Page 1

FIM DE SEMANA n MACEIÓ - ALAGOAS - 2 E 3 DE FEVEREIRO DE 2019 - Nº 3.324 -

R$ 4,00

ESTRUTURA EXTERNA DE RESIDÊNCIA DESABA NO BAIRRO DA PONTA GROSSA E BOMBEIROS RESGATAM MORADORES PÁGINA 10

tribunahoje.com EDILSON OMENA

Iniciado com ritual na Praça Dom Pedro II, o cortejo seguiu pela Rua do Comércio em direção à Praça dos Martírios, onde aconteceram apresentações

Quebra de Xangô: cortejo relembra 107 anos e reforça luta contra intolerância As ruas do Centro de Maceió foram tomadas na tarde de sexta-feira (1º) por mais uma edição do Xangô Rezado Alto. O evento acontece todo ano para relembrar o episódio de 2 de fevereiro de 1912, quando vários templos sagrados de religiões de matriz africana da capital alagoana e outras cidades do estado foram invadidos e destruídos. A manifestação marca no calendário de Alagoas a luta contra a intolerância religiosa e representa o ato político de elevar a voz para resistir pelo fim do preconceito e do racismo que ainda persistem na sociedade atual. PÁGINA 10

MPE investiga uso de substância cancerígena na fabricação de pão Operação “Pão Nosso“ foi deflagrada e recolheu amostras de produtos para apurar se eles contêm bromato de sódio O Ministério Público Estadual realizou fiscalização na sexta-feira (1º) e esteve em uma empresa que atua como fábrica e distribuidora de produtos para panificação, localizada

no bairro da Levada. Foram recolhidas amostras que serão encaminhadas para análise laboratorial, além de onze embalagens do componente químico bromato de sódio, apon-

ASCOM ALE

tado como substância cancerígena. O laudo com a confirmação da presença no material investigado pelo órgão deve ser divulgado entre os dias 11 e 12 de fevereiro. PÁGINA 9 EDILSON OMENA

ENSINO FUNDAMENTAL

Senado segue com votação sábado e Maia é reeleito Rodrigo Maia vai comandar a Câmara pela 3ª vez. Senado terá voto aberto. PÁGINA 7

Município de Maragogi tem 22 km de praias paradisíacas

Deputados tomam posse e Marcelo Victor é eleito presidente da Assembleia Marcelo Victor é o presidente da Assembleia Legislativa do Estado. A eleição para o comando do Poder Legislativo nos próximos dois anos contou com 26 parlamentares que votaram em Marcelo. A ausência foi de Olavo Calheiros (MDB) que deixou o plenário antes. A escolha ocorreu após a posse dos deputados. PÁGINA 3

Orla da cidade do Litoral Norte conta com localidades tranquilas e bucólicas. PÁGINAS 13 e 14

Assistidos pela Pestalozzi são diplomados Jovens, adultos e idosos ligados à Associação Pestalozzi de Maceió concluíram o ensino fundamental. No dia 18 de janeiro, um evento de formatura marcou a conquista da turma composta por nove assistidos pela instituição e mais a mãe de um deles, que recebeu seu diploma. PÁGINA 11

Ministro do STF arquiva pedido sobre o caso Queiroz Com decisão, investigação continua no Ministério Público do Rio de Janeiro. PÁGINA 5

TV

ENTREVISTA CACÁ GOUVEIA DEFENDE ARTICULAÇÃO E DIÁLOGO PARA AJUDAR NA SEGURANÇA

ISABELLE DRUMMOND FALA SOBRE DESAFIO EM LIDAR COM A COMÉDIA EM “VERÃO 90”

Novo presidente do Conseg, ele ressalta que o órgão precisa estar mais próximo da população e quer articulação entre estados, municípios e a União para tratar a segurança.

Atriz interpreta a personagem “Manuzita“ na nova novela do horário das 19 horas e cita que o trabalho a faz explorar mais o lado da comédia: “É um campo novo pra mim“.

PÁGINA 2

Bom com possiblidades de chuvas em áreas isoladas

Mínima

24º

Máxima

30º

SUPLEMENTO

MARÉS 02:14 08:44

1.8m 0.24m

14:44 1.78m 20:58 0.73m

FINANÇAS

DÓLAR COMERCIAL DÓLAR PARALELO R$ 3,91

R$ 3,92

R$ 3,91

R$ 4.10

OURO

R$ 146,31

POUPANÇA 0,3715%


POLÍTICA

2

ESPLANADA

LEANDRO MAZZINI - contato@colunaesplanada.com.br

Erros & falhas

O

rompimento da barragem da Vale em Brumadinho foi consequência de erros no monitoramento e falhas na identificação de “ruptura iminente”, aponta Fábio Augusto Reis, professor do Departamento de Geologia da Universidade Estadual Paulista (Unesp) e presidente da Federação Brasileira de Geólogos (Febrageo). Segundo Reis, um plano de monitoramento, quando bem feito, consegue identificar o que está acontecendo dentro da barragem: “Uma barragem dá sinais antes de romper. Em geral, os grandes rompimentos são causados por erosão interna”.

MÉTODO O presidente da Federação de Geólogos também afirma que outra discussão suscitada após a tragédia é o método de construção empregado na barragem do Córrego do Feijão, “alteamento a montante, cuja segurança seria controversa pela dificuldade de avaliar a estabilidade da base de cada camada da construção”.

MANIFESTO Há dois anos, a Federação Brasileira de Geólogos (Febrageo) repudiou as nomeações políticas para cargos na gestão dos recursos naturais e minerais brasileiros, em especial no Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). “As nomeações mostram o total desprezo de certos setores políticos pela sociedade e para o planejamento técnico de longo prazo”, manifestou à época.

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 2 E 3 DE FEVEREIRO DE 2019

CPI

SISFRON

CARTA

Deputados e senadores que articulam instalação da CPI para investigar a tragédia de Brumadinho apontam que uma das prioridades da comissão será a revisão das concessões de outorgas para uso de barragens em áreas consideradas de riscos. Deputado Gustavo Fruet (PDT-PR) defende “um novo pacto, um novo padrão, com relação às licenças”.

O coronel da reserva do Exército, José Carlos Sappi foi nomeado assessor especial do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Ele atuou na implantação do Sistema Monitoramento de Fronteiras (SisFron), no Gabinete de Segurança Institucional e na assessoria militar da Presidência durante o governo de Dilma.

O ex-presidente Lula, preso em Curitiba, escreveu uma carta aos petistas que será lida na festa do aniversário de 39 anos do PT, dia 9 de fevereiro, no Sindicato dos Bancários, em São Paulo. Fernando Haddad, Dilma Rousseff confirmaram presença, além de artistas e intelectuais.

INCONSTITUCIONAL A Medida Provisória (870/2019) que estabeleceu o monitoramento de organizações sociais é inconstitucional, pois viola a norma que veda a interferência estatal no funcionamento dessas instituições. É o que sustenta a procuradora federal dos Direitos do Cidadão, Deborah Duprat em nota técnica encaminhada ao Congresso Nacional.

PGR

Duprat também encaminhou representação à procuradora-geral da República, Raquel Dodge, solicitando que seja analisada a possibilidade de se apresentar ao STF uma ação pedindo a inconstitucionalidade desse trecho da MP que foi editada no dia 1º de janeiro pelo presidente Jair Bolsonaro.

FORÇA-TAREFA Presidente da Funai, Franklimberg de Freitas, sobrevoou as Terras Indígenas Uru-Eu-Wau-Wau e Karipuna, em Rondônia, para averiguar denúncias de que posseiros e madeireiros estão invadindo a área e ameaçando os indígenas. Uma força-tarefa, que contará com representantes da Funai, Ministério Público, OAB será montada para coibir as invasões na região.

AVISO Serviço Federal de Vigilância Veterinária e Fitossanitária da Rússia (Rosselkhoznadzor) avisou à Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA) do Ministério da Agricultura que pode suspender compra de soja do Brasil. “Essa decisão se deve ao alto grau de toxicidade do glifosato [herbicida] para humanos e animais, como atestado por vários estudos científicos”, diz o comunicado russo.

COOPERAÇÃO O presidente do Comitê Olímpico do Brasil, Paulo Wanderley, e a Secretária Municipal de Educação do Rio de Janeiro, Talma Romero Suane, assinam na segunda-feira, 4, acordo de cooperação para a promoção dos valores olímpicos - amizade, respeito e excelência - nos projetos da secretaria.

Com equipe DF, SP e Noedeste www.colunaesplanada.com.br contato@colunaesplanada.com.br Twitter @leandromazzini

SANDRO LIMA

ENTREVISTA

Gouveia defende articulação para ajudar na segurança À frente do Conselho Estadual de Segurança - Conseg -, o advogado destaca até a intermediação para liberar recursos CARLOS AMARAL REPÓRTER

Cacá Gouveia destaca que o Conseg vem cumprindo o seu papel quanto às questões de segurança O advogado Antônio Carlos Gouveia, mais conhecido como Cacá Gouveia, assumiu em janeiro a presidência do Conselho Estadual de Segurança Pública (Conseg), órgão ao qual ele já exerceu a vice-presidência. À Tribuna Cacá Gouveia destaca o papel articulador e de correção do Conseg junto às forças de segurança pública de Alagoas. Contudo, o advogado, que já foi diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), quer alargar os horizontes de ajudar a construir uma espécie de rede entre conselhos de Segurança Pública dos estados, além de estimular a criação deste órgão nos municípios alagoanos.

Tribuna Independente – O senhor já foi vice-presidente do Conseg e agora está à frente do órgão, o que pretende realizar neste próximo período? Cacá Gouveia – Hoje existe uma motivação diferenciada, a partir da Lei 13.675. é uma lei sancionada pelo presidente Michel Temer [MDB] no ano passado que define uma articulação e integração entre União, estados e municípios para utilização de recursos na ordem de R$ 2 bilhões para o país inteiro, sendo R$ 4 bilhões em 2020. Essa lei criou o SISP, Serviço Integrado de Segurança Pública. Os conselhos de Segurança Pública terão um papel de muita articulação porque, como a própria Lei prevê a articulação entre estados e municípios e União, se vincula agora a necessidade de o Conseg fazer esta ponte entre União e municípios. Vamos começar a estimular a convocação dos municípios para criarem seus conselhos municipais de Segurança Pública; vamos fazer uma alteração na legislação do próprio Conseg, a fim de atualizá-la naquilo que a lei federal estabelece como necessidade; e vamos fazer uma re-

união em Brasília para ouvirmos do ministro Sérgio Moro [Justiça e Segurança Pública] e entender o grau de articulação que ele quer para os estados. A nossa ideia é capitanear um grande projeto no Norte/ Nordeste e ver se ele consegue criar instrumentos para o Sul e Sudeste. Já fizemos o primeiro laboratório em novembro do ano passado, quando, na sede do Detran, trouxemos todas as forças de segurança do país para debater essa Lei e desse encontro saiu a ‘Carta de Alagoas’. Já saímos até na frente, por isso que o maior desafio é o Conselho consolidar tudo aquilo que já foi desenvolvido. Por isso, nos próximos meses vamos dar prioridade para esse tipo de articulação. Também vamos estimular a criação de comissões. Temos aqui 17 conselheiros, deste temos representação não só da Segurança Pública, mas também da sociedade civil. Então, essas câmaras temáticas serão para fazer um monitoramento como, por exemplo, do sistema prisional ou da Polícia Militar ou do IML [Instituto Médico Legal]. Isso tudo vai fazer que se gere no Conseg maior aproximação com esses órgãos. Agora, por

exemplo, há um relatório da Defesa Civil que trata do funcionamento da sede da Polícia Militar. É um assunto que também afeta o Conselho e, por isso, estamos convocando uma reunião para solicitar ou determinar uma intervenção numa pequena parte do prédio enquanto se resolve o deslocamento para outro ambiente. No passado, o Conselho já vem cumprindo seu papel. Como exemplo eu cito a demolição do presídio militar que funcionava como um balneário. Um preso, numa inspeção feita por mim, tinha seis ternos. Ele tinha 20 anos de cadeia e tinha seis ternos. É claro que estava saindo do local. O muro era baixo e não dava condição de segurança nenhuma. Com o dinheiro do Fundo [de Segurança Pública Estadual], fizemos um novo presídio militar. Tribuna Independente – O senhor citou o papel do Conselho. Até que ponto ele tem algum poder, suas decisões são consultivas ou deliberativas, por exemplo? Cacá Gouveia – Pela lei, o Conselho é deliberativo. Temos o poder de aferir responsabilização de gestores públicos, isso desde a Secretaria de Se-

Temos aqui 17 conselheiros, deste temos representação não só da Segurança Pública, mas também da sociedade civil. Então, essas câmaras temáticas serão para fazer um monitoramento”

Por isso, defendo o estímulo de palestras, capacitações, cursos com os agentes de segurança que vivem com os nervos à flor da pele para tentar criar um ambiente de humanização”

gurança a Detran, IML, enfim, todos os órgãos ligados à área. Por exemplo, o coronel Pinheiro foi demitido da Polícia Militar, ainda no governo Téo [Teotonio Vilela Filho, PSDB] por força do Conseg. É um colegiado que representa, por lei, uma função deliberativa. Tanto é assim que estabelecemos, como procedimento inédito, meta aos delegados de Polícia. Existiam inquéritos inconclusivos – de anos – e nós estabelecemos cota de 12 processos por mês a cada delegado. Isso quintuplicou a produção da Polícia civil, força de uma deliberação do Conselho. Em nossa última sessão, recebemos o coronel Moisés, da Defesa Civil, para colocar a sua disposição recursos do Fundo de Segurança Pública Estadual – gerido por nós e cujo aporte é de R$ 15 milhões, oriundos do Detran e de parte da taxa de emissão das carteiras de identidade –, que hoje tem R$ 11 milhões em caixa e que se ele tiver interesse para compra de material para atua junto a pessoas que estiverem com necessidade. Tribuna Independente – Sempre quando se discute segurança pública, o debate sobre violação aos Direitos Humanos entra na roda. Como o Conseg pode atuar no sentido de combater essas violações? Cacá Gouveia – Nós temos uma vantagem muito grande que é a presença do presidente do Conselho Estadual dos Direitos Humanos como integrante do Conseg. Ele tem voz, vez,

papel e posição. Isso reflete a necessidade de manter firme uma estratégia de imparcialidade, coerência e prudência. Esse é o nosso papel. Como todo colegiado, a deliberação da maioria é a que vale. E me cabe conduzir todo e qualquer processo de exagero, quer seja por agente público, quer seja por situação de segurança para que se crie um ambiente de proteção. Não menos razão, o Conselho trabalhou na situação, de forma muito intensa, daqueles meninos abatidos por policiais militares do 5º Batalhão [irmãos Josenildo e Josivaldo, no Village Campestre, em março de 2016]. Já tivemos um caso em que um coronel da PM veio aqui denunciar a morte de seu filho por policiais militares também do 5º Batalhão. Ele pediu a prisão da guarnição, que dizia que seus filhos eram drogados. De todo modo, é preciso entender que muitos policiais estão com os nervos à flor da pele, pois ficam 12 horas sob tensão extrema e vivenciando todo o tipo de situação. Por isso, defendo o estímulo de palestras, capacitações, cursos com os agentes de segurança que vivem com os nervos à flor da pele para tentar criar um ambiente de humanização, nunca de fraqueza ou vulnerabilidade. Essa humanização tem de vir, a meu ver, de dentro para fora para que esses policiais possam exercer sua função de Estado no ambiente em que trabalham com um bom grau de equilíbrio para lidar com a ansiedade do dia a dia.


POLÍTICA

CONJUNTURA FLÁVIO GOMES DE BARROS

flaviogomesdebarros@gmail.com

Tudo nos separa, nada nos une

H

ubert Alquéres: “Nos últimos tempos os brasileiros não se unem em quase nada, nem sobre o formato da terra. Inflados pelas redes sociais, tudo é motivo de discórdia e de perpetuação de uma polarização radicalizada. A política externa sempre foi fator de coesão nacional. Mesmo em plena ditadura, esquerda e direita convergiram em torno do pragmatismo responsável do governo Ernesto Geisel. Hoje não é mais assim. O compromisso com a democracia como valor universal – um dos pilares da política desenvolvida ao longo de mais de um século – só vale para uma certa esquerda quando as violações dos direitos humanos são cometidas por governos de direita. Se praticadas por governos de esquerda, a coisa muda de figura. No momento em que o mundo inteiro condena a ditadura de Nicolás Maduro na Venezuela, a presidente do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffman, saiu a campo em defesa do ditador e apressou-se em ir a posse de mais um mandato do bolivariano. Fomos capazes de nos unir na campanha das diretas e na transição democrática. Há um episódio histórico sobre o qual deveríamos refletir. Durante a Segunda Guerra Mundial, Luís Carlos Prestes deixou de lado suas divergências com Getúlio Vargas e pregou a união nacional contra o nazi-fascismo. Os manifestantes pró-participação do Brasil na guerra carregavam cartazes com a foto de Vargas e o slogan ‘Tudo nos une, nada nos separa’. O espírito agora é outro: ‘tudo nos separa, nada nos une’.”

PEGOU MAL Ao saber que Renan Calheiros venceu Simone Tebet, por 7x2, na prévia para escolha do candidato do MDB à presidência do Senado, Jair Bolsonaro ligou do hospital para Renan, cumprimentando-o. O desgaste com a divulgação foi tanto que Bolsonaro foi orientado a ligar também para os pré-candidatos de outros partidos.

DESEQUILÍBRIO Na votação para a presidência do Congresso Nacional os senadores Renan Calheiros (AL) e Kátia Abreu (TO), ambos do MDB, protagonizaram cenas de arrogância e prepotência, ao saberem que havia sido aprovada (50 x 2) a votação em aberto. Até sentaram à mesa, pressionando o presidente da sessão. Tudo ao vivo.

TRANSAÇÃO Informação do semanário “Extra”: “A Braskem será vendida para a multinacional LyondellBasell, uma das maiores petroquímicas do mundo, com atuação em 17 países e faturamento anual de 35 bilhões de dólares. A venda, no entanto, depende da Petrobras, que detém 47% das ações e pode exercer seu direito de preferência.”

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 2 E 3 DE FEVEREIRO DE 2019

COMPROMISSO Ao assumir o mandato de deputada estadual, pelo PRTB, Fátima Canuto lembrou que tem a responsabilidade de ocupar a cadeira que já foi ocupada pelo seu pai, Rubens Canuto: “Meu pai era um homem íntegro, sério e que lutava pelo povo. Volto com o mesmo objetivo que ele e com todos os valores que herdei do meu pai”.

INVESTIMENTO

O prefeito Rogério Teófilo, de Arapiraca, conferiu obra de pavimentação no bairro Zélia Barbosa Rocha, orçada em 1,1 milhão e com o prazo cinco meses para seu término. Serão 1.300 metros de pavimentação e drenagem. “Na 2ª feira fecharemos mais 50 milhões em investimentos para pavimentação e asfalto”, garante.

OPINIÃO Augusto Nunes e o enterro de Vavá, irmão de Lula: “No cemitério, falaram por ele Gleisi Hoffmann e Fernando Haddad. Atacaram Sergio Moro e a crueldade dos juízes que, na versão da dupla, perseguem o chefe. Nenhum deles mencionou uma única vez o nome de Vavá. O morto fez o papel de figurante no próprio velório.”

