Page 1

POLÍTICA Mesmo fora do prazo, Marcos Santos faz recadastramento como servidor do TCE 3 EXEMPLAR DO ASSINANTE

SÁBADO

DILMA ROUSSEFF

Sancionada a lei da Comissão da Verdade A presidente Dilma Rousseff sancionou ontem a lei que permite aos cidadãos terem acesso a informações públicas e a lei que cria a Comissão da Verdade. Em cerimônia no Palácio do Planalto, Dilma destacou que essas duas leis “representam um grande avanço nacional e um passo decisivo na consolidação da democracia brasileira”. 7

MACEIÓ - ALAGOAS - 19 DE NOVEMBRO DE 2011 - Nº 1297 - R$ 1,50

Outro gay é morto em apartamento a golpes de faca no pescoço ADAILSON CALHEIROS

DESTEMPERO

Policial é preso por ameaçar manifestantes O policial civil José Benedito Pereira dos Santos, 52, foi preso ontem depois de ameaçar de morte, com arma na mão, um grupo de quatro conselheiros tutelares que participava de uma Carreata pela Paz, em comemoração ao dia nacional da categoria. Antes, sua namorada Liete Maria da Silva, 40, agrediu um conselheiro na manifestação. 10

TRIBUNA LIVRE

O magistério sempre foi uma FDUUHLUDSUR¿VVLRQDOHQFDQWDda, que atraía jovens desde cedo e orgulhava quem conseguia a formação pedagógica para repassar conhecimento a outras gerações. Isso mudou muito no Brasil nos últimos anos. ... Pág. 4

COTIDIANO

Durante evento que aconteceu no Tribunal de Justiça de Alagoas, o senador Renan Calheiros (PMDB) encontrou com o governador Teotonio Vilela Filho (PSDB); entre sorrisos e conversas, muitas foram as cogitações sobre o que eles dialogavam... Pág. 5

POLICIAL foi levado à Central de Polícia e conselheiros acompanharam e formalizaram queixa

Mínima

20º

Máxima

28º

Marés

04:08 10:19 16:28 22:45

0.5 1.6 0.6 1.7

FINANÇAS DÓLAR COMERCIAL R$ 1,78 R$ 178 DOLAR PARALELO R$ 1,80 R$ 1,92 OURO: R$ 99,00 POUPANÇA: 0,5807%

Negado pedido de aumento da tarifa de ônibus O juiz José Eduardo Nobre negou pedido da Transpal para que o valor da tarifa dos ônibus urbanos da capital subisse de R$ 2,10 para R$ 2,49. Na decisão, ele considerou que os usuários de transportes coletivo, a maioria de baixa renda, teriam dificuldade para pagar o valor proposto. O reajuste não tem o aval do prefeito Cícero Almeida. 10

FRAUDE NO DPVAT

OAB suspende dois advogados por um ano

Mais dois envolvidos no escândalo de indenizações fraudulentas de R$ 20 milhões no seguro DPVAT, os advogados Rogério Cavalcante Lima e Kelmanny Michael dos Santos Freire, foram punidos pelo Conselho Seccional da OAB de Alagoas. Eles estão suspensos por um ano da atividade profissional. Os dois foram denunciados pelo MP. 3

SONHO VIROU PESADELO

1.500 mutuários ameaçados de perder a casa em Maceió

Cerca de 1.500 mutuários em Maceió, que há 25 anos compraram imóveis pelo Plano Nacional de Habitação, podem perdê-los e sequer foram informados sobre a cláusula considerada abusiva e ilegal existente à época.

De acordo com a Associação Brasileira dos Mutuários da Habitação (ABMH), mesmo pagando em dia as prestações, o mutuário não amortiza a dívida e quando chega ao fim das parcelas, ainda existe um valor exorbitante a

ser pago, até mesmo três vezes maior que o próprio valor do imóvel comprado. Esse é o caso do administrador Fábio José Romeiro Amorim, e da aposentada Maria José de Jesus Cerqueira, 83, que recorreram à Justiça. 12 FÁBIO AMORIM foi à Justiça contra prestações intermináveis

NORDESTE

MÚSICA

Em estoque de empregos com carteira assinada nos últimos 12 meses, Alagoas é o terceiro estado do Nordeste, com 22.241 postos de trabalho. O acréscimo registrado foi de 6,65% com relação ao montante de emprego no último ano. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, divulgados ontem. 14

O cantor alagoano Djavan, 62, está com Mal de Parkinson, segundo amigos confirmaram ontem ao jornal carioca Extra. No lançamento de seu último álbum, “Ária”, Djavan negou a doença. Na ocasião, em entrevista a um portal de notícias, ele chegou a estendeu as mãos e perguntar se tremiam. “Tem nego que vive disso, de plantar coisas na internet”, disse ele então.

Alagoas é o 3º em estoque de empregos

INSEGURANÇA Bom a parcialmente nublado com possiblidades de chuvas em áreas isoladas

TRANSPORTE

SANDRO LIMA

COMERCIANTES receberam apoio da população no protesto contra a onda de assaltos

TEMPO

O servidor público Aldson Fernando Gomes de Lima, 46, foi assassinado com golpes de arma branca nas costas e no pescoço. O corpo foi encontrado pela manhã em seu apartamento, no Condomínio Solaris I, em Cruz das Almas, após vizinhos que ouviram uma discussão na madrugada terem chamado a polícia. Aldson morava só e teria levado dois amigos para uma festinha. É o segundo homicídio de homossexual com as mesmas características em apenas uma semana. A secretária da Mulher e Direitos Humanos, Kátia Born, vai pedir ao secretário Dário César, da Defesa Social, a criação de um grupo para acompanhar e apurar crimes homofóbicos em Alagoas. 9

tribunahoje.com

Comerciantes de Batalha protestam contra assaltos Representantes dos segmentos econômico, político e estudantil do município de Batalha, no Sertão alagoano, realizaram ontem um protesto contra a onda de violência na cidade. Pelo menos vinte assaltos ocorreram, nas últi-

mas semanas, e por isso os comerciantes decidiram fechar as portas de suas lojas para protestar e cobrar das autoridades providências contra a criminalidade. A manifestação teve o apoio da população no Centro da cidade. 11

PARAPAN

Yohansson bate recorde mundial no atletismo O alagoano Yohansson Nascimento, ganhou ontem mais um ouro nos Jogos Parapan-Americanos nos 200m livres, com tempo de 22s34, baixando em um centésimo de segundo a marca anterior – que era dele próprio, conquistada no início do ano.

Jornal diz que Djavan está com Parkson

CBF


2 POLÍTICA MACEIÓ - SÁBADO, 19 DE NOVEMBRO DE 2011

TribunaIndependente

Política

Magistrado anula decisão que tirou Júnior Pedro da Câmara de São Luís O juiz titular da 17ª Vara eleitoral da Comarca de São Luís do Quitunde, Wilamo de Omena Lopes, seguiu o entendimento de seu juiz substituto, ao anular decisão da Comissão de Ética da Câmara de Vereadores da cidade, que afastou o vereador Júnior Pedro (PP), então presidente da Casa LegLVODWLYD$GHFLVmRLQLFLDOIRLHPLWLGDQDVHJXQGDIHLUDHFRQ¿UPDGDSHOR juiz titular, ontem, 18. O vereador deve voltar as suas atividades normais à frente da presidência da Casa, em breve.

Eleições 2012: momento é de cálculos &RPTXHPVHFROLJDUSDUDWHUPDLVWHPSRGHUiGLRH79FRH¿FLHQWHHOHLWRUDOHQ¿PVLJODVS}HPFDOFXODGRUDVSDUDWUDEDOKDU LUIS VILAR REPÓRTER

C

om a proximidade do ÀQDO GR DQR GH  RV SDUWLGRV SROtWLFRV FRPHoDP D SHQVDU HP VXDV estratégias para o próximo DQR 1mR p SRU DFDVR TXH GHVGH R PrV GH VHWHPEUR DV UHXQL}HV IRUDP LQWHQVLÀFDGDV HP DOJXPDV DJUHPLDo}HVSDUWLGiULDV2SULPHLUR SDVVR Mi IRL GDGR GHÀQLU R TXDGUR GH ÀOLDGRV H FRPXQLFiOR j -XVWLoD (OHLWRUDO $JRUDHQWUDHPFHQDDSDUWH PDWHPiWLFD GD HOHLomR QD EXVFD SRU YRWRV R FiOFXOR GR WHPSRGHFROLJDomRHPSURSDJDQGD GH UiGLR H WHOHYLVmR R OHYDQWH GH FXVWRV SDUD DV FDPSDQKDVHDVDOLDQoDVFRP EDVH QRV FiOFXORV HOHLWRUDLV $OJXQV SDUWLGRV ² SHOR PHQRVQRTXHGL]UHVSHLWRDRV SUpFDQGLGDWRV Mi VH DGLDQWDUDP SDUD JDQKDU WHPSR FRP DV GLVFXVV}HV TXH Mi VH LQLFLDPDSDUWLUGHMDQHLURGH VHQGRRULHQWDGDVSHORV

SUD]RV GD -XVWLoD (OHLWRUDO 2 36'% ² SRU H[HPSOR ² Mi RÀFLDOL]RXRDSRLRDRGHSXWDGR IHGHUDO 5XL 3DOPHLUD QD GLVSXWD SHOD 3UHIHLWXUD GH 0DFHLy236%MiWHP*LYDOGR&DULPEmRFRPRVHXFDQGLGDWR2'HPRFUDWDVDQXQFLRX WDPEpPRGHSXWDGRHVWDGXDO -HIHUVRQ0RUDLV 2 362/ WHP R SURIHVVRU $OH[DQGUH )OHPLQJ SDUD D PDMRULWiULD QD FDSLWDO DODJRDQD 2 301 WUD] 5DIDHO 7HQyULR 2 37GR% ² VHJXQGR R SUHVLGHQWH GD OHJHQGD 0DUFR 7ROHGR ² WHUi 5RVLQKD GD $GHIDOHQFDEHoDQGRXPDFKDSDQDGLVSXWDSHODSUHIHLWXUD (VWHV VmR DTXHOHV TXH Mi VH DVVXPHP QD GLVSXWD +i RV TXH SURYDYHOPHQWH WDPEpP HQWUDUmR QD ´JXHUUDµ SHOD PDMRULWiULD FRPR *DOED 1RYDHV 35%  0DXUtFLR 4XLQWHOOD 35 0R]DUW$PDUDO 30'%  GHQWUH RXWURV (P IXQomR GDV FROLJDo}HV DOJXQV GRV SUpFDQGLGDWRV SRGHP XQLU IRUoDV DPSOLDQGRWHPSRGHWHOHYLVmRGHQVL-

ADAILSON CALHEIROS

GDGHHOHLWRUDOHFRQVROLGDQGR RVJUXSRV &86726 (P UHODomR DRV FXVWRV GH FDPSDQKDSDUDVHWHULGHLD SDUD VH HOHJHU YHUHDGRU HP 0DFHLyHPWHYHFDQGLGDWR HOHLWR TXH JDVWRX ² GHFODUDGRV RÀFLDOPHQWH ² PDLV GH 5  PLO (QWUHWDQWR FRQIRUPHLQIRUPDo}HVGHEDVWLGRUHVDVFDPSDQKDVSRGHP FKHJDUD5PLOKmRQDVSURSRUFLRQDLV GD FDSLWDO DODJRDQD 2 YDORU p EHP PDLV DOWR HP UHODomR jV FDPSDQKDV PDMRULWiULDV (P  D FDPSDQKD YLWRULRVD GH &tFHUR $OPHLGD 33  ² TXH QmR FRQFRUUH j UHHOHLomR ² WHYH D UHFHLWD GH 5  PLOKmR 1D pSRFD D DGYHUViULD WXFDQD 6RODQJH -XUHPD WHYH UHFHLWD GH 5  PLOKmR +RXYH TXHP GHFODURX FDPSDQKDV PDLV PRGHVWDVFRPRRDWXDOGHSXWDGRHVWDGXDO-XGVRQ&DEUDO 37 TXHGLVSXWRXDSUHIHLWXUDFRP5PLOGHFODUDGRV RÀFLDOPHQWH Estamos a menos de um ano das eleições municipais e os partidos começam a se mobilizar

SUCESSÃO

3Uy[LPRSOHLWRGHYHVHUXPGRVPDLVFDURVGRV~OWLPRVDQRV /HYDQGR HP FRQVLGHUDomR RV GDGRV IRUQHFLGRV j -XVWLoD(OHLWRUDOHPH PDQWHQGRVH R JUDQGH Q~PHUR GH FDQGLGDWRV SUHYLVWRV SDUD R SOHLWR GH  D FDSLWDO DODJRDQD SRGH WHU XPD GDV GLVSXWDV PDLV FDUDV GD KLVWyULD 0DV DWp FKHJDU DR RUoDPHQWR GDV

SUy[LPDV FDPSDQKDV Ki YiULDVHWDSDVDVHUHPFXPSULGDVFRPRSRUH[HPSORRV SUD]RV GR FDOHQGiULR HOHLWRUDO TXH Mi VH DEUHP QR SUy[LPRDQR 1RGLDƒGHMDQHLURMip D GDWD D SDUWLU GD TXDO DV HQWLGDGHV RX HPSUHVDV TXH UHDOL]DUHP SHVTXLVDV GH

RSLQLmR S~EOLFD UHODWLYDV jV HOHLo}HV RX DRV FDQGLGDWRV WHUmR TXH UHJLVWUiODV REULJDWRULDPHQWH PROIBIÇÕES $OpPGLVWRMiÀFDSURLELGDDGLVWULEXLomRJUDWXLWDGH EHQV YDORUHV RX EHQHItFLRV SRU SDUWH GD DGPLQLVWUDomR S~EOLFD H[FHWR RV FDVRV GH

CHAPEU

FDODPLGDGHS~EOLFD8PGHVDÀR D PDLV SDUD DV DWXDLV DGPLQLVWUDo}HV PXQLFLSDLV TXH WHUmR ² HP DOJXQV FDVRV²RDFRPSDQKDPHQWRGR 0LQLVWpULR3~EOLFR(OHLWRUDO HPUHODomRjH[HFXomRRUoDPHQWiULD 3RUIRUoDGHOHLWDPEpP VHUmRYHGDGRVRVSURJUDPDV

VRFLDLV H[HFXWDGRV SRU HQWLGDGH QRPLQDOPHQWH YLQFXODGD D FDQGLGDWR RX SRU HVVH PDQWLGD DLQGD TXH DXWRUL]DGRV HP OHL RX HP H[HFXomR(P$ODJRDVH[LVWHP SRVWXODQWHV TXH HVWmR DVVRFLDGRVDLQVWLWXLo}HVEHQHÀFHQWHV $VUHJUDVSUHYLVWDV²HP

IXQomR GD /HL GH Q~PHUR  ² DLQGD SRGHP WHUDFUpVFLPRVSRUFRQWDGDV LQVWUXo}HVSUHYLVWDVSDUDDV HOHLo}HV GH  TXH WHP FRPR SUD]R ÀQDO R GLD  GH PDUoR(QWUHWDQWRRVPHVHV TXHPDLVSUHRFXSDPRVSDUWLGRV VmR RV TXH VH LQLFLDP DSyVMXQKR /9

JUSTIÇA

3736'%30'%H'HPRFUDWDV ([GHSXWDGR=p0DULD7HQyULR GLVS}HPGHPDLVWHPSRGH79 pRXYLGRSRUMXt]HVGD9DUD 2 DQR HVWi ÀQDOL]DQGR H RVSDUWLGRVMiPDQLIHVWDUDP VHXV SUHIHULGRV (QWUHWDQWR VXUSUHVDV SRGHP VXUJLU DWpRGLDGHMXQKRGRDQR TXH YHP TXDQGR RV SDUWLGRV FRPHoDP D UHDOL]DU DV FRQYHQo}HV SDUD GHOLEHUDU FROLJDo}HV H RÀFLDOL]DU RV FDQGLGDWRV D SUHIHLWR YLFHSUHIHLWRHYHUHDGRU eWDPEpPR²UHOHPEUDQGRDTXHVWmRFRPRVJDVWRV ~OWLPRGLDSDUDÀ[DomRSRU OHLGRVOLPLWHVGHJDVWRVGH FDPSDQKD SDUD RV FDUJRV HP GLVSXWD REVHUYDGDV DV SHFXOLDULGDGHVORFDLV /HLQž DUW$  2 OLPLWH ² FDVR QmR VHMD À[DGR SRU OHL ² p REULJDGR TXH RV SDUWLGRV R À[HP DWp RGLDGHMXQKR1RGLD GHVWH PrV WDPEpP VH HQFHUUDUmR RV SUD]RV SDUD DV FRQYHQo}HVSDUWLGiULDV TEMPO DE TV 4XDQWR jV FROLJDo}HV R WHPSR GH WHOHYLVmR H UiGLR pXPGRVIDWRUHVOHYDGRHP FRQVLGHUDomR 37 30'% 36'% H 'HPRFUDWDV ² UHVSHFWLYDPHQWH²VmRRVSDUWLGRV TXH OHYDP PDLV YDQWDJHPQHVWHTXHVLWRSRUFRQWD GRQ~PHURGHGHSXWDGRVIHGHUDLVHOHLWRVQD~OWLPDHOHLomRHP(GHVWHPRGR QDPDLRULDGDVYH]HVVmRRV FDUURVFKHIHV QDV HOHLo}HV PDMRULWiULDV 2KRUiULRHOHLWRUDOpGLYLGLGRFRPEDVHHPGRLVFULWp-

DIVULGAÇÃO

2 H[GHSXWDGR HVWDGXDO -RVp 0DULD 7HQyULR SUHVWRX QRYRGHSRLPHQWRQDPDQKm GDVH[WDIHLUD  DRVMXt]HV GD9DUD&ULPLQDO(OHp DFXVDGRGHHQYROYLPHQWRDR DVVDOWR j DJrQFLD GR %DQFR GR%UDVLOHP%RFDGD0DWD RFRUULGR HP RXWXEUR GH  7HQyULR IRL SUHVR QR GLD  GH MXQKR HQTXDQWR YLVLWDYD R LUPmR R WDPEpP H[GHSXWDGR )UDQFLVFR 7HQyULRTXHHVWiSUHVRDFXVDGRGHHQYROYLPHQWRQDPRUWHGRFDER-RVp*RQoDOYHV 'HDFRUGRFRPUHSUHVHQ-

WDomR GR 0LQLVWpULR 3~EOLFR (VWDGXDO-RVp0DULDpDFXVDGR GH FKHÀDU XPD TXDGULOKDGHURXERDEDQFRVQD FDSLWDOHQRLQWHULRUGR(VWDGR 2 H[SDUODPHQWDU GHVWH PRGRWDPEpPUHVSRQGHSRU IRUPDomRGHTXDGULOKD 2 DGYRJDGR GHOH 5DLPXQGR 3DOPHLUD GLVVH TXH DOJXPDV WHVWHPXQKDV Mi IRUDPRXYLGDVHTXHSURYDYHOPHQWH QmR Gr WHPSR WRGDVVHURXYLGDVKRMHRDGYRJDGRIRLRXYLGRQDPDQKm GH RQWHP SHOD UHSRUWDJHP 3DOPHLUD DOHJD TXH QmR

H[LVWH QDGD TXH LQFULPLQH VHXFOLHQWH ´1mR H[LVWH QDGD FRQWUD HOH ([LVWHP GRLV UDSD]HV TXH IRUDP FRQGHQDGRV TXH GHSRLVGHPXLWRWHPSRDSRQWDUDP R -RVp 0DULD FRPR SRVVtYHO FRODERUDGRU 0DV GHUDP HQGHUHoR HUUDGR >GR H[GHSXWDGR@ H FDUDFWHUtVWLFDV TXH QmR EDWHP 1mR VH VDEH R TXH HVWi SRU WUiV GHOHV$WpDJRUDIRUDPRXYLGDV VHLV WHVWHPXQKDV H QHQKXPD FLWRX QDGD FRQWUD HOH $ LQRFrQFLD GHOH VHUi DSXUDGD HHOHVHUiOLEHUDGRµ

FUTURO POLÍTICO

336GH3HQHGRVHUH~QHQHVWH ViEDGRSDUDDOLQKDUPHWDV ULRVXPWHUoRGRWHPSRpGLYLGLGRHQWUHDVFDQGLGDWXUDV PDMRULWiULDV &RP LVWR GRLV WHUoRV SDVVDP D VHU GLYLGLGRV FRP EDVH QRV Q~PHURV GDEDQFDGDIHGHUDO $ WDEHOD FRP RV Q~PHURV GH SDUODPHQWDUHV p TXH p SRQWR SULQFLSDO SDUD RV FiOFXORV GRV DUWLFXODGRUHV 237pTXHPOLGHUDRQ~PHUR GH FDGHLUDV VHJXLQGR GR

30'% 36'% H 'HPRFUDWDV 1D VHTXrQFLD RV SDUWLGRV TXH ¶YDOHP· PDLV SDUD R WHPSR GH WHOHYLVmR VmR 35 33 36% 3'7 37% 36&3&GR%3933635% 362/ 37GR% 3+6 353 36/H37&7RGRVHVWHVVmR DVSHoDVDPDLVTXHSDVVDP D HVWDU QR WDEXOHLUR GR MRJR SROtWLFR D SDUWLU GH DJRUD /9

2 3DUWLGR 3RSXODU 6RFLDOLVWD 336  UHDOL]D QHVWH ViEDGR  QR DXGLWyULR GD &kPDUD GH 9HUHDGRUHV GH 3HQHGR D SDUWLU GDV K R HQFHUUDPHQWR GR FRQJUHVVR PXQLFLSDO GD DJUHPLDomR SDUWLGiULD 2 SDUWLGR TXH p SUHVLGLGR HP 3HQHGR SHOR PpGLFR 6pUJLR )UDQFLVFR WHP VH FRORFDGR FRPR XP GRV TXH SRGHPWHUFDQGLGDWRSUySULR QD GLVSXWD PDMRULWiULD GD FLGDGHULEHLULQKD (P UHFHQWH HQWUHYLVWD FRQFHGLGD 6pUJLR )UDQFLVFR

ODPHQWRXRGHVFDVRTXHVHJXQGRHOH3HQHGRYLYHDWXDOPHQWH 2 SUHVLGHQWH GR 336QDFLGDGHFULWLFRXDDGPLQLVWUDomRGRSUHIHLWR,VUDHO 6DOGDQKD '(0  H DLQGD FRQGHQRX DOJXPDV DWLWXGHV GH FXQKR SROtWLFR TXH LQIHOL]PHQWHHVWmRVHQGRDUTXLWHWDGDV SHOR JUXSR GR FKHIH GR([HFXWLYRPXQLFLSDO 'XUDQWHHVVDPHVPDHQWUHYLVWD )UDQFLVFR QmR HVPLXoRX DV IDOKDV GD JHVWmR GH,VUDHO6DOGDQKDPDVGHL[RX FODUR R SRVLFLRQDPHQWR GHRSRVLomRDRSUHIHLWR

$SHVDUGR336ID]HUSDUWH GD EDVH GH VXVWHQomR HVWDGXDO GR JRYHUQR 7HRWRQLR 9LOHOD )LOKR 36'%  TXH VHJXQGR WXGR LQGLFD DSRLDUiHP3HQHGRDUHHOHLomRGR DWXDO SUHIHLWR 6pUJLR )UDQFLVFR GLVVH TXH Mi WHP FDUWD EUDQFD GR SDUWLGR SDUD FRPSRU FRP TXHP TXLVHU QmRVHQGRR336HP3HQHGR REULJDGRDVHJXLURFDQGLGDWR GR 3DOiFLR 5HS~EOLFD GR 3DOPDUHV ´1yV SDUWLFLSDPRVGHRXWUDVHOHLo}HVDMXGDPRV D HOHJHU PDV QmR DMXGDPRVDJRYHUQDUµ


TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 19 DE NOVEMBRO DE 2011 POLĂ?TICA

3

Caso DPVAT: mais dois advogados sĂŁo punidos

Questão de justiça

D

H7KHyÀOR6LOYDQR%ORJGR0RUHQR´$VLPDJHQVGRPpGLFR de Michael Jackson saindo do tribunal algemado, após ter sido condenado a quatro anos de cadeia – julgado dois anos DSHQDVGHSRLVGDPRUWHGRFDQWRU²VmRSURYDGDHÀFLrQFLDGD Justiça americana e uma espÊcie de soco na cara da lerda Justiça brasileira. Uma justiça que lembra os lânguidos relógios de Salvador Dali. Enquanto isso, aqui, os três mÊdicos assassinos de TaubatÊ – eram quatro, um jå morreu – que mataram quatro pessoas e lhe roubaram os rins e os venderam em 1986, embora julgados e condenados (25 anos depois) a 17 anos de prisão, continuam soltos, e foram vistos dando gargalhadas nas tumbas de suas vítimas. E pior, continuam trabalhando como mÊdicos, jå que o Conselho de Medicina não os expulsou, nem os expulsarå. O tambÊm mÊdico Roger Abdelmassih, que molestou centenas de mulheres, foi julgado (o julgamento foi råpido, pois o pervertido mexeu com gente poderosa) e condenado a 278 anos de prisão, mas foi solto – fugiu para o Líbano, onde vive tranquilamente – pelo ministro do STF Gilmar Mendes. Pergunto se Gilmar Mendes dorme à noite e, se dorme, se não tem pesadelos.�

5RJpULR&DYDOFDQWHH.HOPDQQ\GRV6DQWRVQmRSRGHPH[HUFHUDSURÂżVVmR ARQUIVO

VICTOR AVNER REPĂ“RTER

O

Determinado A candidatura de RogÊrio 7Hy¿OR, secretårio estadual de $UWLFXODomR3ROtWLFDHYLFHSUHIHLWRGH$UDSLUDFDpLUUHYHUVtYHO Ele vai concorrer à sucessão do prefeito Luciano Barbosa, conte ou não com o apoio da deputada federal e ex-prefeita CÊlia Rocha. E jå estå formando uma aliança que deve envolver ao menos 15 partidos, alÊm do seu PSDB. RoJpULRFRQ¿DQRFRPSURPLVVRGR VHXJUXSRSROtWLFRGHTXHHVVDp a sua vez.

