Page 1

FIM DE SEMANA n MACEIÓ - ALAGOAS - 9 E 10 DE FEVEREIRO DE 2019 - Nº 3.329 -

R$ 4,00

CRESCE NAS ACADEMIAS BUSCA PELO CORPO IDEAL PARA BRINCAR O CARNAVAL Especialistas alertam, no entanto, que condicionamento adequado não pode ser alcançado em poucos dias e recomendam cautela aos foliões ansiosos. PÁGINA 9

site: tribunahoje.com

De onde vem o dinheiro que bancou campanha de deputados alagoanos Conheça empresas e pessoas físicas que fizeram doações para eleger parlamentares Além de empresários, parlamentares receberam doações de grandes investidores nacionais, amigos, parentes, servidores públicos - alguns deles comissionados - e, claro, de si próprios. Em alguns casos os valores surpreendem. Todos os parlamentares ouvidos pela Tribuna negam que tenham “rabo preso” aos doadores e dizem que suas prestações de contas foram aprovadas pela Justiça Eleitoral. CADERNO ESPECIAL

PENEDO Até o fim do ano todos municípios terão seus acessos pavimentados PÁGINA 5

Sem alvará para o CT, direção do Fla é acusada por mortes de garotos da base PÁGINA 15

Enquete nacional de revista aponta cidade alagoana entre as 27 mais bonitas do Brasil SANDRO LIMA

Penedo foi escolhida a 27ª cidade mais bela do país pela Revista Bula, de circulação nacional, que realizou enquete entre os meses de fevereiro de 2018 e janeiro de 2019, com mais de 10 mil participantes. Às margens do Rio São Francisco, fundada no século XVI, Penedo foi o primeiro povoado de Alagoas e é patrimônio cultural da humanidade. PÁGINA 14

ALFREDO GASPAR QUER CUMPRIR AÇÕES DO MPE E SE APROXIMAR MAIS DA SOCIEDADE

AOS 91 ANOS DE IDADE, LAURA CARDOSO RELEMBRA DESAFIOS VIVIDOS NA CARREIRA

Reeleito para mais um biênio no comando do MPE, Alfredo Gaspar quer conciliar o combate à corrupção e ao crime organizado à aproximação da sociedade. PÁGINA 2

Mínima

24º

Máxima

30º

MARÉS 00:04 06:15

PÁGINA 16

TV

ENTREVISTA

Bom com possiblidades de chuvas em áreas isoladas

Confronto entre CRB e CSA neste domingo pode ser o único do ano

Há mais de 70 anos dedicada à dramaturgia brasileira, a atriz Laura Cardozo chega aos 91 anos de idade e faz um balanço de sua prodigiosa carreira. SUPLEMENTO

0.4m 1.9m

12:19 18:30

0.5m 1.9m

FINANÇAS

DÓLAR COMERCIAL DÓLAR PARALELO OURO R$ 3,73

R$ 3,73

R$ 3,73 R$ 3,91

R$ 155,62

POUPANÇA 0,3715%


POLÍTICA

2

ESPLANADA

LEANDRO MAZZINI - contato@colunaesplanada.com.br

Quebrou a corrente

C

omeçou um desligamento direto, com curtocircuito, entre socialistas em Pernambuco, berço do atual comando da legenda. O governador Paulo Câmara, alçado ao Poder pelas mãos de Eduardo Campos (falecido em 2014), disse em reunião que o segundo mandato não será um governo de ‘eduardistas’. Câmara trocou 17 secretários, todos egressos da Era Campos. Significa que o poder da ex-primeira dama Renata murchou, enquanto o primogênito, João, estreia na Câmara Federal atrás de brilho próprio e continua o único laço da família com o Palácio das Princesas.

CONTRA-ARMAS

TROPA DE ELITE

2019..

Nove deputados do PSB protocolaram um projeto de decreto legislativo (PDL) que suspende os efeitos da flexibilização da posse de arma de fogo do decreto de Bolsonaro.

O Ministério da Defesa deslocou para Brumadinho, desde o estouro da barragem da Vale, 100 militares das três Forças Armadas – soldados, pilotos, e até engenheiros. É, a direção da deveria aprender um pouco de engenharia com essa turma.

O Brasil precisa de um descarrego. Lama da Vale, furacão no Rio, um time inteiro morto no incêndio do CT do Flamengo. Cadê os videntes-estrelas que não previram isso? Solidariedade a todas as famílias.

CALERO X VÉLEZ Ex-ministro da Cultura do Governo Temer, o deputado federal Marcelo Calero (PPSRJ) comprou briga com o ministro da Educação, Ricardo Vélez. Pediu explicações sobre a retirada de vídeos de um canal da TV Ines, no Youtube, de conteúdo para surdos

COMO ASSIM?

SEGURANDO A ONDA Em Brasília, o presidente do PSB, Carlos Siqueira, controla a situação para que as faíscas do barril explodido de Câmara não respinguem no restante dos diretórios.

BOI DE OURO 2 A JBS tenta negociar com alguns Estados sua dívida (que pode ser bilionária) de ICMS e outros impostos. Em Goiás teve perdão na gestão de Perillo (PSDB).

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 9 e 10 DE FEVEREIRO DE 2019

Os vídeos teriam sido proibidos pelo MEC por conter supostas abordagens consideradas de ideologia de esquerda, na visão do ministro. Calero tem ganhado apoio de mestres universitários e de várias entidades no questionamento.

ENSURDECEDORES Silêncio sepulcral de Aécio Neves, Antonio Anastasia e outros políticos de Minas Gerais sobre o crime da Vale em Brumadinho. Será por quê?

TIME DE PRIMA A nova gestão da OAB decidiu manter ex-presidente da entidade Marcus Vinicius Coêlho à frente de sua Comissão de Estudos Constitucionais. O colegiado é responsável pelas ações da OAB no STF e, nos últimos anos, conseguiu que o tribunal declarasse a constitucionalidade das leis da Ficha Limpa e Maria da Penha e das cotas para minorias, além de proibir doações eleitorais de empresas e também as conduções coercitivas.

TURISMO INDÍGENA A Funai pretende apostar no turismo etnológico das reservas indígenas – que dá super certo em países como Estados Unidos. O Brasil tem exemplos de sobra. Um deles é o roteiro para turistas nas Serras Guerreiras de Tapuruquara, em Santa Isabel do Rio Negro (AM). São oito povos na região: Baniwa, Baré, Desana, Dow, Kauyawí, Piratapuya, Tariana, Tukano.

VALE TUDO! Caiu novo trecho, agora de 30 metros, da ciclovia Tim Maia em São Conrado, no Rio de Janeiro. Desta vez, por força do temporal. Não aguenta onda, nem vento, tampouco chuva. Como dizia Tim, vale tudo!

ESPLANADEIRA . A construtora PaulOOctavio iniciou a distribuição de kits escolares para filhos dos operários, tradição de 20 anos . Os conhecidos jornalistas Samuel Figueiredo e Fábio Brandt lançaram o grupo de whatsapp “O Pauteiro” para coleguinhas, com conteúdos relevantes do Judiciário e de entidades de classe para os repórteres.

Com equipe DF, SP e Noedeste www.colunaesplanada.com.br contato@colunaesplanada.com.br Twitter @leandromazzini

LEI ANTICRIME

“Projeto de Moro ganhará amplitude” SANDRO LIMA

Procurador-geral do Ministério Público Estadual, Alfredo Gaspar fala de planos e repercute projeto de combate ao crime CARLOS AMARAL REPÓRTER

R

eeleito em novembro de 2018 com 99,37% dos votos dos 161 promotores e 17 procuradores de Justiça para chefiar o Ministério Público Estadual (MPE), Alfredo Gaspar tomou posse para o biênio 2019-2020 no último dia 11 de janeiro. À Tribuna, ele aponta o combate à corrupção e a aproximação entre MPE e sociedade como principais compromissos. “Sei da minha responsabilidade porque a instituição tem um padrão de qualidade muito alto”.

Tribuna Independente – O senhor foi reeleito com mais de 99% dos votos para seguir à frente do MPE. É mais difícil comparar uma nova etapa consigo mesmo do que em substituição a um colega e o que pode e deve avançar na instituição no próximo período? Alfredo Gaspar – A minha reeleição foi um fato natural porque assim aconteceu com os demais antecessores, com o meu, com o antecessor do meu antecessor. Isso é um fato natural. Se você cumpre as etapas de gestão, o meio lhe dá essa possibilidade. Mas eu sei da minha responsabilidade porque a instituição tem um padrão de qualidade muito alto e os meus pares me reelegeram para poder melhorar as condições de trabalho internas, que muito difíceis devido ao orçamento – temos a menor relação membro/servidor, abaixo de 1 – e também com o compromisso de continuar combatendo a corrupção, como o fato principal, o crime organizado e sem deixar de, em tempo algum, olhar a necessidade de aproximar o Ministério Público da sociedade por meio da prestação de serviço. Tribuna Independente – No seu discurso de posse, o senhor destacou alguns dados interessantes. Um dos que chamaram a atenção foi o de 500 processos por improbidade administrativa. Segue sendo uma marca do MPE essa fiscalização do uso de recursos públicos? Alfredo Gaspar – Nós

do Ministério Público não temos nenhuma alegria em quantificar números, mas, infelizmente, temos números absurdos de desvio de recurso público e de atos de ilegais que ferem de morte as políticas públicas por conta dessa canalização desses recursos para locais não devidos, muitas vezes direcionados àqueles que detêm o poder de seguir esse destino. Portanto, daí não resta alternativa ao Ministério Público que não entrar com as ações civis de improbidade e as ações penais. Tribuna Independente – Outra característica do MPE no período recente foi a briga por mais transparência. Um dado concreto é que hoje 100% das câmaras municipais têm portais da transparência. Mas recentemente o vice-presidente general Mourão (PRTB) laçou um decreto que aumenta a possibilidade de dados públicos serem classificados como ultra sigilosos. Acredita que a medida pode dificultar a transparência no Brasil? Alfredo Gaspar – Acho que a transparência no Brasil ainda necessita de um aprimoramento muito grande. Documentos são classificados de acordo com as necessidades estratégicas da nação. Evidentemente, como isso não é um assunto que o grande público detém conhecimento maior, a mensagem passada não foi boa. Não acho que era o momento de se imiscuir sobre isso porque, para este grande público, se passou a mensagem de que hoje até um funcio-

nário precário tem condições de adotar uma classificação ultra secreta. Eu não faria e espero que isso não cause dificuldades à transparência, tão necessária nesse momento à nação. Tribuna Independente – O “projeto de lei anticrime”, recém-apresentado pelo ministro Sérgio Moro, possui ao menos menos duas controvérsias: possibilidade de acordo entre MP e acusado sem anuência de um juiz; e policiais que matarem no exercício da função, se declararem medo, surpresa ou violenta emoção, não responderão a processo. Qual a sua opinião sobre o projeto e sobre esses dois pontos, especificamente? Alfredo Gaspar – O Brasil é um país que mata muito, é um país em que a Justiça é muito deficitária e não entrega aquilo que o cidadão deseja de forma imediata. E do jeito que está não pode continuar. Não é uma novidade essa questão da pena negociada entre Ministério Público e acusado. Basta ver a transação penal, em que o Ministério Público, em delitos de menor potencial ofensivo, já oferta isso ao autor do fato. Então, você já oferecia, por exemplo, prestação de serviço à comunidade para evitar instauração de processo; a composição que as partes negociavam antes desse processo ir adiante. Isso não é uma novidade. A novidade é que isso vai ter uma amplitude maior. Na minha concepção, esse instrumento tem dado muito certo em outros países

Alfredo Gaspar de Mendonça tem defendido que o MP Estadual tenha uma atuação próxima à sociedade

Não acho que era o momento de se imiscuir sobre isso porque, para este grande público, se passou a mensagem de que hoje até um funcionário precário tem condições de adotar uma classificação ultra secreta”

O projeto do Sérgio Moro, submetido ao Congresso, faz é amplificar um pouco esse conceito. Não acredito que isso trará nenhum resultado negativo

do mundo e não tem por que não dar no Brasil. O Ministério Público é o titular da ação penal pública, ou seja, ele provoca o Judiciário para ver aquele fato que é uma transgressão penal se transformar numa reprimenda do acusado. O que está se propondo? O Ministério Público, como titular da ação penal, propor diretamente ao acusado a possibilidade de ele abrir mão do devido processo legal e aceitar, de logo, condições de cumprimento de pena. Isso, na minha visão, era um instrumento que estava faltando no país, apesar de termos coisas parecidas, como a transação penal e os acordos de não persecução penal, como fiz com mais de 50 prefeitos para o encerramento dos lixões. O acordo vem em bom momento, irá desafogar muito o Judiciário e as pessoas não sairão impunes desses acordos. Quando se pensa em acordo, se acha que é algo bom para todo mundo. Na verdade, isso é dar efetividade àquilo que hoje não tem. O Ministério Público terá de propor penas em que o autor do fato saberia que elas seriam maiores, mas em compensação, os prejudicados pela conduta – ou as famílias –

terão a possibilidade de ver resultado de forma imediata. Isso será fundamental, mas o projeto é muito mais amplo. Em relação à propositura sobre os agentes de segurança, acho que está mais que na hora de o país, em termos de legislação, deixar de ter uma visão tão estreita. Temos uma verdadeira guerra. A situação vai de furto de celular, roubo de casa com uma faca, até armas de guerra, com potencial lesivo muito grande, que derrubam até helicóptero ou destruir presídios. O que temos de analisar são as questões pontuais, em que o policial vai para o enfrentamento sem nenhum respaldo do Estado. Muitas vezes, o juiz reconhece isso, o promotor reconhece também, mas tem de levar o policial até o Tribunal do Júri para que a sociedade decida sobre. O projeto do Sérgio Moro, submetido ao Congresso, faz é amplificar um pouco esse conceito. Não acredito que isso trará nenhum resultado negativo, na prática, porque a realidade demonstra que o Estado precisa estar presente nessa investigação e assim continuará por meio do Ministério Público e do Poder Judiciário.


POLÍTICA

CONJUNTURA FLÁVIO GOMES DE BARROS

flaviogomesdebarros@gmail.com

Os vendilhões do Congresso

C

arlos José Marques, diretor editorial da “Isto É”: “Exatos 81 senadores produziram a mágica de encaminhar 82 votos à urna da bancada diretora. Um gaiato (a) aproveitou o pardieiro para fazer mais molecagem. E a sessão sem fim, que entrou sábado adentro, ganhou contornos de odisséia. Onde já se viu? Não se aprendeu nada com a indignação, repetidamente manifestada, até nas urnas, pelos brasileiros? Arruaceiros do legislativo – sim, eles ainda existem, e em bom número – quiseram espinafrar ainda mais a desfigurada imagem congressual. Sob que pretexto? O do controle do sistema para angariar vantagens, ora bolas! Foi sempre assim. Natural para quem passou décadas se lixando para a opinião pública, sem maiores consequências. A cambada de oportunistas, que vive do compadrio, do patrimonialismo e que só entende a representatividade popular como instrumento para proveito próprio, em completo desalinho com o interesse nacional, tenta se virar corriqueiramente na base do suborno, dos achaques, da corrupção sistemática. É da natureza dessa casta. O que se provou ali por esses dias é que os vendilhões do templo continuam na ativa. Vagueiam com o fervor das velhas práticas, não apenas nos bastidores. Exibem-se. Não temem a exposição, vexatória obviamente, das gambiarras que orquestram para tomarem o poder a qualquer custo. Querem se aboletar na cadeira de controle e fazer dela um refúgio inexpugnável. , de onde emitem as ordens e traçam, à própria maneira, fora dos cânones republicanos, o destino do País.”

MEIA VOLTA George Santoro, secretário da Fazenda, descarta a redução de salários do funcionalismo público do Estado, segundo disse ao blog de Luís Vilar, no site Cada Minuto: “Foi um equívoco não ter dimensionado a repercussão que traria a informação ainda mais diante do momento que vive o país. Mas, Alagoas está em boa situação fiscal.”

PISTA Da revista “Crusoé”, sobre a fraude na votação do Senado: “Os principais envolvidos no episódio eram todos eleitores e aliados de Renan Calheiros. Para começar, os dois votos adulterados eram para Renan. A sessão era conduzida por dois eleitores de Renan, os também senadores José Maranhão e Fernando Bezerra Coelho.”

PEGOU MAL Opinião do portal “Migalhas”: “A jornalista Dora Kramer fez um texto em seu blog na revista Veja dizendo que Renan Calheiros foi ‘derrotado pela própria arrogância’. Por meio do Twitter, Renan respondeu à jornalista da forma mais arrogante e incivilizada que um cidadão pode agir. Ou seja, ela estava certa.”

3

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 9 e 10 DE FEVEREIRO DE 2019

Amoral, desleal e sem caráter”

UNICAMERALISMO O deputado estadual Francisco Tenório propõe a unificação do Senado e da Câmara dos Deputados, reafirmando proposta sua, quando foi deputado federal. “A mudança não traria prejuízo ao país, mas uma enorme economia, financeira e processual”, segundo revelou à jornalista Vanessa Alencar, do portal Cada Minuto.

RESPALDO O prefeito Rogério Teófilo recebeu representantes do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis e garantiu a aprovação de uma lei para regularizar todos os condomínios do município. “Nos sentimos mais tranquilos ao saber que a Prefeitura está nesse processo de organização”, disse Michelle Andrea, delegada do Creci Arapiraca.

OPINIÃO Jornalista Cláudio Humberto Rosa e Silva: “Corrupto reincidente, Lula foi condenado a 12 anos e 11 meses por dois crimes de corrupção passiva, um de corrupção ativa e dois de lavagem de dinheiro. Se o TRF-4 mantiver a coerência, a pena de Lula pode superar os 15 anos de prisão. E ainda há sete outros processos.”

WILLIAM WAACK Jornalista, em vídeo no Youtube, sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

* Neste sábado, às 21h30m, o Iate Clube Pajussara realiza o seu tradicional Baile Verde e Branco, tendo como atrações musicais a Orquestra Expresso Latino e o grupo Samba Necvinic. As mesas estão sendo vendidas a R$ 300,00. Contato: 3231.8877/3841. * Atividades do bloco Pinto da Madrugada neste sábado: 9 horas, Trilha do Pintinho Pula que Pula, no Parque do Horto Florestal; 10 horas, Sururuzada do Pinto, na Loja Guido Ponta Verde; 16 horas, Pintinho Pula que Pula no Parque Shopping. * Sobre prévias carnavalescas, neste sábado tem também a Panelada da Rolinha, a partir do meio-dia, no Barrica’s, na Ponta Verde, com a banda de frevo “Fogo Pagô”. Entrada franca, mas para quem quiser se servir do buffet de cozido o custo é R$ 35,00.

* Neste sábado, no Maceió Shopping, tem apresentação do grupo carnavalesco Seresteiros da Pitanguinha. A concentração é a partir das 18h30m. E as crianças também vão cair na folia com a Banda Cazuadinha, no domingo, às 16h30m. * A trajetória do MPB 4, um dos grupos mais admirados da música brasileira, é o tema do programa “Aplauso” do final de semana. Sábado, das 15 às 17 horas, na Difusora AM; domingo, das 10 às 12 horas, na Educativa FM. * CRB e CSA se enfrentam neste domingo, 16 horas, no Trapichão, pelo Campeonato Alagoano. O CRB está invicto na competição, mas, como em todo clássico, o resultado é imprevisível. * O Brasil chora em vermelho e preto, com a tragédia que vitimou jovens das categorias de base do Flamengo. Deus os tenha...

AL ganha 945 novos soldados da PM Policiais militares irão atuar no interior do Estado, bem como na capital alagoana, onde há maior deficiência de efetivo pessoal ANA PAULA OMENA PORTAL TRIBUNA HOJE

U

ma cerimônia de formatura realizada nesta sexta-feira (8) marcou o início das atividades de 945 soldados na Polícia Militar do Estado de Alagoas, entre os quais 250 são mulheres, que passaram no último Concurso Público. Visivelmente emocionados, os novos profissionais da área de segurança passaram 35 semanas no Curso de Formação de Praças (CFAP), perfazendo um total de 1440 horas/aula. Os novos soldados foram distribuídos em turmas nos Polos Maceió e Arapiraca. A cerimônia – que ocorreu no Ginásio do Sesi – também homenageou com medalhas alusivas os policiais militares que se destacaram em diversas áreas, bem como civis que contribuíram com relevantes serviços para a corporação. A soldado Francillane Almeida estava bastante emocionada com a formatura e ansiosa para começar a atuar em prol da segurança dos alagoanos. “Estou muito

SANDRO LIMA

feliz, foram meses de curso e agora vamos colocar em prática”, mencionou. O governador Renan Filho (MDB) enfatizou durante a solenidade que segurança é a providência fundamental do Governo do Estado no sentido de cumprir o seu papel. “Fui eleito para elevar o contingente policial e garantir mais segurança para o cidadão, e é isso que estamos promovendo hoje aqui, trazendo novos homens e dando exemplo para o Brasil, enquanto muitos estados

Fui eleito para elevar o contingente policial e garantir mais segurança para o cidadão, e é isso que estamos promovendo hoje aqui, trazendo novos homens e dando exemplo para o Brasil”. RENAN FILHO - MDB Governador de Alagoas

COMPROMISSO

Militares que passaram no concurso público no ano de 2017 comemoraram a formação durante solenidade junto ao governador Renan sequer pagam salários, aqui pagamos as contas em dia, fazemos concurso público, convocamos, garantindo avanços em todas as áreas. Segurança é o ponto principal do estado”. O secretário de Seguran-

ça Pública, Lima Júnior, destacou o dia como sendo de festa para a Polícia Militar de Alagoas (PM/AL), onde se comemorou o aniversário da corporação, com promoções, condecorações por meio de medalhas, en-

mento. “No próximo dia 24 de fevereiro o nosso Bloco Vulcão vai desfilar nas ruas, o mais antigo de Alagoas, e aqui deixo meu convite para que todos participem do banho de mar a fantasia no domingo”, finalizou. A solenidade foi marcada pela emoção, sobretudo dos familiares dos soldados, que lotaram o Ginásio do Sesi para prestigiar a formatura. A cerimônia coroa uma longa jornada que teve início ainda com a maratona de estudos para o concurso e seguiu com o rigoroso treinamento de formação. A alegria não cabia dentro da farda nova e alinhada

compromisso com a segurança pública do nosso estado”, frisou. Na ocasião também houve 367 promoções de policiais militares por trabalhos realizados em defesa da sociedade alagoana.

do soldado Gabriel Medeiros de Amorim Nobre, 23 anos. Ele é um dos 945 soldados da PM formados nesta sexta-feira e revela que não vê a hora de começar a atuar em defesa da segurança da população alagoana. “Estou muito entusiasmado para, enfim, ir às ruas e servir na atividade fim. Fico muito feliz por ter conseguido concluir o curso com êxito. Estamos prontos”, garantiu o agora soldado Amorim. RESERVA O governador Renan Filho disse ainda que em breve será divulgado o cronograma do TAF – Teste de Aptidão Física do novo concurso para 500 vagas, e posteriormente convocar esses policiais para se possa elevar o efetivo, firmando o compromisso com o povo de Alagoas neste segundo mandato. GUARDA JUDICIÁRIA O presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, Tut-

més Airan de Albuquerque Melo, tembém participou da solenidade de formatura de 945 soldados da Polícia Militar. O magistrado destacouque a formação dos militares é um reforço a mais na segurança pública. “É uma cerimônia que realiza o sonho de centenas de pessoas, e essas pessoas vão engrossar um trabalho que é fundamental para a sociedade, que é o trabalho de proteção. Inclusive, estamos criando a Guarda Judiciária, contratando 200 policiais que estão na inatividade, justamente para poder devolver, às fileiras da Polícia, os policiais que estão à nossa disposição”, disse o presidente do TJAL. Ainda no TJAL, o coronel Elias Silva de Oliveira, chefe da assessoria militar do Tribunal, foi agraciado com a Medalha do Mérito Intelectual Graciliano Ramos. [A.P.O.]

SANDRO LIMA

Comandante destaca planejamento operacional O comandante-geral da PM, coronel Marcos Sampaio, parabenizou a Polícia Militar pelos 187 anos de criação, no último dia 3 de fevereiro, e destacou que para celebrar a data foram entregues para a sociedade mais 945 policiais militares, significando um implemento grande no policiamento ostensivo, bem como o reconhecimento do compromisso do governo com a segurança pública de Alagoas. Conforme o comandante, o planejamento foi feito e os novos soldados serão distribuídos pelo interior e capital onde há maior deficiência de contingente e na implantação de centros de policia-

trega de novos centros e 945 novos policiais militares. “Isso demonstra a redução significativa na violência no primeiro mês do segundo mandato do governador Renan Filho, e são ações como esta de hoje que reforça o

Francillane Almeida estava bastante emocionada na cerimônia


4

POLÍTICA

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 9 e 10 DE FEVEREIRO DE 2019

TRIBUNALIVRE

PSL PEDE SETE CPIS 2 Outro pedido diz respeito às responsabilidades pela tragédia de Brumadinho, em Minas Gerais e outro pedido pretende analisar os gastos de publicidade do governo federal na gestão do Partido dos Trabalhadores. A iniciativa do PSL envolveu ainda Filipe Barros (PSL-PR), Carolina de Toni (PSL-SC) e Chris Tonietto (PSL-RJ). Esta por sua vez protocolou requerimentos para aprovação do Dia de Nossa Senhora de Fátima, em 13 de maio e do Dia do Nascituro, em 8 de outubro.

BARTOLOMEU DRESCH

bartolomeu_dresch@hotmail.com.br

ANA teme por Rio

A

s chuvas que tem caído na região de Brumadinho e Varginha podem contribuir para que a lama de rejeitos que atingiu o Rio Paraopeba também possa afetar o Rio São Francisco. A preocupação manifestada pela Agência Nacional das Águas (ANA) diz respeito às modificações pluviométricas mais acentuadas verificadas nos últimos dias. A agência assinalou que a ausência de chuvas nos primeiros dias após o rompimento da barragem da mineradora Vale em Brumadinho, colaborou para a baixa velocidade dos segmentos em direção ao leito dos rios. Mas agora o cenário está mudando. Para a ANA ainda é impossível afirmar que as consequências que advirão caso os rejeitos provenientes do rompimento da barragem, atinjam o Reservatório de Três Marias e impactar os usuários dos recursos hídricos localizados no Rio São Francisco.

OCEANOS MAIS AZUIS REDUÇÃO DE SALÁRIOS O pedido encaminhado ao Supremo Tribunal Federal (STF) por nove estados, para que seja possível reduzir a jornada de trabalho e o consequente salário dos servidores públicos em função da frustração de receita, teve a participação do secretário da Fazenda de Alagoas, George Santoro. Embora impopular, a possibilidade de cortar salários e reduzir a carga horária dos servidores é cada vez mais importante para os estados, que veem na medida um meio de equilibrar suas contas, pressionadas pelos gastos com pessoal ativo e inativo.

PSL PEDE SETE CPIS

MACEIÓ REDUZ CRIMES De acordo com dados divulgados pelo Núcleo de Estatística e Análise Criminal (Neac), Maceió teve uma redução de 37% no número de homicídios no mês de janeiro. Foram 34 assassinatos na capital alagoana, contra 54 homicídios registrados em janeiro de 2018. O órgão estatístico da Segurança Pública também mostrou que no primeiro mês do ano aconteceram apenas nove assaltos a ônibus, apresentando uma queda de 63,6% ante o mesmo mês do ano passado.

Deputados do PSL se organizaram e foram os primeiros a apresentarem propostas de criação de comissões parlamentares de inquéritos (CPIs), com o intuito de impedir que o PT monopolize esta ferramenta contra o governo Bolsonaro. “Foram sete pedidos de CPI ao todo” diz a deputada Joice Hasselman (PSL-SP). Ela protocolou um pedido de abertura de CPI para analisar a Comissão da Verdade, que segundo ela, investigou somente “um dos lados” da ditadura militar.

As mudanças no planeta devido ao aquecimento global acabam provocando inúmeras consequências, quase sempre prejudiciais. Mas segundo o jornal The Guardian, o aumento da temperatura na Terra deverá tornar as águas dos oceanos mais azuis e mais verdes até o final do século. Os cientistas salientam para o impacto do clima sobre o fitoplâncton, que converte a luz solar em energia através da fotossíntese.

• O apoio dado pela Petrobrás às diversas atividades culturais do país, esta por um fio. O presidente da República, Jair Bolsonaro criticou o patrocínio e determinou a reavaliação dos contratos. • Segundo uma postagem do presidente em uma rede social, “a soma dos patrocínios dos últimos anos passa dos R$ 3 bilhões” afirmou.

OCEANOS MAIS AZUIS 2

• Bolsonaro disse que “embora reconheça o valor da cultura e a necessidade de incentivála, mas isso não deve estar a cargo de uma petrolífera estatal”.

Os cientistas colocam o fitoplâncton como a base da cadeia alimentar marinha e, por isso, seguem com muita atenção estas alterações. E concluem que fatores como a temperatura, correntes oceânicas e acidez oceânica afetam o crescimento e os tipos de fitoplâncton na água, bem como o nível de outras matérias orgânicas coloridas e detritos. E que podem vir a afetar a absorção e reflexão da luz na superfície do oceano.

• Ainda de acordo com a opinião do presidente “os incentivos devem ser direcionados de forma justa, enxuta, transparente e responsável, e não em detrimento das principais demandas da nossa sociedade”.

