Page 1

DOMINGO MACEIÓ - ALAGOAS 11 DE AGOSTO DE 2013 N0 1818 R$ 3,00

TRIBUNA

INDEPENDENTE SANDRO LIMA

JOSÉ FLÁVIO DE AMORIM, a filha Flarisse e os netos Thalita Carolina e José Flávio Neto comemoram hoje o Dia dos Pais

EXEMPLAR DO ASSINANTE

tribunahoje.com

Duas vezes

pai

ELES TIVERAM FILHOS HÁ ALGUMAS DÉCADAS, MAS APÓS SE TORNAREM AVÔS ENCARAM NOVAMENTE O PAPEL DE PAI, ASSUMINDO DESPESAS DO NETO E, ÀS VEZES, ATÉ SUA CRIAÇÃO. PÁGINAS 9 e 10

MP vai investigar em Alagoas 300 casos de corrupção PROMOTORES DE JUSTIÇA JÁ SE PREPARAM, POR MEIO DE CURSO EM SÃO PAULO, PARA COLOCAR EM PRÁTICA EM ALAGOAS A NOVA LEI ANTICORRUPÇÃO, QUE PREVÊ MULTA DE ATÉ R$ 60 MILHÕES PARA CORRUPTOS. PÁGINA 11 SANDRO LIMA

RENOVAÇÃO

SINTEAL DEFENDE NOVAS LIDERANÇAS NO SINDICALISMO Pelo fato de os partidos políticos e movimentos sindicais não terem sido bem-vindos nas recentes manifestações de ruas, a presidente do maior sindicato do Estado, o Sinteal, Consuelo Correia, defende a formação de novas lideranças para lutar pela coletividade.

PODEROSOS SE SENTEM INCOMODADOS PELA

MÍDIA ALTERNATIVA A INTERNET SE CONSOLIDOU COMO PODEROSO CANAL PARA O JORNALISMO ALTERNATIVO, QUE GANHOU O PÚBLICO NO BRASIL QUESTIONANDO A MÍDIA TRADICIONAL E INCOMODANDO AUTORIDADES COMO O MINISTRO JOAQUIM BARBOSA E A REDE GLOBO DE TELEVISÃO. A MÍDIA NINJA, BLOG O CAFEZINHO E A REVISTA VÍRUS PLANETÁRIO SÃO ALGUNS DESSES VEÍCULOS “INCÔMODOS”. PÁGINA 23

PÁGINA 3

MICHELINE TENÓRIO

MP CRIA ‘GECOC DA SAÚDE’ PARA FISCALIZAR DINHEIRO PÚBLICO Um grupo de trabalho está sendo formado pelo Ministério Público para mapear, fiscalizar e exigir dos gestores públicos a efetivação das políticas de saúde. Segundo a promotora Micheline Tenório, será o “Gecoc da Saúde” para investigar aplicações do dinheiro público.

ÊNIO BUFFOLO

PÁGINA 2

EXAMES PODEM PREVER RISCOS DE ATAQUE CARDÍACO

TURISMO EM ALAGOAS

SERVIDORES JÁ PODEM ADERIR A PACOTES PARA O INTERIOR

A realização de exames pode determinar se um paciente corre risco de sofrer um ataque cardíaco e reduzir o número de vítimas da doença, segundo o pesquisador Ênio Buffolo (SP).

Os servidores estaduais que desejarem conhecer destinos turísticos de Alagoas, de setembro a novembro, já podem aderir aos pacotes turísticos da campanha ‘Alagoas para Alagoanos’. Cinco roteiros estão disponíveis nas agências de viagens conveniadas.

PÁGINA 17

PÁGINA 13

TEMPO

Bom a parcialmente nublado com possiblidades de chuvas em áreas isoladas

Mínima

20º

Máxima

28º

MARÉS

06:06 12:24

2.0 18:34 0.3

1.9

FINANÇAS

DÓLAR COMERCIAL DOLAR PARALELO R$ 2,27

R$ 2,27

R$ 2,32 R$ 2,43

OURO: POUPANÇA: R$ 96,50

0,5036%


TRIBUNAINDEPENDENTE

2 POLÍTICA MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013

Política

Se identificarmos que o recurso não está sendo aplicado adequadamente, por qualquer motivo, desvio de função de servidor, ou qualquer outra coisa deste tipo, obviamente que vamos atuar, com as medidas judiciais”. MICHELINE TENÓRIO PROMOTORA DE JUSTIÇA

Atenção: vem aí o ‘Gecoc da Saúde’

Ministério Público prepara portaria que oficializa grupo de trabalho que vai fiscalizar aplicação dos recursos na área

ESPLANADA LEANDRO MAZZINI - contato@colunaesplanada.com.br

Marina apela ao TRE de São Paulo

I

ntrigada com a alta quantidade de rejeições de assinaturas, sem justificativa pelos cartórios paulistas – onde concentra a fundação do partido – a cúpula da Rede de Marina Silva apelou ao presidente do TRE, Alceu Navarro. Em reunião, detalhou o esforço para a criação da sigla, revela o deputado Walter Feldman, e pediu atenção dos cartórios nas justificativas. Feldman revela que a Rede faz ‘pente fino prévio com correção grande de erros que eles (cartórios) poderiam pegar; A lista vai enxuta’.

Plano B, não Marina Silva acredita na fundação do partido e na candidatura presidencial. Para ela, não há opção. ‘Quem tem plano B não tem plano A’.

Coordenador Hoje tucano, o deputado Feldman está prestes a sair do ninho. Será o coordenador da campanha de Marina. ‘São necessárias 491.656 assinaturas’. Têm o dobro como lastro.

Acre e PE Feldman ratifica que, apesar de não ter registros ainda em Pernambuco e Acre, como mostrou a coluna, os dois estados terão em breve a oficialização da Rede.

Transferência a jato A presidente Dilma remanejou R$ 179 milhões previstos para ampliação de aeroportos da Infraero para... o terminal de Viracopos, em Campinas, que acaba de ser concedido. Ficaram sem obras os aeroportos da Infraero Confins (BH), Macapá, Santarém (PA), Galeão (Rio), Cumbica (Guarulhos), Salgado Filho (Porto Alegre) e Goiânia.

Na pista No decreto assinado dia 8, a presidente direciona R$ 179.452.849,00. Vitória, BH, Guarulhos, Rio e Goiânia ficaram sem obras de ‘adequação’. Santarém sem o terminal de passageiros; e o de Macapá, em parte.

Azerbaijão... O Azerbaijão deve ser muito, mas muito importante para a relação bilateral com o Brasil, ou com o Congresso Nacional. Num mesmo dia, em poucas horas, as duas Casas aprovaram a criação de cooperação entre os dois países. Ou seja, gasto duplo.

... é tudo de Bão No Senado, foi criado o Grupo Parlamentar Brasil-Azerbaijão, ‘para relações entre os Legislativos’. E o mesmo grupo foi criado pela Câmara. Bastava um grupo misto.

Senhora das Armas Acredite. A controladora da Taurus, uma das maiores fabricantes de armas do mundo, com unidades aqui e nos EUA, é a Previ, o fundo de pensão do Banco do Brasil.

Puxadinho da Esplanada Os três edifícios do complexo Parque Cidade no setor de Rádio e TV Sul viraram sucursal da Esplanada. De propriedade dos fundos de pensão, abrigam, entre outros, Anac, Direitos Humanos, BNDES, Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares.

Na maca Referência na América Latina de combate ao Câncer, o Instituto Nacional do Câncer vive em tensão, quase na UTI, com debate interno sobre reforma de gestão. Agora, fechou matrículas de mais pacientes.

Desabafo O presidente Dr. Santini, que se desdobra para segurar a qualidade, recebeu carta de um cidadão que perdeu o pai, após iniciar tratamento com cinco meses de atraso. Há cerca de 2 mil na fila, 80% com tempo de espera de 60 dias.

Epa, Epa O deputado federal Guilherme Campos (PSD-SP) recolhe assinatura para PEC que redistribui número deputados com base no Censo do IBGE. SP passaria de 70 para 111; O Acre, de 8 cairia para 2; e o DF, perderia um, ficaria com 7.

Urna on the road A CCJ aprovou em decisão terminativa projeto que dá direito de voto em trânsito em eleições estaduais e municipais. Um avanço, para quem viaja em dia de eleição..

Do lado de lá A brasileira Dufry assinou recentemente um contrato de concessão para operar lojas duty free no Aeroporto Internacional Mattala Rajapaksa, no Sri Lanka.

Ponto Final Feliz Dia dos Pais! Com Maurício Nogueira e Adelina Vasconcelos www.colunaesplanada.com.br contato@colunaesplanada.com.br Twitter @leandromazzini

SANDRO LIMA

CADU EPIFÂNIO EDITOR DE POLÍTICA

A

tenção prefeitos e secretários municipais de Saúde, o Ministério Público Estadual está de olho na aplicação dos recursos destinados ao atendimento público de saúde. Os senhores gestores podem ser representados e terem ações civis públicas contra eles, o que pode resultar numa grande dor de cabeça para quem pretende seguir carreira política, em tempos de Lei da Ficha Limpa. O procurador geral de Justiça, Sérgio Jucá, deu o alerta no início de mês de julho, e nesta entrevista a promotora de Justiça Micheline Tenório corroborou o aviso do chefe do MP/AL. Um grupo de trabalho está sendo instituido para mapear, fiscalizar e exigir dos gestores públicos a efetivação das políticas públicas de saúde. Em outras palavras, o MP quer saber se prefeitos e secretários estão de fato investindo o dinheiro público destinado à saúde pública na compra de medicamentos, melhorias em postos de saúde, aquisição de aparelhos e utensílios médicos e afins. Ou seja, cuidado prefeitos, o ‘Gecoc’ da Saúde está chegando. Tribuna Independente - Como esse grupo de trabalho vai funcionar? Micheline Tenório Ele vai ser criado para que possamos implementar, juntamente com os promotores do interior, medidas que possam fazer com que o Sistema Único de Saúde [SUS] funcione, como ele deve funcionar, tanto quanto os mecanismos de ação, como os utensílios e ações de saúde. Vamos disponibilizar apoio para o promotor natural, produzindo relatórios, identificando onde a situação da saúde pública estiver mais dramática, para que assim possamos adotar medidas junto aos gestores e à comunidade. Pretendemos atuar, como já trabalhamos na capital, atuando junto à Promotoria da Fazenda Pública Estadual, fazendo a defesa do patrimônio público mesmo, trazendo, como se diz, o SUS para a legalidade. Vamos dignosticar quais os problemas que os municípios estão enfrentando, se é de gestão, ou não, por exemplo, são as políticas públicas que não estão sento adotadas, são os sistemas de informação que não estão sendo alimentados, por que todas essas transferências de recursos necessitam de requisitos para serem aplicados. Saber se os 15% constitucionais para a saúde estão saindo da conta única do município ou do fundo municipal de saúde. Saber se existem os cargos específicos para a saúde, conhecer a realidade dos servidores, se são precarizados ou concursados. Os progra-

Promotora Micheline Tenório pretende fechar o cerco dos gestores por melhores condições de saúde

De fato, há uma falta de recursos, mas a gente vê que muitas vezes é má gestão, não apenas por má fé, porém a grande maioria advém do não conhecimento do SUS”.

Imagine se tirar 15% de um recurso que já é pequeno. Verificamos isso, que a aplicação dos recursos para a saúde, para manter minimamente a rede municipal ultrapassa esse percentual”.

Vamos fazer uma verdadeira devassa nas secretarias de saúde dos municípios, buscando que os gestores adotem as melhores medidas para atender sua população”.

mas de saúde estão sendo desempenhados? Tudo isso! É um trabalho interligado entre GT da Saúde e GT da Improbidade. Vamos fazer uma verdadeira devassa nas secretarias de saúde dos municípios, buscando que os gestores adotem as melhores medidas para atender sua população. Vamos então formalizar Termos de Ajustamento de Condutas [TACs], pois sabemos que é de interesse dos gestores arrumar a casa, é preciso que os 102 municípios prestem os serviços de modo adequado. T.I. - Não foi então exagero quando o chefe do MP/ AL, Sérgio Jucá, batizou o GT de Gecoc da Saúde, é isso mesmo. Micheline Tenório Não, não. Ele é um entusiasta e ele vibra com essas questões da defesa do patrimônio, graças a Deus. T.I. - A srª entende, até pela experiência no ramo e no tratamento dos gestores com o segmento, que será necessário a instituição de denúncias por parte do MP para enquadrar os prefeitos? Micheline Tenório - Se for necessário, sim. Vamos utilizar todos os instrumentos disponíveis para que o direito a saúde seja efetivado. Temos um olhar da política pública, que foi escolhida pela União para prestar esse serviço que é o SUS, e este sistema tem que estar funcionando adequadamente. Se identificarmos que o recurso não está sendo apli-

cado adequadamente, por qualquer motivo, desvio de função de servidor, ou qualquer outra coisa deste tipo, obviamente que vamos atuar neste sentindo com as medidas cabíveis, com as medidas judiciais para enquadrar os gestores, entretanto, primeiramente, acredito que vamos conseguir por meio de TACs. T.I. - A deficiência de saúde pública nos municípios acontece por ignorância das leis ou ingerência política? Micheline Tenório - Na verdade é uma miscelânia de fatores. De fato, há uma falta de recursos, mas a gente vê que muitas vezes é má gestão, não apenas por má fé, porém a grande maioria advém do não conhecimento do SUS. E esses instrumentos de planejamento eles não existem para serem instrumentos cabalísticos, algo impensado, não, eles podem fazer com que a gestão tenha conhecimento da realidade epidemiológica da cidade, por exemplo, e em cima dessa realidade, ele deve adotar as medidas necessárias inseridas no plano de saúde municipal. Há toda uma contextualização de situações. Muitos municípios tem uma arrecadação muito pequena. Alguns são pouco maiores que um povoado, então essa dificuldade, dentro de uma arrecadação pequena, onde muitas delas só acontece com o repasse do FPM [Fundo de Participação dos Municípios]. Imagine se tirar

15% de um recurso que já é pequeno. Verificamos isso, que a aplicação dos recursos para a saúde, para manter minimamente a rede municipal ultrapassa e muito os 15%, muitos fazem ainda 20%. É necessário verificar o que está acontecendo. O GT vai dar luz a esse emaranhado da saúde nos municípios, verificar a má gestão, é preciso se profissionalizar a gestão, precisamos dar oportunidade do servidor público para se capacitar e ter habilidade para gerir as unidades. T.I. - Quanto a denúncia do defensor público Ricardo Melro, que denunciou que médicos prescrevem medicamentos, fora da tabela SUS, em troca de benefícios das empresas farmacêuticas. O MP vê isso com preocupação? Micheline Tenório Existe uma preocupação nacional sobre isso, elas são reiteradamente ditas. Alguns médicos, acredito que há exceções deles, que atuam desta forma, prescrevendo medicamentos e eles ganham percentual em cima disso. São essas as informações, porém não temos provas. Até porque, se tivéssemos provas seria motivo de uma ação judicial. Isso é um absurdo, é crime. O Conselho Federal de Medicina proíbe este tipo de conduta. Ele pode ganhar brindes, presentes, até um determinado valor. Não condiz com a atividade médica, efetivando um lobby de laboratório, pensando em ganho financeiro.


TRIBUNAINDEPENDENTE

Conjuntura

FLAVIO GOMES DE BARROS - flavio.gb@ig.com.br

Uma nova era política

D

e Adauto Damásio, Mestre em História da Unicamp: “Uma das consequências práticas das manifestações populares de junho de 2013 foi o definitivo fim do ‘Fla-Flu’ promovido pelos dois partidos supostamente antagônicos, PT e PSDB. Mesmo que possamos interpretar tais manifestações como uma grande catarse coletiva sem bandeiras e reivindicações objetivas, sem coesões e consensos (e é assim que eu as interpreto), teve o mérito de deixar os donos do poder de Estado preocupados com o “status quo” vigente. Governo federal e suas oposições não foram poupados pelos manifestantes. Todos tremeram e temem o retorno dos mesmos às ruas. De meu ponto de vista, foi uma catarse que apenas escancarou o divórcio histórico entre Estado e sociedade, seja esse Estado governado pelo PT ou pelo PSDB. Isso não é nenhuma novidade, vistas as reflexões de Raimundo Faoro que demonstrou como o Estado brasileiro nasceu e foi formado para ignorar a sociedade desde a chegada de D. João VI ao Brasil em 1808. Mas quais os outros fatores que contribuíram para tais eventos e qual outra interpretação possível? Lanço aqui um ‘esqueleto’ de interpretação para os historiadores e cientistas sociais do futuro. Minha tese é a de que a sociedade brasileira, ao contrário das experiências históricas dos Estados Unidos, da Europa, de países orientais como o Japão e mesmo de alguns países da América Latina, teve seu processo de formação realizado ao longo do século XX e hoje, mesmo sem a completude do processo, passou a ter características do que podemos chamar de sociedade. Nesse sentido, a catarse de junho de 2013 marca, de forma não contraditória, o final e o início de processos históricos contínuos...”

Vox populi O senador Fernando Collor (PTB-AL) passou a encampar uma causa que simpática, junto à opinião Pública: o fim do voto secreto nas votações do parlamento. Para ele, o que era uma defesa do parlamentar independente contra eventual retaliação do governo não se adequa mais com a realidade. “O voto secreto é coisa do tempo do ronca”, argumenta.

Campanha Está sendo anunciada para amanhã, na Barra de São Miguel, uma reunião do presidente do diretório regional do PP, senador Benedito de Lira, com prefeitos da legenda. Acerta quem imagina que isso tem a ver com as eleições de 2014. Outras ações programadas são encontros semelhantes, em outras cidades, e a convenção do partido, dia 30.

Sinal fechado São oportunas as críticas do vereador Silvânio Barbosa às más condições do trânsito em Jaraguá, após as mudanças feitas, principalmente no entorno da Praça Rayol e do mercado do bairro. A complicação para o tráfego de veículos se amplia ainda mais em horários de pico, principalmente quando por ali circulam ônibus e caminhões.

DNA Ex-vereador e ex-deputado estadual, Francisco Holanda está decidido a ser candidato a uma vaga na Assembleia Legislativa. A família se iniciou na política com Otacílio Holanda, pai de Francisco, e hoje tem três detentores de mandato: Chico Filho, presidente da Câmara Municipal de Maceió, Antônio, também vereador, e Dudu, deputado estadual.

Pujança Dados do setor hoteleiro: nos últimos sete anos, Maceió ampliou sua oferta de leitos de oito mil para 18 mil. Ultimamente, a taxa de ocupação, incluindo a alta e a baixa temporadas, é uma das mais elevadas do Brasil: 73%. O aspecto mais positivo é que a média de ocupação aumentou mesmo com ampliações e implantação de novos hotéis. Afinação O governo estadual visa uma maior sintonia com os municípios, através das Conferências Estaduais das Cidades, que se realizam em Maceió, amanhã e depois, das 7h30m, às 18 horas, no Centro de Convenções, em Jaraguá. Claudionor Araújo, secretário da Articulação Social, anuncia a participação de 296 delegados, de 80 municípios.

Julgamento Do economista e consultor Maílson da Nóbrega, ex-ministro da Fazenda: “Façamos justiça a Lula. Seu êxito tem muito a ver com ele próprio. Ele abandonou ideias econômicas equivocadas do PT e abraçou os princípios sadios da política econômica de FHC. Isso exigiu coragem, pois a guinada desanimaria muitos companheiros.”

Convencer os outros para que se tornem católicos? Não, não e não. Vá encontrá-los, eles são seus irmãos. Isso basta. E vá ajudá-los, o resto fica por conta de Jesus e do Espírito Santo.” PAPA FRANCISCO Chefe da Igreja Católica, exortando seus fieis a dar ajuda aos que precisam, sem procurar convertê-los

* Hoje, no programa “Aplauso”, da Rádio Educativa FM, a personagem enfocada é a cantora Fafá de Belém, paraense que é um dos grandes nomes da MPB. O programa com a “Musa das Diretas Já” vai ao ar das 10 horas ao meio-dia. Produção de Givaldo Kleber. * A Escola Superior de Advocacia promoverá o curso “Atualidades Sobre a Execução Civil”, nos dias 14 e 15 de agosto, às 14 horas, na Faculdade Seune, com o professor Pedro Henrique Pedrosa Nogueira. Informações: 2121-3242. * Estão abertas inscrições para novas turmas de pós-graduação da Escola Superior de Advocacia da OAB/AL, em convênio com a Faculdade Integrada Tiradentes. Interessados devem obter informações em www. oab-al.org.br ou 2121-3242/3243. * A Maternidade Escola Santa Mônica realiza, até domingo, a “Campanha Pai Coruja”. O objetivo é mostrar ao pai sua importância no papel de cuidador, ser humano responsável e essencial à formação do seu filho, além de estimular no homem o cuidado com a saúde. * Cerca de 300 estudantes, de várias faculdades, participam, de amanhã até 6ª feira, da Semana Braskem de Tecnologia e Inovação, versão 2013, que abordará questões nas áreas de engenharia química, elétrica, produção e petróleo, dentre outras. * O Tribunal Regional do Trabalho/19ª Região abriu inscrições para uma vaga de estagiário de jornalismo, para alunos da Ufal, a partir do 5º período. A remuneração é de R$ 678,00 e a duração de um ano. Informações: ascom@trt19.jus.br / 2121.8117. * Tentando consolidar a recuperação e garantir vaga na próxima fase da Série C, o CRB enfrenta, hoje, o Baraúnas/RN, fora de casa. Também fora de casa, em João Pessoa, o CSA busca manter um final de campanha honroso, na Série D, contra o Botafogo/PB.

MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013 POLÍTICA

3

Sindicatos precisam de mais coletividade Após as manifestações de junho, ficou uma dúvida sobre a reivenção do sindicalismo DIVULGAÇÃO

ANDREZZA TAVARES REPÓRTER

M

uito se fala na necessidade de se fazer uma reforma política, mas e os movimentos sindicais, será que eles também precisam passar por uma renovação? Para a presidente do maior sindicato do Estado, Sinteal (Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Alagoas), Consuelo Correia, é necessário mais empenho em prol da coletividade, e afirmou que o tema é difícil de externar. “O que precisamos hoje é de lideranças dispostas a lutar muito mais em prol do grupo que de forma individualista”, declarou Consuelo. “É necessário formar lideranças para assumir esses sindicatos com compromisso, com a luta por uma sociedade mais justa”, acrescentou. Segundo a presidente, a geração mais jovem pensa mais nela individualmente, “é a competitividade do que vença o melhor”, salientou. Consuelo afirmou que os movimentos sindicais buscam sempre o direito dos trabalhadores e que em último recurso, utiliza o instrumento da greve, o que não é

Consuelo Correia, presidente do Sinteal, cita que sindicalismo precisa ser mais plural

visto com bons olhos, visto que a luta é difícil para garantir os direitos dos trabalhadores. Um dos diretores estaduais da União da Juventude Rebelião, Lucas de Barros, afirmou que a juventude

está sim, pensando na coletividade, porém, o grande desafio é organizar o movimento para contruir algo novo e consolidado na busca por uma sociedade mais justa e igualitária. “O que falta é espaço

para a juventude e não novas lideranças”, declarou Barros. “Mesmo após o auge das manifestações, ainda é possível ver grupos lutando pela coletividade, apesar da grande quantidade de pautas reivindicadas”, concluiu.

MOVIMENTOS SINDICAIS

Para cientista, é preciso voltar às origens Para a cientista política e professora universitária Luciana Santana, assim como os partidos políticos, os movimentos sindicais precisam voltar a serem instituições verdadeiramente representativas e que agreguem as demandas sociais em consonância com seus própositos e bandeiras defendidas. “Os movimentos sindicais precisam criar vínculos com a sociedade para que possam ganhar credibilidade e legitimidade”, destacou a cientista política. De acordo com Luciana Santana, um processo de mudança é necessário e urgente, além de atender as demandas sociais que são pleiteadas pelos diferentes seguimentos sociais e profissionais. “É importante que os sindicatos mantenham um diálogo com a sociedade, além readaptar-se às mudanças sociais, políticas e econômicas que ocorreram e que continuam a ocorrer em todo o mundo”, ressaltou. Segundo a especialista, as mudanças a serem realizadas devem ser acompanhadas de uma melhor estruturação dos movimentos sindicais e uma rediscussão interna nos partidos sobre o tipo de representação que se

DIVULGAÇÃO

O sindicalismo brasileiro deu ao Brasil líderes como Lula; hoje, não há mais tanta força

espera dessas instâncias representativas. Luciana Santana lembra que existem aspectos do sistema político brasileiro que precisam ser repensados e que os principais temas já estão publicizados, sendo al-

guns pontos são mais complexos que outros. HISTÓRIA A professora universitária explicou que o sindicalismo teve seu apogeu entre a 1ª Guerra Mundial, anos 70 e 80, nos EUA, Europa Oci-

dental, e Leste Europeu. “No Brasil, principalmente nos anos 80, mas passou a perder forças nos anos de 1990, e até hoje não voltou a ter a força necessária que a instituição precisaria para se renovar”, disse. (A.T.)

HISTÓRICO

PARTICIPAÇÃO

O diretor da União Juventude Rebelião em Alagoas, Lucas de Barros, salientou que a juventude foi protagonista das principais manifestações populares que ganharam as ruas em diferentes décadas. “Estamos preparados para lutar pela coletividade, pois sabemos o que queremos e como as coisas devem ser feitas”, declarou Lucas referindo-se ao Passe Livre. “Lutamos não só pela efetivação do Passe Livre, mas também como queremos que seja implantado”, reforçou.

A presidente do Sinteal, Consuelo Correia, lembrou que embora os partidos políticos e movimentos sindicais não tenham sido bem vindos nas manifestações de ruas, a luta pela democracia contou com a participação dos partidos políticos, mesmo que fossem na clandestinidade. “Muitos deram suas vidas para que nós pudéssemos nos expressar livremente”, enfatizou a sindicalista, que espera que as manifestações se reflitam nas urnas, nas eleições de 2014.

Jovens foram protagonistas

‘Muitos deram a vida pela democracia’


TRIBUNAINDEPENDENTE

4 POLÍTICA MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013

SECOM-MACEIÓ

Mercado da Produção virou exemplo

BARTOLOMEU DRESCH bartolomeu_dresch@hotmail.com.br

Assédio a empregados

A

Brasil Kirin, dona da Schin, foi condenada por assédio moral contra seus funcionários, e terá de pagar R$ 700 mil, que será revertido ao FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador). A decisão foi da Justiça do Trabalho de São Paulo. As investigações feitas pelo Ministério Público do Trabalho revelaram que os gerentes tinham uma postura ofensiva ao lidar com seus vendedores e ao exigir que eles chegassem ás metas da empresa de qualquer maneira. O tratamento abusivo foi constatado tanto em reuniões quanto em conversas particulares entre gerentes e vendedores. Até ameaças de mudanças de região eram usadas para pressionar os empregados e aumentar as vendas. O MP do Trabalho de Guarulhos também pediu que a empresa “se abstenha de submeter, permitir, ou tolerar atitudes que manifestem preconceito, assédio ou discriminação de qualquer espécie, para com seus empregados, aplicando punições a seus autores previstas na legislação trabalhista”. Além disso, a empresa foi obrigada a adotar medidas destinadas a apreciar as reclamações ou denúncias de empregados, investigando e apurando a eventual procedência destas, referentes á prática de atos discriminatórios ou de assédio contra seus empregados. A empresa terá ainda de divulgar os canais de denúncias existentes junto aos seus empregados. Caso a empresa não cumpra qualquer determinação da sentença da Justiça do Trabalho paulista, pagará multa de R$ 1 mil por trabalhador lesado.

A cultura na Copa A Ministra da Cultura, Marta Suplicy anunciou um investimento de R$ 18,8 milhões para atividades culturais durante a Copa do mundo do próximo ano. Os recursos vão financiar um edital para cerca de 1.200 apresentações e atividades culturais entre 10 de Junho e 15 de Julho no país. O edital será distribuído em quatro eixos básicos, batizados de “Brasil Audiovisual”, “Brasil Criativo”, “Brasil Diverso” e “Brasil das Artes”. Eles contemplam documentários, produções de moda e gastronomia, artesanato, design, manifestações tradicionais e exibições de música, teatro, circo, dança e literatura, entre outros.

Bienal do Livro A Biblioteca Pública Estadual vai montar um espaço na Sexta Bienal Internacional do Livro, destinado aos autores alagoanos e suas obras. O evento acontecerá de 25 de Outubro a 3 de Novembro no Centro Cultural e de Exposições de Jaraguá. O espaço contará com o apoio da Secretaria de Estado da Cultura e terá como objetivo colocar os escritores alagoanos em contato com o público visitante. A Bienal vai reunir editoras universitárias e comerciais de todo o país e também do exterior, e deverão ser apresentados mais de 22 mil títulos. Os alagoanos interessados em divulgar suas obras podem se inscrever através do site www.cultura.al.gov.br.

Carnívoros éticos Ganha corpo em todo o país um movimento que defende uma postura mais sustentável e de respeito ao animal que será abatido e sua carne comercializada. São os “carnívoros éticos”, pessoas que não são vegetarianas, mas que exigem que os animais sejam tratados de acordo com preceitos orgânicos, sem confinamento, uso restrito de remédios, alimentação no pasto e abate humanizado. Já existe a Associação Brasileira da Pecuária Orgânica (ABPO) cujas fazendas associadas já abatem de 800 a mil animais por mês. A entidade defende que o consumidor não deve aceitar animais vivendo em condições ruins, ou rebanhos vindos de áreas de desmatamento da Amazônia.

Carnívoros éticos 2 As boas práticas para a vida e a morte dos animais ensinam que eles não devem viver confinados, devem ter locais de abrigo e não devem ser privados de seus comportamentos animais. Devem ser transportados em veículo adequado, sem excesso de lotação. Não devem ser conduzidos por bastões elétricos nem outro objeto que os machuque. O animal deve estar inconsciente antes que o estímulo da dor chegue ao cérebro no abate. Bovinos requerem pistolas especiais. Aves e suínos, métodos elétricos. Existem dois selos internacionais no Brasil: o Rainforest Alliance (atesta que o animal não veio de área de desmatamento) e o Certified Humane que certifica excelência de bem estar animal, com alimentação sem agrotóxicos e antibióticos animais.

Exames em Neruda Após ter os restos mortais exumados em Abril, o poeta chileno Pablo Neruda agora será submetido a um exame de DNA para comprovar que os restos são mesmo dele. E isso será feito no exterior, e não no Chile, anunciaram as autoridades encarregadas do caso. O exame faz parte de uma investigação judicial que visa descobrir se o poeta morreu de um câncer na próstata ou se foi assassinado pela ditadura Pinochet (1973-1990). Os restos mortais do poeta estão sendo submetidos paralelamente a exames toxicológicos na Universidade da Carolina do Norte (EUA), e na Universidade de Múrcia, na Espanha. Oficialmente o poeta morreu em função do câncer, mas familiares e amigos acreditam que ele tenha sido envenenado.

Leite contra seca Os 56 municípios alagoanos que continuam em situação de emergência por causa da seca, devem receber um milhão de litros de leite do Governo do estado, através do Programa do Leite. Esta quantidade não afetará a cota normal que os municípios recebem diariamente do mesmo programa (são distribuídos 80 mil litros todos os dias em todo o estado). A disponibilidade do leite foi anunciada pela Secretaria da Agricultura, que também esta comunicando oficialmente ao Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, que coordena o programa junto com a Secretaria em Alagoas. Terão prioridade no recebimento do leite, os municípios que além da estiagem também apresentam altas taxas de mortalidade infantil.

• Chega ao Brasil, no próximo dia 30 um filme bastante esperado pelos admiradores da arte erótica. Trata-se do filme “Lovelace” que estreou sexta feira nos Estados Unidos. • O filme narra a trajetória de Linda Lovelace, protagonista do filme erótico mais visto da história, que teve milhões de espectadores em todo o mundo, faturou em 1972, US$ 600 milhões e provocou uma revolução nos costumes da década de 70, o “Garganta Profunda” (Deep Throath). • Dirigido por Gerard Damiano, o filme estrelado por Linda Lovelace em 72, talvez não tivesse a intenção, mas rompeu os padrões da época, estimulou a revolução sexual e a busca pelo orgasmo feminino e alimentou as fantasias sexuais mais diversas e até bizarras. • E o estrelato de Linda chegou rápido demais, de tal forma que ela não conseguiu segurar a onda, ou melhor, o tsunami que o filme causou em sua vida, que ela agora conta como foi a sua visão de tudo isso. • Depois de Garganta Profunda a atriz ainda fez alguns trabalhos menores, mas depois rompeu com tudo e com todos e até pouco tempo atrás ficou se dedicando a ações de solidariedade e de luta contra a pornografia e contra a Aids.

ORDENAMENTO

Slum - Limpeza urbana é fundamental para qualquer reordenamento urbano

Planejar, organizar e desenvolver: os verbos de Rui SMCCU, SMTT e Slum fazem reordenamento de Maceió; organização é pressusposto para a capital avançar

“O

planejamento irá nortear as ações da minha administração”. A declaração do prefeito Rui Palmeira (PSDB), dita ainda no começo da sua gestão, foi uma indicação clara de como seriam implementadas as ações do seu governo. Dentro desta filosofia, de planejar para posteriormente executar, como forma de otimizar os investimentos e os resultados, a Prefeitura de Maceió já deu início ao reordenamento da capital alagoana. A limpeza é um tema crucial quando o assunto é ordenamento urbano. A relação é de mão-dupla, com impactos

e influências mútuas. Lixo, sujeito e falta de consciência ambiental provocam problemas na cidade ao passo que as fragilidades no ordenamento urbano da capital afetam processos, logísticas e operações de limpeza planejadas, gerenciadas e executadas pela Prefeitura. Ao assumir a pasta, no início do ano, a atual gestão da Superintendência de Limpeza Urbana de Maceió (Slum) observou que o descarte inadequado de resíduos por parte da população é um dos pontos mais críticos resultantes do encontro entre limpeza e ordenamento urbano. O lixo e os resíduos da construção civil lançados em

terrenos, ruas, canais, córregos e esquinas provocam transtornos de diversas ordens. Nos primeiros seis meses da nova gestão, a Slum aperfeiçoou a atuação em diversas frentes no intuito de coibir, minimizar e até solucionar os problemas decorrentes do descarte inadequado. As operações de fiscalização em terrenos e estabelecimentos comerciais, a instalação de novos equipamentos e a reorganização de processos e logísticas de serviços e operações em comunidades, bairros e equipamentos públicos contribuíram para a melhoria na limpeza e ordenamento da capital.

Um dos principais exemplos da contribuição da Slum para a melhoria do ordenamento urbano de Maceió pode ser conferido no Mercado da Produção. A requalificação de mercados e feiras públicas promovida pela Prefeitura teve início na maior central de abastecimento da capital. O excesso de lixo jogados nos corredores e a falta de locais para depósito de resíduos, entre elas. Entre as ações, figuram o reforço no contingente de agentes de limpeza que atuam no Mercado e em seu entorno, ações de educação ambiental com comerciantes e usuários e a instalação de novas lixeiras na área externa. A segunda ação foi a melhoria da infraestrutura nos acessos do entorno. Fato que também ajudou a melhorar a limpeza. Em seguida, foi a vez de uma ação de ordenamento de barracas que invadiam vias e calçadas em determinados trechos. Elas também contribuíam para a sujeira no local. “Hoje a situação mudou, mas ainda está distante do que nós queremos. Mas as ações iniciadas pela limpeza estão trazendo resultado positivo”, destaca Novaes. Até o início de outubro, a Slum pretende instalar caixas compactadoras na área externa do Mercado da Produção para melhor acondicionamento do lixo. Com elas, o material descartado fica num contêiner fechado para evitar a exposição e o mau cheiro. ORLA E CENTRO Na orla de Maceió, a falta de equipamentos apropriados para os tipos de resíduos gerados – principalmente o coco – foi um dos principais problemas identificados em relação à limpeza e ao ordenamento urbano. A solução chegou no último mês de julho, com a instalação de lixeiras maiores na própria faixa de areia. O Centro de Maceió recebe no início do próximo mês um novo equipamento para acondicionamento de lixo: caixas estacionárias subterrâneas.

LIMPEZA

Slum tem contribuição importante

A atuação mais eficiente da fiscalização da Slum também vem ajudando no ordenamento urbano de Maceió. Os fiscais atuam mediante os dispositivos da lei, como rege o Código de Limpeza Urbana de Maceió. A legislação prevê penalidades para quem comete o descarte inadequado. No caso dos terrenos, por exemplo, a lei determina que os proprietários devem mantê-los murados e limpos. Do contrário, a área se torna um chamariz para o

descarte inadequado e pode se tornar um ponto de lixo crônico. Em 2013, a Slum levantou 94 terrenos em situação irregular. Desses, 30% já regularizam a situação após receberam as devidas notificações. Outros, que não foram regularizados, estão sendo objetos de uma nova ação da superintendência, que realiza a limpeza e manda a conta para o proprietário. Em relação ao descarte inadequado por parte da população, a Slum preten-

de instalar os chamados “ecopontos”, que são locais preparados para receber resíduos de construção civil, restos de poda e material reciclável. A ideia é que haja ao menos um ecoponto por bairro. Num segundo momento, a Slum entrará com ações fortes com relação a multas e penalidades. Atualmente, as penalidades ainda são muito brandas para quem promove o descarte inadequado. Por isso, a Slum também estuda uma revisão

do Código de Limpeza da capital. Um dos pontos a serem revistos é a lei que regula a utilização de caixas estacionarias. As caixas estacionárias, em geral, ficam sem sinalização adequada, em locais impróprios e sem prazo permanência. “A nossa ideia é rever o código, dando atribuição ao um órgão específico do município para autorizar a efetiva instalação”, assegura o superintendente Gustavo Noaves.

GUSTAVO NOVAES

SMTT

Se a limpeza urbana afeta o ordenamento urbano, o contrário também é um fato. “O desordenamento urbano muda as nossas características operacionais”, explica Gustavo Novaes, superintendente da Slum. Problemas estruturais em ruas, comunidades, bairros e equipamentos públicos dificultam diretamente a atuação de operações de limpeza e higienização da capital. Desde o começo da gestão, a Slum dialoga e promove parcerias com diversas secretarias para otimizar serviços.

Depois de sete meses da nova gestão do prefeito Rui Palmeira, a situação do trânsito em Maceió vem ganhando uma nova perspectiva. Com a implantação de operações ostensivas, juntamente com ações educativas, a ideia é fazer um reordenamento do fluxo veículos e ao mesmo tempo conscientizar motoristas e pedestres para um convívio mais harmonioso no trânsito da capital. Ao todo, sete operações foram colocadas em prática no sentido de coibir irregularidades de motoristas.

Sem organização, não há desenvolvimento

Trânsito também passar por mudanças


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013 POLÍTICA

5

Eleição do PT: ‘racha’ virou palavrão Candidatos, Judson e Paulão descartam divisão partidária e enfatizam histórica democracia petista interna

Cotidiano

SANDRO LIMA

O

LININHO NOVAIS - contato@lininho.com

Fiscal da cidadania?

S

obre o imbróglio criado entre TSE e Serasa, o jurista Wálter Maierovitch escreveu em Carta Capital: Para se exercitar a cidadania ativa, e o voto é obrigatório no Brasil, há necessidade de se fazer inscrição e postular, junto à Justiça eleitoral, o deferimento do registro e a inclusão administrativa nas listas de votantes. E um título eleitoral é expedido a comprovar (e não é a única forma) a condição de eleitor. Se para exercitar o direito de cidadania existe essa formalidade de inscrição, fica evidente que os dados identificatórios só podem ser utilizados para fins eleitorais. Não se pode, assim, fornecer dados a órgão privados como uma Serasa, fundada no início para atender as instituições bancárias e por meio de uma base de dados. Com efeito, dados da base do Serasa são voltados a interesses negociais. A decisão da corregedoria do Tribunal Superior Eleitoral no sentido de colocar dados e ensejar certificações por um órgão privado tipo Serasa é flagrantemente inconstitucional. Viola o direito à privacidade e não se sustenta pela inexistência de correlação com matéria eleitoral e de cidadania. E tem mais: se a Justiça eleitoral precisar de dados do Serasa basta requisitar e estabelecer prazo para atendimento.

Mais uma vez O senador Renan Calheiros foi apontado pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) como um dos homens mais influentes do Congresso Nacional. Está é a 17ª vez que o senador alagoano desponta como ‘cabeça’ do Congresso.

Também lá Outro parlamentar alagoano que aparece na lista do Diap é o senador Fernando Collor apontado na categoria ‘articulador’, onde tem bom trânsito entre os demais parlamentares.

De fora

Paulão e Judson - amigos, porém adversários nas eleições do PT

Já o senador Biu de Lira foi o único dos senadores que ficou de fora da lista do Diap. Apesar de todo discurso, Benedito não é considerado um senador influente nas decisões em Brasília. Já o filho Arthur Lira integra a lista como deputado em ascensão, dividindo espaço com Givaldo Carimbão.

PETISMO

Mudança de rota Se depender de alguns deputados estaduais, Joãozinho Pereira seguirá novo rumo na política. JP tem analisado todo cenário, e com um histórico de vitórias em sua vida pública o novo caminho está sendo traçado e ganhará vigor ainda em 2013.

Falando nisso... ... Se Joãozinho Pereira mudar de rota, a família Pereira já tem nome para substituir o parlamentar. Fernando Pereira, prefeito de Junqueiro e irmão de Joãozinho, já está escalado e preparado para a luta.

Rachado Mesmo se reportando com urbanidade, Paulão demonstra o tom interno do Partido dos Trabalhadores em Alagoas. Paulão enfrentará Judson Cabral na disputa pela presidência do PT, e quem conhece sabe que será bastante acirrada.

Em cena Sempre polemico, o médico George Sanguinetti poderá entrar no caso da chacina de São Paulo, onde acusam um garoto de 13 anos como autor. Sanguinetti com sua longa experiência e participação em grandes casos analisa tecnicamente a situação e poderá se deslocar até a terra da garoa já no inicio dessa semana.

Falando nisso... ... Foi divulgado essa semana um laudo produzido nos Estados Unidos pelo Instituto de Engenharia Biomédica da George Washington University onde confirma alguns dados da versão de George Sanguinetti sobre o caso Isabella Nardoni.

Perfil falso A assessoria de imprensa do senador Renan Calheiros informou por meio de nota o surgimento/criação de perfis falsos utilizando o nome do parlamentar alagoano nas redes sociais: facebook e twitter, e que as medidas legais estão sendo tomadas.

Para alagoanos As agências de viagens Viver Turismo e Transrotas, que aderiram à Campanha Alagoas para Alagoanos, acabam de elaborar pacotes, com descontos, para servidores públicos e familiares que desejarem conhecer importantes destinos turísticos de Alagoas, nos meses de setembro a novembro, considerados baixa estação.

Roteiros Inicialmente, constam do roteiro os municípios de Boca da Mata (Fazenda Águas de São Bento); Coruripe (praia de Poxim); Passo do Camaragibe (Hotel Fazenda Cambará); São Miguel dos Milagres ( Pousada Recantos dos Milagres, povoado Porto da Rua) e Piranhas (Xingó).

GOVERNADOR?

Candidatos divergem sobre Executivo O resultado dessa disputa deve influenciar a participação do PT na eleição do ano que vem. Se depender de Paulão, o partido continuará atuando apenas no Legislativo, seja estadual ou federal, onde ele e Judson Cabral devem se enfrentar mais uma vez. Mas Cabral acredita que é possível levar o partido para uma disputa ao Executivo. “Não quer dizer que nós não poderemos fazer alianças, mas o partido tem nomes que poderiam disputar uma eleição”, acredita Judson.

