Issuu on Google+

POLĂ?TICA Partidos terĂŁo que reduzir nĂşmero de candidatos a vereador em MaceiĂł 4 EXEMPLAR DO ASSINANTE

TERÇA-FEIRA

MACEIĂ“ - ALAGOAS - 10 DE JULHO DE 2012 - NÂş 1491 - R$ 1,50

tribunahoje.com

PM pede apuração de conduta de delegado por não efetuar prisão

Comandante do Policiamento da Capital diz que delegado recusou-se prender homem que espancou e tentou estuprar vizinha e ainda teria acusado os policiais militares de ‘abuso de autoridade’ ADAILSON CALHEIROS

CONSOLIDADO

C

inco anos depois podemos dizer que a Cooperativa dos -RUQDOLVWDVH*UiÂżFRVGR Estado de Alagoas (Jorgraf), responsĂĄvel pelo jornal Tribuna Independente e pelo portal de notĂ­cias tribunahoje.com, estĂĄ consolidada. NĂŁo foi fĂĄcil, mas valeu a SHQDRGHVDÂżRGHJDUDQtir os postos de trabalho GHYiULRVSURÂżVVLRQDLV que no ano de 2007 estavam sem nenhum tipo de perspectiva. Hoje temos um corpo GHMRUQDOLVWDVHJUiÂżFRV altamente especializados HPHQIUHQWDUGHVDÂżRV $SHVDUGDVGLÂżFXOGDGHV sobrevivemos e vamos viver mais tempo ainda, vendo nossos passos cada vez mais largos. Queremos nesse dia de festa agradecer a todos os nossos parceiros, clientes, leitores e pĂşblico em geral. Saibam que vocĂŞs sĂŁo fundamentais para que possamos continuar lutando por dias melhores.

O comandante do Policiamento da Capital (CPC), coronel Gilmar Batinga, disse que vai encaminhar à cúpula da Secretaria de Defesa Social pedido de apuração da conduta do delegado Cícero Rocha, que teria se recusado a prender um homem que espancou e tentou violentar a vizinha. Ele foi capturado por PMs e levado à delegacia, onde teria havido a recusa. 9

OPERAĂ‡ĂƒO

Agente era lĂ­der de quadrilha de assaltantes

AINDA NA MADRUGADA, helicóptero sobrevoa o Santos Dumont dando cobertura à ação dos policiais que prendeu assaltantes

O agente penitenciĂĄrio JosĂŠ MĂĄrcio Rocha da Silva, o ‘Rochinha’, 35, ĂŠ acusado de liderar uma quadrilha de latrocinistas que agia em MaceiĂł e foi presa numa operação das polĂ­cias Militar e Civil. 6HWHSHVVRDVIRUDPLGHQWLÂżcadas e detidas, entre elas dois presidiĂĄrios - alĂŠm do agente penitenciĂĄrio. PĂĄg. 11 SANDRO LIMA

Antonio Pereira Presidente da Jorgraf

SUSPEITA

Quadrilha pode ter deixado bomba dentro de banco apĂłs assalto PĂĄg. 10 TEMPO Bom a parcialmente nublado com possiblidades de chuvas em ĂĄreas isoladas

MĂ­nima

20Âş

MĂĄxima

29Âş

MarĂŠs

02:09 08:13 14:41 20:56

0.7 1.7 0.6 1.6

FINANÇAS DÓLAR COMERCIAL R$ 2,02 R$ 2,03 DOLAR PARALELO R$ 2,08 R$ 2,18 OURO: R$ 103,70 POUPANÇA: 0,5076%

POLICIAL organiza armas e drogas apreendidas na operação

SĂƒO MIGUEL

Polícia prende 12 acusados de DVVDOWRHWUiÀFR 8PDRSHUDomRGHÀDJUDGD ontem pela Força Nacional e polícias Militar e Civil, em São Miguel dos Campos, cumpriu 22 mandados de busca e apreensão determinados pelo juiz HÊlio Pinheiro Pinto. O saldo foi a prisão de 11 pessoas e a apreensão de um menor, acusados de assalto, WUi¿FRGHGURJDVHSRUWH ilegal de armas. Påg. 12

ELEIÇÕES 2012

TJ e TCE ainda nĂŁo divulgaram lista GRVĂ€FKDVVXMDV PĂĄg. 3

TORCIDAS

Desembargador ĂŠ favorĂĄvel manter as organizadas PĂĄg. 10


TribunaIndependente

2 POL�TICA MACEIÓ - TERÇA-FEIRA, 10 DE JULHO DE 2012

PolĂ­tica

Busca por explicaçþes acabou unindo bancada alagoana e demais lideranças Na semana passada, outros polĂ­ticos tambĂŠm manifestaram sua repulsa diante da postura do Ibama. O senador Benedito de Lira (PP) disse que Alagoas sofreu ‘discriminação’ por parte do Instituto. O deputado federal JoĂŁo Caldas (PSDB) concordou com ideia de Lira e lembrou que outros estados ganharam permissĂŁo semelhante a do Eisa. O deputado estadual JoĂŁo BeltrĂŁo (PRTB), no alto de sua indignação, foi mais alĂŠm e propĂ´s uma invasĂŁo Ă  sede do Ibama, em BrasĂ­lia.

Bancada discute tĂĄtica prĂł-estaleiro

'HSXWDGRVHVHQDGRUHVDODJRDQRVVHUH~QHPKRMHSDUDGHÂżQLUIXWXURGDOXWDSHODLQVWDODomRGR(VWDOHLUR(LVD

ESPLANADA LEANDRO MAZZINI - contato@colunaesplanada.com.br

2&7GR30'%

U

PFRQVyUFLRHVSRUWLYRHOHLWRUDOYDLSUHVHQWHDURVFOXEHV 9DVFRGD*DPDH%RWDIRJRFRPXPPHJDWHUUHQRHP9DUJHP*UDQGHQD=RQD2HVWHGR5LR2SUHIHLWRFDQGLGDWR jUHHOHLomR(GXDUGR3DHVWRUFHGRUGR9DVFRGHYHDQXQFLDUHP EUHYHRHVSDoRFHGLGRSHORPXQLFtSLRSDUDTXHRVFOXEHVFRQVWUXDPVHXV&7V &HQWURGH7UHLQDPHQWRV (VWmRFRP3DHVQHVVH SURMHWRRSUHVLGHQWHGR%RWDIRJR0DXUtFLR$VVXPSomRFDQGLGDWR DYHUHDGRUHRSUHVLGHQWHGR9DVFRRGHSXWDGR5REHUWR'LQDPLWH 7RGRVVmRGR30'%

A jogada Vasco e Botafogo poderĂŁo dividir o terreno meio a meio. A ideia de Paes ĂŠ copiar os modelos de SĂŁo Paulo e Palmeiras. Os sĂłcios do CT devem ser a prefeitura e Brahma.

Meião-justo Na apresentação do holandês Seedorf no Botafogo, um repórter o perguntou se ele sabe que Assumpção Ê candidato e pode estar lucrando com a contratação. Panos quentes.

TAPianca German Efromovich, dono da Avianca, estĂĄ muito perto de comprar a aĂŠrea portuguesa TAP. JĂĄ tem o aval dos governos brasileiro e portuguĂŞs.

TurbulĂŞncia Depois da reuniĂŁo da presidente Dilma com os diretores do setor aĂŠreo, na qual passou uma bronca geral por causa das concessĂľes, na segunda passada, na quinta-feira foi a vez de o presidente da Infraero, Gustavo do Valle, chamar a diretoria geral da estatal e avisar que a empresa estĂĄ em apuros. Foi recado da prĂłpria presidente.

Aerotenda 1 Gustavo do Valle reuniu os diretores da sede e os superintendentes regionais dos 64 aeroportos e transmitiu o recado. A presidente não atenderå demandas da estatal enquanto não houver solução para o aeroporto-tenda de São Luís (MA).

Aerotenda 2 O aeroporto maranhense estå interditado hå 18 meses, após desabamento de dutos de ar condicionado, e coberto por tendas improvisadas. Houve obra emergencial para ampliação do salão de embarque, e só. Pode perder o status de internacional.

Acredite A despeito de todo o cenĂĄrio nos terminais do paĂ­s, a Infraero tem duas diretorias de Engenharia. Isso mesmo.

EstratÊgia Circula nos bastidores paulistanos acordo de ganho recíproco, entre PT e PSDB, para polarização na campanha e ofuscamento dos demais candidatos.

Serviço completo Avança nos gabinetes do governo de Eduardo Campos (PSB), em Pernambuco, projeto de lei que autoriza a concessão para a iniciativa privada da coleta de lixo, tratamento de esgoto e distribuição de ågua na região metropolitana.

Olho grande Emissårios do governo pernambucano jå consultaram o MinistÊrio das &LGDGHVVREUHDFRQFHVVmRXP¿OmRTXHFUHVFHQRSDtVQDVPmRVGH empreiteiras – e em muitos casos sem regulamentação e sem agências ¿VFDOL]DGRUDV

Onde? Quando? Anda esquecido o senador baiano JoĂŁo Alves (PDT). Cobrado por correligionĂĄrios, tem dito a aliados que sĂł deve se manifestar ‘quando a campanha começar’. Começou hĂĄ cinco dias.

É farra São poucas as chances do Congresso Nacional funcionar na velocidade que o brasileiro gostaria. Dos 513 deputados, 127 são candidatos a prefeito. E dos 81 senadores, três jå estão em campanha às prefeituras.

Mais do mesmo Como era de se esperar, os tais programas de governo registrados no TRE falam dos mesmos problemas das últimas campanhas, sem apontar soluçþes.

FĂŠrias Parceria da Anatel com o Itamaraty informarĂĄ, via torpedo nos celulares dos turistas, os telefones dos consulados dos paĂ­ses que brasileiros visitarĂŁo.

Ponto Final Político gosta de futebol e circo. Saúde e educação estão na reserva. &RPGilmar Correa e Marcos Seabra www.colunaesplanada.com.br contato@colunaesplanada.com.br Twitter @leandromazzini

SANDRO LIMA

LUIS VILAR REPĂ“RTER

$

EDQFDGDIHGHUDODODJRDQDVHUHXQHKRMHGLD  QD UHVLGrQFLD GR GHSXWDGR IHGHUDO 0DXUtFLR 4XLQWHOOD 35 HP%UDVtOLD ')SDUDGLVFXWLUHVWUDWpJLDV TXH SRVVDP UHYHUWHU D GHFLVmR GR ,QVWLWXWR %UDVLOHLUR GR 0HLR $PELHQWH H 5HFXUVRV 5HQRYiYHLV ,EDPD  TXH YHWRX D LQVWDODomR GR (VWDOHLUR (LVD HP &RUXULSHOLWRUDO6XOGR(VWDGR2 SDUHFHUGRLQVWLWXWRFRQGHQD D FRQVWUXomR GR HPSUHHQGLPHQWRQDiUHDHVFROKLGDSHOR JRYHUQR HVWDGXDO $ GHFLVmR JHURX UHYROWD GD EDQFDGD H RV SDUODPHQWDUHV PDQLIHVWDUDP LQGLYLGXDOPHQWH H VH SRVLFLRQDUDP IRUWHPHQWH 'HSXWDGR *LYDOGR &DULPEmR 36%  FRRUGHQDGRU GD EDQFDGD H OtGHU GH VHX SDUWLGRQD&kPDUDVROLFLWRX DRV VHXV SDUHV TXH IHFKH DV SRUWDV GD OHJHQGD SDUD HQFDPLQKDPHQWRV GR ,EDPD QDV FRPLVV}HV QR &RQJUHVVR 1DFLRQDO 2 PHVPR IH] R VHQDGRU 5HQDQ &DOKHLURV 30'%  FRP R VHX SDUWLGR EUHFDQGR D DPSOLDomR GH FDUJRV SUHYLVWD SDUD R ,QVWLWXWR H HP WUDPLWDomR QR 6HQDGR 3RU PHLR GH VHX SHUĂ€O QR 7ZLWWHU &DULPEmR FRQ-

MaurĂ­cio Quintella VHUiRDQÂżWULmRGDUHXQLmRTXHYDLPRQWDUHVWUDWpJLDSDUDUHYHUWHUSDUHFHUGR,EDPD

ÀUPRX HQFRQWUR H D FRQYRFDomR GH VHXV SDUHV ´&RPR FRRUGHQDGRU GD EDQFDGD IHGHUDO FKDPHL WRGRV RV FRPSDQKHLURVSRLVpPHXGHYHU (QTXDQWR PDQGDWR HX WLYHU OXWDUHLSDUDTXHR(VWDGRGH $ODJRDVSRVVDWHURHVWDOHLUR ePHXGHYHU¾SRQWXRX

&DULPEmR  VHP FLWDU QRPHV  UHYHORX HP VHX PLFUREORJ TXH Ki TXHP OXWH FRQWUD R SURMHWR DR DÀUPDU ´WHP DOJXpP SHGLQGR SDUD HX HVTXHFHU R DVVXQWR PDV HX WHQKR UHVSRQVDELOLGDGH¾ UHWUXFRX $ HVWUDWpJLD GD EDQFDGD

DQXQFLDGD DLQGD QD VHPDQD SDVVDGD SRU 4XLQWHOOD p FRQYRFDU D PLQLVWUD ,]DEHOOD 7HL[HLUD GR 0HLR $PELHQWH SDUDSUHVWDUHVFODUHFLPHQWRV VREUH R YHWR GR (VWDOHLUR $ VROLFLWDomR GRV UHSUHVHQWDQWHV DODJRDQRV HP %UDVtOLD p FRQVHQVXDOHXQkQLPH SANDRO LIMA

A DEPENDER

$XGLrQFLDFRP PLQLVWUDSRGH VHUGHVFDUWDGD 0DXUtFLR4XLQWHOODH[SOLFD TXH HVWmR SUHYLVWDV GXDV UHXQL}HV SDUD HVWD VHPDQD SRGHPHFDVRDOFDQoDUHPR UHVXOWDGRHVSHUDGRRSDUODPHQWDU FRQÀUPRX TXH SRGH DWpH[FOXLUDQHFHVVLGDGHGH VH FRQYRFDU D PLQLVWUD ,]DEHOOD7HL[HLUDSDUDIDODUVREUH R DVVXQWR QR &RQJUHVVR 1DFLRQDO ´$ SURSRVWD GH FRQYRFDomRHVWiPDQWLGDHRUHTXHULPHQWR VH HQFRQWUD QD &RPLVVmR0DVYDPRVDQDOLVDU RV UHVXOWDGRV TXH YDPRV FROKHU GHVWHV HQFRQWURV TXH WHPRV QHVWD VHPDQD SDUD GLVFXWLU R DVVXQWR 3RLV QD WHUoDIHLUDQRKRUiULRGRDOPRoR QyV YDPRV UHXQLU 6H LVWRIRURVXÀFLHQWHPRUUHD QHFHVVLGDGH GH FRQYRFiOD¾ DUJXPHQWRX4XLQWHOOD 2 GHSXWDGR GR 35 DLQGDDYDOLRXDVPDLVUHFHQWHV GHFODUDo}HV GH ,]DEHOOD 7HL[HLUD ´$ PLQLVWUD GHX XPD GHFODUDomR TXH IRL XP VLQDO UXLPDSRLDQGRR,EDPD(OD FRORFRXTXHRHVWDOHLURSRGH VHUIHLWRHP$ODJRDVPDVVH IRUDSUHVHQWDGRXPRXWURORFDO ,VWR p PXLWR UXLP SDUD D JHQWH SRLV HP IXQomR GR SURMHWR Mi SURQWR XP RXWUR ORFDOLQYLDELOL]DDHVWDDOWXUD¾GLVVH 2VHQDGRU5HQDQ&DOKHLURV DFUHGLWD TXH R LPSDVVH HP UHODomR DR YHWR VHMD UHVROYLGRDWpRGLD'HDFRUGRFRPHOHKiXPDDXGLrQFLDPDUFDGDFRPDPLQLVWUD SDUD jV K QHVWD GDWD 3RU PHLR GH DVVHVVRULD R SHHPHGHELVWD FRQÀUPRX LQFOXVLYHDSUHVHQoDGRJRYHUQDGRU 7HRWRQLR 9LOHOD )LOKR 36'% HEDQFDGD /9

Ricardo BarbosaQmRWHYHDSDUWLFLSDomRGHVHXVFROHJDVGHSOHQiULRHPDXGLrQFLDRQWHP

CEI DA VIOLĂŠNCIA

$XGLrQFLDS~EOLFDQmRPRELOL]D YHUHDGRUHVSRUPDLVVHJXUDQoD NIGEL SANTANA REPĂ“RTER

(QĂ€PD&RPLVVmR(VSHFLDO GH ,QYHVWLJDomR &(,  TXH DSXUD RV FDVRV GH YLROrQFLD HP 0DFHLy LQLFLRX VHXV WUDEDOKRV SXEOLFDPHQWHRQWHPGLD$SULPHLUD DXGLrQFLDS~EOLFDRFRUUHXQR SOHQiULR GD &kPDUD GH 9HUHDGRUHVHFRQWRXFRPDSUHVHQoDGHPRYLPHQWRVVRFLDLV H GD VRFLHGDGH FLYLO RUJDQL]DGD (QWUHWDQWR D DGHVmR QmR IRL D TXH WRGRV HVSHUDYDP DSHQDV VHWH  GRV   YHUHDGRUHVHVWDYDPSUHVHQWHV *DOED 1RYDHV 35%  5LFDUGR%DUERVD 37 +HORtVD+HOHQD 362/ 0DUFHOR

0DOWD 3&GR% 7HUH]D1HOPD 36'%  &KLFR +RODQGD 33 H7KpR)RUWHV 37GR%  3UHVLGLGD SRU 5LFDUGR %DUERVD D &(, WHP FRPR FRQVXOWRU R DGYRJDGR 3HGUR 0RQWHQHJUR HVSHFLDOLVWD QD iUHD FRP SDVVDJHP DWp SHOR JRYHUQR IHGHUDO %DUERVD TXHVWLQRX R PRWLYR GH WDQWRV MRYHQV PRUUHUHP HP 0DFHLy H RXYLX RV UHODWRV GRVSUHVHQWHV 2 KLVWRULDGRU 6iYLR GH $OPHLGD SUHVHQWH QD DXGLrQFLD OHPEURX TXH QRV EDLUURV SHULIpULRV D YLROrQFLD SUHGRPLQD HQWUHWDQWR HPRXWUDVUHJL}HVGHFODVVH PpGLDHDOWDDVSUiWLFDVGH DWRV GH YLROrQFLD VmR UHFRU-

UHQWHV WDPEpP $OPHLGD WHPXPHVWXGRFRPSOHWRGD YLROrQFLD QD FDSLWDO DODJRDQD VXD LQFLGrQFLD ORFDLV WLSRVGHFULPHVpXPYHUGDGHLURPDSDGDYLROrQFLD )DPLOLDUHV H YtWLPDV GD YLROrQFLD QR HVWDGR QDUUDUDP VHXV HSLVyGLRV H HQJURVVDUDPRFRURHPSUROGH PDLVVHJXUDQoD $ DXGLrQFLD VHUYLX SDUD FRQKHFHU WHVWHPXQKRV GD VRFLHGDGHDOpPGDUHDOFRQGLomR GD SRSXODomR VREUH R REMHWR GD &RPLVVmR 1HQKXPD VROXomR PiJLFD IRL SURSRVWDSRUWDQWRĂ€FDUiDR HQFDUJR GD &(, DSUHVHQWDU WDO VXJHVWmR DRV yUJmRV GH VHJXUDQoD


TribunaIndependente

6REUDSUDQyV

“V

ocê não pode imaginar que o Brasil deste tamanho vai ter um partido único, dono da verdade, dos 5 mil municípios, dos 27 Estados, do Brasil, por um sÊculo. Você não pode imaginar que seja esse o projeto do povo brasileiro. É bom que tenha alternância de poder. É importante ter a perspectiva do contraditório�. Esse foi um dos pontos mais relevantes das declaraçþes de Eduardo Campos, governador de Pernambuco e presidente QDFLRQDOGR36%HPHQWUHYLVWDj)ROKDGH63DXOR1DHQWUHvista, ele deixa claro que busca espaço para si e para o partido, reforçando o que deu a entender com certas alianças na disputa pelas prefeituras: pensa em 2014. A postura de Eduardo Campos, atÊ agora muito prestigiado por Lula e Dilma Rousseff, jå provoca reaçþes contrårias no PT. Pensando em diminuir os espaços dele na eleição presidencial, alguns petistas cobram retaliação. O que, QDSUiWLFDVLJQLÀFDULDPHQRVDSRLRjVXDJHVWmRHP3HUQDPEXFR E Alagoas pode sofrer com isso. É que Eduardo Campos tem sido DOLDGRLPSRUWDQWHGH7pR9LOHODTXHpGRRSRVLFLRQLVWD36'%QD EXVFDGHSURMHWRVHUHFXUVRVSDUDQRVVR(VWDGR6HPHOHRDFHVVR DR3DOiFLRGR3ODQDOWRÀFDPDLVWRUWXRVRSDUDQyV

Invicto Olavo Wanderley, coordenador geral da campanha de Ronaldo Lessa (PDT) à Prefeitura de Maceió, ostenta um título: garante que esteve com Lessa em todas as suas vitórias eleitorais. Ele anuncia que o comitê, na à lvaro Calheiros, Mangabeiras, abrirå no próximo ¿QDOGHVHPDQD1DiUHDGHFRPXQLFDomR estão à frente Joaldo Cavalcante, Manoel Miranda e Vonei Malta; na articulação política, a ex-vereadora Fåtima Borges.

Quixote O Sindicato dos Metalúrgicos de Alagoas continua a ser a única entidade classista de trabalhadores a defender publicamente a implantação do Estaleiro Eisa em Coruripe. E hoje o Sindimetal organiza ato público em favor do estaleiro. Das 8 às 16 horas, na sede da representação do Ibama, na Avenida Durval de Góis Monteiro, Gruta.

Desfalque 8PDDXVrQFLDVLJQL¿FDWLYDQDFDPSDQKDPXQLFLSDOGHVWHDQRpDGR deputado federal João Lyra. Ele trouxe o PSD para Alagoas e conseguiu muitas adesþes de candidatos a prefeito e a vereador. Para resolver questþes das suas empresas, ele se licenciou da presidência do partido e praticamente estå sem prestigiar os seus correligionårios. Articulação Líder do PSB na Câmara dos Deputados e coordenador da bancada DODJRDQDQR&RQJUHVVR1DFLRQDO*LYDOGR&DULPEmRWRPRXJRVWRSDUD tentar resolver o impasse com a instalação do Estaleiro Eisa. Convocou a ministra do Meio Ambiente para se explicar, na Câmara, e marcou reunião com toda a bancada para 3ª feira, em Brasília.

Leitura atual Avaliação para consumo interno no PSDB, sobre as candidaturas em grandes cidades: o partido tem grandes chances de ganhar a Prefeitura de Maceió (Rui Palmeira), União dos Palmares (Manoel Gomes de Barros) e Pilar (Renato Resende). O quadro precisa melhorar em Palmeira GRVËQGLRV -DPHV5LEHLUR H$UDSLUDFD 5RJpULR7Hy¿OR 

Andorinha A candidatura do PSOL à Prefeitura de Maceió, encabeçada por Alexandre Fleming, Ê a única que preserva a imagem da esquerda brasileira. Em reforço a isso tem o PSTU coligado. Todas as legendas mais tradicioQDOPHQWHLGHQWL¿FDGDVFRPR³GHHVTXHUGD´FDSLWXODUDPDRVHUHQGHUDP aos encantos e prazeres da burguesia que condenavam.

Mau exemplo 6iEDGRFHUFDGHKGXDVYLDWXUDVGD*XDUGD1DFLRQDOjIUHQWHD camionete de placa JHG 5172, entraram na contramĂŁo, na Rua EmpreViULR&DUORV1RJXHLUDVHQWLGR+RWHO$WODQWLF*%DUERVD2VFRQGXWRUHV acharam pouco e pegaram novamente a contramĂŁo, na 3ÂŞ transversal Ă  HVTXHUGD$VVLPR%UDVLOÂżFDPDLVLQVHJXUR

“

Não pode ser um julgamento SROtWLFR6HLVVRRFRUUHUQyVTXHVtionaremos, iremos para as ruas� VAGNER FREITAS 1RYRSUHVLGHQWHGD&87DQXQFLDQGRTXHSRGHUi levar a entidade às ruas para defender os rÊus do Mensalão, que começarão a ser julgados em agosto no Supremo Tribunal Federal

* A Tribuna Independente completa, hoje, cinco anos de atividades. Um projeto ousado e pioneiro, de grande importância para a democratização dos meios de comunicação em Alagoas. Aqui, a liberdade de imprensa ĂŠ exercida em toda a sua plenitude. * Faleceu, sĂĄbado, em JoĂŁo Pessoa, Ronaldo Cunha Lima. Ele ocupou diversos cargos pĂşblicos na ParaĂ­ba, mas sempre fez questĂŁo de ser LGHQWLÂżFDGRFRPRSRHWDTXHHUD1R1RUGHVWHHUDXPGRVSHUVRQDJHQV mais estimados na ĂĄrea cultural. * Começam hoje e seguem atĂŠ 6ÂŞ feira, no Centro de Convençþes de MaceiĂł, o 29Âş SimpĂłsio da AgroindĂşstria da Cana-de-açúcar de Alagoas e a 9ÂŞ Feira Regional SucroenergĂŠtica. Iniciativa da Stab Regional Leste, presidida por Cândido CarnaĂşba. * O projeto “Em MaceiĂł Chove Poesiaâ€?, do Instituto Lumeeiro, apresenta, hoje, o “Papel no Varalâ€?, com discussĂŁo sobre a preservação dos recursos hĂ­dricos, Ă  base de poesia, debates e mĂşsica, com Wado. Ă€s 20 horas, no Maikai Chopperia. Acesso grĂĄtis. * O ASA enfrenta o GuaratinguetĂĄ, hoje, fora de casa, precisando JDQKDUSDUDVHDIDVWDUGD]RQDGHUHEDL[DPHQWRGD6pULH%1DGHUURWD para o AvaĂ­, tambĂŠm fora de casa, o time alagoano repetiu um problema que vem se tornando crĂ´nico: jogador expulso.

MACEIÓ - TERÇA-FEIRA, 10 DE JULHO DE 2012 POL�TICA

3

TJ nĂŁo sabe quando divulgarĂĄ ‘Fichas Sujas’ MP Eleitoral solicitou lista de agentes pĂşblicos punidos nos Ăşltimos 20 anos DICOM TJ

NIGEL SANTANA REPĂ“RTER

P

ara ter conhecimento de quem Ê quem nas eleiçþes deste ano, o MinistÊrio Público Eleitoral tem solicitado dos órgãos o envio de listas com os nomes das pessoas que não estão em dia com a justiça. O mesmo procedimento foi elaborado com o Tribunal de Justiça de Alagoas. O procurador regional Eleitoral, Rodrigo Tenório, pediu que fosse encaminhado os nomes dos agentes públicos condenados criminalmente nos últimos 20 anos. A iniciativa Ê louvåvel, porÊm, requer muito tempo para efetuar todo esse cadastro. E foi esse o argumento utilizado pela presidência do TJ/AL ao se reportar ao MinistÊrio Público Eleitoral. Conforme o que foi passado pela assessoria do MP Eleitoral, o período de duas dÊcadas com pessoas condenadas revela-se um volume intenso de informaçþes e que precisa ser devidamente organizado. Não hå um SUD]RGHÀQLGRSDUDHQWUHJDU a lista de condenados pelos desembargadores. O procurador Rodrigo Tenório defende que a parceria entre as instituiçþes pode

Desembaregador Sebastisão Costa Filho elogia solicitação, porÊm lamenta que Ê necessårio tempo

contribuir favoravelmente contra a pråtica de atos ilegais durante as eleiçþes em 2012. Antes de se reunir com o presidente do TJ de Alagoas, GHVHPEDUJDGRU 6HEDVWLmR &RVWD)LOKR7HQyULRHQFDPpava um trabalho para mos-

tar Ă  sociedade quem seriam os candidatos e atĂŠ polĂ­ticos em pleno mandato que devem ser enquadrados Lei Complementar 135/2010, a )LFKD /LPSD TXH p YiOLGD para o pleito deste ano. Um dos ĂłrgĂŁos que disponibilizou para a Procurado-

ria Regional Eleitoral uma lista de 140 nomes de ex-gestores que tiveram suas condas rejeitadas foi o Tribunal de Contas da UniĂŁo. Em 21 junho, o secretĂĄrio de Controle Externo do TCU HP $ODJRDV 5LFDUGR )DKU antecipou a entrega.

CONTAS SUJAS

TCE tambĂŠm nĂŁo tem data para emitir lista

Assim como aconteceu com a Lei de Acesso à Informação que o Tribunal de Contas Estado teria um prazo para divulgar, a Corte tambÊm não encaminhou os nomes dos prefeitos e ex-prefeitos condenados pelos conselheiros. O MinistÊrio Público Eleitoral tambÊm entrou em contato com a presidência do TCE para saber quem são os gestores acusados de improbidade administrativa nos municípios.

Quando serĂĄ enviada a lista dos gestores que tiveram suas contas consideradas irregulares ainda ĂŠ uma incĂłgnita. A reportagem da Tribuna Independente apurou que o presidente do TCE, Luiz EustĂĄquio Toledo, determinou que o lavantamento fosse feito e entregue posteriormente ao MinistĂŠrio PĂşblico Eleitoral, assim como o solicitado pelo procurador Rodrigo TenĂłrio. No entanto, ninguĂŠm foi encontrado no TCE para in-

formar o porquĂŞ dessa morosidade. Atualmente em fĂŠrias, o presidente Luiz EustĂĄquio chegou a conversar com a Tribuna sobre o assunto. “A presidĂŞncia autorizou o envio da lista dos prefeitos que foram condenados, bem como determinamos a publicação dos documentos requisitados na Lei de Acesso Ă  Informação. E serĂĄ publicadoâ€?, garantiu EustĂĄquio sem HVSHFLĂ€FDUTXDOTXHUGDWD O fato ĂŠ que as campa-

nhas eleitorais jĂĄ foram autorizadas pela Justiça Eleitoral, e os candidatos jĂĄ iniciaram a disputa pelo voto. Nesse contexto, cabe saber quem foram os gestores que nĂŁo passaram pelo crivo dos conselheiros da Corte de Contas e podem responder pelo crime de improbidade. A contradição neste caso Ă€FDDFDUJRGR7ULEXQDO6Xperior Eleitoral que autoriza a candidatura dos ‘contasVXMDV¡ 16

LISTA

MPC farå nova cobrança à Corte de Contas Para evitar que o Tribunal de Contas continue atrasando os prazos dos envios das listas com políticos condenados, o MinistÊrio Público de Contas segue no encalço e cobra veementemente a publicidade dos documentos. Ontem, o procurador *XVWDYR 6DQWRV $OEXTXHUque voltou a lembrar a presidência do TCE, atualmente comandada pelo conselheiro Cícero AmÊlio, que ainda não houve nenhum enca-

minhamento Ă s instituiçþes desde o mĂŞs de junho quando o MP de Contas solicitou a documentação. O procurador-chefe do 03& 5LFDUGR 6FKQHLGHU endossa o pedido e ressalta que durante a sessĂŁo plenĂĄria de hoje, dia 10, irĂĄ pedir a palavra para rememorar que o Tribunal de Contas do Estado deve contribuir incisivamente para um pleito com mais transparĂŞncia em 2012. “Reconheço que desde a

formulação do pedido com base na Lei de Acesso à Informação exigimos muitos documentos. Entre eles, estå a divulgação dos políticos condenados pelo TCE. É preciso que a sociedade saiba quem são essas pessoas, pois, estamos tratando de recursos públicos. Na sessão de hoje, estarei cobrando do presidente em exercício o envio dos requerimentos, tanto para o MinistÊrio Público de Contas quanto para o MP Eleitoral�, reforça Ri-

MARECHAL

BOCA DA MATA

$HQWUDGDGR¿OKRGRVXSOHQWH de senador Euclides Mello, Jorge Mello (PTB), na briga por uma vaga na Câmara Municipal de Marechal Deodoro, não foi de bom agrado dos demais candidatos a vereador da coligação do prefeito Cristiano Matheus (PMDB). A expectativa Ê de que com Mello no pleito, a coligação provavelmente farå apenas dois vereadores. Revoltados, os candidatos da coligação PTB, PP, PR, PT do B e PRTB podem rachar grupo situacionista na primeira capital alagoana.

