Issuu on Google+

EXEMPLAR DO ASSINANTE

DOMINGO MACEIÓ - ALAGOAS 26 DE JANEIRO DE 2014 N0 1956 R$

INDEPENDENTE

3,00

tribunahoje.com

Alagoas vai ganhar refinaria de Petróleo ALAGOAS VAI GANHAR UMA REFINARIA DE PETRÓLEO PARA PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE COMBUSTÍVEIS NO POLO DE MARECHAL DEODORO. EXECUTIVOS DA REF BRASIL CONFIRMARAM NA ÚLTIMA SEXTA-FEIRA A INSTALAÇÃO DO EMPREENDIMENTO AO SECRETÁRIO LUIZ OTAVIO GOMES. A REFINARIA VAI GERAR 250 EMPREGOS E TERÁ INVESTIMENTOS DE R$ 120 MILHÕES. A EMPRESA QUER INICIAR AS OBRAS JÁ NO SEGUNDO SEMESTRE DESTE ANO. PÁGINA 13 OLÍVIA DE CÁSSIA

POLUÍDO E COM BAIXA VAZÃO, RIO MUNDAÚ PEDE SOCORRO

O Rio Mundaú, o mesmo que varreu cerca de 15 cidades na enchente de 2010 em Alagoas, nem parece o mesmo daquela época. Hoje, em todo seu trajeto apresenta baixa vazão, alto índice de poluição e suas margens sofrem com o desmatamento. PÁGINA 9

VEJA E CONHEÇA

ESPECIALISTAS MOSTRAM OS 10 MANDAMENTOS DA FELICIDADE

JULIA VAI INTERPRETAR PERSONAGEM QUE FOI DE SUA MÃE LILIAN LEMMERTZ

Todos buscam por ela; alguns dizem que a encontraram mas outros afirmam que não existe ou é inalcançável. As definições de felicidade são muitas e dificilmente se chega a um entendimento. Mas os especialistas têm dicas sobre como viver e se sentir bem consigo mesmo e com o próximo.

NA NOVELA “A FAMÍLIA”, DE MANOEL CARLOS, A ATRIZ JULIA LEMMERTZ VAI INTERPRETAR HELENA, PERSONAGEM QUE JÁ FOI VIVIDA POR SUA MÃE LILIAN LEMMERTZ. “É DIFÍCIL DIZER O QUANTO ISSO É PROFUNDO’.

PÁGINAS 10 e 11

TRANSPORTE PÚBLICO

PREFEITURA REALIZA AUDIÊNCIA PÚBLICA NA QUINTA-FEIRA PARA DEBATER LICITAÇÃO DOS ÔNIBUS

Suplemento

PÁGINA 5

MINIRREFORMA ELEITORAL

MARIA ALCINA CELEBRA 40 ANOS DE CARREIRA COM UM NOVO DISCO

ELEIÇÕES 2014

OFENSA A CANDIDATOS NA INTERNET PODE DAR PRISÃO

COLLOR QUER OPOSIÇÃO UNIDA E ESPERA DEFINIÇÃO DE RENAN

A difusão de mensagens e comentários considerados ofensivos à honra ou à imagem de candidatos, partidos e coligações será considerada crime e punível com cadeia e multa para o autor e quem o tenha contratado. É o que prevê a minirreforma eleitoral, já sancionada pela presidente Dilma. O TSE analisa seu conteúdo e vai decidir se valerá já nas eleições deste ano.

MARIA ALCINA COMEMORA 40 ANOS DE CARREIRA COM UM NOVO DISCO BEM AO SEU ESTILO: “DE NORMAL BASTAM OS OUTROS”. Suplemento

O senador Fernando Collor (PTB) reafirmou que disputará a renovação do mandato e defendeu um palanque que una as forças da oposição em Alagoas e a base de apoio a presidente Dilma. Ele aguarda, ainda, à definição do senador Renan Calheiros sobre se será candidato a governador.

PÁGINA 2

PÁGINA 4

TEMPO

Bom a parcialmente nublado com possiblidades de chuvas em áreas isoladas

Mínima

20º

Máxima

32º

MARÉS

05:43 11:49

0.6 18:13 1.7

0.5

FINANÇAS

DÓLAR COMERCIAL DÓLAR PARALELO R$ 2,40

R$ 2,40

R$ 2,46 R$ 2,55

OURO: R$ 97,50

POUPANÇA: 0,5764%


TRIBUNAINDEPENDENTE

2 POLÍTICA MACEIÓ - DOMINGO, 26 DE JANEIRO DE 2014

Política

Quanto à candidatura ao governo, estamos aguardando a posição do senador Renan, que, nesse evento, sinalizou e subscreveu um manifesto em defesa da unidade desse conjunto de forças” FERNANDO COLLOR

SENADOR DA REPÚBLICA

Collor defende unidade da oposição Senador volta a confirmar que disputa a reeleição e espera definição do senador Renan Calheiros sobre corrida ao Palácio

ESPLANADA LEANDRO MAZZINI - contato@colunaesplanada.com.br

As amigas do bancão

U

m caso que faria do Ministério Público Federal um herói nacional, se for a fundo nessa mata repleta de armadilhas com o dinheiro popular.

As trilhas sinuosas desembocariam neste cenário: as grandes empresas amigas e financiadoras do governo engendraram triangulação para ganhar dinheiro do BNDES sem precisar se endividar com o bancão. Em suma, o financiamento vira doação. Essas empresas pegam o empréstimo com o BNDES à vista – com valor bem superior ao que vão usar numa aquisição – e aplicam o restante em LTN (Letras do Tesouro Nacional). Como é um título de renda fixa e retorno garantido mensal, as empresas usam o lucro para pagar as parcelas do empréstimo ao... BNDES. Um caso recente: um conglomerado tupiniquim conseguiu US$ 300 milhões do bancão para comprar uma empresa na Argentina, que lhe custou US$ 100 milhões. Com os US$ 200 milhões restantes, a firma brasileira aplicou em LTN, cuja alta rentabilidade tem garantido não apenas honrar as parcelas do empréstimo, como também enche de bônus os bolsos de seus executivos. A Coluna procurou a assessoria do BNDES com as seguintes questões: O BNDES, ao conceder um financiamento vultoso, para empresa nacional adquirir outra, deve acompanhar a transação, mesmo quando não sócio? O BNDES tem ciência de casos de aplicação de verba direta de financiamento adquirido por uma empresa em LTN? A assessoria se resumiu a responder que não ficou clara a demanda. Talvez o MP, numa visita aos papéis do bancão, possa explicar melhor. Mr. Palocci Os próprios petistas da cúpula do partido estão intrigados. Há alguns meses Antonio Palocci mora em Londres, e suas atividades são um mistério, vem esporadicamente ao Brasil. A única certeza é de que, de lá, tem falado muito ao telefone com o ex-presidente Lula. Palocci foi ministro da Fazenda de Lula, até cair por mandar violar o sigilo bancário de um caseiro de Brasília; e ministro da Casa Civil da presidente Dilma Rousseff, até cair, novamente, da última vez por uma compra de apartamento em São Paulo não condizente com seus ganhos (R$ 6 milhões, vale lembrar, custam apenas o sinal para o tipo de imóvel que escolheu). O recente histórico de biografia de Palocci o inseriu no grupo da estirpe de José Roberto Arruda, o ex-governador de Brasília. É a turma do poder que não se regenera. Tal como Palocci, Arruda teve duas chances de cravar seu nome no Poder nacional, sem manchar a imagem. Em vão. Quando senador, afirmou da tribuna que não havia lido a lista do painel violado na votação que cassou Luiz Estêvão. Pego na mentira, renunciou. Numa reviravolta política e eleitoral, foi alçado a governador de Brasília em 2007. Vida nova, nova chance.. que nada. Foi filmado com dinheiro de caixa 2 e depois tentou coagir testemunha de operação policial. Sucumbiu novamente.

Ponto Final ‘A inflação no Brasil permanece na meta (..) Buscamos a convergência para a meta inflacionária’ Presidente Dilma Rousseff, em Davos, no Fórum Econômico Mundial.

Cachacinha na receita Dona Maria Torinha é querida por todos os moradores da pequena Medina (MG), cravada no Vale do Jequitinhonha, em Minas. Conhecida também por se deleitar com doses de cachaças nos bares, mas moderadamente. Certa vez ela marcou consulta com o médico dr. Walter Tanure Filho, então prefeito, que alternava sua agenda entre o gabinete municipal e o consultório. Em certo momento da consulta, após verificar que ela reclamava de dores de cabeça, o médico indagou sobre seus hábitos: - Dona Torinha, a senhora bebe uma cachacinha..? Ela sorriu encabulada e mandou na lata: - Óia, eu num ia pedir não, mas já que o senhor está oferecendo, eu quero sim.. Com Maurício Nogueira e Luana Lopes e Equipe DF e SP www.colunaesplanada.com.br contato@colunaesplanada.com.br Twitter @leandromazzini

CORTESIA

EDITORIA DE POLÍTICA COM REDAÇÃO

N

uma entrevista exclusiva à Tribuna Independente, o senador Fernando Collor (PTB-AL) faz um balanço de suas atividades parlamentares no Senado Federal. Garante que subscreveu emendas ao Orçamento da União destinadas a 60 municípios alagoanos, dos quais 40 localidades já se beneficiam com obras. Collor está na reta final de seu mandato, conquistado nas eleições de 2006. Com a experiência de quem foi prefeito de Maceió, deputado federal, governador do Estado e presidente da República, tendo inclusive enfrentado a etapa mais dura de sua vida, ao ser objeto de impeachment no Congresso Nacional, em 1992, ele se diz disposto a lutar por sua reeleição. “Desejo continuar utilizando minha experiência para ajudar a conectar cada vez mais Alagoas com o processo de desenvolvimento nacional”. No campo estadual, mantém sua postura de oposição ao governo Teotonio Vilela e defende a construção de um palanque unitário das forças oposicionistas locais e que, no campo nacional, participam da base de sustentação da presidente Dilma Rousseff (PT).

Tribuna Independente - O senhor promoveu um encontro com a imprensa alagoana para também tratar de sua atividade como senador da República. Qual a avaliação sobre o desempenho de seu mandato parlamentar? Collor – Eu avalio positivamente. Nesse encontro, inclusive, entreguei aos jornalistas um documento contendo um resumo das ações desenvolvidas no Senado Federal. Em emendas individuais consignadas no Orçamento da União, consegui contemplar 60 municípios alagoanos. Há 40 cidades que já se beneficiam com obras resultantes desse meu esforço em Brasília. T.I. - Sobre o mandato de senador, há sempre atividades que ultrapassam os limites da ação em plenário. Collor – Olha, a ação parlamentar é ampla e suplanta aqueles momentos de atividade em plenário. O debate é fundamental e faz parte da essência da democracia e do parlamento. Eu, por exemplo, realizei dezenas de discursos especificamente voltados para a temática alagoana. Além disso, coloquei o meu mandato e o gabinete à disposição dos mais diversos segmentos classistas do Estado. Na greve dos médicos, por exemplo, marquei audiência com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, que recebeu dirigentes da categoria em Brasília e

Senador Fernando Collor lembrou que Alagoas vai receber R$ 800 milhões em emendas

Colocarei meu nome para exame popular. Se o povo assim entender, continuarei fazendo a defesa de Alagoas em Brasília, buscando sintonizar a necessidade de desenvolvimento local com a dinâmica nacional”.

A minha postura de oposição nada tem a ver com a figura pessoal do governador e suas escolhas”.

Alagoas foi contemplada com mais de R$ 800 milhões. Tratam-se de investimentos direcionados a rodovias, ao desenvolvimento agrícola, à mobilidade, à construção de adutoras e equipamentos urbanos”

discutiu formas de melhorar o atendimento à sociedade, que sofre há anos pelo descaso do governo do Estado em relação à assistência, especialmente no HGE. Quando os municípios vitimados pela estiagem prolongada não receberam a devida e inadiável atenção do governador, acionei o então ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, e assim todos foram recebidos no Ministério, o que favoreceu a agilização das medidas de socorro. T.I. - Qual a perspectiva para 2014 em termos de emendas ao Orçamento da União que venham beneficiar Alagoas? Collor – Através de emendas subscritas coletivamente por todos nós que integramos a bancada federal alagoana no Congresso Nacional, Alagoas foi contemplada com mais de R$ 800 milhões. Tratam-se de investimentos direcionados a rodovias, ao desenvolvimento agrícola, à mobilidade, à construção de adutoras e equipamentos urbanos. Sem falar nas emendas individuais dos parlamentares. Eu assinei emendas na ordem de R$ 15 milhões que deverão beneficiar o pequeno e médio produtor rural e também atender demandas nas áreas da saúde, da assistência social e do

turismo. Por dever de justiça, destaco a ação integrada da bancada federal, sobretudo na defesa de projetos de desenvolvimento do nosso Estado. T.I. - Vamos falar um pouco de política. Perguntado sobre seu projeto, o senhor sempre diz que é candidato à reeleição. Com o anúncio do governador Teotonio Vilela de que não mais será candidato nas eleições de outubro, muda alguma coisa em sua caminhada? Collor – Absolutamente, aonde chego e quando sou perguntado, reafirmo meu desejo de prosseguir com o trabalho no Senado Federal. Colocarei meu nome para exame popular. Se o povo assim entender, continuarei fazendo a defesa de Alagoas em Brasília, buscando sintonizar a necessidade de desenvolvimento local com a dinâmica nacional. A minha postura de oposição nada tem a ver com a figura pessoal do governador e suas escolhas. T.I. - Como o senhor vê a candidatura ao Senado da vereadora Heloísa Helena (Psol)? Collor – Vejo com naturalidade. É legítima a participação dela, como também seria a do governador. Se não for ele, haverá outro nome palaciano, o que também é natural.

T.I. - E como andam os entendimentos com vista à construção da aliança eleitoral? Como o senhor imagina esse palanque? Quem será o candidato a governador? Collor – Nesse final de ano, as forças que integram a base de sustentação da presidente Dilma e fazem oposição ao governo de Vilela em Alagoas fizeram um encontro de congraçamento. Lá estavam mais de 800 pessoas, entre prefeitos, vices, vereadores e dirigentes classistas do interior e da capital. Sentei ao lado de companheiros que representam 17 agremiações partidárias e que possuem liderança destacada, como o senador Renan Calheiros [PMDB], o ex-governador Ronaldo Lessa [PDT], o ex-prefeito Cícero Almeida [PRTB], o ex-deputado Eduardo Bomfim [PCdoB] e os deputados federais Renan Filho [PMDB] e Paulão [PT]. É um grupo representativo que deseja apresentar uma nova proposta para Alagoas, diferente dessa letargia administrativa que dominou o Estado nos últimos tempos. Quanto à candidatura ao governo, estamos aguardando a posição do senador Renan, que, nesse evento, sinalizou e subscreveu um manifesto em defesa da unidade desse conjunto de forças.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 26 DE JANEIRO DE 2014 POLÍTICA

3

Deputados gastam mais que senadores Ao todo, bancada federal alagoana gastou R$ 3,5 milhões da Cota para o Exercício de Atividade Parlamentar, em 2013 REPRODUÇÃO

OPINIÃO

Verba de divulgação é absurda

A

Na opinião do cientista político Eduardo Magalhães, a verba de divulgação de atividade parlamentar é mais absurda de todas elas porque não existe qualquer tipo de prestação de contas, facilitando assim a utilização da verba como forma de autopromoção do parlamentar. Com um posicionamento forte, ele afirma ser totalmente contra a verba de divulgação parlamentar, o que para ele é uma propaganda eleitoral antecipada. “Sou totalmente contra essa obrigação de divulgar, isso é para ludibriar os eleitores e o pior disto tudo é que nós estamos financiando a campanha com dinheiro público porque os impostos quem paga somos nós”, afirma. E explica ainda que esse financiamento acontece porque essa divulgação não é uma prestação de contas, na verdade ela se transforma em divulgação de obras e serviços feitos pelos políticos que futuramente serão usados em suas campanhas eleitorais. “Os profissionais de comunicação contratos pelos políticos são exclusivamente para desenvolver esse trabalho, ou seja, promover o político e se o comunicador não atender ao anseio do parlamentar, ele sai e é colocado outro no lugar. Essa é a divulgação que o político faz, ou seja, exclusivamente política promocional e não uma prestação de contas de verdade, como deveria ser”, garante. Dentre os três senadores alagoanos, o que mais gastou com a verba de divulgação foi Fernando Collor de Melo que pagou mais de R$ 180 mil em 2013. Seus colegas de bancada, Benedito Lira (PP) gastou um pouco mais de R$ 15 mil e Renan Calheiros R$ 4 mil. (LM)

Quanto à discriminação de despesas entre os senadores, que contém gastos com passagens aéreas, aluguel de imóveis, hospedagem, alimentação, combustíveis, divulgação de atividade parlamentar, consultoria, aquisição de material de consumo para escritório político, despesas postais e serviços de segurança o gasto maior entre eles é com a divulgação de atividade parlamentar. Somente o senador Fer-

PAULÃO

SEM VERBA

Câmara é diferente das outras casas O deputado federal Paulão (PT) explica que a verba indenizatória da Câmara Federal funciona de forma diferente das casas legislativas estaduais e municipais. De acordo com ele, na Casa Federal, primeiro o parlamentar gasta do seu bolso, para em seguida, prestar conta junto ao setor competente e só após uma análise criteriosa dos gastos, o deputado é reembolsado. “Desta forma, sem dúvida há uma maior transparência e qualquer cidadão pode ver quanto o deputado gastou mês a mês porque está disponível no site da Casa”, disse Paulão, acrescentando que a verba exclusiva dos palamentares e assessores, não pode ser doada. Para o petista, que já foi vereador e deputado estadual, o funcionamento da Câmara é bem diferente dos legislativos municipal e estadual. “Acredito que da forma como é feito na Câmara Federal, os problemas com irregularidade nos gastos são mínimos porque o parlamentar gasta, para depois receber. (L.M.)

