Issuu on Google+

Zoom Este suplemento comercial faz parte integrante do Jornal de Notícias e do Diário de Notícias de 12 de março de 2014 e não pode ser vendido separadamente.

COMUNICAR COM INTERESSE. FAÇA ZOOM!

CENTRO DE PORTUGAL Uma região especialmente vocacionada para o turismo com uma oferta variada e diferenciada

Dicas * Destinos * Gastronomia * Passeios * Atividades ZoomTurismoCentro.indd 1

07-03-2014 12:33:11


CENTRO destinodepaixões

VISI

TE-N

OS Surp re o CEN enda-se com TROC A RD! o no sso Cartã

o Tur

www.turismodocentro.pt • facebook.com/turismodocentro

ístico


Turismo Centro de Portugal 3

EDITORIAL R

O território abrange cem municípios repartidos pelos distritos de Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria e Santarém

Sumário 04 NÁUTICO Mergulhe no Centro 05 CIM Região de Aveiro 06 UNESCO Património à escala mundial

06

07 CIM Região de Coimbra 08 TURISMO RELIGIOSO Descubra os caminhos da espiritualidade 09 CIM Médio Tejo 10 NATUREZA Descubra os recursos naturais do Centro de Portugal

O CENTRO de Portugal é uma região especialmente vocacionada para

o turismo. O território abrange cem municípios repartidos pelos distritos de Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria e Santarém. Na semana da Feira de Turismo de Lisboa - BTL 2014, que decorre de 12 a 16 de março na FIL, a Turismo Centro de Portugal edita um especial “Centro de Portugal” no Jornal de Notícias e Diário de Notícias. Nesta revista conheça sete organizações que representam os municípios (Comunidades Intermunicipais – CIM), e que marcam presença no espaço Centro de Portugal durante a BTL’14. Veja as sugestões, conheça o património UNESCO, os caminhos da espiritualidade, fuja ao stress com programas spa. Visite a BTL, e conheça a oferta turística da região Centro (stand localizado no pavilhão 1 da FIL). Centro de Portugal - O Centro das Emoções. Pode consultar a versão iPaper: este suplemento será colocado durante três meses no arquivo online da Controlinveste.

10

11 CIM Oeste 12

CIM Beira Baixa

13 CIM Região de Leiria TURISMO CENTRO DE PORTUGAL Rua João Mendonça, 8 | 3800-200 Aveiro Tel. 234 420 760 www.turismodocentro.pt www.facebook.com/turismodocentro

14 SAÚDE & BEM ESTAR Recupere energias 15

CIM Viseu Dão Lafões

FICHA TÉCNICA PUBLICAÇÃO DA UNIDADE DE SOLUÇÕES COMERCIAIS MULTIMÉDIA DA CONTROLINVESTE MEDIA • Coordenação e Edição LARA LOUREIRO • Textos e Fotos TURISMO CENTRO DE PORTUGAL, ARPT E COMUNIDADES INTERMUNICIPAIS • Publicidade PAULO PEREIRA DA SILVA (diretor comercial de imprensa), JOÃO OLIVEIRA (diretor de vendas) e JOÃO VILELA (gestor de conta) • Design e Coordenação de Arte SOFIA SOUSA • Paginação PATRÍCIA COELHO e DEPARTAMENTO DE PUBLICIDADE SUL

ZoomTurismoCentro.indd 3

07-03-2014 12:33:19


4 Turismo Centro de Portugal | Desportos náuticos

MERGULHE NO CENTRO DE PORTUGAL! R

Água

EXPLORE

O Centro d e Portugal é o destino ideal para a prática d e desporto náuticos, p s esca despor tiva e de alto mar, ou simplesmen te, para dias de pra ia tranquil os.

e Tempo bem passado à beira-mar, ou beira-rio. Passeios tranquilos ou momentos repletos de adrenalina. Águas calmas ou com muita onda! Tudo está aqui, no Centro de Portugal.

