Page 1

VIVA Active


INSTITUTO DE COMUNICAÇÃO E ARTES CURSO DE GRADUAÇÃO EM MODA

A VEZ DE LILITH: A concepção do feminino desde o mito da criação e seu reflexo na Linguagem da Moda

Trabalho de Conclusão do Curso apresentado à disciplina de projeto experimental do Instituto de Comunicação e Artes/Centro Universitário UNA, como para pré-requisito para a obtenção do título de Bacharel em Moda ALUNOS: Silvia Campos PROFESSOR(A) ORIENTADOR(A): José Fernandes ÁREA: Criação de Moda Produto: Coleção Feminina

BELO HORIZONTE 2017 / Primeiro Semestre


O SU M RE

Este trabalho acadêmico

apresenta como foi feita a tradução das palavras apresentadas na pesquisa feita para o artigo A Vez de Lilith: A concepção do feminino desde o mito da criação e seu

reflexo na linguagem da Moda, para o mundo

ideia ainda abstrata do croqui para o resultado final da coleção. Um mundo de tecidos e linhas que foi criado para atender um público específico de mulheres de convicções fortes, porém de almas delicadas.

This academic work presents how the translation of words o ered on the survey for the article Lilith's turn: The conception of the feminine since the myth of creation and it's reflection on Fashion's language, to the

str ac t

processos e transformações que se passam desde a

empirical world of clothing. Here all the details of the processes e transformations that happens since the abstract idea of the sketch to the collections final result. A world of fabrics and threads that has been created to attend an specific public of woman with strong beliefs, and yet delicate souls.

Ab

empírico do vestuário. Aqui se detalham todos os


Sú ma ri o

11 21 27 43 65 147

BRIEFING DE NEGÓCIOS PÚBLICO aLVO IDENTIDADE DA MARCA BRIEFING DA COLEÇÃO COLEÇÃO APêndices


SP IRE S RTI N MA OS MP CA IA SIL V

Currículo Objetivo Profissional Atuar como designer de moda na área de criação.

Experiência Profissional ·

Empresa – Aufabeto

Cargo – Comunicação

Qualificações Criatividade, dedicação, inovação, capacidade de trabalhar em equipe, facilidade de comunicação, pró-atividade, e comprometimento com resultados.

Formação Acadêmica

Função – desenvolver e criar artes para comunicação interna e externa da empresa em seus canais de mídia. Produção de eventos internos e externos. Assessoria na confecção dos uniformes da empresa. Assessoria administrativa. ·

Empresa – Loja Luiza Ferraz

Cargo – Vendedora Entrada – fevereiro de 2016 a fevereiro de 2017 ·

Empresa – Loja Mariana Abreu

Superior: graduando em Moda

Cargo – Vendedora

Instituição de ensino : UNA

Entrada – dezembro de 2013 a junho de 2014

Programa de Intercâmbio Cultural - Graduação

·

pela Townsville Grammar School na cidade de

Cargo – Estagiária

Townsville, Austrália

Entrada – 14 de dezembro de 2009 a 14 de junho de 2010

2º grau completo - Colégio Loyola

Funções – auxiliar no desenho de moda, acompanhamento

idiomas

Empresa – Carvalho e Ferreira Ltda (Barbara Bela)

no desenvolvimento de coleção e pesquisa de moda ·

Empresa - Oto Calçados (Spatifilus)

Cargo – Estagiária inglês Fluente

Celular: (31) 99866-0666 E–mail: vivaactivecontato@gmail.com, silvinhac@hotmail.com Instagram: @campossilvia Facebook: Silvia Campos Site: silviacamposfdesigner.blogspot.com.br

Entrada – abril de 2009 a agosto de 2009 Funções – Elaboração de Book de Tendências (pesquisa

Conhecimentos complementares Pacote O

ce

Adobe Illustrator Redes Sociais Internet

Extracurriculares Certificado de participação: 2ª edição do Fórum Fashion Exclusivo para Estudantes de Moda, Têxtil Canatiba

elaboração de texto e montagem), participação na criação, contato com fornecedores, organização. ·

Outras experiências:

1.

Marca própria de pijamas em 2012.

2.

Deste ano em diante criação e desenvolvimento de

roupas de festa por atividade autônoma até 2015. (Imagens no site acima) 3.

2015 até a data presente criação e desenvolvimento

de roupas para a prática de atividades físicas voltadas para performance.


BRIEFING DE NEGÓCIOS

11

12


Descrição geral da marca

nicho Prêt-à-porter de difusão

A Viva Active é uma marca de sportwear com foco em desempenho. Através da pesquisa de materiais e formas ergométricas desenvolvemos nossos produtos para que o atleta obtenha o máximo de sua

Segmento

Conforto

OBJETIVO etiquetas internas em silk

Inovação Conceitual

ilo

SUBJETIVO

ent ar

moderno

est

Elementos de estilo

Esportivo

tecnologia vestível seja peças exclusivas patenteadas

13

e

coleção Masculina

lem

Feminino com mini

ant

vestuário.

est

Gênero

roupas que vão muito além da proteção do corpo são soluções em

min

apropriada para o segmento, a Viva Active veio para proporcionar

do

modalidades que ele engloba. Observando a carência em vestimenta

ilo

suprir uma falta de peças voltadas para a prática de Crossfit e as

pre

Fitness e Casual

vestimentas, são aliadas da saúde e do bem-estar. A marca veio para

mp

ou seja por tecnologias inovadoras, nossas peças são muito mais que

co

performance, seu melhor desempenho. Seja proporcionando conforto,

14


CONCORRENTES Lauf: Lauf , que signifca corrida em alemão, foi desenvolvida por amigas triatletas que buscavam roupas que pudessem acompanhar seus treinos e provas de longa duração. Apesar da marca se preocupar com a performance, a Viva Active consegue ir mais longe, desenvolvendo produtos exclusivos para diferentes modalidades esportivas que habitam um novo segmento de wearable tecnology.

Live!: Criada em 2002 a marca Live! Tem como embaixadora a blogueira belo horizontina Bella Falconi. Além da linha fitness a marca também possui uma linha de beachwear. Porém, os biquínis fogem da proposta esportiva e não apresentam modelos para a prática de modalidades aquáticas como no caso da Viva Active.

15

16


CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO

CONCORRENTES

Site próprio para vendas online, participação em campeonatos esportivos com estande de vendas.

VIVA Active

DIFERENCIAS DA MARCA E DO PRODUTO Wearables tecnologia vestível está sempre presente nos produtos Viva Active, seja através de tecidos inteligentes ou de outras inovações tecnológicas. A marca também desenvolve produtos exclusivos e patenteados para a prática de Crossfit.

Aspiracional: Adidas Y3

MARGEM DE PREÇO

Há dez anos atrás Yohji Yamamoto e a marca Adidas se juntaram para criar algo que ainda não existia e que iria provocar grandes mudanças na moda esportiva. A

PEÇA

MENOR $

MAIOR $

Top

R$ 49,90

R$ 189,90

no design em benefício do esporte.

short

R$ 49,90

R$ 209,90

O grande talento de Yamamoto com a longa experiência

blusa

R$ 49,90

R$ 139,90

jaqueta

R$ 129,90

R$ 389,90

colete proteção

R$ 129,90

R$ 389,90

cropped

R$ 54,90

R$ 209,90

calça

R$ 99,90

R$ 479,90

biquini

R$ 99,90

R$ 299,90

Adidas Y-3 é a realização do que há de mais interessante

da Adidas

resultou num senso estético de esporte

elegante e futurista. A Viva Active trabalha para que consiga transmitir em seu DNA características

tão

marcantes como as da Y-3, agregando a funcionalidade que tanto preza. 17

Valores para venda no varejo

18


Painel de Estilo da Marca 19

20


pĂşblico alvo

21

22


Painel de PĂşblico Alvo 23

24


O público-alvo da marca Viva Active é a mulher de 30 a 40 anos. São mulheres de personalidade forte e que lutam pelo aquilo que acreditam. Apesar das fortes convicções muitas vezes elas se veem em situações que as deixam divididas. Planejar as férias com os filhos ou fazer uma segunda Lua de Mel? Ficar firme na dieta ou comer aquela guloseima após um dia difícil de trabalho? Não importa qual a profissão da mulher Viva, o que realmente é relevante é que ela é independente financeiramente e constituir uma família é um desejo e não uma obrigação. As 24 horas do dia são muito bem aproveitadas, pois num mesmo dia ela é a profissional, a mãe, a esposa e a mulher. O momento mulher pode ser para cuidar do corpo praticando seu esporte predileto, ler um bom livro ou espairecer com as amigas. Tudo aquilo que pode ajuda-la a otimizar seu tempo é bemvindo e por isso ela conta com inovações tecnológicas, tem até um dispositivo que conta as horas de sono e a ingestão de água por dia! Ela é uma supermulher, e como toda heroína acredita no lado bom das pessoas, e que o futuro sempre será um lugar melhor.

o c i l

o v l a

b ú

p e

o ã ç

d

i r c s e

D 25

26


Identidade da Marca

27

28


LOGOMARCA MONOGRAMA

VIVA Active 29

30


aPLICAÇÃO NAS CORES

TIPOGRAFIA

VIVA Active VIVA Active VIVA Active

AA

code ABCDEFGHIJKLMNO PQRSTUVWXYZ 0123456789 JUSTIFICATIVA DO NOME, FONTE E COR O nome Viva representa um chamado, um convite à ação. A palavra em inglês evoca o movimento complementando este chamado. O losango é a junção dos triângulos que representam o feminino e o masculino, colocando-os em equilíbrio e em igual importância.

31

32


Área de Proteção Redução Mínima

uSOS INDEVIDOS

VIVA Active não alterar a cor

VIVA Active

2 cm

A V I V tive Ac não mudar o ângulo

VIVA Active não esticar

VIVA Active não mudar a fonte

4 cm

VIVA Active não aplicar efeito

VIVA Active

VIVA Active não mudar o ângulo do losango

O Monograma (losango)

* Redução mínima 3 cm. 33

pode ser usado sozinho e em outras cores.