Caserna 2PRYLPHQWRTXHVHLQWLWXOD³%ULRVDHP)RFR´FRQVWLWXtGRSRULQWHJUDQWHVGD3ROtFLD0LOLWDUGH$ODJRDVTXHGLVFRUGDPGRFRPDQGRGDFRUSRração, continua bastante ativo. AtravÊs das redes sociais, faz denúncias e recebe informaçþes, para repasså-las. Quem são os seus mentores? Isso Ê o que muitos querem saber.

Surpresa Manchete do semanĂĄrio “Extraâ€?, edição desta semana: “Procuradora da RepĂşblica constroi mansĂŁo em ĂĄrea de preservação ambiental - Niedja .DVSDULWDPEpPpDFXVDGDGHDEXVRGRSRGHUHWUiÂżFRGHLQĂ€XrQFLD´ Surpreendeu a todos, pois a chefe do MPF em Alagoas ĂŠ reconhecida SHORULJRUQDVVXDVGHFLV}HVSURÂżVVLRQDLV

Desvendado

Impunidade

(PGHSRLPHQWRj3ROtFLD)HGHUDOR prefeito de Traipu, Marcos Santos, acabou com o segredo sobre como soube que havia sido expedido mandado de prisão contra ele: foi a vereadora Maria da Conceição Tavares, de oposição, quem revelou, dois dias antes, numa festa, se vangloriando. Informação do portal Cada Minuto.

3ROrPLFDHP0DUHFKDO'HRGRUR QXPDHVFRODSDUWLFXODUGRPXQLFtpio, um professor Ê acusado de WHUDSDOSDGRDVSDUWHVtQWLPDVGH uma criança de 10 anos e, como QHQKXPDSURYLGrQFLDIRLWRPDGD contra ele, continua dando aulas na mesma turma. A criança, naturalmente, passa por constrangimentos diante dos colegas.

Omar CoĂŞlho aceita decisĂŁo do Conselho, mas queria exclusĂŁo de acusados: “O Conselho ĂŠ supremoâ€?

“EM SILĂŠNCIOâ€?

Para Omar CoĂŞlho, TJ tem que punir magistrados envolvidos AlĂŠm de Kelmanny e RogĂŠrio, os advogados Francisco Crispi, Cristiano Gama de Melo e Carlos AndrĂŠ Marques dos Anjos tambĂŠm jĂĄ foram punidos pela OAB. Para o presidente da seccional alagoana, agora ĂŠ preciso que o Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas mostre sua disposição em julgar administrativamente os magistrados envolvidos no esquema milionĂĄrio. “A OAB estĂĄ cumprindo a obrigação dela. A gente espera que o Tribunal faça a sua parte, porque atĂŠ agora

o silĂŞncio ĂŠ grandeâ€?, pontua Omar CoĂŞlho. Pelo menos seis juĂ­zes teriam participado dos crimes apurados no Caso DPVAT. Todos sĂŁo do 1Âş Juizado Especial CĂ­vel e Criminal da Comarca de Arapiraca. Ă€ ĂŠpoca da deQ~QFLD &RrOKR DĂ€UPRX TXH a Ordem iria punir todos os seus membros envolvidos no esquema e lembrou que “nĂŁo hĂĄ fraude praticada por advogado que nĂŁo tenha a participação de um juizâ€?. EXCLUSĂƒO Apenas Francisco Cripi foi excluĂ­do permanente-

mente dos quadros da Ordem pelo Conselho Seccional. O advogado ĂŠ apontado pelo MP/AL como chefe da organização criminosa. Crispi ĂŠ acusado atĂŠ mesmo de ter criado um acidente falso para resgatar R$ 16,6 mil em indenização. “Como presidente, a minha função ĂŠ homologar a decisĂŁo do Conselho. Eu era favorĂĄvel Ă exclusĂŁo de todos. Em relação aos magistrados, tambĂŠm acredito que todos deveriam ser excluĂ­dosâ€?, destaca o presidente da OAB em Alagoas. (V.A.)

EX-FORAGIDO

Hora H +RMHpRGLDPDLVHVSHUDGRGRDQRSHORVSUR¿VVLRQDLVGHLPSUHQVDGH Alagoas. É que, a partir das 20 horas, no ArmazÊm Uzina, em Jaraguå, YDLDFRQWHFHUDIHVWDGRž3UrPLR%UDVNHPGH-RUQDOLVPRSDUD reportagens produzidas entre 2010 e 2011. AlÊm de R$ 37 mil para os vencedores, serå homenageada a jornalista Fåtima Almeida.

Mandioca &KHJDDR¿QDOKRMHR;,9&RQJUHVVR%UDVLOHLURGD0DQGLRFDQR&HQWUR Cultural e de Exposiçþes, em Jaraguå. O evento, considerado um dos mais importantes deste ano na årea econômica em Alagoas, tem por objetivo a troca de informaçþes sobre a mandiocultura. Simultaneamente acontece a I Feira da Mandioca,

“

Aposentadoria não pode ser punição para ninguÊm. Foi no passado, mas agora não då mais� ELIANA CALMON Ministra do STJ e Corregedora Geral do Conselho Nacional de Justiça, manifestando-se contra a aposentadoria compulsória de magistrados que cometem crimes

* Termina hoje, na Praça Luiz Pereira Lima, a Semana da MĂşsica de Arapiraca, promovida pela prefeitura, atravĂŠs do ponto de cultura “Corredor da Culturaâ€?. VĂŁo se apresentar, a partir das 19 horas, Janu e $ifrĂŁo, anunciam os organizadores. * A Academia e Companhia de Dança Maria EmĂ­lia Clark apresenta hoje, Ă s 19 horas, no Teatro Gustavo Leite, o espetĂĄculo “Pela Luz dos Olhos Teusâ€?, baseado na trajetĂłria da colecionadora Tânia de Maya Pedrosa. AmanhĂŁ, Ă s 16 e Ă s 19 horas. * Hoje, no GinĂĄsio do Sesi, no Trapiche da Barra, acontece o show EHQHÂżFHQWHÂł6RPRV/X]´HPIDYRUGR6HPLQiULRGH0DFHLy3DUWLFLpação da banda Anjos de Resgate e da cantora Jake. Ingressos a R$ 15. Informaçþes: 8702.7282 e 9635.1627. * O Sesc estĂĄ com inscriçþes abertas atĂŠ o prĂłximo dia 30 para a temporada 2012 da sua galeria de artes em Arapiraca, para produçþes em artes plĂĄsticas, intervenção, vĂ­deo arte e performance na ĂĄrea das artes visuais. O edital estĂĄ no site www.sescalagoas.com.br. * Tudo bem que, mesmo que perca, o ASA ainda continuarĂĄ respirando na SĂŠrie B. Mas o time alagoano precisa ganhar do Bragantino, hoje, em Bragança Paulista, para garantir presença em 2012, dependendo de outros resultados da rodada.

Fora do prazo, Marcos Santos faz recadastramento no TCE Marcos Santos (PTB) fez seu recadastramento no Tribunal de Contas do Estado (TCE) nessa sexta-feira (18). Foragido da PolĂ­cia Federal atĂŠ o incĂ­o da semana, o prefeito afastado de Traipu nĂŁo havia se apresentado dentro do prazo estabelecido pela instituição, que terminou na segunda-feira (14). Mas para o TCE nĂŁo hĂĄ problema com o ocorrido. Segundo a assessoria da instituição, “qualquer servidor impedido pela Justiça nĂŁo seria proibido de se recadastrarâ€?. Acontece que nĂŁo foi o

Poder Judiciårio que provocou o extrapolação do prazo, mas sim o próprio prefeito, que esteve em paradeiro desconhecido para fugir de uma ordem de prisão. Ainda de acordo com a assessoria do órgão, outros servidores da Corte de ConWDV WDPEpP À]HUDP VXDV atualizaçþes cadastrais deSRLVGRÀPGRSUD]RSUHYLDmente estabelecido. Todos, inclusive Santos, deverão WHU HP VXDV ÀFKDV IXQFLRnais uma observação acerca do ocorrido. 1RÀPGDSUy[LPDVHPD-

na, após o recadastramento dos inativos ser encerrado, um relatório serå encaminhado à direção do TCE. Só com esse documento qualquer medida punitiva poderå ser tomada. Santos Ê funcionårio efetivo da Corte hå cerca de 30 anos. À Êpoca de sua inscrição não havia necessidade de aprovação em concurso para ingresso em carreira pública. Atualmente, o prefeito responde pelo cargo de analista de contas, com remuneração em torno de R$ 5 mil mensais. (V.A.)

AFASTAMENTO

DESAPROVADO

O Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas (TJ/AL) recebeu nessa semana uma ação de improbidade administrativa movida contra Everaldo Alves Barbosa (PMN), prefeito de Novo Lino. O relator do caso Ê o desembargador-presidente Sebastião Costa Filho. De acordo com o processo, Barbosa teria cometido diversas irregularidades em sua gestão à frente do Executivo municipal, iniciada em 2008. Se for condenado, o prefeito poderå perder o mandato. Barbosa ainda responder por outras duas açþes no TJ.

Everaldo Alves Barbosa 301 GHYHUi¿FDULQHOHJtYHO no próximo pleito. O prefeito, que ainda estå em seu primeiro mandato, teve suas contas desaprovadas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Com a provåvel validade da Lei da Ficha Limpa jå no ano que vem, Barbosa não poderå ter seu registro de candidatura liberado e, consequentemente, disputar a reeleição. AtÊ mesmo a base aliada do prefeito na Câmara jå estaria conformada.

7-UHFHEHDomRFRQWUDSUHIHLWRGH1RYR/LQR

%DUERVDGHYHĂ€FDU inelegĂ­vel em 2012

Conselho Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil em Alagoas (OAB/AL) puniu mais dois envolvidos no escândalo de indenizaçþes fraudulentas, conhecido como Caso DPVAT. Os advogados RogĂŠrio Cavalcante Lima e Kelmanny Michael dos Santos Freire foram suspensos pelo perĂ­odo de um ano da ativiGDGHSURĂ€VVLRQDO(OHVIRUDP denunciados pelo MinistĂŠrio PĂşblico do Estado de Alagoas (MP/AL) pelo desvio de cerca de R$ 20 milhĂľes do Seguro por Acidente de VeĂ­culo. A sentença contraria recomendação do Tribunal de Ética e Disciplina (TED). No começo de junho, o ĂłrgĂŁo pediu que todos os envolvidos no esquema fossem excluĂ­dos permanentemente dos quadros da Ordem. Para o Tribunal, que nĂŁo tem poderes punitivos, os advogados denunciados pelo MP/AL sĂŁo “moralmente inidĂ´neos para o exercĂ­cio da advocaciaâ€?. Para o presidente da seccional alagoana da OAB, Omar CoĂŞlho, a punição dada aos advogados foi inVXĂ€FLHQWH ´2 PHX GHVHMR era de exclusĂŁo de todos os advogados envolvidos. Mas o Conselho ĂŠ supremoâ€?, avalia. AlĂŠm da suspensĂŁo por um ano, os punidos terĂŁo que pagar multa de dez anuidades da Ordem, o que equivale a R$ 6 mil. Como RogĂŠrio e Kelmanny jĂĄ cumpriram suspensĂŁo de trĂŞs meses antes da conclusĂŁo do julgamento, HOHV Vy GHYHP Ă€FDU LPSHGLGRV GH DWXDU QD SURĂ€VVmR por nove meses. A decisĂŁo foi proferida nessa sexta-feira (18) e ainda cabe recurso ao Conselho Federal da OAB. Restam ainda outros cinco advogados envolvidos no escândalo a serem julgados pelo Conselho Seccional. CASO DPVAT Com 30 volumes e mais de 40 mil pĂĄginas, o Caso DPVAT foi denunciado pelo entĂŁo Grupo Estadual de Combate Ă s Organizaçþes Criminosas (Gecoc). Ă€ ĂŠpoca, os promotores coletaram vasta documentação que revelava a participação de advogados, serventuĂĄrios, juizes e atĂŠ mesmo empresas que operam com o seguro estatal no desvio de cerca de R$ 20 milhĂľes. Segundo o MP/AL, o grupo criminoso usava o nome de terceiros para requisitar pagamento do seguro. As operaçþes eram tĂŁo frauduOHQWDVTXHDOJXQV´EHQHĂ€FLDdosâ€? chegaram a receber R$ 200 mil de indenização - pela lei, o limite ĂŠ de R$ 13,5 mil e somente quando hĂĄ morte. O caso ĂŠ julgado na 17ÂŞ Vara Criminal da Capital.


4 POLĂ?TICA MACEIĂ“ - SĂ BADO, 19 DE NOVEMBRO DE 2011

BARTOLOMEU DRESCH bartolomeu_dresch@hotmail.com.br

'HVHQFDQWRGRHQVLQR

O

0DJLVWpULRVHPSUHIRLXPDFDUUHLUDSURĂ€VVLRQDOHQFDQWDGD TXHDWUDtDMRYHQVGHVGHFHGRHRUJXOKDYDTXHPFRQVHJXLD DIRUPDomRSHGDJyJLFDSDUDUHSDVVDUFRQKHFLPHQWRD RXWUDVJHUDo}HV,VVRPXGRXPXLWRQR%UDVLOQRV~OWLPRVDQRV 5HWUDWRGHXPDSROtWLFDHGXFDFLRQDOHTXLYRFDGDTXHQmRYDORUL]D RSURIHVVRUHQHPRFRQKHFLPHQWR3HODDWXDOOHJLVODomREUDVLOHLUD RVSURIHVVRUHVTXHDWXDPQDHGXFDomREiVLFDGHYHPWHUFXUVRVXSHULRU1RHQWDQWRGRVGRLVPLOK}HVGHGRFHQWHVQRSDtVPLO QmRSRVVXHPFXUVRXQLYHUVLWiULRVHJXQGRRSUySULR0LQLVWpULRGD (GXFDomR$OpPGLVVRH[LVWHPFDUrQFLDVGHSURIHVVRUHVHPGLYHUVDViUHDVHVSHFLDOPHQWHQDVGLVFLSOLQDVGHItVLFDTXtPLFDHPDWHPiWLFD SHORPHQRVHP$ODJRDV 0DVRSUREOHPDSRGHDLQGDVH DJUDYDU$LQGDVHJXQGRR0(&RQXPHURGHDOXQRVTXHEXVFDPR HVWXGRSHGDJyJLFRDWUDYpVGDPRGDOLGDGHSUHVHQFLDOWHPGLPLQXtGRFRQVLGHUDYHOPHQWH(PPLOKmRGHDOXQRVHVWXGDYD DOJXPDOLFHQFLDWXUDHHPRQXPHURFDLXSDUDPLO1R PHVPRSHUtRGRRQXPHURGHDOXQRVGH3HGDJRJLDFDLXGHPLO SDUDPLO3RURXWURODGRKRXYHXPDXPHQWRFRQVLGHUiYHOQDV JUDGXDo}HViGLVWkQFLDPDVRHQVLQRQmRDWHQGHDTXDOLGDGHH[LJLGD1DVXQLYHUVLGDGHVSULYDGDVRVFXUVRVGHOLFHQFLDWXUDHGH 3HGDJRJLDVmRRVTXHDSUHVHQWDPDVPDLVDOWDVWD[DVGHHYDVmR GHD(RGHVHQFDQWRDXPHQWDFRPRVVDOiULRV+RMHRSLVR QDFLRQDOpGH5SDUDXPDMRUQDGDGHKRUDVVHPDQDLV 8PDPpGLDPXLWREDL[DVHFRPSDUDGDDRXWUDVSURĂ€VV}HV2QGH EXVFDUHVWtPXORSDUDDWXDUQDVDODGHDXOD"

Mapeando o litoral Os 200 quilômetros de litoral do estado de Alagoas estão sendo devidamente mapeados por tÊcnicos do Instituto do Meio Ambiente, para traçar um diagnóstico sobre o comprometimento da IDXQDHGDÀRUD$HTXLSHFRRUGHQDGD pelo Presidente do IMA, Adriano Augusto, pretende levantar a situação das construçþes em åreas costeiras, o lixo jogado nas praias, os passeios turísticos desordenados e outros problemas ambientais. O mapeamento, segundo Adriano, Ê um trabalho pioneiro no Nordeste na contenção de crimes ambientais, e poderå em breve evitar que animais marinhos FRPRWDUWDUXJDVHJRO¿QKRVDSDUHoDPPRUWRVQDVSUDLDVDODJRDQDVH que a poluição e a pesca predatória sejam devidamente combatidas.

A fuga do “barĂŁoâ€? Uma reportagem publicada pelo site CadaMinuto, revelou que o prefeito afastado de Traipu, Marcos Santos e sua esposa Juliana Kummer, IXJLUDPGDFLGDGHKRUDVDQWHVGDGHĂ€DJUDomRGD2SHUDomR7DEDQJD porque a vereadora da cidade, Maria da Conceição Tavares “vazouâ€? a informação em uma festa no distrito de Capivara. Segundo a reportagem, a vereadora, que faz oposição ao Prefeito, ĂŠ prima do procurador Geral de Justiça Eduardo Tavares e tinha conhecimento da ação da PolĂ­cia Federal. Ainda de acordo com o site, Marcos Santos e a esposa fugiram de madrugada, de lancha pelo Rio SĂŁo Francisco atĂŠ a cidade sergipana de PrĂłpria e de lĂĄ seguiram para o interior da Bahia onde permaneceram atĂŠ ganharem o habeas corpus. Acredite, se quiser!

Cerveja no estådio 1 Cerveja no estådio 2 A liberação do consumo de bebida alcoólica nos estådios de futebol do Brasil, durante e depois da Copa, pode atrapalhar o cronograma das obras do Itaquerão, que esta sendo construído em São Paulo. É que a arena do Corinthians tem como inspiração o estådio de futebol americano do Dallas Cowboys, e lå existe uma fabrica de cerveja na parte baixa do estådio, que abastece todos os bares instalados na arena atravÊs de um sistema de tubulação. O problema vem preocupando a construtora responsåvel, que alega ser difícil realizar o investimento (da fåbrica) se ainda não IRLGH¿QLGRVHDYHQGDGHEHELGDV serå liberada.

A construtora responsåvel expliFRXTXHSUHFLVDGHXPDGH¿QLomR atÊ o meio do próximo ano, e por enquanto a construção da fåbrica e das tubulaçþes serå adiada. Outras arenas que estão sendo construídas pelo país, pretendem adotar sistemas semelhantes, jå que os locais tambÊm serão utilizados em eventos como shows, congressos e mega-encontros. O estådio que esta sendo construído pelo Grêmio, em Porto Alegre jå prevê a venda de bebidas alcoólicas, assim como a Arena Palmeiras em São Paulo. A FIFA exige a liberação para a venda de bebida na Copa do Mundo, mas o Estatuto do Torcedor em vigor no Brasil proíbe a comercialização.

Jornalista é a noticia Pelo menos na noite de hoje no Armazém Usina, os destaques do jornalismo alagoano em 2011 serão reconhecidos em mais uma etapa do Prêmio Braskem de Jornalismo. Concorrem nas diversas categorias, SUR¿VVLRQDLVGDFRPXQLFDomRTXHLQVFUHYHUDPWUDEDOKRV 13% a mais que a edição passada do prêmio. São onze as categorias HPGLVSXWD5HSRUWDJHPGH795HSRUWDJHP,PSUHVVD)RWRJUD¿D Diagramação, Webjornalismo, Radiojornalismo (pela primeira vez), Informação Esportiva, Informação Econômica/Política, Informação Cultural/ Turística, Assessoria de Imprensa e o Grande Prêmio. Estudantes disputam a Medalha Freitas Neto. No total serão divididos R$ 37 mil.

Teste råpido HIV A Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde esta caSDFLWDQGRSUR¿VVLRQDLVSDUDLPSODQWDomRGRWHVWHUiSLGRSDUDGLDJQyVtico de HIV em alguns municípios do interior. Na última semana foram treinadas equipes para atuarem em Arapiraca, Campestre, Flexeiras, Pilar e Marechal Deodoro que vão usar o aprendizado nos serviços de atenção båsica e hospitais. Distribuído gratuitamente para os serviços de saúde da rede pública, os testes são feitos de forma sigilosa atravÊs do Sistema Único de Saúde. Os testes råpidos de HIV tambÊm são realizados por laboratórios particulares e nos Centros de Testagem e Aconselhamento. ‡2*RYHUQRFDQFHORXGH~OWLPDKRUDRODQoDPHQWRGR5RQGD&LGDGm em Arapiraca no dia de ontem, como estava previsto e agendado. Toda a programação serå colocada em pråtica na próxima semana. ‡2GLUHWRUH[HFXWLYRGR*UrPLRGH3RUWR$OHJUH3HGUR'HODLSHDJLXGH forma preconceituosa e discriminatória contra o årbitro alagoano Francisco Carlos Nascimento, contra o futebol de Alagoas e contra o próprio Estado. ‡(OHGLVVHTXHHP$ODJRDV³QmRH[LVWHIXWHERO´HSRULVVRRiUELWUR alagoano era incompetente e sem condiçþes de apitar uma partida da sÊrie A. ‡(OHWHQWRXFRPLVVRMXVWL¿FDUDGHUURWDGRWLPHJD~FKRSDUDR)OXPLQHQVHSRUDQD~OWLPDTXDUWDIHLUD&KLFmRFRPDQGRXRMRJRVHP problemas e teve seu desempenho elogiado pelos jogadores e pela crônica esportiva. ‡,VVRpEHPFRLVDGHGLULJHQWHJUHPLVWDTXHQmRVDEHROKDUSDUDR próprio rabo para corrigir os defeitos. Quando o Grêmio estava na sÊrie B e enfrentava o CRB, suava para conseguir empatar o jogo no Trapichão. E tem mais: os gaúchos adoram Alagoas e sua gente. AlguÊm duvida?