Rip Curl, Peniche

Rio Ceira, Miranda do Corvo

Mais de 200 km de costa atlântica, espaços de

água como a ria de Aveiro, os rios Mondego, Zêzere e Tejo, ou a lagoa de Óbidos. O Centro de Portugal é o destino ideal para a prática de desportos náuticos, pesca desportiva e de alto mar, ou simplesmente, para dias de praia tranquilos. Canoagem, remo, kitesurf, rafting, vela, passeios de barco, ou surf, a escolha é sua. Estas são apenas algumas opções disponíveis, porque numa região onde os caminhos da água ligam o interior ao litoral, as possibilidades não se esgotam, e as empresas de animação, que operam por toda a região, têm sempre novas propostas para si. Atreva-se. Venha “apanhar” umas ondas com os melhores e mais destemidos surfistas mundiais, embarque em Peniche e faça a travessia de aproximadamente dez quilómetros até ao arquipélago das Berlengas - Reserva da Biosfera da UNESCO. A transparência das águas, a abundante vida subaquática e a possibilidade de encontrar tesouros submersos, fazem das Berlengas um dos melhores locais da costa portuguesa para a prática de mergulho. Descubra Aveiro, a cidade lagunar, através de um passeio nos barcos moliceiros pelos canais da ria e pelas salinas. Passe divertidos dias de praia na Figueira da Foz e conheça os afloramentos jurássicos do Cabo Mondego. Em São

ZoomTurismoCentro.indd 4

Pedro de Moel, praia localizada numa clareira do pinhal de Leiria, a piscina oceânica permite banhos de água do mar, em total segurança. Rume ao interior do território, as praias fluviais com modernos equipamentos de apoio, e na sua maioria acessíveis aos portadores de mobilidade reduzida, vão surpreendê-lo. Praia de São Jacinto, Aveiro

07-03-2014 12:33:39


Região de Aveiro | Turismo Centro de Portugal 5

Ria de Aveiro

A ria de Aveiro conjuga beleza e biodiversidade e proporciona momentos de lazer e partilha com a Natureza.

APOSTA GANHA EM

QUALIDADE DE VIDA E ATRATIVIDADE TURÍSTICA A qualidade

de vida é um valor reconhecido pela população residente na região de Aveiro, onde o grau de satisfação se situa nos 67,1%, o mais elevado no centro de Portugal. Dados da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região Centro revelam que os habitantes da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro são aqueles que se manifestam mais agradados com as condições de vida oferecidas pelo território. Atraentes polos urbanos, paisagens únicas e recursos naturais, combinados com uma oferta de turismo balnear, de natureza e termalismo, são fatores que contribuem para o bem-estar da população e para a crescente atratividade turística da região. Tendo a ria de Aveiro como protagonista, na região convivem interessantes tradições regionais, património

arquitetónico, gastronomia e a modernidade dos mais recentes equipamentos culturais e sociais.

Recursos naturais, arquitetónicos e produtos genuínos Exemplar único do País, a ria de Aveiro conjuga beleza e biodiversidade e proporciona momentos de lazer e partilha com a Natureza. A Reserva Natural da ria e das dunas de S. Jacinto e as praias de areia dourada são ponto de passagem obrigatório. Também o rio Vouga e a Pateira de Fermentelos, uma das maiores lagoas naturais da Península Ibérica, assumem-se como locais de incontornável interesse turístico. Aos recursos naturais da região há a somar um vasto património humano e arquitetónico, com destaque para as construções em tijolo e azulejo e para as manifestações do

barroco e da arte nova. A ria de Aveiro oferece um conjunto de produtos, que resultam de um ecossistema único, marcado pelo jogo das águas doce e salgada e pelo clima temperado. Os produtos da pesca (marítima, como o bacalhau, ou lagunar, como as ostras, as amêijoas, as enguias, a lampreia e as conservas) e os produtos do sal são, por si só, fortes argumentos de competitividade turística e económica. A gastronomia reflete a riqueza cultural, o que se traduz em pratos como a sopa e caldeirada de enguias e de peixe, uma variedade de receitas de bacalhau, o afamado leitão à Bairrada, a chanfana, entre outras iguarias. Uma doçaria rica pode também encontrar-se na região de Aveiro, onde os ovos moles ou o pão-de-ló há muito conquistaram a preferência dos visitantes.

