Issuu on Google+


2

Abril

Geral/Opinião

Unisc recebe angolanos de Lunda Norte

2014

Secretariado Executivo promove debate sobre atuação profissional

Desirê Allram

Desirê Allram

A Unisc, por meio da Assessoria para Assuntos Internacionais e Interinstitucionais (AAII), recebeu no dia 27 de março a visita de uma comitiva vinda da província Angolana de Lunda Norte, composta pela vice-governadora Deolinda Vilarinho, acompanhada pelos assessores Hermenegildo Barbosa e Alcides Cazanguie; e pelos administradores municipais de Lucapa e XaMuteba, Isabel Pasqual Grogório e João Varinhenga, respectivamente. O grupo foi recebido na sala de reuniões da Reitoria da Unisc pelo vice-reitor, Eltor Breunig; pela chefe de gabinete, Carla Pacheco da Rosa; pela pró-reitora de pesquisa e pós-graduação, Andreia Valim; e pela coordenadora da AAII, Cristiana Mueller. Os angolanos foram convidados pelo empresário santacruzense Silmo Schuler para conhecer a estrutura da Universidade e articular relações para possíveis convênios entre a Unisc e o estado angolano, voltados à formação acadêmica.

José Moran palestra na Unisc Felipe Nopes

O curso de Secretariado Executivo da Unisc realizou sua Aula Inaugural no dia 26 de março. O encontro ocorreu na sede da Adunisc e teve como tema As diferentes perspectivas de atuação do profissional de Secretariado Executivo, com a participação das egressas do curso e de profissionais da área, que falaram sobre suas experiências em assessoria executiva, consultoria, empreendedorismo e gestão. O curso de Secretariado Executivo possui foco em Automação de Escritórios, formando profissionais com sólidos conhecimentos em tecnologia da informação e com competências em gestão de empresas, recursos humanos, línguas estrangeiras (inglês e espanhol), gestão secretarial e comunicação empresarial.

1ª Reunião Ordinária do Comitê Pardo Divulgação

O Comitê Pardo realizou sua 1ª reunião ordinária no dia 25 de março, dentro da programação da Expoagro, em Rincão Del Rey-Rio Pardo, reunindo mais de 100 participantes. Os assuntos tratados foram a aprovação de atas; o preenchimento de vagas remanescentes da plenária do Comitê Pardo, segundo o Aviso 12/2013 Sema-CRH; a apresentação e aprovação do plano de gestão 2013-2015 e indicação de representante do Comitê Pardo para a Câmara Técnica de Programação, Orçamento e Acompanhamento dos Projetos do FRH/RS (CTPA) do Conselho Estadual de Recursos Hídricos (CRH). Após a reunião, houve a palestra Agricultura Conservacionista e Emergência de Fertilidade em Solo, ministrada por José Eloir Denardin, pesquisador da Embrapa Trigo Passo Fundo/RS, com material disponibilizado em http://www.comitepardo.com.br/noticias/2014/primeira_reuniao_cp_palestra_agricultura.html. A segunda reunião do Comitê Pardo ocorreu no dia 15 de abril, na Câmara de Vereadores de Sinimbu.

Expediente Conselho Editorial

Jornal da Unisc

Reitora: Profª. Carmen Lúcia de Lima Helfer

Órgão Informativo da Universidade de Santa Cruz do Sul,

Vice-Reitor: Prof. Eltor Breunig

entidade filiada ao Consórcio das Universidades Comuni-

Pró-Reitor de Graduação: Prof. Elenor José Schneider

tárias Gaúchas (Comung), ao Conselho de Reitores das

Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação:

Universidades Brasileiras (Crub) e à Associação Brasileira

Profª. Andréia Rosane de Moura Valim

das Universidades Comunitárias (Abruc)

Pró-Reitor de Administração: Prof. Jaime Laufer Pró-Reitor de Planejamento e Desenvolvimento

Tiragem: 6 mil exemplares

Institucional: Prof. Marcelino Hoppe

Versão On-line: www.unisc.br

Pró-Reitor de Extensão e Relações Comunitárias:

Jônatas Stacke e Willian Ceolin

Prof. Angelo Hoff

O Programa de Pós-Graduação em Educação – Mestrado, o curso de Licenciatura em Computação e o Programa de Pedagogia Universitária da Unisc promoveram a aula inaugural Para onde caminhamos na Educação: o que é fundamental e o que é provisório nas mudanças e modas que hoje encontramos na educação básica e superior, presencial e on-line. O evento ocorreu no dia 27 de março e lotou o anfiteatro do bloco 18 da Universidade. A palestra foi proferida pelo professor José Manuel Moran, da Universidade de São Paulo (USP), e teve como debatedora a professora Paula Carolei, da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Espanhol naturalizado brasileiro, Moran possui graduação em Filosofia pela Faculdade Nossa Senhora Medianeira e mestrado e doutorado em Ciência da Comunicação pela USP. Também atua como pesquisador, conferencista e orientador de projetos educacionais inovadores, com metodologias ativas nas modalidades presencial e a distância. É autor de diversos livros sobre tecnologias na educação.

Endereço: Av. Independência, 2293, bloco 3, sala 309. Jornalistas responsáveis

Santa Cruz do Sul/RS. CEP: 96.815-900. Telefone: (51)

Josemar Santos, reg. prof. 13.267

3717-7466.

Felipe Nopes, reg. prof. 12.320 E-mail: imprensa@unisc.br

Onde encontrar: A Banca, Aquarius Hotel Flat Residence, Biblioteca Municipal, Casa das Artes, Colégio

Projeto Gráfico e Capa: Agência da Casa

Luiz Dourado, Escola Ernesto Alves, Escola Willy

Editoração Eletrônica: Assessoria de Imprensa

Carlos Fröhlich, Escola Goiás, Escola Nossa Sra. do Rosário, Hospital Santa Cruz, Iluminura Livraria Café,

Revisão

Shopping Santa Cruz, Agência FGTAS/Sine, Zaffari,

Roque Neumann e Beatriz Menezes Sperb

Campus de Venâncio Aires, Campus de Sobradinho, Campus de Capão da Canoa, Campus de Montenegro e Campus de Santa Cruz (Centro de Convivência, Clínica

*Este material é produzido em papel reciclável.

de Fisioterapia, Reitoria e blocos 5, 8, 12, 18 e 53)


Abril

2014

3

Ensino

CONVÊNIO PARA CONSTRUÇÃO DE PRÉDIO DO CVT É ASSINADO

Professor de Ciências Contábeis lança livro

Desirê Allram

Da esq. para dir., Thomé, Carmen, Schwanke e Mariza

ção e propôs a área para a instalação do CVT, a região do Vale do Rio Pardo está dando um importante passo. “Sempre achei que o TecnoUnisc tinha que ter algo fora dos muros da universidade”, disse. No dia seguinte, o documento assinado foi entregue por Thomé ao ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação, Clelio Campolina Diniz, em Brasília, que já havia assinado o convênio antes de encaminhá-lo para a Unisc.

O professor do curso de Ciências Contábeis da Unisc, Fernando Fontoura Batista, lançou no dia 11 de março o livro Gestão de Custos: Uma visão integrada e prática dos métodos de custeio, pela editora Atlas. O evento ocorreu durante a recepção aos acadêmicos pela coordenação do curso, no Anfiteatro do bloco 18. Segundo o docente, a ideia de escrever a obra aconteceu durante o mestrado, em 2009, quando pesquisou sobre gestão estratégica de custos como ferramenta de controle estratégico. “Além disso, a motivação em publicar este trabalho também foi no sentido de fazer uma discussão integradora, buscando uma visão sistêmica, integrando conhecimentos de contabilidade, de administração e de engenharia de produção”, sublinhou.

Sobre o CVT pela presidente do Conselho Regional de Desenvolvimento do Vale do Rio Pardo (Corede/VRP), Mariza Christoff, como testemunha. “Com o CVT, estaremos instaurando um novo tempo de extensão universitária. É um grande empreendimento que vai beneficiar a nossa região”, destacou a reitora da Unisc. Para Schwanke, o momento é histórico. “Acredito que a universidade tem muito a dar para o nosso município. O CVT será a ligação efetiva da academia com as empresas difusoras da tecnologia”, salientou o prefeito de Rio Pardo. Segundo Mariza, que acompanhou o projeto desde a sua cria-

O CVT tem por objetivo promover a difusão e a extensão tecnológica das pesquisas originadas pelo TecnoUnisc por meio de cursos e capacitações, que deverão gerar um grande processo de diversificação agrícola e industrial regional, com foco na biotecnologia e oleoquímica. O empreendimento contará com salas de aula, laboratório de ensino, laboratório de informática, auditório, sala para gestão e restaurante. As capacitações iniciais previstas nas áreas de biotecnologia e oleoquímica são: Óleos Essenciais; Biodiesel; Etanol; Pimenta Cultivo e extração de óleo; e Abacate - Cultivo e extração de óleo.

Numa promoção do curso de Licenciatura em Computação da Unisc, foi realizada no dia 12 de março, na sala 101, a palestra com o tema Expansão da Informática Educativa nas Escolas. A atividade integrou a aula inaugural do curso e foi ministrada pela professora do Núcleo de Tecnologia Educacional da 6ª Coordenadoria Regional da Educação (6º CRE), Núria Merten; pelos secretários municipais de Educação de Vera Cruz, Roseli Finkler, e de Sinimbu, José Gaspar Hermes; e pelo coordenador do Núcleo de Tecnologia Educacional Municipal da Secretaria Municipal da Educação de Santa Cruz do Sul, Dorgelo Matos. Durante o encontro, a secretária Roseli falou que a informática educativa desenvolvida nos educandários estabelece diferentes práticas junto ao cotidiano escolar, servindo de ferramenta de

Desirê Allram

Palestra na Unisc debate a expansão da informática nas escolas

Encontro foi promovido pela Licenciatura em Computação apoio didático, de pesquisa e de trabalhos escolares. “É de suma importância ter profissionais/professores habilitados em Informática, pois a educação assume um papel preponderante nas decisões sobre os rumos da sociedade, especialmente quando essa é pensada em termos de tecnologia”, salientou. Ela revelou, ainda, que os

profissionais habilitados em Licenciatura em Computação passaram a fazer parte do quadro de cargos nas escolas do município desde 2010. “Desde então, temos cinco profissionais habilitados atuando em escolas. Também realizamos chamada pública para vagas de estagiários remunerados”, acrescentou a secretária de Educação de Vera Cruz.

