Page 1

Edição 11 - Dezembro 16/Janeiro 17

Especialista em Vacation Ownership

Grupo GR se consolida como um dos maiores do mercado de fractional

Serra Madre Residence

Royal Star Thermas Resort

Rio Quente/GO

Olímpia/SP

Barretos Country Thermas Suítes Barretos/SP

Gramado Termas Resort SPA Gramado/RS

Gramado Bela Vista Resort Gramado/RS

ENTREVISTA Rodrigo Martins, Gerente Geral de Operações da Gramado Parks.

COMPARTILHE Novo projeto fracionada da Rede Plaza e Live Better Brasil será em Ilhéus-BA.


Comunicação Direcionada

A RTC Comunicação Direcionada oferece serviços de comunicação e marketing direcionados ao mercado de hotelaria e turismo.

Revista Turismo Compartilhado Edição de reportagens sobre o mercado Vacation Ownership. www.turismocompartilhado.com.br Aconteceu no mercado Vacation Ownership, a gente compartilha. Cobertura de eventos Video entrevistas com prossionais da indústria. Soluções para comunicação e transparência entre administradora e proprietários ¤ Informativos direcionados a condomínios

hoteleiros em construção; ¤ Informativos direcionados a condomínios hoteleiros em operação. +55 (64)

99336-4554 / 99909-8792 / 98157-6994

Jornalista Responsável Fábio Mendonça (MTb 01.877) Diagramação e Arte Flávia Correia Impressão Gráca Ipanema Tiragem - 1.500 exemplares

Uma publicação da RTC Comunicação Direcionada

Rua 2 Qd. B Lt. 1-RI Bairro Chácara Primavera Caldas Novas - GO CEP: 75690-000

www.turismocompartilhado.com.br www.facebook.com/turismocompartilhado contato@turismocompartilhado.com.br

(64) 98157-6994 (64) 99336-4554 (64) 99909-8792


ENTREVISTA Rodrigo Martins, do Gramado Parks

‘’Deve-se investir em gerar valor ao produto antes da entrega'' Com mais de 13 anos no mercado de tempo compartilhado, atuando em desenvolvimento e gestão de projetos e negócios, o gerente geral de operações da Gramado Parks, Rodrigo de Sousa Martins, é considerado um dos maiores especialistas da indústria. Martins conta nessa entrevista sobre viabilidade de projetos, entrega de empreendimentos fracionados, importância de relacionamento com proprietários, entre outros assuntos. Fale um pouco de sua trajetória prossional. Sou graduado em Administração de Empresas, com especialização em MBA em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Atuo há mais de 13 anos no mercado de timeshare e fractional, com ampla experiência em desenvolvimento de novos negócios, projetos, viabilidade nanceira, indicadores de performance (Business Intellingence) e em gestão de marketing vendas e pós-vendas. Ao longo desses anos, desenvolvi grandes projetos e gestão no Grupo Rio Quente, como novos sistemas, novos produtos e serviços, planejamento orçamentário, planejamento estratégico, gestão da carteira de clientes e CRM. No Grupo RMEX fui responsável por implantar o maior empreendimento de cotas imobiliárias já entregue no Brasil, o Encontro das Águas Thermas Resort, em Caldas Novas-GO. Atualmente como gerente geral de operações na Gramado Parks, sou responsável por gerenciar uma carteira de mais de 10.000 clientes, com o desao de manter o crescimento sustentável do negócio, mediante a grande velocidade de crescimento apresentada nos últimos dois anos, com quatro projetos de fractional lançados.

Precisamos ter cuidado e considerar no longo prazo o que estamos vendendo e se podemos entregar um negócio sustentável e que faça sentido para todos os envolvidos. Muito se comenta que o custo de comercialização para um projeto de tempo compartilhado é muito alto. O que faz esse custo ser tão alto? Como reduzir esse custo? Antes de avaliar e decidir se o custo de comercialização é muito alto, precisamos avaliar como está sendo medido. Durante anos, essa curva de aprendizado foi o maior desao por onde passei. Esse desao foi superado no momento em que se decidiu incluir na viabilidade a estratégia do negócio no longo prazo e desenvolver um mix de produtos que se completam, gerando uma rentabilidade nal desejada pelo empresário. O principal custo desse processo é a despesa com pessoal, não diria redução de custo e sim coparticipação do risco do negócio, gerando comissão em carteira de recebíveis. Mas para mim, se deseja reduzir seu custo de comercialização, você deve investir em gestão da carteira de clientes, reduzindo seu custo do cancelamento e perda de cliente.

