Page 1

POLÍTICA Ex-prefeitos terão de devolver R$ 190 mil aos cofres públicos 5 EXEMPLAR DO ASSINANTE

SEXTA-FEIRA

MACEIÓ - ALAGOAS - 2 DE MARÇO DE 2012 - Nº 1383 - R$ 1,50

tribunahoje.com

Motorista em alta velocidade atropela quatro estudantes na porta de colégio &DSWXUDGRDSyVIXJLUGRORFDOFRQGXWRUIRLOHYDGRj&HQWUDOGH3ROtFLDHVHUHFXVRXDID]HURWHVWH GREDI{PHWUR0DVSROLFLDOGLVVHTXHHOHDSUHVHQWDYDVLQDLVQtWLGRVGHHPEULDJXH]Pág. 9 SECOM / PMM

Obras da Ecovia Norte estão em ritmo acelerado

CÂMARA DE VEREADORES

Falta só uma assinatura para a CEI da Transpal Falta apenas uma assinatura para a instalação da Comissão Especial de Investigação (CEI) que os vereadores de Maceió pretendem criar para investigar a Transpal. A expectativa deles era de que ontem a comissão fosse formalizada, mas, por falta

de quorum, não houve sessão nem apareceu o sétimo parlamentar para subscrever o pedido de formação da CEI. A CUT continua aguardando decisão do Tribunal de Justiça para o mandado de segurança que impetrou contra o reajuste da passagem. 2 e 10 BRENO AIRAN

(VWmRHPDQGDPHQWRDVREUDVGD(FRYLD1RUWHDHVWUDGDTXHYDLOLJDURVEDLUURVGR%HQHGLWR%HQWHVD$/ 1RUWHHP*XD[XPD2UoDGDHP5PLOK}HVRULXQGRVGRJRYHUQRIHGHUDOHFRPFRQWUDSDUWLGDGDSUHIHLWXUDD YLDVHUiXPDRSomRGHHVFRDPHQWRGRWUkQVLWRSDUDTXHPVHGLULJHDR/LWRUDO1RUWH2VWUDEDOKRVHVWmRDJRUDFRQFHQWUDGRVQRVVHUYLoRVGHGUHQDJHPGDViJXDVSOXYLDLVHWHUUDSODQDJHPFRPXWLOL]DomRGHGLYHUVRVHTXLSDPHQWRVHDXWRPRWLYRV6HXFRUUHGRUSULQFLSDOWHUiPHWURVGHH[WHQVmRHTXDWURFRUUHGRUHVVHFXQGiULRVPág. 12 ADAILSON CALHEIROS

ARQUIVO / SANDRO LIMA

CAÇAMBA YROWRXD¿FDUHPSpHRPRWRULVWDIRLVRFRUULGR

ACIDENTE

Caçamba com areia perde freio e capota em ladeira Uma caçamba que transportava areia sofreu pane no motor e perdeu os freios ontem à tarde quando subia a ladeira que liga os bairros de Guaxuma e o Sítio São Jorge e acabou co-

BOA NOTÍCIA!

Casos graves de dengue caem 87% em Alagoas

MAURÍCIO GOMES

Morre diretor do Sindicato GRV*UiÀFRV )RLVHSXOWDGRRQWHPR FRUSRGH0DXUtFLR*RPHVGD6LOYDGLUHWRU GR6LQGLFDWRGRV*Ui¿FRV GH$ODJRDVHQWLGDGH TXHSUHVLGLXQDGpFDGD GH0DXUtFLRPRUUHX YtWLPDGHXPIXOPLQDQWH DWDTXHFDUGtDFRPág. 11 TEMPO

Bom a parcialmente nublado com possiblidades de chuvas em áreas isoladas

Mínima

20º

Máxima

30º

Marés

04:45 10:58 17:39 23:51

0.9 1.5 0.7 1.5

FINANÇAS DÓLAR COMERCIAL R$ 1,71 R$ 1,71 DOLAR PARALELO R$ 1,76 R$ 1,87 OURO: R$ 95,50 POUPANÇA: 0,5228%

lidindo com uma barreira e capotando. O motorista, Cosme Bernardo da Silva, 59, disse que preferiu jogar a caçamba contra a barreira para evitar que batesse em algum outro veículo. 10

POLÍCIA MILITAR

Levantamento divulgado ontem pelo Ministério da Prefeitura doa áreas para construção de bases comunitárias Saúde indica que o número $3UHIHLWXUDGH0DFHLyYDLOLEHUDUSDUDR(VWDGRFLQFRiUHDVSDUDFRQVWUXomRGHEDVHVGD3ROtFLD de casos graves de dengue sofreu drástica redução &RPXQLWiULD$QRWtFLDDJUDGRXRVPRUDGRUHVGRVORFDLVSRUTXHMXQWRFRPDVEDVHVVHUmRLQVWDODGRVWDPEpPSRVWRVGHVD~GHHFUHFKHVGRPXQLFtSLR2MDUGLQHLUR-RVp&kQGLGRTXHPRUDQR este ano em Alagoas - caiu &DQDmHORJLRXRVJRYHUQRV³$TXLSUHFLVDVLPSRUTXHQmRWHPVHJXUDQoDQHQKXPD´Pág. 11 87%. O índice de óbitos

COM TUMULTO

COOPERATIVISMO

NO ALMOÇO

causados pela doença foi zero, contrastando com o ano passado, quando, em igual período, uma morte já tinha sido registrada. O total de casos também sofreu redução, em 28%. 12 BRENO AIRAN

Toledo é reeleito BC vê potencial Cozinheira é para presidir a nas cooperativas morta com dois Mesa Diretora de crédito tiros no rosto 1XPDVHVVmRHPTXHKRXYH DFXVDo}HVP~WXDVEDWHERFDHSURWHVWRVRGHSXWDGRWXFDQR)HUQDQGR7ROHGR IRLUHHOHLWRSUHVLGHQWHGD 0HVD'LUHWRUDGD$/(SDUDR ELrQLR2GHSXWDGR$QWRQLR$OEXTXHUTXH 37GR% pRYLFHSUHVLGHQWH H0DXUtFLR7DYDUHV 37% pR VHFUHWiULRJHUDOPág. 3

³$VFRRSHUDWLYDVGHFUpGLWR WrPSRWHQFLDOGHDXPHQWDUSDUWLFLSDomRQRVLVWHPD¿QDQFHLUR QDFLRQDO2QGHKiSUHVHQoDGR FRRSHUDWLYLVPRKiWHQGrQFLD GHWD[DVGHHPSUpVWLPRVD MXURVPHQRUHV´GLVVHRSUHVLGHQWHGR%DQFR&HQWUDO$OH[DQGUH7RPELQLUHFRQKHFHQGR DIRUoDGDVFRRSHUDWLYDVGH FUpGLWRQRSDtVSuplemento

'RLVKRPHQVHPXPDPRWR H[HFXWDUDPFRPGRLVWLURVQR URVWRDFR]LQKHLUD&ULVWLDQHGH 2OLYHLUD1DVFLPHQWRGHQWURGR([SUHVV5HVWDXUDQWH QD$YHQLGD0HQLQR0DUFHOR 2FULPHDFRQWHFHXQRPRPHQWRHPTXHUHIHLo}HVHVWDYDPVHQGRVHUYLGDV$YtWLPD VHULDPXOKHUGHXPVROGDGR POLICIAIS MILITARES IRUDPFKDPDGRVDRORFDOGRFULPH 30UHIRUPDGRPág. 10


TribunaIndependente

2 POL�TICA MACEIÓ - SEXTA-FEIRA, 2 DE MARÇO DE 2012

PolĂ­tica

Em 2011, vereadores solicitaram dados à Transpal e foram ignorados Faltam assinar a CEI da Transpal, Oscar de Melo (PP) e Tereza Nelma (PSDB), porÊm outros vereadores podem assinar a instalação da Comissão, como ThÊo Fortes (PTdoB) e Netinho Barros (PSC). Para Paulo Corintho (PDT), não Ê por ausência de assinaturas que os trabalhos deixarão de ser iniciados. O pedetista lembrou que em 2011, fez requerimento solicitando informaçþes à Transpal, mas que nunca foi respondido, ignorando o pleito dos vereadores.

*DOED1RYDHVDLQGDQmRIRLQRWLĂ€FDGR

Documento da 14ª da Vara Cível da Capital não chega nas mãos do presidente da Câmara Municipal de Maceió

ESPLANADA LEANDRO MAZZINI - contato@colunaesplanada.com.br

PMDB barra diretor da $177HPUHWDOLDomRDR3ODQDOWR

E

stå em risco a recondução do diretor geral da Agência 1DFLRQDOGH7UDQVSRUWHV7HUUHVWUHV $177 %HUQDUGR Figueiredo. A votação de seu nome em plenårio no Senado foi adiada para semana que vem, a pedido do PMDB. Em reunião da bancada na tarde de quarta, o senador Roberto Requião se rebelou. Voltou a acusar Figueiredo de ter ido à sua casa certa vez, junto com o ministro Paulo Bernardo, fazer lobby por obra com iJLRGH8PDFRQGHQDomRGR7&8FRQWUD)LJXHLUHGRQDJHVWmRHPRXWURyUJmRWDPEpPSHVDFRQWUD2SDUWLGRSRGHLPSULPLU YH[DWyULDGHUURWDD'LOPD

Precedente A Ăşnica derrota do ex-presidente Lula no Congresso, alĂŠm da queda da CPMF, deu-se na negativa de nomear LuĂ­s SalomĂŁo para a ANP. Porque o PMDB se rebelou.

Recado de lĂĄ Preocupado com o motim, o lĂ­der do Governo no Congresso, Romero JucĂĄ (PMDB-RR), foi ao Planalto e perguntou se mantinha o nome de Figueiredo. Resposta positiva.

Skaf serĂĄ caixa de Chalita O presidente da Fiesp, Paulo Skaf (PSB), serĂĄ o coordenador da campanha de Gabriel Chalita Ă Prefeitura de SĂŁo Paulo e vai buscar ÂżQDQFLDGRUHV(PWURFDWHUiRDSRLRGR30'%SDXOLVWDQDVXDHYHQWXDO candidatura ao governo em 2014. O trato foi fechado no PalĂĄcio do Jaburu, residĂŞncia do vice-presidente Michel Temer.

Escrete... Participaram do acordo no Jaburu, alĂŠm de Temer, que sacramentou, os senadores EunĂ­cio Oliveira (CE), Renan Calheiros (AL), JosĂŠ Sarney (AP) e Valdir Raupp (RO), alĂŠm dos prĂłprios Skaf e Chalita.

...e pauta 2JUXSRGR-DEXUXWDPEpPGH¿QLXXPDSDXWDSDUDRVHPHVWUHQR6HQDGR9DLWUDEDOKDUSHOR¿PGR,&06SDUDSURGXWRVLPSRUWDGRVHGH¿QLUR pacto federativo, que inclui a redução da cobrança de juros dos estados, que chega a estupendos 20%.

Festa mineira 2VHQDGRU&OpVLR$QGUDGHVHÂżOLDDR30'%HPÂżPYLQGRGR35GLD com festa nos salĂľes da Assembleia Legislativa de Minas.

Mercado pra peixe Após a posse de hoje, no Palåcio do Planalto, o ministro da Pesca, Marcelo Crivella, se debruça sobre novo plano para construção de terminais pesqueiros em vårias capitais.

Campanha nacional O deputado federal OtĂĄvio Leite, candidato do PSDB Ă Prefeitura do Rio, acredita que ali, como em SĂŁo Paulo, a campanha vai se nacionalizar. Nos dois principais colĂŠgios eleitorais, diz que estĂĄ tudo muito claro: a disputa serĂĄ entre PT e PSDB, e suas gestĂľes.

TĂ´ nem aĂ­ A ANTT quer passar Ă s prefeituras das cidades satĂŠlites a responsabiliGDGHVREUHFRQFHVV}HVHÂżVFDOL]DomRGDVOLQKDVVHPLXUEDQDVGH{QLbus em BrasĂ­lia. Assim se livra da responsabilidade num raio de 75km, RQGHDVYDQVH{QLEXVSLUDWDVUHLQDPQDVYLDV

Aqui, nĂŁo A mesma ANTT , primeiro, tentou passar o pepino para o Governo do Distrito Federal e ouviu um nĂŁo. Agora, tenta empurrar para o governo do GoiĂĄs.

CofrĂŁo O Bandes, banco do estado do EspĂ­rito Santo, resolveu abrir o cofre. DĂĄ atĂŠ R$ 1 milhĂŁo para empresĂĄrios de setores variados abrirem negĂłcios na capital e interior.

Cartel na Copa O Tribunal de Contas da União fecha os olhos para clara suspeita de cartel: escritórios de arquitetura que esboçaram os estådios da Copa estipularam preço padrão em torno de R$ 14 milhþes, independentemente dos projetos. Que são bem diferentes.

Roleta travada Dorme na Câmara, desde 2010, a urgência para o projeto que legaliza os bingos, proposta pelo deputado Valdemar da Costa Neto (PR-SP). Com a operação da PF em Goiås que prendeu Carlinhos Cachoeira, não hå vontade dos deputados nisso.

Ponto Final $WpR¿QDOGRDQRRVSULQFLSDLVVLWHVGDVUHGHVVRFLDLV )DFHERRN7ZLWter, Orkut, Badoo e outras) terão 1,5 bilhão de cadastrados, ou 21% da população da Terra. Com Gilmar Correa e Hosa Freitas ZZZFROXQDHVSODQDGDFRPEU contato@colunaesplanada.com.br Twitter @leandromazzini

SANDRO LIMA

LUIS VILAR REPĂ“RTER

AtÊ a tarde de ontem, GLD ž R SUHVLGHQWH GD &kPDUD 0XQLFLSDO GH 0DFHLy Galba Novaes (PRB), não WLQKD UHFHELGR D QRWLÀFDomR GD�9DUD&tYHOGD&DSLWDO obrigando a Casa de Mårio Guimarães a apresentar os nomes dos servidores aposentados, alÊm dos ativos do Legislativo municipal. A determinação estipula o prazo de cinco dias para a divulgação da lista de funcionårios efetivos da Casa de Mårio *XLPDUmHV QR SHUtRGR HQWUH RV DQRV GH  D  A determinação foi do juiz VXEVWLWXWRGD�9DUD&tYHO da Capital, AndrÊ Avancini. Entretanto, conforme o presidente Galba Novaes – pelo menos atÊ a tarde de ontem – não havia sido inforPDGD RÀFLDOPHQWH ´$LQGD estamos aguardando a noWLÀFDomR RÀFLDO SDUD SRGHUPRVDJLU¾GHVWDFRX1RYDHV salientou ainda que todas as decisþes serão tomadas pela Procuradoria Geral da Casa de Mårio Guimarães. ´6y GXDV SHVVRDV SRGHP

VHUQRWLÀFDGDVHXFRPRSUHsidente da Casa, ou o responsåvel pela procuradoria. É uma questão administrativa que serå resolvida junto com a procuradoria e assim TXH HVWLYHUPRV RÀFLDOPHQWH cientes, nos reuniremos com R SURFXUDGRU 'LyJHQHV 7HQyULR H 0DUFHOR %UDER SDUD discutirmos o assunto. De qualquer forma, o prazo ainGD QmR FRPHoRX D FRQWDU¾ salientou Novaes. As informaçþes solicitadas à Câmara Municipal GH0DFHLyWrPSRUEDVHXP mandado de segurança impetrado por Anilza Agra Plåcido. Ela argumenta que teve redução de salårio a SDUWLUGH Anilza Plåcido foi aprovada em concurso realizado HPSDUDRFDUJRGHDVsessor especial parlamenWDUPDV²HP²TXDQdo a atual Mesa Diretora, comandada por Galba Novaes (PRB), tomou posse foi transferida para outra função com salårio inferior. A funcionåria pede reenquadramento imediato com garantia de renumeração corNovaes diz que ao receber documento tomarå as providências respondente.

ATUALIZAĂ‡ĂƒO

&kPDUDFRPHoDUHFDGDVWUDPHQWRGLD Em relação aos servidores efetivos, o presidente da Casa de Mårio Guimarães, Galba Novaes, determinou – conforme publicação no 'LiULR 2ÀFLDO GR 0XQLFtSLR de ontem – um recadastramento de todo o quadro efetivo. A atualização do cadastro dos servidores serå IHLWD QR SHUtRGR GH  D  de março deste ano. Para isto foi estipulado – conforme Galba Novaes – um cronograma na ordem

alfabÊtica dos nomes dos servidores. A partir do dia  R UHFDGDVWUDPHQWR RFRUreu no horårio de 9 horas às  KRUDV QR SUySULR SUpGLR sede da Câmara Municipal. Foram designados, jå por 'LiULR 2ÀFLDO VHWH VHUYLGRres para realizar o procedimento. ´$SyV D FRQFOXVmR GRV trabalhos deverå ser entreJXH UHODWyULR ÀQDO FRP RV principais dados coletados QR SUD]R GH  GLDV ~WHLV¾

colocou. Vale ressaltar que os servidores estão sendo recadasWUDGRVHPXPSHUtRGRTXHD Câmara Municipal pretenGHUHDOL]DUFRQFXUVRS~EOLFR atÊ o mês de abril. MULTA Caso descumpra a decisão judicial, a Câmara pagarå multa diåria de R$  FRPR WDPEpP GHYH sofrer um mandado de busca e apreensão para que a Justiça tenha acesso às in-

formaçþes. Esta Ê a segunda decisão com o mesmo teor que atinge a Casa. No primeiro caso, segundo o procurador-geral da CâmaUD 0XQLFLSDO 'LyJHQHV 7HQyULR-~QLRURSDUODPHQWR-mirim recursou e aguarda decisão judicial. Em relação jGHFLVmRGD�9DUD&tYHO GD &DSLWDO 7HQyULR GL] TXH DLQGDQmRIRLLQIRUPDGRRÀcialmente, mas que pode ser tomado o mesmo caminho: um recurso. (L.V)

TRANSPAL

Ausência de sessão impede instalação de CEI SANDRO LIMA

2ÀFLDOPHQWH IDOWD DSHnas uma assinatura para a instalação da Comissão Especial de Investigação (CEI), que visa saber as reais razþes do preço consideUDGR DOWR ² SHORV SUySULRV vereadores – da atual tarifa de ônibus que Ê paga em 0DFHLy 2 UHFHQWH UHDMXVWH do valor da passagem de R$ SDUD5DOpPGRV empresårios ainda defendeUHP D FREUDQoD GH 5  motivou a investigação dos parlamentares-mirins. 0HVPR FRP R YDORU À[DGR HP 5  SHOR 3RGHU Judiciårio, o vereador RicarGR%DUERVD 37 DSUHVHQWRX a proposta de abrir uma CEI SDUD LQYHVWLJDU D 7UDQVSDO O requerimento – em virtude de Barbosa presidir a CEI da Violência – foi repassado SDUD3DXOR&RULQWKR 3'7  TXHÀFRXQDLQFXPErQFLDGH conseguir as sete assinaturas para a instalação da Comissão. Jå assinaram a CEI, &DUORV 5RQDOVD 33  +HORtsa Helena (PSOL), Marcelo Malta (PCdoB), Fåtima Santiago (PP), Ricardo Barbosa Heloísa Helena comentou - em plenårio vazio - a necessidade da CEI 37  H R SUySULR &RULQWKR

Alguns vereadores – conforme bastidores – se esquivaram de assinar a criação da ComissĂŁo. Outros, avaliaram que ainda precisariam pensar sobre o assunto. 1RV EDVWLGRUHV Mi H[LVWH GHVFRQĂ€DQoDV HP UHODomR Ă efetividade da CEI em função dos comentĂĄrios reODWLYRV D SRVVtYHLV OLJDo}HV entre o setor do transporte S~EOLFRPXQLFLSDOHRĂ€QDQciamento de campanhas de vereadores. Mas, as inforPDo}HVVmRH[WUDRĂ€FLDLV +HORtVD +HOHQD 362/  IRL D ~QLFD D IDODU DEHUWDmente sobre o assunto. “AsVLQHL D &(, GD 7UDQVSDO H entendo que ĂŠ de fundamental importância a ComissĂŁo, SRLVSRGHDX[LOLDUR0LQLVWpULR3~EOLFR(VWDGXDODUHVROver um problema que estĂĄ impedindo a realização da OLFLWDomR GR WUDQVSRUWH S~EOLFR HP 0DFHLy HP IXQomR GRVPDLVGH5PLOK}HV que a Prefeitura quer cobrar das empresas que irĂŁo se capacitar por meio da outorga. A CEI ĂŠ um mecanismo de monitoramento importante, TXH WHP TXH DFRQWHFHUÂľ FRlocou. (L.V)


TribunaIndependente

MACEIÓ - SEXTA-FEIRA, 2 DE MARÇO DE 2012 POL�TICA

3

Sob protestos, Toledo ĂŠ reeleito na Assembleia

Sem defesa

T

eotonio Vilela Filho tem maioria na Assembleia Legislativa e melhorou um pouco sua relação com a bancada federal. Nem por isso se ouviu uma Ăşnica voz parlamentar sair em defesa do governo e do Estado, quando das crĂ­ticas do jornal “Valor EconĂ´micoâ€?, considerando a economia de Alagoas estagnada. SĂł o prĂłprio TĂŠo Vilela e o secretĂĄrio da ĂĄrea, Luiz OtĂĄvio Gomes, se pronunciaram a respeito. Sabe-se bem que o respaldo polĂ­tico a um governo, na ĂĄrea legislativa, corresponde a contrapartidas, bem ao estilo do â€œĂŠ dando que se recebeâ€?. Se o Executivo alagoano tem se dado bem com o Legislativo ĂŠ porque existe reciprocidade, sabe-se lĂĄ de que forma. E hĂĄ avanços reais, no campo econĂ´mico, de forma notĂłria. EntĂŁo, como ninguĂŠm na Assembleia Legislativa, na Câmara dos Deputados ou no Senado Federal assumiu a defesa do governo nesse episĂłdio, hĂĄ algo de errado. É caso de ingratidĂŁo, desconhecimento de causa ou falta de articulação. Com aliados assim, nem ĂŠ preciso ter oposição.

Deputado Olavo Calheiros acusa presidente da Casa de perpetuação no poder ARQUIVO

U

A conferir Nas avaliaçþes de experientes analistas políticos, se realmente TÊo Vilela se afastar do governo, em 2014, para concorrer ao Senado, o vice, JosÊ Thomaz Nonô, não deixarå passar a oportunidade de, sendo efetivado, se candidatar à reeleição. Nonô estaria forte pela força do cargo, pela herança positiva de TÊo e pelo estilo de honrar compromissos assumidos, o que pesou muito para obter seis mandatos seguidos de deputado federal.

Decidido 6HPSUHTXHSRGH7pR9LOHODUHDÂżUPDVHXFRPSURPLVVRFRPDFDQGLGDWXUDGH5RJpULR7HyÂżORj3UHIHLWXUDGH$UDSLUDFD(QHXWUDOL]DDVVLP boatos de que ele e Renan Calheiros teriam articulado a candidatura de CĂŠlia Rocha visando uma dobradinha em 2014, quando TĂŠo pretende ser candidato a senador e Renan a governador.

Força O senador Renan Calheiros (PMDB) marcou mais um tento junto aos produtores rurais, ao levar o governador TÊo Vilela e lideranças do setor para a audiência que conseguiu com o ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho. No encontro, avançou muito a proposta para Alagoas sair GD]RQDGHULVFRGDIHEUHDIWRVD

Bem bom A Justiça liberou da cadeia o ex-deputado Francisco Tenório e o proibiu de trabalhar como delegado. Com salårio garantido, ele não tem muito GRTXHUHFODPDU$QmRVHUGDWRUQR]HOHLUDHGDVUHVWULo}HVFRPRVy SRGHUVDLUGH0DFHLyFRPDXWRUL]DomRMXGLFLDOHWHUGHVHUHFROKHUHP casa, às 20 horas. Melhor do que isso, só isso.

Tudo em casa A UniĂŁo dos Vereadores de Alagoas, presidida por Hugo Wanderley, GR30'%UHDOL]DHYHQWRKRMHHP0DUHFKDO'HRGRURRQGHRSUHIHLWR ĂŠ Cristiano Mateus, do PMDB, tendo como conferencista o prefeito de Arapiraca, Luciano Barbosa, do PMDB. O mais ilustre convidado ĂŠ o senador Renan Calheiros, do PMDB.

Mudança Revela Milena Andrade, no Tudo na Hora: “De olho na melhoria dos UHVXOWDGRVRSHUDFLRQDLVD%UDVNHPYDLID]HUXPDUHHVWUXWXUDomRQRV cargos de comando. Segundo notĂ­cias veiculadas em jornais de circulação nacional, o alagoano Manoel CarnaĂşba, que hoje ĂŠ vice-presidente de petroquĂ­micos bĂĄsicos, deve deixar a equipe.

SerĂĄ? É compreensĂ­vel que o governo estadual nĂŁo tenha conseguido ainda SDJDUDWRGRVRVVHUYLGRUHVGHQWURGRPrVWUDEDOKRDWpSHODGLÂżFXOGDGH ÂżQDQFHLUDHQFRQWUDGDHP0DVFRPXPSRXFRGHHVIRUoRWDOYH] dĂŞ para ampliar, de R$ 2 mil para R$ 3 mil, o teto da chamada primeira faixa, que recebe no Ăşltimo dia do mĂŞs.