Curso de Enfermagem visita Hospital de Ensino da UFSC Divulgação

Na tarde do dia 25 de março, a Unisc e a Prefeitura de Rio Pardo assinaram o convênio que libera R$ 2,5 milhões para a construção do prédio do Centro Vocacional Tecnológico (CVT) do Vale do Rio Pardo, que terá sua localização em área próxima ao parque da Expoagro Afubra, em Rincão Del Rey, Rio Pardo. O recurso é proveniente do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), sendo o município de Rio Pardo o proponente e a Unisc a interveniente. O documento foi assinado na sala 2535, no prédio da Reitoria da Unisc, pela reitora Carmen Lúcia de Lima Helfer; pelo prefeito de Rio Pardo, Fernando Schwanke; e

Grupo de Santa Cruz viajou para Santa Catarina No dia 11 de março, os estudantes do curso de Enfermagem da Unisc, acompanhados por professores e enfermeiros do Hospital Santa Cruz e da Atenção Básica de Santa Cruz do Sul, realizaram visita técnica ao Hospital de Ensino da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Florianópolis. O grupo foi recebido por enfermeiros do Centro de Educação e Pesquisa do HU/UFSC e por enfermeiros assistenciais (coordenadores), que apresentaram os setores de emergência, o bloco cirúrgico, o alojamento conjunto, o centro obstétrico e a unidade de neonatologia (UTI e UCI), sendo esse setor referência nacional no método Mãe Canguru. Outro destaque na área materno-infantil são os recursos disponíveis e o incentivo de toda a equipe multiprofissional ao “parto de cócoras”. Também foram visitadas as Unidades de internação clínica e cirúrgica adulto, com destaque para o sistema Práxis, que utiliza o método de classificação de pacientes e pode ser acoplado a qualquer sistema de informatização geral de um hospital. Além disso, possibilita aos enfermeiros, em suas atividades de gerenciamento, avaliar e adequar o volume de trabalho requerido com o pessoal disponível, individualizar as necessidades de cuidado do paciente, diminuir o tempo de internação do mesmo, justificar a necessidade de pessoal adicional quando ocorre aumento de volume de trabalho nas unidades, entre outras funções. A visita técnica ocorreu em função de o Hospital Santa Cruz e o curso de Enfermagem desenvolverem, desde 2013, estudos conjuntos sobre a Sistematização da Assistência de Enfermagem no Hospital de Ensino.


4

Abril

360°

Bolsas integrais para cursos técnicos

O Curso Superior de Tecnologia em Gastronomia da Unisc realizou, no dia 20 de março, no Centro Gastronômico (bloco 33 da Universidade), a palestra Técnicas de transformações em produtos panificadores. A atividade foi referente à aula inaugural do curso e teve como palestrantes Silvio de Souza Santos e Antônio Tessaro. A palestra ocorreu nos turnos da tarde e da noite, sendo destinada a alunos, egressos e demais profissionais com interesse na área de panificação.

Divulgação

Aula inaugural I

Aula inaugural II

Embaixador Paulo Antônio Pinto ministra palestra na Unisc O curso de Relações Internacionais recebeu, no dia 11 de março, o embaixador Paulo Antônio Pereira Pinto, diplomata e chefe do Escritório de Representação do Itamaraty no Rio Grande do Sul. No Auditório Central da Unisc, ele comandou a aula inaugural do curso, que abordou o tema China e Índia: o soft power da imponência do dragão e da elegância do elefante. Durante a palestra, o embaixador discutiu os aspectos do soft power, ou seja, a influência da cultura e dos valores políticos da Índia e da China sobre os demais países do mundo. Além disso, conjugou aspectos teóricos de Relações Internacionais com a sua experiência de diplomata, tendo representado o Brasil nesses dois países. Em seguida, respondeu a questionamentos dos estudantes presentes no evento. “A disposição e os conhecimentos teóricos e práticos do palestrante, somados à intensa participação dos alunos, fizeram o evento ser um sucesso”, afirmou o coordenador do curso de Relações Internacionais, professor Bruno Mendelski.

Palestra do PPU e do IV Ciclo de Palestras lota Auditório Central O Programa de Pedagogia Universitária (PPU), juntamente com o IV Ciclo de Palestras promoveu, no dia 26 de março, a palestra Características gerais de um Artigo Científico para publicação em Revistas Científicas qualificadas, ministrada pelo professor Luis Reynaldo Ferracciú Alleoni, editor-chefe da Revista Scientia Agricola, da Scielo/ USP. O professor organizou a sua fala em torno da escrita do artigo científico, enfatizando os modelos exigidos pelas revistas científicas em geral. Cerca de 680 pessoas estiveram presentes à palestra, o que revelou o interesse da comunidade acadêmica em primar pela contínua publicação de trabalhos acadêmicos produzidos por professores e por estudantes, no intuito de aprimorar o diálogo entre os interessados e expor à comunidade acadêmica os resultados de suas pesquisas em diferentes áreas do conhecimento. Divulgação

Com a presença de alunos, professores e convidados, o curso de Turismo realizou a sua aula inaugural. O evento ocorreu no dia 26 de março, na sala 101, bloco 1 da Unisc. Para debater o tema Reconhecimento x Regulamentação – Lei 12.591/12, a turismóloga Rita Michelon esclareceu dúvidas e questionamentos sobre a profissão de turismólogo. Presidente da Associação Brasileira dos Bacharéis em Turismo e Turismólogos (ABBTUR) no Rio Grande do Sul e vice-presidente nacional da entidade, a palestrante destacou as principais atividades da associação, tanto no estado quanto no Brasil. Rita apontou a principal bandeira levantada pela associação, que é a regulamentação da profissão de turismólogo, a qual teve o seu reconhecimento alcançado pela lei 12.591/12. Ela contou sobre a maratona enfrentada pelos membros da ABBTUR desde a votação do projeto no Congresso Nacional até a aprovação do mesmo pela presidente Dilma Rousseff. “Esse reconhecimento instituiu uma identidade profissional. Dessa forma, a figura do turismólogo passou a existir de fato e de direito”, salientou. Em relação à decisão tomada pela presidente, Rita ressaltou que esse passo foi um grande ganho, pois hoje o profissional é reconhecido e consta na tabela do Ministério do Trabalho. Entre as principais atua��ões do turismólogo, destacam-se a organização e a administração de empresas hoteleiras e turísticas; o planejamento do desenvolvimento de cidades, de regiões e de países; a organização, a promoção e a atuação em eventos; a idealização de atividades de animação turística, entre outras.

2014

Aula inaugural do Mestrado em Sistemas e Processos Industriais O Programa de Pós-Graduação em Sistemas e Processos Industriais – Mestrado realizou sua aula inaugural no dia 28 de março, na sala 101, bloco 1 da Unisc, com o professor Guilherme Luís Roehe Vaccaro, da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos). O palestrante abordou o tema Aprendizagem organizacional baseada em simulação computacional. O evento contou com o apoio do Polo de Modernização Tecnológica do Vale do Rio Pardo (PMT/VRP) e teve como objetivo proporcionar a troca de experiências e a motivação para o desenvolvimento de pesquisas nas áreas afins do Programa.

Felipe Nopes

O Centro de Educação Profissional da Unisc (Cepru) foi contemplado pela primeira vez com bolsas integrais do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico (Pronatec/Bolsa-Formação). São 120 vagas gratuitas para esse 1º semestre de 2014, sendo 40 para cada um dos seguintes cursos técnicos: Enfermagem, Trânsito e Informática. As aulas iniciam no dia 28 de abril, nos turnos manhã e tarde, de segunda a sexta-feira, no campus da Unisc em Santa Cruz do Sul. Foram realizadas várias etapas de inscrições, com o intuito de abrir possibilidades para todos os interessados em frequentar um curso técnico de forma gratuita. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 3717-7327 ou pelo e-mail cepru@ unisc.br.

Balcão do Consumidor O Balcão do Consumidor Itinerante da Unisc (BCI) cumpriu novos itinerários durante esse mês de abril. No dia 3 esteve em Candelária na Praça Alberto Blanchardt. No dia 5 foi a Venâncio Aires na Linha 17 de Junho, no projeto Folha Cidadania, desenvolvido pelo Jornal Folha do Mate. Já no dia 6 visitou a 40ª Festa do Fumo de Gramado Xavier (Giespa). O BCI é um projeto de extensão desenvolvido pela Unisc desde 2009. Atua como órgão de defesa do consumidor (Procon) em Santa Cruz do Sul e em mais 14 municípios. O atendimento também é realizado diariamente, no turno da tarde, no prédio 18 do campus-sede da Unisc. As visitas com a unidade móvel podem ser agendadas pelo telefone (51) 37177644 ou pelo e-mail balcaodoconsumido@unisc.br.

Golpe Militar Iniciou no dia 25 de março e se estende ao longo do ano a programação dos 50 Anos de Golpe Militar: Para Não Cairmos Outra Vez!. A abertura ocorreu na sala 101 da Unisc, com Cine-Debate – 1964: Um golpe contra o Brasil, coordenado pelo professor Caco Batista. A iniciativa é do Grupo de Trabalho Memória Santa Cruz, contando com o apoio da Pró-Reitoria de Extensão e Relações Comunitárias (Proext), do DA do curso de História e do DCE da Unisc.


Abril

2014

5

Geral

PESQUISADOR DA UNISC RETORNA DE MAIS UMA EXPEDIÇÃO NO CONTINENTE ANTÁRTICO Após 45 dias no Continente Antártico, o pesquisador e professor do Departamento de Biologia e Farmácia da Unisc, Jair Putzke, retornou ao Brasil. A nova série de pesquisas foi realizada na Ilha Meia Lua, a cerca de 80 km ao sul da base brasileira Comandante Ferraz, local ainda não visitado pelo cientista. O grupo ficou hospedado na Base Argentina de Camara, onde 14 militares do país vizinho prestaram todo o apoio para a realização do projeto de estudo da vegetação Antártica. A infraestrutura da base Argentina foi colocada à disposição depois do incêndio da Estação Antártica que destruiu 70% da base brasileira no continente, em 2012. Segundo o pesquisador, foi um ano atípico, pois o vento incessante de 115 km/h durante cinco dias provocou sensações térmicas muito abaixo de zero. O grupo de trabalho foi composto por outros três pesquisadores da Unipampa de São Gabriel, além de um alpinista do Clube Alpino Paulista, especialista em caminhadas no gelo e em montanhas. “Os trabalhos na ilha envolveram levantamento da vegetação, influência das mudanças climáticas globais sobre os ecossistemas, fitopatologia em plantas Antárticas, genoma de uma espécie de alga (o projeto possui um sequenciador de DNA dos dois únicos que há no

Divulgação

Grupo ficou hospedado na Base Argentina de Camara e teve o apoio de militares para a realização do projeto

Nova série de pesquisas ocorreu na Ilha Meia Lua, há cerca de 80 km ao sul da base brasileira Comandante Ferraz

Brasil), interação animal/planta nos ambientes antárticos, entre outros”, afirmou Putzke, que há mais de 25 anos faz pesquisas no continente. Os pesquisadores ainda visitaram a nova base provisória do Brasil na Península Keller da Ilha Rei Jorge, onde realizaram pesquisas junto ao esqueleto de Baleia que Jackes Ives Cousteau montou sobre um campo de musgos, com cerca de 34 metros. O trabalho faz parte das atividades de estudo da inter-

ferência antrópica sobre os ecossistemas antárticos e que conta com o apoio de Jean-Michel Cousteau, que esteve na Unisc no ano passado. A pesquisa nessa etapa já culminou com a redação de quatro artigos científicos, que serão encaminhados para publicação ainda este ano, a partir do retorno de todo o grupo brasileiro, em 11 de abril, quando chegaram ao porto de Rio Grande os navios polares brasileiros Ary Rongel e Comandante Maximiliano.