ERIK MAIA REPÓRTER

Partido dos Trabalhadores (PT) está em um processo interno de campanha para escolher quem vai presidir os diretórios municipais, estaduais e federais a partir de novembro deste ano. Ate aí nada anormal, afinal de contas, esse é um processo que o partido promove a cada três anos. Amanhã, se encerram os prazos para a inscrição de chapas quem disputam o comando do partido nas esferas de atuação, mas aqui em Alagoas essa disputa ficou interessante já que a briga ficou polarizada nos dois nomes mais significativos da agremiação, os deputados estadual Judson Cabral e o federal Paulo Fernando dos Santos, o Paulão. Para Paulão, estar em lado oposto a Judson, embora possa parecer estranho para a maioria, não é indício de racha interno no partido, e sim a concretização de um processo democrático. “Não há racha, inclusive eu e o deputado Judson somos amigos pessoais. O que está acontecendo é um processo democrático que só

acontece no Partido dos Trabalhadores, não acontecendo igual em nenhum outro lugar do mundo”, explicou Paulão. Judson Cabral também classifica Paulão como seu amigo e acha que não há racha partidário. Para ele, o momento é uma característica do Partido dos Trabalhadores e não deve ser interpretado como rixa interna. “O PT sempre teve essas disputas. Isso é característico. Eu mesmo já disputei outras vezes a presidência do partido”, lembra Judson. Paulão lembra que Cabral já disputou a presidência outras vezes e recorda que isso não quis dizer que o partido estava rachado. “Nas últimas três disputas o Judson concorreu, e nessas situações isso de racha não foi cogitado. O PT é um partido único e deve sair fortalecido nesse processo, independente do resultado”, concluiu. Um ponto que não ficou claro foi sobre as alianças políticas, no entanto, ambos admitiram a possibilidade de uma união com o PMDB ou com o PP na próxima eleição, mas Cabral acredita que o PT tem que ser mais criterioso.

Especialista aponta fragilidades O cientista político Eduardo Magalhães não acredita haver racha no Partido dos Trabalhadores. Contudo, ele acredita que o partido não é tão unido como pregam os candidatos a direção estadual. Eduardo explicou que o Partido dos Trabalhadores é um partido de tendências. Segundo ele, essas tendências funcionam como micro-partidos onde, cada uma tenta vencer as demais para controlar as ideologias.

“Isso enfraquece o partido que deveria ser guiado por um campo ideológico e não por vários. Note que em vários estados do país o PT se fortaleceu após ter chegado a presidência, mas em Alagoas isso não aconteceu, então tem alguma coisa errada”, pontua Eduardo. Outro ponto que colaborou com o enfraquecimento do partido foi a saída de nomes importantes nacionalmente. Conforme Magalhães, esses nomes eram

muito influentes em todo o país, mas um deles era muito forte em Alagoas. “Foi muito prejudicial ao partido a perdas de nomes como Heloísa Helena [Psol], Marina Silva [PV]. Isso foi muito ruim nacionalmente e aqui em Alagoas foi pior, já que tirou o único nome do partido que era forte nacionalmente”, avalia o professor. Para Magalhães, a direção estadual não soube aproveitar os 10 últimos anos,

tempo em que o PT está no governo federal para alavancar o crescimento no estado. Além disso, para manter o governo Dilma Rousseff, em Alagoas, os interesses da sigla foram subjulgados para manter alianças que podem ter enfraquecido a legenda. “Durante esse tempo, o partido colocou interesses pessoais a frente da proposta ideológica, isso foi ruim para o PT e para o Brasil”, concluiu. (EM)


6

OPINIAO

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013

Opinião

Trabalho infantil

O

Brasil sediará nos dias 8 a 10 de outubro próximo, a III Conferência Global sobre Trabalho Infantil que tem por objetivo discutir os avanços no combate à exploração de mão de obra de crianças e adolescentes e os desafios para a eliminação das piores formas de trabalho infantil. Esta é a primeira vez que um país fora da Europa recebe a conferência. O Brasil foi indicado para sediar o evento por ser referência no combate ao trabalho infantil. As ações de políticas públicas desenvolvidas pelo governo brasileiro, com apoio da sociedade civil, reduziu o número de crianças e adolescentes entre 5 anos e 17 anos em situação de trabalho infantil no país em 57% entre os anos de 1992 e 2011. O primeiro encontro global aconteceu em 1997, em Amsterdam, na Holanda. A segunda edição da conferência foi em 2010, em Haia, no mesmo país, e reuniu

JOÃO LYRA

450 delegados de 80 países. Para a terceira edição, no Brasil estão sendo esperados 1,5 mil participantes. Durante a abertura do Encontro Nacional preparatório para a III Conferência Global sobre Trabalho Infantil, na semana anterior, em Brasília, o ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, destacou que “há um reconhecimento mundial das políticas brasileiras de erradicação do trabalho infantil”. Segundo ele, o país está preparado para dar uma grande contribuição nessa ação mundial que visa eliminar a exploração da mão de obra infanto-juvenil. O fator que melhor explica o sucesso brasileiro no enfrentamento do trabalho infantil é a manutenção das ações de combate ao trabalho infantil como uma política de Estado, e não apenas de governo, o que potencializou os resultados alcançados ao longo do tempo.

Deputado federal pelo PSD de Alagoas

Inflação sob controle O repique inflacionário observado nos primeiros cinco meses do ano sofreu forte desaceleração em julho, quando o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ficou próximo de zero ─ 0,03% ─, o menor em três anos. Por consequência, a taxa acumulada em doze meses é de 6,27%, dentro da meta do Banco Central (BC). É evidente que a inflação voltará a subir, mas, desta vez, moderadamente, e sob controle absoluto da autoridade monetária. Uma coisa é certa: nunca mais, a “inflação do tomate”, como os adversários de Dilma Rousseff chamaram o surto de aumentos de preços do início do ano. O Brasil tem experiência de sobra dos efeitos danosos que a inflação exerce sobre a economia, em especial sobre a renda e o emprego dos mais pobres. Nesse sentido, o governo está vencendo, com folga, a batalha de curto prazo contra o fenômeno, focando um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano, em percentual ao redor de 3%. Contudo, uma variável se coloca como o maior dos empecilhos para

que o IPCA permaneça estacionado nos mesmos níveis de junho e julho: o câmbio. Sem dúvida, desde janeiro, o real sofreu uma depreciação da ordem de 11% em relação ao dólar, a que o BC atribui à saraivada de aumentos no período, inclusive o do tomate. Note-se que, “apesar da queda do índice nos últimos dois meses, os produtos intermediários (matérias-primas e semiacabados) têm registrado alta de preços, provocada pela desvalorização do real”. Assim, ao calibrar os juros, “o BC mira a inflação ao consumidor e não no atacado”, o que dificulta o repasse da desvalorização aos preços no varejo. Outra vertente de análise é o fato de não se saber até onde vai o reposicionamento da moeda americana, sobretudo em face da expectativa de mudança na política monetária dos Estados Unidos, que, para enfrentar a crise iniciada em 2008, inundaram os mercados com a avassaladora quantia de 30 trilhões de dólares, quase duas vezes o PIB daquele país. Não é possível dizer se a

desvalorização do real provocada por esse mar de dólares já está esgotada. Caso isso seja confirmado, parece que a época do dólar barato “já passou”, como dizem os analistas. E é aí que onde mora o perigo e começa a guerra do BC para impedir que a desvalorização do real (dólar no novo patamar de R$ 2,30) implique repasses para os preços internos, aumentando a inflação. O resultado desse esforço somente será conhecido no final do ano, mas o BC já assegura que o IPCA acumulado em dezembro ficará bem abaixo de 5,84%, portanto a sete pontos do limite superior da meta fixada por aquela instituição. Sobre o assunto, Dilma Rousseff comentou que “fizeram um estardalhaço de que tínhamos perdido o controle da inflação, quando os dados não apontam para isso, e os indicadores de julho também demonstram que há uma visível recuperação do PIB”. Os números dão razão à Presidenta, mas que é preciso redobrar os cuidados nos movimentos do IPCA, ninguém tenha dúvida disso.

RENAN CALHEIROS Senador pelo PMDB-AL e presidente do Congresso Nacional

OLÍVIA DE CÁSSIA Jornalista

Passando a limpo

Sete anos depois A Lei Maria da Penha (de número 11.340/2006), criada para garantir assistência às mulheres vítimas de violência no Brasil, completou nesta quarta-feira, 7, sete anos. Em Alagoas a medida contribuiu para o aumento no número de denúncias, mas o número de mulheres violentadas em seus direitos e mortas por conta da violência, ainda é destaque. Para comprovar isso não precisa ir muito longe: é só acompanhar o noticiário. A lei mudou o Código Penal Brasileiro e por meio dela, torna possível a prisão preventiva e em flagrante dos agressores de mulheres. A Maria da Penha também exclui a aplicação de penas alternativas, aumentando o período de detenção dos agressores de um para três anos. Segundo um balanço realizado pela Secretaria de Estado da Defesa Social (Seds), a lei enquadrou 26.477 casos de agressão contra a mulher em Alagoas, de 2008 a 2012. Só este ano, segundo dados divulgados pela imprensa local, as delegacias de Maceió, especializadas na defesa da mulher, receberam 2.171 registros de agressão de janeiro a julho. Segundo especialistas, o crescimento das denúncias, com o passar dos anos, representa uma maior confiabilidade das mulheres na Justiça por mérito da aplicação da Lei Maria da Penha. No entanto, algumas mulheres, ainda levadas pelo

sentimento,relutam em denunciar seus agressores. Muitas ainda acreditam que possam mudar de comportamento. “A Lei Maria da Penha incorporou o avanço legislativo internacional e se transformou no principal instrumento legal de enfrentamento à violência doméstica contra a mulher no Brasil, tornando efetivo o dispositivo constitucional que impõe ao Estado assegurar a assistência à família, na pessoa de cada um dos que a integram, criando mecanismos para coibir a violência, no âmbito de suas relações” (art. 226, § 8º, da Constituição Federal). Os benefícios alcançados pelas mulheres com a Lei Maria da Penha são inúmeros. A Lei criou um mecanismo judicial específico - os Juizados de Violência Doméstica e Familiar contra as Mulheres com competência cível e criminal; “inovou com uma série de medidas protetivas de urgência para as vítimas de violência doméstica; reforçou a atuação das Delegacias de Atendimento à Mulher, da Defensoria Pública e do Ministério Público e da rede de serviços de atenção à mulher em situação de violência domestica e familiar”, segundo a Secretaria de Políticas para as Mulheres, instituição do governo federal. Além disso, segundo a Secretaria, a lei previu uma série de medidas de caráter social, preventivo, protetivo e repressivo;

TRIBUNA

INDEPENDENTE

Rua da Praia, 134 - sala 303 - centro - Maceió Alagoas Endereço Comercial: Av. Menino Marcelo - 10.440 - Serraria Maceió - Alagoas - CEP: 57.083.410 CNPJ: 08.951.056/0001 - 33

“definiu as diretrizes das políticas públicas e ações integradas para a prevenção e erradicação da violência doméstica contra as mulheres, tais como: implementação de redes de serviços interinstitucionais, promoção de estudos e estatísticas, avaliação dos resultados, implementação de centros de atendimento multidisciplinar, delegacias especializadas, entre outras prerrogativas”, entre outras medidas. A Lei Maria da Penha foi um dos principais avanços conseguidos pelos movimentos sociais e reconhece a obrigação do Estado em garantir a segurança das mulheres nos espaços público e privado ao definir as linhas de uma política de prevenção e atenção no enfrentamento da violência doméstica e familiar contra a mulher, bem como delimita o atendimento às mulheres vítimas de violência doméstica e familiar e inverte a lógica da hierarquia de poder em nossa sociedade. Existem críticas à lei, como em qualquer fórum democrático, mas é preciso denunciar sempre as agressões e os maus tratos, “pois a lei tem o objetivo, também de dotar as mulheres de maior cidadania e conscientização dos reconhecidos recursos para agir e se posicionar, no âmbito familiar e social, garantindo sua emancipação e autonomia”, dizem os especialistas. Bom domingo e fiquem com Deus.

Jorgraf UM PRODUTO:

Cooperativa dos Jornalistas e Gráficos do estado de alagoas

Esta semana o Senado Federal retomou a rotina de votações da chamada pauta prioritária, onde estão relacionados projetos reclamados pela sociedade. Foi aprovada, logo na reabertura dos trabalhos, a eliminação da aposentadoria como pena disciplinar para juízes e promotores condenados por corrupção e outros crimes. Também nesta semana foi sancionado o Estatuto da Juventude, pelo qual nos empenhamos e priorizamos sua votação. É a primeira legislação, em nível constitucional, a tratar a juventude como política de Estado. O Estatuto proporcionará aos jovens brasileiros acesso aos meios educativos e culturais que tornarão nossa juventude mais ativa na construção de um Brasil desenvolvido. Além do Estatuto da Juventude, outros projetos da pauta prioritária já passaram pela sanção presidencial. Foi o caso dos novos critérios de distribuição dos PRESIDENTE Antonio Pereira Filho DIRETOR ADMINISTRATIVO FINANCEIRO: José Paulo Gabriel dos Santos Editor geral: Ricardo Castro

recursos do FPE, o projeto que responsabiliza a pessoa jurídica que auferir vantagem com corrupção e o que prevê o atendimento integral pelo SUS às mulheres vítimas de violência sexual. Igualmente foi sancionado o sistema nacional de prevenção e combate à tortura e o projeto que define organização criminosa. No Brasil, as organizações criminosas não têm tratamento legal adequado, sendo genericamente tratado no delito de formação de quadrilha, de menor complexidade. Entre os projetos a serem votados pela Câmara estão o que agrava a punição para corrupção e crimes contra a vida – que passaram a ser hediondos –, o “simples” para advogados, Ficha Limpa para servidor público dos três Poderes, o que facilita o exercício da iniciativa popular no processo legislativo e o fim do voto secreto em processos de cassação de mandato de deputados e se-

nadores. Na mesma condição estão, ainda, o fundo de vítimas de homicídio, a redução de suplentes e a vedação que cônjuges ou parentes possam ser suplente de senador, a destinação dos royalties para educação e saúde e a extensão dos direitos trabalhistas aos empregados domésticos. Da pauta prioritária resta ainda a Lei do Passe para o transporte escolar, o fim do foro privilegiado, o Plano Nacional de Educação e o financiamento para área de saúde, que recebeu uma proposta de iniciativa popular para o setor. Os números falam por si. No primeiro semestre, em pouco mais de 15 dias, votamos mais de 40 proposições, todas elas oportunas e adequadas ao País. Devemos persistir na intensidade e na qualidade dos debates, garantindo que o Congresso Nacional jamais se dobrará à inconsequência ou irresponsabilidade fiscal.

Nosso noticiário nacional é fornecido pelas agências: Agência Folha e AGência Nordeste PABX: 82.3311.1338 COMERCIAL: 82.3311.1330 - 3311. 1331 REDAÇÃO: 82.3311.1328 - 3311.1329 CENTRAL DE ASSINANTE: 82.3311.1308 comercial.tribunaindependente@gmail.com redação.tribunaindependente@gmail.com

ricardojatoba@ig.com.br

DIRETORA COMERCIAL: Marilene Canuto

OS ARTIGOS ASSINADOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES. NÃO REPRESENTANDO, NECESSARIAMENTE, A OPÍNIÃO DESTE JORNAL.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013 PUBLICIDADE 7


8 PUBLICIDADE MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013 CIDADES

Cidades

9

Ideologia liberal e protecionismo fazem os pais manterem os filhos em casa O sociólogo Julio Cezar Gaudêncio avalia as mudanças na sociedade que levam o avô a assumir o papel de pai: “Em função da influência da própria ideologia liberal, que diz que o indivíduo precisa terminar ensino médio, faculdade, passar por várias etapas, para se tornar apto a atuar no mercado de trabalho naquele conhecimento e sair de casa”, lembrou. “Também tem um fato que interfere um pouco que é a questão do protecionismo. Muitos pais não querem que seus filhos saiam de casa”, completou. Além disso, a taxa de natalidade reduziu e permitiu que os pais sustentem por mais tempo os filhos, sem tantas dificuldades como há décadas atrás.

Depois dos filhos,

SANDRO LIMA

agora os netos Três gerações convivem no mesmo lar: mudança de comportamento atingem cada vez mais famílias

ALAIN LISBOA REPÓRTER

N

o dia dos pais, a Tribuna Independente traz uma matéria especial sobre a responsabilidade dos homens no sustento dos lares. Nossos personagens são aqueles que, ainda durante a adolescência, em uma época que o país aparecia com baixos índices de desenvolvimento, saíram de casa em busca de emprego para o sustento da família, que tendia a ser numerosa, e hoje prezam por manter os filhos mais tempo sob seu amparo, inclusive sob o aspecto financeiro e emocional. O objetivo desses pais, que compuseram as gerações nascidas até os anos de 1970, segundo explicam os especialistas, é proporcionar aos seus filhos a qualidade de vida que não tiveram na juventude, mais tempo para os estudos e o protecionismo natural da própria paternidade e maternidade. Porém é comum ver esses jovens se transformarem em pais e mães antes de adquirir independência financeira e maturidade emocional, passando então a responsabilidade para seus pais ou mesmo seus avôs, que se tornam “pais pela segunda vez”. Este cenário está reproduzido em números do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), que aponta: 0,08% dos lares do Brasil são sustentados por idosos. Em Alagoas, este percentual é maior: os avôs e avós sustentam 6,05% das famílias alagoanas. O índice parece pequeno, mas a realidade é que, em muitos outros lares, mesmo quando não são os principais responsáveis pelo sustento, os avôs fazem o papel de pai dos netos e contribuem

Homens que se tornaram pais em décadas passadas se veem obrigados a criar os filhos de seus filhos ALAIN LISBOA

“ “

Anísio Luís da Silva sustenta filhos e netos, além dele e da mulher, com uma renda de um salário mínimo e extras da venda de bebidas

Meu primeiro filho nasceu quando eu tinha 12 anos e desde lá já tinha minha independência. Sustento todos com um salário só” ANÍSIO LUÍS APOSENTADO

com boa parte do orçamento familiar. TRADIÇÃO Desde o século passado eram os homens os principais responsáveis pelas famílias no Brasil. Ainda hoje essa cultura predomina: 18,46% dos lares brasileiros estão sob a responsabilidade deles, diante dos 11,66% de lares sustentados por mulheres. Em Alagoas o quadro não é diferente: enquanto elas bancam 10,47% dos la-

Nunca dei uma palmada em nenhum, nunca briguei com nenhum e, por isso, eles não saem daqui. Nunca deixei faltar nada” ANÍSIO LUÍS APOSENTADO

res no estado, eles sustentam 16,71% dos domicílios. O aposentado Anísio Luís da Silva, nascido em 21 de dezembro de 1921, está nesses dados. Ele contou à reportagem que começou a trabalhar aos oito anos de idade e que, aos 12, foi pai pela primeira vez. Hoje, com 91 anos, Anísio tem nove filhos e é avô de tantos netos que já perdeu a conta. Numa casa em uma rua sem calçamento do bairro

Benedito Bentes, em Maceió, o idoso mora com a esposa, um filho (de 19 anos), um enteado (de 21 anos) e dois netos (de 14 e 18 anos) – filhos de outro filho do aposentado, que apesar de ter um emprego e morar em casa própria, não contribui com o sustento dos meninos. É com a aposentadoria de um salário mínimo e uma renda extra que ganha vendendo cachaça num barraco localizado próximo ao terminal de ônibus do bairro, que ele garante a comida, a água e a luz de todos que moram na casa. “Meu pai deixou minha mãe quando eu tinha seis anos de idade e quando eu completei oito anos comecei a trabalhar com trens. Meu primeiro filho nasceu quando eu tinha 12 anos e desde lá já tinha minha independência, o meu barraco e minha mulher, que morava comigo. Eu sustento todos com um salário só, que eu ganho com a aposentadoria”, disse. Ele diz também que nunca recebeu ajuda de nenhum filho, pois os que trabalham e já saíram de casa recebem só o suficiente para o sustento deles próprios. Apesar disso, Anísio gosta de ter os netos com ele. “Eu acho bom. Gosto dos meus netos. Nunca dei uma palmada em nenhum, nunca briguei com nenhum, porque eu sou uma pessoa tranquila e, por isso, eles não saem daqui. Também nunca deixei faltar nada”, completou.


10

CIDADES

MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE

Aos 70 anos, ele ainda é o patriarca da família José Flávio pertence ao grupo de 1.890 avôs alagoanos que sustentam a casa SANDRO LIMA

ALAIN LISBOA REPÓRTER

C

omo a maioria dos jovens de sua época, o aposentado José Flávio de Amorim, de 70 anos, alcançou sua independência financeira cedo. Aos treze anos, trabalhava fazendo cobranças e, depois, vendendo quadros, verduras e outros produtos alimentícios. Mas diferente dos outros jovens de sua faixa etária, somente aos 27 anos de idade ele constituiu sua família. Hoje o patriarca da família Amorim colhe os frutos plantados no passado. Viúvo há oito anos, ele mora com uma filha e dois netos, que lhe dão assistência e companhia pelo tempo em que precisa. Também é ele o responsável pelo sustento da casa, o que o faz pertencer à lista de 1.890 avôs alagoanos que mantêm o domicílio no estado. A filha, Flarisse Amorim, 31, nascida de um casamento que durou 35 anos, apesar de também ser casada, mora com os pais desde quando a mãe era viva. Ela não pre-

Pai e filha contribuem com o orçamento e as atividades da casa e estão satisfeitos com o modo de vida

tende sair da companhia do pai nem mesmo se alcançar independência financeira. José Flávio, bancário aposentado, se sente à vontade com a geração que criou. “Graças a Deus que me ofereceu isso. Minha esposa engravidou com 10 meses de casamento e me deu meu primeiro filho, um rapaz que mora em Mossoró e depois de dez anos veio essa jovem aqui. Pra mim, todo tempo de vida ao lado dos meus filhos é motivo de satisfação”,

disse. Apesar de ser empresária, dona de um lava-jato, Flarisse reconhece que ainda precisa do pai para se manter e manter seus filhos, a bebê Thalita Carolina, de 11 meses, e o adolescente José Flávio de Amorim Neto, 13 anos. “Não daria para viver bem sem a ajuda dele, porque o lava-jato é por temporada. Também não penso em sair de casa porque antes de minha mãe falecer, eu já dava assistência em casa.

