Page 1

CIDADES &%78JDQKDDSDUWLUGHVWHGRPLQJRPDLVXP9/7SDUDRSHUDUHP0DFHLy 12 EXEMPLAR DO ASSINANTE

SĂ BADO

BOA NOTĂ?CIA!

Eisa fabricarå 5 navios-sonda para Petrobras A contratação do Estaleiro Eisa para a fabricação de cinco navios-sonda em Alagoas foi anunciada ontem pela Petrobras, significando que o projeto do estaleiro, no município de Coruripe, começa a sair do papel após três anos de negociação. Para o senador Benedito de Lyra o empreendimento deverå movimentar a economia da região com a criação de cerca de 10 mil empregos diretos só na construção. No total serão 26 navios-sonda. 14

MACEIĂ“ - ALAGOAS - 11 DE FEVEREIRO DE 2012 - NÂş 1368 - R$ 1,50

tribunahoje.com

Corpo de mototaxista ĂŠ achado aos pedaços e sem a cabeça ‘Nem’ estava desaparecido desde novembro do ano passado, apĂłs ter saĂ­do de casa para trabalhar O corpo do mototaxista Denisson Leite Barbosa Filho, 32, que estava desaparecido desde novembro do ano

passado, foi encontrado aos pedaços numa barragem na zona rural de Palmeira dos Ă?ndios. “Nemâ€?, como era co-

nhecido, sumiu apĂłs sair de casa para trabalhar e desde entĂŁo sua famĂ­lia faz buscas inclusive utilizando cartazes

com sua foto. O achado foi de um pescador, que avisou o dono da proriedade e este acionou a polĂ­cia. Os restos

mortais do mototaxista estavam espalhados, configurando esquartejamento. A cabeça ainda não foi achada. 9

ESCLARECIDO

3ROtFLDGL]TXHDWHQWDGRFRQWUDÂżOKRGH$OEXTXHUTXHIRLDVVDOWR SANDRO LIMA

SANDRO LIMA

MARIA DA PENHA

NĂşmero de processos deve crescer atĂŠ 40% O nĂşmero de processos contra homens que agridem a mulher em Alagoas deve aumentar atĂŠ 40%, a partir da decisĂŁo do Supremo Tribunal Federal (STF) de que a vĂ­tima nĂŁo precisarĂĄ denunciar o agressor nem retirar a queixa para o processo seguir, com base na Lei Maria da Penha. Segundo a delegada Maria Angelita, 40% das mulheres que vĂŁo para Ă  delegacia fazer o BO desistem do processo na primeira audiĂŞncia, pois entram em acordo com o parceiro violento. 11

CĂšPULA da PolĂ­cia Civil anuncia, em coletiva Ă  imprensa, que atentado foi cometido em assalto e apresenta parte dos integrantes do grupo presos ontem

A cĂşpula da PolĂ­cia Civil anunciou que o atentado contra Nivaldo Neto, filho do deputado Antonio Albuquerque, estĂĄ esclarecido: foi cometido por uma quadrilha que tinha como objetivo assaltar o rapaz e a fazenda da famĂ­lia. Quatro pessoas - dois homens e duas mulheres - foram apresentados como grupo de apoio logĂ­stico a outros quatro integrantes do bando, que seriam responsĂĄveis pela invasĂŁo Ă  fazenda. Estes ainda estĂŁo foragidos, mas foram todos identificados e suas prisĂľes ĂŠ uma questĂŁo de tempo, segundo a polĂ­cia. 3

ADAILSON CALHEIROS

DIVULGAĂ‡ĂƒO

CONJUNTURA

AntĂ´nio Sapucaia, desembargador, escritor e jornalista, assumiu o cargo de tesoureiro do Instituto HistĂłrico H*HRJUiÂżFRGH$ODJRDV com a morte de JosĂŠ SebastiĂŁo Bastos, tambĂŠm jornalista, alĂŠm de procurador de estado ... PĂĄg. 3

BONECOS no frevo penedense são lembrados em exposição ADAILSON CALHEIROS

AILTON VILLANOVA Dele, herdei a veia humorĂ­stica e o pavio curto. Alfaiate e pilhĂŠria, mestre OlivĂŠrio Villanova tambĂŠm foi juiz de futebol, boĂŞmio, contador de histĂłrias as mais hilĂĄrias, e tomador de todas! Ele nunca deixou de ter uma resposta pra tudo... PĂĄg. 11

TRIBUNA LIVRE

Chega a 603 o nĂşmero de candidatos que disputarĂŁo cada uma das 1.500 vagas ofertadas pelo Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), no concurso pĂşblico que acontece neste domingo, para o cargo de tĂŠcnico de seguro social... PĂĄg. 4 TEMPO

IZP NA FOLIA teve animação dos Seresteiros da Pitanguinha no Teatro Linda Mascarenhas

PRÉVIAS DE CARNAVAL

Pinto, Rolinha e Pecinhas arrastam hoje mais de 160 mil O maior bloco de Carnaval de rua de Alagoas, o Pinto da Madrugada, deve arrastar hoje 160 mil foliĂľes, abrindo o sĂĄbado de prĂŠvias, sequenciado pela Turma da Rolinha e Pecinhas de MaceiĂł. No Ăşltimo dia do “Revivendo EdĂŠcio Lopesâ€?, ontem, o IZP na Folia trouxe os Seresteiros da Pitanguinha, ao vivo no Linda Mascarenhas. A Casa de Penedo exibe no MaceiĂł Shopping a exposição “Carnaval e Carnavaisâ€? e o Bloco da 3ÂŞ Idade animou o Centro com o tema “JĂĄ Fui Bom Nisso e Ainda Souâ€?. PĂĄg. 10 BPA

Bom a parcialmente nublado com possiblidades de chuvas em ĂĄreas isoladas

MĂ­nima

20Âş

MĂĄxima

30Âş

MarĂŠs

05:56 2.1 12:00 0.2 18:15 2.2

FINANÇAS DÓLAR COMERCIAL R$ 1,72 R$ 1,72 DOLAR PARALELO R$ 1,80 R$ 1,90 OURO: R$ 94,00 POUPANÇA: 0,6084%

MADEIRAIRLUHFROKLGDSRURUGHPGRVPLOLWDUHVHOHYDGDSDUDVHUGRDGDDLQVWLWXLo}HVÂżODQWUySLFDV

INTEGRANTES GREORFRGDWHUFHLUDLGDGHGHVÂżODUDPRQWHP

MEIO AMBIENTE

COPA 2014

PolĂ­cia descobre desmatamento em APA do Peba

Maceió estå apta para treinamento de seleçþes

O Batalhão de Polícia $PELHQWDO %3$ H¿VFDLV do Instituto Chico Mendes descobriram ontem uma årea de desmatamento ilegal numa à rea de Proteção Ambiental (APA) da Marituba do Peixe, no Pontal do Peba, no município de Piaçabuçu. Segundo o tenente Anderson Barros, cerca de 35 metros cúbicos de madeira nativa tinham sido derrubadas para a fabricação de carvão. Ele suspeita de outros desmatamentos na årea. Påg. 12

MaceiĂł estĂĄ apta a se tornar um dos centros de treinamento de seleçþes na Copa do Mundo de 2014. “Tecnicamente, nĂŁo hĂĄ como MaceiĂł nĂŁo ser contemSODGD´DÂżUPRXRQWHPHP MaceiĂł o diretor de Futebol 3URÂżVVLRQDOGR0LQLVWpULRGR Esporte, Ricardo Gomyde, que participou de reuniĂŁo do ComitĂŞ Gestor do Projeto Comcopa Alagoas. Mais de 90% das exigĂŞncias feitas pela FIFA foram cumpridas pelo Estado. PĂĄg. 13


TribunaIndependente

2 POLĂ?TICA MACEIĂ“ - SĂ BADO, 11 DE FEVEREIRO DE 2012

PolĂ­tica

$OpPGH7Hy¿OR&pOLDHSRVVLYHOPHQWH %DUUHWR$OYHV&RUUHLDFRUUHSRUIRUD Ainda em 2011, a 7ULEXQD,QGHSHQGHQWH adiantou que haveria a polarização da sucessão do prefeito Luciano Barbosa estaria ameaçada com a indicação de um novo forte, como foi o caso da indicação do PTdoB, que apontou $OYHV&RUUHLD, o homem capaz de disputar a Prefeitura de Arapiraca. Ele jå foi vereador por Arapiraca e se elegeu após dois anos para GHSXWDGRHVWDGXDOHQmRFRQVHJXLVHUHHOHJHU¿FDQGRHPXPDSULPHLUD suplência, no entanto tem forte carisma e liderança política.

PP pode indicar 4ÂŞ via em Arapiraca

Senador Benedito de Lira acenou com indicação do empresårio Ricardo da Coagro como candidato da legenda

ESPLANADA /($1'520$==,1, contato@colunaesplanada.com.br

EXCLUSIVO

Maluf ĂŠ tirado de aviĂŁo pela PF e humilhado

O

deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) afrontou as regras no Aeroporto Internacional de BrasĂ­lia e foi humilhado pela PolĂ­cia Federal. Ele passou pelo raio X de revista sem dar satisfação aos funcionĂĄrios, apesar de o aparelho ter acusado presença de metal e obrigar revista. Maluf jĂĄ estava acomodado em seu assento dentro do aeronave quando foi abordado por dois agentes da PF, levado escoltado de volta ao raio X, onde teve de passar novamente pelo aparelho. Tudo resolvido, o parlamentar embarcou revoltado. Se disse humilhado e que nunca fora “tratado dessa maneiraâ€?.

1RDU A coluna entrou em contato com a assessoria do deputado. AtĂŠ a noite desta sexta nĂŁo obteve retorno. O deputado estava incomunicĂĄvel.

([FHo}HV Aconteceu no Aeroporto Tom Jobim, do Rio, anos atrĂĄs. O entĂŁo senador Marco Maciel (DEM-PE), ex-vice da RepĂşblica, foi obrigado a tirar os sapatos no raio X. E o fez.

3(&QDJDYHWD A PEC 300, que trata da criação do piso nacional para bombeiros e PMs, continuarå na gaveta da Câmara dos Deputados, apesar de aprovada em primeiro turno. Não hå interesse do presidente Marco Maia (PT-RS) em comprar briga com os governadores, que estão com orçamento amarrado. Qualquer discussão, só depois das eleiçþes.

1RYHUPHOKR A dívida de Minas com o Governo Federal estå em R$ 58,6 bilhþes, cålculo de dezembro de 2011. É uma das maiores do país. Só ano passado o governo mineiro pagou ao Tesouro R$ 3,3 bilhþes.

3DUDtVRGRVKDFNHUV O Brasil ĂŠ um dos paĂ­ses menos preparados para enfrentar ataques cibernĂŠticos. A conclusĂŁo ĂŠ da pesquisa belga “Security Defense Agendaâ€? encomendado pela empresa que fabrica o conhecido antivĂ­rus 0F$IHH2SDtVGHVÂżODDRODGRGHĂ‹QGLDH5RPrQLD

0LPR Para acabar com qualquer especulação de que estava de mal com o Planalto inteiro, Marco Maia apareceu em evento no Palåcio ontem. A convite da presidente Dilma.

&ROGUHQRGLYm Não são só os movimentos grevistas nos Estados que preocupam. Em Minas, cerca de 3 mil dos 10,5 mil policiais civis estão afastados da função por problemas psicológicos.

0DJRRX Como a coluna antecipou, o deputado Pauderney Avelino dançou no trato feito hĂĄ um ano com ACM Neto. O baiano foi reconduzido a lĂ­der da bancada. “NĂŁo tinha a pretensĂŁo, mas fui convencido pelos meus colegasâ€?, explicou Neto.

9ROOWHL Agora senador, o ex-presidente Fernando Collor (PTB-AL) bate forte no ‘rascunho zero’, o primeiro esboço do documento que o governo levarĂĄ Ă  Rio + 20. O considera tĂ­mido. Collor era o presidente da RepĂşblica na Eco 92, o maior evento de sua gestĂŁo.

'UDJmRQDSUDWHOHLUD Ă‹QGLFHGH3UHoRVGRV6XSHUPHUFDGRVDSUHVHQWRXHOHYDomRGH HPUHODomRDRPrVDQWHULRUTXHIRLGH

3RQWR¿QDO O PT chega aos 32 anos, ora atuando como criança mimada, ora como adulto. E em muitos casos em crise existencial. Com *LOPDU&RUUHDH+RVD)UHLWDV www.colunaesplanada.com.br contato@colunaesplanada.com.br TZLWWHU#OHDQGURPD]]LQL

SANDRO LIMA

/8,69,/$5 REPĂ“RTER

E

m meio à polarização – ao menos se levando em conta o atual cenårio político – da disputa pela Prefeitura Municipal de Arapiraca entre a deputada federal CÊlia Rocha (PTB) e o secretårio de Estado de Articulação 3ROtWLFD 5RJpULR 7HyÀOR (PSDB), pode surgir – ao menos no que depende do Partido Progressista local – uma terceira via na principal cidade do Agreste: a candidatura do empresårio Ricardo Barreto, o Ricardo da Coagro (PP), que contaria com o apoio do senador Benedito de Lira (PP). O PP – que integra a base aliada do governador de Alagoas, Teotonio Vilela Filho (PSDB) – pode, portanto, se afastar do ninho tucano em mais uma disputa municipal. O Partido Progressista – como coloca o senador Benedito de Lira, &RQWUDSRQGR as conjunturas de bastidores, senador Biu de Lira aponta uma terceira via em Arapiraca que comanda a legenda no 325)25$ Estado – pretende lançar tado por Benedito de Lira Ê ser cogitado – inclusive em Entretanto, quem pode candidatos em pelo menos o secretårio estadual de As- recentes entrevistas do pró60 municípios, jå possuindo sistência e Desenvolvimento prio Benedito de Lira – como aparecer ainda Ê o PTdoB do prÊ-candidatos na maioria Social, Marcelo Palmeira. um possível vice do ex-depu- radialista Alves Correia. Em das cidades de Alagoas, atÊ PorÊm, hå grandes chances WDGR IHGHUDO 5RJpULR 7HyÀ- seu programa de rådio na camesmo onde Ê possível com- de composição com outros lo, em chapa de oposição ao pital do Agreste, o suplente posição, como Ê o caso da ca- aliados do bloco palaciano. atual prefeito Luciano Bar- de deputado anunciou ainda pital alagoana. Em Arapiraca, o nome de bosa (PMDB), que hipoteca em 2011 sua pretensão em suceder Luciano Barbosa. Em Maceió, o nome apon- Ricardo da Coagro chegou a apoio a CÊlia Rocha.

0$,680$

SucessĂŁo em Arapiraca ganha emoção O grupo de Luciano %DUERVD GHPRURX D GHĂ€QLU quem seria o sucessor da administração peemedebista. Chegaram a ser cogitados os nomes dos secretĂĄrios municipais Yale Fernandes, AmĂŠlia Fernandes e RicarGR7HyĂ€OR0DVQRĂ€QDOGDV contas, CĂŠlia Rocha – mesmo diante do recente mandato de parlamentar federal conquistado – resolveu colocar seu nome para ser testado novamente nas urnas com o apoio de Barbosa. O fato gerou “revoltaâ€? dos DOLDGRVGH5RJpULR7HyĂ€OR2 prĂłprio candidato do PSDB salientou que CĂŠlia Rocha KDYLD Ă€UPDGR FRPSURPLVVR com ele. Ou seja, de apoiĂĄ-lo na atual sucessĂŁo municipal. AlĂŠm desta polĂŞmica, a candidatura de Rocha chegou a ser questionada – nos bastidores – como fruto de um possĂ­vel acordo entre ela e o seu suplente, ex-deputado federal Francisco TenĂłrio, que se encontra preso por suspeita de envolvimento em crime de mando. CĂŠlia Rocha – na mesma HQWUHYLVWDHPTXHFRQĂ€UPRX a prĂŠ-candidatura – rebateu as informaçþes de bastidores. Demonstrando certa irritação, ainda colocou que nĂŁo tinha sido ela que tinha colocado TenĂłrio como seu suplente. Nos Ăşltimos dias, em Arapiraca, o que se via – com base nas prĂŠ-candidaturas – era um clima de polarização. PorĂŠm, com a possĂ­vel entrada do senador Benedito de Lira o jogo mude. (L.V.)

$66(0%/(,$

Nova convenção vai anunciar nome de Ricardo da Coagro O nome de Ricardo da Coagro serå lançado como prÊ-candidato no próximo encontro municipal do PP. Benedito de Lira destaca a força do empresårio na região, sem deixar de reconhecer o potencial dos adversårios. Sem o histórico político, o nome de Ricardo da Coagro jå vinha sendo discutido LQWHUQDPHQWH GHVGH R ÀQDO do ano passado no PP municipal. De acordo com informaçþes de bastidores, a prÊ-candidatura do empresårio não afasta a possibilidade de coligaçþes. Ao avaliar a participação do PP nas eleiçþes de 2012, por exemplo, o senador Benedito de Lira destaca que o partido terå participação efetiva em todo o Estado, em locais com candidatura própria e em outros com possíveis alianças. (P WRGR FDVR D FRQÀUmação da prÊ-candidatura de Ricardo da Coagro pegou muita gente de surpresa nos bastidores políticos, que jå davam como absoluta a aliança entre pepistas e tucanos e pode não acontecer. Jå que acreditava-se anteriormente que Ricardo poderia ser vice na chapa encabeçada por RogÊrio TeyÀOR 0$,680&$1','$72 AlÊm dos nomes postos de CÊlia Rocha, RogÊrio TeyÀOR H 5LFDUGR GD &RDJUR existe ainda uma quarta prÊ-candidatura posta em Arapiraca e que busca a consolidação. O PTdoB, presidido no Estado de Alagoas

DIVULGAĂ‡ĂƒO

5LFDUGR%DUUHWR nĂŁo ĂŠ polĂ­tico e pode surpreender em pleito

pelo advogado Marcos ToleGR FRQĂ€UPD R H[GHSXWDGR estadual Alves Correia no pleito. 2 SDUWLGR WHP GHĂ€QLGR Arapiraca como uma das prioridades, ao lado da capital alagoana, onde a prĂŠ-candidata ĂŠ a deputada federal Rosinha da Adefal. Em MaceiĂł, o PTdoB jĂĄ

iniciou rodada de negociação em busca de apoios de outros partidos, como o PT, o PMDB, o PHS, o PMN, dentre outros. A reportagem tentou contato com Toledo para saber qual o leque de composição que Ê almejado para consolidar a candidatura de Alves Correia, sem sucesso. (L.V.)


TribunaIndependente

Metamorfose petista

P

ostado no blog de Ricardo Noblat: “Do senador AĂŠcio Neves (PSDB-MG), debochando, ao seu modo, do PT: ‘O processo de privatização dos aeroportos, que esperamos possa atenGHUDRXWUDVUHJL}HVGR%UDVLOGHYHVHUVDXGDGRFRPRXPDYDQoR como uma nova visĂŁo do PT. Mas, na verdade, consagra a absoluta desconexĂŁo entre o que o PT prega e defende, principalmente em campanhas eleitorais, e aquilo que pratica... Faltou o PT se desculpar com os brasileiros pelo estelionato eleitoral, principalmente no ano de 2006... Na verdade, lamentavelmente, a marca mais YLJRURVDTXHĂ€FDpHVVDDIDOWDGHFRQYHUJrQFLDHQWUHRGLVFXUVR e a prĂĄtica. Isto serve para inĂşmeras outras atividades. EstĂŁo aĂ­ a Lei de Responsabilidade Fiscal e o Proer, que foram combatidos violentamente pelo PT e, hoje, sĂŁo pilares importantes na polĂ­tica econĂ´mica do Partido dos Trabalhadores. Portanto, a grande questĂŁo que se coloca ĂŠ esta: o que serĂĄ que, efetivamente, pensa R3DUWLGRGRV7UDEDOKDGRUHVVREUHDVPDLVUHOHYDQWHVTXHVW}HV"e aquilo que interessa aos brasileiros, ĂŠ aquilo que ele diz na campaQKDHOHLWRUDORXDTXLORTXHSUDWLFDQRJRYHUQR"Âľ

Articulista O deputado estadual Marcelo Victor Ê considerado por muitos analistas políticos como a eminência parda da Assembleia Legislativa. Não Ê de procurar holofotes, mas articula bem nos bastidores e Ê quem fundamenta decisþes importantes da Mesa Diretora, desde gestþes passadas. Habilidoso, se articula com todas as correntes políticas na casa, sendo fundamental na orientação a outros parlamentares, alguns com mais tempo de ALE.

Registro A gestão do prefeito Cícero Almeida e a história de Maceió constam de um dos dois e-books elaborados pela Secretaria Municipal do Trabalho, Abastecimento e Economia Solidåria. O outro livro digital aborda a estrutura e a atuação da Semtabes. O secretårio Arnóbio Cavalcanti diz que Ê uma forma moderna de prestar contas.

,QĂ€XrQFLD SĂŁo vĂĄrios os interessados em disputar a Prefeitura de MaceiĂł. Muitos dos pretensos prĂŠ-candidatos tĂŞm interesse mesmo ĂŠ em negociar, politicamente, para o futuro. O certo ĂŠ que o apoio do prefeito CĂ­cero Almeida ĂŠ um peso favorĂĄvel na campanha, pelo elevado nĂ­vel de popularidade que ele continua a manter.

EstratÊgia Informação de um integrante da tropa de choque tucana: o grupo que ocupa o Palåcio República dos Palmares vai dar prioridade à campanha GH$UDSLUDFDDSRLDQGR5RJpULR7Hy¿ORQDHOHLomRGHVWHDQR0DFHLyp o principal colÊgio eleitoral, mas os efeitos de uma vitória em Arapiraca WHULDPPDLVLQÀXrQFLDHP

Realidade NĂŁo falta quem fale na possibilidade de, nos bastidores, o governador Teotonio Vilela Filho e o senador Renan Calheiros estarem se articulando SDUDXPDXQLmRHP1mRpRTXHGHPRQVWUDDSRVWXUDGH5HQDQ que tem reiterado, sem cobrar segredos, crĂ­ticas muito fortes a TĂŠo, bem acima do que se pode dizer como razoĂĄvel.

Continuidade AntĂ´nio Sapucaia, desembargador, escritor e jornalista, assumiu o cargo GHWHVRXUHLURGR,QVWLWXWR+LVWyULFRH*HRJUiÂżFRGH$ODJRDVFRPDPRUWH de JosĂŠ SebastiĂŁo Bastos, tambĂŠm jornalista, alĂŠm de procurador de estado aposentado. Pelos elogios que chegam a Jayme de Altavilla, presidente do IHGA, ĂŠ um substituto Ă  altura.

Mal necessårio A duplicação da rodovia ligando Maceió à Barra de São Miguel, em fase de conclusão, Ê uma obra extremamente necessåria. Mas, como nem WXGRVmRÀRUHVWHPVHXVPDOHV3RUH[HPSORDGXSOLFDomRGD3RQWH Divaldo Suruagy, nas imediaçþes do Detran, estå tirando por cerca de PHWURVDYLVmRGDEHODSDLVDJHPGDTXHODiUHD

“

“NĂŁo tem retornoâ€? BENEDITO DE LIRA Senador do PP-AL, ao anunciar que foi fechada a negociação entre a Petrobras e o Grupo Synergy para construção de cinco plataformas, o que viabiliza a implantação do Estaleiro Eisa em Alagoas

* Chegou o dia que muitos esperam um ano inteiro. O bloco Pinto da 0DGUXJDGDGHVÂżODKRMHQDRUODPDUtWLPDFRPVDtGDjVGDPDQKmGR %HHU&5%HFKHJDGDSUHYLVWDSDUDDVKRUDVQRDQWLJR$ODJRLQKDV ao som de 15 orquestras de frevo. * Seguem o Pinto da Madrugada a Turma da Rolinha, saindo ao meiodia da Praça Multieventos, com a Orquestra Fogo PagĂ´, e As Pecinhas de MaceiĂł, bloco que sai do Iate Clube Pajuçara, tendo como atraçþes Harmonia do Samba e Cannibal. * A partir das 9 da manhĂŁ de hoje, a boate Le Hotel promove a prĂŠvia carnavalesca ‘Ponta Verde’, do Coconut, na Avenida SĂ­lvio Viana. SĂŁo atraçþes os grupos Patusco, Banda 5% (de Salvador) e Xatrez. InforPDo}HV * O Camarote Palato ĂŠ opção para quem deseja assistir Ă s prĂŠvias dos blocos, hoje, com conforto. Ao lado da Feirinha da Pajuçara, imediaçþes da Praça Sete Coqueiros, oferece ambiente climatizado. Vai funcionar do meio-dia Ă s 17 horas. $URGDGDGR&DPSHRQDWR$ODJRDQRQHVWHÂżQDOGHVHPDQDSURPHWH HPRo}HVSRUGHÂżQLURVFODVVLÂżFDGRVDRTXDGUDQJXODUGHFLVLYRGRSULPHLro turno. Todos os jogos serĂŁo realizados amanhĂŁ, a partir das 15h15.

0$&(,Ă?6Ăˆ%$'2'()(9(5(,52'(

POLĂ?TICA

3

Para PC, Nivaldinho foi vítima de um assalto Investigação de delegados afasta qualquer insinuação de crime político SANDRO LIMA

NIGEL SANTANA REPĂ“RTER

A

PolĂ­cia Civil afastou a possibilidade de o Ă€OKRGRGHSXWDGR$Qtonio Albuquerque (PTdoB), Nivaldo Neto, ter sido vĂ­tima de um crime de mando. A comissĂŁo de delegados concedeu entrevista coletiva na tarde de ontem e garantiu que a invasĂŁo na fazenda do deputado teria sido para levar a sua caminhonete. A delegada Ana Luiza Nogueira, que preside as LQYHVWLJDo}HVLQIRUPRXTXH os assaltantes nĂŁo tinham a menor noção de que a fazenda era do deputado Antonio Albuquerque, visto que a quadrilha tem como integrante Anderson Tavares, conhecido como Galego, natural de Sergipe. As provas colhidas pelos delegados apontam que Galego teria efetuado os quatro disparos em Nivaldo Neto, logo apĂłs, ele dar conta que a residĂŞncia de seu pai estaria sendo assaltada. “A quadrilha levou um veĂ­culo Hilux, e pelo que nos foi passado, a ação tramada diz respeito a um assalto. O Anderson Tavares ao perceEHUTXHRĂ€OKRGRGHSXWDGR tinha visto a movimentação, terminou atirando con-

Grupo acusado de cometer assalto foi apresentado pela PolĂ­cia porĂŠm, ainda existem foragidos

tra Nivaldo Neto�, reforçou Ana Luiza. Os demais envolvidos, quatro pessoas, tambÊm estão foragidos. São eles: JosÊ Francisco da Silva, o Olho de Burra; Roosevelt dos Santos, o Ruzinho; e um menor de 17 anos. Uma

quinta pessoa, JosimĂĄrio Francisco de Farias, dono do veĂ­culo Siena, de cor branFDĂ€FRXHVSHUDQGRRDVVDOWR e deu fuga aos demais quando eles conseguiram roubar a Hilux. O intrigante nesse contexto se dĂĄ quando os dele-

JDGRV DĂ€UPDP TXH RV DVsaltantes nĂŁo sabiam que a fazenda era do deputado. Dos participantes, trĂŞs sĂŁo alagoanos e um sergipano, ou seja haveria a possibilidade de saber que Albuquerque reside em Limoeiro.

