Page 1

CIDADES %RSHFDSWXUDPXOKHUWUDÂżFDQWHTXDQGRHVWDYDQDFDPDFRPÂľDYLmR]LQKRÂś 12 EXEMPLAR DO ASSINANTE

SĂ BADO

MACEIĂ“ - ALAGOAS - 5 DE MAIO DE 2012 - NÂş 1436 - R$ 1,50

tribunahoje.com

PM prende quadrilha sem mandado e juiz manda soltar

Por causa da falha, sete homens envolvidos em diversos assaltos, adulteração GHFKDVVLHUHFHSWDomRGHYHtFXORVHVWmRDJRUDjVROWDHSRGHPIXJLUPåg. 9 PETRÔNIO VIANA

PENEDO

PROTESTO

Taxistas fecham pista de saĂ­da do aeroporto

Jovem de 19 anos estĂĄ sumida hĂĄ mais de 20 dias A jovem penedense Roberta Costa Dias, 19, grĂĄvida de trĂŞs meses, estĂĄ desaparecida desde 11 de abril, quando saiu de casa para uma consulta mĂŠdica. Familiares e amigos estĂŁo apreensivos e jĂĄ pediram ajuda das autoridades policiais e da sociedade de Penedo para encontrĂĄ-la. Seu namorado, de 16 anos de idade, disse que nĂŁo sabe do seu paradeiro. PĂĄg. 11

Taxistas de Maceió interditaram na madrugada de ontem a saída do Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares em protesto contra uma portaria baixada pela SMTT de Rio Largo, que då exclusividade de acesso aos taxistas riolarguenses. A portaria proíbe expressamente que taxistas de outras cidades transitem no aeroporto com a banFUTEBOL deira exposta ou iluminada. Os taxistas de Maceió Empate hoje då acusam os colegas de Rio Largo de monopólio e exao ASA título do ploração de passageiros e segundo turno turistas com a pråtica de preços exorbitantes. A maCSA e ASA decidem hoje, nifestação provocou enorjVKQR(VWiGLR5HL3HOp me congestionamento deno título do segundo turno do Campeonato Alagoano 2012. TAXISTASDWUDYHVVDUDPVHXVYHtFXORVQDVDtGDGRDHURSRUWRHTXHPFKHJRXD0DFHLyWHYHGHHVSHUDUR¿PGDPDQLIHVWDomR tro do aeroporto. Påg. 12 No primeiro jogo, em Arapiraca, o time da casa bateu o time azulino por 2x0 e por isso joga com a vantagem do empate neste såbado para ser o campeão. Caso o CSA ganhe, por qualquer placar, a partida vai para a prorrogação. Påg. 16

SANDRO LIMA

AILTON VILLANOVA Na Palmeira dos �ndios dos anos 40 existiu um sargento PM chamado Agapito Bezerra, ou por outra, Bezerrão. Durando um bom tempo, ele exerceu a função de delegado de polícia do... Påg. 11

ALMEIDA Ê cumprimentado por Joaquim Beltrão e Carimbão no ato que lançou Quintella

ORIENTAĂ‡ĂƒO

TEMPO Bom a parcialmente nublado com possiblidades de chuvas em ĂĄreas isoladas

0tQLPD

20Âş

MĂĄxima

30Âş

MarĂŠs

02:45 08:58 15:09 21:23

2.2 0.0 2.3 0.1

FINANÇAS DÓLAR COMERCIAL R$ 1,91 R$ 1,91 DOLAR PARALELO R$ 1,92 R$ 2,05 OURO: R$ 101,50 POUPANÇA: 0,5106%

PARA ELAS

TC lança manual Grandes chefs e para prefeitos em suas receitas em ÀPGHPDQGDWR evento feminino O Tribunal de Contas do Estado lançou uma cartilha que orienta as restriçþes e obrigaçþes dos prefeitos no derradeiro ano de mandato. No guia, recomenda redobrada atenção e cuidado com a autorização de despesas e outros atos administrativos. Påg. 5

O Espaço Gourmet do evento Universo Feminino, um ambiente comandado por grandes chefs de Alagoas, com apreVHQWDomRGHUHFHLWDVUH¿QDGDV para a degustação do público, foi oferecido ontem pela Algås. O evento acontece no Centro de Convençþes. Påg. 14

PREFEITURA

FINAL DO MANDATO

PrĂŠ-candidatura de Quintella DJRUDpRĂ€FLDO

CĂ­cero Almeida RĂ€FLDOL]DDVXD GHVĂ€OLDomRGR33

Em solenidade que contou com representantes de outros partidos, como o prefeito Cícero Almeida (PP) e os deputados federais Givaldo Carimbão (PSB) e Joaquim Beltrão (PMDB), o PR lançou R¿FLDOPHQWHRQWHPDSUp-candidatura do deputado federal Maurício Quintella a prefeito de Maceió. Påg. 4

O prefeito CĂ­cero Almeida disse ontem que pretende deixar seu partido, o PP, apĂłs terminar seu mandato. Em sua avaliação, nĂŁo foi um erro ter VHÂżOLDGRjDJUHPLDomRPDV ressaltou, “como em todo o processo, com o passar do tempo houve falhas e desgastesâ€?. Almeida disse que sairĂĄ “pela porta da frenteâ€?. PĂĄg. 3 ADAILSON CALHEIROS

UM PICA-PAU virou atração ontem numa årvore na Praça dos Martírios. Com tantos desmatamentos, certamente acabou migrando para a cidade. Ele abria cavidades no tronco para se alimentar das larvas de insetos que estavam por baixo. Dezenas de pessoas pararam para ver a inusitada ave no ambiente urbano e admirar sua desenvoltura no manejo do bico e sua bela plumagem.


2

ESPECIAL

MACEIÓ - SÁBADO, 5 DE MAIO DE 2012

TribunaIndependente


TribunaIndependente

0$&(,Ă?6Ăˆ%$'2'(0$,2'( POLĂ?TICA

3

$OPHLGDVHGHVĂ€OLDQR 33HPGHGH]HPEUR

O que resta

“A

aprovação das cotas raciais pelo Supremo Tribunal Federal (STF) encerra apenas do ponto de vista institucional a discussĂŁo sobre a reserva de vagas para estudantes negros na universidade. Ficam em aberto, no entanto, outras questĂľes que nĂŁo podem ser resolvidas pelo viĂŠs prĂłprio de decisĂľes como a tomada pela Corte semana passada. Uma delas ĂŠ que se deixou espetada na conta do branco pobre a fatura da suposta “dĂ­vida histĂłricaâ€? da sociedade brasileira com os negros, que a brigada racialista invariavelmente antepĂľe como pressuposto da defesa de suas ideias. De resto, ĂŠ discutĂ­vel o alcance desse resgate de “dĂ­vidaâ€? social, num paĂ­s que patrocinou uma odiosa escravidĂŁo, fato inquestionĂĄvel, mas cuja histĂłria registra casos de ex-escravos que, libertos e tendo ascendido socialmente, passaram tambĂŠm eles a ser donos de escravos. Alguns foram negociantes no ramo. Outra questĂŁo, de alcance mais amplo, ĂŠ que se relega a segundo plano, em nome do alegado problema da discriminação de que seriam vĂ­timas os estudantes negros brasileiros, a questĂŁoFKDYHDPmHGHWRGDVDVDo}HVDĂ€UPDWLYDVQDTXDOVHLQVHUHPDV cotas: a melhoria do ensino bĂĄsico pĂşblico. Este, sim, seria o ponto GHLQĂ H[mRGDHGXFDomRQRSDtV(QIUHQWiORFRPLQLFLDWLYDVTXH de fato deem condiçþes a estudantes pobres, independentemente da cor da pele, de pleitear seu direito Ă ascensĂŁo social baseada num ensino de boa qualidade seria contundente demonstração de justiça social...â€? (De editorial de “O Globoâ€?).

Bem-sucedido 5DUDPHQWHR([HFXWLYRWHYHXPUHODFLRQDPHQWRWmRERPFRPR/HJLVODWLYRH R-XGLFLiULRFRPRQDJHVWmRGHTeotonio Vilela Filho. 'LÂżFLOPHQWHRJRYHUQR SHUGHXPDTXHVWmRVHMDQR7ULEXQDOGH -XVWLoDRXQD$VVHPEOHLD/HJLVODWLYD 8PHIHLWRGRHVWLOREDVWDQWHSHFXOLDUGR JRYHUQDGRUDIHLWRDRGLiORJRHDYHVVRD SRVWXUDVUDGLFDLV&RPVHXMHLWRGHVHU 7pRGHIHQGHRVLQWHUHVVHVGRJRYHUQR HSHORVUHVXOWDGRVWHPVHGDGREHP DWpDJRUD

'HÂżQLomR 2GHSXWDGRIHGHUDO5XL3DOPHLUD 36'% LQWHQVLÂżFDDVDUWLFXODo}HV SDUDIRUWDOHFHUVXDFDQGLGDWXUDj3UHIHLWXUDGH0DFHLy(OHGHYHWHUXP HQFRQWURQHVWHÂżQDOGHVHPDQDFRPRJRYHUQDGRU7pR9LOHODSDUDGHÂżQLU DPHOKRUHVWUDWpJLDGRJUXSRJRYHUQLVWDVHVDLFRPYiULRVFDQGLGDWRV SDUDXQLmRQRVHJXQGRWXUQRRXFRPDSHQDVXP

Resultado 1DSRVVHGDGLUHWRULDGD$VVRFLDomRGRV3URFXUDGRUHVGR(VWDGRHGR &RQVHOKR6XSHULRUGD3*(7pR9LOHODUHDÂżUPRXDVDWLVIDomRFRPRV QRYRVUXPRVGD3URFXUDGRULDGHVGHDSRVVHGH0DUFHOR7HL[HLUDFRPR SURFXUDGRUJHUDOGR(VWDGR6HJXQGR7pRQmRKiPDLVTXHL[DVGH VHFUHWiULRVSHODGHPRUDQDWUDPLWDomRGHSURFHVVRV

Sucesso 2H[JRYHUQDGRU'LYDOGR6XUXDJ\IRLEDVWDQWHFXPSULPHQWDGRQDVROHQLGDGHGHSRVVHGH5REHUWR0HQGHV)LOKRFRPRSUHVLGHQWHGD$VVRFLDomR GRV3URFXUDGRUHVGR(VWDGR$QWLJRVSURFXUDGRUHVÂż]HUDPTXHVWmRGH VDXGiORHDOJXQVGRVQRYRVTXLVHUDPFRQKHFrOR)RLQRV~OWLPRVWHPSRVXPGRVPHOKRUHVPRPHQWRVHPDSDULo}HVS~EOLFDVGH6XUXDJ\

$UWLFXODomR (VWiSUDWLFDPHQWHIHFKDGDXPDDOLDQoDSROtWLFDHP0DUHFKDO'HRGRUR GHRSRVLomRDRDWXDOSUHIHLWR&ULVWLDQR0DWHXV2GHSXWDGRHVWDGXDO 0DUFRV%DUERVD 336 HVWiHPHQWHQGLPHQWRFRP-~QLRU'kPDVRSDUD WrORFRPRFDQGLGDWRDYLFHSUHIHLWR8PGRVTXHHQGRVVDPHVVDSDUFHULDpRHPSUHViULR5REVRQ5RGDVTXHDSRLRX0DWHXVQD~OWLPDHOHLomR

Alerta 1mRFXVWDDOHUWDUTXHWHUPLQDQDSUy[LPDÂ?IHLUDGHPDLRRSUD]R SDUDTXHHOHLWRUHVWLUHPRWtWXORRXIDoDPWUDQVIHUrQFLDDÂżPGHTXHSRVVDPYRWDUQDHOHLomRGHGHRXWXEURGHVWHDQR(P0DFHLyR)RUXP (OHLWRUDOQD$YHQLGD)HUQDQGHV/LPDHVWiIXQFLRQDQGRGDVGDPDQKm jVGDWDUGH&RQYpPQmRGHL[DUSDUDD~OWLPDKRUD

ĂŠxodo 2GUDPDGDIDOWDGHFKXYDVQR6HUWmRDODJRDQRHVWiSURYRFDQGR XPDVLWXDomRSUHRFXSDQWHKiPXLWRVWUDEDOKDGRUHVUXUDLVIXJLQGRGD HVWLDJHPSDUDWUDEDOKDUQDFRQVWUXomRHP(VWDGRVGR6XOH6XGHVWH2 GUDPDSLRUDDLQGDPDLVDVLWXDomRSRLVOHYDjVHSDUDomRGDVIDPtOLDV SRUFRQWDGDOXWDSHODVREUHYLYrQFLD

“

A comissão não vai dar em nada, Ê chapa branca� MAGNO MALTA 6HQDGRUGR35(6XPGRVTXHQmRDFUHGLWDP TXHD&30,SDUDDSXUDURHQYROYLPHQWRGRELFKHLUR&DUORV&DFKRHLUDFRPSROtWLFRVHHPSUHViULRV GrHPDOJXPDFRLVD

eKRMHD,6HUHVWDGH5XDGH3DXOR-DFLQWRFULDGDFRPRREMHWLYRGH PRYLPHQWDURFDOHQGiULRFXOWXUDOGDFLGDGHHUHXQLUDPLJRVSDUHQWHVH DUWLVWDVORFDLVMXQWRjSRSXODomR$IHVWDFRPHoDDVKFRPVDtGDGD 3UDoDGD0DWUL]HFKHJDGDQD3L]]DULDGD/HOD * O Luau do Vila Chamusca retorna hoje, a partir das 21 horas, no Alto de Ipioca, com show de Roberta Aureliano. Natural de Viçosa, Roberta Ê cantora, compositora e instrumentista. Para o show de hoje, ela garante muito xaxado, xote e baião. $3UHIHLWXUDGH0DFHLyUHDOL]DKRMHR'LD'GD9DFLQDomR&RQWUDD *ULSH$FDPSDQKDTXHYDLDWpRGLDVHUiDEHUWDjVKRUDVQD 8QLGDGHGH6D~GHGH-DFDUHFLFD$PHWDpLPXQL]DUGDSRSXODomR DFLPDGRVDQRVJHVWDQWHVHFULDQoDVGHPHVHVDDQRV *A Defesa Civil de União dos Palmares realiza hoje, às 15 horas, o Simulado de Preparação para Desastres – Região Nordeste, no povoado de Rocha Cavalcante. Equipes do MinistÊrio da Integração Nacional e da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil estarão presentes. &6$H$6$GH¿QHPKRMHQR7UDSLFKmRRDGYHUViULRGR&5%FDPSHmR GRSULPHLURWXUQRQDV¿QDLVGR&DPSHRQDWR$ODJRDQR$GHFLVmRWHP RSULPHLURMRJRPDUFDGRSDUD�IHLUDGLDHDSDUWLGDGHFLVLYDQR ViEDGRGHPDLR

PrefeitoOHPEUDTXHIRLÂżHODRSDUWLGRDEULQGRPmRLQFOXVLYHGHGLVSXWDUR3DOiCORTESIA AL 24 HORAS

LUIS VILAR REPĂ“RTER

O

prefeito de MaceiĂł, CĂ­cero Almeida (PP), FRQĂ€UPRX QD PDQKm de ontem, dia 4, o desejo de sair do Partido Progressista, que - em Alagoas - ĂŠ comandado pelo senador Benedito de Lira. A parceria entre Lira H$OPHLGDIRLĂ€UPDGDDLQGD em 2007, quando no ano seguinte Almeida concorreu Ă reeleição. Depois disto, os dois estiveram lado a lado na campanha de 2010, quando CĂ­cero Almeida foi um dos principais “cabos eleitoraisâ€? do senador pepista e de outros integrantes do partido. Almeida ressaltou que tem trabalhado sua saĂ­da da sigla, mas que seu desejo ĂŠ que ela ocorra pela porta da frente, assim como foi seu ingresso na agremiação. O prefeito disse que nĂŁo deseja farpas no processo, mas revela que hĂĄ entraves dentro do partido. “NĂŁo sou candidato a nada e pode ser que acompanhe o processo eleitoral apenas na arquibancadaâ€?, previu. O prefeito ressaltou que nĂŁo considera um erro sua ida ao PP. “NĂŁo digo jamais que foi um erro. O PP foi um grande parceiro da administração municipal. O

CĂ­cero Almeida nĂŁo vĂŞ como erro sua ida para o PP em 2007 e que sua saĂ­da serĂĄ sem ‘farpas’

senador Benedito de Lira ajudou muito, mas como em todo processo com o passar do tempo houve falhas e desgastes�. O chefe do Executivo conÀGHQFLRX DLQGD TXH FDVR R senador não dê passe livre, no dia 31 de dezembro ele se

GHVÀOLDQR33VHPDPDUJXUD ou qualquer tipo de rancor. Jå a respeito do que se imagina o ponto inicial da insatisfação foi o pleito eleitoral de 2010, em nome do grupo do qual o PP - o PSDB - fazia parte chegou a - por XPD TXHVWmR GH ÀGHOLGDGH

ao partido - abrir mĂŁo da candidatura ao governo do Estado, apoiando o atual governador Teotonio Vilela. “Abri mĂŁo de uma candidatura com mais de 60% de aprovação porque havia um projeto e eu contribuiu neste projetoâ€?.

PESCA BAGRE

Processo contra Oziel Barros volta ao MP Como era esperado, em virtude da renúncia do então prefeito de Pilar, Oziel Barros (PSD), os processos que ele responde na Justiça serão remetidos novamente ao MinistÊrio Público Estadual. O relator do processo, o desembargador Edivaldo Bandeira Rios, remeteu ao MP/AL no dia 27 de abril para as medidas cabíveis. A determinação foi publicada no Diårio Eletrônico da Jus-

tiça na quarta-feira, dia 2 de maio. O ex-prefeito responde agora por própria denúncia do MinistÊrio Público de pråtica dos ilícitos penais preceituados nos art. 89, caput da Lei nº 8.666/93 – Dispensa Ilegal de Licitação; art. 312, caput do Código Penal - Peculato; art. 395 – D do Código Penal – Ordenação de Despesa não Autorizada, e, art. 288 caput do Código Penal – Formação de

Quadrilha. Os crimes são referentes ainda à Operação Pesca Bagre, quando Oziel Barros ainda era presidente da Câmara Municipal de Pilar. Constam ainda no esquema fraudulento desmontado na Operação da Polícia Civil e do Grupo Estadual de Combate às Organizaçþes Criminosas (Gecoc), do MinistÊrio Público Estadual, quatro vereadores e três ex-vereadores que permanecem se

sustentando por meio de recurso junto ao Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas (TJ/AL). DESVIO Foram desviados, pelo menos, R$ 3 milhþes na Câmara de Vereadores do Pilar para a aquisição de material de limpeza e de construção. Para se ter uma ideia, foram gastos com repasses fraudulentos cerca de R$ 1,5 milhão em apenas dois anos. Só em diårias eles totaliza-

DE VOLTA

MP recebe processo contra prefeito Dudui Gestor que estå em plena atividade e tambÊm estå com a cabeça no Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas (TJ/AL) Ê o prefeito Marcio JosÊ de Fonseca Lyra (PP), o Dudui. O desembargador Otåvio Praxedes remeteu à Procuradoria Geral de Justiça, leia-se MinistÊrio Público Estadual, o processo pelo qual Dudui responde por desvios de verbas na administração municipal para pagar vencimentos de aposentadoria à sua própria mãe. Ação Penal Originåria, oriunda da Comarca de São

JosĂŠ da Laje, oferecida pelo MinistĂŠrio PĂşblico Estadual, dĂĄ conta de que a servidora aposentada Maria Izabel da Fonseca Ferreira, mĂŁe do atual prefeito, ajuizou uma ação cobrando Ă Prefeitura de SĂŁo JosĂŠ da Laje a equiparação de seus vencimentos. Conforme traz a denĂşncia do MP/AL, o prefeito Dudui e Roberto FlĂĄvio de Andrade Silva, gerente do Fundo de PensĂŁo do MunicĂ­pio, “executaram uma verdadeira manobra orçamentĂĄria, de forma fraudulenta e ilegalâ€?, FRPDĂ€QDOLGDGHGHTXLWDURV

valores devidos pelo MunicĂ­pio de SĂŁo JosĂŠ da Laje Ă servidora aposentadaâ€?. Por meio de uma liberação duvidosa, segundo consta na denĂşncia do MP, a Prefeitura pagou R$ 366 mil. Em sua defesa, o prefeito MĂĄrcio JosĂŠ de Fonseca Lyra alegou que “nĂŁo houve desvio de bens pĂşblicos, uma vez que o acordo celebrado entre o MunicĂ­pio de SĂŁo JosĂŠ da Laje e a servidora, embora fosse sua genitora, ocorreu tĂŁo somente com a Ă€QDOLGDGH GH GDU FXPSULmento a um tĂ­tulo executivo judicialâ€?.

LAGOA DA CANOA

SUCESSĂƒO

1D~OWLPDTXDUWDRFRUUHXQD FRPDUFDGH)HLUD*UDQGHDDXGLrQFLDFRPRH[SUHIHLWRGH/DJRD GD&DQRDLauro Fonseca DFXVDGRGHDSURSULDomRLQGpELWD TXDQGRDLQGDHUDSUHIHLWRGD FLGDGHHP2VDGYRJDGRV GH)RQVHFDUHFRUUHUDPGDDomR DOHJDQGRTXHHPDEULOGDTXHOH DQRDSUHIHLWXUDUHDOL]RXFRPSHQVDomRGRVDQRVH HGRVPHVHVGHMDQHLURDDEULOGH HTXHGRVRXWURVPHVHVGR DQRÂż]HUDPRUHFROKLPHQWRHP GH]HPEURSRXFRVGLDVDQWHVGH GHL[DURFDUJR

2SURPRWRU3DXORGRV$QMRV UHVSRQViYHOSHODDFXVDomRFRQWUDRH[SUHIHLWR/DXUR)RQVHFD DÂżUPRXTXHRUHFROKLPHQWRGD 3UHIHLWXUDQmRIHLWRQDGDWD FRUUHWDFDUDFWHUL]DDSURSULDomR LQGpELWD8PDQRYDDXGLrQFLD HVWiPDUFDGDSDUDRPrVGH MXQKR&DVRVHMDFRQGHQDGR /DXUR)RQVHFDFRQIHVVRSUpFDQGLGDWRjVXFHVVmRGHJair Lira 36& SRGHVHULPSHGLGR GHVHFDQGLGDWDUDRFDUJRPDMRULWiULRQDVHOHLo}HVPXQLFLSDLV GHVWHDQRMiTXHFRUUHRULVFR GHVHUFRQVLGHUDGR)LFKD6XMD

Lauro Fonseca se defende de ação

1RYDDXGLrQFLDĂ€FD para o mĂŞs de junho

O prefeito sustenta que a peça proposta pelo MP “nĂŁo descreveu os fatos corretamente, uma vez que relatou eventos nĂŁo ocorridos no processoâ€?. RIXA A polĂŞmica do referido pagamento nasceu justamente do embate histĂłrico entre Marcio JosĂŠ de Fonseca Lyra, o Dudui, e Paulo Roberto Pereira, o Neno, ex-prefeito da cidade. Foi no mandato de Neno que Maria Izabel pleiteou o ressarcimento de seus vencimentos, supostamente reduzidos pelo entĂŁo prefeito.


TribunaIndependente

4 POLĂ?TICA MACEIĂ“ - SĂ BADO, 5 DE MAIO DE 2012

Quintella: PRRĂ€FLDOL]DSUpFDQGLGDWXUD Partido Republicano mostrou força trazendo para a mesma mesa membros dos ‘palacianos’ e prefeito CĂ­cero Almeida SANDRO LIMA

LUIS VILAR REPĂ“RTER

BARTOLOMEU DRESCH bartolomeu_dresch@hotmail.com.br

ObservatĂłrio da violĂŞncia

O

Governo Federal resolveu criar um comitĂŞ para acompanhar os casos de violĂŞncia praticados contra jornalistas brasileiros. A decisĂŁo foi tomada apĂłs uma reuniĂŁo entre a ministra dos Direitos Humanos, Maria do RosĂĄrio, e entidades TXHUHSUHVHQWDPRVSURĂ€VVLRQDLVGDFRPXQLFDomRHDVHPSUHVDV do setor. O comitĂŞ foi batizado de “ObservatĂłrioâ€? e serĂĄ coordenaGRSHODVHFUHWDULDFRPDSDUWLFLSDomRGDVHQWLGDGHV2REMHWLYR pFHQWUDOL]DUDVLQIRUPDo}HVHREWHUGDGRVHVWDWtVWLFRVVREUHRV casos de violĂŞncia. Um dos participantes do encontro, Mauricio $]HGRSUHVLGHQWHGD$VVRFLDomR%UDVLOHLUDGH,PSUHQVD $%,  DĂ€UPRXTXHDYLROrQFLDFRQWUDSURĂ€VVLRQDLVpXPSUREOHPDJUDYH ´MiTXHQmRVyHQYROYHDLQWHJULGDGHItVLFDGRVMRUQDOLVWDVHR GLUHLWRDRH[HUFtFLRGDSURĂ€VVmRPDVWDPEpPIHUHRGLUHLWRGD sociedade, que ĂŠ o da liberdade de expressĂŁo e o acesso Ă inforPDomRÂľ7DPEpPSDUWLFLSDUDPGDUHXQLmRRGLUHWRUH[HFXWLYRGD $VVRFLDomR1DFLRQDOGH-RUQDLV $1- 5LFDUGR3HGUHLUDRYLFHSUHVLGHQWHGD)HGHUDomR1DFLRQDOGRV-RUQDOLVWDV )HQDM &HOVR 6FKURHGHUHRSUHVLGHQWHGD$VVRFLDomR%UDVLOHLUDGH(PSUHVDVH (PSUHHQGHGRUHVGD&RPXQLFDomR5HQDWR5RYDLTXHUHSUHVHQWD RVEORJXHLURV4XDWURMRUQDOLVWDVEUDVLOHLURVIRUDPDVVDVVLQDGRV somente em 2012.