O advogado Felipe Lins, desmentiu a informação de que o candidato Gustavo FeijĂł (PDT) esteja inelegĂ­vel. FeijĂł ĂŠ candidato a prefeito na cidade de Boca da Mata pela coligação Unidos pela mudança. “O Gustavo nĂŁo estĂĄ inelegĂ­vel. Isso vai ser discutido no momento oportuno na Justiça Eleitoral, atĂŠ porque, ele nĂŁo cometeu nenhum crime que gere a sua inelegibilidade e sua candidatura preenche todos os requisitos eleitoraisâ€?, sutentou o advogado de FeijĂł.

Filho de Euclides pode causar racha

Defesa nega que FeijĂł esteja inelegĂ­vel

FDUGR6FKQHLGHU O MinistĂŠrio PĂşblico de Contas entende que nĂŁo pode deixar de cobrar da presidĂŞncia do TCE a veiculação dos atos respaldados pela presidĂŞncia da Corte. 3DUD 6FKQHLGHU DV FRbranças feitas pelo ĂłrgĂŁo fazem parte do processo de democratização e preza ainda pelo cumprimento das leis. â€œĂ‰ lei, tem de cumprir. O Tribunal de Contas ĂŠ um dos poucos que nĂŁo divulgou DOLVWDQR%UDVLOÂľ 16 


TribunaIndependente

4 POLÍTICA 0$&(,Ï7(5d$)(,5$'(-8/+2'(

%$572/20(8'5(6&+EDUWRORPHXBGUHVFK#KRWPDLOFRPEU

Aids: as queixas da ONU

O

relatório da Comissão Global sobre Aids e Leis das Nações Unidas divulgado ontem mostrou que a metade dos países GRPXQGRWrPOHLVTXHGLÀFXOWDPHDWUDSDOKDPDFXUDGD $LGV/HLVTXHFULPLQDOL]DPDWUDQVPLVVmRPHVPRLQYROXQWiULD GRYtUXV+,9RXTXHSURtEDPDKRPRVVH[XDOLGDGHDSURVWLWXLomR HDWpRVSURJUDPDVGHUHGXomRGHGDQRVDRVXVXiULRVGHGURJDV LPSHGHPRVDYDQoRVQRFRQWUROHGDHSLGHPLDHPWRGRRPXQGR 2UHODWyULRLQFOXLDWpPHVPRR%UDVLOFRQVLGHUDGRSHOD218XP SDtVH[HPSODUQRWUDWRFRPDGRHQoD2HVWXGRTXHIRLFRRUGHQDGRSHORH[SUHVLGHQWH)HUQDQGR+HQULTXH&DUGRVRRXYLXPDLV GHSHVVRDVHQYROYLGDVFRPRWUDWDPHQWRHPSDtVHVH DSHVDUGHQDo}HVWHUHPOHLVTXHSURWHJHPRVSRUWDGRUHVGR YtUXVGLUHWDPHQWHRXDWUDYpVGHOHJLVODo}HVGHGLUHLWRVKXPDQRVDPDLRULDGDVQRUPDVp´LJQRUDGDIURX[DPHQWHDSOLFDGDRX DJUHVVLYDPHQWHGHVUHVSHLWDGDµ1D$PpULFD/DWLQDSDtVHVMi MXOJDUDPFDVRVGHWUDQVPLVVmRGR+,9FRPRWHQWDWLYDGHKRPLFtGLRLQFOXVLYHQR%UDVLO2&yGLJR3HQDOEUDVLOHLURQmRFLWDD FRQWDPLQDomRRXH[SRVLomRDRYtUXVFRPRIRUPDGHFULPHPHVPR DVVLPDFRQWHFHUDPFDVRVGHWUDQVPLVVmRTXHIRUDPWUDWDGRVFRPR KRPLFtGLRFXOSRVR(PSDtVHVpFULPHPDQWHUUHODo}HVKRPRVVH[XDLVFRPSXQLo}HVTXHYmRGHVGHjSULVmRRXFKLEDWDGDVHDWp SHQDGHPRUWH(PPDLVGHSDtVHVDOJXPDVSHFWRGDSURVWLWXLomRpWUDWDGRFRPRFULPH

Partidos e coligações têm que alterar chapas Após decisão judicial, número de candidatos a vereador tem que diminuir 6$1'52/,0$

VICTOR AVNER 5(3Ï57(5

O

Nova força-tarefa 3RVVLYHOPHQWHDWpR¿QDOGHVWDVHPDQDXPD QRYDIRUoDWDUHIDFRPSRVWDSRUGHOHJDGRV DJHQWHVHSHVVRDODGPLQLVWUDWLYRGHYHUiFKHJDU D$ODJRDVSDUDDJLOL]DUDFRQFOXVmRHPLQTXpULWRV SHQGHQWHV$JDUDQWLDIRLGDGDSHOD6HFUHWiULD1D FLRQDOGH6HJXUDQoD3~EOLFDRegina Miki(VVD HTXLSHYDLDX[LOLDURVWUDEDOKRVGDUHFpPFULDGD 'HOHJDFLDGH+RPLFtGLRV$6HFUHWiULDGLVVHDLQGD TXHWDPEpPHVWDUiHQYLDQGRQRYRVHTXLSDPHQ tos como computadores e impressoras, para garantir mais agilidade às LQYHVWLJDo}HVHGHVWDIRUPDDFHOHUDUDFRQFOXVmRGRVLQTXpULWRVTXH DLQGDSHUPDQHFHPSHQGHQWHV$YLQGDGDHTXLSHSDUD0DFHLyID]SDUWH GRSURJUDPD%UDVLO0DLV6HJXURODQoDGRFRPRSURMHWRSLORWRHP$ODJR DVQR~OWLPRGLD

O calote é nosso $DVFHQVmRVRFLDOGHUHJL}HVFRPRR1RUGHVWHHR1RUWHGRSDtVIH] FRPTXHRPHUFDGRGRFUpGLWRFUHVFHVVHDFLPDGDPpGLDQDFLRQDO QRV~OWLPRVDQRVHWURX[HFRQVLJRRDXPHQWRGDLQDGLPSOrQFLDPDLV FRQKHFLGDFRPR³FDORWH´$SDUWLUGDSULPHLUDRQGDGDFULVHLQWHUQDFLR QDORWRWDOGDVGtYLGDVQR1RUGHVWHVDOWRXSDUDHQR1RUWH HQTXDQWRTXHQRUHVWDQWHGR%UDVLORtQGLFHpGH(PDQRV GHOHYDQWDPHQWRRVFRQVXPLGRUHVGR1RUGHVWHH1RUWHDSUHVHQWDP VLVWHPDWLFDPHQWHDWUDVRVPDLRUHVTXHQRUHVWDQWHGRSDtV21RUGHVWH WHPXPDLQDGLPSOrQFLDPpGLDGHR1RUWHR6XGHVWH HR&HQWUR2HVWH2VKDELWDQWHVGD5HJLmR6XOWrPDPHQRUWD[D GRSDtVFRPHSRULVVRVmRFRQVLGHUDGRVRVPHOKRUHVSDJDGRUHV GRSDtV

Alagoas no PAA $ODJRDVDGHULXDR3URJUDPDGH$TXLVLomRGH$OLPHQWRV 3$$ &RP SUD'LUHWD/RFDOFRP'RDomR6LPXOWkQHDQDVHPDQDTXHSDVVRX2 SURJUDPDIRLLPSODQWDGRDQRSDVVDGRQR(VWDGREHQH¿FLDQGR DJULFXOWRUHVIDPLOLDUHVGHPXQLFtSLRVDODJRDQRV$DVVLQDWXUDGD DGHVmRIRLIHLWDSHODGLUHWRUDSUHVLGHQWHGD(PDWHU,QrV3DFKHFRH SHODPLQLVWUDGR'HVHQYROYLPHQWR6RFLDOH&RPEDWHj)RPH7HUH]D &DPSHOR$SULQFtSLRVHUmRLQYHVWLGRVQRSURJUDPD5PLOK}HV(OH FRQVLVWHQDDTXLVLomRGDSURGXomRGHDJULFXOWRUHVIDPLOLDUHVDWpXP YDORUSUpHVWDEHOHFLGRVHQGRRVSURGXWRVUHSDVVDGRVSRVWHULRUPHQWH DLQVWLWXLo}HVGHFDULGDGHHQWLGDGHVEHQH¿FHQWHVHDWpPHVPRSDUDD PHUHQGDHVFRODU

A CUT e o mensalão 1 2QRYRSUHVLGHQWHGD&HQWUDOÒQLFDGRV7UDEDOKDGRUHV &87 9DJQHU )UHLWDVGLVVHTXHSUHWHQGHOHYDUjVUXDVDIRUoDGDHQWLGDGHSDUDGH IHQGHURVUpXVGRPHQVDOmRFXMRMXOJDPHQWRSHOR67)VHUiHPDJRVWR ³1mRSRGHVHUXPMXOJDPHQWRSROtWLFR6HLVVRDFRQWHFHUYDPRVjVUXDV SDUDTXHVWLRQDU´GLVVH)UHLWDVTXHVHUiHPSRVVDGRQR&RQJUHVVR 1DFLRQDOGD&87TXHFRPHoRXRQWHPHP6mR3DXORH[SOLFRXTXHR MXOJDPHQWRGRPHQVDOmRQmRSRGHVHWRUQDUXPDEDWDOKDHQWUHR37H VHXVDGYHUViULRVSRUTXHLVVRSRGHFRORFDUHPULVFRRVDYDQoRVVRFLDLV REWLGRVDSyVDFKHJDGDGRSDUWLGRDRSRGHU³1mRYDPRVDGPLWLUTXHR SDtVVHMDGHVHVWDELOL]DGRSRUXPDGLVSXWDSROtWLFRSDUWLGiULDHVHLVVR DFRQWHFHUQmR¿FDUHPRVGHEUDoRVFUX]DGRV´D¿UPRX

A CUT e o mensalão 2 $&HQWUDOÒQLFDQDVFHXFRPRXPDHVSpFLHGHEUDoRVLQGLFDOGR37 QRVDQRVHDPDLRULDGRVVHXVLQWHJUDQWHVp¿OLDGDDRSDUWLGR 'HVGHTXDQGRRHVFkQGDORGRPHQVDOmRYHLRjWRQDD&87VDLX HPGHIHVDGRVDFXVDGRV,QFOXVLYHFRORFRXPLOSHVVRDVHPXPD PDQLIHVWDomRHPGHIHVDGR*RYHUQR/XOD1RV~OWLPRVPHVHVVLQGL FDWRVOLJDGRVj&87VHUYLUDPGHSDOFRSDUDTXHRVUpXVGRPHQVDOmR ¿]HVVHPVXDGHIHVD2QRYRSUHVLGHQWHGD&HQWUDOpOLJDGRDR6LQGLFDWR GRV%DQFiULRVGH6mR3DXORHpRSULPHLURUHSUHVHQWDQWHGDFDWHJRULDD FRPDQGDUDHQWLGDGHTXHIRLGLULJLGDSRUPHWDO~UJLFRVGR$%&3DXOLVWD HPVHXVTXDVHDQRVGHH[LVWrQFLD

PEC do diploma 26HQDGR)HGHUDOSRGHYRWDUKRMH WHUoDIHLUD D3URSRVWDGH(PHQ GD&RQVWLWXFLRQDO 3(& TXHWUDWDVREUHRUHWRUQRGDREULJDWRULHGDGH GRGLSORPDXQLYHUVLWiULRSDUDRH[HUFtFLRGDSUR¿VVmRGHMRUQDOLVWD$ SURSRVWDIRLDSUHVHQWDGDSHOR6HQDGRU$QWRQLR&DUORV9DODGDUHV 36% 6( TXHJDUDQWHFRQWDUFRPRDSRLRGDPDLRULDGRVLQWHJUDQWHVGR 6HQDGR$H[LJrQFLDGRGLSORPDSUR¿VVLRQDOIRLDEROLGDSRUXPDGHFLVmR GRPLQLVWUR*LOPDU0HQGHVHPTXDQGRH[HUFLDDSUHVLGrQFLDGR 6XSUHPR7ULEXQDO)HGHUDO(QWLGDGHVUHSUHVHQWDWLYDVGRVMRUQDOLVWDVHP WRGRRSDtVOLGHUDGDVSHOD)HGHUDomR1DFLRQDOGRV-RUQDOLVWDV )HQDM  WHQWDPUHYHUWHUDGHFLVmR ‡5HYHUHQFLDGDSRUVXDEHOH]DTXDOLGDGHQRDWHQGLPHQWRHHQWURVD PHQWRSHUIHLWRFRPDQDWXUH]DD3RXVDGDGR7RTXHGH6mR0LJXHO GRV0LODJUHVUHSUHVHQWD$ODJRDVQRSUrPLR³20HOKRUGH9LDJHP ´ ‡2HVWDEHOHFLPHQWRFRQKHFLGRLQWHUQDFLRQDOPHQWHIRLLQGLFDGRSRU XPDSHVTXLVDUHDOL]DGDSHOD5HYLVWD9LDJHPH7XULVPRTXHRUJDQL]DR SUrPLRHPSDUFHULDFRPR,ERSH ‡$YRWDomRDFRQWHFHUiDWpRGLDGHDJRVWRVHQGRTXHRVYHQFHGRUHV VHUmRFRQKHFLGRVQRGLDGHRXWXEURGXUDQWHHYHQWRWXUtVWLFRPDUFD GRSDUDDFRQWHFHUQR-DUGLP%RWkQLFRQR5LRGH-DQHLUR ‡$OLVWDFRPSOHWDFRPWRGRVRVFRQFRUUHQWHVSRGHUVHUFRQKHFLGDQR SRUWDOZZZYLDMHDTXLFRPEU ‡3DUDWHUGLUHLWRDRYRWREDVWDDGTXLULUXPH[HPSODUGDHGLomRGD 5HYLVWD9LDJHPH7XULVPR TXHHVWiQDVEDQFDV FDGDVWUDURFyGLJRGR FXSRPTXHHVWiHQFDUWDGRQDUHYLVWDHUHVSRQGHUDWRGDVDVTXHVW}HV 2SDUWLFLSDQWHDLQGDSRGHVHUVRUWHDGRFRPXPDYLDJHPSDUD2UODQGR (8$ 

Em buscaGHFDGHLUDVQD&kPDUDSDUWLGRVQmRPXGDUDPFKDSDV

s partidos que estão GLVSXWDQGR FDGHLUDV QD&kPDUD0XQLFLSDO GH 0DFHLy WHUmR TXH ID]HU PXGDQoDV HP VXDV FKDSDV $ GHFLVmR MXGLFLDO TXH PDQWHYHHPRQ~PHURGHYHUeadores também alterou a TXDQWLGDGH GH FDQGLGDWRV D TXHFDGDOHJHQGDWHPGLUHLWR e TXH R Q~PHUR GH FDQdidatos é diretamente ligado DR Q~PHUR GH YDJDV QR 3RGHU /HJLVODWLYR 'H DFRUGR FRP DV QRUPDV HOHLWRUDLV XP SDUWLGR SRGH LQVFUHYHU DWp WUrV FDQGLGDWRV D FDGD GXDV YDJDV 3DUD DV FROLgações — união de duas ou mais legendas — a quantiGDGHpPDLRUVmRGRLVFDQGLGDWRVSRUFDGHLUD $WpDTXLQWDIHLUD  ~Otimo dia para o registro de FDQGLGDWXUDV XPD GHFLVmR MXGLFLDO JDUDQWLD j &kPDUD GH 0DFHLy D HOHLomR GH  vereadores no próximo ano. Isso garantiria aos partidos D LQVFULomR GH DWp  FDQGLGDWRV$VFROLJDo}HVÀFDULDP DSWDVDIRUPDOL]DUQRPHV para a disputa. 1R HQWDQWR R GHVHP-

bargador Sebastião Costa )LOKR SUHVLGHQWH GR 7ULEXQDOGH-XVWLoDGR(VWDGRGH $ODJRDV 7-$/ VXVSHQGHX a sentença no dia seguinte DRÀPGRSUD]RGHUHJLVWURV H PDQWHYH R Q~PHUR DWXDO GHYHUHDGRUHV´$VFROLJDo}HVYmRWHUTXHVHDGHTXDUµ DOHUWD R MXL] (ULFN 2OLYHLUD GD=RQD(OHLWRUDO O magistrado ainda resVDOWD TXH D LQGHÀQLomR SHUsiste. Como alguns partidos UHFRUUHUDP GD GHFLVmR GH &RVWD )LOKR D TXDQWLGDGH GHFDGHLUDVQD&kPDUDSRGH DXPHQWDU PDLV XPD YH] ´2 LPSDVVH SHUPDQHFH 2 Q~PHURSRGHPXGDUDTXDOTXHUPRPHQWRµSRQWXD $Wp DJRUD QmR KRXYH TXDOTXHUDOWHUDomRQDVFDQGLGDWXUDVSURWRFRODGDV1RV SUy[LPRV GLDV R 7ULEXQDO 5HJLRQDO (OHLWRUDO 75(  GHYH QRWLÀFDU RV SDUWLGRV H FROLJDo}HVSDUDID]HUDVPRGLÀFDo}HV2SUD]RFRQWXGR DLQGDQmRIRLHVWDEHOHFLGR EDITAIS EXPEDIDOS 2V HGLWDLV GH FDQGLGDWXUD FRPHoDUDP D VHU H[SHGLGRVRQWHPSHOD-XVWLoD(OHLWRUDO $Wp R ÀP GH VHPDQD WRGDV FKDSDV UHJLVWUDGDV VHUmRFRQKHFLGDV

PREVENIDOS

3DUWLGRVVHDQWHFLSDUDPjGHFLVmR

Alguns partidos não preFLVDUmR ID]HU PRGLÀFDo}HV HPVXDVFKDSDV$VOHJHQGDV VH DQWHFLSDUDP j GHFLVmR GR desembargador Sebastião &RVWD )LOKR H LQVFUHYHUDP FKDSDV GH DFRUGR FRP R Q~PHURDWXDOGHYHUHDGRUHV Outros partidos prepararam até mesmo uma lista alternaWLYDGHFDQGLGDWRV &RPXPDFKDSDSXURVDQJXH WDQWR SDUD D &kPDUD FRPR SDUDDSUHIHLWXUDGDFDSLWDO R 362/ p XP GRV SDUWLGRV TXHQmRYDLSUHFLVDUID]HUDOWHUDomR$OHJHQGDLQVFUHYHX

DSHQDV  FDQGLGDWRV  GRQ~PHURGHYHUHDGRUHVHP 0DFHLy ´2 362/ VH SRVLFLRQRX FRQWUD R DXPHQWR GR Q~PHUR GH UHSUHVHQWDQWHV HQWmR À]HPRV QRVVD FRQYHQomR EDVHDGRV HP  YHUHDGRUHVµ H[SOLFD $OH[DQGUH )OHPLQJ SUHVLGHQWHPXQLFLSDOGRSDUWLGR ´(VWDPRV IRUD GHVVH SUREOHPDµFRPSOHWD 2 UHFpPFULDGR 36' WDPEpP QmR YDL HQIUHQWDU GLÀFXOGDGHV FRP D GHFLVmR GR desembargador. Coligado ao 3'7 H DR 30'% R SDUWLGR

SRGHULD LQGLFDU DWp  FDQdidatos no dia do registro ³  GDV  FDGHLUDV GH vereadores que seriam disputadas. Mas optou por inVFUHYHUDSHQDVGRLV ´1yV GHFLGLPRV UHJLVWUDU SRXFRV FDQGLGDWRVµ LQIRUPD 0HVVLDV /LQGR VHFUHWiULR JHUDO GD VLJOD ´2 PHX SRVLFLRQDPHQWRFRPRVHFUHWiULR HUDGHTXHVyIRVVHUHJLVWUDGR XPQ~PHURFRPEDVHQRV [vereadores]. A Câmara perGHX R SUD]R SDUD PRGLÀFDU D TXDQWLGDGH GH YDJDVµ FRmenta.

DUAS LISTAS 7DPEpP HP FKDSD SXUR VDQJXH R 37 VH SUHYHQLX H RUJDQL]RX GXDV OLVWDV XPD EDVHDGD HP  YDJDV SDUD vereador e outra pensando QDVDWXDLVFDGHLUDV´1yV WHPRV FDQGLGDWRV SDUD DV GXDV SRVVLELOLGDGHVµ GL] (VWHYmR2OLYHLUDSUHVLGHQWHGR GLUHWyULRGH0DFHLy $VDOWHUDo}HVFRQWXGRVHUmR IHLWDV DSHQDV TXDQGR R 75( VROLFLWDU´237YDLDJXDUGDU D QRWLÀFDomR MXGLFLDO VREUH LVVRµ H[SOLFD R GLULJHQWH GR SDUWLGR 9$ 

PENDENTE

&DQGLGDWXUDVQmRIRUDPFRPSXWDGDV 0HQRVGHGRVPXQLFtSLRVDODJRDQRVHVWmRFRPVHXV FDQGLGDWRVUHJLVWUDGRVMXQWR DR7ULEXQDO6XSHULRU(OHLWRUDO 76( $SDUDOLVDomRGRV servidores da Justiça Federal na semana passada atraSDOKRXDLQVFULomRGRVSROtWLFRV$SHVDUGLVVRDVFKDSDV estão garantidas. 2 'LYXOJD&DQG VLVWHPD FULDGR SHOD &RUWH (OHLWRUDO SDUD DFRPSDQKDPHQWR GRV UHJLVWURV GH FDQGLGDWXUDV UHYHOD TXH DSHQDV  PXQLFtSLRVWrPFDQGLGDWRVHIHWLYDPHQWHLQVFULWRV3DOPHL-

ra dos Índios tem a maior GHQVLGDGHHOHLWRUDOGDOLVWD FRP SRXFRV PDLV GH  PLO FLGDGmRVYRWDQWHV 1D UHODomR QmR FRQVWD R QRPH GRV RLWR FDQGLGDWRV TXH GLVSXWDP D SUHIHLWXUD GH0DFHLyQHPGRVWUrVTXH FRQFRUUHP DR ([HFXWLYR GH $UDSLUDFD 2 PHVPR DFRQWHFHHP3HQHGRTXDUWRPXQLFtSLR GR HVWDGR FRP PDLV HOHLWRUHV$DXVrQFLDGHFDQGLGDWRV WDPEpP p FRQVWDWDda nas Câmaras. 'H DFRUGR FRP D DVVHVVRULD GR 75( D LQH[LVWrQFLD GH

FDQGLGDWRV VH GHYH j SDUalisação dos servidores na TXDUWDHTXLQWDIHLUDGDVHPDQD SDVVDGD (PERUD RV SDUWLGRV WHQKDP HIHWXDGR D HQWUHJD GH GRFXPHQWRV R SURFHVVDPHQWRGDVFDQGLGDWXUDVQmRIRLUHDOL]DGR O problema é que os dados DLQGD QmR IRUDP UHJLVWUDGRV HOHWURQLFDPHQWH R TXH LPSHGLX R HQYLR GDV FDQGLGDWXUDV j &RUWH 6XSHULRU 0HVPR DVVLP R GLUHLWR GRV FDQGLGDWRVHVWiJDUDQWLGR NÚMEROS $WpRIHFKDPHQWRGDHGLomR

ACIRRADA

ESTRELA

$SUHIHLWXUDGH0DWUL]GR&DPD UDJLEHGLVWDQWHNPGDFDSL WDOHVWiEHPFRQFRUULGD6HLV partidos apresentaram candida WRVSDUDRFRPDQGRGRPXQLFt SLR'DQLHO/RER 36'% 'U :DVKLQJWRQ 33 3DQJD 35  /XL]LQKRGR3RVWR 30'%  0DUTXLQKRV 36' H1HOVRQ /DXULQR '(0 GLVSXWDPDYDJD TXHKRMHpRFXSDGDSRUDoda CavalcanteHVSRVDGRSUHIHLWR GH6mR/XL]GR4XLWXQGH&tFHUR &DYDOFDQWH&RPEDL[tVVLPR tQGLFHGHGHVHQYROYLPHQWRRV FLGDGmRVHVSHUDPPHOKRULDV

A candidatura de Arlindo Garrote (PP), em Estrela de $ODJRDVMiHVWiFRQ¿UPDGD Com o slogan “Paz e União”, o ¿OKRGDH[SUHIHLWDÆQJHOD*DU URWHWHQWDWUD]HUVXDIDPtOLDGH YROWDDRFRPDQGRGRPXQLFtSLR $PmHIRLDIDVWDGDSRULPSUREL GDGHDGPLQLVWUDWLYDHWDPEpP responde processo judicial por XPKRPLFtGLR$HOHLomRQRPX QLFtSLRDJUHVWLQRVHUiGLVSXWDGD FRP*HUDOGD)HUUR 36' H (YHUDOGR$PRULP 37& +RMHD SUHIHLWXUDpRFXSDGDSRU-RVp %HODUPLQRYLFHGHÆQJHOD

Matriz do Camaragibe tem seis candidatos

Filho de ex-prefeita está na disputa

R VLVWHPD GH DFRPSDQKDPHQWR GH FDQGLGDWXUDV GR 76( DSUHVHQWDYD R UHJLVWUR GH SRXFR PDLV GH  PLO FDQGLGDWRV 'R WRWDO  são para vagas no Legislativo. O restante é divido enWUHSUHIHLWRVHYLFHSUHIHLWRV 2 PXQLFtSLR UHFRUGLVWD GH UHJLVWURV p 6mR 6HEDVWLmR FRPGXDVFDQGLGDWXUDVSDUD SUHIHLWR H RXWUDV  SDUD YHUHDGRU/RJRDSyVDSDUHFH 3DOPHLUD GRV ÌQGLRV FRP  FDQGLGDWRV VHJXLGR SRU 0DWUL]GH&DPDUDJLEHFRP LQVFULo}HV 9$


TribunaIndependente

MACEIÓ - TERÇA-FEIRA, 10 DE JULHO DE 2012

POLĂ?TICA

5

Orçamento estadual não sobe em 2013 Secretårio atenta para corte na måquina pública de pelo menos R$ 100 milhþes; segundo Luiz Otåvio redução seria ruim SECOM-AL

O

Presidenta Dilma – Laudemir, dos 514 mil presos atuais, 109,4 mil jå trabalham, sendo que 89,1 mil presos realizam trabalhos dentro dos presídios e 20,3 mil atuam externamente. A educação GRVSUHVRVpXPJUDQGHGHVD¿RSRLVPLOQmRWrPVHTXHU o ensino fundamental completo, e 26 mil são analfabetos. Mas VDEHPRVTXHHGXFDomRHTXDOL¿FDomRSUR¿VVLRQDOVmRHVVHQciais para ressocializar os presos. Por isso, lançamos, neste ano, R3URMHWRGH&DSDFLWDomR3UR¿VVLRQDOH,PSODQWDomRGH2¿FLnas Permanentes (Procap), com abrangência nacional. Haverå R¿FLQDVSHUPDQHQWHVHPSHQLWHQFLiULDVLQLFLDOPHQWHFRPFXUVRV HPWUrViUHDVFRQVWUXomRFLYLOSDQL¿FDomRHFRQIHLWDULDHFRUWH e costura industrial. Cada período de três dias de trabalho, ou 12 horas de estudo, reduz um dia de pena. Para os analfabetos, implementamos o Programa Brasil Alfabetizado no âmbito prisional. Aos alfabetizados, temos o Projeto de Remição pela Leitura, pelo qual incentivamos, nos presídios federais, a leitura de obras clåsVLFDVFLHQWt¿FDVRX¿ORVy¿FDV$OpPGLVVRRVSUHVRVHRVMRYHQV sob medida socioeducativa podem participar do Exame Nacional do Ensino MÊdio (Enem) para acesso ao ensino superior ou cerWL¿FDomRGRHQVLQRPpGLR6mRPHGLGDV/DXGHPLUTXHDMXGDPD ressocializar os presos, para o benefício deles, de suas famílias, e de toda a sociedade.

secretĂĄrio de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento EconĂ´mico, Luiz Otavio *RPHV FRQĂ€UPRX RQWHP 9, que o Projeto de Lei OrçamentĂĄria Anual (PLOA) para o ano de 2013, nĂŁo terĂĄ aumento. Entretanto, estudos tĂŠcnicos fornecidos pela Secretaria da Fazenda (Sefaz) a respeito da projeção de arrecadação para 2013 e na despesa de pessoal prevista pela Secretaria da GestĂŁo PĂşblica (Segesp), apontam que a Lei OrçamentĂĄria Anual para 2013 deverĂĄ ser semelhante a do ano de 2012, que totalizou R$ 6.619.084.292. â€œĂ‰ importante salientar para todas as camadas da mĂĄquina pĂşblica que o Estado trabalha com um planejamento para um corte de aproximadamente R$ 100 milhĂľes no custeio, que jĂĄ estĂĄ no limite, ou nos investimentos. Essa redução seria bastante prejudicial, tendo em vista os recursos SecretĂĄrio Luiz OtĂĄvioMXVWLÂżFRXFRUWHHPGHFRUUrQFLDGRtQGLFHLQĂ€DFLRQiULRHFUHVFLPHQWREDL[RGRSDtV que estĂŁo inseridos no Plano Plurianual (PPA) 2012-2015 para as açþes a serem realizadas no prĂłximo anoâ€?, disse o secretĂĄrio. RECONSTRUĂ‡ĂƒO Luiz OtĂĄvio frisou a necessidade de garantir esses investimentos, por conta da geração de emprego, renda e de arrecadação de impostos ocasionadas pela execução de todos os projetos e açþes preO governo do Estado vol- nos contratos estĂĄ atrasan- Ele recordou que hĂĄ mais de vistos para o prĂłximo ano. Na atual fase de elabota a clamar por agilidade na do a entrega das casas. “O um mĂŞs jĂĄ sinalizava com liberação da documentação processo contratual destas esta preocupação, uma vez ração do PLOA, o Ăşnico audas casas, que ainda restam casas passa por um trâmite que as casas jĂĄ estĂŁo pron- mento garantido para o ano serem entregues. Segundo o processual muito burocrĂĄti- tas e era preciso agilizar a de 2013 ĂŠ o Ă?ndice Nacional de Preços ao Consumidor vice-governador e coordena- co. É preciso que as prefei- entrega. A previsĂŁo da Caixa Eco- Amplo (IPCA), que garante dor do Programa da Recons- turas entreguem o cadastro trução, JosĂŠ Thomaz NonĂ´ das famĂ­lias para a Caixa nĂ´mica Federal ĂŠ que em a compensação salarial para (DEM), o Estado jĂĄ entregou EconĂ´mica, em seguida a uma semana representantes todos os servidores pĂşblicos 1.680 casas para as famĂ­lias Caixa analisa cada processo do MinistĂŠrio das Cidades e do Estado. Segundo o secretĂĄrio, esse atingidas pela enchente de para enviar o cadastro para da Caixa se reĂşnam para corte de recursos na mĂĄquina 2010. PorĂŠm, atualmente, o MinistĂŠrio das Cidades. GHĂ€QLU Do}HV HPHUJHQFLDLV pĂşblica se dĂĄ principalmente mais de 3 mil unidades ha- AlĂŠm disso, ainda existe a para que, no prazo de 15 por dois motivos: o primeibitacionais estĂŁo concluĂ­das. burocracia cartorialâ€?, expli- dias, sejam feitas as entrero ĂŠ decorrente da projeção gas dos conjuntos habitacioA perspectiva, conforme cou. de crescimento reduzido do 1RQ{pTXHDWpRĂ€PGRDQR Preocupado com invasĂľes nais jĂĄ concluĂ­dos. paĂ­s para os anos de 2012 e sejam entregues mais de 12 aos conjuntos residenciais “A Caixa EconĂ´mica irĂĄ 2013, que gira em torno de mil casas. concluĂ­dos, NonĂ´ tem cobra- enviar a posição atual dos 2% e 4%, respectivamente. O vice-governador vol- do agilidade de todas as par- contratos e a situação jurĂ­di- Os primeiros estudos feitos ta a dizer que a burocracia tes envolvidas no processo. ca por municĂ­pioâ€?, concluiu. pela equipe do Orçamento tambĂŠm levam em conta a LQĂ DomR TXH GHYHUi UHJLVELEIÇÕES 2012 trar 4,8% em 2012 e 4,5% no prĂłximo ano. “Os gestores precisam estar atentos e entender que essa ĂŠ uma situação que atinge todos os estados do paĂ­s. O pequeno crescimenWR HP  VHUi UHĂ HWLGR QR A Associação dos Mu- instituição contribui com a posse dos eleitos. prĂłximo ano. O governo de A lei veda publicidade nicĂ­pios Alagoanos (AMA) justiça para o fortalecimenAlagoas acredita que, mesvoltou a debater as eleiçþes to da democracia, o respeito institucional dos atos, promo com a previsĂŁo de receita municipais deste ano. Des- Ă s leis e a garantia de um gramas, obras, serviços e nĂŁo atingindo o patamar deta vez alertando aos atuais processo onde a grande ven- campanhas dos ĂłrgĂŁos pĂş- sejado, os investimentos que gestores para a legislação cedora ĂŠ a populaçãoâ€?, disse. blicos municipais, ou das estĂŁo chegando ao Estado daA legislação estĂĄ cada respectivas entidades da ad- rĂŁo uma nova perspectiva a eleitoral vigente. O juiz eleitoral Luciano dia mais punitiva e severa ministração indireta, salvo HVVHSDQRUDPDÂľDĂ€UPRX GuimarĂŁes apresentou os porque o direito passa por em caso de grave e urgente Um dos motivos que levou riscos que existem para os uma grande revolução, disse necessidade pĂşblica, assim Ă  diminuição de arrecadação que ultrapassam a fronteira o juiz, que recomendou aos reconhecida pela Justiça do Fundo de Participação do do que determina o direito gestores aperfeiçoar o asses- Eleitoral; e ainda fazer pro- Estado (FPE), segundo o seeleitoral. Para o presidente soramento jurĂ­dico. De acor- nunciamento em cadeia de cretĂĄrio, foi a decisĂŁo do goda entidade, Palmery Neto do a Lei 9.504/97, estĂŁo ve- rĂĄdio e de televisĂŁo, fora do verno federal em alavancar (PSD/Cajueiro), o papel da dados aos agentes pĂşblicos horĂĄrio eleitoral gratuito, as vendas dos automĂłveis e AMA ĂŠ orientar para que os municipais, nomear, contra- exceto quando, a critĂŠrio da da chamada linha branca por prefeitos que sĂŁo candidatos tar ou admitir, demitir sem Justiça Eleitoral, tratar-se meio da diminuição do Ime os que possuem candidatos justa causa, remover, trans- de matĂŠria urgente, rele- posto sobre Produtos Indusferir ou exonerar servidor vante e caracterĂ­stica das trializados (IPI), penalizando conheçam a legislação. “Com esse trabalho a pĂşblico no municĂ­pio, atĂŠ a funçþes de governo. Estados.