tome nota COMUNIDADE INTERMUNICIPAL DA REGIÃO DE AVEIRO www.regiaodeaveiro.pt | e-mail: geral@regiaodeaveiro.pt RIA DE AVEIRO www.riadeaveiro.pt | e-mail: geral@riadeaveiro.pt

ZoomTurismoCentro.indd 5

07-03-2014 12:34:04


6 Turismo Centro de Portugal | Rede à escala mundial

PATRIMÓNIO DE EXCELÊNCIA O património histórico e arquitetónico e a identidade cultural da Região Centro caracterizam-se por heranças histórico-culturais de diferentes tempos e civilizações Tomar

Convento de Cristo A construção do Castelo Templário, em 1160, marca o início do Convento de Cristo em Tomar, sede das ordens religiosas e militares do Templo e de Cristo. O monumento integra expressivos testemunhos da história da arquitetura portuguesa, como a Charola românica da igreja, o claustro de D. João III e a famosa janela manuelina da Sala do Capítulo. www.conventocristo.pt

Mosteiro de Alcobaça Fundado no ano de 1178, pela Ordem de Cister, e por doação do rei D. Afonso Henriques, o Mosteiro de Alcobaça é um dos mais importantes templos cistercienses medievais. Na Sala dos Túmulos, repousam lado a lado, D. Pedro e D. Inês de Castro, protagonistas de uma malograda história de amor. www.mosteiroalcobaca.pt

Mosteiro da Batalha O Mosteiro da Batalha foi mandado construir por D. João I, como agradecimento pela vitória na batalha de Aljubarrota. Datado do final do século XIV, as obras do mosteiro prolongaram-se por cerca de 150 anos. É o mais significativo edifício do gótico português. www.mosteirobatalha.pt

Aldeias

Coimbra A Universidade de Coimbra, a mais antiga de Portugal e uma das mais antigas do mundo, foi criada no século XIII, em 1290, por D. Dinis. Com mais de sete séculos, a universidade conta com um património material e imaterial único, peça fundamental na história da cultura científica europeia e mundial. www.visit.uc.pt

ZoomTurismoCentro.indd 6

Históricas No interior da região Centro, as aldeias tradicionais marcadas pelo xisto e granito desenham cenários surpreendentes para quem visita o território pela primeira vez. O Piódão, em Arganil, ou Monsanto, em Idanha-a-Nova, são aldeias que parecem desafiar o génio criativo. No litoral, as praias e núcleos urbanos refletem outras dinâmicas. A diversidade patrimonial e arquitetónica é uma constante no centro de Portugal e proporciona uma multiplicidade de opções de visita. Por todo o lado, vestígios arqueológicos e construções antigas traduzem um tempo repleto de história, cuja importância ultrapassa a escala regional. Efetivamente, alguns lugares são tão marcantes que a UNESCO os incluiu na lista de património mundial. Os Mosteiros de Alcobaça e da Batalha, o Convento de Cristo em Tomar e a Universidade de Coimbra são lugares mágicos.

07-03-2014 12:34:16


Região de Coimbra | Turismo Centro de Portugal 7

R PORTUGAL EM

ESTADO PURO

Viajar pela região de Coimbra é revisitar o passado e conviver com a vida e a alegria do presente

Universidade de Coimbra

Comece-se

por Coimbra, pela Alta de Coimbra, agora Património Mundial da Humanidade, e calcorreando calçadas de história, recantos de amores proibidos encontramos património único. Na Universidade, da Torre à Biblioteca Joanina e ao Laboratório Chimico ou no Museu Machado de Castro, onde a cidade assenta num fantástico criptopórtico romano. Salte-se ao Bussaco, à mata e ao palácio romântico a fazer lembrar sonhos de um português Ludwig da Baviera e passeie-se pelas verdes e frescas sombras que o abraçam. E logo, revigorados por um bom leitão da Bairrada saboreado com um bom espumante daquelas terras que o Homem fez. Viajar pela região de Coimbra é celebrar o mar, desde a praia da Claridade às artes xávegas que vergam as ondas e fazem brilhar