Depois que ela faleceu, tudo dele agora é comigo”, disse. “Um ajuda o outro, tanto eu sou braço direito dele, como ele é meu braço direito”, completou. A atitude da filha do viúvo também pode ser explicada pelo modo de criação de José Flávio. Segundo o sociólogo Julio Cezar Gaudêncio, quando alguém é criado sob uma conduta específica cria-se uma expectativa de se segui-la como um padrão. Porém, não é regra.

SALÁRIO MÍNIMO

Avô sustenta a casa com 10 pessoas Para o aposentado Gilson Júlio Cosme, 41 anos, o Dia dos Pais só não vai ser diferente dos anos anteriores porque mais um neto chegou há três meses para aumentar o número da família. Ao lado da esposa o homem, aposentado por invalidez, mora junto com os cinco filhos, dois netos – incluindo o que acaba de chegar - e a nora, numa casa alugada com sinais de rachadura, de 5x8 metros, à beira de um abismo de 70 metros de altura no bairro do Clima Bom II. Não bastasse todos os problemas, o desemprego dos filhos mais velhos Edilson Cosme da Silva e Jadilson Cosme da Silva, de 18 e 19 anos, respectivamente, só pioram a situação financeira da família. Para complementar a renda, os jovens trabalham no comércio informal, vendendo jujuba nos ônibus e como ajudante num depósito do bairro. É com essa renda e uma ajuda de custo do programa Bolsa Família pago à mulher, Maria Tânia da Silva, 42, que a família se vira como pode para dar de comer às 10 pessoas que moram na casa. “Ganho só um salário mínimo e é com ele que eu sustento a

SANDRO LIMA

Gilson divide com nove pessoas barraco de 40 metros quadrados à beira de um abismo no Clima Bom

família e pago o aluguel”, disse o homem, que diz ter saído da casa dos pais com dez anos de idade e que foi pai pela primeira vez aos 19. Mesmo sem condições financeiras e psicológicas de cuidar dos filhos, o analfabeto funcional Gilson diz ter consciência do peso da responsabilidade

que é ser pai. “Quando eu me tornei pai, eu senti que é muita responsabilidade esse negócio de escola, comida, alimentação, saúde e moradia. Hoje o que eu recebo dá por volta de 700 reais. Um dia a gente come, outro dia não come e assim vai”, comentou. Orgulhoso dos filhos ga-

nhando dinheiro com o próprio trabalho Gilson tem esperanças positivas para a juventude. Porém, a baixa perspectiva de melhoria financeira parece impedir o sonho do pai, que também é um dos 339.431 avôs alagoanos que ganham até um salário mínimo e sustentam a família da maneira que podem.

DEPENDÊNCIA FINANCEIRA

Juventude carece de qualificação DIVULGAÇÃO

Busca por mais formação também justifica dependência dos filhos

Para o sociólogo Julio Cezar Gaudêncio, a alta competitividade do mercado de trabalho e a exigência de qualificação profissional são indicadores determinantes para a dependência financeira da juventude atual com relação aos pais, ainda pouco qualificada profissionalmente. Além disso, o envelhecimento da população é outro fator que justificaria a maior participação de idosos na renda familiar. “O número de aposentadorias cresceu, contribuindo para que os chefes de família permanecessem os mesmos, mantendo a responsabilidade não apenas pelos seus filhos, mas pelos filhos de seus filhos”, explicou. O economista Fábio Guedes Gomes avalia de maneira diferente. Para ele, as oportunidades para obter uma formação acadêmica hoje em dia, mesmo

que de maneira tardia, aumentaram nos últimos anos. Isso justifica o fato de a juventude atual dispensar mais tempo para os estudos e adiar a busca pela independência financeira. Outro fator determinante, segundo o economista, é a taxa de natalidade do país, que influenciaria diretamente nas relações de dependência econômica entre avôs, pais e filhos. Na análise do especialista, quanto mais filhos tem um casal, maior é a dificuldade de criá-los da maneira adequada, com tempo para estudos, formação escolar e inserção no mercado de trabalho no momento adequado. Como a taxa de natalidade no Brasil diminuiu de 6,16 nascimentos por mulher em 1940, para 1,9, em 2000, ficou mais fácil sustentar a família e os filhos por mais tempo.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013

MP investigará 300 atos de corrupção em Alagoas

CIDADES

11

ARTE: BILLO

Promotores realizam curso para começar em breve a aplicar nova lei Anticorrupção OLÍVIA DE CÁSSIA REPÓRTER

A

Lei Federal 12.846, também chamada de Lei Anticorrupção, que endurece a punição de empresas envolvidas em atos contra a administração pública, foi aprovada este mês e as perspectivas de colocá-la em prática em Alagoas já podem ser visualizadas. O Ministério Público Estadual (MPE) enviou os seis promotores integrantes do Grupo de Trabalho de Combate à Improbidade Administrativa em Alagoas para São Paulo, onde eles participam do curso ‘Investigação Financeira na Defesa do Patrimônio Público’. Quando voltarem, os promotores José Carlos Castro - coordenador do grupo -, Jorge Bezerra,

Napoleão Franco, Tácito Yuri, Karla Padilha e Fernanda Moreira vão analisar mais de 300 atos de improbidade administrativa no Estado, que podem se enquadrar na nova legislação. Ela prevê multa para as empresas corruptas que podem chegar a até 20% de seu faturamento bruto ou a até R$ 60 milhões, caso o faturamento não possa ser calculado, dependendo da gravidade e dos valores envolvidos nas infrações cometidas por elas. ANÁLISE A lei 12.846 está sendo avaliada como uma boa iniciativa pelos representantes dos movimentos sociais alagoanos, mas eles observam que Alagoas é carente de mecanismos que permitam fiscalizar a sua aplicação.

Sancionado pela presidente Dilma Rousseff no dia primeiro de agosto, o projeto estava tramitando no Congresso Nacional desde 2009. “A lei cria novos mecanismos de responsabilização de pessoas jurídicas, nas esferas civil e administrativa, mas não altera, contudo, a legislação criminal”, observa Pedro Guido, diretor-presidente do Instituto Silvio Vianna, entidade de controle social da administração pública. Para Guido, que é economista e advogado, muitas organizações empresariais alagoanas poderão ser atingidas por essa lei: “Ela veio em boa hora e a gente tem que aplaudir”. Segundo ele, antes era assim: “A empresa que fraudava a administração pública ficava sem

poder fazer empréstimo em banco oficial, não podia receber subsídio, mas podia criar outra empresa com laranja e fazer outra licitação, ia para um cadastro de empresa inidônea”, explica. Segundo Guido, se a aplicação da Lei Federal 12.846 vai acontecer ou não, vai depender dos órgãos fiscalizadores e controladores do uso dos recursos públicos: Ministério Público Estadual e Federal; Tribunal de Contas; Polícia Federal; Controladoria Geral e o Ministério Público de Contas. Mas, segundo ele, essas instituições padecem da falta de estrutura. “Eles têm problema da falta de pessoal, estão aparelhados de conhecimento, mas de pessoal, não. Por isso que é importante a fiscalização, vai ser difícil”, destaca.

Empresários corruptos agora terão que pagar multas por desvios PRIMEIRA EDIÇÃO

COMPARATIVO

Desvios são maiores que orçamentos Secretarias estaduais de Turismo e até Educação ‘perdem’ para os corruptos A Tribuna Independente ouviu a economista Luciana Caetano, professora da Universidade Federal de Alagoas, e ela fez um comparativo entre o orçamento de algumas secretarias estaduais e os valores desviados em seis operações da Polícia Federal realizadas no estado que foram selecionadas pela reportagem. Conforme a análise, o montante desviado nessas operações ultrapassou o orçamento de algumas secretarias. Em 2006, a Secretaria Executiva de Turismo realizou uma des-

pesa de R$ 2 milhões, enquanto em 2005 a operação Gabiru denunciou um desvio de R$ 2 milhões. Em 2007, o Estado de Alagoas realizou uma despesa de R$ 344,4 milhões na Educação, por intermédio da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte. A Secretaria de Estado da Saúde realizou uma despesa de R$ 131,2 milhões. No mesmo ano, a operação Taturana denunciou um desvio de R$ 300 milhões e a operação Carranca, um desvio de R$ 5,5 milhões.

Em 2013, atos ilícitos cometidos nos municípios de Tanque d’Arca, Piaçabuçu, União dos Palmares e Porto Real do Colégio foram responsáveis pelo desvio de R$ 10 milhões. Segundo a economista, esse valor corresponde ao orçamento das Secretarias de Estado do Trabalho e da Assistência Social, em 2012, cada uma com R$ 5,2 milhões. Total do desvio identificado: R$ 317,5 milhões, que poderiam ser aplicados em políticas públicas de assistência aos menos favorecidos. “O custo da

corrupção, portanto, se reflete no número de pessoas que morrem sem atendimento médico, na elevada taxa de analfabetismo, na taxa de mortalidade infantil, no índice de extrema pobreza e nos diversos outros gargalos que comprometem o projeto de desenvolvimento em bases sustentáveis”, observa Luciana Caetano. Os desvios não se resumem aos casos citados: muitos gestores tratam corrupção como um instrumento legal para elevação do patrimônio pessoal e dos ativos políticos. (O.L.)

Para economista, custo da corrupção se reflete nas carências sociais ADAILSON CALHEIROS

ESTIMATIVA

Só 5% do valor roubado são recuperados Paraísos fiscais dão mais facilidade às transações financeiras ilegais O presidente do Instituto Silvio Vianna, Pedro Guido, destaca que o dinheiro que sai por meio da corrupção volta muito pouco para os cofres públicos: “Cerca de 5%. É difícil recuperar. Até o dinheiro que vai para o exterior, para repatriá-lo, é uma dificuldade. Se for para um paraíso fiscal, acabou, porque o dinheiro entra e sai lá, sem nenhum controle”, explica. Segundo Guido, a sociedade precisa se organizar, se capacitar e começar a ditar

as regras para reduzir a corrupção. “Isso é a participação popular e o controle social: é isso que eu defendo”, diz ele. NOVA LEI Integrante do Fórum Contra a Corrupção de Alagoas (Focco\AL), Pedro Guido observa que há atualmente uma dificuldade para se conseguir o faturamento bruto de uma empresa acusada de corrupção, mas não sendo possível, com a nova lei, pode ser aplicada uma multa que varia de R$ 6 mil a R$

60 milhões. Com um detalhe: normalmente quem aplicava a multa, nesses casos de corrupção, era o Poder Judiciário. “Essa lei veio revolucionar isso. Quem aplica a multa será um processo administrativo”, explica. Na avaliação dele, a Lei Federal 12.846 vai interferir na questão da corrupção empresarial, “porque ela veio quebrar essa história de que só quem era punido era o ‘pé descalço’”. Mas ele destaca que para a lei ser cumprida

é necessário fiscalizar a sua aplicação, porque, sem fiscalização e sem controle, nada funciona. “O que eu quero chamar atenção é que o mais importante é prevenir: é como na saúde. Ao invés de curar a doença você evita que a empresa adoeça”, argumenta. Pedro Guido lembra que a lei federal abrange uma parte envolvida na corrupção que nunca foi questionada e punida que é a empresa. (O.L.)

Pedro Guido cobra mais participação social na construção das leis


12

CIDADES

MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE

Lei é vitória da população, diz MCCE Assim como movimentos populares conseguiram a aprovação de legislações, eles devem exigir sua aplicação, analisa

CidadesemFoco ROBERTO BAIA robertobaiabarros@hotmail.com

Ceasa em Arapiraca

A

informação é do assessor de comunicação social da Câmara Municipal de Arapiraca, Cláudio Roberto: Durante sessão, a presidente da Câmara Municipal de Arapiraca, Gilvania Barros e o vereador Moisés Machado, tiveram indicação aprovada, onde solicitam as secretarias municipal de Agricultura e Obras e Viação, a construção de um espaço destinado a uma Central de abastecimento Agrícola em Arapiraca (CEASA).

Justificativa

“Paredões”

Em sua justificativa, Gilvania Barros ressaltou que Arapiraca, além de ter uma grande expansão na indústria e no comércio, tem uma importante vocação agrícola. Segundo ela, em 2012 a produção de hortaliças no município registrou crescimento médio de 20%. De acordo com Gilvania Barros, o porcentual é responsável pela manutenção do município como o principal pólo produtor de folhosas exportadas em sua maioria para a capital alagoana e que 80% da nossa produção é destinada ao consumidor da capital.

O vereador Tarcizo Freire defendeu na Câmara Municipal de Arapiraca que a administração municipal encontre um local específico para que os proprietários dos chamados “paredões” possam ouvir seus sons, evitando que a população se sinta prejudicada. De acordo com Tarcizo Freire, a proibição desse tipo de som, iria prejudicar também aqueles comerciantes que vivem da venda dos produtos.

OLÍVIA DE CÁSSIA REPÓRTER

A

aprovação da Lei 12.846 - a Lei Anticorrupção - e de outras em benefício da sociedade, que vêm sendo analisadas e votadas pelos parlamentares brasileiros, são fruto do trabalho que os movimentos populares vêm fazendo, com efeitos positivos, por meio das mobilizações da sociedade, segundo análise de Adriano Argolo, coordenador jurídico do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral de Alagoas (MCCE\AL). “Eu sempre digo que é fruto do trabalho do movimento; reflete a luta que educou a sociedade a criar uma massa crítica no país com relação às irregularidades. Avalio como salutar para o país, pois essa lei vai dificultar a corrupção. Ela é fruto da pressão internacional, vai dar mais transparência, controle externo do Judiciário”, observa. Argolo destaca que a lei sancionada pela presidente Dilma Rousseff é uma colcha de normas positivas e que as instituições precisam ser transparentes. “A lei mexe com a questão da punição mais rigorosa e com o bolso dos corruptos”, ressalta. O coordenador jurídico do

MCCE também observou que o deputado João Henrique Caldas (PTN) foi muito inteligente nas denúncias que fez contra a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa e foi buscar na Justiça a solução. O deputado pediu e recebeu autorização da Justiça Federal para o acesso aos extratos bancários da Assembleia, via Caixa Econômica Federal. “A Assembleia já tinha se recusado diversas vezes a prestar contas (a respeito de empréstimos e gastos, funcionários fantasmas, entre outras denúncias), mas o deputado solicitou via Justiça a entrega de documentos, de depósitos suspeitos – de valores exorbitantes – a servidores da Casa de Tavares Bastos. Avalio que essa lei é um avanço”, pontuou Argolo. Antônio Fernando da Silva, o Fernando CPI, fundador e coordenador geral do MCCE no Estado, observa que “toda legislação que vier para fortalecer a luta contra a corrupção, em todos os seus aspectos, será muito bem-vinda. Agora caberá à população e à sociedade civil cobrar e exigir a aplicação dela”, destacou. “O MCCE, não só em Alagoas, mas em todo o Brasil, estará vigilante sobre essa questão”, pontua. SANDRO LIMA / ARQUIVO

Moção de pesar Emocionada, a presidente da Câmara Municipal, Gilvania Barros falou sobre uma Moção de Pesar pela morte da servidora da Câmara Municipal de Arapiraca, Edileuza Ferreira Albuquerque (NENA), ocorrida no último dia 21 de julho deste ano. A Moção é de autoria dos 15 vereadores. Gilvania Barros disse que Nena faz parte da história da Câmara Municipal de Arapiraca pela sua dedicação e responsabilidade ao trabalho durante os anos em que exerceu suas atividades, deixando boas lembranças, tanto para os que fazem o Poder Legislativo, como também para seus familiares.

Pão de açúcar

Vai facilitar

O prefeito Jorge Dantas vai inaugurou no sábado (10), o sistema de água encanada do Povoado Rua Nova. O ato de inauguração, realizado no período da manhã, contou com as presenças de diversas autoridades e lideranças municipais. A comunidade rural de Rua Nova fica localizada bem próxima ao Povoado Meirus e sofre com a escassez do líquido precioso, assim como as demais povoações rurais situadas no município de Pão de Açúcar, durante o período de estiagem.

O sistema de água encanada implantado pela Prefeitura através do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) facilitará a vida das famílias e promoverá uma melhor qualidade de vida da população. E a partir deste sábado nas as torneiras de 100% das residências a água vai jorrar, facilitando a vida dos moradores no tocante à higienização pessoal e doméstica, na preparação de alimentos e outras necessidades básicas.

Mais uma ação Com a inauguração desta obra, o prefeito Jorge Dantas cumpre mais uma ação que faz parte do seu plano de governo, além de levar água do Rio São Francisco para mais uma das diversas comunidades rurais que já foram beneficiadas por ele com água encanada e tratada.

Água encanada O prefeito pretende, até o final de seu mandato, implantar água encanada em outras comunidades rurais mais distantes da sede do município. “Água é sinônimo de vida e, por isso, não medirei esforços para levar água encanada e tratada para as comunidades mais distantes”, disse o prefeito.

Saúde pública

Hospital Regional

Durante a Audiência Pública da Saúde realizada na sessão da Câmara de Vereadores no último dia 6, o vereador Edvaldo Nascimento (PCdoB) ressaltou a situação caótica em que se encontra a saúde pública municipal. O parlamentar enfatizou que este quadro está assolando todo o país, mas cobrou das administrações estadual e municipal mais investimentos na área.

Edvaldo relatou a situação em algumas unidades de saúde, bem como do Hospital Regional Antenor Serpa, que há anos não recebe nenhum investimento do Governo do Estado. Ele colocou também que o Governo Federal precisa fazer a parte dele, disponibilizando mais recurso para as Prefeituras, para que possam dar maior celeridade no atendimento à população.

... Ele ainda chamou a atenção pelos valores repassados pelo SUS aos profissionais, que estão completamente defasados, o que têm desestimulado a classe a realizar o trabalho com maior dedicação. Para o edil, é preciso criar uma política de saúde eficaz para que os recursos possam ser suficientes para arcar com as despesas geradas pelos serviços. ... “Estamos assistindo um verdadeiro caos na saúde pública em Delmiro Gouveia. Reconheço que este quadro não é só no nosso município, mas em todo o país. Então, diante desta problemática, gostaria de cobrar dos governos municipal, estadual e federal medidas mais enérgicas para que possamos ofertar este serviço de forma séria para a nossa população”, disse o vereador. ... Ele ressaltou que “há anos não vemos o Governo do Estado investir no Hospital Regional da nossa cidade; faltam médicos, equipamentos, recursos humanos, enfim, tudo que é necessário para um bom atendimento. Quanto à saúde municipal, faltam investimentos nos postos, como remédio e profissionais. Precisamos nos unir em torno desta luta para que não vejamos mais pessoas morrerem à mercê da falta de atendimento”.

Argolo diz que nova lei chega após pressão popular e internacional

AÍLTON VILLANOVA ailton.villanova@gmail.com

Serenidade numa hora dessas?!

P

rofissional competente, sério, íntegro, doutor Dilson Falcão Simões deixou este mundo muito moço, quando muito ainda tinha por fazer pelas ciências médicas nas Alagoas. Discreto, bom amigo, Dilson Simões sempre soube ser correto, compreensivo e justo, tanto no exercício do seu mister, quanto nas oportunidades que lhe exigiram manifestar-se como cidadão comum. Em razão isso, foi respeitado e admirado por todos. Quando ele era diretor-geral do Hospital de Pronto Socorro, isso no governo Guilherme Palmeira, recebeu uma queixa contra um estagiário de medicina e mandou chamá-lo ao seu gabinete. Em tom respeitoso, mas enérgico, ele deu o recado ao rapaz: - A partir de hoje, não quero mais ouvir outra reclamação em seu desfavor. A grosseria que você fez com a enfermeira-chefe foi além do limite, rapaz! E o repreendido, cabisbaixo: - Está certo, doutor. Admito que tratei mal a enfermeira. Sei que ela é uma senhora de respeito... Mas, por favor, doutor, deixe-me explicar porque agí desse modo... - Pois não. Fique à vontade. - Obrigado. Hoje eu acordei tarde e com o pé esquerdo. É que o despertador não funcionou. Abrí os olhos, reparei pro meu lado e achei um bilhete da mulher espetado no travesseiro. Ela dizia que estava indo embora para sempre. Aí, fiquei desorientado. Pulei da cama, entrei no banheiro pra tomar banho, levei o maior choque elétrico no chuveiro. Quase morri! Refeito, fui tomar café e derramei o líquido todinho na minha bata nova, que comprei ontem... - Putaquipariu! É muito azar! - Tem mais, doutor. Quando entrei na garagem pra pegar o carro... lugar mais limpo! A filha da puta da mulher tinha ido embora com ele. Finalmente chegue aqui, ao hospital, de ônibus, porque a mulher também levou toda a minha grana . Quer saber mais? Pois bem, ao entrar hoje na sala de cirurgia, levei um corte de bisturi aqui no dedo, ó. No fim, a enfermeira-chefe chegou pra mim e falou: “O paciente do leito n° 3 acabou de morrer. O que eu faço com este supositório?”

Tinha que ser deputado! Na campanha eleitoral de 1994, o finado deputado federal Albérico Cordeiro viajava pelo interior à cata de votos para reeleger-se. Aí, parou no terreiro de uma casinha da zona rural de Palmeira dos Indios - onde, mais tarde, viria a ser prefeito em duas legislaturas -, e pediu um copo d’água à senhora que se encontrava na porta. Depois de matar a sede, Cordeiro sentou num tamborete, espichou as canelas, começou a mexer nos bolsos a procura de cigarros. Não achou um só, pra remédio. Vendo o aperreio do deputado, a mulher indagou: - ‘Cabou o cigarrinho do sinhô, dotô? - Acabou, minha irmã. - O sinhô qué quiêu mande o meu fio comprá alí, na vendinha do seu Chico? O ilustre pollítico aceitou a ajuda com satisfação. Madame espiou pra dentro de casa e chamou: - Deputado! Ô deputado, chegue aqui! Albérico Cordeiro ficou embatucado quando surgiu no terreiro o tal “deputado”. Era um garoto sambudinho, amarelinho, que pegou o dinheiro e se mandou para a vendinha do seu Chico. Ainda invocado com aquela situação, Cordeiro indagou da mulher: - Minha irmã, o nome do garoto é mesmo Deputado? E ela, sem saber com quem estava falando: - É não, dotô. Deputado é apilídio que nóis butô nele, num sabe? - Mas por quê? - Ah, pruquê ele é munto priguiçoso. Só trabáia trêis vêis pur mêis, só véve falando em ganhá milhão e mente tanto quié uma beleza!