LUCIANA MARTINS REPÓRTER

Deputados e senadores usufruem constitucionalmente da Ceap e os gastos são os mais diversos

bancada federal de Alagoas gastou, no ano de 2013, mais de R$ 3,5 milhões com passagens aéreas, manutenção de escritório, combustíveis, alimentação, hospedagem, locação de veículos, telefonia, serviços postais, consultoria e publicidade. Este valor corresponde a Cota para o Exercício de Atividade Parlamentar (Ceap), ‘o cotão’ que é uma verba indenizatória que os deputados federais e senadores recebem para custear despesas típicas do exercício do mandato parlamentar. Cada deputado tem direito a receber R$ 32 mil mensais e os senadores R$ 36,8 mil sendo R$ 21,8 mil mensais somente para custeio de passagens aéreas e o restante, R$ 15 mil, é usado para as demais despesas, que precisam ser comprovadas e informadas ao final de cada mês para o financeiro das respectivas Casas Legislativas. O deputado que mais gastou foi Renan Filho (PMDB), que ao longo de 2013 gastou mais de R$ 350 mil de verba indenizatória, diferente do seu colega, o parlamentar Arthur Lira (PP) que durante todo o ano passado conseguiu custear suas despesas com um pouco mais de R$ 140 mil, ou seja, 40% a me-

nos do que o peemedebista. Já os senadores, que recebem uma verba indenizatória maior, parecem ser um pouco mais controlados em suas despesas, de acordo os portais da Câmara e Senado. Fazendo uma comparação entre eles (deputados e senadores), os parlamentares da Câmara Federal gastaram, em sua totalidade, mais de R$ 2 milhões enquanto os senadores não atingiram a bagatela de R$ 1 milhão. Dentre os congressistas alagoanos que ocupam cadeiras no Senado Federal, quem mais gastou foi o senador Fernando Collor de Melo (PTB). Ele usou mais de R$ 420 mil de verba indenizatória no ano de 2013. Nos itens especificados no Portal da Transparência, disponível no site de cada Casa, o que mais chama atenção são os gastos com os serviços postais que ultrapassam os R$ 42 mil somente dos deputados federais. Com acesso a tecnologia e utilização do e-mail, os parlamentares ainda usam os serviços dos Correios para enviar suas correspondências. O recordista foi o deputado federal Paulão (PT), que despendiou mais de R$ 15mil com estes serviços em 2013, somente no mês de dezembro ele pagou aos Correios mais de R$ 6 mil para enviar suas correspondências.

VIDA BOA

Cientista político considera verba como mordomia nando Collor usou mais de R$ 180 mil com a divulgação de suas atividades durante o ano de 2013, enquanto que o senador Renan Calheiros (PMDB) pagou apenas R$ 4 mil de divulgação. Na prestação de serviços de consultoria, Calheiros foi o senador que mais queimou recursos, ele pagou exatos R$ 98 mil durante todo o ano de 2013. Outro ponto interessante, envolvendo o nome do petebista é que ele não gastou

nada com passagens aéreas, mas, foi o único parlamentar alagoano que usou serviço de segurança privada e pagou mais de R$ 235 mil por ele em um ano. Enquanto isto, o senador Benedito de Lira (PP) lidera os gastos com passagens aéreas, pagando mais de R$ 102 mil por elas ano passado. A Ceap é um recurso extra, além dele os parlamentares recebem seus salários que é de R$ 26.512,09 para

senadores e de R$ 26.500,00 para os deputados. O cientista político Eduardo Magalhães considera um absurdo os valores da Ceap e pontua que o problema está nos regimentos internos e estatutos que não são modificados. “Alguns itens que são discriminados nas verbas existem há mais de 50 anos e deveriam ser modificados. A verba de correio por exemplo, ora hoje nós temos a internet, o acesso a e-mail

e penso que os parlamentares pouco usam este serviço, mas ela está a disposição e como eles têm direito, acabam recebendo”, lamenta. Magalhães diz que a verba indenizatória é uma mordomia para o parlamentar. “Antigamente, até se justificava uma verba indenizatória mais alta porque o salário do parlamentar era menor, mas, hoje, não há porque existir uma ajuda tão grande e de valor muito alto”, revela.(LM)

Algumas despesas são necessárias, outras nem tanto LUCIANA MARTINS

Professor Eduardo Magalhães é favor de mais transparência sobre os gastos com a Ceap

O professor Eduardo Magalhães não desmerece o salário recebido pelos políticos e acha justo mediante a responsabilidade do cargo que assumem, mas, faz um paralelo com a iniciativa privada pontuando que um professor universitário não recebe qualquer outro tipo de incentivo para realizar suas atividades. “Outra coisa, estas verbas não são debitadas no Imposto de Renda porque você só presta conta do seu salário, então, assim fica muito fácil, o salário de um deputado federal passa a ser triplicado por conta desta verba”. Algumas delas, ele considera como necessária a exemplo do transporte aéreo e terrestre, porém, ressalta que tem que saber como é este gasto. “Penso que esta verba deve existir já que os parlamentares estão longe de suas bases, mas, temos que saber como é ela é gasta. Ela pode ser transferida? Ele tem direito a quantos deslocamentos por mês? Essa é a questão”, fala. As verbas de locação de veículo também são importantes porque o parlamentar se locomove muito na capital federal, contudo é absurdo

pagar mais de R$ 12 mil/mês com aluguel de carro. “O aluguel de um carro de luxo fica não sai mais do que R$ 4 mil por mês”, explica. Ele diz ainda que não há como gastar R$ 4 mil/mês de gasolina porque isto daria em média 5 mil km por mês e não tem como andar tantos em um mês de trabalho. “Em um ano de campanha possível que ele gaste este valor, mas, em um mês de trabalho ele não consegue gastar tudo isto de combustível, até porque, ele só trabalha três dias da semana”. E faz um comparativo com o Executivo, a exemplo de secretários de Estados que recebem R$ 800 por mês de ajuda de combustível, trabalhando os cinco dias da semana. Outro ponto questionado é quanto ao uso de segurança privada. “O trabalho do parlamentar é criar segurança para todos e as instituições já possuem uma segurança reforçada, então, por que ter segurança pessoal? Ele precisa lembrar que ao sair do Senado ou da Câmara, ele é um cidadão comum, então para mim, não justifica este tipo de contratação de serviço”, pontua. (LM)


4

TRIBUNAINDEPENDENTE

POLÍTICA MACEIÓ - DOMINGO, 26 DE JANEIRO DE 2014

BARTOLOMEU DRESCH bartolomeu_dresch@hotmail.com.br

A mudança da cerveja

J

á esta aberta a consulta pública do Ministério da Agricultura para a sugestão sobre mudanças na fórmula da cerveja. São dois meses para que as partes interessadas se manifestem e apresentem sugestões. O texto em discussão permite a adição à fórmula matériasprimas de origem animal como leite e mel. Hoje, para ser considerada cerveja, o produto só pode receber sucos vegetais. A receita proposta pelo governo contemplou a maior parte das reivindicações dos cervejeiros, mas não houve consenso quanto ao pedido de parte do setor privado de redução do percentual de cevada maltada de 55% para 50%. Isso permitiria uma adição maior de cereais, como milho e arroz, e diminuiria os gastos com matéria prima. A alteração, no entanto, não foi considerada necessária pelo Ministério da Agricultura e ficou de fora do texto acertado com o setor. O objetivo da mudança na fórmula da cerveja é permitir uma maior variedade e versões mais refinadas da bebida, tornando-a mais competitiva. Terminada a etapa de consulta pública, a discussão passará para o Mercosul, que também precisa aprovar as modificações na receita, A cerveja é um dos produtos cujos padrões de qualidade e identidade são harmonizados entre os países do bloco. A estimativa do Ministério da Agricultura é que a nova receita seja tornada oficial somente em 2015. O documento completo com a nova fórmula pode ser visualizado no site do Ministério da Agricultura e as sugestões sobre o texto podem ser encaminhadas até 22 de Março para o e-mail cp.cerveja@agricultura.gov.br.

Nas ondas do Edécio A Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC) pretende organizar o carnaval de rua de Maceió, e ao mesmo tempo valorizar os blocos que desfilam no período. Por isso mesmo lançou um edital para dar igualdade de condições a estas manifestações. Segundo o Presidente da Fundação Vinicius Palmeira, os representantes dos blocos devem seguir as orientações do edital e entregar a documentação na sede da Fundação até o dia 7 de Fevereiro. Os blocos serão divididos em três modalidades: Comunitário, Tradicional e Especial. Cada um terá uma orientação específica, mantendo seu histórico e suas características, segundo explicou Vinicius. O Carnaval 2014 de Maceió fará uma homenagem ao radialista Edécio Lopes.

Nas ondas do Edécio 2 Sobre os blocos, os comunitários são os que optarem pelo desfile entre 1 e 4 de Março, em ruas dos bairros ou regiões onde estão localizados e cujo numero de foliões seja menos de 2 mil. Os Blocos Tradicionais são os vinculados a instituições, cujo local de desfile não seja onde se localiza sua sede e podem optar pelo desfile nas prévias (21 a 23 de Fevereiro) ou mesmo na carnaval, ou em ambos, mas com número de foliões inferior a 10 mil. Os Blocos Especiais pode ter mais de dez mil foliões, o desfile já é tradicional na cidade e estão incluídos no calendário turístico ou carnavalesco de Maceió.

Afastados por corrupção De acordo com a Controladoria-Geral da União (CGU), mais de 4 mil servidores públicos federais foram expulsos por irregularidades cometidas durante o período que exerceram suas funções. A maior parte por corrupção. De 2003 a 2013 foram aplicadas 4.577 penas contra servidores, como demissão, destituição ou cassação de aposentadoria. Segundo a CGU, 3.078 foram banidos do serviço público por corrupção, 1.025 acumularam cargos ilegalmente, abandonaram o emprego ou não compareceram ao local de trabalho. Somente em 2013 foram 529 servidores públicos foram expulsos do serviço público, pelas mesmas irregularidades, sempre com destaque para a corrupção.

Vaquejada regulamentada Participantes do Núcleo de Criadores de Cavalo de Milha em Alagoas definiram o novo regulamento da segunda edição do Circuito Amador de Vaquejada. Foram feitas adaptações para oferecer mais segurança e comodidade aos participantes, adaptar o regulamento à Associação Brasileira de Quarto de Milha e ao mesmo tempo regular a filiação e as inscrições. Neste ano o circuito terá oito etapas, com uma premiação de R$ 120 mil. A primeira vaquejada acontecerá no Parque Palmery Soriano, em Cajueiro, no dia 14 de Fevereiro. Após a conclusão das oito etapas, os trinta melhores vaqueiros amadores vão concorrer, além da premiação geral, a um carro 0 km.

Cérebro de idosos Uma recente pesquisa baseada em testes de computador aponta que o cérebro dos idosos é mais lento por causa do excesso de informação acumulado durante os anos. O resultado se contrapõe á maioria da comunidade médica, que considera as conexões cerebrais prejudicadas pelo avanço da idade. A pesquisa foi publicada na revista científica “Journal of Topics in Cognitive Science”. Os pesquisadores concluíram que o cérebro dos mais velhos funciona como um “disco rígido de computador”, que repleto de dados demora mais tempo para acessar as informações.

Cérebro de idosos 2 Para comprovar a tese, elaborada na Universidade de Tübingen, na Alemanha, um computador foi programado para ler uma certa quantidade de dados por dia, bem como aprender novas palavras e comandos. Quando os pesquisadores instruíram o computador a “processar” uma grande quantidade de dados, sua performance nos testes cognitivos se assemelhou a de um adulto. Mas na medida em que o computador foi exposto a novas palavras e comandos, ficou idêntico o cérebro de um homem mais velho. Isso demonstrou que a lentidão não estava associada ao tempo, mas sim ao grande número de informações processadas. • O Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) resolveu prorrogar, mais uma vez, o prazo para que aposentados e pensionistas renovem a senha nos bancos onde recebem o seu pagamento.

Ofensas nas redes sociais poderão levar até à prisão Minirreforma eleitoral aponta como crime ofensas a candidatos, partidos ou coligações SANDRO LIMA

NIGEL SANTANA REPÓRTER

Q

uem disputa eleição sabe perfeitamente que ela não se encerra após a contabilização dos votos. Passada esta etapa, diversos candidatos, eleitos ou derrotados, vivenciam batalhas judiciais por conta do que ocorreu no período das campanhas. E para elevar ainda mais o índice de processos nos tribunais regionais, podendo chegar às últimas instâncias da Justiça, a minirreforma eleitoral apontou como crime a divulgação de comentários que representem ofensa a candidatos, partidos e coligações nas redes sociais. É bom o candidato ficar atento, pois, a sanção prevista em lei pode chegar à prisão. O tema começa a ganhar corpo em todo o Brasil e em Alagoas não é diferente. As diversas ações no Tribunal Regional Eleitoral por causa das denúncias de compra de votos, abuso de poder econômico e político, por exemplo, podem receber a companhia de vários processos em que candidato “A” foi ofendido em comentários no Facebook ou no Twitter. Para repercutir o assunto, a reportagem da Tribuna Independente ouviu alguns especialistas e políticos. A começar pelo desembargador-eleitoral Alberto Jorge Cor-

Desembargador Alberto Jorge destaca gravidade das ofensas

reia, cuja tese é que prisão não é uma sanção exagerada e sim, democrática. “A calúnia, a injúria e a difamação que também constam nos crimes eleitorais persistem em comícios, no cotidiano e também nas mídias sociais. Em tempos de eleições, as mídias sociais como Facebook, Twitter e esta nova maneira de se comunicar, o Whattsapp, servem como difusão para este mal. Muitos postam para agredir a honra alheia e isso é muito grave”,

CRIME ELEITORAL

Quem é pago para atacar será punido O tema acerca das multas e prisão a quem ofender candidatos em redes sociais é salutar, entretanto, o ponto de vista do procurador regional eleitoral Marcial Duarte Coelho, toca em outro assunto relevante, também ressaltado na minirreforma eleitoral. O procurador faz menção às pessoas que são contratadas para ofender candidatos durante o processo eleitoral. Há uma preocupação pontual para tentar coibir que estes casos se proliferem durante as campanhas nas redes sociais.

A lei não deixa escapar quem opta em receber ordens e atingir os postulantes aos cargos eletivos. “Quem ofender, ou usar de palavras impublicáveis nas redes sociais também podem responder na justiça. A pessoa tem direito à livre manifestação, podendo responder se ultrapassar as fronteiras do razoável caso incomode a outra pessoa. A contratação de uma pessoa ou de um grupo para ofender uma coligação ou candidato passa a ser crime. A partir do momento em que a pes-

• A renovação já foi feita por 26,3 milhões (85%) dos 31 milhões de segurados, até o último dia 14. Faltam ainda 4.7 milhões de aposentados e pensionistas (15% do total).

método que fere a legislação eleitoral, eles precisam ser responsabilizados”, enfatizou. Para o procurador eleitoral, é razoável punir o grupo ou candidato que firmou contrato para ofender seus opositores com a prisão. Multas, também previstas na lei eleitoral, devem ser aplicadas por causa de injúrias. Inclusive, em caso de identificação das pessoas que agridem a moral nas redes sociais podem responder civilmente ou criminalmente. (N.S.)

Prisão não passa de um exagero Responsável em articular a defesa de muitos candidatos e políticos em Alagoas, o advogado eleitoral Gustavo Ferreira tem uma tese de que a partir do momento em que uma lei é aprovada no Brasil, todos os problemas serão resolvidos. A minirreforma eleitoral, no entendimento de Ferreira, terá dificuldade em conseguir punir quem cria perfis falsos no Facebook

ou Twitter com a finalidade apenas de elaborar críticas para atacar adversários políticos. “O efeito da sanção não é prático. Não basta aprovar uma lei e achar que todos os problemas durante as eleições serão resolvidos. A legislação eleitoral vigente resguarda para que o candidato não passe dos limites. Por exemplo, quem cria um perfil falso na rede social

• A prova da vida é um procedimento usado para dar mais segurança aos beneficiários e ao estado, porque evita pagamentos de benefícios indevidos, a quem tenha falecido, por exemplo.

• O procedimento é feito no banco onde é o segurado recebe o benefício. Não precisa ir a uma agência do INSS. Basta dirigir-se ao caixa e apresentar um documento de identidade com foto (RG, CNH ou Carteira de Trabalho).

soa está caluniando, isso não significa ser a sua opinião. Na verdade, o agressor está cumprindo ordens de terceiros para desconstruir a imagem do seu opositor”, sustenta Marcial Duarte. Ele é defensor de que a investigação seja aberta para saber quem são os responsáveis pela criação de equipes que podem ser espalhadas para causar ataques ofensivos aos candidatos nas eleições. “Se investigado e constatado que um candidato ou uma coligação usou de um

INACEITÁVEL

• O prazo estabelecido para que aposentados e pensionistas fizessem a prova de vida era de 28 de Fevereiro, mas agora isso pode ser feito até 31 de Dezembro.

• Ainda é grande o número de fraudes, principalmente por procuradores que manipulam cartões e senhas, sem o conhecimento do banco e do próprio INSS.

analisou. O magistrado alerta que a tolerância nestes casos tem uma regra de civilização e convivência. Para ele, é necessário “tolerar a quem tolera e não tolerar aos que não toleram”. Somente desta forma as pessoas podem aprender a conviver harmonicamente ao participar de uma eleição. E quem insistir em publicar ofensas gratuitas nas redes sociais, o magistrado salienta que os responsáveis devem ser punidos, inclusive com prisão.

Ainda no contexto do pleno do TRE em Alagoas, o desembargador-eleitoral Luciano Guimarães Mata prefere a cautela e aguarda um posicionamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por conta de uma nova regulamentação inclusa na minirreforma. Guimarães frisou que opiniões críticas e até com conotações irônicas são reflexos da democracia, no entanto, há limites que precisam ser respeitados. Quando existem excessos, o direito de resposta concedido ao candidato pode perfeitamente fazer com que o candidato enalteça o seu pensamento na televisão e no rádio, como prevê a legislação eleitoral. “A lei eleitoral é sábia em muitos aspectos. Ela dispõe de ferramentas que permitem resguardar o candidato dos aspectos de uma campanha, como por exemplo, os ataques que possam ofender a honra. É preciso aguardar um pouco mais a resolução do Tribunal Superior Eleitoral para saber como estas sanções, nos casos das multas e até prisões, irão funcionar”, argumentou. Luciano Guimarães entende como importante fator dentro da sociedade a liberdade de expressão, porém, sem ofensas. Ele destaca que o eleitor ou até mesmo uma pessoa que não vote perca o seu tempo na internet para prejudicar o processo eleitoral, um candidato ou outro.

copa25

para promover ataques gratuitos não é identificado com tanta facilidade”, argumenta Gustavo Ferreira. O melhor método para coibir qualquer tipo de manifestação é conseguir, por vias judiciais, o direito de resposta. A partir do momento em que o candidato tenta trabalhar para punir seu opositor com a prisão, salienta o advogado eleitoral, tudo não passa de um

exagero. “Aplicar multas a quem está infringindo a lei tem um efeito mais prático do que travar uma batalha judicial para tentar prender a pessoa que o ofendeu nas redes sociais. A prisão, neste caso da minirreforma eleitoral, torna-se algo inaceitável, exagerado”, assegura o advogado eleitoral. Este ano, vamos ver a praticidade da lei. (N.S.)