COMPRA DE VOTO

EDITAL ELEITORAL

RIO LARGO

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ophir CavalcanteFODVVLÂżFRX como extremamente importante que as pessoas denunciem tentativas de compra de votos para que o MinistĂŠrio PĂşblico e a PolĂ­cia Federal, alĂŠm da prĂłpria Justiça, possam adotar mecanismos de correção e de repressĂŁo ĂĄgeis e “retirem o mandato daqueles que estĂŁo a utilizar a necessidade do povo como instrumento para obter votosâ€?. Ele destacou que a OAB jĂĄ vem se mobilizando neste sentido.

O cartório da 19ª Zona Eleitoral recebeu e protocolou os processos com pedido de registro de candidaturas para as Eleiçþes de 2012 em Santana do IpDQHPDFXMRHGLWDOHVWiD¿[DGR no mural do cartório. Foram registradas cinco candidaturas para as eleiçþes majoritårias e nas proporcionais seis coligaçþes e dois partidos. Ao todo são cinco candidaturas para prefeito e 116 para vereador. São eles, Marcos Ferreira (PSDB), Gustavo Pontes de Miranda (PTB), ZÊ Mårio (PV), Edison Magalhães (PRTB) e Francisco Lemos (PPS).

A atual prefeita de Rio Largo, Maria de Fåtima Correia (PSD), a doutora Fåtima como Ê mais conhecida, fechou sua chapa para a disputa eleitoral de outubro. Seu candidato a viceprefeito Ê o comerciante Pedro Victor (PSC). Filho de tradicional família no município, ele foi secretårio no início da gestão do prefeito afastado Toninho Lins (PSB) e agora formarå dobradinha com a candidata do PSD. Nas eleiçþes de 2010, ambos apoiaram o governador Teotonio Vilela Filho (PSDB).

COLUNA SEMANAL DA PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF Jairo Pereira Passos Júnior, 27 anos, bancårio em Goiânia (GO) - Fiquei sabendo sobre as bolsas de estudo no exterior atravÊs do rådio. Onde eu posso me inscrever? Presidenta Dilma – Jairo, criamos o programa Ciência sem Fronteiras para levar 101 mil estudantes brasileiros ao exterior, num investimento de R$ 5 bilhþes atÊ 2015. A iniciativa privada contribuirå com 26 mil dessas bolsas. Jå foram aprovadas 19,7 mil bolsas de estudos e estå prevista a abertura de novas inscriçþes para graduação e pós-graduação ainda neste mês. Você pode se informar e se inscrever no site do programa (http:// www.cienciasemfronteiras.gov.br) ou telefonar para a Capes (0800-616161) ou para o CNPq (0800-619697). O candidato precisa estar regularmente matriculado em curso de instituição de ensino superior no Brasil, em åreas prioritårias do programa, especialmente em ciências exatas, mÊdicas e tecnológicas (veja lista no site). Deve ainda ter obtido nota mínima de 600 pontos no Enem e ter concluído entre 20% e 90% do currículo da JUDGXDomR&DQGLGDWRVSUHPLDGRVHPROLPStDGDVFLHQWt¿FDVRX FRPEROVDGHLQLFLDomRFLHQWt¿FDRXWHFQROyJLFDWrPSUHIHUrQFLD -iWHPRVSDUFHULDV¿UPDGDVFRPYiULRVSDtVHVTXHRIHUHFHP vagas em suas escolas, e com empresas, que oferecem estågios a bolsistas. Hå, tambÊm, instituiçþes que auxiliarão no ensino de línguas. Com o Ciência sem Fronteiras estamos investindo na IRUPDomRHQDTXDOL¿FDomRGHMRYHQVSDUDRQRVVRSDtVDYDQoDU cada vez mais. Henrique Araújo Neri, 47 anos, funcionårio público em Itamari (BA) - Por que não são destinados recursos diretamente às instituiçþes para a recuperação de estradas vicinais? Presidenta Dilma - Henrique, embora a construção, a manutenção e a recuperação de estradas vicinais sejam atribuiçþes dos municípios, o governo federal tem procurado apoiå-los, pela importância que essas estradas têm para o escoamento da produção e deslocamento de pessoas no interior de nosso país. Por isso, nós incluímos R$ 1,8 bilhão no PAC 2 para adquirir retroescavadeiras e motoniveladoras, que serão repassadas aos municípios para a manutenção dessas estradas. De dezembro de 2011 a julho de 2012, foram distribuídas 1.275 retroescavadeiras para 1.299 municípios. E neste segundo semestre, o PAC Equipamentos, lançado em junho, prevê mais 3.580 retroescavadeiras e 1.330 motoniveladoras. Em alguns municípios menores, a mesma måquina serå usada em consórcio, por mais de uma prefeitura, ampliando ainda mais o efeito dessa ação. AlÊm das estradas vicinais, estamos investindo em toda nossa malha rodoviåria. Neste momento, hå obras de construção, pavimentação, duplicação e adequação em 7.227 km, e de conservação e restauração em 53.465 km, em todo o Brasil. Somente na Bahia, os investimentos do PAC nas rodovias federais chegarão a R$ 4,9 bilhþes atÊ 2014, alÊm de outros R$ 2,1 bilhþes de investimentos GHFDUiWHUUHJLRQDOTXHWDPEpPEHQH¿FLDUmRRVHXHVWDGR Laudemir Loureiro, 50 anos, empresårio da construção civil de Vitória (ES) - Como o governo vai reeducar os presidiårios e colocå-los para trabalhar?

Ophir incentiva denĂşncias no paĂ­s

NonĂ´ volta a criticar burocracia por demora na entrega de casas

Para evitar atropelos, AMA orienta prefeitos sobre legislação

Santanense jĂĄ sabe quem sĂŁo os candidatos

Vice de FĂĄtima foi secretĂĄrio de Toninho


6

OPINIAO

TribunaIndependente

MACEIÓ - TERÇA-FEIRA, 10 DE JULHO DE 2012

OpiniĂŁo

Santas Casas e o SUS

A

Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados se reunirå amanhã para voWDU R UHODWyULR ÀQDO GR GHSXWDGR $QWRnio Brito (PTB-BA) sobre a situação das Santas Casas de Misericórdia. De acordo com o relatório de Antonio Brito, em 2011, as Santas Casas fechaUDPRDQRFRPXPGHÀFLWGH5ELOK}HV UHFHEHUDPGRJRYHUQR5ELOK}HVPDV WLYHUDP JDVWRV GH 5  ELOK}HV 2 OHvantamento tambÊm mostra que essas HQWLGDGHV VmR UHVSRQViYHLV SRU  GH WRGDVDVLQWHUQDo}HVIHLWDVSHOR6LVWHPD Único de Saúde (SUS), porÊm o Estado SDJDVy5SDUDFDGD5JDVWRV em serviços ambulatoriais e hospitalares no SUS. Para reverter esse quadro, o relator considera primordial melhorar as fontes GH ÀQDQFLDPHQWR GDV 6DQWDV &DVDV H

GRVKRVSLWDLVÀODQWUySLFRV É fundamental o reajuste da tabela do 686$ORQJRSUD]RVmRQHFHVViULRV5 ELOK}HVSDUDRUHDMXVWHGHWRGDDWDEHODPDVDFXUWRSUD]R5ELOK}HVSDUD RVGRVPDLRUHVQ~PHURVGHSURFHGLmentos - cerca de 1.100 procedimentos. 2XWURIDWRUGHHQGLYLGDPHQWRVmRRVGpbitos junto ao Instituto Nacional do SeJXUR6RFLDO ,166 Hj5HFHLWD)HGHUDO 2 PDLRU SUREOHPD HVWi QRV SURFHGLmentos de mÊdia complexidade, que correspondem à maioria dos atendimentos. Em um parto que, por exemplo, custa HPWRUQRGH5PLOR0LQLVWpULRGD 6D~GHSDJDPHQRVGH52UHVWDQWH GRYDORUÀFDSDUDTXHPHVWiSUHVWDQGR o serviço.São 2.100 entidades no Brasil que vêm atuando fortemente desde TXDQGRD6DQWD&DVDGH6DQWRVIRL criada e que não podem ser ignoradas.

MARCOS COIMBRA SociĂłlogo. Diretor-presidente do Vox Populi

2VPHQVDO}HVXPFRPSDUDWLYR Por coincidĂŞncia, justamente quando o julgamento do mais famoso “mensalĂŁoâ€?, que alguns chamam “do PTâ€?, foi marcado, D 3URFXUDGRULD*HUDO GD 5HS~blica encaminhou ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) sua denĂşncia contra os acusados de outro, o “mensalĂŁo do DEMâ€? do Distrito Federal. Trata-se mesmo de um acaso, pois a Ăşnica coisa que os dois compartilham ĂŠ o nome. Equivocado por completo para caracterizar o primeiro e inadequado para o segundo. Naquele “do PTâ€?, nada foi provado que sugerisse haver “mensalĂŁoâ€?, na acepção que a palavra adquiriu em nosso vocabulĂĄrio SROtWLFR R SDJDPHQWR GH JRUdas, como indica o aumentativo) propinas mensais regulares a parlamentares para votar com o governo. No outro, essa ĂŠ uma das partes menos importante da histĂłria. Alguns acham legĂ­timo – e atĂŠ bonito – empregar a expressĂŁo como sinĂ´nimo genĂŠrico de “escândaloâ€? ou “corrupçãoâ€?, mas isso sĂł distorce o entendimento. 2 TXH VH JDQKD DR XVDU PDO R portuguĂŞs? No mĂĄximo, contundĂŞncia na guerra ideolĂłgica. Chamar alguma coisa de “mensalĂŁoâ€? (ou adotar neologismos como “mensaleiroâ€?) tornou-se uma forma de ofender. Fora o nome errado igual, os dois sĂŁo diferentes. NinguĂŠm olha o “mensalĂŁoâ€? de BrasĂ­lia como se tivesse sigQLĂ€FDGR HVSHFLDO e VRPHQWH o que nĂŁo quer dizer que seja pouco, um caso de agentes polĂ­ticos e funcionĂĄrios pĂşblicos, associados a representantes de empresas privadas, suspeitos de irregularidades. Por isso, se o STJ acolher a denĂşncia, o processo terĂĄ tramitação normal. Sem cobranças para que ande celeremente.

Sem que seja pintado com cores mais fortes que aquelas que jĂĄ possui. Sem que se crie em seu torno um clima de “julgamento do sĂŠculoâ€? ou sequer do ano. É provĂĄvel que aconteça com ele o mesmo que com outro mais antigo, o “mensalĂŁo do PSDBâ€?. Esse, que alguns dizem ser o “pai de todosâ€?, veio a pĂşblico no mesmo perĂ­odo daquele “do PTâ€?, mas avança em câmera lenta. EstĂĄ ainda na fase de instrução, sem qualquer perspectiva de julgamento. Por que o que afeta o PT ĂŠ mais importante? $ UHVSRVWD p yEYLD SRUTXH DWLQJH R 37 6H RV ´PHQVDO}HVÂľ da oposição sĂŁo tratados como secundĂĄrios e se outros sĂŁo irrelevantes (como os que a toda hora sĂŁo noticiados em estados e municĂ­pios), deveria existir no GR37DOJRTXHMXVWLĂ€TXHWUDWDmento diferente. HĂĄ quem responda com uma frase feita, tĂŁo difundida, quanWRYDJDVHULDR´PDLRUHVFkQGDlo da histĂłria polĂ­tica brasileiUDÂľ 5HSHWLGD FRPR XP PDQWUD pelos adversĂĄrios do PT, nĂŁo ĂŠ substanciada por nenhuma evidĂŞncia, mas circula como se fosse verdade comprovada. ´0DLRUÂľ HP TXH VHQWLGR" 2V recursos pĂşblicos movimentados seriam maiores? Mais gente estaria envolvida? É difĂ­cil para quem lĂŞ as alegao}HVĂ€QDLVGR0LQLVWpULR3~EOLFR Federal (MPF) compreender o montante que em sua opiniĂŁo WHULD VLGR GHVYLDGR H FRPR 2 documento ĂŠ vago e impreciso em algo tĂŁo fundamental. (VVD LQGHĂ€QLomR SRGH VHU QR HQWDQWRSRVLWLYDGHL[DDLPDJLnação livre. Qualquer um pode inventar o valor que quiser. 2´PHQVDOmRGR'(0ÂľDRFRQWUiULR WHP WDPDQKR HVSHFLĂ€FDGR  PLOK}HV GH UHDLV 1HOH o MPF nĂŁo se confundiu com as

contas. Se o critĂŠrio para considerar maior o petista for a quantidade de envolvidos, temos um curioso HPSDWH GRV  DFXVDGRV RULJLnais, nĂşmero buscado pelo MPF apenas por seu simbolismo, resWDPWDQWRVTXDQWRRVGHQXQciados no escândalo de BrasĂ­lia. E hĂĄ diferenças notĂĄveis. No “mensalĂŁo do DEMâ€?, os agentes pĂşblicos foram citados por desviar dinheiro para enriquecimento pessoal, o que, em linJXDJHP SRSXODU VLJQLĂ€FD URXbar. No “do PTâ€?, nenhum. De um lado, valores certos, acusados em nĂşmero real, moWLYDo}HV LQDFHLWiYHLV 'R RXWUR o oposto. Quando o procurador-geral declarou que “a instrução comprovou que foi engendrado um plano criminoso para a compra de votos dentro do Congresso Nacionalâ€?, esqueceu que nem sequer uma linha de suas alegao}HV R GHPRQVWURX $UURORX  deputados (quatro do PT), que HTXLYDOHPDGD&kPDUDQ~PHUR LQVXĂ€FLHQWH SDUD VHTXHU presumir que houvesse “um esquema de cooptação de apoio polĂ­ticoâ€?, a menos que inteiramente inepto. No caso de BrasĂ­lia, nada estĂĄ fantasiado, ĂŠ tudo visĂ­vel, o que QmRVLJQLĂ€FDTXHWHQKDVLGRSURvado de forma juridicamente correta. No fundo, essa ĂŠ a questĂŁo e a grande diferença entre os dois. Quando a hora chegar, o “mensalĂŁo do DEMâ€? deverĂĄ, ao que tudo indica, ser analisado de maneira tĂŠcnica. Se o “do PTâ€? o fosse, pouco da acusação se sustentaria. Tomara que os ministros do STF consigam independĂŞncia para julgĂĄ-lo de maneira isenta, OLYUHVGDVSUHVV}HVGRVTXHH[Lgem veredictos condenatĂłrios.

ANTONIO MACHADO Membro da AAI

MARCELO RONALDSON COSTA

Educação de Qualidade 2V KLVWRULyJUDIRV DVVLQDODP que foram os egĂ­pcios e romanos que criaram as letras consoantes, e posteriormente, os povos fenĂ­cios criaram as vogais, estava pois, montado o alfabeto, cujo nome deriva de duas letras gregas “alfa e betaâ€?, tudo isto hĂĄ mais de trezentos anos antes de Cristo, visto ser a leitura uma imperiosidade de grande importância na vida dos povos de todos os tempos, como ponto fundamental da comunicação. 2V DQRV DSHUIHLoRDUDP R DOIDbeto, formaram as sĂ­labas, as palavras e posteriormente os livros, como ĂŞmulos da educação. Povo civilizado, ĂŠ povo educado, porque D HGXFDomR QDVFH QR ODU Ă RUHVFH QDHVFRODHIUXWLĂ€FDQDVRFLHGDGH sendo a escola a grande formadora como recipiendĂĄria do saber. A escola nasceu com o homem, DV LQVWLWXLo}HV UXSHVWUHV QROR atesta isto feitas pelos ancestrais da histĂłria. Quando do descobriPHQWR GR %UDVLO   chegaram os jesuĂ­tas que se constituĂ­ram os primeiros professores do Brasil, mas a primeira escola GR %UDVLO Vy IRL DEHUWD HP  quase meio sĂŠculo apĂłs de descobrimento, enquanto isto os jesuĂ­tas catequizavam os Ă­ndios e os ensinavam as primeiras letra, os portugueses os escravizavam, quando mais tarde veio o todo poderoso, MarquĂŞs de Pombal, e expulsou os jesuĂ­tas do Brasil,

trazendo os franciscanos e beneditinos para seus lugares. Surgem as primeiras escolas, H FRQVHTXHQWHPHQWH D ÀJXUD GR professor, esse mårtir da educação, que ao longo de toda sua história nunca foi valorizado por seu valioso trabalho, quando todas DV SURÀVV}HV SDVVDP SHODV PmRV habilidosas dos professores, quem não se lembra de sua primeira professorinha, que lhe ensinou as primeiras letras? Elas marcaram nossas vidas com sua paciência e sua vocação para ensinar, Ê sublime ser professor, notadamente, quando se tem uma escola de boa qualidade, de quem tanto Alagoas estå a precisar, mas para isto, Ê necessårio se pagar bem aos professores, num estado em que se concede um aumento de cem por cento aos deputados, e aos pobres e míseros professores, apenas, e somente,  GH DXPHQWR LVWR p YHUJRQKRso, e ainda se espera um ensino de qualidade? Como? Por que se paga tão mal, a quem só faz bem? 1yVDODJRDQRVÀFDPRVWULVWHV e desmotivados para o trabalho, porque o que se ganha, esta bem distante, senhor Secretårio, do que se necessita. Alagoas precisa sair desse marasmo, desses índices de analfabetismo, quando se sabe, que existem escolas no Estado que sequer iniciou seu ano letivo, e jå estamos no segundo semestre do ano. São milhares de

jovens prejudicados nessa situação, escola bonita não representa educação de qualidade, mas proIHVVRUHV SUHSDUDGRV TXDOLÀFDGRV e, sobretudo, bem remunerados, devolvendo-lhes a auto estima e a FLGDGDQLDGHFDGDSURÀVVLRQDODL certamente se terå uma educação de qualidade a altura dos anseios e das necessidades do povo alagoano. 2 SURIHVVRU p HVVD SHVVRD TXH muitas vezes, abdica atÊ um casaPHQWRSDUDVHGHGLFDUDRVÀOKRV dos outros, lhes transmitindo o saber, a educação, a pedra basilar de suas vidas. A imortal Cora Coralina senWHQFLDYD´PHVWUHQmRpVyDTXHle que ensina, mas aquele que aprende o que ensina� os professores são aquelas abnegadas criaturas, que fazem de suas vidas XPKLQRGHDPRUQDSURÀVVmRTXH exerce, ensinar, e o Pe. Antonio 9LHLUDGL]LD´RVPHVWUHVVmRFRPR DV YHODV VDFULÀFDPVH TXHLPDQdo, para dar luz aos outros�. A educação Ê alavanca geradora do progresso e o desenvolvimento de um povo, o professor precisa se reciclar a cada dia, para ensiQDU PHOKRU R SHQVDGRU 5LFKDUG %DFKHVFUHYHX´DTXLORTXHYRFr sabe mais ensinar, Ê o que mais você precisa aprender�, portanto, educação de qualidade, só existe, quando se tem conhecimento do que se ensina aliado a um salårio justo.

FILIADO AO

Jorgraf UM PRODUTO:

Rua da Praia, 134 - sala 303 - centro - Maceió Alagoas Endereço Comercial: Av. Menino Marcelo - 10.440 - Serraria Maceió - Alagoas - CEP: 57.083.410 CNPJ: 08.951.056/0001 - 33

Cooperativa dos Jornalistas H*UiÂżFRVGRHVWDGRGHDODJRDV

Coronel PMAL da R/R Membro da A.A.I.

$*UpFLDHP/RQGUHV

1RDQRD&D*UpFLDRUJDnizou diversos jogos, reunindo apenas atletas do seu PaĂ­s, os quais representavam as diversas cidades gregas. A competição foi realizada na cidade de 2OtPSLD  FRQVWDQGR GDV PRdalidades de luta livre, corrida de cavalo, salto em distância, atletismo, arremessos de disco H GDUGR 2V YHQFHGRUHV HUDP proclamados e convertidos em verdadeiros herĂłis. Na era moderna, em Atenas QR DQR GH  RV MRJRV UHXQLUDPDWOHWDVGH1Do}HV disputando esgrima, natação, luta livre, tĂŞnis, ciclismo, halWHURĂ€OLVPR JLQiVWLFD H  DWOHWLVmo; tendo os ganhadores sido contemplados com medalhas e UDPRV GH ROLYHLUD (P  R francĂŞs conhecido como o barĂŁo de Coubertain, criou a famosa bandeira olĂ­mpica, ostentando os cinco anĂŠis entrelaçados, numa alusĂŁo Ă  paz e a amizade que devem reinar entre os continentes mundiais. A Ăşltima disputa ocorreu em 2008, em Pequim, na China, com a participação de quase GX]HQWRV SDtVHV FRP  

PRESIDENTE Antonio Pereira Filho DIRETOR ADMINISTRATIVO FINANCEIRO: JosĂŠ Paulo Gabriel dos Santos Editor geral: Ricardo Castro

DWOHWDVQDGLVSXWDGHPRGDOLdades esportivas. Na oportuniGDGHIRUDPTXHEUDGRVUHFRUGHVROtPSLFRVHHQWUHHOHV recordes mundiais.A China foi a grande vencedora com o total GHPHGDOKDVVHQGRGH ouro, 21 de prata e 28 de bronze. 2V(VWDGRV8QLGRVHD5~VVLDĂ€caram com a segunda e terceira FRORFDo}HV UHVSHFWLYDPHQWH 2 %UDVLOĂ€FRXHPžOXJDU Eis alguns fatos relacionaGRV  jV ROLPStDGDV  1RV MRJRV GH  HP /RQGUHV IRL RUganizado pela primeira vez o GHVĂ€OHGRVDWOHWDVQDFHULP{QLD de abertura, tendo a delegação grega Ă  frente, seguida do PaĂ­s sede e as demais em ordem alfabĂŠtica, o que se mantĂŠm atĂŠ os GLDVDWXDLV1RVDQRVGH  H  DV  JXHUUDV PXQGLDLVLPSHGLUDPDVUHDOL]Do}HV dos jogos. 1D $OHPDQKD HP  R atleta negro dos EUA, Jesse 2ZHQVJDQKRXPHGDOKDVGH ouro e, por tal feito, Hitler nĂŁo compareceu Ă  premiação. Acontecimentos fatais ocorreram HP   TXDQGR XPD MXGRFD japonesa cometeu suicĂ­dio apĂłs

ser derrotada ; enquanto que em WHUURULVWDVSDOHVWLQRVPDtaram 11 atletas de Israel. 2 FRPSHWLGRU PDLV YHOKR D VHU ODXUHDGR IRL 2VFDU 6ZDKQ GH  DQRV GH LGDGH R PDLV MRYHP  IRL  0DUFHO 'HSDLOOp GH  DQRV HQTXDQWR   /DULVVD /DW\nina ĂŠ a maior vencedora das olimpĂ­adas, com 18 medalhas FRQTXLVWDGDV2VPDVFRWHVGRV jogos,servem para a divulgação do evento na mĂ­dia, alcançando TXDWUR ELOK}HV GH SHVVRDV HP todo o mundo.  2V SUy[LPRV  MRJRV  VHUmR UHDOL]DGRV HP /RQGUHV QD ,Qglaterra, com as cerimĂ´nias de DEHUWXUDSUHYLVWDSDUDjV KRUDVGRGLDGRFRUUHQWHPrV e a de encerramento em 12 de DJRVWR2%UDVLOMiVHIH]SUHVHQWH HP  ROLPStDGDV FRQVHJXLQGRPHGDOKDVGHRXUR GH SUDWD H  GH EURQ]H QXP WRWDOGHOiXUHDVHVHUiVHGH GRVMRJRVGHQDFLGDGHGR 5LRGH-DQHLUR Que os jogos olĂ­mpicos, sempre tragam a “chama da pazâ€? entre os povos e que sejam marcos de uniĂŁo entre os atletas do mundo!

Nosso noticiĂĄrio nacional ĂŠ fornecido pelas agĂŞncias: AgĂŞncia Folha e AGĂŞncia Nordeste PABX: 82.3311.1338 COMERCIAL: 82.3311.1330 - 3311. 1331 REDAĂ‡ĂƒO: 82.3311.1328 - 3311.1329 CENTRAL DE ASSINANTE: 82.3311.1308 - 3311.1309 comercial.tribunaindependente@gmail.com redação.tribunaindependente@gmail.com

ricardocastro@tribuna-al.com.br

DIRETORA COMERCIAL: Marilene Canuto

OS ARTIGOS ASSINADOS SĂƒO DE RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES. NĂƒO REPRESENTANDO, NECESSARIAMENTE, A OPĂ?NIĂƒO DESTE JORNAL.


TribunaIndependente

Brasil

MACEIÓ - TERÇA-FEIRA, 10 DE JULHO DE 2012

BRASIL

7

PolĂ­cia acha boca-de-fumo chamada de farmĂĄcia e com letreiro na fachada No municĂ­pio do Crato, no CearĂĄ, hĂĄ um ponto de vendas de drogas, onde, na fachada da casa, um letreiro pintado indica: “FarmĂĄcia Boca de Fumoâ€?. O local foi descoberto ontem, pela PolĂ­cia Militar do municĂ­pio. Nesta operação, um KRPHPGHDQRVIRLSUHVRSRUWUiÂżFRGHGURJDV6HJXQGRLQIRUPDo}HVGD PolĂ­cia Civil, JosĂŠ Marcelo Mendes da Costa, mora prĂłximo ao local com a avĂł. A construção onde a “boca de fumoâ€? funcionava ĂŠ uma casa abandonada, que ÂżFDSUy[LPRDRLPyYHORQGHRDFXVDGRUHVLGH0DUFHORIRLHQFRQWUDGRSRUWDQGR um celular, 62 gramas de cocaĂ­na e a quantia de R$ 508,50.

Justiça contra abuso de plano de saúde

Reajustes abusivos para segurados a partir dos 60 anos desobedecem ao que estabelece o Estatuto do Idoso

A

solução adotada por PXLWDV SHVVRDV D ÀP de garantir atendimento mÊdico de qualidade a um custo acessível, os plano de saúde podem se transformar em pesadelo na fase da vida em que são mais necessårios. É comum as operadoras que oferecem esse tipo de serviço aplicarem pesados reajustes para o segurado a partir dos 60 anos de idade, sob a alegação de que clientes nesta faixa etåria usam a rede conveniada com mais frequência e dão mais despesas. A boa notícia Ê que a legislação brasileira e a jurisprudência recente coíbem aumentos abusivos. Com base na Lei n°11.765/2008, que instituiu o Estatuto do Idoso, a Justiça tem proferido sentenças favoråveis a usuårios de planos de saúde às voltas com reajustes excessivos. O estatuto estabelece que o aumento no preço de um serviço ou produto não pode ter como único motivo a idade do cliente, pois isto

PAULO TOLEDO

FRQÀJXUD GLVFULPLQDomR (P decisão de 2008 contra elevaçþes aplicadas pela Unimed Natal em 2004, a ministra Nancy Andrighi, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), abriu precedente favoråvel à retroatividade dessa legislação: alegou que o consumidor estå sempre amparado por ela, não importando se atingiu 60 anos antes ou depois de sua vigência. ABUSO NAS MENSALIDADES O aposentado Ernesto Gustavo Koberstein, de 67 anos, e sua esposa, a dona de casa Maria Conceição Pereira Koberstein, de 72, estão entre os brasileiros que recorreram à Justiça contra aumentos de mensalidade que consideraram abusivos. Os dois têm planos de operadoras diferentes. Ela jå venceu o processo em segunda instância. Ele conseguiu um julgamento favoråvel na primeira instância, mas a empresa recorreu e agora o aposentado aguarda DVHQWHQoDGHÀQLWLYD Casal que devolveu R$ 20 mil achados na rua recebe refeição em restaurante da Zona Leste de São Paulo e ainda foi empregado

RICARDO ELETRO

Loja indenizarå funcionårio chamado de gay no trabalho A rede de eletrodomÊsticos Ricardo Eletro foi condenada a indenizar em R$ 30 mil por dano moral um vendedor vítima de ofensas homofóbicas cometidas por um gerente de vendas de uma das lojas da rede, em Vitória, no Espírito Santo. De acordo com informaçþes divulgadas pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) ontem, alÊm da indenização, a loja deverå arcar, durante um ano, com pagamentos mensais de R$ 250 para auxiliar o vendedor na compra de medicamentos para tratamento de depressão. O vendedor relatou que era

tratado com rigor excessivo pelo gerente de vendas, e que ele chegou a insinuar na frente de colegas de trabalho que o vendedor era gay, e passou a tratĂĄ-lo com palavras grosseiras, a dizer que “tinha voz de gayâ€? e a fazer brincadeiras, como a de citar seu nome e dizer que, Ă  noite, ele se chamava “Alice no PaĂ­s das Maravilhasâ€?. Ainda de acordo com o TST, o vendedor alegou que o modo como era tratado na frente de clientes e colegas desencadeou um processo de depressĂŁo, o que o levou a procurar ajuda especializada e a usar medicamentos .

POR HONESTIDADE

Moradores de rua ganham emprego Os proprietĂĄrios do restaurante japonĂŞs que foi furtado na madrugada de ontem ofereceram emprego para o casal de moradores de rua que encontrou, e devolveu, os R$ 20 mil levados pelos ladrĂľes. O crime aconteceu no TatuapĂŠ, na Zona Leste de SĂŁo Paulo. O casal estava sob um viaduto da Radial Leste quando ouviu o alarme de uma empresa de ferragens disparar. Em seguida, os GRLV IRUDP YHULĂ€FDU GR TXH

se tratava e encontraram um malote e um saco plåstico de lixo repletos de dinheiro. Eram cerca de R$ 17 mil em notas e R$ 3 mil em moedas. De posse do dinheiro, os moradores de rua procuraram um segurança da empresa e pediram para ele chamar a Polícia Militar. Um dos sócios do restaurante invadido, Miguel Kikuchi, de 42 anos, disse não ter acreditado quando a polícia ligou e o informou que o dinheiro havia sido encon-

trado e devolvido. “Pensei TXH HUD WURWHÂľ DĂ€UPRX ´e inimaginĂĄvel que alguĂŠm faria uma coisa dessas. DifĂ­cil de acreditar.â€? Comovidos, os proprietĂĄULRVĂ€]HUDPGXDVSURSRVWDV bancar a viagem dos dois para o MaranhĂŁo ou para o ParanĂĄ, onde cada um tem famĂ­lia, ou oferecer condiçþes para que ambos saĂ­ssem da rua. O casal, que trabalha catando material reciclĂĄvel nas ruas da capital e vive hĂĄ

mais de um ano na rua, decidiu na hora pela proposta de emprego. “Vou ganhar treinamento para me capacitar e aprender alguma coisaâ€?, disse Rejaniel de Jesus Silva Santos, de 36 anos. “Da limpeza atĂŠ a cozinha, posso trabalhar onde quiserem.â€? O homem contou que era auxiliar de limpeza antes de ir morar na rua. “Eu perdi o emprego e tive que vender minha casa, na Divineia, regiĂŁo de SĂŁo Mateus [Zona Leste].â€?