Sob suspeita O ex-governador Ronaldo Lessa disse que nĂŁo aceita, sob hipĂłtese alguma, que as eleiçþes municipais deste ano, pelo menos em MaceiĂł, sejam comandadas pelo desembargador Orlando Manso, presidente do Tribunal Regional Eleitoral. $DÂżUPDomRGH/HVVDIRLIHLWDDRMRUQDOLVWD3OtQLR Lins, na Conversa de Botequim da Ăşltima quintafeira. Disse que considera Manso seu desafeto, tendo em vista as açþes e os processos abertos por ele, desde o inĂ­cio do seu mandato como governador do Estado em 1999. “Caso ele nĂŁo alegue suspeição e se afaste da eleição na capital, entrarei com um pedido junto DR76(VROLFLWDQGRVHXDIDVWDPHQWR´GLVVHRH[JRYHUQDGRUFRQÂżUPDQGR sua candidatura a prefeito da capital.

Boicote a Israel 1 Tem crescido em todo o mundo o boicote a Israel em função do “apartheid contra os palestinosâ€?. SĂŁo empresas diversas, mĂşsicos, partidos polĂ­ticos, sindicatos e inĂşmeras entidades que decidiram pressionar as iniciativas em Israel ou patrocinadas pelo estado israelense. A campanha foi criada em 2005 e batizada de BDS (Boicote, Desinvestimentos e Sançþes). A mais recente adesĂŁo foi da rede de supermercados inglesa Co-op que anunciou a suspensĂŁo de acordos com empresas exportadoras de alimentos de Israel. Engrossam a lista o banco holandĂŞs ASN, a empresa ferroviĂĄria alemĂŁ Deutsche Bahn e dezenas de outras. O boicote tambĂŠm conta com apoio de grupos israelenses de esquerda. Boicote a Israel 2 Quem tambĂŠm estĂĄ sendo pressionada a cancelar seu show em Tel Aviv ĂŠ a cantora baiana Daniela Mercury que tem espetĂĄculo marcado para o dia 10, no White City Music Festival. VĂĄrios movimentos sociais de internautas e blogueiros estĂŁo pedindo para ela nĂŁo participar do Festival, citando a importância do movimento BDS e o fato de o Festival ser uma tentativa de encobrir violaçþes do direito internacional e projetar uma falsa imagem de normalidade. Artistas como Roger Waters (do Pink Floyd). Elvis Costello, Carlos Santana, Pixies entre outros, cancelaram suas apresentaçþes em Israel pelo mesmo motivo.

Em encontro partidĂĄrio4XLQWHOODUHIRUoRXSHVRGRSDUWLGRHP$/

ARAPIRACA

3DUWLGRFRQÀUPDDSRLRD5RJpULR $SHVDU GDV GLVFXVV}HV levantadas pelo evento do 35RJUDQGHSRQWRGHSDXWD mesmo foi o processo eleitoUDO0DXUtFLR4XLQWHOODFRQÀUPDTXHRVHPLQiULRUHDOLzado tambÊm tem este foco. ´7HPRV XP SDUWLGR TXH estå se preparando para a candidatura majoritåria e somente em Maceió - devePRV ODQoDU PDLV GH  SUpFDQGLGDWRV DRV FDUJRV GH YHUHDGRU235RFXSDHVSDoR QD DWXDO DGPLQLVWUDomR

estadual e tem nomes importantes em seus quadrosâ€?, frisou. 3DUD4XLQWHOODpSUHFLVR que a disputa seja com base em projetos. “Vamos discutir temĂĄticas que envolvem o processo eleitoral, como (GXFDomR H 6D~GH PDV RV pontos principais a serem tratados hoje ĂŠ justamente a questĂŁo da violĂŞncia, das SROtWLFDVGHFRPEDWHjVGURJDVGDPRELOLGDGHXUEDQDH acessibilidade. AlĂŠm disto,

%ORFRGHSUHIHLWRSRGHVHU ampliado com duas frentes

DNA de criminosos 1 O plenårio da Câmara dos Deputados aprovou a criação de um banco de DNA de criminosos. O projeto de lei vai agora à sanção presidencial. O texto aprovado estabelece a criação de uma unidade central gerenciadora de vestígios genÊticos encontrados em locais de crime, como sangue, sêPHQXQKDVSHOHH¿RVGHFDEHOR$PHGLGDYDOHSDUDFULPLQRVRVFRQGHnados por violência danosa como crimes de sequestro, latrocínio, estupro HQWUHRXWURV2VSHU¿VJHQpWLFRVGHYHUmRVHJXLUQRUPDVLQWHUQDFLRQDLVGH GLUHLWRVKXPDQRV$LGHQWL¿FDomRGRSHU¿OJHQpWLFRVHUiUHJXODPHQWDGD pelo Executivo. O projeto foi de autoria do deputado Ciro Nogueira do PP do Piauí.

DNA de criminosos 2 Com a criação do banco de dados do DNA de criminosos, o Brasil poderå ter acesso ao sistema Codis, utilizado nos EUA e em mais 30 países, e TXH¿FRXIDPRVRHPVpULHVSROLFLDLVDPHULFDQDVFRPR&6,H1&,6$WXDOPHQWHQR%UDVLOVyH[LVWHDLGHQWL¿FDomRFULPLQDOSRUPHLRGDGDWLORVFRSLD LPSUHVVmRGLJLWDO HIRWRJUD¿D1DLQYHVWLJDomRGHDOJXQVFDVRVDDXtoridade policial poderå requerer à Justiça o acesso ao banco de dados. 2VSHU¿VJHQpWLFRVVHUmRDUPD]HQDGRVGHIRUPDVLJLORVDDGPLQLVWUDGRV pelas polícias estaduais e pela federal. O material coletado alimentarå a FKDPDGD5HGH,QWHJUDGDGH%DQFRVGH3HU¿V*HQpWLFRVTXHVHUiVLPLODU a rede Codis americana.

‡2MRJRHQWUH&6$H$6$KRMHjWDUGHQR5HL3HOpWHPWXGRSDUDVHU XPDYHUGDGHLUD¿QDOGHWXUQRSULQFLSDOPHQWHSHORERPPRPHQWRGDV duas equipes. ‡2ULVFRpRPHVPRGHVHPSUHDVWRUFLGDVRUJDQL]DGDV9mRHVWDUOi PHVPRVHPDLGHQWL¿FDomRHGLVSRVWDVDGHVD¿DUDSROtFLDHDDWUDSDOKDU SUHMXGLFDUHHVWUDJDURHVSHWiFXOR ‡6HQmRHQFRQWUDUHPDGYHUViULRVSDUDPRVWUDUDVXDEDUEiULHHWLUDU sangue, vão brigar com a própria polícia. Menos mal, porque nesta parada quase sempre acabam levando a pior.

mas hå busca por novos noPHVSDUDLQWHJUDUXPDSRVVtYHO SDUFHLUD ´2V GLiORJRV estão em andamento, mas o que percebemos Ê que hoje muitos partidos possuem seus prÊ-candidatos jå asVXPLGRV (X QmR DFUHGLWR HP XPD HOHLomR SRODUL]DGD acredito que teremos vårias RSo}HVRTXHYHMRFRPRDOJR ERPSDUDDVRFLHGDGHDODJRana. Acredito que teremos dez ou 12 candidatos�, desWDFRXRGHSXWDGR /9

SEGUNDO DEPUTADO

Após a interdição do Edifício Palmares, onde funcionava a representação estadual do MinistÊrio da Saúde, a Prefeitura de Maceió e o Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea) resolveram LQWHQVL¿FDUDVLQVSHo}HVHPRXWURVSUpGLRVDQWLJRVGDFDSLWDO$RSHUDomR foi denominada de Fiscalização Preventiva Integrada (FPI) e atende a uma lista de locais denunciados pela população de apresentar riscos a usuårios e frequentadores. Segundo a prefeitura, entre os prÊdios a serem vistoriados (em número de dez) estão os que formam o Conjunto Jardim das Acåcias e o prÊdio da Embratel, ambos no Farol. Após as inspeçþes, os laudos serão encaminhados à Comissão de Defesa Civil.

‡6HRFRQYLWHIRVVHDFHLWR&OpEHUUHFHEHULDXPVDOiULRPHQVDOGH5 PLOSRUPrVHVHULDRJUDQGHQRPHGDWUDQVPLVVmRMiTXHD5HFRUG GHWpPDH[FOXVLYLGDGHSDUDR%UDVLOQDWHOHYLVmRDEHUWD2ORFXWRUGHFOLQRXRFRQYLWH

ainda faremos um debate GHFRQMXQWXUD235UHDÀUma hoje o seu apoio ao prÊFDQGLGDWR 5RJpULR 7HyÀOR 36'% QDGLVSXWDSHOD3UHfeitura Municipal de Arapiraca e consolida o desejo de ODQoDU FDQGLGDWXUD SUySULD em Maceió�. 2QRPHGR35QDGLVSXta municipal da capital alaJRDQD p R SUySULR 0DXUtFLR 4XLQWHOOD 'H DFRUGR FRP ele, na capital jå foi fechaGDXPDDOLDQoDFRPR36/

',98/*$d­2

PrĂŠdios antigos

‡,QIRUPDomRYHLFXODGDRQWHPHPXPDFROXQDHVSHFLDOL]DGDHPWHOHYLVmRGL]TXHRORFXWRU&OpEHU0DFKDGRGD5HGH*ORERWHULDUHFXVDGR convite da Rede Record para ancorar as Olimpíadas de Londres.

2 35  TXH HP $ODJRDV tem como principal representante o deputado federal 0DXUtFLR 4XLQWHOOD /HVVD  se reuniu, ontem, no estado, para discutir as principais temåticas envolvendo o processo eleitoral de 2012, alÊm de outros assuntos como o ODQoDPHQWR GR 35 0XOKHU - que serå presidido pela veUHDGRUDGD%DUUDGH6mR0LJXHO0DULD4XLWpULD&RUUHLD  H R HVWUHLWDPHQWR GH ODoRV HQWUHR/HJLVODWLYRHDVRFLHdade, por meio de projetos SDUWLFLSDWLYRV$VGLVFXVV}HV foram comandadas pelo próSULR 4XLQWHOOD ODGHDGR SRU ÀJXUDV GH RXWURV SDUWLGRV FRPRRSUHIHLWR&tFHUR$OPHLGD 33 HRGHSXWDGR*LYDOGR &DULPEmR 36%  2 HYHQWR DSUHVHQWRXRQRPHGH4XLQtella como prÊ-candidato à sucessão de Almeida, este ano. ´7HPRV XP HYHQWR SURdutivo com vårios pontos de pauta interessantes para o SDUWLGR H TXH SRGHP UHà HWLUQDYLGDGDVRFLHGDGH7LYHPRV R ODQoDPHQWR GR 35 Mulher, que visa incentivar D SDUWLFLSDomR IHPLQLQD QRV SURFHVVRVHOHLWRUDLV235QR HVWDGR WHP JUDQGHV QRPHV

FRPR D YLFHSUHIHLWD /RXUGLQKD /\UD GHQWUH RXWURV AlĂŠm disto, tambĂŠm queremos discutir o que ĂŠ o tema central do evento: ‘construinGRFDPLQKRVHQWUHR/HJLVODtivo e a sociedade’â€?. 3DUD R GHSXWDGR IHGHUDO R HYHQWR JDQKD XPD GLPHQVmRPDLRUTXDQGRVHUHĂ HWHD DWXDOUHODomRHQWUHDSRSXODomRHDFODVVHSROtWLFD “O que temos hoje ĂŠ uma FODVVH SROtWLFD HP GHVFUpGLWR FRP D SRSXODomR HP IXQomR GRV ~OWLPRV HVFkQGDORV O que acaba distanciando o cidadĂŁo do cotidiano do traEDOKRGR/HJLVODWLYR,VWRQmR SRGH RFRUUHU 7HPRV H[SHULĂŞncias bem sucedidas que podem ser trazidas e apresentadas para servir de exemplo DWpSDUDDVFDVDVOHJLVODWLYDV locais, como as ouvidorias, os SURMHWRVFRPSDUWLFLSDomRGH 21*VGDVRFLHGDGHFLYLORUJDQL]DGDHQĂ€PÂľGHVWDFRX (OH DLQGD UHVVDOWRX TXH R/HJLVODWLYRSUHFLVDVHDGHquar Ă s novas realidades, FRPR D XWLOL]DomR GH IHUUDmentas que melhoram a FRPXQLFDomR &LWRX FRPR exemplo, o uso das redes sociais e dos canais de teleYLVmR IHFKDGD (P 0DFHLy muitos sĂŁo os que aderiram DUHGHVFRPR7ZLWWHUH)DFHERRN&RPRHOH

Presença do PRQD3UHIHLWXUDIRLH[DOWDGD3DXOD6DUPHQWRIH]SDUWH

3DUD 0DXUtFLR 4XLQtella, a peculiaridade desta HOHLomRVHGiSHODH[FHOHQWH DYDOLDomR GR DWXDO SUHIHLWR &tFHUR $OPHLGD 33  ´1yV somos um dos partidos que busca o apoio do prefeito no processo eleitoral e estamos GLDORJDQGR,QFOXVLYHDSRVsibilidade de termos vårios candidatos de dentro de XP PHVPR JUXSR OLJDGR DR Almeida Ê o fato do sucesVR GH VXD DGPLQLVWUDomR 2 prefeito não pode ir para a UHHOHLomRPDVKiXPGLiORJRIUDQFRFRPHVSDoRDEHUto. Se o prefeito não tivesse VLGR XP VXFHVVR FRP JUDQGHDSRLRSRSXODUHHVWHHVStULWR GHPRFUiWLFR QmR WHUtDmos esta realidade de hoje�, disse ainda. 2 DJRUD SUpFDQGLGDWR 4XLQWHOODDOpPGHDYDOLDUD UHODomRFRP$OPHLGDWDPEpPGHVWDFRXDUHODomRFRP R JUXSR GR 3DOiFLR 5HS~EOLFD GRV 3DOPDUHV TXH HP

tese estå em campo oposto. De acordo com o deputado federal houve tentativa de UHDSUR[LPDomR UHFHQWH LQFOXVLYH FRP RFXSDo}HV GH HVSDoRV ´0DV DYDOLDPRV TXH R 35 WHP XPD GLVSXWD PXQLFLSDO FKHJDQGR FRP FDQGLGDWR SUySULR HQWmR Àcamos onde estamos. Mas, continuo com uma ótima reODomR FRP R JRYHUQDGRU 7HRWRQLR 9LOHOD )LOKR >36'%@ sempre disposto a ajudar e trabalhar por projetos e recursos importantes para o (VWDGRGH$ODJRDV¾ O parlamentar tambÊm destacou que o próprio esSDoR QD 3UHIHLWXUD  DWXDOmente com a Secretaria de &XOWXUD H D YLFHSUHIHLWXUD - poderia ter sido melhor. ´2 HVSDoR RFXSDGR SHOR 35 Ê bom, mas jå disse publicamente: poderia ter sido melhor. Mas, estamos fazendo XPWUDEDOKRQD&XOWXUDTXH YHPVHQGRHORJLDGR /9

MANDATO

PRESENÇA

MaurĂ­cio Quintella explicou que a aliança com CĂ­cero Almeida transcende a questĂŁo de busca por pastas. Ele lamentou o fato de Lourdinha Lyra nĂŁo ter assumido um dia sequer, nos oito anos em que esteve na vice-prefeitura. “O vice ĂŠ eleito para ser vice. Se o prefeito - em todos estes anos - nĂŁo teve impedimento, nem situação em que fosse necessĂĄria a posse da vice, nĂŁo hĂĄ o que lamentar. Mas, sempre conversamos sobre a possibilidade de uma posse simbĂłlicaâ€?. Para nĂŁo polemizar, o deputado federal progressista enfatizou que nĂŁo hĂĄ qualquer tipo de ressentimento por parte do partido a respeito da nĂŁo assunção de Lourdinha durante o mandato de Almeida.

Presente no evento, o prefeito de MaceiĂł, CĂ­cero Almeida elogiou a iniciativa de Quintella, porĂŠm negou que sua presença jĂĄ simbolizasse um compromisso polĂ­tico para a disputa eleitoral. “Antes de qualquer possibilidade de aliança, estou aqui pela amizade pessoal - que independe de polĂ­tica - que nutro pelo deputado federal MaurĂ­cio Quintella. Fui vice dele na Câmara Municipal de MaceiĂł, quando por lĂĄ estivemos juntos e sempre fomos amigos. Hoje, nĂŁo vamos tratar de polĂ­tica. Agora, entre tantos candidatos, ele ĂŠ sim um bom nome para a população de MaceiĂł, como hĂĄ outros bons nomes no processo tambĂŠm. É um deputado que tem trabalhado muitoâ€?.

PR lamenta que Lourdinha nĂŁo tenha assumido ‘Estou aqui por ser amigo dele’, diz Almeida


TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 5 DE MAIO DE 2012 POLĂ?TICA

5

Último ano de gestþes preocupa TCE Corte de Contas lança cartilha que orienta prefeitos a não cometerem desmandos no derradeiro ano de mandato

Cotidiano

SANDRO LIMA

A

LININHO NOVAIS - contato@lininho.com

Apoio e Apoio

E

PTXDVHWRGDHOHLomRGHSHQGHQGRGRFRQWH[WRHPTXHHODHVWHMD inserida Ê natural a divisão de grupo principalmente quando HVWiHPMRJRFDUJRVHSRGHU$2UGHPGRV$GYRJDGRVGR%UDVLO em Alagoas vive dois grandes momentos em sua história política SDUDHVVHDQRSULPHLURWHUiTXHHOHJHU>FRPSRU@DOLVWDVr[WXSOD para preenchimento da vaga de desembargador federal do TRT da �UHJLmRHRVHJXQGRpDHOHLomRSDUDDSUHVLGrQFLDGDLQVWLWXLomR $VVLPSRGHPRVHQWHQGHUTXHRVDSRLRVMiFRPHoDPDVHUPDQLIHVWDGRVSRUpPGL]HPjERFDPL~GDTXHVHUiXPDWURFDGH´DÀQLGDGH¾ QRHVWLORœHXYRWRHPYRFrSDUDR757HYRFrPHJDUDQWHDSRLRSDUDD SUHVLGrQFLDGD2$%¡*UXSRVIRUPDGRVDSRLRVGLYLGLGRVHXP[DGUH] TXHSRGHUiPXGDUGHHVWUDWpJLDDWpR~OWLPRPRPHQWR

Sem duvidar É claro a certeza que os deputados estaduais prĂł-Toledo tĂŞm quando o assunto ĂŠ ele assumir a vaga de Conselheiro do Tribunal de Contas. A sessĂŁo plenĂĄria do Tribunal de Justiça deverĂĄ ser histĂłrica para decidir quem sentarĂĄ na cadeira do ‘PalĂĄcio de Vidro’ da Avenida Fernandes Lima, porĂŠm com rĂŠgua e compasso os desembargadores irĂŁo decidir por quem mesmo?

Liderança ameaçada Silencioso e apenas montando o cenårio para o enfrentamento político FRPVXDH[DPLJD&pOLD5RFKDRVHFUHWiULRGHHVWDGR5RJpULR7Hy¿ORp presença constante ao lado do governador Teotonio Vilela, este tem lhe garantido apoio irrestrito para derrotar sua ex-aliada.

Sumiram NinguÊm vê mais as twittadas [nem uma saudação] dos super-secretårios Luiz Otåvio Gomes e Marco Fireman, antes eles eram frequentadores assíduos da rede social, hoje eles sumiram. Qual foi o motivo?

Alvo Quando menos se esperar a Polícia Federal desencadearå uma nova operação de combate à corrupção. Serå que essa serå menos midiåtica e com soluçþes mais sÊrias, diferente de outras tantas que aconteceram e atÊ hoje ninguÊm foi condenado?

Falando nisso... ... Da mesma forma que os agentes da Polícia Federal comemoram a mudança no comando da superintendência em Alagoas, a imprensa alagoana tambÊm comemorou a mudança feita na assessoria de comunicação da PF, quando sai Diogo Lima e assume Antonio Miguel. Vamos aguardar o desenrolar dos trabalhos e o acesso dos veículos de comunicação de forma igualitåria!

Vice quem mesmo? 0DUFHOR3DOPHLUDHVWiFRQÂżDQWHTXHLUiFRPSRUFRPRFDQGLGDWRDYLFH prefeito de MaceiĂł, seguindo os conselhos de seu padrinho polĂ­tico Biu de /LUD3DOPHLUDDSHQDVFRQÂżUPDTXHVHUiFDEHoDGHFKDSDSRUpPRTXH conta mesmo ĂŠ a densidade eleitoral e disso De Lira conhece muito bem, obrigado.

Fazendo as pazes Enquanto os deputados na casa de Tavares Bastos debatiam sobre a estiagem que assola Alagoas, o deputado Antonio Albuquerque pediu a palavra: explanou, criticou, e cobrou medidas urgentes. Inclusive em seu pronunciamento AA citou seu companheiro de parlamento Ricardo Nezinho com quem nĂŁo trocava nem um “oiâ€? desde a briga envolvendo a presidĂŞncia da CCJ. Ao tĂŠrmino do discurso AA saiu de seu lugar e foi papear sobre o tema ao lado de seu antigo desafeto.

Då pra todo mundo Vereador Chico Holanda não vê problema na candidatura de Antônio Holanda à uma das vagas na Casa de Mario Guimarães, ao analisar o xadrez político que estå montado na capital alagoana Chico diz haver espaço para todo mundo, e assim a família sairå fortalecida.

Luiz EustĂĄquio ressalta prerrogativas da Corte neste ano eleitoral

CASO LUIZ FERREIRA

Testemunhas nĂŁo reconhecem acusados que no dia 3 de setembro, dia da morte do vereador, estava fazendo uma reforma $ MXt]D GD Â? 9DUD &UL- QDUHVLGrQFLDGH0DJDOKmHV minal da Capital, Lorena Ele chegou por volta das Sotto-Maior, deu prosse- KHGHL[RXDFDVDGHSRLV guimento Ă s oitivas sobre a GDVK2FULPHDFRQWHFHX morte do vereador Luiz Fer- GHSRLVGDVK reira, ocorrida em setembro “O pedreiro mostrou que GH  2XWUD SHoD IXQGD- o PM MagalhĂŁes passou mental no inquĂŠrito, o pe- R GLD HP FDVD 1R GLD  GH dreiro Edson Sales foi arro- setembro, Edosn Sales eslado pela defesa do sargento tava trabalhando e parou ClĂĄudio MagalhĂŁes, e deu a de exercer sua função desua versĂŁo na manhĂŁ de on- SRLVGDVK(QTXDQWRLVVR tem, no FĂłrum Jairon Maia ClĂĄudio MagalhĂŁes nĂŁo saiu )HUQDQGHV GHVXDUHVLGrQFLDMXVWDPHQ6DOHVJDUDQWLXHPMXt]R te no dia do assassinato do

NIGEL SANTANA REPĂ“RTER

RIO LARGO

PREFEITURA

Declarada

Fernando James nega ser vice de Toninho

Cogitado para ser o vice-prefeito na chapa de Toninho Lins, prefeito de Rio Largo, Fernando -DPHVRÂżOKRGRVHQDGRU)HUnando Collor de Mello (PTB), garante que tudo nĂŁo passa de especulação. “NĂŁo sou candidato a nada. TambĂŠm nĂŁo sou vice na chapa do prefeito Toninho Linsâ€?, salienta. Lins ĂŠ candidato Ă reeleição e jĂĄ deixou escapar que estĂĄ Ă  procura de um viceprefeito para fechar a sua chapa no municĂ­pio. No entanto, o prefeito evitar comentar assuntos relacionados ao pleito de 2012.

UDPDLQRFrQFLDGR30QHVWH FULPH¾GHWDOKD Magalhães compareceu à oitiva no Fórum Jairon Maia )HUQDQGHV 2V DFXVDGRV GH ser os mandantes do crime, Sânia Tereza e Alessander Ferreira Leal não estiveram QRORFDO O procedimento na Justiça deve continuar no próximo dia 11, uma quarta-feira, QR PHVPR ORFDO 7HVWHPXnhas da ex-prefeita de Anadia e de outro acusado de ser autor material, Thiago dos Santos devem ser ouvidos SHORVPDJLVWUDGRV

“Argumentos estĂŁo caindo por terraâ€?

Em contato com essa coluna a advogada Vaninha Menezes (PPS) negou qualquer tipo de acordo diante do quadro político na cidade de Branquinha, segundo ela jamais passou por seu pensamento abandonar o projeto político que tem para o município. Ainda ressaltou que seu grupo estå consolidado e ela matÊm a candidatura a prefeitura da cidade, no mais tudo não passou de cogitaçþes infundadas para tentar macular a sua história de luta.