Obras garantem melhoria na mobilidade Prefeitura de Maceió tem utilizado os recursos pagos pelos contribuintes para investir em infraestrutura em diversos bairros ASSESSORIA

EDITORIA DE POLÍTICA*

P

Prefeito Rui Palmeira ressalta que as ações municipais trazem conforto e segurança aos moradores da capital

ara levar mais qualidade de vida para os bairros, a Prefeitura de Maceió segue com importantes obras de pavimentação na capital. Com várias obras espalhadas pela cidade e muitas delas já entregues pelo Município, o prefeito Rui Palmeira segue o ritmo intenso de vistorias nos bairros. Para o gestor, as obras representam mais qualidade de vida para a população. “Essas ações trazem conforto e infraestrutura para o cidadão da capital. São mais obras feitas com recursos próprios, sobretudo, com o IPTU pago pelo maceioense. É a garantia de mobilidade para moradores e para quem frequenta esses locais”, comentou Palmeira. Durante a última semana, o prefeito acompanhou de perto o andamento dos trabalhos no Loteamento Serraria II, no bairro Antares. Lá, sete vias estão sen-

do pavimentadas, somando 7.500 metros quadrados de asfalto novo. O gestor também esteve no Antares I, onde 10 ruas estão sendo pavimentadas. Além destas obras, a Prefeitura segue com trabalhos na Chã da Jaqueira com cerca de 300 metros de pavimentação e no Tabuleiro, com 7.025 metros quadrados de pavimentação. No Rio Novo, foram cinco ruas, totalizando 9.200 metros quadrados de pavimentação, incluindo o acesso ao cemitério e à Igreja da região. Quem convivia com poeira e lama decorrentes das ruas sem drenagem e asfalto, hoje fala com orgulho do local em que vive. No Complexo Benedito Bentes, um dos conjuntos beneficiados foi o Residencial Pôr do Sol. O local teve mais de 10 vias asfaltadas, em um total de 7.600 metros quadrados. “Aqui era um local esquecido. A gente não podia andar de carro e nem de moto porque era buraco e lama.

Quando chovia ninguém andava. Agora a gente está beneficiado com isso aqui, que é uma maravilha. Aqui ficou uma bênção”, disse Aurélio Feitosa, morador do local. ENTREGA Na quinta-feira (7), o prefeito Rui Palmeira entregou, no Conjunto Santo Eduardo, a Praça Jornalista Dênis Agra. O espaço foi totalmente revitalizado e recebeu desde serviços de acessibilidade à iluminação em LED. Para o prefeito Rui Palmeira, a proposta é garantir equipamentos públicos que sejam utilizados para o lazer, práticas esportivas e convivência dos moradores. “Recuperar locais que antes estavam abandonados e transformá-los em um espaço de lazer e convivência para a comunidade é o nosso objetivo. A gente percebe que aqui é um local que tem mais habitação do que comércio, então essas pessoas realmente precisam de um espaço assim”, ressaltou o gestor. *Com assessoria

Luciano Barbosa reúne prefeitos para tratar do Escola 10 O vice-governador e secretário de Estado da Educação, Luciano Barbosa, reunirá prefeitos dos 102 municípios alagoanos para anunciar benefícios e ações do Programa Escola 10 para 2019, repetindo o feito de 2017, quando lançou o programa. O encontro acontece nesta segunda-feira (11), às 10h, na Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), com a presença também da secretária executiva Laura Souza e superintendentes das áreas finalísticas. Dentre os anúncios, Luciano destacará as 38 prefeituras que atingiram as metas estipuladas pelo programa em 2017 e como serão distribuídos os 550 mil livros confeccionados pelo Governo do Estado, beneficiando cerca de 160 mil alunos das redes municipais e estadual. Para o vice-governador e secretário, o fortalecimento desta parceria com os muni-

cípios é indispensável para o avanço dos índices educacionais e qualidade do ensino. “Sempre acreditamos que a união entre Estado e municípios seria fundamental para atingirmos as metas estabelecidas para a educação em Alagoas, pois tudo começa lá, no município, que detém 95% das matrículas da educação infantil e ensino fundamental e são estes estudantes que recebemos na rede estadual. O Escola 10, hoje lei, foi pensado estrategicamente para atender cada etapa e deu certo. Graças ao compromisso do governador Renan Filho, à força deste parceria com prefeitos e secretários municipais e à dedicação de técnicos e profissionais comprometidos, alcançamos resultados inimagináveis para Alagoas em tão pouco tempo e vamos continuar trabalhando nestes três pilares: matricular nossas crianças e

jovens, mantê-los na escola e garantir a aprendizagem destes. Nisto estará nossa atenção e nosso trabalho”, garantiu Luciano. PROJETO O Escola 10 foi lançado em 2017 como uma proposta de articulação com os municípios para a melhoria da qualidade da educação em Alagoas. Dentre as principais estratégias estão o acompanhamento pedagógico de todas as escolas públicas municipais e estaduais, com a realização da Prova Alagoas com diagnóstico, fornecimento de material didático complementar além da designação de três mil articuladores de ensino para atuar em todas as escolas, e ainda formações para articuladores, secretários municipais de educação e para os gestores das escolas da rede estadual. O programa se tornou Lei em novembro de 2018.

ASSESSORIA

Luciano Barbosa pretende repetir o feito junto aos gestores municipais para aplicar melhorias na educação


POLÍTICA

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 9 e 10 DE FEVEREIRO DE 2019

5

Collor se alia ao PT em bloco no Senado

Senador alagoano chegou a ensaiar uma aproximação com o presidente Jair Bolsonaro e pretende evitar um processo de isolamento

T

entando evitar um processo de isolamento no Congresso depois da derrota na corrida presidencial, o Partido dos Trabalhadores formalizou bloco no Senado com o Partido Republicano da Ordem Social (Pros) e seus três representantes nesta legislatura (20192023) – entre eles o senador Fernando Collor (AL), que chega à sua oitava legenda em 40 anos de vida pública. Legenda reconhecida pela Justiça Eleitoral apenas em setembro de 2013, o Pros apoiou a candidatura do presidenciável petista Fernando Haddad e esta foi uma das principais razões apontadas para a formação do bloco. Com a composição, o denominado “Bloco Parlamentar da Resistência Democrática” começa o ano legislativo com nove nomes, seis do PT e três do Pros. Além do apoio eleitoral, teve peso na disputa uma questão envolvendo a senadora Zenaide Maia (Pros-RN) – que foi escolhida como vice-líder do bloco e tem histórico de aliança com os petistas (leia mais abaixo) –, além da óbvia busca por ampliação de espaços no Legislativo federal. Mas lideranças ouvidas pelo Congresso em Foco garantem: o agrupamento é meramente político e administrativo, de forma que a formação do bloco não significa alinhamento ideológico. “Inclusive, no Senado, os blocos têm mais a ver com questões administrativas e políticas do que propriamente com questões ideológicas. A formação dos blocos permite a formação dos espaços em comissões temporárias, permite a ocupação de algumas possibilidades”, ponderou o líder do bloco, Humberto Costa (PT-PE). Opinião semelhante tem o líder do Pros no Senado, Telmário Mota (RR). Iniciando a segunda parte de seu primeiro mandato, Telmário disse à reportagem

BLOCO

Relações de poder não são problemas Além da derrota do MDB, que , em 2016 rompeu com o PT às vésperas do impeachment de Dilma Rousseff, emerge da reconfiguração do comando do Senado a figura de Fernando Collor como um aliado experiente do governo Jair Bolsonaro (PSL). Em 17 de janeiro, o ex-presidente da República trocou afagos com o atual mandatário e tem se aproximado de Bolsonaro. Na condição de ex-presidente da República, Collor foi uma das autoridades convidadas pelo Planalto e pelo Itamaraty a participar do almoço oferecido em 16 de janeiro ao presidente da Argentina, Maurício Macri. Bolsonaro também fez deferência à presença de Collor na transmissão de cargo do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, no início daquele mês. Para o senador Humberto Costa, nem a imagem negativa de Fernando Collor junto à opinião púbica nem o namoro entre ele e Bolsonaro são problema no contexto do bloco.

DIVULGAÇÃO

Jair Bolsonaro e Fernando Collor durante conversa em Brasília; Collor buscou se aproximar de seu governo

Inclusive, no Senado, os blocos têm mais a ver com questões administrativas e políticas do que propriamente com questões ideológicas. A formação dos blocos permite a formação dos espaços em comissões temporárias HUMBERTO COSTA - PT Senador por Pernambuco

que a aliança PT-Pros é “sem compromisso ideológico”. “É uma relação só de bloco, nada mais do que isso. Cada um prossegue o seu caminho, sem um falar sobre o outro. Cada um segue seu destino”, declarou o senador, sintetizando a natureza do agrupamento partidário. Telmário explicou ao site o que, de fato, pesou na hora de decidir ir para a composição. “Tínhamos três [senadores], e um dos nossos, a senadora Zenaide, tem um vínculo muito forte com o PT. E, como o PT foi isolado pelos demais partidos, ele ia ficar sem bloco. Então, ela [Zenaide] foi a gota d’água. Se não fizéssemos o bloco, corríamos o risco de perdê-la. E, se a perdêssemos, teríamos o prejuízo de perder

direito a liderança [estrutura de poder no Senado]. Como ela tinha esse compromisso com o PT, de lutar por essa composição, tivemos de fazê-la”, acrescentou o líder. O Pros iniciou a legislatura com quatro nomes, mas agora tem três em razão da saída do senador cearense Eduardo Girão, que deixou o partido pelo qual foi eleito para engrossar as fileiras do Podemos. A desfiliação e consequente troca de legenda foi concretizada no último sábado (2), em meio à tumultuada eleição para a presidência do Senado que culminou na vitória de Davi Alcolumbre (DEM-AP) sobre Renan Calheiros (MDB-AL), que desistiu da disputa à presidência.


6

OPINIÃO UM PRODUTO:

Cooperativa dos Jornalistas e Gráficos do estado de Alagoas

Rua da Praia, 134 - sala 303 - centro - Maceió Alagoas Endereço Comercial: Empresarial Humberto Lôbo Av. Menino Marcelo - 9.350- Serraria Maceió - Alagoas - CEP: 57.083.410 CNPJ: 08.951.056/0001 - 33

possibilidade de o governo federal apresentar uma proposta que sugira a adoção de um sistema de capitalização da Previdência é mais uma preocupação para o trabalhador brasileiro.Na sexta-feira, o senador Paulo Paim (PT)alertou, em discurso em Plenário, para a inviabilidade desse método de poupança. Para ele, trata-se de privatização da Previdência, em que cada um contribui da forma que pode, e coloca em risco até mesmo os beneficiários do atual sistema. Segundo ele, outros países que adotaram essas regras já começam a rever sua eficácia. O sistema da capitalização já foi adotado no Chile, na Colômbia, no México e no Peru. Esses países fizeram a experiência e já estão voltando atrás, todos eles estão voltando atrás para um novo regime porque não deu certo essa tal de poupança, que o nome bonito é

PRESIDENTE José Paulo Gabriel dos Santos DIRETOR ADMINISTRATIVO FINANCEIRO: Flávio Peixoto EDITOR GERAL: Ricardo Castro

Jornalista

É inacreditável, mas começa a tomar forma aquilo que é a tal “carteira verde -amarela’ tão falada por Jair Bolsonaro. Geralda Doca e Pedro Paulo Pereira, em O Globo, relatam que, como parte da reforma da Previdência, os senhores de escravo que nos governam querem implantar um regime escravocrata contra nossos filhos e nossos netos. É uma coisa dantesca, monstruosa, que dá vergonha a qualquer pessoa decente. Trabalho sem férias e sem 13° salário, entre outras “li-

Jornalista

Um incêndio nos alojamentos do Centro de Treinamento do Flamengo no Ninho do Urubu, onde ficam os jogadores das equipes de base, flagrou sextafeira mais um dramático exemplo da desigualdade social no país, que aumenta a cada dia. Ao mesmo tempo em que o Flamengo rico, o maior clube do país, torra R$ 85 milhões na contratação de grandes craques, estes meninos estavam alojados em conteineres improvisados nos fundos do Ninho do Urubu, sem laudo de segurança aprovado pelo Corpo de Bombeiros. Às cinco da manhã, quando os meninos ainda estavam dormindo, um ar-condicionado explodiu e provocou um curto circuito nos demais aparelhos, e o fogo se espalhou rapidamente. Dez jogadores da base e funcionários morreram carboni-

comercial.tribunaindependente@gmail.com redação.tribunaindependente@gmail.com

OS ARTIGOS ASSINADOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES. NÃO REPRESENTANDO, NECESSARIAMENTE, A OPINIÃO DESTE JORNAL.

capitalização, mas, na verdade, é uma poupança individual . Entre os motivos para a revisão do sistema previdenciário nesses países estão valores de aposentadoria muito baixos e até mesmo uma cobertura restrita. O senador questionou ainda a ausência de um mecanismo de transição, o aumento do tempo de contribuição, a idade única para homens e mulheres se aposentarem, além da desvinculação do benefício do salário mínimo para deficientes físicos e idosos que se aposentam pelo Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS), todas sugestões do grupo de estudos do governo dedicado a propor mudanças na Previdência. Regime de capitalização poderia ser traduzido como regime de poupança. A ideia base do modelo é que cada trabalhador guarda dinheiro para sua própria aposentadoria no futuro.

beralidades”. E aposentadoria só com o que o próprio trabalhador puder poupar – nas caixas gordas dos bancos, é claro – para tirar uma “merreca” quando já estiver às portas da morte. Não é exagero: um trabalhador que tem hoje 18 anos, ganha salário mínimo, na remota hipótese de “investir” os mesmos 8% que desconta hoje para o INSS terá de trabalhar nada menos que 52 anos, sem um mísero mês de desemprego, para se aposentar com um salário mínimo de renda, ao 70 anos de idade, às taxas oferecidas hoje pelos planos de previdência privada. Isso num cálculo ideal, irrealizável na prática, porque haverá pensões, casos de invalidez e outros eventos que, se quiserem dar o nome de previdência a isto terão de

ser minimamente cobertos. Como não haverá férias e nem o “pingado” do 13° para sequer comprar o modesto frango de Natal, a vida passa a ter como única finalidade trabalhar como um escravo moderno. Isso é inconstitucional, além de absurdo? Ora, é para isso que se monta uma base de cúmplices parlamentares para rasgar direitos que vêm de 80 anos no passado. Claro que os canalhas que propõem algo assim não o fazem para seus filhos e seus netos. Eles são de uma outra espécie: investidores, empreendedores, negocistas. Nada semelhantes à ralé que rala para viver, é claro. O último que achou que eram gente está preso, sumido, desaparecido.

Flamengo não cuida dos meninos pobres RICARDO KOTSCHO

REDAÇÃO: 82.3311.1328 - 3311.1329

Billo

Não é ‘nova Previdência’, é nova escravidão FERNANDO BRITO

PABX: 82.3311.1338 COMERCIAL: 82.3311.1330 - 3021. 8780

ricardocastro@tribuna-al.com.br

DIRETORA COMERCIAL: Marilene Canuto

Capitalização da Previdência

A

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 9 E 10 DE FEVEREIRO DE 2019

zados. Três ficaram feridos. A maioria deles veio de outros estados e de subúrbios do Rio. Eram meninos humildes que sonhavam em jogar no Flamengo e dar uma vida melhor às suas famílias. No mesmo terreno, o Flamengo gastou muitos milhões de reais durante anos para montar o mais sofisticado centro de treinamento dos clubes brasileiros para seus jogadores da equipe principal. Este alojamento improvisado das equipes de base seria desativado a partir da próxima semana, com a transferência dos meninos do sub-15 e do sub-17 para outro prédio, mas não deu tempo. Este é o Brasil, ao mesmo tempo rico e pobre, orgulhoso e miserável, acima de tudo injusto com os mais humildes. Foi mais um episódio cruel das tragédias que se sucedem no país, sempre penalizando os mais pobres, por desleixo e ganância do andar de cima, que está no comando, como sabemos.

Agora, virão as perícias e as rigorosas investigações para apontar os responsáveis por mais esta desgraça, que certamente punirá algum eletricista ou outro funcionário subalterno, mas nunca chegará aos donos da bola, como em Mariana e Brumadinho. Desta forma, estamos destruindo não só a vida presente, mas comprometendo o futuro do país, por desídia, pouco caso, irresponsabilidade e onipotência dos mais fortes. Daqui a pouco os comentaristas polianas vão dizer que mais esta tragédia sirva de lição para nunca mais se repetir, como falaram em Mariana, três anos antes da barragem romper em Brumadinho, matando mais de 300 pessoas, tudo exatamente igual. O Brasil não precisa mais de lições, já conhecemos todas, mas de punições exemplares aos verdadeiros responsáveis, que não dormem em conteineres sem nenhuma segurança . Vida _ e morte _ que segue. Até quando?

Guerra contra a Venezuela? LEONARDO ATTUCH Jornalista.

O plano de guerra dos Estados Unidos contra a Venezuela, com apoio dos atuais governos do Brasil e da Colômbia, foi traçado na última terça-feira, quando o atual chanceler, Ernesto Araújo, se encontrou com John Bolton, assessor especial de Segurança de Donald Trump. O que se decidiu, na Casa Branca, foi que os três países concederiam “ajuda humanitária” à Venezuela, com a criação de corredores para o transporte de alimentos e remédios. Ao fim do encontro, Bolton foi ao twitter e disse que a relação entre Estados Unidos e Brasil nunca foi tão sólida – o que também pode ser lido como Brasília nunca foi tão submissa aos ditames de Washington. Os corredores de “ajuda humanitária” poderão ser um estopim para a guerra por um motivo simples. Como Nicolás Maduro não deve aceitar a imposição externa, até em razão do risco de transporte de armamentos para a oposição, logo em seguida começará a ser construído um trabalho de convencimento midiático sobre a necessidade da opção militar. Maduro será retratado como o ditador cruel que impede que a própria população venezuelana receba alimentos e remédios, assim como o sírio Bashar Al-Assad foi acusado de atacar seu povo com armas químicas. Tudo o que se busca é exatamente um pretexto para uma mudança de regime num país que tem as maiores reservas de petróleo do mundo. Reportagem recente do The Wall Street Journal aponta que a intervenção em

Caracas será apenas o “primeiro tiro” de uma estratégia mais ampla dos Estados Unidos para a América Latina, que tem como objetivos não apenas retomar o “quintal” como também afastar a influência de países como Rússia e China – especialmente o segundo, que já é não apenas o maior importador de produtos brasileiros, como também o maior investidor. Trata-se, portanto, de um projeto de recolonização de todo o continente – o que incomoda setores da ala militar do governo. A tal ponto que os generais decidiram tutelar a atuação do chanceler Ernesto Araújo para impedir a submissão total do Brasil a interesses internacionais. Tanto Araújo como o presidente Jair Bolsonaro parecem hoje menos compro-

missados com os interesses nacionais de longo prazo – e mais alinhados com esse novo papel do Brasil como colônia. Os generais parecem considerar inevitável um choque entre Estados Unidos e China, mas ainda tentam preservar uma posição de relativo equilíbrio para o Brasil. Participar de uma guerra movida a petróleo, a serviço de potências externas, certamente não é algo que atenda aos interesses brasileiros. E pode criar consequências imprevisíveis, com o risco de se transformar a América do Sul no novo Oriente Médio, uma vez que nem China, nem Rússia, duas potências nucleares, parecem dispostas a abandonar a construção de um mundo multipolar, permitindo a volta a uma era de hegemonia imperial.


BRASIL

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO e DOMINGO, 9 e 10 DE FEVEREIRO DE 2019

7

Receita Federal investiga Gilmar Mendes Ministro do STF e a mulher são acusados de crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e ocultação de patrimônio NELSON JÚNIOR

Ministro do STF, Gilmar Mendes pede investigação contra auditores

O

ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes enviou na quinta-feira um ofício ao presidente da corte, José Dias Toffoli, pedindo providências urgentes ao STF ao descobrir que ele e sua esposa, Guiomar, estão sendo alvos de uma investigação da Receita Federal. No ofício, ao qual a Reuters teve acesso, Gilmar incluiu documentos que teria recebido mostrando que a Receita planejava uma “ação fiscal” para verificar a possibilidade dos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, ocultação de patrimônio ou tráfico de influência. No ofício enviado a Toffoli, Gilmar revela que teve acesso “extraoficialmente” aos documentos e acusa os fiscais de fazerem ilações e não terem quaisquer fatos concretos. Em tom claramente irritado, o ministro acusa os fiscais da Receita de fazerem investigação claramente criminal, que fugiria a suas atribuições, e vazarem os documentos para a imprensa. “O que causa enorme estranhamento e merece pronto repúdio é o abuso de poder por agentes públicos para

fins escusos, concretizado por meio de uma estratégia deliberada de ataque reputacional a alvos pré-determinados”, reclama o ministro. No início da tarde de sexta-feira, o presidente do STF enviou ofícios, divulgados pela assessoria de imprensa da corte, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, ao secretário da Receita Federal, Marcos Cintra, e ao ministro da Economia, Paulo Guedes, pedindo aos três a apuração do caso, que diz ser “consistente na prática de atos ilícitos”. O caso surgiu um dia depois de senadores de vários partidos entrarem no Senado com um pedido de abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito sobre irregularidades cometidas no Poder Judiciário e que envolvem ministros das cortes superiores e juízes de menores instância. Uma das investigações da Lava Toga é “a participação de ministros em atividades econômicas incompatíveis com a Lei Orgânica da Magistratura”. Na prática, isto significa dizer que a comissão poderá apurar casos de juízes com atividades remuneradas que conflitam interesses com o cargo.

REAÇÃO

Ministro compara Receita com a Gestapo O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse na sexta-feira, ao Estadão/Broadcast que a Receita Federal não pode ser convertida numa Gestapo, em referência à polícia do regime nazista que investigava e torturava opositores ao regime de Adolf Hitler. O ministro vê quebra de sigilo e uso político do órgão na apuração sobre possível lavagem de dinheiro e ocultação de patrimônio - e estuda processar os auditores fiscais responsáveis pela investigação. “A Receita não pode ser convertida numa Gestapo ou num organismo de pistolagem de juízes e promotores”, disse Gilmar à reportagem “Agora, se eles fazem isso com ministro do STF, o que não estarão fazendo com o cidadão comum?”, completou.


8

PUBLICIDADE

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 9 E 10 DE FEVEREIRO DE 2019


CIDADES

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 9 e 10 DE FEVEREIRO DE 2019

Proximidade do Carnaval movimenta academias na capital

9

ADAILSON CALHEIROS

Foco nesta época está na busca pelo corpo perfeito, mas rotina de treino é desviada para a saúde e qualidade de vida LUCAS FRANÇA REPÓRTER

“Q

uem não quer chegar o Carnaval e Verão com um corpo bacana, e ainda por cima com saúde”? Foi pensando nisso que o estudante Gabriel Alex, 16 anos, há dois anos procurou uma academia para adquirir o que para ele seria um corpo perfeito. “De início meu objetivo de fato foi à estética, mas logo vi que a saúde e a qualidade de vida estão ligadas a essa ideia inicial”, avalia o jovem que iniciou no Jiu Jitsu e logo começou a fazer musculação e não parou mais. “Minha vida melhorou muito, estou com um corpo que curto, recebo elogios e por isso, estou bem satisfeito com os resultados conquistados. E muito bem preparado para a chegada do Verão.

Atualmente não faço dieta específica. Mas tenho uma alimentação considerada boa e complemento com suplementação’, finaliza o estudante. Já a técnica de laboratório Rosalinda Alves, 60 anos, comenta que procurou a academia por recomendação médica. “Há três anos eu fui ao médico e ele me pediu todos os exames e minhas taxas estavam bem altas – principalmente o colesterol, e a partir daí ele me orientou para fazer atividades físicas. Com três meses renovei os exames e as taxas tinham baixado. A academia para mim é como uma medicação. É qualidade de vida. Minha taxa de colesterol baixou de 220 para 170. Também perdi peso. Os professores mudaram meu treino com as avaliações para eu conseguir massa magra e manter bons resultados. É um programa específico

para meu caso”. Rosalinda ressalta que hoje não pensa em sair da academia e comemora uma vida saudável. “Eu vejo pessoas bem mais jovens cansadas, muita gente nem tem uma qualidade de vida que eu adquiri. Comecei por recomendação médica, e vi que isso também está ligado à autoestima, estética. Né verdade? Todo mundo hoje em dia quer se sentir bem com o corpo. Estou bem satisfeita, ‘barriga’ eu não tenho”, brinca acrescentando que tem acompanhamento com uma equipe multidisciplinar composta por nutricionista, endocrinologista e profissional de educação física. Os casos de Gabriel e Rosalinda são diferentes, mas têm similaridades porque ambos acreditam que a estética são pontos positivos conquistados com os treinos. E é assim que muitas pessoas

Resultados são obtidos com continuidade dos treinos O personal David Anderson ressalta que o resultado em tão pouco tempo é complicado. “Muitas pessoas procuram as academias nessa época para iniciar os treinos já com uma opinião formada e querendo exatamente conseguir resultados mais satisfatórios. Mas em curto prazo o resultado não será o esperado”, explica o personal trainer. David diz que no prazo de três a quatro meses, o tempo é curto e muita gente acaba investindo em suplementação. “Conquistar um corpo ideal para muita gente em tão pouco tempo é quase que impossível, porque como falamos, essa conquista precisa de dedicação e continuidade dos treinos para ter uma boa estética e qualidade de vida. A gente joga bem aberto com eles explicando que o tempo é muito pouco, mas que vamos fazer o melhor possível para obter alguns ganhos. E orientamos que eles devem procurar também profissionais especialistas que ajudam nessa meta”. David acrescenta que não existe um prazo mínimo ou máximo para conquistar as metas. Cada pessoa responde de forma diferente. Por isso, o treinamento deve ser individualizado e de acordo com a necessidade de cada pessoa. A gente segue o perfil de cada aluno. Voltado para o objetivo que ele quer alcançar, orientando que os resultados vão chegar a médio e longo prazo. Nosso objetivo é explicar que cada pessoa precisa de um treino específico, mesmo que o objetivo seja o mesmo, fazemos isso com explicações técnicas e científicas’’. CAMINHADAS Existem pessoas que não gostam do ambiente das aca-

sarado. “Os clientes chegam com um objetivo de alcançar o corpo perfeito para o Carnaval e consequentemente para o Verão. Eu não tenho o número exato de pessoas que procurou a Club, mas te afirmo que é muita gente.

ACOMPANHAMENTO

ADAILSON CALHEIROS

David Anderson explica que prazo para obter resultados é variável demias ou não têm como pagar e optam por fazer caminhadas e exercícios em casa por exemplo. Isso é válido segundo David Anderson. No entanto, se deve ter muito cuidado. “Muita gente vai sim notar resultados. Outras pessoas não. Tem gente que consegue se dedicar, outras precisam de um acompanhamento, uma pessoa para motivar. A verdade é que a caminhada é algo limitado”, comenta afirmando que as pessoas precisam fazer atividades diversificadas. Nesse momento de carnaval, a dança, por exemplo, também é bastante procurada. Aqui mesmo temos uma turma especial que é a turma de frevo’’. CROSS Cross Training, Treino ou Cross Fitness são modalidades que vêm crescendo bastante e conquistado muitos adeptos em Maceió e também estão bastante procurados nesse período. Em um Centro de Treinamento

Com proximidade do Carnaval, muitas pessoas buscam malhação para obter um corpo definido pensam. De acordo com a proprietária da Academia Club Fitness, Fabíola Medeiros, nos meses que antecedem o Carnaval e a chegada do Verão, muita gente acaba procurando as academias na tentativa de conquistar um corpo

(CT Club) na Avenida Presidente Getúlio Vargas, no bairro da Serraria, a atração é o “desafio dos 25 dias” - que é justamente para ajudar as pessoas que querem um corpo ‘perfeito’ para o período. “Temos pessoas de todas as idades”, comenta Fabíola, proprietária do CT. A profissional de educação física Thialle Mirtielle disse que as pessoas que entram no desafio ou que buscam o espaço chegam com a meta que geralmente é perder peso ou definir o corpo com o ganho de massa magra. “O desejo na maioria das vezes é conseguir perder peso e ter um corpo musculoso – principalmente os jovens”. Thialle explica que o ‘desafio dos 25 dias’ não é uma receita do milagre ou garantia de um corpo sarado. “Mas com a dedicação, acompanhamento e regras que são alinhadas ao treinamento é possível observar alguns resultados específicos. A gente faz o antes e o depois”. (L.F.)

