Page 1

CIDADES

Professor ĂŠ o 15Âş homossexual assassinado este ano em Alagoas 12 EXEMPLAR DO ASSINANTE

SĂ BADO

MACEIĂ“ - ALAGOAS - 12 DE NOVEMBRO DE 2011 - NÂş 1292 - R$ 1,50 DAVI SALSA

JOSÉ ELSON e Itamariano ouviram a sentença cabisbaixos

tribunahoje.com

Filho de empresårio Ê preso acusado de assassinar o pai O empresårio Leonez Barros de Carvalho, 51, foi assassinado a tiros, ontem, e horas depois seu filho Bruno Mendonça de Carvalho, 28, foi preso acusado de ter participado da execu-

ção. Leonez, que prestava serviços à Secretaria de Defesa Social e era cunhado da prefeita da Barra de Santo Antônio, Maria Cícera Casado, a Ciçou, foi morto na porta do sítio de

sua propriedade, no bairro da Pescaria. Uma testemunha contou Ă polĂ­cia que viu Bruno e outro homem, identificado como FlĂĄvio da Silva Barros, 27 - que tambĂŠm estĂĄ preso - come-

tendo o crime. Um exame residuogrĂĄfico jĂĄ teria sido feito e constatado resquĂ­cios de pĂłlvora em Bruno. Antes de morrer, Leonez foi ao 6Âş DP e fez uma denĂşncia ao delegado. 11 SECOM

HOMICĂ?DIO

Irmãos Xucuru-Kariri são condenados a 26 anos Após dois dias de trabalhos intensos, o Conselho de Sentença do Tribunal do Júri da Justiça Federal em Arapiraca condenou ontem a uma pena de reclusão de 26 anos, em regime fechado, os irmãos índios JosÊ Elson Ricardo da Silva e Itamariano Ricar-

do da Silva pela morte do tambĂŠm Ă­ndio JosĂŠ CĂ­cero Ramos dos Santos e pela tentativa de assassinato do pai da vĂ­tima, Manoel Salustiano dos Santos, 59. VĂ­timas e rĂŠus sĂŁo da tribo Xucuru.-Kariri. Os condenados vĂŁo ainda indenizar a famĂ­lia das vĂ­timas. 7

SAIDINHA

CONJUNTURA O deputado federal Givaldo Carimbão submeteu-se DXPDFLQHFRURQDULRJUD¿D ontem de manhã, na Santa Casa de Maceió. O resultado do exame foi normal. Mas, em nota divulgada pelo KRVSLWDOHOH³¿FDUiLQWHUQDGR GXUDQWHR¿QDOPåg. 3

LadrĂľes levam R$ 45 mil em mais um golpe

Mais um golpe da modalidade “saidinha de bancoâ€? foi aplicado ontem em MaceiĂł e rendeu aos bandidos cerca de R$ 45 mil. A vĂ­tima foi um funcionĂĄrio da empreCANAL 1 sa de produçþes de eventos Globo, Record e Band estĂŁo JLS Vieira Produçþes, idenequipadas com helicĂłpteros tificado como Wellington prĂłprios, para cobrir o traba- Vieira. Ele sacou o dinheilho da polĂ­cia, especialmente ro, que seria destinado ao a ocupação dos morros, no pagamento de fornecedores 5LRGH-DQHLUR&RPRWUiÂżFR da empresa, e, na saĂ­da da fortemente armado, essa jĂĄ agĂŞncia da Caixa EconĂ´mide algum tempo ĂŠ a alternaca da Avenida Fernandes tiva mais segura... D&A / 3 Lima, no bairro do Farol, foi abordado por dois homens armados que estavam numa moto. A ação durou apenas poucos segundos. 9

INVESTIMENTOS

Novas fĂĄbricas de Alagoas recebem equipamentos de alta tecnologia As novas fĂĄbricas da Krona, Braskem e White Martins, no Polo Mulissetorial JosĂŠ AprĂ­gio Vilela, em Marechal Deodoro, receberam ontem equipamentos de alta tecnologia para serem instalados. Os empreendimentos, em fase de construção, somam cerca de R$ 1,2 bilhĂŁo em investimentos e irĂŁo fortalecer a Cadeia Produtiva da QuĂ­mica e do PlĂĄstico (CPQP) alagoana. Com as novas fĂĄbricas de MVC e PVC da Braskem, o Estado se tornarĂĄ a maior unidade produtora de PVC da AmĂŠrica Latina, com capacidade de 460 mil toneladas/ano. “Esse foi o maior investimento jĂĄ feito pela Braskem. Com o fornecimento da matĂŠria-prima em territĂłrio alagoano, poderemos atrair ainda mais empreendimentos do setor quĂ­mico e plĂĄstico, que jĂĄ conta com 52 indĂşstriasâ€?, destacou o secretĂĄrio do Planejamento e do Desenvolvimento EconĂ´mico, Luiz Otavio Gomes. PĂĄg. 13 SECOM

Estado ganha o reforço de 90 policiais

PAULO BANDEIRA

Acusados vĂŁo a julgamento, decide STJ

TEMPO

Bom a parcialmente nublado com possiblidades de chuvas em ĂĄreas isoladas

MĂ­nima

20Âş

MĂĄxima

28Âş

MarĂŠs

04:06 10:13 16:21 22:36

1.9 0.3 1.9 0.2

FINANÇAS DÓLAR COMERCIAL R$ 1,74 R$ 1,74 DOLAR PARALELO R$ 1,78 R$ 1,86 OURO: R$ 98,70 POUPANÇA: 0,6077%

O ministro Gilson Dipp, do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou ontem recurso a Ananias Oliveira Lima e Geraldo Augusto Santos Silva, policiais militares acusados de matar o professor Paulo Bandeira a mando do então prefeito de Satuba, Adalberon de Moraes. A ação pretendia anular a pronúncia dos acusados e, consequentemente, suspender o júri popular. Com a decisão, no entanto, eles seguem para julgamento no Tribunal do Júri. Graças a um habeas corpus, os supostos autores materiais aguardam o julgamento em liberdade. 4

POLĂ?CIA MILITAR

NOVOS policiais militares prestam juramento em solenidade de formtura na academia de polĂ­cia DIVULGAĂ‡ĂƒO

NO SUPREMO

ADAILSON CALHEIROS

A Polícia Militar ganhou ontem mais 90 novos policiais, que vão reforçar a segurança no Estado. A formatura militar ocorreu na academia da PM, acompanhada pelo secretårio Dårio CÊsar, da Defesa Social, do senador Benedito de Lira (PP), que foi padrinho da turma, do comandante-geral Luciano Silva e de dirigentes de entidades militares. 9

TOURINHO

Marlon Reis crê na manutenção da Ficha Limpa

‘Recaptura de menores nĂŁo ĂŠ prioridade’

O juiz Marlon Reis, um dos coordenadores nacionais do Movimento Contra a Corrupção Eleitoral (MCCE), disse ontem em Maceió que acredita na manutenção do texto original da Lei Ficha Limpa que estå sendo julgado no Supremo Tribunal Federal. Påg. 4

Dos 15 adolescentes infratores que fugiram da Unidade de Internação Masculina hå mais de 20 dias, só dois foram recapturados e 13 estão nas ruas. O juiz da Infância e da Juventude, Fernando Tourinho, diz que faltou prioridade para a recaptura. Påg. 9


2 POLÍTICA

MACEIÓ - SÁBADO, 12 DE NOVEMBRO DE 2011

TribunaIndependente

Política

Deputado Givaldo Carimbão se submetido a cataterismo em Maceió O deputado federal Givaldo Carimbão (PSB), realizou na manhã da sextaIHLUD  XPDFLQHFRURQDULRJUD¿D FDWHWHULVPR QD6DQWD&DVDGH0LVHULFyUGLDGH0DFHLy'HDFRUGRFRPR%ROHWLP0pGLFRRSDUODPHQWDU¿FDUi LQWHUQDGRGXUDQWHR¿QDOGHVHPDQDDSHQDVSDUDGHVFDQVDUUHFHEHQGRDOWD HUHWRUQDQGRjVVXDVDWLYLGDGHVQRUPDLVQDVHJXQGDIHLUD  &DULPEmR HVWiH[HUFHQGRVXDTXDUWDOHJLVODWXUDHFRORFRXVHXQRPHjGLVSRVLomRGR partido para ser candidato a sucessão do prefeito Cícero Almeida (PP).

33HVWDEHOHFHGLDGHÀOLDomRQDFLRQDO

3DUWLGR3URJUHVVLVWDSUHWHQGHDPSOLDUVHXSRGHULRHOHLWRUDOHP$ODJRDVHPFRPYLVWDVQDVHOHLo}HVGH EDITORIA DE POLÍTICA COM REDAÇÃO

A

coincidência na data de ontem – Dia 11 do mês 11 de 2011 – fez com que o Partido Progressista (PP) criasse, ainda que internamente entre os ÀOLDGRVGRSDUWLGRR'LDGD )LOLDomR 1DFLRQDO 2 IDWR VH MXVWLÀFD HP IXQomR GR Q~PHUR Mi TXH D OHJHQGD p UHFRQKHFLGD SHOR DOJDULVPR  QDV HOHLo}HV $ GDWD IRL FRPHPRUDGD ² SRU H[HPSOR ² SHOR GHSXWDGR IHGHUDO Arthur Lira (PP), que resVDOWRX R IDWR 'H DFRUGR FRPHOHRDQRIRLGHVXFHVVR SDUD R SDUWLGR HP UHODomR jV ÀOLDo}HV FRQTXLVWDGDV 2 33 ID] SDUWH GD EDVH DOLDGD GD SUHVLGHQWD 'LOPD 5RXVVHII 37  H SDVVRX ² UHFHQWHPHQWH ² SRU XPD FULVH QDFLRQDO HQYROYHQGR R 0LQLVWpULR GDV &LGDGHV 2 SDUWLGRIRLXPGRVSULPHLURV D VHUHP DOYR GD ID[LQD GR JRYHUQRIHGHUDOPDVSHUPDQHFHQDEDVHDOLDGDFRPRMi destacou o senador Benedito

GH/LUD(P$ODJRDVDDJUHPLDomR WHYH XP GHVWDTXH FRQVLGHUiYHO QDV GXDV ~OWLPDVHOHLo}HV(PR33 IH]RSUHIHLWRGDFDSLWDO&tFHUR $OPHLGD ² TXH SHUPDQHFH QR SDUWLGR DSHVDU GDV GLYHUJrQFLDVLQWHUQDV²HRXWUDVFLGDGHV (P  R 3DUWLGR 3URJUHVVLVWD GH $ODJRDV FRQVHJXLXXPDFDGHLUDQD&kPDUD )HGHUDO FRP R GHSXWDGR $UWXU/LUDTXHGHL[RXD$VVHPEOHLD/HJLVODWLYDUXPRj %UDVtOLDHDLQGDHOHJHXRVHQDGRU%HQHGLWRGH/LUD1DV SUy[LPDV HOHLo}HV GH  R 33 ² DR PHQRV QR (VWDGR ²WHQWDDPSOLDURVGRPtQLRV GD VLJOD (P EDVWLGRUHV VH IDOD GH XPD SRVVtYHO FDQGLdatura de Benedito de Lira – HP²SDUDR*RYHUQRGR (VWDGR GH $ODJRDV VROLGLÀFDQGRVXDVEDVHVQRLQWHULRU MiTXHKiDSRVVLELOLGDGHGH HOHJHUXPJUDQGHQ~PHURGH SUHIHLWRVGRSDUWLGR 2 VHQDGRU %HQHGLWR GH Lira destaca que as negociao}HV SDUD  IRUDP DEHUtas recentemente em uma

ARQUIVO

SULPHLUD FRQYHQomR GR SDUWLGRMiRFRUULGD1D&kPDUD 0XQLFLSDO GH 0DFHLy FRPR UHVVDOWRX R OtGHU GR SDUWLGR 2VFDUGH0HOR 33 DEDQFDGD ² TXH ID] SDUWH GR EORFR GH VXVWHQWDomR GH $OPHLGD ² GHYH VHU PDQWLGD RX DPSOLDGD 2 33 WHP D PDLRU EDQFDGD GD &DVD GH 0iULR *XLPDUmHVFRPFLQFRYHUHDGRUHV2VFDUGH0HOR&DUORV 5RQDOVD )iWLPD 6DQWLDJR 'DYL 'DYLQR H )UDQFLVFR +RODQGD 'HVWHV TXDWUR Mi FRQÀUPDUDP D UHHOHLomR H GHYHPVHUUHFRQGX]LGRV²DR PHQRVQRVFiOFXORVSHSLVWDV ²DRVFDUJRV ALIANÇAS +iDLQGDDSRVVLELOLGDGH GDHOHLomRGHQRYRVYHUHDGRUHVGRSDUWLGRDWpPHVPRSRU conta do aumento do número GH YDJDV QD &kPDUD 0XQLFLSDO (P UHODomR D 0DFHLy FRQIRUPH LQIRUPDo}HV GH EDVWLGRUHV DV DOLDQoDV SROtWLFDVSRGHPID]HUFRPTXH R 33 SHUPDQHoD QR FDPSR RQGH HOH VH HQFRQWUD DWXDOPHQWH DR ODGR GR 36'% GR Deputado federal Arthur Lira falou a Tribuna Independente e ressaltou sucesso do Dia de Filiações JRYHUQDGRU7HRWRQLR9LOHOD ASCOM CÂMARA

PROGRESSISTAS

RODOLEIRO

(QYROYLGRVHP 3DUWLGRGHYHGLVSXWDU esquema foram SUHIHLWXUDVQDVHOHLo}HV

PP apostaVXDV¿FKDVHPSDUDWHQWDUFRORFDURVHQDGRU%HQHGLWRGH/LUDQR3DOiFLRGR*RYHUQR

6HJXQGR LQIRUPDo}HV DSXUDGDV SHOD UHSRUWDJHP Ki LQFOXVLYH D SRVVLELOLGDGH GH HP XPD FKDSD SDUD D 3UHIHLWXUD 0XQLFLSDO GH 0DFHLy R 33 WHQKD SDUWLFLSDomRGLUHWDDLQGLFDomRGH 0DUFHOR 3DOPHLUD ² TXH IRL HOHLWR YHUHDGRU PDV DWXDOPHQWH RFXSD R SRVWR GH secretário de Assistência e 'HVHQYROYLPHQWR 6RFLDO GR (VWDGR²FRPRYLFHHPXPD FRPSRVLomRFRPWXFDQRV %HQHGLWR GH /LUD QmR DGLDQWD SODQRV PDV GL] TXH0DUFHOR3DOPHLUDpXP JUDQGH QRPH TXH R SDUWLGR UHFHEHX QHVWH DQR 2ULXQGR GR 39 3DOPHLUD p HORJLDGR SHORVHQDGRUSRUFRQWDGHVWH YHUQHOH´XPIXWXURSROtWLFRµ +i D SRVVLELOLGDGH WDPEpP GRDWXDOVHFUHWiULRGLVSXWDU QRYDPHQWH D FDGHLUD GH YH-

UHDGRUSRU0DFHLy (P UHODomR DR LQWHULRU GH$ODJRDVR33SUHWHQGH² FRPR FRQÀUPD %HQHGLWR GH /LUD ² DPSOLDomR GR Q~PHURGHSUHIHLWXUDV$RWRGRR SDUWLGR GHYH ODQoDU  FDQGLGDWRVjVSUHIHLWXUDVGRLQWHULRU $OJXQV SDUWHP SDUD D UHHOHLomR 3HODV FRQWDV GR SDUWLGR FRP HVWH Q~PHUR VH SUHWHQGH REWHU r[LWR FRP SHORPHQRVFDQGLGDWRVR TXHVLJQLÀFDXPERPUHVXOWDGRSDUD%HQHGLWRGH/LUD (PUHODomRDÀOLDGRVQR~OWLPRDWRDLQGDHPVHWHPEUR GHVWH DQR IRUDP  QRYRV QRPHVTXHDGHULUDPDRSDUWLGR3DUD/LUDFRQIRUPHDVVHVVRULDR33WHPSUHVWDGR UHOHYDQWH VHUYLoR DR HVWDGR 2SDUWLGRpFRPSRVWRDWXDOPHQWHSRUGLUHWyULRVQRV PXQLFtSLRV ASSESSORIA

ELEIÇÕES 2012

3'7WHPFDQGLGDWRVjYDJDV QD&kPDUD0XQLFLSDOGH0DFHLy COM EDITORIA

2 3DUWLGR 'HPRFUiWLFR 7UDEDOKLVWD 3'7  UHVROYHX VXDV EULJDV LQWHUQDV H VDEH EHP FRPR YDL FRORFDU VHX EORFR QD UXD HP  'H DFRUGR FRP R YHUHDGRU SHGHWLVWD 3DXOR &RULQWKR QmR HVWi GHVFDUWDGD D SRVVLELOLGDGHGHXPDFKDSDSUySULD ´$LGHLDpWHUPRVFDQGLGDWRµ FRORFD HP UHODomR j GLVSXWD PDMRULWiULD 6REUH D SURSRUFLRQDO  QRPHV IRUDP DSUHVHQWDGRV HP UHXQLmR GR SDUWLGR QD QRLWH GD TXLQWDIHLUD  (QWUH RV TXH SRVVXHP GHVWDTXH HVWmR R SUySULR 3DXOR &RULQWKR D YHUHDGRUD $PLOND 0HOR TXH WDPEpP GHYH SDUWLU SDUD D UHHOHLomR  ,VUDHO /HVVD 5RGULJR 5RGDV

1DHOLWRQ /XFLDQR 3HL[RWR H -RVp/XL] De acordo com informao}HV GH EDVWLGRUHV $PLOND 0HORSDUWHSDUDDUHHOHLomR RXDEUHHVSDoRSDUDDFDQGLGDWXUDGHXPPHPEURGDIDPtOLD2Tribuna Independente tentou contato com a YHUHDGRUD PDV QmR REWHYH r[LWR 3DXOR &RULQWKR VDOLHQWRX TXHR3'7WHQWDUiDPSOLDUD EDQFDGDTXHpIRUPDGDDWXDOPHQWHSRUGRLVYHUHDGRUHV $ DSRVWD p QR DXPHQWR GR Q~PHUR GH YDJDV (P  DRLQYpVGDVFDGHLUDVVHUmR GLVSXWDGDV  QD &DVD GH0iULR*XLPDUmHVMiTXH IRL DSURYDGR R DXPHQWR GR Q~PHUR GH YHUHDGRUHV TXH IRLWmRIHUUHQKDPHQWHGHIHQGLGR SHOR SUySULR 3DXOR &R-

ULQWKR MAJORITÁRIA ,QGDJDGR VH R QRPH GH 5RQDOGR/HVVDFRQWLQXDVHQGRDIRUWHSRVVLELOLGDGHSDUD DGLVSXWDPDMRULWiULDQRSUy[LPR DQR 3DXOR &RULQWKR FRQÀUPDPDVID]DUHVVDOYD 'H DFRUGR FRP HOH R H[JRYHUQDGRU²TXHMiFKHJRXDVH DÀUPDUFRPRXPGRVQRPHV QDGLVSXWDGHSHQGHQGRDSHQDVGHXPDFRUGRGHJUXSRV ²FRORFRX´DSUpFDQGLGDWXUD HP VWDQGE\µ 6HJXQGR &RULQWKR/HVVDYLYHDH[SHFWDWLYDGHDVVXPLURJRYHUQRGR (VWDGRDTXDOTXHUPRPHQWR 'XUDQWH D UHXQLmR R QRPHGRH[VHFUHWiULRGH(VWDGR-XUDQGLU%yLDIRLFRQÀUPDGR FRPR SUHVLGHQWH GR GLUHWyULR PXQLFLSDO GR 3'7 /9

Vereador 3DXOR&RUWLQKRVHJXHSDUDDUHHOHLomRQD&kPDUD

OLEHUWDGRV LUIS VILAR REPÓRTER

2 H[GLUHWRU GR 7ULEXQDO GH&RQWDVGR(VWDGRGH$ODJRDV'HYLG3RUWHODGH0HOR )LOKRHRHPSUHViULR6pUJLR *RPHV GH %DUURV GRQR GH uma academia de ginástiFD TXH WDPEpP IRL DOYR GD RSHUDomR 5RGROHLUR IRUDP OLEHUDGRV GD FDUFHUDJHP GD 3ROtFLD )HGHUDO QR ÀQDO GD QRLWHGDTXLQWDIHLUDGLD (OHVIRUDPVROWRVSRUGHWHUPLQDomR GR 7ULEXQDO 5HJLRQDO)HGHUDOGD5HJLmR $ OLEHUDomR GRV VXVSHLWRV GH SDUWLFLSDUHP GH XP HVTXHPD TXH GHVYLRX PDLV GH5PLOK}HVGR7ULEXQDOGH&RQWDVGR(VWDGRIRL FRQÀUPDGD SHOR DGYRJDGR GH GHIHVD GH 3RUWHOD )iELR )HUUiULRTXHQmRHQWURXHP PDLRUHVGHWDOKHVVREUHRLQTXpULWR QR TXDO VHX FOLHQWH FRQVWD FRPR LQGLFLDGR 2V GRLV IRUDP SUHVRV MXQWDmente com outro diretor do yUJmR-RVp%DUERVDQR~OWLPRGLDGHRXWXEURTXDQGRIRLGHÁDJUDGDD2SHUDomR 5RGROHLUR 'H DFRUGR FRP R GHOHJDGR IHGHUDO $QW{QLR 0LJXHO DJRUD VH LQLFLRX XPD QRYD IDVH GDV LQYHVWLJDo}HV D SDUWLU GRV GHSRLPHQWRV GRV VXVSHLWRV TXH HVWDYDP SUHsos e de outros funcionários TXH IRUDP FRQYRFDGRV PDV VHP LQGLFLDPHQWRV $Wp R SUHVHQWHPRPHQWRQHQKXP FRQVHOKHLUR GR 7ULEXQDO GH &RQWDVIRLFLWDGRRXLQFULPLQDGR QDV DSXUDo}HV TXH HVWmRVHQGRIHLWDVSHOD3ROtFLD )HGHUDO 2V H[GLUHWRUHV IRUDP DIDVWDGRV GH LPHGLDWR SHOR SUHVLGHQWH GR 7ULEXQDO GH &RQWDV /XL] (XVWiTXLR 7{OHGR2VH[GLUHWRUHVUHVSRQGHUmR D SURFHGLPHQWR DGPLQLVWUDWLYR $ 3UHVLGrQFLD GR 7& DLQGD GHWHUPLQRX D GHPLVVmRGHWRGRVRVFDUJRV FRPLVVLRQDGRVDGPLWLGRVDWp RGLDGHGH]HPEUR


TribunaIndependente

Separando as coisas

D

e Arthur VirgĂ­lio, diplomata e ex-senador: “NĂŁo preciso retirar um milĂ­metro sequer das minhas restriçþes ao comportamento pĂşblico de Lula. Sou seu adversĂĄrio e continuarei a sĂŞ-lo pelos tempos afora. Mas nĂŁo posso e nĂŁo devo agir como o PT, no episĂłdio MĂĄrio Covas. Militantes desse partido chegaram a agredi-lo, jĂĄ enfermo do mesmo mal que atacou Lula, Ă porta da Secretaria de Educação de SĂŁo Paulo. Agrediam ali, a um tempo, RJRYHUQDGRUGR(VWDGRHXPKRPHPTXHYLYLDRVPRPHQWRVĂ€QDLV de sua vida. Com que bravura, aliĂĄs, Covas se portou naquele instante. A mesma do tribuno que, liderando o MDB em 1968, convenceu a Câmara dos Deputados a nĂŁo se submeter Ă  exigĂŞncia da ditadura militar pela cassação de MĂĄrcio Moreira Alves. Combato o Lula que apadrinha corruptos, conspira contra a liberdade de imprensa, revela-se rancoroso, avaliza ditadores mundo afora. Combato o homem que nĂŁo teve coragem de usar sua imensa popularidade para retomar o ciclo das reformas estruturais, aproveitando os tempos de inigualĂĄvel bonança econĂ´mica internacional. Combato o lĂ­der que preferiu o aplauso fĂĄcil ao lugar de honra na HistĂłria. O presidente que contribuiu para a piora de todas as instituiçþes brasileiras. NĂŁo combato o ser humano. A este, desejo sorte e completo restabelecimentoâ€?.

Cabaça das letras MaceiĂł vai sediar, hoje, o ĂŒgbĂ Ă bĂ­di - SeminĂĄrio Afro-Brasileiro Celebração da Vida e Obra de Abdias Nascimento. Segundo a professora ArĂ­sia Barros, diretora do Projeto RaĂ­zes de Ă fricas e coordenadora do evento, Ă?gba Ă bĂ­dĂ­ VLJQLÂżFDÂłFDEDoDGDVOHWUDV´'DV Ă s 18 horas, na FITs. E amanhĂŁ, Ă s 9 horas, em UniĂŁo dos Palmares, haverĂĄ a cerimĂ´nia de deposição das cinzas de Abdias Nascimento na Serra da Barriga.