O curso de Direito da Unisc Venâncio Aires promoveu uma série de palestras no 31 de março. O evento foi prestigiado por professores e alunos da graduação e do PPG em Direito. Na mesa, além dos palestrantes, estiveram o subchefe de Departamento, Neimar da Silva; o coordenador do curso de Direito em Venâncio Aires, Norberto Nardi; e o coordenador do Cepejur, Gonzaga Adolfo. O primeiro palestrante foi o presidente do Tribunal de Ética e Disciplina da OAB/RS, Fábio Scherer de Moura, que falou sobre a importância de postura ética dos

Divulgação

Direito realiza palestras em Venâncio Aires

Encontro reuniu alunos e professores em Venâncio Aires advogados no exercício da profissão. Na segunda intervenção, o doutor em Direito e professor do Programa de Pós-Graduação em Direito da PUC/RS, Ricardo Aronne, abordou o usucapião

por abandono familiar do art. 1.240-A do Código Civil, quando fez uma forte crítica ao novo instituto jurídico, que ao menos em tese ressuscita a ideia de culpa nas separações de casais.

Posse do DCE da Unisc No dia 12 de março, foi realizada a cerimônia de posse do Conselho Executivo do Diretório Central de Estudantes (DCE) da Unisc. O evento ocorreu no bloco 21 da Universidade. Foram empossados os seguintes dirigentes: Coordenadora Geral: Larissa Billig De Giacometti Coordenador do Campus de Santa Cruz do Sul: Diego Inácio Goergen Coordenadora do Campus Capão da Canoa: Fernanda Bolz Coordenadora do Campus Venâncio Aires: Patrícia Adriana Chaves Coordenador do Campus Sobradinho: Francisco Luther Krise Coordenador do Campus Montenegro: Anderson Stadtlober Tesoureiro Geral: Victório Zanella Netto 1º Tesoureiro: Felipe de Oliveira 2ª Tesoureira: Carla Lauda Secretário Geral: Murilo Konzen 1ª Secretária: Lais Regina de Carvalho Schwartz 2ª Secretária: Vanessa Kauffmann Mergen Diretoria de Saúde: Priscila Cortez, Bárbara Oliveira, Rafael Trevizan Mistura e Elise Julia Sehn Diretoria de Cultura e Movimentos Sociais: Marilene Marlise da Silva e Elaine Maria da Silva Diretoria de Assuntos Interinstitucionais: Luis Fernando Oliveira, Fabiele Monte Blanco Diniz e Franciele Ribeiro Rodrigues Diretoria de Eventos: Franccesca Fornasier, Viviane Scherer Fetzer e Ana Gabriela Alves Diretoria de Planejamento: Nicolas Billig De Giacometti Diretoria de Esportes: Roberta Kliemann Diretoria de Pesquisa e Extensão: Lucas Cappeletti, Vanessa Nicolay Cardoso, Gisele Rodrigues, Tiago Teixeira Mello, Luis Augusto de Sena Queiroz e Carlos Roberto Escouto


6

Abril

Geral

2014

CIDADÃO QUEM AGITA SHOW DE VOLTA ÀS AULAS Felipe Nopes Milhares de estudantes vibraram no show de Volta às Aulas da Unisc, realizado na noite do dia 13 de março, no estacionamento do bloco 8, e comandado pela banda Cidadão Quem, uma das maiores do sul do Brasil. O grupo, formado por Duca Leindecker, Luciano Leindecker e Cláudio Matos, está de volta para uma turnê comemorativa de 20 anos, que será encerrada em dezembro deste ano. Durante o show na Unisc foram apresentados antigos sucessos, como Carona, Os segundos, Girassóis, Pinhal, Música inédita, Ao fim de tudo e Dia especial, além da nova canção Nosso próprio mar. Músicas do último disco de estúdio, como Do nosso tempo, O amanhã colorido e Do outro lado da rua também fizeram parte do repertório. Em entrevista coletiva concedida pelos irmãos Duca e Luciano, algumas horas antes do show, eles frisaram que o rock no Brasil está muito voltado ao rock gaúcho. “Ele se tornou um gênero musical”, disse Duca. Segundo Luciano, a sinceridade e a dedicação pela música contribuem para que a banda tenha um público fiel. “As histórias contadas nas músicas fazem com que as pessoas se identifiquem com elas”, afirmou. Questionados sobre os motivos que levaram ao retorno do grupo, eles ressaltaram que dois fatores foram

Fotos: Desirê Allram

Banda se apresentou na Universidade no dia 13 de março, no estacionamento do bloco 8

decisivos: a melhora no estado de saúde de Luciano, que enfrenta uma grave doença há alguns anos, e o pedido do público. “E, claro, a nossa vontade de voltar a tocar”, acrescentou Luciano. Aos fãs, os irmãos Leindecker garantiram que a banda não vai deixar de existir. “O que pode acontecer é ela ficar em stand by para realizarmos projetos paralelos”, explicou Duca.

Trajetória de sucesso A Cidadão Quem lançou seu primeiro disco em 1993 e manteve suas atividades até 2008, tendo sete álbuns lançados: Outras caras, A lente azul, Spermatozoon, Soma, Girassóis da Rússia, Cidadão Quem no Theatro São Pedro e 7. Com mais de 900 espetáculos em sua bagagem, o grupo percorreu diversos estados do Brasil, participando de festivais importantes como Rock in Rio, Planeta Atlântida e Festival de Verão de Salvador.


Abril

2014

7

Geral

ELIANE BRUM PARTICIPA DE BATE-PAPO NA UNISC “Este é o melhor ano para os que estão entrando para o ensino superior. Este é o melhor ano para quem vai se formar. E hoje também pode ser o melhor dia para alguém que vai poder conhecer sua repórter e escritora favorita”. E foi exatamente isso que aconteceu por ocasião da Aula Inaugural do Curso de Comunicação Social da Unisc, que recebeu a jornalista, escritora e documentarista Eliane Brum como convidada. As frases ditas pelo coordenador do curso, Hélio Etges, serviram muito bem para Vanessa Costa, formanda em Jornalismo. “Uma grande profissional de uma sensibilidade incrível e que falta nos meios de comunicação hoje. Sempre quis ouvi-la e foi uma noite muito especial”, relatou Vanessa. “Estou muito feliz por estar aqui e por vocês terem um tempo para me escutar”, disse Eliane. Poucas cadeiras ficaram vazias no anfiteatro do bloco 18 da Unisc. Acadêmicos dos cursos de Comunicação Social, Psicologia e Direito, entre outros, e demais interessados da comunidade santacruzense reservaram a noite do dia 6 de março para ver e ouvir Eliane. Dentre essas pessoas estava Kananda Nardes, estudante do 5º

semestre de Direito. “Achei as experiências profissionais dela muito envolventes. Ela parecia muito emocionada quando contava tudo, principalmente quando citava alguma das histórias que estão nos livros”, salientou. Durante o bate-papo, mediado pelo professor Demétrio Soster, a escritora falou sobre a carreira e as histórias vividas nos 26 anos como jornalista. “No jornalismo, como na vida, são os caminhos mais difíceis que levam às histórias mais novas”, apontou. Questionada sobre o instrumento mais importante de um repórter, Eliane respondeu que é “escutar”. “Eu sou uma ‘escutadeira’. O lugar do repórter é de ‘escutador’ e isso é muito particular”, comentou. Ela também contou sobre os desafios encarados na profissão. “Sempre escolho algo que vai me fazer sair do lugar, que me dê frio na barriga. Agora eu estou em um novo projeto e estou com muito medo”. Interesse despertado Amanda Canabarro e Bruno Granata estão no primeiro semestre de Relações Públicas e de Produção em Mídia Audiovisual, respectivamente. Os dois ainda

Andressa Bandeira

Jornalista, escritora e documentarista foi a convidada da Aula Inaugural do curso de Comunicação Social

Professor Demétrio Soster e Eliane Brum durante a palestra na Universidade

não conheciam o trabalho de Eliane, mas, após o bate-papo, ficaram interessados. “Achei interessante ouvir as experiências dela, até porque eu pensei em ser jornalista. Mas, depois de tudo que ela disse, vi que não conseguiria ser tão boa assim”, avaliou Amanda. Bruno destacou a importância de eventos como esse. “Ter contato com um profissional da comunicação é muito legal, ainda

mais se ele tiver tanto sucesso quanto ela”. Prêmios Durante as quase três horas de conversa, a jornalista fez o público rir, refletir e se emocionar. Eliane já ganhou mais de 40 prêmios nacionais e internacionais, como Esso, Vladimir Herzog, Ayrton Senna, Sociedade Interame-

ricana de Imprensa e Rei de Espanha. Em 2008, recebeu o Troféu Especial de Imprensa ONU. Como documentarista, ganhou 17 prêmios nacionais e internacionais de melhor documentário, roteiro e júri popular com seu filme Uma história Severina. Trabalhou no jornal Zero Hora, foi repórter especial da revista Época e, desde 2010, é jornalista freelancer.

Unisc-Escola e Ecosar realizam ação ambiental

Estudantes universitários podem se inscrever no Inglês sem Fronteiras

A Unisc, por meio do Programa Unisc-Escola, firmou parceria com a empresa Ecosar, responsável por introduzir o conceito de sustentabilidade ambiental na região do Vale do Rio Pardo. O objetivo é desenvolver em conjunto um trabalho diferenciado de educação ambiental, voltado para crianças e jovens em fase escolar. Trata-se do projeto Biocicleta, de cunho social e ecológico, que busca transformar o problema do lixo em um produto contemporâneo, poupando recursos minerais e evitando a emissão de carbono, além de promover a qualidade de vida. A ação será aplicada nas escolas das redes pública e privada localizadas, no máximo, a 50 quilômetros do município de Santa Cruz do Sul. A proposta é incentivar os estudantes a realizarem campanhas de recolhimento de garrafas PET e embalagens plásticas de materiais de limpeza, as quais serão armazenadas nas escolas e, posteriormente, recolhidas e encaminhadas para uma empresa de reciclagem legalmente licenciada. Em troca, os educandários ganharão a biocicleta, ou seja, bicicleta com quadro feito de material reciclado. As escolas receberão orientações e sacos adequados para o armazenamento das coletas. Deverão, também, organizar um cronograma de recolhimento do material, periodicamente, até completar o peso mínimo para receberem a biocicleta, que é 1.000 quilos de materiais (cada quilo de PET corresponde a 20 garrafas de dois litros). Os educandários interessados em participar do projeto devem entrar em contato com o Programa Unisc-Escola pelo e-mail uniscescola@unisc.br. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 3717-7686.