Acontece hoje a inauguração de mais uma casa de shows e eventos na cidade de Maceió, porÊm quem precisou adquirir ingressos para a festa passou pela maior saia justa, pois a empresa responsåvel ainda não dispunha de maquineta de cartão de credito e por isso só em cachê, à vista.

vereadorâ€?, ressalta NatĂĄlia Rocha, que tambĂŠm atua na defesa da ex-prefeita Sânia Tereza e Alessander FerreiUDVHXPDULGR Para a advogada, estĂĄ claro que ClĂĄudio MagalhĂŁes nĂŁo tem participação PDWHULDO A advogada cita ainda que a testemunha JosĂŠ CĂ­cero, teria visto o policial atiUDQGRHP/XL])HUUHLUD “Quando foi perguntado HPMXt]RVHHOHUHFRQKHFLDR ClĂĄudio, a testemunha deu RXWUDYHUVmRHQmRRLGHQWLĂ€FRX2VGRLVIDWRVVyFRUURER-

SEGUNDO DEFESA

'RLV SHULWRV TXH DQDOLVDram as ligaçþes dos celulares de Sânia Tereza, Alessander Ferreira Leal e ClĂĄudio MagalhĂŁes foram ouvidos pela Â?9DUD&ULPLQDO 'HDFRUGRFRPDDGYRJDGD NatĂĄlia Rocha, o perito JosĂŠ Ferro Barbosa, que analisou as escutas entre Sânia Tereza e o policial militar ClĂĄudio MagalhĂŁes, informou que a ex-prefeita manteve contatos com o PM, porĂŠm, as conversas nĂŁo revelam indĂ­cios sobre o crime cometido contra o YHUHDGRU/XL])HUUHLUD Em um segundo momen-

Ă€ vista

complementar 101/200, Lei de Responsabilidade Fiscal /5) Âľ praxe polĂ­tica tem Vale salientar tambĂŠm reservado para o que de acordo com a legislaĂşltimo ano de man- ção, os prefeitos correm para dato eletivo nas prefeituras realizar licitaçþes antes de um ‘pacote de bondades’ entrar em vigor as restrique salta os olhos dos elei- o}HV GR SHUtRGR HOHLWRUDO tores ĂĄvidos por polĂ­ticas Com maior volume, cresce S~EOLFDV UHDLV H GHĂ€QLWLYDV WDPEpP R ULVFR GH IUDXGHV Construção de casas, con- É neste perĂ­odo em que ocortratação de pessoal, institu- UHP R WUiĂ€FR GH LQĂ XrQFLD ição de concursos pĂşblicos, favorecimento de empresas, tudo que se espera nos qua- superfaturamento de produtro anos de gestĂŁo acontece WRV/LPLWHpDWpMXOKR HP SRXFRV PHVHV 'H ROKR TRANSFERĂŠNCIAS nisso, o Tribunal de Contas Outro detalhe do qual do Estado lançou esta se- os gestores nĂŁo devem esmana uma cartilha que dĂĄ quecer este ano ĂŠ que a Lei as restriçþes e obrigaçþes  SURtEH WUDQVIHUrQdo Poder PĂşblico no der- cia voluntĂĄrias de recursos UDGHLUR DQR GH PDQGDWR da UniĂŁo, do Estado e dos Sobre o guia recomenda- municĂ­pios, a nĂŁo ser para tivo, o presidente da Corte cumprir obrigação formal de Contas alagoana, Luiz preexistente para execução (XVWiTXLR 7{OHGR FRQĂ€U- de obra ou serviço em anmou – por meio de sua as- damento e com cronograma sessoria de imprensa - que Ă€[DGR “em se tratando do Ăşltimo 2X VHMD HP PHLDV SDODano de mandato dos gesto- vras, se o prefeito, em ano res pĂşblicos, cabe ao Tribu- eleitoral, quiser receber renal de Contas, cumprindo o cursos dos governos federal seu papel de ĂłrgĂŁo orienta- ou estadual durante a camGRU H Ă€VFDOL]DGRU UHFRPHQ- panha eleitoral, a prefeitura dar redobrada atenção e cui- tem de concluir qualquer dado com a autorização de processo de licitação antes despesas e outros atos admi- GR PrV GH MXOKR $ FDUWLOKD nistrativos tendo em vista estĂĄ disponĂ­vel no site do legislação eleitoral, e a Lei 7&( EDITORIA DE POLĂ?TICA COM REDAĂ‡ĂƒO

to, a advogada argumenta que o perito assegurou nĂŁo haver ligaçþes entre a prefeita e os acusados de cometer RGHOLWR 6(0129,'$'(6 O advogado Raimundo Palmeira considerou que as oitivas nĂŁo comprometem 6kQLD 7HUH]D H VHX PDULGR 3HOR FRQWUiULR &RP D DĂ€Umativa do pedreiro Edson 6DOHV RV WUrV DFXVDGRV GH envolvimento no crime, aos poucos, vem comprovando que nĂŁo “hĂĄ envolvimento GHOHVHPVHWHPEURGHÂľ Mais uma vez, Palmeira

&DULPEmRRĂ€FLDOL]DSUpFDQGLGDWXUDGLD O deputado federal Givaldo CarimbĂŁo (PSB), um dos cotados nas eleiçþes para a Prefeitura de MaceiĂł, lança sua prĂŠ-candidatura no prĂłximo dia 18 na capital alagoana. O presidente nacional do partido, Eduardo Campos, governador de Pernambuco, tambĂŠm estarĂĄ presente na solenidade. Segundo CarimbĂŁo, serĂĄ uma reuniĂŁo das executivas nacional, regional e municipal. “A decisĂŁo em ser prĂŠcandidato ĂŠ uma questĂŁo nacionalâ€?, declara o parlamentar. Ainda no GLDR36%RÂżFLDOL]DDÂżOLDomRGH$OH[DQGUH7ROHGR

ressalta que com todas as DĂ€UPDo}HV GRV GHSRHQWHV p SUHFLVR TXH KDMD XPD QRYD linha de investigação para o FDVR “As testemunhas estĂŁo mostrando que as provas apresentadas pela PolĂ­cia CiYLOHVWmRFDLQGRSRUWHUUDe SUHFLVRTXHKDMDQRYRVFDPLnhos para elucidar o assassinato do vereadorâ€?, considera 5DLPXQGR3DOPHLUD DIFĂ?CIL O promotor do caso, AntĂ´nio Luis Santos Filho, considera que alguns depoimentos WrPVLGRGLItFHLVSDUDFKHJDU

DXPDFRQFOXVmR As assertivas do vaqueiro JosĂŠ CĂ­cero Jorge, em nĂŁo reconhecer o autor material do crime, segundo o promotor, “complicam a elucidação do FDVRÂľ Apesar de reconhecer HVVD GLĂ€FXOGDGH $QW{QLR Luis Santos Filho entende que uma nova investigação atrasa mais o andamento do M~UL Para o promotor, a Jutiça nĂŁo estĂĄ baseada apenas em uma prova, mas, em uma sĂŠrie de levantamentos tĂŠcniFRVVREUHRFULPH 16

SESSĂƒO PĂšBLICA

Deputado pede mais segurança para loterias Por meio de requerimento do deputado estadual Ronaldo Medeiros (PT) foi realizada ontem, uma sessĂŁo pĂşblica, no plenĂĄrio da Assembleia, para discutir segurança e saĂşde dos bancĂĄrios, trabalhadores dos Correios e vigilantes. â€œĂ‰ preciso que sejam RIHUHFLGRVFXUVRVSDUDTXDOLÂżFDU SURÂżVVLRQDLVTXHPDLVSROLFLDLV sejam colocados nas agĂŞncias, tanto bancĂĄrias quanto dos Correios. As loterias jĂĄ tomaram algumas providĂŞncias, mas os Correios ainda nĂŁo. Essa insegurança nĂŁo pode continuarâ€?.


6

OPINIAO

TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 5 DE MAIO DE 2012

OpiniĂŁo

Crack-salĂĄrio e abrigos

A

Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) vai pedir aos ministÊrios do Trabalho, da Justiça e da Saúde uma inspeção em canaviais na região de Araraquara (SP) para investigar denúncia de que pedras de crack estão servindo de pagamento para cortadores de cana dependentes da droga. O assunto foi trazido ao Senado durante a audiência pública anteontem e que debateu o relatório da 4ª Inspeção do Conselho Federal de Psicologia (CFP) a centros de internação para usuårios de drogas. O autor da denúncia foi Anderson Lopes Miranda, do Laboratório de Estudos Vinculares e Saúde Mental, do Instituto de Psicologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Segundo ele, a irregulariGDGH IRL LGHQWLÀFDGD SHOD 3DVWRUDO

da Terra, em levantamento sobre as condiçþes de trabalho nos canaviais. TambĂŠm, na ocasiĂŁo, o coordenador da ComissĂŁo Nacional de Direitos Humanos do CFP, Pedro Paulo Bicalho, havia apresentado uma sĂ­ntese do relatĂłrio em debate, divulgado em setembro do ano passado e produzido a partir de inspeção em 69 centros de tratamento em todo o paĂ­s, mas conhecidos como comunidades terapĂŞuticas. HĂĄ relato de um caso de um abrigo que obrigava os internos a cavarem buracos, para que eles se mantivessem ocupados, considerando esta uma “medida terapĂŞuticaâ€?. A ComissĂŁo de Direitos Humanos irĂĄ tambĂŠm levar ao governo um conjunto de propostas de açþes para reforço das polĂ­ticas de tratamento da dependĂŞncia quĂ­mica.

PE MANOEL HENRIQUE DE MELO SANTANA PĂĄroco da Igreja de SĂŁo Pedro ApĂłstolo - Ponta Verde Doutorando Univesidade de Grenoble III

Entre meus papĂŠis... Em meus alfarrĂĄbios encontrei o sumĂĄrio de um Encontro Geral da Ă rea do ParaĂ­ba, realizado nos dias 28 E 29 de julho de 1990. Eu estava no Pilar e o encontro tinha como objetivo articular ĂĄrea de Pastoral, que, entĂŁo, abrangia as ParĂłquias de Pilar, Atalaia, Cajueiro, Viçosa, Pindoba e ChĂŁ Preta (anexada Ă Viçosa). “Coragem de sonharâ€? de Padre Zezinho iniciava o encontro que motivava tambĂŠm a oração. Os visitantes hospedaram-se em casas de famĂ­lia. Assistimos ao vĂ­deo de NazarĂŠâ€?, em que analisamos a proposta de Jesus, sob alguns enfoques: Jesus se insere no dia-a-dia do povo; Ele participa dos acontecimentos da YLGD H Ă€QDOPHQWH XP TXHVWLRnamento: A Igreja, atualmente, ĂŠ a que Jesus fez? Mais tarde, um outro vĂ­deo apresentava a caricatura de igrejas, destacando-se a Igreja Universal do Reino de Deus. Entre nĂłs estavam alguns articuladores da juventude que se encontravam aqui com os articuladores do MEB (Movimento de Educação de Base). TambĂŠm estavam as mĂŁes da Pastoral da Criança, que tinha se iniciado com a presença de Dra. Zilda Arns. Um pequeno debate envolveu a todos os presentes de onde anotamos os seguintes pontos de discussĂŁo: A Igreja Universal do Reino de Deus se destaca e avança; A Igreja da Assembleia de Deus contraria a Igreja Universal; Qual o verdadeiro rosto

de Cristo? Que hĂĄ de parecido nos dois vĂ­deos? A liderança ainda estĂĄ nas mĂŁos de padres e freiras; Trabalha-se para o povo e nĂŁo com o povo; Onde vai parar o SĂ­nodo Arquidiocesano? A esperança estĂĄ na formação dos agentes na prĂłpria parĂłquia; O rosto da AL ĂŠ rosto do Ă­ndio, do negro, da mulher, etc.; Cristo prepara os 12 na teoria e na prĂĄtica. No segundo dia, 29 de julho de l990, todos se dividiram em grupos por pastorais. Analisamos o novo DiretĂłrio LitĂşrgico, depois da oração do 1Âş SĂ­nodo. Em clima de muita compreensĂŁo, o encontro foi caminhando para R VHX Ă€QDO TXDQGR VH IH] XPD avaliação, com destaque para os seguintes pontos: faltou entrar mais na realidade da ĂĄrea; muito tempo perdido; muita coisa no papel; levamos em conta que era o nosso primeiro contato; começamos a andar; a hospedagem foi um ponto positivo, bem como os vĂ­deos apresentados. Ficava marcado o prĂłximo encontro para os dias 3 e 4 de novembro deste mesmo ano, na ParĂłquia de Cajueiro. O tema serĂĄ: O jeito de evangelizar de Jesus. Com o amor do Deus que atua em nĂłs. Assinava Agnaldo Pereira da Silva. Eram tempos conciliares na Igreja. Outra folhinha, um recorte de jornal, trazia um escrito de Leonardo Boff, narrando sobre as “Parteiras de um Povoâ€?. As parteiras tinham sido as irmĂŁzinhas de Jesus que estiveram

entre os Ă­ndios TapirapĂŠ, no Nordeste do Mato Grosso, prĂłximo ao Rio Araguaia. Na festa dos 50 anos desta presença, Dom Pedro CasaldĂĄliga testemunhava a vida daquelas irmĂŁzinhas, dentre elas IrmĂŁ Genoveva, que em outubro de l952 começava a sua convivĂŞncia com a tribo dos TapirapĂŠ. Por notĂ­cia dos frades dominicanos franceses, as IrmĂŁzinhas de Charles de Foucauld souberam que aquela tribo estava em extinção, por enfermidades dos brancos e da falta de mulheres. â€œĂ€ sua chegada, a IrmĂŁ Genoveva ouviu do cacique Marcos:â€? Os TapirapĂŠ vĂŁo desaparecer. Os brancos vĂŁo acabar conosco. Terra vale, caça vale, peixe vale. SĂł Ă­ndio nĂŁo vale nadaâ€?. E eles haviam internalizado que nĂŁo valiam nada mesmo e que estavam condenados inexoravelmente a desaparecer. Elas foram junto a eles e pediram hospedagem. Começaram a viver com eles o evangelho da fraternidade na roça, na luta pela mandioca de cada dia, no aprendizado da lĂ­ngua e no incentivo a tudo era deles, inclusive a religiĂŁo. Com o tempo foram incorporadas como membros da tribo. A auto-estima deles voltou. De 47, passaram hoje a 520. Em 50 anos elas nĂŁo converteram ninguĂŠm, mas conseguiram muito PDLV Ă€]HUDPVH SDUWHLUDV GH um povo, trazendo vida e vida em abundância.

PAULO NOGUEIRA Jornalista. Foi editor assistente da Veja, editor da Veja São Paulo, diretor de redação da Exame, diretor superintendente de uma unidade de negócios da Editora Abril e diretor editorial. Vive em Londres

Vidas paralelas JOĂƒO BATISTA HERKENHOFF Magistrado aposentado, ĂŠ professor da Faculdade EstĂĄcio de SĂĄ de Vila Velha (ES), palestrante e escritor

Presos e prostitutas Na busca pelos fundamentos da Ética, a que somos em consciência obrigados, pareFHPH EHP SUySULR UHà HWLU a respeito de duas minorias totalmente excluídas da sociedade: prostitutas e presidiårios. Nestas minorias atÊ a marca originåria de humanidade costuma ser negada. Hå legislaçþes que consideram a prostituição um crime, o que não Ê o caso do Brasil. Entretanto, embora transitando na faixa da legalidade, as prostitutas são assiduamente presas, sem fundamento legítimo. Maltratadas e ofendidas física e moralmente, vivem em condiçþes econômicas quase sempre subumanas, isoladas às vezes do restante da população em zonas delimitadas, como um grupo excluído. Não têm acesso a cuidados mÊdicos, nem a previdência social, nem ao amparo da lei. São consideradas não-pessoas.

Não obstante a liberdade sexual, a mudança de costumes, a transformação do mundo, a ÀJXUD GD SURVWLWXWD SHUGXUD como negação de Justiça, na paisagem humana. Mas as prostitutas tomam consciência de sua dignidade como seres humanos. Lutam pelo respeito de que são credoras, pelo acesso à saúde, pelo direito de auto-organização e pela possibilidade de escolher outro caminho de vida, se assim desejarem. Em muitas situaçþes, ganhar o pão atravÊs da entrega do corpo não Ê uma escolha, mas uma imposição de circunstâncias econômicas e sociais. Ao lado da luta das próprias prostitutas, contam elas com o apoio de organizaçþes da sociedade civil. Por motivos religiosos ou humanitårios, muitas pessoas solidarizam-se com o clamor de Justiça desses seres humanos.

Os presos sĂŁo outro grupo humano excluĂ­do. No Brasil, Ki GHĂ€QLomR GH GLUHLWRV GR preso, mas os direitos nĂŁo sĂŁo respeitados. Uma distinção extremamente sĂŠria ĂŠ a que se deve fazer entre o preso que nĂŁo foi julgado e o preso que foi condenado. Em favor do preso que nĂŁo foi julgado existe a presunção de inocĂŞncia. Essa presunção sĂł realmente vigora em favor de cidadĂŁos poderosos, eventualmente aprisionados, fato bem raro. Os presos tambĂŠm tomam consciĂŞncia de seus direitos. Seu grito de Justiça ĂŠ, Ă s vezes, o grito surdo do desespero atravĂŠs da “rebeliĂŁoâ€?. NĂŁo se lhes reconhece o direito de auto-organização. Talvez, em parte, o poder que tĂŞm, dentro dos presĂ­dios, certas organizaçþes criminosas decorra da inexistĂŞncia de representação legĂ­tima e autĂ´noma dos presos. FILIADO AO

Jorgraf UM PRODUTO:

Rua da Praia, 134 - sala 303 - centro - Maceió Alagoas Endereço Comercial: Av. Menino Marcelo - 10.440 - Serraria Maceió - Alagoas - CEP: 57.083.410 CNPJ: 08.951.056/0001 - 33

Cooperativa dos Jornalistas H*UiÂżFRVGRHVWDGRGHDODJRDV

Rupert Murdoch e Roberto Marinho tĂŞm muito mais que as iniciais em comum. Ambos perderam o pai cedo, uma tragĂŠdia pessoal que, paradoxalmente, acabou por empurrĂĄ-los vigorosamente na indĂşstria da mĂ­dia. Os dois herdaram, jovens ainda, um jornal, Murdoch em sua Sidney, na AustrĂĄlia, Marinho no Rio de Janeiro. Isso foi determinante para estabelecer nos dois um amor invencĂ­vel pelos jornais. Mesmo quando jĂĄ tinham construĂ­do, cada qual do seu jeito, um LPSpULRGHPtGLDGLYHUVLĂ€FDGRR jornal continuaria no centro da atenção dos dois. A lĂ­ngua foi determinante para estabelecer a maior diferença. O inglĂŞs facilitou a Murdoch montar um grupo mundial: da AustrĂĄlia foi para a Inglaterra, nos anos 1960, e acabaria depois incluindo espetacularmente os Estados Unidos no mapa de seus negĂłcios. Sua News Corp, baseada em Nova York, onde Murdoch mora, ĂŠ dona de marcas como a Fox e o Wall Street Journal. Roberto Marinho, atĂŠ por nĂŁo falar LQJOrV Ă€FRX HVVHQFLDOPHQWH UHVtrito ao Brasil atĂŠ morrer, em 2003, aos 98 anos. Por isso a inĂ XrQFLDGH0XUGRFK²DLQGDYLYR e ativo, aos 81 anos — ĂŠ global, e a de Marinho foi nacional. Como tĂ­picos barĂľes da imprensa, deixaram sempre evidente que a voz de seus jornais e demais mĂ­dias era a deles e de mais ninguĂŠm. “Se alguĂŠm quer saber minhas opiniĂľes, basta ler os editoriais do Sunâ€?, diz Murdoch. Sun ĂŠ seu tablĂłide londrino, um campeĂŁo de vendas e de controvĂŠrsias. Marinho nĂŁo disse isso, mas nem precisava: estava patente. Cercaram-se de jornalistas que sabiam que jamais deveriam brilhar tanto a ponto de ofuscar o dono. Quando Murdoch comprou o lendĂĄrio Times na dĂŠcada de 1960, um passo essencial no seu ganho de poder na Inglater-

PRESIDENTE Antonio Pereira Filho DIRETOR ADMINISTRATIVO FINANCEIRO: JosĂŠ Paulo Gabriel dos Santos Editor geral: Ricardo Castro

ra, sabia-se que os dias do grande editor Harold Evans no jornal estavam contados. O editor Evandro Carlos de Andrade, que dirigiu o Globo por longos anos e depois o telejornalismo do grupo, fez questĂŁo desde o inĂ­cio de deixar claro a Roberto Marinho que era “papistaâ€?. Fazia o que o Papa mandava. Muito mais que o talento, foi esse traço de pragmĂĄtica servilidade que explicou a duração da carreira de Evandro nas Organizaçþes Globo. Murdoch e Marinho sempre disseram ter em vista, acima de tudo, o interesse pĂşblico. Mas jamais deixaram de ser objeto de suspeita de que, fora da retĂłrica, colocaram invariavelmente seu interesse pessoal acima de quaisquer outros. Em torno deles se construiu a LPDJHP ² H[DJHUDGD Âł  GH KRmens capazes de fazer ou destruir governos. NinguĂŠm acreditou mais nisso que os politicos no Brasil e na Inglaterra, e por isso adularam Murdoch e Marinho para alĂŠm da abjeção. Buscavam sempre apoio, o que Ă s vezes reFHEHUDP ² DFRPSDQKDGR TXDVH sempre, de uma merecida dose de desprezo. No cĂłdigo de etiqueta e de poder de Murdoch e Marinho, competiu sempre aos polĂ­ticos ir atrĂĄs deles, e nĂŁo o inverso. Lutaram, como todos os barĂľes da imprensa, por estabelecer uma dinastia. As chances de ĂŞxito de Murdoch, nisso, sĂŁo pequenas. 7UrVĂ€OKRVVHXV²XPDPXOKHUH GRLV KRPHQV ² Mi HVWLYHUDP QD condição de herdeiros aparentes. O Ăşltimo deles, James, 39 anos, renunciou a seu posto depois que sua reputação foi destruĂ­da no escândalo das escutas ilegais telefĂ´nica de um tablĂłide do grupo, o News of the World. Murdoch tem GRLV Ă€OKRV SHTXHQRV GH :HQGL sua bonita mulher chinesa, mas ĂŠ difĂ­cil imaginar que Murdoch vĂĄ estar vivo quando os dois estiverem em condiçþes de tocar uma

empresa. Roberto Marinho teve mais VRUWH Dt 6HXV WUrV ÀOKRV 5REHUto Irineu, João Roberto e JosÊ Roberto, conseguiram atÊ aqui PDQWHURYLJRU²HFRQ{PLFRSHOR menos — da Globo. São discretos, têm noção de suas limitaçþes e, juntos, estabeleceram uma maneira de trabalhar em conjunto com a qual a Globo se manteve competitiva sem Roberto Marinho. Diferentemente do pai, parecem menos interessados em LQà XHQFLDUSUHVLGHQWHVHPDLVIRcados no negócio em si. Não inovaram, mas jå mostraram entender que o futuro Ê digital e saber que, se a Globo não transferir sua potência para a internet, o declínio Ê inevitåvel. Todos os três estão na faixa dos 50 DQRVRTXHVLJQLÀFDTXHD*ORER não enfrentarå tão cedo um novo teste de troca de geração. O que os três irmãos não conseguiram foi desfazer a imagem negativa da Globo perante a opinião públiFDTXDOLÀFDGD$*ORERpYLVWD³ PHQRVTXHDQWHVpFHUWR²PDV estå longe de ser admirada pelos formadores de opinião. Pessoalmente, Murdoch e Marinho compartilharam uma vaidade que os fez claramente ÀFDU LQFRPRGDGRV FRP DOJXPDV características físicas. Murdoch durante boa parte da vida tentou esconder a calvície com XP SHQWHDGR HP TXH ÀRV ORQJRV eram estrategicamente dispostos de um lado ao outro da cabeça. Apenas recentemente desistiu do expediente. Roberto Marinho não se orgulhava de sua estatura, ampliada por saltos, e de sua tez mulata, na qual passava pó de arroz. Em suas vidas paralelas, Murdoch e Marinho dividiram, acima de tudo, o amor pelo poder, pela LQà XrQFLD SHOD PDQLSXODomR ² SRU WRGDV DTXHODV FRLVDV HQÀP advindas da propriedade de um impÊrio de mídia.

Nosso noticiĂĄrio nacional ĂŠ fornecido pelas agĂŞncias: AgĂŞncia Folha e AGĂŞncia Nordeste PABX: 82.3311.1338 COMERCIAL: 82.3311.1330 - 3311. 1331 REDAĂ‡ĂƒO: 82.3311.1328 - 3311.1329 CENTRAL DE ASSINANTE: 82.3311.1308 - 3311.1309 comercial.tribunaindependente@gmail.com redação.tribunaindependente@gmail.com

ricardocastro@tribuna-al.com.br

DIRETORA COMERCIAL: Marilene Canuto

OS ARTIGOS ASSINADOS SĂƒO DE RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES. NĂƒO REPRESENTANDO, NECESSARIAMENTE, A OPĂ?NIĂƒO DESTE JORNAL.


TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 5 DE MAIO DE 2012

Brasil

A Justiça Federal do Cearå condenou o ex-deputado estadual SÊrgio Benevides e os ex-secretårios Rose Maciel, Abner Cavalcante, alÊm de JosÊ Murilo Martins, Alexandre Gaspar, espólio do ex-prefeito falecido Juraci Magalhães e empresas Mares Comercial e J & D Comercial e Hortafacil ao ressarcimento integral de R$ 1.398.225,44, mais multa de 20% de honorårios advocatícios, desviado da merenda escolar em Fortaleza. A Ação Civil Pública foi movida pelo procurador Alecsander Sales. O escandalo Ê idêntico à operação Gabiru, ocorrida em 2005, quando prefeitos e secretårios foram presos pela PF.

DIVINO ADVINCULA

Em todo o País, 65 mil postos de vacinação estarão abertos hoje, das 8h às 17h, para atender idosos

O

tados e o Distrito Federal aderiram ao dia D de Mobilização Nacional. O ministĂŠrio espera promover um dia de intensa mobilização da comunidade que, amparada na ampliação dos postos de vacinação, poderĂĄ contribuir aderindo Ă campanha para o paĂ­s chegar a uma cobertura vacinal ainda maior. No ano passado, foram imunizadas 25,13 milhĂľes de pessoas, o que representa 84,1% da população alvo. O Ă­ndice superou a meta de 80% prevista inicialmente. Sob o lema “proteger ĂŠ cuidarâ€?, a meta deste ano tambĂŠm ĂŠ vacinar 80% do pĂşblico-alvo (30,1 milhĂľes), o que representa 24,1 milhĂľes de pessoas. A ideia ĂŠ reduzir a mortalidade, evitar complicaçþes e internaçþes provocadas por infecçþes pelo vĂ­rus da gripe. Segundo a Organização Mundial da SaĂşde (OMS), o Brasil realiza a maior

7

Justiça federal obriga ‘gabirus’ do CearĂĄ a devolver verbas desviadas

Vacinação contra a gripe começa neste såbado

ministro da Saúde, Alexandre Padilha, abre a 14ª Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe, hoje, na Clínica da Família Otto Alves de Carvalho, em Jacarepaguå (RJ). Em todo o país, 65 mil postos de vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS) estarão preparados para atender a população, das 8 horas às 17 horas. Pessoas com mais de 60 anos de idade, trabalhadores de saúde, crianças entre seis meses e menores de dois anos, gestantes e povos indígenas devem procurar o posto de saúde mais próximo para a vacinação. O ministro tambÊm acompanharå, neste såbado, o andamento da vacinação em Porto Alegre (RS). A campanha Ê realizada em conjunto com o MinistÊrio da Saúde e as secretarias estaduais e municipais de todo o país. Todos os es-

BRASIL

campanha de vacinação pública das AmÊricas. CAMPANHA o MinistÊrio da Saúde adquiriu 33,9 milhþes de doses da vacina contra a gripe, ao custo total de R$ Meta do MinistÊrio da Saúde Ê vacinar 24 milhþes de pessoas 260 milhþes. TambÊm foram encaminhados R$ 24,7 milhþes do Fundo Nacional de Saúde para que as secretarias de saúde estaduais e municipais pudessem viabilizar a campanha, cobrindo despesas com aquisição de seringas e agulhas e deslocamento de equipes, por exemplo. Para atender a população, cerca de 240 mil proÀVVLRQDLV GR 686 GHYHP estar envolvidos na campanha de vacinação, entre agentes comunitårios, enfermeiros, mÊdicos, entre outros. A campanha tambÊm contarå com mais de 27 mil veículos terrestres, à XYLDLV H PDUtWLPRV SDUD que a vacina chegue atÊ os povoados mais distantes.

