Page 1

SEXTA-FEIRA MACEIĂ“ - ALAGOAS 9 DE NOVEMBRO DE 2012 NÂş 1592 R$

1,50

TRIBUNA

INDEPENDENTE

SANDRO LIMA

EXEMPLAR DO ASSINANTE

tribunahoje.com

MP abre inquÊrito contra bancos por descumprimento da Lei das Filas Diante do grande volume de reclamaçþes, o MinistÊrio Público decidiu investigar agências onde os clientes passam mais de 20 minuWRVQDÀODHPGLDVQRUPDLVHPDLVGHHPGLDVGHSDJDPHQWR

BANCOS nĂŁo respeitam Lei das Filas e clientes chegam a passar horas sem atendimento

PĂ GINA 10

MILTON RODRIGUES

FUNÇÕES RENAIS

HOMICĂ?DIOS EM MACEIĂ“

Piora estado de saĂşde de Oscar Niemeyer

35% sĂŁo por impulso ou motivos fĂşteis

O arquiteto Oscar Niemeyer, de 104 anos, teve uma piora ontem em suas funçþes renais. Na quarta-feira, ele foi submetido a um procedimento para colocação de uma sonda gĂĄstrica. Segundo boletim mĂŠdico, “seu estado clĂ­nico inspira cuidadosâ€?.

HomicĂ­dios por motivos fĂşteis ou por impulso representaram 35,19% dos assassinatos em MaceiĂł, de junho a outubro deste ano, segundo dados do Conselho Nacional do MinistĂŠrio PĂşblico, baseados em nĂşmeros da Delegacia de HomicĂ­dios da Capital.

PĂ GINA 8

APESAR do quadro, Oscar Niemeyer continua lĂşcido

APĂ“S ARRITMIA CARDĂ?ACA, VILELA JUSTIÇA DETERMINA REINTEGRAĂ‡ĂƒO DE POSSE RETOMA HOJE SUA E PODE MULTAR PREFEITO AGENDA NORMAL

FRAUDE EM ATALAIA

PĂ GINA 11

Ă”NIBUS ATROPELA E É DEPREDADO AĂ‡ĂƒO EM ARAPIRACA

3 HOMENS SĂƒO PRESOS NO MOMENTO EM QUE ASSALTAVAM COLETIVO

PĂ GINA 4

PĂ GINA 2

PĂ GINA 9

RIO LARGO

GECOC DENUNCIA ONZE VEREADORES POR ESQUEMA FRAUDULENTO

JUSTIÇA FEDERAL JULGA PREFEITOS GABIRUS A PARTIR DE QUARTA-FEIRA

POLĂ?CIA CAPTURA DOIS ENVOLVIDOS EM ROUBO DE CARGA DE VEĂ?CULOS

PĂ GINA 5

PĂ GINA 2

PĂ GINA 10

IGREJAS SERĂƒO INVESTIGADAS PELA COMISSĂƒO DA VERDADE

ASSEMBLEIA GERAL

PĂ GINA 7

PĂ GINA 10

TUCANOS LANÇAM CANDIDATO PARA A PRESIDÊNCIA DA CÂMARA

PROJETO FARà COLETA DE RES�DUOS ELETRÔNICOS COM APOIO DA OCB/AL

PĂ GINA 7

SUPLEMENTO

TEMPO Bom a parcialmente nublado com possiblidades de chuvas em ĂĄreas isoladas

MĂ­nima

20Âş

MĂĄxima

30Âş

MarĂŠs

05:53 0.5 12:00 1.7 18:08 0.6

FINANÇAS DÓLAR COMERCIAL R$ 2,04 R$ 2,04 DOLAR PARALELO R$ 2,10 R$ 2,18 OURO: R$ 113,50 POUPANÇA: 0,4273%

ApĂłs atropelar e matar o ciclista JosĂŠ Diego da Silva, 16, no Conjunto Cidade SorULVR,XP{QLEXVGDHPSUHVD-8OLVVHVIRLDSHGUHMDGRHGDQLÂżFDGRSRUPRUDGRUHV O motorista, que estava sĂł, tentou desviar de um carro e esmagou o jovem.

PĂ GINA 9

RECEPTADORES

METALĂšRGICOS AVALIAM HOJE CONTRAPROPOSTA E DECIDEM SE PĂ RAM TRIBUNA COOPERATIVA

�NDIOS PROTESTAM CONTRA PROJETO NO CONGRESSO Mais de 200 índios foram ontem ao Congresso protestar contra a proposta que transfere para o parlamento a prerrogativa de aprovar a demarcação das terras indígenas.

PĂ GINA 8


TRIBUNAINDEPENDENTE

2 POLĂ?TICA MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 9 DE NOVEMBRO DE 2012

PolĂ­tica ESPLANADA LEANDRO MAZZINI - contato@colunaesplanada.com.br

Dornelles barra ideia de fusĂŁo com PSD

P

rocurado por um animado Gilberto Kassab, o prefeito de São Paulo e presidente nacional do PSD, o presidente do PP, senador Francisco Dornelles (RJ), surpreendido com a notícia, desautorizou todos os diålogos sobre esboço de fusão entre os dois partidos, inclusive as conversas entre o deputado Paulo Maluf e o prefeito. DorQHOOHV¿FRXLUDGRFRPRVERDWRVTXHFLUFXODYDPHQWUHGLUHWyULRV¾1XQFD soube sobre isso, e o assunto não estå em pauta’, resume.

Os novatos HĂĄ uma ala novata do PP aberta Ă ideia, entre eles o deputado Jeronimo Goergen, o senador Ciro Nogueira e o ministro Agnaldo Ribeiro (Cidades).

Gaúchos Goergen, um dos que participaram dos diålogos iniciais, pediu ao PP que se discuta qualquer esboço com participação dos gaúchos, onde a legenda Ê mais forte.

Visita Kassab convocou a bancada na Câmara para reunião na terça, em Brasília. Almoça com a turma e traçarå estratÊgias para 2013. E tratarå do caso PP.

Pede muito Licenciado do mandato para cuidar de negócios e da eleição em Cuiabå, o senador Blairo Maggi (PR-MT) desembarca em Brasília semana que vem para um encontro com a presidente Dilma e um pedido curioso na pauta. Reivindica o ministÊrio do Desenvolvimento Econômico para o PR, jå que não aceitou oferta dos Transportes.

Voltando Maggi quer desalojar ninguĂŠm menos que Fernando Pimentel do FDUJRDOLDGRGHGpFDGDVGH'LOPDHKRPHPGHFRQÂżDQoD3DUDR37 obviamente, nĂŁo levarĂĄ, a nĂŁo ser que Pimentel seja promovido. Fica evidente que o PR quer voltar para a base.

Batalha dos royalties Na esteira da polêmica. Os deputados do Norte e Nordeste lembram que Campos dos Goytacazes (RJ) recebe R$ 1,2 bilhão por ano, mas tem o 54º IDH do Estado – entre 92 cidades – e Ê o 1.818 no índice no país.

Pegadinha aĂŠrea A aĂŠrea Spirit Airlines, com sede na FlĂłrida, disparou spams de pegaGLQKDFRPWtWXORÂľ5RPQH\:LQVÂś4XHPDEULXGHVFREULXSURPRomRGH bilhetes a US$ 29,80.

Dinheiro voa Um carro numa entrada da Câmara (foto no site) anuncia compra de milhas aÊreas. As milhas das excelências são acumuladas com dinheiro público, das cotas de passagem.

Fårmaco$ A indústria farmacêutica mandou recado velado para as operadoras dos planos de saúde: ao invÊs de chorar o cerco da ANS, devem comemorar resolução que inclui medicamentos nos serviços prestados. São 50 milhþes de usuårios de planos de saúde.

PT x PSB A mando de Eduardo Campos, o secretĂĄrio nacional do PSB, Carlos 6LTXHLUDDFRPSDQKDDVKRVWHVVRFLDOLVWDVQR')VHRSDUWLGRÂżFDRX QmRQRJRYHUQRGH$JQHOR2HYHQWXDOGHVSUHQGLPHQWRODQoDH[WUDRÂżcialmente o senador Rollemberg ao governo.

Recado Âľ(VWDPRVGHEDWHQGRFRPWUDQTXLOLGDGHQmRHVWiQDGDGHFLGLGRDLQGDÂś diz o senador Rollemberg. O cerne do atrito foi crĂ­tica ao contrato milionĂĄrio do GDF com empresa de Cingapura para planejamento de BrasĂ­lia nas prĂłximas dĂŠcadas.

BBB... NĂŁo ĂŠ segredo que o governador Agnelo Queiroz, do DF, passou a monitorar com quatro telas de TV as emergĂŞncias dos maiores hospitais pĂşblicos do governo, direto do gabinete. A novidade ĂŠ que cresceu o registro de ponto.

...do Agnelo 2¾VHUYLoRVHFUHWRœGDFROXQDÀDJURXRPpGLFRHJRYHUQDGRUDWHQWRjV telas, na tarde de quarta – o que estå deixando com nervos expostos os mÊdicos de plantão.

Calmon ministra Começou um movimento de ministros do PT para sensibilizar a presidente Dilma a fazer Eliana Calmon ministra da Justiça, quando de sua aposentadoria no STJ.

Padrinho O presidente da Infraero, Gustavo Vale, foi o paraninfo da 18ÂŞ turma do Centro de Treinamento Administrativo da Dufry, com cursos gratuitos para carentes no Rio.

Ponto Final E o ano acabou no Congresso Nacional.

&RPMarcos Seabra e Vinicius Tavares www.colunaesplanada.com.br contato@colunaesplanada.com.br Twitter @leandromazzini

João Henrique Caldas protocola recurso ordinårio junto ao TSE Por meio da rede social Facebook, o ainda deputado estadual João Henrique Caldas (PTN) informou que estå em Brasília-DF para recorrer da decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL), que cassou seu mandato eletivo. Os advogados do deputado ingressaram com um recurso ordinårio na tarde da quarta-feira (7). Eles acreditam que nos próximos dias a situação do parlamentar pode ser facilmente revertida. O MinistÊrio Público Eleitoral tambÊm prometeu recorrer da cassação.

TRF 5 julga prefeitos ‘Guabirus’ prĂłximo dia 14

Ex-gestores e atuais sĂŁo acusados de deixar um rombo de R$ 1,8 milhĂŁo ARQUIVO/SANDRO LIMA

EDITORIA DE POLĂ?TICA COM REDAĂ‡ĂƒO

E

stĂĄ na pauta de julgamentos, da prĂłxima quarta-feira, 14, do Tribunal Regional Federal da 5ÂŞ RegiĂŁo (TRF 5), em Recife, a apreciação do processo referente aos atos de improbidade administrativa oriundos da ‘Operação Guabiru’. Prefeitos foram presos pela PolĂ­cia Federal, em maio de 2005, acusados de desviar recursos da merenda escolar. O processo, que tem como relator o desembargador Marcelo Navarro, julga 17 prefeitos e ex-prefeitos. SĂŁo eles, Neiwton Silva (PSDB), de Igreja Nova; CĂ­cero Cavalcante (PMDB), de SĂŁo LuĂ­s do Quitunde; Paulo Roberto Pereira, o Neno da Laje (PMDB), ex de SĂŁo JosĂŠ da Laje; Marcos Paulo (PSD), ex que foi eleito este ano em Matriz do Camaragibe; Carlos Eurico LeĂŁo e Lima, o KaĂ­ka (PMDB), de Porto Calvo; FĂĄbio Lira (PSC), de Feira Grande; e JosĂŠ Hermes, de Canapi. SĂŁo rĂŠus ainda secretĂĄrios municipais e o lĂ­der da qua-

Muitos prefeitos MiSHUGHUDPPDQGDWRVRXWURVÂżFDUmRHPEUHYHFRPR&tFHUR&DYDOFDQWHGH6mR/XtV

drilha, segundo a denúncia do MinistÊrio Público Federal (MPF), o empresårio Rafael Torres, ex-prefeito de Rio Largo. Todos são acusados de desviar verbas do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação e de lavagem

GUABIRU

RETORNA HOJE

Na instância estadual, a ação penal que julga o desvio de merenda escolar no município de Igreja Nova - desdobramento da Operação Guabiru - foi retirada de pauta esta semana e jå tem data certa para retornar ao Pleno do Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas (TJ/ AL). O prefeito Neiwton Silva (PSDB) e seu ex-secretårio de Finanças, Paulo Roberto de Oliveira Silva (PSDB) vão a julgamento no dia 13 de novembro, às 9h. Tanto o prefeito, como o ex-secretårio, que foi candidato a prefeito derrotado nas urnas este ano, estão sendo acusados pelo MinistÊrio Público Estadual (MP/AL) de fraude em licitação na merenda, esquema descoberto por meio da operação Guabiru, da Polícia Federal, em 2005. Entramos em contato com o advogado que defende o prefeito Newiton Silva, Vagner Paes, e ele se negou a comentar o caso. Entretanto, tivemos acesso ao processo do caso. PARA O PESCADO Em particular, no caso de Igreja Nova, de acordo com a denúncia feita pelo MP/AL, a verba destinada à Educação do Município foi utilizada para a compra de pescado, distribuídos à população durante a Semana Santa do ano de 2005. Foram gastos R$ 44.650 com a compra de 11.250 quilos de peixe corvina, pagos à Ifril – Indústria de Frios e Pesca Ltda. (EP)

Nada que assuste, mas tambĂŠm nĂŁo podemos descuidar. Quando escutamos essas recomendaçþes mĂŠdiFDVVHPSUHĂ€FDPRVHPDOHUta. E o governador Teotonio Vilela Filho (PSDB) atendeu as recomendaçþes mĂŠdicas ao ter detectado por meio de eletrocardiograma uma arritmia cardĂ­aca. A assessoria de imprensa do governador esclareceu que o governador nĂŁo passou mal durante a madrugada. Segundo informou assessoria, nos exames de rotina em que Vilela teria que se submeter, atĂŠ mesmo para se precaver de eventualidades, jĂĄ que o chefe do Executivo embarca para viagem internacional, a alteração foi percebida. O governador vai ao CanadĂĄ para participar de uma reuniĂŁo com o Banco Interamericano do Desenvolvimento (BID). O ex-vice-governador do Estado, o cardiologista JosĂŠ Wanderley Neto, foi quem comandou a equipe da Santa Casa de MisericĂłrdia de MaceiĂł, onde Teotonio Vilela Filho se encaminhou e realizou os exames. Ainda de acordo com a assessoria do governador, apĂłs D LGHQWLĂ€FDomR GD DUULWPLD cardĂ­aca, Wanderley Neto e o cardiologista Amilson Martins recomendaram ‘cautela’ a Vilela e solicitaram o cancelamento de toda sua agenGDRĂ€FLDO O governador Teotonio Vilela retoma sua agenda de compromissos no PalĂĄcio RepĂşblica dos Palmares hoje, sem maiores problemas.

No TJ/AL, tem julgamento dia 13 de Neiwton Silva

de dinheiro. O esquema pode ter desviado R$ 1,8 milhão, segundo a Polícia Federal. De acordo com o MPF, entre os anos de 2001 e 2005, uma organização criminosa foi formada e estruturada para executar fraudes a licitaçþes, apropriação indevida

de verbas e bens públicos, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro. As infraçþes foram idenWLÀFDGDVHPQRPtQLPRGH] prefeituras alagoanas, segundo as auditorias realizadas pela Controladoria Geral da União (CGU).

Arritmia cardĂ­aca faz governador cancelar agenda de trabalho ADAILSON CALHEIROS/ARQUIVO

Simples ‘eletro’ detectou a alteração no coração de Teotonio

CUIDADOS A saúde de Teotonio Vilela levou preocupação ao Estado em 2011 com o agravamento de suas crises de diverticulite aguda, que o fez cancelar sua agenda por diversas vezes. Em julho de 2011, o governador se submeteu a uma cirurgia no Hospital Sírio-Libanês, em 6mR 3DXOR 9LOHOD ÀFRX VRE

os cuidados do mÊdico Raul &XWDLWHFKHJRXDÀFDULQWHUnado no Hospital. A diverticulite que fez o governador sofrer por um bom tempo foi resultado de um processo infeccioso resultante da perfuração do divertículo, no aparelho digestivo. Desde a cirurgia, Vilela não reclamou mais das fortes dores. (EP)


TRIBUNAINDEPENDENTE

Conjuntura

FLAVIO GOMES DE BARROS - ÀDYLRJE#LJFRPEU

Vento a favor

O

vice-governador JosĂŠ Thomaz NonĂ´ participa, hoje, em Salvador, de mais uma reuniĂŁo da Sudene. E leva consigo um quadro econĂ´mico bastante satisfatĂłrio para comunicar, pessoalmente, Ă presidente Dilma Rousseff. É que, pelo apurado pela secretaria estadual do Planejamento e do Desenvolvimento EconĂ´mico, os dados da estimativa referente ao segundo trimestre e ao acumulado do Produto Interno Bruto de Alagoas, em 2012, indicam “variação positiva em relação ao ano passado e contribuĂ­ram para que Alagoas superasse dados de crescimento em relação ao resto do PaĂ­s. Enquanto o Estado soma 8,1% no primeiro semestre do ano, o Brasil apresenta discretos 0,6%â€?, conforme a assessoria da Seplande. O secretĂĄrio Luiz OtĂĄvio Gomes WHPXPDH[SOLFDomRSDUDHVVHUHVXOWDGRÂłeDFRPSURYDomRGDHÂżFLrQFLD das polĂ­ticas de desenvolvimento econĂ´mico implantadas na gestĂŁo TĂŠo Vilela. A prospecção de novas indĂşstrias e o investimento nos setores produtivos nos colocaram entre os estados que mais crescem nĂŁo apenas no Nordeste, mas no Brasil inteiroâ€?. A tendĂŞncia para o fechamento do ano ĂŠ bem positiva.

MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 9 DE NOVEMBRO DE 2012

Câmara Cível do TJ/AL aprecia solicitação de Arthur Lira no próximo dia 19 ARQUIVO

Lira tem conseguido sucessivos desbloqueios da ação Taturana

GANGUE FARDADA

CRIME ELEITORAL EM PASSO

(VWiFRQ¿UPDGDSDUDDPDQKmjVKRUDVQR3DOiFLR5HS~EOLFDGRV Palmares, a posse do desembargador Sebastião Costa Filho como governador do Estado. O presidente do Tribunal de Justiça responderå pelo Executivo durante viagem do governador e do vice ao exterior, jå que o presidente da Assembleia Legislativa estå licenciado do cargo.

Entrave

Os deputados Judson Cabral (PT) e Olavo Calheiros (PMDB) se pronunciaram contra a aprovação do emprÊstimo do governo estadual junto ao BNDES, no valor de R$ 611 milhþes. A bancada governista na Assembleia Legislativa ouviu muda e permaneceu calada. Aliås, Ê difícil algum deputado estadual sair em defesa das coisas do governo.

Desmantelo A cidade de Rio Largo vive um novo caos administrativo, tĂŁo grave ou pior do que algumas gestĂľes recentes. O descalabro se aproxima do desastre gerencial da ĂŠpoca do prefeito MĂĄrio Francisco, hĂĄ cerca de 30 anos. O desastre de “MĂĄrio Vacaâ€? foi tanto que ele foi afastado, preso e CyridiĂŁo Durval Filho acabou nomeado interventor.

Na frente O PT saiu na frente e estå fechando, desde agora, acordos políticos com os aliados para 2014, em nível nacional. Encabeçado por Lula, com participação direta da presidente Dilma Roussef, o projeto quer fechar um grupo que garanta a Presidência da República e a vitória nos principais estados. Enquanto isso, a oposição continua a bater cabeça.

GonzagĂŁo EstĂĄ de parabĂŠns o produtor cultural Marcos Assunção pelo show “Tributo a Luiz Gonzagaâ€?, anteontem, no Teatro Gustavo Leite. Sucesso de crĂ­tica e de pĂşblico (os ingressos esgotaram no inĂ­cio da tarde). A propĂłVLWRGR5HLGR%DLmRRÂżOPHÂł*RQ]DJDGHSDLSUDÂżOKR´HPRFLRQDTXHPR assiste. Muitos nĂŁo conseguem se conter - e choram.

2ÀPGDHOHLomRQmRVLJQLÀFDTXH seu papel acabou. A AmÊrica não se trata do que pode ser feito para nós, mas do que pode ser feito por nós.� BARACK OBAMA Presidente reeleito dos Estados Unidos, dirigindo-se aos cidadãos americanos, em seu discurso DSyVDFRQ¿UPDomRGDYLWyULD

* O Tribunal Regional do Trabalho de Alagoas realiza, hoje, a segunda edição do “CafĂŠ & MĂ­diaâ€? de 2012, para entrevista coletiva, Ă s 8h30, no auditĂłrio anexo Ă  sala de sessĂľes do Pleno. Em pauta, a implantação do Processo Judicial EletrĂ´nico no TRT/AL. * Hoje, a partir das 23 horas, acontece, no Loop Lounge Club, a festa de aniversĂĄrio de dois anos da Vish, com apresentação da dupla Daft Pobre. Os ingressos podem ser adquiridos em http://www.eventick.com. br/vish9/, por R$ 20. * É hoje o show romântico de Adilson Ramos na happy hour do Sesc-Poço, a partir das 19 horas, para comerciĂĄrios e pĂşblico em geral. A Banda Avalon terĂĄ participação especial. Informaçþes: 0800.284.2440. * O programa “Vida de Artistaâ€?, da TV Educativa, apresenta, hoje, Ă s 19 horas, o show de lançamento do novo trabalho do cantor JĂşnior Almeida, “MemĂłria da Florâ€?, que aconteceu, em 20 de outubro, no Teatro Gustavo Leite. Apresentação de Gal Monteiro. * A Associação Teatral Joana Gajuru recebe, somente atĂŠ hoje, inscriçþes para o curso de introdução Ă s artes cĂŞnicas, destinado a pessoas com mais de 14 anos. Interessados devem procurar o Sesc-Poço ou o Sesc Centro. Informaçþes: 3326.3133. * Hoje ĂŠ dia de merecida festa em Arapiraca, quando o ASA enfrenta o AtlĂŠtico Paranaense, Ă s 20 h50, para consolidar sua permanĂŞncia na SĂŠrie B em 2013. Torcida, diretoria e jogadores estĂŁo de parabĂŠns pela difĂ­cil, porĂŠm vitoriosa campanha.

Desta forma, as contas que naquele momento estavam bloqueadas versavam SHUIHLWDPHQWH QDV MXVWLĂ€FDtivas defendidas pelos advogados do deputado. A tese foi acatada pelo desembargador TutmĂŠs Airan em maio, que em decisĂŁo monocrĂĄtica desbloqueou os bens do parlamentar. “O bloqueio das contas do deputado Arthur Lira nĂŁo poderia ter sido efetuado porque seus salĂĄrios fazem parte do seu sustento, da natureza alimentarâ€?, embasou. No mĂŞs de abril, a entĂŁo vice-presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, Nelma Padilha, determinou que os bens da empresa D’Lira AgropecuĂĄria e Eventos Ltda tambĂŠm fossem disponibilizados novamente. Como a empresa tem como sĂłcio o deputado Arthur Lira, o juiz Helestron Costa havia pedido a indisSRQLELOLGDGH GDV Ă€QDQoDV da AgropecuĂĄria. Segundo o parlamentar, a decisĂŁo do juiz de primeiro grau cabia recurso, entĂŁo, nĂŁo haveria naquele momento com o que se preocupar. As providĂŞncias foram tomadas, e as benesses de Lira nĂŁo devem VRIUHUULVFRVGHĂ€FDULQGLVSRnĂ­veis novamente.

stĂĄ marcado para o prĂłximo dia 19, na 3ÂŞ Câmara CĂ­vel do Tribunal de Justiça de Alagoas, a solicitação de desbolqueio dos bens do deputado federal Arthur Lira (PP). Lira ĂŠ um dos acusados de participar do suposto esquema fraudulento que desviou R$ 300 milhĂľes da Assembleia Legislativa do Estado. Atualmente exercendo o mandato de deputado federal, com a liderança do Partido Progressista em suas mĂŁos, Arthur manteve contato com os seus advogados para reverter a decisĂŁo do juiz Helestron Costa, da 17ÂŞ Vara CĂ­vel da Capital, que decretou a indisponibilidade dos seus bens. A medida do magistrado, segundo relatou em seu despacho, foi para garantir o ressarcimento aos cofres pĂşblicos, possivelmente lesados em uma das fraudes histĂłricas da polĂ­tica alagoana. De acordo com os argumentos da defesa do deputado, formada pela banca Brabo MagalhĂŁes, o “CĂłdigo de Processo Civil proĂ­be a penhora de salĂĄrios, subsĂ­dios ou vencimentosâ€?.

Agenda

Rotina

EDITORIA DE POLĂ?TICA COM REDAĂ‡ĂƒO

E

Após mais uma eleição, desta vez municipal, a família Calheiros manteve o seu enorme espaço político, com os irmãos Renildo e Remi se reelegendo para as prefeituras de Olinda e Murici. Outro irmão, Olavo, Ê deputado estadual e um sobrinho deles, Renan Filho, Ê deputado federal. O irmão mais famoso, Renan Calheiros, líder do clã, continua senador. Com chances de voltar a presidir o Senado e/ou disputar

É inegåvel que alguns órgãos da estrutura da Prefeitura de Maceió estão FRPDWXDomRGH¿QDOGHIHVWDSRUFRQWDGR¿QDOGHPDQGDWRGRSUHIHLWR Cícero Almeida. A letargia maior Ê na SMTT. E o desgaste político, naturalmente, Ê para o prefeito. Aliås, Ê na SMTT que Rui Palmeira, prefeito eleito, vai encontrar os seus maiores problemas.

3

Deputado pede novo desbloqueio de contas

Bons de voto

o governo.

POLĂ?TICA

Desembargador Orlando Fernando Maciel convoca Manso nega HC a Lima Filho testemunhas para depor Mais um habeas corpus foi negado em favor de Manoel Lima Filho, policial militar acusado de ter participado da temida ‘gangue fardada’, que aterrorizou Alagoas a mando de polĂ­ticos. A negativa de soltura partiu do desembargador Orlando Cavalcanti Manso. De acordo com o magistrado, a demora em julgar o HC tem causado transtorno processual. Para o advogado Alexandre Correia de Omena, seu cliente tem se comportado bem, e poderia atĂŠ se reenquadrado na PolĂ­cia Militar. Enquanto essa questĂŁo demora a acontecer, a defesa tenta fazer com que Lima Filho ganhe a liberdade, mas com o monitoramento da tornozeleira eltrĂ´nica devidamente vigiado pela Comarca de Novo Lino. Outro argumento da defesa ĂŠ que o MinistĂŠrio PĂşblico Estadual opinou pelo relaxamento de prisĂŁo. MesPR FRP HVWDV MXVWLĂ€FDWLYDV o desembargador Orlando Manso declarou que “a ordem nĂŁo merece ser concedida de planoâ€?. Preso desde 2008, Mano-

el Lima Filho foi condenado hå mais de 20 anos de prisão, por ter participado de pelo menos três assassinatos. Da mesma forma que a sua defesa havia apelado da sentença, a pena foi reduzida para 17 anos e seis meses. Insatisfeito com a condenação, ele recorreu ao Tribunal de Justiça de Alagoas. O então policial militar foi considerado de alta periculosidade e passou 17 anos foragido. O ex-membro da gangue fardada foi detido no Aeroporto Internacional de Cumbica, em São Paulo, após trabalho conjunto da Polícia Federal e da inteligência da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds). O ex-soldado Ê suspeito por três assassinatos: dois em Novo Lino, onde Ê apontado de assassinar duas pessoas que atÊ hoje não foram LGHQWLÀFDGDV FULPHV RFRUULdos nos anos 90; e outro em Palmeira dos �ndios, cuja vítima foi JosÊ Cardoso de Albuquerque, fato ocorrido em 1989. Ele se defende ao dizer que estå preso porque nunca cometeu qualquer tipo de crime em Alagoas. (EP)

A eleição em Passo do Camaragibe, no Litoral Norte de Alagoas, segue em contestação. O desembargador eleitoral Fernando Maciel requereu a intimação de oito testemunhas para esclarecer as denúncias de compra de votos relacionadas à prefeita Vânia Quirino (PP), que perdeu o pleito. O delato do MinistÊrio Público Eleitoral tambÊm acusa a gestora de formação de quadrilha, inclusive relatados em uma investigação policial. Com base nessas denúncias, Fernando Maciel darå início a oitivas das testemunhas arroladas. Para o MP Eleitoral, hå fortes suspeitas de que Vânia se fez valeu do cargo para tentar corromper os eleitores no período do pleito em outubro deste ano. Estå nesta ação penal não Ê privilÊgio apenas da gestora. JosÊ Quirino, Ricardo Leocådio (PSC), e JosÊ $UQDOGRGRV6DQWRVÀJXUDP nesta ação penal. Para complicar a situação da atual prefeita, em janeiro ela perde o foro privilegiado e passa a responder por seus atos na comarca do

ELEIÇÕES OAB/AL

ORDEM

7KLDJR%RPÂżP e Ednaldo Maiorano, da chapa “Renova OABâ€? protocolaram, ontem, requerimento, perante a ComissĂŁo Eleitoral das eleiçþes OAB/AL 2012, solicitando a mudança do local de votação. O local designado para a votação, no dia 23 de novembro, foi o Clube do Advogado situado na Avenida Litorânea, 250, no bairro de Jacarecica. Os representantes da chapa entendem que este nĂŁo ĂŠ o melhor local para a votação. O prĂŠdio citado estĂĄ em obras e pode atrapalhar o processo.