TribunaIndependente

Ouro Branco: delegado conclue inquĂŠrito policial Segundo Rodrigo Cavalcante, depoimentos pesam contra prefeito da cidade NIGEL SANTANA REPĂ“RTER

U

P LQTXpULWR FRP  SiJLQDV IRL HQWUHJXH RQWHP SHOR GHOHJDGR 5RGULJR &DYDOFDQWL GD UHJLRQDO GH 6DQWDQD GR ,SDQHPD DR 7ULEXQDO GH -XVWLoD GH $ODJRDV $ SHoD SROLFLDOYHUVDVREUHRHQYROYLPHQWR GR SUHIHLWR $WHYDOGR &DEUDO 30'%  HP IDYRUHFLPHQWR j SURVWLWXLomR H H[SORUDomRVH[XDOGHYXOQHUiYHO2FDVRTXHUHSHUFXWLXHP WRGR R (VWDGR PRVWURX TXH &DEUDO WHQWRX H[SORUDU XPD DGROHVFHQWH GH  DQRV FRP D TXDQWLD GH 5  SDUD PDQWHUUHODo}HVVH[XDLV+DYHQGR D QHJDWLYD GD PHQRU

RSUHIHLWRWHQWRXDVXERUQDU 5  SDUD TXH R FDVR QmR IRVVHGLYXOJDGRRTXHDFDERX OKHFRPSOLFDQGRDLQGDPDLV (VWD VHPDQD R SUHIHLWR GH 2XUR %UDQFR IRL RXYLGR SHORGHOHJDGR2VGHSRLPHQWRV QmR FRQYHQFHUDP H DWp PHVPR QmR IRL GH HQFRQWUR jV GHQ~QFLDV GDV WHVWHPXQKDVGHDFXVDomR´2JHVWRU pVXVSHLWRGHVHUIDYRUiYHOj H[SORUDomRVH[XDO7RPDPRV RGHSRLPHQWRHQmRKiPDLV IDWRVQRYRVQHVVHFDVR&RP RV HOHPHQWRV TXH FROKHPRV GXUDQWHRVGHSRLPHQWRVDFDEDPRV LQGLFLDQGR HOH $SyV FRQFOXLUPRV R LQTXpULWR HQYLDPRV WRGD GRFXPHQWDomR SDUD R 7ULEXQDO GH -XVWLoD GH $ODJRDV $JRUD p FRP R

-XGLFLiULR¾UHODWRX $ DVVHVVRULD GD 3ROtFLD &LYLO GLYXOJRX QD PDQKm GH RQWHP TXH GXUDQWH R SHUtRGR GH DSXUDomR GR VXSRVWR FULPHRXWUDVPHQRUHVIRUDP RXYLGDV QR FDVR ´)RUDP LQYHVWLJDGDVGHQ~QFLDVGHTXH PDLV PHQLQDV HUDP LQGX]LGDV H OHYDGDV DR SUHIHLWR SRU XPD PXOKHU GH QRPH -RVHID )UDQFLVFD GD 6LOYD FRQKHFLGD SRU œ,D¡ TXH VHULD SUHVLGHQWH GR DVVHQWDPHQWR %HP9LQGRQD]RQDUXUDOGH 2XUR%UDQFR¾UHIRUoDDQRWD 5RGULJR &DYDOFDQWL GLVVH DLQGD TXH HQWUHJDUi RXWUD FySLD GR LQTXpULWR QD &RPDUFD GH 2XWUR %UDQFR QD SUy[LPD VHJXQGDIHLUD   $ VXSRVWD DOLFLDGRUD -RVHID

GD6LOYDGHYHUiUHVSRQGHUjV DFXVDo}HV QDTXHOH PXQLFtSLR (P FRQWDWR QRYDPHQWH FRPR SUHIHLWR $WHYDOGR &DEUDO XP GRV VHXV DVVHVVRUHVLQIRUPRXTXHHOHHVWDULD HP XPD UHXQLmR GXUDQWH WRGD D WDUGH GH RQWHP $Wp R IHFKDPHQWR GHVWD HGLomR RSUHIHLWRQmRFRPHQWRXVHX LQGLFLDPHQWR4XDQGRGHS{V DR GHOHJDGR R JHVWRU PDQWHYH VHX GLVFXUVR VHPSUH DÀUPDQGR TXH HVWDYD VHQGR YtWLPD GH XP JROSH SROtWLFR ´2 SHUtRGR HOHLWRUDO HVWi VH DSUR[LPDQGR H FRP HOH DV DPHDoDV j PLQKD DGPLQLVWUDomR 1mR WHQKR QDGD KDYHU FRP LVVR¾ GHFODURX R SUHIHLWRKiGXDVVHPDQDVj Tribuna Independente SANDRO LIMA

PRF

Projeto de YLDGXWRÀFD para novembro 2 SUHIHLWR GH 0DFHLy &tFHUR $OPHLGD 33  H RV GHSXWDGRV IHGHUDLV 0DXUtFLR 4XLQWHOOD /HVVD 35  H *LYDOGR &DULPEmR 36%  VH UHXQLUDP QD PDQKm GH VH[WDIHLUD  SDUD GHÀQLU DV TXHVW}HV GDV HPHQGDV para o projeto do viaduto no 7DEXOHLUR GR 0DUWLQV PDLV SUHFLVDPHQWHSUy[LPRD3ROtFLD5RGRYLiULD)HGHUDO +DYLD XPD LQTXLHWDomR SRU SDUWH GH 4XLQWHOOD SRU FRQWDGHTXHRSURMHWRDLQGD QmR HVWDULD SURQWR SRUpP WXGR SDUHFH WHU VLGR UHVROYLGR HQWUH R SUHIHLWR H RV SDUODPHQWDUHV ­ Tribuna Independente 4XLQWHOOD UHVVDOWRX TXH D SUHIHLWXUD VH FRPSURPHWHX HP HQWUHJDURSURMHWRDWpRÀQDOGHVVH PrV ´$ EHP GD UHDOLGDGH R JRYHUQR IHGHUDO HVWi OLEHUDQGR UHFXUVRV SDUD DV REUDV TXH HVWmR FRP VHXV SURMHWRV SURQWRV 2 SURMHWR GR YLDGXWR GD 3ROtFLD 5RGRYLiULD )HGHUDO HUD SDUD WHU VLGR HQWUHJXH RX HP DJRVWR RXVHWHPEUR2SUHIHLWRUHXQLX D VXD HTXLSH H ÀUPRX FRPSURPLVVR GH DSUHVHQWDU RVGHWDOKHVGDREUDQRÀQDO GHQRYHPEUR¾UHYHORXRGHSXWDGR &DVRDSUHIHLWXUDQmRHQFDPLQKH WRGD D GRFXPHQWDomRQRSUD]RH[LJLGRDWHQWD 0DXUtFLR4XLQWHOODRVYDORUHVGDREUD5PLOK}HV QmRFKHJDUmRPDLVHP ´(VVH p RXWUR SUREOHPD 6H HVWHV UHFXUVRV QmR IRUHP DSOLFDGRV HVWH DQR WHUHPRV PDLV WUDEDOKR SDUD FRORFDU HVVHV YDORUHV GD H[HFXomR RUoDPHQWiULD GH  $V H[LJrQFLDV HVWmR PDLRUHV H SRU LVVR SUHFLVDPRV WHUHVVDUHXQLmRSDUDWUDoDU HVVDPHWD¾JDUDQWHRGHSXWDGRIHGHUDO0DXUtFLR4XLQWHOOD 16

ParlamentarFULWLFRXDVGLÂżFXOGDGHVGRWUkQVLWRGH0DFHLyHOHOHPEURXDIDOWDGHHWLO{PHWURV

SESSĂƒO PĂšBLICA

GHSXWDGR-+&VROLFLWDPDLV ÀVFDOL]DomRQRWUkQVLWRGH$/ 8P DVVXQWR UHOHYDQWH H TXH SDUHFH WHU SRXFDV VROXo}HVHP0DFHLyIRLGHEDWLGR GXUDQWHXPDVHVVmRS~EOLFD TXH WHYH FRPR WHPD FHQWUDO RWUkQVLWRGH0DFHLy2SURSRVLWRU GD PDWpULD GHSXWDGR -RmR +HQULTXH &DOGDV 371  SRQWXRX DOJXQV DVVXQWRV LPSRUWDQWHV H DÀUPRXTXHSDUDOHYDUVROXo}HV DRV SUREOHPDV GD FDSLWDO p SUHFLVRYRQWDGHSROtWLFD ´6H HQXPHUDUPRV DV GLÀFXOGDGHV TXH D VRFLHGDGH DODJRDQD SDVVD QR WUkQVLWR GH 0DFHLy SRGHUHPRV FKHJDU j FRQFOXVmR GH TXH D PRELOLGDGH XUEDQD DV YLDV TXH QmR FRPSRUWDP PXLWRV YHtFXORV H D LQHÀFiFLD GR WUDQVSRUWHS~EOLFRVmRIDWR-

UHVTXHWHPDWUDVDGRDYLGD GH WRGRV 3DUD VH WHU XPD LGHLD0DFHLyWHPPDLVGH PLOFDUURVHQWUDQGRHSRXFR PHQRVGHYHtFXORVVDLQGRÂľFRQVLGHUD-+& 2 SDUODPHQWDU GHVWDFRX TXH SDUD DYDQoDU QDV FDPSDQKDV HGXFDFLRQDLV GH WUkQVLWR QmR EDVWD SDQĂ HWDU QDV UXDV TXDQGR R YHUmR FKHJD ´$ HGXFDomR p VHPSUHOHPEUDGDQDVIHVWDV GH Ă€P GH DQR QR FDUQDYDO QR YHUmR (VVDV SURSDJDQGDV GHYHP VHU FRQVWDQWHV $OLDGRDLVVRR'HWUDQHVWi FRP XPD GHIDVDJHP PXLWR JUDQGHGHĂ€VFDOL]DGRUHVQDV UXDV2GLUHWRUGRyUJmRQRV LQIRUPRX TXH H[LVWHP  DJHQWHV TXDQGR QD YHUGDGH

MACEIĂ“

HOMENAGEM

O secretårio municipal de Esporte e Lazer, Gustavo Guimarães Toledo, 36, Ê o mais novo cidadão honorårio da cidade de Maceió. Em concorrida solenidade realizada na tarde da quinta-feira (17), o tambÊm corretor de imóveis recebeu o título das mãos do presidente da Câmara Municipal de Maceió, vereador Galba Novaes (PRB), que propôs a homenagem ao gestor público cujo trabalho, com foco na inclusão social, tem sido reconhecido em todo o Estado.

O presidente do Legislativo Municipal, vereador Galba Novaes (PRB), utilizou a tribuna da Casa de MĂĄrio GuimarĂŁes para parabenizar o empenho com o qual o secretĂĄrio Gustavo Toledo tem se dedicado ao desenvolvimento do esporte em MaceiĂł. “O Gustavo ĂŠ dono um vasto currĂ­culo que o permite desempenhar açþes com excelĂŞncia, sempre visando Ă melhoria da qualidade de vida do cidadĂŁo maceioenseâ€?, comentou o vereador, sobre o secretĂĄrio municipal oriundo de Cajueiro.

Gustavo Toledo ĂŠ cidadĂŁo honorĂĄrio

Galba Novaes frisa atuação de secretårio

0DFHLySUHFLVDGHÂľFRPSOHWDRSDUODPHQWDU 2XWUR SRQWR GHVWDFDGR QD VHVVmR GL] UHVSHLWR DRV H[FHVVRV FRPHWLGRV SHORV PRWRULVWDV TXDQGR EHEHP ([LVWH XP SURMHWR FRPHQWD R GHSXWDGR TXH QRYRV HWLO{PHWURV GHYHP FKHJDU D $ODJRDV SDUD WHQWDU LQLELU R FRQVXPR GH EHELGD DOFRyOLFD H GHSRLV GLULJLU 7HQGR HPYLVWDTXHR6XSUHPR7ULEXQDO )HGHUDO GHĂ€QLX TXH EHEHUHGLULJLUpFULPH3UHVHQWHV j VHVVmR R GHSXWDGR -XGVRQ &DEUDO 37  R VXSHULQWHQGHQWH PXQLFLSDO GH 7UDQVSRUWH H 7UkQVLWR -RVp 3LQWRGH/XQDHRXWURVWpFQLFRVHQYROYLGRVFRPRWUkQVLWRHP$ODJRDV 16


TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 19 DE NOVEMBRO DE 2011 POLĂ?TICA

5

Decisão poupa meio bilhão do Estado Tribunal de Justiça desobrigou o governo do Estado a pagar mais de R$ 500 milhþes aos município de Pilar

Cotidiano LININHO NOVAIS - contato@lininho.com

A conversa de TĂŠo e Renan

D

urante evento que aconteceu no Tribunal de Justiça de Alagoas, o senador Renan Calheiros (PMDB) encontrou com o governador Teotonio Vilela Filho (PSDB); entre sorrisos e conversas, muitas foram as cogitaçþes sobre o que eles GLDORJDYDP3RUpPRSUySULR9LOHODFRQĂ€UPRXDHVWDFROXQDTXH sempre que encontra com Renan o assunto em pauta ĂŠ Alagoas. O governador foi mais alĂŠm e disse: “Renan ĂŠ defensor de Alagoas e do Brasil, com ele conversei sobre o estaleiro, Canal do SertĂŁo e outros investimentos para nosso Estadoâ€?.

Noite de festa +RMHjQRLWHDFODVVHMRUQDOtVWLFDHVWDUiWRGDUHXQLGDQR$UPD]pP 8]LQDQREDLUURGH-DUDJXiTXDQGRDFRQWHFHD�HGLomRGRSUrPLR Braskem de jornalismo, que este ano bateu recorde em inscriçþes de WUDEDOKR3DUDEpQVDWRGRVRVSUR¿VVLRQDLV

Oposição em Delmiro 2KLVWRULDGRUHGHSXWDGRHVWDGXDO,QiFLR/RLROD 36'% IDORXVREUHR FHQiULRSROLWLFRHP'HOPLUR*RXYHLDHD¿UPRXTXHHVWiVHDUWLFXODQGR uma chapa de oposição tendo à frente sua esposa Cåthia Lisboa FreiWDVXQLQGRWRGRVRVSDUWLGRVGHRSRVLomRHDVVLPTXHPVDEHSRODUL]DU a disputa da prefeitura com Lula Cabeleira.

Primeiro 2012 Entre uma taça de salada de frutas e um copo com ågua, o senador Benedito de Lira foi indagado se disputaria a eleição para governador HPHOHIRLHQIiWLFR³3ULPHLURHVWRXGHROKRHPTXDQGR TXHURHOHJHUGHDSUHIHLWRVVHLVVRDFRQWHFHUDtVLPIDODUHPRV HP´

Voltar à TV? Durante as festividades em comemoração à Proclamação da República na cidade de Marechal Deodoro, o prefeito Cristiano Mateus (PMDB) IRLDERUGDGRVREUHDVXDYROWDj79VHPWLWXEHDU0DWKHXVGLVSDURX³2 SRYRTXHUPDVRVGRQRVGD79QmRDFHLWDP´

Tudo certo! 2GLQkPLFRVHFUHWiULRGHHVWDGRGHDUWLFXODomRSROLWLFDSURIHVVRU 5RJpULR7HR¿ORDQGDVRUULQGRjWRDPRWLYRTXHHOHPHVPRGHFODUD ³2VSURMHWRVSDUD$ODJRDVHDHOHLomRHPHVWmRDFDGDGLDPDLV consolidados, graças ao empenho e compromisso do governador TeoWRQLR9LOHOD´

Pense Brasil 7UDEDOKRGHVHQYROYLGRSHORMRYHP=H]HFRD21*SHQVH%UDVLOMi IXQFLRQDKiWUrVDQRVID]HQGRXPWUDEDOKRGHLQFHQWLYRHDSRLRjDUWH cultura, educação e desenvolvimento sustentåvel. Esta coluna visitou HFRQKHFHXGHSHUWRRWUDEDOKRGHVHQYROYLGRH[FOXVLYDPHQWHSDUDDV IDPtOLDVGD%DUUDGH6mR0LJXHO9DOHDSHQDFRQIHULUGHSHUWR

No Litoral Sul $EHODSUDLDGH/DJRDGR3DXTXHÂżFDQDFLGDGHGH&RUXULSHVHUiSDOco neste sĂĄbado e domingo da Ăşltima etapa do Campeonato Alagoano GH6XUI9DOHDSHQDFRQIHULU

Feira do empreendedor 'XUDQWHR)HVWLYDOGD1DWXUH]DGH0XULFLHVWDUiDFRQWHFHQGRD�IHLUD do empreendedor, que visa divulgar as empresas locais e o trabalho desenvolvido tambÊm por empreendedores individuais. A feira Ê uma UHDOL]DomRGD3UHIHLWXUDGH0XULFLHFRQWDFRPRLQFHQWLYRGR6HEUDH$/ e da Federação das industrias.

Ampliando as bases 1XQFDVHYLXXPDPRYLPHQWDomRWmRLQWHQVDTXDQGRGD¿OLDomRGH jovens em siglas partidårias. Em Alagoas a prefeita Mellina Freitas tem liderado a juventude do PMDB e com o apoio do senador Renan CalheiURVWHPUHDOL]DGRXPWUDEDOKRTXHPHUHFHGHVWDTXH2VMRYHQVWrPVH interessado pela política e isso Ê fator primordial para que as mudanças aconteçam.

',98/*$d­2

EDITORIA DE POLĂ?TICA &20$66(6625,$

A

Procuradoria Geral do Estado (PGE) conseguiu suspender no Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), a decisĂŁo da juĂ­za da 16ÂŞ Vara CĂ­vel da Fazenda PĂşblica, Maria Ester Cavalcanti Manso, que obrigava o secretĂĄrio de Estado da Fazenda, MaurĂ­cio Toledo, ao pagamento imediato de R$ 529.077.177,29 referente a participação do municĂ­pio de Pilar na distribuição do valor de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) produzido no Estado. Em seus argumentos, a PGE alegou que a decisĂŁo da magistrada fere o artigo 7Âş, parĂĄgrafo 2Âş, da Lei nÂş 12.016/2009, que veda a concessĂŁo, antes do trânsito em julgado, de pagamento de qualquer natureza pela Fazenda PĂşblica. O ĂłrgĂŁo ainda apontou que qualquer medida liminar que venha causar grave lesĂŁo ao erĂĄrio estadual serĂĄ suscetĂ­vel de suspensĂŁo, sob pena de inviabilizar o custeio das necessidades pĂşblicas e sociais, como saĂşde, educação e segurança. “A liminar concedida traz grave risco Ă economia da fazenda pĂşblica estadu-

Procurador-geral do Estado, Charles Weston comentou que medida anterior causava prejuĂ­zos

al e para os demais municípios alagoanos, uma vez que deixarão de receber seus repasses a menor em razão de parte das receitas serem destinadas ao município de Pilar�, explicou o procurador-geral do Estado, Charles Weston Fidelis.

A decisão que suspendeu o provimento de primeira instância foi proferida pelo presidente do TJ/AL, desembargador Sebastião Costa )LOKR ´>@ 9DOH VDOLHQWDU que esta presidência jå se debruçara sobre o caso em tela, quando do deferimento

da suspensão de Liminar nº 2011.505-9, que sobrestou os efeitos da liminar no MS nº 000366-25.2011.8.02.0001, inicialmente impetrado pelo município de Pilar em que foi extinto sem resolução do mÊrito�, destacou o desembargador-presidente.

SEGUNDA EM ARAPIRACA

Vilela visita rodovia e polo moveleiro O governador Teotonio Vilela Filho (PSDB) visita, na manhã desta segunda-feira (21), a obra de duplicação da rodovia AL-220, em Arapiraca. A visita serå acompanhada pelo secretårio de Infraestrutura, Marco Fireman, e pelo diretor-presidente do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Marcos Vital. A obra de duplicação AL220, importante rodovia que liga o Agreste ao Sertão alagoano, tem início no trevo do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar de Arapiraca

(BPTran) e segue atĂŠ o trevo do Grupo Coringa. SerĂŁo 6,07 km duplicados e restaurados na regiĂŁo metropolitana de Arapiraca. A obra jĂĄ estĂĄ 80% concluĂ­da e segue em ritmo avançado para VXDĂ€QDOL]DomRFRPPDLVGH 4,1 km duplicados. Segundo o diretor-presidente do DER, Marcos Vital, a obra estĂĄ sendo acompanhada de perto pelo ĂłrgĂŁo e pela comunidade. “Estivemos vistoriando a duplicação da AL-220 recentemente e conversamos com representantes locais,

exatamente por saber da importância para o desenvolvimento local e regional que ela proporcionarĂĄ, juntamente com as outras açþes executadas pelo DER no Agresteâ€?, diz Vital. O secretĂĄrio de Infraestutura, Marco Fireman, destaca a relevância da obra para a segunda maior cidade alagoana. “A obra de duplicação da AL-220 ĂŠ mais uma importante obra que avança dentro do plano estratĂŠgico de infraestrutura para Alagoas. Arapiraca ĂŠ uma das

cidades que mais cresce no Brasil e o governo estadual incentiva e contribui para esse desenvolvimento�, explica Fireman. POLO MOVELEIRO Ainda na manhã da segunda-feira, o governador visita as obras do Polo Moveleiro de Arapiraca, projeto da Secretaria de Estado do Planejamento e Desenvolvimento Econômico (Seplande) que vai desenvolver a indústria de móveis na região. Por meio do polo moveleiro, o setor vai receber um incremento consideråvel.

NEGĂ“CIOS E AGRICULTURA

Loiola destaca potencial de Alagoas existente atualmente em Petrolina (PE) - Juazeiro (BA). Basta a iniciativa do poder público envolvendo os governos federal e estadual�, completou. Em relação ao desenvolvimento integrado de Alagoas, ele declarou que o Estado possui vocação para o micro, pequeno e mÊdios negócios. E Ê fundamental, segundo Loiola, o Estado investir nos micronegócios, porque esse segmento responde mais råpido ao crescimento econômico e ao mesmo tempo gera mais emprego.

$8QLYHUVLGDGH(VWDGXDOGH$ODJRDV¹8QHDOHVWiUHDOL]DQGRSRUPHLR GHSURMHWRGHH[WHQVmR³œ7HUFHLUD,GDGHQD8QHDO´YLVDRIHUHFHUDXODV de noçþes båsicas de informåtica gratuitamente a pessoas acima de DQRV6HUmRGLVSRQLELOL]DGDVYDJDV2FXUVRWHUiGXUDomRGH KRUDVHRFRUUHUiGHGHQRYHPEURGHDGHIHYHUHLURGH GXDVYH]HVSRUVHPDQDjWDUGHQR/DERUDWyULRGH,QIRUPiWLFDGR &DPSXV,HP$UDSLUDFD

BIOMETRIA

FAÇA O SEU

COMODIDADE

27ULEXQDO5HJLRQDO(OHLWRUDOGH Alagoas (TRE/AL) estĂĄ dando, neste sĂĄbado (18), mais uma chance para os eleitores de MaceiĂł, nascidos nos meses de abril, maio e junho que nĂŁo Âż]HUDPVHXUHFDGDVWUDPHQWR biomĂŠtrico. Todos os postos de atendimento da cidade estarĂŁo funcionando, das 8h Ă s 17h, e atenderĂŁo estes eleitores que SHUGHUDPRSUD]R$-XVWLoD Eleitoral alagoana ressalta que RSUD]RSDUDRUHFDGDVWUDPHQWR biomĂŠtrico em MaceiĂł se enFHUUDQRGLDGHGH]HPEUR

27ULEXQDO5HJLRQDO (OHLWRUDOGHL[RXFODUR que não pretende prorrogar qualquer SUD]RSDUDDrevisão biomÊtrica na FDSLWDO2VHOHLWRUHV que não participarem da revisão terão seus títulos eleitorais cancelados, o que gera uma sÊrie de transtornos, como a suspensão do CPF e do pagamento de benefícios sociais, incluindo o Bolsa Família e o Bolsa Escola. A participação em concursos e nomeação em cargos públicos tambÊm não serão efetivadas sem o título eleitoral totalmente em dia com a justiça eleitoral.

Para agendar eletronicamente o seu recadastramento biomÊtrico, o eleitor deve acessar o site do TRE/AL – www. tre-al.jus.br e clicar no link Agendamento (OHWU{QLFRTXH¿FD do lado esquerdo da pågina inicial. Com o título eleitoral em PmRVSDUDFRQ¿UPDU alguns dados, o eleitor passa a escolher o local onde prefere ser atendido e o melhor KRUiULReWXGRPXLWRUiSLGRHH¿FD]2VORFDLVH[FOXVLYRVSDUD agendamento são os postos do Cesmac, no Farol, e da Faculdade Eståcio FAL, em Jaraguå.

Malas prontas Prefeitos alagoanos jĂĄ estĂŁo de malas prontas para visitarem a capital IHGHUDOQDSUy[LPDVHPDQD$YLDJHPpSDUDJDUDQWLURVUHFXUVRV ÂżQDQFHLURVSDUDRSUy[LPRDQRSRUPHLRGHHPHQGDVSDUODPHQWDUHV indicadas por deputados e senadores.