3

A improbidade, a deslealdade, a má-fé, detestáveis em todas as relações da vida, são lepra” RUI BARBOSA Jurista brasileiro

*Na próxima 2ª feira, 4, o trânsito da Rua Alcebíades Valente, nos fundos do Colégio Madalena Sofia, no Farol, terá o seu sentido de direção modificado definitivamente: passará a ser mão única em direção à Avenida Dom Antônio Brandão. * Órgãos envolvidos no Plano de Contingência de Proteção e de Defesa Civil do Pinheiro promovem 2ª feira, a partir das 9 horas, reunião preparatória do simulado de evacuação do bairro, previsto para dia 16. A reunião acontece no 59º BIMtz. Maceió * A escritora e professora Ruth Vasconcelos, o artista Francisco Brennand e a Viva Editora lançam a coletânea de livros “Os Cadernos Verdes de Francisco Brennand”. Às 16 horas, na Oficina Cerâmica Francisco Brennand, em Recife. A entrada é gratuita.

*A programação da Liga Carnavalesca de Maceió prevê para hoje a realização da festa “Vermelho e Preto”, às 22 horas, no Jaraguá Tênis Clube. Como atrações, Orquestra Expresso Latino, Wilma Araujo e banda e DJ Peixe. Contato: 99982.0613. *No Parque Shopping, fevereiro é dedicado às prévias carnavalescas. A partir deste domingo, às 16 horas, e em todos os próximos finais de semana, haverá frevo com bailes infantis, ensaio aberto do Pinto da Madrugada e até folia para os cachorros. *Neste domingo, 19 horas, antes da exibição do filme sobre Dorival Caymmi, Pompe, Ailton e Orris, munidos de violão, baixo e bateria, interpetarão sucessos do compositor baiano. Às 20h15m, tem o filme “Dê lembranças a todos”. No Cine Pajuçara.

Marcelo Victor recebe 26 votos na ALE Parlamentar foi eleito o novo presidente do Poder Legislativo após a solenidade de posse dos deputados estaduais ASCOM/ALE

CARLOS VICTOR COSTA REPÓRTER

A

Marcelo Victor reiterou a parceria que a Assembleia Legislativa do Estado terá com o governador

19ª legislatura da Assembleia Legislativa do Estado (ALE) teve início na última sexta-feira (1°). Na ocasião, ocorreu a cerimônia de posse dos 27 deputados eleitos no pleito, e logo após a eleição para a Mesa Diretora, que sacramentou Marcelo Victor (SD) como presidente do próximo biênio 2019/2020. A sessão foi comandada pelo deputado Francisco Tenório (PMN), então vice-presidente da Casa. Os trabalhos serão retomados no próximo dia 15. O resultado da eleição apenas confirmou o que já vinha sendo noticiado sobre o grande acordo feito entre o deputado Marcelo Victor e a maioria dos parlamentares, o que culminou com o apoio das bancadas do governo e os deputados que compõem a oposição ao governo de Renan Filho (MDB). O pleito contou apenas com a candidatura única de Marcelo

Victor, como também da chapa restante da Mesa Diretora. Todos receberam 26 votos. Os outros oito integrantes da Mesa Diretora da Casa devidamente eleitos foram Galba Novaes (MDB) como 1º vice-presidente; Yvan Beltrão (PSD) na segunda vice-presidência; Ângela Garrote (PP) como 3ª vice-presidente; Paulo Dantas (MDB) comandará a 1ª secretaria; Davi Davino (PP) ocupará a segunda secretaria; Marcos Barbosa (PPS); fica com a 3ª secretaria; e Tarcizo Freire (PP) como 4º secretário. Os suplentes serão Dudu Ronalsa (PSDB) e Flávia Cavalcante (PRTB). O fato que mais chamou atenção foi a ausência do deputado Olavo Calheiros (MDB). Ele tomou posse e na hora da votação se ausentou para não votar em Marcelo Victor. Olavo era pré-candidato a presidente da Mesa Diretora com o apoio do sobrinho, o governador Renan Filho, mas retirou

a candidatura após o apoio de maioria dos deputados a Marcelo. Outro registro da eleição foi o episódio do deputado Marcelo Victor passando pelos deputados novatos e os ensinando como votar. Empossado como presidente da ALE, Marcelo Victor agradeceu a oportunidade de ter sido eleito para presidir a Casa de Tavares Bastos. Disse ser um momento ímpar de sua vida e registrou a presença do pai, o ex-deputado Gervásio Raimundo. Ele agradeceu particularmente a deputada Ângela Garrote, a quem reconheceu está ao seu lado em um momento difícil que passou. “Vamos fazer uma gestão democrática e participativa. Os líderes vão se reunir. Vamos fazer reuniões periódicas e escolher as pautas. As pautas serão partilhadas. Nós sempre fomos parceiros do governador e apoiaremos toda medida que seja em prol da sociedade”.

Cibele Moura promete atuação com promessa de nova política ASSESSORIA

EDITORIA DE POLÍTICA COM ASSESSORIA

A deputada mais jovem do País, a alagoana Cibele Moura (PSDB), de 21 anos, tomou posse no cargo na última sexta-feira (1), em solenidade na Assembleia Legislativa do Estado (ALE). Eleita para seu primeiro mandato com expressiva votação – 37.824 votos - Cibele passa a integrar a bancada da Casa, composta por 27 parlamentares, e assegura que seu mandato será pautado na transparência e na ética, numa nova forma de pensar e fazer política, voltada sobretudo para a juventude. “Buscarei sempre fazer diferente, como prometi durante minha campanha. Meu mandato será pautado na transparência e na ética. Trarei para a Assembleia pautas e projetos de lei que possam contribuir para reverter os indicadores sociais

Deputada Cibele Moura foi eleita com mais de 37 mil votos, sendo a mais jovem parlamentar do país que infelizmente ainda maltratam tanto a nossa gente”, afirma Cibele, ao destacar que entre suas ações prioritárias estão a profissionalização e abertura de vagas de emprego para os jovens. A parlamentar entende que ser a mais jovem deputada estadual do Brasil au-

menta ainda mais sua responsabilidade, mas ela está segura de que o desafio será vencido com trabalho, empenho, dedicação e disposição de fazer o melhor por Alagoas. “Ser a deputada mais nova do Brasil é uma responsabilidade gigantesca, mas

podem ter certeza que vou representar a nova política”, garante, ao falar de sua alegria em assumir o mandato. “É um momento de felicidade e ao mesmo tempo de ansiedade ao chegar na Assembleia e fazer o que a gente vinha prometendo durante todo o processo de campanha, que é a transformação, um momento de renovação. A gente está chegando para,

de fato, trabalhar muito por Alagoas. Estamos chegando para trabalhar e mudar a vida dos jovens de Alagoas”, diz. Além da juventude, Cibele Moura tem como prioridade as mulheres. Ela integrará a bancada feminina da ALE que nesta última eleição foi ampliada, passando de duas deputadas para cinco.

“É uma conquista muito importante não apenas para mim, mas para o Estado, que terá na bancada feminina a oportunidade de trazer para a Assembleia Legislativa o debate com prioridade em políticas públicas para a mulher. Teremos muito trabalho daqui para a frente. Vamos honrar nossas promessas de campanha, fiquem certos disso”, afirma.


4

POLÍTICA

TRIBUNALIVRE

MP RETOMA INVESTIGAÇÕES

O

Conselho Monetário Nacional definiu em R$ 6 bilhões o valor que os bancos terão de destinar aos pequenos produtores rurais. Os recursos sairão dos depósitos á vista e da poupança rural, e serão empregados no custeio agrícola e pecuário do Programa Nacional e Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp). A medida é transitória e valerá de 1º de fevereiro a 30 de junho. De acordo com o Banco Central o direcionamento adicional foi necessário para fazer frente ao aumento da demanda por crédito rural por parte dos pequenos produtores nesta safra. Atualmente os bancos são obrigados a destinar 30% dos depósitos á vista e 60% dos depósitos na poupança rural para o crédito rural.

Ministério Público do Rio de Janeiro está autorizado a retomar as investigações sobre as movimentações bancárias suspeitas do assessor do senador Flávio Bolsonaro (PSLRJ), Fabrício Queiroz. A autorização foi concedida pelo ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal. As investigações foram suspensas por determinação do ministro Luiz Fux, atendendo solicitação do senador. Queiroz era lotado no gabinete de Bolsonaro quando este era deputado carioca, e foi flagrado pelo Conselho de Controle de Movimentações Financeiras (Coaf) movimentando mais de R$ 1,2 milhão.

PADRE É AFASTADO

MP RETOMA INVESTIGAÇÕES 2

BARTOLOMEU DRESCH

bartolomeu_dresch@hotmail.com.br

R$ 6 bi para agricultores

O

Um sacerdote da Igreja Católica em Alagoas foi afastado das suas atividades pastorais em função de uma denúncia de assédio sexual, praticado contra um adolescente de 15 anos. O arcebispo metropolitano de Maceió, Dom Antônio Muniz afirmou em comunicado, que a “Arquidiocese tomou medidas canônicas em relação ao caso e aguarda posicionamento da justiça”. O caso está sendo apurado pela Delegacia dos Crimes Contra a Criança e o Adolescente.

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 2 E 3 DE FEVEREIRO DE 2019

UMA ASPIRINA POR DIA

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) cerca de 53 milhões de pessoas morrem todos os anos por doenças cardiovasculares. Mas há décadas que a medicina utiliza um método preventivo, barato e fácil de aderir: um ou mais comprimidos de aspirina por dia. Mas alguns estudos indicam que o ácido acetilsalicílico não é eficaz na proteção de indivíduos sem histórico de doenças cardíacas. Outros sustentam que o uso de um comprimido ao dia aumenta o risco de sangramento nos que fazem uso preventivo da droga.

UMA ASPIRINA POR DIA 2 Agora, pesquisadores do Kings College London e do Kings College Hospital da Inglaterra fizeram uma revisão de 13 estudos clínicos com 164 mil participantes que usam a aspirina. Os estudos mostraram que o uso está associado a uma redução de 11% no risco de eventos cardiovasculares (morte, infarto não letal e derrame não letal). E identificaram também um aumento de 47% do risco de sangramento .

UMA ASPIRINA POR DIA 3

O ministro Marco Aurélio é o relator da ação que tem Bolsonaro como réu, e decidiu pela continuidade das investigações no retorno das atividades do STF. O relatório do Coaf integrou a investigação da Operação Furna da Onça, um desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro, que prendeu deputados estaduais em novembro passado.

Para os pesquisadores britânicos a aspirina tem um papel correto de prevenção das doenças do coração, mas colabora com os riscos de sangramento gastrointestinais. Por isso mesmo, a recomendação do uso da aspirina deve ser discutida com os médicos, informando aos pacientes que os benefícios para o coração existem, mas acabam vindo acompanhados da possibilidade de sangramentos.

• O bairro do Pinheiro tem agora seis estações sismográficas, que irão registrar as atividades sísmicas em toda a área. As estações foram instaladas em parceria entre a Universidade Federal do Rio Grande do Norte e o Serviço Geológico do Brasil. • As estações farão o monitoramento sísmico da região, fornecendo dados importantes para os estudos locais. Com a cobertura será possível avaliar microtremores, que na sua maioria são imperceptíveis pela população. • Além disso, o monitoramento da região deverá viabilizar as condições adequadas para a elaboração de um mapa de localização destas vibrações e da sua magnitude. • A rede sismográfica local tem uma área de cobertura de cerca de 1 km de raio partindo do centro do bairro. Os locais para a instalação das estações foram definidos com base nas condições do ruído ambiental, sinal de rede e segurança do equipamento.

Rui contrata recursos para a parte alta Prefeitura tem investido para melhorar as condições de quem transita e reside em uma das regiões mais populosas de Maceió EDITORIA DE POLÍTICA COM ASSESSORIA

O

prefeito Rui Palmeira (PSDB) assinou, na última sexta-feira (1°), um contrato de financiamento de R$ 10 milhões com o Banco do Brasil. Os recursos serão investidos em obras de infraestrutura na parte alta de Maceió. De acordo com o prefeito Rui Palmeira, com o recurso, obras de drenagem e pavimentação serão executadas em bairros como Santos Dumont e Cidade Universitária. “O financiamento será utilizado também no Conjunto Jardim Saúde, que é uma comunidade imensa e que precisa de melhorias na infraestrutura. Com ele também vamos melhorar a trafegabilidade em duas avenidas importantes: a Fernando

Couto Malta, que ligará o Graciliano ao Benedito Bentes, e a José Maria Galvão, no Cidade Universitária, que dará acesso a diversos conjuntos habitacionais, melhorando a qualidade de vida e a mobilidade urbana para milhares de maceioenses”, detalhou o prefeito da capital alagoana após a assinatura. “Estou há pouco tempo no estado, e a oportunidade de me apresentar ao prefeito de Maceió, Rui Palmeira, veio com a celebração desse contrato de liberação de R$ 10 milhões para a Maceió, que serão utilizados em obras viárias muito importantes para o Município. O banco já é parceiro da Prefeitura de Maceió em diversos negócios e a nossa ideia é estreitar esse relacionamento cumprindo o nosso papel, já que somos um banco público, com espírito público”,

afirmou Cássio Daltoé, novo superintendente do Banco do Brasil em Alagoas. OBRAS/PARTE ALTA Desde 2013, a Prefeitura de Maceió vem executando obras de pavimentação e drenagem em diversas áreas da cidade. Na parte alta, o trabalho executado pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra) está mudando a realidade de comunidades carentes da capital. No Complexo Benedito Bentes, por exemplo, um dos conjuntos beneficiados foi o Residencial Pôr do Sol. O local teve mais de 10 vias asfaltadas. As ruas do Conjunto Moacir Andrade, também no Benedito Bentes, estão de cara nova. Os moradores que conviviam com a poeira e lama, agora já sentem os benefícios advindos do asfalto. Ao todo, 17 ruas estão com asfalto novo e aguar-

dam obras de drenagem, além de meio-fio e linha d’água. O investimento no local está sendo de R$ 900 mil. Na Vila Santa Mariana, um dos locais beneficiados no Antares, a líder comunitária Tinalis Santos ressalta que as obras levaram mais dignidade. “A Santa Mariana parecia um lugar esquecido, onde os moradores viviam na lama há mais de 40 anos. Agora o pregresso chegou beneficiando a comunidade e o povo vive com dignidade”, comemorou. O gestão municipal destaca ainda que os investimentos podem ser vistos em diversos bairros de Maceió Também participaram da assinatura do contrato o secretário municipal de Economia, Fellipe Mamede, e os gerentes do Banco do Brasil Rosa Melo e Irone Sidnei Tigre.

Região Norte tem mais representatividade DIVULGAÇÃO

CLAUDIO BULGARELLI SUCURSAL REGIÃO NORTE

Henrique Vilela terá voz ativa nas demandas dos prefeitos da região

Pela primeira vez, depois de mais de 20 anos, quando Sérgio Lira (PP), prefeito de Maragogi, ocupou a presidência da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), a nova mesa diretora da entidade, eleita na última segunda-feira, dia 28, terá dois prefeitos do Litoral Norte na gestão para o biênio 2019-2020. No entanto, nenhum teve cargo de grande relevância para as articulações políticas. Na nova mesa diretora, o prefeito de Japaratinga, Júnior Loureiro ficou com o cargo de conselheiro fiscal, enquanto o gestor de Porto de Pedras, Henrique Vilela, vai ocupar o cargo de coordenador da Região Norte. Os dois gestores fizeram parte da única chapa formada e batizada de “AMA Unida”, formada pelo prefeito de Cacimbinhas, Hugo Wanderley, como presidente e a prefeita de Campo Alegre, Pauline Pereira, como

vice-presidente. Wanderley foi eleito para comandar a AMA pela segunda vez pelos gestores municipais. Desta forma, a nova composição da Associação dos Municípios Alagoanos ficou assim: presidente, Hugo Wanderley, prefeito de Cacimbinhas; vice-presidente, Pauline Pereira Albuquerque, prefeita de Campo Alegre; secretário-geral, Bruno Rodrigo Valença de Araújo, prefeito de São José da Laje; 1º secretário, Júlio Cézar da Silva, prefeito de Palmeira dos Índios; 2º secretário: Nielson Mendes da Silva, prefeito de Campestre; 1º tesoureiro, João José Pereira Filho, prefeito de Teotônio Vilela; 2º tesoureiro, Marcius Beltrão Siqueira, prefeito de Penedo. O titular do conselho fiscal é Klever Rêgo Loureiro Júnior, prefeito de Japaratinga; e coordenador da Região Norte, Carlos Henrique Vilela de Vasconcelos, prefeito de Porto de Pedras. A atual mesa diretora da Associação dos Municípios Alagoanos permanece pelos próximos dois anos.

ASSESSORIA

Rui Palmeira assina contrato para investimentos na capital alagoana

CONVÊNIO

Centro de conciliação será instalado no Procon O Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) vai instalar um Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) dentro do Procon, no bairro do Farol. O presidente do TJ, Tutmés Airan, assinou o convênio referente à iniciativa na sexta-feira (1°), junto ao diretor do Procon, Carlos Eduardo Moura. “Os conflitos que advém do consumo são intensos e múltiplos”, observou Tutmés Airan. “Esse Cejusc vem numa boa hora porque vai evitar que os processos surjam, aliviando a carga do Poder Judiciário e porque os conflitos daí decorrentes vão ser resolvidos num tempo de, no máximo, seis meses”, disse. A previsão é que o Cejusc esteja ativo em cerca de 60 dias. O presidente do Tribunal explicou que mesmo os casos judicializados andarão mais rápido, porque os processos que passarem pelo Centro serão encaminha-

dos aos juizados e varas já com alguns procedimentos realizados. “O Procon vai atuar no sentido de desafogar o Judiciário, ajudando o Poder na fase pré-processual, nas vias administrativas. Com isso, a agilidade e a eficácia do projeto atingem o que o consumidor espera: um resultado rápido, simultâneo e eficaz”, avalia Carlos Eduardo. O juiz José Miranda, coordenador do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), explicou que acordos envolvendo valores até 40 salários-mínimos poderão ser homologados no Procon. “É claro que o direito da demanda judicial é um direito constitucional, não se pode negar, mas você busca com o Cejusc diminuir a quantidade e diminuir o sofrimento das pessoas, porque o processo demora mais, é muito difícil”.


POLÍTICA

Flávio sofre revés e investigação segue no RJ Filho do presidente é suspeito de movimentações financeiras ilegais, diz Coaf

E

m uma derrota jurídica para o senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), o ministro Marco Aurélio Mello do Supremo Tribunal Federal (STF) arquivou nesta sexta-feira um pedido da defesa do parlamentar que havia suspendido as investigações do caso Queiroz. O magistrado liberou o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) a prosseguir com investigações criminais que envolvem o filho do presidente Jair Bolsonaro e seu ex-assessor parlamentar Fabrício Queiroz por supostas movimentações financeiras atípicas. O Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) identificou uma série de depósitos fracionados feitos nas contas de ambos - que ainda não foram ouvidos no processo. Outros parlamentares da Assembleia Legislativa do Rio também são investigados. No dia 17 de janeiro a defesa de Flávio havia acionado o STF pedindo a suspensão das apurações, lançando mão da prerrogativa —tantas vezes criticada por ele, seu pai e irmãos— do foro privilegiado. Segundo pedido do advogado, caberia ao Supremo determinar se o caso deveria sair da Justiça comum, tendo em visto que agora ele é senador. Além disso, o defensor acusou o MPRJ de ter obtido dados sigilosos sem a devida autorização judicial (o que os promotores negam). O pedido foi aceito de forma liminar pelo presidente interino da Corte,o ministro Luiz Fux, que delegou a decisão final para o relator Marco Aurélio

DIVULGAÇÃO

Flávio Bolsonaro havia conseguido vitória no STF após determinação do ministro Luiz Fux sobre investigação

Neste processo, a leitura da inicial revela que o reclamante desempenhava, à época dos fatos narrados, o cargo de deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro MARCO AURÉLIO MELLO Ministro do STF

Mello. A tentativa de barrar as investigações, no entanto, já estava fadada ao fracasso. Na quinta-feira Mello já havia sinalizado que iria negar o pedido da defesa do senador evocando a jurisprudência do STF que restringiu o foro para eventuais crimes cometidos no exercício do mandato, o que não se encaixa na situação de Flávio. “Neste processo, a leitura da inicial revela que o reclamante desempenhava, à época dos fatos narrados, o cargo de deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, tendo sido

5

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 2 E 3 DE FEVEREIRO DE 2019

diplomado Senador da República no último dia 18 de dezembro. A situação jurídica não se enquadra na Constituição Federal em termos de competência do Supremo”, escreveu o ministro na decisão de sexta-feira. Desde que a crise envolvendo seu ex-assessor Fabrício Queiroz explodiu,no final de 2018, Flávio sempre negou ser investigado, e dizia que cabia ao motorista dar as devidas explicações. O pedido de suspensão do processo, no entanto, explicitou que o senador teria mais envolvimento com o caso do que se fazia supor.