Hoje, a partir das 14h, o advogado Welton Roberto, candidato Ă presidĂŞncia da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Alagoas, com a chapa 2 “Prerrogativa ĂŠ a Ordemâ€?, e apoiadores da campanha participam de uma ação solidĂĄria de doação de sangue no Hemopac (Hemoterapia e Patologia ClĂ­nica de MaceiĂł), localizado na Rua Itatiaia, 96, Farol, prĂłximo Ă  Praça do CentenĂĄrio. As doaçþes serĂŁo destinadas exclusivamente ao estoque do banco de sangue do Hemopac.

%RPĂ€PTXHUQRYR ORFDOGHYRWDomR

Chapa 2 faz coleta de sangue solidĂĄria

municĂ­pio. “O processo serĂĄ remetido entĂŁo para o juĂ­zo da Zona Eleitoral de Passo do Camaragibe [1Âş grau]. O MPE passarĂĄ a ser representado pelo promotor eleitoralâ€?, explica a assessoria do MP. AS ELEIÇÕES O cenĂĄrio polĂ­tico de Passo do Camaragibe este ano nĂŁo fez jus ao procedimento polĂ­tico natural, sem corrupção. Os candidatos Ricardo LeocĂĄdio e Vânia Quirino sĂŁo acusados de comprar votos de maneira indireta. Seus correligionĂĄrios andavam por toda a cidade Ă procura de eleitores que votassem neles. As denĂşncias nĂŁo cessavam e ambos os candidatos tiveram seus nomes levados ao conhecimento do juiz e do promotor de Passo. Mesmo com essa ‘armadilha’ predominante no perĂ­odo das eleiçþes, a candidata MĂĄrcia Coutinho (PMDB) foi eleita com 4.218 votos. Vale lembrar que em 2008, Marcia perdeu para Quirino. Os mĂŠtodos daquele ano tambĂŠm levantaram suspeitas do Tibunal Regional Eleitoral. (EP)


4

TRIBUNAINDEPENDENTE

POLĂ?TICA MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 9 DE NOVEMBRO DE 2012

SANDRO LIMA

Candidatos serĂŁo intimados na prĂłxima semana

%$572/20(8'5(6&+EDUWRORPHXBGUHVFK#KRWPDLOFRPEU

Gastos com a eleição

A

Ministra Carmen Lúcia, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) atribuiu ao planejamento e ao aperfeiçoamento constante do processo eleitoral, a redução dos gastos com as eleiçþes municipais deste ano em relação às eleiçþes anteriores. Ao todo, a Justiça Eleitoral gastou em 2012, R$ 395,2 milhþes, o custo mais baixo desde a implantação das urnas eletrônicas em 1996. O gasto com cada eleitor foi de R$ 2,81. Em 2008 o custo total da eleição foi de R$ 437 milhþes, sendo que o voto de cada eleitor saiu a R$ 3,75. Na eleição presidencial de 2010, o custo chegou a R$ 490 milhþes, com cada voto custando R$ 3,86. Jå em 2004 a eleição custou R$ 491 milhþes, em 2002 custou R$ 495 milhþes e no ano 2000 os gastos atingiram R$ 436 milhþes. Para a presidente do TSE, houve uma consideråvel redução dos gastos agora em 2012 com um menor envio das forças federais aos municípios brasileiros, uma vez que os Tribunais Regionais Eleitorais formaram comitês que discutiram e planejaram a segurança do pleito com a utilização do efetivo policial dos próprios estados. Com mais planejamento, os custos GLPLQXtUDPD¿UPRXDPLQLVWUD6HJXQGRHODR76(DLQGDWHPFHUFDGH dois mil processos das eleiçþes deste ano para julgar. No total, a Corte recebeu 7.703 processos e jå julgou 5.433, sendo que 900 foram decididos pelo plenårio com os sete ministros. Carmen Lúcia acredita que todos os processos serão julgados atÊ 19 de dezembro, data-limite para que os juízes eleitorais diplomem os eleitos.

Desembargador no governo O presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, desembargador Sebastião Costa Filho, assume KRMHDFKH¿DGR3RGHU([HFXWLYRHVWDGXDO(OH substitui pelos próximos nove dias, ao governador Teotonio Vilela Filho, que viaja ao Canadå, juntamente com o vice-governador, JosÊ Thomåz Nonô. Em terras canadenses o governador e o vice, discutirão assuntos de natureza tÊcnica com o Banco Interamericano de Desenvolvimento e tambÊm sobre a Cadeia Produtiva do Leite. Jå o deputado Fernando Toledo, presidente da Assembleia Legislativa e que automaticamente substituiria o governador e o vice, recupera-se de uma cirurgia e estå de licença mÊdica.

Investimento em pesquisa A Microsoft anunciou ontem que farå um investimento de R$ 200 milhþes no Brasil para estimular a competitividade nacional por meio da pesquisa e desenvolvimento locais. O anúncio foi feito ontem em Brasília, pelo presidente da empresa no Brasil, Michel Levy, logo após audiência com o ministro da Ciência e da Tecnologia, Marco Antonio Raupp, e com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante. Entre as vårias iniciativas anunciadas, destaca-se o estabelecimento no país de um Laboratório de Tecnologia Avançada (ATL em inglês), que serå o quarto instalado no mundo pela empresa americana. Este ATL combinarå a capacidade local da inovação tecnológica e engenharia avançada com a expertise em pesquisa aplicada da Microsoft e de seus parceiros acadêmicos.

Investimento em pesquisa 2 A empresa anunciou ainda a criação de uma empresa de investimentos no Brasil; a fundação de uma aceleradora de negócios, focada em startups de tecnologia; a abertura de um centro de desenvolvimento do Bing (plataforma de busca da Microsoft) e o compromisso em revitalizar o prÊdio que abrigarå todos estes projetos, o antigo Museu da Companhia Estadual do Gås, que Ê patrimônio histórico da cidade do Rio de Janeiro. Este prÊdio abrigou a primeira fåbrica de gås do Rio de Janeiro, fundada pelo Barão de Mauå, localizado na Avenida Presidente Vargas 2610, no centro da cidade. As obras de recuperação do prÊdio deverão estar prontas atÊ dezembro de 2013.

Prolongamento da seca Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), a seca que assola o SemiĂĄrido nordestino e o Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais deve se prolongar, possivelmente por mais trĂŞs meses. A informação foi dada pelo climatologista do Instituto, Lincoln Muniz Alves, durante audiĂŞncia na ComissĂŁo de Agricultura da Câmara, que discute as consequĂŞncias da estiagem. Ele citou que o prolongamento da seca pUHĂ€H[RGDLQVWDELOLGDGHFOLPiWLFDQR2FHDQR3DFtÂżFRTXHVXJHUH o surgimento do fenĂ´meno “La Ninaâ€? e a consequente redução das chuvas no Nordeste nos prĂłximos 90 dias. Estima-se que a seca esteja atingindo 1.275 municĂ­pios nordestinos, segundo o mapa do Banco do Nordeste.

Concurso da Civil &RPDSDUWLFLSDomRGHTXDVHPLOFDQGLGDWRVDFRQWHFHPQHVWHÂżQDO de semana as provas para preenchimento de vagas na PolĂ­cia Civil. SĂŁo ofertadas 240 vagas para agente de polĂ­cia, com salĂĄrios estipulados em R$ 2.071,80. Para o cargo estĂŁo inscritos mais de 7.680 candidatos. Para disputar as 120 vagas destinadas a escrivĂŁes de policia, estĂŁo inscritos 2.280 pessoas, o salĂĄrio ĂŠ o mesmo dos agentes. As vagas mais disputadas sĂŁo as de delegado. SĂŁo ofertadas apenas 40 vagas, sendo que estĂŁo inscritos 8.680 candidatos, atrĂĄs do salĂĄrio de R$ 15.593,22 em uma concorrĂŞncia de 216 pessoas por vaga.

Lifal volta a produzir O Laboratório Industrial Farmacêutico de Alagoas (Lifal) tem uma nova oportunidade de se reerguer e afastar a crise que se abateu sobre a instituição nos últimos anos. Esta semana, foi assinado um termo de compromisso entre o MinistÊrio da Saúde e o Lifal, que passarå a produzir três tipos de medicamentos destinados aos portadores do Mal de Parkinson, a Entacapona, Selegilina e Tolcapona. Eles se juntarão aos demais medicamentos jå fabricados pelo Lifal que são o Indinavir e o Nevirapina destinados ao coquetel da Aids, alÊm da Clozapina, para esquizofrenia. Por outro lado a Assembleia Legislativa aprovou o projeto de lei que destina R$ 4 milhþes para a quitação dos salårios atrasados dos servidores do Lifal. ‡2&RQVHOKR8QLYHUVLWiULRGD8IDOGHFLGLXTXHQRDQROHWLYRGH serão ofertadas 25% das vagas para cotistas que tenham cursado integralmente o ensino mÊdio em escolas da rede pública de ensino. ‡+iQRYHDQRVTXHD8QLYHUVLGDGH)HGHUDOGH$ODJRDVLPSODQWRXR VLVWHPDGHVWLQDQGRGHVGHHQWmRGDVYDJDV2DXPHQWRGH DWHQGHj/HLDSURYDGDUHFHQWHPHQWHHTXHHVWDEHOHFHTXHDWpR SHUFHQWXDOGHFRWDVSDUDRVDOXQRVGDUHGHS~EOLFDGHYHFKHJDUD ‡7HUPLQDKRMH  RSUD]RSDUDLQVFULomRGRFRQFXUVRSDUDSURIHVVRU VXEVWLWXWRGD8QLYHUVLGDGH(VWDGXDOGH$ODJRDV 8QHDO (VWmRVHQGR oferecidas 57 vagas para os cursos de Administração, Ciências BiolóJLFDV*HRJUD¿D+LVWyULD/HWUDV'LUHLWR&LrQFLDV&RQWiEHLV4XtPLFD Matemåtica, Pedagogia, Zootecnia e Administração Pública. ‡$VYDJDVDVHUHPRFXSDGDVHVWmRQRVFDPSLGD8QHDOQRVPXQLFtSLRV GH0DFHLy$UDSLUDFD6DQWDQDGR,SDQHPD3DOPHLUDGRVËQGLRV6mR 0LJXHOGRV&DPSRVH8QLmRGRV3DOPDUHV ‡3DUDVHLQVFUHYHURFDQGLGDWRGHYHSURFXUDUD3Uy5HLWRULDGH'HVHQYROYLPHQWR+XPDQRHP$UDSLUDFDRXQRHVFULWyULRGD8QLYHUVLGDGHQR centro de Maceió, das 8h às 12h e das 14h às 17h. O salårio para os aprovados Ê de R$ 2.195,91.

CONTAS

Terreno desapropriadoHUDSDUDFRQMXQWRS~EOLFRPDVJDQKRXFRWDVGHHPSUHHQGLPHQWRSDUWLFXODU

Atalaia: juiz manda que terreno volte para famĂ­lia de frei Em caso de descumprimento, prefeito Chico VigĂĄrio deve pagar multa de R$ 25 mil; MP apura improbidade ANDREZZA TAVARES REPĂ“RTER

A

desapropriação do terreno do frei Duarte, em Atalaia, ainda estå rendendo dividendos na Justiça. Em resposta ao agravo de instrumento ingressado pelo advogado Pedro Jorge Bezerra, que defende os interesses da família do frei, que tem hoje a posse do terreno, o juiz da Comarca, João Paulo Alexandre dos Santos, determinou a reintegração de posse do terreno. Caso o prefeito Chico Vigårio (PTB) não cumpra a determinação, terå que

pagar multa de R$ 25 mil. Em sua decisão, o magistrado deixa autorizado o apoio da força policial para garantir o cumprimento da reintegração de posse do terreno de quase oito hectares. O magistrado revogou a decisão liminar proferida pela juíza substituta da comarca de Atalaia, Ana Raquel Gama, que tinha autorizado a desapropriação do WHUUHQR VRE D MXVWLÀFDWLYD que o município ia construir casas que seriam doadas aos servidores desabrigados da enchente de 2010. João Paulo determinou tambÊm que o MinistÊrio Público Estadual apure as irregularidades, jå

que houve a imputação de atos de improbidade administrativa. ApĂłs a desapropriação, Chico VigĂĄrio teria apresentado Ă Câmara de Vereadores um projeto de lei para a construção do Conjunto Residencial Aloysio NonĂ´, com FDVDVTXHVHULDPĂ€QDQciadas pelo Banco do Brasil. O juiz convocado pelo Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), Marcelo Tadeu, determinou que a posse do terreno voltasse para a famĂ­lia Duarte, atĂŠ o julgamento do mĂŠrito; com isso as obras da prefeitura deveriam ser paralisadas, o que nĂŁo ocorreu.

CONIVĂŠNCIA

Vereadores de Atalaia podem responder por prevaricação Quanto mais se mexe, mais informaçþes novas surgem sobre o caso do terreno desapropriado pelo prefeito de Atalaia, Chico Vigårio, para a construção de casas para desabrigados da enchente de 2010, que virou um grande empreendimento residencial. O chefe do Executivo não cumpriu o decreto que ele mesmo assinou. No documento, Chico Vigårio determinou que a Procuradoria do Município iniciasse e conduzisse todo o processo desde a desapropriação do terreno atÊ a en-

trega das casas aos supostos desabrigados, mas de acordo com o advogado Pedro Jorge Bezerra e seu cliente JosĂŠ Duarte [Frei Duarte], o prefeito contratou um escritĂłrio jurĂ­dico terceirizado para patrocinar o processo de acordo com seus interesses pessoais. “Esse processo ĂŠ uma das atividades inseridas no quadrante das competĂŞncias institucionais previstas para a Procuradoria, mas nĂŁo se sabe porque o prefeito afastou o ĂłrgĂŁo municipalâ€?, contou o advogado. “Houve licitação para contratação desse

escritório?�, questionaram Pedro Jorge e seu cliente. Por determinação do juiz João Paulo dos Santos, o MinistÊrio Público Estadual vai investigar se houve participação dos nove veradores na suposta fraude. A Câmara teria aprovado o projeto lei apresentado pelo prefeito, sem a comprovação, dentre outras, da existência de desabrigados. Caso comprovada a conivência, eles responderão por prevaricação, formação de quadrilha e improbidade administrativa. (A.T)

CAMPANHA

AGENDAS

A candidata Ă presidĂŞncia da OAB/AL pela chapa “OAB Para Todosâ€?, Rachel CabĂşs, passou o dia de campanha no interior do Estado. A candidata esteve em Palmeira dos Ă?ndios e Santana do Ipanema. Rachel fechou sua noite em happy hour em seu comitĂŞ. Para hoje, ela permanece em MaceiĂł promovendo visitas em escritĂłrios de advocacia. Na quarta-feira, a candidata inaugurou seu comitĂŞ na cidade de Arapiraca para tentar se aproximar mais do advogado que atua na regiĂŁo.

Hoje, o candidato Ă presidĂŞncia da OAB/AL, Marcelo Brabo, da chapa “Mais OABâ€? visita escritĂłrios jurĂ­dicos em Maragogi, para discutir propostas e fazer novas adesĂľes. Ontem pela manhĂŁ, ele reuniu advogadas para um cafĂŠ da manhĂŁ e Ă  noite fez uma palestra em faculdade em MaceiĂł. JĂĄ Claudia Amaral, da chapa “Nossa Ordem ĂŠ Outraâ€?, farĂĄ um multirĂŁo telefĂ´nico de hoje atĂŠ domingo para pedir votos. Ontem, ela esteve reunida no comitĂŞ para traçar estratĂŠgias de campanha.

Cabús com presença forte no interior

Brabo em Maragogi e Amaral faz mutirĂŁo

As contas dos candidatos que disputaram as eleiçþes municipais este ano, estĂŁo sendo apresentadas no cartĂłrio da 3ÂŞ Zona Eleitoral em MaceiĂł, mesmo apĂłs o prazo ter expirado na Ăşltima terça-feira. Na prĂłxima semana, a Justiça Eleitoral começaUi D QRWLĂ€FDU RV FDQGLGDWRV que deixaram de apresentar seus gastos de campanha. Para a juĂ­za Maria ValĂŠria Lins Calheiros, da 3ÂŞ Zona (OHLWRUDOPHVPRQRWLĂ€FDGRV alguns nĂŁo vĂŁo aparecer por que nĂŁo hĂĄ uma penalidade mais severa. “Acredito que se houvesse um prejuĂ­zo maior, os candidatos levariam mais a sĂŠrio a prestação de contasâ€?, declarou a magistrada referindo-se aos que provavelmente, nĂŁo apresentarĂŁo seus gastos de campanha Ă Justiça Eleitoral. Quem nĂŁo entregar, atĂŠ KRUDVDSyVVHUQRWLĂ€FDGR a contabilidade dos gastos realizados durante a campanha nĂŁo terĂĄ a certidĂŁo de quitação eleitoral, obrigatĂłria para uma futura disputa polĂ­tica. “Os candidatos nĂŁo terĂŁo outra oportunidade apĂłs o tĂŠrmino do prazo da QRWLĂ€FDomR H Ă€FDUmR LQHOHJtveis por quatro anosâ€?, explicou Maria ValĂŠria. AlĂŠm da inegebilidade, a pendĂŞncia gera outras proibiçþes tais como: abrir conta corrente, participar de concurso pĂşblico, assumir cargo pĂşblico, matricular-se em universidade federal e tirar passaporte. O prazo determinado para a entrega das contas pelos candidatos a prefeitos, YHUHDGRUHV H FRPLWrV Ă€QDQceiros encerrou-se no Ăşltimo GLD'HSRLVGRSUD]RĂ€QDO o cartĂłrio eleitoral tem cinco dias para começar a notiĂ€FDU RV FDQGLGDWRV TXH QmR apresentaram suas contabilidades. RESSALVA Para serem diplomados, os eleitos precisam ter as contas aprovadas, mas aqueles que nĂŁo obtiverem a aprovação, poderĂŁo assumir os cargos com ressalva, como informou a juĂ­za Maria ValĂŠria. “Em muitos casos as penalidades sĂŁo graves, mas em outras a legislação dĂĄ espaçoâ€?, ressaltou a magistrada. As contas precisam ser apresentadas, tanto faz se serĂŁo aprovadas ou nĂŁo. ´$ Ă€QDOLGDGH p SHQDOL]DU aqueles que nĂŁo prestaram contasâ€?, opinou a juĂ­za da 3ÂŞ Zona Eleitoral, acrescentando que a maioria das contas sempre sĂŁo aprovadas. “Mesmo com as contas reprovadas, os eleitos podem assumir com ressalvaâ€?, reforçou. AtĂŠ as 18 horas de ontem, quase 400 contas haviam sido entregues ao cartĂłrio da 3ÂŞ Zona Eleitoral em MaceiĂł. Apenas quatro candidatos Ă  Prefeitura de MaceiĂł, incluindo o prefeito eleito Rui Palmeira apresentou seus gastos. (A.T.)


TRIBUNAINDEPENDENTE

Cotidiano LININHO NOVAIS - contato@lininho.com

As pedras falarĂŁo?

D

o mĂŠdico e escritor Paulo Rosenbaum, no Jornal do Brasil: “Tem sido a praxe polĂ­tica tentar achar respostas antes de formular questĂľes. Sem perguntas, as respostas nos fazem errar. Internaçþes compulsĂłrias decididas Ă s pressas, blitze contra drogas diante da pandemia que se instalou no paĂ­s, o clamor nacional pela construção de mais hospitais, planos de seguro saĂşde oferecidos aos milhares. Tudo isso estĂĄ acontecendo sem que se discuta o que ĂŠ saĂşde para a sociedade. Para que e para quem vivemos? De onde vem tamanha insatisfação? O que estĂŁo fazendo com nossas vidas? Quais sĂŁo e como as questĂľes polĂ­ticas nos afetam? Ă€s vezes, vale dizer, muitas vezes, a ponto de nos fazer adoecer. E para que sofremos tanto? Por que este ou aquele se sagrou vencedor? Apesar de vivermos numa comunidade, nĂŁo construĂ­mos igualdade ou solidariedade. NĂŁo ĂŠ sĂł a violĂŞncia cotidiana que impede que vivamos em paz, ainda que ela seja uma forma de cassação branca da cidadania, hoje instaurada em pleno vigorâ€?.

Bomba atômica A Braskem encontrou um opositor de peso para enfrentå-la. Agora, o deputado estadual Ronaldo Medeiros (que jå foi do INSS) aonde chega Ê com um laudo embaixo do braço, apresentando o perigo que a indústria Ê para Maceió.

MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 9 DE NOVEMBRO DE 2012 POLĂ?TICA

5

Vereadores de Rio Largo denunciados por desvio

Presidente da Câmara Ê acusado pelo Gecoc de encabeçar quadrilha EDITORIA DE POL�TICA COM ASSESSORIA

O

Grupo Estadual de Combate às Organizaçþes Criminosas (Gecoc) não tirou seus olhos do município de Rio Largo e, na quarta-feira, 7, o grupo denunciou 27 pessoas envolvidas no desvio de verbas de gabinete, entre os anos de 2010 e 2011, na Câmara Municipal de Rio Largo. São onze vereadores e dezesseis prestadores de serviços. A ação criminal conta que uma organização crimi-

nosa manipulou e fraudou contratos de locação de veículos, causando um prejuízo de R$ 900.000,00 aos cofres públicos. No documento, os promotores apontam o vereador Luiz Phellipe Malta Buyers, o Lula Leão (PSB), presidente da Câmara na Êpoca, como líder da quadrilha. As irregularidades foram constatadas atravÊs dos documentos apreendidos em maio deste ano, quando vereadores de Rio Largo foram presos, acusados de vender ilegalmente um terreno que

seria destinado à construção de casas populares. Na denúncia, os promotores do Gecoc explicam que os YHUHDGRUHVÀUPDUDPFRQWUDtos com pessoas previamente indicadas. Nos contratos, o valor mensal da locação de cada carro era de R$ 3 mil, valor este equivalente ao das Verbas Indenizatórias de Atividade Parlamentar (VIAPs) durante os meses de fevereiro e março de 2010. No entanto, apenas dois PHVHVDSyVVHUHPÀUPDGRV os contratos sofreram um LQMXVWLÀFiYHO  VHJXQGR R

Gecoc - acrÊscimo de 33,4% nos valores, passando para R$ 4 mil, e seguindo, intencionalmente, o novo valor das VIAPs. Os promotores DÀUPDP TXH D RUJDQL]DomR criminosa se apropriava mensalmente do valor integral da verba indenizatória e, posteriormente, repassava parte do montante para os locadores. Os denunciados deverão responder pelos crimes de dispensa ilegal de licitação, falsidade ideológica, uso de documento falso, peculato e formação de quadrilha.

Apertando o cinto 1 Para nĂŁo se dar mal com a Lei de Responsabilidade Fiscal inĂşmeros gestores municipais estĂŁo ‘apertando o cinto’ da administração pĂşblica e metendo a caneta. Em UniĂŁo dos Palmares, o prefeito Areski de Freitas 37% GHPLWLXWRGRVRVVHUYLGRUHVFRQWUDWDGRVHUHGX]LXDVJUDWLÂżFDçþes de outros servidores.

BRENO AIRAN

Verba de gabinete Ê o alvo da ação

Apertando o cinto 2 Não só foi Areski de Freitas que demitiu prestadores de serviços.Na lista de prefeitos que não querem ter problemas com a Justiça consta: Renatinho Rezende, do Pilar; Ana Renata, de Branquinha, e George Clemente, de São Miguel dos Campos. A lista poderå crescer ao longo da próxima semana.

Falando nisso... ... Existem prefeitos que estão com mais de três folhas salariais em atraso, e sem honrar os compromissos com seus fornecedores. A situação se complica e os servidores começam a pensar em greve, isso em pleno ¿QDOGHDQR

Quem serĂĄ? Rui Palmeira prefere silenciar diante das ovaçþes e sugestĂľes para formação de sua equipe de governo. Se para a Educação o nome da ex-reitora da Ufal, Ana Dayse Dorea, foi fĂĄcil, para a pasta da SaĂşde GHYHUiVHUPDLVGLItFLODLQGLFDomRGHDOJXpPFRPSHUÂżOWpFQLFRSDUD descascar o ‘abacaxi’ que se encontra.

Ele mesmo +iTXHPVLQWDPDLRUGLÂżFXOGDGHHPIDODUFRPDOJXPGRVVHFUHWiULRVGH estado, principalmente pelo telefone. Enquanto isso, o vice-governador Thomaz NonĂ´ faz questĂŁo de atender todos os telefonemas, e quando nĂŁo pode, retorna de imediato.

Perguntar não ofende Serå que o governador Teotonio Vilela Filho vai permitir que os recursos destinados à reconstrução das escolas nas cidades destruídas pela enchente em 2010 voltem para os cofres do Governo Federal?

Temporada Só precisou ser anunciado o início da temporada com a chegada de inúmeros cruzeiros a Maceió para que muitos comerciantes, de forma desonesta, iniciem a pråtica de superfaturar os valores divulgados nos cardåpios. É preciso que o Procon esteja atento no intuito de coibir tamanho abuso.

3UHIHLWR0iUFLR%RQÂżP ainda acredita que o BarraPrev ĂŠ viĂĄvel e espera cronograma de pagamentos

BARRA DE STº ANTÔNIO

Prefeito denuncia desmandos com previdĂŞncia municipal %DUUD3UHY(ODMiWLQKDXPD dĂ­vida de R$ 600 mil, que foi parcelada em 60 vezes, mas nĂŁo pagou nenhuma parcela. O pior ĂŠ que ela, alĂŠm de nĂŁo pagar os atrasados, utilizou R$ 440 mil dos recursos aplicados como fundo de reserva. Como se vĂŞ, o rombo ĂŠ de mais de R$ 1 PLOKmRÂľGHQXQFLRX%RQĂ€P O prefeito diz que no dia 31 de julho o BarraPrev tinha R$ 466 mil aplicados. Em agosto, o saldo caiu para R$ 306 mil e, em setembro, para R$ 149 mil. “Em ouWXEUR FRP R Ă€P GR SHUtRGR eleitoral, o saldo era de somente R$ 26 mil. No extrato EDQFiULRHQFRQWUDPRVDWpR pagamento de uma consultoria, sem contrato e sem

nenhuma comprovação de serviço realizado, mas paga com três cheques de R$ 12 mil cada�, explicou o prefeito. 0iUFLR %RQÀP GHQXQFLD ainda que tambÊm encontrou descontos dos aposentados para pagamento de emprÊstimos consignados, e que não foram repassados aos bancos, caracterizando crime de apropriação indÊbita. Entretanto, o problema mais sÊrio provocado pela falta dos repasses para a previdência municipal Ê o FDQFHODPHQWRGR&HUWLÀFDGR de Regularização PrevidenFLiULD &53  TXH LPSHGH D prefeitura de ter acesso a recursos federais para qualquer projeto do município.

7KLDJR%RP¿PH(GQDOGR0DLRUDQRSURWRFRODUDPXPUHTXHULPHQWR perante a Comissão Eleitoral das eleiçþes OAB/AL 2012, solicitando a mudança do local de votação. O local designado para a votação, no dia 23 de novembro, foi o Clube do Advogado, situado na Avenida Litorânea, 250, no bairro de Jacarecica. Os representantes da chapa Renova OAB entendem que este não Ê o melhor local para a votação.