Além da legislação para fractional, que ainda não há regulamentação, o que ainda precisa ser amadurecido no mercado de tempo compartilhado?

Tempo compartilhado pode existir sem esse atual sistema de comercialização, com captação ativa e vendas de impacto?

Trata-se de um modelo de negócio muito novo no mercado nacional, onde precisamos antes mesmo de desenvolver e lançar projetos, não apenas avaliar a rentabilidade, margem. Precisamos incluir nessa viabilidade o retorno sobre investimento para todos steakholders, comercializadores, incorporadores, clientes e turismo local envolvidos.

Não acredito que possa existir, pois até mesmo o mercado americano pratica essa metodologia há anos. O que acredito que possa se desenvolver é uma maior conexão do produto, entre o que é vendido, entregue ao cliente e um pós-vendas com foco mais comercial, saindo do tradicional contas a receber.

04 | Entrevista


ENTREVISTA ‘’Acredito que possa se desenvolver uma maior conexão do produto, entre o que é vendido, entregue ao cliente e um pós-vendas com foco mais comercial, saindo do tradicional contas a receber’’ A carteira dos empreendimentos de frações imobiliárias é muito longa, como mantê-la saudável, evitando inadimplência e cancelamentos?

serviço e atendimento de qualidade ao cliente cotista, diferenciando esse cotistas de demais empreendimentos hoteleiros. Algumas iniciativas não dependem de verba para realizar, mas atitude e cultura de servir.

Não trate esse cliente como mercado imobiliário comum. Continue gerando valor do produto ao cliente até a entrega e mantenha esse trabalho ao longo de sua carteira de recebíveis.

Você acha que empreendimentos fractional podem ser administrados como condo-hotéis, com serviço de pool de locação?

Diferentemente do vacation club, que o resort já está pronto, os empreendimentos de fractional ainda serão construídos, com duração de alguns anos. Nesse período, os compradores terão que continuar pagando as parcelas, mas sem poder desfrutar do imóvel. Como manter esses clientes motivados durante esse período? Esse e o principal desao do gestor da carteira. A missão é não contatar esse cliente apenas para cobrar sua parcela ou seu boleto atrasado. Invista em gerar valor ao produto antes da entrega, com ações de relacionamento, incentivo ao uso através da empresa de intercâmbio, sendo transparente na comunicação das etapas da obra. Não ligue para ele apenas para lembrar que tem que pagar um boleto. Como deve funcionar um empreendimento fractional quando entregue: como um condomínio tradicional, onde se trabalha para garantir os serviços adquiridos em contrato; ou como um resort, em que a administradora promove ações e estratégias de marketing para garantir que os proprietários utilizem o condomínio? Já existem alguns empreendimentos já entregues, onde se trabalham em uma gestão de condomínio tradicional. Claro que as promessas realizadas para o cliente prejudicam algumas iniciativas do condomínio. Mas acredito que a melhor maneira de superar o desao do condomínio são ações e estratégias de marketing de relacionamento antes da entrega e após a entrega. Oferecendo um

Claro que acredito. O que precisamos melhorar antes disso é a viabilidade do negócio e as promessas realizadas ao cliente, criando um produto mais transparente e mais sustentável. O pool é muito importante para valorizar o empreendimento hoteleiro, pois proprietários que não moram num raio de 500 km provavelmente não terão disponibilidade para utilizar todas as suas semanas adquiridas, mesmo com incentivos ao uso pela administradora. Dessa forma, o pool é uma forma de que o empreendimento tenha ocupação e assim valorizando-o. Logicamente, a administradora terá que fazer uma campanha de incentivo para que os proprietários disponibilizem as suas semanas. O pool também é muito importante para o mercado hoteleiro. Se cada proprietário alugar as suas semanas por conta própria, cada um poderá colocar o preço que quiser, podendo comercializar com preços abaixo do mercado, assim atrapalhando os hotéis da região, que se verão obrigados a abaixar o preço para poderem competir. É extremamente importante que a regulamentação jurídica busque amparar este quesito também, am de não provocar desequilíbrio no sistema turístico local. O processo de instalação do pool de locação leva tempo e precisa que o empreendimento esteja em pleno funcionamento, além da curva de aprendizado do mercado e trade na comercialização. Não irá gerar receita de locação no mesmo mês de funcionamento, gerando descontentamento do cotista, já que espera que esse rendimento pague sua parcela da cota. A administradora deve ser bem transparente com os proprietários em tudo, deixando claro qual será o seu rendimento com o pool. 05 | Entrevista