DEPÓSITOS

Órgão desconhece quem são os beneficiários Segundo o documento Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), Flávio e Queiroz possuem registros de operações bancárias semelhantes, que indicam uma tentativa de ocultar movimentações financeiras: os depósitos e saques eram feitos em caixas de autoatendimento dentro da Alerj, em operações feitas em espécie. O Coaf não sabe quem seria o beneficiário deste pagamento. Flávio se defendeu em entrevista à TV Record, alegando que isso trata-se de um “apartamento” comprado na planta. “Quando você compra um apartamento na planta, o financiamento fica com a construtora. Quando sai o Habite-se [documento que autoriza que o imóvel seja ocupado], que é quando a Caixa pode fazer o financiamento, você busca a Caixa que tem juros menores. A Caixa paga a dívida com a construtora e deixo de ser devedor da construtora e passo a ser devedor da Caixa. Quem fez essa operação foi a Caixa Econômica, não foi dinheiro meu”, explicou. Já Queiroz é citado no

relatório do Coaf por ter movimentado um valor de 1,2 milhão de reais em sua conta entre 2016 e 2017, valor incompatível com seus vencimentos. Segundo ele, o valor seria fruto de operações de compra e venda de carros usados. O ex-assessor se esquivou por três vezes de prestar depoimento ao MPRJ sobre o caso, alegando motivos de saúde. Na quarta-feira seus advogados informaram que ele deve se manifestar por escrito às autoridades. MILÍCIA Mas os problemas de Flávio Bolsonaro não param por aí. Em 22 de janeiro uma operação da Polícia Civil do Rio tentou prender o capitão Adriano Magalhães da Nóbrega, vulgo Gordinho, tido pelo Ministério Público do Rio de Janeiro como liderança do Escritório do Crime, grupo miliciano suspeito de ter envolvimento na morte de Marielle Franco. A mãe e a esposa de Nóbrega, Raimunda Veras Magalhães e Danielle Mendonça da Costa da Nóbrega, foram lotadas no gabinete de Flávio. De acordo com ele, por indicação de Queiroz. DIVULGAÇÃO

Fabrício Queiroz é citado pelo Coaf por movimentações milionárias

VENEZUELA

Chanceler propõe grupo para ajudar governo O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo disse na última sexta-feira (1º) que o Brasil propôs a criação de um grupo interministerial para discutir ações de apoio ao processo de transição política na Venezuela, sob coordenação Casa Civil. O objetivo é debater medidas para ajudar o governo interino da Venezuela do presidente Juan Guaidó, incluindo ajuda humanitária ao país vizinho, assim como sanções contra a gestão do presidente Nicolás Maduro. O chanceler disse que não há um “prazo” para efetivação da proposta. “[O grupo] ainda não está estabelecido, esperamos que possa ser em breve”, disse Araújo, que justificou a existência da proposta como uma resposta de apoio do governo brasileiro Guaidó. Uma série de medidas

está sendo analisada para a Venezuela. Na lista, estão o incremento da ajuda humanitária à Venezuela, a renegociação de dívidas ou alargamento do prazo para o pagamento e até um possível congelamento de bens de autoridades venezuelanas ligadas ao governo de Nicolás Maduro, além de outras sanções específicas que, de acordo com o ministro, favoreçam a troca de poder na Venezuela. “Teríamos que ver se é compatível, antes de mais nada, com a legislação brasileira e se seria útil para acelerar a transição Isso dependeria de uma discussão política e, de outro lado, de como fazer esse procedimento dentro da legislação brasileira e das normas internacionais, uma coordenação que vai além do Itamaraty”, disse Ernesto Araújo.


6

OPINIÃO UM PRODUTO:

Cooperativa dos Jornalistas e Gráficos do estado de Alagoas

Rua da Praia, 134 - sala 303 - centro - Maceió Alagoas Endereço Comercial: Empresarial Humberto Lôbo Av. Menino Marcelo - 9.350- Serraria Maceió - Alagoas - CEP: 57.083.410 CNPJ: 08.951.056/0001 - 33

studo realizado pela organização internacional de combate à pobreza ActionAid revela que mais da metade, ou 53% das brasileiras entre 14 e 21 anos, convivem diariamente com o medo de ser assediadas. Este resultado leva o Brasil à liderança entre os países onde as meninas mais se sentem ameaçadas cotidianamente, na comparação com outros três pesquisados: Quênia (24%), Índia (16%) e Reino Unido (14%). O medo diário do assédio afeta 41% das adolescentes entre 14 e 16 anos, aumentando para 56% na faixa etária entre 17 e 19 anos, e chegando a 61% entre as brasileiras entre 20 e 21 anos, o que sugere que a consciência sobre os riscos aos quais as mulheres ficam expostas aumenta com o passar do tempo. A pesquisa no Brasil foi realizada em

PRESIDENTE José Paulo Gabriel dos Santos DIRETOR ADMINISTRATIVO FINANCEIRO: Flávio Peixoto EDITOR GERAL: Ricardo Castro

Jornalista

O pernambucano, Abreu e Lima, aos 21 anos de idade, obrigado assistir à execução de seu pai, um herói da Revolução de 1817, conhecido por Padre Roma, por haver abandonado as ordens sacerdotais, impregnou-se de total aversão ao colonialismo luso-espanhol. Na condição de militar, largou sua futura Pátria a fim de colaborar na criação da República da Grande Colômbia, Equador e Panamá. Por isso, esteve presente na decisiva batalha de Carabobos (1821), ao lado de Simón Bolívar, assim surgindo a Venezuela. Com a morte do general Francisco Miranda, Bolívar assumiu a postura de libertador dos territórios daquela área sul-americana, trazendo visíveis reflexos aos movimentos, igualmente libertários, do norte brasileiro. No Pará, o jorna-

Jornalista econômico

Com a recessão econômica que o Brasil vem atravessando desde 2015, o preço do imóvel à vista vem caindo sem parar, e a dica da coluna é: preservar o seu, com a esperava de dias melhores a médio prazo, já que ainda vai demorar para o cercado imobiliário reagir, voltando ao crescimento anterior a crise econômica que o país enfrenta a partir da segunda gestão da presidente Dilma Rousseff. No novo governo, os juros para financiamento de imóveis, vão seguir o mesmo critério das demais operações financeiras, priorizando apenas os populares para quem ganha até dois salários mínimos. Aquela fase de construções habitacionais das classes média e alta, já passou. As poucas existentes, se referem a obras anteriores a 2017. Os preços de venda, despencaram. Um apartamento que antes chegava a ser vendido por R$ 300 mil, por exemplo, hoje não chega a R$ 200 mil. E

comercial.tribunaindependente@gmail.com redação.tribunaindependente@gmail.com

OS ARTIGOS ASSINADOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES. NÃO REPRESENTANDO, NECESSARIAMENTE, A OPINIÃO DESTE JORNAL.

dezembro de 2018 e ouviu 500 jovens – 250 mulheres e 250 homens. A amostra incluiu participantes de todos os níveis de escolaridade e de todas as regiões do país. Entre o grupo de mulheres brasileiras, 78% haviam sido assediadas nos últimos seis meses. Quando perguntadas quais tipos de agressões sofreram, elas relataram assédio verbal (41%), assovios (39%), comentários negativos sobre sua aparência em público (22%), comentários negativos sobre sua aparência nas redes sociais (15%). Também com 15% estão os pedidos de envio de mensagens de texto com teor sexual, além de piadas com teor sexual que as envolviam feitas em público (12%), piadas com teor sexual que as envolviam feitas nas redes sociais (8%), beijos forçados (8%), apalpadas (5%), fotos tiradas por baixo da saia (4%) e fotos íntimas vazadas nas redes sociais (2%).

lista Alberto Patroni, no Piauí, o brigadeiro Manuel de Sousa Martins, que em janeiro de 1823 derruba a Junta Provisória de Oeiras, antiga capital do hoje estado. No Ceará, Coluna Libertadora marcha à Fortaleza e a Parahyba remete a Jose Bonifácio seu incondicional apoio. Por quase dois séculos, a partir de sua independência, o povo Venezuela ficou refém das oligarquias, governado por sucessivos ditadores, vendo a riqueza de seu país pilhada por empresas estrangeiras, especialmente de origem imperialista. A imagem do timoneiro, que nasceu em Caracas, parecia apagada por esse longo período, até 1970, quando jovens militares, sob liderança de Hugo Chavez, propuseram mudança de rumo da nação, baseada na educação para todos, valorização das culturas nativas, na igualdade de gênero e radicalização da democracia. Não demorou esse idealismo ganhar contornos revolucionários e socialistas, ação que continua sendo praticada com raro patriotis-

Onde estão os coletes amarelos? mo e vontade popular, pelo seu substituto-chefe, Nicolás Maduro, desde a morte do fundador da Pátria Grande, conforme Chavez gostava de se referir. Nunca deixou de haver ódio e formação de conspiradores, em virtude do sucesso das medidas nacionalistas e populares adotadas, disso decorrendo sucessivas vitórias eleitorais, sem falar nas tentativas de golpe, como o que ora ocorrem. O sentimento autonomista tomou conta dos latino -americanos, ainda de força insuficiente para o enfrentamento da direita continental. Perseguição a líderes incontestes, a exemplo de Lula e Rafael Correa, conduzida pelas Cortes judiciais, ou por vias parlamentares, orientada pelo mais novo esquema de tomada do poder, põe em perigo as conquistas democráticas do Continente. Essa identidade histórica, manifestada pelo eleitorado nordestino, nos dois turnos das eleições presidenciais, desenha sua solidariedade aos valorosos venezuelanos.

Preserve o seu imóvel JAIR PIMENTEL

REDAÇÃO: 82.3311.1328 - 3311.1329

Billo

Nordeste bolivariano INOCÊNCIO NÓBREGA

PABX: 82.3311.1338 COMERCIAL: 82.3311.1330 - 3021. 8780

ricardocastro@tribuna-al.com.br

DIRETORA COMERCIAL: Marilene Canuto

Medo diário do assédio

E

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 2 E 3 DE FEVEREIRO DE 2019

mais: enquanto o valor do imóvel cai, o do condomínio, aumenta, já que são constantes os reajustes de energia, água, gás e despesas trabalhistas, as principais de um edifício de apartamento ou casas. A crise atingiu os fundos de renda fixa atrelados ao mercado imobiliário, que rendem menos de 1% ao mês, devido aos impostos cobrados, chegando quase ao mesmo rendimento da caderneta de poupança, isenta de impostos, além de possuir liquidez imediata, ou seja, pode ser sacado a qualquer dia. E a tendência é de aumento das alíquotas tanto do imposto de renda como do IOF (Fundo de Operações Financeira). Assim, não vale a pena vender o imóvel para investir no mercado financeiro. A nova equipe econômica fala em reforma tributária, mas não antecipa quais mudanças serão tomadas, alegando que não pretende reduzir a arrecadação, o que nas entrelinhas, significa que pode sim criar novos impostos, como a própria CPMF. Na verdade, os empresários querem mesmo é ver a carga tributária ser reduzida, para lucrar mais, principalmente tendo lucro suficiente para modernizar suas empresas com máquinas e equipamentos, substi-

tuindo a mão de obra. Para a classe média, sempre a mais sofrida em qualquer momento econômico, seja na recessão como no próprio crescimento, exatamente por querer acompanhar os ricos e nunca conseguir. São trabalhadores assalariados do serviço público e da iniciativa privada. A reforma previdenciária que o governo quer enviar ao Congresso Nacional para votação ainda nesse primeiro trimestre, pode até mesmo acabar com a estabilidade no emprego e aposentadoria integral dos funcionários públicos, ficando um sistema previdenciário único. O mercado já trabalha com a expectativa de queda do PIB (Produto Interno Bruto) esse ano, com inflação controlada e juros altos, ou seja, mesmo aperto financeiro como ocorreu em 2018, 2017, 2016 e 2015. O crédito também será mais fechado, sem qualquer subsídio do governo, como existiu nos governo anteriores, que permitia a classe média comprar imóveis, carro novo, viajar ao exterior e os pobres com melhoria em seu poder de compra, através de reajustes maiores para o salário mínimo. O desemprego vai aumentar e o Brasil, volta ao Mapa da Fome Mundial.

ANTÔNIO MARTINS Jornalista

Sumido dos jornais brasileiros, o movimento francês que se opôs ao aumento dos preços dos combustíveis e propôs como alternativa tributar os ricos, segue vivo. Duas matérias publicadas nos últimos dias – uma no New York Times, outra no site alternativo norte-americano Counterpunch são um sinal. Densa porém elegante, a reportagem do NYTimes, que saiu na edição de 20 de janeiro, é quase um ensaio sociológico. Foi escrita por Alissa Rubin. Parte de um fato desconhecido no Brasil: desde meados de janeiro, o governo Emmanuel Macron proibiu os “coletes amarelos” de acampar nas rotatórias das rodovias. Qual o sentido desta interdição, aparentemente estranha? Alissa mostra que as rotatórias estavam se convertendo no que os cafés e as agências de correio das pequenas cidades deixaram de ser: pontos em que os cidadãos encontram-se, descobrem-se em seus problemas e esperanças comuns, às vezes falam de política. As cidades, em declínio, são agora meros dormitórios. Nos cruzamentos, a vida social fluía. Por isso, os acampamentos foram todos desmontados pela policia. A reportagem avança penetrando os dramas sociais dos que aderem aos coletes amarelos. Uma das retratadas é Christelle Béhélin, ex-dona de um salão de beleza que fechou o estabelecimento por não poder pagar aluguel. Agora, ela atende os clientes em casa e tenta completar o orçamento com faxinas e outros pequenos serviços. Estavam num acampamento e explica: “Como cada um de nós está absorvido por seu próprio sofrimento, vamos trabalhar e depois voltamos e nos escondemos em casa. Aliás, não temos dinheiro para sair. (…) Encontro as pessoas nas rotatórias, vizinhos que às vezes vivem no meu prédio e que

eu nunca vira antes”. Na campanha eleitoral para o Parlamento Europeu (pleito entre 23 e 26 de junho), a extrema-direita francesa, de Marinne Le Pen, tentará se apresentar como paladina dos coletes amarelos. A esquerda deveria se assustar com isso? Claro que não, aposta Michèle Brand, uma jornalista indepenente em Paris. O movimento já realizou onze jornadas de protestos – sempre aos sábados. Continua firme e enraizado, embora temporariamente menos vistoso que em dezembro. O amálgama de sujeitos que convergem para ele pode, claramente, assumir posições contrárias às capitalistas, mostra o texto. “Trabalhadores jovens e velhos, aposentados, artesãos, alguns proprietários de pequenos comércios, agricultores, estudantes, autônomos e desempregados protestam não

somente contra as ‘reformas” de Macron em favor dos ultra -ricos, mas especialmente contra o próprio declínio em seus padrões de vida. Um capitalismo cada vez mais agressivo, o desmonte do Estado de Bem -estar Social, a desindustrialização erodiram este padrão por 40 anos. (…) Os que se vestem de amarelo estão fartos de ficar sem dinheiro antes do final do mês, da insegurança no trabalho, dos impostos crescentes para os que trabalham, das aposentadorias em declínio, de trabalhar muitíssimas horas para pagar as contas, do aumento nos preços da energia, da perda de empregos devido à deslocalização das empresas, do número crescente de pessoas sem teto ou obrigadas a pedir.” Se a esquerda não for capaz de dialogar com um movimento assim, sugere o texto, este fato dirá muito mais sobre ela própria que sobre os “coletes amarelos”…


BRASIL

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 2 E 3 DE FEVEREIRO DE 2019

Ministro diz que brasileiros têm o hábito de roubar

7

MARCELO CAMARGO / AGÊNCIA BRASIL

Colombiano Ricardo Vélez Rodriguez fez afirmação em entrevista à revista Veja que circula neste final de semana

O

colombiano Ricardo Vélez Rodriguez, ministro da Educação do governo de Jair Bolsonaro, concedeu entrevista estarrecedora à revista Veja, que vai às bancas neste fim de semana. Vélez chama os brasileiros de ladrões e disse que eles roubam até hotéis quando viajam ao exterior. “O brasileiro viajando é um canibal. Rouba coisas dos hotéis, rouba assento salvavidas do avião; ele acha que sai de casa e pode carregar tudo. Esse é o tipo de coisa que tem que ser revertido

nas escolas”, afirmou. COTAS O ministro disse também que vai acabar com cotas e com a universidade pública. “Em nenhum país do mundo a universidade chega para todos. Ela representa uma elite intelectual, para a qual nem todos estão preparados”, afirmou. Nunca, em toda a sua história, os brasileiros foram tão humilhados por uma autoridade pública. Depois de negar a educação superior como direito universal e levar adiante um projeto que tira crianças da

escola, por meio do homeschooling, em que as crianças são educadas pelos pais, e não pelos professores, o colombiano Ricardo Vélez Rodriguez, ministro da Educação, agrediu Leonardo Boff, um dos maiores intelectuais brasileiros. “Leonardo Boff, volte para a Coréia do Norte, que é o único lugar em que esse marxismo-leninismo de botequim ainda é consumido”, postou ele no twitter. Antes, Boff havia dito que os alunos brasileiros não merecem ter como castigo um ministro de tão baixo nível como Vélez Rodriguez.