PRECONCEITO

MĂŠdico pede desculpas por ofensas feitas Suspeito de ter proferido ofensas racistas contra uma atendente de cinema, o mĂŠdico Heverton OctacĂ­lio de &DPSRV 0HQH]HV DĂ€UPRX ontem que a situação foi um “lamentĂĄvel episĂłdio e mal entendidoâ€?. A declaração foi dada apĂłs Menezes prestar depoimento na 5ÂŞ Delegacia de PolĂ­cia. Na quarta (2), ele foi indiciado por injĂşria discriminatĂłria. 2PpGLFRDĂ€UPRXWHUGLWR que trabalhou em missĂŁo mĂŠdica na Ă frica durante um ano. “Ainda me tranquiliza declarar que tenho colaboradores e pacientes afrodescendentes, aos quais tenho dado grande parte da minha YLGDSURĂ€VVLRQDOFRQFHGHQGR a eles o melhor do saber, da prĂĄtica, carinho e dedicação mĂŠdica.â€? Menezes tambĂŠm divulgou uma carta onde pede desculpas Ă comunidade brasiliense pelo ocorrido. Na carta, ele pede desculpas especialmente Ă  atendente do cinema e diz que ĂŠ um “mĂŠdico dedicado integralmente Ă  assistĂŞncia de todas as nacionalidades e classes sociaisâ€?.

PIAUĂ?

População cai e Estado pode perder vagas O Instituto Brasileiro de *HRJUDÀDH(VWDWtVWLFD ,%*(  divulgou na quinta-feira dados do último levantamento sobre a evolução populacional do Piauí que aponta uma redução de quase 200 mil pessoas nos últimos 25 anos. Os números fundamentam a ação ingressada no TSE pela Assembleia Legislativa do Amazonas que UHLYLQGLFDDUHGHÀQLomRGRQ~mero de deputados federais nos estados, retirando vagas piauienses no parlamento. A partir dessa recontagem populacional, haveria uma diminuição da bancada piauiense em Brasília e, consequentemente, do Legislativo estadual. Segundo Pedro Soares, supervisor de informaçþes do IBGE no Piauí, ao comparar o à X[RPLJUDWyULRGDSRSXODomR piauiense, constata-se um saldo negativo de quase 200 mil pessoas.


8

PUBLICIDADE

MACEIÓ - SÁBADO, 5 DE MAIO DE 2012

TribunaIndependente


TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 5 DE MAIO DE 2012

Cidades

CIDADES

9

Bando havia sido preso com veículos roubados e atÊ måquina de adulteração A operação da Polícia Militar em que foram presos sete membros de uma quadrilha de roubo, adulteração e receptação de veículos em Arapiraca - que foram soltos no domingo - foi realizada na tarde de sexta-feira (27). Foram presos Antônio Rodrigo Lima, Darlyson Oliveira Santos, JosÊ Aparecido Tenório Silva, Adailto Tenório Ricardo, Geovane Prudente, JosÊ Júlio da Silva Filho e Valmir Francisco Augustinho. No local em que eles foram presos, a PM encontrou motos e carros roubados, chaves de fenda, uma måquina para adulterar chassis, chaves de veículos, uma espingarda calibre 12, extratos do Detran e documentos.

Quadrilha ĂŠ solta apĂłs falha da PM 6HPPDQGDGRMXGLFLDOSDUDHIHWXDUSULVmRHVHPRĂ€DJUDQWHSROtFLDIDOKRXHPSURFHGLPHQWRVHJXQGRDSRQWDGHOHJDGR ALANA BERTO REPĂ“RTER

O

delegado Genilson Souza, titular do 54Âş e 55Âş Distritos Policiais afirma que houve falha no procedimento do 3Âş BatalhĂŁo da PolĂ­cia Militar ao prender no Ăşltimo dia 27, sete homens suspeitos de praticar roubos, adulterar veĂ­culos e facilitar sua receptação no municĂ­pio de Arapiraca. Os suspeitos foram soltos no Ăşltimo domingo (29) pelo juiz Alexandre Machado, da Comarca de Palmeira dos Ă?ndios, que estava de plantĂŁo. Para o delegado, o juiz agiu corretamente em nĂŁo homologar o flagrante. O delegado alega que nĂŁo existiu flagrante, pois apenas Geovane foi encontrado na oficina pela PM adulterando o chassi de um veĂ­culo, e foi encontrado na casa de um deles uma espingarda calibre 12. Para o delegado, esses dois sĂŁo os Ăşnicos que poderiam ser autuados em flagrante. “A PM vem fazendo um trabalho muito bom em Arapiraca, mas nesse caso houve uma precipitação. Eles foram pegos na diligĂŞncia e nĂŁo em flagranteâ€?, alĂŠm disso, nĂŁo

havia mandado judicial para efetuar a prisĂŁo. O delegado acrescentou que, apĂłs a operação, a PM demorou cerca de trĂŞs horas para levar os suspeitos atĂŠ a delegacia. “Os suspeitos ainda chegaram com sinais evidentes de espancamentoâ€?, disse Genilson. Ele acrescenta que os policiais devem procurar saber se o cidadĂŁo serĂĄ indiciado. O juiz Alexandre Machado reafirmou para a reportagem que agiu dentro da lei e que apesar de os acusados estarem em liberdade, foram aplicadas algumas medidas cautelares enquanto o caso ĂŠ apurado. Ele esclarece que pode ser feito o pedido de prisĂŁo preventiva ou nĂŁo. “O juiz, ao homologar o flagrante, tem que analisar e individualizar a conduta de cada suspeitoâ€?, explicou o magistrado. O tenente-coronel Welington Bitencourt, do 3Âş BPM conta que a PM fez o seu trabalho conforme a lei. “Mesmo que todos os suspeitos nĂŁo estivessem na oficina, alguns foram pegos e denunciaram os demais. EntĂŁo, por qual motivo foram liberados todos?â€?, questionou o coronel.

ASSESSORIA PM

SEGUNDA VEZ

Justiça soltou outro bando em abril

Sete homens presos pela Polícia Militar de Arapiraca foram soltos dois dias depois pela Justiça

Esta Ê a segunda vez entre os meses de abril e maio que a Justiça solta uma quadrilha perigosa em Alagoas, o que, mesmo quando fundamentado na lei, gera um sentimento de revolta na sociedade. O primeiro caso foi em abril, quando a polícia desmontou um laboratório de refino de crack. Poucos dias depois, os traficantes foram soltos pelo juiz da 3ª Vara Criminal da Capital, Carlos Henrique Pita, que acatou o argumento da defesa de que as prisþes não haviam sido comunicadas ao juiz de plantão no feriado de Påscoa, que era ele. O corregedor-geral de Justiça, desembargador James Magalhães, afirmou que iria apurar se houve irregularidade no habeas corpus concedido. Ontem, a Tribuna Independente tentou entrar em contato com o desembargador, mas atÊ o fechamento desta edição o telefone dele permaneceu desligado. (A.B.)


10

CIDADES

TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 5 DE MAIO DE 2012

Shopping Popular deve ser inaugurado este mĂŞs

SANDRO LIMA

7UDQVIHUrQFLDDFRQWHFHHPEUHYHGHSRLVGHÂżQDOL]DGDOLVWDGHEHQHÂżFLDGRV ALANA BERTO REPĂ“RTER

O

prĂŠdio do Shopping Popular de MaceiĂł, que irĂĄ beneficiar 425 ambulantes que ocupam atualmente a Praça dos Palmares, jĂĄ estĂĄ em fase de conclusĂŁo e deve ser inaugurado no final do mĂŞs de maio. O secretĂĄrio municipal de Abastecimento, ArnĂłbio Cavalcante, falou que o prĂŠdio estĂĄ em fase de acabamento e, agora sem novos atrasos, deve estar funcionando jĂĄ no prĂłximo mĂŞs. “Queremos chamar os ambulantes quando tudo estiver pronto. Temos que seguir todos os trâmites da leiâ€?, afirma. Os trâmites de que ele fala dizem respeito Ă convocação dos ambulantes para ocupar o espaço atendendo a critĂŠrios que darĂŁo prioridade a alguns comerciantes. A Prefeitura acredita que existam cerca de 600 comerciantes informais no calçadĂŁo e Praça dos Palmares. Como nĂŁo existe espaço para todos no Shopping Popular, foi criada uma comissĂŁo com um representante da Secretaria Municipal de Controle e ConvĂ­vio Urbano (SMCCU), um representante da Associação dos CamelĂ´s e trĂŞs da Secretaria Municipal do Trabalho, Abastecimento e Economia SolidĂĄria (Semtabes), que

irĂĄ analisar uma nova lista que foi fornecida no dia 27 ao MinistĂŠrio PĂşblico Estadual. “No ano de 2009 foi feita uma lista, mas ela precisa ser atualizada. Tem gente, que estĂĄ na lista, que morreu ou que foi emboraâ€?, disse o secretĂĄrio adjunto da Semtabes, Geraldo Câmara. Câmara acrescenta que a lista nova terĂĄ uma

mudança de 30% em relação ao cadastro anterior. “Semana que vem, a lista final deve ser publicada no DiĂĄrio Oficial do MunicĂ­pioâ€?, afirmou. Para os ambulantes que nĂŁo conseguirem espaço no Shopping Popular, existe um espaço reservado pela Prefeitura de MaceiĂł em um estacionamento localizado na Praça dos Palma-

res, espaço que, de acordo com o secretĂĄrio adjunto, irĂĄ beneficiar 200 ambulantes. AlĂŠm da transferĂŞncia para o novo local, as secretarias farĂŁo um convĂŞnio com a Associação dos CamelĂ´s. “Ainda serĂĄ decidida a gestĂŁo representada pelos camelĂ´s para administrar o shoppingâ€?. SANDRO LIMA

Com lojas e ĂĄrea prĂłpria, comerciantes ganham nova perspectiva

APÓS MUDANÇA

Ambulantes do Centro serĂŁo formalizados como MEI

Obra estĂĄ em faseGHDFDEDPHQWRHTXDQGRÂżQDOL]DGRLPyYHOGHYHDEULJDUPDLVGHDPEXODQWHV

A Prefeitura de MaceiĂł pretende transformar todos esses vendedores que estĂŁo na informalidade e que irĂŁo para o Shopping Popular em Microempreendedores Individuais (MEI). Cadastrados no MEI, os ambulantes terĂŁo direito a benefĂ­cio do INSS e Cadastro Nacional de Pessoa JurĂ­dica (CNPJ), para facilitar a abertura de conta bancĂĄria e emissĂŁo de notas fiscais. “Todos os ambulantes serĂŁo capacitadosâ€?, ressaltou o secretĂĄrio adjunto de Trabalho, Abastecimento e Economia SolidĂĄria, Geraldo Câmara. Os ambulantes ainda estĂŁo confusos com a mudança. Entre eles, ainda existe dĂşvida em relação ao

espaço do shopping. A maioria diz que nĂŁo foi informada sobre prazos e previsĂľes. “NĂŁo sei como serĂĄ esta mudança. AtĂŠ agora nĂŁo fomos informadosâ€?, disse a vendedora Maria Alves. Para o vendedor ClĂĄudio Correia, a mudança vai ser melhor. “Vai ser mais organizado, mas tambĂŠm vai ser mais sacrificante para começar a ganhar dinheiroâ€?, afirmou. JĂĄ o ambulante Norberto da Silva diz que se preocupa com o espaço do local. “Aquele espaço nĂŁo vai dar para instalar todo mundo. É pequeno. Toda mudança pode ser boa ou ruim. Para sobreviver precisamos do mĂ­nimo de estruturaâ€?, frisou. (A.B.) ASSESSORIA

Destino friendly 'HVGHRGLDGHDEULODHTXLSHGH79FDQDGHQVHGRSURJUDPD%XPS HVWiSHUFRUUHQGRDVFLGDGHVGH5HFLIH3RUWRGH*DOLQKDVH2OLQGDSDUD PRVWUDURVSULQFLSDLVSRQWRVWXUtVWLFRVGH3HUQDPEXFR2SURJUDPDpWUDQVPLWLGRYLDLQWHUQHWHSRUXPFDQDOGHWHOHYLVmRQR&DQDGi$FDGDHSLVyGLR GR%XPSDHTXLSHPRVWUDXPGHVWLQRJD\IULHQGO\QRYR7XGRHPXP IRUPDWRHOHJDQWHHGHVFRQWUDtGR$HTXLSHGRSURJUDPDSHUFRUUHRPXQGR HPEXVFDGHJD\VHGHVWLQRVWXUtVWLFRVIDVFLQDQWHV

70% da hospedagem Renda 1

A

Lonely Planet, maior editora de guias de viagem do mundo, publicou matĂŠria mostrando que o turismo em Alagoas vai alĂŠm das praias. Com o tĂ­tulo “A Rede e a Rendaâ€?, a edição do mĂŞs de abril da revista reservou oito pĂĄginas para mostrar, com belas fotografias, os principais municĂ­pios onde vivem homens e mulheres que tecem com a mĂŁo a arte que vendem.

Agora,SUHIHLWXUDGHYHIHFKDUJDOHULDSDUDPDQWHUORFDOOLPSR

FOCO DE POLUIĂ‡ĂƒO

Renda 2 $UHSyUWHU)OiYLD0HQGRQoDHD IRWyJUDID&DURO&DPSRVGD/RQHO\ 3ODQHWSHUFRUUHXRVPXQLFtSLRV GH0DUHFKDO'HRGRUR3LUDQKDV (Povoado Entremontes), PĂŁo de

Esgotos de imĂłveis jĂĄ estĂŁo ligados a coletor de emissĂĄrio

$o~FDU 3RYRDGR,OKDGR)HUUR H 0DFHLy %DLUURGR3RQWDO SDUDFRQWDUHGLYXOJDUDKLVWyULDGHDOJXQV SURÂżVVLRQDLVTXHID]HPGDDUWHVHX LQVWUXPHQWRGHWUDEDOKR

Plano de turismo

$6HFUHWDULDGH(VWDGRGR7XULVPRUHDOL]DQDSUy[LPDVHJXQGDIHLUDjV KQR&HQWURGH&RQYHQo}HVGH0DFHLyXPVHPLQiULRGHDSUHVHQWDomR GRSURMHWRGR3ODQR(VWDGXDOGR7XULVPRYLVDQGRDFRQVWUXomRGRGRFXPHQWR(VWHID]SDUWHGDVDo}HVHVWUXWXUDQWHVSDUDRGHVHQYROYLPHQWRGR WXULVPRQR3URJUDPD$ODJRDV7HP3UHVVD&RPSUHYLVmRGHHQWUHJDQR PrVGHRXWXEURGHR3ODQR(VWDGXDOGHVHQYROYLGRSDUDDWXDomRGH DVHUiFRRUGHQDGRSHOR,QVWLWXWRGH$VVHVVRULDSDUDR'HVHQYROYLPHQWR+XPDQR ,$'+ 

2,QVWLWXWR%UDVLOHLURGH*HRJUDÂżDH(VWDWtVWLFD ,%*( GLYXOJRXRVUHVXOWDGRVGD3HVTXLVDGH6HUYLoRVGH+RVSHGDJHP 36+ HQFRPHQGDGDSHOR0LQLVWpULRGR7XULVPR'HXPWRWDOGHHVWDEHOHFLPHQWRV UHJLVWUDGRVHVWmRORFDOL]DGRVQDVFLGDGHVVHGHGD&RSDGR 0XQGRGD)LIDHVXDVUHJL}HVPHWURSROLWDQDV2HVWXGRPRVWURX TXHVmRPLOHVWDEHOHFLPHQWRVHP%HOR+RUL]RQWH%UDVtOLD&XLDEi&XULWLED)RUWDOH]D0DQDXV1DWDO5HFLIH5LRGH-DQHLUR6DOYDGRU 6mR3DXORH3RUWR$OHJUH

+ 120 empregos

MĂŁes no spar

,QVWDODGRQD3RQWD9HUGH chega a MaceiĂł mais um KRWHOYROWDGRSDUDRFKDPDGRS~EOLFRFRUSRUDWLYR 'HVWDYH]TXHPVHLQVWDOD pR+ROLGD\,QQ([SUHVV0DFHLy$LGHLDpDOLDUFRQIRUWR HSUDWLFLGDGH$LQDXJXUDomR estĂĄ marcada para o dia 19 de junho e a estimativa pSDUDPLOHPSUHJRV GLUHWRV

26SDU9LD0DUGR6DOLQDV%HDFK Resort, em MaceiĂł, estĂĄ oferecendo SDFRWHHVSHFLDOSDUDR'LDGDV0mHV 2SDFRWHYDOHSDUDRSHUtRGRHQWUH HGHPDLR&RPVHLVUHIHLo}HVSRU GLDDFHVVRjWRGDHVWUXWXUDGHOD]HUH VHPOLPLWHGHFRQVXPRRÂżQDOGHVHPDQDVDLSRU[5 5  para duas pessoas, em apartamento 6WDQGDUG6HIRUHPGRLVDGXOWRVXPD FULDQoDVDLSRUFRUWHVLDĂ?WLPDSHGLGD SDUDRV'LDVGDV0mHV

A Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) concluiu ontem o trabalho de interligação dos imóveis situados no entorno do Emissårio Submarino de Maceió ao novo coletor de esgoto implantado recentemente na årea interna dessa unidade. Logo após a implantação do coletor, a Casal eliminou os pontos de poluição que carreavam esgoto para a galeria de åguas pluviais que passa pelo terreno do emissårio. Falta, agora, a prefeitura realizar a limpeza da galeria, bem como colocar as placas de concreto que estão faltando, a fim de que o canal não fique exposto a risco de acidente e se transforme em depósito de lixo. AlÊm do coletor, a empresa insta-

lou poços de visita em cada ponto de poluição e retirou o excesso de lixo da årea. Segundo o vice-presidente de Gestão de Engenharia da Casal, Osmar Lisboa, todo o terreno do emissårio vai passar por uma limpeza geral, de modo que possa ser utilizado em benefício da própria comunidade vizinha. De acordo com a gerente da Unidade de Negócio Jaraguå, da Casal, Fåtima Acioly, todos os imóveis que jogavam indevidamente esgotos na galeria de åguas pluviais serão cadastrados pela companhia e passarão a integrar o sistema comercial. Após o cadastramento serå implantada a cobrança de esgoto. As famílias de baixa renda poderão aderir à Tarifa Social.


TribunaIndependente

AÍLTON VILLANOVA ailton.villanova@gmail.com

MACEIÓ - SÁBADO, 5 DE MAIO DE 2012

CIDADES

11

Petrobras deverá ser multada por vazamento Detergente usado para dispersar óleo é considerado ainda mais danoso LIA FROTA E LOPES

ANA PAULA OMENA REPÓRTER

E Era o gato do queixoso!

N

a Palmeira dos Índios dos anos 40 existiu um sargento PM chamado Agapito Bezerra, ou por outra, Bezerrão. Durando um bom tempo, ele exerceu a função de delegado de polícia do município. Bezerrão era um sujeito dos seus quase dois metros de altura. Adiposo, devia pesar uns 120 kg. O que ele mais apreciava – não tinha nem dia e nem hora - era uma cachacinha com tira-gosto de preá. Às vezes, capotava de tão embriagado ficava. Ignorante e atrabiliário ao extremo, Bezerrão tinha um auxiliar de confiança, que era o cabo PM Virgulino Amâncio, também bom de copo e irresponsável de marca maior. Só vivia de porre. Numa segunda-feira de setembro, Bezerrão entrou na delegacia ressacadíssimo e encontrou o cabo Virgulino cochilando debruçado no tampo do birô da autoridade. A baba escorria pelo canto da boca. Ele deu um pinote de susto quando o superior hierárquico deu a bronca: - Ôxi! Qui transgressão é essa, cabo Virgo? Babando em cima do meu birô! Olha a liberdade, seu fio d’uma égua! - Desculpe, sargento. É que num preguei o olho durante a madrugada... - E o que você andou fazendo, condenado? - Farreando, sargento! Pro senhor eu não posso mentir! Bezerrão aprumou-se, deu uma temperada da goela e falou em tom conciliatório: - Também tomei o maior porre ontem, Virgo. Olha só o meu bafo... – e soprou na venta do subalterno. - Eita diabo, sargento! O senhor tá pior do que eu! Acho bom tomar um “sal-de-frutas”... - Será que é bom mesmo, cabo? - É uma beleza, sargento. Possa crer! Bezerrão pensou alguns segundos matutando e, enfim, decidiu: - É, tá certo. Vê se me arruma uma dose desse infeliz de “sal-de-frutas”. - Só se for nestante, meu chefe! - Olha, bota um tiquinho de açúcar, tá ouvindo? - Com açúcar não vai prestar, chefe! - Mas eu quero com açúcar, porque vai ficar parecido com champanhe. Ah, Virgo, aproveite e traga umas bolachas, também. É pra tira-gosto! O auxiliar saiu para providenciar a encomenda e o delegado espichou-se na cadeira, com a intenção de tirar uma soneca. Nesse momento, alguém bateu palmas na porta da rua. De pronto, Bezerrão respondeu: - Emburaca! Pode emburacar! A pessoa emburacou, quer dizer, entrou. Era seu Diomedes, o barbeiro, cuja cara era a de poucos amigos. Bezerrão cumprimentou-o: - Quê que há, seu Dió? E ele, todo lacrimoso: - Fui roubado, delegado! - Pois possa fazer de conta que o gatuno já tá morto! O que foi que lhe roubaram? E o barbeiro, em tom lamentoso: - Roubaram o meu gatinho de estimação... - Mas que desgraça! Era bonitinho, o bichinho? - Era a coisa mais linda do mundo! Todo fofinho... - E quem foi o infeliz que roubou? - Eu nunca tinha visto aquele condenado antes... Mas se eu reparar na cara dele novamente, eu reconheço! - E como é o sujeito? - É um cabrinha da cara de rato. D’estamanhinho, ó. O meu gatinho tava deitadinho na janela, o ladrão passou, olhou pra ele, alisou a cabecinha dele e...vupt! Carregou o bichinho! Snif! Compadecido da situação do velho Diomedes, o delegado sugeriu que ele fosse pra casa e retornasse à delegacia no outro dia, acrescentando: - Pode ser que até lá a gente já tenha pegado esse gatuno fidapeste! - Tomara, sargento! Mal saiu o barbeiro, eis que entrou o cabo Virgulino, pela porta dos fundos. Levou o maior esbregue: - Mas que demora da bobônica, Virgo?! Você foi comprar esse sal-de-fruta em Maceió, foi, seu lascado? E o cabo: - Calminha aí, chefe! Tenho grandes novidades. Demorei porque estava preparando um tira-gosto arretado pro senhor. Muito melhor do que bolacha! Bezerrão baixou a pancada: - E que tira-gosto é esse? - O senhor experimente e depois me diga que bicho é! O prato estava cheirando demais! Os dois sentaram em volta do birô do delegado e mandaram os respectivos pares de queixos pra frente. Rangaram o pitéu com “sal-de-frutas” açucarado e acharam bom. Terminaram de comer, o sargento lambeu os beiços, liberou um arroto caprichado e elogiou: - “Bacano”! “Bacano” mesmo, cabo Virgo! No mínimo isso daí foi um coelhinho bem novinho, foi ou não foi? - Eita sargento advinhão da gota serena! Naquilo que o Cabo Virgulino fechou a boca, eis que embocou na sala o velho Diomedes. Ele tinha esquecido lá o seu inseparável “guarda-sol” e voltara para apanhá-lo. Ao reparar na cara do cabo, o barbeiro foi à loucura: - Olhaí o ladrão, seu delegado! Foi esse safado aí que roubou o meu gatinho! O cabo parou de comer, abaixou a cabeça e, em seguida, reagiu: - Tá me chamando de ladrão, véio safado? Me respeite que eu sou uma autoridade! E o sargento Bezerrão, querendo controlar a situação: - Mas esse é o cabo Virgulino, seu Dió! É homem da minha confiança! Por sinal, é o subdelegado da cidade! - Mas é ladrão! Os ossos do bichano ainda jaziam nos pratos, que se achavam sobre a mesa do delegado. Com lágrimas nos olhos, seu Diomedes reparou direitinho nos restos mortais do bichano e despejou mais lágrimas: - É o esqueleto do meu bichinho, seu delegado! Eu reconheço! Foi nesse ponto que Bezerrão se tocou. Olhou fundo nos olhos do subordinado e bradou: - Quer dizer que eu comi o gato de estimação do meu amigo barbeiro, hein, seu cabra de pêia? Virgulino não teve outra alternativa senão confirmar. E ainda fez o seguinte comentário, no maior cinismo: - Mas aqui pra nós, sargento, o gatinho era ou não era saboroso? Bezerrão reagiu mais indignado ainda: - Agora, seu cafajeste, você vai vomitar o que acabou de comer do gatinho, juntar tudo direitinho e devolver aqui pro dono, entendeu? Faça a sua parte, que eu faço a minha! Ali mesmo o sargento Bezerrão meteu o dedo na goela e botou pra fora, ainda morninha, a parte do bichano que lhe coubera no rango. Virgulino fez a mesma coisa. Compungido, o barbeiro deixou a delegacia, carregando num embrulho os restos mortais consumidos e devolvidos, para serem sepultados com pompas e honras...

mbora a Petrobras tenha informado o problema do vazamento de 200 litros de óleo hidráulico na Estação do Paru, litoral de Coruripe, no Sul de Alagoas, a multa pelo acidente não está descartada, segundo o diretor técnico do Instituto do Meio Ambiente (IMA) em Alagoas, Ricardo César. O acidente ocorreu na madrugada da última quinta-feira, enquanto a plataforma passava por manutenção na área de produção de gás natural e condensado. O vazamento se deu devido ao rompimento em uma das conexões de uma linha hidráulica. O diretor técnico do IMA informou que mesmo a Petrobras indicando o acidente e expondo seu plano de emergência para conter a mancha de óleo, que ficou a cerca de 14 quilômetros da costa, ela não está isenta da multa. O valor ainda não foi divulgado. “Como a mancha não se alastrou, não será preciso interditar a praia de Coruripe e nem as áreas adjacentes. Seria preocupante se chegasse à costa marítima, mas não foi o caso. Sobrevoamos a área e outros técnicos foram de barco, porém não conseguimos identificar a mancha de óleo que possivelmente se dispersou com a solução utilizada para con-

Gaivotas, muito encontradas no Litoral Sul de Alagoas, podem estar ameaçadas, segundo biólogo

ter a mancha”, ressaltou Ricardo César. Segundo ele, não será necessário interditar a praia, pois barreiras de contenção já foram colocadas no local. “O IMA ainda não concluiu o relatório técnico que, no máximo, quarta-feira será entregue à assessoria jurídica para saber se houve grandes danos ambientais. Graças a Deus que a mancha de óleo não chegou à costa, quando poderia atingir manguezais e corais”, disse. CONTRAPONTO De acordo com o biólogo Gabriel Le Campion, professor do Departamento de

Biologia da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), o detergente dispersivo utilizado na mancha de óleo é ainda pior que o próprio óleo. “Os detergentes dispersantes podem provocar sérios danos ambientais, como a morte de aves marinhas e de fitoplâncton – base da cadeia alimentar de peixes e zooplâncton. Eles [os detergentes] reagem com a graxa que a ave marinha produz para impermeabilizar as asas para que não absorvam água e morram afogadas, por exemplo, gaivotas e gaivotões”, explicou o biólogo. O especialista não descartou

a possibilidade de uma falha operacional ter provocado o vazamento do óleo, bem como fadiga no material. O diretor executivo do Instituto Biota de Conservação, Bruno Stefanis, cobrou resposta do IMA no sentido de remediar os danos causados pelo vazamento. A Gerência de Atendimento e Articulação Regional Nordeste da Petrobras na Bahia criou uma comissão de sindicância para apurar as causas do acidente e já notificou oficialmente a Marinha, o Ibama e a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) sobre a ocorrência.