CARROS E OURO

Quadrilha era especializada em roubos de luxo Os quatro assaltantes que agiram para levar a caminhonete do deputado Antonio Albuquerque, em fazenda situada em Limoeiro de Anadia, estavam acostumados a roubar artigos de luxo. Essa Ê uma das DÀUPDo}HV DUJXPHQWDGDV pela Polícia Civil depois de colher depoimentos de testemunhas. A delegada Ana Luiza Nogueira, do serviço de inteligência da Polícia Civil, mostrou à imprensa a quantidade de armas, celulares,

notebooks, relĂłgios de ouro H GLYHUVDV PXQLo}HV HQFRQtradas na residĂŞncia da quadrilha, em Arapiraca. “O interesse deles era assaltar carros de luxo, residĂŞncias de pessoas abastadas. SĂł pelo fato de eles praticarem esse tipo de crime, ainda mais para levar artigos de luxo, isso jĂĄ representa um grande perigo para a sociedade. Essas quatro pessoas que invadiram a fazenda do deputado Antonio Albuquerque tambĂŠm sĂŁo acusadas de diversos crimes

em Arapiraca, a exemplo de roubo de carros, celulares e atÊ homicídios�, detalhou a delegada. Os assaltantes são suspeitos e hå provas cabais para tal, de terem assaltado o delegado Adalberto Meira Cavalcante, no município de Palmeira dos �ndios. Seu carro, uma caminhonete Tritton, de cor prata, e sua carteira foram levadas. Coincidentemente, o assalto ocorrido na fazenda do deputado Antonio Albuquerque demorou pouco mais de

dois dias para acontecer. IRMĂƒO Uma das armas apreendidas pela PC estĂĄ registrada no nome de Rafael Albuquerque, irmĂŁo do vice-presidente da Assembleia. No dia do assalto, o revĂłlver calibre 380 foi levado com os assaltantes. A informação repassada pela comissĂŁo de delegados ĂŠ a de que arma poderia estar com Nivaldo Neto, embora, segundo as LQYHVWLJDo}HVRĂ€OKRGRSDUlamentar nĂŁo tenha esboçado alguma reação. (N.S)

PARTE DA QUADRILHA

Familiares pedem apresentação de foragidos Em uma residência de Arapiraca foram encontradas armas de grosso calibre, LQFOXVLYHXPULà H0DLVTXDtro pessoas foram detidas e com isso a quadrilha chega ao número de nove componentes. JosÊ Miguel dos Santos, JosÊ Vicente da Silva, Leonilda Maria da Conceição e Maria das Dores Bezerra dos Santos foram apresentados na sede da Delegacia-geral. Os quatro possuem grau de parentesco com os fora-

gidos, porĂŠm, nĂŁo participaram diretamente da ação que terminou com Nivaldo Neto baleado. AlĂŠm das armas, jĂłias, dinheiro e muita munição estavam escondidos na casa. A imprensa pode questionĂĄ-los sobre a possĂ­vel participação deles em uma quadrilha. Para JosĂŠ Miguel, pai de um dos foragidos, a famĂ­lia nĂŁo tinha conhecimento do que eles “aprontavamâ€? em Alagoas. “Se eu soubesse de algo eu nĂŁo es-

tava em uma encrenca dessas. Eu achava estranho todas aquelas coisas na minha casa, mas, nunca contesteiâ€?, garantiu. JĂĄ Maria das Dores Bezerra dos Santos, esposa de Anderson Tavares, um dos acusados no assalto, negou a sua participação no crime, entretanto relatou como seu marido chegou em casa. “Ele estava muito afoito, muito nervoso. A minha mĂŁe quem me alertou do problema que eles haviam

JACARÉ

SEGUNDA

O Movimento Contra a Corrupção Eleitoral (MCCE) em Alagoas entrou na quinta-feira, dia 9, com uma representação no MinistÊrio Público Estadual contra o atual prefeito de JacarÊ dos Homens, JosÊ Ernesto Silva Júnior (PP). Segundo informou o coordenador geral do MCCE em Alagoas, Fernando CPI, o movimento pede puniçþes civis e criminais para o prefeito por improbidade administrativa e nepotismo. A prefeitura teria realizado contrataçþes sem concurso público.

O governador Teotonio Vilela (PSDB) recebe na próxima segunda-feira, 13, a Medalha do MÊrito do MinistÊrio Público. O governador serå a primeira autoridade a receber a Medalha do MÊrito do MinistÊrio Público, como reconhecimento pelo apoio dado as atividades do MPE. AlÊm dele, serão homenageados o vice-governador JosÊ Thomaz Nonô (DEM) e o secretårio-chefe do Gabinete Civil, à lvaro Machado. O evento acontece na Associação Comercial de Maceió, a partir das 19h.

MCCE denuncia prefeito no MP

Governador recebe Medalha do MP/AL

causado. Ela gritou: Maria, o Anderson atirou em XP Ă€OKR GH JHQWH ULFD 9Dmos correr riscos de morrer agora. Depois de tudo ĂŠ que Ă€FDPRVVDEHQGRSHORQRWLFLiULRTXHRĂ€OKRHUDGRGHSXtado Antonio Albuquerqueâ€?, revelou Maria. Diante da situação, a esposa do acusado suplicou para que eles aparecessem e assumissem seus atos. “Eu WHQKR XP Ă€OKR GH GH] DQRV e nĂŁo tenho nada haver com issoâ€?, disse Maria. (N.S)


TribunaIndependente

4 POLĂ?TICA MACEIĂ“ - SĂ BADO, 11 DE FEVEREIRO DE 2012

BARTOLOMEU DRESCH bartolomeu_dresch@hotmail.com.br

PrisĂŁo perpĂŠtua

A

jovem norte-americana Alyssa Bustamante foi condenada HVWDVHPDQDjSULVmRSHUSpWXDSRUXPM~ULGDFLGDGHGH-Hfferson City, no estado de Missouri. Nesta mesma cidade, em outubro de 2009 ela estrangulou, cortou a garganta e esfaTXHRXSRUGLYHUVDVYH]HVDYL]LQKDGHQRYHDQRVGHLGDGH(OL]DEHWK2OWHQ(PVHJXLGDHQWHUURXRFRUSRGDPHQLQDHPXPDFRYD UDVDVREXPPRQWHGHIROKDVHPXPDSHTXHQDĂ RUHVWDSHUWRGH casa. Ao ser detida, a criminosa disse que cometeu o crime porque “queria saber como se sentiria matando alguĂŠmâ€?. Na ĂŠpoca Alyssa HVFUHYHXHPVHXGLiULRTXHDH[SHULrQFLDWHULDVLGR´PXLWRDJUDGiYHOÂľ(ODWLQKDDQRVQDRSRUWXQLGDGH1RMXOJDPHQWRVHXV DGYRJDGRVDOHJDUDPTXHHODVRIULDGHGHSUHVVmRKiDQRVHTXH usava o antidepressivo Prozac que a deixou mais agressiva. TambĂŠm tentaram convencer o jĂşri de que ela estava desequilibrada HKDYLDWHQWDGRRVXLFtGLRSRURYHUGRVHGHDQDOJpVLFRV0DVQDGD adiantou. Momentos antes do veredicto, Bustamante levantou-se da cadeira e dirigiu-se aos pais da garota assassinada: “Eu sei que DVSDODYUDVQXQFDVHUmRVXĂ€FLHQWHVSDUDGHVFUHYHUH[DWDPHQWH TXDQWRPHVLQWRKRUUtYHOSRUWXGRLVVR6HHXSXGHVVHGDUDPLQKD YLGDSDUDWHUHODGHYROWDHXGDULD'HVFXOSDÂľ$MRYHPWHUiPXLWR tempo pela frente para expressar seu arrependimento.

Vice-prefeita de Traipu tenta recuperar mandato Defesa de Julliany Machado impetrou recurso no Tribunal Regional Federal pe Lins, que tambÊm Ê defensor do prefeito Marcos 6DQWRVDÀUPDTXH-XOOLDQ\ XOOLDQ\ 0DFKDGR TXHU não poderia ser afastada do UHWRUQDUj3UHIHLWXUDGH mandato por uma decisão de Traipu. A vice-prefeita primeira instância. de Marcos Santos (PTB), ´$FRPSHWrQFLDpGR7ULafastada na semana passada bunal. O juiz de primeiro do mandato, entrou com um grau não pode afastar preUHFXUVR QD -XVWLoD )HGHUDO feito�, explica o advogado. A para reassumir o comando vice-prefeita foi retirada da GR PXQLFtSLR ULEHLULQKR FKHÀD GR 3RGHU ([HFXWLYR De acordo com seu ad- pelo juiz federal Gilton Bavogado, o afastamento tem tista, na sexta-feira (3). Na YtFLRV GH FRPSHWrQFLD )HOL- avaliação de seu advogado,

VICTOR AVNER REPĂ“RTER

-

a medida Ê irregular. Para reverter a decisão, Lins impetrou um agravo de instrumento no Tribunal 5HJLRQDO )HGHUDO GD � 5HJLmR 75) ´1yVQmRHVWDmos entrando no mÊrito da questão. Propomos o recurso cabível, porque consideramos que a decisão Ê ilegal�, declara o advogado. AFASTAMENTO -XOOLDQ\ 0DFKDGR IRL afastada a pedido do MinisWpULR3~EOLFR)HGHUDO 03)  ARQUIVO

Atenção à higiene 2 2XWURVGHWDOKHVWDPEpPVHUmRREVHUYDGRVSHODVHTXLSHVGH¿VFDOL]DomRFRPRDWHPSHUDWXUDGRVDOLPHQWRVSHUHFtYHLVDFRPHUFLDOL]DomR GHOtTXLGRVHPHPEDODJHQVLQDGHTXDGDVHDVFRQGLo}HVGHyOHRV usados em frituras. O trabalho das equipes acontecerå durante todo o SHUtRGRGH&DUQDYDOHVHUiIHLWRHPSDUFHULDFRPDVYLJLOkQFLDVPXQLFLSDLV7DPEpPVHUmRGLVWULEXtGRVPDWHULDOLQIRUPDWLYRHHGXFDWLYRDOpP de uma cartilha de boas pråticas direcionada à população. Um serviço de plantão estarå à disposição dos consumidores e da população, e as GHQ~QFLDVVHUmRHQFDPLQKDGDVjVHTXLSHVGH¿VFDOL]DomRHSRGHUmR ser feitas pelos telefones 3315 3739 e 3315 6691.

Turismo na lua A partir de 2017, a empresa Space Adventures (AS) vai transformar RVY{RVj/XDHPURWHLURWXUtVWLFR$HPSUHVDSUHWHQGHFRPHPRUDURV 50 anos do projeto Apolo, que apĂłs dois anos de tentativas conseguiu pousar a nave Apolo 11 no satĂŠlite, em 20 de julho de 1969. De acordo com a empresa, uma vaga jĂĄ foi vendida por US$ 150 milhĂľes, e outras vagas devem ser comercializadas em breve. Para levar os turistas em um vĂ´o ao redor da lua, serĂĄ utilizada uma nave Soyuz, russa, sendo que o trajeto deverĂĄ durar entre oito a nove dias. AtĂŠ agora sete turistas espaciais jĂĄ visitaram a Plataforma Espacial Internacional na Lua, mas nĂŁo viajaram ao seu redor.

Concurso do INSS Chega a 603 o número de candidatos que disputarão cada uma das YDJDVRIHUWDGDVSHOR,QVWLWXWR1DFLRQDOGH6HJXULGDGH6RFLDO ,166 QRFRQFXUVRS~EOLFRTXHDFRQWHFHQHVWHGRPLQJRSDUDRFDUJR de tÊcnico de seguro social. Foram 904.459 candidatos inscritos, uma das mais altas da relação candidato/vaga dos últimos anos. O processo seletivo tambÊm estarå ofertando 375 vagas para o cargo de perito mÊdico previdenciårio, para o qual se inscreveram 11.960 inscritos. Os salårios para as duas funçþes são R$ 4.496,89 para tÊcnico e R$ 9.070,93 para perito mÊdico.

SaĂşde nas escolas O MinistĂŠrio da SaĂşde anunciou que a partir de abril prĂłximo, consultĂłrios itinerantes dentĂĄrios e oftalmolĂłgicos irĂŁo atender alunos das escolas S~EOLFDVHPHVWDGRV2VFRQVXOWyULRVHVWmRPRQWDGRVHPYHtFXlos e em 34 caminhĂľes para atender os estudantes. Os alunos passarĂŁo por exames de retina, do fundo do olho e receberĂŁo Ăłculos quando for necessĂĄrio. O atendimento dentĂĄrio inclui limpeza, extração e aplicação GHĂ€~RU1DSULPHLUDIDVHRDWHQGLPHQWRRIWDOPROyJLFRVHUiIHLWRHP cidades com hospitais universitĂĄrios, onde hĂĄ estudantes de medicina e UHVLGHQWHV'HSRLVRVFRQVXOWyULRVVHUmROHYDGRVDRLQWHULRUGRSDtV

Poesia nas grades Um escritor chinĂŞs dissidente foi condenado a sete anos de prisĂŁo, por conta de um poema em que ele incentivava seus compatriotas a se reunirem nas praças. Uma corte na cidade de Hangzhou sentenciou o dissidente Zhu Yufu nesta sexta-feira em um julgamento assistido SRUVXDHVSRVDHSHORÂżOKR=KXID]SDUWHGHXPJUXSRGHHVFULWRUHVH intelectuais que estĂŁo sob a mira das autoridades chinesas, como parte GHXPDSROtWLFDSUHYHQWLYDFRQWUDPDQLIHVWDo}HVFRPRDVTXHRFRUUHUDP HPSDtVHViUDEHV2XWURVWUrVGLVVLGHQWHVWDPEpPIRUDPFRQGHQDGRVD penas semelhantes, acusados de subversĂŁo e de incitamento. ‡$&DL[D(FRQ{PLFD)HGHUDOGLYXOJRXQRWDLQIRUPDQGRTXHRVVHUYLoRV GHVDTXHHGpELWRHVWDUmRLQGLVSRQtYHLVQHVWHGRPLQJR  GDVK Ă s 5h. Os cartĂľes de crĂŠdito estarĂŁo funcionando normalmente neste PHVPRSHUtRGR ‡$LQGDGHDFRUGRFRPDQRWDDSDXVDQRVLVWHPDVHGHYHDXPDDWXDOL]DomRWHFQROyJLFDTXHYLVDPHOKRUDUDTXDOLGDGHHDGLVSRQLELOLGDGH dos serviços aos clientes. ‡(VWHViEDGRSURPHWHVHUGHPXLWDDJLWDomRQDRUODGD3DMXoDUDHGD Ponta Verde. Logo cedo a “rapaziadaâ€? do Pinto da Madrugada sai do ovo e anima a manhĂŁ atĂŠ o meio dia. ‡'HSRLVpSRVVtYHOHPHQGDUFRPDDOHJULDGD7XUPDGD5ROLQKDXP EORFRVLPSiWLFRTXHQDVFHXGDXQLmRGHDOJXQVDPLJRVHTXHDFDERX WRUQDQGRVHUHIHUrQFLDQDSUpYLDFDUQDYDOHVFDGDFDSLWDO ‡(DSDUWLUGDVKFRPDIDPRVDFRQFHQWUDomRQR,DWH&OXEHRQGH as turbinas sĂŁo acionadas, as Pecinhas de MaceiĂł fazem a festa. Desta vez terĂŁo a companhia do intragĂĄvel Xande e do grupo baiano Harmonia.

SEM PRESSA

Marcos Santos nĂŁo quer voltar ao mandato

Atenção à higiene 2V¿VFDLVQD'LYLVmRGH9LJilância Sanitåria estadual não YmR¿FDUSDUDGRVGXUDQWHR Carnaval. Vão estar atentos e cobrar resultados de restaurantes, ambulantes, barracas de praia sobre a necessidade de preservação e higienização de alimentos. O alerta Ê do diretor Paulo Bezerra. Ele explicou que as equipes HVWDUmR¿VFDOL]DQGRDOpPGD FDSLWDORXWURVPXQLFtSLRVFRP grande concentração de foliþes, como Barra de São Miguel, Francês, Marechal, Deodoro, Barra de Santo Antônio e atÊ Maragogi e Japaratinga. Serão observados o aspecto do manipulador (vestimenta, touca, XQKDV DVFRQGLo}HVGHKLJLHQHGRVXWHQVtOLRVHDSUySULDPDQLSXODomR dos alimentos.

(ODKDYLDDVVXPLGRRFDUJR de prefeita de Traipu porque Marcos Santos, que Ê seu soJUR HVWi DIDVWDGR GR PDQdato desde o ano passado. Em sua decisão, o juiz Gilton Batista considerou TXH WDPEpP SRGH KDYHU LUregularidades na gestão de -XOOLDQ\ ´2V HOHPHQWRV FRligidos pela autoria trazem LQGtFLRVGDSUiWLFDGHDWRVGH improbidade administrativa [...] pela prefeita em exercício municipal�, pontuou.

Pelo menos por enquanto, Marcos Santos (PTB) nĂŁo quer voltar ao mandato. De acordo com seu advogado, o SUHIHLWR SUHWHQGH GDU Ă€P j sua detenção antes de tentar UHWRUQDU j FKHĂ€D GR 3RGHU Executivo de Traipu. 1mRKiTXDOTXHUDomRGH Marcos Santos requerendo VHX UHWRUQR j SUHIHLWXUD GR PXQLFtSLRULEHLULQKR)HOLSH Lins, seu advogado, explica TXHRVWUDEDOKRVWrPVLGRGLUHFLRQDGRVjREWHQomRGHXP habeas corpusMXQWRj-XVWLça estadual. A estratĂŠgia teria sido formulada por Marcos SanWRV ´2 SUHIHLWR HVWi PDLV preocupado em discutir a questĂŁo da prisĂŁo, atĂŠ mesPRSRUTXHQmRHVWiLQWHUHVsado em começar uma briga judicial pelo mandato, que Prefeito afastado Marcos Santos estĂĄ preso no sistema penitenciĂĄrio por crimes desvios de verba OKH IRL FRQIHULGR GHPRFUDWLcamenteâ€?, explica o advogado. ANADIA Segundo Lins, qualquer ação com vistas a recuperar o comando de Traipu sĂł GHYHUi VHU SURSRVWD DSyV D decretação da liberdade de Marcos Santos. O problema ĂŠ que o habeas corpus que HVWi HP WUDPLWDomR QR 7ULEXQDO GH -XVWLoD GR (VWDGR O processo disciplinar teve de votar no processo de JXPDÂľDĂ€UPD aberto no Partido Popular cassação da entĂŁo prefeita. A decisĂŁo dos vereadores GH $ODJRDV 7-$/  DLQGD Socialista (PPS) contra os (YD FRQWXGR MXVWLĂ€FD do PPS, no entanto, nĂŁo pre- nĂŁo tem sequer relator. ´27-DLQGDHVWiGHĂ€QLQvereadores de Anadia que sua atitude. “Eu nĂŁo partici- servou o mandato de Sânia votaram contra a cassação pei do processo inicial, entĂŁo Tereza. A prefeita teve sua do quem ĂŠ o desembargador da ex-prefeita Sânia Tereza DFKHLSRUEHPQmRSDUWLFLSDU cassação decretada por seis UHVSRQViYHOÂľ LQIRUPD /LQV (PT) ainda nĂŁo foi encerra- GR SURFHVVR Ă€QDOÂľ FRPHQWD votos, dois terços da Câma- 2SURFHVVRKDYLDVLGRGLVWULdo. A ComissĂŁo de Ética da A vereadora esteve reunida ra. AlĂŠm de Eva e Vânio, o buĂ­do para o desembargador OHJHQGDHVWiWUDEDOKDQGRQR esta semana com RĂŠgis Ca- vereador Luiz Oliveira (PT) 2WiYLR 3UD[HGHV QR HQWDQto, o magistrado considerou caso desde novembro do ano valcante, presidente esta- IRLFRQWUiULRDFDVVDomR que a relatoria deveria ser passado, mas poucos avan- dual do PPS, para discutir o APĂ“S O CARNAVAL ços foram feitos. processo movido na ComisOs vereadores nĂŁo devem feita por Orlando Manso. $ FRQIXVmR VHUi UHVROYLVânio AprĂ­gio e Eva Ro- sĂŁo de Ética. se preocupar com o processo FKD VmR RV YHUHDGRUHV DFLR-iRYHUHDGRU9kQLRSUH- na ComissĂŁo de Ética. É que da pelo presidente da Corte, nados na ComissĂŁo de Ética fere nĂŁo comentar o assunto. o prĂłprio propositor da puni- desembargador SebastiĂŁo do PPS. Ambos foram contra Ele votou contra a cassação omRQmRHVWiDFRPSDQKDQGR &RVWD)LOKR$WpOiRSHGLGR a orientação do partido na da prefeita, agindo de forma D DomR ´1mR VHL FRPR HVWi de habeas corpus segue sem sessĂŁo da Câmara Munici- FRPSOHWDPHQWH FRQWUiULD j SĂł depois do Carnaval vou julgamento de mĂŠrito. PRISĂƒO pal de Anadia que votou a orientação de seu partido. YHU LVVRÂľ DĂ€UPD 'LPDV $OMarcos Santos foi preso cassação de Sânia Tereza. ´(X QmR WHQKR QDGD D GH- meida, presidente do PPS QR Ă€P GH QRYHPEUR GR DQR Para a vereadora Eva, o clarar. SĂł quem pode falar em Anadia. voto nĂŁo deve provocar sua sobre isso ĂŠ o presidente do O problema seria a fal- passado, resultado de uma exclusĂŁo dos quadros do par- diretĂłrio municipal ou do di- ta de tempo. “Eu assumi a ação do MinistĂŠrio PĂşblico tido. “NĂŁo acredito em ex- retĂłrio estadualâ€?, pontua. Secretaria de Educação e ĂŠ GR (VWDGR GH $ODJRDV 03 SXOVmRDWpSRUTXHQmRKRX0DV 9kQLR p HQIiWLFR DR mais importante a educação AL). O prefeito ĂŠ acusado de ve fatos que provoquem isso. VHUTXHVWLRQDGRVHKRXYHDO- dos alunos do que os verea- desvio de recursos destina+RXYHVyXPDGLYHUJrQFLDÂľ gum arrependimento apĂłs a dores ou a ComissĂŁo de Éti- GRV j HGXFDomR DSXUDGR QD Operação Tabanga. (V.A.) explica. A vereadora se abs- decisĂŁo. “NĂŁo, de forma al- caâ€?, declara Almeida. (V.A.)

Vereadores seguem processados na Comissão de Ética do PPS

MÉRITO

CAJUEIRO

O recurso de Julliany Machado para recuperar o controle da Prefeitura de Traipu não Ê contra o mÊrito da decisão do juiz Gilton Batista, mas apenas uma formalidade do processo MXUtGLFR1RHQWDQWRVHXDGvogado não descarta a possibilidade de — em uma ação futura — questionar a própria validade GDGHFLVmR³1mRKDYHULDUD]mR para tal afastamento�, considera Felipe Lins. Enquanto isso, a prefeitura continua sob o comando da presidente da Câmara, Conceição Tavares.

Palmery Neto (PSD) deve se lançar candidato a deputado estadual nas eleiçþes de 2014. Em seu segundo mandato em Cajueiro, o prefeito deve disputar uma vaga na Assembleia Legislativa do Estado (ALE) com forte apoio de JoĂŁo Lyra. Por enquanto, Palmery prefere nĂŁo comentar o assunto. “Vou terminar o meu mandato e descansar XPSRXFRÂżFDUFRPDIDPtOLD Depois a gente decide o que YDLID]HU´DÂżUPDRSUHVLGHQWH GD$VVRFLDomRGRV0XQLFtSLRV Alagoanos (AMA).

Defesa deve entrar com novo recurso

Prefeito deve ser candidato a deputado


TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 11 DE FEVEREIRO DE 2012

POLĂ?TICA

5

JL se diz preocupado com paralisação 'HSXWDGRIHGHUDOWRUFHSRUHQWHQGLPHQWRSDFt¿FRHQWUHPRYLPHQWRGHSROLFLDLVTXHFREUDPUHDMXVWHGRJRYHUQR

Cotidiano

ASSESSORIA

O

Serå que se aqui em Alagoas as nossas polícias entrarem de greve o governo federal darå a mesma atenção como nos estados da Bahia e GR5LRGHMDQHLURHQYLDQGRWURSDVIHGHUDLVRX¿FDUHPRVDPHUFrGD bandidagem?

JoĂŁo Lyra deseja que governo se entenda com movimento

presidente do diretĂłrio estadual do Partido Social DemocrĂĄtico (PSD), deputado federal JoĂŁo Lyra, declarou, na sexta-feira (10), que estĂĄ preocupado com a possibilidade de os policiais e bombeiros militares de $ODJRDV GHĂ DJUDUHP DTXDUtelamento nos prĂłximos dias. Durante assembleia realizada na quinta-feira (9), representantes das corporaçþes resolveram aguardar uma posição do governo estadual para suas reivindicaçþes atĂŠ a prĂłxima semana, quando vĂŁo decidir sobre uma possĂ­vel paralisação. “Apesar de ter algumas discordâncias com o governo do Estado, espero que haja entendimento entre o Executivo, os policiais e bombeiros militares para que nĂŁo tenhamos paralisação, porque sĂł quem perde com isso ĂŠ o povo. E todos precisamos de VHJXUDQoDÂľDĂ€UPRX Atualmente, os estados da Bahia e do Rio de Janeiro enfrentam transtornos decorrentes da paralisação dos policiais e bombeiros militares, Ă s vĂŠsperas da maior festa popular do paĂ­s, o Carnaval. Na Bahia, onde começaram as manifestaçþes por melhores condiçþes de trabalho da categoria, a greve persiste. PorĂŠm, apesar das

CulinĂĄria

ENTREGA DE VIATURAS

TRF 5ÂŞ

LININHO NOVAIS - contato@lininho.com

LĂĄ vem o Pinto...

O

rgulho de nossa gente e fruto de nossa terra, a prĂŠvia carnavalesca entra pela dĂŠcima segunda vez na avenida, melhor, na orla, arrastando uma multidĂŁo ao som de muito frevo, reunindo gente de todo canto do nosso estado. Hoje a beira-mar de nossa capital serĂĄ palco dessa grande manifestação onde valoriza os nossos artistas que expressam a sua cultura, seu jeito e forma de ser feliz. Como seria bom se todos os dias de 2012 pudĂŠssemos expressar no rosto essa alegria que a festa de momo nos proporciona, onde cada dia fosse celebrado longe dos Ă­ndices de violĂŞncia que nos envergonha, do baixo nĂ­vel de nossa educação e do sucateamento da saĂşde publica. Mas como sabiamente compĂ´s Luis Bandeira: â€œĂ”h quarta-feira ingrata chega tĂŁo depressa sĂł pra contrariarâ€?.

Voltando Depois da primeira semana de trabalho, na sede da Republica, os deputados federais e senadores estão de volta às suas bases, e agora com mais força jå tratando de eleição e discutindo as alianças.

Homem de grupo Em uma de suas corridas matinais o professor Ediberto Omena encontrou com um conterrâneo pilarense que lhe perguntou se estaria fora da disputa eleitoral na ‘Terra do Bagre’, ainda ofegante Ediberto respondeu: “Tenho dois irmĂŁos que sĂŁo vereadores e estou pronto para qualquer PLVVmRDÂżQDOVRXKRPHPGHJUXSR´

Perguntar nĂŁo ofende

Saboreando uma tapioca Ă  beira-mar de JatiĂşca estavam o senador %LXGH/LUDHRVHFUHWiULRGHHVWDGRGH$VVLVWrQFLD6RFLDO0DUFHOR Palmeira. O vendedor se confunde: “O governador deseja que sabor?â€?, e rindo como quem gostou Biu disse: “Ainda nĂŁo, mas me traga uma de carne do solâ€?.

Retiro Enquanto muitos políticos irão fazer peregrinação em suas bases durante o Carnaval, o deputado federal Carimbão optou por pregar num UHWLURHVSLULWXDOQDFLGDGHGH3HQHGR¿FDUiHQFODXVXUDGRSRUTXDWUR dias.