8

MUNDO

TribunaIndependente

MACEIÓ - TERÇA-FEIRA, 10 DE JULHO DE 2012

Mundo AFP

Nos EUA, briga na Justiça pelo direito de vender o sanduĂ­che ‘ataque cardĂ­aco’ 8PWULEXQDOIHGHUDODPHULFDQRS{VÂżPDXPDGLVSXWDMXGLFLDOLQLFLDGDKiPDLVGH um ano pela autoria do “Heart Attack Sandwichâ€? (sanduĂ­che do ataque cardĂ­aco), feito com uma generosa porção de carne com duas panquecas de batata.Um juiz federal de Nova York decidiu que a 2nd Avenue Deli, em Manhattan, pode continuar a vender o sanduĂ­che, apĂłs o “Heart Attrack Grillâ€?, de Las Vegas, acusar que a iguaria vendida em Nova York era uma cĂłpia do produto de seu cardĂĄpio. Para o juiz Paul Engelmayer, nĂŁo hĂĄ muito risco de que os clientes confundam o sanduĂ­che vendido em Manhattan com o do Heart Attack Grill, que serve um hambĂşrguer gigante acompanhado de batatas fritas em banha de porco.

Hugo Chåvez anuncia que estå livre do câncer

Presidente venezuelano disse que jå pode participar da campanha à reeleição

O &RQĂ€LWRVMiPDWDUDP mais de 14 mil pessoas entre civis e militares

FIM DO COMÉRCIO

RĂşssia vai suspender novas armas para governo sĂ­rio A RĂşssia nĂŁo vai entregar caças ou outras armas novas para a SĂ­ria enquanto a situação ali permanecer sem solução, disse ontem o vice-diretor de um ĂłrgĂŁo que supervisiona o comĂŠrcio de armas do paĂ­s. ‘Enquanto a situação na SĂ­ria for insustentĂĄvel, nĂŁo haverĂĄ novas entregas de armas para lå’, disse Vyacheslav Dzirkaln a jornalistas presentes no Show AĂŠreo de Farnborough, na GrĂŁ-Bretanha, segundo informou a agĂŞncia de notĂ­cias russa Interfax. A recusa de enviar mais armas para a SĂ­ria pode indicar a medida mais forte jĂĄ tomada por Moscou para se distanciar do presidente sĂ­rio Bashar al-Assad, que foi defendido de sançþes mais duras pelo governo russo no

Conselho de Segurança. TambÊm pode acabar com atÊ US$ 4 bilhþes em contratos pendentes, incluindo caças e sistemas de defesa aÊrea que seriam entregues neste ano. Um porta-voz do Serviço Federal para a Cooperação TÊcnica Militar de Dzirkaln não confirmou as declaraçþes do vice-diretor quando foi contatado por telefone. A Reuters aguarda uma resposta a perguntas enviadas por escrito. Embora seja totalmente legal, o comÊrcio de armas da Rússia com a Síria aumentou temores de que Moscou esteja fornecendo a Assad as armas que estão sendo usadas contra manifestantes de um levante armado contra ele.

presidente venezuelano, Hugo ChĂĄvez, garantiu ontem que estĂĄ “totalmente livreâ€? do câncer diagnosticado em MXQKR GH  DSyV VH submeter a tratamentos de quimioterapia e radioterapia nos Ăşltimos meses. “Livre, totalmente livreâ€?, disse o presidente Ă  imprensa sobre o câncer, cuja localização exata e gravidade jamais foram revelados. ChĂĄvez, que concedeu sua primeira entrevista coletiva como candidato Ă s eleiçþes presidenciais de 7 de outubro, negou que sua condição fĂ­sica possa atrapalhar a campanha para a reeleição a um terceiro mandato, e garantiu que a cada dia se sente melhor. “Graças a Deus estou aqui e a cada dia me sinto melhor, em melhores condiçþes fĂ­sicas, e acredito Ă€UPHPHQWH TXH HVWD H[pressĂŁo de limitação fĂ­sica (...) nĂŁo serĂĄ um fator importante nesta campanhaâ€?. ChĂĄvez revelou que com a plena recuperação participarĂĄ de vĂĄrios atos de campanha, a partir da prĂłxima quinta-feira, em diversos pontos do paĂ­s. “Povo de AnzoĂĄtegui, ainda nĂŁo temos o local e a hora exatos, mas estaremos aĂ­ na quinta. Na sexta, nĂŁo sei onde, surpresa, e no sĂĄbado (iremos a) Barquisimeto. 1R GLD  GH MXQKR GH  &KiYH] DQXQFLRX DR mundo que sofria de câncer e apĂłs se submeter a vĂĄrios ciclos de quimioteUDSLD DĂ€UPRX HP RXWXEUR que estava curado. Mas em fevereiro passado a doença reapareceu, o que levou o presidente a retomar o tratamento de radioterapia, concluĂ­do hĂĄ pouco mais de dois meses, em Havana.

/CARLOS GARCIA RAWLINS

Mun10B

Presidente da Venezuela, Hugo ChĂĄvez, durante entrevista coletiva na qual anunciou que estava

ENCHENTES E MORTES

Governo russo falhou por nĂŁo alertar população a tempo Autoridades russas falharam em prover alertas adequados Ă  população antes das enchentes causadas por intensas chuvas que deixaram ao menos 171 mortos na regiĂŁo de Krasnodar, no sul do paĂ­s, segundo avaliação feita pelo governo federal. O ministro de EmergĂŞncias russo, Vladimir Puchokov, disse que houve alertas, mas “nem toda a população foi avisada a tempoâ€?. “Foram cometidos erros por autoridades locais e vĂĄrios serviçosâ€?, acrescentou. Autoridades locais disseram que os alertas de risco de enchente foram dados atravĂŠs de sirenes, mensagens de celular e alto-falantes. Muitas pesso-

as, no entanto, estavam dormindo na hora das enchentes e não ouviram os alertas. 1R ÀP GH VHPDQD R presidente russo, Vladimir Putin, ordenou uma investigação sobre como as autoridades locais reagiram às enchentes que arrasaram a região e mataram mais de 170. O inquÊrito buscarå saber se houve negligência por parte do governo local frente às enchentes. A cidade de Krymsk foi completamenta devastada e o chefe de governo local foi exonerado, segundo a BBC. Imagens de TV mostraram casas da região completamente submersas, com pessoas em seus te-

lhados tentando se salvar. AlÊm dos mortos, 17 pessoas ainda continuam desaparecidas pelo desastre da noite de sexta-feira. Agências de notícias UXVVDV DÀUPDP TXH  pessoas estão hospitalizadas, incluindo 48 crianças. A maioria das pessoas morreu na região de Krymsk e na cidade de 57 mil habitantes. Houve mortes tambÊm no balneårio de Gelendzhik, no Mar Negro, e em Novorossiysk, porto de onde saem exportaçþes de petróleo. O governador de Krasnodar, Alexander Tkachev, disse que mais de  PLO SHVVRDV IRUDP DIHtadas pelas enchentes.


TribunaIndependente

MACEIÓ - TERÇA-FEIRA, 10 DE JULHO DE 2012

Cidades

CIDADES

9

Sindpol reclama de adiamento de negociação e convoca para ato público A Comissão da Secretaria Estadual de Gestão Pública (Segesp) adiou a rodada de negociação com a diretoria do Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) de ontem para o dia 17 de julho. A entidade sindical irå realizar um ato público nesse dia para protestar contra o governo, que, VHJXQGRDFDWHJRULDYHPSRVWHUJDQGRDGH¿QLomRGDSURSRVWDGHUHSRVLcionamento do Plano de Cargos, Carreira e Subsídios (PCCS) dos policiais. O Sindpol tambÊm irå realizar assemblÊia geral no dia 19 de julho, a partir GDVKRUDVQRDXGLWyULRGR6LQGSROTXH¿FDORFDOL]DGDQDDQWLJDVHGH para a categoria decidir o rumo da mobilização.

PM quer apuração de conduta de delegado CPC encaminharå relatório à Secretaria informando que delegado não quis prender acusado de tentativa de estupro ANDREZZA TAVARES REPÓRTER

O

Comando de Policiamento da Capital da PolĂ­cia Militar vai encaminhar relatĂłrio Ă  Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) para que seja apurada a conduta do delegado CĂ­cero Rocha, que se recusou a fazer o flagrante de um homem acusado de tentativa de estupro e lesĂŁo corporal, ocorrida no bairro do Jacintinho, no Ăşltimo domingo. O delegado teria afirmado ainda que os militares estavam cometendo abuso de autoridade e que poderiam ser presos por isso. De acordo com a PM, policiais militares foram chamados para uma ocorrĂŞncia em que uma mulher teria sido vĂ­tima de uma tentativa de estupro e de espancamento por parte de seu vizinho. Eles encaminharam vĂ­tima e acusado para a Central de PolĂ­cia, para que fosse lavrado o flagrante mas, chegando lĂĄ, o delegado nĂŁo quis fazer o

SANDRO LIMA

flagrante, por se tratar de lesĂŁo corporal, liberando assim, o acusado. A vĂ­tima foi encaminhada para fazer o exame de corpo de delito no Instituto MĂŠdico Legal, mas lĂĄ a encaminharam ao Hospital SanatĂłrio, onde sĂł seria realizado o exame com a apresentação do flagrante. ApĂłs algum tempo, um mĂŠdica se sensibilizou com o caso e fez o exame. Procurado pela reportagem da Tribuna Independente, o comandante de Policiamento da Capital, coronel Gilmar Batinga, disse que jĂĄ tinha tomado conhecimento dos fatos e que encaminharia um relatĂłrio para a Seds para que fosse encaminhado Ă  Corregedoria da PolĂ­cia Civil. “A PolĂ­cia Militar fez a parte dela e nĂŁo cometeu abuso de autoridadeâ€?, declarou Batinga. A reportagem tentou, por diversas vezes, entrar em contato com o delegado CĂ­cero Rocha, mas nĂŁo obteve ĂŞxito. Hoje, acusado e vĂ­tima convivem lado a lado. ADAILSON CALHEIROS

Coronel Gilmar Batinga FRQ¿UPRXIDWRUHODWDGRSRU guarnição da PM e disse que conduta de delegado deverå ser apurada pela Polícia Civil

ROUBADA DA PETROBRAS

Operação recupera carga de R$ 100 mil MILTON RODRIGUES

PETRÔNIO VIANA MILTON RODRIGUES REPÓRTERES

Delegado-geral da PC sĂł vai se pronunciar apĂłs ouvir os dois lados

CONTRA DELEGADO

Diretor-geral ainda não teria recebido representação ANA PAULA OMENA REPÓRTER

O diretor-geral da PolĂ­cia Civil de Alagoas, delegado Paulo Cerqueira, disse Ă  reportagem ainda nĂŁo ter recebido a representação contra o delegado CĂ­cero Rocha, plantonista na Central de PolĂ­cia no Ăşltimo domingo, que teria atendido o caso da mulher agredida pelo vizinho no bairro do Jacintinho. Cerqueira disse que assim que ficar sabendo na Ă­ntegra, por ambos os lados, como o fato ocorreu, deve se pronunciar sobre o assunto. “Ainda nĂŁo recebi a representação da PolĂ­cia Militar de Alagoas contra o delegado envolvido na situação. Somente apĂłs o recebimento poderei me pronunciarâ€?, reforçou. De acordo com a delegada da Mulher, Paula MercĂŞs, o caso envolven-

do a mulher que teria sofrido tentativa de estupro do vizinho nĂŁo caberia na Lei Maria da Penha, haja vista que a mulher nĂŁo seria companheira, mulher ou namorada do suposto estuprador, consequentemente nĂŁo seria violĂŞncia domĂŠstica. “NĂŁo estou de plantĂŁo; apenas amanhĂŁ [hoje] terei conhecimento do caso, pois atĂŠ o momento nĂŁo estou sabendo de nada. Agora, para esta situação, nĂŁo cabe violĂŞncia domĂŠstica, pois o suposto agressor nĂŁo seria namorado, companheiro ou esposo da solicitante em questĂŁoâ€?, explicou a autoridade policial. Ela informou que o caso poderia ser enquadrado como tentativa de estupro, mas preferiu nĂŁo dar certeza, porque nĂŁo tomou conhecimento dos fatos.

Uma operação realizada ontem pelo 4Âş BatalhĂŁo da PolĂ­cia Militar conseguiu recuperar uma carga avaliada em R$ 100 mil roubada de uma empresa terceirizada pela Petrobras em Pilar. A indĂşstria estĂĄ fechada hĂĄ quase dois anos e seus equipamentos permaneciam em um galpĂŁo onde funciona uma unidade da estatal. Com a carga, foi preso um homem identificado como Adevaldo Gonçalves Ferreira, de 43 anos. Ele foi abordado na ChĂŁ do Pilar, quando conduzia um caminhĂŁo guincho transportando contĂŞineres com material de tratamento de resĂ­duos. Na abordagem, Adevaldo disse ser chapeiro e trabalhar com carga e descarga de caminhĂľes. A maneira como o acusado se vestia, porĂŠm, levantou suspeitas. Ele vestia roupas de marca, usava um relĂłgio e um telefone celular de luxo, onde foram encontrados vĂĄrios vĂ­deos e fotos do material. ApĂłs a conferĂŞncia da carga, foi verificada que se tratava de uma parte do material roubado. Pelo menos mais trĂŞs pessoas estariam envolvidas no esquema. Eles se aproveitaram da ausĂŞncia de seguranças para roubar o material. O grupo teria contratado dois caminhĂľes guincho e roubado a carga, avaliada em seu total em R$ 600 mil. De acordo com os militares, a intenção do bando seria vender a carga roubada como “sucataâ€?. O restante da carga ainda nĂŁo foi encontrado. Adevaldo foi preso e levado Ă  Central de PolĂ­cia Civil, no bairro do Prado, em MaceiĂł, para prestar esclarecimentos.

+RPHPLGHQWL¿FDGRcomo Adevaldo Gonçalves estava com a carga, que era só parte do roubo

APÓS AMEAÇAS

Parentes de agricultor sem-terra desaparecido pedem investigação O delegado-geral da PolĂ­cia Civil, Paulo Cerqueira, recebeu na tarde de ontem, em seu gabinete, no bairro de Jacarecica, representantes da Pastoral da Terra de Alagoas para tratar do desaparecimento do acampado Edival Rodrigues Ferreira, 54 anos, conhecido como “Bicoâ€?. Ele participava do acampamento na fazenda Porto Seguro, localizada entre os municĂ­pios de Matriz de Camaragibe e Porto Calvo. O encontro foi solicitado por familiares do desaparecido e representantes da Pastoral da Terra. Em termo de declaração, Paulo Cerqueira ouviu Creuza Rodrigues Ferreira, irmĂŁ do desaparecido, na sede

da Delegacia Geral. Após o interrogatório, ele designou o delegado Antônio Nunes, da Seção Anti-sequestro, da Divisão Especial de Investigaçþes e Capturas (Deic) da Polícia Civil para investigar este desaparecimento. Em ofício, os representantes da Pastoral da Terra comunicam que a fazenda foi ocupada no dia 24 de junho de 2012. No dia 29, o proprietårio do imóvel, Everaldo de Albuquerque Alves teria ameaçado o desaparecido, porque o acampado se negou a lhe prestar informaçþes, como o nome e o número de telefone da liderança do movimento de ocupação. De acordo com Creuza Rodrigues,

seu irmão saiu por volta das 17 horas de Matriz de Camaragibe, rumo ao acampamento da fazenda Porto Seguro. Ele não chegou ao destino. Em seguida os familiares comunicaram a ocorrência às autoridades policiais do município. A companheira do desaparecido, Lindeteh de Lima Rodrigues, relatou que entrou em contato com todos os parentes, hospitais e outros assentamentos, mas não obteve nenhuma informação sobre o desaparecimento do companheiro. A Polícia Civil pede a quem tiver informaçþes para ligar para a Deic (3315-1129) ou Disque Denúncia 181.


10

CIDADES

TribunaIndependente

MACEIÓ - TERÇA-FEIRA, 10 DE JULHO DE 2012

Revista de torcedores pode ter falhado PM vai apurar se ação foi feita corretamente no dia do jogo entre CRB e América, quando um torcedor foi assassinado ANDREZZA TAVARES REPÓRTER

M

ilitares que trabalharam no último sábado, no jogo CRB x América, reúnem-se hoje com o Comando de Policiamento da Capital para esclarecer o que de fato ocorreu naquela noite, quando um torcedor do CRB foi assassinado por um torcedor do América de Natal. “Precisamos saber se houve falhas”, revelou o comandante, coronel Gilmar Batinga. Algumas informações chegaram à Polícia Militar, porém precisam ser averiguadas, como o fato de a torcida do América ter soltado duas bombas dentro de campo. “Vamos apurar. Se isso aconteceu, é porque houve falhas na revista”, declarou o coronel, acrescentando que todos, ao entrar no estádio, devem ser revistados. Quanto à revista aos ônibus que trouxeram a torcida organizada do América, do Rio Grande do Norte a Maceió, não ter sido

feita, Gilmar Batinga contou que a Polícia Militar não tinha a informação de que a organizada do América viria assistir ao jogo. “Sabíamos apenas da possibilidade de vir torcedor de fora, mas não sabíamos quantos eram, como vinham, por onde vinham e a que horas chegariam aqui”, relatou o comandante. Informações que chegaram a PM é que as duas torcidas saíram juntas do estádio, o que não poderia ter acontecido. Jônatas Daniel dos Santos, 24 anos, integrante da torcida organizada Comando Alvi Rubro, do CBR, foi morto na noite de sábado após seu time jogar com o América de Natal. Al Unser Ayslan Silva do Nascimento, da organizada do América, foi preso na manhã de domingo acusado de matar o torcedor regatiano. O tiro partiu de dentro para fora do ônibus dos torcedores do América, na saída do estádio, após o veículo ter sido apedrejado por torcedores do CRB.

REAL DEODORENSE

Ônibus da torcida do América de Natal só foram revistados após homicídio cometido por torcedor que estava dentro do veículo com arma

TORCIDAS

Desembargador é favorável à manutenção das organizadas O Ministério Público Estadual entrou com uma ação para acabar com as torcidas organizadas em Alagoas. O Tribunal de Justiça de Alagoas, porém, afirma que antes de julgamento, tentará uma alternativa para manter as torcidas. “Vou chamar as torcidas e o Ministério Público Estadual para uma conversa. Quero encontrar uma alternativa para não acabar com as torcidas, mas colocar algumas regras”, esclareceu o desembargador Tutmés Airan. Ele explicou que

a tentativa será baseada em experiências exitosas no país. O julgamento está previsto para acontecer entre os meses de setembro e outubro. Presidentes das duas maiores torcidas organizadas em Alagoas, Mancha Azul e Comando Alvi Rubro, afirmaram que acabar com as torcidas não é a solução. “Houve um jogo em que as torcidas não estiveram presentes, mesmo assim teve violência e confronto entre o ‘povo’ e a Polícia Militar”, contou o presidente da Comando

Alvi Rubro, João Correia, enfatizando que a torcida já vem desenvolvendo um trabalho, entre eles, de recadastramento dos sócios para evitar o confronto e que a organizada está disposta a se adequar às regras. O presidente da Mancha Azul, Vanderli Nunes, contou que há cinco meses não aconteceu nenhum confronto entre as torcidas dentro de campo, com excessão de sábado. “Estamos cumprindo o que foi determinado. Todo mundo só entra no estádio com a carteirinha de só-

cio. Quem está com a camisa da torcida, está com a carteirinha, e isso diminuiu muito a violência”, enfatizou. Ele contou que apenas alguns casos isolados aconteceram em bairros distantes e aí não tem como controlar. POLÍCIA MILITAR O Comando de Policiamento da Capital também não é favorável à extinção das torcidas organizadas. Segundo o comandante, coronel Gilmar Batinga, essa é uma ação que não deu resultado em alguns lugares do Brasil. “Colocar re-

gras para que eles sigam e punição severa para os maus torcedores são algumas das ações que o CPC já está fazendo e obtendo resultados positivos, inclusive com a diminuição de problemas nos estádios”, declarou. De acordo com ele, se for extinta uma torcida, os torcedores montam outra com o mesmo grupo, como relatado em um Congresso Brasileiro de Torcidas Organizadas, realizado em São Paulo, onde esteve presente. ANDREZZA TAVARES

CRIME EM 2006

Após ser adiado duas vezes, o julgamento do ex-cabo da Polícia Militar (PM), Jairo Sebastião Dantas, ocorreu ontem, no Fórum Estadual Desembargador Jairon Maia Fernandes, em Maceió. Ele foi condenado a 36 anos de prisão e a pagar uma indenização de R$ 60 mil por ter sido um dos autores materiais da morte do empreiteiro José Maria dos Santos, o “Araújo”, em 2006. Porém, como já cumpriu cinco anos de reclusão, deverá permenecer em liberdade até que a sentença tenha transitado em julgado, uma vez que ainda cabe recurso da decisão do juiz Maurício Brêda. O acusado será monitorado por tornozeleira eletrônica. O crime foi arquitetado pela

mulher da vítima na época, Maria José da Silva, a “Nena”, que estava tendo um caso com o fotógrafo José Carlos de Almeida. O empreiteiro descobriu a traição e quis se separar. Inconformada, Nena planejou o crime. Ela deu ao marido um suco com uma dose de Rivotril. Araújo caiu no sono no sofá da casa deles, no Jardim Saúde. O ex-cabo chegou em seu carro acompanhado de Luiz de Aquino Ferreira e Marcelo Correia da Silva, ambos já condenados a 33 e 24 anos de detenção, respectivamente. O trio estrangulou a vítima com um fio de telefone. O corpo foi colocado no carro e jogado em uma ribanceira. Segundo a acusação, tudo isso se deu por conta de uma herança de R$ 35 mil. Jairo hoje trabalha como motorista e é pastor de uma igreja evangélica. TRIBUNA UNIÃO

Acusado de matar empreiteiro a mando da esposa da vítima foi condenado a 36 anos de prisão

BANCO DO BRASIL

Perícia inspeciona agência para detectar presença de explosivos DAVI SALSA REPÓRTER

Explosivos foram usados par abrir caixas eletrônicos do banco

FALTAM MÉDICOS

Santa Mônica enfrenta outra superlotação

Ex-cabo PM condenado por homicídio responderá livre BRENO AIRAN ANA PAULA OMENA REPÓRTERES

2013 Algumas diretrizes já estão sendo construídas e estudadas para o Campeonato Alagoano do próximo ano. “Estamos em processo de construção das ações, porém precisamos também conscientizar o torcedor”, enfatizou Batinga. Entre as ações, estão a criação de uma área exclusiva para torcedor uniformizado e a contratação de monitores para atuarem nos estádios, dando informações aos torcedores, o que não existe em Alagoas, reforçou o comandante. (A.T.)

Arapiraca (Sucursal) - Peritos criminais e o Grupamento Tático e Integrado (Tigre) da Polícia Civil de Alagoas devem concluir hoje a inspeção no interior da agência do Banco do Brasil, na cidade de Olivença, para averiguar se há explosivos no local. Na madrugada de ontem, uma quadrilha formada por aproximadamente dez homens fortemente armados arrombou a porta do banco e tentou explodir um caixa eletrônico. Antes da invasão, uma parte do bando fez dez pessoas reféns. As vítimas eram feirantes que

estavam montando barracas para a feira livre da cidade. A ação aconteceu por volta das duas horas da madrugada. Enquanto uma parte da quadrilha mantinha os reféns do lado de fora do banco, a outra parte cortava os fios da rede de energia elétrica e da rede de telefonia. Já no interior do estabelecimento, os bandidos colocaram explosivos, na tentativa de abrir o caixa eletrônico. Por alguma razão, o impacto não foi suficiente para abrir o equipamento. O barulho foi ouvido por toda a cidade e, por conta disso, os bandidos resolveram abortar o assalto e fugiram em dois veículos não identificados.

A polícia chegou quando o bando já havia deixado a cidade. Viaturas do 7º Batalhão Militar de Santana do Ipanema foram até o local. A Polícia Civil também passou o dia realizando buscas e colhendo amostras no interior da agência. Toda a área em volta do banco foi isolada, e o expediente cancelado durante todo o dia. Hoje, os peritos retornam ao estabelecimento, uma vez que há suspeita de que parte dos explosivos não teria sido disparado durante a ação criminosa. O crime está sendo investigado pela Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic) da Polícia Civil.

A Maternidade-escola Santa Mônica voltou a enfrentar problemas por conta da falta de leitos. Quem chegou à maternidade, ontem, se deparou com grávidas e mães amamentando os recém -nascidos nos corredores do hospital. As pacientes reclamam da demora e contam que algumas mulheres chegam a esperar mais de 24 horas por atendimento. Existem na maternidade 100 leitos disponíveis para atender gestantes de alto risco. A superlotação é consequência da falta de pediatras e anestesistas nas maternidades credenciadas ao Sistema Único de Saúde (SUS), que atendem baixo e médio risco. Assim, as gestantes que não tiveram problema na gravidez terminam sendo encaminhadas para a Maternidade Santa Mônica. Com a superlotação, os profissionais estão realizando uma triagem dos pacientes mais urgentes. De acordo com a diretora geral da Maternidade, Rita Lessa, existe uma demanda muito grande e o número de profissionais não é suficiente. Ações estão sendo realizadas para aumentar o número de leitos na unidade. A maternidade dispõe de apenas 20 leitos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), no entanto teve que reduzir esta capacidade para atender aos padrões exigidos. A reforma já passou por licitação e deverá ser iniciada em outubro.


TribunaIndependente

AĂ?LTON VILLANOVA ailton.villanova@gmail.com

MACEIÓ - TERÇA-FEIRA, 10 DE JULHO DE 2012

CIDADES

11

Agente penitenciĂĄrio ĂŠ acusado de lĂ­derar quadrilha ‘Rochinha’, segundo investigação, facilitava entrada de armas no presĂ­dio

diretora da DivisĂŁo Especial de Investigaçþes e Capturas (Deic), o agente era responinda no inĂ­cio da sĂĄvel pela entrega de mamanhĂŁ de sĂĄbado, a teriais e o repasse de inforoperação integrada maçþes aos reeducandos das polĂ­cias Militar e Civil, Wellyngton da Silva, 21, e denominada ‘Crime S.A Alexandro da Conceição, 25. Santos Dumont’, conseguiu “Alguns suspeitos confessaprender uma quadrilha que ram e apontaram outros inrealizava latrocĂ­nios em Ma- tegrantes. ceiĂł, cujos integrantes atuForam seis meses de inavam no bairro do Santos vestigação; coletamos proDumont. AtĂŠ o momento, YDV VXĂ€FLHQWHVÂľ UHVVDOWD D sete pessoas foram identi- delegada que comandou a Ă€FDGDV H GHWLGDV 'HQWUH operação. elas, estĂŁo dois presidiĂĄrios A conclusĂŁo da polĂ­cia e um agente penitenciĂĄrio ĂŠ de que Rochinha entreque, segundo informaçþes gava armas, alimentos e da PolĂ­cia Civil, era um muniçþes aos presos. AlĂŠm dos lĂ­deres da quadrilha. disso, ele teria participado JosĂŠ MĂĄrcio Rocha da Sil- de açþes da quadrilha que va, o ‘Rochinha’, de 35 anos, resultaram em latrocĂ­nio. ĂŠ suspeito de realizar um Inclusive, casos de grande papel articulador na qua- repercussĂŁo, como o assasdrilha. De acordo com a de- sinato do casal homossexulegada Ana Luiza Nogueira, al MĂĄrcio Lira de Souza, 40 DANIEL MAIA REPĂ“RTER

A

O ATESTADO DE Ă“BITO

M

atuto das lonjuras sertanejas, ProcĂłpio Camutinga apreciava bastante um folguedo junino. De modo que no perĂ­odo de festejos de Santo AntĂ´nio, SĂŁo JoĂŁo e SĂŁo Pedro ele caprichava nos arraiais que eram instalados na sua fazenda, onde tinha de tudo – dos animais Ă s plantaçþes. Os festejos da ĂŠpoca nos domĂ­nios de ProcĂłpio Camutinga principiavam no dia 1° de junho e se estendiam atĂŠ o Ăşltimo dia desse mĂŞs, com fogueiras, arrasta-pĂŠs, quadrilhas juninas tradicionais, fogos de artifĂ­cio e principalmente muito quentĂŁo, tudo organizado pelo velho Arqueleu JanuĂĄrio, famoso nas paragens santanenses porque sabia produzir e manejar, como ninguĂŠm, todas as espĂŠcies de bombas de pĂłlvora, foguetes de vareta, traques e outros produtos do seu vasto repertĂłrio foguistamente explosivos. De Santana do Ipanema, estendendo-se por Dois Riachos e Cacimbinhas, ele reinava. ProcĂłpio tambĂŠm era mestre na arte de produzir cachaça no seu alambique particular. O cabra que tomasse um grogue de cachaça da sua produção, nĂŁo queria parar mais de beber. Bom. Ali pelos idos de 1960, ProcĂłpio Camutinga inventou de incrementar a festa de SĂŁo JoĂŁo por um bom motivo: estava completando 50 anos de idade, juntamente com dona Consentina, sua mulher. Nesse dia, no meio do espocar de bombas e chiar de fogos de artifĂ­cio, ProcĂłpio arrastava os solados dos pĂŠs na quadrilha ensaiada por madame AmbrĂłsia, sua prima, por sinal, quando, lĂĄ pelas tantas, jĂĄ doidĂŁo de tanto vapor de ĂĄlcool no juĂ­zo, chamou o amigo Arqueleu e encomendou: - Queleu, meu velho, prepare aĂ­ pra eu uma bebida bem quente. Mande brasa, viu? E o primo: - Ă” ProcĂłpio, se eu botar brasa na bebida ela vai apagar. SĂł se eu misturar com pĂłlvora. Talvez dĂŞ certo. - EntĂŁo, o que vocĂŞ tĂĄ esperando, rapaz? Chame na colher! A bebida foi forte demais. A “marvadaâ€? destrambelhou tudo por dentro do ilustre sertanejo, que nĂŁo teve outra alternativa senĂŁo morrer de caganeira. Horas depois, nos preparativos para o seu sepultamento e na impossiELOLGDGHGRPpGLFRĂ€UPDUDUHVSHFWLYDGHFODUDomRGHyELWRSRUTXHHVWDYD de porre, o tabeliĂŁo tomou a iniciativa de convocar a viĂşva para fornecer os dados indispensĂĄveis Ă  feitura do documento. - O marido da senhora morreu de disenteria, nĂŁo foi dona Consentina? - Foi, doutor, mas eu preferia que o senhor botasse aĂ­ no papel que ele morreu de “urina soltaâ€?... - Mas minha senhora, eu nĂŁo posso mentir no Atestado de Ă“bito. - Bote aĂ­ que o meu velho morreu de urina solta, pelo amor de Deus! - Mas por quĂŞ? 3RUTXHHXSUHĂ€URGL]HUTXHIXLFDVDGDFRPXPPLMmRGRTXHFRP um cagĂŁo!

MAIS UMA OPORTUNIDADE... O empresĂĄrio EstrogonĂłvio Pimpo entrou em casa muito puto, chamou a mulher e deu o recado: - Vamos ter que providenciar outro motorista. Esse que temos nĂŁo dĂĄ mais! E a mulher: - Mas por que, meu amor? O CĂ­ce-

ro Ê tão bonzinho! - Bonzinho? Bonzinho p’ras negas dele! Nesses dois últimos dias ele quase me matou quatro vezes! É mole? - Seja compreensivo, meu anjo. Por que não då mais uma chance pro coitado?

MAS QUE CORES? 0DGDPH¿QtVVLPDWUHPHQGRERPJRVWRGRQD(GEDOGDYL~YDSRUVLQDOp ligadona em artes plåsticas. - Minha maior frustração Ê não ter produzido uma única obra de arte para a posteridade! – lamentou certa feita. Não muito recentemente, ela passava pela Praça do Centenårio, no Farol, quando reparou num artista pincelando numa tela. Aí, sentou-se ao lado do pintor para apreciar melhor o seu trabalho: - Mas que coisa mais linda! Que talento o senhor tem! Ah, como eu gostaria de levar essas belíssimas cores para minha casa! - elogiou. E o artista, reparado de lado: - O seu desejo vai se realizar, madame. A senhora estå sentada bem em cima da minha paleta de tintas!