Avaliações nutricional e cardiológica são essenciais Para ter um resultado desejado, precisa associar exercício físico e uma boa alimentação. E isso também precisa de tempo para que o corpo possa se adaptar a essa transformação. “Alimentação é essencial para que se obtenha resultados satisfatórios. Isso não se conquista em dois ou três meses, porque é preciso “programar” o corpo com reeducação alimentar para que ocorram mudanças na composição corporal, eliminando gordura e construindo músculos (massa magra) e isso se faz com dieta individualizada e exercícios. Mas leva tempo”, ressalta a nutricionista Alana Costa. Além da alimentação

também se faz necessário tanto para quem vai iniciar a prática esportiva quanto para quem já a faz, o acompanhamento de um cardiologista e endocrinologista. A cardiologista Fernanda Carla explica que o profissional vai detectar possíveis alterações cardiológicas. “Como HAS [Hipertensão Arterial Sistêmica], arritmias e doenças coronarianas, além de outras doenças que podem comprometer o desempenho cardiovascular ao exercício. Como também prevenir eventos durante os mesmos”. Ela conta que durante avaliação são feitos exames de rotina laboratoriais, e cardiológicos

Na maioria são mulheres. E o pensamento delas e dos homens também é o corpo, a estética, e não ainda a qualidade de vida. Mas aqui orientamos e influenciamos que eles continuem para além do corpo, ter qualidade de vida”, disse Fabíola Medeiros.

como teste ergométrico e eletrocardiograma (ECG). Visando avaliação mais criteriosa para liberação dos exercícios tanto aeróbicos como também anaeróbicos. “Os principais cuidados são com os pacientes diabéticos, HAS, que se beneficiam com os exercícios, para melhor controle dos seus níveis glicêmicos e pressóricos. O check-up anual se faz necessário para detectar possíveis alterações que possam comprometer a saúde e bem estar, além de avaliar a performance dos pacientes ao exercício. Principalmente nos pacientes que já são sabidamente HAS e/ ou diabéticos, devem fazer avaliação cardiológica com regularidade” explica. Carla diz ainda que para fazer atividades físicas com segurança é sempre importante uma avaliação prévia. “Pois é na avaliação que podemos detectar e minimizar possíveis eventos cardiovasculares durante o exercício.” (L.F.) ACERVO PESSOAL

Cardiologista Fernanda Carla explica que a avaliação é necessária antes de começar atividade física


10

CIDADES

CIDADES EMFOCO ROBERTO BAIA

robertobaiabarros.hotmail.com

A novela continua

A

inda não chegou ao fim o imbróglio sobre a presidência da Câmara Municipal de Arapiraca. Um despacho publicado na quinta-feira (07), preferido pelo desembargador Celyrio Adamastor, afasta o atual presidente Leandro Barbosa de Almeida (MDB), o Leo Saturnino, e devolve o cargo ao vereador Jario Marques de Barros (PRP), o Jário Barros. (Com 7Segundos).

INTERVENÇÃO DO JUDICIÁRIO Em sua decisão, o magistrado cita o princípio de interna corporis e entende que a decisão do desembargador plantonista, Elielson dos Santos Pereira - que negou o pedido de suspensão da eleição da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Arapiraca - incorre na intervenção do Poder Judiciário sobre o Poder Legislativo.

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 9 e 10 DE FEVEREIRO DE 2019

AGORA É GUERRA

GARANTIU POSSE

RELAÇÕES COM A MENINA

No primeiro dia do ano, a então presidente Graça Lisboa ainda tentou recorrer da decisão, mas o desembargador Otávio Praxedes, presidente do TJ e plantonista a época, negou o pedido e garantiu a posse de Saturnino. “O judiciário não pode interferir. Meu despacho é taxativo e está hasteado em várias decisões do STF”, declarou Celyrio Adamastor, com exclusividade ao 7Segundos.

Com a vítima dentro do carro e fazendo ameaças, Severino Lira dos Santos foi até a cidade de Santa Luzia do Norte, comprou bebida alcoólica em um bar, voltou ao município de Pilar, comprou mais bebida alcoólica e forçou a menor a beber com ele dentro do veículo. Após isso, ele retornou ao povoado de Camurupim e em um matagal, de maneira bastante violenta, manteve relações sexuais com a menina.

“Cada jogo agora é uma guerra e vamos entrar em campo para vencer”, disse Valdonedo Xavier, de 66 anos, que chegou nesta madrugada a Arapiraca para ajustar o elenco do ASA e definir a equipe a caminhar unida para os próximos jogos com o objetivo de conquistar vitórias.

CRIME DE ESTUPRO

PENEDO

O Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/ AL), por meio da Promotoria de Justiça de Pilar, ofereceu ao Poder Judiciário denúncia em desfavor do ex-policial militar Severino Lira dos Santos, que é acusado de praticar crime de estupro de vulnerável contra uma menor de apenas 13 anos. Além disso, ele ainda responderá por posse irregular de arma de fogo de uso permitido. A ação penal foi ajuizada pelo promotor de Justiça Silvio Azevedo Sampaio, que disse existir provas suficientes para demonstrar a autoria das praticas criminosas.

Com 7Segundos: Uma pesquisa realizada por especializada em turismo e de circulação nacional apontou Penedo, na região do Baixo São Francisco, como uma das mais belas cidades brasileiras. O período da pesquisa foi entre fevereiro de 2018 e janeiro de 2019.

“O momento é muito difícil para o ASA é uma tarefa muito difícil e árdua, mas vamos trabalhar juntos com a diretoria, a comissão técnica, o elenco e os torcedores para sairmos dessa situação delicada”, reconheceu o experiente técnico de futebol que veio de Curitiba, onde mora, direto para Arapiraca.

DATA DO CRIME Segundo a denúncia oferecida pelo MPE/AL, o crime de estupro de vulnerável ocorreu no último dia 20 de janeiro quando Severino Lira dos Santos encontrou a menor em uma estrada do povoado Camurupim, zona rural de Pilar. “O acusado encontrou a menor e ofereceu carona. Quando a oferta foi recusada, ele apontou um revólver e forçou a vítima a entrar no carro que dirigia”, disse um trecho da petição.

INDICAÇÕES Durante esse período, mais de 10 mil colaboradores assinantes e seguidores das redes sociais da Revista Bula indicaram a sua cidade preferida. Penedo ficou entre as 500 cidades mais indicadas. Outras cidades tiveram mais de 1000, 700, 400 e 300 indicações.

PRIMEIRA ENTREVISTA Na primeira entrevista coletiva no início da noite de quinta-feira (7), na Sala de Imprensa do ASA, o coordenador técnico do alvinegro, Nedo Xavier, disse que veio a Arapiraca porque acredita no Gigante de Alagoas e vai tirá-lo da difícil situação que ele se encontra no Campeonato Alagoano.

MOMENTO DIFÍCIL

... “Eu deixei muitos amigos aqui em Arapiraca e a gente chega com muita vontade de vencer, de lutar e deixar o ASA em uma situação mais confortável”, revelou. ... Nedo Xavier passou apenas 30 minutos com o elenco do ASA em campo, mas obteve informações dos jogadores e assistiu a vídeos dos três primeiros jogos do Campeonato Alagoano e já percebeu o que pode ser melhorado em campo. ... “Estou conversando com toda a equipe e falando para que eles não cometessem mais os erros que fizeram em campo e em pouco tempo trabalhar o máximo possível”, destacou o coordenador.

Pinheiro pode ficar até 3h ao dia sem energia por estudos do solo

ADAILSON CALHEIROS

Testes a serem feitos na manhã deste sábado vão determinar se haverá ou não desligamento nos próximos 20 dias EMANUELLE VANDERLEI COLABORADORA

N

os próximos 20 dias, os moradores do bairro do Pinheiro devem ter suas rotinas ainda mais afetadas pelos estudos geológicos. Dando início a uma nova fase de estudos, a Companhia de Pesquisa e Recursos Hídricos e a Defesa Civil de Maceió anunciaram, em coletiva na tarde da sexta-feira (8), que possivelmente será necessário desligar a energia para que não haja interferência nos resultados das pesquisas. Segundo Thales Sampaio, geólogo da CPRM, serão feitos testes com corrente elétrica na manhã deste sábado (9), caso tenha algum desvio

será feito o teste sem corrente. “Haverá esse incômodo, me solidarizo com a população e solicito compreensão de todos. Não estou dizendo que vamos desligar, é possível”. O estudo conta com dois métodos nesta etapa, gravimetria e audiomagnetotelurico. Ambas para analisar as propriedades físicas do solo, atualizar gravidade e movimento da massa. A gravimetria deve causar interrupções de algumas vias, como aconteceu na etapa anterior, com aviso prévio. Já o estudo audiomagnetotelurico envolve eletromagnetos como fonte de sinais, e por isso a provável necessidade de interrupção. Segundo os técnicos, talvez só seja necessário interromper o fornecimento de alta tensão, o que não interfere na vida dos morado-

SANDO LIMA

Especialista diz que natureza está avisando que algo especial está ocorrendo

Dinário Lemos e Thales Sampaio em coletiva de imprensa para anunciar medidas relativas aos estudos que estão acontecendo no bairro do Pinheiro

res. Mas se for confirmada a necessidade de desligar o fornecimento de média tensão a energia dos moradores será cortada. O tempo estimado de suspensão por dia é de 40 minutos a até 3 horas. Durante 20 dias seguidos, a partir da próxima segunda-feira (11). A assessoria de imprensa

informou que está tentando reduzir o desconforto “Estamos fazendo de tudo com a Eletrobrás para pelo menos fracionar e não parar o bairro todo ao mesmo tempo”. O professor Fred Dantas, morador do bairro, lamenta o transtorno que sofrerá, mas reforça que apoia a apuração. “Estão em processo de investi-

gação, queremos que seja apurado. Se é necessária para o equipamento a ausência de eletricidade, para desligar outros equipamentos que causa interferência, tudo bem, mas que também desliguem a energia que passa nos postes aqui na praça de altíssima tensão, vão direto para a subestação”.

“Pode haver acidente grave sem aviso prévio” A CPRM explicou que a partir de agora estará permanentemente no bairro, inclusive no período de chuvas. “Não sairemos do bairro do Pinheiro. Estamos com a população”, disse Thales Sampaio. Mas orienta que a população deixe suas casas antes do período chuvoso. “Pode sim acontecer um acidente grave sem aviso prévio. A natureza está avisando que alguma coisa especial está acontecendo no bairro do Pinheiro”. Mas não prevê uma saída definitiva. “Passada a chuva, as pessoas poderão voltar para suas casas”. Ele relatou que tem sido feito o mapeamento de áreas

de risco em todo o Brasil desde 2011, até agora já passaram por 1.680 municípios. A equipe da CPRM esteve em Maceió em 2017, mas naquela ocasião o Pinheiro não estava entre as áreas de risco. “Estivemos nas encostas, como o bairro do Mutange, uma área de risco clássica”. Um ano depois da visita, com o tremor sentido pela população, eles foram chamados de volta para nova avaliação. “O Pinheiro é diferente de todas as áreas de risco que já vimos, não fica em regiões como as encostas”. Os primeiros técnicos da CPRM chegaram em março de 2018, em junho a equipe

foi reforçada e em janeiro chegou um número maior de especialistas. “Os 53 melhores técnicos do país estão aqui”, garantiu. Até agora, já foram feitos estudos de 100 metros de profundidade, com detalhes. Geofísicos e geólogos agora vão além, para atingir até 1.500 metros. “Precisamos saber se o que estamos vendo na superfície tem relação com o subsolo, e até que profundidade. Sabemos que está atingindo até 80 metros, mas chega a 1.500? Vamos ultrapassar a camada de sal”, disse o geólogo. Também estão sendo avaliadas imagens de satélite. Uma empresa italiana

tem imagens com precisão de várias regiões do mundo, e eles tem o bairro do Pinheiro, com muitos detalhes. Foram compradas imagens dos últimos 2 anos para tentar estudar com precisão o momento do tremor. Mas os moradores informaram que o problema das rachaduras já está acontecendo há 10 anos, portanto eles compraram as imagens dos 10 anos para estudar e quantificar o quanto modificou. Se desceu, subiu ou até se movimentou para os lados. Esse estudo deve ser concluído até o final de fevereiro. Não vai ajudar a identificar as causas, mas a compreender os movimentos. (E.V.)


CIDADES

AILTON VILLANOVA AÍLTON VILLANOVA

aílton.villanova@gmail.com

COM DIEGOVILLANOVA

O pai era mesmo outro! Em que pese adepta da igreja Católica, dona Eufranásia sempre foi chegada a um terreirinho de macumba, desde que passou a “se entender de gente”. Nos últimos tempos, incrementou ainda mais os seus comparecimentos ao congá do babalorixá Aluribaldo dos Santos, o notório Pai Lula, por achar que, neste mundo, o referido é o mais competente no barato macumbal. Ela teve a maior e definitiva prova disso. Bom. A grande preocupação de dona Eufranásia era o filho Adenósio, que, desde muito cedo, começou a atender, também, pelo vulgo de “Bacuráu”. Esse cara tinha um defeito terrível: não queria saber de estudar e nem de trabalhar. A mãe havia feito de tudo para tirá-lo da malandragem. Sem sucesso. Até que o galego Álvaro Cleto, lhe deu a dica: - Por que a senhora não leva esse rapaz ao nosso querido Pai Lula. Garanto que dará um jeito nele! Os olhos da madame brilharam: - É mesmo, seu Álvaro? Deus seja louvado! - Leve ele lá, o mais depressa possível! Depois de mais de quinze dias de luta tentando convencer o filho, dona Eufranásia conseguiu arrastá-lo até o terreiro do babalorixá. Chegaram lá, encontraram Pai Lula todo paramentado, esparramado num cadeirão de balanço, todo enfeitado de flores. De olhos fechados, o babalorixá passava a impressão de estar cochilando. Daí a pouco, liberou um profundo suspiro, arregalou o olhão, estalou a língua e liberou uma risadinha marota. Estava “manifestado”. Nele acabara de “baixar” o “espírito” nordestino-baiano de orígem africana intitulado “Véio Migué”.

- Ê, ê, ê! Se achegue mê zifí... - falou meio engrolado, encarando o malandro. Cismado, Bacuráu aproximou-se de Véio Migué, que chamou na grande: - Mê zifí num gosta de trabaiá, num é? E o Bacuráu: - É que não encontro jeito... - Si trata de um pobreminha isprituá, num sabe? Mas isso vai sê cunsertado daqui a uma sumana mai ô mêno... - Vai mesmo? - Vai. Uqui tá intrapaiando é o guia do seu pai... É isprito cavernoso, intende zifí? Cunheço a peça! - Conhece? - Cunheço. Si aperrêie não, qui eu vô botá pra quebrá im riba dele! - Daqui a uma semana? - Isso, mê zifí. É só isperá qui o seu pai assente os cabelo! - Meu pai? - É. Ele vai morrê daqui a uma sumana! Foi nesse ponto da conversa que o Bacuráu caiu na gargalhada. Em seguida, virou-se para a mãe e disparou: - Eu não falei, mãe? Eu não falei pra senhora que esse negócio de pai-de-santo é a maior enrolada? Aí, Pai Lula, quer dizer, o “espírito” Véio Migué, invocou-se com o malandro: - Tá duvidando d’eu? Num acridita qui o seu pai vai morrê? Bacurau foi desrespeitoso e irônico ainda mais: - Acredito porra nenhuma! A não ser que ele ressuscite. Faz cinco anos que ele tá enterrado no cemitério, meu chapa! - Êpa! Êpa lá! Aquele qui morreu e tá interrado no sumitéro foi o marido da sua mãe. Seu pai é ôtro, e tá vivinho. É o mecânico Agagenô, aquele qui mora na isquina da sua rua! Justo uma semana depois, o infeliz do mecânico Agagenor esticou as canelas. Consequência de violento infarto.

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 9 e 10 DE FEVEREIRO DE 2019

OS ASSASSINOS DE TIRADENTES

Cabo Arédio era um sujeito barrigudo e bigodudo que viveu no sertão alagoano, nos idos de 1917. Destemido, não abria parada nem para o trem. Arédio era mais grosso do que papel de enrolar prego. Nunca frequentou uma escola, mas era cabo da briosa Polícia Militar, destacado na região de Santana do Ipanema. Certa manhã, ele entrou no gabinete do delegado Agajoel Delfino Monteiro e o encontrou com ar preocupado. Não se conteve e indagou da autoridade: - Qui cara de aperrêio é essa, seu Gajoé? E o delegado, disfarçando: - Tô aperreado não, cabo... - Tá. Tá, sim. Pelo seu olhinho, tô vendo que tá, sim. Eu lhe cunheço. Me diga logo quá é o mutivo desse disadôro, hôme! Agajoel Delfino então se abriu: - É que minha filha me pediu pra ajudá-la num trabalho de dissertação sobre a morte de Tiradentes, recomendado pela professora de História do Brasil! - E esse tá de Tiradente morreu do quê, seu Gajoé? - Você não conhece a história de Tiradentes? - Pur fé de Deus cuma num cunhêço! Tiradentes era um militar, colega seu... tenente da polícia, que foi assassinado. Morte terrível! Mataram o coitado e ainda o esquartejaram! Cabo Arédio revoltou-se: - Num me diga qui esses covardo fizéro uma disgraça dessa cum o meu superiô! - Pois fizeram! - E esses criminôso bandido ‘tão preso

11

adonde? - Nenhum foi preso, porque... Arédio não quis escutar mais nada. Deu meiavolta e saiu pisando firme da sala do delegado. Uma hora depois estava de volta, todo empoeirado e suando mais do que tampa de chaleira. Bateu continência e sapecou: - Pronto, seu Gajoé! Prendi todos os suspeito qui incrontei pelaí! Inté agora os safado tão negando qui matáro o tenente Tiradente. Mas deixe cumigo qui adispôis qui eu butá um pur um no pau-de-arara, eles vão confessá inté qui matáro o papa!

UM INUSITADO PLANO DE FUGA Meliante perigoso, conhecido por sua habilidade em fugir de prisões, Gelatino Possidônio, vulgo “Osso de Gôgo” foi mandado para cumprir pena na antiga Cadeia Pública de Marechal Deodoro tida e havida como a mais segura do estado. Poucos dias depois, teve uma infecção na boca e foi preciso que lhe extraissem todos os dentes. Mais duas semanas, uma apendicite aguda: arrancaram-lhe o apêndice. Não demorou muito, ele sofreu um acidente grave quando executava um serviço na oficina da cadeia: amputaram-lhe um braço. Osso de Gôgo convalescia dessa cirurgia, quando sofreu outro acidente: deu uma topada num dos batentes da cela, a unha do pé inflamou e, dias mais tarde, gangrenou. Cortaram-lhe o pé. A essa altura, o sargento PM Elpídio delegado de polícia da cidade, que acumulava a função com o cargo de chefe da cadeia, não conseguiu conter a sua desconfiança, mandou chamar o preso ao seu gabinete e deu o recado: - Olhe aqui, seu cabra! Não pense que vai me enganar. Eu já descobri o seu plano secreto: você tá planejando fugir da prisão aos tiquinhos, não é?

Alunos produzem curtas-metragens com uso de celular

DAVI SALSA

Cenas com temas atuais vivenciados pelos próprios jovens são registradas e fazem parte de projeto audiovisual de escola DAVI SALSA

SUCURSAL ARAPIRACA

H

abituados com o uso diário do telefone celular, alunos da Escola Estadual Professor José Quintela Cavalcanti, em Arapiraca, estão utilizando essa importante ferramenta de comunicação para outra importante tarefa na educação: produzir curtas-metragens com temas atuais vivenciados pelos próprios jovens. O desafio foi lançado pela professora de Filosofia Robertina Teixeira, que está incentivando os estudantes

a desenvolver o projeto audiovisual, com uma nova perspectiva no ensino do conteúdo para questionar os problemas sociais e, principalmente, criar a própria maneira de interpretar as situações vivenciadas dentro e fora da escola. Dirigidos e encenados pelos próprios estudantes do Ensino Médio, os vídeos abordam temas como o preconceito social, homofobia, transfobia, desestruturação familiar, intolerância religiosa, depressão e suicídio. O projeto audiovisual está alinhado com a perspectiva pedagógica da escola, relata Robertina Teixeira, que

DESAFIO

O desafio foi lançado pela professora de Filosofia Robertina Teixeira, que está incentivando os estudantes a desenvolver o projeto audiovisual, com uma nova perspectiva no ensino do conteúdo para questionar os problemas sociais

TEMÁTICAS

Dirigidos e encenados pelos próprios estudantes do Ensino Médio, os vídeos abordam temas como o preconceito social, homofobia, transfobia, desestruturação familiar, intolerância religiosa, depressão e suicídio

DAVI SALSA

Kaylan Almeida com as colegas Maria Isabela e Geyslane de Oliveira na produção audiovisual

Projeto desenvolvido por alunos do 3º ano do ensino médio foi proposto pela disciplina de Filosofia é professora da rede pública estadual de Alagoas desde o ano de 2014. Ela esclarece que o Projeto Curtas Filosóficas surgiu de uma ideia inspirada na filosofia de Walter Benjamin, com a concepção de que o cinema possui a potencialidade de sensibilizar as pessoas para o que é retratado na tela. “Isso somado a ideia de

dar voz aos alunos, a partir da disciplina que leciono, me fez propor como atividade avaliativa para o terceiro bimestre, a criação de curtas-metragens nas turmas do terceiro ano do Ensino Médio dos turnos matutino e vespertino”, acrescenta ela, revelando que a produção cinematográfica está mobilizando 335 alunos na Escola Estadual Professor José Quintela

Cavalcanti, em Arapiraca. O estudante Dawysson André Bomfim, 18 anos, aluno-concluinte do 3° ano do Ensino Médio, avalia a produção de curtas-metragens como uma experiência muito proveitosa, divertida e uma boa maneira de expor temas complexos, para chamar a atenção das pessoas quanto às questões sociais mais sérias.

Jovens relatam experiência adquirida com produção Os vídeos são gravados no telefone celular e depois editados em um notebook. O estudante conta que não tinha nenhuma experiência na área audiovisual. “Acredito que, por conta disso, foi ainda mais legal, devido se tratar de algo novo, que precisava conhecer primeiro, para então achar o modo certo de transmitir tudo aquilo que havia sido pensado por mim e pelo grupo”, relata. Dawysson André salienta que a temática do vídeo com duração de nove minutos e 55 segundos foi escolhida por ele, juntamente com os colegas Mirosmar e Gustavo. “Queríamos tratar de um assunto que é importante e que apesar de muito comum ainda é muito mascarado na

sociedade”, acrescenta. Os estudantes Kaylan de Almeida Silva, Maria Isabela Cavalcante Siqueira e Geyslane de Oliveira Silva também gostaram muito da experiência de produzir um curta-metragem na escola. “Sempre tive uma atração pelas artes em geral, principalmente as artes cênicas. Tive experiências em teatro, e sempre gostei de pegar uma câmara e tentar produzir alguma coisa. Busquei bastante conhecimento sobre o assunto para essa que está sendo minha primeira produção compartilhada”, relata Kaylan de Almeida Silva. Ainda de acordo com o estudante, a professora Robertina foi a embaixadora do projeto e proporcionou uma

liberdade artística, permitindo que o grupo escolhesse a temática da depressão e suicídio, bem como a problemática a ser abordada no vídeo com duração de cinco minutos e 41 segundos. “Agradeço muito o apoio da escola, que permitiu nossa expressão por meio da arte. Acredito que esse é um dos melhores apoios que a escola poderia nos proporcionar”, salienta Kaylan Almeida, que deseja ingressar na faculdade e ser psicólogo. Os curtas-metragens produzidos pelos alunos serão exibidos, neste fim de semana e até o próximo dia 16 deste mês de fevereiro, durante exposição literária da Escola Estadual Professor José Quintela Cavalcante, em Arapiraca.


12

CIDADES

HISTORIAS DO

VELHO CAPITA Milagre em Palmeira

G

igi nasceu em Canafístula, povoado perto de

Palmeira dos Índios. Sua mãe sustentava a família com o que plantava em um pequeno sítio, única herança do marido. Todo dia de feira em Palmeira, de madrugada, ela alugava uma camionete para levar sua mercadoria: inhame, macaxeira, laranja e pinha. Gigi não frequentou a escola, ajudava a mãe na plantação, na colheita e na venda. Ela adorava os dias de feira, gostava de ver o movimento do povo na cidade, ficava a ouvir as histórias contadas dos poetas de cordel. Gigi tomou corpo de moça aos 16 anos, vistosa morena, sorridente, alegre, sempre com uma flor no cabelo. Ao chegar à feira era a queridinha dos feirantes. Enquanto sua mãe vendia a mercadoria, Gigi circulava, correndo pela feira com um vestido roto, as pernas apareciam e enchiam os homens de fantasia. Ela era a alegria da feira, conhecia, falava com todos, sempre com um sorriso. Todos os homens desejavam Gigi. Certa tarde de verão, férias escolares, Isidoro, rapaz rico que estudava em Maceió, ao perceber a jovem Gigi, ficou encan-

tado e atraído. Na primeira oportunidade, cheio de enxerimento, conversou com a moça, ela correspondeu. Durante a feira Gigi fugidia entrava pelo fundo do quintal da casa de Isidoro. Ficavam sós, aos beijos e abraços. Até que um dia aconteceu. Foi desvirginada. Na camionete a mãe percebeu a mancha no vestido. Que fazer? No dia seguinte as duas voltaram à Palmeira, bateram na casa de Isidoro. Informaram que a família havia viajado. Dias depois a mãe foi devidamente indenizada por um pequeno valor pelo cabaço da filha. Gigi se libertou. Jovem, bonita, cheia de hormônio, durante a feira andava aos requebros atiçando os homens, todos queriam Gigi. Entretanto, ela escolhia o parceiro, gostava de homem bonito e cheiroso, não importava a idade. Entrava na mata, estendia o corpo embaixo de uma árvore e fazia amor com o escolhido. Aceitava presente, seja monetário ou uma peça de cetim. No Posto de Saúde se abastecia de anticoncepcionais. Numa tarde morna, na feira, houve um encontro casual do Coronel Astrogildo com Gigi. Ele ficou fascinado, foi direto ao assunto, convidou-a a visitar um quarto, sempre reservado, em uma pousada. Ela gostou do velho Coronel, nas safadezas de cama e no ajutório. O Coronel Astrogildo, em outro dia, fez

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 9 E10 DE FEVEREIRO DE 2019

proposta de amigação. Botava casa, ela era seria teúda e manteúda, com uma condição: seria somente dele e mais ninguém. Apenas a mãe poderia entrar na casa. Gigi contou a proposta do Coronel, depois de algum pensar, a mãe aceitou. Gigi mudou-se de mala e cuia para uma casa de porta e janela, perto do local da feira. O tempo foi passando e o Coronel se enrabichando pelo rabo de sua menina, como a chamava. Ninguém na cidade tinha coragem de um enxerimento sequer com Gigi, embora ela continuasse provocando com seus requebros e sorrisos. Todos sabiam da maldade e pontaria do Coronel Astrogildo. Contavam histórias e lendas sobre o Coronel. Diziam que sua primeira morte foi por obrigação do pai, a matar um ladrão de cavalo, colocando dentro do ouvido do miserável, água fervendo. Além do mais, não havia atirador melhor no sertão que o Coronel. Ele colhia manga atirando no talo. A manga caía inteira na sacola do capanga. Até que um dia apareceu Doquinha Cabral, poeta e trovador. Vendia sua poesia de cordel nas feiras. Conquistador de uma lábia sedutora. O povo arrodeava o poeta quando ele

contava histórias de Reis e Rainha e de Lampião. Gigi aproximou-se, encantou-se com Doquinha, amor à primeira vista. Os dois ficaram se encontrando. Certa vez, estavam numa tarde de amor em uma esteira na sala. Não era dia do Coronel. Porém, o destino é caprichoso. Deu saudade no Coronel, ele resolveu cair nos braços da menina. Ao chegar à Palmeira entrou num Bar, tomou uma lapada de cachaça. Tião, o Amarelinho, fuxicou que o cantador, estava com Gigi dentro da casa. Astrogildo levantouse, conferiu as balas nos dois revólveres, dirigiu-se com andar de vaqueiro à casa de porta e janela. O povaréu ao saber, foi acompanhando o Coronel, queria ver sangue. Um amigo correu pelo lado, conseguiu avisar à Gigi. Doquinha levantou-se, deixou as roupas, nu, disparou pelo quintal em zig-zag como havia aprendido no Exército, ouvindo as balas zunirem perto da cabeça. Conseguiu escafeder-se na Mata da Cafurna. O coronel descarregou as 12 balas no malandro, nenhuma acertou. Esse foi o Milagre de Palmeira dos Índios, ainda hoje contado em verso e prosa nos cordéis das feiras do Nordeste.

AL deve ter todos acessos às cidades asfaltados este ano

AGÊNCIA ALAGOAS

Em Belo Monte e Pindoba, vias principais eram de barro; agora municípios recebem obras de implantação e pavimentação

D

o total de 102 municípios em todo o Estado, apenas dois ainda não contam com seus principais acessos pavimentados. Para chegar às cidades de Pindoba e Belo Monte em Alagoas, quem mora ou visita a região, precisa passar por uma longa estrada de barro de 11 quilômetros e 27 quilômetros, respectivamente. Agora, os caminhos vão mudando e ganhando uma nova forma por meio das ações de melhoria viária do programa Pró-Estrada. Com os serviços de implantação mais avançados, a via que dá acesso a Belo Monte e também conecta a cidade com

Batalha, vai aos poucos se estruturando. A equipe técnica, coordenada pela Secretaria de Transporte e Desenvolvimento Urbano (Setrand), trabalha paralelamente com as atividades de terraplanagem, que já estão 80% concluídas, e também com o início da pavimentação ao longo dos 27 quilômetros. Partindo para a região dos Vales do Paraíba e Mundaú, em Pindoba, a obra de implantação e pavimentação do acesso vai começando a ganhar fôlego. Ainda na fase inicial, a equipe avança com atividades topográficas, instalação de canteiro e mobilização de maquinário. No total, serão 11

BELO MONTE A equipe técnica, coordenada pela Secretaria de Transporte e Desenvolvimento Urbano (Setrand), trabalha paralelamente com as atividades de terraplanagem, que já estão 80% concluídas, e também com o início da pavimentação ao longo dos 27 quilômetros

PINDOBA

No total, serão 11 quilômetros de via construída que representarão grandes mudanças na qualidade de vida e segurança de viária dos quase três mil moradores do município, destaca a Setrand

Em Belo Monte, obra de 27 quilômetros de pavimentação dará melhor acesso ao município e também a Batalha quilômetros de via construída que representarão grandes mudanças na qualidade de vida e segurança de viária dos quase três mil moradores do município, destaca a Setrand. “A transformação é notória em diferentes pontos do nosso Estado. Seja em áreas urbanas, em grandes rodovias ou ainda no acesso às cidades alagoanas, como é o caso de Belo Monte e Pindoba, a

prioridade tem sido a mesma: elevar o padrão de qualidade de mobilidade dos moradores e visitantes. Já progredimos bastante, mas ainda há muito trabalho a ser feito com foco na infraestrutura de Alagoas”, salienta o secretário de Transporte e Desenvolvimento Urbano, Mosart Amaral. Sobre o programa Iniciado em 2016, o Pró-Estrada vem tendo uma

atuação significativa para a melhoria do desenvolvimento urbano, infraestrutura viária e segurança em Alagoas. Com obras de pavimentação de vias urbanas, reconstrução de estradas e implantação de vias e acessos em pelo menos 90 municípios em todo o Estado, o programa se consolida com serviços em mais de 1.200 quilômetros da malha viária.