Estudantes de graduação e de pós-graduação stricto sensu de instituições de ensino superior públicas ou privadas podem se inscrever no programa Inglês sem Fronteiras, elaborado a partir da necessidade de se aprimorar a proficiência em língua inglesa dos universitários brasileiros. A proposta é proporcionar a eles oportunidades de acesso a universidades de países anglófonos por meio do programa Ciência sem Fronteiras. Para atender a tal demanda, suas ações incluem a oferta de cursos a distância e cursos presenciais de língua inglesa, além da aplicação de testes de proficiência. A iniciativa possui um escopo ainda mais abrangente. Fruto do trabalho conjunto entre o Ministério da Educação (MEC), a Secretaria de Educação Superior (SESu) e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), seu principal objetivo é incentivar o aprendizado do idioma inglês e propiciar uma mudança abrangente e estruturante no ensino de idiomas estrangeiros nas universidades brasileiras. Há três ações principais do Inglês sem Fronteiras: - Apoio on-line por meio do curso My English On-line (MEO), financiado pela Capes, com a distribuição de senhas de acesso a estudantes de graduação e pós-graduação stricto sensu de todo o país; - Aplicação de exames de proficiência em Centros Aplicadores credenciados pelo Inglês sem Fronteiras e gerenciados pela SESu e pelo MEC, para qualquer programa Capes que exija o TOEFL como exame de proficiência; - Oferta de cursos presenciais de língua inglesa por meio de Núcleos de Línguas fomentados pela SESu e pelo MEC e criados em 43 universidades federais credenciadas. Os alunos de graduação de todas as áreas do conhecimento de instituições privadas poderão participar do MEO, desde que tenham obtido pontuação igual ou superior a 600 no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A inscrição deve ser feita no site http://www.myenglishonline.com.br. Mais informações podem ser obtidas no link http://isf.mec.gov.br/programa.html.


8

Abril

Institucional

2014

CENTRO DE ENSINO E PESQUISAS ARQUEOLÓGICAS DA UNISC (CEPA) COMPLETA 40 ANOS

O Centro de Ensino e Pesquisas Arqueológicas da Unisc (Cepa) está comemorando 40 anos. Fundado em 1974, foi o primeiro centro de pesquisa instituído pela Associação Pró-Ensino em Santa Cruz do Sul (Apesc). Inicialmente estava ligado à Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras. Sob a coordenação do professor Pedro Augusto Mentz Ribeiro e localizado na Rua Coronel Oscar Jost, surgiu com o propósito de dar apoio à capacitação docente, ministrar cursos para o aprofundamento dos acadêmicos do curso de Estudos Sociais nas disciplinas de Antropologia Cultural, História e História do Brasil, além de proporcionar curso de Introdução à Arqueologia. O centro também buscava a reconstituição das formas de vida do passado, especialmente da região do Vale do Rio Pardo. Foi gradativamente atingindo todo o Rio Grande do Sul e também já desenvolveu pesquisas em outros Estados. A partir da década de 1980,

Arquivo Cepa

Fundado em 1974, foi o primeiro centro de pesquisa instituído pela Associação Pró-Ensino em Santa Cruz do Sul (Apesc). Inicialmente estava ligado à Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras

Centro também buscava a reconstituição das formas de vida do passado

alguns cursos passaram a ser ministrados no campus-sede da Unisc, para onde foram gradualmente transferidos. Posteriormente, o Cepa recebeu bloco próprio para sua função, construído com

recursos oferecidos pela Prefeitura Municipal de Vera Cruz. O primeiro sítio arqueológico registrado no Cepa foi o RS-RP: 01 – Sítio Amanda Barth, localizado na entrada de Rio Par-

dinho. O sítio foi intensamente visitado pelos estudantes dos cursos regulares e de extensão da Unisc, pois nele eram realizadas as atividades práticas das disciplinas. A primeira turma de 24 alu-

nos do curso de Extensão Universitária, denominado Arqueologia da América, recebeu certificado em 6 dezembro de 1974, deixandoos aptos para auxiliar em atividades arqueológicas.

Pesquisa e atividades de campo: trabalho era realizado por voluntários Arquivo Cepa

No período inicial, a equipe de pesquisa do Cepa era composta por acadêmicos voluntários dos cursos de Filosofia, Ciências e Letras, além de membros da comunidade que tinham realizado o curso e permaneciam na equipe como voluntários. Os integrantes eram pessoas aptas a trabalhar com o patrimônio arqueológico e haviam sido preparadas para as atividades de campo e laboratório. Durante o curso, alguns alunos interessados em participar das pesquisas tornavam-se voluntários ou recebiam bolsa de estudo de incentivo à pesquisa e, ao terminar o curso, permaneciam como colaboradores. Nesta fase, a equipe se restringia a um grupo menor que fazia as expedições nas áreas de abrangência dos projetos que o Cepa estava desenvolvendo. Nestas expedições, as despesas alimentares eram mantidas pelo projeto e os alojamentos para pernoite eram oferecidos pelo proprietário do sítio estudado. Após as expedições, o material coletado era conduzido ao laboratório e se iniciava o processo mais moroso da pesquisa com a limpeza, catalogação, classificação e análise. Os dados extraídos são convertidos em publicações na Revista do Cepa – revista que também é o primeiro periódico da Instituição e permanece em circulação nesses 40 anos. No Primeira aula do Cepa no dia 24 de maio de 1975 (2º ano) princípio, a Revista é o meio de divulgação exclusiva de pesquisas do Cepa. A partir do ano de 1995 a Revista foi enquadrada nas normas da Capes e passou a ser editada semestralmente, com a contribuição de arqueólogos de diversas instituições de ensino superior de todo país e exterior, tendo como objetivo divulgar os trabalhos desenvolvidos pelos mesmos. Atualmente não é mais editada de forma impressa, mas sim em meio digital.


Abril

2014

9

Institucional

Registros Arqueológicos: nos primeiros 20 anos de pesquisa foram 663 sítios catalogados no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Roraima

De 1974 a 1994 foram registrados pelo Cepa 663 sítios arqueológicos no Rio Grande do Sul, em Santa Cataria e em Roraima, além de sítios do Uruguai, da Argentina, do México, do Peru e da Bolívia. Os primeiros 20 anos de pesquisas do Cepa sob a coordenação do professor Ribeiro se enquadram num período conhecido como Arqueologia Acadêmica, caracterizado por grandes incentivos e investimentos dos órgãos de fomento, bem como das próprias instituições onde se localizavam os centros de pesquisa arqueológica. Atualmente o Cepa possui em sua reserva técnica mais de 1000 sítios arqueológicos registrados, sendo o centro com a maior reserva técnica do Estado, a qual serve de fonte de consulta para acadêmicos de pós-graduação de diversas instituições do país e do exterior. Após 20 anos de dedicação ao Cepa, Pedro Augusto Mentz Ribeiro passou a atuar na Fundação Universidade de Rio Grande

Arquivo Cepa

Atualmente o Centro disponibiliza em sua reserva técnica mais de mil sítios arqueológicos registrados, a qual serve de fonte de consulta para acadêmicos de pós-graduação de diversas instituições do país e do exterior

Sítio Leonildo Knies em Linha do Rio Candelária: maio de 1976

(Furg), num período em que a arqueologia empresarial dava seus primeiros sinais. Apesar de a fase da arqueologia acadêmica, com objetivos científicos, estar se extinguindo pela falta de recursos e pelo inte-

resse das instituições acadêmicas por outras formas de atuação, o Cepa cumpriu muito bem o seu compromisso de fazer ciência e de auxiliar no aprendizado dos alunos da Instituição e na iniciação de profissionais da arqueologia.

O Centro de Ensino e Pesquisas Arqueológicas (Cepa) ocupa amplo espaço no prédio do Memorial Unisc. Informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 3717-7628.

Centro de Ensino e Pesquisas Arqueológicas (Cepa) na atualidade Fotos: Felipe Nopes

Divulgação

Desde a década de 90 o Cepa está vinculado ao Departamento de História e Geografia e é coordenado pelo professor Sérgio Celio Klamt. Ele assumiu o comando do Centro em 1994, propondo um novo modelo de arqueologia: a arqueologia hoje conhecida como de licenciamento, de contrato ou empresarial, a qual é voltada para os licenciamentos ambientais de empreendimentos como usinas hidrelétricas, parques eólicos, rodovias, linhas de transmissão e loteamentos residenciais. Segundo ele, essa nova arqueologia exigiu Professor Sérgio Celio Klamt uma adaptação no método de efetuar as atividades de campo e de laboratório e uma nova forma de apresentar os resultados. O período de vigência dos projetos passou a ser menor, exigindo uma logística apropriada no desenvolvimento dos projetos. Enquanto que na arqueologia acadêmica o arqueólogo pode até se dedicar uma vida inteira ao mesmo assunto, na arqueologia de licenciamento ambiental, às vezes em 30 dias os resultados já devem ser apresentados, ou seja, a pesquisa tem que acompanhar o ritmo das obras. “O maior entrave na arqueologia de licenciamento é a conciliação entre o sistema burocratizado e moroso das instituições com a necessidade de agilidade dos empreendedores”, afirmou Klamt. Na Unisc, a arqueologia de licenciamento iniciou com os projetos da Usina Hidrelétrica de Dona Francisca e Levantamento e mapeamento de sítios nos municípios de Ibarama e de Venâncio Aires. Também teve significativa participação com pesquisas em parques eólicos como os de Santana do Livramento. Prestou assessorias em projetos de restauro de prédios históricos, como na Igreja Matriz de Santo Amaro de General Câmara; no Colégio Militar de Rio Pardo; na Casa David Canabarro em Santana do Livramento; na Igreja Matriz de Viamão; e atualmente em execução a do Museu Getúlio Vargas em São Borja.


