Page 1

EXEMPLAR DO ASSINANTE

DOMINGO MACEIÓ - ALAGOAS 29 DE DEZEMBRO DE 2013 N0 1933 R$

INDEPENDENTE

3,00

tribunahoje.com

Minirreforma eleitoral entra 2014 com vetos pendentes e dúvidas quanto à validade OS VETOS IMPOSTOS PELA PRESIDENTE DILMA ROUSSEFF À MINIRREFORMA ELEITORAL FICARAM PARA APRECIAÇÃO DO CONGRESSO NO PRÓXIMO ANO E, COM ELES, A DÚVIDA SOBRE SE VALERÁ PARA AS ELEIÇÕES DE 2014. VÁRIOS DEPUTADOS E SENADORES DEFENDEM QUE SIM, MAS JURISTAS SUSTENTAM QUE SÓ PODERÁ VIGORAR EM 2016. UMA CONSULTA SERÁ FEITA AO STF NO INÍCIO DO 2014. PÁGINA 11

SAÚDE, EDUCAÇÃO E MOBILIDADE

PRIMEIRO ANO DE PALMEIRA NA PREFEITURA TEM SALDO POSITIVO

15 MANDAMENTOS DE BALZAC PARA O SEXO PERFEITO

Com investimentos prioritários para as áreas de Saúde e Educação e na criação de um plano de mobilidade urbana para a capital, o prefeito Rui Palmeira fecha seu primeiro ano de gestão com saldo positivo e anuncia o que considera um marco para a cidade: a licitação para o transporte coletivo.

Amor e sexo estão profundamente presentes nas obras do grande romancista francês Honoré de Balzac (1977-1850). Dos seus escritos foram extraídas 15 frases, numa espécie de manual de conduta amorosa, em que indica qual o melhor caminho na busca pelo ato sexual perfeito. PÁGINA 10

PÁGINA 5

SENADO

PROJETO PROÍBE USO DE DETECTOR DE MENTIRAS EM TESTE DE EMPREGO

BETTY LAGO CONTA COMO VENCEU O CÂNCER A atriz Betty Lago conta como venceu o câncer e diz que “Pecado Mortal”, superprodução da Record, marcou seu renascimento como artista e como pessoa. Quem a vê hoje, dificilmente imagina o que passou. Para não entrar em desespero, procurou refúgio nas religiões, revela em entrevista.

SUPLEMENTO

TEMPO

Bom a parcialmente nublado com possiblidades de chuvas em áreas isoladas

Mínima

20º

Máxima

31º

MARÉS

00:51 07:06

Deve ser votado no próximo ano, pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado, o projeto de lei que proíbe o uso de detector de mentiras pelo empregador ou recrutador em testes de seleção.

PÁGINA 17

1.9 13:09 0.5 19:30

1.9 0.3

FINANÇAS

DÓLAR COMERCIAL DÓLAR PARALELO R$ 2,34

R$ 2,34

R$ 2,36 R$ 2,51

OURO: R$ 91,70

POUPANÇA: 0,5508%


TRIBUNAINDEPENDENTE

2 POLÍTICA MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE DEZEMBRO DE 2013

Política

Conjuntura

Temos sindicatos que jamais conduziriam aquelas manifestações, porque lá tem representantes deles. Tem sindicato ligado ao PMDB, ao PT; eles não conduziriam para Assembleia”.

FLAVIO GOMES DE BARROS - flavio.gb@ig.com.br

RANULFO PARANHOS CIENTISTA POLÍTICO

Luta contra a pobreza

Retrô 2013: ALE é culpada pelos males de AL

Entre os acontecimentos mais marcantes do ano no Estado, cientista político elege escândalos no Legislativo como o principal

ESPLANADA LEANDRO MAZZINI - contato@colunaesplanada.com.br

Dilma continua vulnerável à espionagem

A

despeito de todas as revelações de que foi monitorada pela NSA dos Estados Unidos, a presidente Dilma Rousseff continua vulnerável à espionagem internacional por meios eletrônicos. Ela já usa o telefone de segurança para falar com ministros, mas não instalou o software criado pela Abin, o CriptoGov, que criptografa os emails. Apenas os ministérios das Relações Exteriores e as Forças Armadas utilizam o sistema, ainda em teste. Segundo fontes, o governo ainda mapeia como implantar a tecnologia nacional.

Gritaria, e só Apesar de reclamações e declarações seguidas contra os EUA, a presidente Dilma não decidiu o padrão de segurança para instalação nos computadores.

Memória A Coluna revelou dia 6 de Setembro que a Abin criara o CriptoGov e o cGov – para telefones – para blindar Dilma. Pouco se fez desde então por indefinição dela.

Intensivão O GSI e a Abin apresentaram os dois sistemas a assessores especiais de 30 ministros dia 14 de Agosto, no anexo do Planalto – antes da revelação da espionagem americana.

Volta, Clinton! A CNI se esforça junto ao escritório do ex-presidente americano Bill Clinton para que ele volte ao Brasil no primeiro semestre de 2014. Ele deu bolo há duas semanas para uma palestra. Deixou centenas de empresários à sua espera e foi ao funeral de Mandela. Detalhe, já recebeu os US$ 250 mil de cachê. Clinton tentou devolver, a CNI não quis.

Folga, que nada É recesso, mas com muita dor de cabeça para os políticos de todo o país, preocupados com as campanhas de 2014. É pule de dez para congressistas que o STF vai decidir, em Fevereiro, pela ADI a favor da OAB que proíbe doação de empresas a candidatos.

Esforço concentrado Os caciques mantêm conversas por telefones para estudar opções de drible à futura decisão do STF. Uma delas é a inclusão de emenda a PEC que tramita na CCJ da Câmara, cujo texto será simples: será permitida a doação de empresas a candidatos.

Vem chumbo O ex-delegado Tuma Junior disse a amigo que prepara um segundo volume sobre revelações de maracutaias petistas. A prévia saiu no livro ‘Assassinato de reputações’.

Réveillon do ca$calho O prêmio da Mega da Virada vai pagar R$ 219 milhões, conforme estimativas da Caixa para lotéricos. O banco espera arrecadar R$ 680 milhões.

Lembrete O secretário de Saúde do DF, Rafael Barbosa, que tentou superfaturar aparelho de fisioterapia em R$ 3,5 milhões, é candidato a deputado federal. Ele é amigo do peito dos lobistas Tadeu Roriz e André Moura.

Pobre Eike Eike Batista, mesmo rico, seria lambari perto desses tubarões revelados pela Forbes semana passada: o americano Sheldon Adelson, dono de cassinos, faturou US$ 37,2 bilhões em 2013. Atrás dele surge Mark Zuckerberg (Facebook), com US$ 25,8 bilhões.

Jeitinho perigoso A presidente do Conselho Nacional de Biblioteconomia, Regina Céli, protestou contra o emprego oferecido pelo escritório do advogado Gerardo Grossi a José Dirceu, para administrar a biblioteca jurídica. Motivo: ele ocupará lugar de um profissional.

Trio Dilma vai ao Fórum Econômico em Davos, Suíça, em janeiro, com uma sombra incômoda. Trata-se do governador de Pernambuco e candidato ao Planalto, Eduardo Campos, convidado pela primeira vez a participar. E levará Marina Silva.

Aos leitores A Coluna estreou nos últimos dois meses em Natal (RN), João Pessoa e Campina Grande (PB), Salvador (BA), Florianópolis (SC) e entrará em Rio Branco (AC).

No site Acompanhe no site fotos inéditas de Evandro Teixeira e charges de Aliedo, ex-Pasquim e ex-JB. Na Coluna de Terça, a última do ano, confira nossa retrospectiva.

Ponto Final Paris será uma festa em Abril. Sérgio Cabral marcou para 31 de Março sua saída do Governo do Rio. Com Maurício Nogueira e Adelina Vasconcelos www.colunaesplanada.com.br contato@colunaesplanada.com.br Twitter @leandromazzini

ADAILSON CALHEIROS

CADU EPIFÂNIO EDITOR DE POLÍTICA

C

omeçamos neste domingo uma série de três capítulos onde um trio de cientistas políticos alagoanos repassam a política no ano de 2013. Ranulfo Paranhos, Luciana Santana e Eduardo Magalhães compartilham com nosso leitor conhecimento e opinião sobre os principais fatos e o que marcou, para eles, a movimentação política e os seus arredores neste ano que se finda. Nesta análise, o professor da Ufal, Ranulfo Paranhos, comenta o quanto o amadorismo político é prejudicial para o Estado de Alagoas. Ano eleitoral está aí, mas não há perspectiva de mudança

. Tribuna Independente - O que de crucial para a política alagoana aconteceu em 2013? Ranulfo Paranhos – Normalmente o que é crucial é algo que venha a definir os rumos da política a curto, médio ou longo prazo. Alagoas tem tanto fato novo que fica difícil dizer, quer queira, quer não, sempre tem algo novo, e as Assembleias Legislativas Estaduais é de onde emana grande parte das decisões políticas, que definem o futuro político dos estados. E em Alagoas, sempre tem na Assembleia Legislativa o lugar onde surge a maior quantidade de escândalos. Mais um ano a ALE tem dado provas que é esse caldeirão que vive em ebulição, que está sempre envolvido em corrupção, que está sempre envolvido em todo jogo político. Tudo passa pela Assembleia. Há um nível de amadorismo político muito grande. Do ponto de vista do profissionalismo político, da tomada de decisões, da responsabilidade com a coisa pública a Assembleia Legislativa é muito amadora. T.I. - Porque? Ranulfo Paranhos - Temos uma Assembleia Legislativa que não representa. Em ciência política, temos um termo chamado de ‘responsividade’. É quando o gestor público, ou o representante público, neste caso, a Assembleia Legislativa, que é na verdade quem representa o povo, não é o governador ou prefeito, são os deputados que representam o povo, a responsividade acontece quando eles respondem as necessidades do povo. E isto não acontece em Alagoas. Ou seja, do ponto de vista da responsividade a Assembleia tem um grau muito baixo. E o que é pior, quando olhamos para as políticas públicas do Estado de Alagoas a violência tem sido o maior destaque. Temos uma Educação muito ruim; Saúde, temos um déficit altíssimo, mas infelizmente a violência é que salta aos olhos. Uma coisa é você ter um índice de analfabetismo alto, e outra é não ter medo de sair na rua. Temos a sexta cidade mais violenta do mundo. Todo mundo fica di-

TRIBUNAINDEPENDENTE

D

e Rubens Barbosa, em “O Globo”: “Segundo recente estudo da Cepal, a redução do crescimento da economia tem reflexos claros na taxa de pobreza, apesar de os indicadores de geração de emprego serem positivos. O percentual de pobres, que era de 29,6% em 2011, recuou apenas 1,4% em 2012, passando a 28,2% da população. A Cepal adverte que a pobreza tende a perdurar mesmo que se mantenham programas de transferência de renda porque os governos da região não estão suficientemente empenhados em enfrentar deficiências graves, como saneamento básico, falta de água potável e educação de baixa qualidade, fatores que impedem a melhoria de vida dos cidadãos. Isso deveria ser um alerta ao Brasil, que, embora esteja desenvolvendo inúmeros programas visando à diminuição da desigualdade de renda, não parece poder contar com altas taxas de crescimento nos próximos anos... No Brasil, segundo dados oficiais, o retrato socioeconômico, que considera escolaridade, acesso a bens, composição familiar e região, indica que ainda há mais de 16 milhões de brasileiros vivendo abaixo do nível de pobreza... Durante a campanha presidencial de 2010, um dos principais pontos programáticos da candidata Dilma Rousseff, foi a eliminação da pobreza absoluta. Isso significa que até 2014 não deveria haver ninguém vivendo com menos do que R$ 70 por mês. Trata-se de uma ideia-força, de difícil realização dada a magnitude da questão, e um desdobramento natural do programa de inclusão social iniciado no governo FH e ampliado no governo Lula.”

Cenário 1 O governador Téo Vilela é, sem dúvidas, o fiel da balança da eleição de 2014. Se ele for candidato ao Senado terá de se afastar, em abril, e o vice José Thomaz Nonô será candidato natural ao governo, disputando espaço com outro governista, Benedito de Lira. No caso, Téo tornará renhida a disputa ao Senado, contra Fernando Collor e Heloísa Helena.

Cenário 2 A outra hipótese que diz respeito a Téo Vilela é se ele decidir concluir o mandato. Aí, Nonô não deverá concorrer ao governo, restando apenas o nome do senador Benedito de Lira do lado palaciano, para enfrentar Renan Calheiros ou Renan Filho. Nessa situação o governo terá dificuldade de encontrar um nome para encarar Collor e Heloísa ao Senado.

Trombones Representação dos Poderes Constituídos em AL tem falhas e contribuem para condição atual do Estado

Dos atuais senadores alagoanos Fernando Collor (PTB) é o que tem à disposição o maior complexo de comunicação do Estado, a Organização Arnon de Mello. Renan Calheiros (PMDB) tem boa estrutura de rádios, em Maceió e no interior. Benedito de Lira (PP), que não tem nenhum veículo de comunicação, está em desvantagem nessa área.

Apito Compensar o pouco espaço na área de comunicação foi um motivo que fez Benedito de Lira fechar acordo com João Caldas, dono de sete emissoras de rádio, que assumiu na Câmara dos Deputados no lugar de Arthur Lira, filho do senador. No mais, Benedito vai fechando acordos com outras rádios e insistindo no corpo a corpo com o eleitor.

Todo mundo fica dizendo, o tempo todo, que a culpa é do governo do Estado, é, também, mas a responsabilidade de criar políticas públicas e de fiscalizar é da Assembleia”. RANULFO PARANHOS CIENTISTA POLÍTICO

zendo, o tempo todo, que a culpa é do governo do Estado, é, também, mas a responsabilidade de criar políticas públicas e de fiscalizar é da Assembleia. Grande parte do que este Estado é hoje, é muito da falha da Assembleia Legislativa. A violência não um fenômeno isolado, ela é reflexo da baixa qualidade da educação, somado com os altos índices de desemprego. Então, quando você tem um indivíduo desocupado e com baixa formação, há uma tendência dele ser atraído pela violência. E ela só vai acontecer pela falta de decisão do poder público. T.I. – Foi o amadorismo político que fez as manifestações de junho pouparem a Assembleia? Ranulfo Paranhos – Isso aí tem um detalhe importante. Temos sindicatos que jamais conduziriam aquelas manifestações, porque lá tem representantes deles. Tem sindicato ligado ao PMDB, ao PT; temos sindicatos ligados a muitas alas conservadoras, por incrível que pareça. Eles não conduziriam para Assembleia. Foram poucos os governadores, por exemplo, que foram foco. Aqui, como começou como o preço da passagem, não o afetou. Agora, de baixa qualidade de nossos representantes, temos de baixa qualidade política dos eleitores. É o prato perfeito. Quero ser político, vou gastar menos, vou conseguir mais votos facilmente e me eleger fácil.

Escândalos de corrupção! Aqui tem. O que vai marcar muito as eleições de 2014 é que proporcionalmente estamos no Estado que mais tem entra e sai de prefeitos”.

Quando você tem um indivíduo desocupado e com baixa formação, há uma tendência dele ser atraído pela violência. E ela só vai acontecer pela falta de decisão do poder público”.

RANULFO PARANHOS CIENTISTA POLÍTICO

RANULFO PARANHOS CIENTISTA POLÍTICO

Crime Esta foi transmitida à coluna por um especialista do setor, com muitos anos de atividade: por mais absurdo que possa parecer, o projeto de saneamento da parte baixa de Maceió, entre Pajuçara e Jacarecica, foi concebido e implantado, há alguns anos, prevendo a canalização de dejetos para a praia. Somente agora que está sendo modificado.

Podium Geoberto Espírito Santo, presidente da Algás, está mais que satisfeito com os resultados obtidos pela empresa ao longo de 2013. As ações desenvolvidas este ano não apenas deram um salto de qualidade e tiveram, inclusive, reconhecimento externo, com vários prêmios. O último deles foi o Prêmio Gestão CDL 2013, de iniciativa da Petrobras.

À reflexão T.I. – Em 2014...como será? Ranulfo Paranhos – 2014 já está desenhado entre Teotonio Vilela, Benedito de Lira, Renan Calheiros, Fernando Collor; porém, não temos uma previsão de circulação deste corpo político. Ela é zero. Quem vai conduzir as eleições do ano que vem? Um grupo que gira em torno de Renan, um grupo que gira em torno de Teotonio, um grupo em torno do Collor, e um grupo menor em torno do Biu. Esses grupos é que vão definir. Eles estão ai. Só uma destas figuras que some do cenário político, a tal da árvore sem sombra, o ex-governador Ronaldo Lessa [PDT], nem para ele consegue fazer sombra, ele foi a figura que nos últimos anos mais perdeu poder no país. Chegou até a ser cogitado a presidente da República, em 2006, e despenca na contramão. Enquanto que o PSB é a legenda que mais cresce, ele é o que mais perde poder, pois saiu do partido na hora errada, faz alianças erradas, pega um governo e entrega ao PSDB e acabou! Ele ainda conseguiu brigar e sair do governo. E no PSB, mesmo crescendo nacionalmente, em Alagoas ainda é loteado pelo PSDB, que tem como maior expoente Alexandre Toledo [deputado federal, ex-tucano]. É um absurdo. Aqui do lado, em Pernambuco, é o maior partido. Toda prefeitura que o PSB disputou contra o PT, ele ganhou. Tem um projeto muito claro de desenvolvimento. Foi o fogo amigo

mais bem utilizado. T.I. - A marca do ano. Ranulfo Paranhos - Escândalos de corrupção! Aqui tem. O que vai marcar muito as eleições de 2014 é que proporcionalmente estamos no Estado que mais tem entra e sai de prefeitos, por ação do Tribunal de Justiça. As denúncias são feitas pelo Ministério Público, elas são aceitas pelo TJ e acabam afastando os prefeitos. É uma marca muito forte. O que marca o Estado de Alagoas? A corrupção não temos como medir, mas quando ele comete o ato ele não preenche banco de dados, as informações chegam via imprensa. Temos um Poder Legislativo desconectado; temos um Executivo também seguindo o mesmo modelo, sem atender a demanda das políticas públicas; e por fim, o terceiro poder é o mais lento do Brasil em julgar casos por improbidade administrativa. Quando pegamos casos de improbidade administrativa, Rio Grande do Sul e Tocantins são os mais velozes. Um caso no RS é julgado em três anos, no Brasil a média é cinco anos; Em Alagoas, são nove anos, o cara passa dois mandatos. Sergipe tem até hoje, 20 casos de improbidade julgados, em 2013; Alagoas tem nove. Proporcionalmente Alagoas tem muito mais casos do que Sergipe. A única explicação sobre isso é como o TJ se comporta enquanto instituição. Não acho que seja pela complexidade. Ali obviamente há interesses políticos por trás.

Pensando bem, o Brasil tem 33 partidos políticos legalizados, outros tantos em vias de ter o registro na justiça eleitoral e, certamente por conta disso, nenhum respeito à fidelidade partidária. Diante de tamanho desrespeito às legendas, seria o caso de, repetindo o que já existe em outros países, permitir as candidaturas avulsas, dispensando a filiação.

Votei contra o orçamento impositivo. Isso não vai terminar bem. Um senador que tem R$ 100 milhões que pode destinar livremente negocia com alguém.” JORGE VIANA Senador do PT-AC, justificando o voto em favor do governo que defende

* O governo estadual inicia amanhã o pagamento dos salários de dezembro dos servidores, para quem ganha até R$ 2.050,00. Quem ganha acima disso, só recebe em 13 de janeiro. Já a Prefeitura de Maceió paga na 3ª, 31, os salários de dezembro de todos os servidores. * Aviso às pessoas que têm negócios a resolver em banco: as agências funcionam amanhã, em horário normal, mas fecham ao público na 3ª, dia 31, e na 4ª, 1º de janeiro. As contas que vencem nos dias 31 e 1º poderão ser pagas, sem acréscimo, em dois de janeiro. * Amanhã também é o último dia de funcionamento de repartições públicas em 2013, nos níveis municipal, estadual e federal. Não será fácil encontrar algum servidor graduado trabalhando, mas, quem sabe, com um pouco de sorte... * A prévia do Réveillon Absoluto apresenta, hoje, na Musique, às 22 horas, um dos DJs mais famosos do mundo, o francês Bob Sinclar. Ingressos: pista, R$ 160,00;mezanino; R$ 60,00; front stage, R$ 240,00. Informações: WWW.store.reveillonabsoluto.com.br. * Outro show de hoje, antecedendo o réveillon, é a apresentação do cantor Saulo Fernandes, em noite que terá a participação do MC Koringa. Os ingressos custam R$ 80,00 (feminino) e R$ 120,00 (masculino). Informações: 3021.2169. * O governo estadual inicia amanhã o pagamento dos salários de dezembro dos servidores, para quem ganha até R$ 2.050,00. Quem ganha acima disso, só recebe em 13 de janeiro. Já a Prefeitura de Maceió paga na 3ª, 31, os salários de dezembro de todos os servidores. * Aviso às pessoas que têm negócios a resolver em banco: as agências funcionam amanhã, em horário normal, mas fecham ao público na 3ª, dia 31, e na 4ª, 1º de janeiro. As contas que vencem nos dias 31 e 1º poderão ser pagas, sem acréscimo, em dois de janeiro. * Amanhã também é o último dia de funcionamento de repartições públicas em 2013, nos níveis municipal, estadual e federal. Não será fácil encontrar algum servidor graduado trabalhando, mas, quem sabe, com um pouco de sorte...