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 26 DE JANEIRO DE 2012

POLÍTICA

5

Licitação será discutida em audiência População, poder público e empresários deverão debater sobre a licitação dos transportes públicos de Maceió

Cotidiano LININHO NOVAIS - contato@lininho.com

Funil ganhando volume Os dias vão passando e o cenário político ganhando novos tons e cores. De um lado o PMDB capitaneado pelo senador Renan Calheiros que vai costurando uma grande aliança de maneira calma e sem ligeireza. A situação segue rachada com brigas e insinuações que ganham a mídia, divididos poderão alavancar palanques para presidenciáveis e ao mesmo modo enterrar a velha politica de direita no estado de Alagoas. Oposição unida e com discurso pronto construído através de dados que expõe a dura realidade dos alagoanos. A fissura da tropa do Palácio vai aumentando e deixando que a cada dia ganhe a proporção que tanto desejam, ou seja, o egocentrismo de alguns que leva para o vala comum por falta de experiência, o melhor, maturidade.

Confiante Enquanto o governador Teotonio Vilela foi vaiado por milhares de alunos do Pronatec, o senador Benedito de Lira foi ovacionado com palmas e assovios. Empolgado, Biu não titubeou: “essa eleição do governo é minha e ninguém toma!”. De onde vem tanta confiança?

Falando nisso... ... A saia justa pela qual passou o governador Teotonio Vilela deixou-o constrangido, bem como todos os convidados que estavam no palco. Politicos que estavam presentes comentaram que o momento é de derrocada, e que a decisão de Teo em não disputar o Senado foi coerente com a atual situação.

Sem expressão A cada dia mais distante de renovar o mandato a deputada Thaise Guedes tem feito um mandato pífio. Protagonistas de escândalos como a pensão do INSS que ainda recebia mesmo no mandato parlamentar, e a apreensão do veiculo com IPVA atrasado, a jovem deputada terá no seu partido duas pedras que poderão ser novidades nessa eleição, a primeira é o ex-governador Manoel Gomes de Barros, e a outra é a primeira dama de Viçosa, Ana Paula Torres.

Cabeça pensante O dinâmico presidente da AMA, Marcelo Beltrão, está radiante com o sucesso da 8ª edição da Feira dos Municipios. Ladeado por pessoas comprometidas, Beltrão sabe com quem contar na hora de arregaçar as mangas. Equipe coesa, MB tem um superintendente que vai além da parte burocrática e em posição estratégica, Alexandre Ayres, vai fazendo o diferencial na gestão de Beltrão a frente da AMA.

Mesma moeda Ao reduzir o duodécimo do Ministério Público Estadual a turma da Casa de Tavares Bastos demonstra que ‘não estão nem aí’ para a repercussão do fato já que o MP tem causado o que eles chamam de ‘estrago’ diante dos escândalos no Poder Legislativo. E alguns dos parlamentares já estão com consciência formada que se o governador vetar a redução eles derrubarão o veto.

Empurrão Pesquisa sobre a mesa, e Luciano Barbosa está entusiasmado com o resultado que lhe confere como situação confortável na disputa pelo Senado Federal. Barbosa tem conversado bastante com lideres do PMDB, e já disse que se o ‘cavalo passar selado’ não pensará duas vezes, e montado vai para a disputa.

Bons frutos 1 Se a Feira dos Municipios alagoanos deste ano foi considerada a maior de todas as edições do evento, é preciso fazer referência ao trabalho da equipe da AMA que foram fundamentais para execução de todo contexto que pode ser vislumbrado pelos visitantes ao longo dos últimos quatro dias.

Bons frutos 2 Vale ressaltar o trabalho da assessoria de comunicação da Associação dos Municípios Alagoanos pela exitosa forma com que conduziu a 8ª edição da Feira dos municípios. Capitaneados pela competente Zélia Cavalcante o resultado superou as expectativas, fruto de boas ideias e com muita dedicação, num trabalho de divulgação que lotou o Centro de Convenções de Maceió durante todos os dias do evento.

TRANSPORTE

Debate poderá ser visto pelo site Além do superintendente da SMTT, Tércio Melo, que intermediará o debate, a mesa da audiência será composta pelo secretário municipal de Planejamento e Desenvolvimento, Messias Costa, além de membros do grupo de trabalho da SMTT e técnicos indicados pelo prefeito Rui Palmeira. Para quem não puder comparecer e deseja acompanhar a audiência, o Secretaria Municipal de Comunicação Social (Secom) reforça a transparência adotada pela gestão transmitindo a audiência ao vivo pela Internet.

M

arcada para a próxima sexta-feira (30), no auditório da Faculdade Integrada Tiradentes (Fits), em Cruz das Almas, a audiência pública sobre o processo licitatório do transporte público por ônibus vai reunir a população, o poder público e os empresários. A concorrência pública da seleção e consórcios das empresas que prestarão o serviço à população estarão na pauta da audicência. O debate possibilita a participação ativa dos cidadãos, além da representação das empresas interessadas no transporte coletivo da capital. “Contamos com a participação dos maceioenses, pois dessa forma, avançaremos para publicação do edital e a divulgação da data de abertura do certame”, esclareceu o superintendente municipal de Transporte e Trânsito, Tácio Melo. A revisão do edital foi trabalhada pela Prefeitura de Maceió desde fevereiro de 2013, para que o lançamento da licitação acontecesse. A elaboração foi desenvolvida seguindo o princípio da qualidade do transporte para atender critérios como a demanda de passageiros, gerenciamento dos terminais de ônibus, utilização da faixa seletiva e

MARCO ANTÔNIO/SECOMMACEIÓ

Prefeito Rui Palmeira está ansioso para a proposição da licitação pública do transporte

bilhetagem eletrônica. MUDANÇAS Com o lançamento da licitação, a bilhetagem eletrônica ficará a cargo da SMTT. O valor atual de R$ 2,30 será mantido, variando para menos (nos itinerários intra bairros) ou para mais (nos

casos dos ônibus executivos) e uma nova planilha de reajuste será criada. A frota será padronizada e terá uma vida útil de cinco anos, e ainda deverá garantir acessibilidade e a nos coletivos e a integração do sistema. A cidade será dividida em

cinco lotes, mais uma zona neutra (região do Centro, com atuação dos membros do consórcio), de forma que cada empresa poderá pleitear as cinco áreas, mas só será permitido operar, em no máximo, duas zonas de transporte.

TRANSPORTE COLETIVO

Três terminais serão reformados Menos de um mês após o anúncio do processo licitatório do transporte coletivo por ônibus na capital, o prefeito Rui Palmeira (PSDB) focalizou investimentos na recuperação física de três terminais. As ordens de serviço foram assinadas nas duas últimas semanas de janeiro para reformas nos terminais do Mercado da Produção, Benedito Bentes e do Conjunto José da Silva Peixoto. Coordenado pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito

(SMTT), o investimento total supera o valor R$ 370 mil, com origem do Fundo de Transporte Urbano (FTU). O prazo para entrega dos terminais reformados é de 90 dias. Conforme explicou o titular da SMTT, Tácio Melo, as reformas atendem às exigências de segurança necessárias para a tranquilidade dos cidadãos e dos operadores de linhas que atuam nos três terminais. “Para evitar acidentes, o piso dos terminais vão receber camada tá-

til. Toda a estrutura metálica danificada será reposta e o sistema elétrico será recuperado. Essas medidas são um estímulo para que a população utilize os ônibus como principal transporte para se locomoveram pela cidade”, declarou. Ainda de acordo com o superintendente, as equipes que vão trabalhar na recuperação dos terminais vão adotar como modelo, as melhorias estruturantes que foram feitas no terminal do Vergel do Lago. “Recebemos

os terminais em péssimo estado, mas estamos iniciando as melhorias, todas com recursos próprios do município. São investimentos absolutamente necessários”, destacou o prefeito. FAIXAS EXCLUSIVAS A partir do dia 17 de fevereiro, as faixas exclusivas para ônibus da praça Centenário até a Polícia Rodoviária Federal entrarão em vigor, mas somente após o dia de 10 de março, os condutores que infringirem a determinação serão multados.


6

OPINIAO

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 26 DE JANEIRO DE 2014

Opinião

Orçamento da saúde

A

presidenta da República Dilma Rousseff sancionou o Orçamento da União para o ano de 2014. De acordo com o texto, publicado na edição no Diário Oficial da União (DOU) do úultimo dia 21 de janeiro, o orçamento do Ministério da Saúde para o ano de 2014 será de R$ 106 bilhões. A proposta já havia sido aprovada pelo Congresso Nacional em 18 de dezembro e seguiu para a sanção presidencial que não apresentou vetos. O valor estipulado para o ano de 2014 representa um aumento de 31% em relação a 2011, quando o orçamento foi de R$ 80,9 bilhões. Desde esse período, foram executados pelo Ministério da Saúde R$ 258 bilhões em ações e serviços públicos. Em 11 anos, os recursos destinados ao setor mais que triplicaram. Em 2003, o valor disponível para as ações da pasta era de R$ 31,2 bilhões. Este crescimento permitiu aos estados e municípios, responsáveis pela execu-

ção das ações em saúde, ampliar programas estratégicos como UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), expandir a Atenção Básica no país, além de incorporar novas tecnologias para o tratamento de câncer e ofertar medicamentos gratuitos para hipertensão, diabetes e asma por meio do Saúde Não Tem Preço. Todos os repasses financeiros realizados pelo Ministério da Saúde são feitos por meio do Fundo Nacional de Saúde (FNS) e levam em consideração fatores como a adesão aos programas federais. Além disso, são utilizados critérios populacionais e epidemiológicos, considerando as características de doenças transmissíveis ou crônicas existentes em cada região. O Fundo Nacional de Saúde é o gestor financeiro, na esfera federal, dos recursos do Sistema Único de Saúde (SUS).

JOÃO LYRA Deputado federal pelo PSD de Alagoas

Opinião de quem sabe Quem diz é o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco: “as recentes críticas do mercado financeiro à economia brasileira têm certa dose de exagero”. Presente ao Fórum Econômico Mundial, em Davos, o executivo reconhece que alguns analistas estão demasiadamente críticos com alguns pontos da economia, mas diz que é possível “exorcizar” preocupações dos investidores. Comungamos com a posição do presidente do Bradesco, porque as críticas são evidentemente exageradas, uma vez que, sendo este um momento de estresse, o mercado parece reviver temores antigos com relação ao Brasil. Décadas atrás essa desconfiança até que se justificaria, porque ainda éramos um país em desenvolvimento, que demorou muito para chegar à categoria de emergente - o que só foi possível depois da estabilização da moeda. A inflação brasileira nos anos 60 e 70 teve uma trajetória muito longa. Em algum momento de dúvida, isso aflora como uma experiência passada negativa, mas não nos autoriza a embarcar na canoa do pessimismo, fazendo-nos esquecer de que somos a quinta economia do mundo e em permanente ascensão no cenário internacional. Para o presidente do Bradesco, segundo maior banco privado do Brasil, é possível responder aos temores dos investidores. Entre os motivos para que ele seja otimista com a economia estão as vantagens do País em relação a outros mercados. Com efeito, por mais que o nosso país possa atravessar momentos de pessi-

mismo, como agora, os presentes em Davos afirmam que ninguém quer ficar fora do Brasil. Isso acontece porque o País oferece possibilidades relativas à extensão territorial, população, regime democrático, aparelho jurídico, que têm funcionado melhor do que as vigentes em outros países. Dessa forma, o Brasil acaba tendo vantagens comparativas muito mais substanciais do que as oferecidas por outras nações, razão por que desperta o interesse de investidores, com taxas de retorno extremamente favoráveis para o capital externo. Assim, a expectativa é de que a apresentação da presidente Dilma Rousseff na última sexta-feira em Davos repercuta positivamente perante os investidores, com desdobramentos que favoreçam a economia brasileira. Caso isso se confirme, é bom ter sempre em conta que as empresas americanas têm mais de US$ 1 trilhão ancorados no seu disponível bancário. Uma hora esse capital vai se movimentar, vai se mexer, e o Brasil tem de estar preparado para ser um bom endereço para esses investimentos. Para o presidente do Bradesco, “o Brasil precisa reafirmar a confiança num modelo que não seja estatista, que seja de convivência entre o público e o privado”. Nesse sentido, as concessões foram o grande sinalizador positivo de 2013, e são primorosas porque desoneram o Estado de investimentos, ao mesmo tempo em que aumentam a arrecadação de impostos e ajudam o esforço fiscal. Trabuco enfatizou a importância da política fiscal neste

momento, “porém somente a política monetária pode não ser suficiente para trazer a inflação para o centro da meta”, afirmou, acrescentando que “o esforço do Banco Central foi determinado e este ciclo de taxas de juros foi forte - de 7,25% para mais de 10,5% é um choque monetário importante”. Para o presidente do Bradesco, “as políticas monetária e fiscal têm de caminhar juntas, porque assim o ajuste é menos difícil”. Ele disse estar otimista em relação à política fiscal em 2014, porque “as lições dos anos anteriores foram aprendidas”. Segundo ele, a sinalização de um superávit primário em torno de 2% do PIB seria um bom começo. Por outro lado, sustentou que um crescimento do PIB acima de 2% este ano manterá alto o nível de emprego, garantindo que a inadimplência bancária permaneça reduzida. “Com emprego, renda e crédito sem problemas, vamos ter condição de nos reequilibrar”, disse Trabuco, mas chamando a atenção para a necessidade de “um compromisso fiscal mais decisivo, que é o que dá sustentabilidade à solvência do país no longo prazo”. O presidente do Bradesco registrou que as reservas internacionais brasileiras e o montante de depósitos compulsórios “dão condições de solvência inéditas quando se compara com outros países”, ao tempo em que reiterou suas expectativas em relação à apresentação da presidenta Dilma Rousseff em Davos, posicionando-se como parceira dos investidores, no que ela certamente será muito bem vinda.

OLÍVIA DE CÁSSIA Jornalista

RENAN CALHEIROS Senador pelo PMDB e presidente do Congresso Nacional

A reforma que falta A democracia é um modelo de aperfeiçoamento incessante. A sociedade muda e as leis precisam mudar na mesma velocidade. Num ambiente de liberdade, aprendemos a lidar com as críticas e a construir caminhos que respondam aos novos tempos. As instituições precisam, permanentemente, assimilar os anseios da sociedade e, entre outros temas, alterar o sistema eleitoral, as regras de financiamento das campanhas e as regras da propaganda que são anacrônicas e favorecem as desconfianças. O nosso sistema proporcional provoca deformidades na representação política, atua contra a ideologia e a fidelidade partidárias e permite um número elevado de legendas, fator que fragmenta as forças políticas e forma maiorias inconsistentes. A sociedade não entende como um candidato com poucos votos se elege e outro, bem votado, não. Mecanismos eleitorais existem muitos e todos eles apresentam algum defeito. Dentre todas as sugestões para o sistema eleitoral brasileiro, a que reúne mais simpatia talvez seja o sistema distrital misto. Vigora na Alema-

nha, Hungria, México, Nova Zelândia, Japão, Rússia, Equador, Bolívia, Venezuela. Outro problema que requer solução é o financiamento de campanhas eleitorais. Em qualquer lugar do mundo, as campanhas políticas precisam de recursos financeiros e materiais para apresentar seus programas e projetos, e conquistar votos. No Brasil, o financiamento da disputa política funciona muito mal. Tido como fonte de corrupção e de escândalos, ao longo dos últimos anos sofreu alterações que se mostraram insuficientes para promover a igualdade entre os candidatos e combater o abuso do poder econômico. O financiamento público exclusivo teria o efeito de inibir a corrupção, baratear as campanhas e igualar a disputa entre os candidatos, mas tem o inconveniente de retirar verbas de fins mais urgentes, como educação, saúde, segurança pública, para irrigar a atividade partidária e a disputa política. O financiamento público aliado a um fundo – que impediria as empresas privadas de doar diretamente a partidos e candida-

TRIBUNA

INDEPENDENTE

Rua da Praia, 134 - sala 303 - centro - Maceió Alagoas Endereço Comercial: Av. Menino Marcelo - 10.440 - Serraria Maceió - Alagoas - CEP: 57.083.410 CNPJ: 08.951.056/0001 - 33

tos – tende a ser burocrático. Há também a proposta de financiamento misto com limite de doações e a sugestão de um modelo que permitisse doações exclusivas aos partidos políticos, dando mais transparência ao sistema e facilitando o controle dos órgãos fiscalizadores. Em duas oportunidades o Congresso fez correções pontuais no processo eleitoral. Embora oportunas essas alterações foram tópicas e o Parlamento continua devendo uma reforma política que mereça este nome. Para que ela se efetive, entretanto, é inafastável a consulta à sociedade. Só assim a reforma política deixará de ser uma unanimidade estática. Nesse cenário precisamos ouvir a população e fazer, com muita responsabilidade, as mudanças que realmente tenham resultados. O debate, a troca de ideias, tendo como princípios a transparência, a igualdade entre os candidatos e a lisura das eleições ajudaria a construir caminhos para realizar a democracia como o governo do poder visível, sob o insubstituível controle da sociedade.

Jorgraf UM PRODUTO:

Cooperativa dos Jornalistas e Gráficos do estado de alagoas

É tempo de festa! União dos Palmares está vivendo o ponto alto de atividades festivas nessa época do ano. É a Festa de Santa Maria Madalena, principal evento turístico religioso, que acontece há 179 anos e leva milhares de visitantes e palmarinos nativos às ruas da cidade. Os festejos a Santa Maria Madalena iniciaram no domingo passado, com a procissão do mastro, que levou mais de 20 mil pessoas a acompanharem a procissão, numa mistura de fé e devoção e a procissão da bandeira nesta quinta-feira, 23; o cortejo repete o mesmo ritual todos os anos: a bandeira sai da casa paroquial e percorre ruas da cidade, indo até a praça onde será erguida no mastro. A festa cresceu, ficou gigante e agora está em quase todas as ruas do centro da cidade. Antes se concentrava apenas na Praça Basiliano Sarmento, onde também eram armados os brinquedos, que agora ficam dispostos na Avenida Monsenhor Clóvis Duarte. É o Parque Lima, que se agigantou, tem brinquedo de todo tipo, mas que desde que eu era menina tinha a concessão para armar os brinquedos na festa de União.