Questão de lógica O amigo Dênison Petronilho, gerente de circulação da Gazeta e boníssimo caráter, tinha viagem programada pro Recife a fim de tratar de assuntos familiares, já que é oriundo daquela cidade. Ocorre que, tranquilão do jeito que é, entendeu de só se mandar pro aeroporto quando faltavam 15 minutos para o avião decolar. Na corrida até lá, haja ele a reclamar para o taxista: - Eita aeroporto danado de longe! Tô vendo a hora de perder o vôo! O taxista calado e o Dênison matraqueando: - Não sei porque foram construir um aeroporto tão distante da cidade... Pelamordedeus! Foi então que o motorista do taxi resolveu abrir a boca: - Ora, doutor, na certa queriam que ele ficasse bem pertinho dos aviões!

Aquele abraço! Dona Etelvina, sogra do Vicente Cardoso faleceu de “mal súbito”, quando se dirigia ao supermercado. Não era segredo pra ninguém que ele e a velhota nunca se deram bem. A finada era mesmo uma parada! Tinha cabelo na ponta da venta, nos buracos dos ouvidos e cultivava um fino bigode. Dona Etelvina “repousando” no caixão fúnebre, o padre encomendando à Deus a sua alma, no melhor do seu latim, e o Vicente inquieto, aguardando a hora do enterro. Mal o padre pronunciou o “Amém”, o Vicente chegou junto: - Terminou mesmo, padre? - Terminei, meu filho! Vicente Cardoso não contou conversa: subiu numa cadeira, abriu os braços e gritou para a turma presente ao velório: - Atenção, galera! Agora, é só fechar o caixão e partir pro abraço! Uííípeee!


TRIBUNAINDEPENDENTE

Cidades

MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013

CIDADES

13

Especialista defende presença de UTIs móveis em locais de grande aglomerações Uma das estruturas de prevenção elogiada pelo cardiologista Ênio Buffolo são as UTIs móveis com desfibriladores em estádios de futebol durante jogos. Ele defende que atitude semelhante seja tomada também para eventos e locais com grandes aglomerações de pessoas. Essa medida foi tornada lei depois da morte do zagueiro Serginho, 30 anos, do São Caetano, durante um jogo contra o São Paulo em outubro de 2004. Para Buffolo, o atleta poderia ter sido salvo se houvesse desfibrilador e o atendimento inicial tivesse sido adequado.

Prevenção ainda é a melhor arma contra o enfarte

DIVULGAÇÃO

Especialista afirma que exames podem identificar com antecedência se paciente corre risco de ter ataque cardíaco

A

prevenção é a melhor arma contra as mortes provocadas por ataques cardíacos. A afirmação foi feita pelo cirurgião-cardíaco e pesquisador Ênio Buffolo (SP) durante o IX Congresso Brasileiro de Cardiologia Intensiva (Intensicárdio), que foi realizado neste fim de semana no Hotel Rádisson, em Maceió. Para Buffolo, as medidas preventivas podem ser muito mais eficazes que ações materiais direcionadas a resgatar pessoas acometidas por enfartes. “Hoje é plenamente possível, mediante exames, reconhecer se o indivíduo corre riscos”. As outras medidas importantes, para atendimento de pessoas cometidas por enfarte, seriam estruturar o resgate e disponibilizar nos

hospitais UTI em condições de prestar o atendimento emergencial adequado. Buffolo salientou que é fundamental que um paciente enfartado chegue ao hospital em até duas horas. “Nesse caso são grandes as chances de ser recuperado ou ficar com lesões mínimas”. Ele apontou como grandes dificuldades a carência de estrutura para resgatar esses pacientes, principalmente no interior, e também encontrar vaga numa UTI. “É importante que os centros de atendimento estejam estruturados, com números suficientes de leitos disponíveis”, acrescentou. “Dispomos, na cardiologia intensiva, do tratamento de choque cardiogênico”. Esse dispositivo é utilizado para

auxiliar o coração quando ele não consegue mais bombear o sangue sozinho. É também uma das grandes contribuições da cardiologia brasileira ao mundo e deve fazer parte de todas as UTIs. Uma outra dificuldade que também compromete o atendimento adequado é a demora do paciente em reconhecer que está enfartando e acreditar que está sofrendo de uma dor passageira. “É comum que o indivíduo decida esperar para ver se a dor ou o desconforto passa. Isso retarda em muito suas chances”, disse. Essas pessoas, que seriam suscetíveis a ataques cardíacos, teriam maior chance de reconhecer o evento se investissem na prevenção.

Cirurgião-cardíaco afirma que rapidez no atendimento de enfartados é outro determinante no salvamento


14

CIDADES

MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE

Moradores de rua são tema de exposição

FLÁVIA CORREIA / DIVULGAÇÃO

Duas vídeo-instalações retratam sonhos e vida dos ‘personagens’

A

Pinacoteca Universitária recebe, a partir de 15 de agosto, a exposição ‘Moradores’, da artista audiovisual Marianna Bernardes. O trabalho fala sobre um ser nômade que transita entre dimensões paralelas de realidade material e realidade virtual, entre o individual e o coletivo, o público e o privado, o visível e o invisível. ‘Moradores’ fala sobre hoje, fala sobre nós.

A exposição tem a curadoria da artista visual Camila Cavalcante e contará com dois ambientes. Na primeira vídeo-instalação é o universo ficcional que ganha destaque quando traz para a galeria o espaço urbano revelado a partir dos sonhos de cinco moradores de rua. Na segunda vídeo-instalação o visitante vivenciará cenas e sons documentais da cidade.

Nesse ambiente, os vídeos mostram que todos somos elementos integrantes do cenário urbano. Nessa sala, o espaço de circulação será ocupado pelos objetos mobiliários utilizados nas gravações com os moradores de rua. Os elementos ganham rodízios para que o visitante possa experimentar a criação de seu próprio universo, mergulhando e interferindo na realidade exposta.

Cinco moradores de rua foram escolhidos para dar vida à obra de Marianna Bernardes

DESIGUAIS

Obra retrata contraste do dia-dia dos maceioenses FLÁVIA CORREIA / DIVULGAÇÃO

Condição de vida dos sem-teto em Maceió é retratada na exposição, a partir do dia 15 na Pinacoteca

CAMILA CAVALCANTE*

Eu moro em uma cidade linda, cheia de cores, formas, retas e conceitos. Pode se ver nela uma beleza bem óbvia ou escutar seus gritos roucos de socorro. Ela tem nuances que pouca gente enxerga, mas quase todo mundo sente. Entre a cidade e as pessoas há um certo acordo de amor e raiva, carinho e descrença. Os mais atentos observam sua moldura, o labor empregado na criação, a matéria do lugar. A cidade vira então obra: tela, luz, pixel, vídeo. Poesia. Tu moras em uma casa confortável, com teu chuveiro elétrico e teu colchão ortopédico. O lugar que tu ocupas, no entanto, não pode ser mensurado em metros quadrados, mas em gigabytes. Todos os

dias, na frente do teu computador, tu divides teu tempo entre trabalho e lazer, dedicando a cada um o devido respeito e atenção. Tu fazes com que o que chamam de mundo virtual seja teu discurso, teu sorriso, tua vida real. Espaço. Ele mora em uma praça, mas podia ser coreto, calçada ou construção abandonada. O que ele instintivamente toma como privado questiona o que é público e disso depende a sua sobrevivência. São poucos os que se interessam pela história dele, pois seu tipo é ora invisível ora amedrontador. Ele pode ser agente ou vítima, ou ainda nenhum dos dois, mas na maior parte do tempo ele é um e outro. Auto-referência. Nós moramos em nós mesmos, com nossos equilíbrios e

excessos. Primeiro nós somos induzidos, libertados, acalmados, feridos. Despois ficamos estimulados, atordoados, impressionados, acolhidos. Entre os dois momentos há o vácuo, o respiro, a calmaria. E assim nós somos diferença e unidade, controle e caos. Metafísica. Marianna Bernardes faz dessa galeria de arte um lugar para se repensar coisas que pareciam esgotadas. A poesia da cidade, o que se faz da/com a ocupação do espaço, os limites do vídeo e do próprio artista enquanto obras de auto-referência, a função que a gente assume na metafísica das coisas. A experiência é simples e intensa. Somos todos moradores. *Artista visual e curadora da exposição ‘Moradores’


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013

PUBLICIDADE

15


16

PUBLICIDADE

MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013 DIVERSÃO&ARTE

Coldplay grava para trilha sonora de novo ‘Jogos Vorazes’

Novos filmes da franquia ‘atividade paranormal’ serão lançados em 2014

A banda de rock Coldplay gravou uma música para o novo filme da saga “Jogos Vorazes”, que tem o subtítulo de “Em Chamas”. O filme será lançado em 22 de novembro no Brasil, simultaneamente à estreia mundial. Batizada de “Atlas”, a música será a primeira da trilha sonora do longa a ser lançada, e marca a primeira vez que o Coldplay escreveu uma canção especialmente para um filme. “Atlas” será lançada em 26 de agosto no iTunes.

]Os fãs da franquia “Atividade Paranormal” podem se preparar para mais sustos, mas só para o ano que vem. A Paramount, que nos últimos meses esteve indecisa quanto aos novos rumos da série de terror, finalmente bateu o martelo e vai colocar dois novos filmes na praça. As informações são do site “TheWrap”. “Atividade Paranormal: The Marked One”, o derivado latino da série – nos mesmos moldes de “Atividade Paranormal em Tóquio” -, chega aos cinemas logo no dia 4 de janeiro. Paralelamente, “Atividade Paranormal 5”, que dá prosseguimento à história original, tem estreia prevista pata 24 de outubro de 2014.

Da rima

Rapper Rael lança no Circo disco que tem Mariana Aydar, Péricles e Emicida

R

1

ael já não usa mais o codinome ‘Da Rima’, mas os versos continuam afiados e as influências e repertório cada vez mais amplos. Se no primeiro disco, ‘Música Popular do Terceiro Mundo’, de 2010, o rapper do Jardim Iporanga, Zona Sul de SP, já passava pelo reggae, jazz e dub, em ‘Ainda Bem que Segui as Batidas do Meu Coração’, lançado em março, as referências e parcerias vão ainda mais longe, com tintas de afrobeat e MPB e convidados de peso como Emicida e Péricles, em ‘Oya’, e Mariana Aydar, em ‘Coração’. Recém-chegado de apresentação em NY, no Summerfest, com D2, Emicida, Seu Jorge e DJ Nuts, Rael começou cedo na música, aos 11 anos, cantando Racionais; depois passou pelo Can KND e Pentágono até seguir carreira solo. Hoje, é um dos principais nomes do Laboratório Fantasma ao lado de mais duas revelações do rap paulistano, Ogi e Mão de Oito, além do próprio Emicida, dono do selo.

No Disco, os fãs ouvirãoum trabalho certamente mais encorpado com produção da dupla Beatnick & K-Sallam, a mesma de ‘Doozicabraba e a Revolução Silenciosa’, de Emicida, e de álbuns de estrelas do rap como 50 Cent, Lauryn Hill, Mos Def, Nas e Lil Wayne. ‘O disco incorpora outras influências porque a minha música é um reflexo do que eu sou. E eu sou isso, desde que comecei na música sempre ouvi várias outras coisas. Esse é o meu jeito de fazer rap’. ‘Estou realmente com uma expectativa muito boa. Acabamos de voltar de uma tour especial pelos EUA em que pude fazer o show do disco em NY e foi uma experiência ótima. Agora estou de volta pra seguir com os shows por aqui. Este é só o começo pra mim. A parceria com o Emicida surgiu de um jeito muito natural e espontâneo porque quando eu decidi gravar essa música ‘Oya’, de que eu sempre gostei muito,

chamei o Péricles, ele topou. Era algo muito especial e eu queria que nossa versão tivesse a nossa cara, eu queria que de alguma forma tivesse uma rima ali. Pensei logo no Emicida porque sei que ele gosta de samba como eu e também ficaria à vontade com o tema, sabia que dali sairia algo bonito e foi o que aconteceu. A Mariana veio de pesquisas minhas com meu empresário, Evandro Fióti. No processo do disco, sentimos que a música ‘Coração’ pedia uma voz feminina. Pesquisamos várias cantoras e chegamos a ela. Convidamos e ela fez um verso de um jeito que eu gosto muito, em tom de conselho de amiga, fugindo daquela coisa de música em dueto ter em geral aquela onda de cantarem como se fossem um casal. Estou bem ansioso para esse show, o primeiro com a minha banda. Já toquei algumas vezes no Rio e sempre foi uma cidade que me recebeu bem, acho que assimila o meu som de um jeito especial’.


2

TRIBUNAINDEPENDENTE

DIVERSÃO&ARTE MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013

Zezé de Camargo & Luciano

Lenine

A dupla sertaneja volta a Maceió no dia 20 de setembro para um show na Musique. Os ingressos custam R$100 (pista), R$200 (mezanino) e R$150 (frontstage).

O cantor pernambucano vai comemorar seus 30 anos carreira com o público alagoano no dia 1º setembro, às 20h, no Teatro Gustavo Leite. Os ingressos custarão R$90 (platéia) e R$80 (Mezanino) e estarão à venda em breve no stand Sue Chamusca, no Maceió Shopping. Informações: 3235-5301 e 9928-8675.

HOMENAGEM

Coleção traz disco que reúne canções de Jobim na voz de mulheres

Exposição ‘Modelagem de Barro: Muquém’ O Museu Théo Brandão abriu na quinta-feira (08), às 19h, uma exposição com a arte em cerâmica do povoado de Muquém, localizado em União do Palmares. As peças feitas por Dona Irinéi e os demais artistas escolhidas ficam expostas até o dia 28 de setembro, de terça a sexta, das 9h as 17h. Aos sábados, das 14h as 17h.

Tem cura namm!!!

Ttrês comediantes alagoano irão abordar de maneira criativa as várias fases da vida de um homossexual. O projeto, comandado por Glauber Teixeira e interpretado por Christiano Marinho, Marcos de Jesus e Pierre Pellegrine, quer esclarecer todas as dúvidas sobre o assunto com muita leveza e risadas. A peça estreia no 10 dias de agosto, às 20hrs, no Teatro Deodoro. Os ingressos custam R$30 inteira e R$15 para estudantes. Vendas antecipadas no stand Folia Brasil e na bilheteira no Teatro. Informações: 3032-2234 e 9967-1074.

O ex-vocalista da Banda Eva fará seu primeiro show solo em Maceió, no dia 16 de agosto, na Musique. O baiano Jauperi e o DJ Pitão completam a festa em comemoração aos 10 anos do Réveillon Celebration. Os ingressos custam R$40 (pista), R$60 (mezanino) e R$90 (frontstage) e estão sendo vendidos nas Lojas HIt e Wo. Mais informações: 3357-8007.

Yellow Submarine canta Beatles

A churrascaria Gaúcha (antigo Victoria Paladares), na Serraria, será palco para o show “A Hard Days Night”, da Yellow Submarine Band, no próximo dia 17 de agosto, a partir das 22h30. O grupo afaz uma viagem musical cantando os grandes sucessos do quarteto de Liverpool The Beatles. Voce vai curtir e dançar hits como; ‘Anna’, She’s loves You’, Can’t Bye My Love’, ‘A Hard Days Night’, ‘Help!’, ‘All My Loving’, ‘Boys’, ‘Come Together’, ‘Yesterday’, ‘Hey Jude’, ‘Let It Be’, ‘Come Together’,’‘Sargent Pepper’s Lonely Hearts Club Band’ e muitos outros. A banda também desfila sucessos da jovem guarda e oa anos 70. Mesa: R$ 90 (p/ 4 pessoas) Vendas: 9311.4471 e 8801.3141

Alagoas Trend House 2013 A 7º edição da Semana de Moda Alagoas Trend House acontece entre os dias 19 a 23 de agosto, Musique. Além dos desfiles de estilistas locais, o evento conta com

O

Saulo Fernandes e Jauperi

um espaço gourmet e uma loja Pop Up, onde o público pode comprar as peças dos desfiles. Este ano, o Alagoas Trend House homenageia o artista plástico Denis Uchôa.

Skank O colégio Contato apresenta, dia 1° de setembro, show da banda Skank na Musique. O show começa a partir das 17h e a banda alagoana $ifrão também se apresentará, tocando Los Hermanos. Os ingressos estão sendo vendidos na loja online do Reveillon Absoluto. A pista e o frontstage custam R$80 (inteira) e o mezanino, R$120

Forfun

Semana do Audiovisual

A banda volta a Maceió para lançamento do DVD Ao vivo no Circo Voador. Forfun se apresenta no Orákulo Chopperia no dia 16 de agosto com as bandas $ifrão e Los Pregos. Ingressos antecipados nas lojas Freaks e Studio Poker.

De 12 a 17 agosto será realizada uma mostra de filmes alagoanos na Praça Luiz Pereira Lima e no Lago da Perucaba, em Arapiraca. A SEDA 2013 também vai levar oficinas, debates, rodas de conversas e shows para o agreste alagoano.

Aviões do Forró A banda comemora os 10 anos de sucesso na casa de show Musique, no dia 30 de agosto. Galã do Brega e Forró do Muído também farão parte da festa. O frontstage custa R$90 e a pista R$50. O mezanino terá open bar de vodka e caipirosca e custa R$70. Os ingressos estão sendo vendidos na loja online da Musique.

Minha Mãe é uma Peça

O espetáculo que deu origem ao filme chega a Maceió no dia 22 setembro, no Teatro Gustavo Leite, no Centro de Convenções. O ator Paulo Gustavo irá interpretar no placo Dona Hermínia, uma mãe sempre preocupada com seus filhos. Ainda

em cartaz nos cinemas, comédia já foi vista por mais de 4 milhões pessoas. Os ingressos custam R$40 (meia-entrada) e R$80 (inteira) e estão à venda no stand Sue Chamusca, no Maceió Shopping. Informações: 3235-5301/9928-8675

8º Edição Mostra Aldeia Sesc No período de 16 a 25 de agosto o Sesc Alagoas realiza a 8ª edição da Mostra Aldeia Sesc Guerreiro das Alagoas. Sem caráter competitivo a mostra que já é consolidada na programação cultural da cidade, apresenta produções nas mais variadas linguagens artísticas, dança, teatro, circo, performances e intervenções urbanas, com apresentações gratuitas.

Espetáculo Assunta Brasil O humorista Saulo Laranjeira traz deputado corrupto e seus vários personagens para Maceió com o espetáculo “Assunta Brasil”. A apresentação será no Teatro De-

odoro, no dia 23 de agosto, a partir das 21h. Preço dos ingressos: R$50 (platéia, camarote, frisas) e R$40 (Balcão). Mais informações no 33155665/9979-5959/8837-6944

Quinta no Arena Na sua 9º edição, o projeto “Quinta no Arena” traz produções alagoanas para o Teatro de Arena Sérgio Cardoso, anexo ao Teatro Deodoro. No dia 15 de agosto, a cantora alagoana Natalhinha Marinho fará o show “Um sentimento de segundo”. As apresentações começam sempre às 19h. Ingressos custam R$5 e R$ 10 na bilheteria do teatro.

FALE CONOSCO - A Agenda é um serviço gratuito de orientação ao leitor. Os interessados em divulgar eventos, shows e exposições podem enviar material através do endereço: tiagenda@hotmail.com

livro-CD da Coleção Folha Tributo a Tom Jobim que vai às bancas hoje reconhece o elo entre o músico e as mulheres. Compilado especialmente para a série, “Tom no Feminino” reúne registros de 14 cantoras para temas do carioca. A voz de Sylvia Telles abre o disco, com “Dindi”. Elza Soares (“Só Danço Samba”), Leila Pinheiro e Nana Caymmi vêm logo depois. “Eu Sei que Vou te Amar” aparece em versão pouco conhecida da atriz e cineasta carioca Norma Bengell, cantora bissexta. Dalva de Oliveira (“Teu Castigo”), Joyce Moreno, Doris Monteiro, Maysa (“Meditação”), Marina Lima, Dolores Duran e Alaíde Costa --essas duas

parceiras de composição de Tom-- e Clara Nunes, que canta “Sabiá”, fecham a escalação. Os 20 volumes sairão todos os domingos, até 18 de agosto, e incluem 18 álbuns originais do músico carioca, além de duas compilações de canções suas interpretadas por outras vozes. Cada disco é acompanhado por um livro de 48 páginas, impresso em papel colorido e com acabamento em capa dura. Textos de críticos e repórteres especializados em música --incluindo Antonio Carlos Miguel, Carlos Calado, Lauro Lisboa Garcia, Lucas Nobile, Mauro Ferreira e Tárik de Souza-- inserem cada álbum em seu contexto histórico e artístico.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013 DIVERSÃO&ARTE

3

JOÃO JANUÁRIO/GLOBO

FLÁVIO RICCO - colaboração: José Carlos Nery - www.twitter.com/flavioricco

Modelo de antiga administração é criticado na Record

Turma da música

TV TUDO

Também em relação às últimas semanas de “Dona Xepa”, ficou acertado um espaço para os artistas que fazem parte da sua trilha sonora. Apesar dos contratempos em função da agenda de shows, a Record vai procurar encaixar a maior parte deles nos capítulos finais da novela.

Planos

A

atual direção da Record busca um novo caminho para sua teledramaturgia, após a reestruturação colocada em prática nos estúdios Recnov, Rio de Janeiro, que provocou inúmeros cortes e até paralisações.

Logo depois de “Amor à Vida” e de uma sequência de trabalhos na Globo, Walcyr Carrasco pretende tirar um período maior de férias. E antes da sua próxima novela, daqui a 2 ou 3 anos, ele fará a supervisão-geral de uma outra.

