Page 1

EXEMPLAR DO ASSINANTE

MACEIÓ - ALAGOAS 4 E 5 DE NOVEMBRO DE 2017

EDIÇÃO N0 3.017

R$ 4,00

INDEPENDENTE

tribunahoje.com

Alagoas tem 12 mil casos de menores em uniões conjugais

DESSE TOTAL, 2.300 UNIÕES SÃO DE MENINAS COM ATÉ 14 ANOS DE IDADE, SEGUNDO O IBGE. O CÓDIGO PENAL PREVÊ QUE RELAÇÃO SEXUAL COM MENORES NESSA FAIXA ETÁRIA SE CONFIGURA COMO ESTUPRO DE VULNERÁVEL, MESMO QUE A CRIANÇA OU ADOLESCENTE MANIFESTE CONSENTIMENTO. O BRASIL É O QUARTO NO MUNDO EM CASAMENTOS INFANTIS. PÁGINAS 9 e 10 SANDRO LIMA

ESTÁTUA DA LIBERDADE PINTADA DE VERDE DIVIDE OPINIÕES DO MACEIOENSE

ESPIRITUALIDADE E FÉ AJUDAM DEPENDENTES QUÍMICOS A DEIXAR O VÍCIO

Após 109 anos, a Estátua da Liberdade, em Jaraguá, recebeu nova pintura. Mas a coloração em tom de verde divide opiniões: há os que acham que ficou mais bonita e vistosa, outros acreditam que a cor descaracterizou a obra. PÁGINA 11 SANDRO LIMA

A palavra de Deus na Fazenda Esperança, assim como em outras instituições, parece o remédio eficaz para afugentar a tentação às drogas. Foi o caso de Cláudio Moreira, 34, que começou a usar maconha aos 13 anos e logo foi para crack, cocaína, cola de sapateiro e álcool. Após 12 meses, ele diz que se sente recuperado. PÁGINAS 17 a 20

SANDRO FERREIRA / CORTESIA

ARAPIRACA

FUGINDO DA DEGOLA

CRB EMPATA COM O INTERNACIONAL EM PORTO ALEGRE

AGRICULTOR PODE SER O MAIS VELHO COLECIONADOR DE MOEDAS DO BRASIL

Com uma forte formação defensiva, o CRB conquistou um empate sem gols em jogo contra o Internacional na noite desta sexta-feira em Porto Alegre. Com o resultado, o Galo chegou a 39 pontos e se mantém na 16ª colocação, fora da zona de rebaixamento para a Série C.

O agricultor José Gomes da Silva, 91 anos de idade e morador da zona rural de Arapiraca, tem uma coleção de moedas, em que destaca uma de 1927, de 1.000 réis, toda folheada a ouro. Ele talvez seja o numismático mais velho em atividade no Brasil ou mesmo no mundo. PÁGINA 11

ENTREVISTA AOS 19 ANOS, GIOVANNA GRIGIO MOSTRA VERSATILIDADE EM NOVELA

CÉLIA ROCHA VOLTA À POLÍTICA E QUER DISPUTAR VAGA NA ASSEMBLEIA

A atriz Giovanna Grigio, 19, é destaque em Malhação – Viva a Diferença, onde vive a personagem Samanta, vocalista da banda Lagostins. Na trama adolescente, tem a chance de mostrar sua versatilidade. “Os personagens são muito humanos, e mostram seus defeitos”, avalia Grigio. SUPLEMENTO

De volta à vida política, a ex-prefeita de Arapiraca Célia Rocha (PTC) assumiu a incumbência de organizar o partido para as eleições do ano que vem. Ela fala ainda da gestão de seu sucessor Rogério Teófilo e diz que vai se candidatar a deputada estadual. PÁGINA 2

TEMPO

Bom a parcialmente nublado com possiblidades de chuvas em áreas isoladas

Mínima

23º

Máxima

30º

MARÉS

03:19 2.23 9:35 -0.05m

15:40 2.28 21:57 -0.0m

FINANÇAS

DÓLAR COMERCIAL DÓLAR PARALELO R$ 3,30

R$ 3,30

R$ 3,20

R$ 3,40

OURO:

R$ 133,83

POUPANÇA: 0,4634%


TRIBUNAINDEPENDENTE

2 POLÍTICA MACEIÓ - SÁBADO E DOMINGO, 4 E 5 DE NOVEMBRO DE 2017

Política

Aí surgiu essa ideia [deputada estadual], fora os pedidos de Arapiraca que solicitam muito a minha volta à vida pública e tenho uma afetividade muito forte com o povo arapiraquense CÉLIA ROCHA PRESIDENTE DO PTC-AL

Célia diz que Arapiraca pediu sua volta

Ex-prefeita por três mandatos confirma pré-candidatura para disputar uma das vagas na Assembleia Legislativa

ESPLANADA LEANDRO MAZZINI - contato@colunaesplanada.com.br

Alerta ao Governo

O

serviço público que já anda devagar, com a burocracia, pode parar. Servidores federais falam em Brasília em “greve geral” contra o ajuste fiscal do Governo que prevê o adiamento do pagamento de reajustes e aumento da contribuição do funcionalismo para a Previdência de 11% para 14%. O reajuste foi tema bastante debatido em reuniões com ministérios – inclusive no Planejamento. “Vamos questioná-las via Judiciário. Haverá a movimentação nas ruas e existe possibilidade de greve geral”, adianta o presidente do Fórum Nacional de Carreiras Típicas de Estado, Rudinei Marques.

Direitos Salariais

Essa ministra dos Direitos Salariais, ops!,.. dos Direitos Humanos, Luislinda Valois (que saiu do anonimato), é apadrinhada do ministro palaciano Antonio Imabasshay.

Bateu, levou

Curioso que o episódio da ministra Valois, que tentou dobrar o salário, vaza dias depois de gente ligada a ela criticar o presidente Temer sobre a Portaria do ‘trabalho escravo’.

Boletim

O único visto na Câmara foi o presidiário Celso Jacob, que sofrera AVC e deixou hospital. Outro com AVC, em estado grave em Minas, é o ex-deputado Edmar Moreira.

E o povo espera..

Falta de consenso e ausência do relator Ricardo Ferraço (PSDB-ES). Esses são os dois motivos para adiar a votação para 2018 da proposta de lei que reduz a maioridade penal. A afirmação é do presidente da CCJ, Edison Lobão (PMDB-MA). “Fizemos várias tentativas para votar (a proposta), mas não houve acordo”, explica.

Buraco na pista

Situação anda tensa para o prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre (PT), alvo da Operação Buracos da Polícia Federal. Lembrete: ele foi um dos agraciados em 2016 com o prêmio Transparência e Fiscalização da Câmara Federal, ‘pela clareza na gestão’.

Quebra-mola$

Além do prefeito Marcus Alexandre, são alvos da investigação da PF, CGU e MP Federal a esposa dele, Gicélia Viana, servidores públicos e empresários. Suspeitos de desvios de R$ 700 milhões em recursos públicos do DNIT do Acre e Rondônia.

Senadora paulista

Presidente do PT, a senadora do Paraná Gleisi Hoffmann destinará R$ 200 mil em emendas de 2018 para a TVT da CUT, a ‘TV do Lula’, com sede em São Paulo.

Dias contados

Difícil ter notícia boa no Câmara, mas vai essa: Projeto que exclui o DF e Goiás do Horário de Verão seguiu para CCJ e pode passar. Abrirá brecha para mais Estados.

Turbinado

Além de determinar a composição de comissão especial para dar celeridade à tramitação da Lei de Abuso de Autoridade, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, determinou que outro projeto similar seja analisado pelo colegiado antes de ir a plenário. A proposta estava engavetada desde 2009 e é de autoria do senador cassado Demóstenes Torres.

Bolso’n Rio

Jair Bolsonaro toca a banda com sua música no Patriota do Rio. Emplacou no diretório estadual o filho Flávio, deputado estadual, e tirou da área o grupo do deputado Walney Queiroz, que exigia ficar. Flávio agiu rápido e promoveu a presidente do diretório em Nova Iguaçu um desafeto de Walney. Faltam acertos em Minas e Maranhão.

Aliados?

A turma do PMDB que cerca o presidente Michel Temer atrás de um ministério não dá folga. Deputados de Minas encabeçam a campanha contra a privatização de Furnas e Eletrobrás. Entre eles, o federal Leo Quintão (PMDB), eterno cotado para uma pasta.

Aliás..

..O deputado Domingos Sávio (PSDB-MG), aliado de Temer e do grupo do senador Aécio Neves, também integra o grupo mineiro em frente suprapartidária pró-ministério.

Sinais da economia

A joint-venture de cartões de crédito da B2W e Cetelem (Submarino Finance e Digital Finance) registrou no 3º trimestre volume de R$ 846,7 milhões em transações aprovadas via cartões de crédito – 16% em comparação ao mesmo período do ano passado.

Ai, Nosso Saldo (ANS)

A Agência Nacional de Saúde (ANS), cobrada aqui ontem sobre leniência com planos que cobram por exames e consultas além da mensalidade (Coparticipação), esclarece ‘que a normativa visa dar mais segurança aos beneficiários de planos de saúde e mais transparência aos processos de contratação das operadoras’. Tá bom. Com Equipe DF, SP e Nordeste www.colunaesplanada.com.br contato@colunaesplanada.com.br Twitter @leandromazzini

ADAILSON CALHEIROS

CARLOS AMARAL REPÓRTER

U

ma das principais lideranças políticas do Agreste alagoano – para muitos, a principal –, Célia Rocha cogitou desistir da vida pública no final de 2016 devido a problemas de saúde, o que a fez abrir mão de disputar a reeleição da Prefeitura de Arapiraca. Entretanto, esse quadro mudou e ela volta à cena política de Alagoas, agora no comando do PTC, mesmo partido do senador Fernando Collor. Porém, sem descuidar da saúde. Célia Rocha conversou com a Tribuna Independente e explicou os motivos de decidir disputar uma vaga para a Assembleia Legislativa do Estado (ALE) e não retornar à Câmara dos Deputados, onde já exerceu mandato. A ex-prefeita da segunda maior cidade de Alagoas também falou do “desafio” de comandar um partido para montar chapas proporcionais para 2018, e sobre a gestão de Rogério Teófilo (PSDB) à frente da Prefeitura de Arapiraca.

Tribuna Independente – Após seu terceiro mandato na Prefeitura de Arapiraca, a senhora publicou no Facebook, em dezembro de 2016, que estava saindo da vida pública. A senhora pensou em sair da política por quê? Célia Rocha – Meu estado de saúde [problemas na coluna vertebral, nas articulações e psoríase, doença de pele] me obrigava a pensar. Tanto é que um ano antes de minha saída [início de dezembro de 2016] eu já dizia que não seria candidata [reeleição], já prevenia ao governador Renan Filho [PMDB], ao Luciano [Barbosa, vicegovernador, PMDB], ao meu vice [Yale Fernandes], que eu não teria condição porque minha doença começou pouco mais de um ano antes. Então, eu percebi que alguma coisa não estava bem. Eu tinha muitas dores articulares, coisa que me travava mesmo na cama. Ficava sem mobilidade. Um ano antes eu já sabia e não me preocupei [com a reeleição]. Então, fui a São Paulo para ter uma ideia do que era e fiz um diagnóstico, que em Alagoas não tinha sido feito. Mas não fui me tratar porque era final de mandato e estava tudo muito difícil por causa da recessão que vivíamos no país. Não quis me afastar e só o fiz em janeiro, após a transição de governo. Só em janeiro deste ano iniciei meu tratamento. Demorei uns quatro meses e fiquei boa, sem dores. Com muita medicação, mas sem dor. Mas quando veio esse último período de chuva, as coisas pioraram e tive de voltar a São Paulo. Tribuna Independente – Então sua ideia de sair da política era meramente por questão de saúde? Célia Rocha – Por questão de saúde, exclusivamente por isso... Tribuna Independente – Mas agora está recuperada... Célia Rocha – Agora, voltei depois desse um mês e pouco. Lógico mexeram na

Célia Rocha destaca que está com um novo desafio para montar uma composição para eleições 2018

A ideia do senador [Fernando Collor], do governador, deles todos, era de candidatura a federal porque interessa muito mais. E sei das minhas limitações, sei que andar por aqui e em muito menos municípios

Dos dez meses deste ano, passei alguns em Brasília por causa dos meus exames. Não tenho como avaliar, mas não sinto as pessoas satisfeitas, felizes

Não estive ainda com o senador depois de uma conversa dele com o governador, só sei dizer que a conversa foi muito boa. Tendo a crer que a tendência é compor com o governador

medicação, e estou excelente. E com esse solzinho brilhando é que fico com mais disposição. Tribuna Independente – Sendo assim a senhora é candidata a quê? A deputada estadual mesmo? Célia Rocha – É. Quando eu voltei, o senador Fernando Collor me chamou a Brasília para me entregar o PTC, no sentido de que eu presidisse no estado o partido e, a partir daí, começasse a organizar a legenda nos municípios que estavam sem o PTC e naqueles em que o partido estava sem atuação. Com o propósito de fazer uma chapa proporcional estadual e federal, a princípio esses dois espaços. Ele me deu essa incumbência, que para mim é novidade porque nunca lidei com construção partidária, de diretórios. Nunca tinha feito isso. Evidentemente, eu aceitei a missão dele e estou começando a cair em campo nesse sentido. Aí surgiu essa ideia [deputada estadual], fora os pedidos de Arapiraca que solicitam muito a minha volta à vida pública e tenho uma afetividade muito forte com o povo arapiraquense. Agora a gente está com o mandato de um adversário. Tribuna Independente – Mas por que estadual e não federal, já que a senhora já foi deputada em Brasília? Célia Rocha – Porque eu não tenho mais condição de saúde. A ideia do senador [Fernando Collor], do governador,

deles todos, era de candidatura a federal porque interessa muito mais. E sei das minhas limitações, sei que andar por aqui e em muito menos municípios e não ter o estresse de buscar votos no estado inteiro pelo fato de a disputa para estadual requer uma quantidade menor. Isso me dá mais conforto e segurança à minha saúde e eles, evidentemente, entenderam. Por conta, o espaço de estadual. Tribuna Independente – E como está o PTC para a eleição do ano que vem, vai montar chapa própria, inclusive com candidatos majoritários, ou vai compor? O partido, inclusive, também está com o Rui Palmeira (PSDB) na Secretaria Municipal de Segurança Comunitária. Célia Rocha – Eu acho que a união do governador Renan Filho com o senador Collor, através da secretaria de Agricultura consolidou mais essa relação. Mesmo sabendo que existe a parceria com o Rui, porque o PTC ocupa um espaço na Prefeitura. Não estive ainda com o senador depois de uma conversa dele com o governador, só sei dizer que a conversa foi muito boa. Tendo a crer que a tendência compor com o governador. Tribuna Independente – A senhora falou de sua relação com a cidade de Arapiraca e com as pessoas de lá. Como a senhora avalia a gestão do atual prefeito Rogério Teófilo

(PSDB), que é seu adversário político? Célia Rocha – Nós tivemos um candidato e perdemos a eleição. Mas, me sinto ainda sem condições de avaliar a fundo. Não quero ser leviana porque passei muito tempo fora. Dos dez meses deste ano, passei alguns em Brasília por causa dos meus exames. Não tenho como avaliar, mas não sinto as pessoas satisfeitas, felizes. Eu, na última comemoração do aniversário de Arapiraca [93 anos], fui enquanto cidadã ver o desfile – que eu amo, acho lindo –, e os poucos contatos que tive, numa caminhada no meio das pessoas, senti que há espontaneidade das pessoas no sentido de ‘volta, Célia’, ‘de que não está legal’, ‘que bom você de novo’. Eu percebi isso, mas não quero ser leviana a ponto de julgar a gestão, até porque nem tem um ano ainda. É pouco tempo e ainda tem muito chão. Mas, apesar de a gente viver essa crise, a recessão que a gente viveu entre 2015 e 2016, já não tem mais. A economia está dando sinais de saída do fundo do poço com inflação menor, juro caindo e o emprego, muito modestamente, voltando. Também olhar para trás não adianta nada. Enquanto você não foca para frente, você fica imobilizado. Acho que é isso que talvez esteja acontecendo. Pare de olhar para trás, olhe para frente, foque, e vá adiante. Não sou do quanto pior, melhor.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - SÁBADO E DOMINGO, 4 E 5 DE NOVEMBRO DE 2017 POLÍTICA

3

Prefeito entrega parque sustentável Gestão Rui Palmeira tem celebrado uma série de parcerias para revitalização de áreas sem utilização na capital

EDITORIA DE POLÍTICA COM ASSESSORIA

M

aceió agora conta com mais um Parque Infantil Sustentável. Na última sexta-feira (3), o prefeito Rui Palmeira (PSDB) inaugurou o novo equipamento, viabilizado por meio do Programa Adote Uma Área Pública. O espaço fica situado na orla de Ponta Verde e foi estruturado com brinquedos esculpidos em eucalipto e pinus tratados, provenientes de reflorestamento. Desta vez, a Prefeitura firmou parceria com o Lopana, que adotou o local e fica responsável por toda a manutenção do Parque. O Parque da Ponta Verde segue uma tendência nacional em relação à utilização de materiais ecologicamente corretos e sustentáveis em espaços públicos de lazer e convívio social. O programa Adote Uma

Área Pública promove, desde o início do ano, parcerias entre a iniciativa privada e a Prefeitura de Maceió, onde a empresa faz a adoação de uma área e a Prefeitura realiza o serviço. O prefeito Rui Palmeira destacou a importância da parceria entre a Prefeitura e a iniciativa privada e ressaltou que o custo com o Parque Infantil foi todo de responsabilidade do Lopana. “A parceria é a melhor possível para o município, já que todo o investimento foi feito pelo estabelecimento. Com o nosso trabalho eles ganham em publicidade, mas mesmo assim é importante lembrar que essa é uma área pública, que todo cidadão que passar por aqui pode aproveitar, assim como o primeiro parquinho sustentável, inaugurado na praia de Pajuçara, em parceria com o restaurante Parmegiano”, lembrou o Rui Palmeira.

Gustavo Torres, titular da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Semds), destaca a importância da intervenção. “O parque do Lopana é fruto de mais uma parceria público-privada e isso mostra que a gente vem desenvolvendo um trabalho interessante na cidade, tanto que os empresários começaram a dar mais visibilidade às atividades da Prefeitura. Esse é mais um espaço onde o público pode desfrutar da vista quando vier à orla, todo estruturado, com vários brinquedos feitos com madeira de reflorestamento”, disse o secretário. Eduardo Sales, proprietário do Lopana Bar de Praia, lembrou que a área destinada ao parquinho estava desocupada. “Quando as obras do parquinho começaram, nós já notamos a ansiedade das crianças e dos turistas de visitarem o local. Hoje nós temos um espaço”.

ASSESSORIA

Prefeito Rui Palmeira ao entregar a área reestruturada com brinquedos para crianças na Ponta Verde

TONINHO LINS E VÂNIA PAIVA

Justiça condena ex-gestores de Rio Largo por atos de improbidade O juiz Alexandre Machado de Oliveira, titular da 2ª Vara de Rio Largo, condenou os ex-prefeitos Vânia Oiticica Guedes de Paiva e Toninho Lins por atos de improbidade administrativa. Entre as penalidades aplicadas estão pagamento de multas, proibição de contratar com o Poder Público e suspensão dos direitos po-

líticos. Foram ao todo sete sentenças, envolvendo ainda servidores e empresas. As decisões ainda cabem recursos. Em um dos processos, Vânia Paiva foi condenada por contratar irregularmente empresas para a execução dos serviços de limpeza e coleta de lixo da cidade, nos anos de 2005 e 2006. As contratações somaram, segun-

do o Ministério Público, R$ 6.047.013,80. Em outra ação, a ex-prefeita teria cometido irregularidades na locação de veículos, nos anos de 2005, 2006 e 2007. O ex-presidente da Comissão de Licitação de Rio Largo, Glauco Lizias Correia Pereira, e o ex-secretário de Finanças do município, Sérgio Ricar-

do Scavuzzi de Carvalho, também foram condenados. “Os réus possuíam o dever de fiscalização, de probidade, para evitar os gravíssimos descumprimentos das leis licitatórias, em prol do interesse público”, afirmou o juiz. TONINHO O ex-prefeito o Toninho Lins, foi condenado em dois

processos, também por fraudar licitações. As ações envolvem ainda Daniel Lima Fernandes (ex-secretário de Finanças), Genivaldo de Holanda Cavalcante (ex-secretário de obras) e Alexandre Laranjeira Leite (assessor). O magistrado determinou a inclusão de todas as condenações no Cadastro

Nacional de Condenações Cíveis por Ato de Improbidade Administrativa, além da expedição de ofícios ao Tribunal Regional Eleitoral e aos órgãos de representação jurídica da União, Estados e Municípios de Rio Largo e Maceió. As sentenças foram publicadas no Diário da Justiça Eletrônico da última sexta-feira (3).


4

POLÍTICA MACEIÓ - SÁBADO E DOMINGO, 4 E 5 DE NOVEMBRO DE 2017

BARTOLOMEU DRESCH bartolomeu_dresch@hotmail.com.br

Machismo favorece o câncer

O

utra vez, o câncer de próstata é foco da campanha Novembro Azul, coordenada pela Sociedade Brasileira de Urologia. Tipo de doença mais comum entre os homens, é a causa de morte de 26,8% da população masculina que desenvolve neoplasias malignas. Somente entre 2016 e 2017, o Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima o surgimento de 61,2 mil casos no país. E um dos grandes problemas para diagnóstico da doença, é o aspecto cultural, como o machismo, que tem forte impacto no exame e controle da doença, muitas vezes associada com a perda da virilidade. Como consequência surge a baixa estima e muitas vezes dificultando a busca por ajuda médica. Segundo dados do Inca, a cada dez homens diagnosticados com câncer de próstata, nove tem mais de 55 anos. E com forte incidência do machismo, que atrapalha a detecção da doença nessa idade. Porém o exame do toque retal é rápido, entre 5 a 10 segundos, eficaz e que pode salvar a vida.

Homenagem a Martinho

M

artinho José Ferreira, ou simplesmente Martinho da Vila, cantor, compositor, escritor, poeta e defensor da cultura negra, recebeu esta semana o título de “Doutor Honoris Causa”, concedido pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. A proposta de concessão partiu do Departamento de Letras Vernáculas da Faculdade de Letras. O argumento é de que “o artista tornou-se um mediador entre a cultura popular e a erudita, por suas qualidades biculturais de mestre popular e ídolo da indústria cultural, o que potencializou sua atuação da cultura popular e na militância contra o racismo na sociedade brasileira”.

“Fim da reeleição tende a diminuir a corrupção” Entendimento é do promotor do MP Estadual, Hamilton Carneiro Júnior CARLOS VICTOR COSTA REPÓRTER

M

uitos prefeitos que já deixaram seus segundos mandatos, consequentemente, estão sendo alvos frequentemente tanto do Ministério Público Estadual (MPE), quanto do Ministério Público de Contas (MPC). Uma constatação do MP Estadual reascende o debate acerca do fim da reeleição. O promotor Hamilton Carneiro Junior, membro do Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc) do MPE, é defensor da tese de que o fim do segundo mandato contribui decisivamente para a diminuição ou até mesmo fim

da corrupção. Mas, mesmo assim, ele entende que não é apenas esta condicionante que resolverá a situação. De acordo com o promotor, o candidato que tem a possibilidade de se lançar a uma reeleição, faz um primeiro mandato preocupado com o pleito que o reelegerá. Em decorrência dessa necessidade, busca efetivar ações que vislumbrem um novo mandato. Ao conseguir se reeleger, segundo Hamilton Carneiro Junior, o que se aponta é um total descompromisso com o município. “Ele [gestor] passa a ter um compromisso próprio. O investimento na cidade, em políticas públicas, cai drasticamente e da mesma for-

ma cresce o risco de desvio dessa natureza. Com o nosso [MPE] acompanhamento, tem prefeitos investigados e denunciados e que não conseguiram a reeleição”, destaca. Carneiro reforça, no entanto, que estes fatos alusivos à gestão política, aumentam a necessidade de extinguir a reeleição. “Aumenta o mandato em um ano. Permite-se um governo de cinco anos que dá para se planejar minimamente uma cidade nesse período. E num planejamento futuro, uma continuidade vai depender da democracia”, avalia o promotor. ENTENDIMENTO Já para o procurador de Contas, Pedro Barbosa

Neto, do MP de Contas, o fim da reeleição não seria a solução mais viável para conter o diminuir a corrupção. Ele acredita que o político não escolhe ser mal intencionado no primeiro mandato ou num eventual segundo, mas que a prática demonstra que acentua-se níveis de desvios mais na segunda gestão. Quem está mal intencionado em quatro anos, está em oito. A gente [MP de Contas] vem sempre recebendo notícias do sentido geral, mas particularmente o que eu acredito mais é numa mudança de postura. Precisamos passar por essa reformação ideológica”, avalia o procurador. SANDRO LIMA E ASCOM MPC

Homenagem a Martinho 2 No ato de entrega do título, presentes familiares, integrantes da velha guarda e da Ala das baianas da Unidos de Vila Isabel, representantes da própria Vila Isabel e líderes da comunidade negra do Rio. O Reitor Roberto Leher salientou a importância de ter Martinho da Vila nos quadros da UFRJ é muito importante para afirmação da juventude negra, que tem conseguido cada vez mais espaço na universidade por meio de políticas públicas como as das cotas. Martinho salientou a alegria de receber a homenagem: “Não posso abandonar a luta e dizer que vou descansar. Além disso sou grato, e devo honrar esta Universidade” afirmou o sambista.

Atenção no horário Candidatos alagoanos que estarão neste Domingo, se submetendo ás provas do Exame Nacional do Ensino Médico (Enem), devem estar atentos ao horário. Por aqui, os portões abrem ás 11h e fecham ás 12h, com as provas sendo iniciadas ás 12h30. Se seguir o horário das redes nacionais de televisão pode perder a prova, por culpa do horário de verão, no sul, sudeste e centro-oeste. Em Alagoas 118.724 pessoas estão inscritas para as provas, que acontecerão em 26 municípios alagoanos. O número de candidatos é menor que em 2016 (143.750), porque agora o Enem não garante a conclusão e certificação do Ensino Médio.

Novas denúncias de Funaro O doleiro Lúcio Funaro, disse, em outra delação premiada ao Ministério Público, que o presidente Michel Temer tinha amplo conhecimento do esquema de fraudes e desvios do Fundo de Investimentos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FI-FGTS) da Caixa Econômica Federal (CEF), durante a gestão do vice-presidente do banco, Fábio Cleto, aliado do ex-deputado Eduardo Cunha. Funaro, que esteve no comando dos fundos de loteria da Caixa, contou que repassava a Cunha informações sobre as empresas que estavam buscando recursos e cabia ao ex-presidente da Câmara ir a essas empresas e cobrar propina caso houvesse a liberação dos recursos. A propina abastecia as campanhas do PMDB, e a prática era do conhecimento de Temer, Moreira Franco, Geddel Vieira Lima e Henrique Eduardo Alves, garantiu Funaro.