MAS QUE FOME! A mulherada entrou mesmo de cabeça na onda naturalista. As fêmeas estão querendo de todo jeito melhorar a silhueta. E, como não poderia deixar de ser, a redondinha Heleninha Andrade tambÊm mergulhou nessa onda. Dia desses, ela papeava com a amiga Raquel, na praça de alimentação de determinado shopping da praça, entre um gole e outro de suco de chuchu: - Sabe, Quelzinha, minha alimentação mudou radicalmente...

E a Raquel: - É, tô vendo! Suco de chuchu Ê dose pra leão! - Pois Ê, amiga. Risquei da minha OLVWDWXGRRTXHpDUWL¿FLDO5LVTXHL corantes e conservantes e cortei tudo que contenha agrotóxicos e fertilizantes químicos! E a amiga, admirada: - Mas que maravilha! Radicalizou mesmo, hein? E como se sente agora? - Morrendo de fome!

MAS QUE BRINCALHĂ•ES! O Constâncio Pinheiro ganhou do patrĂŁo, doutor Reginaldo Lima, uma viagem a Salvador, como recompensa pela dedicação ao trabalho. Constâncio foi Ă  Boa Terra num “asa duraâ€? e voltou enumerando as maravilhas que viu por lĂĄ. Mas uma coisa ele fez questĂŁo de sĂł contar Ă  dona Maria Cicera, sua mulher: - Sabe, Cicinha, o baiano ĂŠ um povo brincalhĂŁo e gozador pra cacete! Uma pessoa cai do Ă´nibus, em plena rua, e ele faz a maior mangação... - E tu tambĂŠm mangando junto, hein, safado? - Que nada, mulher. Esse caso aconteceu comigo! O cara que caiu do Ă´nibus fui eu!

anos, e Eduardo Luiz Mello da Silva, de 44 anos. As vítimas foram encontradas em um canavial do município de Rio Largo, no dia 12 de abril. Os corpos apresentavam sinais de tortura, olhos perfurados e arrancados, alÊm de marca de tiros. Com a captura da quadrilha, mais dois crimes de repercussão estão elucidados. Um deles Ê o sequestro e assassinato do taxista Handerson Thiago Alves Martins, de 21 anos. O jovem foi encontrado morto num canavial no município de Pilar, no dia 23 de maio. Sua namorada, que foi poupada do crime, declarou TXH RV EDQGLGRV ÀFDUDP LQdignados quando souberam que Handerson tinha pouco dinheiro em caixa. O terceiro caso Ê referente ao assassinato do soldado

Valter de SĂĄ Carvalho, 32 anos, em uma van que realiza transporte alternativo. Durante uma tentativa de assalto, os bandidos perceberam que havia um policial no coletivo e efetuaram disparos em sua direção. O crime aconteceu em UniĂŁo dos Palmares, na noite de 15 de março. AlĂŠm de Rochinha, Wellyngton e Alexandro, estĂŁo presos Claudevan Rafael Rodrigues, o ‘Bob’, de 20 anos; Genilson Ferreira da Silva, o ‘Galo’, 19 anos; Williams JosĂŠ Costa dos Santos, ‘Will’, 48 anos; e Jean Pontes da Silva, 19 anos. A polĂ­cia ainda estĂĄ Ă  procura de Denis Carlos Morais da Silva, 22 anos. Ele ĂŠ investigado por ter participação em vĂĄrios crimes com a quadrilha. ADAILSON CALHEIROS

Ação integrada da PM e Polícia Civil prendeu sete pessoas acusadas de latrocínios em Maceió e região

ELUCIDAĂ‡ĂƒO

Celular de vĂ­tima levou a criminosos

Delegada revela como a quadrilha estava articulada com detentos A delegada Ana Luiza Nogueira falou, em entrevista, como a articulação dos policiais conseguiu chegar ao desdobramento das quadrilha homicida do Santos Dumont, composta por oito pessoas. Pessoas com emprego Ă€[RHURWLQDGHYLGDFRQVLGHradas “exemplarâ€? foram desmascaradas pela operação que envolveu 60 homens das polĂ­cias Civil e Militar. Jean Pontes da Silva, de 19 anos, ĂŠ apontado como um dos executores do casal MĂĄrcio Lira e Eduardo Luiz. De acordo com as investiga-

çþes policiais, ele roubou o celular de uma das vĂ­timas, mas permaneceu utilizando o aparelho. “O celular foi a principal prova para chegarmos Ă  elucidação do casoâ€?, aponta a delegada. Com base nos depoimentos dos integrantes presos, a polĂ­cia concluiu que oito pessoas integravam a quadrilha. Dentre elas, constou a participação do enfermeiro Williams JosĂŠ Costa dos Santos, ‘Will’, de 48 anos. Ele seria um dos responsĂĄveis pelos requintes de crueldade no assassinato

do casal homossexual. AlĂŠm do celular, outros objetos do crime teriam sido encaminhados ao presĂ­dio, onde estĂŁo Wellyngton da Silva, de 21, e Alexandro da Conceição, 25. “NĂŁo hĂĄ dĂşvida nenhuma da participação deles, pelos objetos que foram encontrados nos presĂ­diosâ€?, disse a delegada Ana Luiza, ao explicar que o transporte de objetos pessoais das vĂ­timas era feito pelo agente penitenciĂĄrio terceirizado JosĂŠ MĂĄrcio Rocha da Silva, o ‘Rochinha’. A operação conjunta contou com a atu-

ação da DivisĂŁo Especial de Investigaçþes e Capturas (Deic), do 10Âş Distrito PoliFLDO*UXSDPHQWR$VĂ€[LDGD PolĂ­cia Civil, e BatalhĂŁo de Operaçþes Policiais Especiais (Bope). POLĂ?CIA NĂƒO PARA Na manhĂŁ de domingo, o 3Âş BatalhĂŁo da PolĂ­cia Militar e a Força Nacional apreenderam 15 veĂ­culos e realizaram 19 autuaçþes. A operação foi realizada na Feira da Fumageira, local considerado de constantes infraçþes de trânsito e venda de drogas, em Arapiraca. (D.M.) SANDRO LIMA

CONCURSO PĂšBLICO

MP recomenda demissão de 900 agentes penitenciårios ressalta que a Procuradoria Regional do Trabalho provocou o MPE para que houvesse uma Após a anålise de um inquÊri- investigação mais profunda. O to civil público instaurado pelo inquÊrito civil iniciado em 2010 MinistÊrio Público Estadual trouxe à tona como os agentes (MPE), o promotor Coaracy da penitenciårios haviam sido conMata Fonseca recomendou a tratados. demissão de aproximadamenA demissão serve diretamente te 900 funcionårios que atuam para viabilizar a elaboração de como agentes penitenciårios concurso público para a categopara o governo do Estado de ria. No entanto, ainda não hå Alagoas. A informação foi publi- data para a realização de conFDGDQR'LiULR2ÀFLDOGR(VWDGR curso para os agentes penitencide ontem e coincide com o perí- årios. O último foi realizado em odo em que a polícia investiga a 2006, quando foram contratados liderança de um agente peniten- 1.200 agentes. ciårio em uma quadrilha homiO presidente do Sindicato dos cida em Maceió. Agentes Penitenciårios de AlaA Superintendência Geral de goas (Sindapen), Jarbas de SouAdministração Penitenciåria za, comemorou a decisão, por (Sgap) tem quatro meses para um lado, mas se disse entristeexonerar todos os funcionårios cido, por outro, com a possibiliterceirizados contratados sem dade de um agente penitenciåas regras de um concurso pú- rio liderar a quadrilha que foi blico. No parecer, o promotor desbaratada no último såbado.

NIGEL SANTANA REPĂ“RTER

Presidente do Sindicato dos Agentes comemorou decisĂŁo do MPE


12

CIDADES

3DOPHLUDYDLGDGHHRUJXOKR

A

RSRVLomRWHP WXGRSUD PXGDURVUXPRVGDSROtWLFD HP3DOPHLUD GRVÌQGLRV WHUUDTXHMiIRL JRYHUQDGDSHOR PHVWUH*UDoD 2SUREOHPDMi pGHGRPtQLR S~EOLFRHVH FKDPDGHVXQLmR1DWHUFHLUDFLGDGHPDLVLPSRUWDQWHGH$ODJRDVSHORPHQRV HPWHUPRSRSXODFLRQDODYDLGDGHHRRUJXOKRGH GHWHUPLQDGRVSROtWLFRVYrPIRUWDOHFHQGRRSUHIHLWR -DPHV5LEHLUR 36'% FDQGLGDWRjUHHOHLomR3DUD VHWHUXPDLGHLDGRGHVDVWUHSURYRFDGRSHODSpVVLPDDGPLQLVWUDomRRJHVWRUGD7HUUDGRV;XFXUXV.DULULVDSDUHFHQDVSHVTXLVDVGHLQWHQomRGHYRWR FRPQDGDPDLVQDGDPHQRVGRTXHGHUHMHLomR 7URFDQGRHPPL~GRVDSRSXODomRMiQmRVXSRUWD PDLVDLQFRPSHWrQFLDGRJHVWRU

Oposição dividida

Nova força

2SUREOHPDQRHQWDQWR está na oposição, que segue GLYLGLGD9HMDPRVGHXPODGR 3HWU~FLR%DUERVD 37% QmR VHPRVWUDDEHUWRDRGLiORJRH EULJDQD-XVWLoD(OHLWRUDOSDUD PDQWHUHPSpDVXDFDQGLGDWXUD9DOHOHPEUDUTXH3HWU~FLR MiIRLGHUURWDGRSRU-DPHV 5LEHLURQDV~OWLPDVHOHLo}HV PXQLFLSDLV

3RURXWURODGRVXUJHXPDQRYDIRUoD FRPDHPSUHViULDGRUDPRGDVFRPXQLFDo}HV3DWUtFLD6DPSDLR 37 TXH HQWURXQDGLVSXWDFRPYRQWDGHGHGHVEDQFDURSUHIHLWR-DPHV5LEHLUR2XWUD FDQGLGDWXUDSROrPLFDpGDH[VHFUHWiULD GH(GXFDomRGRPXQLFtSLR$OFLQHLGH 1DVFLPHQWRTXHQmRWHPPXLWDV FKDQFHVGHORJUDUr[LWRGHDFRUGRFRP pesquisas de intenção de votos que estão sendo realizadas em Palmeira.

7URFDQGRHPPL~GRVDIDOWDGHGLiORJRGDRSRVLomRGDUiFRPFHUWH]D PDLVTXDWURDQRVD-DPHV5LEHLUR%XUULFHYDLGDGHLJQRUkQFLDH FRYDUGLDSRUSDUWHGHDOJXPDV¿JXUDVGDRSRVLomRTXHPRVWUDPQD SUiWLFDTXHQmRTXHUHPREHPGRSRYRSDOPHLUHQVH

Mata Grande 1

Mata Grande 2

$LQIRUPDomRpGRMRUQDOLVWD :DGVRQ&RUUHLD$SUHIHLWXUDGH Mata Grande inaugurou na última TXDUWDIHLUD  $JrQFLDGH&DUWHLUD GH7UDEDOKRH3UHYLGrQFLD6RFLDO &736 $JRUDRVPXQtFLSHVQmR SUHFLVDUmRYLDMDUDWpRXWUDVFLGDGHV SDUDFRQVHJXLURGRFXPHQWR2 superintendente do Ministério do 7UDEDOKRH(PSUHJRGH$ODJRDV 07($/ SDUWLFLSRXGRHYHQWR 'RLVIXQFLRQiULRVHQYLDGRVSHOD SUHIHLWXUDUHDOL]DUDPRFXUVRHP 0DFHLySDUDRIHUHFHUXPWUDEDOKR GHTXDOLGDGHDRFLGDGmRPDWDJUDQGHQVH3DUDDVHFUHWiULDGH(GXFDomRHFRRUGHQDGRUDGDDJrQFLD 0DULD)UDQFLVFDRPXQLFtSLRHVWi GHSDUDEpQV

³6HPSUH¿FRHPRFLRQDGDGH DOHJULDDRYHURQRVVRPXQLFtSLR evoluindo e sendo respeitado em todo o Estado. Agora ninguém SUHFLVDYLDMDUHWHUXPDVpULHGH FRPSOLFDo}HVSDUDFRQVHJXLUD &DUWHLUDGH7UDEDOKR+RMHWHPRV HP0DWD*UDQGHHVVDDJrQFLD GHJUDQGHLPSRUWkQFLD´IDORX )UDQFLVFD2VXSHULQWHQGHQWHGR 07($/ +HWK&pVDUH[SOLFRX DLPSRUWkQFLDGDDJrQFLD³0DWD Grande tem o privilégio de ter XPORFDOSDUDWLUDUDGRFXPHQWDomR)RPRVLQIRUPDGRVVRIUHD GL¿FXOGDGHTXHDSRSXODomRWLQKD para ter em mãos a Carteira de 7UDEDOKRHKRMHQmRSUHFLVDPDLV WDQWRVRIULPHQWR´FRPSOHWRX

Música 2V¿QDLVGHVHPDQDFRQWLQXDPVHQGRHPSROJDQWHVHHPRFLRQDQWHVQR 0HUFDGRGR$UWHVDQDWR0DUJDULGD*RQoDOYHVQR3DUTXH0XQLFLSDO&HFL &XQKDFRPDVDSUHVHQWDo}HVGHDUWLVWDVGDWHUUDQD&RQFKD$F~VWLFD $DomRpSURPRYLGDSHOD3UHIHLWXUDGH$UDSLUDFDSRUPHLRGD6HFUHWDULD 0XQLFLSDOGH&XOWXUDH7XULVPR 1DSUy[LPDVH[WD  KDYHUiDSUHVHQWDomRGRDUWLVWD=p0iULR1R ViEDGR  VHUiYH]GH0DUFLQKRGR$FRUGHRQHQTXDQWRQRGRPLQJR  DFDQWRUD-pVVLFDSURPHWHHPSROJDURS~EOLFRSUHVHQWH

Esporte 2;,9-RJRV(VFRODUHVGH$UDSLUDFDFRPHoDPGLDGHMXOKRHSURVVHJXHPDWpGHDJRVWR$RUJDQL]DomRpGD3UHIHLWXUD0XQLFLSDODWUDYpV GD6HFUHWDULDGH(GXFDomRHPSDUFHULDFRPD6HFUHWDULDGH(VSRUWH Lazer e Juventude. 1RV-RJRVTXHDFRQWHFHPHPVXDPDLRULDQR*LQiVLR0XQLFLSDO3DSD -RmR3DXOR,,RVHVWXGDQWHVSDUWLFLSDPGHFRPSHWLo}HVRUJDQL]DGDVHP GLIHUHQWHVPRGDOLGDGHVFRPR)XWVDO)XWHERO+DQGHERO9{OHL1DWDomR ;DGUH]$WOHWLVPRH4XHLPDGmR

$SURJUDPDomRSDUDRVRXWURV¿QDLV GHVHPDQDGHVWHPrVGHMXOKRp'LD ±/DpUFLR0RUHQRGLD±3DLQHO GR7HPSRGLD±=p'XOOHVGLD ±3pGH%DOFmR'LD±3DXOLQKRH QRGLDVHUiDYH]GH1HOVLQKR$ LQIRUPDomRppGD6HFUHWDULD0XQLFLpal de Cultura e turismo.

Operação prende 12 em São Miguel dos Campos

4XDGULOKDpHQYROYLGDHPHVWHOLRQDWRDJLRWDJHPDVVDOWRHWUi¿FRGHGURJDV SANDRO LIMA

NIGEL SANTANA BRENO AIRAN REPÓRTERES

U

ma megaoperação GHÁDJUDGD RQWHP GH PDQKm SHOD )RUoD 1DFLRQDO )1  3ROtFLD 0LOLWDU 30  H 3ROtFLD &LYLO 3&  HP 6mR 0LJXHO GRV &DPSRV FXPSULX DR WRGR  PDQGDGRV GH EXVFD H DSUHHQVmR GHWHUPLQDGRV SHOR MXL] GD &RPDUFD ORFDO +pOLR 3LQKHLUR 3LQWR )RUDP PRELOL]DGRV  DJHQWHVHPYLDWXUDVHXP KHOLFySWHUR2VDOGRGDDomR IRL D SULVmR GH  SHVVRDV H D DSUHHQVmR GH XP PHQRU 7RGRVRVDFXVDGRVIRUDPHQFDPLQKDGRV SDUD 'HOHJDFLD 5HJLRQDOGRPXQLFtSLRHRXYLGRVSHORVGHOHJDGRV1LOVRQ $OFkQWDUD H $LOWRQ &DYDOFDQWH 'URJDV EDODFODYDV DUPDV  WUrV UHYyOYHUHV XPD HVFRSHWDFDOLEUHGLYHUVDV PXQLo}HV H XPD SLVWROD GH EULQTXHGRDOpPGHXPYHtFXOR9RONVZDJHQ*ROIDPD-

Quatro armas verdadeiras e uma pistola de brinquedo foram apreendidas

UHORGHSODFD2+(GH 6mR0LJXHOGRV&DPSRVIRUDPDSUHHQGLGRVFRPDFXVDGRVGHLQWHJUDUXPDTXDGULOKD TXH SUDWLFDYD DVVDOWRV QDFLGDGH 7DQWR R PDWHULDO TXDQWR RVHQYROYLGRVDFDEDUDPVHQGR OHYDGRV SDUD D &HQWUDO GH3ROtFLD&LYLOHP0DFHLy

RQGH IRL IHLWR R DXWR GR ÁDJUDQWH GHOLWR 2V DFXVDGRV LUmR UHVSRQGHU QD -XVWLoD SRU HVWHOLRQDWR SRUWH LOHJDO GH DUPD DVVDOWR WUiÀFR GH HQWRUSHFHQWHVHDJLRWDJHP PRESOS 2VSUHVRVQDRSHUDomRIRUDPLGHQWLÀFDGRVFRPR)HUQDQGR0DJDOKmHVGH6RX]D

3HGUR3DXORGD6LOYD*HVLYDOGRGR6DQWRV)UDQoDR´%RWD SUD/iµ(GQDOGR)HUUHLUDGH /LPD -KRQDWDQ 'DQWDV GD 6LOYD 9kQLD /LVERD GD 6LOYD )OiYLR&RVWDGRV6DQWRV/XL] &DUORVGD6LOYD&DUORV$OEHUWR6DQWRV-RVp$GULDQR1DVFLPHQWR GH 0HGHLURV 0DXUtFLR GRV6DQWRVHRPHQRU

-26++('*(6=8))$//&8)&

&RPLVVmRGH-RUQDOLVWDVSHODLJXDOGDGHUDFLDO&RMLUD$/ Editado por Helciane Angélica

Burrice

Programação

TribunaIndependente

MACEIÓ - TERÇA-FEIRA, 10 DE JULHO DE 2012

Participação $RWRGRHVFRODVGDVUHGHV PXQLFLSDOHVWDGXDOHSULYDGD SDUWLFLSDPGDVFRPSHWLo}HVTXH UH~QHPFHUFDGHDOXQRV 6HUmRMRJRVGLYLGLGRVHP VHLVFDWHJRULDV)UDXGLQKD 3HQLQKD0LULP,QIDQWLO,QIDQWRH Juvenil.

... O prefeito Luciano Barbosa destacou a importância dos Jogos Escolares salientando que o esporte auxilia na educação e socialização da população através da inclusão de jovens de todas as idades e classes. ³(VVHVMRJRVMiVHWRUQDUDPXPDPDQHLUDGHPHOKRUDUDTXDOLGDGHGH YLGDGDSRSXODomRXPDWRGHFLYLOLGDGHPLVWXUDGRFRPGLVFLSOLQD6mR FRPSHWLo}HVTXHUH~QHPDOXQRVGHHVFRODVS~EOLFDVHSULYDGDV ... Aqui, não se tem preconceito por condição social. Todos têm os mesmos deveres e direitos, exercendo principalmente a cidadania”, comentou.

ZZZFRMLUDDOEORJVSRWFRPFRMLUDDO#JPDLOFRP#FRMLUDDO 7ZLWWHU

$SHUIHLoRDPHQWR HWQLFRUUDFLDOHGHJrQHUR

A

8QLYHUVLGDGH)HGHUDOGH$ODJRDV 8IDO HVWiFRPDV LQVFULo}HVDEHUWDVDWpRGLDGHMXOKRSDUDGRLV QRYRVFXUVRVGHDSHUIHLoRDPHQWR(GXFDomRSDUDDV 5HODo}HV(WQLFRUUDFLDLVH*rQHURH'LYHUVLGDGHQD(VFROD²XPDLQLFLDWLYDGD3Uy5HLWRULDGH([WHQVmR 3URH[ H GD&RRUGHQDGRULD,QVWLWXFLRQDOGH(GXFDomRD'LVWkQFLD &LHG HWHPFRPRÀQDQFLDGRUR0LQLVWpULRGD(GXFDomR² 6HFDGL2VFXUVRVYLVDPSURPRYHUHSURSLFLDUPHLRVSDUDD HOHYDomRGDTXDOLGDGHGRHQVLQRFRPEDVHQDGLYHUVLGDGHH QRUHVSHLWRDRVGLUHLWRVKXPDQRVDVVLPFRPRFDSDFLWDUH IRUPDUHGXFDGRUHVHHGXFDGRUDVGDUHGHS~EOLFDGR(QVLQR%iVLFRQDGLUHomRGRGHVHQYROYLPHQWRHFRQVROLGDomR GHXPDFXOWXUDTXHYDORUL]HDGLYHUVLGDGHHWQLFRUUDFLDOD HTXLGDGHGHJrQHURHTXHUHFKDFHTXDOTXHUIRUPDGHGLVFULPLQDomRVRFLDO7DPEpPEXVFDIDFLOLWDUXPDDSUR[LPDomR WHyULFRFRQFHLWXDODFHUFDGRVVHJXLQWHVWHPDVD SDQRUDPD VyFLRKLVWyULFRHFXOWXUDOGDGLYHUVLGDGHQRPXQGRRFLGHQWDOSDUWLFXODUPHQWHQR%UDVLOE JrQHURFRPRFDWHJRULD ~WLOGHDQiOLVHHLQWHUYHQomRRSHQVDPHQWRIHPLQLVWDDV GHVLJXDOGDGHVGHJrQHURQRFRWLGLDQRHVFRODUHFDPLQKRV GHHQIUHQWDPHQWRF VH[XDOLGDGHHPSHUVSHFWLYDSOXUDO HVyFLRKLVWRULFDPHQWHFRQWH[WXDOL]DGDHRVGLUHLWRVUHSURGXWLYRVHVH[XDLVQRkPELWRGRVGLUHLWRVKXPDQRVG  5DoD(WQLFLGDGH5DFLVPR'LVFULPLQDomR3UHFRQFHLWR $VDXODVRFRUUHUmRHPPRGRVHPLSUHVHQFLDOQDVFLGDGHV GH$UDSLUDFD0DUDJRJL3DOPHLUDGRVÌQGLRV6DQWDQDGR ,SDQHPDH0DFHLy$RWRGRVmRYDJDVVHQGRYDJDV SDUDRFXUVRQDiUHDGDVUHODo}HVHWQLFRUUDFLDLVHSDUD RRXWUR7HPFRPRS~EOLFRDOYR*HVWRUHVH(GXFDGRUHVTXH DWXDPQDHGXFDomREiVLFDGDVHVFRODVFXMRVHQWHVIHGHUDGRV WHQKDPPDQLIHVWDGRDGHVmRDR´&RPSURPLVVR7RGRVSHOD (GXFDomRµ7pFQLFRVGDV6HFUHWDULDV(VWDGXDOH0XQLFLSDLV GH(GXFDomRHSDUWLFLSDQWHVGR0RYLPHQWR1HJURRUJDQL]DGR$SURYDRFRUUHUiQRGLDGHDJRVWRHRUHVXOWDGR ÀQDOVHUiGLYXOJDGRQRGLDGHVHWHPEUR$WD[DGHLQVFULomRFXVWD5&RQÀUDRXWUDVLQIRUPDo}HVQRHGLWDO GLVSRQtYHOQRVLWHZZZFRSHYHXIDOEU(VVDpXPDyWLPD RSRUWXQLGDGHSDUDDSURIXQGDURVFRQKHFLPHQWRVHWHPXP GLIHUHQFLDOQRFXUUtFXORDOpPGHVHUXPDLPSRUWDQWHFRQWULEXLomRSDUDDSRSXODomRDIURGHVFHQGHQWHHDVRFLHGDGH DODJRDQD$[p

Congresso O VII Congresso Brasileiro de 3HVTXLVDGRUHV DV 1HJURV DV  VHUiUHDOL]DGRGHDGHMXOKR QDFLGDGHGH)ORULDQySROLV 6&  FRPRWHPD³2VGHVD¿RVGD/XWD $QWLUUDFLVWDQRVpFXOR;;,´1D SURJUDPDomRWHUiRž(QFRQWURGH Pesquisadoras e Pesquisadores em saúde da população negra; o CoOyTXLR6DEHUHVH3UiWLFDV4XLORPERODVH[LVWrQFLDHHQIUHQWDPHQWRV FRWLGLDQRVDOpPGHODQoDPHQWRGH OLYURVR¿FLQDVPLQLFXUVRVPHVDV-redondas e

VLPSyVLRVFRPGLYHUVRVWHPDV (RWHPD³&RPXQLFDomR0tGLDH 5DFLVPR´QmRSRGHULD¿FDUGHIRUD 7HUiFRPRGHEDWHGRUHVRSURIGU Júlio César de Tavares, da UniverVLGDGH)HGHUDO)OXPLQHQVH 5-  0DXUtFLR3HVWDQDHGLWRUJHUDOGD 5HYLVWD5DoD%UDVLO 63 HDSURID 0VF6iWLUD0DFKDGR3RQWLItFLD GD6HFUHWDULDGH3ROtWLFDVSDUDDV Mulheres do Rio Grande do Sul. As LQVFULo}HVSDUDDPRGDOLGDGHRXYLQWHVHUiDWpRGLDGHMXOKR$FHVVH RVLWHZZZDESQRUJEUFRSHQH

É o cara! Na madrugada do último domingo  FHQWHQDVGHEUDVLOHLURVDVVLVWLUDPDYLWyULDGHAnderson Silva QR8)&FDWHJRULDSHVRPpGLR FRQWUDRIDODVWUmRQRUWHDPHULFDQR &KDHO6RQQHQTXHFKHJRXDGL]HU TXHQDDGROHVFrQFLDGLVFXWLDVREUH GLYHUVRVWHPDVFRPRVDPLJRVHQTXDQWR$QGHUVRQHRXWURVEUDVLOHLURVEULQFDYDPQDODPD$R¿QDOGD OXWDDSyVRQRFDXWH$QGHUVRQIH] DVSD]HVFRP6RQQHQHWDPEpP

SHGLXDSODXVRVSDUDRRSRQHQWH ³9DPRVPRVWUDUTXHR%UDVLOWHP JHQWHHGXFDGDYDPRVDSODXGLU RFDUDWDPEpP1mRWHQKRQDGD FRQWUDR&KDHO (OHGHVUHVSHLWRXPHXSDtVPDV LVVRpVyXPDOXWD$FLPDGHWXGR LVVRpHVSRUWH´GHFODURX2EUDVLOHLURWHPDQRVHpRGRQRGDPDLRU VHTXrQFLDGHYLWyULDVHGHWtWXORVGH GHIHVDQDKLVWyULDGR8)&

2¿FLQD (VWmRDEHUWDVDVLQVFULo}HVSDUDDVR¿FLQDVGHPDUDFDWXHGDQoDGRJUXSR %DTXH$ODJRDQRTXHDFRQWHFHUiQRVGLDVHGHMXOKRGDVjV KRUDVHGDVjVKRUDVQD3UDoD0DUFtOLR'LDVQR-DUDJXi(VVDp XPDyWLPDRSRUWXQLGDGHSDUDTXHPJRVWDGHGDQoDUHTXHUWRFDULQVWUXPHQWRVGHSHUFXVVmRFRPRDDOIDLDJRXJXrDJRJ{H[HTXHUr$LQVFULomR FXVWD5HPDLVXPEULQTXHGRQRYRRXXVDGRHPERPHVWDGRGHFRQVHUYDomR0DLVLQIRUPDo}HVEDTXHDODJRDQR#JPDLOFRP ZZZPDUDFDWXEDTXHDODJRDQREORJVSRWFRP DIVULGAÇÃO

Mudança

$6HFUHWDULDGH3ROtWLFDVGH Promoção da Igualdade RaFLDO 6HSSLU FULRXQRGLD GHMXQKRXPJUXSRGHWUDEDOKRFRPDGYRJDGRVQHJURV de vários Estados do Brasil DWXDQWHVHPFDVRVGHGLVFULPLQDomRUDFLDOSDUDGLVFXWLU DQRYDUHGDomRGR&yGLJR 3HQDOHSURSRUDOWHUDo}HV jFRPLVVmRMXUtGLFDGR 6HQDGR'HIHQGHVHFRPR SURSRVWDVDQHFHVVLGDGHGD LQFOXVmRGDGLVFULPLQDomR Revelação GRSUHFRQFHLWRUDFLDOHGD LQWROHUkQFLDUHOLJLRVDFRPR A inglesa Rachel Jesuton pXPIHQ{PHQR FLUFXQVWkQFLDVDJUDYDQWHV PXVLFDOQDVUXDVGRFHQWURGR5LRGH JHQpULFDV1RWH[WRWDPEpP -DQHLURHWDPEpPWRUQRXVHDVHQVDomR QDLQWHUQHW&RPXPSHTXHQRDPSOL¿FDGRU HVWmRSUHYLVWDVVLWXDo}HV HVSHFt¿FDVFRPRGLVFULPLXPPLFURIRQHDFDL[LQKDSDUDSHJDUDV QDomRUDFLDOQRDFHVVRDHPJUDWL¿FDo}HVHVXDYR]SRGHURVDHODWHP SUHJRVHVFRODVWUDQVSRUWH DWUDtGRDSODXVRVSRURQGHSDVVD2SURJUDPD&DOGHLUmRGR+XFNH[LELXDWUDMHWyULD S~EOLFRHHVWDEHOHFLPHQWRV 2&yGLJR3HQDOEUDVLOHLURp GDMRYHPFDQWRUDTXHPRUDKiGRLVPHVHV R'HFUHWR/HLQRGH QRSDtVHWHPSHUFRUULGRYiULRVORFDLVSDUD GHGH]HPEURGHRQGH apresentar a sua voz ao mundo. Tem gente DFRPSDUDQGRFRPDVFDQWRUDV$GHOHH$P\ GHWHUPLQDRTXHpFULPH QRSDtVHTXDLVDVSHQDV :LQHKRXVH%RPVyVHLTXHHODYDLORQJH DSOLFiYHLVpQXQFDSDVVRX $FHVVHD)DQ3DJHZZZIDFHERRNFRP SRUDOWHUDo}HV MHVXWRQPXVLFD

Boa iniciativa $79(GXFDWLYD$ODJRDVH[LELXQD~OWLPDVH[WDIHLUD  RGRFXPHQWiULR ÐUtTXHIRLODQoDGRHPSHODFLQHDVWDHVRFLyORJD5DTXHO*HUEHU 'HVWDFDRVPRYLPHQWRVQHJURVEUDVLOHLURVHQWUHHEXVFDQGR DUHODomRHQWUH%UDVLOHÈIULFD7DPEpPGHPRQVWUDDLPSRUWkQFLDGRVTXLORPERVQDIRUPDomRGDQDFLRQDOLGDGH$SDODYUDÐUtpXPWHUPRGHRULJHP <RUXEDTXHVLJQL¿FDFDEHoDFRQVFLrQFLDQHJUD


TribunaIndependente

MACEIร“ - TERร‡A-FEIRA, 10 DE JULHO DE 2012

Economia

ECONOMIA

13

Simpรณsio da Agroindรบstria da Cana-de-Aรงรบcar de Alagoas comeรงa nesta terรงa Com uma sรฉrie de palestras que trazem o que de mais moderno em tecnologias e pesquisas voltadas para o setor sucroenergรฉtico, comeรงa nesta terรงa-feira, o 29ยบ Simpรณsio da Agroindรบstria da Cana-de-Aรงรบcar de Alagoas. O evento, que รฉ promovido pela Sociedade dos Tรฉcnicos Aรงucareiros e Alcooleiros do Brasil โ€“ Stab Regional Leste โ€“ em parceria com a Universidade Federal de Alagoas (Ufal), ocorre em paralelo a 9ยช Fersucro. Com mais de 50 palestras programadas, mesas redondas e conferรชncias, o Simpรณsio da Cana prossegue atรฉ a prรณxima sexta-feira, dia 13, no Centro Cultural e de Exposiรงรตes Ruth Cardoso, no bairro de Jaraguรก. A Fersucro, que inicia nesta quarta-feira, dia 11, tambรฉm serรก encerrada na prรณxima sexta.