ECONOMIA

13

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 9 e 10 DE FEVEREIRO DE 2019

DIVULGAÇÃO

Pousadas de charme contam um pouco da história da Rota dos Milagres num tipo de hospedagem que comportam pouquíssimos hóspedes a preços altíssimos para oferecer diferenciais nesse belo ponto do litoral

Rota tem atrações conhecidas no mundo Trata-se de um roteiro ecológico no Litoral Norte, entre São Miguel dos Milagres, Passo de Camaragibe e Porto de Pedras CLAUDIO BULGARELLI SUCURSAL LITORAL NORTE

A

lagoas sempre teve suas praias da moda. Primeiramente as da capital, Pajuçara nos anos 60, Ponta Verde e Jatiúca nos anos 70 e 80. Depois vieram as vizinhas Francês e Barra de São Miguel nos anos 80, e depois as até então pouco conhecidas Gunga e Maragogi nos anos 90. Neste século XXI, começou a despontar para o turismo e para a mídia nacional o pedaço do litoral alagoano que, paradoxalmente, era o que menos havia sofrido a intervenção humana: as praias do Litoral Norte, nos municípios próximos a São Miguel dos Milagres, Passo de Camaragibe e Porto de Pedras. Este trecho sossegado do litoral alagoano, repleto de piscinas naturais, teve o “privilégio” de não ter sido atingido pelo turismo de massa, mesmo que atualmente haja ônibus de turismo que saem de Maceió com destino a estas praias no chamado bate e volta, onde alguns receptivos resolveram se instalar. O caráter isolado destas praias de mar tranquilo se deve ao fato da estrada litorânea que cobre todo o Estado de Alagoas fazer exatamente um desvio quando passa por este trecho: a rodovia AL 101 Norte passa sempre pelo litoral, exceto no trecho de 50 km que passou a ser chamado de Rota Ecológica dos Milagres, ou Estrada Parque. Não que a Rota Ecológica seja de difícil acesso: de jeito nenhum. Em menos de duas horas se chega a este trecho do litoral alagoano por estradas asfaltadas. No caminho, veem-se vilas de pescadores e povoados do interior que parecem ter parado no tempo. Uma grande vantagem, por sinal. Diante de uma natureza ainda preservada, muitos empresários (uns nativos, uns de fora do Estado e outros inclusive de fora do país) começaram a instalar pousadas onde a grande atração é a promessa de relaxamento, de fuga do estresse das grandes

cidades. Estas pousadas foram crescendo, em quantidade e em qualidade. Quantitativamente, já são aproximadamente mais de 100 em toda a rota. Em termos de qualidade, algumas já venceram vários prêmios nacionais e internacionais. E em termos de valores de diária, muitas assustam. ESPECIALISTA O especialista em turismo, Ricardo Freire, que escreve para diversas revistas nacionais, sendo o primeiro jornalista a falar em rota ecológica, sentenciou em seu blog Viagem na Viagem: “O Brasil é repleto de belas paisagens em que os hotéis sofisticados são substituídos por cor local, simpatia e informalidade. Mais do que em outras regiões do país, você pode encontrar essa arte depurada do bem viver no Litoral Norte de Alagoas. Ao longo de 30 quilômetros de praias belíssimas, servidas apenas por uma estrada secundária apelidada de Rota Ecológica, encontra-se a mais interessante coleção de pousadas de charme do litoral brasileiro”. Claro que para conhecer esses pequenos recantos de paraíso, é preciso muito dinheiro no bolso, esquecer os sapatos em casa e exercitar o luxo supremo de não ter nada para fazer. Mas, mais do que um conjunto de pousadas de charme, cercada por um mar cristalino e por praias intocáveis, a Rota Ecológica consiste em um modelo de exploração do turismo made in Alagoas que está dando certo: divulga o nome do Estado sem grandes investimentos de marketing, respeita o meio ambiente e valoriza a mão de obra local. O grande trunfo da chamada “Rota Ecológica”, o trecho do litoral de Alagoas entre Barra do Camaragibe e Porto de Pedras, é a desproporção entre a quantidade de seres humanos e as belíssimas praias quase selvagens. O inferno são os outros, certo? Pois neste paraíso as areias estão eternamente

IGOR COUTO (CORTESIA)

Barreiras de corais formam as famosas piscinas da Rota Ecológica vazias, até mesmo na alta temporada. O fenômeno não é obra de São Miguel dos Milagres, mas sim de um tipo de ocupação em que as pousadas comportam pouquíssimos hóspedes a preços altíssimos. Ou seja, uma

maravilha para quem tem a conta bancária recheada e um problema para o resto da humanidade. As praias, de ponta a ponta, são de tirar o folego: Barra de Camaragibe, a menos famosa, tem a foz do rio e infelizmente

alguns esgotos que correm em direção ao mar e Marceneiro, deslumbrante, são as duas do município de Passo de Camaragibe. Riacho, a mais bela; São Miguel a com mais bares e restaurantes; Toque, a mais famosa e Porto da Rua, a mais

urbana são as praias que compõem o cenário de São Miguel dos Milagres. Em Porto de Pedras, Tatuamunha, onde fica o projeto Peixe boi; Lage, belíssima e Patacho, a mais cara, estão despontando para o turismo internacional.


14

ECONOMIA

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 9 e 10 DE FEVEREIRO DE 2019

Penedo é 27ª cidade mais bonita do Brasil Escolha foi feita por leitores de revista especializada e recebeu mais de 500 indicações por sua história e beleza DIVULGAÇÃO

CLAUDIO BULGARELLI SUCURSAL REGIÃO NORTE

S

ão muitos os motivos para os alagoanos sentirem orgulho de suas praias, sua culinária, seu artesanato, seu folclore e suas cidades, apesar de todos os problemas enfrentados com uma precária infraestrutura, particularmente no que refere a saneamento básico e lixo, que são os dois itens negativos mais observados por turistas. Mesmo diante de tantas situações adversas, Penedo, uma das mais antigas povoações de Alagoas e muito bem localizada as margens do Rio São Francisco, desbancou a capital e até famosas cidades do litoral e foi escolhida entre 31 cidades brasileiras como a 27ª mais bela do país. A Revista Bula, de circulação nacional, realizou uma enquete entre os meses de fevereiro de 2018 e janeiro de 2019, com o objetivo de descobrir quais são, segundo os leitores, as mais belas cidades brasileiras. A consulta foi feita a colaboradores, assinantes, a partir da newsletter, e seguidores da página da revista no Facebook e no Twitter. Mais de 10 mil participantes responderam a enquete. As cidades foram divididas em seis categorias, de acordo com o número de indicações: +1000, +700, +500, +400 e +300. Entre elas, des-

Penedo foi o primeiro povoado de Alagoas, fundada no século XVI ´ banhada pelo Velho Chico e sua cultura é patrimônio da humanidade e orgulho de Alagoas tacam-se Campos do Jordão, em São Paulo; Paraty, no Rio de Janeiro; Diamantina, em Minas Gerais; Rio de Contas, na Bahia; Alcântara, no Maranhão e Penedo em Ala-

goas, que recebeu mais de 500 indicações. Rio de Janeiro foi a mais bem votada e Rio de Contas, na Bahia ficou na última posição.

A revista fez uma pequena resenha sobre a cidade dizendo: “Penedo foi o primeiro povoado de Alagoas e é considerada uma das cidades mais bonitas do estado. Fundada

no século 16, ainda mantém um centro histórico preservado, com museus e igrejas históricas, como a Igreja de Santa Maria dos Anjos. Mas, a maior atração da região é

o passeio de barco pelo Rio São Francisco, que passa por casebres ribeirinhos, jangadas coloridas e se finaliza no encontro do rio com o mar no Pontal do Peba”.

Caixa prioriza baixa renda e vai visitar favelas O novo presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, afirmou que o banco estatal deve entrar no setor de microcrédito, empréstimos de baixo valor para a população de baixa renda. De acordo com o presidente da instituição financeira, é preciso deixar de lado operações com grandes empresas e focar nos clientes menores. Pedro Guimarães, presidente da Caixa , anunciou que vai visitar pessoalmente todos os estados para ouvir

as demandas das comunidades mais carentes. A viagem pelo Brasil começa por Roraima. Ele disse ainda que vai utilizar os finais de semana para fazer essas visitas. “O primeiro estado que vamos é Roraima. O segundo é Amazonas. Eu aprendi que existe Caixa-barco, são dois barcos fundamentais para cidadania. Dentro (das comunidades), pessoas que não tem quase o que comer. Se não tiver esse Caixa-barco, ele está isolado da socie-

dade. Então, por que só dois barcos? Enquanto você investiu centenas de milhões de reais com clubes de futebol. O objetivo é ouvir da rede o que está acontecendo e falar. Vamos olhar, entender a comunidade”, indagou. “A Caixa vai voltar para a (favela) Rocinha. O Santander tem agências lá. Vamos colocar luzes e vamos voltar para lá”, disse. Para ele, é necessário prestar atenção nos correntistas menores. “Por que a Caixa, com 93 milhões de

No lucro dos três maiores bancos, Leão é manso com os ricos Os três maiores bancos privados do Brasil – Itaú, Bradesco e Santander – distribuíram R$ 36,8 bilhões aos acionistas. O valor vem da distribuição de dividendos sobre os lucros do ano passado, juros sobre o capital próprio (JCP) e recompra de ações. Trata-se de rubricas dos balanços que não sofrem tributação do imposto de renda. Os três bancos somaram R$ 59,695 bilhões de lucro líquido em 2018. Se o governo aplicasse a esses quase R$ 37 bilhões distribuídos aos acionistas a mesma alíquota que aplica aos trabalhadores com salários acima de R$ 4.664,68, arrecadaria R$ 4,6 bilhões. As informações são da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Ramo Financeiro (Contraf-CUT). “Mas o governo quer fazer uma reforma da Previdência que vai prejudicar os trabalhadores, retirar o direito da população a aposentadoria, mas não quer cobrar impos-

tos dos mais ricos, que estão recebendo todo esse dinheiro sem pagar nada”, disse a presidenta da entidade, Juvandia Moreira. A cobrança de imposto sobre dividendos é uma das propostas defendidas pelo movimento sindical para custear o financiamento da seguridade social e corrigir injustiças do sistema tributário – que prejudica mais quem ganha menos. As ideias do governo Bolsonaro para a questão tributária não incluem, porém, corrigir as distorções do sistema tributário. Para se ter ideia, há duas semanas, o ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou que o governo estuda a possibilidade de reduzir de 34% para algo em torno de 15% a alíquota de Imposto de Renda e Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL) das empresas para compensar uma eventual tributação dos dividendos. Na noite de segunda-feira

(4), o Itaú Unibanco anunciou o pagamento de uma parcela adicional de R$ 16,4 bilhões em dividendos e juros sobre o capital próprio (JCP) relativos a 2018 em relação aos R$ 6 bilhões previstos. Com isso, o volume distribuído aos acionistas alcançou R$ 22,9 bilhões, o equivalente a 89,2% do lucro líquido do ano passado. É um novo recorde para o próprio banco, que no ano anterior já havia devolvido aos investidores 83% de seu resultado – melhor marca até então. O Bradesco distribuiu aos acionistas R$ 7,299 bilhões relativos aos números de 2018, o que equivale a um payout de 34,2%. O volume aumentou 1,32% em relação ao ano anterior, embora o lucro recorrente do banco tenha crescido 13,4%. Já o Santander pagou R$ 6,6 bilhões em dividendos e juros sobre o capital próprio referentes ao ano passado, ou 53,2% do lucro recorrente.

clientes, que não consegue financiar microcrédito e não tem operação relevante de consignado, tem que emprestar para uma empresa gigante? Não vejo nenhum sentido. O meu objetivo é que nós tenhamos 20 milhões de cartões consignados em quatro anos”, afirmou Pedro Guimarães . De acordo com Guimarães, o banco não deve fazer parcerias com outras instituições grandes, já que elas podem conseguir apoio a partir de outros meios. “Até

que ponto a Caixa Econômica Federal tem que ter mais de R$ 100 bilhões em empréstimos a grandes empresas, que podem tranquilamente tomar esses recursos no mercado interno e no mercado externo?”, disse. O novo presidente da instituição financeira também criticou a atuação da Caixa durante os governos petistas, quando empresas como a Petrobras receberam empréstimos. Guimarães acrescentou que pretende expandir a oferta de microcrédito

em taxas mais baixas do que as praticadas atualmente. “Não me conformo em ver pessoas tomando dinheiro a 15%, 20% ao mês”, afirmou. “O Brasil pode ser uma referência em microcrédito.” O banqueiro lembrou da amizade pessoal com o novo presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, para dizer que os bancos vão atuar em conjunto e buscarão reduzir custos por meio de parcerias em compras e no desenvolvimento tecnológico.

DIVULGAÇÃO

Três maiores bancos privados do Brasil, Itaú, Bradesco e Santander, distribuíram R$ 36,8 bilhões


ESPORTES

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO e DOMINGO, 9 E 10 DE FEVEREIRO DE 2019

Maior tragédia da história do Flamengo abala o clube

15 INSTAGRAM

Incêndio no CT Ninho do Urubu interrompe sonho de 10 jogadores da base

C

ertamente essa é a maior tragédia pela qual o clube já passou nos 123 anos de sua existência, com a perda dessas pessoas”, resumiu o presidente do Flamengo, Rodolfo Landin, no início da tarde de sexta-feira (8), sobre o incêndio que destruiu o alojamento do Centro de Treinamento George Helal, o Ninho do Urubu. No prédio dormiam os atletas da categoria sub-15. Dez atletas morreram e outros três ficaram feridos, um em estado grave com 35% do corpo queimado. O governo do estado e a

prefeitura do Rio de Janeiro decretaram três dias de luto oficial. E a rodada do Campeonato Carioca foi transferida para o meio da semana que vem. O clássico Flamengo e Fluminense será na quinta-feira (13), às 20h, e Vasco e Resende, na quarta-feira (14), às 21h30. RECONHECIMENTO Jonathan Cruz Ventura, de 15 anos, Cauan Emanuel Gomes Nunes, de 14 anos, e Francisco Diogo Bento Alves, de 15 anos foram resgatados com vida e levados, inicialmente, para o Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Ti-

juca. Jonathan está em estado grave, foi operado ainda cedo e transferido para o Hospital Pedro II, em Santa Cruz, especializado em queimados. Cauan e Francisco, depois de medicados, foram transferidos para o Hospital Victoria, na Barra da Tijuca. CHAMADA Eram 5h17, quando o quartel do Corpo de Bombeiros recebeu a chamada de incêndio no Ninho do Urubu. Segundo o vice-governador, às 5h38 já estavam no local e às 6h20 todo o fogo estava controlado.

Todos dormiam no momento em que o incêndio começou. Um dos sobreviventes, Samuel Barbosa, de 16 anos, publicou nas redes sociais que acordou com a fumaça e só teve tempo de chamar um amigo e fugir. “A maioria não conseguiu porque a quantidade de fogo era muita. E aconteceu que o ar condicionado pegou fogo, daí foi gerando um curto-circuito em todos os ares-condicionados. Foi pegando em tudo. E foi muito rápido. Não deu para conseguir chamar quase ninguém”, disse Samuel.

Atleta alagoano Fabrício Yan dormiu em casa e escapou da tragédia

REPRODUÇÃO

FABRÍCIO YAN

Morte de amigos deixa atleta alagoano abalado

Os dez jogadores mortos no incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo na tragédia que ocorreu na madrugada de sexta-feira

Atletas estavam abrigados em container A perícia trabalha com a hipótese de um curto-circuito em um dos aparelhos de ar-condicionado como a principal causa para o incêndio em um dos alojamentos do Centro de Treinamento do Flamengo, o Ninho do Urubu, que matou dez pessoas e feriu três, na madrugada de sexta-feira “É muito cedo para dizer se foi por causa da rede que deu

pico, se foi por causa do aparelho de ar-condicionado ou se foi a rede interna daqui”, disse o vice-governador do Rio, Claudio Castro. Segundo ele, os bombeiros foram chamados às 5h14, saíram do quartel às 5h17 e chegaram ao Ninho do Urubu, às 5h38. O fogo já estava controlado às 6h30. De acordo com Claudio

Castro, a perícia está sendo finalizada e quatro corpos já seguiram para o Instituo Médico-Legal (IML), no centro do Rio. Entre os mortos, há atletas e funcionários do clube. Todos estão carbonizados o que dificultará a identificação. “Vai depender do DNA ou se há outras formas de reconhecimento”, disse o vice-governador.

Ele adiantou que existe a preocupação de trazer as famílias das vítimas para a cidade, já que muitas moram foram do estado. Para isso, as companhias aéreas estão sendo procuradas. Os atletas estavam alojados em um container e seriam transferidos na semana que vem para acomodações mais modernas.

CARI DE SOUZA

A alegria do jovem atleta alagoano, Fabrício Yan que joga no Flamengo de jogar pela primeira vez no Maracanã, em amistoso previsto para sexta-feira foi interrompida pela notícia de que alguns de seus amigos de categoria sub-14 foram vítimas fatais do incêndio no Centro de Treinamento Ninho do Urubu, na madrugada de sexta-feira (8).O pai do jogador Fabrício Barros disse que o filho está muito abalado e a todo instante tenta confortá-lo da dor que está sofrendo. Fabrício Yan não dormiu no alojamento porque o treino previsto para quinta-feira foi suspenso pelo clube e ele resolveu dormir na casa dos pais que fica próxima ao CT. O pai de Fabrício disse que a 1h da tarde foram avisados de que não haveria treino. “depois o clube avisou que o treino seria no Maracanã jogo-treino para o teste do VAR (sigla do árbitro de vídeo em inglês), para as finais do Campeonato Carioca. Todos estavam alegre em jogar pela primeira vez no estádio”, relatou. O jogador alagoano pertencia ao Fluminense ha-

via três anos e meio. e no início do ano passado, ele se transferiu para o Flamengo. No começo da carreira, Fabrício Yan estava zoainho no Rio de Janeiro, mas depois a mãe dele foi acompanhar o filho e o pai Fabrício Barros se divide entre a capital fluminense e Maceió. O pai de Fabrício Yan ressaltou que se não houvesse o cancelamento do treino, a tragédia teria sido ainda maior para o clube. “Quando eles são liberados, ou eles vão para casa de familiares ou vão para casa. Porque um mora em Volta Redonda, que era o Arthur morava em Volta Redonda. Ou ficam aqui na casa de familiares e amigos. Eles não ficam muito no CT, entendeu? Eles têm a autorização dos pais para poder ficar nas casas dos familiares, amigos e vizinhos”, disse Fabrício Barros ao comentarista esportivo Marlon Araújo da Rádio Pajuçara. O pai do atleta orientou que todo jogo pelo Flamengo seu esforço seja dedicado a todos os amigos que ele perdeu na tragédia desta sexta-feira.

INQUÉRITO

Polícia ouve 13 atletas e 3 funcionários do Flamengo

Local onde os atletas dormiam e que foi consumido pelo fogo seria desativado na próxima semana e os jogadores iriam para outro alojamento

Treze atletas das categorias de base do Flamengo e três funcionários do clube foram ouvidos pela Polícia Civil do Rio ao longo na sexta-feira, no inquérito que apura a responsabilidade pelo incêndio que atingiu o CT do rubro-negro, em Vargem Grande (zona oeste do Rio). Todos os atletas estavam no alojamento quando o incêndio ocorreu. Não há novos depoimentos previstos para sábado e domingo. A 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes), delegacia responsável pela investigação, requisitou ao Flamengo as imagens de câmeras de segurança instaladas no centro de treinamento e solicitou ao Corpo de Bombeiros e à Prefeitura do Rio a documentação referente ao

funcionamento do CT. A Polícia Civil não se manifestou oficialmente sobre as prováveis causas do incêndio, mas a principal suspeita é que tenha havido um curto-circuito em algum aparelho de ar-condicionado. O grupo de atletas e funcionários chegou à delegacia no início da tarde, em duas vans, acompanhado por um advogado, uma conselheira tutelar do município e uma equipe de assistentes sociais que está trabalhando para o Flamengo. Um dos funcionários ouvidos nesta sexta-feira é o segurança da portaria do centro de treinamento, conhecido como Ferreirinha. Ele teria ajudado a resgatar três atletas pelas janelas do alojamento.


ESPORTES

16

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 9 E 10 DE FEVEREIRO DE 2019

Primeiro clássico das multidões de 2019 pode ser o único

DIVULGAÇÃO

Grande operação de segurança está pronta para garantir a tranquilidade dos torcedores de CRB e CSA neste domingo JÚNIOR DE MELO

EDITOR DE ESPORTES

O

clássico das multidões é centenário. Isso todos sabem. Mas os números não são exatos, até porque existem confrontos registrados por uns historiadores e desprezados por outros. Tudo que aconteceu antes da fundação da Federação Alagoana de Futebol não tem registro concreto. O futebol de Alagoas é organizado por uma instituição desde 1927. Primeiro, pela Coligação Esportiva de Alagoas (CEA). Em seguida, surgiu a Federação Alagoana de Desportos (FAD) em 1934. 57 anos depois, é implantada a Federação Alagoana de Futebol (FAF), que teve o saudoso Waldemar Correia como o primeiro presidente. Sabe-se que o primeiro clássico ocorreu em 1916, vencido pelo CSA no campo da praça Jonas Montenegro, hoje praça centenário, em Maceió. Pelo site Wikipédia temos o registro de 496 jogos, com 182 vitórias do CRB, 152 vitórias do CSA e 162 empates. Já pelo hotsite dedicado ao clássico produzido pelo webdesigner Tom Carvalho foram 502 jogos, com CRB vencendo 191 e CSA 152 e ainda 162 empates. CRB e CSA decidiram o campeonato estadual 21 vezes, com 11 vitórias do Galo e 10 do time marujo. Neste domingo acontece mais um encontro dos maiores rivais do estado, e que pode ser o único. CSA e CRB só voltariam a jogar em possível encontro nas finais do Alagoano e em chaveamento de mata-mata da Copa do Nordeste. Fora isso não teremos mais jogos deste nível. A partida neste domingo

começa às 16h. O árbitro Rafael Carlos Salgueiro (CBF/ AL) vai comandar o clássico. O sorteio de arbitragem aconteceu esta semana pela Comissão de Arbitragem. Os assistentes serão Pedro Jorge Santos de Araújo (CBF/AL) e Ruan Luis de Barros (CBF/ AL). O quarto árbitro será Helder Brasileiro de Aquino (CBF/AL). A novidade nesta partida será a presença do quinto árbitro, que será Francisco Raimundo Freitas Júnior (FAF). George Alves Feitosa (CBF) ficará como analista. Este será o primeiro clássico do árbitro Rafael. Aos 37 anos e professor de Educação Física, ele é uma das grandes apostas da Comissão de Arbitragem da FAF. SEGURANÇA A Polícia Militar confirmou que o jogo terá 646 homens em atividade, o maior número da história. De acordo o plano de segurança, teremos militares envolvendo a Rádio Patrulha, o Comando de Policiamento da Capital (CPC), Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran), Cavalaria, Secretaria de Segurança Pública (SSP), Batalhão de Policiamento de Rádio Motorizado a(BPRp) com viaturas, motocicletas e aeronaves. O efetivo policial inicia as atividades às 13h com a devida acomodação. Às 14h os portões serão abertos. A PM trabalha com a média de público de 15 mil torcedores, sendo 11.800 do CRB, mandante do jogo, 3.200 do CSA. Com isso, o torcedor regatiano terá entrada pela Avenida Siqueira Campos, enquanto os torcedores do CSA chegam pela parte dos fundos do Rei Pelé. As torcidas organizadas também terão um esquema detalhado. A concentração dos regatianos aconte-

CRB

Edson Mardden; Claudinei, Wellington Carvalho, Edson Henrique e Guilherme; Lucas, Ferrugem, Mateus e Danilinho (Felipe Menezes); Hugo Sanches e Zé Carlos (Victor Rangel).

CSA

João Carlos; Celsinho, Gerson, Luciano Castan e Rafinha (Pedro Rosa); Amaral, Dawhan, Didira e Matheus Sávio; Hiago (Jhon Cley) e Patrick Fabiano.

ce na praça Marcílio Dias, no bairro de Jaraguá, enquanto os azulinos na Praça dos Martírios no Centro. Ambos os grupos serão acompanhados até o Estádio pela PM. As organizadas poderão adentrar ao Rei Pelé com bandeirões, bandeiras pequenas, instrumentos e faixas em tnt. Para os demais torcedores, serão proibidas as entradas com materiais como, capacetes, garrafas, bastão de selfie, bandeira com mastro, sinali-

Leandro Castan é titular da zaga do CSA e estará em campo

Rafael Salgueiro comanda o primeiro clássico da sua carreira neste domingo

Técnicos de CSA e CRB, Marcelo Cabo e Roberto Fernandes farão um duelo à parte fora das quatro linhas no 1º Clássico das Multidões do ano

Hugo Sanches é um dos destaques do CRB na atual temporada

zador, apontador laser, guarda chuva, papel picado, papel higiênico e animais. Crianças e adolescentes de 02 a 16 anos, apenas acompanhados dos pais e com documentos. Adolescentes de 16 e 17 anos, com documentos. Os portões serão fechados às 16h45, próximo do intervalo e ao final do jogo, a torcida o CRB sairá primeiro e os torcedores azulinos, 30 ou 40 minutos depois, a depender da decisão do comando de policiamento da partida. O CRB vai contratar mais 70 seguranças particulares para trabalho dentro do estádio. INGRESSOS Os bilhetes estão sendo vendidos neste sábado e no domingo até o fechamento dos estabelecimantos. Eles custam R$ 20,00 arquibancadas baixas, R$ 30,00 para a parte alta e R$ 60,00 nas cadeiras. O torcedor regatiano poderá comprar os ingressos nos tradicionais pontos: Poly Sport (Centro e Maceió Shopping), Arena das Torcidas (Jatiúca), Kiosk Sports (Shopping

Pátio), Via Esportiva (Via Expressa), Estande do Galo (Shopping Maceió) e Bar do Carlão (Trapiche). Os bilhetes para a torcida do CSA estão disponíveis na Poly Sport (Centro e Maceió Shopping), Via Esportiva (Via Expressa) e Loja Oficial do Azulão. CRB O Galo é mandante. E pode garantir vaga antecipada nas semifinais se vencer o clássico. O técnico Roberto Fernandes fechou os treinos. Os laterais Júnior e Igor passaram pelo departamento médico esta semana e estão em fase de observação. O lateral-direito sofreu uma lesão na coxa, contra o Murici, e o esquerdo fraturou o osso da face, contra o Ceará. Júnior tem mais chance de jogar no domingo. Com 100% de aproveitamento no estadual, Fernandes pode improvisar Claudinei na lateral direita. Foi assim no segundo tempo do jogo contra o Ceará. Outras possíveis mudanças podem ser as entradas de Danilinho, regularizado,

e Zé Carlos na equipe. Dessa forma, o CRB pode ir a campo com: Edson Mardden; Júnior (Claudinei), Wellington Carvalho, Edson Henrique e Guilherme (Igor); Claudinei (Lucas), Ferrugem, Mateus e Danilinho (Felipe Menezes); Hugo Sanches e Zé Carlos (Victor Rangel). “A expectativa é a melhor possível. A gente sabe da importância do clássico, e o que uma vitória vai nos proporcionar. Vencer um clássico é sempre muito bom. E, claro, dá um friozinho na barriga, uma ansiedade boa. Todo jogador gosta de jogar um clássico, comigo não é diferente. Já disputei alguns na minha carreira, inclusive um Gre-Nal. Quero muito poder ajudar a minha equipe”, disse o atacante Victor Rangel. CSA Nada melhor que um clássico para apagar o vexame da eliminação na Copa do Brasil (1x0 para o Mixto). É nisso que aposta o técnico Marcelo Cabo. A escalação titular terá um

prejuízo é grande. Régis é um dos poucos atletas que têm se destacado neste início de temporada do Azulão. Foi expulso na última rodada e vai fazer muita falta. Para o lugar dele, Cabo pode utilizar Jhon Cley, contestado por parte da torcida. Quem corre por fora na disputa é Hiago, acostumado com jogos de maior expressão. Outra provável mudança no time é a troca de Pedro Rosa, que tem sido irregular, por Rafinha. A provável formação do CSA para o clássico deve ter: João Carlos; Celsinho, Gerson, Luciano Castan e Rafinha (Pedro Rosa); Amaral, Dawhan, Didira e Matheus Sávio; Hiago (Jhon Cley) e Patrick Fabiano. “Estamos em crescimento. A cada jogo ganhando mais entrosamento e confiança. Temos que virar a página da Copa do Brasil e ir com tudo para esse clássico. Uma vitória muda todo panorama e seguiremos em frente na busca dos nossos objetivos”, destacou Matheus Sávio.