COMPARTILHE

Grupo Rio Quente investe em ampliação de hotel e de seu vacation club Com a inauguração nesse último mês da nova ala ampliada do Rio Quente Cristal Resort, hotel premium localizado dentro do complexo em Rio Quente/GO, o Grupo Rio Quente continua com o seu plano de expansão até 2020 e também mantém o Rio Quente Vacation Club (RQVC) como o maior clube de férias de tempo compartilhado do país, com mais de 26 mil famílias associadas. Já que com o novo hotel mais contratos para o RQVC serão gerados. De acordo com o gerente geral do RQVC, Edson Cândido, a expansão do Hotel Cristal é resultado do crescimento desse setor de tempo compartilhado, que continua a expandir apesar da crise, pois oferece exibilidade de datas e diversos destinos para o cliente. ''O setor de timeshare está em constante crescimento, o que resultou na expansão do hotel'', arma Cândido ''Agora temos uma oferta maior para novos clientes, o que pode resultar num crescimento de 15% do nosso clube de férias, e um retorno de mais de R$ 21 milhões em receita até junho do próximo ano''. O gerente do RQVC destaca a importância do vacation club para o Grupo Rio Quente. ''Acreditamos no clube de férias, que é um grande pilar de crescimento de toda a empresa''. A expansão do Hotel Cristal indica não somente um crescimento do RQVC, mas de toda a hotelaria do Grupo Rio Quente, já que o hotel não é destinado 100% para clientes do vacation club. ''Parte dos apartamentos da nova torre será comercializada ao consumidor convencional, que busca por uma opção de hospedagem premium, modalidade que cresceu nos últimos anos, o que reforçou a necessidade de um novo espaço cinco estrelas dentro do complexo'', diz Cândido. 06 | Compartilhe

Hotel também tem área de lazer ampliada A nova ala do Hotel Cristal conta com 88 novos apartamentos, seguindo a linha dos quatro elementos – água, terra, fogo e ar – aplicada em toda sua área. São 40 novas suítes master com dois quartos e 48 apartamentos para até quatro pessoas, totalizando 284 apartamentos. A nova ala ainda possui apartamentos adaptados para portadores de necessidades especiais. Outro destaque é o gigantesco Espaço Kids, para crianças de 0 a 4 anos, em uma área de 65 m². O Restaurante da Mata, projetado pelo artista plástico Francisco Brennard, também foi ampliado e ganhou mais 128 m², com 88 novos lugares. E ainda uma boutique será inaugurada em breve neste hotel, oferecendo ainda mais comodidade aos hóspedes. A novidade no lazer ca por conta da nova Piscina Ondulare, com as águas quentes que circulam no complexo.e a continuação da Piscina Innitus, que possui borda innita e foi inaugurada em 2012 com o hotel.


ANÚNCIO RQVC


ESPECIAL

Grupo GR se destaca no mercado de fractional O Grupo GR se firmou desde 2015 como um dos principais players do mercado de tempo compar lhado, com lançamentos de empreendimentos e obras, e começa o ano novo com desafios maiores: con nuar as obras, manter um bom relacionamento com os clientes e entregar dois empreendimentos fracionados aos mul proprietários. várias oportunidades e o turismo ser pouco explorado no Brasil, mesmo com toda a sua beleza e riquezas naturais. ''Quando comparamos com EUA e outros países na Europa, e até África do Sul, percebemos que o turismo no Brasil ainda está embrionário. Os números indicam isso''.

