Issuu on Google+

SÁBADO MACEIÓ - ALAGOAS 20 DE OUTUBRO DE 2012 Nº 1576 R$

1,50

CHACINA EM RIO LARGO

Três homens são mortos e um ferido na cabeça

Três homens foram mortos, entre eles um adolescente, e RXWUR¿FRXIHULGRFRPXPWLURQD cabeça, em ataque na noite de ontem a uma residência do Conjunto Francisco Tavares, invadido por famílias em Rio Largo. Segundo a polícia, a chacina foi cometida por um grupo ainda QmRLGHQWL¿FDGRHDPRWLYDomR SRGHHVWDUUHODFLRQDGDDRWUi¿FR de drogas. Uma das vítimas usava tornozeleira eletrônica.

TRIBUNA

INDEPENDENTE

Instituída com o objetivo de apurar assassinatos e torturas cometidos pela ditadura militar em Alagoas, a Comissão Estadual da Verdade não prosperou. É que falta a iniciativa do Governo do Estado para criar uma lei complementar para a indicação de seus integrantes, que terão autonomia para as investigações. PÁGINA 3

SANDRO LIMA

LÍDERES DE ASSALTOS A BANCO PRESOS COM DINAMITE

Nonô cobra agilidade em entrega de casas

Três homens presos ontem com arsenal pesado, munições e bananas de dinamite são apontados como líderes de uma quadrilha de assaltantes de banco e desmanche de veículos em Alagoas. Um dos detidos usava um mercadinho para “lavar” o dinheiro.

O vice-governador José Thomáz Nonô vai se reunir com dirigentes da Caixa Econômica e construtores dos conjuntos destinados às vítimas das cheias para cobrar agilidade na entrega dos imóveis aos desabrigados.

PÁGINA 11

PÁGINA 5

RUI PALMEIRA ANUNCIA A SUA COMISSÃO DE TRANSIÇÃO

PESQUISA EM MACEIÓ

VIDA SEXUAL COMEÇA AOS 15 PARA HOMENS E AOS 17 PARA MULHERES POLÍCIA e Ministério Público mostraram à imprensa armas apreendidas com os acusados, algumas de uso privativo do Exército ADAILSON CALHEIROS

MARECHAL DEODORO

CRISTIANO MATHEUS EXPLICA PORQUÊ FIFI NÃO RECEBEU SALÁRIO PÁGINA 5

PALMEIRAS SERÃO DERRUBADAS Por impossibilidade de serem podadas, palmeiras reais cinquentenárias, na Avenida Menino Marcelo, serão derrubadas SHOD(OHWUREUDVSRUDPHDoDj¿DomR

PÁGINA 9

COM 49%, HADDAD ABRE 17 PONTOS DE VANTAGEM SOBRE SERRA

BOA NOTÍCIA! ALAGOAS SUPERA SÃO PAULO EM CRIAÇÃO DE POSTOS DE TRABALHO PÁGINA 13

PÁGINA 7 TEMPO Bom a parcialmente nublado com possiblidades de chuvas em áreas isoladas

Mínima

20º

Máxima

28º

Marés

00:51 07:08 13:21 19:28

0.4 1.8 0.6 1.8

FINANÇAS DÓLAR COMERCIAL R$ 2,02 R$ 2,02 DOLAR PARALELO R$ 2,07 R$ 2,18 OURO: R$ 115,00 POUPANÇA: 0,4273%

tribunahoje.com

Comissão da Verdade em Alagoas não sai do papel

RECONSTRUÇÃO

PÁGINA 2

EXEMPLAR DO ASSINANTE

UNEAL LANÇA EDITAL PARA JOSÉ CARLOS LYRA E EDUARDO SETTON VISITAM CONCURSO DE ESTALEIRO EM RIO LARGO PROFESSOR

PHOENIX

PÁGINA 13

PÁGINA 12

FALTA DE EFICÁCIA

CRM PROÍBE TERAPIA DO ANTIENVELHECIMENTO EM TODO O BRASIL

SUPLETIVO TEM PERTO DE 9 MIL CANDIDATOS INSCRITOS

PÁGINA 8

PÁGINA 10

PÁGINA 12

HORÁRIO DE VERÃO SE INICIA A ZERO HORA DESTE DOMINGO PÁGINA 8 BARRA NOVA

DOIS CICLISTAS SÃO ATROPELADOS E MORTOS E MOTORISTA ESPANCADO PÁGINA 12

SÉRIE B

ASA vence o Ceará por 3x0 em Arapiraca Com gols de Didira, Lúcio Maranhão e Luizão (contra) o ASA bateu o Ceará ontem em Arapiraca por 3x0. O time alagoano soma agora 37 pontos e está mais próximo de assegurar sua permanência na Série B.


TRIBUNAINDEPENDENTE

2 POLĂ?TICA MACEIĂ“ - SĂ BADO, 20 DE OUTUBRO DE 2012

PolĂ­tica

‘SĂŁo os tĂŠcnicos que garantem a aplicação das polĂ­ticas pĂşblicas’, diz A cientista polĂ­tica Luciana Santana avaliou que a postura do prefeito eleito 5XL3DOPHLUDDRQRPHDUXPDHTXLSHGHWUDQVLomRFRPSHUÂżOWpFQLFRHQFKH GHHVSHUDQoDVRPDFHLRHQVHÂł(OHVWrPXPSDSHOHVWUDWpJLFRHPDSOLFDUDV SROtWLFDS~EOLFDVGRJRYHUQRIHGHUDO(OHVGmRHIHWLYLGDGHDHODV3RLVQyV PRUDPRVQRPXQLFtSLRHpRQGHVHQWLPRVPDLVGHSHUWRRVHIHLWRVGDDGPLQLVWUDomRFRPRXPWRGR´GHVWDFRX$VPHWDVGRJRYHUQRHVWDGXDOVmRPDLV amplas, diz Santana, “no municĂ­pio ele interfere diretamente em nossa vidaâ€?.

'HĂ€QLGDHTXLSHGHWUDQVLomRGH5XL

$QD'D\VH&OD\WRQ6DQWRVH5LFDUGR:DQGHUOH\YmRHVPLXoDUGDGRVGDDWXDOJHVWmRSUHSDUDQGRRWHUUHQRSDUDDQRYD

ESPLANADA LEANDRO MAZZINI - contato@colunaesplanada.com.br

Dilma e Temer em lua de mel

A

SyVXPGLVWDQFLDPHQWRJHODGRGDSUHVLGHQWH'LOPDFRPRYLFHSUHVLGHQWH0LFKHO7HPHURVGRLVYROWDUDPDFRQYHUVDUHPXLWR/RJR DSyVDVHOHLo}HVQDVTXDLVR30'%VDLXPXLWRIRUWDOHFLGRHSDUWLGR campeão de eleitos. Dilma Rousseff convidou o vice para um papo no $OYRUDGDD¿PGHDQDOLVDURVUHVXOWDGRV'HXPDOLDGRGRYLFH¾(ODYROWRXD tratar ele muito bem’. O PMDB tem mais de mil prefeitos eleitos e domina o Sudeste. Dilma não terå opção a não ser compor com Temer para vice em 2014.

Nem tanto 7HPHUpRSUHVLGHQWHOLFHQFLDGRGR30'%WHPWUkQVLWRVXSUDSDUWLGiULRH UHVSHLWDGRFRPRHVWDGLVWD0DVQmRWHPYRWRSUySULR4XDVHQmRIRLHOHLWR deputado em 2006.

Reforço 230'%VyWHYHXPGHSXWDGRIHGHUDOHOHLWRHP6mR3DXOR(GLQKR$UD~MR *DEULHO&KDOLWDIRLHOHLWRHPSHOR36%HGHVHPEDUFRXQDFDVDGH Temer em 2011.

Renovação Mas a situação do PMDB mudou neste Outubro em São Paulo, a vitrine SDUDRSDtV2SDUWLGRHOHJHXTXDWURYHUHDGRUHVQDFDSLWDOHPDLVGH prefeitos no interior.

Abortagem +iVXVSHLWDHP%UDVtOLDGHTXHRSUHVLGHQWHGR,1660DXUR+DXVFKLOGIRL GHIHQHVWUDGRSRUSHUVHJXLomRLQWHUQDGR30'%1RPHWpFQLFRDSURYDGR SHODSUySULD'LOPD5RXVVHIIÂąIRLSURFXUDGRUSRUDQRVGR,166ÂąWLQKD ERDDYDOLDomRDWpVHOLFHQFLDUSDUDDMXGDUHPFDPSDQKDVQR6XO(OH VRQKDYDFODURFRPR6HQDGR

Bode 0DXURVHUYLXGH%RGH([SLDWyULRHH[HPSORGDSUHVLGHQWHSDUDSXQLo}HV2 FDVRDFHQGHXDOX]YHUPHOKDHP%UDVtOLDeTXHRXWURVQRPHVLPSRUWDQWHV QD(VSODQDGDWLUDUDPIpULDVRXOLFHQoDVSDUDDMXGDUSUHIHLWRVQRSOHLWR

Justiça no campo $JRUDpRÂżFLDOHRVJRYHUQDGRUHVWHUmRGHPXGDUR2UoDPHQWRSDUDR-XGLFLiULR$/HLVDQFLRQDGDSRU'LOPDDQWHRQWHPREULJDRV(VWDGRV HR')DLPSODQWDUHPMXL]DGRVUXUDLVPyYHLVDWp$EULOGRDQRTXHYHPSDUD UHVROXomRGHFRQĂ€LWRV

Decolou 'HXQR:DOO6WUHHW-RXUQDODEUDVLOHLUD$YLDQFDIRLHVFROKLGDSHORJRYHUQR SRUWXJXrVSDUDFRPSUDUD7$3$QRWtFLDVDLXHPSULPHLUDPmRDTXLGLD GH-XOKR

Jatinho do Santiago $FROXQDGHVFREULXSDUDRQGH6DQWLDJROHYDULD7XImRVHTXHVWUDGR2 MDWLQKR35''2pGD&RQVWUXWRUD'DGRGH6mR-RVpGRV&DPSRV 63  DOXJDGRSHODSURGXomRGDQRYHOD

Haja emoção +iTXHPGLJDTXHIRLRULVFRGHQRYRDSDJmRTXHOHYRXRPLQLVWURGH 0LQDVH(QHUJLD(GLVRQ/REmRjLQWHUQDomRHP63eIDWR2SDtVEDWHX UHFRUGHGHFRQVXPRGHHQHUJLDQDTXLQWDHRQWHPFRPDV79VOLJDGDVQD novela sensação da Globo.

Bomba... 9DLVREUDUSDUDRSUHVLGHQWHSDUDRSUHVLGHQWHGR&RQJUHVVR-RVp6DUQH\ DPXGDQoDGRUHJLPHQWRQD&kPDUDRQGHRSUHVLGHQWH0DUFR0DLD EDQFRXDUHVROXomRTXHGiIROJDDGHSXWDGRVQDVVHJXQGDVHVH[WDV6H YLQJDURVVHQDGRUHVYmRSHGLURPHVPR

...explodiu no colo 3RURUDDERPEDH[SORGLXQD&DVDÂľeXPHVWtPXORjGHVPRUDOL]DomRÂś DWDFRXROtGHUGR3365XEHQV%XHQR0DLDSHJRXSHVDGRQDUHVSRVWDÂľe PDLVXPGHYDQHLRGHTXHPGHVFRQKHFHR5HJLPHQWRÂś(TXHIDOWDÂľLQWHOLJrQFLDHPRFLRQDOÂśD%XHQR

Salgou $LQGDQDSROrPLFDGR&yGLJR)ORUHVWDODEDQFDGDDPELHQWDOLVWDSURWHVWD FRQWUDDDQLVWLDFRQFHGLGDDTXHPGHVPDWRXLUUHJXODUPHQWHDWpGHMXOKR GHHDSHUPLVVmRSDUDH[SORUDomRGHDSLFXQVHVDOJDGRVSRUVDOLQDV e criação de camarão.

Neoaliado 2VDSLFXQVDXWRUL]DGRVIRUDPYLWyULDGROtGHUGR30'%GHSXWDGR+HQULTXH $OYHVFDQGLGDWRDSUHVLGHQWHGD&kPDUD3URYDGHTXHYROWRXjVERDV com Dilma Rousseff.

Perigo Se vivo fosse, o comandante Rolim Amaro estaria furioso. A passarela com VHXQRPHHPIUHQWHDR$HURSRUWRGH&RQJRQKDV 63 HVWiDRVSHGDoRV &RQÂżUDIRWRQRVLWH

Ponto Final 26DQWLDJRGDÂľ$YHQLGD%UDVLOÂśQmRpSLRQHLUR1DYLGDUHDOSROtWLFRVFRVWXPDPVHTXHVWUDUHPHQGDVHIXJLUGHMDWLQKRV Com Marcos Seabra e Vinicius Tavares www.colunaesplanada.com.br contato@colunaesplanada.com.br Twitter @leandromazzini

ARQUIVO

EDITORIA DE POLĂ?TICA COM REDAĂ‡ĂƒO

“Q

uero conhecer onde vou pisarâ€?. Assim o prefeito eleito por MaceiĂł, deputado federal Rui Palmeira (PSDB) resumiu seu intuito em iniciar desde jĂĄ os trabalhos do processo de transição na gestĂŁo municipal. Ontem, o futuro prefeito de MaceiĂł anunciou sua equipe de transição, que deve iniciar a segunda-feira, 22, com a ‘mĂŁo na massa’. A ex-reitora da Universidade Federal de Alagoas, Ana Dayse Rezende DĂłrea IRL R SULPHLUR QRPH FRQĂ€mado na comissĂŁo, que ainda tem o jornalista Clayton Santos, jornalista e assessor do prefeito eleito, que o acompanha desde 2007; alĂŠm do advogado Ricardo Wanderley, especialista em direito administrativo, que compĂ´s o nĂşcleo de campanha do candidato tucano vitorioso no Ăşltimo dia 7. A equipe foi apresentada QRĂ€QDOGDPDQKmGHRQWHP ao secretĂĄrio Pedro Alves, da Secretaria Executiva do Gabinete do prefeito CĂ­cero Almeida (PSD). Designado por Rui Palmeira, o trio de coordenadores vai liderar, da parte do prefeito eleito, o trabalho de levantamento de dados, realização de diagnĂłsticos e preparativos para a posse da nova administração do municĂ­pio. Pelo lado de CĂ­cero Almeida, foi adiantado pela Secretaria de Comunicação do MunicĂ­pio que o corpo de secretĂĄrios, que jĂĄ estĂŁo realizando os trabalhos transitĂłrios sĂŁo, alĂŠm de Pedro Alves, secretĂĄrios MĂĄrzio Delmoni, do Planejamento; e Marcilene Costa, das Finanças. 3DUD RĂ€FLDOL]DU R WULR GH transição do futuro governo tucano em MaceiĂł, a comissĂŁo de transição terĂĄ seus nomes publicados no DiĂĄrio 2Ă€FLDOGR0XQLFtSLRDWRTXH marcarĂĄ a sua institucionalização e que deve ocorrer na prĂłxima semana. TambĂŠm na semana que vem a ComissĂŁo anunciarĂĄ o local onde realizarĂĄ seus trabalhos, que como ĂŠ de costume GHYHWHUXPHVSDoRHVSHFtĂ€R e reservado na sede da Prefeitura de MaceiĂł, em JaraguĂĄ. Por meio da assessoria de comunicação da equipe GHWUDQVLomRĂ€FRXFODURTXH tĂŠcnicos de diversas ĂĄreas da gestĂŁo pĂşblica – como Ă€QDQoDV VD~GH HGXFDomR H infraestrutura, por exemplo – selecionados pela ComissĂŁo de Transição vĂŁo colaborar com os trabalhos, que serĂŁo feitos em sintonia com a atual gestĂŁo municipal. Em recente encontro, CĂ­cero Almeida e Rui Palmeira deixaram no ar que o processo de transição serĂĄ WUDQTXLOR H SDFtĂ€FR ´3HOD primeira vez, a transição serĂĄ feita de maneira tranquila, e a equipe sairĂĄ de FDEHoD HUJXLGDÂľ DĂ€UPRX “Com certeza o novo prefeito vai encontrar uma situação bem diferente do que nĂłs encontramos hĂĄ quase oito anosâ€?, destacou o prefeito de MaceiĂł, recebendo o referendo do prĂłprio futuro prefeito Rui Palmeira.

Ex-reitora da Ufal, Ana Dayse Rezende Dórea Ê o nome de maior destaque do grupo de transição

ALTO QUILATE

Equipe de transição Ê tÊcnica e då sinais de como serå gestão Da equipe de transição, apenas a ex-reitora Ana Dayse Ê mais conhecida do grande público alagoano em virtude de sua passagem pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Ela tambÊm jå serviu a municipalidade na Êpoca em que Kåtia Born (PSB) foi prefeita ocupando a pasta da Educação. Entretanto, o currículo tÊcnico das membros da equipe de transição tucana enche os olhos. Ana Dayse Rezende Dórea Ê graduada em Medicina pela Ufal e mestre em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (USP). A ex-reitora, por dois mandatos seguidos, Ê ainda conselheira nacional de Educação.

Jå Clayton Santos Ê graduado em Comunicação Social e pós-graduado em Docência no Ensino Superior pela Ufal. Ele Ê mestre e doutorando em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/ SP). Clayton Ê tambÊm assessor e consultor em comunicação, professor da Ufal e jornalista do Instituto Zumbi dos Palmares (IZP). Na Federal alagoana, foi assessor tÊcnico do Gabinete da Reitora e integrante da Assessoria de Intercâmbio Internacional. Em São Paulo, foi gerente de atendimento em Relaçþes com a Mídia e Relaçþes Institucionais do Grupo

CDN – Comunicação Corporativa. Integra, desde 2007, a assessoria de Rui Palmeira. Ricardo Wanderley Ê graduado em Direito pela Ufal, instituição na qual se pós-graduou em Direito Constitucional. Wanderley Ê advogado da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) e consultor jurídico do Consórcio para o Desenvolvimento da Região do Ipanema – Alagoas (Condri). Ele Ê ainda consultor jurídico de diversos municípios alagoanos, tem atuação especializada no ramo do Direito Público, com destaque para gestþes municipais, atuando tambÊm juntos aos órgão de controle. (EP)

COMEÇOU BEM

MissĂŁo de Rui ĂŠ achar equilĂ­brio entre indicados tĂŠcnicos e polĂ­ticos A apresentação de uma equipe de transição puramente tĂŠcnica, sem interferĂŞncais polĂ­ticas representa um bom sinal para os maceioenses. A anĂĄlise parte da cientista polĂ­tica Luciana Santana, que vĂŞ com bons ROKRV HVVH SHUĂ€O DSOLFDGR pela gestĂŁo do prefeito eleito Rui Palmeira. Segundo a especialista, R GHVDĂ€R GR SUHIHLWR HOHLWR ĂŠ atĂŠ que ponto ele poderĂĄ PDQWHU HVVH SHUĂ€O WpFQLFR em sua equipe, visto que as amarras e os compromissos polĂ­ticos feitos durante a campanha nĂŁo foram cobrados ainda. “Ele ainda deve enfrentar os compromissos

com a Câmara de Vereadores, que para manter a governabilidade tambĂŠm deve exigir seu espaço polĂ­tico na futura gestĂŁoâ€?, ressaltou Luciana Santana. “Assim que ele assumir, o novo secretariado e a gestĂŁo começar a andar, ĂŠ que as cobranças virĂŁoâ€?, lembrou. Como acontece em todas as gestĂľes municipais, Rui Palmeira precisa do apoio da Casa de MĂĄrio GuimarĂŁes para aprovar projetos de seu interesse, e isso tem um preço, ressaltou a cientista polĂ­tica. O segredo nestes casos ĂŠ o equilĂ­brio entre a presença dos indicados polĂ­ticos com os tĂŠcnicos, que

de fato resolvem os problemais sociais. BOM SINAL Para ela, apresentar uma equipe tĂŠcnica logo na fase de transição ĂŠ um bom sinal, pois grande parte dos problemas que enfrentamos hoje na capital ĂŠ em virtude de questĂľes mal resolvidas por pessoas que nĂŁo eram GDiUHDHVSHFtĂ€FD “A presença dos tĂŠcnicos garante uma aplicabilidade correta das polĂ­ticas pĂşblicas que o povo precisa. É na gestĂŁo municipal que mais SUHFLVDPRV GH XP SHUĂ€O tĂŠcnico-administrativo. É imprescindĂ­velâ€?, salientou Luciana Caetano. (EP)


TRIBUNAINDEPENDENTE

Conjuntura

FLAVIO GOMES DE BARROS - ÀDYLRJE#LJFRPEU

A culpa ĂŠ nossa

D

H1HOVRQ0RWDQREORJGH5LFDUGR1REODWÂł7RGRSROtWLFRĂ€DJUDdo com a mĂŁo na massa de dinheiro sujo tem sempre a mesma resposta: a culpa ĂŠ do sistema eleitoral. É como se eles fossem REULJDGRVDDJLUFRQWUDVHXVSULQFtSLRVSDUDQmRÂżFDUHPGHVYDQWDJHP com os adversĂĄrios. Porque os polĂ­ticos dependem das empresas que ÂżQDQFLDPDVFDPSDQKDVHQDWXUDOPHQWHHVSHUDPUHWRUQRSDUDVHXV investimentos. Agora eles se apresentam, como fez o incrĂ­vel JosĂŠ Roberto Arruda, como vĂ­timas de um sistema eleitoral perverso. A Ăşnica solução para acabar com a corrupção eleitoral e o caixa dois, eles FODPDPpRÂżQDQFLDPHQWRS~EOLFRGDVFDPSDQKDV1mRFRQWHQWHVHP jĂĄ abocanharem fundos partidĂĄrios milionĂĄrios bancados com dinheiro pĂşblico e de desfrutarem do valioso tempo do horĂĄrio eleitoral ‘gratuito’, mas pago pelo contribuinte Ă s emissoras de rĂĄdio e TV, ainda acham pouco. Sob o pretexto de democratizar a disputa, querem que todas as despesas das campanhas sejam pagas por nĂłs — e distribuĂ­das pelos critĂŠrios deles. Nossos representantes no Congresso nĂŁo querem uma UHIRUPDHOHLWRUDOGHYHUGDGHSRUTXHVHEHQHÂżFLDPGRDWXDOVLVWHPD NinguĂŠm quer perder nada do que jĂĄ tem e todos querem ganhar em cima dos outros. Como a culpa ĂŠ nossa, porque os elegemos, pagamos a conta e eles racham o butim.â€?

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 20 DE OUTUBRO DE 2012 POLĂ?TICA

ComissĂŁo da Verdade nĂŁo sai do papel em AL Um nova lei precisa ser sancionada para que os cargos sejam criados BRENO AIRAN

Resignado com a derrota para CÊlia Rocha, mas convicto de que ainda fez muito, diante das circunstâncias, 5RJpULR7Hy¿ORentende que a campanha pela prefeitura teve o mÊrito de fazer os candidatos discutirem alternativas para Arapiraca. E diz que Ê preciso pensar o futuro do muncípio, com propostas viåveis. Quanto a voltar ou não para o secretariado de TÊo Vilela depende, fundamentalmente, da vontade do governador, que irå discutir isso com ele.

Enquadrada Do vice-governador, JosĂŠ Thomaz NonĂ´, anunciando um aperto na questĂŁo das casas para os desabrigados de 2010: “Estamos tendo uma sĂŠrie de invasĂľes, mas temos milhares de casas prontas. É preciso apurar as responsabilidades, se ĂŠ falta de contrato, de documentação ou de cadastro. A minha Ăłtica ĂŠ a do desabrigado, que precisa resgatar sua vida com dignidade.â€?

O processo de indeferimento de candidatura a prefeito de Maceió do ex-governador Ronaldo Lessa continua sendo questionado por alguns GRVVHXVDOLDGRV$OpPGDGHPRUDQDGH¿QLomRGDGDWDRMXOJDPHQWRIRL marcado para quatro dias antes da eleição, deixando o então candidato do PDT prejudicado. AlÊm do mais, alegam, a decisão do TSE foi bem råpida.

Mais uma O governo estadual anuncia uma outra obra estratÊgica, depois da duplicação da AL-101 Sul e de trecho da AL-220 que corta Arapiraca. É que em dezembro serå inaugurada a primeira etapa do Canal do Sertão, o passo mais concreto, atÊ agora, naquele empreendimento, anunciado hå mais de 20 anos. É possível a vinda da presidente Dilma Rousseff.

Acaso O governador TÊo Vilela tem explicado que o fato de seu grupo político lançar três candidatos à Prefeitura de Maceió não foi estratÊgia. Segundo ele, que pessoalmente era contra a ideia, essa foi a alternativa para acomodar os interessados. Por ele próprio, somente um do grupo, o que estivesse melhor colocado nas pesquisas, concorreria à prefeitura.

Na real Na campanha deste ano, como sempre, os candidatos eram só abraoRVHSURPHVVDV4XDQGRWRPDPSRVVH¿FDGLItFLOSDUDHOHVDWHQGHU telefone, retornar recados e assumir certos compromissos. Receber pessoalmente o eleitor Ê quase impossível. Alguns começaram a adotar HVVHSURFHGLPHQWRGHVGHTXHIRLDQXQFLDGRR¿FLDOPHQWHRUHVXOWDGRGD eleição.

Guru O Brasil começa a tomar conhecimento agora do que boa parte de Pernambuco jå sabia. É um marqueteiro argentino, Diego Brandy, de 50 anos, quem orienta, politicamente, hå cerca de dez anos, Eduardo Campos. É Diego quem escreve o que o governador lê. O argentino esteve por trås das decisþes relevantes do presidente nacional do PSB nas últimas cinco campanhas.

Eu mesmo nĂŁo quis um terceiro mandato. Porque, se o tivesse, teria querido um quarto mandato e depois um quinto.â€? LUIZ INĂ CIO LULA DA SILVA Ex-presidente da Rep[ublica, em entrevistra ao jornal argentino “La NaciĂłnâ€?â€?

* “MemĂłria da Florâ€?, show do cantor e compositor JĂşnior Almeida, ĂŠ hoje, Ă s 21 horas, no Teatro Gustavo Leite. Com ele, Toni Augusto (guitarra), Dinho Zampier (teclado), Fabinho Oliveira (baixo), Marcio Cavalcanti Brito (bateria) e Bruno Palagani (cavaquinho). * Arthur Andrade, jovem cantor alagoano de 19 anos, leva seu ritmo sertanejo Ă  boate Le Hotel, hoje, Ă s 23 horas. Arthur Andrade ĂŠ tambĂŠm estudante de Publicidade e Propaganda e jĂĄ tem dois CDs gravados, alĂŠm de fazer shows em vĂĄrios estados brasileiros. * “JoĂŁo e Mariaâ€?, clĂĄssico da literatura mundial, ĂŠ o tĂ­tulo do espetĂĄculo teatral que serĂĄ apresentado, hoje, Ă s 16 e 18 horas, no Teatro do Sesi, na Praia de Pajuçara, com adaptação de Alex Freire. Informaçþes: 32355191 / 8804-1775 / 9632-9933 / 8830-4591. * O Festival LAB tem continuidade, hoje, com a edição 2012, em parceria com IZP e Tela Tudo Clube de Cinema, com o cine-concerto “O Gabinete do Dr Caligariâ€? e show da banda paranaense RuĂ­do/mm. Ă€s 20 horas, no Teatro Linda Mascarenhas, com entrada gratuita. * O CRB protagoniza, hoje, contra o Joinville, em Santa Catarina, mais um capĂ­tulo da sua saga “Ou tudo ou nadaâ€?. O confronto com o time FDWDULQHQVHPHVPRFKHLRGHSUREOHPDVUHSUHVHQWDQRYRGHVDÂżRQD luta do clube alagoano para nĂŁo voltar Ă  SĂŠrie C.

ANDREZZA TAVARES REPĂ“RTER

I

Convicçþes

Lebre

3

Magno: “ComissĂŁo ĂŠ fundamental para esclarecer mortesâ€?

nstituĂ­da com a função de subsidiar os trabalhos no âmbito nacional, a ComissĂŁo Estadual da Verdade ainda nĂŁo saiu do papel. Uma nova lei complementar precisa ser aprovada para que os membros da comissĂŁo sejam escolhidos pelo governador Teotonio Vilela Filho (PSDB). Para Magno Francisco, do Partido Comunista RevolucionĂĄrio (PCR) e do Centro Cultural Manoel Lisboa, a ComissĂŁo da Verdade tem uma grande importância no esclarecimento dos assassinatos e das torturas cometidas durante a ditadura militar. “AlĂŠm de contribuir com a ComissĂŁo Nacional, os trabalhos da ComissĂŁo Estadual da Verdade serĂĄ o primeiro passo para que haja a punição dos torturadores, nĂŁo sĂł para os autores, mas tambĂŠm para Ă queles que Ă€QDQFLDUDPDGLWDGXUDPLOLtarâ€?, esclareceu. Para que haja um avanço da comissĂŁo em Alagoas, Magno ressaltou a importância da interação entre os familiares e amigos das vĂ­timas, alĂŠm dos partidos polĂ­ticos e da sociedade civil

como um todo. â€œĂ‰ necessĂĄrio pressionar para que as coisas progridam, pois o avanço ĂŠ limitadoâ€?, declarou o militante polĂ­tico. A criação da ComissĂŁo da Verdade em Alagoas foi um projeto de lei apresentado pelo deputado estadual Judson Cabral (PT), sancionado pelo governador, em agosto deste ano. De acordo com Pedro Montenegro, especialista em Direitos Humanos, ĂŠ necessĂĄria a criação de uma lei complementar para que sejam criados os cargos, pois a proposta da comissĂŁo partiu de um deputado, o que impede que os cargos sejam criados. “Os membros da ComissĂŁo da Verdade serĂŁo comissionados para atuarem com autonomia por um mandato de dois anosâ€?, explicou. “O governador deveria ter uma certa urgĂŞncia para criar a ComissĂŁo da Verdade e seguir o exemplo de seu pai, que foi uma das pessoas que contribuiu para a queda da ditaduraâ€?, relatou Magno Franciaco. Para ele, hĂĄ uma resistĂŞncia da direita para que esses arquivos nĂŁo sejam abertos. Alagoas contabiliza nove mortos nos anos de chumbo.