O prefeito da Barra de 6DQWR$QW{QLR0iUFLR%RQĂ€P 301  VHJXH FRP VXD missĂŁo de tentar arrumar a casa para o novo prefeito que assume em janeiro. Desta vez, o gestor comprovou que o sistema de previdĂŞncia da prefeitura (BarraPrev) sofreu diversas perdas durante a gestĂŁo da prefeita afastada, Maria CĂ­cera Casado, a Ciçou (PTB). %RQĂ€P DOPHMD UHJXODrizar o pagamento dos aposentados da prefeitura. O problema ĂŠ que a prefeitura nĂŁo vem fazendo os repasses para o Instituto de PreviGrQFLDKiYiULRVPHVHV “A prefeita afastada nĂŁo estava repassando os R$ 181 mil mensais devidos ao

EM PASSO

LEI

REDISTRIBUIĂ‡ĂƒO

A juíza eleitoral da 12ª Zona Eleitoral de Passo de Camaragibe, Juliana Batistela Guimarães de Alencar, marcou para o dia 18 de dezembro, às 11h, a solenidade de diplomação dos candidatos eleitos nas últimas eleiçþes da cidade. A cerimônia de entrega dos diplomas serå realizada no Auditório do Centro Educacional Ernesto Gomes Maranhão, Centro. Os candidatos que não comparecerem à cerimônia poderão receber o respectivo diploma na sede do Cartório Eleitoral da 12ª Zona.

Foi aprovado por unanimidade na Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira, 7, o Projeto de Lei 6.908/10, do deputado Ratinho Júnior (PSC), com relatoria do deputado Renan Filho (PMDB), que altera a Lei nº 10.671, de 15 de maio de 2003 (o Estatuto de Defesa do Torcedor). Nele, o parlamentar torna Lei o monitoramento por equipamentos de gravação da entrada e saída de eventos esportivos com público mínimo de 10 mil pessoas e a preservação dessas imagens.

Foi publicado na edição de ontem do Diårio Eletrônico da Justiça mais uma negativa do desembargador Otåvio Praxedes, relator de três açþes penais que acusam o prefeito afastado de Rio Largo, Toninho Lins (PSB), de fraudes em licitaçþes, desapropriação irregular de proSULHGDGHVIDOVL¿FDomRHXVRGH documentos falsos, formação de quadrilha, entre outros. A defesa solicitou que Praxedes abrisse mão dos processos para que o desembargador Malta Marques ¿FDVVHFRPHOHV

Equipe pronta O prefeito eleito de UniĂŁo dos Palmares, mĂŠdico Beto BaĂ­a (PSD), DJHQGRXSDUDDSUy[LPDVHJXQGDIHLUDGLDRDQ~QFLRRÂżFLDOGHWRGD equipe que o auxiliarĂĄ a partir de janeiro de 2013.

Doador Nesta sexta-feira, 9, a partir das 14h, o advogado Welton Roberto, candidato à presidência da OAB/AL com a chapa Prerrogativa Ê a Ordem, e apoiadores da campanha participam de uma ação solidåria de doação de sangue no Hemopac (Hemoterapia e Patologia Clínica de Maceió), localizado na Rua Itatiaia, 96, Farol, próximo à Praça do Centenårio.

Mudança

Diplomação acontece dia 18 de dezembro

RIO LARGO

Eventos esportivos terĂŁo monitoramento

Toninho sofre nova derrota no TJ/AL

Um exemplo evidente das irregularidades na Câmara de Rio Largo ĂŠ o caso do contrato entre o vereador JosĂŠ Nilton Gomes de Souza e a prestadora de serviço Aparecida Cardoso de Mendonça. Em dezembro de 2010, o parlamentar alugou um veĂ­culo Chevrolet Classic, ano de fabricação 2009, de placa MNE 6770, supostamente pertencente a Aparecida. PorĂŠm, pelo nĂşmero do Renavan, constatou-se que a placa do veĂ­culo pertence, na realidade, a um Ford Fiesta fabricado em 1996, de propriedade da empresa Bradesco Auto e Companhia de Seguros. Apesar de todas as irregularidades, o destino da verba de gabinete era aprovado por uma comissĂŁo composta por alguns vereadores, TXH LQFOXVLYH Ă€VFDOL]DYDP as prĂłprias contas. O valor original de cada contrato era de R$ 33 mil, o que exige a realização dos devidos processos licitatĂłrios por ultrapassar o limite de contratação com dispensa de licitação de R$ 8 mil, estabelecido por lei. Na tentativa GHEXUODUDOHJLVODomRHDĂ€Vcalização os vereadores fracionaram dolosamente cada contrato, de modo a induzir que a importância de R$ 3 mil, paga mensalmente, era o valor total dos mesmos. Foram denunciados os vereadores AurĂ­zio EsperiGLmR GD +RUD &tFHUR ,QiFLR Branco, Ionaide Cardoso Martins, Jefferson Alexandre Cavalcante, JosĂŠ Nilton Gomes de Souza, Luiz Phellipe Malta Buyers, Milton JosĂŠ Pontes Filho, Maria das Graças Lins Calheiros, Reinaldo Cavalcante Moura e Thales Luiz Peixoto Cavalcante. Para os promotores, houve uma verdadeira ‘dilapidação do bem pĂşblico’. (EP)


6

OPINIAO

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 9 DE NOVEMBRO DE 2012

OpiniĂŁo

ConfusĂľes do Enem

P

or mais que o governo federal tente simbolizar o Enem, como o mÊtodo PDLVHÀFD]GHVHJDUDQWLURDFHVVRDR ensino superior nas instituiçþes públicas de ensino, as trapalhadas promovidas pelo MinistÊrio da Educação dão uma conotação contråria. As desculpas dadas, pelo ministro Aloisio Mercadante, à mãe de uma aluna com o mesmo nome de outra concorrente e que foi eliminada por suspeição de vazamento de prova pela rede social soma-se aos micos anteriores, como a antecipação da prova com dois meses de antecedência no primeiro ano do exame e ao acesso a questþes em um prÊ-teste no ano passado no Cearå. Muitos detalhes ainda terão que ser ajustados no Enem, principalmente no que

diz respeito a mobilização das provas, simultaneamente em todo o paĂ­s. Neste ano, os atrasos de candidatos foram motivados por problemas gerados pela prĂłpria expectativa que gerou o exame deste porte. O congestionamento de trânsito fez com que postulantes fossem barrados na entrada dos locais de provas. A diferença de horas em algumas regiĂľes, devido ao horĂĄrio de verĂŁo foi outro motivo de muitas ausĂŞncias HSRUĂ€PDIDOWDGHXPDFRPSDQKDPHQWR de todo o processo do ponto de vista tecnolĂłgico e que produziu em sĂŠrie as imagens dos cartĂľes-respostas pelo Facebook. E outros fatos polĂŞmicos ainda estĂŁo por vir, como por exemplo, a invasĂŁo de “forasteirosâ€? no nordeste em busca dos cursos mais cobiçados.

LEILA CORDEIRO Começou como repórter na TV Aratu, em Salvador. Trabalhou depois nas TVs Globo, Manchete, SBT e CBS Telenotícias Brasil como repórter e âncora. É tambÊm artista plåstica e tem dois livros de poesias publicados.

Racismo explícito Durante meses de campanha eleitoral para presidente nos EUA, falou-se em disputa acirrada entre os dois candidatos, o democrata Barack Obama e o republicano Mitt Romney. Hoje, entretanto, depois da reeleição de Obama, começo a pensar se alÊm da rivalidade não existiu, latente e implícito nas atitudes dos conservadores, o velho e enferrujado preconceito que por sÊculos tomou conta do país de Tio Sam. Se não, como explicar tantas ofensas ao presidente da república, como se ele fosse alguÊm sem nenhuma importância e que estivesse ali de favor, como nos velhos tempos em que brancos concediam pequenas regalias aos escravos negros por terem se comportado bem. Algo empoeirado, cheirando a ódio e ressentimento. Por isso, depois da derrota, houve alÊm da decepção da perda por parte dos republicanos, uma reação que não combina com as regras da democracia tão exaltadas nesse país. Enfurecidos, eles tentaram de todo jeito explicar porque seu candidato Mitt Romney, aquele que só tinha pensado no discurso da vitória, perdeu de longe no colÊgio eleitoral. No dia seguinte, políticos e

articulistas conservadores jĂĄ estavam na TV procurando uma explicação para a inesperada derrota. Como um candidato FRPRSHUĂ€OGDWUDGLFLRQDOIDPtlia americana, rico e bem sucedido, poderia ter sido derrotado por um candidato que gastou seus quatro anos tentanto taxar a fortuna dos milionĂĄrios? Pois foi aĂ­ que morou o erro do partido republicano. Eles produziram uma campanha PDVVLĂ€FDQWHHDJUHVVLYDQRVFRmerciais na TV, insinuando atĂŠ que Obama tinha ideias comunistas, por querer taxar mais os ricos e defender os pobres e a classe mĂŠdia, com o objetivo de pintĂĄ-lo com as piores cores possĂ­veis, jĂĄ que ele tambĂŠm tem na pele a cor negra que os racistas brancos nĂŁo conseguem suportar. Como ressaltou Eliakim Araujo “enquanto os democratas se aliaram Ă s minorias, formando uma corrente virtual entre negros, latinos, asiĂĄticos, pobres e remediados, gays e mulheres, os republicanos continuaram presos a um passado conservador e completamente fora de sintonia com as necessidades de um paĂ­s que se renovouâ€?. O enraivecido megaempresĂĄrio Donald Trump, republicano

da ala mais extremista do partido, chegou a pregar em seu Twitter uma “revoluçãoâ€? no paĂ­s para tirar Obama da Casa Branca, o que foi combatido por um âncora americano, Brian Williams, que se levantou contra o comentĂĄrio, considerando as declaraçþes de Trump como “irresponsĂĄveisâ€?. Acuado, o empresĂĄrio deletou a polĂŞmica mensagem do twitter e prometeu abrir guerra contra o jornalista. Como Trump, a turma de apresentadores da conservadora Fox News jogou pesado contra o presidente durante toda a campanha e, revoltados com o UHVXOWDGR Ă€]HUDP FRPHQWiULRV como esse, de Bill O’Reilly: “a ideologia branca da sociedade americana hoje ĂŠ minoriaâ€?. Foram muitas as demonstraçþes de preconceito racial explĂ­cito, como a dos estudantes da Universidade do Mississipi, que saĂ­ram Ă s ruas assim que o resultado foi anunciado gritando ofensas contra o presidente e queimando seus cartazes de propaganda. Dia primeiro de janeiro Obama serĂĄ empossado para mais quatro anos de governo. Os cĂŁes vĂŁo continar ladrando, enquanto a carruagem vai seguir em frente.

RUBENS MĂ RIO Professor do Cesmac

As pragas do descaso

MAURICIO DIAS Jornalista

Acordo improvåvel O desfecho das eleiçþes municipais deixou a oposição e a mídia conservadora num frisson incontrolåvel, a partir de uma leitura muito particular do resultado das urnas. Interpretaçþes rudimentares de vitórias e derrotas os levaram, com dois anos de antecipação, a tentar consolidar para a eleição presidencial de 2014 a aliança entre AÊcio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB). É a dupla que julgam capaz de evitar a reeleição da presidenta Dilma Rousseff. A fórmula para produzir esse remÊdio eleitoral PLODJURVRpGLÀFtOLPDGHVHUFRPposta. Exigirå muita perícia na manipulação e a superação de prÊ-requisitos quase insuperåveis. O mais elementar deles vem da pergunta: quem estaria, por exemplo, na cabeça da chapa? Veterano aspirante oposicionista à Presidência, AÊcio Neves teria a preferência. Não só por representar Minas Gerais, o terceiro maior colÊgio eleitoral do País (15 milhþes de votos), mas tambÊm por ser do PSDB, partido de maior musculatura eleitoral que o PSB de Campos, e capaz de expressar mais a oposição. Aos 52 anos, embora razoavelmente jovem para o exercício da política, AÊcio tem uma atração fatal pelo comportamento de políticos mais velhos.

Salvo um ou outro momento, ĂŠ especialista em disfarçar o que pensa. A malemolĂŞncia torna-o um exĂ­mio malabarista na hora GDVDĂ€UPDo}HVPDLVJUDYHV Eduardo Campos, 47 anos, governador de Pernambuco, representaria, em princĂ­pio, o que parece ser o mantra da polĂ­tica no momento: renovação. Mas a força eleitoral de Pernambuco ĂŠ reduzida. Para ele, seria incĂ´modo demais deixar a base do governo para, pouco depois, combater o governo em campanha eleitoral pelo poder presidencial. Campos tem um compromisso polĂ­tico com Lula atĂŠ 2014. “Mas, se o cavalo passar encilhado, ele montaâ€?, diz um socialista graduado, prĂłximo ao governador pernambucano. “O PSDB estĂĄ desesperado. NĂłs nĂŁo estamos. Podemos sobreviver sem o poder. Eles dependem do poder para sobreviver. Temos tempo, os tucanos nĂŁo. Assim ĂŠ mais provĂĄvel, se houver essa aliança, que o vice seja o AĂŠcio.â€? Qual seria o futuro polĂ­tico do vice, com a possibilidade da reeleição, se a chapa for vitoriosa? Um mergulho na histĂłria republicana mostra que a continuidade da trajetĂłria de um vice-presidente depende exclusivamente do imprevisĂ­vel. Uma ruptura polĂ­tica ou uma tragĂŠdia. Fora isso, a Vice-PresidĂŞncia

TRIBUNA

INDEPENDENTE

Rua da Praia, 134 - sala 303 - centro - Maceió Alagoas Endereço Comercial: Av. Menino Marcelo - 10.440 - Serraria Maceió - Alagoas - CEP: 57.083.410 CNPJ: 08.951.056/0001 - 33

tem sido sempre o último patamar na carreira. Floriano Peixoto só teve futuro porque o marechal Deodoro da Fonseca (1889-1891) renunciou. O vice CafÊ Filho superou uma crise política para assumir após o suicídio de Getúlio Vargas (19511954). Mais grave foi a situação do vice-presidente João Goulart. Só tomou posse após cruzar momentos dramåticos no País. Foi um clima de guerra civil, após a renúncia de Jânio Quadros (1961), com apenas sete meses de governo. Goulart foi apeado do poder pelos militares em 1964. A sina que persegue os vices não parou aí. O segundo general-presidente, Costa e Silva (1967-1969), vítima de uma trombose não foi sucedido pelo vice, Pedro Aleixo, o enfeite civil da ditadura. Vetado, tomou posse uma junta militar. Após os militares, o vice JosÊ Sarney assumiu com a morte de Tancredo Neves, ocorrida às vÊsperas da posse. Finalmente, Itamar Franco ascendeu porque Fernando Collor (1990-1992) sofreu impeachment. No folclore político nacional, sempre se disse que, no imaginårio do vice, a gripe do presidente pode se transformar em grave pneumonia. Mas não serå assim, Ê claro, para gentis cavalheiros como AÊcio Neves e Eduardo Campos. FILIADO AO

Jorgraf UM PRODUTO:

Cooperativa dos Jornalistas H*UiÂżFRVGRHVWDGRGHDODJRDV

Estå insuportåvel a praga de mosquitos procriada hå anos nos bairros da região sul de Maceió, PDLV HVSHFLÀFDPHQWH QR EDLUUR do Trapiche da barra. Os terríveis insetos começam a incomodar muito antes do anoitecer; nada consegue controlar a terrível praga; os diversos tipos de inseticidas incomodam muito mais as pessoas do que as próprias muriçocas; as novas raqueWHV HOHWULÀFDGDV LPSRUWDGDV GD China, conseguem exterminar parte da nuvem, mas, têm efetividade, apenas, em ambientes pequenos e fechados; em locais DEHUWRV SHUGHP DV VXDV HÀFicias. Os milhþes de larvas são desenvolvidos, diariamente, nos fÊtidos canais que cortam os bairros, bem como, em alguns terrenos baldios que ainda não foram ocupados como moradia. Nos entulhos jogados pela poSXODomRDOLDGRVjGHÀFLWiULDOLPpeza pública, proliferam, alÊm dos mosquitos, moscas, baratas e ratazanas. Francamente, ainda não conseguimos compreender as funçþes dos diversos canais que cortam os bairros do Trapiche e Vergel do Lago! O principal deles, que começa entre os bairros do Prado e do Trapiche, abriga em seu leito, na embocadura da Lagoa Mundaú, apenas lama, materiais descartåveis e excrementos humanos, jå que, a maioria das residências erguidas às margens dos canais, não possui fossas, e os dejetos

PRESIDENTE Antonio Pereira Filho DIRETOR ADMINISTRATIVO FINANCEIRO: JosĂŠ Paulo Gabriel dos Santos Editor geral: Ricardo Castro

são despejados diretamente nos córregos. O poder público realiza, esporadicamente, limpezas suSHUÀFLDLV HP SDUWH GRV FyUUHJRV – uma boa parte desses canais, serve de piso para algumas residências que foram erguidas sobre os mesmos. Com a falta de educação e orientação ambiental do povo, e VHP D GHYLGD DWHQomR H  ÀVFDOLzação do poder público, a parcela da população que possui essa consciência, acaba, tambÊm, sofrendo todas as consequências e, quando reclama aos órgãos responsåveis, recebe a conveniente resposta de que, não adianta limpar, porque poucos instantes depois, o povo volta a jogar o lixo no mesmo local. A triste e eloquente verdade Ê que a falta de educação do povo, patrocinada e incentivada pelo próprio Estado, acaba lhes servindo como um hipócrito ålibi SDUDRà DJUDQWHGHVSUH]RVRFLDO especialmente, nas regiþes mais carentes da Capital. Ainda nos estarrece, quando ouvimos diversos clamores ecoados às custas de milhþes de reais, apelando para a sustentabilidade ambiental, e atrelando-os atÊ, à continuidade da vida terrestre, a falta de investimentos genuínos na questão do descarte do lixo, principalmente, com o atual consumo exacerbado de bens e seus descartes precoces. É muito comum observarmos nos lixþes à cÊu aberto nas regiþes da periferia social, aparelhos

eletrônicos com pouco tempo de uso, descartados sem quaisquer orientaçþes tÊcnicas dos órgãos governamentais. Os processos de coleta seletiva do lixo jamais foram implantados em Maceió; as cooperativas de catadores, com a exceção da Coopvila, que conta com o apoio de uma ONG, sobrevivem, tropegamente, com seus associados passando por sÊrias privaçþes; Ê uma situação, no mínimo, controversa: como explicar que, numa capital onde, cerca de 2.000 toneladas de lixo são produzidas diariamente, centenas de trabalhadores organizados em cooperativas, sobreviverem em petição de misÊria? Com a resposta os órgãos responsåveis pelo nosso ambiente. Em 2010, atravÊs dos projetos de extensão do Centro de Estudos Superiores de Maceió – Cesmac – realizamos um projeto na Cooplum (Cooperativa dos Recicladores de Lixo Urbano de Maceió), e apesar das diversas tentativas de um melhor reaproveitamento do lixo urbano, inclusive com ofícios endereçados à Slum, na tentativa de apoio ao processo de coleta seletiva, nunca tivemos qualquer tipo retorno pråtico; atÊ a tentativa de implementação de uma simples fabriqueta de sabão, com custos baixíssimos, atravÊs do reaproveitamento do óleo servido pós fritura, nos foi negada, apesar da imensa quantidade e do difícil descarte do citado material na natureza.

Nosso noticiĂĄrio nacional ĂŠ fornecido pelas agĂŞncias: AgĂŞncia Folha e AGĂŞncia Nordeste PABX: 82.3311.1338 COMERCIAL: 82.3311.1330 - 3311. 1331 REDAĂ‡ĂƒO: 82.3311.1328 - 3311.1329 CENTRAL DE ASSINANTE: 82.3311.1308 - 3311.1309 comercial.tribunaindependente@gmail.com redação.tribunaindependente@gmail.com

ricardocastro@tribuna-al.com.br

DIRETORA COMERCIAL: Marilene Canuto

OS ARTIGOS ASSINADOS SĂƒO DE RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES. NĂƒO REPRESENTANDO, NECESSARIAMENTE, A OPĂ?NIĂƒO DESTE JORNAL.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 9 DE NOVEMBRO DE 2012

POLĂ?TICA 7

STF aplica pena que passa de 29 anos a Hollerbach, ex-sĂłcio de Marcos ValĂŠrio

PEC isenta de pagamento do IPTU terrenos das comunidades quilombolas

26XSUHPR7ULEXQDO)HGHUDO 67) HPPHLRDQRYRLPSDVVHVREUHFULWpULRV DGRWRXXPDHVSpFLHGHYRWRPpGLRÂż[DQGRHPDQRVHPHVHVDSHQDSRU HYDVmRGHGLYLVDVSDUD5DPRQ+ROOHUEDFKH[VyFLRGH0DUFRV9DOpULR&RP isso, as penas aplicadas a Hollerbach, se somadas, chegariam a 29 anos, 7 PHVHVHGLDVDOpPGHXOWUDSDVVDU5PLOK}HVHPPXOWDV2GHEDWHVREUH HYDVmRGHGLYLVDVOHYRXjVXVSHQVmRGDVHVVmRGHRQWHP$WpHQWmRRVPLQLVWURVWLQKDPFRPELQDGRTXHDMXVWDULDPRYRWRDGHULQGRjVSHQDVDSOLFDGDVSHOR UHODWRU-RDTXLP%DUERVDRXSHORUHYLVRU5LFDUGR/HZDQGRZVNL

A Câmara analisa a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 203/12, do deputado Amauri Teixeira (PT-BA), que isenta do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) e do Imposto Territorial Rural (ITR) as terras, terrenos e edi¿FDo}HVGDVFRPXQLGDGHVTXLORPERODV2DXWRUD¿UPDTXH³DFREUDQoDGH IPTU e ITR em comunidade quilombola torna-se complexa tendo em vista a LQH[LVWrQFLDGHHOHPHQWRVTXHFRPS}HPHVVDVSURSULHGDGHVHPIXQomRGD GH¿QLomRGRVXMHLWRSDVVLYRMiTXHDSURSULHGDGHpFROHWLYDHPIXQomRGD IDOWDGHFDSDFLGDGHFRQWULEXWLYD´

Papel das igrejas na ditadura serĂĄ apurado ComissĂŁo Nacional da Verdade analisa estudos acadĂŞmicos sobre o tema

A

ComissĂŁo Nacional da Verdade fez ontem a primeira reuniĂŁo do grupo de trabalho que vai investigar o papel das igrejas na ditadura militar. Durante o encontro, especialistas e membros da comissĂŁo analisaram estudos acadĂŞmicos existentes sobre o tema. “Estamos fazendo um primeiro balanço do estado da arte com especialLVWDV H WHUHPRV TXH GHĂ€QLU prioridades, porque nĂŁo podemos tratar de todos os temas que envolvem essa questĂŁoâ€?, apontou o professor Paulo SĂŠrgio Pinheiro, coordenador do grupo. Entre os casos que devem ser analisados estĂĄ o do jornalista e ex-preso polĂ­tico Anivaldo Pereira Padilha. Ele foi delatado, no inĂ­cio da dĂŠcada de 1970, pelo pastor e pelo bispo da igreja a qual fazia parte. “Fui denunciado por minha atuação dentro da prĂłpria igreja. Na ĂŠpoca, ocupava os cargos de diretor do Departamento Nacional de Juventude e editor de uma revista da igreja dirigida a esse pĂşblicoâ€?, explicou. Padilha foi torturado e exilado, tendo retornado ao Brasil somente apĂłs a Lei de Anistia, em 1979. A criação do grupo foi proposta pela sociedade civil em audiĂŞncias pĂşblicas promovidas pela comissĂŁo, informou a assessoria de imprensa do ĂłrgĂŁo. “As igrejas sĂŁo instituiçþes da maior relevância na sociedade e ĂŠ evidente que, ao lado das Forças Armadas, do empresariado, dos organismos do Estado, ela deve ser investigadaâ€?, reforçou Paulo SĂŠrgio Pinheiro. Ele ressaltou que serĂŁo igualmente analisados fatos ligados Ă colaboração das igrejas ao regime e tambĂŠm relacionados Ă  resistĂŞncia. â€œĂ‰ importante resgatar essa memĂłria para compreender melhor o presente e o futuro e para que essas instituiçþes deem conta do quĂŁo nefasto isso foi para a sociedade brasileira em termos de atraso para a construção de uma sociedade democrĂĄtica. O nĂŁo esclarecimento desses crimes contribui para que a tortura continue a existir na sociedade brasileiraâ€?, avaliou Anivaldo Padilha. A comissĂŁo ouvirĂĄ testemunhas e irĂĄ analisar documentos nos prĂłximos meses. O material servirĂĄ de base para um relatĂłrio, com primeira versĂŁo prevista para janeiro de 2013. “NĂŁo vamos privilegiar nenhuma igreja. Isso vai ser mapeado pela documentação e pelos casos que nĂłs vamos levantarâ€?, disse o coordenador.

REPRODUĂ‡ĂƒO

Papel da Igreja CatĂłlica durante o regime militar gera dĂşvidas entre membros da ComissĂŁo da Verdade

QUEBRA DE ACORDO

PSB quer entrar na briga por presidência da Câmara A disputa pela sucessão na presidência da Câmara dos Deputados foi analisada durante jantar entre a presidente Dilma Rousseff, o presidente do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e o presidente do PT, Rui Falcão, na quarta-feira, disseram, ontem, duas fontes. Falcão teria dito que estava preocupado com os movimentos do deputado Júlio Delgado (PSB-MG) para encabeçar uma candidatura à presidência da Câmara contra o líder da bancada do PMDB, Henrique Eduardo Alves (RN), segundo relato de uma das fontes ouvidas

sob condição de anonimato. PT e PMDB mantêm um acordo desde 2007 para se alternar no comando da Casa, jå que são as duas maiores bancadas da Câmara, e agora Ê a vez de um peemedebista suceder o petista Marco Maia (PT-RS) na presidência. Segundo relato dessa fonte, Campos disse no jantar que a candidatura de Delgado não estava GHÀQLGD PDV HUD DSRLDGD inclusive por setores do PT, que não estariam dispostos a apoiar Alves. O governador teria ponderado com Dilma que uma candidatura alternativa dentro da base aliada pode-

ria atÊ mesmo servir a interesses do governo, segundo relato dessa fonte. A presidente, porÊm, segundo a fonte, não teria se manifestado, nem mesmo para defender RDFRUGRÀUPDGRHQWUH37H PMDB. Uma segunda fonte, próxima a Campos e que ouviu relatos do jantar, lembrou que o acordo para sucessão no comando da Câmara Ê apenas entre PT e PMDB e não envolve outros partidos da base aliada. Ou seja, o lançamento de uma outra candidatura não poderia ser encarada como quebra de acordo político entra aliados.

FUNCIONALISMO

ROYALTIES

O presidente do Senado, JosĂŠ Sarney (PMDB-AP), disse ontem que a Casa cumprirĂĄ a determinação do Tribunal de Contas da UniĂŁo (TCU) de devolver os valores de salĂĄrios pagos acima do teto do funcionalismo, de R$ 26,7 mil, de horas extras nĂŁo trabalhadas e das contribuiçþes nĂŁo debitadas nos Ăşltimos cinco anos. O TCU tambĂŠm cobra o ressarcimento de recursos pagos por jornadas de serviço nĂŁo cumpridas e pensĂľes ilegais. “As orientaçþes dadas pelo TCU tĂŞm de ser cumpridasâ€?, DĂ€UPRX6DUQH\DRFKHJDURQtem ao Senado. Ele disse que nĂŁo tinha conhecimento da auditoria realizada pelo TCU na folha de pagamento do Senado e da Câmara.

A presidenta Dilma Rousseff evitou ontem adiantar sua decisĂŁo sobre o projeto que trata da partilha dos royalties do petrĂłleo alegando que ainda nĂŁo tem o texto e que seria uma leviandade falar sobre o assunto antes de avaliĂĄ-lo. O projeto foi aprovado na Câmara dos Deputados na noite de terça-feira (6/11). Por meio da assessoria, a presidenta jĂĄ havia informado que faria uma anĂĄlise “exaustivaâ€? antes de decidir o que farĂĄ: se vetarĂĄ o texto de forma total ou parcial ou se o sancionarĂĄ na integralidade. “NĂŁo tenho a lei, vou avaliar a lei. Eu seria uma pessoa leviana se, sem recebĂŞ-la, falasse sobre issoâ€?, disse Dilma.