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE DEZEMBRO DE 2013

POLÍTICA

3

2013: Legislativo atendeu aos anseios populares? Deputados federais e estaduais, além de vereadores admitem que falta muito SANDRO LIMA

ANDREZZA TAVARES REPÓRTER

O

ano de 2013 foi bastante movimentado na política nacional, tendo como destaque as manisfestações populares que tomaram conta de todo o país. Mas será que os anseios da população alagoana foram atendidos? Os deputados federais da bancada alagoana dizem que muita coisa foi feita, mas admitem que ainda falta o que fazer. A deputada federal Rosinha da Adefal (PTdoB) contou que muitas coisas foram feitas, sobretudo na área social, que é sua maior bandeira de trabalho. “Foi um ano positivo. Na Saúde, realizamos várias audiências, aprovamos o programa Mais Médicos, e vários recursos para o Estado”, relatou a parlamentar, lembrando que enviou diversas emendas para alguns municípios alagoanos equiparem e reformarem seus postos de saúde. Mas apesar das benfeitorias realizadas, a Rosinha da Adefal reconhece que o fator Segurança não avançou. “Não conseguimos dar um resultado na questão da Segurança, mas acredito que o problema é mais de gestão local que falta de recursos”, destacou.

Renan Filho e Rosinha da Adefal recordaram benfeitorias alcançadas no Congresso Nacional

Para a deputada, o desencadear da violência é a falta de investimento no Social, Educação, Capacitação, Geração de Emprego e Renda. “Uma coisa puxa outra”, disse. O deputado federal Renan Filho (PMDB) acredita que o Congresso Nacional

buscou atender os anseios da população, principalmente os pleiteados nas manifestações de rua. “Enviamos 50% das emendas para a Saúde Pública, aprovamos a lei do Passe Livre, o Senado transformou corrupção em crime hediondo, derrubamos a PEC 37, den-

tre outras ações”, ressaltou o parlamentar, reforçando que o Congresso caminhou na direção da população. “É importante que em Alagoas as coisas fluam bastante, e que caminhe também, na Saúde, Educação, Segurança Pública”, enfatizou.

MUITO ALÉM

Poderes deixaram a desejar neste ano O deputado estadual João Henrique Caldas (SDD) se diz preocupado com a situação do Estado “por que tudo deixou a desejar no Executivo e no Legislativo em 2013. Não temos perspectiva futura e nem realizações presentes”. Para JHC, Alagoas está de ponta a cabeça, o que o preocupa, já que o Estado é o que tem mais jovens ociosos e onde menos se lê. “Muitas crianças e adolescentes estão fora da escola e isso me preocupa muito. A questão da violência passa por uma conjuntura, não é só colocar policiais nas ruas”, destacou. “Isso demonstra que nós falhamos que erros graves foram cometidos. As instituições precisam reagir, pois os estados estão chegando no fim do poço”, enfatizou o deputado. João Henrique Caldas defende uma mobilização da sociedade consciente para mudar o cenário da política local. “O Governo está usando o programa Alagoas Tem Pressa como um golpe de marketing, bem como, está subestimando a população alagoana com propagandas fantasiosas”, ressaltou. Além disso, JHC afirmou que é necessária a formação de novas lideranças para

SANDRO LIMA

Parlamentares reconhecem que Assembleia Legislativa não produziu como deveria

oxigenar e dar uma nova cara à política. “Estamos vivendo como antigamente, em pleno século 21”, pontuou. Já o deputado estadual Ronaldo Medeiros (PT) chamou de turbulento o ano de 2013 em Alagoas. “É um ano

que não vai deixar saudades, 2013 não termina bem”, declarou o parlamentar dizendo que a Assembleia Legislativa do Estado não produziu o que deveria ter feito. “Não votamos o orçamento e nem as leis que o Estado deveria ter, não conseguimos

VEREADOR

EMENDAS

O vereador por Maceió, Zé Márcio (Pros), avalia o ano de 2013 como positivo. “No geral, a Casa [de Mário Guimarães] cumpriu bem seu papel e buscou dar andamento aos projetos apresentados. Foi um ano que mais conseguimos realizações, a exemplo da PPP [Política Pública Privada]. Aprovamos muita coisa boa para Maceió”, declarou o parlamentar, ressaltando que a prefeitura tem condições de fazer uma boa administração em 2014, tendo em vista as ações desenvolvidas este ano.

Alagoas é um Estado pequeno e pobre, e mesmo assim, os recursos que deveriam ser destinados para cá, muitas vezes não chegam se quer, a serem enviados por falta de projetos, foi o que contou a deputada federal Rosinha da Adefal (PTdoB). “As emendas foram colocadas, mas não chegam projetos nas áreas da Saúde e Educação, o mesmo aconteceu com a mobilidade urbana”, relatou a parlamentar, dizendo que a bancada alagoana relocou a emenda para a mobilidade de Maceió.

Câmara cumpriu bem seu papel em 2013

Falta de projetos barram envio de verbas

pagar o 13º salário dos servidores”, destacou Medeiros salientando que o Poder Legislativo ainda convive com a greve dos servidores. 2013 também foi marcado pelos escândalos de corrupção na Casa de Tavares Bastos. (A.T.)


4

TRIBUNAINDEPENDENTE

POLÍTICA MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE DEZEMBRO DE 2013

BARTOLOMEU DRESCH bartolomeu_dresch@hotmail.com.br

Espionagem virou pauta

A

denúncia de espionagem conduzida pela Agência de Segurança Nacional (NSA) dos Estados Unidos foi talvez o assunto de maior destaque internacional de 2013. As informações divulgadas em todo o mundo pelo ex-consultor Edward Snowden colocaram a segurança da internet e o direito à privacidade na pauta das organizações internacionais e na agenda bilateral de diversos países. A primeira denúncia de grande repercussão foi relacionada ao Brasil e ao monitoramento das comunicações da presidente Dilma Rousseff. O governo brasileiro se sentiu espionado e cobrou explicações formais dos Estados Unidos. As explicações do governo norte-americano foram vazias e não satisfizeram o governo brasileiro. A presidente Dilma chegou a cancelar uma visita de estado aos EUA e criticou abertamente o governo americano em uma assembleia geral da ONU, em Setembro. Pouco tempo depois, novas denúncias comprovaram a mesma conduta norte-americana em relação a outros países e seus governantes, como França, Espanha e Alemanha, que se uniram ao Brasil na busca por explicações, mudanças e regulação. Enquanto isso a situação de Snowden comoveu o mundo e ele foi acolhido temporariamente pela Rússia. Recentemente, com a aproximação do fim do asilo russo, foi organizada uma campanha para que o Brasil desse asilo político ao ex-consultor americano, mas o governo Dilma Rousseff não reconheceu a formalidade do pedido feito em carta aberta aos brasileiros. Snowden entra em 2014 ainda em solo russo.

Os cem melhores O jornal inglês The Guardian relacionou os cem melhores jogadores de futebol de 2013, com o argentino Lionel Messi na primeira posição, seguido do português Cristiano Ronaldo. Neymar, o melhor brasileiro colocado ocupa a sexta posição. Entre os cem aparecem dez brasileiros. Além de Neymar, Thiago Silva (17º), Oscar (36º), Daniel Alves (41º), David Luiz (50º), Dante (53º), Paulinho (59º), Marcelo (60º), Marquinhos (86º) e Lucas na 92ª posição. O atacante Diego Costa que optou defender a Espanha aparece no 35º lugar. O único jogador que atua fora da Europa é o meia Dario Conca, do Guangzhou Evergrande, da China em 78º lugar. Em 2014 Conca volta a vestir a camisa do Fluminense.

PLOA: Recursos vão mudar Saúde e Educação

Prefeito Rui Palmeira está animado com investimentos previstos para serem executados no próximo ano NIGEL SANTANA REPÓRTER

O

exercício financeiro de Maceió em 2014 possibilitará mais investimentos nas áreas de Educação, Saúde e Infraestrutura. Cada pasta recebeu um aumento no Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA), enviado pelo prefeito Rui Palmeira (PSDB) à Câmara de Vereadores de Maceió. À reportagem da Tribuna Independente, Rui destacou que no próximo ano a prefeitura terá mais possibilidades de viabilizar projetos para as três áreas que estão necessitando de mais recursos. “Os valores destinados

para o Orçamento do próximo ano demonstram a responsabilidade que a prefeitura está trabalhando. Tivemos muitos problemas na área da Saúde e Educação, por exemplo. Em 2014, teremos a oportunidade de reverter parte da situação de abandono nas unidades de saúde e escolas”, avaliou Rui. Para a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o secretário Jaelson Gomes terá que administrar o montante de R$ 618.908.899, um incremento de 30,86%. Em 2013, a SMS trabalhou com R$ 472.971.974. Este ano, o prefeito declarou emergência na Saúde Pública, por causa das condições precárias dos postos, contratos e falta medicamentos.

Para a pasta da Educação, onde este ano convênios e parcerias com instituições foram efetivados, a secretária Ana Dayse Dórea, terá um adicional de 9%. Em valores, isso representa R$ 343.665.460, já que em 2013, o repasse foi de R$ 314.721.310. Em 2013, o secretário municipal de Infraestrutura, Roberto Fernandes, sempre reforçou que poderia desempenhar suas ações com mais eficácia a partir de o momento em que a pasta tivesse um orçamento à altura. Para o próximo ano, os trabalhos da Seminfra contarão com R$ 168.029.908, um salto de 50,69%, comparado ao atual repasse de R$ 111.505.264. PEI FON/SECOM-MACEIÓ

Alagoas mais ovinos Pequenos criadores de Minador do Negrão e de Dois Riachos receberam agora em Dezembro, os últimos lotes de 2013 do Programa Alagoas Mais Ovinos. O programa busca incentivar e fortalecer a cadeia da ovinocaprinocultura em Alagoas. Já foram investidos, desde a sua criação, R$ 3,4 milhões em recursos próprios do Estado (através do Fecoep) e entregues a centenas de criadores alagoanos mais de 5 mil ovinos e 2 mil caprinos. A entrega é feita através de um contrato de empréstimo, com o produtor devolvendo um animal por ano após uma carência de dois anos.

O pior desempenho A Bolsa brasileira teve o pior desempenho entre os mercados de ações de todo o mundo, com uma queda acentuada de 15,8%. A avaliação é de um portal financeiro que avaliou o desempenho de 48 índices financeiros. O portal MoneYou atribui o péssimo desempenho da Bovespa ao fraco crescimento da economia e a elevação da taxa básica de juros (Selic) considerados fatores que afetaram negativamente o mercado de ações nacional. Além do Brasil, outros países que apresentaram desempenho fraco foram Chile, Turquia, Colômbia, República Tcheca, Tailândia e China. Os melhores resultados foram da Venezuela, Argentina, Japão, Emirados Árabes, Paquistão, Nigéria e Irlanda.

Maiores bilheterias Um levantamento feito pela empresa Mojo Box Office sobre arrecadação dos cinemas de todo o mundo, concluiu que o filme “Homem de Ferro 3” alcançou a maior bilheteria em 2013. Estrelado por Robert Downey Jr. o longa da Marvel faturou US$ 1,2 bilhão. Entre os dez filmes mais bem sucedidos do ano, estão outros dois de super-heróis: “O Homem de Aço” e “Thor: o mundo sombrio”, que também foi produzido pela Marvel. A lista destaca ainda que entre os dez filmes de maior bilheteria no mundo estão três animações.

Maiores bilheterias 2 Veja a lista completa e o seu faturamento: 1- “O Homem de Ferro 3” (U$1,2 bilhão); 2- “Meu malvado favorito 2” (US$ 918,5 milhões); 3“Velozes e Furiosos 6” (US$ 788,7 milhões); 4- “Jogos Vorazes: Em chamas” (US$ 765,3 milhões); 5- Universidade Monstros” (US$ 743,6 milhões); 6- “O Homem de Aço” (US$ 662,8 milhões); 7- “Gravidade” (US$ 652,3 milhões); 8- “Thor: O mundo sombrio” (US$ 627,1 milhões); 9- “ Os Croods” (US$ 587,2 milhões) e 10- “Guerra Mundial Z” (US$ 540 milhões).

Anjos sem asas Um padre italiano escritor e especialista em anjos declarou recentemente em uma palestra que “ao contrário da crença popular, anjos não têm asas”. Renzo Lavatori explicou no evento religioso que “as pessoas não veem tanto os anjos quanto sentem a presença deles. Eles são como a luz do sol refletida em você por meio de um vaso de cristal” acrescentou o padre que também é um estudioso da demonologia. Ele explicou que a arte desenvolvida pelos grandes pintores, ajudou a popularizar as imagens de anjos alados. “As asas não são representações reais. Anjos não têm asas, nem se parecem com querubins” finalizou o religioso romano.

Saúde do maceioense está entre as prioridades do prefeito Rui Palmeira; pasta terá mais recursos

• Na maratona feminina, a torcida brasileira vai para Adriana Aparecida da Silva, campeã Pan-Americana que vai duelar contra as estrangeiras, especialmente as africanas. • O circuito da São Silvestre possui 15 km de extensão, com a largada na Avenida Paulista, e a bandeirada final no Obelisco do Parque do Ibirapuera. • Estarão representados na prova os seguintes países: Brasil, Quênia, Uganda, Tanzânia, Marrocos, Etiópia, Estados Unidos, Argentina, Alemanha, Suíça, Colômbia, Japão, México, Peru, Chile, França, Bélgica, Espanha e Albânia. • E ainda Canadá, Gana, Holanda, Itália, África do Sul, Áustria, Barbados, Bolívia, Bósnia, Costa Rica, Dinamarca, Equador, Inglaterra, Israel, Luxemburgo, Martinica, Paraguai, Uruguai, Portugal, Romênia, Suécia e Venezuela.

Outras pastas ganham maior aporte financeiro O lema da responsabilidade para não arcar com custos no futuro segue como preceito do prefeito Rui Palmeira. Antes de encaminhar qualquer projeto ao Legislativo e até mesmo dar início às obras nos bairros de Maceió, os processos devem passar pela Procuradoria Geral do Município (PGM). Para dar vasão a essa demanda, o procurador-chefe, o advogado Ricardo Wanderley, trabalhará com um orçamento de R$ 1.206.804, no próximo ano. Em 2013, Wanderley contou com R$ 683.276. Em outra pasta considerada uma das mais importantes, pelo trato direto com a sociedade, é a Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas). Ela recebeu um aumento de 0,72% e terá R$ 41.207.217 no próximo ano. O trabalho junto às comunidades carentes sempre foi considerado prioridade por Rui, reforçado este ano com a experiência da secretária Juliana Vergetti - ela já ocupou a pasta estadual do segmento. A realidade da Superintendência de Energia e Iluminação Pública de Maceió (Sima) também será outra com aporte maior. Ib Brêda, seu titular, terá como desempenhar seu trabalho no próximo ano com R$ 28.304.212, um aumento de 9% relativo ao ano passado. No Projeto de Lei Orçamentária também direciona ao gabinete do prefeito um incremento nas cifras. O aumento será de 45,8%, ou seja, R$ 1.866.510 para todas as despesas de Rui Palmeira, em seu local de trabalho. No orçamento deste ano, o valor foi de R$ 1.286.509. Uma grata surpresa em recursos foi para a Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC), do presidente Vinícius Palmeiras. Ele se destacou por sua proximidade e conhecimento com as diversas manifestações culturais da capital. Para 2014, R$ 5.819.998 estará na conta da fundação. A Superintendência Municipal de Controle e Convívio Urbano (SMCCU) saiu de R$ 2.722.299 este ano para R$ 5.956.499. (NS)

MENOS DINHEIRO

Secretarias terão que ‘apertar o cinto’ Há secretarias no governo Rui Palmeira que terão de trabalhar no próximo ano com recursos menores ou iguais aos deste ano. É o caso da Superintendência Limpeza Urbana de Maceió (Slum), com um repasse de R$ 142.457.260, 12,82% a menos. Entra nesta lista a Secretaria Municipal de Finanças, que retém os impostos do contribuinte. A secretária Renata Fonseca terá que atuar em 2014 com R$ 16.732.001. A pasta de Habitação que estava com R$ 18.953.900 di-

minuiu para R$ 15.515.901. A secretaria é uma das mais cobradas pelos movimentos sociais por conta das moradias e o déficit habitacional que a capital alagoana carrega. De olho nisso, o secretário municipal de Habitação Popular e Saneamento, Mac Lira, está trabalhando para concluir 2. 976 unidades que têm previsão de entrega marcada para o final do próximo ano. Tudo com a ajuda do governo federal, por meio do Minha Casa Minha Vida -

foram R$ 180 milhões originários do programa federal para construção de mais moradias para a população maceioense. “Queremos reduzir o déficit habitacional em Maceió. Sabemos do desafio, mas estamos trabalhando para reverter essa situação”, disse o prefeito Rui Palmeira, durante visita as obras do Residencial Parque dos Caetés, no início de dezembro. Responsável pelos informes oficiais da Prefeitura de Maceió, publicidade e divulgação das ações do Executi-

• A 89ª edição da Corrida de São Silvestre, que acontece nesta terça feira (31) deve contar com cerca de 27 mil participantes, representando 41 diferentes países. • Todas as federações brasileiras estarão representadas na prova, e a presença dos atuais campeões Edwin Kipsang e Maurina Kipchumba esta confirmada. Entre os brasileiros um dos favoritos é Marilson Gomes, que já venceu a prova quatro vezes.

‘VAGAS GORDAS’

REFORÇO

HABITAÇÃO

A geração de emprego e renda para os maceioenses, outro percalço encontrado na gestão do tucano Rui Palmeira, terá outra realidade na questão orçamentária. A Secretaria de Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária (Semtabes), capitaneada pela secretária Solange Jurema segue a tendência das demais pastas da prefeitura e terá um up grade mereceido. Jurema terá para trabalhar R$ 8.312.432 em 2014, sendo que este ano ela trabalhou com R$ 3.809.000.

O Ministério das Cidades diz que mais da metade das moradias de Maceió estão de forma inadequada. Ainda de acordo com o Ministério, a capital alagoana tem um déficit habitacional de 19 mil moradias. Este é o tamanho da missão que tanto o prefeito Rui Palmeira, quanto o seu secretário Mac Lira, tem pela frente. O número mostra a condição de vida do maceioense. Dos 305 mil imóveis de Maceió, pelo menos, 105 mil são considerados inadequados pelo estudo do ministério.

Trabalho também terá mais dinheiro

Recurso para enfrentar problema ‘monstro’

vo, a Secretaria Municipal de Comunicação atuou em 2013 com um orçamento de R$ 21.765.750, e em 2014 os valores diminuem 4,12%, chegando a R$ 20.869.985. MANTIDOS A Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) estará com recurso igual ao de 2013, com o valor de R$ 25.175.200. O Gabinete da Vice-prefeitura de Marcelo Palmeira (PP) terá os mesmos R$ 450 mil, conseguidos por meio da Lei Orçamentária deste ano de 2013. (NS)

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE DEZEMBRO DE 2013

POLÍTICA

5

Rui lembra primeiro ano de gestão Após ano conturbado, prefeito de Maceió teve a probidade e a transparência como princípios norteadores das ações

Cotidiano

YVETTE MOURA/SECOM-MACEIÓ

LININHO NOVAIS - contato@lininho.com

2014: o ano que pensa que acabou

E

m Carta Capital o jornalista Dal Marcondes escreve: “Tem muita gente que acredita que o ano de 2014 está decidido, que faltam apenas alguns ajustes para que seus 12 meses se encerrem com missão cumprida. Copa do Mundo no Brasil, pensam, só pode ter título da seleção canarinho, e as eleições, acreditam, são favas contadas, a presidenta Dilma terá referendados outros quatro anos em Brasília. Um ano sem surpresas, gostam de crer alguns. No entanto, o tempo, o suceder dos dias, adora pregar surpresas nos mais incautos ou naqueles que colocam diante de si o desejo ideológico de que tendências sejam inexoráveis. (...) Em rodas de conversas em diversos setores e escalões não se percebe muito otimismo em relação ao novo ano, por conta das duas efemérides, Copa do Mundo e eleições. Serão dois momentos de corte na normalidade da vida das pessoas, das empresas, das escolas e das organizações sociais. A mídia deverá lançar suas lentes e mentes sobre os dois acontecimentos, deixando de lado outros desafios que o Brasil e o mundo deverão encarar a sério. Pior, oportunistas podem aproveitar a distração dos gols e dos votos para mover à sombra os peões dos interesses escusos. (...) Roda pela internet um frase apócrifa, mas com boa mensagem para 2014: “Não é a política que produz ladrões, é o voto que transforma ladrões em políticos”.

Saber diferenciar Alberto Mario Mafra Netto é um incansável empresário que orgulha Alagoas pela ousadia e capacidade técnica em realizar trabalhos que tem o marketing como principal ação. Agora Mafra Netto encabeça a novidade que transformou a Barra de São Miguel no destino para a virada de ano com o Réveillon Seletto. O que Alagoas precisa são de pessoas que possa pensar positivo e acreditar no potencial de sua terra.