Sentimentos O senador Fernando Collor de Mello manifestou dois momentos de extrema emoção, anteontem, nos festejos do centenårio de nascimento do seu pai, no IHGA: quando fez referência à importância da mãe, Dona Leda Collor, à carreira de Arnon de Mello, e ao falar do apreço pessoal ao complexo de comunicação da família.

Tudo certo 2H[GHSXWDGRHVWDGXDO3DXOmRGR37TXH¿FRXFRPRSULPHLURVXSOHQWH da sua coligação, pode se preparar para ser deputado federal. O deputado Joaquim Beltrão (PMDB) garante que Ê mesmo candidato a prefeito de Coruripe. Pelo favoritismo de Beltrão, Paulão jå pode escolher apartamento para morar em Brasília.

Briga boa

Pit stop

A pouco menos de um ano da eleição para vereador, começam as articulaçþes visando o fechamento de coligaçþes. Em Maceió, os governistas PSDB, PP e DEM devem se unir, atÊ por conta da candidatura única que terão a prefeito. Estima-se que para se eleger por um desses partidos o candidato tenha ao menos 7 mil votos.

O deputado federal Givaldo Carimbão submeteu-se a uma cineFRURQDULRJUD¿DRQWHPGHPDQKm na Santa Casa de Maceió. O resultado do exame foi normal. Mas, em nota divulgada pelo KRVSLWDOHOH³¿FDUiLQWHUQDGRGXUDQWHR¿QDOGHVHPDQDDSHQDV para descansar, recebendo alta e retornando às suas atividades segunda-feira�.

Orfandade Nos tempos de bom relacionamento com o prefeito Cícero Almeida, o deputado federal Givaldo Carimbão era citado como responsåvel por conseguir recursos para as obras de revitalização do Centro de Maceió. Depois de muita quebradeira e transtorno, o serviço parou, sem notícias de que o projeto seja concluído.

Tucanando

Bem bom

A Juventude do PSDB Alagoas realiza hoje o I Seminårio de Formação Política, voltado para a juventude tucana, a partir das 8h30m, na Assembleia Legislativa. Com palestras do deputado federal Rui Palmeira, do cientista político Eduardo Magalhães e do secretårio nacional da Juventude do PSDB, Wesley Goggi.

De Felipe Recondo, no “EstadĂŁoâ€?: “O Supremo Tribunal Federal mantĂŠm em sigilo a identidade de 152 autoridades suspeitas de cometer crimes. Um procedimento adotado no ano passado como exceção, que visava a proteger as investigaçþes, acabou tornandose regra e passou a blindar deputados, senadores e ministrosâ€?.

“

Duvido que Dilma me tire. Nem na reforma� CARLOS LUPI 0LQLVWURGR7UDEDOKRSURWDJRQLVWDGRPDLRUGHVD¿R público que um ministro enrolado em denúncias jamais ¿]HUDDXPSUHVLGHQWHGD5HS~EOLFDGHVFRQVLGHUDGR por Dilma Rousseff

* Acontece hoje, no Instituto Federal de Alagoas (antigo Cefet), o encerramento do curso de capacitação do Parlamento Jovem, organizado pelo Forum de Combate à Corrupção em Alagoas e integrado por estudantes dos 16 aos 22 anos de idade. * Paripueira vai sediar, hoje, a 11ª Festa Dark, apoiada pela Associação &RPXQLWiULDH%HQH¿FHQWH9LOD$QD0DULDTXHGLULJHD&DVDGD&XOWXUD 1DSURJUDPDomRGHV¿OHGHPRGDDSUHVHQWDo}HVFXOWXUDLVHVKRZV KRUDVQR3DULSXHLUD3UDLD&OXEH * Às 22 horas de hoje, no Ginåsio do Sesi, no Trapiche da Barra, tem início o show, à base de voz e violão, com Caetano Veloso e Maria Gadu, dois nomes consagrados na música nacional. Preços: de R$ 40,00 a R$ 600,00 (mesa). Informaçþes: 8855-5441. * Amanhã, às 15 horas, no Quintal Restaurante, em Garça Torta, tem VKRZGHODQoDPHQWRGRSULPHLUR&'GRJUXSR%UDVLO0RGHUQ-D]] Quarteto, integrado por Ricardo Lopes, Carlos Bala, FÊlix Baygon e Atiba 7D\ORU,QIRUPDo}HV * Vencer ou vencer; tudo ou nada; agora ou nunca. São vårias as expressþes para resumir a situação do ASA, que, após entrar na zona de rebaixamento na SÊrie B precisa vencer, de qualquer jeito, o lanterna Duque de Caxias, hoje, em Arapiraca.

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 12 DE NOVEMBRO DE 2011 POLĂ?TICA

3

Sabotagem complica situação de Sânia Tereza Laudo da Eletrobras Distribuição Alagoas apontou ‘mĂĄ-fÊ’ em queda energĂŠtica SANDRO LIMA

NIGEL SANTANA REPĂ“RTER

Aos poucos, o inquĂŠrito elaborado pela comissĂŁo de delegados Kelmann Vieira, MaurĂ­cio Henrique Duarte e Ana Luiza Nogueira vai apontando as brechas supostamente deixadas pela prefeita afastada de Anadia, Sânia Tereza (PT), no que diz respeito Ă sua cassação pela Câmara de Vereadores. De acordo com peça policial divulgada ontem pela PolĂ­cia Civil, houve sabotagem no dia em que os vereadores decidiriam pela saĂ­da HP GHĂ€QLWLYR GH 6kQLD GD Prefeitura de Anadia. Um relatĂłrio encaminhado pela Eletrobras Distribuição Alagoas revela que no dia 1° de setembro de 2010 a falta de energia elĂŠtrica ocorreu porque alguĂŠm fez o ‘ato de mĂĄ-fÊ’. “A queda de energia foi provocada no perĂ­odo noturno e em zona rural. Houve GLĂ€FXOGDGH GH QRVVDV HTXLpes na localização do defeito, sendo necessĂĄria a realização de vĂĄrias manobras e inspeçþes de campo atĂŠ a H[DWD LGHQWLĂ€FDomR GR WUHcho defeituoso, remoção do material lançado e restabelecimento do sistema de distribuiçãoâ€?, detalha o texto que a estatal repassou aos delegados. O corte proposital resultou no cancelamento da sessĂŁo da Câmara de Vereadores onde a cassação da entĂŁo prefeita estava em pauta. Segundo levantamentos da PolĂ­cia Civil, o vereador Luiz Ferreira (PPS) teria se manifestado favorĂĄvel a invalidar a gestĂŁo de Sânia Tereza caso fossem comprovados os crimes de improbidade administrativa apontados pelo parlamento de Anadia. Em 12 de setembro, Luiz Ferreira, que alĂŠm de vereador era mĂŠdico, foi barbaramente assassinado quando saĂ­a da cidade de Maribondo. Neste dia, ele concedeu entrevista a uma rĂĄdio de Maribondo informando que seria candidato a prefeito em Anadia. A comissĂŁo de delegados estĂĄ mais do que certa de que o voto favorĂĄvel Ă  cassação de Sânia seria um dos motivos para a prĂĄtica do crime. Por trĂĄs do assassinato, alĂŠm de Sânia Tereza, estĂĄ o seu marido Alessander Ferreira Leal, ambos acusados de serem os autores intelectuais. O policial militar e primo de Sânia, ClĂĄudio MagalhĂŁes da Silva, e Adailton Ferreira, e os foragidos Ewerton Santos Almeida, Tiago dos Santos Campos e Wallemberg Wanderson Torres seriam os supostos autores materiais. A Tribuna Independente tentou contato com a defesa de Sânia Tereza, porĂŠm, nenhum advogado atendeu as ligaçþes.

VERMELHO

Queda de energia na cidade durante sessão que votava afastamento de prefeita pesa contra Sânia

PEDOFILIA

Prefeito de Ouro Branco deve ser indiciado na prĂłxima quarta O delegado Rodrigo Cavalcanti, da regional de SanWDQDGR,SDQHPDFRQĂ€UPRX que deverĂĄ ouvir o prefeito de Ouro Branco, Atevaldo Cabral (PMDB), na prĂłxima quarta-feira (16). Cabral ĂŠ acusado de ter oferecido dinheiro a uma adolescente de 14 anos para manter relaçþes sexuais. O caso tem repercutido em todo o Estado e quase todas as testemunhas de acusação foram ouvidas. “O prefeito Atevaldo Cabral serĂĄ ouvido e possivelmente indiciado porque durante as investigaçþes

de oposição. “Continuo a me defender dessas acusaçþes da mesma maneira, pois sei da minha inocĂŞncia. Tudo isso nĂŁo passa de interesses polĂ­ticos de outras pessoas aqui em Ouro Branco. A proximidade das eleiçþes contribui para que denĂşncias sem fundamento como essa venham atĂŠ a minha pessoa. A Justiça estĂĄ fazendo a sua parte. NĂŁo me cabe comentar o que eles decidem ou nĂŁo. O fato ĂŠ que estou sendo perseguidoâ€?, defendeu-se Cabral esta semana em entrevista a TI. (N.S.)

DEPOIMENTO

Menor de 16 anos pode complicar situação de Atevaldo Cabral Após analisar o vídeo que mostra uma festa em uma chåcara do prefeito Atevaldo Cabral, o delegado Rodrigo Cavalcanti decidiu encaminhar mais duas intimaçþes. Dois secretårios municipais DSDUHFHP QDV ÀOPDJHQV H vão depor a respeito do caso envolvendo o gestor de Ouro Branco. Segundo Cavalcanti, as pessoas que estão no vídeo podem ser os secretårios de Obras, Saúde ou Educação. No entanto, o suposto chefe da pasta de Educação pode ser descartado jå que quem

Presidente do PCdoB visita Alagoas dia 19 A direção estadual do PCdoB traz a Alagoas, no prĂłximo dia 19, o presidente nacional do Partido, Renato Rabelo. Em solenidade que acontece Ă s 10h, no auditĂłrio da OAB/ AL, em MaceiĂł, Rebelo falarĂĄ sobre “A Conjuntura PolĂ­tica, a Realidade Brasileira e o Projeto PolĂ­tico-eleitoral do PCdoBâ€?. Na ocasiĂŁo serĂĄ feito o lançamento da publicação “Alagoas, os JUDQGHVGHVDÂżRVÂąGRFXPHQWRV do PCdoB-AL 2011â€?, em que o partido apresenta Ă s correntes polĂ­ticas progressistas e desenvolvimentistas do Estado Ă  sociedade e seus militantes.

existem fortes indícios de que ele tenha oferecido dinheiro à menor. Devemos ouvir o prefeito na próxima quarta-feira aproveitando que o Tribunal de Justiça nos autorizou a investigar o JHVWRUGH2XUR%UDQFR¾DÀUmou Cavalcanti. A reportagem da Tribuna Independente entrou em contato com Atevaldo Cabral para que ele comentasse um possível indiciamento. O prefeito não atendeu as ligaçþes, tendo em vista que geralmente seus argumentos culpam os políticos

comanda a secretaria ĂŠ uma mulher. “Vamos intimar essas pessoas na segunda-feira, e somente assim vou saber qual o cargo de fato que eles ocupam na administração do prefeito Atevaldo Cabralâ€?, explicou o delegado. Cavalcanti informou ainda que existe um fato novo. Trata-se de mais uma menor, de 16 anos, que tambĂŠm pode complicar ainda mais a situação do prefeito. Esta semana, a suposta aliciadora de menores, Josefa da Silva (34), conhecida como

SEGURANÇA

Beltrão e Ferro se encontram com Vilela Os deputados estaduais Cícero Ferro (PMN) e João Beltrão (PRTB) se reuniram, na tarde da sexta-feira (11), com o governador Teotonio Vilela (PSDB). No encontro, que tambÊm contou com as presenças do líder do governo na Assembleia, Edvald Gaia (PSDB), e do secretårio de Articulação Política, RogÊULR7Hy¿ORIRUDPGLVFXWLGDV questþes relativas à segurança em Maceió e no interior do Estado. Ferro e Beltrão têm manifestado preocupação com a segurança pública no Estado.

“Iaâ€? teve o pedido de prisĂŁo decretado. A menor relatou ao delegado que Josefa a convidou para tomar banho de piscina na chĂĄcara do prefeito, e em troca receberia um novo aparelho celular. Ela estĂĄ detida, informa Rodrigo Cavalcanti, porque no dia em que foi depor sobre o caso omitiu alguns fatos, e por isso sua prisĂŁo preventiva foi determinada pelo juiz Fausto Magno, de Maravilha. O depoimento de Josefa foi de encontro com o das duas menores, revelando assim que ela mentiu. (N.S.)


4 POLĂ?TICA MACEIĂ“ - SĂ BADO, 12 DE NOVEMBRO DE 2011

BARTOLOMEU DRESCH bartolomeu_dresch@hotmail.com.br

CrĂŠdito ampliado

A

lagoas poderå captar recursos atravÊs de emprÊstimos no YDORUGH5PLOK}HVMXQWRDRUJDQLVPRVÀQDQFHLURV para aplicação em obras de infraestrutura no Estado. Mas vale explicar que a União não farå nenhum tipo de desembolso, nem para Alagoas, nem mesmo para os demais estados que tamEpPIRUDPEHQHÀFLDGRVFRPRDFRUGRDVVLQDGRSHOD3UHVLGHQWH Dilma Rousseff e os governadores. Ao todo foram R$ 21,3 bilhþes divididos da seguinte forma: R$ 7 bilhþes para São Paulo, R$ 3 bilhþes para Minas Gerais, R$ 2 bilhþes para o Maranhão, R$1.497 bilhão para o Rio Grande do Sul, R$ 1.192 bilhão para o Paranå e R$ 666 milhþes para Alagoas. O Rio de Janeiro tambÊm teve seu limite de crÊdito ampliado em R$ 6 bilhþes, mas o governador Sergio Cabral não pode comparecer a Brasília para assinar o acordo. Anteriormente a União jå havia feito o mesmo acordo com outros dez estados que ganharam ao todo R$ 15,7 bilhþes. De acordo com o Ministro Guido Mantega, da Fazenda, o acordo não afeta o cumprimento de metas do país. Ele disse que os estados que obtiveram o crÊdito têm cumprido todas as exigências do Governo Federal, estão diminuindo seu endividamento e estão produzindo XPUHVXOWDGRÀVFDODQXDO2VHVWDGRVDVVXPLUDPDLQGDRFXPSULPHQWRGDVPHWDVÀVFDLVHFRQWLQXDUmRUHFHEHQGRDYLVLWDGRV tÊcnicos do Banco Mundial.

TribunaIndependente

Reis: “STF deve manter validade da Ficha Limpaâ€? Coordenador nacional do MCCE acredita que Supremo serĂĄ favorĂĄvel Ă Lei ANTĂ”NIO CRUZ/ABR

O

Escolas vigiadas Um passo importante para a segurança das escolas da rede municipal de ensino foi dada esta semana. Foi implantado o sistema de videomonitoramento em 62 escolas de MaceiĂł. “E na prĂłxima semana outras 30 unidades de ensino vĂŁo receber o sistemaâ€? ressaltou o SecretĂĄrio de Educação do municĂ­pio de MaceiĂł, Thomaz BeltrĂŁo. Em breve todas as 132 escolas terĂŁo a segurança eletrĂ´nica implantada. Cada escola recebe quatro câmeras coloridas, quatro sensores e uma sirene, e o sistema ainda terĂĄ acompanhamento via satĂŠlite. O equipamento funcionarĂĄ 24 horas por dia com monitoramento na central da empresa de segurança Servipa.

Escolas vigiadas 2 O sistema de segurança implantado na rede municipal de ensino vai garantir, alÊm da segurança de alunos, professores e funcionårios, que os prÊdios sejam invadidos por marginais e vândalos e coibir o uso de drogas. Qualquer atitude suspeita, a empresa de vigilância se deslocarå para o local e acionarå a Guarda Municipal e o Batalhão Escolar. Pequenos furtos e outros delitos tambÊm serão combatidos o tempo todo. O sistema agradou ao Prefeito Cícero Almeida que pensa em expandi-lo para os 66 postos de saúde do município.

VersĂĄtil iogurte

Triângulo do calçado

O mĂŠdico Nicholas Perricone, autor do livro “Dieta Perriconeâ€? aposta nas inĂşmeras vantagens do iogurte para o padrĂŁo corpoUDOÂżFDUÂłQRVWULQTXHV´6HJXQGR ele uma porção do iogurte DSUHVHQWDPDLVGHPLOK}HV de bactĂŠrias probiĂłticas, que PHOKRUDRWUDEDOKRGDĂ€RUDLQtestinal, auxilia na produção de QXWULHQWHVHSUHYLQHLQIHFo}HV Segundo o mĂŠdico o produto ainda ajuda a controlar o colesterol, mas a recomendação ĂŠ o uso da versĂŁo light, com frutas e cereais. Os carboidratos destes alimentos aumentam os nĂ­veis de insulina no sangue e auxiliam na recuperação muscular.

A sobretaxa criada pelo Brasil para reduzir a importação de calçados da China parece ter caído no vazio. É que os produtores calçadistas chineses resolveram utilizar o Paraguai como porta de entrada, e deste jeito escapar da tributação brasileira. O fato Ê constatado pelo próprio setor calçadista paraguaio, que no pasVDGRLPSRUWRXPLOK}HVGHSDUHV da China e boa parte vieram parar no Brasil. Desde 2010 que o Brasil cobra uma sobretaxa de US$ 13,85 por par como tarifa antidumping. O MinistÊrio do Desenvolvimento, Indústria e ComÊrcio Exterior detectou a entrada QRSDtVYLD3DUDJXDLGHPLOK}HV de pares em 2010. Esta triangulação, alÊm de diminuir a cobrança de impostos colabora com o desemprego na indústria calçadista.

Feira dos Municípios $$VVRFLDomRGRV0XQLFtSLRV$ODJRDQRV $0$ FRQ¿UPRXSDUDRSUy[Lmo mês de janeiro (19 a 22) a realização de mais uma edição da Feira dos Municípios. Evento de divulgação do potencial turístico, artístico e artesanal das cidades alagoanas com um forte apelo para a realização de negócios, geração de emprego e renda, divulgação e intercâmbio entre os participantes. O Prefeito de Paripueira, Abraão Moura, presidente da AMA anunciou ainda que nesta nova edição serå oferecida uma estrutura mais completa para expositores e visitantes, com posto de saúde HSROLFLDOVDODGHLPSUHQVDLQWHUQHWZL¿HLQVWDODomRGHGXDVFHQWUDLV de cartão de crÊdito para facilitar o sistema de pagamento.

Jornalista bêbado /DQoDGRHVWDVHPDQDQD(XURSDR¿OPH³2'LiULRGH8P-RUQDOLVWD Bêbado� (The Rum Diary), que traz o ator John Deep no papel principal. Ele conta a história de Paul Kemp, um jornalista que se cansa de Nova York, e vai viver em Porto Rico, escrevendo para o jornal Sam Juan Star. $GTXLUHRKiELWRGHEHEHUFDFKDoDH¿FDREFHFDGRSHODQRLYDGHXP FROHJDGHWUDEDOKR2¿OPH TXHGHYHFKHJDUSRUDTXLVRPHQWHQR próximo ano foi baseado no romance homônimo de Hunter S. Thompson, best seller nos Estados Unidos.

Marlon Reis acredita que nova lei Ê divisor de åguas e deve marcar uma nova era nas eleiçþes

MANIFESTAĂ‡ĂƒO

Nova marcha contra corrupção serĂĄ realizada na terça-feira Mais uma marcha contra a corrupção serĂĄ realizada em Alagoas. Marcada para o feriado de terça-feira (15), Dia da Proclamação da RepĂşblica, a manifestação ĂŠ organizada pelo Movimento de Combate Ă Corrupção Eleitoral (MCCE), pela seccional alagoana da Ordem dos Advogados do Brasil e por movimentos estudantis. “O ralo da corrupção ĂŠ muito grande. A população tem que externar nas ruas o seu sentimento de insatisfação com as mĂĄs prĂĄticas polĂ­ticasâ€?, declara AntĂ´nio

Fernando, coordenador do MCCE no estado. “Vai haver caminhadas no Brasil inteiUR$ODJRDVQmRSRGHĂ€FDUGH foraâ€?, completa. Denominada “2ÂŞ Marcha Contra a Corrupção e a Impunidade e pela Educaçãoâ€?, a atividade terĂĄ inĂ­cio Ă s 14h. O ponto de encontro para a caminhada ĂŠ no antigo hotel Sete Coqueiros, na Pajuçara. De lĂĄ, os manifestantes seguem pela orla atĂŠ o antigo Alagoinhas. DESAFIO Os organizadores da manifestação tĂŞm como princi-

SDO GHVDĂ€R DXPHQWDU R Q~mero de participantes. Na primeira marcha, realizada no feriado de 12 de outubro, sĂł houve a presença de cerca de 100 pessoas. O nĂşmero de manifestantes reduziu ainda mais no decorrer das atividades. Para o coordenador do MCCE em Alagoas, o nĂşmero baixo nĂŁo deve se repetir. “Hoje nĂłs temos a colaboração de diversos segmentos, inclusive o movimento estudantil. Devemos ter 400 a 500 pessoasâ€?, avalia Fernando. (V.A.)

CASO PAULO BANDEIRA

STJ nega agravo de supostos autores materiais do homicídio Os policiais militares acusados de terem matado o professor Paulo Bandeira tiveram recurso negado no Superior Tribunal de Justiça (STJ). O ministro Gilson Dipp negou agravo interposto por Ananias Oliveira Lima e Geraldo Augusto Santos Silva, que teriam cometido o bårbaro assassinato a mando do então prefeito de Satuba, Adalberon de Moraes. Trata-se de um agravo de instrumento movido pelo advogado Ricardo Soares Moraes e pedia a revisão de

um recurso especial movido pelos rÊus que foi negado. Na pråtica, a ação pretendia anular a pronúncia dos acusados e, consequentemente, suspender o júri. O pedido foi negado em decisão monocråtica do ministro Dipp. Com a decisão, Geraldo e Ananias seguem para julgamento no Tribunal do Júri. Graças a um habeas corpus, os supostos autores materiais aguardam o julgamento em liberdade. AlÊm deles, Nanci Lopes e Maria JosÊ dos Santos, respectivamente, diretora e funcionåria da

escola onde Bandeira trabalhava tambÊm estão em liberdade. Apenas Adalberon continua preso. CRIME Paulo Bandeira foi morto em junho de 2003, após fazer uma sÊrie de denúncias contra o prefeito de Satuba. Ele foi queimado vivo, após ser acorrentado dentro do próprio carro. De acordo com o professor, Adalberon teria desviado recursos da educação, oriundos do Fundo Nacional de Ensino Fundamental e Valorização do MagistÊrio (Fundef). (V.A.)

‡+RMHpRXOWLPRGHDSUHVHQWDo}HVGR)HVWLYDO,QWHUQDFLRQDOGH&RURV Nordeste Cantat no Teatro Deodoro a partir das 19h. Subirão ao palco o Coral da 3ª Idade do SESC, Orfeão da Praia (Cabo Verde), o Grupo Vocal Moriah in Voice, o Coral Odonto Bahia e o Coral Brasília,

JUVENTUDE

OS BARROS

‡8PDVpULHGHDWLYLGDGHVHQYROYHQGRDo}HVGHFRPEDWHDRGLDEHWHV vem sendo desenvolvidas em Alagoas hå alguns dias. Neste Domingo, D6HFUHWDULDGH6D~GHYDLLQWHQVL¿FDUDFDPSDQKDQDRUODPDUtWLPDGH Maceió.

A Juventude do PSDB Alagoas realiza neste sĂĄbado, 12, o I SeminĂĄrio de formação polĂ­tica para a juventude tucana. O evento acontece a partir das 8h30, no plenĂĄrio da Assembleia Legislativa do Estado e vai reunir, alĂŠm de lideranças da Executiva Estadual do PSDB, representantes do segmento jovem do partido, do PSDB Mulher e do PSDB Comunidade. O evento serĂĄ aberto por palestra do deputado federal tucano Rui Palmeira, que vai apresentar “O papel do Jovem na PolĂ­ticaâ€?.