34


Aplicação na Papelaria

Sacola - papel o set

Caixa - papel o set

35

36


Aplicação na Papelaria

Papel Timbrado - papel sulfite A4 Flyer - couché 300g. Cartão de Visita - 90x50mm couché 300gr. Envelope - papel ofício 90 gr. Capa e CD

40


Aplicação na Papelaria

Tag - papel couché 300 gr

Brinde Garrafa de Água com capa de couro

41

42


briefing da coleção

43

44


Viva Active apresenta: A Vez de Lilith Coleção outono inverno 2018

RE

LEA SE

A marca Viva Active propõe a discussão de um tema polêmico em sua coleção para o outono inverno de 2018. O empoderamento feminino é abordado em meio a um contexto bíblico e os avanços tecnológicos são comparados ao comportamento de mulheres que estiveram à frente de seu tempo. A grande inovação que a marca traz é o uso ainda tímido no business da moda dos chamados wearables, tecnologia vestível, que em poucos anos devem tomar grande fatia do mercado. Luzes de led que acendem com o movimento ou com as batidas do coração são experimentos que a marca apresenta em uma linha voltada para a prática de atividades outdoor, que além de muito charme também são itens de segurança. Tecidos que oferecem proteção contra raios UV se transformam em biquínis com dizeres fortes que prometem provocar o olhar e o pensamento. A marca também propõe diferentes manuseios e uso dos tecidos como numa reinterpretação da estampa camuflada, um incrível trabalho artesanal executado em uma peça exclusiva e patenteada, e o uso do corte a laser para criar efeitos inesperados. Após uma pesquisa intensa na temática da coleção a designer afirma que “aprendi a muitos anos que o design é a ponte entre o belo e o funcional, e conseguir traduzir uma história tão incrível como a de Lilith para a linguagem da moda me faz sentir realmente realizada como designer”. Informações para contato: Silvia Campos – Direção criativa Viva Active vivaactivecontato@gmail.com 31 99866-0666 instagram : @vivaactive e @campossilvia

45

46


Painel de Inspiração

47

48


Macrotendência A mulher Viva Active está sempre atenta com questões que afetam sua qualidade de vida, que influenciam seus filhos e seus familiares. O despertar para o consumo de forma consciente, seja dos alimentos, seja no descarte de produtos, é uma questão que há algum tempo ela vem trabalhando em sua mente e tentando implementar dentro de seu lar. As constantes oscilações políticas são vigiadas de perto, porque a mulher Viva já aprendeu tudo sobre startups e quer colocar em prática seu modelo de negócio cuidadosamente planejado. O empoderamento feminino é uma repaginação do feminismo, uma espécie de revitalização da identidade da mulher que ainda hoje tem que exigir respeito e liberdade nas suas escolhas, na forma como se relaciona com o próprio corpo e com o mundo. Hoje não se queima mais sutiãs, mas se pergunta se usar ou não sutiã realmente importa e a quem importa.

Tudo isso

afeta o dia-a-dia de mulheres ativas que correm atrás de seus direitos.

49

50


Tendências da estação

ZÍPER FRONTAL O zíper usado no decote aparece em tops e em peças únicas como os bodies

Top com tiras na cintura Uma das grandes tendências no vestuário esportivo é adicionar ao top

e os maiôs. O zíper nos tops funcionam mais como um acessório, já nas peças únicas, além de adornar, o zíper é fundamental para facilitar a colocação das peças. Essa tendência aparece nas coleções da Track & Field, Nike e Olympia.

comum uma tira ou faixa na altura da cintura. Essa faixa traz informação de moda à uma das peças mais básicas sem atrapalhar em nada sua ergonomia. Algumas das marcas que apostaram nesta tendência foram a Puma, Olympia e a nacional Live!

Metalizado Após a marca francesa Chanel desfilar uma coleção com referências

Transparência O uso de tecidos que conferem transparência praticamente se tornou uma obrigação no vestuário fitness. Lançar mão de transparências estratégicas é um recurso que saiu da fase de experimentação para se tornar quase que um clássico. As marcas Reebok e Lulu Lemon apresentaram calças praticamente idênticas. Já a fashionista Carbon 38

futuristas finalmente a tendência chega ao segmento esportivo. O tecido com brilho metálico remete à tecnologia e inovação, fatores que hoje se tornaram indispensáveis para o público que pratica atividades físicas regularmente. Tory Sport,

Carbon 38 e a Live investiram na tendência

futurista.

fez uso do recurso de maneira mais autoral. 51

52


Cartela de máterias A coleção Lilith da Viva Active apresenta algumas novidades em relação as coleções anteriores da marca, quanto à transformação têxtil. O uso do corte a laser e a dobradura do tecido foram usados para criar as escamas da serpente e dar vida ao tema trabalhado. Outra novidade é o uso de wearables que são as tecnologias vestíveis. Dispositivos que podem ser lavados foram conectados às luzes de led de forma que as

Nervuras

Sobreposição de tecidos

mesmas acendam de acordo com o movimento de quem veste a roupa ou através da captação de luminosidade do local. Continua presente na coleção o uso do silk como estamparia e também nas etiquetas internas de conservação das peças. A sublimação foi utilizada tanto para colorir quanto para estampar tecidos. E ainda foram utilizados os recortes, junção de tecidos e nervuras como remodelagem. O uso de espuma se fez presente nas peças patenteadas e em outras voltadas para a prática de esportes de força como Crossfit, musculação e lutas.

Junção de Tecidos

Wearables Luzes de led

Estamparia em Silk

Sublimação Corte a laser

53

Enchimento com espuma

Recortes

54


Cartela de tecidos Os tecidos da coleção foram selecionados a partir de duas grandes premissas: a elasticidade e a resistência. Por se tratar de roupas voltadas para a prática esportiva, a durabilidade também foi um fator importante a ser considerado, já que as lavagens são mais frequentes e com produtos mais agressivos. O artigo que melhor atende a essas questões é o Smart da fábrica Salotex, tecido de alta compressão que ainda oferece muito conforto. A malha de lurex e o cirré prata acrescentam

Tela para Sublimação 100% poliéster R$55,90 kg Fornecedor: Bazar Cida

informação de moda. O moletom além de aquecer tem um caimento

Opaca 85% poliamida 15% elastano. R$59,00 kg Rendimento 3,25 metros por quilo Fornecedor Salotex

ideal para a confecção das peças de transição, usadas antes e depois do treino para ir e vir da academia.

Cirre Liso 97% poliéster 3% elastano R$72,90 kg Fornecedor: Bazar Cida

Corpus Branco Liso 97% poliéster 3% elastano R$61,15 kg Fornecedor: Bazar Cida

Viscolycra 94% viscose 6% elastano R$38,90 kg rendimento: 3,5 metros por quilo Fornecedor: Max Têxtil 55

Smart 75% poliamida 25% elastano R$64,90 kg rendimento 2,98 metros por quilo Fornecedor: Salotex

Moletom 75% algodão 25% poliéster R$35,90 kg rendimento: 1 metro por quilo Fornecedor: Max Têxtil

Tactel 100% poliéster. R$14,90 metro Fornecedor Max Têxtil

56


Cartela de AVIAMENTOS Os aviamentos que utilizamos nesta coleção foram: dois tipos de zíper sendo ambos de plástico, elásticos de diversos tamanhos para acabamento interno, elásticos coloridos para alças, botões de pressão, velcro, além de linhas e agulhas.

Zíper de encaixe Vislon YKK Fornecedor Lupon R$ 1,23 unidade

Zíper de encaixe Vislon YKK Fornecedor Lupon R$ 1,23 unidade

Linhas para Costura Fornecedor Alpino

57

Alfinetes Fornecedor Alpino

Velcro Fornecedor Alpino

Botão de Pressão Fornecedor Alpino

Elástico 30 mm Zanotti Fornecedor Alpino R$ 0,60 o metro

Agulhas Fornecedor Alpino

Elástico 7 mm Zanotti Fornecedor Alpino R$ 0,25 o metro

Elástico 7 mm Zanotti Fornecedor Alpino R$ 0,30 o metro

58


Cartela de CORES

Black Blommer

White as Eve

C 65 M 67 Y 70 K 84

C 23 M 18 Y 18 K 0

# 322E2C

# C5C6C7

As cores dominantes da coleção são tons neutros. O prata shield tem forte presença na família Amazonas, além do tecido metalizado ser uma das tendências da estação, ele também faz a vez de armadura dessas mulheres guerreiras. O tom suave rose femme contrasta com o brilho metálico para dar leveza e feminilidade a peças destinadas a treinos de força. Já na família Lilith o prata é substituído por tons de cinza numa releitura da camuflagem em referência ao Jardim do Éden, um lugar que

intermediárias

para Lilith não era exatamente o paraíso. E por fim a praticidade impera na família Bloomer com as cores black Bloomer e White as Eve. Cores fortes e suaves se alternam para dar vida e quebrar a monotonia dos tons sóbrios.

Fruto Fúcsia

Golden Ladies

Amarelo Phyton

C 20 M 100 Y 93 K 19

C 25 M 50 Y 100 K 5

C 4 M 6 Y 51 K 0

#FAC9C9

#BE863B

#F5E597

DOMINANTES

DOMINANTES Rose Femme

Silver Shield

Silver

C 0 M 25 Y 12 K 0

C 47 M 41 Y 43 K 0

C 47 M 41 Y 43 K 0

#FAC9C9

#8F8B88

#8F8B88

59

Verde Paradise

Nude Has No Gender

Silver Shield

C 98 M 53 Y 67 K 53

C 19 M 34 Y 38 K 0

C 11 M 100 Y 100 K 4

#1D4847

#D0AB99

#D13438 60


MAPA DE COLEÇÃO

FAMÍLIA

AMAZONAS

LILITH

PEÇAS colete proteção saia short 3 tecidos caneleira longa proteção biquini manga 3/4 det tela cropped sem manga 3 tecidos short recorte laterais meia caneleira com bolso cropped proteção manga calça com saia e bota tela biquini uma manga hot pant body manga longa tela busto calça efeito bota corte a laser colete ziper frontal lateral top 2 em 1 básico calça efeito bota tela short larguinho corte a laser body sem manga tela frontal central casaqueto super curto manga tela blusa alcinha básica calça recorte laterais short curto básico jaqueta gola alta ziper lateral frontal jaqueta gola alta proteção cotovelos calça proteção joelhos colete gola alta ziper frontal lateral calça recorte uma lateral 2 bolsos colete proteção masculino calça capri masculina Body vazado com led calça tactel estampa uma perna abrigo led reto capuz short saia estampado top led jaqueta luvas mangas diferentes calça led curvas com bolso lateral colete led frente calça led reto costas Abrigo capuz básico body ombro só short básico calça capri recorte lateral abrigo masculino calça tactel masculina macaquinho triathlon top led ombro só cropped básico bermuda curta com led lateral saia com short body recortes com led calça tactel recorte lateral jaqueta luvas ziper centralizado jaqueta recortes com led frente e capuz calça recorte laterais calça capri básica colete bicolor

CORES

TECIDOS

MATÉRIA

SILHUETA

ELEMENTO UNIFICADOR

BLOOMER

Rosé Femme, Silver shield, Eden exit, fruto fúcsia e Nude no gender

Sobreposição de tecidos, Recorte, Junção de tecido, Enchimento com Smart, Cirré, Corpus, espuma, Subimação, Tela e moletom Silk e Corte a laser

Rosé Femme, silver shield, Eden exit, black Bloomer, fruto fúcsia, green paradise Tactel, tela, Corpus, e nude no gender Smart e Cirré

Luzes de led, Sublimação, Recorte, Junção de tecidos e silk.

sunga masculina body mensagem ziper costas ves do ziper frente legging canela estampada biquini manga longa macacão alças torcidas cropped básico casaco abertura frontal det ombro calça com saia bicolor veste saia alças torcidas tee shirt mensagem legging estampa uma perna casaqueto super curto tee shirt mensagem simples saia transpasse veste saia alça central calça nervuras diagonais pull dois tecidos estampa corrida e local calça nervuras retas macacão alça central cropped zíper frente calça moletom estampa lateral local top alça ras bermuda curta estampa local short moletom larguinho det trançado moleto assimétrico det ombro body zíper frente lateral calça moletom det estampa faixa lateral