PENEDO

Gestante está desaparecida há 23 dias Jovem de 19 anos saiu de casa para ir a uma consulta e não voltou mais REPRODUÇÃO / ARQUIVO PESSOAL

DAVI SALSA REPÓRTER

casa à procura do namorado, um menor de 16 anos de idade. O rapaz foi ouvido pelo delegado Rubem Natário e afirmou, na ocasião, que não sabia do paradeiro da adolescente. Por conta disso, o vereador Marival Oliveira, mais conhecido como Sargento Marival (PMDB), mobilizou os colegas e solicitou providências à Secretaria de Estado de Defesa Social, a fim de que seja criada uma comissão especial de delegados para investigar o desaparecimento da gestante. Roberta Costa é morena clara, magra, tem cabelos pretos, olhos castanhos e cabelo curto, além de duas tatuagens, sendo uma com o nome da mãe “Mônica” nas costas e uma borboleta na perna. O pai de Roberta chegou a oferecer a recompensa de R$ 5 mil para quem souber da localização de sua filha.

Roberta teria dito que iria encontrar com namorado, mas ele nega

Arapiraca (Sucursal) - Familiares e amigos de Roberta Costa Dias, 19, estão desesperados e continuam pedindo ajuda das autoridades policiais e da sociedade de Penedo, a fim de descobrir o paradeiro da jovem, que sumiu da cidade desde o dia 11 de abril. Grávida de três meses, Roberta Costa Dias saiu de casa para fazer uma consulta e não mais retornou para sua residência. O sumiço da jovem é tido como um mistério para a polícia e para familiares. Ela foi vista pela última vez nas imediações da Cooperativa Educacional de Penedo (Coopepe), localizada no bairro de Santa Luzia, conhecido como Barro Duro, na parte alta da cidade ribeirinha. Segundo investigações realizadas pela polícia, uma amiga relatou que Roberta Costa teria dito que saiu de

AMPLIAÇÃO

PROJETO

O superintendente da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) em Maceió, Marcelo Aguiar, FRQ¿UPRXRQWHP que a quinta unidade do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), das oito encomendadas com a empresa Bom Sinal, em Barbalha, no Ceará, chega amanhã. Após a chegada, o VLT passará por testes durante alguns dias, SDUDHPVHJXLGDHQWUDUHPRSHUDomR(VSHUDVHTXHDWpR¿QDOGR ano as últimas três unidades cheguem a Maceió completando o lote de oito VLTs encomendados pela CBTU.

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) vai fazer uma série de mudanças no trânsito do bairro do Poço nos próximos dias. Até o próximo dia 20, seis ruas passarão a ser mão única: 26 de Abril, Salvador Calmon, Inácio Calmon, Jornalista Jaime Amorim Miranda, Marquês de Tamandaré e Esmeraldino Marinho Espíndola. As mudanças fazem parte da primeira etapa de um projeto para alterar a Avenida Comendador Leão, que futuramente será mão única no sentido Jaraguá – Mangabeiras.

Quinta unidade do VLT chega amanhã a Maceió SMTT fará alterações em seis ruas do Poço


12

CIDADES

Taxistas fecham saĂ­da do aeroporto apĂłs portaria

Festa em Feira Grande

N

a semana passada os 58 anos de Emancipação Política da cidade de Feira Grande foram comemorados com uma grande festa, que alÊm do tradicional desfile escolar contou com inauguraçþes de obras estruturantes que vão beneficiar a população de um dos municípios mais importantes do Agreste alagoano O prefeito Fåbio Apostolo de Lira, o Fabinho do Chico da Granja, comandou os festejos tambÊm marcados pelas presenças de autoridades locais e do Estado de Alagoas.

Programação

Comemoraçþes

De acordo com matÊria veiculada na Revista Visão, que circula em todo interior alagoano, o prefeito Fåbio Apóstolo de Lira, o Fabinho, acompanhado da primeiradama e secretåria de Assistência Social, Valdirene Barbosa; o vice-prefeito Ademir JosÊ; secretårios municipais de governo, vereadores e lideranças empresariais e comunitårias, iniciou a programação festiva no domingo (22), com a entrega da ampliação e modernização das escolas 1º de Maio, no Sítio Macambira; Frei Damião, no Sítio Pocinho, e Escola Padre Cícero, no Sítio Barreiras.

Ainda segundo a revista, o ponto alto das comemoraçþes ocorreu logo pela manhã, na quarta-feira (25), com a cerimônia de hasteamento das bandeiras de Feira Grande, Alagoas e do Brasil. Em seguida, prefeito e comitiva inauguraram o prÊdio do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas). A solenidade tambÊm contou com a presença da secretåria de Assistência Social, Valdirene Barbosa, e dos secretårios de Educação, Joseano Lira Santos; de Agricultura, Adriana Paula Chaves; de Saúde, Flåvia Cristina; de Esportes, Carlos de Melo, bem como dos vereadores JosÊ Valmir, Dida, Alexandre Morcef, ZÊ Robinho e de empresårios, a exemplo do Capitão Milton, entre outras personalidades e convidados.

Atendimento Durante a entrega do prÊdio do Creas, o evento registrou a presença da assistente social Arlize Campos, pedagoga Sandra, psicóloga Delmira e da assistente-administrativa Daniele. $VSUR¿VVLRQDLVID]HPSDUWHGDHTXLSHPXOWLGLVFLSOLQDUSDUDRDWHQGLmento a crianças, adolescentes, homens, mulheres e idosos, com o acompanhamento e visitas domiciliares visando ampliar cada vez mais a qualidade de vida dos moradores de Feira Grande.

Abastecimento Na sequência da programação festiva, os habitantes do Sítio Mumbacinha foram contemplados com a instalação dos serviços de abastecimento de ågua para a localidade. Os líderes comunitårios Oscar Alencar e Ivo agradeceram ao prefeito Fabinho e equipe pela realização de um sonho da comunidade.

Escola Arariboia ApĂłs a inauguração do sistema de abastecimento de ĂĄgua, as autoridades seguiram atĂŠ o Povoado Olho d’à gua do Meio, onde o prefeito Fabinho e o secretĂĄrio de Educação, Joseano Lira, entregaram a Escola Arariboia completamente reformada. O evento tambĂŠm registrou a presença de educadores, alunos, servidores pĂşblicos, a exemplo da coordenadora-pedagĂłgica Betânia, que enalteceu a obra de ampliação do estabelecimento de ensino. “VocĂŞs merecem muito mais, e, por conta disso, vamos iniciar nos prĂłximos dias os trabalhos de construção de uma moderna creche com brinquedoteca e todos os equipamentos adequados para o aprendizado e bem-estar de dezenas de crianças da comunidadeâ€?, revelou.

Compromisso com o povo O prefeito Fabinho fez questão de lembrar que, desde o início de sua gestão, tem trabalhado junto com toda a sua equipe em prol do desenvolvimento do município. Ele citou obras de abastecimento de ågua, redes de energia elÊtrica nos povoados, entre outras importantes açþes em busca da melhoria da qualidade de vida da população.

Agricultura O prefeito recordou a entrega de cinco tratores para preparação de terras e ajuda do homem do campo, alÊm de duas retroescavadeiras, com a presença da deputada federal CÊlia Rocha (PTB/AL) e de 50 bicicletas para agentes de saúde poderem visitar com mais frequência as famílias feiragrandenses. Fabinho tambÊm salientou o programa da compra de alimentos direto do FDPSREHQH¿FLDQGRFHQWHQDVGHDJULFXOWRUHVIDPLOLDUHV Os produtos são adquiridos e enviados para as escolas como parte do cardåpio da alimentação dos alunos, bem como a hospitais e entrega de cestas nutricionais para famílias de baixa renda. Como parte da celebração alusiva aos 58 anos de emancipação de Feira Grande, prefeito e comitiva inauguraram o novo prÊdio da Secretaria de Saúde.

Solidariedade 1

TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 5 DE MAIO DE 2012

A família Fernandes e Melo, mÊdico Judå e Almira Fernandes, AurÊlia e Plåcido Dias, Ana Paula e Paulo Barbosa, junto com ValÊria e Glênio, Vânia e Arnóbio e demais amigos Neguinho da Morada, SÊrgio Murilo e demais membros da sociedade arapiraquense estão empenhados na organização da III Cavalgada e Leilão em prol da Associação de Apoio aos Portadores de Câncer (AAPC).

Solidariedade 2 A ONG foi fundada hå sete anos e cuida dos portadores de câncer e seus familiares. O evento serå dia 20 de maio, saindo às nove horas do bairro Canafístula, sede da Acesa, e chegando na Chåcara da Tribo de Judå, no Canaã. Para ajudar na campanha, o kit custa R$ 30 com direito a camiseta, bonÊ, DVD, cafÊ da manhã, churrasquinho, almoço e diversão e vendas na sede da AAPC, na Rua São Francisco, 780, no centro de Arapiraca. Para mais informaçþes, entrar em contato pelo telefone: 8803-0804.

... O prefeito FĂĄbio Apostolo fez questĂŁo de anunciar a parceria com o INSS e a construção de uma unidade para atender a população local. “VocĂŞs terĂŁo um posto e nĂŁo mais irĂŁo precisar ir atĂŠ Arapiraca ou 3HQHGRDJHQGDUDWHQGLPHQWR´DÂżUPRX ... A festa dos 58 anos de emancipação polĂ­tica de Feira Grande tambĂŠm foi marcada com a assinatura das ordens de serviço para construção da Unidade BĂĄsica de SaĂşde (UBS1), na ĂĄrea urbana, e da construção da ponte do SĂ­tio Imbiriçu interligando outras duas localidades. 1RÂżPGDWDUGHGHTXDUWDIHLUD  DSURJUDPDomRUHVHUYRXGHVÂżOH cĂ­vico e escolar pelas ruas centrais, e Ă noite, uma multidĂŁo festejou o aniversĂĄrio do municĂ­pio em clima de muita alegria e emoção ao som das bandas Areio de Ouro, ArerĂŞ do Brasil, Cajubanda e ForrĂł dos Plays, que sacudiram e contagiaram o pĂşblico presente as festas no centro da cidade.

Circulação de tåxis de Maceió e outras cidades com bandeira ligada estå proibida PETRÔNIO VIANA WILLIAM ROCHA REPÓRTERES COM EDITORIA DE CIDADES

P

rofissionais ligados à Associação dos Taxistas de Maceió realizaram na madrugada de ontem um protesto contra a portaria 001/2012, da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) de Rio Largo, que proibiu taxistas de outras cidades, inclusive da capital alagoana, de circular com bandeira exposta dentro das dependências do Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares. A medida surgiu após reclamaçþes da SMTT do município de que os taxistas de Maceió, em desacordo com as normas em vigor para os taxistas de Rio Largo, entravam no aeroporto

com a bandeira exposta e acesa e iam para o saguĂŁo abordar passageiros. De acordo com o superintendente de Trânsito de Rio Largo, SĂ­lvio Sarmento, os taxistas do municĂ­pio ficam parados em um local determinado e os passageiros precisam comprar um ticket e esperar em uma fila o veĂ­culo que vai transportĂĄ-lo. A atitude dos taxistas de MaceiĂł seria, no mĂ­nimo, concorrĂŞncia desleal. Para regular a entrada dos tĂĄxis da capital no aeroporto, a SMTT editou a portaria que proibia os veĂ­culos de estarem com bandeira exposta entre outras medidas. Com o protesto, a bandeira foi liberada, mas sĂł se estiver apagada. AlĂŠm disso, o taxista de MaceiĂł fica proibido de “angariarâ€? passageiros no

saguĂŁo e ĂŠ obrigado a estacionar o veĂ­culo na ĂĄrea paga. “Ele pode levar o passageiro dele no aeroporto e, quando for pegar alguĂŠm, previamente solicitado, estaciona na ĂĄrea paga, porque tĂĄxi de outra cidade nĂŁo tem estacionamento no aeroporto como os de Rio Largo. Isso ĂŠ natural. VocĂŞ nĂŁo vai ver o taxista de Rio Largo fazendo isso [circulando com a bendeira acesa] em MaceiĂłâ€?, argumenta o superintendente. A portaria, apesar de previamente avaliada pelo Sindicato dos Taxistas de Alagoas (SintĂĄxi), desagradou muitos profissionais. No protesto, eles queimaram pneus para impedir a saĂ­da de veĂ­culos do aeroporto enquanto posicionavam os tĂĄxis na pista de acesso Ă BR-104. O horĂĄrio do protes-

to - iniciado por volta de uma hora da manhĂŁ - foi escolhido pelo grande fluxo de aviĂľes que chegam a MaceiĂł. Com as aeronaves pousando, a fila de carros na saĂ­da do aeroporto foi aumentando. A PolĂ­cia Militar foi ao local, mas assistiu de longe a manifestação. Somente ontem de manhĂŁ, o Gerenciamento de Crises da PM, a SMTT de Rio Largo, e Infraero e os taxistas se reuniram e chegaram a acordo. A portaria estĂĄ mantida apenas com a liberação da bandeira, apagada. Para o presidente do SintĂĄxi, Ubiraci Correia, a atuação dos taxistas no aeroporto precisava de regulação. “A portaria garante o direito de ir e vir e a livre escolha do cliente, entĂŁo nĂŁo vimos motivo para participar de protestoâ€?, alegou. ANA PAULA OMENA / REPRODUĂ‡ĂƒO

PRESOS

Mulher traficante ĂŠ pega na cama com menor ‘aviĂŁo’ BRENO AIRAN ANA PAULA OMENA REPĂ“RTERES

Logo no inĂ­cio da manhĂŁ de ontem, homens do BatalhĂŁo de Operaçþes Policiais Especiais (Bope) cumpriram um mandado de busca e apreensĂŁo na Rua da Floresta, no bairro do Tabuleiro do Martins, em MaceiĂł, e acabaram por prender uma mulher traficante, que nĂŁo era alvo da operação, apĂłs denĂşncia feita no local. Moradores da regiĂŁo afirmaram que ela, conhecida como “Neguinhaâ€?, era a manda-chuva da regiĂŁo e apontaram onde ficava a sua residĂŞncia. Os militares foram atĂŠ lĂĄ e pegaram Edilma Feitosa Santos, 24 anos, na cama com um menor de idade, de 17 anos. Ele acabou por confessar que seria “aviĂŁoâ€? – que leva a droga atĂŠ o usuĂĄrio – da traficante e tambĂŠm foi apreendido. Com ‘Neguinha’, foram recolhidas 31 pedras de crack e mais R$ 90 em notas de R$ 5 e R$ 2. Ambos foram levados para a Central de PolĂ­cia Civil, para prestarem depoimento. Edilma Feitosa foi autuada em flagrante por trĂĄfico de entorpecentes. MAIS PRISĂ•ES Pouco antes da denĂşncia, o Bope cumpriu o mandado de busca e apreensĂŁo, na Rua da Floresta, indo atĂŠ a residĂŞncia do pai de Leandro da Silva Batista, de 21 anos. O jovem nĂŁo estava lĂĄ, mas o pai dele resolveu dizer onde o filho estava: na Rua Botafogo, tambĂŠm no bairro do Tabuleiro do Martins. No local, o acusado foi preso. Ele ĂŠ apontado como vendedor de armas, contudo, no momento da prisĂŁo estava apenas com uma munição de pistola ponto 40, de uso restrito da polĂ­cia. Questionado onde estavam as armas, o rapaz contou que tinha acabado de vender uma a um rapaz na rua onde seu pai morava. O Bope foi atĂŠ a casa de Marcelo Luiz da Silva, 23, onde foi encontrado e apreendido um revĂłlver calibre 38, municiado. Os dois foram conduzidos Ă Central de PolĂ­cia e vĂŁo responder por porte ilegal de arma e munição.

Em cumprimento a mandado, Bope tambĂŠm prendeu Leandro da Silva Batista, vendedor de armas

BENS RECUPERADOS

Trio invade e rouba residência de policial militar e acaba preso Três assaltantes invadiram na quinta-feira (3) a casa de um policial militar lotado no 7º Batalhão de Polícia Militar (BPM), em Santana do Ipanema, mas não conseguiram fugir. O soldado Samuel Vieira dos Santos, que mora na Vila São JosÊ, em Arapiraca, foi rendido pelos bandidos armados, que levaram celulares, um home theater, caixas de som, um computador, uma impressora, e uma câmera digital, fugindo em um veículo Fiat Siena prata, de placa NLW-3162/AL. De imediato, o PM ligou para o Comando da Polícia

Militar (Copom), que fez um alerta geral, passando as caracterĂ­sticas dos acusados, do carro e dos objetos eletrĂ´nicos roubados. Somente em Junqueiro ĂŠ que Edeilton Meneses de Melo, mais conhecido como “Tomâ€? – que mora no interior de Sergipe –, Adenilson Davi, vulgo “Negoâ€?, e JosĂŠ Alfredo Vieira de Lima, foram pegos. Outro veĂ­culo teria dado apoio Ă ação criminosa, mas este nĂŁo foi encontrado pelos homens do PelotĂŁo de Operaçþes Policiais Especiais (Pelopes). O trio foi levado para o

80º Distrito Policial (DP), em Junqueiro, onde acabou sendo autuado em flagrante delito por porte ilegal de arma, formação de quadrilha e roubo. O material foi apreendido e devolvido ao soldado PM assaltado. Durante verificação da numeração das armas apreendidas com o grupo – uma pistola ponto 40 e uma nove milímetros –, os policiais constataram que uma delas era de um militar da 3ª Companhia do 23º BPM de São Paulo, identificado como Adailton Magalhães Souza, roubado em dezembro de 2010. (B.A.) SETE SEGUNDOS

Trio foi preso somente em Junqueiro, com alerta geral feito pelo comando da PM logo depois do roubo


TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 4 DE MAIO DE 2012

Economia

ECONOMIA

13

Programa Alagoas Mais Ovinos registra 65% de crescimento do rebanho Um novo relatĂłrio da Secretaria de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento AgrĂĄrio (Seagri) e do Arranjo Produtivo Local (APL) de Ovinocaprinocultura indica um crescimento de 65% do rebanho do Programa Alagoas Mais Ovinos. As crias sĂŁo melhoradas geneticamente e vĂŁo incrementar o mercado de carne, couro e leite de ovinos e caprinos em Alagoas. De acordo com o secretĂĄrio de Estado da Agricultura, Jorge Dantas, a assistĂŞncia tĂŠcnica foi o principal fator que contribui para o aumento do nĂşmero de animais. Segundo ele, os agricultores familiares dos 18 municĂ­pios onde houve entrega de animais sĂŁo acompanhados e fazem parte de um cadastro.

Desenvolve implanta Microsseguros

Projeto jå foi apresentado às cooperativas de crÊdito do Estado e busca assegurar população mais carente do Estado

P

ara promover a segurança das classes mais baixas do Estado, a Desenvolve – AgĂŞncia de Fomento de Alagoas vem trabalhando em um Programa de Microsseguros, que serĂĄ lançado em parceria com instituiçþes nacionais e internacionais. Nesta semana, o projeto foi apresentado para representantes das cooperativas de crĂŠdito do Estado. O programa visa asseJXUDU D VLWXDomR Ă€QDQFHLUD da população pertencente Ă base da pirâmide social, em casos de acidentes ou morte, atravĂŠs de microsseguros adaptados Ă s necessidades e capacidade de pagamento dos interessados. Para a coordenadora de 0LFURĂ€QDQoDV GD 'HVHQYROve, Catalina VelĂĄsquez, o programa serĂĄ, inicialmente, trabalhado em conjunto com os demais projetos da AgĂŞncia. “A ideia ĂŠ iniciar R SURJUDPD FRP RV EHQHĂ€ciĂĄrios das Cooperativas de CrĂŠdito e com os integrantes do Programa Alagoas CidadĂŁ. Depois disso expandimos para outros projetos que envolvam o desenvolvimento

DIVULGAĂ‡ĂƒO

do nosso Estadoâ€?, completou VelĂĄsquez. A iniciativa foi desenvolvida por meio de um convĂŞnio com a American Life, uma das principais companhias de microsseguros do Brasil, e a International Finance Corporation- IFC, instituição pertencente ao Banco Mundial (Bird). Segundo o diretor da American Life, Richard Freitas, o programa ĂŠ fundamental para a segurança Ă€QDQFHLUDGDVFODVVHVPHQRV favorecidas. “Queremos trazer benefĂ­cios para as pessoas das classes C, D e E, e, em parceria com a Desenvolve, podemos fazer esse projeto acontecerâ€?, ressaltou Freitas. Nesta semana, a Desenvolve apresentou, em Arapiraca, o programa de Microsseguros aos representantes das cooperativas de crĂŠdito, entre elas a Cooperativa de CrĂŠdito Rural do SertĂŁo Alagoano (Cocreal), Cooperativa de CrĂŠdito Rural do Agreste Central de Alagoas (Coopcral) e a Cooperativa de CrĂŠdito Rural do Agreste AlagoPrograma de Microsseguros foi lançado para promover a segurança das classes mais baixas em Alagoas ano (Cooperagre)

BENEFĂ?CIOS

Governo estimula pesquisas sobre Canal do Sertão Para medir os benefícios sociais proporcionados pelo Canal do Sertão, o Governo do Estado pretende elaborar açþes que estimulem pesquisas relacionadas ao projeto. A Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra) apresentou o andamento das obras durante reunião realizada nesta quinta-feira (3), na sede da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnolo-

gia e Inovação (Secti). O secretĂĄrio adjunto de Projetos Especiais e Irrigação da Seinfra, Alzir Lima, apresentou detalhes e aspectos tĂŠcnicos da obra que hoje avança pelo terceiro trecho e gera cerca de dois mil empregos. “O Canal do SertĂŁo beneĂ€FLDUiFRPiJXDPDLVGHXP milhĂŁo de pessoas das regiĂľes do SertĂŁo e do Agreste

de Alagoas e jå estå movimentando a economia regional, gerando discussþes em diversas åreas estratÊgicas. Por isso a importância de estudos que contabilizem os UHà H[RVGHVWDTXHpDPDLRU obra de infraestrutura atÊ hoje realizada em Alagoas�, disse Alzir Lima. Com o entendimento de que uma obra desse porte merece ter seus efeitos estu-

dados, o secretĂĄrio adjunto da Secti, Maurilho Alves, defende a elaboração de açþes de incentivo a estudos relacionados ao Canal do SertĂŁo. CANAL DO SERTĂƒO O Canal do SertĂŁo ĂŠ uma das açþes estruturantes inseridas no Programa Alagoas Tem Pressa e se estenderĂĄ por 250km, ao longo de 42 municĂ­pios. Em dezembro de 2011, R$ 347 milhĂľes fo-

VIVO Acesse: tribunahoje.com

ram garantidos para a construção atÊ o km 77,8 e a obra jå estå licitada atÊ o km 150. Quando estiver em operação, a obra vai abastecer com ågua própria para consumo a população sertaneja que hoje sofre com a seca e desenvolver a economia regional a partir dos perímetros de irrigação, de projetos de piscicultura e agronegócio.

NOTA FISCAL

Mais de 69 mil concorrem a sorteios Com adesão em alta e um número cada vez maior de pessoas cadastradas na Nota Fiscal Alagoana (NFA), programa realizado pela Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), mais de 69 mil consumidores alagoanos participam da edição do Dia das Mães, que vai sortear R$ 400 mil em dinheiro. O sorteio acontece no próximo dia 11 de maio. Nesta edição recorde do SURJUDPDGHHGXFDomRÀVFDO – que superou quase em 50% o número de participantes da edição anterior: 32.558 consumidores –, a NFA vai sortear R$ 400 mil distribuídos em 21.073 prêmios, sendo os três primeiros de R$ 50 mil, R$ 20 mil e R$ 10 mil, respectivamente, alÊm de 70 prêmios de R$ 500, contabilizando R$ 35 mil; cinco mil de R$ 25, contabilizando R$ 150 mil, e 16 mil de R$ 10, totalizando R$ 160 mil. Os bilhetes eletrônicos para o sorteio jå foram gerados pelos tÊcnicos da coordenadoria setorial de Tecnologia da Informåtica e Informação da Sefaz/AL e podem ser conferidos por cada consumidor cadastrado na NFA no site www.sefaz. al.gov.br/nfa. O quantitativo de bilhetes gerados para o sorteio do Dia das Mães tambÊm foi recorde: 886 mil contra 777 mil gerados na edição anterior, o sorteio do Dia do Consumidor. Isso resultou numa mÊdia de aproximadamente 14,6 bilhetes por participante. Qualquer pessoa pode participar do Programa da Nota Fiscal Alagoana (NFA). Para isso, basta possuir CPF ou CNPJ e se cadastrar no programa da NFA pela internet por meio do site www. sefaz.al.gov.br/nfa. No sistema da Nota Fiscal Alagoana, o consumidor informarå alguns dados båsicos e obterå uma senha para ter acesso a todas as informaçþes referentes ao programa, tais como o total do crÊdito a que terå direito, a forma de utilização do crÊGLWRDVQRWDVÀVFDLVGHYHQda a consumidor e cupons ÀVFDLV HP TXH LQGLFRX VHX CPF, impressão dos docuPHQWRV ÀVFDLV DFRPSDQKDmento das reclamaçþes registradas, entre outros.