10

Abril

Geral

2014

Coordenador do curso em Santa Cruz do Sul Laércio Rogério Friedrich Coordenador do curso em Sobradinho Eloi Almiro Brandt Coordenador do curso em Montenegro Renê Luiz Seibert Subcoordenador Prof. Ricardo André Machado Chefe de Departamento José Rocha Saldanha Laércio Friedrich, José Saldanha, Renê Seibert e Eloi Brandt Estágio Supervisionado, no qual, primeiramente, elabora sua proposta de trabalho materializada por um Projeto de Estágio e, na sequência, executa o trabalho proposto, apresentado por meio de um Relatório de Estágio Supervisionado perante banca examinadora. O tripé CEC, GAC e Laboratório Contábil representa a integração entre o ensino, a pesquisa e a extensão, qualificando continuadamente a formação dos profissionais na área contábil. Sua matriz curricular está estruturada em oito semestres, envolvendo conteúdos dos cenários econômico, financeiro, fiscal/

Objetivos específicos Em termos de objetivos específicos, o curso visa formar um profissional capaz de: - Planejar, executar e controlar atividades contábeis e organizacionais nos mais diferentes setores, tanto no ponto de vista fiscal, quanto gerencial; - Transformar dados contábeis em informações gerenciais úteis para a tomada de decisões internas (direção da empresa) ou externas (público ou investidores); - Elaborar relatórios contábeis com observância aos princípios fundamentais de contabilidade no Brasil, de outros blocos econômicos e em nível internacional, de acordo com as Normas Internacionais de Contabilidade (NICs), normatizadas pelo Institute Accounting Standard Board (IASB); - Desenvolver as habilidades para as atividades de perícia e auditoria; implantar sistemas de mensuração e controle nas organizações; - Desenvolver a ética nas relações profissionais, na precisão dos trabalhos e das prerrogativas que lhe são estabelecidas em legislação específica; - Representar a organização junto aos órgãos públicos, principalmente nas áreas fiscal e tributária; - Atuar de forma crítica e consciente na sociedade, com posicionamentos claros e seguros diante de fatos políticos, sociais e econômicos; - Desenvolver espírito de liderança e participação nas atividades profissionais e comunitárias.

tributário e social, nacional e internacional, de forma a atender aos seguintes campos interligados de formação: - Conteúdos de Formação Básica: estudos relacionados com outras áreas do conhecimento, sobretudo Administração, Economia, Direito, Métodos Quantitativos, Matemática e Estatística; - Conteúdos de Formação Profissional: estudos específicos referentes às Teorias da Contabilidade, incluindo as noções das atividades atuariais e de quantificações de informações financeiras, patrimoniais, governamentais e não-governamentais, de auditorias, perícias, arbitragens e controladoria, com suas aplicações peculiares ao setor público e privado; - Conteúdos de Formação TeóricoPrática: Estágio Curricular Supervisionado, Atividades Complementares, Estudos Independentes, Conteúdos Optativos, Práticas contábeis em Laboratórios de Informática com softwares específicos para a Contabilidade. Atuação O contador pode atuar em empresas públicas e privadas, exercendo atividades como: - Contador de custos; - Contador geral; - Contador de várias empresas sob forma de organização; - Auditor interno; - Auditor independente; - Auditor do Tribunal de Contas; - Perito contábil; - Consultor econômico-financeiro; - Fiscal de tributos; - Professor; - Pesquisador; - Controller; - Assessor para gestão empresarial, entre outras.

Faculdade de Ciências Contábeis de Santa Cruz do Sul Arquivo Pessoal

Criado em 1964, o curso de Ciências Contábeis da Unisc está completando 50 anos de atuação em Santa Cruz do Sul. Seu objetivo é a formação de um contador pleno, isto é, apto ao exercício profissional, cujos alicerces são a formação técnica e a formação integral, de maneira a oferecer à sociedade, bacharéis socialmente responsáveis e competentes na aplicação e no gerenciamento dos sistemas de informações contábeis, que suportam as decisões administrativas nas organizações públicas e privadas. Além de currículo com sólidos fundamentos teóricos, o curso possui, como apoio ao ensino, o Centro de Estudos Contábeis (CEC), que funciona como fórum permanente de estudos e discussões; o Gabinete de Assessoria e Consultoria Contábil (GAC), que desenvolve atividades de extensão na área da contabilidade; e o Laboratório Contábil de Informática, que serve de suporte para o aprendizado, através do desenvolvimento de conteúdos de disciplinas práticas profissionalizantes, integralizadas por meio de estágios assistidos. Nos dois últimos semestres do curso, o aluno desenvolve o

Daiana Carpes

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS COMEMORA 50 ANOS

Nem parece que já se foram 50 anos... Lembro-me bem da tão sonhada primeira Faculdade de nossa cidade, e da ânsia que tomava conta da comunidade por estar prestes a ter o seu primeiro curso superior. E, foi naquele ano de 1964, mês de abril, que veio a notícia da autorização para a instalação do curso de Ciências Contábeis para Santa Cruz do Sul. Em seguida procedeu-se ao vestibular, que preencheu 50 vagas; os professores eram ilustres profissionais dos mais conceituados na cidade – juiz de Direito, promotor de Justiça, diretores de empresas, religiosos, enfim, a “elite” entre os cidadãos da época. A maioria dos alunos (eu era o mais jovem) já estava com sua vida bem estruturada – eram gerentes de bancos, diretores de empresas públicas e privadas, militares graduados, enfim, cidadãos que já tinham alcançado a sua posição profissional. Mas, nem isso fez com que não prestassem seu vestibular (na época ainda tinha uma entrevista oral), se matriculassem e assistissem às aulas que eram ministradas nas dependências do Colégio Marista São Luiz. As dificuldades eram muitas, principalmente as financeiras – os salários dos professores eram baixos, e lecionavam muito mais por ideal do que por remuneração. Mas a maturidade do grupo todo, alunos e professores, formaram um conjunto de valores que teve por missão levar consigo a certeza da consolidação do ensino superior em Santa Cruz do Sul. A Aula Magna foi proferida pelo então ministro da Educação, Tarso Dutra, que foi recepcionado com pompas nas dependências do auditório do Colégio São Luiz. Inesquecíveis e até indescritíveis as amizades e a união que se formaram entre o grupo, tanto que até hoje, em todos os anos, sem jamais ter se falhado um só, reúnem-se os veteranos contadores – colaram grau um total de 28 – no primeiro sábado de dezembro, juntamente com os professores que ainda estão conosco, para recordar aqueles momentos e confraternizar. A abnegação dos docentes e a confiança e a ânsia dos alunos fizeram com que concluísse grau uma turma de profissionais, dos quais a maioria se tornou, se já não o eram, grandes líderes comunitários. Parabéns aos iluminados visionários da época que lutaram pela concretização de um curso superior em Santa Cruz do Sul! Parabéns aos primeiros alunos da época, que acreditaram no comando e no empreendedorismo daqueles líderes comunitários. Parabéns à Unisc, que teve ali lançada a sua Pedra Fundamental e pode, hoje, se orgulhar em estar consolidada como uma das universidades privadas de renome em todo o nosso país. Oscar Frederico Winterle, bacharel pela 1ª turma da Faculdade de Ciências Contábeis de Santa Cruz do Sul


Abril

2014

11

Fora de sede

UNIVERSIDADE INAUGURA UNIDADE DE ATIVIDADES ACADÊMICAS NO CAMPUS DE CAPÃO DA CANOA Karina Brendler

Gabinete de Assistência Judiciária O GAJ está vinculado ao Núcleo de Prática Jurídica, do curso de Direito da Unisc. Por meio dele, são oferecidos serviços de atendimento jurídico para a população de Capão de Canoa e de Xangri-Lá. Esses serviços, prestados gratuitamente e destinados apenas a pessoas de baixa renda, são realizados por acadêmicos do curso de Direito a partir do 8º semestre e procuram ampliar o acesso da comunidade carente à justiça, auxiliando-a a reivindicar e defender os seus direitos. O GAJ realiza cerca de 1.500 atendimentos anuais, visto que, desde a sua instalação, o gabinete beneficiou mais de 3.500 pessoas oriundas de Capão da Canoa e de Xangri-Lá.

Laboratório de Alimentos O Laboratório de Alimentos está vinculado ao Polo de Inovação Tecnológica do Litoral Norte e faz parte do projeto Obtenção da bromelina e de produtos elaborados com o abacaxi (Ananas comosus), financiado pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul por meio da secretaria de Ciência, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico. Está apto a atender demandas de consultoria e de assessoria na área de alimentos.

Com a presença da reitora Carmen Lúcia de Lima Helfer, do vice-reitor Eltor Breunig, da coordenadora do campus da Unisc de Capão da Canoa, Lilian Agraso Alves, e de demais professores e colaboradores, foi inaugurada, no dia 14 de março, a Unidade de Atividades Acadêmicas (UNA) da Unisc, em Capão da Canoa. O novo espaço abriga o Gabinete de Assistência Judiciária (GAJ) e o Laboratório de Alimentos, bem como sediará os projetos de extensão desenvolvidos pela Universidade na região. Além da secretaria e das salas de atendimento individual às

pessoas que necessitam de assistência jurídica gratuita, o local também possui sala de coordenação e de reuniões, espaço kids para desenvolvimento de projetos e entretenimento de crianças que acompanham familiares e uma sala de aula para 35 estudantes, apropriada para a realização de cursos de especialização, de extensão ou profissionalizantes, ampliando as possibilidades de atendimento a demandas da população. De acordo com a coordenadora do curso de Direito da Unisc de Capão da Canoa, professora Karina Meneghetti Brendler, o aumento da demanda do GAJ

exigiu a ampliação da estrutura de trabalho. Do mesmo modo, desde 2012 os projetos de extensão da Unisc começaram a prosperar no litoral norte, e um espaço para receber a comunidade e as entidades parceiras também se fez necessário. “Nossos acadêmicos precisavam de um local de estágio mais amplo, nossos assistidos, de um espaço confortável e a Unisc, de estar mais próxima da comunidade que a acolheu”, destacou Karina. A UNA está localizada na Avenida Rudá, 671, no Centro de Capão da Canoa. O telefone para contato é (51) 3625-3371.

Marcos Godoi

Novo espaço está localizado na Avenida Rudá, 671, no Centro do município

Inauguração reuniu integrantes da Universidade

Curso de Educação Física da Unisc Montenegro inicia atividades Divulgação

Curso conta com 20 estudantes matriculados em licenciatura

O curso de Educação Física do campus da Unisc de Montenegro iniciou as aulas da primeira turma no dia 17 de fevereiro. Além do conteúdo teórico em sala de aula, há também atividades práticas, que ocorrem no Ginásio Azulão do Parque Centenário Municipal. O curso conta com 20 alunos matriculados em licenciatura, com duração de sete semestres, e inclui projetos sociais que serão monitorados por estudantes nas áreas de Ginástica, Esporte e Lazer e Recreação Hospitalar. Segundo o coordenador Flávio Azeredo, a Unisc está estudando a possibilidade de encaminhar um projeto de bacharelado,

que permitirá ao aluno a atuação em toda a área não escolar. “Neste caso, se aprovado, o acadêmico aproveita as disciplinas da licenciatura, completa as do bacharelado e faz os estágios em um ano e meio. Assim, terá um segundo título de ensino superior, podendo atuar em todas as áreas da Educação Física”, explica Azeredo. Ao concluir o curso, o profissional possuirá competências e habilidades para a aprendizagem e o desenvolvimento do jogo, do esporte, da ginástica, da dança, da recreação e da atividade física, contribuindo de forma expressiva para a qualidade de vida da sociedade.