Black Bloomer, Rebel Red, White as Eve, Golden Ladies, Silver shield e nude no gender

moletom, Corpus, Opaca e Viscolycra

Nervuras, Recortes, Junção de tecido, Silk, Sublimação

S

Elemento da serpente e silhueta S

FEMININO

S

S

Elemento da serpente e silhueta S

Elemento da serpente e silhueta S

MAPA DE segmento

ROUPA top blusa calça calça com saia calça capri saia macacão macaquinho veste saia body biquini bermuda jaqueta abrigo casaco moletom short colete proteção cropped colete ves do ROUPA sunga colete proteção abrigo calça

CONCEITUAL 2

FASHION 1 5 1 1 1 1

5 1 1

1 3 1 1

1 1 1 3 1 3

1

1 1

COMERCIAL 2 4 8 1 1 1 1 3 1 2

1

2 6

2 3

2 1

1 MASCULINO CONCEITUAL FASHION 1 1

COMERCIAL

1 1

1 OUTROS

PEÇA manguito caneleira proteção

61

CONCEITUAL 2 1

FASHION

COMERCIAL

62


Painel de silhueta

Descritivo do processo de desenvolvimento de coleção Segundo o Mito de Lilith, ela retorna ao Jardim do Éden em forma de serpente. Partindo deste ponto a imagem da serpente se tornou um elemento fundamental para a concepção da coleção. A família Amazonas apresenta a serpente fazendo referência à pele do animal. Tecido sobreposto e cortado com o laser foram os recursos utilizados para dar vida à pele de cobra. Já na família Lilith, a cobra é representada com as luzes de led que envolvem o corpo e são costuradas de maneira que imitam os movimentos de uma serpente. A família Bloomer através de sua mensagem em palavras é a versão venenosa da língua da serpente, além de ainda ter pequenos detalhes com estampa de pele de cobra. Os materiais e cores foram todos pensados para que pudessem então ser trabalhados de forma a dar vida à Lilith, e a todas as versões que a primeira mulher adquire na pesquisa realizada.

A coleção Lilith da Viva Active explora a silhueta “s”. A forma ajustada ao corpo é aquela que garante maior mobilidade,

tipo de apresentação

permitindo que os membros fiquem soltos. A intenção é que o usuário nem se lembre que está vestido! As variações acontecem nos comprimentos, nos materiais e nas cores.

63

64


DESCRITIVO DO PROCESSO CRIATIVO Depois de finalizada a etapa de criação dos looks através das ilustrações dos croquis e da elaboração dos painéis, iniciou-se a parte prática e material da coleção. Houve grande dificuldade em encontrar os tecidos desejados e pensados a priori nas cores da coleção, então foi decidido que alguns tecidos seriam substituídos por similares em poliéster para que fosse feita a sublimação nas cores exatas da cartela. Já a execução das matérias ocorreu conforme o planejado. Apesar de muito trabalhosa, a montagem artesanal das escamas com espuma forrada em tecido e costuradas de maneira sobrepostas obteve êxito e o efeito final ficou como o desejado. O corte a laser, outra técnica para a elaboração do efeito de escamas no tecido, também deu certo, porém o arquivo ainda deve ser aprimorado de modo que o tecido cortado se torne menos frágil e delicado. Os detalhes da logomarca feitos na impressora 3D também foram de simples execução. Apesar da facilidade que a tecnologia proporciona, cada peça impressa foi lixada e colada manualmente. E também nessa mistura de artesanal com tecnologia é que se deu a montagem do sistema de luzes de led. As peças que compõem o sistema da roupa mais tecnológica, ironicamente foram todas costuradas à mão com linha capaz de conduzir energia, formando quase que um bordado. Infelizmente algumas diferenças na voltagem das peças impediu que o sistema fosse composto 100% por linha condutora, havendo a necessidade de soldar alguns fios. Considera-se que a coleção obteve sucesso e seu resultado final ficou muito interessante. A Vez de Lilith introduz elementos inovadores para o mercado de seu segmento, e proporcionou que a marca Viva Active experimentasse novas técnicas que a partir de agora farão parte de seu repertório para a elaboração de coleções futuras.


coleção

65

66


MÍ FA LI

foi a separação das modalidades esportivas

A

O ponto de partida para a divisão da coleção que a marca Viva actvie se propõe a atender, e assim surgiram três grandes famílias. A primeira delas se destina a prática de atividades de força: Crossfit, Levantamento de Peso Olímpico, musculação e lutas. As amazonas inspiram e nomeiam a família. Preparadas para a luta, as mulheres guerreiras Viva Active também se vestem com armaduras superficiais. Em seguida partimos para o

AM A

ZO

atletismo, principalmente a corrida

NA S

que protegem do impacto e previnem lesões

67

68


f


MÍ FA LI A A segunda família recebe o nome de Lilith. Muito a frente de todos, a primeira mulher se materializa através da tecnologia dos wearables (tecnologia vestível), ainda novidade no mercado para atletas não profissionais. A estampa de camuflagem ganha repaginação e faz referência ao Jardim do Éden, que para

LI

LI TH

Lilith não simboliza o paraíso.

85

86


MÍ FA LI A

Por fim chegamos à família Bloomer, que é composta principalmente por peças para serem usadas antes ou depois dos treinos, fora das academias. Frases statement e cores neutras são as características principais da família Bloomer. O moletom é o tecido principal dessa família e foi escolhido por ser fácil de conservar, por oferecer conforto e também por aceitar uma modelagem mais afastada do

BL O

O

ME R

corpo.

103

104


FICHAS TÉCNICAS


CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA - Faculdade de Comunicação e Artes FICHA TÉCNICA - DESENHO DE MODA Disciplina: PROJETO EXPERIMENTAL TCC

Curso: Moda Nome: SILVIA CAMPOS Coleção: A Vez de Lilith Ref.: CLBL001 Grade: PP P Opaca

M

G

U X 38

Artigo: COLETE PROTEÇÃO

Mix Coleção: CONCEITUAL Cod. Molde: CL1701

Descrição:

Tecidos e Consumo Código

Descrição

GG Cor

Qtde Unidade Preço Unitário Preço Total:

M03 P 0,50 metro R$18,15 ME02 EST 0,50 metro R$36,50

Tule

FRENTE

R$9,10

R$18,25

Aviamentos / Posição / Consumo Código

Descrição

Espuma poliuretano Elástico Linhas

Cor

DESENHO TÉCNICO DA PEÇA COSTAS

3

2

metro metro

R$41,00 R$0,56

R$11,10 R$0,40

DESCRIÇÃO 1- Recorte com reforço de espuma de poliuretano. 2- Estampa em silk que brilha no escuro. 3- Recorte com reforço de espuma de poliuretano. 4- Costas inteira em tule estampado.

B 1

Qtde Unidade Preço Unitário Preço Total:

ESP00 preta 0,27 EL01 branco 0,70 LN01 preta

3

A

Data: ____/____/______

E

4 F

C

D

H I J K M N Medidas (cm) A 41 B 39 C 25 D 5,5 E 16 F 39 G L Descrição de detalhes da peça: Colete de proteção em malha opaca com arte frente e costas.

O

P

Q

R

S

T

Etapas de processo: Cortar molde, executar estampa em silk na peça referente ao número 2, fechar peça e fazer acabamentos.

U

V

X


CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA - Faculdade de Comunicação e Artes FICHA TÉCNICA - DESENHO DE MODA Disciplina: PROJETO EXPERIMENTAL TCC

Curso: Moda Nome: SILVIA CAMPOS Coleção: A Vez de Lilith Ref.: CPBL001 Grade: PP P

M

G

GG

U X 38

Artigo: CROPPED COM PROTEÇÃO Mix Coleção: CONCEITUAL Cod. Molde: CP1702

Descrição:

Tecidos e Consumo Código

Descrição

Cor

Qtde Unidade Preço Unitário Preço Total:

M03 P 0,50 metro R$18,15 ME01 Rosa 0,40 metro R$47,70 ME02 EST 0,50 metro R$36,50

Opaca Malha para sublimação Tule

R$9,10 R$19,10 R$18,25

Aviamentos / Posição / Consumo

Descrição

Espuma poliuretano Elástico Linhas

D B

E

A

Código

Cor

Qtde Unidade Preço Unitário Preço Total:

ESP00 preta 0,27 EL01 branco 0,70 LN01 preta

DESENHO TÉCNICO DA PEÇA COSTAS

FRENTE

1

Data: ____/____/______

metro

metro

R$41,00 R$0,56

R$11,10 R$0,40

DESCRIÇÃO 1- Tecido opaca com espuma forrada por debaixo. Ambos pretos. 2- malha rosa com estampa em silk. 3- manga tecido opaca preto. 4- manga em tule estampado.

2 3

C

4

H I J K M N O P Medidas (cm) A 45 B 40 C 30 D 32 E 20 F 39 G L Descrição de detalhes da peça: Estampa em silk que brilha no escuro e proteção clavícula para Crossfit.

Etapas de processo: Cortar molde, executar estampa em silk, fechar peça e fazer acabamentos.

Q

R

S

T

U

V

X


CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA - Faculdade de Comunicação e Artes FICHA TÉCNICA - DESENHO DE MODA Disciplina: PROJETO EXPERIMENTAL TCC

Curso: Moda Nome: SILVIA CAMPOS Coleção: A Vez de Lilith Ref.: CALT 001 Grade: PP P

M

G

GG

Artigo: LEGGING LED ENROSCADO Mix Coleção: CONCEITUAL Cod. Molde: CA17015

Descrição:

Tecidos e Consumo Código

Descrição

U X 38

Cor

R$47,70 R$47,70

R$47,70 R$23,85

FITA DE LED Elástico Linhas zíper

Código

Descrição

FL01 EL01 LN01 ZP01

B

C E 4

D

R$15,0 R$0,56

metro metro metro UN

R$0,90

R$18,0 R$0,40

R$0,90

1- Cós em malha para sublimação estampa camuflada. 2- malha estampa camuflada. 3- Recorte lateral com bolso em malha rosa e bolso estampa camuflada. 4- fita de led costurada manualmente por dentro da peça. 5 - bolso externo para colocação da bateria do led com pequena abertura interna para fita de led.

5 3

Qtde Unidade Preço Unitário Preço Total:

DESCRIÇÃO

F

1 2

Cor

Branco 1,2 Branco 0,7 Rosa Rosa 1

DESENHO TÉCNICO DA PEÇA COSTAS

FRENTE A

Aviamentos / Posição / Consumo

Qtde Unidade Preço Unitário Preço Total:

metro ME01 EST 1 M02 ROSA 0,5 metro

Malha para sublimação Malha para sublimação

Data: ____/____/______

F

H I J K M N Medidas (cm) A17cm B 30cm C 81cm D10cm E 17cm F 12cm G L Descrição de detalhes da peça: Calça legging estampada com led em torno de uma perna.

O

P

Q

R

S

Etapas de processo: Cortar molde, fechar peça, costurar fita de led manualmente por dentro da peça, dar acabamento.