PRESIDENTE Antonio Pereira Filho DIRETOR ADMINISTRATIVO FINANCEIRO: José Paulo Gabriel dos Santos Editor geral: Ricardo Castro

As novenas e a programação festiva começaram nesta sexta-feira, 24, e acontecem até o dia 2 de fevereiro, na igreja matriz e na Praça Basiliano Sarmento, respectivamente. No passado, era um tempo de a gente receber parentes e amigos em casa. Para mim era a maior felicidade nessa época do ano, tudo era motivo de comemoração: receber primos e primas que chegavam do Rio de Janeiro e de Maceió, saber das novidades da família, da juventude da época e as nossas brincadeiras na hora de dormir todo mundo junto. A festa já foi e está sendo ainda motivo de vários documentários, referências e livros contando a história dos festejos da padroeira. É a história do nosso município que se multiplica pelo mundo afora. E por mais que a gente conte algo a respeito do evento, há sempre um detalhe, uma resenha daqui e dali para a gente tentar matar a saudade. Desde Jorge de Lima e Carlos Povina Cavalcante, que tão bem retrataram as festas da padroeira, até os escritos mais recentes, estão retratadas as lembranças de quem viveu uma

juventude salutar e cheia de boas aventuras, de amizades que não se trocavam e nem acabavam, das boas lembranças da juventude na terrinha querida, que estão intrinsecamente ligadas à festa. A União dos Palmares da nossa juventude rebelde, dos bailes de carnaval na Palmarina, dos desfiles nos carros alegóricos, das bandas de fanfarra na emancipação política, dos bailes noturnos com bandas famosas, que levavam a todos nós ao encantamento juvenil. A festa da padroeira de União é tudo isso junto: está na memória de todos que viveram numa época de telegramas pedindo músicas para os paqueras, no serviço de alto-falantes de seu Maurino Veras, das mensagens românticas e inocentes de um tempo em que não havia tanta violência e a convivência era fraterna. Reviver esse tempo dá uma saudade danada e uma vontade de chorar. Chorar de saudade e alegria ao mesmo tempo, por ainda poder estar nesse plano para participar e reviver tudo aquilo, apesar das mudanças do tempo, mas estamos aqui para ser feliz. Bom domingo!

Nosso noticiário nacional é fornecido pelas agências: Agência Folha e AGência Nordeste PABX: 82.3311.1338 COMERCIAL: 82.3311.1330 - 3311. 1331 REDAÇÃO: 82.3311.1328 - 3311.1329 CENTRAL DE ASSINANTE: 82.3311.1308 comercial.tribunaindependente@gmail.com redação.tribunaindependente@gmail.com

ricardocastro@tribuna-al.com.br

DIRETORA COMERCIAL: Marilene Canuto

OS ARTIGOS ASSINADOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES. NÃO REPRESENTANDO, NECESSARIAMENTE, A OPÍNIÃO DESTE JORNAL.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 26 DE JANEIRO DE 2014 PUBLICIDADE 7


8 PUBLICIDADE MACEIÓ - DOMINGO, 26 DE JANEIRO DE 2014

TRIBUNAINDEPENDENTE


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 26 DE JANEIRO DE 2014

Cidades

CIDADES

9

Bacia do Rio Mundaú se estende por 30 municípios de Alagoas e Penambuco A bacia do Rio Mundaú possui uma área de 4.126 km2, sendo que 52,2% no Estado de Pernambuco e 47,8% em Alagoas, banhando 30 municípios, metade dos quais em Pernambuco. Destes, quatro estão totalmente inseridos na bacia (Angelim, Correntes, Palmeirina e São João) e outros quatro têm a sede do município inserida na bacia (Caetés, Canhotinho, Garanhuns e Lagoa do Ouro). Em Alagoas, dez possuem sede na bacia e nenhum está totalmente inserido.

Mundaú agoniza e pede socorro Baixa vasão, poluição, desmatamento e ausência de políticas públicas comprometem meio ambiente OLÍVIA DE CÁSSIA REPÓRTER

Q

uem observa agora a baixa de vazão do Rio Mundaú nos 15 municípios alagoanos por onde ele passa, não acredita que em 2010 virou um tsunami e levou ruas inteiras de várias cidades, entre Pernambuco e Alagoas. Em União dos Palmares, onde antes eram as ruas do Jatobá e Demócrito Gracindo (a Rua da Ponte), as poucas águas que restam desse importante rio federal estão paradas, esverdeadas e com lodo, mostrando o alto grau de poluição. A reportagem da Tribuna Independente percorreu vários trechos das ruas levadas pelas águas da enchente de 2010 e observou que em alguns locais dá para passear onde antes era o leito do rio. Muito lixo e entulho também são jogados às margens e segundo os moradores, essa prática é antiga, junto com o esgoto doméstico, que foi jogado in natura por vários anos até acontecer o desastre ecológico há três anos. “Tem dono de abatedor de galeto que joga as penas e as vísceras no rio e isso prejudica, acho que polui ainda mais o rio: também muitos moradores jogam lixo e entulho ainda; as margens foram desmatadas e não há quase mais peixes no Mundaú”, reclama o morador Paulo José Correia. Ainda em União dos Palmares, na localidade conhecida como Choque, onde funcionava um lava-jato, há apenas poças de água. Ali o rio está morto e só há imensos lajeiros ressecados pelo sol de verão; isso porque choveu no mês de novembro. Em outros trechos há vestígios de retirada de areia do leito e foram cavadas verdadeiras crateras nas bar-

reiras do Mundaú. Por conta de ser um domingo o dia da nossa visita, o serviço não funciona, mas alguns moradores confirmaram a prática de extração da areia do leito e das barreiras, para venda. A reportagem constatou que, se não for tomada uma providência imediata, o Rio Mundaú vai secar de vez, causando um desastre ecológico, pois os afluentes: Riacho Macacos, Canabrava, Sueca e outros de União também estão poluídos e com suas margens desmatadas. A reportagem também foi até o local onde é feita a retirada da água, pelo o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), para o abastecimento do município e lá a vazão está muito baixa. Nesse trecho é possível ver o fundo com manchas escuras de lodo. Procurado pela reportagem, pelo Facebook, o diretor da autarquia, Gustavo Pedroza, disse que no momento o nível do rio ainda não está prejudicando o abastecimento de água, “porém, se o tempo continuar como está, vamos ter problemas futuros”, observa. Gustavo Pedroza informou que recebeu um requerimento do vereador palmarino Cícero Aureliano (o Tita-PMN), solicitando que o Saae realize o plantio de 2.000 árvores nativas às margens do rio e que também faça três mutirões de limpeza em 2014. O diretor disse que o Saae de União vai colocar em prática a sugestão do vereador do PMN, ainda no primeiro semestre. RIO TORTO Mundaú na língua tupi quer dizer “lagoa grande”. O Rio Mundaú, o rio torto, como disse o poeta Jorge de Lima, nasce no município de Garanhuns (PE) e desemboca na Lagoa Mundaú (AL), o que o torna um rio federal.

ESPERANÇA

Palmarinos aguardam emenda para revitalização

A reportagem da Tribuna conversou com o secretário de Meio Ambiente de União dos Palmares, Macário Rodrigues. Ele disse que uma pessoa chegou a ser presa no município pela prática ilegal da retirada de areia do Rio Mundaú. Segundo Macário, a situação do rio é séria, mas o município deposita esperanças em uma emenda, que segundo ele teria sido aprovada na Câmara Federal, supostamente de autoria do deputado federal João Lyra (PSD), no valor de três milhões de reais, para a revitalização do Mundaú. “No trecho que vai de União dos Palmares até São José da Laje, a revitalização está prevista para começar em 2014; já replantamos quase duas mil espécies no Mundaú e no Riacho Canabrava (afluente do rio)”, observa Macário. A reportagem da Tribuna Independente entrou em contato com a assessoria do deputado João Lyra para ter conhecimento do teor da emenda, mas foi informada que a emenda não existe. A reportagem apurou que no dia 11 de setembro de 2011, o deputado concedeu entrevista em uma rádio de Maceió e afirmou que destinaria R$ 2

milhões em Emendas no Orçamento da União para começar a dragagem da lagoa Mundaú. Mas a informação que circula no município de União dos Palmares é que a Emenda já teria sido aprovada e que as obras de revitalização de um trecho do rio começariam este ano. AFLUENTE Também fomos até a velha ponte onde passa o Riacho Sueca, outro afluente do Mundaú, que está com suas margens desmatadas, poluído, com pouco volume, águas escuras e precisam de maiores cuidados. Com grau de poluição maior está também o riacho Canabrava, outro afluente do Mundaú que virou um esgoto a céu aberto. A Constituição Brasileira, em seu artigo 225 declara que todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado e que a água é um bem de uso comum do povo. Em diversos lugares do planeta, milhares de pessoas já sofrem com a falta desse bem essencial à vida. A água é um recurso natural que propicia saúde, conforto e riqueza ao homem, por meio de seus incontáveis usos, dos quais se destacam o abastecimento das populações, a produção de energia, o lazer, a navegação, entre outros bens.

Desmatamento, lixo, entulho, esgoto: em União dos Palmares, rio sofre com as agressões do homem e pede ações urgentes

AINDA NO PAPEL

BACIAS

Comissão teria papel fundamental na revitalização do rio

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), por meio de sua assessoria, informou que está realizando o levantamento da topografia digital das bacias hidrográficas Mundaú e Paraíba, por meio de imagens de alta resolução com que registram profundidades, altitudes, entre outros pontos, para auxiliar no caso de enchentes e catástrofes. “As Bacias do Mundaú e Paraíba são o foco do monitoramento da Sala de Alerta (Sala de Monitoramento Hidrometeorológico), onde estão instaladas as Plataformas de Coletas de Dados para avaliação dos níveis dos rios. O levantamento de imagens está em fase de conclusão e irá auxiliar esse monitoramento”, ressalta. Segundo a assessoria da Semarh, com o crescimento dos municípios à beira dos rios principais das bacias, há uma preocupação com o saneamento do local. “Existem obras na Secretaria de Estado de Infraestrutura tanto relativas ao saneamento quanto relacionadas à criação de barramentos tanto no Rio Mundaú quanto no Paraíba”, pontua. Sobre os Comitês de Bacia, a secretaria informa também que as discussões estão bem avançadas entre os estados de Pernambuco e Alagoas e a Agência Nacional de Águas. “Os estudos de viabilidade financeira dos comitês já foram aprovados, e a proposta de ambos os estados é que seja criado um comitê para ambas as bacias, com autonomia estadual; está prevista para janeiro uma reunião entre todos os interessados que definirá os próximos passos na criação do comitê”, destaca.

Criação do Comitê das Bacias está emprerrada há mais de 10 anos A Lei 9.433, a Lei Nacional das Águas, diz que a concessão para a utilização das águas de um rio pode ser feita com a outorga e no caso de um rio federal, como é o caso do Rio Mundaú, com o consentimento da Agência Nacional das Águas (ANA). A reportagem apurou que a discussão da criação do Comitê das Bacias dos rios Mundaú e Paraíba está emperrada há mais de dez anos e até agora não saiu do papel. Em 2001, segundo a nossa pesquisa, chegou a acontecer uma audiência pública no Estado de Pernambuco para discutir a questão, foi criado um Comitê naquele estado, mas depois foi extinto. Consultado sobre o assunto, o ambientalista Anivaldo Miranda, que já foi secretário do Estado e atualmente é presidente do Comitê da Bacia do Rio São Francisco, diz que os estados têm uma responsabilidade muito grande sobre isso. “Já houve audiência pública para discutir a questão,

mas o assunto morreu. A ANA (Agência Nacional das Águas) é responsável pela outorga e criação do Comitê para fazer gestão da água”, observa. Anivaldo Miranda pontua que existe potencial para a criação do Comitê das Bacias, que estão praticamente privatizadas “e, diferente dos argumentos, há acomodação suficiente para se ter a estrutura mínima, mas o governo federal fica se segurando e quando acontece uma enchente vão correr atrás do prejuízo”, reclama. Segundo o jornalista, o grande caminho para a revitalização do rio Mundaú é a formação do comitê das bacias. “Estão acabando com o rio, todos os afluentes estão com barragens clandestinas e não há um plano de gestão para ver a disponibilidade da formação do Comitê das Bacias. Estão querendo dar a solução com a construção das barragens; a outorga exige avanços com melhorias tecnológicas e responsabilidade”, observa.

O ambientalista destaca ainda que é escandaloso que até hoje esteja sendo postergada a criação do Comitê de Bacias do Paraíba e a do Mundaú apesar de todos os apelos feitos. “É preciso que a comunidade cobre a fiscalização de monitoramento e projetos de revitalização”, pois segundo ele, todo o complexo lagunar Mundaú-Manguaba será afetado e é preciso fazer a recuperação das margens dos rios. “A sociedade precisa participar da discussão e a questão tem que ser trabalhada como um todo. Já teve audiência pública, mas o comitê se dissolveu porque a ANA não deu prosseguimento ao processo e fica se amarrando porque dá trabalho esse processo de revitalização”. O jornalista analisa que a questão (da revitalização) não se resolve apenas com a construção de barragens: “Tem que ser replantada toda a Mata Ciliar dos rios, fazer campanhas de conscientização com a população”, entre outros pontos.

Ambientalista Anivaldo Miranda salienta importância de criação do comitê das bacias para a revitalização

Semarh realiza estudo para prever enxentes


10

GERAL

MACEIÓ - DOMINGO, 26 DE JANEIRO DE 2014

1 - Busque o seu bem-estar e o de quem lhe rodeia Viva melhor socialmente! A felicidade está no bem estar, no equilíbrio entre o psiquismo, o corpo, a alma e a sua relação com o mundo. A felicidade, por ser subjetiva tem de ser buscada dentro do contexto sociocultural em que você vive. Não adianta ter em mãos a fórmula da felicidade, se você não sabe realizá-la ou mesmo perceber onde ela está. Preocupe-se mais com quem estar próximo de você. Lembre-se: “você não pode ser feliz se quem está do seu lado não está feliz”, como ressaltam os especialistas. Saiba que sociedades extremamente ricas hoje, por exemplo, têm altos índices de suicídio e de violência e de vícios, revelando a dificuldade deles em lidarem com a vida. A grama do outro não é mais verde, como nós pensamos.

2 - Reconheça os novos e os bons momentos Interaja com os que lhe cercam. Segundo a antropóloga Silvia Martins, estamos no momento da Nova Era, onde as pessoas estão mais preocupadas com a saúde relacionada ao bem estar espiritual e a vida em coletividade. Grupos da Europa fogem do superindividualismo característico desse povo, em busca do bem estar com a natureza energética de outros povos, e vivem em comunidade. “Esse superindividualismo leva as pessoas a realmente não ficarem bem, a ter essa sociedade que produz um alto índice de suicídio”, diz a pesquisadora.notas de coluna.

3 - Seja autêntico e reconheça

seu potencial

Viva do seu modo, perceba e busque sempre o melhor. A autenticidade é uma característica forte do povo brasileiro e grande parte de nós sabe que o coração é mais inteligente do que se pensa e torná-lo o guia de suas ações trará a você um retorno positivo. Do ponto de vista do estrangeiro, somos um povo feliz, mas poucos enxergam esse e outros potenciais nem os benefícios que trazem em nosso favor. Qualquer situação da sua vida pode ser um bom motivo para a felicidade. Para o indiano, a felicidade é o encaminhamento, pelos pais, do casamento. As decisões relacionadas ao futuro dele; para um aborígene australiano, o estado de felicidade é viver próximo aos parentes mais próximos. Viva seu conceito de felicidade!

4 - Encontre métodos que elevem seu estado de espírito Mantenha-se consciente de seus males. Se seu corpo está doente, natural buscar um médico para tratá-lo. Não é diferente no campo dos sentimentos. A cura da infelicidade está no reconhecimento do mal e na busca pela solução, que nem sempre está num consultório médico. A terapia holística dá algumas dicas: Medite por dez minutos. Esvazie e pare sua mente e relaxe. Não deixe que os problemas remoam o seu interior, pelo menos nesse período de tempo. “Se você parar dez minutos do dia pra entrar dentro de você e parar de valorizar os seus problemas, dez minutos já é o suficiente pra você começar a melhorar sua energia. A meditação pode ser a solução de muitos problemas”, recomenda a terapeuta Sonia Regina Marquette. Reiki (cura pelas mãos), florais (terapia que usa a essência das flores para acalmar e curar mazelas que causam infelicidade), exercício físico e terapias convencionais com psicólogos ou psiquiatras também são válidos para o equilíbrio físico e mental.

5 - Encare o futuro e a velhice com os olhos da experiência Enquanto na antiguidade, o conhecimento e a experiência de vida eram o objeto da felicidade, na contemporaneidade, a juventude e o apelativo culto ao corpo usurparam este lugar. Busque o amadurecimento e a autoaceitação. Não tenha medo da velhice e da pobreza, encare-as com equilíbrio e tranquilidade, e tenha amor às suas conquistas.

6 - Seja positivo Sorria, mas não force o sorriso pois dá pra perceber. O sinal do bem estar a gente sabe. Tenha um olhar mais leve diante da vida, mais paciência com as pessoas e mais flexibilidade consigo mesmo. Para o psicólogo Laerte Leite, a felicidade faz a pessoa mais inteira em sua relação com o mundo. Entenda que viver integralmente dizendo a si mesmo que não não consegue ver felicidade nas coisas, nem na vida, é firmar compromisso com a depressão. Não aceite ser condicionando à negatividade.

7 - Busque o que você deseja de verdade Não é o dinheiro que traz felicidade, mas o autoconhecimento. As pessoas estão focadas em coisas externas e esqueceram de olhar para si. Muitos acreditam que o dinheiro traz a felicidade. Para a psicologia ela está na boa produção, no trabalho feito de boa vontade. Não adianta ganhar R$ 15 mil ou R$ 20 mil em um emprego, se lá você não está feliz ou satisfeito com sua atividade.