Ondas do rádio Longe da grande mídia após os enfrentamentos da Casa de Tavares Bastos o deputado JHC aparece buscando consolidar seu nome pelo baixo São Francisco. Na semana que passou o filho do ‘ex-grito do campo’ entrou em Penedo pelas ondas do rádio, com o discurso combativo diante da situação vivida na ALE.

Mensagem subliminar Como diz o ditado: “para bom entendedor meia palavra basta!”, assim se avalia a mensagem expressa no cartão de desejos de boas festas enviado pelo vice-governador Thomaz Nono, que convida para jogar com ele em 2014.

Lei delegada A vereadora Heloisa Helena chamou a atenção na sessão extraordinária da última sexta-feira (27) ao pedir aos seus companheiros que ficassem atentos a “lei delegada” que estaria em pauta. O projeto de lei garante mais mobilidade para o vice-prefeito e o presidente da Câmara caso o prefeito Rui Palmeira se licencie do cargo.

Falando nisso... ... Alguns vereadores demonstram a falta de compromisso com suas atividades no parlamento mirim. A sessão extraordinária foi convocada para nove horas da manhã, porém teve vereador chegando as onze estampando largo sorriso no rosto.

Em tempo Quem demonstra força – pelo menos no discurso – é o vereador Zé Márcio ao tratar sobre o orçamento do município para 2014. Falando grosso e sem medo o vereador do partido de JL disse que irá manter o duodécimo da Câmara, e justificou que sem ele não terá condições de manter a vida da Casa de Mário Guimarães.

Seguindo o exemplo Tentando refazer a imagem do Governo do Estado através da mídia – uma tarefa que não é fácil – a Secretaria de Estado da Comunicação adotou o mesmo perfil da Prefeitura de Maceió ao utilizar o brasão num formato mais leve.

Perguntar não ofende Quem seria o político que andou excedendo da bebida durante evento numa boate e por lá “desceu do salto” e chamou a atenção ao criar um ‘paredão’ para tentar esconder suas fugidinhas sem ser despercebido? Detalhe é que na era das mídias sociais as fotos correm trechos.

Crescimento A informação é da Agência Estado: A Frente Parlamentar Evangélica da Câmara dos Deputados projeta um crescimento de 30% nas eleições do ano que vem. Espera passar dos atuais 73 parlamentares para até 95 ocupando algo em torno de 18% das cadeiras disponíveis.

Transferência externa e reopção A Universidade Federal de Alagoas publicou dois editais para transferência de curso e reopção, nos campi Maceió e no Sertão, na unidade de Santana do Ipanema, no sistema seriado semestral. Para transferência externa serão ofertadas 411 vagas distribuídas em vários cursos da unidade de Santana do Ipanema e em Maceió. Já para reopção são 535 vagas. As inscrições serão feitas de 6 a 10 de janeiro de 2014.

Rui pontua como uma das obras mais importantes as novas creches

A

o assumir o Executivo de Maceió, em janeiro deste ano, o prefeito Rui Palmeira (PSDB) disse à época, que não iria admitir corrupção, dedicaria investimentos prioritários para a Saúde, Educação e na criação de um plano de mobilidade urbana para a capital. Após o primeiro ano de administração, em conjunto com a equipe de secretariado, os avanços conseguidos se originaram a partir da reestruturação administrativa da Prefeitura e intensivas revisões de convênios e contratos deixados pela antiga gestão. “Conseguimos vencer as más condições tanto físicas como administrativas que recebemos do governo anterior. Foram diversas semanas de estudos e análises para que pudéssemos planejar as ações estratégicas para melhor atender a população maceioense neste e nos próximos anos com total probidade e transparência”, disse o prefeito. Conforme detalhou, no início da gestão foram tomadas medidas de austeridade para contenção de despesas. Com o decreto nº 7.478, publicado no Diário Oficial do Município na primeira se-

mana de janeiro, a Prefeitura iniciou a renegociação de todos os contratos vigentes e processos em andamento nas secretarias e superintendências municipais. Aos cofres públicos, a manobra economizou R$ 5,2 milhões (valor global parcial). Do mesmo modo, a Secretaria Municipal de Saúde conseguiu reduzir mais de R$ 3 milhões em renegociações de contratos com fornecedores e prestadores de serviços. Já a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) reduziu R$ 156 mil por mês do seu custeio – cerca de 40% do valor mensal gasto pelo órgão. Entre as obras estruturantes, Rui Palmeira considera a ordem de serviço de 20 novas creches como uma das mais importantes. Investimentos na casa de R$ 20 milhões do governo federal, com contrapartida do município, vão beneficiar 2.400 crianças quando estiverem prontas. “São obras que mudam a realidade da educação infantil, de mães e pais que precisam trabalhar e não têm onde deixar os filhos. Isso ainda não atende a demanda, mas temos a perspectiva de alcançar a construção de 60 creches ao todo”, visualiza Rui.

REPASSANDO

Recuperação da Saúde marcou 2013 Outras medidas adotadas pela gestão Rui Palmeira que ganharam relevo foi a implementação do “Maceió Mais Saúde” - série de medidas focalizadas no atendimento básico de saúde na ordem de R$ 12 milhões. Ao mesmo tempo, foi anunciada a situação de emergência na saúde no mês de outubro pelo decreto nº 7 553. Entre as atividades adotadas para reverter o quadro deixado, a Prefeitura efetuou a compra de medicamentos e reformas em mais de 30 pos-

tos de saúde. Outro grande efeito do decreto de emergência foi eliminar a burocracia nos trâmites das licitações, além de resolver o problema dos medicamentos. Ao passo em que a Prefeitura ajustou as contas e o orçamento, garantiu um aumento de 9% aos servidores públicos municipais neste ano e anunciou um novo de reajuste salarial já aprovado pela Câmara Municipal de 7% a ser instituído em janeiro. Ainda no tocante ao ser-

vidor público, no final do primeiro semestre e nos meses seguintes, a Prefeitura convocou quase mil novos candidatos aprovados nos últimos certames. Os novos servidores do serviço público municipal contemplaram a Secretaria Municipal de Saúde, a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) e a Procuradora Geral do Município (PGM). “Sabemos o quanto é importante valorizar o desempenho do funcionalismo público da capital, dessa forma

avançamos no que se refere aos pagamentos retroativos por mérito e titulação dos servidores”, destacou o prefeito. Para a implementação da titulação e do mérito, a Prefeitura vai repassar R$ 800 mil aos servidores que têm o direito garantido desses benefícios. Quanto aos retroativos, o município terá que orçar R$1,5 milhão por mês para efetuar a pagamento dos valores. Dessa forma, a Prefeitura terá 36 meses, isto é, até o final de 2016, para equalizar a situação dos retroativos.


6

OPINIAO

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE DEZEMBRO DE 2013

Opinião

Mutirão carcerário

O

Conselho Nacional de Justiça (CNJ) realizou, em 2013, Mutirão Carcerário nos estados do Rio Grande do Norte, Piauí, Ceará, Amazonas e Alagoas. Do total de 33.701 processos analisados, 5.415 (16%) eram de detentos que já deveriam estar em gozo de benefícios previstos na legislação penal brasileira, como progressão de regime de cumprimento de pena e liberdade. Os benefícios foram concedidos à medida que os detentos aptos a recebê-los eram identificados. A força-tarefa também inspecionou unidades prisionais desses cinco estados, onde foram verificadas mazelas comuns a todo o sistema carcerário nacional, que hoje tem a custódia de cerca de 560 mil detentos: prisões superlotadas, altos índices de presos provisórios (ainda não julgados), insalubridade, violência interpessoal, deficiência na atenção à saúde dos presos, estrutura precária das unidades prisionais e irregularidades na atenção a detentos portadores de transtornos mentais.

Em 2013, o CNJ passou a reforçar a gestão junto às autoridades estaduais no sentido de solucionar os problemas ainda com o mutirão carcerário em curso. A cada deficiência identificada pelo CNJ eram feitas recomendações para aprimorar a tramitação dos processos judiciais, promover a reinserção social dos detentos e garantir que eles tenham, nas unidades prisionais, condições dignas para o cumprimento de suas penas. As mesmas recomendações constam nos relatórios finais dos mutirões, que são entregues às autoridades estaduais. Com os Mutirões Carcerários, muitos desses problemas têm sido identificados, e o CNJ, nesse momento, não mais se contenta em pura e simplesmente identificar o problema. É preciso avançar e ir além, cobrando as medidas que precisam ser adotadas, seja no âmbito do próprio Poder Judiciário, seja no âmbito de outras instituições e órgãos que integram o sistema de Justiça”, assinalou o conselheiro.

CÂMARA

Adiamento lotou agenda do 1ºsemestre

JOÃO LYRA Deputado federal pelo PSD de Alagoas

A campanha vai ferver Estamos a dez meses da eleição para presidente da República. Para os jovens de hoje, criados em tempos de liberdade e cidadania plena, a ida às urnas para escolher o principal mandatário do País se repete de quatro em quatro anos e já faz parte da rotina democrática. Contudo, para os brasileiros que enfrentaram os anos de chumbo da ditadura militar, o direito de escolher o futuro ocupante do Palácio do Planalto é uma conquista histórica. Eles trazem como marca do passado a frustração da campanha pelas Diretas Já, em 1984, quando o povo, derrotado na votação do Congresso, enrolou-se na bandeira nacional com sentimento de tristeza e humilhação. Mas a semente estava plantada e o reencontro com as urnas aconteceu finalmente em 1989, pleito que completará exatos 25 anos no cinco de outubro vindouro. A eleição de um novo presidente é sempre emocionante e provoca muita discussão, mesmo depois da posse. Foi assim, por exemplo, com Juscelino Kubitschek, na segunda metade dos anos 50. Uns viam no político do PSD mineiro um símbolo da modernidade. Era o presidente que construiu Brasília

e deu a partida na indústria automobilística. O JK dos “50 anos em cinco”, que tinha pé de valsa e incentivava a cultura. Tempos da Bossa Nova e do Cinema Novo, de muita confiança no futuro. Na oposição, a UDN batia o bumbo com força. Lançava na conta de JK todos os males do País, os mais graves, para variar, na área de educação e saúde. Os udenistas também diziam que JK, ao criar a nova capital, acendeu o estopim da inflação e também inaugurou os desvios em obras públicas. Depois dos anos JK, o extrovertido Jânio Quadros ganhou uma eleição fácil, na crista de uma onda conservadora. Escorado numa vassoura, ele prometia varrer o Brasil de ponta a ponta. A classe média do Rio e de São Paulo, que simpatizava com a pregação moralista da UDN, gostou do tom da campanha e despejou votos no cesto de Jânio Quadros. Porém, o ex-professor de Geografia bebia muito vinho do Porto e era dado a rompantes. Numa das bebedeiras, no Dia do Soldado, em 1961, resolveu renunciar ao cargo para pressionar a ala do Congresso Nacional, que não lhe dava apoio. O golpe saiu errado e a renúncia foi aceita. Em seu lugar, a contragosto dos mi-

litares, assumiu o vice João Goulart, com apoio dos trabalhistas e do Partido Comunista de Prestes. De crise em crise, a sociedade se dividiu, enquanto generais conspiravam nos quartéis. Veio o golpe militar de 64 e caiu a longa noite sobre o País. A carraspana de Jânio Quadros nos custou muito caro. Foram quase duas décadas de repressão e autoritarismo, que só terminaram, de fato, com a eleição direta para presidente da República, em 1989. E agora vamos de novo às urnas para decidir o nosso destino. Lutamos muito por esse direito e, pelas cartas que estão postas na mesa, a escolha será entre a recondução de Dilma Rousseff ou a eleição de Eduardo Campos ou Aécio Neves. Por enquanto, o vento sopra a favor da Presidenta, mas ainda faltam dez meses e a oposição pode crescer. Dilma Rousseff tem o ex-presidente Lula a seu lado, Eduardo Campos conta como apoio de Marina Silva e Aécio pode surpreender com Fernando Henrique de vice (falam até que essa ordem pode se inverter). Cada um dos candidatos tem trunfos na manga e a disputa sucessória vai ferver logo no início de 2014.

OLÍVIA DE CÁSSIA Jornalista

Feliz Ano-Novo!

RENAN CALHEIROS Senador pelo PMDB e presidente do Congresso Nacional

Os desafios para 2014 O ano de 2014 traz consigo grandes desafios para os brasileiros, especialmente para os poderes Legislativo e Executivo. O principal desafio de todos é somar forças a fim de manter o Brasil no ritmo do crescimento econômico sustentável que possibilite aumento de renda, distribuição de riquezas e ampliação do espaço brasileiro no exterior. Em regimes presidencialistas a política econômica é orientada pelo Executivo e cabe ao Congresso Nacional colaborar na elaboração ou aperfeiçoamentos dos projetos enviados pela Presidente da República. No campo institucional é dever do Congresso propor medidas para corrigir eventuais distorções e modernizar legislações já envelhecidas pelo tempo. A produção legislativa de 2013, tanto do ponto de vista quantitativo quanto qualitativo, foi muito positiva. No Senado Federal, várias propostas que se arrastavam na burocracia legislativa foram aprovadas

dentro de um esforço coletivo que contou com a participação de todos os senadores e líderes de todos os partidos. Ao mesmo tempo em que as votações foram agilizadas, também conseguimos implementar medidas administrativas que implicaram em mais de 150 milhões de economia aos cofres públicos. Contratos foram cancelados ou refeitos, cargos foram extintos e desperdícios e privilégios foram cancelados. Para que tudo isso se concretizasse, tornamos o Senado Federal a instituição mais transparente entre os poderes. Todas as informações – gastos, contratos, salários – relativas à Casa estão disponíveis na internet para consultas a qualquer tempo. Desta forma a sociedade pode, efetivamente, exercer o controle social. Este caminho, de eficiência, economia e transparência, é sem volta e, em 2014, vamos aprofundar as medidas para que o Parlamento possa fazer

TRIBUNA

INDEPENDENTE

Rua da Praia, 134 - sala 303 - centro - Maceió Alagoas Endereço Comercial: Av. Menino Marcelo - 10.440 - Serraria Maceió - Alagoas - CEP: 57.083.410 CNPJ: 08.951.056/0001 - 33

mais com menos, como ocorreu neste ano que está se encerrando. A meta para fechar o biênio 2013/2014 é uma economia global de mais de R$ 300 milhões. Da mesma forma, o Congresso manterá esta dinâmica de modernizar e aperfeiçoar legislações. Temos de trabalhar muito também para fazer as duas reformas mais importantes para que o Brasil avance e consiga seu lugar entre as nações mais modernas do planeta. Refiro-me às reformas Política e Tributária, sem as quais poderemos ficar patinando no gargalo entre os países emergentes e as nações desenvolvidas. A presidente Dilma Rousseff propôs ao país uma ampla reforma política, mas os debates no Congresso, infelizmente, não prosperaram. Por este motivo é importante considerarmos que a sociedade seja ouvida, por plebiscito ou referendo, sobre esta mudança essencial na vida brasileira.

Jorgraf UM PRODUTO:

Cooperativa dos Jornalistas e Gráficos do estado de alagoas

TRIBUNAINDEPENDENTE

Lá se vai 2013 terminando e no balanço de pros e contra, como faço sempre todo ano, posso dizer que este foi denso, de situações pesadas e desconfortáveis, mas que estou tentando superar todos os momentos de infortúnio e de poucas alegrias. Posso dizer que tive mais perdas do que grandes vitórias, mas isso também não é motivo de lamento, pois faz parte do jogo da vida e da passagem para o nosso amadurecimento. Este ano que termina, alguns amigos se afastaram, outros se aproximaram mais, por um motivo ou por outro. A vida segue seu destino e cada um vai tomando os rumos na vida e vai ao encontro do seu destino. Eu sempre fico assim meio reflexiva nessa época do ano, dá uma tristeza danada, uma introspecção e fico mais emotiva. Eu sei que essa é só uma mudança no calendário, mas a data tem um significado marcante.

PRESIDENTE Antonio Pereira Filho DIRETOR ADMINISTRATIVO FINANCEIRO: José Paulo Gabriel dos Santos Editor geral: Ricardo Castro

Na verdade, como dizem por aí, o que importa, no fim das contas, não é o novo ano, mas o que você escolhe fazer com ele, mas vamos aos fatos. Logo no começo do ano perdi dois amigos queridos: Silvio Sarmento, no dia 7 de março e Cleria Lilian (Kelly) dia 28 do mesmo mês. Silvio nos foi levado por um infarto fulminante e Kelly brutalmente assassinada por um monstro sem coração. Agora em dezembro, dia 6, perdi meu irmão, que sempre esteve presente em minha vida, de uma forma participativa. Eu tenho consciência que as perdas fazem parte da vida e que devemos continuar nossa rotina, lutando por dias melhores e mais justos, mas todas elas nos trouxeram sofrimentos. No campo profissional posso dizer que foi um ano melhor, de conquistas e algumas realizações e espero que em 2014 eu possa galgar alguns degraus a mais de aprendizado profissional, pois por mais que

tenhamos chão de batente, sempre temos algo a aprender. De pronto aqui eu quero agradecer aos meus leitores, a todos os amigos e familiares que estiveram presentes nos momentos mais difíceis e que me apoiaram nessas situações; espero sempre tê-los por perto; os que não estiveram, que nos aproximemos mais. Quero agradecer a Deus por ter me dado um pouco de saúde e fortaleza para aguentar todas as dificuldades que foram surgindo no meu dia a dia e ter me dado a força da superação para cada uma delas. No mais quero desejar a todos, incluindo meus vizinhos, que em 2014 possamos reafirmar a nossa parceira e que seja um ano cheio de esperanças, de crescimento pessoal, de amadurecimento, saúde, paz e tranquilidade. Que possamos renovar nossos laços de amizade e fortalecê-los a cada dia do ano. Que Deus esteja sempre presente em nossas vidas. Feliz Ano-Novo!

Nosso noticiário nacional é fornecido pelas agências: Agência Folha e AGência Nordeste PABX: 82.3311.1338 COMERCIAL: 82.3311.1330 - 3311. 1331 REDAÇÃO: 82.3311.1328 - 3311.1329 CENTRAL DE ASSINANTE: 82.3311.1308 comercial.tribunaindependente@gmail.com redação.tribunaindependente@gmail.com

ricardocastro@tribuna-al.com.br

DIRETORA COMERCIAL: Marilene Canuto

OS ARTIGOS ASSINADOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES. NÃO REPRESENTANDO, NECESSARIAMENTE, A OPÍNIÃO DESTE JORNAL.

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), disse que pretende levar ao Plenário da Casa já em fevereiro de 2014 os projetos de Código de Mineração e Marco Civil da Internet. Ambos os textos estavam prometidos para 2013, mas acabaram adiados por conta dos debates em torno deles. A reforma política deve ficar para abril. Alves reconheceu que o calendário do próximo ano será apertado, devido às eleições no segundo semestre e à Copa do Mundo em julho. Ainda assim, o presidente mantém o otimismo com as votações e afirmou que também deve ser votada no início do ano a regulamentação do trabalho doméstico, já aprovada no Senado. Sobre a reforma política, Henrique Eduardo Alves lembrou que o grupo de trabalho sobre o tema já elaborou uma proposta, que será votada emcomissão especial. “Esse projeto de reforma política ampla vai ao Plenário da Câmara dos Deputados”, sustentou. De acordo com Alves, o assunto é prerrogativa exclusiva do Legislativo, que “não irá aceitar nenhuma posição invasiva do Judiciário nesta questão”. Atualmente, o Supremo Tribunal Federal julga a constitucionalidade das doações de empresas para campanhas eleitorais. “Espero que o Judiciário contenha-se nos seus limites constitucionais, para não termos o constrangimento de partir para, não digo um enfrentamento, mas uma grave discordância entre os Poderes”, disse.

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE DEZEMBRO DE 2013 POLÍTICA 7

Pautas polêmicas rondam Judiciário e Congresso Eleição e Copa do Mundo podem influenciar em julgamentos e projetos

A

pesar de o ano de 2014 ser de Copa do Mundo e das principais eleições do país que envolvem desde a escolha do presidente da República aos deputados estaduais, polêmicos debates estão reservados para as sessões do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal já a partir de fevereiro do próximo ano.É evidente que algumas das pautas possam ser adiadas para a próxima legislatura na Câmara dos Deputados e no Senado. No entanto, outras têm discussão que se arrasta por décadas e as ruas já cobram aplicação de leis. É o caso da proposta do Código Civil cujo item propõe que o devedor da pensão alimentícia cumpraprisão em regime semiaberto para trabalhar durante o dia. O movimento feminista é contra mudança no modo atual. Outro ponto polêmico neste aspecto é a proposta

Câmara dos Deputados começará atividades em fevereiro com vários projetos polêmicos

que inviabiliza o bloqueio de contas bancárias pelo Judiciário para que o autor pague dívidas contraídas. Mensalão Tucano Em um ano eleitoral de mais um embate entre PT e PSDB,

o mensalão dos dois partidos será o mote das duas campanhas. O julgamento dos integrantes do partido de Dilma Rousseff já foi concluído, mas o desvio de verbas públicas em Minas Gerais tramita no

Supremo Tribunal Federal e segundo o relator do caso o ministro Luís Roberto Barroso aguarda apenas terminar a fase de alegações finais, ainda este ano, para preparar a parte que lhe cabe no processo.

