Page 1

FIM DE SEMANA n MACEIÓ - ALAGOAS - 13 E 14 DE JULHO DE 2019 - Nº 3.434 -

R$ 4,00

VAZA JATO

Greenwald diz que tem fotos e vídeos “de dar medo” Editor do site The Intercept Brasil afirma que o acervo de textos e vídeos que dispõe “é muito poderoso!” PÁGINA 7

site: tribunahoje.com

ASCOM CRB

EDILSON OMENA

SÉRIE B

Com gol premonitório de Willie, CRB vence o Guarani Jogando bem, o CRB venceu o Guarani por 2x1 no Estádio Rei Pelé e retomou sua campanha de recuperação na Série B. Alisson Farias abriu o placar do jogo dando vantagem ao time alagoano, mas logo depois Michel Douglas empatou. Willie garantiu a vitória regatiana, Ele declarou depois que havia sonhado que faria o gol para sua avó, falecida recentemente. “Ela que me criou e ajudou muito”, disse ele.

Saque do FGTS preocupa dirigente da área imobiliária

CPRM RESPONDE A BRASKEM

PÁGINA 16 ASCOM PALMEIRA

Afundamento de bairros é, sim, provocado pela extração de sal Em documento de 41 páginas, o Serviço Geológico do Brasil (CPRM) responde os questionamentos da Braskem, que tenta negar responsabilidade no caos provocado pela extração de sal-gema em três bairros, e reafirma que a atividade de mineração causou, sim, o afundamento e instabilidade no solo do Pinheiro, Bebedouro e Mutange. A CPRM volta a garantir que os tremores percebidos pela população, ou ainda os que são apenas registrados pelos equipamentos, têm relação com movimentação nas minas de sal, provocando o afundamento. No documento afirma também que a mineradora sabia das falhas geológicas locais e não adotou providências nem avisou as autoridades. PÁGINAS 9 e 10

Grupo vai instalar usina de energia solar em Palmeira PÁGINA 12

ADAILSON CALHEIROS

EDILSON OMENA

Famílias se reúnem para jantar na rua em Fernão Velho PÁGINA 13 REPRODUÇÃO

Lagoa Manguaba é tema de exposição de Pablo De Luca PÁGINA 11 Ruas e residências do Pinheiro apresentam rachaduras e buracos em consequência da movimentação de terras provocada pela mineração, segundo a CPRM

SANDRO LIMA

ENTREVISTA

TV

“RELATIVIZAR O TRABALHO INFANTIL É CONTRIBUIR PARA SÉRIOS DANOS NA FORMAÇÃO DA CRIANÇA”

“SÓ CONSIGO UMA INTERPRETAÇÃO ENGRAÇADA DAQUILO QUE ACHO GRAÇA”, AFIRMA CLÁUDIA RAIA

Coordenadora do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), Marluce Pereira condena esse tipo de exploração, e diz que “provoca mortes”.

Atriz avalia que a personagem Lidiane, que interpreta em Verão 90, se enquadra nesse perfil, embora também enfrente um drama. “Ela tem a sua dor”, diz.

PÁGINA 2

SUPLEMENTO

Bom com possiblidades de chuvas em áreas isoladas

Mínima

24º

Máxima

30º

MARÉS 01:00 07:23

1.8m 0.5m

13:34 19:47

1.8m 0.5m

FINANÇAS

DÓLAR COMERCIAL DÓLAR PARALELO R$ 3,76

R$ 3,74

R$ 3,71

R$ 3,90

OURO

R$ 169,59

POUPANÇA 0,3715%


POLÍTICA

2

ESPLANADA

LEANDRO MAZZINI - contato@colunaesplanada.com.br

Assalto oficial

D

eputados e senadores não dão a mínima para as três propostas (PL 555/2019, PL 748/2019 e PL 14/2019) apresentadas nas duas Casas que tentam extinguir o Fundo Especial de Financiamento de Campanha, conhecido como fundão eleitoral. Os projetos foram apresentados em fevereiro e seguem travados em comissões à espera de indicação de relator. Mas há atenção especial ao texto incluído na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2020 que passa para R$ 3,7 bilhões o valor do fundo eleitoral - mais que o dobro do valor atual – para partidos financiarem seus candidatos a prefeitos e vereadores. E você, leitor, é quem paga a conta.

ACINTE O fundo, criado em 2017, tem recursos do Tesouro Nacional e é usado para financiar as campanhas políticas, que não podem mais receber doações de empresas.

COBRE, CIDADÃO “Um acinte sem precedentes”, define o senador Marcio Bittar (MDB-AC), autor de um dos projetos contra o fundo. Na Câmara, a voz sensata é do presidente Rodrigo Maia.

OLHEIROS A situação hoje em ministérios e estatais está assim: um olheiro do presidente Bolsonaro e um do vice Mourão em cada gabinete importante. E ambos se vigiando.

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 13 E 14 DE JULHO DE 2019

MAIS UMA

SALDO

FORRÓ É DO BRASIL

ESPLANADEIRA

Surgiu outro nome “terrivelmente evangélico” orbitando no Planalto para futura vaga no Supremo Tribunal Federal. É a professora e jurista Ana Paula de Barcellos, da UERJ, conhecida do ministro José Roberto Barroso, também acadêmico da universidade.

Em 2018, o saldo de investimentos estrangeiros no País foi negativo: R$ 11,5 bilhões. No primeiro semestre deste ano, o saldo já somou mais de R$ 3,5 bilhões negativos.

NOS CORREDORES

# Saturnino Braga e Rosa Furtado fizeram homenagem póstuma ao sociólogo Chico Cavalcanti de Oliveira( 1933-2019), um dos fundadores do PT, no Centro Celso Furtado.

O mercado segurador aposta no segmento de pequenas e médias empresas. Para citar um exemplo, a Capemisa cresceu 189% no seu faturamento nas carteiras de Vida Empresarial, entre 2017 e junho de 2019. E estima 21,7% para este ano.

O forró pode ser tombado como patrimônio cultural do Brasil. O Iphan já trabalha no processo de registro para avaliação até final de 2020. No ritmo desse rastapé, o instituto escolheu a Vila de Itaúnas (ES) como palco do I Fórum de Forró Raiz do Espírito Santo nas próximas quarta e quintafeiras. Vai reunir artistas, gestores e pesquisadores.

Na véspera de o presidente Bolsonaro soltar em evento que pretende indicar um nome evangélico para a Corte, ela sugeriu para amigos que o Supremo poderia ter uma mulher cristã no plenário. A relação de Bolsonaro com o ministro Barroso é zero. Apenas protocolar, quando em eventos oficiais, vale ressaltar.

PEQUENAS E GRANDE$

CULTURA

“TRAPAÇAS” POLÍTICAS

MERCADO

DESTRAVANDO O Governo repete o mantra de que os investimentos fortes vão chegar ao Brasil no segundo semestre após a aprovação da Reforma da Previdência. E tem operado contra a burocracia para isso. Transferiu da Casa Civil para o Ministério da Economia a competência para autorizar o funcionamento de sociedade estrangeira. O prazo para uma multi abrir filial caiu de tramitação da papelada caiu de 45 dias para apenas três.

A Geração Editorial, especialista em livros-reportagens e biografias, prepara um calhamaço de respeito. Vai se chamar “Trapaça” o livro de memórias do renomado jornalista Luís Costa Pinto. A obra terá quatro volumes: Era Collor (I), Governos de Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso (II), Governos Lula e Dilma (III), Governos Temer e Bolsonaro (IV). O primeiro volume sai em dezembro.

LUTA NA ESCOLA O Rio de Janeiro, “berço” do jiu-jitsu praticado no mundo, será o primeiro Estado onde todas as escolas públicas terão aulas de modalidades de lutas, ideia do faixa preta e secretário de Educação, Pedro Fernandes. Ele lança dia 23 o projeto Esporte na Escola.

# A startup de Campinas Big Data HealthBit tem ajudado empresas na saúde laboral para prevenção contra depressão e outras doenças. # Na Flip, de Paraty, a Casa Libre e Santa Rita da Cassia têm como anfitriãs a presidente da Liga Brasileira de Editoras, Raquel Menezes, e a produtora cultural Cassia Carrenho.

Com equipe DF, SP e Noedeste www.colunaesplanada.com.br contato@colunaesplanada.com.br Twitter @leandromazzini

RELATIVIZAÇÃO DA PRÁTICA

“TRABALHO INFANTIL CAUSA MORTES” SANDRO LIMA

Opinião de Jair Bolsonaro sobre disponibilizar crianças para trabalhar ganhou repercussão negativa e gera preocupações CARLOS AMARAL REPÓRTER

A

pós uma declaração do presidente Jair Bolsonaro (PSL) em defesa do trabalho infantil, muitos aliados e apoiadores seguiram a lógica do ex-capitão e passaram a relativizar a prática. Para Marluce Pereira, coordenadora das Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Aepeti) em Alagoas, a fala do presidente demonstra descompromisso com a Constituição Federal. Ainda de acordo com ela, o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) está sob ameaça. Tribuna Independente – Segundo dados do IBGE, há no Brasil cerca de um milhão de crianças trabalhando e em Alagoas esse número é de 31 mil. Esse é um problema corriqueiro no país, nos sinais, ônibus e feiras se vê crianças trabalhando quando deveriam estar na escola, mas o presidente Jair Bolsonaro – e aliados – defende o trabalho infantil. Qual a sua avaliação do atual momento para combater essa prática? Marluce Pereira – A gente se que há retrocesso. O combate ao trabalho infantil, nos últimos 20 anos, teve ações implementadas tanto pelos governos quanto pela sociedade civil e serviram para termos uma redução significativa dessa prática. Se formos olhar a série histórica de Alagoas em relação ao trabalho infantil, nos dados da Pnad de 2004 a 2017, tivemos 75% de redução. A gente sai de 105 mil crianças para essas 31 mil. Ainda é muito e preocupante, mas essa redução significativa se deve ao trabalho conjunto de órgãos governamentais – com suas políticas públicas – e da sociedade civil. Esse combate, ao longo dos anos, vem sendo feito e estimulado com campanhas para sensibilizar a sociedade para o problema e para cobrar do poder público o que está garantido na Constituição Federal e no Estatuto da Criança e do Adolescente

[ECA], que é a doutrina da proteção integral de crianças e adolescentes. Quando um presidente, o chefe maior do Estado brasileiro, defende o trabalho infantil, ele desconstrói um trabalho que vem sendo feito há anos e revela uma falta de compromisso com os direitos da criança e do adolescente; revela uma falta de respeito à Constituição Federal, a Carta Magna do país; revela também um descompromisso com os acordos do Brasil com organismos internacionais. O Brasil ratificou as convenções da Organização Internacional do Trabalho [OIT], a 138 e a 182. Também temos compromisso com a agenda de desenvolvimento sustentável que, entre suas metas, está a erradicação do trabalho infantil. Tribuna Independente – Entre os argumentos de quem defende o trabalho infantil está o fato de experiências em empresas de familiares, como pais e tios. Em boa medida, esse discurso vem de pessoas abastadas economicamente. Como a senhora avalia essa relativização do trabalho infantil? Marluce Pereira – A gente não tem como flexibilizar, nem relativizar o trabalho infantil. Toda criança que é exposta, explorada, pelo trabalho infantil tem sua infância roubada. E isso – estudos e estatísticas comprovam – causa sérios danos ao desenvolvimento físico, psicológico e in-

telectual a essas crianças porque elas precisam viver sua fase de infância com atividades lúdicas, escola, brincadeiras. Não tem como flexibilizar em nenhum aspecto. Mas a gente trata aqui também das piores formas de trabalho infantil. Quando as pessoas relativizam, elas não enxergam para as piores formas de trabalho infantil, que são aquelas que causam danos irreversíveis na vida de uma criança. A única forma permitida para que uma criança trabalhe é se as condições se enquadrarem no que preconiza o programa ‘Jovem Aprendiz’, idade entre 14 e 16 anos, no contra turno escolar e com cursos de qualificação. Tribuna Independente – Quais os danos? Marluce Pereira – Acidentes de trabalho. Mesmo aqueles que estão relativizando, dizendo que trabalhou ‘no caixa do supermercado do meu pai’, mesmo esses eu considero que parte de sua infância foi roubada. Mas também não dá para comparar com trabalhos insalubres e perigosos, nos quais as crianças sofrem riscos a sua saúde e psicológicos. Em muitos trabalhos elas são humilhadas. Só para se ter ideia, entre 2007 e 2017 foram, no Brasil, 40.849 crianças sofreram acidentes de trabalho. Desses, 24.654 de forma grave, com amputações, por exemplo. Esses dados são Ministério da Saúde. Fora isso, 236 crianças perderam a vida. Então, o trabalho in-

Marluce Pereira diz que o Peti necessita de articulação política e mobilização de setores da sociedade

A gente sabe que há retrocesso. O combate ao trabalho infantil, nos últimos 20 anos, teve ações implementadas tanto pelos governos quanto pela sociedade civil e serviram para termos uma redução significativa dessa prática”

Quando as pessoas relativizam, elas não enxergam para as piores formas de trabalho infantil, que são aquelas que causam danos irreversíveis na vida de uma criança”

fantil mata. E quando não mata, causa danos, muitas vezes, irreversíveis. Tribuna Independente – E aqui em Alagoas, qual a situação e quais as dificuldades de fazer o Peti ser executado? Marluce Pereira – Em Alagoas, nós tivemos, em 2018, 68 casos notificados de acidentes de trabalho, mas pode ser maior porque somente 52% dos municípios notificam. Ou seja, temos subnotificação. Na série história, entre 2010 e 2018, foram 1.013 casos de acidentes do trabalho com crianças. O Peti passou por um redesenho. Ele foi criado em 1999 e implantado em todo o estado, mas em 2014 ele foi remodelado para assumir os acordos assumidos pelo Brasil para erradicar o trabalho infantil e os municípios passaram a receber recursos federais para executar ações estratégicas. Mas não são todos que recebem esses recursos. O critério utilizado pelo Ministério da Cidadania – que vem do Censo do IBGE de 2010 – é o maior índice de trabalho infantil. No caso de Alagoas, 31 municípios. Desde 2014 eles recebem um recurso para desenvolver ações e estruturar equipes para o combate ao trabalho infantil.

Mas a gente percebeu que – segundo a Pnad – entre 2014 e 2015 nós tivemos uma redução significativa de trabalho infantil, só que o Governo Federal ainda não pactuou o recurso para 2019. Então, os municípios desenvolvem suas ações com saldo de recursos de anos anteriores, mas isso está acabando. Alguns já estão no zero, inclusive, alguns que já indicados como experiência exitosa no combate ao trabalho infantil em feiras ao Ministério da Cidadania. O trabalho infantil nas feiras é a principal situação detectada no interior de Alagoas. São José da Tapera é um desses municípios que foi indicado como experiência exitosa, pois mobiliza toda a rede de proteção e encaminha as crianças às redes de serviço socioassistenciais. Mas por causa da falta de recursos, tudo pode parar. Vivemos um desmonte das políticas públicas aliado à Emenda 95 – que limita o investimento público. O Peti necessita, fundamentalmente, da intersetorialidade porque articula todas as políticas públicas e mobiliza a sociedade para cumprir o que está na Constituição Federal, que é garantir a proteção integral de crianças e adolescentes.


POLÍTICA

3

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 13 E 14 DE JULHO DE 2019

Guarda Municipal ganha reforço Prefeito Rui Palmeira entregou, durante uma solenidade, os portes de armas aos agentes que atuam na segurança da capital ASSESSORIA

EDITORIA DE POLÍTICA COM ASSESSORIA

A

segurança pública nasce e começa nos municípios. É o que entende a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). Nesse sentido, após uma capacitação de, aproximadamente, seis meses, ministrada pela Polícia Federal (PF), 30 agentes da Guarda Municipal de Maceió receberam portes de arma de fogo para desenvolver habilidades e atitudes para o manejo e uso das armas. A entrega foi feita pelo prefeito Rui Palmeira em evento realizado na sexta-feira (12), na sede da PF em Alagoas. Maceió passa a ser a primeira cidade de Alagoas com a prática. Para o prefeito Rui Palmeira, a capacitação dos agentes contribui para a segurança em todo o Estado. “A partir de hoje, temos um grupo de guardas capacitados, preparados e autorizados a portar armas de fogo. Isso para nossa cidade é muito importante. Que a Guarda Municipal possa ter um papel de altivez em relação às questões de segurança pública”, ponderou. “E, claro, queremos aumentar esse quantitativo. Esperamos que se abram novas turmas para que possamos inserir mais guardas. Até porque sem o porte, em algumas regiões da cidade, é impossível um guarda mu-

nicipal adentrar. Então, a gente fica numa expectativa muito boa de poder contribuir com a segurança pública”, finalizou o prefeito. Enio Bolivar, secretário de Segurança Comunitária e Convívio Social, afirma que a entrega do porte de arma é um momento histórico e mais uma conquista para a Guarda Municipal. “Estamos legitimando o guarda a trabalhar de forma segura e de forma profissional em Maceió. Essa parceria com a PF será continuada e estaremos capacitando cada vez mais os guardas”, disse. “O Sistema Único de Segurança Pública (SUSP) já faz com que o guarda esteja in-

E, claro, queremos aumentar esse quantitativo. Esperamos que se abram novas turmas para que possamos inserir mais guardas. Até porque sem o porte, em algumas regiões da cidade, é impossível um guarda municipal adentrar” RUI PALMEIRA - PSDB Prefeito de Maceió

Prefeito Rui Palmeira informou que o município também investe na capacitação da Guarda Municipal e considera o efetivo importante serido na segurança pública como um todo. Então, a importância do guarda estar armado e podendo defender a sociedade é enorme. Essa é uma conquista que os guardas têm que celebrar”. O Sistema Único de Segurança Pública (SUSP),

DICOM TJ/AL

que foi criado pela Lei nº 13.675/2018, estabelece a integração entre órgãos e instituições da Segurança Pública e Defesa Social, o que inclui as guardas municipais. O objetivo é disciplinar a organização e o funcionamento dos órgãos

responsáveis pela segurança pública, além de promover a integração das ações dos órgãos de segurança de todo o país. Rolando Alexandre, superintendente da PF em Alagoas, falou sobre a parceria. “Essa ação representa

INFÂNCIA E JUVENTUDE

Promotores acompanham discussão sobre orçamento

Tutmés Airan destaca que a ideia da Casa da Mulher Alagoana é interessante e irá concentrar atendimentos

Tutmés Airan trata sobre apoio de atendimento às vítimas da violência O presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/ AL), Tutmés Airan, recebeu, na sexta-feira (12), a visita da secretária-adjunta da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres, Rosinha da Adefal. No encontro, foi discutido o apoio do Governo Federal ao projeto de criação da Casa da Mulher Alagoana, que reunirá serviços especializados no atendimento a vítimas de violência doméstica. Em um mesmo local, as mulheres terão acesso à delegacia especializada, Patrulha Maria da Penha, casa de passagem, Ministério Público, Defensoria e atendimento psicossocial. A ideia é que o espaço funcione no Juizado da Mulher de Maceió, locali-

zado na praça Sinimbu, no Centro. “Trata-se de congregar em um único espaço todos os serviços concebidos para atender mulheres vítimas de violência”, explicou o presidente Tutmés Airan. Ainda segundo o desembargador, o projeto arquitetônico e de engenharia da casa está em fase de desenvolvimento. De acordo com Rosinha da Adefal, a iniciativa vai facilitar e encorajar as mulheres a denunciarem os casos de agressão. “Na maioria das vezes a vítima de violência tem que peregrinar para ir a todos esses órgãos. Concentrar os serviços vai facilitar muito a vida dessa mulher”. A secretária disse ainda

que o Governo Federal, por meio do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, vai apoiar a iniciativa. “A ideia é que a gente possa equipar o espaço através da captação de recursos do orçamento e fazer a manutenção da casa”. Ainda segundo Rosinha da Adefal, o espaço deve funcionar 24 horas. “Esse funcionamento seria em forma de plantão. É importante que haja sempre de prontidão uma psicóloga e uma assistente social para fazerem o acolhimento e darem as primeiras orientações. A delegacia também deve funcionar 24 horas porque no caso de violência efetiva é preciso que haja uma contenção do agressor”.

Um colegiado formado por nove promotores de justiça do Ministério Público Estadual (MPE) foi constituído para participar diretamente dos debates e da construção do ciclo orçamentário do estado de Alagoas e do município de Maceió (Plano Plurianual -PPA, Lei Orçamentária Anual – LOA, e Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO) no tocante as políticas públicas para crianças e adolescentes. O grupo de trabalho (GT) foi designado pelo procurador-geral de justiça de Alagoas, Alfredo Gaspar de Mendonça Neto, por entender que essa área precisa

de uma atenção especial de todas as instituições públicas. De acordo coma portaria nº 371, publicada no Diário Oficial do dia 2 deste mês, o GT foi criado para acompanhar e estabelecer parâmetros institucionais na elaboração e execução do Orçamento da Criança e do Adolescente. Neste contexto, os promotores têm a missão de discutir e sugerir ações que possam assegurar os direitos constitucionalmente garantidos a crianças e adolescentes nas reuniões que tratam dos PPAs, das LDOs e das LOAs estadual e de Maceió.

um avanço. A Guarda Municipal entra em uma nova fase, uma fase bem mais ostensiva e podendo ampliar sua forma de atuação. A parceria com a Polícia Federal visa um treinamento e aperfeiçoamento desse agente”.