No município de Girau do Ponciano, Agreste alagoano, a família do deputado estadual Gilvan Barros (PSDB) estå rachada diante da apresentação de candidatura de dois membros do clã Barros para suceder o prefeito Davi Barros (PSDB). Pelo menos dois irmãos do deputado deve concorrer à prefeitura local. Gilberto Barros, atual vice-prefeito; e Sebastião Barros, empresårio da região. Na lista para comandar Girau do 3RQFLDQRDLQGD¿JXUDPRXWURV sete nomes.

‡7pFQLFRVGRVHWRUGH$WHQomR%iVLFDYmRUHSDVVDULQIRUPDo}HVVREUH DGRHQoDIDWRUHVSUHYHQWLYRVHGHFRQYLYrQFLDDOpPGHSDQÀHWRVH[SOLcativos. O Dia Mundial de Diabetes acontece na segunda, dia 14. ‡2*RYHUQRGR(VWDGRVHLQVWDODHP0DUHFKDO'HRGRURQDSUy[LPD WHUoDIHLUDGH1RYHPEUR$WUDQVIHUrQFLDpXPDKRPHQDJHPi FLGDGHGHQDVFLPHQWRGRSURFODPDGRUGD5HS~EOLFD ‡6ROHQLGDGHVYmRPDUFDUDGDWDFRPRGHV¿OHFtYLFRLQDXJXUDomRGH obras da municipalidade, alÊm de convênio para instalação de um Posto do Sine e para a construção de uma Base da Polícia Comunitåria.

VICTOR AVNER REPĂ“RTER

Rui Palmeira abre seminĂĄrio do PSDB

FamĂ­lia rachada pela polĂ­tica em Girau

Movimento de Combate Ă Corrupção Eleitoral (MCCE) considera positivo o inĂ­cio do julgamento das açþes sobre a Lei Complementar 135/2010 no Supremo Tribunal Federal (STF). Para o juiz MĂĄrlon Reis, um dos coordenadores nacionais da organização, a Lei da Ficha Limpa, como ĂŠ mais conhecida, deverĂĄ ser mantida em sua integralidade. â€œĂ‰ possĂ­vel [que o STF julgue diferente], mas acreditamos que nĂŁo. O Supremo deve manter a validade da Lei da Ficha Limpa. Estamos otimistasâ€?, destaca o magistrado. Independente da decisĂŁo, o MCCE vai permanecer com a pauta de manifestaçþes por todo o paĂ­s. “Vamos continuar acompanhando, com a mesma postura de sempreâ€?, diz. O juiz avalia que o voto do ministro-relator Luiz Fux tem boa fundamentação jurĂ­dica. Isso deve fazer com que os demais ministros da Corte acompanhem a decisĂŁo de manutenção da Lei. ´)RLXPYRWRPDJQtĂ€FREULlhante. Mas acreditamos que ainda pode ser melhoradoâ€?, pontua Reis. O juiz se refere ao fato de que, em seu voto, o ministro Fux permite que polĂ­ticos que renunciaram ao mandato para fugir de processo de cassação possam se candidatar sem qualquer entrave. Contudo, o prĂłprio Fux jĂĄ teria comentado que pode alterar esse trecho de seu voto quando o julgamento for retomado. “O ministro disse que vai rever esse ponto depois que viu que a sociedade nĂŁo concordou com o seu pensamentoâ€?, declara o coordenador nacional do MCCE. MARCO HISTĂ“RICO Para Reis, que tambĂŠm ĂŠ presidente da Associação Brasileira dos Magistrados, Procuradores e Promotores Eleitorais (Abramppe), VH R 6XSUHPR FRQĂ€UPDU D manutenção da validade da Lei da Ficha Limpa, serĂĄ o começo de um novo tempo no sistema polĂ­tico brasileiro. “O ano de 2012 marca o inĂ­cio de um novo perĂ­odo na legislação eleitoralâ€?, destaca o magistrado. O Supremo julga duas Açþes Diretas de Constitucionalidade (ADCs) impetradas pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e pelo PPS e uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) movida pela ConfeGHUDomR1DFLRQDOGDV3URĂ€VsĂľes Liberais (CNPL). A sessĂŁo que avaliava as açþes foi suspensa por um pedido de vistas do ministro Joaquim Barbosa.


TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 12 DE NOVEMBRO DE 2011 POLĂ?TICA

5

Parentes de prefeito são exonerados Em Limoeiro de Anadia, recomendação do MinistÊrio Público tambÊm provocou demissão de parentes de vereadores

Cotidiano LININHO NOVAIS - contato@lininho.com

Dois meses de prisĂŁo

H

oje completam dois meses da prisão da prefeita de Anadia, Sânia Teresa, acusada, pelas investigaçþes, de ser uma das mentoras do assassinato do vereador Luiz Ferreira. Muitos foram os fatos como tambÊm as incógnitas. O que teremos pela frente nessa história que sacudiu a politica alagoana? Só Deus sabe!

O candidato ĂŠ outro $QDOLVWDVMiFRQÂżUPDPTXHHP8QLmRGRV3DOPDUHVRFDQGLGDWRDSUHIHLWRGR36'VHUi*XLOKHUPH/\UDÂżOKRGRLQGXVWULDOHGHSXWDGRIHGHUDO JoĂŁo Lyra, possibilidade que o prĂłprio Guilherme descarta. Enquanto isso muita ĂĄgua vai passar por baixo da ponte do Rio MundaĂş.

Um nome a se observar A competente secretåria de saúde de Arapiraca, AurÊlia Fernandes, tem se destacado entre os demais da administração de Luciano Barbosa. Tem desenvolvido trabalhos importantes na missão de fazer saúde pública com programas e projetos que são exemplos a serem seguidos como referencial. Com isso jå cogitam AurÊlia como candidata em 2012, um nome importante e que estå na graça do povo.

Nova entrada para Zumbi Motoristas que precisam ir à cidade de União dos Palmares reclamam do acesso de entrada do município, sem sinalização e com a estrutura comprometida os riscos de acidentes são constantes. Alô DER!!!

Vale tudo na eleição? O clima na cidade de Joaquim Gomes ĂŠ de muita agitação com o perĂ­odo eleitoral o movimento polĂ­tico no municĂ­pio tem sido intenso, com eleitores divididos entres trĂŞs candidatos que disputam a chave do cofre para exercer assim o mandato de prefeito “tampĂŁoâ€?.

Lider que ĂŠ vice Na disputa eleitoral em Joaquim Gomes, o petista Marrom, que ĂŠ lĂ­der do MLST e candidato a vice-prefeito na chapa de Nego SarrapiĂŁo (PSL) tem caĂ­do em campo em busca de votos, e nos discursos como bom petista ele ĂŠ enfĂĄtico: “Temos Lula e Dilmaâ€?.

Atuação pela rede Vereador França Junior, do município de Palmeira dos �ndios, tem feito ampla divulgação de seu trabalho como membro do parlamento muQLFLSDO4XHPRDFRPSDQKDGDVUHGHVVRFLDLV¿FDVDEHQGRGDVDo}HV desenvolvidas por ele. Jovem ainda, França que Ê advogado e professor universitårio, tem debatido temas importantes sobre o futuro de Alagoas.

Sou eu, sou eu No próximo dia 15, feriado, onde se comemora a Proclamação da Republica, se organiza mais uma marcha de combate à corrupção, porÊm a disputa Ê para saber quem estå organizando o evento. Cada um que queira ser o pai da criança. Mas o importante mesmo Ê participar como cidadão consciente e fazer o diferencial em defesa da sociedade.

2UWRJUDÂżD Tem se tornado um absurdo os erros de portuguĂŞs em alguns materiais de publicidade. Erros tĂŁo primĂĄrios que causam impactos e atĂŠ mesmo vergonha. Apenas um alerta!

Na Serra Nos corredores da Casa de Tavares Bastos a conversa mĂ­uda era sobre a provĂĄvel visita da jogadora de futebol Marta Ă Serra da Barriga. O convite tinha sido feito pelo deputado JHC. Resta saber se a melhor do mundo vai mesmo.

Canetada A prefeita de Ibateguara, mÊdica Eudócia Caldas, numa única canetada derrubou metade do secretariado, e atÊ agora nenhuma cogitação para quem assumirå as pastas, entre elas estão Educação, Saúde, e Obras. Pense numa atitude!

Como um sonho Pelo visto, o sonho do petista Paulão em assumir a Câmara dos Deputados estå longe de acontecer, tudo por que o deputado Joaquim Beltrão, de quem Paulão Ê suplente, parece ter desistido da candidatura a prefeito de Coruripe.

disso, Villas Boas acrescentou, na recomendação, a necessidade do municĂ­pio MinistĂŠrio PĂşblico plotar todos os automĂłveis Estadual (MPE) estĂĄ – locados e prĂłprios – com realizando desde o um adesivo de “A serviço da mĂŞs de agosto um trabalho Prefeitura de Limoeiro do de parceria com o Movi- Anadiaâ€? e “Uso Exclusivo mento de Combate a Cor- em Serviçoâ€?, respectivamenrupção Eleitoral (MCCE) te, para que possĂ­veis abusos em Alagoas. Desta vez foi sejam evitados ou melhor o municĂ­pio de Limoeiro percebidos pela população. do Anadia que atendeu as O prefeito enviou ao prorecomendaçþes encaminha- motor de Justiça uma sĂŠrie das pelo ĂłrgĂŁo atravĂŠs do de documentos comprovanpromotor de Justiça Anto- do a exoneração e rescisĂŁo nio Villas Boas. O MCCE de contratos de todos os paLGHQWLĂ€FRX D H[LVWrQFLD GH rentes de vereadores e do veĂ­culos locados ao mu- prĂłprio prefeito ocupantes nicĂ­pio que pertenciam a de cargos comissionados de parentes de vereadores da segundo escalĂŁo – jĂĄ que carcidade, bem como a pre- gos ocupados por agentes posença de familiares de vere- lĂ­ticos sĂŁo permitidos, como adores e do prĂłprio prefeito sumulou o Supremo Tribuem cargos comissionados e nal Federal. em contratos temporĂĄrios. Atendendo a recomendaEm setembro, o promotor ção do MinistĂŠrio PĂşblico, o expediu uma recomendação prefeito James Marlan tamao prefeito James Marlan bĂŠm suspendeu todos os con(PP) para que ele solucionas- tratos de locação de veĂ­culos se os problemas em 30 dias e pediu um prazo de 60 dias e enviasse documentos com- para executar a plotagem provando o atendimento das dos carros Ă serviço da presolicitaçþes do MPE. AlĂŠm feitura. EDITORIA DE POLĂ?TICA COM ASSESSORIA

O

Prefeito James Marlan tambÊm suspendeu contratos de locação

BIOMETRIA EM ARAPIRACA

Seleção vai escolher 80 funcionårios DAVI SALSA REPÓRTER

Sucursal Arapiraca - O município de Arapiraca tem uma população estimada em 220 mil habitantes, e de acordo com a Justiça Eleitoral, a principal cidade do interior alagoano deve ter um contingente de 170 mil eleitores. Atualmente, durante o período de cadastramento biomÊtrico, funcionam duas zonas eleitorais: a 22ª e a 55ª, que estão a cargo dos juízes Giovanni Alfredo Jatubå e Rômulo Vasconcelos, res-

pectivamente. Os eleitores da cidade tĂŞm reclamado do atendimento lento e das lonJDVĂ€ODV De acordo com o juiz Giovanni JatubĂĄ, o trabalho foi iniciado com atraso, em setembro, por conta do repasse dos equipamentos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 2FURQRJUDPDSUHYLDĂ€QDlizar o cadasto no dia 16 de dezembro, porĂŠm atĂŠ o momento jĂĄ foram cadastrados mais de 32 mil eleitores, com atendimento mĂŠdio de 600 pessoas por dia. O magistrado adiantou

que, por enquanto, o trabalho estĂĄ sendo realizado no CartĂłrio Eleitoral. Com o apoio da Prefeitura de Arapiraca, estĂĄ sendo alugado um prĂŠdio no bairro BrasĂ­lia, nas imediaçþes do Posto Bananeira. “Quero informar que nĂŁo hĂĄ motivo para desespero. Estamos recebendo uma nova estrutura e vamos solicitar ao TRE novos prazos para o cadastramentoâ€?, explicou o juiz. O magistrado adiantou que, a partir do dia 16 deste mĂŞs, serĂĄ iniciado o trabalho no municĂ­pio de CraĂ­bas. Giovanni JatubĂĄ esclareceu,

ainda, que foi feito um processo, ainda que seletivo simSOLÀFDGR SDUD HVFROKD GH  recadastradores, que darão apoio ao trabalho da Justiça Eleitoral em Arapiraca, inclusive com agendamento pela Internet. ABRANGÊNCIA A 22ª Zona Eleitoral compreende 27 bairros da cidade e ainda os municípios de CoitÊ do Nóia e Craíbas. Jå a 55ª Zona Eleitoral tem a jurisdição dos demais bairros da cidade e dos municípios de Lagoa da Canoa e Feira Grande.

NO FERIADO

Justiça Eleitoral quer atender 5 mil Ultrapassar os 5 mil eleitores atendidos em um mesmo dia. Foi com essa meta que a coordenação da Biometria de Maceió planejou o atendimento aos eleitores no feriado do próximo dia 15 de novembro, data onde se comemora a Proclamação da República. Todos os postos de atendimento da capital funcionarão em horårio normal, das 8h às 15h. Apesar da antecipação do feriado alusivo ao Dia da Justiça, que acontece no dia 8 de dezembro para a próxi-

ma segunda-feira (14), todos os postos de atendimento funcionarĂŁo normalmente em MaceiĂł. FicarĂŁo fechados nesta segunda, apenas, a sede do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/ AL) e os cartĂłrios eleitorais do interior. “Esperamos que os eleitores aproveitem a oportunidade dada pela Justiça Eleitoral e concluam logo suas revisĂľes biomĂŠtricas. (VWDPRV FKHJDQGR QR Ă€QDO do prazo e, aqueles que nĂŁo se recadastrarem terĂŁo seus

títulos eleitorais cancelados�, ressaltou o supervisor da Biometria em Maceió, Luís Gustavo de Oliveira. POSTOS Com o novo posto funcionando na Faculdade Eståcio – FAL, exclusivo para o agendamento eletrônico, os eleitores de Maceió terão seis postos de atendimento espalhados pela cidade, em locais estratÊgicos, sendo eles: Fórum Eleitoral de Maceió (na Avenida Fernandes Lima – Farol), Bebedouro (próximo à Praça Lucena

REVISĂƒO

10ÂŞ ZONA

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL), desembargador Orlando Manso, esteve nesta sexta-feira, 11, no municĂ­pio de Palmeira dos Ă?ndios, para acompanhar as atividades do recadastramento biomĂŠtrico dos eleitores da regiĂŁo. Funcionando atualmente com 14 kits biomĂŠtricos, a expectativa ĂŠ que sejam atendidos cerca de 800 eleitores por dia no local. O recadastramento na Zona EleiWRUDOQmRIRLLQWHQVLÂżFDGRDQWHULormente por conta no atraso do envio de kits do TSE.

O juiz eleitoral Sandro Augusto dos Santos, da 10ÂŞ Zona Eleitoral, que compreende Palmeira dos Ă?ndios, tambĂŠm falou sobre a revisĂŁo biomĂŠtrica na cidade: “O TRE estarĂĄ readequando o prazo para a conclusĂŁo dos trabalhos na 10ÂŞ Zona Eleitoral e, por este motivo, o eleitor nĂŁo precisa se desesperar. Todos terĂŁo a oportunidade de se recadastrar, sem nenhum tumulto. Estaremos atendendo, diariamente, das 7h30 Ă s 13h30 e ainda existe a possibilidade, de expandirmos os horĂĄriosâ€?.

Manso conferiu cadastramento em Palmeira

UNISA

ARQUIVO

Juiz diz que horĂĄrios podem ser ampliados

Maranhão), Tabuleiro do Martins (próximo aos Correios e antiga Norep), Faculdade Integrada Tiradentes – Fits (Cruz das Almas) e no ginåsio de esportes do Centro de Estudos Superiores de Maceió – Cesmac (antigo ColÊgio Guido). Para fazer o recadastramento, o eleitor maceioense deve portar um documento original com foto, comprovante de residência dos últimos três meses e o título eleitoral, todos originais e cópias.


6

OPINIAO

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 12 DE NOVEMBRO DE 2011

OpiniĂŁo

TribunaIndependente

Comemorar e cobrar

N

ão resta dúvida de que a volta do CRB à SÊrie B Ê uma conquista e tanto, não só para os torcedores regatianos, como para todos os alagoanos. A possibilidade de se obter mais uma vaga entre os 40 clubes da elite do futebol brasileiro, isso caso o ASA permaneça na competição QRSUy[LPRDQRpWmRJUDWLÀFDQWHTXH constrasta com a realidade perversa do Estado de Alagoas em åreas como saúde, segurança e educação. Estados mais avançados no quesito indicadores sociais, como Sergipe, Paraíba, Parå, Espírito Santo não têm esse privilÊgio. Por tudo isso, o CRB merece os parabÊns pelo mÊrito. No entanto, hå de ressaltar que essa FRQTXLVWD QmR UHSUHVHQWD R ÀP GD VLtuação inóspita do futebol alagoano e, principalmente, do próprio CRB, um clube que nos últimos dez anos perdeu

todo o patrimônio e vive mergulhado em dívidas, somadas, inclusive com os 15 anos de participação da equipe na SÊrie B do Campeonato Brasileiro e com dÊcadas de disputas internas entre dirigentes e conselheiros que, por enquanto, estão apagadas da memória do torcedor. Tudo isso fruto da falta de planejamento e de dilapidação do pouco patrimônio que o clube possuía. Basta lembrar que o descesso do CRB em 2008 para a SÊrie C ocorreu porque a diretoria chegou a ignorar o Campeonato $ODJRDQR FRQVLGHUDQGRR FRPR GHÀFLtårio. Quando a diretoria se deu conta de que precisava se organizar jå estava na metade da SÊrie B daquele ano. Jå era tarde. Portanto, Ê hora de comemorar, mas tambÊm de cobrar seriedade de diretores e conselheiros do clube.

PE MANOEL HENRIQUE DE MELO SANTANA PĂĄroco da Igreja de SĂŁo Pedro ApĂłstolo - Ponta Verde Doutorando Univesidade de Grenoble III

O povo canta seus mortos A morte sempre trouxe indagaçþes. Cercada de muitos mistĂŠrios, a morte toca a divindade. As cerimĂ´nias de sepultamento tornaram-se religiosas. A sepultura de Osiris no Egito nos fala dessa realidade religiosa. Em cada cultura, a morte chega cercada de muitos rituais e crenças. A morte lembra a vida, aponta para a eternidade. Os cemitĂŠrios mais antigos contam essa histĂłria em seus mausolĂŠus, arquitetonicamente bem construĂ­dos. Na Europa sĂŁo lugares silenciosos, pois, remete a muitas UHĂ H[}HVHRUDo}HV1D,GDGH MĂŠdia, a cerimĂ´nia de sepultamento era seguida de uma refeição, que gerando abusos, a Igreja cuidou de proibi-las. No interior do Brasil, acontecem cerimĂ´nias religiosas populares, como as “IncelĂŞnciasâ€?, conhecidas com vĂĄrios nomes. As “IncelĂŞnciasâ€? sĂŁo cantadas em sentinela, durante toda a noite, e cumprem a função ritual de entrega da alma do ente querido aos cuidados dos Anjos e Santos. A estes pedimos o acompanhamento, a proteção, atĂŠ Ă entrada no cĂŠu. O caminho ĂŠ longo e diante das tentaçþes do demĂ´nio, ĂŠ indispensĂĄvel a presença protetora dos Anjos e Santos. O arcanjo SĂŁo

Gabriel e a Virgem Maria sĂŁo os mais invocados. Miguel, com a sua balança na mĂŁo, pesa cada alma. O papel de advogada, entĂŁo, cabe Ă Maria. O canto nĂŁo pode ser interrompido nem quebrado e ĂŠ cantado em ordem crescente. A “sentinelaâ€? foi trazida de Portugal e aqui foi enriquecida com as culturas presentes no Brasil, indĂ­genas e negras. Para o maestro e folclorista Guerra Peixe, a “excelĂŞncia ĂŠ tambĂŠm o prĂłprio morto. NĂŁo ĂŠ uma oração qualquer, mas uma oração excelente, cantada a partir da meia-noite, quando tudo estĂĄ excelente. A “sentinelaâ€? ĂŠ um acontecimento de muito respeito na vida do povo. Na estrutura do catolicismo popular, destaque merecem as mulheres, tambĂŠm aqui nos lembramos das “carpideirasâ€?, que tĂŞm o papel de chorar. Conhecemos as mulheres rezadeiras, as benzedeiras e as beatas, que ajudam o povo a rezar e a celebrar os principais momentos da vida. Na “sentinelaâ€?, as rezadeiras cuidam do morto e as condutoras de “incelĂŞnciaâ€? preparam os Ăşltimos atos da permanĂŞncia do falecido entre os seus. Desde os primeiros tempos,

os cristĂŁos sentiram uma profunda veneração por seus mortos, pois usavam de aromas e incenso para honrar seus mortos. A esperança comum unia defuntos e sobreviventes com afeto e respeito. Em sua liturgia, a Igreja DFRPSDQKD VHXV Ă€pLV QD H[periĂŞncia da morte e o que alimenta a experiĂŞncia das sentinelas ĂŠ a esperança e a solidariedade humana. O momento de oração ĂŠ coberto GH FRQĂ€DQoD HP 'HXV PLVHricordioso, quando em outros momentos, o medo do inferno, dos castigos de Deus dominavam. O nosso povo ainda possui na memĂłria as imagens muito detalhadas do que ĂŠ o inferno, mas pouco sabemos do imaginĂĄrio do cĂŠu. $ LQĂ€QLWD PLVHULFyUGLD GH Deus, conhecida por nĂłs, deveria nos conduzir Ă idĂŠia GHTXHGLĂ€FLOPHQWHDOJXPĂ€lho seu se perderia no inferno. Em Ariano Suassuna no “Auto da Compadecidaâ€? conhecemos como se deu o julJDPHQWRĂ€QDOGRVSULQFLSDLV personagens daquela trama literĂĄria. A misericĂłrdia do Pai sobressai e a mediação de Maria surge como ressonância religiosa de uma prĂĄtica que tem raĂ­zes populares da fĂŠ cristĂŁ.