Hamilton Carneiro defende o fim da reeleição para evitar crimes de corrupção; Pedro Barbosa e Hugo Wanderley também comentam

Novas denúncias de Funaro 2

MUNICÍPIOS

O doleiro contou ainda que conheceu Eduardo Cunha no final de 2002 e que a partir de 2003 passou a se reunir semanalmente com o deputado para tratar exclusivamente dos negócios ilícitos. Segundo Funaro foram pelo menos 780 encontros. Disse que Cunha tinha verdadeira neurose com os grampos telefônicos e chegou a comprar aparelhos israelitas para criptografar as ligações e embaralhar as vozes. O doleiro afirmou também que a Polícia Federal apreendeu 14 HDs com todas as informações destes encontros, datas, entrega de dinheiro, locais e outros fatos. Os citados na denúncia negaram as acusações dizendo que Funaro é mentiroso.

Seminário de gestão fiscal Maceió sedia nesta segunda feira (6) o seminário “Cenário Econômico e Gestão Fiscal no Brasil” com a presença de grandes nomes da economia brasileira. Confirmaram presença o ex-ministro da Fazenda Joaquim Levy, o diretor-presidente do Inspoer, Marcos Lisboa, o diretor-técnico da Fundação Getúlio Vargas, Ricardo Simonsen entre outros nomes respeitados no segmento. O seminário faz parte do Prêmio de Finanças Públicas Graciliano Ramos, promovido pela Secretaria de Estado da Fazenda e pela Fundação de Amparo à Pesquisa do estado de Alagoas (Fapeal), destinado a reconhecer as pesquisas acadêmicas voltadas para a administração pública e financeira de Alagoas. • A partir do próximo ano, a Copa do Nordeste estará também nas telas de TV aberta. O Esporte Interativo, que detém os diretos de transmissão da competição, fechou um acordo com o SBT, que será responsável por transmitir o torneio. • Na Região Nordeste, a Copa estará presente em todos os estados, com as seguintes emissoras: TV Aratu (Bahia), TV Ponta Verde (Alagoas), TV Cidade Verde (Piauí), TV Difusora (Maranhão), TV Jangadeiro (Ceará), TV Tambaú e Borborema (Paraíba), TV Ponta Negra (Rio Grande do Norte), além da TV Jornal e TV Jornal Caruaru (Pernambuco). • As transmissões do torneio por TV a cabo, parabólicas e internet permanecem com o Esporte Interativo, que detém os diretos da Copa até 2022. • Nessa edição da competição, os jogos serão transmitidos ás terças e sábados na TV aberta (SBT). • A mudança objetiva não competir com a Rede Globo, que permanecerá com as transmissões nos Domingos e quartas, com os campeonatos estaduais, Copa do Brasil e Libertadores.

“Político sofre pressão para o segundo mandato” Representante das prefeituras alagoanas, o presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), Hugo Wanderley (PMDB), também é gestor da cidade de Cacimbinhas, no Sertão. É o seu primeiro mandato no Executivo. À reportagem da Tribuna Independente, Wanderley acredita não haver relação entre o segundo mandato com aumento de desvios de verbas por parte dos gestores. O gestor é favorável ao fim da reeleição por ter um tempo ampliado para trabalhar na cidade. “Não vejo relação até porque no segundo mandato

AVALIAÇÃO

Aparato judicial precisa ser maior Ainda de acordo com Ranulfo Paranhos, os gestores municipais tendem a atender as demandas sociais com mais efetividade no primeiro mandato. “O segundo mandato é como se tivesse uma menor responsabilidade sobre a coisa pública. Não é a proibição da reeleição que vai impedir corrupção. Se você quer coibir corrupção, você tem que ter mais um aparato judicial maior”.

não tem mais a eleição e aí é o momento que você tem para segurar as contas. Naturalmente, o político sofre uma pressão muito grande quando ele tem uma reeleição para manter o município. Hoje para você manter um município minimamente como ele deve funcionar é um custo que não se paga”, argumenta o presidente da AMA. PERMANÊNCIA Consultado, cientista político Ranulfo Paranhos entende que é difícil inclinar que há uma correlação entre uma lei que reduz o tempo de permanência do ator político no cargo e a

corrupção. “Eu, particularmente, sou contra acabar com a reeleição porque tem alguma coisa na teoria que diz que se o político desempenha bem o papel, ele tem o direito de ser reconduzido. As pessoas deveriam ter a opção de reconduzir, por mais uma vez, se ele desempenha mal ele perderá a eleição”, compreende. Para o cientista político, a pratica da corrupção está mais relacionada ao baixo poder de fiscalização. “Os políticos entendem que a fiscalização é baixa e que podem cometer o risco. O Tribunal de Contas da

União nos estados só fazem sorteio para dois municípios por ano. Nós somos 102, a probabilidade de ser sorteado é baixa. Então, não é necessariamente a lei da reeleição que funcione com o impacto devido. Ela não está olhando para isso. O que falta é mais fiscalização dos Tribunais de Contas, uma efetivação maior no trabalho da justiça em julgar”, explica Paranhos. Da mesma forma como foi analisado pelo promotor Hamilton Carneiro, Paranhos também acredita que o primeiro mandato tem sido mais eficiente, do que o segundo. (C.V.C.)


TRIBUNAINDEPENDENTE

Conjuntura

FLAVIO GOMES DE BARROS - flaviogomesdebarros55@gmail.com

Relações espúrias

D

o portal “Diário do Poder”, sobre a estranha e suspeita relação do poder público com as empresas que administram planos de saúde no Brasil: “É dever da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) ‘assegurar o interesse público’ no setor dos planos de saúde, como manda a lei 9.961/2000, que a criou, mas, na prática, quer mais é ‘fortalecer’ a ‘boa gestão e a sustentabilidade das empresas’, como se fosse uma associação de planos de saúde. A ANS lava as mãos diante da falta de escrúpulos de planos de saúde: não interfere no reajuste de contratos coletivos (ou empresariais), os únicos disponibilizados no mercado. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do “Diário do Poder”. A ANS não age contra a burla dos planos de saúde ao Estatuto do Idoso, que proíbe valores maiores após os 60 anos do segurado. A burla dos planos de saúde, sem qualquer punição, é aumentar as mensalidades em até 100% no aniversário de 59 anos do segurado. O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) aponta aumentos de até 73,3% em planos coletivos, sem qualquer intervenção da ANS. A ANS só cuida dos planos individuais, em extinção. Mesmo assim, reajustou-os em 13,5%. Novo abuso: a inflação anual não chega a 3%.”

Estratégia A Secretaria da Fazenda utilizou uma nova forma de garantir sem aperreio o pagamento do 13º salário dos servidores estaduais. Desde janeiro reserva 1/12 do valor do 13º. Com isso, não teve dificuldades em assegurar os recursos. O governador Renan Filho deve anunciar a data de pagamento nessa próxima semana.

Rasteira Álvaro Vasconcelos chefiaria uma missão oficial de gestores públicos e empresários do setor agrícola a Israel. O ato autorizando sua viagem foi publicado em 19 de outubro e no mesmo dia foi avisado da demissão do cargo de secretário da Agricultura. Mas ele viajou, ontem, pela Federação da Agricultura de Alagoas.

Determinado A exoneração de Álvaro Vasconcelos, apesar do bom trabalho que realizava e do apoio do setor agropecuário, não muda suas pretensões políticas. Ele está tenta viabilizar sua candidatura à Câmara dos Deputados. “Agora sem precisar vestir a camisa do governo”, como ele explica, buscando a melhor opção partidária.

MACEIÓ - SÁBADO E DOMINGO, 4 E 5 DE NOVEMBRO DE 2017 POLÍTICA

Temer sanciona lei para blindar aliados Moreira Franco, acusado de formação de quadrilha, é um dos beneficiados

O

CONGRESSO EM FOCO

presidente Michel Temer (PMDB) sancionou, na última sexta-feira (3), com vetos parciais, a Medida Provisória nº 782, convertida em Lei nº 13.502, que estabelece a organização básica dos órgãos da presidência da República e dos ministérios. A medida concede ao posto ocupado por Moreira Franco, a Secretaria-Geral da Presidência, o status de ministério, conferindo ao titular o benefício de só ser julgado no Supremo Tribunal Federal (STF). A exemplo de Temer, Moreira foi denunciado ao STF com acusação de integrar organização criminosa, processo interrompido pelos governistas na Câmara em 25 de outubro. Ex-governador do Rio de Janeiro (1987-1991), Moreira Franco é um dos principais aliados de Temer. Segundo opositores da MP, a proposição foi feita sob medida para garantir ao ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, denunciado por integrar o

FOTOS PÚBLICAS

“quadrilhão do PMDB”, o direito ao foro especial por prerrogativa de função para autoridades federais, mais conhecido como foro privilegiado. A nova lei foi publicada no Diário Oficial da União de sexta-feira. Entre outras alterações, a lei modifica a organização administrativa do Executivo, vinculando a Secretaria da Pesca à Presidência da República e cria o Ministério dos Direitos Humanos, comandado pela ministra Luislinda Valois (PSDB). O texto foi sancionado com seis vetos, entre eles está o trecho em que tira da responsabilidade de Moreira Franco a tarefa de executar as atividades de cerimonial da Presidência sob a justificativa de que “dadas as atribuições mais amplas afetas à secretaria-geral, busca-se alocar a execução das atividades de cerimonial em órgão com competências mais afetas à atividade, o que será oportunamente equacionado por via regulamentar”.

Na tela José Thomaz Nonô, secretário da Saúde da Prefeitura de Maceió e presidente regional do DEM, é o convidado deste final de semana do programa “Ricardo Mota Entrevista”, na TV Pajuçara. Sábado, às 14h30m, com reprise domingo, às 8h30m. A expectativa é saber de Nonô será ou não candidato no próximo ano.

Homenagem O advogado Helder Lima foi homenageado, no Hotel Ritz Lagoa da Anta, por todas as entidades do trade turístico, pelo seu desempenho como secretário do Desenvolvimento Econômico e do Turismo. Ele se prepara para assumir, nos próximos dias, a presidência da Alagoas Ativos, novo órgão criado pelo governo do Estado.

Resultado Mais uma parceria da Prefeitura de Maceió com a iniciativa privada resultou num parque infantil implantado na orla de Ponta Verde, imediações da barraca Lopana, que bancou o investimento e vai custear sua manutenção. O equipamento, que faz parte do projeto “Adote uma praça pública”, tem acesso gratuito.

Opinião Cláudio Humberto Rosa e Silva: “Setores do governo maltratam produtores de açúcar e álcool, e tratam a pão de ló a indústria de veículos. Em crise, o setor sucroenergético gera cerca de 1 milhão de empregos diretos, enquanto as montadoras, com a economia bombando, mal chegam a 150 mil postos de trabalho.”

O Enem 2017 terá a maior estrutura de segurança desde sua criação”

MENDONÇA FILHO Ministro da Educação, preocupado em evitar problemas ocorridos em anos anteriores no Exame Nacional do Ensino Médio

*O Shopping Pátio Maceió abre neste sábado a temporada natalina, a partir das 9 horas. A atividade é gratuita e terá atrações como brinquedos, brincadeiras, pintura facial e apresentações musicais. Às 16 horas haverá a chegada festiva de Papai Noel. *O programa “Aplauso” deste final de semana reverencia um dos melhores grupos vocais da música brasileira, o MPB-4, formado em 1964, em Niterói, Rio de Janeiro. No sábado, das 15 às 17 horas, na Difusora AM; domingo, às 10 horas, na Educativa FM. *A Orquestra Filarmônica de Alagoas se apresenta neste domingo, 18 horas, no Teatro Gustavo Leite, no Centro de Convenções, com o primeiro “Concerto para a primavera”. É um projeto em parceria com o Instituto do Meio Ambiente do Estado de Alagoas. *A banda de música da Polícia Militar de Alagoas, formada por oficiais e praças da corporação, ganhou nova integrante: a soldado Raquel Santos, que estréia como vocalista neste domingo, 10 horas, em exibição na Avenida Silvio Viana, Ponta Verde. *Da próxima 2ª feira a 11 de novembro acontece o Circuito Penedo de Cinema. Além das exibições haverá apresentações culturais, debates e oficinas, reunindo profissionais e estudantes da área, além de apreciadores a sétima arte. O acesso do público é gratuito. * “A exposição Quebra - 1912”, do artista Persivaldo Figueirôa, estará aberta a visitação gratuita, no Museu da Imagem e do Som, a partir da próxima 2ª feira. A exposição faz alusão ao Quebra de Xangô - derrubada de terreiros em Maceió, há 105 anos. *Quase um milagre. Assim pode ser entendido o surpreendente empate do CRB com o Internacional, em 0x0, em Porto Alegre. O clube prosseguirá na luta contra o rebaixamento enfrentando na próxima 3ª feira, em Maceió, o Juventude/RS.

5

Michel Temer sancionou a lei para mudanças administrativas

ALBERTO YOUSSEF

Leilão de imóveis rende R$ 8,9 milhões Imóveis apreendidos pela Operação Lava Jato e que pertenciam ao ex-doleiro Alberto Youssef foram a leilão encerrado na última segunda-feira (30). De acordo com o site Canal Judicial, foram vendidos 81 imóveis, o que somou R$ 8,9 milhões. Localizado na cidade de Aparecida (SP), os 73 apartamentos do Hotel San Die-

go Express Aparecida foram leiloados por R$ 8,4 milhões. Nas oito cotas de apartamentos no Hotel Connect Smart, em Salvador, foram arrecadados R$ 450 mil. Essa é a segunda vez em que os imóveis foram levados a leilão, após baixa procura em uma primeira oferta. Eles foram arrematados com descontos de até 50% nos preços.

Os recursos arrecadados serão depositados em uma conta judicial, conforme determinação do juiz federal Sergio Moro, e devem em seguida ser destinados à Petrobras, principal lesada pelo esquema de corrupção operado por Youssef. O doleiro, que foi condenado na Lava Jato a mais de 100 anos de prisão em vários processos e atualmente

cumpre pena em regime aberto, abriu mão do direito a uma série de bens, incluindo os imóveis agora leiloados, quando assinou seu acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF). Alberto Youssef é um dos considerados peça-chave no processo da Lava Jato por ter ligação com diversos políticos do país.


6

OPINIÃO

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - SÁBADO E DOMINGO, 4 E 5 DE NOVEMBRO DE 2017

Opinião

A vez da energia solar

O

setor solar fotovoltaico brasileiro está em franca expansão e deverá movimentar mais de R$ 4,5 bilhões este ano. A projeção é da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), entidade nacional que representa o segmento. De acordo com a associação, o Brasil deverá atingir a marca histórica de 1 mil megawatts (MW) da fonte solar fotovoltaica operacionais na matriz elétrica nacional até o final de 2017, saltando de aproximadamente 90 MW em janeiro deste ano, um crescimento de mais de 11 vezes no período. Com a evolução do setor em 2017, a Absolar projeta a criação de cerca de 20 mil novos empregos no País. Segundo estatísticas internacionais do setor, para cada megawatt instalado em um determinado ano, são gerados de 25 a 30 novos postos de trabalho qualificados.

O crescimento deste ano colocará o Brasil no radar dos principais mercados solares fotovoltaicos do planeta e no seleto grupo das 30 nações que mais investem em energia renovável, limpa e de baixo impacto ambiental por meio do Sol. O Brasil possui um dos melhores recursos solares do mundo e, com um programa nacional estruturado para desenvolver este setor, poderá se tornar um dos dez maiores mercados fotovoltaicos nos próximos anos. Hoje o país é referência em energia hidrelétrica, biomassa e eólica e não pode ficar para trás na área solar, cada vez mais estratégica no setor elétrico internacional. Fundada em 2013, a Absolar congrega empresas e profissionais de toda a cadeia produtiva do setor solar fotovoltaico com atuação no Brasil, tanto nas áreas de geração distribuída quanto de geração centralizada.

JOÃO MARCOS CARVALHO Jornalista e historiador

Proposta a Bolsonaro Informo aos amigos, leitores e a quem interessar possa que acabo de enviar ao deputado federal Jair Bolsonazi, do partido Patriotas, sugestão de proposta de lei, de minha autoria, solicitando que a mesma possa ser incorporada ao Projeto de Lei da lavra do citado parlamentar, atualmente em tramitação na Câmara Federal, popularmente denominado de “Minha Pistola, Minha Vida”, que prevê armar irrestritamente a população brasileira para que a mesma, por conta própria, possa “dar combate a bandidos e assassinos”. Desta forma, na intensão de contribuir para o aperfeiçoamento do texto do belicoso congressista, este humilde escriba ficará feliz em ver acrescentado ao bojo do PL em questão, os seguintes artigos: Artigo 1º – Os militantes dos movimentos Sem Terra e Sem Teto, além dos integrantes das comunidades indígenas, quilombolas e dos povos da floresta, terão prioridade absoluta na aquisição de armas de fogo de todos os calibres. Parágrafo 1º – Para isso serão abertas linhas de crédito especiais nos bancos privados. Artigo 2º – Devidamente armados, esses movimentos sociais poderão, finalmente, com paridade de armas e igualdade de condições, enfrentar jagunços, pistoleiros e organizações cri-

minosas que, ao longo dos anos, costumam invadir seus territórios, acampamentos, ocupações e assentamentos a mando de latifundiários, grileiros, madeireiros e mineradores, geralmente causando grande quantidade de mortos e feridos, além de desagregação familiar, fome, miséria e escravidão. Artigo 3º – Armas serão também liberadas para estudantes de primeiro e segundo graus para que os mesmos possam abrir fogo, indiscriminadamente, contra colegas, professores e/ou diretores que ousem lhes dar notas baixas ou adverti-los por conta de agressões ou xingamentos que venham a praticar contra negros, membros de religiões de matriz africana, feministas, ecologistas, defensores dos direitos humanos, gays e lésbicas. Da mesma forma, e em sentido contrário, os caçados devem ter direito às mesmas armas que seus caçadores, tornando o tiroteio em sala de aula uma atividade plenamente democrática. Estou convencido, senhor deputado, que as armas nas mãos desses alunos serão ainda muito úteis para impedir que ideólogos “esquerdopatas” tentem impor aos nossos estudantes o ensino da História, da Sociologia, da Filosofia e da Arte, que, segundo o senhor mesmo proclama, são “disciplinas de orientação comunista”, que podem levar nossos jovens incautos a se rebelarem contra os

saudáveis ensinamentos do mercado financeiro, que os tem cooptado cada vez com mais eficácia. Mais uma vez, em respeito à igualdade de direitos, o Artigo 4º, por mim proposto, assegura que “os contrários devem ser armados na mesma proporção. E que vençam os que tiverem melhor pontaria”. Portanto, deputado, com a incorporação destes artigos ao PL de vossa excelência, espero colaborar significativamente para que a indústria de armas e munições continue prosperando tanto quanto a indústria de urnas funerárias e adereços coligados, fazendo com que a família brasileira faça dos cemitérios seu ponto de encontro favorito. Acredito que, neste ritmo, o Brasil possa, em breve, superar a casa dos 60 mil mortos por arma de fogo registrada em 2016, estatística que suplanta em mais de 40% seu desejo (manifestado por meio da mídia), segundo o qual o Brasil, para virar um país decente, precisa, imediatamente, “de uma guerra civil com pelo menos 30 mil mortos”. Isto posto, iluminado parlamentar, creio que, uma vez aceito meus argumentos, estaremos (eu e o senhor) resguardando aquilo que de mais nobre prevê nossa Constituição Federal: a igualdade de todos perante a lei!!! Atenciosamente, João Marcos Carvalho.

MARCOS ANTONIO DANTAS DE OLIVEIRA Mestre em Desenvolvimento Sustentável, engenheiro agrônomo, professor da Uneal, membro da ABER e diretor do Sindagro. sabecomquemestafalando.blogspot.com

Criança à toa

BETÂNIA PEREIRA Advogada

O julgamento de Fouquet Recentemente estive visitando o Instituto Ricardo Brennand, considerado um dos maiores museus da America do Sul. Realmente surpreende, mas o que me chamou atenção foi uma exposição de 45 bonecos de cera, que estão dispostas de modo a representar um julgamento. No centro da sala encontra-se o boneco de cera de um homem com a cabeça baixa e trajes desmantelados. Na placa explicativa ver-se tratar de Nicolas Fouquet, outrora ministro todo poderoso do Rei Luiz XIV, mas que por ter caído em desgraça, foi condenado à prisão perpetua. Sobre ele o filosofo Voltaire escreveu que “Às seis da noite, ele era o rei da França; às duas horas da manhã seguinte, ele não era mais nada”; naquele dia 17 de agosto de 1661, tinha sido o anfitrião de uma suntuosa festa em homenagem ao rei. Vitima de sua própria vaidade, não percebeu a armadilha que lhe havia sido preparada. Fouquet era o Superintendente do Tesouro da França, indicado pelo cardeal Mezarino

(primeiro ministro e amante da rainha-mãe), falecido seis meses antes da fatídica festa. O jovem rei Luís XIV, então com 22 anos, a fim de verificar a riqueza do superintendente, se disse desejoso de conhecer a propriedade que ele erguera em Vaux-le-Vicomte; um palácio espetacular (com um jardim de 3 km e 700 quartos) por ele construído; a festa foi uma ostentação de luxo, pompa e requinte gastronômico que despertaram no rei uma inveja descomunal e um desejo absoluto de acabar com o superintendente. Assim, decidiu o rei aprisionar Fouquet, só não o fez na mesma noite por interferência direta da rainha-mãe, mas três semanas depois ordenou a seu capitão dos mosqueteiros, D´Artagnan, que prendesse o superintendente a fim de submetê-lo a julgamento por uma corte especialmente escolhida por ele. A todos pareceu que quem estava no banco dos réus era o falecido cardeal, vez que o rei não poupou a rainha-mãe expondo a relação amorosa existente entre os dois. O superintendente foi

condenado a morrer na prisão e o rei construiu o famoso Palácio de Versailhes, a inveja que ele sentira de Fouquet serviu para que se consagrasse como o “Rei Sol”, habitando um palácio cujo esplendor jamais fora visto na Europa. O quê nos ensina o apogeu e a ruína de Nicolas Fouquet? Primeiro que a impermanência é a única certeza da vida. Depois que não é difícil, e pode ser muito rápido, ir do ápice a queda. Como lembra Mario Sergio Cortella, somos o único animal que tem consciência da sua morte e desse ponto de vista, não é a morte que interessa, porque ela é fato; e sim, o que fazemos da nossa vida, enquanto a morte não chega. São varias as lições que podem ser apreendidas da tragédia vivida por Fouquet. Provavelmente você tirará alguma lição, mas a lição, digamos universal é de que devemos conduzir nossas vidas de modo a não nos apegarmos em demasia ao presente, passado ou futuro. A vida deve ser fruída de forma responsável e realista.

“Ninguém deve ser reduzido a seu nascimento”, diz Varikas – no mundo, alguns bilhões de crianças. Decerto que, as respostas a essa pergunta tem como base as indagações atentas de qualquer criança, e assim devem-se levar em consideração as relações sociais da vida em comum familiar e entre as organizações sociais de baixo nível ao alto nível de bem-estar exigem uma reflexão sobre a relevância e a garantia de que, o como, o por quê, o quando e o quanto, o bem-estar da criança está ameaçado pelo não usufruto dos bens primários propostos por John Rawls, em Uma Teoria de Justiça – autoestima, inteligência, imaginação, saúde e vigor, oportunidades, renda, riqueza, liberdades, direitos. Pois, o não usufruto desses bens primários tem como causas: 1) pela cumplicidade da sociedade e do Estado em não cumprir o art. 3º da Constituição Federal e o Estatuto da Criança e do Adolescente: “Juízes e promotores de Justiça de todo país concederam, entre 2005 e 2010, 33.173 mil autorizações de trabalho para crianças e adolescentes menores de 16 anos, o número equivale a mais de 15 autorizações judiciárias diárias, nos 26 estados e no Distrito Federal” [MTE] e; o “Tráfico de criança aumenta e meninas são 2 em cada 3 crianças vítimas” [Ecodebate, 25/11/2014]; 2) 74%

Presidente José Paulo Gabriel dos Santos

INDEPENDENTE Rua da Praia, 134 - sala 303 - centro - Maceió Alagoas Endereço Comercial: Av. Menino Marcelo - 10.440 - Serraria Maceió - Alagoas - CEP: 57.083.410 CNPJ: 08.951.056/0001 - 33

Jorgraf UM PRODUTO:

Cooperativa de Produção e Trabalho dos jornalistas e gráficos do Estado de Alagoas

Diretor administrativo-financeiro Flávio Peixoto Editor geral Ricardo Castro ricardojcastro@yahoo.com

Diretora comercial Marilene Canuto

das casas com crianças de zero a 4 anos têm renda de até um salário mínimo per capita [Exame. edição 1147] e; “1,68% dos alunos de Alagoas têm domínio da escrita” [Tribuna Independente, 26/10/2017], é o estado do Nordeste com mais crianças pobres. A ineficiência estatal não lhes garante a implementação do art. 205 da Constituição Federal, assim um terço da desigualdade de renda vem dessa ineficiência. Estudo feito pela USP [Pnad de 1995] revela: “As perdas acumuladas por pessoas que ficaram economicamente ativas dos sete aos 14 anos, e cuja idade em setembro de 1995 variava entre 21 e os 55 anos, representavam perto de 30% do PIB. Para termos ideia, ainda segundo o estudo, com R$ 11,3 bilhões [1,7% do PIB] seria possível estender à totalidade das crianças trabalhadoras o programa de Bolsa Escola [Peti]; o que tiraria da ignorância milhares de trabalhadores-mirins de sete a 14 anos e elevaria seus ganhos salariais e, consequentemente, o PIB” [Cipola, 2001]. O Brasil descumpre literalmente os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, principalmente, para as crianças rurícolas, por exemplo: Erradicar a extrema pobreza e a fome; Reduzir a mortalidade na infância; Combater o HIV, a malária e outras doenças; Atingir o ensino básico universal

LOCALIDADE ALAGOAS

VENDA AVULSA DIAS ÚTES R$ 2,00

OUTROS ESTADOS R$ 3,00

LOCALIDADE ALAGOAS

ASSINATURAS SEMESTRAL R$ 300,00

OUTROS ESTADOS R$ 500,00

DOMINGO R$ 4,00 R$ 5,00

– na Finlândia a melhor educação do mundo é 100% estatal, gratuita e universal [Blogdotarso.com/2013/03/28]. Está satisfeito com o fosso na alfabetização entre crianças ricas e pobres? Convém lembrá-los que pensamos com palavras, portanto, a alfabetização é a chave para uma vida exitosa alavancando os bens tangíveis, sobretudo, os bens intangíveis. É nosso dever avaliá-lo e corrigi-lo, se for o caso, esse fosso. Logo, urge para o Desenvolvimento Sustentável como processo dialético, de desinteresse mútuo, de liberdades e de cidadania, que compartilhado pelas categorias [conflito] ao usarem, conservarem e preservarem os recursos naturais transforma-os [planejamento e gestão] em bens, serviços e impostos, do autoconsumo ao mercado, do PIB às rendas destinadas ao bem-estar social de todos, no presente e no futuro [justiça social]. É uma concertação do pensar e do agir para empoderar crianças e adolescentes pelo tirocínio escolar, inclusive, ao cursar uma faculdade poderão controlar a riqueza pública e a riqueza privada e assim usufruir dos vitais bens primários propostos por Rawls – autoestima, inteligência, imaginação, saúde e vigor, oportunidades, renda, riqueza, liberdades, direitos, da fase infantil à adulta para a prosperidade e para o bem-estar.