O GT também defende a participação popular, de modo que a sociedade opine e diga o que estado e município podem fazer para melhorar a vida desses menores de idade que precisam da proteção dos entes públicos. “O GT entende de extrema importância que a população compreenda as oportunidades legais de participar da construção das peças dos instrumentos orçamentários, tais como o PPA – Plano Plurianual, a LDO – Lei de Diretrizes Orçamentárias e LOA – Lei Orçamentária Anual. O morador de cada bairro sabe das carências nessa área e pode sugerir melhorias diretamente aos gestores. Nosso incentivo maior é nesse sentido”, explicou a promotora Alexandra Beurlen. Os membros do GT seguem participando das diversas reuniões que discutem as propostas das mais distintas secretarias. ASSESSORIA

Ministério Público Estadual acompanha a construção das diretrizes orçamentárias para Maceió em 2020


4

POLÍTICA

TRIBUNALIVRE

PRODUÇÃO DE MOTOS SOBE 8,4% Neste primeiro semestre de 2019, a produção de motos no Brasil cresceu 8,4%, totalizando 536.955 unidades. No mesmo período, ano passado, a produção foi de 495.420 veículos. De acordo com a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), os números mostram a evolução nas vendas desde o ano passado, dentro de um ritmo consistente.

BARTOLOMEU DRESCH

bartolomeu_dresch@hotmail.com.br

A escola cívico-militar

U

m dos pontos que mais chama a atenção no “Compromisso Nacional pela Educação Básica” é a implementação, até 2023, de 108 escolas cívico-militares em todo o país. Outras ações previstas são mais plausíveis como a conclusão de 4 mil creches ate 2022; conexão de 6,5 mil escolas rurais por meio de satélite em banda larga em todos os estados e a oferta de cursos de ensino a distância para melhorar a formação de professores. O documento foi elaborado pelo MEC junto a estados e municípios. Sobre as escolas militares, que é promessa de campanha do presidente Bolsonaro, o objetivo é implementar o modelo em 27 escolas por ano, uma por estado. Além das 27 escolas, o MEC pretende fortalecer 28 escolas cívico-militares por ano, junto com os estados, totalizando 112 escolas até 2023, atendendo a aproximadamente 112 mil estudantes. O governo pretende investir R$ 40 milhões por ano.

PROGRAMA DO LEITE TEM APORTE O Ministério da Cidadania anunciou a liberação de R$ 15 milhões para o Programa do Leite de Alagoas, garantindo sua execução até dezembro. A boa nova foi dada ao secretário interino da Secretaria de Agricultura, Silvio Bulhões e ao presidente da CPLA, Aldemar Monteiro. O aporte garante a distribuição de leite para 80 mil famílias atendidas pelo programa. Cada família recebe 4 litros do produto por semana.

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 13 E 14 DE JULHO DE 2019

PRODUÇÃO DE MOTOS SOBE 8,4% 2 GOVERNO ATRASA SEMENTES O Governo do Estado ainda não começou a distribuir as sementes de boa qualidade, ao contrário do que vinha fazendo em anos anteriores. “Em janeiro o edital era aberto para cadastrar os agricultores, em março estariam prontas para serem distribuídas em abril. Este ano, até agora as sementes sequer foram compradas”. O desabafo é do presidente da Federação dos Trabalhadores da Agricultura (Fetag), Givaldo Teles. Segundo ele, se as sementes chegarem em agosto não será possível plantá-las este ano. Somente poderão ser utilizadas em 2020.

GOVERNO ATRASA SEMENTES 2 Para o representante dos agricultores, este foi um ano bom em termos de chuvas, que até vieram um pouco antes da hora. “Os trabalhadores do sertão estão alegres, mas temem que no verão podem não ter o milho, ou o feijão para famílias. O plantio deste ano foi prejudicado pelo atraso na aquisição das sementes” afirmou Teles.

O levantamento da entidade mostrou também, que, de acordo com o Renavam, neste primeiro semestre foram emplacadas 530.034 motos, um crescimento de 16%, que no mesmo período de 2018 (456.729 emplacamentos). As exportações caíram de 20.392 unidades neste ano, contra 41.030 nos seis primeiros meses de 2018. A previsão da Abraciclo é que a produção em 2019 alcance um total de 1.100.000 unidades, 6,5% superior à do ano passado (1.036.846 motocicletas.

“VITÓRIA MINHA E DO CENTRÃO” O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) deixou a modéstia de lado e atribuiu a si e ao Centrão, a aprovação da reforma da Previdência na madrugada da última quinta-feira. Ele se emocionou ao ser ovacionado pelo plenário e assumiu o protagonismo por ter costurado os acordos para aprovar a reforma. Segundo ele, o “Brasil precisa reconhecer os líderes que estão fazendo as mudanças”.

• Teve início nesta sextafeira 12, o pente-fino dos benefícios previdenciários. Na véspera, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) publicou a lei que viabiliza o orçamento extra para o pagamento dos peritos. •Segundo o presidente do INSS, Renato Vieira, serão analisados três milhões de benefícios com indícios de irregularidades apontados pelos órgãos de controle: Tribunal de Contas da União (TCU) e Controladoria Geral da União (CGU). • Neste primeiro momento ainda não serão revistos os benefícios que exigem perícia médica. Essa primeira fase do pente-fino vai atingir apenas os benefícios que são analisados de forma administrativa pelo INSS. • Os benefícios por incapacidade (auxílio-doença e aposentadoria por invalidez) ainda dependem de algumas mudanças nos sistemas do Instituto.

DIVULGAÇÃO

OPINIÃO

“Sistema atual encarece campanhas políticas”

Para as eleições do próximo ano, o Fundo Partidário deve receber uma quantia ainda maior em relação aos recursos públicos repassados em 2018

Partidos em AL esperam pela reforma eleitoral

Para o presidente do DEM em Maceió, deputado estadual Davi Maia, o sistema eleitoral encarece a forma que os políticos fazem as campanhas. O parlamentar acredita que antes de discutir o Fundo Eleitoral, o Congresso deveria analisar a questão de como será o processo das próximas eleições. Maia é favorável ao sistema distrital misto. “Você tem uma campanha proporcional que no final torna-se majoritária. Se pegarmos o resultado da Assembleia [Legislativa], veremos que dos 27 mais votados dentro do estado, se elegeram 26, o que seria quase um distritão. Então, é uma maneira que não respeita a proporcionalidade, não respeita as decisões locais, e que encarece. Defendo o sistema distrital misto. Acho que só assim que a gente poderia baratear os custos de campanha. Sobre a questão do Fundo Eleitoral, foi uma maneira que buscaram para sair do financiamento privado”, explicou o parlamentar.

NÃO É PRIORIDADE O presidente do PT em Alagoas, Ricardo Barbosa disse que essa discussão acerca do Fundo Eleitoral para 2020 não é prioridade do partido, mas ressaltou que a legenda compreende que o investimento privado em campanhas eleitorais é pernicioso, como se provou na prática e, portanto seria bem vinda uma experiência com um fundo exclusivamente público de campanha. “Tivemos essa experiência em 2018. Creio que se tiver que adequar são poucas coisas, mas serviu para que o processo eleitoral não fosse tão maculado pela intervenção direta do capital privado. Sinceramente, o tamanho desse fundo, do valor, se somos contra ou favor, não é uma discussão que seja uma prioridade para o PT agora. Nós estamos preocupados em cessar esse processo de ameaça à nossa democracia, no qual a segurança jurídica vale para um e não vale para outros”. (C.V.C.) ASCOM / ALE

Fundo bilionário que tramita na Câmara ainda não é prioridade às legendas CARLOS VICTOR COSTA REPÓRTER

C

riado pelo Congresso em 2017 para “substituir” o fim das doações empresariais, o Fundo Eleitoral poderá ter um considerável acréscimo para financiar campanhas de candidatos a prefeito e vereador em todo o país. O valor de R$ 1,7 bilhões das eleições em 2018 deverá ser acrescido para R$ 3,5 bilhões em 2020. Esse montante terá como origem recursos públicos do orçamento da União. O deputado federal Cacá Leão (PP-BA), relator do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2020, incluiu o acréscimo no Fundo Eleitoral em seu parecer no texto da matéria. Em seu relatório, o parlamentar destaca a autorização de destinação de até 0,44% da receita corrente líquida prevista para este ano para o Fundo Eleitoral em 2020.

Os montantes, a exemplo do que ocorreu no ano passado, seriam das emendas de bancada estaduais. O valor, de fato, será decidido apenas na votação da Lei de Orçamento Anual (LOA). Enquanto as eleições municipais estão no campo dos

“A tendência é que os partidos conhecidos como os de aluguel desapareçam. Está havendo fusão, inclusive. Tem partido que não vai conseguir se manter” RICARDO SANTA RITTA Secretário-geral do MDB em Alagoas

debates, a reportagem da Tribuna repercutiu o assunto junto a alguns partidos em Alagoas que estarão envolvidos no pleito de 2020. Sem empresas para financiar as campanhas, as legendas dependem de recursos públicos para garantir fôlego às candidaturas. O secretário-geral do MDB em Alagoas, Ricardo Santa Ritta, disse não acreditar que esse acréscimo passe no Congresso. Ele crê que será tema de discussão em Brasília é a questão da redução de partidos nas próximas eleições. “A tendência é que os partidos conhecidos como os de aluguel desapareçam. Está havendo fusão, inclusive. Tem partido que não vai conseguir se manter. Assim, diminui o quantitativo desses tantos partidos que tem aí. Ficam menos no cenário nacional que é o que deve acontecer. Obviamente, aquele bolo, a divisão dele,

será melhor para cada um dos partidos que permanece”, avalia. Ricardo destacou ainda o valor destinado para as eleições do ano passado não deu para custear a campanha e que isso teve relação com o número de partidos existentes. “A pessoa achava que era muito dinheiro, mas não é. O MDB mesmo na eleição passada não teve dinheiro do Fundo Eleitoral, nem para a candidatura de presidente, nem dos governadores. Teve apenas dos senadores e dos deputados federais. Não houve para os estaduais. Esse fundo especial eleitoral é que eles podem ver uma forma de melhorá-lo, mas também será dessa forma com a história de quantitativo menor de partidos”, avalia o dirigente do MDB em contato com a reportagem da Tribuna sobre as perspectivas de verba para as legendas.

Davi Maia aguarda que o Congresso trate da reforma eleitoral


POLÍTICA

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 13 E 14 DE JULHO DE 2019

Campanhas com menor custo são defendidas Presidentes de partidos argumentam que as legendas precisam investir racionalmente SANDRO LIMA

CARLOS VICTOR COSTA REPÓRTER

À

Tribuna, o presidente do PDT em Maceió, ex-deputado Judson Cabral, cotado para disputar a prefeitura da capital em 2020, disse desconhecer a proposta em detalhes e que ainda não houve discussão partidária local sobre o tema. No entanto, ele afirma que não concorda com aumento no valor do Fundo Eleitoral para R$ 3,5 bilhões no próximo ano, considerando que apesar de defender o financiamento público no processo eleitoral, e na organização partidária, dentro de critérios bem definidos, não vê como solução o aumento dos valores. “Sou contra, considerando, que a partir de 2020, sem as coligações proporcionais, os partidos estarão obrigatoriamente mais organizados e poderão racionar os gastos com campanhas eleitorais, apostando em quadros políticos mais preparados e mais éticos”, destaca Judson Cabral. O presidente do PSDB em Alagoas, senador Rodrigo Cunha disse que o partido ainda não se debruçou sobre a possibilidade de aumento, já que, até o momento, consta apenas do relatório do deputado Cacá Leão (PP-BA) à Lei de Diretrizes Orçamentárias. “O texto ainda precisa ser votado na Comissão Mista de Orçamento e depois pelo plenário, portanto ainda é prematuro uma manifestação sobre uma proposta que pode ser alterada”. Rodrigo Cunha destacou que em relação à última campanha, que foi para deputados, senadores, governadores

Judson Cabral é contra o aumento para o fundo partidário; Rodrigo Cunha espera desdobramentos no Congresso

Sou contra, considerando, que a partir de 2020, sem as coligações proporcionais, os partidos estarão obrigatoriamente mais organizados e poderão racionar os gastos com campanhas eleitorais” JUDSON CABRAL Presidente Municipal do PDT

e presidente da República, a eleição do ano que vem será muito mais ampla, numericamente. “Todos os mais de cinco mil municípios do país terão de eleger os seus prefeitos e vereadores. No entanto, desde que o Supremo Tribunal Federal [STF] vetou a doação empresarial para os políticos, as campanhas passaram a ser custeadas quase que exclusivamente por recursos públicos. Sou defensor de campanhas de baixo custo. E hoje já há um teto máximo permitido para gastos eleitorais. Isso

deve ser fiscalizado para evitar caixa 2, que além de ser uma conduta reprovável, ainda torna a disputa desleal”. A reportagem da Tribuna tentou contato ainda com representantes do PP e PSL. Presidente do PP no estado, o ex-senador Benedito de Lira foi procurado pela reportagem, mas todas as chamadas telefônicas foram para caixa de mensagem. Já o presidente do PSL, Flávio Moreno, visualizou as mensagens no WhatsApp, mas não respondeu até o fechamento da edição.

5

CONTAS

Justiça Eleitoral se prepara para organização do pleito Apesar de o debate estar no âmbito do Legislativo, a reportagem da Tribuna consultou o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sobre o financiamento público de campanha e qual seria a atuação do órgão neste período que antecede as eleições municipais, além de questionar como a Corte Eleitoral lida com recursos públicos para financiar campanhas eleitorais. No exercício da presidência, o desembargador Otávio Leão Praxedes explicou que neste período que antecede as eleições municipais, a administração do Tribunal se volta para a preparação do pleito, especialmente para os processos licitatórios que fazem com que tudo ocorra dentro da normalidade. “Também são feitas as reuniões da Comissão de Eleição, no qual se define toda a organização, orçamento, logística e planejamento do pleito. Em paralelo, setores como a Escola Judiciária Eleitoral [EJE] e a Assessoria de Comunicação Social desenvolvem atividades e campanhas focadas em esclarecer e orientar a população, lançando um olhar todo espe-

cial para os futuros eleitores, eleitores idosos, com necessidades especiais e mulheres. É também o momento onde concluímos os julgamentos das prestações de contas do pleito anterior que, algumas vezes, possuem desdobramentos que fazem a tramitação ser um pouco mais lenta”. O desembargador ressaltou ainda que a Justiça Eleitoral não lida com recursos públicos para o financiamento de campanhas. “O que fazemos é a análise das contas dos candidatos, partidos e diretórios que receberam esses financiamentos. Os recursos do fundo partidário são repassados diretamente aos partidos, que, por sua vez, repassam aos candidatos quando chega o ano eleitoral”. Enquanto o período eleitoral para o pleito municipal não chega, o Tribunal Regional Eleitoral vem se debruçando em outros temas, a exemplo das análises processuais de prestação de contas dos candidatos que concorreram aos cargos de deputado estadual, federal e senador nas eleições do ano passado. (C.V.C.) DICOM TJ/AL

Otávio Praxedes chama a atenção para a análise das contas dos partidos

COFRES PÚBLICOS

Para Maia, R$ 3,7 bilhões não representa exagero O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse, na última semana que “não é exagero” dobrar o Fundo Eleitoral e fazer o seu valor chegar a até R$ 3,7 bilhões para financiar as campanhas municipais de 2020. “Não acho que é exagero. Acho que uma eleição municipal, com 5 mil municípios com milhares de candidatos a vereador, é uma campanha que vai requerer um custo um pouco maior que a eleição do regime geral”, disse. “Olha, está se gastando o mínimo possível em relação ao que se gastava. O pior é a gente não ter uma eleição que seja transparente e dê condições para que os partidos possam levar os seus candidatos aos eleitores. A democracia não pode tratar de uma forma menor a importância da campanha”, completou Maia.

Maia observou que, na sua opinião, o financiamento privado deveria voltar, com a imposição de restrições. “O ideal é o financiamento privado, limitado, sem poder concentrar uma empresa num candidato apenas, com algumas limitações para que a relação entre o deputado e o financiador não seja de dependência. Não há uma decisão ainda (sobre uma possível volta do financiamento privado), e o que sobra é o financiamento público”, avaliou Maia. Sobre possíveis alterações nas regras para doação de campanha, Maia disse que não acredita que haverá mudanças. “Acho que não, mesma regra da eleição passada. Acho que não teremos muita novidade, não. Apenas gerar as condições legais para que se repita a mesma estrutura da eleição de 2018.”


6

OPINIÃO UM PRODUTO:

Cooperativa dos Jornalistas e Gráficos do estado de alagoas

Rua da Praia, 134 - sala 303 - centro - Maceió Alagoas Endereço Comercial: Empresarial Humberto Lôbo Av. Menino Marcelo - 9.350- Serraria Maceió - Alagoas - CEP: 57.083.410 CNPJ: 08.951.056/0001 - 33

U

PRESIDENTE José Paulo Gabriel dos Santos DIRETOR ADMINISTRATIVO FINANCEIRO: Flávio Peixoto EDITOR GERAL: Ricardo Castro ricardocastro@tribuna-al.com.br

Jornalista

A relação do jornalista Vladimir Netto, da Globo, com a Lava Jato é um escândalo dentro de um escândalo. Conflito de interesses é a ponta de um iceberg. A mulher dele, Giselly Siqueira, assessora especial de comunicação do Ministério da Justiça, de Sergio Moro, pediu demissão, informa Sonia Racy em sua coluna no Estadão. Os motivos da saída não foram divulgados, mas é de se supor que seja instinto de sobrevivência: vazamento a caminho. Sergio Moro pediu licença um dia antes para se “reenergizar”. Então tá. Antes de assessorar Moro, Giselly trabalhou no Conselho Nacional de Justiça, nas gestões de Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski, e no TSE quando Gilmar Mendes o presidia. Vladimir fez uma selfie com o

Professor de pós-graduação e consultor em gestão empresarial

Falar sobre empreendedorismo é lembrar que, atualmente, existem milhares de brasileiros planejando ou já iniciando o tão sonhado próprio negócio. Somada a esta aspiração, vem o desejo de oferecer um produto ou serviço diferenciado, exclusivo e completo. Mas, para quem comprar? A resposta parece óbvia, no entanto, saber onde prospectar esse cliente e traçar o nicho de mercado são tarefas primordiais na hora de definir o seu negócio, seja ele pequeno, médio ou grande. Por vocação ou necessidade – própria ou de mercado –, a partir desta empresa, já deve nascer também um gestor e não, somente, um empresário. Vemos diversos brasileiros realizando grande feitos na área do empreendedorismo, seguido de muitas ações feitas na forma de ‘tentativa e erro’, driblando as ex-

CENTRAL DE ASSINANTE: 82.3311.1308 - 3311.1309 comercial.tribunaindependente@gmail.com redação.tribunaindependente@gmail.com OS ARTIGOS ASSINADOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES. NÃO REPRESENTANDO, NECESSARIAMENTE, A OPINIÃO DESTE JORNAL.

conjunto com a Ação Educativa, sinaliza que as diferentes experiências e situações passadas ao longo da vida têm maior impacto na atitude e no comportamento do consumidor ao lidar com as finanças. O estudo está ligado às ações da Serasa Experian na 6ª Semana Nacional de Educação Financeira (Enef). A análise por faixa etária dá sinais dessa constatação. No grupo de pessoas com mais idade (entre 55 e 64 anos), o Indicador de Alfabetismo Funcional vai na contramão do nível de educação financeira.

chefe de sua mulher num voo. Eu já disse algumas vezes que a Globo foi um eficiente órgão de propaganda, enfiando goela abaixo da opinião pública a imagem de deuses infalíveis da República de Curitiba e seus próceres. O livro mais bem sucedido sobre o assunto é de Vladimir Netto. “Lava Jato – O juiz Sergio Moro e os bastidores da operação que abalou o Brasil” foi lançado em 2016. Lotado no Jornal Nacional, diretor da Abraji (Associação Brasileira Jornalismo Investigativo) há trezentos anos, Vladimir ganhou um bom dinheiro divulgando a verdade dos justiceiros. Mais de 200 mil exemplares foram vendidos. Serviu de base para a série “O Mecanismo”, de José Padilha, nossa Leni Riefenstahl, a cineasta do nazismo. Em sua hagiografia, Vladimir escreve que Moro exibe “rigor e coragem”, conduz tudo “com maestria”, “trabalha com afinco em busca de resultados”. Moro é “um excelente pai. Trocava fraldas, acordava à noite quando a bebê chorava e cuidava do umbigo da menina.”

Etc etc etc. Vladimir nunca esboçou a menor dúvida sobre as intenções de seus personagens e funcionou, mesmo, como um relações públicas. Mauro Naves, vamos lembrar, foi demitido da emissora por suas ligações com o advogado da modelo do suposto estupro cometido por Neymar. Em entrevista à mídia portuguesa em 2018, quando a obra saiu lá, Vladimir declarou que “não há parcialidade de Moro. A Lava Jato procura investigar todos”. Questionado sobre as ambições políticas de Moro, respondeu que achava que ele não as tinha. “Surpreendia-me muito se ele se candidatasse”, falou. Palestrou numa feira de livros ao lado de Deltan Dallagnol, estimulando aquela pregação picareta. Fez uma foto com outros colegas lavajatistas comemorando a condenação de Lula no TRF-4. Vladimir, como outros, precisa vir a público explicar como ficou sentado sobre uma montanha de ilegalidades cometidas pelos heróis de suas tramas. Isso é qualquer coisa, menos jornalismo investigativo.