ESPECIAL

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 9 E 10 DE FEVEREIRO DE 2019

Os donos do

DINHEIRO

Quem são os doadores das campanhas dos deputados estaduais e federais eleitos em Alagoas CARLOS AMARAL CARLOS VICTOR COSTA

P REPÓRTERES

arentes, comissionados, servidores públicos, empresários e grandes investidores nacionais. Estes são alguns dos perfis dos doadores de campanha dos deputados – estaduais e federais – eleitos em Alagoas nas últimas eleições. Apesar de toda a transparência fornecida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o simples olhar nos nomes e CPF’s no portal de divulgação de candidaturas pouco revela a origem dos recursos – legais – que sustentam as campanhas eleitorais. A Tribuna Independente foi atrás das informações sobre quem são os donos do dinheiro. Segundo a legislação eleitoral, apenas as doações de pessoas físicas são permitidas desde que dentro do limite de 10% da declaração de Imposto de Renda (IR) do ano anterior. Doações estimáveis em serviços ou bens estão fora desse teto, e em relação a esse tipo de doação, os eleitos de Alagoas não têm do que reclamar. São dezenas e dezenas de doado-

res de serviços e bens móveis e imóveis. Até mesmo profissionais com relativa remuneração constam como doadores de serviço de motorista, por exemplo. Outras características das doações aos parlamentares eleitos em Alagoas é a repetição de valores doados e uso de veículos para as campanhas. Alguns deles, tirando recursos oriundos de partidos políticos, só tiveram esse tipo de doação. Também há aqueles que só receberam serviços de bandeirinha e panfletagem. O MDB foi o partido que mais doou recursos a candidatos, independente, inclusive, de coligação. A candidatura de Renan Calheiros (MDB) ao Senado foi a que mais garantiu recursos aos eleitos. Contudo, o grosso desse tipo de relação foi a doação em material de campanha. As dobradinhas também foram presença constante na prestação de contas dos deputados junto ao TSE. A reportagem realizou pesquisa sobre os principais doadores dos eleitos e buscou saber dos parlamentares a eles ligados quais são suas relações e o que motivou a doação. A maioria respondeu destacando a aprovação de suas contas.


ESPECIAL

2

Amigos, parentes e contas aprovadas, destacam federais

E

ntre os federais, Arthur Lira (PP) possui doadores, a exemplo de Ileilda Ferreira dos Santos. Segundo a prestação de contas no TSE, ela doou serviço de motorista no valor de R$ 2 mil. Ela é ex-dirigente do PDT, cujas contas de sua passagem pela legenda foram reprovadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e consta na lista de inelegíveis daquela Corte. O parlamentar respondeu, num primeiro momento, não “tomar conta” de quem trabalhou em sua campanha. Depois, Arthur Lira destaca que suas contas foram aprovadas. “As contas de campanha foram aprovadas por unanimidade pelo Tribunal Regional Eleitoral, com esteio em parecer favorável da Procuradoria Regional Eleitoral. A correção e legalidade de todos os atos de arrecadação e despesas de campanha foram demonstradas e provadas pelo candidato, e subsequentemente atestadas pela Justiça e pelo Ministério Público”, diz. Já o emedebista Isnaldo Bulhões recebeu doação R$ 6 mil em dinheiro de Marcelo Melo Silva, dono de um posto de combustível que tem contrato com a Prefeitura de Pilar. O parlamentar recebeu doação de Maílson Soares Vanderlei, gestor de ata de tomada de preço da Prefeitura de Santana do Ipanema para prestação de serviços ligados à informática e possui contrato nessa mesma área com a Prefeitura de Pão de Açúcar, no valor de R$ 1.842,90; e de Gustavo Pontes de Miranda Oliveira no valor de R$ 6.819,90, médico ortopedista e que já foi candidato a prefeito de Santana do Ipanema, em 2012. Nos dois últimos casos, chama a atenção o fato de um ser ligado à Prefeitura de Santana do Ipanema, cujo pai do parlamentar comanda, e o de um médico e ex-candidato a prefeito ter trabalhado como motorista de campanha. Até o fechamento desta edição, Isnaldo Bulhões não respondeu à Tribuna. Já o deputado João Henrique Caldas (PSB), conhecido como JHC, recebeu doação de Mário Roberto Candia de Figueiredo, dono das empresas Agrimat Engenharia e Empreendimentos e a Consórcio Agrimex, sediadas no Mato Grosso, e que atuam na construção de rodovias e ferrovias. O empresário também está envolvido em processos no Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) por dano ao erário. Outra doação ao JHC que chama a atenção é a de Vanderlei Vieira. No caso, o uso de um veículo Fiat Mobi. Ele foi procurador da Rádio e TV Schappo Ltda. junto à Câmara dos Deputados, em 2001 (início do processo), para concessão de sinal de radiodifusão em cidades alagoanas. O trâmite se deu ao menos até 2010. A concessão é por 10 anos. Detalhe: entre os concorrentes está a Rádio e TV Caldas Ltda. Segundo a assessoria do parlamentar, Mário Roberto Candia de Figueiredo é pai de sua namorada. Já em relação a Vanderlei Vieira, a equipe de JHC ressalta que “A doação não é de bem, apenas é disponibilizado à campanha e, por isso, deve

entrar na prestação de contas de campanha como ‘valor estimado’. Não há ‘concorrência’, pois o deputado JHC não participa do quadro societário das empresas citadas”. Única mulher da bancada alagoana na Câmara dos Deputados, Tereza Nelma (PSDB) recebeu doações de quatro médicas, sendo duas de outros estados: Luciane de Lima Moura – R$ 17 mil – e Cícera Fabrícia Simplício Gonçalves – R$ 10 mil –; Gabriela Silva Moreira de Siqueira, do Sírio-libanês, R$ 12 mil; e R$ 11.200 de Débora Gontijo de Freitas, de Minas Gerais, que, inclusive, é dona das empresas Adfacil Administradora de Bens Ltda. e da Clínica Médica Dfreitas; e R$ 5.200 de Tereza Maria Barreto do Amaral, presidente da Pestalozzi de Alagoas, entidade a qual a parlamentar há muito tempo tem ligação. À reportagem, Tereza Nelma destaca que doações de pessoas físicas são permitidas pela legislação eleitoral e que recebeu doações de outras pessoas, inclusive que ainda não conhece pessoalmente. “Pelas médicas tenho

COMUNICAÇÃO Outra doação a JHC que chama a atenção é a de Vanderlei Vieira. No caso, o uso de um veículo Fiat Mobi. Ele foi procurador da Rádio e TV Schappo Ltda. junto à Câmara dos Deputados, em 2001 (início do processo), para concessão de sinal de radiodifusão em cidades alagoanas

um enorme carinho, porque construímos uma relação de amizade através de minha filha, que também é médica e professora da UFAL. Parte delas frequentam minha casa desde a época de estudantes. São profissionais com consciência social. Várias têm destaque nacional. Mesmo uma delas sendo empresária, a doação foi realizada de forma particular e física, não jurídica e ilegal. E não há problema algum em serem profissionais de outros estados, uma vez que a legislação eleitoral não afere delimitações territoriais”, diz a tucana. Sobre a doação da presidente da Pestalozzi de Alagoas, Tereza Nelma ressalta a antiga relação com a instituição, superior a 35 anos. “Tereza Maria Barreto do Amaral é como uma irmã. Cultivamos uma amizade de mais de quarenta anos, que ultrapassa qualquer limite profissional. Somos duas terezas que compartilham dos mesmos ideais, na busca pelo bem. Além do mais, as doações realizadas por ela foram oriundas de receitas próprias e não da instituição, a qual preside com grande ética e dedicação. Minhas contas eleitorais foram aprovadas pelo TSE”, explica a deputada federal. Sérgio Toledo (PR) recebeu R$ 100 mil de Luiz Gustavo Leão Ribeiro para sua corrida à Câmara dos Deputados. Ele é titular do 1º Ofício de Registro de Imóveis do Distrito Federal. À Tribuna, o parlamentar apenas diz que Luiz Gustavo Leão Ribeiro é seu “amigo e colega”.

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 9 e 10 DE FEVEREIRO DE 2019

Grandes investidores doaram para campanha de deputados estaduais

E Davi Maia, eleito para o seu primeiro mandato, chama atenção pelas doações de Eduardo Mufarej, do RenovaBR

JHC conseguiu verbas de empresário envolvido em processos por dano ao erário; processo corre no TRF da 1ª Região

Bruno Toledo contou com doação de servidor que já foi considerado “fantasma” na Assembleia Legislativa

Sérgio Toledo declarou ter recebido R$ 100 mil de doador que reside em Brasília

m relação aos 27 deputados estaduais eleitos em outubro, Davi Maia (DEM) teve os doadores mais chamativos. Um deles é Eduardo Silveira Mufarej, sócio da Tarpon Investimentos S.A., empresa dona de várias outras e vinculada a Kroton – maior empresa privada de ensino do planeta. Entre as empresas controladas pelo investidor – que doou R$ 25 mil – estão a BRF Foods, Somos Educação (Kroton), Rhodia Poliamida e Especialidades S.A, GP Investiments, BTG Pactual, Banco Pine, Aliansce (Parque Shopping). À Tribuna, o jovem parlamentar diz que Eduardo Mufarej é o idealizador do RenovaBR, uma ONG cujo objetivo é formar atores políticos. Também participa da entidade o apresentador da Rede Globo, Luciano Huck. “Ele [Eduardo Mufarej] acredita em uma nova forma de fazer política e acredita que eu faço parte desse momento. Através do Renova, tive a chance de conversar com grandes empresários, como Paulo Pinheiro, que conheceu meu projeto e acreditou nele”, afirma Davi Maia. Paulo Pinheiro de Senna Nogueira Batista, dono da Dental Cremer Produtos Odontológicos, que já pertenceu à Tarpon, de Eduardo Mujaref. Ele também é ligado à AGV Holding e doou R$ 15 mil a Davi Maia. Outro doador é João Gonçalves de Medeiros Filho. Ex-presidente do Conselho Regional de Medicina (CRM) da Paraíba e conselheiro da Autarquia, além de diretor da Cooperativa de Crédito Sicredi João Pessoa. O parlamentar também recebeu R$ 60 mil de Fábio Henrique Cavalcante Gomes. Advogado, ele já foi desembargador do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Alagoas. Segundo Davi Maia, ambos são seus tios. Já o deputado estadual Cabo Bebeto (PSL) recebeu doação de R$ 1.000 de Josinaldo dos Santos Silva, nomeado para a Assembleia Legislativa Estadual (ALE) ainda em dezembro de 2018. Outro doador foi Alexsandro Geraldo dos Santos, também R$ 1.000, representante legal da Irmãos Santos Vestuário Ltda., ré em ação por sonegação de R$ 308.750,52 de ICMS. “Com relação à nomeação de Josinaldo, por certo é decorrente de seus próprios méritos. Reafirmo, mantenho com Josinaldo e Alexsandro relação estritamente de parentesco, não me envolvendo com seus negócios empresariais”, diz Cabo Bebeto. Bruno Toledo (PROS) recebeu R$ 1.500 em doação de serviços de assessoria da propaganda de Ricardo dos Reis Cleto Freire, citado em denúncia de servidores fantasmas na ALE em 2015, na qual receberia R$ 16.080. Contudo, em fevereiro de 2017 ele voltou a ser nomeado na ALE. “Ricardo trabalha comigo em meu gabinete. Ele nunca foi fantasma e está a disposição para o que for necessário lá na Assembleia. Ele não recebe e nunca recebeu esse valor enquanto trabalha comigo”, pontua Bruno Toledo. “Quanto à doação, não foi em dinheiro e sim valores estimados. É uma regra na prestação de contas. Todos que contribuem, mesmo que de forma espontânea, precisam constar na prestação de contas e estimado o valor do trabalho. Inclusive, não tem apenas ele na prestação de contas que trabalha no gabinete. Mas todos foram determinados os horários que contribuíram na campanha, sempre em horários que não conflitaram com seus horários de trabalho”, completa o parlamentar. Em relação à denúncia de que Ricardo dos Reis Cleto Freire ser servidor fantasma da ALE, Bruno Toledo nega tal condição e aponta a presença do nome de seu assessor nessa assunto como fruto de um “ato midiático praticado pela curta presidência [da ALE] do senhor Antonio Albuquerque [PTB] não configura acusação alguma. Ele exonerou um grupo de servidores e de forma irresponsável os apontou como se fossem fantasmas. Na época, fui a público repudiar essa declaração feita por ele. Lembro que ele foi presidente durante menos de um mês”. Já o deputado Yvan Beltrão (PSD) recebeu doação, através do MDB, de Carlos Francisco Ribeiro Jereissati no valor de R$ 30 mil, através de transferência do Diretório Estadual do MDB. Jereissati é dono da La Fonte Participações, que controla o Shopping Iguatemi, o Grande Moinho Cearense e acionista majoritário da Oi. Além de irmão do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE). “Recebi a doação do MDB. Tem nem o que responder, eu recebi doação foi do MDB, então minha única ligação é com o

MDB. Agora de quem o MDB recebeu as doações deles tem que perguntar a eles”, comenta Yvan Beltrão. Outro doador de sua campanha foi de Antônio José Beltrão de Azevedo, no valor de R$ 50 mil. Ele dono de sete empresas. Dessas, três são postos de gasolina em Maceió – Posto Gama, Auto Posto Farol e Posto Pirâmide; as duas primeiras na Fernandes Lima, a outra na Ponta Verde –; uma imobiliária (Td Imobiliaria Ltda); Raja Logistica Ltda; e Cooperativa Dos Plantadores De Cana-de-Açúcar da Região Sul de Alagoas. O empresário é primo de Yvan Beltrão. Marcelo Beltrão (MDB) recebeu R$ 15 mil de Carlos Eduardo Góes Martins Araújo, dono de duas empresas de fisioterapia – Clínica de Fisioterapia de Penedo Ltda. e Fisioplan Clínica de Fisioterapia Ltda –, a última obteve contrato com a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) em junho de 2018. “Carlos Eduardo Góes Martins Araújo foi um dos doadores da nossa campanha e é amigo da minha família. Todas as doações da nossa campanha e prestação de contas já foram declaradas e deferidas pela Justiça Eleitoral, conforme determina a legislação vigente”, diz Marcelo Beltrão. Já Flávia Cavalcante (PRTB) recebeu R$ 6 mil de Edson Ferreira Lima, dono das empresas de construção Decol-Drenagens e Construções Ltda. e Eficaz Construções e Empreendimentos Ltda. Em novembro de 2017, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) formulou denúncia por obras contratadas e não executadas da Eficaz e a Prefeitura de São Luiz do Quitunde. Outro doador à deputada foi Nairo Henrique Monte Freitas, chefe de gabinete da Presidência da Câmara Municipal de Maceió em 2015 e ex-procurador do Município de São Luís do Quitunde, inclusive com contas de convênios com a União rejeitas pelo TCU em 2011.

CAMPANHA Entre as empresas controladas pelo investidor – que doou R$ 25 mil – estão a BRF Foods, Somos Educação (Kroton), Rhodia Poliamida e Especialidades S.A, GP Investiments, BTG Pactual, Banco Pine, Aliansce (Parque Shopping)

À Tribuna, Flávia Cavalcante afirma que “tudo isso é público e declarado. Inclusive tive minhas contas aprovadas. Eu também não tenho nenhum conhecimento que eles tenham sido condenados ou que estejam impedidos de fazer doações”. Ricardo Nezinho (MDB) recebeu R$ 38.200 de José Humberto Mauricio de Lira, que já foi vice-presidente nacional de crédito da Caixa, em 2007; liquidante do Produban; e atualmente está no Ministério do Trabalho. À reportagem, o parlamentar diz se tratar de seu cunhado. A deputada Cibele Moura (PSDB) recebeu R$ 30 mil de Rafael Tenório (PODE), por meio da candidatura de Renan Calheiros, de uma chapa oposta a da parlamentar. Ela apenas ressalta que sua contas foram aprovadas pelo TRE. “O recebimento de doações e nossa prestação de contas foram feitos rigorosamente dentro dos critérios estabelecidos na lei e submetidos à análise do TRE, que aprovou sem nenhuma ressalva. Todos os doadores estão em lista pública e as contas já foram exaustivamente analisadas e, em seguida, aprovadas”, diz Cibele Moura. Os deputados Inácio Loiola (PDT) e Galba Novaes (MDB) não responderam à Tribuna. O pedetista recebeu doação George César Marques Lisboa e César Marques Conceição, sócios da Norton Engenharia Ltda.; George também é dono da STG Engenharia Ltda. e da Companhia do Churrasco. Ambos no valor de R$ 1.000. Aliás, a maioria das doações recebidas por Inácio Loiola foi de R$ 1.000. Já Galba Novaes recebeu, em valor estimável, R$ 10 mil de Wellington Calheiros Mendonça. No caso, um caminhão trio. Em sua declaração de bens à Justiça Eleitoral de 2014 consta o seguinte texto: “Parte do apartamento 101, do Residencial San Diego, no bairro de Jatiúca, em Maceió/AL, adquirido como Sr. Wellington Calheiros Mendonça”; na prestação de contas deste ano, consta como despesa o mesmo valor da doação para o mesmo bem ao mesmo Wellington Calheiros Mendonça.


POLÍTICA

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 9 e 10 DE FEVEREIRO DE 2019

3

Cientista político cita que a política tem relação com interesses de mercado C

om a recente mudança da legislação, que proibiu a doação de empresas a candidatos e partidos, o volume de recursos utilizados nas campanhas eleitorais reduziu consideravelmente, mas ainda assim a presença de pessoas ligadas a setores econômicos seguem doando para candidatos. Para o cientista político Ranulfo Paranhos, da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), o vínculo entre políticos e financiadores é a mesma que uma relação de mercado. “Só vai mudar esse comportamento de doação e interesses com a política no Brasil, se você mudar essas necessidades, essa demanda e oferta. É uma lei de mercado muito clara. A política funciona como mercado. O que quero dizer com isso? Políticos continuam querendo dinheiro de empresários e empresários continuam querendo controlar políticos. Como a gente não quebrou essa cadeia de interesse, isso vai seguir funcionando. Em menor grau? Sim. Vai ter caixa 2? Vai. A gente mais tarde vai descobrir isso. O problema é que está muito recente [nova regra] e a fiscalização aumentou, mas a cadeia de mercado não foi quebrada”, afirma Ranulfo Paranhos. O cientista político aponta dois tipos de comportamento dos políticos diante de seus doadores: o proativo e o de não atuação. Segundo ele, às vezes o financiador quer que o parlamentar elabore leis que o favoreça; às vezes que não faça lei alguma para não atrapalhar seus interesses. “Por exemplo, doações de empresas de armas, como a Taurus. Ela doava e esperava legislação. Esse é um caminho. Você doa para que o indivíduo defenda sua agenda. Esse é um comportamento proativo, você financia e espera retorno. O outro é o de não legislar, não fazer lei contrária a minha agenda”, explica. “Essa relação sempre existiu no Brasil, como começou na década de 1970 nos EUA: os parlamentares se comportam de acordo com os interesses dos financiadores de campanha. Tem estudos sobre lobby e isso não é falácia. Porém, depois de um tempo isso ficou mais difícil, porque é uma relação muito complexa. E nos estados, saber quem financia é difícil”, completa Ranulfo Paranhos. AUTODOAÇÃO Na pesquisa feita pela Tribuna ficou detectado a presença de dezenas de cargos comissionados entre os doadores, seja em bens e serviços – valores estimáveis –, seja em dinheiro. Para o cientista político, trata-se de autodoação. “Na prática isso funciona da seguinte forma: o próprio parlamentar pega o dinheiro e diz ao comissionado depositar em sua conta de campanha com o CPF dele. É autodoação. Você pega seu funcionário e diz para ele ir ao banco e depositar X na sua conta de campanha. É uma forma de burlar”, afirma. CANDIDATURAS OPOSITORAS Comitês ou partidos sempre doaram recursos a candidatos, especialmente se estes foram da mesma coligação. Contudo, disponibilizar recursos a nome de chapas concorrentes tem

Por exemplo, doações de empresas de armas, como a Taurus. Ela doava e esperava legislação. Esse é um caminho. Você doa para que o indivíduo defenda sua agenda. Esse é um comportamento proativo, você financia e espera retorno”. RANULFO PARANHOS

ocorrido com certa frequência. Em Alagoas, não foi diferente. Em relação a doações entre candidatura, Ranulfo Paranhos destaca ser lugar comum nas campanhas brasileiras. “Os partidos pegam as verbas do Fundo Partidário e doam aos principais candidatos. Tanto é que há briga para controlar os partidos. Os caciques sempre levam mais. Isso não mudou agora e não sei se tem algum partido que divida esse recurso igualmente”. Já sobre doar a coligações adversárias, o cientista político ressalta não ser ilegal. “Isso revela, na verdade, um tipo de aliança que, por exemplo, se faz em regiões diferentes. Se se financia alguém de uma coligação da oposição, porque deve ter alguma aliança local. O que é estranho do ponto de vista partidário, mas não é ilegal”, comenta. “As relações políticas se dão para além das coligações. Na verdade, o que os candidatos têm uma racionalidade grande em cima [campanha majoritária] que é ‘como a gente vai montar a coligação macro?’, mas tem os casos particulares. E nesses, os caras dizem: ‘não, mais aqui eu não vou pedir voto para governador e meu candidato aliado a estadual pertence à outra coligação’. Isso é feito no varejo. No atacado é a outra forma, macro, que leva em conta tempo de televisão e palanque. No varejo, a relação é destoante”,

TRE julga contas três dias antes da

Ranulfo Paranhos, vê relação de mercado entre políticos e empresários

DIPLOMAÇÃO

A

reportagem da Tribuna consultou ainda a Assessoria de Contas e Apoio à Gestão (ACAGE) do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE) para saber como órgão faz a checagem das doações, se é apenas verificando os registros de entrada e saída dos recursos. Como também entrevistou o advogado eleitoral Marcelo Brabo Magalhães, que explicou como se aplica a permissão das doações. De acordo com a assessora-chefe de Contas do TRE, Raquel Paixão, inicialmente a ACAGE verifica se foi entregue toda a documentação exigida pela legislação e logo após confere a legalidade das doações recebidas de pessoas físicas e dos Fundos Públicos (Partidário e Especial de Financiamento de Campanha), bem como das doações estimáveis em dinheiro. “Verificamos se todas as doações em recursos financeiros transitaram por conta bancária, e se estão identificadas, nos termos da Lei nº 9.504/97 e Resolução TSE nº 23.553/2017. Com relação às despesas [aplicações dos recursos recebidos] verificamos os documentos comprobatórios, se foi respeitado o limite de gasto fixado para a candidatura; os limites de gastos com alimentação de pessoal; limite de gastos com aluguel de veículos; se consta no extrato bancário o CPF ou CNPJ do fornecedor; quantidade de pessoas contratada para militância e etc.”. Raquel Paixão explica também que o órgão vinculado ao TRE, três dias antes da data fixada para diplomação, analisa e julga as contas dos eleitos e dos dois primeiros suplentes de cada coligação para deputados federal e estadual. Já as demais contas (candidatos e partidos) são analisadas e devem ser julgadas até 29 de novembro. ADVOGADO Questionado se legendas e can-

Advogado Marcelo Brabo lembra que o TSE demora em editar Resoluções didaturas podem doar a candidatos de coligações adversárias, Marcelo Brabo explica que as doações dos partidos políticos devem observar o disposto nas Resoluções 23.546 e 23.553 do TSE, que são destinadas aos órgãos partidários próprios e aos seus candidatos-filiados. “A jurisprudência vem fazendo alguns temperamentos, permitindo que haja doação para candidatos de outras agremiações, desde que estejam estes em partidos coligados com o seu partido. A mesma regra deve ocorrer com relação aos candidatos, havendo, no entanto, alguns abrandamentos da jurisprudência, reconhecendo que, havendo estas, há de se observar se tais recursos foram utilizados para fomentar ambas as candidaturas. Existem, de igual modo, alguns julgados que aprovaram, com ressalva, as contas, mas mandando recolher o valor doação para o Tesouro Nacional”, ressalta o advogado. COMISSIONADOS A reportagem questionou o advogado também se a doação de comissionados, por exemplo, da Assembleia Legislativa do Estado (ALE) é considerada legal, haja

vista que esses servidores estejam lotados no gabinete desses parlamentares. Segundo Marcelo Brabo, não deveria haver impedimentos ou vedações, pois não se pode supor ou presumir que se trata de “acordo” entre o exercente de mandato e o servidor. “A vedação existente é apenas quanto ao limite de 10% dos rendimentos brutos auferidos no ano anterior. No entanto, os órgãos de contas vêm sempre se manifestando contra tais doações, já existindo algumas decisões judiciais acolhendo este entendimento”, pondera o advogado. Ele ressalta ainda que a Justiça Eleitoral vem se empenhando para apresentar, em tempo real, e com a maior clareza possível, tais informações sobre as doações e transparência. “No entanto, nem sempre existe tempo hábil e ferramentas que propiciem uma melhor comunicação, pois, por vezes, o TSE demora um pouco para editar as resoluções, a tudo somado algumas novidades, como foi o caso do fundo eleitoral. Em breve, certamente, tudo ocorrerá em tempo real e de modo a evitar qualquer dúvida”, diz Marcelo Brabo.