“

Os governadores estão apavorados. O modelo Ê absurdo. Quanto mais se paga, mais continua a dever.� RENAN CALHEIROS Senador do PMDB/AL, ao anunciar que o partido propþe mudança no indexador das dívidas dos estados com a União, para recuperar a capacidade de investimentos dos Estados

* O presidente do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, Paulo Roberto de Oliveira Lima, e o diretor do Foro da Justiça Federal em Alagoas, Paulo Machado Cordeiro, inauguram hoje a 10ª Vara Federal em Arapiraca e a 11ª, em Santana do Ipanema. * Estão abertas, somente atÊ hoje, as inscriçþes para estagiårios, na årea de Direito, do MinistÊrio Público Federal. A bolsa do estågio Ê no valor de R$ 800,00. Informaçþes sobre inscrição, locais e datas das avaliaçþes: www.pral.mpf.gov.br. * As inscriçþes para a edição 2012 do projeto Teatro Deodoro Ê o Maior Barato terminam hoje. O projeto, da Diretoria de Teatros do Estado de Alagoas, destinado às åreas de música, dança e teatro. Informaçþes: 3315-5665/www.teatrodeodoro.al.gov.br. * Continuam abertas, atÊ 26 de abril, as inscriçþes para o segundo HGLWDOGDFROHomR&RFRGH5RGDGD,PSUHQVD2¿FLDO*UDFLOLDQR5DPRV para histórias infantis que tratem da cultura e da história de Alagoas. ,QIRUPDo}HVZZZLPSUHQVDR¿FLDODO * O Estådio Municipal de Arapiraca não tem banheiro na arquibancada para a torcida visitante nem saída de emergência. Reclamação feita por um torcedor do CRB, ontem, por telefone, a RogÊrio Costa, da Rådio *D]HWD

NIGEL SANTANA REPĂ“RTER

Fernando Toledo presidirĂĄ por mais dois anos o Legislativo alagoano

TĂ”NICA DA SESSĂƒO

Falta de papel higiĂŞnico e bate boca entre parlamentares O vice-presidente da Assembleia Lesgislativa do Estado, deputado Antonio Albuquerque (PTdoB), foi o responsĂĄvel em conduzir o processo de mais uma eleição na Casa de Tavares Bastos. No entanto, as discussĂľes acaloradas com os petistas Ronaldo Medeiros e Judson Cabral deram a tĂ´nica de mais um pleito. Medeiros pediu a palavra e questionou Albuquerque se a sessĂŁo de ontem era ordinĂĄria ou preparatĂłria para uma eleição. Em resposta, o presidente disse: “Muito me estranha que vossa excelĂŞncia nĂŁo conheça o regimento dessa Casa. É uma sessĂŁo preparatĂłria. Ou o deputado

Ronaldo Medeiros nĂŁo conhece o regimento ou vossa excelĂŞncia nĂŁo sabe lerâ€?. Para Medeiros, o vice-presidente da ALE nĂŁo o deixou falar ou atĂŠ mesmo fazer contestaçþes acerca do pleito. “Se o senhor nĂŁo quer me deixar falar, desligue meu microfone. TerĂ­amos de fazer primeiro a sessĂŁo ordinĂĄria e posteriormente a preparatĂłria para a disputa da eleição. É Isso que estĂĄ no regimentoâ€?, declarou. Judson Cabral foi mais enfĂĄtico e revelou que estava inscrito para falar primeiro, e Albuquerque teria rasgado o regimento por nĂŁo ter lhe dado a palavra. “Isso ĂŠ uma atitude lamentĂĄvel. Como

presidente, vossa excelĂŞncia nĂŁo tem esse poder tĂŁo autoritĂĄrio. Para de inventar moda, pois, isso ĂŠ uma atitude de um dĂŠspota e nĂŁo aceito que vocĂŞ determine quem vai falar ou nĂŁoâ€?, disparou Cabral, que se retirou em seguida. ARREPENDIMENTO JoĂŁozinho Pereira (PSDB) surpreendeu a todos manifestando seu arrependimento. “Uma verdadeira falta de compromisso da Mesa Diretora. Nesta Casa falta tudo, atĂŠ papel higiĂŞnico. Se eleito for, Toledo serĂĄ um presidente igual ao CBF [Ricardo Teixeira], com uma administração cheia de irregularidadesâ€?. (N.S)

ma sessĂŁo tensa e cheia de protestos e acusaçþes. Foi nesse clima que o deputado Fernando Toledo (PSDB) foi reeleito para mais dois anos de mandato Ă frente do parODPHQWR DODJRDQR 1R Ă€QDO da apuração, dos 21 parlamentares presentes, 19 votaram pela permanĂŞncia do atual presidente, e dois optaram em anular seus votos. A Mesa Diretora que apoiou Fernando Toledo para mais um mandato no biĂŞnio 2013/ 14, foi eleita com 20 votos a favor e um contra. Desta forma, o comando da Casa de Tavares %DVWRV Ă€FD FRPSRVWR DVVLP Fernando Toledo, presidente (PSDB); Antonio Albuquerque (PTdoB), vice-presidente; SĂŠrgio Toledo (PDT), segundo vice-presidente; Jota Cavalcante (PDT), terceiro vice-presidente; MaurĂ­cio Tavares (PTB), primeiro secretĂĄrio; Marcelo Victor (PTB), segundo secretĂĄrio; Marcos Barbosa (PPS), terceiro secretĂĄrio; e Dudu Hollanda (PSD), quarto secretĂĄrio. Antes da sessĂŁo inciar, o deputado Ronaldo Medeiros (PT) havia divulgado que nĂŁo sairia mais candidato Ă  presidĂŞncia. Um dos motivos foi nĂŁo ter conseguido o apoio dos demais parlamentares e assim conseguir ĂŞxito na eleição. Mesmo sem um nome para sair contra Fernando Toledo, os deputados Olavo Calheiros (PMDB), JoĂŁozinho Pereira (PSDB), Judson Cabral (PT) e JoĂŁo Henrique Caldas (PTN) usaram Ă  tribuna da Casa para criticar o que eles chamam de “imoralidadeâ€? e “abuso de poderâ€? na condução das eleiçþes. â€œĂ‰ muito difĂ­cil se contrapor a maioria. E essa maioria estĂĄ repleta de atitudes equivocadas a exemplo de organizar mais uma eleição, quando o mandato do atual presidente se encerra em fevereiro de 2013. Esse Poder poderia nos livrar de tanto constrangimento. Antecipar esse pleito faz parte de uma arrogância dos que acham que podem muito, e que nĂŁo hesitam em prejudicar o coletivo para atender seus interessesâ€?, criticou Calheiros. O peemedebista, em coro com os demais deputados contrĂĄrios Ă  reeleição de Toledo, ressaltou que o presidente quer se perpetuar no Poder. FORTALECIDO O presidente Fernando Toledo avalia que sua vitĂłria faz parte do processo democrĂĄtico, e que as discussĂľes estĂŁo no contexto da dialĂŠtica. Este novo momento, ressalta o presidente, tem XP VLJQLĂ€FDGR GH PXGDQoD pois todo o trabalho desempenhado pela Mesa Diretora QmRLUiEHQHĂ€FLDUXPRXGRLV deputados, mas, o coletivo. “NĂŁo existe perpetuação de poder, nĂŁo existe arbitrariedade. Outros parlamentos seguem essa prĂĄtica e nĂŁo hĂĄ nada de errado. Todo esse discurso se traduz em remorso por nĂŁo ter vencido as eleiçþesâ€?, considera. Toledo rebateu os deputados que estavam contra a sua eleição informando que durante seus mandatos a Assembleia Legislativa semnpre seguiu os preceitos da moralidade e da ĂŠtica, e garantiu que quem forçou uma nova eleição no parlamento foram os prĂłprios deputados que hoje integram a oposição na Assembleia Legislativa.


TribunaIndependente

4 POL�TICA MACEIÓ - SEXTA-FEIRA, 2 DE MARÇO DE 2012

BARTOLOMEU DRESCH bartolomeu_dresch@hotmail.com.br

E haja consignados

D

e acordo com a Superintendência Regional do INSS em Alagoas, as operaçþes de crÊdito consignado realizadas por aposentados e pensionistas no Estado totalizaram R$ 42,1 milhþes no mês de janeiro. Em comparação com o mesmo período do ano passado, o aumento foi de 23,1%, jå que na oportunidade foram emprestados R$ 34,2 milhþes. O número de emprÊstimos igualmente cresceu bastante, sendo 26 mil no primeiro mês deste ano, contra 17 mil em janeiro de 2011. Em todo o Brasil, as operaçþes de crÊdito consignado alcançaram R$ 2,9 bilhþes em laneiro de 2012, contra R$ 2, 288 bilhþes no mesmo período de 2011 (aumento de 26,72%). O Nordeste foi a segunda região em maior numero de emprÊstimos desta modalidade com 502.372 mil operaçþes, num total de R$ 764 milhþes. Na região, o Estado líder nos consignados foi a Bahia com R$ 193 milhþes, que atenderam a 122.175 operaçþes de crÊdito. O Instituto Nacional de Seguridade Social explica que o aposentado e pensionista que desejar obter um emprÊstimo consignado, pode fazê-lo em qualquer instituição ÀQDQFHLUDTXHWHQKDFRQYrQLRFRPR,166HQmRQHFHVVDULDPHQWH no banco onde recebe seu benefício. A melhor opção Ê realizar a operação com a instituição que oferecer a menor taxa de juros.

Difícil de largar O ainda presidente da CBF, Ricardo Teixeira, mesmo respondendo a acusaçþes de corrupção pela Fifa e em desgraça com o Governo Federal, disse esta semana que vai continuar à frente da entidade, mas pretende pedir licença para tratamento de saúde. Teixeira revelou suas intençþes na assemblÊia geral extraordinåria da CBF esta semana no Rio de Janeiro, quando reuniu os dirigentes das 27 federaçþes estaduais de futebol. Disse que começaria a realizar alguns exames, mas não entrou em detalhes sobre possíveis doenças ou sobre a gravidade da sua situação. Antes da assemblÊia geral o presidente da CBF recebeu separadamente cada um dos dirigentes estaduais. Teixeira assegurou a todos que se manterå à frente da CBF e tambÊm do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo de 2014.

Monitoração Eletrônica Mesmo jå tendo sido implantada em 39 presos em situação de liberdade vigiada (alguns atÊ famosos como o ex-coronel Manoel Francisco Cavalcante e o ex-deputado federal Chico Tenório), serå inaugurado R¿FLDOPHQWHQDPDQKmGHKRMHR6LVWHPDGH0RQLWRUDomR(OHWU{QLFDGH Sentenciados. Alagoas passa a fazer parte de um seleto grupo de cinco Estados a utilizarem o sistema (incluindo Rio de Janeiro e São Paulo) TXHFRQVLVWHQDXWLOL]DomRGDWRUQR]HOHLUDHOHWU{QLFDPRQLWRUDGDSRUXP Centro de Operaçþes. A inauguração acontece no Complexo Penitenciårio e terå a presença do governador Teotonio Vilela Filho e do secretårio de Defesa Social, Dårio CÊsar.

Mudanças na poupança 1 2JRYHUQRQHJDPDVDHTXLSHHFRQ{PLFDWUDEDOKDHPXPDQRYD proposta para alterar a correção da caderneta de poupança, que atuDOPHQWHp¿[DGDSHOD7D[D5HIHUHQFLDO 75 PDLVDRDQR3RUVHU um tema polêmico, a idÊia Ê fazer com que a nova regra somente seja vålida para depósitos futuros, para não gerar reclamaçþes de quebra de contrato. A nova regra em estudo prevê que o rendimento da poupança seja variåvel, colocando o investimento em linha com as demais pråticas GRPHUFDGR¿QDQFHLUR$LGpLDpPDQWHURHTXLOtEULRHQWUHDSRXSDQoD e outros investimentos, evitando que o movimento de queda nas taxas de juros provoque uma corrida dos investidores para a caderneta de poupança.

Mudanças na poupança 2 Na medida em que o Banco Central reduz a taxa de juros, acaba afetando a remuneração dos fundos de investimentos, jå que o retorno varia de acordo com os juros. Por isso a poupança tem atraído os investidores, uma vez que o retorno Ê garantido e isento do Imposto de Renda. Mas o governo sabe que o assunto Ê bastante polêmico especialmente em um ano eleitoral. O Governo Lula foi forçado a engavetar outro projeto que estabelecia a cobrança do IR para depósitos de alto valor, em função da chuva de críticas e na possibilidade de acabar prejudicando a população de baixa renda. Por isso o Governo Federal tem tratado o assunto com muita cautela. Mas as mudanças virão.

Marte à vista O Planeta Marte Ê a grande atração na noite de hoje e tambÊm de DPDQKmViEDGRQR2EVHUYDWyULR$VWURQ{PLFR*HQLYDO/HLWH/LPD localizado no Centro de Estudos e Pesquisas Aplicadas (Cepa). A partir das sete da noite uma sÊrie de atividades serão desenvolvidas para quem deseja ver e aprender mais sobre o chamado planeta vermelho. A HQWUDGDpIUDQFDHRDSUHQGL]DGRpOLYUH22EVHUYDWyULR$VWURQ{PLFRp XPDLQLFLDWLYDGR&HQWURGH(VWXGRV$VWURQ{PLFRVGH$ODJRDVGD8QLversidade Federal de Alagoas e das Secretarias estaduais da Educação e Esporte e da Ciência, Tecnologia e Inovação.

Atentado Ă Putin 26HUYLoRGH6HJXUDQoDGD8FUkQLDFRQÂżUPRXTXHLGHQWLÂżFRXHFRQVHguiu frustrar um atentado que seria cometido contra o primeiro ministro russo Vladimir Putin. Os envolvidos foram detidos com a ajuda do serviço secreto russo, quando preparavam o atentado no porto ucraniano de Odessa. Putin ĂŠ o principal candidato das eleiçþes presidenciais soviĂŠticas no prĂłximo domingo. A descoberta aconteceu no inĂ­cio do ano, sendo que dois dos envolvidos foram detidos e um terceiro morreu quando manipulava os explosivos que seriam utilizados na ação. Os presos confessaram que iam realizar o atentado logo apĂłs as eleiçþes presidenciais. Eles pertencem ao grupo terrorista “Emirado CĂĄucasoâ€?, liderado por Doku Umarov, vinculado a Al Qaeda. ‡2PDUFHQHLUR/XL]&DUORV5LEHLURDQRVGLVVHWHUÂżFDGRVXUSUHVR ao tomar conhecimento que havia acumulado 100 mil pontos na sua Carteira Nacional de Habilitação. Ele foi ouvido ontem na Delegacia de Crimes de Trânsito em SĂŁo Paulo. ‡(OHQHJRXTXHÂż]HVVHSDUWHGHXPDTXDGULOKDTXHUHFHEHGLQKHLUR SDUDWUDQVIHULUSRQWRVGHPXOWDVHQWUHPRWRULVWDV'LVVHUDRGHOHJDGR TXHHUDÂłXPODUDQMDQHVWDKLVWyULD´ ‡$SROLFLDFKHJRXDWpRPDUFHQHLURDSyVLQYHVWLJDUYiULRVFDVRVGH transferĂŞncia de pontos em SĂŁo Paulo e no interior do Estado. Em Pindamonhangaba, outro motorista apareceu com 85 mil pontos na CNH. ‡7DPEpPHVWDVHQGRLQYHVWLJDGDDSDUWLFLSDomRGHIXQFLRQiULRVGD &,5(75$1SDXOLVWDVXVSHLWRVGHIDFLOLWDUDWUDQVIHUrQFLDGRVSRQWRV SDUDPRWRULVWDVHPGLYHUVRVPXQLFtSLRV$OJXQVGDGRVIRUDPUDVWUHDGRVHGHVFREULXVHTXHRSURQWXiULRGRPDUFHQHLURWLQKDPDLVGH SiJLQDVGHSRQWXDomRHQWUHH ‡2LQWHUHVVDQWHGHWXGRLVVRpTXHDFDUWHLUDGH5LEHLURpFDWHJRULD$ ou seja, sĂł para pilotar motos. Mesmo assim foram transferidas multas GHFDUURV{QLEXVHGHFDPLQK}HVSDUDDVXD&1+Âł$SROtFLDGLVVHTXH sĂł faltou ter pontos de aviĂŁo na minha carteiraâ€? disse o marceneiro.

ALE entra com recurso contra indicação do TCE Agravo regimental tenta impedir indicação do procurador Gustavo Santos VICTOR AVNER REPÓRTER

U

m novo recurso tenta impedir que a vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) seja ocupada por Gustavo Santos. A Assembleia Legislativa do Estado (ALE) impetrou um agravo regimental questionando a decisĂŁo liminar da desembargadora Elisabeth Carvalho Nascimento. O deputado Fernando Toledo (PSDB), presidente do parlamento alagoano, argumenta que o governo estadual jĂĄ indicou os trĂŞs conselheiros a que tem direito. Por causa disso, a nova cadeira deve ser indicada pela Assembleia. “Queremos que a Justiça se posicione, esclareça a quem pertence essa vagaâ€?, declara. Para Toledo, a decisĂŁo de Elisabeth Carvalho determinando a criação de uma lista trĂ­plice composta por membros do MinistĂŠrio PĂşblico de Contas foi incorreta. “No nosso entendimento, ĂŠ um tremendo equĂ­voco a forma e a abrangĂŞncia que tem essa liminarâ€?, comenta. “Esse processo foi iniciado de forma açodada e sem

discutir o mĂŠrito da questĂŁo. No entendimento da Assembleia Legislativa, esta vaga HVSHFLĂ€FDPHQWHQmRSHUWHQFH aos membros daquela Corteâ€?, pontua. O recurso foi impetrado pelo procurador da ALE, Marcos Guerra, pouco antes do Carnaval. O juiz convocado, Marcelo Tadeu, que substitui a desembargadora Elisabeth Carvalho durante suas fĂŠrias, vai apreciar o pedido. Se for aprovado, caberĂĄ ao pleno do Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas (TJ/AL) decidir a quem pertence a vaga. INDICAĂ‡ĂƒO Ao ser questionado se serĂĄ indicado para assumir a cadeira na Corte de Contas, Toledo evita comentĂĄrios. “Eu nĂŁo trato desse assunto. Nesse momento, o ponto nĂşmero um ĂŠ esclarecer a quem SHUWHQFHHVWDYDJDÂľDĂ€UPDR deputado. Se o recurso nĂŁo obtiver sucesso no TJ/AL, o parlamentar garante que a Assembleia vai apreciar o nome de Gustavo Santos com isenção. ´6H D -XVWLoD GHU Ă€P D HVWD discussĂŁo, nĂłs obedeceremos e seguiremos o trâmite normalâ€?, promete.

MP DE CONTAS

Schneider: “Assembleia sĂł quer paralisar o processoâ€? O agravo regimental da Assembleia Legislativa do Estado (ALE) nĂŁo estĂĄ sendo bem aceito pelo MinistĂŠrio PĂşblico de Contas. Para o procurador-chefe Ricardo Schneider o intuito do parlamento ĂŠ atrapalhar a indicação de Gustavo Santos. “NĂŁo ĂŠ nenhuma discussĂŁo de mĂŠrito. Esse agravo objetiva apenas paralisar o processo de indicação do procurador Gustavo Santos. A Assembleia conseguiu uma vez e agora quer paralisar novamente o processo de indicaçãoâ€?, declara Schneider. Na avaliação do procurador, o juiz convocado Marcelo Tadeu nĂŁo deve acatar o recurso da ALE. “A gente FRQĂ€D QRV QRVVRV DUJXPHQWRV1yVFRQĂ€DPRVQR-XGLFLĂĄrio alagoano. Desde o inĂ­cio desse processo, o JudiciĂĄrio esteve ao nosso lado, acatou os nossos posicionamentosâ€?, comenta. De acordo com Schneider, atĂŠ mesmo o governo do Estado jĂĄ estĂĄ trabalhando para que a indicação do MP de Contas seja apreciada o quanto antes pela Assembleia. “O governador deve fazer isso o mais rĂĄpido possĂ­vel. Inclusive jĂĄ mandou para a PGE [Procuradoria-Geral do Estado]â€?, informa. A seu favor, Santos tem

o apoio da sociedade civil organizada e um vasto currĂ­culo, com aprovação em diversos concursos pĂşblicos. AlĂŠm disso, Schneider ressalta que seu colega jĂĄ foi atĂŠ mesmo aceito pelos demais conselheiros do TCE. “O pleno nĂŁo sĂł indicou, como tambĂŠm aprovou o nome do procurador Gustavo Santos por unanimidadeâ€?, destaca. A liminar da desembargadora Elisabeth Carvalho determina apenas o envio da lista trĂ­plice ao governo estadual. VAGA DA ALE Para o procurador-chefe do MP de Contas, o argumento de que OtĂĄvio Lessa teria sido indicado pelo Poder Executivo jĂĄ perdeu sua validade. “A Assembleia, no mandado de segurança, reconheceu que indicou o conselheiro OtĂĄvio Lessa. É fato que a vaga era da Assembleiaâ€?, pontua Schneider. Ao preparar sua defesa, a $/(DĂ€UPRXTXHDLQGLFDomR do irmĂŁo do ex-governador Ronaldo Lessa foi baseada no artigo 247 de seu Regimento Interno, que trata sobre a vaga da Casa no TCE. “Tenho cada vez mais certeza que OtĂĄvio Lessa ocupa a vaga da Assembleiaâ€?, declara o procurador chefe do MP de Contas. (V.A.)

ARQUIVO

Gustavo Santos, indicado pelo TC, tem novo agravo contra ele

SEM SENTIDO

7ULEXQDOSRGHGDUĂ€PD programa de modernização Luiz EustĂĄquio TĂ´ledo, presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), cogitou encerrar a participação de Alagoas no Programa de Modernização do Sistema de Controle Externo dos Estados, Distrito Federal e MunicĂ­pios (Promoex). A medida pode reduzir ainda PDLV RV LQYHVWLPHQWRV Ă€nanceiros no ĂłrgĂŁo. O problema ĂŠ a ausĂŞncia de coordenador para o programa. AtĂŠ entĂŁo o conselheiro OtĂĄvio Lessa era o responsĂĄvel, mas nĂŁo pode ser eleito para um terceiro mandato. Mas durante votação realizada na sessĂŁo de ontem (1Âş) nenhum conselheiro se disponibilizou para dirigir o Promoex. Insatisfeito com a situação, TĂ´ledo declarou que GDULD Ă€P DR SURJUDPD 1R HQWDQWR D GHFLVmR Ă€QDO Vy serĂĄ tomada hoje (dia 2). De acordo com Lessa, o conselheiro Anselmo Brito deverĂĄ assumir a função para eviWDURĂ€PGR3URPRH[ â€œĂ‰ um contrato que temos que continuar, porque a instituição precisa disso. NĂŁo ĂŠ todo dia que conseguimos esses recursosâ€?, avalia Lessa. Estima-se que cerca de R$ 700 mil ainda estĂŁo a disposição para investimentos no TCE. “A moderniza-

OTĂ VIO LESSA

MAIS RECURSOS

OtĂĄvio Lessa considera que nĂŁo hĂĄ mais dĂşvidas sobre o direito do MinistĂŠrio PĂşblico de Contas assumir a caderia de conselheiro no Tribunal de Contas do Estado. “Com a decisĂŁo do STF [Supremo Tribunal )HGHUDO@MiÂżFRXWXGRGHÂżQLGR2 Tribunal de Contas jĂĄ fez a parte dele e enviou a listaâ€?, comenta. O conselheiro ressalta que nĂŁo tem preferĂŞncias na escolha do novo colega. “Para mim, ĂŠ indiferente [a quem pertence a vaga]. Se for de qualquer lugar estarĂĄ muito bomâ€?, avalia Lessa.

Para o procurador Ricardo Schneider, as verbas do Promoex sĂŁo essenciais para o bom funcionamento do TCE. Estimase que a Corte alagoana ainda tem R$ 700 mil para gastar atravĂŠs do programa. “Como ĂŠ que um Tribunal como o de Alagoas pode devolver dinheiro? Recentemente, o conselheiro CĂ­cero AmĂŠlio reclamou que nĂŁo tinha computador em seu gabinete. O MinistĂŠrio PĂşblico sĂł tem computadores porque ganhou os usados do Detran e do AL PrevidĂŞncia!â€?, ressalta.

Conselheiro diz que YDJDMiHVWiGHĂ€QLGD

Para procurador, TCE precisa do Promoex

ção ĂŠ algo que nunca acaba. Precisamos evoluir sempreâ€?, comenta o conselheiro. Na avaliação do procurador-chefe do MinistĂŠrio PĂşblico de Contas, Ricardo Schneider, a extinção do programa deverĂĄ prejudicar os trabalho no TCE. â€œĂ‰ um absurdo. Isso nĂŁo pode acontecer em hipĂłtese algumaâ€?, DĂ€UPD $WUDYpV GR 3URPRex, a Corte de Contas recebe recursos para compra de equipamentos e aperfeiçoamento do pessoal. â€œĂ‰ importantĂ­ssimo para o aparelhamento do Tribunalâ€?, informa Schneider. $OpP GLVVR D YHUED p Ă€Vcalizada pelo Tribunal de Contas da UniĂŁo (TCU) e pela Controladoria Geral da UniĂŁo (CGU), o que evita seu uso indevido. “HĂĄ um controle rĂ­gido sobre esses recursosâ€?, explica. MELHORIAS OtĂĄvio Lessa explica que foi atravĂŠs do Promoex que o TCE conseguiu aprimorar suas atividades. “Adquirimos equipamentos de ponta. A melhoria da informatização no controle externo ĂŠ visĂ­velâ€?, relata. Segundo o conselheiro, com a verba do programa, a Cor-te informatizou a prestação de contas de todas as Câmaras e prefeituras de Alagoas. (V.A.)


TribunaIndependente

MACEIÓ - SEXTA-FEIRA, 2 DE MARÇO DE 2012

POLĂ?TICA

5

Prefeitos tĂŞm que devolver R$ 190 mil Cristina BrandĂŁo e Benedito de Pontes, ex-prefeitos de Joaquim Gomes, nĂŁo concluĂ­ram obra de posto de saĂşde

Cotidiano

ARQUIVO

LININHO NOVAIS - contato@lininho.com

Um estrada... o abandono

T

rafegar pelas rodovias federais tornou-se um perigo constante, principalmente no trecho que corresponde ao entroncamento das Brs 101 e 104 que interliga a região metropolitana à Zona da Mata. Motoristas são alvo de bandidos armados que alÊm de subtrair veículos ainda humilham com tratamentos desumanos. Ontem, dia 1º, o secretårio municipal de eventos do município de São JosÊ da Laje, Hugo Valença, foi abordado por quatro homens fortemente armados e, de forma truculenta, colocaram pistolas e revólveres em sua direção e levaram seu carro. A quem recorrer? Fica o jogo de empurra-empurra entre a cúpula da segurança publica estadual e a superintendência da Policia Rodoviaria Federal, enquanto isso estamos nós entregues aos bandidos.

Sessão-relâmpago É de assustar a forma como aconteceu a sessão ordinåria da Assembleia Legislativa da última quarta-feira, dia 29, foi råpida feito um UDLRDSHQDVRGHSXWDGR-XGVRQ&DEUDO 37 VXELXjWULEXQDHIH]XP GLVFXUVRQmRPDLVTXHGH]PLQXWRVHGHSRLVRSUHVLGHQWHGHFODURX encerrada a sessão.

Juntos No baixo São Francisco, lå na cidade de Penedo, o caminho jå estå traçado, pois Marcius Beltrão poderå contar com o apoio de Ronaldo Lopes para enfrentar o atual prefeito, Israel Saldanha, que disputarå a reeleição.

Vamos mudar ApĂłs audiĂŞncia no Senado, com a presença do ministro da Educação, $ORL]LR0HUFDQWHRVHQDGRU%LXGH/LUDÂżFRXWmRDVVXVWDGRFRPRV dados da educação pĂşblica que tratou logo de ligar para o secretĂĄrio Adriano Soares: “Precisamos mudar o atual cenĂĄrio, e conte com meu apoio e experiĂŞnciaâ€?.

Cristina BrandĂŁo recebeu primeira parcela do MinistĂŠrio da SaĂşde

Em romaria

RENAN CALHEIROS

Hoje, a histĂłrica cidade de Marechal Deodoro, governada pelo peemedebista Cristiano Matheus, vai receber a ‘romaria’ de Luciano Barbosa, prefeito de Arapiraca, para mais “palestraâ€? sobre gestĂŁo e reforma SROtWLFD4XHPWDPEpPFRQÂżUPRXSUHVHQoDIRLRVHQDGRU5HQDQ&DOKHLros. O evento promete reunir muitas e muitas lideranças.

Muito mais que uma palestra... ... Hoje o prefeito Cristiano Matheus entregarĂĄ Ă sociedade deodorense uma grande obra, diga-se de passagem, um grande feito para a histĂłria dos alagoanos, quando da reforma da ‘Casa do Marechal Deodoro’.

Enquanto isso... ... Na cidade de União dos Palmares, o governador Teotonio Vilela SRXVDUiMXQWDPHQWHFRP7KRPD]1RQ{SDUDDHQWUHJDGHYiULDVREUDV do programa da reconstrução. Segundo o cerimonial, tudo serå concentrado na entrega da antiga Ponte Rocha Cavalcanti, que då acesso à Serra da Barriga.

Vice? AĂ­ foi bom! Ao visitar o mercado do JaraguĂĄ, a deputada Rosinha da Adefal escutava atentamente as reinvindicaçþes dos comerciantes instalados por lĂĄ, lhe perguntaram se estava certo que ela seria a vice na chapa do deputado CarimbĂŁo, a parlamentar arregalou os olhos e deu uma “engoiadaâ€? e disparou: “AĂ­ foi bom!â€?.

Desatualizado Apesar da ampla divulgação, por meio de adesivos espalhados em diversos veículos, o site do ’silencioso’ deputado estadual Marquinhos 0DGHLUD 37 FRQWLQXDGHVDWXDOL]DGRHVHPPXLWDVLQIRUPDo}HV5HVWD saber se Ê falta de assunto ou falta de uma assessoria.

Diversas reuniþes realizadas nesta semana no Senado Federal, formalizaram as propostas abraçadas pelo PMDB e que viraram consenso na reunião da bancada do partido. Na quarta-feira, 29, relato feito pelo líder Renan Calheiros do Plenårio da Casa, anunciou aos demais senadores as decisþes dos integrantes de seu partido, o que provocou diversas manifestaçþes positivas entre expressivas lideranças de outras agremiaçþes partidårias. As conclusþes anuncia-

CRAĂ?BAS

Prefeitos serĂŁo capacitados em LRF Para orientar os gestores municipais sobre a melhor forma GHÂżQDOL]DURVVHXVPDQGDWRV a Confederação Nacional dos MunicĂ­pios (CNM) trouxe para a Associação dos MunicĂ­pios Alagoanos (AMA) o evento “DiĂĄlogo Municipalista 2012â€?, que acontece na segunda-feira (5), a partir das 8h30. Palmery Neto, presidente da AMA, ressalta a importância da participação dos prefeitos. “Esclarecer todas as dĂşvidas ĂŠ essencial para evitar problemas com a Lei de Responsabilidade Fiscalâ€?.

tidos com assento no PlenĂĄrio cumprimentaram as posiçþes assumidas pelo PMDB. O senador Eduardo Braga (AM), ex-governador GR VHX HVWDGR DĂ€UPRX TXH “gostaria de destacar o compromisso que o PMDB manifestou, sobre um projeto de nossa autoria, que trata exatamente da redução da indexação da dĂ­vida pĂşblica dos estados e dos municĂ­pios com relação ao governo federalâ€?. Dirigindo-se ao lĂ­der Renan Calheiros, Braga garantiu que “o PMDB tomou

uma importante decisĂŁo para todos os estados brasileiros, mas de forma muito especial Ă queles que sĂŁo mais pobres, Ă queles que precisam de mais receitas e que precisam de mais investimentos, atĂŠ para diminuir as desigualdades regionais que existem em nosso paĂ­sâ€?. O senador amazonense ainda emendou: “o estado de Vossa ExcelĂŞncia, Alagoas, ĂŠ um dos estados mais penalizados pelo custo do endividamento; portanto, essa ĂŠ uma questĂŁo sobre a qual nĂŁo hĂĄ o que se discutirâ€?.