14

ECONOMIA

TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 5 DE MAIO DE 2012

etjornalista@gmail.com

6DQWD/X]LDGR1RUWHHPULWPRGH crescimento

C

aminhĂľes e mĂĄquinas de tratores começaram esta semana a desbravar um terreno na periferia da cidade, onde no local serĂŁo construĂ­das ainda este ano, 143 casas pelo programa do governo federal “Minha Casa, Minha Vidaâ€?. Um gigante reservatĂłrio de ĂĄgua estĂĄ sendo Ă€QDOL]DGRSHOD&DVDOSDUD reforçar o sistema de abastecimento de ĂĄgua na regiĂŁo; e cemitĂŠrio estĂĄ sendo ampliado por quase duas vezes o seu tamanho, e como se nĂŁo bastasse uma indĂşstria de fertilizante reaberta hĂĄ bem pouco tempo, vem funcionando a todo vapor, transportando seus produtos para toda parte do paĂ­s. Otimista, o secretĂĄrio Deraldo LimaDĂ€UPD TXH6DQWD/X]LDDJRUDYLURXXPYHUGDGHLURFDQWHLURGHREUDV

Algås leva Espaço Gourmet para o Universo Feminino Na programação, nomes como Breno Gama, Michelle Welcker e Thiago Maia

A

Algås marca presença no evento Universo Feminino iniciado ontem, com o Espaço Gourmet, um ambiente comandado por grandes chefs de Alagoas, que DSUHVHQWDUmR UHFHLWDV UHÀnadas para a degustação do público. A programação envolve nomes como Breno Gama, do Restaurante Maria Antonieta; Michelle Welcker, do Restaurante Iaiå; Thiago Maia, do Four Bistrot; e Flåvia Soares e Joaquim Calheiros. O evento, que segue neste domingo (5), das 15 às 22h,

acontece no Centro de Convençþes e contarå com grandes palestrantes e chefs dos principais restaurantes da cidade. A experiência gastronômica trarå temas e novidades sobre culinåria, com direito a sorteio de brindes da Algås. Mais informaçþes pelo site www.universofemininone. com.br e no email contato@ universofemininone.com.br CLAUDIA MATARAZZO A palestra de estreia do Universo Feminino foi com a especialista em moda, Claudia Matarazzo. Ela citou Ja-

ckie Onassis, considerada um Ă­cone de elegância que soube vestir um roupa totalmente estruturada para o seu estilo, hoje copiada por outra primeira- dama moderna, Carla Bruni. Segundo Matarazzo, a a mulher deve descobrir seu estilo, seja na roupa, no sapato ou no corte de cabelo, sempre de acordo com sua personalidade. “A elegância passa necessariamente pela discrição, nĂŁo pode ser exagerada ou H[XEHUDQWHÂľ GHĂ€QH D HVSHcialista em moda, com vĂĄrios

livros publicados. Para Claudia Matarazzo, ser elegante tambĂŠm ĂŠ estar confortĂĄvel com vocĂŞ mesma, com sua forma de vida, com ser vocĂŞ mesmo. “Acima de tudo ĂŠ importante se conhecer, conhecer a forma de se expressar e seu momento de vida. NĂŁo pode cristalizar uma imagem, se chegou a maturidade, ĂŠ um outro momentoâ€?, diz Claudia ao ressaltar que a maturidade tem o seu fascĂ­nio e ĂŠ preciso envelhecer como antiguidade, com valor, como se disputa em leilĂŁo. ADAILSON CALHEIROS

SĂŁo Miguel dos Campos Composiçþes prĂłprias e inĂŠditas com a temĂĄtica “Por uma Cultura de 3D]´VHUmRDSUHVHQWDGDVQHVWHViEDGRQDVHPLÂżQDOGR)HVWLYDOGH MĂşsica SĂŁo Miguel Canta Paz Ă s 17h, na Escola Ana Lins. Dentre as 19 P~VLFDVLQVFULWDVVHUmRVHOHFLRQDGDVGH]SDUDDÂżQDOQRRXWURViEDGRjVKQD3UDoD0XOWLHYHQWRV2SULPHLURFRORFDGRYDLUHFHEHU5 RVHJXQGROXJDU5HRWHUFHLUR5

Rio Largo 2FRQFXUVRS~EOLFRGRPXQLFtSLRFRPYDOLGDGHDWpGHMXQKRQmRVHUi prorrogado; pelo menos é o que garante a Comissão Organizadora do HYHQWR7DPEpPD¿UPDTXHWRGRVRVFDQGLGDWRVFODVVL¿FDGRVVHUmR FRQYRFDGRVHWRGDVDVYDJDVSDUDRVFDUJRVGLVSRQLELOL]DGRVQRHGLWDO VHUmRSUHHQFKLGDVFRQIRUPHDVOHLVPXQLFLSDLVQ¾Q¾H Q¾DWpDGDWDOLPLWHGHGHMXQKRGH

Rio Largo - Agradecimento $VGHWHUPLQDo}HVIRUDPDYDOLDGDVHGLVFXWLGDVHPXPDUHXQLmRUHDOL]Dda esta semana com os secretĂĄrios municipais e a presidente da ComissĂŁo do Concurso PĂşblico Municipal, Teresa Laranjeira Leite. O prefeito Toninho Lins agradece ainda, os candidatos que acreditaram na atual DGPLQLVWUDomRHFRQWDFRPRWUDEDOKRHDGHGLFDomRGHWRGRVRVQRYRV VHUYLGRUHVSDUDDPHOKRULDGDTXDOLGDGHGRVHUYLoRS~EOLFR DIDYRUGDSRSXODomR

Satuba

Crescimento

Parece que a presença do alagoano Aldo Rebelo no comando do MinistÊrio dos Esportes fez com que a obra da construção de um estådio de futebol na cidade de Satuba fosse retomada, depois de um longo período de SDUDOLVDomR7XGRWHPDYHUFRPD questão partidåria. O ministro Ê do PCdoB, o mesmo partido do prefeito Titor. Måquinas e tratores entraram em ação essa semana. A obra foi iniciada hå pouco mais de quatro anos, desde a Êpoca da prefeita Cícera do Bar.

&HUFDGHGHFUHVFLPHQWRpRTXHDSRQWDXPQRYR relatĂłrio da Secretaria de Estado da Agricultura e do $UUDQMR3URGXWLYR/RFDO $3/  GH2YLQRFDSULQRFXOWXUDVREUH o rebanho do “Programa $ODJRDV0DLV2YLQRV´$V crias sĂŁo melhoradas geneWLFDPHQWHHYmRLQFUHPHQWDU o mercado de carne, couro e OHLWHGHRYLQRVHFDSULQRVHP Alagoas.

Crescimento - Apoio De acordo com o secretĂĄrio de Estado da Agricultura, Jorge Dantas, a assistĂŞncia tĂŠcnica foi o principal fator que contribuiu para o aumento do nĂşmero de animais. Segundo ele, os agricultores familiares dos 18 PXQLFtSLRVRQGHKRXYHHQWUHJDGHDQLPDLVVmRDFRPSDQKDGRVHID]HP parte de um cadastro.

Olho d’à gua das Flores &RPDSRLRGR6LQGLFDWRH2UJDQL]DomRGDV&RRSHUDWLYDVGR(VWDGRGH $ODJRDV 2&%$/ SRULQWHUPpGLRGR6HUYLoR1DFLRQDOGH$SUHQGL]DJHP GR&RRSHUDWLYLVPRHP$ODJRDV 6HVFRRS$/ SURGXWRUHVGHFDMXGR PXQLFtSLRGH2OKR'œJXDGDV)ORUHVYmRUHDOL]DUDDVVHPEOHLDGHFRQVWLWXLomRGHXPDFRRSHUDWLYDFRPD¿QDOLGDGHGHIRUWDOHFHURFRPpUFLR do produto na região. A reunião acontece neste domingo, no Sítio Areias Brancas, a partir das 9h, e serå acompanhada pela instrutora contåbil Aracy Castro.

Pilar

Capela

O ex-deputado federal Carlos Alberto Canuto jå planeja retornar ao comando da prefeitura, nas eleiçþes municipais que se DSUR[LPDP7HPUHYHODGRTXH VHXPDLRUHQWXVLDVPRYHPGD força de amigos e eleitores que diariamente lhe cumprimentam; VREUHWXGRWUDQVPLWLQGRYRWRVGH SRVLWLYLGDGHVSDUDTXHDFRQquista não escape em outubro deste ano. Canuto jå dirigiu por dois mandatos seguidos a prefeitura pilarense.

Pequenos agricultores do municĂ­pio foram contemplados esta semana com a distribuição de sementes de feijĂŁo e milho, doado SHOR*RYHUQRGR(VWDGRHP parceria com a prefeitura. Um farto cafĂŠ da manhĂŁ foi oferecido aos presentes comandado pelo prefeito Adelminho. “Essa ação mostra que a agricultura do nosso municĂ­pio HQWUDQXPQRYRWHPSRYDORUL]DQGR principalmente aquelas famĂ­lias que mais dependem do trabalho no campoâ€?, disse o prefeito.

Roteiro $PDQKmVHUiODQoDGDDSHGUDIXQGDPHQWDOGDURGRYLDDODJRDQDTXH ligarĂĄ a cidade de Roteiro atĂŠ a Praia do Gunga, num trecho de 12km. 6HJXQGRRSUHIHLWR)iELR-DWREiRGHSXWDGR*LYDOGR&DULPEmRpWLGR FRPRRSULQFLSDOKRPHPTXHOHYDQWRXUHFXUVRVSRUPHLRGHHPHQGDV SDUODPHQWDUHVSDUDTXHDWmRVRQKDGDREUDGRSRYRURWHLUHQVHVDtVVH do papel. CaminhĂľes e mĂĄquinas jĂĄ estĂŁo na cidade hĂĄ trĂŞs dias, e jĂĄ na SUy[LPDVHJXQGDIHLUDHOHVFRPHoDPDGHVEUDYDUDHVWUDGD

Especialista em moda&ODXGLD0DWDUD]]RDEUHHYHQWR8QLYHUVR)HPLQLQRTXHFRQWDFRPHVDSDoRJRXUPHWGHVÂżOHVHH[SRVLo}HV

SEBRAE

Maior evento de fomento às compras de governo Durante dois dias, nos próximos 10 e 11 de maio, empresårios de micro e pequenas empresas e Empreendedores Individuais terão a oportunidade de se aproximar de compradores dos setores público e privado e ofertar seus produtos e serviços, conhecendo os processos de aquisição utilizados pelo governo nas compras públicas. O Fomenta, evento consagrado em vårios estados do país, Ê um dos maiores encontros de oportunidades de negócios para essas empresas, e representa uma oportunidade para contribuir para o desenvolvimento de Alagoas. O evento serå realizado no Hotel

Radisson, em Maceió. O objetivo do Fomenta Ê estimular para que as compras governamentais sejam efetuadas junto às micro e pequenas empresas, por meio de um conjunto de açþes, FRPR RÀFLQDV SDOHVWUDV H URdadas de negócios, que possam contribuir para que essas empresas tenham acesso ao mercado governamental, que atualmente, no Brasil, representa anualmente mais de R$ 400 milhþes. Para os empresårios, o encontro Ê uma chance de obter conhecimentos sobre como vender para o governo, participar de licitaçþes e conquistar

SEMPEX

novos espaços nesse mercado. “Vender para o governo Ă€FRX PDLV IiFLO $ /HL *HUDO da Micro e Pequena EmpreVD /*0  JDUDQWH EHQHItFLRV exclusivos para os pequenos negĂłcios, alterando a forma de aquisição do governo. Comprar da pequena empresa ĂŠ um excelente mecanismo para desenvolver o estado, os municĂ­pios, o paĂ­s. Quando se compra da pequena empresa local, o dinheiro circula no municĂ­pio, gerando crescimento e rendaâ€?, explica Izabel Vasconcelos, gerente da Unidade de PolĂ­ticas PĂşblicas do Sebrae Alagoas. A programação do even-

to contarå com painÊis que abordarão temas abrangentes ligados a compras públicas e à nova forma de aquisição preYLVWDGD/*0DOpPGDREULJDtoriedade no tratamento diferenciado aos empresårios dos pequenos negócios, com painel ministrado pelo Jurista JosÊ Anacleto Abduch. Outro exemplo Ê o do MinistÊrio do Planejamento, Orçamento e Gestão, que apresentarå a nova política pública do Governo Federal de apoio aos pequenos negócios, alÊm do Tribunal de Contas da União que discutirå os mecanismos de controle sobre os processos licitatórios.

CAMPANHA

SeminĂĄrio debate promoção MaceiĂł Shopping dĂĄ foto Ă s exportaçþes em Alagoas lembrança do Dia das MĂŁes SerĂĄ realizado entre os dias 16 e 18 de maio, no Centro Cultural e de Exposiçþes Ruth Cardoso, o VIII SeminĂĄrio de Promoção Ă s Exportaçþes (Sempex). O evento tem como objetivo informar e capacitar empresas e estudantes alagoanos sobre a temĂĄtica “Mercado Internacionalâ€?, atravĂŠs da realização de palestras. A solenidade de abertura acontece no prĂłximo dia 16, a partir das 20h, e contarĂĄ com a presença do governador Teotonio Vilela Filho. A iniciativa ĂŠ realizada pela Federação das IndĂşstrias do Estado de Alagoas (Fiea), a Rede Brasileira de Centros Internacionais de NegĂłcios e a Confederação Nacional da IndĂşstria (CNI), em parceria com o Governo de Alagoas, Banco do Nordes-

te, Sebrae e instituiçþes públicas e privadas ligadas ao setor industrial. A Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico (Seplande) atuou na mobilização e articulação para o envolvimento de entidades da årea empresarial em Alagoas. As palestras serão ministradas por especialistas reconhecidos no âmbito nacional e internacional, especializados em estratÊgias gerenciais. Eles abordarão temas relacionados a produtos e serviços da Rede Brasileira de Centros Internacionais de Negócios (Rede CIN), acesso a mercado, estratÊgias de marketing internacional, inteligência comercial, gestão, adequação de produtos e processos para a exportação, entre outros.

O Dia das MĂŁes jĂĄ estĂĄ garantindo uma movimentação extra no comĂŠrcio alagoano e no MaceiĂł Shopping a situação nĂŁo ĂŠ diferente. Por isso, a expectativa de lojistas ĂŠ registrar um movimento intenso neste domingo. Para facilitar a vida dos Ă€OKRV TXH DLQGD QmR FRPSUDram seus presentes, o MaceiĂł Shopping funciona em horĂĄrio especial e todas as lojas abrem a partir de 12h atĂŠ 21h. A atriz global Paola Oliveira, garota propaganda do shopping, estĂĄ de volta Ă telinha dos lares alagoanos, com campanha publicitĂĄria assinada pela Six Propaganda, “lembrandoâ€? que no MaceiĂł Shopping vocĂŞ encontra o presente que a sua mĂŁe espera ganhar no prĂłximo dia 13. E para deixar esse momento ainda mais especial, a praça de eventos do shopping ganhou

decoração especial e a cada R$ 100,00 em compras o cliente ganha um cupom para trocar por uma foto lembrança, registrando todo o amor entre mĂŁe e Ă€OKR O MaceiĂł Shopping recebe na prĂłxima terça-feira (08) o selo “Nossa Empresa Apoia a Aprendizagemâ€?. Concedido pelo Centro de Integração Empresa –Escola (CIEE), a iniciativa ĂŠ um reconhecimento pela atuação com o programa Aprendiz /HJDOGHDFRUGRFRPDVH[LJrQFLDVGD/HLHXWLOLzação de valores e normas que contribuem com a aprendizaJHPSURĂ€VVLRQDOHSURPRYHPD melhoria da qualidade de vida de jovens aprendizes. Atualmente, 13 jovens com idade enWUH D DQRV WUDEDOKDP QR MaceiĂł Shopping como jovens aprendizes.


TribunaIndependente

MACEIÓ - SÁBADO, 5 DE MAIO DE 2012

PUBLICIDADE

15


16 ESPORTES

TribunaIndependente

0$&(,Ă?6Ăˆ%$'2'(0$,2'(

Esportes

'DQD:KLWHFRQÂżUPDGXHOR%HOIRUWFRQWUD :DQGHUOHLFRPROXWDSULQFLSDOGR8)& 28)&FRQÂżUPRXDWUDYpVGRVHXSUHVLGHQWH'DQD:KLWHTXHRV WpFQLFRVGRUHDOLW\VKRZ7KH8OWLPDWH)LJKWHU%UDVLO9LWRU%HOIRUWH :DQGHUOHL6LOYDUHDOPHQWHIDUmRDOXWDSULQFLSDOGR8)&2FDUG TXHGHYHULDDFRQWHFHUQR(QJHQKmRIRLDOWHUDGRHRORFDODLQGDVHUi DQXQFLDGRRÂżFLDOPHQWHSHODRUJDQL]DomR$SULQFtSLRDQRLWDGDTXH VHULDUHDOL]DGDQR(QJHQKmRWHULD$QGHUVRQ6LOYDFRQWUD&KDHO6RQQHQ FRPROXWDSULQFLSDOPDVDIDOWDGHLQIUDHVWUXWXUDQR5LROHYRXHVWHFRPEDWHSDUD/DV9HJDVQR8)&$VVLPVHJXQGR'DQDRVYHWHUDQRV IDUmRDUHYDQFKHQRGXHORPDLVLPSRUWDQWHGDQRLWHHPGHMXQKR

CSA e ASA lutam hoje pela Ăşltima vaga na decisĂŁo

75$3,&+$2&20

&DPSHmRGRVHJXQGRWXUQRVHUiFRQKHFLGRKRMHHJDUDQW,Ui DRFOXEHOXJDUQD&RSDGR%UDVLOH&RSDGR1RUGHVWH

C

hegou o grande dia para CSA e ASA. Os adversårios entram em campo hoje às 16h para decidir o segundo turno. A partida serå no Estådio Rei PelÊ. Como venceu o primeiro jogo, a equipe de Arapiraca entra com a vantagem do empate para ser campeã. Caso o Azulão vença o jogo por qualquer placar, provoca a realização da prorrogação, e, consequentemente, os pênaltis. O campeão do segundo turno do Campeonato Alagoano garante uma

vaga na Copa so Brasil e na Copa do Nordeste em 2013. “SĂŁo muitas coisas em jogo alĂŠm do tĂ­tulo do turno. Tenho certeza que o grupo assimilou tudo e vamos entrar com a responsabilidade de dar o melhor. Estamos com a obrigação de vencer duas vezes e isso pode aconterâ€?, disse o tĂŠcnico Lorival Santos, que deve fazer algumas alteraçþes no time. Ele terĂĄ o retorno de peças importantes, como o lateral Jackson, que estava suspenso por ter recebido o terceiro

cartão amarelo, o volante Jucemar Gaúcho e o atacante Júnior Paraíba, ambos retornando de contusþes. Para o confronto, o tÊcnico Heriberto da Cunha tem força måxima. Isso porque o zagueiro Edson Veneno se recuperou de lesão e estå voltando a treinar normalmente. AlÊm dele, o zagueiro Fabiano tambÊm volta após cumprir suspensão. Mesmo com a vantagem do empate ele não quer saber de retranca e vai para cima com a mesma formação. 82/

&6$H$6$WUDYDPQRYRGXHORKRMHQR7UDSLFKmRHWLPHGH$UDSLDUDFDHQWUDFRPDYDWDJHPGRHPSDWH

&6$28$6$

&2/,6(8,9

CRB negocia, Ă s CampeĂŁo mundial Eduardo ‘escondidas’, com Canuto se despede das lutas finalistas de hoje â€œĂ‰, eu estou nervosoâ€?. Foi adversĂĄrio, o Paulo Pinho. A

5RQDOGR$OGR5HEHORH-HURPH9DOFNHHVWLYHUDPMXQWRHPHYHQWRQRDQRSDVVDRHP%UDVtOLD')

&23$

Rebelo, Ronaldo e Bebeto vão se encontrar com Valcke na Suíça A reunião entre o ministro do Esporte do Brasil, Aldo Rebelo, e lideranças da Fifa e do COL (Comitê Organizador da Copa), sobre os preparativos para a Copa das Confederaçþes de 2013 e para Copa do Mundo de 2014, serå realizada no dia 8 de maio de 2012, na Sede da Fifa, em Zurique, segundo informa a entidade måxima do futebol mundial. A reunião de trabalho, em que estarão presentes o presidente da Fifa, Jose-

ph Blatter, e o secretĂĄrio-geral da entidade, JĂŠrĂ´me Valcke, deverĂĄ durar atĂŠ o fim da tarde e servirĂĄ para avaliar o estĂĄgio atual dos preparativos e tambĂŠm para determinar a agenda de trabalho dos prĂłximos 24 meses. AlĂŠm do ministro do Esporte, participam do encontro o secretĂĄrio-executivo Luis Fernandes e o chefe das assessorias do MinistĂŠrio, LuĂ­s Paulino. A abertura oficial ficarĂĄ por conta do

presidente da Fifa. AlÊm de Valcke, tambÊm participa do encontro o vice-secretårio-geral da Fifa, Markus Kattner, alÊm dos diretores de competiçþes, comunicaçþes e assuntos públicos e do departamento jurídico. O COL estarå representado por seu presidente, JosÊ Maria Marin, e pelos ex-jogadores Ronaldo e Bebeto. Ainda estarå presente o representante brasileiro no Comitê Executivo da Fifa, Marco Polo Del Nero.

Dois jogadores que entram em campo hoje para decidir o segundo turno do Alagoano sĂŁo alvos de negociaçþes do CRB para o Brasileiro da SĂŠrie B. A informação foi confirmada no site oficial do clube pelo presidente Marcos Barbosa. Em campo ontem, o atacante Preto jĂĄ foi apresentado e treinou com o grupo. O jogador, de 26 anos, estava no Mirassol e disse conhecer bem a SĂŠrie B do Brasileiro. “Subi para a Primeira DivisĂŁo com o CearĂĄ e sei das dificuldades de disputar esse campeonato. É preciso ter um elenco forte e o CRB estĂĄ montando um grupo de qualidade. Meu empresĂĄrio buscou informaçþes sobre o clube quando fui contatado e elas foram as melhores. Vou trabalhar pesado agora nos treinos para buscar meu espaçoâ€?, declarou o jogador, que chegou a defender o CearĂĄ este ano, mas foi emprestado ao Mirassol, onde marcou cinco gols. O CRB entra em campo na prĂłxima quarta (9) na primeira partida da final do Estadual.

essa a assertiva do campeĂŁo mundial de kickboxing, Eduardo Canuto, de 49 anos, no anĂşncio oficial do Coliseu Extreme Fight IV. A coletiva de imprensa aconteceu ontem e o evento serĂĄ dia 25 deste mĂŞs, Ă s 19h, no GinĂĄsio do Sesi. Canuto mostrou um fĂ­sico invejĂĄvel. “Emagreci 32 kg e me preparei ao longo desses Ăşltimos nove meses. Hoje estou com 62 kg apenas. Trabalhei com afinco e respeito meu

1,*(/6$17$1$

&ROHWLYDGHLPSUHQVDFRPRVOXWDGRUHVRFRUUHXQR+RWHO5DGLVVRQ

$/Ă‹9,2

(;6(/(d­2

*$8&+­2

2SUHVLGHQWH-RVp0DULD0DULQ HVWiSURPRYHQGRQD&%)RVDOWR GHTXDOLGDGHQDVFRPSHWLo}HV 2&DPSHRQDWR%UDVLOHLUR6pULH' JDQKDFRQWRUQRVGHÂżQLWLYRVGHH[FHOrQFLD$&%)YDLLQYHVWLUSHVDGR QDVXDHVWUXWXUDTXHWHUiDSDUWLFLSDomRGHFOXEHVGRV(VWDGRV HGR'LVWULWR)HGHUDOÂł$&%)YDL SDJDUWRGDVDVGHVSHVDVUHODWLYDVD XPDGHOHJDomRGHSHVVRDVFRP SDVVDJHQVDpUHDVKRWHOHDOLPHQWDomRWUDVODGRGRDHURSRUWRDWpRV KRWpLVH{QLEXVHVSHFLDLVTXDQGRD GLVWkQFLDHQWUHDVFLGDGHVIRULQIHULRU DTXLO{PHWURV

2*UrPLRMiFRPHoRXDSHQVDUQDGLVSXWDGD6pULH$$ GLUHWRULDGR7ULFRORUDQXQFLRXR DFHUWRFRPRPHLD=p5REHUWR H[VHOHomREUDVLOHLUD6DQWRV HTXHDWXDOPHQWHMRJDYDSHOR $O*KDUDIDGR&DWDU$FRQ¿UPDomRGRQRYRUHIRUoRGH DQRVIRLGDGDSHORSUHVLGHQWH GR*UrPLR3DXOR2GRQH³(VWi WXGRDFHUWDGRIDOWDDSHQDVD DVVLQDWXUDeXPSUR¿VVLRQDO H[FHSFLRQDOTXHYDLFKHJDU DTXLHMRJDU´UHVVDOWRX2GRQH 2WpFQLFR9DQGHUOHL/X[HPEXUJRFRPHPRURXDFRQWUDWDomR ³([FHOHQWHMRJDGRU´GLVVH

(QÂżP2VFDUSRGHUiYROWDUDDWXDU FRPDFDPLVDGR,QWHU'HSRLV GHUHFHEHUXPKDEHDVFRUSXV GR7ULEXQDO6XSHULRUGR7UDEDOKR 767 SDUDDWXDURQGHGHVHMDUHOH WHYHRQWHPVHXQRPHQRYDPHQWH LQVFULWRQR%ROHWLP,QIRUPDWLYR 'LiULR %,' GD&%)$JRUDRVDGYRJDGRVGRFOXEHDJXDUGDPSDUD FRQÂżUPDUVHRFRQWUDWRDQWLJRIRL UHDWLYDGRRTXHOKHGDULDFRQGLo}HVGHHQIUHQWDUR&D[LDVQHVWH GRPLQJRQDSULPHLUDSDUWLGDGD ÂżQDOGR&DPSHRQDWR*D~FKR8P QRYRYtQFXORHPSUHJDWtFLRLPSRVVLELOLWDULDVXDSUHVHQoD

&%)FRQĂ€UPDDSRLRSDUD %UDVLOHLUR6pULH'

*UrPLRFRQĂ€UPDDFHUWRFRPPHLD=p5REHUWR

21 dias da luta, posso dizer que jå estou nervoso�, conta Canuto, que vai se despedir dos ringues nesse evento. Hå 13 anos, ele não lutava qualquer outra modalidade de luta e demorou um pouco para ganhar novamente consistência e equilíbrio. O alagoano Thiago Jambo, que ganhou o Cinturão Internacional na primeira edição do Coliseu, e Rocky Júnior vão compor os cards iniciais.