4

ESPECIAL

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 9 E 10 DE FEVEREIRO DE 2019

Quem são todos os doadores dos deputados eleitos em Alagoas, segundo a Justiça Eleitoral FEDERAIS ARTHUR LIRA (PP): Diretório Nacional do PP – R$ 1.677.758,00; Candidatura de Dudu Hollanda – R$ 12 mil – adesivos casados; Doação própria – R$ 10.400 – veículo – Pajero; Candidatura Benedito de Lira – R$ 10 mil – santinhos casados; Otávio Lima Leite Neto – R$ 8.752,00 – serviço de motorista e veículo – Hilux; José Alberto de Carvalho Marques Filho – R$ 3.732,00 – serviço de motorista e veículo (Punto); Paulo Roberto Borba Leite – R$ 2 mil – serviço de motorista; Juliana Botelho Silva de Verçosa; é enfermeira – R$ 2 mil – serviço de motorista; Josinaldo Oliveira de Farias – R$ 2 mil – serviço de motorista; José Carlos da Silva – R$ 2 mil – serviço de motorista; Ileilda Ferreira dos Santos – R$ 2 mil – serviço de motorista; consta na lista de inelegíveis do TCU por rejeição de contas do PDT, à época presidido por Geraldo Sampaio. Djair Marcelino da Silva – R$ 2 mil – serviço de motorista; Maria de Lourdes dos Santos Holanda – R$ 1.889,00 – veículo – Saveiro; Maria Lia Bahia Loureiro – R$ 1.751,00 – veículo – Pálio; Maria das Graças Lessa Marcelino – R$ 1.562,00 – veículo – Uno; nomeada na Sedet/Maceió para o cargo em comissão em janeiro de 2017. Candidatura de Jó Pereira – R$ 1.380,00 – material de campanha; Candidatura Marcos Hollanda – R$ 422,91 – material de campanha; Candidatura de Randerson Tenório de Lira – R$ 146,25 – material de campanha. ISNALDO BULHÕES (MDB) Candidatura de Renan Calheiros – R$ 600 mil; Doação Própria – R$ 225.653,88; Christiane Bulhões Barros Melo Silva – R$ 30 mil; vice-prefeita de Santana do Ipanema e irmã de Isnaldo; Maria Irene Alves Monteiro – R$ 15 mil; Renilde Silva Bulhões Barros – R$ 12 mil; mãe de Isnaldo e suplente do senador Fernando Collor (PROS); Gustavo Pontes de Miranda Oliveira – R$ R$ 6.819,90 – serviço de motorista e veículo – Hilux. É médico e já foi candidato a prefeito de Santana do Ipanema, em 2012. Marcelo Melo Silva – R$ 6 mil; dono do posto de combustível que fornece à Câmara Municipal de Pilar; José Adriano Pereira Lima – R$ 4.200 – serviço de motorista e veículo – Marcopolo/Volarares; Claudemir dos Santos Mota Junior – R$ 3.653,88 – serviço de motorista e

ESTADUAIS ÂNGELA GARROTE (PP) Diretório Nacional PP – R$ 550.530; Doação a si mesma – R$ 15.997,36; Antônio Garrote da Silva Filho – R$ 4 mil – imóvel em Palmeira dos Índios. Filho da deputada e chegou a ser condenado pelo assassinato de Diego Florêncio, mas o TJ anulou júri. É vereador em Palmeira dos Índios; Candidatura Arthur Lira – R$ 750 – material de campanha. Antonio Albuquerque (PTB) Diretório Estadual PTB – R$ 380 mil; Candidatura de Nilvado Albuquerque – R$ 45.937,55; Adenilton Teixeira – R$ 1.600 – motorista e veículo; Josefa Gonzaga Silva – R$ 1 mil – veículo (GOL); Thiely Barbosa Silva – R$ 600 – bandeirinha; Mais 16 bandeirinhas a R$ 600. BRENO ALBUQUERQUE (PRTB) Candidatura Isnaldo Bulhões – R$ 100 mil; Diretório Estadual MDB – R$ 70 mil; Diretório Estadual PRTB – R$ 44.105,26; Carlos Alberto Schinke de Albuquerque Melo – R$ 23.100 – motorista e veículo (Nissan Frontier). Primo do deputado e réu confesso do assassinato do estudante Carlos Evandro Alves Dias, 28, em março de 2007. Acusado de lesão corporal grave e de tentar matar Jane Keylla Vilar Alcântara e Sarlynton Harysson Barbosa da Silva, respectivamente. O caso ocorreu no município de Santana do Ipanema, no dia 19 de julho de 2009, durante as comemorações alusivas à Festa da Juventude; Raimundo Deosdete Soares de Lima – R$ 15 mil – jingle campanha; Edclea Fabiana de Albuquerque Barros – R$ 13.200 – imóvel em Arapiraca; Renato Antônio Lima da Purificação – R$ 10 mil. Foi secretário de Gestão de Branquinha; Laís Melo Pita de Almeida – R$ 10 mil – assessoria de comunicação; Danillo Karlo Freire Santos – R$ 10 mil – produção de vídeo; Vanderson Yago do Nascimento Freire – R$ 6 mil – serviço fotográfico; Miguel Joaquim dos Santos Neto – R$ 5.280 – veículo (D20). Ex-prefeito de Campo Grande; Edivan Francisco dos Santos – R$ 3.600 – veículo (Kombi); Luciano de Farias Costa – R$ 3.300 – motorista e veículo (Punto); Martiniano Alves Queiroz Neto – R$ 1.500 – motorista; Eraldo Barbosa dos Santos – R$ 1.500 – motorista; Candidatura Renan Filho – R$ 346,02 – material de campanha. BRUNO TOLEDO (Pros) Candidatura Severino Pessoa (PRB) – R$ 108.635,00; Doação a si próprio – R$ 97.883,29 Wanderson dos Santos – R$ 15.840,00 mil – dois veículos (Kombi e F4000); Fabiano Perrelli Teixeira Cavalcante – R$ 11.760,00 – Coordenação geral da propaganda e dois veículos (Citroen C4 e uma Kombi). Foi nomeado na ALE em 2017; Thiago de Albuquerque Barbosa – R$ 10 mil – outros recursos. É oficial de Justiça; Vania Marcia Lima Oliveira – R$ 7.200,00 – veículo (Ford Ranger) Christiano Costa Souza – R$ 7.200,00 – veículo (Amarok) Ronald Gonçalves Queiroz Peixoto – R$ 5. 800,29 – Imóvel para Comitê. Foi nomeado na ALE em 2017. É dono da R.G. Queiroz Peixoto ME; Candidatura Sérgio Toledo – R$ 2.240, 00 – Material de campanha; Camila Maria Santos Ribeiro Dias – R$ 1.600,00 – serviços de secretária no Comitê. Nomeada na Semec/ Maceió em 2017, designada para a Semtabes/ Maceió em junho de 2018; Ricardo dos Reis Cleto Freire – R$ 1.500, 00 – Serviços de assessoria de propaganda. Nomeado na ALE e citado na denuncia de servidores fantasmas da Assembleia em 2015; Candidatura Arthur Lira –R$ 750,00 – material de campanha. CABO BEBETO (PSL) Ascânio Casado de Araújo Lima Neto – R$ 2.100 – veículo (Nissan). Doação a si próprio – R$ 1.400; Romildo da Costa Ribeiro – R$ 1.060,00. Tiago Pereira dos Santos – R$ 1 mil; Josinaldo dos Santos Silva – R$ 1 mil. Comissionado da ALE, nomeado em dezembro de 2018; Andreia Geraldo dos Santos – R$ 1 mil; Alexsandro Geraldo dos Santos – R$ 1 mil. Representante legal da Irmãos Santos Vestuário Ltda., ré em ação por sonegação de ICMS de R$ 308.750,52 Ricardo Henrique Bastos de Oliveira – R$ 500; Flávio Antônio Moreno da Silva – R$ 500; Antônio Rafael Alves Teixeira – R$ 500; Márcio de Almeida Arruda – R$ 450. CIBELE MOURA (PSDB) Diretório Nacional do PR – R$ 400 mil; Rafael Tenório via candidatura de Renan Calheiros – R$ 30 mil; Diretório Nacional PSDB – R$ 25 mil; Carlos Abrahão Gomes de Moura – R$ 13.700 – veraneio para publicidade e veículo (Ranger). Pai da deputada e ex-prefeito de Paripueira. Doação para si própria – R$ 13.536,01; Jurandir Gomes Neto – R$ 7.950 – imóvel para comitê; Candidatura Sérgio Toledo – R$ 2.800 – material de campanha; Candidatura de José Eduardo Accioly Canuto – R$ 850 – material de campanha. DAVID DAVINO FILHO (PP) Diretório Nacional do PP – R$ 100 mil; Candidatura de Pedro Vilela – R$ 60 mil; Doação a si prórpio – R$ 58.798,99 – dinheiro e veículo (Ducato, R$ 5.100); David Cabral Davino – R$ 22.300 – dinheiro e veículo (trio, 12.300). Pai ddo deputado e vereador em Maceió; José Augusto Cabral Davino – R$ 7.800 – veículo (Trablazer). É assessor da Câmara Municipal de Maceió; Candidatura de Severino Pessôa – R$ 5.597,50 – material de campanha; Thiago da Cruz Albernaz – R$ 3.200 – veículo (UNO). Comissionado no Alagoas Previdência; Paulo Roberto Bezerra Nunes – R$ 3.200 – veículo (Kombi); Candidatura de Sérgio Toledo – R$ 2.800 – material de campanha; João Antônio Leite de Cerqueira – R$ 2.500 – coordenação de campanha. Comissionado na Câmara Municipal de Maceió; Fernando Jorge Cabral Davino – R$ 2.500 – coordenação de campanha.

veículo – Toyota/Corolla. Ex-servidor da ALE. Nomeado em abril de 2014 e exonerado em setembro de 2018. Renato Holanda Guimarães – R$ 2.561,10 – serviço de motorista e veículo – Tucson; Assessor de Isnaldo na ALE; Tatiana Bastos Lima Nobre – R$ 1.842,90 – serviço de motorista e veículo – HB20; Mailson Soares Vanderlei – R$ 1.842,90 – serviço de motorista e veículo – GOL. Tem contrato com a Prefeitura de Pão de Açúcar para fornecimento de serviços de software, firmado em 2017, cujo valor anual é de R$ 62.400; também é gestor de ata de tomada de preço da Prefeitura de Santana do Ipanema para prestação de serviços ligados à informática; Daniella Nara Vieira Barros – R$ 1.842,90 – serviço de motorista e veículo – HBV20X. Comissionada da Seplag; Maria Zenaide dos Santos Alécio – R$ 1.242,90 – veículo – Pálio; Sandra Serafim Silva Queiroz – R$ 1.050,00 – serviço de motorista e veículo – Honda – POP 10; Isralley Gomes de Amorim Santos – R$ 600 – serviço de motorista; Hevson dos Santos Alécio – R$ 600 – serviço de motorista; Cleudson Aquino Nobre – R$ 600 – serviço de motorista; Carlos Roberto dos Santos – R$ 600 – serviço de motorista; Edson Silva Vasconcelos – R$ 450 – veículo – Honda CG; Candidatura de Marcos Hollanda – R$ 239,58 – material de campanha. JHC (PSB) Diretório Nacional do PSB – R$ 1.300.000; JHC – R$ 36.600,00 – veículo (mini trio); Mário Roberto Candia de Figueiredo – R$ 30 mil. Dono de duas empresas de construção de rodovias e ferrovias, Agrimat Engenharia e Empreendimentos e a Consórcio Agrimex, sediadas no Mato Grosso; também envolvido em processos no TRF1 por dano ao erário; João Antônio Holanda Caldas – R$ 18 mil – veículo – SW4; irmão de JHC Diretório Estadual do PSB – R$ 8 mil – espaço para comitê; Vanderlei Vieira – R$ 2.800,00 –veículo – Fiat Mobi. Procurador junto à Câmara dos Deputados da Rádio e TV Schappo Ltda., sediada em Minas Gerais, desde 2001, quando iniciou processo. Empresa foi autorizada a explorar radiodifusão sonora em cidades alagoanas – ano 2010 – por dez anos. Entre os concorrentes está a Rádio e TV Caldas Ltda. MARX BELTRÃO (PSD) Direção Estadual PSD – R$ 1.049.800,00; Candidatura Marcelo Beltrão – 2.712,50 – material de campanha; Thacianny da Rocha Ferro – R$ 1.000 – serviço voluntário de panfletagem. Foi comissionada da ALE, exonerada em 2016 e está envolvida na Taturana. Segundo, decisão judicial, ela retirou cheques em favor de Cícero Amélio. Filha do ex- deputado Cícero Ferro Roswellington da Silva Tavares – R$ 1.000 – serviço voluntário de panfletagem. Ligado à Saúde de Feliz Deserto. Assinou termo de compromisso com

DAVI MAIA (DEM) João Gonçalves de Medeiros Filho – R$ 60 mil. Ex-presidente do CRM/PB e atualmente conselheiro da Autarquia; diretor da Cooperativa de Crédito Sicredi João Pessoa; Fábio Henrique Cavalcante Gomes – R$ 60 mil. Advogado e ex-desembargador do TRE; Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima – R$ 30 mil; Pai do deputado e prefeito de Quebrangulo; Eduardo Silveira Mufarej – R$ 25 mil. Ligado à Tarpon Investimentos S.A., Norma Suely de Barros Lima Santos – R$ 20 mil; Alan Vasconcelos de Barros Lima – R$ 17 mil; Andrea Maia Lima – R$ 16 mil. É vice-prefeita de Quebrangulo. Em 2014, constava na relação de 300 funcionários da ALE que seriam encaminhados ao Executivo por não trabalharem; Paulo Pinheiro de Senna Nogueira Batista – R$ 15 mil. Dono da Dental Cremer Produtos Odontológicos, que já pertenceu à Tarpon, de Eduardo Mujaref. Também é ligado à AGV Holding; Paulo Passos Lima – R$ 9 mil; Paulo Victor de Barros Lima Santos – R$ 6 mil; Marcelo Maia de Vasconcelos Lima – R$ 6 mil. É secretário Municipal de Governo em Quebrangulo; Cláudia Marques Freire – R$ 3 mil – prestação de serviços; Matheus Silva Lira – R$ 1.200 – militância. Nomeado em comissão para a SMS/ Maceió em junho de 2017; Daniel Lucas Oliveira Paulino – R$ 1.200 – militância; Cinthya Pacheco Amorim da Silva Costa – R$ 1.200 – militância; Carlos Henrique de Barros Lima Santos – R$ 400 – imóvel em Quebrangulo. É secretário de administração de Quebrangulo Sem origem identificada – R$ 10. DUDU RONALSA (PSDB) Doação a si próprio – R$ 80.611,79; Felipe Omena Feijó – R$26.000,00; É presidente da FAF e citado na denúncia de servidores fantasmas da Assembleia, em 2015; Demócrito Wanderley Sarmento Neto – R$20.000,00. Foi da Gerência De Operações E Suporte Estratégico – GEOSE da Conab; Carlos Humberto Pereira da Silva – R$ 15.000,00. Teve contrato de locação de imóvel para a prefeitura de Rio Largo na gestão de Toninho Lins, em 2015. Em 2017 foi nomeado na ALE; Diego Rafael Fernandes Beltrão Coelho da Paz – R$ 14.900,00. Nomeado na ALE em 2017. Sócio administrador da empresa Mundaú Construções e Distribuidora Ltda. Preso com drogas em Espirito Santo, mas ação prescreveu por ele não ter sido encontrado; Jorge Carlos Beltrão de Castro – R$ 13.000,00; Julianderson Soares da Silva Almeida – R$10.000,00. Nomeado e exonerado da ALE em 2017; Maria Gabriella Martins Coelho da Paz – R$ 6 mil. Foi Assistente Administrativa do AL Previdência no governo do Teotonio Vilela (PSDB). Hoje é nomeada SMG/Maceió Candidatura de Arthur Lira – R$ 5.187,50 – material de campanha; Lívia Maria Martins Coelho da Paz Barros – R$ 5 mil; José Eurico Beltrão Coelho da Paz Júnior – R$ 5 mil. Diretor de Competições da FAF e assessor de Gustavo Feijó em Boca da Mata; Maria Teresa Torres Barros – R$ 4 mil; Gumercindo Saraiva Ferreira Neto – R$ 4 mil; Bruno Tenório Calaça – R$ 4 mil. Advogado e sócio Printpage Comércio e Serviços de Informática, que já teve contrato firmado com a Uncisal; Fernanda Maria Martins Coelho da Paz – R$ 3 mil. Mãe do deputado; Walter Campos de Oliveira – R$ 2.500,00. Procurador de Estado; Maria Zenilda Nobre da Silva – R$ 2 mil – imóvel; Edvaldo Cordeiro da Silva Junior – R$ 2 mil – veículo (Onix); Regina de Souza Alves – R$ 1.500,00; Luciano Ricardo dos Santos – R$ 500,00 – veículo (moto Honda); Adilson Barbosa dos Santos – R$ 500,00 – veículo (moto Honda). FÁTIMA CANUTO (PRTB) Diretório Nacional do PR – R$ 400 mil; Doação a si própria – R$ 167 mil – dinheiro e veiculo (jeep e F4000, R$ 4 mil cada); Diretório Estadual MDB – R$ 100 mil; Neilza Elias da Silva – R$ 4 mil – veículo (ônibus). Dona de uma empresa de locação de veículos de mesmo nome. Foi candidata à vereadora em Pilar, em 2016. Em 2017, foi coordenadora do Caps Pilar; José Rocha Correia – R$ 3.500 – veículo (caminhonete). Dono da José Rocha Correia Gás – ME; Candidatura de Sérgio Toledo – R$ 2.800 – material de campanha; Mário Lages da Silva – R$ 2.500 – imóvel em Pilar; Direção Estadual do PRTB – R$ 2.105,26 – produção de guia eleitoral; Candidatura de Nilvado Albuquerque – R$ 2.053, 29 – material de campanha; Financiamento coletivo – R$ 30. FLÁVIA CAVALCANTE (PRTB) Diretório Estadual do MDB – R$ 70 mil; Rômulo da Silva Monteiro – R$ 29 mil; José Márcio de Medeiros Maia – R$ 25.600. Ex-vereador em Maceió e foi da Sudene, em 2015. Fiscal de tributo, envolvido na Operação Polhastro; Kelmann Vieira de Oliveira – R$ 25 mil. Esposo da deputada e presidente da Câmara Municipal de Maceió; Élvio Alves Brasil – R$ 25 mil; Sônia Maria Silva Cavalcanti – R$ 21.500. Foi comissionada na SMG/Maceió, exonerada em abril de 2018. Em 2016, constava na relação de comissionados da ALE, no setor de RH; Fernanda Maria Silva Cavalcanti de Oliveira – R$ 18 mil. Prefeita de São Luiz do Quitunde e Irmã da deputada; José Márcio de Medeiros Maia Junior – R$ 13.400. É vereador em Maceió. Adeilson de Farias Alves – R$ 11 mil; Ricardo Alexandre Sá Sampaio – R$ 10 mil. Comissionado na Câmara Municipal de Maceió; Cledivânia Vieira de Oliveira Gonçalves Barbosa – R$ 8 mil; Cícero Alberto Ferreira Silva – R$ 8 mil. Gestor do Fundo Municipal de Educação de São Luiz do Quitunde, multado em 2018 pelo TCE; Walkyria de Medeiros Ferro – R$ 7 mil; Ivanilda Santos da Silva – R$ 6.100; Rosyangely Malta Alencar de Lira – R$ 6 mil. Dona de loja de roupas e acessórios e já foi comissionada no Governo do Estado, exonerada em 2010; Jorge Mendes Dantas Júnior – R$ 6 mil; Edson Ferreira Lima – R$ 6 mil. Dono de duas empresas de construção, Decol-Drenagens e Construções Ltda. e Eficaz Construções e Empreendimentos Ltda. Em novembro de 2017, o TCE formulou denúncia por obras contratadas e não executadas da Eficaz e a Prefeitura de São Luiz do Quitunde

a Sesau em 2015 para ações de vigilância em saúde; Michelle Christine Pimentel Beltrão Coelho da Paz – R$ 1.000 – serviço voluntário de panfletagem. Comissionada da Semarh; Marcelo Marques Luz Lima – R$ 1.000 – serviço voluntário de panfletagem; Leonardo Perrotti Santos Guastaferro – R$ 1.000 – serviço voluntário de panfletagem. Foi comissionado no Detran, exonerado em fevereiro de 2017; Kleriston Lincoln Palmeira Silva – R$ 1.000 – serviço voluntário de panfletagem; José Aldo Pereira do Nascimento – R$ 1.000 – serviço voluntário de panfletagem. Foi candidato a prefeito de Feliz Deserto, em 2012, pelo PSD; João Victor Loureiro Pessoa Catunda – R$ 1.000 – serviço voluntário de panfletagem. Sócio na Pessoa & Barros Comércio de Confecções Ltda. e na AK&J Comércio Varejista de Semi Joias Ltda.; dono da Uaçaí em Alagoas. Já foi candidato pelo PSD; João Emanuel Barros Lessa Neto – R$ 1.000 – serviço voluntário de panfletagem. Secretário de infraestrutura de Palmeira dos Índios e sócio da J.K. Construções e Terraplanagem Ltda. Jeferson Bruno Ribeiro de Morais – R$ 1.000 – serviço voluntário de panfletagem; Henrique Lima Novaes – R$ 1.000 – serviço voluntário de panfletagem. Comissionado da Semarh; Guttemberg Costa Breda – R$ 1.000 – serviço voluntário de panfletagem; Francisco Luiz Beltrão de Azevedo Cavalcanti – R$ 1.000 – serviço voluntário de panfletagem. Ex-vice de Gestão operacional da Casal, exonerado em janeiro de 2019; Fábio de Queiroz – R$ 1.000 – serviço voluntário de panfletagem. Em 2014, foi nomeado como assessor na ALE; Elayne Cavalcante dos Santos Balbino – R$ 1.000 – serviço voluntário de panfletagem. Foi presidente de mesa de sessão eleitoral, em Maceió nas eleições de 2018; Edson Willams Bulhões Lima – R$ 1.000 – serviço voluntário de panfletagem; Diego Arthur de Omena Lima – R$ 1.000 – serviço voluntário de panfletagem; Carlos Roberto dos Santos Dias – R$ 1.000 – serviço voluntário de panfletagem. Foi diretor-presidente da Emater e é comissionado na Casal; Candidatura Dudu Hollanda – R$ 980 – adesivos; Candidatura Fátima Canuto – R$ 487,60 – material de campanha; Candidatura Renan Filho – R$ 346,01 – material de campanha; Candidatura Marcos Hollanda – R$ 295,83 – material de campanha.

NIVALDO ALBUQUERQUE (PTB) Diretório Nacional do PTB – R$ 1.150.000,00; Diretório Estadual do MDB – R$ 100.000,00; Cristiano Souza da Silva – R$ 1.600 – serviço de motorista e veículo (Fiesta sedan); Mayra Pereira de Melo – R$ 1.000 – veículo (FOX); Kledja Vieira de Oliveira – R$ 5.068,00. Já foi comissionada no INSS; Luiz André Moita Araújo – R$ 5 mil; Lúcia Santos do Amor Divino – R$ 5 mil. Foi comissionada no gabinete do Prefeito de Maceió Ivana dos Santos Nascimento – R$ 5 mil; Edriana Cirilo de Souza – R$ 5 mil. Comissionada na Câmara Municipal de Maceió; Rosângela Malta Alencar de Lira – R$ 4 mil; Maria dos Anjos de Medeiros Ferro – R$ 4 mil. Consta na relação de 300 funcionários que não trabalhavam, mas recebiam salários, na ALE, em 2014; Charles Anderson Tavares Oliveira – R$ 4 mil. Comissionado na SMTT/Maceió; Mirella de Lima Gomes Rego – R$ 2.500. Comissionada na Câmara Municipal de Maceió Diretório Estadual do PRTB – R$ 2.105,26; Willames dos Santos Salazar – R$ 2 mil; Nairo Henrique Monte Freitas – R$ 2 mil. Foi chefe de gabinete da presidência da Câmara Municipal de Maceió, em 2015. Em 2011, foi alvo de representação da CGU contra a prefeitura de São Luís do Quitunde; Márcia Rafaela Barros de Vasconcelos – R$ 2 mil. Em 2016, foi nomeada em comissão na SMS/Maceió. É dona da empresa Maria Antonietta (loja de roupas), em Matriz de Camaragibe; Emanuelle Cristini Santos da Silva – R$ 2 mil; José Alex Oliveira Barros – R$ 1 mil – motorista. FRANCISCO TENÓRIO (PMN) Diretório Nacional PMN – R$ 138.833,40; Candidatura de Olívia Tenório – R$ 124.019,20; Doação a si próprio – R$ 3.150; Marcos Antônio Ferreira Nunes – R$ 800 – imóvel. Ex-deputado estadual. Flávia Rodrigues dos Santos – R$ 540,60 – serviços burocráticos de campanha. Em 2012, foi nomeada na ALE; Daniel Silva Pontes – R$ 540,60 – serviços burocráticos de campanha. Chefe de gabinete de Francisco Tenório na ALE; Roney Heli Gomes Rocha – R$ 87,64 – veículo. GALBA NOVAES (MDB) Candidatura de Arthur Lira – R$ 156.250 – dinheiro e material de campanha; Doação a si próprio – R$ 104.285,72 – dinheiro e cessão de veículo (Hilux); Wellington Calheiros Mendonça – Caminhão Trio – R$ 10 mil. Advogado que participou de negociação de venda de imóvel com o deputado. Rosa Emília Novaes de Castro – R$ 6 mil – veículo (Kombi). Comissionada na Câmara Municipal de Maceió; José Cícero Dantas da Costa – 6 mil – veículo (Kombi); Daniel Henrique Novais de Oliveira – R$1.500,00 – duas motos Shineray; Candidatura de Nivaldo Albuquerque – R$ 771,25 – material de campanha; Antônio Farias da Silva Junior – R$750,00 – veículo (moto Shineray). GILVAN BARROS FILHO (PSD) Diretório Estadual do MDB – R$ 70 mil; Doação a si próprio – R$ 48.769,52; Gilvan Barros – R$ 10 mil – cessão de veículo (Hilux). Pai do deputado e ex-deputado estadual. Um dos maiores criadores de gado do país e também dono de posto de gasolina; José de Messias Barros Neto – R$ 2.400 – veículo (Amarok). Irmão do deputado. Dono, e sócio do deputado, de posto de gasolina; Candidatura de Sérgio Toledo – R$1.400 – material de campanha; Gilberto Gomes de Barros – R$ 1.000 – imóvel. Tio do deputado e já foi candidato a vice-prefeito em Girau do Ponciano, em 2012. INÁCIO LOIOLA (PDT) Doação a si próprio – R$ 48.550; Isabel Cristina da Silva Souza – R$ 10.350,00 – veículo (Hilux). Nomeada para a ALE em 2017; Candidatura de Ronaldo Lessa – R$ 8.690 – dinheiro e material de campanha; Candidatura de Isnaldo Bulhões – R$ 3.500 – material de campanha; Candidatura de Renan Filho – R$ 1.250 – material de campanha; Yela Diane de Oliveira Souza – R$ 1.000. Assessora de comunicação do deputado. Osmar Lisboa – R$ 1.000. Indicado pelo parlamentar para a Casal e exonerado em 2019; Moema Lisboa Freitas Veloso Pimenta – R$ 1 mil. Médica dermatologista e sócia na empresa Ibdm Brasil Ltda., de cursos de pós-graduação, sediada em Minas Gerais; Mellina Torres Freitas – R$ 1.000; Sobrinha do deputado, ex-prefeita de Piranhas e ex-secretária de Estado da Cultura; filha do desembargador Washington Luiz; Maria de Fatima Lisboa Amorim – R$ 1 mil. Gestora de contrato da Casal com a ALNPP-Advogados, firmado em março de 2017; Maria Cathia Lisboa Freitas – R$ 1 mil; Luiz Geraldo de Araújo Monteiro – R$ 1 mil. Sócio da Monteiro & Rocha Consultoria em Gestão Pública Ltda., que já firmou contrato com a Prefeitura de São José da Laje, em 2015; José Francisco Barbosa – R$ 1 mil – jingle; João Batista Neto – R$ 1 mil. Já foi secretário de Administração e Finanças de Olho D’Água do Casado, em 2006, na gestão de Wellington Damasceno Freitas, irmão de Inácio George César Marques Lisboa – R$ 1 mil. Dono da Norton Engenharia Ltda., da STG Engenharia Ltda. e da Companhia do Churrasco; Gabriel Souza Vasconcellos – R$ 1 mil; Eleide Gomes de Oliveira Lisboa – R$ 1 mil. Dona de imóvel locado ao TRE em Delmiro Gouveia; valor do contrato de 60 meses é 62.400,00 César Marques Conceição – R$ 1 mil. Ex-secretário Municipal de Infraestrutura de Maceió, gestão Cícero Almeida. Também é sócio de George César Marques Lisboa na Norton Engenharia e dono da New Suprimentos de Informática Ltda.; Bergson Lima Tenório – R$ 1 mil; Alessandra Cavalcanti Borges Araújo – R$ 1 mil. Comissionada na Seplag/AL; Maria Cleide Torres Freitas – R$ 900 – carro de som; Lucinea Lopes Santos Silva – R$ 800; Maria Solange Lisboa Marques – R$ 700; Paulo Jorge Araújo – R$ 600 – jingle; Tereza Cristina de Barros Paes Batista – R$ 500. Em 2015 estava na ALE; José Jairo de Araújo Vasconcelos – R$ 500. JAIRZINHO LIRA (PRTB) Diogo Farias Pereira – R$ 20.200. Foi nomeado na ALE em 2017, exonerado em 2018. Rosivan Rodrigues da Silva Junior – R$ 20 mil. Nomeado na ALE como Chefe de Gabinete e candidato a prefeito de Dois Riachos em 2016. Foi secretário na gestão de Veridiano Almir, irmão de Jairzinho, em Feira Grande; Rosineide Barros dos Santos – R$ 20 mil. Nomeada na ALE em 2017 e consta na lista dos beneficiários da GDE, divulgada em 2012;

Maria Salete Alves Oliveira – R$ 1.000 – veículo (Cobalt); Maria das Graças Balbino Silva - R$ 1.000 – veículo (Novo Gol); Liliane Conceição Silva - R$ 1.000 – veículo (Chevrolet); Heitor Ribeiro Silva Araújo– R$ 1.000 – veículo (Voyage); Antônia Barbosa Silva Martins – R$ 1.000 – veículo (Novo Gol); Zenildo Santos Amorim – R$ 600 – bandeirinha; Sônia Vieira Farias – R$ 600 – bandeirinha; Consta ainda como doação de serviço de bandeirinha, a R$ 600, mais 38 nomes. Candidatura Galba Novaes – R$ 310 – material de campanha; Candidatura Marcos Holanda – R$ 112,50 – material de campanha. PAULÃO (PT) Diretório Nacional do PT – R$ 900 mil; Diretório Estadual do MDB – R$ 100 mil; Valdice Lucas do Carmo Guedes – R$ 2 mil – veículo (Onix). Ligada ao STTR de Dois Riachos; Paulo Fernando Machado dos Santos – R$ 2 mil – veículo (Pálio Attract). Filho do deputado; Nadine Louise Nicolau da Cruz – R$ 2 mil – veículo (Clio); Marisete Maria Porto – R$ 2 mil – veículo (Celta); Lucinio Luiz da Silva Mouran – R$ 2 mil – veículo (Nissan March). Técnico da Êxodo Consultoria / assistência técnica assentamentos; Kelma de Belém Argolo – R$ 2 mil – veículo (Clio); Jaelson Farias Biana – R$ 2 mil – veículo (Pálio). Dono da J. M. Serviços de Reboque Ltda (Águia Guinchos); Iracema Machado dos Santos – R$ 2 mil – veículo (Fiesta); Evandro Vieira dos Santos – R$ 2 mil – veículo (Citroen C3); Elizalvo Siqueira de Menezes Neto – R$ 2 mil – veículo (Novo FOX); Cláudio Gomes de Albuquerque – R$ 2 mil – veículo (Ecosport); Bonete Bonfim de Gusmão Soares – R$ 2 mil – veículo (UNO); Antônio Jorge de Oliveira – R$ 2 mil – veículo (Siena); Andreivy de Oliveira – R$ 2 mil – veículo (Logan); Anderson de Oliveira – R$ 2 mil – veículo (Peugeot 207HB) SÉRGIO TOLEDO (PR) Diretório Nacional PR – R$ 1.255.557,26; Luiz Gustavo Leão Ribeiro – R$ 100 mil. Titular do 1º Ofício de registro de Imóveis do Distrito Federal; Doação a si próprio – R$ 21.200 – veículo (Pajero full); Maurício Cavalcante Bugarim – veículo (Pajero full). Foi nomeado assessor da ALE em 2017; João Paulo Brandão do Amaral – veículo (Pajero full). Ex-secretário de Gestão interna da Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação, exonerado em 2017; Marcus Vinicius Costa Cansanção – R$ 16 mil – veículo – (mini trio). Comissionado na Seplag, nomeado em 2015; Candidatura de Nivaldo Albuquerque –R$ 18.308,48 – material de campanha; José Milton Braz Batista – R$ 12 mil – carro de som com motorista; Euliane Soares de Lira – R$12 mil – veículo (Chevrolet Trailblazer). Nomeada na ALE em 2015 e consta na lista dos beneficiários da GDE, divulgada em 2012; Antônio Pedro de Jesus Neto – R$7.344,00 – carro de som com motorista. Nomeado na ALE em 2017. Antônio Carlos Almeida Farias – R$ 4.200,00. Nomeado na ALE em 2017. Diego Melo Freitas – R$ 3.800,00. Nomeado na ALE em 2017. Alisson Ramon Vieira Morcerf – R$ 2.500,00 – Mini Trio com motorista. Direção PRTB – R$2.105,26 – material de campanha. José Djalmir Pereira – R$ 1.700,00. Nomeado na ALE em 2017. JÓ PEREIRA (MDB) Doação a si própria – R$ 383.202.82. Diretório estadual MDB – R$ 100 mil. André Luiz de Mello Feitosa – R$ 19.700 – dinheiro, veículo e serviço de adm. Financeiro (mil). Nomeado e exonerado na ALE em 2014. Fernando Soares Pereira – R$ 15 mil. Irmão da deputada, ex-prefeito de Junqueiro e ex-secretário de Assistência Social do estado. Zirleno Soares Pereira – R$ 7.500 – veículo (Pajero). Irmão da deputada e dono de empresas agrícolas. Pauline de Fatima Pereira Albuquerque – R$ 4 mil – dinheiro e veículo (caminhonete). Irmã da deputada e prefeita de Campo Alegre. Márcio Augusto de Almeida – R$ 4 mil – imóvel. Dono da Junqueiro Utilidades e Material de Construção Ltda e tem conta com a Prefeitura de Junqueiro. Edson Romualdo – R$ 1.500 – motorista. Nomeado na ALE em 2017. Viviany Maria Vasco Montes – R$ 1.200 – coordenação campanha. Assessora técnica do Bolsa Família/SEADES; Simone Marques Ramos – R$ 1.200 – coordenação campanha. Superintendente Administrativo na SEADES; Maria Jasllinny de Araújo Santos – R$ 1.200 – coordenação campanha. Secretária de Adm. Gestão e Finança de Campo Alegre; Marcelle Telles de Oliveira – R$ 1.200 – assessoria. Comissionada na ALE; Marcelo Rodrigues Barbosa – R$ 1 mil. Prefeito de Limoeiro de Anadia; José de Medeiros Tavares Neto – R$ 1 mil. Vice-prefeito de Junqueiro. João José Pereira Filho – R$ 1 mil. Irmão da deputada e prefeito de Teotônio Vilela. James Marlan Ferreira Barbosa – R$ 1 mil. Ex- prefeito de Limoeiro de Anadia e atualmente preside a Codevasf Carlos Augusto Lima de Almeida – R$ 1 mil. Prefeito de Junqueiro. Candidatura de Renan Filho – R$ 346,02 – material de campanha. LEO LOUREIRO (PP) Doação a si próprio – R$ 118.810,00; Diretório nacional PP – R$ 100 mil; Alexandre Araújo de Medeiros – R$ 13.520; Luiz Anhanguera Lessa da Rocha – R$ 12.064,00 – veículo (Pajero). Nomeado na ALE em 2014 e exonerado em 2016. Candidatura de Arthur Lira – R$ 5.861,59 – material de campanha; Candidatura de Benedito de Lira – R$ 4.625,27 – guia eleitoral; Sílvio Cavalcante dos Santos – R$ 1.500 – música campanha; Júlio Moreira Custódio – R$ 1.500 – jingles; Carlos José Pereira de Lima – R$ 1.500 – música campanha; Áquila de Souza Cunha – R$ 1.500 – jingles.