Senado vai devolver valor acima do teto

Dilma diz que vai avaliar todo o projeto


8

TRIBUNAINDEPENDENTE

BRASIL MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 9 DE NOVEMBRO DE 2012

Brasil Mundo

Geisy Arruda faz cirurgia e diz que WLQKDXPDFRXYHĂ€RUHPYH]GHYDJLQD Sai Nana GouvĂŞa, entra Geisy Arruda,QDÂżODGHPLFRVTXHWHUPLQDPYLUDQGR piada nas redes sociais. NĂŁo ĂŠ de hoje que a ex-participante do reality A Fazenda vem pagando sempre muito mico. Geisy Arruda estĂĄ internada apĂłs ter se submetido a diversas cirurgias plĂĄsticas, algumas para mudar a cara e outras para mudar os paĂ­ses baixos. Geisy postou o seguinte no Twitter: “Esta terça- feira eu acabei fazendo uma das maiores loucuras da minha vida. NĂŁo me arrependo de WHURSHUDGR0DVQmRTXHURTXHRPXQGRDFDEHHHXWHQGRXPDFRXYHĂ€RUQR lugar da vagina!â€?

Indígenas cobram proteção à terra Representantes dos povos participaram de uma audiência pública na Câmara e exigem portaria revogada LAYCER TOMAZ

EDUCAĂ‡ĂƒO

Plano prevĂŞ

alfabetização atÊ os 8 anos

O governo federal anunciou o lançamento de um compromisso formal com Estados e municípios para que todos os alunos de escolas públicas estejam alfabetizados atÊ os oito anos de idade. Não basta apenas saber ler e escrever. É preciso FKHJDU DR ÀP GR WHUFHLUR ano do Ensino Fundamental com o domínio do português e da matemåtica, saber interpretar textos, resolver as operaçþes båsicas: somar, dividir, multiplicar, subtrair... Ao todo, 700 mil alunos da rede pública de ensino que estão prestes a concluir a alfabetização não têm essa capacidade, uma GHÀFLrQFLD TXH SRGH FRPprometer o desempenho do aluno ao longo de toda a �ndios participam da audiência pública na Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados vida escolar.

FLORIANĂ“POLIS

ELDORADO

Tarado de saia mostra Federais e indĂ­genas os Ăłrgaos genitais travam lutam no MT A PolĂ­cia Civil de Santa Catarina procura por um jovem que vem praticando atos libidinosos em vĂĄrios pontos de FlorianĂłpolis nas Ăşltimas semanas. O rapaz trafega pelas ruas da capital de motocicleta, usando apenas saias e capacete. O jovem, que teria cerca de 1m75cm, se aproxima de mulheres e mostra os ĂłrgĂŁos genitais. Em apenas um dia, foram quatro vĂ­timas. AlĂŠm das saias, o “tarado da PRWRFLFOHWD´FRPRMiÂżFRX conhecido, costuma usar shorts femininos.

O MinistÊrio Público Federal (MPF) encaminhou, na tarde de ontem, ofício à presidente da Funai, Marta Maria do Amaral Azevedo, e ao superintendente da Polícia Federal em Mato Grosso, CÊsar Augusto Martinez, solicitando informaçþes sobre o que ocorreu ontem entre policiais e indígenas durante a Operação Eldorado. As informaçþes dão conta que seis índios foram atingidos por disparos e dois policiais federais DFDEDUDPIHULGRVSRUÀHFKDV

ENEM

SĂ?RIA

MEC reconhece erro em eliminação

Al Assad diz que quer morrer no paĂ­s

O ministro da Educação, Aloízio Mercadante, reconheceu ontem que a estudante Jacqueline &KHQIRLGHVFODVVL¿FDGDSRU engano do Exame Nacional do Ensino MÊdio (Enem) deste ano. A aluna fez a prova na cidade de São Paulo e foi confundida com uma candidata homônima, de Mogi das Cruzes (SP), que divulgou uma imagem do exame em redes sociais durante a realização da prova, no såbado (3). O caso foi revelado pelo jornal Estadão de ontem.

O presidente sĂ­rio, Bashar al AsVDGDÂżUPRXTXHTXHUÂľYLYHUHPRUrer’ na SĂ­ria, um paĂ­s que atravesVDXPFRQĂ€LWRKiPHVHV Assad tem sido pressionado pela comunidade internacional a pĂ´r termo aos massacres e abandonar a presidĂŞncia. Em declaraçþes Ă estação televisiva Russia Today, Assad respondeu aos crĂ­ticos: “NĂŁo sou um fantoche, sou sĂ­rio e quero viver e morrer na SĂ­riaâ€?. O ObservatĂłrio SĂ­rio de Direitos Humanos anunciou esta semana que a revolta civil contra o regime matou 37 mil pessoas.

R

epresentantes de povos indígenas que participaram de audiência pública na Comissão de Direitos Humanos, ontem, exigiram a revogação da Portaria 303/12, da Advocacia-Geral da União (AGU). Suspenso pela Justiça, o texto impþe condiçþes para a demarcação de terras de povos tradicionais. Pela medida da AGU, as 18 condicionantes adotadas no reconhecimento da aldeia Raposa Serra do Sol deverão ser utilizadas em todos os processos desse tipo. Dentre as limitaçþes impostas consta a autorização para que o governo construa rodovias, hidrelÊtricas, linhas de transmissão de energia e instalaçþes

militares dentro das aldeias sem autorização da comunidade. A AGU tambÊm veta a ampliação de terras demarcadas. O representante dos povos do Vale do Javari, Horåcio, ressaltou que a previsão de consulta Ê uma exigência da Constituição brasileira e da Convenção dos Povos Indígenas, da Organização das Naçþes Unidas (ONU). Para os indígenas, se a portaria entrar em vigor, vai UHSUHVHQWDU R ÀP GR GLUHLWR sobre suas terras. O participante Raimundo Krenyê DÀUPRX TXH ´VH UHWLUDUHP as terras dos índios, Ê melhor matar logo e enterrar, porque, sem terra, sem peixe, sem ågua, o índio não consegue viver�.

FUNĂ‡ĂƒO RENAL

Piora o estado de saĂşde de Oscar Niemeyer, 104 anos O estado de saĂşde do arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer, 104 anos, piorou ontem e ‘inspira cuidados’, segundo o Hospital Samaritano do Rio de Janeiro. “Oscar Niemeyer estĂĄ lĂşcido e respira sem ajuda de aparelhos, porĂŠm houve uma degradação da função renal. O seu estado clĂ­nico inspira cuidadosâ€?, diz um Ăşltimo boletim clĂ­nico assinado pelo mĂŠdico Fernando Gjorup, que nĂŁo faz qual-

quer previsão de alta. Em outubro deste ano o arquiteto centenårio jå tinha estado internado no mesmo hospital durante duas semanas. Niemeyer esteve tambÊm internado, durante 16 dias, em maio, com sintomas de desidratação e pneumonia. O arquiteto Ê mundialmente reconhecido pelas linhas curvas e pelas construçþes sobre pilares de betão.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - SEXTA-FEIRA, 9 DE NOVEMBRO DE 2012

Cidades

CIDADES

9

Piloto alagoano é enterrado após acidente de avião que matou quatro O piloto alagoano Leonardo Uchôa Lessa, de 32 anos, que morreu em um acidente de avião na terça-feira (6), foi enterrado ontem no Cemitério Parque das Flores. O corpo chegou ainda de manhã em Alagoas e começou a ser velado por volta das 15 horas. Amigos e parentes deram seu último adeus ao piloto. Ele morreu após cair com a aeronave Piper bimotor PA-31T2 branca, da empresa Hércules Táxi Aéreo, que se despedaçou no chão. O acidente aconteceu na zona rural do município de Almirante Tamandaré, região metropolitana de Curitiba, no Paraná. Toda a tripulação da aeronave, constituída de quatro pessoas, morreu.

Adolescente morre atropelado por ônibus e população protesta

Motorista do coletivo teria desviado de um carro quando invadiu a contramão e causou o acidente MILTON RODRIGUES

PETRÔNIO VIANA MILTON RODRIGUES REPÓRTERES

U

Ônibus escondeu o corpo do adolescente, que foi esmagado pela roda traseira direita do coletivo

m ciclista identificado como José Diego da Silva, de 16 anos, foi atropelado e morreu no início da tarde de ontem, na Avenida Boa Vista, no Conjunto Cidade Sorriso I, no Complexo Benedito Bentes. José Diego foi atingido por um ônibus da empresa J. Ulisses, amarelo, de placa MUY1768. Segundo testemunhas, o coletivo, que seguia apenas com o motorista no momento do acidente, tentou desviar de um carro que estava estacionado, invadiu a via contrária e, como a avenida é bastante estreita, acabou atropelando o adolescente. José Diego caiu e acabou sendo esmagado pela roda traseira direita do ônibus. Revoltados, moradores da região começaram a apedrejar o coletivo, danificando a dianteira do veículo e quebrando várias janelas. Integrantes do 5º Batalhão

da Polícia Militar foram acionados e conseguiram conter a multidão. Ameaçado pelos populares, o motorista do coletivo fugiu do local antes da chegada da PM. De acordo com o sargento Elivan, do 5º BPM, algumas pessoas contaram aos policiais que José Diego apresentava indícios de embriaguez quando foi atropelado, mas apenas os exames feitos pelo Instituto Médico Legal poderão confirmar a informação. O tráfego na avenida ficou completamente interrompido, uma vez que o coletivo da J. Ulisses fechou a via. Vários ônibus e veículos menores ficaram impedidos de passar, gerando um grande congestionamento na área. Equipes da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) foram chamadas ao local para organizar o tráfego. O Instituto de Criminalística foi acionado para periciar o local do acidente. O caso será investigado pela Delegacia de Acidentes, que busca identificar o motorista do coletivo.

INTERMUNICIPAL

Polícia evita assalto dentro de coletivo DAVI SALSA REPÓRTER

Por meio de uma denúncia anônima, policiais do Batalhão de Trânsito de Arapiraca evitaram, no início da tarde de ontem, um assalto a passageiros de um ônibus da empresa Real Alagoas. O coletivo estava saindo de Arapiraca com destino a Maceió. Os policiais conseguiram colocar a viatura na pista e pediram para o motorista do ônibus estacionar o veículo. Os militares entraram no ônibus e observaram a atitude suspeita de três homens que estavam nas últimas poltronas do coletivo. Na abordagem, os policiais militares encontraram uma pistola com Alisson David dos Santos, 19. O jovem estava na companhia do comparsa Eduardo Guimarães dos Santos, 18, e de um menor de 15 anos. Alisson David revelou que os três haviam comprado passagem até a cidade de Campo Alegre. Os militares também descobriram que o rapaz tem passagem pela polícia, sob acusação de roubo de moto na cidade de Teotônio Vilela. O trio, que é da cidade de São Miguel dos Campos, foi autuado por tentativa de roubo.


10

CIDADES

MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 9 DE NOVEMBRO DE 2012

TRIBUNAINDEPENDENTE

Bancos são alvo de nova ação do MPE InquÊrito Civil Público investiga as agências que deixam clientes esperar mais do que o tempo determinado por lei SANDRO LIMA

ANA PAULA OMENA REPĂ“RTER

O

%DQFRVVHUmR¿VFDOL]DGRV pela SMCCU, que darå subsídios para a investigação do MinistÊrio Público, podendo resultar em ação judicial

MinistÊrio Público Estadual (MPE), por meio da Promotoria Coletiva Especializada de Defesa do Consumidor da Capital, instaurou inquÊrito civil público contra os bancos de Maceió por descumprimento da Lei Municipal 5.516/2006 (Lei da Fila). A Portaria 27/2012 foi publicada na quarta-feira (7) no Diårio Oficial do Estado (DOE), considerando os procedimentos administrativos instaurados diante das reclamaçþes de clientes contra agências bancårias, por descumprimento da Lei da Fila. Ela proíbe que o tempo de espera dos clientes ultrapasse 20 minutos em dias normais e atÊ 30 minutos em dias de pagamentos e vÊspera de feriado.

Os promotores de Defesa do Consumidor Max Martins e Denise Guimarães requisitaram tambÊm que a Superintendência Municipal de Controle do Convívio Urbano (SMCCU) repasse para o órgão informaçþes sobre quais agências bancårias estão descumprindo a legislação, bem como o quantitativo de reincidências de cada uma delas. Caso os bancos não se justifiquem nem façam investimentos para que o atendimento seja realizado de forma mais råpida, o MPE pode entrar com Ação Civil Pública na Justiça exigindo as medidas. Uma ação semelhante resultou na punição das agências que descumpriam a lei do painel opaco, que são divisórias nos caixas para impedir a visualização, por terceiros, das transaçþes feitas pelos clientes. SANDRO LIMA

TEMPO DE ESPERA

Clientes chegam a passar horas na fila Ontem, apĂłs visitar alguns bancos em MaceiĂł, a reportagem encontrou a revendedora Cristina de AraĂşjo indignada com a espera na fila de uma agĂŞncia do Bradesco, no bairro da Serraria. Ela disse que passou cerca de uma hora na fila do banco para fazer um pagamento. â€œĂ‰ um absurdo, pois a gente sabe que existe a Lei da Fila, mas os bancos nĂŁo cumprem. O consumidor ĂŠ

que tem que se submeter a ficar horas esperando por atendimento. O Bradesco Ê o pior, porque não tem nem um lugar para sentar�, reclamou. O maçariqueiro Humberto Araújo não teve paciência de esperar o patrão que estava na fila do banco hå horas e resolveu aguardå-lo do lado de fora, sentado na porta do banco. Ele tambÊm criticou o atendimento dos bancos,

mas elogiou a Caixa EconĂ´mica Federal, dizendo que ĂŠ a Ăşnica que dispĂľe de muitos caixas para atendimento e ainda distribui senhas. DUAS HORAS Ele acrescentou que esta nĂŁo ĂŠ a primeira vez que seu patrĂŁo passa horas na fila. “Depois do feriado, meu patrĂŁo passou foi quase duas horas para ser atendidoâ€?, disparou. O gari Manoel TenĂłrio da Silva sugeriu que os ĂłrgĂŁos

competentes fiscalizem mais os bancos que nĂŁo cumprem a lei. “A fiscalização deveria passar de 15 em 15 dias nas agĂŞncias bancĂĄrias para coletar informaçþes dos clientes e saber se estĂŁo cumprindo as leis, pois a gente sabe que nem a da fila e nem a dos tapumes os bancos estĂŁo cumprindoâ€?, reforçou. Apesar da revolta, nenhum deles afirmou ter a intenção de denunciar o problema a ĂłrgĂŁos de defesa do consumidor. (A.P.O.)

&OLHQWHGHEDQFR0DQRHO7HQyULRFREUDÂżVFDOL]DomRPDLVIUHTXHQte

ASSEMBLEIA

ORGANIZAĂ‡ĂƒO CRIMINOSA

MetalĂşrgicos estudam contraproposta ALANA BERTO REPĂ“RTER

O Sindicato dos MetalĂşrgicos de Alagoas (Sindimetal) irĂĄ realizar, no inĂ­cio da noite de hoje, uma assembleia para decidir se haverĂĄ paralisação da categoria. Os metalĂşrgicos reivindicam um reajuste de 14% e um complemento na cesta bĂĄsica. O Sindicato dos Representantes das Empresas MetalĂşrgicas (Sindmec) enviou uma contraproposta de um reajuste de 8% no total, mantendo as demais conquistas. O presidente do Sindimetal, Jobson Torres, contou que a aprovação vai depender da posição da categoria durante a assembleia. “Em virtude de a contraproposta representar um avanço significativo, o Sindimetal apoia que ela seja aceitaâ€?, afirmou Jobson Torres. Ele contou que em 2011 houve um reajuste de 10%. A proposta anterior das empresas este ano era um reajuste de 1% acima da inflação, o que correspondia a um total de 6,5%. Jobson frisou que a diretoria e a presidĂŞncia do Sindimetal nĂŁo vĂŁo garantir que a categoria nĂŁo entre em greve. “Pode ser que a proposta nĂŁo seja aceita e o dia da paralisação seja marcado. NĂłs apoiamos os metalĂşrgicosâ€?, pontuou. Caso seja deflagrada, a greve deverĂĄ mobilizar cerca de trĂŞs mil metalĂşrgicos em MaceiĂł e nas cidades circunvizinhas.

Integrantes de quadrilha de receptação são capturados Policiais civis da Divisão Especial de Investigaçþes e Capturas (Deic), por meio do Núcleo de Inteligência, prenderam na terça-feira (6) o alagoano JosÊ Clåudio da Silva Santos e o potiguar Jobson Victor de Mendonça, por receptação, durante uma operação que apreendeu uma carreta de cor vermelha, de placa GVK-9427, da cidade de Arujå, do Estado de São Paulo, usada para transportar produtos roubados. A prisão só foi divulgada ontem. De acordo com as investigaçþes, eles fazem parte de uma organização criminosa que atua no roubo de cargas em todo o Brasil. Dentro da carreta, de procedência ainda investigada, tambÊm foi apreendida uma motocicleta e uma quantidade de produtos que, segundo um dos presos, foram roubados no Estado de Pernambuco.

O veículo foi aprendido em um posto de combustível, na cidade de São Miguel dos Campos, interior de Alagoas. A operação foi realizada tambÊm em Maceió e Arapiraca. De acordo com a Polícia Civil, hå cerca de três meses Josenildo Balbino de Oliveira, um dos integrantes que liderava a organização criminosa, foi preso pela Deic, alÊm de seu filho Caio Vitor Amorim de Oliveira e a gerente de uma loja de fachada que era usada para lavar o dinheiro da organização criminosa, de nome Joelma Maria de Oliveira Melo. Para a polícia, desde que Josenildo foi preso o roubo de carga teve uma significativa redução nos Estados de Alagoas e Sergipe. Outros dois integrantes ainda estão foragidos: Carlos Bruno Feitosa Queiroz e seu pai Carlos Alberto Albuquerque Queiroz. ASSESSORIA PC

&OiXGLRH-REVRQ DFLPD IRUDPSUHVRVPDVGRLVHVWmRIRUDJLGRV


TRIBUNAINDEPENDENTE

AĂ?LTON VILLANOVA ailton.villanova@gmail.com

0$&(,Ă?6(;7$)(,5$'(129(0%52'(

CIDADES

11

Motivo fĂştil levou a 35,1% dos homicĂ­dios em MaceiĂł &DSLWDOÂżFRXjIUHQWHGHFLQFRORFDOLGDGHVPDVHVWiORQJHGRVPDLRUHVtQGLFHV

O O bafo mortal do dentista

A

pesar da origem humílima, o Pertunildo foi criado e educado dentro da maior limpeza. Filho do casal de cortadores de cana Avelino e Efigênia Damião, Pertunildo era um aluno aplicado na Escola Rural Dom Eloy Santino, de onde saiu para matricular-se na Escola Normal de Viçosa, onde concluiu, com louvor, o curso ginasial. Toda as noites, quando ia deitar, e depois de pedir a bênção dos pais, ele escutava de dona Efigênia: - Não esqueça de escovar os dentes, meu filho! Garoto e tanto, Pertunildo veio cursar o antigo colegial na Escola Industrial, estabelecimento oficial do governo federal que ficava na antiga Praça Sinimbu. Saiu de lå formado em desenho industrial. Conforme foi dito no comecinho do texto, Pertunildo era asseado ao extremo. Só vivia sorridente e perfumado. Odiava mau cheiro. Quando estava se preparando para enfrentar o vestibular de engenharia, eis que voltou a ouvir a recomendação de sempre de dona Efigênia: - Jå escovou os dentes, Nildinho? Não fica bem um futuro doutor-engenheiro andar por aí com a boca fedorenta. - Nem precisa se incomodar, mãe. No vestibular, o garotão tirou de letra. Classificou-se em segundo lugar. Fraco de grana, ele teve que recorrer à Saúde Pública, na Praça das Graças, para fazer os exames mÊdico e odontológico, exigidos pela faculdade, para a devida matrícula. No exame mÊdico, o doutor aprovou-o com nota 100. Mas, no odontológico, ele teve problemas. Não por causa de sua dentadura, que era perfeita, mas dado o fato de que o dentista possuía um bafo de matar urubu. - Sentaí! – disse o odontólogo, apontando-lhe a cadeira de dentista, com um mau humor danado. - Pertunildo sentou-se, jå sentindo um cheiro bastante parecido com cheiro de animal morto. Mas não deu mancada. - Abra a boca! Ele abriu a boca. No que abriu, o dentista chegou mais pra perto e falou alguma coisa. Aí, Pertunildo começou a tossir, a espirrar e a passar mal. O dentista invocou-se: - O que Ê que você tem, rapaz? Tå com medo. Não Ê homem não? - O problema, doutor, Ê esse bafo de rato morto! – respondeu o rapaz. E o dentista: - Não estou entendendo! Seu hålito estå perfeito e sua dentadura tambÊm! - Eu sei, doutor. Estou me referindo Ê ao bafo do senhor. Se falar mais uma vez eu desmaio... Cof... cof... cof... O doutor quis dizer alguma coisa, mas não pôde. Um bafinho a mais e o nosso Pertunildo teve de ser carregado para ser atendido no Pronto-Socorro. Seu estado beirava o coma.

A bunda como modelo Pretendendo entrar na onda de adubar os seios, madame CorbÊlia Maria procurou um cirurgião plåstico bastante popular na praça, o doutor GerincÊlio: - Eu gostaria de ter seios mais volumosos, doutor... Muito pråtico, o especialista entregou-lhe um rolo de papel higiênico. - A senhora passa isso nos seios todas as noites – recomendou o mÊdico. - E isso vai fazê-los crescer, doutor? - É só olhar o que isso fez na sua bunda!

Osso pra danar! Aula de ciências. Rosenilda, aquela professora do olhinho verdinho, arguia o aluno na sala de aula: - Cacå, quantos ossos você tem? - Mais de quinhentos, professora! - Nossa! De onde tirou esse número, menino? -É que hoje minha mãe preparou peixe pro almoço e eu comi um monte deles!

NĂŁo sofreu muito! 2ÂżQDGR6L]HQDQGRWUDEDOKDYDQXPDIiEULFDGHFHUYHMDQR(VWDGRGH Pernambuco, onde morreu, depois de ter caĂ­do num tonel do produto. Todos os seus colegas de trabalho foram ao seu enterro, para consolar a consternada viĂşva, que era boa pra cacete! Em dado momento, ela virou-se para o gerente da fĂĄbrica, que nĂŁo saĂ­a do seu lado, e perguntou: - Ele sofreu muito, seu Isaias? 6LQFHUDPHQWHHXQmRVHLGRQD0DUJDULGD(XVyVHLTXHHOHVDLXGRWRQHO de cerveja trĂŞs vezes para ir ao banheiro urinar.

Cornança insuportåvel O padeiro Ezequias, casado com a distinta senhora Gildete, conversava com um dos fregueses mais assíduos: 6DEH*HU~QGLRHXDQGRPHLRQDEURQFDFRPDPLQKDPXOKHU1XQFDYL mulher mais escandalosa! - Por que ela Ê escandalosa? - Grita demais quando estå fazendo sexo! - E isso não Ê bom, rapaz? É prova de que ela estå gostando! ,VVRHXQmRGLVFXWR2FKDWRpTXHHOD¿FDJULWDQGROiGHFDVDHHXHVcutando tudo, aqui na padaria!

PĂ´, mas que buraco! Madame ClitĂłria Maria resolveu mudar de ginecologista e aĂ­ procurou o doutor Evalgino Barbosa. Mal ele começou a examinar a “peçaâ€? da nova paciente, nĂŁo conseguiu esconder o seu espanto: - Puxa! Que vagina a senhora tem! É a maior que eu jĂĄ vi em toda a minha YLGDSURÂżVVLRQDO Quando ClitĂłria chegou em casa resolveu olhar direitinho, para ver se o mĂŠdico tinha razĂŁo. Pegou um espelho de parede, colocou no chĂŁo, tirou a roupa, abriu as pernas em cima do espelho e tentou reparar na bendita. Nesse momento, o marido entrou no quarto: - Ă”xi, mulher! Que diabo vocĂŞ estĂĄ fazendo? E ela, constrangida, tentando disfarçar: - Eu? Bem... eu estou me exercitando! - Ah, bom! Cuidado pra nĂŁo cair nesse buraco!

s homicĂ­dios cometidos por impulso ou por motivos fĂşteis em MaceiĂł, no perĂ­odo de 28 de junho a 31 de outubro deste ano, representaram 35,19% do total de 108 assassinatos. Os nĂşmeros fazem parte de um levantamento divulgado ontem pelo Conselho Nacional do MinistĂŠrio PĂşblico (CNMP), baseado em dados da Delegacia de HomicĂ­dios da capital. A mĂŠdia nĂŁo ĂŠ das mais altas do paĂ­s, mas estĂĄ acima de pelo menos cinco das 16 localidades pesquisadas, como Rio de Janeiro com 26,85%; Salvador com 25,32%; Grande VitĂłria, no EspĂ­rito Santo, com 32,72%; Distrito Federal com 21,23%, e ParanĂĄ com 23,33%. A mĂŠdia mais alta foi detectada no Acre, onde 100% dos homicĂ­dios, segundo a Secretaria da PolĂ­cia Civil, tiveram motivação fĂştil ou foram cometidos por impulso. SĂŁo Paulo tambĂŠm teve uma mĂŠdia alta, de 83,03%. Outras oito localidades tiveram Ă­ndices maiores que MaceiĂł. CONTE ATÉ 10 O levantamento do CNMP tem como objetivo mostrar Ă

TRIBUNA HOJE

Um total de 108 assassinatos foram avaliados, mas a maioria ainda tem relação com o envolvimento com drogas

população o percentual de crimes que poderiam ser evitados a partir de mudanças de comportamento. Os nĂşmeros servirĂŁo como fundamento para a campanha “Conte atĂŠ 10. Paz. Essa ĂŠ a Atitudeâ€?, que faz parte da EstratĂŠgia Nacional de Justiça e Segurança PĂşblica. SĂŁo parceiros da iniciativa o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o MinistĂŠrio da Justiça

(MJ). Como não hå, no Brasil, critÊrio uniforme de classificação de homicídios e cada Estado adota critÊrios próprios, não Ê possível totalizar dados nacionais. No entanto, o estudo identificou, dentre as categorias utilizadas em cada Estado, aquelas que normalmente estão associadas à atuação impulsiva do autor do crime.

Foram incluĂ­dos na macrocategoria “impulso + motivo fĂştilâ€? homicĂ­dios classificados como briga, ciĂşme, conflito entre vizinhos, desavença, discussĂŁo, violĂŞncia domĂŠstica, trânsito, passional, consequĂŞncia de vias de fato, etc. Algumas categorias - como vingança e rixa, por exemplo - podem englobar tanto homicĂ­dios por impulso quanto os premeditados. &257(6,$%3(

CAPITAL

Relação com a droga estĂĄ em 65% dos crimes Os outros homicĂ­dios cometidos em MaceiĂł, que nĂŁo foram incluĂ­dos no percentual do estudo do Conselho Nacional do MinistĂŠrio PĂşblico (CNMP), foram motivados por envolvimento com drogas: 64,81%. Esses nĂŁo serĂŁo alvo da campanha “Conte atĂŠ 10. Paz. Essa ĂŠ a Atitudeâ€?, mas ela pretende combater os assassinatos cometidos por impulso ou motivo fĂştil. “Um nĂşmero significativo dos crimes de homicĂ­dio decorre de açþes impulsivas ou de motivos fĂşteisâ€?, explicou, na solenidade de lançamento da campanha, ontem, o presidente do CNMP, Roberto Gurgel. “Dados compilados pelo CNMP relativos a 16 unidades da federação mostram que, na maior parte dos Estados, mais de 50% dos crimes de homicĂ­dio resultam de açþes impulsivas ou sĂŁo cometidos por motivos fĂşteisâ€?, disse ele. “SĂŁo crimes que destroçam as famĂ­lias das vĂ­timas e do autor e que poderiam ser evitadosâ€?, completou a conselheira TaĂ­s Ferraz, coordenadora do Grupo de Persecução Penal da EstratĂŠgia Nacional de Justiça e Segurança PĂşblica (Enasp). “A idĂŠia foi realizar uma campanha que prestigiasse e valorizasse a vidaâ€?, disse ela. As estrelas da campanha – os campeĂľes mundiais de UFC Junior Cigano e Anderson Silva e os judocas medalhistas olĂ­mpicos Sarah Menezes e Leandro Guilheiro – foram convidados porque sĂŁo atletas que cultivam uma atitude de paz em suas vidas pessoais. Segundo o ministro da Justiça, JosĂŠ Eduardo Cardozo, a articulação dos ĂłrgĂŁos de Estado, do sistema de Justiça e da sociedade civil ĂŠ essencial no combate Ă violĂŞncia. “SĂł assim serĂĄ possĂ­vel substituir a cultura de violĂŞncia por uma cultura de pazâ€?, disse.