Codevasf: 100 barreiros para animais da seca &RPSDQKLDDQXQFLDDLQGDDFRQVWUXomRGHVLVWHPDVVLPSOLยฟFDGRVGHDEDVWHFLPHQWRGยถiJXDSDUDFRQVXPRKXPDQR

O

Estado de Alagoas deYHUiUHFHEHUDWpRร€QDO GHVWHDQRVLVWHPDV VLPSOLร€FDGRV GH DEDVWHFLPHQWRGHiJXDHDFRQVWUXomR GHPDLVGHEDUUHLURVSDUD PDWDU D VHGH GH DQLPDLV GHQWURGHDo}HVGRSURJUDPD ร‰JXD SDUD 7RGRV TXH WHP FRPRXPGRVREMHWLYRXQLYHUVDOL]DU R DFHVVR j iJXD SDUD FRQVXPRKXPDQRHSDUDSURGXomRGHDOLPHQWRV$PHWD DWXDO GH LPSODQWDU  FLVWHUQDV GH SROLHWLOHQR SDUD FRQVXPR KXPDQR HP $ODJRDVGHYHVHUDPSOLDGD $V REUDV IRUDP DQXQFLDGDV SHOR GLUHWRU GH 5HYLWDOL]DomR GDV %DFLDV +LGURJUiร€FDV GD &RPSDQKLD GH 'HVHQYROYLPHQWR GRV 9DOHV GR6mR)UDQFLVFRHGR3DUQDtED &RGHYDVI -RVp$XJXVWR GH &DUYDOKR *RQoDOYHV 1XQHVHPYLVLWDD$ODJRDVQD ~OWLPDVH[WDIHLUD 3DUDDFRPSDQKDUDVDo}HV GRร‰JXDSDUD7RGRVRGLUHWRU GH5HYLWDOL]DomRGD&RGHYDVI YLVLWRX FLQFR FRPXQLGDGHV UXUDLV GLIXVDV GR PXQLFtSLR GH &UDtEDV TXH IRUDP EHQHร€FLDGDV FRP D LQVWDODomR GH FLVWHUQDV0DUUXiV/DJRDGR

DIVULGAร‡รƒO

0DOKDGR /DJRD 1RYD 6HUURWHGR$OJRGmRH3DX)HUUR 'XUDQWHDYLVLWD-RVp$XJXVWR DYDOLRX RV HTXLSDPHQWRV LQVWDODGRV H FRQYHUVRX FRP UHSUHVHQWDQWHV GH IDPtOLDV EHQHร€FLDGDV 8PD GHODV IRL $QD 0DULD GRV 6DQWRV DJULFXOWRUD H GRQD GH FDVD TXH PRUD FRP R PDULGR H WUrV ร€OKRV QXPD SHTXHQD FDVD QR SRYRDGR 0DUUXiV &RPDQRVHWUrVร€OKRV SHTXHQRV $QD 0DULD Mi HVWDYD SURQWD SDUD YHQGHU D FDVD SRU QmR PDLV DJXHQWDU DV GL���€FXOGDGHV SHOD IDOWD GH DFHVVR j iJXD ยด&XLGDU GH XPD FDVD FRP WUrV FULDQoDV VHPiJXDQmRpIiFLO-iWLQKD FRORFDGRDSODFDGHYHQGDQD SRUWD0DVPXGDPRVGHLGHLD TXDQGRD&RGHYDVIQRVGHVFREULXDTXLHLQVWDORXQRVVDFLVWHUQD -i HVWRX DFXPXODQGR iJXDFRPHVVDFKXYDTXHWHP FDtGR1mRYRXPDLVSUHFLVDU FRPSUDU WDPERU GH iJXD D  UHDLV 1HP VHPSUH WLQKD HVVHYDORUHQLQJXpPPHUHFH QHVVHPXQGRร€FDUVHPiJXDยต FRQWRX D DJULFXOWRUD DR FRQYHUVDU FRP R GLUHWRU GD &Rdevasf Comitiva da Codevasf vistoria sistemas de abastecimento dโ€™รกgua em moradias do Semi-รกrido alagoano

RURAL

%DQFRGR%UDVLOODQoDSODQRVSDUDVDIUDHKDELWDomR 3DUD PHOKRUDU R DFHVVR DR FUpGLWR QR PHLR UXUDO R %DQFR GR %UDVLO ODQoRX RQWHP HP QtYHO QDFLRQDO R 3ODQR 6DIUD  H R 3ODQR 1DFLRQDO GH+DELWDomR5XUDO 31+5 2 EDQFR WUDQVPLWLX D VROHQLGDGH GH ODQoDPHQWR DR YLYR SDUD DV DJrQFLDV HVSDOKDGDV SHOR 3DtV SRUPHLRGD79%% 2 YLFHSUHVLGHQWH GH 0LFUR H3HTXHQDV(PSUHVDVGH$JURQHJyFLRV GR %DQFR GR %UDVLO 2VPDU'LDVDSUHVHQWRXR3ODQR 6DIUDTXHYDLYLJRUDUQRSHUtRGR GH2VUHFXUVRVWRWDLV VRPDP 5  ELOK}HV VHQGR 5  ELOK}HV GHVWLQDGRV SDUD DJULFXOWXUD IDPLOLDU SHTXHQRV HPpGLRVSURGXWRUHVHFRRSHUDWLYDVGRVHWRUDJUtFRODFRPWD[DV GHMXURVTXHUHGX]LUDPGH SDUD ยด(VVDV FODVVHV HUDP EHQHร€FLDGDV PDV DXPHQWDPRV RV EHQHItFLRV SRUTXH R JRYHUQR IHGHUDO H R %DQFR GR %UDVLO FRQFOXtUDP TXH p SUHFLVR LQYHVWLU PDLV QR FDPSR 0DQWHU XPD IDPtOLDQRPHLRUXUDOFXVWD8 PLOK}HVSRUDQRDRJRYHUQR H TXDQGR Ki LPLJUDomR UXUDO

Tร‰RCIO CAPPELO

VHJDVWDFHUFDGH8PLOK}HV (VVD p XPD SRVWXUD KXPDQLWiULD GR JRYHUQR PDV WDPEpP YLVLRQiULD SDUD GHVHQYROYHU R 3DtVยตH[SOLFRX'LDV $OpP GRV ร€QDQFLDPHQWRV R SODQR YDL LQYHVWLU HP FDSDFLWDo}HVHPQRYRVSURGXWRVยฒFRPR RVHJXURDJUtFRODSDUDRFDIpTXH YDL JDUDQWLU GH  D  GD SURGXWLYLGDGHยฒHPSURJUDPDV GH DVVLVWrQFLD DRV SURGXWRUHV H QDPHOKRULDGRVSURFHVVRV -XQWR FRP R 3ODQR 6DIUD R %DQFRGR%UDVLOODQoRXR31+5 TXHYDLFRQWUDWDUPLOXQLGDGHVKDELWDFLRQDLVยดeXPDHVSpFLHGH0LQKD&DVD0LQKD9LGD SDUD RV TXH YLYHP QR FDPSRยต H[SOLFRX 2VPDU DFUHVFHQWDQGR TXHDPHGLGDWDPEpPYLVDHYLWDURr[RGRUXUDOHSURSRUFLRQDU TXDOLGDGH GH YLGD H PRUDGLD GLJQD SDUD R PHLR UXUDO ยด-i TXHWHPRVWDQWDFRQWULEXLomRGD DJULFXOWXUD SDUD R FUHVFLPHQWR HFRQ{PLFR QR 3DtV HVVD p XPD IRUPD GH UHWULEXLU 4XHUHPRV YDORUL]DU R PHLR UXUDO GDQGR PDLV FRQIRUWR QD VXD PRUDGD H PDLVFRQGLo}HVGHXPDYLGDPHLanรงamento foi feito ao vivo, trasmistido para as agรชncias distribuรญdas por todo o Brasil por meio da TV BB OKRUยตGLVVH

CONTRA PERDAS

&DVDOEXVFD5PLOK}HVSDUDDPSOLDUVLVWHPD

$ &RPSDQKLD GH 6DQHDPHQWRGH$ODJRDV &DVDO HVWi SOHLWHDQGR MXQWR DR %DQFR 1DFLRQDOGH'HVHQYROYLPHQWR (FRQ{PLFR H 6RFLDO %1'(6  HDR%DQFR0XQGLDO %LUG UHFXUVRVGDRUGHPGH5PLOK}HV SDUD DPSOLDU R 3URJUDPD GH 5HGXomR GH 3HUGDV QD

FDSLWDO H HVWHQGrOR D FLGDGHV GRLQWHULRU 1D ~OWLPD TXLQWDIHLUD   R SUHVLGHQWH GD HPSUHVD ร‰OYDUR 0HQH]HV R YLFHSUHVLGHQWH GH *HVWmR 2SHUDFLRQDO 0RLVpV9LHLUDHRDVVHVVRUGH 1HJyFLR +HOGHU 3HVVRD HVWLYHUDP QD VHGH GR %1'(6

QR5LRGH-DQHLURRQGHIRUDP UHFHELGRV SRU GLULJHQWHV GD LQVWLWXLomR 1D RSRUWXQLGDGH RVGLULJHQWHVGD&DVDOร€]HUDP XPDH[SRVLomRVREUHRSURJUDPD $ FRPSDQKLD Mi YHP GHVHQYROYHQGRXPDSURSRVWDGH LPSODQWDomR GHVVH SURJUDPD

HP $UDSLUDFD 3DOPHLUD GRV รŒQGLRVHQRVEDLUURVGH0DFHLy QmRLQFOXtGRVQRFRQWUDWRFRP D&RPSDQKLDGH6DQHDPHQWR %iVLFRGR(VWDGRGH6mR3DXOR 6DEHVS  $VVLVWLUDPjDSUHVHQWDomR R FKHIH GR 'HSDUWDPHQWR GH 2SHUDo}HV6RFLDLVGR%1'(6

+HQULTXH 5RJpULR H R JHUHQWHGDiUHDGH,QFOXVmR6RFLDO 5RGULJR/HDO(OHVUHFHEHUDP R 3ODQR GH ,QYHVWLPHQWRV GR 3URJUDPDGH5HGXomRGH3HUGDV HVWLPDGR HP 5  PLOK}HV ร€FDQGR GH DQDOLVDU D SURSRVWDQDViUHDVFRPSHWHQWHVGREDQFR

NOTA FISCAL

6RUWHLRVHUiGH 5PLOQR 'LDGRV3DLV 3DUD FRPHPRUDU R 'LD GRV 3DLV R SURJUDPD1RWD)LVFDO$ODJRDQD 1)$  GD 6HFUHWDULD GH (VWDGR GD )D]HQGD 6HID]  YDL VRUWHDU QR GLD  GH DJRVWR 5  PLO HP GLQKHLUR SDUD RV FRQVXPLGRUHV FDGDVWUDGRV H TXH QD KRUD GD FRPSUD SHGHPRGRFXPHQWRร€VFDO FRPDLQVHUomRGH&3)RX &13- 'LVWULEXtGR HP PDLV GHPLOSUrPLRVRPRQWDQWHGHVWLQDGRDRVRUWHLR GR 'LD GRV 3DLV YDL FRQWHPSODUWUrVJUDQGHVYHQFHGRUHV FRP SUrPLRV GH 5PLO5PLOH5  PLO RXWURV FHP FRP SUrPLRV GH 5  PDLV TXDWUR PLO FRQVXPLGRUHV FRP SUrPLRV GH 5  H RXWURV GR]H PLO VRUWXGRV FRPSUrPLRVGH5  6HUmR FRQVLGHUDGRV SDUDRVRUWHLRGDยƒHGLomRGRSURJUDPDGD1)$ GRFXPHQWRV ร€VFDLV JHUDGRV QR SHUtRGR GH ยƒ GH PDUoR D  GH PDLR GHVWH DQR 2 VRUWHLR HOHWU{QLFR OHYDUi HP FRQWD RV Q~PHURV GR UHVXOWDGR GD /RWHULD)HGHUDOGDH[WUDomR1ยƒGRGLDGH DJRVWR -iDQXPHUDomR~QLFD GRV ELOKHWHV JHUDGD SDUD TXHRVFRQVXPLGRUHVFRQFRUUDP DRV SUrPLRV VHUi GLYXOJDGD QR GLD  GH DJRVWR D SDUWLU GDV K QR VLWH ZZZVHID]DOJRY EUQID PARTICIPAร‡รƒO 4XDOTXHU SHVVRD SRGH SDUWLFLSDU GR SURJUDPD GD 1RWD )LVFDO $ODJRDQD 1)$  H FRQFRUUHU D SUrPLRV HP GLQKHLUR 3DUD LVVR EDVWD SRVVXLU &3) RX &13- H VH FDGDVWUDU QRSURJUDPDGD1)$SHOD LQWHUQHW DWUDYpV GR VLWH ZZZVHID]DOJRYEUQID $RID]HURFDGDVWURQR VLVWHPD GD 1RWD )LVFDO $ODJRDQD R FRQVXPLGRU LQIRUPDUi DOJXQV GDGRV EiVLFRV H REWHUi XPD VHQKD SDUD WHU DFHVVR D WRGDV DV LQIRUPDo}HV UHIHUHQWHV DR SURJUDPD WDLV FRPRRWRWDOGRFUpGLWRD TXH WHUi GLUHLWR D IRUPD GH FRPR JRVWDULD GH XWLOL]DU R FUpGLWR DV 1RWDV )LVFDLVGHYHQGDDFRQVXPLGRU H &XSRQV )LVFDLV HP TXH LQGLFRX VHX &3) LPSUHVVmR GRV GRFXPHQWRV ร€VFDLV DFRPSDQKDPHQWR GDV UHFODPDo}HV UHJLVWUDGDVHQWUHRXWURV


14

ECONOMIA

TribunaIndependente

MACEIĂ&#x201C; - TERĂ&#x2021;A-FEIRA, 10 DE JULHO DE 2012

etjornalista@gmail.com

Cajueiro, um â&#x20AC;&#x153;laranjaâ&#x20AC;? na jogada

O

Receita libera consulta ao maior lote da histĂłria Pagamento serĂĄ de R$2,6 bilhĂľes e contemplarĂĄ 2,46 milhĂľes de contribuintes

presidente de uma entidade

que lida com a categoria dos aposentados lĂĄ em Cajueiro, Jânio Teixeira, vem sendo taxado de candidato â&#x20AC;&#x153;laranjaâ&#x20AC;? na disputa majoritĂĄria deste ano. Foi indicado pelo prefeito Palmery (PSD), que na â&#x20AC;&#x153;baixaâ&#x20AC;? apoia a candidata Lucila Toledo 36'% 1HVVH imbrĂłglio, o jornalista ZĂŠ Carlos que entra como membro do PT, vive momento de expectativa, sobretudo pelo grau de receptividade do eleitorado em torno de seu nome. â&#x20AC;&#x153;O povo cajueirense jĂĄ nĂŁo aguenta mais esse tipo de polĂ­tica, onde praticamente a prefeitura estĂĄ nas mĂŁos unicamente de uma sĂł famĂ­lia, e que habitualmente adota o jogo de lançar candidato laranja a cada eleiçãoâ&#x20AC;?, detona o ZĂŠ.

Planos do PSC

Palmeira

O presidente estadual do PSC, economista Marcos Calheiros acredita que a sigla CristĂŁ irĂĄ fazer cerca de cinco prefeitos este ano, nĂşmero atualmente existente. Ressalta tambĂŠm que existe um grande nĂşmero de candidatos concorrendo a cargos de vereador. O PSC estĂĄ presente, segundo Marcos Calheiros, em mais de 70% dos municĂ­pios alagoanos.

O sistema de registro de candidaturas do TSE na Internet aponta um número que impressiona para uma cidade interiorana: mais de cem candidatos pleiteiam as 15 vagas da Câmara municipal de Palmeira dos �ndios. Por lå, a expectativa Ê a de que muitas FROLJDo}HVWHUmRGL¿FXOGDGHV em atingir o chamado quociente eleitoral e poderão não eleger um representante sequer.

A

Receita Federal libera hoje, às 9h, consulta ao maior lote da história, que terå pagamento de R$ 2,6 bilhþes para um total de 2,46 milhþes de contribuintes. As restituiçþes são referentes ao 2º lote do exercício de 2012 (ano calendårio 2011), residual do exercício de 2011 (ano calendårio 2010), residual de 2010 (ano calendårio de 2009), residual de 2009 (ano calendårio de 2008) e residual de 2008 (ano calendårio de 2007). Para o exercício de 2012, serão creditadas a maioria das restituiçþes. Um total de 2.433.190 milhþes de contribuintes receberão R$ 2,5 bilhþes. O valor estå acrescido da

taxa Selic de 2,38% (maio de 2012 a julho de 2012). Desse total, 30.575 referem-se aos contribuintes de que trata a Lei nÂş 10.741, de 1Âş de outubro de 2003 (Estatuto do Idoso). Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverĂĄ acessar a pĂĄgina da Receita na internet, ou ligar para o Receitafone 146. O pagamento ocorrerĂĄ no dia 16. $ UHVWLWXLomR Ă&#x20AC;FDUi GLVponĂ­vel no banco durante um ano. Se o contribuinte QmR Ă&#x20AC;]HU R UHVJDWH QHVVH SUD]RGHYHUiUHTXHUrODSRU meio da internet, mediante um formulĂĄrio, ou diretamente no e-CAC, no serviço Declaração IRPF. Caso o valor nĂŁo seja cre-

ditado, o contribuinte poderĂĄ contatar pessoalmente qualTXHU DJrQFLD GR %DQFR GR %UDVLORXOLJDUSDUDDFHQWUDO de atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 GHĂ&#x20AC;FLHQWHV DXGLWLYRV  SDUD agendar o crĂŠdito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco. CHECAGEM O contribuinte que nĂŁo HVWLYHU QR ORWH PDV Ă&#x20AC;]HU D consulta pelo site da Receita, poderĂĄ checar a situação da sua declaração deste ano. Em caso de problemas, ĂŠ possĂ­vel saber o que precisarĂĄ ser corrigido com uma GHFODUDomRUHWLĂ&#x20AC;FDGRUD O acesso aos dados pode

ser feito pelo sistema e-CAC. Todas as declaraçþes entregues atĂŠ o dia 30 de abril jĂĄ estĂŁo disponĂ­veis no sistema. Para documentos que nĂŁo apresentarem problemas, aparecerĂĄ a mensagem â&#x20AC;&#x153;em processamentoâ&#x20AC;? --o que VLJQLĂ&#x20AC;FD TXH HOD Mi SDVVRX pela anĂĄlise e nĂŁo caiu na PDOKDĂ&#x20AC;QD Se houver algum problema, aparecerĂĄ a expressĂŁo ´FRPSHQGrQFLDVÂľ2SUySULR programa e-CAC apontarĂĄ DV GLYHUJrQFLDV TXH GHYHrĂŁo ser corrigidas por meio GH XPD GHFODUDomR UHWLĂ&#x20AC;FDdora. Para acertar as falhas, ĂŠ preciso enviar uma declaraomR UHWLĂ&#x20AC;FDGRUD FRP RV GDdos corrigidos. DIVULGAĂ&#x2021;Ă&#x192;O

Santana do Ipanema Delmiro A 50ª Festa da Juventude que DFRQWHFHQHVWH¿QDOGHVHPDQD escolherå na quinta, a Rainha da Juventude 2012. Meninas de 15 a 18 anos poderão participar do concurso cujas inscriçþes ¿QGDPQHVWDWHUoDIHLUD%HOH]D desenvoltura e carisma são alguns dos prÊ-requisitos para quem almeja o posto de Rainha.

A partir desta terça-feira, a cidade de Delmiro recebe uma atenção especial dos que fazem a Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal). O órgão vai desenvolver uma sÊrie de atividades visando à melhoria da prestação de serviços para a população. As atividades serão acompanhadas pelo presidente da companhia, à lvaro Menezes.

Demilro - DimensĂŁo â&#x20AC;&#x153;Estamos adotando medidas para melhorar o atendimento aos clientes e para reforçar nossos serviços. Com esse objetivo, a Casal jĂĄ substituiu e implantou mais de 27 mil metros de redes de distribuição de ĂĄgua e investiu nessa e em outras obras no municĂ­pio mais de R$ 2,3 milhĂľesâ&#x20AC;?, disse Ă lvaro Menezes.

Visita

Marechal

Quem esteve em Alagoas na última sexta-feira, foi o diretor GH5HYLWDOL]DomRGDV%DFLDV +LGURJUi¿FDVGD&RGHYDVI JosÊ Augusto de Carvalho. Veio acompanhar a execução das açþes do Programa à gua para Todos. Anunciou que Alagoas GHYHUiUHFHEHUDWpR¿QDOGHVWH ano a implantação de 30 sistemas VLPSOL¿FDGRVGHDEDVWHFLPHQWRGH ågua e a construção de mais de 100 barreiros.

â&#x20AC;&#x153;Aqui em Marechal, o prefeito Cristiano Matheus junto com o empresĂĄrio Euclides Melo FRORFDUDPQDVFDODGDVRÂżOKR do Euclides, o Jorge para ser candidato a vereador sem comunicar a Coligação. Os candidatos estĂŁo revoltados. Alguns querendo atĂŠ desistir de disputar o pleitoâ&#x20AC;?. Esse ĂŠ uma bronca de um candidato a vereador em nota enviada ontem Ă  coluna.

Eleição 2012 Dezenas de prefeitos alagoanos, sobretudo os que vão para a reeleição participaram ontem na sede da AMA, de um amplo debate acerca das normas eleitorais em vigor. Os trabalhos foram conduzidos pelo juiz do TRE/AL, Luciano Guimarães. A legislação estå cada dia mais punitiva e severa porque o direito passa por uma grande revolução, disse o juiz, que recomendou aos gestores aperfeiçoar o assessoramento jurídico

TransmissĂŁo da peste

Restituiçþes são referentes ao exercício 2012 e residuais de impostos em vårios outros exercícios

LOBĂ&#x192;O

Governo avalia elevar etanol na gasolina O ministro de Minas e (QHUJLD(GLVRQ/REmRDĂ&#x20AC;Umou ontem que a mistura do etanol na gasolina poderĂĄ passar dos atuais 20% para 25% se a produção de canaGHDo~FDU DXPHQWDU R VXĂ&#x20AC;ciente para tanto. A medida UHGX]LULD R LPSDFWR GDV LPportaçþes de gasolina pela Petrobras, que tem sido obrigada a comprar no mercado externo o produto em meio

ao aumento crescente do conVXPRQR%UDVLOHDROLPLWHQD FDSDFLGDGHGHUHĂ&#x20AC;QR A mistura do combustĂ­YHO HUD UHDOL]DGD FRP  de ĂĄlcool, mas a menor safra de cana levou o governo a reGX]LUHPRXWXEURGRDQRSDVsado o percentual para 20%, por temores de desabastecimento e eventual alta nos preços do produto. ´(UD  H UHGX]LPRV

para 20% em função da conWLQJrQFLD GR DQR SDVVDGR mas a qualquer momento podemos voltar a 25%, na medida em que a produção (de FDQD MXVWLĂ&#x20AC;FDULVVRÂľDĂ&#x20AC;UPRX o ministro ao participar de evento da Petrobras em NiterĂłi (RJ). REAJUSTE DE PREĂ&#x2021;OS LobĂŁo disse ainda que o reajuste de combustĂ­veis estĂĄ sempre em anĂĄlise, pe-

ORV PLQLVWpULRV GD )D]HQGD e de Minas e Energia, ao ser questionado sobre a possibilidade de um novo aumento. â&#x20AC;&#x153;NĂłs estamos permanentemente avaliando essa situação ... Entendemos que a PeWUREUDVWHPGLĂ&#x20AC;FXOGDGHPDV o preço do barril caiu um pouco embora o dĂłlar tenha variado tambĂŠm, o que preMXGLFD D 3HWUREUDV Âľ DĂ&#x20AC;Umou LobĂŁo.

Foi dado inĂ­cio ontem em MaceiĂł, no Ritz Suites, um serviço de &DSDFLWDomRSDUD%LRORJLD,GHQWLÂżFDomRH&RQWUROHGH3XOJDVH Roedores de Importância na TransmissĂŁo da Peste. O evento que ĂŠ voltado para tĂŠcnicos municipais, pretende fortalecer o monitoramento da bactĂŠria YersĂŹnia pestis, responsĂĄvel pela difusĂŁo da doença. Os WUDEDOKRVVmRGHUHVSRQVDELOLGDGHGD6HVDXÂł2~OWLPRUHJLVWURRÂżFLDO em Alagoas sobre a transmissĂŁo da peste foi em 1973. O problema ĂŠ que essa ĂŠ uma doença negligenciada em todo o mundo e que, muitas vezes, pode ser confundida com a dengueâ&#x20AC;?, expĂľe o mĂŠdico infectologista Celso Tavares.

Maratona

Maratona â&#x20AC;&#x201C; duração

O Governo do Estado contratou 33 måquinas retroescavadeiras para atender aos municípios atingidos pela estiagem. Os equipamentos serão usados na limpeza, ampliação e construção de açudes e barragens, que, em Êpoca de chuva, deverão acumular ågua para garantir a realização de atividades na zona rural.

As mĂĄquinas serĂŁo usadas entre os meses de julho e setembro na zona rural dos 33 municĂ­pios com decreto de situação de emergĂŞncia. â&#x20AC;&#x153;Estamos atendendo a uma demanda dos municĂ­pios e preparando a regiĂŁo para conviver com outros perĂ­odos de estiagem com mais tranquilidade, pois a acumulação de ĂĄgua ĂŠ fundamental para a realização das atividades da agricultura, seja ela familiar, de mĂŠdios ou grandes produtoresâ&#x20AC;?, frisou o secretĂĄrio de Estado da Agricultura, JosĂŠ Marinho JĂşnior.

Acesse:

tribunahoje.com

A informação que você não tinha no seu dia-a-dia


TribunaIndependente

MACEIÓ - TERÇA-FEIRA, 10 DE JULHO DE 2012

ESPORTES 15

Atlético-MG e Flu na ponta do Brasileirão Tricolor das Laranjeiras bateu Flamengo no clássico e Ronaldinho Gaúcho mais uma vez foi fundamental na vitória do Galo

E

m uma tarde comemorativa no Rio de Janeiro, 32.591 pagantes encheram o Engenhão para festejar os 100 anos daquele que é considerado o clássico mais charmoso do Brasil, o Fla-Flu. Muita festa e celebração marcaram o centenário do duelo na oitava rodada do Brasileirão. O jogo se tornou o recordista de público do campeonato. De volta ao time após se recuperar de lesão, o tricolor Fred, que nunca havia marcado contra o rival rubro-negro, desencantou e garantiu a vitória do novo vice-líder. Além de ter decidido o jogo, o capitão do Fluminense foi o atleta que mais esteve impedido na jornada: três vezes. A torcida alvinegra foi receber Seedorf na casa do Glorioso, e o craque holandês deve ter ficado impressionado com a boa vitória do Botafogo contra o Bahia por 3 a 0. Aposta de Oswaldo de Oliveira, o jovem Cidinho marcou dois, e

Elkeson, que atuou improvisado no ataque, assinou uma pintura. O camisa 9 fez o golaço da rodada, mas foi o mais faltoso, com sete infrações. Outro craque que desembarcou no Brasil foi o uruguaio Diego Forlán. O atacante, que foi o melhor jogador da última Copa do Mundo, foi recebido pelos torcedores do Internacional no sábado e no mesmo dia foi ao Beira-Rio para ver o Colorado vencer o Cruzeiro por 2 a 1. O goleiro Victor estreou pelo Atético-MG e fechou o gol da equipe mineira contra a Portuguesa no triunfo por 2 a 0. O goleiro fez a defesa da rodada e evitou o empate na jogada seguinte ao primeiro gol do Galo, que se manteve líder do Brasileirão. Neymar, que vai defender a seleção olímpica em Londres, deu um “até logo” ao Santos, e o time venceu pela primeira vez no torneio. Sem Ganso, Felipe Anderson marcou duas vezes e mostrou que pode ser

o substituto do camisa 10, que também jogará pelo Brasil. O clube santista pode agradecer a ajuda do gremista Marcelo Moreno, que foi o dono do mico da rodada. O atacante boliviano desviou duas bolas que geraram os dois últimos gols do Peixe na partida. As sete infrações de Denílson, o atleta mais faltoso da rodada, podem ter ajudado o São Paulo a parar o time reserva do Coritiba no triunfo por 3 a 1. Outro destaque do confronto foi o avante Osvaldo, que infernizou a defesa coxa-branca. O jovem fez o seu tento, mas também desperdiçou uma chance. RESULTADOS Botafogo 3x0 Bahia Inter 2x1 Cruzeiro Atlético-GO 0x1 Náutico Fluminense 1x0 Flamengo Santos 4x2 Grêmio São Paulo 3x1 Coritiba Atlético 2x0 Portuguesa Ponte Preta 1x0 Palmeiras Figueirense 1x1 Vasco Sport 1x1 Corinthians

G1

Meia Ronaldinho Gaúcho aplaudiu a atuação do Atlético-MG na noite do último domingo contra a Lusa

FÓRMULA 1

CALOU O FALASTRÃO

Massa termina bem e Webber embola tabela

Anderson castiga Sonnen e nocauteia em ‘caldeirão brasileiro’ em Vegas A luta mais aguardada dos últimos tempos terminou com o resultado mais aguardado por todos os brasileiros. Naquele que foi considerado o combate mais importante da história do UFC, Anderson Silva justificou o status de melhor lutador de MMA da história e não teve dó do americano Chael Sonnen, conseguindo um nocaute incrível no início do segundo round e vencendo o falastrão adversário pela segunda vez na carreira. O triunfo de Anderson Silva se deu em um MGM Grand Garden Arena que virou um alçapão, repleto de barulhentos brasileiros que aplaudiram demais o campeão dos médios na

entrada no octógono e que não economizou em vaias para Sonnen - que parecia estar lutando longe dos Estados Unidos, mas o ambiente indubitavelmente lhe era hostil. Os americanos ainda arriscaram alguns “USA”, que foram rapidamente abafados pelos coros em português. O combate começou sob os gritos de “uh, vai morrer” dos brasileiros a Sonnen. Mas o americano, assim como fez na primeira luta contra Anderson Silva, rapidamente atacou o atual campeão dos médios e levou-o ao solo. E assim ficou o combate, com o americano tirando vantagem da posição, mas sem conseguir encontrar

nenhuma saída para finalizar o Aranha. Apenas depois de muito tempo que Sonnen passou a golpear a cabeça de Anderson Silva: com a mão. Mas nada decisivo aconteceu nos cinco primeiros minutos, e o combate foi para o segundo round. Mas Anderson Silva foi espetacular no retorno do combate. Evitou a queda, foi para cima de Sonnen e praticamente não deixou o adversário reagir. Distribuiu socos, chutes e joelhadas e deu uma verdadeira surra no americano. Após tentar uma cotovelada, Sonnen caiu e permitiu que Silva acertasse uma incrível joelhada. TERRA

GALÁTICO

Kaká deve pedir para sair do Real Madrid esta semana

Anderson Silva massacrou Sonnen e fez a alegria de toda torcida brasileira no MGM Arena em Vegas

O jornal italiano Corriere dello Sport informou que o meia Kaká, do Real Madrid, pretende pedir ao técnico José Mourinho que facilite sua saída da equipe espanhola. Segundo o periódico, o jogador brasileiro iria conversar com o treinador português e a diretoria do clube madridista para conseguir baixar o preço do seu passe, com o objetivo de possibilitar uma possível negociação. O Real volta aos trabalhos no próximo domingo e Kaká está entre os jogadores que farão parte da pré-temporada. O meia brasileiro aproveitará a oportunidade para comunicar o seu dese-

jo a Mourinho, e o Milan já espera ansioso o desfecho da negociação. O único empecilho, segundo o periódico, para a equipe italiana ter de volta o ex-melhor do mundo é econômico, já que os espanhóis pedem 25 milhões de euros por Kaká. Ainda de acordo com o Corriere dello Sport, a vontade do brasileiro de sair de Madrid é tão grande que ele já teria aceitado reduzir seu salário em no máximo 40% do que ganha atualmente. Porém, para ter seu ídolo de volta o Milan teria que se desfazer de alguns jogadores, entre eles o também brasileiro Robinho. TERRA

PEIXE

Por título, Muricy pede nomes de peso ao Santos: não quero aposta Na última semana, o Santos anunciou como reforços o lateral-direito Bruno Peres e o meio-campista João Pedro. O ex-jogador do Guarani foi titular e teve bom rendimento na goleada por 4 a 2 sobre o Grêmio, mas não satisfaz o técnico Muricy Ramalho. Como próximas contratações, o comandante santista faz questão de pedir “nomes de peso”. Só assim, ele garante, o time poderá brigar pelo título brasileiro. Muricy não vê o elenco do Santos capaz de ser campeão nacional ou mesmo de alcançar

uma vaga na Libertadores de 2013 neste momento, mesmo com o resultado positivo diante o time Gaúcho, na Vila Belmiro. Na visão do treinador, faltam alguns jogadores que possam carregar a “pesadíssima” camisa do Santos nas ausências de Neymar, Ganso e Rafael, que disputam a Olimpíada e desfalcarão a equipe durante oito rodadas da competição. “É diferente jogar na Vila e no Beira Rio, por isso eu queria o adiamento da partida da semana que vem, contra o Inter. Precisa chegar gente. To-

mara que chegue, eu quero, os jogadores querem. Chegaram meninos de aposta, mas agora a gente quer um cara pesado, gente pesada, porque isso aqui é um clube muito grande”. Desde a eliminação da Libertadores, o Santos perdeu Alan Kardec, de volta de empréstimo ao Benfica; Rentería, dispensado, e Borges, negociado com o Cruzeiro. Além dos três jogadores que ficarão em Londres para a disputa da Olimpíada, a equipe deve ficar sem Elano, que foi envolvido em uma troca por Miralles, do Grêmio.

