesto é, na maioria das vezes, o seguinte: sexo feminino; acima dos 60 anos; solitárias; nível de instrução superior completo; renda superior a três salários mínimos; católicas ou espíritas; e sem apresentar doença terminal. A segunda fala da noite foi realizada pelo enfermeiro e membro da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (Cihdott) do Hospital Santa Cruz, Anderson Moraes, que mostrou a atuação e a importância do trabalho da Cihdott na captação de órgãos/tecidos para o resgate de vidas ou para propiciar uma melhor qualidade de vida aos transplantados. Ele apontou as dificuldades que a Comissão enfrenta pela desinformação das comunidades em geral acerca da possibilidade de serem doadoras, bem como da aceitação do que se configura como morte encefálica. Moraes salientou que as doações só podem ser realizadas após o referido diagnóstico, o qual envolve um criterioso protocolo de testes e exames. Em seguida, o professor do curso de Direito da Unisc, Theobaldo Spengler, discorreu sobre as bases éticas e legais das doações, destacando não somente o ponto de vista jurídico de algumas situações relacionadas às doações, mas também a importância de esse assunto ser debatido nos grupos familiares e sociais. “Com isso, no momento oportuno, o desejo do doador será respeitado por todos, considerando que a legislação prioriza a vontade dos que ficam em detrimento da homologada em formulário pelo doador”, frisou. No encerramento do evento, o professor e coordenador do Programa de Doação de Corpos da Unisc, Manoel Brandes Nazer, fez uma breve apresentação da formatação do programa adaptado à atual realidade, explicando como irá funcionar e sua abrangência. Reforçou, ainda, a importância da sua implantação para a busca da excelência na formação dos futuros profissionais da saúde da Unisc e da relevância de eventos que possam estimular reflexões acerca do gesto altruísta de doar.

Jornal da Unisc 165  

Jornal da Unisc Nº. 165, novembro de 2016.