ELEIÇÕES

Disputa pela OAB traz benefícios a sociedade Uma nova eleição estå movimentando o Estado. Candidatos à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Alagoas (OAB/AL), estão em uma campanha acirrada. Apesar de ser uma disputa onde candidatos e eleitores perteFHPDXPDFODVVHHVSHFtÀFD o pleito trarå benefícios à sociedade. De acordo com a cientista política Luciana Santana, a 2UGHPWHPXPSRGHUGHÀVcalização muito grande das

açþes dos governos estadual, municipal e atĂŠ federal, bem como dos trĂŞs poderes: Executivo, Legislativo e JudiciĂĄrio. “HĂĄ uma vinculação da classe com os aspectos jurĂ­dicos do cotidiano da população, que contam de uma forma mais ampla com os advogadosâ€?, esclacereu Luciana Santana. “Quando o consumidor tem algum problema, ele procura o Procon, que ĂŠ um braço jurĂ­dicoâ€?, H[HPSOLĂ€FRX

A cientista ressaltou ainda que a OAB, nĂŁo sĂł em Alagoas, mas como no resto do paĂ­s, ĂŠ um forte recurso de barganha polĂ­tica. Luciana Santana informou que ĂŠ comum que na disputa polĂ­tica haja enfrentamento de ideias e de propostas, o que torna o processo mais transparente e competitivo. “Os aspectos de enfrentamento se assemelham as estratĂŠgias de campanha para uma disputa municipal, por exemplo, a di-

ferença ĂŠ que os candidatos nĂŁo disputam cargos pĂşblicosâ€?, explicou. Para a especialista, a ausĂŞncia de oposição ĂŠ um problema, o que nĂŁo acontece neste pleito. SĂŁo cinco candidaturas, uma como situação e quatro oposicionistas. “O poder de divulgação das eleiçþes da OAB/AL tambĂŠm se assemelha bastante as campanhas eleitorais, sobre tudo num Estado relativamente pequeno como Alagoasâ€?, disse Santana. (AT)

COMPROMISSOS

&DQGLGDWRVLQWHQVLÀFDPDJHQGDVGHFDPSDQKD Os candidatos à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil, em Alagoas, seguem a todo vapor suas campanhas, pois falta pouco mais de um mês para as eleiçþes, marcadas para o dia 23 de novembro. Ontem, Clåudia Amaral fechou a composição da chapa. Hoje, ao meio dia, participa de reunião com a coordenação de campanha e com os membros da chapa; às 16h, haverå um momento de descontração no Maikai

Choperia. Amanhã, a candidata participa da Corrida do Cooperativismo, na orla de Pajuçara. O candidato Marcelo Brabo visitou, ontem, escritórios jurídicos em Maceió. Hoje, ele participa de um congresso jurídico no Hotel Jatiúca, onde assistirå a palestra de Mizael Montenegro. Não tem atividades de campanha no domingo. Para a segunda-feira, a previsão Ê que aconteçam atividades relativas ao registro

da chapa “Mais OABâ€?. Raquel CabĂşs visitou, ontem, escritĂłrios jurĂ­dicos em SĂŁo Miguel dos Campos. Hoje, participa de uma reuniĂŁo com a equipe de comunicação. O domingo ĂŠ livre. Segunda-feira, CabĂşs concede entrevista Ă  TV Pajuçara e ao jornal Tribuna Independente, em seguida visita o prĂŠdio da Justiça do Trabalho, em MaceiĂł. 7KLDJR %RPĂ€P SDUWLFLpou ontem de um bate-papo no comitĂŞ Renova OAB.

Hoje, ele nĂŁo tem atividade de campanha. AmanhĂŁ das 10h Ă s 14h, participarĂĄ do Happy Day para a famĂ­lia, realizado em seu comitĂŞ. O candidato Welton Roberto participou ontem de um bate-papo com advogados, que puderam adesivar seus carros. Hoje e amanhĂŁ, nĂŁo tem compromissos de campanha. Na segunda-feira, o candidato viaja a BrasĂ­lia-DF por conta do Conselho Federal da Ordem. (A.T.)

YOUTUBE

OAB/AL

A candidata à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Alagoas (OAB/AL), Clåudia Amaral, lançou ontem a TV Nossa Ordem, no canal Youtube, que Ê um espaço para divulgação de vídeos com entrevistas dos candidatos da chapa, depoimentos de advogados e virais que retratam o cotidiano da advocacia alagoana. Para a advogada, o recurso Ê uma alternativa de fazer campanha de classe, jå que as eleiçþes da OAB não permitem programa eleitoral na televisão.

Por causa do horĂĄrio brasileiro de verĂŁo, os candidatos ao Exame da OrdemGHYHPÂżFDU atentos aos horĂĄrios. Os portĂľes dos locais de aplicação de prova serĂŁo abertos Ă s 12h e fecharĂŁo Ă s 12h50, deste domingo. As provas terĂŁo inĂ­cio Ă s 13h e encerradas Ă s 18h. “Conforme o edital do Exame de Ordem, a aplicação das provas em Alagoas segue o horĂĄrio de BrasĂ­liaâ€?, lembrou o presidente da comissĂŁo de EstĂĄgio e Exame de Ordem da OAB/AL, Carlos Roberto.

Clådia Amaral lança TV na rede social

Provas seguirĂŁo horĂĄrio de verĂŁo


4

TRIBUNAINDEPENDENTE

POLĂ?TICA 0$&(,Ă?6Ăˆ%$'2 DE OUTUBRO DE 

BARTOLOMEU DRESCH bartolomeu_dresch@hotmail.com.br

Novo mapa da ciĂŞncia

N

a última edição da revista Nature foi publicado um novo mapa da ciência mundial e as novas formas de se fazer ciência. A publicação destacou que hoje países como China, �ndia, Cingapura, Brasil e Coreia do Sul estão ocupando seu espaço na mesa das naçþes que realizam pesquisas de alto nível, ao lado de superpotências como Estados Unidos, França, Alemanha e Reino Unido, que dominam a SHVTXLVDFLHQWt¿FDGHVGHHTXHSRGHPSHUGHUDOLGHUDQoDQRVSUyximos anos. Um dos motivos alegados pela revista para esta mudança QDJHRJUD¿DGDFLrQFLDpTXHFDGDYH]PDLVDFLrQFLDHVWiJOREDOL]DGD em função da expansão das redes de colaboração em pesquisa em todas as regiþes do mundo, valorizando a capacidade de pesquisa dos países emergentes. Para ilustrar esse novo panorama, a revista cita dados da Nacional Science Foundation (NSF), que aponta que quase XPTXDUWRGRVDUWLJRVFLHQWt¿FRVSXEOLFDGRVHPWLQKDHQWUHVHXV DXWRUHVFLHQWLVWDVGHPDLVGHXPSDtVFRQWUDHP$LQGDGH acordo com a NSF, o número mÊdio de autores de pesquisas hoje, que pGHpRGREURTXHHUDHP7DPEpPpFLWDGRRIDWRGHTXHD maior parte dos cientistas ganhadores do Nobel deste ano trabalha em comum acordo com universidades de vårios países e com cientistas de diversas naçþes. O Brasil Ê apontado pela revista como um país onde DSHVTXLVDFUHVFHXGHIRUPDLPSUHVVLRQDQWH(PRSDtVIRUPRX PDLVGHPLOGRXWRUHVHSXEOLFRXPLODUWLJRVHPUHYLVWDVFLHQWt¿FDV internacionais. Mas salienta que os pesquisadores precisam trabalhar mais com cientistas internacionais, forçando o intercâmbio do conhecimento.

Unidades de ensino Em audiência com o secretário executivo do Ministério da Educação, José Henrique Paim, o secretário Adriano Soares, da Educação, apreVHQWRXSURMHWRVSDUDDFRQVWUXomRGHQRYDV escolas de Ensino Médio em Alagoas. Essas novas unidades de ensino preencheriam uma carência detectada no sistema educacional do Estado. O Ministério acenou de forma positiva DRSOHLWRHRVSURMHWRV¿FDUDPGHVHUDQDOLVDGRV Participaram da audiência no MEC, o governador Teotonio Vilela e o vice José Thomáz Nonô. Na oportunidade também foi discutida a elaboração do futuro concurso público para preenchimento de cargos efetivos na Secretaria de Estado da Educação e do Esporte, que deve acontecer DWpIHYHUHLURGRSUy[LPRDQR2FRQFXUVRSUHHQFKHUiYDJDV

Ingressos baratos A Fifa atendeu o pleito do governo brasileiro e concordou em oferecer LQJUHVVRVJUDWXLWRVSDUDD&RSDGR0XQGRGHSDUDLQGtJHQDVH XVXiULRVGR3URJUDPD%ROVD)DPtOLD$LQIRUPDomRIRLFRQ¿UPDGDSHOR secretårio-geral da Fifa, JÊrôme Walcke, em conversa com o ministro dos Esportes, Aldo Rebelo. As cortesias para os indígenas serão para jogos realizados em Manaus e Cuiabå, onde a parcela dessas populao}HVpPDLRU-iRVLQJUHVVRVSDUDEHQH¿FLiULRVGR%ROVD)DPtOLDVmR para todas as cidades-sedes. Os detalhes sobre os ingressos, como a quantidade a ser disponibilizada e a forma como serå feita a distribuição, ainda estão em estudo pela Fifa que controla o preço dos ingressos.

Descontrole do FGTS 9RFrVDELDTXHHPPDLVGHPLOHPSUHVDVEUDVLOHLUDVQmR recolheram o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) de seus WUDEDOKDGRUHV"&RPLVVRDGtYLGDGRDQR¿FRXHP5ELOK}HVPDLV GH5ELOKmRHPUHODomRDTXDQGRDVRQHJDomRDWLQJLX5 ELOK}HV3DUHFHEULQFDGHLUDPDVQmRp2JRYHUQRJDUDQWHTXHR trabalhador pode ter acesso aos extratos da Caixa Econômica Federal e até denunciar a irregularidade, mas isso não vai evitar o calote das empresas. O Ministério Público do Trabalho (MPT) acredita que o trabalhador pode pressionar a empresa a cumprir com sua obrigação, assim que notar a sonegação. Acredite, se quiser!

Maior banco da AmĂŠrica 3HORWHUFHLURDQRFRQVHFXWLYRR%DQFRGR%UDVLOOLGHURXDOLVWDGRVÂł Maiores Bancos da AmĂŠrica Latinaâ€?, elaborada pela revista AmĂŠrica Economia Brasil. O ranking leva em conta o ativo total das instituiçþes. 2VDWLYRVGR%%VRPDUDP86ELOK}HVQRSULPHLURVHPHVWUH AliĂĄs, os cinco primeiros lugares sĂŁo ocupados por bancos brasileiros. (PVHJXQGRDSDUHFHR,WD~8QLEDQFRFRP86ELOK}HVGHSRLVR %UDGHVFR 86ELOK}HV &DL[D(FRQ{PLFD)HGHUDO 86ELOK}HV HHPTXLQWRR6DQWDQGHU%UDVLOFRP86ELOK}HVHPDWLYRV 2%UDVLODLQGDWHYHEDQFRVQRUDQNLQJJHUDOHR0p[LFR

$3/GH¿WRWHUiSLFRV Alagoas vai desenvolver em breve um Arranjo Produtivo Local de Plantas Medicinais e Fitoteråpicos, que poderå ser criado junto ao jå existente APL Horticultura do Agreste. A boa notícia foi dada pelo gestor deste APL, Humberto Sant’Anna que participou da apresentação do projeto de Alagoas no primeiro Seminårio dos Arranjos Produtivos Locais de Plantas Medicinais e Fitoteråpicos, que aconteceu em Brasília. O WUDEDOKRKDELOLWRXRLQYHVWLPHQWRGH5PLOKmRSDUDRVHJPHQWRGH ¿WRWHUiSLFRVHP$ODJRDVVHQGRR(VWDGRR~QLFRDVHUEHQH¿FLDGRGD Região Nordeste.

Mercado da estimação 2PHUFDGRSHWEUDVLOHLURGHYHPRYLPHQWDUTXDVH5ELOK}HVHVWH ano, segundo estimativa da Pyxis Consumo, do Ibope InteligĂŞncia. Na divisĂŁo de gastos por habitante, o consumo de produtos para animais de HVWLPDomRGHYHÂżFDUHP5HVWHDQRXPDXPHQWRGHDPDLV que ano passado. A classe B ĂŠ responsĂĄvel pela maior fatia dos gastos, FRP5ELOK}HVVHJXLGDGDFODVVH& 5%LOKmR FODVVH$ 5 PLOK}HV HFODVVHV'H(FRP5PLOK}HV$SURMHomRGR Ibope ĂŠ de que as melhores oportunidades do setor estĂŁo no segmento de serviços oferecidos aos animais de estimação pelos seus donos. É melhor do que investir em ração, produtos de tratamento e acessĂłrios. ‡&HUFDGHDOXQRVGD(VFROD(VWDGXDO0RUHLUDH6LOYDQR&HSD participam neste sĂĄbado de um aulĂŁo para reforçar a preparação para as provas do Exame Nacional do Ensino MĂŠdio (Enem), que acontecem GLDVHGHQRYHPEUR ‡2DXOmRGHKRMHTXHDFRQWHFHUiQRDXGLWyULRGD&RRUGHQDGRULD 5HJLRQDOGH(GXFDomRQRSUySULR&HSDVHUiGDVKiVKHVHUi PLQLVWUDGDSRUVHWHSURIHVVRUHVGDHVFRODSDUDWLUDUDVG~YLGDVVREUH %LRORJLD*HRJUDÂżD3RUWXJXrV+LVWyULD4XtPLFD)tVLFD6RFLRORJLDH )LORVRÂżD ‡7HUPLQDKRMHRSUD]RSDUDDVLQVFULo}HVGRVFROHJXLQKDVTXHGHVHMHP FRQFRUUHUDR3UrPLR%UDVNHPGH-RUQDOLVPR26LQGLFDWRGRV -RUQDOLVWDVSURÂżVVLRQDLVGH$ODJRDVDFUHGLWDTXHRQ~PHURGHLQVFULWRV mais uma vez, deverĂĄ ser recorde. ‡2VSURÂżVVLRQDLVGHLPSUHQVDGH$ODJRDVSRGHUmRFRQFRUUHUQDVVHJXLQWHVFDWHJRULDV-RUQDOLVPR,PSUHVVR7HOHMRUQDOLVPR:HEMRUQDOLVPR 5DGLRMRUQDOLVPR$VVHVVRULDGH,PSUHQVDHHVWXGDQWHVGH&RPXQLFDomRDOpPGH-RUQDOLVPR&LQHPDWRJUiÂżFR ‡2YDORUWRWDOGRVSUrPLRVDVHUHPGLVWULEXtGRVFKHJDD52 JUDQGHSUrPLRSDJDUi5PLOSDUDDUHSRUWDJHPGHLPSUHVVRHGH UiGLR5PLORWHOHMRUQDOLVPRVHUiGH5PLORVGHPDLVSUrPLRV SDJDUmR5PLOHSDUDHVWXGDQWHGHFRPXQLFDomR 3UrPLR)UHLWDV 1HWR 5PLO

Desenvolver Santa Luzia do Norte ĂŠ prioridade Depois de quatro tentativas, JoĂŁo Pereira vence e promete por cidade nos eixos NIGEL SANTANA REPĂ“RTER

D

esistir parece nĂŁo ser um verbo comumente conjugado por JoĂŁo Pereira (PT), candidato eleito para a Prefeitura de Santa Luzia do Norte. Foram 16 anos insistindo em campanhas eleitorais para derrubar a hegemonia de um grupo polĂ­tico predominante naquela regiĂŁo. Ao lado de seu vice, Luciano Fragoso (PTB), os votos contabilizados em 1.757 mostraram que a sociedade exigia mudança. Pereira concedeu uma entrevista Ă  reportagem da Tribuna Independente e garantiu que tem condiçþes de tirar Santa Luzia do Norte do atraso. Uma de suas medidas ao iniciar a gestĂŁo pSDVVDUXPÂśSHQWHĂ€QR¡QDV contas. “A cidade estĂĄ falida. Caso necessite, vamos fazer auditoria para colocar o municĂ­pio em ordem, principalmente porque ao longo das Ăşltimas gestĂľes nĂŁo tivemos avanços. Existem pessoas morando em barracos de lona, e a atual adminis-

tração fechou os olhos para uma questĂŁo tĂŁo relevanteâ€?, avalia o petista. JoĂŁo Pereira quer iniciar os trabalhos imediatamente. $SULPHLUDGLĂ€FXOGDGHpUHcolocar o municĂ­pio na rota do desenvolvimento, tendo em vista que a crise que afeta as cidades tĂŞm preocupado a Associação dos MunicĂ­pios Alagoanos (AMA). “Temos ciĂŞncia da realidade municipal. Por ser do PT, vamos trabalhar com o deputado federal PaulĂŁo [que deve assumir em 2013] e negociar com a presidente Dilma Rousseff [PT]. Ela sempre demonstrou interesse em desenvolver as cidades, o que faltou neste caso foi vontade polĂ­tica. Precisamos negociar a dĂ­vida de Santa Luzia do Norte com o governo federalâ€?, ressalta. Para ajudar nessa fase, o prefeito e seu vice vĂŁo poder contar com o senador Renan Calheiros (PMDB), Fernando Collor (PTB), alĂŠm do deputado estadual SĂŠrgio Toledo (PDT). Todos contribuĂ­ram para a inĂŠdita vitĂłria petista em Santa Luzia do Norte nestas eleiçþes municipais.

ADAILSON CALHEIROS

Pereira vai buscar apoios polĂ­ticos para garantir a governabilidade

JOĂƒO PEREIRA

Âś9DPRVGDUXPFKRTXHGHJHVWmR¡GL] O primeiro mandato de JoĂŁo Pereira em Santa Luzia do Norte terĂĄ elencado algumas prioridades no inĂ­cio de sua gestĂŁo. Pereira dĂĄ sinais de que a SaĂşde, a Educação e a Infraestrutura sĂŁo os setores que mais precisam de investimento. “SĂŁo trĂŞs ĂĄreas que pedem socorro em Santa Luzia do Norte. A Educação estĂĄ sucateada, com poucas escolas, creches. O Ă?ndice de Desenvolvimento Humano ĂŠ baixĂ­ssimo, em torno de

0,49%. Vai ser preciso um choque de gestão. Competência nós temos�, acredita João Pereira. Na årea da Infraestrutura serå preciso mais empenho, principalmente em fazer parceria com o governo estadual. Atualmente, 300 famílias moram em casas de lona, sem a menor condição de dignidade. 3HUHLUDDÀUPDTXHHVSDço físico a cidade tem para construir residenciais para retirar os familiares de uma situação de calamidade.

JĂĄ com relação Ă  SaĂşde, a cobertura do Programa de SaĂşde da FamĂ­lia (PSF), com mĂŠdicos durante 24 horas ĂŠ pretensĂŁo de JoĂŁo Pereira e seu vice, Luciano Fragoso. “A população sofre demais com o atendimento nos postos. Precisamos colocar mĂŠdicos com boa remuneração para que Santa Luzia do Norte tenha atendimento 24h. A atual gestĂŁo paga a HVVHV SURĂ€VVLRQDLV FRP GH] a doze dias de atraso. Nossa equipe estĂĄ em sintonia

SDUDPRGLÀFDUHVVDUHDOLGDde. Os investimentos não param por aí. A gestão petista quer promover atração de indústrias para garantir emprego e renda para quem sobrevive da pesca. CÂMARA O prefeito eleito tambÊm jå estå trabalhando para formar uma bancada na Câmara de Vereadores consistente. Dos nove eleitos, cinco jå se mostraram favoråveis HPÀFDUDRODGRGH-RmR3Hreira e seu vice. (N.S)

CONSENSO

Calheiros quer energia mais barata

O senador Renan Calheiros (PMDB), relator da Medida Provisória 579/12, que propþe a redução no preço das contas de energia elÊtrica, informou ontem que não pretende ceder às pressþes contrårias à aprovação da MP. Prometeu todo empenho na busca do consenso para aprovar a proposta do governo de reduzir em mÊdia 16,2% na conta de luz das residências e de atÊ 28% nas tarifas dos setores produtivo e industrial. Como líder da maior ban-

cada partidåria no Senado, o PMDB, a quem caberia designar o relator da MP, Renan decidiu assumir a tarefa para, segundo ele, assegurar a aprovação e manter a essência da medida provisória. A redução proposta pela MP tem uma prÊ-condição: a renovação antecipada das concessþes de energia elÊtrica, cujos contratos vencem entre 2015 e 2017. Pelo texto da medida, o prazo da renovação das concessþes foi antecipado para 2013, por

um perĂ­odo de atĂŠ 30 anos. Para isso, as concessionĂĄrias devem concordar em retirar, do preço da tarifa, a remuneração de investimentos jĂĄ amortizados. As pressĂľes Ă s quais o relator se referiu sĂŁo, principalmente, em relação a governos estaduais, especiĂ€FDPHQWH jV XVLQDV KLGUHlĂŠtricas da estatal mineira Cemig (duas) e uma da paulista Cesp. Elas querem renovar suas concessĂľes pelas antigas regras do setor. “NĂŁo pretendo abrir prece-

MILAGRES

OLHO D’à GUA

A coligação ‘Muda SĂŁo Miguel’, encabeçada pelo candidato derrotado Bureco (PSC), entrou com uma representação contra o juiz Francisco Portugal, alegando que o magistrado atuava a favor do prefeiro reeleito Adalberto Paiva Viçosa, o Draga (PSDB). Por sua vez, o corregedor eleitoral Ivan Brito JĂşnior, arquivou representação. O promotor da Comarca opitou pelo arquivamento da ação, por falta de provas contundentes da atuação supostamente tendenciosa do juiz.

O candidato a vereador Carlos Alberto Bezerra (PT) contestou o resultado das eleiçþes para prefeito em Olho D’à gua Grande. A vitória de Suzi Higino 33 FRQ¿JXUDULDWHUFHLURPDQdato de uma mesma família. No entanto, o entendimento do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) Ê que Carlos Alberto não juntou provas que comprovassem o ato. O caso foi arquivado pelo presidente Orlando Manso, jå que durante o período das impugnaçþes, a coligação do candidato nada fez.

Representação contra juiz Ê arquivada

Protesto contra resultado ĂŠ arquivado

dente�, avisou o senador. Renan marcou para o dia 31 deste mês a primeira reunião para discutir a MP. Ele vai propor a realização de, no mínimo, três audiências públicas para ouvir representantes dos governos federal e estaduais, das agências reguladoras, das concessionårias e dos trabalhadores do setor elÊtrico. Renan foi escolhido como relator na quarta-feira, 17, na instalação da comissão mista do Congresso que vai examinar a medida.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 20 DE OUTUBRO DE 2012

POLĂ?TICA

5

Matheus GHVFDUWDUHWDOLDomRD)LĂ€ Prefeito reeleito em Marechal Deodoro explicou que erro da folha - jĂĄ solucionado - nĂŁo permitiu pagamento de salĂĄrio

Cotidiano

SANDRO LIMA

O

LININHO NOVAIS - contato@lininho.com

O pós-eleição

E

m sua coluna na revista Carta Capital o professor Vladimir Safatle QRVUHPHWHDXPDUHÀH[mRDSyVD¾IHVWDGDGHPRFUDFLDœ³$V eleiçþes municipais deixam questþes importantes referentes ao desdobramento da política brasileira dos próximos anos. Novos fenôPHQRVSDUHFHPVHFRQ¿JXUDUOHQWDPHQWHHTXHSRGHPJDQKDUIRUPD PDLVGH¿QLGDGDTXLSDUDIUHQWH2SULPHLURGHOHVGL]UHVSHLWRDRHL[R GHFRQÀLWRQRFHQiULRSROtWLFREUDVLOHLUR7DOHL[RVHGXSOLFRX$WpDJRUD os embates realmente decisivos deram-se entre a oposição e o bloco governista. Mas, por um lado, a oposição hoje se resume a um só partido, o PSDB. Os outros dois sócios preferenciais, DEM e PPS, estão em processo lento e contínuo de desintegração. Isso faz com que o PSDB acabe por ser a legenda de ressonância de todo o espectro da oposiomRGHOLEHUDLVHJUHVVRVGDV¿OHLUDVGDHVTXHUGDPRGHUDGDDSDVWRUHV que transformam o combate à modernização dos costumes em bandeira SROtWLFDHFRURQpLVGHSROtFLDTXHQmRWHPHPHPD¿UPDUTXH³EDQGLGR bom Ê bandido morto�.

Insatisfeitos Têm sido constantes as reclamaçþes dos trabalhadores da Educação na cidade de Marechal Deodoro por conta das atitudes – quando se tem – da gestora da pasta, professora Flåvia CÊlia. Mesmo tendo sido reeleito com mais de 60% dos votos, o prefeito Cristiano Matheus sentiu de perto que serå necessårio uma reforma administrativa na cúpula da educação municipal.

Matheus explicouPRWLYRVTXHOHYDUDPVHXYLFHSUHIHLWRD¿FDUVHPUHPXQHUDomR³DWpHX¿TXHLVHP´

Falando nisso... ... Numa Ăşnica canetada, o prefeito Cristiano Matheus exonerou mais da metade de seus colaboradores. O motivo ainda nĂŁo se sabe, mas o Âľ]XP]XP]XPÂśQDFLGDGHGH0DUHFKDO'HRGRURpGHTXHDVPXGDQoDV acontecem para a chegada de um novo tempo.

Reação contråria A população da cidade de Messias reagiu de forma desesperada ao receber a notícia de que serå construído um presídio no município. Um movimento contra a construção jå estå articulado e promete atÊ fechamento da rodovia.

Eleiçþes na AMA Marcelo Beltrão (PTB), prefeito reeleito de Jequiå da Praia, tem caminhado silenciosamente rumo à presidência da Associação dos Municípios Alagoanos. Quem aguarda com expectativa a vitória de Beltrão são os membros da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), onde ele jå foi presidente e desempenhou um trabalho diferenciado.

Destino certo *DOED1RYDLV)LOKRGHL[DUiRSDUODPHQWRQR¿QDOGRDQRSRUpPMiLQLFLRX sua corrida para a disputa de 2014. Considerado um dos grandes líderes da parte alta de Maceió, Galbinha sonha com a Câmara Federal, porÊm deverå mesmo disputar uma das vinte e sete vagas da Casa de Tavares Bastos.

Desinformado 1 Os alunos que irão prestar o Enem não precisam se desesperar caso o cartão de inscrição não chegue via Correios. Para isso o próprio MinistÊrio da Educação divulga que os candidatos deverão acessar apenas o portal.

Desinformado 2 Em plena era digital ainda tem aqueles que preferem a burocracia da entrega dos Correios, onde, na verdade, basta acessar o portal do MEC e em menos de dois minutos ter acesso ao cartão de inscrição online.

Destino incerto Colaboradores do prefeito Cicero Almeida (PSD) começam a arrumar as JDYHWDV0XLWRVVHPGHVWLQRFHUWRDSHQDVROKDPSDUDRLQ¿QLWR2XWURV FRPFXUUtFXORVQDVPmRVWHQWDPTXHPVDEHXPD¾ERTXLQKDœHPDOJXPD prefeitura do interior, ou atÊ mesmo na iniciativa privada.

Cobiçada

‘HERANÇA MALDITA’

Ex-prefeita Kåtia Born rebate acusaçþes de Cícero Almeida A presiente regional do PSB e ex-prefeita de Maceió, Katia Born, contestou, ontem, dia 19, as declaraçþes do prefeito Cícero Almeida 36'  TXH DÀUPRX WHU KHUdado uma dívida dos anos de administração socialista à frente da prefeitura da capital. Durante reunião com o prefeito eleito Rui Palmeira (PSDB), Almeida disse que assumiu a gestão, em 2004, com uma dívida de R$ 400 milhþes. Segundo Born, ao contrårio do que disse Almeida, ela deixou em projetos aprovados cerca de R$ 400 milhþes,

que poderiam ser aplicados em prol da municipalidade. Sobre os projetos aprovados, a presidente do PSB citou como exemplo a revitalização do bairro de JaraguĂĄ e a reestruturação da Secretaria Municipal de Finanças, possibilitando uma arrecadação mensal de R$ 12 milhĂľes. “Ele estĂĄ inventando isso porque perdeu a eleição. Passou oito anos falando mal de mim. Por favor, esqueça meu nomeâ€?, desabafou. Katia Born recorda que quando assumiu o cargo de prefeita da capital herdou dĂ­vidas de governos anterio-

Thomaz Nonô solicita celeridade na entrega das moradias em AL (CEF), Herbert Buenos Aires; ao secretårio de Estado da Infraestrutura, Marco Fireman; ao presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), Palmery Neto (PSD), e a construtores dos conjuntos habitacionais. O motivo da pressa Ê que muitos conjuntos, jå em fase de conclusão, estão sendo invadidos por famílias, e por isso, tambÊm, o coordenador do Programa da Reconstrução convocou a presença do secretårio de Estado da Defesa Social, Dårio Cesar, para apaziguar os ânimos entre invasores e a força po-

Acontece hoje o lançamento do CD Memória da Flor, do cantor e compositor alagoano Júnior Almeida. Com direção geral e produção assinadas por Sue Chamusca e direção musical de Fernando Nunes, Memória da Flor Ê o 4º CD de Júnior Almeida e sairå pelo selo carioca MPB, do produtor musical João Mårio Linhares.

LEI DE ACESSO

INTERIOR E CAPITAL

O Tribunal de Contas do Estado de Alagoas tem atÊ 5 de novembro para cumprir decisão judicial e fornecer informaçþes sobre os recursos humanos da Corte de Contas solicitadas pelo MinistÊrio Público de Contas. Por sucessivas vezes e quase que periodicamente, os procuradores do MP de Contas realizam as cobranças à presidência do TC para que a Lei de Acesso à Informação seja cumprida em sua integralidade. O MP de Contas cobra a divulgação das folhas de pessoal da Corte.

A diretoria da Universidade Norte do Paranå em Alagoas (UnoparAL) reuniu, ontem, representantes das coordenaçþes de Educação à Distância de Alagoas e Pernambuco para discutir melhorias na TXDOLGDGHGRHQVLQRHQDH[SDQVmRGRVFXUVRVSDUDEHQH¿FLDUR desenvolvimento de outras cidades. Em Alagoas, a Unopar estå presente em Maceió, Arapiraca, Palmeira dos �ndios, Murici e Olho d’à gua das Flores, com estudo de expansão em mais cinco municípios. Segundo a instituição, o acesso facilitado a essas novas ferramentas tecnológicas traz benefícios para os municípios.

Professor substituto A Universidade Estadual de Alagoas estarå com inscriçþes abertas, de 22 de outubro a 9 de novembro, para seleção de professores substitutos. Estão sendo ofertadas 57 vagas para os cursos de Administração, CiênFLDV%LROyJLFDV*HRJUD¿D+LVWyULD/HWUDV'LUHLWR&LrQFLDV&RQWiEHLV Química, Matemåtica, Pedagogia, Zootecnia e Administração Pública.

0HPyULDĂ€RU

MP de Contas lembra prazo ao TCE

res oriundas do INSS, Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e precatĂłrios, e deixou parcelamento para pagamento. “Ele estĂĄ escondendo a verdade. EstĂĄ mentindo e ainda nĂŁo se conformou com a derrotaâ€?, frisa. A ex-prefeita disse que nos seus dois mandatos Ă  frente da cidade sempre trabalhou respeitando os limites da Lei de Responsabilidade Fiscal. “Acho que ele [CĂ­cero Almeida] estĂĄ falseando a verdade porque pretende entregar a Prefeitura a Rui, endividadaâ€?, assinalou.

RECONSTRUĂ‡ĂƒO

Em Alagoas, a pressa não Ê inimiga da perfeição, pois a demora na entrega das moradias das famílias afetadas pela enchente de junho de 2010 preocupa o governo estadual, em particular, tira o sono do vice-governador JosÊ Thomaz Nonô (DEM). Na próxima terça-feira, 23, às 15h, Nonô, que tambÊm Ê coordenador do Programa da Reconstrução, vai cobrar dos órgãos competentes agilidade na entrega das casas. A cobrança de Nonô serå feita ao superintendente da Caixa Econômica Federal

Diferentemente de outros secretĂĄrios municipais da gestĂŁo de Almeida TXHÂżFDUmRGHVHPSUHJDGRVFRPRWpUPLQRGRPDQGDWRDDWXDOVHFUHWiULD GHÂżQDQoDV0DUFLOHQH&RVWDDQGDVHQGRFRELoDGDSRULQ~PHURVSUHIHLtos para que ela assuma o comando dos cofres municipais em suas cidades. Marcilene jĂĄ negou alguns convites por saber que ĂŠ barca furada.