Insatisfeito no Real Madrid, Kaká pedirá para Mourinho facilitar

O fim de semana da Fórmula 1 em Silverstone teve homenagens à espanhola Maria de Villota, que sofreu um grave acidente na última terça-feira durante testes realizados pela Marussia na Inglaterra (a piloto deixou a UTI no domingo). Os companheiros de profissão espalharam a corrente “Todos com Maria” pelas redes sociais e correram com um adesivo com a estrela característica da espanhola nos capacetes. E terminou com o pulo de felicidade de Mark Webber, vencedor da corrida, no pódio. O piloto da RBR faturou a prova após superar Fernando Alonso no fim. E nesse intervalo, muita coisa chamou a atenção: chuva torrencial nos treinos – com direito a ola nos boxes no sábado -, tempo aberto na prova, “boliche japonês”, críticas duras de Sergio Pérez a Pastor Maldonado e a presença de diversos atores no paddock, dentre eles, Rowan Atkinson, o Mr. Bean, e suas caretas marcantes. A performance demonstrada por Felipe Massa, quarto colocado no GP da Inglaterra deste fim de semana, rendeu elogios do chefão da Ferrari. Stefano Domenicali comemorou o desempenho do brasileiro e ressaltou a importância dos pontos na luta pelo Campeonato de Construtores. Foi o melhor resultado de Massa desde o terceiro lugar no GP da Coreia, em outubro de 2010. “Estou particularmente feliz com a exibição demonstrada por Felipe, que esteve na luta pela pole e pelo pódio. Foi um bom resultado para ele e, particularmente, importante para a gente em relação ao mundial de construtores, que graças a nossa melhor pontuação do ano, pulamos para o segundo lugar”, destacou o brasileiro. A Ferrari marcou 30 pontos em Silverstone: 18 com o segundo lugar de Fernando Alonso e 12 com Felipe Massa. A escuderia italiana saltou do quarto lugar para a vice-liderança do mundial de equipes. Entretanto, com 152 pontos, a equipe ainda está longe da líder RBR, que possui 216. Domenicali prometeu desenvolvimento para o GP da Alemanha, de 20 a 22 de julho.


16 ESPORTES

TribunaIndependente

MACEIĂ&#x201C; - TERĂ&#x2021;A-FEIRA, 10 DE JULHO DE 2012

Esportes

CRB terå desfalques para duelo contra o Avaí; tÊcnico pode promover estreias O CRB voltou aos trabalhos ontem. Após a boa vitória sobre o AmÊrica (4x2) o foco agora Ê o jogo com o Avaí, såbado, às 16h20. O Galo perdeu R]DJXHLUR5RGULJmRVXVSHQVRSRUH[SXOVmRHGL¿FLOPHQWHYDLFRQWDUFRPR atacante Preto, que sofreu uma lesão na coxa esquerda. Os jogadores que não atuaram såbado vão participaram de um jogo-treino ontem na Pajuçara, contra o time sub-20 do CRB. O meia Luciano e o atacante Aloísio Chulapa participaram deste trabalho e têm boas chances de serem relacionados para o confronto diante do Leão catarinense. Com 10 pontos o CRB Ê o 13º da tabela. Hoje o grupo trabalha apenas pela manhã.

Pela reabilitação ASA pega Guaratinguetå Alvinegro encerra sequência de jogos fora de casa e luta para conquistar pontos na abertura da 10ª rodada da SÊrie B BLOG DO JANIO BARBOSA

Atacanter LĂşcio MaranhĂŁo volta ao time do ASA hoje no duelo fora de casa contra o GuaratinguetĂĄ pela abertura da 10ÂŞ rodada da SĂŠrie B

O

ASA encara hoje o GuaratinguetĂĄ, Ă s 21h, no EstĂĄdio Dario Leite, tambĂŠm conhecido como Ninho da Garça. A equipe arapiraquense estĂĄ concentrada na cidade de Pindamonhangaba desde sĂĄbado. O zagueiro Fabiano e o atacante LĂşcio MaranhĂŁo chegaram e jĂĄ estĂŁo integrados ao time. O volante Cal, expulso na derrota para o AvaĂ­, voltou Ă  cidade de Arapiraca, onde iniciou ontem atividades No domingo a equipe trabalhou no campo do Fluminense, equipe amadora da cidade, onde o tĂŠcnico Heriberto da Cunha comandou um trabalho tĂĄtico. O volante AudĂĄlio, que estĂĄ com uma torção no tornozelo direito, nĂŁo participou da movimentação. O jogador revelou ao repĂłrter ClĂĄudio Barbosa que estĂĄ com dificuldade â&#x20AC;&#x153;para atĂŠ mesmo apoiar o pĂŠ no chĂŁo.â&#x20AC;? O mĂŠdico Celso Marcos, que acompa-

nha a delegação, destacou a capacidade de recuperação do jogador, mas não descartou a possibilidade do volante Audålio ser vetado para a partida. Com a ausência de Cal e a dúvida referente a Audålio, o treinador alvinegro jå começa a estudar as alternativas, podendo ocorrer a estreia de Geovane ou mesmo o retorno de Jorginho ao time principal. O meia Didira, que reclamou de dores musculares, trabalhou normalmente. Ontem o time treinou somente no período da tarde no campo do Fluminense. No elenco Arapiraquense seis jogadores estão pendurados com o dois cartþes amarelos, são eles: Jorginho, Gilson, Gaucho, Chiquinho Baiano, Didira e Audålio. OUTROS JOGOS AtlÊtico-PR x Ipatinga Vitória x Paranå Criciúma x Boa

SĂ&#x2030;RIE D

CSA segue 100% e lidera grupo do A4 Vitória de 3x1 sobre o Feirense coloca Azulão como grande favorito à vaga Liderança isolada e 100% de aproveitamento. O CSA segue imbatível no Campeonato Brasileiro da SÊrie D. No último domingo, em Senhor do Bonfim, enfrentando o Feirense/BA, o Azulão venceu o adversårio por 3 a 1 e um dos gols foi marcado pelo meia Washington, sendo seu primeiro na SÊrie D. Ronaldo e Celico fizeram o outros gols. O Azulão tem a quarta melhor campanha de toda a Quarta Divisão. O Mogi Mirim e o Friburguense são o primeiro e o segundo colocados, respectivamente, com sete, mas jå fizeram três partidas. O Sampaio Corrêa tambÊm tem seis pontos em dois jogos e vence o CSA apenas no saldo. A comissão tÊcnica do time alagoano tambÊm estå de olho no Grupo A3, jå que desta chave vai sair o adversårio do Azulão nos mata-matas. Após cumprir suspensão, o atacante Paulinho Macaíba e o volante Jucemar Gaúcho voltam para o duelo com o Sousa-PB domingo.

ASCOM CSA

ATACANTE

Corinthians-AL negocia Afonso com time portuguĂŞs

Washington marcou um dos gols do CSA e dedicou ao pai; time lidera o grupo com 100% de aproveitamento

Considerado como uma das maiores revelaçþes do Corinthians Alagoano nos últimos anos, o atacante Afonso resolveu o imbróglio com a diretoria do Tricolor, que resultou no seu afastamento do elenco profissional. A novela que envolveu a carreira do atleta nos últimos meses teve um final feliz. AlÊm de estender seu vínculo com o

Corinthians, Afonso recebeu a notĂ­cia de que irĂĄ viajar para Portugal, onde irĂĄ defender a AcadĂŞmica de Coimbra, por emprĂŠstimo, pelas prĂłximas duas temporadas. â&#x20AC;&#x153;O Afonso ĂŠ um garoto de muito carĂĄter e nĂŁo podemos prejudicar o atleta que jĂĄ proporcionou muitas alegriasâ&#x20AC;?, declarou FlĂĄvio Moura presidente do Corinthians. ASCOM CBTM

ETAPA MACEIĂ&#x201C;

Copa Brasil de Tênis de Mesa Ê encerrada Terminou a quarta edição da temporada do Circuito Copa Brasil de Tênis de Mesa, etapa Maceió, com a participação de 240 atletas mesatenistas de 17 Estados brasileiros nas diversas categorias olímpicas e paralímpicas. O evento, que durou quatro dias, foi promovido pela Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM) com o apoio da Federação Alagoana de Tênis de Mesa (FATM). O mesatenista amazonense Israel Barreto ficou com o título no Rating A, e na categoria Absoluto o campeão ficou com outro amazonense, Mårio Costa. No feminino brilharam as paulistas Kim

Inokushi, do Palmeiras - a melhor no Rating, e Carina Murashige, do Santos â&#x20AC;&#x201C; a campeĂŁ no Absoluto A, que na decisĂŁo superou Jane Rodrigues - atleta paralĂ­mpica classificada para Londres. O TrofĂŠu EficiĂŞncia ficou com o JaraguĂĄ Clube, de MaceiĂł, seguido pelo Sport Club do Recife e Academia Sergipana. No paralĂ­mpico quem ficou na frente foi o JundiaĂ­ Clube, com a ADFEGO em segundo e a Academia Cearense em terceiro. Durante a cerimĂ´nia de premiação o presidente da CBTM, Alaor Azevedo, agradeceu a parceria dos alagoanos que tiveram papel fun-

damental para o sucesso da competição, entregando duas miniaturas de mesa em vidro ao gerente de Esporte de Rendimento da Secretaria de Estado Adjunta do Esporte, Gilson Calheiros, e ao presidente do JaraguĂĄ TĂŞnis Clube - um dos mais importantes e tradicionais da RegiĂŁo Nordeste. â&#x20AC;&#x153;Quero agradecer e dizer que pretendemos voltar aqui em 2013 para mais um grandioso evento. Obrigado pela hospitalidade e tenho certeza de que todos que vieram a essa cidade, que tem as praias mais bonitas do paĂ­s, voltarĂŁo satisfeitos para suas casasâ&#x20AC;?, afirmou Alaor.

Segundo o presidente da Federação Alagoana de TĂŞnis de Mesa, FlĂĄvio Seixas, que tambĂŠm competiu nas categorias veterano 40 e classe paralĂ­mpica 9, na qual ĂŠ atual campeĂŁo brasileiro, este evento serve como incentivo, melhoria da tĂŠcnica e intercâmbio com os grandes mesatenistas nacionais. â&#x20AC;&#x153;O nĂ­vel de participação dos alagoanos tem sido considerĂĄvel. Precisamos incrementar e proporcionar maior visibilidade a essa modalidade, porque temos muitos talentos no Estadoâ&#x20AC;?, disse FlĂĄvio, tambĂŠm agradecendo o apoio do governo de Alagoas para a realização dessa Copa.

PĂłdio formado pelos paraatletas do tĂŞnis de mesa em MaceiĂł


TribunaIndependente

0$&(,Ă?7(5d$)(,5$'(-8/+2'( DIVERSĂ&#x192;O&ARTE

1

O ator Michael Fassbender quer papel em â&#x20AC;&#x2DC;Assassinâ&#x20AC;&#x2122;s Creedâ&#x20AC;&#x2122;

3KLOLS6H\PRXU+RIIPDQpFRQÂżUPDGR na sequĂŞncia de â&#x20AC;&#x2DC;Jogos Vorazesâ&#x20AC;&#x2122;

O ator germânico-irlandês Michael Fassbender, que viveu o R¿FLDO$UFKLH+LFR[HP³%DVWDUGRV,QJOyULRV´HVWiHPQHJRFLDo}HVSDUDXPSDSHOQR¿OPH³$VVDVVLQœV&UHHG´SURGXomR EDVHDGDQDIDPRVDIUDQTXLDGHYLGHRJDPH$VLQIRUPDo}HV VmRGRVLWH³$FFHVV+ROO\ZRRG´1DWUDPDXPKRPHPGHVFREUHVHUOLJDGRDXPDRUGHPGHFDYDOHLURVWHPSOiULRVHp HQYLDGRDRSDVVDGRSDUDUHFXSHUDUDUWHIDWRVPiJLFRV

2DWRUHGLUHWRUQRUWHDPHULFDQR3KLOLS6H\PRXU+RIIPDQIRLFRQ¿UPDGRQDVHTXrQFLD GH³-RJRV9RUD]HV´FRQ¿UPRXjLPSUHQVDDSURGXWRUD/LRQVJDWH9HQFHGRUGR2VFDUSRU VXDDWXDomRHP³&DSRWH´  +RIIPDQLQWHUSUHWDUi3OXWDUFK+HDYHQVEHHQRVHJXQGR ¿OPHGDWULORJLD³(P&KDPDV´1RVOLYURVGH6X]DQQH&ROOLQVTXHGHUDPRULJHPj IUDQTXLDFLQHPDWRJUi¿FD+HDYHQVEHHVHWRUQDXPSHUVRQDJHPIXQGDPHQWDOGHSRLVGHVH WRUQDURVXFHVVRUGH6HQHFD&UDQH :HV%HQWOH\ FRPR³SURGXWRUGRVMRJRV´SHUVRQDJHP UHVSRQViYHOSHODFULDomRGDDUHQDQRTXDOVHSDVVDPRVMRJRVGR¿OPH

DE VOLTA AO COMEĂ&#x2021;O

$SyVIDVHSRS $QD&RVWDYROWD jVRULJHQVODQoD RWHUFHLUR&'HVH assume cantora de samba

U

ma das principais cantoras de samba da Lapa, Ana Costa ganhou visibilidade maior em 2007, ao participar da abertura dos Jogos Pan-Americanos, no MaracanĂŁ. Dois anos depois, gravou seu segundo disco solo, â&#x20AC;&#x153;Novos alvosâ&#x20AC;?, no qual incluiu mĂşsicas pops e emplacou â&#x20AC;&#x153;Almas gĂŞmeasâ&#x20AC;? na trilha da novela â&#x20AC;&#x153;Tempos modernosâ&#x20AC;?, da Rede Globo. Pois agora, com â&#x20AC;&#x153;Hoje ĂŠ o melhor lugarâ&#x20AC;? (Biscoito Fino), ela volta ao começo e se assume como cantora de samba. â&#x20AC;&#x153;NĂŁo tenho problema com esse rĂłtulo. Sem querer soar pretensiosa, vi que faço isso muito bem. Decidi seguir esse caminho e ser felizâ&#x20AC;?, diz a carioca de 44 anos, exaltando FROHJDVGHSURĂ&#x20AC;VVmRTXHHPERUD estejam longe dos holofotes, tĂŞm carreiras consistentes, casos de Reinaldo (conhecido como â&#x20AC;&#x153;prĂ­ncipe do pagodeâ&#x20AC;?), Almir Guineto, Rhichahs e Marquinhos Sathan. 0DVDRSomRĂ&#x20AC;UPHSHORVDPED WDPEpPpUHVXOWDGRGHGLĂ&#x20AC;FXOGDGHV enfrentadas apĂłs lançar â&#x20AC;&#x153;Novos alvosâ&#x20AC;?. Ela diz que nĂŁo conseguiu a estrutura necessĂĄria para montar uma banda adequada Ă  sonoridade mais pop do CD. â&#x20AC;&#x153;Resolvi botar o pĂŠ na estrada e cantar da forma que desse para fazer. Em teatros, projetos especiais, e tambĂŠm adaptei o repertĂłrio ao formato de roda de samba. Ou seja, em vez de as pessoas se adaptarem a mim, comecei a me adaptar Ă s pessoasâ&#x20AC;?, conta. Nessas viagens, foi testando mĂşsicas novas, suas e de outros autores. Ou apresentando sambas jĂĄ gravados, mas que nĂŁo sĂŁo muito conhecidos do grande pĂşblico. Destes, alguns entraram no novo disco, como â&#x20AC;&#x153;Por um dia de graçaâ&#x20AC;? (Luiz Carlos da Vila), â&#x20AC;&#x153;Peso e medidaâ&#x20AC;? (Alceu Maia/ZĂŠ Katimba) â&#x20AC;&#x201D; lançada nos anos 1990 pelo grupo Toque de Prima â&#x20AC;&#x201D; e â&#x20AC;&#x153;As coisas que mamĂŁe me ensinouâ&#x20AC;? (Leci BrandĂŁo/ZĂŠ MaurĂ­cio). â&#x20AC;&#x153;Conhecia essa mĂşsica hĂĄ muito tempo, e me lembrei dela quando minha mĂŁe morreu. Estava muito triste e resolvi cantĂĄ-la. E sempre quis gravar algo de Leciâ&#x20AC;?, explica. 0HQRVGHVFRQKHFLGDp´)LORVRĂ&#x20AC;D de vidaâ&#x20AC;? (Martinho da Vila/Marcelinho Moreira/Fred Camacho), que jĂĄ deu tĂ­tulo a um DVD de Martinho. Ă&#x2030; a primeira do CD de Ana. E muito menos desconhecida ĂŠ a Ăşltima: â&#x20AC;&#x153;O que ĂŠ, o que ĂŠâ&#x20AC;?, de Gonzaguinha. â&#x20AC;&#x153;Ă&#x2030; um samba que jĂĄ cantava em shows e que me aproxima de um outro pĂşblico. Achei bom dar essa gravação de presente para as pessoDVTXHJRVWDPGDP~VLFDÂľMXVWLĂ&#x20AC;FD ela, para quem a faixa, 15ÂŞ do disco, ĂŠ quase um bĂ´nus. De Arlindo Cruz e Zeca Pagodinho, ela recebeu â&#x20AC;&#x153;Se vocĂŞ for coeren-

teâ&#x20AC;?. TambĂŠm buscou um samba bem romântico como â&#x20AC;&#x153;Mais felizâ&#x20AC;? (Toninho Geraes/Paulinho Rezende) e um de temĂĄtica bem popular como â&#x20AC;&#x153;No barâ&#x20AC;? (Serginho ProcĂłpio/Evandro Lima). Esse conjunto ela apresentarĂĄ no lançamento do CD, no prĂłximo dia

24, no Teatro Rival. E tentarĂĄ inserir algumas peças em seus sets na Lapa. Assim como seu amigo Moyseis Marques â&#x20AC;&#x201D; com quem faz duo em â&#x20AC;&#x153;Fogo sem a chamaâ&#x20AC;? (AlemĂŁo do Cavaco/Wanderley Monteiro) â&#x20AC;&#x201D;, ela vem reduzindo suas apariçþes na noite do bairro. JĂĄ foram duas por

semana, hoje sĂŁo duas por mĂŞs. â&#x20AC;&#x153;Penso Ă s vezes em parar, mas faço o que tenho condiçþes de fazer, pois preciso viver. E gosto de mesclar meu repertĂłrio com sucessos. Ă&#x2030; normal que o pĂşblico queira ouvir o que jĂĄ conhece, para cantar juntoâ&#x20AC;?, contemporiza.


2

TribunaIndependente

DIVERSÃO&ARTE 0$&(,Ï7(5d$)(,5$'(-8/+2'(

Ben Jor Aos 68 anos de idade, quem também comemora o tempo de estrada musical em Maceió é o cantor e compositor Jorge Ben Jor. Ele chega a Maceió QRSUy[LPRGLDGHMXOKRHYHPDFRPSDQKDGRGD%DQGDGR=p3UHWLQKR$DEHUWXUD¿FDSRUFRQWDGDVEDQGDV$IIDUUDH&DQQLEDO2VKRZWHPFRPR EDVHRžWUDEDOKRGRDUWLVWDFRPPDLVGHDQRVGHFDUUHLUD1RUHSHUWyULRQmRIDOWDPVXFHVVRVFRPR³0DVTXH1DGD´³6DQWD&ODUD&ODUHRX´³3DtV 7URSLFDO´³&KRYH&KXYD´³27HOHIRQH7RFRX1RYDPHQWH´H³5LR0DUDYLOKD´2XVHMDpXPVKRZSDUDRVImVTXHQmRTXHUHP¿FDUSDUDGRV

Em Maceió chove poesia 2SURMHWRGR,QVWLWXWR/XPHHLURYDLWUD]HUXPD VpULHGHHYHQWRVHQWUHMXOKRHDJRVWR2SULPHLUR deles é o Papel no Varal, que trará a discussão sobre o tema água e a preservação dos recursos KtGULFRVGHIRUPDO~GLFD$SDODYUDiJXDVHUi citada desde a sua denotação clássica às mais GtVSDUHVSRVVLELOLGDGHVPHWDIyULFDVHQFRQWUDGDV pelos grandes poetas de Alagoas, do Brasil e do PXQGR2HYHQWRYDLWHUDSDUWLFLSDomRPXVLFDO GH:DGRID]HQGRRGLiORJRHQWUHDP~VLFDH a poesia no dia 10 de julho, às 20h, no Maikai &KRSSHULD$HQWUDGDpJUDWXLWDFRPUHVHUYDV DQWHFLSDGDVSHODLQWHUQHWHWHOHIRQHDSDUWLUGRGLD &RQWDWRRXFRQWDWR#OXPHHLUR org.

Os Gatos – Uma Noite Felina %DVHDGRQRVSRHPDVGRDXWRUQRUWHDPHULFDQR 76(OLRWRPXVLFDOHVWUHLDQR7HDWUR'HRGRUR no dia 11 de agosto. A montagem da Associação Teatral Guerreiros Produção, de Alagoas, conta a história da velha gata Grule, que após a morte de seus donos retorna a viver com os gatos de UXDGDQGRLQtFLRDXPDVpULHGHFRQÀLWRV$V apresentações acontecem nesta quarta (11) e TXLQWDIHLUD  jVHKQR7HDWUR'HRGRUR 2VLQJUHVVRVSDUDDSODWHLDHIULVDVFXVWDP5 LQWHLUD H5 PHLD FDPDURWH5 LQWHLUD  H5 PHLD HEDOFmR5 LQWHLUD H5 PHLD ,QIRUPDo}HV  

Parabéns, $ifrão

Cine Arte 27HDWUR-RIUH6RDUHVGR6HVF&HQWURLUi H[LELUJUDWXLWDPHQWHR¿OPH$/LEHUGDGHp$]XO amanhã, às 16h30. Julie (Juliette Binoche) perde RPDULGRXPIDPRVRFRPSRVLWRUHD¿OKDQXP WUiJLFRDFLGHQWHGHFDUUR7UDXPDWL]DGDHODSUR cura se libertar de tudo que lhe lembre o passado e, aos poucos, tenta reencontrar a vontade de YLYHU2ORQJDpDSULPHLUDSDUWHGD7ULORJLDGDV &RUHVGRPHVWUHSRORQrV.U]\V]WRI.LHVORZVNL

De graça Na semana que completa 40 anos, o Teatro de $UHQD6pUJLR&DUGRVRYDLUHFHEHUXPDVpULHGH DSUHVHQWDo}HVGHWHDWURHP~VLFD1RSUy[LPR sábado, dia 14, às 20h30, o palco da sala de HVSHWiFXORVYL]LQKDDR7HDWUR'HRGRURDEULJD RVKRZ³29LROmR/LYUH´GR'XRIHO$GXSODGH YLRORQLVWDVIH]DSULPHLUDDSUHVHQWDomRSUR¿V VLRQDOQRPHVPRSDOFRHP1DVH[WDIHLUD R*UXSR,Q¿QLWR(QTXDQWR7UXTXH ,(7  RIHUHFHDRS~EOLFRDPRQWDJHP³5RFNPH´FRP GLUHomRGH/DHO&RUUHLD7RGDVDVDSUHVHQWDo}HV VmRDEHUWDVDRS~EOLFRVHRVLQJUHVVRVHVWDUmR GLVSRQtYHLVDSDUWLUGDVKQRVGLDVGRVHVSH táculos.

$PDQKmRSURMHWR7HDWUR'HRGRURpR0DLRU%DUDWRDSUHVHQWDXPVKRZFRPHPRUDWLYRGHXPDFDU UHLUDPXVLFDOMRYHPGH$ODJRDV&RPHPRUDQGRDQRVGHH[LVWrQFLDDEDQGDLIUmRWUD]RVKRZ ³&RPHPRUDomRDRV$QRVGD%DQGD´DSDUWLUGDVKFRPLQJUHVVRVD5H5QR7HDWUR 'HRGRUR

Brega

Quinta no Arena

$FDVDGHVKRZV/H+RWHO RUODGDSUDLDGH3RQWD Verde) abre a temporada de atrações de verão FRPDDSUHVHQWDomRGRFDQWRU5HJLQDOGR5RVVL No próximo sábado, dia 14. A noite ainda conta com a banda Amoda. Vendas nos stands Viva $ODJRDV 0DFHLy6KRSSLQJ H)ROLD%UDVLO *%DU ERVD ,QIRUPDo}HV

A nova edição do projeto Quinta no Arena FRPHoDQRSUy[LPRGLDFRPRVKRZ³'HVD´ da cantora Pauline Alencar. A artista propõe XPVKRZGHP~VLFDSRSXODUTXHSDVVHLDSHOR VDPED[RWHHUHJJDH1R7HDWURGH$UHQD6pU JLR&DUGRVR DQH[RDR7HDWUR'HRGRUR 3UHoRV 5H5

FALE CONOSCO$$JHQGDpXPVHUYLoRJUDWXLWRGHRULHQWDomRDROHLWRU2VLQWHUHVVDGRVHPGLYXOJDUHYHQWRVVKRZVHH[SRVLo}HVSRGHPHQYLDUPDWHULDODWUDYpVGRHQGHUHoRWLDJHQGD#KRWPDLOFRP

RESUMO DE NOVELAS GLOBO 18h AMOR ETERNO AMOR

5RGULJRIDODVREUHVHXVVHQWLPHQWRVSRU0LULDP QDVHVVmRGHUHJUHVVmRFRP%HDWUL]3ULVFLODLQ FHQWLYD0LULDPDVHGHFODUDUSDUD5RGULJR*LOGD IDODSDUD/DXUDTXH*LOH'pERUDHVWmRMXQWRV Valdirene convence Jáqui a vender brigadeiros SDUDWHUXPDIRQWHGHUHQGD/DtVH-XOLQKR reclamam um do outro para seus amigos. Wil OLDPFRQYLGD0DUOHQHSDUDVDLU'LYLQDDYLVDD Melissa que recebeu uma ligação de Zenóbio. 5RGULJRHQFRQWUD9LUJtOLRVHQWDGRHPVXDPH sa de trabalho.

GLOBO 19h CHEIAS DE CHARME

2WWRH[LJHTXHVROWHP(ODQRHYDLFRPHOHDWp o escritório. Elano conta tudo que sabe para o HPSUHViULRH2WWRGL]TXHYDLGHVWUXLUDUHSX WDomRGH6DUPHQWR0RUYDQFKHJDjFDVDGH &KD\HQHSDUDIDODUFRP6RFRUUR2WWRGHVDEDID FRP3HQKD6{QLDGHVDSURYDDVDWLWXGHVGH 6DUPHQWR6LPRQHVHHQFRQWUDFRP$UUXGD &KD\HQHFKDPD)DELDQH/DpUFLRIRWRJUDIDR JDOmQRTXDUWRGDFDQWRUD2WWRDYLVDD0iVORYD TXH&RQUDGRVHUiLQYHVWLJDGRSHOD3ROtFLD )HGHUDO(ODQRH&LGDVHEHLMDP

GLOBO 21h AVENIDA BRASIL

Max decide não contar nada sobre Nina. 0RQDOLVDDFXVD6LODVH2OHQNDGHWUDLomR0D[p destratado por Ágata e decide deixar a mansão. 0RQDOLVDH[SXOVD2OHQNDGHVXDFDVD9DOGR REULJD%HWkQLDDVHDIDVWDUGH1LQDSDUDVHPSUH -HU{QLPRYr1LQDSHJDUSDUWHGRGLQKHLURTXH HVWDYDHVFRQGLGRQDFDVDGH/XFLQGD1LQDSDJD SHORVLOrQFLRGH0D[$OH[LDFRQWDSDUD&DGLQKR TXHHVWiIDOLGD-HU{QLPRFRQWDSDUD1LORRQGH 1LQDJXDUGDRGLQKHLUR7XImRFRQIURQWD/~FLR 1LORDPHDoD/XFLQGD%HJ{QLDSURFXUD1LQDQD PDQVmRH&DUPLQKDHVWUDQKD

RECORDE 21h MÁSCARAS

0DULDFKHJDjID]HQGDPXLWRQHUYRVD$EUDoDGD D0DUWLP 2WiYLR HODFRQWDRTXHIH]FRP'pFLR (ODSHGHTXHRLUPmRYiDWpjFOtQLFDSDUDYHU FRPRRPpGLFR¿FRX2WiYLR 0DUWLP VHDIDVWD por alguns instantes, recolhe o próprio material JHQpWLFRHVXEVWLWXLSHORGH0DUWLP 2WiYLR (OH HQWUHJDWXGRSDUD-RKQQ\HOHPEUDTXHSUHFLVD GRPDWHULDOGDFULDQoDSDUDID]HUXPWHVWHQR %UDVLOWDPEpP2WiYLR 0DUWLP YDLDRTXDUWR PDVQmRHQFRQWUD(OL]D7HPHURVD0DQXHOD UHFHEH(OL]DQRStHU$RRXYLURQRPHGH0DUWLP 0DQXHODWHQWDIXJLU(OL]DFRQVHJXHDOFDQoiODH as duas se encaram.