Terceira Idade

RetardatĂĄrios tĂŞm nova chance

â€œĂ‰ preciso aproveitar a vazĂŁo e levar ĂĄgua para os animais e utilizĂĄ-la na irrigação explorando o cultivo da fruticultura e a ovinocaprinoculturaâ€?, ressaltou Loiola. Sob a Ăłtica do deputado, o Canal do SertĂŁo ĂŠ uma obra imprescindĂ­vel para o Alto SertĂŁo alagoano, no entanto, precisa ser antecipado um debate reunindo a comunidade entorno do Canal [que VHUi EHQHĂ€FLDGD@ H R TXH VH pode obter de impacto positivo do ponto de vista social e econĂ´mico para o SertĂŁo. “Porque o Canal do Ser-

tĂŁo ĂŠ um sonho, uma reivindicação do sertanejo. E, agora, que estĂĄ mais perto de ser concretizado, temos que ter o maior cuidado para nĂŁo frustrĂĄ-lo quanto Ă sua expectativaâ€?, disse. O deputado InĂĄcio Loiola tambĂŠm falou acerca do potencial irrigĂĄvel do Baixo SĂŁo Francisco partindo de ĂĄreas de solos fĂŠrtis do municĂ­pio de PĂŁo de Açúcar a Penedo. “Reunimos todas as condiçþes de ter um polo de desenvolvimento similar ou mais desenvolvido do que o

Em entrevista ao proJUDPD GH 79 &LGDGH $à LWD comandado pelo jornalista Canetinha, na TV Mar, na sexta-feira, 18, o deputado estadual Inåcio Loiola (PSDB) defendeu uma discussão mais aprofundada sobre o uso da ågua proveniente do Canal do Sertão. Para o parlamentar Ê necessårio este debate mais enriquecido para se alcançar uma probabilidade maior de sucesso quando o assunto Ê a ampliação do abastecimento de ågua na região do Semiårido.

Justiça reforça que não haverå prorrogação

Eleitor pode usar agendamento on-line


6

OPINIAO

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 19 DE NOVEMBRO DE 2011

OpiniĂŁo

TribunaIndependente

DiagnĂłstico rĂĄpido

O

MinistÊrio da Saúde iniciou a primeira Parceria de Desenvolvimento Produtivo (PDP) para a produção de equipamentos para o Sistema Único de Saúde (SUS). O Instituto Carlos Chagas (ICC)/Fiocruz-Paranå e a Lifemed Industrial de Equipamentos e Artigos MÊdicos Hospitalares assinaram, durante reunião do Grupo Executivo do Complexo Industrial da Saúde, acordo para transferência de tecnologia para produção de kits para diagQyVWLFRUiSLGRGH+,9UXEpRODVtÀOLV toxoplasmose e hepatite B. O protótipo do equipamento foi desenvolvido pela Universidade Federal do Paranå, sob a coordenação do ministÊrio.Utilizando apenas uma gota de sangue, o kit då o diagnóstico de todas essas doenças em poucos minutos. Portåtil, o teste pode ser realizado no próprio consultório mÊdico, o que fa-

cilita a execução dos testes em locais remotos. Ele serå indicado para o diagnóstico de doenças infecciosas durante o período prÊ-natal, como previsto na Rede Cegonha– política estratÊgica coordenada pelo MinistÊrio da Saúde para a ampla assistência humanizada às mães e aos bebês.A redução de preços a partir de PDPs permite maior investimento de recursos em pesquisa, desenvolvimento e inovação em território nacional. O acordo para a produção dos kits de diagnóstico, que estarão disponíveis no SUS a partir de 2014, soma-se a outras 30 parcerias para fabricação de medicamentos jå em curso. O MinistÊrio da Saúde investirå cerca de R$ 950 milhþes em mais uma ação do governo federal para tirar o país do atraso na årea e garantir saúde gratuita e de qualidade para todos.

PE MANOEL HENRIQUE DE MELO SANTANA PĂĄroco da Igreja de SĂŁo Pedro ApĂłstolo - Ponta Verde Doutorando Univesidade de Grenoble III

Assim nasceu o SabalangĂĄ!

A histĂłria do Quilombo dos Palmares ainda hoje nos ĂŠ desconhecida. A morte de Zumbi ĂŠ coberta de uma nĂŠvoa ideolĂłgica. É a histĂłria dos negros, em busca de liberdade. É um apĂŞndice da histĂłria de Alagoas, que nĂŁo interessa aos ilustres homens da terra. Na Serra da Barriga, escrevia-se uma das mais audaciosas pĂĄginas de nossa histĂłria. TĂŁo grandiosa que se torna lendĂĄria. “Para uns ĂŠ um fato homĂŠrico, que se nimba de heroicidade e verdadeira grandeza. Os negros batiam-se pela liberdade. Para outros, os quilombos nĂŁo passavam de valhacoutos de ladrĂľes e fugitivos, que se entregavam a constantes correrias, assaltos e depredaçþesâ€?, escreve o autor de “O Bananal de meus avĂłsâ€?. “Os tentĂĄculos deste nĂşcleo africano, se foram, pouco a pouco, distendendo e o domĂ­nio da raça negra se ampliou, indo abranger as ferocĂ­ssimas terras de UniĂŁo, Viçosa e Atalaia. A regiĂŁo viçosense foi retalhada em quilombos, obedientes Ă s ordens emanadas da CĂŞrca Real do Macaco. O Bananal seria um desses quilombos. Outros eram o SabalangĂĄ, o Caçamba, o Danibrabanga, o Sengaâ€?. Aos paulistas juntaram-se os holandeses. “Mas os Ă DPHQJRV FRPSUHHQGHUDP

os perigos que oferecia o cancro negro e o combateUDPÂľ DĂ€UPD R HVFULWRU GH Viçosa. E conclui: “Vencidos os negros e, tĂŁo desumanamente, desfeitos os seus sonhos de independĂŞncia, as terras dos seus vastos domĂ­nios: Atalaia, UniĂŁo, Viçosa, foram divididas em sesmarias, doadas, pelo Rei de Portugal, aos vencedores. Os paulistas desinteressaram-se por estas terras nordestinas e as foram vendendo, Ă proporção que retornavam para o Sulâ€?, assim se expressa Mons. CĂ­cero de Vasconcelos, em “O Bananal dos meus avĂłsâ€?. Alguns negros sobreviventes continuaram a presentes livremente nos mocambos que mais tarde se transformaram em pequenas povoaçþes, como o SabalangĂĄ, Mata Escura e Barra do Cassamba. A recordação, porĂŠm, dos quilombos durante muitos anos espalhou PHGRVHGHVFRQĂ€DQoDV O SabalangĂĄ ĂŠ hoje a mais habitada regiĂŁo suburbana de Viçosa, unida ao centro da cidade por uma estrada, beirando o ParaĂ­ba. Em seu caminho estĂŁo os arruados Paus Brancos e o EspĂ­rito 6DQWR+iTXHPDĂ€UPHTXH aqui foi o berço dos Palmares. Somente depois os brancos foram lentamente se aproximando.

Assim, os negros chegaram atÊ nós. Apesar de seus sonhos desfeitos, eles fazem hoje a cultura alagoana. Não Ê mais possível separar as raças, somos todos alagoanos. Acorrentados, desenraizados, animalizados, eles se aliaram à nossa história. Não nos importa a cor da pele, mas a sua identidade. Calaram suas raízes, valores e crenças, destruindoOKHVXDLPDJHPFRLVLÀFDQdo-o, desestoricizando-o, introjetando-lhe um complexo de inferioridade, conforme citação de Jeyson Messias Rodrigues em recente Mesa Redonda, realizada no Cesmac. Luz e trevas saem do real campo bíblico para ideologicamente macularem as relaçþes entre brancos colonizadores e negros e excluídos. Paulatinamente, vamos superando as visþes e refazendo a história. Não faz muito tempo e algumas instituiçþes nacionais não aceitavam o negro em suas ÀOHLUDV O mesmo acontecia entre nós nas Congregaçþes reliJLRVDVHQDVÀOHLUDVGRFOHUR sem esquecer de contar os escravos que assim viviam em nossas casas religiosas. É preciso correr atrås do tempo para dar-lhe um abraço solidårio, conscientemente penitente.

LUIS NASSIF Jornalista

JORGE VIEIRA Jornalista

Davi, mais uma vĂ­tima

Na Ăşltima segunda-feira, 14 de novembro, de manhĂŁ, depois da chegada de Porto Alegre (RS), onde tinha participado do 5Âş Congresso Nacional de ExtensĂŁo UniversitĂĄria, acordei FRP D OLJDomR GH PLQKD Ă€OKD querendo saber a que horas eu tinha chegado, em MaceiĂł. E, logo depois, perguntou: “Painho, lembra do Davi, aquele que dizia ser David Beckham?â€? e, imediatamente, disse: “ele foi assassinadoâ€?. Quem era Davi? Sempre brincalhĂŁo, dizia ser David Beckham, o jogador famoso – certamente fazia a ligação com a semelhança do nome, mas tambĂŠm se projetava no sonho de ser um astro famoso. Quando o conhecemos, ele tinha uns dez anos. Quando nos encontrĂĄvamos, conversava muito, brincava, soltava piadas, falava da vida que levava, da famĂ­lia e GR TXH ID]LD QD HVFROD (QĂ€P uma criança como as outras. Com esse seu jeito, conseguia sempre fazer amizades com as pessoas que lhes dava atenção, independente da faixa etĂĄria, estava sempre rodeado de pessoas. O tempo passou, e o Davi cresceu. Tempos depois, quando jĂĄ tinha cerca de 14 anos, o encontrei pela rua e perguntei

o que estava fazendo e como estava o estudo. Ele disse que parou de estudar porque tinha “aprontadoâ€? com a professora. Falei sobre a importância do estudo, e o aconselhei para voltar Ă escola. Depois disso, desapareceu. Mas sempre que encontrava alguĂŠm que o conhecia, eu perguntava por ele. E nos Ăşltimos tempos, as notĂ­cias nĂŁo eram nada agradĂĄveis. As pessoas falavam que tinha passado pela rua com um facĂŁo cortando as plantas; outras disseram que tinha sido preso acusado de furto; e outros disseram que estava envolvido com drogas. A histĂłria de Davi se repete D FDGD Ă€QDO GH VHPDQD ( RV nĂşmeros, ora sĂŁo 22, 23, 25 DVVDVVLQDWRV 1HVVH Ă€QDO GH semana, Davi foi 19Âş, segundo dados da imprensa? NĂŁo se sabe! SerĂĄ que foi computado?! O certo ĂŠ que a alegria do Davi foi apagada no dia 13; e o sonho de ser David Beckham, foi junto. Com se vĂŞ, cotidianamente, adolescentes e jovens sĂŁo assassinados em bairros da periferia ou em municĂ­pios pobres do estado de Alagoas. A galopante violĂŞncia que invade o estado tem suas raĂ­]HV Ă€QFDGDV QD GHVLJXDOGDGH social, na desagregação fami-

liar, no aliciamento de crianças, adolescentes e jovens pela droga, na falta de prevenção e assistĂŞncia do estado na formação dos jovens, falta de oportunidade na educação e para o lazer. Entretanto, para alguns, no caso do Davi, ainda se ouve: â€œĂŠ menos um bandido!â€?. E para HVVHVDVROXomRHVWiQRĂ€PGRV GLUHLWRV KXPDQRV 0DV Ă€FD D UHĂ H[mRRĂ€PGRVRQKRGRV'Dvis ĂŠ a expressĂŁo de uma sociedade desestruturada e que nĂŁo ĂŠ capaz de cuidar corretamente de seus problemas sociais. Nessa sociedade, precisa-se entender que, para os Davis, o futuro nĂŁo existe. E para aqueles que tiveram a possibilidade de estudar, ter uma casa, uma famĂ­lia, um emprego e lazer? Para estes, cada vez mais estĂŁo refĂŠns da violĂŞncia, vivendo por atrĂĄs das grades ou sob a ameaça de a qualquer momento ser assaltado, sequestrado ou assassinado. Como se vĂŞ, ĂŠ uma sociedade que nĂŁo interessa a ninguĂŠm. E, portanto, faz-se necessĂĄrio urgentemente que a população tome consciĂŞncia da estrutura social, econĂ´mica e polĂ­tica que tem e se posicione para mudar para que sejam feitas mudanças estruturais. FILIADO AO

Jorgraf UM PRODUTO:

Rua da Praia, 134 - sala 303 - centro - Maceió Alagoas Endereço Comercial: Av. Menino Marcelo - 10.440 - Serraria Maceió - Alagoas - CEP: 57.083.410 CNPJ: 08.951.056/0001 - 33

Cooperativa dos Jornalistas H*UiÂżFRVGRHVWDGRGHDODJRDV

Ophir e Orlando Silva Luta contra a corrupção Ê uma bandeira genÊrica que permite toda sorte de oportunismo político travestido de ERDVLQWHQo}HV$ÀQDOTXHP pode ser a favor da corrupção? Em nome dela, atropelam-se princípios båsicos do direito: como presunção da inocência, direito de defesa de acusados. Em vez de se jogar para a Justiça, joga-se para a mídia: denuncia-se e condena-se sem direito a apelação por alguns minutos de exposição. Quando essas pråticas são adotadas por órgãos representativos de advogados – como a OAB – tornam-se mais daninhas ainda. Em sua função, o presidente da OAB nacional Ophir Cavalcante recorreu a todo repertório de aberraçþes contra os direitos individuais – dos quais a OAB deveria ser a guardiã. Julgou sem ouvir as partes, condenou sem direito à defesa, comportou-se como um Catão falando exclusivamente para a mídia, oportunisticamente para a

PRESIDENTE Antonio Pereira Filho DIRETOR ADMINISTRATIVO FINANCEIRO: JosĂŠ Paulo Gabriel dos Santos Editor geral: Ricardo Castro

mĂ­dia. Tome-se o caso Orlando Silva. No dia 19 de outubro passado, com o Ministro sob uma saraivada de acusaçþes falsas e difamatĂłrias – como as de ter recebido dinheiro na garagem do MinistĂŠrio – Ophir foi implacĂĄvel. Da Folha: “O presidente nacional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Ophir Cavalcante, DĂ€UPRX QHVWD TXDUWDIHLUD que o ministro do Esporte, Orlando Silva, deveria renunciar ou pedir licença do cargo para se defender das acusaçþes de corrupção. Para o advogado, Orlando Silva estĂĄ usando o ‘escudo’ do cargo para se defender. ‘O ministro estĂĄ desfocado, neste momento jĂĄ perdeu a credibilidade junto Ă sociedade e isto, certamente, vai afetar o prĂłprio a governo Dilma’, DĂ€UPRX O PCdoB entrou em contato tentando convencĂŞ-lo da arbitrariedade do pedido. Na mesma hora os telefonemas viravam notas nos blogs da Veja: ‘Logo apĂłs Ophir Ca-

valcante ter defendido a saĂ­da de Orlando Silva (Leia mais em Pedindo a cabeça), os telefones da OAB nĂŁo pararam de tocar. Foi a cĂşpula do PCdoB que, saindo em defesa de Orlando, pediu uma audiĂŞncia com Ophir. O encontro serĂĄ amanhĂŁ a portas abertas’. &RPRĂ€FDDJRUD" Se responder Ă ação dos advogados - que o acusam de ter se licenciado durante anos do cargo de procurador do estado do ParĂĄ, sem abrir mĂŁo dos vencimentos - permanecendo no cargo, Ophir estarĂĄ utilizando a presidĂŞncia da OAB como “escudoâ€? para se defender. Refazendo suas palavras: “O Ministro (presidente da OAB) estĂĄ desfocado, neste momento jĂĄ perdeu sua credibilidade junto Ă  sociedade e isto, certamente, vai afetar o prĂłprio governo Dilma (a prĂłpria OAB)â€?. NĂŁo pretendo julgar o procurador licenciado do estado do ParĂĄ. Apenas analisar o CatĂŁo Ophir.

Nosso noticiĂĄrio nacional ĂŠ fornecido pelas agĂŞncias: AgĂŞncia Folha e AGĂŞncia Nordeste PABX: 82.3311.1338 COMERCIAL: 82.3311.1330 - 3311. 1331 REDAĂ‡ĂƒO: 82.3311.1328 - 3311.1329 CENTRAL DE ASSINANTE: 82.3311.1308 - 3311.1309 comercial.tribunaindependente@gmail.com redação.tribunaindependente@gmail.com

ricardocastro@tribuna-al.com.br

DIRETORA COMERCIAL: Marilene Canuto

OS ARTIGOS ASSINADOS SĂƒO DE RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES. NĂƒO REPRESENTANDO, NECESSARIAMENTE, A OPĂ?NIĂƒO DESTE JORNAL.


TribunaIndependente

Brasil / Mundo ROBERTO STUCKERT FILHO/

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 19 DE NOVEMBRO DE 2011

BRASIL/MUNDO

7

Caminhoneiro Ê violentado por três saradþes em posto de Caruaru Um fato inusitado chamou a atenção da equipe mÊdica de um hospital, em Caruaru-PE. O caminhoneiro Gilson Alves Conserva, GHXHQWUDGDQRKRVSLWDOD¿UPDQGRTXHWUrVKRPHQVORLURVR atacaram e abusaram sexualmente dele. Em depoimento à polícia, *LOVRQD¿UPRXTXHGHFLGLXWRPDUXPEDQKRHGL]TXHIRLDERUGDGR pelos agressores. Sem apresentar machucados ou hematomas, *LOVRQD¿UPDTXHIRLHVSDQFDGRSHORVKRPHQVTXHLQWURGX]LUDPR cilindro com energÊtico em seu ânus.

Sancionada lei que cria a ComissĂŁo da Verdade

Objetivo Ê apurar violaçþes aos direitos humanos entre 1946 a 1988

Solenidade de sanção da Lei que cria a Comissão da Verdade

A presidente Dilma Rousseff sancionou ontem a lei que cria a Comissão da Verdade para apurar violaçþes aos direitos humanos ocorridas entre 1946 e 1988, período que inclui a ditadura militar. Dilma sancionou tambÊm a Lei de Acesso a Informaçþes Públicas, que acaba com o si-

gilo eterno de documentos. Para o ministro da Justiça, JosĂŠ Eduardo Cardozo, a informação nĂŁo deve ser de poder de quem governa, mas de toda a sociedade. “A questĂŁo dos direitos humanos ĂŠ chave e, portanto, a lei [de Acesso a Informaçþes PĂşblicas] foi clara. Nesse segmento nĂŁo hĂĄ

restriçþes de informação�. CONDUTA ÉTICA A Comissão da Verdade serå formada por sete pessoas, escolhidas pela presidente da República a partir de critÊrios como conduta Êtica e atuação em defesa dos direitos humanos. Ao todo, 14 servidores darão suporte admi-

nistrativo aos trabalhos. O grupo terå dois anos para ouvir depoimentos em todo o país, requisitar e analisar documentos que ajudem a esclarecer as violaçþes de direitos. De acordo com o texto sancionado, a comissão tem o objetivo de esclarecer fatos e não terå caråter punitivo.

PRESIDĂŠNCIA

Brasil terĂĄ outro metalĂşrgico no Planalto

Pela segunda vez na história, o Brasil terå um metalúrgico na Presidência da República. O presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), assumirå a Presidência no dia 2 de

dezembro, jĂĄ que a presidente Dilma Rousseff e o vice Michel Temer estarĂŁo em viagem internacional. VIAGEM Dilma estarĂĄ em Caracas (Venezuela) e Temer, nos Estados Unidos.

PRECONCEITO

PelÊ acha que hå exagero em acusaçþes de racismo

Ao contrĂĄrio de muitos atletas negros, PelĂŠ nĂŁo se sentiu nem um pouco ofendido com uma recente declaração de Joseph Blatter. O presidente da Fifa causou polĂŞmica mundial ao dizer que nĂŁo hĂĄ mais racismo no futebol e retrocedeu, embora tenha sido endossado pelo maior jogador da histĂłria ontem. “Na minha ĂŠpoca, a gente ia jogar no interior e os adversĂĄrios passavam a mĂŁo, xingavam a mĂŁe, a esposa... NinguĂŠm falava nada. Ago-

ra, qualquer coisinha ĂŠ racismo. É um absurdo. EstĂŁo dando muita ĂŞnfase a issoâ€?, opinou PelĂŠ, bem-humorado com o assunto. “VĂĄrias vezes os caras da Europa diziam que eu era feio. NĂŁo acreditava muito nisso. Graças a Deus, nĂŁo tive esse problema de racismo. Com o advento da informação, aumentou esse negĂłcio de reclamarem. Lembro que, na Copa do Mundo da SuĂŠcia, a Ăşnica seleção que tinha negros era a do Brasilâ€?, acrescentou.

Maia ficarå na Presidência por três dias. Ele tem 45 anos e, a exemplo de Lula, fez curso de torneiro mecânico. Natural de Canoas (RS), ele foi dirigente do Sindicado dos Meta-

lúrgicos da cidade, em 1984, chegando ao posto de secretårio-geral da Confederação Nacional dos Metalúrgicos. Ele teve seu primeiro mandato como deputado federal em 2005.


8

ESPECIAL

MACEIÓ - QUINTA-FEIRA, 17 DE NOVEMBRO DE 2011

TribunaIndependente


TribunaIndependente

Cidades

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 19 DE NOVEMBRO DE 2011

CIDADES

9

Ufal abre 629 vagas para transferência e 613 para reopção de curso superior A Universidade Federal de Alagoas estå com inscriçþes abertas, atÊ o próximo dia 28 de novembro, para transferência e reopção de curso nos campi Maceió e Arapiraca. Das 1.242 vagas oferecidas para o primeiro semestre de 2012, 629 são para transferência e 613, para reopção. Para Maceió, entre os cursos com vagas abertas estão Administração, Arquitetura, Biologia, Direito, Educação )tVLFD(QJHQKDULD$PELHQWDO(QJHQKDULD4XtPLFD)tVLFD*HRJUD¿D/HWUDV Matemåtica, Medicina, Odontologia e Zootecnia. No Campus Arapiraca, hå vagas para Agronomia, Arquitetura, Ciência da Computação, Engenharia de Pesca, Enfermagem, Turismo, entre outros. Os editais estão no portal da Ufal na internet.

Mais um gay ĂŠ morto dentro de casa

“

Aldson Fernando foi assassinado depois de suposta discussĂŁo com dois homens que levou para seu apartamento ANA PAULA OMENA REPĂ“RTER

O

funcionĂĄrio pĂşblico Aldson Fernando Gomes de Lima, de 46 anos de idade, que trabalhava na cidade de Novo Lino e residia em MaceiĂł, no bairro de Cruz das Almas, foi encontrado morto em seu apartamento localizado no CondomĂ­nio Solares 1, na madrugada de ontem, com facadas no pescoço e nas costas. De acordo com o presidente do Grupo Gay de Alagoas (GGAL), Nildo Correia, vizinhos e familiares confirmaram que o funcionĂĄrio pĂşblico seria homossexual e morava sozinho no apartamento. “O crime possivelmente teve motivação homofĂłbica, jĂĄ que houve essa confirmaçãoâ€?. Conforme testemunhas, condĂ´minos teriam visto quando Aldson Fernando chegou ao condomĂ­nio em seu carro e na companhia de um homem, e que, logo em seguida, outro veĂ­culo teria chegado com mais dois rapazes sendo que um subiu e outro teria ido embora. Ao passar da noite, vizinhos ouviram gritos de uma possĂ­vel discussĂŁo no apartamento da vĂ­tima que posteriormente foi substituĂ­da por um total silĂŞncio. Por esta razĂŁo, vizinhos do servidor pĂşblico acionaram a polĂ­cia que de imediato atenderam a ocorrĂŞncia e constataram o fato. Aldson Fernando estava morto com golpes de faca.

ADAILSON CALHEIROS

O crime possivelmente teve motivação homofóbica, jå que houve essa confirmação [de que a vítima era homossexual]� NILDO CORREIA PRESIDENTE DO GGAL

Policiais militares encontraram o apartamento da vítima todo revirado, e conforme testemunhas, alguns pertences foram subtraídos, como um notebook, um celular, dinheiro, entre outros objetos de valor. Natural de Pernambuco, mas residente em Maceió hå muitos anos, Aldson Fernando era considerado uma pessoa pacata e educada, não era casado e morava sozinho. Funcionårios do prÊdio composto por 12 blocos e 180 apartamentos não falaram com a imprensa por não terem autorização. Nildo Correia enfatizou que este seria o 17º caso de crime homofóbico este ano. No dia 11 de novembro passado o professor Ezequias Rocha Rêgo foi encontrado morto em seu apartamento no Condomínio Alfredo Gaspar de Mendonça, no bairro de Jacarecica, com uma faca cravada no pescoço.