EDITORIA DE POLĂ?TICA COM REDAĂ‡ĂƒO

Ensino à distância traz benefícios para cidades

licial do Estado. “Estamos tendo uma sĂŠrie de invasĂľes, mas temos milhares de casas prontas. É preciso apurar as responsabilidades: se ĂŠ falta de contrato, de documentação ou de cadastro. Por isso estarei me reunindo com todos os envolvidos neste processo SDUD TXH SRVVDPRV DĂ€QDU RV passos e dar celeridade Ă  entrega das quase 3 mil casas concluĂ­dasâ€?, pontuou. Thomaz NonĂ´ explica que ĂŠ preciso agilizar as entregas e anĂĄlises dos cadastros e ainda diminuir a burocracia no trâmite processual. â€œĂ‰ necessĂĄrio esforçoâ€?.

prefeito reeleito de Marechal Deodoro, Cristiano Matheus (PMDB), esclareceu, ontem, o que aconteceu a respeito do nĂŁo pagamento do salĂĄrio de seu vice-prefeito, JosĂŠ PetrĂşcio Soares da Silva, R 'U )LĂ€ 3&GR%  2V GRLV romperam politicamente e, em virtude desse afastamenWR)LĂ€DOHJRXTXHĂ€FRXVHP receber seus vencimentos por ter se candidato a viceprefeito na chapa oposicionista de JĂşnior Dâmaso (PV). Matheus, por meio do programa Cidadania, da RĂĄdio Jovem Pan, descartou qualquer tipo de retaliação polĂ­tica contra o seu atual vice-prefeito e explicou que um problema tĂŠcnico com o Banco do Brasil inviabilizou o pagamento de uma boa parte dos funcionĂĄrios da Prefeitura Municipal de Marechal Deodoro. “Eu mesmo Ă€TXHL VHP VDOiULR H ORJLFDmente nĂŁo tenho intenção DOJXPD GH Ă€FDU FRP R VDOirio de quem quer que sejaâ€?, ressaltou o prefeito. Segundo o gestor, o prĂłprio Banco do Brasil pediu desculpas pelo procedimento - que ĂŠ de praxe -, jĂĄ que o que aconteceu foi um erro QD LGHQWLĂ€FDomR GDV DVVLQDturas de liberação da folha de pagamento. “Sempre paguei o salĂĄrio do funcionalismo em dia. Tivemos que imprimir outras folhas de pagamento para evitar mais transtornos. Outros tambĂŠm Ă€FDUDP VHP UHFHEHU 1mR houve qualquer tipo de retaliação, deixo bem claroâ€?, argumentou Matheus. $RĂ€QDOL]DUDHQWUHYLVWD o prefeito pediu que seu vice observasse sua conta bancĂĄria, pois os vencimentos dele foram depositados na noite de quinta-feira, 18. Na mesma edição do proJUDPD 'U )LĂ€ FRQĂ€UPRX que questionou o juiz LĂŠo Denisso, da Comarca de Marechal Deodoro, e o magistrado - segundo o vice-prefeito - disse: “ele vai ter que pagarâ€?. O juiz foi procurado SDUD FRQĂ€UPDU D YHUVmR apresentada, mas seus telefones estavam fora da ĂĄrea de cobertura ou desligados. (QWUHWDQWR )LĂ€ UHWUXFRX vĂĄrias vezes que sĂł “estava solicitando o que lhe era de direitoâ€?. “Sou servidor pĂşblico, funcionĂĄrio da Prefeitura de Marechal Deodoro. Desde o dia 1Âş de outubro que venho correndo atrĂĄs desse GLQKHLURÂľ DĂ€UPRX R YLFH-prefeito. ACIRRAMENTO O clima eleitoral na cidade foi tenso, principalmente FRP D VDtGD GH 'U )LĂ€ GR bloco do prefeito Cristiano Matheus. O vice-prefeito disse que teria se “decepcionadoâ€? com o atual prefeito. Matheus venceu o pleito com 14.978 votos, contra 9.654 votos de JĂşnior Dâmaso.

PAULO JACINTO

Juiz då prazo para remover propagandas O juiz Ferdinando Scremin Neto, da 41ª Zona Eleitoral de Paulo Jacinto, Alagoas, deu prazo para que todos os candidatos participantes do pleito eleitoral deste ano removam as propagandas eleitorais atÊ o dia 6 de novembro. O magistrado solicita ainda que partidos, coligaçþes, e, claro, os candidatos, restaurem os bens públicos, caso necessårio, que abrigaram as propagandas eleitorais. Ferdinando Scremin adverte, ainda, que o não cumprimento acarretarå em penalidades.


6

OPINIAO

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 20 DE OUTUBRO DE 2012

OpiniĂŁo

PrevidĂŞncia em AL

O

s aposentados por idade são maioria dentre os que recebem o benefício de aposentadoria em Alagoas. São 119 mil, seguidos por 53 mil aposentados por invalidez. TrataVHGHXPUHà H[RGDVLWXDomRHFRQ{PLca do Estado e do mercado de trabalho o número de subempregos e trabalhos sem registro ainda Ê bastante alto. Segundo o INSS, em Alagoas, mais de 25 mil segurados são aposentaGRV SRU WHPSR GH FRQWULEXLomR SHOR Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Este número representa apeQDV  GR WRWDO GH EHQHÀFLiULRV GR Estado, que Ê de 461 mil e 12,6% do total de aposentados, que ultrapassa 203 mil. Na Região Nordeste são 473.876, o que representa um pagamento mensal de R$ 658 milhþes. Em UHODomR j UHJLmR 1RUGHVWH $ODJRDV detÊm 5,4% dos aposentados por temSRGHFRQWULEXLomRHRFXSDRžOXJDU DWUiV GD %DKLD 3HUQDPEXFR &HDUi

ParaĂ­ba e Rio Grande do Norte.AtĂŠ julho deste ano, foram concedidas 1.100 aposentadorias por tempo de FRQWULEXLomR HP $ODJRDV$V PDLRUHV concessĂľes sĂŁo na capital, porque no interior sĂŁo comuns os empregos sem registro ou sem carteira assinada. Nos municĂ­pios, economicamente mais pobre, a aposentadoria, junto com os programas sociais tem sido a alavanca que move o comĂŠrcio das cidades. AvĂłs tĂŞm sustentados famĂ­lias LQWHLUDFRPSRVWDVSRUĂ€OKRVHQHWRV WDPEpPFRPRUHĂ H[RGHWUDEDOKRVLQformais. Neste momento, quando Alagoas lidera o ranking de postos de trabaOKRVQRSDtVGHYLGRjVDIUDGDFDQDGHDo~FDUHVVDVLWXDomRpSRXFRSHUcebida. No entanto, assim quando se HQFHUUDRFLFORLQGXVWULDODoXFDUHLUR por volta de maio, esse quadro da apoVHQWDGRULDVXVWHQWiYHOYROWDDVHUYLsibilidade.

PE MANOEL HENRIQUE DE MELO SANTANA PĂĄroco da Igreja de SĂŁo Pedro ApĂłstolo - Ponta Verde

*HUDomR3DGUH=H]LQKR $VJHUDo}HVVHVXFHGHPHDKLVtória passa. Felizes os que têm KLVWyULD SDUD FRQWDU &RQKHoR D história de um padre que canta, não querendo ser chamado de padre cantor. Suas músicas revelam VHXSHUÀOGHKRPHPGH,JUHMDGHVde a dÊcada de 70.  0HUHFH R WtWXOR GH ÀGHOLGDGH capaz de acompanhar as mudanoDVGHVVHV~OWLPRVWHPSRV0DFHLy sempre gozou de sua preferência, TXDQGRGHVXDVDSUHVHQWDo}HVRX mesmo de seus tempos de descanso entre seus inúmeros amigos. 0XLWDVJHUDo}HVGHMRYHQVFUHVceram ouvindo suas melodias, embalando assim a sua fÊ. A princípio, cantamos melodiosamente as cantigas de ninar, ouvindo a voz do vento a nos chamar. Fez-nos pensar em Deus e pensar no irmão. 8PGLDQRVPRVWURXDVLWXDomR do menor abandonado, que a sociedade o abandonou. Por um peGDoRGHSmRHOHMiYLXPXLWDJHQWH SHUGHUDVXDIp&DQWRXDIDPtOLD como ninguÊm, merecendo que o Papa João Paulo II ouvisse a mais ERQLWDFDQomRRUDomRSHODIDPtOLD TXHMiVHRXYLXQD,JUHMDGR%UDVLODEHQoRDQGRDIDPtOLD )L[RXHPQyVDLPDJHPGHVHX pai, que embora velho e voz cansada e meio rouca, convidava a todos a cantar a alegria, no seu modo de dizer, uma utopia de se ter uma família, enquanto muitos vivem a desventura do divórcio e de uma

família desfeita. A casa da família tem história, RQGH RV VRIiV H DV FDGHLUDV VmR partilhados por todos. As lemEUDQoDV R OHYDUDP D LPDJLQDU R WHPSR GDV FULDQoDV SHTXHQLQDV que rezavam as ave-marias. Um dia ainda, estava em PortuJDOTXDQGRXPDFULDQoDOKHID]LD uma pergunta sobre o que era preciso fazer para ser feliz, ao que ele respondia cantando assim: �Amar como Jesus amava, sonhar como Jesus sonhava, sorrir como Jesus sorria...� Apontou para todos nós o país que queremos, o país do futuro, onde todos são felizes, não tem SHGLQWHVQHPSROtFLDQDUXD´8P &HUWR*DOLOHX¾QRVIH]FRPVHUHQD LPDJLQDomR FDPLQKDU FRP -HVXV junto ao seu povo, nas estradas empoeiradas da GalilÊia. Parecíamos contemplar aquela gente que o seguia, encantada pela esperanoDHQFRQWUDGD Sentíamo-nos na paz daquele Galileu que todos queriam ver e RXYLUPDVXPGLDRFUXFLÀFDUDP HQWUHEDQGLGRV7LQKDRVROKRVÀ[RVHP-HVXVGH1D]DUpVREUHWXGRTXDQGRYDLFDQWDUDOLEHUWDomR FRPRÀ]HUDPWDQWRVWHyORJRVGDOLEHUWDomRQR%UDVLO6HX-HVXVQmR lhe estimulava a bater palmas ou pular histericamente nos altares de nossas Igrejas. &DQWRXD%DODGDSRUXP5HLQR convidando-nos a seguir os caminhos do Mestre, o enviado do Pai,

comprometido com o ser humano em todas as suas necessidades. Este certo Galileu vestia-se pobremente como seu povo, a quem veio para socorrer na vida e na morte, ensinando a repartir o pão e a não nos tratarmos como senhores nem doutores, mas sim como irmãos de caminhada. TambÊm sua mãe, um dia, ouviu dele que sua família Ê formada por todos aqueles que, ouvindo a Palavra, se pþem a caminho, torQDQGRVHHODSHUHJULQDDWpjFUX] Na vida chorou e se apiedou dos que morriam ainda jovens, devolYHQGROKHVDHVSHUDQoDDRVVHXV Padre Zezinho merece todo QRVVR DSUHoR SRLV GHL[DQGR GH ser popstar, optou por ajudar seu povo a caminhar sendo um cantor religioso. Ainda hoje nos ensina os caminhos do respeito pelo outro, nos caminhos do ecumenismo e GR GLiORJR UHOLJLRVR DIXJHQWDQGR SDUDORQJHGHVHXSRYRDWHQWDomR do fundamentalismo e fanatismo religiosos. ´0mH GR FpX PRUHQD¾ H[SULPH FRP H[WUHPD VHQVLELOLGDGH R QRVso amor pela Mãe dos brasileiros, que apareceu pretinha nas mãos dos negros escravos pescadores do Rio Paraíba do Sul, em São Paulo, no tempo em que os arautos do Evangelho preferiam a europÊia 6HQKRUDGH)iWLPD Sua vida entre nós Ê preciosa, que Deus lhe dê muitos anos de vida.

CARLOS HENRIQUE ABRĂƒO Magistrado em 2Âş Grau Tribunal de Justiça de SĂŁo Paulo

Subproduto chinĂŞs JOĂƒO BATISTA HERKENHOFF Magistrado aposentado, professor da Faculdade EstĂĄcio de SĂĄ de Vila Velha (ES), palestrante e escritor

Tarefa de julgar Uma das grandes necessidades GR VHU KXPDQR p D VHJXUDQoD Tudo que compromete o sentimento de estar seguro causa mal estar psicológico. Não Ê por outra razão que algumas pessoas nunca se contentam FRP R SULPHLUR SDUHFHU PpGLFR j face de uma enfermidade. Querem uma segunda e uma terceira opinião e só a unanimidade dos pontos de vista dos clínicos lhes proporciona tranquilidade. Quando a questão Ê jurídica a diversidade, que se observa na inWHUSUHWDomR GDV OHLV LQFRPRGD H perturba: por que motivo dois jut]HVDSUHVHQWDPVROXo}HVRSRVWDV jIDFHGHXPPHVPRSRQWR" Se a tarefa de julgar consistisse apenas em aplicar ao caso concreWR D OHL H[LVWHQWH HVVD RSHUDomR meramente lógica seria muito simples. Tão simples que seria mais barato substituir os magistrados por computadores. 6HJXQGR &DUQHOXWWL ´R OHJLVlador tem as insígnias da soberania; mas o juiz possui as suas

chaves.� Outros pensadores do Direito UHIRUoDPHVVDWHVH ´2DSOLFDGRUQmRVHGHYHHQFHUrar no domínio da rígida lógica formal.� (Alípio Silveira). ´$OHLQmRpVDJUDGDVyR'LUHLto Ê sagrado.� (Triepel). ´2 LQWHUHVVH GH PDQWHU D VHJXUDQoD MXUtGLFD QmR SRGH SUHvalecer sobre o interesse de fazer WULXQIDUD-XVWLoDVXEVWDQFLDOVREUHD-XVWLoDPHUDPHQWHIRUPDO¾ (Manzini). ´e PDLV LPSRUWDQWH R MXL] FRnhecer o homem submetido a seu julgamento do que o conhecer os DXWRV¾ 0RXUD%LWWHQFRXUW  Um Apóstolo, e não um jurista, deu um ensinamento a respeiWR GD LQWHUSUHWDomR GDV OHLV GH 'HXVTXHpYiOLGRWDPEpPSDUDR PXQGRGDVOHLVKXPDQDV´$OHWUD PDWDRHVStULWRYLYLÀFD¾ (StVWRODGH3DXORDRV&RUtQWLRV  No Espírito Santo, o então Juiz Homero Mafra absolveu dois joYHQV XQLYHUVLWiULRV DFXVDGRV GH possuir e fumar maconha, emboUD UHFRQKHFHQGR H[SUHVVDPHQWH

TRIBUNA

INDEPENDENTE

Rua da Praia, 134 - sala 303 - centro - Maceió Alagoas Endereço Comercial: Av. Menino Marcelo - 10.440 - Serraria Maceió - Alagoas - CEP: 57.083.410 CNPJ: 08.951.056/0001 - 33

D FRQĂ€JXUDomR GR FULPH SDUD PDQWHUQHOHVYLYDDHVSHUDQoDQD misericĂłrdia humana. Toda norma penal contĂŠm uma advertĂŞncia genĂŠrica, de disciplina social, que opera pela sua simSOHVH[LVWrQFLD (PPXLWDVVLWXDo}HVRVLPSOHV fato de ser processado ĂŠ para o DFXVDGR XPD DGYHUWrQFLD VXĂ€ciente, independente de uma efeWLYDFRQGHQDomR O juiz nĂŁo ĂŠ mero porta-voz da lei, como pretendeu Montesquieu. Direito ĂŠ fato social, vivo e palpitante. A lei revela, quando revela, uma das faces do Direito. 0XLWR PDLV TXH XP PDWHPiWLFRRXXPJH{PHWUDRMXL]pXP artista e um pedagogo. Um artista, que usa a lei como argila, para construir poemas: poemas de vida, da vida pulsante que geme, chora e sua e que ecoa no pretĂłrio. Pedagogo porque educa, encaminha, aconselha, ama. 1mR VmR DSHQDV SHWLo}HV TXH YrP DRV MXt]HV VmR OiJULPDV dores, faces, gente como a gente, mais sofrida quase sempre. FILIADO AO

Jorgraf UM PRODUTO:

Cooperativa dos Jornalistas H*UiÂżFRVGRHVWDGRGHDODJRDV

Nenhum dos dois candidatos j SUHVLGrQFLD GRV (8$ HVWi SUHocupado com a AmÊrica Latina e PXLWRPHQRVFRPR%UDVLO (QFHUUDP VXDV PDQLIHVWDo}HV GL]HQGR TXH D &KLQD H[SORUD R continente e se vale dos países perifÊricos para aumentar suas reservas e os próprios recursos. Entramos na 6ª economia do planeta, mas, mesmo assim, não somos reconhecidos e, comparaWLYDPHQWH D QRVVD VLWXDomR QmR incomoda e sequer resvala nas grandes potências. &DGDYH]PDLVRVPHUFDGRVVH fecham e o protecionismo prevaOHFHLQGLFDQGRTXHDJOREDOL]DomR QmRRIHUHFHDOPRoRGHJUDoD A imperturbabilidade do regiPH DPHULFDQR DSHVDU GR GpÀFLW GHFRQWDVHVLWXDomRGRIRUWHGHsemprego, não interfere na posiomR GRV GHPDLV SDtVHV HPHUJHQtes ou em desenvolvimento. &DGDYH]PDLVD$PpULFDSDUD RV DPHULFDQRV TXHU VLJQLÀFDU que os EUA se propþem a resolYHU VXDV GHVDYHQoDV GRPpVWLFDV e manter forte poderio militar, TXDQGR DPHDoDGR HP WRGRV RV continentes. eEHPYHUGDGHTXHQD~OWLPD dÊcada, não nos empenhamos em manter estreito contato com o mercado americano, mas sim com Europa e à sia, o que indicou uma QRYDWHQGrQFLDGDSROtWLFDHFRQ{mica brasileira. (QWUHWDQWR XP WUDoR IXQGDmental que tornou mais distante DV UHODo}HV HQWUH RV SDtVHV IRL D crise do subprime no segundo semestre de 2008, com a quebra

PRESIDENTE Antonio Pereira Filho DIRETOR ADMINISTRATIVO FINANCEIRO: JosĂŠ Paulo Gabriel dos Santos Editor geral: Ricardo Castro

GHEDQFRVHDJUDYHVLWXDomRGDV hipotecas, diante da falta de reJXODPHQWDomR GR PHUFDGR FRP nuances na Europa, formando, DVVLPRSDUDGR[RGDFULVHJOREDO Estamos nos empenhando para, em 2013, apresentar um crescimento muito maior e comSDWtYHOFRPRVHPSUHJRVHDWD[D de juros. No aspecto fundamental, o tesWH GHFLVLYR VHUi IHLWR HP  SDUD VDEHUPRV VH D UHGXomR GD WD[DGHMXURVLQFUHPHQWRXDHFRnomia e o câmbio permitiu maior QHJRFLDomRFRPRVSDtVHVDYDQoDdos. Enquanto o momento permite destacar o comÊrcio local, houve um aumento do número de peGLGRV GH UHFXSHUDomR MXGLFLDO H LJXDOPHQWHGHIDOrQFLDVDUHà Htir uma turbulência sazonal na liquidez do crÊdito e dos emprÊstimos. Agora se pensa na reestruturaomRÀQDQFHLUDGDVPLFURHSHTXHnas empresas por meio de fundos capitalizados por grandes companhias e aportes de bancos, o que ensejaria um campo de manobra IDYRUiYHO H D GLVSHQVD GD EXVFD de recursos em bancos ou empreVDVGHIDWXUL]DomR A questão do acesso ao crÊdito ainda precisa ser melhor trabalhada, enquanto o parlamento ainda analisa uma nova legislaomR VREUH DV HPSUHVDV GH IDWXUL]DomR O nó górdio da economia se hospeda na infraestrutura de portos e aeroportos e das estradas que estão abarrotadas de ve-

ículos, cujos congestionamentos SURYRFDP JDVWRV VXSpUà XRV GH FRPEXVWtYHLVHSROXLomRDFLPDGD mÊdia. Ganhamos musculatura com os eventos internacionais e aprendePRVVHUPDLVHÀFD]HVQRFXPSULPHQWRGRVSURJUDPDVRVHVWiGLRV HVWmR ÀFDQGR SURQWR H DJRUD QRV UHVWD D VLWXDomR GDV IHUURYLDV D LPSODQWDomRGHWUHQVQmRDSHQDV QR HVSDoR XUEDQR PDV VREUHWXdo, no lastro das cidades e para os lugares mais procurados. (VHFRQVHJXLUPRVID]HUDOLomR de casa, com maior responsabilidade e economia de recursos, teremos uma dÊcada para frente ganha, e não perdida. &RPWRGRVRVPRGHORVTXHUHYRlucionam a tecnologia e o enfrentamento de barreiras, sairemos do atraso secular e não seremos mero subproduto dos mercados desenvolvidos, mas geraremos XPDIRQWHGHDEVRUomRDVHUSURcurada, insistente e permanentemente, pelos países do primeiro mundo. (P VXPD D SUy[LPD GpFDGD SRGHUiUHQGHUDR%UDVLORUHVSHLWR H D FRQÀDQoD GDV GHPDLV QDo}HV H QmR GHSHQGHUHPRV WDQWR GDV H[SRUWDo}HV Mi TXH VHUHPRV o celeiro dos alimentos em condio}HV GH LQYHVWLPHQWRV IRUWHV QRV terrenos produtivos. Um novo amanhã depende apenas de nós para que o conceito GHVXESURGXWRGD&KLQDÀTXHQD OHPEUDQoD GR JRYHUQR DPHULFDno, o qual não se importa com a AmÊrica, e sim, em ser o seu úniFRHH[FOXVLYRGRQR

Nosso noticiĂĄrio nacional ĂŠ fornecido pelas agĂŞncias: AgĂŞncia Folha e AGĂŞncia Nordeste PABX: 82.3311.1338 COMERCIAL: 82.3311.1330 - 3311. 1331 REDAĂ‡ĂƒO: 82.3311.1328 - 3311.1329 CENTRAL DE ASSINANTE: 82.3311.1308 - 3311.1309 comercial.tribunaindependente@gmail.com redação.tribunaindependente@gmail.com

ricardocastro@tribuna-al.com.br

DIRETORA COMERCIAL: Marilene Canuto

OS ARTIGOS ASSINADOS SĂƒO DE RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES. NĂƒO REPRESENTANDO, NECESSARIAMENTE, A OPĂ?NIĂƒO DESTE JORNAL.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - SÁBADO, 20 DE OUTUBRO DE 2012 POLÍTICA

Site acusa Folha e Globo de esconder pesquisa que cita rejeição a Serra

Ex-ministros de FHC responderão por improbidade administrativa

Jornal eletrônico independente, o Brasil 247 acusa o jornal Folha de São Paulo e a Rede Globo de esconder pesquisas eleitorais que apresentaram uma rejjeição de 52% ao candidato José Serra (PSDB) na disputa pela Prefeitura de São Paulo com o petista Fernando Haddad. Segundo o site, como os resultados estavam prontos na noite de quinta-feira, era possível no mesmo dia como fez o 247. Porém, o resultado somente apareceram na manhã de ontem. Para o jornal eletrônico tanto a Folha quanto Serra, adotaram a máxima do embaixador Rubens Ricupero, ao dizer “o que é bom a gente fatura, o que é ruim a gente esconde”.

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), em Brasília, acatou parecer do Ministério Público Federal (MPF), por meio da Procuradoria Regional da República da 1ª Região (PRR1), e decidiu que os ex-ministros do governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) Eliseu Padilha, dos Transportes, e Eduardo Caldas, da Secretaria-Geral da Presidência da República, vão responder processo por improbidade administrativa. A ação, ajuizada pelo MPF no Distrito Federal em 2003, tinha sido rejeitada pela Justiça de primeira instância.

DIVULGAÇÃO

7

Haddad abre 17 pontos de vantagem sobre Serra Pesquisa do Datafolha aponta rejeição de 53% ao candidato tucano

O

ACM Neto (DEM) e Nelson Pelegrino (PT); seis pontos de diferença

IBOPE

Em Salvador, ACM Neto tem 47% e Pelegrino 39% O candidato ACM Neto (DEM) aparece à frente na primeira pesquisa Ibope divulgada ontem, encomendada TV Bahia, que encomendou a sondagem. Neto tem 47% das intenções de voto contra 39% de Nelson Pelegrino (PT). A margem de erro da pesquisa é de três pontos para mais ou para menos. Considerando-se somente os votos válidos, sem nulos e brancos, Neto aparece com 54% dos votos e Pelegrino com 46%. No primeiro turno, Neto terminou em primeiro com a diferença de apenas 5596 votos - ele teve 40,17% dos votos, à frente de Pelegrino, que teve 39,73% dos votos.

A pesquisa de ontem aponta que 9% dos eleitores pretendem votar nulo ou em branco e 4% não sabem ou não respondeu. Foram entrevistados 805 eleitores. APOIO POLÍTICO Três candidatos derrotados na disputa pela Prefeitura de Salvador declararam apoio à candidatura de Pelegrino Mário Kertész, que concorreu pelo PMDB mas anunciou desÀOLDomR GR SDUWLGR GHSRLV GR pleito, Rogério Da Luz (PRTB) e Márcio Marinho (PRB). Já ACM Neto conta com o apoio do PMDB baiano, anunciado pelos irmãos Lúcio e Geddel Vieira Lima. O candidato Hamilton Assis (PSOL) declarou neutralidade.

FORTALEZA

CURITIBA

Pesquisa Datafolha mostra que os dois candidatos que disputam o comando de Fortaleza, no segundo turno, estão tecnicamente empatados. Elmano de Freitas aparece na frente, com 42% das intenções de voto, contra 37% de Roberto Cláudio (PSB). Porém, a margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais, para mais ou para menos, o que leva ao empate técnico. Segundo o levantamento, votariam em branco, nulo ou em nenhum dos candidatos 11% dos entrevistados. Já os indecisos representam 9%. No quesito rejeição, 41% dos entrevistados disseram que não votariam de jeito nenhum em Roberto Cláudio. Já Elmano tem um índice de rejeição de 38%. Assim como há empate técnico em intenções de voto, a situação também é muito parelha em relação à consolidação dos eleitores de um lado e outro. Daqueles que declaram preferência por Elmano,  DÀUPDP HVWDU WRWDOmente decididos sobre essa posição. Já os eleitores do petista que ainda admitem mudar de lado somam 10%.

Após aparecer atrás em pesquisa Datafolha para a Prefeitura de Curitiba, a campanha do candidato Ratinho Junior (PSC) irá reforçar a artilharia contra o adversário Gustavo Fruet (PDT). A diferença atual entre os dois, segundo o Datafolha, é de 16 pontos percentuais: 52% contra 36% de Fruet. Embora as pesquisas internas de Ratinho apontem diferença menor, segundo a Folha apurou, a preocupação agora é crescer em tempo de alcançar Fruet --que, segundo Ratinho, saiu “realmente fortalecido” do primeiro turno, após passar à disputa por pouco mais de 4.000 votos. “É natural que ele crie uma expectativa maior nesse momento. Mas agora temos dez dias de campanha”, declarou o candidato à imprensa. Desde o início da semana, Ratinho começou a atacar a aliança de Fruet com o PT, que ocupa a vice de sua chapa, e o acusar de “contradição”. IBOPE Se o Ibope estiver certo, a diferença entre Gustavo Fruet (PDT) e Ratinho Jr. (PSC) neste momento está em torno de 120 mil votos.

Elmano e Roberto estão empatados

Ratinho Jr ataca para tentar vencer

candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, lidera a corrida do segundo turno e abre 17 pontos de vantagem em relação a José Serra (PSDB) a dez dias do pleito. Segundo pesquisa Datafolha, divulgada ontem pelo jornal Folha de S. Paulo, Haddad tem 49% das intenções de voto totais contra 32% de Serra. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. De acordo com o levantamento, os votos brancos e nulos somam 10%, enquanto 9% disseram não saber em quem vão votar. Se levados em conta apenas os votos válidos - quando não são contabilizados os brancos e nulos - Haddad soma 60%; Serra, 40%. O Datafolha mostra ainda que Haddad vence Serra entre os eleitores que votaram em Celso Russomanno (PRB) e Gabriel Chalita (PMDB) no primeiro turno. Entre os que optaram por Russomanno - 21,6% dos votos válidos na primeira etapa -, o petista ganha do tucano por 53% a 20%. No grupo dos que votaram em Chalita (13,6% dos válidos), Haddad tem 50% e Serra, 26%. O levantamento aponta também que a rejeição de Serra chegou a 52%. No último Datafolha antes do primeiro turno, nos dias 5 e 6 deste mês, 42% dos eleitores diziam que não votariam no tucano. É a primeira vez que mais da metade do eleitorado rejeita Serra. Encomendada pela Folha de S. Paulo e pela Rede Globo, a pesquisa foi realizada nos dias 17 e 18 de outubro, com 2.098 entrevistados, e registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) com o número SP-01860/2012.

NELSON ANTOINE

Pesquisa que aponta ampla vantagem de Haddad foi divulgada após último debate na TV Bandeirantes

EFEITO KIT-GAY

Discurso conservador empurra candidato do PSDB para baixo Após o debate da noite de quinta-feira na TV Bandeirantes, marcado pelas trocas de acusações entre José Serra (PSDB) e o candidato petista Fernando Haddad, especialistas apontam que o tucano é o maior prejudicado pelo tom agressivo da disputa em São Paulo. De acordo com cientistas políticos, Serra HUUDDRWHQWDUGHVTXDOLÀFDURV adversários com um discurso conservador e Haddad perde tempo ao tentar associar a imagem do tucano ao atual

prefeito da capital, Gilberto Kassab (PSD). “Abordar o tema do aborto na eleição de 2010 e agora o debate sobre o ‘kit gay’ acabou prejudicando o Serra, principalmente junto ao eleitorado com maior poder aquisitivo, maior escolaridade, que é o mais sensível a esses temas”, diz o pesquisador do Núcleo de Políticas Públicas da Universidade de São Paulo (USP), Edison Nunes. Ele lembra que na disputa pela Presidência em 2010, o tucano tentou

vincular Dilma Rousseff à proposta de descriminalização do aborto para garantir o apoio de grupos religiosos. Professor da Universidade Federal Fluminense (UFF), o cientista político Marcus Ianoni concorda que abordar temas relacionados à sexualidade e ao aborto, além de tirar votos no eleitorado mais jovem e com maior escolaridade, ainda pode causar uma sensação de falsidade no eleiWRU LGHQWLÀFDGR FRP DV SRVLções religiosas.


8

BRASIL

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 20 DE OUTUBRO DE 2012

Brasil

Horário de verão começa à meia-noite de hoje no Sul, Sudeste e Centro-Oeste $SDUWLUGDPHLDQRLWHGHVWHViEDGREUDVLOHLURVTXHYLYHPQDVUHJL}HV6XO Sudeste e Centro-Oeste terão que adiantar seus relógios em uma hora. A data PDUFDRFRPHoRGRLQtFLRGRKRUiULRGHYHUmRTXHYDLDWpGHIHYHUHLURGH 2013. Segundo informações do Ministério de Minas e Energia, durante a vigênFLDGRKRUiULRGLIHUHQFLDGRHVWiSUHYLVWDXPDUHGXomRPpGLDGHQRFRQVXPR QRKRUiULRGHSLFRTXHYDLGDVKjVK2KRUiULRGHYHUmRpDGRWDGRHP função do aumento da demanda por energia nesta época do ano, resultante do calor e do crescimento da produção da indústria com a aproximação do Natal.