12

Abril

Extensão/Geral

GAJ Unisc inicia atuação em processos eletrônicos

SRFIS REPASSA O 4º LOTE DE CADEIRAS DE RODAS

O Gabinete de Assistência Judiciária da Unisc (GAJ), ligado ao curso de Direito em Santa Cruz do Sul, distribuiu a primeira petição inicial via processo eletrônico junto à Justiça Federal. Segundo o coordenador do GAJ, professor Vinícius Ferreira Laner, o convênio foi assinado no ano passado e representa um marco importante em dois aspectos. “Primeiro porque qualifica o estágio obrigatório, abrindo novo campo de atuação aos estudantes matriculados em Prática Jurídica Real. Outro aspecto é a ampliação dos serviços judiciários gratuitos à comunidade”, destacou.

Divulgação

PET-Vigilância participa da Expoagro Afubra

Solenidade ocorreu na sede da Adunisc rodas e cadeiras de rodas tipo banho. Nessa edição, o serviço inovou mais uma vez, entregando dois novos modelos de cadeiras de banho: adulto com encosto reclinável e banho infantil (para menores de 4 anos), da empresa Vanzetti, reforçando a parceria com a empresa Ortobrás e iniciando um

processo de aproximação com a empresa Vanzetti. “Esses momentos coletivos materializam e reafirmam o compromisso da Unisc para a melhora da qualidade de vida das pessoas com deficiência”, disse a coordenadora do SRFis, professora Angela Cristina Ferreira da Silva.

Estudantes de Turismo realizam ações solidárias em Santa Cruz do Sul

Nos dias 25, 26 e 27 de março, bolsistas e preceptores do PETVigilância em Saúde – grupo da saúde do trabalhador, participaram da Expoagro Afubra, em Rincão Del Rey - Rio Pardo, com ações de orientações de saúde aos agricultores e participantes da feira. Houve exposição de folders, cartazes e banners, abordando temas relacionados à prevenção de doenças do trabalho na agricultura e em outras atividades. A ação foi desenvolvida em parceria com a equipe do Centro Regional de Referência em Saúde do Trabalhador Região dos Vales (Cerest).

Unisc sedia Comitê Consultivo do Peiex Felipe Nopes

Com o apoio dos acadêmicos, o curso de Turismo promoveu duas ações solidárias na comunidade santa-cruzense. A primeira delas foi realizada durante o trote solidário com os calouros do primeiro semestre de 2014 e arrecadou alimentos não perecíveis, roupas e brinquedos. Os donativos foram destinados à Associação Comunitária Pró-Amparo do Menor (Copame), cuja entrega ocorreu em 16 de março e foi feita pela coordenadora do curso, professora Luciana Antonia Tremea, e pelos alunos empenhados na ação. A outra atividade, realizada pelo Diretório AcaFotos: Divulgação dêmico (DA), consistiu em coletar rações para gatos e cachorros. As doações foram arrecadadas durante a aula inaugural do curso e entregues na sede do DA, na Unisc, à instituição de amparo aos animais Protetores de Santa Cruz do Sul.

Divulgação

O Serviço de Reabilitação Física e Saúde da Unisc (SRFis) realizou nesta quinta feira, dia 20 de março, a 4ª entrega pública de cadeiras de rodas. O encontro ocorreu na sede da Adunisc e beneficiou os usuários da 8ª, da 13ª e da 16ª Coordenadorias Regionais de Saúde. As boas-vindas aos convidados foram dadas pelo fisioterapeuta do SRFis, Rafael Kniphoff da Silva. Após, a bolsista Camila Hertz Flores e a terapeuta ocupacional Daniela Sumie Yasui apresentaram o protocolo de orientações sobre o uso correto das diversas modalidades de cadeiras de rodas. No total, foram dispensados 45 dispositivos, entre cadeiras de

2014

Trote solidário beneficiou a Copame

Rações foram arrecadadas pelo DA do curso

CPTBio e Unisc-Escola firmam parceria Com o objetivo de despertar a capacidade regional para o desenvolvimento de produtos, processos, serviços biotecnológicos e fomentar o desenvolvimento da economia local pela inserção de novas empresas de biotecnologia no mercado, o Centro de Pesquisa e Treinamento em Biotecnologia (CPTBio) da Incubadora Tecnológica da Unisc (Itunisc), que conta com recursos da Secretaria Estadual de Ciência, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico (SCIT), firmou parceria com o programa Unisc-Escola, por meio do projeto Rumos para a Educação Superior. O objetivo é realizar capacitações para professores e estudantes de seis escolas de ensino fundamental e médio do município de Santa Cruz do Sul. As oficinas serão realizadas nas escolas e nas dependências da Unisc, conforme cronograma que está sendo elaborado. As temáticas serão voltadas para assuntos da biotecnologia na atualidade. O primeiro tema a ser abordado será HPV e vacinas, visto que recentemente o Ministério da Saúde vem realizando campanha de vacinação em massa para o HPV, o que tem gerado muitas dúvidas e expectativas a respeito do tema. O CPTBio é financiado pela Secretaria de Ciência, Inovação e Tecnologia do Estado do Rio Grande do Sul.

Evento contou com palestra sobre Inteligência Comercial Na noite do dia 2 de abril, na sede da Associação dos Docentes da Unisc (Adunisc), foi realizado o Comitê Consultivo do Projeto Extensão Industrial Exportadora (Peiex). Houve a prestação de contas de 2013 do projeto, a apresentação das ações promovidas na região e o lançamento do 6º ano de atividades, que iniciou em março. Em seguida, o coordenador do Centro Internacional de Negócios do Rio Grande do Sul (CIN-RS), Kurt Ziegler, e as analistas de Inteligência Comercial do CIN-RS, Marina Finestrali e Pâmela Lago, ministraram a palestra Como usar a Inteligência Comercial no processo de internacionalização. O evento também contou com a presença do vice-presidente regional da Fiergs/Ciergs/RS, Flávio Haas, e do gerente de Competitividade da Apex-Brasil, Leonardo Deppe. A promoção foi da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), por meio do CIN-RS, em parceria com o Peiex – Núcleo Operacional Vale do Rio Pardo e Região Central do Estado/Unisc.


Abril

2014

13

Pesquisa

UNISC RECEBE REPRESENTANTE DO GRUPO INGLÊS BSC Divulgação

Felipe Nopes

A Unisc recebeu, no dia 24 de março, a visita da gerente de marketing do grupo British Study Centres da Inglaterra (BSC), June Dunn, que foi recepcionada pelas equipes da Assessoria para Assuntos Internacionais e Interinstitucionais (AAII) e do Centro de Línguas e Culturas (Celinc). Além de conhecer o campus-sede da Unisc, também participou de uma reunião sobre a parceria que já existe desde 2011 entre as duas entidades, no sentido de oferecer cursos de língua inglesa nas escolas da BSC. A atividade ocorre por meio de viagens de estudos em línguas que são oferecidas anualmente pela Universidade para a comunidade acadêmica.

PPGDR/Unisc inicia comemorações de 20 anos Divulgação

Recepçao foi feita pelas equipes da AAII e do Celinc Além de buscar estreitar ainda mais essa parceria, o encontro também resultou na discussão de novas possibilidades no âmbito da graduação, através de ações de

mobilidade e visitas acadêmicas nas duas faculdades que fazem parte do grupo BSC na Inglaterra, West London College e Hove College.

MBA em Gestão Empresarial inicia atividades

Mestrado em Letras

O curso de MBA em Gestão Empresarial da Unisc iniciou suas atividades no dia 21 de março. Dirigido a graduados de qualquer área do conhecimento, como Administração, Ciências Contábeis, Turismo, Economia, entre outras, assim a para profissionais que atuam ou desejam atuar em gestão de organizações empresariais, o objetivo do curso é aprofundar as inter-relações existentes entre as diferentes áreas funcionais das empresas. Ao final, o pós-graduado estará apto a atuar estrategicamente na gestão de qualquer negócio, em empresas de serviço, comércio e indústria. As aulas ocorrem no campus de Santa Cruz do Sul nas sextasfeiras das 19h às 22h20 e aos sábados das 8h às 12h e das 13h às 15h40. O curso continua recebendo interessados em ingressar como Aluno Especial. Na página do MBA está disponibilizada a relação de disciplinas possíveis para matrícula.

No dia 1º de abril, o Mestrado em Letras promoveu a primeira edição do ano do Conversas sobre Leituras. O convidado foi o professor de Estética da Universidade de Brasília (UnB), Flavio René Kothe. O evento ocorreu na sala 1002, no bloco 10 do campussede, com entrada franca e aberto à comunidade. Kothe é doutor em Teoria Literária e Literatura Comparada. Atualmente se dedica à tradução e à interpretação da obra do poeta romeno Paul Celan.

4º Ciclo de Conferências da Unisc A Unisc, por meio da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, realizou, no dia 26 de março, o 4º Ciclo de Conferências. A programação iniciou pela manhã, na sala 101, bloco 1 do campus-sede, com a presença do professor Luís Reynaldo Ferracciú Alleoni, da Universidade de São Paulo (USP). O docente ministrou palestra com exposição técnica voltada à edição e à qualificação das revistas científicas no Qualis Capes, direcionada a editores e bolsistas que atuam em revistas científicas da Unisc. Já no turno da tarde, no Auditório Central da Universidade, Alleoni abordou o tema Características gerais de um artigo científico para publicação em revistas científicas qualificadas. A atividade foi aberta para toda a comunidade acadêmica. Sobre o palestrante Luís Reynaldo Ferracciú Alleoni é Bolsista Produtividade em Pesquisa do CNPq – Nível 1B. Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), da USP; mestrado e doutorado em Solos e Nutrição de Plantas; livre-docência em Química do Solo, também pela Esalq/USP; e pós-doutorado pela Universidade da Flórida. Atua como professor, chefe do Departamento de Ciência do Solo e editor chefe da revista Scientia Agrícola, da Esalq/USP. Possui experiência na área de Agronomia, com ênfase em Química do Solo, atuando principalmente nos temas alterações químicas do solo em função do manejo e comportamento de elementos potencialmente tóxicos no ambiente. Atualmente é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos (Abec).