PABX: 82.3311.1338 COMERCIAL: 82.3311.1330 - 3311. 1331 REDAÇÃO: 82.3311.1328 - 3311.1329 CENTRAL DE ASSINANTE: 82.3311.1308

ANUAL R$ 600,00

comercial.tribunaindependente@gmail.com redação.tribunaindependente@gmail.com

R$ 1.000,00

OS ARTIGOS ASSINADOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES, NÃO REPRESENTANDO, NECESSARIAMENTE, A OPINIÃO DESTE JORNAL.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - SÁBADO E DOMINGO, 4 E 5 DE NOVEMBRO DE 2017 POLÍTICA 7 ARQUIVO

ARQUIVO

Índios reagem a força polícial durante a ditadura militar para impedir a construção de rodovias federais

Transamazônica invadiu território indígena e a construção da rodovia resultou em mais de 8 mil mortes

Governo militar matou oito mil índios

Rodovia como a Transamazônica representou uma tragédia para 29 grupos indígenas que desapareceram do mapa

A

s investigações da Comissão Nacional da Verdade (CNV), instalada pelo governo de Dilma Rousseff pela região Amazônica indicam um verdadeiro genocídio de índios durante o período da ditadura militar. Não há como falar em um número exato de mortos devido à falta de registros. Os relatos colhidos, no entanto, apontam que cerca de oito mil índios foram exterminados em pelo menos quatro frentes de construção de estradas no meio da mata, projetos tocados com prioridade pelos go-

vernos militares na década de 1970. Os trabalhos da Comissão da Verdade miraram os processos de construção e o início do funcionamento das rodovias BR-230, conhecida como Transamazônica; a BR-174, que liga Manaus a Boa Vista, a BR-210, conhecida com Perimetral Norte e a BR 163, que liga Cuiabá (MT) a Santarém (PA). Essas estradas fizeram parte do Plano Nacional de Integração (PIN), instituído pelo presidente Emílio Garrastazu Médici, em 16 de julho de 1970, e que previa que 100 quilômetros em

cada lado das estradas a serem construídas deveriam ser destinados à colonização. A intenção do governo era assentar cerca de 500 mil pessoas em agrovilas que seriam fundadas. TRANSAMAZÔNICA A Transamazônica foi escolhida como prioridade e, por isso, representou uma verdadeira tragédia para 29 grupos indígenas, dentre eles, 11 etnias que viviam completamente isoladas. Documentos em poder da Comissão da Verdade apontam, por exemplo, o extermínio quase que total dos

índios Jiahui e de boa parte dos Tenharim. O território dessas duas etnias está localizado no sul do Estado do Amazonas, no município de Humaitá. O Ministério Público Federal no Amazonas também abriu um inquérito para apurar as violações de direitos humanos cometidas contra esses povos no período da ditadura militar. Os documentos indicam ainda que indígenas sobreviventes acabaram envolvidos nas obras em regime de escravidão. Atualmente, a população Jiahui, de acordo com a PWA

Fundação Nacional do Índio (Funai), não chega a 90 índios. Antes da construção da estrada, eram mais de mil. Já os Tenharim somam hoje 700 pessoas. Eram mais de dois mil antes da chegada das frentes de construção. MATANÇA Entre as práticas de violência contra índios já identificadas estão as “correrias”, expedições de matança de índios organizadas até o final da década de 1970, principalmente no sul do Amazonas e no Acre. Essa prática foi detalhada no primeiro relatório do Comitê Esta-

dual da Verdade do Amazonas, um documento de 92 páginas.O relatório descreve a matança do povo Waimiri-Atroari, que habitava até 1967 a região entre Manaus e o município de Caracaraí, em Roraima. A região corresponde à parte norte do vale do rio Urubu e inclui os rios Uatumã, Curiuaú, Camanaú, Alalaú, todos no Amazonas, além dos rios Jauapery e Anauá, em todo Estado de Roraima, até a fronteira com a Guiana. Esse povo foi diretamente impactado pela construção da BR-174.

MASSACRE

Aldeias destruídas, pais, mães e filhos refugiados

O povo Waimiri-Atroari sofreu ameaça de extinção nos anos 1980, durante a construção de estradas que cortavam o Estado do Amazonas

YANOMAMIS

Obra paralisada evitou mais mortes O conluio de agentes públicos com empresários e fazendeiros ligados a lideranças políticas locais é outro ponto observado por técnicos da Comissão da Verdade que estiveram na Amazônia para colher informações. Onde as frentes para a abertura de estradas chegaram, também chegaram os fazendeiros, que se instalaram demarcando latifúndios em terras antes pertencentes aos índios. YANOMAMIS

A construção da rodovia Perimetral Norte também é objeto de estudo da Comissão da Verdade. A obra representou um desastre para o povo Yanomami e estima-se que pelo menos dois mil índios dessa etnia tenham sido exterminados no período. Uma avaliação da Comissão da Verdade indica que o desastre só não foi maior porque o governo militar não chegou a concluir a obra. Com isso, muitas aldeias acabaram preservadas, já que o projeto

da estrada, que cortava inteiramente o território Yanomami, não foi executado na integralidade. O traçado planejado para a rodovia passava pelos Estados de Amazonas, Pará, Amapá e Roraima. A proposta era cortar toda a Amazônia brasileira, desde o Amapá até a fronteira colombiana no Estado do Amazonas. Até hoje, somente um trecho, em Roraima, com pouco mais de 400 quilômetros, e outro no Amapá, com cerca

de 100 quilômetros, foram construídos. Embora o trecho executado seja considerado relativamente pequeno, a construção foi capaz de exterminar, quase que por completo, os índios Yawarip, um subgrupo Yanomami, na década de 1970. Mais tarde, a publicidade dada no governo militar ao grande potencial mineral do território Yanomami desencadeou a instalação de garimpos ilegais nas terras dos índios, o que provocou mais destruição.

“Pais, mães e filhos mortos, aldeias destruídas pelo fogo e por bombas. Gente resistindo e famílias correndo pelos varadouros à procura de refúgio em aldeia amiga. A floresta rasgada e os rios ocupados por gente agressiva e inimiga. Esta foi a geografia política e social vivenciada pelo povo Kiña desde o inicio da construção da BR-174 em 1967 até sua inauguração em 1977”, descreve no documento. O termo “Kiña” é uma outra denominação para os Waimiri-Atroari. O relatório também informa que, entre os povos mais duramente atacados em “correrias”, estão os Kaxinawa e os Madiha no Acre, além do povo Juma, no sul do Amazonas. Lista de mortos. O relatório também pede mais investigação sobre o desaparecimento dos índios Piriutiti e sobre o que ocorreu com outras etnias durante a execução das grandes obras do governo militar. “Documentos apontam também para o genocídio do grupo Piriutiti, na mesma região, que merece uma investigação mais específica”, diz o texto. Para Schwade, a investigação da Comissão Nacional da Verdade sobre a violência sofrida por índios terá que

CINTA LARGA

MALDADE

AVAL DO ESTADO

“Muitas dessas violações de direitos humanos sofridas pelo povo Cinta Larga foram cometidas com a conivência do governo federal, por meio do SPI (Serviço de Proteção ao Índio), e depois da Funai, o que permitiu a atuação de seringalistas, empresas de mineração, madeireiros e garimpeiros na busca de ouro, cassiterita e diamante no território dos Cinta Larga, omitindo-se a tomar providências diante dos diversos massacres que ocorreram na área indígena”, diz o relatório. m 2013, a psicanalista Maria Rita Kehl esteve na Terra Indígena Waimiri-Atroari, entre o Amazonas e Roraima, para investigar o massacre de 1.500 a 2.000 indígenas. O relatório final da comissão concluiu que foram mortos 2.650 índios da etnia.

A psicanalista Maria Rita Kehl começou a investigar as violações de direitos humanos contra os indígenas e componeses brasileiros em novembro de 2012. Ela visitou aldeias indígenas das regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Sul do país. Segundo a investigação, os índios da etnia Cinta Larga, que vivem entre o noroeste do Mato Grosso e sudeste de Rondônia, foram violentamente atacados. Desde a década de 50, estima-se que uma população de 5 mil Cinta Larga morreu por diversos motivos: envenenamento por alimentos misturados com arsênico; aviões que atiravam brinquedos contaminados com vírus da gripe, sarampo e varíola; e assassinatos em emboscadas, nas quais suas aldeias eram dinamitadas ou por pistoleiros.

O extermínio de tribos indígenas inteiras, métodos cruéis de tortura praticados contra índios, principalmente por interessados em suas terras e com o aval do Estado. Essas são práticas detalhadas no documento de sete mil páginas, conhecido como Relatório Figueiredo. O material, que se julgava ter sido destruído em um incêndio no Ministério da Agricultura, em junho de 1967, foi encontrado recentemente, intacto, no Museu do Índio, no Rio de Janeiro. As atrocidades relatadas contra a população indígena contaram com o apoio do extinto Serviço de Proteção ao Índio (SPI), órgão criado em 1910.

SPI, o órgão protetor, mostrou conivência

Aviões atiraram brinquedos contaminados

Relatório Figueiredo conta as atrocidades

apontar o que ocorreu com os Cinta Larga e Suruí, na região dos rios Aripuanã e Rooswelt, entre Rondônia e Mato Grosso; os Krenhakarore do rio Peixoto de Azevedo, na rodovia Cuiabá-Santarém (conhecidos como Índios Gigantes); os Kanê ou Beiços-de-Pau do Rio Arinos no Mato Grosso; os Avá-Canoeiro em Goiás; Parakanã e Arara no Pará, entre outros, em função dos projetos políticos e econômicos da Ditadura. RESTRIÇÃO DE INFORMAÇÃO

De acordo com Schwade, apesar de o episódio ser relativamente recente e ter ocorrido bem próximo à capital amazonense, a cerca de 200 quilômetros, as pessoas sabem menos dessa matança do que sobre os massacres acontecidos aos mesmos índios há 150 anos. “Apesar da farta documentação existente, que comprova o exercício de uma política genocida, instalou-se junto ao povo Wamiri-Atroari um programa de controle da informação”, aponta. Os militares, de acordo Schwade, mantiveram afastados do local indigenistas, cientistas e jornalistas. “Não houve acesso, a não ser dos que tinham vinculação com os interesses empresariais instalados no território indígena”, denunciou.


8 PUBLICIDADE MACEIÓ - SÁBADO E DOMINGO, 4 E 5 DE NOVEMBRO DE 2017

TRIBUNAINDEPENDENTE


MACEIÓ - SÁBADO E DOMINGO, 4 E 5 DE NOVEMBRO DE 2017

TRIBUNAINDEPENDENTE

Cidades

CIDADES

VLT Maceió-Jaraguá começa a operar nesta segunda com 38 viagens diárias A Companhia Brasileira de Trens Urbanos de Maceió (CBTU) confirmou para esta segunda-feira (6) o início da operação do VLT no trecho Maceió-Jaraguá-Maceió. De acordo com o Gerente Operacional, Fábio Dantas, serão realizadas diariamente 38 viagens em dias úteis e 24, aos sábados. O intervalos entre as viagens será de trinta minutos durante o horário de pico e de hora em hora quando houver menor fluxo de passageiros. De acordo com a CBTU, o valor da passagem nesse trecho é o mesmo dos outros, R$ 0,50. A operação desse novo trecho será iniciada às 6h nos dias úteis e, aos sábados, às 7h. Paralelamente, o trecho Maceió-Lourenço de AlbuquerqueMaceió, será operado com a grade horária já existente e terá 24 viagens diárias.

“Casamento infantil” é prática corriqueira em AL M

aternidade Santa Mônica, hospital para gestantes de alto risco, em Maceió. Por lá, é comum chegarem jovens de todas as partes do Estado quase todos os dias, futuras mamães, uma boa parte delas meninas que mal saíram da infância e que se enquadram no perfil do chamado “casamento infantil”. Esse é o caso da menina A. C. de S., de apenas 14 anos, que a Tribuna Independente tentou entrevistar, mas não foi possível conseguir autorização dos pais, até porque nem o pai nem a mãe da garota se encontravam para permitir o procedimento. A. C. de S. estava sozinha na maternidade. A garota teve filho prematuro de sete meses e tanto ela quanto o bebê permanecem aos cuidados naturais que requer uma mulher (ou menina) em casos como esse. A Tribuna tentou entrevistá-la seguindo todos os procedimentos protocolares que uma situação dessas exige

9

Comunidade internacional desaprova o que chama de perda da adolescência para vida conjugal e de sacrifícios

junto à assessoria de comunicação do hospital, mas na Hora “H”, A. C. de S. preferiu não falar com a reportagem. A. C. de S. é do interior e pretende casar ou se “juntar” com o pai da criança, segundo revelou uma das enfermeiras que estão cuidando da menina. Ainda na Santa Mônica, a reportagem conseguiu falar com outro casal no qual um de seus integrantes também mal saiu da adolescência e se enquadra nos chamados “casamentos infantis”. Trata-se do casal Joycielle Tamires do Nascimento, agora com 17 anos, e o companheiro Marcivan Faustino Frias, 23. Os dois começaram a namorar há pouco mais de um ano. Não se casaram pelos ritos formais, mas se juntaram e tiveram um filho que nasceu prematuramente de sete meses. O relacionamento não teve o apoio de todos os responsáveis. A avó de Joycielle, que cria a menina desde quando a neta era pequeni-

na, até hoje é contra o casamento. “Ela nunca aceitou”, conta Joycielle. “Mas lá em minha casa minha mãe aceitou muito bem e nos deu até uma casa para morar”, diz o companheiro Marcivan, que mora com mãe e diz ter dificuldades com o pai. “Ele está preso”. Marcivan diz ter feito curso de pintor e tem esperança de em breve arrumar o emprego para cuidar tanto da esposa, desempregada, como da filhinha Cristal Vitória que nasceu prematura e que não tem previsão de alta. A mãe e o pai de Vitória Cristal vão religiosamente todos os dias ver a menina na Santa Mônica. “Esse casos aqui de casais nesta idade são bem corriqueiros e o que a gente constata é que geralmente a maioria das vezes a menina ou mulher é sempre mais nova que o homem”, afirma a enfermeira Edla Rijo, que trabalha na Maternidade Santa Mônica.

ADAILSON CALHEIROS

Joycielle e Marcivan; ela faz parte de estatística de jovens que deixaram adolescência para se casar

Dados de 2010 revelados pelo IBGE mostram que casamentos infantis são uma prática corriqueira em Alagoas

IBGE e Fundação Abrinq revelam números de Alagoas Os chamados casamentos infantis caracterizam-se como aqueles em que meninas e meninos deixaram a adolescência para trás por um casamento. Isso mesmo: tecnicamente, elas não são mais crianças, mas toda união que envolve pelo menos uma pessoa com menos de 18 anos é considerada pela comunidade internacional como um

‘casamento infantil’. A definição é da Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos da Criança (CRC) - assinada e ratificada pelo Brasil em 1990 -, significa mais do que um marco de idade: esse tipo de casamento é reconhecido internacionalmente como uma violação aos direitos humanos.

Por outro lado, o número de uniões que não vão para o papel – chamadas ‘consensuais’ – ajuda a ter uma ideia do tamanho do problema. Essa realidade que envolve os personagens descritos são colocados em números pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em Alagoas.

De acordo com o Instituto, com base no Censo de 2010, Alagoas registrou 2.305 uniões conjugais consensuais com mulheres entre 10 e 14 anos; e 23. 382 entre casais na faixa entre 15 a 19 anos e 11.036 na faixa etária entre 15 e 17 anos. A Abrinq (Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos ), entidade que tem o intuito de mo-

bilizar a sociedade para questões relacionadas aos direitos da infância e da adolescência, aponta dados mais recentes, de 2015, revela que em Alagoas houve um total de 3. 350 casamentos de meninas menores de 19 anos. Segundo a Abrinq, o Brasil registrou um total de 122. 805 casamentos de meninas menores de 19 anos, em 2015.


10

CIDADES

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - SÁBADO E DOMINGO, 4 E 5 DE NOVEMBRO DE 2017

“Não quero isso para meus filhos”, diz mãe que se juntou aos 15

ADAILSON CALHEIROS

Maria Patrícia foi morar com o atual marido sem oficializar e sacrificou os estudos e sua adolescência

P

ara a Organização das Nações Unidas (ONU), aos 14 anos uma adolescente está aprendendo a lidar com equações de segundo grau e não deveria fazer outra coisa senão estudar. Não foi assim nem com A. C. de S., nem com Joycielle, e nem com a terceira personagem desta reportagem, Maria Patrícia dos Santos, atualmente com 29 anos, mas que conheceu o marido - com quem vive até hoje -, aos 15 anos, e com

esta idade se juntou. “Não casamos, preferi morar com ele”, conta. O esposo é 10 anos mais velho que Patrícia. “Depois vi que isso atrapalhou os meus estudos porque parei de estudar para me dedicar ao marido e aos filhos e me arrependo de não ter continuado os meus estudos”, relata Patrícia, que diz ter parado de estudar na 5ª série do primeiro grau. O casamento com Nalvo dos Santos deu como fru-

tos Charlene, de 10 anos, e Denilson, de 8 anos. “Fui mãe dois anos depois”, diz Patrícia. O esposo é tecelão e Patrícia hoje trabalha como empregada doméstica e ajuda o marido nas despesas do lar. “Não quero que os meus filhos se casem ou se juntem muito cedo, quero que deem prioridade aos estudos para não passar o que passei”, confessa Patrícia, ao revelar que passou por muitos apertos na vida.

Maria Patrícia com os filhos e o marido Nalvo; relação teve início ainda na adolescência dela

ESTATÍSTICA

Brasil é o quarto país do mundo em números absolutos O Brasil é o quarto país no mundo, em números absolutos, de mulheres casadas ou vivendo com companheiros aos 15 anos – são mais de 877 mil, de acordo com o estudo Ela Vai no Meu Barco: Casamento na Infância e Adolescência no Brasil, produzido entre 2013 e 2015 pela ONG Instituto Promundo. Em uma pesquisa divulgada recentemente pela Fundação

Abrinq pelos Direitos da Criança e do Adolescente, a entidade aponta que é preciso pensar em formas para enfrentar essa realidade no país – embora nem sempre ela seja abordada nas discussões sobre proteção a crianças e adolescentes brasileiros. O QUE DIZ A LEI Pela lei brasileira, o casamento é permitido tranquilamente entre pessoas com mais do que 18

anos. Abaixo disso, só em condições especiais. No Código Civil, o casamento é permitido dos 16 aos 18 anos incompletos com autorização dos pais. Abaixo disso, a lei diz que a menina pode casar se estiver grávida. O problema é que, segundo o Código Penal, qualquer relação com uma pessoa menor do que 14 anos se configura como estupro de vulnerável. Pelo

artigo 217, até essa idade, mesmo que a criança ou o adolescente dê seu consentimento, se trata de um estupro. Com base na Convenção Internacional sobre os Direitos da Criança, um casamento é permitido somente a partir dos 18 anos de idade na maioria dos países do mundo. Entre 2015 e 2017, países como Chade, Malawi, Zimbábue, Costa Rica, Equador

e Guatemala elevaram a idade mínima para casamentos para 18 anos. Além disso, aboliram as exceções que validavam casamentos infantis consentidos pelos pais ou por um juiz. Para Susanna Krüger, diretora-executiva da sucursal alemã da Save the Children, o declínio do número de casamentos infantis nesses países é um grande sucesso. “O quadro

jurídico ajuda a mudar as estruturas sociais no longo prazo”, afirma. No entanto, desde 2015, o casamento ilegal de garotas menores de idade aumentou de 11,3 milhões para 11,5 milhões mundo afora – e a tendência deve se manter. E ainda há 82,8 milhões de meninas com idades de dez a 17 anos que não estão legalmente protegidas contra casamentos infantis.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - SÁBADO E DOMINGO, 4 E 5 DE NOVEMBRO DE 2017

CIDADES

11

Agricultor reúne moedas antigas

Coleção de José Gomes, de 91 anos, foi iniciada quando ele ainda era jovem; níqueis somam mais de 1.200 anos de história DAVI SALSA SUCURSAL ARAPIRACA

A

coleção de moedas antigas de José Gomes da Silva, popularmente conhecido como Zé de Morais, de 91 anos, cabe nas palmas das mãos calejadas do velho agricultor. Mas o que pouca gente sabe é que, juntas, elas somam mais de 1.200 anos de história. Proprietário de um sítio na comunidade rural de Lagoa Cavada, na área rural de Arapiraca, Zé de Morais conta que começou a trabalhar na roça ainda menino, na comunidade rural de Barro Preto, entre os municípios de Quebrangulo e Paulo Jacinto, no Agreste de Alagoas. O velho agricultor relata que sempre valorizou cada centavo adquirido com o suor de seu rosto. “Foi assim que comecei a juntar as moedas daquele

tempo e, também, outras mais antigas”, lembra o camponês, que na residência também guarda um acervo sentimental com centenas de cartas e correspondências do filho mais moço, Rosival Gomes, que virou padre e atualmente desempenha as funções sacerdotais no interior da Bahia. Ele guarda com muito carinho a sua coleção em uma caixinha de metal, na residência onde vive com sua segunda esposa. A primeira faleceu há mais de dez anos. As duas preciosidades são mantidas em sua casa com muito carinho. A relíquia histórica, por sua vez, é formada de moedas antigas, do início do século passado. Destacam-se as moedas de 1.000 e 500 réis do ano de 1924, além de outra de 2 cruzeiros do ano 1945. Dentre as mais novas, está uma moeda de 10 cruzados do ano de 1987. No entanto, Zé de Morais

CORTESIA/SANDRO FERREIRA

José Gomes da Silva tem carinho especial por moeda de mil réis, de 1927, e toda folheada a ouro

tem um carinho especial por uma moeda de 1.000 réis, do ano de 1927, e toda folheada a ouro. Sem saber da importância histórica de sua coleção, o agricultor de Arapiraca pode ser considerado o numismático mais velho em atividade no Brasil e também em todo o mundo. Dono de uma memória invejável, o camponês revela que se emancipou muito jovem de seus pais e nunca gostou de depender de ninguém, seja na área financeira, na vida no campo, onde plantava milho, feijão, mandioca e fumo, ou nos afazes domésticos no sítio onde vive. “Também nunca comprei fiado. Sempre gostei de juntar dinheiro pensando no futuro, para ter uma vida mais tranquila na velhice”, revela Zé de Morais, mostrando com orgulho as moedas antigas que coleciona desde os tempos de juventude.

JARAGUÁ

Novo tom da Estátua da Liberdade divide opiniões SANDRO LIMA

LUCAS FRANÇA REPÓRTER

A Estátua da Liberdade instalada em Jaraguá datada de 1918 passou por obras de manutenção e limpeza após 109 anos. No entanto, a coloração em tom de verde está dividindo opiniões. Há os que acham que a estátua ficou mais bonita e vistosa e os que acreditam que a cor descaracterizou a obra, antes de tom acobreado. “Eu achei que ela ficou mais bonita e vistosa. O verde é a cor da esperança. Está linda”, disse a comerciante Nadja Maria. O torneiro Vanildo Félix também é da mesma opinião. Só acho que devem restaurar a base, fazer uma pintura e colocar uma proteção para mantê-la sempre arrumada.” Já para o mototaxista Fabrício Gonçalves, que faz ponto no local há um ano, ficou horrível. “O verde chama muita atenção. A cor ficou perdida com o resto do local. Quando eles começaram a limpeza e pintaram nessa cor, eu achei que era apenas uma base para depois vir à pintura mais discreta, próxima da que era antes”, comentou Fabrício. A manutenção da Estátua da Liberdade consiste na limpeza e pintura da escultura e foi realizada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimen-

Antes acobreada, monumento apresenta agora tonalidade verde

to Sustentável (Semds). A secretaria informou que antes do serviço ser executado, foi realizada uma avaliação técnica por meio de um laudo químico para definir os materiais apropriados para o trabalho, sem modificar a estrutura da estátua feita de ferro fundido. “Nesta avaliação realizada, foram constatadas alterações na escultura, a exemplo de oxidação, manchas escuras e corrosão em decorrência do tempo. A partir do laudo, o trabalho foi dividido em etapas. A realização dos serviços consistiu em lavar, desincrustar, selar, encerar e polir a peça. Todo o trabalho foi feito com o acompanhamento técnico de um engenheiro químico,

que ficou responsável pelo laudo. Foram utilizados produtos específicos conforme as peculiaridades do monumento. Sobre a cor, a escolha foi feita para que o monumento ficasse ainda mais semelhante à peça da qual é réplica, a Estátua da Liberdade de Nova York”, explicou ressaltando que essa ainda não é a coloração definitiva e que, com a supervisão de um engenheiro químico, a cor ainda vai chegar à tonalidade da estátua de Nova York. HISTORIADOR Para o historiador Geraldo de Majella, a Estátua da Liberdade é um monumento importante da cidade de Maceió. “No entanto não é tratada como se fosse uma joia exposta

ao público desde 1904, quando chegou da França e foi instalada na Praça Dois Leões”, disse. HISTÓRICO A réplica que fica em Maceió foi produzida pela Fundação Val d’Osne, a mesma que construiu a majestosa estátua da Liberdade de Nova York, que também tem uma réplica em Paris, Na França. Antes de ser instalada em Jaraguá, peregrinou por alguns pontos da cidade. “Quando a estátua foi recuperada durante a restauração do bairro de Jaraguá, os técnicos da prefeitura de Maceió foram ao Rio de Janeiro e até Paris para obter informações precisas sobre as estátuas e os demais monumentos para, aí sim, fazer o serviço. Acredito que esse cuidado a atual administração não teve e resolveu pintar de qualquer maneira”, acredita o historiador. Majella reprova o tratamento dado ao monumento. Existem poucas replicas da estátua da Liberdade produzida pela Fundição Val d’Osne, uma delas é a nossa. O tratamento dado a ela é reprovável. Pintar para evitar a ferrugem ou a corrosão é no mínimo ignorância. Merece uma pergunta pública: quem ou quais especialistas a Prefeitura de Maceió consultou para pintar a estátua de verde?”, questiona o historiador.


12

CIDADES

MACEIÓ - SÁBADO E DOMINGO, 4 E 5 DE NOVEMBRO DE 2017

TRIBUNAINDEPENDENTE

Alagoas avança no combate ao crime Dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública apontam que Estado é um dos que mais reduziu violência

O

AÍLTON VILLANOVA ailton.villanova@gmail.com COM DIEGO VILLANOVA

Cachaça só pura, meu!