8 - Evite a internet. Não aja no mundo real como virtual Atualmente, ser o que não é é o que mais ocorre no mundo. A onda da comunicação rápida e facilmente descartável, fortificada e evidenciada nas redes sociais, sustentam falsas percepções de felicidade. Em época de Facebook, ninguém é ninguém de verdade na grande rede. Isso é perigoso na medida em que a criação de um perfil passa a ser um objeto de maior felicidade que a própria vida do criador.notas de coluna

TRIBUNAINDEPENDENTE

Conheça e pratique os

Especialista indica conhecer as causas e condições dos males sentidos

SANDRO LIMA

ALAIN LISBOA REPÓRTER

S

e você nunca parou para pensar a respeito do que te faz feliz, este é o momento. Não é preciso esforço para perceber o que te faz feliz. Desde que existe, a humanidade vive a eterna busca da felicidade. Desde tempos aristotélicos, há milênios, a plenitude da felicidade é tal como regra básica para o bem viver e a paz. Contudo, cabe aqui lembrar que nem tudo aquilo que o faz feliz é o que o faz bem. A felicidade é a propulsora do estado de bem-estar, de paz interior que se manifesta desde um simples sorriso a atitudes que exigem coragem e às vezes até abdicação de prazeres e comodidades. São atitudes altruístas, tais quais praticou Madre Teresa de Calcutá - feliz em ser útil aos demais, ignorando outros rumos que a vida poderia ter lhe proporcionado. A felicidade é subjetiva, unipessoal, mas tem o poder de contagiar. São diversos os caminhos que levam até ela e muitos se perdem, incompreensivos, iludidos e incapazes de perceber a verdadeira essência do bem-estar. Ela não está no dinheiro ou na fama. Também de pessoas bem-sucedidas estão cheias as clínicas terapêu-

Terapeuta holística, Sonia Regina Marquette: “É preciso identificar as causas de sua infelicidade”

ticas, o que acentua a contradição que existe entre ter uma boa vida e viver em paz e harmonia, estados necessários à felicidade, conforme explicam análises de especialistas nos campos filosóficos, da psicologia, antropologia e religiosidade, que a Tribuna Independente traz nesta edição. É numa sala do edifício Harmony, no Stella Maris, onde a terapeuta holística Sonia Regina Marquette recebe seus pacientes. A maioria deles, triste em de-

pressão. Infelizes. É dela a missão de curá-los e assim, na medida do possível, ela o faz. Através do diálogo, ensina aos pacientes o valor da importância dada por cada um deles aos fatos da vida. “A maioria dos pacientes não sabe a causa de sua infelicidade que pode ser por motivos diversos. É muito relativo. Têm pessoas que estão muito bem financeiramente e têm uma infelicidade muito grande. E têm outras que têm tudo, têm uma família feliz, compreensiva,

acolhedora, estão super bem financeiramente e profissionalmente, mas têm uma tristeza profunda”, diagnostica a terapeuta. O primeiro passo para a cura de todos os males, segundo ela, é identificar suas causas e buscar manter-se no controle, principalmente o emocional, sobre a situação. “Felicidade e infelicidade elas existem. São fatos e você vai ser mais ou menos feliz a depender do valor que você dá aos problemas [e soluções]”, conta.

LAERTE LEITE

Felicidade é um estado de equilíbrio Psicólogo fala sobre harmonia entre corpo, mente e campo espiritual Em outro consultório, numa galeria do bairro do Farol, afirma o psicólogo Laerte Leite de Souza que a felicidade não é um fato simples ou objetivo, pois ela depende da harmonia que traz o bem-estar, garantido através de hábitos que mantenham a vida saudável. Segundo explica, qualquer descompasso nas saúdes do corpo, da mente e do campo

espiritual é capaz de motivar a depressão e atitudes ainda mais infelizes, como o suicídio. “A felicidade não é uma coisa, não é um objeto, uma televisão que eu adquiro. É um estado de equilíbrio entre o psiquismo, o corpo, a alma e a relação com o mundo. Quanto melhor esse feedback que eu estabeleço com o mundo, quanto mais al-

canço minhas metas, meus objetivos e eu sinto que eu estou realizando os meus sonhos, isso me dá a sensação de felicidade. Mas esse equilíbrio não quer dizer que você está em êxtase. Se num determinado momento eu sofro uma queda, uma pressão que eu não aguento esse estado, esse desequilíbrio, aí vem a doença, a depressão, aí vem a tristeza, por isso

é importante se manter em harmonia”, aconselha o psicólogo. Estar de bem com a vida te tornará uma pessoa mais inteira e virtuosa na sua relação com o mundo e é perceptível. “Você tem um olhar mais leve diante da vida, você tem um sorriso, tem mais paciência com as pessoas, você tem mais flexibilidade”, aponta Laerte.

ANTROPÓLOGO

Não é possível estado pleno de satisfação Nem todos os povos podem viver e desfrutar da alegria em sua plenitude É a humanidade quem vive as definições orquestradas pela subjetividade do tempo e de cada ambiente, que é singular. Cada lugar do mundo tem suas características e cada pessoa tem seus próprios objetivos propulsores da felicidade. Viver e preservar a vida num estado pleno de gozo, na esfera que seja – incluindo aqui o campo dos sonhos e desejos – é, no fim das contas, a busca incessante de subsídios para o

feito. Mantém-se feliz a pessoa, a comunidade, o país que encontra o equilíbrio do que é essencial, mas o que é essencial nem sempre está bem definido. No campo da antropologia, o estudo acerca da busca de uma plena felicidade e seus pilares, apesar de já ter sido tema de estudo filósofos, a exemplo de Aristóteles, há mais de 2.300 anos, é contemporâneo. Segundo a antropóloga Silvia Aguiar

Carneiro Martins, com estudos desenvolvidos no campo da antropologia médica e da religião, a medição de índices de criminalidade e satisfação da população, pelas quais se baseia a ciência para pareceres, mostram a impossibilidade da existência de um estado total e único de felicidade para todos os povos. “É um assunto bem contemporâneo na psicologia, na economia... Tenta-se medi-la através de índices que só re-

velam a dificuldade das pessoas em lidarem com a vida. Têm, por exemplo, sociedades extremamente ricas hoje, determinados países que não têm altos índices problemáticos em algumas esferas, como a saúde e a educação e, ainda assim, há um alto índice de suicídio, de violência, de vícios e drogas, o que revela essa dificuldade e que demonstra que essas pessoas não estão tão bem assim”, explicou.

9 - Encare as dificuldades com bom humor e boas expectativas Os momentos de mal-estar e desarmonia apontam dificuldades a serem superadas. Supere-as de preferência com o bom humor e nutra sentimentos de paz e alegria para auxiliar nas possíveis mudanças de conceitos, vida e comportamento, que podem ocorrer. Buscar a solução com boas expectativas é mais lucrativo que lamentar com raiva e insultos à infelicidade.

10 - Agradeça pelo que tem Segundo a terapia holística, somos pura energia e gratidão atrai gratidão, como lamúria atrai lamúria. A energia de positividade atrai boas oportunidades e auxilia na plenitude do bem estar. Aperfeiçoe sua capacidade de amar, vibrando nas energias do amor, da gratidão e da paz. “Quanto mais você vibra nessa positividade, mais coisas boas você traz e nutre pra você. Se você fica gerando uma energia negativa, você atrai além de tudo seres que adoram isso pra se manter também presos a essa crosta”, advertem especialistas.

Antropóloga, Silvia Martins ressalta sociedades desenvovidadas

Psicólogo Laerte Leite defende equilíbrio


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 26 DE JANEIRO DE 2014

GERAL

11

s 10 mandamentos para ser feliz ALAIN LISBOA

NAÇÃO FELIZ

Injustiças sociais não afetam alegria do povo brasileiro Mesmo diante de tantas dificuldades, ele mantém esperança

Frei José Maria, 33 anos, dos quais oito dedicados ao trabalho voluntário leva alegria ao abrigo

Mesmo diante de tamanhas dificuldades pelas quais ainda passam, o povo brasileiro mantém a alegria e um olhar leve sobre as dificuldades. Somos uma Nação feliz, conforme as constatações da antropóloga Silvia Martins. “Há uma mudança de valores (comparando a sociedade atual com a de 60 anos atrás). Há várias mudanças e então eu diria que somos sim felizes. O povo brasileiro é um povo muito alegre, naturalista. Realmente, a gente tem uma alegria, uma presença muito forte e meio que contagiante até, dessa felicidade, que as pessoas se impressionam. Você vê pessoas que têm problemas econômicos, que vivem em população de favela, mas que nos finais de semana está contente, reunido. Houve uma mudança de geração e não podemos negar que apesar dos contextos negativos em que vivemos, hoje temos uma qualidade de vida que é melhor”, disse.

Qualidade de vida adquirida por mérito, pois o brasileiro vai à luta, como provou ao protestar em massa contra injustiças sociais nas ruas do país em junho passado. Qualidade de vida e bem estar repassados aos que ainda não têm, através da filantropia, do calor humano, típico desta nação. Em Alagoas também existem pessoas que abriram mão de um destino financeiro bastante promissor para se dedicarem pura e simplesmente ao altruísmo. É o caso do Frei José Maria, de 33 anos de idade, oito dedicados exclusivamente a um trabalho voluntário e autossustentado que leva aos moradores de ruas de Maceió comida, agasalho e abrigo. Solteiro, Frei José Maria abriu mão de um bom emprego público e do salário de cerca de R$ 3 mil e abriu mão de outro concurso público para ganhar ainda mais, para se dedicar com recursos próprios e doações, ao serviço

de caridade. “Se sou feliz? Meu Deus! Eu não troco essa minha vida por nada no mundo, por dinheiro nenhum no mundo. Saí do meu emprego há oito anos sob pedidos pra que eu ficasse, mas não. A felicidade pra mim é como diz Santo Agostinho: é estar em Deus, é a busca de Deus. Todo homem tem essa busca, que é a busca pelo infinito e essa busca só vai ser plenamente completada nele”, disse o Frei, que também adverte: “A felicidade não é presente apenas no renunciar, é preciso perceber os caminhos que levam até ela”. Ele indica que a felicidade está no sentir-se bem na atividade que pratica. “Afinal, é possível encontrar plenitude de felicidade no seu casamento, no seu trabalho. No meu caso, eu achei plenitude no meu chamado à caridade e é nisso que eu me realizo”, esclarece.

ANTROPÓLOGA

Estudo com suíços mostra que eles são mais felizes em Alagoas Na europa, enfrentam individualismo típico da região A revista Forbes revela a possibilidade de ser feliz sozinho, mas não deixa de alertar que tal fato é apenas para as pessoas mentalmente fortes, que preferem assim, que mantém hábitos saudáveis e que lidam com suas emoções, pensamentos e comportamentos de forma a empoderá-las para o sucesso na vida. Os demais, boa parte tal como nossos antepassados primitivos, ainda tendem a viver em comunidades para a troca de experiência, valores e contato físico em prol de um bem comum. Mas em tempos de Facebook, é no mundo virtual onde está aglomerada a maioria das comunidades do mundo moderno. Para a psicologia, uma realidade virtual danosa para a relação de equilíbrio entre corpo, mente, espiritualidade e sociedade.

Enquanto a antropóloga Silvia Martins absorve experiência em análises a um grupo de suíços que vêm periodicamente a Alagoas para exercitar a vida em comunidade e o contato com a natureza, o psicólogo Laerte Leite preocupa-se com recentes estudos que apontam que as pessoas do mundo moderno são mais felizes contemplando a vida que criou no meio virtual, que a sua vida propriamente dita. “Acessar redes sociais traz infelicidade, principalmente quando você desliga o aparelho e vai olhar no espelho, é você. Essa felicidade buscada no mundo virtual sequer é artificial. Ela não é felicidade. Eu estou me enganando. Estou criando um personagem que não sou eu e aí quando entro em contato comigo, eu fico infeliz porque eu tenho

que voltar a viver”, explica o psicólogo. De forma diferente vivem os europeus estudados por Martins. Segundo explica, é característico deles devido ao contexto social em que vivem, uma rotina caracterizada pelo individualismo, mas em terras alagoanas eles têm encontrado a felicidade no contato direto com a natureza, inclusive a humana. “Essa felicidade, esse bem estar que eles estão nesse momento procurando, é viver mais em comunidade, contrariamente ao que eles próprios criticam dos europeus dizendo que são super individualistas, um estilo de vida que tem levado as pessoas a realmente não ficarem bem, a ter essa sociedade que produz um alto índice de suicídio, que tem esses problemas”, analisa a antropóloga.

Maior característica do povo brasileiro é viver numa alegria sem fim, onde quase tudo vira festa

LAERTE

‘É difícil ser feliz sozinho, somos seres sociais’, lembra psicólogo Há quem só curta a própria companhia,z numa boa Segundo recomendações do psicólogo Laerte Leite aos seus pacientes, é necessário a prática da autodescoberta e na identificação do que se deseja verdadeiramente. “É difícil ser feliz sozinho, o poeta até já diz. É muito difícil porque nós somos seres sociais. O que eu peço para meus clientes é que eles procurem se descobrir. Que eles vão em busca do que desejam de verdade.

Porque hoje as pessoas estão focadas em coisas externo e estão esquecendo de olhar pra si”, disse. Difícil, mas possível. Por ser subjetiva a felicidade também está na solidão. Segundo um artigo recente da revista americana Forbes, especializada em economia e finanças e famosa por listar personalidades de influência mundial, portanto, pessoas teoricamente felizes, as pessoas men-

talmente fortes, toleram a solidão, não temem o silêncio e são felizes por serem o que são. “Elas não têm medo de ficarem sozinhas com seus pensamentos e elas podem usar esses momentos para serem produtivas. Elas curtem sua própria companhia e não são dependentes de outros para companhia e diversão todo o tempo, mas conseguem ser felizes sozinhas”, diz o artigo.

Pessoas de bem com a vida aproveitam cada momento e idenficiam o que desejam realmente


12

CIDADES

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 26 DE JANEIRO DE 2014

Evangélicos pregam sobre duas rodas

Pastores e seguidores de Igreja em Arapiraca levam a palavra de Deus ao Agreste alagoano de forma inusitada DAVI SALSA REPÓRTER

AÍLTON VILLANOVA ailton.vilanova@gmail.com

O presente

D

esligado ao extremo, o distinto Oberunálvio Caronte tem se esforçado bastante para ser um esposo de primeira. Apesar disso, de vez em quando pisa na bola. Dona Carótida, a digníssima esposa, já nem liga mais para as mancadas do cara, até porque também dá as suas. Sutileza não é o fraco do Oberunálvio. Sem querer ofender as pessoas das quais gosta e considera, há ocasiões que ele as decepciona com suas tiradas fora de propósito. Oberunálvio é uma figura. Se não existisse, Deus teria de inventá-lo. Há coisa de mês e meio, mais ou menos, dona Carótida fez aniversário. Oberunálvio entrou em casa todo lampeiro, riso largo na cara, abraçando uma caixa enorme: - Amor, aqui está o seu presente! E madame, emocionadíssima: - Oooohhh, meu filho... e precisava? - Claro que precisava! Eu quero que você bote ele na hora de cantar o “Parabéns”! - Ai, que felicidade! Briga-

dinha, amor. Mas, qual é a cor? Á verde? É azul? - Hummm... hummm... - É branco? É preto? - Hummm... - Amarelo? Ah, já sei! É cor de rosa!” E Oberunálvio, cheio de mistério: - A cor eu não lhe digo, certo? - Ah, Nalvinho... Assim não vale. Diz a cor, diz! - Deixa de ser agoniada, mulher. Vôte! - Você sabe que eu sou curiosa, não sabe? - Sei... - Pois, então... - Deixe chegar a hora. - Eu quero agora! Olha que eu abro a caixa! Vai, Nalvinho, diz a cor! Oberunálvio perdeu a paciência. Respirou fundo e com toda a sua sutiliza de hipopótamo, lascou lá: - Ô mulher, quer saber de uma coisa? É da cor do teu rabo, pronto! E ela, desapontada e chorosa: - Ah, meu amor... Roxo eu não gosto!

Dubinha, o sabichão Asdrúbal Ponte Neto, o Dubinha, vive se vangloriando de ser um sujeito muito inteligente, embora aos 35 aos de idade ainda não tenha co seguido concluir o curso fundamental, apesar de vir tentando desde os 10 anos. Cansada de querer coisa melhor para o amado rebento, dona Quininha, a mãe, chamou-o às falas: - Olha, meu filho, você precisa trabalhar. Não espere emprego de doutor! - Tá bom, mãe. Vou procurar emprego. Foi. Procurou uma empresa de segurança privada e perguntou ao gerente: - Por acaso estão precisando de funcionários? Estavam. De modo que ele foi imediatamente encaminhado ao setor de recursos humanos para submeter-se ao teste psicotécnico. O encarregado explicou: - Eu vou lhe fazer várias perguntas. Cada resposta certa que você der, vai somando pontos para o resultado final. Qualé o seu nome? E o Dubinha, feliz e contente: - Asdrubal de Pontes Neto. Rá, rááá... - Por que essa alegria toda, Asdrúbal? - É porque eu Já acertei a primeira!

Doença horoscópica Cidadão bem modesto e bastante trabalhador, seu Sebastião do Rosário deixou sua fazendinha em Ibateguara aos cuidados de dona Januária, sua esposa, e veio à Maceió consultar-se com o doutor Artur Gomes Neto, na Santa Casa de Misericórdia. É que ele andava sentindo fortes dores no peito, nas costas e na barriga. Mal podia caminhar, coitado. De modo que seu filho caçula, o Getúlio, veio com ele. Estirado na cama, o agricultor era examinado pelo médico, que só fazia perguntar: “Dói aqui?” Ele respondia: “Dói, sim sinhô”. Depois daí, o velho ficou internado, enquanto aguardava o resultado dos exames de laboratório. O médico explicou qual era a sua doença e mandou-o de voltar ao lar, onde ficaria recebendo medicação até nova consulta. Quando saía do hospital, seu Sebastião perguntou ao filho: - Ô Jitúlho, quár quié a duença qui o dotô dixe qui eu tenho? Parece quié negóço de síguino, né? Acho quié capricóno... Não! É sagitáro... E o garoto:

- Decora, pai! Ele falou câncer! As últimas palavras do japa Sujeito de bom coração e espírito altamente solidário, o Cloribaldo foi visitar na UTI do Pronto Socorro, o vizinho japonês, vitima de grave acidente automobilístico. Chegou lá, encontrou o japa todo entubado, era tubo daqui, tudo dacolá, fios pra todo lado. Ficou ali, parado, na beira da cama, reparando pro nipônico, de olhinhos fechados, sereno, repousando com todos aqueles tubos. olhos e gritou: - Sakaro aota nakami anyoba, sushi masuhuta!!! Dito isto, suspirou e morreu. As últimas palavras do japonês ficaram gravadas na cabeça do Coribaldo. Na missa de sétimo dia, ele procurou a mãe do finado para apresentar-lhe os pêsames: - Olha, dona Fumiko, o Sujiro, antes de morrer, me disse estas palavras: “Sakaro aota nakami anyoba, sushi mashuta!!!” O que isso quer dizer? Dona Sumiko olhou espantada para o Cloribaldo e traduziu: - “Tire o pé da mangueirinha de oxigênio, filho da puta!!!”