Um caminho que indica para parcerias, inclusive Participação especial Bianca Castanho foi chamada pela nas novelas, e principalmente um controle mais Record para participar da reta final rigoroso sobre os gastos na produção. da novela “Dona Xepa”. Exageros, como os que existiram no passado, não O seu último trabalho aconteceu na devem mais se repetir. Só como exemplo, a cons- minissérie “Rei Davi”. tatação do que se gastou em dois episódios da miRecuperado nissérie “José do Egito” daria para pagar quase Thiaguinho, superados os seus problemas de saúde, procurou a toda a novela “Dona Xepa”, de 80 capítulos. Um Globo e confirmou participação absurdo. no especial “Criança Esperança”, Uma reavaliação de tudo está sendo feita, para inclusive na etapa de ensaios. se implantar uma linha de trabalho mais segura O programa será exibido dia 31 deste mês, direto do Citibank Hall, e coerente com os tempos atuais. Rio de Janeiro.

Bate-rebate

Possível data O novo jornal da TV Cultura, faixa do meio-dia, tem previsão de estreia para a primeira quinzena de setembro. Na verdade, existe até a possibilidade de entrar no ar um pouco antes. Tudo passa a depender da aprovação do seu orçamento.

Pode acabar Devido ao investimento nesse novo informativo, a Cultura estuda acabar com o “Guia do Dia”. Isso ainda está em discussão. Mas a ideia é levar toda a sua equipe para o novo jornal, evitando-se assim as indesejáveis demissões – que é uma bandeira da nova administração.

Chegando O ator Daniel Marques se acertou novamente com a Globo. Depois de “Lado a Lado”, agora ele entra em “Malhação”, como Toninho, funcionário de uma padaria. As suas primeiras cenas serão exibidas na próxima terça-feira, dia 13.

No ar em “Saramandaia”, no papel de Risoleta, Débora Bloch estará hoje no “Esquenta”, da Regina Casé, na Globo. É a primeira vez que a atriz participa do programa. Ao lado da Casé, ela vai relembrar os tempos de “TV Pirata”

Cinema 1

Cinema 2

De volta ao Brasil, o diretor Afonso Poyart trabalha na edição, o primeiro corte, do filme “Solace”, que marca a sua estreia em Hollywood. É a história de um detetive do FBI que procura a ajuda de um médico, perito no assunto, para solucionar uma série de assassinatos. No elenco Anthony Hopkins, Colin Farrell, Jeffrey Dean Morgan e Abbie Cornish, entre outros.

Dentro de 20 dias aproximadamente, Afonso Poyart deve viajar de novo aos Estados Unidos para apresentar o resultado deste seu trabalho aos produtores do filme e ao próprio Hopkins. Só depois disso é que ele voltará suas atenções para o projeto do filme sobre a trajetória do lutador de MMA, José Aldo, que será vivido por Malvino Salvador.

Barrado no baile De qualquer forma, Malvino Salvador só poderá se dedicar ao filme quando se encerrarem as gravações de “Amor à Vida”, entre dezembro e janeiro. Não existe outro jeito. Na Globo há uma ordem bem explícita para que os atores não se envolvam em outros trabalhos, enquanto estiverem gravando. Danielle Winits, por causa disso, se viu recentemente obrigada a desistir do “Até que a sorte nos separe – 2”.

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br Oferta de curta duração, anunciada repentinamente aos clientes do supermercado

© Revistas COQUETEL 2013

Panoramas; paisagens (?) marra: à força (bras. pop.)

Se, em inglês Enguia, em inglês

Produção em que James Bond é retratado (Cin.) Divisões de peças

Peça que resfria o motor do carro "(?) Valente", sucesso de Maria Rita

Comentário breve (fig.) Evo (?), presidente da Bolívia (2013)

São (?), o apóstolo incrédulo (Bíblia)

Doença Gângster ítaloamericano

(?) maior, constelação boreal

Letra que precede o apóstrofo

Osso da bochecha (Anat.)

Claridade romântica noturna (?) certo: ter bom resultado Girado

Variedade de vinho adocicado Vantajoso

"O Sole (?)", canção italiana

Moeda que sucedeu a lira na Itália

Em defesa de Capa de confrarias

Reno, São Francisco e Paraná

Roubar; despojar Vapor, em inglês Despacho emitido pelo juiz Cultua Antonio Gaudí, arquiteto catalão

Poeta da Grécia antiga Abrigo para carros Área frutífera de sítios

Instrumento utilizado pelo agricultor (?)-raios: atrai descargas elétricas

Mensagem de texto via celular O batom que brilha no escuro Porém; todavia Habilitadas; capazes

Pigmentos orgânicos responsáveis pelas cores vivas de muitos vegetais

Ponto, em inglês O íntimo (Psic.)

Lucro ilegal obtido sobre uma venda

Principal sintoma da fibromialgia (?) Corleone, o Poderoso Chefão (Cin.) O (?) de Veneza: Otelo (Lit.)

2/if. 3/dot — eel — opa — sms. 5/mouro — steam. 8/al capone — moscatel. 9/pincelada. C O R N E L Ç

Ã

P U R O M M O

Nas bancas e livrarias.

MA

de Dante em 100 eNigmas

R A D C I A A R D A O R C AR A A R D O O T E D N O R O

iNferNo

Solução F V I I N C E L A D S A E M OT M L E S T T O D D A LA R S C A T E L A L E U R M P E N S A DO I O S P R O O N O I P E S P O L I S M A N D A T A S A D A G I O E DO A R A G E M M A R M O U

Uma viagem fantástica pelo

9

A P A G P O

BANCO

· O “Programa do Jô” voltou a registrar bons índices de audiência na Globo, alcançando até 7pontos no horário. Dados da Grande São Paulo. · Marília Gabriela segue firme e forte com seus programas no SBT e GNT, além de apresentar palestras... · ... Gabi que também batalha recursos para uma produção no teatro. · Tatá Werneck, na mudança da MTV para a Globo, viu sua agenda de eventos disparar. · Essa turma que promete todo tipo de milagre no rádio e televisão consegue se superar a cada dia... · ... Além de tudo que já está aí, como cego que volta a enxergar, paralíticos que voltam a andar, agora, também, surgem os casos dos que conseguem se aposentar rapidamente pelo INSS após depósitos nas contas das igrejas. · Aí, é “milagre” mesmo. · Paloma (Paolla Oliveira) e Bruno (Malvino Salvador) deverão se reconciliar de vez agora, numa nova etapa de gravações no Peru. · Zezé di Camargo e Luciano já gravaram participação no “Caldeirão do Huck”, do próximo dia 17. · Bandeirantes está com chamadas no ar, destacando a transmissão da “Liga dos Campeões”, que será retomada no dia 21.

C’est fini A estreia de “Aprendiz – O Retorno”, com ex-participantes e que também marca a volta de Roberto Justus ao programa, está prevista para acontecer no dia 24 ou 26 de setembro, no lugar de “A Fazenda”. Já está certo também que o “Mais”, do próprio Justus, repercutirá as provas do “Aprendiz” e receberá os eliminados. Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau!

HORÓSCOPO ÁRIES - (21/3 a 19/4) – O ingresso do planeta Mercúrio em Leão ativa ainda mais a criatividade e a inteligência dos arianos. Questões muito importantes envolvendo crianças, filhos, amor, ensino e vocação. A Lua no signo de Virgem pede atenção a hábitos positivos que promovam saúde e bem-estar, ariano. TOURO – (20/4 a 20/5) – O movimento de Mercúrio reitera a importância de resoluções relacionadas à vida familiar e imóveis. Pontos de vista mais subjetivos e amplamente influenciados pelas emoções e sentimentos taurinos. Cuidado com a teimosia. A posição da Lua pede aprimoramento das atitudes emocionais. GÊMEOS – (21/5 a 21/6) – O apego não levará a lugar algum. Entre o supérfluo e o essencial, perceberá que o coração é a referência em termos do que é importante em sua vida. Seu planeta regente, Mercúrio, passará por três signos ao longo de agosto, o que indica vários interesses e a agilidade e flexibilidade que deve ter para lidar com diferentes situações. CÂNCER – (22/6 a 22/7) – Contatos e negociações que podem trazer benefícios financeiros aos cancerianos. A inteligência e a criatividade são qualidades enfatizadas e que fazem com que se sinta valorizado. Momento de perceber que o seu crescimento não está dissociado de mudanças nos relacionamentos, canceriano. LEÃO – (23/7 a 22/8) – Nova idéias, contatos e aprendizados neste momento interessante aos leoninos. Mobilidade e dinamismo. A posição lunar pede consciência em relação ao uso de seus talentos e recursos materiais. VIRGEM – (23/8 a 22/9) – Mercúrio, o seu regente, passa atuar no signo anterior. Indicativo de um período de reflexões. A Lua está em seu signo, indicando seletividade, aprimoramento e discernimento necessários, virginiano. Evite críticas e cobranças excessivas, que inibem a expressão dos sentimentos. Intuição. LIBRA – (23/9 a 22/10) – Esteja atento aos fatores inconscientes e psicológicos que motivam as suas atitudes. Evite se cobrar em

demasia, ou achar que deve ser perfeito. Importância das amizades e dos projetos com grupos. Cuide da saúde e do bem-estar, percebendo como ela é afetada pelo clima emocional a sua volta. ESCORPIÃO – (23/10 a 21/11) – Contatos profissionais promissores e importância de expressar com inteligência as suas habilidades. Poderá expandir os horizontes emocionais e culturais. O coração é a base de tudo que empreender. Evite imposição de seus pontos de vista. Respeite a verdade alheia. Mudança de mentalidade. SAGITÁRIO – (22/11 a 21/12) – Momento muito significativo em termos materiais, familiares e emocionais, sagitariano. Atenção com manipulação e coerção ou tentativa de doutrinar os outros, de acordo com a sua verdade. Boas negociações, mas se feitas de forma ética, justa e favorecendo todos os envolvidos. Inteligência. CAPRICÓRNIO – (22/12 a 19/1) – Atenção com o que está ocorrendo nos relacionamentos, na vida afetiva e financeira, capricorniano. Importantes negociações podem ocorrer. Aja com inteligência. Conscientize-se do que deve eliminar. Os próximos dias são caracterizados por uma intensa renovação. Deixar o supérfluo e se concentrar no essencial. AQUÁRIO – (20/1 a 18/2) – Mercúrio passa a atuar no signo oposto ao seu, ratificando a importância dos relacionamentos aquarianos. Muito a conversar. Ouça diferentes pontos de vista. Disponha-se a aprender com os outros. Momento em que se sente abençoado pela vida, mesmo diante de muitos desafios emocionais. Financeiramente, não brinque com a sua segurança economica, analise com rigor todos os investimentos e despesas. PEIXES – (19/2 a 20/3) -A entrada do planeta Mercúrio no signo de Leão favorece a inteligência aplicada no trabalho, pisciano. Contatos e idéias profissionais ficam evidenciados. Mas a fase é de ajustes e aprimoramento. Evite críticas que não sejam construtivas. Aperfeiçoe em si o que quer mudar nos outros. No amor, fase de instabilidade.

POR CAUSA DE BALEIAS

Sequência de ‘Procurando Nemo’ tem roteiro alterado

“B

lackfish”, o documentário sobre orcas vivendo em cativeiro que que gerou muita publicidade negativa para o SeaWorld, levou a Pixara reescrever parte do roteiro da sequência de “Procurando Nemo”. O filme “Procurando Dory” tem previsão de lançamento para 2015 e ainda está nos estágios iniciais de produção. A história original trazia um final envolvendo um parque aquático, de acordo com um funcionário da Pixar. Mas a repercussão negativa de “Blackfish”, dirigido por Gabriela Cowperthwaite, levou a Pixar a reestruturar essa parte do roteiro, fazendo com que os peixes e mamíferos levados para o centro marítimo tenham a opção de sair. Os estúdios Walt Disney, donos da Pixar, não comentaram o caso.

Os filmes da Pixar costumam mudar muito enquanto ainda estão em produção — essa é uma das facilidades das animações. Mas além de refletir o impacto de “Blackfish”, a mudança dá um raro vislumbre do processo criativo da empresa, que costuma se manter silenciosa sobre seus produtos até o lançamento. A história geral de “Procurando Dory”, por exemplo, ainda é um mistério. O documentário “Blackfish”, lançado nos EUA em julho deste ano, acompanha a história de uma orca, e suas três vítimas humanas fatais, para discutir as consequências de manter esses animais em cativeiro. Com o apoio de vídeos e testemunhos de duas pessoas que viram o primeiro ataque, em 1991, o filme acusa o SeaWorld de acobertar o caso e repassar informações falsas.


4

DIVERSÃO&ARTE

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013

“Pai uma pessoa especial! Pode fazer da sua história, a biografia mais bela já escrita, um enredo de vitórias, alegrias e conquistas” FOTOS BY CHICO BRANDÃO

N

O conhecido cirurgião plástico Luiz Alberto Lopes, em companhia da sua bem-amada Martinha, eles sem dúvida engrandecem o nosso mundo social da cidade

Andréa Cunha e Mirella Coelho, dois grandes valores no empresariado feminino em nossa sociedade, sempre merecerão a nossa admiração e os nossos aplausos

Enfocamos neste domingo especial os amigos Pedro e Lígia Coutinho, um casal super vip, que enaltece o meio empresarial e social da cidade, estarão reunindo os familiares para um requintado almoço de Dia dos Pais

N

H

A nossa homenagem aos pais amigos: João Lyra, Pedro Coutinho, Theo Vilela, Rui Palmeira Filho, Mário Marroquim, Manuel Marques, Wellington Veiga Pessoa, Gilvan Leite, José Alfredo Gaspar de Mendonça, Fernando Azevedo, José Brito, David Pereira, Biagio Faracco, Wander Lobo, José Maurício Cansanção, Breno Gama, Dedé Gama, Leopoldo Gama, Alexandre Moraes, Anthony Torres, Jonas Araújo, Thiago Maia. Dony Continho, Álvaro Vasconcelos, Mauro Vasconcelos, Ronaldo Vasco Filho, Wagner Barbosa, Luiz Brandão da Paz, Henrique Vieira, Jorge Cardoso, Chico Brandão, Márcio Coelho, Eraldo Tenório, César Toledo, Francisvaldo Diniz, Nando Quintella, Danillo

Dantas Evangelista, Adelmo Cabral, Carlos Mero, Ferreira Hora, Rafael Tenório, Emerson Gomes, Emerson Gomes Júnior, Nilo Zampiere, Fernando Vasconcelos, Luis de França, Robson Rodas, Carlos Oliveira, Wilson Barreto e Arione Cândido, Jonatas Santos, Robson Rodas, José Dória, Sandro Marroquim, Carlos Risco, Fernando Collor e Renan Calheiros. esses pais representando todos os pais do estado, um feliz dia dos Pais para todos vocês. Sempre merecerá os nossos aplausos. Parabéns, pai!

A

FOTO BY CHICO BRANDÃO

Four Bistrot

O

Arte em cores, formas e afetos

talento está no DNA. Valda Papini e seu neto Thor Papini assinam a exposição Arte em Cores, Formas e Afeto. O coquetel de lançamento acontece no próximo dia 21, às 19h, na Fundação Pierre Chalita, no bairro de Jaraguá. A exposição permanece no local de 21 a 31 de agosto. Vale a pena conferir!

amigo Jonas Araújo e o chef Tiago Maia preparam um cardápio especialíssimo para este domingo, quando será comemorado o Dia dos Pais. O Four Bistrot é uma das casas mais bacanas da cidade, com menu, serviço e carta de vinhos que atrai os nossos amigos e os turistas que visitam a cidade. Informações pelo telefone 4141-1004.

O

Esse seu olhar

O

N

ão é segredo para ninguém que é por meio do olhar que muitas vezes nos comunicamos e demonstramos os nossos sentimentos: alegria, entusiasmo, amor, gratidão, esperança... E não há nada mais verdadeiro do que a troca de olhares entre pais e filhos. Neste domingo, Dia dos Pais, a Flu Look é o lugar perfeito para presenteá-lo. Por lá, é possível garimpar os melhores óculos solares e de receituário. Entre as marcas queridinhas para agradar ao paizão, Ermenegildo Zegna, Prada, Persol, Flair e Gulcci.

A

sempre bela empresária Lucienne Moraes, leia-se Evviva Bertolini, também será uma anfitriã perfeita nesse domingo. Ela irá reunir seus filhos, genros e noras para um almoço em seu requintado ‘ap’ para homenagear o seu bem-amado, o empresário Alexandre Moraes. Aproveitamos a oportunidade para desejar feliz dia dos pais ao estimado amigo.

Spettus

ma das melhores casas da cidade, com carnes nobres, estará com um almoço super especial nesse domingo. Serviço perfeito, carta de vinhos que dispensa comentários, faça a sua reserva pelo telefone 3304-3100.

C

ertos acessórios dão personalidade ao look sem muito esforço. É o caso deste cinto Carmen Steffens, de lacinho dourado, um toque de romantismo e feminilidade que valoriza a produção. As novidades você confere na Carmen Steffens de Nazaré Peixoto, em Maceió.

Paisagista em destaque

B

urle Marx, responsável pelo paisagismo do parque aquático do Mar Hotel, está sendo homenageado em Recife (PE). Até o próximo dia 10, acontece na capital pernambucana a “Semana Burle Marx” com programação especial em torno da personalidade que inclui visitas às sete praças recifenses assinadas pelo arquiteto. Vale a pena conferir as atrações! As inscrições para participar das atividades são gratuitas. Mais informações: (81) 3355.8605.

Morgana Medeiros

N

o último dia 7, a amiga Morgana Medeiros Lins foi uma aniversariante super festejada. TopNews aproveita para parabenizar esta amiga. Parabéns!

Homenageado

nosso estimado amigo Adelmo Cabral, um advogado do primeiro escalão, reunirá filhos e noras em seu belo apartamento na orla de Ponta Verde para juntamente com a sua bem-amada comemorar o dia dos pais com um almoço. Sem dúvida será um dia de muita emoção. Feliz dia dos pais, amigo!

Mirella e Gabriella Cabús, duas gerações lindas, que sempre se destacam nos eventos top da cidade. Gabi explode de sucesso com seu estúdio Gabriela Cabús. Parabéns!

Sobrancelhas

Ritz Lagoa da Anta

O

restaurante Cana café do Ritz Lagoa da Anta, dos amigos Márcio e Mirella Coelho, também estará com as portas abertas para você comemorar este Dia dos pais e passar momentos inesquecíveis. Informações pelo telefone 93130066. Mais uma dica TopNews.

Lisiana Cansanção

N

elenilsontopnews@gmail.com

Lucienne Moares

Maria Antonieta

s estimados amigos Leopoldo, Dedé e Breno Gama estão organizando para este domingo um almoço super especial em comemoração ao dia dos pais. Com um cardápio requintado, uma carta de vinhos única na cidade, o Maria Antonieta é um nome consagrado na gastronomia alagoana. Uma excelente opção para você proporcionar momentos inesquecíveis ao som do belo piano de cauda. Informações e reservas pelo telefone 2122-1950.

Detalhes

www.tribunahoje. com/topnews

U

este domingo dos pais, a grande dama Lígia Coutinho, em companhia dos filhos, genros, e netos estarão reunidos para um almoço super requintado para homenagear os papais Pedro Coutinho, José Maurício Cansanção e Mário Marroquim. Eles serão homenageados com um requintado almoço no apartamento na orla de Ponta Verde. Lígia, juntamente com Carla e Flavinha Coutinho, estará comemorando este dia tão especial. Aproveitamos a oportunidade para desejar um feliz Dia dos Pais a todos vocês.

Feliz dia Dos Pais

este domingo dos Pais, queríamos ter várias páginas para homenagear todos os pais, que fazem parte de nossa sociedade. Sabemos que o Dia do Pais é todos os dias, mais tinha que se escolher um dia para prestar uma homenagem justa a esse cara que se pode dar até a vida para nos salvar. Este ser humano que fez tudo para ver seu filho feliz. Esse é o homem que nos criou, fez o possível e o impossível para que nós pudéssemos ser feliz. Com princípios, caráter, educação e saber o verdadeiro valor da palavra Pai. oje, queremos homenagear todos os pais de nossa cidade, enfocando alguns que fazem parte de nosso convívio e de nossa sociedade.

O

Lígia Coutinho

U

ma das maiores referências em sobrancelhas do país, a designer Maura Lima estará na cidade, no dia 21 de agosto, para inaugurar a primeira unidade da sua rede de franquia que já conta mais de 80 espaços espalhados pelo Brasil. Especialista em estética, simetria facial e design, Maura Lima criou um método único de modelar sobrancelhas que respeita o formato de cada rosto. Além disso, realça a beleza natural e proporciona uma expressão personalizada, mais feminina e marcante a cada mulher.

Todas as correspondências, como convites para esta coluna, e para Elenilson Gomes, deverão ser enviadas para Av. Sandoval Arroxelas, 840, Edf. Calliate Ap. 204 PV. CEP: 57035-230

K

Chanel

arl Lagerfeld trouxe para a Chanel os coturnos com um camuflado mais que especial, no tweed, material ícone da maison francesa. Desejo de todas as mulheres requintadas e de bom gosto.

o último dia 9, a nossa querida Lisiana Cansanção, uma verdadeira dama em nossa sociedade, recebeu muitas homenagens por mais uma virada de calendário. A comemoração aconteceu com familiares e amigos mais próximos na casa da aniversariante, no Condomínio Aldebaran. Aproveitamos para parabenizar Lisiana e desejar saúde mil, paz e felicidade sempre em sua vida. Parabéns!

O

Omorewa

projeto Teatro Deodoro é o Maior Barato, realizado pela Diretoria de Teatros do Estado de Alagoas, apresenta nesta quartafeira, 14 de agosto, o espetáculo “Agô, Yabas pedem passagem”, com o grupo Omorewa. O espetáculo tem início às 19h, com ingressos a R$ 5,00 e R$ 10,00, no palco do Teatro Deodoro.

Moacira e Andréa Cunha, leia-se Casa Moa, apresenta neste domingo um belíssimo modelo primavera/verão da conhecida Daslu. Mais uma dica da TopNews

g


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013

Economia

ECONOMIA

17

Exposição apresenta e vende obras de artesãos quilombolas do Muquém A exposição “Modelagens de Barro: Muquém”, no Museu Theo Brandão, apresenta obras artesanais feitas em barro por artistas desse povoado quilombola, localizado a cerca de 5 km do centro de União dos Palmares. O evento é uma realização do Ministério da Cultura, em parceria com o Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular (CNFCP) e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), com o apoio do Sebrae Alagoas. A exposição tem como objetivo fazer um resgate cultural e histórico das obras e da identidade cultural dos artistas de Muquém, que foi uma das regiões mais afetadas pelas chuvas que assolaram Alagoas e Pernambuco em 2010. Durante a exposição, algumas peças dos artesãos também estarão à venda.