T

U

V

X


CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA - Faculdade de Comunicação e Artes FICHA TÉCNICA - DESENHO DE MODA Disciplina: PROJETO EXPERIMENTAL TCC

Curso: Moda Nome: SILVIA CAMPOS Coleção: A Vez de Lilith Ref.: CALT 002 Grade: PP P

M

G

GG

Artigo: LEGGING fita de LED dupla Mix Coleção: CONCEITUAL Cod. Molde: CA17015

Descrição:

Tecidos e Consumo Código

Descrição

U X 38

Cor

metro metro

R$47,70 R$47,70

FITA DE LED Elástico Linhas zíper

R$47,70 R$23,85

Código

Descrição

FL01 EL01 LN01 ZP01

B

C

D

metro metro metro UN

R$15,0 R$0,56

R$0,90

R$24 R$0,40

R$0,90

1- Cós em malha para sublimação rosa. 2- malha rosa. 3- Recorte lateral com bolso em malha estampa camuflada e bolso em malha rosa. 4- fitas de led costurada manualmente por dentro da peça. 5 - bolso externo para colocação da bateria do led com pequena abertura interna para fita de led.

5 3

Qtde Unidade Preço Unitário Preço Total:

DESCRIÇÃO

F

1 2

Cor

Branco 1,6 Branco 0,7 Rosa Rosa 1

DESENHO TÉCNICO DA PEÇA COSTAS

FRENTE A

Aviamentos / Posição / Consumo

Qtde Unidade Preço Unitário Preço Total:

M02 ROSA 1 ME01 EST 0,5

Malha para sublimação Malha para sublimação

Data: ____/____/______

4

F

H I J K Medidas (cm) A 17cm B 30cm C81cm D10cm E 17cm F 12cm G L Descrição de detalhes da peça: Calça legging estampada com fitas de led costas.

M

N

O

P

Q

R

S

Etapas de processo: Cortar molde, fechar peça, costurar fitas de led manualmente por dentro da peça, dar acabamento.

T

U

V

X


CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA - Faculdade de Comunicação e Artes FICHA TÉCNICA - DESENHO DE MODA Disciplina: PROJETO EXPERIMENTAL TCC

Curso: Moda Nome: SILVIA CAMPOS Coleção: A Vez de Lilith Ref.: SABL001 Grade: PP P Opaca Malha cirré Tule

M

G

U X 38

Descrição:

Tecidos e Consumo Código

Descrição

GG

Artigo: saia short

Cor

R$18,15 R$11,15 R$36,50

R$9,10 R$2,50 R$18,25

Mix Coleção: FASHION Cod. Molde: SS1702

Aviamentos / Posição / Consumo

Qtde Unidade Preço Unitário Preço Total:

M03 Preto 0,50 metro M04 Prata 0,20 metro ME03 EST 0,50 metro

Código

Descrição

Elástico Linhas

EL01 LN01

Cor

Qtde Unidade Preço Unitário Preço Total:

branco 0,70 preta

DESENHO TÉCNICO DA PEÇA COSTAS

FRENTE

metro

R$0,56

R$0,40

DESCRIÇÃO 1- Saia em tule estampado. 2- Detalhe saia em tecido prata. 3- Cós em malha preta. 4- Short interno em malha preta.

P B 3

Data: ____/____/______

E

A 1

2 4

C D G H I J K M N Medidas (cm) A 32 B 30 C 15 D 32 E 07 F L Descrição de detalhes da peça: Saia de tule e malha prata sobreposta a short justo em malha.

Etapas de processo: Cortar molde, fechar peça e fazer acabamentos.

O

P

Q

R

S

T

U

V

X


CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA - Faculdade de Comunicação e Artes FICHA TÉCNICA - DESENHO DE MODA Disciplina: PROJETO EXPERIMENTAL TCC

Curso: Moda Nome: SILVIA CAMPOS Coleção: A Vez de Lilith Ref.: JABL 001 Grade: PP P Cirré liso Punho

M

G

GG

U X 38

Artigo: JAQUETA PRATA ZÍPER LATERAL Mix Coleção: COMERCIAL Cod. Molde: CA17030

Descrição:

Tecidos e Consumo Código

Descrição

Cor

Aviamentos / Posição / Consumo

Qtde Unidade Preço Unitário Preço Total:

ME04 prata 1,6 metro PM01 cinza 0,30 metro

R$30,40 R$23,90

Código

Descrição

Zíper Elástico Linhas

R$48,60 R$7,17

ZP04 EL01 LN01

Cor

B

metro metro metro

R$1,23 R$0,56

R$1,23 R$0,40

DESCRIÇÃO 1- Malha cirré liso prata. 2- Zíper de plástico tipo encaixe lateral cinza. 3- gola alta pregueada. 4- Detalhe punho malha canelada cinza.

3

2 1

Qtde Unidade Preço Unitário Preço Total:

PRETO 0,60 branco 0,70 preta

DESENHO TÉCNICO DA PEÇA COSTAS

FRENTE

A

Data: ____/____/______

C

F

4

D E Medidas (cm) A 60cm B8,5cm C 19cm D62cm E 12cm F 7cm G 40cm H Descrição de detalhes da peça: Jaqueta gola alta pregueada.

I

Etapas de processo: Cortar molde, fechar peça, dar acabamento.

J

K

L

M

N

O

P

Q

R

S

T

U

V

X


CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA - Faculdade de Comunicação e Artes FICHA TÉCNICA - DESENHO DE MODA Disciplina: PROJETO EXPERIMENTAL TCC

Curso: Moda Nome: SILVIA CAMPOS Coleção: A Vez de Lilith Ref.: SHBL001 Grade: PP P

M

G

GG

Artigo: SHORT CORRIDA

Mix Coleção: FASHION Cod. Molde: SH17012

Descrição:

Tecidos e Consumo Código

Descrição

U X 38

Cor

Aviamentos / Posição / Consumo

Qtde Unidade Preço Unitário Preço Total:

M02 ROSA 0,40 metro R$47,70 M03 Preto 0,20 metro R$18,15 ME04 EST 0,50 metro R$36,50

Malha para sublimação Opaca Tule

Código

Descrição

R$19,08 R$3,63 R$18,25

Elástico Linhas

EL01 LN01

1

branco 0,70 preta

metro metro

R$0,56

R$0,40

1- Cós em malha Opaca preta. 2- Short interno justo em malha para sublimação rosa. 3- Recorte lateral com bolso. 4- Short largo sobreposto em tule estampado.

E 3

Qtde Unidade Preço Unitário Preço Total:

DESCRIÇÃO

B

2

Cor

DESENHO TÉCNICO DA PEÇA COSTAS

FRENTE

A

Data: ____/____/______

F

4 C

D

G

I J Medidas (cm) A 30 B 30cm C17,5cmD 06cm E 08cm F 15cm G 24cm H Descrição de detalhes da peça: Short modelo corrida em dois tecidos.

Etapas de processo: Cortar molde, fechar peça e fazer acabamentos.

K

L

M

N

O

P

Q

R

S

T

U

V

X


CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA - Faculdade de Comunicação e Artes FICHA TÉCNICA - DESENHO DE MODA Disciplina: PROJETO EXPERIMENTAL TCC

Curso: Moda Nome: SILVIA CAMPOS Coleção: A Vez de Lilith Ref.: BMLT 002 Grade: PP P

M

G

GG

Artigo: Bermuda lisa bolso lateral Mix Coleção: Comercial Cod. Molde: BM17010

Descrição:

Tecidos e Consumo Código

Descrição

U X 38

Cor

Aviamentos / Posição / Consumo

Qtde Unidade Preço Unitário Preço Total:

M02 ROSA 0,50 metro

Malha para sublimação

R$47,70

Data: ____/____/______

Código

Descrição

R$23,85

Elástico Linhas

EL01 LN01

Cor

Branco 0,7 Rosa

DESENHO TÉCNICO DA PEÇA COSTAS

FRENTE

Qtde Unidade Preço Unitário Preço Total:

metro metro

R$0,56

R$0,40

DESCRIÇÃO 1- Bermuda lisa em malha para sublimação rosa.

B A 1 C

E

F

D

H I Medidas (cm) A 08cm B30cm C 15cm D6,5cm E 14cm F 40cm G Descrição de detalhes da peça: Bermuda lisa com bolso lateral.

Etapas de processo: Cortar molde, fechar peça, dar acabamento.

J

K

L

M

N

O

P

Q

R

S

T

U

V

X


CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA - Faculdade de Comunicação e Artes FICHA TÉCNICA - DESENHO DE MODA Disciplina: PROJETO EXPERIMENTAL TCC

Curso: Moda Nome: SILVIA CAMPOS Coleção: A Vez de Lilith Ref.: CLLT 001 Grade: PP P

M

G

GG

U X 38

Artigo: COLETE JUSTO LED COSTAS Mix Coleção: CONCEITUAL Cod. Molde: CL17011

Descrição:

Tecidos e Consumo Código

Descrição

Cor

Aviamentos / Posição / Consumo

Qtde Unidade Preço Unitário Preço Total:

ME01 EST 0,6 metro M03 Preto 0,60 metro

Malha para sublimação Opaca

R$47,70 R$18,15

Código

Descrição

Zíper Elástico Linhas

R$28,62 R$10,89

ZP04 EL01 LN01

Cor

F

1

5

2

R$1,23 R$0,56

R$1,23 R$0,40

1- Malha Opaca preta. 2- Malha para sublimação estampa camuflada. 3- Zíper de plástico tipo encaixe lateral preto. 4 - bolso interno para colocação da bateria do led com pequena abertura interna para fita de led. 5- fita de led costurada manualmente por dentro da peça.

4

C

metro metro metro

DESCRIÇÃO

A 3

Qtde Unidade Preço Unitário Preço Total:

PRETO 0,60 branco 0,70 preta

DESENHO TÉCNICO DA PEÇA COSTAS

FRENTE

B

Data: ____/____/______

G

D E Medidas (cm) A 03cm B57cm C 19cm D35cm E 12cm F 10cm G 40cm H Descrição de detalhes da peça: Colete justo led costas

I

J

K

L

M

N

O

P

Q

R

Etapas de processo: Cortar molde, fechar peça, colocar fita de led manualmente por dentro da peça, dar acabamento.

S

T

U

V

X


CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA - Faculdade de Comunicação e Artes FICHA TÉCNICA - DESENHO DE MODA Disciplina: PROJETO EXPERIMENTAL TCC

Curso: Moda Nome: SILVIA CAMPOS Coleção: A Vez de Lilith Ref.: ABLT 001 Grade: PP P

M

G

GG

Artigo: ABRIGO TACTEL LED CAPUZ Mix Coleção: CONCEITUAL Cod. Molde: CS17010

Descrição:

Tecidos e Consumo Código

Descrição

U X 38

Cor

metro metro metro

R$39,90 R$39,90 R$13,96

3

1

E

1 2

Código

Descrição

FL01 EL01 LN01 ZP01

Cor

R$15,0 R$0,56

metro metro metro UN

R$10,2 R$0,40

R$1,23

1- Recortes em tela para sublimação estampa camuflada. 2- Tactel liso prata. 3- Capuz em tactel estampa camuflada. 4- fita de led costurada manualmente por dentro da peça. 4 - bolso interno para colocação da bateria do led com pequena abertura interna para fita de led, e abertura externa para sensor captar luminosidade 5 - fitas de led costurada manualmente por dentro do capuz.