Hoje Ê dia de inauguração em União

NA AMA

Mudando o foco

das por Renan foram as referentes ao endividamento dos estados e a consequente impossibilidade de pagamento por parte das unidades federadas; a Resolução 72, que envolve o tratamento tributårio para bens estrangeiros em portos nacionais; o encaminhamento ÀQDO GDV YRWDo}HV VREUH RV recursos dos royalties do petróleo e a necessidade do fortalecimento da indústria nacional e da manutenção do emprego para os brasileiros. Manifestaçþes de representantes de vårios par-

RECONSTRUĂ‡ĂƒO

Após anunciar que iria negativar o nome de milhares de clientes com dÊbito acima de cem reais, a Eletrobras em Alagoas desenvolveu essa VHPDQDR3URMHWR$JHQWH(OHWUREUDVLQWHQVL¿FDQGRRFRQMXQWRGHDo}HV e levando benefícios às populaçþes de Arapiraca, Junqueiro, Teotonio Vilela e Coqueiro Seco. Nesses municípios foram entregues 148 gelaGHLUDVFRPVHORGHH¿FLrQFLDHQHUJpWLFDMiVRUWHDGDVHGLVSRQLELOL]DGDV SDUDWURFDOkPSDGDVÀXRUHVFHQWHVFRPSDFWDV

3DUDRULHQWDURVJHVWRUHVPXQLFLSDLVVREUHDPHOKRUIRUPDGHÂżQDOL]DU os seus mandatos, a Confederação Nacional dos MunicĂ­pios (CNM) trouxe para a Associação dos MunicĂ­pios Alagoanos (AMA) o evento “DiĂĄlogo Municipalista 2012â€?, que acontecerĂĄ nesta segunda-feira (5), a partir das 8h30. O presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, acompanhado da diretora jurĂ­dica, Helena Garrido, e do diretor tĂŠcnico, Jaconias 5RVHQGRMiFRQÂżUPRXSUHVHQoD

construção do posto fossem iniciadas, ainda em 2008, quando Cristina BrandĂŁo era a prefeita. “A obra foi iniciada, porĂŠm nĂŁo concluĂ­daâ€?, diz o procurador. Em 2009, jĂĄ com Benedito de Pontes como chefe do Executivo, uma outra parcela foi depositada, no mesmo valor, onde a obra teria um total de R$ 104 mil. Na ĂŠpoca, de acordo com o apurado, a Controladoria Geral da UniĂŁo (CGU) percebeu a irregularidade e embargou a obra. Ainda conforme acusação da atual gestĂŁo, outro restante do repasse do ministĂŠrio, foi utilizado de forma irregular, o que gerou a perda do valor enviado do recurso, dessa forma, em 2011, o MinistĂŠrio da SaĂşde, deu a sentença, e ao perceber que o dinheiro foi gasto indevidamente, quer agora que seja devolvido aos cofres pĂşblico o valor da obra, dessa vez com juros atualizados atĂŠ a presente data, sĂŁo R$ 190.729,74. Para Michel GalvĂŁo, isso caracteriza crime de improbidade administrativa o que, vai cair sobre os gestores a pena de inelegibilidade; e com a Ficha Limpa valendo, HOHVĂ€FDPLQHOHJtYHLV

Postura do PMDB ĂŠ elogiada no Senado

O governo de Alagoas inaugura, nesta sexta-feira (2), às 10h, mais obras do Programa da Reconstrução. Desta vez, o município de União dos Palmares recebe as obras estruturantes do Estado, que estå reerguendo os municípios afetados pela enchente de junho de 2010. Participam do evento o governador Teotonio Vilela Filho (PSDB), o vice-governador e coordenador do Programa da Reconstrução, JosÊ Thomaz Nonô (DEM), o secretårio de Estado da Infraestrutura, Marco Fi-

Orientação

C

ristina Brandão e Benedito de Pontes, ambos do PP, terão que devolver R$ 190 mil aos cofres da Prefeitura de Joaquim Gomes, mais precisamente à Secretaria Municipal de Saúde. O atual prefeito, Toinho Batista (PSDB), segue com sua devassa nas contas do município, prometida desde que assumiu ainda em dezembro de 2011. A acusação do prefeito se baseia em documentos do MinistÊrio da Saúde. Ofício de nº 241 de 28/08/2011 relata o indeferimento da solicitação de reformulação do Plano de Trabalho Aprovado em Joaquim Gomes, isso referente ao Convênio de nº 1069/04, quando no constante do despacho 2685 de maio de 2011, que serveria para a construção de um posto de saúde no bairro de Cacimbas. O prefeito e o procurador do município, Michel Galvão, concluíram que em face da violação ao art. 15 da instrução normativa de 1997, RQGH KRXYH D GHVFRQÀJXUDção do objeto da pactuação. Segundo o documento, foi depositado na conta do convênio, um valor de R$ 52 mil, sendo a primeira parcela para que as obras da

reman, e representantes do Departamento de Estradas de Rodagem (DER). Ao todo serĂŁo entregues dez obras viĂĄrias, incluindo dois acessos vicinais aos povoados Quilombola e Vale da Pelada, perfazendo 4 km; cinco vias urbanas em paralelepĂ­pedo, e uma via em asfalto; a ponte JatobĂĄ, medindo 55 m, e a ponte que faz divisa com SĂŁo JosĂŠ da Laje. O diretor-presidente do DER, Marcos Vital, reitera o compromisso de toda equipe do Governo com as vĂ­timas das enchentes de 2010.

Osso de dinossauro paralisa obra, diz prefeito O prefeito Dinho Leite (PSDB), de CraĂ­bas, concedeu entrevista a uma rĂĄdio de Arapiraca e contou que um osso de dinossauro atrapalhou o andamento das obras da AL-220. Segundo ele, durante o inĂ­cio da obra foi encontrado um osso, que alguns tĂŠcnicos do IMA presumiram ser de um dinossauro. “Isso foi o bastante para que a obra fosse paralisada. O osso foi levado para estudos e atĂŠ agora nĂŁo se posicionaram sobre o assunto. Enquanto isso estamos sendo prejudicados, pois a rodovia ĂŠ uma importante via de ligação entre o SertĂŁo e o Agresteâ€?.

“Estamos trabalhando pesado para normalizar a vida de todas essas famĂ­lias. As obras da Reconstrução sĂŁo uma prioridade para o governo estadualâ€?, ressalta Vital. Logo que assumiu a missĂŁo de coordenar o programa, NonĂ´ tem cobrado o andamento das obras Ă s empresas, o que ajudou a acelerar o processo. Mais obras de infraestrutura do Programa da Reconstrução tambĂŠm jĂĄ foram concluĂ­das pelo governo do Estado nos municĂ­pios de

Branquinha, Rio Largo, Satuba, Atalaia, Quebrangulo, Capela, Cajueiro, Viçosa, entre outros. RECONSTRUĂ‡ĂƒO O DER executa 187 obras no Programa da Reconstrução para os 19 municĂ­pios que sofreram com a enchente de junho. Obras que incluem recuperação de pontes e estradas vicinais. O ĂłrgĂŁo estĂĄ recuperando 348 km de rodovias vicinais, 64 km de rodovias estaduais, 136 mil m² de pavimentação urbana, RQ]HSRQWHVGDQLĂ€FDGDVH pontes destruĂ­das.

DESENVOLVER

Parlamentar luta pelo equilĂ­brio federativo As manifestaçþes de apoio no PlenĂĄrio, ao senador Renan Calheiros (PMDB) exaltaram o posicionamento de seu partido diante das questĂľes mais presentes e necessĂĄrias da população brasileira atualmente. “Eles foram em defesa do equilĂ­brio federativo do Brasil, da retomada dos investimentos por parte dos estados brasileiros e pela defesa das conquistas sociais alcançadas pelo paĂ­s, e pela ampliação do emprego para nossos conterrâneosâ€?, enalteceu o parlamentar.


6

OPINIAO

TribunaIndependente

MACEIÓ - SEXTA-FEIRA, 2 DE MARÇO DE 2012

OpiniĂŁo

Dengue em baixa

U

ma boa noticias para as condiçþes de saĂşde do povo brasileiro foi dada pelo MinistĂŠrio da SaĂşde ontem durante avaliação do Programa Nacional de Controle da Dengue nas regiĂľes Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Entre 1Âş de janeiro e 18 de fevereiro deste ano, foram registrados 57.267 casos da doença no paĂ­s contra 166.016 no mesmo perĂ­odo do ano passado – uma redução de 66%. Em relação aos casos graves, foi YHULĂ€FDGDXPDTXHGDDLQGDPDLRUQDV RFRUUrQFLDV²GH²TXHSDVVDUDP de 2.787, em 2011, para 93 casos, este ano. Nos primeiros 50 dias deste ano houve uma redução de 66% dos casos (gerais)

MINO CARTA

de dengue em todo o país, em comparação com o mesmo período do ano passado. Os óbitos tambÊm caíram 87,5%, TXDQGRFRPSDUDGRFRPDPHVPDpSRFD de 2011. Ano passado, foram registrados 181 óbitos, contra cinco (em 2012). No estado do Rio de Janeiro foram registrados 7.182 casos de dengue nos primeiros 50 dias deste ano. A incidência Ê de 44,9 casos por 100 mil habitantes. No mesmo período do ano passado foram 21.163 casos, com incidência de 132,4 por 100 mil habitantes. $ODJRDVUHJLVWURXXPDTXHGDGH entre 2011 atÊ os dias atuais, um índice consideråvel ao se levar em contas DEDL[DTXDOLGDGHGHYLGDGHPDLVGD metade dos alagoanos.

RUBENS MĂ RIO

Jornalista

Carnavalizamos a tragĂŠdia

$R GHVÀODU QR JUXSR HVSHcial das escolas carnavalescas de São Paulo, a à guia de Ouro foi muito alÊm da apoteose, carnavalizou a tragÊdia em nome da paz e do amor. Um dos seus carros evocou Vlado Herzog, assassinado pelo terror de Estado na masmorra do DOI-Codi dia 25 de outubro de 1975. Em uma caixa de vidro erguida no topo do carro enWUH à RUHV JLJDQWHV PRVWURX um homem aparentemente enforcado e abandonado na PHVPDH[DWDSRVLomRHPTXH XPDIRWRRÀFLDOH[LELX9ODGR QD SUHWHQVmR GH DÀUPDU VHX suicídio. 'HYH]HPTXDQGRQRDXJH GREDWXTXHDSHUVRQDJHPOHvanta-se e cai no samba. Eufórica e competente. A história deveria ser conhecida atÊ nos detalhes miúdos, mas as circunstâncias me induzem à recordação. 9ODGR FKHÀDYD R MRUQDOLVmo da TV Cultura e, juntamente com seus comandados e alguns amigos, era hå tempo apontado como subversivo por um certo Claudio MarTXHV WRUSH ÀJXUD D GHVWLODU fel nas påginas de um jornaleco de propaganda chamado Shopping News. No espaço de uma semana, o grupo todo foi preso sob a acusação de compor uma cÊlula comunista. Uma sombra desliza sorrateira no entrecho, estranho intermediårio entre os agentes da repressão e o jornalista, avalista da entrega espontânea deste na PDQKmGDTXHOHViEDGRGH outubro. Torturado, Vlado não resiste, morre antes das 5 da tarde. Apoiada pela imagem for-

MDGDTXHLQVSLUDDHQFHQDomR da à guia de Ouro, a lembrar um títere atirado ao bastidor, o comando do II ExÊrcito divulgou a versão do suicídio. Título do enredo da escola: Tropicålia da Paz e do Amor. Contou com a participação GH GHVWDTXHV JUD~GRV &Detano Veloso, Gilberto Gil, WanderlÊa, Cauby Peixoto, Fernando Meirelles. Um conjunto de dúvidas me assalta na tentativa de interpretar o evento. Palpita QHOH DOJR VLPLODU j JORULÀFDomRGRHVTXHFLPHQWR" A falta de memória Ê traço forte da personalidade nacional, mas no caso a impressão se desfaz diante da evidência da lembrança, embora distorcida. Vlado não Ê um suicida, como a plateia do 6DPEyGURPR TXHP VDEH WHnha sido levada a imaginar, ele Ê a vítima de algozes fardados, dos seus mandantes pluriestrelados e da ditadura invocada e provocada pelos vetustos donos do poder. $EDORPH D FUHU TXH DTXHOHFDUURDTXHOHHVSHFtÀFRDR menos, tencione celebrar a índole nacional. Se não ignora os fatos, condena ao oblívio seu lado feroz. Agora pergunto aos meus estupefatos ERW}HV D TXHP DSURYHLWDP tanta paz e tanto amor. De saída, meus constantes interlocutores recomendam prudência. Atenção, atenção, o terreno Ê movediço, dizem, ORJR DOJXpP VXEOLQKDUi TXH você nasceu alhures. Insisto, porÊm, e os botþes se entregam à constatação do óbvio: a pregação de paz e amor VHUYHDRVLQWHUHVVHVGHTXHP recusa alteraçþes de rota, aos herdeiros da casa-grande.

Quanto aos herdeiros da VHQ]DOD TXH ÀTXHP RQGH estão, resignados, sem dar-se conta da sua própria resignação a ponto de mergulharem na festa de corpo e alma, literalmente, tomados por singular, peculiaríssima alegria. Moral no enredo de 1975: a violência atroz e estulta da repressão fardada. Que perigo representavam para a GLWDGXUD DTXHOHV MRYHQV MRUnalistas, e tantos outros ciGDGmRVTXHVHVXSXQKDPHVTXHUGLVWDV" 0RUDO GR GHVÀOH da à guia de Ouro: às favas, no embalo do samba, com o respeito à verdade factual, com o correto conhecimento, com o senso de responsabilidade cidadã, e atÊ estÊtico, no sentido comezinho do bom gosto. Com a mais elementar sensibilidade. Paz e amor, a bem da covardia e da hipocrisia, H TXH R VLOrQFLR VH IHFKH VRbre as vergonhas do passado como o mar sobre um barco furado. Dizem haver em atividade uma Comissão da Verdade, mas atÊ agora não se entenGH D TXH YHLR 8PD HVFROD carnavalesca paulista parece oferecer-lhe a pauta: deixemos para lå, paz e amor, isto Ê Brasil. ( TXDO VHULD HVWH %UDVLO" $TXHOHGDPDLRULDUXGHHLJQDUD RX DTXHOH GD PLQRULD atÊ hoje nutrida pelo preconceito e pelo ódio de classe, e VHPSUHHVHPSUHLPSXQH" A outra pergunta os botþes QmR UHVSRQGHP TXDQWRV QD assistência do Sambódromo de São Paulo deixaram de entrar no ritmo à passagem GDÉJXLDGH2XUR"

Professor do Cesmac

Nunca se matou tanto

1mRpSRUDFDVRTXH$ODJRDV Ê considerado o Estado mais violento do país e uma das localidades mais violentas do mundo. Em tempos remotos, mormente, no interior do estado, os crimes eram motivados, basicamente, por desavenças familiares; hoje, se mata por TXDOTXHU FRLVD RV GHVHQWHQdimentos mais simples jå se WRUQDP PRWLYR VXÀFLHQWH SDUD se tirar a vida de alguÊm; os pobres viciados perdem suas vidas por não terem como paJDU GtYLGDV LQVLJQLÀFDQWHV RV algozes, os matam, pelo simples prazer de matar; as duplas das motocicletas agem com uma ´HÀFLrQFLD¾PRUWDOQRVGDQGRj entender se tratar de uma terrível organização informal com lucro fåcil. $ 3ROLFLD 0LOLWDU TXH WHP GH ofício, o papel ostensivo, o faz de PDQHLUDLQDGHTXDGDHTXDQGR acontecem as execuçþes, somente aparece após a perpetração dos crimes, apenas para proceder o isolamento do local; RV FXULRVRV TXH VmR DWUDtGRV SHORVFRUULTXHLURVEDUXOKRVGRV estampidos das armas de fogo, QmR RXVDP SUHVWDU TXDLVTXHU informaçþes; a Policia judiciåria comparece logo após, realiza os trabalhos de praxe, e, após DFKHJDGDGR´UDEHFmR¾GHL[DR ORFDOHWXGRDFDEDDOLTXDQGRR caso reclama uma repercussão maior por parte da mídia, os DXWRUHV VmR LGHQWLÀFDGRV H jV

vezes, presos por algum tempo; a nossa caduca e parcial legislação penal concede as devidas ´EUHFKDVÂľDWUDYpVGDVTXDLVDV grandes bancas advocatĂ­cias, regiamente remuneradas, colocam os criminosos de “colarinho EUDQFRÂľQD´UXDÂľRXHPVXDVUHsidĂŞncias de luxo, fomentando a impunidade; as tornozeleiras eletrĂ´nicas, novidades exportadas de realidades diferentes das nossas, representam uma nova forma legal de proteção aos criminosos poderosos. Alguns casos acontecidos recentemente em nosso estado, nos deixaram perplexos e cada vez mais amedrontados e cĂŠticos: um cabo da policia militar TXH IRUD FRQGHQDGR j FXPSULU 13 anos de prisĂŁo, por homicĂ­dio, em regime fechado, apenas cumpriu, como manda a legislação, 1/6 da pena e, por decisĂŁo MXGLFLDOVHTXHUSHUGHXDIDUGD algum tempo depois, durante o carnaval deste ano, assassinou XP MRYHP  IHULX XP RĂ€FLDO GD prĂłpria corporação e uma outra pessoa; somente apĂłs esses novos crimes, foi novamente preso e expulso da corporação; ainda recentemente, a nossa rigorosa OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), apoiada na legislação interpretativa, invocou e conseJXLXTXHXPSROtWLFRMiUHLQFLdente em vĂĄrios crimes contra a população de um pobre municĂ­pio alagoano, fosse colocado em prisĂŁo especial.

São apenas dois fatos absurdos, supostamente legais, dentre tantos outros, atÊ mais graYHVHTXHKRMHQHJDPRGLWDGR SRSXODU TXH GL] TXH ´R FULPH QmR FRPSHQVD¾ 2 HVWDWXWR GR desarmamento – uma vã tentativa de diminuir a criminalidade - obviamente, não sensibiliza os criminosos costumazes; jå GHYHUtDPRVHQWHQGHUTXHGLDQte da gravidade da nossa situação, o desarmamento jamais deveria ser espontâneo. Numa visão macro, a impunidade representa uma motivação importante para o cometimento dos crimes, mas, TXDQGR SURFHGHPRV j XPD REservação mais analítica, chegaPRV j FRQFOXVmR TXH RV QRVVRV problemas socioeconômicos e culturais, são, com certeza, os grandes vilþes da violência em nosso estado. A falência das nossas mais importantes instituiçþes sociais – a família e a escola – deu inicio a todo esse FDRVDFRQVHTXHQWHVXSHUSRSXODomRQDFDSLWDOLQà DGDSHODLQconcebível fuga desesperada do KRPHP GR FDPSR TXH SURFXUD refúgio nas nossas praças, margens da lagoa mundaú, grotþes e favelas da periferia social, provoca, a formação de um ouWUR´PXQGR¾SDUDOHORPRYLGRj regras informais, e onde o certo e o errado se confundem naturalmente. Daí, a reprodução da violência torna-se um crime premeditado.

FILIADO AO

Jorgraf UM PRODUTO:

Rua da Praia, 134 - sala 303 - centro - Maceió Alagoas Endereço Comercial: Av. Menino Marcelo - 10.440 - Serraria Maceió - Alagoas - CEP: 57.083.410 CNPJ: 08.951.056/0001 - 33

Cooperativa dos Jornalistas H*UiÂżFRVGRHVWDGRGHDODJRDV

PAULO CÉSAR REGIS DE SOUZA Presidente da Associação Nacional dos Servidores da Previdência e da Seguridade Social-ANASPS

A Geap e a teoria do caos Em seus 60 anos de existĂŞncia a Patronal, o Plano de saĂşde dos servidores pĂşblicos federais, criado inicialmente para atender os servidores do entĂŁo INPS e depois, em 1977, os servidores do SINPAS, das entidades da PrevidĂŞncia Social, HUDWmRERPTXHIRLDOoDGRD ser transformado em GEAP para atender os servidores dos ministĂŠrios da PrevidĂŞncia Social, SaĂşde e Trabalho. Na Patronal, tudo funcionava, assistĂŞncia mĂŠdica, clĂ­nica e hospitalar, dentĂĄULDSVLFROyJLFDSVLTXLiWULFD e farmacĂŞutica. Os servidores, alĂŠm disso, faziam um SHF~OLRSDUDUHVJDWDUTXDQdo se aposentassem. O governo pagava uma parte e os servidores outra. HaYLDQDpSRFDĂ€ODSDUDEXVFDGH credenciamento por parte dos hospitais, mĂŠdicos e clinicas especializada e laboratĂłrios. 7RGRPXQGRTXHULDWUDEDOKDU para a Patronal.

PRESIDENTE Antonio Pereira Filho DIRETOR ADMINISTRATIVO FINANCEIRO: JosĂŠ Paulo Gabriel dos Santos Editor geral: Ricardo Castro

+RMHRTXHYHPRVpRVXFDteamento da saúde do servidor, uma fuga em massa dos credenciados, hospitais, clinicas mÊdicas, pediåtricas, RGRQWROyJLFDVSVLTXLiWULFDV psicológicas, etc. e outras, mÊdicos, dentistas, por pagamento baixo e atraso. Tenho na ANASPS denuncias de mau e pÊssimo atendimento em todos os estados. . Durante muito tempo a contribuição da patrocinadora foi defasada e o caos foi se ampliando. Só a contribuição dos servidores não FREULULD RV FXVWRV GH ÀQDQciamento. AlÊm disso, optaram por uma administração terceirizada, descompromissada FRP D LQVWLWXLomR HP TXH não podemos culpar o diUHWRU RFXSDQWH Mi TXH VHX cargo não Ê por concurso público, muito menos se exige notório saber ou competência mínima. É grave D GHQXQFLD TXH IDoR &HUFD

de 20% dos atuais servidores do INSS estão fora da *($33RUTXr"3HUGHUDPD FRQÀDQoDQHOD 6HL TXH PXLWRV VHUYLGRUHV estão migrando para outros SODQRVQmRSRUTXHGHVHMDP sair da GEAP, não, mas por absoluta falta de atendimento nos hospitais e clínicas... Senhores, a solução Ê simples, façam como o Ministro Garibaldi Alves, na Previdência, chame alguÊm competente e com compromisso com a instituição. O ministro nomeou Mauro Hauschild para o INSS e o órgão funciona maravilhosamente. Como dizia minha Yy TXHP SURFXUD DFKD 6Hria um passo. Outros deverão ser dados para acabar com os mal feiWRV TXH WUDQVIRUPDUDP D GEAP em balcão de negócios GH SDUWLGRV SROtWLFRV H TXH ameaçam a segurança, a paz H D WUDQTXLOLGDGH GRV VHUYLdores e de seus familiares.

Nosso noticiĂĄrio nacional ĂŠ fornecido pelas agĂŞncias: AgĂŞncia Folha e AGĂŞncia Nordeste PABX: 82.3311.1338 COMERCIAL: 82.3311.1330 - 3311. 1331 REDAĂ‡ĂƒO: 82.3311.1328 - 3311.1329 CENTRAL DE ASSINANTE: 82.3311.1308 - 3311.1309 comercial.tribunaindependente@gmail.com redação.tribunaindependente@gmail.com

ricardocastro@tribuna-al.com.br

DIRETORA COMERCIAL: Marilene Canuto

OS ARTIGOS ASSINADOS SĂƒO DE RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES. NĂƒO REPRESENTANDO, NECESSARIAMENTE, A OPĂ?NIĂƒO DESTE JORNAL.


TribunaIndependente

Brasil

MACEIÓ - SEXTA-FEIRA, 2 DE MARÇO DE 2012

BRASIL

7

&mRTXHYLJLDYDWUiÂżFRpDSUHHQGLGR com dinheiro na boca em Quixeramobim Um fato inusitado chamou atenção dos policiais em uma ação contra as drogas na cidade de Quixeramobim-CE. Um cachorro era utilizado na segurança da “boca-de-fumoâ€?. Segundo informaçþes da polĂ­cia foram encontrados na residĂŞncia 50g de maconha, 15 pedras de crack e a quantia de R$ 173,00 encontrados na boca do animal. Nenhum dos que estavam no local assumiu ser dono das drogas, do dinheiro, sobrando apenas para o cachorro, que nĂŁo teve como se defender. Mesmo abandonado, o cĂŁo acompanhou os donos atĂŠ a delegacia.

MagistÊrio ameaça parar pelo piso CNTE jå marca paralisação nacional para o dia 14 deste mês; ministro diz que retroceder serå pior

O

inĂ­cio do ano letivo nas escolas estaduais do paĂ­s jĂĄ movimenta paralisaçþes e greves. As reivindicaçþes vĂŁo desde a implantação da Lei do Piso do magistĂŠrio atĂŠ o investimento de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) em educação. Uma paralisação nacional das atividades docentes estĂĄ prevista para os prĂłximos dias 14, 15 e 16. Contudo, trĂŞs Estados - RondĂ´nia, GoiĂĄs e PiauĂ­ - jĂĄ estĂŁo em greve desde fevereiro por melhorias salarias e reestruturação do plano de carreira. Segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação (CNTE), 30 sindicatos jĂĄ conĂ€UPDUDP DGHVmR j SDUDOLVDção nacional. De acordo com a CNTE, apĂłs os trĂŞs dias de mobilização, alguns sindicatos jĂĄ marcaram assembleia para decidir sobre a continuidade ou nĂŁo do movimento, como ĂŠ o caso de SĂŁo Paulo. O ministro da Educação, AloĂ­zio Mercadante, disse ontem que o piso salarial do magistĂŠrio deve ser “sustentĂĄvel e progressivoâ€?. Ele foi entre-

vistado no programa de rĂĄdio Bom Dia, Ministro, da Secretaria de Comunicação Social da PresidĂŞncia da RepĂşblica (Secom) e da EBC Serviços. 6REUH D GLĂ€FXOGDGH DOHJDda por prefeitos e governadores de pagar o novo valor, de R$ 1.451, Mercadante reconheceu que o reajuste ĂŠ “forte, elevadoâ€?, mas ressaltou que retroceder ĂŠ a pior solução. O reajuste de 22,22% do piso do magistĂŠrio foi o principal tema abordado por radialistas de todo o paĂ­s durante a entrevista. “NĂŁo teremos uma educação nos padrĂľes dos paĂ­ses desenvolvidos enquanto nĂŁo tivermos uma educação universal e de qualidadeâ€?, DĂ€UPRX0HUFDGDQWH De acordo com o ministro, os Estados precisam promover a reforma do plano de carreira e equacionar outros problemas. “Para 2012, a lei ĂŠ essa e ĂŠ para ser cumpridaâ€?, disse. “Para o futuro, o Congresso Nacional pode ouvir governadores, prefeitos e professores e buscar uma solução sustentĂĄvel e progressiva; o que nĂŁo podemos ĂŠ congelar o pisoâ€?, disse.