Nossas belezas SecretĂĄria Danielle Novis estĂĄ participando da 18ÂŞ edição do Workshop CVC, onde estĂĄ divulgando as belezas naturais e culturais de Alagoas. No inicio da noite recebeu uma ligação do governador Teotonio para saber como foi o evento: “Danielle, seu trabalho tem sido de fundamental importância para nosso estado, nunca se fez tanto pelo nosso WXULVPRPHRUJXOKRGHWrODQDHTXLSH´

Susto Saindo de Brasilia com destino Ă  cidade do Rio de Janeiro, onde participaria de um encontro da ComissĂŁo da Lei Geral da Copa, o deputado federal Renan Filho tomou o maior susto, juntamente com os demais passageiros, quando duas aves entraram na turbina do Airbus, contudo o experiente comandante abortou a decolagem.

Compromisso Fim de expediente e o jornalista Gernand Lopes deu uma parada no acarajÊ do Alagoinhas, e lå escutou a reclamação de muitos vendedores pela falta de incentivo. Gernand, antes de manifestar abraçar a causa, pediu um quitute sem muita pimenta.

Quem Ê? A Assembleia Legislativa deverå ter apenas um candidato nas eleiçþes deste ano, que serå o deputado estadual Jeferson Morais. Jå a bancada IHGHUDO¿FDUiHVYD]LDGDDPERVTXHUHQGRFKHJDUDR([HFXWLYR

Irregular Apesar da negociação de antigas dívidas com a Eletrobras, vårios municípios estão sofrendo cortes indevidos de energia. Jaramataia, Piranhas, Paripueira e Delmiro Gouveia são alguns municípios que estão ocorrendo as irregularidades. Contudo o prefeito Palmery, presidente da AMA, jå entrou em ação para coibir tamanho erro.

AL TEM PRESSA

SecretĂĄrio contribui com programa O secretĂĄrio do Trabalho, Alberto Sextafeira, assumiu a pasta com todo pique. Na quinta-feira, ele reuniu sua equipe tĂŠcnica na Secretaria de Planejamento para conhecer o funcionamento do programa Alagoas Tem Pressa, do qual sua pasta tem o compromisso de cumprir metas dos projetos estruturantes de inclusĂŁo produtiva e de QualiÂżFDomR3URÂżVVLRQDORULHQWDGD para o trabalho. â€œĂ‰ nossa prioridade, porque vai contemplar a população e combater a extrema pobrezaâ€?.

divergĂŞncias, os representantes do movimento grevista acreditam numa negociação vantajosa para os dois lados atĂŠ a prĂłxima semana. No Rio, o lĂ­der do movimento, o cabo do CB Benevenuto Daciolo foi preso. CARNAVAL O prefeito CĂ­cero Almeida (PP), ao lado do deputado federal JoĂŁo Lyra, abriu RĂ€FLDOPHQWH RV IHVWHMRV FDUnavalescos na capital alagoana na noite da quinta-feira. Orquestra de frevo para recepcionar os convidados. Palhaços, pierrĂ´s e colombinas davam as boas-vindas para mais uma edição do Baile Municipal, evento que se tornou tradição no calendĂĄrio festivo de MaceiĂł. Os amigos e aliados deputado e prefeito chegaram Ă  festa juntos. FoliĂŁo assĂ­duo em todas as ediçþes do baile, JoĂŁo Lyra falou do resultado positivo da ação da prefeitura e comemorou a receptividade do pĂşblico. “Sempre faço questĂŁo de prestigiar a festa desde o primeiro ano. MaceiĂł precisava GLVVRGHDOJXpPTXHĂ€]HVVH algo mais pela cidade, e o prefeito foi essa pessoa. SeQmR WXGR Ă€FDULD GR PHVPR jeito. É um lindo espetĂĄculo, um processo crescente que nĂŁo deve terminar por aquiâ€?, salientou JoĂŁo Lyra.

Governador tranquiliza e Justiça Federal recusa nĂŁo acredita em greve da PM pedido de HC de Talvane O governador Teotonio Vilela Filho entregou viaturas a prefeitos alagoanos, ontem, e aproveitou a oportunidade para tranquilizar a população. Vilela assegurou que a paralisação dos policiais militares e bombeiros no estado nĂŁo acontecerĂĄ. “Acho que nĂŁo chegaremos a uma situação de greve. Acredito que o bom senso vai prevalecer e neste caso acharemos uma solução para o impasse entre o governo e o movimento uniĂ€FDGR GDV DVVRFLDo}HV PLOLtaresâ€?, ressaltou. O Estado forneceu 35 viaturas policiais que vĂŁo reforçar a segurança em municĂ­pios. As novas viaturas foram locadas pelo Governo do Estado para distribuição entre os municĂ­pios que estavam com veĂ­culos antigos e inadequados ao serviço operacional e para os que nĂŁo contavam com viatura policial. Na solenidade, o governador entregou as chaves de uma viatura ao prefeito da cidade de Carneiros, Geraldo Novais Filho (PMDB). “Qualquer contribuição ajuda nessa luta. Uma rua que o prefeito ilumina, por exemplo. O Estado precisa dessa parceriaâ€?, ressaltou Teotonio.

O governador ainda fez referĂŞncia Ă s açþes jĂĄ realizadas com o objetivo de proporcionar melhores condiçþes de trabalho para as polĂ­cias. “SĂŁo necessĂĄrias muitas açþes, nĂŁo basta equipar a polĂ­cia para combater o crime. É um trabalho que envolve cultura de paz, orientação para as futuras geraçþesâ€?, defendeu. De acordo com o secretĂĄrio de Estado da Defesa Social, coronel DĂĄrio Cesar, o Estado entregou 77 veĂ­culos somente este ano e jĂĄ totaliza cerca de 500 viaturas no sistema. “Cada municĂ­pio vai receber uma viatura nova. Foi um pleito do municĂ­pio, acreditamos que vai nos ajudar a combater o FULPHQRLQWHULRUÂľDĂ€UPRX A prefeita de Santana do Ipanema, Renilde BulhĂľes (PTB), disse que era “um momento de alegria, pois os carros vĂŁo ajudar no patrulhamento do Carnavalâ€?. PLEITO A categoria reivindica um resĂ­duo de 7% vinculado ao Ă?ndice de Preço ao Consumidor Amplo (IPCA), mais quinquĂŞnio que a categoria faz ao governo e que estĂĄ gerando insatisfação na tropa, segundo os lĂ­deres do moviPHQWRXQLĂ€FDGR

COPA DO MUNDO

PrĂłxima semana, Lei Geral ĂŠ apreciada O consumo de cerveja nos estĂĄdios de futebol sĂł serĂĄ permitido durante a Copa do Mundo de 2014; e as regras sobre a responsabilidade civil da UniĂŁo no evento seguirĂŁo as orientaçþes do governo federal. SĂŁo dois pontos que estĂŁo inseridos na Lei Geral da Copa do Mundo, que serĂĄ apresentado na prĂłxima semana na ComissĂŁo Especial da Câmara. O deputado Renan Filho (PMDB), espera conter a oposição de parlamentares ligados Ă s ĂĄreas de saĂşde e segurança pĂşblica. â€œĂ‰ construir consensoâ€?.

O desembargador federal Marcelo Navarro, do Tribunal Regional Federal (TRF) da 5ÂŞ RegiĂŁo, em Recife, negou pedido de habeas corpus TXH EHQHĂ€FLDULD R H[GHSXtado federal Talvane Albuquerque, condenado a 103 anos de reclusĂŁo pela autoria intelectual do assassinato da deputada federal Ceci Cunha, e mais trĂŞs membros de sua famĂ­lia. A decisĂŁo tem carĂĄter liminar e foi remetida ao MinistĂŠrio PĂşblico Federal de Pernambuco, que por sua vez emitirĂĄ um novo parecer a ser apreciado pela 4ÂŞ turma do TRF, onde serĂĄ julgado o mĂŠrito do pedido de HC. Marcelo Navarro entendeu que o decreto de prisĂŁo estava fundamentado no que determina o CĂłdigo de Processo Penal, nĂŁo havendo MXVWLĂ€FDWLYD RX DUJXPHQWR plausĂ­vel para a soltura do rĂŠu. Talvane Albuquerque e mais quatro envolvidos na chamada “Chacina da Grutaâ€?, estĂŁo presos desde o dia 19 de janeiro, quando o jĂşri popular decidiu pela condenação dos rĂŠus. “O desembargador Marcelo Navarro solicitou informaçþes detalhadas do processo, da decisĂŁo da Justiça Federal sobre o rĂŠu, e em

decisĂŁo monocrĂĄtica, negou o pedido de habeas corpus. ApĂłs o parecer do MPF, o processo volta para o TRF, desta vez para ser julgado em decisĂŁo do colegiado, da 4ÂŞ turmaâ€?, informou a assessoria de comunicação do TRF da 5ÂŞ RegiĂŁo. O advogado de Talvane Albuquerque, Welton Roberto, nĂŁo recebeu com surpresa a decisĂŁo de Navarro, ele jĂĄ esperava, disse ele. “Como ĂŠ um caso de repercussĂŁo, jĂĄ esperĂĄvamos que fosse negada. Nossa expectativa ĂŠ quando for julgado o mĂŠrito do pedido, quando se faz uma anĂĄlise mais aprofundada do decreto de prisĂŁo. Mas isso sĂł deve acontecer apĂłs o Carnavalâ€?, completou o advogado. LEMBRE Ceci Cunha foi assassinada na casa de sua irmĂŁ, apĂłs sair de sua diplomação como deputada federal. AlĂŠm de Talvane, que era suplente da deputada, foram condenados Jadielson Barbosa da Silva e JosĂŠ Alexandre dos Santos receberam 105 anos de prisĂŁo cada um por terem sido os autores dos disparos os tiros. AlĂŠcio CĂŠsar Alves Vasco foi condenado a 87 anos e trĂŞs meses de prisĂŁo e Mendonça Medeiros Silva pegou a 75 anos e sete meses.

PĂ“S-CARNAVAL

Toninho anuncia esposa em Messias Depois do Carnaval, o prefeito de Rio Largo, Toninho Lins (PSB), vai anunciar a candidatura de sua esposa, Izabelle Lins (PSB), à Prefeitura de Messias. O anúncio acontecerå na Quarta-Feira de Cinzas. Lå o casal vai enfrentar a prefeita Vânia Omena (PP) e por tabela, seu marido Jarbas Omena (PSDB), ex-presidente da Associação dos Municípios Alagoanos. O clima político entre os grupos Lins e Omena não Ê nada agradåvel. No entanto, os discursos estão prontos para o embate eleitoral.


6

OPINIAO

TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 11 DE FEVEREIRO DE 2012

OpiniĂŁo

Queixas do ato mĂŠdico

A

Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado aprovou o projeto de Ato MÊdiFRTXHGHÀQHDVDWLYLGDGHVGDSURÀVsão. A versão retirou pontos polêmicos, como a exclusividade dos mÊdicos, concedida no projeto aprovado pela Câmara em 2009, para executar procedimentos como Papanicolau e diagnóstico de problemas nutricionais. Dos cinco pontos mais criticados, o relator Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) abrandou quatro. O texto DÀUPD TXH R GLDJQyVWLFR GH GRHQoDV pode ser feito só por mÊdicos. Mas abre espaço para que outros diagnósticos, como a avaliação sobre a capacidade de articular sons, sejam feitos por outras especialidades, como fonoaudiologia. PorÊm, o Projeto de Lei nº 7.703/2006, do Senado Federal, conhecido como

‘Ato MĂŠdico’, ĂŠ considerado por outros SURĂ€VVLRQDLV GD iUHD GH VD~GH FRPR um retrocesso na dinâmica do processo de atendimento do Sistema de 6D~GHGRSDtVMiTXHWRGRVRVRXWURV SURĂ€VVLRQDLVTXHUHDOL]DPDo}HVDĂ€QV GD iUHD GH VD~GH Vy SRGHUmR H[HUFHU suas atividades nos hospitais de acordo com a prescrição de um mĂŠdico. É sabido que muitas enfermidades tĂŞm cunho psicolĂłgico e, agora, todo e TXDOTXHUSVLFyORJRVySRGHUiDWHQGHU pacientes nos hospitais apĂłs o aval de um mĂŠdico. 2HPEDWHMiGXUDGH]DQRVHVHXGHVfecho deve incomodar categorias como HQIHUPHLURV SVLFyORJRV Ă€VLRWHUDSHXtas e outros por estarem vinculados D XPD HTXLSH TXH WHUi VHPSUH XP mĂŠdico como chefe. Apesar das maniIHVWDo}HV GHVVHV SURĂ€VVLRQDLV SDUHFH que de nada valeram os protestos.

PE MANOEL HENRIQUE DE MELO SANTANA PĂĄroco da Igreja de SĂŁo Pedro ApĂłstolo - Ponta Verde Doutorando Univesidade de Grenoble III

Se Deus quiser... $RREVHUYDUDPtGLDVREUHWXdo televisiva, quando da doença de Lula, na fala dele ou dos seus acompanhantes, em momento algum ouvi a expressĂŁo religiosa, de fĂŠ, “Se Deus quiser...â€?, em se desejando sua cura. NĂŁo se WUDWD GH ID]HU XP MXOJDPHQWR tQWLPR TXH QmR VH SRGH ID]HU Tem-se, entĂŁo, a impressĂŁo de TXHDOJXPDVH[SUHVV}HVYmRĂ€cando fora da agenda do homem moderno, como ĂŠ o caso tambĂŠm da fĂłrmula “Graças a Deusâ€?. Estranhamente, esse mesmo homem da cidade ou do campo ORWDRVWHPSORVDĂ€PGHLPSORrar a cura de seus males e doHQoDV $SyV D ErQomR Ă€QDO GH nossas Eucaristias, frequentemente somos interpelados por alguĂŠm que deseja uma bĂŞnção especial, os motivos sĂŁo muitos SDUD LVVR 2V 6DQWXiULRV HVWmR UHSOHWRV GH Ă€pLV FRP VXDV H[SUHVV}HV GH JUDWLGmR JXDUGDdas nas salas das promessas e ex-votos. As velas acesas, dia e noite, revelam esse lado carinhoso, FDUUHJDGR GH FRQĂ€DQoD GRV crentes. E nĂŁo adianta inovar com velĂłrios elĂŠtricos, feitos de lâmpadas, porque o povo deseja mesmo as velas, que se gastam DWpRĂ€QDO+iSRXFRYLQR6DQWXiULR GR 3DGUH &L]LQR 3DGUH &L]RXPDERQLWDVDODGHH[YRtos, com todos os sinais da fĂŠ do povo, em pleno sertĂŁo alagoano de Mata Grande. A morte ĂŠ outro aspecto da vida marcado por atitudes religiosas, desde o velĂłrio, muiWDV YH]HV FRP D FHULP{QLD GDV “IncelĂŞnciasâ€?, contando-se com R IDWR GH R SRYR VHPSUH UH]DU pelos seus mortos. Nas Igrejas CatĂłlicas, a maioria das inteno}HVpSHGLQGRSHODVDOPDV A linguagem de um povo revela comumente, em detalhes, sua vida, sua cultura, suas re-

ODo}HV VXDV FUHQoDV VHXV PLtos, tambĂŠm seus ritos, suas esperanças e alegrias, suas anJ~VWLDV GHFHSo}HV H WULVWH]DV 2 QRPH GH 'HX HVWi SUHVHQWH quase que inconscientemente no linguajar quotidiano, como nas respostas que ouvimos: â€?Deus lhe pagueâ€? ou entĂŁo, “Vai FRP'HXVH1RVVD6HQKRUDÂľ+i muita gente com o nome de santos, a exemplo de tantas Marias e JosĂŠs, Beneditos e AntĂ´nios. Nome de santos denominam as LQVWLWXLo}HVFRPHUFLDLVRXQmR Qualquer morro ĂŠ o lugar de um FUX]HLUR TXH ORJR VH WRUQD XP OXJDU GH YLVLWDV H UH]DV FRPR no dia em que colocamos um FUX]HLUR HP &DMXHLUR $ODJRDV e naquele mesmo instante haYLD JHQWH DEUDoDGD j FUX] HP SUDQWRV H OiJULPDV FKRUDQGR VXDV GRUHV H WULVWH]DV 0XLWDV FUX]HV HVWmR SODQWDGDV j EHLUD GHQRVVDVHVWUDGDVVLQDOL]DQGR a morte de alguĂŠm. A sabedoria SRSXODU WUDGX] VHXV VHQWLPHQWRV UHOLJLRVRV QDV LQWHUMHLo}HV de socorro, de medo, de alegria RX GH FRQĂ€DQoD 3DGUH -DWREi de Viçosa, me contava uma histĂłria de um homem carregado GH Ă€OKRV ,DP WRGRV SDUD XPD 0LVVD QXP VtWLR ( R 3DGUH lhe perguntava como ele tinha WDQWRV Ă€OKRV H FRPR ID]LD SDUD VXVWHQWiORV 2 3DGUH TXHULD lhe dar uma lição, mas aquele homem serenamente devolveu-lhe a lição: “Padre, Deus ĂŠ Paiâ€?. 4XDQWDVYH]HVRXYLPRVPHVPR HP VLWXDo}HV FRQWUDGLWyULDV R SRYR D GL]HU Âľ'HXV VDEH R TXH ID]Âľ 1RV SDUDFKRTXHV GRV FDPLQK}HV HVWmR RXWUDV PDQLIHVWDo}HV GHVVD UHOLJLRVLGDGH â€?Um pouco com Deus ĂŠ muitoâ€?; “Deus, Eu, Ela e o Destinoâ€?; “Com Deus rodamos pelo mundoâ€?, “Deus guia, eu dirijoâ€? ou “Com Deus vamos longeâ€?. No frontal das casas, num quadro

HVWi HVFULWR ´'HXV PRUD QHVWD casaâ€? ou tambĂŠm “Deus proteja nosso larâ€?. Enquanto a presença de Deus tem um espaço marcante, o mesmo nĂŁo podePRVGL]HUVREUHRGHP{QLRTXH o povo nĂŁo ousa falar no seu nome, apenas usando de certos DUWLItFLRV OLQJXtVWLFRV DVVLP VH referem: o “diachoâ€?, “o encardidoâ€?, ou “o demoâ€?. Quem nĂŁo se lembra das roPDULDV H SURFLVV}HV HVSHFLDOmente da Sexta-feira da PaixĂŁo ou mesmo do enterro de algum parente ou amigo que partiu. No Sul, em Aparecida, SĂŁo PauOR HVWi D 3DGURHLUD GR %UDVLO Nossa Senhora Aparecida, que foi pescada por negros escravos QDViJXDVVXMDVGR5LR3DUDtED e a imagem da santa continua na mesma cor deles atĂŠ hoje. 4XHP Mi QmR IRL Oi RX QmR FRnhece as histĂłrias dos romeiros GRPHX3DGULQKR3DGUH&tFHUR A viagem ĂŠ longa, a fĂŠ ĂŠ maior e o sentimento de penitĂŞncia os DFRPSDQKD DWp DR -XD]HLUR GR &HDUi 4XDQWRV UHODWRV GH PLODJUHV VmR OHPEUDGRV SHORV DĂ€lhados do meu Padrinho Padre &tFHUR 4XDQWRV EHQGLWRV VmR cantados estrada a fora, dei[DQGRXPHFRGHRUDomRHSD] /i IRUD RQGH D Ip Mi HVPDHFHX H PXUFKRX Oi RQGH 'HXV MiVDLXGDDJHQGDHGDYLGDGH muitos homens, quantos perderam o sentido de tudo e da YLGDHHQFRQWUDUDPDVDtGDQR VXLFtGLR *XDUGHL FRPLJR HVWD frase que encontrei de um inteOHFWXDOIUDQFrVTXHDVVLPUHĂ Htia: “Morte do homem, porque a fĂŠ se apagou, o amor esfriou, a HVSHUDQoD GHVDERX D Ă€GHOLGDde desertou. Morte do homem, porque o individualismo dilacerou a solidariedade, o rancor apunhalou a fraternidade, a injustiça sepultou a igualdade '8)5(11(OS 

MAIR PENA NETO Jornalista. Trabalhou em O Globo, Jornal do Brasil, AgĂŞncia Estado e AgĂŞncia Reuters. No JB foi editor de polĂ­tica e repĂłrter especial de economia.

MAURICIO DIAS Jornalista

E o Congresso criou um monstro A greve dos policiais militares da Bahia Ê um monstro criado, essencialmente, pelo Congresso Brasileiro. O bicho nasceu e cresceu a partir das anistias concedidas a movimentos iguais ou semelhanWHVGHà DJUDGRVSRUERPEHLURV H SROLFLDLV PLOLWDUHV QRV ~OWLmos anos, em todo o Brasil. A decisão do Congresso tem sido fortemente impulsionada por interesses eleitorais que FULDP VLWXDo}HV WmR FUXpLV TXDQWRLU{QLFDV$OJXQVSROtWLcos bancam Tiradentes, patrono das forças policiais militares, com o pescoço dos outros. 8P H[HPSOR *UDYDo}HV MXGLFLDOPHQWH DXWRUL]DGDV à DJUDUDP SROtWLFRV GR 5LR GH Janeiro incentivando os PMs baianos à rebeldia. Um dos interlocutores dos policiais acantonados na Assembleia Legislativa, em Salvador, foi RH[JRYHUQDGRUGR5LRGH-Dneiro Anthony Garotinho. Ele esteve envolvido na greve dos bombeiros cariocas e trabalhou pela anistia na Câmara. Foi bem-sucedido. Invariavelmente, os recentes movimentos grevistas das

PMs apresentam como primeiro item da pauta de negociao}HVDDQLVWLD $ SUHVLGHQWD 'LOPD Mi VH declarou contra essa possibilidade. O governador da Bahia, -DTXHV :DJQHU WDPEpP Mi disse não. Ele tem a prerrogativa da anistia administrativa. Mas como reagirão os parlaPHQWDUHV HP DQR GH HOHLo}HV municipais? 1R FDVR GH DJRUD Ki XP importante diferencial, aparentemente tÊcnico, mas de SURIXQGD JUDYLGDGH SROtWLFD H social. A greve deixou de ser motim e tornou-se uma revolta pelo fato de alguns dos grevistas empunharem armas de fogo. Não importa, perante a lei, que não tenham disparado. O caso Ê grave. A motivação inicial dos grevistas Ê o aumento salarial, atiçado principalmente pela PEC 300, uma emenda consWLWXFLRQDO DSUHVHQWDGD Ki três anos, que acabaria com DV GLVWRUo}HV HQWUH DV IRUoDV policiais. O objeto de desejo de todos eles Ê a tabela salarial FRPRVROGRGRV30VGH%UDVtlia (tabela). Ela deixa transpa-

rente a desigualdade salarial. Na capital, o policial militar recebe do governo federal e em YiULRVFDVRVRVROGRXOWUDSDVVD o do ExÊrcito. Ao patrão que paga só resta descer o cacete no policial que busca igualdade salarial? Sufocar a revolta na Bahia QmR UHVROYH R SUREOHPD +i LQGtFLRV GH JUHYH HP YiULRV outros estados. Parece ser um movimento articulado. E Ê. O debate em torno do veto constitucional quanto à greve de policiais militares, ou mesmo alertar para o fato de que o uso das Forças Armadas da forma que tem sido feita, Ê tambÊm inconstitucional e mantÊm o problema na superItFLHGRSUREOHPD $ SUiWLFD GRV JRYHUQRV HVtaduais de entregar a arma e o distintivo a um policial e oferHFHUDHOHXPVROGRPLVHUiYHO QRÀPGRPrVSDUDHQIUHQWDU a violência das ruas chegou ao ÀP1mRGiPDLV É preciso entender que o SUREOHPD GD SROtFLD YDL DOpP GHXPFDVRGHSROtFLD6HQmR for enfrentado assim, vai persistir. E, fatalmente, piorar. FILIADO AO

Jorgraf UM PRODUTO:

Rua da Praia, 134 - sala 303 - centro - Maceió Alagoas Endereço Comercial: Av. Menino Marcelo - 10.440 - Serraria Maceió - Alagoas - CEP: 57.083.410 CNPJ: 08.951.056/0001 - 33

Cooperativa dos Jornalistas H*UiÂżFRVGRHVWDGRGHDODJRDV

Greve vai alÊm da Bahia $ VLWXDomR GD JUHYH GD 3ROtcia Militar da Bahia Ê extremamente complexa e não permite MXt]RVGHÀQLWLYRV3RUXPODGR não se pode aceitar que policiais ajam como bando armado, demonstrando seu poder de fogo, nem que usem crianças como escudos humanos para se preFDYHUFRQWUDXPDSRVVtYHOLQYDsão da Assembleia Legislativa, onde se concentram. Por outro, não se pode ignorar suas reivinGLFDo}HV VHXV EDL[RV VROGRV H FHUFiORV FRPR VHTXHVWUDGRUHV QHJDQGR TXDOTXHU WLSR GH GLilogo ou futura anistia, parte de TXDOTXHUQHJRFLDomRUD]RiYHO 1yV Mi YLPRV HVVH ÀOPH DTXL QR 5LR GH -DQHLUR %RPEHLURV em greve tomaram um quartel da corporação, atitude tambÊm equivocada, e o governador os chamou de bandidos. Depois, FRPRQtYHOGHRUJDQL]DomRGRV grevistas e com o apoio popular que conquistaram, o goverQDGRU QmR Vy IH] SDVVDU XPD anistia na assembleia estadual, como tambÊm a Câmara Federal a aprovou. Movimentos reivindicatórios levam a extremismos, e cabe às partes mais sensatas, especialPHQWH RV JRYHUQDQWHV LVROi-los em busca de uma situação SDFtÀFD $VVLP FRPR &DEUDO R governador da Bahia, Jaques Wagner, não se mostrou muito

PRESIDENTE Antonio Pereira Filho DIRETOR ADMINISTRATIVO FINANCEIRO: JosĂŠ Paulo Gabriel dos Santos Editor geral: Ricardo Castro

KiELOQRHVSRFDUGDFULVHHUHDgiu com o radicalismo oposto ao dos grevistas. Enviou tropas do ExÊrcito para cercar a assemEOHLD OHJLVODWLYD H IH] GLVFXUVR duro contra os policiais, responVDELOL]DQGRRVDWpSRUDOJXPDV mortes que vinham ocorrendo em Salvador. Tanto o governo baiano quanto o federal mencionaram a existência de um modus operandi no movimento dos poOLFLDLV QR SDtV TXH LQFOXLULD atentados e atÊ assassinatos SDUD DWHPRUL]DU D SRSXODomR Nenhuma cartilha ou prova foi apresentada, o que se serviu para aumentar a tensão. Pelo lado dos policiais, um exVROGDGR TXH DWXD HP %UDVtlia pela votação da proposta de emenda constitucional que criaria um piso nacional para a classe, tambÊm ajudou a botar OHQKDQDIRJXHLUDGL]HQGRTXH policiais não são trabalhadores quaisquer, pois portam armas. &ULPLQDOL]DU R PRYLPHQWR dos policiais não parece a estratÊgia adequada. Surpreende atÊ que governos mais à esquerda, como o da Bahia e o federal, recorram a esse tipo de atitude, repetindo o padrão de comportamento da direita, que vemos constantemente em São Paulo. O que os policiais pretendem Ê um aumento salarial. É uma

UHLYLQGLFDomR OHJtWLPD GH WRGD categoria, mesmo que a forma de ação pareça errada. Nos grandes centros urbanos, quase todo mundo reconhece que os policiais militares ganham pouco diante dos riscos da função que exercem. Este senso FRPXPWDOYH]WHQKDVLGRRTXH originou maior apoio popular à JUHYHGRVERPEHLURVQR5LR A greve na Bahia, que suceGH DV Mi RFRUULGDV QR 5LR &HDUi H 0DUDQKmR UHYHODP TXH D insatisfação Ê nacional e exige EHP PDLV TXH VROXo}HV ORFDLV O momento seria o de debater R SDSHO GDV SROtFLDV H VXD GHVPLOLWDUL]DomR TXH FULD D VLWXação anormal de impedi-las de VHRUJDQL]DUHPHGHVHPDQLIHVtarem, justamente por serem militares. Diferentemente dos bombeiros, policiais militares não são vistos com simpatia pela população, porque sempre agiram contra ela dentro de uma lógica militar. A reestruturação da SROtFLDHDPXGDQoDGHVHXFDUiWHUQmRVyFRQWULEXLULDSDUDD UHVROXomRGHTXHVW}HVGHFODVVH como a que vemos agora, como SRGHULD DSUR[LPiOD GD SRSXlação, conquistando o respeito TXH GHVIUXWD HP RXWURV SDtVHV onde a morte de um policial Ê, PXLWDV YH]HV PRWLYR GH FRPRção nacional.