TribunaIndependente

0$&(,Ă?7(5d$)(,5$'(-8/+2'( DIVERSĂ&#x192;O&ARTE

3

6%7',98/*$d­2

FLĂ VIO RICCOFRODERUDomR-RVp&DUDORV1HU\ZZZWZHWWHUFRPĂ&#x20AC;DYLRULFFR

Globo pensou em juntar FĂĄtima Bernardes e Pedro Bial

O

TV TUDO Mas nem aĂ­ 1RPHVPRGLDHKRUiULRGDVHPDQD SDVVDGDHPTXHMRUQDOLVWDV

´(QFRQWUR¾GD)iWLPD%HUQDUGHVQD*ORER IRUDPGHPLWLGRVGD%DQGHLUDQWHV ¹5LRGH-DQHLURXPGRVVHXV entrou na sua terceira semana de exibição, GLUHWRUHVPDLVLPSRUWDQWHVHVWDYD HPXPDGLVSXWDEHPLQWHUHVVDQWHQRKRUiQXPFRPSURPLVVRVRFLDO ULRFRP6%7H5HFRUG(GHVGHD~OWLPDVHPDQD )RLDVVLVWLUHSDUWLFLSDUGHXPOHLOmR GHPyYHLVHREMHWRVDQWLJRVGR jVTXLQWDVIHLUDVGHSRLVGH´*DEULHOD¾QDPHVCopacabana Palace. ma emissora, Pedro Bial passou a comandar o ´1D0RUDO¾FRPHGLo}HVSUHYLVWDVDWpRGLDGH Sobre o assunto DJRVWRHPVXDSULPHLUDWHPSRUDGD0DVRTXH SRXFDJHQWHVDEHpTXHDQWHVGHWXGRLVVRTXDQGR $&RPXQLFDomRGD%DQGFRQ¿UPD começaram as conversas para implantar um novo RQ~PHURGHGHPLVV}HV³IUHQWH jVPDLVGHFRQWUDWDo}HVUHDOLSURGXWRQDVPDQKmVVHSHQVRXHPUHXQLUH[D]DGDVSHOD%DQG5LRQRV~OWLPRV PHVHV´ tamente os dois, Fåtima e Bial, na apresentação (¿QDOL]DLQIRUPDQGRTXHFRPD GHXPPHVPRSURJUDPDA ideia não avançou FKHJDGDGD5iGLR03%DRVQHJye, portanto, em vez de somar, eles acabaram FLRVGRJUXSRDDTXLVLomRGHXPD GLYLGLGRVDRPHOKRUHVWLORGHFDGDXP(VVD JUi¿FDHDHVWUHLDGHXPQRYRSURJUDPDMRUQDOtVWLFR ³%UDVLO8UJHQWH´ DSRVWDDJRUDVHVDEHFKHJRXDVHUFRJLWDGD

AmanhĂŁ, na faixa das 11 da noite, conforme jĂĄ anunciado, o SBT vai apresentar com Carlos Nascimento a primeira edição de â&#x20AC;&#x153;O Maior Brasileiro de Todos os Temposâ&#x20AC;?. O que ainda ninguĂŠm falou ĂŠ sobre a lista dos escolhidos. Anote: PelĂŠ, Lula, Fernando Henrique Cardoso, Juscelino Kubitschek, GetĂşlio Vargas, Ayrton Senna, Chico Xavier, IrmĂŁ Dulce, Princesa Isabel, Santos Dumont, Tiradentes e Oscar Niemeyer. SĂŁo 12

Passou do ponto ³&DUURVVHO´pKRMHRJUDQGH QHJyFLRGR6%70DLRUUHVSRQViYHOSHODUHFXSHUDomRGDVXD DXGLrQFLD6yTXHQmRSRGH H[DJHUDU2WHPSRGHDUWHGD QRYHODQRDUQRKRUiULRFKHLR GDVXDH[LELomR¹KjV KpSUDWLFDPHQWHRPHVPR GRYROXPHGHFRPHUFLDLV&RUUH VpULRULVFRGHDPROHFDGDMRJDU a toalha.

ORFDO KRXYHXPDMXVWHQRHIHWLYR

Ponta-de-lança 2DVVXQWR³+HEHGHQRYRQR 6%7´QmRDSUHVHQWRXQRYLGDGHQRV ~OWLPRVGLDV+iXPD³OLQKDGLUHWD´ HQWUH6LOYLR6DQWRVHHODPDVVDEH VHTXHGHVGHRSULPHLURPRPHQWR IRLR5DWLQKRTXHPVHHQFDUUHJRX GHUHDSUR[LPDUDVSDUWHV

Edir quase entrou $WpRV~OWLPRVGLDVGDYRWDomR MiHQFHUUDGDVKiDOJXPWHPSR RQRPHGH(GLU0DFHGROtGHU GD,JUHMD8QLYHUVDOHGRQRGD FRQFRUUHQWH5HFRUGHVWDYDHQWUH RVFODVVLÂżFDGRV6yQRV~OWLPRV PRPHQWRVLQIRUPDVHHOHDFDERX ultrapassado por um dos 12 ÂżQDOLVWDV

Fim de ano $%DQGSUHWHQGHODQoDUHQWUH RXWXEURHQRYHPEURRUHDOLW\VKRZ ³4XHP4XHU&DVDUFRPPHX)LOKR"´RQGHPmHVWHQWDPHQFRQWUDU DHVSRVDLGHDOSDUDRVHX¿OKR eRXWUDFRSURGXomRGDHPLVVRUD FRPD(\HZRUNV&XDWUR&DEH]DV 2PHVPRSURJUDPDMiSRVVXL YHUV}HVQD(VSDQKDH3RUWXJDO

Participação especial 1D~OWLPDJUDYDomRGD³(VFROLQKDGR*XJX´2ULYDO3HVVLQL GHL[RXDVDODFRPR3DWURSLH YROWRXYHVWLGRGH)RImR)LFRX DWpR¿PGDDXOD3HUVRQDJHP TXHGHL[RXVDXGDGHV0DUFRX toda uma geração.

Comissão de frente 2V¿JXULQLVWDVGD5HGH79MXUDP GHSpVMXQWRVTXHQmRWrPQDGD FRPLVVRHPUHODomRjVURXSDVTXH RPpGLFR5REHUW5H\DSDUHFHQR ³6H[RDWUrV´GRVGRPLQJRV eXPDFRPELQDomRGHGHWDOKHVH FRUHVPHLRLPSUHVVLRQDQWHV

Simone SpoladorepPDLVXP QRPHFRQ¿UPDGRQRHOHQFRGD SUy[LPDQRYHODGD5HFRUGGD GXSOD*LVHOH-RUDVH(GVRQ6SLQHOORVXEVWLWXWDGH³0iVFDUDV´ TXHHVWUHLDHPRXWXEUR9LROHWD VHUiVXDSHUVRQDJHPWLSRTXH PRUUHGHFL~PHVGRQDPRUDGR por causa do sucesso dele com DVPXOKHUHVeWDPEpPSURIHVVRUDGHXPFXUVRGHDXWRDMXGD $DWUL]XPDGDVSURWDJRQLVWDVGH ³9LGDVHP-RJR´DWpLPDJLQRX TXHQmRVHULDFKDPDGDSDUDXP QRYRWUDEDOKRHVWHDQR0DVIRL

Diretor escolhido (PUHXQLmRQD~OWLPDVHPDQDÂżFRX GHFLGLGRTXH-D\PH0RQMDUGLPVHUi RGLUHWRUJHUDOGDSUy[LPDQRYHOD GR:DOWKHU1HJUmRQD*OREReD VHJXQGDGDÂżODQRKRUiULRGDV 6yGHYHHVWUHDUHPPHDGRVGH PDUoRGRDQRTXHYHP

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br

Š Revistas COQUETEL 2012

Participação de A classe Lúcio Costa no pro- dos ricos jeto de O Tuco de Brasília "A Grande Família"

Fase inicial da concessão de financiamentos bancårios Composição musical

Amapå (sigla) Braço, em inglês

PĂĄgina (abrev.) 101, em romanos

Autor de acusaçþes falsas

Depravados; corruptos Ligação

Estado do ferro exposto ao tempo Base conceitual de uma ciĂŞncia

Erwin Rommel, marechal alemĂŁo

Cruståceos pescados com puçå Posição da clavícula Armadilha, em inglês Ser despedido de emprego (gír.)

Yang-(?), o maior rio chinĂŞs Moeda do "epicentro" da crise de 2011

Radiano (sĂ­mbolo) Nojo Pertencente a vocĂŞ (fem.)

Cidade da ColĂ´mbia

Camada superior da crosta terrestre

Local da fuga, em "Madagascar" (Cin.)

Carta que vale 15 pontos, no buraco

SĂłdio (sĂ­mbolo) (?) Rosa, compositor

Raio (abrev.)

45

Solução

G N N A R M A

O P P U N S T U R A S P U A D O I C S N C A

BA O B A D O S V I C I O S O S

C L O T O I E R A D O R M B R O E I I R A D C O O D A L A D A U R O S A N M N C I A A S ZO E L E I R O

BANCO

Interjeição de quem ganha presentes

A N A L I S E D E C R E D I T O

Sucesso, em inglês Recurso difundido por Zilda Arns para salvar crianças

DiversĂŁo noturna Documento (abrev.)

Noel Nutels, indigenista

(?) de TefĂŠ, caricaturista brasileira

Doença que piora com a poluição

N A I R

InquÊrito; investigação

(?) AbestalhaSantana, dos; aparcantor valhados brasileiro

3/arm â&#x20AC;&#x201D; hit. 4/opus â&#x20AC;&#x201D; sand â&#x20AC;&#x201D; sial â&#x20AC;&#x201D; trap. 6/adĂ´nis â&#x20AC;&#x201D; balada. 8/viciosos. 11/soro caseiro.

Universidade Estadual Paulista (sigla) Itens da lista de CEP

Jovem amado por Afrodite (Mit.)

P L U C S I O M S A U R L O F S I L H S O

Agência da ONU com sede em Genebra, Suíça (sigla) Areia, em inglês

Bate-rebate ¡Novo programa da PatrĂ­cia Abravanel, aos sĂĄbados, no SBT, tambĂŠm vai mexer com calouros. Ă&#x201A;'LHJR*XHEHOHVWiHVWXGDQGR YiULRVSURMHWRVQD%DQGSDUD FRORFDUHPSUiWLFDDLQGDHVWHDQR 2SUREOHPDpTXHRKRUiULRSROtWLFR YDLDSHUWDUDJUDGH ¡O espetĂĄculo â&#x20AC;&#x153;Bibi â&#x20AC;&#x201C; HistĂłrias e Cançþesâ&#x20AC;?, comemorando os 90 anos de Bibi Ferreira, vai estrear em SĂŁo Paulo, no Teatro Frei Caneca, dia 3 de agosto. Ă&#x201A;.LG9LQLOVHUiRHQWUHYLVWDGRGR )DEUtFLR&DUSLQHMDUQRÂł$0iTXLQD´ GD*D]HWD+RMHK ¡EstĂĄ praticamente aprovado, pela direção do SBT, o projeto de um reality musical da Elisabetta Zenatti e Rick Bonadio. Ă&#x201A;2HVTXHPDFRPHUFLDOWDPEpPMi IRLDVVHJXUDGR ¡Pra bater o martelo agora sĂł falta o aval do dono, Silvio Santos. Ă&#x201A;3DXOR6RDUHVR$PLJmRGHSRLV GDVIpULDVUHDVVXPLXRVVHXVWUDbalhos, semana passada, na Espn %UDVLO ¡A Gazeta estĂĄ preparando um especial no aniversĂĄrio do Ronnie Von. Vai ao ar no â&#x20AC;&#x153;Todo seuâ&#x20AC;?, dia 17. Ă&#x201A;%HPLQWHUHVVDQWHDHQWUHYLVWDGR -RHOPLU%HWWLQJQD~OWLPDHGLomRGD UHYLVWDÂł,PSUHQVD´7HPKLVWyULD

&¡HVWĂ&#x20AC;QL +iXPSODQRQD5HGH79SDUDR DSURYHLWDPHQWRGH+HDYHQ'HOKD\H QDHTXLSHGRÂł0DQKm0DLRU´DSDUWLU GRÂżQDOGHVWHPrV $WpMXQKRSDVVDGRHODDSUHVHQWDYD RSURJUDPDÂł1HVWOpFRPYRFr´QD PHVPDHPLVVRUDTXHQmRHVWHQGHX FRQWUDWRSDUDQRYDWHPSRUDGD (QWmRpLVVR0DVDPDQKmWHP PDLV7FKDX

HORĂ&#x201C;SCOPO Ă RIES  D Âą1RDPELHQWHGHWUDEDOKRSURFXUHVHUPDLV tolerante com os seus colegas. $VHPDQDpLQGLFDGDSDUDID]HU VXDVDWLYLGDGHVVHPGHSHQGHUWDQWR dos outros, mantenha a sua autoQRPLD&RPVHXGLQKHLURWHUiTXH VHUPDLVRUJDQL]DGDSDUDQmRGHL[DU TXHDVFRQWDVVHDFXPXOHPeKRUD GHID]HUHFRQRPLD TOURO Âą D Âą3RGHUi FRQVHJXLUIDYRUHVRXYDQWDJHQVQR WUDEDOKRDSURYHLWHSDUDPRVWUDUVXD GHGLFDomRHVHXFDULVPD%RDIDVH SDUDWUDEDOKDUHPHTXLSH6HMDiJLO SDUDWRPDUPHGLGDVTXHSUHFLVD SDUDPDQWHUDVVXDVFRQWDVHPGLD HRVHXRUoDPHQWRHTXLOLEUDGR3DVVHLRVRXYLDJHQVHVWmRSURWHJLGRV SULQFLSDOPHQWHMXQWRGHSHVVRDV TXHULGDV GĂ&#x160;MEOSÂą D Âą0XLWR FXLGDGRFRPDVXDLPSDFLrQFLDQR VHXHPSUHJR5HVSLUHIXQGRDQWHV GHUHVSRQGHURTXHQmRGHYH&RQWUROHRVVHXVJDVWRVHHYLWHGHVSHVDVGHVQHFHVViULDV%RDIDVHSDUD VDLUFRPDPLJRVID]HUSURJUDPDV GLYHUWLGRVHGLIHUHQWHVHFRQKHFHU JHQWHQRYDTXHVHUiLPSRUWDQWH SDUDH[SDQGLUVHXVFRQKHFLPHQWRV CĂ&#x201A;NCERÂą D Âą,GHLDV LQRYDGRUDVDOLDGDVDRVHXSRWHQFLDO HFDSDFLGDGHGHVXSHUDomRSRGHUmR HOHYDUVHXSUHVWtJLRHSRGHUiFKHJDU RQGHGHVHMDQDSURÂżVVmR 9DLVHVHQWLUjYRQWDGHSDUDUHDOL]DU VXDVWDUHIDV7HQWHQmRFRPHQWDUD VXDYLGDSHVVRDOFRPTXDOTXHUXPH ÂżTXHEHPORQJHGHJHQWHIRIRTXHLUD RXLQYHMRVD LEĂ&#x192;OÂą D Âą3RGHUi HQIUHQWDUDOJXQVLPSUHYLVWRVQR emprego, mas mantenha a calma SRUTXHDLUULWDomRQmRLUiFRQWULEXLU FRPDVLWXDomRHDLQGDSURYRFDU DWULWRVGHVQHFHVViULRV&RORTXHDV FRQYHUVDVHPGLDFRPVHXVDPLJRV HIDPLOLDUHVLQFOXVLYHFRPTXHP mora longe. Encontre um passatemSRTXHOKHGrSUD]HU VIRGEMÂą D Âą)DVHIDYRUiYHOSDUDVDLUSDVVHDUVHGLYHUWLU HFRQKHFHUSHVVRDVQRYDV1RWUDEDOKRYRFrSUHFLVDUiÂżFDUGHROKR QDVRSRUWXQLGDGHVTXHVXUJLUHP 3RGHUiVXSHUDUDVGLÂżFXOGDGHVH REVWiFXORVGRVHXFDPLQKRFRP IDFLOLGDGH0XLWRFXLGDGRFRPRTXH GL]VHMDQRDPELHQWHSURÂżVVLRQDORX QDYLGDSHVVRDO

LIBRAÂą D Âą)LTXH ORQJHGRVDWULWRVFRPRVFROHJDVGH VHUYLoRSRLVSRGHSUHFLVDUGDDMXGD GHOHVSDUDGHVHQYROYHUVXDVWDUHIDV 3URFXUHPDQWHUERPUHODFLRQDPHQWR FRPFKHIHVRXVXSHULRUHV1mR SHUGHUGHYLVWDRTXHGHVHMDSRGH DMXGDUQDVXDFRQFHQWUDomR(YLWH ÂżFDUGHQWURGHFDVDVDLDPDLVH UHOD[HMXQWRDRVDPLJRV ESCORPIĂ&#x192;O â&#x20AC;&#x201C; (23/10 a 21/11) â&#x20AC;&#x201C; &KHLR D GHGHWHUPLQDomRHWUDEDOKR GXURYRFrYDLVXSHUDUTXDOTXHU SUHVVmRRXFREUDQoDTXHSRGHUi VRIUHU$SURYHLWHVXDHQHUJLDSDUD FRQFOXLUWDUHIDVTXHMiVHHQFRQWUDP HPDQGDPHQWR$OJXPDVGLVFXVV}HV SRGHPGHL[DURFOLPDDRVHXUHGRU PHLRSHVDGRHQWmRHYLWHVHHQYROYHUHPSROrPLFDV SAGITĂ RIO â&#x20AC;&#x201C; (22/11 a 21/12) â&#x20AC;&#x201C; 3URFXUHWURFDULGHLDVHFRPSDUWLOKDU VXDH[SHULrQFLDFRPRVFROHJDV GHVHUYLoRDVVLPSRGHUiHQFRQWUDUVROXo}HVSDUDSUREOHPDVTXH QmRHVWDYDFRQVHJXLQGRUHVROYHU VR]LQKR D 7DQWRHPSHQKRHGHGLcação poderĂŁo ser recompensados. 1mRVHLVROHHGHGLTXHVHPDLVDRV DPLJRVLVVRYDLVHUERPSDUDYRFr CAPRICĂ&#x201C;RNIO â&#x20AC;&#x201C; (22/12 a 19/1) Âą1RWUDEDOKRSHVVRDVLQĂ&#x20AC;XHQWHV podem estar de olho em seu deVHPSHQKRHQWmRQmRWHQKDUHFHLR GHPRVWUDUDVVXDVTXDOLGDGHV 1RHQWDQWRVHUiSUHFLVRHVFROKHU EHPDVSDODYUDVSDUDQmRRFRUUHU PDOHQWHQGLGRV3RGHUiWHUTXHOLGDU FRPGLVSXWDVHDWULWRVHPIDPtOLD 7HQKDSXOVRÂżUPHSDUDUHVROYHURV GHVHQWHQGLPHQWRV AQUĂ RIO â&#x20AC;&#x201C; (20/1 a 18/2) â&#x20AC;&#x201C; O peUtRGRIDYRUHFHRVWUDEDOKRVGHVHQYROYLGRVHPHTXLSHeKRUDGHXQLU IRUoDVFRPSHVVRDVTXHWHQKDP REMHWLYRVHPFRPXP3RGHUiGHVFREULUPDQHLUDVGLIHUHQWHVGHID]HUDV PHVPDVDWLYLGDGHV 3URFXUHUHOD[DUHGHVFDQVDUD PHQWH/HLDIDoDSHVTXLVDVH GLYLUWDVHFRPSHVVRDVLQWHOLJHQWHV e engraçadas. PEIXES â&#x20AC;&#x201C; (19/2 a 20/3) -Demonstre VHJXUDQoDHPVXDVRSLQL}HVHQmR GHL[HTXHLPSRQKDPXPDIRUPD GHSHQVDUDYRFr0DVSURFXUHVHU Ă&#x20AC;H[tYHOHUHVSHLWDUDRSLQLmRGRV GHPDLVWDPEpP Problemas com grana podem causar preocupação, entĂŁo, nĂŁo JDVWHjWRD

GRĂ VIDA

Adele grava disco com FDQo}HVGHQLQDUSDUDĂ&#x20AC;OKR

A

cantora Adele estĂĄ gravando um disco composto apenas por cançþes de ninar para tocar para seu bebĂŞ ainda na barriga, informou o jorQDO LQJOrV ´7KH 6XQÂľ Na Ăşltima semana, a britânica anunciou, HP VHX VLWH RĂ&#x20AC;FLDO TXH estĂĄ grĂĄvida do primeiUR Ă&#x20AC;OKR FRP R QDPRUDGR 6LPRQ .RQHFNL Uma fonte da puEOLFDomRDĂ&#x20AC;UPRXTXH ela jĂĄ tem colocado as cançþes de ninar com sua voz para sua barriga: â&#x20AC;&#x153;Ă&#x2030; a cara de Adele colocar sua voz o mais prĂłximo possĂ­vel do

EHErSDUDTXHHOHFRQVLJDHVFXWDUÂľ &RPRiOEXP´Âľ a cantora alcançou a marca de disco mais vendido do ano nos EsWDGRV8QLGRV(TXHP sabe, mais ĂĄlbuns como o de ninar podem vir SRUDtMiTXHDORXUDMi DĂ&#x20AC;UPRXHPHQWUHYLVWDV DQWHULRUHVTXHSUHWHQGH WHUWUrVĂ&#x20AC;OKRVDWpRV DQRV $OpPGDVFDQo}HV para o bebĂŞ, Adele tem passado o tempo com jogos de tabuleiro, VHJXQGRR´7KH6XQÂľ ´0RQRSRO\ÂľH´6FUDEEOHÂľHVWDULDPHQWUH VHXVIDYRULWRV


4

DIVERSĂ&#x192;O&ARTE

TribunaIndependente

MACEIĂ&#x201C; - TERĂ&#x2021;A-FEIRA, 10 DE JULHO DE 2012

â&#x20AC;&#x153;Deus abençoa os que, pacientemente, VXSRUWDPDSURYDomR1RÂżQDO receberĂŁo a coroa da vida, que Deus prometeu aos que o amamâ&#x20AC;?

Foto by AndrĂŠ Fon

Fotos by Chico BrandĂŁo

A

Adiamento

assessoria de marketing da S.Mag nos comunicando que o jantar promovido pelos amigos Marcondes, Cinthia Malta e Eumar Coelho para comemorar a capa da revista S.MAG foi adiado para a SUy[LPDWHUoDIHLUDGLD$QRWDGR

V

Enfocamos nesta terça, a grande dama Janete Lobo, um ser humano dos mais puros e iluminado um presente de Deus, para todos nós

VitĂłria Zoolo, empresĂĄria consagrada no mundo fashion da cidade, soma sucessos com a conhecida Zoolo. ParabĂŠns!

Ana Papine, uma jovem senhora de muita classe, sempre sĂłbria e elegante nos grandes eventos da cidade

Açorda de Bacalhau

Ă&#x2030;

uma espÊcie de sopa de peixe com pão. Na minha receita, eu coloco bastante bacalhau e, em vez de quebrar o pão e misturar para fazer essa sopa, eu sirvo dentro de um pão italiano. Ingredientes: 3 cebolas cortadas em meia lua, Azeite de oliva extra virgem, 4 dentes de alho espremidos no espremedor, Azeitonas roxas cortadas rusticamente ao redor do caroço, 2 tomates grandes, 2 tabletes de caldo de legumes, 2 postas de baFDOKDXGHVVDOJDGDVHFR]LGDVHPOHLWH¿FDQGRDVVLPEHPEUDQFDVHHPODVFDVòFRSRGHYLQKREUDQFRODWDGHFUHPHGHOHLWH6DOVLQKDIUHVFD picada, 4 pães italianos. Modo de preparo: Coloque uma frigideira antiaderente em fogo alto, regue generosamente com azeite, junte a cebola, o alho, baixe a temperatura e misture. Deixe cozinhando e suando lentamente. Adicione as azeitonas. Faça um corte em forma de X na parte inferior GRVWRPDWHVHFRORTXHRVHPXPDSDQHODFRPEDVWDQWHiJXDIHUYHQWHSRUPLQ3DVVDGRHVWHWHPSRWUDQV¿UDRVSDUDXPDYDVLOKDFRPiJXDIULD HEDVWDQWHJHORSDUDSDUDUFRPSOHWDPHQWHRFR]LPHQWRPLQGHSRLVUHWLUHRVGDiJXDJHODGDHSX[HDSHOHTXHVDLVHPGL¿FXOGDGH5HPRYDDV sementes e corte em quadrados. Desfaça com os dedos os tabletes, acrescente-os às cebolas e misture. Adicione o bacalhau e misture com cuidado para não quebrar as lascas. Junte o vinho e os tomates. Desligue o fogo e verta o creme de leite misturando cuidadosamente. Para aquele toque aromåtico, coloque a salsinha. Corte o topo do pão, retire o miolo, recheie FRPDDoRUGDHUHJXHFRPXP¿RGHD]HLWH)DoDRPHVPRFRPRVSmHVUHVWDQWHV&DGDSHVVRDUHFHEHDVXDDoRUGDLQGLYLGXDOHVHGHOLFLDUi

Fotos by Chico BrandĂŁo

ArmazĂŠm GuimarĂŁes

Jogo Aberto

Clean Express

S

abe aquelas peças em couro e tecidos nobres que a gente acha impossível de lavar? Pois a coluna tem uma dica infalível. Você precisa conferir os serviços da lavanderia Clean Express do amigo Daniel Cunha. Localizada na Ponta Verde, a lavanderia Ê referência quando o assunto Ê lavagem de tecidos nobres, com direito à pontualidade HH¿FLrQFLD3DUDEpQVDPLJR

D

C

riada na ItĂĄlia e aprimorada no Brasil, a pizza tem o dia 10 de julho reservado para sua homenagem. Unindo tradiçþes dos dois paĂ­ses, o ArmazĂŠm GuimarĂŁes celebra a data incrementando seu cardĂĄpio com a Pizza dos GuimarĂŁes, que cobre a massa com calabresa moĂ­da e o brasileirĂ­ssimo catupiry. â&#x20AC;&#x153;Sempre fazemos a combinação em casa, nas reuniĂľes com amigos e ĂŠ sucesso, entĂŁo decidimos compartilhar com nossos clientesâ&#x20AC;?, explica Leopoldo Gama, que comanda o ArmazĂŠm ao lado dos irmĂŁos Breno e Leopoldo.

MĂĄrio Marroquim

epois de ser destaque nacional como uma das 100 empresas de todo o paĂ­s com maior nĂşmero de obras entregues, a Marroquim Engenharia vem recebendo inĂşmeros elogios pelos arrojados projetos arquitetĂ´nicos. A construtora conta FRPRVPHOKRUHVSURÂżVVLRQDLVGR mercado, o que agrega Ă  marca, sinĂ´nimo de credibilidade, qualidade e padrĂŁo top em todos os seus projetos. ParabĂŠns ao amigo MĂĄrio Marroquim e a toda a sua equipe.

O

Convite

presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 19ª Região, desembargador Severino Rodrigues dos Santos, convidando a imprensa para um cafÊ da manhã que acontece na próxima sexta, dia 13, no 2º andar do Edifício Pontes de Miranda, na Avenida da Paz. Na pauta, a aproximação entre o tribunal e a sociedade, dentro da nova gestão do TRT em Alagoas. Excelente iniciativa.

U

Q

O

utra aniversariante querida deste domingo foi a maravilhosa Mônica Casado. Mulher de sucesso, empreendedora, e de muito talento, foi celebrada com um big almoço no Chez Marie, em companhia dos familiares, amigos, alÊm de colabores dos salþes que compþem a rede Fios de Cabelo. 3DUDEpQVDPLJDYRFrPHUHFH

Flip

C

ParabĂŠns

m dos nomes mais importantes da cardiologia brasileira, o cirurgião JosÊ Wanderley Neto, que tambÊm jå foi ex-governador do Estado, foi o aniversariante mais celebrado deste domingo. Wanderley Ê conhecido pela seriedade, competência e, acima de tudo, elegância. Foi muito celebrado pelos amigos e familiares, alÊm de receber as devidas oraçþes daqueles cujas vidas salvou. Nossos mais sinceros votos de felicidades e muita saúde.

Niver

uerido por todos, o tabeliĂŁo e agropecuarista Tai Breda foi o aniversariante mais festejado do Ăşltimo sĂĄbado, dia 7. Cercado por familiares e amigos mais Ă­ntimos, Tai celebrou a virada de calendĂĄrio cheio de estilo, em sua belĂ­ssima residĂŞncia de veraneio na Praia de Ipioca. Nossos mais sinceros votos de muitas felicidades.

Audifax Seabra, em companhia de Walmy BechĂł, dois valores â&#x20AC;&#x2DC;Ă­mparesâ&#x20AC;&#x2122; em nossa sociedade, t��Şm seus trabalhos reconhecidos nacionalmente. Exemplos de talento e sucesso

Cinco anos da Tribuna Independente

Ă&#x2030;

VHPSUHPXLWRJUDWL¿FDQWHIDODUGHH[HPSORVGH sucesso. Exemplos que nos inspiram e nos fazem acreditar na força do empreendedorismo, dedicação, competência, e, acima de tudo, comprometimento. Esta Ê a essência desses cinco anos da Tribuna Independente. A cooperativa, que reúne jornalistas e JUi¿FRVpXPH[HPSORGRTXHDIRUoDGDFROHWLYLGDGH e uma visão ousada pode fazer por qualquer empresa. Tendo à frente os jornalistas Antonio Pereira Filho, JosÊ Paulo Gabriel dos Santos e Ricardo Castro, que mesclam sua experiência a um grupo jovens de SUR¿VVLRQDLVD7ULEXQD,QGHSHQGHQWHYHPVHFRQVROLGDQGRFRPRXPD das grandes forças do jornalismo alagoano. A empresa tem se pautado ao longo dessa caminhada por levar a informação de forma clara e objetivo ao seu leitor, acreditando que o direito à informação Ê a base de qualquer sociedade civilizada. Nós que nos integramos a esta equipe, não poderíamos deixar de parabenizar todos que integram a equipe e GHVHMDUTXHRFUHVFLPHQWRVHPDQWHQKDFRQVWDQWH3DUDEpQVDWRGRV

F

omo acontece nos últimos anos, a Feira Literåria Internacional de Paraty, a Flip 2012, reúne grandes nomes da literatura mundial. Este ano, o grande homenageado Ê o escritor Carlos Drummond de Andrade. Destaque, tambÊm, para a presença do escritor alagoano Carlito Lima, que lançou o livro Vadiando com Ledo Ivo nos Mares GDV$ODJRDV/HLWXUDLQGLVSHQViYHO

N

Desa

o ano e na semana em que comemora 40 anos de existĂŞncia, o Teatro de Arena SĂŠrgio Cardoso, recebe o show â&#x20AC;&#x153;Desaâ&#x20AC;?, da cantora Pauline Alencar, na prĂłxima quinta (12) na abertura da oitava edição do projeto Quinta no Arena, antes dedicado exclusivamente Ă  produção teatral, este ano receberĂĄ tambĂŠm espetĂĄculos de dança, mĂşsica e cultura popular, sendo que os espetĂĄculos de teatro serĂŁo apresentados por duas semanas consecutivas. Os espetĂĄculos serĂŁo apresentados sempre Ă s quintas-feiras, a partir das 19h, com ingressos a R$ 10,00 e R$ 5,00.

Exposição

oi bastante prestigiada a abertura da exposição 1/3 do Nordeste, da fotógrafa Rita Moura. A mostra, com curadoria de Socorro Lamenha, foi DEHUWDQR¿PGHVHPDQDHGHYHUi permanecer em exibição atÊ o dia 5 de agosto na Casa do Patrimônio do Iphan, em Jaraguå. A exposição retrata a devastação sofrida pelo Estado com as fortes chuvas que atingiram Alagoas e Pernambuco hå dois anos. Um retrato inspirado e dramåtico. Vale a pena conferir.

Duofel em MaceiĂł

A

WHQomRImVGH'XRIHO$GXSOD volta a fazer show na capital alagoana, desta vez no dia 14 de julho, no Teatro de Arena SÊrgio Cardoso. A dupla apresenta o show inÊdito Brazilian Songbook e terå início às 21h. A apresentação faz parte das comemoraçþes pelos 40 DQRVGRWHDWURGH$UHQD,PSHUGtYHO

Assine a Tribuna Independente e esta coluna

pelo telefone (82) 3311-1308

Acesse o portal Tribunahoje.com e leia na Ă­ntegra a coluna Top News no Blog Elenilson Gomes

VerĂŁo 2013

ai ser difĂ­cil escapar dos maxiacessĂłrios no prĂłximo verĂŁo: isso ĂŠ o que indicaram as passarelas de GHVÂżOHVGDWHPSRUDGD6HMDP colares poderosos de cristais, itens coloridos com inspiração artsy â&#x20AC;&#x201D; atĂŠ mesmo os pinceis foram parar em correntes e brincos â&#x20AC;&#x201D; ou braceletes poderosos de corda, os looks do verĂŁo 2013 prometem ser marcados por itens statement, sem medo de exagero. E vocĂŞ, jĂĄ escolheu o seu acessĂłrio?

elenilsontopnews@gmail.com

O

Nomeação

s amigos, a família, em especial a amada Mônica Casado, comemorando a nomeação do competente engenheiro Napoleão Casado para a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do (VWDGR3UR¿VVLRQDOGRPDLVDOWR gabarito, irå enriquecer as açþes desenvolvidas pela secretåria no Estado, fazendo jus à excelência do governo Teotônio Vilela. ParabÊns, DPLJRV

A

Eco corrida

Associação Brasileira de Bares e Restaurante de Alagoas anunciou apoio à II Etapa da Eco Corrida, que acontece no próximo dia 15 de julho no Parque Municipal de Maceió. Com um percurso de 3,5 Km para corrida e 3,9 km para trilha com características Cross Country, medidos em GPS, a Eco Corrida tem o objetivo de integrar a comunidade de Maceió e visitantes de outras localidades, atravÊs de atividades esportivas, na perspectiva do desenvolvimento pessoal, social e da melhoria da qualidade de vida, alÊm de conscientizar sobre a preservação do meio ambiente e tornar mais conhecido o Parque Municipal da nossa cidade. A alagoana Clarice Vitkauskas, de apenas 16 anos, um dos destaques do Valentino Haute &RXWXUHGHV¿OHUHDOL]DGR semana passada em Paris. Promessa das passarelas from Alagoas

L


Edição número 1491 - 10 de julho de 2012