A arte de prospectar e fidelizar clientes MAURICIO OLIVEIRA

REDAÇÃO: 82.3311.1328 - 3311.1329

Billo

Vaza-Jato e a promiscuidade da Globo KIKO NOGUEIRA

PABX: 82.3311.1338 COMERCIAL: 82.3311.1330 - 3311. 1331

DIRETORA COMERCIAL: Marilene Canuto

Educação financeira m estudo inédito da Serasa Experian, realizado pelo Ibope Inteligência e o Instituto Paulo Montenegro, revela que maior escolarização não significa, necessariamente, mais educação financeira entre os brasileiros de todas as faixas etárias e classes sociais. A análise que cruzou pela primeira vez os dados do Indicador Nacional de Educação Financeira (Indef), da Serasa Experian e do Indicador de Alfabetismo Funcional (Inaf), desenvolvido pelo Instituto Paulo Montenegro em

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 13 E 14 DE JULHO DE 2019

periências boas e ruins que vão adquirindo durante o tempo. Infelizmente, notamos que isso implica em mais erros do que acertos. Então, as más experiências e a incerteza do mercado incutem um cenário de medo e apreensão. Este quadro, na maioria dos casos tende a se agravar em pequenos negócios onde os donos estão envolvidos diretamente na operacionalização dos serviços e estrutura de comercialização. Estes empresários acabam não tendo a disponibilidade de direcionar o tempo necessário para o planejamento e, quando há um planejamento mínimo, os problemas do dia a dia acabam “engolindo” as atividades de organização e ajustes dentro da empresa. Em alguns casos, é possível identificar, até, que os empresários encaram essa enxurrada de atribuições e atribulações como incompetência pessoal. O que não é de todo verdade. Analisando sob a ótica do cliente, o que temos visto no mercado é uma supervalorização das informações sobre produtos e serviços antes da efetivação da compra.

O cliente, por sua vez, tem acesso a uma infinidade de opções e conta com o poder da internet para identificar o que realmente vai suprir as suas necessidades. É nesse caminho que o empresário deve, primeiramente, entender mais e melhor sobre o seu nicho e comportamento do mercado. A partir dessa análise, é que devem ser feitas as adequações necessárias no seu produto ou serviço para atender as exigências do mercado e os anseios dos clientes em potencial. De forma linear e coerente, as empresas precisam criar canais de relacionamento com os seus clientes, principalmente com os clientes ativos para que sejam fidelizados. Criar promoções, pacotes, combos, facilidade no pagamento, atendimento diferenciado são ótimas ideias para serem implantadas de forma bem específicas para os clientes antigos e para os inativos. Afinal, é possível que você já saiba, mas não custa nada lembrar que, o investimento necessário para fidelizar um cliente é muito menor do que se investe para conquistar um novo.

O Sacramento da Eucaristia PADRE MANOEL HENRIQUE DE MELO SANTANA

O Sacramento da Eucaristia sempre ocupou um lugar de destaque e importância na Igreja. Foram muitas as cerimônias que a Eucaristia vivenciou. A liturgia eucarística sempre foi muito simbólica, rica de cerimônias, cheia de rituais litúrgicos. A liturgia é muito comunicativa, muito dialogal. Foram muitos os rituais que dominavam a Eucaristia. O primeiro grande ritual foi o de Pio V, do Concílio de Trento. O Concílio Vaticano II realizou uma grande reforma, reforma do Papa Paulo VI, de forma lógica bem estruturada, com uma boa base bíblica e teológica, com uma formação moderna e atualizada. Uma linguagem nova e moderna, com novas características teológicas e superação de aspectos do passado. A cerimônia da Eucaristia passou por muitas formas, desde as mais sofisticadas e pesadas liturgicamente, com muitas cerimônias e padres celebrantes. Havia muitas rubricas e muitas cerimônias, com muita gente atuando e muitos elementos sinalizadores. Exigia-se muito de um Mestre de Cerimônias para dirigir os ritos da Eucaristia. Era uma tarefa muito importante, que aparecia aos olhos dos assistentes. Conforme as festas a cerimônia variava de formato e grandiosidade. As vestes litúrgicas, as velas com seus vários tamanhos têm um significado especial. Quase sempre era na Catedral as grandes festas, com a presidência do Bispo ou Arcebispo. Causava estranheza, porém, as celebrações de um celebrante só, ou de vários celebrantes cantando em latim. Havia muita gente nas celebrações solenes. Antes do Vaticano II, havia um celebrante no altar-mor que presidia, enquanto nos outros altares alguém celebrava independentemente dos demais celebrantes. Essa independência causava estranheza e incompreensão. Nas Igrejas maiores, as missas fúnebres, de 7° ou 30° dia, o altar-mor é que presidia o conjunto das celebrações. Somente depois é que veio a concelebração eucarística, com a igualdade de celebrações de todos nos seus altares ou todos no altarmor. Isso revolucionou a idéia de celebração eucarística. São detalhes que vivemos no passado, mas que revela brilhantemente a beleza litúrgico - teológica da Eucaristia. Uma experiência ainda foi realizada numa Paróquia de Maceió, São Pedro Apóstolo, da região litorânea, nasceu uma experiência que

permitiu a vivência de uma Igreja Apostólica, teologicamente amável, como testemunha. Naqueles tempos havia na Igreja os Padres casados que participavam da liturgia e vida da Igreja de São Pedro. O Bispo era Dom Edvaldo Gonçalves Amaral, Salesiano, natural de Recife. Foi ele quem me indicou para a Paróquia de São Pedro Apóstolo. Entre nós estiveram os Padres casados: José Damasceno Lima, João Ribeiro de Lemos, Professor vindo do interior. Estêvão Rocha, Antônio Mafficioni, gaúcho que no último dia 09 celebramos seus 90 anos de vida, ele colega de seminário de Dom Cláudio Hummes, Cardeal de São Paulo. Frei Simão, franciscano, casado com a Freira, Cleide que havia criado as freiras Irmãs do Coração de Jesus, presentes em Garanhuns e em Maceió, com Dom Adelmo Machado no Colégio Mons. Luis Barbosa. Frei Bruno Dall’agnol e Bartolomeu, do sagrado coração de Jesus. Também Manoel Tenório que havia sido chanceler de Dom Eugênio Salles no Rio de Janeiro. Juntos na Igreja de São Pedro Apóstolo nos unimos para participar da Igreja, ora anunciando o Evangelho, ora batizando ou fazendo a formação pastoral e ou litúrgica. Esta divisão pastoral foi feita por nós na São Pedro, de forma fraterna e responsável. Eu, o Pároco, me sentia seguro e amparado até pelos meios de comunicação. A missa era transmitida pela Rádio Difusora de Alagoas, com o apoio do Luis de Barros, não nos faltando essa voz para o mundo da cidade. No último dia 10 alegremente festejamos os 12 anos da Tribuna Independente . No momento de crise da Tribuna, estivemos juntos a todos por meio das orações. Hoje damos os parabéns pela condução e linha editorial ao longo desses 12 anos. A Tribuna é a minha voz presente no mundo da comunicação. A Igreja se calou e desapareceu da mídia, a não ser na festa de São Pedro. Tínhamos assim uma Igreja, humildemente, presente na cidade com sua responsabilidade social. Acolhemos nessa Igreja os moradores de rua, que teve o nome e o reconhecimento público, com a participação de Célia, Ednaldo e outros mais. Além dessa Pastoral, mantínhamos uma incipiente Pastoral dos Pescadores nascida em Jaraguá. Esse é o passado da Igreja de São Pedro, que marcou seu nome na Igreja e estabeleceu um novo olhar sobre a Cidade de Maceió. E tudo isso era marcado pelo “O Pescador”, jornal mensal, gratuito, com as notícias e informações da Igreja. Foi um tempo bom que passou e marcou uma feliz época de Sacramento Eucarístico.


BRASIL

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 13 E 14 DE JULHO DE 2019

7

DIVULGAÇÃO

INVESTIGAÇÃO

Subprocurador do TCU inibiu ameaça a jornalista

Jornalista Glenn Greenwald, o homem que revelou ao Brasil e ao mundo os métodos nada republicanos utilizados na Operação Lava Jato

Glenn, o jornalista que “botou fogo” no Brasil Editor do The Intercept Brasil desnuda abusos da Lava Jato em sucessivos vazamentos

D

epois de passar pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado, o jornalista estadunidense Glenn Greenwald (ex-CNN e premiado com um Pulitzer), editor do site The Intercept Brasil, cujo trabalho foi iniciado em 9 de junho, participou no fim desta semana de debate com o tema “Poderes, segredos e democracia”, na UnB (Universidade de Brasília). O evento foi parte da programação do 57º Congresso da UNE (União Nacional dos Estudantes). Além de ser homenageado pelos organizadores, Greenwald deixou algumas declarações que

entusiasmaram o público presente. Em uma delas, o convidado disse que “esse acervo que nós temos (da Vaza Jato) é muito poderoso. E o poder dos documentos, fotos e vídeos, e dos áudios que nós temos dá medo nas pessoas que têm mais poder. Esse acervo tem a capacidade de mostrar a verdade. Só isso. E isso está assustando a eles mais do que tudo”. Em outro momento, Greenwald falou sobre as ameaças que vem sofrendo desde o início da série de reportagens: “Quanto mais eles nos atacam, mais eles mostram o quanto esse tipo de jornalismo é importante”. Ele também se re-

feriu às mesmas ameaças sofridas pelo seu marido, o também jornalista e deputado federal David Miranda (PSOL-RJ). “Eu quero falar uma coisa: meu marido, David Miranda, cresceu como órfão em Jacarezinho, como um garoto negro, obviamente com pobreza extrema, e como um menino LGBT. Ele não tem medo de nada, ele não tem medo de ninguém!”. Antes de terminar sua participação, o jornalista estadunidense deixou uma reflexão aos espectadores.”Qual tipo de país o Brasil vai ser no futuro? Vai ser uma democracia com uma Constituição, com um Judiciário que

funcione junto com instituições que protegem os direitos constitucionais, como os do artigo 5º e todos os outros direitos? Ou vai escolher um outro caminho, um caminho autoritário e fascista e repressivo?”. Além de Greenwald, outras figuras importantes presentes no debate foram a presidente da UNE, Marianna Dias, a presidenta da UJS (União da Juventude Socialista), Carina Vitral, o presidente da UBES (União Brasileira de Estudantes Secundaristas), Pedro Gorki, e as deputadas federais Natália Bonavides (PT-RN) e Sâmia Bomfim (PSOL-SP).

Um dos grandes trunfos de Glenn Greenwald em todo este processo, apesar das vozes em contrário, foi quando o Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) mandou suspender no dia 10 de julho qualquer investigação, se estiver em curso, por parte do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) nas movimentações financeiras do jornalista Glenn Greenwald, do site The Intercept Brasil. Para o TCU, não cabe ao Coaf investigar o jornalista, além de ser uma afronta à liberdade de expressão e uma retaliação à imprensa. REPUBLIQUETA Recentemente, o TCU havia dado 24 ho-

ras para que o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente do Coaf, Roberto Leonel de Oliveira, esclarecessem se o jornalista estava sendo investigado. No dia 9 de julho, o Coaf e o ministério da Economia responderam de maneira evasiva ao questionamento e não esclareceram a questão. “Somente em uma republiqueta de bananas – o que o Brasil não quer ser – seria correto usar o aparelho estatal para perseguir qualquer pessoa que contrariasse, com sua atividade profissional, o interesse dos ocupantes momentâneos do poder estatal”, escreveu em seu ofício o Subprocurador-geral do MP, Lucas Rocha Furtado.”

NOVIDADES

Mais revelações envolvem agora TRF-4, em Curitiba Dando continuidade das revelações do The Intercept, a revista Veja, divulgou nesta sexta-feira 12 mais um trecho de diálogos vazados entre integrantes da operação Lava Jato. Dessa vez, a conversa mostra o procurador Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa em Curitiba, interagindo com um dos membros do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), órgão encarregado de julgar em segunda instância os processos da Lava Jato. O integrante, no caso, é o desembargador João Pedro Gebran Neto, que atua como relator dos casos da operação dentro do TRF4. Deltan cita em um grupo com outros procuradores do Ministério Público que Gebran estava fazendo o seu voto, no caso de Adir Assad, e que achava as provas da

acusação fracas. Foi espantosa a revelação das manobras entre Moro e procuradores da Lava Jato, feita pelo site The Intercept Brasil, cujo trabalhado foi iniciado em 9 de junho. Vale ressaltar a forma de vazamento de informações, tão aparentemente apreciada pelo próprio juiz Sérgio Moro. O fato é que, ao cruzar com o destino mordaz, a Lava Jato tão useira e vezeira na prática de vazamentos, agora se vê enredada e desmoralizada ante o Brasil e o mundo, sofrente do mesmo método. Em tempo, ao jornalista Pedro Bial, Moro declarou que o que importa é o conteúdo vazado e não a forma como foi recebido. Esperamos que ele continue com a mesma opinião.


8

PUBLICIDADE

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 13 E 14 DE JULHO DE 2019


CIDADES

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 13 E 14 DE JULHO DE 2019

CPRM reafirma laudo em resposta técnica à Braskem

9

ADAILSON CALHEIROS

Serviço Geológico do Brasil destaca, mais uma vez, atividade de mineração como responsável por afundamento de bairros EVELLYN PIMENTEL REPÓRTER

E

m resposta a questionamentos feitos pela Braskem sobre os estudos desenvolvidos ao longo de um ano, o Serviço Geológico do Brasil disponibilizou em seu site oficial um novo documento com 41 páginas onde reafirma que a atividade de mineração causou o afundamento, tremores e instabilidade no solo dos bairros do Pinheiro, Bebedouro e Mutange. “O estudo da CPRM é definitivo quanto à causa-gatilho (nexo causal) do fenômeno que ocorre nos bairros do Pinheiro, Mutange e Bebedouro. É importante lembrar que foram levantadas nove causas a serem investigadas quando a sua possibilidade de representarem a causagatilho do fenômeno observado inicialmente no Pinheiro. Elas foram reunidas em quatro grupos. Dezenas de

profissionais debruçaramse na investigação de cada uma delas para avaliar a possibilidade que tinham de representar a causa-gatilho. Concluíram TODOS que os estudos apontam apenas a desestabilização das cavidades da extração de sal-gema como causa-gatilho”, reforçou o CPRM. De acordo com a publicação, os questionamentos foram feitos no dia 3 de junho pela empresa e respondidos dia 17 de junho – data constante no documento. Entre outros pontos, a Braskem questiona se resultados, como a avaliação das minas 30 e 31 precisam ser “reavaliados” pelo órgão federal. “O Serviço Geológico do Brasil entende que não foram apresentados, pela Braskem, dados que justifiquem a reavaliação das análises apresentadas no Quadro Síntese de Análise dos Sonares para as Minas 30D e 31D. Consideramos, também, que não tem

respaldo a afirmação de ‘conclusão – por parte do Serviço Geológico do Brasil - sobre o desabamento das mesmas’, visto que essa análise foi apresentada como alternativa para explicar a elevação do fundo da mina proporcional a subida do topo da mina considerando, também, a ocorrência do sismo registrado pela rede sismográfica com epicentro coincidente em planta, com a projeção da Mina 30D”. Ainda de acordo com o CPRM, os sismos registrados pela Rede Sismográfica Brasileira registrados em fevereiro deste ano coincidem com as plantas das minas o que caracteriza “liberação gradual de energia” e atividade diferente dos eventos sísmicos tectônicos “tradicionais” do Nordeste Brasileiro. Além disso, o evento de 03 de março do ano passado é confirmado como atividade incomum às movimentações tectônicas características da região Nordeste. Em outras palavras,

CPRM

Estudo da CPRM é definitivo quanto à causa-gatilho ter sido a atividade mineradora na área a Companhia reafirma que os tremores percebidos pela população, ou ainda os que são apenas registrados pelos equipamentos, têm relação com movimentação nas minas de sal. “A ocorrência de sismos, mostra o epicentro (projeção na superfície do hipocentro) de seis microterremotos ob-

servados entre os dias 1º a 11 de fevereiro de 2019. Segundo os dados sismológicos eles são caracterizados por liberação gradual de energia e, algumas vezes, existência de múltiplos eventos com duração de até 20 segundos, e assinatura não típica de eventos sísmicos tectônicos tradicionais geralmente observados no NE

QUESTIONAMENTOS

“Mineradora ‘já sabia’ da existência de falhas”

Técnicos investigaram evidências de risco geológico em bairro de Maceió por extração de sal-gema

A partir do método de gravimetria, o CPRM identificou que há uma zona de falha alinhada as minas “existe uma forte correlação entre a área de mineração e um alinhamento gravimétrico expressivo que foi interpretado como uma falha”. A Braskem também questionou o processo de identificação da “Falha do Mutange” por métodos indiretos. A falha geológica é descrita pelo CPRM como relacionada à atividade de mineração. “Esta zona de falha está localizada na área de mi-

neração de sal e tem correlação com a região de subsidência observada nos dados de interferometria”, pontua o órgão federal. Para o CPRM a Braskem “já havia interpretado” as falhas existentes na região. “Antes mesmo da apresentação do relatório da CPRM em maio/2019, a Braskem já havia interpretado falhas na área de mineração de sal. Na apresentação denominada ‘INFORMAÇÕES DA BRASKEM’ de abril/2019, os dados de poços indicaram a existência de falha entre os

do Brasil. Tanto a mina M30 como a M31 estão localizadas nas zonas de afundamentos mostradas pela interferometria. Um dos epicentros ocorreu na posição da mina M30. A mina M31, por sua vez, encontra-se entre as minas M30 e M28-M2, estas três com registro de tremores este ano”, esclarece o texto.

poços M08 e M22, e outra entre os poços M31 e M28. Os dados de poços sugeriram a ocorrência de falhas entre os poços M32 e M09, M09 e M12 e, M22 e M23. Foi também identificada a ‘Falha Riacho do Silva’, com mesma direção de falhas interpretadas pela gravimetria”. O CPRM também afirma que as informações prestadas pela Braskem em audiência com o Ministério Público Federal (MPF) são “exageradas” e geraram modelo geológico “deformado”. “[Na figura 19] Seção geológica sem falhas apresentada pela Braskem no MPF de Alagoas. Observe que a Braskem exagerou a escala horizontal em relação à escala vertical, gerando um modelo geológico deformado”. (E.P.)


10

CIDADES

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 13 E 14 DE JULHO DE 2019

Pinheiro: Caixa não pode executar imóveis Decisão da Justiça Federal impede cobranças de mutuários de 122 imóveis que estão localizados na área de risco do bairro

A

1ª vara federal de Alagoas deferiu, nos autos da Ação Civil Pública 080474506.2019.4.05.8000 contra a Caixa Econômica Federal (CEF), tutela de urgência requerida pela Defensoria Pública da União (DPU) em favor de moradores de 122 imóveis cadastrados pela instituição bancária, que se encontram na zona de risco do bairro do Pinheiro, em Maceió-AL. Em sua decisão liminar, o juiz federal André Luís Maia Tobias Granja, titular da 1ª vara federal, determinou a suspensão da cobrança das prestações mensais, juros e encargos legais ou contratuais, dos processos de consolidação de propriedade, dos leilões e quaisquer de medidas judiciais ou extrajudiciais, assim como da inclusão de mutuários nos cadastros restritivos de créditos, com efeitos a partir da data da decretação de situação de emergência pelo Decreto Municipal nº 8.658, de 04/12/2018, sob pena de incorrerem oc agentes da CEF em crime de desobediência e de fixação de multa diária. O magistrado considerou os argumentos da DPU, baseados em relatório conclusivo de monitoramento da região do Serviço Geológico do Brasil (Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais), que evidenciou o quadro crítico da região dos bairros do Pinheiro Mutange e Bebedouro e dos moradores atingidos. “Destarte, a situação de excepcionalidade dos mutuários dos imóveis em questão se agrava quando, diante da necessidade de custear despesas com aluguel de outro imóvel, ou

mesmo despesas extraordinárias para manutenção da integridade do bem patrimonial, são obrigados a imóvel que não pode ser habitado em virtude do risco de ter sua incolumidade física comprometida, em decorrência de possíveis desabamentos. Ademais é patente a urgência da medida considerando o possível agravamento da situação”, destacou o juiz André Granja. A DPU requereu, ainda, que fosse determinado que a CEF instituísse canal de atendimento específico, com a disponibilização de engenheiros e profissionais habilitados para iniciar e finalizar os procedimentos de comunicação de sinistro solicitados pelos mutuários residentes nos bairros do Pinheiro, com financiamento garantido pelo Fundo Garantidor de Habitacional (FGHab), no prazo máximo de 30 dias, pleito este não deferido em caráter liminar. A Caixa Econômica Federal foi intimada para o cumprimento imediato da decisão.

ADAILSON CALHEIROS

Caixa Econômica foi intimada a cumprir, de imediato, decisão do juiz federal André Granja referente às moradias do bairro Pinheiro

ESTUDOS Situação é de excepcionalidade, pois imóvel que não pode ser habitado em virtude do risco” ANDRÉ GRANJA Juiz Federal

Órgão federal reforça necessidade de continuidade EVELLYN PIMENTEL REPÓRTER

Apesar de não conter informações “novas” em relação aos estudos realizados, o documento do Serviço

Geológico do Brasil propõe a realização de novas etapas de estudo a fim de compreender os efeitos do fenômeno na região. “O Serviço Geológico do Brasil dará continuidade aos estudos dos processos

de subsidência no bairro do Pinheiro e adjacências considerando que os estudos da CPRM são definitivos quanto à causa-gatilho (nexo causal) do fenômeno que ocorre nos bairros do Pinheiro, Mutange e Bebedouro. Assim, não há possibilidade de revisão das conclusões, pois entende-se que ainda que possam surgir novos dados, estes não invalidariam as conclusões da instabilidade já anunciadas”. Monitoramentos interferométrico no período de

2019 e 2020, dos sistemas aquíferos, da Rede Sismógráfica, além da análise dos sonares, apoio às Defesas Civis e levantamentos sismológicos são elencados pelo Serviço como algumas das atividades necessárias. A reportagem da Tribuna Independente fez contato com a assessoria de comunicação do CPRM solicitando informações a respeito do cronograma das ações previstas para os bairros, no entanto, até o fechamento da edição não houve retorno.