Ricardo Aureliano WHULDPDWDGRXPSURIHVVRUGHFDSRHLUDHXPKRPHPLGHQWLÂżFDGRFRPR&ODXGHYkQLR

FEITOSA

Acusado de homicĂ­dios e roubos ĂŠ preso pela PM apĂłs denĂşncias A PolĂ­cia Militar prendeu ontem de manhĂŁ, apĂłs denĂşncias anĂ´nimas, Ricardo Aureliano da Silva, 20 anos, conhecido como “GGâ€? e tambĂŠm como “Filho do Peixeiroâ€?, acusado de praticar diversos crimes no bairro do Feitosa. Populares ligaram para o oficial de operaçþes do BatalhĂŁo de PolĂ­cia de Eventos (BPE), responsĂĄvel pelo policiamento na regiĂŁo, informando que um grupo de jovens estaria traficando e roubando as pessoas que passavam pela Rua SĂŁo JosĂŠ, localizada no Feitosa. As guarniçþes GuardiĂŁs foram atĂŠ o local, onde, ao se aproximarem do grupo, perceberam que um dos indivĂ­duos havia jogado uma sacola na tentativa de escondĂŞ-la. Dessa forma, os poli-

ciais fizeram uma revista em Ricardo Aureliano e uma busca prĂłximo de onde ele estava, e localizaram a sacola que continha oito pedras de crack, alĂŠm de R$ 24 em espĂŠcie. Com Ricardo ainda foi encontrado um celular que fora roubado no final de semana, segundo o acusado confessou. No momento da prisĂŁo, populares voltaram a ligar informando que Ricardo havia matado um professor de capoeira, conhecido como “Ciganoâ€?, em abril deste ano, e uma pessoa conhecida como Claudevânio da Silva, morto no dia trĂŞs de junho. O acusado foi encaminhado Ă Central de PolĂ­cia Civil, onde prestou depoimento. ApreensĂľes Na tarde de quarta-feira (7), policiais civis da 4ÂŞ De-

legacia Regional de Polícia, coordenados pelo delegado regional Isaías Rodrigues, recuperaram duas motos que haviam sido roubadas. Os veículos, placas MUU2881 e MVK-9419, foram localizados na Rua AndrÊ Leão, bairro Primavera, em Arapiraca. Elas foram roubadas nos dias quatro e seis de novembro, em Arapiraca e em Lagoa da Canoa. Segundo o delegado, no local onde os policiais apreenderam as motocicletas funcionava um desmanche de motos. TambÊm foram apreendidos na operação outros objetos, como aparelhos de DVD e equipamento de som. No momento da localização, não houve prisþes, pois o local estava vazio. O caso serå investigado pelo 54º Distrito Policial.


12

CIDADES

MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 9 DE NOVEMBRO DE 2012

robertobaiabarros@hotmail.com

Secretariado de CĂŠlia

N

os bastidores da polĂ­tica arapiraquense jĂĄ se sabe que a prefeita eleita CĂŠlia Rocha jĂĄ estĂĄ compondo o seu secretariado. Dentre alguns nomes cotados estĂŁo ex-secretĂĄrias municipais como CĂ­cera Pinheiro e LĂşcia de FĂĄtima. De acordo com aliados da deputada federal CĂŠlia Rocha, ela estĂĄ pensando em criar uma secretaria especial para sua coordenadora de campanha, Rosa Ă‚ngelo. A futura prefeita de Arapiraca nĂŁo esquecerĂĄ os aliados da campanha, que farĂŁo parte do seu governo, a exemplo do deputado estadual Ricardo Nezinho.

Regularização

Magistrados

Os servidores da Prefeitura de Arapiraca que ainda não regularizaram suas contas-salårio junto à Caixa Econômica Federal passam a ter um horårio especial de atendimento. Com o pensamento de dar comodidade aos empregados e servidores, a instituição bancåria coloca à disposição o atendimento especial conforme cronograma abaixo: Atendimento especial (para servidores da Prefeitura de Arapiraca que ainda não regularizaram suas contas-salårio): de segunda atÊ sexta-feira, a partir de quinta (8 de novembro).

A defesa do Estado democrĂĄtico de direito e das garantias coletivas e individuais no Brasil foi destacada ontem, pelo senador Renan Calheiros, durante a sessĂŁo do Senado comemorativa aos 63 anos da AMB – Associação dos Magistrados Brasileiros. Para o senador Renan, alĂŠm das açþes “relevantes na defesa da cidadaniaâ€?, a AMB tem se destacado no aprimoramento permanente dos magistrados brasileiros. A AMB congrega mais de 14 mil associados e estĂĄ estruturada em 36 associaçþes regionais.

Iniciativas O senador Renan Calheiros chamou a atenção ontem no Senado ao destacar iniciativas da AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros), em favor da população brasileira. Renan citou o projeto “Cidadania e Justiça tambĂŠm se Aprendem na Escolaâ€?, cujo objetivo ĂŠ a educação dos mais jovens para o exercĂ­cio do direito Ă jurisdição.

Linguagem 2XWUDLQLFLDWLYDGD$0%PHQFLRQDGDSHORVHQDGRUDÂł&DPSDQKDSHOD6LPSOLÂżFDomRGD Linguagem JurĂ­dicaâ€?, ĂŠ destinada a tornar mais acessĂ­vel Ă linguagem dos atos jurĂ­dicos e que, segundo Renan, “ainda hoje incompreensĂ­vel para o cidadĂŁo comumâ€?, disse o senador.

Santana do Ipanema 1 A prefeita Renilde Bulhþes recebeu, em seu gabinete, na quarta-feira, 7, o prefeito eleito Mårio Silva (PV), sua esposa Reinalda Martins e as tÊcnicas do projeto Rondon, alÊm das secretårias de saúde Normanda Santiago e educação Silvana Belfort. O encontro teve o objetivo de discutir a viabilidade do projeto.

Santana do Ipanema 2 A reunião foi proveitosa, segundo avalia assessores da prefeita. Segundo informaçþes, a principal pauta do encontro foi o Projeto Rondon, que Ê coordenado pelo MinistÊrio da Defesa e tem integração social que envolve a participação voluntåria de estudantes universitårios na busca de soluçþes que contribuam para o desenvolvimento sustentåvel de comunidades carentes e ampliem o bem-estar da população. Realizado com diversos MinistÊrios tem o apoio das Forças Armadas, que proporcionam o suporte logístico e a segurança necessårios às operaçþes. Conta, ainda, com a colaboração dos governos estaduais, das prefeituras municipais e de empresas socialmente responsåveis.

Denúncias graves A informação estå no portal trinbunahoje.com: com apenas uma semana de trabalho, a Comissão Processante proposta pela Câmara Municipal da Barra de Santo Antônio apresentou, na terça-feira (6), o primeiro relatório sobre as denúncias contra a prefeita Maria Cícera de Albuquerque Casado, a Ciçou (PTB). Ela foi afastada do cargo para que os vereadores apurassem os possíveis crimes de improbidade administrativa.

Cabide de emprego

%HQHÂżFLRX

Para o vereador Marcos Rios (PRTB), membro da ComissĂŁo, a investigação realizada atĂŠ agora MipVXÂżFLHQWHSDUDGHPRQVWUDUTXHDSUHIHLWD nĂŁo observava as melhores normas da gestĂŁo pĂşblica. “Eles transformaram a Procuradoria Geral do MunicĂ­pio num verdadeiro cabide de empregos. LĂĄ sĂł existe legalmente um Ăşnico cargo em comissĂŁo, que ĂŠ o do procurador-geral com salĂĄrio de R$ 1.800. Entretanto, inventaram um cargo em comissĂŁo de consultor jurĂ­dico para acomodar o advogado particular da prefeita, pagando R$ 4.234,45. Criaram mais seis cargos fantasmas, sem previsĂŁo de lei e com um custo de R$ 10.308,39â€?, denunciou o vereador.

O relatório aponta ainda que familiares da prefeita tambÊm IRUDPEHQH¿FLDGRVDH[HPSORGH João Casado de Araújo - marido de Ciçou -, que estava lotado na Secretaria de Administração, no cargo de coordenador geral de Transporte, recebendo salårio de R$ 3.399,07. Ele acumulava outros cargos, como aposentado pela antiga Secretaria de Segurança Pública e tambÊm aposentado pelo Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores (BarraPrev).

... Para o vereador FlĂĄvio Sextafeira (PSB), o que causou maior espanto foi a situação encontrada na Secretaria Municipal de Educação. â€œĂ‰ um desrespeito para com os trabalhadores da Educação. Eles estĂŁo sem receber os salĂĄrios dos meses de setembro e outubro de 2012, mas os recursos foram creditados na conta do municĂ­pioâ€?. ... Sextafeira revela que no mĂŞs de setembro o repasse foi de R$ 491.183,54 e no mĂŞs de outubro foi de R$ 556.784,74. ... Ainda sobre o afastamento da prefeita da Barra de Santo AntĂ´nio: “Outra irregularidade encontrada na prefeitura foi a falta de quitação com a Caixa das prestaçþes de emprĂŠstimos concedidos aos servidores municipais. O vereador Edbornes LeocĂĄdio, o Cuca (PHS), disse que a prefeitura efetuou os respectivos descontos nos contracheques dos servidores, mas nĂŁo fez o repasse para a Caixaâ€?.

TRIBUNAINDEPENDENTE

Acusado de matar jovens ĂŠ ouvido por juiz em Coruripe Raphael Oliveira e oito testemunhas de defesa e acusação deram depoimento REPRODUĂ‡ĂƒO ARQUIVO PESSOAL

BRENO AIRAN NIGEL SANTANA REPĂ“RTERES

O

suspeito no sequestro e homicídio das adolescentes Cinthia da Silva Santos, de 15 anos, e Maria Eduarda dos Santos, 14, crime ocorrido na cidade de Coruripe em maio deste ano, foi ouvido ontem pela Justiça em audiência de instrução na Comarca daquela cidade. Raphael Lima Oliveira Silva, de 29 anos, foi acompanhado pelo seu advogado Raimundo Palmeira e o promotor de acusação foi Nilson Miranda. Segundo a escrivã do Fórum Municipal JosÊ Aguinaldo de Araújo, oito testemunhas foram arroladas pela defesa e acusação. Lima foi o último a depor ao juiz Sóstenes Alex Costa de Andrade – que presidiu a audiência. Os detalhes do depoimento não foram passados para a imprensa. O caso estå em segredo de Justiça. À reportagem da Tribuna Independente, o irmão do acusado, Anderson Flåvio

Acusado estĂĄ preso pelo crime, mas famĂ­lia acredita que laudo pericial feito em seu carro o inocentarĂĄ

de Arruda Ferreira informou que o laudo da perĂ­cia feita no veĂ­culo de Raphael ainda nĂŁo chegou Ă s mĂŁos do juiz. “A DivisĂŁo Especial de Investigação e Capturas [Deic] informou aos familiares que o laudo foi encaminhado para o FĂłrum de Coruripe hĂĄ duas semanas, no entanto, ao chegarmos para a

audiência, o laudo não tinha chegado. Como pode acontecer isso? Coruripe Ê distante de Maceió em pouco mais de 80 quilômetros. Esse laudo pode ser um fator para inocentar o meu irmão. Apesar de tudo, confiamos na Justiça�, declarou Flåvio. CASO Em meados de maio deste ano, as adolescentes

Cinthia e Maria Eduarda saíram de suas casas, no povoado Areias, tendo como destino o Centro da cidade de Coruripe. Elas teriam ido à costureira. Antes disso, foram avistadas entrando num veículo Fiat Punto igual ao de Raphael Lima. Cinco dias depois do desaparecimento, as duas foram encontradas mortas e jå em estado avançado de decomposição, na mata Poxim, nas imediaçþes da usina Guaxuma. Afora esse crime pelo qual Lima Ê suspeito, ele foi, em agosto do ano passado, acusado de tentar estuprar uma mulher tambÊm em Coruripe. MESMO PRESO Apesar de estar enclausurado, o suspeito ainda tentou se eleger vereador pela cidade de Coruripe. Dos 31.494 votos apurados – sendo eles todos vålidos –, o candidato a vereador pelo PSB, não conseguiu a quantidade necessåria para ir para a Câmara e ser solto. Ele podia se candidatar jå que não foi julgado em última instância. O advogado Raphael Lima ainda fez prova para o concurso da Polícia Militar (PM).

OCS em atividade

Pioneirismo alagoano

Ă?

ndios alagoanos dão um valioso passo no quesito agroecologia. Os Xucurus-Karirí serão os primeiros do Brasil a ter sua produção orgânica certificada. Essa conquista foi possível graças a uma parceria entre a ONG Movimento Minha Terra (MMT) e Funai/AL, iniciada em 2008, com a realização dos DRPs (Diagnósticos Råpidos Participativos) nas comunidades indígenas.

Com base no etnodesenvolvimento, eixos de apoio às atividades produtivas e aquelas tradicionais das mulheres e capacitaçþes nas comunidades indígenas foram desenvolvidos. Tais açþes permitiram que os recursos destinados à estruturação das aldeias fossem, tambÊm, direcionados para a implantação de unidades demonstrativas de produção agroecológicas para cada aldeia e etnia, obedecendo e respeitando as suas características. Localizada a 135 km de Maceió, a comunidade Aldeia Boqueirão, que faz divisa com os municípios de Estrela de Alagoas, Igaci, BelÊm, Tanque d’Arca, Mar Vermelho, Paulo Jacinto e Quebrangulo, pode, em mÊdio prazo, com as ferramentas adequadas de crÊdito, se tornar importante fonte produtora de alimentos orgânicos para abastecer o comÊrcio local e de regiþes próximas. Isso porque o Estado, por não produzir hortaliças suficientes para suas necessidades, importa grande parte de seu consumo, o que torna os produtos onerosos.

Expansão Apesar de ter uma produção de fundo de quintal de subsistência, a atividade pode ter um avanço quantitativo e qualitativo à medida que a capacitação dos produtores índios se efetivar, constituindo, assim, mais uma argumentação na captação de recursos para a agricultura familiar, visando sua expansão. Em curto prazo, pode se transformar em importante item da renda familiar, com a captação de recursos junto ao programa de agricultura familiar para explorar de forma empreendedora esta atividade.

OCS-Organização de Controle Social A Organização de Controle Social pode ser formada por um grupo, associação, cooperativa ou consórcio, com ou sem personalidade jurídica, de agricultores familiares. Mas, para que a Organização seja reconhecida pela sociedade e ganhe credibilidade, Ê preciso que entre os participantes H[LVWDXPDUHODomRGHRUJDQL]DomRFRPSURPHWLPHQWRHFRQ¿DQoD2 papel da Organização de Controle Social Ê o de orientar de forma correta os agricultores que fazem parte dela. Por isso, quando necessårio, deverå consultar a Comissão da Produção Orgânica(CPOrg), um colegiado estadual que coordena e estimula a produção orgânica em cada Estado, sobre decisþes tÊcnicas que lhe estejam atribuídas pelos regulamentos da produção orgânica.

Para que cumpra bem o seu objetivo, a Organização de Controle Social- OCS deve ser ativa e ter seu prĂłprio controle, alĂŠm de garantir que os produtores assegurem o direito de visita pelos consumidores, DVVLPFRPRRyUJmRÂżVFDOL]DGRU Ă s suas ĂĄreas de produção. Para que consumidores e produtores orgânicos honestos nĂŁo sejam prejudicados pelos “maus produtoresâ€?, a legislação determina que as Organizaçþes de Controle Social se cadastrem nas SuperintendĂŞncias Federais de Agricultura do

MinistĂŠrio da Agricultura. O cadastro tambĂŠm pode ser feito em outro yUJmRÂżVFDOL]DGRUFRQYHQLDGRGR Governo federal ou estadual. Assim, em caso de denĂşncias ou suspeitas de irregularidades, os produtores e suas unidades de produção sĂŁo LGHQWLÂżFDGRVFRPPDLVIDFLOLGDGH Esse procedimento, chamado de rastreabilidade, garante que os direitos dos consumidores e dos bons produtores sejam respeitados e que os ‘maus produtores nĂŁo se aproveitem da boa imagem que os produtos orgânicos conquistaram.

Intimados A Usina Cachoeira do Mirim foi intimada a esclarecer sobre queima de cana feita em årea proibida por lei. Nesta semana, a equipe da Diretoria de Monitoramento e Fiscalização do Instituo do Meio Ambiente (IMA) recebeu uma denúncia de queima em plantação de cana-de-açúcar, no bairro do Benedito Bentes, em Maceió. De acordo com os tÊcnicos, o mÊtodo de Queima Controlada nunca vai poder ser feito no local: os responsåveis pela plantação terão que utilizar outro procedimento para colher a cana-de-açúcar. A Usina terå um prazo de atÊ cinco dias úteis para comparecer ao IMA. Caso a determinação seja descumprida, sançþes penais e administrativas podem ser aplicadas.

Encontro Secretårios, dirigentes e assessorias jurídicas de órgãos ambientais de todo o país estão reunidos atÊ amanhã, no Hotel Radisson, participando da 4ª Reunião Extraordinåria da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente (Abema), para discutir a regulamentação da Lei Complementar 140/2011, que trata das competências de municípios, estados, distrito federal e união em açþes de proteção ambiental. O principal objetivo Ê realizar a discussão dos aspectos políticos e efeitos da Lei no licenciamento e QD¿VFDOL]DomRDPELHQWDOD¿PGH nivelar as informaçþes e garantir a efetiva aplicação da legislação ambiental vigente.

APL MĂłveis de MaceiĂł O Arranjo Produtivo Local (APL) MĂłveis de MaceiĂł e Entorno fechou parceria com o Sindicato das IndĂşstrias de Marcenaria MĂłveis e Esquadrias do Estado de Alagoas (Sindmarc). O acordo vai fornecer os resĂ­duos provenientes do processo industrial de empresas ligadas ao setor para o sistema prisional. O projeto prevĂŞ a capacitação de monitores, eles serĂŁo contratados para disseminar as prĂĄticas da atividade no Sistema Prisional. Inicialmente os reeducandos vĂŁo trabalhar na produção de artefatos, como porta joias, porta retrato, cinzeiros, jogos de xadrez e etc. “A famĂ­lia deles recebe pelo trabalho que ĂŠ desempenhado por eles dentro do presĂ­dio. AlĂŠm disso, os artefatos serĂŁo comercializados em uma loja do centro de MaceiĂł, eles vĂŁo poder diminuir o tempo de pena deles com trabalho e ainda sair dali com um ofĂ­cio garantidoâ€?, enfatizou a Gerente de Monitoramento de Indicadores do PAPL da Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento EconĂ´mico (Seplande), Geanne Daniella.

Iniciação A capacitação teve início em 2012, utilizando unidades produtivas demonstrativas agroecológicas de galinha caipira e hortaliça orgânica. Isso otimizou o potencial da comunidade, que vem evoluindo a cada ano, com a produção de coentro, cebolinha, cenoura, rabanete, pimentão, alface e outras hortaliças, sendo parte desta produção destinada à alimentação das famílias. Os restos vegetais das hortaliças são usados para alimentação das aves e o excedente Ê comercializado com restaurantes da cidade e um nicho de compradores que buscam os produtos na própria aldeia. Verificando a evolução e a necessidade de acesso às políticas públicas do Governo Federal, a exemplo do PAA (Programa de Aquisição de Alimento), Pnae (Programa Nacional da Alimentação Escolar) e na comercialização das feiras livres da cidade, de forma padronizada. Foi iniciada, ainda, com o apoio do MinistÊrio da Agricultura Pesca e Abastecimento (Mapa) visitas tÊcnicas in loco, para a formalização da OCS, por meio da instituição representativa da comunidade, a Associação Cacique Alfredo Celestino, denominada OCS Aldeia Indígena Boqueirão.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 9 DE NOVEMBRO DE 2012

Economia

ECONOMIA

13

Litoral Norte de AL indicado para casais no programa da FĂĄtima Bernardes As belezas de Alagoas se destacaram mais uma vez na Rede Globo. No programa Encontro com FĂĄtima Bernardes, veiculado nesta quinta-feira (8), as praias do Litoral Norte de Alagoas foram indicadas para os casais que querem viajar. Segundo o publicitĂĄrio e escritor, Ricardo Freire, a sugestĂŁo para quem procura sossego para namorar ĂŠ viajar para Alagoas. “Quanto mais longe das capitais melhor, porque nĂŁo tem exploração imobiliĂĄria e nem loteamento. O lugar perfeito para quem quer viajar de casal ĂŠ o Norte de Alagoas, uma regiĂŁo conhecida como rota ecolĂłgica, entre Barra de Camaragibe e Japaratinga, que tem vĂĄrias pousadas ‘pĂŠ na areiaâ€?, deixa a dica.

Milho da Conab garante leite na seca Produtores rurais de 36 municĂ­pios em estado de emergĂŞncia pela estiagem adquiriram 3,3 milhĂľes de quilos do grĂŁo

O

s produtores rurais jĂĄ adquiriram da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) mais de 3,3 milhĂľes de quilos de milho para alimentar os animais e, assim, garantir a produção de leite nos 36 municĂ­pios com decreto de situação de emergĂŞncia por conta da estiagem. O repasse de milho pela Companhia ĂŠ praticado num preço abaixo do mercado e faz parte das açþes de combate aos efeitos da seca. Segundo o superintendente da entidade em Alagoas, Elizeu Rego, os armazĂŠns de GLVWULEXLomR Ă€FDP HP 0DFHLy Palmeira dos Ă?ndios e Santana do Ipanema. “Pretendemos instalar mais armazĂŠns em Delmiro Gouveia e Arapiracaâ€?, disse Elizeu Rego, durante reuniĂŁo do ComitĂŞ Integrado de Combate Ă Seca, ontem (8). Para os criadores que possuem atĂŠ 40 animais, cada saca de 60 quilos de milho ĂŠ repassada por R$ 18,12; para quem possui entre 41 e 120 animais, a saca custa R$ 22; e para quem tem mais de 120 animais, a saca pode ser adquirida na Conab por R$ 24,60.

Durante a reuniĂŁo do ComiWr IRUDP GHĂ€QLGDV Do}HV HPHUgenciais para abastecimento d’ågua de comunidades rurais do municĂ­pio de Quebrangulo. TambĂŠm foi destacado o aumento no nĂşmero de parcelas do Bolsa Estiagem e do Garantia Safra, anunciado pela presidenta Dilma Rousseff no começo desta semana. “Esses recursos amenizam um pouco a situação dos agricultores familiares, por isso, ĂŠ muito importante essa sensibilidade do Governo Federalâ€?, comentou o secretĂĄrio de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento $JUiULR-RVp0DULQKR-~QLRU Segundo ele, o ComitĂŞ Integrado de Combate Ă Seca deverĂĄ se tornar um comitĂŞ permanente, passando a se chamar ComitĂŞ Integrado de ConvivĂŞncia FRP D 6HFD ´1yV YDPRV OHYDU essa sugestĂŁo adiante, pois a seca ĂŠ algo que ocorre sempre em nosso Estado, Ă s vezes com mais intensidade. Temos que destacar tambĂŠm que algumas açþes coordenadas pelo ComitĂŞ sĂŁo estruturantes, como a limpeza de açudes e barragens e a recuperação de nascentes, por exemploâ€?, destacou o secretĂĄrio. NENO CANUTO

DIVULGAĂ‡ĂƒO

Milho ĂŠ UHSDVVDGRSHOD&RPSDQKLDDEDL[RGRSUHoRGHPHUFDGRSDUDFULDGRUHVDOLPHQWDUHPRJDGRQRVPXQLFtSLRVFDVWLJDGRVSHODVHFD

INDUSTRIAL

)yUXPWUD]HVSHFLDOLVWDHPSOiVWLFR

CadeiaSURGXWLYDGROHLWHÂżUPDUiFRRSHUDomRWpFQLFDFRP&DQDGi

LEITE

Governo e produtores vĂŁo DR&DQDGiĂ€UPDUSDUFHULDV Representantes do Governo do Estado e lideranças do setor produtivo rural partiFLSDP QD SUy[LPD VHPDQD de uma missĂŁo internacional ao CanadĂĄ com o objetivo de Ă€UPDUDFRUGRVGHFRRSHUDomR tĂŠcnica para a cadeia produtiva do leite em Alagoas. Segundo o secretĂĄrio de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento AgrĂĄrio, -RVp 0DULQKR -~QLRU R &DnadĂĄ ĂŠ reconhecido como um grande produtor de leite, com animais de alta produtividade, incentivo ao cooperativismo e ao associativismo, investimentos em genĂŠtica e em nutrição animal. “Os produtores de lĂĄ estĂŁo acostumados a conviver com as intempĂŠries do clima. No caso deles, o frio limita a atividade, mas, mesmo durante os trĂŞs meses do ano em que as pastagens crescem, eles conseguem produzir alimento para servir aos animais durante o ano todo. No nordeste do Brasil, ainda precisamos de tecnologia, experiĂŞncia e investimentos para conviver com a secaâ€?, deta-

lhou o secretĂĄrio. “A exemplo dos acordos de cooperação que jĂĄ temos com a Espanha, por meio da AgĂŞncia Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (Aecid), que investe nas cadeias proGXWLYDV GHVHMDPRV Ă€UPDU parcerias com o Governo do &DQDGiÂľFLWRX-RVp0DULQKR JĂşnior. O governador Teotonio Vilela, o vice-governador JosĂŠ Thomaz NonĂ´, os secretĂĄrios de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento AgrĂĄrio, -RVp 0DULQKR -~QLRU GD &LĂŞncia, Tecnologia e Inovação, Eduardo Setton, e a diretora presidente da Emater, InĂŞs Pacheco, devem participar da missĂŁo, no perĂ­odo de 10 a 17 de novembro. Durante a missĂŁo, o grupo visita centros de pesquisa, desenvolvimento de tecnologia e universidades, alĂŠm de produtores de leite. Na ocasiĂŁo, tambĂŠm serĂŁo apresentados os investimentos de $ODJRDV QR 3ROR 7HFQROyJLFR Agroalimentar de Batalha, na regiĂŁo da Bacia Leiteira.

$VDWLYLGDGHVGR)yUXP5Hgional da IndĂşstria do PlĂĄstico foram iniciadas ontem (8), durante a solenidade de abertura RĂ€FLDORFRUULGDQR+RWHO5DGLVson. O secretĂĄrio de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento EconĂ´mico, Luiz Otavio Gomes, representou o governador Teotonio Vilela Filho no evento, que ĂŠ organizado pela Cadeia Produtiva da QuĂ­mica e do PlĂĄstico do Estado.

Com dois dias de prograPDomRR)yUXPWUD]SDUD$ODgoas especialistas, executivos e pesquisadores da química e do plåstico de todo o País para discutir propostas de desenvolvimento do setor. O evento tem foco na sustentabilidade e tem por objetivo ampliar o conhecimento relacionado à utilização do plåstico. Na cerimônia que marcou o início do ciclo de palestras e

mesas temĂĄticas, o secretĂĄrio Luiz Otavio Gomes lembrou o trabalho integrado que os agentes que compĂľem a Cadeia Produtiva em Alagoas vĂŞm fazendo para que o Estado se consolide como um dos principais locais para investimento. Luiz Otavio *RPHV DĂ€UPRX TXH R )yUXP serĂĄ uma grande oportunidade para que novas oportunidades GHQHJyFLRVVHMDPJHUDGDV “Vivemos um momento de

consolidação. Tudo isso começou em 2007, quando o governador Teotonio Vilela Filho traçou um planejamento direcionado para uma política de desenvolvimento que proporciona a geração de riquezas. Uma prova disso Ê o crescimento industrial de Alagoas no primeiro semestre desse ano, que atingiu o patamar de 14,1%, superando a mÊdia regional e nacional�, destacou o secretårio.