O

popular José Perpétuo, também conhecido como Zé Pileque, nasceu no distrito da Gruta do Padre, quando esta se permitia ser uma lapa ecológica ornada de árvores nativas. Uma via sinuosa, estreita, cortava toda a sua extensão, desde o Bom Parto até o bairro do Pinheiro. Ladeando essa conexão, poucas casas que podiam ser descritas como meros objetos de ornamentação de um ambiente caprichado pela natureza. Podia também ser definida como um pequeno vale. Zé Pileque viveu muito tempo nesse ambiente, hoje em dia completamente transformado num distrito comum a pessoas que só pensam em coexistir bem umas como as outras. A Gruta do Padre de hoje não é mais aquela de outrora. Zé Pileque concluiu o curso primário no Grupo Escolar Cincinato Pinto, distante de sua casa uns duzentos metros, e foi trabalhar como auxiliar de tecelão na finada Fábrica de Tecidos Alexandria, mantenedora do bairro do Bom Parto (depois que aquela indústria cerrou suas portas, o bairro entrou em decadência e hoje vive numa situação dramática). Desgostoso com a perda do emprego e depois de haver tentado inúmeros outros ofícios, Perpétuo ingressou na onda do álcool. O coitado, então, passou a viver de biscates no mercado da Levada. Em pouco tempo virou o pinguço mais notório da Levada, Ponta Grossa e Vergel. Onde havia um boteco, ele estava presente. Um dia, depois que a Vila Brejal virou bairro, ele passou a ser o seu frequentador mais assíduo. É quando inauguram por lá um barzinho intitulado “Ninho de Garrincha”. Nesse dia, ele vestiu a sua melhor roupa – camisa rubro-negra e calça branca boca de sino, o fino da época –, calçou um par de sapatos duas cores e sapecou no esqueleto meio vidro do loção Buquê de Amor”. Entrou no ambiente festivo, onde só dava pinguço, pisando firme. No que entrou no ambiente, um garçom escurinho da testa lisa e do cabeço pixaim espichado à base de soda cáustica, chegou junto: - Uqui vai querê, meu patrão? A premêra bibida é pur conta da casa... Zé Pileque temperou a goela e respondeu: - Uma meiota! Foi servido na hora. Mas antes de engolir a cachaça, ele tapou a venta com a mão. Depois de ter engolido a cachaça, deu uma cusparada no chão. Curioso, o garçom, que aquelas alturas também exibia sinais de embriaguez, perguntou: - Ô rapais, purrr que diabos tu tapô a venta antes de bebê a cachaça? Zé Pileque respondeu sem se alterar: - É que o cheiro de cachaça me dá água na boca, e eu gosto dela é pura!

s números que constam da 11ª edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado na segunda-feira (30), mostram que Alagoas está avançando no combate ao crime. O estudo revela que o Estado é o terceiro do Brasil que mais reduziu violência e é também o mais transparente quando o assunto é a qualidade dos dados fornecidos. De acordo com o anuário, Alagoas foi o terceiro Estado que mais reduziu as mortes violentas intencionais (-18,82) na variação entre 2013 e 2016, ante todas as unidades da Federação, atrás apenas do Espírito Santo (-23,73%) e do Ceará (-21,16%). Apesar dessa queda, o levantamento demonstra que ainda há muito a ser feito. O anuário é relativo ao ano de 2016 quando foram registradas 55,9 mortes por 100 mil habitantes no Estado. É um número alarmante, mas no comparativo com os anos anteriores é possível perceber que a partir de 2015, Alagoas começou a se afastar do topo do ranking dos Estados mais violentos do país. De 2007 a 2014 o Estado ocupava a primeira posição, caindo para segundo em 2015 e agora para terceiro, em 2016. “Nós convocamos a reserva técnica, construímos os Centros Integrados de Segurança Pública (Cisps), estamos edificando e reformando delegacias, batalhões e fizemos um novo concurso para a Polícia Militar. Implantamos, ainda, a Força Tarefa de Segurança Pública e adquirimos novos helicópteros. Hoje, enquanto a violência cresce nos outros Estados, aqui em Alagoas a gente reduz. Isso é muito significativo e nós vamos seguir trabalhando”, disse o governador Renan Filho. De acordo com o assessor de Estatística e Análise Criminal da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP/AL), capitão Anderson Cabral, toda essa análise só é possível pelo comprometimento do Governo de Alagoas com a transparência dados, algo que também é destacado no estudo. Ele explica que o Núcleo de Es-

tatística e Análise Criminal (Neac) da SSP segue à risca as orientações previstas nos manuais do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública (Sinesp), além de usar metodologia, coleta, análise e divulgação compatíveis com as normas do Protocolo de Bogotá. “Implantamos um modelo de forte controle das informações de mortalidade com características de agressão em Alagoas, desde o início das ocorrências até a chegada do corpo ao IML com as devidas pulseiras e boletins de identificação do cadáver, além do avanço no desenvolvimento de Sistemas de Ocorrências das Polícias e Perícia, como também a utilização de ferramentas avançadas. Desta forma, conseguimos definir a causa mortis dos corpos que dão entrada no IML com eficiência, atualizando quando necessário a natureza da ocorrência deste registro”, explicou o capitão. Do universo de 1.877 mortes violentas intencionais (MVI) registradas em 2016, conforme a 11ª edição do Anuário Estatístico, apenas cinco permaneceram sem o esclarecimento da causa em Alagoas, o que representa uma taxa de 0,1%, enquanto a média nacional foi de 4,8% de mortes a esclarecer, no mesmo período. “Alguns Estados sequer informam os dados e outros possuem taxa elevadíssima de óbitos a esclarecer, que chega a 36,9%. Existem Estados que não cumprem o Protocolo de Bogotá e não classificam, por exemplo, as mortes resultantes de confronto com a polícia como homicídio. Em outros, mortes em presídios também não contam, assim como infanticídio e estupro que resultou em morte. Em Alagoas, conforme estabelece o manual do Sinesp, a contabilidade é feita por vítima e não por ocorrência”, comparou o capitão. Ele acredita que se as normas fossem cumpridas à risca por todas as unidades da Federação, Alagoas não seria hoje o terceiro Estado mais violento do país, em comparação aos demais, conforme o ranking do Fórum Brasileiro. ADAILSON CALHEIROS

Falou em “cana”, já viu, né? O popularíssimo Alcolênio encontrava-se diante do delegado de plantão, tomando a maior bronca: - Quer dizer que você estava envolvido na briga daqueles pilantras ali no canto, não estava? - Quem? Eu, doutor? De jeito nenhum. Eu sou de paz! - Então por que os policiais o trouxeram pra cá? - Trouxeram nada! Eu foi quem quis vir! - Não entendi! - Eu explico pro senhor. Tava a maior briga no bar. Aí, encostou um camburão e um policial gritou: “É cana pra todo mundo!” Então, eu falei: “Tô dentro!”

E ela ficou de quatro! Dois amigos do peito, o Ediborde e o Etilênio batiam um papo invocado no Bar do Duda, em Mangabeiras. - Quer dizer que você brigou com a sua mulher de novo, Didi?! – perguntou Etilênio. - Briguei e dessa vez ela terminou praticamente com a venta no chão, e de quatro! - Não acredito, meu! - Pois acredite! - Quem dirigia, hein? Pelo visto as coisas mudaram... Mas, me conta essa história, direitinho. - Bom, eu falei umas verdades e ela saiu correndo atrás de mim. Entrei no quarto e ela logo ficou de quatro, aos berros: “Sai debaixo dessa cama, seu covarde fiadaputa!”

ROBERTO BAIA robertobaiabarros@hotmail.com

Duplicação em ritmo intenso

O

superintendente de operações do Departamento de Estradas de Rodagem de Alagoas (DER-AL), Iran Menezes, avisa que a duplicação MaceióArapiraca ganhou ritmo intenso nos últimos meses com a redução das chuvas no Estado. O primeiro trecho da obra, que vai da Barra de São Miguel até a BR-101 em São Miguel dos Campos, teve a drenagem concluída e avança com o serviço de terraplanagem.

18 km da AL-220 Os serviços acontecem simultaneamente nos 18 quilômetros da Rodovia AL-220 que estão sendo duplicados nesta etapa. Nessa extensão, 25% da terraplanagem foram concluídos e, assim que os seis primeiros quilômetros do serviço forem terminados, a equipe inicia a pavimentação, o que deve acontecer já no início deste mês.

Nova pavimentação Além de contemplar a extensão duplicada, o asfalto da pista antiga também será retirado para dar lugar a uma nova cobertura de pavimento. Ainda nesta fase, serão instaladas as barreiras New Jersey, que dividem o centro da pista, e vão garantir mais segurança aos usuários ao evitar que os veículos possam invadir o lado oposto do fluxo.

Coqueiro Seco O governador Renan Filho e o secretário de Transporte e Desenvolvimento Urbano, Mozart Amaral, assinaram, ontem, sexta-feira, 3, a ordem de serviço para execução das obras do Programa Pró-Estrada em Coqueiro Seco, Região Metropolitana de Maceió. Serão pavimentados em asfalto 4,6 km de vias urbanas, além do acesso à cidade. A inauguração dos serviços está prevista para o dia 15 de novembro.

Hospitais regionais O Governo publicou, na edição desta sexta-feira, 3, do Diário Oficial do Estado, os avisos de licitação para elaboração dos projetos executivos para construção dos hospitais regionais de União dos Palmares, na Zona da Mata, e Delmiro Gouveia, no Sertão de Alagoas.

Governador otimista “Esses dois hospitais se somam aos outros dois que já estão em construção em Maceió: o Metropolitano e o da Mulher, além do Hospital Regional do Norte, em Porto Calvo. Vai ficar faltando, apenas, a publicação do edital de licitação para a construção do Hospital do Câncer de Arapiraca”, ressaltou o governador Renan Filho

Na mira da Justiça Na edição de sexta-feira, dia 3, do Diário da Justiça, foram publicadas sete sentenças condenatórias por ato de improbidade administrativa contra os ex-prefeitos de Rio Largo, Vânia Oiticica Guedes de Paiva e Antônio Lins de Souza Filho. Os ex-gestores além de pagar multas tiveram a suspensão dos direitos políticos e ficaram proibidos de contratação com o Poder Público.

Rombo de R$ 6 milhões Segundo o juiz Alexandre Machado de Oliveira, titular da 2ª Vara de Rio Largo, nas irregularidades foi identificada a participação de servidores públicos e de empresas. Em um dos processos, Vânia Paiva foi condenada por contratar irregularmente empresas para a execução dos serviços de limpeza e coleta de lixo da cidade, nos anos de 2005 e 2006. As contratações somaram, segundo o Ministério Público de Alagoas, R$ 6.047.013,80.

Usina Guaxuma A usina Guaxuma é considerada um verdadeiro “filé” no setor sucroalcooleiro de Alagoas. Tem um parque industrial de ponta e cerca de 12 mil hectares terras de excelente qualidade. A indústria parou de moer em 2013, em função da falência da Laginha Agroindustrial S/A. Desde então já foram realizadas diversas tentativas para reabrir a indústria, num esforço que envolveu o governador Renan Filho, o desembargador Tutmés Airan, credores, massa falida, cooperativas e empresas.

A primeira pedra Um bêbado entrou em uma igreja e sentou na primeira fila de bancos, perto do padre. Depois de meia hora de missa, o reverendo falou para os fieis: - Aquele que nunca errou na vida, que atire a primeira pedra! O bêbado deu uma saidinha e logo voltou com uma banda de tijolo na mão. Em seguida, fez pontaria e acertou o meio da testa do padre, que reagiu indignado: - Mas o que é isso? E o bêbado: - Já errei muito de longe, mas de pertinho assim, nunca!

CidadesemFoco

Homenagem a Frei Damião

Governo destaca investimento em segurança como fator para reduzir crimes

INICIATIVAS

Governo diz que investimentos vão além da área de segurança

Diante dos dados, o Governo de Alagoas destaca que está investindo fortemente em iniciativas que vão além da área de segurança pública para o combate à violência. Um exemplo são as comunidades terapêuticas, que atuam na recuperação de dependentes químicos. O Governo do Estado destaca ainda que o programa Vida Nova nas Grotas, em parceria com a Organização das Nações Unidas (ONU), também auxilia nesse processo, cujo foco é a mobilidade urbana, a melhoria da qualidade de vida e a inclusão produtiva e social de adultos

e jovens nas áreas mais vulneráveis de Maceió. No campo da educação, Alagoas avança com a instalação das escolas em tempo integral. Até 2014, não existia nenhuma unidade em funcionamento e hoje já são 35 em mais de 20 municípios, além de 38 ginásios de esportes construídos e mais 25 em construção. Além disso, o Governo investe em programas como o Juventude Empreendedora, que associa a educação ao empreendedorismo e oferece crédito aos melhores projetos para incentivar o jovem alagoano.

A Prefeitura de Palmeira dos Índios e a Associação Frei Damião iniciaram na sexta-feira (3), um mutirão com os preparativos para recepcionar os fiéis de todo o Nordeste que irão visitar Canafístula, no domingo (5), durante a missa festiva em homenagem ao Frei Damião. A expectativa é que cerca de 40 mil pessoas participem do evento religioso. Pio Giannotti , o Frei Damião, nasceu em Bozzano, na Itália, no dia 5 de novembro de 1898 e faleceu quase um século depois em Recife, no dia 31 de maio de 1997.

Apoio total O prefeito Júlio Cezar disponibilizou homens da Secretaria de Serviços Públicos e Convívio Urbano (SPCU) para fazer a limpeza e pintura na comunidade, poda de árvores, reforço na iluminação pública e nas estradas que dão acesso ao Povoado. Para o dia da festa religiosa, servidores da Smtt, Guarda Municipal, Polícia Militar, Samu e dos serviços de saúde estarão reforçando a segurança, o trânsito, além de assistência médica, se houver necessidade. ... O ex-deputado estadual e presidente da Associação, Antônio Ferreira, disse que esta foi a primeira vez que a Prefeitura de Palmeira desloca uma grande equipe de trabalho para ajudar na realização da festa. ... “Estou muito feliz porque a prefeitura veio aqui nos ajudar como nunca mais tínhamos visto. É uma data importante para todos nós e merece ser lembrada com muita festa por tudo que o Frei Damião representa para cada um de nós”, explicou. ... Com Jânio Barbosa – 7segundos.com.br - Moradores de Arapiraca e outros municípios da região Agreste de Alagoas sentem, no dia a dia, as consequências da redução da vazão no Rio São Francisco. ... Com o nível cada vez mais baixo, a captação de água tem sido interrompida, com maior frequência, por conta da quebra de equipamentos nas estações de São Brás e de Traipu, conforme informa a Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal).


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - SÁBADO E DOMINGO, 4 E 5 DE NOVEMBRO DE 2017

Economia

ECONOMIA

13

Olho d’Água do Casado terá via turística pavimentada Para fomentar a atividade turística em Olho d’Água do Casado, o poder executivo municipal irá pavimentar a estrada que liga o centro do município à orla da praia da Dulce, na beira do São Francisco. Além de construir uma loja de artesanato local, feito à mão e de forma sustentável por moradores da zona rural local. Para receber turistas, a cidade conta ainda com poucos hotéis, duas pousadas e um hostel em construção. Porém, por estar a apenas 18 km de Piranhas e 40 km de Delmiro Gouveia, o roteiro pode incluir o pernoite nessas cidades.

Cresce turismo nos “Caminhos do São Francisco” Região tem bons índices de ocupação hoteleira, com investimentos do poder público e da iniciativa privada

C

om o Rio São Francisco como protagonista, os cânions de Xingó e a cultura do cangaço como coadjuvantes, a paisagem na região conhecida turisticamente como Caminhos do São Francisco é digna de cinema. Não é à toa que frequentemente são gravados filmes, novelas e séries por lá. O turismo nas cidades ribeirinhas tem crescido ano após ano e é cenário da quarta reportagem da série Turismo: O pé no acelerador da Economia. Neste feriadão de finados, por exemplo, a média de ocupação hoteleira é de 95% em cidades como Piranhas, Olho d’Água do Casado e Delmiro Gouveia. Esse índice é comemorado pelo secretário de Cultura e Turismo da cidade de Piranhas, Jairo Luis Oliveira. “Nós estamos impressionados. A gente tem monitorado e os índices de ocupação tem se mantido altos. Mesmo a cidade não tendo carnaval, as reservas pra esta data já estão em torno de 60% e ainda temos tempo até lá. Podemos dizer que a divulgação tem sido feita e Piranhas está na moda”, conta o secretário Jairo Luis. Os bons índices incentivam a iniciativa privada em realizar novos investimentos. Atualmente a cidade de Piranhas conta com 23 empreendimentos hoteleiros, sendo que até o fim do ano novos quatro hotéis e pousadas serão inaugurados. “São quatro pousadas novas, gerando 324 novos leitos ainda esse mês. Mais, pelo menos, aproximadamente 400 novos leitos até o fim do ano. Ainda temos casas no site Airbnb, que é essa nova

tendência de mercado. Por lá, é possível encontrar desde chácaras de alto padrão, com marina, píer e quadra de tênis, ou casas mais simples. Cada pousada e hostel, mesmo que pequeno, gera emprego para quatro ou cinco pessoas diretamente e indiretamente em todo o comércio da cidade”, explica o secretário Jairo Luis. Piranhas, que é um dos patrimônios históricos do Estado, tem se destacado com uma rota turística que inclui passeios de catamarã pelo São Francisco, visita aos mirantes da cidade, além de conhecer os prédios e casarões antigos. Um deles é o prédio da Prefeitura Municipal, onde na década de 30, as cabeças de Lampião e Maria Bonita foram expostas após o assassinato na grota de Angicos. Da cidade ainda partem passeios em direção ao Cangaço Eco Parque, que fica do outro lado do rio São Francisco, em território pertencente ao Estado de Sergipe, onde é possível fazer a rota do Cangaço que leva os turistas à grota de Angicos, lugar onde foram mortos Lampião, Maria Bonita e parte de seu bando. Pelo Cangaço Eco Parque ainda é possível curtir a prainha de água doce no rio, relaxar nos bangalôs montados a beira do rio e provar a comida regional no Buffet por quilo. Além disso, o local permite a pratica de esportes com arvorismo e slackline. A cinco minutos do Cangaço, seguindo o leito do rio do São Francisco, é possível visitar o povoado de Entremontes que ainda pertence a cidade de Piranhas. Por lá, o atrativo é o artesanato

SECOM/AL

Piranhas, um dos patrimônios históricos do Estado, tem se destacado com uma rota turística que conta com beleza dos cânions do São Francisco

local baseado na técnica de bordado Redendê. Num pequeno passeio pelo vilarejo é possível comprar as peças bordadas na casa das artesãs e em sua associação. O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, conta que a região do São Francisco é essencial à atividade turística em Alagoas. “Nós temos 240 km de costa com o Rio São Francisco, com vários municípios

tendo o ‘Velho Chico’ como fonte de renda, seja no turismo ou na pesca. O nosso papel é seguir trabalhando com os investimentos em divulgação e promoção desses destinos, focando na regionalização do turismo, fortalecendo o segmento na região, garantindo que a população ribeirinha tenha uma forte fonte de emprego e renda”, explica Rafael Brito. OLHO D’ÁGUA DO CASADO Não é possível afirmar

Com estudos que o pôr do sol dos cânions dourados, à beira do São Francisco, na zona rural do município de Olho d’Água do Casado, é um dos mais lindos do mundo, mas é fato que é inesquecível. O cenário embelezado pelo rio, a caatinga e os cânions são parada obrigatória para quem visita a região. Ainda em Olho d’Água do Casado é possível visitar ainda grutas com pinturas rupestres feitas por civiliza-

ções antigas. “Nós temos 45 sítios cadastrados no Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). No município deve ter mais 100 desses. Na região já contei mais de 300. Vamos abrir um museu de território, contemplando desde a arte rupestre até os dias atuais. Além das trilhas ecológicas que estamos mapeando com o ICMBio”, conta o secretário de Turismo da cidade, Adalberto Inácio. CORTESIA IGOR COUTO

ATRAÇÃO

Penedo e Piaçabuçu: história e foz do Velho Chico Tombada pelo Iphan, a cidade histórica de Penedo é mais um dos destinos encantadores da região Caminhos do São Francisco. Com arquitetura colonial em destaque nos casarios e igrejas, a trajetória histórica da cidade pode ser contemplada em atrativos de lazer cultural importantes, como a Casa do Penedo, localizada no centro da cidade, a Catedral Nossa Senhora do Rosário, a tradicional Igreja das Correntes e o Convento de São Francisco, completando o tour histórico-cultural. Em setembro deste ano, o primeiro teatro de Alagoas, localizado em Penedo, voltou a ser palco de grandes eventos. O Sete de Setembro foi reinaugurado pela Prefeitura e deverá impulsionar significativamente o segmento de turismo cultural e de eventos da região. Com térreo e mais três andares, o Sete de Setembro possui 300 lugares. Na reforma foram feitas melhorias na estrutura, equipamentos de luz, som e cenografia. Orçada em R$ 4,5 milhões, a reestruturação do teatro durou um ano e meio e foi executada pelo Iphan

dentro do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC) das Cidades Históricas, um projeto do Governo Federal. Além do Theatro Sete de Setembro, outras obras foram inauguradas recentemente, como a Biblioteca Pública e a Marina, que juntas promovem o resgate cultural e o desenvolvimento do turismo enquanto principal atividade econômica no destino. Em Penedo, as paisagens da cidade histórica são retratadas, ainda, em peças artesanais. Confeccionado pelas mãos de bordadeiras ribeirinhas da Associação Pontos e Contos, o bordado ponto cheio conta, através de desenhos e formas estampados em roupas e produtos decorativos, a história e e o cotidiano da cidade. Já no município de Piaçabuçu está localizado um dos maiores atrativos turísticos de Alagoas: a foz do Rio São Francisco. A Praia do Peba, com 26 km de extensão, é Área de Proteção Ambiental e abriga um rico ecossistema em mangues, Mata Atlântica, aves migratórias, tartarugas, dunas e coqueirais.

Junção do rio com o mar na Foz do Tatuamunha é um dos visuais bonitos do Litoral Norte, que espera receber milhares de turistas no verão

ALAGOAS

27 municípios no Mapa do Turismo CLAUDIO BULGARELLI SUCURSAL LITORAL NORTE

Com a chegada da tão esperada alta temporada, onde milhares de brasileiros aproveitam para conhecer o Nordeste, 27 municípios alagoanos estão no mapa das cidades brasileiras inseridas no Mapa do Turismo Nacional. São destinos já consolidados e outros prontos para serem descobertos de acordo com o interesse do turista, divididos por roteiros turísticos de toda natureza, preço e interesses. A pesquisa feita pela Confederação Nacional dos Municípios, com apoio das Associações dos Municípios locais, é um bom termômetro do que esperar com a chegada do verão. Dentre esses destinos, Mara-

gogi se destaca, mais uma vez, ao lado dos três municípios da Rota Ecológica dos Milagres: Passo de Camaragibe, São Miguel dos Milagres e Porto de Pedras, que concentram, segundo revistas especializadas, as praias mais belas de Alagoas, como Barra Grande, Patacho, Toque e Marceneiro. Esses municípios também merecem destaque no panorama nacional pela maior concentração de pousadas de charme, pousadas de luxo e pertencentes ao Cond Nast Johansens, um dos guias de turismo mais exigentes do mundo no que se refere a indicações de meios de hospedagens. O mapa do turismo revela muito mais: que 80% dos futuros viajantes desejam desbravar os destinos nacionais e desfrutar

de belos cenários naturais, rica gastronomia e manifestações culturais, além de apontar o Nordeste como a região mais desejada, com quase 50% das preferências. Além disso, a intenção de viagem do brasileiro para os próximos meses atingiu 25%, mesmo diante da crise financeira. Para as pousadas do Litoral Norte, que sofreram com a prolongada estação das chuvas, com perda de mais de 70% de suas reservas, uma boa notícia: é que 46% desses turistas pretendem se hospedar em hotéis e pousadas ao longo dos próximos meses de alta temporada. Entidades ligadas ao turismo do litoral Norte, como o Costa Dos Corais Convention & Visitors Bureau e Associação Milagrense de

Turismo Sustentável, comemoram esses números. Hoteleiros também esperam uma temporada com quase 100% de ocupação durante pelo menos três meses: dezembro, janeiro e fevereiro de 2018. A Rota Ecológica dos Milagres, espera receber, somente na semana do réveillon, mais de 3 mil turistas para as festas de fim de ano. É pouco, diante dos aproximadamente 60 milhões de brasileiros que viajam pelo Brasil. No entanto, há ainda 70 milhões prontos para entrar nesse mercado. A Confederação Nacional dos Municípios – CNM ressalta que o fortalecimento do turismo doméstico, em suas múltiplas formas – negócios, ecológico, esportivo, cultural, religioso – é um caminho que precisa ser explorado.


14

ECONOMIA

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - SÁBADO E DOMINGO, 4 E 5 DE NOVEMBRO DE 2017

Gás de cozinha sobe e acumula alta de 54%

Novo aumento de 4,5% começa a ser praticado à meia-noite de domingo e é explicado por crescimento internacional

O

preços do gás de cozinha para uso residencial em botijões de até 13 kg (GLP P-13), vai aumentar em 4,5% nas refinarias, em média, a partir da 0h deste domingo (5). Com o quinto reajuste consecutivo, o produto acumula aumento de 54%. Segundo a companhia, a causa principal do reajuste é a “alta das cotações do produto nos mercados internacionais, influenciada pela conjuntura externa e pela proximidade do inverno no hemisfério norte”. Ainda conforme a companhia, a variação do câmbio também contribuiu para a necessidade do aumento. A Petrobras informou que a elevação foi aplicada sobre os preços praticados nas refinarias sem incidência de tributos. Como a legislação brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, o preço para o consumidor dependerá de cada distribuidora e revendedora. Pelos cálculos da companhia, se a alta for repassada integralmente aos preços

finais, o preço do botijão de GLP P-13 pode ser reajustado, em média, em 2%, cerca de R$ 1,21 por botijão, caso sejam mantidas as margens de distribuição e de revenda e as alíquotas de tributos. De acordo com a Petrobras, o reajuste acompanha a política de preços divulgada no início de junho. O último aumento entrou em vigor no dia 11 de outubro deste ano. A alteração valerá a partir de domingo não se aplica ao gás liquefeito de petróleo (GLP) destinado a uso industrial e comercial. Segundo a Petrobras, “o reajuste foi causado principalmente pela alta das cotações do produto nos mercados internacionais, influenciada pela conjuntura externa e pela proximidade do inverno no Hemisfério Norte. A variação do câmbio também contribuiu”, explicou a empresa, em nota. O último reajuste aconteceu no dia 11 de outubro, quando os preços foram reajustados em média em 12,9%. Em nota, o Sindigás, que

representa as distribuidoras associadas, estimou que alta no preço do botijão “oscilará entre 4,2% e 4,7%, de acordo com o polo de suprimento”. GÁS PARA COMÉRCIO A Petrobras anunciou um reajuste médio de 6,5% dos preços de comercialização às distribuidoras do gás liquefeito de petróleo (GLP) destinado aos usos industrial e comercial. O aumento entrou em vigor na quintafeira (2). O reajuste não se aplica aos preços do GLP para uso residencial, o gás de cozinha, comercializado pelas distribuidoras em botijões de até 13 quilos (Kg). Em nota divulgada esta tarde, o Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) informou que o aumento de preço ficará entre 4,5% e 7,7% para o consumidor, dependendo do polo de suprimento. Com o aumento de preços, a estimativa do Sindigás é que o valor do produto destinado a embalagens maiores que 13 Kg ficará 46% acima da paridade de importação.