Oscar aparece no BID, mas Inter pede cautela


TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 5 DE MAIO DE 2012 DIVERSĂƒO&ARTE

Naomi Campbell vira jurada em novo reality de modelos A top model britânica Naomi Campbell, 41, vai estrear na TV como jurada de um novo reality show de modelos, que vai se chamar “The Faceâ€?. Nos mesmos moldes de “America’s Next Top Modelâ€?, liderado por Tyra Banks, o novo programa terĂĄ vĂĄrias candidatas a supermodelo que passarĂŁo por provas de ensaios IRWRJUiÂżFRVHGHVÂżOHV$YHQFHGRUDOHYDXPFRQWUDWRFRPXPD das principais marcas dos EUA --ainda mantida em segredo.

1

Espólio de Michael Jackson fecha negócio com empresa de refrigerante O espólio de Michael Jackson fechou um novo negócio com a empresa de refrigerante Pepsi, segundo o site de celebridades TMZ. Em 1984, o cantor participou de XPFRPHUFLDOTXHPXLWRVGL]HPTXHIRL³XPSDFWRFRPRGLDER´(QTXDQWR¿OPDYD a propaganda, o cabelo de Michael Jackson pegou fogo durante um acidente pirotÊcnico. O acidente provocou queimaduras graves no couro cabeludo do cantor e tambÊm o levaram a se tornar um viciado em drogas de prescrição. O vício o levou a se tratar com o doutor Conrad Murray. Michael trabalhou com a empresa duas vezes, após o incidente, em 1988 e novamente em 1991.

JOĂƒO DIONISIO SOARES

Edição deste ano do festival gastronĂ´mico Brasil Sabor tem a participação de 43 restaurantes, que criaram pratos especiais em homenagem Ă ItĂĄlia, com base na deliciosa comida nordestina; tem de risoto de limĂŁo a nhoque de fruta pĂŁo JOĂƒO DIONISIO SOARES EDITOR DE D&A

M

ais de 40 restaurantes estão participando da edição 2012 do festival Brasil Sabor em Alagoas, o maior festival gastronômico do Brasil. O festival começou na última quinta-feira em Maceió, Arapiraca e Marechal Deodoro. AtÊ o dia 3 de julho, quem gosta de comer bem pode ir um dos restaurantes participantes (ver lista, endereços e pratos no www. brasilsabor.com.br) e experimentar os pratos que foram criados especialmente SDUDRIHVWLYDO(VWHDQRDQRYLGDGHÀFD por conta do tema que homenageia a gastronomia italiana. Com a frase quem tem boca vai a Roma, os chefs dos restaurantes foram intimados a criar um prato que tivesse os pÊs na comida italiana. Na lista com os pratos tem de tudo: de risoto de limão a nhoque de fruta pão, passando por cuscuz com milho pesto. Os chefes aceitaram a missão e, ao que pa-

rece, cumpriram ela com honra e muito sabor. Destaque para o risoto de limĂŁo siciliano, que acompanha o lombo de robalo grelhado, no Four Bistrot. O chef Thiago Maia, conhecido por sua comida leve e soĂ€VWLFDGDFULRXXPDUHFHLWDGHOLFLRVDTXH tem no limĂŁo o gosto de ItĂĄlia. Na receita um caldo simples de legumes alimenta o risoto, que leva duas rodelas de limĂŁo siciliano, jĂĄ perto de sua retirada do fogo. O robalo - uma posta generosa e grossa - ĂŠ pouco temperado e tem consistĂŞncia crocante e tenra. Passado no azeite, o peixe ĂŠ delicado e como tal ĂŠ tratado pelo FKHI2JRVWROHYHPDLVDĂ€QDOL]DomRGR risoto com notas de limĂŁo deixam o prato em perfeita harmonia para dias quentes como os que tem feito em MaceiĂł. JĂĄ o chef Breno gama, que tem recebido aplausos cada vez maior por suas criaçþes Ă frente da Cozinha Maria Antonieta, inovou e ousou. Criou uma receita de nhoque de fruta-pĂŁo, fruta tipicamente nordestina e gosto levemente adocicado. “Com o tema do festival me senti em FDVD$Ă€QDOPLQKDFR]LQKDpLWDOLDQDHP sua essĂŞncia. Mas como sou alagoano daqueles e adoro fruta pĂŁo, resolvi dar uma inovada na receita“, diz Breno alertando que a fruta ĂŠ atĂŠ melhor para encontrar o

ponto certo para o nhoque. “SĂł nĂŁo pode Ă€FDUPXLWRPDGXUDÂľGL]RFKHITXHPLVtura Ă fruta pĂŁo apenas farinha de trigo, manteiga (pouca) e parmesĂŁo ralado. Pode apostar, com um gosto mais doce e mais suave o nhoque de fruta pĂŁo promete sucesso. O molho Ă  bolonhesa que acompanha ĂŠ uma outra receita. Delicioso. Breno quebra a tradição do molho com pedaços de mussarela de bĂşfala e fungi – aliĂĄs, o molho ĂŠ uma atração Ă  parte. Depois de pronto leva uma salpicada de manjericĂŁo e pedaços de tomates frescos. Quer uma dica? Finge que ĂŠ um legĂ­timo italiano, pede uma cestinha de pĂŁo-de-sal, que tem no Maria Antonieta, e passa no prato. Outra que misturou o Nordeste com a ItĂĄlia foi a chef Manuela, da Cuscuzeria, conhecida por seus recheios inovadores no prato sertanejo. Ela fez uma mistura de palmito e queijo, e serve com molho pesto. O gosto ĂŠ inusitado, mas vale a pena para quem gosta de novos sabores e aventuras. Outro que caprichou foi AndrĂŠ Generoso, do Divina Gula (que jĂĄ deixou de VHUHVSHFLĂ€FDPHQWHPLQHLURSDUDID]HU uma gastronomia mais universal), com seu Pesce Su Letto di melannzane, que ĂŠ

IHLWRFRPÀOpGHWLOiSLDGHLWDGRHPXP FDPDGHEHULQMHODJUHOKDGDFRQÀWDGR com mel e molho de laranja cravo. Para Quebrar o doce, AndrÊ Generso, guarnece o prato com arroz de alho. Imperdível. (QÀPDOLVWDGHSUDWRVFULDWLYRVp grande e os apreciadores da boa mesa têm 30 dias para percorrer o circuito. Nesta sÊtima edição, o festival Brasil Sabor oferece aos clientes 20% de desconto nos pratos criados para o festival. Outra novidade Ê que o festival estå sorteando uma viagem a Roma. Para isso alguns critÊrios terão que ser obedecidos: o cliente que for aos restaurantes participantes, receberå uma cartela com três espaços vazios. Em cada restaurante que for, a cartela serå carimbada e a cada três carimbos diferentes (ou uma cartela preenchida), o cliente deverå criar uma frase com as palavras: Roma, Sabor e Brasil e depositar a cartela em uma urna. Niente piÚ, buon appetito e chi lo sa un buon viaggio.

MICHEL RIOS/ CORTESIA

Inhoque de fruta-pĂŁo (Maria Attonieta - em cima) ĂŠ Ăłtima pedida. O rizo africano com gambarine (Akuaba), risoto de limĂŁo Sciliano (Four) e cuscuz de Palmito com molho pesto (Cuscuzeria) tambĂŠm nmerecem destaque


2

TribunaIndependente

DIVERSÃO&ARTE 0$&(,Ï6È%$'2'(0$,2'(

Exposição em Arapiraca $([SRVLomR)RWRJUi¿FD(WHUQHFHUHVWDUiHPFDUWD]QDJDOHULD6HVF$UDSLUDFD$VIRWRVDVVLQDGDVSRU&DPLOD&DYDOFDQWHH.DUOD0HODQLDVEXVFDPH[SORUDURVOLPLWHVLQGLYLGXDLVHFROHWLYRVGRHVTXHFLPHQWRXWLOL]DQGRDIRWRJUD¿DFRPRSULQFLSDOLQVWUXPHQWRGHPDQHMRH SURYRFDomR$VDUWLVWDVWUDEDOKDUDPFRPHTXLSDPHQWRVDQDOyJLFRVGHPPHPpGLRIRUPDWRWDQWRHPFRUHVFRPRHPSUHWRHEUDQFRQD LQWHQomRGHXVDUWpFQLFDVFRQVLGHUDGDV³DQWLJDV´H³XOWUDSDVVDGDV´SDUDH[SUHVVDUXPFRQFHLWRFRQWHPSRUkQHRFRPRD¿UPD.DUOD

Música gospel 3DUDTXHPJRVWDGD FKDPDGD³P~VLFDJRVSHO´RVKRZpLPSHUGtYHO 1RSUy[LPRGLDD SDUWLUGDVKQD9R[ 5RRP HVWDFLRQDPHQWR GH-DUDJXi 2VLQJUHVVRVFXVWDP5 SLVWD  H5 9,3 9HQGDVQD /LYUDULD3DXOLQDV &HQWUR HQRHVWDQGH9LYD $ODJRDV 0DFHLy6KRSSLQJ 0DLV,QIRUPDo}HV 

Vai Wado :DGRIRLXPGRV VHOHFLRQDGRVSHOD FXUDGRULDGR0~VLFD3UD 7RGR0XQGR3UDSDVVDU SDUDDSUy[LPDIDVH JUDYDUVHXQRYRGLVFR GHLQpGLWDVHSDUWLFLSDU GR)HVWLYDOQR5LRGH -DQHLURHOHSUHFLVDGR VHXYRWRQRHQGHUHoR KWWSZZZPXVLFDSUDWRGRPXQGRFRPEU1HVWH YtGHRHOHDSUHVHQWDXPD GDVFDQo}HVTXH WHPHQJDWLOKDGRSDUDR SUy[LPRiOEXPHSHGH XPDIRUWDOHFLGDSDUD VHJXLUDGLDQWH9RWHH FXUWDDIDQSDJHKWWS ZZZIDFHERRNFRP ZDGRR¿FLDOHFRQFRUUD DFLQFRFDPLVDVHFLQFR LQJUHVVRVSDUDRVKRZ GHODQoDPHQWRGRGLVFR VHIRUVHOHFLRQDGR

Arte naïfe $DUWHQDwIHGH7kQLD 3HGURVDHSHoDVGR VHXYDVWRDFHUYRGH FROHFLRQDGRUDHVWDUmR H[SRVWDVQD*DOHULDGH $UWH&HVPDF)HUQDQGR /RSHVLQDXJXUDQGRD WHPSRUDGDGHPRVWUDV GRDQRGHGD3Uy 5HLWRULDGH([WHQVmRH $omR&RPXQLWiULDGR &HVPDF

Eva em Maceió 6DXOR)HUQDQGHVRYRFDOLVWDGD%DQGD(YDSURPHWHIHUYHU0DFHLyQRVKRZKRMHGXUDQWHDLQDXJXUDomRGD0XVLTXHD QRYDFDVDGHVKRZVGH0DFHLy2HVSDoRpQR6WHOOD0DULVHPIUHQWHDR'LYLQD*XOD$QRLWHDLQGDFRQWDFRP&DQQLEDO PDLV'-2VSUHoRVFXVWDP5H5 9,3 0DLV,QIRUPDo}HV

10ª Mostra Alagoana de Dança

Sucessos na Broadway

$EHUWDDEDLODULQRVHVFRODVGHGDQoDHJUXSRV DPDGRUHV RXSUR¿VVLRQDLV DPRVWUDDFRQWHFHGHGHMXOKRDGH DJRVWRGHHWHPFRPR¿QDOLGDGHRIHUHFHUXPDYLVmR JHUDOGDGDQoDQRQRVVRHVWDGR3URPRYLGDSHOD6HFUHWDULD GH(VWDGRGD&XOWXUD 6HFXOW DVLQVFULo}HVVHJXHPDWpR GLDGHPDLR2PDWHULDOGHYHVHUHQWUHJXHGHVHJXQGDD TXLQWDIHLUDGDVKjVKHQDVH[WDIHLUDGDVKjVKQR VHWRUGHSURWRFRORGD6HFXOW$VLQVFULo}HVWDPEpPSRGHPVHU IHLWDVSHORV&RUUHLRVSDUDRHQGHUHoRGDVHFUHWDULDSRUPHLR GHFRUUHVSRQGrQFLDUHJLVWUDGDFRP$YLVRGH5HFHELPHQWR± $5 VHQGRFRQVLGHUDGDDGDWDGDSRVWDJHP HPHQYHORSH LGHQWL¿FDGRFRQWHQGRDVLQIRUPDo}HVVROLFLWDGDVQR)RUPXOiULRGH,QVFULomR GLVSRQtYHOQRVLWHZZZFXOWXUDDOJRYEU $ 6HFXOW¿FDORFDOL]DGDQD3UDoD0DUHFKDO)ORULDQR3HL[RWR &HQWUR&(3

4XHPGHVHMDDVVLWLURHVSHWiFXOR;DQDGXHDLQGDQmRFRPSURXRVLQJUHVVRpERPFRUUHU8PGRVJUDQGHVVXFHVVRV GD%URDGZD\QRV~OWLPRVDQRVRPXVLFDOFKHJDD0DFHLy FRP0LJXHO)DODEHOOD'DQLHOOH:LQLWVH'DQLOOR7LPP VXEVWLWXLQGR7KLDJR)UDJRVR HHVWiFRPRVLQJUHVVRVVH HVJRWDQGR$VDSUHVHQWDo}HVDFRQWHFHUmRGLDVH GHPDLRQR7HDWUR*XVWDYR/HLWH±&HQWURGH&RQYHQo}HV 2VLQJUHVVRVjYHQGDQRHVWDQGH6XH&KDPXVFD±0DFHLy 6KRSSLQJ±7pUUHR0DLRUHVLQIRUPDo}HV LQIR#FKDPXVFDFRPEUH:::FKDPXVFDFRPEU 4XDQGRGHPDLR VH[WD jVKGHPDLR ViEDGR  jVKHKGHPDLR GRPLQJR jVK)DL[DHWiULD DQRV,QJUHVVRVGH5D5)RUPDVGHSDJDPHQWR'LQKHLURGpELWRRXHP[HPTXDOTXHUFDUWmR

FALE CONOSCO$$JHQGDpXPVHUYLoRJUDWXLWRGHRULHQWDomRDROHLWRU2VLQWHUHVVDGRVHPGLYXOJDUHYHQWRVVKRZVHH[SRVLo}HVSRGHPHQYLDUPDWHULDODWUDYpVGRHQGHUHoRWLDJHQGD#KRWPDLOFRP

RESUMO DE NOVELAS GLOBO 18h AMOR ETERNO AMOR

5RGULJR*UDFLQKDH3HGURHVSHUDPSDUDYHU DHQWUHYLVWDFRP0LULDP=LOGDVHDQLPDSDUD FRQKHFHURSDLGH%HDWUL]=LOGDH)UDQFLVFR VHVXUSUHHQGHPXPFRPRRXWURH&ODUDDFKD JUDoD*DELYrDHQWUHYLVWDGDLUPmDRODGRGH %UXQR-XOLDQDH7DWL9LUJtOLRWHQWDHQFRQWUDUR WHOHIRQHGH5RGULJRQDOLVWDWHOHI{QLFD-DFLUD UHSUHHQGH9DOpULDSRUGDUHVSHUDQoDVD-RVXp %UXQRH-XOLDQDGLVIDUoDPRLQWHUHVVHP~WXR .iWLDYDLjSL]]DULDFRP%HWR)HUQDQGRREVHUYD 0LULDPLUHPERUDDSyVDHQWUHYLVWD9LUJtOLR FKHJDjPDQVmRGH5RGULJRHFRQVHJXHHQWUDU QDFDVD

GLOBO 19h CHEIAS DE CHARME

0DUoDOFRPHPRUDDFDSWXUDGH,QiFLR)DELDQ VXJHUHFRORFDU5RViULRQRVKRZSDUDVXEVWLWXLU &KD\HQH&LGDSURFXUD5RGLQHLHFRQWDTXH HVWiVHQGRFKDQWDJHDGDSRU%UXQHVVD,QiFLR DSDUHFHQREXIr/\JLDUHVROYHHPSUHVWDU GLQKHLURSDUD3HQKDSDJDUVXDGtYLGDHID]XPD SURSRVWDSDUDDHPSUHJDGDGRUPLUQRVHUYLoR %UXQHVVDVHHQFRQWUDFRPXPQDPRUDGR VHFUHWR2VDPLJRVGH&RQUDGRUHFHEHPXPD PHQVDJHPGL]HQGRTXHHOHHVWiVDLQGRFRP XPDHPSUHJDGD)DELDQFKDPD5RViULRSDUD FDQWDUFRPHOHQRSDOFR

GLOBO 21h AVENIDA BRASIL

1LQDREVHUYD-RUJLQKRH'pERUD&DUPLQKDGL]D 0D[TXHQmRSRGHOKHGDUPDLVGLQKHLUR7XImR ÀDJUD1LQDIDODQGRFRPR¿OKRQRWHOHIRQH 7RPiVGHVLVWHGHXPDYLDJHPTXH&DGLQKR OKHRIHUHFHXDRVDEHUTXH'pERUDVHVHSDURX GH-RUJLQKR6XHOHQ,UDQ/~FLRH/HDQGUR FRQYHQFHP5RQLDDFRPSDQKiORVDXPDIHVWD -RUJLQKRLPSORUDSDUD¿FDUFRP1LQD0D[SHUJXQWDD&DUPLQKDSRUTXHHODPHQWLXSDUDVREUH RYDORUTXHUHFHEHXGH7XImR&DGLQKRFRQWD SDUD7RPiVTXH'pERUDpVXDLUPm

RECORDE 21h MÁSCARAS

1mRKiH[LELomRDRVViEDGRV


TribunaIndependente

0$&(,Ă?6Ăˆ%$'2'(0$,2'(

DIVERSĂƒO&ARTE

3

FLĂ VIO RICCOFRODERUDomR-RVp&DUDORV1HU\ZZZWZHWWHUFRPĂ€DYLRULFFR

Band tem dois Datenas no ar

Triângulo amoroso

TV TUDO

H

oje, pelo preço de um, a Band tem dois Datenas no ar. O primeiro, velho conhecido, muitas vezes bravo e carrancudo, que aparece em todo começo de noite com o “Brasil Urgenteâ€?, cobrindo assuntos policiais e o cotidiano das cidades. Outro, mais light e bem humorado, com o ´4XHPĂ€FDHPSp"ÂľEULQFDQGRHVRUULQGRR tempo todo, Ă s vezes tĂŁo Ă  vontade a ponto de chamar uma participante pra dançar. Ou, em outras, se permitir a sentar no chĂŁo do cenĂĄrio, na incerteza se terĂĄ ou nĂŁo forças para levantar. AlguĂŠm que sĂł agora o pĂşblico estĂĄ conhecendo melhor. Fato ĂŠ que os dois programas, conduzidos pelo mesmo apresentador, tĂŞm contribuĂ­do de maneira bem decisiva para o crescimento da Bandeirantes nos dias atuais. Estender a exibição do “Quem Ă€FDÂľSRUYH]HVHPTXDVHPHLDKRUDDSyV o tĂŠrmino da novela da Globo, “Avenida Brasilâ€?, tambĂŠm ĂŠ uma sacada que merece destaque e que atĂŠ serviu para minimizar o estrago causado pela igreja.

Nem tchuns 2QWHPGHPDQKmHPVXDSDVVDGD QRFDEHOHLUHLUR-DVVDDQWHVGHLU DR6%76LOYLR6DQWRVIRLFHUFDGR SHORSHVVRDOGR³3kQLFR´9HVJRH HTXLSH 0DVGHVWDYH]HOHSDVVRXEDWLGR 1mRIDORXXPDSDODYUD

Suspense na Globo $WpDJRUDQmRKiXPDGH¿QLomR QD*ORERVREUHTXHPYDLHVFUHYHU DVXEVWLWXWDGH³6DOYH-RUJH´GD *OyULD3HUH]QDIDL[DGDVKRUDV eXPDVVXQWRTXHDGLUHomRGH (QWUHWHQLPHQWRQmRWHPJUDQGH XUJrQFLDHPUHVROYHU

Teatro 0DULD0D\DGHSRLVGH³$TXHOH %HLMR´QD*ORERDJRUDWHPXP WUDEDOKRQRWHDWURSHODIUHQWH 1RGLDGHMXQKRHODHVWUHLD FRPRDWUL]HSURGXWRUDQDVDOD 7{QLD&DUUHUR5LRFRPRHVSHWiFXOR³3RSFRUQ´ 7DPEpPQRHOHQFR;X[D/RSHV 0iEHO&H]DU&iVVLR3DQGRO¿H 9LQtFLXV$UQHLUR

Escolinha (QWUHRVSDVWRUHVGD5HFRUGVH REVHUYDTXH(GLU0DFHGRQmRp LPLWDGRDSHQDVQRMHLWRGHIDODUH GHVHFRORFDUSHUDQWHDVFkPHUDV RXDRVVHXVÂżpLV $WpQRVJHVWRVRXPRYLPHQWRV GDVPmRVWRGRVVHFRPSRUWDPRX ID]HPLJXDO]LQKRDHOHeLQWHUHVsante.

A entrevista da Hebe com Tom Cavalcante, feita na casa dela, quarta passada, poderĂĄ ir ao ar em duas partes. A direção do programa estĂĄ avaliando. Na prĂłxima segunda, Hebe grava com Britto Junior para o quadro “Roda de Mulheresâ€?