POUPANÇA

STF adia julgamento sobre correções Poupadores que tiveram perdas no Plano Verão e buscam judicialmente reaver esse dinheiro vão ter que esperar, pelo menos, até 2014. O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Luis Felipe Salomão, determinou, dia 19, a suspensão das ações que estendem decisões

na vara do Distrito Federal (DF) para o restante do País ou não associados ao Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec). Esses temas serão julgados pela Segunda Seção do tribunal no regime de recursos repetitivos, o que pode ser feito quando uma ques-

tão jurídica está presente em grande número de recursos. Segundo Salomão, a suspensão foi necessária para que houvesse um posicionamento homogêneo do STJ para assuntos semelhantes. A questão teve origem quando o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou a

suspensão dos casos de expurgos de inflação dos planos Bresser, Verão, Collor I e Collor II. Mas ficou de fora dessa decisão do STF a ação movida pelo Idec contra o Banco do Brasil (BB), no Distrito Federal, por expurgos da correção de poupanças do Plano Verão.

DOMÉSTICAS

Congresso comemora mas não desata nó

O Senado aprovou em julho o projeto que regulamenta a PEC das Domésticas. Desde então, a proposta está em análise na Câmara dos Deputados. O relator da Comissão Mista de Consolidação da Legislação e de Regulamentação de Dispositivos da Constituição, Romero Jucá (PMDB-RR), disse que o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) assegurou que dará prioridade à proposta no início de 2014. Jucá lembrou que a proposta é fundamental para viabilizar pontos importantes da PEC das Domésticas, como a jornada de trabalho e o pagamento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). - O projeto dá as condições também para os patrões poderem registrar os seus empregados, inclusive com banco de horas e com o Supersimples doméstico. Ou seja, facilita a vida do patrão, garante os direitos dos empregados e é bom para todo mundo. É um projeto que a Câmara deve votar rapidamente - disse Jucá. O projeto que regulamenta a PEC das Domésticas traz mudanças na contribuição para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e regras para o pagamento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A regulamentação estabelece que o INSS e o FGTS serão pagos de forma conjunta: 8% de FGTS, 8% de INSS, 0,8% de seguro contra acidente e 3,2% relativo à rescisão contratual. No total, o empregador terá que recolher 20% do salário em encargos. Como a regulamentação da PEC das Domésticas ainda tem que ser votada pelos deputados, pode haver mudanças no texto aprovado pelos senadores.Um nó que precisa ser desatado.


8 PUBLICIDADE MACEIÓ - DOMING, 29 DE DEZEMBRO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE DEZEMBRO DE 2013

Cidades

CIDADES

9

Jogar muito tempo no videogame e na internet causa prejuízos mental e social Ele chega correndo em casa, fala rapidamente com os pais, vai direto para o quarto, ficando a tarde inteira atá a madrugada no computador ou no videogame saindo apenas para comer alguma coisa ou ir ao banheiro? Situações como essa, quando passam a ser rotineiras, pode ser um sinal de depência de jogos on line e videogame. “É só uma fase”, é o que muitos pais dizem como justificativa. Todavia, muitos não sabem que a compulsão por jogos on-line é um problema real e está associado a outro vício,a compulsão por internet. Os jogos de alto realismo gráfico são os mais perigosos pois exigem mais tempo das crianças e dos jovens em permanecerem on-line.

Conhecida como “Tupamara” entre os seus companheiros de militância contra as ditaduras do Cone Sul, Cristina hoje mora em Goiânia; ela apoia Dilma e ataca a grande mídia, que chama de golpísta

História de uma militante política

Maria Cristina Uslenghi Rizzi fuiu do Uruguai, foi presa no Chile e no Brasil, onde cumpriu pena com Dilma Rousseff

A

tivista sindical, ela fugiu do Uruguai, em 1969, após a militarização das instituições bancárias no País. Com a história nas mãos, mudou-se para o Brasil sob a atmosfera dos anos de chumbo e acabou presa sob alegação de subversão, em Recife (PE). Torturada em porões da polícia política no Rio de Janeiro e em São Paulo, foi acusada de manter ligações perigosas com os Tupamaros, que adotaram a estratégia de luta armada. Em 18 de maio de 1972, foi sequestrada no Presídio Tiradentes (SP) e levada para Montevidéu, para novas sessões de torturas. Libertada, transferiu-se para o Chile, de Salvador Allende. Com o 11 de setembro de 1973, refugiou-se na Embaixada da Finlândia e viveu o exílio em Paris. Com a Anistia, voltou à pátria de chuteiras no ano de 1979. Um thriller político: essa é a história de Maria Cristina UslenghiRizzi, hoje com 69 anos de idade e uma tradicional marxista com as armas da crítica. Nascida em 19 de agosto de 1944, Maria Cristina iniciou a sua atuação política no movimento sindical dos bancários, em Montevidéu. Ligada ao Partido Socialista, logo logo converteu-se à liturgia professada pelo velho barbudo Karl Marx. Do signo de Leão, era presa em greves. No pequeno, porém charmoso país do Cone Sul, ela teve a sua primeira filha: Maria Gabriela. No turbulento ano de 1968, conheceu o seu segundo companheiro, Tarzan de Castro, ex-PC do B e dirigente da Ala Vermelha (AV), uma dissidência da organização fundada por João Amazonas, Ângelo Arroyo, Maurício Grabois e Pedro Pomar. Os dois vieram morar no Brasil. O casal caiu nas teias da repressão política e militar, em 1971. Transferida de prisão, ela conheceu, na cadeia, uma dirigente da VAR-Palmares que marcaria a sua vida: ela atendia pelo nome de Dilma Vana Rousseff Linhares, nascida em Belo Horizonte (MG), terra do ‘incendiário’ Tiradentes. Acompanhadas de Eleonora Menecucci, Rita Sipahie Márcia Mafra, as duas ficaram na ala feminina das presas políticas, denominada de “Torre das Donzelas”. Estudante de Economia e especialista em marxismo, Dilma Rousseff coordenava sessões de estudo das obras do filósofo alemão. Era luta de classes para lá, ditadura do proletariado para cá, revolução armada. O seu apelido, em virtude da ações ousadas dos vermelhos no Uruguai, era “Tupamara”. O de Dilma Rousseff era “mineirão”. Por causa do seu estilo duro, de general. Com o tempo, elas viraram amigas e confidentes e descobriram que os seus maridos – Tarzan de Castro e Carlos Franklin da Paixão Araújo – eram amigos. Os laços se estreitaram, então. Não era a tortura, que doía, mas a ausência da filha Maria Gabriela que arrebentava com o coração de Maria de Castro. A criança havia ficado no seu país de origem, com os avós Raul Uslenghi e Maria Angélica. - Dilma era líder, solidária, organizava a entrada clandestina de livro e nos dava noções de economia política. TORTURAS Ela conta que em 18 de maio de 1972, agentes da repressão política lhe sequestraram do Presídio Tiradentes e a levaram de volta para

o Uruguai. É que os Tupamaros, liderados por Raúl Sendic e Pepe Mujica, realizaram um atentado e que acabou com quatro militares mortos. “Mesmo sem possuir envolvimento com a guerrilha uruguaia, tive de responder por atos revolucionários dos Tupamaros”, denuncia. Mesmo frágil, a submeteram a torturas na cadeira-do-dragão,pau-de-arara, choque, agressões físicas e psicológicas. “Me enfiaram um cabo de vassoura no ânus”, relata, emocionada. Não custa lembrar: o cônsul do Brasil no Uruguai, Aloysio Gomide, havia sido sequestrado pela esquerda armada. “Eles queriam que eu desse informações sob a captura do diplomada, mas não sabia nada da operação”, explica. “Era porrada à toa”, fuzila. Ela ficou presa até o mês de dezembro de 1972. Como cerco se fechava no Uruguai e no Brasil, ela decide se mudar para o Chile. Médico, o marxista Salvador Allende, eleito em 1970, adotava a via latino-americana para o socialismo. A experiência era inédita.

Mesmo sem possuir envolvimento com a guerrilha uruguaia, tive de responder por atos revolucionários dos Tupamaros” MARIA CRISTINA USLENGHI RIZZI EX-PRESA POLÍTICA

Também libertado, Tarzan de Castro, seu companheiro, adota o mesmo caminho e segue para o novo farol do socialismo mundial. Lá trabalha em um programa de educação para mineiros. Até que, em 11 de setembro de 1973, o general Augusto Pinochet lidera um golpe de Estado, civil e militar, com a aberta participação dos Estados Unidos. Cai Salvador Allende, que suicida-se dentro do Palácio de La Moneda, bombardeado. Maria Cristina, com o auxílio de companheiros franceses, consegue refugiar-se na Embaixada da Finlândia, uma das referências em Welfare State do Velho Mundo (Europa). Preso, Tarzan de Castro vai parar no Estádio Chile, vê um cubano ao seu lado ser fuzilado, mas é libertado. Maria Cristina e Tarzan de Castro retomam o caso de amor, interrompido pelas prisões e golpe, na bucólica Paris. Lá nasce o primeiro filho do casal de revolucionários: Gregório Alexandre de Castro. Gregório, em homenagem a Gregório Bezerra, o líder comunista que foi arrastado pelas ruas de Recife após o golpe de 31 de março de 1964, no Brasil, e trocado pelo embaixador dos EUA no Brasil Charles Burke Elbrick, capturado – não sequestrado, já que sequestro é crime

comum, segundo o historiador Daniel Aarão Reis Filho. Alexandre, em função de um pedido de sua filha uruguaia, Maria Gabriela. Castro é o sobrenome do marido. Gregório Bezerra, em carne e osso, o chamava de ‘xarazinho’. A vida no exílio era dura, nada fácil. Tempos difíceis. Ela cursa, na França, Análise de Sistemas e se forma. Com a Anistia de agosto de 1979, os dois decidem voltar ao Brasil para a retomada do curso da vida. A VOLTA Em dezembro, Maria Cristina, acompanhada de Tarzan de Castro, retorna a Goiânia. Eles são recepcionados por uma multidão no Aeroporto Santa Genoveva. No meio dela, uma senhora chamada Maria de Campos Baptista, ávida por informações de seu filho, Marcos Antônio Dias Batista, membro da VAR-Palmares e da Frente Revolucionária Estudantil (FRE), desaparecido em maio de 1970. A chegada foi monitorada pelos agentes públicos da repressão política e militar. General-presidente da República, João Baptista Figueiredo, sucessor de Ernesto Geisel, o homem da abertura lenta, gradual, segura e pelo alto, anula o decreto de expulsão de Maria Cristina do Brasil. No ano de 1982, nasce Luana, a segunda filha do casal e o terceiro rebento Da “Tupamara”. Mas em 1983, a ditadura civil e militar – João Baptista Figueiredo - negou seu pedido de naturalização. O caso de amor entre Maria Cristina Uslenghi Rizzi e Tarzan de Castro acaba em 1984. No fim do regime civil e militar. “Adoro Tarzan de Castro, mas ele não serve para ser mais meu marido”, atira. Valterli Leite Guedes [Atual presidente da AGI – Associação Goiana de Imprensa], então amigo do casal, diz que ela lhe afirmou que fez duas coisas certas na vida: casar-se com Tarzan de Castro e separar-se dele. Com a eleição de Luiz Inácio Lula da Silva e a nomeação de Dilma Rousseff para o Ministério de Minas e Energia, ela se muda para a Capital da República, Brasília (DF). Técnica, ocupa um cargo no Governo Federal entre 2003 a 2006 e depois de 2007 a 2012. Aposentada, volta para Goiás. Hoje, aos 69 anos de idade, dá consultorias na área de análise de sistemas. Apesar de ela ter faltado ao encontro nos anos 60 e 70 do século 20, diz ainda sonhar com a revolução. REGISTRO Crítica como na época da “subversão”, Maria Cristina Uslenghi Rizzi defende a reeleição da atual presidente da República, sua companheira de cela, Dilma Rousseff, acusa o ministro do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, de ser “repugnante”, considera a mídia – os grandes conglomerados de comunicação – golpista, afirma que o colunista Cláudio Humberto representa, hoje, o que a imprensa nacional tem de mais “sujo e porco”. Mais: revela estar encantada com o presidente do Uruguai, seu país, Pepe Mujica, um ex-Tupamaro. “Ele faz um governo maravilhoso, extraordinário, algo coerente e que me representa”, observa. Sem medo das patrulhas ideológicas, como a da revista Veja, ela revela que quer escrever as suas memórias. Para que não se apaguem na poeira do tempo. Em 2014, quando fará 70 anos, se completarão 50 anos de 1964. “Uma data histórica, não?”, pergunta.

“Adoro T ar (também zan de Castro revolucio mas ele nário), não serv e para s mais me er u marid o” MARIA CRIS TINA U A POLÍTI SLENGHI RIZ ZI CA

EX-PRES

Me enfia vassoura ram um cabo de tortura n no ânus (duram rada à to o Uruguai). Era nte a” porMARIA CR EX-PRES ISTINA USLEN GHI RIZ A POLÍTI ZI CA


10

CIDADES

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE DEZEMBRO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE

Os 15 mandamentos de Balzac em busca do

sexo perfeito

Receber olhares cheios de admiração, desejo e curiosidade é como uma flor que todas as mulheres aspiram deliciadas, afirma o Buda dos relacionamentos

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE DEZEMBRO DE 2013

CIDADES

11

Minirreforma eleitoral é dúvida para 2014 Projeto sofreu vetos da presidente, mas foi aprovado em sua essência; mas para muitos, só vale para depois do ano que vem

O

s vetos da presidente Dilma Rousseff ao texto da lei da minirreforma eleitoral só serão analisados pelo Congresso Nacional em 2014. Entre os dispositivos vetados, está o que proíbe o uso de bonecos, pinturas em muro, placas, faixas, cartazes e bandeiras em bens particulares. Ao justificar o veto, a presidente Dilma enfatizou que a regra criada pelos parlamentares limitava excessivamente o direito de manifestação dos cidadãos por meio do uso exclusivo de seus bens particulares. A intensão dos parlamentares foi impedir o comércio de espaços em propriedades privadas, onde em tese prevalece o poder

aquisitivo de candidatos com mais recursos materiais. Também não passou pelo crivo do Palácio do Planalto o item que impede a Justiça Eleitoral de determinar a suspensão do repasse de cotas do Fundo Partidário no segundo semestre de anos com eleições. O argumento para o veto foi garantir a transparência na aplicação dos recursos do fundo. DOAÇÕES A presidente vetou ainda um trecho que amplia o rol de pessoas jurídicas que poderiam fazer doações para siglas e candidatos. O texto aprovado no Congresso abre uma brecha para permitir que associações civis, como cooperati-

vas, façam doações aos candidatos. Para a Presidência da República, a inclusão das associações civis pode servir como meio para doações indiretas de pessoas jurídicas. Para o deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), coordenador do grupo que discutiu a minirreforma eleitoral, o objetivo era aperfeiçoar a fiscalização. Ele considera cumprida a meta, apesar dos vetos presidenciais. “No geral, ficou bom. Só que essa lei eleitoral não é a reforma política que o povo pede e que nós estamos trabalhando para fazer. Na reforma política, nós vamos fazer mudanças profundas e o Brasil vai ficar melhor depois de aprovada”, acredita Vaccarezza.

Vaccarezza admite que minirreforma não é ainda o que a população espera e promete mais trabalho

MESMO COM DIFICULDADES

Henrique Alves promete votar reforma política em abril

B

alzac (1799-1850) foi o romancista entre os romancistas. O maior de todos. Com sua Comédia Humana, composta de 88 volumes independentes mas entrelaçados, Balzac praticamente inventou o romance como gênero literário. Balzac foi um caso raro de trabalhador árduo entre os franceses, culturalmente acostumados a cultivar o ócio acima do trabalho, algo que encontra sua tradução imortal na expressão “joie de vivre” — alegria de viver. Balzac trabalhava 15 horas por dia, movido a café. Não era exatamente um estilo de vida saudável, e ele encontrou a morte na Paris que retratou como ninguém aos 51 anos. O amor e o sexo estão obsessivamente presentes em Balzac. De seus escritos se pode extrair um pequeno e útil manual de conduta amorosa em 15 frases nas quais Balzac prova ser uma espécie de Buda do relacionamento entre homens e mulheres. Os sutras — sintéticos aconselhamentos — de Buda para a conquista do nirvana encontram em Balzac uma versão para a

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, já anunciou que Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 352/13, que faz uma reforma política mais ampla, será votada até abril. No entanto, o juiz eleitoral Márlon Reis, fundador do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, avalia que o Legislativo enfrenta fortes dificuldades para pro-

É uma prova de inferioridade, num homem, não saber fazer de sua mulher sua amante. Só os homens tolos julgam que se deve ter ambas separadas - a mulher e a amante. A amante e a mulher devem estar unidas num único ser sublime conquista do sexo perfeito. Conheça os 15 sutras de Balzac para homens e mulheres em busca de satisfação na relação com seus parceiros amorosos: 1) Na cama está todo o casamento. 2) No amor, é certo que se dermos demasiado não receberemos bastante. A mulher que ama mais do que é amada há de necessariamente ser tiranizada. O amor durável é o que tem sempre as forças dos dois seres em equilíbrio. 3) O homem vai da aversão ao amor. Mas, quando começou por amar e chega à aversão, nunca mais volta ao amor. 4) Ainda não foi possível decidir se a mulher é levada a tornar-se infiel mais por não conseguir se refrear do que pela liberdade que encontra para a traição. 5) Você não avalia como é perigoso para uma imaginação vívida e um coração incompreendido vislumbrar a forma etérea de uma jovem e bela mulher. 6) Numa história de amor, é preciso trair para não ser traído. 7) Numa relação amoro-

sa, o momento em que dois corações podem entenderse é tão rápido como um relâmpago, e não volta mais, depois de ter se dissipado. 8) Quanto mais se julga, menos se ama. 9) A sorte de uma relação amorosa depende da primeira noite. 10) É uma prova de inferioridade, num homem, não saber fazer de sua mulher sua amante. Só os homens tolos julgam que se deve ter ambas separadas — a mulher e a amante. A amante e a mulher devem estar unidas num único ser sublime 11) Por que, de cada dez mulheres bonitas, há pelo menos sete que são perversas? 12) Nada é mais santo, nem mais sagrado do que o ciúme. O ciúme é a sentinela que nunca dorme: ele é para o amor o que o mal é para o homem, um verídico aviso. Quanto mais uma mulher castigar com ciúme um homem, mais ele lamberá, submisso e humilde, o bastão que ao bater-lhe lhe diz quanto ela se interessa por ele. 13) A virgindade, com

por uma reforma profunda. Por outro lado, Márlon Reis avalia que o julgamento no Supremo Tribunal Federal da ação que proíbe empresas de fazer doações para campanhas eleitorais pode viabilizar a esperada reforma. “Eu acho que essa movimentação que ocorre agora no âmbito do STF pode atuar como um fator externo que leve, talvez, o Congresso Na-

cional a ver com maior ênfase esse tema. A reforma política pode acabar saindo por conta de fatores externos ao Congresso que o movimente nesse sentido”. Aplicação Até lá, a minirreforma sancionada pela presidente Dilma traz algumas regras que têm o objetivo de reduzir o custo das campanhas, como a limitação de cabos eleitorais.

Outra medida é a limitação das despesas com alimentação e combustível. Ainda não há consenso sobre a aplicação das regras da minirreforma já nas eleições de 2014. E essa dúvida atinge diretamente planejamentos tanto de parçlamentares como da Justiça Eleitoral para o processo no ano que vem. A legislação determina que

só valem para uma eleição regras aprovadas até um ano antes da disputa, mas em anos anteriores o Supremo Tribunal Federal aceitou a validade de normas referentes à prestação de contas e propagandas, por exemplo, antes de cumprido o prazo anual. O deputado Danilo Forte (PMDB-CE) afirmou que, no começo do próximo ano,

partidos deverão formalizar uma consulta ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para obter uma definição sobre a aplicabilidade das novas regras já na eleição de 2014. O deputado Marcus Pestana (PSDB-MG), membro do grupo de trabalho que discutiu a reforma política na Câmara, acredita que as novas regras são válidas para 2014.

OPINIÃO TÉCNICA todas as monstruosidades, tem riquezas especiais, grandezas absorventes. A vida, cujas forças são economizadas, toma no indivíduo virgem uma qualidade de resistência e durabilidade incalculável. O cérebro enriqueceu-se no conjunto de suas qualidades reservadas. Quando os castos precisam de seu corpo ou de sua alma, quer recorram à ação ou ao pensamento, encontram então aço em seus músculos ou ciência poderosa em sua inteligência, uma força diabólica ou a magia negra da vontade. 14) Receber olhares cheios de admiração, desejo e curiosidade é como uma flor que todas as mulheres aspiram deliciadas. Algumas mulheres cumpridoras de seus deveres, lindas e virtuosas, voltam para a casa de mau-humor quando não colhem um ramalhete de galanteios durante um passeio. 15) O homem dominado pela mulher é, com justiça, coberto pelo ridículo. A influência da mulher deve ser absolutamente secreta. Em tudo, a graça nas mulheres está no mistério.