RUBENS MĂ RIO Professor do Cesmac

Ideologia involuntĂĄria

LEONARDO SAKAMOTO Jornalista e doutor em CiĂŞncia PolĂ­tica

O que os índios preferem? O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, pediu para a Fifa que os ingressos dos jogos da Copa do Mundo no Brasil sejam vendidos com desconto para populaçþes indígenas e pessoas de baixa renda. O tempo (ou o cargo ocupado) faz maravilhas com as pessoas. Relembrar Ê viver: em 2009, o Supremo Tribunal Federal decidiu, por 10 a 1, manter a demarcação contínua da reserva indígena Raposa Serra do Sol, no Norte de Roraima. Uma boa decisão judicial que foi um alívio frente a uma enxurrada de mås notícias para quilombolas, ribeirinhos, caiçaras, camponeses, sem-terra e indígenas que estampam o notíciårio diariamente. Na Êpoca, o então deputado federal Aldo Rebelo divulgou uma nota repudiando a decisão, dizendo que ela agridia o interesse nacional e projetava incertezas quanto à unidade da nação. É notória a boa relação do ex-presidente da Câmara com os militares. E sabe-se que hå muita gente nas forças armadas cuja mentalidade não avançou desde a Guerra Fria, ostentando aquela paranóia da invasão estrangeira ou de

que as terras indĂ­genas vĂŁo se tornar paĂ­ses independentes por estarem perto da fronteira. Como se a experiĂŞncia da reserva Ianomâmi, bem maior e fronteiriça, nĂŁo tivesse mostrado o contrĂĄrio. E como se as forças armadas nĂŁo tivessem livre acesso a qualquer parte do territĂłrio nacional. Aldo, na ĂŠpoca, soltou uma nota incisiva, da qual destaquei alguns trechos: “O Supremo abre um precedente para que sejam implantados no Brasil um Estado multinacional e uma nação balcanizada, pois confere a tribos indĂ­genas que fazem parte do povo brasileiro o esdrĂşxulo status de minorias apartadas do todo nacional, com prerrogativas negadas a outros estratos que hĂĄ cinco sĂŠculos amalgamam a formação social do paĂ­sâ€?. “O respeito aos direitos dos indĂ­genas nĂŁo pode implicar o esbulho dos nĂŁo Ă­ndios que Ki PXLWR WHPSR Ă€QFDUDP D bandeira do Brasil naquela regiĂŁo.â€? ´2V tQGLRV EHQHĂ€FLDGRV IRram isolados da nação. Os Ă­ndios e nĂŁo Ă­ndios prejudicados podem recorrer Ă resistĂŞncia nĂŁo violenta na defesa de seus direitos histĂłricos. E o Congresso Nacional, Ăşltima ins-

tância da soberania popular, tem o dever de reparar este erro calamitoso do Executivo e do Judiciårio.� Erro calamitoso pois, como todos sabem, homens brancos, principalmente arrozeiros, são uma espÊcie prÊ-cabralina que jå habitava Roraima antes da chegada desses índigenas. Garantir os mínimos direitos a esses povos, que amargaram sÊculos de genocídio, não os isola do resto da nação. Pelo contrårio, decisþes como essa, por mais que não sejam perfeitas, ajudam a tornå-los, de fato, brasileiros, por lhes conferirem dignidade. Diante disso, o ministro deveria se perguntar o que essas populaçþes preferem: as terras que lhes são de direito, para poderem plantar e sobreviver, ou ingressos baratinhos para a Copa? Ou talvez ele esteja propondo ingressos baratos para os indígenas porque, no ritmo em que as coisas andam em estados como Mato Grosso do Sul (que têm tocado um genocídio, a conta-gotas, de suas populaçþes tradicionais em nome do desenvolvimento agropecuårio), em breve não vão sobrar lå muitos para dar prejuízo aos organizadores dos jogos. FILIADO AO

Jorgraf UM PRODUTO:

Rua da Praia, 134 - sala 303 - centro - Maceió Alagoas Endereço Comercial: Av. Menino Marcelo - 10.440 - Serraria Maceió - Alagoas - CEP: 57.083.410 CNPJ: 08.951.056/0001 - 33

Cooperativa dos Jornalistas H*UiÂżFRVGRHVWDGRGHDODJRDV

A infância e a juventude estĂŁo se esvaindo, impunemente, sem a racional percepção dos maiores; nas regiĂľes da periferia social, o fenĂ´meno se acentua e, somente ĂŠ percebido, por quem tem a infelicidade de presenciar, fora dos perĂ­odos eleitorais, os “dantescosâ€? fatos, in loco. As crianças e adolescentes dessas regiĂľes, que nascem, sem nenhuma relação de amor, sĂŁo mal criadas, Ă s vezes, por mĂŁes, padrastos e, na maioria dos casos, por avĂłs, tambĂŠm, vĂ­timas anteriores de crudelidades inerentes ao perverso e desumano sistema capitalista, acentuado pela feroz e irracional ganância polĂ­tica. Ă€s vezes, feridos pela violĂŞncia reativa dos menores infratores, chegamos Ă  deseMDU R Ă€P GHOHV 0DV TXDQGR recobramos a nossa consciĂŞncia de seres racionais que tiveram a oportunidade de se informar, e nos permitimos enxergar os fatos com a razĂŁo, compreendemos a verdadeira acepção do problema e mudamos de opiniĂŁo. Nessa providencial introspecção, que deveria permear a mente e a consciĂŞncia de toda a sociedade, dita, organizada, rememoramos todos os fatos passados, que, provavelmente, responderĂŁo e explicarĂŁo, o por que do envolvimento tĂŁo avassalador de menores em crimes tĂŁo

PRESIDENTE Antonio Pereira Filho DIRETOR ADMINISTRATIVO FINANCEIRO: JosĂŠ Paulo Gabriel dos Santos Editor geral: Ricardo Castro

brutais. A destruição gradativa da “ideologia voluntĂĄriaâ€? do povo, acintada, matreiramente, pelos mandatĂĄrios da nação, com certeza, ĂŠ a base de uma pirâmide construĂ­da sobre um terreno frĂĄgil e inconsistente. A nossa mĂ­dia em geral, tem noticiado, diariamente, escabrosos casos de corrupção em todo o Estado e em todos os estados federativos; no atual governo federal, apesar da sua tenra idade, se nĂŁo nos falha a memĂłria, atĂŠ a escrita desse texto, jĂĄ somam, seis casos denunciados de furto do dinheiro pĂşblico; nos nossos mais “pobresâ€? municĂ­pios, os casos de corrupção e enriquecimento ilĂ­citos, VmRDVVRPEURVRV A nossa brilhante PolĂ­cia Federal nunca trabalhou tanWR'DtRVTXHQRVVmRIXUWDdos, impunemente, na maioria dos casos, faltam Ă nossa instituição mais sagrada, e que deveria estar na base da nossa verdadeira pirâmide social – a educação. Recentemente, fomos sacudidos por declaraçþes, intempestivas e infelizes, aludidas ao nosso brilhante advogado Adriano Soares, investido na função de SecretĂĄrio da Educação e do Esporte do Estado, com relação Ă  mais um caso policial acontecido nas nossas escolas pĂşblicas bĂĄsicas. Nos referimos ao passado, recentemente, na Escola

Mota Trigueiros, localizada no bairro do Santo Eduardo – fora da periferia social. O pĂłs fato, que resultou na suspensĂŁo das aulas, foi taxado pelo SecretĂĄrio, como uma “esculhambaçãoâ€?, e, motivou, “democraticamenteâ€?, a intervenção da Secretaria na direção da referida escola. O termo, chulo, atribuĂ­do pela mĂ­dia ao competente causĂ­dico, nĂŁo deveria ser direcionado, apenas Ă Escola Mota Trigueiros, mas, talvez, com um termo sinĂ´nimo mais apropriado Ă  educação, Ă  todas as demais Escolas gestionadas pelo estado de Alagoas. Para termos uma ideia mais clara do que transformaram as nossas Escolas pĂşblicas bĂĄsicas, uma outra, que foi palco de um assassinato de um funcionĂĄrio, conserva, desde entĂŁo, em seu interior, alĂŠm de assustados DOXQRV H SURĂ€VVLRQDLV GD educação, policiais militares, quando, poderĂ­amos ter em seus lugares, educadores preparados, bem remunerados, alunos motivados, a famĂ­lia H D SUySULD FRPXQLGDGH DĂ€nal, a Escola pĂşblica bĂĄsica, Ă  exemplo da Universidade pĂşblica, deveria cumprir um SDSHOH[WHQVLRQLVWD Nunca, um local fechado e “esculhambadoâ€?, Ă  mercĂŞ de jovens marginais formados e moldados pela falta de uma “ideologia voluntĂĄriaâ€? do povo.

Nosso noticiĂĄrio nacional ĂŠ fornecido pelas agĂŞncias: AgĂŞncia Folha e AGĂŞncia Nordeste PABX: 82.3311.1338 COMERCIAL: 82.3311.1330 - 3311. 1331 REDAĂ‡ĂƒO: 82.3311.1328 - 3311.1329 CENTRAL DE ASSINANTE: 82.3311.1308 - 3311.1309 comercial.tribunaindependente@gmail.com redação.tribunaindependente@gmail.com

ricardocastro@tribuna-al.com.br

DIRETORA COMERCIAL: Marilene Canuto

OS ARTIGOS ASSINADOS SĂƒO DE RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES. NĂƒO REPRESENTANDO, NECESSARIAMENTE, A OPĂ?NIĂƒO DESTE JORNAL.


TribunaIndependente

Cidades

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 12 DE NOVEMBRO DE 2011

CIDADES

7

MPF entra com recurso para anular 13 questþes do Enem em todo o país O MinistÊrio Público Federal (MPF) entrou ontem com recurso contra a decisão do presidente do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), desembargador federal Paulo Roberto de Oliveira Lima, que suspendeu a liminar da Justiça Federal do Cearå (JFCE), anulando questþes do Enem para todo o Brasil. Com isso, o MPF quer que a anulação das questþes do Enem ocorra em todo País. A anulação de 13 questþes apenas para os 639 alunos do ColÊgio Christus fere o princípio da isonomia, segundo o procurador do MinistÊrio Público Federal (MPF) no Cearå, Oscar Costa Filho. O julgamento do recurso serå na próxima quarta-feira.

Ă?ndios sĂŁo condenados a 26 anos de prisĂŁo IrmĂŁos ‘Ricardo’ passaram por jĂşri de dois dias por acusação de homicĂ­dio e tentativa de homicĂ­dio em aldeia alagoana DAVI SALSA REPĂ“RTER

A

pós 33 horas de muita argumentação, debates e expectativa, o Conselho de Sentença do Tribunal do Júri condenou, ontem, a uma pena de reclusão de 26 anos em regime fechado, os índios JosÊ Elson Ricardo da Silva e Itamariano Ricardo da Silva pela morte do índio JosÊ Cícero Ramos dos Santos e pela tentativa de assassinato do pai da vítima, o índio Manoel Salustiano dos Santos, 59. O presidente do Tribunal do Júri, juiz substituto da 8ª Vara Federal, Gilton Batista Brito, ainda estipulou aos condenados o pagamento de uma inde-

nização no valor de R$ 73 mil Ă famĂ­lia das vĂ­timas. A sessĂŁo do jĂşri foi iniciada na quinta-feira e retomada na manhĂŁ de ontem, com os depoimentos do Ă­ndio Manoel Salustiano dos Santos e das testemunhas de acusação e de defesa dos dois rĂŠus. Os crimes foram considerados GXSODPHQWH TXDOLĂ€FDGRV IRMĂƒO FORAGIDO Outro irmĂŁo da dupla, o Ă­ndio Dorgival Ricardo, acusado de dar o Ăşltimo tiro de espingarda calibre 12 na vĂ­tima, estĂĄ foragido e o processo estĂĄ em separado do processo dos outros irmĂŁos. O crime ocorreu no dia 12 de outubro de 2008, nas proximidades do SĂ­tio Jarra, na zona rural

ALAGOAS

DAVI SALSA

RÊus tambÊm terão que pagar indenização de R$ 73 mil à família de vítimas

de Palmeira dos Ă?ndios. Os procuradores da RepĂşblica JosĂŠ Godoy e Samir Nachef participaram

da sessão do júri como promotores de acusação. Na defesa dos acusados atuou o advogado Lutero Gomes.

MANGABEIRAS

Mais 90 militares se formam Forro do teto cai e incidente parar dar reforçar Ă segurança leva Ă  interdição de JĂ A PolĂ­cia Militar de Alagoas concluiu ontem mais um Curso de Formação de Praças (CFP), o que coloca mais 90 novos policiais nas ruas. Durante a solenidade de formatura, na Academia de PolĂ­cia Militar, a tropa participou do MXUDPHQWR SURĂ€VVLRQDO H marchou em continĂŞncia Ă s autoridades presentes. “Hoje ĂŠ uma data muito VLJQLĂ€FDWLYD QmR Vy SDUD D PM, mas, principalmente, para a sociedade. Estes policiais vieram para agregar

novos valores à Segurança Pública e certamente farão um ótimo trabalho na proteção da integridade física GD SRSXODomR¾ DÀUPRX R secretårio de Defesa Social, coronel Dårio CÊsar. O curso teve início no dia 28 de fevereiro deste ano. Nestes quase 9 meses, os novos soldados passaram por uma formação tÊcnico SURÀVVLRQDO QD iUHD GH VHgurança pública, alÊm de se habilitarem para ascender às graduaçþes subseqßentes na carreira militar.

A Secretåria de Estado de Gestão Pública (Segesp) interditou o Jå Mangabeiras, em Maceió, depois da queda de parte do gesso do teto de sala da Defensoria 3~EOLFD TXH ÀFD QR SULmeiro andar da Central de Atendimento ao Cidadão. A unidade, que atende cerca de 1.100 pessoas por mês, foi fechada para reformas. Quando houve o incidente, somente um funcionårio estava no local, por volta das 11 horas de ontem, mas não se fe-

riu. O gesso caiu todo em cima do birô da sala e nas cadeiras. O Serviço de Engenharia de Alagoas (Serveal) emetiu parecer inicial fomentando TXH QD XQLGDGH Ki LQÀOWUDçþes nas paredes e em vårios locais da parte coberta. Segundo a presidente do Serveal, Roberta Cavalcante, no entanto, o prÊdio não corre risco de desabar. A medida foi tomada como forma de precaução. Os usuårios devem se encaminhar para o Jå Centro e o Jå Farol.


8

PUBLICIDADE

MACEIÓ - SÁBADO, 12 DE NOVEMBRO DE 2011

TribunaIndependente


TribunaIndependente

Cidades

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 12 DE NOVEMBRO DE 2011

CIDADES

9

Juiz deu prazo de 30 dias para Sepaz fazer cronograma de açþes para a UIM 1DSUy[LPDVHJXQGDIHLUDGLDVHUiGLYXOJDGRQR'LiULR2¿FLDOGR(VWDGRDGHcisão do Juizado da Infância e da Juventude em relação à interdição da Unidade de Internação de Jovens e Adultos. Diante do dilema do Judiciårio, que Ê colocar 30 jovens infratores de alta periculosidade nas ruas ou deixå-los internos do jeito como estão, o juiz Fernando Tourinho preferiu a segunda opção e deu mais um prazo para o Secretårio da Paz, Jardel Aderico, apresentar cronograma das açþes que YmRWHQWDUVROXFLRQDURVSUREOHPDV(OHMiIRLLQWLPDGRPDVQmRDSUHVHQWRXGHIHVDSRULVVRWDPEpPOKHIRLDSOLFDGDXPDPXOWD³0DQGHLR¿FLDURJRYHUQDGRUSDUD que ele tome conhecimento e se posicione diante da situação�, esclarece o juiz.

‘Recaptura de menores nĂŁo ĂŠ prioridade’

“

Juiz da Vara da Infância e da Juventude fala que Estado não deu devida atenção à fuga dos menores infratores da UIM ANDREZZA TAVARES REPÓRTER

A

penas dois, dos 15 adolescentes infratores que fugiram da Unidade de Internação Masculina hĂĄ mais de 20 dias, retornaram para a unidade - isso porque foram levados pelos pais. Ainda falta recapturar 13, que podem estar nas ruas cometendo novos atos infracionais. AtĂŠ agora, nĂŁo se sabe se houve ou nĂŁo a facilitação da fuga e nem mesmo quem entregou as armas que foram usadas por dois menores para render os monitores que estavam na guarita. Os infratores fugiram pela porta da frente da UIM e, por conta da situação, o juiz da Vara da Infância e da Juventude da Capital, Fernando Tourinho, afirma: “nĂŁo foi dada a prioridade por parte do governo para recapturar os menoresâ€?. “O governo nĂŁo priorizou a recaptura dos 13 adolescentes que fugiram hĂĄ mais de 20 dias e provavelmente estĂŁo em qualquer parte da cidade cometendo novos atos infracionais. Houve conivĂŞncia de alguĂŠm. Duas armas entraram na UIM e o Estado nĂŁo me diz quem foi que entregou essas armas para os adolescentesâ€?, critica o juiz . “Esses meninos sĂŁo envolvidos em gangues e cometeram crimes gravesâ€?, ressalta. Segundo ele, a situação

ADAILSON CALHEIROS

Eles fugiram hå mais de 20 dias e provavelmente estão em qualquer parte da cidade cometendo novos atos infracionais� FERNANDO TOURINHO juiz da vara da infância e da juventude da capital

das unidades de internação ĂŠ muito preocupante e as açþes para recuperĂĄ-las devem ser integradas. “Hoje, o adolescente estĂĄ cometendo atos infracionais cada vez mais graves; nĂŁo ĂŠ qualquer infração, sĂŁo infraçþes gravesâ€?, afirma. O inquĂŠrito da fuga dos menores da Unidade de Internação estĂĄ sendo conduzido pelo 4° Distrito Policial da Capital, no bairro do Farol. O delegado Robervaldo Davino afirmou que alumas pessoas jĂĄ foram ouvidas e que farĂĄ a oitiva de outras, mas que nĂŁo cabe a ele recapturar ninguĂŠm. De acordo com o superintendente das unidades de menores do Estado, Glauber Melo, a recaptura dos menores fugitivos ĂŠ de competĂŞmcia das PolĂ­cias Civil e Militar.

AtÊ hoje ainda não foi apurado se houve facilitação da fuga ou atÊ facilitação para a entrada das armas usadas por dois dos menores

SEM EFETIVO

Delegacia não estå em busca de fugitivos A Delegacia de Menores da Capital não tem efetivo para recapturar os menores infratores que fugiram das unidades de internação e, portanto, não estå realizando diligências para isso, segundo a chefe de Operaçþes, Zeina Oliveira.

“NĂŁo temos quadro nem para investigaçþes, e nem para recapturar os menores infratoresâ€?, revela a chefe de Operaçþes. “Muitas vezes esses menores sĂŁo recapturados quando cometem novas infraçþes, ou atravĂŠs BRENO AIRAN

Ă€ MĂƒO ARMADA

Homem perde R$ 45 mil em assalto ‘saidinha de banco’ EDITORIA DE CIDADES COM ASSESSORIA

Mais um assalto do tipo “saidinha de bancoâ€? ocorreu na cidade de MaceiĂł. Na manhĂŁ de ontem, o assessor administrativo da empresa de produçþes de eventos JLS Vieira Produçþes, identificado como Wellington Vieira, foi abordado por dois homens armados quando saĂ­a da agĂŞncia da Caixa EconĂ´mica Federal, localizada no Farol. A ação criminosa ocorreu por volta das 10:30h. De acordo com Wellington, cerca de R$ 45 mil foram levados pelos assaltantes, que fugiram em um Gol branco, geração 5, de placa nĂŁo anotada, e em uma moto, de modelo e placa nĂŁo

identificados. “A quantia sacada era para realizar o pagamento dos fornecedores da empresa. A ação foi muito rĂĄpida e nĂŁo deu tempo sequer de anotar as placas dos veĂ­culosâ€?, contou Wellington. Segundo ele, o motorista do Gol era um homem alto, de cabelos grisalhos, e aparentava ter aproximadamente 50 anos de idade. Todos os assaltantes estavam de “cara limpaâ€?, segundo relatou a vĂ­tima. O dono da empresa JLS Produçþes, Ricardo Lucena, que estava acompanhando o assessor administrativo, contou que um dos criminosos chegou a apontar uma arma para o funcionĂĄrio que levava o envelope com o dinheiro.

de denĂşnciasâ€?, esclarece. “Mal damos conta dos flagrantes. Todos os dias enviamos menores para o Juizado. NĂłs somos a Ăşnica delegacia que faz flagrante. Nas outras os flagrantes sĂŁo feitos na Central de PolĂ­ciaâ€?.

Zeina conta ainda que o efetivo, que jĂĄ era insuficiente, foi reduzido. “HĂĄ quatro meses, dois policiais foram tirados das delegacias sem permuta, reduzindo ainda mais o quadro. Éramos 17, hoje somos 15â€?, relata. (A.T.)

MANGABEIRAS

TrĂŞs homens invadem galeria e roubam clientes e funcionĂĄrios

FuncionĂĄria GDDJrQFLDÂżFRXFRPFDQRGDDUPDGHQWURGDERFD

TrĂŞs homens, dois deles armados, invadiram, no final da tarde de ontem, a Galeria 5ÂŞ Avenida, ao lado do Viaduto JoĂŁo Lyra, no bairro de Mangabeiras. De acordo com testemunhas, o alvo principal dos assaltantes era uma agĂŞncia de turismo que funciona no local. No entanto, clientes e funcionĂĄrios os outros estabelecimentos tambĂŠm foram revistados e tiveram dinheiro e telefones celulares roubados. O vigilante da galeria, um cabo reformado do 1Âş BatalhĂŁo da PolĂ­cia Militar, identificado como ClĂĄudio, foi rendido e teve seu revĂłlver 38 recolhido pelos bandidos. Um deles ficou com o vigilante enquanto os outros dois entravam na agĂŞncia de turismo Agetur Viagens e Turismo, onde anunciaram o assalto e pediram dinheiro. “NĂŁo sei se o outro estava armado, mas vi pelos menos duas pistolas nove milĂ­metrosâ€?, contou o ex-militar, aposentado hĂĄ oito anos.

A atendente da agĂŞncia, que pediu para nĂŁo ser identificada, disse aos assaltantes que nĂŁo havia dinheiro em espĂŠcie no estabelecimento. Irritado, um dos bandidos colocou o cano da pistola na boca da funcionĂĄria. PorĂŠm, como a atendente falava a verdade, os ladrĂľes tiveram que se contentar com o que jĂĄ haviam levado. NĂŁo havia clientes na agĂŞncia no momento do assalto. Os bandidos fugiram a pĂŠ, mas, segundo policiais, provavelmente um comparsa estaria esperando nas proximidades em um carro. ApĂłs a fuga dos criminosos, os funcionĂĄrios da galeria ficaram revoltados. Na avaliação do cabo Limeira, comandante da guarnição da Rocam, pela forma como agiram, os assaltantes eram “amadoresâ€?, porque dificilmente uma agĂŞncia de turismo lida diretamente com dinheiro, preferindo as negociaçþes com cartĂŁo de crĂŠdito.


10

PUBLICIDADE MACEIÓ - SÁBADO, 12 DE NOVEMBRO DE 2011

TribunaIndependente


TribunaIndependente

AĂ?LTON VILLANOVA ailton.villanova@gmail.com

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 12 DE NOVEMBRO DE 2011

CIDADES

11

Filho de servidor ĂŠ preso suspeito de matar o pai 7HVWHPXQKDVDÂżUPDUDPTXHHOHDWLURXFRQWUDYtWLPDFRQKHFLGDFRPRÂľFKXPEHWDGHSROLFLDOÂś SANDRO LIMA

ALANA BERTO/ MILTON RODRIGUES REPĂ“RTERES

P Um tubarĂŁo legal pacas!

D

ona Estriquinina era uma velhota de cabelo na venta. Autoritåria, boçal, chata pra cacete! Baixinha, gordota, peitþes que lembravam um par de melancias adubadas, Estriquinina tratava o genro Urbaldo como se ele fosse um escravo. Viver sob o mesmo teto com essa criatura infernal era desgraça demais para o infeliz. Por vårias vezes ele chegou a pensar em matå-la. Mas, cadê coragem? O jeito era ir vivendo conforme Deus permitia. Um dia, Ele, Deus, na sua infinita misericórdia, haveria de conceder-lhe a alforria. Não custava nada esperar. Certa manhã de um ensolarado domingo a megera berrou de lå do quintal, pro infeliz do genro: - Urrrbaaallldo! Ô Urrrbaaallldo! Num piscar de olhos ele esbarrou nos pÊs da gorducha: - Pronto, dona Nina! - Arrume o carro e as coisas, que eu quero ir à praia! – determinou. - Que praia, dona Nina? - Não interessa! Faça o que estou mandando. Vå! O infeliz reuniu todos os apetrechos praíferos que tinha em casa, arrumou direitinho na mala do carro e voltou à presença da mandona: - Pronto, dona Nina! Mais alguma coisa? - Sim. Pegue a sua mulher, bote tambÊm no carro e vamos todos à praia - Mas que praia? Dessa vez ela respondeu correto: - A do Francês! Contrariado, Urbaldo dirigiu o carro atÊ a praia. Metida num antigão maiô florido, Estriquinina espalhava banha pra todo lado. Não vê um monte de jacas dentro de um saco? Pois Estriquinina era igual. Resignado com a sua situação, Urbaldo espichou-se na areia, fechou os olhos e ficou pensando na vida. De repente, foi despertado pelo berreiro da esposa: - Socorro! Acudam! O que foi? – indagou meio azoado. E a mulher, aos prantos: - É a mamãe! Tem um tubarão estraçalhando a mamãe! Urbaldo segurou-se para não gargalhar de felicidade e respondeu, sem disfarçar a sua alegria: - Fique calma, meu amor. Tubarão não Ê venenoso!