14

ECONOMIA

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 9 DE NOVEMBRO DE 2012

etjornalista@gmail.com

Maragogi, fĂłrum alagoano

D

e hoje atÊ amanhã, a cidade de Maragogi estarå promovendo o IV Fórum Estadual de Administração (Fesmad). O evento, segundo o presidente do Fesmad, SÊrgio Vilela, visa propiciar interação entre as entidades públicas municipais por meio da troca de experiências e exposição das açþes bem-sucedidas de cada município; resultando num maior dinamismo dos assuntos públicos, alÊm de uma visão mais ampla da gestão. O fórum ocorrerå no hotel Costa Dourada

Maragogi - Argumento Ainda segundo SÊrgio Villela, essa Ê uma oportunidade ímpar para que todos os gestores municipais, em nível estadual, possam se intercambiar e deliberar acerca de matÊrias de interesse comum; pois os municípios são os entes mais próximos da população, devendo, por isto, estar atentos às necessidades coletivas e apresentar respostas råpidas diante dos conceitos modernos de administração.

Palmeira

Joaquim Gomes

Tida como a terceira cidade mais populosa de Alagoas, com cerca de 70 mil habitantes, a Princesa do Agreste como Ê conhecida Palmeira dos �ndios, terå para o próximo ano, um orçamento estimado em 130 milhþes de reais. Esse valor foi aprovado ontem, na Câmara de Vereadores.

Na cidade o assunto comentado ĂŠ a falta d’ågua nas torneiras, serviço prestado pela Casal. O forte calor que assola por esses dias em meio a falta de ĂĄgua, estĂĄ transformando Joaquim Gomes, zona da mata alagoana, num verdadeiro “sertĂŁoâ€?. A população reclama porque a Casal, nĂŁo vem informando o motivo pelo qual se abateu o corte de abastecimento que GHVGHRÂżPGHVHPDQDYHPDFRQWHFHQGR no municĂ­pio.

ComĂŠrcio abre em horĂĄrio especial no feriado Dia 15 de novembro, as lojas do Centro funcionam das 9 Ă s 15 horas

N

o feriado nacional do próximo dia 15, quando se celebra a Proclamação da República, as lojas do Centro da Cidade vão funcionar em horårio diferenciado, das 9h às 15h, conforme informa a Federação do ComÊrcio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Alagoas (FecomÊrcio/ AL). Em relação aos shoppings, as lojas e a praça de alimentação do Påtio Maceió e do Maceió Shopping vão funcionar em horårio normal, das 10h às 22h. Os horårios dos cinemas tambÊm seguirão normalmente.

JĂĄ as lojas do Shopping Farol nĂŁo funcionarĂŁo; apenas os cinemas abrirĂŁo em horĂĄrio habitual. SUPERMERCADOS A FecomĂŠrcio informa ainda que o Palato manterĂĄ o horĂĄrio de atendimento aos clientes. A loja Ponta Verde funcionarĂĄ 24 horas e, no Farol, a unidade localizada na rua Comendador Palmeira abrirĂĄ da das 7h Ă s 22h, enquanto a da Fernandes Lima atenderĂĄ um pouco mais, das 7h Ă  meia-noite. TambĂŠm funcionarĂŁo em horĂĄrio habitual as lojas do Extra: a do bairro de Man-

gabeiras permanecerå aberta 24 horas e a do Farol, das 7h atÊ meia noite. O Atacadão reduzirå o horårio de atendimento, abrindo às 7h e encerrando às 18h. . As lojas do Grupo Walmart vão manter o horårio normal de atendimento ao público. O Hiper Farol e Jatiúca estarão abertos das 7h atÊ meia-noite. As lojas do Bompreço Farol e Pajuçara, das 7h às 22h; Ceasa e Mercado, das 6h às 19h; Bompreço Ponta Verde, 24 horas. Jå o Hiper Buarque de Macêdo estarå aberto das 7h às 21h. Da mesma forma, os

estabelecimentos da rede GBarbosa vĂŁo funcionar normalmente. Lojas Serraria e Praia, das 7h Ă s 22h; Stella Maris, 7h Ă s 23h; Tabuleiro e Benedito Bentes, das 7h Ă s 21h; e GBarbosa no Shopping PĂĄtio, das 8h Ă s 22h. INTERIOR O Sindicato do ComĂŠrcio Varejista de Arapiraca (Sindilojas Arapiraca), o Sindilojas Penedo e o Sindilojas 3DOPHLUD WRGRV Ă€OLDGRV j FecomĂŠrcio, informaram que o comĂŠrcio dos municĂ­pios estarĂĄ fechado no Dia da Proclamação da RepĂşblica. DIVULGAĂ‡ĂƒO

Joaquim Gomes – situação “Como sĂł existe uma rede, para atender a demanda dos 24 mil habitantes, nos bairros mais distantes como Terrenos e Matadouro, quando o abastecimento de ĂĄgua ĂŠ restabelecido a primeira localidade a receber o abastecimento ĂŠ o Centro, o que pela distância e fatores de relevo, acarretasse em uma espera de atĂŠ 48 horas para que a ĂĄgua chegue Ă s comunidades mais distantes da estação de tratamentoâ€?, comentou um morador, cobrando investimentos da Casal.

União dos Palmares Viçosa Hoje na cidade de Garanhuns/ PE, o lutador de Artes Marciais Mistas (MMA) Ricardo Silva, 23, representarå o nosso estado, no Garunhuns Fighting Championship, evento que reunirå lutadores de MMA de vårias partes do Nordeste. Ricardo Ê natural de União dos Palmares e hå cinco anos estå nas artes marciais; hå quase um ano na modalidade MMA, que reúne todos os tipos de artes marciais, ele teve sua primeira luta em dezembro do ano passado, em União, onde saiu vencedor.

UniĂŁo- outras O lutador Ricardo Silva, acumula um currĂ­culo invejĂĄvel, trĂŞs vitĂłrias, uma em sua terra natal e duas em MaceiĂł, sendo FODVVLÂżFDGRSDUDDÂżQDOGR campeonato brasileiro de MMA, que ocorre no prĂłximo mĂŞs em SĂŁo Paulo.

A viçosense Francine Joana da Conceição de Melo, 11 anos, participarå entre os dias 20 e 23 deste mês, em Fortaleza, da VHPL¿QDOGDV2OLPStDGDV1DFLRQDO de Língua Portuguesa, gênero Poema. Dentre 125 concorrentes na categoria poema, em nível nacional, a estudante representarå Viçosa e Alagoas na etapa Regional.

Coruripe Os atletas Breno Isídio, Ruan de Araújo e João Vitor, eles que são de Coruripe, consagraram-se vice-campeþes no Campeonato Brasileiro de Karatê na categoria luta por equipe (infantil/absoluto 11 e 12 anos). A competição contou com aproximadamente 1.600 atletas de diversas categorias (mirim 05 a 06 anos, atÊ o master, acima dos 36 anos) divididos em masculino e feminino. O evento aconteceu na última semana, no Ibirapuera em São Paulo.

Coruripe - PrognĂłstico O professor Saulo Costa destaca a atuação do carateca Breno IsĂ­dio, aluno do 5° ano da Escola Municipal ClĂĄudio Daniel Gama Amorim. “Ele conquistou duas medalhas, sendo prata e bronze, ĂŠ campeĂŁo Norte/ Nordeste deste ano, campeĂŁo alagoano e vice-campeĂŁo brasileiro e 3° colocado individualmente no Campeonato Brasileiro de KaratĂŞ. Breno merece atenção especial e pode ser nossa revelação nas prĂłximas olimpĂ­adasâ€?, assegurou Saulo.

Japaratinga

Japaratinga – Verão

Newberto Neves, prefeito eleito de Japaratinga esteve na terça-feira, na Secretaria de Estado do Turismo (SeturAL). Foi se reunir com a secretĂĄria Danielle Novis que na oportunidade apresentou os projetos e açþes do setor turĂ­stico que sĂŁo realizados pelo Governo do Estado. “Queremos aproveitar a localização do PXQLFtSLRTXHÂżFDDRODGRGR segundo portĂŁo de entrada de turistas (Maragogi) e trabalhar para fortalecer a atividadeâ€?, disse Newberto.

“A Setur-AL estĂĄ Ă disposição para colaborar com a Prefeitura e com as açþes do turismo no municĂ­pio. Em janeiro, mĂŞs que os novos prefeitos assumirĂŁo a gestĂŁo, serĂĄ um momento Ă­mpar, jĂĄ que entrarĂŁo na alta temporada para o turismoâ€?, assegurou Danielle. Durante a visita, foram apresentados todos os materiais institucionais produzidos pela Secretaria, alĂŠm de documentos, como a Cartilha de Regionalização e &ODVVLÂżFDomR7XUtVWLFDÂł1RVVRPDWHULDO ĂŠ divulgado em feiras do segmento e em postos de informaçþes turĂ­sticasâ€?, DÂżUPRXDVHFUHWiULD

ComÊrcio de Maceió abre no feriado da Proclamação da República, junto com shoppings e supermercados para quem quiser aproveitar dia livre

UNIVERSIDADES

Curso agrårio de pós-graduação em AL Representantes da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Universidade Estadual de Alagoas (Uneal) e do Instituto Federal de Alagoas (Ifal) discutiram ontem (08/12), na sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agråria (Incra), sobre a criação de curso de Especialização/Residência Agråria voltado para o público da reforma agråria. A iniciativa teve como objetivo apresentar o curso como proposta dessas insti-

tuiçþes na chamada pĂşblica do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento &LHQWtĂ€FR H 7HFQROyJLFR  MinistĂŠrio do Desenvolvimento AgrĂĄrio e Incra, com data limite prevista para o dia 19 deste mĂŞs. REPRESENTANTES AlĂŠm dos representantes das instituiçþes, participaram da reuniĂŁo a superintendente do Incra, Lenilda Lima, a chefe da DivisĂŁo de Desenvolvimento do ĂłrgĂŁo, Alessandra Costa, o assesDIVULGAĂ‡ĂƒO

tecnológico do País, por meio de seleção de projetos de ensino, pesquisa e extensão rural com foco em inovação tecnológica. A ideia dos participantes da reunião de hoje Ê apresentar o curso de especialização para a participação na chamada nacional. Uma das diretrizes do curso proposto Ê promover a educação em nível de pós-graduação lato sensu para IRUPDomRGHSURÀVVLRQDLVGH assistência tÊcnica.

EXTENSĂƒO

Emater debate planejamento estrtĂŠgico com os APLs

Findando Estados e municĂ­pios que apresentaram propostas para o processo GHVHOHomRGR3URJUDPD3$&Âą3DYLPHQWDomRH4XDOLÂżFDomRGH Vias Urbanas deverĂŁo encaminhar Ă Caixa EconĂ´mica Federal, atĂŠ o dia 23 prĂłximo, os documentos exigidos em norma do programa, acompanhados do nĂşmero da Carta-Consulta cadastrada, conforme nota SXEOLFDGDWHUoDIHLUDQR'LiULR2ÂżFLDOGD8QLmR

sor em Planejamento do órgão, Golbery Lessa, e representantes dos movimentos sociais. A reunião marcou a retomada do Pronera (Programa Nacional de Educação na Reforma Agråria) em Alagoas. A chamada do CNPq leva em consideração os princípios e objetivos desse programa. A chamada tem abranJrQFLD QDFLRQDO H VXD ÀQDlidade Ê apoiar projetos que visem contribuir para o deVHQYROYLPHQWR FLHQWtÀFR H

APL como o da Fruticultura tem crescido e carece de assistĂŞncia

Os gestores e a coordenação do Programa de Arranjos Produtivos Locais (PAPL) participaram de uma sÊrie de debates com instituiçþes e a equipe da Emater desde a última quarta-feira (7). O encontro, que aconteceu na Sala dos Conselhos, no Palåcio República dos Palmares, teve como objetivo traçar o planejamento estratÊgico da Emater, incluindo as demandas dos projetos de mais importância dentro do Governo do Estado. Três mesas tÊcnicas voltadas para temas como atividades de pesquisa, inclusão produtiva, assistência tÊcnica e extensão rural foram realizadas nos dois dias de reunião. Para a diretora de APLs da Secretaria de Estado de Planejamento e Desenvolvimento Econômico (Seplande), Fåtima Aguiar, o convite do instituto mostra o comprometimento do Estado no desenvolvimento regional de Alagoas. Cadeias como a da laranja lima, coordenada pelo Arranjo Produtivo Local (APL)

Fruticultura no Vale do MundaĂş, apresentam crescimento VLJQLĂ€FDWLYR HP UHJL}HV RQGH o plantio ĂŠ considerado uma tradição. Hoje, Alagoas ĂŠ considerado o maior produtor da fruta em todo o PaĂ­s. SĂŁo mais de 220 mil toneladas produzidas anualmente e cerca de R$139 milhĂľes movimentados em decorrĂŞncia da sua comercialização. Toda essa evolução nĂŁo aconteceu por acaso, garante a gestora do APL, Valdelane TenĂłrio. “Todos os participantes deram a sua contribuição para que as açþes da Emater para o ano que vem possam atender ao mĂĄximo as necessidades dos territĂłrios e, com isso, consiga mitigar as adversidades que nĂłs conhecemos de perto e sabemos que existem. Antes os planejamentos eram realizados por equipes que nĂŁo tinham um conhecimento profundo sobre o local que atuariam, com essa nova metodologia ĂŠ possĂ­vel trabalhar com uma margem de acerto maiorâ€?, explica FĂĄtima.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 9 DE NOVEMBRO DE 2012

ESPORTES 15

Palmeiras toma ‘goleada’ no tapetĂŁo Por um placar de 9 a 0, o time paulista nĂŁo conseguiu impugnar a partida contra o Internacional pelo BrasileirĂŁo

O

Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) julgou nesta quinta-feira o pedido de impugnação da partida Internacional 2 x 1 Palmeiras. Por decisão dos auditores do processo 188/2012, aberto pelo clube paulista, o resultado do jogo foi mantido por 9 votos a 0, segundo o site Justiça Desportiva. Assim, o Internacional mantÊm os pontos do confronto. Na partida em questão, realizada no Estådio do Beira-Rio em 27 de outubro pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, o atacante Hernån Barcos marcou um gol de mão, inicialmente validado. No entanto, momentos depois, a arbitragem anulou o gol - segundo o time paulista, mediante influência externa, o que Ê considerado ilegal. A alegação palmeirense era a de que o gol de Barcos havia sido anulado seis minutos depois do lance,

diante de interferência de Gerson Baluta, delegado do jogo - que não integra a arbitragem da partida. O Inter, por sua vez, defendia que a informação da irregularidade foi dada ao årbitro Francisco Carlos Nascimento pelo quarto årbitro. O advogado do Palmeiras no julgamento desta quinta-feira, JosÊ Mauro Couto, tentou apresentar reportagens ao processo, incluindo registros de leitura labial dos envolvidos, mas o representante jurídico do time gaúcho, Daniel Cravo, pediu o indeferimento das provas pedido atendido pelo relator do processo, Ronaldo Botelho. Desta forma, a anålise do pedido foi feita mediante provas testemunhais e vídeos do lance. Barcos tambÊm depôs, e afirmou que tocou a mão na bola porque foi pressionado pelo zagueiro �ndio. Mais tarde, Francisco Carlos Nascimento e o quar-

to årbitro Jean Pierre Lima tambÊm se pronunciaram, descartando interferência externa. Gerson Baluta deu depoimento posterior e disse ter detectado a mão de Barcos no gol, mas negou ter conversado com repórteres ou com a arbitragem para comunicar o fato, AlÊm disso, descartou a possibilidade de que houvesse monitores de TV nas proximidades do campo que pudessem influenciar a decisão. Posteriormente, os advogados dos dois clubes argumentaram, antes que o procurador-geral Paulo Schmitt assumisse a palavra, demonstrando bastante indignação com o pedido palmeirense. O relator Ronaldo Botelho, por sua vez, não viu ligação entre uma eventual conversa entre Baluta e a imprensa com a decisão da arbitragem de anular o gol. Botelho votou contra o pedido do Palmeiras.

DDDDD

Gol de mĂŁo do aracante Barcos QmRYDOHXQHPQRFDPSRWDPSRXFRQD-XVWLoD'HVSRUWLYD 67-'

TERRA

RECIFE OK!

Novo MineirĂŁo tem capacidade reduzida

Fifa releva atrasos e confirma seis sedes na Copa das Confederaçþes A Fifa confirmou ontem que a Copa das Confederaçþes 2013 terå seis sedes pela segunda vez na história. AlÊm de Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e Fortaleza, foram ratificadas Salvador e Recife, cuja presença havia sido condicionada ao avanço das obras. Apesar de problemas, principalmente na capital pernambucana, a Fifa atendeu aos apelos do Governo Federal e optou por não excluir nenhuma das cidades. O anúncio foi feito no Museu do Futebol, no Estådio do Pacaembu, com as presenças de Walter De Gregorio e do diretor de marketing Thierry Weil, ambos da Fifa, do minis-

tro do Esporte, Aldo Rebelo, e de Luís Fernandes, tambÊm do ministÊrio. O Comitê Organizador Local foi representado por JosÊ Maria Marin e Ronaldo. A Copa das Confederaçþes, em sua nona edição, tem início marcado para 15 de junho. Brasil, Espanha, Japão, MÊxico, Uruguai, Taiti e Itålia estão confirmadas. A representante africana serå definida em fevereiro. Cidade mais ameaçada de exclusão, Recife foi confirmada pela Fifa apesar de atraso nas obras na Arena Pernambuco, estimadas em 70% de conclusão. Nos últimos meses, a capital pernambucana fez

alteraçþes no projeto original e aumentou o efetivo de operårios para ganhar força na Copa das Confederaçþes. A previsão de entrega Ê fim de fevereiro, mas a Fifa exige a realização de dois jogos testes que devem ser feitos em abril. No próximo dia 1 de dezembro, São Paulo receberå o sorteio de grupos da Copa das Confederaçþes mais inchada da história. Só em 2001, quando teve a organização dividida entre Coreia do Sul e Japão, o torneio teve seis sedes. A abertura ocorre no Estådio Nacional, em Brasília, e a final serå realizada no Maracanã, no Rio de Janeiro. G1

revelação do Brasileirão,%HUQDUGGHYHVHUYHQGLGRSRUPLK}HV

ATLÉTICO-MG

Galo afirma que a proposta por Bernard ĂŠ ‘irrecusĂĄvel’

Arena PernambucoHVWiFRPGDREUDFRQFOXtGDPDVPHVPRDVVLPIRLFRQÂżUPDGDSHOD)LID

VASCO

TAPETĂƒO

O Vasco tem um novo grupo político trabalhando nos bastidores para a eleição presidencial de 2014. Capitaneada pelos ex-aliados de Roberto Dinamite HTXHUHFHQWHPHQWHGHL[DUDP TXDWURYLFHSUHVLGrQFLDVDFRUUHQWHGHRSRVLomRMiPRYLPHQWD RVFRUUHGRUHVGH6mR-DQXiULRH LQGLFDTXHDGLVSXWDSRUDOLDQoDV VHUiLQWHQVDUHVWDQGRPHQRVGH dois anos para o pleito. Isolado na FULVHGRFOXEHRDWXDOPDQGDWiULR DLQGDQmRGH¿QLXDHVWUDWpJLD PDVYrFUHVFHUDUHMHLomRHQWUH conselheiros e associados.

A acirrada disputa entre Flamengo e Ronaldinho GaĂşcho nos tribunais nĂŁo se concretizou. Na primeira audiĂŞncia para tratar da polĂŞmica saĂ­da GRMRJDGRUGD*iYHDDPEDVDV partes optaram por suspender o processo e devem anunciar um acordo sobre o caso nos prĂłximos 15 dias. “Suspendemos RSURFHVVRDWpSRUTXHYDPRV buscar um acordo no prazo de 15 dias. NĂŁo tenho mais nada SDUDIDODU´GLVVHRDGYRJDGR Bichara Neto, do escritĂłrio de Marcos Motta, representante do Flamengo.

Ex-aliados de Dinamite querem ‘derrubĂĄ-lo’

ESTATUTO

O meia-atacante Bernard, revelação do AtlĂŠtico-MG neste Campeonato Brasileiro, pode deixar o clube no final da competição nacional. O diretor de futebol Eduardo Maluf afirmou que, caso o Galo receba uma proposta oficial de 20 milhĂľes de euros, aproximadamente R$ 52 milhĂľes, o clube nĂŁo teria condiçþes de recusar. Este valor ĂŠ especulado na imprensa mineira. O Spartak Moscou, da RĂşssia, e o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, teriam manifestado o interesse no jovem atleta, oferecendo aproximadamente este valor. “Chega aqui uma proposta de 20 milhĂľes de euros. NĂłs jĂĄ vimos esse filme com o Ronaldo no GrĂŞmio, eu nĂŁo esqueço disso. Naquela ĂŠpoca teve uma proposta pelo Ronaldo de

Flamengo e Ronaldinho ‘adiam’ briga judicial

25 milhĂľes de dĂłlares. Era dinheiro que demorava um mĂŞs para contar. E aĂ­ o GrĂŞmio colocou uma faixa dizendo ‘Aqui nĂŁo se vende craque’’. Poucos meses depois GrĂŞmio e Ronaldo brigaram, foram para a Justiça e o GrĂŞmio foi receber na Fifa seis milhĂľes de dĂłlaresâ€?, disse. Para Maluf, com 20 milhĂľes de euros o AtlĂŠtico-MG conseguiria estabilizar as finanças do clube e ainda teria condiçþes de buscar atletas no mercado para substituir Bernard. Desta forma, o dirigente voltou a frisar que este valor ĂŠ irrecusĂĄvel no momento. “EntĂŁo eu acho que tem um momento que vocĂŞ nĂŁo pode brincar e se vocĂŞ tem uma proposta de 20 milhĂľes de euros, que ĂŠ quase o orçamento de um ano, vocĂŞ nĂŁo pode abrir mĂŁoâ€?.

POLĂŠMICA

‘Sair da Ferrari foi um alĂ­vio’, diz Raikkonen Os tempos de Ferrari nĂŁo deixaram saudades para Kimi Raikkonen. ApĂłs obter sua primeira vitĂłria pela /RWXVQDVHPDQDSDVVDGDRÂżQODQGrVDÂżUPRXTXHGHL[DUDHTXLSH GH0DUDQHOORSHODTXDOFRQTXLVWRX seu Ăşnico tĂ­tulo mundial, foi um DOtYLR.LPLTXHVHMXQWRXj&LWURHQ no Mundial de Rali (WRC) foi substituĂ­do por Alonso. “Nem boas nem ruins. Ganhei um tĂ­tulo e vivi bons momentos. Estou satisfeito FRPRVWUrVDQRVTXHÂżTXHLSRUOi NĂŁo sinto saudades de ninguĂŠm e, SDUDPLPVDLUGHOiIRLXPDOtYLR´ admitiu Raikkonen.

Em fase final de reforma, o Estådio Mineirão terå a capacidade reduzida de 64 mil para 62.170 pagantes. A informação foi confirmada ontem pela Secretaria de Estado Extraordinåria da Copa do Mundo, Secopa-MG. A mudança se då por conta de uma exigência do Estatuto do Torcedor, que exige total visibilidade dos torcedores no anel superior. AlÊm disso, uma parte do Mineirão Ê tombada pelo Patrimônio Público Estadual e não pode ser alterada na reforma. Do lado de fora, o estådio tambÊm terå muitas novidades. No acesso Sul, foi construída uma fonte de ågua de 100 m² logo no início da esplanada, com bilheteria ao lado, um anfiteatro e banheiros públicos. A distância atÊ os portþes serå de 300 m, årea que serå ocupada por oito espaços comerciais e praça, alÊm de estacionamento coberto. No acesso Norte, alÊm de uma fonte de ågua, os torcedores irão se surpreender com um bosque. Na esplanada, estão sendo finalizadas obras para um estacionamento coberto e dez espaços comerciais, com årea total de 840 m². A entrega do novo Mineirão estå mantida para 21 de dezembro. AtÊ agora, 93% das obras foram concluídas. O estådio receberå três jogos da Copa das Confederaçþes de 2013 e outros seis da Copa do Mundo de 2014. Existe tambÊm uma promessa dos gestores de construção de uma årea de lazer fora do estådio, com vårios trativos extra-futebol.


16

ESPORTES

0$&(,Ă?6(;7$)(,5$'(129(0%52'(

Esportes

TRIBUNA,1'(3(1'(17(

3UHVLGHQWHGR&(2HVWiRWLPLVWDHFRQ¿UPD baixa folha salarial do elenco O presidente do CEO (Centro Esportivo Olhodaguense), Clemens Santana Machado estå otimista para a temporada de 2013. O CEO Ê o único time que vai representar o Sertão de Alagoas, e estå no segundo ano no futebol GHHOLWH(OHFRQ¿UPRXTXHDSUpWHPSRUDGDFRPHoDGLDžGHGH]HPEURHMi HVWiFRQWUDWDQGRYiULRVMRJDGRUHV³$IROKDGHSDJDPHQWRGHVWDWHPSRUDGD não deve ser diferente da folha do ano passado, que chegou a R$ 40 mil, sem FRQWDUFRPRXWURVJDVWRVFRPRDOLPHQWDomRKRVSHGDJHPHWUDQVSRUWH$ VLWXDomR¿QDQFHLUDQmRpERDPDVFRPPXLWRWUDEDOKRHSHUVHYHUDQoDYHQFH remos�, disse Clemens. O time estreia dia 13 contra o União, fora de casa.

ASA recebe o ‘pressionado’ AtlĂŠtico-PR /LYUHGRSHULJRGRUHEDL[DPHQWR$OYLQHJURYrDGYHUViULRDLQGDEULJDQGRSDUDVHÂżUPDUQRJUXSRGHDFHVVRGD6pULH%

O

ASA encara hoje o AtlÊtico-PR, às 20h50 (horårio de Maceió). O årbitro serå Dewson Fernando Freitas, do Estado do Parå. Ele terå como assistentes Marco AurÊlio dos Santos Pessanha (Rio de Janeiro) e Mårcio Gleidson Correa Dias (Bahia). O tÊcnico Nedo Xavier não vai poder contar com o lateral esquerdo Thallyson. O jogador recebeu o 3º cartão amarelo na partida de terça feira contra o Guarani e terå de cumprir suspensão. Em compensação, o comandante alvinegro contarå com o retorno do volante Lucas, que cumpriu suspensão pelo 3º cartão amarelo, na partida contra o bugre campineiro. O lateral esquerdo Chiquinho Baiano não viajou e ficou tratando de uma contratura muscular na coxa esquerda. Ontem o jogador fez tratamento nos dois períodos no setor de fisioterapia do clube. O fisioterapeuta Vitor Barbosa revelou que o jogador apresenta uma boa recuperação e demonstra muita vontade de jogar .

Depois de admitir que o grupo estava muito triste, Ricardo Drubscky afirma que o tropeço diante do AmĂŠrica-RN começa a cicatrizar. O tĂŠcnico lembra que o clube nĂŁo tem tempo para lamentar os pontos perdidos no 1 a 1 com a equipe de Natal e garante que o grupo ĂŠ capaz de reagir jĂĄ contra o ASA. Com o resultado de terça-feira, o FuracĂŁo precisa vencer para seguir no G-4 da SĂŠrie B do Campeonato Brasileiro. Se empatar ou perder, o time pode ser ultrapassado pelo SĂŁo Caetano - que recebe o Boa Esporte Ă s 19h30 de sexta-feira. “Estamos lambendo as feridas da tristeza de ontem. Mas jĂĄ estamos tendo sinais de cicatrização. Isso ĂŠ fato verdadeiro. O futebol e a vida nĂŁo nos dĂŁo tempo para lamentaçþes. Aquele que fica no canto das lamentaçþes tende a ser infeliz por um tempo muito maior na vida. E, aqui dentro do AtlĂŠtico, nĂŁo vai haver isso. Este grupo ĂŠ muito forte, tem feito coisas muito bonitas e nĂŁo vamos abaixar a cabeça de maneira nenhumaâ€?.