ZoomTurismoCentro.indd 7

prata nas redes dos pescadores. Desde o surf da Figueira da Foz aos peixes e mariscos de toda a costa. Suba-se docemente o vale do Mondego, rico de águas e de castelos, entre-se na romana Conímbriga e suba-se mais alto, às serras de Sicó, da Lousã ou do Açor. Nas paisagens de serra, que deslumbram pela crueza da pedra ou pelas marés de floresta, serpenteiam rios, calcorreiam pastores e rebanhos mas, ousadia humana, surgem avalanches de BTT, concentrações de motards, caminhantes soltos pela vertigem da altura. E hospitalidade sem par. Corramos aldeias de xisto e aldeias históricas, saboreemos chanfanas ancestrais, bebamos vinhos cantantes, mergulhemos em improváveis praias fluviais, andando assim nas terras do divino, transformado em profano pelas

Figueira da Foz

Piódão, Arganil

mãos do destino e do homem. E sentemo-nos com o trabalho das mãos da mulher a burilar o trabalho duro dos pastores: com um fabuloso queijo da serra, em terras que sendo do Hospital, dão vida à tradição e fazem acreditar no Futuro. Como poderia ter dito o nosso poeta maior: Esta é ditosa terra nossa amada. Esta é a região de Coimbra. Portugal em estado puro.

07-03-2014 12:34:30


8 Turismo Centro de Portugal | Turismo Religioso

CAMINHOS DA ESPIRITUALIDADE A ligação do homem com o transcendente está bem patente por todo o centro de Portugal. Monumentos megalíticos e arte rupestre mostram o cunho religioso que o homem, desde tempos imemoriais, foi deixando na paisagem

Museu Judaico de Belmonte

Caminhos de Santiago

A relação com o sa-

grado é visível nas igrejas, nos conventos onde viveram princesas e rainhas, nos locais de peregrinação, nas sinagogas, ou em simples ermidas no cimo das serras. As ordens religiosas deixaram no território marcas bem vincadas. A sua ação foi determinante na exploração da propriedade e qualidade dos produtos produzidos, assim como, na arte e no conhecimento. A mística associada à simbologia e lendas dos cavaleiros Templários atribuíram uma aura de lugares mágicos aos castelos e igrejas que a Ordem do Templo fundou na região Centro. Decalcando antigas rotas de peregrinação, peregrinos de todas as idades percorrem com grande

ZoomTurismoCentro.indd 8

As ordens religiosas deixaram marcas bem vincadas. A sua ação foi determinante nos produtos produzidos, assim como, na arte e no conhecimento devoção os Caminhos de Santiago e de Fátima. A devoção Mariana tem o seu expoente máximo no Santuário de Fátima, muitas vezes designado de “Altar do Mundo”. Descubra os caminhos da fé que conduzem a Fátima. A Capelinha das Aparições, a moderna Igreja da Santíssima Trindade e a tranquilidade do recinto abraçado pela Basílica, sob o olhar da Virgem Protetora. Também a herança Sefardita deixou marcas nesta região, onde muitos testemunhos ain-

Santuário de Fátima

conhecida a última comunidade secreta criptojudaica da Península Ibérica, localizada em Belmonte. A Sinagoga de Tomar, o Museu Judaico de Belmonte, ou os cárceres da Inquisição em Coimbra, evocam o atribulado percurso dos judeus na Península Ibérica.