Votação no Senado prossegue neste sábado depois de sessão tumultuada Por 50 votos a dois, o Plenário do Senado aprovou realizar com voto aberto para escolha do presidente da Casa. A votação foi realizada em meio às discussões sobre a legitimidade do presidente em exercício, Davi Alcolumbre (DEM-AP), de deliberar sobre questões de ordem durante sessão preparatória para a eleição interna.A sessão foi suspensa na noite de ontem e prossegue neste sábado com a votação do presidente da Casa. Após o resultado ser anunciado, senadores contrários a Davi se revoltaram. A senadora Kátia Abreu (PDT-TO), por exemplo, subiu à Mesa da Casa e retirou uma pasta com todas as questões de ordem apresentadas até então. “O que é isso, você ficou maluco?”, questionou a pedetista. “Entregue a cadeira (de presidente) ao mais velho. Isso vai parar no Supremo, a sessão vai ser cancelada”, complementou a senadora. A atitude gerou apoios do senador Renan Ca-

EDILSON RODRIGUES / SENADO

Senador Renan Calheiros discute com Tasso Jereissati no plenário lheiros (MDB-AL): “tira ele daí, Kátia”, pediu Renan. “Alcolumbre você subverteu a ordem. Você ficou maluco?”, vociferava Kátia Abreu. Renan Calheiros (MDB-AL) ainda gritou: “Isso mesmo, tire ele daí, Kátia”. Major Olimpio (PSL-SP) sugeriu que a Policia Legislativa fosse tirar a senadora da Mesa. Um dos momentos mais tensos na tumultuada sessão

de eleição do presidente do Senado foi marcada por uma agressão verbal do senador Renan Calheiros (MDB-AL) ao senador Tasso Jereissati (PSDB-CE). O senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP), um dos que apartou o bate boca, relatou que Renan passou por Tasso no corredor do plenário e disparou: “O responsável por isso é você, coronel, cangaceiro”

Rodrigo Maia, do DEM, é reeleito presidente da Câmara dos Deputados Com 334 votos, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) foi reeleito presidente da Câmara dos Deputados em primeiro turno. O resultado foi bastante comemorado no plenário e Maia se emocionou. Essa é a terceira recondução de Maia, 48 anos, ao cargo. É a primeira vez na história que um parlamentar comanda a Câmara por três vezes seguidas. Ele foi reeleito presidente da Câmara no período 20172019 no dia 2 de fevereiro de 2017, depois de ocupar o cargo por sete meses, a partir de julho de 2016. A reeleição de Maia ao cargo foi possível pela mudança de legislatura. A Constituição e o Regimento Interno da Câmara impedem a recondução de membros da Mesa Diretora na mesma legislatura. O último deputado

reeleito em legislaturas diferentes foi Michel Temer, que ocupou o cargo de presidente da Casa nos biênios de 19971999 e 1999 a 2001. Ao agredecer os votos, Maia disse que irá comandar a votação de reformas no país “de forma pactuada”, com integração de governadores, parlamentares e sociedade. Rodrigo Maia foi eleito com o apoio do maior bloco parlamentar da legislatura, composto por 301 deputados de 11 partidos. Entre eles, está a a sigla do presidente da República, Jair Bolsonaro, o PSL (52), além de PP (38), PSD (35), MDB (34), PR (33), PRB (30), DEM (29), PSDB (29), PTB (10), PSC (8) e PMN (3). Em segundo lugar, ficou Fábio Ramalho (MDB-MG),

com 66 votos. Em seguida, Marcelo Freixo (PSOL-RJ), com 50; JHC (PSB-AL), com 30; Marcel van Hattem (Novo-RS), com 23; Ricardo Barros (PP-PR), com quatro; e General Peternelli (PSL-SP), com dois. Foram registrados três votos em brancos. Conhecido como articulador e habilidoso em negociações com partidos de divergentes correntes ideológicas, Maia conseguiu atrair além da corrente majoritária, apoio de partidos de esquerda como PCdoB e PDT. “Meu perfil é de equilíbrio, capacidade de diálogo, de conversar com todas as correntes políticas e ideológicas. Vivemos um momento de radicalização, o Parlamento vai ser a Casa que vai trazer essa radicalização a um ponto de equilíbrio”, disse Maia.

Ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodriguez, um dos mais polêmicos da equipe de Jair Bolsonaro

EVIDÊNCIAS

Bolsonaro cai no choro ao ouvir música no hospital Internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo, há cinco dias, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) se emocionou ao ouvir o clássico sertanejo ‘Evidências’, popularizado pela dupla Chitãozinho e Xororó, em uma apresentação dentro de seu quarto. “Uma simples, mas grande homenagem. Parabéns, Marcia e Marco pelo talento e por proporcionar este momento tão especial em minha vida!”, escreveu Bolsonaro em seu perfil oficial no Twitter após ganhar a música “de presente” da dupla que se apresenta no hospital há anos. O presidente segue se recuperando de uma cirurgia para a retirada da bolsa de colostomia e a reconstrução do trânsito intestinal após a facada sofrida durante a campanha eleitoral no ano passado.


PUBLICIDADE

8

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 2 E 3 DE FEVEREIRO DE 2019



  



                                                

                                         

    

     

   

                                   

             



                


CIDADES

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 2 E 3 DE FEVEREIRO DE 2019

MPE investiga uso de produto cancerígeno em fabricação de pães

9

DICOM MPE

Operação “Pão Nosso” encontra 11 embalagens do componente químico em uma distribuidora na Levada

O

Ministério Público Estadual (MPE-AL) deflagrou a operação “Pão Nosso” na tarde dessa sexta-feira (1º) em uma empresa no bairro da Levada, em Maceió. A fiscalização teve como objetivo investigar a suposta utilização da substância cancerígena bromato de sódio em misturas para fabricação de pães. O laudo com a confirmação da presença do composto deve sair entre os dias 11 e 12 de fevereiro. De acordo com o MPE, a empresa atua como distribuidora e fábrica de produtos para panificação. Os fiscais recolheram amostras que serão encaminhadas para análise laboratorial, além de onze embalagens do componente químico. “Diante da denúncia so-

bre a utilização de bromato, os fiscais optaram por fazer a coleta pelo método de mostra única. Isso significa, que o fabricante do produto poderá acompanhar, por meio de perito designado, as análises que serão iniciadas no próximo dia 6 de fevereiro no Lacen. Os técnicos informaram que será preciso o cumprimento de algumas etapas e resultado final sairá três dias úteis depois do início dos procedimentos”, explicou o MPE. Além do Ministério Público, participaram da operação o Laboratório Central de Saúde Pública de Alagoas (Lacen), a Vigilância Sanitária Municipal, Procon-AL e guarnições da Polícia Militar de Alagoas (PM/AL). Segundo o promotor de justiça Max Martins, respon-

“PÃO NOSSO”

A operação “Pão Nosso” investiga a suposta utilização por uma empresa, que atua como fábrica e distribuidora de produtos para panificação no bairro da Levada, em Maceió, da substância cancerígena bromato de sódio em misturas para fabricação de pães

NOTIFICAÇÃO

A empresa foi notificada e os proprietários devem apresentar ao MPE as justificativas exigidas. O MPE reforçou que o bromato de sódio é uma substância comprovadamente cancerígena, com riscos potencias à saúde

sável pela 3º Promotoria de Justiça da Capital, após a denúncia um procedimento investigativo foi instaurado. “Recebemos uma denúncia

Fiscais recolheram amostras, que serão enviadas para análise laboratorial; laudo deve sair até dia 12 anônima da prática de utilização de bromato de sódio em misturas para fabricação de pães. Sabemos do perigo para saúde do consumidor que é a utilização desse químico. Portanto, instaurei um procedimento para que a situação fosse investigada. Se comprovado o fato adotaremos as medidas que cabem a este tipo de prática”, destacou. A empresa foi notificada e os proprietários devem apre-

sentar ao MPE as justificativas exigidas. RISCO O MPE reforçou que o bromato de sódio é uma substância comprovadamente cancerígena, com riscos potencias à saúde. Na avaliação dos fiscais, o composto era adicionado à mistura no lugar do fermento biológico dando maior durabilidade aos pães. Os fiscais desconfiam que alguns fabricantes suposta-

mente substituem o fermento biológico, geralmente utilizado no preparo das massas prontas, pelo bromato. Isso porque a substância química deixa os pães maiores, com maior durabilidade e mais crocante. Eles ainda alertam que alterar um produto com substância proibida pode ser considerado crime hediondo, segundo legislação específica, com pena de 5 a 15 anos de prisão.

MPE e MPC recomendam manutenção da tarifa de ônibus e auditoria DICOM MPE

Recomendação foi assinada nessa sexta-feira após recebimento; prefeitura tem 15 dias para se manifestar

O Ministério Público Estadual de Alagoas (MPE/AL) e o Ministério Público de Contas (MPC) recomendaram ao prefeito de Maceió, Rui Palmeira, e ao gestor da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), Antônio Moura, que se abstenham de conceder qualquer reajuste na tarifa de ônibus da capital, mantendo assim o valor atual de R$ 3,65 até que se conheça a real situação do sistema de transporte público. A recomendação conjunta foi assinada, nessa sexta-feira (1º), pelos promotores de justiça Max Martins e Jorge Dória e pelo procurador de Contas Ricardo Schneider. A recomendação estava prevista para ser encaminhada ainda nessa sexta-feira ao prefeito de Maceió e ao superintendente da SMTT, e também será publicada no Diário Oficial do Estado e no Diário Eletrônico do Tribunal de Contas. Rui Palmeira e Antônio Moura têm 15 dias para se manifestar quanto ao atendimento ou não da recomendação. Os representantes do MPE

e do MPC recomendaram também a contratação urgente de uma empresa idônea para a realização de uma auditoria no contrato de concessão do transporte público, com o objetivo de identificar o impacto dos débitos devidos e não aportados no sistema, bem como os direcionamentos técnico/pericial a fim de promover o equilíbrio econômico financeiro do sistema de transportes urbanos de Maceió. Além disso, foi recomendada a participação ativa de representantes da Federação das Associações de Moradores e Entidades Comunitárias de Alagoas (Famecal), do Comitê pela Redução das Passagens e das empresas concessionárias, na definição dos itens do edital de contratação da auditoria. Também foi recomendado ao superintendente da SMTT o indeferimento de eventual pedido de revisão ordinária da tarifa de remuneração em razão da ausência de implementação das condições contratuais e, ainda, a adoção de providências para que representantes da sociedade ci-

vil organizada tomem assento e participem efetivamente do Conselho Municipal de Transportes. “Estamos diante de uma situação delicada e que se repete todos os anos. Então, o que queremos é que o tema seja discutido em cada um dos seus pontos, levando em consideração os argumentos de todas as partes envolvidas. Vamos buscar a conciliação, após analisarmos as propostas a serem apresentadas”, explicou o promotor Max Martins. “Essa recomendação tem por objetivo manter a situação que se encontra hoje, mas não tem o caráter definitivo porque nós [MPC e MPE] precisamos analisar todos os aspectos relacionados ao transporte público que é uma questão complexa. Na perspectiva do MP de Contas, nos preocupamos muito com a regularidade da execução contratual e na possibilidade de estar ocorrendo algum prejuízo para a municipalidade e para os cidadãos”, esclareceu Ricardo Schneider.


10

CIDADES RESIDENCIAL ESPACE

CIDADES EMFOCO ROBERTO BAIA

robertobaiabarros.hotmail.com

Falta de investimento

A

construção de um Centro de Convenções e a revitalização do Lago da Perucaba fazem parte de antiga reivindicação dos moradores da cidade de Arapiraca, que não foi levado a sério pelo prefeito Rogério Teófilo. Os projetos turísticos somam mais de R$ 29 milhões, mas até agora não saíram do papel. São R$ 10 milhões para o Centro de Convenções, R$ 9 milhões para obras de infraestrutura turística e R$ 10 milhões para revitalização do Lago Perucaba.

OBRAS PARADAS Anunciadas desde o início da gestão do prefeito Rogério Teófilo, em 2017, as obras não têm previsão para ser iniciadas. O que deveria ser motivo de orgulho para os moradores e visitantes virou mais um exemplo do excesso de burocracia e da lentidão na tomada de decisões a favor do povo. Os recursos para a construção do Centro de Convenções são da ordem de R$ 10 milhões e foram assegurados, há mais de oito anos, no Ministério do Turismo, pelo senador Renan Calheiros. (Com Jornal de Arapiraca)

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 2 E 3 DE FEVEREIRO DE 2019

FÁBRICA DE MULTAS

Moradores do Espace Arapiraca, um condomínio de destaque erguido no bairro Santa Esmeralda, na Capital do Agreste alagoano, relataram supostas irregularidades cometidas por parte da empresa responsável pela construção e venda dos apartamentos, a Univest Construções e Incorporações.

Em meio à manifestação, uma denúncia ganhou destaque na mídia por conta de sua gravidade: a suposta orientação da superintendência para emissão de multas por parte de agentes que gozariam de privilégios em troca do cumprimento da tarefa.

QUEIXA DOS MORADORES

Chamados de ‘coração de pedra’ pelos colegas de trabalho, esses agentes chegam a emitir entre 6 a 80 multas por dia, não cumprem as escalas de serviço integralmente e nem trabalham aos domingos, segundo declarações de fontes que pediram para não serem identificadas. (Com Jornal de Arapiraca).

As queixas apresentadas pelos moradores apontam para falta de transparência na prestação de contas e uso da receita obtida com a taxa de condomínio, omissão ou atraso na entrega de documentos que deveriam ser de fácil acesso para os moradores, manipulação do processo eleitoral para formação do conselho fiscal e retaliações diversas, inclusive por meio de ameaças veladas. (Com Jornal de Arapiraca)

FALTA DE INVESTIMENTO A construção de um Centro de Convenções e a revitalização do Lago da Perucaba fazem parte de antiga reivindicação dos moradores da cidade de Arapiraca, que não foi levado a sério pelo prefeito Rogério Teófilo. Os projetos turísticos somam mais de R$ 29 milhões, mas até agora não saíram do papel. São R$ 10 milhões para o Centro de Convenções, R$ 9 milhões para obras de infraestrutura turística e R$ 10 milhões para revitalização do Lago Perucaba.

“CORAÇÃO DE PEDRA”

DE SAÍDA O meia Bruno Avlis, de 22 anos, decidiu rescindir o contrato com o ASA em comum acordo com a diretoria do Clube. Ele afirmou que recebeu uma proposta, irrecusável, para voltar a jogar no time que estava atuando em Mato Grosso do Sul.

ACORDO DE RESCISÃO A rescisão contratual aconteceu na quintafeira (31), uma vez que o clube União Recreativo Social Olímpico (URSO) solicitou a presença do atleta o mais breve possível para prosseguir com o campeonato local com ele no elenco. (Com Assessoria).

DIREITO Atuando de forma extrajudicial, a defensora pública Rafaela Moreira C. R. Pinheiro conseguiu garantir o retorno do adicional por insalubridade para uma servidora do Município de Palmeira do Índios, que estava sem receber o valor complementar há cerca de dois anos.

ADICIONAL

A recomendação ao gestor municipal foi enviada pela Defensoria Pública na semana passada e atendida nesta semana. Segundo a servidora, o adicional passou a ser suprimido de seu salário em março de 2017, sem explicações. Ela tentou solucionar o problema através de processo administrativo, mas não obteve respostas do Município. (Com Assessoria). . ... Há três anos, acontecia a maior tragédia ambiental no país, a barragem da empresa Samarco, rompia em Mariana, Minas Gerais. Entidades ambientais alertavam para o risco de outro acidente e dois anos depois, é a vez de Brumadinho. Há cerca de um ano, o Jornal de Arapiraca mostrou o medo da atividade mineradora no bairro do Pinheiro, e esta semana o Governador suspendeu as operações na região. ... Os questionamentos na redação iniciaram após um estudo do Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo (USP) de 1995, que assim como o alerta feito na década de 1980, já falava para os riscos naturais da extração petroquímica na capital. ... O título “Avaliação de Risco de Longo prazo, em caso de contaminação de águas subterrâneas como instrumento de gerenciamento da remediação”, traz pontos contaminados naquela época devido à extração das indústrias, como a SALGEMA, hoje Braskem. (Jornal de Arapiraca).

Cortejo no Centro de Maceió relembra os 107 anos do Quebra de Xangô

EDILSON OMENA

Evento reforça luta contra intolerância ao rememorar episódio da invasão e destruição de templos de religiões africanas em 1912 EMANUELLE VANDERLEI COLABORADORA

H

istória, cultura, política e religião. Em mais uma edição do Xangô Rezado Alto, as ruas do Centro de Maceió foram tomadas na tarde dessa sexta-feira (1º) pelo maior cortejo dos povos de cultura africana do Estado. O evento é em memória a um episódio na história de Alagoas, quando no dia 2 de fevereiro de 1912 vários templos de religiões africanas foram invadidos e destruídos pela intolerância em Maceió e outras cidades do estado, no que ficou conhecido como “Quebra de Xangô”. Mais que um culto religioso, o Xangô Rezado Alto é um ato político. As pessoas vão às ruas lutar contra a intolerância religiosa, elevar suas vozes contra o preconceito que ainda sofrem. Pai Célio ressaltou o significado emblemático da data. “Os nossos terreiros

foram quebrados, nossas peças sacralizadas foram queimadas. É necessário estar nas ruas dizendo não a essa intolerância, a esse pensamento negativo relacionado à matriz africana.” Ele explicou o que estão exigindo da sociedade. “Eu só me sinto respeitado quando as pessoas não me olham com desdém com relação à minha roupa, com relação à minha conta, com relação ao meu turbante, meu chapéu, meu boné. Tem que entender, ou no mínimo respeitar. A palavra de hoje é respeito, respeito, respeito!” Crianças, idosos, homens e mulheres de várias cores, idades e crenças caminharam juntas exaltando a tradição de seus ancestrais com orações, músicas, danças e gestos. A forte identidade cultural era vista nas roupas, acessórios e expressões. O orgulho e empoderamento de um povo que sofre cotidianamente com o preconceito prova a importância deste dia na ruptura com a cultura do

ASCOM BOMBEIROS

Desabamento aconteceu na tarde dessa sexta; moradores foram resgatados

Crianças, jovens e idosos caminharam pelas ruas do Centro de Maceió exaltando a tradição de seus ancestrais com orações, música, danças e gestos

racismo e da intolerância que ainda persistem em nossa sociedade. A população da cidade teve a oportunidade de acompanhar as apresentações, desmistificando o preconceito. Samara dos Santos estava no calçadão quando o cortejo passou. Apesar de sua crença ser em outra religião, defendeu o direito de liberdade de

cada um. “Cada um tem sua religião, pra mim o que importa é o respeito”, disse ela. Mãe Vera, uma das maiores lideranças do movimento estava com o pé machucado, sem poder andar. Mas foi levada durante todo o percurso em uma cadeira de rodas por seus “filhos de santo”. “A gente quer o apoio e o respeito pela nossa religião”, disse Mãe Vera, explicando porque não poderia deixar de estar ali. Segundo ela, 107 anos depois a realidade do preconceito melhorou um pouco, mas ainda há muito a mudar. “Agora a gente tem cada vez mais procurado mostrar o que nós somos”. Iniciado com um ritual religioso na Praça da As-

sembleia, o cortejo seguiu pela Rua do Comércio, onde 4 tendas abrigavam grupos de cultura afro que se apresentavam, e encerraram com uma grande festa na Praça dos Martírios, com palco montado para apresentação de grupos e artistas ligados à cultura africana. O evento foi organizado pela Fundação Cultural de Maceió, que lançou edital e selecionou grupos para participarem da programação cultural. Amaurício de Jesus, coordenador de políticas culturais da Fundação Municipal de Ação Cultural (Fmac), ressalta a importância do evento para o município. “É o reconhecimento da

importância dessa comunidade que atua dentro da cidade formando cidadãos. É fazer o cidadão ser visto independente da sua religiosidade, percebendo a importância dessa diversidade conviver na cidade de Maceió. A ação traz lideranças que estão à margem desses espaços de dialogo para dentro da cidade, para utilizar um espaço de direito”. Segundo a assessoria de comunicação da Fmac, o Município investiu R$ 61 mil entre estrutura e cachês dos grupos que participaram do evento. Os 15 grupos que se apresentaram foram selecionados por meio de chamada pública, lançada no final do ano passado.

Parte de casa desaba na Ponta Grossa Na tarde dessa sexta-feira (1), o desabamento de parte de uma residência com primeiro andar aconteceu no bairro da Ponta Grossa, em Maceió. Segundo o Corpo de Bombeiros, três viaturas e nove militares mobilizaram-se para localizar possíveis vítimas entre escombros. Os bombeiros constataram, após vistoria na área, que não havia feridos no local do acidente. O Corpo de Bombeiros foi até o local do desabamento

para resgatar pessoas que ficaram presas no imóvel. Uma equipe da Defesa Civil Municipal também esteve no local para apurar as causas do acidente e dar orientações aos moradores da localidade. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros repassadas à imprensa, no primeiro andar não tinha moradores, enquanto, no térreo, três pessoas estavam em casa. Elas não ficaram feridas, porém ficaram impossibilitadas de sair da

casa por conta dos destroços do desabamento. As vítimas foram resgatadas com segurança. Segundo a Defesa Civil, o acidente aconteceu após parte da marquise do imóvel quebrar, “provavelmente pelo desgaste e oxidação do material devido ao tempo de construção”. A Defesa Civil de Maceió informou através de nota que técnicos do órgão e bombeiros atenderam a ocorrência na tarde dessa sexta-

-feira. “Segundo a análise preliminar, o desabamento ocorreu após parte da marquise do imóvel quebrar, provavelmente pelo desgaste e oxidação do material devido ao tempo de construção. Apesar do registro, não houve vítima, somente danos materiais. O local está isolado, a família foi retirada e técnicos da Defesa Civil farão nova avaliação na próxima semana para verificar a estrutura do imóvel”, diz a nota.