ELZA FIĂšZA

Ministro da Educação, Aloízio Mercadante, detalha, em programa de rådio, o piso do magistÊrio 2012, que foi reajustado em 22,22% AIGA NÓBREGA

HOPI-HARI

Cadeira de acidente estava inativa hå mais de dez anos Imagens feitas por frequentadores do parque Hopi Hari, localizado em Vinhedo, interior de São Paulo, mostram que a cadeira em que Gabriela Nichimura, 14 anos, estava sentada quando caiu do brinquedo Torre Eiffel, no último dia 24 de janeiro, e morreu, estava inoperante. Feitos ao longo dos anos por pessoas que foram ao parque e estiveram na atração, os registros revelam que o assento sempre estava vazio, com a trava abaixada, e sem o cinto de segurança - ao contrårio do que pode ser visto nos outros bancos, do mesmo bloco. A assessoria de imprensa GR SDUTXH +RSL +DUL DÀUmou, em contato telefônico ontem, que a cadeira em que Gabriela se sentou não era utilizada hå 10 anos. No

entanto, o parque nĂŁo soube informar o motivo pelo qual R DVVHQWR Ă€FRX WDQWR WHPSR fora de uso e nem porque, no dia 24, Gabriela sentou-se ali. As fotos tambĂŠm comprovam o que disse a assessoria do parque: nĂŁo havia nenhum tipo de aviso para que a cadeira nĂŁo fosse utilizada, a nĂŁo ser a trava abaixada. Em condiçþes normais, os EDQFRV Ă€FDP DEHUWRV FRP a trava suspensa atĂŠ o alto, atĂŠ que o usuĂĄrio sente-se no brinquedo. Depois de acomodado, a trava ĂŠ entĂŁo colocada em posição contrĂĄria, para baixo, como medida de segurança. Esse procedimento ĂŠ o que “seguraâ€? o usuĂĄrio durante o curso da atração. Nas imagens, a cadeira aparece sempre vazia, com a trava abaixada e, aparentemente, fora de uso. Frequentadores registraram cenas no parque onde mostra a cadeira que provocou acidente inutilizada

ASSÉDIO MORAL

Trabalhador ĂŠ indenizado por ter sido chamado de lixo A Philip Morris Brasil terĂĄ de indenizar um empregado em R$ 30 mil por humilhaçþes sofridas no ambiente de trabalho. A decisĂŁo do Tribunal Superior do Trabalho (TST) aumentou a indenização por danos morais estipulada previamente em R$ 6 mil pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) do ParanĂĄ. No processo, o trabalhador DĂ€UPD TXH VRIULD FRQVWDQWH perseguição do chefe em reuniĂľes, razĂŁo pela qual passou a apresentar problemas psicolĂłgicos. Ele conta que na presença de vĂĄrios colegas era chamado de incompetente, e WLQKD VHX WUDEDOKR TXDOLĂ€FDdo pelo superior como “lixoâ€?. Durante o processo, a PhiOLS 0RUULV VH GHIHQGHX DĂ€Umando que o fato de o empre-

gado ter levado uma “broncaâ€? nĂŁo ofendia sua honra. Segundo a empresa, “broncas sĂŁo comuns no mundo corporativo na cobrança por resultadosâ€?. O TRT considerou nĂ­tido o abuso de direito, e que a cobrança de metas foi fora dos limites, ainda assim, reconheceu que o episĂłdio havia sido um fato isolado, sem comprovação de repetição diiULD ² SRU LVVR Ă€[RX R YDORU em R$ 6 mil. Contudo, a ministra Dora Maria da Costa, relatora do processo no TST, divergiu GR YDORU 3DUD FKHJDU j PDjoração estipulada em sua decisĂŁo, ela considerou que a agressĂŁo do superior hierĂĄrquico ocorria de forma reiterada nas reuniĂľes da Philip Morris.

NO PLANALTO

Mulher de militar presa ao subir a rampa

Uma mulher tentou subir ontem a rampa do PalĂĄcio do Planalto, em BrasĂ­lia, para entregar um documenWRjSUHVLGHQWH'LOPD5RXVseff, mas foi detida pelos seguranças. A presidente da UniĂŁo Nacional das Esposas de Militares das Forças Armadas Brasileiras (Unemfa), Ivone Luzardo, queria protocolar um pedido de audiĂŞncia com Dilma. “Tentei subir para gerar um fato polĂ­tico, chamar a atenção do governo para o caos que estĂĄ a famĂ­lia militar brasileira. Queremos uma polĂ­tica voltada para as mulheres de militaresâ€?, DĂ€UPRX Segundo Ivone, as mulheres de militares acabam sendo prejudicadas pela rotina de mudanças para acompanhar os maridos e ESPĂ?RITO SANTO tĂŞm que deixar de lado oportunidades educacionais e de trabalho. “Somos mulheres abnegadas, que dedicam suas vidas acompanhando seus maridos nos rincĂľes do PaĂ­s.â€? Entre as reivindicaA morte de Andriew Hen- usou balas de borracha para dem tentar a sorte contra nĂłs çþes da entidade, estĂŁo, rique Barroso Santos, o Dudu, tentar conter a população, foi que o azar jĂĄ ĂŠ certo!â€?. por exemplo, a concessĂŁo Em outra mensagem, o de bolsas de estudo para 14 anos, foi comemorada por aprovada em vĂĄrios comentĂĄvĂĄrios policiais militares no rios. texto diz: “Eles nunca vĂŁo sa- mulheres de militares que ApĂłs um post que falava ber que ĂŠ honrar a farda, o queiram voltar a estudar e SHUĂ€O GD  5RQGD 2VWHQVLYD TĂĄtica Motorizada (Rotam) do da morte do adolescente e dos prazer que ĂŠ ver o bandido no a garantia de manutenção EspĂ­rito Santo no Facebook, protestos feitos por moradores, cofre. ParabĂŠns por mais uma do plano de saĂşde militar pĂĄgina de relacionamentos da YiULDVSHVVRDVTXHVHLGHQWLĂ€- ação padrĂŁo. Menos um para para as divorciadas. internet. cam no site de relacionamento dar trabalhoâ€?. As mulheres de militaO chefe do Comando de PoO adolescente foi morto du- como policiais militares, deires tambĂŠm reivindicam rante uma troca de tiros com a xaram comentĂĄrios parabeni- lĂ­cia Ostensiva Metropolitano o pagamento do reajuste PolĂ­cia Militar, na noite de se- zando a operação de policiais (CPOM), coronel Edmilson de 28,86% a todos os integunda-feira, no bairro Jardim da Rotam e defendendo a mor- Santos, preferiu nĂŁo opinar sobre as declaraçþes dos mi- grantes das Forças ArmaTropical, VitĂłria. Ele estava te de bandidos. em um carro roubado, que foi “Menos um FDP. Esse nĂŁo litares no Facebook, pois nĂŁo GDV TXH Ă€FDUDP GH IRUD GR perseguido pela polĂ­cia. vai dar mais trabalho. Vai pro WLQKD FRQKHFLPHQWR GR SHUĂ€O complemento pago pelo goOs protestos realizados inferno, capetaâ€?, diz um co- PDV DĂ€UPRX TXH R IDWR VHUi verno aos servidores civis e pelos moradores do bairro, re- mentĂĄrio de um jovem que se OHYDGRj&RUUHJHGRULDGD30H militares em 1993. Ivone foi voltados com a morte do ado- LGHQWLĂ€FD FRPR PLOLWDU (P se limitou a dizer que, em sua levada para o setor de prolescente, tambĂŠm foram alvo seguida, outro militar diz: “Pa- opiniĂŁo pessoal, nĂŁo se deve tocolo do PalĂĄcio do Planalde crĂ­ticas no site de relaciona- UDEpQVjJORULRVD30(YDPRV comemorar a morte de nin- to para entregar o pedido de audiĂŞncia. mentos. JĂĄ a ação da PM, que derrubar mais um monte! Po- guĂŠm.

PM comemora a morte de jovem no Facebook e provoca revolta


8

MUNDO

TribunaIndependente

0$&(,Ă?6(;7$)(,5$'(0$5d2'(

Mundo

Jovem arruma o quarto obrigado e acha bilhete premiado de R$ 144 mil O escocês Ryan Kitching, de 19 anos, achou um bilhete premiado no valor GHPDLVGH5PLOTXDQGRGHFLGLX¿QDOPHQWHDWHQGHURSHGLGRGDVXD mãe de arrumar o quarto. O prêmio estava entre as roupas sujas e CDs de videogame. O jovem quase jogou o bilhete fora, mas decidiu conferir e viu que os números eram os sorteados no dia 8 de fevereiro. Ryan acessou o VHXSHU¿OQR)DFHERRNHSRVWRX³XPDJUDGHFLPHQWRHVSHFLDODPLQKDPmH por me aguentar�. O escocês, que tem dois empregos, diz que vai viajar com os amigos para a ilha de Maiorca, na Espanha. O pai de Ryan, sugeriu que HOHFRPSUDVVHVXDSUySULDFDVD³0DVHXQmRTXHURVDLUGHFDVDDLQGD´GL]

Rússia e China se unem à ONU em censura contra governo sírio Países aliados da Síria estão decepcionados com repressão e concordam com ação no país

A

RĂşssia e a China uniram-se aos demais membros do Conselho de Segurança da Organização das Naçþes Unidas (ONU) ontem para expressar decepção com o fato de o governo sĂ­rio nĂŁo ter permitido a visita ao paĂ­s da chefe de ajuda humanitĂĄria da ONU, Valerie Amos, e pedir que ela tenha a entrada na SĂ­ria autorizada imediatamente, informou a França. Os 15 paĂ­ses do conselho WDPEpPDĂ€UPDUDPHPXP comunicado, aprovado por unanimidade, que “deploramâ€? a deterioração rĂĄpida da situação humanitĂĄria no paĂ­s, onde a repressĂŁo do governo aos manifestantes prĂł-democracia deixou mais de 7,5 mil civis mortos ao longo de 11 meses, de acordo com a ONU. A missĂŁo da França na ONU anunciou a aprovação da declaração por meio de sua conta no Twitter (@ franceonu). Essa ĂŠ a primeira declaração do conselho sobre a SĂ­ria em meses. O conse-

lho vive um impasse desde agosto de 2011, quando repreendeu o governo sĂ­rio pela escalada da violĂŞncia no paĂ­s. Depois disso, RĂşssia e China vetaram duas propostas de resolução do Conselho de Segurança que condenavam Damasco e SHGLDP R Ă€P GD YLROrQFLD Os dois paĂ­ses diziam que naçþes ocidentais e ĂĄrabes pressionavam por uma “mudança de regimeâ€? na SĂ­ria ao estilo do que ocorreu na LĂ­bia. JORNALISTAS Dois jornalistas franceses que estavam retidos na sitiada cidade sĂ­ria de Homs foram levados na quinta-feira para o LĂ­bano, disse o presidente da França, Nicolas Sarkozy. A repĂłrter freelance Edith Bouvier, que teve o fĂŞmur estilhaçado durante um bombardeio no bairro rebelde de Baba Amro, chegou ao LĂ­bano com o fotĂłgrafo William Daniels, disseram testemunhas Ă Reuters no LĂ­bano. Eles eram os Ăşltimos

jornalistas ainda supostamente retidos em Homs pela ofensiva militar do governo sĂ­rio, que na quinta-feira conseguiu expulsar os rebeldes das suas posiçþes. Sarkozy, que estĂĄ em Bruxelas para uma cĂşpula europeia, disse que conversou por telefone com Bouvier. “Edith Bouvier e William Daniels estĂŁo em segurança no LĂ­bano, e muito em breve estarĂŁo sob a proteção da nossa embaixada em Beirute.â€? Ele acrescentou que, se os mĂŠdicos autorizassem, Bouvier seria transferida ainda na quinta-feira Ă noite para a França em um aviĂŁo do governo francĂŞs. Ativistas disseram que na quarta-feira o jornalista espanhol Javier Espinoza conseguiu chegar ao LĂ­bano. Na vĂŠspera, o fotĂłgrafo britânico Paul Conroy, tambĂŠm ferido no bombardeio de 22 de fevereiro, foi levado por ativistas para o LĂ­bano, numa operação em que vĂĄrios colaboradores morreram.

WORLD BLOG

Refugiados sĂ­rios ainda esperam por ajuda humanitĂĄria da ONU

ARGENTINA

Kircher quer voos para Malvinas A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, disse ontem que deseja a criação de um voo entre Buenos Aires e as ilhas Malvinas, e que para isso tentarĂĄ renegociar o atual acordo aĂŠreo com a GrĂŁ-Bretanha. Os dois paĂ­ses, que disputam a posse das ilhas no Atlântico Sul, assinaram no Ă€QDOGDGpFDGDGHXP acordo que autoriza a empresa chilena LAN a oferecer voos diĂĄrios do Chile para as Malvinas (ou Falklands), que sĂŁo controladas pela GrĂŁ-Bretanha. DISPUTA A disputa voltou a causar tensĂľes nos Ăşltimos meses, Ă s vĂŠsperas do 30o aniversĂĄrio de uma guerra por causa das ilhas. “Vamos solicitar negociaçþes para termos (...) voos partindo da Argentina continental - Buenos Aires - para as ilhas em nossa companhia de bandeira, a Aerolineas Argentinasâ€?, disse a presidente em seu discurso anual do Estado da UniĂŁo, no Congresso Nacional.Os voos semanais da LAN atualmente fazem escala uma vez por mĂŞs em RĂ­o Gallegos, no sul da Argentina,

HUGO CHĂ VEZ

Hemorragia suspende a cirurgia Apesar da avaliação otimista do governo venezuelano sobre o procedimento realizado na Ăşltima segunda-feira em Cuba, jornalistas sugeriram ontem um quadro mais complicado para o presidente Hugo ChĂĄvez. O venezuelano teria sofrido uma hemorragia na quarta-feira Ă noite. Mas por telefone e Twitter, ChĂĄvez diz estar se recuperando bem. Segundo jornalistas, o presidente nĂŁo pĂ´de ser operado inicialmente por problemas de saĂşde, mas os mĂŠdicos teriam conseguido estabilizar a situação sem necessidade de uma nova cirurgia. Bocaranda tambĂŠm relatou na internet a versĂŁo da hemorragia. De acordo com o jornalista do “El Universalâ€?, o problema, causado por um dreno, foi estancado e nĂŁo foi necessĂĄria uma cirurgia.


TribunaIndependente

0$&(,Ă?6(;7$)(,5$'(0$5d2'(

Cidades

CIDADES

9

VĂ­tima de roubo encontra seu som Ă venda em loja e comerciante vai preso Policiais militares prenderam ontem, no bairro da Levada, em MaceiĂł, JosĂŠ FeULQRGD6LOYD)LOKRHDSUHHQGHUDPPDWHULDLVURXEDGRVHVHPQRWDÂżVFDOHP VXDORMDD%XGD6RP2HVWDEHOHFLPHQWRÂżFDQDIHLUDGRDQWLJR&HDVDQDTXHOH EDLUUR7XGRLVVRRFRUUHXGHSRLVTXHXPDYtWLPDGHURXERVDLXGHORMDHPORMD SURFXUDQGRVHXVRPURXEDGR&'SOD\HUGDPDUFD3LRQHHUFRQWUROHjGLVWkQFLD WXLWHVFRUQHWDVGXDVERFDVGHVRPGHSROHJDGDVFURVVRYHUÂąXPDHVSpFLH GHHTXDOL]DGRUÂąXPDIRQWHGHDOLPHQWDomRGRVRPHGRLVPyGXORVGHSRWrQFLD DYDOLDGRVXPHP5HRXWURHP5IRUDPOHYDGRVGHVHX*ROSUDWD HHQFRQWUDGRVQDORMDSRUTXHHVWDYDPFRPDVLQLFLDLVGDYtWLPDJUDYDGDV

Motorista invade contramĂŁo de via e atropela quatro

$/$1$%(572

(VWXGDQWHVVDtDPGHXPDHVFRODQREDLUURGR %HEHGRXURHDWUDYHVVDYDPUXDSHODIDL[DGHSHGHVWUHV PETRÔNIO VIANA ALANA BERTO 5(3�57(5(6

O

motorista Arnaldo França de Oliveira atropelou quatro alunos do ColÊgio Cisne Branco, entre eles duas irmãs, no bairro do Bebedouro, ao lado do ColÊgio Bom Conselho, ontem, por volta das 17 horas. No momento do atropelamento, os estudantes atravessavam a Avenida Major Cícero Góes Monteiro, na faixa de pedestres. Segundo outro estudante, que disse ter visto todo o ocorrido, o veículo conduzido por Arnaldo França seguia no sentido Centro-Bebedouro, passou direto em um desvio feito recentemente no local e atingiu os alunos que atravessavam a pista. A testemunha disse não ter re-

conhecido o modelo do carro, mas disse que se tratava de um veículo branco ou prata, que vinha em velocidade relativamente alta. O motorista fugiu depois do atropelamento, sem prestar socorro às vítimas, mas acabou sendo localizado em seguida no bairro Santa AmÊlia, por integrantes do 4º Batalhão da Polícia Militar. Arnaldo França de Oliveira Filho, de 40 anos, foi detido e levado à Central de Polícia de Maceió, no bairro do Prado, para realizar o teste do bafômetro e ser interrogado. Duas unidades do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e duas do Corpo de Bombeiros foram acionadas para a ocorrência. De acordo com os bombeiros, a paciente em estado mais grave, Valquíria Gomes Nóia, de 18 anos, foi a primeira a rece-

ber atendimento. Ela sofreu escoriaçþes leves e foi levada inconsciente para o Hospital Geral do Estado (HGE). A irmã de Valquíria, Roseane Gomes Nóia, de 21 anos, sofreu uma pancada na cabeça e escoriaçþes pelo corpo, mas seu estado não era considerado grave. Ela foi a última a ser transportada ao HGE. Antes dela, duas crianças, identificadas como S.C.S. e A.G.S., ambas de nove anos de idade, foram levadas ao hospital. De acordo com boletim mÊdico divulgado pelo HGE, os dois sofreram escoriaçþes e ficaram em observação na pediatria do hospital. As irmãs tambÊm sofreram escoriaçþes leves. Após o atropelamento, o trânsito na via que liga os bairros de Bebedouro e Mutange ficou bastante congestionado. %($75,=181(6

Na Central de PolĂ­cia,UHSUHVHQWDQWHFRPHUFLDOTXHDWURSHORXMRYHQVVHQHJRXDID]HUWHVWHGREDI{PHWUR

CONDUTOR

Preso, acusado apresentava sinais de embriaguez, segundo policiais PETRÔNIO VIANA BEATRIZ NUNES 5(3�57(5(6

Na Central de Polícia, em entrevista à Tribuna Independente, o representante comercial Arnaldo França de Oliveira, acusado de atropelar os quatro estudantes no final da tarde de ontem, admitiu ter invadido a contramão da Avenida Major Cícero de Góes Monteiro, no bairro de Bebedouro, com seu Corsa Classic prata, de placa NMM-1107, e atingido as vítimas. Arnaldo se negou a fazer o teste do bafômetro, mas, de

acordo com o sargento Brito, do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran), serå elaborado um Termo de Constatação de Embriaguez a ser enviado ao Detran e à Justiça. Os policiais afirmam que ele tinha sinais de embriaguez. O motorista contou à reportagem que seguia no sentido Centro-Bebedouro quando ficou atrås de um ônibus no engarrafamento. Ele disse ter avaliado que o ônibus demoraria muito para sair do local devido ao congestionamento e decidiu seguir pela contramão. Ao contrårio do que afir-

maram vĂĄrias testemunhas, Arnaldo França disse que estava em baixa velocidade: “entre 30 e 40 quilĂ´metros por horaâ€?. O acusado disse que percebeu quando atropelou os estudantes e ia parar o veĂ­culo para prestar socorro. PorĂŠm, segundo Arnaldo França, vĂĄrias pessoas teriam começado a atirar pedras em seu carro e, com medo de ser linchado, ele decidiu fugir do local. França alegou que procuraria uma delegacia para se entregar. Antes disso, no entanto, foi localizado pelos militares do 4Âş BPM e preso.

Uma das quatro vĂ­timasGRDWURSHODPHQWRIRLOHYDGDLQFRQVFLHQWHSDUDR+RVSLWDO*HUDOGR(VWDGR


10

CIDADES

TribunaIndependente

MACEIÓ - SEXTA-FEIRA, 2 DE MARÇO DE 2012

Carreta sem freio capota no São Jorge Veículo estava carregado de areia e subindo ladeira quando perdeu freio e foi obrigado a colidir contra uma barreira PETRÔNIO VIANA BRENO AIRAN REPÓRTERES

U

ma carreta carregada de areia perdeu os freios ontem à tarde quando subia a ladeira do Sítio São Jorge, colidiu com uma barreira e capotou. O veículo era guiado pelo motorista Cosme Bernardo da Silva, de 59 anos. Em entrevista à Tribuna Independente, o motorista, ainda em choque, contou que percebeu quando o veículo perdeu tração na subida da ladeira, no sentido Jacarecica-São Jorge. De acordo com Cosme, a carreta vermelha, de placa KHZ-2445, teria perdido os freios depois de um defeito no “eixo cardan”, um conjunto de eixos tubulares ligados à fonte motriz e ao eixo de tração, com a função de evitar o desalinhamento do conjunto. Depois da metade

da ladeira, o veículo parou e em seguida começou a descer de ré. O motorista tentou achar uma solução para evitar que a carreta atingisse outros veículos que subiam a ladeira. Caso desviasse para a direita, o caminhão cairia em uma ribanceira. Para a esquerda, bateria em uma barreira. Depois que a carreta já havia descido cerca de 150 metros e atingido uma velocidade considerável, Cosme decidiu desviar para o lado da barreira. O veículo atingiu a barreira e capotou uma vez, espalhando a carga de areia pelo acostamento e pela pista. O motorista não sofreu ferimentos graves, mas foi levado, por precaução, para o Hospital Geral do Estado (HGE). O trecho da ladeira onde ocorreu o acidente foi interditado no sentido São Jorge-Jacarecica. DAVI SALSA

BRENO AIRAN

Apesar do acidente que deixou areia espalhada pela via e interditou uma faixa, motorista não teve ferimentos aparentes

DEPENDENTES QUÍMICOS

Agreste ganha unidade de tratamento DAVI SALSA REPÓRTER

Caps AD vai atender pessoas de Arapiraca e região com dependência

Arapiraca (Sucursal) - A população de Arapiraca e de outras cidades do Agreste passam a contar agora com os serviços de uma unidade especializada no tratamento e recuperação de pessoas viciadas em bebidas alcoólicas e dependentes químicos. O Centro de Atenção Psicossocial (Caps AD) foi inaugurado ontem, na cidade de Arapiraca. O prefeito Luciano Barbosa

(PMDB) e a secretária de Saúde, Aurélia Fernandes, entregaram a primeira unidade especializada do Agreste e a terceira de Alagoas. O espaço está localizado na Rua Isabel de Oliveira, no Bairro Jardim Esperança, e faz parte da Coordenação de Saúde Mental, do Departamento Municipal de Atenção à Saúde. “Estamos dando mais um grande passo no combate ao uso de drogas em nosso município e vamos avançar ainda mais”, disse a secretária Aurélia Fernandes.

O Caps-AD de Arapiraca funcionará diariamente a partir da próxima segunda-feira (5), no período das sete horas às 12 horas e das 14 horas às 18 horas. A unidade ofertará serviço especializado em saúde mental para pessoas com problemas decorrentes do uso ou abuso de álcool e outras drogas em diferentes níveis de cuidado: intensivo (diariamente), semi-intensivo (de duas a três vezes por semana) e não-intensivo (até três vezes por mês). É um serviço am-

bulatorial territorializado que integra uma rede de atenção em substituição à “internação psiquiátrica”, e que tem como princípio a reinserção social. O corpo técnico é formado por clínico geral, educador físico, psiquiatra, psicólogo, terapeuta ocupacional, enfermeiro, assistente social, fisioterapeuta e farmacêutico, além de apoio administrativo, artesão, artista plástico, monitores, cozinheiros, jardineiros, auxiliar administrativo, técnicos de enfermagem e técnicos de farmácia. SANDRO LIMA

REDUÇÃO

Mesmo com vigília, TJ não decide sobre passagem ANA PAULA OMENA REPÓRTER

Os movimentos sindicais e trabalhadores maceioenses passaram boa parte do dia, ontem, em vigília em frente ao Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL). Eles aguardavam a resposta do Judiciário, que ainda não foi dada, quanto ao mandado de segurança impetrado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) pedindo que o valor da passagem de ônibus em Maceió volte a ser R$ 2,10. O desembargador Estácio Gama recebeu o processo, mas até a noite de ontem não havia julgado. A vigília também serviu como protesto contra o aumento da passagem para R$ 2,30, concedido na sexta-feira da semana passada também por meio de liminar, dada pelo desembarga-

dor Washington Luiz. CRONOGRAMA Além do mandado já impetrado na Justiça, a CUT tem um cronograma de ações a respeito do assunto. Enquanto o reajuste tarifário do transporte coletivo de Maceió continua valendo após liminar impetrada pela Transpal, os movimentos sociais prometem continuar com as manifestações pela cidade. Hoje de manhã, uma reunião com representantes da Prefeitura Municipal de Maceió, do Ministério Público Estadual e do Ministério Público de Contas deve definir os últimos detalhes do edital para licitação do transporte coletivo de passageiros da capital. Se o edital for fechado nesse encontro, o prefeito Cícero Almeida define o novo valor da passagem em poucos dias. O valor pode ser maior ou menor do que R$ 2,30. BRENO AIRAN

Movimentos sindicais passaram boa parte do dia em frente ao Tribunal de Justiça, mas desembargador não deu decisão sobre mandado

TIROS NO ROSTO

Cozinheira é morta dentro de restaurante Vítima estava trabalhando no momento do crime; ela era mulher de PM

Execução foi cometida por dois homens fortes em uma motocicleta

As refeições ainda estavam sendo servidas no Express Restaurante, na Avenida Menino Marcelo, no bairro do Tabuleiro do Martins, em Maceió, quando a cozinheira do estabelecimento foi assassinada, ontem à tarde. Cristiane de Oliveira Nascimento, de 30 anos de idade, trabalhava como em qualquer outro dia, quando ouviu seu nome sendo proferido no restaurante. Eram dois homens corpulentos, que tinham acabado de chegar em uma

moto Honda Twitter 250cc de cor amarela. Os funcionários foram chamar Cristiane e, quando ela foi até o meio do restaurante, onde estavam os jovens, um deles sacou um revólver de calibre 38 e deflagrou os tiros. Foram dois. No rosto. O cheiro de pólvora com sangue se contrapôs ao sabor da comida regional. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi até o local, que fica perto do posto Acauã. No entanto, quando

os socorristas chegaram, nada mais pôde ser feito. A cozinheira, vítima dos disparos, havia entrado em óbito. Oficiais do Batalhão de Polícia de Radiopatrulha (BPRP) atenderam à ocorrência e fizeram rondas na região, na tentativa de encontrar os suspeitos no homicídio, mas foi em vão, ninguém foi encontrado, A placa da motocicleta não foi anotada, de acordo com o cabo Paulo José, no comando da operação, o que dificultou o trabalho da

polícia. Segundo informações obtidas pela Tribuna Independente com familiares, a vítima era esposa de um soldado PM reformado. O nome dele não foi revelado pelos colegas de trabalho. O casal morava no Conjunto Village Campestre II, no mesmo bairro onde ocorreu a execução, e não vinha recebendo quaisquer tipos de ameaças. O crime deve ser investigado nos próximos dias pelos agentes do 5º Distrito Policial (DP).


TribunaIndependente

AÍLTON VILLANOVA ailton.villanova@gmail.com

MACEIÓ - SEXTA-FEIRA, 2 DE MARÇO DE 2012

CIDADES

11

Prefeitura libera em 30 dias terrenos para bases da PM 3URPHVVDpGHVHFUHWiULRPXQLFLSDOSDUDEHQH¿FLDUSROLFLDPHQWRFRPXQLWiULR ADAILSON CALHEIROS

ANDREZZA TAVARES REPÓRTER

A

Velhinhos solidários

C

asados há 75 anos, os velhinhos Aldegundes e Esclerilda viviam uma vida tranquila, no subúrbio mais discreto da capital. Com quase 90 anos de idade, a anciã era bastante ativa. O marido, entrando para os 94 janeiros, possuía uma memória de elefante e lia, sem o auxílio de óculos, aquelas letras miúdas das bulas de remédio. Uma ou duas vezes por mês, o motorista chamado Perônio buscava o casal para um passeio de táxi pela cidade. Culminava com um lanchinho em qualquer das lanchonetes do centro comercial. Certa tarde, depois de um desses habituais passeios, dona Esclerilda pediu ao marido: - Meu velho, vamos comer um sanduíche num daqueles barzinhos da praia? - Vamos! – concordou seu Aldegundes. Foram. Escolheram o mais perto do mar, ocuparam uma mesa, sentaram em torno dela e aí o velho chamou o garçom: - Queremos um hambúrguer, batatas fritas, um refrigerante e um copo extra. - Só um hambúrguer, senhor? - Só, meu filho. Só! O pedido baixou rapidinho na mesa dos velhuscos. Seu Aldegundes dividiu cuidadosamente o sanduíche com a mulher, exatamente ao meio. Dividiu as batatas, uma por uma e depois repartiu a bebida irmamente nos dois copos. O ancião começou a comer a sua metade do lanche, enquanto a velhinha ficou espiando, com os cotovelos apoiados no tampo da mesa e o queixo repousando nas palmas das mãos. O garçom, que assistia à cena se comoveu e ofereceu ao casal um lanche a mais, pago do seu bolso, para que os velhinhos não tivessem que dividir um lanchinho tão minguado. Seu Aldegundes agradeceu e explicou: - Estamos casados há 75 anos e a vida toda sempre dividimos tudo meio a meio. De qualquer forma, muito obrigado pela gentileza. Emocionado, o garçom dirigiu-se à velhinha: - A senhora não vai comer a sua metade? E ela, sorridente: - Daqui a pouco, meu filho. É que agora está na vez dele usar a dentadura!