Para o homem, a influência da mulher deve ser absolutamente secreta. Em tudo, a graça nas mulheres está no mistério

Juristas dizem que minirreforma só poderá valer para 2016

Marco Aurélio Mello afirma que Constituição impede que minirreforma entre em vigor no próximo ano

Para o presidente do TSE, ministro Marco Aurélio Mello, “não existe a possibilidade” de as novas regras valerem no ano que vem. “Acima da lei da minirreforma está a Constituição, que é categórica ao afirmar que a lei que altera o processamento das eleições entra em vigor imediatamente mas não se aplica na eleição que ocorra até um ano após. [Querer aplicar em 2014] é uma visão simplesmente política, não é visão jurídica”, disse. O ex-ministro do TSE, José Eduardo Alckmin defende que a nova lei só pode ser aplicada nas eleições de 2016, mas acredita que o tema ainda pode gerar divergências no Judiciário.

“Esse assunto é um pouco polêmico. Eu acho que toda alteração deve ser feita até um ano antes da eleição. Mas no passado essa regra sofreu interpretações diferentes pelo Supremo Tribunal Federal (STF)”, afirmou. Em 2006, o STF considerou que valia para as eleições daquele ano a minirreforma eleitoral sancionada por lei meses antes. A lei proibia, por exemplo, a distribuição de brindes por candidatos e a realização de showmícios. Já em 2011, o Supremo decidiu que não deveria ter aplicada nas eleições do ano anterior a Lei da Ficha Limpa, que barra a candidatura de políticos condenados por decisões de colegiados e que entrou em vigor em junho

de 2010. Para Marco Aurélio Mello, é “inquestionável” que o Congresso deveria ter agido com antecedência ao votar a minirreforma. “Se queremos realmente corrigir rumos, vamos atuar com antecedência. Por que o Congresso apenas deliberou a minirreforma agora? Eles sabiam que, fazendo com menos de um ano das eleições, ela não seria aplicada. Não há no contexto esta possibilidade. Tiveram tempo suficiente para deliberar a respeito”, disse o presidente do TSE. O advogado especialista em direito eleitoral pela Escola Judiciária Eleitoral do TSE Flávio Brito acredita que aplicar a lei no próximo ano é um “absurdo”.


12

CIDADES

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE DEZEMBRO DE 2013

Projeto proíbe detector de mentiras Comissão de Constituição e Justiça do Senado poderá votar proibição do polígrafo em entrevista de emprego

P

AÍLTON VILLANOVA ailton.vilanova@gmail.com

Cirurgia moderna

A

medicina evoluiu tanto que, hoje em dia, não constitui problema algum o nego submeter-se a uma cirurgiazinha esperta de cérebro. No Japão, os doutores estão tirando de letra esse procedimento. Antigamente, submeter-se a uma cirurgia do coração, por exemplo, era coisa inimaginável, até que o doutor Euríclides de Jesus Zerbini mostrou que não era. E um dos seus discípulos, o doutor Wanderley Neto, tem feito verdadeiros milagres, tirando o coração de um e colocando noutro cristão, com extrema facilidade. Wanderley é craque no assunto. Faz algum tempo dona Hipotenusa Pacheco, professora aposentada, vinha reclamando de umas pontadas no coração e dormência nas cabeças dos dedos das mãos. Sua sobrinha Valcleide, que é enfermeira, advertiu: - Cuidado, tia, que isso pode ser sintoma de doença cardíaca. Acho que a senhora deve procurar um cardiologista com urgência! A velhota que é teimosa demais, respondeu: - Deixe de conversa mole, menina. Meu coração está melhor do que o seu! Dona Hipotenusa acabou de falar, emborcou no tapete. Foi levada ao hospital da Santa Casa, em “edição extraordinária”, porque estava mais pra lá do que pra cá. Ao dar entrada no nosocômio foi imediatamente examinada pelo doutor Gilvan Dourado, que anunciou categórico: - Daqui a dois dias vamos operar o seu coração, dona Hipotenusa! Quase todas as suas artérias coronarianas estão comprometidas. Vamos implantar na senhora no mínimo umas cinco pontes de safena... Ela arregalou os olhos: - Virgem Maria, doutor, isso tudo?! Vai ver eu estava morta e não sabia! Então, chegou o dia da cirurgia e dona Hipotenusa tranquilona. Preparativos concluídos pela equipe médica, entra no cenário o doutor Gilvan Dourado, profissional otimista ao extremo: - Dentro de cinco minutinhos daremos início à cirurgia. Quando terminarmos, faremos a sua transferência para a UTI. Mas a senhora irá demorar muito pouco lá. Duas horas depois vai conseguir se levantar. À noite poderá passear pelo corredor, tomar um banho de asseio... E dona Hipotenusa, preocupada: - Peraí, doutor! Será que ao menos eu posso ficar deitada durante a operação?

rojeto que proíbe o uso de detector de mentiras pelo empregador ou recrutador pode ser votado no próximo ano pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). De autoria do senador Paulo Paim (PT-RS), a proposta obteve parecer favorável na forma de um substitutivo do relator, senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA). O uso de detector de mentiras ou polígrafo, para o autor, é uma violação grosseira dos direitos fundamentais do trabalhador e cidadão. O projeto (PLS 85/2003) altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) para proibir o uso do polígrafo ou de outros métodos que possam causar dano à honra do trabalhador. Para o relator, o projeto é bem-vindo, pois estabelece a vedação do uso do polígrafo e determina os parâmetros para a indenização pelo dano material ou moral decorrente do uso do detector de mentiras. No entanto, Flexa Ribei-

ro fez um substitutivo para retirar a expressão “ou outro método que possa causar dano à honra e à dignidade do trabalhador”, pois considera que essa determinação seria um parâmetro muito amplo, causando incerteza jurídica. “O ideal seria, no caso, a identificação clara de quais seriam esses métodos”, argumentou. No substitutivo, o relator também adequou o valor da indenização para padrões que considera mais razoáveis. INDENIZAÇÃO Segundo a proposta de Flexa, a indenização pode ser de 10 a 50 vezes o salário do empregado ou do salário estabelecido para o cargo, a ser paga pelo empregador ou recrutador. No projeto original, a indenização deveria variar de 10 a 100 vezes o salário estabelecido para o cargo. Se for aprovada pela CCJ e não houver recurso para análise pelo plenário, a proposta seguirá para a Câmara dos Deputados. DDDDD

Caça às putas

O delegado de polícia civil Antônio Rosalvo Cardoso, o indefectível “Mamão” foi a São Paulo para participar de um congresso nacional da categoria. No primeiro dia do conclave, ao terminar os debates, ele resolveu acompanhar um grupo de colegas de outros estados, num passeio pelo centro da capital bandeirante. Até que pararam no museu de história da USP. Mamão ficou encantado. De repente, ele se viu diante de uma peça estranha. Intrigado, perguntou a um dos funcionários do museu: - Ô meu amigo, que diabo é isso aqui? Muito fino e educado, o rapaz respondeu: - É uma arma antiquíssima! É uma catapulta! - Cata... o quê? - Catapulta! - E onde é que eu posso arrumar outra dessa? - Ah, o senhor também é colecionador de antiguidade? - Não! Eu quero levar um troço desse pra mandar botar na Avenida da Paz, lá em Maceió...

Remédio legal

Hoje em dia, no quesito ‘boemia’ o Antípodas Bezerra reina. Até bem pouco tempo ele não era chegado a esse barato, mas depois que conheceu uma patota da pesada no novo emprego, degenerou. Recentemente, não suportando mais ouvir as reclamações da esposa, dona Clerilda, ele procurou um médico amigo, o doutor Nilton Jorge Melo: - Doutor, a minha mulher nunca mais parou de atazanar o meu juízo! - Ora, rapaz, por quê? - A infeliz vive repetindo que eu não sou mais o mesmo. E o que é pior, doutor, é que ela tem razão! O que é que o senhor pode fazer por mim? - Me conte o seu problema, sem omitir nada. Antípodas contou. Quando ele acabou de falar, o médico abriu a gaveta de sua mesa, retirou uma caixinha de pílulas, exibiu pra ele e explicou: - Este remédio é um lançamento recente nos Estados Unidos. Eficientíssimo, por sinal. - E pra que ele serve, doutor? - É um reajustador de comportamento e não tem contraindicação. Deixa o cara tranquilo, ponderado... Tome um comprimido por dia. Quando acabar, volte aqui. Um mês depois Antípodas voltou ao médico. - E aí, tudo bem? – perguntou doutor Nilton Jorge. - Tudo joia! - As pílulas funcionaram? - Maravilha, doutor! - E o que a sua mulher tem dito? - Não sei, doutor... Ainda não fui pra casa!

Rogério Teófilo não será candidato em 2014. Pelo menos esse é o seu desejo e ele tem externado isso a amigos mais próximos e correligionários. O atual secretário de Articulação Política do Estado quer enfrentar mesmo a atual prefeita Célia Rocha, caso ela dispute a reeleição em 2016. A motivação de Teófilo ainda está na disputa de 2012. Apesar de ter sido derrotado nas urnas, Rogério se mostrou animado com a “pequena” diferença de votos e o crescimento da sua candidatura na reta final da campanha. Apoiada pelos senadores Fernando Collor (PTB), Renan Calheiros (PMDB) e oentão prefeito Luciano Barbosa (PMDB), Célia Rocha obteve 46.117 votos (46,33%) em vitória por diferença de 5.754 votos para Teófilo, que com apoio do governador Teotônio Vilela recebeu 40.363 votos (40,55%).

Ações para 2014 Para o próximo ano, o superintendente da SMTT de Arapiraca, Ricardo Teófilo, disse que pretende intensificar e ampliar os trabalhos de educação no trânsito e implantar ações de impacto para melhorar ainda mais o sistema viário de Arapiraca. Para isso, já está previsto a chegada de 30 novos agentes de trânsito, oriundos do concurso público realizado pela Prefeitura de Arapiraca.

Mudanças no centro De acordo com Teófilo, em 2014 o órgão pretende regulamentar o estacionamento de carga e moto-frete, já implantado em trechos do Centro. Como também o credenciamento com emissão de cartão para estacionamento especial para idosos e pessoas com deficiência. Além disso, criar uma política de estacionamento para a área urbana de Arapiraca, a exemplo da Zona Azul.

Novos abrigos Com o intuito de fortalecer as políticas públicas no trânsito da cidade, a SMTT projeta recuperar e instalar novos abrigos de ônibus. Assim como implantar o Plano de Reorganização de Itinerário do Transporte Intermunicipal e Intramunicipal. Dentro dessas ações está, ainda, a criação do Anel Viário da cidade para disciplinar o tráfego do transporte coletivo.

Carro de R$ 30 mil custa R$ 2,7 mil de imposto no primeiro ano para o dono Quem compra um carro popular de cerca de R$ 30 mil gasta, em um ano, quase R$ 2.700 de impostos adicionais, sem contar os que já estão embutidos no preço do próprio veículo, como IPI e ICMS. Só esses impostos adicionais representam 9% a mais em relação ao valor do carro. O gasto inclui impostos como o IPVA, o IOF (que incide sobre o financiamento e o seguro) e a Cide (cobrada sobre o combustível). Os cálculos foram feitos pelo professor de finanças do Insper Ricardo Humberto Rocha. Ele considerou o exemplo de um veículo Volkswagen Gol 1.0, total flex, duas portas, zero quilômetro, vendido a R$ 29.783 em São Paulo. Considerou, ainda, que o consumidor fez a compra dando R$ 8.934,90 de entrada (30%) e financiando R$ 20.848,10 em 12 meses.

O

s motoristas que contrataram seguro completo — que inclui roubo, colisão e incêndio — para seus carros devem ficar tranquilos em relação à cobertura contra enchente em água doce (que exclui o mar). De acordo com a Superintendência de Seguros Privados (Susep), a proteção é exigência nos pacotes completos desde 2004. Com as chuvas de verão — como as que deixaram quase 60 mil desabrigados no Espírito Santo —, a quantidade de sinistros neste período aumenta 30% em relação ao resto do ano. Anualmente, os casos de carros submersos em água doce aumentam 15%, calcula a Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg). Antes de precisar usar o seguro, contudo, é preciso ficar atento às particularidades de sua apólice para evitar que uma enchente resulte na perda parcial ou total do seu veículo (confira sete cuidados no quadro abaixo). Atualmente, não existe apólice exclusiva para enchentes. É necessário contratar um pacote completo. Segundo Maria Inês Dolci,

coordenadora da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste), antes de fechar o contrato, é preciso detalhar com veracidade onde você vai deixar o carro no período da noite e quem vai dirigi-lo, incluindo possíveis motoristas. “Isso é fundamental porque na hora que ocorrer uma enchente, eles podem alegar que você não avisou que haveria um segundo motorista ou que deixaria o carro na rua”, exemplifica ela. Além disso, no caso de uma enchente, o motorista segurado deve entrar em contato automaticamente com a seguradora, evitando contratar guincho e limpeza automotiva particular, por exemplo. “Eles podem transferir para você a responsabilidade de ter retirado ou limpado o veículo de forma errada”, alerta Maria Inês. O segurado que costuma viajar também deve ter atenção. Isso porque o seguro cobre apenas submersão do carro em água doce. Ou seja, andar com o carro na praia pode representar um risco irreparável.

Carros submersos em alagamento, em Vila Velha (ES), na quinta-feira (26) onde chuva fez grandes estragos, prejuízos e vítimas

SEGURO

Precisa comprovar que foi pego de surpresa

Ressarcimento da seguradora depende dessa condição, explica especialista

Quadruplicou

Acelerar o carro para passar pela enchente não configura surpresa

“Para a seguradora ressarcir o segurado, ele precisa comprovar que foi pego de surpresa pela enchente”, adverte Luiz Alberto Pomarole, vice-presidente da FenSeg. Acelerar o carro para passar pela enchente, por exemplo, não configura surpresa, exemplifica Pomarole. Logo, não há cobertura pela seguradora nesta situação. Apólices completas Segundo Marcelo Sebastião, diretor de auto da Porto Seguro, 99% das apólices de veículos contratadas pelos brasileiros são completas. Ou seja, incluem a cobertura contra enchente, incêndio, roubo e colisão. “Dificilmente, o motorista vai ficar sem

“Com a chegada do natal, ano novo e a temporada de verão, o fluxo de veículos nestes locais chega a quadruplicar. Por isto estamos reforçando a sinalização e também fazendo escala especial de pessoal para este período”, completou.

PRODUTOS

PROJEÇÃO

Por fim, o superintendente da SMTT projeta para 2014 a aquisição de nove veículos, sendo três viaturas (VTR) e seis motos Águias. Novo fardamento para os agentes de trânsito e a construção da nova sede da SMTT ao lado do Centro Administrativo com a implantação da Escola Pública de Trânsito (EPT).

Praia do Francês A Superintendência Municipal de Trânsito e Transporte – SMTT de Marechal Deodoro, reforçou a sinalização na região da Praia do Francês. Cerca de 30 novas placas foram instaladas em pontos estratégicos.

Trânsito Segundo o diretor de operações da SMTT, Inspetor Ramos, as placas foram dispostas de forma a orientar melhor os motoristas sobre as áreas de estacionamento e também para fluir melhor o trânsito que fica mais intenso nesta época do ano.

Fiscais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Saneamento (Semasa), com o apoio de agentes da Superintendência de Transportes e Trânsito (SMTT), realizaram na manhã desta sexta-feira (27), uma blitz-surpresa na área central da cidade. A operação faz parte das ações para coibir a poluição sonora oriunda dos carros de propaganda, vendedores ambulantes e, também, por parte de alguns lojistas que utilizam equipamentos de som para vender os seus produtos.

Acompanhou Durante a operação, que foi acompanhada pelo secretário de Meio Ambiente e Saneamento, Ivens Barbosa, os fiscais utilizam decibelímetros - aparelhos para medir a intensidade do som- a fim de verificar se os veículos de propaganda, lojistas e ambulantes estavam respeitando o limite previsto de 80 decibéis.

... A fiscalização vai se estender por tempo indeterminado. Quem for pego atuando de forma irregular, poderá ter o veículo ou equipamento apreendido, e o proprietário ainda corre o risco de pagar multa. ... As obras de construção do novo Fórum da Comarca de Maragogi foram retomadas em ritmo acelerado, após resolução de pendências entre o Judiciário alagoano e a empreiteira licitada, para que a unidade seja entregue no prazo previsto de 60 dias, em janeiro de 2014. ... A construção ocupa área de 3.500m² e está localizada nas margens da rodovia AL 101 – norte, e tem a supervisão do setor de engenharia e arquitetura do Tribunal de Justiça de Alagoas. ... O orçamento é estimado no valor de R$ 1.161.085,83

13

Número de sinistros no verão aumenta 30% em relação ao resto do ano, segundo FenSeg onde chove forte

Nove veículos

Operação surpresa

ECONOMIA

Seguro de carro deve incluir enchente

Está previsto também a elaboração do Plano Nacional de Mobilidade Urbana; o vídeo-monitoramento em alguns trechos da área central da cidade e a instalação de semáforos em pontos considerados críticos como o cruzamento da linha férrea na Avenida Rio Branco entre o Centro e o bairro Cacimbas, e o trecho entre as ruas Pedro Nunes e Benjamim Freire de Amorim.

Detector de mentiras fere direitos fundamentais do trabalhador e do cidadão e pode ser proibido

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE DEZEMBRO DE 2013

Economia

Mobilidade urbana

Borrou-se todo

O bêbado caminhava fazendo piruetas pelo passeio da orla marítima. Uma perna lá e outra cá. De repente, ele parou e ficou quietinho, encostado num poste. Nisso, vai passando o popular Benerildo de braço dado com sua noiva Auclívia. O bêbado levantou o braço e chamou: - Ô amizade... fazzz favor... hic... - O que é? – indagou o Benerildo de má vontade. - Seguinte... será que peido pesa? - Tá querendo brincar, rapaz? Olha o respeito! E o cachaçudo: - Tô falando sério, meirmão! Peido pesa? - Claro que não, seu imbecil! - Então, não resta a menor dúvida. Me caguei!

Não será candidato

TRIBUNAINDEPENDENTE

Cigarro e até caipirinha lideram impostos no País Uma garrafa da tradicional caipirinha brasileira, precificada em torno de R$ 10, poderia custar apenas R$ 3,30, não fossem os 77% de impostos que incidem sobre o produto. Se você comprar um vidro de perfume importado por R$ 100, pagará R$ 78 só de tributos. A cada R$ 100 gastos com cigarros, R$ 80 são apenas de impostos. Os impostos pagos pelo brasileiro à União, estados e municípios, desde janeiro deste ano, alcançaram a marca de R$ 1,6 trilhão no último sábado (21), de acordo com o impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). Em 2012, a carga tributária bruta do País representou 35,85% do Produto Interno Bruto (PIB), divulgou a Receita Federal na sexta-feira (20). O montante foi levemente

maior que em 2011, que registrou impostos de 35,31% do PIB. Ao comprar um produto, o brasileiro quase sempre desconhece o quanto paga de impostos. Por esse motivo, desde junho as empresas e estabelecimentos de varejo são obrigadas a exibir na nota fiscal o peso de até sete tributos (federais e estaduais), conforme a lei 12.741/2012. ALUGUEL O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), muito utilizado para o reajuste de contratos de aluguel, subiu 0,6% em dezembro, ante elevação de 0,29% no mês anterior, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta sexta-feira (27). O índice fechou 2013 com elevação de 5,51%. No ano anterior, o índice elevou-se 7,82%. O IGP-M é calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência.

cobertura nesse caso”, garante ele. As ocorrências de carros submersos em água doce crescem até 40% na seguradora durante o verão. Há anos, no entanto, que registram aumento de 50%. Para agilizar o processo de retirada do veículo nesses casos, a Porto comprou caminhões especializados em tirar carros da água. “É como se fosse um guindaste que suspende o veículo sem causar mais danos ao carro”, explica o executivo. A seguradora também oferece um pacote que cobre higienização e troca de estofado no caso de alagamento do veículo. Os serviços estão

inclusos nos produtos “Porto Seguro Mais Mulher”, “Porto Seguro Mais” e “Auto Sênior”. O limite de valor é de R$ 800. Apesar do aumento na quantidade de ocorrências no período de verão, o número de carros rebocados em enchentes ainda é bastante pequeno, pondera Laur Diuri, diretor de sinistros da Allianz Seguros. Na seguradora, por exemplo, há 200 sinistros de enchente por mês contra 7 mil de colisão. “A quantidade [de ocorrências] só ganha representatividade quando há grandes catástrofes, como a que ocorreu no Espírito Santo”, acrescenta.

7 cuidados para garantir a cobertura em caso de enchente 1- Dê preferência à apólice completa de seguro — somente ela inclui enchente 2- Mantenha o veículo em local seguro durante a noite 3- No caso de enchente, ligue automaticamente para a seguradora 4- Evite deixar pessoas não incluídas no contrato dirigirem o carro 5- Nunca acelere o veículo para fugir da enchente 6- Evite dirigir perto de praia; o seguro não inclui submersão em água salgada 7- Dê preferência aos serviços de guincho e limpeza oferecidos pela seguradora.