Nosso noticiĂĄrio nacional ĂŠ fornecido pelas agĂŞncias: AgĂŞncia Folha e AGĂŞncia Nordeste PABX: 82.3311.1338 COMERCIAL: 82.3311.1330 - 3311. 1331 REDAĂ‡ĂƒO: 82.3311.1328 - 3311.1329 CENTRAL DE ASSINANTE: 82.3311.1308 - 3311.1309 comercial.tribunaindependente@gmail.com redação.tribunaindependente@gmail.com

ricardocastro@tribuna-al.com.br

DIRETORA COMERCIAL: Marilene Canuto

OS ARTIGOS ASSINADOS SĂƒO DE RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES. NĂƒO REPRESENTANDO, NECESSARIAMENTE, A OPĂ?NIĂƒO DESTE JORNAL.


TribunaIndependente

MACEIÓ - TERÇA-FEIRA, 12 DE JANEIRO DE 2012

Brasil/Mundo

BRASIL/MUNDO

7

Seios funcionam como airbag e salvam brasileira em acidente A brasileira Sheyla Hershey, que ĂŠ considerada pelo Guinness como a mulher com os maiores seios do mundo, disse que os implantes de silicone a salvaram de um acidente de carro ocorrido no domingo passado. Ao dirigir, ela se distraiu com um carro batido e acabou colidindo tambĂŠm. Os airbags do seu carro, um Ford Mustang, falharam mas o tamanho dos VHLRVDSURWHJHUDPGHXPGDQRPDLRU(ODDÂżUPRXHVWDUFRP os seios doloridos e com arranhĂľes.

PM grevistas acusados em homicídios Moradores de rua foram as principais vítimas de militares baianos em greve e o objetivo foi criar pânico

O

diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Bahia, delegado Arthur Gallas, disse ontem que investiga a possibilidade do assassinato de cinco moradores de rua na Boca do Rio estar relacionado à greve parcial de policiais militares. O objetivo da chacina seria gerar pânico na cidade. Outra possibilidade investigada pela polícia Ê de que os quatro soldados acusados pelo crime agissem sob orientação e comando de comerciantes de diversos bairros. Os soldados Donato Ribeiro Lima, de 47 anos, e Willen Carvalho Bahia, 34, foram presos, na quinta-feira, por investigadores do DHPP e agentes do Comando de Operaçþes Tåticas (COT), da Polícia Federal, em cumprimento a mandados de prisão expedidos pelo Juiz Freddy Carvalho Pitta

Lima, da 8ÂŞ Vara Crime. Os soldados Samuel Oliveira Meneses, conhecido como “Marromâ€?, e Jair Alexandre dos Santos tambĂŠm jĂĄ possuem mandados de prisĂŁo, expedidos pela Justiça, e sĂŁo procurados pelas PolĂ­cias Civil e Federal. Ambos sĂŁo lotados na 39ÂŞ Companhia Independente da PolĂ­cia Militar (CIPM), localizada na Boca do Rio. Os soldados sĂŁo suspeito de terem matado cinco moradores de rua no dia 3 de fevereiro, na Avenida Jorge Amado, na Boca do Rio. TambĂŠm sĂŁo acusados de um triplo homicĂ­dio, ocorrido em setembro do ano passado, tambĂŠm na Boca do Rio, que vitimou trĂŞs adolescentes de 14, 15 e 16 anos de idade. Investigaçþes revelam que o quarteto tambĂŠm ĂŠ responsĂĄvel pela morte de SĂŠrgio dos Santos Sena, em abril de 2010, tambĂŠm na Boca do Rio.

DIVULGAĂ‡ĂƒO

Morre Dona Mocinha, irmĂŁ de LampiĂŁo

Armas e placas de automĂłveis sĂŁo encontrados nas casas de soldados suspeitos em chacina

LIGAĂ‡ĂƒO TELEFĂ”NICA

‘SerĂĄ um orgulho ser cassada por bandidos’, diz deputada A deputada estadual Janira Rocha (PSOL-RJ), que corre o risco de ter o mandato cassado apĂłs a divulgação de escutas telefĂ´nicas em que incitaria a greve de policiais e bombeiros do Rio de Janeiro, disse ontem que nĂŁo se arrepende da conversa que manteve com o cabo bombeiro Benevenuto Daciolo e que teria “orgulhoâ€?

em ser cassada por “bandidosâ€?. “Esse processo de julgamento ĂŠ, antes de mais nada, uma ação polĂ­tica. 6H D SRSXODomR GR 5LR Ă€FDU majoritariamente a favor da causa dos policiais e bomEHLURV YDL VHU GLItFLO Ă€FDU contra a vontade popular e me cassarâ€?, diz Janira. “O resultado tem a ver com a

AOS 105 ANOS

correlação de forças que for estabelecida na sociedade. Mas não vou mover minha ação política pelo medo de ser cassada. Se isso acontecer, vou ter orgulho de ser cassada por uma corja de bandidos ao defender os trabalhadores. No meu modo de ver, essa gente Ê guiada por interesses escusos dentro do Estado�.

$  SDUODPHQWDU DĂ€UPD no entanto, que nĂŁo incentivou os grevistas a cometerem qualquer ato ilĂ­cito e criticou a “edição da gravação feita pela TV Globoâ€?. “Meu trabalho ĂŠ polĂ­tico, discuto politicamente com o comando do movimento sobre as melhores tĂĄticas a serem adotadas. Na mesma gravação, eu deixo bem cla-

ro que considero abominåvel qualquer ato de vandalismo ou uso de armas, mas esse trecho foi cortado pela Globo�. Segundo Janira Rocha, que acompanhou os 11 líderes do movimento grevista presos na manhã desta sexta-feira, o governo estå colocando em risco a integridade dos grevistas presos.

EM PLENA FOLIA

MĂŠdicos esperam anunciar 6ÂŞ feira a cura do tumor na laringe de Lula Os mĂŠdicos do Hospital SĂ­rio-LibanĂŞs esperam anunciar na prĂłxima sexta-feira, dia 17, que o tumor na laringe do ex-presidente Luiz InĂĄcio Lula da Silva foi completamente eliminado. No entanto, segundo pessoas prĂłximas a Lula, o ex-presidente terĂĄ que fazer acompanhamento periĂłdico durante os prĂłximos cinco anos atĂŠ que possa ser considerado totalmente curado. “Os mĂŠdicos tĂŞm dito que os exames clĂ­nicos apontam uma regressĂŁo de 100% do tumorâ€?, disse um ex-colaborador e amigo pessoal de Lula. Atualmente, o ex-pre-

sidente atravessa a pior fase do tratamento. Nos últimos 10 dias, ele foi obrigado a cancelar compromissos e parou de ir ao Instituto Lula. Por recomendação mÊdica, cancelou a participação no GHVÀOH GD *DYL}HV GD )LHO cujo enredo Ê em sua homenagem, e no aniversårio de 32 anos do PT, comemorado nesta sexta-feira em Brasília. Lula insistiu atÊ onde foi possível no que se refere à sua participação no Carnaval paulistano. Ficou combinado que ele passarå por última avaliação mÊdica na vÊspera da festa, mas cola-

boradores admitem que a hipótese de ele comparecer só vem sendo sustentada para evitar o esvaziamento GRGHVÀOHGD*DYL}HV O tratamento não só impede Lula de participar do Carnaval, como tambÊm levou o ex-presidente a cancelar um encontro reservado que teria com o presidente da Venezuela, Hugo Chåvez, marcado para såbado, em Brasília. A reunião aconteceria na embaixada venezuelana em Brasília e contaria com as participaçþes da presidenta Dilma Rousseff e dos ex-ministros JosÊ Dirceu e Franklin Martins.

Maria Ferreira Queiroz, conhecida como dona Mocinha, morreu na tarde de ontem, em São Paulo. Ela era a única irmã viva de Virgolino Ferreira da Silva, o Lampião. Segundo a família, ela foi internada horas antes de falecer com problemas pulmonares, mas não resistiu. O documento de identidade da irmã de Lampião indica que ela nasceu em 8 de janeiro de 1906, portanto, ela teria completado 105 anos, mas ela sempre se recusou D DÀUPDU TXH WLYHVVH HVVD idade, mas alegava que não era por vaidade. Ela tem outro documento que aponta a data de nascimento em 8 de janeiro de 1910. Era por este documento que dona Mocinha FRVWXPDYDVHLGHQWLÀFDU Ela vivia em um apartaPHQWR FRP RV ÀOKRV ([SHdito e Valdeci, em Santana, na Zona Norte de São Paulo. Os parentes mais próximos que tambÊm moram em São 3DXOR DOpP GRV GRLV ÀOKRV costumavam visitå-la, principalmente na data de aniversårio dela. O pesquisador e historiador Antônio Amaury Correia, que mora perto de dona Mocinha, foi um dos responsåveis por descobrir a segunda data de nascimento da irmã de Lampião.

MATANÇA

Crimes na SĂ­ria serĂŁo levados ao TIP da ONU

As autoridades sírias suspeitas de cometerem ou ordenarem crimes contra a Humanidade devem ser processadas no Tribunal Penal Internacional, defendeu ontem a alta comissåria para Direitos Humanos da ONU, Navi Pillay. Ex-juíza de crimes de guerra, Pillay deverå apresentar sua posição na segunda-feira, durante uma sessão da Assembleia Geral da ONU sobre a Síria. — Nós acreditamos que o caso da Síria pertence ao Tribunal Penal Internacional. Isto enviaria uma mensagem muito, muito forte àqueles que comandam o show — declarou o porta-voz da comissåria, Rupert Colville, em Genebra.


8

ESPECIAL

MACEIÓ - SÁBADO, 11 DE FEVEREIRO DE 2012

TribunaIndependente

M

d

fdg

S gfdg gfdg fdgf fdgf

dsf d sdf

CH

s dsf sdf


TribunaIndependente

MACEIÓ - SÁBADO, 11 DE FEVEREIRO DE 2012

Cidades

CIDADES

9

SMCCU aguarda decisão judicial para demolir guaritas em ruas ‘privatizadas’ A Prefeitura de Maceió, por meio da Superintendência Municipal de Controle do Convívio Urbano (SMCCU), continuará coibindo, em toda a cidade, o fechamento irregular de ruas e loteamentos por iniciativa de associações de moradores que os transformam em condomínios particulares. O uso indevido da via pública fere o Código de Posturas do Município de Maceió e o Código Civil, que prevê o livre acesso da população a quaisquer bens públicos. “Estamos aguardando a decisão da Justiça para adotar as medidas cabíveis e demolir tudo o que estiver invadindo o espaço público”, disse o superintendente José Galvaci de Assis.

Mototaxista é achado esquartejado Denisson Leite, conhecido como “Nem”, estava desaparecido desde novembro; corpo foi encontrado em um rio PALMEIRA 24 HORAS

DAVI SALSA REPÓRTER

A

rapiraca (Sucursal) - Desaparecido desde o último mês de novembro, foi encontrado, na manhã de ontem, totalmente esquartejado, o corpo do mototaxista Denisson Leite Barbosa Filho, 32, mais conhecido como “Nem”. Os restos mortais do mototaxista foram encontrados por um pescador, que teria lançado uma rede em uma barragem, localizada em uma propriedade rural no Sítio Riacho das Panelas, na zona rural de Palmeira dos Índios. Ao puxar a rede de pesca, o agricultor percebeu que havia uma ossada enrolada em meio aos fios de nylon. O homem avisou ao dono da fazenda, que acionou a polícia até o local. Durante as buscas, os policiais observaram que a ossada estava sem o crânio e dividida em várias partes, o que levou os policiais a acreditarem que a vítima teve o corpo esquartejado e depois joga-

do dentro da barragem. Denisson trabalhava como mototaxista, no centro da cidade de Palmeira dos Índios, e desapareceu no último dia 19 de novembro. O mototaxista teria saído de sua residência, situada no bairro São Cristóvão, por volta das sete horas da manhã, para ir ao local de trabalho e depois não mais foi visto. Familiares e amigos desde então tentaram localizar o jovem, inclusive colocando fotografias com números de telefones em vários pontos da cidade. Colegas de trabalho, ao ficarem sabendo da descoberta da ossada humana, foram até o local e teriam reconhecido a vítima pelo capacete, apesar de o crânio ainda não ter sido encontrado. A polícia acionou o Instituto de Criminalística, a fim de identificar o corpo. O delegado regional Valdeks Pereira vai apurar o caso para saber o motivo do crime, uma vez que a família alega que Denisson era um homem trabalhador e sem antecedentes criminais. BEATRIZ NUNES

Corpo do mototaxista foi achado aos pedaços por um pescador; Denisson foi visto pela última vez saindo para trabalhar no Centro de Palmeira

ESTRADAS ALAGOANAS

PF apreende 4 kg de cocaína com idoso

Grupo formado por três menores roubou cigarros, chicletes e dinheiro

PADARIA

Quatro são presos acusados de assalto que deixou dois feridos PETRÔNIO VIANA BEATRIZ NUNES REPÓRTERES

Quatro adolescentes dois de 16 anos, um de 17, e um de 18 - foram presos no final da tarde de ontem acusados pelo assalto à Panificação Trigomania, ocorrido no mesmo dia, de manhã, na Avenida Cleto Campelo, no Conjunto José da Silva Peixoto, no bairro do Jacintinho. No assalto, dois atendentes da panificação foram baleados. Tailane dos Santos Silva e Marcelo da Silva Santos, ambos de 20 anos, foram feridos no tórax e, segundo boletim médico divulgado pelo Hospital Geral do Estado (HGE), passaram por exames de raio X e encontram-se em observação na área amarela da unidade. De acordo com integrantes do Batalhão de Polícia de Radiopatrulha (BPRP), os menores e o jovem, identificado como Celso da Silva Oliveira, conhecido como “Chimbinha”, entraram na panificação e, antes de anunciarem o assalto, come-

çaram a disparar contra os funcionários. Em seguida, eles pegaram cigarros, chicletes e dinheiro do caixa e fugiram. À tarde, uma denúncia anônima indicou que os suspeitos estariam “comemorando” o sucesso do assalto em uma residência na Grota do Estrondo, no bairro do Feitosa. Quando a Polícia Militar chegou ao local, os acusados tentaram fugir. Chimbinha atirou algumas vezes contra a guarnição da RP e se livrou da arma, um revólver calibre 38, que foi recuperado pela PM depois que os militares conseguiram prender os quatro suspeitos. Com Chimbinha, foram encontradas cinco balas calibre 38, uma calibre 44, outra calibre 380 e duas munições calibre 12, além de 27 gramas de crack. O grupo estava também com uma parte do dinheiro, cigarros e chicletes levados da panificação. Os quatro acusados foram levados para a Central de Polícia e autuados por assalto e dupla tentativa de homicídio.

A Polícia Federal efetuou ontem de madrugada a prisão em flagrante de José Laurindo dos Santos, 69 anos, com 4,093 quilos de cocaína. A prisão aconteceu por volta das quatro horas da manhã, em ação de fiscalização de rotina em veículos que trafegam na rodovia nas imediações do posto da Polícia Rodoviária Federal na cidade de São Sebastião, interior do Estado. A ação visa coibir o tráfico de armas e drogas pelas estradas. Durante as abordagens foi parado um ônibus de placas MRB-4250, com origem de São Paulo, capital, e com destino a Timbaúba, em Pernambuco. Alguns passageiros foram convidados a descer e apresentar suas bagagens para revista, que se encontravam no bagageiro do ônibus. Durante as revistas, a equipe se deparou com cobertores inseridos em embalagens plásticas e, ao abrir as embalagens e desenrolar os cobertores, verificou a existência de quatro tabletes contendo substância aparentemente entorpecente. As bagagens pertenciam a José Laurindo dos Santos, que confirmou que era o responsável por elas, passando a ser revistado pelos policias. Com ele, estavam os tickets de propriedade de bagagem de nº 800296 e 800297, os quais conferiam exatamente com os existentes nas bagagens contendo drogas. Segundo José Laurindo, a droga seria entregue na cidade de Panelas, em Pernambuco, a um indivíduo conhecido como Sandro. Após o registro do flagrante, o preso foi encaminhado ao sistema prisional e ficará à disposição da Justiça.

ASSESSORIA

Droga estava enrolada em cobertores e seguia em um ônibus com destino ao interior de Pernambuco

NEGOCIAÇÃO

Sindpol aguarda avaliação da proposta da categoria até dia 16 DANIEL MAIA REPÓRTER

Os policiais civis de Alagoas decidiram ontem esperar até o dia 16 para realizar uma assembleia que trata do indicativo de greve da categoria. A decisão do ultimato foi votada e aprovada por maioria em assembleia. A perspectiva é de que a categoria aguarde a avaliação do governador Teotonio Vilela Filho, que analisa a proposta de concessão do reajuste de 7%, com base no Índice de Preço ao Consumidor Amplo (IPC) e o quinquênio. Os policiais reivindicam ainda a aplicação do Plano de Cargos e Carreiras (PCC), que tem a função de acrescentar a remuneração do profissional mediante o

seu tempo de serviço. De acordo com a assessoria de comunicação do Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol/AL), outra pauta de reivindicação é a revogação das punições dos policiais que participaram do movimento paredista, bem como a concessão de aposentadorias e melhores condições de trabalho. O Sindpol se diz insatisfeito com as condições estruturais das delegacias de Alagoas. No dia 21 de agosto de 2011, a categoria tornou público o relatório em que constam delegacias com dependências físicas defasadas. A perspectiva é de que a rodada de negociações aconteça antes do dia 16. Para o dia 14, próxima

terça-feira, está agendada uma reunião dos líderes do Sindpol na Secretaria Estadual de Gestão Pública (Segesp). O presidente do Sindpol, Josimar Melo, falou que, na assembleia, a categoria declarou apoio à greve dos policiais no Estado da Bahia e no Rio de Janeiro. “Fizemos uma moção de apoio à greve na Bahia” disse. Os policiais civis de Alagoas são favoráveis à proposta da Confederação Brasileira dos Trabalhadores da Polícia Civil (Cobrapol), que é deflagrar a greve lutando pelo piso nacional, que chega ao patamar de R$ 3 mil, conforme consta no Projeto de Emenda Constitucional (PEC), número 300, de 2008.


10

CIDADES

TribunaIndependente

0$&(,Ă?6Ăˆ%$'2'()(9(5(,52'(

Bloco da melhor idade anima Centro &HUFDGHIROL}HVGHVÂżODUDPSHODVUXDVGREDLUURGH0DFHLyHFKDPDUDPDDWHQomRGHFRQVXPLGRUHVHORMLVWDV ANA PAULA OMENA REPĂ“RTER

O

Bloco da Terceira Idade do Sesc Alagoas animou os clientes e comerciantes do Centro da capital alagoana na tarde de ontem. Animados ao som de uma orquestra de frevo, as senhoras e senhores mostraram que ainda tĂŞm muito frevo no pĂŠ. Com o tema “JĂĄ Fui Bom Nisso e Ainda Souâ€?, cerca de 400 foliĂľes do grupo da terceira idade do Sesc coloriram o Centro desfilando pelas Ruas da Alegria, do ComĂŠrcio, Moreira Lima, Livramento e Boa Vista. A concentração foi em frente ao JĂĄ Centro. Para dona Maria Ivanilza de Oliveira ĂŠ uma satisfação desfilar no bloco. Ela conta que ĂŠ assĂ­dua na festa e nĂŁo perde um ano sequer. “JĂĄ saio no bloco hĂĄ quatro anos. Hoje eu

vivo, pois quando era adolescente meus pais eram evangÊlicos e não me deixavam curtir o Carnaval. Quando adulta, me casei e desta vez era meu marido que não gostava da festa carnavalesca. Me prendi demais e hoje brinco muito enquanto estou viva�, disse. Dona Ivanilza, que estava este ano fantasiada de Gueixa, relembrando a imigração japonesa, fez parte da comissão de frente do bloco da Terceira Idade do Sesc juntamente com mais cinco senhoras de mesma fantasia. Ela jå desfilou de Chacrinha, Carmen Miranda e Pierró. De acordo com uma das organizadoras do bloco, Girlane Simþes, foram vendidas aproximadamente 400 camisas para os foliþes desfilarem na tarde de ontem pelas ruas do Centro da cidade de Maceió.

ADAILSON CALHEIROS

Bloco “JĂĄ Fui Bom Nisso e Ainda Souâ€?FRPHoRXDDQLPDUIROL}HVDLQGDGXUDQWHDWDUGHQR&HQWURGH0DFHLyKRUDVDQWHVGR-DUDJXi)ROLD

NESTE SĂ BADO

Pinto da Madrugada espera 160 mil O bloco Pinto da Madrugada, que hå 13 anos surgiu em Maceió como forma de resgatar o tradicional frevo carnavalesco em nosso Estado, anuncia para hoje de manhã sua presença ao longo de toda a avenida que corta a Praia de Pajuçara. A expectativa Ê de arrastar cerca de 160 mil pessoas, con-

forme prevĂŞ o presidente do bloco, Braga Lyra. “A dimensĂŁo de pĂşblico presente sempre ocorre cada vez maior em todos os anos, por conta do crescimento positivo dos nossos trabalhos, onde a paz, animação, tranquilidade e a irreverĂŞncia reinam acima de tudoâ€?, afirma otimista.

Ele ressalta que alĂŠm dos blocos da capital que se agregam ao desfile do Pinto, dezenas de blocos vĂŞm das diversas partes do interior, estampando em seus estandartes a sua cultura regional, proporcionando uma das mais vibrantes festas de rua do povo alagoano. “O Bloco Pinto da Madrugada

PENEDO

Exposição resgata festa histĂłrica dos Carnavais do sĂŠculo passado Com a exposição “Carnaval e Carnavaisâ€?, a Casa do Penedo exibe, no perĂ­odo de 13 a 29 deste mĂŞs, no MaceiĂł Shopping, a partir das 15 horas, o cotidiano alegre do povo penedense nos carnavais do sĂŠculo 20 atĂŠ os dias de hoje. A instituição vai expor fotografias de seu acervo que remontam desde a inusitada chegada do Rei Momo em um aviĂŁo, com pouso nas ĂĄguas do Rio SĂŁo Francisco, Ă s festas nos tradicionais clubes, a exemplo da FilarmĂ´nica e do TĂŞnis. O presidente da Casa do Pe-

nedo, Francisco Sales, afirma que o resgate histĂłrico dos foliĂľes tambĂŠm estarĂĄ presente na elegância das fantasias e dos blocos, no desfile dos carros alegĂłricos e na substituição do mela-mela pelo lança-perfume. Segundo ele, a Casa do Penedo destacarĂĄ o saudoso milionĂĄrio Jorge Barbeiro e sua batucada “MilionĂĄrios do Sambaâ€?, assim como a Boneca Raquel, criada pelo cabo VĂĄ. Ela completa 52 anos de tradição como sĂ­mbolo do Carnaval penedense, criada em homenagem Ă s operĂĄrias da antiga Fa-

brica de Tecidos do Barro Vermelho. Estarão presentes tambÊm os registros das antigas marchinhas compostas por penedenses que animavam os foliþes junto à Batucada Unidos do Bairro, o Bloco Sulamita e a tradicional Lavagem do Beco da Preguiça. A festa momesca dos dias atuais não Ê menos animada que a do sÊculo passado e tem entre as atraçþes o Ovo da Madrugada, o Bloco da Saudade e outras que deixaram os muros dos clubes e enveredaram pelas ruas estreitas da histórica Penedo.

nasceu de uma associação de amigos, profissionais liberais e professores universitårios, cujo principal elo foi, e Ê, o apego às tradiçþes culturais de sua terra�, diz Lyra. Neste såbado, tambÊm desfilam na praia os blocos Turma da Rolinha e Pecinhas de Maceió.

ĂšLTIMO DIA

Revivendo EdĂŠcio Lopes tem frevo em palco de teatro O palco do Teatro Linda Mascarenhas abriu literalmente as cortinas e ‘alas’ para o Carnaval e a cultura de Alagoas passarem. Com adornos de confetes e serpentinas, chegou ao fim ontem o programa “Revivendo EdĂŠcio Lopesâ€?, parte da campanha IZP na Folia, do Instituto Zumbi dos Palmares (IZP). No Ăşltimo dia do “Revivendo EdĂŠcio Lopesâ€? – no ar desde o dia 30 de janeiro –, o palco do Espaco Cultural Linda Mascarenhas brindou o pĂşblico presente e os ouvintes das RĂĄdios Difusora AM e Educativa FM com o romantismo carnavalesco dos Seresteiros da Pitanguinha, a orquestra de frevo da cidade de Coqueiro Seco e o show de percussĂŁo do grupo Baque Alagoano. A iniciativa abriu espaço para apoiar as manifestaçþes culturais que acontecem no perĂ­odo carnavalesco no Estado. Um dos espectadores presentes Ă  festa foi JosĂŠ Pereira da Silva Neto, de 52 anos, que ficou encantado com o clima de revival do Carnaval levado ao palco pelos Seresteiros da Pitanguinha e por novidades como o Baque Alagoano, com o som contagiante da percussĂŁo, alĂŠm da energia sempre marcante do frevo da orquestra de Coqueiro Seco. “O que eu assisti aqui ĂŠ simplesmente o resgate do nosso Carnaval em clima de auditĂłrioâ€?, destacou.


TribunaIndependente

AĂ?LTON VILLANOVA ailton.villanova@gmail.com

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 11 DE FEVEREIRO DE 2012

CIDADES

11

Açþes de violência contra mulher terão crescimento Expectativa Ê que número de processos aumente 40% com mudança na lei ALANA BERTO REPÓRTER

O

Saudade dos velhos tempos

D

epois que abandonou o clima quente do Sertão e se instalou na capital, o delicadíssimo HÊrcules Henrique, mais precisamente o Henriquinho, decidiu que viraria macho. - Can-sei da boiolagem! – anunciou cheio de convicção. Montado nessa decisão, Henriquinho correu para o consultório de famoso mÊdico e se abriu com ele: - Decidi parar de dar marcha a rÊ, doutor. Quero que o senhor me arrume um remÊdio bastante eficiente pra combater viadagem. E o esculåpio, em tom professoral: - Bem, meu jovem, você vai fazer o seguinte... instale-se num apartamento à beira-mar e todas as manhãs vå atÊ o calçadão e fique olhando aquelas mulheres lindas, maravilhosas, que ali desfilam todos os dias. Mas olhe só para as mulheres, entendeu? - Entendi, claro! - Repare naquelas bundas arrebitadas, gostosas, rebolativas; naqueles peitos durinhos, lindos... Esqueça homem, entendeu? Só se ligue nas mulheres. - Tå certo, doutor. Terminada a consulta mÊdica, lå se foi Henriquinho saltitante e alegre. Uma semana mais tarde, estava instalado num apartamento novíssimo que seu pai havia lhe presenteado. A partir daí, ele acordava cedo todos os dias, corria pro calçadão e ficava olhando aquelas gostosuras caminhando pra cima e pra baixo, ou fazendo cooper. E assim, foi esquentando os bofes. Certa manhã, ao acordar, sentiu uma dor terrível no saco e não contou conversa: procurou o hospital mais próximo, jå que o doutor com quem se consultara antes encontrava-se em viagem de fÊrias. O mÊdico de plantão, um certo doutor Monteiro, avaliou: - Próstata! Só pode ser uma crise de próstata! Vamos examinå-la direitinho. Abaixe a calça. Doutor Monteiro calçou as luvas, ajeitou o cabra na mesa, em posição ginecológica e determinou: - Abra as pernas e relaxe! Dito isto, o mÊdico introduziu o dedão no foreba do infeliz, que sentiu um friozinho percorrer-lhe a espinha e... gemeu: - Oooooohhhuuummm... O dedão do mÊdico foi fundo. Girou pra lå, girou pra cå, um pouco mais pra cima, mais pra baixo, e Henriquinho, revirando os olhos: - Ai! Ui! Oooiii, doutorzinho! - Tå doendo? - Aaahhh... meu coração! - O quê? Você Ê cardíaco?! - Nããããooo! É que bateu uma saudade tão grande do meu Sertão...