Vizinhos do funcionĂĄrio pĂşblico viram quando rapazes chegaram, depois ouviram discussĂŁo no meio da noite e, em seguida, silĂŞncio

CONTRA HOMOSSEXUAIS

SecretĂĄrios vĂŁo discutir sobre os crimes Preocupada com a sĂŠrie de assassinatos de homossexuais em Alagoas, a secretĂĄria da Mulher, Cidadania e dos Direitos Humanos, KĂĄtia Born, agendou para a prĂłxima quinta-feira (24) uma audiĂŞncia com o secretĂĄrio de

Defesa Social, Dårio CÊsar Cavalcante, para definir a criação de um grupo de trabalho que acompanhe e apure os crimes, principalmente os com características homofóbicas. Considerando os últimos casos de assassinatos ADAILSON CALHEIROS

PROFESSOR

Delegacia jå teria nome de suspeitos de assassinato O presidente do Grupo Gay de Alagoas (GGAL), Nildo Correia, afirmou que a Delegacia do 6º Distrito Policial jå tem nomes dos suspeitos de terem assassinado a golpes de faca o professor de história Ezequias Rocha Rêgo, na semana passada. De acordo com ele, a delegacia por enquanto não quer divulgar os nomes para não atrapalhar as investigaçþes. No caso do funcionårio público Aldson Fernando de Lima, supostamente a polícia jå tenha o apelido de um dos suspeitos conhecido por Paulinho que seria da cidade de Novo Lino, onde o servidor trabalhava. Nildo Correia destacou que em uma semana foram registrados três casos de crimes contra homossexu-

ais em Alagoas. Na semana passada, um homossexual conhecido como “Marcos JacarĂŠâ€? teria sido encontrado morto no Rio do RemĂŠdio, na cidade de Marechal Deodoro. “A informação que temos ĂŠ que o Marcos ligou para alguĂŠm da famĂ­lia para avisar que iria sair com um pessoal da faculdade, mas depois disso nĂŁo retornou para casa, sendo encontrado no dia seguinteâ€?, mencionou o representante da classe. Ele finalizou a entrevista lembrando a audiĂŞncia com o Gabinete Civil do governo de Alagoas para cobrar a elucidação de crimes homofĂłbicos ocorridos nos Ăşltimos onze meses. “Na prĂłxima terça-feira, teremos uma data definitiva desta reuniĂŁoâ€?, concluiu. (A.P.O.)

SEMANA QUE VEM

SEEE conclui projeto de reforma de escolas A Secretaria de Estado da Educação conclui na próxima semana o levantamento das 156 unidades de ensino que serão atendidas na primeira etapa de reformas dentro do decreto de urgência administrativa, instituído pelo governo. Os primeiros lotes de processos serão enviados à Procuradoria Geral do Estado para anålise jurídica. O decreto prevê a destinação de R$ 40 milhþes para a reforma de escolas em situação de risco. O relatório serå apresentado tambÊm ao Fórum de Combate à Corrupção de Alagoas (FOCCO).

cometidos contra os homossexuais em Alagoas, a secretåria se diz solidåria aos amigos e familiares das vítimas. Eles podem procurar os serviços do Centro de Referência às Vítimas de Discriminação e Violência. Objetivando enfrentar a ho-

mofobia e a discriminação evidenciada recentemente pela imprensa, a pasta construiu uma agenda positiva de açþes de políticas públicas para a minimizar a violência e os assassinatos contra a população de LGBT em Alagoas.

PREVENĂ‡ĂƒO

Governo vai relançar cartilha ‘Gay vivo nĂŁo dorme com inimigo’ Sociedade Civil e Governo, no sentido de diagnosticar e promover polĂ­ticas de defesa da população LGBT. “Hoje a questĂŁo do segmento LGBT estĂĄ em muitas famĂ­lias. Temos, por exemplo, verificado casos de homofobia em vĂĄrias cidades. Acho que os jovens devem estar mais atentos a esse tipo de violĂŞncia. HĂĄ pessoas que nĂŁo tĂŞm o mĂ­nimo respeito por negro, homossexual, mulheres, profissionais do sexo e se acham no direito de agredi-las e violentĂĄ-lasâ€?, assinala. KĂĄtia ressalta que a Secretaria presta acompanhamento jurĂ­dico e psicossocial Ă s famĂ­lias das vĂ­timas de crimes homofĂłbicos em Alagoas.

SecretĂĄria defende grupo de trabalho para apurar todos os homicĂ­dios

Uma das medidas tomadas pela Secretaria da Mulher, Cidadania e dos Direitos Humanos contra a violĂŞncia ĂŠ a solicitação da instalação do grupo de segurança publica LGBT, dentro da Secretaria de Defesa Social. AlĂŠm disso, a Secretaria propĂľe a realização da Campanha de Prevenção da ViolĂŞncia para a População LGBT e a republicação da cartilha “Gay vivo nĂŁo dorme com inimigoâ€? (manual de sobrevivĂŞncia homossexual), com dez dicas de prevenção. Ao lamentar o 17Âş crime com caracterĂ­sticas de homofobia ocorrido ontem em MaceiĂł, KĂĄtia entende que esse grupo de trabalho deve ter como objetivo tambĂŠm trabalhar numa parceria

SEM CAUSA DA MORTE

UNIĂƒO E VIÇOSA

Um morador de rua foi encontrado PRUWRQRÂżQDOGD manhĂŁ de ontem, atrĂĄs do antigo cine Ideal, na Levada. O homem conhecido como “Ă?ndioâ€?, pelas pessoas das redondezas, tinha aproximadamente 50 anos, e faleceu no meio de uma rua estreita prĂłxima Ă â€œFeira do Passarinhoâ€?. O IML ainda nĂŁo conÂżUPRXVHDFDXVDGDPRUWHIRLH[WHUQDRXQDWXUDO'HDFRUGRFRPR sargento Carlos, do 1Âş BatalhĂŁo de PolĂ­cia Militar, o homem trabalhava nas proximidades da FarmĂĄcia dos Pobres como sapateiro.

A saga do herĂłi negro Zumbi serĂĄ revivida amanhĂŁ, com a trilha ecolĂłgica “Viçosa na Trilha de Zumbiâ€? que, pelo terceiro ano consecutivo, atrai dezenas de pessoas Ă Serra Dois IrmĂŁos. A data serĂĄ marcada por apresentaçþes culturais e atividades de preservação ambiental e valorização da histĂłria do municĂ­pio. A caminhada ecolĂłgica faz parte da programação cultural do MĂŞs da ConsciĂŞncia Negra. Em UniĂŁo dos Palmares, a data serĂĄ marcada por shows na praça Basiliano Sarmento e atividades durante o dia inteiro, hoje e amanhĂŁ.

Morador de rua ĂŠ encontrado morto no Centro ConsciĂŞncia Negra serĂĄ comemorada no interior


10

CIDADES

MACEIÓ - SÁBADO, 19 DE NOVEMBRO DE 2011

TribunaIndependente

Policial é preso após agredir conselheiro Durante Carreata pela Paz, agente e namorada ameaçaram conselheiros tutelares; ele estava com duas armas em punho PETRÔNIO VIANA BRENO AIRAN REPÓRTERES

O

policial civil José Benedito Pereira dos Santos, de 52 anos, foi preso e encaminhado à Central de Polícia de Maceió no início da noite de ontem depois de agredir e ameaçar de morte um conselheiro tutelar que participava da Carreata da Paz. A carreata, autorizada pela Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), fazia parte da programação do Dia Nacional do Conselheiro Tutelar, comemorado hoje. Cerca de 540 conselheiros participavam do ato. A confusão começou quando os conselheiros tutelares passavam pela Rua Santo Amaro, em frente à Praça Arnon de Mello, no Farol, onde mora a namorada do policial civil, Liete Maria da Silva, de 40 anos. A companheira de José Benedito sentiu-se incomodada com os fogos de artifício usados na carreata e começou a jogar água nos integrantes do ato.

De acordo com os conselheiros que presenciaram o incidente, a mulher chegou a atirar uma vassoura contra a manifestação e agrediu o conselheiro Paulo Jorge, das regionais 3 e 4 de Maceió. Em seguida, como os integrantes do ato ficaram em frente à residência para reclamar da atitude da mulher, o policial civil saiu de casa armado com uma pistola e um revólver. José Benedito teria apontado a arma para pelo menos quatro conselheiros tutelares: Fernando da Silva, da Regional 7, Ariudo Alves, presidente da Regional 7, Paulo Jorge, e um quarto conselheiro identificado como Henrique. Paulo Jorge também teria sido ameaçado de morte pelo agente. No mês de outubro, o casal já havia ameaçado Paulo Jorge, quando ele denunciou que a mulher usava crianças carentes para roubar e dar o dinheiro a ela. Os conselheiros interromperam a carreata e chamaram a Polícia Militar. Eles também entraram em contato com a promotora de Justiça Karla Padilha, para que fosse solicitado um mandado de prisão para o policial. Ao chegar ao local, informados de que José Be-

nedito era um policial civil, os PMs preferiram pedir auxílio ao Tático Integrado Grupamento de Resgates Especiais (Tigre), da Polícia Civil. Porém, o Tigre não dispunha no momento de uma equipe externa à disposição. Foi acionada então a viatura da Central de Polícia, que também não estava disponível. Dessa forma, uma vez que o agente de polícia havia se recolhido ao interior de sua residência e se recusava a sair, a solução encontrada foi acionar o grupamento de Gerenciamento de Crises da PM, que foi até o local. Depois de mais de uma hora de negociação e um grande tumulto, o agente de polícia decidiu se entregar. Ele saiu acompanhado de um primo, também policial - que impediu a reportagem de registrar imagens do acusado -, e foi levado à Central de Polícia. Em represália ao incidente, os conselheiros decidiram fechar as portas de todas as unidades de Maceió durante a próxima semana. “Queremos que a Corregedoria da Polícia Civil entre no caso para responsabilizar esse policial”, disse o presidente do Conselho Tutelar da Região 7, Ariudo Alves.

ADAILSON CALHEIROS

Casal foi levado à Central e agora Conselhos pedem investigação pela Corregedoria da Polícia Civil

ÔNIBUS

Juiz nega pedido da Transpal e não aumenta passagem ALANA BERTO/REPÓRTER COM EDITORIA DE CIDADES

O juiz da 14ª Vara Cível da Capital, José Eduardo Nobre, decidiu que o valor da passagem de ônibus em Maceió não irá sofrer reajuste. A decisão foi em resposta ao pedido de antecipação de tutela feito pela Associação dos Transportado-

res de Passageiros do Estado de Alagoas (Transpal) para que a passagem seja reajustada de imediato para R$ 2,49. O juiz achou que os usuários iriam sofrer com a decisão já que a maioria das pessoas que usa transporte coletivo é de baixa renda e provavelmente teria dificuldade para custear o novo valor. Ele afir-

mou ainda que esse aumento não iria interferir na renda dos empresários, que não teriam que desembolsar nenhum valor para o cumprimento da concessão. “O processo ainda está no início. Eu estou dizendo apenas que agora não vai ter nenhum aumento, mas pode ser que no final do processo as

coisas mudem. Os empresários ainda podem entrar com recurso”, concluiu. O juiz afirmou que a irreversibilidade da concessão foi um dos fatores que mais pesaram para que o pedido fosse negado. O entendimento significa que, quando a passagem for reajustada definitivamente, com aval do prefeito de Maceió, se o

valor ficar abaixo dos R$ 2,49, não há como devolver o que foi pago pelos usuários. O Ministério Público Estadual e a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) também podem dar uma resposta à decisão, no prazo fixado pela lei. A SMTT já se posicionou contrária ao valor defendido

pelas empresas de ônibus e divulgou esta semana uma planilha de faturamento e custos que mostram a possibilidade de um reajuste menor. O prefeito Cícero Almeida também descartou a possibilidade de aumentar a passagem antes da realização da licitação do transporte urbano de Maceió.


TribunaIndependente

AÍLTON VILLANOVA ailton.villanova@gmail.com

MACEIÓ - SÁBADO, 19 DE NOVEMBRO DE 2011

CIDADES

11

Facilitação em três fugas de menores não é descartada Em menos de um mês, 20 jovens infratores escaparam da internação na UIM e Uija CORTESIA / GERMERSON ORLANDO

ANDREZZA TAVARES REPÓRTER

E Brincadeirinha de mamãe

R

itinha chegou para a mãe, dona Asnóbria, e mandou ver: - Mainha, decidi que vou me amigar com o Lucindo! A velha segurou-se para não cair: - Amigação? Amigação nem ver! - Pois eu vou me amigar com ele, sim! - Ah, meu Deus! Onde foi que eu errei com vocês? Primeiro, o seu irmão, que fugiu com a mulher do vizinho... Agora, você com essa história ridícula! - Cada um na sua. Eu vou me amigar! - Um casamento na igreja não seria mais decente? - Casamento já era, mainha! Isso é negócio careta! - Careta?! Onde estão os seus princípios religiosos, menina? Amigação é blasfêmia! - Não é não! Me responda uma coisa: Adão casou com Eva, por acaso? - Claro que casou! A Bíblia não diz isso. Adão e Eva só fizeram se juntar no Paraíso... - Deus os juntou e isso já é suficiente. Quem pode mais que Deus? - Não tem jeito, mãe. Vou me amigar com o Lucindo, porque nos amamos. - O que ele faz na vida? - Ele é da polícia! - Da polícia?! Esse Lucindo é da polícia? - É, sim. E qual é o problema? - Polícia, meu Deus...! - Ele ganha 1 mil reais por mês. - Mil reais?! Salário de merda! - E não é melhor que salário mínimo? - Quantas pessoas ele já matou? - Que eu saiba, nenhuma. O Lucindo não é bandido, ouviu? - Hummm... Hummm... - O meu Lu ainda não matou... - Ahááá! Admita que ele não é diferente dos outros. Você disse que ele “ainda” não matou... - É! Ainda não matou, mas poderá matar! - E que ele mataria, por acaso? Ritinha respirou fundo e respondeu com cara de enfado: - Mataria a senhora, caso insista em não aceitar a nossa amigação! - Ah, é? Será que a gente nem pode mais tirar uma brincadeirinha com a própria filha?

Vira, vira... virou!

Pedrão andava desgostoso com o desempenho da cara-metade e procurou um médico amigo, com quem se abriu. Este entregou-lhe uma caixa contendo umas “amostras grátis” e recomendou: - Dê pra ela uma destas pílulas, que são as novidades do momento. Mas cuidado, hein? Elas são fortíssimas! Ponha apenas uma, não mais que uma, no café ou no suco da sua mulher. Em pouco tempo ela estará curada da inapetência sexual da qual tanto você se queixa... Pedrão pegou o medicamento, pôs no bolso, disparou de volta pra casa e, na hora do jantar, disfarçando da melhor maneira possível, pôs um comprimido no suco da mulher. Achou

pouco, deu outra disfarçada e jogou mais comprimido no mesmo copo. Antegozando uma noite como há muito na vivia, pôs mais outro comprimido, só que no próprio copo. Terminado o jantar, a mulher começou a jogar pro marido aquele olhar de peixe morto. Em seguida, danou-se a suspirar e a tremer. Não demorou muito endoideceu, ganindo de prazer, feito cachorra no cio. - Aaaahhh... Ouuuooouu... Estou precisando tanto de um macho! Os olhos do Pedrão também reviraram, um calafrio perpassou-lhe a a espinha, suas mãos começaram a transpirar e ele retrucou quase gemendo: - Ai, ai! Eu também!

Que nem judeu No cemitério, uma madame se lamentava diante de um túmulo: - Snif... Eudócio, meu amor... Por que você foi me abandonar? Oh, Eudócio... buááá Nesse momento vai passando um cidadão e observa a inscrição na lapide: “Aqui já Tolentino”. Comovido ao ver a mulher tão transtornada, o homem aproximou-se para ajudá-la: - Desculpe... a senhora enganou-se. Está chorando na sepultura errada! Madame deu uma fungada e respondeu: - Não me enganei não, senhor... É que o meu Eudócio era político e nunca botava nada no nome dele!

Bichas-machonas Hepatino, Hipoclorido, Trigáldio e Acrimaldo. Quatro machões da pesada. E boêmios. As mulheres suspiravam por eles. 7RGRVRV¿QVGHVHPDQDHVVDWXUPDVH reunia num barzinho praiano e mandava ver na birita. Vidigal, o garçom preferido deles, já sabia qual era a pedida: cachaça com Coca-Cola e alguns pingos de conhaque. Bebida de cabra de sangue no olho. Um dia, faltou conhaque no bar e o Vidigal, juízo de calango, achou de sugerir: - Que tal substituir o conhaque por champanhe? Hipoclorido não gostou da idéia: - Qualé, Vidigal? Tu num tá batendo bem da cachola, cara! Trigáldio entrou no papo e ponderou: - Taí, eu gostaria de experimentar o champanhe com cachaça e Coca... - Eu também! – concordou Acrimaldo. - Vamos ver esse barato? – especulou Hepatino. - Sei não, hein? – resistiu Hipioclorido. Ganhou a maioria e os caras começaram a beber e a papear, como sempre. De repente, saltou o Hipoclori-

do, balançou as munhecas e falou: - Ai! Eu gostaria de ser uma bicha e me chamar Sandra Karla! Silêncio tumular. O que estava se passando com o machão? - Olha, turma, eu estava apenas brincando, certo? – era ele se desculpando. - Deve ter sido o efeito do champanhe na bebida. – sugeriu o Trigáldio. - É, deve ser. – concordou Acrimaldo. – Mas eu também consideraria a possibilidade de me chamar Anthuérpia, caso – vejam bem – caso eu fosse viado! - Jaqueline também é um nome lindo! – projetou Trigáldio. - E Maitê? – era Vidigal, o garçom, intrometendo-se na conversa. - Gioconda bate todos! É sublime! – sacramentou Hepatino. - Vejam vocês... quatro machões dando uma de bichas! - Por mim, o papo tá encerrado! – decidiu Hipoclorido. - Pra nós também! – acompanharam os outros. Ato contínuo, pagaram a conta e saíram, os quatro, de mãos dadas, balançando a bunda e revirando os olhos. Muito machescamente.

m menos de um mês, mais de 20 menores infratores fugiram das Unidades de Internação de Maceió. Diante de tantas fugas, juízes acreditam na possibilidade de ter havido facilitação por parte de servidores. “É um absurdo o que está acontecendo nas Unidades de Internação. É preciso apurar o porquê dessas fugas e se houve facilitação de alguém”, desabafa o juiz da Vara da Infância e da Juventude da Capital, Fernando Tourinho. “Onde nós vamos parar?”, questiona o magistrado. Outro que acredita na possibilidade das fugas terem sido facilitadas é o corregedor geral de Justiça, James Magalhães. Ele falou por telefone com a reportagem sobre as fugas registradas. “Devem estar facilitando, e se alguém é responsável, tem que pagar”, declara. “As unidades internam no máximo 50 menores, e o Estado não está tendo condições de guardá-los e eles estão fugindo com facilidade”, critica Tourinho. “As responsabilidades são de todos: do Governo, da Secretaria da Paz, do gerente, do diretor e do superintendente das Unidades de Internação”, aponta o juiz. Fernando Tourinho conta que não falta vontade por parte dos gestores ligados às unidades de internação de Maceió, mas precisa de demonstrações. “O que acontece quando se tem boas intenções sem ações concretas?”, perguntou. Segundo ele, as ações concretas seriam a recaptura dos menores, apontar os responsáveis pelas fugas, e trabalhar para corrigir os erros, além de outras questões de ordem estrutural e administrativa. Mesmo diante de todos os problemas das Unidades de Internação, o juiz da Vara da Infância e da Juventude de Maceió acredita que os problemas das unidades podem ser solucionados: “bastam atitudes e disposição”. FUGAS Na última quarta-feira, mais seis jovens infratores fugiram das Unidades de Internação de Maceió. Desta vez, a fuga foi registrada na Unidade de Internação de Jovens e Adultos (Uija). A ação foi considerada extremamente violenta, pois barras de ferro foram utilizadas para atacar os monitores. Apenas três jovens foram recapturados. Outra fuga registrada foi a do menor de 17 anos, filho do conselheiro da OAB-AL, João Firmo Soares. O menor fugiu da Unidade de Internação Masculina (UIM), no último dia 10, durante a visita do pai e da advogada. Até o momento, o menor não foi recapturado. Ele responde por homicídio. Antes, a UIM já havia rergistrado uma fuga em massa. No dia 20 de outubro, 15 adolescentes infratores fugiram pela porta da frente. Segundo informações, apenas dois retornaram para a unidade, levados pelos pais. Pelo menos 17 adolescentes e jovens infratores estão soltos na cidade e podem estar praticando novos atos infracionais. Fernando Tourinho garante que expediu mandado de busca e apreensão para todos os jovens que fugiram. “Cada dia que passa, diminui ainda mais a perspectiva de recaptura”, declara.

Caminhada até os órgãos responsáveis foi motivada pelos mais de 20 assaltos nas últimas semanas

BATALHA

Comerciantes fecham ruas para protestar contra série de assaltos DAVI SALSA/REPÓRTER COM EDITORIA DE CIDADES

D

ezenas de comerciantes, autoridades políticas, professores, estudantes e representantes dos diversos segmentos da sociedade de Batalha realizaram, na manhã de ontem, uma caminhada pelas ruas centrais da cidade para protestar contra a onda de assaltos no município. Nas últimas semanas, mais de 20 comerciantes foram assaltados por bandidos armados. Revoltados com a situação, os empresários de-

cidiram fechar as portas de suas lojas e foram às ruas. O ato público teve início às 7:30h, com a concentração na Praça da Penha. Em seguida, os comerciantes seguiram até a Câmara de Vereadores, a fim de pedir apoio à classe política e às autoridades policiais, bem como ao juiz da Comarca, André Geda. HOMICÍDIO Em Maceió, a onda de violência fez mais uma vítima, mas não de assalto, e sim de homicídio. A dona de casa Delma Xavier dos Santos, 43 anos, foi assassinada na noi-

te de quinta-feira por grupo de traficantes que esteve em sua residência, no Farol, em busca de seu sobrinho. Ao tentar evitar a entrada dos assassinos no imóvel ela levou vários tiros. A polícia já sabe que o crime tem como motivo o tráfico de drogas e que o alvo era o sobrinho da dona de casa. As primeiras investigações dão conta de que o crime foi praticado por uma quadrilha de traficantes da Grota do Pau d’Arco, Jacintinho. Pelo menos nove homens podem ter participado da ação criminosa. TRIBUNAHOJE.COM

Dados corretos sobre as mortes violentas vão direcionar políticas públicas da Defesa Social do Estado

MELHORAR ESTATÍSTICAS

Governo vai passar a colocar lacre de identificação em cadáveres Com o objetivo de garantir que as mortes ocasionadas por causas violentas sejam registradas corretamente nas estatísticas policiais, principalmente em casos de vítimas que chegaram a ser hospitalizadas, a Secretaria da Defesa Social (Seds) e a Secretaria da Saúde irão firmar um convênio de cooperação técnica. O convênio para adotar a nova metodologia de identificação de mortes violentas será assinado na segunda-feira (21) pelo governador Teotonio Vilela durante visita à Unidade de Emergência de Arapiraca. A partir do projeto, o Estado passa a adotar a nova metodologia em todas as unidades de saúde,

contribuindo nas investigações policiais e subsidiando a implementação de políticas públicas na área de segurança pública. Concebido pela Defesa Social, o projeto consiste inicialmente em afixar uma pulseira em cada cadáver, acompanhada de um lacre que traz a especificação da causa da morte, além de um código com o Número de Identificação de Cadáver (NIC). Paralelamente, será produzido um boletim especificando todas as informações da vítima, a exemplo do local onde ela sofreu o ato violento e a unidade onde recebeu atendimento médico, ratificando a real causa da morte. Os dados serão armazenados em um

sistema informatizado, que será acessado pelos técnicos do Instituto Médico Legal (IML), Instituto de Criminalística (IC), Polícia Civil (PC), Defesa Social e Secretaria de Saúde. Com os dados, o Núcleo de Estatística e Análise Criminal da Seds utilizará as informações para subsidiar as políticas de segurança pública. Por sua vez, a Sesau irá disponibilizá-los no Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), gerenciado pelo Ministério da Saúde (MS). Para o secretário da Defesa Social, Dário César, atualmente não existe uma normatização nos procedimentos e vários problemas têm ocorrido nos registros de morte.


12

CIDADES

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 19 DE NOVEMBRO DE 2011

Eleiçþes em Arapiraca Agora Ê pra valer. O radialista e ex-deputado estadual Alves Correia Ê prÊ-candidato a prefeito de Arapiraca, pelo PTdoB. AlÊm de Alves, outro nome que tambÊm jå propagou o desejo de disputar as eleiçþes majoritårias no segundo maior colÊgio eleitoral de alagoas foi o atual secretårio de Articulação Política do Governo do Estado, RogÊrio Auto Teófilo.