O reajuste foi causado pela alta das cotações do produto nos mercados internacionais, influenciada pela conjuntura externa e pela proximidade do inverno no Hemisfério Norte” NOTA DA PETROBRAS

DIVULGAÇÃO

No acumulado no ano, preço do gás de cozinha já chegou a subir 54% com nova política de reajustes tomada pelo governo federal

SIMPLES NACIONAL

Empresas podem agendar adesão As micro e pequenas empresas já podem pedir o agendamento de adesão ao Simples Nacional para 2018. Elas têm até o dia 28 de dezembro para entrar no site do Simples Nacional e agendar a solicitação. Quem estiver com todos os impostos e documentações em dia receberá, automaticamente, o registro no Simples Nacional no dia 1º de janeiro. Para as empresas que exercem novas atividades incluídas no regime simplificado, como bebidas alcoólicas, a opção somente pode ser feita a partir do primeiro dia do próximo ano. Em 2018, já valerão as regras do Crescer sem Medo, que elevou o teto de faturamento do Microempreendedor Individual (MEI) de R$ 60 mil para R$ 81 mil e criou uma faixa de transição de até R$ 4,8 milhões de faturamento anual para as empresas que ultrapassarem o teto de R$ 3,6 milhões, com recolhimento do ICMS e ISS fora do Simples Nacional. “É importante que os empresários aproveitem essa oportunidade que a Receita Federal disponibiliza todos os anos. É a chance deles corrigirem irregularidades e conseguirem se manter no Simples Nacional”, afirma o presidente do Sebrae, Guilherme

Afif Domingos. O processo de agendamento tem como objetivo facilitar o ingresso no sistema de tributação diferenciado, pois permite a verificação prévia de pendências jurídicas e fiscais que talvez possam interferir na concessão do imposto. Para fazer o agendamento, basta que o empresário acesse o link Agendamento da Opção Pelo Simples Nacional no site do Simples Nacional. Os donos de pequenos negócios que ainda não fazem parte do sistema simplificado, e que por ventura perderem o prazo de agendamento, poderão pedir a adesão ao Simples Nacional a partir de janeiro. Os prazos de agendamento e de pedido de adesão não são válidos para empresas recém-criadas, que têm até 30 dias depois da liberação do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) para aderir ao programa. O Simples Nacional abrange os seguintes tributos: IRPJ, CSLL, PIS/Pasep, Cofins, IPI, ICMS, ISS e Contribuição Patronal Previdenciária para a Seguridade Social (CPP). O recolhimento é feito por um documento único de arrecadação, que deve ser pago até o dia 20 do mês seguinte.

DIVULGAÇÃO

Teto de faturamento será de R$ 4,8 milhões para o Simples Nacional 2018


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - SÁBADO E DOMINGO, 4 E 5 DE NOVEMBRO DE 2017

ESPORTES 15

Machucado, Neymar desfalca o PSG

Com problema na coxa, aumentam rumores da relação ruim do jogador brasileiro com o técnico do time Unai Emery

ACRÉSCIMOS

EDMILSON TEIXEIRA etjornalista@gmail.com

Recordação

N

os anos 70 Alagoas tinha um grande representante no futebol paulista. Trata-se do zagueiro Paranhos, cria do CSA, hoje aposentado pelo Tribunal de Contas do Estado. Veja só nesta foto de 1974, o timaço do São Paulo, cujo elenco era formado por Gilberto, Waldir Peres, Chicão, Paranhos, Arlindo e Forlan. Agachados: Terto, Zé Carlos, Mirandinha, Pedro Rocha e Piau. Naquele mesmo ano, Paranhos teria sido convocado para a Seleção Paulista.

Galera No transcorrer deste ano, as torcidas do Internacional time que disputa a Série B e do Fortaleza que disputou a Série C, têm mostrado fanatismo por seus clubes, mesmo em divisões inferiores, sobretudo proporcionando arrecadações invejáveis para os grandes times que disputam a chamada Primeira Divisão. É que numa comparação com os 20 clubes da Série A, ambos apresentam números superiores à maioria dos times do Brasileirão quando o assunto é ida ao estádio.

Rival Nos jogos em que o Inter tem o mando de campo, cerca de 22.900 torcedores costumam pagar ingresso para apoiar a equipe, o que deixaria a equipe gaúcha com a 4ª melhor posição na Série A, superando inclusive o rival Grêmio (21.021), que vem logo na sequência.

Escala À frente do Inter estariam apenas o Corinthians (38.634), o São Paulo (34.492) e o Palmeiras (30.852). O Fortaleza por sua vez, que já fechou sua conta esse ano ao ficar na segunda posição da Série C, ficaria na sétima colocação com uma média de 18.174 torcedores. Além do trio paulista e da dupla gaúcha, o Fortaleza não conseguiria passar o Bahia (20.042).

Nas vitrines Principal destaque do Goiás na Série B, Carlos Eduardo despertou o interesse de São Paulo, Palmeiras e clubes europeus. O assédio sobre o atacante de 21 anos cresceu nas últimas semanas, e o atleta comentou a respeito em entrevista coletiva. Ele exaltou o fato de estar na mira de grandes times paulistas, mas revelou que jogar fora do Brasil é sua prioridade.

Assédio

Carlos entrou em pauta no São Paulo na última semana. O Tricolor analisa a possibilidade de fazer uma oferta ao Goiás. Já em relação ao Palmeiras, o atacante está no radar há mais tempo. O clube alviverde o teria sondado ainda em junho. Propostas concrentas até o momento, porém, apenas da Europa. Representantes de equipes da Alemanha, França e Bélgica já procuraram o Esmeraldino. Só que a conversa que mais agradou a diretoria foi com um time da Bulgária.

Cobiçado A ascensão meteórica de Arthur no Grêmio chamou atenção de clubes da Europa. Na quinta-feira, um dia após a classificação para a final da Libertadores, o site do jornal espanhol Sport.es chamou o meia de 21 anos como “sensação do Brasil” e o colocou na mira do Barcelona.

Modelo De acordo com a publicação, o clube catalão tem seguido os passos do meia gremista, já tratado como “galinha dos ovos de ouro” pelo Grêmio. Inclusive, diz que poderia ser uma aposta para o futuro e que casaria com o estilo do clube.

Mapa – Arthur é um jogador que, por características, poderia encaixar muito bem no Barça. Tem boa visão do jogo e técnica refinada. Seu bom papel na Libertadores o colocou no mapa internacional – destaca o jornal. – O Barcelona o tem monitorado e sabe que pode ser uma aposta para o futuro. O clube também está consciente de que as negociações seriam complexas e que a joia não seria negociada a qualquer preço pelo Grêmio de Porto Alegre.

Sobrevivência Enquanto houver chances, a equipe do Náutico não vai parar de lutar. Assim está sendo a filosofia do clube para encarar a difícil missão de vencer os próximos seis jogos para ultrapassar em apenas um ponto a marca dos 45, o número mágico, segundo especialistas, que assegura a permanência das equipes na Série B. O primeiro grande desafio do Náutico será neste sábado, no Clássico das Emoções, às 16h30, no Estádio José do Rego Maciel.

Outro

O Náutico está com 28 pontos, na 19ª posição, e vem de três partidas sem vitórias. Do outro lado, a situação do Santa Cruz também não é das mais fáceis. A equipe coral está com 32 pontos, na 18ª colocação, precisando, assim, de quatro vitórias e um empate até o fim da temporada.

Complicação O destaque da semana ficou centrado na Seleção Peruana. É que ela pode ter um grave problema para a repescagem intercontinental contra a Nova Zelândia, nas próximas semanas. De acordo com o canal de TV “ESPN”, da Argentina, o atacante Paolo Guerrero foi flagrado no exame antidoping realizado após o confronto entre Peru e Argentina, no dia 5 de outubro. A substância, segundo o veículo, seria uma droga social. O Flamengo clube que Guerrero atua e a assessoria de imprensa do jogador ainda não se manifestaram sobre o assunto.

A

inda com dores na coxa esquerda, o craque brasileiro Neymar desfalca o PSG, neste sábado, às 13h (horário de Maceió), contra o Angers, pelo Campeonato Francês. Além dele, também não jogam Di María e Marquinhos, poupados, e Thiago Motta, que tem um problema no joelho. “Ele teve um incômodo na coxa esquerda contra o Anderlecht. E não se sentiu 100% nesta manhã. Falei com o médico e com ele e decidimos que é melhor que ele fique em Paris”, disse o técnico Unai Emery, em entrevista coletiva. A relação entre Neymar e Unai Emery azedou de vez. Nos últimos dias, o clima entre os dois que já não era dos melhores, piorou ainda mais e parece não ter mais volta. As informações são do jornal Le Parisien.

Não há qualquer expectativa de que haja algum tipo de conciliação. Alguns desentendimentos logo após a chegada do atacante ao clube já tinham estremecido o vestiário, e Neymar hoje não parece mais interessado em ouvir o seu técnico. Durante os treinamentos, Neymar é mais contido e não deixa transparecer seu descontentamento. Dois dias antes do clássico contra o Olympique de Marselha (empate em 2 a 2), o atacante não gostou de receber um ‘não’ de Emery para poder trabalhar com a bola no campo. O técnico espanhol queria que o jogador focasse na parte físico no momento. Nos bastidores, no entanto, o brasileiro é bem mais crítico. Uma das principais críticas são os vídeos preparatórios para as partidas, considerados muito longos.

ASCOM PSG

Neymar sentiu uma fisgada na coxa e está fora do PSG neste jogo

BEM COTADO

Real Madrid entra na briga por Coutinho Meia brasileiro já negocia com PSG e Barcelona para a temporada 2018 O Barcelona deve ganhar um adversário de peso na tentativa de contratar Philippe Coutinho, do Liverpool. Segundo o jornal “Mundo Deportivo”, caso os catalães não acertem com o brasileiro em janeiro, o Real Madrid vai com tudo para cima do meia na janela de transferências ao fim da temporada, em junho de 2018. De acordo com o periódico da Catalunha, o Real Madrid fez uma consulta ao Liverpool para saber detalhes do contrato do jogador. O interesse pelo meia seria apenas para o meio do ano que vem, uma vez que teria que negociar alguns jogadores para fazer caixa e entrar com força para brigar com gigantes pelo brasileiro. Não são apenas Real Madrid e Barcelona que estão atrás de Coutinho. O PSG também demonstrou interesse e pode disputar com os catalães já em janeiro, apesar de estar na mira do Fair Play Financeiro. Apesar de ter tantos gi-

REPRODUÇÃO

Vontade do brasileiro Philippe Coutinho é atuar pelo Barcelona, segundo jornal “Mundo Deportivo”

gantes interessados, a vontade de Coutinho é atuar pelo Barcelona, segundo o “Mundo Deportivo”. Ele deve seguir pressionando o Liverpool para liberá-lo. Na última janela de transferências, os Reds fizeram

jogo duro e não liberaram Coutinho para o Barcelona. Mesmo não podendo contar com o meia na Liga dos Campeões, os catalães devem ter que abrir o cofre para fechar a contratação. Os ingleses pedem cerca

de 150 milhões de euros (R$ 571 milhões) para negociar o meia. Os espanhóis, contudo, pretendem gastar ‘apenas’ 110 milhões (R$ 418 milhões), sendo 80 milhões de euros fixos e outros 30 milhões de euros em variáveis.

REPESCAGEM

Guerrero é pego no antidoping e está suspenso O atacante Paolo Guerrero foi suspenso provisoriamente por 30 dias pela Comissão Disciplinar da Fifa. A decisão foi comunicada pela Federação Peruana de Futebol (FPF) na tarde da última sexta-feira (3), horas depois de divulgada a informação sobre o teste positivo no exame antidoping do jogador após a partida contra a Argentina, no dia 5 de outubro, pelas eliminatórias da Copa. A suspensão é válida para todos os jogos no período, ou seja, Guerrero não poderá defender a seleção peruana na repescagem diante da Nova Zelândia, marcada para os dias 11 e 16 de novembro (0h30 de Brasília), e também o Flamengo nas semifinais da Copa Sul-Americana, contra o Junior Barranquilla, da Colômbia, além dos compromissos pelo Campeonato Brasileiro. De acordo com Fernando Solera, chefe do controle antidopagem da CBF, a substância com a qual Guerrero foi flagrado na partida entre Argentina e Peru é da classe “S6”, ou seja, um estimulante.


16

ESPORTES

MACEIÓ - SÁBADO E DOMINGO, 4 E 5 DE NOVEMBRO DE 2017

Esportes

TRIBUNAINDEPENDENTE

Atacante Alemão ainda é o grande sonho de consumo da direção do CSA As negociações continuam. O CSA já confirmou para 2018 os goleiros Dalton e Cajuru, os zagueiros Leandro e Lobão, o meia Caíque, o lateral Rafinha e o atacante Samurai. Leandro Kível está bem próximo. Mas o sonho de consumo da direção azulina é Alemão, atacante do Paraná Clube que está disputando a Série B. “Não escondo de ninguèm. Esse jogador se encaixa perfeitamente no nosso grupo. Mas nossa prioridade é renovar com o Michel, mas temos um ano longo de muitas competições. Ao fim da Série B teremos boas novidades”, disse o dirigente Raimundo Tavares. A pré-temporada do CSA começa dia 11 de dezembro.

Corinthians x Palmeiras: final antecipada? Líder e vice-líder do Brasileirão fazem um clássico recheado de expectativas neste domingo na Arena Itaquera

C

orinthians e Palmeiras vão se enfrentar neste domingo, às 16h (de Maceió) na Arena Corinthians pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Líder da tabela com 59 pontos, o Timão é seguido pelo time alviverde com 54. Apesar da vantagem de cinco pontos que separa o mandante da partida do vice da competição, a equipe de Fábio Carille está com foco na vitória. “A gente tem que pensar na vitória. Pode acontecer? (Outro resultado) Pode. Mas vamos jogar dentro de casa e pensar para vencer, positivo, para frente”, garantiu o goleiro do Corinthians. “Estamos trabalhando para ganhar o jogo. Nosso foco é nos três pontos”, completou Cássio. O goleiro ainda comentou sobre como virá o time adversário e sobre a recente campanha do Timão, que está sem vencer a quatro partidas. “OPalmeiras tem um ataque rápido, que se movimenta muito... É difícil prever como eles vão jogar”, avaliou. “A gente continua trabalhando. Internamen-

te nos cobramos, sempre tentamos melhorar, evoluir para que isso não aconteça. A gente tem pecado nos detalhes, o que vem ocasionando gols. Outros são méritos do adversário. Mas é nítido que caímos de produção, perdemos pontos”. O Corinthians pode ser desfalcado com o lateral direito Fagner, que durante o treino, levou uma pancada no tornozelo e abandonou as atividades. No entanto, o departamento médico do clube ainda não informou qual a gravidade do ocorrido e se o jogador entrará ou não em campo. Enquanto isso, na Academia de Futebol, o Verdão utilizou os últimos dias para ajustes. A equipe de Alberto Valentim ensaiou marcações, recomposições, bolas aéreas e aperfeiçoou finalizações. Sem entrevistas, o técnico fez uma coletiva na sexta. Nas últimas quatro rodadas do Brasileirão , o vice-líder anotou um empate e três vitórias, que contribuíram para que o time subisse na tabela e chegasse perto do Corinthians. O atual treinador, que substituiu

Cuca, soma 15 partidas pelo clube, sendo delas, quatro derrotas. Foram apenas quatro jogos, mas as três semanas de Alberto Valentim no comando do Palmeiras têm animado torcida, elenco e diretoria. Os números em campo e a aproximação ao líder Corinthians, adversário deste domingo, vêm fortalecendo cada vez mais a ideia de ter o interino como técnico efetivo no ano que vem. Logo depois da negativa de Mano Menezes, que renovou contrato com o Cruzeiro, a diretoria não descartava a contratação de outro treinador para 2018. Valentim ganhou muitos pontos desde então e passou a ser visto como uma possibilidade real na próxima temporada. Dudu, capitão do time, voltou a falar pelo elenco ao pedir a permanência do interino. “Torço muito pelo Alberto, espero que ele continue no ano que vem. É excelente treinador, vem demonstrando. Não só eu, como todos (os jogadores) querem que seja o treinador definitivo”, disse o atacante. ASCOM FLU

ASCOM TIMÃO

Corinthians e Palmeiras fazem o grande jogo da rodada neste domingo na Arena Itaquera

NO ENGENHÃO

SÉRIE B

Botafogo e Fluminense em CRB espera casa clássico de objetivos opostos cheia diante do

Botafogo e Fluminense vivem momentos diferentes no Brasileirão e fazem um clássico equilibrado

O Botafogo vive um clima de otimismo, com dois anos seguidos de boas campanhas. O Glorioso vislumbra uma vaga na Libertadores de 2018 e, se possível, que seja no G-4, para começar da fase de grupos. O Fluminense sofreu mais um duro golpe no meio de semana e torce para que o ano acabe logo com sua permanência na primeira divisão garantida. Já tivemos 349 edições do Clássico Vovô, com 126 êxitos do Fluminense, 105 empates e 119 sucessos do Botafogo. Este ano, eles já se pegaram três vezes, com duas vitórias do Glorioso e uma do Pó de Arroz. O Botafogo completa dois anos seguidos muito bons. Em 2016, surpreendeu, deu uma arrancada fulminante no final do Brasileirão e garantiu sua presença na Libertadores. Em 2017, destroçou vários gigantes continentais e só foi parado nas quartas de final, pelo Grêmio. Aliás, caso os gaúchos se proclamem campeões

da América do Sul, o G-7 se transforma em G-8, facilitando ainda mais o retorno alvinegro ao torneio. O Fluminense fez uma grande partida contra o Flamengo pela Copa Sul-Americana, mas, novamente, saiu de campo com o Urubu engasgado. Logo aos 3′, toques rápidos e precisos de Sornoza e Marcos Junior acharam Lucas livre, que chutou forte para fazer 1 a 0. Em jogo bastante truculento em que o árbitro poderia ter logo mostrado um ou mais cartões vermelhos, Diego empatou em cobrança de falta à la Zico aos 9′. Com chances boas para ambos os lados, o Tricolor desempatou aos 41′. Renato Chaves testou com precisão o escanteio cobrado por Sornoza. O Pó de Arroz parecia ter liquidado a fatura aos 9′ da segunda etapa quando novamente Renato Chaves cabeceou a bola alçada na área para o fundo das redes.

DOMINGO

Grêmio recebe Flamengo na Arena e espera grande público Time está em clima de harmonia com a torcida e quer ainda brigar pelo título do Brasileirão

Foi no sufoco, mas com final feliz. A classificação para a final da Copa Libertadores da América, dez anos depois, deixou o torcedor do Grêmio eufórico. Mas a derrota por 1x0, em casa, para o Barcelona de Guayaquil deixou os tricolores sem as unhas. Para lavar a alma e estender a comemoração, nada como ganhar de um grande adversário em nível nacional. Neste domingo, a Arena do Grêmio abre suas portas mais uma vez para uma partida de tirar o fôlego. Às 16h (horário de Maceió), o Tricolor, quarto colocado, recebe o Flamengo, na sétima colocação, pela 32ª

rodada do Brasileirão 2017. Se os donos da casa ficarem com os três pontos e Palmeiras e Santos perderem seus jogos no fim de semana, os gaúchos reassumem a vice-liderança. Ainda na faixa de classificação para pré-Libertadores, o Rubro-Negro não tem como ser ultrapassado pelo Vasco, oitavo colocado, mesmo em caso de derrota no Sul. A realidade é que a dupla está com a cabeça em suas missões sul-americanas. Mas tanto Grêmio quanto Flamengo voltarão a campo pela Libertadores (final) e a Copa Sul-Americana (semifinal),

respectivamente, na penúltima semana de novembro. Logo, não há desculpas para Renato Gaúcho e Reinaldo Rueda pouparem seus atletas, a não ser aqueles que saíram muito esgotados dos duelos da última quarta-feira (01). Em casa, a responsabilidade de consumar o triunfo é dos mandantes, que vivem uma temporada mágica este ano. Com o alívio da classificação para pegar o surpreendente Lanús, que despachou o River Plate, a expectativa é que os jogadores entrem mais relaxados, o que não quer dizer desleixo, mas sim uma proposta

mais agressiva sem a tensão de levar gols que significariam a eliminação do torneio continental. O Fla costuma penar em Porto Alegre. O último triunfo do clube da Gávea na capital gaúcha foi em 2004, nas quartas de final da Copa do Brasil. A grande notícia no Flamengo é o quase confirmado retorno de Paolo Guerrero, que dá claros indícios de que está recuperado do edema na coxa que o deixou de fora do time desde a vitória sobre o Bahia (4 a 1), no dia 19 de outubro. Quem também pode pintar entre os titulares de Reinaldo

Rueda é Vinicius Júnior, joia das categorias de base que incendiou o jogo contra o Fluminense, que terminou com o empate em 3 a 3 e a classificação para a semifinal da Sul-Americana. SÁBADO 16h Santos x Atlético-MG 18h Atlético-GO x São Paulo 18h Botafogo x Fluminense 20h Coritiba x Avaí DOMINGO 16h Cruzeiro x Atlético-PR 16h Corinthians x Palmeiras 16h Grêmio x Flamengo 17h Bahia x Ponte Preta 18h Vasco x Vitória 18h Chapecoense x Sport

Juventude terça

A Série B entrou em sua reta final e cada jogo terá um caráter decisivo daqui para frente. A diretoria do CRB definiu os preços dos ingressos para o jogo contra o Juventude, no Rei Pelé, na próxima terça-feira, às 20h30, e decidiu manter o mesmo valor dos últimos jogos, onde vimos a nação regatiana dar um verdadeiro show nas arquibancadas. Para empurrar o Galo contra o Juventude, o torcedor terá a sua disposição os seguintes preços nos ingressos: arquibancadas altas e baixas R$ 20,00 (R$ 10,00 meia-entrada) e cadeiras R$ R$ 60,00 (R$ 30,00 meia-entrada). Para o meia Chico, é emocionante ver a festa que a torcida faz nos jogos no Rei Pelé. “A torcida do CRB é espetacular e nós somos muito gratos pela força que eles vem nos dando a cada jogo em casa. Ter o apoio deles é fundamental e tenho certeza que o Rei Pelé estará lotado novamente”, disse ele. Os ingressos para CRB e Juventude já podem ser adquiridos nos seguintes pontos de venda: Estande do Galo (segundo piso do Shopping Maceió); Poly Sport (Centro, Shopping Maceió e Shopping Pátio); Bar do Carlão (Trapiche); Loja Grande Torcedor (Sams Club - Jatiúca) e Arena das Torcidas (Jatiúca, Serraria e Farol). TIME O técnico Mazola Júnior espera contar com o atacante Zé Carlos, o meia Élvis, o volante Olívio e o lateral Edson Ratinho. Todos foram desfalques do duelo na última sexta-feira contra o Internacional.


TRIBUNAINDEPENDENTE

ESPECIAL

MACEIÓ - SÁBADO E DOMINGO, 4 E 5 DE NOVEMBRO DE 2017

ESPECIAL

17

Dependentes químicos em recuperação são capacitados para vagas de trabalho A Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev) iniciou, nesta semana, mais uma turma de capacitação direcionada aos dependentes químicos acolhidos e ex-acolhidos pela Rede Acolhe. Desta vez, os novos alunos estão sendo formados na atividade de soldador. A iniciativa, coordenada pela Superintendência de Política sobre Drogas, integra o cronograma do Programa de Reinserção Social, que visa recolocar os dependentes químicos em recuperação na sociedade e, sobretudo, no ambiente de trabalho. O curso de soldador está sendo ofertado em parceria com a Comunidade Acolhedora Inovi e as aulas, serão realizadas até o dia 24 de novembro, ministradas pela ATS Engenharia. ANA PAULA OMENA EVELLYN PIMENTEL THAYANNE MAGALHÃES REPÓRTERES

T

úlio é um adolescente de 15 anos. Ele usa maconha diariamente. Ele diz que se sente relaxado e feliz com os efeitos da droga e toda a sua família está adoecida por conta do seu vício. Na roda de amigos, já lhe oferecem drogas mais pesadas, como cocaína e crack, e, ao que tudo indica, o rapaz vai se afundar ainda mais nesse caminho obscuro. Olhando para o seu passado, Túlio vê seus pais consumindo bebida alcoólica todos os finais de semana. Bêbados, fumando cigarros e cometendo atos esdrúxulos. Completamente ridículos. Isso foi passado para o menino como um sinônimo de felicidade e, agora, seus pais, abatidos com a luta contra a dependência do filho, não sabem a quê atribuir a busca do adolescente pelas drogas. Essa é uma história fictícia criada pela nossa equipe de reportagem, mas que relata inúmeras histórias reais. Com o peso das drogas nas costas, poucas são as alternativas. No entanto, instituições de acolhimento propõem uma perspectiva diante do caos instalado. Por meio da fé e espiritualidade tentam mudar a realidade de pessoas como Túlio, nosso personagem ilustrativo.

Abandonando o vício

pela fé

Dependentes químicos são acolhidos em instituições na tentativa de curá-los do vício por meio da religião e espiritualidade

Cláudio Moreira, de 34 anos, usava drogas; antes de abandonar o vício pediu com fé a Deus para tirá-lo daquela situação: “Prometi a Ele que não voltaria mais a usar nenhum entorpecente”


18

ESPECIAL

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - SÁBADO E DOMINGO, 4 E 5 DE NOVEMBRO DE 2017

Caminhos da dependência: Família tem papel fundamental

FOTOS: SANDRO LIMA

ANA PAULA OMENA EVELLYN PIMENTEL THAYANNE MAGALHÃES REPÓRTERES

P

ara o cardiologista e presidente da Associação de Médicos Espíritas de Alagoas, Ricardo Santos, a busca pela droga está diretamente relacionada aos exemplos dados pela família desde a infância e principalmente à falta de espiritualidade. “Todo mundo hoje em dia tem bebida alcoólica dentro de casa. É como um altar. As pessoas precisam desse estimulante para serem felizes e isso leva gradativamente ao estado de dependência. Então, a principal causa da dependência química é a família mal orientada, mal estruturada, que usa bebidas e cigarros, as chamadas drogas lícitas, dentro de casa, e as crianças passam a conviver naquele ambiente. Assim, absorvem aquele comportamento como normal. Como algo natural. E gradativamente adentram no processo de dependências”, opina o médico. O médico destaca que atualmente, a maioria das pessoas não consegue se divertir sem álcool, e que esse comportamento tem levado os jovens para o caminho das drogas. “Eu chamo muito a atenção particularmente do álcool, que é uma droga que elimina a nossa censura moral, o nosso senso crítico, e a pessoa embriagada comete desatinos, faz besteiras e coisas esdruxulas, ridículas e sem controle. Através do álcool se passa facilmente a usar outras drogas sem nenhuma resistência moral, principalmente os jovens”. Então, segundo o médico, a família realmente precisa ter um investimento de consciência. “Quando se vê um filho adolescente usando cocaína, crack, acontece um desespero na família, ou seja, todo mundo adoece, e todo mundo fica atônito, sem saber o que fazer. Culpam o jovem, que as vezes é a vítima maior, não só da família, mas também da sociedade e dos amigos, e da invigilância dos pais. Portanto, os pais precisam ser orientados nesses casos em que se tornam co-dependentes”.