Ah, tomara Deus! &DVDGRFRPXPDPXOKHUVHQVDFLRQDORPRWRULVWD9LQFHQWLOGR 3HUtVLRHQWURXPXLWRFRQWUDULDGR QDLJUHMDjSURFXUDGRSDGUH %ULWR &DGrRSDGUH"(XTXHUR IDODUFRPRSDGUH 2VDFULVWmROHYRXRjSUHVHQoDGRUHYHUHQGRQDVDFULVWLD 2TXHHVWiKDYHQGRFRP YRFrPHXILOKR"ÂąLQGDJRXR

VDFHUGRWH (HOHLQJUHVVDQGRQR GHVHVSHUR 3DGUH%ULWRGHVFREULTXH PLQKDPXOKHUHVWiGDQGRSUDWRGR PXQGR (RUHYHUHQGRFHUUDQGR RVROKRV /RXYDGRVHMD'HXV (VSHURTXHHODVHOHPEUHGRV LUPmRVDTXLGDSDUyTXLD

Presidente piadista 1RV¿QVGHVHPDQDDJDOHUDDEDUURWDR¿OLDOPDQJDEHLUHQVHGR%DUH 5HVWDXUDQWHGR'XGD(QTXDQWRUDQJDHEHEHDQHJUDGDVHOLJDQD791XPD VH[WDIHLUDQRWXUQDWRGRPXQGRDJXDUGDQGRRMRUQDOWHOHYLVLYRTXDQGRUHSHQWLQDPHQWHRQRWLFLRVRVDLXGRDU,PHGLDWDPHQWHDSDUHFHXQDWHOLQKDREUDVmRGD 5HS~EOLFDHRORFXWRUDQXQFLRXVROHQHPHQWH 6HQKRUDVHVHQKRUHVWHOHVSHFWDGRUHVLQWHUURPSHPRVDQRVVDSURJUDPDomRQRUPDOSDUDHPFDGHLDQDFLRQDORXYLUPRVDSDODYUDGRH[FHOHQWtVVLPRVHQKRUSUHVLGHQWHGD5HS~EOLFD $WXUPDGHELULWHLURVUHDJLXSXWtVVLPD - Ooooohhhh... 3RUUDPHXORXUR 4XHVDFDQDJHP (QWUDRSUHVLGHQWH,QiFLR/XOD ³&XPSDQKrURRPHXJXQYHUQRFRQWLQXDFRPEDWHQGRRGHVHPSUHJRD IRPHHDPLVpULD´ 1HVVHPRPHQWRXPDJDUJDOKDGDHVWUHSLWRVDHFRRXQRVTXDWURFDQWRVGR UHVWDXUDQWH 5iUiUiiiiii4Xiiiiiii 7RGRPXQGRVHOLJRXQD¿JXUDGHXPWDOGH2EOLWHUDOGRPDLVFRQKHFLGR FRPR-DFDUpTXHQmRSDUDYDGHULU 4Xiiii(VVH/XODpXPWUHPHQGRSLDGLVWD

Sem exagero, reverendo! 3DGUH)LUPRHUDXPWUHPHQGR RUDGRU(PXLWRYDLGRVRSRUVLQDO%HOR GLDVXUJLXGLDQWHGRVVHXVÂżpLVFRPD PDLRUFDUDGHSUHRFXSDomReTXHD IUHTXrQFLDQRVRItFLRVUHOLJLRVRVGHVXD SDUyTXLDHVWDYDFDLQGRFRQVLGHUDYHOPHQWH(OHHQWmRFKDPRXRVDFULVWmR -RVp)UDQFLVFRSDUDGLVFXWLURDVVXQWR HHVWHIRLEDVWDQWHVLQFHUR 6DEHSDGUHHXDFKRDTXHGD QDIUHTXrQFLDVHGHYHDRVHXH[DJHUR QRVVHUP}HV2VHQKRUWHPVLGRPXLWR SUROL[R9DPRVID]HURVHJXLQWHQD PLVVDGHDPDQKmDPDUUDUHPRVXPD FRUGLQKDQRVHXVDFRH 1RPHXVDFR"""ÂąLQWHUURPSHX RUHYHUHQGR 6LPVHQKRU(ODHQWUDUiSHOREROVRGHVFHUiSHODEDWLQDHLUiDWpDWUiV GRDOWDUGHRQGHÂżFDUHLFRQWURODQGR RVHQKRU4XDQGRHXQRWDUTXDOTXHU H[DJHURGRXXPDSX[DGLQKDFHUWR" 2VDFHUGRWHDFDWRXDLGHLD'LD VHJXLQWHQDKRUDGRVHUPmRHOH

ODVFRXOi 3RLVFRPRGL]HPDV6DJUDGDV (VFULWXUDVFDURVLUPmRVQDTXHOH WHPSRD$UFDGH1RpWLQKDPDLVGH PLODQLPDLV 2VDFULVWmRSX[RXDFRUGLQKD 'HVFXOSHFDURVLUPmRV7LQKD 70 mil... 2XWUDSX[DGLQKD 1DYHUGDGHPLO 1HVVHPRPHQWRXPJDURWLQKRYLX DFRUGLQKDQRFKmRHÂżFRXSX[DQGR 2VDFULVWmRUHSDURXQRGHWDOKHH WHQWRXVHJXUDUDFULDQoD&DGrTXH HOHTXHULDODUJDUDFRUGLQKD(RVGRLV HPERODQGRQRFKmR&RPPXLWRFXVWR -RVp)UDQFLVFRFRQVHJXLXUHWRPDU RFRQWUROHGDFRUGD4XDQGRROKRX SDUDRSDGUHHOHHVWDYDHQFROKLGR QRFDQWRGRDOWDUVHJXUDQGRRVDFR HGL]HQGR (XTXHURVHUXPÂżOKRGDSXWD VHHQFRQWUDUDPXPDQLPDOQDTXHOD DUFDGDSRUUD

oucas horas depois de o servidor administrativo da Defesa Social, Leonez Barros de Carvalho, 51, ser assassinado na manhĂŁ de ontem, em seu sĂ­tio, no povoado de Pescaria, o filho dele, Bruno Mendonça de Carvalho, 28, foi preso acusado de matar o prĂłprio pai. Uma testemunha teria afirmado Ă PolĂ­cia Civil que Bruno teria sido o autor dos disparos que matou Leonez. Em depoimento ao delegado Aydes Porciano, Bruno negou todas as acusaçþes, mas ele teria entrado em contradição. O acusado foi submetido a um exame residuogrĂĄfico, para detectar se hĂĄ resĂ­duo de pĂłlvora com ele e o exame deu positivo. “NĂŁo sabemos qual foi a motivação do crime. Qual o interesse do acusado de matar o prĂłprio paiâ€?, disse o delegado. Um empregado da vĂ­tima, conhecido como FlĂĄvio da Silva Barros, 27, tambĂŠm foi preso. Segundo a polĂ­cia, FlĂĄvio aju-

Policiais do PM BoxGH*XD[XPDDLQGDFKHJDUDPDVHULQIRUPDGRVGDH[HFXomR

dou Bruno no crime, mas ele tambÊm nega ter participação. A Tribuna Independente apurou que Leonez teria ido fazer uma denúncia ao delegado Nilson Alcântara, no 6º Distrito Policial, e ao delegado Arnaldo Soares, diretor de Polícia Judiciåria Metropolitana, pouco tempo antes de morrer. Os delegados não quiseram informar o teor da denúncia, mas disse-

ram que se tratava de comentĂĄrios que os moradores do bairro onde a vĂ­tima morava estava fazendo contra ela, referente Ă atuação de grupos de extermĂ­nio. De acordo com populares, o servidor era conhecido na regiĂŁo como ‘chumbeta de policial’. Leonez teria ido atender um chamado na porteira do sĂ­tio quando foi alvejado por vĂĄ-

rios tiros de pistola, pelo menos um atingiu a cabeça. De acordo com os policiais que atenderam a ocorrĂŞncia, uma testemunha teria observado a execução. Ela correu para o PM Box de Guaxuma e avisou os policiais. De acordo com os militares, a vĂ­tima foi socorrida pelo prĂłprio filho que colocou o pai em um carro e o levou atĂŠ o Hospital Geral do Estado (HGE). De acordo com os funcionĂĄrios do HGE, a vĂ­tima jĂĄ chegou sem vida. No povoado, um dos populares afirmou que a vĂ­tima era conhecida pelo apelido de “Neiâ€?. “Ele vivia armado e era conhecido como ‘chumbeta’ de policial...â€?, contou. O delegado Nilson Alcântara, titular do 6Âş DP, estĂĄ de fĂŠrias e quem responde pelo caso ĂŠ o delegado do 2Âş DP, Egivaldo Lopes, que disse nĂŁo possuir mais detalhes sobre o caso. Na delegacia, um agente confirmou que estĂĄ havendo muitas mortes de usuĂĄrios de drogas na regiĂŁo de Ipioca e Pescaria.

180 PESSOAS

Vigilantes terceirizados da Eletrobras serĂŁo demitidos DANIEL MAIA REPĂ“RTER

A diretoria da Eletrobras de Alagoas determinou a demissão de 180 vigilantes de uma empresa terceirizada que realiza a segurança de todas as subestaçþes do Estado. A assessoria de comunicação da instituição informou que haverå a substituição desses profissionais por equipamentos de segu-

rança eletrônica. O aviso prÊvio de demissão, que inclui a saída de inicial de 108 vigilantes, prevê a demissão para o dia 26 de novembro. A partir da próxima segunda-feira, representantes do Sindicato dos Vigilantes de Alagoas pretendem se reunir com o Sindicato dos Urbanitårios de Alagoas e a Central Única dos Trabalhadores (CUT/ AL).

O objetivo ĂŠ pressionar a instituição a voltar atrĂĄs com a decisĂŁo e garantir a atuação desses profissionais, uma vez que, segundo o diretor jurĂ­dico do Sindicato da categoria, JosĂŠ CĂ­cero Ferreira, os espaços de distribuição elĂŠtrica ficarĂŁo vulnerĂĄveis. “HĂĄ duas semanas teve um princĂ­pio de incĂŞndio na subestação de PĂŁo de Açúcar. Se o vigilante nĂŁo esti-

vesse lĂĄ, o Corpo de Bombeiros nĂŁo teria sido chamado e tudo iria pegar fogoâ€?, diz JosĂŠ Ferreira. O diretor da CUT, Isac Jacson, criticou a medida. “Eles nĂŁo podem demitir 180 homens em pleno Natal como se estivessem fazendo um bem comum. No Brasil, sĂŁo cinco empresas de distribuição elĂŠtrica federalizadas, nenhuma demitiu os vigilantesâ€?, critica. ASSESSORIA

LGBT

ConferĂŞncia aprova propostas contra preconceito e exclusĂŁo A II ConferĂŞncia Estadual de Direitos Humanos para a população de LĂŠsbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT), realizada esta semana, aprovou propostas nos setores de Segurança, Justiça, Educação, Cultura, SaĂşde e AssistĂŞncia Social, que serĂŁo levadas para a etapa nacional, prevista para acontecer de 15 a 18 de dezembro, em BrasĂ­lia. O gerente de Diversidade Sexual de Alagoas, Rafael da Silva Gomes, defende que a implantação do grupo de trabalho na ĂĄrea de segurança pĂşblica ĂŠ fundamental porque a sociedade civil e o Governo deverĂŁo acompanhar os crimes com caracterĂ­sticas homofĂłbicas. Ele destaca tambĂŠm propostas nas ĂĄreas de educação e cultura, citando como exemplo a distribuição do Kit Escola sem Homofobia. “Pois ĂŠ a parte

da educação com que iremos tentar modificar o futuro�, observou. TambÊm foram apresentadas como propostas: a criação e implementação da Casa de Passagem da Pessoa Vivendo com HIV e Aids, o incentivo para empresas instituírem cota de 2% para travestis e transexuais no quadro de funcionårios, bem como a criação de Núcleo de Políticas LGBT nos Municípios. Rafael entende que a Conferência ocorreu no momento em que Alagoas aparece novamente como o Estado mais homofóbico da Federação. Diante disso, reconheceu o trabalho que a secretåria da Mulher, Cidadania e Direitos Humanos, Kåtia Born, vem realizando para o fortalecimento das políticas públicas voltadas para população LGBT.

Gerente UHVVDOWDGHEDWHHP$ODJRDV(VWDGRPDLVKRPRIyELFRGR3DtV

OLIVENÇA

VILLAGE

$SyVLQYDGLUHPDUHVLGrQFLDGRDVVHVVRUGD 6HFUHWDULDGH)LQDQoDV FRQKHFLGRFRPR³1rJR $LOWRQ´VHLVKRPHQV HQFDSX]DGRVHIRUWHPHQWH DUPDGRVREULJDUDPR VHUYLGRUDDEULURFRIUHGD 3UHIHLWXUDGH2OLYHQoD2 DVVDOWRIRLSUDWLFDGRQD PDGUXJDGHRQWHPHR YDORUOHYDGRSHORVEDQGLGRVQmRSDVVRXGRV5PLO2JUXSRIXJLXHPWUrVPRWRVHXPD GHODVDSUHVHQWRXSUREOHPDVPHFkQLFRV2VDVVDOWDQWHVOHYDUDP DPRWRGRYLJLODQWHGDSUHIHLWXUD'HPDQKmRSUHIHLWR-RUJHQDOGR 9LHLUDIRLDWpD'HOHJDFLD5HJLRQDOGH6DQWDQDGR,SDQHPDSUHVWDU HVFODUHFLPHQWRV1LQJXpPIRLSUHVR

1RLQtFLRGDQRLWHGH RQWHP-RVHQLOGRQGRV 6DQWRVGHDQRV IRLDVVDVVLQDGRQR &RQMXQWR9LOODJH&DPSHVWUH,,QREDLUURGR 7DEXOHLURGR0DUWLQV (OHPRUDYDQD5XD )UDQFLVFRGH+RODQGD PDLVFRQKHFLGDFRPR ¾5XDGDV&DQDVœ6HJXQGRD3ROtFLD0LOLWDU -RVHQLOGRQJRVWDYD PXLWRGHEHEHUFDFKDoDHDUUXPDUFRQIXVmR³2VYL]LQKRVVmRWRGRV WUDQTXLORVHVyHOHHUDSUREOHPiWLFRDTXL3RVVLYHOPHQWHHOHWLQKD HQYROYLPHQWRFRPGURJDV´D¿UPD-RVHQLOGRQDLQGDWHQWRXIXJLUGR DOJR]PDVIRLDFHUWDGRFRPSHORPHQRVGRLVGLVSDURV

Homens armados roubam cofre de prefeitura

‘Acostumado com confusĂŁo’ ĂŠ assassinado


12

CIDADES

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 12 DE NOVEMBRO DE 2011

Professor Ê encontrado com faca cravada no pescoço

CINARA CORREIA - INTERINA

Atleta do Futuro

A

Prefeitura de Arapiraca, por intermÊdio do secretårio Josenildo Souza, titular da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude, assinou convênio com o Sesi, para a implantação do Programa Atleta do Futuro. Este Programa Ê de âmbito nacional e atÊ então só acontecia nas capitais. Em Alagoas, jå foi implantado em Maceió. Em Arapiraca, inicialmente visa o atendimento de mil crianças e jovens de 6 a 17 anos, que estejam devidamente matriculados em escolas da rede municipal, para a execução de atividades de cunho esportivo (desenvolvimento da base motora, prÊ-desportiva e desportiva), atividades lúdicas e jogos recreativos.

Plano de Metas

Plano de Metas II

Arapiraca passarå a ter um Plano de Metas para os próximos dez anos. A ideia deste projeto consiste na criação de 12 câmaras setoriais, com foco em projetos para açþes de educação, saúde, agricultura, geração de emprego e renda, cultura, lazer, infraestrutura urbana, entre outras åreas sociais, para que seja planejado o desenvolvimento do município pelos próximos dez anos.

A coordenação dos trabalhos estå a cargo do especialista em Gestão de Convênios, Paulo SÊrgio Barbosa. Segundo ele, cada câmara setorial serå composta por 30 membros, sendo dez do poder público e o restante dos diversos segmentos da sociedade civil organizada. O grupo serå formado por 360 pessoas e a primeira reunião deve ocorrer nos próximos dias. A proposta do prefeito Luciano Barbosa Ê que o Plano de 0HWDVVHMD¿QDOL]DGRDWpRLQtFLRGR próximo ano.

IV Cantat Coros do Brasil e do exterior participaram quinta-feira do IV Nordeste Cantat, na Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição, em Coruripe. Os GHVWDTXHV¿FDUDPSRUFRQWDGR&RURGH&DER9HUGH 3RUWXJDO &RUR GH3UHVLGHQWH3UXGHQWH 6mR3DXOR &RURGD3ROtFLD0LOLWDU %DKLD  alÊm da participação especial do coral Caminho da Paz e Coro Vozes de Coruripe.

Enrolado O Movimento de Combate à Corrupção (OHLWRUDO 0&&( PRYHGXDVUHSUHVHQtaçþes no MinistÊrio Público de Alagoas – uma destinada à Corregedoria Geral e outra ao procurador-geral de Justiça, Eduardo Tavares - contra o promotor de Justiça em Limoeiro de Anadia, Antônio Villas Boas. De acordo com o presidente do MCCE, Antônio Fernando dos Santos, o promotor estaria descumprindo as prerrogativas GR03GH¿VFDOL]DUDFRLVDS~EOLFD³,VVR caracteriza um caso claro de omissão e prevaricação no exercício de suas funçþes�, alega, explicando que Villas Boas não tomou uma providência legal quando o prefeito do município, James Marlan, não seguiu a recomendação feita a ele pelo próprio promotor.

Marechal em festa Marechal Deodoro serå novamente a capital de Alagoas no próximo dia 15. O governador Teotonio Vilela instalarå seu gabinete na cidade, como parte das comemoraçþes da Semana da República. A agenda para comemorar a data começou ontem, com um show na Igreja São Francisco. Hoje, a partir das 8 horas, acontece o Primeiro 3UpGHVD¿RGH&LFOLVPR de Marechal Deodoro, na Orla Lagunar.

Tempo Integral em Rio Largo Começou esta semana, na rede municipal de Rio Largo o Escola em Tempo Integral. O programa pretende atender inicialmente 880 alunos do 1Âş ao 9Âş ano de nove escolas do municĂ­pio e visa contribuir para a formação integral da criança e do adolescente, com a sua permanĂŞncia na escola, ampliando seu aproveitamento escolar. O ‘Escola em Tempo Integral’ ĂŠ uma iniciativa do governo federal, com DÂżQDOLGDGHGHHGXFDURVDOXQRVSDUDRSOHQRH[HUFtFLRGDFLGDGDQLD orientando-os para a vida. AlĂŠm de vincular as atividades pedagĂłgicas Ă s rotinas diĂĄrias de alimentação, higiene, recreação e estudos complementares.

Recadastramento em Penedo O juiz da 13ª zona eleitoral de Penedo, Claudemiro Avelino de Souza, estå solicitando aos eleitores que providenciem o recadastramento da sua identidade eleitoral no menor espaço de tempo possível. ³(VWRXSHGLQGRTXHRVHOHLWRUHVQmR deixem para última hora�, solicita o juiz. Desde o dia 22 de setembro, o recadastramento biomÊtrico das pessoas inscritas na 13ª zona eleitoral foi ampliado para 400 atendimentos/dia. Atualmente, são GLVWULEXtGDV¿FKDVGLDULDPHQWH possibilitando que todos os eleitores de Penedo possam efetuar dentro do prazo o seu recadastramento e possam votar no pleito de 2012. 2FDUWyULRHOHLWRUDOGH3HQHGR¿FD na Rodovia Engenheiro Joaquim Gonçalves, 74, bairro Santa Luzia, próximo à Codevasf.

TribunaIndependente

Eleiçþes em Viçosa As eleiçþes das escolas municipais de Viçosa serão realizadas no dia 25 deste mês, envolvendo professores, funcionårios, pais e estudantes acima de 13 anos. É a primeira vez que a comunidade escolar de Viçosa escolhe seus dirigentes por meio do voto direto. As assembleias por segmento, iniciadas com os alunos da Pedro Carnaúba, tambÊm serão direcionadas aos pais, alunos e funcionårios de todas as outras escolas da rede, de acordo FRPXPFURQRJUDPDGH¿QLGR pela Secretaria Municipal de Educação. O diretor da unidade de ensino, professor Francisco Terto, que concorre ao cargo de diretor em chapa única, destacou a importância do processo em curso, pelo seu caråter democråtico.

Melhorias em São Miguel O prefeito de São Miguel dos Campos, George Clemente, se reuniu com o secretårio de Estado da Saúde, Alexandre Toledo, o secretårio de Saúde do Município, Aldo Vieira, e o diretor Administrativo da Santa &DVDGRPXQLFtSLR-DLURQ&OHPHQWLQRSDUDGH¿QLUSDUDPHOKRUDUR atendimento à população que estava suspenso por falta de repasse de recursos, que deveria ser realizado pelo município na gestão anterior. Hå quase dois anos, o atendimento em Ortopedia foi suspenso porque o repasse acordado entre o hospital e a prefeitura não teria sido cumprido e os mÊdicos decidiram suspender esse tipo de tratamento. Clementino disse ainda que os recursos mensais da contrapartida tambÊm não foram repassados ao hospital inviabilizando diversos atendimentos.

Crime bĂĄrbaro ainda ĂŠ considerado mistĂŠrio para amigos e parentes da vĂ­tima ARQUIVO PESSOAL / REDE SOCIAL

ANA PAULA OMENA MILTON RODRIGUES REPĂ“RTERES

O

professor Ezequias Rocha Rêgo, 55, fundador do Grupo Gay de Alagoas (GGAL), foi encontrado morto a golpes de faca em seu apartamento no Conjunto Alfredo Gaspar de Mendonça, em Jacarecica, na manhã de ontem. O apartamento em que o professor morava, de número 102, no Bloco 17, foi totalmente revirado e vårios equipamentos eletrônicos foram roubados. A vítima, quando foi achada morta, estava apenas de cueca, em seu quarto e tinha uma faca cravada no pescoço. Policiais da Delegacia do 6° Distrito, em Cruz das Almas estiveram no local e fizeram os primeiros levantamentos. Os acusados fugiram do local tomando destino ignorado. O corpo foi encaminhgado para o Instituto MÊdico Legal (IML) onde foi liberado para sepultamento. A V�TIMA O professor Ezequias Ro-

ApartamentoGH(]HTXLDV5rJRÂżFRXUHYLUDGRHDOJXQVREMHWRVIRUDPURXEDGRVPDVYtWLPDSDUHFHQmRWHUUHDJLGR

cha Rêgo foi funcionårio da rede estadual de educação durante muitos anos, e atualmente trabalhava na rede municipal. Ele coordenava o Programa Nacional de Inclusão de Jovens (Projovem). Muitos colegas de profissão de Ezequias Rêgo esta-

vam no IML sem entender a causa do crime bårbaro. Eles disseram que o professor era tranquilo e reservado, não comentava sobre sua vida pessoal. Duas professoras amigas da vítima, Roseane Fernandes e Vânia Lúcia, conversaram com a

reportagem e afirmaram que o condomínio em que Ezequias morava tem segurança e que apenas pessoas conhecidas têm acesso aos blocos. O 6º DP ainda não iniciou as investigaçþes e não sabe informar a motivação do crime ou se hå suspeitos.

ALAGOAS

Crime ĂŠ o 15Âş caso contra homossexual Grupo Gay jĂĄ aponta motivação passional ou homofĂłbica para homicĂ­dio O presidente do Grupo de Gay de Alagoas (GGAL), Nildo Correia, lamentou a morte do amigo Ezequias RĂŞgo, encontrado com uma faca cravada no pescoço na madrugada de ontem, em seu apartamento, no bairro de Jacarecica, em MaceiĂł. Este ĂŠ o 15Âş homicĂ­dio contra homossexual registrado em 2011 em Alagoas. Angustiado, Nildo Correia conversou com a reportagem fazendo uma rĂĄpida anĂĄlise da Secretaria de Defesa Social de Alagoas: “Esta secretaria nĂŁo tem nenhum respeito com o grupo e nem tem dado nenhum respaldo Ă s reivindicaçþes da categoria. Parece que nada sai do papelâ€?, desabafou. Ezequias RĂŞgo foi classificado pelo movimento como uma pessoa dedicada ao trabalho. Segundo Nildo Correia, o professor teria se afastado do GGAL para fazer mestrado. “Ele tinha uma Ă­ndole indiscutĂ­velâ€?. O presidente da classe acredita na possibilidade de o crime ter sido homofĂłbico ou passional, mas ressalta que o assassinato deve ser investigado sem descartar qualquer linha. “A presen-

SANDRO LIMA

Amigos do professor estiveram no IML na manhã de ontem para colher informaçþes do crime bårbaro

ça da impunidade empurra para 15 o nĂşmero de homicĂ­dios contra homossexuais este ano em Alagoasâ€?, lembra Nildo Correia. Ele destacou que entre estes 15 assassinatos, apenas dois foram solucionados. â€œĂ‰ vergonhoso o papel da

Defesa Social deste Estado, onde na maioria dos inquÊritos policiais não existe nem suspeito e por esta razão são arquivados�, declarou. Amigos do professor estiveram no Instituto MÊdico Legal (IML) de Maceió e acreditam que o possível

latrocínio – roubo seguido de morte – pode ter sido planejado para desviar o foco da Polícia Civil, pois após o professor ter sido morto a golpes de faca, os matadores ainda levaram equipamentos e eletrodomÊstico da vítima. (A.P.O.)