Saiba mais

da permanecem. A presença judaica está presente em muitas tradições, usos e costumes, perpetuados de geração em geração. Só no século XX foi

Os caminhos da espiritualidade percorrem toda a região centro. Organize a sua viagem. Conheça os museus cujo espólio apresenta o registo de devoções antigas. www.turismodocentro.pt www.rotadascatedrais.com www.santuario-fatima.pt www.redejudiariasportugal.com

07-03-2014 12:34:36


Médio Tejo | Turismo Centro de Portugal 9

O MÉDIO TEJO NÃO SE VISITA,

SENTE-SE R

Vale a pena visitar o Médio Tejo, onde os seus treze concelhos (Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Sertã, Tomar, Torres Novas, Vila de Rei e Vila Nova da Barquinha) o recebem de uma maneira única e diferenciada

Eis o segredo da

região onde os castelos surpreendem os rios com histórias românticas, a energia inovadora do vento conquista o cume das serras com o dinamismo de antigos guerreiros, as estrelas coabitam em harmonia com entidades divinas e os mitos enigmáticos fazem eco por galerias subterrâneas. Por aqui, as odes poéticas inspiram-se no equilíbrio das paisagens, o centro geodésico do País é envolvido por artes de todo o mundo, o ritmo do desenvolvimento tecnológico funde-se com a animação das noites e as tradições genuínas fazem parte das bagagens dos viajantes. As vivências multiplicam­ ‑se e complementam-se sem que a essência ímpar do Médio Tejo se perca, revelando um território que recebe e convida a regressar a todos aqueles que o querem sentir intensamente. O seu clima, as paisagens, a hospitalidade, a cultura e o riquíssimo património que integram a sua história, bem como a gastronomia de prestígio que aqui encontra, complementam uma série de recursos que, oferecidos num ambiente empreendedor e dinâmico, concedem a esta região características de excelência. Em termos turísticos, o Médio Tejo destaca-se no contexto nacional na capacidade de assegurar uma oferta diversificada e diferenciadora assente, não só na sua importante e relevante herança histórica, mas também na sua grande

ZoomTurismoCentro.indd 9

riqueza patrimonial e natural. Através do usufruto, qualificação e aproveitamento dos recursos endógenos locais, o turismo incute nos dias de hoje uma dinâmica económica e social favorável nos territórios que o acolhem, uma evidência para a qual a região do Médio Tejo está desperta, pelo que aposta numa estratégia de

Rio Tejo, vista do Castelo de Almourol

valorização das singularidades e especificidades que lhe são intrínsecas, bem como na sua sustentabilidade.

As vivências multiplicam-se e complementam-se sem que a essência ímpar do Médio Tejo se perca Venha ao Médio Tejo e descubra a unidade na diversidade, onde os seus treze concelhos (Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Sertã, Tomar, Torres Novas, Vila de Rei e Vila Nova da Barquinha) o recebem de uma maneira única e diferenciada, porém firmada na unicidade de uma região coesa que se expressa a uma só voz! Experimente! COMUNIDADE INTERMUNICIPAL DO MÉDIO TEJO: www.mediotejo.pt www.facebook.com/ CIMMedioTejo

Charola, no Convento de Cristo em Tomar

07-03-2014 12:34:41


10 Turismo Centro de Portugal | Recursos naturais

NATUREZA

EXPLORE A OFERTA DO CENTRO DE PORTUGAL A região convida a passeios e outras atividades na natureza durante todo o ano.

Golfe, Óbidos

Bioria, Estarreja

Berlenga, Peniche

ZoomTurismoCentro.indd 10

No Centro de Portugal a na-

tureza é uma constante surpresa. Reservas naturais, áreas integradas na Rede Natura, habitats onde vive uma grande diversidade de espécies animais e vegetais. A região convida a passeios e outras atividades na natureza durante todo o ano. Na região de Viseu, as serras do Caramulo, Montemuro, Freita e Arada são um convite para caminhadas revigorantes. Ao visitar a Reserva Natural de São Jacinto, em Aveiro, não esqueça os binóculos, mantenha o silêncio e observe a avifauna deste ecossistema lagunar, local de passagem de aves migratórias. Um pouco mais a norte, no município da Murtosa, conheça os vários percursos cicláveis NaturRia. Se não tem bicicleta, não se preocupe, utilize uma das bicicletas do projeto. Em Arganil, a serra do Açor possui uma beleza deslumbrante. Além da mata da Margaraça, a Fraga da Pena - queda de água originada por um acidente geológico, é um desafio que não vai querer perder. Um pouco mais para o interior, no ponto mais alto de Portugal, viaje