CIDADES

AILTON VILLANOVA AÍLTON VILLANOVA

aílton.villanova@gmail.com

COM DIEGO VILLANOVA

Mero acidente chupal

A

cidente é fato casual, inesperado, que acontece na vida até do mais prudente dos homens. De sã consciência, ninguém programa um acidente. Entre tantos indivíduos atingidos pelo brutal do acaso, insere-se a dupla Vanderbilda (Vandinha), ela prostituta, e João Canterbaldo, o Joãozinho Borracheiro. Um dia, Vandinha e João se encontraram numa cama de bordel e aí aconteceu o tal de imprevisto. Foi na cidade de Arapiraca. O delegado titular da distrital respectiva, doutor José Rangel Ataíde Wanderley, se preparava para encerrar o expediente quando foi surpreendido pelo maior escarcéu, provindo da portaria da repartição policial. Uma mulher gritava que nem louca: - Socorro! Me acudam! Quero falar com o delegado! Cadê ele? Rangel saiu do seu gabinete para verificar o que diabo estava ocorrendo lá fora se deparou-se com Vandinha segurando as partes pudendas. O sangue escorria por entre as suas pernas.. - O que foi isso, moça? – perguntou o delegado E ela, se descabelando toda: - Foi um tarado! Sabe o Joãozinho Borracheiro? - Sei. É ele quem conserta os pneus das viaturas daqui da delegacia...

- Pois foi ele quem fez esse estrago comigo, doutor! O filho da puta arrancou o meu clitóris no dente! - Ave Maria! O cara é um canibal! - Prenda ele, doutor! Ai, meu Deus! Agora eu vou ficar aleijada! Como é que eu vou poder transar sem o meu clitóris? Me diga, doutor? O diligente delegado determinou a dois dos seus agentes que levassem Vandinha ao hospital. Ato contínuo, designou outros dois tiras para conduzirem o borracheiro à delegacia. Quando este chegou à sua presença, Rangel disparou: - Ô rapaz, você é tarado, é doido ou é canibal? Que desgraça você fez com a Vandinha? E o borracheiro: - Posso explicar, meu doutor? - Tente! Aí, o cara arregaçou o beiço superior e exibiu uma bela dentadura. Seus dentes frontais possuíam aquilo que os odontólogos chamam de Diastema, caracterizado por uma vaga enorme entre um dente e outro. Em síntese, dentes separadões. - Bom, doutor, acontece que o ping... Bem, o... - Clitóris! - Isso. O clitóris da mulher enganchou entre esses meus dentes separados, aqui, ó, justamente quando eu puxei a boca pra fora, o senhor está me compreendendo? - Estou! - Pois nessa hora, o... - Clitóris. - Veio preso na vaga dos meus dentes. Tenho culpa? Mero acidente de chupada, doutor!

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 13 E 14 DE JULHO DE 2019

TRANSA ELETRIFICADA Anoliberto e Epifânia repetiam a cena de 30 anos atrás: a mesma fazenda no interior, a mesma cerca onde se amaram um dia, o mesmo tesão. Mal começaram, ela estremeceu. E deu um pinote. E contorceu-se. E gritou, e gemeu, e urrou... E, finalmente, desmaiou. Atônito, o marido deitou-a na grama. Deulhe tapas no rosto, tentou respiração boca a boca... Então, ela recobrou os sentidos. Ufa! E o marido, ainda preocupadão: - O que foi que deu em você, meu amor? Naquele dia, há 30 anos, você não teve um orgasmo deste! Aliás, nunca lhe vi ter um assim tão intenso! E Epifânia, ainda revirando os olhos: - Ah, meu filho... há trinta anos a cerca não era eletrificada!

A MULHER DO MILAGRE Por óbvias razões – e o leitor certamente entenderá -, as identidades das personagens do caso presente serão preservadas, mas irão substituídas por nomes fictícios. Há décadas, viveu no interior de Alagoas um fazendeiro de grandes posses, ignorantão e bastante apegado às raízes. Vamos chamá-lo de Joaquim. O homem gostava muito de pescaria e todas as manhãs era visto de caniço na mão, à beira do rio que passava pelos fundos de sua propriedade. Do mesmo modo era ligado ao barato da pesca, o pároco da cidade (intitulemos o dito de José ). Os dois estavam sempre se encontrando no mesmo local. Só que o fazendeiro nunca

11

pescava nada , ao passo que o vigário pegava um peixe atrás do outro. O interessante é que padre José jamais levou isca para capturar a peixarada. Sentava-se na margem do rio, jogava a linha na água e, não demorava muito olha o peixe se contorcendo na ponta do anzol! Ao final da pescaria, todo produto desta ele distribuía entre os paroquianos mais carentes. Era aquela festa! Um dia, o fazendeiro perdeu a paciência e chamou o vigário para uma conversa: - Padre, o senhor me desculpe, mas eu gostaria que o senhor me explicasse uma coisa... - Pois não, meu filho. - Por que é que eu trago iscas tão boas e não consigo pegar peixe, ao passo que o senhor, sem isca nenhuma, pesca tanto? O sacerdote sacou um riso e respondeu: - Vou lhe contar o segredo. É o seguinte: todas as vezes que eu venho pescar corto caminho pela outra margem do rio e passo a mão na parte pudenda de uma mulher que sempre está por lá, lavando roupa... - E o que é “parte pudenda”, padre? - É a região genital; o lugar por onde a mulher faz xixi e tem relações sexuais , entendeu? Pois bem, passo a mão e, depois, a esfrego no anzol... Ao escutar isso, o fazendeiro disparou para a outra margem do rio. Lá, encontrou sua mulher acocorada, lavando roupa. Aí, aproximouse dela, por trás, e passou a mão lá embaixo. Então, a mulher, sem levantar a cabeça, indagou docemente: - Vai pescar de novo, padre?

O Mundo da Grande Manguaba em exposição Parte do patrimônio humano e natural da lagoa sob o olhar poético do repórter fotográfico Pablo De Luca

D

ecorrente do edital de seleção de exposições temporárias durante o ano de 2019, para os espaços expositivos da Secretaria da Cultura do Estado de Alagoas, o artista visual e repórter fotográfico – jornalista Pablo De Luca, exporá mais uma vez no hall do Museu Palácio Floriano Peixoto. A exposição de arte fotográfica e documental denominada “Lagoa Manguaba. Ilhas, canais e pescadores” é composta por 46 obras em preto e branco. Permanecerá aberta para visitação no período de 18 de julho a 23 de agosto de 2019. A maioria das fotos desta amostra foram realizadas durante a última década no

âmbito da Lagoa Manguaba, no Município de Marechal Deodoro, Estado de Alagoas. A narrativa visual destas imagens pictóricas tem um viés jornalístico e poético de quem documenta admirado pela beleza do rústico, do primitivo, e da simplicidade da vida dos pescadores no seu lugar de trabalho: a própria natureza. Além das paisagens, ao autor lhe interessaram a utilização dos instrumentos de trabalho dos pescadores da lagoa: redes, currais, caiçaras, canoas, remos, velas... Essas formas e movimentos, com seus atrativos da coisa típica e tradicional, fazem parte de uma cultura que só existe no Nordeste do Brasil.

EDITAL

Trabalho é decorrente do edital de seleção de exposições temporárias durante o ano de 2019 para espaços exposivos da culura em Alagoas

As Entranhas da Lagoa é uma das 46 fotos a serem expostas no Museu Palácio Floriano Peixoto

MARECHAL

A maioria das fotos desta amostra foram realizadas durante a última década no âmbito da Lagoa Manguaba em Marechal Deodoro

Também em Alagoas..., na Lagoa Manguaba. O encanto das ilhas e dos canais em seu estado natural, ainda intocados pelas

mãos do homem em algumas regiões, estão eternizadas nesta série de imagens. Pois desvendando paisagens exóticas, cenas do cotidiano e mitos no âmbito do trabalho dos pescadores, muitas das fotos de Pablo são frutos de incansáveis pesquisas em expedições realizadas pelas entranhas da grande Lagoa Manguaba.

“Observei toda essa natureza exuberante e fiquei encantado. Então, não poderia deixar de registrar, documentar, guardar na memória das imagens para que com o tempo não caiam no esquecimento. E quem observar possa comparar, fazer alguma pesquisa ou estudo antropológico. Por esses motivos, valen-

do-me da minha máquina e da minha profissão de fotojornalista, procurei fotografar com meu olhar estrangeiro e com o entusiasmo de um amante da cultura local. Assim foi que fotografei com deleite, com arte e poesia; mais principalmente com toda a sensibilidade que levo dentro de mim”. Salienta o autor das fotos.

Objetivo é contar belas histórias do patrimônio natural e humano

Foto Nossa Galinha integra as obras do repórter fotográfico que estão na exposição

Pablo De Luca também esclarece que o objetivo de expor este documento fotojornalístico e iconográfico (com caráter artístico) é se comunicar com os expectadores através das cuidadas composições e narrativas visuais, capazes de contar belas histórias. Com tudo, mostrar parte do patrimônio natural e humano da grande Lagoa Manguaba poderá conscientizar a população para a conservação dos seus ecossistemas, além de incentivar a preservação das tradições populares: a pesca artesanal e a fabricação dos próprios materiais de pesca. O MUPA está localizado na Praça dos Martírios, no bairro do Centro da cidade de Maceió. É aberto de segunda a sexta feira de 09h às 16h.

Todas as fotos selecionadas, como A Garça e a Canoa, são em preto e branco


12

CIDADES

HISTÓRIAS DO

VELHO CAPITA No escurinho do cinema

N

os anos 60, a maior diversão da juventude era, com certeza, o cinema. No Centro da cidade, bem instalado na Rua do Comércio, o Cine São Luiz reinava em Maceió, como o mais frequentado. Havia os cinemas dos bairros: o Cine Rex ficava na aprazível, Pajuçara, bairro da classe média alta, gente grã-fina, porém, o cinema é aberto para todos. A moçada da Rua do Cravo e imediações lotava o cinema para assistir filmes de cowboys e seriados. O cine Plaza, ficava no bairro do Poço, fui frequentador assíduo. O Cine Lux na Ponta Grossa fazia a alegria da pivetada dos bairros vizinhos. E o Cine Ideal na Levada passava as melhores séries, “voltem na próxima semana”. Nos anos 80 o Cine Ideal foi transformado em cinema pornô. Certa vez fui jurado em um concurso literário. Fiquei impressionado com uma crônica bem escrita por um cidadão, homossexual, de Maragogi. Uma crônica- depoimento, onde confessava o que acontecia em suas tardes no Ideal. Quando ele sentia vontade, quando dava comichão no rabo, entrava no cinema com o filme já iniciado. Não demorava, alguém encostava, se oferecendo como parceiro; em pé, encostado à parede, eles satisfaziam-se mutuamente. Na crônica ele chegava a detalhes impressionantes. Outra jurada, professora da Universidade,

arquivou aquela crônica como documento para estudos de comportamentos sexuais dos anos 80. É bom esclarecer aos apressadinhos meninos do arco-íris que o Cine Ideal já fechou há alguns anos. Na década de 50 o cinema mais chique no centro da cidade, o Cinearte passou a ser chamado São Luiz (minha mãe em lapso de memória às vezes chamava de Capitólio, seu nome original nos anos 30). Foi a época do cinemascope e tecnicolor, o auge dos grandes filmes americanos: “Suplício de Uma Saudade”; “Tarde Demais para Esquecer”; “Juventude Transviada”, entre outros. No início de uma paquera, o jovem marcava encontro no São Luiz, pedindo a moça para guardar seu lugar. Ao iniciar o filme, no escurinho do cinema, ele sentava-se ao lado. Às vezes, no primeiro dia, pegava na mão, era a glória, ter pegado na mão no primeiro dia. Quando era uma moça já calejada, marcava encontro nas cadeiras de trás, mais discreto para o beijo na boca, o alisar e outras carícias mais íntimas. À noite o cara se gabava com os amigos que tinha feito maior “sabão” com uma jovem no São Luiz. As matinês do São Luiz eram bem frequentadas, os maloqueiros de Maceió se juntavam para fazer presepadas. Certa

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 13 E 14 DE JULHO DE 2019

vez no filme “Sansão e Dalila”, numa cena, Dalila caminha numa estrada, a câmara focalizava ela andando de costas. De repente, Dalila para, vira a cabeça, olha para trás e dá um adeus com mão direita. Becker, um dos maiores presepeiros de Maceió, ficou para assistir outra seção do filme. Quando apareceu a cena de Dalila caminhando, Becker deu um grito: “Tchau Dalila!!!”. Nesse momento, na tela, Dalila parou, olhou para trás, deu adeus. O cinema veio a baixo, às gargalhadas. Outra vez durante um filme de terror, maior tensão, maior perigo, todos entretidos no filme, de repente, Becker em cima, no balcão, jogou uma galinha viva. O barulho que a galinha fez batendo as asas e o cacarejando alto, deu um susto apavorante na plateia. Parou o filme, tentaram inutilmente pegar meu querido amigo Becker. Havia um rapaz de uma das famílias mais distintas de Maceió que nasceu com problema, tinha idade mental de cinco anos, vivia perambulando pela Rua do Comércio, todos gostavam de Celinho. Ele assistia várias vezes os filmes no São Luiz. O gerente compadeceu. Propôs a Celinho entrar de graça e ser fiscal do cinema e disse quais suas funções: Não deixar pivete fazer maloqueiragem; não deixar fumar; não deixar se masturbar; beijar podia.

Celinho repetia para memorizar: “Não pode fumar, não pode gritar, não pode se masturbar” Celinho até que ajudou, quando percebia um cigarro aceso, aproximava-se: “Cigarro não! É proibido!”, o cara apagava. Ele ficava louco porque não podia identificar os meninos gritando nas matinês. Certa vez, Celinho encostado com a barriga na mureta notou um casal suspeito nas duas últimas cadeiras. Andou de ponta de pés até constatar a cena: a namorada segurava alguma coisa por dentro da braguilha do namorado. Celinho não advertiu, emocionado com o primeiro flagrante foi gritando: _ “Ela tá masturbando ele! Tá masturbando. Não pode, não pode.” O cinema veio abaixo numa só vaia. O casal saiu apressadinho pedindo licença entre as cadeiras. Por azar a moça foi identificada pela moçada da Rua do Comércio. Por muito tempo ficou conhecida como “Mãozinha de Ouro”. Celinho foi chamado pelo paciente administrador comunicando que ele devia ser discreto quando chamasse a atenção, ele entendeu. Celinho por muito tempo assistiu todos os filmes do São Luiz gratuitamente e zeloso, repreendia discretamente quem fumasse, quem gritasse ou quem se masturbasse, o que acontecia algumas vezes em filmes impróprios a 18 anos.

Palmeira terá usina de energia solar Em pesquisa realizada em diversas cidades, o município do Agreste foi o que apresentou os menores custos para instalação EDITORIA DE CIDADES COM ASSESSORIA

O

prefeito Júlio Cezar liderou, na última semana uma comitiva da Prefeitura de Palmeira dos Índios para uma visita à empresa de energia solar Helio Energias, na cidade de Fortaleza, no Estado do Ceará. Participaram da visita, feita a convite do diretor administrativo da empresa João Fernan-

do Alvarenga, o engenheiro eletricista Leonardo Sampaio, as secretárias municipais de Desenvolvimento Econômico e Turismo Cléa Carvalho e de Meio Ambiente e recursos Hídricos Anna Luísa França. A empresa Helio Energias, que é pioneira no mercado de geração distribuída de energia fotovoltaica (energia solar) no Brasil, será instalada em Palmeira dos Índios e se tornará a primeira usina fotovoltaica do Estado de Alagoas. O municí-

pio foi escolhido por apresentar características fundamentais, de acordo com o diretor da empresa João Fernando. “Pesquisamos várias cidades que apresentaram menos custos, inclusive, mas Palmeira apresentou a melhor fotovoltaica do estado. Além disso, é um município em franco desenvolvimento, bem organizado, o que os revelou maior segurança”, explicou Fernando. O prefeito Júlio Cezar agradeceu à iniciativa de implan-

tar a usina em Palmeira dos Índios. “O Governo Municipal é sensível à sombria realidade do desemprego e lutamos para promover desenvolvimento e renda para a nossa cidade. Agradeço ao João Fernando e a todos os empresários que escolheram Palmeira para instalar a sua empresa. Agradeço também, imensamente, à Cléa e à Anna Luísa pelo empenho irrestrito para que tudo isso pudesse acontecer”, disse o prefeito Júlio Cezar.

ASSESSORIA

Unidade será a primeira em Alagoas e vai produzir 1 megawatt de energia limpa


CIDADES

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO,13 E 14 DE JULHO DE 2019

13

Fernão Velho resgata tradição de jantar na rua Há cerca de 30 anos, ainda na época da Fábrica Carmen, moradores se reuniam e faziam um grandioso café compartilhado RÍVISON BATISTA REPÓRTER

U

ma tradição de décadas passadas foi retomada por moradores de um dos bairros mais tradicionais de Maceió: Fernão Velho. Toda sexta-feira, os moradores do bairro fazem um jantar que aproxima a comunidade do local. O clima tranquilo da região contribui para tornar o encontro sempre agradável. A reportagem da Tribuna foi ao jantar da última sextafeira (5) e presenciou várias mesas juntas, formando uma única grande mesa, nas proximidades da Praça São José. Quem estava lá, contou as histórias sobre o costume do encontro noturno e de como era a tradição no passado. “Há muito tempo, famílias se reuniam para uma prosa e um lanche à noite aqui em Fernão Velho. Isso acontecia para dinamizar o ambiente, conversar com a vizinhança. Com o passar do tempo, essa tradição foi sendo deixada de lado, mas hoje estamos resgatando esses momentos”, conta o morador do bairro José Carlos. Ele também diz que a comunidade resgatou a tradição do “café noturno” há cerca de dois meses. “Os moradores sentiram a vontade de retomar o que era feito antigamente, até pelo clima de ci-

DÉCADAS

Tradição de décadas passadas foi retomada por moradores de um dos bairros mais tradicionais de Maceió, o de Fernão Velho

CARDÁPIO

Na grande mesa ao lado da praça, dezenas de moradores chegam trazendo pratos e as bebidas. O cardápio é variado, mas tipicamente nordestino

Festival Gastronômico de Japaratinga chega à 2ª edição SUCURSAL REGIÃO NORTE

Os municípios da Costa dos Corais estão recheados de deliciosas atrações à mesa. E nesse sábado, dia 13, quem estiver passando pela região, especialmente por Japaratinga, vai poder apreciar essas atrações no Festival Gastronômico Sabores de Japaratinga, em sua segunda edição. A iniciativa de um grupo de

Para moradores, sexta à noite virou momento de encontro e alimentação de qualidade; costume retomado acontecia na década de 1980 partir dos anos 80, tinha seresta toda sexta-feira, que ia percorrendo as ruas de Fernão Velho depois das dez da noite. Lembro com saudades”, recorda Carla. Antes de servir os pratos, os moradores fazem uma oração. O Pai Nosso é rezado em coro pelas dezenas de moradores no local. A Igreja de São José Operário, bem ao lado da praça, complementa o momen-

to de fé. Após a reza, os pratos são servidos com alegria e muita conversa. “Antigamente, o pessoal se reunia e fazia um café compartilhado. Isso era nos anos 80. Era algo grandioso, pois até gente que não era do bairro vinha aproveitar. Tinha a Fábrica Carmen, por exemplo, e na hora da saída os funcionários iam tomar o café com a vizinhança de Fernão Velho”,

partir da produção local, elevando a satisfação dos turistas que visitam Japaratinga e de seus moradores. Durante o Festival Gastronômico, dez estabelecimentos – entre restaurantes, pousadas e um hotel – vão ofertar pratos exclusivos com desconto de 20%. São delícias da culinária local em que predominam os frutos do mar, mas também há espaço para as carnes. O Festival Gastronômico acontece todos os sábados, partir das 18h30, na Praça Central de Japaratinga até o dia 9 de setembro. Os empreendimentos, Albacora Praia Hotel, Hotel Bitingui, Pousada Caiuia, Camboa, Companhia da Lagosta, Mama Pereira, O Lagostão, Paraíso dos Coqueirais, são

os locais participantes. Com desconto de 20% em todos os pratos preparados exclusivamente para o Festival Gastronômico, os chefes de cada restaurante dedicaram uma atenção particular em usar produtos regionais, para apresentar uma gastronomia caseira com sabores esquecidos. O evento compreende a junção de várias atividades, como culinária com pratos típicos, artesanato, dança e shows. Japaratinga conta com uma das melhores culinárias da região, com restaurantes premiados e pratos sofisticados e que chamam a atenção dos visitantes que chegam de toda a parte do mundo para a região da famosa Costa dos Corais.

relembra Wilson Barbosa, morador antigo do bairro, que também trabalhou na fábrica como tecelão e segurança. Umas das moradoras de Fernão Velho, Claudineis de Lourdes, conta que, quando residia no Rio de Janeiro, era comum presenciar esse tipo de “café compartilhado” nas terras cariocas. “Aqui no bairro, isso é uma maneira da gente se integrar”, diz a moradora,

que é uma das idealizadoras do resgate da tradição. Dorival Santos era morador de Fernão Velho até o ano de 1974. Atualmente, reside no bairro da Jatiúca, mas não deixa de comparecer ao tradicional café do bairro. “Isso é ótimo. A TV e a internet isolaram muito a gente. Isso aqui, de todo mundo junto, conversando, mostra que o ‘ao vivo’ é sempre melhor”, afirma.