Ele tinha um detalhe a mais! O casal viajava de carro pela rodovia que liga Alagoas a Pernambuco, a 100 km/h. De repente, a mulher resolveu se abrir: - Pretérito, eu quero o divórcio! O cara nem aí. Apenas, afundou o pé no acelerador do automóvel, aumentando a velocidade para 120 km/h. A mulher atacou, novamente: - Pretérito, eu quero o divórcio! Estou tendo um caso com o Aglastênio. Eu sei que ele é o seu melhor amigo, mas ele é muito melhor na cama que você! Calado, o marido imprimou ainda mais velocidade no carro. O velocímetro pulou para os 140

km/h. - E tem mais... – continuou ela. – eu quero a casa da praia, o sítio e a metade do dinheiro que você tem no banco! Tá bom pra você? Pretérito permanecia mudo, mas empurrando cada vez mais o pé no acelerador: 160 km/h. A mulher exasperou-se: - E você vai permanecer o tempo todo calado? Você não vai ¿FDUFRPQDGD" Pretérito resolveu falar: - Não. Eu estou satisfeito, tendo tudo o que poderia ter. - E o que é? - Eu tenho o airbag!

Riu do quê? Seu Antupatro veio a Maceió para resolver uns assuntos de seu particular interesse e voltou pra Olivença, pra lá de invocado. Mal entrou em casa, foi logo contando pra sua esposa: - Sabe, Risoleta, os pessuá na capitá é munto brincaião! Se um cristão cai do ôimbus, eles logo vai caindo na gaitada! - E tu num riu junto, Tupato? - Ri nada! Quem caiu foi eu!

Um voo muito louco! Voo turístico programado por certa empresa paulista do ramo, com destino ao Rio de Janeiro, partiria do interior mineiro, com escala na capital bandeirante. A passageirada, ansiosa, aguardava, dentro da aeronave, o piloto e o co-piloto, que estavam atrasadíssimos. Daí a pouco, eles chegaram. Cada um dos dois, com óculos escuros escanchados no pau da venta. O piloto, utilizando-se de uma bengala branca, ia na frente, tateando, para encontrar o caminho até a cabine de comando. Atrás dele, o co-piloto era orientado por um cão guia GHFHJR2VSDVVDJHLURV¿FDUDP apavorados com a cena. - Me tirem daqui! – gritou, feito doida, uma madame gordona, pondo-se de pé. – Quero falar com o dono da empresa! O nervosismo dos passageiros aumentou assim que eles repararam nos ceguinhos sentados diante do painel de comando da aeronave. Piorou ainda mais quando, logo em seguida, os mo-

tores foram acionados e o avião começou a taxiar na pista. Ao sentirem que o aparelho havia se posicionado na cabeceira da pista, os passageiros ¿FDUDPPDLVKLVWpULFRVDLQGD$ loucura generalizou-se quando o piloto afundou o pé no acelerador e a aeronave disparou pela pista. Um padre que ia a bordo, apelou: - Irmãos passageiros! Rezemos ao Senhor! Pai Nosso que estais no céu... Ninguém respondeu ao apelo do sacerdote, pois todos estavam em pânico. E o avião ganhando mais velocidade. - Valei-me, Cristo Redentor! – berrou uma madame baixinha, de rosário na mão. Então, como por milagre, o aparelho decolou e ganhou o céu, puxando mil por minuto. Aí, os passageiros se acalmaram. Enquanto isso, na cabine de comando, o co-piloto comentava com o piloto: - No dia que os passageiros não gritarem, a gente tá ferrado!

Prefeitura de Maceió, dentro de 30 dias, pretende liberar os terrenos solicitados pelo Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Defesa Social (Seds), para a construção das cinco novas Bases de Polícia Comunitária previstas para este ano na capital, conforme foi publicado em matéria da Tribuna Independente do domingo (26). A prefeitura aguarda a Superintendência Municipal de Controle do Convívio Urbano (SMCCU) concluir as plantas dos terrenos para serem feitas as distribuições das obras, pois os imóveis também foram solicitados por secretarias municipais. “As secretarias municipais de Saúde e de Educação também solicitaram terrenos para a construção de novas Creches e novos Postos de Saúde em Maceió. Por isso, só é possível liberar os terrenos após a conclusão dos trabalhos da SMCCU, que está medindo os terrenos e verificando se eles têm condições de receber uma construção”, revela o secretário municipal de Governo, Pedro Alves. “A SMCCU tem poucos topógrafos, por isso que o trabalho está um pouco lento, mas em 30 dias devemos estar liberando”, acrescenta. Pedro Alves conta que o terreno do bairro do Canaã,

Terreno no Canaã é um dos que foi solicitado pelo Estado, mas também por secretarias municipais

um dos solicitados, deve comportar uma creche municipal e a Base Comunitária. O terreno fica na esquina entre as ruas Pão de Açúcar e Maragogi. Em relação ao terreno solicitado no Conjunto Virgem dos Pobres, que fica no canteiro central da Avenida Senador Rui Palmeira, próximo ao antigo PM Box, o secretário informa que surgiu uma dúvida, porque o canteiro não é área de equipamento comunitário.

CANAÃ Moradores do bairro do Canaã, onde ainda este ano pode ser construída uma Base de Polícia Comunitária, afirmam que acontecem muitos assaltos e assassinatos na região, e com a construção da base da polícia no local eles acreditam que vai haver mais segurança. “Aqui merece mesmo uma base, porque da pista para o Ouro Preto não tem segurança nenhuma”, relata o jardineiro José Cândido da

Silva, que há 35 anos é morador do bairro. O comerciante Francisco dos Santos, proprietário de uma gráfica rápida, em frente ao terreno, fala que todos só têm a ganhar: comerciantes e moradores. Além dos terrenos do Canaã e do Virgem dos Pobres, a Seds solicitou outros três: no Conjunto Carminha, no bairro Santa Lúcia e no Conjunto Cidade Sorriso I, para a costrução das bases comunitárias.

APÓS ARRASTÕES

Jacintinho volta ao seu ritmo normal Pouco mais de dois meses após a onda de arrastão que amendrontou os moradores do bairro do Jacintinho, em Maceió, a reportagem da Tribuna Independente voltou ao local, inclusive na Padaria e na loja de roupas visitadas em janeiro passado, para saber a atual situação da região. O comércio retornou a funcionar no horário normal e as vendas melhoraram, garante a empresária que preferiu não se identificar. “O Carnaval foi um su-

cesso de vendas, diferente do mês de janeiro, quando tive que fazer promoções para vender as peças que estavam encalhadas do Natal”, conta a empresária que, hoje, estende um pouco o horário de funcionamento da loja a pedido das clientes. Na padaria visitada há pouco mais de um mês, funcionários revelam que o horário permanece reduzido, não por causa da violência, mas para evitar que os funcionários saiam tarde. O es-

tabelecimento que antes do arrastão funcionava até às 21 horas, hoje fecha às 19 horas, mesmo horário em que funcionava em janeiro deste ano. Uma das funcionárias, que também preferiu não se identificar, afirma que as coisas na região melhoraram. Atualmente, na Rua Cleto Campelo, principal do bairro, o comércio está a todo vapor. As lojas e os vendedores ambulantes começam a encerrar o expediente

a partir das 18 horas, sem pressa, o que não era possível dias após o arrastão. Hoje, farmácias e supermercados fecham as portas a partir das 21 horas, e há estabelecimentos que atendem até as 23 horas. Ao mesmo tempo que moradores relatam melhorias no bairro, outros reclamam que a Polícia Militar não tem feito rondas nas ruas transversais a Cleto Campelo, como a Rua São José, que antes via as rondas com mais frequência. (A.T.)

LUTO

Sindicato dos Gráficos perde ex-presidente DANIEL MAIA REPÓRTER

SANDRO LIMA / ARQUIVO

A sociedade e a imprensa alagoana se despediram ontem de Maurício Gomes da Silva, 56, atuante no Sindicato dos Gráficos de Alagoas como secretário-geral. Maurício sofreu um infarto fulminante. O sepultamento foi realizado no Cemitério São José, no Trapiche da Barra, em Maceió, e contou com a presença de familiares, amigos e companheiros de uma trajetória sindical de 30 anos. O atual presidente do Sindicato dos Gráficos de Alagoas, e diretor administrativo-financeiro da Cooperativa dos Jornalistas e Gráficos de Alagoas (Jorgraf), José Maurício Gomes da Silva faleceu ontem aos 56 anos de idade Paulo Gabriel, lamentou a morte de Maurício. Gabriel duidade e unidade dentro de novas formas trabalhistas. considera o companheiro in- sua categoria. Sua ausência jamais será substituível e um exemplo de “É um sindicalista que preenchida, pela competênhomem ligado ao movimento veio desde a época da Di- cia e dedicação que empresindical, em defesa dos tra- tadura Militar, mas que gava no movimento”, relembalhadores, representando- sempre apresentava ideias bra. -lhes com competência, assi- novas, acompanhando as Além de secretário-geral

do Sindicato dos Gráficos, em Alagoas, Maurício Gomes também atuava enquanto secretário-geral da Força Sindical e era diretor da Confederação Nacional dos Gráficos. Com uma carreira extensa, iniciada em 1979, o sindicalista exerceu a posição de diretor da Federação dos Gráficos do Brasil e ainda de presidente do Sindicato dos Gráficos de Alagoas, no período de 1995 a 1998, marcando passagem pela Imprensa Oficial do Estado e pelo jornal Gazeta de Alagoas. José Paulo Gabriel ressalta a importância profissional do companheiro em nível nacional. “Com esta gama de experiência, adquirida nessas entidades, juntamente como funcionário da Gazeta de Alagoas e da Imprensa Oficial do Estado, Maurício emprestava seus conhecimentos ao movimento sindical de Alagoas e do Brasil”, ressaltou.


12

CIDADES

TribunaIndependente

MACEIÓ - SEXTA-FEIRA, 2 DE MARÇO DE 2012

AgresteemFoco

JOĂƒO MOUSINHO – joao_mousinho@hotmail.com (Interino)

Paulo Jacinto 1 Gestores dos municĂ­pios alagoanos da regiĂŁo do Vale do ParaĂ­ba tĂŞm debatido a formação de consĂłrcios pĂşblicos para melhorar a oferta de serviços em ĂĄreas como a saĂşde pĂşblica, a fim de otimizar as açþes e reduzir custos. Mas, segundo o presidente da AMA, Palmery Neto, apenas os prefeitos de Viçosa, Flaubert Filho, e o de Paulo Jacinto, Marcos Lisboa, nĂŁo assinaram o “acordoâ€?. No entanto, o prefeito de Viçosa aceitou conversar sobre o assunto. JĂĄ o de Paulo Jacinto estĂĄ “irredutĂ­velâ€?, o que para Palmery ĂŠ lastimĂĄvel.

Paulo Jacinto 2

Paulo Jacinto 3

1mRVHVDEHDRFHUWRSRUTXH0DUFRV /LVERDSUHIHLWRGH3DXOR-DFLQWREDWHX RSpHQmRTXHUVHÂżOLDUDRFRQVyUFLR pois dezenas de pessoas migram toda VHPDQDSDUD0DFHLySDUDUHDOL]DU exames e consultas mĂŠdicas. Sem FRQWDUTXHHVWHVSDFLHQWHVVDHPGD Terra do Baile da Chita de madrugada HVyUHWRUQDPQRÂżQDOGDQRLWH0XLWRV VHTXHUWrPGLQKHLURSDUDID]HUXP ODQFKH1HVWHFDVRERPVHQVRGHYHULD prevalecer.

Outro fato intrigante ainda em relação ao setor de saúde em 3DXOR-DFLQWRpTXHR~QLFR hospital do município funciona de forma precåria desde a HQFKHQWHGHTXDQGRR prÊdio foi totalmente invadido SHODViJXDVGR5LR3DUDtED e algumas paredes levadas pela enxurrada. E mais: o QRYRKRVSLWDOVHTXHUVDLXGR papel.

Alagoas reduz 87,5% casos graves de dengue

No Brasil, redução foi de 97%, segundo levantamento do MinistÊrio da Saúde EDITORIA DE CIDADES

O

número de casos graves de dengue em Alagoas teve uma redução dråstica este ano, de 87,5%. Enquanto foram registrados oito casos nas primeiras oito semanas de 2011, este ano, no mesmo intervalo, apenas um caso foi notificado. O índice de óbitos foi ainda melhor. Nenhuma morte por dengue foi registrada este ano. No ano passado, nesta data, jå havia registro de um óbito em Alagoas. Os dados fazem parte do levantamento do MinistÊrio da Saúde feito em todos

os Estados brasileiros. A redução de casos graves no Brasil foi de 97% este ano. O levantamento aponta que houve uma redução relevante no total de casos da doença, sejam eles graves ou não. Em Alagoas, jå são 28% de casos a menos este ano. A atenção com a doença, porÊm, continua elevada por que hå risco de surto de dengue pelo tipo 4, que ainda não foi registrado em Alagoas nem na maior parte do Brasil. O novo tipo gera receio dos órgãos de Saúde porque a maioria da população, que jå teve dengue, não estå imune a ele.

SURTO O levantamento avaliou 536 cidades brasileiras e mostra que 356 municípios têm alta presença do mosquito Aedes aegypti, sendo 91 em situação de risco de surto e 265, em alerta. Outras 180 cidades apresentam baixo risco de infestação. Em Alagoas, as cidades com risco de surto são Arapiraca e Messias. Palmeira dos �ndios, que figurava na lista, deixou de apresentar risco. Como parte das medidas de combate à dengue, o MinistÊrio da Saúde fez repasse adicional a 1.159 municípios brasileiros de R$ 92,8 milhþes para açþes de

prevenção e controle da doença. O repasse ocorreu no final do ano passado e beneficiou municĂ­pios alagoanos que estavam em situação de alerta para a dengue. â€œĂ‰ fundamental que os prefeitos e secretĂĄrios municipais de SaĂşde estejam sempre em alerta e viabilizem as açþes educativas, porque o mosquito transmissor da doença estĂĄ presente na maioria das residĂŞncias e nos quintais. Se os mosquitos existem ĂŠ porque hĂĄ condiçþes para que se criem e se proliferemâ€?, ressalta a diretora de Vigilância EpidemiolĂłgica da Secretaria de Estado da SaĂşde, Cleide Moreira. (Com assessoria) SANDRO LIMA

Fim de governo 1 2SUHIHLWRGH3DXOR-DFLQWR0DUFRV/LVERDHVWiQRÂżQDOGRVHJXQGR PDQGDWRHDQGDPXLWRFDODGRVREUHVHXVXFHVVRU&RUUHjERFDPL~GD TXHGHQWURGDSUHIHLWXUDpSURLELGRIDODUVREUHRDVVXQWR4XDQWRjRSRVLomRQRPXQLFtSLRWDPEpPDLQGDpXPDLQFyJQLWDGHTXHPYDLHQIUHQWDU RFDQGLGDWRGH/LVERD

Fim de governo 2 $RSRVLomRHP3DXOR-DFLQWRDLQGDFRQWLQXDDWLUDQGRGHROKRVYHQGDGRV SDUDGHFLGLUTXHPVDLUiFDQGLGDWRDSUHIHLWRQRSUy[LPRSOHLWR$VFRQYHUVDVGHEDVWLGRUHVGmRFRQWDTXHVHUiUHDOL]DGDXPDSHVTXLVDFRP RVHOHLWRUHVHTXHPVHVDLUPHOKRUGLVSXWDUiRFRPDQGRGRPXQLFtSLR FRPRFDQGLGDWRGRSUHIHLWR0DUFRV/LVERD'L]HPTXHDOLVWDpJUDQGH UHVWDVDEHUTXHPYDL³FDLU´QDVJUDoDVGRSRYR

Atenção gestores 1

Ressaca

Para orientar os gestores muQLFLSDLVVREUHDPHOKRUIRUPD GH¿QDOL]DURVVHXVPDQGDWRV a Confederação Nacional dos Municípios (CNM) trouxe para a Associação dos Municípios AlaJRDQRV $0$ RHYHQWR³'LiORJR 0XQLFLSDOLVWD´TXHDFRQWHFHUi nesta segunda-feira (5), a partir das 8h30. O presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, acompanhado da diretora jurídica, Helena Garrido, e do direWRUWpFQLFR-DFRQLDV5RVHQGRMi FRQ¿UPRXSUHVHQoD

4XHPSDUWLFLSRXGD5HVVDFDGR &DUQDYDOHP3DXOR-DFLQWRRX3- )ROLDQR~OWLPRÂżQDOGHVHPDQD ÂżFRXXPSRXFRGHFHSFLRQDGR$ IHVWDDWpHVWDYDDQLPDGDFRPERDV DWUDo}HVDUWtVWLFDVPDVREULOKRIRL ofuscado com os incansĂĄveis discursos dos organizadores. Parecia PDLVSUpYLDGHSDODQTXHHOHLWRUDO

Atenção gestores 2

3DXWDVFRPR/HLGH5HVSRQVDELOLGDGH)LVFDO&RQYrQLRV5HVWRV a Pagar, FPM, Financiamento da Saúde, Endividamento Previdenciårio e Piso do MagistÊrio serão GLVFXWLGRVD¿PGHPRQWDUXPD UDGLRJUD¿DGRFHQiULRORFDOHDV soluçþes necessårias para o encerramento do mandato.

Atenção gestores 3 Palmery Neto, presidente da AMA, ressalta a importância da participaomRGHWRGRVRVSUHIHLWRV³(VFODrecer todas as dúvidas Ê essencial SDUDHYLWDUSUREOHPDVFRPD/HLGH 5HVSRQVDELOLGDGH)LVFDOHJDUDQWLU XP¿QDOGHPDQGDWRVHPSUREOHPDV´D¿UPRX3DOPHU\

Festança 1 A Prefeitura de Arapiraca, atravÊs GR3URJUDPDGH9DORUL]DomRGR Servidor da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos, divulgou a prograPDomRGHOD]HUGR&OXEHGR 6HUYLGRUSDUDRSUy[LPRGRPLQJR  $SDUWLUGDVKR&OXEHGR Servidor serå animado com o FDQWRU-RUJLQKRTXHSURPHWHPRYLPHQWDURVVHUYLGRUHVS~EOLFRVH IDPLOLDUHVTXHHVWDUmRQRORFDO

Festança 2 2VVHUYLGRUHVDUDSLUDTXHQVHVH seus familiares podem desfrutar de um amplo espaço de lazer GHVWLQDGRSDUDDTXHOHVTXH FRQWULEXHPGLDULDPHQWHSDUDR desenvolvimento da cidade. O &OXEHGR6HUYLGRUFRQWDFRPJLQiVLRHVSRUWLYRFDPSRGHIXWHERO e piscina.

Apoio 1 As vereadoras Heloísa Helena (PSOL) e Fåtima Santiago (PP) declaraUDPDSRLRDRVPRWRWD[LVWDVQDVHVVmRGD&kPDUD(ODVWDPEpPIRUDP aplaudidas pelas lideranças por suas defesas feitas em plenårio. Heloísa D¿UPRXTXHVHLUULWDTXDQGRGL]HPTXHWRGRPRWRWD[LVWDpEDQGLGR³7HP EDQGLGRHQJUDYDWDGRQDSROtWLFDHWHPWDPEpPHQWUHDFDWHJRULD(QWmR WHPPDUJLQDOHPWRGRVRVVHWRUHV´IULVRX

Apoio 2

)iWLPD6DQWLDJRWDPEpPD¿UPRXTXHRVPRWRWD[LVWDVVmRQHFHVViULRV ³$SRSXODomRMiGHPRQVWURXTXHGHVHMDHVVHWLSRGHWUDQVSRUWH9DPRV FREUDUGRSUHIHLWR&tFHUR$OPHLGDTXHHQYLHRSURMHWRGHUHJXODUL]DomR SDUDD&kPDUD´VDOLHQWRX

Racha?

Justiça

A candidatura de Ronaldo 0HGHLURVjSUHVLGrQFLDGD $/(SDUHFHTXHQmRWHYH tanta sintonia com o colega de SDUWLGR-XGVRQ&DEUDO&DEUDO TXHGHYHULDDSRLDUROtGHUGR 37GLVVHTXHDGHFLVmRHUD um ato pessoal de Medeiros. 4XDQGR-XGVRQIRLFDQGLGDWR jSUHVLGrQFLDGD$VVHPEOHLD Medeiros o apoiou.

$LQWHULRUL]DomRGD-XVWLoD)HGHUDOQD 5ª Região ganha força com a inauguração de mais duas varas no interior GH$ODJRDV2SUHVLGHQWHGR7ULEXQDO Regional Federal da 5ª Região - TRF5, GHVHPEDUJDGRUIHGHUDO3DXOR5REHUWR de Oliveira Lima, e o diretor do Foro GD-XVWLoD)HGHUDOHP$ODJRDV3DXOR Machado Cordeiro, inauguram hoje a �9DUD)HGHUDOHP$UDSLUDFDHD� em Santana do Ipanema.

Risco de surto de dengue, apesar de açþes preventivas, ainda existe em dois municípios alagoanos: Arapiraca e, agora, Messias

SUS

Maceió tem 3ª pior avaliação entre as capitais EDITORIA DE CIDADES

Maceió não foi bem avaliada pelo MinistÊrio da Saúde com relação ao atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A capital alagoana tem o terceiro pior �ndice de Desempenho do SUS (IDSUS 2012). Com índice de 5,04, Maceió só perde para BelÊm, com 4,57, e Rio de Janeiro, com 4,33. O melhor desempenho foi o de Vitória, com 7,08. Jå a avaliação para o Estado foi melhor. Com índice de 5,43, Alagoas fica em 11º lugar no ranking brasileiro. Em primeiro lugar estå Santa Catarina, com índice de 6,29. O IDSUS foi lançado ontem pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha. A ferramenta avalia o acesso e a qualidade dos serviços de saúde no país. O índice avaliou entre 2008 e 2010 os diferentes níveis de atenção (båsica, especializada ambulatorial e hospitalar e de urgência e emergência), verificando como estå a infraestrutura de saúde para atender as pessoas e se os serviços ofertados têm capacidade de dar as melhores respostas aos problemas de saúde da população. O IDSUS 2012 estå disponível para consulta de toda a sociedade pelo endereço www.saude.gov.br/ idsus. (Com assessoria)

OPĂ‡ĂƒO PARA TRĂ FEGO

Obras para construção da Ecovia Norte estão em pleno andamento As obras de construção da Ecovia Norte, corredor de transporte que ligarå o bairro do Benedito Bentes à AL-101 Norte, em Guaxuma, estão em pleno andamento. O projeto estå sendo executado pela Prefeitura de Maceió, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Urbanização (Seminfra). No momento, os trabalhos se concentram nos serviços de drenagem de åguas pluviais e terraplenagem, com a realização de cortes e aterros ao longo da plataforma do eixo principal, bem como na via secundåria D, que då acesso ao Aterro Sanitårio de Maceió. Diversos tipos de equipamentos estão sendo utilizados, a fim

de agilizar esse trabalho. A Ecovia Norte, depois de concluída, serå mais uma opção de tråfego entre as partes alta e baixa da cidade. A via tambÊm contribuirå para o desenvolvimento dessa årea beneficiada pelo projeto e do seu entorno. A Ecovia Norte terå um corredor principal, com 5.914 metros de extensão, indo do Benedito Bentes (Conjunto Freitas Neto) atÊ ao entroncamento da Al-101 Norte (Guaxuma), e quatro corredores secundårios: o A, com 2.031 metros, com ligação para o Conjunto Antares; o B, com 3.978 metros, com ligação para o Conjunto JosÊ Tenório; o C, com 3.479 metros, com ligação

para o SĂ­tio SĂŁo Jorge; e o D, com 1.477 metros, ligando ao Aterro SanitĂĄrio. O investimento total a ser feito ĂŠ de, aproximadamente, R$ 24 milhĂľes, com recursos do governo federal, por meio de emendas parlamentares, e contrapartida do municĂ­pio. Deve ser levado em consideração o fato de que a Ecovia Norte nĂŁo serĂĄ apenas uma rodovia para veĂ­culos, jĂĄ que congregarĂĄ todos os elementos associativos que respeitam o meio ambiente, dispondo de canteiro central arborizado, passeio, ciclovia e projeto paisagĂ­stico. É um novo conceito para o desenvolvimento sustentĂĄvel e um referencial para o PaĂ­s. REPRODUĂ‡ĂƒO

Imagem simulaFRPRYDLÂżFDU9LD1RUWHDSyVFRQFOXVmRGDREUD


TribunaIndependente

MACEIÓ - SEXTA-FEIRA, 2 DE MARÇO DE 2012

Economia

ECONOMIA

13

Senac Alagoas oferece curso que ensina como preparar Ovos de Påscoa As atraçþes do momento são os Ovos de Påscoa, de diversas marcas e tamanhos. Mas confeccionar os ovos de chocolate sai mais barato do que comprar os industrializados. TambÊm Ê possível obter uma fonte de renda extra, jå que o lucro com a venda dessas delícias ultrapassa os 100% nessa Êpoca do ano. O Senac Alagoas abre inscriçþes para o curso de Ovo de Påscoa por meio do qual os participantes vão aprender a trabalhar com chocolate, confeccionar Ovos de Påscoa, bombons, embalagens e tÊcnicas de decoração. O curso serå ministrado pela especialista em Padaria e Confeitaria, Edva Queiroz, no período de 19 a 23 de março, com aulas das 8h às 12h, na Unidade Poço (Rua Pedro Paulino, 77).

Embratel anuncia mudança de marcas Empresa agora vai trabalhar em conjunto com a Claro para vender conjuntamente seus produtos e ampliar faturamento AGÊNCIA ALAGOAS / AILTON CRUZ

Veículos vão reforçar a frota da Adeal no combate e prevenção à febre aftosa, atendendo recomendação do MinistÊrio da Agricultura

ENTREGA HOJE

Adeal reforça frota com mais oito caminhonetes A Agência de Defesa e Inspeção Agropecuåria de Alagoas (Adeal) realiza nesta sexta-feira (2), a partir das 10h, no estacionamento do Palåcio República dos Palmares, a entrega de oito caminhonetes que serão distribuídas entre os escritórios regionais do órgão. A cerimônia contarå com a presença do governador Teotonio Vilela Filho. Os utilitårios – adquiridos por intermÊdio do convênio ÀUPDGRHQWUHD$GHDOHR0LnistÊrio da Agricultura, Pecuåria e Abastecimento (Mapa) – atenderão aos municípios de União dos Palmares, Porto Calvo, São Luiz do Quitunde, Santana do Ipanema, Delmiro Gouveia, Mata Grande, Arapiraca e Viçosa.

“Com a aquisição destas novas caminhonetes a Adeal atende mais um requisito do MinistĂŠrio da Agricultura, que prevĂŞ o reforço da frota da AgĂŞncia de Defesa no combate Ă febre aftosa em Alagoasâ€?, declarou o presidente da Adeal, Manoel TenĂłrio. TambĂŠm estarĂŁo presentes Ă  solenidade o secretĂĄrio de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento AgrĂĄrio, Jorge Dantas, e o superintendente regional do Mapa em Alagoas, JoĂŁo Batista, alĂŠm do presidente da Federação da Agricultura e PecuĂĄria no Estado de Alagoas (Faeal), Ă lvaro Almeida, e do presidente da Associação dos Criadores de Alagoas (ACA), DomĂ­cio Silva.