Proibida terapia do antienvelhecimento &RQVHOKR)HGHUDOGH0HGLFLQDSXEOLFDUHVROXomRTXHUHVWULQJHRXVRGHKRUP{QLRVSRUIDOWDGHHÂżFiFLD

D

esde ontem, o Conselho Federal de Medicina (CFM) proibiu a pråtica de terapias antienvelhecimento no país. Passa a ser vetada a prescrição de qualquer tipo de hormônio ou outras substâncias com ÀQDOLGDGHGHUHGX]LURVHIHLtos do envelhecimento. Os mÊdicos que adotarem tais pråticas estarão sujeitos a penalidades. A resolução 1999/2012, publicada no DiåULR 2ÀFLDO UHVWULQJH R XVR GH

hormĂ´nios, permitindo sua recomendação apenas para SDFLHQWHVFRPGHĂ€FLrQFLDFRPprovada. De acordo com o relatĂłrio do CFM, uma revisĂŁo dos estudos publicados sobre o assunto nos Ăşltimos seis anos concluiu que “encontram-se HYLGrQFLDV FODUDV GH ULVFRV H SUHMXt]RV j VD~GH H QHQKXPD RX SRXFD HYLGrQFLD GH EHQHItFLRVSDUDDFDSDFLGDGHIXQFLRQDO TXDOLGDGH GH YLGD FRJQLção e para prevenir doenças FU{QLFDVDVVRFLDGDVjLGDGHÂľ

'HVVD IRUPD D LQGLFDção da terapia hormonal para pacientes com nĂ­veis QRUPDLV GD VXEVWkQFLD Ă€FD proibida. “EstĂŁo vendendo a ilusĂŁo do antienvelhecimento para a população sem nenhuma comprovação cienWtĂ€FDHTXHSRGHID]HUPDOj saĂşde. Com a idade, o metaEROLVPRPDLVOHQWRHDLQJHVWmR GH DOJXPDV VXEVWkQFLDV podem aumentar o risco de YiULDVGRHQoDVÂľDĂ€UPD(OLVD )UDQFR &RVWD JHULDWUD

que auxiliou na pesquisa do CFM. AlÊm da terapia hormonal, o parecer tambÊm proíbe a prescrição de vitaminas, antioxidantes e horP{QLRV ELRLGrQWLFRV FRPR terapia antienvelhecimento. Os testes de saliva, utiOL]DGRV SDUD DFRPSDQKDmento da menopausa ou doenças relacionadas ao envelhecimento, tambÊm estão vetados, por não haver HYLGrQFLDVFLHQWtÀFDVGHVXD HÀFiFLD

VIRACOPOS

Empresa de avião encalhado Ê multada A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) multou ontem a empresa internacional Centurion Cargo por transtornos causados à ordem pública em R$ 2,8 miOK}HV1R~OWLPRViEDGRRWUHP de pouso de um dos cargueiros da companhia quebrou e bloqueou a única pista de pouso do Aeroporto de Viracopos (SP). A liberação da pista só ocorreu às 16h20 da segunda-feira. Após a ocorrência, a Anac instaurou um procedimento administrativo para apurar o cumprimento do plano de emergência pela empresa aÊrea e pelo aeroporto.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 20 DE OUTUBRO DE 2012

Cidades

CIDADES

9

JuĂ­zes participam do quarto MutirĂŁo do JĂşri, que concluiu mais 20 processos O Programa Justiça Itinerante, do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), promoveu ontem, na faculdade MaurĂ­cio de Nassau, o julgamento de 20 processos de crimes dolosos contra a vida no quarto MutirĂŁo do JĂşri, realizado em cumprimento Ă s metas estabelecidas pelo Plano Brasil Mais Seguro. Nesta etapa, o desembargador Edivaldo Bandeira Rios, presidente em exercĂ­cio do TJ/AL, acompanhou a ação dos magistrados. O juiz John Silas, titular da 8ÂŞ Vara Criminal da Capital desde o dia 26 de setembro deste ano, relatou que foram priorizados processos mais antigos da Vara e que possuĂ­am rĂŠus presos. “O mutirĂŁo facilita a vida dos cidadĂŁos e das unidades judiciĂĄrias com a diminuição das demandasâ€?.

Superårvores estão na mira da Eletrobras Altas de mais, elas encostam na rede elÊtrica, ameaçam pedestres e são as responsåveis pelas quedas de energia ADAILSON CALHEIROS

ALANA BERTO REPĂ“RTER

REPRODUĂ‡ĂƒO

A

Eletrobras iniciou um levantamento das ĂĄrvores altas de mais, que encostam na rede elĂŠtrica em MaceiĂł e nas cidades circunvizinhas. Em um segundo momento, a empresa pretende realizar sua poda e atĂŠ supressĂŁo, mesmo que as superĂĄrvores sejam consideradas ‘patrimĂ´nio histĂłrico’ pela comunidade onde estĂĄ plantada. A ação parte da Lei de 6.126/2012, que normatiza procedimento que evitem interferĂŞncia das ĂĄrvores na fiação elĂŠtrica. A reportagem da Tribuna Independente foi a um destes locais e pode constatar que, na Via Expressa, prĂłximo a uma loja de mĂłveis e Ă  entrada do Benedito Bentes, foram plantadas cerca de dez palmeiras imperiais que atingem a rede elĂŠtrica. De acordo com a assessoria de imprensa da Eletrobras, se houver qualquer interferĂŞncia das plantas na fiação, o fornecimento seria interrompido em todo o bairro do Benedito Bentes e no bairro de Cruz das Almas. FuncionĂĄrios da loja de mĂłveis afirmaram que as palmeiras possuem mais de 50 anos e foram plantadas por moradores da regiĂŁo. Eles admiram as ĂĄrvores, hoje enormes, mas admitem os riscos que elas representam. “Quando as palmeiras foram plantadas, nĂŁo existia fiação. Em perĂ­odo de chuva a gente escuta um barulho, Ă s vezes sai atĂŠ fogo, ĂŠ um perigoâ€?, disse JosĂŠ Leite, que ĂŠ funcionĂĄrio da loja de mĂłveis. A reportagem entrou em contato com o secretĂĄrio Municipal de Proteção do Meio Ambiente, Ivan Bergson, e ele contou que desconhece o caso destas palmeiras que estĂŁo atingindo a rede elĂŠtrica do local. PorĂŠm, a supressĂŁo das ĂĄrvores deve ser autorizada, apĂłs solicitação formal. “Quando a Eletrobras encontra alguma ĂĄrvore inadequada, nos procura, acredito que ainda vamos ser informadosâ€?, alegou. De acordo com a Eletrobras, um dos principais motivos da interrupção de energia sĂŁo as ĂĄrvores que atingem a rede elĂŠtrica. Diariamente a empresa realiza a poda de cerca de 250 ĂĄrvores. O lĂ­der de engenharia da manutenção de linhas de transição da Eletrobras, Bruno Amaral, disse que estas podas custam em mĂŠdia R$ 1,5 milhĂŁo para a Eletrobras. Entretanto ele afirmou que para realizar as podas e supressĂľes, o ĂłrgĂŁo conta com a permissĂŁo da Secretaria Municipal de Proteção ao Meio Ambiente (Sempma). Para o plantio de ĂĄrvores em locais pĂşblicos tambĂŠm ĂŠ necessĂĄria a autorização da Sempma. “SĂŁo milhares de ĂĄrvores que atingem a fiação elĂŠtrica em MaceiĂł e nas cidades vizinhasâ€?, destacou Bruno Amaral. Segundo ele, alĂŠm de MaceiĂł, o levantamento estĂĄ sendo realizado nas cidades da Barra de SĂŁo Miguel, Marechal Deodoro, Paripueira, Barra de Santo Antonio, Coqueiro Seco, Santa Luzia do Norte e Satuba.

Palmeiras LPSHULDLVSODQWDGDVQD9LD([SUHVVDHPGLDGHFKXYDHQFRVWDPQDÂżDomRHSURYRFDPIDtVFD

Keity Magna ĂŠ surda-muda e saiu de casa sem ser percebida

ALERTA

SEGUNDO CASO

Atrito com a fiação gera risco aos Outra jovem desaparecida pedestres e prejuĂ­zos para a rede em Arapiraca desde domingo Segundo os tĂŠcnicos, acidentes podem causar mortes O engenheiro da Eletrobras, Bruno Amaral, colocou que alĂŠm da interrupção de energia, ĂĄrvores que atingem a fiação elĂŠtrica podem causar prejuĂ­zo ao ĂłrgĂŁo, danificando o material usado pela empresa e ainda gerando problemas com os clientes. “Perdemos com mĂŁo-de-obra e com indicadores de qualidadeâ€?, disse ele. ACIDENTES Bruno completou que o maior de todos os riscos ĂŠ que ocorra um acidente com alguĂŠm, em especial, em dias de chuva, quando o vento forte faz os galhos das ĂĄrvores ficaram

mais prĂłximos da fiação e em atrito com ela. “Se alguĂŠm for atingido, pode morrerâ€?, emendou. Por isto, este ano, a Eletrobras estĂĄ realizando uma campanha de conscientização junto Ă s prefeituras para sensibilizar a sociedade. “O plantio de forma inadequada pode trazer prejuĂ­zos para a redeâ€?, pontuou. LEGISLAĂ‡ĂƒO Em abril de 2012 foi aprovada a Lei 6.126/2012 para evitar o plantio de ĂĄrvores de grande porte prĂłximo Ă  rede elĂŠtrica. Pela lei a população sĂł pode plantar embaixo da rede elĂŠtrica, ĂĄrvores

de pequeno e mÊdio porte que vão de cinco a oito metros de altura. Mas muitas delas foram plantadas antes da publicação da lei e não atendem a esses requisitos. A assessoria da Eletrobras informou que em alguns lugares de Maceió e demais cidades que passam por levantamento, jå foram constatadas årvores de grande porte que ameaçam a rede elÊtrica. O corte, poda e supressão das årvores ainda não têm data para acontecer, mas só serå realizado com a autorização da Secretaria Municipal de Proteção ao Meio Ambiente (Sempma). TRIBUNAHOJE

Outra jovem estĂĄ desaparecida em Arapiraca, desde o fim de semana, Familiares da estudante Keity Magna Souza, de 19 anos, procuram notĂ­cias da jovem desde o Ăşltimo domingo (14), quando ela saiu de casa para assistir a um culto evangĂŠlico e nĂŁo voltou. Os familiares de Keity afirmam que ela ĂŠ uma pessoa tranquila, dedicada aos estudos e tem dificuldades de comunicação, uma vez que ĂŠ surda e muda. Dona Maria JosĂŠ de Souza, mĂŁe de Keity, estava em companhia da filha no dia do desaparecimento. “Chegamos juntos Ă  igreja e notei que ela estava procurando por alguĂŠm. Entrei na igreja e minutos depois percebi

sua ausĂŞncia. Ao chegar em casa, percebi que ela havia retornado, pegou uma bolsa com alguns pertences e saiu em seguidaâ€?, disse. “De lĂĄ para cĂĄ nĂŁo tivemos mais notĂ­cias delaâ€?, disse dona Maria JosĂŠ. Keity tem namorado e ele estĂĄ ajudando a famĂ­lia a procurĂĄ-la. A famĂ­lia disponibilizou o nĂşmero (82) 99197643 para quem tiver alguma informação sobre o paradeiro da estudante. CRIANÇA Familiares e amigos da menor Jacilene Rodrigues da Silva, 12, tambĂŠm denunciaram o desaparecimento da menina. Ela saiu de casa no Ăşltimo domingo (14), mesmo dia do desaparecimento da jovem Keity.

JATIĂšCA

Casal inicia mais uma obra na parte baixa de MaceiĂł

Avenida Dona Constança¿FDUiFRPWUiIHJRDSHQDVHPPHLDSLVWDDSDUWLUGDSUy[LPDVHJXQGDIHLUD

A Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), por meio de sua Unidade de Negócio Jaraguå, inicia, na próxima segunda-feira (22), os serviços para conserto do emissårio de recalque da estação elevatória de esgoto do Conjunto Castelo Branco, na Jatiúca, que se rompeu, ontem, num trecho da Avenida Dona Constança, próximo à Vidraçaria Rochedo. Para realização da obra, a avenida funcionarå em meia pista entre segunda (22) e quarta-feira (24), e a Casal contarå com o apoio da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT).

Segundo o coordenador da Unidade JaraguĂĄ, engenheiro Cid Carlos, o rompimento pode ter sido provocado pelo desgaste natural, uma vez que a estrutura ĂŠ de ferro fundido e foi instalada hĂĄ 40 anos. “A partir de segunda-feira, vamos descobrir o que realmente ocorreu e, se preciso, fazer a substituição da redeâ€?, informou o engenheiro. SANTO EDUARDO Outra obra da Casal, para recuperação da rede de esgoto, estĂĄ em andamento no conjunto Santo Eduardo, no bairro do Poço. A conclusĂŁo do trabalho estĂĄ prevista para a prĂłxima sexta-feira (26).


10

CIDADES

MACEIÓ - SÁBADO, 20 DE OUTUBRO DE 2012

TRIBUNAINDEPENDENTE

Mais de 8 mil se inscrevem em Supletivo Mais da metade dos candidatos buscam conclusão do Ensino Médio, por meio da prova que será realizada em novembro

A

s inscrições para a segunda etapa dos Exames Supletivos 2012 ultrapassaram a meta de candidatos estimada pela Secretaria de Estado da Educação. Ao todo, foram contabilizados 8.950 inscritos, sendo que 3.637 para o Ensino Fundamental e 5.313 para o Ensino Médio. O quantitativo de inscritos para esta edição dos exames supletivos supera a meta estimada pela Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (SEE), que era de oito mil cadastrados. Na primeira etapa do certame, realizado em julho, foram mais de seis mil candidatos. Dos 8.950 inscritos, quase a metade, 4.044 foi para o município de Maceió. A Coordenadoria Regional de Educação (CRE) que registrou a maior procura foi a 5ª CRE, que abrange Arapiraca e municípios

ASSESSORIA

vizinhos, com 1.740 candidatos cadastrados, seguida pela 15ª CRE (Cepa), com 1.358 inscritos, e a 1ª CRE, que contempla os bairros da baixa Maceió, com 1.289 cadastrados. Já no sistema socioeducativo (regimes penitenciário e ressocializador de menores), onde também haverá provas, foram registradas 448 inscrições. PROVAS E CARTÕES As provas serão aplicadas nos dias 24 e 25 de novembro para a comunidade em geral, enquanto os reeducandos farão provas nos dias 26, 27 e 28 do mesmo mês. Os cartões de inscrição serão disponibilizados no site da SEE (www.educacao.al.gov.br) a partir do dia 24 de outubro e o candidato tem até o dia 24 de novembro para imprimi-los. Caso os documentos registrem erro, o prazo para solicitar correção de dados

é o dia cinco de novembro. REQUISITOS O técnico da Gerência da Formação Inicial e Continuada da SEE, Rubens Lima, orienta os candidatos a ficarem atentos aos prazos. “Para ser aprovado, é preciso alcançar a pontuação de, no mínimo, 50% em cada disciplina e para estudar os assuntos que cairão na prova, basta baixar o manual do candidato no site da Secretaria de Educação”, explica. O Supletivo é direcionado para as pessoas que, por algum motivo, não terminaram o Ensino Básico e querem ampliar as oportunidades de mercado de trabalho por meio da obtenção do diploma do curso Fundamental ou Médio. O candidato deve apresentar conhecimentos sobre as disciplinas abordadas nas escolas durante esse período escolar.

Total de inscrições superaram em mais de 900 candidatos a estimativa da Secretaria de Educação ASSESSORIA

REDE PÚBLICA

Saúde realiza exames para prevenir sífilis

Mais de 350 alunos terão aulão para o Enem durante este sábado Mais de 350 alunos de 12 escolas da rede estadual de ensino, ligadas à 1ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), participam hoje do primeiro aulão preparatório para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As aulas serão ministradas no auditório do Senai, no bairro do Poço, nos turnos matutino e vespertino, das oito às 17h30. Ao todo sete disciplinas – dentre elas Química, Física, Literatura, História, Artes, Espanhol – estão

incluídas na programação das aulas, que será complementada com dicas de relaxamento para o aluno obter maior concentração nos dias de aplicação dos exames. De acordo com Sônia Morais, coordenadora da 1ª CRE, a turma receberá a orientação dos próprios professores da rede estadual, além de professores das escolas particulares e de cursinhos da capital alagoana. Além disso, dez técnicos da Coordenadoria esta-

rão acompanhando todos os trabalhos. Essa não será a única oportunidade dos estudantes de revisar as disciplinas cobradas no exame. No próximo dia 27, um novo aulão será realizado, desta vez, com o restante das disciplinas: Matemática, Língua Portuguesa, Redação (produção de textos), Física, Geografia, Biologia, Sociologia e Filosofia. Já nos dias 30 e 31, um simuladão será aplicado em cada unidade de ensino.

Evento será realizado no Senai-Poço, e se repete no dia 27 ASSESSORIA

EM DEBATE

Alagoas coordena campanha contra a violência doméstica no Nordeste A campanha Compromisso e “Atitude pela Lei Maria da Penha – A lei é mais forte” será lançada em Maceió no dia 12 de novembro. Para definir estratégias de lançamento da campanha, representantes de órgãos estaduais, do Poder Judiciário e do Ministério Público reúnem-se na próxima segunda-feira (22), às nove horas, no 4º Juizado de Violência Doméstica e Familiar, situado na Praça Sinimbu, no Centro de Maceió. Lançada em Brasília no dia 7 de agosto deste ano, a

campanha pretende agilizar o julgamento de processos que estão parados e mobilizar a sociedade para a prevenção da violência contra a mulher. O Estado de Alagoas foi escolhido para coordenar as ações da campanha na Região Nordeste. Participam da campanha as secretarias de Estado da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos e da Defesa Social, a Defensoria Pública, o Ministério Público Estadual e o Tribunal de Justiça de Alagoas. REGISTROS A notificação de violência doméstica tem aumen-

tado no Hospital Geral do Estado (HGE). No primeiro semestre deste ano, o Núcleo Hospitalar de Epidemiologia notificou 773 casos de violência envolvendo mulheres, crianças, adolescentes e idosos. No mesmo período de 2011, foram notificadas 563 vítimas, o que representa um aumento de 37% dos casos em 2012. Apesar de proteções jurídicas como a Lei Maria da Penha, as mulheres continuam sendo as principais vítimas de violência, a exemplo dos espancamentos, em que elas aparecem em 63% das ocorrências. DIVULGAÇÃO

Reunião na sede do 4ºJuizado acontece na próxima segunda-feira

FIM DE SEMANA

Sol predomina no Sertão, mas no litoral e Agreste chove

Segundo o IMA, as praias, em sua maioria, estão próprias para banho; exceção é a região metropolitana

DE GRAÇA

De acordo com o boletim meteorológico divulgado pela Sala de Alerta da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos ontem, o fim de semana em Alagoas deve ter predomínio de sol em todo o Estado. Do litoral ao Agreste, no entanto, poderão cair chuvas ocasionais hoje e amanhã. O céu permanece claro no Sertão e Sertão do São Francisco, onde as temperaturas máximas de 34 graus são registradas. A mínima de 20 graus é esperada no Agreste e Zona da Mata. Para mais informações, consulte o site da Semarh

(http://www.semarh.al.gov.br) ou acompanhe as atualizações da secretaria no twitter (@semarh_al) e no facebook (https:// www.facebook.com/semarhal). PRAIAS O Instituto do Meio Ambiente (IMA) divulgou ontem mais um relatório semanal da balneabilidade de trechos de praias do litoral alagoano. Dos 55 pontos onde são feitas as coletas, apenas sete estão impróprios, sendo a maioria localizada na região metropolitana. Dessa forma, 48 diferentes pontos da costa estão próprios e podem ser aproveitados pelos banhistas.

Com o objetivo de conscientizar, divulgar os modos de prevenção e reduzir o número de casos de sífilis em Maceió, o Programa de DST, Aids e Hepatites Virais da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) deu início esta semana à mobilização contra a doença. A campanha deste ano – que celebra o Dia Nacional de Combate à Sífilis no terceiro sábado deste mês – está direcionada aos adultos nas escolas e mercados públicos, contemplando palestras educativas, distribuição de material informativo e de preservativos masculinos e femininos, além da realização de exames. A abertura da campanha foi feita na Escola João XXIII, localizada no Jacintinho, numa ação voltada para cerca de 50 alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA), pais de alunos, professores, funcionários e comunidade, com a finalidade de ampliar o conhecimento de todos acerca da doença que, se não for tratada, pode causar complicações graves como cegueira, doenças cerebrais e problemas cardíacos, podendo levar à morte. A dona-de-casa Maria Marlene dos Santos Silva participou da ação junto com os colegas da turma de EJA. Para ela, que realizou a coleta de sangue para os testes de HIV, hepatites B e C, sífilis e HTLV no próprio local de estudo, a iniciativa foi importante, por facilitar o acesso a este tipo de serviço de saúde. Segundo a coordenação do programa no município, Maceió registrou, em 2011, 170 casos de sífilis congênita (transmitida da mãe para o bebê), 74 casos de gestantes infectadas e 129 casos de infecção em adultos. Este ano, os números já chegaram a 151 casos de sífilis congênita, 58 gestantes infectadas e 161 casos em adultos. No Brasil, as estimativas da Organização Mundial de Saúde de infecções de sífilis por transmissão sexual, na população sexualmente ativa, a cada ano, são de 937 mil casos. Seguindo a programação, o Programa Municipal de DST, Aids e Hepatites Virais, realiza ações este sábado no Mercado da Produção das sete às 12 horas. Na segunda-feira, a equipe do Programa estará, das 18 às 22 horas, na Escola Lenilton Alves (Jacintinho), e encerrando a campanha na terça-feira (23), na Escola Professor Ananias Andrade (Vergel do Lago), no mesmo horário.


TRIBUNAINDEPENDENTE

AĂ?LTON VILLANOVA ailton.villanova@gmail.com

0$&(,Ă?6Ăˆ%$'2'(2878%52'(

CIDADES

11

Operação prende líderes de roubo a bancos e veículos 7UrV¾FDEHoDVœGREDQGRTXHXVDYDH[SORVLYRVQDVDo}HVIRUDPFDSWXUDGRV BRENO AIRAN NIGEL SANTANA 5(3�57(5(6

E Orelhas estrangeiras

A

tĂŠ os 35 anos de idade o Borenildo Carposo, tambĂŠm conhecido como Cavernoso, era analfabeto. Por conta disso, o melhor que conseguiu, atĂŠ entĂŁo, foi o emprego de carroceiro, com atuação mais efetiva no bairro da Levada, por um motivo justificĂĄvel: seu ponto de apoio era o mercado municipal, de onde transportava mercadorias para os locais adjacentes. Entretanto, dada a sua força de vontade, tornou-se motorista profissional, depois de ter concluĂ­do o curso noturno de alfabetização no Grupo Escolar 7 de Setembro, localizado na Ponta Grossa. Cavernoso residia numa pequena casa, pendurada na barreira que fica por trĂĄs da rua MarquĂŞs do Herval, Alto da Conceição (limite Bom Parto/Farol). Permaneceu solteiro atĂŠ os 42 anos, quando conheceu a balzaca Odelina, mais velha que ele uns 12 anos, mas que dava pro gasto. Amancebou-se com ela e ambos permaneceram residindo no endereço jĂĄ referido. Um dia, Cavernoso chegou em casa todo eufĂłrico e anunciou para a cara-metade: - Nega vĂŠia, vou viajar pra ParaĂ­ba, amanhĂŁ bem cedinho! - Vixe, meu nego! Tu vai pra tĂŁo longe assim? - Longe nada! É pertinho. Vou pegar um frete joia. Volto de noitinha... - Olha, nego, vĂĄ devagar, viu? - Pode deixar. VocĂŞ sabe que eu nĂŁo sou de correr muito. - Nem muito e nem pouco. Tem que ser devagar! E Cavernoso viajou pilotando um possante autocarga da marca Studbacker, sensação dos anos 50. Na viagem de ida, ele se deu bem. Entretanto na volta, quase morreu, porque se envolveu num acidente violento. Quebrou um braço e perdeu as duas orelhas. ApĂłs algumas semanas internado num hospital pernambucano, encontrou um doador que passou a ser o pioneiro na consagração dos transplantes de ĂłrgĂŁos no paĂ­s. Um mĂŞs depois, ele voltou a MaceiĂł acompanhado dos cuidados da mulher. Antes de receber alta, Cavernoso ainda com a cabeça enfaixada, ficou curioso para saber a identidade do doador e recorreu ao cirurgiĂŁo que lhe fizera o transplante: - Doutor Belaildo, o senhor sabe o nome do cara que me deu essas orelhas novas? E o mĂŠdico, embromando, para nĂŁo revelar a identidade do doador: - Hummmm... Deixe-me ver... Olha, o doador ficou registrado apenas como “Tonyâ€?. Nada mais! E o transplantado: - Me responda sĂł outra coisinha, doutor... O doador era estrangeiro? - Sim. Como o senhor sabe? - FĂĄcil! É que eu ouço tudo, mas nĂŁo entendo nada! – explicou o Carvernoso.

Valeria a pena encontrå-la? 2PXOKHUGRGLVWLQWR&DOFtÀLGHVVXPLXGRPDSDHGRLVGLDVGHSRLVHOHUHVROYHXGDUTXHL[DQDSROtFLD - O senhor tem uma foto dela? – indagou o delegado. - Sim. Estå aqui comigo! 'HSRLVGHUHSDUDUQRUHWUDWRRGHOHJDGRSHUJXQWRX - O senhor tem certeza que quer mesmo que a gente encontre sua mulher?

Boa solução 'RXWRU&RQVWDQWLQR9LYHLURVSDWUmRGR$OÀLPi]LRPDQGRXFKDPiORDRVHX JDELQHWH �UDSD]PHGLVVHUDPTXHYRFrHVWDYDGRUPLQGRQRWUDEDOKR (HOHWRGRDWUDSDOKDGR 'HVFXOSHSDWUmR(VVDQRLWHPHX¿OKRWHYHGRUHVGHJDUJDQWDFKRURX PXLWRHHXQmRFRQVHJXLGRUPLU 7iERP(QWmRWUDJDRVHX¿OKRSUDFiSRUTXHDVVLPHOHRLPSHGLUiGH dormir.

Recíproca verdadeira 3HQVHQXPFDEUDIROJDGR3RLVR$QWtSRGDVGD&UX]VHUYLGRUS~EOLFRpXP GHVVHVH[HPSODUHV%DVWDGL]HUTXHQXQFDYDLjUHSDUWLomRPDVQR¿QDOGH FDGDPrVVHXFRQWUDFKHTXHYHPUHFKHDGRGHQ~PHURVVHPGHVFRQWRDOJXP 'L]HPTXHHOHWHPSDGULQKRVLPSRUWDQWHVHSRGHURVRVRTXHQmRUHVWDQHQKXPD G~YLGD $LQGDJDURWmRWHQWRXVHUMRJDGRUGHIXWHERODVXDJUDQGHSDL[mR1mRGHX SRUTXHDVFDQHODVQmRDMXGDUDP³0XLWRIUDFDV´VHJXQGRGH¿QLXRHVSHFLDOLVWD HPFDQHODVDWOpWLFDVGRXWRU/XtV)HUQDQGR6LOYDGH%DUURV )UXVWUDGRQREDWHEROD$QWtSRGDVFRQIRUPRXVHFRPDFRQGLomRGHVLPSOHV WRUFHGRUGR&OXEHGH5HJDWDV%UDVLORIDPRVR*DORGD3DMXoDUDFXMRVDWOHWDV RVREUHGLWRGRXWRU/XtV)HUQDQGRFXLGRXFRPEDVWDQWHFDULQKRGXUDQWHXPERP WHPSR %HPYROWHPRVDR$QWtSRGDV &HUWRGRPLQJRHOHVHDFKDYDDVVLVWLQGRSHODWHOHYLVmRDRMRJR)ODPHQJR[ 9DVFRTXDQGRVXDPXOKHU0DULDGR6RFRUURLQWHUURPSHX $PRUYRFrSRGHWURFDUDOkPSDGDGRFRUUHGRU" (OHROKRXSDUD0DULDGR6RFRUURFRPGHVGpPHUHVSRQGHX 3RUDFDVRYRFrHVWiYHQGRDORJRPDUFDGD3KLOLSVQDPLQKDWHVWD"$FKR TXHQmR6HYLUH 0DV0DULDGR6RFRUURQmRVHGHXSRUYHQFLGD (QWmRYRFrSRGHFRQVHUWDUDSRUWDGDJHODGHLUD"1mRHVWiIHFKDQGR 3XWDTXLSDULX�PXOKHUGDSRUUDHVWiYHQGRSRUDFDVRDORJRPDUFDGD %UDVWHPSQDPLQKDWHVWD"4XDOp" 3DUDQmRVHUPDLVLQFRPRGDGRSHODPXOKHURPDODQGUmRRSWRXSRUYHUR UHVWRGRMRJRQREDUGDHVTXLQD'HSRLVGDWUDQVPLVVmRWRPRXDOJXPDVFHUYHMDV FRPDPLJRVHGXDVKRUDVGHSRLVVHQWLQGRVHFXOSDGRSHODIRUPDFRPRWUDWDUD DHVSRVDYROWRXSUDFDVD(POiFKHJDQGRFRQVWDWRXTXHDOkPSDGDGRFRUUHGRUKDYLDVLGRWURFDGDHTXHDSRUWDGDJHODGHLUDHVWDYDIHFKDQGRPDUDYLOKRVDmente bem. 0HXDPRUFRPRWXGRIRLFRQVHUWDGR"¹HOHSHUJXQWRXD0DULDGR6RFRUUR (HODWUDQTXLODHFDOPD %HPTXDQGRYRFrVDLXEDWHQGRDSRUWDXPMRYHPPXLWRVLPSiWLFRDTXLGD YL]LQKDQoDVHRIHUHFHXSDUDFRQVHUWDUWXGRHHXVyWHULDGHHVFROKHUHQWUHLUSUD FDPDFRPHOHHID]HUXPERORGHODUDQMD (YRFrIH]RERORGHODUDQMDSUDHOH" (6RFRUURSDJDQGRFRPDPHVPDPRHGD �PHXTXHULGRSRUDFDVRYRFrHVWiYHQGRDORJRPDUFDGD4XDNHUQD PLQKDWHVWD"$FKRTXHQmR

m operação conjunta entre as polícias Civil e Militar e o Grupo Estadual de Combate a Organizaçþes Criminosas (Gecoc), do MinistÊrio Público Estadual (MPE), foram presas três pessoas envolvidas em assaltos a caixas eletrônicos e desmanche de veículos. Cinco mandados de prisão e de busca e apreensão foram expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital, e três foram cumpridos. As investidas das autoridades foram mantidas atÊ o final do dia, de acordo com o promotor Alfredo Gaspar de Medonça, à frente do Gecoc,

mas outros criminosos nĂŁo foram capturados. Os trĂŞs detidos foram identificados como JosĂŠ Dorgival Pereira, Alexandre Pereira da Silva e Samuel Santos Tavares. Conforme apurou a reportagem, eles seriam os “cabeçasâ€? do bando. Duas casas - que estavam alugadas - foram revistadas na Avenida JosĂŠ Ailton dos Santos, no Conjunto Village Campestre I, no bairro do Tabuleiro do Martins, onde foram feitas grandes apreensĂľes. Havia com os criminosos veĂ­culos e vĂĄrias armas, algumas de uso exclusivo do ExĂŠrcito, uma caixa de ferramentas e diversos explosivos, usados para violar ter-

minais bancårios em todo o Estado. Um supermercado, o Mercadinho Oliveira, no nome de Alexandre Pereira, o líder da quadrilha, era usado para a lavagem de dinheiro. Três outras pessoas estão foragidas: Diogo Lima Costa, Cícero Ronei Teixeira e Rodrigo Teixeira Cavalcante, esses dois últimos, irmãos. Os suspeitos residiriam em Viçosa. Hå ramificaçþes da quadrilha em todo o Estado de Alagoas, segundo a polícia. De acordo com o promotor do Gecoc, Alfredo Gaspar de Mendonça, hå meses o MinistÊrio Público Estadual vem investigando a quadrilha. As informaçþes apuradas pelo MPE apontavam

que os criminosos agiram em mais quatro municĂ­pios alĂŠm de MaceiĂł, a exemplo de Viçosa e Quebrangulo. “Eles roubavam os carros e depois usavam para assaltar os caixas eletrĂ´nicos. Quando o veĂ­culo jĂĄ estava conhecido, a quadrilha fazia o desmanche e revendia as peçasâ€?, explicou Alfredo Gaspar. O delegado AntĂ´nio Carlos Reis, diretor da PolĂ­cia JudiciĂĄria Metropolitana, ressaltou que os acusados sĂŁo considerados de alta periculosidade, principalmente porque estavam usando armas de uso restrito da polĂ­cia e das forças armadas. Nesta operação participaram nove equipes com 60 policiais atuando. 6$1'52/,0$

REINCIDENTE

PolĂ­cia flagra dois homens com armas e munição Sob a coordenação do delegado Regional Manoel Wanderley, e com o apoio do delegado FlĂĄvio Saraiva, diretor de PolĂ­cia JudiciĂĄria da Ă rea 2 (DPJA 2), dois homens foram presos na quinta-feira (18), por agentes da PolĂ­cia Civil da 5ÂŞ Delegacia Regional de PolĂ­cia, em Palmeira dos Ă?ndios. Eles estavam armados com revĂłlveres calibres 32 e 38. A prisĂŁo foi na Rua SĂŁo Miguel, no bairro Alto do Cruzeiro, periferia da cidade - considerado um bairro com muitas ocorrĂŞncias policiais - e foi realizada apĂłs um trabalho de investigação, que a PolĂ­cia Civil faz na cidade. Os acusados foram identificados como: Francisco Correia de Oliveira e Francisco JosĂŠ Lourenço da Silva, conhecido como “Francisquinhoâ€?. Um deles jĂĄ responde a processo na Justiça pelo mesmo crime, de posse ilegal de arma de fogo. Segundo a polĂ­cia, “Francisquinhoâ€? estava de posse de um revĂłlver calibre 32 com a numeração raspada, alĂŠm de seis muniçþes intactas. JĂĄ com Francisco Correia de Oliveira foi encontrado um revĂłlver calibre 38, tambĂŠm com seis muniçþes intactas. A dupla foi ouvida na 5ÂŞ DRP, onde foi autuada em flagrante por porte ilegal de arma. Em seguida, os dois foram transferidos para a Delegacia de Cacimbinhas. De acordo com o delegado Manoel Wanderley, as investigaçþes continuarĂŁo para que ocorram mais apreensĂľes, tanto de arma, quanto de drogas. INVESTIGAĂ‡ĂƒO “Estamos seguindo a orientação do delegado-geral, Paulo Cerqueira, e do diretor da DPJA 2, delegado FlĂĄvio Saraiva, no sentido de, por meio de um trabalho investigativo, combater todo e qualquer tipo de atividade criminosa na regiĂŁo de Palmeira dos Ă?ndiosâ€?, concluiu Wanderley.