Fractional

Royal Star Thermas Resort, em Olímpia - SP,

O Grupo GR conta com seis empreendimentos lançados no modelo fractional. Dois deles são da própria construtora e incorporadora: Royal Star Thermas Resort, em Olímpia - SP, e o Serra Madre Residence, em Rio Quente-GO. E outros quatro com parceiros: Gramado Thermas Resort SPA, Gramado BV Resort e Gramado Exclusive Resort, com o Gramado Parks; e o Barretos Country Thermas Suítes, com o Grupo Barretos Country. Com uma administração familiar (o pai, Winston Rezende, e quatro lhos: Gustavo, Rodolfo, Filipe e Pedro), o Grupo GR já investe em empreendimentos turísticos, ats e condo-hotéis desde a fundação da empresa há 20 anos, nas cidades de Caldas Novas, Rio Quente e Olímpia. Mas a ideia de investir em turismo já é mais antiga. ''Estamos nesse mercado desde 1980, quando meu pai se formou (em Engenharia Civil) e enxergou o potencial na cidade de Caldas Novas'', destaca o diretor do Grupo GR, Gustavo Rezende. Gustavo conta que a empresa resolveu focar na indústria de turismo por entender que existem 08 | Especial

De acordo com Gustavo, a empresa conheceu o modelo de tempo compartilhado em Caldas Novas. ''Passamos a acompanhar e a participar do ADIT Share, que é sempre um evento muito importante do setor'', diz. ''O que nos atraiu foi esse sistema inteligente e acessível a todos os bolsos e também por sabermos que o nosso país enfrenta um problema muito grande com o funding na hotelaria'', arma Gustavo. ''Então o tempo compartilhado veio para agregar e ajudar a desenvolver a hotelaria sustentável e, consequentemente, fomentar o lazer e turismo da família brasileira''. Hoje, o Grupo GR está entre os principais players do mercado de tempo compartilhado do país. ''Sabemos que hoje estamos entre os três principais players do país'', arma Gustavo, que fala os motivos para que o Grupo GR atingisse essa posição. ''O principal deles é que temos uma formação religiosa muito forte, sabemos que quando Deus está conosco e somos honestos com todas as pessoas as coisas acontecem e não há nada que possa obstruir o progresso'', arma Gustavo. ''Nunca entregamos uma obra depois do prazo prometido, sempre antes do prazo. Sempre nos esforçamos para encantar o cliente. Trabalhamos incansavelmente para superar as


ESPECIAL expectativas e entregar mais do que prometemos na venda''. ''Priorizamos muito a questão da ética, do foco, da disciplina e da honestidade. Acredito que esses são os pilares que estão nos levando a galgar esses passos de estar entre os principais players do país e a continuar lá'', diz Gustavo.

Parcerias estratégicas Para chegar nessa posição, o Grupo GR também tem parcerias com empresas fortes no setor turístico, o Thermas dos Laranjais, em Olímpia, o Snowland e a Gramado Parks, em Gramado, o Barretos Country, em Barretos, e a New Time, que é sócia do Grupo na comercialização dos projetos de fractional de ambas as empresas. O diretor do Grupo GR, Rodolfo Rezende, acredita que todos os parceiros têm as mesmas qualidades do Grupo GR. ''Nós somos uma empresa familiar que preza muito a honestidade, a conança e o bom caráter como base para todos os relacionamentos. E, naturalmente, procuramos esses valores em nossos parceiros'', arma Rodolfo. ''Não abrimos mão da ética, da qualidade de vida e satisfação de nossos colaboradores, do compromisso com o cliente, de entregar acima da expectativa que foi gerada, e temos a meta de realizar o sonho das famílias e pessoas que se tornaram nossos clientes, gerando alegria para elas. Nossos parceiros também possuem essas características e metas organizacionais. Cada um

Imagem da piscina - Gramado Bela Vista

deles é muito importante na história do Grupo GR.”

Gramado Rodolfo comenta sobre o sucesso das vendas do empreendimento Gramado Termas Resort SPA, em Gramado, que nalizou todas as frações em menos de um ano. ''Gramado é a Europa do Brasil. É atualmente um destino muito consolidado e requisitado para o turismo brasileiro. A cidade tem arquitetura belíssima, gastronomia diversicada, é rica em belezas naturais, e possui lazer para o frio e calor'', arma. ''Tudo isso gera um alto uxo de turistas durante todo o ano''. Segundo Rodolfo, além do destino Gramado, o primeiro parque de neve das Américas, o Snowland, foi o principal fator do sucesso das vendas das frações, já que a sala de vendas ca dentro do próprio parque. ''As famílias que lá entram se encantam com o sonho da neve'', diz. ''E agora a água termal. Parque de Neve, Água Termal, Resort e o destino Gramado, em conjunto são sinônimos de sucesso''.