Plano terapêutico precisa aliar atividades multidisciplinares

Joelma Nunes diz que é preciso vigilância contra o vício

Médico afirma que exemplos familiares e comportamentos inadequados repercutem no caminho que leva as pessoas à dependência química

CURA X TRATAMENTO

Para psicológa, melhora é diária e precisa considerar vários aspectos A psicóloga Joelma Nunes explica que diversos estudos a respeito da dimensão religiosa e espiritual, já apontam seus impactos não apenas no tratamento, mas na prevenção do uso abusivo de drogas. “Estão presentes em diversos centros de pesquisas, espalhados pelo mundo. Por exemplo, nos Estados Unidos, as Universidades George Washington e Duke têm centros de pesquisa em Espiritualidade e profissionais das mais diversas áreas têm reconhecido seu valor para a saúde do indivíduo”. A especialista cita os pesquisadores Scivoletto e Morihisa, quando se referem ao consenso no meio científico de que o uso e o abuso de substâncias psicotrópicas é multifatorial, ou seja, dependem de uma dimensão biopsicossocial. E nos últimos anos, o aspecto espiritual da doença também tem sido levado em consideração. Joelma Nunes ressalta que o dependente químico, durante seu período ativo, no uso de drogas, costuma afastar-se de qualquer lugar ou atividade que não aceite seu comportamento. Por essa razão, deixa de frequentar e praticar sua religião, quando a possui. E passa a desacreditar de tudo e de to-

dos, seu único foco é a droga. De acordo com Joelma Nunes, a espiritualidade é uma característica única e individual, que pode ou não incluir a crença em um “Deus”, sendo aquela responsável pela ligação do “Eu” com o Universo e com os outros, a qual também está além da religiosidade e da religião. Já a religiosidade, segundo ela, representa a crença e a prática dos fundamentos propostos por uma religião. A religiosidade, para os que realmente conseguem identificar-se com a instituição religiosa e seus preceitos, também consegue atingir bons resultados. No entanto, a psicóloga defende que a grande maioria não se adequa a esta realidade. “Os grupos de jovens, por exemplo, das mais diversas religiões, acabam funcionando como um instrumento de prevenção, não quer dizer que estão cem por cento seguros, mas as chances dos adolescentes e jovens que frequentam e se envolvem de fato em tais atividades, reduzem a probabilidade de usar drogas. Já que nestes espaços, costuma-se ter regras, acolhimento e responsabilidades”, observou. Ela disse também que como doença, infelizmente a dependência química

não possui cura, e sim tratamento. “Sob o ponto de vista espiritual, podemos dizer que a ‘cura’, é diária. Isso mesmo, a cada 24 horas ele é curado, desde que faça sua parte para isso”, destacou. De acordo com Joelma Nunes, o dependente precisa estar sempre vigilante, atento ao seu compromisso com a sua recuperação, haja vista que seja um processo individual. “O resgate da espiritualidade pode alcançar ótimos resultados em seu processo de tratamento. O programa de 12 passos dos AA [Alcoólicos Anônimos], já faz um alerta para a necessidade de um contato direto, com o seu poder Superior, seja qual for e da forma como o compreender”, salientou. A especialista colocou que as instituições de tratamento mais especializadas já contam em seu plano terapêutico com atividades que fortaleçam, ou até mesmo, promovam um despertar espiritual de seus internos, já que a grande maioria, chega em completo estado de descrença nele e em seu futuro, repleto de marcas físicas e em sua alma. “Voltar a acreditar que algo maior que eles e sua doença existe, fortalece e muito seu desejo de ter uma nova vida”, frisou.

AMPARO

Espíritas apostam no autoconhecimento como chave para evolução Para o cardiologista, o grande problema da dependência química no mundo atual é o auto desconhecimento do ser humano. “O ser humano desconhece a sua missão e os seus talentos. Desconhece a existência de Deus. Participa às vezes de religiões, mas na maioria das vezes de uma forma bastante superficial, muitas vezes ligada a atos exteriores, como ir a uma missa, um culto, participar de um louvor, achando que é o suficiente. Mas na verdade, nós seres humanos somos seres espirituais. Somos espíritos eternos vivenciando uma experiência física. E a razão dessa experiência é nos tornarmos melhores espíritos”. Ricardo Santos afirma ainda que, como as pessoas não se reconhecem como espíritos imortais com potencialidades divinas e recursos infinitos, elas buscam nas drogas, nas paixões, no “ter coisas”, ter dinheiro, possuir bens, todo o seu direcionamento e esforço na busca pela felicidade. “Todo mundo quer ser feliz, todo mundo quer ter coisas, e isso

cria um estresse. E nesse afã de ser feliz, de querer ser amado, de querer ser servido, a pessoa entra em processos frequentes de decepções, de perdas, de não ver as suas expectativas sendo realizadas, problemas afetivos, financeiros, familiares, e ela começa a buscar no tranquilizante uma saída. O Brasil hoje é o maior consumidor de tranquilizantes do planeta. Isso é dependência química. As pessoas, para se sentirem completas, se sentirem felizes, calmas, porque não conseguem, não encontram os recursos que estão dentro delas, buscam as drogas. Porque não se percebem espíritos eternos, imortais, com potencialidades divinas, com recursos capazes de superar os seus problemas”, afirmou. “Deus nos criou à sua imagem e semelhança e precisamos nos reconhecer como espíritos imortais. Precisamos entender que não é possível encontrar a felicidade através da busca pelas drogas e posses, porque a felicidade só é possível de ser encontrada atra-

vés da descoberta e da vivência do amor incondicional, ensinado por Jesus no Evangelho. Quando elas entram no que chamamos de ‘vazio existencial’, elas precisam de ‘muletas’, de suportes para se sentirem plenas, felizes”, continuou o cardiologista. A DOUTRINA O médico cardiologista conta que existe uma equipe de voluntários espíritas no Lar São Domingos, localizado em Maceió, que acolhe viciados e seus familiares para orientá-los. “Quando estudamos a doutrina espírita, temos a oportunidade de orientar os outros com aquilo que a gente aprendeu. No espiritismo não existe hierarquia, existem pessoas que estudam e se ajudam mutuamente. É um conhecimento que responde às indagações humanas”, explicou. Ricardo Santos explica que o trabalho espiritual com os viciados em drogas e seus familiares, é um trabalho de autodescoberta. “É um trabalho de autoconhecimento, de busca e apoio espiritual, na oração, na imposição das mãos,

na água benta ou fluidificada, e no conhecimento do Evangelho. A partir dessa busca, a pessoa se harmoniza, se fortalece e adquire forças para realizar o tratamento físico e psicológico contra o vício. É um tratamento integrado, biológico, que é feito pelo médico, com medicamentos, psicológico, que é feito pelo psicólogo, para conhecer a pessoa, suas fraquezas, os seus pensamentos e sentimentos, e principalmente espiritual, que deve ser a prioridade absoluta para todos”. O cardiologista acredita que o vício pode ser curado pela fé. “A pessoa pode se curar através da fé com certeza, porque se ela se reconhece, se autodescobre e estabelece uma ligação com Deus, isso cria uma energia, uma força interior, de fé, que faz com que ela supere os obstáculos, adquira disciplina para não buscar nas drogas. E isso funciona mesmo com as drogas mais potentes. Na área da medicina, particularmente, fazemos seminários, congressos, cursos palestras, envolvendo a

área de saúde e espiritualidade. Temos mais de 70 instituições no Brasil envolvidas no assunto e 45 universidades já ensinam a disciplina saúde e espiritualidade”, afirmou. O Lar São Domingos atende os usuários de drogas e familiares toda quarta-feira. “Às 19 horas abrem-se os portões e às 19h30 e fecham-se os portões, e atendemos até às nove da noite. O atendimento é destinado às famílias e aos dependentes, que queiram, evidentemente, se tratar. Então a gente ministra esse apoio fraterno, espiritual e todas as orientações para o encaminhamento do tratamento psicológico e médico quando necessários, porque nem sempre é preciso”, explicou. “Porque com o tratamento espiritual a pessoa se esclarece, enxerga qual a sua missão existencial, quais os seus recursos, e aonde encontrar a plenitude e a felicidade. Sem essa orientação ficamos perdidos, ficamos limitados, e adquirimos aquilo que se chama o vazio existencial”, continuou.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - SÁBADO E DOMINGO, 4 E 5 DE NOVEMBRO DE 2017

Edilson Pereira conta que perdeu bens e o apoio da família por conta do período em que teve o vício em drogas

ESPECIAL

19

Comunidade católica funciona a 10 anos acolhendo recuperantes e voluntários independente do credo

“Recuperação é consequência de viver a palavra de Deus”, diz voluntário I

“Hoje sou outro e quero contribuir para ajudar ao próximo, me libertei através da palavra de Deus. Confesso que perdi muito tempo longe de minhas filhas, cresceram com a minha ausência, mas hoje o relacionamento é muito bom” CLÁUDIO MOREIRA VOLUNTÁRIO

FÉ NA LIBERTAÇÃO

Buscando refúgio para não cair em tentação Edilson diz que foi a espiritualidade que o salvou. “Tive um encontro pessoal com Deus, a palavra de Deus me ensinou e ensina muito, foi ela quem me fez vir à tona. Não conhecia Deus e quando bate a vontade é Ele quem busco e me refugio contra a tentação”, afirmou. Ele fez a opção de continuar na fazenda mesmo após o tratamento de um ano e hoje é voluntário, chamado de padrinho. A companheira que lhe ofereceu a droga no início deixou seu filho com os avós paternos e Edilson conseguiu a sua guarda. “Estou ansioso para tê-lo em meus braços, quero tentar resgatar o tempo perdido. Leio a carta

que ele fez para mim e suas palavras me deixam feliz, em saber que ele me admira e me dá forças por ter acreditado no tratamento e que Deus existe”, frisou com os olhos marejados. Cláudio Moreira, de 34 anos, também usava drogas e após pedir um milagre a Deus quando se viu sendo arrastado pela camisa por policiais militares em São Paulo, decidiu mudar de vida. “Pedi com toda a fé que se Deus me tirasse daquela situação não voltaria mais a usar nenhum entorpecente”, lembrou. Ele, que passou 12 meses na Fazenda Esperança, hoje está limpo e

trabalha na entidade como voluntário. Tem duas filhas de 11 e 14 anos de mães diferentes e conta que o contato com elas é diário. Em seu testemunho de vida, Cláudio disse que começou a usar maconha com 13 anos por curiosidade e logo enveredou para outros tipos, crack, cocaína, cigarro, cola de sapateiro e álcool. Quase morou na rua e se sentiu abandonado. Diz que as drogas nunca foram refúgio, que ele sempre recebeu conselhos da mãe evangélica, mas acredita que a solidão o puxou para as drogas pela exclusão dos pais. “Hoje sou outro e quero contribuir para ajudar ao próximo, me libertei

através da palavra de Deus. Confesso que perdi muito tempo longe de minhas filhas, cresceram com a minha ausência, mas hoje o relacionamento é muito bom”, ressaltou. Cláudio não tem dúvidas de que Jesus o transformou por meio da fé. “Deus me deu mais uma oportunidade de viver, a primeira internação eu segui à risca e ainda quando sinto a vontade de usar busco a palavra, porque ela cura e é o remédio. É crescer no amor”, declarou. “Deus preenche, se eu for confiar nas pessoas me frustro. Tem quem ofereça, mas tem como resposta o meu não”, concluiu.

DECISÃO

Dependente precisa estar convicto da mudança

Padre diz que a religião não transforma o indíviduo, é preciso o desejo de mudar

O padre Judá, capelão do Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas, que celebra missas na Fazenda Esperança, em Marechal Deodoro, enfatiza que não é a religião que faz a transformação de um dependente químico, mas sim a decisão que cada um tem para melhor evoluir e se aproximar de Deus e do próximo. Para o sacerdote é a fé que vem de dentro para fora no sentido da pessoa assumir a própria vida e confiar, acreditando que existe um Deus que está acima de tudo e que Ele restaura, orienta e mostra o caminho. “A palavra de Deus só é eficaz na medida em que, nós a acolhemos, que é Jesus, o Evangelho vivo do Pai, então quando a recebemos de coração ela passa a ser uma em nós; semelhante a uma semente plantada na terra que vai crescendo e desenvolvendo. Uma vida nova se constrói por meio desta palavra, a partir desta semente, por isso é

preciso que a semente caia na terra e ela morra para assim surgir uma plantinha”, explicou o padre. “É necessário que o homem velho morra em nós, para nascer uma nova pessoa. Jesus Cristo diz para Nicodemos: ‘É preciso nascer de novo’. Então, é desta maneira que a palavra produz em nós frutos, e a consequência é o amor, o perdão, o acolher ao outro, fazer o bem. É desta forma que a palavra de Deus constrói dentro de nós uma nova vida. A pessoa deve se abrir porque a mesma palavra é dita para várias pessoas e há reações diferentes”, salientou o religioso. Ele exemplificou comparando uma esponja e uma pedra, onde a esponja absorve toda a água e na pedra nada penetra. “Assim é a palavra de Deus num coração endurecido, não tem efeito e permanece do mesmo jeito, já em outros a profundidade é tamanha que causa uma transformação.“

ndo muito além do material e do terreno, centenas de centros de recuperação de dependência química espalhados pelo Brasil trabalham com este foco. Em Alagoas, por exemplo, a Fazenda da Esperança, nascida em berço católico há 10 anos no Estado, foi inspirada pelos carismas da unidade, do Movimento dos Focolares, e da pobreza, dos Franciscanos. O local acolhe recuperantes e voluntários, independentemente de suas convicções religiosas e de seu estado de vida (solteiro, casado, viúvo, sacerdote, diocesano e/ou religioso), mas que desejam viver o amor recíproco. A palavra de Deus na Fazenda Esperança parece ser um remédio eficaz para afugentar a tentação. A reportagem do Jornal Tribuna Independente esteve lá e conversou com dois membros da instituição localizada no município de Marechal Deodoro, Litoral Sul de Alagoas. Ambos foram enfáticos quando afirmaram que a palavra de Deus é a principal fonte, quando surge a tentação de voltar a usar algum entorpecente. “Nós somos guiados pela inspiração divina e a nossa recuperação é uma consequência da vivência da palavra de Deus”, destacou Edilson Pereira, de 37 anos, que já foi um empresário bem-sucedido no Estado de Piauí, mas que perdeu tudo o que tinha por causa das drogas em sua vida. Ele contou que experimentou cocaína aos 26 anos e foi a sua companheira quem ofereceu, eles têm um filho de 10 anos. “Há dois anos estou limpo, mas a caminhada até aqui foi muito difícil. Me afundei na cocaína, perdi muito dinheiro e quase morri ao capotar meu carro. As dívidas só aumentavam, mas o prazer do uso era maior. Junto com ele vinha também o desejo de se prostituir, eu ficava dias dentro do motel com garotas de programa e a droga chegando”, mencionou. Edilson Pereira, como era bastante conhecido na região, resolveu seguir destino à Brasília, porém na capital federal, onde ele achava que iria se libertar do vício no local de trabalho, um deputado que também era usuário lhe fez cair mais uma vez. “Fugi da droga de novo indo para Minas Gerais, mas foi em vão, lá da mesma maneira tinha droga e não resisti, voltei a usar. Foi quando num dia um ato involuntário pôs em xeque a minha vida. Tomei nove gotas de rivotril e adormeci, quando acordei meu braço estava paralisado, foi quando lembrei de Deus e pedi que, se saísse dessa e meu braço voltasse ao normal, eu iria buscar tratamento. E assim fiz, meu braço voltou ao normal e liguei para minha irmã que morava em Lagarto em Sergipe, ela me estendeu a mão e me internei na Fazenda Esperança. Passei três meses sem poder ver ninguém, e foi aí que começaram os meus arrependimentos, lembrei do meu filho que estava sendo criado sem pai, do que eu tinha perdido por causa da droga”, detalhou.


20

ESPECIAL

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - SÁBADO E DOMINGO, 4 E 5 DE NOVEMBRO DE 2017

Restaurando a dignidade Tratamento traz esperança para recuperantes que precisam lidar com lembranças amargas e conflitos familiares

ANA PAULA OMENA EVELLYN PIMENTEL THAYANNE MAGALHÃES REPÓRTERES

S

eis meses se passaram desde que Alexandre dos Santos, de 32 anos, chegou à Comunidade Terapêutica Desafio Jovem. Nos 42 km que separam sua cidade natal, União dos Palmares, de Rio Largo, onde funciona o acolhimento, ele viu seus sonhos perdidos serem transformados em esperança e planos para o futuro. “Eu tinha três opções: ser morto, preso ou viver foragido, porque eu fazia besteira e não lembrava, já era o pessoal da rua que dizia o que eu tinha feito. Mas eu não ligava pra nada, continuava fazendo. Quando cheguei aqui, no começo eu achei que não fosse aguentar. Mas o tempo foi passando e eu fui entendendo que a ajuda era boa para mim mesmo. Eu já tinha tentado parar sozinho, passei oito meses e voltei. Hoje eu estou saindo e

quero reconstruir minha vida, quero arrumar um emprego, fazer um supletivo, voltar para minha companheira, tenho um filho de 15 anos e me inspiro nele, porque nunca fui presente”, detalha. Olhando para trás, Alexandre diz que precisou passar por momentos complicados e receber muitos conselhos para entender que precisava de ajuda. “Com 18, 19 anos eu comecei nas drogas. Já trafiquei, usei maconha, cocaína e entrei no crack, mas meu problema mesmo é o álcool. Apesar de sempre ter trabalhado, eu era envolvido com drogas. Minha companheira me deixou porque não aguentava mais viver comigo por causa da droga. Eu chegava bêbado em casa, arrumava confusão. Depois fui ficar com minha tia, que é evangélica. Mas sempre aperreando. Teve uma vez que ela precisou chamar a polícia, minha sorte que não vieram, porque senão estaria preso. Até que uma vizinha me falou

que o filho tinha passado por aqui e resolvi procurar ajuda”, conta. Com vínculos familiares afetados, ele diz que o maior arrependimento é não ter visto o filho crescer. Ele diz que sua vida mudou e que hoje enxerga as coisas sob outro ponto de vista. “Eu vi meu filho me chamar de pai, mas não o vi crescendo, andando de bicicleta, nunca levei na escola, nunca participei nessas coisas porque eu esquecia dele e só sabia das drogas. Ele está com 15 anos e era para ele se inspirar em mim, mas eu que me inspiro nele, porque ele não seguiu o meu exemplo. Eu não falava com minha irmã, depois que vim para cá voltei a falar, pedi perdão à minha tia, eles sempre vêm me ver. Vou levar muitas coisas boas daqui, posso dizer que isso mudou minha vida”. Das mãos dos profissionais do acolhimento, Alexandre recebeu o certificado de alta do tratamento com alegria e muito entusiasmo.

SANDRO LIMA

Após os primeiros seis meses de tratamento, Alexandre traça metas para a vida fora da comunidade

PIONEIRA

Há 22 anos, comunidade realiza tratamento baseado em princípios bíblicos

Com 22 anos de existência, a Comunidade Desafio Jovem é presidida pelo Pastor Márcio Ferreira Oliveira. Contrariando o que especialistas do tema afirmam, ele acredita na cura pela fé. “A ciência diz que uma vez dependente sempre dependente. Mas a palavra de Deus diz ‘Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará’. Nós somos a casa mais antiga do Estado, há 22 anos, e temos pessoas recuperadas há 18, com família

restaurada, casamentos. Nós acreditamos que a cura está em Cristo”, defende. O pastor explica que o direcionamento dado aos acolhidos é centralizado nos preceitos bíblicos. Todo o processo envolve a conscientização de que o homem é dependente de Deus e busca as drogas como forma de preencher um vazio interior. “Nós não usamos medicamentos, trabalhamos com os doze passos dos Alcoólicos Anônimos que foram adapta-

dos para a dependência química, esses doze passos são baseados na palavra de Deus. É um conjunto de suporte que tem o eixo principal na espiritualidade, que tem o objetivo de pôr o homem de volta a Deus, já que entendemos que viemos de Deus”. De acordo com a assistente social Monique Alexandre, na instituição os acolhidos seguem uma rotina com devocionais, momentos de oração e louvor, estudos, sessões em grupo com

psicólogos e assistentes sociais, atividades recreativas além da laborterapia, que envolve a realização de afazeres nas instalações da comunidade. “Um acolhido ajuda na cozinha, outros na organização da casa do pátio. Eles fazem atividades em grupo durante o dia inteiro e a partir das 17h eles ficam com as atividades recreativas, jogos de tabuleiro, dominó. À noite temos atividades com os monitores, visitas de voluntários e missionários.

Eles precisam viver esse processo em grupo, em comunidade, para desenvolver o trabalho psicológico e terapêutico, e é nesse momento de grupo que eles aceitam as diferenças, de conviver com pessoas diferentes”, explica Monique. O perfil dos acolhidos é muito similar, garante o pastor. Pessoas com sérios problemas familiares e dificuldades nos relacionamentos. O que segundo o líder religioso é a principal causa da dependência.

“Nós trabalhamos a espiritualidade para a restauração da vida. Porque acreditamos que não é uma questão apenas de dependência química, porque quando a gente vai avaliar o caso deles, em quase 100% a procura das drogas foi uma reação a uma ação na vida deles, ou seja, um trauma, uma incompreensão, desestrutura familiar, falta de presença de pai ou mãe, enfim todo um contexto que acaba abrindo essa porta para as drogas”, pontua. SANDRO LIMA

ASSISTÊNCIA

Familiares também precisam ser acompanhados e motivados

Fatores psicológicos, sociais e emocionais são abordados É um círculo vicioso onde a desestrutura familiar gera mais instabilidade. A dependência química vai devastando a família que também precisa ser acompanhada para, após a recuperação, estar apta a superar as dores do passado. “Eles chegam desestruturados emocionalmente, em relação à família também em relação à falta de confiança, porque muitas vezes não é a primeira vez, a luta já vem de muito tempo. São famílias que se tornam co-dependentes e precisam de acompanhamento, por isso reunimos a família mensalmente, porque não adianta só tratar o dependente, porque quando ele volta, a família vai ver ele sempre como um risco, ver com desconfiança e isso são portas para

a recaída”, explica. Além da questão espiritual, a comunidade terapêutica atua na assistência emocional, psicológica e social. Após seis meses de tratamento, que podem ser prorrogados por mais dois, eles são assistidos no retorno à sociedade. “A espiritualidade é primordial nesse processo terapêutico. A gente orienta para que após o tratamento eles deem continuidade buscando fortalecer a fé quando retornarem à sociedade. A gente também os direciona para os CAPS, CRAS, porque existem outras demandas além do tratamento. Existe o processo de reinserção no mercado de trabalho também”, reforça. Monique destaca a importância da família em todo o pro-

cesso de tratamento. “Algumas famílias participam ativamente, mas existem casos que os laços já foram rompidos, fragilizados, de situações que já sofreram. A gente tem os dias da visita e procura as famílias, chama para participar. Mas como são usuários de todo o Estado, fica um pouco complicado de estarem sempre presentes”. Segundo o pastor Márcio Oliveira, o período de tratamento dá uma nova esperança aos relacionamentos tão desgastados entre os parentes e os dependentes. “Muitos vêm das ruas porque a família não suporta, não aguenta... À medida que eles chegam, começa esse processo de reparação, conciliação, a família começa a dar um voto de confiança”, diz.

Monique destaca que vínculos familiares precisam ser refeitos após problemas causados pelo vício

POLÍTICAS PÚBLICAS

Parceria entre Estado e comunidades já acolheu 25 mil dependentes SANDRO LIMA

Desafio Jovem: terapia diária inclui conversa com pastores, psicológos, assistente social e voluntários

Atualmente, o Estado de Alagoas tem 850 dependentes químicos em tratamento nas 37 instituições credenciadas pela Secretaria de Estado da Prevenção da Violência (Seprev). De acordo com o órgão, desde a criação da Rede Acolhe, em 2009, mais de 25 mil dependentes químicos foram acolhidos de forma voluntária. A maioria das instituições de acolhimento é ligada a movimentos religiosos, mas além da fé precisa atuar nos padrões estabelecidos pelo órgão que envolve o suporte social e psicológico. Acerca disso, a secretária Esvalda Bittencourt diz que existe uma triagem que consulta a opção religiosa para que o acolhido seja direcionado ao local mais adequado. “Em sua maioria as comunidades são católicas ou evangélicas. A questão da fé contribui

porque eles estão se agarrando na fé para poder mudar de vida. Nos casos onde há superação, eles dizem que a fé contribuiu muito porque eles estão sempre em oração, pedindo força a Deus para essa mudança. Além da religiosidade e da fé, temos o pilar da laborterapia e do acompanhamento psicossocial, em todas as comunidades é obrigado a ter. Não é um trabalho baseado só na religiosidade, ela faz parte de todo o acompanhamento, mas tem as outras áreas”. Mas a secretária destaca a importância da reinserção social e necessidade de colocação no mercado de trabalho. “Existe a laborterapia do dia a dia com os afazeres, hortas, roças e os cursos profissionalizantes e oficinas nas comunidades que ajudam na

reinserção. Para que eles mudem a rotina e tenham outra visão”, ressalta. O psicólogo e pastor Paulo Nunes da Comunidade Desafio Jovem é enfático ao afirmar que a sociedade precisa abrir os olhos para o acolhimento de dependentes químicos. Para ele, a reinserção continua sendo uma dificuldade. “A sociedade precisa ver que nos acolhimentos existem seres humanos que precisam ser entendidos e aceitos. O drama é grande e a escala das drogas é crescente. A sociedade é intolerante e não permite o diálogo com eles, nenhuma grande empresa chega para oferecer vagas, eles fecham as portas. A sociedade precisa entender que eles não são uma casta inferior, temos um drama social”, expõe.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - SÁBADO E DOMINGO, 4 E 5 DE NOVEMBRO DE 2017 DIVERSÃO&ARTE 1

Produtora decide antecipar filmagens do filme “Capitã Marvel”, com Brie Larson O lançamento do filme da “Capitã Marvel” está cada vez mais próximo de acontecer. Foi confirmado nesta terça-feira (31) pelo produtor Kevin Feige ao Omega Underground que as filmagens do longa vão começar a rolar em fevereiro de 2018 ao invés de março, como tinha sido divulgado anteriormente. Isso significa que veremos a produção mais rápido! Kevin também revelou em uma entrevista ao Indie Wire que o filme da heroína, ambientado nos anos 90, protagonizada pela maravilhosa Brie Larson, terá um papel muito importante para a conclusão da história contada nos filmes da Marvel desde 2008, com “Homem de Ferro”: “Há muitas discussões, todas focadas no pós-Fase 3 e do ‘Vingadores 4’, então nada que podemos tratar publicamente. Realmente estamos focando em ‘Capitã Marvel’ e no trabalho que Anna e Ryan estão fazendo. Será uma grande parte para essa conclusão épica dos 22 filmes que tivemos nos últimos 10 anos. Esse é o foco para os próximos seis filmes que temos que terminar”. O lançamento está previsto para acontecer 14 de Março de 2019 no Brasil.