Pacotes turísticos para servidores

Agências de viagens aderem Campanha Alagoas para Alagoanos e contempla destinos turísticos do Litoral ao Sertão

A

s agências de viagens Viver Turismo e Transrotas, que aderiram à Campanha Alagoas para Alagoanos, acabam de elaborar pacotes, com descontos, para servidores públicos e familiares que desejarem conhecer importantes destinos turísticos de Alagoas, nos meses de setembro a novembro, con-

siderados baixa estação. Inicialmente, constam do roteiro os municípios de Boca da Mata (Fazenda Águas de São Bento); Coruripe (praia de Poxim); Passo do Camaragibe (Hotel Fazenda Cambará); São Miguel dos Milagres (Pousada Recantos dos Milagres, povoado Porto da Rua) e Piranhas (Xingó).

De acordo com Deucila Amorim, coordenadora de Destinos e Eventos da Secretaria de Estado do Turismo (Setur), o primeiro passo já foi dado para deslanchar a campanha. Estão sendo feitos contatos com outras agências de viagens no sentido de ampliar a oferta de pacotes e gerar novas opções.

Para a secretária de Estado do Turismo, Danielle Novis, a Campanha Alagoas para Alagoanos chegou para ficar. “Com esses pacotes turísticos ofertados, os servidores públicos, juntamente com familiares, terão a oportunidade de visitar outros lugares do Estado e, com isso, vivenciar a história e a cultura do

seu povo”, afirmou. Iniciativa do Governo do Estado, a Campanha Alagoas para Alagoanos foi desenvolvida pela Secretaria de Estado do Turismo, em parceria com a Secretaria de Estado da Gestão Pública, com o objetivo de estimular o alagoano a conhecer importantes destinos turísticos de Alagoas, do Litoral

ao Sertão. A campanha está sendo tocada em parceria com a iniciativa privada, e cabe à Setur incentivar o servidor, conseguir adesões e articular descontos em hotéis, restaurantes e serviços turísticos. Mais informações sobre os pacotes turísticos ofertados podem ser obtidas pelo site www.alagoasparaalagoanos.al.gov.br

Rota do São Francisco oferece beleza, gastronomia e história

ADUTORA

PPP do Agreste amplia frentes de trabalho e agiliza obras As obras da nova adutora do Agreste, que começaram no início deste ano, avançam em quatro frentes de serviço - duas no trabalho de implantação e soldagem de tubos, no município de Girau do Ponciano, uma na execução das obras da captação, à margem do rio São Francisco, em Traipu e uma na construção do reservatório, que fica na Serra dos Manões, no mesmo município. Até setembro próximo, entrarão em ação mais quatro frentes de trabalho, totalizando oito, entre construção da nova adutora e recuperação do sistema de abastecimento de água existente, conforme informou o engenheiro Tácito Marques Castelo Branco, gestor do contrato da Parceria Público-Privada (PPP) do Agreste. Ao visitar as obras da nova adutora, na quarta-feira (7), o presidente da Companhia de Saneamento

de Alagoas (Casal), Álvaro Menezes, disse acreditar que elas sejam concluídas dentro do prazo contratual. “A pretensão da construtora de antecipar a conclusão dos serviços nos deixa mais satisfeitos, pois sabemos do quanto a população de Arapiraca e mais nove outros municípios integrantes do sistema coletivo do Agreste estão precisando de mais água”, salientou Menezes. Ele informou ainda que, até agora, foram implantados 6.700 metros de tubos. A nova adutora do Agreste, com extensão de 57 quilômetros, vai produzir 1.500 metros cúbicos de água por hora (m³/h), sendo 1.000m³/h para Arapiraca e 500m³/h para a Mineração Vale Verde, em Craíbas, devendo beneficiar aproximadamente 400 mil pessoas nos 10 municípios do sistema coletivo da região, além dos setores comercial e industrial. O investimento é de R$ 143 milhões.

MUNICÍPIOS

Presidente da Casal visita e inspeciona a construção Na visita ao Agreste, o presidente da Casal inspecionou as frentes de assentamento de tubos, em Girau do Ponciano, as obras de construção da captação e do reservatório do novo sistema adutor, em Traipu, além de visitar uma casa da Associação de Assentados do Assentamento Mumbaça, também em Traipu, que está sendo reformada para abrigar o escritório da obra no campo e, posteriormente, ser devolvida à entidade. Álvaro Menezes estava acompanhado do diretor da CAB Águas do Agreste, Antônio Dallalana, do gerente técnico-operacional desta empresa, Paulo Sérgio Clé, do representante da gerenciadora BBL Nordeste, Fabrício Henrique, do gerente da Unidade de Negócio

Agreste, da Casal, Ricardo Ítalo, além do gestor da PPP do Agreste, Tácito Marques. Na terça-feira (7), à tarde, Menezes se reuniu, em Arapiraca, com o vice-presidente de Gestão Operacional da Casal, Carlos Figueiredo, com o superintendente de Negócio do Interior, Antônio Fernando, e com gestores e técnicos da área operacional da Casal e da CAB para cobrar melhor desempenho das ações comerciais integrantes do contrato da PPP do Agreste. Na ocasião, a CAB apresentou um cronograma de trabalho se comprometendo a providenciar junto aos diversos setores da área comercial um plano de recuperação da arrecadação do Agreste, a ser implantado até setembro próximo.


18

ECONOMIA

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013

Alagoas é o 2º do País em compras às microempresas

No Nordeste é 1º em aquisição governamental de produtos e serviços

N

Pequena comerciante disposta a trabalhar e elevar suas vendas

os últimos anos, o Governo de Alagoas vem trabalhando firme a fim de proporcionar um ambiente propício para o desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas (MPEs) no Estado. As estratégias empregadas pelo Estado e seus parceiros, direcionadas para esse propósito, já resultam em números expressivos para a atividade, que vem se mostrando cada vez mais importante para a economia local. Prova disso é que nos últimos 10 anos o segmento foi responsável pela geração de 65 mil empregos em Alagoas, todos com carteira assinada.

Segundo pesquisa disponibilizada pelo Sebrae, ainda no ano de 2010, as MPEs responderam por mais da metade dos empregos formais gerados em estabelecimentos privados não agrícolas do país, e por parte expressiva da massa de salários paga aos trabalhadores destes estabelecimentos. De 2010 até agora, esse cenário manteve um ritmo de crescimento aparente no Estado, fomentado por ações como o Programa Compra Alagoas. MERCADO Implantado através do comitê temático de Acesso ao Mercado, do Fórum Estadual das Microempresas e

Empresas de Pequeno Porte (Fempe), a iniciativa viabiliza o acesso das MPEs às compras governamentais. Atualmente, movimenta valores entorno de R$ 100 milhões, o que representa mais de 12% dos investimentos públicos em produtos e serviços para o Governo. No ranking geral, Alagoas consta como o primeiro estado do Nordeste, e o segundo do Brasil a comprar de Micro e pequenas empresas. Com a meta de aumentar em 30% o volume de compras realizadas pelo Estado às MPEs, o Programa faz prevalecer as vantagens ocasionadas pela implanta-

ção da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa. Essa legislação, instituída em 2006 (Lei Complementar Federal 123/2006), regulamenta o disposto na Constituição Brasileira, que prevê o tratamento diferenciado e favorecido à MPE. “A aplicação da Lei Geral facilita o processo de formalização dos empreendedores, uma vez que ela diminuiu a carga tributária e prontifica o acesso ao crédito. Em Alagoas, dos 102 municípios existentes, 101 já estão regularizados com a lei geral”, revela o secretário de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico, Luiz Otavio Gomes.

ALAGOAS

Ambiente propício ao micro e pequeno empreendedor

Para Luiz Otavio Gomes, esse ambiente promissor que se desenha para as MPEs é um resultado esperado, e só tende a melhorar. “Enfrentamos momentos de descrença e o que temos hoje é a total garantia de formalização e capacitação, que favorecem a sobrevivência das MPEs no meio empresarial. Hoje, o micro e pequeno empresário tem o suporte que precisa e tudo isso pode ser verificado na mais superficial análise do setor. A sinergia entre as ações voltadas para o empresariado alagoano só reforça o nosso comprometimento”, enfatizou. DESBUROCRATIZAÇÃO Outra ação realizada dentro do Fempe, dessa vez no comitê temático de Desoneração e Desburocratização, e que contribui muito para o segmento, foi a im-

plantação da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim). A Rede foi criada para permitir que o cidadão abra ou regularize o seu negócio de forma simplificada e sem burocracia. Alagoas é o primeiro Estado da região Nordeste a ter a ferramenta em funcionamento, ela pode ser acessada no portal Facilita Alagoas. “O que a Redesim oferece, na prática, é que os órgãos responsáveis pelo registro e legalização de sua empresa atuem de forma integrada, permitindo a realização de todo o processo por meio de entrada única de dados na internet”, explica o presidente da Junta Comercial de Alagoas (Juceal), José Lages Junior.

Microempreendedor individual tem à disposição programas e convênios capazes de levá-lo ao desenvolvimento de seus negócios em Alagoas

ESTADO

72 municípios habilitados pelo Redesim O número de municípios com a Redesim habilitada em Alagoas subiu para 72, no último mês, quando Pão de Açúcar passou a integrar a lista das cidades onde o serviço está em pleno funcionamento. Já os municípios com a rede implantada somam 101, restando apenas Mata Grande para a conclusão da implantação total da Rede no Estado. EMPREENDER Criado em 2010 e tocado pela Federação das Associações Comerciais do Estado de Alagoas (Federalagoas), o Programa Empreender visa

desenvolver a competitividade dos micro e pequenos empresários e dos empreendedores individuais, tornando-os grupos fortes e segmentados. O projeto está presente em 23 municípios do Estado, dividido em 82 núcleos setoriais, envolvendo 1.360 micros e pequenas empresas. No último mês, um novo convênio no valor global de R$ 164,4 mil foi firmado entre a Federação e a Seplande, para o Programa. Esse investimento tem como objetivo melhorar a gestão empresarial e favorecer a implantação e manutenção de mais núcleos setoriais

ligados às atividades produtivas do Estado de Alagoas. Segundo a coordenação do Programa, essa intervenção é necessária, pois atualmente, 27% das MPEs fecham suas portas ainda antes do seu primeiro ano de constituição, e 58% encerram suas atividades até o quinto ano de operação. Quase sempre esse fracasso está associado a problemas primários de gestão, mas como relata o empresário do ramo de óticas, Renato dos Santos, beneficiado pelo Empreender desde a sua criação, o projeto tem mudado muito

desse quadro. “O meu negócio é um caso real de como a orientação do Empreender pode mudar a realidade das MPEs no Estado. Através do programa, pudemos levar muitas capacitações para os membros da nossa cooperativa, tanto as que são voltadas para o gerenciamento dos negócios quanto as que orientam os nossos funcionários. Eu considero fundamental esse novo convênio, muitos outros pequenos empresários terão a chance de crescer, alcançar o desenvolvimento no nosso Estado”, relata.

PEQUENAS

Estado aposta na qualificação e formalização das empresas Entre a coordenação de cadeias produtivas, assinaturas de convênios e promoção de capacitações em diversos municípios alagoanos, pode-se afirmar que Alagoas é amparado pelos esforços do Governo do Estado e seus parceiros, públicos e privados, no que concerne à busca de um cenário desejado para o pequeno negócio. “Através de projetos estruturados, programas de isenção de impostos, fornecimento de assistência técnica, capacitações e consultorias, Alagoas firma-se como um lugar melhor para viver e investir”, concluiu o secretário Luiz Otavio Gomes. Convênios para qualificação Na sexta-feira, o governador Teotonio Vilela Filho e o secretário de Estado do Trabalho, Emprego e Qualificação Pro-

fissional, Alberto Sextafeira, oficializaram, junto a sete entidades executoras dos cursos, o Plano Territorial de Qualificação (Planteq) 2013. Serão contemplados 19 municípios alagoanos com 13 cursos profissionalizantes, atendendo cerca de 400 pessoas. Após as assinaturas, o governador Teotonio Vilela disse que o principal foco de sua gestão é o emprego, capaz de mudar os destinos de muitas famílias. Ele assegurou que tem implementado ações no sentido de mostrar aos autônomos as vantagens da formalidade e que, em seus dois mandatos, elevou de oito mil para 80 mil o número de microempresas no Estado. “Além disso, após 30 anos de estagnação, atraímos a 78ª empresa de grande porte para Alagoas”, disse.

Teotonio Vilela cumprimenta candidatos na agência do Sine no Jaraguá


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013

PUBLICIDADE

19


20 ESPORTES

MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013

Esportes

TRIBUNAINDEPENDENTE

Alagoana Marta volta a pedir apoio ao futebol feminino após medalhas Um dia depois de o secretário nacional do Ministério do Esporte, Antônio Nascimento Filho, anunciar a realização do Campeonato Brasileiro de futebol feminino, a alagoana Marta lamentou a falta de apoio ao esporte no país. Para a camisa 10, as boas campanhas recentes em competições importantes não serviram para garantir apoio. “Estas três medalhas, até hoje, foram inúteis. Nossa realidade não mudou muito. Tivemos promessas. Prometeram que começariam um campeonato, que fariam isso, que fariam aquilo, mas na realidade nada foi feito e nós ainda estamos lutando. Queremos tentar e levar o nome do Brasil para o topo, mas não temos apoio”, lamentou Marta.

CRB pega o Baraúnas para chegar no G4

Vitória do Galo e tropeço de adversários podem deixar o time alagoano entre os primeiros colocados do Grupo A na Série C

P

ara embalar de vez na Série C, o CRB entra em campo neste domingo, ás 17, no estádio Nogueirão em Mossoró, para encarar o time do BaraúnasRN. Mesmo com o adversário na zona do rebaixamento, o Galo toma como lição a partida contra o Rio Branco. “Eles estavam em situação crítica e nos venceram. Isso serve de exemplo para nosso desempenho em campo”, justificou o goleiro Julio César. Na bagagem, o técnico Roberval Davino levou uma dúvida na escalação. Sem contar com o volante Johnnattan, suspenso, ele ainda não confirmou quem será seu substituto. Mas a aposta maior vai para Diego Aragão, mas tendo como sombra Marcos Antônio e Thiaguinho. Além de Johnnattan, desfalcam o CRB o atacante Afonso, machucado, e o volante Lucas Paulista, que aguarda uma certidão da

ASCOM CRB

CBF o liberando para os jogos. Mas a delegação regatiana também viajou com uma surpresa. Considerado barrado por conta de dores no púbis, o zagueiro Marcus Vinicius, que inclusive foi desfalque no último jogo contra o Sampaio Corrêa, surpreendeu e se recuperou a tempo de viajar. Mas mesmo assim ele deve ficar no banco, e a zaga permanecendo com Daniel Marques e Filipe. É provável que o Regatas entre em campo contra o Baraúnas com a seguinte formação: Júlio César; Paulo Sérgio, Daniel Marques (Marcus Vinicius), Filipe e João Vítor; Marcinho Guerreiro, Diego Aragão, Audálio e Aurélio (Danilo Sacramento); Denílson e Reinaldo Alagoano. OUTROS JOGOS Vila Nova-GO x Macaé CRAC-GO x Guarani Águia x Luverdense Cuiabá x Brasiliense Sampaio x Fortaleza ASCOM CSA

Aurélio espera se manter no itme titular do CRB para o duelo deste domingo contra o Baraúnas no interior do Rio Grande do Norte

BRASILEIRÃO

Fla-Flu cheio de estrelas e ‘emoções’

Técnico Lino espera que time entre em campo com muita vontade

O clássico Fla-Flu acontece pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, neste domingo, às 16h, no Estádio do Maracanã. O Fluminense poderia ter vencido o Vitória no Barradão, em Salvador, se tivesse conseguido aproveitar algumas das boas oportunidades que apareceram no decorrer do confronto. Porém, com a trave como vilã, o time teve que se contentar com o empate por 1 a 1. História e placar repetidos

em relação ao fim de semana, no empate com a Ponte Preta, em Campinas, onde os cariocas desperdiçaram várias chances de decidir o duelo. Para que a história não se repita, Vanderlei Luxemburgo e seus comandados já sabem a receita: tranquilidade no clássico diante do Flamengo. “Nós poderíamos ter vencido os dois jogos, mas acabamos não tendo tranquilidade em alguns momentos para ma-

tar a partida e em outros para segurarmos a situação. Contra o Vitória faltou sorte e não competência. Mas sabemos que é preciso tranquilidade, porém, no domingo temos condições de obter um bom resultado contra o Flamengo”, disse o atacante Rafael Sobis. O técnico do Flamengo, Mano Menezes, terá um importante desfalque para o clássico deste domingo. O volante Cáceres levou o terceiro cartão amarelo no

empate em 1 a 1 com a Portuguesa, na última quarta (07), e, por isso, terá que cumprir suspensão automática contra o rival. O comandante rubro-negro ainda não sabe quem substituirá o paraguaio. OUTROS JOGOS Coritiba x Vasco Cruzeiro x Santos Corinthians x Vitória Ponte Preta x Criciúma Bahia x Grêmio Portuguesa x São Paulo Inter x Atlético-PR UOL

SÉRIE D

CSA cumpre tabela diante do Botafogo da Paraíba Com três pontos no Grupo A4 da Série D, o CSA não tem mais chances de classificação, mas a meta do técnico Lino é encerrar a participação do clube na competição nacional fora do último O Azulão vai enfrentar o Botafogo-PB, neste domingo, às 16h, no Estádio Almeidão. A equipe saiu de Maceió definida, já que não deve ter modificações de última hora. Três mudanças aconteceram em relação ao último jogo, contra o Juazeirense. Com a aposentadoria do goleiro Flávio, o jovem Manoel vai ser titular pela primeira vez. Já por opção, Lino sacou Alves da lateral-direita e colocou Alisson –que atuou pela esquerda na partida passadacomo ala, já que o esquema

SANTOS

Pelé descarta Neymar como ‘o 2º maior’ Pelé levantou uma polêmica sobre Neymar. O ex-camisa 10 da seleção brasileira e do Santos fez questão de dizer que não considera Neymar o segundo melhor atleta da história do alvinegro praiano, como o novo atacante do Barça é considerado por muitos torcedores e ex-jogadores santistas. Para ele o posto de 2º é de Coutinho.

ficou mantido no 3-5-2. Assim, Paulinho, que não atuou contra o Juazeirense porque precisou resolver assuntos particulares, reassume a ala esquerda. Por fim, o atacante Wilson foi sacado e em seu lugar entrou o meia Cassiano. Ao lado de Rony no ataque, o meia Alex Henrique passou a ficar mais adiantado e fazendo um papel de segundo atacante. O CSA deve formar com: Manoel; Cleberson, Sinval e Wagner Silva; Alisson, Robson, Cassiano, Patrick e Paulinho; Alex Henrique e Rony. OUTROS JOGOS Juventude x Villa Nova Juazeirense x Sergipe Ypiranga x Tiradentes Guarany-CE x Potiguar Goianésia x Mixto Náutico-RR x Plácido

Fred e Marcelom Moreno são as principais esperanças de gols de Fluminense e Flamengo no clássico deste domingo no Maracanã

82 ANOS

CHEGA SEGUNDA

Aniversariante da última sextafeira, Mario Jorge Lobo Zagallo elegeu a final da Copa do Mundo de 1958 como o momento mais marcante de sua longa trajetória na seleção brasileira. Aos 82 anos, Zagallo, então ponta-esquerda, marcou um dos gols da vitória do Brasil sobre a Suécia por 5 a 2, na casa do adversário, e ainda deu assistência para um dos tentos de Pelé.

O Vasco confirmou a contratação do zagueiro Cris. O time acertou os últimos detalhes do acordo. O jogador fez exames médicos e sacramentou o compromisso, que deve ir até o fim de 2013. O zagueiro será apresentado na tarde de segunda-feira, em São Januário. O atleta de 36 anos vem do Grêmio.

Zagallo elege gol na final de 58 mais marcante

Vasco acerta com zagueiro Cris


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013 VEÍCULOS 21

Veículos

Chinesa Lifan vai lançar sedã compacto 530 no Brasil Depois do jipe X60, a Lifan anuncia mais novidades. A empresa revelou, semana passada, na China, que vai vender no Brasil também o sedã compacto 530 (foto). O carro chega no início do ano que vem, em versão única com motor 1.5 a gasolina e câmbio manual. O carro vem com ar-condicionado, trio-elétrico (vidros, travas e ajuste dos espelhos retrovisores), airbag duplo, direção eletro-assistida, freios a disco nas quatro rodas com ABS.

Nova S10 chega a 100 mil unidades

Sucesso comprovado. Picape Chevrolet é líder dentre os modelos do segmento no Brasil há 17 anos consecutivos

A

General Motors do Brasil produziu a unidade de número 100 mil da nova picape média Chevrolet S10, na fábrica de São José dos Campos (SP), na mesma linha de montagem onde também é feito o Trailblazer.A nova geração da S10 começou a ser produzida em janeiro de 2012, tendo sido lançada em fevereiro daquele ano. A S10 lidera o segmento de picapes médias há 17 anos consecutivos – desde 1995, quando foi lançada no mercado brasileiro – e lidera o ranking com folga também em 2013. A produção de picape média e utilitário esportivo na unidade de São José dos Campos registrou recorde

no ano passado, com 62.033 unidades, destinadas aos mercados interno (Brasil) e externo (Argentina, Uruguai e Paraguai). Aquele resultado superou o recorde anterior, estabelecido em 1997, de 57.275 unidades dos modelos anteriores da própria S10 e do utilitário esportivo Blazer, que deixaram de ser produzidos no final de 2011. “A picape S10, de fato, é um case de amplo sucesso no mercado brasileiro. Com a chegada do atual modelo, em 2012, houve uma expressiva evolução tecnológica, de parachoque a parachoque, incluindo novo design e novos motores, além de outras inovações, oferecendo inúmeros benefícios para

os clientes cativos da S10 e atraindo novos consumidores. Além de se manter na liderança, o novo modelo também permitiu um crescimento nas vendas e domínio ainda maior no segmento”, destaca Marcos Munhoz, vice-presidente da General Motors do Brasil. No Brasil a GM fabrica e comercializa veículos com a marca Chevrolet há 88 anos. Em 2012 a Chevrolet vendeu no país 642.649 veículos. A companhia possui três Complexos Industriais que produzem veículos em São Caetano do Sul e em São José dos Campos, ambos em São Paulo, além de uma na cidade de Gravataí no Rio Grande do Sul.