Novo desao: entrega e administração dos fracionados Dois empreendimentos do Grupo GR serão entregues aos multiproprietários em 2017: o Royal Star, em Olímpia, e o Serra Madre, no Rio Quente. E toda a administração e relacionamento com os proprietários serão de responsabilidade da própria empresa. Gustavo Rezende diz que a administração

dos dois empreendimentos será com a própria bandeira hoteleira do Grupo GR, que já tem a experiência de operar o condo resort, Royal Thermas Resort & Spa, em Olímpia, de 500 unidades habitacionais. ''A principal estratégia nossa será que as pessoas utilizem e quem satisfeitas''. ''O foco será no uso, para que as famílias utilizem de fato as suas semanas, pois não prometemos rendimento do pool de locação'', arma Gustavo. ''E para aqueles que não forem usar, com certeza terão a tranquilidade e conança de colocar no pool de aluguel, pois seremos sempre Detalhes da área ao ar livre da cobertura do Barretos Country Suites.

09 | Especial


ESPECIAL transparentes nessa gestão''. Segundo Gustavo, o Grupo GR já trabalha com toda a indústria de turismo para poder ter os canais de distribuição dessas semanas, para que o pool de aluguel seja um sucesso. ''Já fazemos isso na administração do Royal Thermas, que vem tendo uma taxa de ocupação crescente e acima da média no país''. Para Gustavo, construir, incorporar e depois também ter uma administração própria traz algumas vantagens. ''Isso facilita na questão da taxa de condomínio, de entregar o que prometemos, na lisura da administração e atender a expectativa nas férias da família'', destaca. ''Isso faz com que o proprietário que adimplente na taxa de condomínio, que às vezes é um problema em outros empreendimentos''. De acordo com Gustavo, essas questões de como serão as entregas dos empreendimentos

Royal Thermas Spa localizado em Olímpia, São Paulo. Empreendimento em operação no sistema condo-hotel.

estão sendo muito estruturadas e estudadas. ''Para que seja uma indústria sustentável e saudável, que a pessoa que feliz, para que tenha valor de revenda quando a pessoa precisar se desfazer de suas semanas, da sua fração''.

Planejamento para 2017: focar nos atuais projetos De acordo com Rodolfo, o ano de 2017 será principalmente de se concentrar nos projetos em andamento. ''Nesse ano vamos colocar todo nosso foco nas obras em andamento, no relacionamento e cuidado com o cliente, na entrega e gestão hoteleira dos empreendimentos que iniciarão a operação e na gestão administrativa e nanceira dos projetos''. Além da operação hoteleira já em andamento do Royal Thermas Resort & Spa, que completou dois anos, em Olímpia, haverá a entrega do Royal Star, com 500 unidades no modelo fractional. ''Estamos focados em operar com excelência o resort e as semanas de nossos clientes, e entregar além do que foi prometido'', diz Gustavo. Ainda em Olímpia, o Grupo GR inaugurou o Olímpia Open Mall, com 40 lojas e centro gastronômico com conhecidas marcas, para ampliar o turismo noturno na cidade. Além de lançar mais

um empreendimento fracionado no meio do ano com aproximadamente 500 unidades. Outro empreendimento a ser entregue aos multiproprietários será o Serra Madre, em Rio Quente. ''E consequentemente teremos o início da operação hoteleira'', diz Rodolfo. Além das várias obras ainda em andamento. ''Em Barretos dar sequência nas obras e vendas do Barretos Country Thermas Suítes'', detalha Gustavo. “No Rio Grande do Sul temos três obras em andamento em Gramado''. ''Temos sido procurados por vários investidores, proprietários de parques, incorporadores e construtores de todas as partes do Brasil, principalmente nordeste e sudeste, para parcerias em projetos de fractional'', revela Rodolfo. ''Mas o foco principal do Grupo GR em 2017 será no que já temos, nos projetos em andamento'', naliza. Gramado Termas Resort

14 | Especial


DESTAQUE

New Time marca 2016 com vários novos projetos O ano de 2016 foi ótimo, principalmente para a consultoria e comercializadora de tempo compartilhado New Time, que se consolidou de vez como a maior consultoria do mercado. No total, a New Time possui vinte projetos em comercialização ou já comercializados. Dezessete salas de vendas e mais de 700 empregos gerados, diretos ou por terceiros. Apenas nesse ano de 2016 foram lançados cinco novos projetos de tempo compartilhado com a marca New Time como comercializadora: Serra Madre Residence, em Rio Quente-GO; Gramado Buona Vitta Resort, em Gramado-RS; Quinta Santa Bárbara Eco Resort, em Pirenopólis-GO; Pipa Lagoa Hotel, em Tibau do Sul-RN; e Barretos Country Thermas Suítes. Além da nova sala de vendas do Royal Star Thermas Resort aberta recentemente no Olímpia Open Mall, em Olímpia-SP.