MARCELO BELTRÃO (MDB) Doação a si próprio – R$ 142 mil; Dir. Estadual MDB – R$ 70 mil; Carlos Eduardo Góes Martins Araújo – R$ 15 mil. Dono de duas empresas de fisioterapia - Clinica de Fisioterapia de Penedo Ltda. e Fisioplan Clínica de Fisioterapia Ltda –, a última obteve contrato com a Codevasf em junho de 2018 Ricardo Góes Martins Araújo – R$ 5 mil. Superintendente de Trânsito de Penedo. João Jesus da Silva – R$ 1.500 – motorista; Candidatura de Renan Filho – R$ 536,50 – guia eleitoral. MARCELO VICTOR (SD) Doação a si próprio – R$ 128.880; Candidatura Arthur Lira – R$ 4.437,50 – material de campanha; Daniele Cabral Correia Alves de Oliveira– R$ 500 – veículo (Corolla); Áquila de Souza Cunha – R$ 500 – música campanha; José da Costa Cabral – R$ 350 – veículo (Tucson); Valfredo Ferreira de Lima – R$ 300 – veículo (GOL); Irinaldo da Silva Lima – R$ 300 – veículo (Logan); Maria Nadege Tiburcio de Oliveira – R$ 250 – veículo (UNO); Karlietania Vandessica Soares Guedes – R$ 350 – veículo (Uno). Nomeada na ALE em 2017; José Wellington Romão Alves – R$ 250 – veículo (Prisma); Jeferson Cavalcante Magalhães – R$ 250 – veículo (Fiesta). Nomeado na ALE em 2018; Fábio da Conceição – R$ 250 – veículo (GOL). Nomeado na ALE em 2017; Carlos Antonio Teixeira – R$ 250 – veículo (Siena). MARCOS BARBOSA (PPS) Doação a si próprio – R$ 23.005,00; Silvania Batinga de Oliveira Barbosa – R$ 16 mil. Esposa, vereadora em Maceió e suplente de Renan Calheiros no Senado; Raxweel Santos de Souza – R$ 15.500. Comissionado na SEMGE/ Maceió em 2017. Rodrigo Freire de Farias – R$ 12.500. Nomeado na ALE em 2017; Candidatura de Régis Cavalcante – R$ 4.170 – material de campanha; Humberto Melo de Almeida Campos Filho – R$ 4 mil. Vice-presidente do CRB; Anne Gabryelle Correia Teixeira Campos – R$ 4 mil. Nomeada na ALE em 2017; Josemir Passos da Silva – R$ 3.650. Comissionado na Câmara Municipal de Maceió; Marcus Vinicius Pedrosa de Mendonça – R$ 2.800. Nomeado na ALE em 2017 e na Câmara de Maceió, na chefia de gabinete da Segunda Secretaria (Silvânia Barbosa); Elisangela Chagas Leite – R$ 2.800. Comissionada na Câmara de Maceió; Maria Rosiane Barbosa Ferreira – R$ 1.980. Dona da RC Incorporações LTDA; Rosa Verônica Barbosa Moreira – R$ 1.950; Maria do Socorro Gomes Costa – R$ 1.800; Delane Cristine Barros da Silva– R$ 1.100. Nomeada na ALE em 2017; Luciana Romeiro Pedrosa – R$ 1 mil; José Sebastiao da Silva – R$ 1 mil; Mercya Carla Pereira Freire Cardoso – R$ 950. Comissionada na Câmara de Maceió; Maria Claudete Barbosa Duarte – R$ 950; Cleveraldo Fernandes da Silva – R$ 900. Comissionada na SMS/Maceió em 2017;

Carlos Alberto Moreira de Mendonça Canuto – R$ 5.170,00 – veículo – (Citroen C3). Ex-prefeito de Pilar e ex-deputado federal; José Greison Carvalho Melo – R$ 3.710,00 – serviço de motorista; Emílio de Oliveira Santos – R$ 3.710,00 – serviço de motorista. Foi nomeado na ALE em 2014; Arcesilau Pimentel dos Santos – R$ 3.710,00 – serviço de motorista. Foi nomeado na ALE em 2015; Candidatura Fátima Canuto – R$ 3.195,00 – material de campanha; Candidatura Marcelo Beltrão – R$ 2.712,50 – material de campanha; Candidatura Jó Pereira – R$ 400 – material de campanha; Candidatura Galba Novaes – R$ 310 – material de campanha; Candidatura de Marcos Hollanda – R$ 147,92 – material de campanha. SEVERINO PESSÔA (PRB) Diretório Nacional PRB – R$ 842.225,39; Doação a si próprio – R$ 10.605,07 – veículo (Hilux); Fabiana Cavalcante Pessoa – R$ 3.865,46 – veículo (CHEV/SPIN). Esposa do deputado e vice-prefeita de Arapiraca; Candidatura de Bruno Albuquerque – R$ 960 – material de campanha. TEREZA NELMA (PSDB) Diretório Nacional PSDB – R$ 652.250,00; Cláudio da Costa Oliveira Filho – R$ 19.700; Luciane de Lima Moura – R$ 17 mil. Médica da Uncisal; Yara Janaina Porto Ribeiro – R$ 16.400; João Carlos Vianna Baptista – R$ 15 mil; Diretório Estadual do PSDB – R$ 14.617,00; Gabriela Silva Moreira de Siqueira – R$ 12 mil. Médica do Sírio-libanês; Débora Gontijo de Freitas – R$ 11.200. Médica em MG; dona das empresas Adfacil Administradora de Bens Ltda. e da Clínica Médica Dfreitas, ambas sediadas em MG; Marcos José Soares Lessa – R$ 10 mil; Cícera Fabrícia Simplício Gonçalves – R$ 10 mil. Médica radiologista; Gilmar Antônio Soares Lessa– R$ 9 mil; José Francisco Soares Lessa – R$ 6 mil; Tereza Maria Barreto do Amaral – R$ 5.200. Presidente da Associação Pestalozzi de Alagoas; Jair Viana Soares – R$ 5 mil. Doação a si própria – R$ 4.340 – veículo (fusca) e espaço para comitê; Renato Viana Soares – R$ 3.600 – veículo (Citroen). Esposo da deputada; Rodrigo Lopes da Cunha – R$ 2.500; Cosmo Rogério da Silva Porto – R$ 2 mil – veículo (Kombi). Irmão da deputada; Maria Helena Rosa Buarque de Gusmão Gama – R$ 900 – uso gratuito de imóvel; Consta ainda mais de 58 doadores de veículos – de R$ 450 a R$ 50.

José Anderson Rosemberg Ferreira Barbosa – R$ 700. Nomeado na ALE em 2017; Candidatura de Renan Filho – R$ 536,50 – guia eleitoral; Maria Aparecida Elias de Melo – R$ 470. OLAVO CALHEIROS (MDB) Doação a si próprio – R$102.610, 00 – dinheiro e sala; Diretório Estadual do MDB – R$70 mil; Candidatura de Isnaldo Bulhões – material de campanha – R$10.188,25; Ana Katarina de Cerqueira Delgado Lopes – R$ 8.930 – veículo (Rennaut Duster); Carolina de Cerqueira Delgado Lopes – R$ 7.790 – veículo (HB20). Nomeada na ALE em 2018. Foi candidato a vereador em Capela, em 2016; Cid de Cerqueira Calheiros – R$7.600 – Jeep Renegade. Filho do deputado e sócio de duas empresas no Maranhão e de quatro em Alagoas. Nomeado chefe de gabinete da Procuradoria Geral de Justiça em 2017. Reginaldo José de Andrade Filho – R$4.030 – veículo (Fiat Pálio). Filho do ex-prefeito da Barra de São Miguel, Reginaldo Andrade. Foi candidato a vice na chapa do pai em 2016. Nomeado na ALE em 2018; Candidatura de Renan Filho – R$536,50 – material de campanha. PAULO DANTAS (MDB) Doação a si próprio – R$ 103 mil; Candidatura de Isnaldo Bulhões – R$ 9.960,25 – material de campanha; Robson Vasconcelos Calheiros – R$ 1 mil – jingle. Irmão de Renan Calheiros. José de Almeida Silva – R$ 1 mil – jingle; Candidatura de Arthur Lira – R$ 750 – material de campanha; Candidatura de Renan Filho – R$ 536,50 – guia eleitoral. RICARDO NEZINHO (MDB) José Ronaldo Pereira Melo – R$ 61.420,00; Doação a si próprio – R$ 60.600; José Humberto Mauricio de Lira – R$ 38.200,00. Já foi vice-presidente nacional de crédito da Caixa, em 2007; liquidante do Produban e, atualmente, no MTE; Rogério Pereira Melo– R$ 31 mil – dinheiro e veículo (Amaerok, 6 mil). Irmão do deputado e vereador em Arapiraca; José Ernesto de Sousa Filho – R$ 30 mil. Diretor-presidente do Serveal; Maria de Lourdes Ferreira Melo – R$ 15 mil; José Rodolfo Pereira Melo – R$ 11 mil. Comissionado na ALE em 2016; Ruteneide Pereira Melo de Lira – R$ 5 mil – veículo (Pajero). Da ONG Comunidade Casa Dona Paula, que tem contrato com a Seprev no valor de R$ 285.120 para acolhimento de dependentes químicos. Em 2012, o TCE lhe aplicou multa por irregularidade em contrato de locação de veículo da prefeitura de Arapiraca, pois ela foi Secretaria de Administração e Recursos Humanos e representou a Prefeitura no contrato; Fernando Flaudizio Ferreira – R$ 3 mil – veículo (Hyundai). Nomeado na ALE em 2018; Bruno Hebert Nunes de Albuquerque – R$ 3 mil – veículo (Civic). Nomeado na ALE em 2017; Teonice Crescencio Duarte Rodrigues – R$ 2 mil – veículo; Rogério Henrique de Brito – R$ 1.500 – motorista; Luís Pedro da Silva – R$ 1.500 – motorista; Edson Ferreira de Albuquerque – R$ 1.500 – motorista; Candidatura de Renan Filho – R$ 536,50 – guia eleitoral. SILVIO CAMELO (PV) Doação a si próprio – R$63.583,38; Diretório Estadual do PV – R$20.610,24 – material de campanha; Sheilla Rejanne Camelo da Rocha – R$ 9.500 – serviço de motorista e veículo (Pajero). Possui imóvel locado à SMS/Maceió no valor de R$ 108.000,00 por 24 meses; Sandra Regia Camelo Muniz Falcão – R$7.900 – motorista e veículo (Tucson). Candidatura Renan Filho – R$880,72 – material de campanha. TARCIZIO FREIRE (PP) Diretório nacional do PP – R$ 300 mil; Candidatura de Arthur Lira – R$ 204.237,50 (200 mil em dinheiro, restante em material de campanha); Carlos Henrique Lúcio da Silva – R$ 16.470,79 – coordenação de campanha (R$ 5 mil) e veículo (Amaraok). Comissionado na ALE em 2017; Cícera Pereira Sampaio – R$ 11.470,79 – veículo (hilux); Thiago Marcel Sampaio Freire – R$ 4.140,40 – veículo (Fiat/TORO). Filho do deputado e dono de duas auto-escolas; Neusvaldo Paiva Lira – R$ 1.946,80 – veículo (FOX). Nomeado na ALE em 2017; Maria Aparecida Alves de Melo – R$ 1.946,80 – veículo (Pálio). Nomeada na Ale em 2015; Quitéria Paiva Lira – R$ 1.846,80 – veículo (KA). YVAN BELTRÃO (PSD) Diretório Estadual do MDB – R$ 100 mil, sendo R$ 30 mil de Carlos Francisco Ribeiro Jereissati, dono da La Fonte Participações, que controla o Shopping Iguatemi, o Grande Moinho Cearense e acionista majoritário da Oi. É irmão do senador Tasso Jereissati; Antônio José Beltrão de Azevedo – R$ 50 mil. Dono de sete empresas. Dessas, três são postos de gasolina em Maceió – Posto Gama, Auto Posto Farol e Posto Pirâmide; as duas primeiras na Fernandes Lima, a outra na Ponta Verde –; uma imobiliária (Td Imobiliaria Ltda); Raja Logistica Ltda; Doação a si próprio – R$ 41.022, 02 – dinheiro e veículo (Hilux, R$ 9 mil); Joaquim Beltrão Siqueira – R$ 40 mil. Pai do deputado e prefeito de Coruripe; Durval Lessa Beltrão de Azevedo – R$ 20 mil. Sócio de Antônio José nos postos Gama e Farol; e na TD imobiliária; Dalva Edith Reis Beltrão Siqueira – R$ 8 mil – veículo (mini trio). Mãe do deputado e vice-prefeita de Coruripe; Manoel Estevam da Silva – R$ 6 mil; Artur da Rocha Santos – R$ 5.300,00 – veículo (UNO MILLE); Helena Duarte Braga – R$ 5 mil. Vereadora em São Luís do Quitunde; Valério José Barreto Beltrão – R$ 3.800 – veículo (UNO). Pregoeiro de Coruripe; Nelson Soares de Oliveira Júnior – R$ 3 mil. Ex-secretário de Finanças de Rio Largo, em 2016; Fernando Antônio Queiroz da Silva – R$ 3 mil. Foi vice-prefeito de São Luís e já respondeu ação por compra de voto; José Arnaldo Lessa Beltrão Neto – R$ 1.600 – jingles. É sócio da Agrovale Comércio e Representações Ltda.; Candidatura de Renan Filho – R$ 882,46 – material de campanha e guia eleitoral.


MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 9 e 10 DE FEVEREIRO DE 2019

DIVERSÃO&ARTE

O amor e suas

Nova versão de “Brinquedo Assassino” ganha primeiro teaser

A

lém de ‘Cemitério Maldito‘, outro clássico do terror trash vai ganhar atualização em 2019. É ‘Brinquedo Assassino’, cuja nova versão acaba de ganhar o primeiro teaser. A prévia começa com uma propaganda de uma empresa de tecnologia responsável por fabricar aparelhos eletrônicos que lança o boneco Chucky. As imagens mostram uma mãe (interpretada por Aubrey Plaza) que compra o brinquedo para o filho, e posteriormente acaba sofrendo nas mãos do personagem demoníaco. O novo filme foi feito sem a participação do criador de ‘Brinquedo Assassino’, que atualmente trabalha numa série estrelada por Chucky a ser exibida pelo canal SyFy. O remake chega aos cinemas do Brasil no dia 20 de junho.

Produtor diz que Sussurradores tornarão a série mais assustadora

E

m essência, The Walking Dead deveria ser uma série de terror, mas a produção da AMC deu bastante espaço ao drama e desenvolvimento de personagens ao longo das últimas temporadas. Porém, o produtor executivo Greg Nicotero garantiu ao ComicBook que a série voltará a abraçar o terror com a chegada dos Sussurradores na segunda parte da 9ª temporada. Os episódios de retorno da série, que está em sua 9ª temporada devem focar na ameaça dos Sussurradores. No Brasil, a série retorna na noite de domingo (10) para segunda (11), às 00h30, no FOX Premium 2, no FOX Channel e no App da FOX, para assinantes dos pacotes FOX+ e FOX Premium.

formas

Com Amor, Simon é despretensioso e leve; filme acerta como poucos na hora de falar tanto da ótica adolescente quanto da LGBT

C

om Amor, Simon, adaptação cinematográfica do livro Simon Vs. A Agenda Homo Sapiens, traz uma proposta bastante simples, mas frequentemente mal executada: mostrar a rotina padrão de um adolescente, com a avalanche de novas experiências comuns ao período, através da ótica LGBT. Parte considerável dos produtores de conteúdo ainda tem dificuldade de encontrar a medida certa no que diz respeito a mostrar que a vida de, por exemplo, um rapaz gay não se resume à sua orientação sexual, mas que muito de sua vivência e formas de encarar situações cotidianas é, sim, influenciada por isso. O filme acerta o ponto com maestria e consegue contar a história de Simon (Nick Robinson), um adolescente que está mudando a forma de encarar a própria homossexualidade, sem resumir a existência dele a esse aspecto, mas também sem ter medo de dar o peso que essa parcela de sua personalidade deve ter. O sucesso na escolha do tom do filme pode ser creditado ao diretor Greg Berlanti, que, apesar de não ser um nome tão conhecido no cinema - esse é apenas o terceiro filme dirigido por ele -, é bastante relevante no mundo da televisão. Berlanti está há bastante tempo familiarizado com a rotina de falar com adolescentes e jovens adultos sem ruídos etários na comunicação e isso é fruto de sua experiência como produtor de séries como Arrow, The Flash, Supergirl, Riverdale, Legends of Tomorrow e Raio Negro. Essa bagagem profissional reverbera em Com Amor, Simon quando Berlanti acerta em coisas como a linguagem adolescente e as referências culturais, passando longe de criar situações que soem forçadas ou exageradas. Há algo de muito interessante no filme ao não colocar o protagonista ao redor dele uma redoma imaculada. Paralelamente às suas tentativas de sobreviver ao inóspito ambiente escolar, Simon acaba metendo os pés pelas mãos e tomando decisões questionáveis em outros campos de sua vida. Como uma bola de neve, conforme o personagem tenta se livrar de uma situação desconfortável, vai gerando outras e a forma como isso se desenrola na trama merece ser elogiada. A simplicidade na confusão de Simon é algo que só poderia ser de fato justificado pela imaturidade adolescente, fase onde muito do que as pessoas aprendem na vida parte da lógica de tentativa e erro. Se o filme é um deleite para o público LGBT, pela identificação com situações-chave que

são conduzidas com a mesma leveza e naturalidade aplicaa em narrativas focadas em jovens personagens heterossexuais, o filme também garante a identificação do público fora desses espectro. Isso pelo fato de que o grande pano de fundo acaba sendo a adolescência: valores como amizade, curiosidade, descobertas e conflitos típicos por não saber lidar direito com os sentimentos permeiam a história inteira. A amizade e os problemas presentes no grupo formado por Simon, Leah (Katherine Langford), Abby (Alexandra Shipp) e Nick (Jorge Lendeborg Jr.) flui de forma sincera e agrada o espectador. Langford, aliás, surpreende positivamente mesmo dando vida a uma personagem que carrega vários paralelos com a personalidade de seu papel mais emblemático até então, a Hannah Baker de 13 Reasons Why. O filme também garante cenas emocionantes sem precisar fazer um esforço descomunal - a sensibilidade que brota das relações interpessoais é muito orgânica. Com Amor, Simon acerta ao não abordar a orientação sexual do protagonista dentro da lógica da descoberta, ou seja, como algo que não estava ali e, de repente, apareceu. O autoentendimento é mostrado como um processo e, mesmo assim, não é o foco da história do personagem. O filme basicamente funciona dentro do recorte momentâneo em que, pela primeira vez, o que acontece dentro de Simon interage com o meio externo - o receio dele em sair do armário diz mais sobre a sociedade e as pessoas a sua volta do que sobre o protagonista, no fim das contas. Essa dicotomia entre o medo de se expressar e a necessidade de confrontar lugares-comuns que pontuaram erroneamente sua vida gera interações realmente cativantes ao longo do filme. Vale o destaque para o núcleo familiar de Simon: Jennifer Garner vive Emily, a moderna mãe do jovem, e comanda sem dificuldades o momento mais carregado de emoção do filme durante um diálogo crucial entre ela e o filho. Josh Duhamel, que vive o pai Jack, dá vida a um estereótipo mais comum do que seria desejado de pai que comete erros involuntariamente pontuais e, verdade seja dita, não consegue imprimir a mesma fluidez e intensidade de Garner, mas não compromete a mensagem de seu personagem e diverte. Com Amor, Simon não reinventa a roda, mas para de tentar fazer com que ela gire como se fosse um quadrado. O filme dá conta do recado com um roteiro simples e despretensioso e coloca o público em uma montanha-russa - ou, mais adequadamente, uma roda-gigante - que vagueia por momentos de romance, drama, comédia. O próprio fato do filme se propor a contar uma história que não seja revolucionária ou grandiosa já é um passo importante na missão de avançar em questões ligadas à representatividade LGBT. Berlanti acerta na linguagem e na intensidade de todas as situações apresentadas e o resultado disso é uma sensação de leveza e empatia ao sair do cinema. Com a premissa de que “todo mundo merece uma grande história de amor”, Com Amor, Simon mostra o quão óbvio e simples deveria ser aceitar - e respeitar - essa máxima.


2

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 9 e 10 DE FEVEREIRO DE 2019

SESC ABRE FESTEJOS DE MOMO Vem aí animação e muita fantasia, no Baile de Carnaval do Sesc. O evento que já é uma tradição na programação do Sesc Alagoas, e que será realizado no dia 21/02, às 19h30, na Unidade Sesc Poço, abre oficialmente os festejos carnavalescos do Sesc. Muito frevo, samba e ritmos populares estarão no repertório da Orquestra Platino que estará contagiando o público, fazendo todos reviverem as tradicionais festas de momos. Ingressos: comerciário R$ 8,50, conveniado R$ 12,00 e usuário R$ 20,00. Mais informações: 0800 284 2440.

BAILE MEU CORAÇÃO É VERMELHO

CARNAVAL 2019

BLOQUINHO DA FARRA PROMETE AGITAR ARAPIRACA Na contagem regressiva para o carnaval 2019, a Farra Chique Entretenimento decidiu produzir a primeira edição do Bloquinho da Farra que acontece dia 15 de fevereiro, no estacionamento do Arapiraca Garden Shopping a partir das 22 horas. O evento traz como atrações os cantores Gabriel Diniz, Luan Estilizado e Saia Rodada. Os ingressos estão disponíveis nas Lojas Via G, Clube Melissa e também no site farrachique.com.br. Os setores deste evento são Área Vip, parte da frente do palco, e lounge, setor coberto. Para mais informações (82) 99943-0909.

LE CIRQUE “ESPETÁCULO – ÁFRICA” O Le Cirque segue com sua temporada de apresentação do novo espetáculo - África, no estacionamento do Maceió Shopping e tem promoção! Em todas as sessões, ingressos a partir de R$ 20,00 na cadeira lateral (lotação limitada). O circo já passou por outras capitais nordestinas como Fortaleza, Natal e João Pessoa e promete levar muita energia e diversão em 1 hora e 45 minutos de show. Entre as apresentações que são feitas estão números acrobáticos, de dança, palhaços, mágicos, ilusionistas, equilibristas, malabaristas, contorcionistas e o globo da morte. Mais informações: (82) 98161-1100

CARNAVAL NO MACEIÓ SHOPPING O clima de carnaval já invadiu o Maceió Shopping! E com a apresentação dos Seresteiros da Pitanguinha, levando as marchinhas por todos os corredores do shopping, é impossível não entrar no ritmo da folia. Neste sábado (09), os seresteiros estarão no shopping, trazendo todo o clima carnavalesco para você sair da rotina e se divertir com a família. A concentração é a partir de 18h30. E os pequenos também vão cair na folia com a Banda Cazuadinha, neste domingo (10), a partir de 16h30. Em parceria com o portal Maceió 40 Graus, o Maceió Shopping também conta com a Central do Carnaval, onde o folião pode adquirir os abadás para os blocos carnavalescos de nossa capital e registrar os preparativos para a folia em um estúdio fotográfico.

EXPOSIÇÃO COLETIVA Na próxima quarta-feira, dia 13 de fevereiro, a partir das 14h, a Galeria Gamma inaugura a primeira exposição coletiva de sua pauta para o ano de 2019. Intitulada “Ritmo”, a mostra apresentará obras de três brilhantes nomes da arte Naif no Estado de Alagoas, são eles: Tânia Pedrosa, Lula Nogueira e Max Ramires. A arte Naïf, também chamada arte ingênua, é aquela na qual artistas se expressam de forma espontânea e instintiva, sem escolas ou orientações, e se caracteriza pela ausência das técnicas usuais de representação. As cores brilhantes e alegres, o gosto pela descrição minuciosa, e a presença de elementos do universo onírico são alguns dos traços considerados típicos dessa modalidade artística. Horário: Segunda à sexta, das 14h às 19h e Sábados, das 9h às 13h. Entrada Gratuita! Mais Informações: (82) 3377-3979 / (82) 98155-6175 / galeriagamma@gmail.com.

O PT convida os filiados, as filiadas e simpatizantes para o Baile Meu Coração é Vermelho alusivo aos 39 anos de PT, com o primeiro grito de carnaval da militância de esquerda. PROGRAMAÇÃO: Baile Carnavalesco com participação especial do cantor e sambista Igbonan Rocha e banda Pimenta de Solo; Muito Frevo no pé e marchinhas de carnaval; Concurso de Fantasias; Bolo de aniversário dos 39 anos. Neste sábado (09), a partir das 20h (à meia-noite, cantaremos os parabéns). LOCAL: Clube Fenix Alagoana (Praia da Avenida). Ingressos: Mesa: R$ 80,00/Individual: R$ 25,00. Vendas: Os ingressos podem ser adquiridos pessoalmente na sede do PT (ladeira da antiga rodoviária paralelo a Seune) ou pelo site: https://www.sympla.com. br/baile-meu-coracao-e-vermelho__447795 . Contatos para venda de mesas, ingressos: 3027-8277 - PT Maceió (Michelle)/98236-2280 - Marcelo /99900-2032 – Ivan/996335629- Lenilda/98106-5371 – Elida/99656-6569 - Sandro Regueira.