)87(%2/3$5$1$(16(

CRB de olho no jogo Bragantino e Joinville

LĂşcio MaranhĂŁo FRQWLQXDVHQGRDHVSHUDQoDGHJROVGR$6$QRGXHORGHKRMHFRQWUDR$WOpWLFR35 $6&20&5%

EMBARQUE HOJE

CRB viaja e leva na bagagem a esperança da permanĂŞncia O tĂŠcnico Roberval Davino faz hoje pela manhĂŁ o Ăşltimo treino do CRB em MaceiĂł. Ă€s 11h35 o time embarca para Fortaleza para encarar o CearĂĄ amanhĂŁ, Ă s 20h, pela SĂŠrie B. No discurso dos atletas, apĂłs a derrota para o ParanĂĄ (2x0), esperança e motivação. “Sabemos da nossa responsabilidade e vamos com muita raça buscar esses trĂŞs pontos fora de casa. Acabou a tolerância de errosâ€?, disse o goleiro Cristiano. O meia Geovani esteve um pouco cabisbaixo depois de ter perdido o pĂŞnalti, mas foi confortado pelos companheiros de grupo e disse que vai dar a volta por cima. “Fui campeĂŁo aqui e passei por momentos felizes. Tenho certeza que darei

muitas alegrias ao torcedor do CRBâ€?, revelou o atleta. O tĂŠcnico do CRB, Roberval Davino, nĂŁo perdeu nenhum atleta por contusĂŁo ou cartĂŁo amarelo para o jogo contra o CearĂĄ, pela 36ÂŞ rodada do Campeonato Brasileiro da SĂŠrie B. A esperança pelo retorno do atacante DenĂ­lson foi frustrada. O jogador vai seguir o tratamento no joelho e deve voltar apenas contra o Guarani no prĂłximo dia 17. “Vamos ajustar e trabalhar. Faltam trĂŞs jogos que serĂŁo os jogos da vida de cada um. O grupo jĂĄ mostrou que pode fazer muito e o futebol aplica peças que nĂŁo temos como explicar. Fomos superiores os 90 minutos (contra o ParanĂĄ) e o gol nĂŁo saiuâ€?, disse Davino.

Corinthians-AL negocia com cinco tĂŠcnicos

Atacante RicardinhoVHJXHFRPRWLWXODUGR&5%HHVSHUDID]HURVJROVTXHQmRIH]DWpDJRUDQD6pULH%

Desafio de Ciclismo reunirå elite nacional do esporte Segundo o organizador do evento, Egberto Pedro da Silva, 400 atletas jå estão inscritos, mas a expectativa Ê que este número suba para 500 atÊ o dia 11, quando finda o prazo para as inscriçþes. Entre as principais atraçþes do desafio estão o austríaco Wolfgang Krenn e o italiano

O Bragantino visitou o Ipatinga e foi derrotado. Com a derrota, o time perdeu a chance de se distanciar da zona de rebaixamento, jå que seus adversårios diretos tambÊm foram derrotados. Hoje, às 18h30, o Massa Bruta recebe o Joinville, no Estådio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, O Bragantino terå dois desfalques. O zagueiro Kadu, que recebeu o terceiro cartão amarelo no último jogo, e Malaquias, que foi expulso. Toninho Ê o principal candidato à vaga na zaga, enquanto que Barbosa deve assumir a vaga de Malaquias no ataque. O treinador interino do Joinville, Marcelo Serrano, jå estå com problemas para enfrentar a equipe do Bragantino. O meio-campista Marcinho sentiu dores no púbis e foi vetado pelo departamento mÊdico. AlÊm de Marcinho, o zagueiro Diego Jussani tambÊm estå fora da partida, devido à suspensão automåtica, pois levou o terceiro cartão amarelo no jogo diante do Guaratinguetå. Serrano relacionou Mateus Badalotti para o lugar de Marcinho. OUTROS JOGOS 18h30 São Caetano x Boa 20h50 Avaí x Guarani 20h50 ASA x AtlÊtico-PR

ALAGOANO 2013

EM ALAGOAS

No próximo dia 18 serå realizado em Alagoas o 9° Desafio Internacional de Ciclismo. Com atletas da elite do esporte nacional e mundial, a competição de longa distância passarå por diversos municípios e terå a linha de chegada na orla da Praia de Pajuçara, em Maceió.

SÉRIE B

Matteo Trentin, que compete na principal categoria do ciclismo mundial, a World Tour. A prova terå início às 9h com largadas simultâneas em Jaramataia, para os ciclistas de elite, e em São Miguel dos Campos, para os amadores. Os principais corredores passarão pelos muni-

cípios de Arapiraca, Taquarana, Campo Alegre, São Miguel dos Campos e Barra de São Miguel, antes de seguirem com destino à reta final, em Maceió. Para garantir a segurança dos competidores os atletas serão escoltados por agentes da Polícia Militar, Rodoviåria Fe-

deral, DER, SMTT e 59° Batalhão de Infantaria Motorizada. As inscriçþes podem ser feitas atÊ a meia-noite do dia 18 de novembro, por meio do site www.desafiodeciclismo.com. As taxas variam conforme a categoria: entre R$ 50 e R$ 190. $548,92

Mais de 400 atletas estraĂŁo participando GR'HVDÂżRGH Ciclismo em Alagoas ainda este mĂŞs

A diretoria do Corinthians Alagoano continua dando um belo exemplo de organização, profissionalismo e ousadia na estratĂŠgia de priorizar a revelação de talentos para o futebol profissional. ReferĂŞncia no paĂ­s, o TimĂŁo continuarĂĄ apostando em uma base jovem para a disputa do Alagoano 2013, que terĂĄ inĂ­cio no dia 12 de janeiro. Em entrevista ao site oficial do clube, o presidente-executivo FlĂĄvio Moura adiantou algumas informaçþes do projeto que o clube vai utilizar nas competiçþes profissionais na prĂłxima temporada. Segundo o dirigente, a maneira de gerir o clube nĂŁo passarĂĄ por mudanças na filosofia de trabalho, mas o projeto deve trazer novidades nos mĂŠtodos de trabalho que o Corinthians Alagoano utilizarĂĄ na identificação das principais caracterĂ­sticas de seus atletas. FlĂĄvio Moura, revelou que ainda continua negociando com cinco treinadores. “Temos interesse em treinadores de qualidade como Celso Teixeira, Ney JĂşnior, Nazareno Silva, Gilberto GaĂşcho e JĂşnior Baiano, mas vamos analisar com calma o melhor nome para comandar o projeto do Corinthians que serĂĄ fundamental para o aproveitamento da base do clube em 2013â€?, finalizou.


TRIBUNAINDEPENDENTE

0$&(,Ă?6(;7$)(,5$'(129(0%52'( DIVERSĂƒO&ARTE

'ZD\QHÂľ7KH5RFNÂś-RKQVRQ YLYHUi+pUFXOHVQRFLQHPD

Daniel Craig queria que ‘Skyfall’ fosse VHX~OWLPRÂżOPHFRPR-DPHV%RQG

O ator Dwayne Johnson, “The Rockâ€?, vai interpretar o herĂłi miWROyJLFR+pUFXOHVQRVFLQHPDV2ÂżOPHVHEDVHDUiQDSRSXODU+4 Âł+HUFXOHV7KHWKUDFLDQZDUV´SXEOLFDGDHPSHOD5DGLFDO&RPLFV6HJXQGRRÂł10(´RORQJDVHUiGLULJLGRSRU%UHWW5DWQHUFRQKHFLGRSRUÂł$KRUDGRUXVK´HÂł;0DQ2FRQIURQWRÂżQDO´$SURGXomR VyGHYHFRPHoDUDVHUJUDYDGDHPPDVMiWHPURWHLURSURQWR 4XHPDVVLQDp5\DQ&RQGDO$SHVDUGHUHFHQWHPHQWHWHUSDUWLFLSDGR GHÂżOPHVPHQRUHVÂł7KH5RFN´YDLFRHVWUHODUFRP%UXFH:LOOLVDFRQWLQXDomRGHÂł*,-RH´TXHGHYHHVWUHDUQRDQRTXHYHP

'DQLHO&UDLJMiDVVLQRXFRQWUDWRSDUDSDUWLFLSDUGHPDLVGRLV¿OPHV FRPR-DPHV%RQGPDVRDWRUEULWkQLFRFRQIHVVRXjUHYLVWD5ROOLQJ6WRQHTXHSUHIHULDWHUPLQDUVXDFDUUHLUDGHQR¿OPH³2SHUDomR6N\IDOO´ &UDLJDVVXPLXRWHUQRGRDJHQWHVHFUHWRSHODSULPHLUDYH]HP³&DVVLQR 5R\DOH´GHHUHSHWLXDH[SHULrQFLDHP³4XDQWXPRI6RODFH´GH HDGHFLVmRGH&UDLJGHSHQGHGDDFHLWDomRGH³6N\IDOO´RDWRU SURYDYHOPHQWHYROWDUiDRSDSHO2¿OPHUHFHEHXHORJLRVGDFUtWLFDH DUUHFDGRXPDLVGH86PLOK}HVHPWRGRPXQGRHPVXDSULPHLUD VHPDQDGHH[LELomR²DLQGDVHPFRQVLGHUDURVQ~PHURVGRV(8$

TRAMAS TRĂ GICAS

$RVDQRVRHVFULWRU'DQLHO*DOHUDVHÂżUPDFRPRXPD GDVSULQFLSDLVYR]HVGDOLWHUDWXUDEUDVLOHLUDFRQWHPSRUkQHD FRPQDUUDWLYDVREUHDFRQVWLWXLomRGDLGHQWLGDGH SHVVRDOHDFRQH[mRHQWUHRVKRPHQVHDQDWXUH]D

O

protagonista sem nome do novo romance de Daniel Galera, “Barba ensopada de sangueâ€? (Companhia das Letras), ĂŠ um homem que sofre de uma rara condição neurolĂłgica que o torna incapaz de memorizar rostos, inclusive o prĂłprio. MantĂŠm XPiOEXPFRPIRWRJUDĂ€DVGH parentes, amigos e mulheres que considera “o catĂĄlogo de sua existĂŞncia familiar, social e afetivaâ€?. Nele guarda trĂŞs retratos de si mesmo, todos com a mesma legenda: “EUâ€?. Mais do que mera curiosidade mĂŠdica, essa caracterĂ­stica peculiar do protagonista ĂŠ o elemento que permite ao escritor gaĂşcho de 33 anos consolidar em seu sexto livro o estilo que vinha desenvolvendo em romances anteriores, como “Cordilheiraâ€? (2008), “MĂŁos de cavaloâ€? (2006) e “AtĂŠ o dia em

que o cĂŁo morreuâ€? (2003). O realismo detalhista que ĂŠ a marca daquelas narrativas ganha nova dimensĂŁo ao investigar o ponto de vista de um personagem para quem cada rosto ĂŠ um mistĂŠrio a ser desvendado. Perspectiva explorada desde a primeira cena do livro, que começa com a enumeração minuciosa de tudo que o protagonista consegue perceber, “no intervalo de uma respiraçãoâ€?, a respeito da face do pai. “Vejo o estilo desse romance como uma combinação de elementos de “AtĂŠ o dia em que o cĂŁo morreuâ€? e “MĂŁos de cavaloâ€?, mas tambĂŠm uma tentativa de levĂĄ-los a um novo nĂ­vel. “Cordilheiraâ€? foi uma tentativa consciente de fazer uma experiĂŞncia mais radical. Mas no “Barbaâ€? mergulhei na minha voz natural. Do ponto de vista da linguagem, ĂŠ meu livro mais

pessoalâ€?, diz Galera. A cena de abertura de “Barba ensopada de sangueâ€? — incluĂ­da na edição da revista literĂĄria britânica “Grantaâ€? dedicada aos “melhores jovens escritores brasileirosâ€? lançada este ano — pĂľe em marcha WDPEpPRVFRQĂ LWRVGRURPDQce, que ao mesmo tempo evoca e expande o universo de temas abordados por Galera em suas obras anteriores. Em um conjunto de “tramas abertas e trĂĄgicasâ€?, como as descreve o escritor argentino Ricardo Piglia na orelha do livro, Galera UHĂ HWHVREUHDFRQVWLWXLomRGD identidade pessoal, a resistĂŞncia dos laços familiares e a conexĂŁo entre os homens e a natureza. O pai convoca o encontro para anunciar que decidiu se PDWDUHID]DRĂ€OKRSHUSOH[R um Ăşltimo pedido, o de sacri-

Ă€FDUDFDFKRUUDTXHRDFRPpanhava no isolamento de um sĂ­tio no entorno de Porto Alegre. Levando o animal consigo, o protagonista se muda para a pequena Garopaba, no litoral catarinense, e aluga um acanhado apartamento de veraneio, com vista amSODSDUDRRFHDQRQRĂ€PGD temporada turĂ­stica. Enquanto o inverno transforma a paisagem e a rotina da cidade, ele se embrenha em uma investigação sobre o avĂ´, um homem bruto e recolhido que teria sido assassinado na regiĂŁo dĂŠcadas antes e cujas semelhanças com o protagonista sĂŁo sublinhadas ao longo do romance. AlĂŠm do estilo descritivo e detalhista, “Barba ensopada de sangueâ€? aprofunda outros traços marcantes dos livros anteriores de Daniel Galera: o interesse pela construção

1

de personagens fortes (como as mulheres que passam pela vida do protagonista e o budista pouco ortodoxo que se torna seu principal interlocutor), os diĂĄlogos que mostram bom ouvido para a fala cotidiana e a presença marcante da natureza. Se em “AtĂŠ o dia em que o cĂŁo morreuâ€? e “Cachaloteâ€? (HQ publicada em 2010 com o quadrinista Rafael Coutinho) os animais tinham papel importante desde o tĂ­tulo, no novo romance a relação com a cachorra Beta ĂŠ essencial para a compreensĂŁo da personalidade do protagonista e as baleias que se refugiam no litoral catarinense despertam nele “uma conexĂŁo imediataâ€?. E enquanto “MĂŁos de cavaloâ€? girava em torno de uma expedição frustrada a um pico andino, o cenĂĄrio de Garopaba ĂŠ percorrido Ă exaustĂŁo pelo personagem, um atleta e instrutor de triatlon que passa horas no oceano e nas matas como se quisesse se misturar Ă  natureza, movido pelo desejo de “correr e nadar atĂŠ que a sensação constante de ser uma pessoa se dissolva naturalmente pelo esforço fĂ­sico extremo e pela conversĂŁo de todo seu pensamento em passadas, braçadas, pulmĂŁo, coraçãoâ€?. “Barba ensopada de sangueâ€? dĂĄ sequĂŞncia Ă  carreira internacional de Galera, que jĂĄ teve obras traduzidas e segue esse mĂŞs para os Estados Unidos para o lançamento da edição em inglĂŞs da “Grantaâ€?. O novo livro, em movimento raro no mercado editorial brasileiro, teve os direitos vendidos para Alemanha, Espanha, Inglaterra, Estados Unidos e ItĂĄlia antes mesmo de ser lançado. O romance tambĂŠm teve assegurada a adaptação para o cinema, que começa a ser rodaGDQRĂ€PGHSHORGLUHWRU Karim AĂŻnouz, de “O cĂŠu de Suelyâ€?. É o segundo longa inspirado em uma obra de Galera, depois de “CĂŁo sem donoâ€?, de 2008, dirigido por Beto Brant com base em “AtĂŠ o dia em que o cĂŁo morreuâ€?.


2

TRIBUNAINDEPENDENTE

DIVERSĂƒO&ARTE 0$&(,Ă?6(;7$)(,5$'(129(0%52'(

Cinema UniversitĂĄrio 1RVGLDVHGHQRYHPEUR3HQHGRUHFHEHDVHJXQGDHGLQomRGR)HVWLYDOGH&LQHPD8QLYHUVLWiULRGH$ODJRDV'HQWUHRVÂżOPHVVHOHFLRQDGRV estĂŁo trĂŞs produçþes realizadas em Alagoas: “Borboletas Delicadasâ€?, de Wladimyr Lima, “12:40â€?, de DĂĄrio Junior, e “Hoje tem espetĂĄculo?â€?, de Andradina Azevedo e Dida Andrade. As exibiçþes acontecem tanto no Teatro Sete de Setembro como na Praça 12 de abril (Orla do Velho Chico). Este ano, o festival homenageia o cineasta CacĂĄ Diegues, que comemora 50 anos de carreira. Para mais informaçþes, os contatos sĂŁo (82) 3221-3122 e (82) 9993-0100. Se preferir, o site do evento ĂŠ o www.evento.ufal.br/cinema.

GalĂŁ, Mano e Cavalo de Pau Chamado de ‘O Grande Encontro’, o show na casa Musique (Stella Maris), que acontecerĂĄ hoje, vai reunir JosĂŠ Orlando, GalĂŁ do Brega, Mano Walter e Cavalo de Pau. É a noite do forrĂł eletrĂ´nico e do brega rasgado. Vendas no estande Folia Brasil (G Barbosa Stella Maris). Mais Informaçþes: 3377-1886.

BalĂŠ e Cia de Dança O BalĂŠ e Cia de Dança Maria EmĂ­lia Clark e seu Projeto Social realizarĂŁo no Teatro Gustavo Leite – Centro de Convençþes – nos dias 23, 24 (sexta e sĂĄbado, Ă s 19h) e 25 de novembro (domingo, Ă s 16h e 19h), o seu novo espetĂĄculo “Por toda eternidade e mais um diaâ€?, que contextualiza a vida HDREUDGH5REHUWR&DUORV1R7HDWUR*XVWDYR Leite (Centro de Convençþes, em JaraguĂĄ). Quanto: 5H5 PHLDHQWUDGD ,QJUHVVRVjYHQGD na Academia de Dança Maria EmĂ­lia Clark. Mais Informaçþes: 3336-8292 e 3031-3040.

Araketu A banda Araketu comanda o Luau do Baru, no dia 17 de novembro, a partir das 20h. A noite ainda conta com o som das bandas Esquadrão de Balli, Njeitos, Amoda e DJ Pitão. Na Barra Nova, em Marechal Deodoro. Mais Informaçþes: 3377-1886.

Festival Maionese Hoje e amanhã, a partir das 18h, o ArmazÊm 112, no bairro de Jaraguå, recebe 20 atraçþes nacionais e a EDQGDVXHFDGHVWRQHUURFN7UXFN¿JKWHUVDOpPGH H[SRVLo}HVDUWtVWLFDVFLFORGHR¿FLQDVHGHEDWHV(QWUHDVEDQGDVEUDVLOHLUDVHVWmR%LGrRX%DOGH 56  Garage Fuzz (SP) e grupos alagoanos, a exemplo de Dr Lhama, Absurdos e Adrenaline. Os ingressos FXVWDP5DPHLDHQWUDGD PDLVXPTXLORGH DOLPHQWR H5RSDVVDSRUWHSDUDRVGRLVGLDV

Pool Party MaceiĂł

2KRWHO5LW]/DJRDGD$QWDUHFHEHDPDQKmDSDUWLU do meio-dia, a Pool Party Maceió, uma festa com dez horas de música eletrônica que traz para Alagoas o conceito europeu de house music. Os ingressos podem ser adquiridos no Folia Brasil (Stella Maris), no Kanoa Beach Bar e tambÊm no local do evento DRFXVWRGH5SDUDKRPHPH5SDUDPXOKHU Mais informaçþes podem ser obtidas pelos telefones (82) 3377-1886, (82) 3235-3943 e (82)9134-4780.

tmos

e ri EURHP GHQRYHP HVQRPrV EDQGDWHHQ5HQW UH LIH G ZGD 5LWPRV KR bô V GR V HSRL upo Sam 0DFHLy' a 15, Ê a vez do gr nçar na di para da do beldes, no un m ira xta-fe , ar todo (foto),coloc (Stella Maris), na se a i ainda cont casa Maika r das 22h. A noite nda parti nos da ba D dia 16, a oa ag al s  ow do H5 com o sh VYDULDPG -i VLQJUHVVR SHVVRDV  $IDUUD2 HSDUDGH] ração Ê a  FDPDURW at  a ,   sa 5 a ca oRVGH5 , na mesm /HR3UH no dia 22 SHVVRDV  QHMD9LWRU GXSODVHUWD  PHVDSDUDTXDWUR tella  vre (S Li ão Aç D5 academia Vendas na ne: 3305-4400. lefo Maris). Te

d Variação

Desabafons com Paloma Desabafons com Paloma ĂŠ um programa de TV com altos picos de alegria e estrondosa audiĂŞncia. Apresentado pela loira mega star Paloma Paula, sucessora de Hebe Camargo, que em seu famoso pufe recebe convidados especiais: ilustres desconhecidos da periferia de MaceiĂł. EstrĂŠia: 10 de novembro. Temporada: Domingos de novembro, Ă s 20h. ,QJUHVVRV5 LQWHLUD H5 (meia). Contato: (82) 9967-1074.

Pacha 45 Anos DPDQKmVREHPDRSDOFRGD0XVLTXHRV'-V,YR6FKHOE 5HVLGHQWH/RRS/RXQJH&OXE jVK7HFODV $UJHQWLQD3DFKD$JHQF\ jVKH5DIDHO<DSXGjian (Pacha Brasil), às 2h. Os ingressos podem ser adquiridos na lojas Chilli Beans, Mammoth, Forum e Folia Brasil. Mais informaçþes podem ser obtidas pelos telefones (82) 3327-8700, (82) 3327-7753 e (82) 9306-9306. Para reserva de mesas, o contato Ê (82) 9653-6653. FALE CONOSCO - A Agenda Ê um serviço gratuito de orientação ao leitor. Os interessados em divulgar eventos, shows e exposiçþes podem enviar material atravÊs do endereço: tiagenda@hotmail.com

RESUMO DE NOVELAS GLOBO 18h LADO A LADO

&RQVWkQFLD¿FDIXULRVDSRU$VVXQomRGHL[DU Albertinho ser preso. Catarina reclama de suas roupas. Fernando desacata Praxedes e acaba preso. Bonifåcio não acompanha Margarida à GHOHJDFLDSDUD¿FDUFRP)HUQDQGR=p0DULD pensa em Isabel. Fernando enfrenta Bonifåcio. &RQVWkQFLDD¿UPDTXHYDLHQFRQWUDUXPD noiva para Edgar. Mario avisa a Frederico que Diva pode perder o papel principal na peça. O empresårio rejeita Catarina e ela culpa sua gravidez. Fernando se desculpa com Praxedes H¿FDLQWULJDGRFRP(XOiOLD

GLOBO 19h GUERRA DOS SEXOS

9kQLD¿FDQHUYRVDDRYHU5REHUWDQDIUHQWH GH)HOLSH/XFLOHQH¿FDFRPSHQDGH8OLVVHV H&DUROLQDQmRGiDWHQomR5REHUWDHQIUHQWD Felipe para ajudar Vânia. Carolina Ê rude com Ulisses e termina o namoro. Vânia desabafa FRP5REHUWD0DQRHODSDVVDPDOQDSLVWD de dança e Fåbio vai embora constrangido. Charlô vê Otåvio sair com o bigode pintado e ¿FDLQWULJDGD1DQGRYr-XOLDQDH5RQDOGRVH EHLMDQGR&KDUO{D¿UPDD5REHUWDTXH1DQGR estå apaixonado por ela.

GLOBO 21h SALVE JORGE

/tYLDHQWUHJDRQ~PHURGHWHOHIRQHGH5XVVR SDUDRSROLFLDOHÂżQJHTXHHOHHUDVHXPRWRULVWD Waleska consegue abrir a fechadura da porta de onde ela e as meninas estĂŁo presas. Caique discute com Amanda por causa de Yolanda. Irina procura LĂ­via. Wanda abre a caixa que pegou no quarto de LĂ­via. Demir tenta explicar o HQJDQRSDUD6DULODTXHÂżFDLUULWDGD=RHDYLVD a MustafĂĄ que Pepeu estĂĄ embriagado em uma ERDWH:DOHVND5RVkQJHOD-pVVLFDHDVRXWUDV meninas fogem do apartamento. Theo termina seu noivado com Morena.

RECORDE 21h BALACOBACO

Marlene insiste em arrumar um marido rico para /XL]DHLUULWDDÂżOKD(PFRQYHUVDFRP/tJLD$Uthur se revolta quando a histĂłria com Betina vem jWRQD3OtQLRGHFLGHTXH-RVHÂżQDGHYHJUDYDU as chamadas do programa. AragĂŁo e Marlene decidem conhecer a pastelaria Stromboli com DuĂ­lio. Breno e Patrick conversam sobre o programa do Pinguim. Cremilda se irrita com as novas investidas de OsĂłrio. Furiosa, Diva vĂŞ o FDUURGH1RUEHUWRQDSRUWDGRUHVWDXUDQWHHÂżFD na espreita para pegĂĄ-lo de surpresa.


TRIBUNAINDEPENDENTE

0$&(,Ă?6(;7$)(,5$'(129(0%52'( DIVERSĂ&#x192;O&ARTE

3

-26e3$8/2&$5'($/

FLĂ VIO RICCOFRODERUDomR-RVp&DUDORV1HU\ZZZWZHWWHUFRPĂ&#x20AC;DYLRULFFR

Votação do pĂşblico vai GHĂ&#x20AC;QLUHVSHFLDLVGDÂś3UDoD¡

O

$LQDXJXUDomRGR6DQWXiULR 7KHRWRNRVSHORSDGUH0DUFHOR 5RVVLQR'LDGH)LQDGRVUHSHUFXWLXHPWRGRPXQGR$IUDQFHVD 79GHGLFRXERDSDUWHGRVHX QRWLFLiULRDHOHGHVWDFDQGRHVSHFLDOPHQWHRSURMHWRGRDUTXLWHWR 5X\2KWDNH $DSUHVHQWDomRGH$JQDOGR5D\ROWDPEpPIRLXPGRVGHVWDTXHV GDPHVPDUHSRUWDJHP

$79*D]HWDGH6mR3DXORQmR IDUiDUHWUDQVPLVVmRGR7HOHWRQ PDVSRUPHLRGHGHSRLPHQWRV GRVVHXVSULQFLSDLVDSUHVHQWDGRUHVRFDQDOLUiUHIRUoDURDSRLR TXHGijFDPSDQKD 3RUHQTXDQWRVRPHQWHD&XOWXUD HR6%7IDUmRDWUDQVPLVVmR GRHYHQWRTXHFRPHoDKRMHH WHUPLQDDPDQKm0DVRVLQDO ÂżFDUiGLVSRQtYHODTXHPHVWLYHU LQWHUHVVDGR

2&'GH³&KLTXLWLWDV´TXHDLQGD YDLHVWUHDUVHTXHUIRLSHQVDGR PDVRGHSDUWDPHQWRPXVLFDOGR 6%7FRQVLGHUDLPSRVVtYHOVXSHUDUDPDUFDGHPLOFySLDV GDSULPHLUDYHUVmRGDQRYHOD H[LELGDQR¿PGRVDQRV 3DUDRVWHPSRVDWXDLVHVVH Q~PHURQmRH[LVWH

Linha de tiro 2PHVPRFXLGDGRGRVMRUQDOLVWDV GHRXWUDVFLGDGHVFRPRR5LR QmRIRLREVHUYDGRHP6mR3DXOR QDVUHFHQWHVRSHUDo}HVUHDOL]DGDVSHODSROtFLD &ROHWHjSURYDGHEDODYLURXDUWLJRGHOX[R$SHQDVXPDMRUQDOLVWD GR6%7WHYHHVWHFXLGDGR7RGRV RVGHPDLVVHPSUHDSDUHFHUDP GHSHLWRDEHUWR

Sinal dos tempos $VFRLVDVHVWmRDYDQoDQGRWDQWR TXHKRMHDWpPHQGLJRGHUXDMi tem celular. eRTXHIRLFRPSURYDGRSHOR MRUQDOLVWDGDTXL*LOYDQ0DUTXHV HPVXDVDQGDQoDVQDUXD)UHL &DQHFDHP6mR3DXOR(HOH DLQGDWHYHTXHHVSHUDURÂżQDOGD OLJDomRSDUDGDUDVXDFRQWULEXLomR

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

Š Revistas COQUETEL 2012

Estado que pode levar ao suicĂ­dio (Psiq.)

Castigo fĂ­sico proibido no Brasil

Objeto que abre portas de bancos

Estrada, em inglĂŞs Tonelada (sĂ­mbolo)

Arte tĂ­pica da feira hippie Abelhudo

NĂşmero de tĂ­tulos de Nelson Piquet

Ondas MĂŠdias (abrev.)

Abreviatura geomĂŠtrica do raio

Alimento rico em lactobacilos

O azul, o amarelo e o vermelho, cuja mistura gera todos os outros matizes

Rua (abrev.)

Opção ao enterro, aceita pela Igreja Metal que reveste as estatuetas do Oscar Direção oblíqua Exclusivo de alguÊm Desânimo à rvore de cuja seintenso e mente se obtÊm óleo contínuo repelente Deus, em (p. ext.) de insetos italiano

Metal da bateria de celulares (sĂ­mbolo)

A maior da frota de Colombo era a Santa Maria

Fase de maior encanto do casamento "Sorte de (?), azar de outros" (dito) Letra a que se apĂľe o til no espanhol

ExpressĂŁo musical da cultura hip-hop Parte de nomes de agĂŞncias de turismo

Morrer, em inglĂŞs Dalai-(?), lĂ­der

Formam o calçamento de ruas históricas

(?) e volta, etapas da viagem

PrincĂ­pio jurĂ­dico Corte da planta Centroavante do Fluminense (fut.)