Formadores de talentos Para suprir tantos projetos e salas de vendas novas, além das já existentes antes, existe um problema de achar prossionais, para todos os cargos: administrativo, promotores de marketing, consultores de vendas, supervisores e líderes. A diretora da New Time, Adriana Chaud, explica que a consultoria faz uma criteriosa seleção de talentos disponíveis no mercado, mas também promove treinamentos sólidos e completos para vendedores inexperientes, formando equipes nas cidades onde estão os projetos. ‘ ''Com o grande volume e velocidade do crescimento de nossos projetos, não é possível trabalharmos apenas com pessoas experientes'', arma Adriana. ''O que nos obrigou a criar novos talentos em cidades que não tinham tradição em fração imobiliária e que agora também 'exportam' vendedores para outros pontos do país, geralmente para outros projetos da New Time''. De acordo com Adriana, uma das razões para o grande crescimento da New Time foi o foco que a empresa tem no desenvolvimento dos produtos e estratégias, sempre buscando inovar, junto aos parceiros, empreendedores e equipes.


COMPARTILHE

Ilhéus ganha um projeto fracionado A Rede Plaza de Hotéis, Resorts & SPA assumiu a administração hoteleira do Ilhéus North Hotel, em Ilhéus-BA, e anunciou o lançamento de um empreendimento fracionado anexo ao hotel, no primeiro semestre de 2017, juntamente com a Live Better Brasil, o hotel baiano e empreendedor da região. Para concretizar esse projeto fracionado foi fundada uma SPE (Sociedade de Participação Especíca) entre todos os investidores, Rede Plaza, Live Better Brasil, Ilhéus North Hotel e o empresário da construção civil, José Bezerra Neto, que também é proprietário do Ilhéus North Better e sócio da E2 Engenharia. O empresário José Bezerra Neto conta que há doze anos trabalha pela empresa E2 Engenharia, incorporando e executando empreendimentos residenciais e comerciais com nanciamento direto e através de bancos. ''Conhecemos o sistema fracionado através de material literário, informativos, mídia, da Associação para o Desenvolvimento Imobiliário e Turístico do Brasil (ADIT Brasil) e participando de debates com empreendedores da área'', conta Bezerra.

Parceria De acordo com o empresário, a SPE será responsável pela comercialização, gestão da carteira e entrega do empreendimento, que terá administração hoteleira com a bandeira da Rede Plaza. ''As empresas que compõem a sociedade

serão fundamentais para dar sustentação e credibilidade necessária ao empreendimento''. Bezerra arma que a parceria entre as empresas que compõem a SPE surgiu como solução para compor a plataforma necessária ao desenvolvimento do projeto. ''A Rede Plaza, que tem 60 anos no ramo hoteleiro, e a Live Better Brasil, que tem toda a expertise no mercado, desenvolvendo e comercializando unidades compartilhadas'', diz Bezerra. ''Então será uma somatória de experiências para obtenção de um melhor produto para o cliente nesta região, com segurança''. O diretor da consultoria em fractional e vacation club Live Better Brasil, Renato Souza, diz que a empresa vem crescendo aos poucos e de maneira sustentável e mais um destino na Bahia ( a Live Better Brasil já comercializa os produtos do Plaza Vacation Club no Bahia Plaza Hotel, em Camaçari) ajuda a mesclar com a operação a ser lançada na capital baiana, Salvador. Renato Souza revela que o empreendimento será entregue aos multiproprietários em 36 meses, e que a SPE já possui recursos sucientes para fazer a obra, não necessitando da comercialização para concluí-la’’.