CIDADES

AILTON VILLANOVA AÍLTON VILLANOVA

aílton.villanova@gmail.com

COM DIEGO VILLANOVA

Delírios do Chiado

N

a saga da boemia maceioense indispensável é a figura do Menelau Elisiário, o “Mané Chiado”, motorista profissional, cujo “ponto” predileto era a Praça Dois Leões, no Jaraguá, por um motivo simples: é que a poucos passos da referida, ficava a da zona do meretrício. Asmático de nascença, ele tinha um chiado danado no peito. Daí o apelido. Mas esse incômodo ele tirava de letra, mediante a ingestão de incontáveis grogues de aguardente, sua bebida predileta. Quando a zona do meretrício se mudou para o Canaã, Mané Chiado aposentou-se da profissão de motorista e passou dedicar-se exclusivamente à biritagem. Pouco tempo depois, ingressou naquela fase do “delirium tremens” e volta e meia estava se deparando com jacarés dirigindo ônibus ou pilotando motos. Quando não era isso, olha ele correndo atrás dos elefantes que andavam voando em redor de casa! Teve uma vez que ele correu até a delegacia de polícia para pedir providência contra uma cambada de hipopótamos que dançava xaxado na rua e não o deixava dormir sossegado. - O homem endoidou de vez! – definiu sua esposa Maria Cícera, depois que quase foi assassinada por ele. No dia do acidente com dona Cícera, Mané Chiado tinha bebido mais de cinco garrafas de cachaça. Ele se achava no alpendre de casa, esparramado numa espreguiçadeira, quando reparou num

negócio estranho no fundo do quintal. Esfregou os olhos, apurou direitinho a vista e constatou que havia um boi, calçado de tamancos, trepado no coqueiro. - Tá querendo roubar os meus cocos, seu fío duma égua? Peraí, que você vai o que é bom pra tosse! – gritou ele. Chiado correu para dentro de casa a fim de apanhar uma arma. Ao entrar no quarto de dormir, tomou o maior susto de sua vida: em cima da cama, havia uma enorme “jibóia” puxando um ronco seguro. Aí, ele esqueceu o boi do coqueiro e partiu para expulsar a “serpente” do ambiente. Deu garra de um cabo de vassoura e sapecou-lhe na cabeça - ploft... ploft... ploft... Na primeira porrada que recebeu no cachaço, a “jibóia” abriu o bocão: - Valei-me meu padrinho Ciço! Ploft... ploft... ploft... - Socorro! Socorro! A vizinhança correu toda para atender. Do contrário, no seu delírio, Mané Chiado, teria assassinado dona Maria Cícera, que àquela hora tirava um cochilo. Ele a havia confundindo com uma serpente.

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 2 E 3 DE FEVEREIRO DE 2019

11

TOM FORA DO TOM

EFETIVAMENTE, UM TRIÂNGULO AMOROSO!

Noite caminhando ao encontro da madrugada, e o cachaçudo Jaciro Hemetério fazendo o caminho de volta ao lar, que ficava pendurado no barreirão do alto da Borracheira, bairro do Pinheiro. No meio do caminho, eis que se deparou com um magote de boêmios entretidos numa batucada bastante animada. Aí, ele parou junto de um sujeito conhecido como Zé Bolero, que empunhava um violão meio derrubado, temperou a goela e indagou, cheio de pose: - Comequié, meu cumpade, o velho pinho aí tá afinado? E o Zé Bolero: - Tá! Por quê? - Por nada não. É que eu sou chegado a uma cantoria, com um bom violão. Aí, Zé Bolero pediu aos companheiros que parassem a batucada para escutarem o recém-chegado. Todos emudeceram em atenção ao pedido e o Zé Bolero, com um sinal de cabeça na direção do Jaciro, solicitou: - Dê o tom e comece... - O tom é bremó. - Peraí! Bremó? – estranhou Zé Bolero. – Que bubônica de tom é esse? Eu conheço bemol! - É bremó, sim. - Nesse tom eu não acompanho! - Acompanha não? - Não! - Se é assim, pegue essa porcaria de violão e soque no rabo, seu incompetente! O trabalho foi grande para segurar o Zé Bolero, que era um negão do tamanho de um guarda-roupa. Ele queria, de todo jeito, enfiar o instrumento no fiofó do Jaciro.

O delegado Benígno Portela era o titular do 4° Distrito de Policia da Capital, quando, em certa ocasião, entrou em seu gabinete de trabalho o velhusco Sebastião Venâncio, arrastando os seus 95 janeiros: - Seu doutor, eu vim apresentar uma queixa contra a minha mulher Rubineide... - E o que foi que ela fez, vovô? – quis saber Portela - Ela tá querendo me trocar pelo tal de Itapuã! - Esse Itapuã deve ser um velhinho mais ou menos da sua idade, não é? - Velhinho como eu?! Velhinho o quê, doutor! O Itapuã é um molecão que tem a idade de ser meu bisneto! - Danou-se! Sua mulher deve estar caducando!!! - Caducando? O senhor já viu menina de 18 anos caducar? - Dezoito anos???!!! Será que ouvi bem? Sua mulher tem 18 anos? - Tem, aquela ingrata! Dia seguinte, por sugestão do delegado Benigno Portela , o trio estava reunido no gabinete deste, com vistas a uma solução para o problema. A mulher do queixoso era um monumento, do tipo capaz de arrepiar cabelo até de estátua. Boa pra cacete! Por sua vez, o Itapuã era um negrão do tipo atlético marca Schwarzeneagger. Ele não tirava o olho da preciosidade. Com a palavra, Rubineide explicou ao delegado: - Sinto muito, doutor. Mas o senhor repare na minha situação. Sou jovem, sei que sou gostosa e preciso de um homem viril pra me satisfazer sexualmente. Tá certo que o Tião é ótimo pra mim, me trata bem demais mas... não funciona! - Nem a língua funciona? – aparteou o delegado. - Nem a língua, doutor! O delegado Benigno Portela coçou a cabeça, preocupado: - Tem razão. Uma pecinha como você não pode viver a pão e água... E o velhusco, apavorado: - Mas eu gosto dela, doutor. Se ela me deixar, eu morro! Depois de algumas horas de confabulações, chegou-se a uma conclusão satisfatória para as partes envolvidas na questão: a mulheraça continuaria vivendo sob o mesmo teto com o velho Tião. Mas com o negrão inserido no contexto, oficialmente.

Um diploma na mão e muitos sonhos na cabeça

EDILSON OMENA

Jovens, adultos e idosos ligados à Pestalozzi concluem ensino fundamental e provam que é possível superar limites EMANUELLE VANDERLEI COLABORADORA

P

oderia ser uma formatura comum de alguns jovens e adultos que conseguiram retomar os estudos. Uma turma de pessoas que enfrentou dificuldades, não conseguiu estudar no período regular e agora recuperou o tempo perdido. Poderia, mas não é. Essa é uma turma especial. É tudo isso sim, mas vai além. No dia 18 de janeiro, a Associação Pestalozzi de Maceió realizou uma emocionante solenidade de formatura. Uma turma de 10 pessoas estava concluindo o ensino fundamental, depois de uma longa jornada de superação e vitórias. O primeiro obstáculo é acompanhar o ensino regular e conseguir vagas em escolas públicas. É muito comum quem é especial não conseguir concluir

os estudos dentro da idade regular, eles acabam precisando ir para a Educação de Jovens, Adultos e Idosos. E aí se deparam com o segundo problema: Não existem vagas no período diurno para a Educação de Jovens, Adultos e Idosos (EJAI). E com as limitações impostas pela deficiência, fica difícil para as mães e responsáveis manter esses estudos. Questões de segurança muitas vezes deixam essas pessoas sem opção, e automaticamente sem perspectiva. Pensando nisso, a Pestalozzi procurou a Secretaria Municipal de Educação (Semed) em 2015, e com o intermédio da deputada federal Tereza Nelma conseguiu fazer com que turmas de EJAI da Escola Municipal Maria José Carrascosa funcionasse dentro da associação, no período da tarde. Para Tereza Amaral, presidente da associação, a parceria entre poder público e terceiro setor é necessária e bem sucedi-

da. “O terceiro setor existe e tem que ter o apoio do Governo, já que ele não consegue fazer tudo que gostaria. Na área da educação não é diferente, faz convênio com as instituições filantrópicas como a Pestalozzi. Somos prestigiados porque as pessoas que trabalham na Semed e na prefeitura acreditam na Pestalozzi. Trabalhamos muito para que esse crédito aconteça. Nós cumprimos o nosso papel e eles cumprem com o deles”. Apoiadora da área, Tereza Nelma acredita que é importante que a Semed ofereça sala de recursos, que segundo ela não existe atualmente. “Queremos que esses jovens sejam incluídos no ensino regular para que o Estado os receba”, disse. Ela comemora a formatura com nove alunos especiais e uma mãe, referendando o trabalho da instituição. “A Pestalozzi desenvolve um trabalho muito importante aqui no Estado”. O ensino é diferente, mas

Turma especial em solenidade de formatura do ensino fundamental após preparação pelo programa EJAI o conteúdo oferecido é completo. “Até aula de espanhol tem aqui”, disse uma das alunas. Fátima Soares, coordenadora pedagógica explica que é preciso adaptar o cotidiano às necessidades de cada um, e que tudo é associado a um ambiente mais acolhedor, mais preparado para receber esse tipo de demanda. “O currículo tem que ser adaptado de acordo com as limitações deles. A gente trabalha de acordo com várias deficiências. O autista, o intelectual, síndrome de down, e o que tem paralisia cerebral”. São 300 alunos assistidos pela Pestalozzi. Desses, 200 estão nas turmas de EJAI. O restante está na rede regular de ensino. Cada caso tem sua evolução diferente. Então muitas das pessoas atendidas estão no ensino regular. Mas a demanda do EJAI claramente era uma la-

Redescobrindo um mundo de possibilidades Não é difícil encontrar histórias emocionantes. Erotildes Marques, por exemplo, teve sua vida completamente transformada e os horizontes não param de se expandir. “Meu filho foi rejeitado no ensino regular porque não tinha idade, e eu não tinha como levar no horário da noite, porque ele tem limitações. Aqui eu consegui apoio, assistência de saúde e ele está estudando”. Mas isso era só o começo. Depois de ter a tranquilidade de ver o filho Erlan com acesso à educação, Erotildes, que ainda não era alfabetizada, foi convidada a participar do programa. Ela se matriculou, descobriu um universo inteiro pela frente, e hoje está cheia de planos. A formanda no ensino fundamental já está com a matrícula

do Ensino Médio encaminhada na Escola Estadual Tavares Bastos, que fica perto da associação e vai ser possível manter as aulas no mesmo período em que seu filho frequenta as aulas na Pestalozzi. E não vai parar por aí. Depois do ensino médio, chegar à universidade já está nos planos dela, que pretende cursar educação física. A deficiência é uma realidade que precisa de adaptação não apenas à vida de quem a possui. Ser responsável por alguém especial é um trabalho que exige dedicação e muitas vezes renúncia. Muitas mães veem suas vidas transformadas para acomodar todas as necessidades que são apresentadas ao longo da vida de pessoas especiais. Esse trabalho muitas vezes não é visto, não tem des-

canso, não tem reconhecimento. Mas o que se pode constatar com muita frequência, é o semblante de orgulho e gratificação em cada uma dessas pessoas, sempre que veem a evolução e o desenvolvimento de seus filhos. Por outro lado, em muitos casos é possível conviver com a deficiência e levar uma vida de autonomia e independência, descobrindo experiências normais de sucesso e frustração, como todo mundo. Monalisa Ramos e Jânio Duarte se conheceram na Pestalozzi. Cheia de atitude, a jovem se apaixonou pelo rapaz aos 14 anos e decidiu ir atrás do que queria. Comprometido na época, Jânio correspondeu Monalisa e rompeu o namoro para ficar com ela. Namoraram por vários anos, ficaram noivos,

e hoje são casados. Vivem em uma casa só deles. Ele trabalha na oficina do pai, ela trabalha nos afazeres da casa. Juntos, eles constroem a própria felicidade. Perguntada se tem sonhos, Monalisa garante: “Tenho tudo que quero, tá bom assim”. Outro aluno do projeto é Renildo da Silva. Ele está na casa há 36 anos e hoje, além de estudar na Pestalozzi, participa do programa aprendiz. Começou na infância, aprendeu a ler. A vida toda, desde pequeno, foi desenvolvida na Pestalozzi. Está em uma turma do EJAI, na banda de percussão e ainda trabalha em uma empresa parceira. Orgulhoso, ele conta sobre sua vida de trabalhador. “Eu já trabalhei lá um ano, e agora já vou sair de férias. Depois quero continuar, vou até o fim”. (E.V.)

cuna a ser preenchida. As aulas estão totalmente em sintonia com o trabalho terapêutico. “Alguns não aprendem a ler nem escrever, mas desenvolvem outras habilidades. Ir ao banheiro, se alimentar só. E a gente descobre até mesmo talentos artísticos”, relata Fátima. Acompanhamento de saúde, atividades culturais complementares (ballet, percussão, capoeira, coral e teatro), e até mesmo oficinas pré-profissionalizantes formam o cotidiano daquela casa, onde muitos se sentem uma família. Thiago Maracas, professor de percussão conduz a Banda Afrolozzi há 12 anos. Ele ressalta que o grupo trabalha com musica inclusiva, mas também trabalha com os aspectos que contribuem para o ser humano. “Ajudamos no crescimento educacional, evolução mental. Gra-

dativamente eles vão desenvolvendo habilidades cognitivas, questão de espaço e tempo. Não é musica só como musica, mas como meio de mudança social”. Na oficina pré-profissionalizante, são produzidas obras de arte, materiais adaptados para o cotidiano, como garfo, faca e até caneta em tamanhos adaptados para serem utilizados pelos próprios pacientes da associação. Mas o produto de mais valor que é produzido lá não é material. Segundo o professor Aldemir Conrado, o desenvolvimento dos participantes da oficina é notório. “Tem alunos que hoje fazem o seu próprio serviço, recebem encomendas. Colocam em prática o que aprenderam aqui. Quando chegaram muitos não conseguiam nem conversar direito, não se expressavam. Depois eles ganham autonomia, coordenação motora”.

EDILSON OMENA

Janio e Monalisa vivem com autonomia em uma casa só deles


12

CIDADES

HISTÓRIAS DO

VELHO CAPITA A galega azulina

H

avia algum tempo que eu não passeava pelo centro da cidade. Essa invenção dos judeus americanos, o Shopping Center, fez a civilização mudar de hábitos. Antigamente andar pela Rua do Comércio era um divertimento nas tarde mornas de Maceió; pequeno programa que os jovens adoravam. Os galãs ficavam encostados nos carros estacionados, paquerando as moças desfilando até a sorveteria DK-1 ou Danúbio antes de pegarem o bonde ou ônibus às suas casas. Semana passada ao sair do Banco do Brasil na Rua do Livramento resolvi dar um bordejo no centro da cidade. Ao avistar a velha Sorveteria Danúbio, alegrei-me pensando em aliviar o calor com um delicioso sorvete. Minhas glândulas salivares encharcaram-se ao pensar no sorvete de mangaba. A jovem atendente encheu a taça com duas colheradas esborrando, entregou-me aquela maravilha congelada. Sentei-me em uma mesa de onde podia avistar a rua, o vai-e-vem do povo na calçada. Saboreei devagar o sorvete, enquanto me perguntava: Quem eram essas pessoas anônimas que faziam funcionar a vida de uma cidade? Uma senhora gorda, de preto, andava devagar, sua mão direita segurava uma criança vestida de marinheiro, devia ter quatro a cinco anos, ela chorava pedindo para comprar algum brinquedo. A gorda negava, e impaciente puxava pela

mão da criança que esperneava. Senhores de terno passavam apressados, pareciam advogados ou corretores. Andavam para um lado, outros em sentido contrário, nunca se batiam, nenhum sorria. Algumas jovens bonitas davam graça à rua com calças apertadas, marcando as curvas, a barriga enganosamente coberta por pequenas blusas, inspirando fantasias nos homens em seus requebros. Um mendigo, maltrapilho, calça rota, descalço, camisa rasgada, entrou na sorveteria de mão estendida. Um funcionário discretamente pediu que se retirasse empurrando o miserável. O mendigo me fez pensar na injustiça social do mundo, tive vontade em oferecê-lo um sorvete, ele escafedeu-se em direção à Praça Deodoro. Eu estava em devaneios das injustiças sociais, degustando minha mangaba, quando ela entrou na sorveteria. Devia ter entre 26 a 30 anos, parecia ser classe média, com porte nobre de dama. Vestia uma camisa listrada do CSA, uma saia curta branca e um tênis furta-cor, brilhante, sem meias. Entrou na sorveteria como uma rainha, segurava uma pequena bolsa e uma sacola, com sei lá o quê dentro. Rosto juvenil, oval, coberto por cabelos curtos louros, à la gorçonne. Nariz afilado, um perfil de deusa grega. Tinha uma boca encarnada e carnuda,

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 2 E 3 DE FEVEREIRO DE 2019

dentes alvos e brilhantes. Nas orelhas pendiam duas grandes argolas azuis, feito brincos. Beleza discreta, apenas percebida por conhecedores. A deusa encheu a taça de sorvete, voltou em direção à mesa. Ela sentou-se à minha frente. Colocou a bolsa, a sacola e a taça de sorvete em cima da mesa, cruzou as pernas, somente eu tinha a possibilidade de ver aquela bela mulher de perto. Percebi melhor, sua pele rosada parecia porcelana, sem nenhum defeito. Tomou sorvete como um ritual, cada colherada à boca, empurrava a colher, e retirava com uma lambida mostrando a maravilhosa língua carmim. Em certo momento, a Deusa retirou o celular da bolsa, iniciou uma conversa no zap com alguém bem humorado, ela às gargalhadas, discreta. Teclava sorrindo, e penetrava a colher cheia de sorvete vermelho, talvez morango, em sua boca carnuda e a retirava vazia, lambendo os lábios carmins. De repente ela cruzou as pernas. Tive um susto. Foi uma virada de pernas displicentemente, devagar. Eu era o único ser que tinha ângulo para assistir aquele espetáculo particular, aquele momento de sensualidade. Não, ela não estava feito a Sharon Stone, a doce menina vestia uma calcinha azul claro. Apareceu nítida, dava para identificar ser lingerie de renda.