até aos Vales Glaciários do Parque Natural da Serra da Estrela. A paisagem é impressionante. Para melhor compreender o processo de glaciação ocorrido há milhares de anos, visite o Centro Interpretativo do Vale Glaciar do Zêzere, em Manteigas. Já próximo da fronteira, descubra a Área Protegida Privada Faia Brava, em Figueira de Castelo Rodrigo, habitat do abutre-do-egito e da águia-perdigueira. Continue a viagem até à Beira Baixa, e a caminho do Geopark Naturtejo e do Parque Natural do Tejo Internacional, pare na serra da Gardunha - palavra árabe que significa refúgio. A viagem não para aqui. Percorra as serras de Aire e Candeeiros, vai encontrar o Parque Natural, as grutas, os trilhos pedestres e vestígios do mundo fantástico dos dinossáurios. Novamente junto ao litoral percorra o Pinhal de Leiria. No Oeste, o verde dos campos de golfe contrasta com a arriba fóssil, as falésias e a serra de Montejunto. No promontório “Nau dos Corvos”, no Cabo Carvoeiro, em Peniche, avista-se ao longe o perfil do arquipélago das Berlengas.

07-03-2014 12:34:49


Região Oeste | Turismo Centro de Portugal 11

Região de Excelência Projeto de Futuro A intervenção da Comunidade Intermunicipal do Oeste (OesteCIM) desenvolve-se num vasto território a norte de Lisboa, entre o Vale do Tejo e o Atlântico

Marcado pela forte presença do mar e

pelas suas colinas e vales, esta região é constitu­ ída por doze Municípios – Alcobaça, Alenquer, Arruda dos Vinhos, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Peniche, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras. A modernidade das cidades, a vanguarda e o serviço de excelência dos novos hotéis que se assumem na realidade da região Oeste de Portugal, aliam-se a uma herança histórica presente nos monumentos que pontuam os diferentes municípios da região. À coexistência harmoniosa entre o novo e o antigo, entre o rural e o moderno juntam-se quilómetros de praias de excelente qualidade, das quais fazem parte 23 praias classificadas com Bandeira Azul. A região Oeste de Portugal foi a primeira região do continente, a par com a Região Autónoma dos Açores a ter a certificação de destino QualityCoast, que a distingue, com reconhecimento internacional, como sendo um destino turístico atrativo, de qualidade e com esforços demonstrados na procura da sustentabilidade. O empreendedorismo, o turismo e o mar são áreas com forte tradição na região Oeste, com

ZoomTurismoCentro.indd 11

produtos específicos já associados a este território e que constituem, hoje, imagens de marca de uma oferta diferenciada e concentrada. Responder com êxito à procura dos diferentes produtos que a região oferece e melhorar a sua competitividade depende da capacidade de integrar e articular produtos com novas tecnologias e promover a cooperação permanente entre entidades do setor da região Oeste para que, em conjunto possam melhorar competências e reforçar ou criar elementos diferenciadores com base nos recursos existentes. Conscientes do imenso e diversificado potencial turístico da região, a OesteCIM e os doze municípios da sua área de intervenção visam a construção de um processo de incrementação turística a pensar no acolhimento de primazia daqueles que nos visitam, mantendo o equilíbrio entre planeamento territorial e ambiental aliado ao aumento da competitividade turística da região. COMUNIDADE INTERMUNICIPAL DO OESTE E-mail: geral@oestecim.pt Url: www.oestecim.pt

07-03-2014 12:35:09


12 Turismo Centro de Portugal | Beira Baixa

R

Vasto, de vales cavados e profundos e de grandiosas planícies, o território da atual Beira Baixa, composto pelos concelhos de Castelo Branco, Idanha-a­‑Nova, Oleiros, Penamacor, Proença-a-Nova e Vila Velha de Ródão, situa-se no centro do País, junto da fronteira com Espanha, limitado a norte pela serra da Gardunha e a sul pela planície alentejana