Empreendimento tem praia exclusiva O novo empreendimento será anexo ao Ilhéus North Hotel, já em funcionamento e que conta com uma praia para uso exclusivo dos hóspedes e uma mata fechada, e formará um resort de 112 UH's, com piscinas e equipamentos de esporte e lazer. As unidades serão compostas de suíte, sala de estar, cozinha e varanda, podendo ser também integrado a apartamento estúdio, transformado em duas suítes. Todos os ambientes e áreas mobiliados e equipados. ''O maior desao será apresentar as vantagens de ter a segunda residência de forma compartilhada com toda segurança, conforto e economia, preparada para o lazer total da família'', arma o empresário José Bezerra.

Ilhéus North Hotel atualmente - mata fechada e praia exclusiva

12 | Compartilhe


SOLUÇÕES PARA HOTÉIS E RESORTS IMPLANTAÇÃO VACATION CLUB

E FRAÇÕES IMOBILIÁRIAS


PARQUES

O parque da Terra do Peão Nem só da Festa do Peão vive o turismo em Barretos/SP, atrações como o parque aquático Barretos Country Thermas Park também esquenta o mercado turístico da cidade. O Grupo Barretos Country é um pioneiro no setor de turismo e hotelaria em Barretos. Primeiro foi a abertura do Barreiras Country Hotel na década de 1980, e em 2008, a inauguração do Barretos Country Thermas Park, e ainda haverá o empreendimento fracionado, uma parceria com o Grupo GR, Barretos Country Thermas Suítes, que já iniciou a comercialização das frações imobiliárias. O gerente geral do parque, Adriano Santos, conta que a cidade de Barretos sempre foi turística devido a Festa de Peão. ''Porém, era turística somente durante a Festa e no evento que reúne motociclistas, o Barretos Motorcycles''. De acordo com Santos, em 2007 o Barretos Country ampliou a área de hospedagem e sentiu a necessidade de ocupação o ano inteiro. ''Realizamos visitas técnicas em empreendimentos de Caldas Novas/GO, e a gerência notou o que um parque aquático movimenta em um hotel, independente do movimento na cidade''. Adriano Santos arma que a inauguração do parque foi uma grande mudança no turismo de Barretos. ''Os turistas começaram a vir para passar os nais de semana e feriados'', diz Santos.

Água termal: um grande diferencial Uma das grandes atrações e diferenciais do Barretos Park é a água termal. Santos explica que Complexo Barretos Country, com hotel, parque aquático, centro de convenções e empreendimento fracionado

Piscina de Ondas e Praia do Barretos Country Thermas Park

quando o parque foi inaugurado eles compravam água termal da prefeitura de Barretos, de um poço já existente, mas depois de um tempo deixaram de usar essa água termal. ''Porém, a água termal tem mais atratividade''. ''Agora, juntamente com o Grupo GR, o Barretos Country decidiu investir em um poço de água termal. O alvará do direito de pesquisa foi publicado no Diário Ocial em 2015, que permite a perfuração para a busca da água termal'', conta o gerente geral. ''Depois de perfurado, será feita a análise da água para características de balneoterapia e depois será feito o pedido a regularização desse poço perante aos órgãos para o uso da água termal''. O parque tem uma temática country, na decoração e nomes das atrações, que se mistura a esportes aquáticos e radicais. São 11 piscinas, uma praia articial que gera até 32 tipos de ondas, um complexo de toboáguas, além de tirolesa, arvorismo e escalada.

Mini-Fazenda Quem visita o parque ou se hospeda no hotel pode ter a real experiência da vida no campo, com a Mini-Fazenda, em uma área de 30 mil metros quadrados. ''O dia começa cedo na fazendinha, com os hóspedes tirando leite de vaca e ainda com a opção de provar a bebida in natura ou com achocolatado nas antigas canecas esmaltadas'', conta Santos. De acordo com ele, a atração inclui alimentação dos animais, banho e passeio no boi Pavão, um touro de quase uma tonelada; pescaria no lago, passeio a cavalo e de trole, entre outras atividades.


Revista Turismo Compartilhado - Dezembro 2016/ Janeiro 2017  

Nova edição da Revista Turismo Compartilhado, que traz como destaque a consolidação do Grupo GR como um dos mais importantes players do merc...

Revista Turismo Compartilhado - Dezembro 2016/ Janeiro 2017  

Nova edição da Revista Turismo Compartilhado, que traz como destaque a consolidação do Grupo GR como um dos mais importantes players do merc...

Advertisement