IPTU

Pagamento da cota Ăşnica com desconto de 10% vai atĂŠ 30/3

O contribuinte que deixou para pagar o IPTU 2012 atÊ o dia 30 de março ainda poderå VH EHQHÀFLDU GR GHVFRQWR GH 10% sobre o valor da cota única. A Secretaria Municipal de Finanças (SMF) avisa que o desconto, nesse caso, Ê vålido para o contribuinte que estå com o imposto em dia. Os carnês para pagamento do IPTU começaram a chegar às residências dos contribuintes logo no início de fevereiro. Cópias do documento tambÊm podem ser impressas por meio do site da secretaria, no endereço www.smf.maceio.al.gov. br. Os contribuintes tambÊm podem procurar a sede da SMF, na Rua Pedro Monteiro, no Centro, e os postos de atendimento do Jà para a emissão dos boletos. Este ano, o imposto foi reajustado num percentual de 6,97%, correspondente ao �ndice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), acumulado no período de novembro de 2010 a outubro de 2011, conforme prevê a Lei nº 5.114/2000, que rege a atualização dos tribu-

tos municipais. De acordo com a secretåria de Finanças, Marcilene Costa, foi mantido o desconto para quem optar pelo pagamento em cota única. Dessa forma, o contribuinte que estå com o LPSRVWRHPGLDIRLEHQHÀFLDGR com o desconto de 20% ao quitar o IPTU 2012 atÊ o dia 29 de fevereiro. Os imóveis com dÊbitos de anos anteriores tambÊm se EHQHÀFLDUDP FRP GHVFRQWRV de 10% para pagamento atÊ o ÀQDOGHIHYHUHLURHDWp de março. Nas duas situaçþes, o contribuinte tambÊm pôde optar pelo parcelamento do imposto em atÊ 10 vezes, com vencimento ocorrendo sempre no último dia útil de cada mês. Mas nesse caso, sem direito a desconto. O coordenador de Cadastro Imobiliårio da Secretaria Municipal de Finanças, Paulo CÊsar Accioly, explicou que os imóveis residenciais populares com valor venal de atÊ R$ 8.657,52 estão isentos do pagamento do imposto, de acordo com a Lei nº 5.256/2002.

D

esde ontem, a TV por Assinatura Via Embratel passou a se chamar Claro TV e o telefone Livre agora se chama Claro Fixo. Embratel e Claro, empresas do grupo AmÊrica Móvil, irão trabalhar em conjunto para a venda dos produtos. Os produtos continuam com as mesmas características atuais, ou seja, serão mantidos o serviço, o preço, a oferta, a forma de pagamento, a programação de canais, os recursos e a qualidade. O cliente continuarå com o mesmo contrato e receberå IDWXUD FRP D LGHQWLÀFDomR das marcas Claro TV ou Claro Fixo. SOMANDO FORÇAS A Embratel continuarå responsåvel pela estrutura e pelos negócios relacionados aos dois produtos, mas somarå forças à Claro na årea de vendas e em marketing. Para realizar as atividades previstas as empresas terão uma nova campanha publicitåria e produzirão novos materiais de marketing para que os mais de 1.400 agentes autorizados adotem as novas marcas. Cerca de 200 lojas Claro estarão comercializando o Claro TV e o Claro Fixo,

alĂŠm das soluçþes de telefonia mĂłvel hoje disponĂ­veis. Parceiros comerciais da Embratel e da Claro, que atualmente sĂŁo monoproduto, poderĂŁo expandir seu portfĂłlio e começar a vender todos os produtos oferecidos pela Embratel e pela Claro. “Vamos gerar novos negĂłcios e oportunidades de crescimento para TV com $VVLQDWXUDÂľ DĂ€UPRX $QWRnio JoĂŁo, Diretor Executivo da Embratel responsĂĄvel por TV por Assinatura. Segundo ele, as mudanças de marcas sĂŁo mais um passo importante do grupo, TXH QR Ă€QDO GH  VDLX Ă frente do mercado e anunciou o Combo Multi, que integrou as empresas do grupo AmĂŠrica MĂłvil (Embratel, Claro e NET). O Combo Multi reĂşne TV por Assinatura em alta GHĂ€QLomR 1(7  YtGHR VRE GHPDQGD EDQGD ODUJD Ă€[D Wi-Fi, Internet 3G, teleIRQH Ă€[R GD (PEUDWHO FRP chamadas ilimitadas para RXWURVĂ€[RVGHTXDOTXHURSHradora, telefone celular da Claro para falar a vontade com outros mĂłveis da operadora e minutos para falar entre NETFone e Claro, e entre Claro e outras operadoras.


14

ECONOMIA

TribunaIndependente

MACEIÓ - SEXTA-FEIRA, 2 DE MARÇO DE 2012

etjornalista@gmail.com

&UDtEDVFDGrDDGXWRUD"

S

REUHDLPSODQWDomRGD mineradora Vale Verde no PXQLFtSLRTXHYHPHPSHUrada ao longo desses Ăşltimos anos, RSUHIHLWRDinho Leite GLVVHTXH em conversa recente com o presidente da Mineradora, Carlos BerWRQLWRPRXFRQKHFLPHQWRGHTXHD GLUHomRGDHPSUHVDHVWiEDVWDQWH preocupada com o atraso do inĂ­cio da construção da nova Adutora GR$JUHVWHDRWHPSRHPTXH uma das condiçþes impostas pelo Grupo Vale Verde para se instalar QDUHJLmRVHULDDPHOKRULDQRVVLVWHPDVGHDEDVWHFLPHQWRG¡iJXD e energia elĂŠtrica. “Nossa regiĂŁo mal tem ĂĄgua para o consumo KXPDQRTXDQWRPDLVSDUDXPDHPSUHVDGRSRUWHGD9DOH9HUGH A situação ĂŠ preocupante, pois estĂŁo em jogo milhares de postos de WUDEDOKRHSULQFLSDOPHQWHRGHVHQYROYLPHQWRGH&UDtEDVHWRGDD UHJLmRÂľGLVVHFRQVWUDQJLGRRSUHIHLWR

Santa Luzia do Norte Arapiraca Começou segunda-feira, o Proex - programa preparatório de assistência estudantil, permitindo e concorrendo para a permanência, progressão e inclusão dos alunos na universidade. Este programa foi implantado na gestão do ex-prefeito Deraldo Lima, dando continuidade agora na gestão da atual prefeita Fåtima Barros. É uma parceria entre a prefeitura, por intermÊdio da Secretaria Municipal de Educação e a Universidade Federal de Alagoas, EHQH¿FLDQGRRVHVWXGDQWHVGH baixa renda do município.

Próximos dias 16 e 17, a cidade de Arapiraca serå tomada por secretårios de Administração de todo interior alagoano. Eles vão participar do II Fórum Estadual de Secretarias Municipais de Administração (Fesmad-AL). O evento, que acontecerå no Hotel Sol Nascente, visa discutir os assuntos relacionados à gestão pública. O Fórum, nesta mais recente edição, continuarå com o debate dos temas relevantes para o aprimoramento da gestão pública, possibilitando a troca de experiência e melhores pråticas empreendidas pelos municípios alagoanos, resultando num maior dinamismo dos assuntos públicos.

A cantora e empresĂĄria da banda “Balada ElĂŠtricaâ€?, Cidinha Show, natural de JequiĂĄ da Praia, acaba de ser recebida por amigos e fĂŁs de sua terra, depois de retornar Ă cidade, apĂłs enfrentar uma turnĂŞ por diversas partes do Nordeste; sobretudo em Pernambuco, onde fez diversas apresentaçþes. Para muitos, Cidinha logo-logo estarĂĄ nas paradas despontando com sucesso por todo o territĂłrio nacional. Sucesso garota!!

Arapiraca - Presença

JequiĂĄ da Praia

Segundo o secretĂĄrio municipal de Administração de MaceiĂł e presidente do Fesmad-AL, SĂŠrgio Villela, esse ĂŠ um momento de propiciar uma visĂŁo mais ampla dos acontecimentos que envolvem a gestĂŁo pĂşblica. “Essa ĂŠ uma oportunidade Ă­mpar para que todos os gestores municipais possam se intercambiar, discutindo as necessidades coletivas e apresentando propostas GHVROXomR´DÂżUPRX

São Miguel Visando capacitar jovens para o mercado de trabalho no município, foi que na quarta-feira o prefeito George Clemente se reuniu com o superintendente regional do Trabalho e Emprego em Alagoas, Heth CÊsar, com o presidente do Instituto Ação de Desenvolvimento para a Cidadania (Iadec), Pedro Verdino, e com o secretårio municipal da Infância da Juventude e da Promoção da Paz, Mårcio Santos. No alvo, a implantação GHGRLVSURMHWRVFRPPHWDVSDUDEHQH¿FLDUWUrVPLOSHVVRDV

São Miguel - Planos De acordo com o superintendente Heth CÊsar, as açþes do MTE no município serão realizadas por meio do Projovem Trabalhador e do Plano 6HWRULDOGH4XDOL¿FDomR 3ODQ6H4 ³23URMRYHPLUiJDUDQWLUGXDVPLO vagas em cursos gratuitos para jovens de 18 a 29 anos com famílias que tenham renda por pessoa de atÊ meio salårio mínimo e o PlanSeQ vai DEULUPLOYDJDVSDUDDSUR¿VVLRQDOL]DomRQDFRQVWUXomRQDYDO´UHVVDOWRX

Avaliação

GrĂĄvidas

Um estudo encomendado pelo Governo do Estado à Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuåria para a årea de Solos (Embrapa Solos) pretende oferecer informaçþes para que se saiba quais são as regiþes de Alagoas, de acordo com as características de solo e clima, mais propícias para o cultivo de oito produtos, como: algodão herbåceo, mandioca, feijão phaseolus, feijão vigna, mamona, milho, cana-deaçúcar e sorgo.

Como objetivo de diminuir o Ă­ndice de mortalidade infantil em Alagoas, o Governo do Estado investe cada YH]PDLVHPDo}HVTXHEHQHÂżFLDP gestantes da capital e do interior, com um projeto que distribui cerca de 12 mil cestas nutricionais por mĂŞs para os 102 municĂ­pios. Desde julho do ano passado, quando foi iniciada a sua segunda fase, o projeto entregou 81.283 cestas de alimentos, totalizando mais de R$ 6,3 milhĂľes em investimentos.

Penedo A TÊcnica em Políticas Públicas do Sebrae/AL, Luciana Leite, esteve quarta-feira em Penedo, para tratar junto com alguns secretårios municipais, as açþes realizadas pela prefeitura com relação ao programa Prefeito Empreendedor. Durante o dia foram visitados alguns estabeleciPHQWRVEHQH¿FLDGRVSRUDo}HVGRSURJUDPDTXHFRQVWDHPDSRLDURV microempresårios, visando o surgimento de novas empresas, e a ampliação das existentes, contribuindo para a geração de renda na região.

AMA

UniĂŁo

Mais uma vez quem estarå em Maceió, para palestrar com os nossos prefeitos, Ê o presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) Paulo Ziulkoski. Desta vez para explicar detalhes tÊcnicos sobre DIRUPDGH¿QDOL]DURVVHXVPDQGDtos, que terminam no último dia deste ano. O encontro serå segunda-feira que vem na sede da AMA, a partir das 9h. A Lei de Responsabilidade Fiscal, Convênios, Restos a Pagar, FPM, Financiamento da Saúde, Endividamento Previdenciårio e Piso GR0DJLVWpULRVHUmRGLVFXWLGRVD¿P GHPRQWDUXPDUDGLRJUD¿DGRFHQiULR local e as soluçþes necessårias para o encerramento do mandato.

Cresce na cidade a mobilização contra a violĂŞncia, com convocação para a passeata que ocorrerĂĄ no prĂłximo dia 6 de março e concentração na Praça Frei DamiĂŁo. O movimento, intitulado ‘UniĂŁo Pela Paz’, estĂĄ convocando a sociedade palmarina a lutar contra a violĂŞncia no municĂ­pio e estĂĄ fazendo convocaçþes pelas rĂĄdios locais, nas escolas e pelas redes sociais, principalmente SHOR)DFHERRNRQGHÂż]HUDPXP grupo de discussĂľes e proposWDV+RMHKDYHUiSDQĂ€HWDJHP pela manhĂŁ, tarde e noite nas escolas Carlos Gomes e Monsenhor ClĂłvis.

Instituiçþes de pesquisa WHUmRUHGHGHÀEUDyWLFD Construção da rede para implantação do sistema tem início previsto para maio

N

o segundo semestre deste ano, MaceiĂł terĂĄ rede de alta velocidade com a implantação GH  NP GH Ă€EUD yWLFD TXH irĂĄ atender as necessidades GDV LQVWLWXLo}HV GH SHVTXLVD e ensino superior. A iniciativa ocorre em todas as capiWDLVEUDVLOHLUDVHHP0DFHLy entrarĂĄ no processo de interligação das instituiçþes pĂşEOLFDV FRPR D 8QLYHUVLGDGH )HGHUDO GH $ODJRDV 8IDO  D 8QLYHUVLGDGH (VWDGXDO GH CiĂŞncias da SaĂşde de AlagoDV 8QFLVDO HR,QVWLWXWR)HGHUDOGH$ODJRDV ,IDO  $ 5HGH 1DFLRQDO GH (QVLQR H 3HVTXLVD 513  LQVWLWXLomRTXHLPSODQWDHJHUH essa rede no PaĂ­s, ĂŠ um ProJUDPD 3ULRULWiULR GH ,QIRUmĂĄtica do MinistĂŠrio da CirQFLD7HFQRORJLDH,QRYDomR 0&7,  (VVD UHGH JDUDQWH DOWD velocidade, ampliando o link GH $ODJRDV GH 0E SDUD *E QXPD DomR GR *RYHUno Federal, por meio dos MinistĂŠrios da CiĂŞncia, TecnoORJLDH,QRYDomRH(GXFDomR e Cultura; Governo de Alagoas, por meio da Secretaria GD&LrQFLD7HFQRORJLDH,QRYDomR 6HFWL  H )XQGDomR GH $PSDURj3HVTXLVDGR(VWDGRGH$ODJRDV )DSHDO DOpP GDV LQVWLWXLo}HV GH SHVTXLVD e ensino alagoanas. REUNIĂƒO  $ IDVH GH FRQVWUXomR GD UHGH TXH VHUi LQLFLDGD QR

ASSESSORIA

Reunião com dirigentes do setor debateu a forma de implantação do sistema nos próximos meses

PrV GH PDLR IRL WHPD GH UHXQLmRQRGLDGHIHYHUHLURQD8IDOTXHFRQWRXFRP a presença do presidente do Comitê Gestor, João Carlos &RUGHLUR %DUELUDWR GR VHFUHWiULR GH (VWDGR GD &LrQFLD 7HFQRORJLD H ,QRYDomR (GXDUGR 6HWWRQ GR JHUHQWH de Projetos do RNP, Ney Fernandes de Castro, alÊm GH RXWURV PHPEURV GR &Rmitê. Durante o encontro, o VHFUHWiULR (GXDUGR 6HWWRQ GHVWDFRX R DYDQoR TXH D rede de alta velocidade trarå SDUDDVSHVTXLVDVFLHQWtÀFDV e tecnológicas realizadas

nas instituiçþes alagoanas. Segundo ele, o sistema de YLGHRPRQLWRUDPHQWR TXH serå implantado na capital WDPEpP FRQWDUi FRP D LPSODQWDomRGHÀEUDyWLFD ´7HPRVTXHHVWXGDUXPD IRUPD GH LPSODQWDU D UHGH GD 513 GH IRUPD LQWHJUDda�, explicou o secretårio, TXH HVWXGDUi R FDVR GR HVtado do Cearå por ser semelhante ao de Alagoas. A implantação da Rede ID] SDUWH GR SURMHWR 5HGHV &RPXQLWiULDVGH(GXFDomRH 3HVTXLVD 5HGHFRPHS  TXH cumpre a missão de promover a implantação de redes

metropolitanas comunitårias nas 26 capitais e no DisWULWR )HGHUDO TXH DEULJDP SRQWRV GH SUHVHQoD 3R3V  GREDFNERQHGD513LQWHUligando aproximadamente 300 instituiçþes em todo o País com o investimento atÊ o momento de R$ 7 milhþes HPÀEUDyWLFDH5PLOK}HV HPHTXLSDPHQWRV Primeira rede de acesso j,QWHUQHWQR%UDVLOD5HGH 1DFLRQDO GH (QVLQR H 3HVTXLVD 513  LQWHJUD FHUFD de 600 instituiçþes de ensiQRHSHVTXLVDQR3DtVEHQHÀFLDQGRPDLVGHXPPLOKmR de usuårios.

PRĂŠMIO SEBRAE

Alagoanas reconhecidas pelo empreendedorismo Mulheres empreendedoUDV TXH FRQWDP VXDV KLVWyrias de superação, mostrando FRPRYHQFHUGHVDÀRVVXSHUDU GLVFULPLQDomR H WUDQVIRUPDU VRQKRV HP UHDOLGDGH (VVH p RS~EOLFRGD�HGLomRGR3UrPLR6HEUDH0XOKHUGH1HJyFLRV TXH WHUi VXD FHULP{QLD de premiação realizada no próximo dia 5 de março, em 0DFHLy (VWH DQR HP $ODJRDV  PXOKHUHV VH LQVFUHYHram nas categorias Negócios &ROHWLYRV H 3HTXHQRV 1HJycios.

Para participar do prĂŞmio, as interessadas se inscreveram no site e descreveram VXDV KLVWyULDV TXH IRUDP avaliadas por uma comissĂŁo composta por representantes GD 8QLYHUVLGDGH )HGHUDO GH $ODJRDV 8IDO GD$VVRFLDomR Comercial e da Secretaria da Mulher da Cidadania e dos Direitos Humanos. De acordo com a gerenWH GD 8QLGDGH GH &DSDFLWDomR (PSUHVDULDO GR 6HEUDH Alagoas, Silvia Chamusca, o prĂŞmio ĂŠ um incentivo e um

reconhecimento à cultura emSUHHQGHGRUDIHPLQLQDTXHVLWR QR TXDO $ODJRDV WHP WLGR SRVLomRGHGHVWDTXH Os critÊrios para avaliação VmR EDVHDGRV QR 0RGHOR GH ([FHOrQFLDHP*HVWmR 0(*  da Fundação Nacional da 4XDOLGDGH )14  VHQGR OHYDGDVHPFRQWDDLQGDTXHVtþes como: superação da discriminação pelo gênero, visão GH IXWXUR JHVWmR DPELHQWDO liçþes aprendidas, entre ouWUDV $V ÀQDOLVWDV HP $ODJRDVHVWHDQRIRUDP*DUGrQLD

Pires, com a Lojas Gardênia; 0DULD &ULVWLQD 5XIIR FRP a Mr. Krocco; Maria Lydia &RVWD FRP D %rD%i (PSUHendimentos; Paola Porto, com a Hot Hot; Paula Lins, com a Arte Amor Floricultura; Renata Fontan, com a Caleidoscópio; Silvani Araújo, com a /DERIDUPD6LOYkQLD3HUHLUD FRPD6LOYkQLD)DVKLRQ+DLU 7kQLD0DULDFRPD0H73Hças e Serviços; e Vera Lúcia Pereira, com a Associação dos Amigos do Caminho de Santiago.


TribunaIndependente

MACEIÓ - SEXTA-FEIRA, 2 DE MARÇO DE 2012

ESPORTES 15

Flamengo tenta ‘resgatar’ Ronaldinho Jogador vem sendo criticado nĂŁo sĂł pelo clube carioca como pela atuação fraca na seleção nacional no Ăşltimo amistoso

R

onaldinho Gaúcho chegou ao Rio de Janeiro ontem, após disputar um amistoso com a seleção na Suíça, contra a Bósnia. No Aeroporto Antônio Carlos Jobim, o meia conseguiu o que parecia impossível atÊ algum tempo atrås: foi ignorado. Nenhum torcedor pediu foto, autógrafo, nem um simples aceno do craque. Uma cena bastante curiosa jå que mesmo sendo bem cedo (o avião chegou por volta das 6h), o movimento no local jå era grande. Mas se os torcedores ignoraram Ronaldinho, ele teve o mesmo tratamento com a imprensa. Apressado, disparou pelo saguão do aeroporto e saiu pela primeira porta onde era aguardado por amigos. Com fones no ouvido, apenas cumprimentou os jornalistas e ignorou os pedidos de entrevista. A må atuação contra a Bósnia talvez justifique a reação de Ronaldinho, embora esse não seja um comportamento pouco habitual.

Em mau momento no Flamengo, o jogador teve sua convocação contestada. Seu baixo rendimento na vitória por 2 a 1 no amistoso só contribuiu para a aumento das críticas. O camisa 10 serå reintegrado somente nesta sexta-feira ao elenco do Flamengo que estå em MacaÊ, cumprindo uma sÊrie de treinos. O Rubro-Negro volta a campo neste domingo contra o Duque de Caxias, no Moacyrzão. O jogo Ê vålido pela segunda rodada da Taça Rio. TREINOS Após a derrota para o Boavista, os jogadores do Flamengo puderam esfriar a cabeça com um treino na piscina do Clube dos Empregados da Petrobras, na Praia dos Cavaleiros, em MacaÊ. Para os que jogaram, a atividade foi mais leve. Os demais atletas fizeram um trabalho mais puxado, de força. A atividade foi monitorada pelos preparadores Ronaldo Torres e Marcelo Martorelli. TERRA

VIPCOMM

Ronaldinho GaĂşcho vive uma crise na carreira e espera o apoio dos companheiros de Flamengo nos prĂłximos jogos do clube

DINAMITE

Crise interna pode abalar clima no Vasco

Rubens Barrichello vai correr a FĂłrmula Indy nesta temporada

NOVA EXPERIĂŠNCIA

Barrichello estå confirmado na Fórmula Indy em 2012 Mesmo ficando sem vaga na Fórmula 1 após disputar a categoria por 19 anos seguidos, Rubens Barrichello não vai ficar a pÊ em 2012. Depois de uma sÊrie de testes na equipe de Tony Kanaan e muita expectativa, o piloto de 39 anos confirmou oficialmente ontem que vai competir com a KV Racing na temporada de 2012 da Fórmula Indy. O anúncio foi feito em uma coletiva de imprensa na capital paulista e encerrou uma espera de quase um mês e meio de indefinição quanto ao futuro de Barrichello, que em janeiro perdeu a vaga na Williams para o brasileiro Bruno Senna. Depois de confirmar sua saída da Fórmula 1, Barri-

chello aceitou o convite do amigo Tony Kanaan e fez quatro dias de testes com a KV Racing. Apesar de ter aprovado a experiĂŞncia, Barrichello precisou de quase um mĂŞs para conversar com a famĂ­lia, convencer a mulher Silvana com a ajuda dos dois filhos e definir os detalhes do contrato antes de finalmente anunciar o seu novo desafio. “Eu queria dizer que essa nova fase da minha vida ĂŠ uma fase muito feliz, e ĂŠ uma coisa que nĂŁo era esperada. Do fundo do meu coração, quando o Tony me convidou, eu fui com a cabeça aberta, tentando me divertir. Eu nĂŁo tinha em mente o que viria a acontecer nas prĂłximas 10 voltasâ€?, descreveu Rubinho.

O Vasco vive um momento delicado no que envolve seus dois principais jogadores. Ă?dolos do clube, Juninho e Felipe raramente atuam juntos. Aos 37 e 34 anos, respectivamente, eles participam de um revezamento instituĂ­do pelo tĂŠcnico Ricardo Gomes e seguido por CristĂłvĂŁo Borges. No entanto, a prĂĄtica parece incomodĂĄ-los consideravelmente nos Ăşltimos jogos. O presidente Roberto Dinamite demonstrou irritação com as cobranças dos veteranos e deu um recado direto. Juninho questionou o critĂŠrio do tĂŠcnico apĂłs o empate em 2 a 2 com o Bonsucesso, na Ăşltima quarta-feira, em SĂŁo JanuĂĄrio. O camisa 8 afirmou nunca ter visto na carreira dois jogadores serem impedidos de atuar juntos. Por sua vez, Felipe nĂŁo disfarça a insatisfação com a reserva. “Contratei os dois. Quem escala ĂŠ o CristĂłvĂŁo. Nunca disse ao Juninho ou Felipe que eles jogariam 45 ou 90 minutos. Juntos ou separados. Nenhum contrato diz isso. Eles sĂŁo jogadores do Vasco e o treinador decide quanto tempo vĂŁo jogar. NĂŁo ĂŠ momento de qualquer um dizer o que precisa fazer. É uma questĂŁo muito mais tĂĄtica no meu entender de futebolâ€?, afirmou. Roberto Dinamite pediu tranquilidade para o Vasco entrar novamente nos trilhos. O dirigente sabe a importância do duelo da prĂłxima terça-feira, 6 de março, contra o Alianza Lima, em SĂŁo JanuĂĄrio, pela Copa Libertadores, prioridade absoluta do clube.

REFORÇO CHINÊS

Como astro, ‘Chui’ Zizao chega ao TimĂŁo e garante: “VocĂŞs vĂŁo gostarâ€? Apresentar jogadores no Parque SĂŁo Jorge ĂŠ uma raridade no Corinthians. A sede social sĂł ĂŠ usada em ocasiĂľes especiais, como aconteceu nas chegadas dos pentacampeĂľes Ronaldo e Roberto Carlos. Ontem, o TimĂŁo fez festa para receber um jogador que, talvez, sequer atue em partidas oficiais, mas que traz consigo um ambicioso plano de marketing e de expansĂŁo da marca alvinegra. Chen Zhizhao ĂŠ o primeiro dos milhĂľes de chineses que o clube tenta atrair para seu bando de loucos.

em seu site oficial uma enquete para determinar qual alcunha seria gravada nas costas do uniforme. Chen estava vencendo atÊ o início da manhã desta quinta, mas Zizao acabou sendo o escolhido. No entanto, na coletiva, o jogador pediu para ser chamado de Chui, seu apelido. - Eu sei que o Corinthians foi o último time que Ronaldo atuou. Conheço o Corinthians, um dos clubes mais populares do Brasil. Sobre meu desempenho, acho que vocês vão gostar - afirma o jogador. TERRA

Zizao recebe a camisa 200 no Corinthians em homenagem ao início da imigração chinesa no Brasil

NO MILAN

CBF

A fase do atacante Alexandro Pato não Ê nada boa. Após ser GHVFDUWDGRSHOR0LODQTXHTXHULD substituí-lo por Tevez, e ter se recusado a sair da Itålia para a França (com o PSG), o brasileiro voltou a sofrer com lesþes. Ontem o Rubro-Negro italiano anunciou TXH3DWR¿FDIRUDGRVJUDPDGRV por duas semanas, somando a incrível marca de 14 lesþes desde 1HVVHSHUtRGR3DWR¿FRX fora dos treinamentos durante 390 dias em um total de 45 partidas R¿FLDLV1DDWXDOWHPSRUDGDR atacante só jogou 17 partidas.

Um telefonema do ex-presidente Lula foi a Ăşltima e muito bem sucedida cartada da dupla Ronaldo e AndrĂŠs Sanches para convencer Ricardo Teixeira a nĂŁo renunciar Ă presidĂŞncia da CBF. Quando seus apelos nĂŁo faziam mais efeito, pediram a /XODTXHOLJDVVHSDUD 7HL[HLUD2VDUJXPHQWRVGH/XODIRUDPRVPHVPRVTXHHVWDYDP sendo utilizados pela dupla de cartolas: renĂşncia seria como uma FRQÂżVVmRGHFXOSD/XODIRLPDLVEHPVXFHGLGRTXH5RQDOGRH AndrĂŠs juntos. E Ricardo Teixeira desistiu da renĂşncia.

Pato sofre nova contusĂŁo, a 14ÂŞ desde 2010

A apresentação do novato foi um evento: globos vermelhos, ‘leĂľes’ chineses, percussĂŁo tĂ­pica. O jogador pode nĂŁo ser craque, mas teve a recepção de um. Ele recebeu das mĂŁos do presidente Mario Gobbi a camisa 200, em homenagem aos dois sĂŠculos de imigração chinesa ao Brasil. O jogador usarĂĄ na camisa apenas o nome Zizao - forma aportuguesada de Zhizhao para facilitar leitura. Na segunda-feira, quando chegou ao clube, o atacante foi chamado dessa forma. O TimĂŁo chegou a lançar

Contato de Lula desmotivou saĂ­da de Teixeira

VÔLEI

Suposto caso de racismo pode parar no STJD A polĂŞmica do suposto caso de racismo contra o jogador do Cruzeiro, o oposto Wallace, pode parar no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). A Confederação Brasileira de VĂ´lei (CBV), por meio GHQRWDRÂżFLDOVHPDQLIHVWRXVREUH RDVVXQWR$HQWLGDGHDÂżUPDTXH estuda enviar o caso para anĂĄlise do tribunal. Segundo a CBV, o relatĂłrio do delegado da partida H[SOLFDTXHDVHJXUDQoDGD$UHQD -.WHQWRXORFDOL]DUDWRUFHGRUDTXH segundo Wallace, o teria chamado de “macacoâ€?. PorĂŠm, a mulher nĂŁo foi localizada.