CORTESIA

SÁBADO

CLAUDIO BULGARELLI

EDILSON OMENA

dade do interior que o bairro possui. Tem essa coisa de que todo aqui se conhece”, diz José. MESA FARTA Na grande mesa ao lado da praça, dezenas de moradores chegavam trazendo os pratos e as bebidas. O cardápio era variado, mas tipicamente nordestino. Sopa, bolo de limão, macaxeira, bolo de massa puba, empadão de bacalhau, peixe, carne guizada, cuscuz recheado com frango e calabresa e tapioca eram alguns exemplos do que os moradores levavam. Para acompanhar a comida, tinha café, leite e refrigerante. “Toda sexta, o cardápio muda, só não muda a sopa”, conta Carla Regina, uma das moradoras que ajuda a organizar o jantar. “Em 1978, as pessoas ficavam nas portas, à noite, conversando, e a vizinhança vinha com o café. Era uma fartura. A

empresários locais, apoiados pela Associação de Empreendedores de Japaratinga em Turismo (Aejatur) e prefeitura municipal, tem se revelado um grande sucesso entre turistas, mas, sobretudo, entre os moradores, que podem apreciar pratos da alta culinária por preços populares. De acordo com os organizadores, o evento busca, dentre outros objetivos, proporcionar experiências gastronômicas diferenciadas a

Municípios da Costa dos Corais estão recheados de deliciosas atrações à mesa


14

CIDADES RESPONSABILIDADES

CIDADES EMFOCO

Os advogados Rousseau Omena, Géssica Omena e Lucas Monteiro, da Comissão do Consumidor, acompanharam as fiscalizações feitas pelo Procon municipal, nos postos de combustíveis de Arapiraca.

ROBERTO BAIA

SEM CONCLUSÃO

robertobaiabarros@hotmail.com

De acordo com os advogados, as análises não chegaram a uma conclusão sobre a responsabilidade acerca dos preços praticados pelos estabelecimentos, bem mais elevados que os de outros municípios do interior e até mesmo da capital Maceió.

DAVI SALSA - INTERINO

Preços dos combustíveis

REFIS EM ARAPIRACA A Prefeitura de Arapiraca prorrogou o prazo do Refis 2019 para o final do mês de agosto. A oportunidade foi estendida com descontos de 100% nas taxas pendentes, para quitação integral do débito à vista, exceto multas de trânsito, para permissionários da SMTT.

REFIS EM ARAPIRACA 2

O

presidente da Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Arapiraca, Hector Martins, e os membros da Comissão de Defesa do Consumidor formalizaram um documento para a Agência Nacional de Petróleo (ANP), Petrobras e Ministério Público Estadual (MPE) denunciando a disparidade dos preços dos combustíveis no município.

Estão incluídos taxistas, mototaxistas e profissionais cadastrados no transporte em vans e micro-ônibus (transporte alternativo), ônibus (coletivos), transporte escolar, fretamentos de carga e de passageiros, carro de som e veículo locado pela prefeitura, com licença para circular nos perímetros urbano e rural do município.

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 13 E 14 DE JULHO DE 2019

IGREJA NOVA A Prefeita Vera Dantas (MDB) teve um encontro proveitoso, esta semana, com o governador Renan Filho (MDB), no Palácio República dos Palmares, em Maceió. A gestora estava acompanhada do deputado estadual Paulo Dantas (MDB) e da prefeita de Batalha, Marina Dantas (MDB).

OBRAS A prefeita de Igreja Nova recebeu a garantia de que os povoados Capim Grosso, Alagoinhas, Lagoa do Gado Bravo, Cabo do Pasto e Perucaba receberão novos poços artesianos. Além disso, uma nova ambulância também chegará ao município, para dar mais suporte aos pacientes que necessitam de deslocamento a outros centros hospitalares.

JEQUIÁ O Caminhão da Defensoria Pública do Estado de Alagoas ficará, nos dias 16 e 17 deste mês de julho, defronte do prédio da Prefeitura de Jequiá da Praia, no litoral sul de Alagoas.

CORURIPE De lá, a equipe do Expresso segue para o município de Coruripe, onde os atendimentos acontecerão na praça principal do povoado Lagoa do Pau, no dia 18, e na praça principal do Pontal do Coruripe, na sexta-feira, dia 19.

SERVIÇOS A atividade ofertará consulta sobre o andamento de processos cíveis e criminais, além de triagem para o ingresso de ações de divórcio, investigação de paternidade, pensão alimentícia, retificação de registro, suprimento de óbito, alvarás de até quatro salários mínimos, ações de saúde, direito do consumidor, dentre outras. ...O Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), por meio da Justiça Itinerante, vai celebrar a união de 100 casais neste sábado (13), na cidade de Penedo. ...A cerimônia será realizada no Sesi/Senai, a partir das 16h, e será conduzida pelo juiz André Gêda. ...O casamento coletivo foi solicitado pela Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Campo Eclesiástico de Penedo. ...Os interessados em formalizar a união deverão comparecer para a habilitação às 8h e terão que pagar uma taxa de R$ 70.

CBM/AL registra casos de acidentes em elevadores

ASSESSORIA

Em 2018 foram 14 ocorrências; apesar de os números serem baixos, a manutenção do equipamento pode evitar novos casos

A

pesar de ser considerado o meio de transporte mais seguro e confiável do mundo, o elevador não é imune a acidentes. No entanto, geralmente eles ocorrem quando é utilizado de modo indevido ou manipulado por pessoas que não tem o conhecimento na utilização do equipamento. Em Alagoas, segundo o Corpo de Bombeiros Militar (CBM/AL), de janeiro até o momento foram registrados apenas três casos de acidentes com elevador. E em todo o ano de 2018, 14 acionamentos ao CBM/AL. Mesmo sendo baixo o número de registros, o Corpo

de Bombeiros ressalta que a fiscalização e manutenção são essenciais para evitar transtornos. “Quando o prédio solicita a vistoria para aprovação do projeto contra incêndio e emergência ao Corpo de Bombeiros Militar, a equipe técnica de vistoria testa o funcionamento dos elevadores, principalmente no tocante ao funcionamento do sistema de alarme e comunicação (interfone). No entanto, a fiscalização do CBM/ AL é restrita a aprovação dos projetos contra incêndio e emergência, quando a equipe de vistoria visita o imóvel realiza os testes

já citados, e caso o elevador não funcione fica a cargo dos proprietários buscar as empresas especializadas para realizar a manutenção necessária”. De acordo com o site Síndico NET, os acidentes mais comuns com elevadores estão associados ao “uso da chave de abertura emergencial de portas, por pessoas leigas, e posterior não travamento da porta, além do uso inadequado do equipamento, brincadeiras dentro da cabine e resgate inadequado de passageiros”. As portas não travadas, por exemplo, são responsáveis por 50% dos acidentes com

Integrantes do Corpo de Bombeiros em Alagoas participaram de uma palestra com diretor da Thyssenkrupp vítimas fatais, pois a pessoa não percebe que o elevador está fora do andar, abre a porta e cai no poço. TREINAMENTO Para melhorar ainda mais as ações dos agentes do Corpo de Bombeiros em salvamentos de vítimas em elevador, foi realizado no dia 28 de março, uma palestra com o engenheiro Carlos

Alberto Antunes, diretor de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho da Thyssenkrupp Elevadores para o Brasil e América Latina, que tem mais de 25 anos de experiência na área. Antunes falou com os agentes sobre a maneira de agir em caso de passageiro preso. “É comum os usuários ficarem assustados,

acharem que vai faltar ar na cabina, mas não há motivos para pânico. O elevador é um dos transportes mais seguros do mundo e não representa nenhum perigo para quem o utiliza. O equipamento é projetado para deixar o passageiro retido e em segurança”, afirma Carlos Alberto Antunes.


CIDADES

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 13 E 14 DE JULHO DE 2019

Agreste: fumo tem melhor cotação dos últimos 15 anos

15 DAVI SALSA

Produtores retomam plantio e quilo da folha está sendo comercializado a R$ 30, 3 vezes mais do que em anos anteriores DAVI SALSA

SUCURSAL ARAPIRACA

A

pós 15 anos de retração, a cultura fumageira mostra sinais de recuperação no Agreste alagoano. A falta de produto no mercado interno melhorou a cotação do preço do tabaco. O quilo, atualmente, está sendo comercializado a R$ 30,00. Isso representa uma valorização três vezes maior em comparação aos últimos anos, com o preço variando entre R$ 10,00 e R$ 20,00. As chuvas estão caindo desde o início deste mês em Arapiraca e nos outros municípios produtores da região, a exemplo de Lagoa da Canoa, Craíbas, Feira Grande e Coité do Nóia.

O clima é favorável e abre novos horizontes para os agricultores fumageiros, que já iniciaram o plantio, com a expectativa de uma boa colheita entre os meses de setembro e outubro deste ano. Para o presidente do Sindicato Rural Patronal de Arapiraca e conselheiro da Federação da Agricultura e Pecuária no Estado de Alagoas (Faeal), José Adailton Barbosa, o início do inverno é um momento é de muita esperança para os produtores. Ele estima que, nos municípios produtores, a área plantada seja de mais de dez mil hectares. “O fumo é uma cultura que emprega mão de obra no campo e gera milhares de empregos diretos e indiretos”, salienta José Adail-

ton. No auge da cultura fumageira, nas décadas de 1970 e 1980, o município de Arapiraca foi o maior produtor nacional com mais de 38 mil hectares plantados. A maior parte era cultivada em pequenas propriedades rurais, entre 10 e 15 tarefas de terra. Nesse período, a comercialização do tabaco gerava R$ 1 bilhão para a economia alagoana, principalmente com a exportação para os Estados Unidos e países da Europa. No início década de 1990, o fumo começou a perder espaço com maior exigência das leis internacionais na área de saúde, o que afetou consideravelmente a economia e a vida dos fumicultores alagoanos.

ASCOM SUDES

Clima é favorável e abre novos horizontes para os agricultores fumageiros; mercado interno está aquecido MANDIOCA Além do plantio do tabaco, o período chuvoso também está sendo favorável à cultura da mandioca. Na região, 12 municípios produzem a raiz cujo preço da tonelada, hoje, varia entre R$ 200 e 220. Em anos

anteriores, o Agreste chegou a comercializar mais de 350 mil toneladas de mandioca. José Adailton lembra que 2018 foi um ano muito difícil para a cultura. “Os agricultores tiveram muitos prejuízos. O período do plantio termina neste mês

SANTA LÚCIA

Novo Ecoponto será entregue na segunda-feira

Ecoponto Santa Lúcia deve receber toneladas de resíduos volumosos para evitar descartes inadequados

O prefeito Rui Palmeira entrega, na próxima segunda-feira (15), às 9 horas, o Ecoponto Santa Lúcia. O equipamento foi viabilizado pela Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Sudes), por meio de uma parceria com a Fortex Engenharia, que estruturou o espaço para o descarte adequado de resíduos recicláveis e volumosos, a exemplo de metralha da construção civil, restos de poda de árvore e móveis ou eletrodomésticos sem utilidade. Este é o segundo Ecoponto entregue pela Prefeitura neste ano, somando quatro em funcionamento na cidade: na Pajuçara, Dique Estrada, Tabuleiro do Martins e Santa Lúcia. Titular da Sudes, Gustavo Acioli Torres explica que o equipamento é uma

forma de reduzir o descarte inadequado de resíduos em vias públicas, evitando os chamados pontos de lixo crônico. “O nosso objetivo é incentivar que a população busque espaços corretos para descartar seus resíduos e evite poluir as ruas, prejudicando a cidade como um todo. Diariamente realizamos a coleta de 700 toneladas de resíduos. Deste volume, mais de 700 toneladas são provenientes do descarte irregular em pontos de lixo crônico. Então, com os ecopontos, conseguiremos reduzir a quantidade de resíduos em vias públicas. Temos quatro ecopontos e estamos trabalhando para beneficiar outras regiões da cidade”, ressalta o superintendente. Com funcionamento de segunda a sexta-feira,

de julho e esperamos uma reação do mercado interno”, acrescenta. A expectativa é de que até o mês de setembro, com o final da colheita, o preço da mandioca alcance o patamar de R$ 300 a toneladas do produto.

das 08h às 17, o Ecoponto Tabuleiro fica situado na Avenida Osvaldo Ramos 2, no conjunto Jardim Petrópolis, por trás da Tupan Construções. Lá, a população e carroceiros que fazem transportes na região poderão realizar o descarte de pequenos volumes (até 1 metro cúbico) de resíduos de construção civil, restos de poda e material inservível e volumoso – como móveis e eletrodomésticos em desuso. Assim como nos Ecopontos do Dique Estrada, da Pajuçara e do Tabuleiro, o novo equipamento também contará com o cadastro de carroceiros da região para incentivá-los a levar os resíduos e, como recompensa de acordo com as viagens realizadas por mês, receber cestas básicas. SERVIÇO O quê: Entrega do Ecoponto Santa Lúcia; Quando: segunda-feira, dia 15 de junho de 2019; Horário: às 09 horas; Onde: na Avenida Osvaldo Ramos 2, no conjunto Jardim Petrópilis, por trás da Tupan Construções.


16

CIDADES

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 13 E 14 DE JULHO DE 2019

Saque do FGTS pode afetar o setor imobiliário

SANDRO LIMA

Consultores da ABMH estão receosos que liberação dos recursos afete o mercado de forma negativa LUCAS FRANÇA REPÓRTER

O

Governo Federal vai liberar dinheiro de contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para impulsionar a economia do país. Em 2016, o governo de Michel Temer decidiu liberar recursos das contas inativas do Fundo, com o mesmo objetivo, de movimentar a economia brasileira e ajudar os brasileiros a quitarem dívidas. A ideia do ministro da economia Paulo Guedes é permitir que os trabalhadores com contratos ativos saquem o benefício. Mas, Associação Brasileira dos Mutuários da Habitação

(ABMH) em Alagoas está receosa que o setor seja afetado. “Com a liberação do FGTS para o trabalhador o mercado imobiliário será afetado diretamente, podendo ser de maneira positiva ou negativa. Se o governo liberar o saque sem vincular a utilização, a população ficará a vontade para utilizar o dinheiro, podendo, por exemplo, realizar o sonho da casa própria, quitar contratos de financiamento ou ir para outras áreas de consumo, a exemplo de compras de eletrodomésticos, veículos, etc. Logo, por hora, somente pode-se afirmar que o setor imobiliário irá sentir os impactos da liberação do FGTS’’, disse o advogado e

consultor jurídico da ABMH/ AL, Anthony Oliveira. O consultor disse que o setor será afetado de fato, mas no momento, não há como mensurar quanto o mercado imobiliário irá perder ou ganhar com a liberação do FGTS para o trabalhador. “A população brasileira sempre utilizou o FGTS para aquisição da casa própria, diminuição do saldo devedor do financiamento habitacional e até mesmo para liquidá-lo. Situação que, por muitos anos, ajudou bastante o setor. Entretanto, como o governo vem afirmando, a liberação do FGTS tem o intuito de aquecer a economia, sendo assim a população irá utilizar o recurso livremen-

Presidente da Associação Brasileira dos Mutuários da Habitação, Anthony critica medida sobre FGTS te’’, avalia Oliveira. Anthony Fernandes Oliveira de Lima, que também é o consultor jurídico da ABMH é um funding do financiamento habitacional. “O que significa que na prática os bancos pegam recursos desse fundo, que na verdade pertencem aos trabalhadores, e repassa esse valor a terceiros como forma de propiciar a aquisição da

casa própria, garantindo o retorno do capital ao próprio FGTS, mas recebendo remuneração (juros do financiamento) através do empréstimo desse capital”, explica. Como um funding para concessão de financiamento habitacional, há uma certa preocupação do mercado imobiliário com a tendência do governo de liberar o saque para os trabalhado-

res em situações que fogem às regras descritas na Lei 8.036/90, que dispõe sobre o FGTS. “Ainda não se sabe ao certo como essa autorização se dará, porém, o mercado já não vê como positiva a medida com medo de que esse funding reduza drasticamente a aquisição de imóveis”, reforça Anthony Fernandes Oliveira de Lima.

Fundo financia as moradias populares, lembra Sinduscon O presidente do Sindicato da Indústria da Construção do Estado de Alagoas (Sinduscon), Alfredo Brêda, tem a mesma preocupação da ABMH. “O setor da construção será afetado com certeza, a disponibilidade de recursos para construção de moradias porque o que acontece, o FGTS financia as moradias populares. Se o recurso for liberado para outros fins vão faltar recursos para financiamento imobiliário que é a grande fonte de financiamento. Vale ressaltar que o recurso financia ainda a infraestrutura. O que atende a população carente. O FGTS foi projetado para atender a baixa renda e no momento que o governo permite que seja feito o saque vai diminuir o saldo do fundo de garantia e consequentemente

diminuição dos recursos que poderiam ser disponibilizados a moradia popular. É importante que retirar recursos é ruim para a população no geral. Investir em moradia fomenta a economia e movimenta indústria, comércio, toda a cadeia produtiva do país. Então, é importante manter este recurso e não permitir os saques sem idealizar os fins”, ressalta Brêda. Para o consultor jurídico da ABMH, a questão é bem complexa e deve ser tratada com cautela. O FGTS é uma grande fonte de concessão dos financiamentos habitacionais, porém não pertence ao mercado, não pertence à Caixa Econômica Federal e muito menos ao Conselho Curador do FGTS. “Os recursos do FGTS são fruto do trabalho do cidadão e o seu depósito com-

pulsório tem como finalidade garantir a este trabalhador uma segurança em caso de situações inesperadas que atinjam sua capacidade laborativa ou que representem quebra brusca da relação de emprego”, completa. Para o economista Felippe Rocha, sacar o dinheiro e investir é essencial. “Um imóvel é sempre um bom negócio por não perder valor quando a economia vai bem. Claro, um imóvel pode perder seu valor em crises econômicas, mas em crise ou não, um bom negócio é sacar o dinheiro do FGTS, que possui uma baixa rentabilidade (menor do que a já baixa Poupança) e investir em Renda Fixa, seja um CDB, LCI, LCA, Tesouro Direto e outras opções que possuem rentabilidade muito superior à poupança e o FGTS”. (L.F.)


ECONOMIA

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 13 E 14 DE JULHO DE 2018

17

REPRODUÇÃO / PP DRONE

Nesta segunda reportagem da série, destacamos o clima serrano em Boca da Mata, situada a 87 quilômetros da capital alagoana, que é atrativo para nativos e turistas que buscam o desejado friozinho neste inverno

No inverno, Boca da Mata é opção para fim de semana Conhecida como Cidade das Serras, localidade é alternativa agradável para turistas em busca do desejado friozinho CLAUDIO BULGARELLI SUCURSAL REGIÃO NORTE

N

osso segundo destino do roteiro de inverno, o município de Boca da Mata - que também faz parte da região conhecida como Circuito do Frio e é denominado como Cidade das Serras ou Princesa das Serras -, tem sido uma opção agradável para muitos alagoanos em busca do tão desejado friozinho de inverno, sobretudo nos fins de semana. Distante apenas 87 km da ca-

pital, com acesso pela AL-105 e depois pela AL-215, o município revela uma natureza com inúmeros atrativos naturais, exuberantes e que serve de atração para um turismo em crescimento, mesmo com a pouca estrutura existente. MONTANHA A presença da Serra de Santa Rita, local de peregrinação durante a Semana Santa e Patrimônio Natural do município, é a principal atração para o turismo religioso e de aventura, com trilhas até o alto da montanha. Outros pontos de destaque são as Bi-

cas do Arlindo, Baixa Grande e Quebra Carro, essas duas últimas localizadas em uma APA (Área de Proteção Ambiental). Mas o local que mais atrai visitantes é o Balneário Águas de São Bento. A cidade é também conhecida por conta do seu artesanato em madeira, legado do Mestre Manoel da Marinheira e hoje com vários seguidores, entre filhos e discípulos. Manoel da Marinheira nasceu em 1916 e morreu em 2012, deixando para a família e seus discípulos a arte de tirar dos troncos de jaqueiras

ASCOM PREFEITURA

Balneário Águas do São Bento é uma das atrações que saltam os olhos de turistas que visitam o lugar inativas peças que mostram o imaginário da fauna do planeta - de miniaturas a obras colossais - como onças, leões, peixes, macacos, tatus, antas, hipopótamos, gatos egípcios, elefantes, jacarés, tubarões e esculturas compostas de grande dimensão multifacetadas. Como toda cidade pequena o ponto de encontro é a Praça central ou Padre Cícero, onde acontece a maioria dos eventos. E a animação do povo do município pode ser vista em duas grandes festas religiosas, que atraem milha-

res de pessoas todos os anos. A principal delas, a Festa da Padroeira Santa Rita de Cássia, no dia 22 de maio, e a Festa do padre Cícero Romão, que será comemorada no próximo dia 20 de julho. O nome do município é uma referência às primeiras residências construídas na entrada de uma grande mata, estendida rumo a Atalaia, e é uma cidade conhecida por suas riquezas naturais. A cidade das serras oferece rios, trilhas e matas virgens como parte do roteiro turístico ecológico e de aventura.

COLÍRIO

Serra e balneário Águas de São Bento, irresistíveis mesmo no frio

Museu do Balneário, em Boca da Mata, também faz parte do roteiro turístico a ser visitado neste inverno

A serra de Santa Rita, considerada patrimônio natural, reúne características bem convidativas aos que a visitam. Logo após a Quaresma, mais precisamente na Sextafeira Santa, essa localidade recebe milhares de visitantes, turistas e pagadores de promessas que sobem a serra a pé para receber qualquer que seja uma graça divina. Revelando belezas naturais exuberantes, a Serra de Santa Rita é uma das mais belas de Alagoas e possui mais de 300 metros de altura. Subir até o ponto mais alto da serra, influenciado pela tradição popular dos habitantes da cidade e pela vontade de apreciar a paisagem, é o que atrai

milhares de pessoas todos os anos. A crença de que a subida até o alto da serra trará o perdão de pecados está em todos os lugares. O balneário Águas de São Bento está localizado em uma fazenda com 1.200 hectares, onde 30% deles estão localizados em área especial de preservação de Mata Atlântica. No espaço também existe um açude que conta com exemplares de peixes das espécies tambaqui, tilápia, vermelho e preto, traíra e piau. Toda a área é cortada pelo rio Sumaúma, que também banha os municípios de Boca da Mata, Pilar e São Miguel dos Campos. Toda área de acesso ao Balneário é calçada.