VIOLĂŠNCIA

GGAL quer audiência com o governo O presidente do GGAL, Nildo Correia, informou que jå encaminhou ofício para o Gabinete Civil do Estado solicitando uma audiência para tratar sobre os crimes homofóbicos em Alagoas que estão sem solução. A data serå definida nesta quarta-feira, dia 16. O amigo do professor Ezequias Rêgo, Marcelo Nascimento, tambÊm conversou com a reportagem e lembrou que o apartamento da vítima não tinha segurança e era ainda mais vulneråvel por ser no tÊrreo. Ezequias Rêgo mora-

va em um apartamento no Conjunto Alfredo Gaspar de Mendonça, no bloco 17, em Jacarecica. “Aquele condomĂ­nio nĂŁo tem segurança, ĂŠ tudo aberto, sem guarita e muito menos vigilante. A porta do apartamento do Ezequias ĂŠ aberta para a ruaâ€?, revelou Nascimento. Ele afirmou que Ezequias nĂŁo era rico, mas vivia financeiramente bem. “Ele nĂŁo tinha um salĂĄrio ruim, porĂŠm nĂŁo era uma pessoa de esnobar, nĂŁo tinha carro, mas o apartamento era prĂłprioâ€?, emendou. (A.P.O)

SANDRO LIMA

Marcelo Nascimento ressalta insegurança do local onde ocorreu o crime


TribunaIndependente

Economia

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 12 DE NOVEMBRO DE 2011

ECONOMIA 13

BNB e Inec abrem inscriçþes para coordenador rural em Maceió e União BNB e INEC iniciam inscriçþes para formação de banco de talentos para o Programa de MicrocrÊdito Produtivo Orientado Rural do Banco do Nordeste – Agroamigo Maceió, 11 de novembro de 2011 – O Banco do Nordeste e o Instituto Nordeste Cidadania estão com inscriçþes abertas para formação de banco de talentos na årea do microcrÊdito rural. O cadastro de reservas Ê para o cargo de Coordenador Rural do Agroamigo – Programa de MicrocrÊdito Produtivo Orientado Rural do BNB, nas FLGDGHVGH0DFHLyH8QLmRGRV3DOPDUHV$¿FKDGHLQVFULomRHVWi GLVSRQtYHOQRVLWHZZZLQHFRUJEUQROLQN³WUDEDOKHFRQRVFR´ no período de 11 a 16 de novembro.

Chegam novos equipamentos para indĂşstrias

.URQD%UDVNHPH:KLWH0DUWLQVLQYHVWHP5ELOKmRSDUDIRUWDOHFHUD&DGHLD3URGXWLYDGD4XtPLFDHGR3OiVWLFR

E

quipamentos de alta tecnologia que serão instalados nas novas fåbricas da Krona, Braskem e White Martins, situadas no Polo Mulissetorial JosÊ Aprígio Vilela, em Marechal Deodoro, chegaram ontem a Alagoas.Em fase de construção, os empreendimentos, prospectados pela Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico (Seplande), somam cerca de R$ 1, 2 bilhão em investimentos e irão fortalecer a Cadeia Produtiva da Química e do Plåstico (CPQP) alagoana. Com as novas fåbricas de MVC e PVC da Braskem, Alagoas se tornarå a maior produtora de PVC da AmÊrica Latina, com uma capacidade de 460 mil toneladas por ano. A White Martins

irĂĄ fornecer o nitrogĂŞnio e oxigĂŞnio necessĂĄrio para suprir a demanda das duas unidades, que passarĂŁo a operacionalizar a partir de maio de 2011. Cerca de trĂŞs mil pessoas estĂŁo empregadas sĂł no perĂ­odo de construção das plantas. “Esse foi o maior investimento jĂĄ feito pela Braskem. Com o fornecimento da matĂŠria-prima em territĂłrio alagoano, poderemos atrair ainda mais empreendimentos do setor quĂ­mico e plĂĄstico, que jĂĄ conta com 52 indĂşstriasâ€?, destaca o secretĂĄrio do Planejamento e do Desenvolvimento EconĂ´mico, Luiz Otavio Gomes. KRONA A Krona Tubos e ConexĂľes LTDA jĂĄ estĂĄ com mais de 75% da obra concluĂ­da e a montagem da fĂĄbrica foi

iniciada em agosto. O empreendimento, com investimentos na ordem de R$ 75 milhĂľes, irĂĄ gerar cerca de 150 empregos diretos e 480 indiretos. Em uma ĂĄrea de 77 mil m², a produção de tubos deve ser iniciada em dezembro e, em março de 2012, conexĂľes. A fabricação de caixas d’ågua estĂĄ planejada para uma segunda etapa. “Nos Ăşltimos quatro anos, o Polo JosĂŠ AprĂ­gio Vilela atraiu seis novos empreendimentos. Concebido em 1982, o polo contava com 11 indĂşstrias atĂŠ 2007, portanto pode-se dizer que a atual gestĂŁo possibilitou um incremento de aproximadamente 60% na geração de novos negĂłciosâ€?, frisa o superintendente de IndĂşstrias, ComĂŠrcio e Serviços da Seplande, Norlan Dowell.

“Esse foi o maior investimento jĂĄ feito pela Braskemâ€?, disse o secretĂĄrio da Seplande, Luiz OtĂĄvio Gomes

SECOM

ALAGOAS

MPEs alagoanas que faturam atĂŠ R$ 60 mil estĂŁo isentas de ICMS

Keylle Lima acredita que a medida levarĂĄ ao aumento do nĂşmero de empresas regularizadas no estado

Mais uma medida adotada pelo governo do Estado vai EHQHÀFLDURVPLFURHSHTXHnos empresårios alagoanos. Antes mesmo da presidente Dilma Roussef sancionar a lei que reajusta o Simples Nacional a partir de janeiro de 2012, promovendo a ampliação em 50% nos limites de que enquadram as Micro e Pequenas Empresas (MPEs), o Estado de Alagoas decretou a isenção do pagamento do ICMS pelas empresas optantes do Simples que fatu-

ram atĂŠ R$ 60 mil por ano. O decreto, publicado pela Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) no dia 09 de novembro de 2011, tambĂŠm passa a vigorar em janeiro do prĂłximo ano. Para o secretĂĄrio do Planejamento e do Desenvolvimento EconĂ´mico, Luiz Otavio Gomes, essa ĂŠ mais uma medida que vai fortalecer o pequeno negĂłcio. “A Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento EconĂ´mico (Seplande) tem trabalhado,

em parceria com diversas entidades, como o Sebrae/ AL, para estruturar o micro e pequeno negócio. No Programa Alagoas Tem Pressa, diversas açþes estão previstas para estimular o empreendedorismo, em todos os setores produtivos�, destaca. Para o secretårio adjunto do Desenvolvimento Econômico, Keylle Lima, a medida tende a aumentar o número de empresas regularizadas, em busca de crÊdito e capacitação para alavancar seus negócios.


14

ECONOMIA

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 12 DE NOVEMBRO DE 2011

etjornalista@gmail.com

Penedo, conferĂŞncia

A

lagoas jå tem suas vinte primeiras propostas para a elaboração do Plano Nacional Sobre Transparência e &RQWUROH6RFLDOWRGDVHODVGHÀnidas na quinta-feira em Penedo, com a presença do prefeito local, Israel Saldanha durante a 1ª Conferência Regional do Baixo São Francisco sobre Transparência e Controle Social. A divulgação no Portal da Transparência a respeito de dados de gestão dos três poderes (Executivo, Legislativo e Judiciårio) foi a sugestão que obteve maior número de votos, com 46 indicaçþes..

Penedo – Pleito O evento tambÊm resultou na eleição de 30 delegados que irão participar a Consocial estadual, prevista para acontecer em Maceió no dia 30 de março de 2012. De acordo com a controladora-geral do Estado, Rosa Tenório, tambÊm presidente da comissão organizadora estadual das conferências, cerca de 50 municípios alagoanos jå estão em processo de articulação para a realização das respectivas conferências ou para participar de eventos compartilhados, a exemplo do que houve em Penedo

Viçosa

Coruripe - Cros

O Hospital Municipal foi contemplado na quarta-feira, com duas bombas de infusão para o tratamento de pacientes com mucopolissacaridose tipo II (MPS II), mais conhecida como síndrome de Hunter. Os equipamentos foram doados pela Associação Alagoana dos Pais e Amigos de Portadores de Mucopolissacaridose e entregues ao prefeito Flaubert Filho e à secretåria de Saúde, Sônia Moura.

Hoje e amanhĂŁ, os jipeiros de todo o Brasil se preparam para a 4ÂŞ etapa do Jeep Cross Coruripe. É a 4 ÂŞ etapa do Campeonato Alagoano da categoria. De acordo com o organizador do evento, GastĂŁo Lessa, o Jeep Cross atende todas as normas exigidas de segurança pela Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). “Nesse perĂ­odo a cidade recebe muitos visitantes que movimentam o mercado local. Os jipeiros e turistas aproveitam para curtir as nossas belezas naturaisâ€?, disse GastĂŁo. Na trilha ecolĂłgica, o evento ganha novo nome “Trilha do Hulkâ€?. No ato da inscrição, os participantes devem levar uma cesta bĂĄsica que serĂĄ entregue DXPDLQVWLWXLomRVHPÂżQVOXFUDWLYRV

Joaquim Gomes Agricultores da aldeia indígena Wassu Cocal iniciaram esta semana o fornecimento de produtos para a alimentação escolar do município. O grupo recebe orientação de tÊcnicos da Secretaria de Estado da Agricultura e estå animado com a participação no programa. AlÊm de bolo de macaxeira, tambÊm estão sendo adquiridos para a alimentação escolar de Joaquim Gomes: abacaxi, abóbora, banana, batata doce, cebolinha, coentro, graviola, inhame, laranja, macaxeira, mamão, manga, maracujå e melancia.

O relatĂłrio da balneabilidade de 54 trechos das praias do litoral alagoano apresentado ontem pelo IMA aponta 14 trechos imprĂłprios para banho, essa semana, dessa maneira os prĂłprios passam para 40. Das ĂĄreas imprĂłprias, uma estĂĄ localizada no litoral sul - entre o Pontal do Peba e o Gunga, 10 na regiĂŁo metropolitana - entre a Barra de SĂŁo Miguel e a Barra de Santo AntĂ´nio, e trĂŞs no litoral norte - entre Barra de Camaragibe e Maragogi.

Quinta-feira, os presidentes das Associaçþes Comerciais e Empresariais do Estado estiveram reunidos na capital para discutir a participação dos empresårios do interior no 4° Congresso Federalagoas que acontece no próximo dia 23 no Centro de Convençþes de Maceió. Durante a reunião foi apresentada a programação do evento a ser divulgada nas cidades e o regulamento de participação das instituiçþes do Prêmio Empreender 2011 que ocorre durante o evento e premia as melhores iniciativas locais no desenvolvimento do micro e pequeno negócio.

Comerciais – Números A perspectiva Ê que mais de 1.000 empreendedores de todo o Estado se desloquem atÊ a capital para participar das palestras e workshops promovidos pelo evento. Segundo Sônia Brito, consultora de Palmeira dos �ndios, só o município deve trazer cerca de oito ônibus com aproximadamente 320 pessoas entre estudantes, empresårios e comerciantes. Diversas prefeituras como Delmiro Gouveia, Marechal Deodoro e Taquarana tambÊm se mobilizam para viabilizar a participação de seus empresårios no evento e contribuir diretamente na melhoria de capacitação de mão-de-obra especializada em seu município.

Marechal

Coruripe - Grupo

Próxima segunda-feira serå o último dia para o cadastramento biomÊtrico em Marechal Deodoro. E a Justiça Eleitoral avisa que não haverå prorURJDomR4XHPQmR¿]HUR cadastramento atÊ lå, terå o título cancelado e consequentemente serå impedido de votar na próxima eleição. Para facilitar a vida do eleitor e transtornos em deslocamentos, a Justiça Eleitoral montou postos de atendimento. Um deles Ê na rodoviåria do povoado da Poeira. E outro posto funciona ao lado da Igreja São Pedro, no Francês.

Sessenta e quatro vozes, crianças e jovens entre 8 e 17 anos, integrantes do Coral Caminho da Paz realizaram a abertura do IV Nordeste Cantat, na regência das maestrinas Maria de Fåtima Nunes e Celene Nunes. Em seguida, o Coro Vozes de Coruripe surpreendeu o público unido música e encenação, a cada canção cantada, olhares atentos e surpresos. O Coro Ê regido pela maestrina, Elisângela Leandro.

Os mais variados ritmos vindos da à frica, Alagoas, Bahia e São Paulo. Vozes em harmonia e um repertório de clåssicos animou a plateia do IV Nordeste Cantat. O evento aconteceu na noite de quinta-feira, na Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Cultura em parceria com a Federação Alagoana de Coros (FAC).

PlĂĄstico Verde da Braskem nos assentos do Amsterdan ArenA

UniĂŁo dos Palmares O Projeto RaĂ­zes de Ă frica, com o apoio da Fundação Cultural Palmares, do Governo do Estado de Alagoas, Prefeitura de UniĂŁo dos Palmares, realizam hoje e amanhĂŁ, em MaceiĂł e UniĂŁo dos Palmares, a cerimĂ´nia de celebração da vida e obra de Abdias Nascimento. O objetivo ĂŠ celebrar o legado em vida do deputado federal, secretĂĄrio estadual, senador, pintor autodidata, escritor, jornalista, professor benemĂŠrito da Universidade do Estado de Nova York e doutor “Honoris Causaâ€? pelo Estado do Rio de Janeiro e pela Universidade de BrasĂ­lia e um ativista incansĂĄvel na garantia dos direitos da população negra.

“

Acordo com petroquĂ­mica prevĂŞ fornecimento de matĂŠria-prima para dois mil bancos

A

Braskem, lĂ­der em produção de resinas termoplĂĄsticas nas AmĂŠricas e maior produtora mundial de biopolĂ­meros, fechou uma parceria com o Amsterdam ArenA e vai fornecer o seu PlĂĄstico Verde para a fabricação dos assentos do estĂĄdio multifuncional holandĂŞs. JĂĄ nos prĂłximos meses serĂŁo instalados dois mil bancos feitos com plĂĄstico de etanol da Braskem, em adição aos 52 mil existentes. Ao Ă€QDOGRVSUy[LPRVGRLVDQRV todos os 54 mil assentos serĂŁo de plĂĄstico feito com matĂŠria-prima 100% renovĂĄvel e tecnologia brasileira. O anĂşncio estĂĄ sendo feito nesta sexta-feira, dia em que a Holanda comemora nacionalmente o Dia da Sustentabilidade. A instalação dos “sugar

seats�, como estão sendo chamados os assentos, faz parte da estratÊgia de fazer do Amsterdam ArenA o cartão de visitas da capital mais sustentåvel do mundo. O estådio foi inaugurado em agosto de 1996 e passa por obras de melhoria na parte destinada ao público, sem prejuízo para os espetåculos como o amistoso de hoje entre as seleçþes de futebol da Holanda e Suíça. Toda a reforma Ê norteada por diretrizes de sustentabilidade. Em 2015, o estådio serå ecologicamente neutro, sem qualquer emissão de gås carbônico. MAIOR UNIDADE A Braskem fabrica o Plåstico Verde desde setembro de 2010, quando inaugurou em Triunfo (RS) a maior unidade industrial de eteno derivado de etanol do mun-

do, com capacidade de produção de 200 mil toneladas de polietileno verde por ano. Ao contrĂĄrio do plĂĄstico de origem fĂłssil, o PlĂĄstico Verde apresenta um balanço ambiental positivo: para cada tonelada produzida, sĂŁo retirados atĂŠ 2,5 toneladas de gĂĄs carbĂ´nico (CO2) da atmosfera. “A presença do PlĂĄstico Verde no Amsterdam ArenA estĂĄ totalmente alinhada com a estratĂŠgia da Braskem de tornar-se lĂ­der global da quĂ­mica sustentĂĄvelâ€?, disse Marcelo Nunes, diretor de NegĂłcios de QuĂ­micos Verdes da Braskem. “A parceria da Braskem com a Station Amsterdam se soma a outras jĂĄ consolidadas nos Ăşltimos meses, que reuniram empresas empenhadas em iniciaWLYDV VXVWHQWiYHLVÂľ DĂ€UPD

A presença do Plåstico Verde no Amsterdam ArenA estå totalmente alinhada com a estratÊgia da Braskem de tornar-se líder global da química sustentåvel� MARCELO NUNES DIRETOR DE NEGÓCIOS DE QU�MICOS VERDES DA BRASKEM

COOPERATIVA

Curso de Artesanato com Cera de Abelha

Banhistas

Comerciais

Coruripe

TribunaIndependente

FAROL

A Cooperativa de Produtores de Mel de Abelha e Derivados LTDA (Coopmel) em parceria com o Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado de Alagoas (OCB/AL) vai promover hoje o Curso de Produção de Artesanato com a Cera de Abelha. Dois consultores da Bahia foram convidados para ministrar o curso que acontece a partir das 8h, na sede da Coopmel em Maceió, na Avenida Deputado Serzedelo de Barros Correia, Santos Dumont, vizinho ao DER. De acordo com Valmiran Pedrosa, diretor-secretårio da Coopmel, cerca de 30 pessoas, entre cooperados e ÀOKRV GH FRRSHUDGRV GHYHP participar da capacitação.

“A ideia surgiu quando vimos como a cera de abelha pode ser reutilizada, a partir daĂ­ solicitamos a OCB/Sescoop-AL a viabilização desse curso e fomos atendidosâ€?, declarou o representante da cooperativa. CAPACITAĂ‡ĂƒO A gerente de capacitaçþes do Serviço de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop/AL), MarivĂĄ Pereira, explicou que as demandas de capacitaçþes e cursos encaminhadas Ă instituição para o exercĂ­cio de 2012 jĂĄ encerraram. O Sescoop/AL encaminhou no mĂŞs de setembro um ofĂ­cio a todas as cooperativas para que DWp R Ă€QDO GH RXWXEUR IRVsem feitas as solicitaçþes.

Acesse: tribunahoje.com A informação que você não tinha no seu dia-a-dia


TribunaIndependente

MACEIÓ - SÁBADO, 12 DE NOVEMBRO DE 2011

PUBLICIDADE

15


16 ESPORTES

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 12 DE NOVEMBRO DE 2011

TribunaIndependente

Esportes

Elenco do CSA realiza trabalhos físicos no Mutange e depois ganha folga Ontem os jogadores: Manoel, Hudson, Diogo, Marcelo, Madson, Alves, Wagner, Wilson, Anderson, Alisson, Jamerson, Robson e Júnior se apresentaram no CSA. Foi um momento de conversa com o presidente Jorge VI e o Vice-geral Cícero Eugênio, alÊm da comissão tÊcnica, com exceção do tÊcnico Celso Teixeira, que estå no interior de São Paulo resolvendo assuntos pessoais e deve chegar a Maceió na próxima semana. O preparador físico Richard Cabral, destacou a importância do Alagoano 2012 e questioQDGRVREUHH[SHFWDWLYDVGLVVHHVWDUFRQ¿DQWHMiTXHR&6$FRQWDFRPXPDYDQWDJHP ao se antecipar em relação a outros clubes. Hoje pela manhã o grupo trabalha e depois folga. O domingo serå de folga e os trabalhos recomeçam na segunda-feira.

Desesperado, ASA enfrenta o Duque Alvinegro estĂĄ na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro da SĂŠrie B e precisa dos trĂŞs pontos para ‘respirar’

A

Jogadores do ASA fazem aquecimento antes de entrar em campo nas partidas relizadas no EstĂĄdio Coaracy da Mata Fonseca

gora Ê vida ou morte. Na zona de rebaixamento, o time do ASA entra em campo hoje com a responsabilidade de vencer para ainda sonhar com a permanencia no Campeonato Brasileiro da SÊrie B. O Alvinegro encara o laterna e jå rebaixado Duque de Caxias, às 16h (de Maceió), no Estådio Coaracy da Mata Fonseca. Para esta partida o treinador Vica passa a ter à disposição o zagueiro Leandro Cardoso, alÊm dos atacantes Alexsandro e Reinaldo Alagoano após terem cumprido suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Restando agora só três partidas para o encerramento da temporada 2011, ao ASA são três decisþes porque precisa urgentemente pontuar alÊm de torcer por tropeços de quem estå logo acima na tabela para escapar do rebaixamento. AlÊm do Duque de Caxias, o ASA vai enfrentar o Bragantino, fora, e encerrarå a sua participação em casa diante do Vitória. Esta-

cionado nos 42 pontos, mas agora em 17Âş lugar, o ASA tem logo acima as equipes do Icasa, com 43, e SĂŁo Caetano, com 44 pontos. Sabendo que mais do que nunca a equipe precisa do apoio da torcida, a direção alvinegra decidiu cobrar preço Ăşnico de R$ 10 para todos os setores do EstĂĄdio Coaracy da Mata Fonseca, com estudante e idoso tendo direito a 50% de abatimento. “Confio no meu grupo e na dedicação desses jogadores. Em nenhum momento dessa SĂŠrie B faltou empenho ou algo diferente. Precisamos ter confiança e calma nesta partida. O adversĂĄrio nĂŁo almeja nada e vem como franco atirador. Nosso time tem toda condição de fazer esses trĂŞs pontos e ir atĂŠ o final brigando para evitar esse rebaixamentoâ€?, disse Vica. OUTROS JOGOS 15h20 SĂŁo Caetano x NĂĄutico 15h20 VitĂłria x CriciĂşma 16h Bragantino x GoiĂĄs 16h Barueri x ABC 16h ParanĂĄ x Guarani 16h Vila Nova x Portuguesa

SÉRIE A

JOGO DA FESTA

EMOĂ‡ĂƒO

O CRB jå estå na SÊrie B. O jogo festivo e que pode tambÊm dar a condição do Galo disputar a final da SÊrie C com o Joinville acontece na quarta-feira (16), contra o AmÊrica-RN no Trapichão. A diretoria alvirrubra começou ontem a venda de ingressos. R$ 10 (arquibancada baixa), R$ 20 (arquibancada alta) e R$ 50 (cadeira especial) Os primeiros 2.500 mil torcedores que comprarem antecipadamente o ingresso de arquibancada alta irão ganhar uma camisa comemorativa do CRB. Os 500 primeiros ingressos de arquibancada baixa e os 100 de cadeira, tambÊm irão ganhar a camisa comemorativa. Os pontos de venda são: todas as lojas Poly Sport; Super Bits, Mercadinho Jota Tigre, no bairro Virgem dos Pobres II; sede da Federação Alagoana de Futebol e loja do CRB, no Estådio Severiano Gomes Filho. Os ingressos tambÊm podem ser adquiridos por meio do site www.reservadeingressos.com.br

Mais de 100 carros e seus pilotos polivalentes deverĂŁo acelerar em poucas linhas retas e curvas desafiadoras no circuito Gustavo Xavier (o TatĂĄ). É a quarta etapa do Jeep Cross que acontece neste domingo em Coruripe, no Litoral Sul de Alagoas. De acordo com GastĂŁo Lessa, piloto e organizador do evento, o circuito este ano serĂĄ em sentido horĂĄrio, desafiando ainda mais os competidores ĂĄvidos por adrenalina. “O evento estĂĄ divido em cinco categorias. Diesel, Jeep Original, Jeep Adaptado, Production, e Feminino. Dois pilotos terĂŁo a oportunidade de correr tanto na pista externa quanto na interna. No final, o tempo dos dois serĂĄ somado. É simples para quem estĂĄ de foraâ€?, detalha GastĂŁo em tom desafiador. Lessa confirmou ainda que os melhores pilotos do Nordeste jĂĄ estĂŁo hospedados na cidade sĂł esperando o inĂ­cio do evento. Antes disso, mais de 100 veĂ­culos e suas traçþes 4 x 4 vĂŁo percorrer na manhĂŁ de hoje a Trilha EcolĂłgica.