16 ESPORTES

TribunaIndependente

0$&(,Ă?6(;7$)(,5$'(0$5d2'(

Esportes

STJD mantĂŠm punição ao goleiro FlĂĄvio e ele desfalca CSA por trĂŞs jogos O pleno do Tribunal de Justiça Desportiva rejeitou o recurso do CSA e decidiu manter a pena imposta ao goleiro FlĂĄvio pelo Conselho Disciplinar. Com isto, o jogador estĂĄ fora dos trĂŞs primeiros jogos do AzulĂŁo no segundo turno do Alagoano 2012. O tĂŠcnico CĂ­rio Quadros GHYHFRQÂżUPDU6DQWRVFRPRRQRYRWLWXODU,QGHSHQGHQWHGRUHVXOWDGR do julgamento no STJD, Quadros nĂŁo poderia utilizar FlĂĄvio no inĂ­cio do turno. O jogador continua se tratando de um problema muscular. “Estarei fazendo o tratamento para voltar na quarta rodada e levar o CSA SDUDDVÂżQDLV$JRUDpWXGRRXQDGDSDUDRFOXEH´GLVVH)OiYLR

)$)IHFKDSROrPLFDHPDUFDGDWDGDĂ€QDO &5%H$6$MRJDPQHVWHGRPLQJRjVKQR(VWiGLR5HL3HOpDVHJXQGDHGHFLVLYDSDUWLGDGRSULPHLURWXUQR

O

presidente da Federação Alagoana de Futebol bateu o martelo e acabou a polêmica. O jogo final entre CRB e ASA que decidirå o primeiro turno serå neste domingo (4), às 16h, no Estådio Rei PelÊ. Existia um impasse entre o CRB (mandante) e a TV Pajuçara (dona dos direitos de transmissão) sobre a realização do jogo, pela situação da grade de programação da emissora. O presidente do Galo, Marcos Barbosa, afimou desde o último final de semana que não abria mão de jogar domingo, para não perder dinheiro com a ren-

da. Segundo o Artigo 55, no regulamento oficial do Campeonato Alagoano 2012, a Federação e a TV Pajuçara podem fazer ajustes sem consulta aos clubes. Mas este artifício não foi utilizado. ARBITRAGEM A Federação Alagoana de Futebol (FAF) acatou o pedido do ASA mais uma vez e escalou um trio de arbitragem Fifa de fora de Alagoas para atuar no segundo jogo da decisão do primeiro turno. Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ) serå årbitro de CRB e ASA no domingo

$'$,/621&$/+(,526

(4), às 16h, no Estådio Rei PelÊ, em Maceió. Ele serå auxiliado por Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Roberto Bratz (Fifa-PR). Francisco Carlos do Nascimento (Fifa-AL) serå o quarto årbitro. INGRESSOS Os ingressos para a torcida do CRB, atÊ såbado (25), terão os valores de estudante R$ 10 (arquibancada baixa), R$ 15 (arquibancada alta) e R$ 40 (cadeira especial). Jå o torcedor do time visitante irå pagar antecipadamente R$ 25 na arquibancada alta, no dia do jogo o valor serå de R$ 50. Os bilhetes começaram a ser vendidos ontem.

PREPARATIVOS

CRB faz treinamento fechado e conta com retorno de Maradona ApĂłs o empate de 2x2 no primeiro jogo, onde atuou parte do segundo tempo com um homem a menos, o CRB recomeçou ontem os trabalhos na Pajuçara visando o segundo duelo. O grupo se reapresentou e fez um regenerativo. Hoje o tĂŠcnico Paulo Comello realiza um treinamentos com portĂľes fechados. Nem a torcida nem a imprensa terĂŁo acesso Ă movimentação dos jogadores. “JĂĄ comunicamos Ă  dire-

ção e nessa reta final temos quer nos precaver em todos os sentidos. Vamos trabalhar situaçþes de jogo e precisamos de tranquilidade. Agora faltam apenas noventa minutos para que o CRB volte a estar em uma final de Estadual depois de muitos anos�, explicou Comelli. No vestiårio em Arapiraca, na última quarta-feira, o treinador regatiano jå havia adiantado que Ewerton Maradona voltaria ao time. Ele citou a boa condição física e

tĂĄtica que o meia estĂĄ passando e isso deve acarretar na volta de Geovani para o banco de reservas. Na zaga ele terĂĄ o desfalque de Felipe, que foi expulso. Rodrigo Barros ĂŠ o candidato mais forte para esta vaga. Se manter o time com a formação de trĂŞs zagueiros, ele pode atĂŠ deixar Roberto Lopes no meio e mudar alguns posicionamentos. No ataque Rodrigo Dantas comemora a boa fase e os gols. “Estamos no caminho certoâ€?, disse. 75$3,&+$2&20

CRB faz hojeWUHLQDPHQWRVHFUHWRQD3DMXoDUDYLVDQGRRVHJXQGRGXHORFRPR$6$QDÂżQDOGRWXUQR

TREINAMENTOS

ASA contrata volante e confia no bom momento do meia Didira

Didira voltou DDSUHVHQWDUXPERPIXWHEROQR$6$HHVWiVHQGRDJUDQGHUHIHUrQFLDGRWLPHQDVÂżQDLV

Pela pressĂŁo exercida nos minutos finais do jogo, o time do ASA saiu de campo na Ăşltima quarta com um sentimento de frustração. Afinal, o placar de 2x2 condiciona uma igualdade no segundo jogo, que serĂĄ fora de casa, com toda pressĂŁo da torcida adversĂĄria. Mas todos os alvinegros estiveram celebrando o bom momento que o meia Didira estĂĄ passando. Ele teve problemas com uma transferĂŞncia frustrada para o AtlĂŠtico-MG e nĂŁo conseguia repetir as boas atuaçþes. Nesta reta final do turno as coisas mudaram. “Ele ĂŠ um jogador versĂĄtil que estava precisando de um apoio moral e uma boa

sequĂŞncia de jogos. Isso estĂĄ acontecendo e ĂŠ Ăłtimo para nosso timo. Conseguimos o empate em casa e temos totais condiçþes de vencer o CRB em MaceiĂłâ€?, disse o atacante LĂşcio MaranhĂŁo, que tambĂŠm estava sendo criticado por parte da torcida do ASA. Ontem o grupo se reapresentou para o inĂ­cio dos trabalhos. O tĂŠcnico deve ter o desfalque do zagueiro Edson Veneno, que saĂ­u machucado. Por outro lado ele conta com a volta do volante Jorginho, que cumpriu suspensĂŁo automĂĄtica. “Vamos analisar o time nesses dois dias para escalar o que de melhor temos na grande final. É um jogo onde teremos

a pressão de fora e o grupo precisa assimilar isso�, destacou o tÊcnico Heriberto da Cunha.--REFORÇO O volante Tiago Gaúcho, 27 anos e que atualmente jogava o Campeonato Mineiro pelo Ipatinga, Ê o mais novo reforço do ASA. O jogador começou a carreira no AmÊrica-RJ e tem experiência internacional, tendo atuado no MÊxico e tambÊm na IndonÊsia. Tiago Gaúcho defendeu o Cearå, Pelita Jaya da IndonÊsia, Crac-GO, Vila Nova-GO e Gama-DF. No setor de meio de campo, quem recentemente deixou o clube foi Danilo Bahia, emprestado para o Sergipe.


TribunaIndependente

‘H

0$&(,Ă?6(;7$)(,5$'(0$5d2'( DIVERSĂƒO&ARTE

1

(PPD:DWVRQDVVXPLUiXPGRVSDSpLV SULQFLSDLVQRÂżOPHGH6RÂżD&RSSROD

([2DVLVFRQÂżUPDVKRZVVROR QR%UDVLOHPPDLRSUy[LPR

'HSRLVGRÂżPGH+DUU\3RWWHUPXLWRVGXYLGDUDPTXHKDYHULDIXWXUR SURÂżVVLRQDOSDUDRVMRYHQVDWRUHVTXHÂżFDUDPFRQKHFLGRVSRUVHXV SHUVRQDJHQVQRVÂżOPHVGREUX[LQKR0DVSHORPHQRVSDUD(PPD :DWVRQ DFDUUHLUDSDUHFHSURPLVVRUD$MRYHPDWUL]EULWkQLFDTXHÂżFRX FRQKHFLGDSRULQWHUSUHWDU+HUPLRQH*UDQJHUDFDEDGHVHUFRQWUDWDGD SDUDDVVXPLUXPGRVSDSpLVSULQFLSDLVQRQRYRÂżOPH7KH%OLQJ5LQJGD GLUHWRUD6RÂżD&RSSRODDPHVPDGHÂľ8POXJDUTXDOTXHUÂś

O cantor Noel Gallagher, ex-lĂ­der do Oasis, anunciou que farĂĄ dois shows no Brasil em maio. SeJXQGRRVLWHRÂżFLDOGRFDQWRUHOHVHDSUHVHQWDQRGLDGHPDLRQR(VSDoRGDV$PpULFDVHP6mR 3DXORHQRGLDGHPDLRQR9LYR5LRQR5LRGH-DQHLUR(P6mR3DXORRVLQJUHVVRVFXVWDUmR5  SLVWD H5 SUHPLXP HHVWDUmRjYHQGDDSDUWLUGRGLDGHPDUoRSHORVLWHZZZOLYHSDVV FRPEU1R5LRDVHQWUDGDVFRPHoDPDVHUYHQGLGDVQRGLDGHPDUoRHFXVWDUmR5 IULVD  5 SLVWDFRPXP 5 FDPDURWH% H5 SLVWDSUHPLXPHFDPDURWH$ SHORVLWHZZZ LQJUHVVRUDSLGRFRPEU$SURGXWRUD;<=pDUHVSRQViYHOSHODYLQGDGH1RHODR%UDVLO

istĂłrias Cruzadasâ&#x20AC;&#x2122; (The Help) mostra o drama das empregadas negras nos Estados Unidos durante a conturbada luta pelos direitos civis em meados do sĂŠculo passado. No entanto, o faz trilhando um caminho dos mais intimistas, priorizando as questĂľes pessoais das personagens em detrimento de eventos histĂłricos e polĂ­ticos que poderiam tornar mais ĂŠpico - e menos prĂłximo - o WRPGRĂ&#x20AC;OPH RXWDOYH]HVVDVGXDV abordagens sejam, essencialmente, a mesma coisa, como defenderam as feministas Ă ĂŠpoca, com seu lema â&#x20AC;&#x153;Le personnel est politiqueâ&#x20AC;?). Assim, ĂŠ de forma extremamente Ă­ntima - como na necessidade de um banheiro separado para as empregadas ou no carinho que essas ajudantes sentiam pelas crianças brancas que criavam -, que somos apresentados ao atrasado estado do Mississipi em 1962. Skeeter, perso-

VIDAS

seu papel muito bem, com a dose certa de dramaticidade e humor (o espaço para os homens ĂŠ tĂŁo limitado quanto a parede de Abileen: sĂł Jesus Cristo e John F. Kennedy merecem destaque ao lado da foto GRĂ&#x20AC;OKR 2HTXLOtEULRpWDPDQKR que HistĂłrias Cruzadas acerta em cheio em seu objetivo de entregar um feel good movie perfeito, fazendo chorar mas sem deprimir, relembrando um passado sombrio, PDVVHPOHYDUDTXDOTXHUUHĂ H[mR mais profunda. O diretor e roteirista Tate os segredos das chefes brancas sĂŁo Taylor soube extrair o melhor de mantidos. E quĂŁo detestĂĄveis sĂŁo seu elenco e tambĂŠm do best-seller as chefes! Bryce Dallas Howard consegue transmitir tanta maldade de Kathryn Stockett. A trama se (inicialmente velada) com sua Hilly desenrola sem tropeços, prende Holbrook que ĂŠ inevitĂĄvel se pegar e diverte. Muitos se surpreenderam quando The Help chegou ao na plateia torcendo contra ela. primeiro lugar nas bilheterias dos Os momentos mais sofridos do (8$HOiĂ&#x20AC;FRXSRUWUrVVHPDQDVVHĂ&#x20AC;OPHVmRGH9LROD'DYLVFXMRV guidas (o que nĂŁo acontecia desde depoimentos sĂŁo contados em tom calmo e sofrido. JĂĄ Minny (Octavia A Origem), superando os blockbusters milionĂĄrios do momento. Spencer) dĂĄ os toques cĂ´micos que Ă s vezes sĂŁo quase exagerados, mas No entanto, a verdadeira surpresa nĂŁo falham em arrancar risadas da ĂŠ que ainda exista o choque dos H[HFXWLYRVTXDQGRXPyWLPRĂ&#x20AC;OPH SODWHLD(VWHpXPĂ&#x20AC;OPHGHPXcom boas atrizes e orçamento adelheres e cada atriz soube entregar quado para seu roteiro e sem excessos megalomanĂ­acos, encontre seu pĂşblico com honestidade.

',9,','$6 'UDPDLQWLPLVWDPRVWUDFRPOHYH]D HVLPSOLFLGDGHRODGRIHPLQLQRQD OXWDGRVQHJURVSHORVGLUHLWRVFLYLV

nagem vivida por Emma Stone, ĂŠ a Ăşnica de suas amigas de colĂŠgio disposta a ver aquelas mulheres negras de forma igualitĂĄria. Seu sonho ĂŠ ser escritora e ela encontra seu primeiro emprego na coluna de conselhos domĂŠsticos do jornal local, assunto sobre o qual nada sabe, aproximando-se assim de Abileen (Viola Davis). NĂŁo demora para que ela tenha a ideia de revelar ao mundo como aquelas mulheres se sentem. Mas o Ăşnico obstĂĄculo para tanto sĂŁo as prĂłprias empregadas e seu medo de punição caso DOJXpPGHVFXEUD$Ă&#x20AC;QDO ĂŠ na base da ameaça que


2

TribunaIndependente

DIVERSĂ&#x192;O&ARTE MACEIĂ&#x201C; - SEXTA-FEIRA, 2 DE MARĂ&#x2021;O DE 2012

Desempregados O bloco â&#x20AC;&#x2DC;Desempregadosâ&#x20AC;&#x2122; percorrerĂĄ as principais ruas do Benedito Bentes I, no prĂłximo domingo, partindo da Avenida Garça Torta, a partir das 15h. A 10ÂŞ edição farĂĄ uma homenagem aos 100 anos de Luiz Gonzaga, com a Orquestra Frevo e Folia. O â&#x20AC;&#x2DC;bloco foi fundado em 2002 por um grupo de amigos que, Ă ĂŠpoca, estava sem emprego. Mais informaçþes: 8811-8992

â&#x20AC;&#x153;Venha ver a banda passarâ&#x20AC;? Projeto leva o bloco VulcĂŁo e a banda da PolĂ­cia Militar Ă orla de na Ponta Verde, neste domingo, resgatando o Banho de Mar Ă  Fantasia. A iniciativa conta com o apoio da Prefeitura de MaceiĂł, que garante que irĂĄ incentivar os foliĂľes a usarem fantasia para a festa.

Carnaval e Carnavais

6DOmRGH)RWRJUDÂżD

Ressaca

O Maceió Shopping recebe a exposição organizada pela Casa do Penedo, que remonta o período carnavalesco desde o início do sÊculo XX. As tradicionais festas de clube, a elegância das fantasias e blocos e RVGHV¿OHVGRVFDUURVDOHJyULFRVHVtão presentes na mostra, que serå aberta nesta segunda-feira, às 19h, e segue atÊ o dia 29 de fevereiro.

Quem tiver interesse em conferir a SURGXomRIRWRJUi¿FDGH$ODJRDV pode encontrar mais de 150 REUDVQR6DOmRGH)RWRJUD¿DGD Fundação Pierre Chalita, no museu localizado em Jaraguå. A exposição segue atÊ o dia 19 de março e conta com trabalhos de mais de 50 fotoartistas alagoanos que participaram do edital. Os três melhores trabalhos foram premiados.

No reencontro póscarnaval, as bandas Cannibal, Affarra e Dj Renato Cordista devem fazer a festa no Baru, em Barra Nova. O evento, organizado pela Suprema Produçþes, acontecerå no amanhã. Mais informaçþes pelos telefones: 9972-7171 ou 9138-1585.

Dominguinhos Amanhã, a partir das 22h, o Maikai Show Bar abre suas portas para homenagear os 100 anos do eterno Rei do Baião, Luiz Gonzaga. Para isso, preparou uma programação especial com o show de um dos maiores cantores de forró e baião dos últimos tempos desde Luiz Gonzaga, o mestre Dominguinhos. Mais informaçþes: 8802-6684/88020505.

Patinho feio A Associação Teatral das Alagoas (ATA) traz para o público um dos mais importantes contos infantis da literatura mundial: O Patinho Feio, de Hans Christian Andersen, adaptado para o teatro por Lauro Gomes, musicado por Måcleim, coreografado por Maria Emília Clark. Essa temporada acontecerå hoje, amanhã e domingo, no Teatro Deodoro, sempre às 17h. Os ingressos custam R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia). Um adulto (inteira) acompanhado de duas crianças, apenas uma paga (meia) e a outra entra de graça. FALE CONOSCO - A Agenda Ê um serviço gratuito de orientação ao leitor. Os interessados em divulgar eventos, shows e exposiçþes podem enviar material atravÊs do endereço: tiagenda@hotmail.com

RESUMO DE NOVELAS GLOBO 18h A VIDA DA GENTE

A emissora nĂŁo divulgou o resumo do Ăşltimo capĂ­tulo.

GLOBO 19h

GLOBO 21h

AQUELE BEIJO

FINA ESTAMPA

Grace Kelly revela a Maruschka que o documento que comprova que o Covil do Bagre Ê de Iara estå em Paris. Claudia se surpreende quando Ivone lhe conta sobre os elogios de Rubinho ao seu trabalho. Camilla e Ricardo se beijam. Odessa descobre que Marisol serå a estilista da coleção de Raíssa e Agenor. Claudia decide ir ao hospital ver Vicente. Ricardo pede para voltar com Bernadete. Claudia chora ao ver Vicente sair do hospital em uma cadeira de rodas.

Enzo ajuda Pereirinha a se arrumar. Ferdinand se apavora ao ver que a porta da sauna estå trancada. Teodora anuncia na igreja que estå gråvida de QuinzÊ. Tereza Cristina destranca o baú onde estão os ratos e Ferdinand se desespera. Zuleika fala para o padre que tem algo a dizer para impedir o casamento de Rafael e Amålia. Ferdinand ouve a gravação que fez com DFRQ¿VVmRGRVFULPHVFRPHWLGRVSRU7HUH]D Cristina.

RECORDE 21h VIDAS EM JOGO

Welligton entrega sua camisa. Ele olha para a pedra de crack, em dúvida, atÊ que decide utilizar a droga. Welligton sente grande euforia e começa a ter alucinaçþes. Preocupado com R¿OKRDGRWLYR&DUORVGHFLGHVDLUSDUDWHQWDU encontrå-lo. Pela manhã, na rua, Welligton desperta ao ter sua bolsa roubada. Ele pega o celular no bolso, mas decide não ligar para ninguÊm e volta a dormir. Adalberto aparece na casa de Zizi e a chama para um piquenique. Guilherme vai atÊ a casa da doceira e a convida para um passeio. Os dois se enfrentam e Zizi ¿FDQDVDLDMXVWD


%$1' ',98/ *$d

­2

TribunaIndependente

FLĂ VIO RICCOFRODERUDomR-RVp&DUDORV1HU\ZZZWZHWWHUFRPĂ&#x20AC;DYLRULFFR

Expectativa faz crescer responsabilidade de FĂĄtima Bernardes

0$&(,Ă?6(;7$)(,5$'(0$5d2'( DIVERSĂ&#x192;O&ARTE

A Bandeirantes convidou PatrĂ­cia Maldonado, que estava no entretenimento, para a nova fase do â&#x20AC;&#x153;Primeiro Jornalâ&#x20AC;?, de Luciano Faccioli. PatrĂ­cia, mesmo cumprindo licença-maternidade, se colocou Ă disposição da emissora e jĂĄ gravou alguns pilotos. Em breve, o â&#x20AC;&#x153;PJâ&#x20AC;?, portanto, passarĂĄ a ter dois apresentadores e irĂĄ apostar principalmente em prestação de serviço. Na verdade, trata-se de um reencontro no vĂ­deo, uma vez que eles jĂĄ trabalharam juntos no â&#x20AC;&#x153;Tudo a verâ&#x20AC;?, da Record

Exemplo do bem

TV TUDO

'DQLHOOH:LQLWVPRVWUDQGRWRGRVHX HVStULWRGHFRPSDQKHLULVPRHVROLGDULHGDGHQXQFDGHL[RXGHSUHVWDU DSRLRDRDWRU7KLDJR)UDJRVRDLQGD HPIDVHGHUHFXSHUDomRDSyVR DFLGHQWHTXHRVGRLVIRUDPYtWLPDV eEHPRFDVRGDP~VLFDVHWRGRV IRVVHPLJXDLVDYRFr

Maisa tambÊm canta 26%7FRQWLQXDWUDEDOKDQGRQD WULOKDVRQRUDGDQRYHOD³&DUURVVHO´ FRPDMiDQXQFLDGDSDUWLFLSDomRGH TXDVHWRGRRHOHQFR -ipFHUWRLQFOXVLYHTXHXPDGDV IDL[DV³9DULQKDGHFRQGmR´VHUi FDQWDGDSRU0DLVDTXHWDPEpPID] XPDSHUVRQDJHPQDKLVWyULD

N

ĂŁo ĂŠ somente pela presença de FĂĄtima Bernardes que o programa dela, novidade da grade 2012, provoca uma grande expectativa. O seu pessoal de bastidor tambĂŠm ĂŠ da melhor qualidade. Todos muito competentes. FĂĄtima, fora da CGJ â&#x20AC;&#x201C; central de jornalismo, e agora Casos diferentes 5REHUW5H\DVVLQRXFRQWUDWRFRP integrada Ă CGP - produção, irĂĄ contar com o imD5HGH79HMiIDORXVREUHD portante suporte de dois diretores de nĂşcleo, MaurĂ­- LGHLDGHID]HUDOJXPDFRLVDFRP cio Farias e Guel Arraes. Um profissional do jornal- D/XFLDQD*LPHQH]QDIDL[DGD WDUGH6yTXHLVVRQmRH[LVWH-i ismo tambĂŠm irĂĄ se juntar a eles. Se todas as peças HVWiDFHUWDGDDVXDSDUWLFLSDomRQR se encaixarem, dificilmente vai dar errado. E o que Âł0DQKm0DLRU´HRODQoDPHQWRGH se constata ĂŠ que nenhum outro programa da Globo, XPSURJUDPDVHPDQDOSRVVLYHOPHQWHFRPDXGLWyULR pelo menos nesses Ăşltimos tempos, mereceu tanta atenção e criou tamanha expectativa em torno do seu lançamento como este. O que tambĂŠm faz cresc- Digital 2SULPHLURÂł20HOKRUGR%UDVLO´HP er a sua responsabilidade por bons resultados. Ă&#x2030; natural se esperar por alguma coisa muito boa, sem +'GR5RGULJR)DURVHUiH[LELGR QRRXWURViEDGRGLDQD5HFRUG nada parecido com o que jĂĄ existe e que vai fazer a 7XGRQRYRHVW~GLRHFHQiULR2 diferença na faixa das manhĂŁs, como fez o â&#x20AC;&#x153;TV Mul- SURJUDPDIRLJUDYDGRQHVWD~OWLPD semana. herâ&#x20AC;? no passado. SerĂĄ quase uma obrigação.

Prêmio mais alto $VIDPtOLDVTXHSDUWLFLSDUDPGRUHDOLW\³3HUGLGRVQD7ULER´MiYROWDUDP DR%UDVLOGHSRLVGDVJUDYDo}HVQD 1DPtELD,QGRQpVLDH(WLySLD $%DQGHDGRQDGRIRUPDWR&XDWUR &DEH]DVGHFLGLUDPDXPHQWDUR YDORUGRSUrPLRTXHDJRUDVDOWRX GH5PLOSDUD5PLO ³3HUGLGRVQDWULER´WHUiDSUHVHQWDomRGH'pERUD9LODOED

Sob nova direção $79*D]HWDHVWiWURFDQGRD GLUHomRJHUDOGRSURJUDPD³0XOKHUHV´DSUHVHQWDGRSRU&DWLD )RQVHFD 6DL/DpUFLR$OYHVHHQWUD5RGULJR 5LFFyTXHp¿OKRGRGLUHWRU$WtOLR 5LFFy+DYHUiPXGDQoDVWDPEpP QDHTXLSHGHSURGXomR 5(&25'',98/*$d­2

Retomada $VJUDYDo}HVGRUHDOLW\³$PD]{QLD´ GD5HFRUGGHYHUmRVHHQFHUUDU HQWUHRVGLDVHGHVWHPrV eTXDQGRRJUXSRSDUWLFLSDQWHV PDLVRDSUHVHQWDGRU9LFWRU)DVDQR YROWDUiDVHUHXQLU6HULDPPDV &DURO=RFFROLFRPRVHVDEHSHGLX SDUDVDLU

Moda 2SHQWHDGRPRLFDQRWmR³GLYXOJDGR´ SHORVMRJDGRUHVGHIXWHEROWDPEpP HVWDUiSUHVHQWHHP³$YHQLGD%UDVLO´ VXEVWLWXWDGH³)LQDHVWDPSD´QD *ORER,UDQSHUVRQDJHPGH%UXQR *LVVRQLYDLDGHULUjPHVPDPRGD 1DKLVWyULDHOHWDPEpPYLYHXP FUDTXHGRVJUDPDGRVDH[HPSORGH 0XULOR%HQLFLRH&DXm5H\PRQG

Tecnologia 2VMRJDGRUHVGHIXWHEROGDQRYHOD ³$YHQLGD%UDVLO´DOpPGRSHQWHDGR jOD1H\PDUHFLDWDPEpPLUmR DSDUHFHUFRPEULQFRVGHEULOKDQWHV HPXLWDVWDWXDJHQV$OLiVSDUDGDU PDLVDJLOLGDGHDHVWDFDUDFWHUL]DomR HJDUDQWLUWUDoRVPDLVEHPGH¿QLGRV DHTXLSHGHHIHLWRVHVSHFLDLVGD *ORERGHVHQYROYHXXPPHFDQLVPR TXHIDFLOLWDDDSOLFDomRGRGHVHQKR

3

Gabriela Durlo, protagonista em â&#x20AC;&#x153;A HistĂłria de Esterâ&#x20AC;?, vai aparecer num dos principais papĂŠis da novela â&#x20AC;&#x153;MĂĄscarasâ&#x20AC;?, a substituta de â&#x20AC;&#x153;Vidas em jogoâ&#x20AC;?, na Record. Ela farĂĄ Marina Peixoto, funcionĂĄria de um buffet infantil, que sustenta a casa e o marido, Gabriel (MĂĄrcio Kieling)

Bate-rebate ¡ Rafaela Ferreira, como PenĂŠlope; Ully Lages â&#x20AC;&#x201C; Lucy; Thiago Amaral â&#x20AC;&#x201C; Miguel; JoĂŁo Victor Granja â&#x20AC;&#x201C; Arturzinho; e Diego Montez, vivendo Murilo, sĂŁo as novidades da prĂłxima temporada de â&#x20AC;&#x153;Rebeldeâ&#x20AC;?. Ă&#x201A;9LWRU)DFFKLQHWWLDSURSyVLWRFKHJRX DID]HUWHVWHVPDVQmRLUiLQWHJUDU RHOHQFRGHÂł5HEHOGH´(OHÂżFDUij GLVSRVLomRGDVSUy[LPDVSURGXo}HV ¡ Tiago Lacerda agora vai fazer RÂżOPHÂł2WHPSRHR9HQWR´GH Jayme Monjardim, e uma adaptação de Hamlet, no teatro, para o segundo semestre Ă&#x201A;$GLUHomRGD5HFRUGWHPSODQRV GHFRQVWUXLUXPQRYRSUpGLRXWLOL]DQGRDOJXPDVGDVVXDVSURSULHGDGHVQDUXDGD9iU]HD ¡ Tom Cavalcante jĂĄ cansou de repetir que nĂŁo tem nada acertado com televisĂŁo nenhuma para este ano. EstĂĄ sĂł cuidando da sua agenda de shows. Ă&#x201A;+iXPDFHUWDGHVRULHQWDomRQDV HPLVVRUDVFRQFRUUHQWHVHPUHODomR DRQRYRSURJUDPDGD)iWLPD %HUQDUGHV ¡ NinguĂŠm atĂŠ agora tem informaçþes precisas sobre ele, apenas TXHDVXDUHDOL]DomRÂżFDUiSRUFRQta da Central Globo de Produção. Ă&#x201A;$PLOFDUH'DOOHYRDRODGRGHRXWURVHPSUHViULRVIRLKRPHQDJHDGR SHOD&kPDUDGH9HUHDGRUHVGH 2VDVFRRQGHÂżFDDVHGHGD5HGH 79 ¡ A Globo jĂĄ tem no ar alguns teasers como chamadas da prĂłxima novela das 9, â&#x20AC;&#x153;Avenida Brasilâ&#x20AC;?. Ă&#x201A;0DVDLQGDVHPHQWUDUQRVGHWDOhes. ¡ Luciana Gimenez vai continuar com o seu programa na Rede TV! duas vezes por semana. Nem mais, nem menos. Ă&#x201A;'DQL0RQWHLURpDQRYLGDGHGR Âł9tGHR6KRZ´(VWiQROXJDUGD *HRYDQQD7RPLQDJDTXHDJRUD WUDEDOKDQRÂł0DLV9RFr´GD$QD 0DULD%UDJD

&¡HVWĂ&#x20AC;QL 8PHQFRQWURVRFLDOHQWUHWRGRV RVFRPSRQHQWHVGRÂł3kQLFR´ TXHWURFDUDPD5HGH79SHOD %DQGHLUDQWHVQRFRPHoRGHVWD VHPDQDHQWUHRXWURVPRWLYRV VHUYLXSDUDVHODYDUWRGDURXSD VXMDGRSDVVDGR $RUGHPpFKHJDUDJRUDQDQRYD FDVDFRPWXGR]HUDGR$VVLP VHMD (QWmRpLVVR0DVDPDQKmWHP PDLV7FKDX

HORĂ&#x201C;SCOPO PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br Comunicação à autoridade competente de ofensas ou danos recebidos (jur.)