As terras, que ofereciam condições para a implantação de sítios e fazendas, desenvolveram as lavouras e a criação de gado. A maior parte das terras pertencia ao Engenho Santa Rita, de propriedade de Antônio Pinto da Cunha Coutinho. Com o rápido desenvolvimento do povoado, surgiu o movimento pela emancipação. Uma lei elevou a vila à condição de município autônomo, mas a lei não foi cumprida e Boca da Mata permaneceu integrada a São Miguel dos Campos. A emancipação aconteceu em 1958.

A partir de 2003 foi promovida a incorporação da infraestrutura já existente, açude, trilha, bicas e piscinas, além da construção de outras instalações como museu, auditório, trem e quadras esportivas. Foi assim que nasceu o Balneário Águas de São Bento e de suas atividades empresariais. O balneário abre a porteira bem cedinho e as atividades se iniciam às 8h. Os visitantes são recepcionados com um café da manhã bem reforçado e recebem pulseiras de identificação. Acompanhados por guias, as atividades matinais com muita aventura são distribuídas nos muitos passeios oferecidos. O balneário também oferece atividade cultural. O museu é composto por mais de mil peças de animais esculpidos na madeira da jaqueira, pelo artista Manoel da Marinheira. As obras fazem parte da coleção do museu e retratam a biodiversidade brasileira em diversos tamanhos e modelos. (C.B.)


18

ECONOMIA

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 13 E 14 DE JULHO DE 2019

INSS inicia operação pente-fino Objetivo é “caçar” pelos próximos 18 meses indícios de irregularidades e fraudes em diversos benefícios

O

Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começou na sexta-feira (12) o pente-fino nos seguintes benefícios previdenciários: Benefício de Prestação Continuada (BPC), pensão por morte, aposentadoria por idade e por tempo de contribuição. Serão analisados os benefícios que apresentam indícios de fraude e irregularidade. De acordo com o INSS, a revisão será prioritariamente nos BPCs – pagamento de um salário mínimo benefício a pessoas com deficiência ou idosos a partir de 65 anos que comprovem não ter meios para sobreviver. Segundo o INSS, serão analisados, pelos próximos 18 meses, 3 milhões de benefícios com indícios de irregularidades apontadas por órgãos de controle como o Tribunal de Contas da União (TCU), a ControladoriaGeral da União (CGU) e a Força Tarefa Previdenciária. Mas esse número pode aumentar. O INSS também fará a análise de pedidos de benefícios pendentes de resposta há pelo menos 45 dias. Serão pagos bônus de R$ 57,50 por cada processo concluído aos cerca de 11 mil servidores do INSS que se inscreveram para participar do programa. Eles farão a revisão dos benefícios com suspeitas de irregularidades e também darão vazão ao estoque de pedidos de benefícios pendentes de análise. O início efetivo do pente-fino foi possível após o governo

SANDRO LIMA

Um dos postos de benefícios do INSS em Alagoas: pelos próximos 18 meses, três milhões de benefícios com problemas serão revisados pelo Instituto em todo o país publicar lei na quinta-feira (11) que viabilizou orçamento para o pagamento de bônus aos servidores que atuarão no pentefino. A revisão focará em irregu-

laridades como recebimento de benefícios mesmo após a morte do beneficiário e por pessoas que tenham a faixa de renda acima da permitida para continuar recebendo o benefício.

SANDRO LIMA

INVALIDEZ

Benefício por incapacidade é um dos alvos O pente-fino ainda não começou a ser feito nos benefícios por incapacidade, que são o auxílio-doença e a aposentadoria por invalidez. Esse programa de revisão será feito pela Subsecretaria da Perícia Médica Federal da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia. O foco do programa são os benefícios pagos sem realização de perícia há mais de 6 meses e que não tenham data prevista de encerramento ou indicação de reabilitação profissional. Serão convocados primeiramente os beneficiários de auxílio-doença. A estimativa é que sejam convocados inicialmente 311 mil beneficiários, por meio de carta. Depois de convocado, o beneficiário terá um prazo para agendar a perícia, pelo portal Meu INSS ou pelo telefone 135. As convocações só irão começar após o INSS encaminhar à Perícia Médica Federal a lista dos segurados que possuem benefício por incapacidade mantidos sem perícia médica há mais de 6 meses. Por esse motivo, ainda não há data confirmada para o início das atividades do programa. A convocação para nova perícia não significa que o benefício será cancelado, e, sim, que deverá ser feita nova avaliação para constatar se o beneficiário ainda se encontra incapaz para o trabalho.

Foco do programa são os benefícios pagos sem realização de perícia

DIVULGAÇÃO

A união estável é um dos itens que compõem o rol de benefícios do INSS

A convocação dos segurados será feita prioritariamente por meio de caixa eletrônico na rede bancária. Outra forma de avisar os segurados que passarão pelo pente-fino será por envio

de correspondência. Por isso, é importante os beneficiários manterem atualizados seus endereços no INSS. Essa atualização pode ser feita pelo Meu INSS. Antes de iniciar efetiva-

mente o processo de revisão, o INSS informa que realizou 806 mil notificações a segurados que recebem benefícios com algum tipo de inconsistência no 1º semestre deste ano.

Revisão tem potencial para gerar economia de 10 bilhões Segundo o secretário especial de Previdência do Ministério da Economia, Rogério Marinho, entre 15% e 18% dos benefícios são concedidos irregularmente, por isso é necessária a revisão. De acordo com o governo, a revisão dos benefícios tem potencial para gerar economia de cerca de R$ 10 bilhões por ano. CONCESSÃO O programa de revisão instituído pela lei 13.486/19 inclui, ainda, novas regras para a concessão de outros benefícios, como auxílio -reclusão e aposentadoria rural. Haverá mudanças ainda nos pedidos de pensão por morte e auxílio-aci-

dente. PRINCIPAIS MUDANÇAS Auxílio-reclusão - Será devido apenas para segurados que estão dentro do regime fechado e de baixa renda. Antes, o limite de renda para o recebimento do auxílio-reclusão era o valor do último salário. Agora serão considerados os 12 últimos salários para enquadrar como baixa renda. Reclusos não terão mais direito a receber pensão por morte nem salário-maternidade. Além disso, quem recebia o auxílio-doença terá o benefício suspenso por 60 dias e, se continuar preso após esse período, terá o benefício cancelado.

Carência maior - Para ter direito ao auxílio-reclusão, o segurado preso terá direito ao benefício se contribuir por 24 meses. Para quem recebe auxíliodoença, a carência é de 12 meses. Já a do salário-maternidade será de 10 mensalidades. Quem perde a qualidade de segurado tem de voltar a contribuir com metade das contribuições da carência original para voltar a ter direito aos benefícios do INSS. Por exemplo: se o auxílio-doença tem prazo de carência de 12 meses, será preciso contribuir por 6 meses para voltar a ter o benefício.

Pensão por morte, união estável e outros itens: o que a lei estabelece A lei estabelece que terão direito à pensão por morte os dependentes do segurado que morreu, sendo ele aposentado ou não. O benefício pode ser solicitado para filhos menores de 16 anos em até 180 dias após a morte – e, para outros dependentes, em até 90 dias. União estável - A união estável e de dependência econômica passa a exigir prova material dos fatos, não sendo admitidos apenas relatos testemunhais. Aposentadoria rural A declaração de sindicatos rurais não será mais válida para comprovar o tempo de

trabalho rural. A lei estabelece que deverá ser feita uma autodeclaração ratificada por órgão público ou entidade credenciada. E, a partir de 2023, o Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) validará o tempo de serviço. Ou seja, o trabalhador terá de estar inscrito no sistema. O CNIS já existe e contém todos os vínculos trabalhistas e previdenciários do segurado. No cadastro, é possível encontrar informações como nome do empregador, período trabalhado e remuneração recebida, além das contribuições rea-

lizadas em Guia da Previdência Social (GPS). Auxílio-acidente - Quem recebe auxílio-acidente deve contribuir ao INSS para manter seus direitos previdenciários. Violência doméstica Agressor terá que ressarcir despesas da Previdência Social com vítimas de violência doméstica. Em caso de parentesco ou vínculo com a vítima, a pessoa perderá direito à pensão por morte se for condenada como autora, coautora ou participante de homicídio doloso ou tentativa de homicídio.


ESPORTES nos

ACRÉSCIMOS

EDMILSON TEIXEIRA etjornalista@gmail.com

Tristeza

E

m plena ressaca pela lapada que tomou do Cruzeiro na noite de quinta-feira no Mireirão por 3 x 0, jogo válido pela Copa Brasil, o Atlético-MG anunciou na tarde desta sexta-feira a precoce aposentadoria do volante Adilson de 32 anos. O cara foi diagnosticado com uma cardiomiopatia hipertrófica, uma doença cardíaca identificada durante a pausa para a Copa América.

O anúncio aconteceu em coletiva de imprensa, na Cidade do Galo. Além do jogador, que estava visivelmente emocionado e foi às lágrimas, o diretor de futebol Rui Costa e os médicos Rodrigo Lasmar e Haroldo Aleixo explicaram, publicamente, a situação. Os companheiros de time acompanharam de perto.

RAZÃO

Entre os 20 clubes que disputaram o Campeonato Brasileiro do ano passado, praticamente a metade, nove, publicaram balanços financeiros com ressalvas de auditorias externas e independentes. Há valores que não puderam ser comprovados pelas checagens, normas contábeis descumpridas e dívidas não reconhecidas, entre outros problemas. O Botafogo, por exemplo, tem dinheiro pra receber de publicidade da Caixa Econômica, mas não pode sacar, devido bronca com a Previdência.

Segundo a Federação Italiana, a medida foi tomada porque a Comissão de Supervisão de Clubes Profissionais de Futebol (Covisoc) não aceitou os documentos apresentados pelo Palermo para a inscrição na Série B. A equipe tem dividas com jogadores e com a Federação Italiana, além disso, deixou de pagar uma mula de € 500 mil (R$ 2,1 milhões) por irregularidades administrativas.

O BOM BAIANO Destaque na Seleção Brasileira durante a conquista da Copa América, Daniel Alves pode estar a caminho de Manchester na próxima temporada. Segundo o jornal “As”, da Espanha, a chegada do lateral brasileiro seria facilitada com a possível saída de Danilo, que está na lista de jogadores transferíveis do atual campeão inglês.

POSSIBILIDADE Caso feche com o time inglês, Daniel Alves reencontraria Guardiola, com quem trabalhou no Barcelona entre 2008 e 2012. Campeão e melhor jogador da Copa América 2019, Daniel Alves defendeu o Paris Saint-Germain nas duas últimas temporadas.

O Corinthians que neste domingo enfrenta em seus domínios o nosso CSA, tem atualmente, 28 jogadores que tiveram passagem pelo elenco profissional, mas emprestados a outros clubes do futebol nacional. Nos próximos dias, aliás, a lista deve crescer. Lucca, que tem contrato até a metade de 2020, tem negociações avançadas para jogar no Bahia. De volta após atuar no futebol do Catar, o atacante já foi submetido até a exames médicos em Salvador/BA esta semana.

DESPENCOU O tradicional Palermo está fora da disputa da Série B do Campeonato Italiano 2019/2020. A medida foi confirmada pela Federação Italiana de Futebol nesta sextafeira, e o clube Siciliano terá que se reconstruir a partir da quarta divisão do país.

19

DUELO DO COELHO COM O FURACÃO

BRONCA

GENTE GRANDE É OUTRA COISA

AMBIENTE

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 13 E 14 DE JULHO DE 2019

DESESPERADO O pior time da Série B no momento, o Vitória da Bahia, está perto de anunciar a contratação do volante Lucas Cândido, que tem contrato com o Atlético-MG e deve reforçar o Rubro-Negro baiano até o fim da temporada. O jogador de 25 anos está na Toca do Leão e já iniciou as avaliações médicas e físicas. Com apenas 4 pontos, fruto de uma vitória e um empate, o Vitória perdeu sete jogos dos 9 disputados até agora. Abriu essa rodada perdendo em casa para o Cuiabá por 1 x 0 na última quarta.

REFORÇO O Ceará entra em campo na próxima segunda-feira, diante do Fluminense, no Maracanã, às 20 horas. E pode ter o retorno de uma peça importante: Juninho Quixadá. O jogador que ficou oito meses longe dos gramados no departamento médico está apto a atuar. O time está na 13ª posição na tabela, com 10 pontos.

ASSESSORIA

No que depender do retrospecto, o Figueirense não terá vida fácil em Belo Horizonte na retomada da Série B do Brasileiro. Nos histórico dos duelos diante do América-MG, o Alvinegro leva a pior e, por isso, coloca à prova tal sina na busca do bom resultado neste sábado, às 11h, na Arena Independência, pela nona rodada. Já se enfrentaram 16 vezes, foram oito vitórias do América, cinco empates e três vitórias catarinenses. Na tabela, o Figueirense ocupa a 8ª posição com 13 pontos e seu adversário é o 18º colocado com apenas 5 pontos.

FIM DA JORNADA Vinte clubes, sete países, três continentes, 11 títulos: este é o resumo da carreira de Reinaldo. O atacante decidiu aos 40 anos encerrar seu ciclo como jogador após 20 anos desde que estreou como profissional pelo Flamengo, durante o Campeonato Carioca de 1999. O Brasiliense foi sua última casa, e com a eliminação da equipe da Série D do Campeonato Brasileiro, Reinaldo decidiu iniciar uma nova trajetória. Mas com a certeza da realização e do dever cumprido.

DESCONTROLE Dos 20 clubes que integram a Série B do Campeonato Brasileiro deste ano, seis são de São Paulo. Bragantino, Botafogo, Ponte Preta, Oeste, São Bento e Guarany. E o curioso, todos do interior paulista. Imagine se as quatro vagas que dão acesso a Série A em 2020, sejam ocupadas por esse Estado!

RIVAIS

Grêmio recebe o Vasco na Arena e quer subir na tabela

Dudu e Hudson são destaques de Palmeiras e São Paulo que travam um clássico cheio de rivalidade neste sábado no Estádio do Morumbi

O Campeonato Brasileiro volta a ter bola rolando após um mês de paralisação para a disputa da Copa América. O jogo de abertura da rodada 10 será entre dois gigantes do futebol brasileiro: Grêmio e Vasco, equipes que buscam recuperação na tabela de classificação, já que não foram bem no primeiro quarto de competição. A partida na Arena do Grêmio começa às 17h. O Tricolor Gaúcho chega à partida com maior ritmo de jogo, tendo em vista que entrou em campo no meio de semana contra o Bahia, pelas quartas da Copa do Brasil. Precisando reagir no Brasileirão, é improvável que Renato Gaúcho promova grandes al-

São Paulo e Palmeiras fazem duelo no Morumbi

terações, com o ataque concentrando as possibilidades de alterações. Lesionado, Felipe Vizeu é desfalque certo junto de Michel, Paulo Miranda e Marcelo Oliveira. O Vasco, por sua vez, fará seu primeiro jogo oficial desde o retorno do calendário nacional, mas chega embalado ao compromisso pelos bons resultados pré-pausa e nos amistosos de intertemporada. Luxemburgo deve insistir na formação com três volantes, promovendo Richard no lugar de Andrey. Se optar por reforçar o meio-campo ainda mais, o treinador pode apostar na entrada de Marquinho, jogando somente com Rossi e Valdívia na frente. ASSESSORIA

Em casa, tricolor tenta quebrar invencibilidade do líder do Brasileirão da Série A

S

ão Paulo e Palmeiras entrarão em campo neste sábado, às 19h, no Morumbi, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. A rivalidade dos clubes, porém, não se restringe somente aos profissionais. Nas categorias de base, o Choque-Rei tem sido cada vez mais competitivo. Nos últimos anos, os dois clubes se destacam nas categorias inferiores por empilharem conquistas. No ano passado, por exemplo, o Tricolor encerrou a temporada com 10 títulos. Já o Verdão faturou 23 troféus,

um recorde para o clube. A soma leva em consideração do sub-11 ao sub-20. Protagonistas de uma das maiores rivalidades do Brasil, São Paulo Futebol Clube e Sociedade Esportiva Palmeiras, têm divergências no retrospecto geral do Choque-Rei. No Morumbi, curiosamente, o Verdão pode assumir a liderança do confronto pelas contas do Tricolor. O São Paulo contabiliza um total de 320 partidas, com 108 vitórias, 104 empates e 108 derrotas (423 gols marcados e 425 sofridos). O

time tricolor, que havia assumido a liderança do clássico em junho de 2000, deixou de ver o Palmeiras como freguês após a derrota por 1 a 0, no dia 16 de março, pela primeira fase do Campeonato Paulista 2019. Nos cálculos do próprio Palmeiras, contudo, o São Paulo ainda ostenta uma vantagem de três triunfos. No retrospecto geral apurado pelo clube alviverde, foram disputados 314 jogos, com 105 vitórias, 101 empates e 108 derrotas (408 gols marcados e 407 sofridos). As divergências numéri-

cas têm explicação. O Palmeiras só considera os clássicos disputados a partir de 1936, período posterior à refundação do São Paulo, que, por sua vez, contabiliza os jogos ocorridos desde 1930, ano de sua primeira fundação. De 1930 a 1935, o Choque -Rei foi disputado 16 vezes, das quais o antigo Palestra Itália saiu vitorioso em cinco oportunidades, uma a mais que o São Paulo – as equipes empataram sete vezes, portanto. Nesse período, contudo, o Tricolor anotou mais gols: 25 a 24.

Everton Cebolinha estará em campo contra Yago Pikachu, do Vasco

Flamengo enfrenta Goiás com Maracanã lotado na estreia de Jesus em casa No primeiro desafio de Jorge Jesus, o Flamengo empatou com o Athletico Paranaense por 1x1, pela primeira partida das quartas de final da Copa do Brasil, na Arena da Baixada. O próximo confronto do técnico Rubro-Negro será contra o Goiás, neste domingo às 11h, no Maracanã, pela décima

rodada do Campeonato Brasileiro, e o técnico português poderá contar com a casa cheia. O Flamengo divulgou parcial de ingressos para o confronto entre o time Rubro-Negro o e time goiano, e mais 55 mil entradas já foram vendidas O técnico Claudinei Oli-

veira já tem o time do Goiás definido para o duelo do próximo domingo, no Maracanã, contra o Flamengo, no jogo que marcará a volta das duas equipes ao Campeonato Brasileiro após a pausa da competição durante a Copa América. Recuperado de lesão muscular, mas ainda sem o ritmo

de jogo ideal, o meia Léo Sena ficará no banco de reservas e deverá ser aproveitado no segundo tempo da partida. Com isso, Yago Felipe segue entre os titulares. A provável formação esmeraldina tem Tadeu; Daniel Guedes, Yago, Rafael Vaz e Jefferson; Geovane, Yago Felipe e Giovanni Augusto;

Michael, Kayke e Leandro Barcia. Poupados no amistoso do último sábado contra o Racing, do Uruguai, os atacantes Michael e Kayke treinaram normalmente durante a semana e têm presença confirmada. SÁBADO 17h Fortaleza x Avaí 17h Grêmio x Vasco

19h Bahia x Santos 19h São Paulo x Palmeiras DOMINGO 11h Flamengo x Goiás 16h Athletico x Inter 16h Corinthians x CSA 16h Cruzeiro x Botafogo 19h Chapecoense x Atlético -MG SEGUNDA 20h Fluminense x Ceará


ESPORTES

20

CSA tem grande desafio contra o Corinthians

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 13 E 14 DE JULHO DE 2019

AUGUSTO OLIVEIRA / ASCOM CSA E ASCOM CORINTHIANS

Azulão quer ficar mais distante da zona de rebaixamento e encara o Timão neste domingo com objetivo de somar pontos

N

este domingo, às 16h, na Arena Itaquera, o CSA vai ter um time bem diferente contra o Corinthians. Com a chegada do zagueiro Alan Costa e do atacante Alecsandro ao Azulão, o técnico Argel Fucks vai mandar a campo uma equipe mais ofensiva, colocando dois centroavantes. A dupla será Ricardo Bueno e Alecgol. Assim, o experiente centroavante de 38 anos jogaria mais avançado, entre os zagueiros, enquanto Bueno teria liberdade para sair mais da área e ajudar na construção das jogadas. O setor defensivo terá novidades. Argel não gostou do rendimento aéreo e deve promover ao menos uma mudança. O mais provável é que Alan Costa, contratado na última semana e que

já atuou com o treinador no Coritiba, ganhe uma oportunidade no time titular. “Já venho trabalhando com ele desde 2015. Quando ele procura seu nome, seu perfil, ele confia em você. Desde que nos conhecemos, sempre tivemos uma atitude de muito profissionalismo e dedicação. Ele sabe que pode melhorar o clube com a nossa chegada, sabe que pode agregar à equipe”, disse Alan. O lateral-esquerdo Carlinhos, titular da posição, sentiu dores musculares e desfalca o Azulão em São Paulo. O time marujo é o penúltimo colocado da Série A do Brasileirão com apenas seis pontos, enquanto o Timão aparece na décima posição com 12. TIMÃO Além do retorno dos selecionáveis Cássio e Fagner,

CORINTHIANS

Cássio, Fágner, Gil, manoel e Danilo Avelar, Ralf, Junior Urso, Sornoza e Clayson, Pedrinho e Vagner Love Téc - Fábio Carille

CSA

Jordi, Celsinho, Leandro Castan, Alan Costa e Rafinha, Nilton, Naldo, Jonatan Gomez e Apodi, Alecsandro e Ricardo Bueno Téc - Argel Fucks

campeões da Copa América com a Seleção Brasileira, Gil também apareceu em campo e participou de seu primeiro treino neste retorno ao Corinthians. O zagueiro, por sinal,

Alecsandro e Vagner Love são os comandantes de ataque de CSA e Corinthians na partida de domingo tem tudo para reestrear com a camisa alvinegra. Fábio Carille promoveu alguns coletivos na semana e fez um esboço da equipe que considera titular. O treinador, então, barrou o defensor Henrique do time principal e optou por Gil e Manoel na defesa. Além disso, Cássio e Fagner

treinaram normalmente e também devem iniciar a partida. ARBITRAGEM O árbitro será Wagner Reway, do quadro FIFA e da Federação Paraibana. Seus auxiliares serão Alessandro Rocha Matos (BA/FIFA) e Clériston Clay Barretos Rios (SE/FIFA).