Setor de seguros vai crescer 17% em 2014

Selic mais alta deve gerar uma maior competição no mercado de seguros

A taxa Selic mais elevada deve gerar uma maior competição no mercado de seguros em 2014, segundo o presidente da SulAmérica, Gabriel Portella. A concorrência mais elevada deve vir em paralelo com um crescimento no próximo exercício na casa dos 17%, conforme projeções da Confederação Nacional das Seguradoras, além da baixa penetração do setor de seguros no Brasil, conforme ele. “Temos várias Chinas no mercado de seguros brasileiro. Há oportunidade de crescimento não só em meio ao desempenho da economia, mas também à enorme subpenetração do seguro. Menos de 25% da população tem seguro saúde no Brasil”, avaliou Portella, em encontro com a imprensa. Segundo ele, a SulAmérica se reposicionou levando em conta o cenário atual e as variáveis que influenciam o mercado de seguros como,

por exemplo, roubo e furto de veículos, o que fez com que a companhia crescesse menos em 2012, mas colhesse benefícios em 2013. NOVA MARCA A SulAmérica anunciou nesta segunda-feira (9) o lançamento da sua nova marca. Conforme o presidente da seguradora, a mudança retrata várias alterações organizacionais e societárias na companhia. Em fevereiro, a família Larragoiti anunciou a aquisição de 100% das ações do ING na Sulasapar, holding controladora da companhia. Além disso, a progressiva redução da posição do ING na SulAmérica, parte do plano de desinvestimento do banco holandês nas suas operações de seguros em todo o mundo, permitiu a entrada de dois novos acionistas no capital da seguradora: IFC (que adquiriu 7,9%) e a Swiss Re (que comprou 14,9%).


14

ECONOMIA

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE DEZEMBRO DE 2013

62,2% dos brasileiros terminam 2013 endividados

Especialistas ensinam o que fazer para organizar seu bolso em 2014

N

o começo do ano todo mundo faz aquela promessa de começar a atividade física e finalmente juntar dinheiro. Apesar de todas as boas intenções dos primeiros dias – ou até semanas –, nem sempre tudo ocorre como previsto. Se para você não foi dessa vez, não sofr a. Cerca de 62,2% dos brasileiros estão terminando 2013 endividados, segundo a Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). De cara, evite o desespero e não deixe as contas estragarem as festas de fim de ano. Tudo o que você precisa é de informação sobre quanto deve e como vai fazer para resolver a questão. Com um pouco mais de atenção e uma dose de disciplina dá para mudar esse cenário para que no próximo ano novo você possa dar adeus às dívidas velhas e felicitar a prosperidade nova. ALÍVIO DE PRESSÃO Tudo começa pelo mapeamento total dos seus débitos. Afinal, o que você deve? Busque listar todas as dívidas,

Família também deve fazer parte dessa reabilitação financeira: Apresente a todos plano em 2014

com seus respectivos credores, datas de vencimento e principalmente os juros que correm sobre cada contrato. Enquanto estiver abaixo dos 20% da sua renda mensal, o endividamento está equacionado – afinal, um financiamento de casa ou carro pode valer a pena. Entre 20% e 30% da sua renda familiar, fique alerta. No entanto, se suas parcelas passam 30% da sua renda, em muito pouco tempo

SALDAR DÍVIDAS

você poderá ter problemas, segundo Mauro Calil, consultor financeiro e fundador da Academia do Dinheiro. Com todas essas informações na mesa, parta para o ataque. Se você tem um orçamento pessoal ou familiar, dedique-se a ele. Calil sugere que você observe as receitas e despesas e identifique qual é a sua capacidade de pagamento. Uma pequena ginástica financeira é necessária. Após

o corta aqui, aperta lá, defina quanto você dedicará por mês ao pagamento das dívidas. Não deixe de observar também os seus bens e identifique o que dá para vender para fazer algum dinheiro. Lembre-se que toda dívida tem juros, o que é sempre um dinheiro perdido – melhor se desfazer de algo do que manter com aqueles bens que só desvalorizam e geram despesas de manutenção.

2014

Nem tudo pode ser vendido, é Para manter disciplina, não preciso ficar atento às escolhas corte todas fontes de lazer No entanto, vale uma ressalva: nem tudo precisa ser vendido. Para escolher o que vai ser negociado, o critério é simples. Segundo Calil, só vale a pena vender o carro, o apartamento ou o computador quando nada disso lhe serve como gerador de renda. “Por exemplo, se você trabalha de casa e usa o computador para isso, ou trabalha com entregas, não vale a pena”, diz. De resto, ponha tudo na roda: roupas, coleção de vinis e tudo o mais. LIMPEZA EM FAMÍLIA O educador financeiro da DSOP, Reinaldo Domingos, chama esse processo todo de faxina financeira. Depois de olhar para onde está indo

cada centavo, procure dar prioridade às dívidas com juros mais caros. Especialmente nessa época do ano, em que muitas despesas virão em janeiro, ter certeza do quanto de dinheiro estará disponível é essencial. A família também deve fazer parte dessa reabilitação financeira. “Apresente a todos qual é o plano em 2014 e não se esqueça de traçar planos individuais também, com estimativas de valor e qual a necessidade de poupança para cada objetivo”, explica. “Acaba estimulando todos a cuidar melhor do dinheiro da família. Se você priorizar seus sonhos, sairá vencedor desse cenário de dívida.”

Depois de todo esse exercício, agora, na virada do ano, os próximos 12 meses serão de foco e muita disciplina. Domingos ressalta a importância de não cortar todas as fontes de lazer e aponta o efeito estimulador das pequenas metas. “É fundamental ter por perto algumas coisas que possam te motivar”, diz. “Caso contrário, dificilmente você conseguirá manter a disciplina pelo ano todo.” DICAS Se sua dívida não cabe mais no bolso, ainda resta uma boa notícia: há várias formas de negociar o pagamento e escapar da lista de inadimplentes. É possível reduzir prestações, obter juros menores e até pedir um desconto se a

intenção for quitar à vista. Mas é preciso saber negociar e conhecer seus direitos e deveres. INADIMPLÊNCIA A causa mais comum da inadimplência, segundo o economista da ACSP, Emílio Alfieri, é a perda do emprego no período em que o consumidor pagava um financiamento ou empréstimo. O segundo motivo mais comum, aponta o especialista, é o descontrole financeiro, como as compras feitas por impulso. A recomendação é ficar atento ao Código de Defesa do Consumidor (CDC), conjunto de leis que rege todas as relações de consumo e estabelece o que é permitido ao negociar o pagamento da dívida.

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE DEZEMBRO DE 2013

PUBLICIDADE

15


16

PUBLICIDADE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE DEZEMBRO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE DEZEMBRO DE 2013 DIVERSÃO&ARTE

1

‘Gilda’, ‘Pulp Fiction’ e “Mary Poppins’ se tornam tesouros nacionais dos EUA Washington, 26 dez (EFE).- “Gilda”, “Pulp Fiction” e “Mary Poppins” estão entre os filmes selecionados em 2013 para serem incluídos no Registro Nacional de Filmes da Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos pela “significativa” relevância cultural, histórica e estética. A lista foi anunciada esta semana por James H. Billington, encarregado da Biblioteca do Congresso, que ressaltou que o objetivo é “proteger a incomparável herança cinematográfica e a criativa da sétima arte dos EUA”. Como é habitual, entre os 25 filmes selecionados se encontra todo tipo de gênero, desde documentários e filmes de ficção a filmes muds ou experimentais. Da lista se destacam o clássico de Hollywood da década de 40 com Rita Hayworth “Gilda”; o sucesso pop de Quentin Tarantino “Pulp Fiction”, do início dos anos 90, e “Mary Poppins”, filme que deu a Julie Andrews o Oscar de melhor atriz em 1964. Também foram reconhecidos um dos primeiros documentários de Michael Moore, “Roger e Eu”, de 1989; “Daughter of Dawn”, de 1920, documentário integralmente protagonizado por membros das tribos indianas Comanche e Kiowa, e os primeiros filmes da dançarina e coreógrafa americano Martha Graham.

O

que define a qualidade da piada é o riso. Gosto e bagagem cultural são as variáveis dessa regra. O engraçado para alguns é a tortura de outros e essa é a única explicação para a existência de Até que a Sorte nos Separe 2. Mesmo sofrendo nas mãos dos críticos, o filme original, estrelado por Leandro Hassum em 2012, atraiu mais de 3 milhões de pessoas aos cinemas, conquistando a sexta posição no ranking dos maiores filmes nacionais. Logo, aos olhos do público, o longa de Roberto Santucci (também responsável pela franquia De Pernas pro Ar) é uma das melhores comédias brasileiras, entre tantas que dominam o mercado local. Conhecido por humorísticos da Rede Globo, Hassum encarna mais uma vez o bobo alegre Tino, um Homer Simpson tupiniquim que conta com a sorte para superar decisões estúpidas - como as que o levaram a perder todo o dinheiro ganho na loteria no primeiro filme. A sequência encontra Tino e Cia. mais uma vez na pobreza, com o patriarca sentado em uma poltrona, esperando que as contas se paguem sozinhas. Em outra manobra do destino, a família recebe R$ 50 milhões de herança e parte para Las Vegas para atender o último pedido do tio Olavinho: ter suas cinzas despejadas no Grand Canyon. Daí seguem “muitas confusões”, com Tino espalhando sua imbecilidade por mesas de pôquer frequentadas por sósias de personalidades como Oprah e Johnny Depp. As piadas que saem da boca de Hassum são sempre superficiais, baseadas apenas em estereótipos e preconceitos - ou ele faz referência a sua forma arredondada ou pede um pastel para a recepcionista asiática (que ele logo presume ser japonesa), por exemplo. Para humanizar o personagem, o roteiro de Paulo Cursino e Chico Soares preenche as lacunas com momentos emocionais, prontamente acompanhados por uma trilha sentimental, onde o egoísta Tino demonstra seu constante arrependimento à mulher e aos filhos. Camila Morgado, que entrou no elenco para substituir Danielle Winits (não liberada para as filmagens pela Globo)

NOVA TENTATIVA DE FAZER GRAÇA

‘Até que a morte nos separe 2’, continuação da comédia com Leandro Hassum, estreia em 734 salas para bater recorde de público de De Pernas pro Ar 2 é quem cria um contraste interessante com a figura estridente de Hassum. A atriz, conhecida por papéis mais sérios, consegue encarnar bem a perua Jane e até faz graça com a sua célebre interpretação de Olga Benário. A tentativa de fazer piada com a troca da atriz principal, porém, se perde em um prólogo didático, que revela a imagem de Morgado minutos

antes de brincar com a ideia de que a personagem sofreu tanto de um filme para o outro que “virou uma nova mulher”. Seguindo uma tradição das comédias brasileiras, Até que a Sorte nos Separe 2 conta também com diversas participações especiais. Porém, ainda que tenha Anderson Silva no seu time de celebridades, o destaque

está no respeito dado a veteranos como Jerry Lewis e Berta Loran (a Manoela D’Além-Mar de Escolinha do Professor Raimundo). Os dois comediantes, ambos com 87 anos, dominam a cena nas suas breves aparições e mostram a dignidade cômica que falta a Hassum.O humor não precisa ser simplório para ser acessível.


2

TRIBUNAINDEPENDENTE

DIVERSÃO&ARTE MACEIÓ - DOMINGO 29 DE DEZEMBRO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE DEZEMBRO DE 2013

DIVERSÃO&ARTE

3

Absoluto Quem planeja aproveitar a virada do ano no Réveillon Absoluto vai ter a chance de curtir os shows das cantoras Ivete Sangalo, Anitta e do cantor Dorgival Dantas. Além das atrações principais, também vai rolar o som do Dexterz e Life is a Loop na tenda eletrônica.

A reação do humor

Seletto

Celebration Para quem pretende aproveitar a virada do ano curtindo toda a estrutura organizada pelo Réveillon Celebration, o evento vai contar com as atrações Jota Quest, Asa de Águia, Sex in theHouse, Bob Estrela e Dj Pitão no palco. Já na tenda eletrônica, a animação ficará por conta de JohnniePitton, Camila Peixoto, Analy, E Double, Maybe 2 e Ale Reuen. Os ingressos já estão sendo vendidos nas categorias Lounge, com capacidade para dez pessoas a partir de R$ 10 mil; Mesa, com capacidade para seis pessoas a partir de R$5.100; Área Vip, com espaço individual próximo ao palco a partir de R$ 410 para o público feminino e R$530 para o público masculino; e Espaço Celebration, a partir de R$ 650.

A exposição Plastiche da artista visual Marta Emília, uma das mais destacadas da arte contemporânea de Alagoas, teve abertura no dia 21 na Pinacoteca Universitária da Ufal. O trabalho permanecerá exposto até a segunda semana de janeiro. Mais informações pelos números (82) 3214-1545 e (82) 9341-1330.

Bob Sinclar A prévia do Réveillon Absoluto traz hoje um dos DJs mais famosos do mundo. O show do DJ francês Bob Sinclar vai ocorrer na Musique a partir das 22h. Os ingressos já estão disponíveis pelo Folia Brasil do G Barbosa do Stella Maris ou pelo loja oficial Absoluto Store na internet pelo endereço www.store.reveillonabsoluto.com.br. A Pista custa R$ 160,00 (inteira) e R$ 80,00 (meia) e o Mezanino R$ 160,00 e Front Stage R$ 240,00.

des

ernan Saulo F

o Rétecedem r s que an em agita Os show Maceió promet peradas, es em mais veillon as au S re or nt nt .E ão do ca a cidade ste resentaç tece ne está a ap des, que acon ui ss po an nda não lo Fern (29) e ai ração domingo ido. Além da at r der curti fin po i va o local de ic l, o públ s ingres principa MC Koringa. O am st e cu o som do o disponíveis ,00 tã sos já es eiro lote R$ 80 culino). as im para o pr e R$ 120,00 (m ero (82) m o) in nú in lo (fem s pe rmaçõe Mais info 9. 16 -2 3021

“Amor à Vida” tem atuações muito boas. Paolla Oliveira, por exemplo, tem na Paloma muito provavelmente o seu melhor trabalho na televisão. Ela sabe usar suas cenas, às vezes só na base da expressão ou do olhar.

Pé da situação

Bem diferente1

Luciano Borges, o novo diretor de esportes da Rede TV!, só agora completa um mês à frente do departamento. Um período que ele usou para tomar contato com os diversos setores da emissora. O seu trabalho, efetivamente, começará em janeiro, inclusive com a possibilidade de acertar algumas contratações.

Na Globo de hoje tem pouca coisa de um ou dois anos atrás. Hoje, no caso dos atores, por exemplo, muito poucos ficam um tempo maior parados. Só por absoluta estratégia.

Importante considerar A Rede TV! terá em 2014 os direitos de transmissão do campeonato brasileiro da Série B, com a participação de clubes com grandes torcidas. Além de Ceará, Joinville, Santa Cruz, América MG e tantos outros, a eles irão se juntar Vasco, Náutico e Ponte Preta que caíram este ano.

Bem diferente 2 Adriana Esteves e Débora Falabella são exemplos clássicos das que, estrategicamente, foram de forma proposital excluídas das escalações mais recentes das novelas ou séries. Ambas tiveram papéis muito marcantes em “Avenida Brasil” e ainda precisam de um tempo maior para que Carminha e Nina caiam definitivamente no esquecimento.

Surpresa 1 Muita gente ainda aposta no acerto da Adriane Galisteu com a Record, para apresentar um novo programa. Não se espantem, porém, se a carreira dela observar uma virada importante em 2014. Tem gente da Globo, que prefere não ter o nome divulgado, querendo promover a escalação da Adriane numa próxima novela.

C’est fini

Sempre é bom recordar que carreira de atriz não é algo estranho para Adriane Galisteu. Já são muitos os seus trabalhos no teatro, inclusive com incentivos e elogios importantes de diretores como Jô Soares, por exemplo.

Preparação Sabe-se que João Emanuel Carneiro, o autor de “Avenida Brasil”, já tem, pelo menos, o rascunho da sua próxima novela na Globo. Uma história, de acordo com pessoas próximas, emaranhada de mistérios e trabalho que, segundo as previsões, só estará no ar no primeiro semestre de 2015

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br

© Revistas COQUETEL 2013 Conversa Iguaria suína típica meiga de do interior brasileiro, namorados sua pele é desidra(fig.) tada e preparada (?) Gore, Nobel da Paz em 2007

Pagamento feito pelo Árvore que A Ilha da Beleza, empregador ao seu era muito localizada na França funcionário demitido cultivada durante o A segunda sem justa causa Ciclo da Borracha consoante

Cantor carioca de “Colombina” Fruto rico em ferro e fibras Classificação do carro de 1.000 cilindradas

Plutônio (símbolo)

Necessidade urgente da pessoa asfixiada

Raro, em inglês Crustáceo encontrado na praia

Parte cantada de uma música

Suporte de filmadoras

(?) Niño, fenômeno climático mundial Zagueiro (fut.) Suvenir comum de quem volta de viagem da Bahia

Impostor Os esportes como o surfe, alpinismo e montanhismo Exemplo de conjunção concessiva

Vitamina essencial à visão noturna

Unidade Taximétrica (abrev.) “Nacional”, em Inpe Quentin Tarantino, cineasta de “Django Livre”

Protagonista romântico (Cin.) Hot (?), sanduíche de festas infantis

Chamamento informal Cede gratuitamente Síntese de um texto

(?) aeternum: para sempre (latim)

Praça (abrev.) Lança (odor) Meio de transporte da zona rural

Mar que banha a Grécia e a Turquia Consoantes de “xará”

Bário (símbolo)

Doce pastoso de milho com canela Critério de escolha da roupa no réveillon

Nome comum de orfanatos (?) Diego, cidade dos EUA

Casas precárias de favelas Indicativo da escolha de um novo papa

BANCO

Lua de Júpiter com centenas de vulcões

São Bernardo, no ABCD paulista

Acidente Vascular Cerebral (abrev.)

73

Solução

A LE T

E D M P O T

nas bancas e livrarias

L E I T Ã O A P U R U LA R S U A V C

para você se lembrar de tudo

A A R I R U A L H D O O G E X R A

jogos e exercícios

C A S C O E R A R S R I P E N G G A Q U E T E I R IR E C A I S A C U R A M R A C O O O

FALE CONOSCO - A Agenda é um serviço gratuito de orientação ao leitor. Os interessados em divulgar eventos, shows e exposições podem enviar material através do endereço: tiagenda@hotmail.com

Bate-rebate ·Rogério Ceni e a Globo terão um novo encontro ainda na primeira ou segunda semana de janeiro... ·... Mesmo com contrato renovado no São Paulo, a sua participação na cobertura da Copa do Mundo não pode ser descartada... ·... Fala-se, inclusive, que o Central da Copa seria uma das opções. ·A Globo vai levar “Além do Horizonte” até o fim, conforme os planos traçados em seu início... ·... E nem poderia ser diferente, porque a substituta no horário, “Geração Brasil”, também só agora ganhará maior embalo na sua produção. ·O movimento nas emissoras de televisão, entre o Natal e a chegada do Ano Novo, é quase nenhum... ·... Apenas as novelas continuam sendo gravadas e os departamentos de jornalismo trabalhando a meia marcha... ·... Só com metade do seu pessoal. ·A Globo pretende continuar exibindo as suas novelas das 6 e das 7 normalmente durante a Copa do Mundo, via Internet... ·... Evidente que existem as vozes contrárias, entendendo que com isso haverá um grande prejuízo para todo o trabalho.

Surpresa 2

ÇA B R A N C A

Durante os meses de janeiro e fevereiro, a capital alagoana vai receber várias atrações musicais durante o Maceió Verão. Os shows vão acontecer durante sete sábados seguidos em frente ao Alagoinhas. As atrações vão de Cidade Negra, Fernanda Guimarães e Mopho a Arnaldo Antunes, Júnior Almeida e Wado.

Para quem está pensando em aproveitar o réveillon gratuito em Maceió, neste ano, a prefeitura está organizando shows simultâneos em alguns pontos da cidade. Na Ponta Verde, a partir das 22h em frente ao Alagoinhas, o público terá a chance de acompanhar os shows de Moraes Moreira, Everaldo Borges e Wado. Já no Jacintinho, a partir das 21h na Praça do Mirante, acontecem os shows do grupo Katinguelê, Igbonan Rocha e Parceiros do Samba. No Clima Bom, a partir das 21h na Praça do terminal de ônibus do conjunto Osman Loureiro, o público poderá aproveitar os shows de Edson Gomes, Vibrações e Los Borachos. Por fim, a partir das 21h no Alto de Ipioca, acontecem os shows de Jair Rodrigues, Jairzinho e Luciana, Wilma Araújo e Divina Supernova.

A M U PU L T R A R B E U S C AD I S B O A R I M A

Maceió Verão

Trabalhos corretos

Réveillon gratuito

EM B E R I E M B A F U

Continua no Museu Théo Brandão a exposição Real Alagoas, do fotógrafo Francisco Oiticica. A mostra segue até o dia 22 de fevereiro, de terça a sexta-feira, das 9h às 17h; aos sábados, das 14h às 17h. Entrada franca. Mais informações: (82) 32212651

té bem pouco tempo se reclamava da falta de bons humorísticos na televisão. Eram a “Praça” e o “Zorra Total” de sempre e mais nada, ao contrário de outros tempos, quando, além dos dois, ainda havia outras opções importantes com o Jô Soares, Chico Anysio, “Casseta & Planeta” e “Os Trapalhões”, além de seriados como “A Grande Família”, “Shazan” e companhia bela. Como não existiu um trabalho mais consistente por parte das diversas emissoras, os grandes redatores de humor foram desaparecendo e a reposição dessas peças simplesmente não aconteceu. Por consequência, a maioria desses programas saiu do ar por absoluta falta de qualidade e interesse por parte do público. Hoje, verifica-se, a situação já é outra. “Praça” e “Zorra” continuam, mas a comédia voltou ao cartaz em seriados muito bons, como “Tapas & Beijos”, “Pé na Cova” ou, de uma maneira diferente, no “Pânico” e “CQC”. Uma reação que não existe, por exemplo, na área musical. Além do Raul Gil e o “The Voice”, especialmente esta última edição que mexeu com todo mundo, não há outros com as mesmas condições ou qualidades. As demais experiências realizadas só fizeram a audiência despencar.