Foi realizada no dia 7 de março a Aula Inaugural do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional – Mestrado e Doutorado da Unisc. O evento, destinado aos alunos, professores e egressos do Programa, bem como à comunidade em geral, contou com a presença da professora Rosélia Perissé da Silva Piquet, doutora em Teoria Econômica pela UFRJ e coordenadora do mestrado em Planejamento Regional e Gestão de Cidades da Universidade Cândido Mendes (Ucam/RJ), que falou sobre O Ensino e a Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional no contexto do Desenvolvimento Brasileiro. A coordenadora do PPGDR/Unisc, professora Virginia Elisabeta Etges, foi quem fez a abertura do evento. Na oportunidade, enfatizou que 2014 marca os 20 anos do Programa, assim como a conquista da nota 5 na Avaliação Trienal 20102012, realizada pela Capes. Também ressaltou que o PPGDR foi o primeiro Programa da área de Desenvolvimento Regional do Brasil, sendo destaque na qualidade do ensino e nas pesquisas realizadas.

Projetos recebem verba do Ministério da Saúde Dois projetos de pesquisa da Unisc em parceria com o Hospital Santa Cruz (HSC) receberam verba do Ministério da Saúde para custeio de materiais. O projeto Dano, reparação e susceptibilidade em doenças pulmonares foi contemplado com R$ 141 mil. Já o trabalho intitulado Efeitos da reabilitação pulmonar sobre a capacidade cardiorrespiratória e funcional dos portadores de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica no município de Santa Cruz do Sul recebeu R$ 54 mil. Ao todo são 16 alunos bolsistas de graduação e de pós-graduação envolvidos nos dois projetos, das áreas de Fisioterapia, Farmácia e Biologia. Os recursos destinam-se a custear materiais por dois anos. Uma das coordenadoras do programa, professora Andréa Lúcia Gonçalves da Silva, ressalta que o valor servirá para reforçar o aprendizado nos projetos. “Os recursos servirão para dar sustentabilidade e autonomia à pesquisa”, reforça Andréa. “Vamos investir em qualidade e inovação. Toda a comunidade ganha com isso”, complementa. Segundo a professora, 50% do valor já foi repassado aos coordenadores, enquanto a outra parcela será recebida em novembro. O projeto Dano, reparação e susceptibilidade em doenças pulmonares é desenvolvido por cinco alunos de graduação e de pósgraduação. Os acadêmicos estudam a população portadora de doenças pulmonares em Santa Cruz do Sul. São pacientes com tuberculose, doença pulmonar obstrutiva crônica e câncer de pulmão. O grupo de pesquisa avalia e quantifica os danos e a capacidade de reparação de DNA desses pacientes, bem como sua genética. Já o projeto Efeitos da reabilitação pulmonar analisa os pacientes portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica reabilitados e não reabilitados. É formado por um grupo de 11 alunos bolsistas de graduação. O projeto, que consiste em um estudo quase experimental com amostra voluntária de pacientes, é realizado no HSC e na Unisc.


14

Abril

Variedades

50 ANOS DE ENSINO SUPERIOR EM SANTA CRUZ DO SUL Jô Nunes

2014

Eventos de Educação De 2 a 5 de abril, a Unisc foi sede do 12º Fórum Nacional de Educação e do 15º Seminário Regional de Educação Básica, que, este ano, debateram o tema Escola hoje: quem te define?. Os objetivos foram oportunizar aos profissionais de educação um espaço para teorização, discussão, reflexão, debate e troca de experiências, que permitem a construção de alternativas qualificadas para a educação, e refletir sobre as interferências da sociedade de consumo, das novas mídias e de organizações nos projetos educacionais nas escolas. A promoção foi da Unisc, da Secretaria de Educação e Cultura de Santa Cruz do Sul (Smec), da 6ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), do 18º Núcleo do Centro de Professores do Estado do Rio Grande do Sul (Cpers/Sindicato), do Sindicato dos Professores Particulares do Rio Grande do Sul (Sinpro – RS) e do Sindicato dos Professores Municipais de Santa Cruz do Sul (Sinprom).

Docente da Unisc lança livro sobre temas atuais Orquestra da Unisc em apresentação no Auditório Central Em comemoração aos 50 anos de Ensino Superior em Santa Cruz do Sul e do curso de Ciências Contábeis e dos 40 anos do Centro de Ensino e Pesquisas Arqueológicas (Cepa), a Orquestra da Unisc realizou, no dia 6 de abril, um concerto no Auditório Central da Unisc. Já no dia 30 deste mês, às 20 horas, também no Auditório Central, ocorre a apresentação do Coral Canadá da University College of Alberta, que apresentará misto de música secular e sacra e peças brasileiras. A entrada é franca.

Farmácia realiza viagem de estudos Divulgação

Um grupo de estudantes do curso de Farmácia da Unisc, acompanhados pela professora Arlete Klafke, realizou uma viagem de estudos no dia 21 de março. Durante a atividade da disciplina de Cosmetologia, visitaram o Grupo Boticário, em São José dos Pinhais (PR), quando conheceram as instalações da indústria e as etapas de produção de maquiagens (batons, sombras, gloss, pós-faciais), bases cosméticas faciais/corporais e perfumes. Também acompanharam o processo de fabricação de perfumes, desde a produção das essências até o produto final. Já em Palmera (PR) os estudantes estiveram na empresa Baston Aerossol, conhecida por desenvolver e fabricar o marcador de linha de barreira de futebol e uma das maiores fabricantes de aerossóis do Brasil. Os produtos cosméticos foram o foco principal, onde tiveram a oportunidade de conhecer os processos industriais, além das áreas de pesquisa e de desenvolvimento, onde a inovação é o grande diferencial para este mercado. “As visitas técnicas são atividades atraentes e importantes para os alunos, pois permitem conhecer empresas consideradas modelos e oferecem experiências que reforçam os conhecimentos e a formação profissional”, salientou a professora Arlete Klafke.

Banco de Imagens/Gazeta do Sul O professor do Departamento de História e Geografia da Unisc, Mozart Linhares da Silva, lançou, no dia 3 de abril, no saguão do Auditório Central da Universidade, o livro História e Cotidiano: 101 textos para pensar o mundo atual. A obra possibilita o resgate de discussões importantes sobre temas universais e atemporais já publicados na Gazeta do Sul desde agosto de 2011. A ideia do livro surgiu da sugestão de leitores assíduos de sua coluna, igualmente denominada História e Cotidiano, que demonstraram o interesse de ter em mãos o compilado de suas publicações semanais para, entre outras finalidades, tornar-se instrumento de trabalho em sala de aula. Silva sentiu-se estimulado e a Editora Gazeta abraçou o projeto. Dos mais de 140 textos divulgados na coluna, o autor separou 100 para o livro. Todos com reflexões sobre questões atuais, a partir do ponto de vista da análise histórica e sociológica. Embora embasado no saber acadêmico, o conteúdo é tratado em uma linguagem acessível, característica que o professor procurou imprimir aos seus escritos desde que se tornou colunista do jornal. Além dos 100 artigos já publicados na coluna, o livro traz ainda um texto escrito pelo historiador e submetido à coluna Opinião da Gazeta em 2002. A particularidade é que foi em razão dele que, anos mais tarde, Mozart recebeu o convite para tornar-se colunista do jornal.

Dicas para ler Livraria 12 anos de escravidão, de Solomon Northup Editora: Penguin Companhia Preeço: R$ 22,50 A obra narra a história real de Solomon Northup, negro americano nascido livre que, por conta de uma proposta de emprego, abandona a segurança do Norte e acaba sendo sequestrado e vendido como escravo. Durante doze anos, ele foi submetido a trabalhos forçados em diversas fazendas na Louisiana. Este relato autobiográfico, publicado depois da sua libertação, em 1853, é reconhecido como a melhor narrativa sobre um dos períodos mais nebulosos da história dos Estados Unidos.

Biblioteca O Octavo de Estocolmo, de Karen Engelmann Editora: Rocco Localização: 813 E57o 2013 O Octavo é uma teoria da antiga arte da cartomancia, em que 8 cartas representam as 8 pessoas essenciais ao resultado de todo evento significativo na vida de alguém. Encontrar estes 8 indivíduos significa controlar o resultado do evento, seja ele o destino de uma paixão ou de um reino. A obra reúne uma coleção de personagens fictícios e históricos cujos caminhos entrelaçam-se em conspirações políticas, amor e magia.

Edunisc Rei Lear, de William Shakespeare, Elvio Funck (tradutor) Preço: R$ 35,00 Há cerca de uma dezena de traduções de King Lear para o português, algumas mais afeitas ao poético, outras mais preocupadas em transmitir o desenvolvimento da história propriamente dita. Em tese, todas as traduções de um texto clássico publicáveis são bem-vindas, pois, com suas idiossincrasias, cada tradutor de razoável competência dá sua iluminação ao texto, que se caracteriza pela presença de notas explicativas de pé de página, que esclarecem aspectos semânticos, gramaticais e históricos.


Abril

2014

E agora? Reflexões sobre carreira e profissão

A carreira versus a namorada... Bom mesmo é não se deixar escravizar por nada: nem pela namorada, nem pelo trabalho.

15

Adriano Silva Jornalista, palestrante, consultor. Atua com sua empresa, Damnworks, produzindo conteúdo para grandes marcas. Foi diretor do Núcleo Jovem da Editora Abril e chefe de redação do Fantástico, na TV Globo. Trouxe o Gizmodo ao Brasil. Tem dois livros de negócios e carreira publicados - E agora, o que é que eu faço? - Tudo o que você precisa saber para construir a carreira dos seus sonhos e Tudo o que aprendi sobre o mundo dos negócios - Ideias para você ser mais feliz na vida corporativa. Tem um MBA pela Universidade de Kyoto, no Japão, e escreve todo dia no blog Manual de Ingenidades. adriano@doceoficio.art.br