Š Revistas COQUETEL 2012

O da carta anĂ´nima ĂŠ desconhecido

Marco do perĂ­odo NeolĂ­tico (Hist.) Cobertura Branca; de lona clara

França e Portugal (?) Lopes, sambista

MĂĄrio (?), poeta gaĂşcho

Esporte criado nas praias cariocas

(?) Presley, mito do rock "Longe", em "telescĂłpio"

Stella (?), atriz paulista

Golpe como o coice do cavalo

Submarino do mais famoso romance de Primeira Julio vogal Verne Pediatria (abrev.)

Terra Prometida Assalto, no boxe

Tecido de roupas de recĂŠmnascidos Pino do golfe, em inglĂŞs

Abreviatura de "Livro de Rute" (BĂ­b.) O animal que muda de um lugar para outro Que corre como um lĂ­quido

à rea de Proteção Ambiental (sigla)

Interjeição de ironia

Arma de defesa do gambĂĄ

Leite recentemente mungido Octavio Paz, escritor mexicano

Cantora colombiana de "Waka, Waka", mĂşsica da Copa do Mundo de 2010 2/ih. 3/tee. 4/odor. 5/opala â&#x20AC;&#x201D; round. 7/miranda â&#x20AC;&#x201D; shakira. 8/nautilus.

43

Solução F R C M F

Q U E I X A F O R M A L

N A U T I L U S A U T O R

I I N T E V O E L A N D Ă&#x2021; O A Ă&#x192; O P N D A P G R A O I D O H A K

I

A N L E V I A T P E A L T E A D O A D O R

P A I S E S D A E U R O P A

BANCO

Ă RIES - (21/3 a 19/4) â&#x20AC;&#x201C; Mantenha RIRFRHPVXDVDWLYLGDGHVSRLV SHTXHQRVFRQWUDWHPSRVRFRUUHP SRUFDXVDGHGHVOL]HV2JUDQGH GHVDÂżRGHVWHGLDVHUiOXWDUFRQWUD DGLVWUDomR&DUWDGR'LD5HLGH 3DXVTXHVLJQLÂżFD)RUoD&RUDJHP H-XVWLoD1~PHURVGD6RUWH  TOURO Âą D Âą'rXPD DWHQomRHVSHFLDOjVVXDVÂżQDQoDV QHVWHGLD6HQHFHVViULRUHIDoD VXDVFRQWDV6HWUDEDOKDFRPYHQGDVyWLPDVFKDQFHVGHDOFDQoDU suas metas. 1~PHURVGD6RUWH  &DUWDGR'LD(QDPRUDGRVTXH VLJQLÂżFD(VFROKD GĂ&#x160;MEOSÂą D Âą1R WUDEDOKRyWLPRGLDSDUDH[SRUVXDV LGHLDV3HUtRGRLGHDOSDUDGDULQtFLR DQRYRVSURMHWRVSULQFLSDOPHQWH DTXHOHVTXHHQYROYDPSHVVRDV SUy[LPDV &DUWDGR'LD&DYDOHLURGH3DXV TXHVLJQLÂżFD6RUWH 1~PHURVGD6RUWH  CĂ&#x201A;NCER Âą D Âą2GLDGH WUDEDOKRSURPHWHVHUDJLWDGR8VH PDLVDPHQWHHFULHHVWUDWpJLDVTXH IDoDPVXDVDWLYLGDGHVUHQGHUHP 7DUHIDVTXHSRVVDPVHUIHLWDVHP HTXLSHVmRDVPDLVIDYRUHFLGDV &DUWDGR'LD2&DUURTXHVLJQLÂżFD 6XFHVVR 1~PHURVGD6RUWH  LEĂ&#x192;O Âą D Âą$QWHVGH WRPDUTXDOTXHUGHFLVmRQDYLGDSHVVRDORXSURÂżVVLRQDODQDOLVHRVSUyV HRVFRQWUDV9RFrHVWDUiFRPPXLWD HQHUJLDSDUDDSUHQGHUFRLVDVQRYDV &DUWDGR'LDĂ&#x2C6;VGH&RSDVTXH VLJQLÂżFD3ULQFLSLRGR$PRU*UDQGH $OHJULD 1~PHURVGD6RUWH  VIRGEM Âą D Âą'LVFXWD QRYDVLGHLDVSDUWLFLSHGHUHXQL}HVH FRQYHUVHFRPSHVVRDVH[SHULHQWHV VREUHSURMHWRVGHWUDEDOKR6HX SRGHUGHFRPXQLFDomRHVWDUiHP DOWDHQWmRDSURYHLWHSDUDH[SRUVHX SRQWRGHYLVWD &DUWDGR'LDGH&RSDVTXHVLJQLÂżFD1RVWDOJLD1~PHURVGD6RUWH 

/,%5$Âą D Âą'LD IDYRUiYHOSDUDH[SHULPHQWDUQRYLGDGHVQRDPELHQWHGHWUDEDOKR6H SUHFLVDHVWXGDURXVHFRQFHQWUDUHP XPDWDUHIDSURÂżVVLRQDODSURYHLWH VXDDJLOLGDGHPHQWDOTXHHVWDUi WLQLQGR &DUWDGR'LDGH2XURVTXH VLJQLÂżFD3URMHWRV 1~PHURVGD6RUWH  ESCORPIĂ&#x192;O Âą D Âą6H IHFKDUXPDFRUGRQmRFRQÂżHQDJDUDQWLDYHUEDO6HUiPHOKRUIRUPXODU XPFRQWUDWRHVFULWR/HLDGRFXPHQWRVFRPDWHQomRDQWHVGHDVVLQDU HVSHFLDOPHQWHVHWLYHUHPUHODomR com seu trabalho. &DUWDGR'LDGH(VSDGDVTXH VLJQLÂżFD9LDJHP,QHVSHUDGD 1~PHURVGD6RUWH  SAGITĂ RIO â&#x20AC;&#x201C; (22/11 a 21/12) â&#x20AC;&#x201C; Ă?WLPRSHUtRGRSDUDID]HUDFRUGRV UHODFLRQDGRVDRWUDEDOKR$VVLP FRQVHJXLUiH[SDQGLUVHXVKRUL]RQWHVWUD]HQGRQRYDVLGHLDVSDUD RVHXGLDDGLD &DUWDGR'LDGH3DXVTXHVLJQLÂżFD3HUGDGH2SRUWXQLGDGHV 1~PHURVGD6RUWH  CAPRICĂ&#x201C;RNIO â&#x20AC;&#x201C; (22/12 a 19/1) Âą$JRUDPDQWHQKDVHXIRFRQDV DWLYLGDGHVPDLVLPSRUWDQWHV6H WUDEDOKDFRPFRPpUFLRDSURYHLWH2 SHUtRGRpIDYRUiYHOSDUDFRPSUDVH YHQGDV &DUWDGR'LD$)RUoDTXHVLJQLÂżFD )RUoD'RPtQLR 1~PHURVGD6RUWH  AQUĂ RIO Âą D Âą(QFDUH VXDVUHVSRQVDELOLGDGHVFRPPDLV OHYH]DQmROHYHWXGRWmRDVpULR 2GLDIDYRUHFHUiRFRQWDWRFRP SHVVRDVPDLVMRYHQVVyQmRVH HVTXHoDGHVXDVREULJDo}HV &DUWDGR'LDGH&RSDVTXH VLJQLÂżFD'HVJRVWR 1~PHURVGD6RUWH  PEIXES â&#x20AC;&#x201C; D $SURYHLWHR PRPHQWRSDUDPHOKRUDURFRQYtYLR FRPRVIDPLOLDUHVSUy[LPRV &DUWDGR'LDGH2XURVTXH VLJQLÂżFD3HUGD)DOKD 1~PHURVGD6RUWH 

O MAIS POPULAR

Cantor italiano Lucio Dalla morre aos 68 anos na Suíça

L

ucio Dalla, um dos mais importantes cantores italianos, morreu na manhĂŁ de ontem em Montreux, na Suíça, onde estava para realizar uma sĂŠrie de shows. Nascido em Bolonha, o mĂşsico completaria 69 anos no domingo. De acordo com a imprensa italiana, o Ă­dolo pop passou mal depois do cafĂŠ da manhĂŁ e sofreu um ataque cardĂ­aco. Na noite passada, Dalla fez um show na cidade. Dalla, que tambĂŠm era clarinetista e pianista, compĂ´s para nomes como Luciano Pavarotti, Mario Monicelli, Carlo Verdone e Michele Placido, e lançou â&#x20AC;&#x153;Carusoâ&#x20AC;?, seu maior sucesso, em 1986, como faixa do disco â&#x20AC;&#x153;DallAmeriCarusoâ&#x20AC;?. Entre seus outros hits estĂŁo â&#x20AC;&#x153;Lâ&#x20AC;&#x2122;anno

che verrĂ â&#x20AC;? e â&#x20AC;&#x153;4 marzo 1943â&#x20AC;?. O primeiro ĂĄlbum do italiano foi lançado em 1966 e o Ăşltimo, â&#x20AC;&#x153;Questo è Amoreâ&#x20AC;?, em 2011. â&#x20AC;&#x153;NĂŁo ĂŠ possĂ­vel, ele falou comigo ontem Ă  noite, estava muito bem, feliz, tranquio, divertido e em paz consigo mesmoâ&#x20AC;?, disse Roberto Serra, fotĂłgrafo e amigo do cantor, Ă  agĂŞncia Ansa. â&#x20AC;&#x153;Estava contente com a entrevista que HXĂ&#x20AC;]FRPHOHHSHODWXUQr europeia que tinha acabado de começar. Falou que estava emocionado de reencontrar lugares de 30 anos atrĂĄs e de encontrar, apesar da diversidade das situaçþes, a mesma resposta positiva do pĂşblicoâ&#x20AC;?. A Ăşltima aparição de Dalla na televisĂŁo italiana foi quando cantou no Ăşltimo Festival de Sanremo, em fevereiro.


4

TribunaIndependente

DIVERSĂ&#x192;O&ARTE MACEIĂ&#x201C; - SEXTA-FEIRA, 2 DE MARĂ&#x2021;O DE 2012

felipe1camelo@gmail.com felipecamelo@saladaonline.com.br camelofelipecamelo.blogspot.com

Jornalismo Esportivo

Alagoano de Atalaia, atacante AloĂ­sio Chulapa conquistando pelo futebol e pela simpatia. Artilheiro e estrela do CRB, vem pegando pesado na Top pra manter os mĂşsculos em forma. Claro que sob o olhar atento do auxiliar GHSUHSDUDomRÂżVLFDUHJDWLDQRWilson JĂşnior ASSESSORIA

Entre as 50 do Mundo + 1 X equipe do Fios de Cabelo representa Alagoas mundo afora. Esta semana, MĂ´nica & Monique Casado + Aline Oliveira participam da produção dos looks que serĂŁo apresentados no Hair Brasil, maior evento de beleza da AmĂŠrica Latina, que acontecerĂĄ em SĂŁo Paulo de 24 DGHPDUoR(ODVHVWmRHQWUHRVSURÂżVsionais do mundo selecionados pela Joico e Intercoiffure pra assinarem as produçþes de cabelo e maquiagem pra exposição â&#x20AC;&#x2DC;Divasâ&#x20AC;&#x2122;, que tem como inspiração as musas do cinema dos anos 40, 50 e 60, como Brigitte Bardot, Audrey Hepburn e Twiggy. AlĂŠm da exposição dos looks, o badalado hair stylist Manno Escobar DSUHVHQWDUiRVSURÂżVVLRQDLVTXHDVVLQDPDV produçþes expostas durante a abertura da feira Hair Brasil. Quem manda a notĂ­cia ĂŠ Fernanda Tognon, da a[+]mais agĂŞncia de imprensa.

Cena dupla de Monique Casado. Com Aline Oliveira e Chloe Gaya, maquiadora da Intercoiffure; e com as tambĂŠm maquiadoras Jaqueline Gelsi e Zelia Lewandovisky. Time de Belas que sĂŁo Feras

RodĂ­zio do ZĂŠ

Querido ZĂŠ Pereira movimentando e atraindo + gente ao seu badalado restaurante. Ă&#x2030; TXHDJRUDURODjVÂ?VURGt]LRGHFRPLGDVUHJLRQDLV3RUSUHoRÂż[RSRGHVHGHJXVWDU variados pratos e repetir quantas vezes quiser. Na cena, chambaril, guisado de carneiro, galinha velha na medida e muito, muito mais. Ă&#x20AC;s 6ÂŞs, rodĂ­zio de churrasco com cortes especiais de novilha. Aos sĂĄbados, rodĂ­zio de comida regional, feijoada e muito samba e pagode pra animar. SĂŁo + de 10 tipos de pratos regionais, alĂŠm da tradicional feijoada acompanhada a boa mĂşsica, gente bonita e descontraĂ­da. Sempre a partir das 11 e ½ da manhĂŁ. +, no restaurantezepereira@gmail.com. Ă&#x20AC;gua na boca. Plena de prazer, Selma Britto apresenta na volta do Concerto aos Domingos em 2012, o pianista alagoano que tambĂŠm jĂĄ se apresentou na Europa, AmĂŠrica, AustrĂĄlia, Ă&#x20AC;sia e Ă&#x20AC;frica, Joel Bello Soares. Depois de amanhĂŁ, dia 4, Ă s 10 da manhĂŁ, pontualmente, no IHGAL

Em Nome do Pai O presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, desembargador Sebastião Costa Filho, assinou, na tarde da última 3ª, convênio com a Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social pra reduzir o nº de registros de nascimento em Alagoas sem o nome do pai. Pra execução do convênio serão utilizados recursos no valor de R$93. 500 e durante 6 meses, o Núcleo de Promoção da Filiação (órgão do TJ/AL que centraliza os testes de paternidade) receberå 49 kits pras averiguaçþes. O objetivo do convênio tambÊm Ê garantir direitos fundamentais das crianças e adolescentes, fortalecer os vínculos familiares e favorecer o acesso aos programas sociais. Estiveram presentes à reunião, o desembargador Alcides Gusmão, a juíza-coordenadora do NPF, Ana Florinda Dantas, a coordenadora do Projeto Justiça Itinerante, juíza Fåtima Pirauå, o juiz Carlos Cavalcanti, o secretårio de Estado da Assistência Social, Marcelo Palmeira, e a gestora do convênio Josilene Lira. Do Departamento de Comunicação do TJ, Fernanda Lins, informando.

Zoneamento AgroecolĂłgico 1 OLĂ?VIA DE CĂ SSIA â&#x20AC;&#x201C; INTERINA oliviadecassiajornalista@hotmail.com

PrĂŞmio OctĂĄvio BrandĂŁo

A

Um estudo encomendado pelo Governo do Estado à Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuåria para a årea de Solos (Embrapa Solos) pretende oferecer informaçþes para que se saiba quais são as regiþes de Alagoas, de acordo com as características de solo e clima, mais propícias para o cultivo de oito produtos. O Zoneamento Agroecológico de Alagoas (Zaal) considera as variaçþes de clima, solo, vegetação, ambientes e terras para irrigação, alÊm de outros itens, e pretende dar um suporte para o planejamento agrícola de oito culturas. São elas: algodão herbåceo, mandioca, feijão phaseolus, feijão vigna, mamona, milho, cana-de-açúcar e sorgo.

Esta ĂŠ pra jornalista, ou aspirante, que gosta de esporte. Curso â&#x20AC;&#x2DC;on-lineâ&#x20AC;&#x2122; de Jornalismo Esportivo, no prĂłximo dia 20 de março, das 7 Ă s 10 da noite. Como ĂŠ o dia-a-dia na redação de jornalismo esportivo? No curso, o participante vai aprender tĂŠcnicas, desde a elaboração de pautas atĂŠ a produção de grandes reportagens. SerĂŁo apresentadas orientaçþes e as diferenças na construção de textos pra diferentes mĂ­dias. +, no escoladecomunicacao. com.br e no cursos@comunique-se.com.br. Vagas limitadas. TambĂŠm no Facebook e Twitter.

O Curta Foi Longe

ExtensĂŁo

Os alunos JoĂŁo Gabriel Duarte, Daiana Ramos, Alice Rocha, juntamente com a professora de literatura Jeane Cristina e o diretor de artes e professor SalomĂŁo Dâ&#x20AC;&#x2122;Luna, da Escola Conceição Lyra, de SĂŁo Miguel dos Campos, estiveram em SĂŁo Paulo no inĂ­cio de fevereiro pra receber o PrĂŞmio de Melhor Curta-Metragem do Brasil durante o 2° Festival Nacional de Literatura em VĂ­deo, na categoria jĂşri popular, com o vĂ­deo â&#x20AC;&#x153;O CidadĂŁo de Papelâ&#x20AC;? (de 5 minutos). O grupo de Alagoas foi o Ăşnico representante do Nordeste. A votação computou + de 25 mil votos. â&#x20AC;&#x153;O cidadĂŁo de papelâ&#x20AC;? foi inspirado na obra do jornalista Gilberto Dimenstein e aborda os problemas do cotidiano da sociedade brasileira, como a desigualdade social, a pĂŠssima qualidade da educação, o desrespeito aos idosos e a prostituição infantil. Esta ĂŠ a 2ÂŞ X que a escola ĂŠ premiada. Em 2011, o curta â&#x20AC;&#x153;Meninas da noiteâ&#x20AC;? foi premiado na categoria jĂşri tĂŠcnico, e aborda a triste realidade vivenciada por meninas que se envolvem na prostituição, alĂŠm de OHYDQWDUTXHVW}HVFRPRDSHGRÂżOLDHR abuso sexual que muitas vezes acontece por membros da prĂłpria famĂ­lia da vĂ­tima. Mirella Costa, encaminhando notĂ­cia de ValĂŠria GuimarĂŁes.

E por falar nas 2, Mirella e ValĂŠria, + 1 notĂ­cia enviada por elas. â&#x20AC;&#x153;O curso de MĂşsica da Ufal realizou, de 27 a 29 de fevereiro, atividades de extensĂŁo com os mĂşsicos Marta Cardoso Castello Branco Garzon e Hermann Albert Wenning. No programa, SDOHVWUDVRÂżFLQDVHDSUHVHQtação musical. De acordo com o professor do curso de MĂşsica, FlĂĄvio Ferreira, o curso faz parte do projeto de extensĂŁo do curso de graduação em MĂşsica da Universidade. Os convidados, residentes na Alemanha, estĂŁo no Brasil pra realização da fĂĄbula â&#x20AC;&#x153;A Pequena Menina, o Pequeno Patoâ&#x20AC;?, em Belo Horizonte. Ah! Marta Castello %UDQFRpĂ&#x20AC;DXWLVWDEUDVLOHLUDH atualmente realiza doutorado na Universidade de Artes de Berlim, dedicando-se Ă mĂşsica contemporânea. Hermann Wenning ĂŠ ator e mĂşsico alemĂŁo. Trabalhou nos teatros de Stuttgart e Innsbruck e se dedica hĂĄ 20 anos Ă  interpretação e difusĂŁo da mĂşsica brasileira na Alemanha.

Pontuada arquiteta Patrícia Ramalho se dividindo entre a prancheta e o trabalho voluntårio. E com uns pernþes desses, vai + longe ainda pra ajudar crianças e jovens na Apala. Exemplo de gente de Bem e do Bem

Zoneamento Agroecológico 2 De acordo com tÊcnicos da Embrapa Solos, entre abril e maio, haverå o treinamento de tÊcnicos extensionistas da Secretaria de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Agrårio (Seagri) sobre o ZAAL, que em seguida farão orientaçþes aos agricultores. Com a publicação do documento, Alagoas serå o segundo Estado do país a dispor de um Zoneamento Agroecológico de todo o seu território. O primeiro foi Pernambuco. O zoneamento serå muito importante para o desenvolvimento agrícola do Estado baseado num planejamento. Essas informaçþes serão úteis para outras secretarias, como a Seplande, segundo o secretårio de Agricultura, Jorge Dantas.

s inscriçþes para o PrĂŞmio OctĂĄvio BrandĂŁo de Jornalismo Ambiental acontecem no peAcordo em Sampa rĂ­odo de 27 de março a 28 de abril, na sede do Sindicato dos Jornalistas. A Associação BrasiA Secretaria do Meio AmbicosmĂŠticos, de materiais de ente do Estado de SĂŁo Paulo OLPSH]DHDÂżQV IRWR 2DFRUleira de Engenharia SanitĂĄria e Ambiental (Abes(SMA) assinou na terça-feira, do ĂŠ o primeiro no Estado e -AL), a Braskem e o Sindjornal estĂŁo se preparan28, com quatro setores da atende Ă s polĂ­ticas nacional e indĂşstria, termos de comestadual de resĂ­duos sĂłlidos. do para o evento, que entra este ano em sua nona SURPLVVRTXHGHÂżQHPFRPR Elas preveem a adoção da edição. O lançamento serĂĄ no dia 27 de março, Ă s deve ser feita a destinação chamada logĂ­stica reversa, 8 horas, no cinturĂŁo verde da Braskem. AlĂŠm de de resĂ­duos pĂłs-consumo. que estabelece que a indĂşstria ĂŠ responsĂĄvel pelo recolA medida envolve os fabripremiar as himento das embalaAbelhas sem ferrĂŁo 1 Abelhas sem ferrĂŁo 2 melhores gens de seus produtos reportagens A criação de abelhas sem ferrĂŁo depois que eles sĂŁo AlĂŠm da importância gasconsumidos - para dos jornalis- brasileiras (foto), tambĂŠm chamadas tronĂ´mica, a meliponicultura reaproveitar, reciclar ou possui grande valor socioambitas alagoa- de MeliponĂ­neas, ĂŠ uma atividade fazer a correta destitradicional em quase todas as regiĂľes ental. O INPA possui um Grupo nos na ĂĄrea do paĂ­s, sendo praticada por pequenos de Pesquisa em Abelhas QDomRDÂżPGHTXH os materiais nĂŁo sigam do meio e mĂŠdios produtores. EspĂŠcies como [http://gpa.inpa.gov.br/] que para os aterros saninĂŁo sĂł luta para preservar as ambiente, o mandaçaia, uruçu e jandaĂ­ra, dentre tĂĄrios do PaĂ­s. A polĂ­tica outras, jĂĄ produziam mĂŠis com sabores MeliponĂ­neas â&#x20AC;&#x201C; prejudicadas PrĂŞmio quer singulares, meio doces, meio ĂĄcidos, nacional, sancionada no por desmatamentos, exse associar e muito apreciados pelos Ă­ndios desde ploração de madeira e grandes FDQWHVGHyOHRVOXEULÂżFDQWHV ÂżPGHWUD]DPHWDGH de embalagens de agrotĂłxique atĂŠ 2014 somente sejam queimadas â&#x20AC;&#x201C; como tambĂŠm aos debates antes da chegada dos portugueses. enviados para os aterros FRVGHSLOKDVHEDWHULDV Estudo da Organização da ONU para a pela conscientização da popue esforços rejeitos que nĂŁo puderam ser SRUWiWHLVHGHSURGXWRVGH Alimentação e a Agricultura (FAO) pub- lação nativa, que raramente higiene pessoal, perfumaria, reaproveitados ou reciclados. GRVSURĂ&#x20AC;Vlicado em 2004 estima que as abelhas estĂĄ bem informada de que sejam responsĂĄveis pela polinização de a conservação das colmĂŠias sionais da 73% das plantas do mundo. De acordo das sem ferrĂŁo pode ser uma ConsequĂŞncias ambientais imprensa com a Cartilha de Criação de Abelhas fonte renovĂĄvel de alimento, o para a Sem FerrĂŁo do Instituto Nacional de prĂłprio mel, e de geração de Uma pesquisa publicada na terça-feira (28) pela revista cientĂ­Pesquisa da AmazĂ´nia (INPA), existem renda. Para nĂŁo falar no papel ÂżFDGD6RFLHGDGH,QWHUQDFLRQDOGRV(VWXGRVGH5HFLIHVGiXP conferĂŞnno mundo cerca de 20 mil espĂŠcies de de polinização de lavouras e exemplo de como as consequĂŞncias das açþes humanas sobre cia Rio+20, abelhas, sendo boa parte delas conpomares, o que tambĂŠm mulo meio ambiente podem ser amplas. O estudo mostra que a hecidas como abelhas solitĂĄrias, por marcada tiplica a fartura de alimentos. pesca afetou nĂŁo sĂł na população de peixes, mas alterou tambĂŠm outros organismos de ecossistemas na costa do QuĂŞnia. para junho. nĂŁo formarem colĂ´nias. Dentre as que A meliponicultura organizada formam colĂ´nias, de 300 a 400 espĂŠem caixas, sem a destruição Isso acontece devido a um efeito conhecido como cascata Neste sencies sĂŁo do grupo das MeliponĂ­neas, das colmĂŠias para a coleta WUyÂżFDWRGDDFDGHLDDOLPHQWDUpLQĂ&#x20AC;XHQFLDGDSHODUHGXomR sendo que 200 espĂŠcies deste grupo tido, trarĂĄ do mel, ĂŠ uma atividade de do nĂşmero de predadores. Com menos peixes, a população vivem no Brasil, especialmente na baixo impacto ambiental que de ouriços cresceu e a de algas vermelhas diminuĂ­ram nas especialistas sobre o evento para palestra em regiĂŁo amazĂ´nica, conhecida como o faz uso racional dos recursos regiĂľes estudadas, que foram piscinas formadas no mar por MaceiĂł, e sortearĂĄ duas passagens e hospedagens, berço mundial das abelhas sem ferrĂŁo. Ă&#x20AC;RUHVWDLVPHOKRUDDTXDOLbarreiras de corais. As algas vermelhas possuem substâncias entre os inscritos no PrĂŞmio, para participarem da Muitas plantas locais, como araçå e dade de vida das populaçþes quĂ­micas que fortalecem os corais. Portanto, se a população camu-camu, sĂŁo polinizadas pelas sem nativas e combate o desmatade algas vermelhas ĂŠ ameaçada, a estrutura dos corais tamconferĂŞncia. Mais informaçþes na sede do SindferrĂŁo, sendo que algumas plantas mento, pois inibe a derrubada bĂŠm ĂŠ. Isso ĂŠ um problema para todo o ecossistema, que ĂŠ jornal, Ă  Rua Sargento Jaime, no Prado, ou pelo dependem exclusivamente dessas de ĂĄrvores que abrigam os adaptado ao mar calmo e depende dos recifes para barrar as abelhas para se reproduzir. e-mail sindjornal@uol.com.br. ninhos. correntes do mar.

Edição número 1383 2 de março de 2012  

Edição Digital Jornal Tribuna Independente TribunaHoje.com

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you