TribunaIndependente

1.500 maceioenses podem SHUGHULPyYHOÀQDQFLDGR Eles pagam prestaçþes hå mais de 25 anos e hoje são informados de saldo exorbitante SANDRO LIMA

ANA PAULA OMENA REPĂ“RTER

O

NĂŁo decidiu

NĂŁo se vende

Do lado governista, despontam como provĂĄveis candidatos o publicitĂĄrio Yale Fernandes, JosenilGR6RX]D5LFDUGR7HyÂżOR e Ricardo Nezinho. O prefeito Luciano Barbosa, por sua vez, ainda nĂŁo decidiu quem vai apoiar para a sua sucessĂŁo em 2012.

Em conversa com este colunista, Alves Correia deixa claro que a sua prĂŠ-candidatura ĂŠ irreversĂ­vel. “Quem estiver SHQVDQGRRFRQWUiULRUHDÂżUPRTXHVRX candidato a prefeito de Arapiraca e para isso estou conversando com lideranças polĂ­ticas em busca de apoio. Os eleitores DUDSLUDTXHQVHVSRGHPÂżFDUFHUWRVTXH nĂŁo desistirei de entrar na disputa pela sucessĂŁo do prefeito Luciano Barbosaâ€?, adianta Alves Correia.

Um grande exemplo Um humilde motorista de ônibus esteve ontem pela manhã no programa do radialista Alves Correia, na Gazeta FM de Arapiraca, e numa atitude corajosa se disse revoltado com extorsþes praticadas por policiais e ¿VFDLVGD$UVDOTXHVHJXQGRHOHOHYDPGXUDQWHEOLW]HDWpRGLQKHLUR que recebe do patrão, proprietårio de uma empresa de ônibus na qual HOHQmRTXLVLGHQWL¿FDUSDUDWRPDUFDIpGDPDQKmRXID]HUXPODQFKH $GHWHUPLQDomRHFRUDJHPGRPRWRULVWDTXHVHLGHQWL¿FRXFRPR -DLOVRQVXUSUHHQGHXDWpPHVPRRH[SHULHQWHSUR¿VVLRQDOGHFRPXQLFDção que elogiou a sua iniciativa e o aconselhou a procurar o MinistÊrio Público para denunciar o caso.

Girau do Ponciano 1 A Secretaria Municipal de Saúde de Girau do Ponciano promoveu o dia D de Combate a Diabetes, cujo dia mundial foi instituído em 14 de novembro de 1991 pela International Diabetes Federation, em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS), em resposta ao aumento do interesse em torno do diabetes no mundo.

Girau do Ponciano 2

sonho da casa própria tornou-se um pesadelo para mais de dois milhþes de brasileiros que firmaram contrato imobiliårio hå mais de 25 anos pelo Plano Nacional de Habitação. Por conta de um saldo residual, alguns tiveram que perder seu imóvel. Apenas em Maceió, estima-se que mais de 1.500 mutuårios estejam com contratos nesta situação, e sequer foram informados sobre a clåusula considerada abusiva e ilegal colocada pela financiadora, à Êpoca, a Caixa Econômica Federal. De acordo com a Associação Brasileira dos Mutuårios da Habitação (ABMH), mesmo pagando em dia as prestaçþes, o mutuårio não amortiza a dívida e quando chega ao fim das parcelas, ainda existe um valor exorbitante a ser pago, atÊ mesmo três vezes maior que o próprio valor do imóvel comprado. Esse Ê o caso do administrador Fåbio JosÊ Romeiro Amorim, do advogado e radialista Wilton Gomes, e da aposentada de 83 anos, Maria JosÊ de Jesus Cerqueira, que entraram com açþes na Justiça contra a cobrança. Wilton Gomes contou que, após ter pago seu imóvel, começou a receber boletos da Caixa Econômica

Depois de pagar 240 prestaçþes, Fåbio JosÊ foi informado de saldo devedor de mais de R$ 160 mil

com prestaçþes acima de R$ 11 mil mês. Ele se inscreveu no Plano Nacional de Habitação, e à Êpoca não havia nenhuma lei que regulasse as relaçþes de consumo. Como o plano era tido como a única alternativa para conquistar o sonho da casa própria, milhares de brasileiros se inscreveram, mas não observaram a existência da clåusula que infor-

mava sobre o saldo residual no final das prestaçþes. Com o mesmo problema, Fåbio JosÊ, após 240 parcelas pagas, tambÊm recebeu a notícia de que, a partir do dia 30 de janeiro deste ano, teria que pagar mais 108 prestaçþes de R$ 1.485, ou seja, um total de R$ 160.380. Segundo ele, o cålculo foi feito em cima do valor do

imĂłvel pela Caixa. “Desde entĂŁo, a Caixa vem colocando dificuldades, e por esta razĂŁo entrei com uma ação contra e nĂŁo pago nem mais um centavoâ€?, desabafou. “Cheguei a pagar 20% do imĂłvel na planta e agora, apĂłs o pagamento em dia, recebo a notĂ­cia de que tenho um saldo devedor duas vezes maior do que o imĂłvel valeâ€?, emendou.

SISTEMA DE HABITAĂ‡ĂƒO

Mudanças prejudicaram mutuårios SANDRO LIMA

Foram realizadas açþes voltadas à prevenção, onde ocorreram atividades físicas com a educadora física Wanessa; palestras educativas realizadas pela enfermeira da EstratÊgia Saúde da Família, Conceição, e do odontólogo Francisco Henrique; entrega de material educativo e exames de glicemia capilar onde, por meio desta iniciativa, muitas pessoas que apresentaram índices de glicose no sangue acima do aceitåvel foram encaminhadas para as unidades de saúde municipais para serem submetidas aos exames que detectam a doença,

Girau do Ponciano 3

([HPSORYHULÂżFDGRFRPDVHQKRUD-RVHID&ULVWLQDGHDQRVTXHMi ĂŠ diabĂŠtica. Ela participou das palestras e parabenizou a todos pela a iniciativa. “Tenho muito amor Ă vida, me cuido. NĂłs, diabĂŠticos, precisamos ter muito cuidado com a alimentação e os exercĂ­ciosâ€?, ressaltou dona Josefa. Logo apĂłs foi servido cafĂŠ da manhĂŁ com alimentos indicados para prevenir e para quem jĂĄ ĂŠ portador da doença. O evento contou com a participação do NĂşcleo de SaĂşde da FamĂ­lia (Nasf).

ZĂŠ do RojĂŁo 1

ZĂŠ do RojĂŁo 2

O poeta vaqueiro, Afrísio Acåcio, que Ê presidente da Associação dos Sanfoneiros de Arapiraca, foi homenageado na última segunda-feira, durante a realização do evento Cultura na Praça, com a medalha Valores da Minha Terra, entregue na oportunidade pelo mestre ZÊ do Rojão, reconhecidamente um dos maiores incentivadores da cultura nordestina.

Mais de trinta artistas estavam presentes, dentre eles o mĂşsico Miguel Vieira, responsĂĄvel pelo nome artĂ­stico de ZĂŠ do RojĂŁo. A idĂŠia da homenagem partiu do comunicador SĂŠrgio TenĂłrio, que sempre prestigiou artistas que contribuem e valorizem a cultura nordestina.

Tratamento Segundo a coordenadora da Atenção Båsica, Graciliane Farias, Ê de fundamental importância que as pessoas, em especial os diabÊticos, realizem atividades físicas, como uma simples caminhada, e realize a LQJHVWmRGDVPHGLFDo}HVSUHVFULWDVSHORPpGLFRGHPDQHLUD¿GHGLJQD à posologia, que sigam as orientaçþes de enfermagem e controle sua alimentação, pois, agindo assim, conseguirå levar uma vida com menos riscos de ser acometido pelas complicaçþes tão comuns aos portadores de diabetes como problemas renais, visuais, cardíacos, vasculares e neurológicos.

... Desde o dia 15 de novembro último, onde houve vårias atividades da prefeitura e governo do Estado, e ainda a abertura do Motard (Motocicle), vårios Moto-Clubes se instalaram, temporariamente, na orla ODJXQDUGH0DUHFKDOHQDUHJLmRGD3UDLDGR)UDQFrVH¿FDUmRGXUDQWH o período de realização do evento, que segue atÊ o dia 20. ... São Moto-Clubes de Alagoas e outros Estados, que alÊm de prestigiar o evento tambÊm fazem parte dele. Os Moto-Clubes trazem consigo alguns stands com acessórios, como bonÊs, camisetas, jaquetas, chapÊus, pulseiras, correntes, artigos em couro, entre outros. ... Todos esses objetos estão à venda para o público, que busca conheFHUXPSRXFRPDLVVREUHDKLVWyULDFDUDFWHUtVWLFDVH¿ORVR¿DGHYLGD Eles ainda visam difundir um pouco mais da cultura desse segmento, que estå crescente no cenårio regional. ... Os principais Moto-Clubes acampados na orla lagunar são Scorpion Moto-Clube de Maceió e o Abutres, que têm vårias facçþes pelo Brasil e SHORPXQGR(VVHVJUXSRVQmRWrP¿QVOXFUDWLYRV

O advogado Anthony Lima, membro da Associação Brasileira dos Mutuårios da Habitação (ABMH), diz que ocorreram diversas mudanças do Sistema Financeiro da Habitação (SFH) e explicou que vårias ilegalidades foram realizadas, tanto pelos agentes financeiros como pelos governos. Com o passar dos anos e as sucessivas crises econômicas pelas quais o país passou, e ainda passa, cada governo foi introduzindo mudanças no SFH, que prejudicaram os mutuårios. A partir de 1987, o Fundo de Compensação de Variaçþes Salariais (FCVS) foi restrito a cobrir o saldo residual dos financiamentos de imóveis destinados à população de baixa renda, e em 27 de julho de 1993 ele deixou de ser aplicado em todos os novos contratos, por determinação expressa da Lei 8.692/93. A mutuaria Maria JosÊ de Jesus Cerqueira, 83 anos, financiou um imóvel pela Caixa Econômica Federal, atravÊs do Sistema Financeiro da Habitação, no ano de 1989, para pagå-lo em 228 meses. Só que ao chegar à última prestação ela se deparou com uma situação sobre a qual jamais foi avisada:

Advogado relembra que fundo de compensação que cobria saldo dos mutuårios deixou de ser aplicado

teria que refinanciar o imĂłvel pelo qual pagou por mais de 18 anos. “O contrato de financiamento habitacional de dona Maria JosĂŠ nĂŁo tem a cobertura do FCVS e com isso o saldo devedor no final do contrato ĂŠ de sua responsabilidadeâ€?, explica

Anthony Lima. Em vista da impossibilidade de pagamento e com receio de perder seu imóvel, a mutuåria recorreu à ABMH e ingressou com ação judicial para pedir que a clåusula de responsabilidade do saldo devedor fosse

declarada nula, jå que o Código de Defesa do Consumidor estabelece que as clåusulas que coloquem o consumidor em desvantagem exagerada são nulas. O Supremo Tribunal de Justiça deu negativa ao pedido. (A.P.O.)

ESTĂ EM CONTRATO

STJ diz que saldo residual tem que ser pago O Tribunal Regional Federal da 5ÂŞ RegiĂŁo acolheu a tese da ABMH, de que a mutuĂĄria alagoana Maria JosĂŠ de Jesus Cerqueira nĂŁo tinha que pagar o saldo devedor do seu financiamento imobiliĂĄrio. “A clĂĄusula nĂŁo deve ser suportada pela mutuĂĄria, por se apresentar desarrazoada e excessivamente onerosaâ€?, justificou. Mas em carĂĄter de recurso, o Superior Tribunal de Justiça reconheceu a validade na clĂĄusula presente em contrato. Dona Maria de Jesus voltou a ter responsabilidade sobre o saldo residual. Na visĂŁo do presidente nacional da ABMH, Richarde Mamede, ao analisar o recurso o ministro nĂŁo observou o conjunto da obra e atĂŠ mesmo as consequĂŞncias de sua decisĂŁo. â€œĂ‰ que esta mutuĂĄria nĂŁo estĂĄ sĂł, pois milhares de mutuĂĄrios

ASSESSORIA

Emgea realiza mutirþes na Justiça Federal para renegociar saldos residuais dos mutuårios devedores

encontram-se na mesma situação e jå ingressaram com açþes do mesmo porte, por não poderem pagar as prestaçþes, que são altíssimas e fogem da realidade salarial do brasileiro�, afirma Mamede. Para o advogado responsåvel pela ação, Anthony Lima, a decisão contraria o Código de Defesa do Consumidor e o Es-

tatuto do Idoso, alĂŠm da Constituição Federal, a qual garante o Direito a Moradia. “Desta decisĂŁo, jĂĄ recorremos e iremos recorrer quantas vezes for necessĂĄrioâ€?. A Caixa EcĂ´nomica Federal informou Ă Tribuna Independente que os ‘contratos de gaveta’, aqueles do antigo Sistema Financeiro de Habitação, foram

encaminhados para a Empresa Gestora de Ativos (Emgea). A Emgea, por sua vez, disse que desde 2006 recebe açþes de todo o Brasil relacionadas a problemas variados com financimentos, que totalizaram 1,4 milhão atÊ agora. Dessas, um milhão jå foram resolvidas por meio de renegociação com os mutuårios. (A.P.O.)


TribunaIndependente

Economia

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 19 DE NOVEMBRO DE 2011

Adeal realiza vacinação assistida contra a febre aftosa em Viçosa

ECONOMIA 13

EC1319B

A Agência de Defesa e Inspeção Agropecuåria de Alagoas (Adeal) promoveu, ontem, mais uma ação da campanha de erradicação da febre aftosa em Alagoas. No Assentamento Dourada, situado na zona rural do município de Viçosa, a equipe tÊcnica da Adeal realizou uma vacinação assistida de animais pertencentes as famílias assentadas. A segunda etapa da campanha da vacinação teve início no dia 1º de novembro e segue atÊ o próximo dia 30 deste mês. Apesar da venda de vacinas ter passado dos 50% ainda QDSULPHLUDTXLQ]HQDHVWLPDVHTXHDSURFXUDFUHVoDQDUHWD¿QDOGDFDPpanha que serå encerrada no próximo dia 30 de novembro.

Arapiraca quer exportar hortaliças 3URMHWRLQLFLDOpH[SDQGLUFLQWXUmRYHUGHFRPRIRUPDGH¿[DUIDPtOLDVQRFDPSRHJHUDUPDLVUHQGDjSRSXODomRGDUHJLmR DAVI SALSA

ganhando destaque em nível nacional como centro emissor de leguminosas. rapiraca (Sucursal)VISITA -Com o apoio do gover1HVWH ÀP GH VHPDQD no federal, por meio Arapiraca recebeu a visita da Agência Brasileira de do representante da AgênCooperação, órgão vinculado cia Brasileira de Cooperaao MinistÊrio das Relaçþes ção (ABC) do MinistÊrio das Exteriores, o município de Relaçþes Exteriores, João Arapiraca pretende expan- Carlos Soub. Acompanhado dir o projeto Cinturão Ver- da deputada federal CÊlia de e aumentar a produção Rocha (PTB/AL) e do secrede hortaliças e leguminosas tårio municipal de Agriculpara toda a Região Nordeste. tura, Manoel Henrique Ca,PSODQWDGR QR ÀQDO GD valcante, e do presidente da dÊcada de 1990, por con- Federação das Associaçþes ta da crise no setor fuma- Comunitårias (Facomar), geiro, o projeto começou Brås Antônio de Farias, o com poucos produtores ru- representante do governo rais e atualmente jå conta federal visitou vårias procom cerca de 250 peque- priedades rurais, nas conos agricultores familiares. munidades de Bålsamo, Eles migraram para ou- Cajarana, Sítio Flexeiras e tras culturas, com o culti- Gruta d’à gua, entre outras. vo de mandioca e, princiNa ocasião, João Carlos palmente, de hortaliças, Soub conheceu as atividaque se constitui numa das des do Projeto Amanhã, na principais fontes de ren- comunidade de Batingas, da para dezenas de pe- RQGH GH]HQDV GH ÀOKRV GH quenos produtores rurais. agricultores aprendem noO município Ê respon- vas tÊcnicas para o cultisåvel por 80% da produção vo hortaliças, legumes e a que abastece o Estado e vem fabricação de alimentos. Iniciativa da Prefeitura de Arapiraca investe mais de R$ 2 milhþes para compra de produtos direto no campo DAVI SALSA REPÓRTER

A

COOPERATIVISMO

ARAPIRACA

CinturĂŁo Verde reĂşne 250 famĂ­lias

O projeto CinturĂŁo Verde reĂşne hoje 250 agricultores familiares. A maior parte vende seus produtos na feira e a outra parte ĂŠ adquirida pela prefeitura, por meio de parceria com o governo federal, atravĂŠs do Programa da Compra Direta Local da Agricultura Familiar (CDLAF). Os pequenos e mĂŠdios produtores rurais de Arapiraca esWmRVHQGREHQHĂ€FLDGRVSHOD3UHfeitura de Arapiraca, por meio da Secretaria de Agricultura, com investimentos de mais de R$ 2 milhĂľes para a compra de produtos diretamente do campo. A iniciativa atende produtores com atĂŠ 20 tarefas de terra. Os alimentos sĂŁo comprados para reforçar a merenda escolar, o cardĂĄpio do Restaurante Popular e ainda a prefeitura organiza, todos os sĂĄbados, a Feira Popular da Agricultura, no Parque Ceci Cunha. O agricultor JosĂŠ Lourenço da Silva, 41, diz que começou a cultivar hortaliças hĂĄ 13 anos. “Inicialmente, recebi meio quilo de sementes e agora jĂĄ produzimos dois mil pĂŠs de alface por dia e 200 molhos de coentroâ€?, relata o camponĂŞs, que mora com a esposa e trĂŞs e jogos empresariais o grupo para o desenvolvimento das RV GHVDĂ€RV GHVVH DQR H YLV- Ă€OKRVHPXPDSURSULHGDGHFRP YDLSRGHULGHQWLĂ€FDURVUXtGRV atividades diĂĄrias com su- OXPEUDUPRV RV GHVDĂ€RV TXH 15 tarefas de terra. JosĂŠ Louno processo de comunicação cessoâ€?, destacou o instrutor. virĂŁo em 2012. Vamos tra- UHQoR DĂ€UPD TXH HVWi PXLWR do dia-dia da empresa e busCAPACITAĂ‡ĂƒO balhar e confraternizarâ€?, satisfeito com os resultados obFDUVROXFLRQDUDVGLĂ€FXOGDGHV Para auxiliar de capaci- declarou a colaboradora. tidos na produção de hortaliças. “Queremos o apoio do gover“Trabalharemos o relacio- tação da OCB/Sescoop-AL, $R Ă€QDO GH FDGD FDSDFLnamento entre funcionĂĄrios, Karyne Almeida, o encon- tação os colaboradores da no federal para ampliar a ofercolaboradores e clientes com o tro serĂĄ ainda um momen- OCB/Sescoop-AL elabora- WD GH FXUVRV SURĂ€VVLRQDOL]DQWHV SDUDRVĂ€OKRVGHDJULFXOWRUHVD objetivo de diminuir ou quem to de balanço das ativida- rĂŁo um plano de açþes de Ă€PGHTXHRVFDPSRQHVHVSRVVDP VDEH HOLPLQDU RV FRQĂ LWRV QR des desenvolvidas em 2011. comunicação e um plano de tirar o sustento de suas famĂ­lias ambiente de trabalho. Uma â€œĂ‰ um bom momen- atividades a serem segui- sem deixarem suas proprieboa comunicação ĂŠ essencial WR SDUD UHĂ HWLUPRV VREUH dos ao longo do ano de 2012. dadesâ€?, explicou CĂŠlia Rocha.

OCB/Sescoop promovem planejamento estratÊgico O Sindicato e Organização das Cooperativas do estado de Alagoas (OCB/AL) e o Serviço de Aprendizagem do Cooperativismo no estado (Sescoop/ AL) vão promover neste såbado, a partir das 8h, o planejamento estratÊgico para o exercício 2012 das duas entidades. Na oportunidade haverå palestras que promoverão a LQWHJUDomRGDHTXLSHHGHÀQLUi

os trabalhos do prĂłximo ano. O encontro, que acontecerĂĄ na Fazenda SĂŁo Pedro, municĂ­pio de Pilar, debaterĂĄ alĂŠm do planejamento das atividades, a comunicação interna e externa entre os colaboradores. SOLUĂ‡ĂƒO O psicĂłlogo organizacional, Ilton Filho, revelou que por meio de atividades lĂşdicas

PREJUĂ?ZOS

Cooperativas formalizam pedido de reajuste no Programa do Leite O presidente da Cooperativa de Produção Leiteira de Alagoas (CPLA), Aldemar Monteiro, acompanhado de representantes de outras cooperativas foram a sede da Secretaria de Estado da Agricultura e Desenvolvimento AgrĂĄrio (Seagri) para formalizar o pedido de reajuste no preço do leite do Programa Social do Leite, do Governo Federal. Atualmente o programa remunera em R$ 0,76 o litro. O representante da CPLA entregou ao secretĂĄrio-adjunto de estado da agricultura, JosĂŠ Marinho, e a superintendente da Agricultura Familiar, InĂŞs Pacheco, um documento no qual consta os valores operados atualmente no mercado, tanto no repasse ao pequeno agricultor, quanto aos custos do leite pasteurizado entregue a comunidades carentes. As cooperativas temem nĂŁo conseguir segurar os agricultores familiares devido Ă baixa remuneração. “A insatisfação ĂŠ geral. Em todo Brasil ouve aumento para produção do leite e consequentemente no repasse aos pequenos agricultores. No levantamento que entregamos o Nordeste comercializa hoje o litro do leite a R$ 0,85. Existem regiĂľes que jĂĄ estĂŁo pagando R$ 1,00 pelo litro. Os insumos aumentaram e nĂŁo podemos segurar os agricultoresâ€?, relatou Aldemar Monteiro.

DIVULGAĂ‡ĂƒO

Programa do Leite atende população de baixa renda

ESTADO

Projeto para reciclar Ăłleo de cozinha

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Planejamento e Desenvolvimento EconĂ´mico (Seplande), reĂşne parceiros, o secretĂĄrio Luiz OtĂĄvio Gomes e demais autoridades para o lançamento RĂ€FLDO GR ´3URMHWR &ROHWD Ă?OHR uma ação, mil benefĂ­ciosâ€?. O evento serĂĄ realizado na prĂłxima terça-feira (22), Ă s 10h, na sede da Seplande JaraguĂĄ. 2 3URMHWR &ROHWD Ă?OHR WHP como objetivo contribuir para a preservação ambiental, e pretende minimizar o impacto do descarte do Ăłleo saturado de fritura no meio ambiente. Segundo o gerente de Bioenergia, Glauco Angeiras, tambĂŠm existe uma preocupação com o componente social no projeto. “NĂłs vamos trabalhar para a inclusĂŁo social urbana de uma parcela da população alagoana que vive abaixo da linha de pobreza, representada pelos catadores de materiais reciclĂĄveisâ€?, relata. Durante o lançamento, serĂĄ apresentado o material de divulgação desenvolvido especialmente para a campanha, que inclui cartazes, folders e um mapeamento de MaceiĂł, com os pontos de coleta de Ăłleo. Os parceiros presentes tambĂŠm vĂŁo assinar um termo de cooperação, que traz as obrigaçþes GH FDGD HQYROYLGR Ă€UPDQGR compromisso com o projeto.


14

ECONOMIA

SĂ BADO, 19 DE NOVEMBRO DE 2011

etjornalista@gmail.com

Coruripe

N

este domingo a comunidade católica de Coruripe vai H[WHUQDUYHQHUDomRHFODPRUHV por milagres, na tradicional busca do mastro. Um ritual com mais de 200 anos, culmina com o hasteamento da bandeira da padroeira Nossa Senhora Imaculada Conceição. A concentração VHUijVKQRSiWLRGD,JUHMD0DWUL] $WUDGLomRLQLFLDRVIHVWHMRVWRGRV os anos, em novembro, uma semana antes da realização do novenårio em homenagem à Imaculada Conceição.