Centro de Cultura Contemporânea de Castelo Branco

A COMUNIDADE INTERMUNICIPAL DA

BEIRA BAIXA

Graças aos seus impor-

tantes recursos hídricos, à fertilidade dos solos, à floresta, à exuberância das suas paisagens naturais e construídas, à atratividade turística e à sua versátil gastronomia, a par de opções estratégicas no desenvolvimento sustentável e incentivo aos investimentos, a região reúne no presente um vasto leque de infraestruturas, equipamentos e serviços capaz de responder às necessidades de quem vive, investe e visita. As excelentes vias de comunicação rodoviárias e a linha ferroviária da Beira Baixa facilitam o acesso a todos os que pretendem visitar esta região, integrada no Geopark Naturtejo da Meseta Meridional, e onde podemos visitar espaços como o Museu Tavares Proença, o recente Centro de Cultura Contemporânea de Castelo Branco, o Museu Cargaleiro, o Centro Cultural Raiano, o Centro de Ciência Viva e da Floresta, entre outros. Por

ZoomTurismoCentro.indd 12

estas terras, é impensável não visitar as Aldeias Históricas de Idanha-a-Velha e Monsanto, a rusticidade das Aldeias do Xisto e ainda a Foz do Cobrão ou o centro histórico de Penamacor. Aqui a natureza sobressai e num curto raio de deslocação podemos visitar o Parque Natural do Tejo Internacional, a Reserva Natural da Malcata, o Parque Icnológico de Penha Garcia, o Monumento Natural das Portas do Ródão e espaços organizados para atividades de Geoturismo, observação de aves, e desporto na natureza, além das águas límpidas e puras das praias lluviais, por exemplo, de Oleiros e Proença-a-Nova. Para que qualquer estadia seja feita com todo o conforto, a Beira Baixa possui excelentes unidades hoteleiras, e algumas dedicadas ao termalismo, Pou-

Aldeias Históricas de Idanha-a-Velha e Monsanto

sadas de Juventude, casas de Turismo Rural, e Parques de Campismo. Hoje, devido à recente evolução alicerçada nas riquezas naturais, nas infraestruturas, nos polos industriais revitalizados e na sua localização geográfica (apro-

ximadamente equidistante de Lisboa, Porto e Madrid), reconhece-se que este é um território aliciante para o investimento em novas oportunidades, um espaço onde a inovação e o crescimento económico encontraram terreno fecundo e produtivo.

A Beira Baixa é hoje um território acolhedor para viver, crescer, investir e visitar.

07-03-2014 12:35:17


Região de Leiria | Turismo Centro de Portugal 13

Praia do Osso da Baleia, em Pombal

Fragas de S. Simão, em Figueiró dos Vinhos

AO SERVIÇO DA REGIÃO DE LEIRIA A CIMRL estará presente na BTL de 12 a 16 de março de 2014, onde terá o seu momento de degustação com alguns dos produtos locais mais emblemáticos. Esperamos por si

ZoomTurismoCentro.indd 13

Composta pelos municípios de Alvai-

ázere, Ansião, Batalha, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Leiria, Marinha Grande, Pedrógão Grande, Pombal e Porto de Mós, a CIMRL desenvolve uma atividade de âmbito intermunicipal e configura-se como uma referência regional e local, reconhecida pela capacidade de resposta às necessidades da região, apostando na excelência da gestão pública, com relevância para a eficácia, eficiência, inovação e rentabilização de meios ao dispor. Tem ainda por objetivo estimular a economia, afirmando a competitividade da região, a nível industrial, económico e turístico, tirando partido da centralidade geográfica e das condições de acessibilidade. Pretende-se desenvolver cada vez mais o “ADN” próprio da região de Leiria, caracterizada por uma imensa diversidade de complementaridades, desde paisagens, cultura, artesanato, artes, património natural e construído, vestígios da romanização, grutas naturais, Aldeias do Xisto, termas, praias, serras, pinhais, rios, gastrono-