E empregada lusitana Dona Eribalda Carposo tinha um gatinho lindinho, todo fofinho, chamado Tim Maia. Era o amor da vida dela. Um dia, ao contratar uma nova empregada doméstica de origem portuguesa, ela fez a seguinte recomendação: - Manuela, quero que você cuide muito bem desse gato, está ouvindo? - Estou a ouvire, doutora. - A propósito, hoje é dia de ele ser lavado. Lave-o com cuidado e depois ponha talquinho e perfuminho, está bem? Dito isto, madame trocou de roupa e saiu para trabalhar. Horas mais tarde, de volta ao lar, a primeira coisa que fez foi abordar a empregada: - Manuela, lavaste bem o gato? - Lavei sim, doutora patroa! - Lavaste bem mesmo? - Muito bain, doutora patroa! - E cadê o gato? - Ele murreu! - Ai, meu Deus! Morreu como, Manuela? Desde quando banho mata? - Ao banho ele resistiu, doutora patroa... O prublema foi na hora de torcer...

D

enominados “Centuriões do Rei”, pastores e seguidores da Igreja Santa de Jesus Cristo (ISJC), com sede oficial na cidade de Arapiraca e ramificações em outras localidades de Alagoas, estão realizando um trabalho polêmico e diferente, chamando a atenção de moradores de toda a região. Eles utilizam motocicletas, algumas delas até importadas e de alta resistência, para conquistar novos adeptos no Agreste e no Sertão. Periodicamente, a Igreja mobiliza devotos e faz o trabalho de evangelização sobre rodas, utilizando o grupo Centuriões do Rei, com suas potentes motocicletas, distribuindo panfletos com mensagens escritas, CDs com músicas religiosas e até alimentos para pessoas carentes. Com 26 anos de fundação, a Igreja Santa de Jesus Cristo é comandada pelo pastor Marcelo Oliveira e conta com milhares de seguidores por toda a região. Além da utilização das motocicletas para levar as mensagens da igreja e dos escritos e ensinamentos da Bíblia, os devotos mantêm um programa de rádio em uma

emissora de Arapiraca. A igreja ainda lançou uma página no Facebook, para ocupar mais espaços nas redes sociais e ampliar a divulgação de seus trabalhos. De acordo com o pastor Marcelo Oliveira, o ministério começou apenas com 16 pessoas e teve sua primeira reunião realizada na residência do casal Cícero e Eunice Bernardino, onde permaneceu cerca de três meses, sendo realizadas reuniões diárias. Ele revela que, com o passar do tempo, o número de pessoas aumentava a cada dia, ao ponto de já não poder comportar o grupo na residência. Após esse período, o templo mudou-se para um salão alugado, e a partir daí o salão passou a estruturar-se com a compra de um terreno e a construção do seu primeiro templo na cidade de Arapiraca. Com ajuda dos seguidores, o pastor conseguiu recursos para construir a sede própria - um grande templo localizado no bairro Brasiliana. Polêmicas à parte, em uma de suas recentes declarações, o pastor Marcelo voltou a agradecer ao casal que o ajudou a fundar a Igreja. “Essa obra não é minha é do senhor Jesus, sem ele esse ministério não teria chegado aonde chegou”, disse ele.

Festa dos artesãos

D

ezoito artesãos de Satuba mostraram a riqueza e a diversidade da cultura local, durante a 8ª Feira de Negócios dos Municípios Alagoanos, que se encerra hoje no Centro de Convenções de Maceió. Durante os quatro dias, no stande de Satuba, o público pode apreciar produtos como fuxico, crochê, trançados em fitas, bonecos emborrachados, roupas de cachorros produzidas com material reciclável, produtos à base da matéria prima de cabaça, entre outros. “É momento de integração e da troca de experiências nos diversos segmentos de todas as regiões de Alagoas, onde os profissionais vão expor suas habilidades e conhecimentos”, destaca o prefeito Paulo Acioly, que tem dado todo apoio e logística para os artesãos exporem seus produtos.

Cajueiro

Expectativa

A cidade de Cajueiro vai realizar neste domingo, 26, a 4ª edição da Trilha do Caju, que integra o Circuito Alagoano de Trilhas e busca promover o ecoturismo de aventura, agregando a valorização da cultura local e incrementando a economia, além de mostrar de forma radical as belezas naturais da região.

Nas edições anteriores, o número de participantes superou as expectativas da organização, que este ano aguarda a participação de aproximadamente 400 pilotos. A Trilha do Caju surgiu com a intenção de criar um evento para os apaixonados por motociclismo de toda região do Vale do Paraiba. Este ano, a organização promete uma super estrutura para receber bem os trilheiros de Alagoas e dos estados vizinhos.

Bem representada Mostrar para todo estado o trabalho que está sendo realizado em Arapiraca. É com esse objetivo que a prefeitura participa desde quintafeira, 23, e até este domingo, 26, da Feira dos Municípios Alagoanos, no Centro de Convenções Ruth Cardoso, no bairro do Jaraguá, em Maceió.

Ações em Arapiraca Entre as ações realizadas está o Arapiraca Garante a Primeira Infância (Agapi) - um programa articulado para o bem-estar físico e mental, afetivo, cognitivo e social da criança, da mulher e da família, que vem implementando uma série de ações para proporcionar a integração entre as diferentes áreas com foco nos eixos estruturantes, visando à execução de novas atividades, dando continuidade e/ou ampliação das ações já existentes. Na quinta-feira, às 17h20, houve apresentação do Reizadinho do Mestre Duda, do bairro Canafístula.

Assistência Social

Outra ação Desenvolvida pelos técnicos do CRAS e que contempla o AGAPI (Arapiraca Garante a Primeira Infância), que também estará exposto na feira, é o acompanhamento de crianças através do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos. Graças a ele, em Arapiraca, são realizadas atividades com crianças, familiares e a comunidade, fortalecendo vínculos e prevenindo ocorrências de situações de exclusão social e de risco, como a violência doméstica e o trabalho infantil.

O trabalho desenvolvido pelos Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) com gestantes na orientação, encaminhamento e garantia dos benefícios, a realização de grupos de convivência e a inclusão delas no Programa Viva Vida, também serão apresentados no evento.

Compromisso Para o secretário Daniel Rocha, mostrar as ações desenvolvidas com as famílias arapiraquenses é confirmar o compromisso com mais trabalho. “Nossas ações garantem inserção social de gestantes, crianças, pais, mães, pessoas que em sua maioria vive em vulnerabilidade. Essas atividades são referência em Alagoas e serão expostas como uma ferramenta que deu certo na cidade e que pode ser desenvolvida por outros municípios”, disse.

Pedido de isenção A informação é do Jornalista Carlos Alberto: A Consultec divulgou, na noite de quarta-feira (22), a lista dos candidatos que tiveram os pedidos de isenção da taxa de inscrição aceitos pela empresa responsável pela condução do concurso Vestibular 2014 da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal). Todos os pedidos foram analisados pelo departamento de Serviço Social da empresa.

Não cabe recurso Dos 1.202 pedidos apresentados, 490 deles preencheram corretamente os requisitos solicitados pela Consultec. O Edital estabelece que não cabe recurso contra o indeferimento da solicitação de isenção de pagamento da taxa de inscrição.

Pagamento Os candidatos que não obtiverem deferimento no pedido de isenção poderão, a partir de quinta-feira (23), até o próximo dia 28, terça-feira, para efetuar o pagamento da respectiva taxa de inscrição, no valor de R$ 100. Para tanto, é necessário acessar o site www.consultec.com.br, seção “Atendimento ao Candidato”; imprimir o DAR referente à taxa de inscrição e realizar o pagamento da taxa de inscrição por meio do boleto bancário, em qualquer agência bancária até o seu vencimento.

... Os candidatos devem acompanhar em local próprio no site www.consultec.com.br, a efetivação da inscrição, que dependerá da confirmação do pagamento da taxa de inscrição. ... Não será concedida isenção aos inscritos que já tenham efetuado o pagamento da respectiva taxa de inscrição, verificável a qualquer tempo, até mesmo após a publicação da relação de isentos. ... O candidato poderá se inscrever apenas para concorrer às vagas de um curso/turno/campus. Será facultada ao candidato, somente no momento do preenchimento do Requerimento de Inscrição, a escolha do local de sua preferência para a realização das provas, em qualquer um dos seis campi da Uneal.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 26 DE JANEIRO DE 2014

Economia

ECONOMIA

13

Faeal, Renan e produtores discutem endividamento rural O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Alagoas (Faeal), Álvaro Almeida, se reúne na manhã da segunda-feira (27), com agricultores no município de Arapiraca, para tratar do endividamento rural no Nordeste. O Senador Renan Calheiros e o Deputado Federal Renan Filho estarão na reunião e também irão participar da apresentação do Plano de Trabalho da Cooperativa Agropecuária e Industrial de Arapiraca, a Capial. O encontro acontece a partir das 9 horas, no Clube dos Fumicultores de Arapiraca.

Alagoas vai ganhar refinaria de petróleo

Empreendimento será instalado em Marechal Deodoro e vai produzir gasolina, óleo diesel e óleo combustível

A

lagoas ganhará uma refinaria de petróleo para a produção e comercialização de combustíveis. Executivos da Ref Brasil estiveram, na sexta-feira (24), na Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico (Seplande), para confirmar a instalação do empreendimento no Polo Multifabril José Aprígio Vilela, localizado em Marechal Deodoro. A refinaria vai gerar 250 empregos, entre diretos e indiretos, e contará com investimentos de aproximadamente R$ 120 milhões. A empresa trabalha com a perspectiva de iniciar as obras de construção da fábrica, que terá uma área total de 100 mil m², já no segundo semestre de 2014. Na oportunidade, o diretor financeiro da Ref Brasil, Luiz Henrique Correa, tratou sobre o projeto para a solicitação de incentivos fiscais, creditícios e locacionais, concedidos através do Programa do Desenvolvimento Integra-

do do Estado de Alagoas (Prodesin). Luiz Henrique Correa explicou que a refinaria de Alagoas produzirá gasolina, óleo diesel e óleo combustível, assim como nos outros três novos empreendimentos da Ref Brasil, que serão instalados nos estados do Espírito Santo, Sergipe e Ceará. “Por conta da grande demanda, a empresa tem total interesse em viabilizar o empreendimento o quanto antes”, disse. O secretário de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico, Luiz Otavio Gomes, comemorou a confirmação da chegada de um empreendimento deste porte, fator que, segundo ele, mostra a ascensão da cadeia produtiva de petróleo e gás em Alagoas. “A nossa política de desenvolvimento econômico sempre esteve voltada para a diversificação da economia e desconcentração dos investimentos, fatores contemplados com a chegada da refinaria”, comentou.

JÚNIOR TIGRE

Combate a desertificação no semiárido

Secretário de Planejamento e Desenvolvimento, Luiz Otávio em reunião com empresários da Ref Brasil

SALDO DE R$ 2,2 BILHÕES

Banco do Nordeste investe 30% a mais em micros O Banco do Nordeste fechou 2013 com um saldo de R$ 2,2 bilhões em contratações com micro e pequenas empresas (MPEs). Em Alagoas, o Banco do Nordeste contratou mais de R$ 83 milhões com o segmento, sendo o montante superior cerca de 30% ao contratado em 2012. Ao todo nos estados, foram 31.334 operações de crédito que beneficiaram MPEs de toda a sua área de atuação do Banco (região Nordeste e norte de Minas Gerais e Espírito Santo). Os números representam um crescimento de 19,5% em relação ao desempenho verificado em 2012. Os recursos, em sua maior parte oriundos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), foram aplicados nos mais diversos setores da economia, como

comércio (R$ 1.093,2 milhões), serviços (R$ 584,7 milhões) e indústria (R$ 439,5 milhões). “Os números revelam o esforço do Banco do Nordeste em priorizar o atendimento às micro e pequenas empresas. Em 2014, os desafios serão ainda maiores, o que atesta a nossa disposição em apoiar esse importante segmento de mercado”, afirmou o diretor de Negócios em exercício, Nelson Antonio de Souza. O diretor atribuiu ainda os resultados a uma série de ações implementadas pelo Banco, tais como a implantação de um novo processo de crédito direcionado às MPEs e a maior oferta de produtos e serviços, o que permite melhor atendimento a esse público, alcançando um número cada vez maior de empresas.

PROJETOS

Em Alagoas, valores contratados com micro e pequenas empresas representaram R$ 83 milhões em 2013

Nesta segunda-feira, 27, começam as inscrições para edital do Banco do Nordeste destinado a projetos de pesquisa e difusão de tecnologias, voltados para o combate à desertificação ou para a convivência com o semiárido. Ao todo, estão sendo disponibilizados R$ 3 milhões em recursos não reembolsáveis, oriundos do Fundo de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Fundeci). O edital estará disponível para consulta no site do Banco até o dia 25 de abril. As propostas deverão ser apresentadas exclusivamente via Internet. Para isso, deve-se utilizar o sistema de gerenciamento de convênios, no endereço www.bnb.gov.br/ fundeci. A divulgação do resultado da pré-seleção está prevista para 30 de junho de 2014. Os temas e linhas de pesquisa do edital contribuem para o desenvolvimento do semiárido brasileiro e para a mitigação de riscos de operações de crédito realizadas nessa região prioritária para as aplicações do Banco. Os projetos devem ser aplicáveis à porção semiárida da área de atuação do Banco (regiões Nordeste e norte de Minas Gerais e Espírito Santo) e devem enquadrar-se em pelo menos uma das linhas especificadas (conservação, recuperação, monitoramento e mitigação da desertificação do semiárido; e convivência com o semiárido). Gerenciado pelo Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), órgão vinculado ao Banco do Nordeste, o Fundeci é pioneiro no fomento à pesquisa e à difusão de tecnologias direcionadas às atividades produtivas, contribuindo para a superação de gargalos do setor produtivo e para a mitigação do risco operacional do Banco. Entre os objetivos do Fundeci estão o desenvolvimento, a validação e a difusão de tecnologias compatíveis com as peculiaridades regionais, especialmente do semiárido, considerando-se os aspectos econômicos, sociais e culturais do setor produtivo.


14

ECONOMIA

MACEIÓ - DOMINGO, 26 DE JANEIRO DE 2014

TRIBUNAINDEPENDENTE

Inadimplência está mais ligada a maus hábitos

São comportamentos impulsivos de compra e falta de planejamento financeiro

O

Descontrole financeiro é a causa para muitos não se livrarem das dívidas, aponta pesquisa do SPC Brasil

s economistas do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) divulgaram uma avaliação com dados obtidos pelo cruzamento de pesquisas divulgadas pelo SPC ao longo de 2013, todas encomendadas com o intuito de entender a relação do consumidor adulto brasileiro com o próprio dinheiro. A principal conclusão dos especialistas é que a situação de inadimplência no Brasil — ao contrário do que muitos pensam — está relacionada a maus hábitos de planejamento financeiro, e nem sempre à renda baixa. Como apontam as pesquisas, existe descontrole financeiro e inadimplência mesmo entre as famílias de renda elevada. Dados de quatro estudos indicam que pessoas com contas em atraso não têm necessariamente renda menor do que aquelas que pagam os compromissos em dia. Uma pesquisa encomendada em agosto de 2013 para traçar o perfil do consumidor inadimplente no país revelou que 16% da amostra de pessoas com contas em atraso há mais de 90 dias pertenciam às classes D e E (renda familiar inferior a R$ 905 por mês). No entanto, ao avaliar essa mesma concentração de consumidores de menor renda (classes D e E) entre a amostra de adimplentes, o percentual subiu para 22%. “De maneira geral, os estudos sugerem que consumidores adimplentes adotam práticas financeiras mais cautelosas e conservadoras, independentemente da classe social a qual pertencem. Isso inclui hábitos como o de planejar os gastos, poupar dinheiro para uma emergência e o de não emprestar o próprio nome a terceiros”, explica a economista do SPC Brasil, Luiza Rodrigues.

DINHEIRO

Faça o que digo, mas não faça o que faço Dois estudos sobre a Educação Financeira do Brasileiro (fevereiro/2013) e sobre o Comportamento de Consumo no Brasil (outubro/2013) mostram que a maioria dos brasileiros (88%) se declara “muito controlado” ou “moderado” em relação aos hábitos de compra. No entanto, apesar da autoimagem de controlado em relação às compras, os consumidores relataram ao SPC Brasil diversas práticas que contradizem esse comportamento ideal: 59% já ficaram no vermelho por conta de gastos que não precisavam ter realizado e 69% dos consumidores já fizeram compras apenas para “se sentirem fortes, ricos ou poderosos”. Além disso, em relação às finanças pessoais, o consumidor mostra-se, no geral, pouco preparado para qualquer emergência financeira: 42% dos adultos entrevistados declararam que não guardam qualquer quantidade de dinheiro para uma situação de emergência. “Em muitos casos, os estudos sugerem que adoção de hábitos simples de planejamento financeiro poderia ter evitado a situação inadimplência. E comportamentos impulsivos de compra e hábitos de risco foram detectados em todos os extratos sociais”, afirma Luiza.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 26 DE JANEIRO DE 2014

ESPORTES 15

Dilma garante Brasil pronto para Copa Meta do governo é entregar todos os estádios até o mês de abril e ajustar últimos detalhes da mobilidade urbana PORTAL DA COPA

Presidenta Dilma Rousseff e Joseph Blatter tentam mostrar ‘paz’ entre Brasil e Fifa para Copa 2014

A

presidenta Dilma Rousseff afirmou após encontro com o presidente da FIFA, Joseph Blatter, na sede da entidade em Zurique, que o Brasil, o país do futebol, está preparado para realizar a “Copa das Copas”. Durante a reunião, foram discutidas ações contra o racismo e a discriminação, e pela promoção da paz e do futebol feminino. “Esta é sem dúvida a Copa das Copas. O futebol é um esporte disseminado por todos os países do mundo. Mas eu queria reiterar que nós somos o país que tem nesse esporte uma paixão nacional. Participamos de todas as Copas, e em cinco delas tivemos a alegria de levar a taça”, afirmou Dilma. Blatter destacou a intenção de transformar a Copa

do Mundo no Brasil em “um movimento especial pela paz”. O dirigente adiantou que, na abertura do Mundial, em São Paulo, uma pomba da paz voará. A iniciativa ainda contará com uma parceria com a fundação responsável pelo Prêmio Nobel. “Tivemos um diálogo sobre a Copa das Copas. A Copa do Mundo da FIFA será disputada no Brasil, o país de futebol. Não há país melhor para se falar de futebol. (…) No final, tudo estará bem, sobretudo no Brasil. Queremos deixar um legado. Um aspecto importante, um país tão multicultural, onde todas as raças do mundo são encontradas, abre uma possibilidade para uma ação contra o racismo e a discriminação. Esse é um dos pontos que colocaremos em uma agenda conjunta”, destacou.