Produção de picape e utilitário na unidade de São José dos Campos registrou recorde no ano passado

RECEITAS

Fiat fecha segundo trimestre com alta de 9% em lucro operacional A Fiat SpA fechou o segundo trimestre de 2013 com um crescimento de 9% do seu lucro operacional, para 1 bilhão de euros, e uma redução do sua dívida industrial para 6,7 bilhões de euros. As receitas cresceram 4%

no período, para 22 bilhões de euros, impulsionadas por uma maior demanda. O lucro líquido do grupo quase dobrou de nível em relação ao ano anterior, para 435 milhões de euros. Observa-se ainda que a liquidez do Gru-

po Fiat mantém-se fortalecida com 21 bilhões de euros. As vendas de automóveis cresceram 5% no comparativo anual para 1,2 milhões de unidades, com crescimento de dois dígitos para as regiões LATAM (América Lati-

na) e APAC (Ásia-Pacifico), acima de 4% para a região do NAFTA (EUA, Canadá e México) e abaixo de 5% para a região EMEA (Europa, Oriente Médio e África). As receitas do Grupo totalizaram 22,3 bilhões de

euros, o que representou um aumento de 4% em relação ao mesmo período do ano anterior (+6% dessazonalizado) em razão do crescimento das regiões do NAFTA, APAC e LATAM, e com uma redução de 3% na região do EMEA.

As marcas de luxo e esportivos tiveram um crescimento de 14% no período. Resultados da empresa mostram que o planejamento correto e bem aplicado resultaram numa administração positiva.


22

VEÍCULOS MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE

Focus ST Mountune vai de 0 a 100 km/h em menos de 6 segundos. No Fiesta ST “Mountune”, vai de 0 a 100 km/h fica em 6,7 segundos. Força de aceleração dos dois modelos aumenta em quarta marcha

Esportivos ST Focus e New Fiesta O objetivo principal é aumentar a potência e o desempenho dos dois modelos de grande sucesso na Europa

A

Ford introduz a opção Mountune para os esportivos da Série ST do Focus e New Fiesta para aumentar a potência e o desempenho dos dois modelos de grande sucesso na Europa. Disponível a partir de setembro, o “pacote” Mountune, empresa especialista na preparação de motores, eleva para 275 cv e 210 cv respectivamente as potências do Focus e do Fiesta.

Este rendimento, para aproveitamento nas autoestradas européias, traz para estes carros de rua potência igual ou superior a modelos esportivos bem mais caros. O Focus ST com kit Mountune acelera de 0 a 100 km/h em menos de 6 segundos. No Fiesta ST “Mountune”, a aceleração de 0 a 100 km/h fica em 6,7 segundos. A opção Mountune também aumenta a força de acele-

ração dos dois modelos em quarta marcha. Com o torque final aumentado para 400 Nm, o Focus ST acelera de 50 a 100 km/h em 4,9 segundos. O torque máximo do Fiesta ST sobe a 320 Nm e acelera o carro de 50 a 100 km/h em 5,7 segundos. O Focus ST “Mountune” inclui duto de admissão em alumínio fundido, filtro de ar de alto fluxo, intercooler de alumínio maior e calibra-

ção especial. A versão Fiesta ST traz uma caixa de ar remodelada, com duto de admissão secundário, filtro de ar de alto fluxo e calibração especial. A instalação pode ser feita em menos de 60 minutos no Fiesta ST, e em menos de 90 minutos no Focus ST nos distribuidores Ford licenciados na Europa. Por ser um equipamento homologado de fábrica, ele preserva a

garantia dos veículos. “Os modelos Ford ST de série já entregam um desempenho sensacional. Com o kit Mountune, esprememos até a última gota de diversão o que os modelos podem oferecer e servimos aos fãs que, como nós, são apaixonados por performance”, diz Tyrone Johnson, gerente de engenharia do Time Ford RS. São carros com motores

preparados e prontos para enfrentar auto-estradas européias. Modelos trazem potência igual ou superior aos esportivos que possuem valores financeiros maiores. É uma oportunidade para quem pretende adquirir um carro potente com custo baixo no mercado. A opção Mountune, apresentada pela Ford, é a novidade da marca para o consumidor da Europa.

NONA VEZ SEGUIDA

Unimog é escolhido como melhor Off-Road de 2013

Pela nona vez seguida, os leitores da revista especializada “Off Road” elegeram o Mercedes-Benz Unimog como o melhor do ano na categoria “Veículos Especiais”. A eleição do “Veículo Off-road do Ano de 2013” abrangeu treze categorias, com envolvimento de 53 fabricantes. Mais de 74.000 votos foram apresentados para os 125 modelos concorrentes. O Unimog ficou em primeiro lugar com 31% dos votos.

Depois de um período de dez anos de produção, as diversas séries do Unimog foram apresentadas

em 2013 com o exterior e o interior totalmente remodelados. Os transportadores de implementos (modelos U 216 a U 423 e, também, o U 530), bem como os extreme off-roaders U 4023 e U 5023, equipados agora com motores Euro 6 que apresentam potência de até 220 kW (299 hp) no U 530 e de 170 kW (231 hp) no U 5023. O primeiro dígito da designação do modelo indica o tamanho (por exemplo: 4 corresponde ao antigo Unimog U 400).

FIBRA DE CARBONO

Montadora lança bicicleta com preço de R$ 22.000 Mais uma montadora se aventura no universo das bicicletas. Agora foi a vez da Lexus, divisão de luxo da Toyota, lançar a sua “magrela”. Na elaboração do projeto a marca manteve sua a tradição de cobrar um preço extravagante (no caso R$ 22.000) e utilizar tecnologias e materiais topo de linha, fazendo com que a bike seja uma espécie de “bibelô” da empresa. Neste caso, a bike expõe como em uma vitrine o quadro composto por fibra de

carbono e plástico, o mesmo material que é no esportivo Lexus LFA, o carro mais caro da marca japonesa. Além disso, os trocadores de marchas são superleves e os discos de freio ultra eficientes, segundo a companhia. A bike da Lexus pesa apenas 6,8 kg. A produção ficará restrita a cem unidades, sendo que, ao menos inicialmente, apenas duas irão para os Estados Unidos, uma para o Canadá e nenhuma para o restante das Américas.

Leitores da revista especializada “Off Road” elegeram o Mercedes-Benz Unimog como o melhor da categoria “Veículos Especiais”

CARROS DE POLÍCIA

Ford introduz novo sistema de segurança nos EUA A Ford aumentou a tecnologia disponível em seus veículos para o segmento policial. Os modelos da série Ford Police Interceptor incorporam agora um “modo de vigilância”, sistema patenteado que combina equipamentos de assistência como câmera traseira, sistema de alerta de tráfego cruzado e sensor de ré, especialmente desenvolvido para uso em situações policiais. Segundo pesquisa com os

usuários de viaturas, uma das maiores preocupações é a necessidade de alertar os policiais da aproximação de potenciais ameaças pela traseira do veículo. Isto porque o agente policial normalmente tem de desempenhar várias tarefas dentro do carro, como escrever relatórios, monitorar o computador de bordo ou radar. O “modo de vigilância” é um olho extra para a sua proteção, especialmente à

noite e com visibilidade baixa. Quando ele está no veículo estacionado e ativa o sistema, a câmera traseira e os sensores de pontos cegos e obstáculos monitoram continuamente a área traseira. Se alguém se aproxima, o sistema fecha os vidros, trava as portas e dispara um alarme na cabine. Equipamento faz parte do Ford Police Interceptor e coloca a proteção e segurança como prioridades.

PRIMEIRO

PROTÓTIPO

EM 2013

A Volkswagen é líder de vendas no mercado europeu (foto), com 1.011.682 carros vendidos e uma participação de 11,3% nas vendas, o que lhe da uma boa distância da segunda colocada Ford, que neste primeiro semestre vendeu 644.550 e tem uma participação no mercado de 7,2%. A Renault que em 2012 era segunda colocada caiu para a terceira colocação com 637.815 unidades e uma participação no mercado de 7,1%.

O novo Mercedes-Benz tem um nome diferente dos carros tradicionais: é o Vision Golf Cart (foto). Não é só o nome, o carro também tem uma utilidade muito diferente dos luxuosos sedãs e esportivos da marca. Trata-se de um “carrinho de golfe do futuro”, feito após uma competição internacional, onde milhares de pessoas enviaram suas ideias para a criação do protótipo, que foram usadas nos estudos feitos pela equipe de design da empresa alemã.

O mercado chinês teve um forte crescimento no primeiro semestre de 2013, por isso a expectativa é que o país supere o patamar das 20 milhões de unidades este ano. No ano passado foram vendidas na China 19.306.435 unidades. Um grande fator para essa mudança foram as vendas elevadas dos carros de passeio, com 8,66 milhões de unidades no primeiro semestre, 13,8% a mais do que no mesmo período de 2012.

Volksgen é líder de vendas na Europa

Um Mercedes-Benz só para jogar golfe

China deve passar de 20 milhões de carros

ESTRATÉGIA

Chevrolet aposta no crescimento Campanha lançada no último mês coloca subsidiária brasileira da Chevrolet em alinhamento com outros 140 países. Com renovação de 80% do portfólio, marca pisa fundo para o ‘Top 10’ Depois de treze anos da era ‘Conte Comigo’, chegou a vez da Chevrolet entrar na geração ‘Find New Roads’. Por trás do quarto grande ciclo de identidade da marca no Brasil — os outros foram ‘Tome uma atitude Chevrolet’, no anos 70, e ‘Andando na Frente’, na década de 90 — está uma estratégia global:colocar a gravata dourada, o símbolo do grupo, no seleto hall das dez maiores marcas do globo terrestre. E isso num período relativamente curto: dez anos. Ousado para quem sequer figurou nos rankings recentes das TOP 100 do mundo — tanto os levantamentos da Forbes quanto da MillwardBrown não colocam a marca entre as principais hoje —, porém a centenária do setor automotivo acredita ser este um desafio possível. E o Brasil é um dos principais mercados da GM.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013 GERAL 23

Mídia social desbanca e incomoda a tradicional

DIVULGAÇÃO

Pablo Capilé que com Bruno Torturra. são as principais referências da chamada “Mídia Ninja” ao lado da presidenta Dilma Rousseff

Grandes empresas se tornaram alvo fácil da comunicação alternativa

N

a quarta-feira teve início a Cúpula Latino-americana de Jornalista em Santiago do Chile, que reuniu especialistas para discutir o futuro da profissão. Segundo dados do relatório anual da ONG Americana Freedom House apenas uma em cada seis pessoas vivem em um país com imprensa livre. O Brasil aparece no grupo de nações com mídia parcialmente livre e em 91ª po-

sição no ranking, ao lado do Mali. Com a maior parte dos veículos concentrados na mão de poucas empresas, a internet se consolidou como um poderoso canal para crescentes espaços de contrainformação. No calor dos protestos, o jornalismo alternativo ou mesmo ativista vem ganhado público no Brasil e questionando os métodos da mídia tradicional. segundo o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu,

acusado de liderar o esquema do mensalão sendo um dos condenados pelo STF, “Um embate entre a mídia tradicional brasileira e as grandes multinacionais que dominam as comunicações no mundo virtual está se desenhando. O oligopólio formado pelos quatro principais grupos nacionais, sempre refratários à regulamentação dos meios de comunicação em nosso país, tem defendido, de forma contraditória, que haja

maior controle sobre o funcionamento das mídias sociais -- que crescem de forma avassaladora” Em um fenômeno parecido ao que antecedeu a regulação da TV a cabo, defendida, por exemplo, pela Rede Globo, apenas para evitar a concorrência na área da produção de conteúdo, os barões da mídia nacional se vêem ameaçados pela penetração da concorrência externa, representada por empresas estrangeiras

como Google, Youtube e Facebook, prossegue Dirceu. Alcance do grupo alternativo de comunicação explodiu com os protestos de junho. Entusiastas aplaudem proximidade dos ativistas com acontecimentos, mas analistas ponderam necessidade de contextualizar informação. A cada duas horas, em média, o grupo Mídia Ninja posta uma nova foto, link ou relato em sua conta no Facebook. Continuamente, o site PósTV

(www.postv.org) transmite vídeos ao vivo e sem cortes de debates e protestos. Atualmente concentradas em atos contra os governadores do Rio, Sérgio Cabral, e de São Paulo, Geraldo Alckmin, as publicações parecem atestar a onipresença do grupo que, por sua cobertura ao vivo, foi chamado de “mídia social das manifestações no Brasil blog América Latina, do diário francês Le Monde

MÍDIA NINJA

Cobertura em tempo real desperta imprensa mundial A repercussão da Mídia Ninja (acrônimo de Narrativas Independentes, Jornalismo e Ação) registrou seu ápice durante as manifestações de junho no Brasil, quando centenas de milhares de cidadãos foram às ruas para protestar contra a corrupção, os gastos excessivos do governo com a Copa do Mundo de 2014, a falta de infraestrutura e de investimentos na área da saúde e educação, entre outros motivos. “[O grupo] entrou em evidência porque as pessoas estavam esperando uma cobertura mais próxima sobre o que estava acontecendo nas ruas”, explica o jornalista Bruno Torturra, líder dos ninjas e ex-diretor de redação da

revista Trip, onde trabalhou por 11 anos. “Acho que a mídia [tradicional] não soube ler rápido o que estava acontecendo nas redes e nas ruas, e estávamos sempre presentes nos protestos, transmitindo tudo ao vivo, fotografando e dando o ponto de vista dos manifestantes. Acho que tinha uma demanda muito grande de uma cobertura independente, e a gente estava lá.” ”O Ninja estava presente onde a grande mídia não esteve”, constata também o jornalista e sociólogo Venício A. de Lima, professor titular aposentado de Ciência Política e Comunicação da Universidade de Brasília (UnB)

OUTRA REALIDADES

Uma das manifestações, realizadas no Rio de Janeiro com cobertura do Midia Ninja e divulgada através das resdes sociais

BLOG ALTERNATIVO

Para Lula esquerda deve ter O Cafezinho que incomodou Globo e Barbosa seus meios de comunicação DIVULGAÇÃO

Jornalista Miguel Rosário, responsável pelo Blog O Cafezinho

O desgaste da imagem pública do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, acentua-se, sensivelmente, desde que se recusou a prestar maiores esclarecimentos sobre a compra de um apartamento avaliado em cerca de R$ 1 milhão, em Miami, Estado norte-americano da Flórida, com recursos de uma empresa offshore da qual é sócio majoritário, conforme denúncia publicada no site do jornalista Miguel do Rosário, do blog O Cafezinho. Barbosa chamou de ‘mídia subterrânea’ os blogs que são anônimos, e aguarda o momento de identificar a todos, inclusive os que financiam tais blogs, e que vai ‘desmascarar esses bandidos”. Os jornais se esmeram na seletividade da notícia, encobrindo e escondendo aquelas que são negativas para a mídia empresarial e seus políticos “do coração”, os jornalistas que mantêm o saudável

Internet também deve ter seus princípios

FACEPOPULAR

ACADEMIA

Argentinos criam contraposto às redes sociais Informação é mais O “Facepopular” foi lançado esta oxigenada, diz mestre

A aprovação do Marco Civil da Internet é um passo inadiável, que estabelecerá os princípios para o uso da internet no Brasil e poderá garantir o respeito ao sigilo das comunicações, a preservação da privacidade, a liberdade de expressão e a neutralidade na rede.Mas o futuro das comunicações no Brasil dependerá também de um marco regulatório para os meios tradicionais e da dissolução da absurda concentração que domina a radiodifusão atualmente.

semana na Argentina como recurso “às restrições e arbitrariedades das redes sociais mais conhecidas”, após a denúncia do ex-consultor de Inteligência americano Edward Snowden sobre um “grampo” global praticado pelo governo dos Estados Unidos.Apesar da associação imediata ao “Facebook”, o nome “Facepopular” surge da sigla “Frente Alternativa Contra o Establishment”. O “Facepopular”, que está disponível desde o dia 9 de julho.

O papel de grupos alternativos de comunicação como a Mídia Ninja também podem servir para “oxigenar” a produção de informação do tradicional jornalismo no Brasil, segundo afirma Sylvia Debossan Moretzsohn, professora-mestre da Universidade Federal Fluminense no Rio de Janeiro.“Eu acho que [a Mídia Ninja] vem preencher uma lacuna, sobretudo porque recupera essa reportagem de rua, essa ênfase no que está acontecendo neste momento e ao vivo”, exemplifica.

“Precisamos de uma nova mídia. Não podemos ficar reclamando da imprensa. Ela é assim no Brasil, na Venezuela, Colômbia, Argentina, Uruguai, El Salvador… Não podemos ficar apenas reclamando que os adversários usam a mídia contra nós”. A declaração foi proferida pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante o ato de abertura do 19º Foro de São Paulo, que ocorreu na capital paulista de 31/07 a 4/8, mas apesar de sua importância, não ganhou repercussão nem na imprensa comercial, nem na alternativa. A democratização da comunicação tornou-se pauta essencial dos movimentos sociais brasileiros e tem sido discutida amplamente

MARCO CIVIL

em fóruns internacionais há anos. O Foro de São Paulo, ainda que de maneira elementar, levantou a problemática na América Latina e pontuou algumas experiências bem sucedidas em alguns países como Argentina e Nicarágua, mas não tirou nenhuma ação concreta conjunta de seus participantes, deixando a questão apenas na oratória. Diante da nova realidade que se desenha com a crise de representação dos partidos de esquerda e movimentos sociais tradicionais no Brasil e no mundo, o ex-presidente avaliou ser necessário que “paremos de reclamar e passemos a fazer o que está ao nosso alcance para que tenhamos nossa própria mídia, nossa própria informação”.

hábito de publicar o que chega ao seu conhecimento com elementos que sustentem sua veracidade acabam virando notícia na internet. E, nestes dias, ninguém mais personifica isso que Miguel do Rosário, coador (de pano) das noticias em seu blog O Cafezinho, responsável pela revelação do escândalo de sonegação de R$ R$ 615 milhões, em impostos pela Rede Globo.Acostumada a ignorar a pequena mídia, as empresas dos Marinho foi obrigada a confirmar a informação e disse que pagou multa de mais de R$ 270 milhões à Receita Federal em 2006, mas negou que tenha cometido sonegação no caso, que levou à convocação um protesto na porta da sede da emissora, no Rio de Janeiro, para a próxima quarta-feira. Assim como os manifestantes, que reuniram perto de 2 mil confirmações no Facebook, Miguel do Rosário desafia a emissora a mostrar o DARF (recibo) do pagamento.


24

TRIBUNAINDEPENDENTE

GERAL MACEIÓ - DOMINGO, 11 DE AGOSTO DE 2013 VEÍCULOS

Agreste o no a, ã t s e irac NTE p E a r L A A da RA V mento em o O g L a L F so ndi o OE e I ral” m e R r r u t a p É l h G u m c c e RO um o no oint O I d p s i “ a B a z a i Á l m F o de rzin”. Loca destinado d n a pre Ba com á a t n s e e m já o “Filo ba, o local a Peruc

LOURDES RIZZATTO Jornalista e Fotógrafa lourdes.rizzatto@hotmail.com RIM O M OA aN N A I a C n E LU otequim M I em R g B “ O a n o M e d om IA A mando a h C Í m m R o e c T o o c PA o ibut ntou r m o T e c o das m e d n u u a s r q i s t b , r a pa se rim o o a s. c , i ê m ” s A a m ú x a e ba elen úmeros m 03 dest os H g i ã m a m a n i a ir od de i dos m o. a i o t i ã ç l o ç n ú p a e r o oa co pres piraca n o m n o c a a m en de Ar os, conte zem Hel 10! a id tra Quer dos que quipe Not to ae t s e e de ara p e t r So

ão s , A LIST ogada, E G VAN . Ela adv E O io” D o d s R a o l A i V t es RIC ega a r E g os! l B e “ S ê m E a c d ARÃ ntador e ban rei conhe M a I d U do A G sal enca baterista A N . A I m ssa co JUL lo de ca i a s p ú e p em ond r o exem ombeiro p tia a b p e l m i ee ms a t s i u conq

SON K C JA E os”, i E n T ê I E os G novo NL e O m S ê “G AD J s ” em no o S h o s O i I m F R cia s co nos ITÁ n o a C ê I d i e g L t c e e B “A as s h U a e n e r P d t o d n c OS is ais áe fase a t m s a m e v , m ana ” o t E o i h n l c T s I o i a e p F E L oram aginada oano, a “ ital metro m e ! p ep ag e a l r com R c a p . a o o m i d s se reç tár ende do publici nceituada so hoje e s o a merc as mais c dos, suce ri ci agên este. Que r do ag

PEDRO GABRIEL COMPLETOU CINCO ANOS em grande estilo. A linda festa fez o aniversariante, crianças e adultos se divertirem no “Game” do Maceió Shopping. Adorei o níver, e para aproveitar a data festiva deste domingo, FELIZ DIA DOS PAIS ao empresário Dudu Melo!

AS R O SH A N que , r N a A m R O AI ar de afir m lado N E es BR eu p A A m T . u S a s I t s rto é s L i a e x A c i a N m o b é R , O JO ataca de k ele tamb s à parte “coruja”, ia c o s, vaga ia” é o ro ontrovérs o é do tip os Pais, rit sd .C pra ! sua “ al “brega” e Cícero B , Feliz Dia i corujão papa origin pai é pai lar. Então a o que p le o que r ro

Edição número 1818 - 11 de agosto de 2013  

edicaodigitaltribunahojetribunaindependente

Advertisement