H

4

Qtde Unidade Preço Unitário Preço Total:

Branco 0,68 Branco 0,7 Rosa Rosa 1

DESCRIÇÃO

5

F

B

FITA DE LED Elástico Linhas zíper

R$63,84 R$39,90 R$8,40

DESENHO TÉCNICO DA PEÇA COSTAS

FRENTE

A

Aviamentos / Posição / Consumo

Qtde Unidade Preço Unitário Preço Total:

TA01 PRAT 1,6 TE01 EST 1,0 TL01 EST 0,6

Tactel liso Tactel estampado Tela para sublimação

Data: ____/____/______

G

2

2 D

C J K M N Medidas (cm) A 65cm B 6cm C81cm D16,5cmE 62cm F 40cm G 17cm H17cm I L Descrição de detalhes da peça: Casaco tipo abrigo em tactel e tela com fita de led no capuz.

O

P

Q

R

S

Etapas de processo: Cortar molde, fechar peça, costurar fitas de led manualmente por dentro da peça, dar acabamento.

T

U

V

X


referências

NSTAGRAM. Tory Sport. Disponível em: https://www.instagram.com/reebokwomen/?hl=pt-br. Acesso em: 16 Set. 2017.

INSTAGRAM. Adidas Y3. Disponível em:

LAUF. Institucional. São Paulo. Disponível em:

https://www.instagram.com/reebokwomen/?hl=pt-br. Acesso em: 16 Set.

https://www.lauf.com.br/institucional. Acesso em: 20 Ago. 2017.

2017.

LIVE OFICIAL. Sobre a Live!. Jaraguá do Sul. Disponível em:

INSTAGRAM. Carbon 38. Disponível em:

https://www.liveoficial.com.br/sobre-a-live!. Acesso em: 20 Ago. 2017.

https://www.instagram.com/reebokwomen/?hl=pt-br. Acesso em: 16 Set.

PINTEREST. TCC A vez de Lilith. Belo Horizonte. Disponível em:

2017.

https://br.pinterest.com/silvinhac/tcc-a-vez-de-lilith. Acesso em: 16 Set.

INSTAGRAM. Lululemon. Disponível em:

2017.

https://www.instagram.com/reebokwomen/?hl=pt-br. Acesso em: 16 Set.

SALOTEX. Fitness Produtos Lisos. São Paulo. Disponível em:

2017.

http://www.salotex.com.br/produtos_lisos.aspx?categoria=FitnessLisos.

INSTAGRAM. Live Oficial. Disponível em:

Acesso em: 02 Set. 2017.

https://www.instagram.com/reebokwomen/?hl=pt-br. Acesso em: 23

Y-3. Concept. Estados Unidos. Disponível em: http://www.y-

Set. 2017.

3.com/us/#/yohji-yamamoto/concept. Acesso em: 20 Ago. 2017.

INSTAGRAM. Nike Woman. Disponível em: https://www.instagram.com/reebokwomen/?hl=pt-br. Acesso em: 23 Set. 2017. INSTAGRAM. Olympia Activewear. Disponível em: https://www.instagram.com/reebokwomen/?hl=pt-br. Acesso em: 16 Set. 2017. INSTAGRAM. Puma. Disponível em: https://www.instagram.com/reebokwomen/?hl=pt-br. Acesso em: 23 Set. 2017. INSTAGRAM. Reebok Woman. Disponível em: https://www.instagram.com/reebokwomen/?hl=pt-br. Acesso em: 16 Set. 2017. INSTAGRAM. Trackfield Oficial. Disponível em: https://www.instagram.com/reebokwomen/?hl=pt-br. Acesso em: 16 Set. 2017. I

123

124


aPÊNDICES


FOTOS DO PROCESSO


ARTIGO

125

126


Silvia Campos

INSTITUTO DE COMUNICAÇÃO E ARTES CURSO DE GRADUAÇÃO EM MODA

A VEZ DE LILITH: A concepção do feminino desde o mito da criação e seu reflexo na Linguagem da Moda A VEZ DE LILITH: A concepção do feminino desde o mito da criação e seu reflexo na Linguagem da Moda

Artigo apresentado como requisito de avaliação do Curso de Graduação em Moda do Centro Universitário Una para aprovação parcial na disciplina TIDIR VI (PRÉ-TCC).

ALUNOS: Silvia Campos PROFESSOR(A) ORIENTADOR(A): Geanneti Tavares Salomon

Professora: Geanneti Tavares Salomon ÁRE DE PESQUISA: COMUNICAÇÃO E ARTES

Produto final TCC: Desenvolvimento de coleção/ Vestuário

LINHA DE PESQUISA: HISTÓRIA, IMAGEM E CULTURA BELO HORIZONTE BELO HORIZONTE 2017 / Primeiro Semestre

2017 / Primeiro Semestre A VEZ DE LILITH: A concepção do feminino desde o mito da criação e seu reflexo na Linguagem da Moda*


estudo deste trabalho investigar sobre mulheres reais que personificam o mito e que Silvia Campos 1

modificaram a moda em seu tempo. Há outras obras que discutem o mito de Lilith sob os mais diversos aspectos; neste trabalho, porém, será explorado o caráter sociológico do assunto. A relevância do tema dialoga com a realidade atual da presença feminina no mercado de trabalho que, apesar de já ter se difundido nos mais diversos campos e profissões, ainda hoje enfrenta preconceitos e barreiras. Assim como ainda espera-se que caiba à mulher as tarefas domésticas sobrecarregando-a e condenando socialmente aquelas que optam por papéis

RESUMO É tema deste artigo o mito da criação da primeira mulher, antecessora de Eva. A história pouco conhecida desta personagem é apresentada junto a interpretações de seus simbolismos, na busca de outro modelo do feminino, distinto do padrão patriarcal que estipula que submissão e obediência sejam qualidades esperadas numa mulher. A obra Lilith a lua negra, de Roberto Sicuteri, é a base deste estudo, mas que também faz uso de outros textos que abordam questões sobre a temática feminina. Conclui-se que o empoderamento da mulher, tão em voga nos dias atuais, seja uma consequência de movimentos que se iniciaram há muito anos atrás. Através das repostas obtidas, pretende-se desenvolver um produto que atenda à demanda dessa mulher firme em suas convicções.

diferentes. Com este estudo espera-se acima de tudo permitir a reflexão de que cada mulher possa optar por seu caminho sem sentir o peso da culpa de não ser “boa o bastante.” A conclusão obtida através deste estudo será inspiração para a materialização de uma coleção de moda. O universo dessas mulheres Lilith e o que elas usaram em seu tempo serão interpretados para que se adapte ao vestuário da mulher de mesmo perfil da contemporaneidade.

O MITO DE LILITH Palavras-chave: Lilith; Mulher; Serpente; Moda; Feminino; Mito. O livro Gênesis da Bíblia Sagrada narra o começo de tudo. Sob forma alegórica encontramos INTRODUÇÃO

nele como Deus criou o mundo e os seres que o habitam, dentre eles os seres humanos. Religião é a ritualização do mito, que por sua vez tem como função moldar os indivíduos conforme os objetivos e ideais de determinados grupos sociais por todo curso de suas vidas.

A Vez de Lilith é um trabalho que discute o Mito da criação e as origens do sistema patriarcal. Através de uma polêmica figura bíblica, propõe-se uma discussão sobre o valor do gênero

Histórias primordiais como as contadas no Gênesis, explicam a condição humana e revelam modelos a serem seguidos. (PIRES, 2008)

feminino questionando, por meio da linguagem da moda, os padrões de comportamento ainda hoje dados como certos ou ideais para a mulher na sociedade contemporânea.

O dicionário define mito como “Interpretação primitiva e ingênua do mundo e de sua origem.” (MICHAELIS, 2002, p.1390) e no caso específico do mito da criação uma explicação mais

A metodologia utilizada para pesquisa é, principalmente, a revisão bibliográfica. Investigando fundamentalmente os escritos do Gênesis e do livro Lilith a lua negra, de Roberto Sicuteri (1990), espera-se entender as razões da supremacia masculina na sociedade e encontrar justificativas para um modelo alternativo de maior igualdade de gêneros. É também objeto de

*Trabalho apresentado como requisito parcial de avaliação para obtenção do título de bacharel no curso de Moda, do Instituto de Comunicação e Artes do Centro Universitário UNA. 1 Graduando em Moda, no Instituto de Comunicação e Artes – ICA. E-mail: vivaactivecontato@gmail.com

elaborada para contrapô-la só surgiu na história recente com a formulação da Teoria do Evolucionismo. A força da religião é tamanha que até hoje algumas pessoas apenas reconhecem os homens como descendentes de Adão e Eva insistindo na interpretação literal dos escritos sagrados. É de largo conhecimento que no livro o primeiro homem foi Adão, mas observando atentamente às passagens, surgem dúvidas quanto à identidade da primeira mulher.


do companheiro. Mas Lilith insiste: “- Por que ser dominada por você? Contudo eu também fui feita de pó e por isso sou tua igual”. Ela pede para inverter as posições sexuais para estabelecer uma paridade, uma harmonia que deve significar a igualdade entre os dois corpos e as duas almas. Malgrado este pedido, ainda úmido de calor súplice, Adão responde com uma recusa seca: Lilith é submetida a ele, ela deve estar simbolicamente sob ele, suportar o seu corpo. Portanto: existe um imperativo, uma ordem que não é lícito transgredir. A mulher não aceita esta imposição e se rebela contra Adão. É a ruptura do equilíbrio. Qual é a ordem e a regra do equilíbrio? Está escrito: “O homem é obrigado à reprodução, não a mulher”.

Primeiramente é escrito no Gênesis “E criou Deus o homem à sua imagem; criou-o à imagem de Deus, e criou-os varão e fêmea.” (BÍBLIA...,19??, p. 26, Gên 1,27, grifo nosso). Há um comentário do documento do Vaticano Gaudium et Spes como nota de rodapé “Deus não criou o homem deixando-o sozinho; desde o início criou-os homem e mulher e sua união constitui a primeira forma de comunicação de pessoa”. Neste ponto, Deus encerra seus trabalhos e descansa “E Deus acabou no sétimo dia a obra que tinha feito; e descansou no sétimo dia de toda obra que tinha feito.” (BÍBLIA...,19??, p. 26, Gên 2,2).

A primeira parte do mito elucida as razões de Lilith para se rebelar contra Adão. Ela julgava-se

O leitor pode então concluir que toda a criação estava terminada inclusive já existia a primeira

em igualdade ao homem e a principio apenas pergunta os motivos para que ele não a

mulher feita por Deus à sua imagem assim como foi feito o homem. Eram então semelhantes

considere como tal, forçando-a a suportar seu peso e negando-a uma resposta. Talvez nesta

perante Deus. Dessa forma qual seria a razão para mais tarde Deus interromper seu descanso

passagem do mito tenha acontecido a primeira reivindicação de igualdade de gêneros na

e criar Eva? Não só se repete a criação da mulher na figura de Eva como a fala de Adão que

cultura ocidental. Ainda hoje as mulheres lutam por seus direitos, sejam eles sobre a

exclama “Eis, desta vez, o osso de meus ossos e a carne da minha carne!” (BÍBLIA...,1995, p.

autonomia do próprio corpo, de equiparação de salários, ou diversas outras razões.