Estudantes de Campestre celebram reforma de escola Estadual Ribeiro Caminha é a única unidade de ensino a ofertar o ensino médio no município, atendendo 250 alunos

O

ano letivo 2019 vai começar no dia 4 de fevereiro na rede estadual. Na Escola Estadual José Ribeiro Caminha, em Campestre, o retorno às atividades letivas terá um sabor ainda mais especial. A unidade de ensino localizada na região Norte foi reformada após 15 anos de espera e vai oferecer uma estrutura mais confortável para seus 250 alunos das zonas urbana e rural matriculados no ensino médio e Educação de Jovens e Adultos (EJA). A instituição é a única a ofertar ensino médio no município e, de acordo com a coordenadora pedagógica e ex-gestora Maria Damiana da Silva, não oferecia uma infraestrutura segura. Hoje, a comunidade escolar cele-

bra a conclusão da reforma e agradece ao governador Renan Filho por ter atendido ao seu pleito. “É uma conquista importante para a escola e comunidade. Quando chovia, era impossível permanecer aqui, sofríamos com as infiltrações e tínhamos problemas na parte elétrica. Também tivemos problemas com parte do teto. Hoje estamos em outra realidade e a expectativa é de aumentarmos o número de alunos, pois, até então, muitos se deslocavam para outros municípios e até outro estado para estudar. Também estamos felizes pelo novo ginásio”, relata Damiana. MELHORIAS Segundo a coordenação, a reforma contemplou toda

REFORMA A Escola Estadual José Ribeiro Caminha, em Campestre, foi reformada após 15 anos de espera e vai oferecer uma estrutura mais confortável para seus 250 alunos matriculados no ensino médio e EJA

ESTRUTURA A reforma contemplou toda rede elétrica e hidráulica, retelhamento, pintura e parte do mobiliário, com a chegada de 200 novas carteiras escolares

GINÁSIO

A escola também contará com um novo ginásio poliesportivo em 2019. “Hoje utilizamos um espaço cedido pela prefeitura para atividades físicas”, disse a coordenadora pedagógica

Em vários momentos repetiu o magnífico gesto. Até que descruzou as pernas, deixou-as levemente abertas em minha direção. Balançava discretamente. Se a galega não estivesse tão entretida conversando no zap, eu seria capaz de jurar que tudo aquilo era proposital. E eu era o único ser vivo a assistir àquela sensualidade azulina. Na minha infância querida, aquele lance era chamado de cinema grátis; eu estava assistindo maravilhado um desenho animado. O ritual continuou por algum tempo, o sorvete acabou; busquei outro, de pinha. Voltei, liguei o celular para apreciar com discrição enquanto ela teclava e sorria. Veio o momento menos esperado. A bela azulina levantou-se com elegância e classe, arrumou a bolsa, a sacola, olhou para os lados. Sorriu-me discretamente, saiu da sorveteria. Lépida e faceira tomou rumo à Rua do Comércio. Estava na hora de tomar meu táxi, sai da sorveteria, parei na calçada, apoiando-me na bengala. Ainda deu para admirar o andar da galega, em doce balanço a caminho do nunca mais. Parecia a dona do mundo. De repente, uma surpresa; ao passar pela Igreja do Livramento, ela olhou para trás, me encarou ao longe, como tivesse certeza de eu estar ali. Acenou-me com a mão e desapareceu entre os passantes. Foi a única e última vez que vi a galega azulina.

AGÊNCIA ALAGOAS

Escola Estadual José Ribeiro Caminha vai oferecer estrutura mais confortável para 250 alunos das zonas urbana e rural do município de Campestre rede elétrica e hidráulica, retelhamento, pintura e parte do mobiliário, com a chegada de 200 novas carteiras escolares. A estrutura dispõe de cinco salas de aula, secretaria, sala da direção, biblioteca, laboratório informática, almoxarifado e cozinha. A escola também contará com um novo ginásio poliesportivo em 2019. As obras estão avançadas. “O ginásio era outro pleito dos alunos. Hoje utilizamos um espaço cedido pela prefeitura para atividades físicas”, informa Damiana. GRATIDÃO Parte do grupo de estudantes que solicitou pessoalmente a reforma ao governador, Vitor José, Evilly Pereira, ambos da 2ª série, e Genilson Leandro, da 3ª

série, estão felizes e orgulhosos pelas transformações proporcionadas ao novo ambiente escolar. “O ensino da escola sempre foi bom, temos professores comprometidos, mas as condições físicas eram péssimas. A grande reforma na infraestrutura melhorou bastante o ambiente”, avalia Vitor José. “Aconteceu uma grande mudança, nossas reivindicações foram atendidas. Antes a gente não podia encostar na parede ou ir ao pátio. Gostei muito da reforma”, complementa Genilson. Evilly também se mostra feliz com a reforma da instituição. “Antes desta obra, a escola não era atrativa. Hoje, alunos que estudavam em Pernambuco estão vindo para cá”, destaca Evilly.

MATRÍCULAS Satisfeita com as mudanças, a comunidade tem buscado a escola para garantir vaga para o novo ano letivo. Moradora da zona rural e mãe de cinco filhos, dona Antônia Maria da Silva foi uma das que aproveitou a oportunidade. “Gosto da escola, acho ela importante para a comunidade. Ano passado uma filha minha concluiu aqui (o ensino médio) e este ano vim matricular outro”, comemora. Ex-estudante da Ribeiro Caminha, Maiane Claudino avalia as mudanças ao matricular seu sobrinho. “Mudou bastante. Estudei em 2015 e a estrutura estava muito precária. Agora, visivelmente, a escola é outra e a comunidade está mais animada”, revela. OBRAS Desde 2015, o Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), promove um grande investimento em infraestrutura, visando garantir ambientes escolares seguros e de qualidade. Além dos valores transferidos diretamente para a escola por meio dos programas Escola da Hora e Escola Web, para manutenção predial, aquisição e manutenção de internet, dentre outros, a Seduc, até o momento, já teve 150 escolas reformadas, além de 7 construídas, sendo duas indígenas, e ainda 50 novos ginásios poliesportivos e 19 recuperados.


ECONOMIA

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 2 E 3 DE FEVEREIRO DE 2019

Xaréu, a praia da Bruna Lombardi, é atração à parte

13

DIVULGAÇÃO

Visita da famosa atriz brasileira nos anos de 1990 tornou o local em um refúgio para turistas durante as férias

A

inda é oficialmente conhecida como Xaréu, uma praia quase desconhecida. Cordialmente o local mudou de nome após passagem de famosa atriz brasileira nos anos 90. Quem não gostaria de uma praia com seu próprio nome? Esse pequeno pedaço do paraíso “mudou” de nome em homenagem a famosa atriz Bruna Lombardi. Não há dúvida que nossa passagem pelo mundo pode deixa marcas e pode ser elemento de histórias e, até mesmo, originar lendas. Foi o que aconteceu com a praia de Xaréu, em Maragogi. A população local a “rebatizou” de Praia da Bruna Lombardi. O motivo? As finas e douradas areias, somadas a águas cristalinas de um azul turquesa intensos, seduziram a atriz durante uma visita anos atrás. Diz o povo local que tamanho foi o apreço da famosa que ela,

simplesmente, promoveu um ato que jamais foi esquecido: um topless! Desde então, a marca indelével de um acontecimento “mudou” o nome do local entre os guias da região e atrai fãs e visitantes que querem comprovar e experimentar in loco “o que essa praia tem”. Considerada um dos refúgios do município, essa praia praticamente não foi explorada pelo turismo. É um lugar calmo e aconchegante, ideal para os amantes da natureza. Costuma ficar a maior parte do tempo deserta, recebendo alguns turistas durante a alta temporada, mas quase não apresenta movimento o resto ano. Seus principais frequentadores são moradores da região e pescadores. Conta com uma boa faixa de areia clara batida, o mar é tranquilo, de águas transparentes e de agradável temperatura. É ideal para o banho e para a

prática de esportes náuticos, como vela. Cercada por vegetação nativa preservada, essa bela praia é o cenário ideal para os que buscam sossego. Não conta com infraestrutura próxima, sendo indicado que o visitante leve alimentos e bebidas. Xaréu fica a cerca de 8 km do centro de Maragogi, perto de uma pequena vila com casas de veraneio. Praia de águas cristalinas e quentes se difere de outras praias de Maragogi por formar uma espécie de lagoa no período da maré baixa, quando é possível caminhar por centenas de metros mar adentro. Como a praia está protegida por uma barreira de corais, ela é tranquila e não oferece perigo, pois suas ondas são fracas. Quando a “lagoa” está formada, o local é ideal para levar crianças ou para colocar sua cadeira de praia dentro do mar e poder refrescar os pés.

Praia de Ponta do Mangue, uma das que compõem a vasta extensão do litoral do município de Maragogi DIVULGAÇÃO

Praia do Xaréu, conhecida por ter recebido a atriz Bruna Lombardi na década de 1990


14

ECONOMIA

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 2 E 3 DE FEVEREIRO DE 2019

Conheça as fantásticas praias de Maragogi Mar do Litoral Norte possui 22 quilômetros com lugares tranquilos e bucólicos DIVULGAÇÃO

CLAUDIO BUGARELLI

SUCURSAL REGIÃO NORTE

M

aragogi, o Caribe brasileiro, tem 22 Km de litoral onde estão praias de rara beleza cada qual com sua peculiaridade. Para quem vem de Maceió, ao sul, a primeira praia é São Bento, logo após a ponte sobre o Rio Salgado que separa Maragogi de Japaratinga. É um bucólico povoado onde muitos pescadores ainda vivem da pesca e cuja tranquilidade é a sua principal característica. Nos últimos anos se transformou em polo turístico. Logo após, seguindo pela AL-101 Norte, surge Camacho, outra bela praia, na foz do Rio Maragogi. Algumas praias do município, como Camacho, receberam o nome de sítios que por aqui havia. Na sequência vem à praia da vila de Maragogi, esta já urbana, com sua orla repleta de bares, restaurantes e pequenas lojas de artesanato. É aqui, principalmente nos finais de semana, o principal ponto de badalação. A próxima praia é Burgalhau, que começa após o Rio dos Paus, onde fica um bonito manguezal. Depois vem Barra Gran-

Praia de Burgalhau, no município de Maragogi, no Litoral Norte do estado de Alagoas de, um histórico povoado com uma praia ótima para banho e pesca. XARÉU Em seguida, Xaréu, a praia da Bruna Lombardi. A praia de Antunes vem logo

a seguir e é uma das mais tranquilas, o que a torna muito procurada para descanso, assim como a praia de Dourado, sua vizinha. Ponta de Mangue, que surge na sequência, é uma delícia,

com águas calmas e arrecifes de coral, que acolhem na maré baixa pequenos e coloridos peixinhos. Finalmente chegamos à super agradável praia de Peroba, já na divisa com Pernambuco.


ESPORTES

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 2 E 3 DE FEVEREIRO DE 2019

Palmeiras quer aproveitar a crise do Corinthians

15 REPRODUÇÃO

Clássico na casa do Verdão pode aumentar a pressão com o técnico Fábio Carille

P

almeiras e Corinthians revezaram a formação titular nas quatro primeiras rodadas do Campeonato Paulista. A justificativa de ambos estava em evitar lesões musculares e também testar os jogadores que chegaram para a temporada. O clássico entre as equipes marcado este sábado, às 16h, no Allianz Parque, será a oportunidade de seus treinadores mandarem a campo o que consideram ter de melhor no momento. Após compromissos seguidos no meio e no fim das semanas, as equipes podem apostar todas as fichas no jogo. Como só voltarão a campo uma semana depois, Palmeiras e Corinthians

terão a oportunidade de escalar a força máxima, sem preocupação com o desgaste para o compromisso seguinte pelo Campeonato Paulista. O técnico Luiz Felipe Scolari, por exemplo, conseguiu observar 24 dos 25 inscritos pelo Palmeiras no Estadual. Apenas o volante Jean ainda não ganhou chance. No restante, todos os demais atletas tiveram no mínimo 45 minutos em campo para mostrarem ter se adaptado ao esquema do time e adquirido entrosamento. A proximidade do clássico se fez presente nas escolhas da partida da última quarta-feira, contra o Oeste. O atacante Dudu, por exemplo, foi substi-

tuído no intervalo, o meia Lucas Lima entrou só no segundo tempo, o atacante Borja não saiu do banco de reservas e o volante Felipe Melo também ganhou descanso. Todos devem ser titulares no dérbi. Do lado do Corinthians, Fábio Carille tem algumas dúvidas para definir seu time ideal. Uma delas é a possibilidade de contar com Vagner Love, inscrito no Campeonato Paulista. A tendência, no entanto, é que fique como opção para o segundo tempo, assim como o argentino Mauro Boselli, ainda sem ritmo. Nos primeiros jogos da temporada, Carille não conseguiu fazer o Corinthians render. Foram duas derrotas, um empate

e uma vitória sofrida, por 1 a 0, sobre a Ponte Preta, em casa. O treinador declarou em recente entrevista ao Estado que não gosta de mexer muito em seus times e que segue a linha de Tite, de tentar repetir a escalação. No entanto, justificou as inúmeras trocas neste início de ano.

JOGOS DE SÁBADO 16h Palmeiras x Corinthians

JOGOS DE DOMINGO

10h Mirassol x Guarani 16h São Paulo x São Bento 18h Ituano x Santos 18h Bragantino x Ponte Preta

Bruno Henrique renovou com o Palmeiras e deve ser relacionado


ESPORTES

16

ASCOM CRB

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 2 E 3 DE FEVEREIRO DE 2019

COPA DO NORDESTE

CSA espera somar pontos fora de casa contra o Sampaio

Atacante Hugo Sanches é um dos destaques do CRB na temporada e deve ser titular neste domingo no Estádio Rei Pelé contra o Moto Club

Em busca da 1ª vitória, CRB recebe o Moto Club Galo soma apenas dois empates na Copa do Nordeste e pode encostar nos líderes

D

ois empates contra candidatos ao título (1x1 com Bahia; 0x0 com Ceará). Agora é hora de vencer. De conquistar a primeira vitória na Copa do Nordeste. Neste domingo, às 19h30, o CRB recebe o Moto Club no Estádio Rei Pelé. O técnico Roberto Fernandes sabe disso e vai com força máxima. Ele faz neste sábado um último trabalho e só define os titulares momentos antes do jogo. Fernandes espera contar com Ferrugem, que sentiu dores nas costas durante a semana, mas já apresentou melhora. Outro que pode surgir é o volante Claudinei. Nas laterais, seguem desfalcando o time Igor na esquerda e Júnior na direita. O atacante Maílson comentou sobre o retorno aos gramados e projetou melhora no rendimento. “Estou feliz por ter reestreado com a camisa do CRB e pela vitória que a equipe conquistou no difícil compromisso. Todos estão de parabéns pelo resultado positivo e pelo desempenho durante

os noventa minutos. Vamos continuar neste ritmo para melhorarmos ainda mais nosso rendimento em campo em 2019. Vamos lutar muito para conquistar mais um triunfo na temporada diante do Moto Club pela Copa do Nordeste. Temos que impor nosso ritmo dentro de casa para sairmos com os três pontos diante deles. Essa é a meta”, disse. “O Mailson nunca trabalhou comigo. Eu não conheço o Mailson. Esse é o Mailson que vocês conhecem? Estamos trabalhando e agora é questão de adaptação. Ele estava jogando em um país num futebol completamente diferente do que ele teve que

TITULARES

Técnico Roberto Fernandes vai colocar em campo força máxima do CRB mas esconde a escalação

INGRESSOS

Os preços estão confirmados com arquibancadas altas R$ 20,00 arquibancadas baixas R$ 15,00 e cadeiras R$ 40,00

fazer aqui”, explicou Fernandes. Outra novidade que pode surgir é o atacante Zé Carlos. Ele está recuperando a condição física e teve os primeiro minutos de oportunidade. Mas o treinador ainda não está satisfeito com o rendimento de toda equipe. Para ele, Claudinei continua sendo peça-chave e a sua ausência tem sido sentida no meio-campo. “É um grupo que está se conhecendo agora, mas irrita. Eu não estou satisfeito. Eu gostaria que a equipe, além dos resultados, já estivesse um pouquinho melhor. (...) Os volantes cansaram um pouco, o time perdeu um pouco o espírito do que é jogar no interior. O único titular da temporada passada, que é o Claudinei, não tem jogado o alagoano. Alguém lembra que o Claudinei estava fora? Será que se ele, e o Ferrugem, estivessem em campo a gente iria perder tanto no meio-campo no segundo tempo? Acho difícil. Mas eles sinalizaram que se fossem a campo corriam o

risco de lesão”. INGRESSOS O CRB trocou o chip do Campeonato Alagoano e agora pensa na Copa do Nordeste. Aproveitando o bom momento, a diretoria anunciou os valores dos ingressos para a partida contra o Moto Club pela competição regional. Os valores foram distribuídos da seguinte forma: arquibancadas altas R$ 40,00 (R$ 20,00 meia-entrada), arquibancadas baixas R$ 30,00 (R$ 15,00 meia-entrada) e cadeiras R$ 80,00 (R$ 40,00 meia-entrada). CRB e Moto Club se enfrentam no domingo, às 19h30 no Estádio Rei Pelé, em jogo válido pela terceira rodada da Copa do Nordeste. Os ingressos para CRB e Moto Club já estão sendo vendidos e podem ser encontrados nos seguintes pontos de venda: Poly Sports (Centro e Maceió Shopping); Arena das Torcidas (Jatiúca); Kiosk Sports (Shopping Pátio); Via Esportiva (Via Expressa); Estande do Galo (Shopping Maceió) e Bar do Carlão (Trapiche).

CEO recebe o Dimensão; ASA encara o Coruripe A 3ª Rodada do Campeonato Alagoano tem continuidade neste sábado, às 16h, com o duelo entre CEO e Dimensão Capela, no Estádio Édson Matias em Olho d’Água das Flores. O time da casa ainda busca a primeira vitória na competição O confronto vai ter o comando do árbitro Marcus André de Melo (FAF). Seus assistentes serão Wagner José da Silva (CBF/AL) e Wellington da Silva Santos (FAF). Wiomar Santana de Oliveira (FAF) fica como quarto árbitro e o analista será José Elias Santos Filho (FAF). No encerramento da rodada, no domingo, às 16h,

em Arapiraca, o ASA recebe o Coruripe. O alvinegro sabe que precisa mostrar mais qualidade para se garantir entre os primeiros e o Hulk se reabilitou no meio de semana após estrear no estadual com derrota. O técnico Alison Danta já está muito pressionado e confia no bom momento do artilheiro Ciel para que o ASA conquista a primeira vitória em casa. O árbitro deste jogo será Helder Brasileiro de Aquino (CBF), sendo auxiliado por Benilson dos Santos (FAF) e Fernanda Felix da Silva (FAF). O uruguaio Juan Marcos Cartagena (FAF) será o quarto árbitro.

REPRODUÇÃO

ASA recebe o Coruripe em Arapiraca e busca sua primeira vitória

Sampaio Corrêa e CSA entram em campo às 19h30 neste domingo no Castelão em São Luís-MA. Um duelo de dois times que buscam melhorar na Copa do Nordeste. O time da casa fez dois jogos e acumula uma derrota e um empate. O Azulão tem dois empates. O técnico Marcelo Cabo sabe da maratona que vai enfrentar com o jogo de domingo no Maranhão e do meio de semana em Cuiabá, contra o Mixto pela Copa do Brasil. “É hora de consulta ao departamento médico e de fisiologia. Tivemos um jogo intenso com o Murici e teremos que avaliar alguns atletas”, disse Cabo citando Matheus Sávio, Celsinho e Jhon Cley. Mas logo em seguida chegou a informação oficial do DM. Matheus Sávio, Celsinho e Jhon Cley foram reavaliados pelos médicos do clube e estão liberados para os treinos. Tudo bem com os três. “Temos que melhorar muitas coisas. Mas, se não deu na técnica, se não conseguiu trabalhar a bola com o jogo apoiado, a gente foi na raça”, disse Sávio em coletiva. MUDANÇA DE VIAGEM O assessor de imprensa, Bruno Reis, informou que a viagem do elenco para São Luís seria ontem à tarde. Mas a direção mudou a programação e o grupo só embarca no sábado de manhã. Cabo ainda comentou o jogo contra o Murici,

ASCOM CSA

Técnico Marcelo Cabo acredita em uma vitória neste domingo contra o Sampaio onde escalou a força máxima do CSA e pretende seguir com essa linha também nos próximos jogos. “A gente teve um pouco do controle no segundo tempo, mas permitiu dois contra-ataques: o gol e uma bola na trave. E a gente precisa estar mais atento, principalmente quando joga em casa, para não tomar esse tipo de contra-ataque. Mas acho que o mais importante foram os três pontos, e a gente dá um passo importante dentro da competição. Agora é manter a atenção para trazer pontos de fora de casa na Copa do Nordeste. Mais uma vez digo que vai a campo quem estiver mais inteiro”, concluiu.