Quem vĂŞ bunda... AlbodelĂĄzio e Viribaldo, dois bons apreciadores de bundas, tomavam sua cervejinha gelada num daqueles barzinhos da orla de Cruz das Almas enquanto DSUHFLDYDPRGHVÂżOHGRPXOKHULR Cada fĂŞmea mais gostosa que a outra. AĂ­, AlbodelĂĄzio, que ĂŠ do tipo pragmĂĄtico, apontou para uma loura de biquĂ­ni sumarĂ­ssimo HGHÂżQLX

- Nota 3 para aquela! - Porquê, meu irmão? - quis saber Viribaldo, tido e havido como um grande romântico. - Tå vendo não? A bunda dela Ê mal feita, bicho! Repare só: pouca carne... uma tåbua! Pra mim, tå reprovada! - Calminha aí! Não se precipLWH$¿QDOTXHPYrEXQGDQmRYr coração!

Mas que mundo merda! Dele, herdei a veia humorística e o pavio curto. Alfaiate e pilhÊria, mestre OlivÊrio Villanova tambÊm foi juiz de futebol, boêmio, contador de histórias as mais hilårias, e tomador de todas! Ele nunca deixou de ter uma resposta pra tudo, na ponta da língua. Belo dia, baixou na sua alfaiataria um antigo e exigente freguês, o ¿QyULRFKDPDGR5RVDOYR4XLULQRTXHIRUDOHYDUXPFRUWHGHOLQKRSDUD fazer um terno. - Quero vestir essa roupa daqui a uma semana! – determinou. Diante da arrogância do freguês, mestre OlivÊrio quis soltar uma piada, mas segurou-se: - Não vai dar, seu Rosalvo. Só posso lhe entregar esse terno, no mais tardar, daqui a um mês... - Isso tudo, homem? Olha, o mundo que Ê mundo foi feito em apenas uma semana...! A resposta de mestre OlivÊrio não demorou um segundo: - É. Mas o senhor jå reparou na merda como ele estå agora?

Sucessor bastante infeliz Otilibaldo tinha acabado de visitar a sepultura da sogra e quando se dirigia à saída do cemitÊrio chamou-lhe a tenção o berreiro de um sujeito debruçado sobre um jazigo. Ele soluçava e socava a låpide violentamente. - Por que você tinha de morrer? Por quê? Por quêêê? Buåååå... snif... – era o cara, no maior desespero. Comovido com a cena, Otilibaldo aproximou-se do choroso

e tentou consolå-lo: - A perda de um ente querido Ê sempre dolorosa. Tenha fÊ em Deus, que um dia a dor passarå. O chorão enxugou as lågrimas, encarou o Otilibaldo e respondeu: - Ente querido? Eu nem conhecia esse infeliz! - Então por que tanto choro? - É que ele foi o primeiro marido da minha mulher!

Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu na quinta-feira (9), em relação à Lei Maria da Penha, que a vítima não precisarå denunciar o agressor para que ele seja punido. A partir de agora, a denúncia pode partir do MinistÊrio Público. Isso pode fazer com que o número de processos contra homens que cometeram violência domÊstica em Alagoas aumente em 40%. Anteriormente, para que o agressor fosse processado, era exigido que a acusação partisse da mulher que sofreu a violência e que ela registrasse queixa na delegacia. Hoje, um vizinho ou um parente pode denunciar

o agressor. A delegada Maria Angelita, que pertencia Ă  Delegacia da Mulher, disse que a decisĂŁo serviu para reforçar que a lei ĂŠ constitucional. “O que mudou foi a interpretação da leiâ€?. Ela conta que, por dia, sĂŁo realizados de 20 a 25 Boletins de OcorrĂŞncia referentes Ă  agressĂŁo domĂŠstica. Segundo a delegada, 40% das mulheres que vĂŁo para a delegacia fazer o BO desistem do processo na primeira audiĂŞncia no JudiciĂĄrio, porque entram em um acordo com o parceiro. “Infelizmente, a sociedade ainda possui barreiras e muitas mulheres nĂŁo possuem independĂŞncia financeira ou acreditam que o companheiro vai mudarâ€?, coloca a delegada.

De acordo com a delegada Maria Angelita, existem vĂĄrios fatores para que a mulher agredida retire a queixa. Um deles seria a dependĂŞncia financeira do marido. Outro empecilho seriam os filhos, alĂŠm de que muitas vezes as vĂ­timas podem ser ameaçadas pelo agressor. “As denĂşncias podem ser retiradas pelo fato de as vĂ­timas acreditarem que eles irĂŁo mudar, ou apĂłs a abertura do inquĂŠrito, o agressor pode realmente mudar e entrar em um acordo com a vĂ­timaâ€?, explicou a delegada. JULGAMENTO O Supremo julgou as açþes propostas pela Procuradoria Geral da RepĂşblica

(PGR) e pelo entĂŁo presidente da RepĂşblica, Luiz InĂĄcio Lula da Silva. O relator das açþes, Marco AurĂŠlio Mello, votou a favor da abertura de ação penal contra agressores a partir de queixa feita pelo MinistĂŠrio PĂşblico e argumentou que, em caso de violĂŞncia domĂŠstica, ĂŠ preciso considerar a necessidade de “intervenção estatalâ€? para garantir a proteção da mulher. “Sob o ponto de vista feminino, a ameaça e as agressĂľes fĂ­sicas nĂŁo vĂŞm, na maioria dos casos, de fora. EstĂŁo em casa, nĂŁo na rua. O que nĂŁo reduz a gravidade do problema, mas aprofunda, porque acirra a situação de invisibilidade socialâ€?, observou o ministro. ASSESSORIA

SANDRO LIMA / ARQUIVO

Delegada comemora e ressalta: mulheres têm o apoio da Justiça

Órgão voltou atrås na liberação da via por questão de segurança

INĂ?CIO DE UM PROCESSO

AL-220

Lei Maria da Penha mudou DER desativa via duplicada comportamento social apĂłs morte de enfermeira A decisĂŁo do STF de considerar nĂŁo sĂł a queixa da vĂ­tima, mas tambĂŠm a ação do MinistĂŠrio PĂşblico para punir agressores em casos de violĂŞncia domĂŠstica foi considerada muito positiva pela delegada Maria Angelita. “Ainda existia gente que sustentava que a lei era inconstitucionalâ€?, diz. Ela ainda afirma que apĂłs a criação da Lei Maria da Penha houve uma mudança muito grande na sociedade. “As mulheres passaram a denunciar seus agressores, sabendo que tĂŞm o apoio da Justiçaâ€?. De acordo com a defensora pĂşblica Daniela Times, com a decisĂŁo, se espera que o nĂşmero de processos arquivados diminua. Entretanto, em caso de ameaça,

ainda ĂŠ obrigatĂłrio que a denĂşncia parta da vĂ­tima. “A vontade da mulher quando tira a queixa nĂŁo ĂŠ de que o agressor fique livre. Poucas mulheres realmente querem tirar a queixa, mas fazem por conta de filhos ou parentes da vĂ­tima. Essa carga nĂŁo precisa ser da mulher, o Estado pode resolver issoâ€?, disse a defensora. A promotora Stela Cavalcanti, do NĂşcleo de Defesa da Mulher, reforçou que o STF entendeu que a lei ĂŠ constitucional e nĂŁo hĂĄ necessidade da denĂşncia da vĂ­tima. Para a promotora, a decisĂŁo foi positiva, “Isso era uma lacuna na Lei Maria da Penha e estava acarretando prejuĂ­zos. O Brasil inteiro precisa comemorar a decisĂŁoâ€?, frisou.

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) desativou a nova pista construída na duplicação da rodovia AL220, em Arapiraca, e só voltarå a liberå-la após concluir todos os trabalhos previstos no projeto inicial da obra, segundo informou o órgão. Mais viaturas foram enviadas para trabalhar no monitoramento de trânsito na rodovia. As medidas visam garantir a segurança de pedestres e motoristas, evitando acidentes na AL-220. Na quarta-feira, uma enfermeira morreu atropelada quando saía da Unidade de Emergência do Agreste, que fica na rodovia. O diretor-presidente interino do DER, Genes Darles, esclareceu que a liberação antecipada da nova pista – cujas obras estão 90% conclu-

Ă­das – atendeu Ă  demanda da população arapiraquense por um trânsito mais fluido, mas que as questĂľes de segurança sĂŁo prioridades para o ĂłrgĂŁo. “A duplicação da AL-220 ĂŠ um anseio antigo dos arapiraquenses e de quem trafega pela rodovia em direção ao SertĂŁo, pois vai reduzir os congestionamentos e facilitar o trĂĄfego na regiĂŁoâ€?, explicou. O DER voltou a ressaltar que a sinalização completa da rodovia ĂŠ a parte final da obra e incluirĂĄ a instalação de lombadas eletrĂ´nicas para limitar a velocidade dos veĂ­culos em pontos de maior trĂĄfego de pedestres. Outras benfeitorias que nĂŁo estĂŁo inclusas no projeto inicial da duplicação continuam sendo discutidas junto Ă  Prefeitura de Arapiraca.

UM FERIDO

EM SERGIPE

Uma tentativa de assalto deixou o caminhoneiro SĂŠrgio JosĂŠ Verner, de 56 anos, ferido apĂłs ser baleado quando passava pela Usina Sinimbu, na cidade de JequiĂĄ da Praia, rodovia AL-101. De acordo com a polĂ­cia, cinco homens armados em um veĂ­culo *ROSODFDQmRLGHQWLÂżcada, atiraram mais de 30 vezes no caminhĂŁo baĂş, placa IRH-5560, que era dirigido por SĂŠrgio. Os acusados teriam atravessado na frente do caminhĂŁo para assaltĂĄ-lo. SĂŠrgio estava com a esposa no momento do crime. Ele foi socorrido e encaminhado para um hospital.

O polĂ­cia de Sergipe prendeu na Ăşltima quarta-feira (8) trĂŞs alagoanos acusados de aplicar golpes de cartĂľes de crĂŠdito em moradores de condomĂ­nios de Aracaju. Felipe dos Anjos Pontes, 28; Rodrigo Barbosa de Oliveira Mendes, 26, e Mauro CĂŠsar Oliveira, 25, foram detidos apĂłs denĂşncia. Os trĂŞs chegaram na portaria de um condomĂ­nio se dizendo moradores. Eles pretendiam pegar correspondĂŞncias bancĂĄrias. Com os golpistas, a polĂ­cia apreendeu 30 cartĂľes de crĂŠdito furtados de portarias.

Assaltantes atiram 30 vezes em caminhĂŁo baĂş Alagoanos sĂŁo presos aplicando golpes


12

CIDADES

TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 11 DE FEVEREIRO DE 2012

PolĂ­cia apreende madeira extraĂ­da de APA no Peba

Foi esclarecido

A

PolĂ­cia Civil de Alagoas merece os maiores elogios pelo esclarecimento do atentado contra o estudante Nivaldo Albuquerque Neto, filho do deputado estadual Antonio Albuquerque. Ao que parece, o jovem de 25 anos foi vĂ­tima de uma tentativa de latrocĂ­nio, quando se rouba para matar.

%DWDOKmR$PELHQWDOHQFRQWURXTXDQWLGDGHVXÂżFLHQWHSDUDFDUUHJDUWUrVFDPLQK}HV

P

Investigação

Parentes

$SyVLQYHVWLJDomRD3&SUHQGHX TXDWURSHVVRDVHDSUHHQGHXGXDV PHQRUHVDFXVDGDVGHID]HUSDUWH GDTXDGULOKDTXHGHĂ€DJURXTXDWUR tiros em Nivaldo, no Ăşltimo dia 3, em Limoeiro de Anadia. Em entrevista coletiva na tarde de VH[WDIHLUD  RGHOHJDGRJHUDO GD3&-RVp(GVRQ)UHLWDVHRV WUrVGHOHJDGRVGHVLJQDGRVSDUD DSXUDURFULPHDSUHVHQWDUDPRV TXDWURSUHVRV$SROtFLDWDPEpP esclareceu que nenhum dos VHLVSDUWLFLSRXGLUHWDPHQWHGR atentado.

$LQGDGHDFRUGRFRPDSROtFLD RVTXDWURSUHVRVHDVPHQRUHV VmRSDUHQWHVGRVFLQFRKRPHQV DSRQWDGRVFRPRDXWRUHVGR atentado contra Nivaldo. Durante DSULVmRIRLHQFRQWUDGDHQWUH RXWURVREMHWRVXPDSLVWROD UHJLVWUDGDHPQRPHGH5DIDHO $OEXTXHUTXHLUPmRGRGHSXWDGR AntĂ´nio Albuquerque e tio de NiYDOGR3DUDDSROtFLDDDUPDpR SULQFLSDOLQGtFLRGHTXHRVFLQFR VXVSHLWRVDLQGDIRUDJLGRVVmR RVUHVSRQViYHLVSHORDWHQWDGR de Limoeiro.

Quadrilha $GHOHJDGD$QD/XL]D1RJXHLUDFKHIHGDVLQYHVWLJDo}HVGLVVHTXHKi LQGtFLRVGHWHQWDWLYDGHODWURFtQLRTXDQGRVHPDWDSDUDURXEDU6HJXQGRHODRFULPHIRLSUDWLFDGRSRU$QGHUVRQ7DYDUHVVHUJLSDQRFRQKHFLGR FRPR³*DOrJR´TXHWHULDDWLUDGRHP1LYDOGR-RVp)UDQFLVFRGD6LOYDR ³2OKRGH%XUUD´5RRVHYHOWGRV6DQWRV)LOKRR³5X]LQKR´HXPPHQRU GHDQRV8PTXLQWRKRPHPLGHQWL¿FDGRFRPR-RVLPiULR)UDQFLVFR GH)DULDVpWD[LVWDHGDULDFREHUWXUDDRVFULPHVGDTXDGULOKD

Casamento coletivo $3UHIHLWXUDGH0DUHFKDO'HRGRURSRULQWHUPpGLRGD6HFUHWDULDGH $VVLVWrQFLD6RFLDOIH]QDVH[WDIHLUDGLDPDLVXPDHGLomRGRSURJUDPDDR/DGRGR3RYR´)RUDPYiULDVDo}HVGHFLGDGDQLD'HQWUHHODV RFDVDPHQWRFROHWLYRFRPFDVDLV7RGDVDVGHVSHVDVEDQFDGDVSHOR SRGHUS~EOLFRPXQLFLSDO

CerimĂ´nia

Coruripe

$FHULP{QLDGHFDVDPHQWRIRLSUHVLGLGD SHORMXL]GD&RPDUFDGH0DUHFKDO 'HRGRUR/pR'HQLVVRQ2VFDVDLV GLVVHUDP³VLP´SDUDDUHJXODUL]DomR GHVXDVLWXDomRFRQMXJDO³3HUDQWHD OHLTXDQGRGXDVSHVVRDVYLYHPMXQWDV KiDOJXPWHPSRFKDPDPRVGHXQLmR HVWiYHO2TXHHVWDPRVID]HQGRDTXL KRMHpRFDVDPHQWRFLYLO0DVQDYLGD GHYRFrVLVWRpXPDPHUDIRUPDOLGDGH 3RUTXHFDVDPHQWRQDUHDOLGDGHpR UHVSHLWRTXHRFDVDOWHPXPSHORRXWUR SDUDYLYHUFRPDPRUHPKDUPRQLD´ GLVVHRMXL]TXHWDPEpPOHPEURXGD SDVVDJHPEtEOLFDTXHGL]TXHDPXOKHU IRLWLUDGDGDFRVWHODGH$GmR³3DUD LOXVWUDUTXHRKRPHPHVWDUiVHPSUHDR ODGRGDPXOKHU(DPXOKHUVHPSUHDR ODGRGRKRPHP´FRQFOXLXRMXL]

$GHUHoRVDQLPDomRH muita criatividade. É o que SURPHWHPRVFRPSRQHQWHV dos 21 blocos carnavalescos TXHYmRGHV¿ODUQDDEHUWXUD GR&DUQDYDOGH&RUXULSHQR dia 16 de fevereiro, conFHQWUDomRQD3UDoD$JDSLWR Ferreira de Araújo, nas VasVRXUDVDSDUWLUGDVK No dia 17, sexta-feira, os foli}HVVHJXHPSHODVSULQFLSDLV nas ruas do Centro com o tradicional Bloco das Secretarias, com a banda Beijo QD%RFDFRQFHQWUDo}HV nas sedes das Secretarias de Saúde e Infraestrutura e 8UEDQLVPRDSDUWLUGDVK

Programação 'HDFRUGRFRPDVHFUHWiULDPXQLFLSDOGH&XOWXUD7KHUH]D%HOWUmRQD DEHUWXUDYDLDFRQWHFHURGHV¿OHGR5HL0RPRHGDUDLQKDGR&DUQDYDO DQLPDomRGDRUTXHVWUDGHIUHYREDQGDV3DMXoDUDFRPR&RUHWIDOH )RJR3HJ{)LODUP{QLFD-RVp$]HYHGR9DVFRQFHORVH)DQIDUUD'RP Constantino.

Prefeito

AssistĂŞncia

³2VEORFRVYmRGHV¿ODU FRPDSRLRFXOWXUDOGR SUHIHLWR0DU[%HOWUmR como incentivo de UHVJDWDUDVWUDGLo}HV 6HUiXPPRPHQWRGH PXLWDDOHJULDHDQLPDomR SDUDWRGRVQyV´GLVVHD VHFUHWiULD 2VHFUHWiULRGH(VSRUWHV /D]HUH(YHQWRV$IUkQLR Coutinho, informou que PLOLWDUHVUHIRUoDUmRD VHJXUDQoDQRVSRQWRVGH IROLDSRUGLD

&RPRREMHWLYRGHSUHVWDUDVVLVWrQFLD PpGLFDDVHTXLSHVGHDX[LOLDUHVGHHQIHUPDJHPGD6HFUHWDULDGH6D~GHHVWDUmRGH SURQWLGmRQRVSULQFLSDLVSRQWRVGHIROLDH IDUmRDGLVWULEXLomRGHSUHVHUYDWLYRV 5HSUHVHQWDQWHVGDHTXLSHWpFQLFDGD9LJLOkQFLD6DQLWiULDUHDOL]DUmRLQVSHo}HVQDV SUDLDVEDUHVUHVWDXUDQWHVHDPEXODQWHV GHQWUHRXWURVVHUYLoRVHVVHQFLDLVSDUDR SOHQRGHVHQYROYLPHQWRGDIROLD$VDo}HV HVWmRVREDVXSHUYLVmRGDFRRUGHQDGRUD GR1~FOHRGH3URPRomRj6D~GH 1XSV  *LVpOLD0DULDGRV6DQWRVHDFRRUGHQDGRUDGH9LJLOkQFLDHP6D~GH$QGUHVVD Vasconcelos.

Tranquilidade Âł,QWHJUDPRVQRVVDVHTXLSHVSDUDSURSRUFLRQDUWUDQTXLOLGDGHQRSHUtRGR GR&DUQDYDO$FDGDDQRPDLVWXULVWDVEXVFDPRGHVWLQR&RUXULSHFRPR RSomRSDUDEULQFDUR&DUQDYDO´GHVWDFRXRSUHIHLWR0DU[%HOWUmR 1RSHUtRGRFDUQDYDOHVFRSDUWLFLSDPGDVDWLYLGDGHVDVVHFUHWDULDVPXQLFLSDLVGH6D~GH7XULVPRH3HVFD(VSRUWHV/D]HUH(YHQWRV6077 HR'HSDUWDPHQWRGHĂˆJXDH(VJRWR6DQLWiULRGH&RUXULSH 'DHVF  3HQHGR)RLUHDOL]DGRQDTXLQWDIHLUDHPFOLPDGHPXLWDIHVWDH DOHJULDR&DUQDYDOGR&UDV &HQWURGHUHIHUrQFLDHP$VVLVWrQFLD6RFLDO  FRPRWHPDÂł3D]6D~GHH$OHJULD´3DUWLFLSDUDPGRGHVÂżOHTXHWHYH VHXLQtFLRjVKQDVHGHGRyUJmRQREDLUUR6HQKRUGR%RQÂżPPXLWDVFULDQoDVGDORFDOLGDGHIDPLOLDUHVIXQFLRQiULRVGR&UDVDVHFUHWiULD GR7UDEDOKRH$VVLVWrQFLD6RFLDO$QD&UX]HDFRRUGHQDGRUDGR&UDV 7DWLDQH2OLYHLUD ... O evento foi animado pela orquestra “Frevo foliaâ€?, que fez uma belĂ­ssima apresentação pelas ruas de Penedo, atĂŠ a sede da Prefeitura, passando pelas ruas do centro histĂłrico da cidade. A festa tambĂŠm contou contou com a participação de bonecos gigantes e carro pipa para amenizar o calor. $FRQFOXVmRGRGHVÂżOHRFRUUHXFRPDFKHJDGDQDVHGHGRJRYHUQR PXQLFLSDORQGHRVIROL}HVVHFRQFHQWUDUDPSDUDVHFRQJUDWXODUHPFRP RSUHIHLWR,VUDHO6DOGDQKDFRPRIRUPDGHDJUDGHFLPHQWRSHODVDo}HV UHDOL]DGDVSHODPXQLFLSDOLGDGHQDTXHOHEDLUUR7DPEpPHVWLYHUDP SUHVHQWHVDSULPHLUDGDPD(OHQLFH6DOGDQKDHDVHFUHWiULDGH&RPXQLFDomR5RVDO\&DYDOFDQWL

oliciais militares pertencentes ao BatalhĂŁo de PolĂ­cia Ambiental, em conjunto com fiscais do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) realizaram quinta-feira uma operação e descobriram desmatamento em Unidade de Conservação, onde foram apreendidos cerca de 35 metros cĂşbicos de madeira nativa, quantidade suficiente para carregar trĂŞs caminhĂľes. O desmatamento ilegal estava ocorrendo em uma Ă rea de Proteção Ambiental (APA) da Marituba do Peixe, em um local de difĂ­cil acesso, na Praia do Peba. Por lĂĄ, os infratores fabricavam carvĂŁo colocando a madeira proveniente do desmatamento em fornos improvisados, chamados caieiras. Segundo o tenente Anderson Barros, o BPA ainda investiga quem seriam os compradores do carvĂŁo, mas ele acredita que o produto do desmatamento seria vendido para pizzarias e padarias que usam forno Ă  lenha nas cidades de Piaçabuçu e Feliz Deserto. A madeira extraĂ­da se dividia em maçaranduba e plantas frutĂ­feras como Cajueiro. Segundo o tenente, 80% da madeira era maçiça, proveniente de Mata Atlântica, e o restante, madeira mista. “Por mais que se intensifiquem as operaçþes de fiscalização ambiental nas matas remanescentes de nosso Estado, a maior arma para a fiscalização sempre serĂĄ a participação da sociedade, atravĂŠs das denĂşnciasâ€?, frisou o oficial. Ainda segundo o tenente, serĂĄ realizado um trabalho de fiscalização mais minucioso na ĂĄrea onde ocorreu o desmatamento para identificar outros pontos com irregularidades. A madeira apreendida foi levada para a sede do ICMBio, na APA do Peba para posterior doação a comunidades carentes que ainda nĂŁo tĂŞm fogĂŁo a gĂĄs. O contato do disque-denĂşncia do BPA ĂŠ o 3315-4325.

TRABALHISTAS

Loja Oi comete irregularidades e paga multa A loja franqueada da Oi, RedeCell, que funciona no Shopping Maceió, foi obrigada a pagar indenização por dano moral coletivo no valor de R$ 10 mil, por cometer vårias infraçþes trabalhistas. Segundo o procurador do Trabalho Rafael Gazzaneo Júnior, a empresa pagava comissþes de maneira informal, o conhecido pagamento por fora, sem constar no recibo do salårio, e não pagava as horas extras trabalhadas, excedendo a duas horas suplementares diårias, em desconformidade com artigo 61 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). No Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), assinado com o MinistÊrio Público do Trabalho (MPT), a empresa assumiu o compromisso de pagar as horas extras, como tambÊm as comissþes juntamente com o salårio mensal e discriminadas no recibo de pagamento. O TAC ainda obriga a instalação de controles de jornada, que registrem a entrada e a saída dos funcionårios, como tambÊm foi garantido o descanso semanal e o pagamento em dobro pelo trabalho realizado aos domingos e feriados. A multa pelo descumprimento do TAC serå de R$ 30 mil reais.

ASSESSORIA

Madeira virariaFDUYmRSDUDVHUYHQGLGRDSDGDULDVHSL]]DULDVGRVPXQLFtSLRVGH3LDoDEXoXH)HOL]'HVHUWR

GRANDE DEMANDA

Quarto VLT chega amanhã em Maceió para ampliar transporte Maceió recebe amanhã o quarto Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). AtÊ o final de 2012 estå prevista a entrega dos quatro veículos restantes, totalizando oito VLTs. A modernidade do veículo de transporte materializa o anseio das ferrovias brasileiras por inovação tecnológica e reconquista de espaço e importância no contexto social. A CBTU, fomentadora do desenvolvimento do transporte sobre trilhos, larga na frente e Maceió Ê a primeira capital brasileira a ter os VLTs em plena operação. O VLT consolidou a marca CBTU no Estado, pois obteve aceitação entre os usuårios do tradicional modelo ferroviårio, bem como o interesse dos alagoanos que nunca haviam utilizado o trem.

ApĂłs a inclusĂŁo de dois VLTs na operação comercial, em apenas quatro meses, o nĂşmero de passageiros transportados aumentou cerca de 83%. Dados da Companhia revelam que em janeiro de 2012 foram mais de 110 mil usuĂĄrios atendidos, contra 65 mil transportados em janeiro de 2011. Para o superintendente da CBTU de MaceiĂł, Marcelo de Aguiar Gomes, o aumento considerĂĄvel de usuĂĄrios transportados demonstra que conforto, segurança, pontualidade e tarifa acessĂ­vel, aliadas Ă  ampliação da oferta de viagens, atendem Ă s necessidades da população. “O VLT ĂŠ constantemente mencionado como referĂŞncia e atĂŠ mesmo solução para o transporte pĂşblico nas grandes cidades. Isso

demonstra o sucesso do projeto da CBTUâ€?, afirma o superintendente. A bancĂĄria Poliana Daneu, 31 anos, nĂŁo havia andando de trem atĂŠ ver uma reportagem sobre o VLT. “Fiquei curiosa para saber como funcionava, por isso, trouxe meus dois filhos para um passeio e adoreiâ€?, afirmou. A expectativa da CBTU ĂŠ que a demanda aumente ainda mais quando o trecho de Rio Largo for reativado. As quatro estaçþes do municĂ­pio estĂŁo inoperantes devido a obras de recuperação da via fĂŠrrea atingida pelas chuvas em 2010. AlĂŠm da reformulação da via, estĂŁo sendo construĂ­das linhas de desvio e novas estaçþes, inclusive com projeto de integração intermodal.