13,Gên 2,23, grifo nosso) abre espaço para que surjam dúvidas de que essa não seria a

Descontente com o desprezo que Adão lhe retribui, Lilith decide buscar outro caminho longe

primeira mulher. Se a primeira não foi Eva, então quem seria ela? É aqui que começa o mito

de seu companheiro. É importante ressaltar que neste momento há duas situações: a

de Lilith. Sicuteri (1990, p.30) afirma:

desobediência de Lilith e o sentimento de abandono por parte de Adão; a diferença é que

Lilith é um mito arcaico, seguramente anterior, na redação jeovística da Bíblia, ao mito de Eva: por isto se pode dizer que Lilith foi a primeira companheira de Adão. É claro que o conteúdo do mito de Lilith tem fortes paralelismos com o mito de Eva. Porém, parecenos útil pôr em relevo um particular: Lilith entra no mito já como demônio, uma figura de saliva e sangue, um verdadeiro espírito deixado em estado informe por Deus; é uma companheira que apresenta fortes traços de fatalidade. É interessante se perguntar por que no Gênesis não aparece nunca alguma informação relativa à criação de demônios!

enquanto Lilith parte para uma nova aventura Adão não toma nenhuma atitude e, assim, retomamos ao mito de acordo com Sicuteri (1990, p.36): Agora há o desespero, o amargor por haver perdido Lilith. Pergunta ao Pai e o Pai quer saber a causa do litígio e compreende que a mulher desafiou o homem e, portanto, o divino. Enfim, Lilith voou para longe, em direção às margens do Mar Vermelho, depois de haver profanado o nome de Deus pai. No momento crucial, o que aconteceu? Lilith – afirmou-se – é um demônio. Ora, sabemos pelas Escrituras que também a serpente é um demônio; portanto, Lilith é o veículo do pecado, da transgressão.

Sabe-se que a versão atual da Bíblia Sagrada é uma compilação de livros e escritos sagrados escolhidos deliberadamente durante o Concílio de Nicéia sob o comando do imperador Romano Constantino. (BOTELHO, 2016) Por se tratarem de textos e fragmentos de textos tão antigos é também de conhecimento público que partes das mensagens originais foram se perdendo no tempo. No que se refere ao Mito de Lilith, é possível que as menções a ele foram propositalmente excluídas. O motivo pode ser pelo fato da recusa de Lilith em subjulgar-se ao seu companheiro Adão, sendo assim um exemplo de comportamento independente para as mulheres que não era de interesse da expansão da sociedade patriarcal ocidental. A versão bíblica do mito segundo Sicuteri (1990, p.35): O amor de Adão por Lilith, portanto, foi logo perturbado; não havia paz entre eles porque quando eles se uniam na carne, evidentemente na posição mais natural – a mulher por baixo e o homem por cima – Lilith mostrava impaciência. Assim perguntava a Adão: “- Por que devo deitar-me embaixo de ti? Por que devo abrir-me sob teu corpo?” Talvez aqui houvesse uma resposta feita de silêncio ou perplexidade por parte

As heranças do mito da Criação ainda estão fortemente presentes na civilização ocidental. A apatia de Adão pode ter sido a origem da obrigação de rigidez sobre a classe masculina como afirma Brené Brown “os homens vivem sob a pressão de uma mensagem dura e impiedosa: não seja considerado um fraco.” (BROWN, 2016). Não seja como Adão que perdeu a mulher. Não dista muito de quando legítima defesa da honra funcionava como atenuante criminal na lei brasileira. Da mesma forma a mulher que não exerce o papel de submissa é transformada em demônio. Novamente é Brené Brown que diz: “Todas as mulheres bem-sucedidas que entrevistei me falaram de seus esforços diários para se livrar das “regras” do passado, a fim de que


pudessem se afirmar, defender suas ideias e se sentirem bem com seu poder e suas

Desde o primeiro momento quando questiona Adão, Lilith demonstra seu caráter curioso e

conquistas.” (BROWN, 2016). A partir deste momento Lilith segue como demônio na versão do

sua ânsia por respostas. Ela quer saber, e sua experiência fora do Éden permite com que

mito de Roberto Sicuteri (1990, p.39):

conheça o mundo e aos poucos vá adquirindo conhecimento. Talvez não encontre as

Então Jeová Deus manda em direção ao Mar Vermelho uma formação de Anjos. Eles alcançam Lilith: acham-na nas charnecas desertas do Mar Arábico, onde a tradição popular hebraica diz que as águas chamam, atraindo como ímã, todos os demônios e espíritos malvados. Lilith se transforma: não é mais a companheira de Adão. É o demoníaco manifesto, está rodeada por todas as criaturas perversas saídas das trevas. [...] Os anjos com a chama e a espada fulgurante gritam a Lilith a ordem de voltar para junto de Adão pois, se não o fizer, será afogada.

respostas que buscava, mas novas situações a levam a novas perguntas. A ameaça de morte levada pelos três anjos se mostra falha quando Lilith, não mais a mulher ignorante, mas a serpente sabida, já conhece o destino que Deus lhe encerrara. É também sob ameaça de morte que Eva obedece a ordem de não provar o fruto da árvore do conhecimento, e é novamente a serpente quem prova vazia tal intimidação “Vós de nenhum

Há uma contradição, Lilith nesta hora é dada como demoníaca, no entanto recebe a ordem de voltar para o paraíso. Como retornaria ao paraíso após ter sua natureza alterada? O Éden receberia uma criatura das trevas? Haveria um perdão ou não seria Lilith realmente um demônio? Na cultura pré-cristã bem e mal se fundiam na mesma divindade, diferente da cisão

modo morrereis. Mas Deus sabe que, em qualquer dia que comerdes dele, se abrirão os vossos olhos, e sereis como deuses, conhecendo o bem e o mal”. (BÍBLIA...,19??, p. 28, Gên 3,4) Assim como a serpente, Lilith recebe uma punição divina que, dessa forma, esclarece Roberto Sicuteri (1990, p. 40): [...] Lilith, acasalando-se com os diabos, gerava cem demônios por dia [...] Os pequenos demônios foram mortos pela mão implacável de Jeová Deus. A este cruento extermínio, verdadeira guerra entre o Criador e suas criaturas, se opõe uma vingança de Lilith: ela mesmo enfurece seus próprios filhos, ou melhor, ajudada por um outro demônio feminino, segue por todo lugar estrangulando de noite as crianças pequenas nas casas, ou surpreende os homens no sono induzindo-os a mortais abraços. Assim é apresentada na tradição hebraica a história de Lilith. Não há uma conclusão: Lilith permanece na própria liberdade, endemoniada, quem sabe rainha no palácio do Demônio, com seu espírito feminino. Do momento em que declara guerra ao Pai, e o Pai a sujeita ao papel, desencadeia a sua força destrutiva e desde aquele dia não há mais paz para o homem.

Deus contra o Diabo que se estabeleceu após o cristianismo. (SICUTERI, 1990) Lilith carrega dentro de si bondade e maldade. Cabe a analogia com a figura da serpente que no livro Gênesis é considerada “o mais astuto de todos os animais da terra que o Senhor Deus fizera.” (BÍBLIA...,19??, p. 27, Gên 3,1), e que assim como Lilith questiona uma ordem divina. É ainda mais interessante a nota de rodapé que assim instrui “Sob as aparências de serpente oculta-se o espírito inimigo de Deus e do homem, Satanás, o qual se apresenta ao homem para induzi-lo à rebelião a Deus”. (BÍBLIA...,19??, p. 27, nota de rodapé) É com esta mesma rebeldia que Lilith responde à ameaça dos anjos quando em sua obra

Outra contradição aparece na história de Lilith. Endemoniada vinga a morte de seus filhos,

Sicuteri menciona o texto de Graves-Patai:

mas no encontro com os anjos, antes de receber a punição de Deus, Lilith já antecipa que iria

E como poderei morrer, se Deus mesmo me encarregou de me ocupar de todas as crianças nascidas homens, até o oitavo dia de vida, a data de sua circuncisão, e das mulheres até os seus vinte anos? (GRAVES-PATAI, 1990, p. 39 apud SICUTERI, op. Cit.)

poupar as crianças que usassem um talismã com os nomes ou semblantes dos três anjos. O Pai já a havia encarregado das crianças antes que ela concebesse seus próprios filhos “Lilith aparece entre certos demônios que têm funções precisas”. (SICUTERI, 1990, p. 51) O que

Após o impulso da resposta atravessada, Lilith avalia melhor e novamente se dirige aos anjos,

surge de novo é a perseguição de Lilith por homens adultos, talvez apenas esta fosse sua

mas dessa vez com tom conciliador. Assim se segue o mito na versão de Sicuteri:

vingança, ocupar-se de homens que pertenciam a outras mulheres. Ou talvez este fosse um segundo castigo proferido a Lilith serpente, após incitar Eva a provar o fruto da árvore da

Somando conhecimento, Lilith soma sofrimento, que, em seguida, aceita. Lilith se recusa a seguir os três anjos e lhes diz: “Se eu vir os vossos três nomes ou seus semblantes sobre um recém-nascido como um talismã, prometo poupá-lo”. Os anjos, de certo modo, aceitam de bom grado a má sorte e aceitam pelo menos a concessão parcial de Lilith. Eles voltam ao Éden, mas Jeová Deus já havia decidido punir Lilith exterminando seus filhos.(SICUTERI, 1990, p.40)

ciência, “Porei inimizades entre ti e a mulher, e entre a tua posteridade e a posteridade dela. Ela te pisará a cabeça, e tu armarás traições ao seu calcanhar”. (BÍBLIA...,19??, p. 28, Gên, 3,15)


fantasia popular quer que cada Amazona mutile um seio para ser mais livre para usar o arco, mas não existem documentos que atestem este fato.

Aqui se pode então concluir que Lilith foi uma vez amiga da mulher, mas ao tentar levá-la para seu lado, ao tentar abrir os olhos de Eva, Deus afastou para sempre as duas. E Lilith caiu no esquecimento, sua existência foi quase extinta. Porém, ao analisar todas as entrelinhas e notas de rodapé, ela pode ser encontrada. Lilith e Eva são as grandes protagonistas do Mito da Criação. Adão surge apenas como mero coadjuvante, o que faz algum sentido, já que o mito trata da origem da humanidade, e cabe às mulheres o papel principal na procriação e

Cabe destacar o uso da palavra viril. De acordo com o dicionário viril significa “1 Relativo ou pertencente ao homem ou varão; másculo, varonil. [...] 3 Próprio de um caráter varonil; esforçado, corajoso.” (MICHAELIS, 2002, p.2208) Então, segundo o autor, as Amazonas se comportavam de forma máscula, mas não apenas como um homem comum, um homem de

geração da vida.

coragem. Ainda mais interessante é outra passagem no texto de Sicuteri “entre as Amazonas, A LENDA DAS AMAZONAS: PRIMEIRAS SEGUIDORAS DE LILITH

disfarçada, vagava Hera, que instiga as viragos” (SICUTERI, 1990, p. 96) esse adjetivo é motivo de mais uma peculiaridade do texto bíblico. No dicionário temos que virago é “1 Feminino de varão. 2 Mulher esforçada, destemida. 3 Mulher muito forte e de maneiras varonis

Lilith habita dentro da mulher instintiva, e as histórias sobre elas são antigas. (ESTÉS,1999)

[...]”.(MICHAELIS, 2002, p.2207)

De aparência sedutora e desafiadora a mulher Lilith fascina e intimida o homem com seus poderes perigosos (PIRES, 2008), como é o caso da lenda das Amazonas que por muito tempo despertou o imaginário masculino.