LUTAS

José Aldo é a grande atração do UFC Fortaleza José Aldo e Raphael Assunção são veteranos no UFC: o primeiro reinou durante anos como campeão do peso-pena, enquanto o recifense está na companhia desde 2011. A experiência da dupla, porém, não será suficiente para frear a ascensão de Renato Moicano e Marlon Moraes, no UFC Fortaleza, neste sábado. Nome mais famoso do card - e integrante da co-luta principal -, José Aldo tem a confiança muita gente. Natural de Recife, Raphael Assunção, que perdeu apenas duas de suas três lutas no Ultimate, é a “zebra” diante de Marlon Moraes, de acordo com os pitacos. O recente anúncio de José Aldo de que pretende se aposentar do MMA ao fim do ano gerou muita especulação entre fãs e mídia. O ex-campeão dos pesos-penas tem compromisso marcado contra Renato Moicano neste sábado, no UFC Fortaleza, mas todos já querem saber contra quem serão as outras duas lutas finais do seu contrato com o Ultimate. O fã que se acostumou a ver o manauara com o cinturão - a luta de sábado será apenas a segunda de Aldo que não vale título desde 2009 - imagina que um triunfo na capital cearense poderia levar a

UFC

José Aldo conta com grande parte do apoio da torcida em Fortaleza uma trilogia contra Max Holloway, o homem que lhe tirou o cinturão e o bateu duas vezes. O próprio Aldo adoraria que este fosse o cenário que o aguardaria após este fim de semana. No entanto, o brasileiro encara a situação com pragmatismo: dificilmente receberá uma nova oportunidade de disputar o título, uma vez que deixou claro para a organização que, mesmo que recupere o cinturão, vai parar ao fim do ano.


MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 2 E 3 DE FEVEREIRO DE 2019

DIVERSÃO&ARTE

Sem Ben Affleck, estúdio quer ator conhecido para papel de Batman

A

Warner Bros. quer um ator conhecido para interpretar o Homem-Morcego em The Batman, de acordo com o jornalista da Variety, Justin Kroll. Porém, o diretor Matt Reeves teria uma idade específica em mente. Com estreia marcada para 25 de junho de 2021, o filme deve começar o processo de escalação em breve. Originalmente, Ben Affleck estrelaria e dirigiria o projeto, além de assinar o roteiro com Geoff Johns. O ator teria trabalhado duro para fazer uma boa história, mas desde que Matt Reeves assumiu o projeto, em 2017, ele entendeu que não seria o ideal para essa versão.

O SEGUNDO MAIS PODEROSO Longa Vice usa a comédia misturada com grandes atuações para contar a história do vice-presidente mais poderoso dos EUA

Cantor Seal fará show no Rock in Rio com cantora baiana Xenia

O

Rock in Rio confirmou que a performance de Seal como um dos headliners do Palco Sunset, no dia 27 de setembro, contará com presença da cantora baiana Xenia França. O Rock In Rio acontecerá nos dias 27, 28 e 29 de setembro e 3, 4, 5 e 6 de outubro de 2019. A venda oficial de ingressos acontece em 11 de abril, às 19h, horário de Brasília.

V

ice não é um filme de política comum. O longa foca na vida de Dick Cheney (Christian Bale), um dos vice-presidentes americanos mais poderosos de todos os tempos. A ideia da produção é mostrar como as políticas de Cheney mudaram o mundo que conhecemos e, para isso, usa o humor absurdo do diretor Adam McKay para fazer essa história fazer sentido. Ao mesmo tempo que dirigiu o premiado A Grande Aposta, o cineasta também esteve por trás de comédias como Quase Irmãos e Tudo por Um Furo. Esse filme tem muito mais inspirações nos trabalhos anteriores do cineasta do que no longa que lhe rendeu um Oscar e ele utiliza o humor e diálogos rápidos para deixar um personagem sem nenhum carisma interessante em mais uma performance marcante de Christian Bale. O ator, como sempre, se transformou para o papel. Além de ganhar peso e fazer exercícios para engrossar o pescoço para ficar ainda mais parecido fisicamente com o ex-vice-presidente dos EUA, Bale se destaca especialmente no timbre de voz que, além de envelhecer com o passar do longa, é monótono e prático como o do retratado. Com ele vemos a transformação de um homem que não sabia o que fazer da vida para um manipulador que conseguiu comandar um país da vice-presidência. E ele chega a esse ponto por conta de dois

personagens: Donald Rumsfeld (Steve Carell) e Lyn Cheney (Amy Adams). Quando se tem um protagonista propositalmente sem carisma é necessário coadjuvantes que façam a história sempre ficar interessante e o filme trabalha muito bem cada um deles. Lyn é apresentada como uma mulher que tem mais sonhos que o marido e é ela quem faz com que ele se torne um político, enquanto Donald é o homem que Dick quer ser. Tanto Adams quanto Carell são mais expansivos e carismáticos, liderando as cenas em que estão envolvidos em grande parte do filme. São eles que “constroem” Dick Cheney e, quando não estão em cena, o diretor usa da edição para deixar o filme mais dinâmico, especialmente na relação com George W. Bush, vivido brilhantemente por Sam Rockwell. O cineasta deixa metáforas explicitas ao invés de investir apenas no tom monótono de Cheney. No momento em que ele está convencendo Bush a lhe dar mais poderes como vice-presidente, o diretor faz uma analogia à pesca e literalmente mostra o

futuro presidente dos EUA sendo fisgado. Essa edição dinâmica ajuda a prender a atenção do público nos momento mais burocráticos da produção, mas mesmo assim alguns espectadores podem ficar confusos com o filme. O longa fala muito de política americana e, assim como A Grande Aposta, usa termos que grande parte do público deve desconhecer. Ele é muito específico em momentos e uma piscada ou desatenção já basta para perder o contexto da história. Mesmo assim, a maneira como o diretor mostra que Cheney foi uma sombra na política americana por anos é feita de um jeito que pode abrir a mente de muita gente. Cheney nunca teve os holofotes, mas sempre controlou a Casa Branca de longe. É por conta dele que a energia solar foi atrasada, ele orquestrou a invasão no Iraque após 2001 e fez o que quis dentro dos EUA. O filme mostra como ele manipulou o sistema a seu favor e cresceu ao ponto de se tornar uma das pessoas mais poderosas do mundo. O filme joga uma luz nesse homem e ajuda a compreender como os EUA está na situação atual. Vice é uma comédia absurda baseada em fatos reais que se apoia em uma edição dinâmica, um roteiro afiado e atuações fortes para contar a história da política americana de uma forma engraçada e, ao mesmo tempo, reflexiva.


2

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 2 E 3 DE FEVEREIRO DE 2019

EXPOSIÇÃO (CO)EXISTÊNCIA

Com produção da Associação dos Moradores e Amigos do Bairro de Jaraguá (Amajar) e fruto da convivência no Ponto de Cultura Enseada das Canoas: Yar-á-guá Cultural, o Museu Palácio Floriano Peixoto (Mupa), no Centro de Maceió, recebe a Exposição (Co)Existência a partir do dia 1º de fevereiro. A abertura oficial será às 15h. A exposição reúne trabalhos de pintura em tela de 17 artistas em formação – são crianças, jovens e adultos oriundos da Vila de Pescadores do Jaraguá – e inclui também 15 trabalhos de pintura em tela do artista plástico Filipe Cavalcanti Maia e obras inéditas do também artista Coco Ferrez. Período: 1º de fevereiro a 9 de março de 2019. Horário de visitação: de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h. Mais informações pelo telefone (82) 3315-7874.

PRÉVIA DE CARNAVAL

IXQUENTA DO BAQUE

MATINÊ INFANTIL O BAILINHO – CAZUADINHA FUTEBOL CLUBE

A Banda Cazuadinha já prepara repertório especial para O Bailinho, a matinê infantil mais querida do Estado. A folia acontecerá no domingo, dia 17 de fevereiro, no Pavilhão de Feiras e Exposições do Centro de Convenções de Maceió. Os portões vão estar abertos a partir das 16 horas. No local será montada praça de alimentação, como muitas guloseimas, sucos e refrigerantes. Para este ano teremos duas novidades: a Banda Cazuadinha comandará a festa do início ao fim e teremos a participação do Mascote do grupo, o simpático e endiabrado Seu Kazoo. Ingressos: Mesas R$ 380,00 (para até 4 adultos e 4 crianças)/Individuais: R$ 50 (meia) e R$ 100 (inteira). Pontos de venda: Loja Aimê Acessórios – Rua Eng. Mário de Gusmão, 507, Ponta Verde/ Livraria Leitura - Parque Shopping – 1º andar. Vendas on line: www.eventim.com.br. OBS: pagam meia-entrada: crianças (a partir de 2 anos), acompanhantes da criança, professores, maiores de 60, estudante e pessoas deficientes. Mais informações: 82 3235-5301.

NA PRACINHA COM O PINTO DA MADRUGADA

Dando início ao calendário de eventos do bloco Pinto da Madrugada, acontece neste sábado (2) a prévia de carnaval infantil “Na Pracinha”. O evento começa às 16h, no trecho recentemente revitalizado da Praça Vera Arruda, perto da construtora R Pontes, e as atrações que vão garantir a diversão da criançada são a banda Lupi e o Pintinho, mascote do bloco. Além da diversão, o evento também abre espaço parar solidariedade. No local, haverá um ponto de recolhimento para quem puder levar 1kg de alimentos não perecíveis. Tudo que for arrecadado será doado para a Comunidade Nosso Lar. O calendário de eventos continua até 23 de fevereiro, dia do desfile oficial do bloco Pinto da Madrugada. Neste fim de semana, a programação continua no domingo (3) com o Mundaú Lagoa Aberta, na orla lagunar.

XVI BAILE DE MÁSCARAS DOS SERESTEIROS DA PITANGUINHA

O Baile de Máscaras dos Seresteiros da Pitanguinha 2019 vai ter um lugar especial no coração dos foliões. A 16 ª edição será contagiante. O baile acontece no dia 15 de fevereiro, no Centro de Convenções de Maceió. O futebol é o tema inspirador deste ano. O baile este ano também fará uma homenagem especial a Carlito Lima, figura emblemática da cultura alagoana e um dos maiores incentivadores do carnaval no estado. Com muito confete e serpentina Seresteiros da Pitanguinha e SPOK Frevo Orquestra do Recife vão fazer o chão tremer de alegria e felicidade até surgirem os primeiros raios de sol. Ingressos Individuais: R$ 50,00 (meiaentrada) e R$ 100,00 (inteira)/Mesas: R$ 500,00 (para 4 pessoas). Forma de pagamento: em dinheiro, debito ou crédito em até 2 X. Vendas on line: www. eventim.com.br. Pontos de venda: Aimê Acessórios – Rua Mário de Gusmão, 507 – Ponta Verde/ Livraria Leitura – Parque Shopping – 1º andar. Mais Informações: 82 3235-5301.

ILHA ENCANTADA

Neste mês de férias, não vai faltar diversão para garotada no Maceió Shopping! A praça central foi transformada em uma Ilha Encantada, com mais de 100m² de uma estrutura inflável, inspirada numa ilha, com uma floresta repleta de palmeiras de quase 2 metros de altura e uma piscina de bolinhas gigante para completar a brincadeira. O evento é promovido pela empresa Mundo Mágico, especializada em atrações infantis. E como a proposta é oferecer opções de lazer e entretenimento para toda a família, a programação de férias do shopping ainda conta com apresentações do novo espetáculo do Le Cirque - África, além do Game Station, Mundo da Criança e cinemas.

A cada dia o Jaraguá Folia se aproxima e o Maracatu Baque Alagoano segue com os preparativos para a 2ª edição do Polo dos Maracatus, mas isso não quer dizer que não haja tempo para festa. Na melhor tradição de “prévia das prévias”, seus integrantes farão o Ixkenta do Baque na rua fechada da Praia de Ponta Verde neste domingo (03), a partir das 9h. A concentração será em frente à Barraca Pedra Virada, de onde o cortejo irá partir pela Avenida Sílvio Vianna fazendo a festa do público. A “prévia das prévias” irá culminar na grande noite do Jaraguá Folia, em 22 de fevereiro. A partir das 19h, o 2º Polo dos Maracatus, na Praça Marcílio Dias, irá receber a apresentação do Maracatod@s, Coco Xodó Nordestino, Bumba Meu Boi Vingador e Maracatu Baque Alagoano, para apresentações de palco e cortejo pelas ruas do bairro histórico. Aberto ao público.

NOVIDADES NO PÁTIO MACEIÓ

Diversas atrações agitam o mês de janeiro do Shopping Pátio Maceió. A ‘Liquidação’ com até 70% de desconto, promete “queimar o estoque” de todas as lojas. Enquanto os papais vão fazem compras, as crianças podem se divertir com as atrações especiais da campanha ‘Férias no Pátio’, a exemplo do ‘Mar de Bolinhas’, ‘Inflável Tropical’, ‘Lets Play’, ‘Feira de Livros’, e ‘Carrinhos Motorizados. Já o cinema, está repleto de novidades em cartaz, com filmes para a criançada como ‘DPA2 Bumblebee’ e ‘Homem Aranha no Aranhaverso ’, e, também, para jovens e adultos, como ‘Minha Vida em Marte’, ‘Máquinas Mortais’ e ‘Aquaman’. Mais informações através do site www. patioshoppingmaceio.com.br, Facebook (Shopping Pátio Maceió) e Instagram (@shoppingpatiomaceio).

INSCRIÇÕES ABERTAS OFICINA DIÁLOGOS AUDIOVISUAIS: ATELIÊ SESC DE CINEMA

Com foco na sétima arte, o Sesc abre inscrições gratuitas online para “Oficina Diálogos Audiovisuais”, até o dia 7 de fevereiro. A oficina terá como tema de estudo os filmes produzidos no Ateliê Sesc de Cinema desde 2009, em Alagoas, onde serão compartilhados relatos e informações sobre os processos de construção do roteiro, produção, filmagem e montagem. Composta por quatro encontros, da primeira à última quinta-feira de fevereiro, das 18:30 às 21:30 no Sesc Poço, os encontros serão realizados nos dias 07, 14, 21 e 28 de fevereiro. A pré-inscrição será realizada apenas on-line, até 07 de fevereiro de 2019. Acesse: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScPjfa49_ RlPdvCTOlFL9kNADE62e7srQYT1OGycLbhXGZ1hA/viewform. A partir de 16 anos. Vagas: 50 Mais informações: cdra@sescalagoas.com.br | 3201-1374.

SANTO BLOCO COM NANA MARTINS

Iniciando o mês fevereiro em clima de muita folia o Santo Bloco faz sua Prévia de Carnaval neste sábado (2), a partir das 16h 45, no Santo Bar – Santorégano Praia, localizado na Rodovia AL 101 Norte, 1565, Garça Torta. A música e animação ficam por conta de Naná Martins que vai tocar as melhores do Axé e mais DJ animando a pista. Os ingressos são limitados e devem ser reservados antecipadamente. O Santo Bloco desfila a alegria de suas fantasias também no dia 23 de fevereiro, sábado, ao lado do Pinto da Madrugada e outros blocos tradicionais. Ingressos: R$25,00 individual/ R$140,00 mesa. Mais informações e reserva de ingressos: (82) 9.9623-4342 /(82) 9.9170-9220.

CARIOCA - MÁS COMPANHIAS

No dia 23 de Março, no Teatro Deodoro, às 20h, Stand Up Comedy Carioca em “Más Companhias”. personagens Bolsonabo, Dilma Ducheff, Pedro Paulo, Bóris, Pastor Cráudio, Lelé Santos, Jô Suado e Didi Mais Cedo! Ingressos: Plateia Inteira R$ 80,00 + taxa Plateia Meia R$ 40,00 + taxa Mezanino Inteira R$ 60,00 + taxa Mezanino Meia R$ 30,00 + taxa. Mais informações em: http://bit.ly/CariocaMaceio .

EXPOSIÇÃO “MEMÓRIAS TRANSEUNTES”

Em cartaz na Unidade Sesc Centro, a Exposição “Memórias Transeuntes”. As obras são dos artistas e pesquisadores, Diogo Bessa e Hugo Bernabé que buscam retratar, através de pinturas e objetos diversos, as múltiplas personalidades do homem armazenadas em seu subconsciente. O público poderá visitar as obras até o mês de março, sempre de segunda a sexta-feira, das 12h30 às 18h. A entrada é gratuita. Mais informações: (82) 3201-1370 / 1371.

MOSTRAS CINE SESC MULHERES

Mais que diversão, a sétima arte proporciona conhecimento, autonomia do senso crítico além promover a cultura aos quatro cantos do mundo. E falando em cinema, ele também faz parte do universo do Sesc. Em Alagoas a Mostra Cine Sesc inicia a temporada de exibições 2019, começando em fevereiro com a Mostra Mulheres. A mostra que foi totalmente dirigida por mulheres trazendo uma sequência de filmes com temas envolventes que fazem parte do contexto social. As exibições são gratuitas com sessões às quartas-feiras de fevereiro, na Unidade Sesc Centro, em Maceió, no horário das 12h30. Programação: 06/02 - 12:30 – Filme: Sinfonia da Necrópole.13/02 - 12:30 – Filme: Cores e Flores para Tita. 20/02 - 12:30 – Filme: Baronesa. 27/02 - 12:30 – Filmes: Fantasia de Índio, Aquele Disco da Gal e Òrun Àiyé – A Criação do Mundo .

LE CIRQUE APRESENTA ESPETÁCULO ÁFRICA

Respeitável público, a temporada da diversão já começou! No estacionamento do Maceió Shopping, o Le Cirque inicia sua temporada de apresentação do novo espetáculo - África. O circo já passou por outras capitais nordestinas como Fortaleza, Natal e João Pessoa e promete levar muita energia e diversão em 1 hora e 45 minutos de show. A proposta é proporcionar ao público em uma viagem misteriosa pelo continente africano, misturando elementos tradicionais do circo com números mais modernos. Entre as apresentações que serão feitas estão números acrobáticos, de dança, palhaços, mágicos, ilusionistas, equilibristas, malabaristas, contorcionistas e o globo da morte. Ingressos: *Cadeira platéia lateral: inteira R$40 e criança/meia R$20 / *Cadeira plateia central: Inteira R$60 criança/meia R$30 /*Cadeira Vip: inteira R$ 80 e criança/meia R$ 40. Mais informações: 82 98161-1100.

FALE CONOSCO - A Agenda é um serviço gratuito de orientação ao leitor. Os interessados em divulgar eventos, shows e exposições podem enviar material através do endereço: tiagenda@hotmail.com

RESUMO DAS NOVELAS GLOBO 18h ESPELHO DA VIDA A Guardiã avisa a Cris que ela não deve interferir no passado e que, se o fizer, perderá sua proteção. Cris procura Dalton, que alerta a atriz. Isabel provoca Alain, que disfarça seu incômodo para poupar Priscila. Margot conforta Cris, que sofre por não poder salvar Piedade no passado. Marcelo se preocupa com Isabel, e acaba discutindo com Mariane. Sheila percebe a presença de Cris na casa de Margot, e avisa a Isabel. Dalton informa a Ana e Flávio sobre o estado de Cris. Ana, Flávio e Margot tentam acalmar Cris. Marcelo visita Isabel. Cris tenta sair da casa de Margot e é surpreendida por Alain.

GLOBO 19h VERÃO 90 Herculano fica furioso ao saber que Gisela viajou e deixou a filha adoentada. Janaína fica decepcionada ao saber que Herculano voltou para o Rio de Janeiro sem se despedir dela. Madá entra em transe e intui que o nome de sua confecção será Top Wave. Quinzão informa a Herculano que Isadora deve ser operada. Vanessa pede abrigo na casa de Larissa. Quinzinho aprova a camiseta criada por Álamo. Tutano avisa a Jerônimo que eles vão roubar um carro para fazer o assalto. O médico avisa que a cirurgia de Isadora correu bem. Herculano conta a Diana que está apaixonado por Janaína. João surpreende Jerônimo no carro com Tutano.