TribunaIndependente

Alagoas ĂŠ 3 em aumento no estoque de emprego

Em 12 meses, foram criados 22.2421 postos de trabalho com carteira assinada

A

A Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal) e a Agência de Modernização da Gestão de Processos (Amgesp) informam que a Licitação do Transporte Rodoviårio Intermunicipal de Passageiros na categoria Convencional (ônibus) que aconteceria nesta segunda-feira, 21, foi adiada para o dia 09 GHMDQHLURGHQRPHVPRKRUiULRHPYLUWXGHGHUHWL¿FDomRGRV WHUPRVGRHGLWDO2QRYRHGLWDOFRPDVUHWL¿FDo}HVGHYLGDVHVWDUi disponível a partir do dia 24 de novembro, no endereço eletrônico: www.compras.al.gov.br.

lagoas Ê o terceiro estado do Nordeste em crescimento no estoque de empregos com carteira assinada nos últimos 12 meses. Nesse período, foram criados 22.241 postos de trabalho, obtendo um acrÊscimo de 6,65% com relação ao estoque de emprego no último ano. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do MinistÊrio do Trabalho, divulgados ontem. Os setores que mais contribuíram para o alcance desses números foram a construção civil, com 8.139 postos de trabalho; serviços, com 6.355; a indústria da transformação, com 3.899 e o comÊrcio, com 3.339. O desempenho positivo GDFRQVWUXomRFLYLOpUHà H[R GD LQà XrQFLD GRV LQYHVWLmentos feitos pelo Governo do Estado na recuperação e implantação de rodovias, acessos viårios, ampliação e recuperação do sistema de abastecimento de ågua, bem como a ampliação imo-

Lagoa da Canoa

PARA 2012

Coruripe - Curiosidade E Ê no embalo da festa do mastro que amanhã haverå uma a tradicional expedição. Uma grande carreata composta por centenas de FDUURVFDPLQK}HV{QLEXVHPRWRVVHJXHUXPRjÀRUHVWDGHPDWD atlântica da região, para encontrar a mais alta årvore, cujo tronco, depois de extraído e desgalhado, Ê conduzido nos ombros dos devotos. Com o corte da årvore, dez mudas da mesma espÊcie são plantadas no local, como retribuição ao auxílio da natureza e para minimizar o impacto ambiental.

Transporte para o interior

Na próxima quinta-feira, agricultores de Lagoa da Canoa vão conhecer um produtor da comunidade Gruta D’à gua, na zona rural de Arapiraca, que produz alimentos de forma agroecológica e estå conseguindo melhorar a renda da família a partir da comercialização. O agricultor que serå visitado trabalha numa unidade de Produção Agroecológica Integrada e Sustentåvel (PAIS), num projeto que teve o apoio do Sebrae/AL.

Lagoa da Canoa – Feira “Em determinadas ĂŠpocas do ano, ele consegue produzir atĂŠ mais de dez tipos de hortaliças, entre elas coentro, cebolinha e alfaceâ€?, citou o tĂŠcnico em agropecuĂĄria da Secretaria de Estado da Agricultura, Elielton Amaral. Segundo ele, a famĂ­lia do agricultor incluĂ­da na unidade PAIS comercializa parte da produção em feiras livres de Arapiraca. “Os alimentos tambĂŠm sĂŁo consumidos pela prĂłpria famĂ­liaâ€?, disse o tĂŠcnico.

Açúcar

UniĂŁo - Homenagem

PrĂłximo dia 29 serĂĄ realizado o lançamento do livro “A Presença Holandesa – A HistĂłria da Guerra do Açúcar Vista por Alagoasâ€?, no Museu ThĂŠo BrandĂŁo, em MaceiĂł. O livro, de autoria dos historiadores Douglas Apratto e CĂĄrmem LĂşcia Dantas, retrata a chegada e trajetĂłria do povo holandĂŞs nas terras alagoanas quando o Estado ainda era territĂłrio de Pernambuco.

'HQWURGDSURJUDPDomRR¿FLDO do Mês da Consciência Negra estå marcada a inauguração de uma eståtua em homenagem ao guerreiro Zumbi dos Palmares, DPDQKmGDWDR¿FLDOGRHYHQWR O local escolhido foi à Praça da $OLPHQWDomRHSDUD¿FDUSURQWD em tempo, a Secretaria Municipal de Infraestrutura iniciou na última semana uma sÊrie de açþes para padronizar a praça que serve tambÊm como centro comercial, onde se encontra diversos serviços.

União AlÊm das festividades do Dia da Consciência Negra, a cidade de União tambÊm promove QHVWH¿QDOGHVHPDQDD,&RSD Norte Nordeste – JosÊ Pedrosa de Futevôlei – na quadra municipal de areia no centro da cidade. Para este evento a prefeitura deu uma investida na quadra, como à troca de OkPSDGDVHUHÀHWRUHVFDL[D de energia com contador novo e colocação de mais de 15 caçambas de areia.

Pilar Neste såbado na fazenda São Pedro, lå no Pilar, o Sindicato e Organização das Cooperativas do estado de Alagoas (OCB/AL) e o Serviço de Aprendizagem do Cooperativismo no estado (Sescoop/AL) vão promover a partir das 8h, o planejamento estratÊgico para o exercício 2012 das duas entidades. Na oportunidade haverå palestras que promoverão a LQWHJUDomRGDHTXLSHHGH¿QLUiRV trabalhos do próximo ano.

Pilar- Comunicação O evento debaterå alÊm do planejamento das atividades, a comunicação interna e externa entre os colaboradores. O psicólogo organizacional, Ilton Filho, revelou que por meio de atividades lúdicas e MRJRVHPSUHVDULDLVRJUXSRYDLSRGHULGHQWL¿FDURVUXtGRVQRSURFHVso de comunicação do dia-dia da empresa e buscar solucionar as GL¿FXOGDGHV³8PDERDFRPXQLFDomRpHVVHQFLDOSDUDRGHVHQYROYLmento das atividades diårias com sucesso�, destacou o instrutor.

Municípios em Minas Mundaú e Manguaba A partir da próxima terça-feira, artesãos alagoanos estarão em Belo Horizonte, participando da 22ª edição da Feira Nacional de Artesanato. O evento, mais conhecido como Mãos de Minas, acontecerå no Pavilhão Expominas, e acontecerå durante cinco dias. Representando Alagoas, o município de Piranhas, com o bordado redendê; Capela, com as peças em cerâmica e barro; Marechal Deodoro e Pontal da %DUUDFRPRWUDGLFLRQDO¿Op Boca da Mata, com trabalhos de patchwork; Coruripe, com a Palha de Ouricuri e o município de Feliz Deserto, com a palha de taboa.

Por falar em artesanato, na quinta-feira em Maceió, artesãos de cooperativas e associaçþes de Marechal Deodoro, Coqueiro Seco, alÊm dos da capital, estiveram reunidos no auditório GR6HEUDH$/D¿PGHGLVFXWLU e tomar conhecimento sobre os procedimentos referentes ao processo de obtenção da Indicação *HRJUi¿FD ,* GR¿OpSURGX]LGR na região das lagoas Mundaú e Manguaba. O encontro foi coordenado pelo professor do curso de Antropologia da Ufal, Bruno Cavalcante, e contou com a participação das tÊcnicas da Secretaria de Estado do Planejamento, Vânia Amorim e Sônia Normande.

DIVULGAĂ‡ĂƒO

biliåria, com a construção de casas populares atravÊs do Minha Casa Minha Vida, as obras da Reconstrução e a duplicação da AL-101 Sul. EMPREGABILIDADE O secretårio de Estado do Trabalho, Emprego e QualiÀFDomR3URÀVVLRQDO+HUEHUW Motta, destaca o empenho do *RYHUQRGR(VWDGRFRPDÀnalidade de aumentar a empregabilidade, mediante a atração de novas empresas. Segundo o secretårio do 3ODQHMDPHQWR H 'HVHQYROYLmento Econômico, LuiZ Otavio Gomes, só nos últimos quatro anos, Alagoas atraiu investimentos na ordem de R$ 5 bilhþes, com mais de 50 indústrias de mÊdio e grande portes e 25 empreendimentos comerciais. Quanto à evolução do emprego formal nos últimos doze meses em municípios com mais de 30 mil habitantes, Maceió registrou 10.694 postos; Marechal Deodoro,  8QLmR GRV 3DOPDUHV 2.067; Arapiraca, 1.986 e Santana do Ipanema, 552. Construção civil foi um dos setores que mais contribuíram com empregos

*RYHUQRID]URGDGDGHQHJyFLRVGRV$3/V O Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado GR 3ODQHMDPHQWR H GR 'HVHQvolvimento Econômico (Seplande) e o Sebrae/AL promovem, a partir desta segunda-feira (21), as rodadas de negociação do 3URJUDPD GH $UUDQMRV 3URGXWLYRV /RFDLV 3$3/  SDUD  A cerimônia de abertura aconWHFH QR VDOmR $FTXDWXQH GR 3DOiFLR 5HS~EOLFD GRV 3DOPDUHV

a partir das 9h, e serå conduzida pelo secretårio Luiz Otavio Gomes e o superintendente do Sebrae/AL, Marcos Vieira. As rodadas de negócios contarão com a presença de instituiçþes dos setores público e privado, alÊm de cooperativas e DVVRFLDo}HVSDUDTXHVHMDPGHÀQLGRV R DSRLR H R ÀQDQFLDPHQWR desses parceiros nas açþes que ID]HP SDUWH GR SODQHMDPHQWR

ARAPIRACA

3iWLR*DUGHQSURQWR em outubro de 2012 Em março deste ano, AlaJRDVFRQKHFHXRQRYRSURMHWR GR 3iWLR $UDSLUDFD *DUGHQ Shopping e a nova formação do pool de empreendedores do futuro shopping da cidade de Arapiraca, que alÊm das HPSUHVDV $'0 0DOO 3DWULmonial LTDA – ME, ALG Administração e Consultoria em Shopping Center LTDA, Auto 3RVWR 0DXUtFLR GH 6RX]D LTDA e a Falcão Consultoria Administração passou a contar tambÊm com a Tenco Shopping Centers e MK EmpreHQGLPHQWRV H 3DUWLFLSDo}HV A inauguração do shoSSLQJ HVWi FRQÀUPDGD para 30 de outubro de 2012, data de emancipação política da cidade. 2 SURMHWR SDVVRX SRU Yi-

rias etapas, ganhando novas atualizaçþes, melhorias e agregando grandes marcas. “A Tenco Shopping Centers percebeu que o potencial do shopping seria muito maior que o inicialmente SODQHMDGR 3RU LVVR R DQWLJR SURMHWR SDVVRX SRU H[SDQsĂľes, ganhando o dobro de ORMDV GL] $GULDQD *ULEHO diretora de Implantação da Tenco Shopping Centers. $GULDQD FRQĂ€UPD TXH WRGRV RV SURMHWRV WpFQLFRV Mi HVWmR Ă€QDOL]DGRV A comercialização enFRQWUDVH HP IDVH Ă€QDO GH contrataçþes, com 100% das ORMDV kQFRUDV H GH DOLPHQWDomRSUHYLVWDVMiFRQĂ€UPDGDV bem como quase todas as meJDVHGDVORMDVVDWpOLWHV

GRV $3/V SDUD R SUy[LPR DQR 'RV  $UUDQMRV H[LVWHQWHV HP Alagoas, onze estarão participando das negociaçþes, que serão iniciadas às 14h desta segunda-feira, se estendendo atÊ R SUy[LPR GLD  GH QRYHPEUR Todas as rodadas acontecerão na sede do Sebrae/AL, no Centro. 'XUDQWH D VROHQLGDGH RÀcial de abertura, a Seplande e o Sebrae, coordenadores do

3URJUDPD HP $ODJRDV IDUmR uma homenagem aos parceiros que mais contribuĂ­ram para R GHVHQYROYLPHQWR GRV $3/V no ano de 2011. Na oportunidade, tambĂŠm serĂĄ feita uma EUHYH DSUHVHQWDomR GR 3$3/ mostrando sua histĂłria e os resultados alcançados este ano. “Garantir o apoio das instiWXLo}HVVHMDPHODVGDHVIHUDS~blica ou privada, ĂŠ fundamental.


TribunaIndependente

MACEIÓ - SÁBADO, 19 DE NOVEMBRO 2011

PUBLICIDADE 15


16

ESPORTES

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 19 DE NOVEMBRO DE 2011

TribunaIndependente

Esportes

Presidente do Sindicato dos Ă rbitros de Futebol de Alagoas estĂĄ em congresso nacional ApĂłs quase trĂŞs anos gerindo o Sindicato dos Ă rbitros de Futebol de Alagoas (Sindafal), o presidente Charles Hebert participa pela primeira vez de um Congresso de Classe. Nos anos anteriores, por motivos de escalas, ele nĂŁo pĂ´de comparecer, enviando um representante. Na programação RÂżFLDOGR&RQJUHVVR%UDVLOHLURGDV(QWLGDGHVGH&ODVVHHGRVĂˆUELWURVGH)XWHEROHVWmRPXLWDVSDOestras importantes, como Arnaldo Cezar Coelho (comentarista da Rede Globo). Acontece tambĂŠm homenagens da Anasf/Sinafesc com a Medalha 25 de Outubro aos ĂĄrbitros MĂĄrcio Rezende de Freitas e SĂŠrgio Correa da Silva. Na programação deste sĂĄbado acontece a apresentação de propostas HPHWDVSDUDDDUELWUDJHPEUDVLOHLUDSDUDDGHÂżQLomRGDFLGDGHGR&RQJUHVVR1DFLRQDOGD Associação dos Ă rbitros de Futebol 2012 e tambĂŠm a plenĂĄria dos presidentes de sindicatos.

ASA joga a ‘vida’ contra o Bragantino Duelo em Bragança Paulista vale a sobrevivĂŞncia do Alvinegro na SĂŠrie B contra a briga pelo G-4 do adversĂĄrio

A

37ÂŞ rodada, a penĂşltima do Campeonato Brasileiro da SĂŠrie B, serĂĄ realizada neste sĂĄbado, com nove jogos. Todos começam Ă s 16 horas e prometem muitas emoçþes, tanto na briga pelo acesso, com trĂŞs vagas ainda abertas, bem como na luta contra o rebaixamento, ainda faltando um time para integrar a SĂŠrie C em 2012. Por conta de tantas definiçþes, a previsĂŁo ĂŠ de muitas emoçþes e de que vai correr solta a “mala brancaâ€?. SĂŁo prĂŞmios oferecidos por clubes interessados em determinados resultados. Lutando desesperadamen-

te contra o rebaixamento, o ASA-AL terå mais um adversårio que promete complicar no Campeonato Brasileiro da SÊrie B. O time alagoano encara o Bragantino, neste såbado, às 16h (de Maceió), no Estådio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. Com somente 45 pontos, o ASA necessita da vitória para não retornar ao Z4, jå que no momento aparece na 16ª colocação, empatado em pontos com o São Caetano, mas levando vantagem no número de vitórias (12 a 10). Mesmo sabendo que o adversårio estå na disputa pelo acesso, o tÊcnico Vica TRAPICHAO.COM

quer os três pontos. O treinador não relacionou o lateral-direito Gilberto Matuto, que, barrado, sequer viajou para a cidade de Atibaia, local da concentração. Dessa maneira, SÊrgio Bueno e Chiquinho Alagoano disputam a vaga na direita, sendo que o primeiro aparece mais bem cotado para começar. Toninho estå suspenso pelo terceiro cartão. Jå o atacante Alexsandro, mesmo levando uma forte pancada no tornozelo, não Ê dúvida. Outro que estå confirmado Ê o meia Francismar. O jogador retornou a tempo de Minas Gerais, pois foi resolver problemas particulares e

TRAPICHAO.COM

vai para a partida. No mais, o time vai manter a mesma base que vem de vitória sobre o Duque de Caxias, por 2 a 0, em casa. O ASA deve começar o jogo com: Gilson; SÊrgio Bueno (Chiquinho Alagoano), Leandro Cardoso, Di Fåbio e Chiquinho Baiano; Cal, MariÊlson, Francismar e Raul; Alexsandro e Reinaldo Alagoano. OUTROS JOGOS Ponte Preta x ABC Sport x Paranå Americana x Vila Nova Salgueiro x Guarani Criciúma x Barueri Goiås x Icasa Boa x Nåutico Vitória x São Caetano

AZULĂƒO

Apresentação do elenco do CSA muda de horårio

Vice de marketing Jurandyr de Lima comunicou o adiamento

Em função dos horårios de vôos dos jogadores recÊm-contratados pelo CSA, a apresentação anteriormente prevista para a manhã de segunda-feira (21) foi alterada para às 15h no CT Gustavo Paiva, na Sala de Imprensa Pedro Carvalho. Jå o sorteio da rifa foi adiado para o dia 19 de dezembro. A medida foi em função do pedido de dezenas de azulinos que pretendem comprar o bilhete e ajudar ao seu clube com o dinheiro que receberão do dÊcimo terceiro salårio,

alĂŠm de alguns conselheiros alegarem que poderĂŁo repassar muito mais bilhetes com o alongamento do prazo. “Com isso a tendĂŞncia ĂŠ vendermos todos os mil bilhetes colocados Ă disposição e atingirmos os objetivo de se criar uma receita extra para o nosso Clubeâ€?, disse Jurandyr de Lima, vice-presidente de marketing, salientando que a moto sorteada foi doada pelo empresĂĄrio Rafael TenĂłrio e jĂĄ saĂ­rĂĄ com os documentos em nome do sorteado. FOTOCOM

BRASILEIRĂƒO

Meta vascaĂ­na ĂŠ dormir lĂ­der e colocar pressĂŁo no TimĂŁo O Corinthians tem dois pontos de vantagem sobre o Vasco na liderança do Campeonato Brasileiro. Mas poderĂĄ estar sobre os paulistas a pressĂŁo quando entrarem em campo para enfrentar o AtlĂŠtico-MG. Isso porque o complemento da 36ÂŞ rodada, neste domingo, poderĂĄ começar com o Vasco com um ponto Ă frente, caso vença o AvaĂ­ hoje, Ă s 18h (de MaceiĂł). E o grupo cruzmaltino sabe que essa questĂŁo psicolĂłgica poderĂĄ ter papel importante na retomada definitiva do primeiro lugar. “Em muitas oportunidades nĂłs jogamos depois dos nossos concorrentes diretos, mas nesta rodada serĂĄ diferente. Agora temos a oportunidade de jogar no

sĂĄbado e, de alguma forma, poderemos jogar a responsabilidade para os outros. É alguma coisa que pode interferir, mas isso sĂł vale quando vocĂŞ vence seu compromisso e aproveita a chance que temâ€?, destacou o tĂŠcnico CristĂłvĂŁo Borges. O Vasco sabe tambĂŠm que dentro de sua casa sofrerĂĄ a pressĂŁo de ter de conquistar a vitĂłria sobre uma equipe praticamente rebaixada. AlĂŠm disso, o fator “erro zeroâ€? na busca pelo tĂ­tulo impĂľe ao grupo uma responsabilidade com a qual muitas vezes ĂŠ difĂ­cil lidar dianta de tanta expectativa da torcida. â€œĂ‰ preciso ter paciĂŞnciaâ€?. OUTROS JOGOS SĂŁo Paulo x AmĂŠrica-MG GrĂŞmio x CearĂĄ

TĂŠcnico Vica espera que o time conquiste trĂŞs pontos fora de casa

GALO

CRB escalado com reservas e sem fornecedor de material

Vasco deve ter Felipe e Juninho Pernambucano hoje contra o AvaĂ­

O CRB deverĂĄ entrar em campo diante do Luverdense, neste domingo, Ă s 16h (em MaceiĂł), com um “time bâ€?, mas nĂŁo para poupar jogadores, e sim pelo numero de jogadores que acabaram levando cartĂľes e deverĂŁo cumprir suspensĂŁo automĂĄtica. Dos seis jogadores do CRB que receberam cartĂŁo amarelo diante do AmĂŠrica, apenas o zagueiro Filipe nĂŁo estĂĄ suspenso e poderĂĄ ser escalado entre os titulares. No restante - Roberto Lopes, Thiaguinho, Geovani, Everton Maradona e AloĂ­sio Chulapa -, todos deverĂŁo ficar de fora para cumprir suspensĂŁo automĂĄtica O tĂŠcnico Paulo Comelli terĂĄ que “quebrar a cabeçaâ€? para definir quem entra em campo na Ăşltima rodada.

FELIPĂƒO TOPA

SELEĂ‡ĂƒO

GOL BONITO

Aparentemente sem querer ligar para a rivalidade entre Palmeiras e Corinthians, o tĂŠcnico alviverde, Luiz Felipe Scolari, diz que nĂŁo vĂŞ problemas em uma eventual entrega de faixas de campeĂŁo ao time alvinegro no clĂĄssico da Ăşltima rodada do Campeonato Brasileiro, em 4 de dezembro. Luiz Paulo Rosenberg, diretor de marketing do TimĂŁo, levantou a possibilidade e garantiu que a ideia teria boa aceitação do maior rival. O tĂŠcnico palmeirense mostrou que a postura ĂŠ mesmo de paz e concorda em entregar as faixas ao adversĂĄrio. “SerĂĄ um prazerâ€?, disse.

O treinador da seleção, Mano Menezes, prestou solidariedade ao ex-presidente Luiz InĂĄcio Lula da Silva, que luta contra um câncer na laringe. O tĂŠcnico o presenteou com uma camisa GR%UDVLOHDÂżUPRXFRQWDUFRP o ex-mandatĂĄrio em 2014, ano que em que o Brasil recebe a Copa do Mundo. “Força, eterno ‘presidente Lula’, contamos com vocĂŞ em 2014â€?, escreveu o treinador. Lula tambĂŠm recebeu uma carta escrita Ă mĂŁo do cantor Milton Nascimento. “Que os anjos e todas as criaturas do cĂŠu tomem conta do nosso SUHVLGHQWHSDUDQRVVDDOHJULD´DÂżUPDYDHOD

Colocar faixa de campeĂŁo no Corinthians?

Ex-presidente Lula ganha camisa de Mano

Assim, o provĂĄvel CRB para encarar o Luverdense neste domingo ĂŠ: Anderson; Pio, Edney, Thiago EuletĂŠrio e Rafinha; David; LĂŠo, Saulo e Sidney, Jonatan e ParaĂ­ba. FORNECEDOR O CRB vem sendo nos Ăşltimos meses vitima de “caloteâ€? da empresa de material esportivo Champs, e sem receber decidiu acertar a rescisĂŁo contratual e acertar com uma nova patrocinadora, a Lotto, empresa italiana. Apesar da decisĂŁo, o clube deverĂĄ comunicar de forma oficial a decisĂŁo apĂłs o jogo contra o Luverdense. PorĂŠm, jĂĄ se sabe que na final, diante do Joinville, o time jĂĄ nĂŁo terĂĄ a Champs em sua camisa. CRB e Joinville jogam dia 27/11 em MaceiĂł e dia 3/12 em Joinville.

Neymar ĂŠ indicado ao prĂŞmio Puskas O atacante Neymar nĂŁo estĂĄ apenas concorrendo Ă Bola de Ouro da Fifa, em parceria com a revista francesa “France Footballâ€?. Ontem a entidade mĂĄxima do futebol divulgou a lista dos dez golaços que disputam o PrĂŞmio Puskas de 2011 e o craque brasileiro estĂĄ nela com a obra-prima que marcou contra o Flamengo, no primeiro turno do Campeonato Brasileiro, na derrota por 5 a 4, na Vila Belmiro. Ele se livrou de dois marcadores, tabelou com Borges e ainda deu um drible desconcertante no zagueiro Ronaldo Angelim atĂŠ tocar para o fundo das redes.


TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 19 DE NOVEMBRO DE 2011

1

“MissĂŁo ImpossĂ­vel 4 - Protocolo Fantasmaâ€? tem novos clipes liberados

Produtor nega sequência de Os Simpsons – O Filme

Faltando exatamente um mĂŞs para a estreia de “MissĂŁo ImpossĂ­vel 4 - Protocolo Fantasmaâ€? nos cinemas, a produção acaba de ganhar uma leva de novos vĂ­deos. Os clipes trazem cenas inĂŠditas. Tom Cruise vive mais uma vez o personagem Ethan Hunt. O novo roteiro, assinado por Josh Applebaum e Andre Nemec, fala sobre um ataque terrorista que destroi o Kremlin. EntĂŁo, o governo do EUA inicia, secretamente, o “Protocolo Fantasmaâ€?. Isso faz com que toda a força-tarefa MissĂŁo: ImpossĂ­vel saia de combate.