CONDIÇÕES DE TRABALHO

BancĂĄrios protestam em porta de agĂŞncia do Banco do Brasil Os funcionĂĄrios do Banco do Brasil protestaram no inĂ­cio da manhĂŁ de ontem contra o assĂŠdio moral e condiçþes de trabalho ruins supostamente impostas pela superintendĂŞncia da agĂŞncia. De acordo com o presidente do Sindicato, Jairo França, os profissionais estĂŁo trabalhando sem as condiçþes necessĂĄrias e a direção do Banco do Brasil tem feito “vista grossaâ€? para o que estĂĄ acontecendo. “Tivemos diversas reuniĂľes com o superintendente e ele sempre argumenta que nĂŁo existe nenhuma reclamação ou denĂşncia de funcionĂĄrios do banco. Desta forma, nĂŁo houve como reivindicar os nossos direitos a nĂŁo ser protestando na porta da agĂŞncia, aqui na Rua do Livramentoâ€?, ressaltou França Ă  reportagem da Tribuna Independente. Com isso, quem estava aguardando que o atendimento do Banco do Brasil iniciasse Ă s nove horas, teve que esperar atĂŠ as 10 horas para cumprir com seus compromissos. “Outra maneira de fazer com que a superintendĂŞncia nos ouça ĂŠ atrasando o serviço.

ASSESSORIA

MobilizaçãoFRPHoRXjVQRYHVKRUDVHDWUDVRXDEHUWXUDGDDJrQFLD

É provåvel que na próxima semana haja novos protestos, caso eles não atendam às nossas reivindicaçþes�, completa o presidente. Às nove horas e 30, o Sindicato dos Bancårios promoveu uma peça teatral representando, segundo Jairo França, a agonia dos funcionårios. A superintendência do Banco do Brasil foi contac-

tada, mas a pessoa responsåvel por passar informaçþes à imprensa estava em reunião e não deu retorno à reportagem antes do fechamento da edição. O Sindicato dos Bancårios informou que não houve reunião ou conversa para abrir um canal de diålogo entre os protestantes e a superintendência do banco.


TribunaIndependente

MACEIÓ - SÁBADO, 11 DE FEVEREIRO DE 2012

Economia

ECONOMIA

13

Usina da Cooperativa Pindorama deve crescer mais de 12% nesta safra O último levantamento realizado pelo setor sucroenergético alagoano apresentou a estimativa de produção das usinas para safra 2011/2012. A Usina Pindorama, principal indústria da Cooperativa Pindorama, aparece como a terceira usina alagoana que deve crescer mais nesta safra. A estimativa do grupo é que a cooperativa moa mais de um milhão de toneladas de cana-de-açúcar, cerca de 12% a mais que a safra anterior. Desde o ano passado a cooperativa vem aplicando uma série de mudanças no parque industrial da usina, no VHQWLGRGHDPSOLDUREHQH¿FLDPHQWRGDFDQDGHDo~FDUHFRQVHTXHQWHPHQWHD produção. No primeiro mês de 2012 a usina da cooperativa já havia processado 630.178 toneladas, mais da metade da estimativa.

Maceió cotada para treinos da Copa 7pFQLFRVGR0LQLVWpULRGRV(VSRUWHVID]HPDYDOLDomRSRVLWLYDGDFDSLWDODODJRDQDHPUHXQLmRFRPFRPLWrJHVWRUFRPHVVH¿P

O

diretor de Futebol 3URÀVVLRQDO GR 0LQLVWpULR GR (VSRUWH 5LFDUGR *RP\GH DÀUPRX RQWHPTXH0DFHLyHVWiDSWD D VH WRUQDU XP GRV FHQWURV GHWUHLQDPHQWR &7V GHVHOHo}HVQD&RSDGR0XQGRGH  ´7HFQLFDPHQWH QmR KiFRPR0DFHLyQmRVHUFRQWHPSODGDµDÀUPRX*RP\GH GXUDQWH UHXQLmR GR &RPLWr *HVWRU GR 3URMHWR $ODJRDV &HQWUR GH 7UHLQDPHQWR GH 6HOHo}HVGD&RSDGR0XQGR GH &RPFRSD$ODJRDV  2 &RPLWr SUHVLGLGR SHOR VHFUHWiULRFKHIH GR *DELQHWH &LYLO GR (VWDGR ÉOYDUR $QW{QLR 0DFKDGR UHXQLXVHQR(VWiGLR5HL3HOpRQGH DSUHVHQWRXDWpFQLFRVGR0LQLVWpULR DVSHFWRV SRVLWLYRV GD FLGDGH GH 0DFHLy SDUD D UHFHSomRGDVVHOHo}HV $DYDOLDomRJHUDOIRLSRVLWLYDWDQWRSHODVREVHUYDo}HV SRQWXDGDV SHORV WpFQLFRV TXDQWR SHOD H[SHFWDWLYD GR &RPLWrGHTXH$ODJRDVUHDOPHQWH VHUi XP GRV FHQWURV GH WUHLQDPHQWR &7V  GHVVH HYHQWR PXQGLDO ´'R SRQWR GHYLVWDGR*RYHUQR)HGHUDO $ODJRDV VHUi PXLWR EHP UHFRPHQGDGD SRLV FRP FHUWH]D DV VHOHo}HV VHUmR PXLWR

ADAILSON CALJHEIROS

EHPLQVWDODGDVQDFLGDGHGH 0DFHLyµDÀUPRX*RP\GH ´0DLV GH  GDV H[LJrQFLDV IHLWDV SHOD )LID >D )HGHUDomR ,QWHUQDFLRQDO GH )XWHEROQDVLJODHPLQJOrV@ IRUDP FXPSULGDV SHOR (VWDGR 9LHPRV DTXL FRPR XP DSRLRGR*RYHUQR)HGHUDOjV UHLYLQGLFDo}HV GH $ODJRDVµ H[WHUQRX R DVVHVVRU HVSHFLDOGRPLQLVWURGR(VSRUWH 9LWRU 3DOPHLUD SRQWXDQGR TXHRSRGHUGHGHFLVmRpGDV VHOHo}HV ´-i FXPSULPRV WRGDV DV H[LJrQFLDV REULJDWyULDV PDVHVWDPRVQRVHVIRUoDQGR SDUD FXPSULU DV RSFLRQDLV SRLV WXGR LVVR FRQWD SRQWR QD DYDOLDomR (VWDPRV SUpDSURYDGRVHDH[SHFWDWLYDp PXLWR SRVLWLYDµ FRQVLGHURX ÉOYDUR0DFKDGR 2VHFUHWiULRFKHIHGR*DELQHWH &LYLO ÉOYDUR 0DFKDGR DSUHVHQWRX DV FRQGLo}HV TXHDSRQWDPR(VWDGRFRPR SRWHQFLDO VHGH GH WUHLQDPHQWRV (OH HQIDWL]RX TXH DWXDOPHQWHDVFRQGLo}HVGD UHGH KRWHOHLUD DODJRDQD VmR PXLWR ERDV R VDQHDPHQWR EiVLFRGDEDL[D0DFHLyHVWi TXDVHFRQFOXtGRDVVLPFRPR jUHIRUPDGR+RVSLWDO*HUDO Técnicos do Ministério dos Esportes se reúnem com Comcopa para apresentar Maceió como Centro de Treinamento de Seleções na Copa GR(VWDGR +*( 

JANEIRO

GOVERNO

1RYDRUODVHUiLQDXJXUDGD *DVWRVFRPHGXFDomRHOHYDP HP3LDoDEXQHVWHGRPLQJR FXVWRGHYLGDHP0DFHLy criz

2 JRYHUQDGRU GH $ODJRDV 7HRWRQLR 9LOHOD )LOKR H R VHFUHWiULR GH (VWDGR GD ,QIUDHVWUXWXUD 0DUFR )LUHPDQLQDXJXUDPQRGRPLQJR   D QRYD RUOD ÁXYLDO GR PXQLFtSLR GH 3LDoDEXoX REUD UHDOL]DGD SHOD 6HFUHWDULD GH (VWDGR GD ,QIUDHVWUXWXUD 6HLQIUD 1RPHVPR GLDRVEHQHÀFLiULRVGDV QRYDV FDVDV HP FRQVWUXomR SHOR JRYHUQR HP SDUFHULD FRP D SUHIHLWXUD DVVLQDP RV FRQWUDWRV MXQWR j &DL[D (FRQ{PLFD)HGHUDO 2HYHQWRVHUiLQLFLDGRjV K GXUDQWH D IHVWD GR %RP-HVXVGRV1DYHJDQWHV 2VHFUHWiULR0DUFR)LUHPDQ UHVVDOWRX D LQWHJUDomR GDV Do}HV UHDOL]DGDV SHOD 6HLQIUDFRPDVSUHIHLWXUDVHRXWUDVVHFUHWDULDVGR(VWDGR ´0DLV XPD YH] FRQFOXtPRVXPDREUDTXHGHVHQYROYHRWXULVPRHPXPDUHJLmR WmROLQGDGH$ODJRDV2WUD-

EDOKR FRQMXQWR FRP yUJmRV FRPRD6HFUHWDULDGH7XULVPRHDVSUHIHLWXUDVPXQLFLSDLV WrP VLGR IXQGDPHQWDO SDUD GHVHQYROYHU Do}HV GH LQIUDHVWUXWXUDTXHUHDOPHQWH DWHQGHP DRV DQVHLRV GD VRFLHGDGHµ GLVVH 0DUFR )LUHPDQ REVITALIZAÇÃO DA ORLA ([HFXWDGD FRP UHFXUVRV IHGHUDLV H HVWDGXDLV D 2UOD )OXYLDO GH 3LDoDEXoX IRL WRWDOPHQWH UHYLWDOL]DGD FRP QRYD SDYLPHQWDomR YLDV SDUD SHGHVWUHV LOXPLQDomR S~EOLFD H[SDQGLGD GXDV ODQFKRQHWHV H GRLV HVSDoRV SDUDFRPpUFLRGHDUWHVDQDWR ORFDO ´$ REUD SULQFLSDOPHQWH FRPDLQFOXVmRGRSDVVHLRGH SHGHVWUHVHPEHOH]DDRUODH IDFLOLWDDGLYXOJDomRWXUtVWLFD GR PXQLFtSLRµ GHVWDFRX DVXSHULQWHQGHQWHGH2EUDV GD 6HLQIUD 6tOYLD 9DOpULD /LPD

2 PrV GH MDQHLUR QmR p FDUDFWHUL]DGR DSHQDV SHOD WHPSRUDGDGHYHUmRHIpULDV 2SULPHLURPrVGRDQRWDPEpPpPDUFDGRSHORSHUtRGR TXH DQWHFHGH R UHLQtFLR GDV DXODVHVFRODUHVXPGRVSULQFLSDLV PRWLYRV TXH OHYDUDP DRDXPHQWRGRFXVWRGHYLGD QD FDSLWDO DODJRDQD $ SHVTXLVD GR ÌQGLFH GH 3UHoR DR &RQVXPLGRU ,3&  GLYXOJDGDSHOD6HFUHWDULDGH(VWDGR GR 3ODQHMDPHQWR H 'HVHQYROYLPHQWR (FRQ{PLFR 6HSODQGH  RQWHP DSRQWD TXH R PDFHLRHQVH HVWi JDVWDQGR DPDLVTXHQRPrVGH GH]HPEUR 2VHWRU(GXFDomRIRLUHVSRQViYHOSRUGDLQÁDomRHPMDQHLURRTXHpFDUDFWHUL]DGRSHORVUHDMXVWHVQDV PHQVDOLGDGHVHVFRODUHVFRP PpGLDYDULiYHOGH2XWUDVWD[DVTXHFRQWULEXtUDP SDUD HVVH DXPHQWR IRUDP FRQGXomR  HPDWHULDO HVFRODU   $ YDULDomR

GRXQLIRUPHHVFRODU   IRLQHJDWLYDPDVQmRREDVWDQWHSDUDLQÁXHQFLDUQDLQÁDomRWRWDOGRVHWRU 6HJXQGR R JHUHQWH GR ,3& *LOYDQ 6LQpVLR RXWUDV iUHDV WDPEpP FRQWULEXtUDP SDUD R DXPHQWR GR FXVWR GH YLGDHP0DFHLy´8PGRVVHWRUHVTXHVHPSUHYHPFRQWULEXLQGRSDUDLQÁDomRDTXLQD FDSLWDOpD$OLPHQWDomR3RGHPRVGL]HUTXHHODpDYLOm GRPDFHLRHQVHµGHFODURX 2 TXHVLWR $OLPHQWDomR FRP LQÁXrQFLD QHVWH PrV GH  QR WRWDO GD LQÁDomRVRIUHXXPDYDULDomRGH VHFRPSDUDGRDRYDORU HP GH]HPEUR ´$ YDULDomR IRLSHTXHQDVHFRPSDUDGRDR tQGLFH GH LQÁXrQFLD PHQVDO ,VVR IRL PRWLYDGR SHOR DFXPXODGRGRV~OWLPRPHVHV  RTXHIH]FRPTXHR JUXSR FRPSURPHWHVVH JUDQGH SDUWH GR VDOiULR GRV PDFHLRHQVHVHPMDQHLURµH[SOLFRX6LQpVLR


14

ECONOMIA

TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 11 DE FEVEREIRO DE 2012

etjornalista@gmail.com

Maribondo - Festa religiosa

N

este sĂĄbado, o povoado Mata Verde VHUiWRPDGRSRUĂ€pLV religiosos de Santa Paula, quando acontece a vĂŠspera do dia festivo da padroeira local. O evento ĂŠ tradicional e costuma reunir pessoas de todas as partes, inclusive tem um imenso parque de diversĂŁo hĂĄ mais de dez dias instalado. â€œĂ‰ um evento que atrai polĂ­ticos e pessoas ligadas diretamente ao dia-a-dia de Maribondo, e que aproveitam o momento para interagir entre si, soEUHWXGRQHVVHDQRTXHpXPSHUtRGRHOHLWRUDOÂľDĂ€UPDRGHYRWR Val Borges, que no Ăşltimo sĂĄbado esteve na regiĂŁo, representando o secretĂĄrio de SaĂşde do Estado, Alexandre Toledo. AmanhĂŁ tem procissĂŁo seguida de Missa Campal pelo padre CĂ­cero Cavalcante.

Maribondo - Bloco Na segunda-feira de Carnaval quem vai sair pelas principais ruas da cidade serĂĄ o “Bloco Bebo Cegoâ€?, cujas camisas começam a ser vendidas a partir deste sĂĄbado. Quem adquirir uma camisa ao preço de 12 reais terĂĄ direito a cerveja e muito frevo. Uma animada orquestra estĂĄ sendo anunciada justamente para marcar a estrĂŠia desse bloco na histĂłria carnavalesca de Maribondo. Ewerton Borges, Antonio Teixeira e Max Victor sĂŁo os organizadores.

Capela

UniĂŁo

A prefeitura anuncia para o outro ViEDGRRWUDGLFLRQDOGHV¿OHGR5HL Momo e da Rainha e dos blocos pelas principais ruas da cidade, e logo após tem shows com as bandas Pakaramba e Beijo na Boca. Domingo tem na Praça Central a banda Gingado, seguido das apresentaçþes das bandas Simpatia e Embarka Samba. Segunda-feira serå a vez da II Edição do Bloco Agita Capela. O bloco serå conduzido pela banda Golden Time, no Trio Toledão. Terça-feira, encerramento do Carnaval capelense, com as bandas Explosão da Swingueira e Beijo Boca. No povoado de Santa (¿JrQLDRVTXDWURGLDVGH&DUQDYDO serão animados pela banda Sem Intenção.

O recesso dos vereadores WHUPLQDRÂżFLDOPHQWHQRGLD de fevereiro, mas a primeira sessĂŁo ordinĂĄria do ano sĂł vai acontecer no dia 28 de fevereiro. O motivo, segundo o vereador e presidente da Câmara, Bruno LeitĂŁo Praxedes (PSDB), ĂŠ que as sessĂľes ordinĂĄrias acontecem nas manhĂŁs das terças-feiras, e FRPRQRGLDpGLDGHTXDUWD feira e no dia 21 ĂŠ Carnaval decidimos por começar no dia 28, a partir das 9 horas. “Esperamos contar com uma participação maior da populaçãoâ€?, disse o vereador. “A Câmara Municipal ĂŠ uma casa do povo e a participação popular ĂŠ muito importanteâ€?, complementou.

Santa Luzia do Norte A cidade estĂĄ a todo vapor na alegria do Carnaval 2012. Ontem, o bloco JaraguĂĄ fez a prĂŠvia carnavalesca arrastando uma multidĂŁo por pelas SULQFLSDLVUXDVGDFLGDGHÂżQGDQGRGR4*GD)ROLDD3UDoD0XOWLHYHQWRV cuja animação sĂł veio terminar nas primeiras horas de hoje. AmanhĂŁ sai o bloco “Oi NĂłs AĂ­â€?, que pelo sĂŠtimo ano consecutivo marca presença nas ruas. “Estamos vendendo os abadĂĄs a preços populares, cuja sobra GHFDL[DpSDUDLQYHVWLUHPFHVWDVEiVLFDVSDUDDVHQWLGDGHVÂżODQWUySLcasâ€?, disse o ex-vereador PedĂŁo, organizador do evento.

Matadouro

Viçosa

Para segunda-feira que vem, na sede da AMA, a entidade estå convoFDQGRSUHIHLWRVD¿PGHGLVFXWLUDV questþes relacionadas às condiçþes dos matadouros públicos. Lå, vão estar diversos órgãos relacionados à pecuåria e agricultura, como a Secretaria de Estado da Agricultura, Adeal, Procuradoria Regional do Trabalho, MTE, Federação da Agricultura e Pecuåria do Estado de Alagoas, Superintendência em Alagoas do MinistÊrio da Agricultura, Pecuåria e Abastecimento, Associação dos Criadores de Alagoas e MPE (por intermÊdio do Núcleo de Defesa do Meio Ambiente). Este ano, jå foram interditados pelo MinistÊrio do Trabalho e Emprego (MTE) três abatedouros nas cidades de Matriz do Camaragibe, Porto Calvo e Taquarana.

Em visita à Indústria Sesi do Conhecimento de Viçosa na última terça-feira, a supervisora regional do projeto, Silvia Barbosa, entregou uma TV LCD de 32 polegadas, um data show, um aparelho de DVD e alguns livros para a unidade. Disse que os equipamentos foram entregues como incentivo pela grande quantidade de visitantes no local. Todos os meses, a Indústria do Conhecimento de Viçosa oferece cursos de informåtica båsica para a comunidade mais carente, crianças da rede pública e os idosos do Grupo da Terceira Idade Renascer. A iniciativa Ê fruto da parceria entre o Serviço Social da Indústria (Sesi) com a Prefeitura.

Campanha PrÊvias carnavalescas, preparativos para a festa e praias lotadas. É a FKHJDGDGR&DUQDYDOQDVFLGDGHVOLWRUkQHDVTXDQGRDXPHQWDRÀX[R de visitantes e com isso, o consumo de energia elÊtrica. Atenta a esse PRYLPHQWRD(OHWUREUDVLQWHQVL¿FRXRWUDEDOKRGHFRPEDWHDSHUGDVH à inadimplência junto às classes residenciais, comerciais e públicas dos balneårios alagoanos.

Campanha- locais 3DQĂ€HWDJHPHFDUURVGHVRPFLUFXODUmRQRVPXQLFtSLRVGH3DULSXHLUDH Barra de Santo AntĂ´nio, neste sĂĄbado, e amanhĂŁ serĂĄ a vez de Barra de SĂŁo Miguel e Praia do FrancĂŞs. O objetivo ĂŠ alertar aos proprietĂĄrios de residĂŞncias, pontos comerciais e ambulantes que comercializam todos os tipos de produtos, a utilizarem a energia de forma regular, mantendo a conta em dia.

Piaçabuçu Amanhã a cidade vive momento festivo não só pela procissão de Bom Jesus dos Navegantes. É que o governador TÊo Vilela vai entregar a FRQFOXVmRGDREUDGDQRYDRUODÀXYLDO([HFXWDGDFRPUHFXUVRVIHGHUDLV e estaduais, a Orla Fluvial de Piaçabuçu foi totalmente revitalizada com nova pavimentação, vias para pedestres, iluminação pública expandida, duas lanchonetes e dois espaços para comÊrcio de artesanato local.

Eisa Alagoas fabricarå navios-sonda para Petrobras Anúncio foi feito pela estatal e projeto de estaleiro em Coruripe começa sair do papel

A

Petrobras divulgou, na quinta-feira (9), a contratação do Estaleiro Eisa para a fabricação de cinco navios-sonda em Alagoas. Com este anĂşncio, o projeto do estaleiro, no municĂ­pio de Coruripe - Sul do Estado -, começa a sair do papel apĂłs trĂŞs anos de negociação. Para o senador Benedito de Lira (PP-AL), que participou ativamente das negociaçþes entre governo e iniciativa privada para a instalação do Eisa, o empreendimento deverĂĄ movimentar a economia da regiĂŁo com a criação de cerca de 10 mil empregos diretos sĂł na construção. “Essa iniciativa mudarĂĄ R SHUĂ€O HFRQ{PLFR GR QRVVR Estado com o fortalecimento de outros setores da economia como agricultura e serviços, que deverĂŁo fornecer, por exemplo, 30 mil refeiçþes para os trabalhadoresâ€?, ressaltou. O estaleiro tambĂŠm vai estruturar outros setores da economia alagoana uma vez que precisarĂĄ de insumos, peças e equipamentos que poderĂŁo ser fornecidos por empresas de todo o Estado. “O estaleiro vai mudar totalmente a feição dos municĂ­pios pobres da regiĂŁo. Locais vizinhos a Coruripe VHUmR EHQHĂ€FLDGRV SRUTXH poderĂŁo fornecer os serviços e produtos necessĂĄrios ao empreendimentoâ€?. Ao comemorar a decisĂŁo da Petrobras, o senador Benedito de Lira lembrou o esforço para concretizar o “sonhoâ€? de levar o estaleiro para Alagoas. Ele relembrou inĂşmeras reuniĂľes e pronun-

DIVULGAĂ‡ĂƒO

No total serĂŁo 26 navios-sonda, mas a Petrobras mantĂŠm sigilo total sobre valor exato do negĂłcio

ciamentos no plenĂĄrio do Senado em busca de apoio para o empreendimento. â€œĂ‰ uma alegria muito grande vivermos esse momento importante porque pairava na cabeça dos alagoanos a impressĂŁo de que esse projeto nĂŁo aconteceria. Agradeço a sensibilidade da Petrobras, o apoio da presidente Dilma Roussef, que desde o primeiro momento acreditou, e da ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, que sempre nos

atendeu. Em nome dos alagoanos, agradeço a todos que contribuíram direta ou indiretamente para esta conquista que mudarå a feição da economia do Estado�, concluiu. EMPRESAS No total, serão construídos 26 navios-sonda. A Petrobras mantÊm sigilo total sobre o valor exato do negócio, mas fontes de mercado asseguraram que as taxas diårias devem variar de US$ 526 mil a US$ 540 mil, por

unidade. O processo de licitação cancelado em dezembro previa 21 sondas A Ocean Rig participa do processo atual em parceria com os estaleiros Eisa e Mauå. Jå a Sete Brasil apresentou como parceiros a Odfjell, Seadrill, Etesco, Odebrecht, Queiroz Galvão e Petroserv, e projeta construir as unidades nos estaleiros do Espírito Santo, Bahia, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Acesse: tribunahoje.com A informação que você não tinha no seu dia-a-dia

murici tapera


TribunaIndependente

MACEIÓ - SÁBADO, 11 DE FEVEREIRO DE 2012

PUBLICIDADE

15


16 ESPORTES

TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 11 DE FEVEREIRO DE 2012

Esportes

&RUXULSHFRQÂżUPDGXHORFRP3DOPHLUDV pela Copa do Brasil no TrapichĂŁo $GLUHWRULDGR&RUXULSHFRQÂżUPRXSDUDR(VWiGLR5HL3HOpDSDUWLGDGR Coruripe contra o Palmeiras pela Copa do Brasil. Inicialmente, a partida estava marcada para o EstĂĄdio Gerson Amaral, no Litoral Sul do Estado de Alagoas. As duas equipes se enfrentam na quarta-feira (14/3), Ă s 21 horas (horĂĄrio local). O jogo da volta estĂĄ marcado para a quinta-feira (22/3), Ă s 22 horas (horĂĄrio de verĂŁo), no EstĂĄdio do Pacaembu, em SĂŁo Paulo. “Foi uma Ăłtima iniciativa da direção do Coruripe pois muitos torcedores palmeirenses de todo o Nordestes devem vir para este jogo e o campo em Coruripe nĂŁo suportaria esse pĂşblicoâ€?, frisou o gerente da FAF, Roque JĂşnior.

CRB escalado e concentrado na Pajuçara Paulo Comelli realiza um trabalho recreativo neste såbado e time para duelo contra o Murici terå outra vez três zagueiros

G

eovani foi um dos melhores em campo contra o CSE, mas volta para o banco de reservas neste domingo. O CRB estĂĄ escalado para o duelo contra o Murici, Ă s 15h15, no EstĂĄdio JosĂŠ Gomes da Costa, com Cristiano; Filipe, Ă?talo e RodrigĂŁo; Elsinho, Roberto Lopes, Diego AragĂŁo, Maradona e Jadilson; Rodrigo Dantas e AloĂ­sio. “Essa formação estĂĄ mostrando muita produtividade e temos que jogar para ganhar. Sabemos que o empate tambĂŠm ĂŠ um bom resultado, mas a briga pelas vagas estĂĄ acirrada e ninguĂŠm quer ficar de fora das semifinaisâ€?,

destacou o lateral Jadilson, que volta ao time apĂłs suspensĂŁo. Assim como ele, Elsinho e Felipe tambĂŠm voltam. A baixa fica por conta do volante Everton Luiz, que foi expulso. “Temos que jogar com muita inteligĂŞncia pois o adversĂĄrio ĂŠ de qualidade e nosso jogo ĂŠ o Ăşnico da rodada onde os dois times buscam classificação. Uma bobeira e todo trabalho do primeiro turno pode ir por ĂĄgua abaixoâ€?, explicou o tĂŠcnico Paulo Comelli. Hoje pela manhĂŁ acontece um recreativo na Pajuçara e depois o elenco entra no regime de concetração. A idĂŠia

TRAPICHAO.COM

de concentrar em União dos Palmares foi cancelada. CAMISA 100 ANOS A tão aguardada camisa dos 100 anos alvirrubro jå tem data marcada para ser comercializada. A diretoria do CRB informa que na próxima segunda-feira (13) ela estarå disponível para a torcida regatiana na loja do clube. Os 200 primeiros torcedores que comprarem a camisa comemorativa do Galo irão ter os seus nomes personalizados. A direção tambÊm informou que o torcedor pode fazer a sua reserva ligando para o número 3327-6345. A peça custa R$ 120.