GLOBO 21h O SÉTIMO GUARDIÃO Marilda exige explicações de Eurico sobre a Irmandade. Jurandir beija Milu, e Rivalda flagra os dois. Ondina descobre que Robério está trabalhando na casa de Valentina. Elisa e Maltoni veem Milu e Jurandir juntos, e a menina cobra satisfações do pai. Olavo reconhece Firmina, e Neide desconfia do comportamento da mãe. Marilda não consegue cumprir seu acordo com Fabim. Marcos Paulo pede a Valentina para acompanhar Sampaio até a fonte. Gabriel arma uma surpresa para Valentina e seus aliados.

RECORD 21h JESUS Não há exibição aos sábados.


MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 2 E 3 DE FEVEREIRO DE 2019

3

JOÃO COTTA / TV GLOBO

CANAL 1

EDIÇÃO ESPECIAL Neste domingo, a partir das 17h30, o “Repórter Eco”(TV Cultura) vai exibir uma edição especial sobre a tragédia de Brumadinho (MG). Trabalho do repórter Rodrigo Piscitelli e de emissoras parceiras da Cultura.

FLÁVIO RICCO - colaboração: José Carlos Nery - www.twitter.com/flavioricco

Falar e entender a audiência não é tão simples como parece

A

leitura de audiência na televisão, por meio de relatórios fornecidos pelo Kantar/Ibope, não foi feita para qualquer um ler e entender. Requer um mínimo de preparo. Ficar apenas na frieza dos números, não revela, como nunca revelou, verdade nenhuma. Isso é coisa de amador. A avaliação é sempre mais abrangente, porque são vários e bem importantes os fatores em jogo. Tem a questão do horário, assim como o que vem antes ou vai entrar depois, o número de breaks, entre tantos outros. Inclusive a temperatura, se está calor ou frio, chovendo ou não. E isso sem considerar o período, o momento da exibição. Final de ano, as festas ou férias escolares, por exemplo, sempre exercem uma influência muito grande no número de ligados. Na verdade, trata-se de algo mais complexo. E tem muita gente boa que não sabe. Daí as tantas besteiras que se lê e se ouve.

CARNAVAL A TV Cultura já tem tudo acertado para a transmissão do Carnaval no Recife. As outras praças como São Paulo e Rio, irão merecer cobertura do seu departamento de jornalismo.

TV TUDO TODA A DIFERENÇA

UM SACRIFÍCIO

No negócio TV, se há produtos que mais unem todas as camadas de telespectadores, eles são o jornalismo, o esporte e o bom entretenimento. Para algumas emissoras, essa ficha já caiu faz tempo. Outras, com dificuldades de enxergar, insistem no apelativo ou baixo nível. As diferenças se observam no Ibope, faturamento etc.

A propósito de novelas e de suas gravações, tanto Globo quanto Record, no Rio, têm procurado usar de maior parcimônia na marcação de externas. O calor tem judiado demais. No caso das duas, só o indispensável está saindo do estúdio ou para cidade cenográfica.

Em comunicado assinado por Johnny Saad, foi informado que Magali Leite decidiu se afastar da vice-presidência de Finanças e Administração do Grupo Bandeirantes.Temporariamente, André Aguera, VP Executivo, acumulará a função. Ficou para hoje Com o cancelamento da exibição do programa no sábado passado, por causa dos acontecimentos em Brumadinho, o “Tá Brincando” volta ao ar hoje, faixa das 3h da tarde, na Globo. Participações da Hortência, do mesatenista Emiko, o fisiculturista Roberto Carvalho, do jogador de sinuca Rui Chapéu e do ex-pugilista Servílio de Oliveira.

ASSUNTO ENCERRADO Ninguém, na Band, trabalha mais com a possibilidade de um acerto com a Disney. Hoje, inclusive, os desenhos de programação planejados passam bem distantes dela.

Em seu quarto trabalho na Globo, agora como a Larissa de “Verão 90”, Marina Moschen ganha espaço na emissora. Na novela das sete, terá o mesmo destaque dos protagonistas. Aliás, já foi assim em “Deus Salve o Rei”.

TALENTOS A dramaturgia da Globo pretende abrir espaços muitos maiores para o lançamento de novos atores. E, isto, na medida do possível, irá acontecer em todos os seus próximos trabalhos. Aliás, existem dois valores escolhidos para “Malhação”, nomes não divulgados, mas já considerados verdadeiros achados.

MUDANÇA

EM ALTA

ESTÁ MEXENDO De volta das férias, Fábio Porchat está começando a mexer com o seu novo programa no GNT. Tem conversado bastante, mas ainda sem definir como tudo funcionará. A estreia não será tão imediatamente. Deve acontecer só no segundo semestre do ano.

BATE–REBATE Laura Cardoso é um desses exemplos que não existe... · ... No alto dos seus bem vividos 91 anos e com tantos sucessos nas costas, ficou extremamente feliz em ser lembrada para o elenco de “Dias Felizes”, do Walcyr Carrasco... · ... Na entrevista para o livro “Biografia da Televisão Brasileira”, várias vezes ela repetiu que nunca vai parar de trabalhar. · Valeria Valenssa conta que recebeu convite para ser rainha de bateria de uma escola do Rio. Não revela qual... · ... Mas diz que não aceitou. Que o seu negócio com o Carnaval, hoje, é só assistir. · A Globo vai mesmo dar o start nos trabalhos da série “Os Experientes” em fevereiro... · ... Já está sendo feita, inclusive, a escolha dos diretores que irão trabalhar com os diversos autores. · “O Melhor do Brasil é o Brasileiro” é a série que o GloboNews vai estrear na terça-feira, 221h30... · ... O repórter Pedro Neville passou um ano pesquisando invenções curiosas de pessoas que tiraram ideias do papel... · ... Entre as tantas, tem o ovo de páscoa de coxinha de galinha, de Jaú, em São Paulo... · ... Ou o pão que leva farinha de barata, desenvolvido no Rio Grande do Sul.

Horóscopo

DUCAN JONES

Filho de David Bowie diz não ter autorizado cinebiografia do pai A cinebiografia do astro David Bowie, Stardust, mal foi anunciada e o projeto já gera controvérsias. Contestando diretamente a reportagem do The Hollywood Reporter, que noticiou a escalação do cantor Johnny Flynn para viver a versão ficcional do camaleônico artista, o diretor Duncan Jones (Lunar, Warcraft), filho de Bowie, disparou uma série de tuítes que colocam em xeque a autenticidade da vindoura produção — de acordo com o cineasta, sua família não aprovou a realização do longa. “Acho que este repórter precisa investigar algumas coisas. Praticamente certo de que ninguém concedeu direito de utilização das músicas para uma biografia... Eu saberia disso. Não estou dizendo que este filme não vai acontecer. Eu honestamente não sei. Estou dizendo que, do jeito que está, este filme não terá nenhuma música do meu pai nele, e não consigo imaginar este cenário mudando. Se você quiser ver uma cinebiografia sem as músicas dele ou a bênção da família, esta é uma escolha sua” Stardust, que segundo a publicação do THR será dirigido por Gabriel Range (Eu Sou Escrava), entra imediatamente em um estado de complicação antes mesmo do início da pré-produção. Enquanto uma biografia de Bowie certamente atrairia seus fãs ao cinema, também é fato que a ausência de anuência da família quanto à concretização do projeto é um evidente problema.

ÁRIES - (21/3 a 19/4) – Não tenha medo da mudança. Você está em processo de finalizações, por isso é testado em suas posturas e foco. É um dia para amadurecer os planos profissionais e colocá-los em prática com estratégia. Pensamento positivo: Eu acredito nos meus sonhos! TOURO – (20/4 a 20/5) – Existem ideias que vem pedindo a você coragem para se desapegar de situações e transformar o seu sentido de valor sobre coisas, fatos e afetos. Os recursos guardados devem ser direcionados com sabedoria para que os desafios sejam concluídos com sucesso. Pensamento positivo: Sou sincero, e isso tranquiliza o meu coração. GÊMEOS – (21/5 a 21/6) – Existe a necessidade de desapegar de padrões que impedem o seu crescimento, principalmente o controle que exerce em pessoas e fatos. Hoje, examine suas ações e reveja como pode seguir seguro somente com aquilo que realmente está sob o seu comando. Pensamento positivo: Acredito que há uma estrela que olha por mim! CÂNCER – (22/6 a 22/7) – Há excelentes oportunidades de trabalho. Os caminhos estão abertos para que realize os seus projetos ou para que apareça algum convite profissional maravilhoso. É necessário assumir a sua vida com responsabilidade e esforço. Pensamento positivo: Dedico-me às pessoas que amo. LEÃO – (23/7 a 22/8) – Você está cheio de ideias que precisam ser colocadas em prática. Hoje é um dia para examinar as suas posturas no trabalho. É favorável pegar um papel e lápis e traçar um plano consistente e real para o momento atual. Você é capaz de recomeçar por meio da vontade. Pensamento positivo: Acredito que a vida me traz surpresas maravilhosas. VIRGEM – (23/8 a 22/9) – Há conclusões positivas para lidar com a vida com maior desapego. É um dia para aprofundar os laços que são fortes e significativos para o seu aprimoramento emocional. Reflita sobre suas necessidades promovendo o sentido de liberdade. Pensamento positivo: O sucesso espera por mim, porque eu mereço! LIBRA – (23/9 a 22/10) – Você transita por um período de

Cruzadas inovações que são positivas para o seu desenvolvimento. É um dia para entender melhor a sua relação com a família, porque o seu propósito neste momento evolutivo é amadurecer as suas posturas e consequentemente assumir a sua vida. Pensamento positivo: Acredito nos meus projetos, sei que mereço ser bem sucedido! ESCORPIÃO – (23/10 a 21/11) – O dia está excelente para lidar com os investimentos. É preciso dar atenção especial apenas a desperdícios e aos limites para lidar com os gastos. O céu lhe dá novas oportunidades profissionais. Esteja aberto e seja flexível. Pensamento positivo: Mostro ao Mundo toda a luz que existe em mim. SAGITÁRIO – (22/11 a 21/12) – O seu maior aprendizado neste momento é aprender a lidar com fatores financeiros e investimentos. Busque analisar a sua necessidade de controle, que é um fator prejudicial. O melhor neste momento é construir uma base sólida, refletindo sobre o primeiro passo. Pensamento positivo: Procuro agir com equilíbrio em todas as situações. CAPRICÓRNIO – (22/12 a 19/1) – É um dia para se perceber melhor. Examine suas posturas e faça uma releitura de tudo o que passou até agora. Olhe para a sua força e examine o que deve ainda ser exercido com desapego e gratidão. Nada dura para sempre e você está no controle da sua vida. Pensamento positivo: Construo o meu caminho com otimismo e sinceridade! AQUÁRIO – (20/1 a 18/2) – Os projetos seguem ampliados e com favorecimento. É um dia ótimo para entender o que deve ser feito e também para interagir com as pessoas que estão envolvidas. Pensamento positivo: Tenho força em todos os momentos. PEIXES – (19/2 a 20/3) -Os projetos vêm sendo movidos com boas intenções e realização, entretanto você está sendo testado no trato com as pessoas e na condução dos planos. Seja humilde para identificar que só atingirá o seu propósito com valores elevados e trabalho de equipe. Pensamento positivo: Eu sei que consigo realizar os meus projetos, acredito em mim!

C’EST FINI A divulgação de qualquer trabalho da TV, na grande maioria dos casos, é sempre muito estudada, planejada para não pular etapas ou ultrapassar limites convencionados. Mas nada supera ao que acontece com a série da “Hebe”, que a Globo só irá estrear no fim do ano. Mesmo com trabalhos avançados, toda a produção é feita obedecendo aos mais rigorosos segredos. Deve haver razões para isso.Ficamos assim. Mas amanhã tem mais. Tchau!


4

MACEIÓ - ALAGOAS SÁBADO E DOMINGO, 2 E 3 DE FEVEREIRO DE 2019W

“ Nesta vida, pode-se aprender três coisas de uma criança: estar sempre alegre, nunca ficar inativo e chorar com força por tudo o que se quer”

SALINAS MACEIÓ ENTRE OS MELHORES

TOP

Elenilson Gomes

elenilsontopnews@gmail.com

FOTO BY ARQUIVO PESSOAL

A TRAJETÓRIA DE UM LÍDER Ao longo da sua vida, ele sempre foi um lutador, um homem que sempre teve a sua vida voltada para o trabalho e que hoje se mostra um verdadeiro líder. Empresário de sucesso, agropecuarista que muito tem contribuído para o desenvolvimento econômico e social do Estado, ele se chama Rafel Tenório. Ele é um nome que reverencia a força do alagoano. Depois do grandioso sucesso no mundo dos negócios, Rafael se consagra hoje como um dos maiores dirigentes de futebol do país, à frente da presidência do Centro Sportivo Alagoano, o nosso CSA, que numa campanha histórica, chegou à elite do futebol brasileiro. Tantas conquistas, tantas vitórias, só são possíveis graças à determinação, força, coragem e, acima de tudo, amor por aquilo que fez. Não temos dúvida que Rafael Tenório gravará seu nome como um dos maiores empresários do país. Parabéns e sucesso, amigo, você merece!

A

tradicional Travelers’ Choice, premiação anual do TripAdvisor, maior site de viagens do mundo, chegou à sua 17ª edição em 2019 e divulgou, entre outras categorias, os melhores hotéis do Brasil e da América do Sul “para famílias”. O Salinas Maceió localizado na praia de Ipioca, litoral norte de Alagoas, foi eleito o 5º melhor do País e o 8º melhor da América do Sul. Em 2018, o resort havia ficado na 10º posição nacional e este ano já aponta uma crescente colocação graças ao conforto e comodidade que oferece aos seus hóspedes.

MARIA ANTONIETA

Q

ue tal conhecer o mais belo e aconchegante restaurante de Maceió, o Maria Antonieta. A casa conta com uma decoração marcante, com uma árvore de ferro no meio do salão para iluminar os momentos especiais dos clientes. O cardápio oferece o melhor da gastronomia alagoana e a carta de vinhos apresenta rótulos dos mais renomados vinhedos do mundo. Uma dica perfeita para que quer curtir momentos inesquecíveis!

DOENÇA RARA IMPEDE OUVIR VOZES MASCULINAS

FOTO BY ARQUIVO PESSOAL

V

BEM-VINDO, EUGÊNIO JUCÁ!

A

ocê consegue se imaginar não ouvindo vozes? Nenhuma voz...de homens? Alguns podem até ver nisso uma vantagem ou um sonho realizado, mas a verdade é que se trata de uma doença rara chamada perda auditiva de inclinação invertida ou deficiência auditiva de baixa frequência. As pessoas que sofrem com essa condição deixam de ouvir sons de baixa frequência, como vozes masculinas, zumbidos de geladeiras, microondas ou até mesmo de trovões, por exemplo. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 466 milhões de pessoas no mundo (5% da população) apresentam problemas auditivos incapacitantes.

coluna TopNews aproveita a oportunidade para parabenizar o grande mestre da odontologia, o alagoano Eugênio Jucá, ele que retorna ao nosso convívio, juntamente com sua senhora, Kalina Jucá. Eles participaram de mais um congresso internacional de odontologia reparadora. O congresso aconteceu em São Paulo, onde reuniu nomes expressivos na odontologia internacional. Bem-vindos, amigos, sem dúvida alguma teremos grandes novidades em sua bela clínica no Farol. Bem-vindos, amigos!

NIKE PLUS-SIZE

P

ensando na pluralidade do corpo feminino e no desejo em oferecer peças com encaixe perfeito e que garantam boa performance para todas as mulheres, a Nike amplia sua grade de tamanhos. As lojas da marca americana já passam a vender a coleção de roupas para treinos e corrida atendendo do XS ao 3X. Para contemplar todos os gostos, os novos tamanhos atendem desde o preto básico a cores coloridas e vibrantes, incluindo tops, camisetas, regatas e calças.

JANGA PRAIA ABRE SUAS PORTAS

O

s empresários Nado, Rodolfo e Francineide Freire convidam a nossa sociedade para conhecer o mais novo restaurante da cidade, o Janga Praia, localizado na orla de Ponta Verde, na Avenida Robert Kennedy. O belo restaurante vem sendo elogiado pelos nossos amigos e pelos turistas que aqui chegam. A casa está linda. Parabéns, amigos, mais uma grande opção na gastronomia em nossa cidade. Parabéns!

PRÊMIO ESTADUAL

E

m 2019, o Movimento Alagoas Competitiva também realizará mais uma edição do Prêmio Estadual da Qualidade e Competitividade (PEQ/AL). Fruto de uma parceria com o Sebrae em Alagoas, a premiação é uma forma de reconhecer e incentivar as boas práticas empresariais, alinhadas aos fundamentos do Modelo de Excelência da Gestão (MEG), da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ), que está em sua 21ª edição.

SHOULDER NA BÁSICO CHIC

N

este final de semana, TopNews e a empresária Zélia Wanderley, elas que comanda com sucesso as duas lojas Básico Chic em nossa cidade, no Farol e na Ponta Verde, apresentam para os nossos leitores um belo modelo verão’19 da conhecida grife Shoulder. A coleção Shoulder está belíssima. Vale a pena conferir. Parabéns, amiga, parabéns!

HOSPITAL VIDA HOMENAGEIA DIA DO DERMATOLOGISTA

N

esta segunda (4) o Hospital Vida presta uma homenagem ao Dia do Dermatologista. O conhecido médico nefrologista, Miguel Arcanjo Barbosa, ele que comanda o Hospital Vida, homenageia nesta coluna a renomada médica Rosamaria Góes, ela que executa um trabalho brilhante na Dermatologia do super Hospital Vida. Parabéns, Rosamaria, você recebe a nossa homenagem com muito carinho e certeza que você enaltece a dermatologia em nosso Estado. Parabéns!

POSSES

A

última sexta-feira (1º) foi marcada pelas posses na Câmara Federal, Senador Federal e Assembleia Legislativa Estadual. As solenidades foram bastante concorridas, mas o mais fundamental – neste momento – é que você acompanhe de perto o que fará o seu candidato durante o mandato. É sua obrigação enquanto eleitor fiscalizar as atividades do seu parlamentar. Só assim faremos um país melhor e mais consciente. Estamos de olho! FOTO BY ARQUIVO PESSOAL

AREZZO WESTERN

C

omo segundo lançamento do Pre Fall, a Arezzo apresenta a bota Western: aposta certeira da marca que combina com todos os estilos e estações - clássica, moderna, rockeira, hippie - o importante é a liberdade de se expressar e de juntas podermos ser o que quisermos. Desenvolvido em variações de leopardo, phyton, textura croco e camurça, o modelo é a pedida ideal para quem quer unir conforto e tendência.

PRÉVIAS NO PARQUE SHOPPING

A

bre alas e prepara a fantasia: no Parque Shopping, fevereiro é todo dedicado às prévias carnavalescas. A partir deste domingo (3) e em todos os próximos finais de semana, toda a família cai junto no frevo com bailinhos infantis, ensaio aberto do Pinto da Madrugada e até folia para os cachorros.

Celebrando idade nova no último mês de janeiro, superintendente do Maceió Shopping, Robson Rodas, anuncia ações especiais para comemorar os 30 anos do primeiro shopping do Estado


Profile for Tribuna Hoje

Edição número 3324 - 2 e 3 de fevereiro de 2019  

tribunaindependenteediçãodigitaltribunahoje

Edição número 3324 - 2 e 3 de fevereiro de 2019  

tribunaindependenteediçãodigitaltribunahoje

Advertisement