Armas TXHHVWDYDPGHSRVVHGRVFULPLQRVRVOHYDUDPSROtFLDjPDLRUDSUHHQVmRGRV~OWLPRVFLQFRDQRV

PERIGOSO

Grupo explodiu agência em Viçosa e metralhou grupamento da PM Segundo informaçþes apuradas pelo Grupo Estadual de Combate às Organizaçþes Criminosas (Gecoc), a quadrilha de roubo de veículos e assalto a bancos desbaratada ontem, que atuava hå cerca de dois anos, foi responsåvel pelo assalto ao Banco do Brasil em Viçosa, ocorrido no dia 13 de outubro, circunstância em que todo o setor de caixas eletrônicos da agência foi danificado pelo uso de explosivos, e ainda o grupo metralhou a sede do grupamento da Polícia Militar na cidade.

O Gecoc afirma que a quadrilha tem participação em mais quatro explosþes a caixas eletrônicos. AlÊm desses crimes, a gangue tambÊm agia com roubo de carros em larga escala na capital Alagoana. Ao todo sete veículos foram apreendidos: uma caminhonete Amarok, um Jeta, um Gol, um Corsa Sedan, uma Nissan Frontier e um Cross Fox desmontado, todos eles frutos de roubo; uma Pajero Sport resultado de lavagem de dinheiro. ARSENAL Um arsenal com armas

de uso exclusivo do ExÊrcito tambÊm foi apreendido: dois fuzis calibre 762, um fuzil calibre 47 de fabricação russa, duas pistolas, sendo uma ponto 45 e outra nove milímetros, dois revólveres calibre 38, uma espingarda de repetição calibre 12, uma submetralhadora nove milímetros, vårios explosivos e centenas de muniçþes. AlÊm das armas, cinco coletes à prova de balas, dez balaclavas, uma faca, luvas, uma furadeira magnÊtica e kits de primeiros socorros foram apreendidos. 6$1'52/,0$

Promotor DÂżUPDTXHJUXSRURXEDYDFDUURVSDUDXVDUQRVDVVDOWRVDEDQFRVHGHSRLVGHVPDQFKDYD


12

CIDADES

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 20 DE OUTUBRO DE 2012

robertobaiabarros@hotmail.com

Bico calado

E

m Porto Real do ColÊgio, oposição e situação falam, agora, a mesma língua. Sob orientação de um renomado escritório jurídico, a então prefeita Rita Bomfim, hoje ex-prefeita, que perdeu o mandato por infidelidade partidåria, se entendeu com o seu vice-prefeito ZÊ Belarmino, um crítico voraz que não só a atacava em nível político como pessoal. E olha que dizia coisas terríveis sobre a personalidade da ex-gestora.

)DULQKDGRPHVPRVDFR Pois bem. Veio a eleição, e, em nome de um “acordoâ€?, os dois (prefeita e vice-prefeito) se “entenderamâ€?. Vamos trocar em miĂşdos: Berlamino HVTXHFHXDVGHVDYHQoDVH5LWD%RPÂżPOKHFRQFHGHXWUrVPHVHVGH mandato. O motivo: o apoio mĂştuo ao entĂŁo candidato JosĂŠ Reis, que se elegeu e vai atender aos interesses dos dois “pombinhosâ€?. $JRUDFDURHOHLWRUHPRUDGRUGH3RUWR5HDOGR&ROpJLRRVWUrVVmR farinha do mesmo saco, ou nĂŁo?

1RYDVPRUDGLDV

&RQMXQWRV

A Prefeitura de Arapiraca estå realizando um dos maiores programas municipais de habitação do Brasil, com a entrega de mais de dez mil novas moradias. Desde a primeira gestão, no ano de 2005, que o prefeito Luciano Barbosa (PMDB) e equipe tem priorizado a melhoria da qualidade de vida da população, sobretudo as pessoas mais carentes. As obras estão acontecendo por toda a cidade, com o projeto de inclusão social de milhares de famílias com a realização do sonho da casa própria.

Os conjuntos habitacionais são construídos por meio das secretarias de Desenvolvimento Urbano e +DELWDomR2EUDVH$VVLVWrQcia Social, com o apoio de outras secretarias. Alguns espaços, que antes eram conhecidos como as favelas do Caborje e Quiçassa, na årea central da cidade, hoje fazem parte de um dos nossos mais belos cartþes-postais: o Bosque das Arapiracas.

TRIBUNAINDEPENDENTE

Vida sexual do maceioense inicia cedo e sem proteção Pesquisa em 21 bairros da capital vai subsidiar polĂ­ticas pĂşblicas de saĂşde Iniciar a vida sexual ĂŠ um passo para muitas descobertas. Homens e mulheres se comportam de formas distintas nessa etapa. Pensando em traçar o perfil do maceioense no inĂ­cio da vida sexual e refletir sobre as questĂľes de gĂŞnero que influenciam o comportamento nas decisĂľes dessa fase, o grupo de pesquisa “Enfermagem, SaĂşde e Sociedadeâ€?, da Escola de Enfermagem e FarmĂĄcia da Universidade Federal de Alagoas, estĂĄ coletando dados em 21 bairros, desde o ano passado. O pĂşblico-alvo sĂŁo casais com idade entre 20 e 49 anos, que vivem sob o mesmo teto e estabelecem algum tipo de relação afetiva estĂĄvel. A primeira fase do projeto “GĂŞnero e Reprodução: comportamento sexual e reprodutivo na cidade de MaceiĂłâ€?, financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento CientĂ­fico e TecnolĂłgico (CNPq) jĂĄ revela resultados parciais da

vida pregressa dos voluntårios. Seguindo a perspectiva nacional, os homens de Maceió iniciam a vida sexual mais precocemente do que as mulheres. A mÊdia de idade Ê de 15,5 anos para eles e 17,4 anos para elas. O estudo apontou ainda que a menor idade entre os homens foi de 11 anos, jå as mulheres esperam mais pelo contato sexual: a maior idade registrada entre as entrevistadas foi 30 anos. O estudo quis saber tambÊm qual era o tipo de relação do casal. Nesse quesito, a pesquisa revelou que os homens se envolvem menos afetivamente com a parceira. Eles relataram não ter tido relação afetiva ou qualquer tipo de sentimento quando iniciaram a vida sexual. Por outro lado, a maioria das mulheres afirmou que a primeira vez foi com o namorado ou num compromisso mais eståvel. SENSAÇÕES Um dado que preocupa

os pesquisadores diz respeito Ă s sensaçþes constatadas no momento da perda da virgindade. O estudo mostra que os homens conseguem sentir mais prazer do que as mulheres: 23,7% contra 9%. Mas o mais agravante ĂŠ que 41,4% das mulheres relataram ter sentido dor na primeira transa. “Isso ĂŠ um ponto muito preocupante porque a primeira relação sexual pode refletir em toda a vida sexual de uma pessoa. E se a mulher sente dor pode achar que nunca vai poder ter prazer. Esse fato estĂĄ ligado a algumas questĂľes culturais, de desconhecimento do prĂłprio corpo e de insegurançaâ€?, explicou a professora Ruth Trindade, orientadora da pesquisa. ‘PROVA DE AMOR’ Quando questionados sobre o motivo que os levou a iniciar a vida sexual, a maioria dos homens (77,4%) disse ter sido por curiosidade, tesĂŁo ou vontade de perder a virgindade. JĂĄ o

motivo que predominou entre as respostas das mulheres (45,3%) foi o amor. A cobrança tambĂŠm foi um fator questionado entre os participantes, destacando na pesquisa que 16,4% dos homens e 18% das mulheres afirmaram que se sentiram pressionados a ter a primeira transa. Desse montante, 61,9% dos homens disseram que a pressĂŁo partiu dos amigos. JĂĄ 91,3% das mulheres relataram que foram os prĂłprios parceiros que pressionaram. Um dos grandes problemas ĂŠ que 70,3% dos homens e 58,6% das mulheres afirmaram nĂŁo ter usado nenhum tipo de mĂŠtodo contraceptivo na primeira relação sexual. “Esses resultados vĂŁo favorecer uma leitura mais correta da realidade em MaceiĂł e podem servir de base para a elaboração de polĂ­ticas populacionais e pĂşblicas de saĂşdeâ€?, ressaltou Caroline Feliciano, autora da pesquisa.

DIVULGAĂ‡ĂƒO

REAL DEODORENSE

7UDQVIHUrQFLD ,GHDOL]DGDQRDQRGHQR¿QDOGDSULPHLUDJHVWmRGRSUHIHLWR Luciano Barbosa (PMDB), a obra de intervenção urbanística e social mobilizou técnicos das secretarias de Planejamento, com o apoio de assistentes sociais e funcionários de todos os órgãos da administração municipal para a derrubada das casas de taipa e de papelão, com a FRQVWUXomRGHXPQRYRFRQMXQWRKDELWDFLRQDOHDWUDQVIHUrQFLDGDV famílias que então viviam nas duas áreas de risco.

&RQYrQLR

0RUDGLDV

Com a construção do Conjunto Residencial Jardim das Paineiras, localizado no bairro Nilo &RHOKRSRUPHLRGHFRQYrQLR ¿UPDGRHQWUHD3UHIHLWXUDGH Arapiraca, governo federal, como parte do Programa Habitar Brasil/BID, Caixa Econômica Federal, com apoio do senador Renan Calheiros (PMDB) junto ao governo do então presidente /XODIRUDPHGL¿FDGDVFHQWHQDV de casas de alvenaria, com 40 metros quadrados, com cinco cômodos, incluindo quarto, sala, cozinha, banheiro e årea de lazer onde hoje vivem com GLJQLGDGHDVIDPtOLDVGDV antigas favelas do Caborje e da Quiçassa.

Nos últimos sete anos e meio jå foram construídas mais de dez mil moradias no município. A maior parte das moradias Ê voltada para famílias de trabalhadores de baixa renda, com a implantação de programas habitacionais, a exemplo do Minha Casa, Minha Vida.

0HJDSURMHWR

Exemplo disso Ê o megaprojeto urbanístico na comunidade de Olho d’à gua dos Cazuzinhas. Como parte do programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, foram construídas 1.900 unidades habitacionais no condomínio residencial Brisa do Lago.

&RPXQLFDomR Nesta segunda-feira, 22, haverå mudança na programação de duas importantes emissoras de Arapiraca. Vejamos: O radialista Ailton Avlis, que apresentava o comando geral pela 96 FM vai estrear com uma nova produção na Metropolina FM. Em seu lugar, assume o comando do programa o radialista Ângelo Farias, que contarå com total apoio da direção da emissora.

(QFRQWURLQpGLWR A Escola de Música Talenthus traz para Arapiraca o renomado músico 0R]DUW0HORTXHIDUiXPDSDOHVWUDQRVGLDVHGHQRYHPEURD partir das 16, no Centro de Apoio Integral 2, no centro da cidade. De acordo com o professor de música Moab, jovens artistas de diversas FLGDGHVGR$JUHVWHMiFRQ¿UPDUDPSUHVHQoDQHVWHHQFRQWURLQpGLWR Para obter melhores informações é importante entrar em contato por PHLRGRHPDLOPRKDE#LJFRPEURXQRVWHOHIRQHV 

... A Prefeitura de Arapiraca, por meio da Secretaria de Indústria, ComÊrcio e Serviços, em parceria com Sebrae, como parte do Programa Nacional Sebrae nos Territórios da Cidadania, estå fomentando a cultura empreendedora na comunidade do Bålsamo, na zona rural do município. ... Estão sendo ofertados os cursos de Anålise e Planejamento Financeiro, Gestão Visual de Loja, Controle Financeiro, Marketing Pessoal e 3UR¿VVLRQDO ... As programação teve início na sexta (19) e se estenderå atÊ o dia 24 de novembro, durante as sextas e såbados. Após o termino das capacitaçþes, outras comunidades tambÊm serão atendidas pelo programa.

3DQÀHWDJHP voltada a mulheres faz parte das açþes do Outubro Rosa

%LFLFOHWDfoi amassada por um Polo que trafegava no acostamento

NO DOMINGO

‘TRECHO DA MORTE’

Evento na orla irĂĄ alertar sobre riscos para o câncer Com o objetivo de evitar o surgimento de novos casos de câncer de mama, a Secretaria de Estado da SaĂşde (Sesau) realiza, neste domingo (21), uma panfletagem voltada Ă  população sobre o assunto. A ação, promovida pela GerĂŞncia do NĂşcleo de SaĂşde da Mulher, acontece das nove Ă s 13 horas, na Praia da Ponta Verde, em frente ao antigo clube Alagoinhas. Na ocasiĂŁo, serĂĄ distribuĂ­do material educativo com informaçþes sobre diagnĂłstico, sintomas e exames preventivos. O evento tem como tema “Prevenção e Tratamento do Câncer de Mama – Um cuidado para a vida todaâ€?, mas tambĂŠm vai alertar sobre os perigos do câncer de colo de Ăştero – os dois tipos sĂŁo os mais comuns entre

a população feminina em Alagoas. “Os panfletos esclarecem pontos como o diagnĂłstico precoce e a importância de manter costumes e uma alimentação saudĂĄvel, jĂĄ que alguns hĂĄbitos, como o uso do cigarro, por exemplo, podem acabar se tornando fatores de vulnerabilidade, facilitando o surgimento da doençaâ€?, explica a tĂŠcnica da Sesau, Fernanda Roseane Duarte. Ela ressalta que a ação faz parte da programação do Outubro Rosa. Alagoas registrou, em 2011, 89 Ăłbitos por câncer de colo de Ăştero e 137 em decorrĂŞncia do câncer de mama. Pelas estimativas do Instituto Nacional de Câncer, o Estado deve ter perto de quatro mil novos diagnĂłsticos da doença este ano.

Ciclistas sĂŁo atropelados e morrem na AL-101 Sul Dois ciclistas morreram atropelados no inĂ­cio da tarde de ontem, na AL-101 Sul, na altura do povoado da Barra Nova, em Marechal Deodoro. O trecho onde ocorreu o acidente ĂŠ conhecido como “trecho da morteâ€?, devido aos inĂşmero atropelamentos registrados na regiĂŁo. De acordo com testemunhas, os dois ciclistas moravam na Ilha de Santa Rita e estavam indo para o trabalho quando um veĂ­culo Polo, que seguia pelo acostamento da rodovia, atingiu as duas vĂ­timas. Um dos ciclistas, identificado como Adriano da Conceição, de 30 anos, morreu no local do acidente. O outro homem, nĂŁo identificado, chegou a ser socorrido pelo Serviço MĂłvel de UrgĂŞncia (Samu), mas morreu a caminho do Hospital Geral do Es-

tado (HGE). O motorista do Polo parou o carro após o atropelamento, e teria tentado prestar socorro às vítimas. No entanto, moradores da localidade ameaçaram a linchar o motorista e incendiaram o veículo, que ficou totalmente destruído. O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar foram acionados para apagar o fogo no carro e conter a manifestação. O motorista, que tambÊm não teve a identidade divulgada, foi retirado do local pelos militares. Os moradores formaram uma cruz na pista usando as bicicletas das vítimas, simbolizando as mortes ocorridas no trecho. No último dia nove, após outro atropelamento seguido de morte, uma multidão bloqueou a AL-101 com pedaços de madeira e pedras.

EDITAL PUBLICADO

Uneal abre 57 vagas para professores BRENO AIRAN REPĂ“RTER

Por meio de seu perfil no Facebook, o reitor da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), Jairo Campos, anunciou: “Uneal abre hoje concurso para professor substitutoâ€?. Para tanto, foi publicado no DiĂĄrio Oficial do Estado (DOE) de ontem o edital que trata das normas gerais para a Seleção PĂşblica

Simplificada de Provas de Títulos e Didåtica para contratação de professor substituto. O concurso Ê uma das reivindicaçþes da comunidade acadêmica, que após vårias manifestaçþes, entrou em acordo com o Estado para que sejam feitas melhorias na instituição de ensino, haja aumento da verba de custeio e contratação de professores. As inscriçþes estarão

abertas entre a próxima segunda-feira, 22 de outubro, e o dia 9 de novembro, sempre no horårio das oito às 12 horas e das 14 às 17 horas, na Pró-Reitoria de Desenvolvimento Humano (Prodhu), na sede da reitoria da Uneal, no bairro do Alto do Cruzeiro, em Arapiraca, e no escritório da Uneal, na Rua Cincinato Pinto, no Centro de Maceió. Hå 57 vagas nos cursos de Administração, Ciên-

cias Biológicas, Geografia, História, Letras, Direito, Ciências Contåbeis, Química, Matemåtica, Pedagogia, Zootecnia e Administração Pública. Para ler o edital na íntegra basta acessar o site da universidade. As vagas são destinadas aos campi em Arapiraca, Santana do Ipanema, Palmeira dos �ndios, São Miguel dos Campos, União dos Palmares e Maceió. A remuneração serå de R$ 2.195,91.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 20 DE OUTUBRO DE 2012

Economia

ECONOMIA 13

Ampliação do abastecimento de ågua do Porto de Maceió jå em andamento As obras de ampliação do abastecimento de ågua do Porto de Maceió jå começaram. Em parceria com a Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), a TomÊ Engenharia, uma das empresas instaladas no local, iniciou a implantação de uma rede de distribuição de ågua com 1.280 metros de extensão e diâmetros de 100mm e 200mm. Segundo o vice-presidente de Gestão de Serviços de Engenharia da Casal, Osmar Lisboa, esse serviço integra um projeto mais amplo de abastecimento, que visa atender o cais, os navios de carga e de passageiros e as empresas que estão se instalando no Porto e algumas que vão produzir módulos para montagem de plataformas de exploração de petróleo na camada do prÊ-sal.

Pedreira pode ser instalada em Alagoas Atalaia Mineração vai injetar, aproximadamente, R$ 5 milhþes na economia do Estado e empregar dezenas de pessoas

O

secretĂĄrio adjunto do Desenvolvimento EconĂ´mico, Keylle Lima, reuniu-se com um empreendedor da Bahia para discutir a implantação de uma pedreira no municĂ­pio de Atalaia. Donos de uma usina de asfalto em Salvador, os responsĂĄveis pela Atalaia Mineração IndĂşstria e ComĂŠrcio Ltda. vieram em busca de mais informaçþes sobre o Programa de Desenvolvimento Integrado do Estado de Alagoas (Prodesin) e suas formas de concessĂŁo de incentivos. Segundo o executivo responsĂĄvel pelo projeto, Marcelo Ribeiro, o interesse na instalação do projeto no mercado alagoano se deu atravĂŠs da constatação de um ambiente favorĂĄvel para o negĂłcio. “Como nĂłs jĂĄ trabalhamos com um segmento do setor num

Estado prĂłximo, consideramos a ideia de produzir a matĂŠria-prima que precisamos para nosso prĂłprio consumo aqui e ainda abastecer uma parcela desse mercadoâ€?, explicou Ribeiro. As pesquisas dos empresĂĄrios mostram que, atualmente, o Estado de Alagoas produz cerca de 100 mil mÂł de brita mensalmente. “Quando estivermos em funcionamento, o nosso quantitativo de produção vai alcançar os 12 mil mÂł, e parte disso vai ser comercializado no mercado localâ€?, ressalta Marcelo. Com essa expectativa de produção, o executivo expĂľe ainda a quantidade de empregos que a pedreira vai gerar, tanto em sua fase de construção, quanto quando jĂĄ estiver em atividade. “Esperamos empregar uma

mĂŠdia de 40 pessoas durante a realização das obras, e jĂĄ em DWLYLGDGH HVVD HVWLPDWLYD Ă€FD entre 45 e 50 empregos diretos geradosâ€?, revela. No municĂ­pio de Atalaia, o terreno em que o empreendimento vai se instalar tem uma ĂĄrea de 30 hectares, o que corresponde, juntando aparelhagem e compra da ĂĄrea, um investimento aplicado de aproximadamente 5PLOK}HVDRĂ€QDOGHWRGD a instalação. “O objetivo de oferecer benefĂ­cios para empresĂĄrios de todo o paĂ­s que se proponham a trazer desenvolvimento econĂ´mico para Alagoas ĂŠ garantir um nĂşmero cada vez maior de empreendimentos instalados e para isso o Governo do Estado estĂĄ Ă  disposição para orientar os interessados sobre as concessĂľes que podemos ofereceâ€?, avaliou Keylle Lima. DIVULGAĂ‡ĂƒO

DIVULGAĂ‡ĂƒO

Executivos baianos foram recebidos pelo secretĂĄrio-adjunto de Desenvolvimento EconĂ´mico

INDĂšSTRIA NĂ UTICA

Presidente da Fiea faz visita ao Estaleiro Phoenix em Rio Largo

Presidente da Fiea, Carlos Lyra, e o secretĂĄrio Eduardo Setton, duranta visita ao estaleiro Phoenix

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (Fiea), industrial JosÊ Carlos Lyra de Andrade, e o secretårio de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Eduardo Setton, foram recebidos, ontem, pelos empresårios Edward Jucå de Moraes e Edvan Júnior, do Estaleiro Phoenix, localizado em Rio Largo. A visita tÊcnica teve como objetivo estreitar o relacionamento entre o Sistema Fiea, por meio de suas entidades, e a indústria na-

val alagoana, que tem mais de 30 anos de mercado e possui capacidade de fabricar embarcaçþes de atĂŠ 150 pĂŠs. Empresa de alto padrĂŁo, a Phoenix conta com clientes na Europa, Ă frica, Estados Unidos e em todo o Brasil. “Nosso objetivo ĂŠ melhorar as condiçþes da indĂşstria, por meio dos seus coODERUDGRUHVÂľ DĂ€UPRX -RVp Carlos Lyra, ao destacar os FXUVRV WpFQLFRV HVSHFtĂ€FRV que podem ser ofertados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial

6HQDL  TXDOLÀFDQGR DLQGD mais os seus colaboradores, assim como serviços na årea de aferição dos instrumentos da fåbrica de embarcaçþes. QUALIDADE DE VIDA Com aproximadamente 300 colaboradores no estaleiro o presidente da Fiea disse, ainda, que o Serviço Social da Indústria (Sesi) possui programas de Saúde e Segurança no Trabalho para melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores e aumentar a produtividade.


14

ECONOMIA

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 20 DE OUTUBRO DE 2012

etjornalista@gmail.com

Pilar, um desabafo

P

ara a coluna, o prefeito

eleito do Pilar, Carlos Alberto Canuto (PMDB), disse que jĂĄ vive de saco cheio com alguns jornalistas, que vez por outra tĂŞm usado seu nome em reportagens que trazem o DVVXQWRGHĂ€FKDVXMDDSHVDU de sucessivos esclarecimentos que jĂĄ foram dados Ă  imprensa ao longo desse perĂ­odo eleitoral sobre a sua legalidade para concorrer Ă s eleiçþes 2012. $Ă€UPDTXHQLQJXpPPHOKRU que o Pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AL), que, por unanimidade no dia 28 de agosto Ăşltimo, foi favorĂĄvel Ă  sua candidatura. “Existe, sim, pendĂŞncia junto ao Tribunal de Contas da UniĂŁo por questĂŁo de falta de esclarecimento completo, mas isso nĂŁo vem ao caso, atĂŠ porque o nosso departamento jurĂ­dico vem paulatinamente resolvendo esse lado da coisa de forma coesaâ€?, assegura Canuto, sobretudo consciente da missĂŁo cumprida devidamente dentro da forma da lei.

Pilar O advogado de Carlos Alberto Canuto, Luís Guilherme, chegou a D¿UPDU³'HIDWRTXDQGR&DQXWRDLQGDSUHIHLWRQR3LODUDRSUHVWDU contas de recursos federais que tinham sido repassados para a sua gestão, houve uma falha da equipe gestora dessas contas ao prestar os dados numÊricos desse convênio ao Tribunal de Contas da União porque alguns documentos importantes deixaram de ser apresentados, RTXHGLJDPRVD¿UPDGDQL¿FRXDDQiOLVHGHVVDVFRQWDVSHOR7ULEXQDO de Contas da União, que acabou rejeitando a prestação de contas apresentada, julgando-a irregular. E foi a partir dessa decisão que Carlos $OEHUWR&DQXWRWHYHVHXQRPHODQoDGRQHVVDOLVWDGH¾5HVSRQViYHLVFRP Contas Julgadas Irregulares’�, esclareceu Guilherme.

Prefeitos e parlamentares Todo um conjunto de esforço vem sendo feito pela diretoria da $VVRFLDomRGRV0XQLFtSLRV $0$ D¿PGHTXHJUDQGHSDUWHGRV prefeitos alagoanos compareça à sede da entidade nesta segundaIHLUDSHODPDQKm/iYmRHVWDUGHSXWDGRVIHGHUDLVHVHQDGRUHV do nosso Estado. Espera-se que nesta reunião uma corrente de força seja formada, na tentativa de buscar uma solução para superar a crise econômica que atravessa os municípios, sobretudo com a queda da receita do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Prefeitos - Buraco Segundo a AMA, o tamanho do desequilĂ­brio em 2012 - levando-se em conta a redução total de receitas e o aumento de despesas - chega a R$ PLOK}HV0XLWRVPXQLFtSLRVMiHVWmRQRYHUPHOKRHRUHĂ€H[RGHVVD VLWXDomRVmRDVSDUDOLVDo}HVGHIXQFLRQiULRVTXHHVWmRVHPUHFHEHUD exemplo de Maribondo e Barra de Santo AntĂ´nio, ressaltando que em boa parte onde os prefeitos foram derrotados a canetada anda solta com a onda de exoneração de cargos comissionados. Penedo ĂŠ um grande exemplo dessa medida.

Eleição na AMA 2SUHIHLWRGH-HTXLiGD3UDLD0DUFHOR%HOWUmRVHVHQWHEDVWDQWH preparado tecnicamente para disputar o cargo da presidência da AMA. Promete criar planos de ação atrativos que possam cativar todos os SUHIHLWRVDVHPDQWHUFRPR¿OLDGRVQDHQWLGDGH5HYHODTXHGRMHLWRTXH anda atualmente a AMA a tendência Ê a entidade fechar as suas portas, sobretudo pela evasão de seus associados.

Barra de Santo Antônio O vereador Marcos Rios vem sendo encarado como o principal mentor que afastou a prefeita Ciçou do cargo. Na sessão de quinta-feira, apenas cinco vereadores compareceram na Casa, numa ação articulada por Marcos Rio, tido como o único destemido opositor da prefeita. O curioso pTXHQHVVHUHVWDQWHGHJRYHUQRDSUHIHLWXUD¿FDUiDFDUJRGRYLFH Carlos Alexandre, hoje rompido com a prefeita. O detalhe Ê que a partir GRGLDžGHMDQHLURHOHYROWDDH[HUFHUDIXQomRGHYLFHSUHIHLWRMiTXH ele foi eleito na chapa vitoriosa de RogÊrio Farias.

Major Isidoro $SUHIHLWDHOHLWD6DQWDQD0DULDQRQmRSHUGHXRSLTXHGHVXDPLOLRQiULD campanha que derrotou o prefeito Ă?talo Amaral no pobre e sofrido municĂ­pio sertanejo de Major Isidoro. É que mesmo ainda no clima da ressaca da maratona eleitoral, a candidata foi esta semana a BrasĂ­lia fazer mĂŠdia com os parlamentares alagoanos, sobretudo na busca de DSRLRFRLVDTXHSRGHULDID]HUSRUDTXLPHVPRMiTXHDLQGDIDOWDPPDLV GHGLDVSDUDHODDVVXPLUDÂłYL~YD´$RTXHSDUHFHDÂľJDOHJDÂśpEHP chegada a aparecer nos holofotes da imprensa.

Major Isidoro - Ânsia Com os parlamentares alagoanos, Santana Mariano destacou sua preocupação em relação à inadimplência do município junto ao Governo )HGHUDO³6HLTXHQmRVHUiIiFLOFRQGX]LU0DMRU,VLGRURHSDUDLVVR MiFRPHFHLDWUDEDOKDUHOHYDQWDUDVLWXDomR3DUDWHQWDUPRVUHYHUWHU HVVHTXDGURMiFRQYHUVDPRVFRPDPDLRULDGRVSDUODPHQWDUHVGD bancada federal, que se colocou à disposição para ajudar Major Isidoro�, GHVWDFRXDGLDQWDQGRTXHFRPHoDUiDGHVSDFKDUQRSULPHLURGLDGRDQR mesmo sendo feriado.