mia, as suas gentes, os saber-fazer… que nos diferenciam e nos enriquecem, fazendo deste território um dos mais apetecíveis do nosso país. Desde as rotas do vidro, do património natural, das Aldeias do Xisto, dos castelos, do Património da Humanidade, das praias, dos circuitos de BTT e pedestres, aliando a uma diversidade única no País, de museus e “sítios” de interesse e com as ótimas condições de alojamento, temos na Região de Leiria, um inesgotável valor acrescentado a nível turístico. Com uma dinâmica altamente relevante e uma população afável, este território “acolhe” três Maravilhas de Portugal: as Grutas de Mira de Aire, em Porto de Mós, o Mosteiro de Santa Maria da Vitória, na Batalha, e o arroz de marisco da Praia da Vieira, na Marinha Grande, o que torna esta região uma maravilha ainda a descobrir pelos turistas! A CIMRL estará presente na BTL, de 12 a 16 de março de 2014, onde terá o seu momento de degustação dos produtos locais mais emblemáticos da região. Esperamos por si!

07-03-2014 12:35:28


14 Turismo Centro de Portugal| Saúde & Bem-Estar

Nada melhor para descansar e fugir à rotina do dia a dia, do que uma estadia nas termas ou spas

RECUPERE AS ENERGIAS Na região Centro tem mui-

to por onde escolher, uma vez que, esta é a região com maior número de equipamentos termais em Portugal. Dadas as características geológicas existentes no território, as nascentes termais ricas em minerais, composição química e temperatura elevada são abundantes. Os benefícios destas águas, indicados em muitas situações clínicas, são reconhecidos pela comunidade científica. Em diversos espaços vai encontrar programas vocacionados para a promoção de estilos de vida saudáveis, reposição do equilíbrio, estética, e propostas de atividades de lazer pensadas para todas as idades. Sabe que os romanos, há cerca de dois mil anos, conheciam e utilizavam as termas de São Pedro do Sul, ou que em Unhais da Serra, na serra de Estrela, existe um dos maiores spas de montanha da Europa? Mas há outras curiosidades para descobrir...

O Buvete das Termas da Curia, ou o Casino das Termas do Luso recordam a elegância da “Belle époque” vivida na primeira metade do século XX, o Hospital Termal fundado pela rainha D. Leonor, nas Caldas da Rainha, é o mais antigo do mundo, as Termas de Monfortinho utilizam as águas da serra de Penha Garcia e estão localizadas na área de influência do Parque

Natural do Tejo Internacional. Nesta primavera não hesite, após um inverno chuvoso é tempo de equilibrar as energias! Experimente algo diferente, marque a sua estadia e aproveite o que de melhor a vida tem. Consulte a página www.turismodocentro.pt separador Saúde & Bem-Estar, ou a página das Termas de Portugal www.termasdeportugal.pt.

Tome nota Já imaginou passar uma estadia num local onde a principal preocupação é cuidar de si? Onde tudo está pensado para o seu bem-estar? Porque esse é o principal objetivo da rede de estâncias termais & wellness do Centro de Portugal…

ZoomTurismoCentro.indd 14

07-03-2014 12:35:37


UNIÃO EUROPEIA

Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional

facebook.com/cimdaolafoes UNIÃO EUROPEIA

Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional

www.cimvdl.pt

EXPLORE AS RIQUEZAS DO CORAÇÃO DE PORTUGAL Descubra o extraordinário. Encontre eventos, locais para visitar e paraísos inexplorados. Venha. Será surpreendido por sabores e experiências únicas. Gostaremos de o ter por cá.

ZoomTurismoCentro.indd 15

07-03-2014 12:35:38


turismo

CENTRO DE PORTUGAL

CENTRO 1destino1000

experiĂŞncias w w w. t u r i s m o d o c e n t r o . p t www.facebook.com/turismodocentro

ZoomTurismoCentro.indd 16

07-03-2014 12:35:38


Revista Zoom CENTRO DE PORTUGAL