Para Dilma, o Mundial será um momento de encontro, capaz de unir as pessoas em torno de um bem comum. A presidenta destacou que o futebol tem o poder de ser uma ação afirmativa na luta contra o preconceito e o racismo, além de disseminar os valores da paz, do entendimento entre os homens e entre as nações. “O governo brasileiro tem todo o empenho. E não é só nos estádios. Os estádios são obras relativamente simples. O governo tem todo o empenho para fazer a Copa das Copas. Isso inclui estádios, aeroportos, portos e as obras necessárias para que a gente seja o país que bem recebe a todos aqueles que vão nos visitar. Quero deixar um recado: podem vir ao Brasil. Todos serão recebidos de braços abertos pelo povo brasileiro”, disse. ARQUIVO

DADOS

Turismo no país durante mundial deve bater todos os recordes Os gastos de turistas estrangeiros no Brasil somaram US$ 6,709 bilhões (aproximadamente R$ 15,8 bilhões) no ano passado, segundo dados divulgados pelo Banco Central. Foi o melhor resultado da história do Brasil, consolidando um crescimento de 170,63% desde 2003, quando a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) passou a cuidar exclusivamente da promoção turística do Brasil no exterior. Neste ano, com a disputa

da Copa do Mundo no Brasil, a partir de junho, a expectativa da Embratur é que a entrada de divisas supere o volume registrado no ano passado. Já o total de turistas estrangeiros, que superou 6 milhões em 2013, deve chegar a 7 milhões em 2014. O turismo consolida-se, assim, como o setor da economia brasileira que mais capta divisas para o país na conta de serviços, que registra receitas e despesas com o exterior em transporte,

viagens, seguros, royalties e aluguel de equipamentos. “Os resultados de 2013 consolidam a importância da cadeia produtiva do turismo dentro da economia brasileira”, avalia o presidente da Embratur, Flávio Dino. “E confirmam que o turismo internacional tem amplo potencial para continuar gerando empregos e renda para a população, ainda mais neste ano de Copa do Mundo, em que devemos bater novo recorde”.

Brasil deve bater todos os recordes com o turismo durante o período da Copa do Mundo


16

ESPORTES

MACEIÓ - DOMINGO, 26 DE JANEIRO DE 2014

Esportes

TRIBUNAINDEPENDENTE

Secretaria de Esportes de Maceió regulamenta uso do Ginásio Arivaldo Maia O ginásio Arivaldo Maia, localizado no Jacintinho, é um espaço esportivo utilizado por milhares de maceioenses, principalmente os moradores do bairro. A gestão da área é da secretaria Municipal de Esporte e Lazer. Com objetivo de otimizar e organizar o uso do local, o secretário Pedro Vilela esteve reunido com professores de educação física, diretores de escolas e líderes comunitários, para a elaboração de um calendário de ações e estruturação do cronograma de eventos do ginásio. “Minha preocupação é para continuidade do bom uso do ginásio e isso acontece de forma democrática. Conto com a parceria de todos do Jacintinho e estas reuniões serão frequentes. Todos devem zelar pelo espaço público e ser um agente fiscalizador”, destacou Pedro.

Campeonato Alagoano terá três jogos Destaque para o duelo entre Santa Rita e Penedense em Boca da Mata onde os adversários brigam para encostar nos líderes

A

disputa pelo título da Copa Maceió, que é o primeiro turno do Campeonato Alagoano 2014, está muito acirrada. Neste domingo três jogos complementam a quinta rodada. Destaque para o duelo entre Santa Rita e Penedente. Os dois clubes estão na briga pelas primeiras posições na tabela e devem fazer uma partida muito equilibrada. Todos os jogos serão realizados às 15h15. No primeiro turno (Copa Maceió), apenas 8 times se enfrentam em jogos de ida, classificando-se para as semifinais as 4 primeiras colocadas de melhor índice técnico. O campeão garante vaga na Copa do Brasil de 2015. No segundo turno (Copa Alagoas), as 8 equipes se juntam a CSA e CRB. Os 10 clubes serão divididos em dois grupos, havendo cruzamento de chaves em jogos de ida e volta, classificando-se

para as semifinais as 4 primeiras colocadas de melhor índice técnico. As duas últimas serão rebaixadas. Em qualquer etapa da competição, em caso de igualdade na pontuação, são critérios de desempate: 1) mais vitórias, 2) melhor saldo de gols, 3) confronto direto, 4) mais gols pró, 5) sorteio. Semifinal e final são disputadas no sistema mata-mata em jogos de ida e volta para se apurar os finalistas e o campeão. SANTA RITA No estádio Olival Elias de Moraes, na cidade de Boca da Mata, jogam Santa Rita e Penedense. O árbitro do duelo será o FIFA Francisco Carlos do Nascimento. Seus assistentes serão Otávio Correia de Araújo Neto (CBF/AL) e Adeilton Guimarães da Hora (CBF/AL). José Ailton da Silva vai ser o 4º árbitro. O time da casa quer subir na tabela e conta com a

experiencia do atacante Reinaldo Alagoano. “Estamos crescendo na competição e podemos chegar. O grupo está focado e temos o grande apoio do nosso torcedor”, disse Reinaldo. COMERCIAL E CSE Na cidade de Viçosa, enfrentam-se Comercial e CSE. Josevaldo Bisarria de Melo (CBF/AL) comanda o jogo. Ele será auxiliado por Wladson Michelangelo de Oliveira (CBF/AL) e Brígida Cirilo Ferreira (FAF). Helder Brasileiro de Aquino (FAF) vai ser o 4º árbitro. CEO E MURICI E no estádio Edson Matias, na cidade de Olho D’água das Flores, jogam CEO e Murici. O confronto terá o comando de George Alves Feitosa (FAF). Julian Ferino dos Santos (CBF/AL) e Raquel Ferreira Barbosa (CBF/AL) serão os assistentes. Júlio César Farias (FAF) será o 4º árbitro.

OFUXICO

Francisco Carlos do Nascimento volta a Boca da Mata para comandar Santa Rita e Penedense TERRA

COPA DO NORDESTE

Vasco muda para encarar o Friburguense

Sport tenta reabilitação na Ilha diante do Guarany de Sobral Leão confirma estreia do ídolo Durval na partida de hoje Após a derrota para o Náutico, o técnico Geninho confirmou que fará três alterações na equipe que enfrentará o Guarany de Sobral neste domingo, na Ilha do Retiro às 18h30. A grande novidade do time será o retorno do zagueiro Durval, que fará a sua reestreia no time na vaga de Ferron. Na lateral esquerda, Igor ganhou a vaga de Marcelo Cordeiro - que era tido como uma questão de tempo. Por fim, uma alteração tática: o volante Naldinho deixará o time e três atletas estão na briga pela vaga: Ananias, Érico Júnior e o favorito: o jovem Everton Feli-

pe, de apenas 16 anos. “Penso em modificar alguma coisa em relação ao time, sim. Alguns não estão se encaixamndo bem dentro da formatação do time. Rithely, por exemplo, vem tendo muita dificuldade de jogar chengando na frente, estando de costas para o marcador. Aílton também não mais chegada na frente mais como antes, é um homem que vem de trás. Por isso, devo tirar Naldinho”, pontuou o treinador. O preferido de Geninho seria Ananias, porém a forma física do atleta ainda preocupa o treinador. “Como acho que ele não vai aguen-

tar esticar mais, jogar talvez os 90 minutos, eu devo preferir colocá-lo durante o jogo. Aí, posso entrar com Érico Júnior ou Everton Felipe”, explicou, alertando que fará um mini-coletivo na manhã deste sábado para definir a equipe. A possibilidade maior de Everton Felipe aparecer como titular vem em razão dos elogios que Geninho proferiu ao garoto. “Não surpreendeu . A partir momento que o coloco para jogar é porque eu tenho total confiança dele. OUTROS JOGOS Sergipe x Vitória América-RN x Coinfiança

CARIOCA 2014

Sport perdeu do Náutico e tenta a reabilitação contra o Guarany-CE

Adilson Batista não confirmou o time que enfrenta neste domingo às 18h30 o Friburguense, pela terceira rodada do estadual do Rio. Antes mesmo de confirmadas as regularizações do goleiro Martín Silva e do volante Aranda, o técnico já dizia que contava com os reforços na escalação e admitiu que ainda vai decidir entre Montoya ou Bernardo no meio de campo. Os dois treinaram como titulares mas o colombiano ficou mais tempo entre os 11 que devem sair jogando. OUTROS JOGOS N.Iguaçu x Fluminense Madureira x Macaé Cabofriense x Botafogo Resende x V.Redonda Bonsucesso x Boavista


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 26 DE JANEIRO DE 2014 DIVERSÃO&ARTE

Após seis anos de separação, Ira! confirma nova turnê em maio Após seis anos de brigas e projetos paralelos, o Ira! confirmou sua volta aos palcos. O grupo sairá em turnê em maio, capitaneado por vocalista Nasi e pelo guitarrista Edgard Scandurra. A banda paulistana formada em 1981 se separou no fim de 2007 após desavenças entre Edgard, Nasi e Airton Valadão Júnior, irmão do cantor e ex-empresário do grupo. “Sentamos e discutimos o que queríamos e o que não queríamos no show, incluindo como deveria ser nosso relacionamento, que esperamos que agora seja mais maduro.” Em outubro do ano passado, os dois se reuniram pela primeira vez em um palco durante um show beneficente em São Paulo. O show teve repertório do Ira! e participação de Paulo Ricardo, do RPM, que foram acompanhados por Daniel Scandurra (baixo) e Felipe Mello (bateria). Da formação clássica, a nova banda contará apenas com Nasi e Scandurra.

A VERDADEIRA DONA DA FESTA Maria Alcina celebra 40 anos de uma carreira de transgressão e alegria com ‘De normal bastam os outros’, CD de canções feitas em sua homenagem

U U

ma explosiva novidade na música brasileira de 1972, quando venceu o VII Festival Internacional da Canção com “Fio Maravilha” (do então Jorge Ben), Maria Alcina experimentou o sucesso e aquilo que de melhor uma cantora pode querer: os maiores compositores da época, em sua porta, oferecendo canções inéditas. Fagner, por exemplo, deu uma fita cheia delas. Mas — catástrofe! — o material se foi junto com o carro roubado da cantora. Quarenta anos depois, comemorando aniversário redondo de carreira, Alcina volta a sentir aquele gostinho no disco “De normal bastam os outros”. Zeca Baleiro, Arnaldo Antunes, Karina Buhr e Péricles Cavalcanti compuseram canções para ela. E, com seus olhares sobre a artista, surpreenderam a cantora de 64 anos, deixando-a, em suas palavras, “mais despudorada ainda. Apesar do entusiasmo e da competência dos compositores envolvidos, poucas tarefas no mundo da música são mais complicadas do que compor para um disco comemorativo de 40 anos de carreira de Maria Alcina. O que cantaria a transgressora diva aos 64 anos sem soar datada ou mesmo ridícula? O que, aliás, é transgressão para Maria Alcina em pleno 2014? A (louvável, porém arriscada) iniciativa lembra o lendário “Cauby, Cauby!”, disco de 1980 que celebrava os 25 anos de carreira do cantor niteroiense e que, apesar da faixa-título, de Caetano Veloso, e de outras, acabou emplacando apenas o clássico “Bastidores”, de Chico Buarque, no panteão da MPB. No caso de Alcina, o resultado, apesar de algumas lombadas no caminho, é satisfatório. A cantora mineira encontra sua persona definitiva, curiosamente, nas músicas antigas, como a impagável dupla “Segura

Apesar do entusiasmo e da competência dos compositores envolvidos, poucas tarefas no mundo da música são mais complicadas do que compor para um disco comemorativo de 40 anos de carreira de Maria Alcina esse samba”(Osvaldo Nunes)-“Dondoca”(Adoniran Barbosa), a faixa “O chefão”(João Bosco e Aldir Blanc, do repertório de Marlene) e o pétreo clássico “Bigorrilho” (Sebastião Gomes, Paquito e Romeu Gentil), em excelente arranjo, assinado por Rovilson, com a participação luxuosa de Ney Matogrosso. As obras de compositores mais jovens alternam altos e baixos. Zeca Baleiro começa bem com “Eu sou Alcina”, sacudida definição-homenagem bem defendida pela cantora; Arnaldo Antunes, apesar da agressão à concordância no verso “De normal bastam os outros” (proposital?), também manda bem, como sempre; daí em diante, nomes como Karina Buhr (“Cocadinha de sal”) e a dupla Anastácia-Liane (“Concurso de bicho”, do lamentável trocadilho “A Ré ganha”) derrubam um pouco a qualidade do disco, que, no entanto, termina em altíssimo nível, com a marchinha “Dionísio, deus do vinho e do prazer”, de Péricles Cavalcanti. “De normal bastam os outros” é uma empreitada do produtor Thiago Marques Luiz, que trabalhou com Alcina em seus projetos de discos e shows para comemorar os centenários de Adoniran Barbosa e Ataulfo Alves. Apesar de ela ter recebido o Prêmio da Música Brasileira de disco e de cantora por “Maria Alcina confete e serpentina” (de 2008) e de seguir firme nos

1


2

TRIBUNAINDEPENDENTE

DIVERSÃO&ARTE MACEIÓ - DOMINGO, 26 DE JANEIRO DE 2014

Mordomo Hoje é a última chance para assistir a comé dia O Que o Mordomo Viu – A mais nova peça do ator e diretor Miguel Falabella, a sessão no teatro Gustavo leite, está marcada para às 21h, respectivamente. A comédia conta com a presença da atriz Arlete Sales no elenco, além do próprio Falabella. Os ingressos já estão disponíveis no stand Sue Chamusca, no Maceió Shopping e custam R$ 25,00 meia-entrada para o mezanino, R$ 50,00 meia-entrada para a platéia B e R$ 60,00 meia-entrada para Platéia A. Mais informações pelos números (82) 3235-5301 e (82) 9928-8675 ou pelo e-mail info@suechamusca.com.br.

A Pinacoteca Universitária da Ufal, que fica na praça Sinimbú sediará a exposição, que tem abertura marcada para amanhã, às 20h. A exposição fica em Maceió até 12 de março. Desde setembro de 2013, a exposição iniciou uma itinerância por quatro capitais do Nordeste – Recife, João Pessoa, Maceió e Natal.

Showzaço

Elisa Lemos

Exposição

Ney Matogrosso, um dos maiores intérpretes da música brasileira, traz para Maceió o seu mais novo espetáculo “Atento aos Sinais”, que marca seus 40 anos de carreira artística. O show tem uma roupagem pop, com a interpretação singular de Ney Matogrosso para compositores novos e consagrados, como Paulinho da Viola, Caetano Veloso, Itamar Assumpção, Criolo e Vitor Ramil, entre outros. Mesclando canções clássicas e contemporâneas em uma criteriosa seleção, o repertório inclui músicas como “Vida Louca” (Lobão), “Roendo as Unhas” (Paulinho da Viola), “Fico Louco” (Itamar Assumpção), e “Oração” (Dani Black), música que inspirou o título da turnê. O Show está marcado para o dia 04 de fevereiro. Ingressos a partir de R$ 70,00 até R$ 260,00. Pontos de Venda: Stand Sue Chamusca – Maceió Shopping – Térreo. Mais informações: (82) 3235-5301 / 9928-8675 / info@ suechamusca.com.br

A cantora Elisa Lemos é a atração do show de abertura do projeto MPB Petrobras, que retorna à Maceió, no dia 05 de fevereiro, às 20h, no Teatro Gustavo Leite, com ingressos a preços populares: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia). Na sequência, o cantor e compositor carioca Paulinho Moska leva para o palco, em formato de voz e violão, um repertório com canções presentes no CD e DVD “Muito Pouco Para Todos”. A principal atração é o cantor Paulinho Moska.

Já está tudo pronto para o III Baile “ O Carnaval de Edécio Lopes “. O baile será a primeira prévia de carnaval de 2014 e acontecerá neste sábado, a partir das 22 horas no Jaraguá Tênis Clube com a apresentação do Maracatu Baque Alagoano, Orquestra Alagoana de Frevos do Maestro Almir Medeiros e

o Samba de Nêgo com Igbonan Rocha. Como tema: “ ...Especialista em Brasil, recado verde e amarelo” , o baile será da mesma forma todo decorado nas cores do Brasil . As mesas já estão sendo vendidas no Jaraguá Tênis Clube no valor de R$ 300,00 (para 04 pessoas). Maiores Informações : 9981 4018.

Forró

Previas

Edécio Lopes

A boate Le Hotel, na Ponta Verde, realiza a prévia de carnaval com o swing da banda Chicabana. O show acontece no dia 21 de fevereiro. Mais informações: 3325-4484

Vermelho e preto “Serpentina cultural...boi de carnaval...Maracatu...que bom lembrar da cultura popular..” este será o tema do já famoso baile vermelho e preto, que o Jaraguá Tênis Clube promove todo ano nas prévias carnavalescas de Maceió. Além das marchi

nhas de carnaval e muito frevo, este ano o baile também será animado pelo rupo de samba Sabaki. A festa será no primeiro sábado de fevereiro. Mesas ( R$ 700,00 ( internas) e R$ 600,00 (externas ). Individual:R$ 150,00. Lembrando que está incluído buffet.

A banda Garota Safada estará em Arapiraca, dia 1º de fevereiro. O show acontece na Ilha do Pirá e conta ainda com apresentações de Samira Show e Forró Mofado. Pontos de Venda: Viva

FALE CONOSCO - A Agenda é um serviço gratuito de orientação ao leitor. Os interessados em divulgar eventos, shows e exposições podem enviar material através do endereço: tiagenda@hotmail.com


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 26 DE JANEIRO DE 2014 DIVERSÃO&ARTE

3

FLÁVIO RICCO - colaboração: José Carlos Nery - www.twitter.com/flavioricco

Mudanças no ‘Melhor do Brasil’ têm toda razão de acontecer

R

odrigo Faro está em férias na Record, ainda distante das discussões que envolvem o seu “Melhor do Brasil” e a necessidade de rever praticamente tudo que foi feito até agora. Aqui, desde o primeiro dias, se falou dos prejuízos que seriam inevitáveis com a troca do programa do sábado para o domingo, sem que existisse alguma preparação para isso. Uma coisa, como acontecia antes, era ter apenas a Globo pela frente, outra e completamente diferente é entrar num dia e horário tão concorridos como o de agora. Os números demonstram que a Record, quando ainda tinha o Gugu, nunca perdeu para o SBT. Olha só: 2009 – 12,4 contra 9,9; 2010 – 9,9 a 8,7; 2011 – 10,9 a 8,0; 2012 – 8,8 a 7,7 e 2013, enquanto esteve lá, 7,6 a 7,4. Na troca, em julho, a situação se inverteu completamente. O SBT assumiu definitivamente a vice-liderança do horário com a Eliana e não largou mais.