Alagoas lidera números de empregos formais Ciclo da cana-de-açúcar faz Estado superar São Paulo em postos de trabalho

O

Estado de Alagoas superou São Paulo, que representa cerca de um terço do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, na criação de postos de trabalho com carteira assinada em setembro deste ano, de acordo com números divulgados pelo MinistÊrio do Trabalho e Emprego. No mês passado, Alagoas contratou 27.572 vagas com carteira assinada, ao mesmo tempo em que São Paulo efetuou a contratação de 26.339 trabalhadores formais. São Paulo vinha ocupando o topo do ranking entre os Estados desde julho, quando foram criadas 47.837 vagas. Alagoas, por sua vez, ocupava a 25ª posição no ranking de criação de vagas em agosto, com apenas 25 postos a mais. No ano, o Estado ainda acumula perda de 7.974 vagas formais. Em todo o país, foram criados, no mês passado, 150.334 postos de trabalho formais; em setembro de 2011, foram 209.078. Foi o pior resultado para um mês de setembro desde 2001. CANA-DE-AÇÚCAR Segundo o diretor do Departamento de Emprego e Salårio do MinistÊrio do Trabalho, Rodolfo Torelly, a forte contratação de trabalhadores formais em setembro deste ano no Estado de Alagoas estå relacionada com o início do ci-

A forte contratação de empregos formais estå relacionada ao ciclo da cana-de-açúcar, segundo o MTE

clo da cana-de-açúcar - que se estende pelos prĂłximos seis meses. â€œĂ‰ uma coisa estrondosa [a criação de empregos formais em Alagoas]. Daqui a seis meses, entretanto, por volta de abril e maio [quando o ciclo da cana-de-açúcar termina], os trabalhadores normalmente sĂŁo demitidosâ€?, declarou Torelly. De acordo com o diretor do Departamento de Emprego e SalĂĄrio do MinistĂŠrio do Trabalho, o mesmo fenĂ´meno (contrataçþes por conta do

TURISMO

ciclo da cana-de-açúcar) tamEpP IRL YHULÀFDGR QR (VWDGR de Pernambuco, que registrou, no mês passado, a abertura de 18.890 vagas formais. Pernambuco foi o terceiro Estado que mais contratou em setembro deste ano. NORDESTE No mês de setembro, o emprego formal teve crescimento nas cinco regiþes brasileiras. A região Nordeste foi a que registrou a maior geração de postos de trabalho, com mais de 71 mil (1,17%)

novas vagas, seguida pelo Sudeste com 43.749 (0,21%), Sul com 24.731 (0,35%), Centro-Oeste com 5.414 (0,18%) e Norte com 5.194 (0,18%). Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do MinistÊrio do Trabalho e Emprego (MTE), divulgados. Na região,, a Indústria de Transformação foi a principal responsåvel pelo bom desempenho do emprego na região, gerando mais de 42 mil empregos formais.

ALIMENTAĂ‡ĂƒO

Estado recebe operadores de Projeto obriga restaurantes turismo do Uruguai a contratar nutricionista Um grupo de representantes de operadoras de Turismo do Uruguai estĂĄ no Brasil GHVGH TXLQWDIHLUD H Ă€FD DWp 23 de outubro para conhecer os atrativos turĂ­sticos e a infraestrutura do Estado de Alagoas. A iniciativa, Ăşltima etapa da parceria entre a Secretaria de Turismo de Alagoas e a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), busca TXDOLĂ€FDUHFDSDFLWDURVDJHQtes de Turismo estrangeiros para aumentar a comercialização dos produtos turĂ­sticos brasileiros nos catĂĄlogos inWHUQDFLRQDLV 3URĂ€VVLRQDLV GD Argentina, Chile e Portugal jĂĄ participaram da ação, que teve inĂ­cio em abril deste ano. Segundo o diretor de Mercados Internacionais da Embratur, Marcelo Pedroso, “o intuito dessas caravanas ĂŠ dar oportunidade para os SURĂ€VVLRQDLV TXH Mi YHQGHP destinos brasileiros de visitarem novos roteiros que pode-

rão ser comercializados�. Por isso, a programação do grupo uruguaio envolve visitas tÊcnicas a hotÊis, encontro de negócios e passeios aos destinos que fazem do Estado um famoso roteiro turístico de sol e praia, como Maragogi, Praia do Francês e Barra de São Miguel. Os convidados tambÊm poderão apreciar as manifestaçþes culturais de Alagoas, como o tradicional artesanato das rendeiras. O Uruguai, considerado um país prioritårio de acordo FRP D FODVVLÀFDomR GR 3ODQR Aquarela, Ê o terceiro maior emissor de turistas para o Brasil. Só no ano passado, 261.204 mil visitantes uruguaios entraram no país. As açþes da Embratur visam LQWHQVLÀFDU D GLYXOJDomR GRV destinos nacionais nesse mercado tão importante e assim contribuir para o aumento da entrada desses turistas no Brasil.

O Projeto de Lei 4300/12, do deputado Assis Melo (PCdoB-RS), obriga estabelecimentos que forneçam mais de 50 refeiçþes por dia a contratar nutricionista. A obrigatoriedade vale para estabelecimentos comerciais e nĂŁo comercias. Pelo texto, o nutricionista deverĂĄ planejar, supervisionar e avaliar o preparo dos alimentos, assim como coordenar a seleção dos produtos utilizados, sua manipulação e preparo. TerĂĄ ainda como atribuição promover a educação alimentar dos usuĂĄrios do estabelecimento. Assis Melo argumenta que a população brasileira “estĂĄ adquirindo sobrepeso ou se tornando obesa em uma velocidade preocupanteâ€?. O parlamentar cita estudo do Instituto %UDVLOHLUR GH *HRJUDĂ€D H EstatĂ­stica (IBGE) segundo o qual, na população economicamente ativa do PaĂ­s com mais

de 20 anos, o Ă­ndice de pessoas com sobrepeso ou obesidade saltou de 36,7% em 1975 para 64,9% em 2009. Na opiniĂŁo do parlamentar, grande parte do problema decorre da mudança dos hĂĄbitos alimentares no Brasil. “Seguindo tendĂŞncia mundial, o brasileiro vem experimentando mudanças de hĂĄbitos com prejuĂ­zos Ă  qualidade da alimentação tanto em casa quanto na ruaâ€?, sustenta. Ele acrescenta que grande parte da população faz pelo menos uma refeição fora de casa diariamente. Portanto, segundo Assis Melo, melhorar a qualidade dessa alimentação pode garantir pelo menos uma refeição saudĂĄvel por dia. A proposta serĂĄ analisada de forma conclusiva pelas ComissĂľes de Desenvolvimento EconĂ´mico, IndĂşstria e ComĂŠrcio; de Seguridade Social e FamĂ­lia; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Anadia Hoje à noite, as bandas Forró dos Plays e Badalada estarão animando a festa da conquista eleitoral do candidato reeleito José Augusto. Augusto FRQTXLVWRXDSUHIHLWXUDFRPGRVYRWRVYiOLGRVRXVHMD9DL administrar o município agora por quatro anos, ao lado de sua vice Ana Lúcia. O detalhe é que José Augusto Rocha assumiu a prefeitura no dia 15 de setembro do ano passado, no lugar da prefeita Sânia Tereza, presa no começo daquele mês, acusada de envolvimento na morte do vereador Luiz Ferreira.

Vigilância +DELOLWDURV¿VFDLVGDV9LJLOkQFLDV6DQLWiULDVGH3DOPHLUDGRVËQGLRV Arapiraca, Penedo, Barra de São Miguel, Rio Largo, Delmiro Gouveia e Maceió a inspecionar corretamente os estabelecimentos que comercializam derivados do tabaco, evitando, assim, a venda de produtos sem registro. Com este objetivo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) promoveu um treinamento nesses últimos dois dias, no DXGLWyULRGD9LJLOkQFLD6DQLWiULD(VWDGXDOHP0DFHLy

Acesse:

tribunahoje.com

A informação que você não tinha no seu dia-a-dia


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 20 DE OUTUBRO DE 2012

ESPORTES 15

Na ‘degola’, Palmeiras encara o Cruzeiro TĂŠcnico Gilson Kleina tem problemas para escalar os titulares por conta de lesĂľes e tambĂŠm de atletas suspensos

A

única novidade do Palmeiras para enfrentar o Cruzeiro hoje, às 18h30, deve ser Juninho, que volta de suspensão. Com problemas musculares, Correa e Maikon Leite têm seus retornos previstos aos treinos com bola somente para a próxima semana, devendo atuar somente no dia 27, diante do Inter, em Porto Alegre. Os dois reclamaram das lesþes após a derrota para o Coritiba, hå uma semana. Com incômodo na coxa direita, Correa passou o dia em tratamento na fisioterapia, enquanto Maikon Leite, alegando dores na coxa esquerda, realizou fortalecimento muscular. Ambos não devem jogar nem na terça-feira, diante do Millonarios, na Colômbia, pela Copa Sul-americana. AlÊm dos dois, ontem foi dia de recuperação para os outros machucados na Academia de Futebol, em São Paulo, como Valdivia, com lesão no ligamento colateral medial do joelho esquerdo que não deve fazê-lo jogar novamente neste ano. Os outros contundidos são Fer-

nandinho, em recuperação de cirurgia no joelho direito; João Vitor, alegando fratura no pÊ direito, alÊm de Wesley e Daniel Carvalho, que aprimoram forma física. Jå o grupo que esteve em Salvador desembarcou em Araraquara e a opção da comissão tÊcnica foi por dar descanso. Quem entrou em campo passou por um trabalho de recuperação com massagem e hidromassagem no hotel que abriga a delegação. O único treino antes do jogo contra o Cruzeiro foi ontem na Arena da Fonte Luminosa, local da partida. Juninho, que cumpriu gancho por acúmulo de amarelos, jå chegou. Jå Thiago Heleno ainda cumpre mais um jogo de suspensão – contra o Nåutico, recebeu o terceiro amarelo e levou o vermelho direto. O zagueiro treina em São Paulo com João Denoni, tambÊm suspenso por amarelos. Para o duelo contra o Cruzeiro, Gilson Kleina deve manter Henrique na zaga, ao lado de Maurício Ramos, com Juninho na lateral esquerda. O mais pro-

Palmeiras e Cruzeiro se enfrentam hoje e time paulista vive o drama de fugir da zona de rebaixamento

SÉRIE C

VÔLEI FEMININO

TERRA

Santa Cruz faz o jogo da ‘vida’ com o Luverdense

Lucca era um dos principais jogadores do CriciĂşma na SĂŠrie B

LUCCA

Revelação da SĂŠrie B rompe os ligamentos e estĂĄ fora 6 meses Uma das maiores revelaçþes da SĂŠrie B deste ano e especulado em diversos clubes da primeira divisĂŁo do Campeonato Brasileiro, como Vasco e Santos, o meia-atacante Lucca, do CriciĂşma, recebeu uma pĂŠssima notĂ­cia na manhĂŁ desta sexta-feira. O jogador foi diagnosticado com uma ruptura no ligamento do joelho esquerdo e terĂĄ de passar por uma cirurgia, que o afastarĂĄ do gramado por cerca de seis meses. ApĂłs tomar conhecimento da gravidade da lesĂŁo, Lucca revelou muita tristeza, mas mostrou confiança numa volta por cima. “Estou muito triste e chateado. Vinha num momento Ăşni-

co na minha carreira. Espero que possa voltar do mesmo jeito ou melhor que estava. Peço aos torcedores que continuem confiando em mim porque vou voltar bemâ€?, prometeu. O meia sentiu a lesĂŁo na vitĂłria do CriciĂşma sobre o ABC na Ăşltima terça-feira e, desde entĂŁo, a comissĂŁo tĂŠcnica jĂĄ suspeitava de uma sĂŠria lesĂŁo de ligamento. O mĂŠdico do clube, JosĂŠ Carlos Ghedin, comentou sobre o processo de recuperação do atleta. “O retorno deve ocorrer em torno de seis meses. O Lucca jĂĄ iniciou o tratamento. Tem feito fisioterapia e assim vai ser pelas prĂłximas duas semanas, quando serĂĄ feita a cirurgiaâ€?.

O treinador ZĂŠ Teodoro, do Santa Cruz, estĂĄ confiante para a partida decisiva do Campeonato Brasileiro da SĂŠrie C, e mantĂŠm o segredo em relação ao time que irĂĄ enfrentar o Luverdense hoje as 16h, no EstĂĄdio do Arruda. Na quinta colocação no Grupo A, o Santa Cruz precisa da vitĂłria contra o time do tĂŠcnico Dado Cavalcanti, que comandou os tricolores em 2010, antes do inĂ­cio da recuperação do time pernambucano, que agora corre o risco de ter sua trajetĂłria ascendente interrompida. O Santa Cruz soma 19 pontos e corre atrĂĄs de dois adversĂĄrios que jĂĄ tĂŞm 21, Icasa e Paysandu, alĂŠm de estar Ă  frente de Salgueiro e Ă guia de MarabĂĄ apenas no saldo de gols. “Estou sentindo no grupo esta semana que o segundo tempo do jogo contra o Fortaleza no Ăşltimo fim de semana mexeu muito com os jogadores, entĂŁo estou muito otimista com essa semana de trabalhoâ€?, disse. Entretanto, o tĂŠcnico admite que alĂŠm desse sentimento, fica tambĂŠm um pouco de lamento porque seu time tinha condiçþes de estar numa situação como a do Luverdense ou do Fortaleza (ambos jĂĄ classificados). OUTROS JOGOS 15h Madureira x Chapecoense 16h S. AndrĂŠ x D. Caxias 16h Tupi x Oeste 16h Vila Nova-GO x MacaĂŠ

TRICOLOR

AMBULĂ‚NCIA

O torcedor do SĂŁo Paulo ganhou mais um bom motivo para comemorar. AlĂŠm da boa fase do clube no BrasileirĂŁo, o site RÂżFLDOGR7ULFRORULQIRUPRXTXH o meia Paulo Henrique Ganso HQWURXQDUHWDÂżQDOGHWUDWDPHQto da lesĂŁo, que jĂĄ foi cicatrizada. Exames de controle realizados nessa semana, mostraram RÂżPGDOHVmRQRP~VFXORUHWR femural, o que fez Ganso receber um aumento de carga no trabalho, sempre seguindo de acordo com o protocolo elaborado pelo REFFIS.

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD0) decidiu interditar a Vila Belmiro por tempo indeterminado, em função do episódio ocorrido no empate por 2 a 2 entre Santos H$WOpWLFR0*QD~OWLPDTXDUWD-feira, em que houve falha no atendimento ao zagueiro Rafael Marques, do Galo. O presidente do STJD, Flåvio Zveiter, responsåvel por deferir a liminar, diz que o clube terå de apresentar laudos tÊcnicos das autoridades competentes para que o estådio seja novamente liberado.

Ganso entra na reta ÀQDOGHWUDWDPHQWR

TERRA

våvel meio-campo deve ter a entrada de Mårcio Araújo no lugar de João Denoni, com Marcos Assunção ao lado de Patrick Vieira. Se a ideia for aumentar a marcação no setor, Leandro Amaro Ê a opção na defesa para adiantar Henrique. Assim, seria desfeito o trio de ataque composto por Luan, Betinho e Barcos. Elogiado por Gilson Kleina pela boa marcação no meio-campo João Denoni recebeu o terceiro cartão amarelo e estå suspenso. Mas, se muda uma peça, segue a base do setor com a disposição de Marcos Assunção em atuar mesmo machucado. O tÊcnico vai utilizar o veterano no fim de semana como uma incógnita, jå que o capitão continuarå tratando o joelho direito, que conta com uma inflamação suficiente para complicar atÊ batidas na bola, sua especialidade. Mas o jogador de 36 anos nem cogita ficar fora da partida do fim de semana. OUTROS JOGOS Corinthians x Bahia Grêmio x Coritiba

Osasco sobra em quadra e ganha tĂ­tulo inĂŠdito no Mundial de Clubes O atual campeĂŁo estava em quadra para defender sua coroa. Precisou de pouco tempo para entender que sĂł o status nĂŁo o ajudaria muito a conquistar mais um tĂ­tulo no Mundial de Clubes. O Osasco deixou bem claro que queria o seu primeiro tĂ­tulo depois de amargar o terceiro lugar em 2011 e o vice em 2010. Mostrou tranquilidade e volume de jogo, nĂŁo dando chances para o Rabita Baku, do AzerbaijĂŁo. Ontem, em Doha, no Qatar, as comandadas do tĂŠcnico

Luizomar de Moura finalmente colocaram na galeria o trofÊu que faltava: 3 sets a 0, parciais de 25/16, 25/14 e 25/17. Nesta temporada, o time jå havia vencido a Superliga e o Sul-Americano. Antes do Osasco, apenas as equipes da Sadia, em 1991, e do Leite Moça, em 1994, tinham conquistado o título da competição para o Brasil. As atuais campeãs tambÊm brilharam individualmente. Sheilla foi eleita a melhor jogadora e maior pontuadora do campeonato.

Thaísa ganhou o prêmio de melhor atacante; Jaqueline pela recepção e Camila Brait de melhor líbero. - As meninas vieram com gana. No primeiro jogo contra o Rabita nós não conhecíamos a forma de jogar do time delas, só conhecíamos individualmente as jogadoras. Vimos vídeos, as meninas entenderam e hoje fizeram grande uma partida. Parece atÊ que foi fåcil, mas foi a vitória do trabalho, do foco e do planejamento. Temos que comemorar - disse Luizomar de Moura. FIVB

Osasco comemora conquista do tĂ­tulo inĂŠdito em Doha e ainda teve eleita Sheila a melhor em quadra

(VWiGLRGD9LOD%HOPLURpLQWHUGLWDGRSHOR67-'

MĂ CONDUTA?

Juninho e Berna sĂŁo absolvidos no STJD Boa notĂ­cia para Vasco e Fluminense. Juninho Pernambucano e Ricardo Berna foram absolvidos apĂłs serem julgados por conduta imprĂłpria na coleta de urina para o exame antidoping. No caso de Juninho, o problema se deu apĂłs a partida contra a Ponte Preta. No de Berna, o exame foi realizado em 9 de setembro, em jogo contra o Inter. Os atletas poderiam ter recebido pena de atĂŠ dois anos de suspensĂŁo do STJD porque passaram em seus respectivos vestiĂĄrios antes de se apresentarem para a coleta de urina.


16

ESPORTES

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 20 DE OUTUBRO DE 2012

Esportes

TRIBUNAINDEPENDENTE

Quatro times lutam por duas vagas na Primeira Divisão do Campeonato Alagoano Quatro times brigam por duas vagas para disupar o Campeonato Alagoano da 1ª Divisão 2013. Comercial, Ipanema, Sete de Setembro e União jogam HQWUHVLQHVWH¿PGHVHPDQDWHQWDQGRDOPHMDUXPOXJDUQDHOLWHGRIXWHERO alagoano. O primeiro jogo serå hoje às 15h, no Estådio Juca Sampaio, na cidade de Palmeira dos �ndios, entre Ipanema e Comercial. Na primeira partida, o Comercial venceu por 2 a 0. A equipe da cidade de Viçosa joga SHORHPSDWHHSRGHDWpSHUGHUGHXPJROGHGLIHUHQoD'RPLQJRjVK no Estådio JosÊ Gomes da Costa, em Murici, duelam Sete de Setembro e 8QLmR1RSULPHLURFRQIURQWRR8QLmRYHQFHXSRUDHMRJDSHORHPSDWH

CRB tem missĂŁo difĂ­cil contra o Joinville *DORMRJDSDUDÂżFDUPDLVGLVWDQWHGD]RQDGHUHEDL[DPHQWRH&RHOKRFDWDULQHQVHDLQGDVRQKDFRPRDFHVVRj6pULH$ ASCOM CRB

U

Ricardinho disputa bola com JadĂ­lson no treino do CRB e ĂŠ a principal novidade do time do Galo para duelo hoje contra o Joinville-SC

ma rivalidade recente foi criada entre CRB e Joinville. Os clubes decidiram a SÊrie C 2011 e o time catarinense venceu os dois jogos contra o Galo de goleada (3x1 em Maceió e 4x0 em Joinville). No reencontro pela SÊrie B este ano, o Coelho batia o CRB por 3x0 no Rei PelÊ atÊ metade do segundo tempo, quando uma virada histórica de 4x3 aconteceu. Por estes detalhes os rivais de hoje entram em campo com muita garra e motivação. O jogo Joinville e CRB acontece às 16h, na Arena Joinville, vålido pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro da SÊrie B. GALO O CRB espera tirar proveito do momento de instabilidade que passa o Joinville para, enfim, voltar a vencer. A demissão do tÊcnico Leandro Campos Ê o foco. Roberval Davino optou por treinos de manutenção esta semana. O zagueiro Ednei e o atacante Ricardinho têm o retorno garantido. PorÊm, agora, Davino perde o zagueiro Filipe, que contra o Boa Es-

SEM INCENTIVO

SÉRIE B

Sistema de call center do CSA pode acabar &RRUGHQDGRUDGRVHWRUUHFODPDIDOWDGHDSRLRHGL]TXHDSHQDVXPGLUHWRUDMXGD Reformulando suas estruturas para o prĂłximo ano, que marca seu centenĂĄrio, o CSA viveu ontem mais um dia de notĂ­cias negativas. Se de um lado o departamento de patrimĂ´nio azulino estava comemorando um ano doa gestĂŁo de Raniel Holanda Ă  frente deste setor do clube, do outro a coordenadora do call center (central de atendimento ao torcedor), Celina AraĂşjo, reclamava falta de incentivo e apoio de todos. Ela concedeu entrevista ao repĂłrter Wyderlan AraĂşjo afirmando que o setor vive uma situação delicada, sem pagamento dos funcionĂĄrios e outros problemas estruturais. “Essa ĂĄrea foi muito importante pois fez o elo de ligação dos torcedores azulinos com o clube, principalmente na hora das ajudas financeiras. Foi pelo call center que o trator cortador de grama foi comprado. Sou azulina de coração e fico muito triste em relatar que o call center deve fechar as

portas�, disse Celina. Raniel Ê apontado como um dos principais responsåveis pela reestruturação do CT Gustavo Paiva, e tambem o único, segundo Celina, que ajudava ela no setor. A meta de Raniel agora

Ê colocar o gramado dos três campos em condiçþes para que o elenco azulino possa se preparar com a melhor condição possível a partir da próxima temporada. REUNIÕES Na próxima semana o pre-

sidente Jorge VI deve se reunir com todos os diretores para acertar a permanencia de Lorival Santos para o comando tĂŠcnico e tambĂŠm os demais membros da comissĂŁo. O nome de jogadores serĂĄ apenas anunciado pelo diretor Raimundo Tavares.

SITE OFICIAL CSA

Trator que corta grama do Mutange foi comprado graças ao call center

porte recebeu o terceiro cartão amarelo. AlÊm disso, o atacante Denilson segue no departamento mÊdico, tratando-se do joelho direito. O volante Marcinho Guerreiro foi punido pelo STJD em quatro jogos. Um esboço estå sendo formado com Anderson; Ângelo, Ednei, �talo, RogÊlio e Jadilson, Gleidson; Roberto Lopes e Geovani; Aloísio Chulapa e Ricardinho. JEC O treinador mudou, mas o time deve ser o mesmo. O interino Marcelo Serrano, novo comandante do JEC, resolveu mexer pouco. Ele promove a entrada do lateral Rodrigo Alvim. AlÊm disso, o atacante Adaílton recebeu o terceiro cartão amarelo e terå que cumprir suspensão. Por outro lado, ele poderå contar com o retorno do zagueiro Maurício Nascimento, recuperado de uma virose. O provåvel time do Joinville deve ter: Ivan (Jhonatan); Eduardo, Diego Jussani, Maurício e Rodrigo Alvim; Leandro Carvalho, Glaydson, Ricardinho e William; Marcinho e Lima.

Galo de olho no duelo entre Boa Esporte e Guaratinguetå Se o Guaratinguetå ainda quiser continuar sonhando com a permanência na SÊrie B do Campeonato Brasileiro não pode pensar em outro resultado que não seja a vitória na partida deste såbado contra o Boa Esporte, às 21 horas, no Estådio Dilzon Melo, pela 31ª rodada. Após empatar sem gols com o CRB e chegar aos 38 pontos o time mineiro não afastou totalmente as chances de rebaixamento e por isso quer tambÊm o resultado positivo para não passar sufoco nas últimas rodadas. Jå o Guarå acumula cinco derrotas seguidas e estå na zona de rebaixamento, com 25 pontos, cinco a menos que o CRB, 16º colocado. Diante do Guaratinguetå, o tÊcnico Sidney Moraes poderå contar com força måxima, jå que nenhum de seus jogadores estå lesionado ou irå cumprir suspensão automåtica. AlÊm disso, ele contarå com as voltas do meia Francismar

e do atacante Marcelo Macedo, que não estiveram em campo diante do CRB. Francismar cumpriu suspensão automåtica e deve entrar no lugar de Petros, que volta a ficar como opção no banco de reservas. Jå Marcelo Macedo acabou sendo poupado por Sidney Moraes na última terça-feira, jå que vinha se desgastando demais nas partidas anteriores. Descansado, o atacante forma dupla com Vanger, no lugar de Fernando Karanga. Apesar da sequência negativa e com o rebaixamento para a SÊrie C ficando cada vez mais perto, ninguÊm no Guaratinguetå joga a toalha. O tÊcnico Carlos Octåvio disse que o momento não Ê de desistir, principalmente porque os resultados estão ajudando. OUTROS JOGOS 16h Guarani x AmÊrica-MG 16h Vitória x AtlÊtico-PR 16h Paranå x Criciúma 16h ABC x Bragantino TERRA

CASTELĂƒO 2014

Primeiro estådio da Copa serå do Nordeste Os preparativos para a Copa do Mundo de 2014 não são marcados apenas por atrasos e polêmicas envolvendo os organizadores brasileiros e os dirigentes da Fifa. A exatos 600 dias do início da competição, os responsåveis pela Arena Castelão anunciaram que o estådio chegou a 91,06% das obras concluídas. O local serå a maior arena esportiva do Norte e Nordeste do País e abrigarå jogos do For-

taleza apĂłs o Mundial. O estĂĄdio teve trĂŞs das suas quatro etapas concluĂ­das e conta com 1.200 colaboradores para ser entregue antes do prazo estipulado pela Fifa. Os funcionĂĄrios jĂĄ estĂŁo trabalhando com os processos de drenagem para que o gramado seja implantado atĂŠ o fim de outubro e iniciarĂŁo a montagem das cadeiras nas arquibancadas. “Temos procurado otimizar o tempo e cumprir

os prazos exigidos pelos nossos contratantes. Dessa forma, conquistamos o respeito e a confiança dos parceiros e dos que esperam pelas obras. Vai ser um grande orgulho não só para o povo cearense como tambÊm para o país inteiro�, comentou o presidente da Arena Castelão, Sílvio Andrade. AlÊm de sediar os jogos da Copa do Mundo no Estado cearense, o local tambÊm fornecerå para

a população um espaço cultural. Exposiçþes e artigos que marcaram Êpoca na história do futebol nacional jå estão organizados em um salão da arena e podem ser visualizados pelos torcedores enquanto os funcionårios ajustam os últimos detalhes no estådio. AlÊm disso, uma sala de cinema foi aberta para que os torcedores possam acompanhar filmes gratuitamente no Castelão.

EstĂĄdio jĂĄ conta atĂŠ com estruturas internas inauguradas


TRIBUNAINDEPENDENTE

0$&(,Ă?6Ăˆ%$'2'(2878%52'( DIVERSĂƒO&ARTE

1

Ator diz que ‘Transformers’ foi H[SHULrQFLDLQVLJQLÂżFDQWH

Show de lançamento do CD de Júnior Almeida Ê hoje no Gustavo Leite

O ator Hugo Weaving, conhecido por seu papel de agente Smith na trilogia ³0DWUL[´D¿UPRXHPHQWUHYLVWDDRVLWH³&ROOLGHU´TXHVXDSDUWLFLSDomRQR ¿OPH³7UDQVIRUPHUV´QmRWHYHVLJQL¿FDGRDOJXPHTXHVHTXHUFRQKHFHXR GLUHWRUGRORQJD0LFKDHO%D\³)RLXPWUDEDOKRHVWUDQKRSDUDPLPHXQmR OLJDYDSDUDR¿OPHQmRSHQVHLVREUHHOH4XHULDPTXHHX¿]HVVH'HDOJXPPRGRPHDUUHSHQGRGHVVDSDUWH(XQmRPHDUUHSHQGRGHWrORIHLWR PDVUDUDPHQWHIDoRFRLVDVVHPVLJQL¿FDGR)RLLQVLJQL¿FDQWHSDUDPLP´

2ODQoDPHQWRGRž&'GRFDQWRU-~QLRU$OPHLGD³0HPyULDGD)ORU´ DFRQWHFHKRMHjQRLWHQR7HDWUR*XVWDYR/HLWHQR-DUDJXi3RUHUUR desta editoria, a Tribuna Independente publicou a data errada na HGLomRGHRQWHP2HYHQWRpXPDSURGXomRDVVLQDGDSRU6XH&KDPXVFDHSURPHWHDQLPDURVDGPLUDGRUHVGDP~VLFDURPkQWLFDHFRQWHPSRUkQHDGRFDQWRU(OHPLVWXUDQRiOEXPXPSRXFRGH03%FRPURFN MD]]HXPWRTXHUHJLRQDO2VLQJUHVVRVSRGHPVHUDGTXLULGRVQRHVWDQGH 6XH&KDPXVFDQR0DFHLy6KRSSLQJSRU5 LQWHLUD H5 PHLD 

ParaĂ­so bem ali

A

tranqĂźilidade das praias do Litoral Sul ĂŠ inversamente proporcional Ă  proximidade com MaceiĂł. Entre pops e menos pops, barulhentas e pacatas, com mais ou menos infraestrutura, cada uma delas tem sua peculiaridade. A 103 km da capital, o Pontal do Coruripe, no municĂ­pio de Coruripe, tem uma placa avisando: “O paraĂ­so ĂŠ aquiâ€?, o que nĂŁo deixa de ser um pouco de verdade. A marca registrada do povoado de Pontal do Coruripe sĂŁo as artesĂŁs, o farol, os recifes e muitos pescadores em ação. As crianças, logo cedo, pegam seus barquinhos de isopor com um compartimento para guardar a pesca do dia e concentram-se entre a piscina natural e os rochedos prĂłximos Ă  costa. A pesca dos adultos ĂŠ sobre jangadas, lançando tarrafa no mar ou içando lagostins de cima das rochas. É irresistĂ­vel andar sobre elas, mas cuidado sĂŁo escorregadias. HĂĄ Ăłtimas opçþes de pousadas, como a pousada da Ada, que preza em ser simples sem abrir mĂŁo do conIRUWR7RGDDFRQĂ€JXUDomRGD pousada ĂŠ na linha natureza viva, a comida ĂŠ deliciosa, os quartos dĂŁo para um belo jardim. A impressĂŁo ĂŠ a de estar na casa de uma amiga, tia ou prima. DĂŞ um passeio pela beira do mar, se informe quando a marĂŠ vai estar vazante, o caminho a pĂŠ atĂŠ o rio que dĂĄ nome Ă  cidade ĂŠ um encanto. Quando chegar lĂĄ, um mergulho no lugar bem onde o rio encontra com o mar ĂŠ revigorante. Na volta vĂĄ ao galpĂŁo das artesĂŁs, elas estarĂŁo confeccionado cesto, chapĂŠus e outros utensĂ­lios com a palha de ouricuri. BucĂłlico, revigorante e lindo.