TRAPICHAO.COM

São Paulo ainda sonha com Libertadores Tricolor encara hoje o Avaí no Morumbi e tÊcnico Leão terå o time completo Emerson Leão farå três mudanças no São Paulo que enfrenta o Avaí neste såbado, às 18h (de Maceió) no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro. RogÊrio Ceni, recuperado de um edema no tornozelo esquerdo, volta na vaga de Denis. Xandão, que estava suspenso, substituirå João Filipe, em tratamento de dores no tornozelo direito. Jean ganhou o lugar de Piris, que estå com a seleção paraguaia. O esquema com três zagueiros continua e o provåvel São Paulo conta com: RogÊrio Ceni; Xandão, Rhodolfo e Luiz Eduardo; Jean, Wellington, Carlinhos, Lucas e Cícero; Dagoberto e Luis Fabiano. No último coletivo desta semana, que durou apenas cerca de 20 minutos, vitória dos reservas, que marcaram com Fernandinho e Willian JosÊ. Luis Fabiano, após cruzamento de cabeça, descontou. Bruno Uvini (fratura na perna direita) e Casemiro (lesão na coxa direi-

ta) participaram da atividade e estĂŁo liberados pelo departamento fĂ­sico. Ainda sem condiçþes ideais de jogo, ambos nĂŁo serĂŁo relacionados. LeĂŁo prefere poupar os jovens do tricolor. O zagueiro Rhodolfo, que conversou com os jornalistas diz que o momento ĂŠ tĂŁo ruim que ele estĂĄ evitando atĂŠ sair de casa nos seus momentos de folga. “DĂĄ atĂŠ vergonha de sair na rua. É complicado ir jantar ou passear no shopping. Ă€s vezes, vocĂŞ vai ao mercado ou Ă padaria e jĂĄ ĂŠ cobrado. Querendo ou nĂŁo, tem que ficar quieto e escutar porque o torcedor tem todo o direito de reclamar. É a mais pura verdade, nĂŁo estamos bem. É normal atĂŠ ter receio do protesto da torcida. E, para acabar com isso, sĂł tem uma alternativa: vencerâ€?, afirmou o beque. OUTROS JOGOS 18h Fluminense x AmĂŠrica-MG 18h Figueirense x AtlĂŠtico-MG

VIPCOMM

RogÊrio Ceni estå recuperado e deve reforçar o São Paulo hoje

Ingressos para Jeep Cross agita CRB x AmĂŠrica trilhas de Coruripe quase esgotados neste domingo

ANSIOSO

POLĂŠMICO

FĂ“RMULA 1

Adriano estå ansioso. Esse Ê o relato de quem convive perto dele no dia a dia dos treinamentos no Corinthians. Perto de ser relacionado mais uma vez, para o jogo de domingo, contra o AtlÊtico-PR, no Estådio do Pacaembu, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Imperador estå louco para ajudar. É o que conta Danilo. De acordo com o meia do Timão, o atacante tem demonstrado a cada dia que passa que tem espírito de grupo e que tem sofrido por não conseguir jogar. AtÊ agora, em quase oito meses de Corinthians, Adriano participou de apenas 42 minutos.

A metralhadora-giratĂłria de RomĂĄrio nĂŁo para. O deputado federal, que jĂĄ assumiu que estĂĄ pensando em se candidatar Ă Prefeitura do Rio de Janeiro, voltou a mirar em PelĂŠ. Ontem o ex-atacante criticou fortemente o Rei do Futebol. No inĂ­cio da semana, PelĂŠ disse que RomĂĄrio e Ricardo Teixeira tinham um problema pessoal. “Eu tinha prometido nunca mais falar do PelĂŠ porque ele fala tanta m... Como eu jĂĄ disse antes, o PelĂŠ calado ĂŠ um poeta. Ele nĂŁo tem consciĂŞncia do que acontece no paĂ­sâ€?, disse.

Hoje, Ă s 11h, acontece o WUHLQRTXHGHÂżQHRJULG8P incidente raro nessa temporada ocorreu ontem no segundo treino livre da FĂłrmula 1 para o GP de Abu Dhabi: o bicampeĂŁo mundial Sebastian Vettel errou e bateu. O alemĂŁo perdeu o controle da RBR na curva 1 do circuito de Yas Marina e bateu de lado no muro. Com apenas o sexto melhor tempo do dia, Vettel admite que exagerou na curva, mas aproveitou para reclamar da areia presente na pista.

Adriano comove elenco FRPœHVStULWRGHJUXSR¡

5RPiULRFRQWLQXDFUtWLFDVHDJRUDIDODGH3HOp

Vettel bate e treino GHĂ€QHKRMHRJULG


TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 12 DE NOVEMBRO DE 2011

DIVERSĂƒO&ARTE

Ă?ndia produz versĂŁo da sĂŠrie ‘24 horas’ com o ator Anil Kapoor na pele do agente Jack Bauer

AndrĂŠa BeltrĂŁo vai interpretar a “pior atriz do mundoâ€?

'HSRLVGHSDUWLFLSDUGDWHPSRUDGD¿QDOGH³KRUDV´RDWRULQGLDQR $QLO.DSRRU GR¿OPH³4XHPTXHUVHUXPPLOLRQiULR"´ YDLDVVXPLUR papel de protagonista da sÊrie, numa versão produzida na �ndia. As informaçþes são do site da revista americana Variety. Kapoor tamEpPLUiSURGX]LUR³KRUDV´GDËQGLD(PXPDFRUGRDVVLQDGRFRP a 20th Century Fox estimado pela imprensa do país no valor de US$ 20 milhþes, o remake entra em prÊ-produção em meados de 2012.

AndrĂŠa BeltrĂŁo prepara o seu retorno aos palcos, novamente com o diretor Aderbal Freire-Filho e o autor Newton Moreno, seus parceiros em “As CentenĂĄriasâ€? (2008). AndrĂŠa viverĂĄ Jacinta, que dĂĄ nome ao musical, uma portuguesa deportada para o Brasil e condenada como a pior atriz do mundo apĂłs causar a morte da Rainha. Esta serĂĄ a primeira iniciativa da Boa Vida Produçþes, recĂŠm-criada pela atriz e produtora. “Jacintaâ€? tem orçamento de R$ 1,8 milhĂŁo e estreia prevista no Rio, no Teatro Poeira, dirigido por AndrĂŠa e Marieta Severo.

NOSSO QUINTAL A Costa dos Corais Ê um dos destinos nordestinos mais lindos que se tem notícia: praias calmas, nativos receptivos e vårias opçþes de hospedagem. Do lado alagoano, Maragogi ainda Ê o que mais se destaca

E

la jå foi alvo de disputas acirradas entre portugueses e holandeses; serviu de cenårios para combates na Guerra dos Cabanos, um movimento político que tentou trazer de volta D.Pedro I ao trono; jå foi chamada Gamela e, mais tarde, Vila Isabel, em homenagem à famosa princesa libertadora. Mas, hoje, basta pronunciar a palavra Maragogi para que um mundo de belas imagens naturais venha à tona. Localizado em um ponto equidistante de Maceió e Recife, essa cidade alagoana Ê uma das paradas imperdíveis da Costa dos Corais e a segunda cidade que mais recebe turistas no Estado, atrås apenas da capital Maceió. A Costa dos Corais Ê uma à rea de Preservação Ambiental (APA), criada em 1997; compreende 13

1

municípios ao longo de seus 185 km, entre o norte de Alagoas e o sul de Pernambuco e tem o turismo como a sua principal fonte de renda. A lista de opçþes Ê extensa e nem sempre cabe nas poucas horas de visita dos que desembarcam na região. Os visitantes optam, em sua maioria, por motivos obvios, por Mara-

gogi - muito nĂŁo chegam por MAceiĂł, o que ĂŠ uma pena; entram por Porto de Galinhas. Mas hĂĄ os que partem de MaceiĂł, com pacotes de um dia para visitar o mais famoso dos atrativos naturais da regiĂŁo: as impressionantes piscinas naturais que se formam em alto mar, nos horĂĄrios de marĂŠ baixa. No entanto, os 185 km

desse roteiro recortado por uma das maiores barreiras de corais do mundo vão bem alÊm daquele cenårio e surpreende os que passam algumas noites na região. A região ainda tem o mar como seu principal cartão-postal e mesmo as praias mais turísticas que abrigam imensos resorts, como Burgalhau e Ponta de Mangue, mantÊm um certo ar de lugar semidesÊrtico. Mas se a ideia for mesmo desconectar-se, praias como Antunes, próximo a Burgalhau, ou o município de Japaratinga podem ser um bom início para explorar a região. A ågua doce tambÊm Ê lugar certo para quem quer levar para casa outras boas recordaçþes da região: o emocionante passeio para observação do peixe-boi, orgulho natural entre os locais. A partir de uma trilha

curta entre mata nativa, em Porto de Pedras, o visitante tem acesso a píer improvisado de onde saem as jangadas simples de madeira que navegam suave pelo rio Tatuamunha à procura desses simpåticos e curiosos gigantes. Não demora muito para os primeiros começarem a navegar ao lado da embarcação. Passam por debaixo, levantam a cabeça como se estivessem à procura de alguma mão disposta a acariciar-lhes (gesto, extremamente, proibido pelas leis ambientais locais) e logo lançam suas pesadas nadadeiras no interior da jangada antes de abraçå-la, como um amor platônico entre esse mamífero aquåtico e a embarcação. E assim a viagem vai seguindo em um ritmo suave jamais imaginado em outros destinos famosos do Nordeste brasileiro.


2

DIVERSÃO&ARTE MACEIÓ - SÁBADO, 12 DE NOVEMBRO DE 2011

TribunaIndependente

Pinacoteca $SDUWLUGRSUy[LPRGLDRVVDO}HVGD3LQDFRWHFD8QLYHUVLWiULD 3UDoD6LQLPEX RIHUHFHPDRS~EOLFRDH[SRVLomR/L[RRX$UWH" TXHQHP URXSD GRDUWLVWDFDULRFD5DLPXQGR%ULWRUDGLFDGRHP%HOR+RUL]RQWH$EHUWXUDjVKHYLVLWDomRDWpGHMDQHLURGH$PRVWUDSUHWHQGH TXHVWLRQDUDFRQVFLrQFLDHFROyJLFDGHFDGDFLGDGmRDRGHVFDUWDUREMHWRVTXHSRGHPVHUUHDSURYHLWDGRVHYLWDQGRGHVWDIRUPDRDF~PXORGH UHMHLWRVQRSODQHWD7HUUD

Devassas 3DUDFRPHPRUDUXPDQRGHVXFHVVRDFRPpGLD³'HYDVVDV±2TXHDVPXOKHUHVJRVWDULDPTXH¿]HVVHPFRPHODVQDFDPD´YROWDDRSDOFRGR7HDWUR 'HRGRURQRVGLDV VH[WD H ViEDGR GHVWHPrVjVK1DWHQWDWLYDGHUHVSRQGHUDXPDG~YLGDTXHLQWULJDKRPHQVHPXOKHUHVRHVSHWiFXORWUD] DRSDOFRGHPDQHLUDIUDQFDHGLYHUWLGDRGHEDWHVREUHDOJXQVFOLFKrVHWDEXVUHODFLRQDGRVjVH[XDOLGDGHIHPLQLQD,QJUHVVRV5H5 PHLD  &RQWDWR

Amanhã

Eliana Cavalcanti

Jazz

3DUDFHOHEUDURVDQRVGR7HDWUR 'HRGRURDPDQKmRS~EOLFRSRGHFRQIHULURVKRZ%UDVLO*UDQGH7HUUHLURQR SDOFRGR7HDWURGH$UHQD2UHSHUWyULR pFRPSRVWRSRUFDQo}HVHQWUHHODV 8SD1HJXLQKR (GX/RERH*XDUQLHUL 5DLQKD1HJUD 0RDFLU/X]H$OGLU %ODQF %DQKRGH0DQMHULFmR -RmR Nogueira e Paulo César Pinheiro) e =XPEL$IHOLFLGDGH*XHUUHLUD *LOEHUWR *LOH:DOO\6DORPmR $EDQGDpFRPSRVWDSRU6LOYLD0DULQKR&KDXGR3LIH Pedro Marinho, Emmanuel Miranda e )HOLSH5RVHQR3DUWLFLSDo}HVHVSHFLais de Marcelo Marques (vocalista da EDQGD*DWR=DUROKR H)HOLSH5RVHQR SHUFXVVLRQLVWDGH1H\0DWRJURVVR  3UHoRV5H5 PHLDHQWUDGD  0DLVLQIRUPDo}HV

2%DOOHW(OLDQD&DYDOFDQWLDSUHVHQWDSHODSULPHLUDYH] HP0DFHLyREDOp24XHEUD1R]HVFRPSOHWReXPD JUDQGHSURGXomRTXHFRQWDFRPWUrVFHQiULRVHXPULFR HYDULDGR¿JXULQR'LUHomRHDGDSWDomRGH(OLDQD&DYDOFDQWL1R7HDWUR*XVWDYR/HLWH &HQWURGH&RQYHQo}HV  1RVGLDVHGHGH]HPEUR7HOHIRQH

2%UDVLO0RGHUQ-D]]4XDUWHWRVHDSUHVHQWDDPDQKm jVKQR4XLQWDO5HVWDXUDQWH0~VLFDH%DUQD 3UDLDGH*DUoD7RUWDHPXPVKRZGHSUpODQoDPHQWRGR³0DJLF+RXU´SULPHLUR&'GRJUXSR1R UHSHUWyULRFOiVVLFRVGRMD]]FRQWHPSRUkQHRDOpP GHFRPSRVLo}HVGRVLQWHJUDQWHV5LFDUGR/RSHV JXLWDUUD &DUORV%DOD EDWHULD )pOL[%D\JRQ EDL[R  HGRDPHULFDQR$WLED7D\ORU VD[HYR] 4XLQWDO5HVWDXUDQWH0~VLFDH%DU¿FDQD3UDoD6mR3HGUR HP*DUoD7RUWD SUy[LPRDR5HVWDXUDQWH/XD&KHLD  &RXYHUWDUWtVWLFR5&RQWDWR

Evangelho Segundo São Matheus 7UDJpGLDHFRPpGLDVmRJrQHURVTXHVHPSUHFDPLQKDUDPODGRDODGRDRORQJRGDKLVWyULDGRWHDWUReHVVD UHODomRTXHRJUXSRWHDWUDO'HOtULRGR3DUDQiH[SORUD QRHVSHWiFXOR(YDQJHOKR6HJXQGR6mR0DWKHXVTXH FKHJDD$ODJRDVFRPR3DOFR*LUDWyULR(P0DFHLy DDSUHVHQWDomRHVWiPDUFDGDSDUDHVWDVH[WDIHLUD jVKQR6HVF&HQWUR(QWUDGDIUDQFD-iQR6HVF $UDSLUDFDRJUXSRVHDSUHVHQWDQDVHJXQGDIHLUDGLD GHQRYHPEURjVK7DPEpPDEHUWRDRS~EOLFR0DLV LQIRUPDo}HVH

Música portuguesa 2SLDQLVWDSRUWXJXrV0iULR0RLWDWUD]SDUD0DFHLy RFRQFHUWR8PD1RLWHHP3RUWXJDO(VWDo}HV )DGRV$DSUHVHQWDomRHVWiPDUFDGDSDUDRGLDž GHGH]HPEURjVKQR7HDWUR'HRGRUR$EHUWRDR S~EOLFR

Dingou Béus (Q¿PR1DWDOppSRFDGHDPDUGDUSHUGRDUH±SRUTXHQmR"±ULU(pPRYLGDSHODVIRUoDVQDWDOLQDVTXHD&LDGH&RPpGLD2V0HOKRUHVGR0XQGR DSUHVHQWD'LQJRX%pXV)LQDOPHQWHRQDVFLPHQWRGR&KHIHJDQKDXPDYHUVmRFRUDMRVDPHQWHGLYHUWLGDUHXQLQGROHQGDVFRQWRVHVRQKRV2V0HOKRUHV GR0XQGRLQYDGHPDSUDLDGRVHVSHFLDLVGH¿PGHDQRHPLVWXUDPSDVVDGRHSUHVHQWHHPGXDVKLVWyULDVHQWUHODoDGDVRQDVFLPHQWRGR3HTXHQLQR GHVGHD$QXQFLDomRDWpDFKHJDGDGRV5HLV0DJRVH3DSDL1RHOHVXDVUHQDVVREUHSXMDQGRRFDRVGDVRFLHGDGHFRQWHPSRUkQHDSDUDUHDOL]DURVRQKR GHPLOK}HVGHFULDQFLQKDV$VDSUHVHQWDo}HVHP0DFHLyDFRQWHFHPQR7HDWUR*XVWDYR/HLWH±&HQWURGH&RQYHQo}HVGLDGHQRYHPEURjVKH GLDGHQRYHPEURjVKHK,QJUHVVRVVmREDUDWLQKRV5 PHLD H5 LQWHLUD 9HQGDVQRHVWDQGH6XH&KDPXVFD±0DFHLy6KRSSLQJ± 7pUUHR0DLRUHVLQIRVLQIR#FKDPXVFDFRPEU FALE CONOSCO$$JHQGDpXPVHUYLoRJUDWXLWRGHRULHQWDomRDROHLWRU2VLQWHUHVVDGRVHPGLYXOJDUHYHQWRVVKRZVHH[SRVLo}HVSRGHPHQYLDUPDWHULDODWUDYpVGRHQGHUHoRWLDJHQGD#KRWPDLOFRP


TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 12 DE NOVEMBRO DE 2011

DIVERSĂƒO&ARTE

3

SessĂŁo dupla

FLĂ VIO RICCOFRODERUDomR-RVp&DUDORV1HU\ZZZWZHWWHUFRPĂ€DYLRULFFR

$VUHSRUWDJHQVIHLWDVSRU&OiXGLD%DUWKHOQR1HSDOLUmRDUSHOD5HGH79QR³*RRG1HZV(VSHFLDO´GH¿QDO de ano. Este programa, comandado por Anelise de Oliveira, serå apresentado em duas ediçþes. As datas ainda não IRUDPGH¿QLGDV

Desmaio em “Aquele Beijo�

REDE TV! /DIVULGAĂ‡ĂƒO

O

DUFRQGLFLRQDGRGDFLGDGHFHQRJUiĂ€ca da Globo pifou, mas ainda assim a direção de “Aquele Beijoâ€?, para evitar o risco de atrasos, nĂŁo quis interromper o roteiro de trabalhos da quarta-feira. MarĂ­lia PĂŞra, circulando nos momentos de folga com um ventilador de mĂŁo, ZezĂŠ Barbosa, Leilah Moreno e Maria Maya Ă€]HUDPXPDFHQDFRPDWHPSHUDWXUD batendo na marca dos 40 graus. Todas vestidas com elegantes e outras roupas de frio. NĂŁo teve jeito. A ZezĂŠ passou mal e desmaiou no meio da gravação. Duas horas depois, graças ao competente apoio do pessoal da manutenção, o ar foi consertado e a ordem restabelecida. Entre sustos e falta de ar, felizmente, salvaramse todos.

Gabi com Hebe

MarĂ­lia Gabriela serĂĄ a convidada do programa da Hebe, terçafeira, na Rede TV!. Entre outros assuntos, Gabi fala do momento vivido pelo ex-marido Reynaldo Gianecchini, que luta contra um câncer no sistema linfĂĄtico. “Ele ĂŠ forte e estĂĄ se recuperando maravilhosamenteâ€?. Diz tambĂŠm TXHGRDPRUÂżFRXXPDJUDQGH amizade

Bate-rebate

TV TUDO Fim de ano

0HOKRUSHORDOWR

O SBT marcou para os dias 17 e 18, em duas etapas, a gravação da sua vinheta de Natal e Ano Novo. Todo o elenco da casa, vestindo URXSDVEUDQFDVMiIRLFRQYRFDGR+iPXLWRWHPSR isso não acontecia.

Globo, Record e Band estão equipadas com helicópteros próprios, para cobrir o trabalho da polícia, especialmente a ocupação dos morURVQR5LRGH-DQHLUR&RPRWUi¿FR IRUWHPHQWHDUPDGRHVVDMiGHDOJXP tempo Ê a alternativa mais segura SDUDRVSUR¿VVLRQDLVGDLPSUHQVD HPERUDWDPEpPH[LMDFXLGDGRV2 *ORERFRSSRUH[HPSORMiIRLDWLQgido por bala de fuzil.

Bom começo JosÊ Luiz Datena teve uma reunião informal com Diego Guebel, o novo consultor da Band para assuntos do Artístico, Jornalismo e Esporte. Foi uma conversa de quase duas horas. Saiu com a melhor das impressþes.

'HÂżQLWLYR Na Globo, em um determinado momento, se cogitou encontrar um outro tĂ­tulo para a nova novela do JoĂŁo Emanuel Carneiro, substituta de “Fina Estampaâ€?. Algumas opçþes foram apresentadas e estudadas, PDVQRÂżPVHFKHJRXj conclusĂŁo que “Avenida Brasilâ€? ĂŠ um bom nome.

(VWiYDOHQGR O programa “Chegadas e Partidasâ€?, da Astrid Fontenele no GNT, impressiona pela informalidade e ausĂŞncia completa de qualquer trabalho de produção. É tudo ali, na hora, e as histĂłrias sĂŁo sempre muito boas. Uma das Ăşltimas, a de uma mĂŁe, pegou forte na emoção. Nem a Astrid se segurou.

Especial 26%7Âż[RXSDUDRGLDGH dezembro a exibição do especial de Natal do “SBT RepĂłrterâ€?, com uma entrevista do cantor FĂĄbio Junior. Foi um trabalho realizado pelo prĂłprio apresentador do programa, CĂŠsar Filho.

Tudo em cima -XMX6DOLPHQLH[³3kQLFR´ nova aposta do Marcos Mion SDUDR³/HJHQGiULRV´MiHVWi com contrato assinado na ReFRUG6yIDOWDDJRUDGH¿QLUVXD data de estreia no programa.

3RURXWURODGR 7DPEpPVHFRQ¿UPDDVDtGD de Miå Mello. O contrato dela QD5HFRUGWHUPLQDQR¿QDO deste mês e não serå renoYDGR(ODMiWHPHQmRH[LVtem mais segredos sobre isso, uma negociação encaminhada com a Globo.

)XWHERO O Esporte Interativo garantiu o direito de transmitir a Liga Europa da UEFA por três temporadas (2012, 2013 e 2014) A aquisição permite ao canal a transmissão nas demais plataformas como internet, celulares, tablets e Facebook.

¡ Hebe Camargo estĂĄ em Paris. Viajou nesta sexta-feira e sĂł deve voltar dentro de 10 dias. ¡ Ela deixou dois programas gravados na Rede TV!. ¡ A situação ainda ĂŠ a mesma com o elenco do Tom Cavalcante na Record. NinguĂŠm foi chamado para negociar novos contratos. ¡NĂŁo existe nenhuma negociação do SBT com Fernando Vannucci. Nem mesmo para o carnaval. ¡ Britney Spears e Marcelo Serrado serĂŁo algumas atraçþes do programa da Xuxa, neste sĂĄbado, na Globo. ¡Paloma Tocci, da Rede TV!, e Mauro Beting, da Bandeirantes, serĂŁo os mestres de cerimĂ´nia do TrofĂŠu Aceesp, tradicional premiação da associação dos cronistas esportivos do Estado de SĂŁo Paulo. ¡ O evento estĂĄ marcado para o dia 28, Ă s 19h, no SĂ­rio, em SĂŁo Paulo. ¡ Silvio Santos estĂĄ com praticamente todos os seus programas gravados para os meses de dezemEURHMDQHLUR ¡ “PavorĂ´â€?, da dançarina e assistente do Ratinho, Milene PavorĂ´, agora ĂŠ uma marca exclusiva do SBT. ¡ JĂĄ estĂĄ devidamente registrada no ĂłrgĂŁo de propriedade. ¡ Resta saber o que a emissora pretende fazer com ele.

&¡HVWĂ€QL 2TXDUWRÂżOPHGDVpULHÂł&UHS~VFXOR – Amanhecerâ€?, chega aos cinemas no prĂłximo dia 18, sexta da semana que vem. Para os fĂŁs, o canal Telecine Pipoca irĂĄ mostrar, no dia 15, a partir das 17h15, em sequĂŞncia, os trĂŞs ORQJDVMiODQoDGRV¹³&UHS~VFXOR´ “Lua Novaâ€? e “Eclipseâ€?. EntĂŁo ĂŠ isso. Mas amanhĂŁ tem mais. Tchau!

HORĂ“SCOPO PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br É indicado para pessoas surdas "Perseguem" celebridades (it.)

Š Revistas COQUETEL 2011

EspĂŠcie de maleta As nacionalidades dos dois Ăşltimos papas

Lacuna (fig.) As meninas do "SĂ­tio do Picapau Amarelo" (Lit.)

Sensação de acidez no estômago

(?) bĂ­blicos: AbraĂŁo e Isaac

Cruel; despĂłtica DepĂłsito bĂŠlico Privados da visĂŁo

Signo da balança Português (pop.)

Taxa Referencial (abrev.) Partiu

ComissĂŁo que sentencia os rĂŠus

Soberano do Egito Antigo A última letra do alfabeto Chuva, em inglês Cinza, em inglês Sentimento de insatisfação

Raul Cortez, ator Peixe atlântico de carne pouco apreciada

Mauro Rasi, dramaturgo

Vogal do vocativo Naçþes indígenas (?) Braun, a amada de Hitler

R

A Cola; gruda É puro, no campo

PĂ´r do (?): crepĂşsculo vespertino

Tratamento dentĂĄrio de alto custo

Monograma de "Dora"

97

Solução H Z I R A NA T R F O I A Z R A IN A S H O O T E U R E I M I B I SO L L I N D A

BANCO

E

Revista em quadrinhos (bras.)