DE ĂšLTIMA HORA

Flåvio leva 4 jogos de suspensão e jurídico do CSA tenta reverter A direção do CSA amanheceu ontem preocupada. O goleiro e capitão do time Flåvio foi punido pelo TJD com quatro jogos de suspensão pelas agressþes verbais ao årbitro Francisco Carlos do Nascimento, no duelo do Azulão contra o CSE pela segunda rodada. Flåvio foi ouvido pela primeira comissão disciplinar, mas não conseguiu convecer os auditores. AlÊm dos jogos o CSA pagarå multa de R$ 500. No final da tarde, uma expectativa boa para a torcida

azulina. O departamento jurídico Marujo entrou com um recurso voluntårio solicitando o efeito suspensivo da decisão. Com isso a pauta seria passada para o pleno do TJD. A ação estå com a relatora Valquíria Simone Leite e atÊ o fechamento desta edição ela não tinha emitido o parecer. Segundo o assessor da FAF, Osvaldo Júnior, pela Lei PelÊ, como existem vårios jogos ainda para serem realizados no Alagoano 2012, Flåvio poderia cumprir a punição em outro

momento. EM CAMPO O tĂŠcnico CĂ­rio Quadros define hoje os titulares para o duelo contra o CEO neste domingo, Ă s 15h15, no TrapichĂŁo. Ele nĂŁo conta com o lateral esquerdo Camilo que foi expulso e com o zagueiro Aderaldo, que estĂĄ machucado. Milas e Duda devem entrar no time titular. Em 5Âş lugar com 13 pontos o CSA precisa ao menos ganhar por dois gols de diferença para manter viva a esperança da vaga. DIVULGAĂ‡ĂƒO

Zagueiro Felipe volta ao time do CRB no duelo contra o Murici neste domingo, na casa do adversĂĄrio

PERIGO

Corrida de canoas da cidade de Pilar estå ameaçada de não acontecer

Corrida de canoas do município do Pilar estå ameaçada por falta de incentivo dos empresårios

A tradicional corrida de canoas promovida por moradores e amantes do esporte da cidade de Pilar e municĂ­pios vizinhos estĂĄ ameaçada. A regata Ă  vela que acontece hĂĄ mais de 30 anos na Lagoa Manguaba estĂĄ prestes a ter um ponto final por falta de incentivo. A corrida ĂŠ realizada pelos apaixonados pelo esporte, pois nĂŁo existem patrocinadores. Canoas tradicionalmente eternizadas na mente do povo pilarense sĂŁo lembradas a cada reencontro. “Veloz da Zona, Japonesa, Deixe Minha Vida, Proa Encarnada, Veneza, Tira-teima, Rosaâ€?, sĂŁo algumas delas.

CARIOCA

LIMINAR

O Botafogo conseguiu um grande UHVXOWDGRGLDQWHGR2ODULD$OpPGD boa atuação do time, o resultado foi bastante importante por ter recolocado o Alvinegro entre os dois primeiros do Grupo A da Taça Guanabara com 9 pontos, atrås apenas do Resende. O time encara hoje às 16h (de Maceió) o Bonsucesso. O WpFQLFROswaldo de Oliveira quer evitar que o resultado elåstico crie um clima de oba-oba. OUTROS JOGOS Boavista x Bangu Americano x Friburguense 2ODULD[0DFDp

Uma liminar conseguida junto Ă  Justiça de SĂŁo Paulo pela Associação Viva Pacaembu, que representa os moradores do bairro onde estĂĄ localizado o estĂĄdio, IH]FRPTXHDÂżQDOGRUHDOLW\ show “The Ultimate Fighterâ€? nĂŁo mais seja realizada lĂĄ. A decisĂŁo ÂżQDOIRLLQIRUPDGDSHOD6HFUHWDULD de Esportes de SĂŁo Paulo, que nĂŁo recorrerĂĄ da decisĂŁo, por nĂŁo haver tempo hĂĄbil para isso. O HYHQWRDFRQWHFHULDGLDGHMXQKRHWHULDDOpPGDVÂżQDLVGR7KH Ultimate Fighter, as lutas entre os treinadores dos dois times que comporĂŁo o show, Wanderlei Silva e Vitor Belfort, e a revanche entre Anderson Silva e Chael Sonnen. Com isso, o Rio de Janeiro, que jĂĄ recebeu duas ediçþes do UFC, em 2011 e em 2012, passa a VHUDFLGDGHPDLVFRWDGDSDUDDEULJDURHYHQWRÂżQDOGRUHDOLW\VKRZ

Botafogo enfrenta hoje o Bonsucesso no EngenhĂŁo

3DFDHPEXpYHWDGRHQmRUHFHEHUiÀQDOGR8)&

Sem incentivo, a corrida estĂĄ ameaçada, pois sem recursos financeiros nĂŁo existe a possibilidade de o esporte progredir. Os moradores de Pilar ressaltam que a intenção da corrida de canoas ĂŠ tambĂŠm a de chamar atenção de outros Estados a participarem do campeonato. “Infelizmente, apĂłs 30 anos, agora ĂŠ que começam a aparecer os primeiros patrocinadores, mas ainda nĂŁo ĂŠ suficiente, pois para manter uma corrida como esta ĂŠ preciso ter recursos. Esperamos que em breve as coisas mudem e possamos fazer um grande evento para todo o povo pilarenseâ€?, lamentou JosĂŠ

PAULISTĂƒO

Palmeiras pega Ituano com uma novidade O elenco do Palmeiras realizou ontem o Ăşltimo treino antes do duelo de hoje Ă s 16h contra o Ituano. E, no que depender da atividade, o atacante Barcos farĂĄ seu primeiro jogo como titular. FelipĂŁo comandou um trabalho tĂĄtico, com o posicionamento dos titulares, sem adversĂĄrio. Ele promoveu as voltas de Cicinho, Juninho e Leandro Amaro, poupados da Ăşltima SDUWLGDDOpPGHFRPHoDUFRPR argentino na frente. OUTROS JOGOS 18h30 Mirassol x Ponte Preta 18h30 Bragantino x Mogi Mirim

Adeiton da Silva, organizador do campeonato que reĂşne pescadores de Pilar e Marechal Deodoro, alĂŠm de amantes do esporte. Ele explicou que a corrida de canoas sempre acontece em datas comemorativas, com largada na cidade de Marechal Deodoro e chagada na orla lagunar de Pilar. Para a segurança, dois salva-vidas com barcos a motor acompanham o trajeto evitando acidentes ou afogamentos. Embora o evento jĂĄ aconteça hĂĄ cerca de 30 anos, poucos sabem, pois nĂŁo hĂĄ divulgaçã. “Existem muitas promessas, mas atĂŠ agora sĂł decepçþesâ€?, declarou JosĂŠ Adeilton.


TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 11 DE FEVEREIRO DE 2012 DIVERSĂƒO&ARTE

1

Natalie Portman participarĂĄ de QRYRVÂżOPHVGH7HUUHQFH0DOLFN

SĂŠrie “Smallvilleâ€? irĂĄ continuar nos quadrinhos

Os prĂłximos papĂŠis de Natalie PortmanHP+ROO\ZRRGVHUmRHPÂżOPHV do diretor Terrence Malick. ApĂłs ganhar o Oscar por “Cisne negroâ€?, DDWUL]WLURXXPDORQJDIROJDSDUDFXLGDUGRÂżOKR$OHSKQDVFLGRHP junho do ano passado. Agora ela voltarĂĄ Ă s telas em “Knight of Cupsâ€? e “Lawlessâ€?, segundo o site Deadline.com. “Knight of Cupsâ€? começarĂĄ a VHUÂżOPDGRHPMXQKRHWUD]QRHOHQFR&KULVWLDQ%DOH&DWH%ODQFKHWWH ,VDEHO/XFDVRVURWHLURVGRVGRLVÂżOPHVDLQGDpXPVHJUHGR

A editora americana DC, dona dos direitos do Superman, anunciou que produzirĂĄ uma continuação para a sĂŠrie “Smallvilleâ€? nos quadrinhos, que irĂĄ se chamar “Smallville Season 11â€?. A histĂłria irĂĄ começar seis meses apĂłs o tĂŠrmino da dĂŠcima temporada da atração e, de acordo com o escritor Bryan Q. Miller, vai se focar no primeiro ano de Clark como Superman. VĂĄrios personagens do programa irĂŁo retornar nesta versĂŁo, incluindo Chloe e Oliver Queen, o Arqueiro Verde, que agora estĂŁo casados.

Sergipe

aos olhos de quem vĂŞ

Sergipe nĂŁo ĂŠ a queridinha dos turistas que visitam o Nordeste, mas tem recantos belos e que merecem visita como o Pantanal de Pacatuba e Pirambu, dois belos achados para quem gosta de natureza

S

ergipe, o menor Estado do Brasil, contempla em seu território uma enorme variedade de cenårios repletos de belezas naturais. AlÊm dos mais visitados, como o litoral sul e os cânions do Xingó, em meio às åguas do Rio São Francisco, hå algumas regiþes que não são muito conhecidas e ainda atraem poucos turistas, como o litoral norte.

Pacatuba, a 116 km da capital Aracaju, Ê o principal exemplo. Ainda sem infraestrutura para o turismo, Ê desfrutada apenas pelos nativos da região e moradores pró[LPRV$UHJLmRÀFDSHUWR da foz do Rio São Francisco e esconde a diversiGDGHGHIDXQDHà RUD Para chegar ao mar Ê necessåria a marÊ baixa e hå apenas um caminho. A praia Ê ideal para os VXUÀVWDVeIRUPDGDSRU coqueiros, areia clara e fofa e Ê praticamente deserta. Como a sinalização Ê precåria, Ê preciso pedir informação aos moradores e a melhor referência para chegar ao mar Ê o

Pontal dos Mangues. Diferente do que se possa imaginar, o melhor da região não Ê a praia, mas sim o que hå em volta dela. Pacatuba tem um trecho cercado de Mata Atlântica que esconde dunas, lagoas costeiras, pântanos e

manguezais, apelidados de “Pantanal Sergipanoâ€? ou “Pantanal de Pacatubaâ€?. Assim como no Pantanal mato-grossense, o local ĂŠ uma planĂ­cie inundada e hĂĄ uma grande biodiversidade. SĂŁo mais de 100 espĂŠcies

catalogadas, com muitos peixes, mamĂ­feros, aves e plantas ornamentais. Segundo especialistas, o pantanal nordestino foi formado hĂĄ mais de 12 mil anos. A regiĂŁo tem cerca de 40 km de extensĂŁo e pode ser admirada no percurso que liga Pa-

catuba Ă  outra praia do litoral norte, Pirambu. eSRVVtYHOFKHJDUDR local pela BR-101 pela estrada para Jabaratuba, mas para contemplar as belezas da regiĂŁo ĂŠ preciso ir ou voltar para Pirambu pela estrada de terra. O local mais bonito ĂŠ o Mirante do Robalo, onde ĂŠ possĂ­vel visualizar o conjunto de belezas que estĂŁo na regiĂŁo. Ainda perto do caminho entre as duas praias, hĂĄ a Lagoa Redonda: ĂĄrea cercada por dunas e um lindo riacho. De cima das montanhas de areia ĂŠ possĂ­vel avistar a Praia de Pirambu. Na lagoa hĂĄ um camping e muitas pessoas costumam acampar e desbravar os riachos prĂłximos Ă  regiĂŁo, como a cachoeira do Roncador. Pirambu estĂĄ a 75 km de Aracaju e jĂĄ possui infraestrutura para os turistas, com pousadas, restaurantes e quiosques Ă  beira-mar. Quem gosta de frutos do mar nĂŁo

deve deixar de degustar os camarþes e caranguejos da região. Os pratos custam em mÊdia R$ 35 para duas pessoas. Assim como Pacatuba, o local Ê formado por uma colônia de pescadores - pirambu Ê o nome de um peixe típico da região. A praia tambÊm Ê adequada à pråtica de surf jå que possui boas ondas. Assim como em todo o Estado de Sergipe, muitos coqueiros compþem o cenårio. Pirambu abriga a primeira base do Projeto Tamar instalada no Brasil, em 1982, e sedia a Coordenação Regional do Projeto Tamar-ICMBio de Sergipe e Alagoas. São 53 km de praias monitoradas que protegem quase 2.400 desovas e PLOÀOKRWHVDFDGD temporada. 80% das tartarugas são da espÊcie oliva, a menor entre as marinhas que ocorrem no Brasil, com comprimento curvilíneo de casco entre 70 e 74 centímetros.


2

TribunaIndependente

DIVERSÃO&ARTE 0$&(,Ï6È%$'2'()(9(5(,52'(

Exposição ³%XPEDPHXERL±1RVVR3DWULP{QLR&XOWXUDO´±20XVHX3DOiFLR)ORULDQR3HL[RWR 0XSD DEULJDDH[SRVLomRTXHUH~QHIRWRJUD¿DVGR FRQFXUVRGHEXPEDPHXERLUHDOL]DGRHPIHYHUHLURGH$PRVWUDH[S}HEXPEDVGDVDJUHPLDo}HV%RL*DYLmRGR9DOHGR5HJLQDOGR%RL9LQJDGRUH%RL-DJXDU$H[SRVLomR¿FDDEHUWDDWpPDUoR2VKRUiULRVGHYLVLWDomRVmRGHWHUoDVTXLQWDVHVH[WDVIHLUDVGDV KjVKTXDUWDVIHLUDVGDVKjVKHViEDGRVGRPLQJRVHIHULDGRVGDVKjVK0DLVLQIRUPDo}HVH

Rock 2UJDQL]DGRSHOR&ROHWLYR 3RSIX]]RIHVWLYDOLQWHUFRQWLQHQWDOID]SDUWHGD SURJUDPDomRGR-DUDJXi )ROLDFRPDVEDQGDV $V¿[LD $/ &RIIHVKRS $/ $ODtGHQHJmR $0  $VWURGHFN $/ 2V 1HOVRQV %$ H6WLFN\ *DUGHQ $/ 2IHVWLYDO WDPEpPVHUiOHYDGRjV FLGDGHVGH$UDSLUDFD DPDQKm3DOPHLUDGRV ËQGLRVQRGLDHSRU ~OWLPR'HOPLUR*RXYHLD QRGLD

Turma da Rolinha 2EORFRSDUWHGD3UDoD 0XOWLHYHQWRVQHVWHViEDGRDSDUWLUGDVKHP GLUHomRDRDQWLJR&OXEH $ODJRLQKDV2NLWUROLQKD composto por camisa e ERQpFXVWD5HD VRPEULQKDRSFLRQDO5 'XUDQWHRSHUFXUVR GRWULRHOpWULFRKDYHUiXP SRQWRGHYHQGDGHEHELGDVERQHFRVJLJDQWHVH DLQGDR%DQKRGD5ROLQKD SDUDDEUDQGDURFDORU 0DLVLQIRUPDo}HV   

CineArte

Pinto da Madrugada O maior bloco da capital agita os foliões na manhã de hoje, com concentração às 6h da manhã, em frente ao clube do CRB, QD3DMXoDUD$RVRPGRIUHYRRVIHVWHMRVGR0RPRLUmRPDUFDURGHV¿OHTXHYDL percorrer a orla até a Ponta Verde.

Projeto “Baila Comigo” $2UTXHVWUD&RQH[mR/DWLQDLUiDQLPDUR3URMHWR³%DLOD&RPLJR´HVSHFLDOGH&DUQDYDOQRGLDGHIHYHUHLUR$DWLYLGDGHpUHDOL]DGDSRU PHLRGR76,±7UDEDOKR6RFLDO&RP,GRVRTXHGHVHQYROYHXPVHUYLoRGHDVVLVWrQFLDFRPSHVVRDVGDWHUFHLUDLGDGH/RFDO6HVF3RoR +RUiULRK9DORUHV5SDUDLGRVRVFRPFDUWHLUDGR6HVFH5SDUDLGRVRVVHPFDUWHLUD

Na quarta-feira o Cine6HVFSURPRYHDH[LELomR GR¿OPH$¿WDEUDQFD GH0LFKDHO+DQHNHR ¿OPHDFRQWHFHHP (PXPYLODUHMRDOHPmR YLYHPDVFULDQoDVH DGROHVFHQWHVGHXP FRUDO$SyVXPHVWUDQKR DFLGHQWHFRPRPpGLFRORFDOFXMRFDYDOR tropeça em um arame D¿DGRLQLFLDVHXPD EXVFDSHORUHVSRQViYHO /RJRRXWURVHVWUDQKRV HYHQWRVRFRUUHPOHYDQWDQGRXPFOLPDGHGHVFRQ¿DQoDJHUDO/RFDO 6HVF&HQWUR+RUiULR K(QWUDGDIUDQFD

FALE CONOSCO$$JHQGDpXPVHUYLoRJUDWXLWRGHRULHQWDomRDROHLWRU2VLQWHUHVVDGRVHPGLYXOJDUHYHQWRVVKRZVHH[SRVLo}HVSRGHPHQYLDUPDWHULDODWUDYpVGRHQGHUHoRWLDJHQGD#KRWPDLOFRP

RESUMO DE NOVELAS GLOBO 18h A VIDA DA GENTE

1DQGDSURFXUD)UDQFLVFRQDFDVDGH$XJXVWR HRVGRLVGLVFXWHP5RGULJRH[SOLFDFRPR )UDQFLVFRGHYHOLGDUFRPVXDLUPm/~FLRWHQWD DSD]LJXDUXPDGLVFXVVmRHQWUH$QDH(YD 1DQGD¿FDLUULWDGDDRVDEHUTXH)UDQFLVFRHVWi FRP5RGULJRPDVVHHPRFLRQDDRHQFRQWUi OR6R¿DH&HFtOLDYHQFHPVXDVSDUWLGDVQR FDPSHRQDWRGHWrQLVHYmRQRYDPHQWHSDUDD ¿QDO0DULDQR¿FDIUXVWUDGRSRUQmRFRQVHJXLU PDLVXPHPSUpVWLPRHPVHXEDQFR/RXUHQoRp GHPLWLGRHFRQWDFRPDDMXGDGH5RGULJR

GLOBO 19h

GLOBO 21h

AQUELE BEIJO

FINA ESTAMPA

/HQDUHYHODD0DUXVFKNDTXHIRLHQYLDGDSRU 5HJLQD6DULWDH$OEHUWRGHQXQFLDPDOLJDomR HQWUH+HQULTXHH0DUXVFKNDSDUD9HUDH 9LFHQWH5DLPXQGLQKDDUPDXPIDOVRHQFRQWUR SDUD/RFDQGDHRVXSRVWRDPDQWHYDLHVSHUiOD QDSUDoD(VWHODYDLjGHOHJDFLDGH5DXOHVHGX] RGHOHJDGR2OJDFKDQWDJHLD7LEpULR&ODXGLD YLVLWD&DPLODQRUHVWDXUDQWHHpKRVWLOL]DGDSRU $PiOLD5DtVVDGLVFXWHFRP6HEDVWLmR)HOL]DUGRDFXVD/RFDQGDGHDG~OWHUDHDH[SXOVD GRTXDUWR/HQDGL]D0DUXVFKNDTXH5HJLQD HQFRQWURXVHX¿OKRDEDQGRQDGR

Gouveia explica para Beatriz e Celina como será o processo que enfrentarão. Beto HQWUDHPFRQWDWRFRP(VWKHUH*XDUDF\¿FD perplexo ao saber que Beatriz denunciou Danielle. Griselda vai com Guaracy atrás de Glória, que conta sua história para Beto. Griselda consola Guaracy e os dois acabam se beijando. Guaracy conta para Paulo que Esther sumiu porque a mãe biológica de Vitória que tirá-la dela.

RECORDE 21h VIDAS EM JOGO

1mRKiH[LELomRDRVViEDGRV


TribunaIndependente

0$&(,Ă?6Ăˆ%$'2'()(9(5(,52'(

DIVERSĂƒO&ARTE

3

WAYNE CAMARGO/REDE TV!

A Rede TV! estreia hoje, Ă s 22h, o “O Encantador de CĂŁesâ€?, programa conhecido da TV paga e que tambĂŠm chegou a ser exibido na Band. Jacqueline Sato, agora, faz a apresentação, interagindo com o adestrador mexicano Cesar Millan. Neste primeiro episĂłdio, serĂŁo mostradas trĂŞs reabilitaçþes de cachorros

FLĂ VIO RICCOFRODERUDomR-RVp&DUDORV1HU\ZZZWZHWWHUFRPĂ€DYLRULFFR

Record conclui primeira bateria de gravaçþes de nova novela em transatlântico de luxo

P

TV TUDO &KHJDQGRDR¿P )DOWDPFDStWXORVDSHQDVSDUD &ULVWLDQQH)ULGPDQHQFHUUDUR VHXWUDEDOKRHP³9LGDVHP-RJR´ QRYHODGD5HFRUG1RWRWDOVHUmR 242. 4XDQWRDRIXWXURGHSRLVGHXP SHUtRGRGHIpULDVHP3RUWXJDO &ULVWLDQQHSUHWHQGHFXPSULUQRUPDOPHQWHRVHXFRQWUDWRDWp( VDLUGHSRLVGLVVR

ara nĂŁo existir falhas de continuidade, a Record começa a reproduzir em seus estĂşdios no Rio de Janeiro alguns cenĂĄrios de navio, como quartos e FRUUHGRUHVSDUDFHQDVGHĂ DVKEDFNGDQRYHOD´0iVcarasâ€?, a substituta de “Vidas em Jogoâ€?, na faixa das 22 horas. Depois de duas semanas, foi concluĂ­da ontem, sexta, a primeira etapa dos trabalhos a bordo do Mercado transatlântico Vision of The Seas, mobilizando cerca 26%7FRQWLQXDjSURFXUDGH de 130 pessoas, entre equipe de bastidores, elenco e di- DOJXpPSDUDDVVXPLUDVXDWHOreção. E porque nĂŁo haverĂĄ uma segunda chance, HGUDPDWXUJLD 2QRPHGR1LOWRQ7UDYHVVRQmR ou – no caso - uma nova viagem, a produção de IRLLQWHLUDPHQWHGHVFDUWDGRPDV cercou de todos os cuidados nas gravaçþes realiRXWUDVRSo}HVFRPHoDPDVHU zadas. Se algum pecado foi cometido, dizem, foi EXVFDGDV pelo excesso. Fernando PavĂŁo, o protagonista, atĂŠ como exemplo, fez cenas das duas fases do 9DLHPIUHQWH seu personagem – uma com barba, no começo, $LQGDGR6%7'DQLHOD%H\UXWL e depois de cara limpa, quando assume outra SUHWHQGHWUDEDOKDUDWpRV~OWLPRV GLDVGDVXDJUDYLGH]HPPHDGRV personalidade, em busca de informaçþes sobre GRPrVTXHYHP o sequestro da esposa. Escrita por Lauro CĂŠsar (ODYDLWHUXPPHQLQR0DVRQRPH Muniz e Renato Modesto, “MĂĄscarasâ€? tem estreia DLQGDQmRpFRQKHFLGR prevista para 10 de abril e tambĂŠm estĂŁo no elenco Paloma Duarte, Giselle ItiĂŠ, Dado DolaNĂŁo deu bella, Jussara Freire e Cecil ThirĂŠ, entre outros. 8PGRVÂżQDLVSODQHMDGRVSRU$JXLQDOGR6LOYDSDUDÂł)LQD(VWDPSD´ HUDOHYDURVSHUVRQDJHQVGD/LOLD &DEUDOH3DXOR5RFKD*ULVHOGDH *XDUDF\SDUD3RUWXJDO)LQDOIHOL] GRVGRLV1mRIRLSRVVtYHO$RUGHP pID]HUWXGRSRUDTXLPHVPR

3URGXomRLQGHSHQGHQWH &RPHoDUDPQR5LRDVJUDYDo}HV GRVHULDGRGHKXPRU³6HERQDV FDQHODV´GDSURGXWRUD&LQHUDPD FRPGLUHomRJHUDOGH0DOX6FKURHGHU'HOHSDUWLFLSDP-XOLDQD$UD~MR &KDUOHV3DUDYHQWL$QGUp5DPLURH 5RGULJR3DQGROIRHQWUHRXWURV $SyVDFRQFOXVmRGRVSULPHLURVHSLVyGLRVRSURJUDPDVHUi QHJRFLDGRFRPHPLVVRUDVDEHUWDV HSDJDV

HORĂ“SCOPO

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br

Š Revistas COQUETEL 2012

Culto, em Presente É emitida inglês típico da pelo Disparo de Påscoa mÊdico revólver

É imposta pelo ditador

Sobreloja (bras.) (?)-tse, filĂłsofo

Cidade natal de John Lennon A mais antiga forma de comĂŠrcio Inti, para os incas

SĂŁo afetadas pelo mal de Alzheimer

A Ăşltima Pedido Monstros nota da emitido de contos escala em cĂłdigo infantis musical Morse

Alheio Ă  arte de governar EspĂŠcie de cerveja inglesa escura

TÊcnica de meditação oriental

Bodum (bras.) Ajuste; acordo

Poemas cantados Senhores (abrev.) LĂ­ngua falada por Jesus (BĂ­b.)

Banhada em um lĂ­quido

Apagar, em inglĂŞs

(?) Jaime, cantor brasileiro

Diz-se da ave que estĂĄ incubando

Par formado para dança Coletivo de “bananasâ€?

Cruel; bĂĄrbaro SĂŁo chamados para abrir portas ou trocar fechaduras

SĂ­laba de "haste"

Registro necessĂĄrio ao dentista (sigla)

ExigĂŞncia feita pelo cĂŠtico para crer

Planta narcótica andina Casa Diz-se noturna daquele em que se dança que não ri

4/cult. 5/atroz — erase — jirau. 9/liverpool.