Voo do Wanderson 1 2FKHI:DQGHUVRQ0HGHLURVYLGH3LFXtQmRFDQVDGHDOoDUYRRV'HSRLV GHDEULUFDVDHP-RmR3HVVRDGH VHURTXHULGLQKRGRVSURJUDPDVGH FXOLQiULDVDTXLOiHP-RmR3HVVRD H6mR3DXOR HORJLDGLVVtPRSRU$QD 0DULD%UDJD HGHJDQKDUSUrPLRV FRPRFKHIUHYHODomRHOHSRXVDQR UHVWDXUDQWHSDXOLVWDQR'DOYDH'LWR GRFKHIVXSUDVVXPR$OH[$WDODÂąRFKHIWHPRXWURUHVWDXUDQWHTXHFRQÂżJXUDQDOLVWDGRVGH]PDLVGRPXQGR$LGHLDpID]HUXPLQWHUFkPELR HQWUHFKHIHVGHYiULDVUHJL}HVGR3DtV

ALÉM DE SĂƒO LUĂ?S

Voo do Wanderson 2

:DQGHUVRQ0HGHLURVTXHVHPSUHGLVWULEXLVLPSDWLDSRURQGHSDVVDYDL FRPDQGDUDVFDoDURODVGR'DOYDH'LWRHQWUHDTXLQWDIHLUDHRSUy[LPR ViEDGR,VVRWDQWRQRMDQWDUFRPRQRDOPRoRTXHFXVWDUmRHPPpGLD 51RPHQXRFKHIHFRORFDUiRVRUYHWHGHUDSDGXUD MiJDQKRX SUrPLRFRPDUHFHLWD FDUQHGHVRO FRPDTXDOHOHID]XP0DJUHWGHOLFLRVR HXQVSDVWHL]LQKRVGHIXPDGRVHIDEULFDGRVSHODPmHGRFKHITXH IDUiSDXOLVWDQRODPEHURVEHUoRVRVGHGRV

Para o feriado 1R7UDQVDPpULFD,OKDGH&RPDQGDWXED ZZZWUDQVDPHULFD FRPEULOKDGHFRPDQGDWXED  DGLiULDFRPFDIpGDPDQKmH MDQWDUFXVWDDSDUWLUGH5 SRUSHVVRD5HVHUYDV   RX 8PDLOKDGDIDQWDVLDSDUDWRGDV DVLGDGHV/RFDOL]DGRQD,OKDGH&RPDQGDWXEDVQžQRPXQLFtSLRGH8QD DRVXOGD%DKLDDDSHQDVPLQXWRVGH,OKpXVHPXPDLOKDSDUDGLVtDFDeXPDLGHLDSDUDXPIHULDGmRGLJQRGHUHL

Melhor pousada

Mimos

$ODJRDVHVWDUiUHSUHVHQWDGDQRSUrPLR³RPHOKRU GH9LDJHP´ $3RXVDGDGR7RTXH TXH¿FDHP6mR0LJXHO GRV0LODJUHVpXPDGDV ¿QDOLVWDV2SUrPLRpGD UHYLVWD9LDJHP7XULVPR HDHVFROKDGRV¿QDOLVWDV IRLUHDOL]DGDSHORVOHLWRUHV GDUHYLVWDSRUPHLRGH YRWDomRSHORVLWHGDSXEOLFDomR2UHVXOWDGRVHUi GLYXOJDGRHPXPHYHQWR QDSUy[LPDTXLQWDIHLUDQR 5LRGH-DQHLUR

$$YLDQFDTXHODQoRXVHXVYRRVSDUD0DFHLyHPPHOKRUHVWLORQRFRPHoRGDVHPDQD HYHQWRVHPUHVWDXUDQWHVHQR&HQWUR GH&RQYHQo}HV DJUDGRXDRVSULPHLURV SDVVDJHLURVTXHSRXVDUDPHP0DFHLyHP XPDGHVXDVDHURQDYHV)RUDPGLVWULEXtGRVSLFROpVGHIUXWDVUHJLRQDLVHEURDVGH 0DUDJRJLHPXPDHPEDODJHPIHLWDFRP IROKDGHEDQDQHLUDWUDQoDGDHPSRQWRGH ÂżOp&RPWDULIDDSDUWLUGH5HQWUHR WUHFKR6DOYDGRU0DFHLyD$YLDQFDLQDXJXURXVHXÂ?GHVWLQRHWHPSUHWHQV}HVGH PDUFDUWHUULWyULRQR1RUGHVWH8PRXWUR YRRVHUiLQDXJXUDGRID]HQGRRWUHFKR6mR 3DXOR0DFHLyFRPHVFDODHP6DOYDGRUD SDUWLUGDSUy[LPDVHPDQDDLQGDWHUmRYRRV GLUHWRGH%UDVtOLDH5LRGH-DQHLUR

Ilustre Alagoas 2VLWH9LDJHP &LDWURX[HHVVDVHPDQDUHSRUWDJHPVREUHDVEHOH]DVGH$ODJRDVHVSHFL¿FDPHQWH6REUH0DUDJRJL KWWSYLDJHPHFLDXROFRPEUEUDVLODODJRDVBQDWXUH]DBEHOH]DV $PDWpULDTXHWHPRVXJHWLYRQRPH³$ODJRDVJLJDQWHSHOD SUySULDQDWXUH]D´ID]XPUHWUDWRGDUHJLmRPRVWUDQGRVHXSRYRVHXVFRVWXPHVD TXHPRUHSyUWHU5REHUWR6HEDFKDPDGHLOXVWUHGHSRLVGHFLWDUYiULRVQRPHVH LQWHOHFWXDLVDODJRDQRVTXHJDQKDUPGHVWDTXHQR%UDVLOHOHGL]³%DVWDSHUFRUUHU RVTXDVHTXLO{PHWURVGDFRVWDOLWRUkQHDGRVHJXQGRPHQRU(VWDGREUDVLOHLUR SDUDSHUFHEHUTXHKiYiULRVLOXVWUHVGHVFRQKHFLGRVYLYHQGRSRUDTXL´SDUDGHSRLV VDLUGLVFRUUHQGRVREUHDVEHOH]DVQDWXUDLVGDTXHOHSDUDtVRDODJRDQR

PrĂĄtico e rĂĄpido 4XHPMiDFKDYDXPDPmRQDURGDID]HURFKHFNLQQDVPiTXLQDVGHDXWRDWHQGLPHQWRGRVDHURSRUWRVDFKDUiLQFUtYHODSRVVLELOLGDGHGHUHDOL]DUWRGRR SURFHGLPHQWRSHODWHODGRFHOXODU'HVGHGHDJRVWRGHRVSDVVDJHLURVGD 7$0SRGHPXVXIUXLUGHVVDIDFLOLGDGHTXHDWpGLVSHQVDDLPSUHVVmRGRFDUWmRGH HPEDUTXHHPTXDOTXHUXPGRVDHURSRUWRVEUDVLOHLURVTXHUHFHEHPYRRVGD FRPSDQKLD$QRYLGDGHYDOHWDPEpPSDUDWDEOHWVHSDOPWRSV%DVWDTXHRDSDUHOKRWHQKDDFHVVRjLQWHUQHWSDUDTXHRFOLHQWHSRVVDID]HURFKHFNLQGLUHWDPHQWH SHORVLWHGD7$0 ZZZWDPFRPEU RXXWLOL]DQGRRDSOLFDWLYR7$00RELOHGLVSRQtYHOSDUD%ODFN%HUU\HL3KRQH)HLWRLVVRQmRKiPDLVEXURFUDFLDDQWHVGHHQWUDU QDVDODGHHPEDUTXHEDVWDPRVWUDURFDUWmRGHHPEDUTXHHOHWU{QLFRDRDJHQWH GHVHJXUDQoDHVHJXLUYLDJHP

$PDLVFRQKHFLGDGDVFLGDGHVGR0DUDQKmRDFDSLWDO6mR/XtV QmRp~QLFRGHVWLQR2(VWDGRHVFRQGHSDUDtVRVFRPR GHVHUWRVHFLGDGHVKLVWyULFDVTXHPHUHFHPVHUFRQKHFLGDV

O

åsis onde moram famílias isoladas, passeios de jipe por lagoas que desaparecem no verão, naufrågios visíveis à distância, casario colonial com azulejos portugueses e ingleses do sÊculo XVIII, mangues com vegetação de 20 metros de altura, festas que misturam o sagrado e o profano, ilhas e praias desertas, revoada de påssaros de um vermelho intenso, só comparåvel ao do pôr-do-sol. Sua viagem para o Maranhão só inclui São Luís e Lençóis Maranhenses? Pois você não sabe o que estå perdendo. Região colonizada por espanhóis, franceses, holandeses e portugueses, o Maranhão tem 640 km de praias --o segundo maior litoral brasileiro, atrås apenas do litoral da Bahia. Em 1997, sua capital foi considerada pela Unesco um dos 17 patrimônios culturais da humanidade no país. Desde então, a maioria dos pacotes turísticos para o Estado Ê parecida, variando de acordo com o tempo de permanência desejado. A viagem tende a começar com uma visita ao centro histórico de São Luís, onde hå um dos maiores acervos de mosaicos portugueses no Brasil, cerca de 2.500 casarþes

do sÊculo XVIII tombados e grandes festas religiosas, que acontecem de maio a setembro. Seguindo o roteiro tradicional, o turista chega a Alcântara num passeio de 18 km pela baía de São Marcos. Famosa por ter sido o palco da trågica explosão de um foguete, em 2003, a cidade de 22 mil habitantes tem ruínas de casarios coloniais, praias desertas e manguezais. Com um pouco de determinação, Ê possível ver a revoada dos guarås. Essas arredias aves insulares nascem com as penas cinzas e, após um ano se fartando de comer caranJXHMRVÀFDPFRPXPDFRU vermelho-fogo reconhecível de longe. A visita ao Estado geral-

mente dura de cinco dias a uma semana e costuma terminar com uma ida a Barreirinhas (270 km de São Luís) e ao belo parque dos Lençóis Maranhenses. Rara formação geológica, essa região tem dunas de areias brancas e lagoas de åguas mornas e cristalinas, abastecidas pelas chuvas do primeiro semestre. Para quem gosta de explorar lugares desconhecidos, no entanto, Ê aí que o passeio realmente começa: apesar de serem pouco divulgados, hå roteiros que incluem uma caminhada atÊ um dos oåsis dentro do parque, uma viagem pelo delta das AmÊricas e a visita a pequenas ilhas e povoados ribeirinhos que guardam paisagens lindas, bancos de corais e ótimas histórias.


2

TRIBUNAINDEPENDENTE

DIVERSÃO&ARTE 0$&(,Ï6È%$'2'(2878%52'(

O Rappa $SURGXomRORFDOGRVKRZGDEDQGDHP0DFHLyFRQ¿UPRXDGDWDGDDSUHVHQWDomRSDUDRSUy[LPRGLDDSDUWLUGDVKQDFDVD 9R[5RRPHP-DUDJXi2VKRZGHYHULDWHUDFRQWHFLGRQR~OWLPRGLDžGHVHWHPEURPDVIRLDGLDGRGHYLGRDSUREOHPDVGHVD~GH GRFDQWRU0DUFHOR)DOFmR$P~VLFDGHDEHUWXUD¿FDSRUFRQWDGDEDQGDDODJRDQD/3UHoRV5 SLVWD H5 IURQW  9HQGDVQRVHVWDQGHV9LYD$ODJRDV 0DFHLy6KRSSLQJ H)ROLD%UDVLO *%DUERVD6WHOD0DULV 0DLV,QIRUPDo}HV

Lua Mississipi $IRUWHYR]GH 'DYH5LOH\pWUDGL FLRQDOGRVJUDQGHV nomes do Mississi SSLRQGHQDVFHX 6XDVFDQo}HV VmRRULJLQDLVFRP um desempenho HQYROYHQWHTXH GLYHUWHGHVGHQR YDWRVGREOXHVDRV RXYLQWHVH[SHULHQ WHV(RPHOKRUHOH VHDSUHVHQWDHP 0DFHLyQRSUy[LPR GLDDSDUWLUGDV KQR2UiNXOR 3UDoD5D\ROHP -DUDJXi3UHoRV 5PDLVXP TXLORGHDOLPHQWR QmRSHUHFtYHO 0DLV,QIRUPDo}HV 

8PDKRPHQDJHPD/XL]*RQ]DJD RHVSHWiFXORUHYLYHRGLDDGLDGR 6HUWmRQRUGHVWLQRFDQWDQGRVXDV ÀRUHVFRUHVHEHOH]DVOHPEUDQGR RWUDEDOKRQDVIHLUDVIHVWHMDQGRD FKXYDUH]DQGRTXDQGRRVROLQFOH PHQWHFDVWLJDDWHUUD2VKRZVHUi DSUHVHQWDGRGLDGHRXWXEUR jVKQR7HDWURGH$UHQD6pUJLR &DUGRVRGHQWURGDSURJUDPDomR GR3URMHWR4XLQWDQR$UHQD 7HOHIRQHV   

Orlando, Galã e Mano &KDPDGRGHµ2*UDQGH(QFRQWUR¶ RVKRZQDFDVD0XVLTXH 6WHOOD 0DULV YDLUHXQLU-RVp2UODQGR *DOmGR%UHJD0DQR:DOWHUH &DYDORGH3DXeDQRLWHGRIRUUy HOHWU{QLFRHGREUHJDUDVJDGR1R GLDGHQRYHPEUR9HQGDVQR HVWDQGH)ROLD%UDVLO *%DUERVD 6WHOOD0DULV &RQWDWR

CD demo $&XVFX]HULD&DIpVHUiSDOFRGRODQoDPHQWRGR&' GHPR  GDEDQGDGH-D]]GH$ODJRDV0DFHLy3RZHU-D]]DPDQKm 2GRPLQJRFXOWXUDOHVWiPDUFDGRSDUDFRPHoDUjVKQD &XVFX]HULDRQGHWHUiPXLWDP~VLFDSUDWRVWtSLFRVGDJDVWUR QRPLDDODJRDQDHXPHVSDoRHVSHFLDOSDUDDFULDQoDGDFXUWLU HDSURYHLWDUR¿PGHWDUGH$VPHVDVVmROLPLWDGDVHSRGHP VHUFRPSUDGDVSHORWHOHIRQH

Noite beatlemaníaca na Musique $FRQWHFHKRMHDSDUWLUGDVKRUDVQDFDVDGHHYHQWRV0XVLTXHQR6WHOOD0DULV -DWL~FDXPDQRLWHEHDWOHPDQtDFDFRPDEDQGD$OO<RX1HHG,V/RYHGR5LRGH -DQHLURFRYHUGRV7KH%HDWOHV $EDQGDEUDVLOHLUDµ$OO\RXQHHGLVORYH¶PRVWUDWRGDDULTXH]DGHGHWDOKHVGHXP VKRZGRV%HDWOHV5HSHUWyULR¿JXULQRVRULJLQDLVHXPDLQFUtYHOVHPHOKDQoDItVLFDH GDVYR]HVGRTXDUWHWRGH/LYHUSRRO2VKRZGDEDQGDpUHDOPHQWHRPHOKRUHVSH WiFXOR%HDWOHGD$PpULFD/DWLQD

9DORUHV3LVWD5PHLDHQWUDGDH5LQWHLUDFDPDURWH50HVDVSDUDVHLV SHVVRDV5>5SRUSHVVRD@ 9HQGDV)RUXP>3RQWD9HUGH@)ROLD%UDVLO>(VWDQGH*%DUERVD@9LYD$ODJRDV >(VWDQGH0DFHLy6KRSSLQJ@ ,QIRUPDo}HVHYHQGDVGHPHVD SDUDVDEHUPDLVGD EDQGDDFHVVHZZZDOO\RXQHHGLVORYHDUWEU 

Preto no branco 5RGULJR&DSHOODH0DUFHOR0DUURPVREVXSHU YLVmRGH)DELR1DVFLPHQWRDSUHVHQWDPHP 0DFHLyDPDQKmDFRPpGLDµ3UHWRH%UDQFR¶e XPHVSHWiFXORTXHUH~QHLPSURYLVRHVTXHWHV HP~VLFD&RPXPWH[WRÀH[tYHOSRUVHUWUDWDU GRFRWLGLDQRDSHoDGHXPDKRUDHYLQWHGH GXUDomRFRQYLGDDERDVJDUJDOKDGDVMXQWRDRV DWRUHVSRLVWHPWRWDOLQWHUDomRFRPDSODWpLD $SHVDUGHVHJXLUXPURWHLURFDGDHVSHWiFXOR p~QLFRHH[FOXVLYR¬VKQR7HDWUR*XVWDYR /HLWH &HQWURGH&RQYHQo}HV ,QJUHVVRVQDORMD )UHDNV 0DFHLy6KRSSLQJ 0DLV,QIRUPDo}HV 

Dorian Gray 25HWUDWRGH'RULDQ*UD\VHUiDSUHVHQWDGRQR7HDWUR'HRGRURQRVGLDVHGHRXWXEUR8PDGDVREUDVSULPDVGH2VFDU:LOGHXPDGDVPDLV FpOHEUHVKLVWyULDVGDOLWHUDWXUDLQJOHVDR5HWUDWRGH'RULDQ*UD\FRQWDDKLVWyULDGHXPKRPHPTXHVHPDQWpPMRYHPHQTXDQWRRVHXUHWUDWRHQYHOKHFH PRVWUDQGRVLQDLVGDVXDGHJUDGDomRItVLFDHPRUDO$WRUHVSUHPLDGRVLQWHUQDFLRQDOPHQWHHQFHQDPHP0DFHLyRUHWUDWRGH'RULDQ*UD\FRQVLGHUDGRSRU PXLWRVXPDGDVPDLVFHOHEUHVREUDGDOLWHUDWXUDLQJOHVD1RHOHQFR5REHUWR&RUGRYDQL 'RULDQ*UD\ DWRUFRPGLYHUVRVSUrPLRVLQWHUQDFLRQDLV%UXQR 3RUWHOD5DPRQ&DEUHUH&ULVWLQD&ROD]]RLQWHUSUHWDPSHUVRQDJHQV FALE CONOSCO$$JHQGDpXPVHUYLoRJUDWXLWRGHRULHQWDomRDROHLWRU2VLQWHUHVVDGRVHPGLYXOJDUHYHQWRVVKRZVHH[SRVLo}HVSRGHPHQYLDUPDWHULDODWUDYpVGRHQGHUHoRWLDJHQGD#KRWPDLOFRP

RESUMO DE NOVELAS GLOBO 18h O A LADO Edgar se lDPHQWDSDUD/DXUDGHWHUSDUWLFL

SDGRGHXPDWDTXHFRQWUD%RQLIiFLR/DXUDSHGH SDUD,VDEHODFHLWDUDDMXGDGH$OEHUWLQKR0DU JDULGDYrRSDQÀHWRFRQWUDRPDULGRQDFDVDGH (GJDU&RQVWkQFLDOrDFDUWDHQGHUHoDGDSDUD (GJDUH¿FDIXULRVD)HUQDQGRGHVFREUHTXH (GJDUpF~PSOLFHGH*XHUUDDRYHURSDQÀHWRQD EROVDGH0DUJDULGD)HUQDQGRGHQXQFLDRLUPmR SDUD%RQLIiFLR=p0DULDDJUDGHFH(GJDUSRU WrORDMXGDGR%RQLIiFLRFKHJDjFDVDGH(GJDU FRP3UD[HGHVHGRLVSROLFLDLV

GLOBO 19h GUERRA DOS SEXOS

2WiYLRPHQWHSDUD5REHUWD-XOLDQDQHJDTXH WHQKDDOJRFRP)iELRPDV9kQLDQmRDFUHGLWD &DUROLQD¿FDHXIyULFDSRUYROWDUDWUDEDOKDUQD &KDUOR¶V&DUROLQDPHQWHSDUD-XOLDQDVREUHD UHODomRGH)iELRH0DQRHOD1HQrSHGHSDUD JXDUGDUVHXVSDFRWHVQDFDVDGH6HPtUDPLV -XOLDQDDFHLWDDFDURQDGH1DQGR&KDUO{ JDUDQWHD5REHUWDTXHYDLDMXGiODDGHVFREULU RTXHDFRQWHFHXHQWUH2WiYLRH9LWyULR0DQRHOD OLJDSDUD&DUROLQD1DQGR¿FDSHQDOL]DGRDRYHU -XOLDQDFKRUDQGR-XOLDQDWHUPLQDVHXURPDQFH VHFUHWR

GLOBO 21h AVENIDA BRASIL

5HSULVHGR~OWLPRFDStWXOR

RECORDE 21h BALACOBADO

1mRKiH[LELomRQRViEDGR


TRIBUNAINDEPENDENTE

0$&(,Ă?6Ă&#x2C6;%$'2'(2878%52'( DIVERSĂ&#x192;O&ARTE

A eterna e errada mania GHFRSLDURTXHYHPGHIRUD

A

WHOHYLVmRGR%UDVLOFKHJRXDXPHVWiJLRWDOTXH QmRVHDGPLWHPDLVFRSLDURTXHYHPGHIRUDHVSHFLDOPHQWHTXDQGRRTXHYHPGHIRUDpDOJRHUUDGR HDEVXUGRGHVHUHQWHQGLGR0DFDTXLFHFRPWRGRUHVSHLWRjVHVSpFLHVGHVtPLRVRXSULPDWDVpRPDLVDSURSULDGR para tal. 8PDGDVFRLVDVTXHPDLVLQFRPRGDTXDOTXHUSHVVRDQmRFRQWHPSODGDFRPSRGHUHVH[WUDQDWXUDLVp RTXHVHYrGHPDQHLUDJHUDOQRVFDQDLVMRUQDOtVWLFRV3RUTXHOiIRUDpDVVLPSRUDTXLWDPEpP cismaram de passar atĂŠ 12 informaçþes diferentes ao telespectador no mesmo tempo. Ă&#x2030; o apresentaGRUOHQGRXPDFRLVDRJHUDGRUGHFDUDFWHUHVSDVVDQGRPDLVGXDVDOpPGDGDWDKRUDWHPSHUDWXUD tQGLFHVHFRQ{PLFRVORJRGDHPLVVRUDHSRUDtDIRUD $TXHOHTXHFRQVHJXLUDVVLPLODUWXGRLVVRSRU IDYRUOHYDQWHREUDoR$OLiVHVWHpXPWHVWHDTXH GHYHULDPVHUVXEPHWLGRVRVUHVSRQViYHLVSRUHVVDV HPLVVRUDV6HULDLQWHUHVVDQWHYHURUHVXOWDGR 8PHUURTXHVHDUUDVWDKiPXLWRWHPSRPDVRTXH PDLVVXUSUHHQGHpDLQVLVWrQFLDHPFLPDGHOH

TV TUDO PreferĂŞncia nacional )DODUPDOGR*DOYmR%XHQRYLURX PRGD9DLDUR*DOYmR%XHQR PHVPRVHPQHQKXPPRWLYRFRPR VHYLXQR8)&DPHVPDFRLVD &UtWLFDVQDPDLRUSDUWHGDVYH]HV GHVFDELGDV6HUiTXH)UHXG H[SOLFD" 0HVPRFRPWRGRVRVGHIHLWRV DSUHJRDGRVRVtQGLFHVRIHUHFLGRV DRVHXWUDEDOKRFRQWLQXDPPXLWR ERQVHHOHpXPGRVWUrVQDUUDGRUHVPDLVDQWLJRVHPDWLYLGDGH 6LOYLR/XL]H/XFLDQRGR9DOOHVmR RVRXWURVGRLV&RPRpTXHp LVVR"&KHLUDSHUVHJXLomR

Quiz das novelas

$JUDQGHÂżQDO

2³0XOKHUHV´GD*D]HWDHVWUHLDQDSUy[LPDVHPDQDRTXDGUR³2IDPRVRPDLVQRYHOHLUR´TXHYDL WHVWDURVFRQKHFLPHQWRVGHMRUQDOLVWDVDSUHVHQWDGRUHVFDQWRUHVPRGHORV6LOYLD3RSSRYLFH1DQ\ 3HRSOHMiJUDYDUDPDVVXDVSDUWLFLSDo}HV

1R³3kQLFR´SURJUDPDGHVWHGRPLQJRQD%DQGVHUi DSUHVHQWDGDD¿QDOGRFRQFXUVR³0XVDVGD%DQG´1DGMD +DGGDGH3DORPD7RFFLGLVSXWDPRWtWXOR$VSUpYLDV UHDOL]DGDVDWpDTXLDSUHVHQWDUDPULJRURVRHPSDWHWpFQLFR ,PSRVVtYHODSRQWDURIDYRULWLVPRGHXPDRXGHRXWUD

*/2 %2

FLĂ VIO RICCOFRODERUDomR-RVp&DUDORV1HU\ZZZWZHWWHUFRPĂ&#x20AC;DYLRULFFR

3

Suzana Pires, Glória na novela ³*DEULHOD´HVEDQMRXSUR¿VVLRQDOLVPR QDFHQDHPTXHDSDUHFHXQXDDR lado de JosuÊ, Anderson Di Rizzi. )RUDPYiULDVKRUDVGHJUDYDo}HV QDSUHVHQoDGHFROHJDVWpFQLFRVH ¿JXUDQWHV6yTXHQR¿PDSyVR³RN´ GRGLUHWRUHODQmRDJXHQWRX6X]DQD IRLSDUDXPFDQWRHOiWHYHXPDIRUWH FULVHGHFKRUR

PĂŠ atrĂĄs

7DQWRDVH[LELGRUDVFRPR RUHVSHLWiYHO S~EOLFRGHYHULDPHQWHQGHU que os tempos DJRUDVmR outros. 2FLQHPDEUDVLOHLURDWXDOGH PDQHLUDEHP LQMXVWDDLQGD SDJDDFRQWDGH DOJXPDVEREDJHQVIHLWDVQR passado. Não Ê SRUDt+RMHWHP PXLWDJHQWHERD e competente VHGHGLFDQGRD HOH)HOL]PHQWH o sucesso GHDOJXPDV SURGXo}HVQDFLRQDLVUHYHOD TXHLVVRHVWi começando a mudar.

Inversão de valores Nem Ê o caso desta santa coluna, PDVHPWRGR¿QDOGHQRYHODVH UHJLVWUDPFDVRVSDUHFLGRV5HSyUWHUHVGRVMRUQDLVRXVLWHVVmR GHVWDFDGRVSDUDRXYLUDXWRUHVRX DWRUHVQmRHQYROYLGRVFRPRWUDbalho em questão e nem sempre VmREHPUHFHELGRV 2³QmREHPUHFHELGRV´JHUDOPHQWH SDUWHGDTXHOHVTXHDLQGDQmR ODUJDUDPDIUDOGD6yDFKDPTXH ODUJDUDP)RUDPYiULRVRVFDVRV ODPHQWiYHLVGHEDVWLGRUHVQHVWH HQFHUUDPHQWRGH³$YHQLGD%UDVLO´

NĂŁo foi legal

Enquanto isso...

$GULDQH*DOLVWHXFRQWLQXD FKDWHDGDFRPRWpUPLQRGRVHX SURJUDPDQD%DQGHLUDQWHVHQmR HVFRQGHLVVRGRVPDLVSUy[LPRV 1HPSRGHULDVHUGLIHUHQWH 2SUREOHPDpTXHR³0XLWR0DLV´ PHVPRHQYROYHQGRXPFXVWRGH SURGXomRPXLWRDOWRQmRHVWDYD oferecendo retorno à altura.

1DWKDOLD'LOOHVWUHODGH ³3DUDtVRV$UWL¿FLDLV´QmRYDL ¿FDUPXLWRWHPSRDXVHQWH GDWHOHYLVmR(QFHUUDGRR WUDEDOKRHP³$YHQLGD%UDVLO´ FRPRSUy[LPRFRPSURPLVVR HODLUiYLYHUXPDGDVSURWDJRQLVWDVGH³23HTXHQR%XGD´ QRYHODGDVVHLVFRPHVWUHLD HPDSyV³2&DULEHp DTXL´$VDXWRUDV'XFD5DFKLG e Thelma Guedes querem a DWUL]QRHOHQFR(DJXDUGDP DSHQDVXPDUHXQLmRFRPR GLUHWRU5LFDUGR:DGGLQJWRQ para bater o martelo.

Convite 0HLRFDQVDGRVGHHVSHUDURV3- ÂąSHVVRDVMXUtGLFDVGD5HFRUG SUHSDUDPSDUDDLQGDHVWHPrV XPDFRPHPRUDomRSHORSULPHLUR DQLYHUViULRGDVSURPHVVDVIHLWDV SHORSUHVLGHQWH$OH[DQGUH5DSRVR HPSURQXQFLDPHQWRQRPrVGH outubro do ano passado. )RUDPDQXQFLDGDVPHOKRULDVQDV UHODo}HVHQWUHDVSDUWHVVyTXH QDGDODPHQWDYHOPHQWHDFRQWHFHX DWpDJRUD

Bate-rebate Ă&#x201A;$*ORERPHLRTXHGLVFUHWDPHQWHMiFRORFRXQRDUDVSULPHLUDVFKDPDGDVGR0XQGLDOGH&OXEHVGR-DSmRHPGH]HPEUR ¡ â&#x20AC;&#x153;Se Liga Brasilâ&#x20AC;?, novo programa das manhĂŁs da Rede TV!, vai mesmo estrear no prĂłximo dia 29. Ă&#x201A;$WpOiRGLUHWRU0DUFHOR%RQIiYDL FRQWLQXDUJUDYDQGRSLORWRV ¡Camilla Castro tambĂŠm estĂĄ na trilha sonora de â&#x20AC;&#x153;Balacobacoâ&#x20AC;?, na Record, com as mĂşsicas â&#x20AC;&#x153;Vem ser meuâ&#x20AC;? e â&#x20AC;&#x153;Se bater saudadeâ&#x20AC;?. Ă&#x201A;2VÂł$PLJRVGR*LOEHUWR%DUURV´GLVSXWDUDPXPDSDUWLGDGHIXWHEROFRQWUD RVÂł$PLJRVGRFDQWRU9DYi´HPXPD TXDGUDVRFLHW\HP6mR3DXOR9DLDRDU KRMHQRÂł6iEDGR7RWDO´QD5HGH79 Ă&#x201A;3DXOLQKR9LOKHQDWDPEpPWHYHFRQÂżUmada a sua presença na nova novela do Walcyr Carrasco na Globo. Ă&#x201A;$(VSQWUDQVPLWLXRMRJRGHEDVHEDOO QDTXDUWDIHLUDPDVHUDD)R[6SRUWV DPHULFDQDDUHVSRQViYHOSHODJHUDomR GHLPDJHQV ¡ Em nenhum momento, a ESPN censurou o logotipo, as imagens e o ĂĄudio de sua principal concorrente. Levou na boa. Ă&#x201A;4XHRH[HPSORVLUYDJHUDO1mRWHPSRUTXH HVFRQGHURXFRORFDUWDUMDSUHWDHPFLPD ¡ Marcos Veras e Mariana Santos serĂŁo os convidados do â&#x20AC;&#x153;MarĂ­lia Gabriela entrevistaâ&#x20AC;?, neste domingo 10 da noite, no GNT. Ă&#x201A;$SURSyVLWRGR*17/XDQD3LRYDQLYDL UHFHEHU7DLQi0XOOHUVHJXQGDIHLUDQR Âł6XSHUERQLWD´(ODFRQWDQGRTXHQXQFD SLQWRXRVFDEHORV ¡ Ainda nĂŁo foi decidido como serĂĄ a homenagem a Hebe Camargo no Teleton. 'HSRLVGD&OiXGLD/HLWWH/XDQ6DQtana, Belo e Dudu Nobre, JoĂŁo Gordo IDUiPDLVXPGXHWRLQXVLWDGRQHVWH ViEDGRQRÂł/HJHQGiULRV´GD5HFRUG FRPRFDQWRU7KLDJXLQKR ¡ A mĂşsica ĂŠ â&#x20AC;&#x153;NĂŁo quero dinheiroâ&#x20AC;?, do Tim Maia.