P A R A Z T I B R A I J A D U R R C I A D S E E S V I A A G U R A N A R E DO

A Cidade do Aço (RJ)

Época histórica Lista; relação

D. Maria (?): a Louca (Hist.)

V A P A I O L L I G O S A N E OJ E S M A C R E O A C C L O E R R MĂƒ O O C L T A

Pista destinada a quem pedala Membro de congregação religiosa

No caso de Certo, em inglĂŞs

Ponto de saque, no vĂ´lei

3/ash. 4/gajo — rain — sure. 5/hiato. 8/cocoroca. 9/paparazzi — planejada.

Que tem a cor do ouro

Forma da curva de retorno

A P P A R C E P L H O A A U D C I T I V V O

A cidade de Palmas, por sua construção Terminarå a zero hora de amanhã Tornado mole (o couro)

Ă RIES - (21/3 a 19/4) – Dia de lua cheia em Touro mobiliza positivaPHQWHVXDVÂżQDQoDV+RMHSRGH VHUXPGLDPXLWREHQpÂżFRSDUD recebimentos que se encontravam em atraso ou para dar continuidade DXPSURMHWRUHQWiYHO No campo sentimental, A fase ĂŠ Ăłtima para os signos de fogo, pois VĂŞnus e MercĂşrio começam sua caminhada por SagitĂĄrio. Cores que TrarĂŁo EquilĂ­brio: VerPHOKRH*UDÂżWH TOURO – (20/4 a 20/5) – Lua cheia em seu signo deixa suas emoçþes jĂ€RUGDSHOH2VUHODFLRQDPHQWRV ganham um novo fĂ´lego e certamente dĂŁo um passo Ă frente. EscorpiĂŁo e Touro envolvidos prometem altos e baixos emocionais. Mantenha o controle. Cores que TrarĂŁo EquilĂ­brio: Bege e Azul Celeste GĂŠMEOS – (21/5 a 21/6) – A lua cheia em Touro mobiliza positivamente seu trabalho, especialmente os que dependem somente de vocĂŞ. 8PSURMHWRMiH[LVWHQWHGiQRYRV passos e ganha forma e conteĂşdo. Amor em fase de espera. Cores que TrarĂŁo EquilĂ­brio: Preto e Verde Folha CĂ‚NCER – (22/6 a 22/7) – Lua FKHLDHVXDVHPRo}HVÂżFDPjGHriva, especialmente quando exaltada em um signo como Touro. Nesta fase as amizades ganham um novo colorido e ganham seu coração. LGHDOLVPRHSURMHWRVIXWXURVHPDOWD Cores que TrarĂŁo EquilĂ­brio: Creme e Amarelo Claro LEĂƒO – (23/7 a 22/8) – PerĂ­odo que mobiliza sua carreira e possibilita novos negĂłcios. A fase ĂŠ Ăłtima para GDUFRQWLQXLGDGHDSURMHWRVLQLFLDGRV hĂĄ duas semanas. Emoçþes sĂŁo mobilizadas positivamente. Conforto domĂŠstico. Cores que TrarĂŁo EquilĂ­brio: Branco e Azul Marinho VIRGEM – (23/8 a 22/9) – Nesta IDVHVHXVSODQRVHSURMHWRVSDUD o futuro, especialmente os que HQYROYHPVXDFDUUHLUDÂżFDPPDLV claros e fortalecidos. No amor tudo corre da maneira mais positiva possĂ­vel. Ă“timas energias em seu entorno.Cores que TrarĂŁo EquilĂ­brio: Azul e Vinho

LIBRA – (23/9 a 22/10) – Neste perĂ­odo, um mergulho profundo em suas emoçþes ĂŠ inevitĂĄvel. Os acordos de negĂłcios que envolvem sociedades ou parcerias dĂŁo um novo passo para frente. Cores que TrarĂŁo EquilĂ­brio: LilĂĄs e Vermelho Rubi ESCORPIĂƒO – (23/10 a 21/11) – Lua cheia em Touro envolve diretamente seu signo e mexe com seus relacionamentos. Algo deve ser trazido Ă tona neste SHUtRGR)LFDRTXHDLQGDÂż]HU sentido e vai embora tudo o que nĂŁo serve mais. Cores que TrarĂŁo EquilĂ­brio: Bege e Marrom Escuro SAGITĂ RIO – (22/11 a 21/12) –A lua cheia em Touro mobiliza seu dia a dia e melhora o relacionamento com seu trabalho. Nesta fase uma proposta feita hĂĄ poucas semanas pode dar mais um SDVVR1RYRVSURMHWRVjYLVWD SaĂşde em alta. Cores que TrarĂŁo EquilĂ­brio: Azul e Verde Esmeralda CAPRICĂ“RNIO – (22/12 a 19/1) – A lua em Touro mexe com suas emoçþes e seu coração ĂŠ mobilizado em direção a uma nova possibilidade amorosa. Um namoro pode começar, ou vocĂŞ pode melhorar e muito um relacionDPHQWRMiH[LVWHQWH Cores que TrarĂŁo EquilĂ­brio: Rosa e Branco Gelo AQUĂ RIO – (20/1 a 18/2) – Os relacionamentos com seus familiares e com sua vida domĂŠstica passam por um Ăłtimo perĂ­odo carregado de boas emoçþes. O momento ĂŠ Ăłtimo para mudar a energia de sua casa com uma nova decoração ou reforma. Cores que TrarĂŁo EquilĂ­brio: Violeta e Azul Royal PEIXES – (19/2 a 20/3) -A melhoria da imagem vai atrair muitos olhares. Seu charme e capacidade de conquista aumentam consideravelmente depois do dia 13, com a entrada de Marte em Virgem, que vai mobilizar sua vida social. Uma nova paixĂŁo pode mexer muito com seu coração. Cores que TrarĂŁo EquilĂ­brio: Verde H$]XO+RUWrQFLD

PROTESTO

DocumentĂĄrio sobre mĂŠdico de Michael causa polĂŞmica

O

s administradores do patrimĂ´nio de Michael Jackson criticaram a emissora de TV americana MSNB pela decisĂŁo de transmitir um GRFXPHQWiULRQHVWHĂ€P de semana sobre o mĂŠdico Conrad Murray, considerado culpado na Justiça pela morte do artista. “Como muitos dos fĂŁs de Michael, seus administradores tambĂŠm nĂŁo gostaram da decisĂŁo irresponsĂĄvel e inexplicĂĄvel da MSNBC de pĂ´r no ar um documentĂĄrio sobre Conrad Murrayâ€?, dizem em comunicado, divulgado nesta quarta-feira pelo site “TMZâ€?. A nota indica que os signatĂĄrios do documento, John Branca e John McClain, pretendem enviar “uma carta aos altos executivos da Comcast, NBC Universal e

MSNBC para expressar seu desprezo por suas açþesâ€?. Enquanto isso, os fĂŁs de Michael tambĂŠm manifestaram suas crĂ­ticas. O grupo Justice 4 MJ (Justiça para Michael Jackson) estĂĄ tentando organizar um boicote mundial do documentĂĄrio, intitulado “Michael Jackson and The Doctor: A Fatal Friendshipâ€? (“Michael Jackson e o MĂŠdico: Uma Amizade Fatalâ€?, em tradução livre). “O Ăşnico documentĂĄrio que queremos ver ĂŠ o da vida de Murray curtindo a SULVmRÂľDĂ€UPDPRVImV HĂĄ dois dias, o cardiologista Conrad Murray foi considerado culpado por homicĂ­dio culposo pela morte do Rei do Pop. Ele teria dado a Michael uma dose letal de sedativos.


4

DIVERSĂƒO&ARTE

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 12 DE NOVEMBRO DE 2011

TribunaIndependente

IHOLSHFDPHOR#JPDLOFRPIHOLSHFDPHOR#VDODGDRQOLQHFRPEUFDPHORIHOLSHFDPHOREORJVSRWFRP

VerĂŁo Inspirador

Intense Natal 2¿PGHDQRHVWiSUy[LPRHFRPHOHDDJHQGD¿FDORWDGDFRPHYHQWRV IDPLOLDUHVHFRUSRUDWLYRV'HROKRQHVWDVIHVWDV2%RWLFiULRODQoD,QWHQVH &ROHomR1DWDOXPNLWSUiWLFRHDFHVVtYHOSUDPXOKHUHVTXHSURFXUDP QRYLGDGHVSUDXVDURXSUHVHQWHDUQR¿PGRDQR$FROHomRWUD]SDOHWWHGH VRPEUDVFRPFRUHVFOiVVLFDVFRPRSUDWDHGRXUDGRHEDWRQVVXSHULQWHQVRVQDVFRUHVURVDXYDHYHUPHOKR³4XDQGRSURSXVRVSURGXWRVSDUDHVWD FROHomRPHLQVSLUHLQDDOHJULDGDFHOHEUDomRGDVIHVWDVGH1DWDOH5pYHLOORQ&RPRDVFRUHVVmRYHUViWHLVpSRVVtYHOFULDUORRNVTXHYDORUL]DPD EHOH]DGHORLUDVPRUHQDVQHJUDVHRULHQWDLV1RVVRREMHWLYRpGHL[DUHVVH PRPHQWRGHFRPHPRUDomRDLQGDPDLVHVSHFLDOSDUDWRGRVRVWLSRVGHFRQVXPLGRUD´H[SOLFD6DGL&RQVDWLFRQVXOWRUHVWUDWpJLFRGH2%RWLFiULRSDUDD OLQKDGHPDTXLDJHP,QWHQVH'DD>@PDLVDJrQFLDGHLPSUHQVD)HUQDQGD 7RJQRQDVVHVVRUDQGRSURGX]LGD

$VLGDVHYLQGDVSHODVWHUUDVVHUWDQHMDVGH$ODJRDV HQWUH0DMRU,VLGRURH%DWDOKD DSHTXHQD1DWKiOLD$PDUDOJXDUGDYDLPDJHQVTXH DWpKRMHQXQFDVDtUDPGHVXDFDEHoDFKmRUDFKDGRKRPHQVIRUWHV PXOKHUHVGHIp2TXHDQWHVHUDOHPEUDQoDGHLQIkQFLDKRMHVHUYH GHLQVSLUDomRSUDMRYHPHVWLOLVWDHVHUYLXFRPRIRQWHGHLQVSLUDomR SUDFROHomRGHYHUmRFKHLDGHERVVD2MHLWRIRUWHHJXHUUHLURGR SRYRGR6HUWmRVmRRVSRQWRVFKDYHSUDÂ?FROHomRHPFDUUHLUD VRORGDMRYHPHVWLOLVWDTXHGHVHQYROYHXSHoDVURPkQWLFDVHULFDV HPGHWDOKHV1DWKiOLDID]SDVVHLRSHORVWRQVGHSUHWREUDQFR D]XORIIZKLWHEHJHIHUUXJHPPDUURPHFHUHMD$OpPGRVWRQV GHDPDUHORTXHLPDGRD]XOGRFpXYHUGHPXVJR7RGRVFRORULQGR YHVWLGRVEOXVDVFDOoDVHVDLDVHPDOJRGmROLQKRFRXURVLQWpWLFR PDOKDHUHQGD$Âł8PFDPLQKRSHORVHUWmR´VHUiODQoDGDjVGD QRLWHGRSUy[LPRGLDQR(VSDoR&DVD 5XD-RUQDOLVWD$XJXVWR 9D])LOKRÂą)DURO3RQWRGHUHIHUrQFLDHQWUDQDUXDGR6KRSSLQJ )DUROSHJDD~OWLPDUXDjHVTXHUGDHGHSRLVjSULPHLUDGLUHLWD /LV 1XQHVDVVHVVRUDGH(VWLORLQIRUPDQGRHFRQYLGDQGR

&UHPHGH&DPDUmRFRP&DVWDQKDVpRSHWLVFRTXHEduardo Salles atrai ao Lopana no “Festival Bar em Bar ĂŠ 10â€? que acontece atĂŠ o dia 4 GHGH]HPEUR$K29HUmR/RSDQDVHUiRÂżFLDOPHQWHDEHUWRQRSUy[LPR ViEDGR1R3LFXLRXYLXWRGRVRVHORJLRVHVDLXSUDOiGHIHOL]FODUR

Zumba

CorpĂŁo

'LUHWRUGR0XSD-RVp0iUFLR 3DVVRVHQFDPLQKDQGRFRQYLWH GRVHFUHWiULRGH(VWDGRGD &XOWXUD2VYDOGR9LpJDVSUD DEHUWXUDGDH[SRVLomR³=XPED XPSLQWRUQHJURSDUDR%UDVLO´jV GDQRLWHGRSUy[LPRGLDQR 0XVHX3DOiFLR)ORULDQR3HL[RWR )LFDHPFDUWD]DWpRGLDGHIHYHUHLURGH9DOHSUHVHQoD FODUR

7RS)LWQHVVFRPVXSHUSURJUDPDomR SUDHVWHÂżQDOGHVHPDQDÂŹVH GDPDQKmGHKRMH$XODGH%LNHHjV $XODGH$EGRPLQDODPEDVFRP RSURIHVVRU(PHUVRQÂŹVHGD PDQKmGHDPDQKm$XODGH%LNHFRP DSURIHVVRUD'HERUDK3UDTXHPTXHU HQIUHQWDUDWHPSRUDGDGHPXLWRVROH SRXFDVURXSDVPHOKRULUHVXDUWXGR TXHWHPGLUHLWRSUDVDLUEHPQDVIRWRV HQDÂżWDQRZZZHXVRXWRSFRP

Claro que os 22 anos do PicuĂ­ atraiu jornalistas de vĂĄrias cidades. Aqui, 3 badaladĂŠrrimos pernambucanos pra lĂĄ de gente boa: Gustavo Belarmino, Vanessa Lins e Romero Rafael0HLGHQWLÂżTXHLWDQWRFRPHOHVTXHDLPSUHVVmRp TXHMiRVFRQKHFLD4XHVHMDPVHPSUHEHPYLQGRV



NinguĂŠm acreditou quando a secretĂĄria de Turismo de MaceiĂł, ClĂĄudia Pessoa apareceu vestida com o Doma de FKHIGDEDLDQD Tereza Paim, que vestiu 1 das SURGXo}HVGHÂżOp que a alagoana adora usar pra ‘vender’ nossa renda + tĂ­pica. HilĂĄrio o troca-troca

*UiÂżFDH*HRPpWULFD 'DVGDWDUGHjVGDQRLWHGD~OWLPDÂ?0DULD,VDEHO2PHQD3HGXOODH+XPEHUWLQKR2PHQDUHFHEHUDPFRPRHVWLORFODVVXGRHVRÂżVWLFDGRGHVHPSUH SUDDSUHVHQWDU/DFRVWH/LYHFROHomRSUDOiGH+\SH$SRSDUWHDPRGDPDVFXOLQDGRVDQRVWDPEpPVHUYHPGHLQVSLUDomRSUDFULDomRGDVSHoDVTXH WUD]HPRFRQWUDVWHGHSyORVHFDUGLJDQVYLEUDQWHVFRPSHoDVGHFRUHVFODUDV2JUDÂżVPRDSDUHFHIRUWHQXPDFODUDLQĂ€XrQFLDGRVWUDEDOKRVGRVDUWLVWDV 9LFWRU9DVHUHO\H%XUHQ'DQLHOTXHXVDPPXLWDVOLVWUDV3URVFDOoDGRVQRYRVHVWLORVIRUDPFULDGRVSUDHVWDFROHomR2žpR&KXWHYHUVmRUH HVWLOL]DGDGRVIDPRVRVWrQLVÂł&RQJD´RžPRGHORGHFDOoDGRpR+LPRV$OLQKDGRFRPDÂżORVRÂżDGH/9(VHXGHVHQKRpVXSHUFRQWHPSRUkQHRID]HQGR UHLQWHUSUHWDomRGHPRHGDDPHULFDQD6XDVRODÂżQDFULDXPDVHQVDomRFRQIRUWiYHODRVSpVHVXDWLUDGHFRXURSRUFLPDGRSHLWRGRSpGHL[DRFDOoDGR FRPXPDUFRROHVRÂżVWLFDGRDRPHVPRWHPSRQRZZZIDFHERRNFRPKLWPRGD Com seus sĂłcios JosĂŠ Guido e Emerson Bernardi, Karla PeixotoUHFHEHXQD&DVD'HX[SUDFRPHPRUDU DQLHUVDULRGH/XFLDQD6LP}HV$TXLFRPVXDPmHIracy PeixotoFKLTXpUULPDDRVDQRV

Breno na Ventisquero 4XHPIRLGDUXPDYROWDHMiYHLRGR &KLOHIRLRFKHI%UHQR*DPDTXH FRPDQGDDVFR]LQKDVGR0DULD$QWRQLHWDH$UPD]pP*XLPDUmHV(OHSDVVD HVVHÂżQDOGHVHPDQDFRQKHFHQGRD YLQtFROD9HQWLVTXHURDPDUFDpYHQGLGDQR0DULD$QWRQLHWDHID]VXFHVVR 6mRGHODRVYLQKRVTXHPDLVYHQGH QRUHVWDXUDQWH1DIRWRDtGRODGRTXH SHJXHLHPSUHVWDGRGR)DFHERRNGH %UHQRHOHFRQKHFHXRUHVFDOGRGRV YLQKRVQRVEDUULVDVSODQWDo}HVGD 9HQWLVTXHUR'HYHYROWDUFRPH[FHOHQWHVQRYLGDGHV

E o festival tem ...

E

o festival Bar em Bar se mostrou uma excelente ideia. Em apenas uma semana os donos de bares e restaurantes que aderiram à proposta de um petisco especial para ser vendido por R$ 10 estão comemorando os resultados. O Ben TomÊ com seu amostradinho de camarão (camarão salteado na manteiga, numa cama de purê de macaxeira com catupiry, pimenta biquinho e chip de provolone) Ê um sucesso. O prato vem batendo o delicioso camarão crocante, antes o petisco mais pedido. Jå o Divina Gula, com seu criativo pastel de angu, nessa primeira semana vendeu 70 poçþes – aliås, para mim um dos pratos mais criativos do festival. A massa do pastel Ê feita de XPDQJXPDLVÀUPHHUHFKHDGDFRPFDUQHGRVROIUDQJR ou carne. O Maikai apostou na simplicidade do pastel de charque, que bem temperado se mostrou uma boa surpresa. A Santo OrÊgano fez uma espÊcie de coquetel doce e gelado de camarão, interessante para gostos mais apurados. O Peccato fez uns bolinhos de charque bem temperados com molho ardido de tabasco com balsâmico e azeite extra virgem. O sucesso do festival tem sido a tulipa de rabada, crida pelo boteco do arroz e servida em pequenas porçþes junto com uma polenta mole de milho. Criado pela Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), o festival acontece atÊ o dia 4 de dezembro. Quando pedir um petisco peça um cartão, quando este for preenchido o freguês ganha um prêmio. Mais informaçþes e roteiro dos restaurantes no http://www.barembar.com.br 

1,'(/,16

Serginho JucĂĄ

Tarifa mais alta

MaceiĂł no MSN

0HVPRFRPXPSUHMXt]RGH5PLOK}HVQRWHUFHLURWULPHVWUH FRQVHTXrQFLDGDYDORUL]DomRGRGyODUVREUHRUHDOHGRDXPHQWRGH FXVWRVD7$0DYDOLDTXHVHXUHVXOWDGRIRLRSHUDFLRQDOIRL³yWLPR´ HSURMHWDQRTXDUWRWULPHVWUHXP\LHOGLQGLFDGRUGHSUHoRVGH WDULIDVVXSHULRUDRYLVWRGHMXOKRDVHWHPEUR$FRPSDQKLDDpUHD TXHUHSRUWRXDOWDQR\LHOGGHQRWHUFHLURWULPHVWUHVREUHRV WUrVPHVHVDQWHULRUHVDQWHVXDSUHYLVmRGHDJRUDHVSHUDXP DYDQoRGHDQRV~OWLPRVWUrVPHVHVGHVREUHRLQWHUYDORLPHGLDWDPHQWHDQWHULRU

eFRQKHFHU0DFHLySDUDVHDSDL[RQDU 3HORPHQRVpLVVRTXHSUHJDPDWpULDTXH VDLXHVVDVHPDQDQRVLWHGR0612WH[WR GHVWDFDVDVEHOH]DVGDVQRVVDVSUDLDV XUEDQDVDFRPRGLGDGHGDVEDUUDFDVGH SUDLDGDRUJDQL]DomRGDRUODFRPVXDV FLFORYLDV(FRPRpyEYLRDVSLVFLQDV QDWXUDLVHDWHPSHUDWXUDPRUQDGRQRVVR PDUD]XOVmRUHVVDOWDGRV

*XDUGHPRQRPHGH6HUJLQKR -XFi5HFpPFKHJDGRGD (XURSDHOHQmRpFKHISRUTXH HVWiQDPRGD(OHpFKHISRU HVWLUSHSRUKHUDQoD1HWRGDV TXHULGtVVLPDVLUPmV5RFKD 6XD DY{p<rGD5RFKD HOHVXUSUHHQGHFRPXPDFR]LQKDOHYH FRPQtWLGDVUDt]HVQRWHPSHUR QRUGHVWLQRÂąIHLMmRGHFRFRGHOH pLQLJXDOiYHO2FKHIHVWXGRX QD(VFRODGH+RWHODULDGH6DQW 3ROGHO0DUHGHGRFHV(VSDL 6XFUHHVWDJLRXQR5HDVWDXUDQWH $EDFGXDVHVWUHODV0LFKHOLQ HP%DUFHORQD HWDPEpPSDVVRXXPWHPSRSHODFR]LQKDGR '20 GRIDPRVREUDVLOHLUR$OH[ $WDOD HP6mR3DXOR*DQKRXR SUrPLRGDPHOKRUDSUHVHQWDomR GHSUDWRQR&RQFXUVR-RYHP &R]LQKHLURGD&DWDOXxD(VSDQKD7DOHQWRQmRIDOWD &RQIHVVRTXHMiH[SHULPHQWHL DOJXQVGHVHXVSUDWRVHGHYR XPDPDWpULDFRQWDQGRGHWDOKHV $VLOKDVYXOFkQLFDVGH6DQWRULQLVmRXPGRVGHVWLQRVPDLVIDPRVRVGD*UpFLD4XHP FKHJDjVLOKDVGHQDYLRORJRVHHQFDQWDFRPDSDLVDJHPGRPRQWDQKRVRPXQLFtSLRGH)LUD 0DVVDLQDVHPDQDTXHYHP GHEUXoDGRVREUHRPDU $JXDUGHP

Ilhas Santorini

Falta de polĂ­tica

8PDOLQKDGHWi[LV HVSHFLDOPHQWH GHVWLQDGDjV PXOKHUHVFRPR REMHWLYRGHJDUDQWLU DVHJXUDQoD FRPHoRXDURGDU SHODVUXDVGD FLGDGHFRORPELDQD GH0HGHOOtQ  NPDQRURHVWHGH %RJRWi $LGHLD VXUJLXQD6HFUHWDULDGD0XOKHU GDSUHIHLWXUDGD FLGDGH$)HPWD[L FRPRIRLFKDPDGD HVVDOLQKDWHUi jGLVSRVLomRGDV PXOKHUHVHP0HGHOOtQYHtFXORV TXHSRGHUmRVHU LGHQWL¿FDGRVSRU XPDGHVLYR$OpP GLVVRRVPRWRULVVoo de graça WDVXVDUmRFDPLVDV $4DQWDV$LUZD\VHVWiRIHUHFHQGRYRRVJUDWXLWRVSDUDSDVVDJHLURVTXHIRUDPDIHWDGRVSHODGHFLVmRGDFRPSDQKLDGHPDQWHUHP YHUGH)DOWDGH VRORWRGDVXDIURWDSRUFRQWDGHXPDGLVSXWDWUDEDOKLVWDQDSULPHLUDGHXPDVpULHGHPHGLGDVSDUDUHFRQTXLVWDUD¿GHOLGDGHGRVFOL- SROtWLFDS~EOLFDTXH HQWHV2VSDVVDJHLURVTXHQmRSXGHUDPYLDMDUQR¿QDOGHVHPDQDSDVVDGRVmRHOHJtYHLVDXPUHWRUQRGHJUDoDGHQWURGD$XVWUiOLD HYLWHYLROrQFLDGi RXSDUDD1RYD=HOkQGLDGLVVHDHPSUHVDHPFRPXQLFDGR%HPTXHQR%UDVLOSRGHUtDPRVWHUXPDDomRGHPDUNHWLQJGHVVDV QHVVDVORXFXUDV

Edição número 1292 12 de novembro de 2011  

Edição Digital Jornal Tribuna Independente TribunaHoje.com

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you