O paulista Ilbert Estevam da Silva fica como quarto árbitro. Na Central do VAR os responsáveis serão o árbitro Carlos Eduardo Nunes Braga e os assistentes Grazinni Maciel Rocha e Daniel do Espirito Santos Parro. O trio é do Rio de Janeiro.


MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO,13 E 14 DE JULHO DE 2019

DIVERSÃO&ARTE

Regina King vai dirigir filme sobre Muhammad Ali e Malcolm X

Grande clássico de Samuel Beckett, “Esperando Godot” ganha montagem alagoana, que entra em cartaz neste sábado no Teatro de Arena Sérgio Cardoso

V

encedora do Oscar de melhor atriz coadjuvante por Se a Rua Beale Falasse, Regina King vai fazer sua estreia como diretora. A atriz vai comandar o drama histórico One Night in Miami, baseado na elogiada peça de estreia de Kemp Powers. O longa acompanha a história de um jovem Muhammad Ali, ainda conhecido como Cassius Clay, que em 1964 emerge como o campeão mundial de box em Miami Beach. Ele surpreende o mundo do esporte ao derrotar Sonny Liston, mas é obrigado a deixar a ilha por conta das leis de segregação. Para comemorar, então, ele passa uma noite que muda a sua vida no Hampton House Motel, na vizinhança de Miami, com seus três amigos: o ativista Malcolm X, o cantor Sam Cooke e o jogador de futebol Jim Brown.

David Fincher e Gary Oldman anunciam filme sobre Cidadão

L

onge dos sets desde Garota Exemplar, de 2014, David Fincher acaba de anunciar um novo projeto e, dessa vez, com a Netflix. Segundo o Collider, o longa, nomeado Mank, trará os bastidores de filmagem do clássico Cidadão Kane, de 1941. A trama será protagonizada pelo o vencedor do Oscar Gary Oldman, interpretando o roteirista do longa, Herman Mankiweicz. Ainda segundo a publicação, o filme vai acompanhar todo o processo de criação do longa de Orson Welles. O nome do filme, inclusive, é uma referência ao nome do roteirista. Isso porque a obra pretende abordar o seu relacionamento como cineasta temperamental na época.

U

m dos maiores clássicos do teatro mundial, o texto “Esperando Godot”, de Samuel Beckett, ganha montagem alagoana em temporada no palco do Teatro de Arena Sérgio Cardoso, a partir deste sábado, com sessões de 20h. O espetáculo, que tem realização do Diteal, se apresenta como ato de resistência diante do quadro atual de desmonte da cultura no Brasil. A montagem foi desenvolvida a partir de um processo colaborativo, que mobilizou veteranos e estreantes do cenário artístico local, e inspirou o surgimento da recém criada Cooperativa Alagoense de Teatro. “’Esperando Godot’ é a metáfora da esperança. Em um momento tão delicado como o nosso, onde arte e cultura estão na mira do poder reacionário, e as esperanças solapadas pelo eminente risco do esfacelamento da nossa já fragilizada democracia, trazer à cena uma obra que dialoga com as mais incríveis nuances poéticas, ao passo que toca questões como desigualdade, solidão e amizade, é um grande privilégio e um bela oportunidade de arte, de teatro, de troca, de vida”, Diz David Farias, responsável pela direção. A idealização do espetáculo é de Silvio Leal, que também assina a produção. Segundo ele, a iniciativa foi movida pela necessidade de se posicionar como artista no momento atual. “Senti que apenas militar em partido político ou em rede social não era suficiente para mim. Senti pânico, tristeza e pensei: ou paro ou reajo. Então, como sempre fiz, saí à cata de textos. Teve também um depoimento da atriz Maria Ribeiro que foi decisivo. Ela disse: ‘po-

um clássico dem acabar com ministério da cultura, leis, etc., nós vamos continuar fazendo‘. Isso me deu um gás pesado. Foi quando listei autores e o primeiro foi Beckett. Comecei por ‘Esperando Godot’, que foi o primeiro texto que li quando comecei a fazer teatro. Não precisei mais procurar, estava tudo ali”, conta ele. O passo seguinte foi engajar colaboradores para tirar o projeto do papel. Uma missão complexa, já que o grupo não contou com nenhum tipo de financiamento oficial. Além de David Farias, se somaram ao staff Otávio Cabral, Abides Oliveira e Lara Couto encabeçando o elenco, além de Alex Cerqueira, que assina a direção de arte (cenário, figurino e maquiagem), Geová Amorim na preparação vocal, Reginaldo Oliveira na preparação corporal, Myrna Araújo na preparação para o canto, Miran Abs no desenho de som, Henrique Oliveira no desenho de luz e João Erisson na cobertura fotográfica. A produção também contou com o apoio de Rafhael Barbosa na assessoria de imprensa e da Mestra Propaganda na comunicação visual (por meio de apoio cultural da Secom estadual). Com o time montado, veio o novo desafio: adaptar uma obra tão importante e querida. Para Silvio Leal, um das maiores questões da adaptação foi tentar imaginar como o texto chegaria ao espectador. Como fazer as pessoas verem Beckett? “Entender o que é essencial no texto e respeitar o autor pra mim era uma condição. Não gosto quando se muda tudo, melhor fazer outra coisa. Esperando Godot é um dos maiores textos da dramaturgia mundial, mas também não se pode ter medo disso. O que digo é que é incrível como um texto que

aparentemente não diz nada, pode dizer tudo. Desde passagens impregnadas de uma poesia belíssima, até uma pegada política, de crítica social - embora seja arriscado falar nisso, pois nada é definitivo em Beckett. Estudei muito sobre o autor, li outras coisas dele”, justifica. Na visão do diretor David Farias, o processo da adaptação foi influenciado pelo bombardeio de polêmicas e retrocessos com que todos tem se deparado no cotidiano. “A cada novo absurdo surgido, uma nova ideia. O cotidiano do Brasil nos últimos meses é extremamente associado com os fatos políticos, mais do que nunca, com as notícias polêmicas e decisões absurdas. O texto de Beckett é provocador por natureza, universal por excelência e hipnótico por genialidade. Poderíamos montar o original, mas o texto não seria tudo isso, se não falasse diretamente de um pós-guerra. Mesmo com tantas metáforas, ele é reto. É forte porque é duro, mesmo quando o tom é de brincadeira. É sacal. Sendo assim, para falar na lata, do nosso “pós-guerra” que polarizou uma nação, só trazendo para nossa versão, a nossa realidade”.

SERVIÇO O quê: Espetáculo “Esperando Godot”, da Cooperativa Alagoense de Teatro. Onde e quando: No Teatro de Arena Sérgio Cardoso (Tv. Dias Cabral, 112-176 - Centro), nos dias 13, 20, 21, 27 e 28 de julho, às 20h. Ingresso: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia entrada) Mais informações: 82-99406-3742 e silviocsarmento@hotmail.com


2

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 13 E 14 DE JULHO DE 2019

EXPOSIÇÃO SIL DE CAPELA

A exposição Sil, da artesã Sil de Capela, segue em cartaz no Museu Théo Brandão até o dia 6 de agosto. A mostra conta com 12 peças da ceramista e sete fotografias que retratam sua obra, clicadas pelo fotógrafo Thiago Sobral. O horário para visitação é de terça a sexta, das 9h às 17h, sábado e domingo, do meio-dia às 17h. O Museu Théo Brandão fica na Avenida da Paz, 1490, Centro, Maceió-AL.

CORUFAL – INSCRIÇÕES ABERTAS

Quem gosta de canto coral e quer fazer parte do Corufal - coro da Universidade Federal de Alagoas - a hora é agora. Não precisa ser servidor ou aluno; qualquer pessoas da comunidade pode concorrer às 30 vagas ofertadas para os quatro naipes: contralto e soprano - com nove vagas cada um; tenor e baixo, seis vagas cada. As inscrições estão abertas até 31 de julho e devem ser feitas, exclusivamente, pela internet, pelo Sistema Acadêmico da Ufal. editais.ufal.br/ extensao/chamada-publica-para-composicao-do-corufal .

TEATRO GUSTAVO LEITE ADRIANA CALCANHOTTO – MARGEM

Adriana Calcanhotto sempre foi apaixonada pelo mar e deixa isso bem claro no seu novo álbum Margem. O lançamento encerra uma trilogia de discos da cantora que se iniciou em 1998, com Maritmo, e teve sequência em 2008, com Maré. O público de Maceió teve o prazer de conferir os shows de lançamento dois CDs, e agora vai poder conferir também Calcanhotto apresentando o seu novíssimo trabalho. O show de lançamento de Margem será dia 12 de setembro, às 21, no Teatro Gustavo Leite – Centro de Convenções. Ingressos: Plateia Inteira – R$ 120,00. Ingresso solidário – R$ 90,00 + 1 kg de alimento não perecível. Meia – R$ 60,00. Mezanino. Inteira – R$ 80,00. Ingresso solidário – R$ 60,00 + 1 kg de alimento não perecível. Meia – R$ 40,00. Vendas: Acesso Vip – Parque Shopping e Unicompra Farol, Erva Doce Doce Erva – Rua Eng. Mário de Gusmão, 530 – Ponta Verde. Link de vendas: https://bit.ly/2F6YOpN .

BANDA CATEDRAL NO DEODORO

Após mais de um ano da última apresentação em Alagoas, a Banda Catedral retorna ao palco do Teatro Deodoro, em Maceió, para mostrar seu novo show Stand Up, Músicas e Histórias. A apresentação, única, acontece no dia 27 de julho, às 21 horas. A trajetória do grupo já é bastante conhecida pelos fãs e admiradores: mais de 30 anos de carreira, diversos hits e três milhões e meio de discos vendidos. O tema do espetáculo entrega que a noite será regada a muitas músicas e histórias da banda contadas pelos integrantes, com uma pitada de humor. Ingressos: https:// www.lojadeingresso.com ou nos stands Acesso Vip (Parque Shopping Maceió e Unicompra Farol).

“DOIS PRA LÁ, DOIS PRA CÁ”

27 de julho é dia de convidar seu par para bailar a noite toda no ritmo do “dois pra lá, dois pra cá”. E ao som de dois grandes intérpretes da música brasileira: Wilma Araújo e Altemar Dutra Jr. Espaço Pierre Chalita, às 21h. Ingressos: Mesa para 4 pessoas: R$ 200,00. Individuais: R$ 50,00. Venda on line: www.suechamusca. byinti.com. Vendas: Acesso Vip: Parque Shopping e Unicompra Farol, Erva Doce Doce Erva – Rua. Engenheiro Mário de Gusmão, 530 – Ponta Verde. Mais informações: (82) 3235-5301 / (82) 99928-8675.

OS HOMENS QUEREM CASAR E AS MULHERES QUEREM SEXO 2 Assistida ao longo de dez anos por 2 milhões de pessoas em 150 cidades do Brasil, além de Nova York, Miami e Boston, a peça “Os Homens Querem Casar e As Mulheres Querem Sexo” ganhou continuação que vem repetindo tal sucesso. Com: Carlo Simões e Drika Mattos Texto/Direção: Carlo Simões. Neste sábado (13), às 21h, no Teatro: Deodoro. Ingresso: inteira: R$ 80,00. Meia: R$ 40,00. Para Estudantes, idosos. Ingresso solidário: (com doação de 1 kg de alimento): R$ 60,00. Vendas: Bilheteria do Teatro Deodoro, Groupon e Peixe Urbano. Mais informações: 99699-8587.

NOITE RETRÔ NA SANTORÉGANO

Neste sábado (13) a partir das 19h30, a pizzaria Santorégano realiza mais uma edição da Noite Retrô. A programação conta com o consagrado repertório de Andrea Moraes e Jimmy Joseph fazendo um musical dedicado aos clássicos dos anos 70, 80 e 90. O público poderá aproveitar também o clima de nostalgia passeando pela exposição de objetos da época, pelo ambiente decorado e entrando no embalo contagiante da pista de dança. Será um túnel do tempo rumo as melhores lembranças. R$ 15,00 por pessoa. RESERVAS: (82) 3355-1222.

MOSTRA EM ARAPIRACA

Para celebrar os 20 anos da exposição Olhar Alagoas, o museu de artes visuais da Ufal fez parceria com o Sesc e vai levar para Arapiraca o projeto com 14 obras, doadas por artistas que participaram da mostra inaugural em 1999. À época, essa exposição marcou a reabertura definitiva da Pinacoteca e foi responsável por colocar esse museu no rol da arte contemporânea. A Galeria do Sesc Arapiraca vai abrigar a mostra temporária até 27 de setembro. Horário de visitação: Segundas, quartas e sextas, das 12h às 18h, e terças e quintas, das 9h às 18h. Vão estar expostas, na Galeria do Sesc Arapiraca, 14 obras que fazem parte do acervo da Pina, produzidas em 1999 pelos artistas: Bárbara Lessa, Eva Le Campion, Fernando Honaiser, Kalinka Bueno, Lula Nogueira, Marcos Aurélio, Rosa Maria Piatti, Reinaldo Lessa e Rosivaldo Reis. A Galeria do Sesc Arapiraca fica na Rua Manoel Cazuza, s/n, no Bairro Santa Edwiges, em Arapiraca.

EXPOSIÇÃO AEQUILIBRUIM DO ARTISTA ROSIVALDO REIS A partir de hoje a Galeria Gamma oferecera ao público Alagoano uma nova mostra do consagrado artista Rosivaldo Reis. Nascido em Maceió, o artista vem ganhando espaço no panorama das Artes Visuais com uma trajetória singularmente pessoal. Sua arte liberta de considerações regionalistas transmutase numa dimensão universal preocupada com conceitos cuja amplitude promove reflexões sobre problemas contemporâneos alimentes a realidade do mundo que vivemos, que estamos em Maceió, Nova York ou Pequim. Equilíbrio ratifica a estabilidade emocional e política pondo em foco prudência, ponderação e ética em determinado momento dominante considerando ser seu potencial discurso conceitual o equilíbrio. Visitação: Até 31 de Agosto. Horários de visitação: Segunda Sexta – 14h às 19h | Sábado – 09h às 13h. Entrada gratuita. Mais informações: (82) 99916-1152 ou (82) 3377-3979.

CLÁSSICOS ENCANTADOS MUSICAL ENCANTADOS IN CONCERT

Clássicos Encantados In Concert é um musical, é um espetáculo, é um show! Todos os grandes clássicos infantis reunidos em um espetáculo com mais de 30 integrantes, orquestra ao vivo, um belíssimo balé, mais de 80 figurinos e o mais especial, ser cantado 100% AO VIVO! A Pequena Sereia, Cinderela, Aladdin, Gênio e Mágico de Oz e muitos outros trazem a magia aos palcos, tudo isso contado por nada mais nada menos que a Bela, a princesa que ama ler. O espetáculo é feito para todos os nichos e idades se maravilharem e imergirem nesse mundo mágico dos clássicos! Dia 28 de julho, às 16h, no Teatro Gustavo Leite. Ingressos: Plateia – R$ 120,00 / R$ 60,00 Mezanino – R$ 100,00 / R$ 50,00. Mais Informações: (82) 3032-5210 / 99601-2828.

DJAVAN EM MACEIÓ

Djavan apresenta uma nova banda composta por velhos companheiros como o guitarrista João Castilho e os pianistas Paulo Calasans e Renato Fonseca, e dois músicos novos, o baixista Arthur de Palla e o baterista Felipe Alves, uma cozinha com um suingue ainda mais pop para a sua nova safra de canções. É o próprio compositor quem assina a direção do espetáculo, que tem cenário de Suzane Queiroz, projeto de luz de Binho Schaefer e figurino de Roberta Stamato. Dia 05 de outubro, às 22h, no Ginásio do Sesi, é o dia marcado para esse encontro histórico com nosso conterrâneo mais ilustre na música lançando a turnê “Vesúvio”. Ingressos: OCEANO (Arquibancada) – R$ 40 (meia)/60 (Inteira Social); SAMURAI (VIP Frontstage) – R$ 70 (Meia)/90 (Inteira Social); LILÁS (Mesas para 4 pessoas na frente do palco) – R$ 800,00. Vendas: Viva Alagoas (Maceió Shopping) e Folia Brasil (GBarbosa Stella Maris).

PELL MARQUES PROGRAMA SÁBADO SHOPPING SHOW

Pell Marques vem em mais um sábado comandando o Programa que vem tendo uma aceitação carinhosa e calorosa por todos os alagoanos. Confira os convidados deste Sábado: A dupla Jamerson Moura e Rebeca Deleu vem trazer muita música apaixonante, Fernando Santeiro “O Diamante Negro do Brasil” e Francy Vision lançando seu mais novo CD e para alegrar a galera.. Além dessas potências musicais, teremos também a presença da Secretária Municipal de Comunicação de Maceió Eliane Albuquerque de Aquino no Quadro Papo Sério, sendo homenageada no Programa com o troféu “O Medalhão do Pell”. Então é isso ai. Fiquem coladinhos conosco no Programa líder de audiência nos Sábados. O Programa Sábado Shopping Show é comandado pelo apresentador Pell Marques todos os sábados no Shopping Popular de Maceió, localizado ao lado do Teatro Deodoro no Centro, com Transmissão ao vivo pelo Facebook (perfil Pell.Marques) das 10:30h até ás 12:30h e Flashs ao Vivo pelo Instagram (Pell Marques).

DEBORAH COLKER – ESPETÁCULO NÓ

Uma das maiores companhia de dança do mundo traz para Maceió espetáculo aplaudido por milhares de pessoas no Brasil e no Exterior. Espetáculo Nó, balé que será apresentado dia 21 de julho, no Teatro Gustavo – Maceió, é um marco na trajetória de Deborah. Foi quando ela “virou a esquina”, como diz. Interrompeu sua premiada investigação sobre movimento e espaço – que resultou em Velox (1995), Rota (1997) e Casa (1999) e 4 por 4 (2002) – para mergulhar naquilo que vê como “a tragédia e a complexidade dos impulsos humanos”. O tema de Nó é o desejo. Deborah Colker – Espetáculo Nó. Local: Teatro Gustavo Leite, no dia 21 de Julho. Abertura da casa: 20h. Show Time: 21h. Ingressos: Plateia: R$ 70,00 (meia) e R$ 140,00 (inteira). Mezanino: ingresso Popular: R$ 37,50 (Meia) e R$ 75,00 (inteira). Pontos de venda: Aimê Acessórios – Rua Mário de Gusmão, 507 – Ponta Verde. Acesso Vip – Parque Shopping- térreo. Acesso Vip – Unicompra Farol. Mais informações: 82 3235-5301 / Whats: 82 99928-8675.

ESPETÁCULO MASTER CLASS

Master Class é uma maravilhosa comédia-dramática escrita pelo premiado autor norte-americano Terrence McNally. É um dos poucos espetáculos produzidos na Broadway a alcançar enorme sucesso internacional, tendo sido realizadas nada menos do que 598 apresentações apenas em sua temporada de estreia em 1995 quando então recebeu o prêmio de Melhor Espetáculo da Broadway.. O espetáculo conta a historia da cantora lírica, greco-americana Maria Callas, considerada a mais renomada e influente cantora de ópera do século XX e a maior soprano de todos os tempos. Espetáculo: Master Class Com: Christiane Torloni, Raquel Paulin, Julianne Daud, Jessé Scarpellini, Rafael Marão, Rodrigo Filgueiras. Dias 06 e 07 de setembro, às 21 e Dia 8, às 19h no Teatro Deodoro. Ingresso: inteira: R$ 105,00 Meia: R$ 55,00 Meio entrada para: Estudantes, pessoas acima de 60 anos. Mais informações: (82) 3032-5210 / 99601-2828.

FALE CONOSCO - A Agenda é um serviço gratuito de orientação ao leitor. Os interessados em divulgar eventos, shows e exposições podem enviar material através do endereço: tiagenda@hotmail.com

RESUMO DAS NOVELAS GLOBO 18h ÓRFÃOS DA TERRA Rania se desespera, e Miguel convoca toda a família para ajudá-los. Zuleika desconfia de uma ligação que Almeidinha recebe. Rania afirma que Dalila ficará sozinha, e a vilã sofre sem demonstrar seus sentimentos. Muna descobre a falcatrua de Omar e Latifa, e conta a Ali e Sara. Paul tenta conversar com Dalila, que garante que irá tirar a vida de Jamil, Laila e Raduan, caso o rapaz não se case com ela. Ali e Sara seguem Omar e Latifa até o circo. Jamil revela a Padre Zoran sobre as ameaças de Dalila. Rania e Miguel sofrem pela perda de sua casa. Jamil anuncia a Laila que terá de se casar com Dalila.