Os significados encontrados no dicionário sugerem que ser destemido e corajoso sejam qualidades do sexo masculino. No entanto, retomando o mito da Criação, essas qualidades combinam mais com as duas personagens femininas. Lilith que desafia Adão e ao Deus Pai, e

Não há provas que esclareçam por completo se a lenda das Amazonas é de fato verdadeira,

Eva que também quebra uma regra em busca de conhecimento. Em algumas Bíblias de

mas assim como a participação de Lilith no Gênesis foi excluída, a história do feminino é por

edições mais antigas encontramos da seguinte forma o primeiro encontro de Adão e Eva “Eis

vezes ignorada. Se tomarmos que a linguagem mitológica é de caráter ambígua, como afirma

aqui agora o osso de meus ossos e a carne da minha carne; ela se chamará Virago”

Valéria Pires, e ainda que não há opostos, nem o verdadeiro, ou nem bom e mau. Talvez as

(BÍBLIA..., 19??, p. 27, Gên 2, 23).

Amazonas tenham interpretado a figura da serpente como uma benfeitora, aquela que tirou Eva da ignorância e possibilitou a remoção da coleira patriarcal, pois o estado paradisíaco quando prolongado torna-se uma prisão, e o desterro é experimentado como libertação.

A denominação de sua nova esposa por Virago, e a sequência de fatos que se sucedem, abrem mais um espaço para questionar o comportamento dado como correto para as mulheres. A autora Clarissa Estés (1999) compara a natureza feminina a lobos selvagens, e

(PIRES, 2008)

talvez seja realmente uma comparação acurada. A prevalência da cultura patriarcal vem ao As Amazonas seriam então seguidoras extremistas de Lilith, personificações do conceito

longo dos séculos tentando domesticar essas viragos, mas sempre uma ou outra resistem

arcaico do Feminismo, que propõe uma rejeição ao homem e intolerância absoluta em relação

como na lenda das mulheres guerreiras.

ao amor e ao matrimônio. Alguns relatos as colocam ao longo do Termodonte e nas cercanias de Trebisonda. (SICUTERI,1990)

Sicuteri (1990, p.93) continua sua narração da lenda já fazendo uma comparação entre as Amazonas e o mito de Lilith:

Verdadeira ou imaginária, a lenda das Amazonas é assim relatada por Roberto Sicuteri (1990, p.93): Essas Amazonas viviam em grupos onde não era, de modo algum, admitida a presença de homens. Suas regras de vida eram um verdadeiro concentrado de autonomia, identificado aos comportamentos viris. Eram mulheres belíssimas, audazes e ferozes. A

Elas cresciam aprendendo a usar armas – a lança e o arco, em particular – e não manifestavam certos sentimentos ternos. Para perpetuar a raça, iam, uma vez por ano, para junto da população dos Gargáreos, e depois voltavam para suas cidades; quando os filhos nasciam, conservavam as meninas, enquanto os meninos eram mortos ou então enviados para junto dos gargáreos! Neste rito cruel podemos facilmente observar uma analogia com a tendência de Lilith, das Lâmias ou das Empusas, e de outros


demônios femininos de raptar crianças ou matá-las. [...] Conta-se que quebravam as pernas e os braços dos meninos para torná-los inválidos.

bárbaros orientais, que seriam hoje o Oriente Médio. De acordo com Melissa Leventon, o vestuário se compunha por calças justas usadas com vestimenta superior de mangas longas adornada com pele de animal. (LEVENTON, 2009)

Nesta passagem as Amazonas são relatadas como seres violentos, e este extremismo soa não só como ausência total de sensibilidade, mas também como um comportamento irracional.

A cultura ocidental baseou-se no mito das mulheres guerreiras para a criação de personagens

Clarissa Estés (1999) em sua comparação de mulheres rebeldes a lobos, afirma que ambos

fictícios. O empoderamento feminino tão em voga na atualidade justifica remakes de filmes

possuem reputações semelhantes, que compartilham arquétipos instintivos que se relacionam

como a Mulher Maravilha, personagem original de revistas em quadrinhos que contam a

entre si e, por isso, têm reputação equivocada de serem cruéis, inatamente perigosos, além de

trajetória de uma semideusa Amazona.

vorazes.

As várias versões de filmes, desenhos e seriados que já foram feitas a respeito da Mulher

A imagem da mulher sedutora dotada de instintos sexuais tornou-se sinônimo do mau. Em

Maravilha apresentam um figurino que em nada se parece ao considerado usado pelas

razão disso algumas religiões determinam que a mulher deva cobrir o corpo, esconder os

Amazonas. De toda forma afastado o aspecto comercial, vale destacar que a personagem é

cabelos e não usar maquiagem, pois o simples fato de avistar uma mulher desejável pode

uma bela mulher, sedutora, inteligente e bem sucedida. O retorno do tema aos cinemas pode

levar o homem à loucura.

ser interpretado como um desejo coletivo do regaste da Lilith, um despertar da consciência feminina.

Em seu estudo sobre o mito de Lilith, Roberto Sicuteri menciona um poema de Goethe e destaca o seguinte trecho (1990, p.128):

Lilith é uma criatura mitológica. As Amazonas, ainda que seja possível que tenham existido, também são seres que habitam o plano ideológico. Esses arquetípicos de mulheres

A primeira mulher de Adão. Acautela-te contra seus belos cabelos, aquele esplendor é único a vesti-la.

independentes mesmo que pouco discutido ao longo dos séculos, sempre estiveram presentes, incubados dentro da mulher real. Algumas delas se permitiram dar a luz à Lilith e trazê-la ao mundo.

Com eles aprisiona um jovem e não o deixa escapar tão cedo.

Neste fragmento destacado pelo autor Lilith aparece nua, coberta apenas por seus longos

A PERSONIFICAÇÃO DE LILITH: MULHERES REAIS

cabelos, mas como seria então que mulheres Lilith como as Amazonas se vestiam? Segundo Sicuteri as guerreiras amazonas carregavam pesados arcos de bronze, e pequenos escudos em forma de meia-lua. Usavam elmos, suas vestes e cinturão eram feitos com peles de

Durante a Idade Média as mulheres foram perseguidas e acusadas de bruxas numa época em

animais ferozes. (SICUTERI, 1990) Ver figura 1 no anexo deste artigo. Essa descrição induz a

que, segundo Roberto Sicuteri (1990, p. 111) “a obsessão masculina se abandona

ideia de que além de belas, as Amazonas apresentavam considerável força física uma vez que

completamente ao delírio persecutório que logo se torna um rito sangrento”. A força instintiva

carregavam pesados arcos e abatiam animais ferozes para a confecção de vestuário. Essas

da mulher recebeu a condição de periculosidade e muitas tiveram que pagar um preço alto

mulheres guerreiras colocam em cheque a ideia de que fraqueza física e psicológica são

pelo ódio masculino. É ainda Sicuteri (1990) que ressalva que o massacre instituído pela

características do feminino.

Inquisição, pela ferocidade e empresa sangrenta contra as mulheres, talvez só tenha se

Há poucos registros históricos sobre sociedades matriarcais, e o que se pode encontrar a respeito da imagem das Amazonas é que seus trajes eram associados pelos gregos aos 1

igualado ao genocídio antissemita durante a Segunda Guerra Mundial.


A bruxa da Idade Média é a personificação de Lilith, a mulher que por alguma razão não se

sofriam de abuso doméstico e não havia nenhum tipo de amparo legal que os protegessem.

encaixava nos padrões da época e por isso foi acusada de ser esposa do Diabo. Por mais

(EGAN-MITCHELL, 2004, tradução nossa)

absurda e sem fundamento tal perseguição pareça hoje, a mulher naquele contexto não tinha a possibilidade de se fazer escutar. (SICUTERI, 1990) Diferente de séculos mais recentes, quando a influência da Igreja começa a se enfraquecer e há um resgate do intelecto sobre a obediência cega dos dogmas religiosos.

É interessante pontuar que Bloomer instiga as mulheres através da leitura, e as suscita à revolução, da mesma forma em que a serpente provoca Eva a experimentar o conhecimento através do fruto proibido. O filósofo francês Michel Onfray diz que neste gesto Eva inventou a filosofia, a inteligência, mas que para a religião querer saber é demoníaco. Onfray afirma ainda

No século XIX Lilith retorna e traz consigo aquela primeira pergunta, “por que devo me

que as necessidades de saber, e de informação da mulher são impossíveis de serem supridas

submeter a Adão se somos iguais?” Recusa-se a aceitar que a mulher já nasce com um

e isso a torna um perigo. Por ser perigosa o homem a detesta e aí está a raiz da falocracia, a

caminho claro e pré-definido. (PIRES, 2008) É neste contexto que em maio de 1848, no

impotência intelectual dos homens diante das mulheres. (CARVALHO, 2017) A paralisia de

estado de Nova Iorque Estados Unidos, nasce Amelia Bloomer. (APPLETON, 2000) Bloomer

Adão frente à desobediência de suas duas esposas.

foi responsável pela edição do primeiro jornal para o público feminino, chamado The Lily, e de acordo com os arquivos do National Historical Park, assim ela escreveu em sua primeira edição:

Também proibido era o uso de calças para o sexo feminino, e é novamente Amelia Bloomer quem advoga pela reforma do vestuário. Segundo Bloomer, os vestidos longos da época eram totalmente inapropriados para a prática de esportes e atividades ao ar livre. Ela então adota o

É a mulher que fala através do The Lily [...] Certamente ela tem o direito de manejar sua caneta pela sua supressão. Seguramente, ela pode sem jogar de lado o modesto refinamento que em muito se torna seu sexo, usar sua influência para liderar suas companheiras mortais do caminho do destruidor. 2

uso do que mais tarde ficou conhecido como “Bloomer costume”, poderíamos chamá-lo hoje de look Bloomer, que consistia em um vestido na altura dos joelhos usado junto a uma calça não ajustada. (APPLETON, 2000, tradução nossa) Ver figura 3 do anexo. A sobreposição desse vestido e calça, assim como sugeriam os gregos a respeito das

Primeiramente o que chama atenção é o nome do jornal. Lily em inglês significa lírio, mas pode ser também que, devido à posição editorial adotada, seja uma referência ao mito de Lilith. De acordo com os estudos de Roberto Sicuteri, na liturgia acadiana e mesopotâmica,

Amazonas, se assemelhava ao estilo de roupas usadas no Oriente Médio.O uso do traje aumentou a circulação do jornal The Lily de 500 unidades para 4000 por mês. A respeito disso, conforme os arquivos do National Historical Park, Bloomer escreveu:

também é possível encontrar preces e esconjuros aos nomes Lilitu e Lilu, que mais tarde se Eu permaneci pasma com o furor que despretensiosamente causei. Assim que se tornou conhecido de que estava usando o novo vestido, cartas chegaram derramando as centenas sobre mim, vindas de mulheres de toda parte do país fazendo perguntas sobre o vestido e pedindo por modelos, mostrando o quão prontas e ansiosas as mulheres estavam para abandonar o fardo das longas e pesadas saias. 3

transforma em Lillake. Há ainda referências que tendem a ligar Lilith à palavra suméria Lulu que significa libertinagem. (SICUTERI, 1990, p.41) Não havendo uma única referência quanto ao mito e ao nome de Lilith, é bem possível que Bloomer tenha feito sua própria análise etimológica. Outro ponto que merece sinalização é que, apesar de ser uma época em que a simples circulação de um jornal feminino pudesse discretamente existir, ainda eram tempos difíceis para as mulheres. As Leis definiam que tudo que fosse ganho pela mulher era de posse do marido. Os filhos também eram de propriedade dos pais e as mães não tinham o direito legal sobre qualquer questão a respeito da educação e bem estar deles. Mulheres e crianças 2

No original: “It is woman that speaks through the Lily […] Surely, she has the right to wield her pen for its Suppression. Surely, she may without throwing aside the modest refinements which so much become her sex, use her influence to lead her fellow mortals from the destroyer´s path.”