(QWUHDVDOWHUDo}HVSUHYLVWDVSDUDRV SUy[LPRVFDStWXORVGH³0iVFDUDV´ QRYHODGR/DXUR&pVDU0XQL]QD 5HFRUGMiVHVDEHTXHDSURVWLWXWD GHOX[RYLYLGDSRU*LVHOOH,WLpJDQKDUiXPDLPSRUWkQFLDPXLWRPDLRUQD KLVWyULD(QWUHRXWUDVFRLVDVSRUTXH HODWHUiXPDSDUWLFLSDomRLPSRUWDQWH QRWULkQJXORDPRURVRFRP1LFROD6LULH )OiYLD0RQWHLUR

Reforço na equipe

A propĂłsito

2³6DWXUGD\1LJKW/LYH´DFDED GHJDQKDUXPUHIRUoRQDHTXLSH DSRXFRVGLDVGDHVWUHLD 'DQLHO1DVFLPHQWRTXHIH]D VpULH³2OtYLDVQD79´GR0XOWLVKRZIRLFRQWUDWDGRSHOD5HGH 79SDUDWUDEDOKDUFRP7LQLQKD $UD~MRQDGLUHomRGRSURJUDPD )RLDSUHVHQWDGRDRVFROHJDVQD TXDUWDIHLUD

6HQWLQGRTXHRVUHVXOWDGRVDLQGDGHL[DPDGHVHMDUDVPXGDQoDVQDQRYHOD ³0iVFDUDV´FRPHoDPDSDUWLUGRSUySULRWH[WRPDVWDPEpPFRPDMXVWHVQD HGLomRGRVFDStWXORVDWpVHHQFRQWUDU XPDGLQkPLFDPDLVLQWHUHVVDQWH7XGR QDPDLVSHUIHLWDSD]HVLQWRQLDHQWUHRV VHWRUHVHQYROYLGRV

Cheias de Charme 1

6HJXQGDIHLUDQRFDStWXORGH ³&KHLDVGH&KDUPH´DQRYHODYDLPRVWUDUSRVVLYHOPHQWHSHODSULPHLUDQD79 XPDSUiWLFDFRPXPHQWUHGRPpVWLFDV TXHVmRDVFRPHPRUDo}HVQR{QLEXV DFDPLQKRRXQDYROWDGRWUDEDOKR$V SHUVRQDJHQVGH7DLV$UDXMR,VDEHOOH 'UXPPRQG.LND.DODFKHH7LWLQD0HGHLURVFDQWDPSDUDEpQVFRPGLUHLWRD ERORHYHOLQKDVSDUD/LGL/LVERD

Vai e vem &RPGL¿FXOGDGHVGHHQFDL[DU QRYRWUDEDOKRQD*ORER0DXUtFLR0DWWDUWHPFRQYHUVDGRFRP DGLUHomRGD5HFRUGHVHJXQGR DOJXPDVIRQWHVHVWiSUy[LPRGH DFHUWDURVHXUHJUHVVR/iHOH IH]DQRYHOD³/RXFD3DL[mR´HP )RLRSURWDJRQLVWD

Cheias de Charme 2

Jô Soares tem como regra começar as gravaçþes do programa na Globo no horårio combinado e não gosta quan GRH[LVWHPDWUDVRV1DWHUoD feira, por exemplo, Danielle Winits, que seria a primeira a VHUHQWUHYLVWDGD¿FRXSDUDR encerramento, porque quando os trabalhos começaram ela não tinha chegado

$LQGDQHVVDFHQDSHODSULPHLUDYH] 7DtV$UD~MRH6pUJLR0DOKHLURVTXH MiIRUDPPmHH¿OKRHP³'D&RUGR 3HFDGR´YROWDPDFRQWUDFHQDUHHOH SDVVDXPDFDQWDGDQHOD 1R¿QDOGDFHQDHODID]XPDKRPHQDJHPj9DOpULD9DVTXHVGR³=RUUD 7RWDO´FRPRVHXERUGmRDKFRPRHX W{EDQGLGD

Bate-rebate ¡Michel TelĂł ĂŠ o convidado especial de “O Melhor do Brasilâ€?, do Rodrigo Faro, hoje, na Record. Ă‚-iDMRJDGRUDGHY{OHL-DTXHOLQH RJLQDVWD'LHJR+\SyOLWRHDDWUL] 5HQDWD'RPLQJXH]SDUWLFLSDPGR TXDGURÂł)DPRVRVFRP´ Ă‚(QÂżPSHUFHEHVHQRÂł0HOKRUGR Brasilâ€?, que a Record começa a jogar junto com vistas aos Jogos

Olímpicos de Londres. Â'LYXOJDURVDWOHWDVFRQYLGiORVSDUD RVVHXVSURJUDPDVHDWpPHVPR SURPRYHUDVVXDVDWLYLGDGHVpXPD PDQHLUDLQWHOLJHQWHGHFRQYRFDUR S~EOLFRSDUDRJUDQGHHYHQWR ¡Que terå transmissão exclusiva da Record na TV aberta. Isto poderia estar sendo feito hå muito tempo. É VDEHUXVDURSUySULRDOWRIDODQWH

Â2³9LYDD9R]´ERPSURJUDPDGD 6DUDKGH2OLYHLUDQRFDQDO*17GHVGH D~OWLPDVH[WDIHLUDSDVVRXDVHUDSUHVHQWDGRFRPPLQXWRVGHGXUDomR ¡Låzaro Ramos, Bruno Mazzeo e Alice Braga estão na sua lista de convidados. Â5HJLQD'XDUWHHVWUHLDHPMXQKR QR&&%%GR5LRFRPDSHoD ³5DLPXQGD5DLPXQGD´GRDXWRUSL-

DXLHQVH)UDQFLVFR3HUHLUDGD6LOYD ¡O “RepĂłrter Recordâ€?, neste domingo, mostra o problema de algumas pessoas com a obesidade. Apresentação do Marcelo Rezende. Ă‚2HVSHFLDOGR7RP-RELPÂł$QWRQLR %UDVLOHLUR´SURGX]LGRSHOD*ORER HPVHUiH[LELGRSHOR&DQDO 9LYDGLDTXDQGRFRPSOHWDUi GRLVDQRVQRDU

&¡HVWÀQL $DWUL]'DQL0RUHQRTXHIH]³$PRUH5HYROXomR´QR6%7DFHUWRXFRPD*ORERWDPEpPSDUDRHOHQFRGH³6DOYH-RUJH´QRYHODGD*OyULD3HUH] 2GHSDUWDPHQWRGHHVSRUWHVGD5HFRUG¹5LRGH-DQHLURTXHUH~QHSRXFRVSUR¿VVLRQDLVJDQKDUiDOJXQVUHIRUoRVHPIXQomRGRV-RJRV2OtPSLFRVGH /RQGUHV,VVRSRGHUiDFRQWHFHURXDWUDYpVGHFRQWUDWDo}HVRXGHVORFDPHQWRGHJHQWHGH6mR3DXOR$VHJXQGDRSomRSDUHFHVHUDPDLVYLiYHOQHVVH momento. )LFDPRVDVVLP0DVDPDQKmWHPPDLV7FKDX

HORĂ“SCOPO

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br

Š Revistas COQUETEL 2012

Proteção que a tartaruga e o ca- Amputada ranguejo Internacional X possuem Grêmio (fut.) (?) eleitoral: propostas de candidaturas

"Castelo (?)-TimBum", programa (TV)

Direção de aves migratórias em agosto Objetivo do preso que escava túneis

Resina para mĂłveis (?) dos caminhoneiros, ranking informal de mĂşsicas

Grife Modalidade de pagamento muito usado em parcelamentos

Grupo de camelos

Pedra para afiar

A 1ÂŞ e 4ÂŞ vogais

Elemento da visĂŁo Fardo; peso Parte externa dura (do pĂŁo) Neste lugar

Sentimento que adolescentes facilmente confundem com atração sexual

DistraĂ­da; desatenta (fig.)

Bom, em inglĂŞs

100, em romanos Vermelho, em inglĂŞs

Abrandar; suavizar ConfusĂŁo; desordem (pop.)

Implementador do Prouni (sigla) Preposição da regência de "simpatizar"

Papel do CEO, na empresa Muito quentes (fem.) Abatida; prostrada (?) de bordo: profissão glamourosa nos tempos åureos da aviação

Mente, em inglĂŞs "Rico (?) Ă toa" (dito)

Gauss (sĂ­mbolo) A 4ÂŞ nota Chefe de James Bond (Lit.)

Carro dos iniciantes no automobilismo

3/red. 4/amor — good — mind. 5/côdea. 6/cåfila — rififi. 7/mitigar.

88

Solução C P L A S E S I C A M O G S A U C H C O

M O U A T I U L C A D A R E R D I F A I F M I

P R E F E R I D A S

C M R A Ç A A F O R M I C O L AC A A R C G O O R D E A M E N C I A R O T M I N G K A R S A R I A

C A R T A D E C R E D I T O

BANCO

Ampère (símbolo)

Ă RIES - (21/3 a 19/4) – Fase em TXHVHQWLUiDQHFHVVLGDGHGH UHYHURVHXUHODFLRQDPHQWRTXHU FRPDPLJRVTXHUFRPIDPLOLDUHV 7HQWHQmRWRPDUDWLWXGHVUDGLFDLV TXHOKHSRGHUmRFULDUSUREOHPDV FRPSHVVRDVLQWHUHVVDGDVHPR GHVJDVWDUSVLFRORJLFDPHQWH6HMD PDLVWROHUDQWHHQRWDUiGLIHUHQoDV TXHOKHDEULUmRÂłDVSRUWDV´DQRYRV UHODFLRQDPHQWRV TOURO – (20/4 a 20/5) – Este ĂŠ um SHUtRGRHPTXHGHYHUiSURFHGHU FRPRPDLRUFXLGDGRQRUHIHUHQWH DRSHUDo}HVGHRUGHPÂżQDQFHLUD 7XGRRTXHVHUHODFLRQDUFRP GLQKHLURHQFRQWUDQHVWDVHPDQD XPDIDVHPXLWRGHOLFDGD1RHQWDQWRQmRVHHVTXHoDTXHHVWHp XPSUREOHPDTXHGHFHUWDIRUPD DWLQJHWRGRVLQGHSHQGHQWHPHQWH GRVHXVLJQRSHVVRDO$VVLPQmR VHGHL[HDEDWHUSRUGLÂżFXOGDGHVH ÂłUHPHFRQWUDDPDUp´$VXDIRUoD LQWHULRUWUDQVPLWHOKHDFDSDFLGDGH GHPXGDUHYHQFHU GĂŠMEOS – (21/5 a 21/6) – Os relaFLRQDPHQWRVGHRUGHPVHQWLPHQWDO DFRQVHOKDPDXPDPDLRUDEHUWXUD TXHUDWUDYpVGRGLiORJRTXHUQR FDULQKRHQDVPDQLIHVWDo}HVTXH GHPRQVWUHPRTXDQWRJRVWDGR VHXSDU1mRGrPXLWRFUpGLWRD WHQWDWLYDVSDUDOKHFULDUHPDOJXPD LQVWDELOLGDGHQDUHODomR CĂ‚NCERÂą D Âą$VXD YLGDVRFLDOVHUiFDUDFWHUL]DGDSHOD HVWDELOLGDGH8PERPUHODFLRQDPHQWRFRPRVVHXVDPLJRVFRQWULEXLUi EDVWDQWHSDUDRVHXHTXLOtEULR HPRFLRQDO6HMDFXLGDGRVRQRUHIHUHQWHDH[FHVVRVDOLPHQWDUHVRV H[DJHURVSRGHUmRWUD]HUOKHDOJXQV SUREOHPDVUHODFLRQDGRVFRPDVXD VD~GH LEĂƒO Âą D Âą3HUtRGR PXLWRIDYRUHFLGRQDiUHDÂżQDQFHLUD (QWUDGDVGHGLQKHLURDXPHQWRV VDODULDLVLQYHVWLPHQWRVRSRUWXQRV GHWXGRVHSRGHUiYHULÂżFDUXP SRXFR5HFRPHQGDVHQRHQWDQWR DGHYLGDHQDWXUDOSUXGrQFLDSDUD HYLWDUXPDPRGLÂżFDomRGDVWHQGrQFLDV VIRGEM – (23/8 a 22/9) – Os seus DPLJRVSURFXUDUmRDVXDFRPSDQKLD$VXDPRUDOHVWDUiHPDOWDH HVVHVHQWLPHQWRpFRQWDJLDQWH1R HQWDQWRQmRVHHVTXHoDGRVVHXV IDPLOLDUHVHOHVVmRLPSRUWDQWHV

HOJE SDUDVL&RPRVHXDVWUDOHPDOWD GHYHUiWHUDWHQGrQFLDSDUDFRPHWHU DOJXQVH[DJHURV6HMDSUXGHQWHQD IRUPDFRPRDJH LIBRA – (23/9 a 22/10) – O seu WUDEDOKRVHUiUHFRQKHFLGRHRV VHXVREMHWLYRVSHVVRDLVQHVWD iUHDGHYHUmRVHUFRQFUHWL]DGRV2V TXHVHHQFRQWUDPGHVHPSUHJDGRV WHUmRQHVWDSHUtRGRXPDIRUWHSRVVLELOLGDGHGHYHUHPDVXDVLWXDomR UHVROYLGD7LUHRPDLRUSDUWLGRSRVVtYHOGDVVXDVUHDLVSRWHQFLDOLGDGHV $VVLPVDLEDWLUDUSDUWLGRGHVWDIDVH DVWUROyJLFD ESCORPIĂƒO – (23/10 a 21/11) – (VWHSHUtRGRpEDVWDQWHIDYRUHFLGR SDUDRVTXHWrPDVXDVLWXDomR VHQWLPHQWDOUHJXODUL]DGD1RFDVR GHUHODo}HVPDODVVXPLGDVDV GLÂżFXOGDGHVVHUmRJUDQGHVVyFRP PXLWDYRQWDGHGHDPEDVDVSDUWHV HVWDVLWXDomRVHUiXOWUDSDVVDGD 7HUFHLURVSRGHUmRLQĂ€XHQFLDUSHOD QHJDWLYDRHQWHQGLPHQWRVHQWLPHQWDOGRVQDWLYRVGHVWHVLJQR SAGITĂ RIO Âą D Âą$ QtYHOGDVUHODo}HVGHDPL]DGHVHMD FDXWHORVR,QYHMDVSRGHUmRFULDU GLÂżFXOGDGHVGHUHODFLRQDPHQWRFRP DPLJRVGHORQJDGDWD3DUDRVUHODFLRQDPHQWRVHQWUHSHVVRDVGRVH[R IHPLQLQRWRGRFXLGDGRVHUiSRXFR CAPRICĂ“RNIO – (22/12 a 19/1) – 6HMDPDLVWROHUDQWHFRPRVRXWURVH RVVHXVQHUYRVLUmRDJUDGHFHU1mR FULHSUREOHPDVQRVVHXVFRQWDWRV VRFLDLVRULJLQDGRVSHODVXDDUURJkQFLDHPDFHLWDUDRSLQLmRGH WHUFHLURV AQUĂ RIO Âą D Âą8P SRXFRPDLVGHDWHQomRHPUHODomR jVXDYLGDVHQWLPHQWDOSRGHUi PHOKRUDUGHXPDIRUPDDFHQWXDGD RUHODFLRQDPHQWRGRFDVDO3DUDTXH WXGRVHWRUQHPDLVIiFLODSUR[LPH VHXPSRXFRPDLVGRVHXSDUHQmR GHL[HGHGHPRQVWUDUGHIRUPDFODUD RTXDQWRRDSUHFLD PEIXESÂą D $OJXPD GLÂżFXOGDGHQRVUHODFLRQDPHQWRVGH DPL]DGHVHUiXPDFDUDFWHUtVWLFD GHVWDIDVHHPTXHLUiHVWDUPDLV YLUDGRSDUDGHQWURGHVLSUySULR 7HQWHMXQWRGHIDPLOLDUHVHTXLOLEUDU HVWHDVSHWRGHIRUPDDQmRVHQWLUD QHFHVVLGDGHGHVHLVRODU1RDPRU $WUDYpVGRGLiORJRHGHPDQLIHVWDo}HVGHFDULQKRGHPRQVWUDUiR TXDQWRDSUHFLDRVHXSDU

Projeto ‘O samba Pede Passagem’ faz mais uma edição

H

oje ĂŠ dia de mais uma edição do projeto “O Samba Pede Passagemâ€?. O projeto jĂĄ existe hĂĄ trĂŞs anos e surgiu do idealisPRGHWUrVSURĂ€VVLRQDLV liberais que nĂŁo vivem da mĂşsica mas que tĂŞm a mĂşsica como paixĂŁo, fazendo disso um ideal e VHPYLVDUOXFURĂ€QDQFHLro a nĂŁo ser o necessĂĄrio para a execução e manutenção do projeto. As rodas de samba acontecem quinzenalmente jĂĄ hĂĄ um ano, sempre com os mĂşsicos locais da nossa terra. A ideia ĂŠ divulgar a cultura do autĂŞntico samba de raiz das escolas e artistas do porte de Pixinguinha, Noel Rosa, Cartola, Candeia, Nelson Cavaquinho, Elis Regina, Clara Nunes, Roberto Ribeiro, JoĂŁo Nogueira, Paulinho da Viola, Martinho da Vila, Chico Buarque, dentre tantos outros que enriqueceram e enriquecem a nossa MPB. PARTICIPAÇÕES O projeto tem a participação de dois artistas de fora: Moacyr Luz e Gabriel Cavalcante. Gabriel Cavalcante jĂĄ esteve no projeto e trata-se de uma das maiores revelaçþes da nova geração do mundo do samba, jĂĄ indo para

o seu segundo CD e com participaçþes em inúmeras gravaçþes e programas de diversos artistas conhecidos nacionalmente, alÊm de comandar uma das maiores rodas de samba em sua cidade, o Rio de Janeiro, que se chama Samba da Ouvidor no centro da cidade quinzenalmente. Moacyr Luz Ê um cantor/compositor tambÊm do Rio de Janeiro, com nove CDs jå lançados e em sua trajetória vitoriosa, Ê autor de vårios sucessos gravados por Beth Carvalho, Clara Nunes, Alcione, Martinho da Vila, Gilberto Gil, Luiz Melodia, Maria Betânia, Nana Caymmi, Ivan Lins, Leila Pinheiro, dentre muitos outros. O último CD do Zeca Pagodinho recebe o título de uma de suas composiçþes, tambÊm gravada no mesmo disco (Vida da minha vida), maior parceiro do Aldir Blanc ao lado de João Bosco, dentre tantas outras qualidades, esse Ê o Moacyr Luz, que tambÊm comanda no Rio um projeto chamado Samba Do Trabalhador, que acontece às segundas-feiras no clube Renascença e leva mais de duas mil pessoas entre anônimos e artistas, para ver e ouvir o velho e bom samba.


4

TribunaIndependente

DIVERSĂƒO&ARTE MACEIĂ“ - SĂ BADO, 5 DE MAIO DE 2012

Ser MĂŁe ĂŠ sorrir, chorar, sofrer, gargalKDUVHUĂ€OKRpD oportunidade de ter XPDPmHFRPRYRFr 3DUDEpQVDQyV mamĂŁes que sofrem, Fotos by Chico BrandĂŁo

Sempre chic e de bem com a vida a empresåria Sempre com a agenda lotadíssima, o artista Walmy Bechó assina os eventos mais chiques da cidade com fashion Vera Lerner começando a receber a coleção outono/inverno na sua maison projetos de decoração que encantam toda a nossa sociedade. Você merece!

O chef Thiago Maia recebendo inúmeros elogios Neide Freire, uma artista das noivas, nos convidando para conhecer a nova coleção dos belíssimos modelos pelo menu do Four Bistrot, localizado na Ponta Verde, elaborado para a estação outono/inverno. da sua coleção. O seu ateliê estå concorridíssimo Vale a apena conferir

UP To Date S

D

ForrĂł chic

urante Ă s quintas-feiras dos meses de maio e junho o Maikai Show Bar promete agitar ainda mais a programação noturna da capital. JĂĄ no clima das tradicionais festas juninas, a casa apresenta a “Quinta ForrĂł Chicâ€?, cuja atração principal ĂŠ a banda alagoana MĂ´ Fio, alĂŠm da apresentação de bandas convidadas. A programação tem inĂ­cio Ă  meia-noite.

A

Inauguração

empresåria Patrícia Santa Rosa recebendo inúmeros elogios pela nova loja, SR Piscinas, inaugurada esta semana na Avenida Fernandes Lima. A loja tem os mais modernos produtos e tecnologias em instalação e manutenção de piscinas. O coquetel de inauguração foi assinado pela querida Izabel Pinheiro e os cliques foram assinados por Chico Brandão.

D

U

m modelo de óculos com shape retrô e tira colorida nas hastes vem ganhando adeptas famosas. Trata-se da peça símbolo da americana Westward Leaning, e que carrega em si uma boa mensagem: cada uma Ê inspirada em um movimento social diferente. Parte do valor da venda Ê revertida para a causa: US$ 10 (R$ 18). Disponível em um único tamanho e em diversas cores, o modelo Ê feito de acetato e tem mÊdia de preço de US$ 165 (cerca de R$ 300). Para as interessadas, Ê possível adquiri-lo no próprio site da marca, que faz entrega para o Brasil.

Estojo

uperconcorridos os estojos elaborados por O BoticĂĄrio, especialmente para este Dia das MĂŁes. As amigas Ana e Aninha Loureiro estĂŁo recebendo inĂşmeros elogios pelas sugestĂľes de presentes, ideais para vocĂŞ dar Ă mulher mais importante da vida de qualquer pessoa.

evidamente referendados como uma das 100 melhores construtoras do paĂ­s, a Marroquim Engenharia irĂĄ revolucionar o conceito de prĂŠdio empresarial com o Corporativo Terra Brasilis, localizado na Avenida Assis Chateaubriand.

Boa causa

AquĂĄrio

J

Ranking

O

rganizado pela Digital Luxury Group, um novo ranking exibe as marcas mais procuradas na internet. O resultado? Duas listas com o top 50, organizadas pelos dados de buscas nos Estados Unidos e na China, que reúne as maiores empresas de cada segmento. No top 10 das listas, a indústria automobilística como Audi, BMW e Mercedes-Benz. A moda Ê representada por grandes nomes como Louis Vuitton, Chanel e Dior, ganhando a companhia da marca Coach no ranking norte-americano. Na beleza, apenas a EstÊe Lauder entra nas primeiras posiçþes, na lista compilada pelas pesquisas na China.

FOTOS BY CHICO BRANDĂƒO

A

å pensou em viver num aquårio? Não? Pois você deveria mudar de ideia. O novo paraíso das Maldivas, batizado de Niyama, Ê uma ilhota em pleno Oceano �ndico. O hotel conta com estúdios com piscina particular, mordomo e terraço generoso, alÊm de uma boate subaquåtica, sessþes de cinema, sala de ginåstica, SPA 24 horas e UHVWDXUDQWHTXHÀXWXDQRRFHDQR $KWHPPDLVRSDUDtVR¿FDD apenas 40 minutos da capital, MalÊ. E agora?

D

Acesse o portal Tribunahoje.com e leia na Ă­ntegra a coluna Top News no Blog Elenilson Gomes

Musique

turma que não perde uma balada estå em polvorosa. A capital alagoana recebe neste såbado a mais nova casa de shows: a Musique, que abre suas portas com a alegria da Banda Eva e com agitação e talento dos meninos do Canibal. O espaço, localizado na Rua Maria Esther da Costa Barros, Stella Maris, conta com capacidade para quatro mil pessoas e Ê dividido em dois ambientes, piso e mezanino. O projeto Ê assinado pela querida e competente Lúcia Oiticica e o know-how do boss Matheus Vilela. Sucesso à vista!

Telona

HERUDK6HFFRIRLFRQ¿UPDGD para o papel de Joelma, da Banda Calypso, no cinema. Ah, e sabe quem foi eleito para interpretar Chimbinha, marido da cantora e guitarrista da banda? O ator Bruno Mazzeo! As gravaçþes começam em janeiro de 2013 e acontecerão no Parå, Pernambuco e Rio de Janeiro.

Adriana Albuquerque, Tânia Albuquerque e Mirna Dória, três amigas admiradas e queridas atÊ demais, sempre merecerão o nosso carinho e gratidão

E

Bike

quem disse que andar de bicicleta não pode ser um programa cheio de glamour? A Dolce&Gabana resolveu lançar uma coleção de biker feitas artesanalmente e com estampas de leopardo. A marca escolheu seu print preferido para as criaçþes, que jå podem ser vistas circulando pelas ruas de Londres, Milão e Paris. Preço para suar com estilo? Cerca de R$ 4 mil.

F

Anexo

inalmente, o Teatro Deodoro terå um lugar para as suas próprias produçþes. A construção, anexa ao teatro, estå de vento em popa e tem projeto arquitetônico assinado por Marta Nogueira. A ideia Ê que, depois de inaugurado, o novo espaço abrigue corpo de balÊ, orquestra residente, escola de teatro, escola de cenotÊcnica (luz, som, adereços, ¿JXULQR FRUSRSHUPDQHQWHGHDUWH Breve daremos mais detalhes.

U

Q

Seresta

ue tal um programa musical? Acontece neste såbado a I Seresta de Rua de Paulo Jacinto. A festa começarå às 21h30, com saída da Praça da Igreja Matriz, percorrendo diversas ruas da cidade e parando em algumas residências, que servirão de ponto de apoio à caminhada. Após a caminhada haverå o encerramento da festa na Pizzaria e Bar da Lela.

E

Fashion Rio

m sua 21ª edição, o Fashion Rio prepara uma sÊrie de novidades para o Verão 2013, entre os dias 22 e 26 de maio. Duas grifes de moda praia, Cia. Marítima e Poko Pano, deixam o SPFW e passam a integrar a plataforma do Rio, que conta hoje com algumas das principais marcas do país - Blue Man, Lenny, Salinas e Triya. A Reserva, que WDPEpPYLQKDGHV¿ODQGRQR63): cresceu e retorna para o Fashion Rio. Estreiam ainda nesta edição as marcas cariocas Sacada e Oh, Boy!

Xanadu

m dos grandes sucessos da Broadway nos últimos anos, o musical Xanadu chega a Maceió, com Miguel Falabella, Danielle Winits e Danillo Timm (substituindo Thiago Fragoso) à frente do elenco. As apresentaçþes acontecerão dias 11, 12 e 13 de maio, no Teatro Gustavo Leite – Centro de Convençþes. Dirigida por Miguel Falabella, com versão de Artur XexÊo, superprodução brasileira aposta na tecnologia e tem mais de 15 cenårios, XPDFHQWHQDGH¿JXULQRVSiVVDURVURERWL]DGRVHWHO}HVGH¿EUDySWLFD

A

Menu

coluna traz mais uma excelente dica do que hĂĄ de melhor na gastronomia na capital alagoana. VĂĄ ao Maria Antonieta, dos amigos DedĂŠ, Leopoldo e Breno Gama, e peça um ‘Filettino AL Pepe Verde’. 2SUDWRWUD]WLUDVGHÂżOpPLJQRQDR molho escuro de pimenta verde com focaccia e torradas temperadas. É um passeio pelo que hĂĄ de melhor na cozinha italiana. Vale a pena conferir.

A

Sunça

coleção de inverno da Sunça Boutique serå lançada durante o Universo Feminino, maior evento de moda destinado ao público feminino do Nordeste, que acontece atÊ este domingo no Centro Cultural e de Exposiçþes de Maceió. A loja fez XPPHJDGHV¿OHQHVWDVH[WDQD abertura do evento. Destaque para as peças em couro, tricot, tons terrosos, azul bic, muito brilho em tons dourados e prateados, caveirismo. O inverno pode ser deslumbrante.

O

N

Dicas

ão comprou o presente da mamãe? A dica da coluna Ê conferir as opçþes de presente da Mahogany. A loja dos amigos Lívia e Davi Pereira tem produtos com fragrâncias únicas. A dica Ê conferir a linha de sabonete cremoso, com laranja e canela, mandarina e patchouli, e secret NLVVHV$0DKRJDQ\¿FDQRž piso do Maceió Shopping.

Com Tudo A

Pele

competente Cleide Vieira vem recebendo inúmeros elogios pela excelência do trabalho desenvolvido na Pele. A clínica, instalada no 2º piso do Maceió Shopping, Ê referência em mÊtodos e tecnologia de ponta nos tratamentos de pele, rejuvenescimento, entre outros procedimentos. A respeitada dermatologista merece nosso carinho e nossa admiração.

A

Aos domingos

talentosa e querida Selma Brito nos convidando para a próxima edição do Concerto aos Domingos, que acontece neste domingo, dia 6, QR,QVWLWXWR+LVWyULFRH*HRJUi¿FR de Alagoas. A programação terå início às 10h, com entrada franca. Como atração, duo com Selma Brito e Leví Guedes, com piano a quatro mãos. No repertório, clåssicos de Bach, Mozart, Debussy, entre outros. Programação pra lå de especial.

N

Samba

este såbado, o projeto Roda de Samba Sem Hora Liberdade traz uma edição especial. Desta vez, os sambistas convidados são Moacyr Luz e Gabriel Cavalcante. Tradicionalmente realizada a cada 15 dias, a roda de samba deste såbado acontece às 16h30, no Beer House, na Praia de Cruz das Almas.

Croqui

estilista Audifax Seabra acabou de voltar de Buenos Aires e jĂĄ chega com ares de ‘garoto da capa’, estrelando publicação sobre os seus modelos para as noivas do mĂŞs de maio. AlĂŠm da publicação local, Audifaz tambĂŠm serĂĄ matĂŠria da revista Caras, de circulação nacional. Sucesso!

Assine a Tribuna Independente e esta coluna

pelo telefone (82) 3311-1308

elenilsontopnews@gmail.com

Nesta bela foto enfocamos uma minicafeteira Expresso uma exclusividade da conhecida ImaginĂĄrium no Shopping MaceiĂł. Um presente perfeito para o Dia das MĂŁes, que se aproxima

Edição número 1436 - 05 de maio de 2012  

Edição Digital - Jornal Tribuna Independente - TribunaHoje.com