2/ad. 3/dog. 4/egeu — rare. 5/curau. 7/arrulho — damasco. 8/berimbau — radicais.

Exposição Real Alagoas

TV TUDO

A

Quem pretende aproveitar a virada de ano na Barra de São Miguel já pode começar a se programar. Cerca de duas mil pessoas deverão parcipar do Réveillon Seletto que traz como principal atração o cantor Alceu Valença, além da banda Santaffe e tenda eletrônica com Djs. Os ingressos já estão disponíveis em duas opções: área comum, custando R$ 400,00, e Espaço Seletto, custando R$ 500. Mais informações pelo número (82) 9301-9390.

Exposição Plastiche

FLÁVIO RICCO - colaboração: José Carlos Nery - www.twitter.com/flavioricco

Quem, a partir de agora, prestar bem atenção nos programas da Record, poderá saber antecipadamente quais serão os participantes da próxima “Fazenda”. O plano da direção da emissora é o de fazer essas pessoas conhecidas. Um trabalho de promoção que será desenvolvido ao longo dos meses que antecedem sua estreia.

RESISTÊNCIA

HORÓSCOPO ÁRIES - (21/3 a 19/4) – Há muitas coisas a serem reavaliadas, para que você perceba o que é essencial. Não tome atitudes motivadas apenas por um impulso momentâneo, mas que a longo prazo se arrependeria. Importantes ensinamentos em família e sobre os seus propósitos mais importantes de vida. Cor: Verde Musgo TOURO – (20/4 a 20/5) – Como o seu regente, Vênus, está retrógrado, há muito a ser reavaliado e reconsiderado. Antigas questões podem retornar, para que você tenha sobre elas um olhar diferente. É hora de refletir sobre o ano que está chegando ao final e ser grato pelos ensinamentos emocionais. Cor: Creme GÊMEOS – (21/5 a 21/6) – Questões financeiras pedem um olhar mais atento, evitando precipitações, geminiano. Poderá ter que rever uma pendência material, emocional ou renegociar algo importante. Flexibilidade é fundamental, já que há uma tendência ao apego e à rigidez. Cor: Amarelo Ouro CÂNCER – (22/6 a 22/7) – Repense o que você acredita que lhe trará crescimento pessoal e vínculos e relações sólidas. Não é momento de ter pressa ou de forçar situações. Deixe que o tempo mostre o que é melhor. Aliar esforços, talentos e energias, sem que a vontade de uma pessoa se sobreponha a de outra. Cor: Cinza Claro LEÃO – (23/7 a 22/8) – A retomada de temas de trabalho que você acreditava estarem resolvidos é uma tendência atual. Renegociar, reavaliar, reconsiderar, estando aberto a possibilidades diferentes das anteriores. Cuidado com a tendência a atitudes defensivas no plano emocional, leonino. Cor: Laranja VIRGEM – (23/8 a 22/9) – Retornam antigos sentimentos e situações relacionados à vida afetiva dos virginianos. Deve haver cuidado com a tendência a repetir atitudes que representam apego e medo. Hora de resolver pendências que envolvem amor, filhos e crianças. Cor: Azul Marinho

Sabe-se, no entanto, que a atuação de Vanessa Giácomo é uma das que mais agrada ao autor Walcyr Carrasco. Ele, o Walcyr, não fala nada, mas algumas pessoas revelam que a grande quantidade de cenas da personagem Aline não acontece por obra do acaso. Aliás, os dois já fizeram vários trabalhos juntos

Ainda em janeiro, a direção da Record irá avaliar os resultados dos trabalhos apresentados por produtoras independentes na programação deste mês. Tudo em função do desejo de transformar alguns desses especiais em séries na temporada de 2014. Determinados produtos receberam boa aceitação, enquanto outros não passaram de uma tremenda frustração. Caberá a Marcelo Silva, número 1 do Artístico e Programação, a decisão sobre os especiais que irão virar série no ano que vem. Ficamos assim. Mas amanhã tem mais. Tchau!

LIBRA – (23/9 a 22/10) – Reavalie a sua postura diante de situações familiares e que envolvem imóveis e vida privada. Voltar atrás em algo não é má idéia, desde que esteja sintonizado com seus valores mais essenciais. Questões profissionais pedem reavaliação, em relação ao que realmente lhe trará progresso na carreira. Cor: Vermelho Rubi ESCORPIÃO – (23/10 a 21/11) – Momento em que algumas coisas podem parecer lentas, mas é para que se estruturem melhor. Há uma ansiedade que toma conta das pessoas no final do ano e astrologicamente também percebemos isso. Manter-se calmo e atento nesse momento é o desafio. Nem precipitado e nem acomodado. Cor: Pink SAGITÁRIO – (22/11 a 21/12) – Júpiter, seu regente, está retrógrado. Não se apresse, reconsidere, sagitariano. O planeta Vênus está retrógrado também, como o seu regente. Muito a ser revisto. Tenha uma boa base, sólida, para que efetue mudanças. Cor: Verde Bandeira CAPRICÓRNIO – (22/12 a 19/1) – Vênus está retrógrado em seu signo. Velhas questões emocionais voltam à tona. Perceba como há agora uma tendência a que antigas pessoas e situações retornem. O momento pede resolução de pendências e um olhar mais profundo sobre você e as pessoas com quem está.Cor: Turquesa AQUÁRIO – (20/1 a 18/2) – A aceitação do propósito espiritual dos acontecimentos atuais é fundamental, aquariano. Velhas situações envolvendo relacionamentos, finanças e pessoas podem retornar, para serem resolvidas. O afeto incondicional, o auxilio às pessoas é importante. Cor: Verde Esmeralda PEIXES – (19/2 a 20/3) -Muito a ser reconsiderado em termos afetivos e que envolva crianças e sentimentos. Não queira apressar as situações. Isso apenas produziria arrependimento posterior. Agir com calma e com maturidade é o grande desafio destes últimos dias de 2013. Cor: Azul Royal

Maceió deverá ganhar Museu da História afro-Brasileira

A

médica e vereadora Fátima Santiago - única parlamentar negra na Câmara Municipal de Maceió destinou emenda no valor de R$ 80.000,00 para o Fundo Municipal de Ação Cultural. O recurso será administrado pela Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC) para efetivar a construção do Museu da Resistência (História e Cultura Africana e dos Afro-Brasileiros). A emenda busca implantar um museu em Alagoas norteado por três vertentes: memória, história e arte. Esse é o momento oportuno para erguê-lo já que estamos na Década Internacional dos Povos Afrodescendentes, que foi instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) por meio da Resolução A/66/460. No ano de 2011, foram registrados vários eventos internacionais em alusão ao Ano Internacional dos Povos Afrodescendentes e com debates em torno do racismo e da situação socioeconômica e política. Com a ampliação das atividades, busca-se um momento de reconhecimento dos negros, além de refletir sobre em que contextos estes vivem em todo o mundo. O Museu da Resistência (História e Cultura Africana e dos Afro-Brasileiros) será uma contribuição para o turismo étnico em Maceió, um objeto concreto de política pública na valorização da cultura afrobrasileira e uma exaltação aos ancestrais que enfrentaram a escravidão, lutaram por liber-

dade e justiça social; e queriam o respeito por sua cor, culto religioso e raízes. Deve ser um espaço onde estudantes, pesquisadores, ativistas e turistas possam conhecer as expressões afro-culturais, visitar os mais diversos tipos de exposições (peças de cerâmica, esculturas, pinturas, fotografias, banners, entre outros) sobre as questões étnicorraciais e conferir apresentações dos segmentos afros (capoeira, afoxé, dança-afro, teatro, maracatu, etc). Atualmente no Brasil, existem espaços gratuitos que repassam essas informações como: Museu Afro Brasil em São Paulo (SP), o Museu do Negro no Rio de Janeiro (RJ) e o Museu da Abolição no Recife (PE). Porém, no Estado de Alagoas, terra de Zumbi dos Palmares e onde teve o maior quilombo da resistência negra, os espaços públicos com essa temática são escassos. É possível encontrar alguns materiais no Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas e tem a expressividade da Serra da Barriga em União dos Palmares que possui em seu platô o Parque Memorial Quilombo dos Palmares. Através dessa ação, acreditamos que será um mecanismo importante para a propagação da consciência crítica sobre o papel da população afrodescendente no desenvolvimento de nossa nação, e ainda, busca promover o pertencimento étnico e o orgulho pelas manifestações afro-culturais.


4

DIVERSÃO&ARTE

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE DEZEMBRO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE DEZEMBRO DE 2013

ESPECIAL 17

HISTÓRIA REAL

“Terminar o momento, encontrar o final da jornada em cada passo do caminho, viver o maior número de boas horas, é sabedoria”

FOTOS BY CHICO BRANDÃO

Água doce

Núcleo do Plástico abre oportunidade de trabalho para jovens

Endresson vence desemprego com curso de capacitação profissional e tecnológica, de onde já saiu com emprego em indústria de tubos e conexões

MÁRIO LIMA

O

verão chegou e com ele os excessos com sol, mar e piscina. Especialistas em cabelos revelaram algumas dicas para manter os cabelos sempre lindos e hidratados nestas férias. Uma regra básica é sempre enxaguar os cabelos com água doce, após entrar no mar ou piscina, para remover o cloro e sal -que criam porosidade e desidratam os fios. Se não tiver onde enxaguar, carregue sempre uma garrafinha de água mineral para jogar nos fios. Os cabelos agradecem!

Ana Dória, uma empresária de sucesso em nossa sociedade A advogada Fátima Resende Oiticica, em companhia do seu com as conhecidas Dry Clean Ponta Verde e Dry Clean Stella sobrinho, Betinho Mafra, dois amigos que são sucesso em Maris, dá boas-vindas a 2014, que está preste a chegar. tudo que fazem. Feliz 2014, que todos os sonhos Feliz ano novo amiga! dos amigos se realizem

Elvira Ribeiro, uma médica de uma competência indiscutível, teve o ano de 2013 de muito sucesso, realizando um grande trabalho no Instituto da Visão. Em 2014, esta amiga querida pretende repeti o sucesso de 2013. Feliz Ano Novo, amiga!

Todas as correspondências, como convites para esta coluna, e para Elenilson Gomes, deverão ser enviadas para Av. Sandoval Arroxelas, 840, Edf. Calliate Ap. 204 PV. CEP: 57035-230

Rabanada salgada INGREDIENTES 3 colheres (sopa) de azeite, 1 cebola picadinha (½ xícara de chá) 1 colher (chá) de alho 1/3 de pimentão vermelho picado (45 g) 1/3 de pimentão amarelo picado (45 g) 1/3 de pimentão verde picado (45 g) 1/3 xícara (chá) de azeitona preta picadinha (45 g) ½ kg de bacalhau dessalgado, cozido e em lascas

Efeito colateral

M

elecar os cachos com creme para deixar as ondas bem definidas ou aplicar óleo reparador desde a raiz para finalizar o penteado pode danificar os cabelos, causando caspa e queda. Produtos póslavagem são fortes aliados, mas para que o efeito seja positivo, precisam ser usados da maneira correta. Segundo especialistas, os produtos devem ser utilizados conforme orientação.

O

O

chef Thiago Maia e o empresário Jonas Araújo, ambos responsáveis pelo imenso sucesso do Four Bistrot neste ano de 2013, nos comunicando que a casa funcionará no almoço do próximo dia 31 e só reabrirá no dia 2 de janeiro. Informações e reservas pelo telefone 4141-1004.

Grupo seleto

Santa Casa de Maceió e o Hospital Santa Marta (DF) são os mais novos afiliados da Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp), entidade que reúne um seleto grupo de 48 instituições, entre elas os hospitais A.C. Camargo, Albert Einstein, Sírio-Libanês, Barra D´Or, Copa D´Or, HCor entre outros. A adesão foi formalizada em reunião do Conselho de Administração da Anahp do qual participou o provedor da Santa Casa de Maceió, Humberto Gomes de Melo, e o diretor médico Artur Gomes Neto. A Anahp é uma entidade representativa dos principais hospitais privados de excelência do país, cujo principal objetivo é defender os interesses do setor e expandir as melhorias alcançadas pelas instituições.

www.tribunahoje. com/topnews

elenilsontopnews@gmail.com

Ritz Lagoa da Anta

de pimentão vermelho picado, 1/3 de pimentão amarelo picado e 1/3 de pimentão verde picado. Adicione 1/3 xícara (chá) de azeitona preta picadinha, ½ kg de bacalhau dessalgado, cozido e em lascas, tempere com sal e pimenta do reino moída e cheiro verde picadinho a gosto e refogue por + 3 minutos. Retire do fogo e deixe esfriar. Depois de frio acrescente 1 xícara (chá) de requeijão cremoso e misture. 2 - Pegue uma fatia de pão de forma, coloque uma camada de bacalhau

refogado (feito acima) e cubra com outra fatia de pão de forma. Aperte as pontas do pão para fechar bem o sanduíche. Repita o mesmo procedimento até terminarem os ingredientes. 3 - Passe cada sanduíche de bacalhau no leite temperado com sal, em seguida nos ovos batidos e empane na farinha de rosca. Frite em óleo quente até dourar. Retire e escorra em papel absorvente. Sirva em seguida.

FOTO BY CHICO BRANDÃO

Flores na cabeça

s amigos Márcia e Mirella Coelho, leia-se Ritz Lagoa da Anta, um hotel que explode de sucesso neste verão, comunicam aos nossos leitores que no próximo dia 31 o 5 estrelas está com uma programação super bacana para brindar a chegada do ano novo, com direito à ceia, música ao vivo, além de buffets montados nos vários espaços do hotel. Uma opção para os turistas e para os amigos da nossa sociedade que queiram viver momentos inesquecíveis na chegada de 2014. Informações pelo telefone (82) 2121.4000 ramal 136.

Four Bistrot

A

sal e pimenta do reino moída e cheiro verde picadinho a gosto 1 xícara (chá) de requeijão cremoso 1 pacote de pão de forma sem casca cortado ao meio 300 ml de leite temperado com sal (para empanar) 3 ovos batidos (para empanar) farinha de rosca (para empanar) MODO DE PREPARO 1 - Numa frigideira aqueça 3 colheres (sopa) de azeite e refogue 1 cebola picadinha, 1 colher (chá) de alho, 1/3

U

A

coroa de flores vai ser o acessório de verão. Tudo porque a grife Dolce & Gabbana, em seu desfile de primavera/ verão 2014, colocou a peça em looks leves e românticos, que tem tudo para ganhar força por aqui. Então escolha a sua e arrase!

Maison Ferry

m dos mais concorridos salões da seara, o Maison Ferry, dos empresários Anthony Torres, Elisângela e Ingrid Mendes, está com horários especiais para atender seus clientes neste final de ano. O salão, que conta com uma estrutura extraordinária, na Rua desportista Cláudio da Rocha Lima, na Jatiúca, ampliou os horários para deixar os seus clientes deslumbrantes. Agende seu horário de atendimento e arrase na chegada do ano novo. Informações pelos telefones 3432-9194/3432-9195.

No Rio de Janeiro

Viviane Calado, Yêda Rocha e Rosa Gaia, amigas muito queridas, sempre presentes nos grandes acontecimentos empresariais e sociais da cidade, todas prontas para dar boas-vindas ao ano de 2014. Feliz ano novo, queridas!

Tartan

O

O

Família Sarney

P

arte do clã Sarney, influente família maranhense, se reúne no final do ano para celebração da virada no litoral pernambucano. A juíza Andréia Sarney, prima de Roseana, e o marido, o empresário Fábio Moruzzi, hospedam-se com as duas filhas no Summerville neste final de ano. Os pais de Andréia, Nelma e Ronald Sarney, irmão do senador José Sarney, além da irmã da magistrada, Alina, e o cunhado, Edilazio, também passam a temporada de réveillon no resort de Muro Alto.

casal de amigos Manuel e Márcia Marques escolheu a cidade maravilhosa como destino para essa virada de ano. Ele, industrial de destaque em nosso estado, também desenvolveu um brilhante trabalho à frente do Movimento Alagoas Competitiva (MAC). Ela, é referência com a sua Imaginarium. Bom réveillon, amigos!

No Ponta Verde Francês

Réveillon em família

s amigos Lucienne e Alexandre Moares, referência quando o assunto são móveis planejados de alto padrão, com a Evviva Bertolini, o casal segue para Buenos Aires onde curtirão a chegada de 2014 na companhia de filhos, genros e noras. A família embarca neste sábado e só volta no começo de janeiro. Feliz ano novo, amigos!

O

O

vestido não é novo, mas logo virou motivo de comentários no mundo fashion e logo deverá ser tendência da moda, como tudo que Katle Middleton veste. Desta vez, o que chamou a atenção na missa de Natal da família real - além da ausência do mais novo herdeiro da coroa, George - foi o vestido tartan verde e azul marinho da McQ (linha mais acessível da grife Alexandre McQueen), que tem o padrão geométrico e as cores do 3º Batalhão do Real Regimento Escocês, conhecido como Black Watch. O vestido da duquesa já não está mais disponível à venda, mas um modelo semelhante da grife McQ, lançado na coleção de outono-inverno 2012, sai por cerca de 16 mil reais. O tartan é um padrão geométrico, assim como o xadrez, mas é usado como uma espécie de brasão pelas famílias escocesas.

Carmen Steffens

V

ai viajar? Nada melhor do que uma bolsa pequena e elegante para acompanhar você em todos os momentos de suas férias. A bolsa rosa com detalhes em dourado da coleção de alto verão da Carmen Steffens é prática e cai muito bem em qualquer evento de verão, seja em um almoço ou em uma festinha na praia.

s amigos Mário Marroquim e Flávia Coutinho Marroquim, um belo casal no meio social e empresarial da nossa cidade, decidiram brindar a chegada de 2014 em altíssimo estilo, tendo como cenário nada menos do que uma das mais belas praias do mundo, a Praia do Francês. O casal se hospeda no Ponta Verde no Francês. Feliz ano novo, amiga!

T

ambém no Ponta Verde do Francês, os amigos Pedro e Lígia Coutinho, José Maurício e Carla Cansanção, em companhia do filho Bruno, Mônica Coutinho na companhia do bem-amado Marcelo Lobo também curtirão o réveillon no belo hotel Ponta Verde do Francês. Felicidades, amigos!

A maison Márcia Maciel, o point das mulheres chics da cidade, traz neste domingo, um belíssimo modelo da griffe Thâmara Capelão, uma dica perfeita para você mulher bonita, para usar no reveillon que se aproxima. Maison Márcia está localizada na Rua Mário de Gusmão, Ponta Verde

g

E

ndresson Pereira da Rocha, 30 anos, estava desempregado até o começo do ano, com uma família – mulher e três filhos – para sustentar, mas tinha que buscar sua renda em qualquer lugar. Vendia lanche em sua bicicleta pelas ruas, praias e festas em Maceió. A vida de Endresson se transformou, depois que ele passou por curso de profissionalização no Núcleo de Tecnologia do Plástico, uma parceria do Governo de Alagoas, Federação das Indústrias de Alagoas/Senai, Sebrae Alagoas e Sindicato das Indústrias do Plástico de Alagoas. Ele contou sua história ao cantor e compositor Eliezer Setton, que protagoniza a série Venha Ver de Perto, com inserções nas rádios e TVs locais, onde o Governo de Alagoas mostra como as políticas públicas estão transformando a vida dos alagoanos. Após terminar seu curso, com duração de 200 horas aulas, incluindo o aprendizado de transformação de polímeros e eletromecânica, Endresson foi contratado pela Krona Tubos e Conexões, localizada no polo Industrial José Aprígio Vilela. “O emprego na indústria foi um divisor de água para mim, a venda dos lanches agora é passado. Entrei na empresa como operador e três meses depois fui promovido a auxiliar de produção, graças ao que aprendi no Núcleo do Plástico. Hoje estou feliz com minha família, graças a Deus, ao governo e a meus professores do Senai”, assinalou Endresson. Ele diz, com uma ponta de orgulho, que a Krona é hoje a 3ª maior do país no setor de tubos e conexões, e revela que a indústria investe na formação de seus trabalhadores, com curso bolsa educacional para uma série de profissões, ao funcionário fechar seu primeiro ano na empresa. Endersson já sabe o curso que vai fazer: engenharia de produção. Endresson mostra o funcionamento da indústria, como as máquinas injetoras Battenfelds, de onde saem os materiais de PVC nos mais diversos tipo tubulares e chapados como bucha de redução, assento sanitário, tubos de todos os diâmetros, caixas de luz, e o joelho de 100mm, que se acopla um ao outro, e é o campeão de vendas da unidade. “Com o crescimento industrial do Estado, a demanda por qualificação profissional também aumentou. As portas se abriram para atender essa demanda, com o governo abrindo espaço para a capacitação”, assinalou Endresson. Ao final da visita à unidade da Krona, Endresson consultou alguns colegas de trabalho, e revelou um fato que reforça a necessidade de o governo de Alagoas, e parceiros como a Fiea e o Sistema S, a continuar apostando na educação profissional e tecnológica. “Nessa unidade da Krona, 85% de todos os trabalhadores empregados são alagoanos”.