1

Apesar de ter promovido anúncios sobre o vestido no The Lily, e de ter tentado estimular todas as mulheres a aderirem ao novo estilo, a maioria não era ousada o bastante e a ideia acabou ridicularizada e falhou. Mais tarde, em 1880, quando veio a febre das bicicletas em Nova Iorque, mais mulheres aderiram ao que então já era conhecido como o look ou traje Bloomer. (APPLETON, 2000, tradução nossa) 3

No original: “I stood amazed at the furor I had unwittingly caused. As soon as it became known that I was wearing the new dress, letters came pouring in upon me by the hundreds from women all over the country making inquires about the dress and asking for patterns – showing how ready and anxious women were to throw off the burden off long, heavy skirts.”


Assim como Amelia Bloomer, outras mulheres conseguiram sair do lugar comum ao qual

Conclui-se, então, que o chamado Empoderamento feminino que hoje tanto se discute tem

pareciam destinadas, no entanto há poucos registros sobre as vidas de mulheres talentosas e

origem em movimentos isolados que ocorreram ao longo da civilização. A diferença é que por

brilhantes. (ESTÉS, 1999) A moda é uma linguagem que em muitos momentos deu voz às que

mais que uma Amelia Bloomer tenha tido a iniciativa de editar um jornal, nenhum tipo de

tentavam ser caladas. Gabrielle Chanel desafiou regras ao buscar dentro do vestuário

instrumento de tempos anteriores se compara ao acesso à informação que se tem com o

masculino uma nova identidade feminina. O sutiã protagonizou o ato mais famoso na luta por

advento da internet e os constantes avanços tecnológicos nos meios de comunicação,

reconhecimento dos direitos das mulheres, ao ser queimado em praça pública. A moda

permitindo esse despertar coletivo de conscientização.

através de seus símbolos permite a fala de todos, e é através dela que Lilith segue fazendo a mesma pergunta, “Por quê? Não somos todos iguais? ’.

O desafio que fica é atender ao chamado de Lilith que ecoa por todos os lados. É finalmente permitir que a mulher assuma o protagonismo que sempre a pertenceu, proporcionando a ela

Por meio deste estudo pretende-se desenvolver uma coleção de moda para o segmento

roupas que não sejam apenas proteção contra as intempéries ou esconderijo de seu corpo

fitness materializando no vestuário características subjetivas da temática Lilith. A

sedutor. Espera-se conceber uma nova armadura para Amazonas da vida real, capazes de

inconformidade e curiosidade que levaram as mulheres para fora do paraíso são inspiração na

sintetizar estética, funcionalidade e tecnologia.

busca de wearable technology 4 a serviço das modalidades esportivas. A força e agilidade física das Amazonas serão interpretadas em tecidos resistentes, modelagens que permitam ABSTRACT

grande mobilidade, e ainda em peças que transitam entre acessórios e vestimentas capazes de proteger o corpo contra pequenos impactos. O look Bloomer será homenageado de modo que se adapte em roupas que façam a transição dos trajes esportivos para roupas casuais. Amelia Bloomer e a questão de direitos, inclusive direito ao voto, são assuntos de relevância quando se pensa no contexto político que o Brasil vivencia em 2017, e serão lembrados em estampas. Porém o maior motivo da estamparia será Lilith como serpente, seja de forma literal, ou como sugestões ao movimento de entrelaçamento que as cobras fazem.

The theme of this article is the myth about the creation of the first woman, which preceded Eve. The unknown story about this character is presented among interpretations of its symbols in pursuit of another feminine role model, distinct from patriarchal standard which stipulates submission and obedience as qualities expected in women. The book Lilith and the black moon, by Roberto Sicuteri, is the foundation of this study, which also includes other texts that also discuss about the feminine issues. The conclusion is that women empowerment, so currently in vogue nowadays, is a consequence of several movements that has initiated long years ago. Through the obtained answers it is intended to develop a product that is able to attend the demand of a woman firm in her convictions.

CONSIDERAÇÕES FINAIS Key words: Lilith; Woman; Serpent; Fashion; Feminine; Myth. Este estudo permitiu que fosse feito um apanhado geral sobre a participação da mulher na composição da sociedade contemporânea. Foi possível constatar que o Feminismo e a luta

REFERÊNCIAS

das mulheres por reconhecimento e igualdade datam de muito antes do que se imaginava. Porém, as tentativas e até mesmo o sucesso de mulheres que empreenderam contra o domínio masculino foram ignoradas propositalmente das páginas da história.

APPLETON, Dorothy. Amelia Bloomer. 2000. Disponível http://search.proquest.com/openview/11e11e372322bdb014771b9d28077d6e/1?pqorigsite=gscholar&cbl=25809. Acesso em: 31 Mai. 2017.

em:

BÍBLIA SAGRADA. Rio de Janeiro: Edições Paulinas, 19??. Tradução da Vulgata Pe. Matos Soares. 4

Tecnologia que pode ser vestida.

1


1 Produto final: Desenvolvimento de Coleção BÍBLIA SAGRADA. São Paulo: Edições Loyola, 1995. Direção Gabriel C. Galache.

BOTELHO, José Francisco. Quem escreveu a Bíblia?. Belo Horizonte: Super Interessante, 2016. Disponível em: http://super.abril.com.br/historia/quem-escreveu-a-biblia. Acesso em: 20 Abr. 2017.

BROWN, Brené. A coragem de ser imperfeito. Tradução Joel Macedo. Rio de Janeiro: Sextante, 2016.

CARVALHO, Elizabeth. Milênio: Uma entrevista com o filósofo francês Michel Onfray. Globo News. 2017. Disponível em: http://g1.globo.com/globo-news/milenio/videos/v/milenio-umaentrevista-com-o-filosofo-frances-michel-onfray/5951766/. Acesso em: 28 Jun. 2017.

EGAN-MITCHELL, Maureen. Amelia Jenks Bloomer. 2004. Disponível http://search.proquest.com/openview/cc69d373d65fc791c759b15c14c63bcd/1?pqorigsite=gscholar&cbl=25809. Acesso em: 31 Mai. 2017.

em:

ESTÉS, Clarissa Pinkola. Mulheres que correm com lobos. Tradução Waldéa Barcellos. Rio de Janeiro: Rocco, 1999.

1.2 Projeto TCC: Desenvolvimento de Coleção 1.Briefing de negócio 1.1. Descrição geral da marca: Marca de nome Viva Active voltada para o publico feminino que pratica atividades físicas regulares. 1.2. Estilo: Estilo predominante é o esportivo, e contemporâneo é o complementar. 1.3. Elementos de estilo: Conforto obtido através de etiquetas de conservação em silk em vez da tradicional de tnt. Inovação, a marca será inovadora pelo uso de tecidos inteligentes e da tecnologia vestível presente em algumas peças conceituais. Praticidade, apesar das inovações tecnológicas, a marca procura se manter prática fabricando peças que não necessitam ser passadas a ferro e que possam ser lavadas à maquina. 1.4. Nicho: Prét- à-porter de difusão. 1.5. Segmento: Fitness ou sportwear. 1.6. Gênero: Feminino. 1.7. Canais de distribuição: Site próprio de vendas online, participação em eventos esportivos como campeonatos com estandes de vendas. 2. Público-alvo

LEVENTON, Melissa. História ilustrada do vestuário. Tradução Livia Almendary. São Paulo: Publifolha, 2009.

MICHAELIS. Moderno dicionário da língua portuguesa. Melhoramentos, 2002.

São

Paulo:

Companhia

NATIONAL PARK SERVICE (ESTADOS UNIDOS). Amelia Bloomer. Nova Iorque. Disponível em: https://www.nps.gov/wori/learn/historyculture/amelia-bloomer.htm. Acesso em: 31 Mai. 2017.

PIRES, Valéria Fabrizi. Lilith e Eva. São Paulo: Summus editorial, 2008.

SICUTERI, Roberto. Lilith a lua negra. Tradução Norma Telles e J. Adolpho S. Gordo. Rio de Janeiro: Paz e terra, 1990.

APÊNDICE

O público-alvo da marca Viva Active é composto por mulheres que praticam atividades físicas regularmente, mas que não são atletas profissionais. São pessoas que precisam conciliar muitas atividades dentro de suas rotinas. Estão atuando no mercado, seja como profissional liberal, funcionária dentro de organizações empresariais ou até mesmo aquela que busca sua independência financeira com pequeno negócio próprio que funciona dentro de casa. A tecnologia faz parte da vida dessas mulheres que a vê como uma parceira, assim como a constante busca por conhecimento e aperfeiçoamento dentro de sua área, seja ela qual for. A família também é parte importante na vida dessa mulher Viva Active, sua casa é seu refúgio assim como as pessoas que moram nela. Cuidar da casa e da família são tarefas dividas entre todos, mas cuidar de si mesma é um prazer indispensável, e isso inclui corpo, mente e espírito. O lazer está nas pequenas coisas como poder assistir uma temporada inteira de sua série favorita num mesmo dia! Downton Abbey foi uma das que mais gostou e a deixou hipnotizada. Bons livros, visitas a museus e até mesmo aprender uma receita nova são atividades que despertam felicidade, mas aquela boa viagem planejada para Europa desperta muito mais que felicidade, são sonhos que se realizam. Porém o verdadeiro e enorme prazer da mulher Viva Active é ver seu suor e seus esforços gerando frutos. Poder contar com si mesma sem precisar de ninguém é o que faz essa mulher se sentir completa. 2.1 Painel público alvo:

1


3.1 Tema: Lilith 3.1.1. Painel de inspiração:

ANEXO

3. Briefing da coleção FIGURA 1 - Pintura em cerâmica Gregos e Amazonas


FIGURA 3 – Look Bloomer

Fonte: Atlante dell’arte italiana. Disponível em: http://www.atlantedellarteitaliana.it/index.php?artwork=5303&lang=english Acesso em 02 Jul. 2017. FIGURA 2 - Pintura em cerâmica mulher Amazona Fonte: Pinterest. Disponível em: https: https://br.pinterest.com/pin/449234131566289350/ Acesso em 02 Jul. 2017.

Fonte: Pinterest. Disponível em: https://br.pinterest.com/pin/103371753930540467/ Acesso em 02 Jul. 2017.

1

VIVA ACTIVE - Silvia Campos  
VIVA ACTIVE - Silvia Campos  
Advertisement