GLOBO 19h VERÃO 90 Álamo entra em desespero ao saber por Norminha e Madá que entregou todo o seu dinheiro a um farsante. Ticiano confessa a Dandara que é difícil saber que o filho que ela espera é de Quinzinho. João não gosta de ver que Manu gravou um comercial para a TV de Jerônimo. João decide provar a participação de Jerônimo na morte de Nicole. Jerônimo avisa a Galdino que chegou a hora de Andreas Moratti desaparecer. Vanessa é surpreendida quando João a procura.

GLOBO 21h A DONA DO PEDAÇO Jô engana Maria da Paz. Agno e Fabiana fazem um acordo. Eusébio se diverte com Gina. Rock comenta com Marlene sobre Jô e Antero aconselha o rapaz a investigar o suposto namorado da menina. Márcio tenta se reaproximar de Silvia. Amadeu pergunta a Márcio sobre Maria da Paz. Régis reclama de Téo com Jô. Márcio alerta Maria da Paz sobre seu excesso de gastos, mas Régis e Jô distraem a empresária. Vivi se prepara para seu casamento. Linda provoca Fabiana. Chiclete afirma a Evelina que irá ao casamento de Vivi. Carlito e Cássia prometem ser amigos na nova escola. Agno chantageia Otávio para incluir Fabiana em sua sociedade. Rock questiona Téo sobre Jô. Antero insinua a Maria da Paz que Régis pode estar querendo tirar vantagem da empresária.

RECORD 21h JEZABEL Não há exibição aos sábados


MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 13 E 14 DE JULHO DE 2019

3

TV GLOBO / PAULO BELOTE

CANAL 1

FLÁVIO RICCO - colaboração: José Carlos Nery - www.twitter.com/flavioricco

Esporte não faz valer a atenção da TV na transmissão do Pan-Americano

R

ecord e SporTV aceleram preparativos para a transmissão dos Jogos Pan-Americanos agora, entre o próximo dia 26 e 11 de agosto. Tanto da parte de uma quanto da outra, diante das providências que vão sendo tomadas, percebe-se a preocupação em apresentar um trabalho à altura. Digno de um grande acontecimento internacional. Mas é lamentável observar o desinteresse de uma boa maioria dos países envolvidos, incluindo o Brasil, na disputa desta competição. O vôlei brasileiro, por exemplo, tanto o de praia como o de quadra, no Peru, não será representado pelos nossos melhores jogadores. As equipes principais, no período, irão priorizar as disputas do pré-olímpico. A coincidência de datas é um descalabro. Pior ainda o futebol. O feminino, por causa dos critérios da Conmebol, vai ficar de fora e o masculino nem ao menos se classificou. E isto sem contar o basquete e outras tantas modalidades. Depois reclamam da falta de apoio ao esporte.

TV TUDO E TEM HISTÓRIA Houve uma época em que a OTI - Organização das Televisões Ibero Americanas -, que tinha rompido com a CBS e possuía os direitos da Copa do Mundo e Olimpíadas, proibiu que as grandes redes brasileiras, suas associadas, transmitissem o Pan-Americano de 1987. Quem ousasse não atender ficaria fora dos próximos mundiais e Jogos Olímpicos.

MAS AÍ... Para driblar tal determinação, todas as TVs se juntaram e transmitiram os jogos de Indianápolis pela TV Gazeta. Inclusive cedendo seus principais narradores e comentaristas. Foi lá, numa final, que a seleção de basquete americana perdeu um jogo em casa. E perdeu para o Brasil.

OUTRA... Antes, em 1983, em Caracas, conta Fábio Piperno, um arquivo, o futebol do Brasil foi a final. Neto, hoje comentarista, por exemplo, estava em campo. O adversário, o Uruguai, mas só com jogadores veteranos. Um catadão. Para dirigir o time alviceleste foi chamado um professor da rede pública de ensino, que nunca tinha treinado um time mais experiente. O nome dele: Óscar Tabárez, já há algum tempo à frente da seleção principal. Para ele, foi lá que tudo começou.

MAIS UMA Em 1975, outra do Piperno, o Brasil foi para o Pan com um timaço, goleiro Carlos, lateral Rosemiro e o atacante Claudio Adão, entre outros. Na Nicarágua, por exemplo, enfiaram 14 a 0. Jogo final foi contra o México. México de Hugo Sanchez. Jogo estava um a um, na prorrogação e a acabou a luz do estádio. E como não teve como continuar, as duas seleções dividiram a medalha de ouro.

TUDO ISSO O Pan-Americano, hoje tão desprezado, sempre foi importante para o esporte brasileiro. São muitas as histórias de conquistas.Lamentável não receber agora a atenção que merece. Ou partir dos próprios esportistas a iniciativa de esvaziar a competição.

MOVIMENTADO Este mês de julho (férias) tem sido um dos mais movimentados da programação da Globo. Além das estreias de “The Voice”, “Escolinha”, “Choque de Cultura”, “Bom Sucesso”, e o retorno do futebol, haverá o encerramento de outras produções, como “Assédio”, “Cine Holliudy”, “Sob Pressão” e “Carcereiros”, além do “Show dos Famosos”.

RECLASSIFICAÇÃO Entre as tantas recomendações apresentadas nesses últimos tempos, o Ministério da Justiça entende que “Topíssima”, da Record, deve ser levada ao ar depois das 9 da noite. Não às 19h50 como tem acontecido. Alega que a novela tem “muita violência e atos criminosos”. Não há, até agora, nada indicando alguma mudança de horário.

CHEGOU A HORA Para aqueles que não veem a hora de Josiane (Agatha Moreira) tomar uma surra da mãe, Maria da Paz (Juliana Paes), por tudo que tem aprontado, desde os primeiros momentos de “A Dona do Pedaço”, então chegou a hora! Especialmente para a ocasião, o autor Walcyr Carrasco reservou dois capítulos. Maria vai iniciar as “boas maneiras” no sábado, dia 3 de agosto, e finalizar os trabalhos na segunda, 4.

BALANÇA A AUDIÊNCIA A série “The Good Doctor” – “O Bom Doutor” – possui uma característica bem interessante. Onde entra, sempre mexe positivamente com a audiência. Com o canal GNT, não está sendo diferente.

Salão de Arte Contemporânea de Alagoas recebe inscrições Os artistas interessados em participar do V Salão Nacional de Arte Contemporânea de Alagoas (Saca) podem inscrever seus trabalhos até o dia 20 de julho. Serão aceitos trabalhos nas categorias fotografia de arte, pintura, escultura, vídeo arte, instalação, grafite, desenho e design. As inscrições são gratuitas. A nova edição agora recebe artistas de todas as nacionalidades. As propostas podem ser enviadas pelos correios ou por e-mail, para o endereço trendart2018@gmail.com. A inscrição é gratuita e cada artista poderá inscrever até três trabalhos sendo selecionado apenas um. Os trabalhos inscritos serão analisados por uma comissão e o resultado está previsto para ser divulgado no dia 20 de julho. O V Saca é produzido pela Trend Art e conta com o apoio da Secretaria de Cultura do Estado de Alagoas (Secult) e Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur). O objetivo do salão é valorizar e promover o conhecimento da arte visual brasileira. Os trabalhos serão avaliados por três membros do Comitê Curatorial, que selecionará o trabalho de 40 artistas, sendo 30 na modalidade participação espontânea e 10 na modalidade convidados. A exposição da 5ª Edição do Salão Internacional de Arte Contemporânea de Alagoas – SACA será realizada de 02 a 20 de setembro de 2019, no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, no Bairro de Jaraguá. Mais informações referentes ao edital poderão ser obtidas pelos telefones: (82) 99984.9444 /98876.8262, pelo e-mail trendart2018@gmail.com, ou na página do evento disponível no Facebook – SACA – 5ª. Edição. O edital também está disponível no site da Secult.

ÁRIES - (21/3 a 19/4) – É um excelente dia para promover o lazer e o contato com pessoas que compartilham as mesmas ideias e visões filosóficas que você. O céu colabora com viagens e movimentos envolvendo estudos. Uma conversa amplia a sua visão sobre afetos. Saúde: Vá ao dentista com maior regularidade. Números da Sorte: 17, 23, 45, 2, 19, 40 TOURO – (20/4 a 20/5) – É um bom dia para realizar negociações e acordos pertinentes à família ou para promover questões com o imóvel. Busque compreender as mudanças que afetam as suas posturas e pedem de você desapego. Saúde: Poderá sentir um ligeiro desconforto devido a dores nas costas. Números da Sorte: 49, 15, 39, 22, 1, 30 GÊMEOS – (21/5 a 21/6) – Uma conversa com o cônjuge ou com uma pessoa importante o ajuda a lidar com pessoas do seu ambiente próximo e também promove as suas ideias e planos. É um excelente dia para colocar as ideias em ordem com uma pessoa. Tenha atenção com a ansiedade. Números da Sorte: 21, 30, 25, 11, 5, 32 CÂNCER – (22/6 a 22/7) – Uma notícia favorece o trabalho e a sua rotina. Esteja atento a negociações e situações que movimentam o trabalho. Se estiver em busca de oportunidades, hoje é um excelente dia para conversar com uma pessoa que o ajuda. Dinheiro: Invista na sua formação pessoal. Esse investimento poderá ser benéfico a longo prazo. Números da Sorte: 12, 41, 20, 36, 4, 17 LEÃO – (23/7 a 22/8) – O céu lhe tra oportunidades para sair e se divertir. É um dia ótimo para sair da rotina e promover a troca com amigos, filhos e também com a pessoa amada. Você vai se sentir mais aberto a trocar e confiante para expressar o que sente. Números da Sorte: 33, 20, 4, 36, 19, 1 VIRGEM – (23/8 a 22/9) – Você conversa em segredo com uma pessoa sobre situações que interferem em seu estado emocional. Estas situações podem estar relacionadas à família ou ao convívio com pessoas muito próximas. Essa conversa é positiva para o seu

Em “Órfãos da Terra”, capítulo deste sábado, desesperado, Jamil (Renato Góes) anuncia a Laila (Julia Dalávia) que terá que se casar com Dalila (Alice Wegmann) para que o filho dos dois fique em segurança. Laila aceita o destino e apoia o marido, que promete trabalhar noite e dia para pagar a dívida que tem com Dalila e se livrar da vilã.

Nada certo, por enquanto, mas nos interiores da Band o nome de José Eduardo Muniz, executivo da televisão portuguesa, passou a ser bastante comentado nesses últimos tempos. Segundo se informa, alguém que Johnny Saad gostaria muito de ter na direção da sua emissora.

BATE–REBATE · O “Hora do Faro”, neste domingo, na Record, fará uma homenagem ao cantor Felipe Araújo, do hit “Atrasadinha”. · Globo vai reunir o elenco de “Amor de Mãe”, novela de Manuela Dias, agora em agosto, para iniciar o trabalho preparatório... · As gravações devem ter início em setembro. É a substituta de “A Dona do Pedaço”. · A Globo volta com as transmissões do campeonato brasileiro neste domingo, 4h da tarde... · Entre outros jogos, Corinthians e CSA, Cruzeiro e Botafogo. · A Record informa que a exibição de “Topíssima” deve seguir até o fim do ano... · Isto, independentemente de já ter iniciado os trabalhos da sua substituta, “Amor sem Igual”. · O canal Smithsonian Channel também comemora os 50 anos da chegada do homem à Lua, com um especial que irá ao ar de 15 a 20 de julho, às 21h. · Multishow estreia a nova temporada do “Lady Night”, segunda-feira, com mais onze episódios inéditos... · Uma lista de convidados que tem Fátima Bernardes, Lulu Santos, Ana Maria Braga, Taís Araújo, Selton Mello, José Aldo, Deborah Secco, Rodrigo Santoro, Isis Valverde, Chay Suede e Larissa Manoela. · Votação da Reforma da Previdência levou a Band a transferir a repórter Sonia Blota de São Paulo para Brasília. · A partir deste sábado, a Rede TV! vai cobrir a 46ª Semana Internacional de Vela de Ilhabela. Trabalho do repórter Fernando Navarro.

Horóscopo

5ª EDIÇÃO

SEM SAÍDA

POSSIBILIDADE

Cruzadas desenvolvimento emocional. Números da Sorte: 12, 4, 32, 47, 19, 7 LIBRA – (23/9 a 22/10) – É um excelente dia para interagir com amigos que o ajudam a lidar com projetos e que promovem as suas ideias. O céu aponta que é preciso organizar e priorizar tarefas. O contato com parentes também é ativado. Dinheiro: A sua diplomacia profissional será reconhecida. Números da Sorte: 20, 47, 6, 23, 45, 9 ESCORPIÃO – (23/10 a 21/11) – É um excelente dia para promover movimentos profissionais com foco em resultados financeiros. Busque avaliar o cenário, porque algumas mudanças são necessárias. O céu colabora com negociações e convites para o desenvolvimento profissional. Números da Sorte: 24, 17, 46, 31, 9, 11 SAGITÁRIO – (22/11 a 21/12) – É um excelente dia para promover ideias e estudos. O céu colabora com viagens, divulgação de qualquer situação e contato com pessoas que estão longe. Busque perceber as suas necessidades pessoais. Saúde: Evite dirigir quando se sentir cansado. Números da Sorte: 41, 23, 47, 36, 21, 27 CAPRICÓRNIO – (22/12 a 19/1) – É necessário adotar movimentos estratégicos para lidar com investimentos e mudanças que são necessárias nesta fase. É um dia importante para conversar com uma pessoa de maneira reservada para entender o que não está ao seu alcance. Números da Sorte: 22, 17, 36, 40, 9, 25 AQUÁRIO – (20/1 a 18/2) – É um dia ótimo para conversar com o cônjuge ou com uma pessoa que colabora com os seus projetos. O céu favorece negociações com clientes, sócios, parceiros e amigos. Os projetos ganham movimento. Amor: Demonstre, com mais entusiasmo, as suas emoções. Números da Sorte: 14, 19, 23, 46, 2, 42 PEIXES – (19/2 a 20/3) -A carreira e as metas são tocadas. É um dia ótimo para organizar a rotina e realizar acordos com colegas de trabalho, funcionários e prestadores de serviço. É preciso agir com flexibilidade e clareza de seus objetivos. Números da Sorte: 20, 13, 4, 26, 7, 10

C’EST FINI Neste sábado, 13, Dia do Rock, o Canal BIS vai exibir um documentário inédito sobre a vida e carreira de Joan Jett. O filme, intitulado “Bad Reputation”, acompanha sua trajetória desde a fundação do The Runaways, sua lendária banda dos anos 1970, até sua evolução como artista solo. Ficamos assim. Mas amanhã tem mais. Tchau!


4

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 13 E 14 DE JULHO DE 2019

TOP

“Nesta vida, pode-se aprender três coisas de uma criança: estar sempre alegre, nunca ficar inativo e chorar com força por tudo o que se quer”

Elenilson Gomes

elenilsontopnews@gmail.com

FOTO BY ARQUIVO PESSOAL

ALMOÇO E JANTAR NO MARIA ANTONIETA

N

este fim de semana, os empresários Leopoldo, Dedé e o chef Breno Gama convidam os nossos amigos para passar momentos inesquecíveis no já consagrado restaurante Maria Antonieta. Seja no almoço ou no jantar, você irá degustar pratos deliciosos, harmonizados com vinhos perfeitos, ao som de um belo piano. Venham passar momentos inesquecíveis na bela casa, que hoje é uma referência na gastronomia em nossa cidade. Parabéns a todos que fazem o Maria Antonieta!

VIAJE COM A SYSTEM TOUR

A

gência de viagens localizada na Avenida Deputado José Lages, na Ponta Verde, a System Tour dos amigos Fátima e Eraldo Tenório e Vanessa e Carlos Palmeira está com uma série de pacotes para os mais variados destinos turísticos do mundo. Contate já um dos agentes da System Tours e faça a viagem dos seus sonhos: 82 3214.3060.

E

les são referência quando falamos em cuidar do sorriso, odontólogos do primeiro escalão em nosso Estado, eles são referência em estética dentária e odontologia infantil, estamos falando dos queridos e competentes Eugênio Jucá e Kalina Jucá, o casal se destaca em nossa cidade na grandiosa clínica odontológica no Farol. Parabéns, amigos, vocês são merecedores da nossa admiração e dos nossos aplausos. Parabéns! FOTO BY ARQUIVO PESSOAL

RELÓGIOS CHILLI BEANS

NOME TENDÊNCIA

T

M

opNews convida os nossos amigos e amigas para conhecer a nova coleção de relógios masculinos e femininos da Chilli Beans. Toda a nossa sociedade está comentando a beleza, o requinte o estilo dos relógios Chilli. Vocês irão ficar maravilhados com a bela coleção, que você pode conferir nas lojas nos maiores shoppings da cidade. Vale a pena conferir!

eghan Markle e Príncipe Harry lançaram tendência! Os dois tiveram seu primeiro filho e batizaram o pequeno de Archie Harrison. Pouco tempo depois do nascimento, o nome já é o mais popular de 2019. O nome significa verdadeiramente corajoso e já estava em alta antes mesmo do casal escolhê-lo. Archie ainda possui Harrison como segundo nome. Seu significado é bem simples na verdade: filho de Harry.

JANGA E BODEGA DO SERTÃO

O

s restaurantes Janga, Janga Praia e A Bodega do Sertão, comandados pelos amigos Nado e Francineide Freire e Rodolfo Diniz Freire, são referência no circuito gastronômico da nossa cidade. Os nossos amigos e os turistas irão se deliciar com o melhor da cozinha regional na Bodega e com o melhor entre os frutos do mar no Janga. Parabéns, amigos! Liguem já para os telefones 30233288/3327-4446.

ALTEMAR DUTRA JUNIOR NO PIERRE CHALITA

A

TURISMO REGIONAL

A

Secretaria Municipal de Turismo, Esporte e Lazer dá início, na segunda-feira (15), a um pacote de ações promocionais voltados para o mercado turístico regional. Os primeiros estados nordestinos na mira do poder público municipal e trade turístico local para a captação de turistas são Bahia e Sergipe, que recebem o roadshow Visite Alagoas durante toda a próxima semana. A segunda etapa do roadshow regional deve acontecer a partir do dia 22 deste mês, com ações em João Pessoa, Recife e Caruaru.

REGINA SALOMÃO NA BÁSICO CHIC

A

empresária Zélia Wanderley e a grife Regina Salomão apostam na mulher cuja beleza está amparada por roupas elegantes, confortáveis e cheias de estilo, que transitam do trabalho para eventos sociais. E para deixar as mulheres chics ainda mais felizes, Zelinha preparou uma super festa de preços. Vale a pena você conferir os descontos especiais nos modelos da grife Regina Salomão na Básico Chic no Farol e na Ponta Verde!

MICROAGULHAMENTO

V

ocê sabia que a loja VR Estética e Cosméticos além de vender produtos maravilhosos, também faz procedimentos estéticos? Pois é, e um deles é o microagulhamento, um procedimento dermatológico feito com micro perfurações da pele com agulhas metálicas que tem como objetivo estimular o colágeno e outras fibras naturais da pele. Ele é indicado principalmente para tratar cicatrizes de acne, rugas, estrias, flacidez e melasma. Ao contrário do que muita gente pensa, o procedimento não provoca descamações nem vermelhidão, são utilizados anestésicos e após o tratamento, devese evitar tomar sol. Para a sua segurança e para a correta realização do tratamento, todo o material da VR tem autorização da Anvisa, as agulhas são estéreis e não são reutilizadas, nem no próprio paciente. A loja fica localizada no 1º piso do Maceió Shopping, mas se você quiser saber mais sobre o procedimento ou sobre os outros tratamentos, é só seguir no instagram ou entrar em contato pelo telefone e whatsapp: (82) 98105 - 8228 / @vresteticaecosmeticos.

NOITE RETRÔ

ltemar Dutra Jr. é a prova de que “filho de peixe, peixinho é”. Filho do saudoso Altemar Dutra, carrega o carisma e o talento no sangue. Dono de uma voz poderosa, conquistou seu espaço no meio musical por meio de muito trabalho e dedicação, e hoje é merecidamente reconhecido como um dos grandes intérpretes da música brasileira. No dia 27 de julho, o artista traz para Maceió o show “Dois pra lá, dois pra cá” – Clube de Dança, no Espaço Pierre Chalita, a partir das 21h.

COZINHA COM BONTEMPO

N

este sábado, 13, a partir das 19h30, a pizzaria Santorégano realiza mais uma edição da Noite Retrô. A programação conta com o consagrado repertório de Andrea Moraes e Jimmy Joseph fazendo um musical dedicado aos clássicos dos anos 70, 80 e 90. O público poderá aproveitar também o clima de nostalgia passeando pela exposição de objetos da época, pelo ambiente decorado e entrando no embalo contagiante da pista de dança. Será um túnel do tempo rumo as melhores lembranças. Reservas: (82) 3355-1222.

A

coluna TopNews apresenta para os nossos amigos mais um belo projeto assinado pela Bontempo, cujo showroom está localizado na Rua Mário de Gusmão, Ponta Verde. A marca, que é referência em móveis planejados, traz para os nossos amigos mais uma proposta de cozinha assinada pela marca, que em Maceió é comandada pela arquiteta Tatiane Morais. Vale a pena falar com um dos consultores da Bontempo e projetar a cozinha dos seus sonhos. Corre lá!

Profile for Tribuna Hoje

Edição número 3434 - 13 e 14 de julho de 2019  

tribunaindependenteediçãodigitaltribunahoje

Edição número 3434 - 13 e 14 de julho de 2019  

tribunaindependenteediçãodigitaltribunahoje

Advertisement