Endresson Pereira da Rocha superou desemprego com qualificação profissional

Junto com Eliezer Setton, Endresson mostrou como sua vida mudou após curso

Escola já formou 194 turmas para o mercado de trabalho RENATA ARRUDA

Quem nunca sonhou em sair de um curso de capacitação e ser contratado? Essa realidade parece ser distante para muitos, mas para cerca de aproximadamente 1.300 jovens alagoanos é o que vem acontecendo desde 2009. Eles vêm sendo treinados, capacitados e profissionalizados através do Núcleo do Plástico e, desde então, estão sendo inseridos no mercado de trabalho alagoano com salários a partir de R$ 900. Até o final deste ano, serão 194 turmas concluídas desde o início das atividades da Escola. Para atender toda a Cadeia Produtiva da Química e do Plástico (CPQP), o Núcleo de Tecnologia do Plástico (NTPlast), mais conhecido como a Escola do Plástico, supre com mão de obra qualificada as indústrias instaladas em Ala-

‘‘

goas. Tanto os empreendimentos que já estão em operação no Estado, como também aqueles que estudam a implantação de uma unidade fabril são atraídos pela qualificação oferecida nos cursos do NTplas. “O Núcleo pode ser considerado um diferencial competitivo para Alagoas na captação de novos investimentos. Contar com mão de obra vinda de um dos centros de educação profissional mais qualificados do Nordeste é um fator primordial na tomada de decisão de uma empresa”, afirmou o secretário de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico, Luiz Otavio Gomes. “Sabendo disso, todos os parceiros que compõem a cadeia produtiva da química e do plástico investem para dinamizar ainda mais as atividades do NTPlas”.

O Núcleo oferece cursos de qualificação profissional, aperfeiçoamento e aprendizagem, como o de Operador de Instrusoras e Injetoras e o Curso Técnico em Plástico que são coordenados pelo Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, Energia e Logística, da Federação das Indústrias de Alagoas/Senai, Sebrae Alagoas e Sindicato das Indústrias do Plástico de Alagoas. Por meio deles, profissionais são habilitados em planejamento, execução e controle de processo produtivo nas indústrias de transformação de plástico e em plantas petroquímica. O concluinte do curso assume o papel de disseminador e facilitador de aplicação dos processos de transformação de polímeros, visando às aplica-

Conhecido como Escola do Plástico, o NTPlas já qualificou 1.300 profissionais

ções de bens, serviços e conhecimento na área, capaz de analisar criticamente e atuar no mundo produtivo do segmento industrial. O pré-requisito para ingressar na capacitação é ser maior que 14 anos e haver concluído o ensino fundamental ou estar cursando ou concluído o ensino médio. “Praticamente todos os jovens formados aqui são absorvidos pelo mercado de trabalho, pois as empresas alojadas em Alagoas buscam jovens bem instruídos”, explicou Willman do Prado, professor, líder da área do plástico e responsável por toda a transmissão de informação aos alunos dos cursos. Uma das alunas em formação, Hevelyn, demonstra bastante confiança para conquistar o primeiro emprego. “Creio que tem muitas vagas nessa área e não acredito que vai demorar

muito pra conseguir alguma coisa depois que me formar”. Ao lado de Hevelyn, Whalyson Batista (18) também parecia confiante. Concluiu o ensino médio e, já de olho no mercado de trabalho, entrou no Curso Técnico em Plástico. “Também espero encontrar uma chance nesse segmento. Sei que o mercado está difícil, mas fazendo esse curso, minhas chances vão aumentar muito”. NTPLast é uma ferramenta importante do setor químico-plástico que inclui todos os parceiros alagoanos como é o caso do Sinplast (Sindicato das Indústrias de Plásticos e Tintas do Estado de Alagoas), Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego), Braskem, Algás, e indústrias como Coplastic, Deb’Maq, Romi, Krona, entre outros.

‘‘

Com alta tecnologia industrial, NTPlas prepara jovens para atuar no mercado

Com o crescimento industrial do Estado, a demanda por qualificação também aumentou. As portas se abriram para essa demanda, com o Governo abrindo espaço para capacitação.”

O Núcleo é um diferencial competitivo. Contar com mão de obra de um dos centros de educação profissional mais qualificados do Nordeste é primordial na tomada de decisão de uma empresa.”

Profissionais qualificados na Escola do Plástico tornam-se mão de obra industrial


18

ESPORTES

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE DEZEMBRO DE 2013

Esportes

TRIBUNAINDEPENDENTE

FIFA e do Comitê Organizador Local inspecionaram 281 campos no Brasil A versão final do catálogo de Centros de Treinamento de Seleções para a Copa do Mundo da FIFA 2014 tem 83 opções. Cada uma das 32 equipes qualificadas para o Mundial de 2014 fará a escolha do local que usará como base durante o torneio a partir dessa listagem. Os CTS são compostos por um local de treinamento e um hotel oficial, ambos localizados próximos a um aeroporto. Durante o processo de seleção, houve 403 inscrições em quatro janelas. Ao todo, as equipes da FIFA e do Comitê Organizador Local (COL) inspecionaram 281 campos.

Maceió na Copa do Mundo 2014

Capital alagoana já é dada como confirmada como Centro de Treinamento da Seleção de Gana no Brasil

A

confirmação da seleção de Gana na escolha de Maceió como Centro de Treinamento de Seleções (CTS) para a Copa do Mundo 2014 encheu de alegria todos os membros do Comitê Gestor do Projeto Alagoas Centro de Treinamento de Seleções da Copa do Mundo 2014 (Comcopa Alagoas), como também o povo do estado. O Comitê continua em ritmo acelerado de trabalhos de finalização dos projetos para que Maceió atenda todos os requisitos solicitados. O governador Teotonio Vilela Filho destacou a corrida para o desenvolvimento de tais projetos, pela importância de ser escolhido por uma seleção. “Sabemos o quanto Alagoas pode ser divulgada ao acolher uma seleção do mundial. Divulgar Alagoas é divulgar suas praias, é gerar emprego e renda”, afirmou o governador, lembrando que o estádio está estruturalmente pronto e, por isso, foi selecionado, mas os projetos trarão melhorias para a competição. Dentre os Estados escolhidos como CTS, apenas três estão no Nordeste, sendo dois CTS na Bahia, um no Maranhão, e um em Alagoas. Em Maceió, o estádio Rei Pelé foi oficialmente selecionado pela Fifa. “A nossa cidade teve todas as qualidades para ser escolhida pelas próprias seleções. Gana havia visitado Maceió no dia 7 de dezembro. Das nove seleções que vieram, quatro já optaram por outros cidades: Irã, Portugal, Japão e Honduras. Estávamos na expectativa de outras cinco que não tinham decidido até então: Inglaterra, Holanda, Colômbia, Gana e Grécia”, disse o secretário Municipal de Esportes e Lazer de Maceió, Pedro Vilela, representante da gestão municipal no Comitê. Além de treinar nas dependências do Estádio Rei Pelé, que atualmente passa por reformas para

melhor atender à seleção, o grupo de Gana ficará hospedado no Hotel Radisson, localizado no bairro da Pajuçara. Durante os últimos meses, membros do comitê foram a São Paulo para visitar os centros de treinamento dos clubes do Corinthians e do São Paulo, como exemplo a ser implantado em Alagoas. A intervenção mais complexa que será realizada no Rei Pelé é a piscina para fisioterapia e recuperação de atletas, pois possuirá uma estrutura idêntica ao CT do Corinthians. Para as obras geradas em decorrência da Copa do Mundo de 2014, três editais foram criados. Destes, dois são referentes à construção do vestiário e do centro médico e de fisioterapia e estão em fase de fechamento passar para a fase interna de licitação. O terceiro edital, já em praça, trata-se da construção do Memorial Rainha Marta, espaço que trará um acervo da jogadora de futebol alagoana eleita por cinco vezes consecutivas a melhor do mundo. Gana venceu por quatro vezes a Copa das Nações Africanas em 1963, 1965, 1978 e 1982. Além disso, participou por duas vezes da Copa do Mundo, em 2006 e 2010. “Será um prazer para o nosso Estado receber a seleção de Gana durante a Copa do Mundo de 2014, mas é preciso um posicionamento oficial. Ou seja, precisamos da assinatura do contrato para que possamos confirmar as expectativas em torno das especulações”, afirmou Álvaro Machado, secretário-chefe do Gabinete Civil e presidente do Comcopa lembrando que a data limite para a assinatura do contrato entre o Governo do Estado de Alagoas, a Fifa e a seleção é o dia 31 de janeiro próximo. Os trabalhos são coordenados por Nise Sarmento, secretária-executiva do Comcopa-AL e pelo superintendente de Investimentos

da Setur, Marcos Pradines. O gramado do estádio Rei Pelé já está recebendo um tratamento adequado. “Teremos uma dedicação especial ao gramado para sua recuperação e adotaremos medidas para melhor utilização do mesmo, garantindo que, em 2014, ele esteja em perfeitas condições para os treinamentos. Nossa meta é estar dentro dos padrões mundiais”, revelou Álvaro Machado. Na Copa de 2014, Gana ficará no difícil grupo G, ao lado de Alemanha, Estados Unidos e Portugal. Sua estreia é no dia 16 de junho contra os americanos em Natal-RN. Depois, os ganeses pegam os alemães em Fortaleza-CE no dia 21 de junho, e encerram a fase de grupos contra os portugueses em Brasília-DF, no dia 26 de junho. O Governo do Estado está confiante de que as negociações se concretizem, afinal, Gana é uma seleção em ascensão no esporte, carismática e uma das maiores forças do futebol africano. O Comitê Gestor do Projeto Alagoas Centro de Treinamento de Seleções da Copa do Mundo 2014 (Comcopa Alagoas) foi criado pelo Governo do Estado através do Decreto nº 14.090, do dia 10 de junho de 2011. Seu objetivo foi viabilizar a montagem de estruturas e criar condições para que Maceió se constitua em Centro de Treinamento de Seleções (CTS) e liderar a articulação entre entidades públicas e privadas envolvidas com o projeto de tornar o Estado de Alagoas um dos CTS do evento esportivo, o que inclui a coordenação, integração, monitoramento e avaliação das ações e projetos aprovados. O Comcopa é presidido pelo secretário-chefe do Gabinete Civil, Álvaro Machado, e composto pela Prefeitura Municipal de Maceió, Federação Alagoana de

Ministro Aldo Rebelo e secretários Álvaro Machado e Pedro Viela estiveram empenhados pela escolha de Maceió

Volante Essien é um dos destaques do Chelsea e de Gana

Dentre os Estados escolhidos como CTS, apenas três estão no Nordeste, sendo dois CTS na Bahia, um no Maranhão, e um em Alagoas”

Futebol (FAF), pelos secretários de Estado da Educação e do Esporte, do Planejamento e Desenvolvimento Econômico, do Turismo, da Infraestrutura, da Defesa Social, da Saúde e da Comunicação, além do secretário de Estado Adjunto do Esporte. ¬¬Após o sorteio final da Copa do Mundo de 2014, no dia 06 de dezembro, as 31 delegações estrangeiras que disputarão o Mundial deram início a uma série de visitas pelas arenas, que serão palcos dos jogos, e pelos Centros de Treinamento candidatos a receber as seleções. Com os adversários, os locais das partidas e os possíveis caminhos nas fases seguintes definidos, os treinadores e dirigentes partiram em busca das melhores opções, de acordo com a logística de cada equipe. Algumas seleções já oficializaram as escolhas e a maioria delas, até agora, ficará em cidades que não são sedes de jogos da Copa. As opções coincidem com o objetivo do governo federal de nacionalizar a competição. Até o momento, 18 equipes já definiram os locais de

Estádio Rei Pelé foi selecionado pela FIFA e recebeu visitas de várias seleções; o governo do Estado já está fazendo uma série de melhorias para atender a seleção de Gana

hospedagem e treinos durante a Copa do Mundo de 2014 em 13 cidades diferentes. O Brasil (país-sede) ficará na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), tradicional “casa” da equipe. Equador e Austrália optaram pelos Centros de Treinamento de Vitória (ES), a Itália pelo de Mangaratiba (RJ), enquanto a Suíça ficará em Porto Seguro e a Alemanha em Santa Cruz de Cabrália, ambos municípios baianos. São nove as delegações que escolheram o estado de São Paulo para treinarem: México e Costa Rica ficarão nos CT’s de Santos (SP), a Honduras no de Porto Feliz (SP), a França no de Ribeirão Preto (SP), o Irã no de Guarulhos (SP), Portugal no de Campinas (SP), a Bósnia-Herzegovina no de Guarujá (SP) e, por fim, Rússia e Japão fixarão bases em Itu (SP). A única sede com jogos da Copa que tem garantida a presença de seleções em seus CT’s é Belo Horizonte. A Argentina escolheu a Cidade do Galo, centro do Atlético Mineiro, e o Chile a Toca da Raposa II, centro do Cruzeiro. Finalizando Gana escolheu Maceió.

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE DEZEMBRO DE 2013 PUBLICIDADE 19


20

VEÍCULOS

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE DEZEMBRO DE 2013

Mitsubishi dará apoio ao Rally Dakar 2014

Serão usados 43 veículos durante a competição, os modelos modelos L200 Triton e Pajero Dakar servirão a organização e fiscalização

Marca transportará equipes de organização e outros serviços

A

Mitsubishi Motors transportará toda a equipe do Rally Dakar 2014, o maior rali do mundo, que será realizado de 4 a 18 de janeiro. Durante a competição de mais de 9 mil quilômetros, modelos L200 Triton e Pajero Dakar serão usados pelos responsáveis pelo trajeto, fiscalização e organização da prova. “Depois de muitos meses de preparação, o Rally Dakar está pronto para começar em Rosario e ser o primeiro evento esportivo de 2014. E, para esta edição, nós da organização, vamos nos beneficiar do apoio direto da Mitsubishi Motors do Brasil com os veículos 4x4”, explica Etienne Lavigne, diretor geral do Rally Dakar. “A frota de veículos vai ser um dos elos essenciais da organização e contribuirá, sem dúvida, para o sucesso do evento. Entre Rosário e Valparaiso, passando por três países, os veículos irão rodar mais de 9.000 quilômetros, dia e noite, em diversas con-

dições, a fim de nos ajudar em diversas tarefas de organização do Rally Dakar”, completa Etienne Lavigne. Serão usados 43 veículos durante a competição. Alguns modelos receberam equipamentos de segurança, como gaiolas de proteção e itens homologados pela FIA. Eles enfrentarão o mesmo trajeto dos competidores, mostrando que os modelos suportam as mais duras condições entre dunas, estradas e montanhas. “A marca de maior sucesso em competições off-road não poderia estar de fora do maior rali do mundo. A Mitsubishi Motors do Brasil tem o orgulho de ajudar novamente o Rally Dakar a acontecer. Além da importância do Dakar no cenário mundial, usamos a prova para desenvolver e aprimorar cada vez mais os nossos produtos e comprovar para o mundo toda a resistência de nossos veículos”, afirma Fernando Julianelli, diretor de marketing da Mitsubishi.

GOVERNO

Atron basculante na frota de Minas Mercedes-Benz celebra a venda de 357 caminhões semipesados A Mercedes-Benz celebra a venda de 357 caminhões semipesados Atron 1719 K, versão basculante, para o Governo do Estado de Minas Gerais. Este lote de veículos será entregue a diversas cidades do Estado para melhorias da infraestrutura viária, de acordo com as diretrizes do Programa de Apoio para o Desenvolvimento Municipal, Gestão e Transferência de Recursos – ProMunicípio. Em solenidade reali-

zada, na última semana, em Araxá, o vicegovernador de Minas Gerais, Alberto Pinto Coelho, entregou veículos e máquinas para mais 33 cidades beneficiadas pelo ProMunicípio. Os caminhões Atron estão sendo cedidos às prefeituras para utilização em obras de pavimentação de vias urbanas, como calçamentos e asfaltamentos, bem como para obras de infraestrutura rodoviária, recuperação de vias

vicinais e construção ou recuperação de pontes. “O Atron é um legítimo representante da tradição da nossa marca no fornecimento de veículos robustos, resistentes, econômicos, que apresentam reduzido custo operacional”, afirma Gilson Mansur, diretor de Vendas e Marketing de Caminhões da Mercedes-Benz do Brasil. “Graças a atributos como esses, o Atron atenderá com excelência às demandas das

ALEMANHA

CONTRAN

Primeiro exemplar do GLA na fábrica em Rastat A Mercedes-Benz comemora a produção do primeiro exemplar do GLA na fábrica da companhia em Rastatt. O novo SUV compacto premium foi apresentado mundialmente no Salão Internacional do Automóvel de Frankfurt, na Alemanha, em setembro passado. A gama de modelos continua a crescer: o GLA é o quarto de um total de cinco novos veículos compactos.Para o Dr. Dieter Zetsche, presidente do

Air bags e ABS obrigatórios

Conselho de Direção da Daimler AG e CEO da Mercedes-Benz Automóveis, “há uma demanda muito forte por utilitários esportivos e veículos compactos pelos nossos clientes. O GLA nos permite combinar esses dois segmentos e atrair novos consumidores. Ele é o próximo marco de nossa estratégia de crescimento Mercedes-Benz 2020”. O GLA amplia gama de carros feitos em Rastatt, que ganha utilitário esportivo.

IMPACTO

Honda cria airbag para proteger telefone celular A Honda criou uma luva protetora para celular, que ativa um airbag quando o celular está caindo no chão. O sistema é formado por uma bainha que fica junto ao celular a bainha tem um pequeno reservatório de dióxido de carbono, que infla quando detecta uma situ-

ação de risco para o telefone celular, isto é, quando percebe que o celular está caindo e portanto vai sofrer algum tipo de impacto. O dispositivo está em fase de testes e portanto ainda não é comercializado. Mais uma novidade para o mercado, em breve.

cidades mineiras, contribuindo para o êxito do ProMunicípio, que visa fomentar o desenvolvimento e promover melhorias de infraestrutura nas diversas comunidades do Estado”. De acordo com o executivo, o Atron 1719 K se destaca também pela avançada tecnologia BlueTec 5, que propicia baixo índice de emissões, reduzido consumo de combustível e maiores intervalos para troca de óleo.

Os novos modelos compactos continuam com muito sucesso. Apenas este ano, cerca de 300 mil clientes em todo o mundo compraram um Classe A, Classe B ou CLA.

Depois do debate, foi a vez de o governo, decretar o fim da Kombi. O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) recusou o pedido da Volkswagen e do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC para que a indústria continuasse a fabricar por mais dois anos o modelo sem incluir airbag e freio ABS. A decisão unânime do conselho sepultou, na prática, a sobrevida da Kombi até o fim de 2015. O fim da fabricação não significa o término das vendas, uma vez que há estoques. Todos os carros fabricados no País a partir de 1º de janeiro vão ter de sair das montadoras com os dois itens de segurança. A exigência foi a deixa para que a indústria automobilística retirasse de linha modelos que são incapazes de incluir esses equipamentos, como Gol G4 e Uno Mille, além da Kombi. A própria Volkswagen comercializou duas séries especiais “last edition” da Kombi. O Contran já afirmou que todas as montadoras tiveram tempo para alterar linhas de produção.

VERSÃO

HOLDEN

ABEIVA

A Mercedes-Benz lança no mercado brasileiro uma nova versão do SUV ML (foto). Até então oferecido apenas com motor a gasolina, o utilitário agora já está disponível também na configuração 350 BlueTec equipada com motor 3.0 V6 de 258 cv a diesel. O lançamento amplia a oferta de modelos a diesel da marca no país (o GLK oferece motorização diesel por aqui desde maio).

Depois de anunciar a aposentadoria da marca Chevrolet no continente europeu, a GM confirmou que pretende encerrar as atividades da Holden (foto), subsidiária do grupo na Austrália, até 2017. Como consequência, cerca de 2.900 postos de trabalho serão fechados nas fábricas da marca, que alegou os altos custos de produção dos modelos como principal motivo para o fim da marca no país. Além da GM, a Toyota também pode estar planejando fechar fábricas na Austrália.

Balanço da Abeiva, entidade que representa importadores de marcas de veículos sem fábrica no Brasil, mostra que as vendas do setor subiram 6% (foto), em novembro, comparativamente a igual período de 2012. No total, os emplacamentos somaram 8,7 mil carros, uma queda de 10,3% em relação a outubro. Esse resultado, porém, foi influenciado pelo calendário comercialmente mais curto do mês passado, que teve três dias úteis a menos.

SUV ML com motor diesel

GM vai deixar de fabricar na Austrália em 2017 Importações de carros sobem 6%

Edição número 1933 - 29 de dezembro de 2013  

tribunaindependenteediçãodigitaltribunahoje

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you