Recebo no meu e-mail a seguinte mensagem de um leitor da coluna: “Gosto muito da sua coluna e da forma como você ajuda as pessoas. Estou procurando auxílio e resolvi desabafar. “Minha namorada acabou de romper comigo – foi o fim de um namoro de 9 meses. Sou apaixonado por ela e a dor é imensa. No início nos encontrávamos bastante, quase todo dia. Eu saía do trabalho para encontrá-la, às vezes dormia em seu apartamento, às vezes voltava para minha casa. O problema começou por causa da distância entre nossas moradias. Ir para o trabalho direto da casa dela ficou difícil, pois me atrasava demais. Com o tempo, nossos encontros diminuíram. Jantávamos uma vez por semana e ficávamos juntos apenas nos finais de semana. Isso começou a incomodá-la. Ao mesmo tempo, ela jogava indiretas sobre planos para o futuro, como casamento e filhos. Eu deixava claro que ainda precisaria me desenvolver mais profissionalmente para assumir um compromisso como esse. Ainda não tínhamos nem um ano de namoro. (Existe uma diferença de condição financeira também. Ela vem de uma família abastada; talvez por isso possa passar pela cabeça dela algo como ‘quero casar e pronto’, sem se preocupar muito com os custos disso.) “Como estou num momento de ‘sprint’ profissional, trabalhando muito para obter uma promoção, ela vinha recorrentemente me colocando entre a cruz e a espada com um argumento assim: ‘Você precisa trabalhar muito para crescer e etc, então me larga já que não tem tempo para mim’. Até que me largou. Estou precisando de uma mão amiga.” Meu caro amigo… que situação! Eu já me acho muitas vezes desaparelhado para emitir opiniões sobre profissão e carreira – que dirá para dizer qualquer coisa sobre a vida afetiva e as ilusões e desilusões amorosas de outra pessoa. Mas vamos lá. Você me confiou esse dilema e seria uma desfeita não lhe responder. Além disso, há uma questão profissional bem cravada aí no meio dessas rosas e desses espinhos que você relata. Eis o que me ocorre: - Você parece jovem. Não sei o quanto de dor de amor você já causou e já sofreu nessa vida. A experiência vai afinando nossos parâmetros e nos ajudando a discernir o que é incêndio na reserva florestal e o que é apenas um palito de fósforo queimando. Namoro de 9 meses, acho que é justo dizer, é um relacionamento relativamente curto. Considere, portanto, se essa sua dor não é apenas momentânea e se essa sua paixão não é algo passageiro. Claro que conheço gente que casou com poucos semanas de namoro – eu mesmo me enquadro aí – e emplacou relacionamentos duradouros e profundos. Você só precisa avaliar o real sentimento que tem pela moça, assim como o real sentimento que ela tem por você. - As paixões, creio eu, devem ser vividas sem prestar contas à questão financeira, que se dá em um outro cenário. Se é para engatar num relacionamento sério, mergulhe, sem ligar para quanto tem na conta bancária. Por outro lado, se o arrebatamento não for tal, vá com calma, pondere, vá levantando o muro da relação um tijolinho por vez. - Pois é, vocês moram longe. Esse translado pode ser bem difícil em alguns dias da semana. Eu lhe entendo. Mas será que a moça lhe entendia nesse aspecto? Pelo jeito, não. Ela também lhe visitava e fazia a via crúcis casa do namoradotrabalho ou era só você que camelava atrás dela? - Outro ponto que me chamou a atenção é o fato de ela num momento querer casar www.osfiguras.com.br e ter filhos com você e no momento seguinte lhe largar – para usar a sua expressão. Quem ama não larga. Quem quer de verdade, batalha. Se estavam passando muito pouco tempo juntos, e ela lhe quisesse de verdade, teria tentado encontrar caminhos de estarem mais próximos, contribuindo inclusive para que isso acontecesse, ao invés de apenas cobrar isso de você, como se ela não tivesse contribuição a dar. A escolha por chantageá-lo diante do impasse em que estavam é, no mínimo, imatura. Mas pode indicar uma série de outras coisas sobre ela. Analise. - Por fim: cuidado com ‘sprints’ profissionais. Eles são lícitos quando são tiros rápidos, projetos de curto prazo, com objetivos bem postos. O grande risco é emendar uma corrida de 100m na outra e isso virar um vício. E você simplesmente deixar de viver. Se você se enxerga de algum modo nesse retrato, pare e pense. E agradeça à moça por ter, do jeito dela, lhe dado um toque a respeito. E mais não digo. Lhe desejo o melhor do mundo profissional. E o melhor do mundo dos amores e das afeições. Boa sorte em tudo. Seja feliz.


Abril

Contracapa

2014

PRIMEIROS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM EAD INICIAM NA UNISC Divulgação No dia 12 de março, a Unisc deu início às aulas dos primeiros cursos de graduação na modalidade de educação a distância (EaD). São ofertados os cursos superiores de Tecnologia em Eventos, em Gestão Comercial e em Negócios Imobiliários. Cada um terá duração de cinco semestres/módulos. As aulas são 100% a distância e ocorrem em um ambiente virtual de aprendizagem na internet, denominado Sala Virtual EaD Unisc (Plataforma Moodle). Nesse ambiente ficam disponíveis os materiais didáticos de cada Rudimar Serpa de Abreu disciplina, as videoaulas e as atividades de aprendizagem e de avaliação, bem como as ferramentas para comunicação com os professores, tutores e monitores técnicos. O estudante pode acessar a sala virtual em qualquer dia e horário da semana. “A flexibilidade de tempo é uma das principais características da educação a distância, pois o professor e os alunos não precisam estar juntos necessariamente para interagir”, destaca o coordenador da Assessoria para Educação a Distância (AEaD) da Unisc, professor Rudimar Serpa de Abreu. Segundo ele, os cursos na modalidade a distância geram uma grande expectativa por parte dos estudantes quanto à metodologia adotada e às ferramentas que deverão dominar nesse processo. “De nossa parte, estamos prontos para ajudá-los a vencer esse desafio, pois contamos com um excelente projeto pedagógico e uma equipe de profissionais capacitados e qualificados para atender a essa modalidade de ensino”, assegura Abreu. Ao final de cada semestre/módulo, o aluno deverá comparecer a um dos polos da Unisc para realizar a avaliação presencial que contemplará os conteúdos estudados nas disciplinas.

Os cursos Superior de Tecnologia em Eventos Habilita para a atuação na área de eventos, turismo e hospedagem, prestando serviços especializados em planejamento, organização e execução de eventos esportivos, culturais, científicos, artísticos e de lazer. Carga horária: 1.650 horas/aula Superior de Tecnologia em Gestão Comercial Capacita para uma melhor gestão de vendas e para o aumento de resultados comerciais em qualquer setor, como varejo, atacado, indústria e representação comercial. Além disso, habilita para a atuação em planejamento comercial, organização e gerenciamento de equipe de vendas, operação e atualização de sistemas de informações comerciais on-line e off-line, relatórios e controle de metas de vendas em comércio eletrônico ou tradicional. Carga horária: 1.650 horas/aula

MCTI visita obras do TecnoUnisc Divulgação

Grupo da Alemanha realiza atividades na Universidade Visita do MCTI ocorreu no dia 20 de março noUnisc, Fernando Stanck; e pelos pesquisadores Rosana Schneider e Valeriano Corbelini. Também estiveram presentes o secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Ciência e Tecnologia de Santa Cruz do Sul César Cechinato e seu o assessor Gerson Weigel; além das representantes da Secretaria de Planejamento e Gestão Rosângela Mohr, do setor de Compras da Unisc Silvane Wenzel e do Polo de Modernização Tecnológica do Vale do Rio Pardo Danúbia Oliveira. A visita foi estendida ao pré-

dio 55, onde será instalado o Centro de Excelência, e ao Bloco 16, que vai abrigar a Itunisc e os setores ligados ao TecnoUnisc, cuja inauguração está prevista para o dia 28 de abril. “Essa visita dos técnicos do MCTI foi de extrema importância, pois permitiu ao município e a Unisc apresentarem o andamento do projeto que teve até o momento 89% das aquisições previstas, sendo que a previsão de término é em outubro desse ano”, disse a pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da Unisc, Andréia Rosane de Moura Valim.

Docentes participam de seminário em Brasília O coordenador do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) na Unisc, professor Rudimar Serpa de Abreu, e a coordenadora institucional do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor), professora Nadir Helfer, participaram do Seminário Nacional: caminhos da formação docente, realizado nos dias 3 e 4 de abril, no edifício-sede da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), em Brasília. O objetivo principal foi discutir políticas de formação docente para a integração regional do Mercosul. Na abertura do evento, a diretora de Formação de Professores da Educação Básica da Capes, Carmen Moreira de Castro Neves, falou sobre a dedicação com que a Capes tem trabalhado na função adquirida desde 2007, quando a educação básica foi incorporada às responsabilidades da fundação. “Essa é uma casa que respeita a formação docente. Temos investido muito em programas para desenvolvê-la em todas as instâncias. Além disso, temos programas desenvolvidos em cooperação internacional, que dá oportunidade de inserção desses profissionais no exterior”, apontou. Carmen esteve presente representando o presidente da Capes, Jorge Almeida Guimarães.

Desirê Allram

Os representantes da Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Hideraldo Almeida e Ricardo Aguiar, estiveram na Unisc no dia 20 de março para acompanhar o andamento e as aquisições de equipamentos do projeto Centro de Excelência em Produtos e Processos Oleoquímicos e Biotecnológicos: 1ª fase de implantação do Parque Científico e Tecnológico da Unisc (TecnoUnisc), projeto desenvolvido pela Unisc em parceria com a Prefeitura Municipal de Santa Cruz do Sul. O recurso, oriundo de uma emenda da bancada gaúcha, totaliza R$ 3.777.696,97 e é destinado especificamente para aquisições de equipamentos que irão compor as instalações do TecnoUnisc. Na oportunidade, foram recepcionados pela reitora Carmen Lúcia de Lima Helfer; pela pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, Andréia Rosane de Moura Valim; pelo coordenador do Tec-

Superior de Tecnologia em Negócios Imobiliários Forma profissionais com conhecimentos e habilidades multidisciplinares, criativas e empreendedoras no ramo imobiliário, preservando conceitos relacionados a ética, responsabilidade social, qualidade e excelência na prestação de serviços. Carga horária: 1.650 horas/aula + 210 horas de estágio optativo para quem precisar encaminhar registro profissional

Visitantes foram recepcionados na Reitoria A Unisc recebeu, no dia 1º de abril, um grupo de 15 estudantes e dois professores da Eberhard Karls Universität Tübingen, da Alemanha, instituição com a qual a Unisc mantém acordo de cooperação e realiza atividades internacionais. Os visitantes foram recepcionados pela reitora Carmen Lúcia de Lima Helfer; pela coordenadora da Assessoria para Assuntos Internacionais e Interinstitucionais (AAII), Cristiana Mueller; e por demais integrantes da Reitoria da Unisc. Pela manhã, o grupo, que esteve sob coordenação dos professores Rainer Radtke e Martin Ebner, realizou um tour e conheceu as dependências da Universidade. À tarde, alunos e docentes participaram de uma palestra sobre o efeito das mudanças climáticas na flora antártica, ministrada pelo professor e biólogo Jair Putzke, e visitaram os laboratórios do curso de Biologia da Unisc. As atividades do grupo seguiram até o dia 5 de abril com visitas à empresa Souza Cruz, à Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) e ao município de Candelária, palestras e partida de futebol na Unisc e café colonial em Sinimbu. Desde 2002, a Unisc recebe, anualmente, grupos da Eberhard Karls Universität Tübingen, da área de Biologia, para visita técnica. A expedição deste ano faz parte do programa Alemanha+Brasil 20132014 - Onde ideias se encontram, que incentiva instituições brasileiras e alemãs a realizarem atividades de iniciativa própria para estreitar as relações entre os dois países.


Jornal da Unisc 138