POLITICAMENTE

incorreta

Comédia com Danilo Gentili é engraçada, até provoca risos, mas exagera nos estereótipos e perde um pouco do encantamento

H

á alguns anos Danilo Gentili se destaca como defensor da plena liberdade da comédia no Brasil. Pode-se dizer que o comediante declarou guerra à “patrulha do politicamente correto”, posicionamento que, em âmbito mais amplo, ecoa seu viés à direita. Com isso, ele se tornou um Judas para militantes de esquerda. Com isso, ele se tornou ainda mais ácido, não perdendo oportunidade para fazer piadas incisivas sobre estereótipos, ao ponto de soar agressivo — o que compromete a sua comédia. Quando o anseio de atacar soa maior que o de fazer rir, Danilo perde a graça. Diante dessa impressão pessoal, foi com grande surpresa que assisti ao seu primeiro longa-metragem como autor, roteirista, produtor e ator. Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola é uma comédia com todas as marcas de Danilo Gentili, e é engraçada. Não que suas piadas sejam essencialmente amenas; muito pelo contrário. Porém, aqui o bullying

tem todo um contexto:o ambiente escolar, em que isso de fato acontece (criminalizar representação é uma bobagem); e a rebeldia do ato, sua má conduta, é enfatizada desde o título. Em dado momento, o personagem de Danilo Gentili ainda surpreende em, após uma série de ofensas ao “cabaço” de que mais gosta de zombar, se mostrar tocado pela possibilidade de tê-lo ofendido. Mas é o término da sequência, com uma reviravolta pelo gordinho Bernardo (Bruno Munhoz), que melhor reflete a eficiência do filme: uma sucessão de gags bem encadeadas compondo o enredo. Como Se Tornar O Pior Aluno da Escola goza das principais características de uma boa comédia. Grande parceiro de Gentili nesse filme e em projetos futuros, Fabrício Bittar é o diretor responsável pelo ritmo, pela coesão e por timing às piadas do roteiro. Quando necessário apresentar mais informações, a montagem se torna dinâmica, e todo o apelo visual do filme — aludindo ao diário de escola e aos desenhos de Danilo (que de fato existiram e são

muito bem desfrutados pela direção de arte) — contribui para a agilidade do longa-metragem. Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola, então, se revela um filme muito eficiente em elaborar toda uma aura de nostalgia que tanto remonta às memórias de Danilo Gentili, como a toda uma tradição de comédias adolescentes presente no consciente coletivo do público brasileiro. Ainda que não tenha a sofisticação e a sensibilidade — tampouco a ambição — da obra de John Hughes (Curtindo a Vida Adoidado), sua atmosfera tem um apelo universal que rememora uma época de desobediência juvenil que todo mundo, em graus diferentes e particulares, viveu no tempo de escola. Assim, entre a vulgaridade pregada pelo Pior Aluno (que é base do humor do longa-metragem) e umas referências mais refinadas à literatura — a obra original de Fahrenheit 451 surge para mostrar que Gentili não fala sério ao defender a destruição de livros — e à política

(ele não se conteve), o que resiste ao esgotamento das piadas e de um clímax muito bobo, nas sequências de luta e perseguição, é o elenco. Seja pelos jovens Daniel Pimentel (com uma dicção incrivelmente semelhante à do Danilo Gentili) e Bruno Munhoz, seja pelos atores veteranos. É admirável a escalação de corpo tão heterodoxo e competente, dos globais Joana Fomm e Raul Gazolla ao insano Rogério Skylab. E enquanto Carlos Villagrán (seria seu português péssimo uma licença poética para a falha de comunicação com os alunos?) resiste pela nostalgia ao Quico da série Chaves, Moacyr Franco justifica seu lugar entre os maiores comediantes da história do país e rouba a cena mais uma vez (o Delegado Justo de O Palhaço é inesquecível). A Fábio Porchat cabe um momento engraçado e absurdo, cujo teor delicado deve render as maiores críticas ao filme — o que surpreende na mesma intensidade que preocupa Danilo Gentili: nem um pouco.


Foto/Keka Rabelo

2 DIVERSÃO&ARTE

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - SÁBADO E DOMINGO, 4 E 5 DE NOVEMBRO DE 2017

Turnê “Meu Canto”

Natal do Pátio Maceió

O

clima de Natal começa a tomar conta da parte alta da cidade. Para abrir as comemorações natalinas, o Shopping Pátio Maceió realiza, neste domingo (05), a partir das 9h, o evento de recepção ao Papai Noel. A atividade é gratuita e contará com atrações para toda a família, a exemplo de brinquedos, brincadeiras, pintura facial, apresentações musicais e personagens animados. Já o bom velhinho, vai chegar às 16h ao shopping e promete chamar a atenção de crianças e adultos, pelo seu carisma e entusiasmo. O público também poderá conferir de perto a decoração de Natal do Pátio Maceió. Mais informaç&ot ilde;es através do sitewww.patioshoppingmaceio. com.br, Facebook (Shopping Pátio Maceió) e Instagram (@ shoppingpatiomaceio).

Atendendo a pedidos, Sandy volta a emocionar seu fiel público com a belíssima turnê ‘Meu Canto’, resultado do DVD homônimo gravado em Niterói e que coroa o melhor momento de sua carreira solo. Com shows esgotados durante a turnê em 2016 e neste ano

Show Sinal Vermelho de 2017, passando por Recife, João Pessoa, Natal, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, entre outras cidades, a cantora se apresenta em Maceió, no Teatro Gustavo Leite, neste sábado (04), a partir das 21h. Ingressos: https://www.guicheweb.com.br/ .

Espetáculo Saravá, contemplado com o Prêmio Eris Maximiano, no edital das Artes da Fundação de Ação Cultural de Maceió – FMAC 2016, encerra sua temporada deste ano neste sábado (04), a partir das 19h30, no Teatro Linda Mascarenhas, no bairro do Farol, em Maceió. Os ingressos custam R$10 e serão vendidos na hora e no local do evento.

III Festival Pôr do Sol Cultural

N

o dia 12 de novembro, às 20h, o Teatro Gustavo Leite vai sediar o “I Concerto Vozes pela Paz, de Gonzaga a Dominguinhos”, um show beneficente que faz uma homenagem à paz através desses dois grandes brasileiros do século XX. O evento será realizado pela parceria das organizações não governamentais Maceió Voluntário e Movpaz/AL. Ingressos: R$ 60,00. Pontos de Vendas: Stand Viva Alagoas no Maceió Shopping. Mais informações: (82) 9.9994.9344.

Encerramento do Ano com Eliana Ribeiro

U

ma das grandes representantes femininas da música católica no Brasil, Eliana Ribeiro, se apresenta no próximo dia 11 de novembro, a partir das 19h no Ginásio do Colégio Fantástico, no Benedito Bentes. A cantora da comunidade Canção Nova desembarca em Maceió para o encerramento do Ano Nacional Mariano, celebrado pela Igreja Católica. Os ingressos estão sendo vendidos no valor de R$ 20 no Viva Alagoas (Maceió Shopping), a Loja Paráclito (Centro), Ótica Diniz (Shopping Pátio Maceió), Pizzaria Kidelícia (Graciliano Ramos), a Comunidade Católica Shalom (Mangabeiras) ou na própria Paróquia de São Maximiliano Kolbe (Benedito Bentes I).

Esquenta dos Seresteiros da Pitanguinha Os Seresteiros da Pitanguinha já começaram a aquecer os tamborins. No Esquenta dos Seresteiros da Pitanguinha tem

Espetáculo Saravá

de tudo um pouco: músicas brega, sambas, boleros, Próximos encontros antes do dia do grande baile: 18/11 e 16 /12, sempre a

partir das 19h. Local: Orákulo. Mesas para 4 pessoas: R$ 100,00. Ingressos individuais : R$ 20,00. Vendas no local: Info: 82 3235-

Espetáculo Miraculous

No dia 12 de novembro a heroína mais famosa da criança na atualidade ganha vida no palco do no Spazzio Gatti (próximo a entrada do Conj José Tenório – Serraria), ao lado de seu fiel parceiro, Cat Noir, no espetáculo Miraculous: As Aventuras de LadyBug. Ingressos: cadeira de pista – R$ 45 (meia) e R$ 90 (inteira) / cadeira de longe – R$ 35 (meia) e R$ 70 (inteira). Vendas: Alethia – Maceió Shopping, Livraria Leitura – Parque Shopping e Soraya Farias Acessórios – Rua Eng. Mário de Gusmão, 507 – Ponta Verde. Venda de ingressos no site: www.eventim. com.br . 5301.Site: www.suechamusca.com. br. E-mail: info@suechamusca.com. br. Face: fb.com/suechamusca. Instagram: @suechamuscaoficial .

FALE CONOSCO - A Agenda é um serviço gratuito de orientação ao leitor. Os interessados em divulgar eventos, shows e exposições podem enviar material através do endereço: tiagenda@hotmail.com

RESUMO DE NOVELAS GLOBO 18h

GLOBO 19h

GLOBO 21h

RECORD 21h

TEMPO DE AMAR

PEGA PEGA

O OUTRO LADO DO PARAÍSO

O RICO E LÁZARO

No Rio, Geraldo mostra o desenho de Inácio que encontrou e convence Maria Vitória de que o rapaz pode estar vivo. Januária impede que um bilhete de Edgar chegue a Olímpia. Em Portugal, Padilha, Martim e Josefina chegam à Quinta e confrontam José Augusto, que os despista. No Rio, Lucerne faz contribuições a um orfanato. Alzira se revolta ao ver Pepito vendendo geleias na rua, e Celina o defende. Em Portugal, Padilha desconfia do comportamento de Martim. Maria Vitória revela a Lucinda que decidiu ficar no Brasil.

Antônia repreende Júlio. Maria Pia pergunta a Eric se foi ele quem adulterou o inquérito sobre a morte de Mirella. Antônia diz a Júlio que Arlete pode estar correndo perigo. Lourenço pede a Luiza que se afaste de Eric. Bebeth conta para Luiza que dormiu com Márcio. Sérgio avisa a Malagueta que Eric voltará para assumir seu cargo. Mônica procura Sandra Helena e pede ajuda. Arlete confessa a Júlio que encobriu um crime de morte. Júlio pergunta à mãe se o crime está relacionado a Eric.

Natanael ameaça Elizabeth e propõe que a nora se afaste de Henrique e Adriana, caso contrário a denunciará para a Polícia como assassina de Renan. Clara afirma a Renato que ama Gael e exige que o médico se afaste dela. Gael é gentil com Clara. Lorena revela a Nádia que Bruno está com Raquel. Bruno declara sua paixão por Raquel. Caetana pede perdão a Mercedes por ter provocado a separação dela com Josafá no passado. Renato confessa a Lívia que ama Clara. Elizabeth aceita a proposta de Natanael e é obrigada a simular sua própria morte.

Não há exibição aos sábados

O Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), realizará o 3º Festival Pôr do Sol Cultural, que tem como intuito oferecer aos artistas alagoanos um palco para mostrarem seus talentos. Foram selecionados 15 bandas de música e 15 grupos culturais, que se apresentarão de 23 de novembro a 17 de dezembro, a partir das 16h, na orla da Pajuçara.

Após 20 anos sem se apresentar ao grande público, Geo D’Almeida retorna aos palcos trazendo as suas experiências e carisma resgatando mais uma vez sua raiz. Com o show “Sinal Vermelho”, que será transformado em DVD, neste sábado (04), às 20h, no Teatro Deodoro. No show ele retoma sua musicalidade com repertorio inovador, retratando a sua trajetória musical. Ingressos: R$ 20,00 (inteira),/ R$ 10,00 (meia). Pontos de Vendas: Teatro Deodoro:3003 9176 e Salão Fátima Sena:3371 8093. Venda online: compreingressos.com .

Espetáculo A VELHA

A atriz Ivana Iza volta aos palcos com a peça Peça “A VELHA” . Neste sábado (04), às 20h, no Teatro Sérgio Cardoso, anexo ao Teatro Deodoro. O espetáculo é dirigido por Flávio Rabelo e supervisionado pelo renomado diretor Amir Haddad. Os ingressos já podem ser adquiridos online através dos links: http:// www.diteal.al.gov.br/avelha-ivana-iza-2/ou https://www.compreingressos.com/espetaculos/ busca?busca=avelha. As entradas custam R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). Mais informações: (82) 99633.0813.

Exposição Cida Madeira Vieira Mulher O universo repleto de esculturas de madeira produzidas pela artista Cida Vieira vai ser apresentado ao público na exposição Cida Madeira Vieira Mulher, fica em cartaz, no Complexo Cultural Teatro Deodoro até o dia 30/11. A visita pode ser feita de segunda a sábado, das 8h às 18h, exceto às quartas quando o horário vai até 20h, e, aos domingos e feriados, das 14h às 17h. Entrada Franca.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - SÁBADO E DOMINGO, 4 E 5 DE NOVEMBRO DE 2017 DIVERSÃO&ARTE 3 Grace Gianoukas vai atacar em duas frentes, na televisão. Na paga, Multishow, será uma das atrações de “Eu, Ela e um milhão de seguidores”, série comandada por Rafinha Bastos e Paloma Duarte que estreia dia 5 dezembro. Já na Globo, integrará o elenco de “Orgulho e Paixão”, substituta de “Tempo de Amar”.

FLÁVIO RICCO - colaboração: José Carlos Nery - www.twitter.com/flavioricco

É legítimo o direito do Adnet em ousar e tentar inovar no “Adnight”

E mais uma

Mas bem baixinho, pro Silvio não ouvir: o “Chaves”, em exibição no SBT Rio, faixa da uma da tarde, está batendo sempre nos 10, 11 pontos. Canseira na Globo e na Record no horário. Em São Paulo, ele anda desaparecido já há algum tempo.

A

qui já se falou que a televisão não deve, sob qualquer circunstância, abdicar do direito de inovar e ser mais arrojada em determinadas ocasiões ou em algumas das suas realizações. Mesmo sendo obrigada a jogar na certeza na maioria das ocasiões e a apostar naquilo que o público gosta, ainda assim sempre deve existir a necessidade de inovar, apesar do risco de quebrar a cara algumas vezes. O “Adnight Show”, em nova edição no ar, é um dos frequentadores dessa que pode ser considerada uma zona de risco, por ser um programa que tem procurado inovar ou quebrar padrões estabelecidos. Em relação à primeira temporada, o programa abriu mão do compromisso da bancada, deixando a pista ou palco livre, tanto para recepcionar convidados ou se valer de esquetes gravados. O “caco” – improviso - também passou a ser permitido ou observado em várias situações, elemento essencial para todo humorístico que se preza. Merece um acompanhamento e maior atenção.

TV TUDO

Laura Cardoso, a exemplo de Nathalia Timberg e Marcelo Novaes, entre outros, também faz parte do grupo de participação especial em “O Outro Lado do Paraíso”. A primeira cena está prevista para este sábado, como Caetana, dona do bordel da fictícia Pedra Santa. Laura vai aparecer em cerca de 10 capítulos.

Em cima disso

Já a partir da próxima segunda, com os trabalhos de produção bem avançados, terão início as gravações da nova temporada do “Tá no Ar”. Marcelo Adnet, Marcius Melhem e companhia bela, entre os quais, e Luísa Arraes, que passa a fazer parte do seu elenco fixo.

Se deu bem

Leandro Daniel, após “Rock Story”, foi chamado para “Deus Salve o Rei”, a próxima novela das sete na Globo. A princípio faria um personagem sem muito destaque, um guarda do castelo. Mas a direção viu potencial no ator e o deslocou para outro tipo, mais forte. Agora, viverá um conselheiro do protagonista Johnny Massaro.

50 anos

Para comemorar as cinco décadas da Tropicália, a TV Brasil apresenta neste sábado, 10 e meia da noite, o especial “Tropicália 50 anos”. Documentário da própria casa que mescla depoimentos de artistas e performances musicais, usando como referência personalidades daqueles tempos, casos do Zé Celso, Glauber Rocha e Hélio Oiticica.

Luz amarela

O “Primeiro Impacto”, do SBT, em São Paulo, até que vai bem. Os seus resultados são bem razoáveis, não tão diferentes das outras emissoras. O grande desastre acontece em outras praças. Em algumas é traço direto.

Bateu o martelo

E não deu outra: Taumaturgo Ferreira, após 14 anos fora, acertou seu retorno à Globo. E na segunda-feira iniciou preparação para viver um dos principais papéis da minissérie “Ilha de Ferro”.

Batendo asas

Gugu Liberato está, novamente, na espera do chamado de embarque. Tem viagem programada, a serviço do seu programa, só que desta vez sem revelar o destino. Ou sem entregar o ouro.

A propósito

A Record, com “Os Dez Mandamentos”, vive um problema semelhante. Em São Paulo, a reprise da novela continua muito mal de audiência, ao contrário da maior parte do Brasil, sempre com registros bem razoáveis. A leitura que se faz é que capital paulista, o “efeito Datena”, voando livre com programa policial no horário, faz toda a diferença.

Curioso isso

C’est Fini

Uma perguntinha àqueles que têm por hábito assistir ao missionário R.R. Soares: em qual momento do programa ele prega ou faz alguma oração? Porque, nas passadinhas rápidas, parece que é sempre o mesmo discurso de pedir dinheiro aos seus fiéis, porque a conta não vai fechar.

Ficou muito bonito, digno dos melhores elogios, o novo estúdio, 360 graus, do BandSports. O que falta agora é calçar a emissora com uma programação mais competitiva e exibir eventos que possam despertar a atenção do telespectador. E também não custa criar uma cabine de off própria para os seus programas. Ficamos assim. Mas amanhã tem mais. Tchau!

Bate-rebate ·Parece que a ideia do pessoal da Simba é mesmo de colocar o quanto antes um canal no ar... ·... E o primeiro, de acordo com estudos que estão sendo feitos, será de jornalismo... ·... Mas com equipe própria, independente de SBT, Record ou Rede TV!. ·Na Record estão sendo feitas projeções para a programação do ano que vem... ·... Os diretores da casa e os dos programas foram chamados para colaborar com ideias... ·... Trabalha-se com uma perspectiva melhor para 2018. ·Direção de jornalismo do SBT reuniu toda a redação para tranquilizar sobre demissões... ·... As que estavam para acontecer, em número de 4, já foram feitas. ·Record está com chamadas no ar anunciando “Apocalipse” para o dia 21... ·... Uma estreia que, tudo indica, não será das mais tranquilas... ·... A entrega de “Belaventura” não está passando de 5 pontos.

HORÓSCOPO ESCORPIÃO – (23/10 a 21/11) – Embora saiba como resolver situações delicadas, a falta de paciência poderá não o deixar levar tudo a bom termo. No plano afetivo: Fase pontuada por algumas dificuldades e algum nervosismo. Pode deparar-se com algumas indecisões. Para que tome uma posição correta e definitiva em qualquer aspecto, aguarde e só posteriormente e de cabeça fria deve avançar. Na saúde: Não abuse de bebidas alcoólicas. SAGITÁRIO – (22/11 a 21/12) – No plano profissional e material: Tudo aquilo que semear nestes dias vai recolher mais tarde no seu dobro. Cuide de todas as suas ações para que não venha a ter surpresas no futuro. Invista, mas invista

com conhecimento real dos valores que estão em jogo e do seu retorno. CAPRICÓRNIO – (22/12 a 19/1) – Há que aproveitar em pleno o excelente clima desta fase. A felicidade são momentos. Usufrua-a. No plano profissional e material: Estará repleto de energias muito positivas que permitem abordar os seus superiores no sentido de obter melhores condições de trabalho ou alguma recompensa monetária por trabalho anteriormente executado. Vá em frente. AQUÁRIO – (20/1 a 18/2) – O entusiasmo que o habita deverá ser moderado de forma a conseguir um maior equilíbrio emocional. No plano afetivo: Poderá ser surpreendido por uma paixão avassaladora que dará uma nota muito

positiva á sua vida. Se tem uma relação estável, conte com fortes manifestações de afeto e ternura que o transportam a uma a um estado profundo de felicidade. Na saúde: Recarregue baterias em comunhão com a natureza. PEIXES – (19/2 a 20/3) -Não conte com qualquer ajuda a nível profissional por parte de quem o rodeia. No plano afetivo: Não se deixe afetar por sentimentos negativos. Se está só, não queira trazer alguém á sua vida apenas por capricho. Os seus esforços de conquista poderão resultar num tremendo quebra-cabeças. Se tem uma relação duradoura envolva de afeto o seu parceiro. Na saúde: Procure o seu médico para encontrar a boa forma física e moral.

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br

© Revistas COQUETEL

Mulher muito Método sofisticado para aprimorar o desempenho es- religiosa Proteger portivo que pode, um Apelido de (o local) dia, criar superatletas "Adriana" de pragas, com veneno Quitar (dívida)

"Mona Li- Terapia que faz uso de sa", "Vênus tanques de Confrontado de Milo" e isolamento com outra "Código de Hamurabi" testemunha

A Mãe do Mato, no folclore amazônico Uma das 4 grandes luas de Júpiter "Let (?) Be", sucesso dos Beatles A carne que "desmancha na boca"

Município produtor de cerveja (RJ) Que foram vítimas de adultério Esburacada Liga utilizada no concreto armado

Flores arbustivas de origem chinesa Raça de gado zebu Sufixo de "passaredo" O verbo de conjugação muito irregular

Peça do xadrez (?) Ney, cantora

Vilão mafioso do Batman (HQ)

Investigue sem chamar a atenção "(?) Ball Z", famoso anime do anos 2000 Vogal que levava o trema (Gram.)

Que odeia mulheres homossexuais

Arma de Oxóssi Tampa, em inglês

(?) Morrow, ator do seriado "Combate" (TV)

Serviço oferecido pelo chaveiro

Capitão(?), título do Brasil colonial Corresponde a 1 bilhão de anos

O molusco como o mexilhão Europa (?), região aliada aos EUA na Guerra Fria (Hist.)

35

Solução

A L T

E

H

V I C

I A D

T R A I D O S E N

A

A R R O M B D R I

L I D O

F

A

D B E A T A

O U V R E L

E O N B

O

A T R A Ç Õ E S D

R

A

N O I O I

N T P I N G U I M P Z

C O P I A A C A R E A D O

S E N S O R I A L Ã

O

Ç V

A

P R I

BANCO

Figura de linguagem comum em sátiras

D O P I N G G E N E T I C O

dade profissional e tome as melhores decisões. No plano afetivo: Relaxe e aproveite os momentos bons que a vida vai proporcionar esta semana. A sua relação será envolvida de boas energias. Caso esteja sozinho, alguém com quem convive de muito perto poderá vir a revelar-se o amor da sua vida. LIBRA – (23/9 a 22/10) – Oportunidades surgidas do nada poderão afastá-lo de um futuro profissional enfadonho e isento de êxito. No plano profissional e material: Poderá ser levado a aceitar ajuda ou procurar apoio dos que estão mais por perto. Não seja egocêntrico. Caso seja apresentada uma proposta que o leve a mudar o rumo da sua carreira, pondere seriamente sobre ela.

B

CÂNCER – (22/6 a 22/7) – Congratulese pela brilhante estrelinha que o guiará nestes dias. No plano afetivo: Se não está comprometido vá direto ao assunto. Seja objetivo e exponha aquilo que pretende e os sentimentos que nutre. Se a sua relação está a cair na rotina, parta á aventura com o ser amado, torne os seus dias mais excitantes. LEÃO – (23/7 a 22/8) – Algumas pessoas influentes podem apoiá-lo a desbloquear projetos financeiros ou a desenvolver negociações de forma positiva. Muna-se de todo o positivismo para poder vencer todos os obstáculos que possam surgir. VIRGEM – (23/8 a 22/9) – Observe o que se passa em torno da sua ativi-

2/it. 3/éon — gir — lid — ofá — vic. 6/dragon. 7/bivalve.

ÁRIES - (21/3 a 19/4) – Nem tudo sairá como você planejou. Controle suas reações! É um bom dia para estar junto das pessoas que mais ama. Na paquera, você não pensará duas vezes para tomar a iniciativa. TOURO – (20/4 a 20/5) – Sua determinação no trabalho será invejável, mas a Lua aconselha você a desacelerar um pouco hoje para não prejudicar a sua saúde. Conte com a cooperação de quem confia. União firme e forte. GÊMEOS – (21/5 a 21/6) – Uma relação de amizade pode passar por mudanças profundas hoje. A noite será ótima para festas, encontros e paqueras. Sua popularidade será invejável! A união ganhará mais companheirismo.


4 DIVERSÃO&ARTE

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - SÁBADO E DOMINGO, 4 E 5 DE NOVEMBRO DE 2017

Tudo na vida é passageiro. Dinheiro, fama, sucesso... Mas Deus é eterno FOTO BY ANTÔNIO FON

N

Garimpo de Decoração

Flora Vaz & Victor Dantas, dizem o tradiconal ‘sim’ este sábado, 4 de novembro, toda sociedade estará voltada para o nupcial dos noivos Flora Vaz e Victor Dantas. A cerimônia terá como cenário os belos jardins na casa da noiva no condomínio Laguna, que receberá décor assinada por Eva e Laurinha Amaral, que com certeza darão show de requinte e bom gosto. O cerimonial ficará sob a responsabilidade de Mamá Omena. Uma super estrutura será montada para o grande acontecimento, sob o comando da Conexão Eventos. O Buffet Favo de Mel, dos empresários José Maurício Cansanção, Alexandre e Leninha Machado, dará um show de sabores no coquetel e no requintado jantar que será servido aos convidados. A consagrada cantora e querida amiga Irina Costa cantará durante a cerimônia. A ambientação dos jardins onde será a recepção contará com o know how da Living, do empresário Ricardo Cintra. Durante a recepção, os convidados irão curtir os shows de Amelinha, Chico Pessoa, Cezzinha do Acordeón, Elba Ramalho, DJ Beto e Fernanda Guimarães. Todos esses grandes nomes da música popular estarão presentes cantando para os convidados. Os convites,

FOTO BY CHICO BRANDÃO

U

A

Central Já

Central Já do Maceió Shopping completou seu primeiro ano em funcionamento com um número bastante expressivo: foram mais de 350 mil atendimentos. São aproximadamente 700 metros quadrados disponibilizados no Já! Maceió Shopping para atender os alagoanos, oferecendo serviços de órgãos como Procon, Eletrobras, Detran, Instituto de Identificação, Sefaz, Sine, Juceal, SMTT, Casal, Secretaria Municipal de Finanças, Espaço do Servidor (Seplag e Alagoas Previdência), Polícia Federal, Polícia Civil e da Superintendência Regional do Trabalho.

O

Parabéns, amigos!

T

Maria Antonieta reservando

já consagrado Maria Antonieta Restaurante, dos amigos e empresários Leopoldo, Dedé e Breno Gama, estão de parabéns. O sucesso é grande no almoço e no jantar e a coluna aproveita para comunicar aos nossos amigos que a casa já está recebendo reservas para confraternizações. Ligue já e faça a sua reserva pelo número 3202-8828 e tenha uma festa perfeita. Mais uma dica TopNews!