116

Solução B A M AC

A

C J U T O R I L I V E R T R O C A O D E U A E I P A C T O O L H A D L E O E I C A S T R O Z I L C C H A V E O A T E S E R I

A R A M A I C O

S S O I O G S R O A S L C C H R O O C A

L C D A D E P O O L U L A S N E R V O S A S

BANCO

Carta valiosa no jogo de pĂ´quer

Ă RIES - (21/3 a 19/4) – No trabalho, DWLYLGDGHVTXHSRVVDGHVHQYROYHU VHPGHSHQGHUGRVFROHJDVVmRDV PDLVLQGLFDGDVQHVWDIDVH'HPRQVWUHRTXDQWRVHXVIDPLOLDUHVVmR LPSRUWDQWHVHPVXDYLGD9rQXV HQYLDyWLPDVHQHUJLDVSDUDRVDVVXQWRVDIHWLYRV 1~PHURVGD6RUWH 25, 33 TOURO Âą D Âą0DQWHQKD RIRFRHPVXDVWDUHIDVFRWLGLDQDVH SRGHUiGHVHQYROYHUQRYDVPHWRGRORJLDVGHWUDEDOKR6XDYLGDÂżQDQFHLUDPHUHFHXPDDWHQomRHVSHFLDO 5HVHUYHXPWHPSRSDUDHVWDUFRP DVSHVVRDVGHVXDHVWLPD&RQYLGH IDPLOLDUHVSDUDSDVVHLRVGHVFRQWUDtGRV 1~PHURVGD6RUWH  GĂŠMEOS Âą D Âą2IRFR GHVXDVDWHQo}HVHVWDUiQRDPELHQWHSURÂżVVLRQDO$SURYHLWHSDUD DXPHQWDUVXDSURGXWLYLGDGHHJDQKDUSRQWRVFRPVHXVVXSHULRUHV2 SHUtRGRpIDYRUiYHOSDUDRUJDQL]DU VHXODURXDWpPHVPRPXGDURV PyYHLVGHOXJDU$VVXQWRVDQWLJRV SRGHPVHUUHVROYLGRVDJRUD 1~PHURVGD6RUWH 28, 29 CĂ‚NCER Âą D Âą9rQXV HQYLDERDVYLEUDo}HVDRDPELHQWH GHWUDEDOKReKRUDGHLQYHVWLUHP VHXFUHVFLPHQWR6HUiSUHFLVR SDFLrQFLDDROLGDUFRPRVDVVXQWRV GRPpVWLFRV&RQWHQKDVHXVLPSXOVRVHXVHVHXERPVHQVRQDKRUD GHUHVROYHUFRQĂ€LWRV7XGRD]XOQRV DVVXQWRVGRFRUDomR 1~PHURVGD6RUWH 39 LEĂƒO Âą D Âą7DUHIDVTXH HQYROYDPREVHUYDomRVLJLORRX DWHQomRDRVGHWDOKHVVmRDVPDLV IDYRUHFLGDV2OKHDRVHXUHGRUH YHMDDVSHVVRDVPDUDYLOKRVDVTXH HVWmRSRUSHUWR2XoDFRPPDLV DWHQomRDPLJRVHIDPLOLDUHVHQmR YDLVHDUUHSHQGHU$XQLmRDIHWLYD VHUiLQYHMiYHO 1~PHURVGD6RUWH  VIRGEM Âą D Âą7XGR LQGLFDTXHVHQWLUiPDLVDOHJULDDR GHVHQYROYHUVXDVDWLYLGDGHVSURÂżVVLRQDLV&XLGHFRPDWHQomRGHVXD YLGDÂżQDQFHLUDSRGHJDVWDUPDLV GRTXHGHYH(PFDVDSHQVHPDLV

$VJUDYDo}HVGH³$9LGDGD JHQWH´QRYHODGDVVHLVGD*ORER GHYHUmRHVWDUFRQFOXtGDVDWp RGLDGHVWHPrVHR~OWLPR FDStWXORLUiDRDUGLDGHPDUoR (VWUHODGDSRU)HUQDQGD9DQFHOORV H0DUMRULH(VWLDQRDSURGXomRLUi DWLQJLUHQWUHHFDStWXORV HHVWiGHQWURGRTXDGURHVWDEHOHFLGRSHODFDVDSDUDHVWHKRUiULR $VXEVWLWXWDGH³$9LGDGDJHQWH´ ³$PRU(WHUQR$PRU´GH(OL]DEHWK -KLQHFRP*DEULHO%UDJD1XQHV OLGHUDQGRRHOHQFRFRPHoDQR GLD

Bate-rebate

0H[HPH[H

Plano

$5HFRUGFRQWLQXDSURYRFDQGRPXGDQoDVQDHTXLSHGRVHX-RUQDOLVPR HP6mR3DXOR$~OWLPDTXHSDVVDD YDOHUDSDUWLUGHVHJXQGDIHLUDWHPXP FDUiWHUPDLVGHURGt]LR6HHVWDEHOHFHX TXHKDYHUiXPDWURFDGHOXJDUHVHQWUH DVFKH¿DVGHUHSRUWDJHPGR³-RUQDOGD 5HFRUG´FRPDVGRVWHOHMRUQDLVORFDLV

-RVp0DXUtFLR0DFKOLQHHVWHYHQRÂł7RGR 6HX´GR5RQQLH9RQQD*D]HWDHQD RSRUWXQLGDGHHPFRQYHUVDVFRPRGLUHWRU 0DUFLR7DYRODULVXUJLXDSRVVLELOLGDGH GHOHYROWDUFRPXPSURJUDPDGHGLFDGRD 0~VLFD3RSXODU%UDVLOHLUD1RSDVVDGR FRPRVHUHFRUGD-RVp0DXUtFLRDSUHVHQWRXRÂł%DU$FDGHPLD´QDDQWLJD0DQFKHWH RECORD/DIVULGAĂ‡ĂƒO

9LQKHWD 9LN-XQRGGD&ULDomR9LVXDOpR UHVSRQViYHOSHODYLQKHWDGRVEDVWLGRUHVGRFDUQDYDOTXHD5HGH79 HVWiDSUHVHQWDQGRGHVGHDQRLWHGD ~OWLPDTXLQWDIHLUD8PDPDUFKLQKD HVSHFLDOPHQWHFRPSRVWDSDUDVHUYLU GHIXQGRFKDPDDWHQomRSDUDHVWH WUDEDOKRTXHFKHJDDJRUDDRž DQR

Faixa das 18h

A Record exibe domingo, depois do “RepĂłrter Recordâ€?, o sexto episĂłdio do reality “AmazĂ´niaâ€?. Nathalia GuimarĂŁes, integrante do programa, como se observa, precisou recorrer a alguns cuidados no rosto depois de uma prova

Novo do Tas

Canseira

$HTXLSHGRQRYRSURJUDPDGH 0DUFHOR7DVMiHVWiHPEXVFDGH FULDQoDVHSUpDGROHVFHQWHVHQWUH HDQRV6HJXQGRVHLQIRUPD WRGRVLUmRLQWHUDJLUFRPRDSUHVHQWDGRUVREUHDVVXQWRVFRPRSROtWLFD HFRQRPLDHFRQKHFLPHQWRVJHUDLV ePDLVXPDSURGXomRGDSDUFHULD %DQGÂą(\HZRUNV&XDWUR&DEH]DV

$VRFLDOLWH1DUFLVD7DPERULQGHJX\ GR³0XOKHUHV5LFDV´FRPELQRX GHJUDYDURQWHPHQWUHYLVWDSDUD RSURJUDPD³6KRZ%XVLQHVV´GR -RmR'RULD-XQLRUH[LELGRSHOD %DQGHLUDQWHVDRVViEDGRV 2SUREOHPDpTXHHODVLPSOHVPHQWH QmRDSDUHFHX'HL[RXWRGRPXQGR HVSHUDQGR

.... Ideia de um novo programa feminino no SBT estĂĄ mais fortalecida. 7HPRDSRLRGRGHSDUWDPHQWR FRPHUFLDOPDVDLQGDQmRUHFHEHX SDUHFHUGRGRQR .... Em primeiro lugar ĂŠ necessĂĄrio prometer que nĂŁo serĂĄ nada parecido com o “Olha VocĂŞâ€?, de triste memĂłria. 7RQ\5DPRVIRLRULHQWDGRD GHL[DURFDEHORFUHVFHUSRUFDXVD GDQRYHODÂł$YHQLGD%UDVLO´ .... Na Record nĂŁo se descarta a possibilidade de novas contrataçþes, ainda para a OlimpĂ­ada de Londres. *ORERH%DQGHLUDQWHVYmRID]HU RMRJR&RULQWKLDQVH6mR3DXOR QHVWHGRPLQJR .... Danilo Gentili jĂĄ estĂĄ em ritmo de trabalho normal com o seu programa. 0DVD%DQGDLQGDQmRDQXQFLD QDGDVREUHRÂł$JRUDp7DUGH´GH VHJXQGDDVH[WD3RUHQTXDQWR VHJXHFRPH[LELomRWUrVYH]HVSRU VHPDQD .... Fiorella Mattheis farĂĄ novas participaçþes em “Fina Estampaâ€?, a partir do dia 24, contracenando com Ferdinand(Carlos Machado). &OHEHU0DFKDGRYDLFRQWLQXDU UHDOL]DQGRPDWpULDVHVSHFLDLVSDUD RÂł(VSRUWH(VSHWDFXODU´

&¡HVWÀQL $&XOWXUDQHVWHGRPLQJRHP KRPHQDJHPDR:DQGRYDL UHSULVDUXP³(QVDLRFRPR $UWLVWD´JUDYDGRHP $SUHVHQWDGRSRU)HUQDQGR )DURYDLDRDUDSDUWLUGDV GDQRLWH)LFDPRVDVVLP 0DVDPDQKmWHPPDLV 7FKDX

ĂšNICO DQWHVGHIDODURXSRGHGDULQtFLRD EULJDVjWRD 1~PHURVGD6RUWH 45, 48 LIBRA Âą D Âą1mRÂżTXH QDGHSHQGrQFLDGRVFROHJDVSDUD ID]HURTXHpGHVXDUHVSRQVDELOLGDGH5HFDUUHJXHVXDVHQHUJLDVQD SUHVHQoDGRSHVVRDOGHFDVDWXGR LQGLFDTXHRFOLPDGHDFROKLPHQWR VHUiWRWDO2DPRUSDVVDSRUXPD IDVHGHOLFDGD 1~PHURVGD6RUWH 32, 38 ESCORPIĂƒO Âą D Âąe WHPSRGHDSDUDUDVDUHVWDVFRPRV FROHJDVGHWUDEDOKR0DVQmRGHL[H GHFXPSULUVXDVWDUHIDVHRVSUD]RV HVWDEHOHFLGRV%RDVLGHLDVSRGHP DXPHQWDUVHXVOXFURV+iLQGtFLRV GHPXLWDDJLWDomRHPVXDFDVD 1~PHURVGD6RUWH 45, 48 SAGITĂ RIO – (22/11 a 21/12) – Na iUHDSURÂżVVLRQDORUJDQL]HVXD URWLQDHVXDVSULRULGDGHVRXSRGHUi HQIUHQWDUSUREOHPDVPDLVjIUHQWH (PFDVDFREUDQoDQmRHVWmR GHVFDUWDGDV$EUDVHDRGLiORJRH FRQVHJXLUiUHVROYHUSUREOHPDVGR GLDDGLD&OLPDGHVHQVLELOLGDGHH SDL[mRFRPVXDFDUDPHWDGH 1~PHURVGD6RUWH 30 CAPRICĂ“RNIO – (22/12 a 19/1) – 6LJDHPEXVFDGHVHXVREMHWLYRV SURÂżVVLRQDLVFRPJDUUDHGHWHUPLQDomRPDVQmRFRQWHFRPDDMXGD GHWHUFHLURVPRVWUHVHXYDORU1mR DFUHGLWHHPSURPHVVDVGHOXFUR IiFLO 1~PHURVGD6RUWH 39, 42 AQUĂ RIO Âą D Âą+iXPD WHQGrQFLDDVHGLVWUDLUQRWUDEDOKR )DoDXPDFRLVDGHFDGDYH]SDUD PDQWHURIRFRHPVXDVWDUHIDV%RP PRPHQWRSDUDRUJDQL]DUVXDFDVD HUHVWDEHOHFHUDXQLmRHQWUHRV SDUHQWHV 1~PHURVGD6RUWH 22, 25 PEIXES Âą D &XUWDVHX WHPSROLYUHDRODGRGHSHVVRDV TXHULGDV0DVFXLGDGR2FL~PH SRGHDWUDSDOKDURFRQYtYLR2FOLPD pGHSDL[mRQRFRQWDWRFRPVXD FDUDPHWDGH 1~PHURVGD6RUWH 38, 44

MetĂĄlica cria seu prĂłprio festival, o Orion Music + More

O

Metallica anunciou nesta semana o seu prĂłprio festival, o Orion Music + More que levarĂĄ mĂşsica, humor e cultura Ă  cidade de AtlanWLF&LW\QRĂ€PGHVHPDQD de 23 e 24 de junho. A EDQGDGH-DPHV+HWĂ€HOGH Lars Ulrich serĂĄ a principal atração nas duas noites do festival e tocarĂĄ a Ă­ntegra do â€œĂ lbum pretoâ€? na primeira e todo o “Ride the lightningâ€? na segunda. “ApĂłs muitos anos tocando em festivais lendĂĄrios ao redor do mundo como Reading, Roskilde, Werchter, Rock Im Ring, Rock In Rio, Lollapalooza e incontĂĄveis outros, esperamos espalhar os bons ventos e a diversidade musical aqui nos EUA e levar as boas vibraçþes do nosso aniversĂĄrio de 30 anos a uma audiĂŞncia maiorâ€?, disse a banda em FRPXQLFDGRRĂ€FLDO O festival terĂĄ pelo menos trĂŞs palcos e jĂĄ sĂŁo DVEDQGDVFRQĂ€UPDGDV mas os fĂŁs nĂŁo devem esperar apenas shows de heavy metal. Entre os grupos que tocarĂŁo no Orion estĂŁo Arctic Monkeys, Modest Mouse, Best Coast e Titus Andronicus. O evento tambĂŠm terĂĄ “atividades nĂŁo-musicaisâ€? para o intervalo entre as apresentaçþes e “esperamos que uma chance de vocĂŞ nos encontrar e co-

nhecer algumas das coisas que nos interessamâ€?, diz a nota. O â€œĂ lbum pretoâ€?, de 1991, ĂŠ considerado o disco que mudou carreira do Metallica, ao ampliar seu som (e o pĂşblico) para alĂŠm das fronteiras do heavy metal. “Ride the lightningâ€?, de 1984, traz alguns dos maiores clĂĄssicos da banda, como “Fight Fire With Fireâ€?, “For Whom the Bell Tollsâ€?, “Fade to Blackâ€?, “Creeping Deathâ€? e “The Call of Ktuluâ€?. $VEDQGDVFRQĂ€UPDGDV por enquanto sĂŁo Arctic Monkeys, Avenged Sevenfold, Modest Mouse, The Gaslight Anthem, Cage The Elephant, Fucked Up, Best Coast, Hot Snakes, Titus Andronicus, Gary Clark Jr., Lucero, Roky Erickson, The Black Angels, The Sword, A Place to Bury Strangers e Liturgy. 2SDVVDSRUWHSDUDRĂ€P de semana custarĂĄ US$ 150, sem a famigerada taxa de conveniĂŞncia, “o que vocĂŞ vĂŞ ĂŠ o que vocĂŞ paga, sem surpresasâ€?, garante a banda. HĂĄ tambĂŠm um pacote VIP por US$ 750 com direito a sala especial, bebida e comida o dia todo e plataforma com melhor visibilidade para os shows. As vendas começam neste sĂĄbado no site http://www.orionmusicandmore.com/.


4

TribunaIndependente

DIVERSĂƒO&ARTE MACEIĂ“ - SĂ BADO, 11 DE FEVEREIRO DE 2012

felipe1camelo@gmail.com felipecamelo@saladaonline.com.br camelofelipecamelo.blogspot.com

DJ Ingrid, 1 das + badaladas, fervidas, disputadas e premiadas DJs e produtoras do Brasil, que jĂĄ se apresentou mundo afora, na Ăşltima 3ÂŞ, baixou aqui bombando o Fashion Cruiser. AlĂŠm de seu set que vai do house ao techno, inspirado e exclusivo, seu estilo e suas tattos me encantaram. +, no www. myspace.com/djingrid. +, no meu blog no tribunahoje.com

Haja Engov, Epocler, Sorisal... Às 6 da madruga de hoje, concentração em frente ao Hotel Enseada do Pinto da Madrugada; às 11 da manhã, concentração, na Multieventos, da Turma da Rolinha; ao ½ dia, concentração, em frente ao Iate Clube Pajuçara, das Pecinhas de Maceió. Com o sol a pino, melhor não esquecer 1 protetor solar com alto poder, chapÊu, muita ågua, óculos escuros, e alÊm dos documentos, camisinhas. Porque quem só vê cara... não sabe de nada. Ah! Pra não atrair problemas e gatunos, melhor deixar o relógio e o celular em casa, pra não se arrepender depois. Tô dando o toque... A partir das 8 da manhã, camarote exclusivo Top/Devassa, reunindo convidados da melhor espÊcie. + pros 7 Coqueiros, em frente ao Iate, Palato recebe vipÊrrimos pra ver os blocos passarem no maior estilo. Vou trabalhar muito, me divertir tambÊm. Portanto, aguardem cobertura pra lå de completa, nos mínimos detalhes, que são måximos.

Volta à Cena Luiz Alves Pereira Neto, o Ferrugem (lembram dele?), estå de volta aos holofotes. Após o retorno às telas de cinema e às propagandas de TV, o ator fez sucesso nessa semana num dos maiores eventos do agronegócio brasileiro, o Show Rural Coopavel, em Cascavel, no Paranå, ajudando a multinacional Bayer CropScience a conscientizar, de maneira bem-humorada, os produtores rurais no controle da ferrugem da soja. Ana Mangieri e Juliane Silva, da Comunicação Bayer, informando a volta do menino prodígio. Ferrugem e ferrugem: tudo a ver.

Queridos Jose Risco & Simone Bert trabalham PXLWRFRQÂżUPDQGR Wanchako entre os restaurantes ++ do paĂ­s. E pra manter DÂżQDHVWDPSD bike, Cooper, e tudo +. EstilossĂ­ssimos, atraem todos os olhares onde passam. O meu, sempre

Cidades Democratas 1RDXGLWyULRORWDGRFHQWHQDVGHÂżOLDGRVHSUpFDQGLGDWRVGR'HPRFUDWDV se reuniram para o 1Âş encontro do partido, na Ăşltima 2ÂŞ, 6, em SĂŁo Paulo. O presidente estadual do Democratas em Alagoas, vice-governador alagoano JosĂŠ Thomaz NonĂ´ participou, acompanhado do deputado estadual Jeferson Morais, do prefeito de Penedo, Israel Saldanha, e do prĂŠ-candidato Ă  Prefeitura de Rio Largo, o advogado Marcos Vieira. NonĂ´ destacou a presença do governador de SĂŁo Paulo, Geraldo Alckmin, no encontro. “A aliança e parceria entre o Democratas e o PSDB sempre deu certo nacionalmenteâ€?. Teresa Machado, da Ascom do Democratas, assessorando e informando. Pasmem: desde o dia 8 de dezembro, Floriano Peixoto amputado no alto do Memorial Ă  RepĂşblica. O brasĂŁo tambĂŠm foi alvo de vândalos. Que prazer pode sentir 1 pessoa que destroi bens pĂşblicos, ou seja, de todos nĂłs??? Merece perder 1 braço tambĂŠm, pra ver se aprende

Bom Suar HĂĄ 15 anos, empresĂĄrio Wilson Ruas promove sabadĂŁo carnavalesco pra lĂĄ de suado. A partir das 5 da tarde, Toalhas na Folia. “Venham comemorar conosco em ambiente prĂĄ lĂĄ de irreverenteâ€?, dizem quase em unĂ­sono os capetinhas de plantĂŁo.

Tudo Max

Carnaval Topado

Lis Nunes, jornalista especialista em Moda e sabe tudo quando se fala em ‘o que se usa’, assessorando a designer e empresĂĄria Marina Fiuza, que “Depois de garimpar os acessĂłrios mais cobiçados no planeta fashion para a sua Mia AcessĂłrios, estĂĄ de volta Ă  cidade. A moça, por sinal, estĂĄ recebendo pessoalmente suas clientes para apresentar a coleção de carnaval. Maxicolares, braceletes, pulseiras coloridas e anĂŠis arquitetĂ´nicos sĂŁo as apostas para festa de Momo de acordo com a expertâ€?. EntĂŁo, pra quem quer ser notada e vista neste Carnaval ĂŠ aparecer por lĂĄ e jĂĄ sair no clima.

E por falar em Lis e seus assessorados, seu cliente e amigo (meu tambÊm) SÊrgio Gomes de Barros, em parceria com a cervejaria Devassa, promovendo, a partir das 8 da manhã de hoje, supercamarote na Academia Top. Serão 400 convidados, todos envelopados em camisetas-convite. No serviço de bordo, mesa de frutas tropicais + espetinhos de churrascos; no bar, cervejas Devassa, claro, refrigerante, ågua e caipirosca; no som, DJ Walney; e a presença pra lå de animada de Paty Maionese. A decoração, assinada por Robson Barros. Com certeza, estarão lå as pessoas + bonitas animadas, produzidas e cheirosas da årea. Tudo isso pra ver o Pinto da Madrugada passar. A cena bomba atÊ umas 4 da tarde. +, impossível.

Senhor dos Olhos Alagoas terĂĄ representante no 23Âş Congresso Internacional de Oftalmologia, previsto pra acontecer entre os prĂłximos dias 16 e 20, em Abu Dhabi, nos Emirados Ă rabes Unidos. O mĂŠdico Renato Wendell Damasceno, doutor em Oftalmologia pela Universidade Federal de SĂŁo Paulo e especialista em Oncologia Ocular pela Universidade GH(UODQJHQ1XUHPEHUJQD$OHPDQKDGHIHQGHUiWUDEDOKRFLHQWtÂżFRHYDLPLQLVWUDU aula com o tema ‘Tumores palpebrais’. “Vamos falar sobre os tipos de tumores existentes, como ĂŠ realizada a cirurgia para a sua retirada e como se dĂĄ a reconstrução das pĂĄlpebras apĂłs as intervençþesâ€?, esclareceu o especialista. Jornalista Janaina Ribeiro, assessorando e informando. Desde pequena Aninha SampaiopDVVLP(ÂżFRLQFUtYHORWHPSRQmRSDVVDSUDHOD ApuradĂ­ssima, mantĂŠm a elegância, a simpatia e a simplicidade. Acho que ĂŠ genĂŠtico

U

ma lista de vantagens aguarda quem escolhe fazer uma viagem de excursĂŁo. Chegar aos pontos turĂ­sticos sem se perder, contar com uma seleção bem pensada de passeios, nĂŁo se deparar com GLĂ€FXOGDGHVFDXVDGDVSHODEDUUHLUDGRLGLRPDHPWHUULWyULRHVWUDQJHLUR e conhecer gente nova estĂŁo entre elas. No entanto, seguir certas normas de convivĂŞncia e disciplina sĂŁo essenciais para que tudo transcorra EHPHDH[SHULrQFLDQmRVHWUDQVIRUPHHPSHVDGHOR&RQĂ€UDQRiOEXP abaixo os sete “pecadosâ€? que devem ser evitados para que a viagem de excursĂŁo nĂŁo se torne um inferno e alcance o paraĂ­so em suas fĂŠrias de verĂŁo. 1 ²2VDWUDVDGLQKRV4XHPQmRpGLVFLSOLQDGRFRPRVKRUiULRVQRGLD a-dia, nĂŁo tem SHUĂ€OGHYLDMDQWH de excursĂŁo. Se XPSDVVHLRHVWi marcado para 9h, nĂŁo chegue Ă s 9h30 no ponto de encontro marcado. VocĂŞ GHL[DUiVHXV companheiros de viagem esperando, o que ĂŠ nada DJUDGiYHO 2 – Procura-se turista desesperadamente - Outro pecado comum cometido pelo turista de excursĂŁo ĂŠ LQYHQWDUDOJXPSDVVHLRVROLWiULRHQmRFRPXQLFDURJXLDGDYLDJHP 3²0HXĂ€OKRPHXWHVRXUR3DLVTXHYLDMDPFRPRVĂ€OKRVSHTXHQRV em uma excursĂŁo devem se lembrar que as vontades da criança tamEpPGHYHPVHDGDSWDUDRFROHWLYR(QmRRFRQWUiULR7RGDYLDJHPGH excursĂŁo reserva um tempo livre para o turista. É nessa hora que deve DSURYHLWDUSDUDID]HUDVYRQWDGHVGRVHXĂ€OKR 4²)DUPiFLDSDUWLFXODU4XHPWRPDUPHGLFDPHQWRVHVSHFtĂ€FRVSDUD determinados problemas de saĂşde, nunca deve esquecer de levar seu SUySULRHVWRTXHGHUHPpGLRVQDEROVD 5²$WHQWDomRGDORMLQKDGRDHURSRUWR/RMLQKDVGHDHURSRUWRFRVWXPDPGHL[DURVWXULVWDVDVVDQKDGLQKRV6HYRFrHVWiHPJUXSRHVH LQWHUHVVRXHPYHUXPDORMDDYLVHRVHXJXLDHYHMDFRPHOHVHQmRKi risco de atrasar o embarque do grupo. 6 ²)RWyJUDIRV7HPWXULVWDTXHTXHUĂ€FDUWLUDQGRIRWRGHXPPHVPR monumento por horas... Isso ĂŠ um problema, porque acaba comprometHQGRWRGRRFURQRJUDPDGHSDVVHLR(OHPEUDQGRTXHKiOXJDUHVFRPR garnde parte dos museus, que ĂŠ proibido tirar fotos. 7 – Merenda VIP - Geralmente os guias levam os grupos em restaurantes que tĂŞm todo o tipo de comida e nĂŁo apenas as tĂ­picas do paĂ­s TXHHVWiVHQGRYLVLWDGR6HYRFrWHPFRQGLo}HVĂ€QDQFHLUDVHHVWi interessado em ir a um cinco estrelas, lembre-se que nem sempre seus colegas de grupo podem te acompanhar.

Capital Inca Cravada no coração do impÊrio Inca, com pesadas fundaçþes de pedra e uma inusitada combinação de arquitetura colonial e esplendor religioso, Cuzco Ê uma cidade onde festas tradicionais são celebradas a partir de ritos pagãos ancestrais e convivem com solenidades católicas e a realidade moderna da AmÊrica Latina. O período entre junho e outubro Ê o melhor para visitar a cidade peruana. Os dias são ensolarados e as noites frescas convidam a passeios ao ar livre. TambÊm Ê em junho que acontece o Inti Raymi, festa que comemora a cerimônia que os incas faziam para ter colheitas fartas. A TAM e a Taca têm voos de São Paulo – e outros estados, com escalas na capital paulista e em Lima – para o Aeroporto Internacional de Cuzco. Lan Chile, Avianca e Aerolíneas Argentinas oferecem itinerårios com conexþes em Bogotå ou Santiago

Sergipe cresce

O governo dos Estados Unidos autorizou o aeroporto internacional de Orlando a efetuar voos para Cuba, tornando-se, desta forma, o sĂŠtimo aeroporto da FlĂłrida a poder transportar passageiros para a ilha caribenha. O diretor da Autoridade de Aviação de Grande Orlando, Phil Brown, disse que “o aeroporto internacional de Orlando agora pode administrar aos cubanos residentes no centro da FlĂłrida um acesso mais conveniente para Cubaâ€?. AtĂŠ entĂŁo, apenas os aeroportos de Tampa, Fort Lauderdale, Cayo Hueso, Palm Beach e Fort Myers, todos no estado da FlĂłrida, tinham permissĂŁo para operar voos para Cuba.

Com a divulgação dos atrativos turísticos dentro e fora do país, investimentos em infraestrutura e intervençþes do MTur para promover o desenvolvimento turístico, o estado de Sergipe atingiu, em janeiro deste ano, uma mÊdia hoteleira ocupacional de 92%. Os dados são da Associação Brasileira da Indústria (Abih/SE) e marcaram uma das maiores mÊdias de ocupação jå registradas no estado. Segundo o diretor da Abih, Luciano Leal, os dados registrados apontaram um crescimento de 17% em relação ao mesmo período de 2011, o que mostra um intenso trabalho de divulgação do estado.

Seis milhþes Seja para descansar ou para cair na folia, o fato Ê que o brasileiro vai sair de casa durante o Carnaval. É o que revela levantamento do MinistÊrio do Turismo que estima a realização de seis milhþes de viagens, dentro do Brasil, no período que começa na próxima sexta-feira e se estende atÊ a Quarta-feira de Cinzas (22). Os destinos mais procurados são Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e Recife (PE). As seis milhþes de viagens, realizadas por turistas brasileiros e internacionais, devem resultar em uma PRYLPHQWDomR ¿QDQFHLUD GH 5  ELOK}HV

No Peru

Vai de excursĂŁo?

Orlando - Cuba

Selecionamos alguns roteiros para quem deseja fugir da agitação, trânsito, praias lotadas e preços exorbitantes. O feriado de Carnaval Ê um período propício para conhecer culturas diferentes, história e lazer. Tem opçþes para todos os gostos e bolsos na AmÊrica do Sul, à frica e à sia. Quem dispþe de apenas nove dias e sete noites, pode optar por visitar o Peru, outro país com uma cultura riquíssima e sítios arqueológicos de valor inestimåvel. Vale a pena passar por Lima, Cusco, Valle Sagrado, Machu Picchu, à guas Calientes. Preços a partir de US$ 2.200.

Carnaval nos salinas

Para quem não quer viajar para longe e deseja tranquilidade aí vão duas dicas: no Salinas de Maceió Beach Resort a diåria em apartamento duplo standard em regime de pensão completa (com seis refeiçþes diårias) e livre acesso à årea de lazer custa a partir de R$ 672 para o casal, com cortesia para uma criança de atÊ 12 anos hospedada com os pais. Jå no Salinas do Maragogi All Inclusive Resort a diåria em apartamento standard no sistema all inclusive custa a partir de R$ 987 para o casal, com cortesia para criança de atÊ 12 anos hospedada com os pais. Reservas: (11) 3304-9898 ou (82) 3296-3030.


Edição número 1368 11 de fevereiro de 2012  

Edição Digital Jornal Tribuna Independente

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you