&¡HVWĂ&#x20AC;QL

5HJLQD'XDUWHHD¿OKD*DEULHODPDLV 7KLDJR/DFHUGDJUDYDUDPHP6mR 3DXORSDUWLFLSDomRQDYLQKHWDGH¿PGH Quer continuar ano da Globo. 5HJLQDFRPRVHVDEHHVWUHRXQD $5HGH79HVWiHPQHJRFLDo}HVEHP DGLDQWDGDVFRPD(QGHPROSDUDUHQRYDU QRLWHGHVWDVH[WDIHLUDQR7HDWUR5DXO &RUWH]FRPRHVSHWiFXOR³5DLPXQGD RVGLUHLWRVGHSURGXomRHH[LELomRGR 5DLPXQGD´ ³6DWXUGD\1LJKW/LYH´QR%UDVLO +iWDPEpPRGHVHMRGHFRQWLQXDUFRP (PIXQomRGHVWHWUDEDOKRHODVy WRGRRHOHQFR-iFRPHoDUDPDVFRQYHU- GHYHUiYROWDUDID]HUWHOHYLVmRQRVHJundo semestre de 2013. VDVFRPDOJXQVLQFOXVLYHQDWHQWDWLYD 2DXWRU7LDJR6DQWLDJRDQXQFLRXR GHFRQWRUQDURVSUREOHPDVH[LVWHQWHV WtWXORSURYLVyULRGDQRYHODTXHHVFUHYH SDUDR6%7³26XSHUSRGHUGR$PRU´ Lançamento HPTXHFULDQoDVHMRYHQVFRPEDWHP 2ORQJD³3DUDtVRV$UWL¿FLDLV´FRP1DWKDOLD'LOO/XFD%LDQFKL(PLOLR2UFLROOR1HWRH/tYLDGH%XHQRFKHJDUi YDPSLURVDOLHQtJHQDV DRVFLQHPDVGD)UDQoDGHQWURGHGXDVVHPDQDV3RUDTXLDWUDMHWyULDGR¿OPHQmRIRLPXLWRERD(PYiULRV (QWmRpLVVR0DVDPDQKmWHPPDLV ORFDLVDFDERXFHGHQGRHVSDoRSDUDSURGXo}HVDPHULFDQDVQHPWmRLQWHUHVVDQWHVDVVLP 7FKDX

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br Afundar na ĂĄgua

Š Revistas COQUETEL 2012

Expressão relacionada ao que Curso que visa miniacontecerå, inexoravelmente, mizar acidentes de no futuro Mågica, Sede da trânsito, Ê obrigatório para motoristas Escuridão em inglês FAO

Prenome do TremendĂŁo da Jovem Guarda

Emitia sons caninos (?) Baldwin, ator Roubar

Seguinte (abrev.)

Concluir por percepção Colocar

Terceira maior cidade da China

Programa que incrementa o celular

Farta Carne usada em feijoada

FĂĄceis de serem enganados (gĂ­ria)

Criação de Spielberg (Cin.) Ă&#x201C;rgĂŁo mĂĄximo do futebol europeu

Medida do sistema cgs Tudo, em inglĂŞs

Medida de ângulo Gaivota (bras.)

Mauro (?), autor teatral brasileiro

Vasilhas nas quais ĂŠ servido o tacacĂĄ

3/açu â&#x20AC;&#x201D; all â&#x20AC;&#x201D; erg â&#x20AC;&#x201D; mac. 4/roma â&#x20AC;&#x201D; uefa. 5/cuias â&#x20AC;&#x201D; Ă­taca â&#x20AC;&#x201D; magic â&#x20AC;&#x201D; recuo. 6/cantĂŁo.

30

Solução Q S U E S N T I Ă&#x192; P O A D E I T E M P O A

A L L R I C A B R E U

M E R A S MO G A I R C A N P A T I V N E A R G R C A C U C E C I

A T I U L A T I A G

D I R R E E C Ă&#x2021; U Ă&#x192; O O D O E T F A E N R S I V O A S I

BANCO

Grande, em tupi VeĂ­culo espacial

HeroĂ­na de "O Guarani" (Lit.)

O cigarro acrescido de sabores

A terra de Ulisses (Lit.) O museu que parece um disco voador (RJ)

Ação do mar antes do tsunâmi

HORĂ&#x201C;SCOPO Ă RIES - (21/3 a 19/4) â&#x20AC;&#x201C; Lua e Marte formam conjunção em sua nona FDVDSRGHQGROKHHVWLPXODUDWULOKDU QRYRVFDPLQKRV2PRPHQWRp SRVLWLYRSDUDVDLUGDURWLQDSRULVVR SHUPLWDVHH[SHULPHQWDURQRYR 1RDPRUVHXURPDQFHSUHFLVDGH PXGDQoDVIXQGDPHQWDLVSULQFLSDOPHQWHQDIRUPDFRPRYRFrOLGD com os problemas. TOURO Âą D Âą$SURYHLWH DIDVHSRLVVHXPDJQHWLVPRVH[XDO SRGHUiHVWDUPDLVIRUWH7HQKDFXLGDGRDRVHHQYROYHUHPDYHQWXUDV No amor, as forças da Lua e de 0DUWHYLVLWDPVHXVLJQR$JRUDp KRUDGHWHUFRUDJHPSDUDUHDOL]DU PXGDQoDVSRVLWLYDVQRURPDQFH 0RVWUHTXHYRFrVHLPSRUWDFRP VHXUHODFLRQDPHQWR GĂ&#x160;MEOS Âą D Âą$JRUDp KRUDGHDEULUPmRGDVSUHRFXSDo}HV FRWLGLDQDVHVHSUHRFXSDUPDLVFRP VHXVVHQWLPHQWRV2VWUkQVLWRVGD Lua e de Marte podem lhe ajudar a UHYHUVXDYLGDDIHWLYDHPDQWrODHP HTXLOtEULR CĂ&#x201A;NCERÂą D Âą2HQFRQWURHQWUH/XDH0DUWHSRGHOKHWUD]HU PDLVHQHUJLDHYLJRUSDUDUHDOL]DU DWLYLGDGHV2SHUtRGRWDPEpPp SRVLWLYRSDUDRUJDQL]DUVXDURWLQDH FRORFDUVHXVDID]HUHVHPGLD LEĂ&#x192;O â&#x20AC;&#x201C; (23/7 a 22/8) â&#x20AC;&#x201C;Lua e Marte VHDVVRFLDPSRVLWLYDPHQWHHPVXD iUHDVRFLDOSRGHQGROKHHVWLPXODU DEXVFDUSUD]HUHVLQWHQVRV1HVWD IDVHWHQKDFXLGDGRSDUDQmRFREUDU GHPDLVGRVRXWURV1RDPRUVHXURPDQFHGHYHSDVVDUDJRUDSRUXPD UHDYDOLDomRTXHSRGHVHUSRVLWLYD para o futuro da relação. Ă&#x2030; hora de GHÂżQLUPHOKRUVHXVVHQWLPHQWRVH ter bastante atenção. Hora de se GHGLFDUDRDPRU VIRGEM â&#x20AC;&#x201C; (23/8 a 22/9) â&#x20AC;&#x201C; Lua e 0DUWHVHDVVRFLDPHPVXDiUHDIDPLOLDUSRGHQGRWUD]HUXPDERDIDVH SDUDGHL[DUVXDYLGDPDLVSUiWLFD 7RPHFXLGDGRSDUDQmRVHHQYROYHU HPDWULWRVFRPSDUHQWHV&XOWLYH RGLiORJR1RDPRUDVIRUoDVGD /XDHGH0DUWHH[LJHPGHYRFr PDLVRXVDGLDQRVPRPHQWRVFRPD SHVVRDTXHULGD+RUDGHLQYHVWLUQR VHXUHODFLRQDPHQWRHWHUVHUHQLGDGH SDUDHQFDUDURVFRQĂ&#x20AC;LWRV LIBRA â&#x20AC;&#x201C; (23/9 a 22/10) â&#x20AC;&#x201C; Sua auWRHVWLPDSRGHUiOKHGDUPDLRUVHJXUDQoDSDUDHQIUHQWDUGHVDÂżRV1HVWH

PRPHQWRFXLGDGRSDUDQmRIHULU VHQWLPHQWRVGRVRXWURV1RDPRURV WUkQVLWRVDVWUROyJLFRVOKHLQVSLUDPD FXLGDUPHOKRUGRVHXURPDQFHHD SHUFHEHUTXHDLPSXOVLYLGDGHSRGH QmROHYDUDQDGD0DQWHQKDDFDOPD HRHTXLOtEULR6XDUHODomRDJUDGHFH ESCORPIĂ&#x192;O â&#x20AC;&#x201C; (23/10 a 21/11) â&#x20AC;&#x201C; %RDIDVHSDUDVXDYLGDÂżQDQFHLUD 2PRPHQWRpSRVLWLYRSDUDQRYRV LQYHVWLPHQWRV1RDPRURVWUkQVLWRV DVWUROyJLFRVOKHSHGHPPDLVVHJXUDQoDHPRFLRQDOSDUDOLGDUFRPD SHVVRDDPDGD1mRGrERODSDUD SUREOHPDVFRWLGLDQRVHVHSUHSDUH SDUDOLGDUEHPFRPDURWLQD SAGITĂ RIOÂą D Âą2 encontro entre Lua e Marte, em seu VLJQRSRGHUiIRUWDOHFHUVXDGHWHUPLQDomR1HVWDIDVHWHQKDFXLGDGR FRPVXDDJUHVVLYLGDGHHSURFXUH QmRFULWLFDUGHPDLVRVRXWURV1R DPRUKRMHRVWUkQVLWRVFHOHVWHVOKH SHGHPTXHUHVROYDRVHPSHFLOKRV TXHVXUJHPHQWUHYRFrHVHXDPRU &KHJRXDKRUDGHYDORUL]DUDIDPtOLD HVHXUHODFLRQDPHQWR CAPRICĂ&#x201C;RNIO â&#x20AC;&#x201C; (22/12 a 19/1) Âą$DVVRFLDomRSRVLWLYDHQWUH/XD H0DUWHHPVXDiUHDGHFULVHOKH PRWLYDDHQIUHQWDURVREVWiFXORV 1HVWDIDVHWHQKDFXLGDGRFRPDWLWXGHVHJRtVWDV1RDPRURVDVWURV OKHID]HPSHUFHEHUDVPXGDQoDV QDFRQYLYrQFLDDPRURVDHDGDU PDLVYDORUDVXDFDUDPHWDGH9RFr SRGHUiVHVHQWLUPDLVOLYUHSDUD GHPRQVWUDUVHXDIHWR&RQÂżHQDV PXGDQoDV AQUĂ RIO â&#x20AC;&#x201C; (20/1 a 18/2) â&#x20AC;&#x201C; Força HXQLmRWHQGHPDPDUFDUVXDV UHODo}HVGHDPL]DGHSRLVDFRQMXQomR/XD0DUWHSRGHEHQHÂżFLDU RHVStULWRGHHTXLSH3URFXUH QHVWDIDVHUHVSHLWDUDVRSLQL}HVGRV RXWURV1RDPRUPRPHQWRGHGDU SULRULGDGHDRVDVVXQWRVDIHWLYRV 'HPRQVWUHFDULQKRHDIHWRGHIRUPD VLQFHUDSDUDHYLWDUSUREOHPDVQR futuro. PEIXESÂą D +RMHYRFr SRGHUiSHUFHEHUXPDGHWHUPLQDomR PDLRUHPVXDVDWLYLGDGHVSURÂżVVLRQDLV$FRQMXQomR/XD0DUWHSRGHUi OKHHVWLPXODUDDEUDoDUFDXVDVFRP PDLVYLJRU$SURYHLWH1RDPRU DSURYHLWHRVWUkQVLWRVGD/XDH 0DUWHSDUDYLYHUVHXURPDQFHGH IRUPDPDLVDEHUWD'HPRQVWUHPDLV seu afeto

TRĂ&#x160;S

Brasileiros estĂŁo na lista dos mais LQĂ XHQWHVQRPXQGRGDDUWH

N

o ranking 2012 das cem personalidades mais LQĂ XHQWHVGRPXQGRGD DUWHGLYXOJDGDWRGRDQR pela revista â&#x20AC;&#x153;Art Reviewâ&#x20AC;?, HVWmRWUrVEUDVLOHLURV/XLVD6WULQDJDOHULVWDTXH PDQWpPXPDFDVDFRP VHXQRPHHP6mR3DXORp a primeira a aparecer, na 71ÂŞ posição. Depois dela, estĂŁo o colecionador mineiro %HUQDUGR3D]GRQRGR ,QVWLWXWR,QKRWLPHPÂ&#x17E; OXJDUHRFXUDGRU$GULDQR3HGURVDUHVSRQViYHO pela Ăşltima Bienal de ,VWDPEXOQRÂ&#x17E;SRVWR A lista geral ĂŠ encabeoDGDSRU&DURO\Q&KULVWRY%DNDUJLHYTXHQHVWH DQRIRLFXUDGRUDGDÂ? 'RFXPHQWDHP.DVVHO

QD$OHPDQKD(PVHJXQGROXJDUHVWiRJDOHULVWD norte-americano Larry Gagosian, e em terceiro, RDUWLVWDHDWLYLVWDFKLQrV Ai Weiwei. ,ZDQ:LUWKXPGRV VyFLRVGDJDOHULDVXtoD +DXVHU :LUWKH'Dvid Zwirner, da galeria QRYDLRUTXLQDGHPHVmo nome, aparecem na VHTXrQFLDRFXSDQGRD TXDUWDHDTXLQWDSRVLçþes. (PUHODomRDRDQR SDVVDGR$L:HLZHLTXH HQWmRRFXSRXRSULPHLUR OXJDUFDLXGXDVSRVLo}HV SDUDRWHUFHLUROXJDU%HUQDUGR3D]TXHHP era o Ăşnico brasileiro da OLVWDRFXSDQGRDÂ?SRVLomRFDLXTXDWURSRVWRV neste ano.


4

DIVERSĂ&#x192;O&ARTE

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIĂ&#x201C; - SABADO, 20 DE OUTUBRO DE 2012

â&#x20AC;&#x153;SĂł hĂĄ duas maneiras de viver a vida: a primeira ĂŠ vivĂŞ-la como se os milagres nĂŁo existissem. A segunda ĂŠ vivĂŞ-la como se tudo fosse milagreâ&#x20AC;? Foto by Cosmo Lima

Inverno 13

Havaianas

inverno 2013 da Fashion Aedição Week jå tem literalmente data, horårio e local para acontecer. Após

serem apresentados na Bienal durante vårias temporadas, os GHV¿OHVGD6HPDQDGH0RGDGH São Paulo acontecerão agora no 3DUTXH9LOOD/RERV1RFRPDQGR GDFHQRJUD¿DGRHYHQWRHVWiR artista Felipe Morozini, famoso por ser um dos maiores ativistas na recuperação do centro da capital SDXOLVWDHTXHDVVLQDHQWUHRXWURV projetos, o dÊcor do baladado hostel Oztel, no Rio de Janeiro.

C

om os dias de calor, nada PHOKRUGRTXHXPDV+DYDLDQDV QRVSpVQmRpPHVPR"(QWmR anote a nossa dica, mas essa ĂŠ sĂł para os homens geeks. A marca entra no mundo da tecnologia e lança modelos especiais, como o Pac-Man, clĂĄssico personagem GRVDQRVHXPVXFHVVRTXH passou pelos computadores e ainda estĂĄ presente nos smartphones. TambĂŠm com uma pegada pra lĂĄ de cool, as Havaianas Arts se destacam na coleção. JĂĄ a linha Hype brinca com o contraponto entre o digital e o manual em duas diferentes estampas, uma com WRQVĂ&#x20AC;~RUGHSL[HOVHRXWUDFRP ÂłVSODVKHV´GHWLQWDVTXHUHPHWHP jVH[SUHVV}HVDUWtVWLFDVPDQXDLV Havaianas para todos os homens!

Posse

Os nomes mais destacados do setor produtivo do estado compareceram em peso à posse do industrial Manuel Marques no Movimento Alagoas Competitivo. Entre as personalidades o vicepresidente da Confederação das Associaçþes Comerciais e Empresariais do Brasil, SÊrgio Papini, e o presidente da Associação Comercial de Maceió, Kennedy Calheiros. Gente de renome e competências reconhecidas em todo o país. Sucesso!

F

Morrer de amor

RLVHRWHPSRHPTXHÂłPRUUHUGH amorâ&#x20AC;? era sĂł força de expressĂŁo. 3HVTXLVDGRUHVDOHPmHVDFDEDPGH LGHQWLÂżFDUTXHRWUDXPDHPRFLRQDOFDXVDGR pela perda de um amor, seja pela morte deste ou pela separação em vida - inclusive DSHUGDGHXPHQWHTXHULGRSRGHGHVHQFDGHDUXPDFDWiVWURIHOHWDOQR FRUSRRTXHEDWL]DUDPGHÂłVtQGURPHGRFRUDomRSDUWLGR´$ÂłVtQGURPH GRFRUDomRSDUWLGR´ID]FRPTXHRFRUSRSURGX]DPDLVKRUP{QLRV do estresse, como a adrenalina e o cortisol. Esse excesso entope as DUWpULDVFRURQiULDVHSUHMXGLFDDFLUFXODomRVDQJXtQHDRPHVPRTXH DFRQWHFHHPFDVRVGHDFLGHQWHYDVFXODUFHUHEUDORXLQIDUWR RXDWDTXH FDUGtDFR $VVLPRLQIHOL]SURSULHWiULRGRFRUDomRSDUWLGRSRGHPRUUHUHP FRQVHTXrQFLDGHSDUDGDFDUGtDFDID]HQGRFRPTXHRFpUHEURHRUHVWR GRFRUSRQmRUHFHEDPRR[LJrQLRQHFHVViULRSDUDVHXIXQFLRQDPHQWR

Peeling quĂ­mico

xistem inúmeros problemas E TXHDIHWDPDSHOHFRPRDFQH ação hormonal, o passar dos

anos, o vento, a luz, a genĂŠtica, UXJDVVXOFRVĂ&#x20AC;DFLGH]DVSHUH]D PDQFKDVFLFDWUL]HVTXHDOWHUDP DDSDUrQFLDGDSHOHGDIDFHHGR FRUSR(VHYRFrDFKDTXHQmR H[LVWHWUDWDPHQWRSDUDTXDOTXHUXP dos probleminhas estĂĄ enganado. A partir de agora, o Apelo Centro de EstĂŠtica, da empresĂĄria Myllene de Souza Barros, dispĂľe do VHUYLoRSHHOLQJTXtPLFRSDUDDFQH manchas, rejuvenescimento, entre outros. Agende seu momento de beleza pelo 3313-2366/9698-2332.

H

Lavagem

e

Mais sexy

vermelho, de salto alto e adornado com spikes o sapato de Christian Louboutin escolhido como o mais sexy do ano. Quem conta ĂŠ o Footwear 1HZVTXHHPSDUFHULDFRPD6DNV)LIWK$YHQXHUHDOL]RXDWHUFHLUDHGLomR GHVHXVH[\VKRHFRQWHVW1HVWHDQRXPDSUpVHOHomRÂąTXHLQFOXLX pares criados por designers e marcas como Nicholas Kirkwood, Tabitha Simmons, Manolo Blahnik, Christian Dior e Gucci â&#x20AC;&#x201C; foi feita pelos experts HPDFHVVyULRVGRYHtFXORTXHGHSRLVGLVSRQLELOL]DUDPDHVFROKDDRJUDQGH S~EOLFRDWUDYpVGHXPDYRWDomRRQOLQH1DVHTXrQFLDGRSDUGH/RXERXWLQ os sapatos de verniz vermelho e salto stiletto de metal prateado de Stuart :HLW]PDQJDQKDUDPDVHJXQGDSRVLomRHQTXDQWRDVVDQGiOLDVGHFDPXUoD SUHWDFRPUHFRUWHVJUiÂżFRVHGHWDOKHVHPSDHWrVSUDWHDGRVGH-LPP\&KRR ocuparam o terceiro lugar. Em tempo: o sapato vencedor parece ter sumido das prateleiras vistuais da Saks, mas uma versĂŁo similar (com plataforma e SHHSWRH HVWiGLVSRQtYHOSDUDFRPSUDQRVLWHTXHHQWUHJDQR%UDVLO

Bolsas

Mirella e MĂĄrcio Coelho, um casal adjetivo em nossa cidade, TXHWHPGDGRJUDQGHFRQWULEXLomRSDUDRGHVHQYROYLPHQWR WXUtVWLFRGRQRVVRHVWDGR

Menu degustação

chef Thiago Maia preparou um moda decretou e as mulheres O menu degustação inspirado na SULPDYHUD$LGHLDpOHYDUYRFrSDUD Aamaram. As bolsas da próxima estação apostam nos mais variados

Direito

RLVQRPHVTXHVmRUHIHUrQFLD D QDDGYRFDFLDGRSDtV&DUORV MĂŠro e Adelmo Cabral em ritmo

acelerado com a carteira de clientes do escritĂłrio localizado na Avenue Center, na Avenida da Paz. SĂŁo SURÂżVVLRQDLVTXHPHQJUDQGHFHP DiUHDMXUtGLFDGRQRVVRHVWDGR FRPFRPSHWrQFLDHQRWyULRVDEHU MXUtGLFR$GXSODPDLVXPDYH]IRL GHVWDTXHSHODDWXDomRSULPRURVD GXUDQWHRSHUtRGRHOHLWRUDO ParabĂŠns, amigos!

tamanhos, cores e texturas. Pensando nisso, a empresĂĄria Adryelle Oliveira trouxe para a sua 6SDWLÂżOXVLQVWDODGDQR0DFHLy 6KRSSLQJDVSULQFLSDLVWHQGrQFLDV da moda para a primavera/verĂŁo. Ta HVSHUDQGRRTXrSDUDFRQIHULU"

Assine a Tribuna Independente e esta coluna

pelo telefone (82) 3311-1308

Acesse o portal Tribunahoje.com e leia na Ă­ntegra a coluna Top News no Blog Elenilson Gomes

elenilsontopnews@gmail.com

A

&KDQHOGLYXOJRXRÂżOPHHVWUHODGRSRU%UDG3LWWSDUDDQRYD FDPSDQKDGR&KDQHOQÂ&#x17E;ÂąTXHDSURSyVLWRIRLRSULPHLUR homem a protagonizar a campanha do perfume ao longo dos mais de DQRVGHKLVWyULD(VWLPDVHTXH%UDG3LWWWHQKDIDWXUDGRFHUFDGH 86PLOK}HVSDUDVHURDVWURGRVDQ~QFLRVSXEOLFLWiULRVGRLF{QLFR SHUIXPHFULDGRHPSRU(UQHVW%HDX[2YtGHRIRLGLULJLGRSHOR cineasta Joe Wright â&#x20AC;&#x201C; o mesmo de Orgulho e Preconceito, jĂĄ as imagens foram feitas por Sam Taylor-Wood.

O

English Pub

Lado de Lå do restaurante Divina irå se WUDQVIRUPDUTXLQ]HQDOPHQWHQR'LYLQD Gula English Pub, um tradicional pub, com ambiente decorado, jogos interativos, música de primeira e uma comida super apetitosa. O ambiente irå proporcionar a estudantes HSHVVRDVTXHIDODPLQJOrVDRSRUWXQLGDGH de praticar o idioma, pois especialmente nesse dia, todo o atendimento no local serå IHLWRHPLQJOrV2XWUDQRYLGDGHpTXHSDUD HVVDVTXLQWDVDFDVDFULRXWDPEpPXP FDUGiSLRHVSHFL¿FRFRPSRVWRGHGHOtFLDV tradicionalmente consumidas nos mais diversos pubs londrinos. Para a estreia, o chef AndrÊ Generoso irå preparar os seguintes pratos: Barbecue Ribs With Onion´s Rings; Fish and Chips; Mini Pork´s Burguer; Irish Meat Pie.

PraĂŞro

este såbado, 2R3UDrUR vai se tornar o cenårio da Sunset´N Friends, festa idealizada por um grupo de amigos com a ideia de promover EDODGDVHPOXJDUHVSDUDGLVtDFRV durante o dia, proporcionando P~VLFDGHTXDOLGDGHDVWUDOEDFDQD e muita gente bonita. Para animar o lugar, a Banda Affarra e o DJ Toca UHVLGHQWHGR3UDrUR LUmRGDULQtFLR à festa. Logo após serå a vez do E-Double Vs Fernando Marx, trio de DJs pernambucanos. Os ingressos FXVWDP5 IHPLQLQR H5  PDVFXOLQR HHVWmRjYHQGD na Academia TOP e Folia Brasil *%DUERVD 3DUDPDLVLQIRUPDo}HV 9903-2870.

O

Make B.

Boticårio promove na próxima segunda, dia 22, no Hotel Jatiúca, um big evento sobre PDTXLDJHP&RPRVSHFLDOJXHVW QLQJXpPPHQRVTXHRPDTXLDGRU )HUQDQGR7RUTXDWWRTXHYHP D0DFHLyDSUHVHQWDURTXHp WHQGrQFLDGDOLQKD0DNH%SDUD RDOWRYHUmR7RUTXDWRpFRQVXOWRU criativo da marca e um dos make up artist mais badalados da atualidade. Detalhe, o evento serå restrito a 50 convidados vip. A programação terå LQtFLRjVK

O

Negociação

H[SHULrQFLDVGRPDLRUHVSHFLDOLVWD em negociação da AmÊrica Latina. O consultor Mårcio Miranda UHFHEHUiSUR¿VVLRQDLVGHWRGDV as åreas para ensinar modernas tÊcnicas e estratÊgias avançadas de negociação. O workshop ³1HJRFLDQGRSDUDJDQKDU´WHP o foco em diretores, gerentes, vendedores, compradores e demais interessados. O evento serå realizado no Radisson Hotel Maceió, a partir das 17h30. Informaçþes e inscriçþes pelo www. klatreinamentos.com.br/maceio, 82.2121-1992 ou 82.9128-9442.

Brasil vai invadir a 6XtoD2SDtVpR convidado de honra da Montreux Art Gallery e promete chegar chegando. Vai levar obras de 15 artistas selecionados, alĂŠm GHJUDQGHVQRPHVGDVHULJUDÂżDHGDOLWRJUDÂżDQDFLRQDLVFRPR$GHPLU 0DUWLQVH5XEHP9DOHQWLP3DUDPRVWUDUQRVVDVUDt]HVPLVWXUDVH diversidade, a inspiração foi o livro â&#x20AC;&#x2DC;O Povo Brasileiroâ&#x20AC;&#x2122;, de Darcy Ribeiro. Um grupo de pessoas com diferentes especialidades, escolheram os representantes. Marcada para os dias 7 a 11 de novembro, a mostra dedicada Ă  arte contemporânea vai reunir, no total, 70 artistas e 50 galeristas do mundo todo.

N

HQULTXH'yULDH'DQLHO&XQKD vem recebendo mil elogios pelo serviço oferecido pela lavanderia Clean Express. Os amigos estão encantados com a pontualidade, DWHQomRHTXDOLGDGHGRVHUYLoR prestado pela conhecida marca, TXHVmRUHIHUrQFLDQDODYDJHPGH tecidos das mais variadas texturas, no coração da Ponta Verde ParabÊns!

o prĂłximo dia 25 de outubro, N a capital alagoana terĂĄ a oportunidade de conhecer ideias e

O

Foto by Chico BrandĂŁo

Chanel nÂş 5

XPDH[SHULrQFLDVXUSUHHQGHQWH HLQHVTXHFtYHO$GLFDGDFROXQD SDUDHVWH¿PGHVHPDQDpR menu degustação com entrada de SDQTXHFDDEHUWDGHFRJXPHORVFRP TXHLMR*UXHUqSULPHLURSUDWRFRP polvo cozido a baixa temperatura servido com seu próprio consome, SXUrGH&DUiHFDUDPHORGH especiarias; segundo prato: cordeiro servido com ratatouille sertanejo e chantilly de foie grãs e sobremesa FHVWLQKDFRPFUHPHSDWLVVLHU¿JRV e baba-de-moça. Luxo!

Montreaux

MaceiĂł internacional

M

DFHLyDOD3DULV'XEDL1<& e San Francisco. As cidades cosmopolitas sĂŁo a inspiração GDQRYDPDUFDTXHHVWiSUHVWHV a inaugurar na capital alagoana. As mulheres antenadas terĂŁo acesso, em breve, a todas as WHQGrQFLDVLQWHUQDFLRQDLVGH moda, consumo e comportamento, DWUDYpVGDORMDFRQFHLWRTXH promete ser o ponto de encontro das formadoras de opiniĂŁo da â&#x20AC;&#x2DC;cityâ&#x20AC;&#x2122;. A proposta da marca ĂŠ atender as clientes com novidades de estilo HFRPSRUWDPHQWRÂł/HWÂśVÂżQGWKH concept!â&#x20AC;?

O

restaurante Maria Antonieta, dos amigos Breno, DedĂŠ e Leopoldo Gama, prepara uma sĂŠrie de novidades para este verĂŁo. AlĂŠm das inovaçþes no cardĂĄpio, assinadas pelo chefe Breno, a casa tambĂŠm sofrerĂĄ um â&#x20AC;&#x2DC;upâ&#x20AC;&#x2122; na jĂĄ premiada nacionalmente carta de vinhos. A casa se destaca nĂŁo sĂł em nossa cidade como jĂĄ virou UHIHUrQFLDHPWRGRRSDtV1mR GHL[HGHFRQIHULU

Halloween na System

Beatles

maior espetåculo Beatle do mundo chega a Maceió neste ¿PGHVHPDQD$EDQGD$OO<RX Need is Love, do Rio de Janeiro, revive os clåssicos da maior banda de rock de todos os tempos em XPVKRZLQHVTXHFtYHOQD0XVLTXH O show acontece neste såbado, dia 20, a partir das 22h. Mesas e informaçþes pelo telefone 9306-9306.

MemĂłria da Flor

ontagem regressiva para o lançamento do CD Memória C da Flor, do cantor e compositor

alagoano JĂşnior Almeida. O dia do show de apresentação ao pĂşblico jĂĄ estĂĄ marcado para hoje, 20 de outubro. O local tambĂŠm: Teatro Gustavo Leite â&#x20AC;&#x201C; Centro de Convençþes de MaceiĂł. Com direção geral e produção assinadas por Sue Chamusca e direção musical de Fernando Nunes, MemĂłria da Flor ĂŠ o 4Âş CD de JĂşnior Almeida. O disco sairĂĄ pelo selo carioca MP,B, do produtor musical JoĂŁo MĂĄrio Linhares. A distribuição em todo territĂłrio EUDVLOHLURÂżFDUiSRUFRQWDGD Universal Music.

A

System promove hoje o melhor halloween da cidade no bairro da Cruz das Almas das 18h às 22h. Hå mais de 25 anos o halloween da System vem trazendo um pouco da cultura americana para as crianças e jovens de Alagoas. São inúmeras atraçþes, dentre elas o famoso túnel do terror com mais de 30 monstros. Não deixe de participar desta LQFUtYHOIHVWDUHDOL]DGDSHOD6\VWHP Em caso de dúvida, favor entrar em contato.

A

Boneca

Dolce & Gabbana estå fazendo bom uso de seu nome para ajudar o próximo. Desta vez, a marca uniu forças com a Unicef para um motivo dos mais ¿ODQWUySLFRVeTXH'RPHQLFR Dolce e Stefano Gabbana criaram XPDERQHFD~QLFDTXHVHUi leiloada durante evento no dia 3 de dezembro no Petit Palais, em Paris. Tudo para ajudar as crianças de Darfur, no Sudão. Boa!


Edição número 1576 - 20 de outubro de 2012