Encorajar; estimular (fig.)

Observada atentamente Agir como ĂĄrbitro Aquela mulher

O maior deserto quente do mundo

51

Solução

PE

P A R I I N C V I

D T E S P T R O R E M E S S S O Ă&#x192; U D O R I O O P E X E D R E I A L S S A

G E

C R A T O R A C T I D O Ă&#x192; O R O G E U N S R A P T U R I E I I I M I NA D A D I A R M I A A R A I R O S

S

L A M A

P A N L M E A Ă&#x2021; D A L U N A D E M E L

BANCO

Letra do medicamento genĂŠrico

D. Maria (?): a Louca (Hist.)

M A N A D I F R O B P A

Fregueses de uma companhia de aviação

503, em romanos Retira-se do local

Plano (?), medida de Itamar Franco

3/die â&#x20AC;&#x201D; dio. 4/fred â&#x20AC;&#x201D; road. 7/madorna. 8/andiroba.

Pedro (?), apresentador do "BBB"

CritĂŠrios 1H\PDUIH]WUrVJROVQR~OWLPRMRJR GR6DQWRVHGHXRSDVVHGRTXDUWR QDYLWyULDGHDVREUHR&UX]HLUR MRJDQGRHP%HOR+RUL]RQWH )RLDWpDSODXGLGRSHODWRUFLGDGR DGYHUViULRFRLVDUDUDGHDFRQWHFHU 0DVUHFHEHXGHQRWDGHXP FROHJXLQKDHVSHFLDOL]DGRSHODVXD DWXDomR2TXHVHUiTXHIDOWRX"

Teleton

MissĂŁo impossĂ­vel

"O (?)": a obraprima de Maquiavel

$VJUDYDo}HVMiFRPHoDUDPPDVD HVWUHLDGR³)iEULFDGH6RQKRV´QR 0XOWLVKRZVyRFRUUHUiQR¿QDOGH março. 2SURJUDPDWHPDGLUHomRJHUDOGH 5RGULJR%UDQFRH[%DQGHDUHDOL]DomRpGD)ORUHVWDGD(OLVDEHWWD =HQDWWL

LĂĄ longe

SBT decidiu exibir em janeiro quatro especiais de â&#x20AC;&#x153;A Praça ĂŠ Nossaâ&#x20AC;?, proporcionando ao telespectador a oportunidade de rever grandes nomes do humor que passaram pelo programa, ao longo de todos os tempos, alĂŠm de outros que vieram mais recentemente compor o seu elenco. SĂŁo 25 anos de histĂłria. E o detalhe ĂŠ que essas ediçþes serĂŁo â&#x20AC;&#x153;montadasâ&#x20AC;? pelo prĂłprio pĂşblico atravĂŠs da pĂĄgina do programa no portal do SBT. LĂĄ, os interessados poderĂŁo votar nos personagens que desejam ver novamente. E com base nesses dados, Carlos Alberto de NĂłbrega e equipe irĂŁo trabalhar na montagem dos programas. (QĂ&#x20AC;PWUDWDVHGHPDLVXPDRSRUWXQLGDGHSDUD acompanhar os tipos que marcaram histĂłria, como %URQFR3DFtĂ&#x20AC;FR3URIHWD3URIHVVRU%DUWRORPHX&DUR &ROHJD&DWLIXQGD&KHĂ&#x20AC;QKR&RURQHO7RWRQKR&UHmilda, Fofoqueira, Velha Surda, Vera VerĂŁo..., e tambĂŠm os dos dias atuais. Evidente que ĂŠ impossĂ­vel, com todo respeito, traçar qualquer comparação entre a â&#x20AC;&#x153;Praçaâ&#x20AC;? de antes, e a â&#x20AC;&#x153;Praçaâ&#x20AC;? de agora. SĂŁo universos completamente distintos. Mas, nessa mistura de geraçþes, no ar, pode atĂŠ sair um bem bolado.

www.coquetel.com.br

Ano que vem

TV TUDO

Bate-rebate

DÊbora Nascimento e Juliana Alves marcaram presença na festa GRSUrPLR³3UR¿VVLRQDLVGR$QR´TXDUWDIHLUDHP6mR3DXOR

Cronograma 1

Cronograma 2

$~OWLPDHGLomRGR³/HJHQGiULRV´YDLDR DUQRGLDGHGH]HPEURHDSyVERDV HPHUHFLGDVIpULDVRSURJUDPDYROWDUi QRGLDGHIHYHUHLUR 5HWRUQDDOLiVHP+'FHQiULRQRYRH QRPHVPRHVW~GLRTXHR)DURHR*XJX DSUHVHQWDPRVVHXVSURJUDPDV

6REUHR³&4&´R~OWLPRSURJUDPD DRYLYRVHUiSURGX]LGRHPGH GH]HPEUR'HSRLVGLVVRDLQGDWHUi PDLVXPJUDYDGRSHODIUHQWH 0DUFHOR7DV0DUFR/XTXH2VFDU )LOKRHFRPSDQKLDGHYHPYROWDU VRPHQWHHPIHYHUHLURGH

Esquema montado $SURSyVLWRGDVIpULDV GR³&4&´D%DQGMiVH RUJDQL]RXVREUHDVXD SURJUDPDomRGDVVHJXQGDV IHLUDV 2KRUiULRGHSRLVGDV GDQRLWHVHUiGLYLGLGRHQWUH DVH[LELo}HVGR³0XOKHUHV 5LFDV´H³2PXQGRVHJXQGR RVEUDVLOHLURV´(VWUHLDHP GHMDQHLUR

Ă RIES - (21/3 a 19/4) â&#x20AC;&#x201C; Mudança da IDVHOXQDUWUD]YLEUDo}HVSRVLWLYDV SDUDYRFrVHHVEDOGDUQRDPRUR FOLPDHVWiEHPURPkQWLFRHSURWHJH RVPHUJXOKRVSURIXQGRVQRVVHQWLPHQWRV3HUJXQWDREVROHWDTXH SRGHUHVLVWRWUD]DYRFr" &DUWDGR'LD$-XVWLoDTXHVLJQLÂżFD -XVWLoD TOURO â&#x20AC;&#x201C; (20/4 a 20/5) â&#x20AC;&#x201C; Com o DGYHQWRGDPLQJXDQWHOXQDUFRPHoD XPSHUtRGRERPSDUDYRFrUHYLVDU DVSHFWRVGHVXDYLGDLQWLPDH GRPHVWLFD $VUHODo}HVFRPDIDPtOLDSRU H[HPSORTXHGHYHPVHUPDLVIRQWH GHDOHJULDGRTXHSDOFRSDUDOXWDV SRUFRQWUROH &DUWDGR'LD$0RUWHTXHVLJQLÂżFD 5HQRYDomR GĂ&#x160;MEOS â&#x20AC;&#x201C; (21/5 a 21/6) â&#x20AC;&#x201C; Ă&#x2030; a FRQFOXVmRGHXPFLFORTXHFRPHoRX KiGXDVVHPDQDVDTXHOHGD UHRUJDQL]DomRGDFDVDHGDURWLQD $JRUDDSHGLGDpGDURV~OWLPRV DFDEDPHQWRVQRVTXHDLQGDIDOWD %RPSDUDLQYHVWLUPDLVQDOX]HQR FDORUGRDPELHQWH &DUWDGR'LDĂ&#x2C6;VGH&RSDVTXH VLJQLÂżFD3ULQFtSLRGR$PRU*UDQGH $OHJULD CĂ&#x201A;NCER Âą D Âą'HSRLV GHWUDQVIRUPDUFRQGLo}HVUXLQV QRWUDEDOKRUHFLFODUVHQWLPHQWRV GHVFDUWDUWUDEDOKRVFKDWRVHVHYLUDU GRDYHVVRQRDPRUYRFrUHQDVFH UHYLJRUDGRVHDYDOLDUVXDVHVFROKDV FRPEDVHQRVYDORUHVTXHFRQVLGHUD LPSRUWDQWHV &DUWDGR'LDGH2XURVTXH VLJQLÂżFD3RGHU LEĂ&#x192;OÂą D Âą$PLQJXDQWH OXQDUDFRQWHFHQRVHXVLJQRFRORFDQGRYRFrHVXDVQHFHVVLGDGHV QDIUHQWHGDVH[LJrQFLDVIDPLOLDUHV eVHXMHLWRFDORURVRLQWXLWLYRH DQLPDGRGHVHUTXHJDQKDHVSDoR 2VRXWURVWHUmRGHVHDFRVWXPDU FRPLVVR &DUWDGR'LD2/RXFRTXHVLJQLÂżFD ([FHQWULFLGDGH VIRGEMÂą D ÂąeyWLPR LQYHVWLJDUDVVXQWRVFRPSOLFDGRV HOXFLGDUPLVWpULRVHGHVWUDYDU VHJUHGRVYRFrpyWLPRQLVVR0DV DJRUDVXUJHDSHUJXQWDTXHQmR TXHUFDODUSUDTXHWXGRLVWR"4XDOR VHQWLGRGHVWDVLQYHVWLJDo}HV" &DUWDGR'LD2V(QDPRUDGRVTXH VLJQLÂżFD(VFROKD

&¡HVWĂ&#x20AC;QL

3DWUtFLD0DOGRQDGRVH despede hoje da bancada GR³-RUQDOGD%DQG´TXH YLXVHXLERSHDXPHQWDU QRV~OWLPRVGLDVHYROWDD ID]HUGXSODVHJXQGDIHL UDFRP/XFLDQR)DFFLROL QR³3ULPHLUR-RUQDO´7DP EpPQDVHJXQGDTiciana Villas BoasHQFHUUDGD OLFHQoDFDVDPHQWRUHWR PDVHXWUDEDOKRQR³-%´ FRP5LFDUGR%RHFKDW

HORĂ&#x201C;SCOPO

¡Na Globo jĂĄ tem gente achando que se o objetivo com o Ronaldo, no â&#x20AC;&#x153;Medida Certaâ&#x20AC;?, for atingido, MĂĄrcio Atala farĂĄ por merecer uma estĂĄtua na porta da emissora. Ă&#x201A;5RGROSKR*DPEHULQLVHUiRDSUHVHQWDGRUGDUHWURVSHFWLYDGR6%7 em dezembro. ¡A propĂłsito, Hermano Henning vai sair de fĂŠrias no SBT e o Gamberini serĂĄ o seu substituto no telejornal das madrugadas. Ă&#x201A;$*ORER1HZVHQYLRXGRLVUHSyUWHUHV5DIDHO&RLPEUDH5DTXHO 1RYDHVDPERVGR5LRSDUDD FREHUWXUDGDVHOHLo}HVDPHULFDQDV ¡Os dois se juntaram aos correspondentes Sandra Coutinho, Jorge Pontual e Luis Fernando Silva Pinto. 'LOPD5RXVVHIIHRXWURVSROtWLFRV DSDUHFHUDPHPYtGHRQXPSURJUDPDHVSHFLDOGHDQLYHUViULRGR SDVWRU9DOGHPLUR6DQWLDJRGD,JUHMD 0XQGLDO ¡Regina Volpato, autorizada pela Rede TV!, tambĂŠm vai participar do Teleton.

$SHQDVFRPDYROWDGRYLFH SUHVLGHQWHGHMRUQDOLVPR'RXJODV 7DYRODURD6mR3DXORRTXHSRGH DFRQWHFHUDLQGDQRGLDGHKRMH PDLVWDUGDUDPDQKmVHUiH[DPLQDGRRFDVRGRGHSDUWDPHQWRGH HVSRUWHVGD5HFRUG 2VHWRUFRPRVHVDEHIRLUHIRUoDGRSDUDDFREHUWXUDGD~OWLPD 2OLPStDGDHFRQWDDWXDOPHQWHFRP SURÂżVVLRQDLV )LFDPRVDVVLP0DVDPDQKmWHP PDLV7FKDX

BIBLIOTECA NACIONAL LIBRA Âą D ÂąeSUHFLVR FRPSDUWLOKDUVXDVDOHJULDVVHXV GRQVHVHXVWDOHQWRVXPDSHUFHSomRTXHVHLPS}HPDLVDJXGD DJRUD9RFrDFUHGLWDTXHRPXQGR SRVVDVHUXPOXJDUPHOKRUHQWmR WHPGHID]HUDVXDSDUWH6LPSOHV DVVLP &DUWDGR'LDGH(VSDGDVTXH VLJQLÂżFD'RU'HSUHVVmR(VFXULGmR ESCORPIĂ&#x192;O â&#x20AC;&#x201C; (23/10 a 21/11) â&#x20AC;&#x201C; 3RUPDLVEULOKRHSRGHUTXHYRFr WHQKDVHPSUHKiDOJXpPTXHYDL GHVDÂżDUHVVDFRQGLomR8PFKHIH SRUH[HPSOR"eHVWHRWHPDGD PLQJXDQWHOXQDUGHKRMH/LEHUGDGH SUDDJLUVLPPDVQXQFDDEDODQGR VXDUHSXWDomRWiFHUWR" &DUWDGR'LD$7HPSHUDQoDTXH VLJQLÂżFD(TXLOtEULR SAGITĂ RIO â&#x20AC;&#x201C; (22/11 a 21/12) â&#x20AC;&#x201C; )LQDOPHQWHXPDOX]QRÂżPGRW~QHO VXUJHFRPHVWD/XDPLQJXDQWH SURPHVVDGHUHYLV}HVPDLVHQWXVLDVWDVGDYLGDHGHVHXVSUREOHPDV 0HVPRTXHYRFrWHQKDGHL[DGR SRQWDVVROWDVHWHQKDVHJUHGRVEHP JXDUGDGRV &DUWDGR'LDGH2XURVTXHVLJQLÂżFD3URMHWRV CAPRICĂ&#x201C;RNIO â&#x20AC;&#x201C; (22/12 a 19/1) â&#x20AC;&#x201C; 2DVVXQWRGHVWDPLQJXDQWHOXQDUp FRPRWRFDUXPSURMHWRHPFRPXP VHPFRQWDUFRPUHFXUVRVGHVyFLRV RXSDUFHLURV$OpPGHSUREOHPiWLFR LVWRLPSOLFDHPFRQYHQFHUHVVDV SHVVRDVHQWXVLDVPDODV &DUWDGR'LDGH&RSDVTXH VLJQLÂżFD'HUURWD AQUĂ RIO â&#x20AC;&#x201C; (20/1 a 18/2) â&#x20AC;&#x201C; ConWUDGLo}HVQRDURXEHPYRFrID]R TXHVHXPHVWUHPDQGDURXVHJXH VHXSDUFHLUR2XYRFrGiYD]mRi VXDYHLDUHYROXFLRQDULDRXFRQFRUGD FRPSRVLo}HVFRQVHUYDGRUDVSDUD PDQWHUXPDVRFLHGDGH7HQV}HV FULDWLYDV&DUWDGR'LD2(UHPLWD TXHVLJQLÂżFD3URFXUD6ROLGmR PEIXES Âą D $LQWXLomR pXPQRUWHSRGHURVRSDUDYRFr VHPSUHIRLHFRQWLQXDUiVHQGR6y TXHDJRUDFRPDFRQGLomRLPSRVWD SHOD/XDPLQJXDQWHQRUWHDUVH VLPGHVGHTXHOHYDQGRHPFRQWDD DSOLFDomRSUiWLFDGHVXDVGHFLV}HV LQVSLUDGDV1RDPRUYDLFRPHoDUD LQWHUHVVDUVHSRUDOJXpP &DUWDGR'LD$5RGDGD)RUWXQD TXHVLJQLÂżFD6XDVRUWHHVWiHP PRYLPHQWR

Prêmio literårio tem inscriçþes abertas atÊ 17 de novembro

A

utores, tradutores e SURMHWLVWDVJUiĂ&#x20AC;FRV que tenham publicado suas obras no perĂ­odo de 1Âş de setembro de 2011 a 31 de agosto de 2012 poderĂŁo participar do PrĂŞmio LiterĂĄrio Biblioteca Nacional 2012. As inscriçþes estarĂŁo abertas atĂŠ o dia 17 de novembro. SĂŁo ao todo oito categorias e os premiados em cada uma delas receberĂŁo o valor bruto de R$

12,5 mil. As obras devem estar em dia com a Lei do Depósito Legal (Lei n.10.994, de 14 de dezembro de 2004) e devem possuir número de ISBN (International Standard Book Number). O concurso Ê aberto à participação de brasileiros natos ou naturalizados. Essa Ê a 18º edição do prêmio que reconhece a qualidade de autores brasileiros e fomenta a produção literåria no País, alÊm de revelar novos autores.

O PRĂ&#x160;MIO LITERĂ RIO ESTĂ DIVIDIDO NAS SEGUINTES CATEGORIAS PrĂŞmio Alphonsus de Guimaraens, de Poesia; PrĂŞmio Machado de Assis, de Romance; PrĂŞmio Clarice Lispector, de Conto; PrĂŞmio SĂŠrgio Buarque de Holanda, de Ensaio; PrĂŞmio Paulo RĂłnai, de Tradução; 3UrPLR$ORtVLR0DJDOKmHVGH3URMHWR*UiĂ&#x20AC;FR PrĂŞmio Sylvia Orthof, de Literatura Infantil; PrĂŞmio GlĂłria PondĂŠ, de Literatura Juvenil. ESTĂ?MULO Os PrĂŞmios LiterĂĄrios da Fundação Biclioteca Nacional, instituição vinculada ao MinistĂŠrio da Cultura, foram criados com o objetivo de estimular a pesquisa e a criação literĂĄria no Brasil. Anualmente ĂŠ concedida uma premiação a autores, tradutores e designers eleitos por uma comissĂŁo MXOJDGRUDFRPSRVWDSRUWUrVSURĂ&#x20AC;Vsionais renomados em cada ĂĄrea de

premiação. A premiação foi instituída em 1995, com exceção da categoria Literatura Infantil e Juvenil, criada em 2007, por ocasião da comemoração dos quinze anos do Programa Nacional de Incentivo à Leitura, o Proler. Em caso de dúvidas, as mesmas deverão ser encaminhadas ao endereço de e-mail: economiadolivro@bn.br, ou pelo telefone (21) 2220-3040, ramal 2216.


4

DIVERSĂ&#x192;O&ARTE

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIĂ&#x201C; - SEXTA-FEIRA, 9 DE NOVEMBRO DE 2012

â&#x20AC;&#x153;Para obter algo que vocĂŞ nunca teve, precisa fazer algo que nunca fezâ&#x20AC;? FOTOS BY CHICO BRANDĂ&#x192;O

M

NazarĂŠ Peixoto, nome expressivo quando falamos em sapatos, bolsas e acessĂłrios com a sua Carmem Steffens

ênia Diniz, um empresåria Ed quecida com A conhecida lou mulherada en que deixa a os tan Plå da as belas peças

Madga Sampaio, empresĂĄria de sucesso com a Multi Coisas, volta a circular nos eventos empresariais da cidade

nome

Steak de cordeiro com pimenta verde Â&#x2021;30 minutos Â&#x2021;Porçþes: 2 INGREDIENTES Â&#x2021;2 kg de costeleta de cordeiro Â&#x2021;100 ml de Ăłleo Â&#x2021;1 colher (sopa) de manteiga sem sal Â&#x2021;Pimenta verde em grĂŁo a gosto Â&#x2021;Sal a gosto Â&#x2021;Ervas secas a gosto (manjericĂŁo, tomilho, agriĂŁo, sĂĄlvia)

C

Dando as mĂŁos

O

grupo Ferreira Hora acaba de anunciar mais um empreendimento. Desta vez, o grupo passa a investigar no segmento da beleza e chega com força total Ă cidade, como ĂŠ a marca registrada dos empresĂĄrios Ana e Ferreira Hora. A clĂ­nica Fisio Hora EstĂŠtica e Bem-Estar oferece os tratamentos mais modernos contra gordura localizada, redução de medidas, Ă&#x20AC;DFLGH]HVWULDVDOpPGHSyV opeatĂłrio, tudo com os aparelhos mais modernos do mercado. A )LVLR+RUDÂżFDQD$YHQLGD'U Antonio GĂłes Barbosa, nÂş 137, Mangabeiras. Informaçþes pelos telefones 3317-91/0894/ 9649-0529.

PrĂŞmio MĂĄster Ademi

A

grande celebração do setor de construção civil, o Prêmio Måster Ademi chega a sua 15ª edição nesta sexta (9). A solenidade de entrega terå como cenårio o centro de convençþes no bairro de Jaraguå, a partir das 20h30. A festa deve reunir os melhores do segmento em um dos eventos mais aguardados do ano. Sucesso os concorrentes.

N

Vish

este dia 9 de novembro, s exta-feira, às 23h, a boate Loop Lounge Club Ê palco e cenårio para os dois anos da festa mais querida e bem humorada da cidade - a Vish, que jå ofereceu oito ediçþes, 18 atraçþes e muita animação, ocupando o posto de balada descolada, moderna e imperdível. Como dois anos não são dois meses, a Pixel Produçþes, que assina a empreitada, traz uma programação especialíssima. Garanta o seu ingresso e arrase na pista!

Summer Spa By Prodieta

onsiderado um dos melhores do Nordeste, o Summer Spa by Prodieta realiza hĂĄ dez anos consecutivos, em perĂ­odos prĂŠ-agendados, pacotes especiais voltados para um pĂşblico seleto que deseja relaxar e emagrecer mantendo a saĂşde do corpo e da mente. O pacote, de sete noites, ĂŠ um convite a Ăłtimos momentos de bem estar e cuidados em um local paradisĂ­aco com completa infraestrutura e, integrado a natureza. Esse endereço ĂŠ o Summerville Beach Resort, em Muro Alto â&#x20AC;&#x201C; Porto de Galinhas (PE). A turma especial, que comemora uma dĂŠcada de sucesso da parceria do resort com a clĂ­nica especializada em emagrecimento saudĂĄvel Prodieta, acontece de 25 de novembro a 02 de dezembro.

MODO DE PREPARO Tire todo o excesso de gordura das costeletas e tambĂŠm os ossos. Tempere com sal e frite em Ăłleo bem quente. Em outra panela, derreta a manteiga e acrescente as ervas e a pimenta em grĂŁo. Sirva com batata gratinada .

FisioHora

Alagoas competitiva

M

ais uma edição do Almoço Natalino, organizado pelo Movimento Dando as Mãos, acontece na capital alagoana na próxima terça-feira, dia 13. Um grupo de damas elegantes e engajadas da nossa sociedade jå estå na fase de entrega dos convites para o evento, que terå como cenårio o sítio São Gabriel, na Serraria. A renda revertida com a venda dos convites (R$ 50), disponíveis com as 26 patronesses, serå revertida para o Natal das crianças assistidas pela entidade.

O

Niver

deputado federal Renan Filho foi o aniversariante mais festejado da última quinta-feira. Foi amplamente parabenizado pela imensa legião de amigos, admiradores, alÊm de correligionårios. A comemoração, no entanto, se deu em ambiente familiar. Tratase de uma jovem força política do nosso estado, com grande representatividade e futuro brilhante. Sucesso e muita saúde.

Campanha nacional

O

Estado cria mais uma ferramenta para combater a violência contra a mulher. No próximo dia 12, às 10h, Escola Superior de Magistratura, serå lançada a campanha nacional Compromisso e Atitude no Enfrentamento à Impunidade e à violência contra as mulheres. A ação envolve o governo do estado, Tribunal de Justiça, MinistÊrio Público e Defensoria Pública de Alagoas. A solenidade serå super concorrida. Trocemos para que dê certo.

M

anuel Marques (presidente do Conselho do Movimento Alagoas Competitiva- MAC) e Jorge Gerdau (presidente da Câmara de Políticas de Gestão, Desempenho e Competitividade do Governo Federal), Durante a entrega da Comenda Marechal Deodoro pelo trabalho direcionado para a melhoria da gestão do setor público e privado no Brasil. A homenagem foi feita na segunda-feira (5) pelo governador Teotonio Vilela Filho no Museu Palåcio Floriano Peixoto. O MAC Ê a instituição no estado responsåvel por promover a melhoria da gestão pela disseminação do Modelo de Excelência na Gestão - MEG.

B

Proteção

uscando sempre inovar e oferecer produtos modernos e de alta qualidade, voltados para a pele brasileira, a Dermage amplia a sua linha Photoage, que jå conta com diversos produtos para proteção solar do rosto, corpo e låbios. Os novos produtos- Photoage Mousse FPS 50+, Photoage Mineral Color Fluido FPS 50, Photoage Antiox Color FPS 60- seguem o mesmo conceito dos anteriores, agregar proteção solar com mais benefícios, como cobertura tonalizante que utiliza a tecnologia color adapt (se adapta a todas as tonalidades de pele) e ação antioxidante e antiaging.

Home

pelo telefone (82) 3311-1308

elenilsontopnews@gmail.com

San Gimignano

O

empresårio Mårio Marroquim, da Marroquim Engenharia, se preparando para mais um grande lançamento na região mais concorrida da cidade, a orla de Jatiúca. O novo empreendimento, Grand Gimignano, localizado na Rua Hamilton de Barros Soutinho, tem projeto arquitetônico assinado por Paulo Gusmão e James Passos. As unidades, de 142 m² , possuem acabamento de luxo, SLVFLQD¿WQHVVVmRGHIHVWDV alÊm de miniquadra poliesportiva. O empreendimento estå em fase capitalização.

D

O

empresårio Danillo Dantas Evangelista estå com a DJHQGDFKHLDSDUDHVWH¿PGHDQR Responsåvel pelo sucesso da Tech Soluçþes e Eventos, a empresa assina os grandes eventos da cidade e jå começa a estender suas atividades para o Estado do Nordeste. Então se você pretende garantir o sucesso do seu evento, sugerimos uma FRQVXOWDD7HFKTXH¿FDORFDOL]DGDQD Avenida Gustavo Paiva, Mangabeiras. Informaçþes pelos telefones 81166999/3031-9038.

Cleide Vieira

ermatologista do mais alto escalão, a mÊdica Cleide Vieira vem desenvolvendo um brilhante trabalho à frente do seu novo consultório, localizado no novo Harmony. Uma avaliação de Cleide pDJDUDQWLDGHTXHVXDSHOH¿FDUi muito mais bela e preparada para enfrentar esse verão escaldante. Agende o seu atendimento.

De Volta

A

mĂŠdica Eleuza Farias acaba GHGHVDÂżYHODU as falas apĂłs participar de mais um congresso internacional que reuniu os maiores especialistas em aparelho digestivo. Sempre atenta Ă s novas tĂŠcnicas, a especialista ĂŠ referĂŞncia no assunto. Seja bem-vinda, querida!

As empresårias Lourdinha e Yvettinha Breda convidando as amigas para conhecer as peças da nova coleção da Couture. A grife, exclusividade Glam, traz uma leitura super chique para modelos de festa. A maison¿FDORFDOL]DGD na Rua Mårio de Gusmão, Ponta Verde

J

Assine a Tribuna Independente e esta coluna

Acesse o portal Tribunahoje.com e leia na Ă­ntegra a coluna Top News no Blog Elenilson Gomes

J

MFD

ais de 16 mil pessoas movimentaram o estacionamento garagem do Maceió Shopping durante os seis dias da 7ª edição do Maceió Fashion Design, realizado pela agência Hits Models, com patrocínio do Maceió Shopping e da Cadeia Produtiva Têxtil do Estado, formado pela FIEA, Sebrae, Seplande e Sindivest. Ao WRGRPDUFDVGHV¿ODUDPVHXV lançamentos de verão e receberam muitos aplausos do público, que também aproveitou para visitar a H[SRVLomRGDVIRWRVR¿FLDLV³7ULERV´ do fotógrafo Gustavo Boroni, além das obras dos artistas Suel, Percivaldo Figueroa, Didi e Tatiana Malé. Parabéns a Ana Regina Tenório, uma das organizadoras do evento.

ĂĄ pensou em dar ainda mais personalizada ĂĄ sua sala de TV? Os empresĂĄrios Lucienne e Alexandre Moraes estĂŁo com projetos inacreditĂĄveis para salas e home theater, na Evviva Bertolini. As lojas, localizadas nos bairros do Farol e Ponta Verde. SĂŁo paradas obrigatĂłrias para quem nĂŁo abre mĂŁo de qualidade, bom gosto e funcionalidade em seus projetos. Vale a pena conferir!

Edição número 1592 - 9 de novembro de 2012  

Edição Digital - Jornal Tribuna Independente - TribunaHoje.com

Advertisement