O

Direito do consumidor

prefeito Rui Palmeira participou da inauguração do Núcleo de Atendimento Procon Cesmac, localizado no prédio do curso de Direito de Centro Universitário Cesmac. A parceria entre a Prefeitura Municipal de Maceió e a instituição de ensino vai oferecer à população mais um pólo voltado para a defesa dos direitos do consumidor.

Bodega do Sertão

C

asa que reúne o melhor da culinária e da cultura nordestina em nossa cidade, a Bodega do Sertão, dos empresários Nado e Francineide Freire, comemora o sucesso do restaurante, sempre lotado no almoço e no jantar já está recebendo reservas para confraternizações de final de ano. Informações pelo telefone 3327-4446.

O

Natal do Pátio Maceió

clima de Natal começa a tomar conta da parte alta da cidade. Para abrir as comemorações natalinas, o Shopping Pátio Maceió realiza, neste domingo (05), a partir das 9h, o evento de recepção ao Papai Noel. A atividade é gratuita e contará com atrações para toda a família, a exemplo de brinquedos, brincadeiras, pintura facial, apresentações musicais e personagens animados. Já o bom velhinho, vai chegar às 16h ao shopping e promete chamar a atenção de crianças e adultos, pelo seu carisma e entusiasmo. O público também poderá conferir de perto a decoração de Natal do Pátio Maceió. Mais informações através do site www.patioshoppingmaceio.com.br, Facebook (Shopping Pátio Maceió) e Instagram (@shoppingpatiomaceio).

Sandy em Maceió

tendendo a pedidos, Sandy volta a emocionar seu fiel público com a belíssima turnê ‘Meu Canto’, resultado do DVD homônimo gravado em Niterói e que coroa o melhor momento de sua carreira solo. Com shows esgotados durante a turnê em 2016 e neste ano de 2017, passando por Recife, João Pessoa, Natal, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, entre outras cidades, a cantora se apresenta em Maceió, no Teatro Gustavo Leite, dia 04 de novembro, sábado, a partir das 21h. Ingressos: https://www. guicheweb.com.br/.

ma turma de peso se reuniu para promover o Garimpo de Decoração que acontece nos próximos dias 7, 8, e 9 de novembro, no Hotel Jatiúca, das 10h às 19h. À frente do evento, os queridos Wandinha Coutinho, Lourdinha Lyra e Gustavo Ramalho. A programação prevê, ainda, palestra e lançamento do livro do arquiteto Carlos Augusto Lyra. Imperdível!

A

belíssimos, tiveram assinatura da conhecida Cia. dos Convites. A noiva, Flora, usará modelo de rainha assinado pelo grande mestre da alta costura Audifax Seabra e joias Mariah Dória. As mesas de doces serão assinadas pela conhecida doceria Le Brule e da grande dama Rosalice Lages e dos personalizados Personalize. O belo bolo, claro, caberá às queridas Raquel e Bianca Brizeno e os cupckakes de Bianca. Os drinks ficam sob a responsabilidade do conhecido Itinerants. Toda a cobertura fotográfica será do grande profissional Antonio Fon. Como os nossos amigos podem ver, será um dos maiores acontecimentos sociais que iremos ter neste ano de 2017. Os pais da noiva, José Dagmar Vaz e Gleick Vaz e os pais dos noivos Roberto Dantas (in memoriam) e Angela Dantas, estão muito felizes com a união dos seus filhos. A coluna TopNews aproveita a oportunidade para dizer que a união de Flora e Victor será um momento de muito amor e de muita energia positiva. Depois estaremos dando mais detalhes. Parabéns aos noivos!

T

opNews aproveita a oportunidade para aplaudir e parabenizar o super casal, eles que vivem uma história de amor que é, sem dúvida, uma referência quando falamos numa bela história de amor. Eles são Socorrinho e Angelo Bezerra, o casal foi aniversariante vip no mês de outubro. O casal comemorou a grande data com familiares e amigos no belo Ponta Verde Hotel. Parabéns, amigos, felicidades mil!

O

Ocupação em alta

s números do turismo em Alagoas não param de crescer. Neste feriadão de finados, a taxa de ocupação hoteleira chega a 83% no Estado. Os dados são da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis em Alagoas (ABIH/AL) e apontam um crescimento representativo de 12%, já que ano passado a taxa de ocupação foi de 71%. Este número é uma média gerada entre todos os hotéis e pousadas do Estado. Há regiões onde esta porcentagem é ainda maior. É o caso da região do Alto São Francisco, que engloba cidades como Piranhas, Delmiro Gouveia e Olho D’Água do Casado e que apresenta uma taxa de ocupação de 95% para este feriadão de finados. Já na Costa dos Corais, onde ficam Maragogi, Japaratinga e São Miguel dos Milagres, 65% da capacidade hoteleira está reservada.

opNews aproveita a oportunidade para homenagear um grupo de amigos que no último dia 1º foram parabenizados em razão de mais uma virada de calendário que comemoraram juntamente com familiares e amigos mais próximos. TopNews não poderia deixar de saudar os amigos Toinho Antunes, Malba Paiva, Manu Ribeiro, Mayara Machado, Jobson Uchôa, Frederico Costa, Katherine Neves, Zeeka Meyreles, Emília Soutinho, Moema Ferro e Felipe Castro. Aos amigos queridos, feliz aniversário e felicidades mil para vocês. Parabéns!

Todas as correspondências, como convites para esta coluna, e para Elenilson Gomes, deverão ser enviadas para Av. Sandoval Arroxelas, 840, Edf. Calliate Ap. 204 PV. CEP: 57035-230

Água de Coco

N

apresenta

este final de semana, TopNews e a empresária Zélia Wanderley trazem para os nossos leitores um belíssimo modelo verão’18 da nova coleção Água de Coco, que está belíssima. As nossas amigas poderão encontrar a nova coleção nas duas lojas Água de Coco em Maceió na Avenida Dr. Antonio Gouveia, Pajuçara, e no Passeio Stella Maris. Convidamos as nossas amigas para conhecer o que vai invadir as praias e piscinas no alto verão. Vale a pena conferir!


ANO 5 |323

ESTAÇÃO NUTRIÇÃO AS NUTRICIONISTAS ALICE SANTANA, JEYSSE ALVES E VIVIANE FERREIRA ABRIRAM ESPAÇO EM SUAS AGENDAS PARA ATENDER CANDIDATOS A UM SHAPE DE VERÃO A PREÇOS POPULARES

Grazi MASSAFERA

ESTRELA PHOTOSHOOTING “FOLLOW THE SUN” PARA OS RELÓGIOS

LINCE

!

Plus

BECAESUTATY

DA BÁSICAZA BELE


EDITORIAL

BEM ESTAR

2 | Maceió - Domingo, 05 de Novembro de 2017

| Tribuna Independ-

Por Viviane Ferreira | vivibfnutri@hotmail.com

O verão desperta o desejo de cair na estrada, e não existe estação melhor para isso. Guiada pelo sol, uma marca de relógios fotografou sua campanha “Follow The Sun” para o verão’18. A atriz Grazi Massafera (nossa cover girl) estrela o ensaio, mais iluminada do que nunca, esbanjando beleza com os lançamentos – vbeja mais em nossa matéria de capa... Falando em preparativos para o verão... a Estação Nutrição – apresentada na página ao lado (dentro da coluna Bem Estar) – é uma ótima opção... Durante anos a indústria cosmética desenvolveu produtos voltados para reverter sinais e proteger a pele contra fatores externos do envelhecimento precoce, principalmente a exposição ao sol. No entanto, estudos recentes apontam que o sol não é mais o único inimigo da pele: a poluição e o stress diário, como má alimentação, falta de sono e questões emocionais, também impactam a saúde e beleza da pele e aceleram o envelhecimento. Esses agressores diários são responsáveis por 80% do envelhecimento. A exposição ao sol, a poluição e o stress são os três principais causadores da aceleração desse envelhecimento. Esses agressores diários impactam não somente o futuro da pele: também causam danos na estrutura da pele agora, deixando-a áspera, opaca e sem viço. Usar apenas o protetor solar não é suficiente para prevenir todos esses malefícios à pele. Por isso, entre os itens garimpados na sessão Beauty está a Plataforma Revitalizante com exclusiva tecnologia antipoluição e anti-stress, que repara os danos profundos, estimula as defesas naturais e desacelera o aparecimento de rugas, manchas e flacidez. Outra coisa... Dormir de maquiagem pode causar danos como, por exemplo, manchas na pele e cílios quebradiços. Mesmo sabendo disso, muitas mulheres se jogam nos lençóis sem retirar a maquiagem ao menos duas vezes por semana. No geral, a justificativa é sempre a mesma: o cansaço após um dia exaustivo de trabalho ou após uma super festa. Deixar de tirar a maquiagem vez ou outra não é prejudicial, mas se torna um problema quando esse comportamento vira rotina. As maquiagens são compostas de substâncias aderentes que provocam alterações no pH, por isso, água e sabão não são suficientes para deixar a pele realmente limpa... Quer mais?!? Tem as colunas Luxo! e Zik – respectivamente assinadas por este editor e pela jornalista Zenita Almeida... Quer mais ainda?!? Isso é Tudo!

WORKSHOP

No último 28/10 a rede de farmácias de manipulação A Fórmula promoveu um encontro entre nutricionistas e médicos, no hotel Jatiúca, para aprimorarem seus conhecimentos, ouvindo o PhD Rafael Longhi falar sobre “Práticas Nutricionais do Estresse Oxidativo no Esporte e no Envelhecimento Celular”. O evento arrecadou fraldas geriátricas para o Lar São Francisco de Assis. Parabéns Arlene Moraes e toda equipe A Fórmula por trazer momentos como esse para enriquecer os profissionais da nossa cidade. Confiram algumas fotos!

VEGANO Que tal pedir aquela torta deliciosa e 100% vegetariana!? Isso mesmo! Maceió conta com um distribuidor de sabores veganos: a Vegan Sabores! Tortas, bolos, bolo de pote, naked cake e agora com produção de salgados veganos! Agora não há mais desculpa! Conheça mais em @vegansabores ou ligue para (82) 9 9915.9999 / 9 8818.3014.

James Silver editor

Presidente - José Paulo Gabriel dos Santos Dir. Adm/financeiro - Flávio Miguel Peixoto Editor Geral - Ricardo Castro Dir. Comercial - Marilene Canuto Comercial: 082.3311.1330 Redação: 082.3311.1328

James Silver | Editor especialmente convidado Marcelle Limeira | Assistente de produção Diagramação | Jonathan Canuto

AGENDA

Dia 18 de novembro, das 8h às 16h, o Centro Universitário Tiradentes (UNIT) recebe o III Simpósio Alagoano de Nutrição Esportiva. O evento contará com palestras de Valentim Magalhães (RJ), Lara Siqueira (PE), Renata Queiroz (AL) e Rinaldo Caporal (AL). Últimas vagas! Inscreva-se em: www.qualityssa.com.br Maiores informações: (82) 9 9948.9776


Tribuna Independente | Maceió - Domingo, 05 de Novembro de 2017

|3

BEM ESTAR

Por Viviane Ferreira | vivibfnutri@hotmail.com

JEYSSE LINS ALVES Jeysse Lins Alves é nutricionista, pós graduanda em fitoterapia e suplementação nutricional aplicada na prática clínica e esportiva e é personal diet pela Nutri Cursos. Atende adolescentes, adultos, idosos e praticantes de exercícios físicos.

estação

NUTRIÇÃO ALICE SANTANA Alice Santana é graduada em nutrição pelo Centro Universitário Cesmac (2014) e pós graduada em nutrição clínica e esportiva pelo Instituto de pesquisas ensino e gestão em saúde IPGS. Atende adultos, atletas, idosos e crianças.

Todo planejamento alimentar deve ser individualizado. Somos diferentes e temos necessidades diferentes, assim também como hábitos e preferências. Todos estes aspectos são respeitados e considerados no momento da consulta com um nutricionista. O projeto Estação Nutrição visa oportunizar todos ao acesso a consultas nutricionais promocionais e acontecerá até janeiro de 2018. As nutricionistas Alice Santana, Jeysse Alves e Viviane Ferreira abriram espaço em suas agendas para atenderem por preços populares todos os que estão buscando mais saúde e qualidade de vida e que querem fazer bonito nesse verão. Maiores informações pelo telefone: 3357.7121 e pelo Instagram @ estacaonutricao

VIVIANE FERREIRA Viviane Ferreira é nutricionista pela Ufal desde 206, pós graduada em nutrição clínica (IBPEX/PR) e em Saúde Preventiva e Natural (UNASP/ SP). É membro da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) e VicePresidente da Associação Alagoana de Nutrição (ALNUT). Atua na área clínica, estética e vegetariana. Atende todas as faixas etárias.


LUXO

4 | Maceió - Domingo, 05 de Novembro de 2017

| Tribuna Independente

Por James Silver | jamessilver@smag.al

KIDS

RÚSTICA!

Que Eduardo Salles é um visionário ninguém divida! A mais nova empreitada empreendedora do proprietário do Lopana é um parque infantil – gratuito e sustentável – com brinquedos projetados para oferecer diversão com segurança. É o presente que o Lopana oferece às crianças em parceria com a Prefeitura de Maceió. O bar de praia adotou o espaço na orla da Ponta Verde e patrocinou a instalação de um conjunto de brinquedos produzidos com madeira de eucalipto e pinus tratadas, provenientes de reflorestamento. Fruto do projeto Adote Uma Praça Pública, criado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável, a nova área de lazer terá sua manutenção garantida pelo Lopana e estará aberta para uso de toda a população. “Estamos muito felizes por poder colaborar com este equipamento urbano que, além de valorizar ainda mais nossa bela orla, cria mais um importante ponto de encontro para as famílias alagoanas e para os turistas que visitam nossa capital”, arremata.

Inspirada na leveza do verão, uma das apostas da Via Uno é estilo rústico para seus calçados. Com uma cartela de cores baseada nos tons naturais, do cru aos nudes e marrons, os sapatos também encontram detalhes que dão vida aos pés das fashionistas. Com opções para todos os gostos, o Verão 2018 traz saltos com cordas e cortiça natural. A vibe natural dos calçados também está presente nos saltos com tramas, que foram trançados no próprio tecido ou com mistura de materiais e cores, além de bordados. Os detalhes desfiados dos calçados em linho complementam o estilo descolado dos modelos. Para quem dispensa o salto a dica são as alpargatas e birkens, enquanto os tamancos e sandálias farão os pés e as cabeças das brasileiras.

TABLADO

Estreado em abril de 2017, o espetáculo AVelha já ganhou dois prêmios: o nacional Myriam Muniz de Teatro, da Funarte, e o Edital das Artes Prêmio Eris Maximiano. Não viu ainda?!? Pois bem, a atriz Ivana Iza volta aos palcos em apresentações extraordinárias nos dias 03 e 04, às 20h, no Teatro Sérgio Cardoso, anexo ao Teatro Deodoro. O espetáculo é dirigido por Flávio Rabelo e supervisionado pelo renomado diretor Amir Haddad. Os ingressos já podem ser adquiridos online através do site www.diteal.al.gov.br. Através do tema da velhice, a nova peça aborda questões ligadas à memória, ao esquecimento e à imaginação. Em cena, Ivana Iza interpreta uma atriz que, envelhecida, vê a si mesma, solitária e confusa, a rememorar sua carreira enquanto comenta sobre o envelhecer do corpo e as suas relações familiares. A dramaturgia flerta com a metalinguagem ao explorar os limites e nuances entre atriz e personagem, criando uma atmosfera lúdica que transita tanto na comicidade quanto no drama.

FANTASY BRA A peça mais luxuosa e aguardada do desfile da Victoria’s Secret já tem destino certo: Neste ano, a escolhida para desfilar o Fantasy Bra é a top brasileira Lais Ribeiro. A peça milionária coroa a modelo de maior destaque da grife de lingeries americana. Gisele Bündchen e Claudia Schiffer já desfilaram o Fantasy Bra em edições anteriores do evento. Negra, mãe e nordestina, Lais Ribeiro quebrou barreiras e é atualmente uma das top models mais aclamadas do mundo. Nascida em Miguel Alves – interior do Piauí, Lais sonhava ser enfermeira. Ingressou na carreira de modelos após ficar entre as finalistas do concurso de beleza da Joy Model, de Liliana Gomes e Marcelo Fonseca. Hoje, Lais figura no ranking das mulheres mais sexy do mundo, segundo o site-referência Models.com, além de ser uma das modelos mais bem pagas do mercado mundial. Ao lado das veteranas Alessandra Ambrósio e Adriana Lima, Lais Ribeiro completa a trinca de brasileiras consagradas Angels oficiais da grife. O posto de Angel é concedido a um seleto time de porta-vozes oficiais e que integram o elenco fixo das campanhas e desfiles da marca. Outras brasileiras compõe o desfile, porém sem ostentar o cobiçado título de Angel. Pela primeira vez na Ásia, o desfile deste ano acontecerá no dia 28 de novembro, em Xangai, na China, com transmissão para mais de 190 países.

FOTO SARAH SILVER

Para comemorar o saldo positivo do Outubro Rosa – campanha da qual é embaixadora em Maceió – a first lady da cidade Tatiana Alvim fez visita ao showroom da Bontempo, local de espaços amplos e sofisticados. Para deixar o seu espaço exatamente do seu jeito, você precisa ter liberdade de escolha para tudo, inclusive a cor e a textura de cada móvel. Sabendo disso, a Bontempo multiplica as opções de cores e acabamentos para ter infinitas possibilidades na hora de realizar seus projetos. E Tatiana Palmeira, claro, se encantou com os tons de rosa. Ela, aliás, entende tudo sobre o assunto já que, como consultora de estilo, tem entre as suas especialidades a análise de coloração pessoal.

FOTO NIHELI BRAGANTI

PINK


Tribuna Independente | Maceió - Domingo, 05 de Novembro de 2017

|5

CAPA

deserto RAINHA DO

GRAZI MASSAFERA

ESTRELA PHOTOSHOOTING “FOLLOW THE SUN” PARA OS

RELÓGIOS LINCE

EDIÇÃO JAMES SILVER FOTOS MAURÍCIO NAHAS BELEZA (MAKE E HAIR) HENRIQUE MARTINS STYLIST ZUEL FERREIRA E JULIANO PESSOA

O verão desperta o desejo de cair na estrada, e não existe estação melhor para isso. Guiada pelo sol, a Lince anuncia sua campanha “Follow The Sun” para o verão 2018. A atriz Grazi Massafera estrela o ensaio, mais iluminada do que nunca, esbanjando beleza com os lançamentos de relógios da marca. As fotos foram realizadas no Estúdio FMS com background fotografado no Deserto do Atacama, realçando ainda mais as quentes temperaturas. Na campanha criada pela agência Ogilvy, a atriz foi clicada pelo fotógrafo Maurício Nahas, com beleza assinada por Henrique Martins e styling da dupla Juliano Pessoa e Zuel Ferreira. É a oitava vez que a musa estrela campanha da Lince e ela relembra o carinho que tem pela empresa, “a imagem da marca é muito positiva e eu gosto de me juntar a empresas assim”, declara a atriz. A locação foi o Estúdio FMS com background fotografado no Deserto do Atacama

Grazi é a estrela das fotos da campanha Lince “Follow The Sun”


BEAUTY

6 | Maceió - Domingo, 05 de Novembro de 2017

| Tribuna Independente

cesta básica GARIMPAMOS NOVIDADES COSMÉTICAS LANÇADAS RECENTEMENTE PARA GARANTIR BELEZA DA CABEÇA AOS PÉS EDIÇÃO JAMES SILVER FOTOS DIVULGAÇÃO

Fluido Multiprotetor FPS 50 (R$ 73,80) Natura Chronos é um protetor facial de uso diário que atua não somente contra raios UVA (fator de proteção UVA 18) e UVB (fator de proteção solar 50), mas também contra os demais agressores que aceleram o envelhecimento precoce

Kit Duo Divine Curls shampoo e condicionador (R$ 50,08) Inoar para manter cachos perfeitamente formados e sem frizz Batons Matte Nutrimetics têm em sua formulação manteiga de karité, um ingrediente com propriedades regeneradoras e que alivia a sensação de ressecamento dos lábios; vitamina E, um antioxidante que previne o envelhecimento dos lábios, e cera de carnaúba, com propriedades emolientes que ajudam a manter a hidratação natural dos lábios

Batom Líquido 12 Horas (R$ 25,00 – a unidade de 4,6g) Dailus Pro nas cores Violet Metalic, Magnific, Cherry Metalic, Summer Metalic, Winter, Whisky, Clicquot, Burlesque e Grey Trend

Democratizando o tradicional nude, os esmaltes (R$ 3,49 cada) Colorama vão desde uma cor mais clara até um tom mais escuro, para atender a diversas tonalidades de pele

Elixir Reparador da linha Hidradefense Solution Adcos é um sérum facial com concentrado de ativos que blinda a pele, recuperando a barreira de proteção natural, evitando a perda da hidratação e a selando de forma invisível, tornando-a macia e suave

Creme de Limpeza Dercos Sensi Care (R$ 89,00 400ml) Vichy substitui o shampoo e o condicionado, pois limpa sem ressecar os cabelos, condiciona e hidrata

Concentrado Revitalizante possui uma fragrância natural composta por cinco óleos essenciais: lavanda, alecrim, gerânio, copaíba e cumaru (R$ 123,00) Natura Chronos

Sabonete GlicoAtivo Adcos é um produto multifuncional que limpa profundamente, afina, renova e ilumina a pele, podendo ser usado na face e no corpo

Água Demaquilante RLMT2 (R$ 62,50) Kosmein é indicada para todos os tipos de pele, possui uma formulação suave, elaborada para eliminar totalmente os resíduos, deixando a pele limpa, sem a sensação de oleosidade Proteção solar para o corpo Anthelios [XL] Protect FPS 50 (120 ml – R$ 59,90) La Roche-Posay


zik

Tribuna Independente | Maceió - Domingo, 05 de Novembro de 2017

zenitaalmeida@gmail.com

PARQUINHO

Em parceria com a Prefeitura de Maceió, o Lopana adotou o espaço na orla da Ponta Verde e patrocinou a instalação de um conjunto de brinquedos produzidos com madeira de eucalipto e pneus tratados, provenientes de reflorestamento, para um parque infantil. Fruto do projeto Adote Uma Praça Pública, criado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Semds), a nova área de lazer terá sua manutenção garantida pelo Lopana e estará aberta para uso de toda a população.

BELEZA E ARTE

Jean Bueno, Gerente de Perfumaria do Boticário, e Suelen Johann, Maquiadora Sênior da marca, são presenças confirmadas em Maceió na próxima semana. Eles têm encontro marcado - e exclusivo - na Galeria Gamma, no evento que promoverá uma verdadeira fusão entre a Beleza e a Arte.

FILANTROPIA ACERVO

E o projeto Momento Living mais uma vez está de volta, com a assinatura da decoradora Tici Allegrini, cujo ambiente foi inspirado no Grande Circo. Com mais de seis anos de experiência em decoração para eventos, Allegrini contou com vários parceiros deixando o ambiente exuberante. A facilidade de quem decora um evento, é encontrar peças e objetos que facilite no perfil da sua criatividade. Como a Living dispõe do maior acervo, isso se torna fácil a qualquer profissional.

PELA PAZ

No dia 12 de novembro, às 20h, o Teatro Gustavo Leite vai sediar o “I Concerto Vozes pela Paz, de Gonzaga a Dominguinhos”, um show beneficente que faz uma homenagem à paz através desses dois grandes brasileiros do século XX. O concerto promoverá um grande encontro de artistas, todos de forma voluntária, com a presença marcante de músicos como Eliezer Setton, Geraldo Cardoso, Chambinho do Acordeon, Wilma Araújo, Carla Araújo, Igbonan Rocha, Irina Costa, Cezzinha e Terezinha do Acordeon, todos acompanhados pela Orquestra Filarmônica de Alagoas, sob a regência do maestro Luiz Martins (com participação especial da violinista Débora Borges e do sanfoneiro Xameguinho); do Coral Cesmac, além das performances de Marlon Rossy e Arthur Martins.

CASA COR

A programação de novembro da CASACOR Alagoas conta com atividades para toda a família.. De 1º a 5 de novembro, a edição alagoana da CASACOR, montada no 3º piso do Parque Shopping, vai oferecer atividades infantis na Brinquedoteca, além de recreações como a Trilha do Prata, a oficina de customização de cadernos escolares, a pintura na tela, o Master Chefinho e música ao vivo com a banda infantil da Escola de Música Vila Lobos. Além das atrações voltadas para a garotada, o público pode participar também da visita guiada, jantar harmonizado e curso de hambúrguer com os chefs Braga Neto e Arroz, música ao vivo com Paulinho Segundo e muito mais.

No dia 6/11, o Outback Steakhouse realiza pelo segundo ano o Iced Tea Day, dia em que o valor líquido arrecadado com a venda do clássico Iced Tea será revertido para a AACD - Associação de Assistência à Criança Deficiente. Nos sabores limão, pêssego, cranberry, ou tradicional, os chás do Outback possuem cortesia de refil como tradição do restaurante, em que o cliente só paga o primeiro copo e todos os seguintes são por conta da casa. A ação é válida em todas as unidades do Brasil durante todo o dia 6.

NATAL

O clima do Natal começa a tomar conta da capital alagoana. E, claro, que a magia da festa mais importante do ano também já está presente no Shopping Pátio Maceió. Para abrir as comemorações natalinas, no dia 05 de novembro, será realizada a tão esperada chegada do Papai Noel. A recepção do bom velhinho terá início às 9h, na Pracinha Pátio Maceió. Já às 16h30, o momento mais esperado pelas crianças e adultos acontece com a chegada do Papai Noel, que traz toda sua magia e encanto do Natal acompanhado de um lindo desfile natalino. Logo após ele seguirá para o seu trono na Praça Central para tirar fotos com as crianças.

INSTAGRAM

Muitos produtos vêm sendo divulgado através das redes sociais, e uma dessas ferramentas é o Instagran. Porém nem todos sabem utilizar de maneira adequada que atenda os seus interesses comerciais. É para lhe orientar melhor nesse sentido que a coach Andressa Mendes vai dar um curso nos dias 10 e 11 deste mês de novembro, no Instituto Carlos Conce. O curso acontece dia 10 das 19h ás 22h e dia 11 das 8h as 12h30.

PRÊMIO

A Psicóloga e Consteladora Familar, Sonia Onuki, recebeu a comenda “Prêmio Valores Familiares e Comunitários 2017”, oferecido pela Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, em reconhecimento pelos relevantes serviços prestados à sociedade através da ferramenta das Constelações Familiares. Em seu trabalho como consteladora familiar, Sonia Onuki, utiliza o método terapêutico fenomenológico na busca pelo equilíbrio e respeito nas relações familiares, reconhecendo a importância dos nossos ancestrais, solucionando problemas antigos que possam estar atuando em processos atuais e promovendo o livre fluxo do amor entre os seus componentes.

A psicóloga e Consteladora Familiar Sonia Onuki recebe Comenda pelo reconhecimento do seu trabalho


Requinte e bom gosto esperando por f


Edição número 3017 - 4 e 5 de novembro de 2017  

tribunaindependenteediçãodigitaltribunahoje