O BAILINHO – CAZUADINHA FUTEBOL CLUBE A Banda Cazuadinha já prepara repertório especial para O Bailinho, a matinê infantil mais querida do Estado. A folia acontecerá no domingo, dia 17 de fevereiro, no Pavilhão de Feiras e Exposições do Centro de Convenções de Maceió. Os portões vão estar abertos a partir das 16 horas. No local será montada praça de alimentação, como muitas guloseimas, sucos e refrigerantes. Para este ano teremos duas novidades: a Banda Cazuadinha comandará a festa do início ao fim e teremos a participação do Mascote do grupo, o simpático e endiabrado Seu Kazoo. Ingressos: Mesas R$ 380,00 (para até 4 adultos e 4 crianças)/Individuais: R$ 50 (meia) e R$ 100 (inteira). Pontos de venda: Loja Aimê Acessórios – Rua Eng. Mário de Gusmão, 507, Ponta Verde/ Livraria Leitura - Parque Shopping – 1º andar. Vendas on line: www.eventim.com.br. OBS: pagam meiaentrada: crianças (a partir de 2 anos), acompanhantes da criança, professores, maiores de 60, estudante e pessoas deficientes. Mais informações: 82 3235-5301.

SERESTEIROS DA PITANGUINHA O Baile de Máscaras dos Seresteiros da Pitanguinha 2019 vai ter um lugar especial no coração dos foliões. A 16 ª edição será contagiante. O baile acontece no dia 15 de fevereiro, no Centro de Convenções de Maceió. O futebol é o tema inspirador deste ano. O baile este ano também fará uma homenagem especial a Carlito Lima, figura emblemática da cultura alagoana e um dos maiores incentivadores do carnaval no estado. Com muito confete e serpentina Seresteiros da Pitanguinha e SPOK Frevo Orquestra do Recife vão fazer o chão tremer de alegria e felicidade até surgirem os primeiros raios de sol. Ingressos Individuais: R$ 50,00 (meia-entrada) e R$ 100,00 (inteira)/Mesas: R$ 500,00 (para 4 pessoas). Forma de pagamento: em dinheiro, debito ou crédito em até 2 X. Vendas on line: www.eventim.com.br. Pontos de venda: Aimê Acessórios – Rua Mário de Gusmão, 507 – Ponta Verde/ Livraria Leitura – Parque Shopping – 1º andar. Mais Informações: 82 3235-5301.

DIA 17

BLOCO BEBEDOURO MINHA PAIXÃO O bloco tradição das prévias carnavalescas em Bebedouro já tem data marcada para sua terceira edição em 2019. Com muito frevo e alegria, o bloco “Bebedouro Minha Paixão” pede passagem para arrastar uma multidão vestida na cor amarela pelas ruas do bairro. O desfile está marcado para o próximo dia 17 de fevereiro e não faltará animação com a orquestra de frevo Norte Show. A concentração do bloco está marcada para 10h, na Praça Lucena Maranhão. O percurso do Bloco Bebedouro Minha Paixão foi pensando para contemplar todas as localidades do bairro, que após a saída da Praça Lucena Maranhão segue o seu itinerário pelas tradicionais ruas do bairro.

CARIOCA - MÁS COMPANHIAS

INTERNACIONAL

EXPOSIÇÃO GIGANTES DO OCEANO Abrindo as comemorações dos seus 10 anos, a partir deste domingo (09), o Pátio Maceió recebe a exposição Gigantes do Oceano, uma atração internacional e que aporta pela primeira vez em Alagoas – e o melhor, gratuito! Composta de robôs em tamanho gigante e que reproduzem de forma fiel diversos animais marinhos, a exposição promete encantar consumidores e visitantes. Os Gigantes do Oceano vão estar espalhados por todo o Shopping em 10 ‘ilhas’. A Praça Central de Eventos vai contar com um espaço especial, com mais de 200m² de esculturas enormes, incluindo uma piscina de bolinhas. Uma das lojas do Shopping Pátio será transformada em um ‘aquário’, com decoração do fundo do mar e um cineminha temático. A exposição Gigantes do Oceano fica em cartaz até o dia 10 de março, das 9h às 22h, de segunda a sábado, e das 12h às 21h, aos domingos.

POLO DOS MARACATUS O Jaraguá Folia se aproxima e o Polo dos Maracatus garante ao público que não é só o frevo que vai fazer a festa nas prévias de carnaval em Maceió. Pelo segundo ano consecutivo, o Maracatu Baque Alagoano organiza a festa na Praça Marcílio Dias no dia 22 de fevereiro, a partir das 19h, em uma apresentação totalmente gratuita, sem necessidade de camisa ou abadás. E mais: trará convidados ao palco antes de partir em cortejo pelas ruas do Jaraguá. Para mais informações, fique atento aos canais oficiais do Baque Alagoano: Instagram @ baquealagoanomaracatu, Facebook www. facebook.com/baquealagoano e blogwww. maracatubaquealagoano.blogspot.com.

No dia 23 de Março, no Teatro Deodoro, às 20h, Stand Up Comedy Carioca em “Más Companhias”. personagens Bolsonabo, Dilma Ducheff, Pedro Paulo, Bóris, Pastor Cráudio, Lelé Santos, Jô Suado e Didi Mais Cedo! Ingressos: Plateia Inteira R$ 80,00 + taxa Plateia Meia R$ 40,00 + taxa Mezanino Inteira R$ 60,00 + taxa Mezanino Meia R$ 30,00 + taxa. Mais informações em: http://bit.ly/CariocaMaceio .

EXPOSIÇÃO “MEMÓRIAS TRANSEUNTES” Em cartaz na Unidade Sesc Centro, a Exposição “Memórias Transeuntes”. As obras são dos artistas e pesquisadores, Diogo Bessa e Hugo Bernabé que buscam retratar, através de pinturas e objetos diversos, as múltiplas personalidades do homem armazenadas em seu subconsciente. O público poderá visitar as obras até o mês de março, sempre de segunda a sexta-feira, das 12h30 às 18h. A entrada é gratuita. Mais informações: (82) 3201-1370 / 1371.

TRIBUTO AOS MESTRES DA MPB Dando Sequência ao Projeto QUARTAS MUSICAIS - Tributos aos Grandes Mestres da MPB o cantor IGBONAN ROCHA fará na próxima quarta feira (dia 13), às 20h30, homenagem a uma das mais belas vozes do cancioneiro nacional - EMÍLIO SANTIAGO - O carioca Emílio Vitalino Santiago é considerado um dos maiores intérpretes da Música Popular Brasileira. Suas interpretações para os clássicos “Pelo Amor de Deus”, “Elis, Elis”, “Saígon”, “Desenhos de Giz”, “Papel Marchê”, “Verdade Chinesa” são antológicas! Na lista dos homenageados estão: Djavan, Chico Buarque, Caetano Veloso, Rita Lee, Legião Urbana, Cazuza, Maria Bethânia, Nana Caymmi e muitos outros cantor promete noites emocionantes! Restaurante FILÉ DO ZEZÉ - Rua Ind. Climério Sarmento, 15 – Jatiuca. Valor: R$ 10,00 por pessoa (Couvert Artístico). Mais informações: (82) 3313-4004/99673-3321.

FALE CONOSCO - A Agenda é um serviço gratuito de orientação ao leitor. Os interessados em divulgar eventos, shows e exposições podem enviar material através do endereço: tiagenda@hotmail.com

RESUMO DAS NOVELAS GLOBO 18h ESPELHO DA VIDA Daniel diz a Letícia que em breve viajará ao Brasil. Cris lê a carta de Julia para Piedade e agradece a Alain. Alain afirma que não desistirá de Cris. Grace conforta Margot, que sofre com o estado de Cris. Lenita aconselha Isabel a desistir de difamar Cris nos jornais. Dalton confidencia a Alain que há a possibilidade de Cris ter sido dopada. Margot visita Cris, que confessa à amiga que voltará para o passado. Mauro desabafa com Jorge seu amor por Gigi. Grace descobre que Isabel guarda uma carta de Lenita para Gentil. André e Margot resgatam Cris e a levam até a casa de Julia. Isabel os vê.

GLOBO 19h VERÃO 90 Jerônimo manda Galdino avisar a Janaína que ele deixou o Rio de Janeiro. Galdino inventa para Janaína que Jerônimo foi para Guarapari. Janaína pensa em Herculano. Herculano decide aceitar o emprego na PopTV. Jerônimo aciona o alarme de incêndio do hotel e aproveita a confusão para furtar o fichário do balcão. João é demitido da rádio. João deixa Janaína esperançosa ao contar que Herculano esteve na rádio. Jerônimo liga para Vera, fingindo ser da PopTV americana, e arma para ir à festa como representante de uma celebridade. Janaína vai até a casa de Gisela para entregar uma camiseta-convite para a festa e se surpreende ao ver Herculano com a família.

GLOBO 21h O SÉTIMO GUARDIÃO Geandro se irrita com Lourdes Maria, e Socorro discute com a filha. Júnior conversa com Geandro sobre Murilo. Machado afirma a Rita de Cássia que encontrará Feijão. Ondina e Milu trocam confidências. Gabriel e Judith limpam a entrada do túnel de acesso à fonte. Ondina conta a Gabriel que Robério está trabalhando para Valentina. Eurico manda João Inácio, Raimunda e Socorro organizarem a festa de inauguração da antena em Serro Azul. Ondina comunica a Feliciano e Padre Ramiro que Gabriel fará um jantar no casarão. Marilda manda Fabim abrir a loja para vender os celulares. Peçanha não encontra vestígios de Feijão e todos se preocupam. Feijão acorda assustado dentro do túnel. Lourdes Maria enfrenta Olavo e implora uma nova chance a Geandro.

RECORD 21h JESUS Não há exibição aos sábados.


MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 9 e 10 DE FEVEREIRO DE 2019

CANAL 1

AMOSTRA

FLÁVIO RICCO - colaboração: José Carlos Nery - www.twitter.com/flavioricco

História de “O Sétimo Guardião” faz lembrar José Lewgoy

“O

Sétimo Guardião”, como toda santa novela, tem em seu elenco gente de todo tipo, inclusive aqueles que mais reclamam. E reclamam, ou porque gravam demais ou porque entendem que não são aproveitados convenientemente. Novela com muita gente nunca foi diferente. Desde que elas existem, sempre foi duro administrar as vaidades mais exaltadas e o descontentamento de uma boa maioria. E que faz lembrar: Lenda ou não, é atribuída a José Lewgoy, ator já falecido, mas com inúmeros trabalhos prestados na televisão e cinema, uma história que faz lembrar este momento de “O Sétimo Guardião”. E de tantas outras. Escalado em qualquer trabalho, ele sempre reclamava demais, quando o seu nome não aparecia tanto nos roteiros que recebia – “um ator, com o meu nome, sendo mal aproveitado desse jeito”. Mas também era o que mais chiava, quando era escalado demais: “ganhando o que eu ganho, me colocam pra trabalhar desse jeito. Onde já se viu?”.

TV TUDO

ANÁLISE

Entre os projetos que a Band tem em estudos para os próximos tempos, se inclui um talk show, com apresentação de José Luiz Datena, aos domingos, fim de noite. A ideia é fazer uma boa mistura de tudo, muita conversa, música e apresentações diversas.

SEGREDO

Também se trabalha na Band com a possibilidade de um acerto com a Netflix. Espécie de parceria, algo muito semelhante ao que se pretendia fazer com a Disney. Mas tudo ainda limitado a um grupo dos seus diretores.

ASSIM NÃO

Como ordem geral, o SBT determinou que os seus programas exibissem reprises durante os meses de janeiro e fevereiro. Nada diferente do que sempre aconteceu, mas que no caso de todos não custa nada uma revisão ou pequenos ajustes de edição. No programa do Ratinho ainda falam de peças de teatro em cartaz no ano passado.

UTILIDADE PÚBLICA

ERRATA

No comentário de ontem sobre as tantas versões de “Éramos Seis”, em vez da quarta, agora, na Globo, será a sua quinta. Antes, uma na Record, duas na Tupi e a última, até aqui, no SBT.

TRISTEZA

O jornalismo da TV, de um modo quase geral, desde as primeiras horas da manhã de ontem, não parou de noticiar sobre o trágico incêndio no centro de treinamentos de Flamengo. Até o SBT, para se ter uma ideia, levou o “Primeiro Impacto” até por volta das 10h30. A lamentável exceção foi o BandSports, que só foi abordar o assunto a partir do meio-dia. Antes tinha um programa de rodeios no ar.

VAI LEVANDO

A equipe de “Gênesis” continua trabalhando normalmente no roteiro da novela, prevista para entrar no ar em 2020. Só que em relação às demais bíblicas, esta tem sofrido uma marcação ainda mais em cima do pessoal da igreja. As mudanças exigidas acabam atrasando o processo é verdade, mas, como a equipe tem tempo e paciência, por enquanto sobrando, vai levando...

Muitas pessoas têm procurado a coluna, querendo saber se já existe um canal de comunicação com a CNN Brasil. Evidente que a maioria interessada em enviar currículos. Pois bem, o endereço é seja@cnnbrasil.com.br

TIRANDO DA FRENTE

Ainda em se tratando da CNN, Américo Martins contratado para ser o vice de Conteúdo ainda não está no Brasil. Como tem assuntos pendentes na Inglaterra, ele se vê forçado a ficar por lá pelo menos por mais alguns dias, ou até se desligar de tudo.

AGORA VAI

Se tudo correr como a Globo planejou, ainda no decorrer deste mês terão início os trabalhos de “Dias Felizes”, novela do Walcyr Carrasco, substituta de “O Sétimo Guardião”. O elenco vai começar a se reunir agora, para trabalhos preparatórios e, depois, dar início às gravações.

Horóscopo

EXPOSIÇÃO

Maravilhas de Pompeia, Terra Santa e Egito

P

ela primeira vez em Maceió, o museu itinerante “Maravilhas de Pompéia, Terra Santa e Antigo Egito” chega ao Parque Shopping com uma fascinante coleção de peças arqueológicas originais e de réplicas de sarcófagos, múmias e utensílios. Com 160 peças originais e 153 réplicas, a exibição traz curiosidades como a estátua original de um deus cananeu de aproximadamente 2000 a.C., além de réplicas de sarcófagos do Faraó Tutancâmon, do Busto da Rainha Nefertiti (cerca de 1330 a.C.). Na seção reservada a Pompéia, ambientes cenográficos e 91 peças originais que datam de 200 a. C a 300 d.C. convidam a um mergulho na cultura, no cotidiano e na tragédia que envolveu milhares de pessoas que perderam suas vidas abruptamente pela fúria do Vesúvio, numa tarde do ano de 79 d.C.. Aberta de segunda a sábado, de 10h às 22h, e aos domingos e feriados, das 12h às 21h, no Piso L3 (próximo a Preçolandia), os ingressos custam R$ 28 e R$ 14 (meia entrada) e dão direito ao visitante de retornar quantas vezes desejar à mostra, para que possa apreciar em detalhes o acervo e assistir às palestras e vídeo-documentário.

ÁRIES - (21/3 a 19/4) – Lua e Netuno com Júpiter revelam fatores de crise que deixam seu emocional vulnerável. Então invista na confiança em si mesmo, dado que mesmo que os problemas sejam difíceis de superar, o pessimismo é o grande empecilho para enxergar as oportunidades de superar a situação. Amor: Você se sente em uma situação vulnerável na forma de se relacionar com quem ama. Efeito da tensão de Lua e Netuno com Júpiter, que indica ser a época propícia para começar uma transformação no romance. Para que o envolvimento afetivo seja melhor, empenhe-se na harmonia do amor. TOURO – (20/4 a 20/5) – A continuidade da tensão entre Lua, Netuno e Júpiter lhe perturbam emocionalmente e prejudicam os relacionamentos. O convívio fica atrapalhado porque os contrastes entre as pessoas estão mais fortes, e isso afeta a condução das obrigações coletivas. As parcerias são a solução.Amor: Seu comportamento fica volúvel enquanto Lua, Netuno e Júpiter estiverem tensionados. Procure se manter estável perante as falhas ou dificuldades dentro do relacionamento. GÊMEOS – (21/5 a 21/6) – O circuito profissional-relacionamento abriga a interação negativa de Lua e Netuno com Júpiter, o que causa uma queda na produtividade coletiva. Coloque seu empenho em contornar o pessimismo e as divergências de pontos de vista e interesses, e em buscar a conciliação no ambiente de trabalho. Amor: Lua, Netuno e Júpiter em desarmonia deixam claro que é preciso determinação dentro do relacionamento. É comum você se questionar sobre seu envolvimento afetivo. Mas no lugar de perder a calma com as minúcias do romance, prime pela congruência entre sentimento e ação. CÂNCER – (22/6 a 22/7) – Em interação negativa com Júpiter, Lua e Netuno instituem período de vulnerabilidade de corpo e mente. Dessa forma, persista com as práticas de manutenção do seu bem-estar. Mesmo com o piloto automático do derrotismo aparecendo frente as dificuldades, não se entregue a ele.Amor: Envolvase com dinamismo na relação amorosa, durante a interação negativa de Lua, Netuno e Júpiter, e não perca tempo com detalhes insignificantes. O importante agora é o amor que você oferece a quem ama. Assuma a responsabilidade do seu envolvimento afetivo. LEÃO – (23/7 a 22/8) – A conjunção entre Lua e Netuno desarmoniza com Júpiter, e chama sua atenção para as emoções descontroladas que pode lhe levar a um comportamento inconsequente. Você se prejudica quando se deixa levar pela urgência em aproveitar

Malu Rodrigues, com várias passagens pelo teatro musical e uma das finalistas do “Popstar” 2018, vive a cantora Wanderléa, no filme “Minha Fama de Mau”, a cinebiografia de Erasmo Carlos que estreia dia 14. No “Altas Horas” deste sábado, na Globo, ela dará uma palinha do que o público poderá ver no cinema.

BATE – REBATE O documentário “Carmen Miranda - Bananas Is My Business” (1995), será exibido pelo Canal Brasil, neste sábado, a partir das 19h30... · ... Aliás, no mesmo dia em que a artista completaria 110 anos. · Daniel, cantor, será o convidado do “Lady Night”, na Globo, próxima quinta-feira. · Três novos quadros estão sendo preparados para a temporada 2019 do Ratinho no SBT. · Nesse domingo, depois do “Programa Silvio Santos”, em “O Crime Não Compensa”, um episódio do “Investigação Criminal” sobre Suzane Von Richthofen. · Evaristo Costa continua tocando sua vidinha fora do Brasil... · ... E tocando com muita classe e elegância, inclusive à frente de várias campanhas nas mídias sociais. · A regularidade de Isabelle Drummond chama atenção e chega a impressionar... · ... Ela já se coloca entre os principais destaques de “Verão 90”

Cruzadas as oportunidades e solucionar as dificuldades.Amor: Não permita que quaisquer questões coloquem seu relacionamento em perigo. VIRGEM – (23/8 a 22/9) – Lua, Netuno e Júpiter criam aspectações tensas que continuam a desequilibrar os relacionamentos, nesse período. Suas chances de superar os empecilhos que se apresentam no dia a dia estão prejudicadas. Perceba os entraves, supere a intolerância, e dê valor às necessidades coletivas.Amor: Permita a harmonia se manifestar nas mudanças. LIBRA – (23/9 a 22/10) – Ao formarem quadraturas com Júpiter, Lua e Netuno atrapalham sua expressão por causa das emoções exaltadas, o que impacta o andamento da rotina. Com autocontrole sobre os impulsos e críticas, busque eleger com critério o que fala, já que as declarações podem manipular os ânimos.Amor: Estabeleça um pacto com a pessoa amada de revisar as dificuldades do dia a dia para dinamizar o relacionamento romântico de forma positiva. ESCORPIÃO – (23/10 a 21/11) – A energia lunar permanece associada a Netuno, e ambos quadram com Júpiter, e alerta para o impacto em sua imagem pública e nas finanças aplicadas ao lazer da ausência de discernimento. Você toma rumos errados de muitas formas, então furte-se de ser impulsivo. Mensure bem as consequências.Amor: Seja mais ativo em sua atuação no relacionamento. SAGITÁRIO – (22/11 a 21/12) – Exalte as colaborações no lugar dos contratempos, embora as frustrações apareçam. Mantenhase estável e compreensivo.Amor: Quebre a rotina fazendo um programa romântico com o seu amor. CAPRICÓRNIO – (22/12 a 19/1) –Fase em que poderão surgir negociações de grande peso para um futuro a médio prazo.Amor: Seja cauteloso com seu envolvimento afetivo. AQUÁRIO – (20/1 a 18/2) – O trânsito de Lua e Netuno continua tensionado com Júpiter, e manifestam-se dificuldades na vida social.Amor: A predisposição para partilhar os seus problemas com o seu parceiro será nula. Faça um esforço. PEIXES – (19/2 a 20/3) -Seu signo abriga a união Lua-Netuno em tensão com Júpiter no setor do trabalho, o que significa que é preciso discernimento nas iniciativas profissionais e ao tomar decisões. Eleve sua consciência a respeito das debilidades dos processos para realizar melhorias.Amor: Se a sua relação está conhecendo momentos menos agraváveis, terá então oportunidade de poder relançar com base no diálogo a dois. As reconciliações anunciamse ardentes.

3

DEIXAR CLARO

Aliás, se existe algo que o Walcyr nunca poderá se queixar é de falta de apoio ou de nomes consagrados na escalação do seu elenco. Poucos autores chegaram a tanto. Jussara Freyre foi a última que chegou, de volta à Globo, para se juntar a Fernanda Montenegro, Laura Cardoso, Marieta Severo, Sérgio Guizé, Paolla Oliveira, Juliana Paes, Nathalia Dill e companhia bela

C´EST FINI

Antonio Guerreiro, na quarta-feira, visitou a Redação da Record no Rio de Janeiro. Foi se apresentar como novo VP do Jornalismo, prática que deseja repetir em todas as outras praças. Ficamos assim. Mas amanhã tem mais. Tchau!


4

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO e DOMINGO, 9 E 10 DE FEVEREIRO DE 2019

TOP

DA VENETO TRATTORIA

Elenilson Gomes

elenilsontopnews@gmail.com

VR COSMÉTICOS INAUGURA DIA 13

FOTO BY CHICO BRANDÃO

“ Nesta vida, pode-se aprender três coisas de uma criança: estar sempre alegre, nunca ficar inativo e chorar com força por tudo o que se quer”

NO MACEIÓ SHOPPING

N

o próximo dia 13, toda sociedade estará voltada para a inauguração da VR Cosméticos, especializada em Raisa Cosmética Artesanal, no 1º piso do Maceió Shopping. Comandada pelas empresárias Vanessa Rodas e Joyce Heiter, estão ultimando os preparativos para a inauguração da loja. A VR Cosméticos irá revolucionar e trazer um novo conceito em beleza e bem-estar no próximo dia 13, no Maceió Shopping. Parabéns às empresárias Vanessa Rodas e Joyce Heiter. Parabéns!

Q

ueridos e competentes, os amigos Mauro Filho e Thiago Brandão, anunciando muitas novidades no Da Veneto Trattoria. Além de estar recebendo um up no visual, com reforma na fachada e jardim interno, o restaurante ainda apresenta releituras para clássico na sua carta de bebidas, com novos drinks com gin que incluem hibiscus e laranja, morango e manjericão, entre outros. Parabéns, amigos, vocês criaram uma das casas mais bacanas da capital!

EXPOSIÇÃO

N

o universo particular e colorido de Diego, as ideias se unem com um único fim: miscelânea. Em sua primeira exposição, com vernissage no dia 8, no Bon Vin Boutique & Bistrot, o artista passeia por vários temas que compõem questionamentos de seu ser. Composta por 18 obras, a exposição “Miscellaneous - A natureza das coisas”, explora desde personagens icônicos que fazem ou fizeram de sua história um legado para o mundo, até as críticas sociais do cotidiano. A vernissage, aliás, terá apresentação da banda Johnny Blues.

PARABÉNS,

PROJETO GOLFINHO RECOLHE 2 T. DE PLÁSTICO

ROSANE MENDONÇA!

a disputa divertida entre os pelotões Nemo, Flipper e Cação, quem ganhou o grande prêmio foi a sociedade. Entre os dias 07 de janeiro e 1º de fevereiro, a garotada que participou da última edição da gincana do Projeto Golfinho – 600 meninos e meninas com idade entre 9 e 13 anos – não só aprendeu lições sobre civismo, cidadania, saúde, segurança e meio ambiente, como recolheu 2,1 toneladas de plástico para reciclagem. A colônia de férias educativa é uma iniciativa do Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas em parceria com a Braskem.

N

o último dia 8, a querida amiga Rosane Mendonça foi muito solicitada por familiares e amigos em razão de mais um niver que comemorou, um ser humano iluminado, uma amiga dona de uma bondade que dispensa comentários, passou o dia recebendo homenagens mil da grande legião de amigos que possui. Aproveitamos a oportunidade para desejar a esta grande dama saúde mil e que o nosso Deus sempre esteja ao seu lado amiga, te abençoando e te protegendo. Parabéns, amiga, felicidades mil para você!

N

O

carnaval está se aproximando e com ele, o Ritz Lagoa da Anta, localizado na Praia de Cruz das Almas, está preparando uma grande programação para os turistas que vierem à nossa cidade curtir o carnaval. O belo 5 estrelas, comandado pelos empresários Márcio e Mirella Coelho, Marcela, Mariela, Julia e Pietro Coelho, é um nome de sucesso quando falamos em hotelaria. O Ritz explode de sucesso neste carnaval que se aproxima. Parabéns, amiga, parabéns!

MARIA ANTONIETA

PARABÉNS, JANETE LÔBO!

EXPLODE NO VERÃO

esta segunda, toda sociedade estará voltada para mais um parabéns da N grande dama chamada Janete Lôbo, ela

ELETROCHOQUE

ÁGUA DE COCO NO CARNAVAL

T agora essa. Um documento do Ministério da Saúde dá aval para a compra de aparelhos de eletroconvulsoterapia (eletrochoques) e reforça a possibilidade da internação de crianças em hospitais psiquiátricos. O texto de 32 páginas ainda prega a abstinência para o tratamento de dependentes de drogas.

aceió vai se soltar”, quem avisa é Luiz Sander, o renomado “Professor Mineirinho”, pai da Dança Solta, um sucesso nacional. Dezoito anos após deixar a capital alagoana para viver no Sudeste, o ator, bailarino e coreógrafo retorna para inaugurar o Studio Mineirinho das Artes. A partir do dia 11 de fevereiro, o criador da didática que mistura ritmos populares, sem coreografias pré-estabelecidas, vai ajudar muita gente a aliviar o estresse, queimar calorias e se divertir. Em parceria com a bailarina Maria Emilia Clark, ele também dará aulas de Dança de Salão, Forró e curso livre de Teatro. As aulas de dança, até o dia 14 de fevereiro, serão gratuitas e acontecem em duas turmas: às 9h e às 19h30, no espaço Maria Emília Clarck, no Jaraguá.

A

tenção, papais e mamães! Os empresários Fátima e Eraldo Tenório, Vanessa Tenório e Carlos Palmeira, e Marígia Tenório Attard convidam vocês para a reunião de lançamento da Imersão System, um dos maiores programas de imersão do país. A reunião acontece na próxima quarta-feira, 20, a partir das 19h30, no Hotel Jatiúca. Fiquem atentos, as vagas são limitadas.

NO CARNAVAL

PROFESSOR MINEIRINHO E MARIA EMÍLIA CLARCK

“M

LANÇAMENTO IMERSÃO 2029

RITZ LAGOA DA ANTA

E

FOTO BY ARQUIVO PESSOAL

opNews e a empresária Zélia Wanderley, ela que comanda com grande sucesso a conhecida franquia Água de Coco, com duas lojas em nossa cidade, no Passeio Stella Maris e na Avenida Dr. Antonio Gouveia, na Pajuçara. A coleção verão’10 da Água de Coco está belíssima. Vale a pena conferir a coleção cápsula para este carnaval 2019, que está top do top. Parabéns, Zelinha!

que nesta segunda passará todo o dia recebendo homenagens mil em razão de mais uma virada de calendário que ela comemora cercada de familiares e amigos. Escrever sobre Janete Lôbo muito me orgulha, ela uma grande dama, um ser humano iluminado, um ser humano que veio para o nosso convívio para fazer o bem, ajudar o próximo. Janete Lôbo é uma amiga que encanta a todos que a conhecem, recebe nesta segunda homenagens mil por mais um ano de vida. Aproveitamos a oportunidade para desejar a esta amiga especial toda felicidade do mundo, que o nosso Deus, amiga, sempre esteja ao seu lado te abençoando e te protegendo. A comemoração será em família, cercada de filhos, noras, genros, netos e bisnetos. Parabéns, grande dama, felicidades mil para a senhora. Parabéns!

N

este final de semana, TopNews parabeniza os empresários Leopoldo, Dedé e Breno Gama, pelo sucesso do consagrado restaurante Maria Antonieta, localizado na Avenida Amélia Rosa, que se consagra como uma referência no circuito gastronômico da nossa cidade. Nossos amigos e os turistas que aqui chegam ficam maravilhados com o atendimento, o menu, a carta de vinhos, além da ambientação da casa. A bela casa conta com mais um ambiente no andar superior, mais uma opção para viver momentos inesquecíveis. Vale a pena conferir!


Profile for Tribuna Hoje

Edição número 3329 - 9 e 10 de fevereiro de 2019  

tribunaindependenteediçãodigitaltribunahoje

Edição número 3329 - 9 e 10 de fevereiro de 2019  

tribunaindependenteediçãodigitaltribunahoje

Advertisement