A grande vítima em tudo isso, mais uma vez vale repetir, foi o Rodrigo Faro. O seu único e grande erro foi aceitar essa situação.

Depois de fazer uma professora de educação física, em “Rebelde”, Anita Amizo, participa do segundo episódio da série “Milagres de Jesus”, “A Mulher Encurvada”, que a Record exibe dia 29. Samara é a personagem, melhor amiga da protagonista Miriam (Roberta Gualda)

TV TUDO Feliz da vida Benedito Ruy Barbosa ficou bastante satisfeito com a escalação de “Meu Pedacinho de Chão”, que a Globo vai apresentar na faixa das 18 horas, em substituição a “Joia Rara”. É, realmente, um elenco forte, mas a presença de alguém em especial, Osmar Prado, deixou o autor muito feliz. Ele não esconde a alegria dos dois voltarem a trabalhar juntos.

Bate-rebate

Trabalho forte Sobre a pré-produção de “Meu Pedacinho de Chão”, à distância, o Benedito tem recebido do diretor Luiz Fernando Carvalho todas as informações possíveis. Aliás, o trabalho de preparação do elenco, ao longo desta última semana, exigiu demais de todos.

Só boatos Elisabeth Savalla, um dos destaques de “Amor à Vida”, não está reservada para nenhuma outra novela ou série da Globo. Oficialmente, ninguém a procurou. Até porque, antes de tudo, a emissora ainda precisa acertar a sua renovação de contrato.

Lançamentos “Força de Elite”, série policial, produzida pela Medialand, estreia dia 4, às 21h, no canal MGM, com exibições às terças-feiras. Também no MGM, e da mesma produtora, “Muito Além do Medo”, série de suspense e terror, estreia dia 6 de fevereiro, às 21h, com apresentações às quintas-feiras.

Informação é outra A Cultura pede a palavra e explica que, em vez de uma, como foi colocado aqui, são seis as equipes colocadas à disposição do jornal do meio-dia. Tudo bem. A diferença é grande.

O problema também Ainda no que diz respeito ao jornal do almoço na Cultura, a queixa nem é a quantidade, mas o horário – 8 da manhã - que esse pessoal começa a trabalhar. Numa cidade como São Paulo, com os conhecidos problemas de trânsito, o tempo sempre joga contra. É nada para sair, gravar, voltar e editar.

HORÓSCOPO

ÁRIES - (21/3 a 19/4) – O dia de hoje poderá te exigir muita responsabilidade, ariana. Vá com calma! No amor, a sorte continua ajudando e é hora de ser feliz. Você merece! Nas amizades, cuidado com palavras impensadas. Nas férias, fique tranquila pois dará tempo de fazer tudo, planeje-se! TOURO – (20/4 a 20/5) – Tudo o que você planejar direitinho, vai dar certo, taurina. No amor, você só não vai arrasar se não quiser, pois magnetismo pessoal é o que não te falta! Nas amizades, seja compreensiva e será compreendida. Nas férias, se estiver pensando em viajar, este é um ótimo momento para começar a se planejar. GÊMEOS – (21/5 a 21/6) – Confie mais na sua intuição, ela está megapoderosa! No amor, acredite em seu poder de sedução, mas use-o de forma discreta, sem correr atrás de ninguém! Nas amizades, não é hora de bater de frente. Aja com cautela, geminiano. Nas férias, mantenha suas coisas em ordem. CÂNCER – (22/6 a 22/7) – Tome consciência de seu poder de sedução, pois ele está simplesmente gigantesco, canceriana! No amor, com tanto magnetismo, as coisas só podem dar certo! Nas amizades, cuidado apenas com disputas de poder. Nas férias, tudo o que você tem a fazer é aproveitar o melhor da vida, permita-se! LEÃO – (23/7 a 22/8) – Muitas coisas na vida precisam de planejamento e organização. Hoje você perceberá isso muito bem! No amor, ame-se, em primeiro lugar. Todo o resto será consequência! Nas amizades, nada como dar boas risadas junto com a galera. Nas férias, vá ao parque com as amigas! VIRGEM – (23/8 a 22/9) – Sua vida está precisando de mais diversão, se jogue na balada, mas com muita responsabilidade! No amor, os astros estão dando a maior força e é hora de viver momentos felizes e de muita intensidade. Pode rolar uma forte paixão! Nas amizades, estar junto com a galera por si só já será um programão. Nas férias, cuide do corpo, faça exercicio e fique ainda mais linda!

DIVULGAÇÃO

Boa frente “Em Família”, substituta de “Amor à Vida” na Globo, promete um transcorrer sem maiores sustos ou desafios. O autor Manoel Carlos já abriu uma frente de 25 capítulos. Estreia com folga e prazo para promover os ajustes que sempre são necessários após o lançamento.

Disputa Está difícil apostar no futuro da apresentadora e repórter Rita Batista. Ao mesmo tempo em que se confirma a sua escalação no carnaval da Band, ela é disputada pela TV Aratu, afiliada do SBT em Salvador, e também, com igualdade de condições, pelo Grupo Metrópole de Comunicação.

A propósito... Ainda a respeito da Rita, no decorrer dos próximos dias, ela deverá se reunir com a direção da Band para definir a sua situação na casa. Se continuará ou não no “A Liga”. A intenção, segundo se sabe, é apenas reforçar a equipe da temporada, com mais uma ou duas contratações.

C’est fini A rádio Bandeirantes apresentou, pela primeira vez, na quinta-feira, uma versão contemporânea de “Coração do Mundo”. É o Hino do futebol, em nova roupagem para a Copa do Mundo, com produção do Jairzinho e Simoninha. E as participações de Luiza Possi, Péricles, Luciana Mello, Guilherme e Jair Rodrigues Ficamos assim. Mas amanhã tem mais. Tchau!

Tudo parado Apesar de a Record e a Academia de Filmes descartarem a existência de algum problema, as gravações dos episódios de “Milagres de Jesus” continuam paralisadas. Até se chegou a anunciar que seriam retomadas no final deste mês, mas ninguém está acreditando nisso.

LIBRA – (23/9 a 22/10) – Pegue leve na bagunça para não acabar estressando a galera de casa. No amor, quanto mais você se valorizar, mais as coisas vão funcionar. Nas amizades, converse, dê risada, mas evite falar mal dos outros. Nas férias, o melhor de tudo é a sensação de liberdade. aproveite! ESCORPIÃO – (23/10 a 21/11) – Quando você está de bem com você mesma, fica de bem com o resto do mundo, e o universo retribui mandando de volta as melhores energias! No amor, tudo está fluindo como deveria, acredite e siga em frente! Converse e mostre-se mais. Nas amizades, cuidado apenas para não falar demais, às vezes é melhor calar escorpiano. SAGITÁRIO – (22/11 a 21/12) – Pra que a pressa, sagitariana? Vá com calma! No amor, tenha um pouco mais de paciência e tudo sairá como você deseja, Vênus em Capricórnio assim exige!. Nas amizades, saiba a hora de falar e a hora de ouvir. Nas férias, o melhor são as surpresas da vida! CAPRICÓRNIO – (22/12 a 19/1) – Você está de bem com a vida, e cada novo dia tem um sabor especial. O momento é de pura intensidade! No amor, se ainda estiver sozinha, confie, pois a vida lhe trará o melhor em breve. Nas amizades, você tem ao seu lado pessoas da maior confiança! Nas férias, você está curtindo cada segundo! Aproveite capricorniano. AQUÁRIO – (20/1 a 18/2) – Hoje é um daqueles dias em que as coisas não caminham como a gente gostaria, por mais que a gente faça tudo direitinho. Tenha paciência, seja humilde, porque você enxerga longe. No amor, faça uma surpresa romântica. Nas amizades, nada como pedir um colo. Nas férias, dias melhores virão aquariano! PEIXES – (19/2 a 20/3) -Hoje, suas amigas poderão procurá-la em busca de bons conselhos, e você terá muitos para dar. No amor, fique de olho nos garotos novos que estão chegando na turma. E nos mais velhos também! Nas amizades, o clima é dos melhores, e tudo fica muito intenso! Nas férias, aproveite para colocar o papo em dia e procure relaxar pisciano.

·Marília Gabriela volta às gravações do programa “De Frente com Gabi” no próximo dia 29. ·Um assunto frequente nas reuniões da Globo é o crescimento de audiência do “Cidade Alerta”. ·O programa policial da Record é apontado como um dos vilões para a baixa audiência das novelas, ao lado do horário de verão e até o trânsito em São Paulo. ·Em tempo, Marcelo Rezende reassume o programa no dia 3 de fevereiro. ·Wanessa Camargo é quem comandará o “Domingo da Gente”, neste domingo, na Record... ·... Inclusive recebendo uma homenagem do pai, Zezé di Camargo. ·Curioso é que o SBT também anuncia o mesmo Zezé com o irmão Luciano no “Rede da Fama”, quadro da Eliana. ·E hoje também, no “Domingão”, a pizza com o pessoal de “Amor à Vida”, marcando a exibição da última semana da novela. ·Com “Lady Marizete”, novela de Alcides Nogueira e Mário Teixeira, programada para 2015, a Globo vai promover a volta da sua faixa das seis para São Paulo. ·A história será ambientada no Morumbi e na favela de Paraisópolis. ·Como outro detalhe, um traficante de drogas irá atormentar a vida da mocinha da história.

MONÓLOGO

Espetáculo Alagoano é a atração de hoje em Museu

E

scrito e encenado por Sara Antunes e com direção de Luiz Fernando Marques, o monólogo Negrinha tem apresentações hoje em Maceió. Os espetáculo é baseado na personagem do conto de mesmo nome escrito por Monteiro Lobato (1882-1948). A montagem retrata o fim da escravidão e a sociedade brasileira a partir da perspectiva de uma pequena escrava. Em cena, Antunes vive a menina negra que não tem nome e é chamada pelo apelido que identifica sua raça,

no diminutivo. Com afeição pelas cores, em especial pela das pessoas, a criança chama todos ao seu redor também pelas tonalidades com as quais os enxerga, ressaltando de imediato a crítica presente no texto: o preconceito da cor. A apresentação será no Museu Palácio Floriano Peixoto – Mupa. Que fica na Praça Mal. Floriano Peixoto (praça dos Martírios) , 517, Centro, às 20h. Entrada franca (retirar ingressos uma hora antes da apresentação). Mais informações: www. facebook.com.br/espetaculonegrinha.


4

DIVERSÃO&ARTE

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 26 DE JANEIRO DE 2014

“Se tratamos as pessoas como elas devem ser, nós as ajudamos a se tornarem o que elas são capazes de ser” FOTOS BY CHICO BRANDÃO

Jujuba de cerveja

P Sempre bela, sempre chic, enfocamos a queridíssima Izinha Omena, uma empresária de moda que explode de sucesso neste verão com a conhecida Divino Conceito. Parabéns!

Maíra Santos, coordenadora de Marketing do Shopping Pátio Maceió, comemora o sucesso da campanha de férias escolares com o Arvorismo Indoor, montado no mall do empreendimento. Sucesso!

Bolo Gelado de Limão

INGREDIENTES 1 lata de leite condensado 200 ml de suco de limão siciliano, aprox.. 4 limões (ou limão verde) Raspas de todos os limões 300 ml de creme de leite fresco 200 gramas de biscoitos de mel ou amêndoas MODO DE PREPARO Ponha o leite condensado, o suco de limão e as raspas numa vasilha e misture bem. Leve a geladeira por no mínimo 15 minutos: o leite condensado vai engrossar. Em seguida, unte levemente uma forma retangular com óleo de canola ou girassol. Forre a forma de filme plástico com pedaços maiores, para

Sempre chics, sempre juntos, Manuel e Márcia Marques sempre simbolizam empresários de sucesso que sempre merecerão o nosso carinho e a nossa admiração

Também conhecido como Semifreddo

que sobre bastante para fora da forma. Leve a forma forrada ao freezer por pelo menos 1 hora. Ponha o creme de leite na vasilha da batedeira. Bata em velocidade média/alta até formar um chantilly. Muito cuidado para não bater demais e ele virar manteiga. Eu gosto de bater o creme na batedeira e parar antes de formar o chantilly, terminando de bater a mão para não perder o ponto certo do Chantilly. Pique os biscoitos grosseiramente: eu faço isso com as mãos mesmo. Misture cuidadosamente o chantilly ao leite condensado. Derrame 1/3 desse creme na forma gelada. Salpique 1/3 dos biscoitos por cima e leve

ao freezer por 10 minutos. Enquanto espera, deixe o creme de chantilly com o leite condensado na geladeira. Retire a forma do freezer e ponha mais 1/3 do creme em cima dos biscoitos, salpique mais 1/3 dos biscoitos e leve de novo ao freezer para gelar antes de fazer a ultima camada. Termine de montar o Semifreddo com a última camada de creme e por cima, a camada de biscoitos. Cubra o semifreddo com filme plástico e leve ao freezer por no mínimo 8 horas. Quando for servir, retire a forma do freezer, passe água morna nas laterais e inverta a forma num prato. Sirva imediatamente. Se você quiser decorar, use folhas de menta e/ou gomos de manga.

FOTO BY CHICO BRANDÃO

Spicy Collectio

N

Q

A

Sucesso do SIM

Campanha “Arquiteto do Mês”

A

Idear está lançando a campanha “Arquiteto do Mês”, onde mensalmente convidará expoentes nomes no cenário alagoano para indicarem os produtos que mais lhe agradam na Idear. E na estreia a arquiteta convidada foi Fernanda Coelho. Sobre Fernanda Coelho: Fernanda Coelho é arquiteta há 18 anos. Atua no mercado de arquitetura e design de interiores. Seus projetos vão do residencial ao corporativo de grande porte. Preocupa-se em projetar espaços que proporcionam um melhor qualidade de vida com estilo e funcionalidade. Revestimento indicado por Fernanda Coelho na Idear: Porcelanato Silver, da marca espanhola Porcelanosa. O Silver é um porcelanato de alto-padrão com efeito metalizado. Umas das maiores novidades no mercado de revestimento.

Dermis

Ângelo e Socorrinho Bezerra, um super casal que enaltece a todos pelo caráter e o astral que eles possuem, vocês sempre merecerão o nosso carinho, amigos. Saudades!

A

M

édica Cleide Vieira, uma dermatologista da mais alta competência, com a agenda lotada de paciente em busca do tratamento para rejuvenescimento de pele realizado na clínica. Nesta época do ano, com o verão escaldante da nossa região, os cuidados precisam sem reforçados. Agende seu horário na Clínica Dermis, localizada na sala 522 do 5º andar do Harmony II.

Destaque de serviços

a Categoria Serviços, a Renttec foi a vencedora do Prêmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas (MPE/AL) 2013. Criada em 2005, diante a inauguração do primeiro grande polo para eventos no estado, o Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, Walter Izidio e Evaldo Pereira discutiam a viabilidade de um projeto que atendesse os novos padrões exigidos para formatação de eventos. A Renttec Locações de Equipamentos entrou no mercado de forma tímida, mas nada pessimista. Com um novo conceito em atendimento e formatação de eventos, começou a atender os principais hotéis da capital, conquistando espaço e boas recomendações no mercado. Hoje, a empresa se posiciona como referência no serviço de locação, traduzindo seus conceitos de qualidade para todos os parceiros e clientes.

uem é fã do trabalho de Yves Saint Laurent sabe que a relação que o designer manteve durante sua vida com o Oriente se tornou conhecida – e referência para emblemáticas coleções inspiradas principalmente em Marrakech, onde o couturier mantinha uma bela casa e um incrível jardim, o famoso Majorelle. Remetendo a essa antiga relação, o departamento de cosméticos da marca, depois do lançamento do hit Bleu Majorelle, acaba de anunciar a Spicy Collection formada por dois esmaltes nomeados “Safran Sultan” e “Ambre Gingembre”, mais o top coat “Feuille d’Or”, que serão os responsáveis por levarem os tons terrosos e o brilho oriental para as unhas. Alguém duvida que entrarão para a lista de best-sellers?

coluna TopNews volta a parabenizar a amiga Martha Azevedo, uma médica super competente e respeitada no meio médico do nosso estado. Martinha está super feliz com o sucesso do seu mais novo laboratório, o SIM, que está localizado na Avenida Sandoval Arroxelas, em Ponta Verde. Toda a nossa sociedade está feliz com a chegada do laboratório que utiliza tecnologia de ponta, serviço perfeito e equipe altamente qualificada. O SIM é top do top. Parabéns a todos que fazem este laboratório que veio para mudar a nossas vidas. Informações pelo telefone 3022-1055.

ara a alegria dos adultos britânicos, a empresa Jelly Belly vai lançar, no fim do mês de janeiro, a primeira jujuba com sabor de cerveja do mundo. Os apreciadores de uma boa cerveja gelada vão adorar a nova jujuba, que se chama Draft Beer Jelly Belly. O sabor da balinha é igualzinho ao da cerveja original. A jujubinha, porém, não contem álcool.

Chanel

Chanel abalou as estruturas da alta-costura desfilando todos os seus looks acompanhados de tênis de corrida. Mas não eram meros tênis, vão custar 3 mil euros ( cerca de R$ 9.600) na loja da maison e cada par levou 30 horas para ser feito. Os pares, em rosa, preto e branco são adornados com bordados e feitos à mão, com os materiais mais sofisticados como pele de phyton, tweed e renda. Quem assina a produção é o atlelier Massaro, de propriedade da própria Chanel. Hit imediato.

N

este sábado, procuramos dar dicas perfeitas para os nossos leitores. O já conhecido Four Bistrot, localizado na Rua Abdon Arroxelas, Ponta Verde, conta com o talento do chef Thiago Maia, juntamente com o empresário Jonas Araújo, que tornaram o Four um dos restaurantes mais conhecidos da cidade. O sucesso do cardápio de verão, a carta de vinhos, o serviço perfeito e o ambiente para lá de especial são uma combinação maravilhosa. Venha conferir neste final de semana. Faça a sua reserva pelo telefone 4141-1004.

Todas as correspondências, como convites para esta coluna, e para Elenilson Gomes, deverão ser enviadas para Av. Sandoval Arroxelas, 840, Edf. Calliate Ap. 204 PV. CEP: 57035-230 A nossa querida Márcia Maciel, leia-se maison Márcia, na Mário de Gusmão, Ponta Verde, traz para as nossas amigas um belíssimo modelo verão 2014 da Kadosh. A maison já está em clima de festa de preços. Venha participar você também!

g


Edição número 1956 - 26 de janeiro de 2014