Em entrevista ao site Moviehole, o produtor responsĂĄvel pela estreia dos personagens no cinema, Al Jean, negou que ‘Os Simpsons – O Filme’ vĂĄ ganhar uma sequĂŞncia. Pelo menos, por enquanto. Tudo vai depender da criatividade e da disposição da equipe de roteiristas que anda muito ocupada com a 23Âş temporada da sĂŠrie de TV. “Eu sempre achei que seria melhor esperar a sĂŠrie acabar para fazer Os Simpsons – O Filme, mas TXDQGRÂżFRXFODURTXHWDOYH]RSURJUDPDMDPDLVDFDEDVVHGHFLGLPRV começar o longa-metragem.

ExĂłtico

O

Marajó estå entre os mais importantes cenårios ecológicos do Brasil. Com cerca de três mil ilhas e ilhotas, Ê o maior arquiSpODJRÀ~YLRPDUtWLPRGR Planeta e uma à rea de Proteção Ambiental - APA. Possui exuberantes riquezas naturais espalhadas nos cerca de 50 mil quilômetros quadrados da principal ilha, o Marajó. O viajante tem oportunidade de se hospedar em fazendas tradicionais e viver experiências radicais, enfrentando as ondas da pororoca - nome dado ao encontro entre as åguas do rio Amazonas e do Atlântico -, fazendo lanternagem de jacarÊs ou trilhando em ORPERGHE~IDORV$OLiVR Marajó possui o maior reEDQKRGHE~IDORVGRSDtV Hå tambÊm caminhos abertos pelos povos extintos, que tambÊm deixaram seus traços nas cerâmicas com desenhos que inspiram artistas atÊ os dias de hoje. Hå cerca de três mil anos, uma tribo de cultura avançada - os índios conhecidos como marajoaras - começou a povoar a ilha e deixou lå esse legado artístico e cultural. Na ilha, o turista poderå conhecer uma diversidaGHGHIDXQDHÀRUDTXHD tornam um dos destinos turísticos mais cobiçados do Parå. Lagos, manguezais, igarapÊs, sítios arqueológicos, pântanos e praias de rio são algumas das riquezas naturais que a ilha oferece. A viagem Ê ideal para quem gosta de ecoturismo, pråtica que começa no próprio trajeto que leva atÊ o Marajó. Um dos principais cartþes-postais do Parå, o Marajó Ê o destino ideal para quem tambÊm aprecia uma rica culinåria que, lå, Ê complementada com queiMRVGHOHLWHGHE~IDODDOpP de uma enorme variedade de peixes e frutas. Ou, se o

DIVERSĂƒO&ARTE

turista preferir, pode simSOHVPHQWHGHL[DUVH¿FDU em praias de areias claras, em pousadas e hotÊis com todo o conforto moderno, diante de um Oceano Atlântico dourado pelas åguas do rio Amazonas que como igual não existe no mundo.

Dezesseis municĂ­pios fazem parte do arquipĂŠlago do MarajĂł. No lado leste estĂŁo as cidades de Soure e Salvaterra. Separadas pelo rio Paracauari, as duas cidades oferecem pousadas e fazendas que sĂŁo um campo fĂŠrtil para

20DUDMyHVWiHQWUHRV mais importantes FHQiULRVHFROyJLFRVGR Brasil. Com cerca de três mil ilhas e ilhotas, Ê o maior arquipÊlago À~YLRPDUtWLPR do Planeta

acolher os visitantes que apreciam turismo rural. Em uma viagem de barco, toda a imensidĂŁo e os encantos da regiĂŁo podem ser apreciados, alĂŠm das trilhas misteriosas que convidam a um passeio

inesquecĂ­vel.

O viajante pode percorrer, no verão amazônico - de junho a novembro - os campos onde garças, guarås (aves de cor avermelhada), e dezenas de outros påssaros procuram alimento entre os rebanhos de gado zebu. E no inverno - período que mais chove no Marajó (janeiro a maio) - cruzar em barcos esses mesmos campos, entre deslumbrantes jardins aquåticos. Em ambas as experiências, o turista verå sempre påssaros e pequenos mamíferos selvagens em profusão. E, quem sabe, poderå montar num cavalo


2

DIVERSÃO&ARTE MACEIÓ - SÁBADO, 19 DE NOVEMBRO DE 2011

TribunaIndependente

Engenho de folguedos O projeto Engenho de Folguedos volta no próximo dia 24 com o Reisado Virgem dos Pobres, de mestre Expedito de Viçosa, e a banda Afro Gurugumbá, também da cidade de Viçosa. A festa da cultura popular começa às 19h, no pátio do Museu Théo Brandão (Avenida da Paz). Aberto ao público. Mais informações: (82) 3221-2651 e 3221-2977.

Samba de Ladeira Hoje, a partir das 22h, a atração no engenho Massayo é a banda Samba de Ladeira, que faz uma música pioneira misturando o samba tradicional com o chamado samba-rock e o pop da MPB brasileira, ainda incorporando jazz e blues. Na, Avenida Amélia Rosa 173. Couvert: R$ 5, a partir das 22h. Contato: 3235-1160.

Deus é brasileiro Considerado um dos maiores nomes do cinema brasileiro, o cearense Márcio Câmara realizará em Maceió o curso de som direto, que acontece de 28 de novembro a 7 de dezembro, com inscrições gratuitas. O curso tem o objetivo de tratar da importância do som em obras audiovisuais, incentivando o processo de captura de som no momento em que as cenas são gravadas. No Teatro Jofre Soares (Sesc-Centro). Das 14h às 18h. Vagas: 20. Inscrições gratuitas. Telefone: 3326-3133.

Em Arapiraca

Música portuguesa O pianista português Mário Moita traz para Maceió o concerto Uma Noite em Portugal 4 Estações 4 Fados. A apresentação está marcada para o dia 1º de dezembro, às 21h, no Teatro Deodoro. Aberto ao público.

Lixo ou Arte? A partir do próximo dia 24, os salões da Pinacoteca Universitária (Praça Sinimbu) oferecem ao público a exposição Lixo ou Arte? (que nem roupa), do artista carioca Raimundo Brito, radicado em Belo Horizonte. Abertura às 20h e visitação até 20 de janeiro de 2012. A mostra pretende questionar a consciência ecológica de cada cidadão ao descartar objetos que podem ser reaproveitados evitando, desta forma, o acúmulo de rejeitos no planeta Terra.

O Sesc está com inscrições abertas até o próximo dia 30 para a temporada 2012 da Galeria de Artes do Sesc Arapiraca, para produções em artes plásticas, intervenção, videoarte, performance, instalação ou outras experimentações no campo das artes visuais. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas no Sesc-Centro (Rua Barão de Alagoas, 229, Centro), das 9h às 18h. O edital está disponível no site www.sescalagoas.com.br

Dois em um

Para quem gosta de um brega animado, no próximo dia 26 tem Clássico os shows das bandas Calcinha O Ballet Eliana Cavalcanti apresenta, pela Preta e Los Borrachos. A partir primeira vez em Maceió, o balé O Quebra-Nozes das 22h, na casa de shows Bucompleto. É uma grande produção que conta com ganvília. A noite ainda conta com WUrVFHQiULRVHXPULFRHYDULDGR¿JXULQR'LUHomR o grupo Esquadrão de Balli. Vene adaptação de Eliana Cavalcanti. No Teatro Gus- das no estande Maceió Ingrestavo Leite (Centro de Convenções). Nos dias 2, 3 sos (Maceió Shopping). Telefone: e 4 de dezembro. Mais informações: 3241-1308. 3235-6950.

FALE CONOSCO - A Agenda é um serviço gratuito de orientação ao leitor. Os interessados em divulgar eventos, shows e exposições podem enviar material através do endereço: tiagenda@hotmail.com

RESUMO DE NOVELAS GLOBO 18h A VIDA DA GENTE Eva vê Ana chorando e chama Lúcio, mas o médico ainda não acredita que Ana esteja se recuperando. Celina encoraja Dora a convidar 0DUFRVSDUDVDLU6R¿DSHGHSDUDVDLUFRPDV amigas, mas Vitória não deixa. Lorena avisa TXH7LDJRSUHFLVDVHUOHYDGRDRPpGLFRH¿FD chocada com o descaso de Jonas e Cris. Nanda reclama de Francisco para Rodrigo. Iná intui que Ana está se recuperando e conta para Laudelino.

GLOBO 19h AQUELE BEIJO Claudia tenta interromper a discussão entre Ricardo e Camila. Maruschka não consegue aceitar o casamento de Rubinho. Lucena comenta com Sebastião que continua enjoada. Agenor diz a Brites que Iolanda é sua sócia. Belezinha cai no palco em um concurso. Camila encontra o presente que Ricardo guardou dentro do armário do banheiro. Maruschka ouve Regina pedindo para Claudia convencer Rubinho a morar em outro lugar depois do casamento. Iara exige silêncio no teatro para ouvir o que o pai da atriz da peça, já falecido, tem a dizer. Lucena descobre que está grávida.

GLOBO 21h FINA ESTAMPA

Wallace conta sua história para todos e sai ovacionado do octógono. Juan Guilherme beija Letícia, mas ela o afasta quando ouve Vilma chegar. Leandro se desentende com Dagmar. Baltazar reclama de Solange sair para passear. Dagmar manda Quinzé embora de sua casa. Pereirinha ¿FDIXULRVRDRHQFRQWUDUXPDSLVWDIDOVDVREUHR tesouro e resolve exigir sua parte no acordo que fez com Íris. Wallace manda Teodora se afastar dele para sempre. Marcela descobre o segredo de Tereza Cristina.

RECORDE 21h VIDAS EM JOGO Não há exibição aos sábados


TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 19 DE NOVEMBRO DE 2011

DIVERSĂƒO&ARTE

3

Foi estranho

FLĂ VIO RICCOFRODERUDomR-RVp&DUDORV1HU\ZZZWZHWWHUFRPĂ€DYLRULFFR

*ORERLQWHQVLĂ€FDDVEXVFDV pela nova “Gabrielaâ€?

A

“A Vida da Genteâ€?, novela das 6 da Globo, teve uma passagem de tempo. AtĂŠ aĂ­, normal. Era esperada e aconteceu conforme o prometido, mas deu a impressĂŁo que isso aconteceu apenas para os personagens principais. Ficou sĂł em cima deles. (Fernanda Vasconcellos, protagonista de “A vida da genteâ€?)

TV TUDO

“A Vida da Genteâ€?, novela das 6 da Globo, teve uma passagem de tempo. AtĂŠ aĂ­, normal. Era esperada e aconteceu conforme o prometido, mas deu a impressĂŁo que isso aconteceu apenas para os personagens principais. Ficou sĂł em cima deles. (Fernanda Vasconcellos, protagonista de “A vida da genteâ€?)

0XOKHUHVGH¿EUD $SHVDUGRWtWXOR³0DULDV do Lar�, que Ê provisório, a próxima novela das sete da Globo, escrita por Filipe 0LJXHOH,]DEHOGH2OLYHLUD vai mostrar histórias de mulheres batalhadoras, que correm atrås dos seus REMHWLYRV¹DFRPHoDUSHOD SHUVRQDJHPGH7DtV$UD~MR 1RPHLRGLVVRVLWXDo}HVGH drama, romance, comÊdia e alguma aventura. Carlos $UD~MRID]DGLUHomRJHUDO subordinado a 'HQLVH6DUDFHQL

tĂŠ em função da urgĂŞncia que envolve o assunto, nomes e mais nomes sĂŁo falados em reuniĂľes da Globo visando o principal papel da nova novela das 23h, “Gabrielaâ€?, que estreia em abril. AlĂŠm disso, se avalia tambĂŠm quem, nos GLDVGHKRMHQRHOHQFRGDHPLVVRUDWHULDRSHUĂ€O mais prĂłximo da personagem de Jorge Amado, jĂĄ vivida por Sonia Braga, capaz de transmitir toda aquela carga de sensualidade de maneira natural. Sem forçar a barra. Juliana Paes sempre apareceu em todas as listas, mas tambĂŠm jĂĄ se falou em Mariana Rios, Camila Pitanga e atĂŠ Sophie Charlotte, Foi falado que tem chamado atenção pelo seu desempenho em Em reuniĂŁo na ~OWLPDTXDUWD “Fina Estampaâ€?, entre outras. feira, houve quem Esta Ăşltima sem grandes chances atĂŠ porque nĂŁo apresentasse o nome do estarĂĄ liberada da novela do Aguinaldo Silva. Fernando Mexer com ela, nesta altura dos acontecimentos, Vannucci para seria a mesma coisa que detonar uma outra guerra transmitir os dentro do Projac. O autor inclusive pretende ampliar GHVÂżOHVQR5LRH 6mR3DXORDOpP ainda mais sua participação na histĂłria. de participar de

InĂ­cio de trabalho

Futebol

)DI\6LTXHLUDJUDYDVHJXQGD IHLUDQR3URMDFQR5LRDV suas primeiras cenas para a microssĂŠrie sobre a trajetĂłria GH'HUF\*RQoDOYHV $SURGXomRFRPRVHVDEH WHPGXDVSURWDJRQLVWDV+HORLVD3pULVVpHDSUySULD)DI\ 'LUHomRGH-RUJH)HUQDQGR

A Espn Brasil mandou narrador, comentarista e repórter – 3DXOR6RDUHV$QWHUR*UHFRH 9LQtFLXV1LFROHWWLSDUD0LODQ e Barcelona, jogo da ChamSLRQV/HDJXHQR6DQ6LUR ,WiOLDTXDUWDIHLUDTXHYHP Transmissão a partir das 17h30.

Bate-rebate

toda a cobertura carnavalesca do 6%7 3UyVHFRQWUDV Nada decidido ainda. Tem a favor o fato de jĂĄ ter realizado, no passado, este mesmo trabalho na Globo. E sempre muito bem.

Ampliação $OpPGH0DUFRV 3HUHVHP1RYD York, Edgar Alencar, em 3HTXLPH0DUFHOR Barreto, em LonGUHVR6SRU79 mobilizarå, no ano que vem, outros 10 correspondentes internacionais. Eles terão como objetivo DSURGXomRGH matÊrias que repercutam os -RJRVGH/RQGUHV HRUHÀH[RGD2Oimpíada em todo o mundo.

Vez do parabĂŠns 5HGH79VHPIHVWDQmRpD5HGH796HPSUHWHPXPDSHODIUHQWH$JRUDpRDQLYHUViULRGR sĂłcio majoritĂĄrio, no dia 25. Vai fazer 54 anos. *XDUGDGDVDVSURSRUo}HVVHULDRPHVPRTXHD%DQGHLUDQWHVVHPDVVXDVFRQYHQo}HVTXH agora acontecem atĂŠ fora do Brasil.

Atraso

Gravando

A Globo ainda nĂŁo conseguiu acertar o seu futebol nas noites de quarta-feira. Nas UHJL}HVRQGHQmRKiRKRUiULRGHYHUmRDV WUDQVPLVV}HVWrPFRPHoDGRVHPSUHFRP certo atraso. Na quarta-feira, por exemplo, 3DOPHLUDVH9DVFRVyHQWURXGHSRLVGH minutos de bola rolando.

Anelise de Oliveira e uma equipe da Rede 79SDVVDPRVSUy[LPRVWUrVGLDVJUDYDQGR HP3DUHOKHLURVXPGLVWULWRUXUDOQRH[WUHPR VXOGH6mR3DXORFRPVXDVUHVHUYDVDPELHQtais e ainda habitado por aldeias de Ă­ndios. Todo este trabalho serĂĄ editado para o “Good 1HZV´GRSUy[LPRViEDGR

¡ OtĂĄvio PrĂŠvidi, o MagrĂŁo, tem boas chances de ser efetivado como diretor de esportes da Rede TV! Ă‚3RUHQTXDQWRGHVGHDVDtGDGH 6LGQH\%RUWRWWRHOHHVWiQRFDUJR interinamente. ¡ Klebber Toledo, depois de um bom trabalho em “Morde & Assopraâ€?, tem recebido sondagens de novas produçþes da Globo, e deve fechar com uma delas ainda este mĂŞs. Ă‚$QDPRUDGD0DULQD5X\%DUERVD por sua vez, jĂĄ estĂĄ garantida em Âł0DUDMy´VXEVWLWXWDGHÂł$YLGDGD genteâ€?. ¡ Quando solicitado, o SBT tem liberado todos os artistas para o programa da Hebe Camargo na Rede TV!. ¡ O programa “Vitrineâ€?, da Cultura, QDSUy[LPDWHUoDIHLUDYDLDSUHVHQWDUXPDHQWUHYLVWDFRPDDWUL]0HO Lisboa. ¡ ue ninguĂŠm se surpreenda com a volta de Moacyr Franco Ă polĂ­tica. ¡ Bruno Gagliasso planeja comemoUDUDVIHVWDVGHÂżPGHDQRHP Fernando de Noronha, com famĂ­lia e amigos. ¡ Na TV, o prĂłximo compromisso do ator deverĂĄ ser na nova novela de GlĂłria Perez. Ă‚-RDQD0DFKDGRVHUiXPDGDV DWUDo}HVGHÂł20HOKRUGR%UDVLO´ do Rodrigo Faro, neste sĂĄbado.

&¡HVWÀQL 2MRUQDO³+RMH´GD*ORERDSDUWLU do dia 21, terå uma sÊrie de quatro UHSRUWDJHQVHVSHFLDLVVREUHD6HPDQDGD&RQVFLrQFLD1HJUD Låzaro Ramos serå um dos entrevistados. Låzaro Ramos que continua com seu programa, sempre muito bom, às segundas-feiras, no Canal Brasil. )LFDPRVDVVLP0DVDPDQKmWHP mais. Tchau

HORĂ“SCOPO PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br A pessoa que gasta em excesso, sem critĂŠrio MamĂ­fero noctĂ­vago

Š Revistas COQUETEL 2011

Anålise do Açþes ilepassado gais que Rua, em destroem francês o Cerrado

O maior torneio para deficientes

Nossa Senhora Que perAparecida tencem a RecupeSufixo de outrem rada "anilina"

Grama (sĂ­mbolo)

Fim, em inglĂŞs

Erva com propriedades tĂ´nicas para o sistema nervoso Apazigua; pacifica

Reunir em grupamento militar

Tipo sanguĂ­neo do doador universal Genitora Beber (?): embriagar-se

M

Ăƒ A vogal da terceira conjugação

DivisĂŁo da sociedade indiana

Levemente queimado

E

Fator apreciado na rosa Resumo

Meloso (fig.) 1.250, em romanos A filiação religiosa do Hezbollah

Arma branca, maior que o punhal

Carta geogrĂĄfica Assustadora

Passado Carta do baralho Cama, em inglĂŞs Juntar; acrescentar

VeĂ­culo que resgata satĂŠlites Auxilia a noiva antes do casamento

Acre (sigla)

(?) bem: felizmente Fruta mediterrânea Capital italiana

Fazer (prece); rezar

Instrumento agrĂ­cola (pl.) Forma da rĂŠgua do arquiteto

A terceira nota musical

Estado de livro vendido em sebos O serviço como a abertura de firma

3/bed — end — rue. 4/aipo. 5/xiita. 6/piegas. 10/perdulåria.

19

Solução P T A A R A T O L P I M P X I N A D A U S

R E R D T U R E G O S T A P C E G A C C L T M I T A V E A M A I P A D O C A R

Q A U L E H I M E A I D O A S S A A P A B N E D H A D T O

P A R I A E N D N T A R P O O M Ăƒ E T A I O D O R D A G A A I DO S F B A R I O N R A R D O S A A M I R I A L

BANCO

Ă RIES - (21/3 a 19/4) – O dia ĂŠ favorĂĄvel para resolver alguns contratempos que podem surgir no emprego O entusiasmo, a felicidade e a alegria vĂŁo contagiar todos os momentos com sua cara-metade. Atividade fĂ­sica pode auxiliar no cuidado com o corpo, aproveite! Carta do Dia: 9 de Ouros, que VLJQLÂżFD3UXGrQFLD TOURO – (20/4 a 20/5) – O dia favorecerĂĄ o conhecimento, seja com um curso ou pela troca de ideias com pessoas experientes. O trabalho pode ser deixado em segundo plano hoje. Tudo indica que a uniĂŁo estarĂĄ tĂŁo natural que o romance vai se fortalecer. &DUWDGR'LDGH3DXVTXHVLJQLÂżFD6XFHVVRV7HPSRUiULRV,OXVmR GĂŠMEOS – (21/5 a 21/6) – ConseguirĂĄ demonstrar paixĂŁo em tudo o que faz. Bom perĂ­odo para conciliar interesses entre parceiros de negĂłcio. NĂŁo convĂŠm pensar apenas em trabalho e deixar o relacionamento de lado. Com o par, o perĂ­odo favorece planos de progresso a dois. Carta do Dia: 9 de Espadas, que VLJQLÂżFD$QJ~VWLD CĂ‚NCER – (22/6 a 22/7) – O dia favorece a busca por novas oportuQLGDGHVGHDXPHQWDUVXDVÂżQDQoDV 5HĂ€LWDVREUHRFRQVHOKRUHFHELGR dos amigos, ele pode gerar um novo projeto. A dois, sua alegria serĂĄ contagiante. Compartilhe mais seus planos com o par. Carta do Dia: 6 de Copas, que VLJQLÂżFD1RVWDOJLD LEĂƒO – (23/7 a 22/8) – Bom momento para tirar novos projetos do papel ou dar andamento a atividades rotineiras. A paixĂŁo e os sentimentos criativos estimulam o VHXGLDHPYiULDVGLUHo}HV &DUWDGR'LD/XDTXHVLJQLÂżFD )DOVDV,OXV}HV VIRGEM – (23/8 a 22/9) – Nesta fase, contatos com pessoas mais jovens estĂŁo favorecidos, principalPHQWHVHÂż]HUHPSDUWHGDIDPtOLD Na paixĂŁo, nĂŁo ĂŠ hora de priorizar aquilo que nĂŁo aconteceu como YRFrJRVWDULDH[HUFLWHPDLVDVXD compreensĂŁo. &DUWDGR'LD5DLQKDGH3DXVTXH

VLJQLÂżFD3RGHU0DWHULDOHTXHSRGH ser Amorosa ou Fria. LIBRA – (23/9 a 22/10) – É hora de ousar e tentar novas alternativas de trazer mais alegria para sua vida. 6HTXLVHUPDLVKDUPRQLDFRPTXHP ama, viva de um jeito mais solto e alegre. &DUWDGR'LD$,PSHUDWUL]TXH VLJQLÂżFD5HDOL]DomR ESCORPIĂƒO – (23/10 a 21/11) – Compartilhe suas qualidades com a pessoa amada e mostre o que tem de melhor para oferecer. Converse PDLVUHYHOHRVVHXVSODQRVHSHoD sua opiniĂŁo. &DUWDGR'LDGH3DXVTXHVLJQLÂżFD5DSLGH] SAGITĂ RIO – (22/11 a 21/12) – Bom dia para fazer contatos que resultem em novas oportunidades QRWUDEDOKR0RVWUHTXHWHPPHWDV claras e o que espera de sua vida SURÂżVVLRQDO2UHODFLRQDPHQWR afetivo deve estar em primeiro lugar: invista no bem-estar e no crescimento do casal. &DUWDGR'LDGH3DXVTXHVLJQLÂżFD)RUoDQD$GYHUVLGDGH CAPRICĂ“RNIO – (22/12 a 19/1) – No trabalho, ajude os demais, sem HVSHUDUQDGDHPWURFD)DoDRTXH estiver ao seu alcance para manter o romance em clima de alegria. NĂŁo guarde nenhum segredo da pessoa DPDGD6HGHVHMDDOJXpPFRQÂżGHQcie os seus sentimentos a quem quer conquistar. &DUWDGR'LD20iJLFRTXHVLJQLÂżFD+DELOLGDGH AQUĂ RIO – (20/1 a 18/2) – Aproveite para comemorar: convide o seu amor para um jantar romântico. No trabalho, bom momento SDUDOLGDUFRPRS~EOLFRHPJHUDORX FRPSHVVRDVLQĂ€XHQWHVTXHSRVVDP RIHUHFHUXPDQRYDFRORFDomRSURÂżVsional. Aproveite as oportunidades! &DUWDGR'LD$)RUoDTXHVLJQLÂżFD )RUoD'RPtQLR PEIXESÂą D $VXDDVW~cia e perspicĂĄcia vĂŁo permitir que FRQVLJDDOFDQoDUYDQWDMRVRVIUXWRV QDiUHDSURÂżVVLRQDO1RDPRUHYLWH TXHVLWXDo}HVPDOUHVROYLGDVVHDUrastem. As coisas nĂŁo se resolvem por si. Carta do Dia: 7 de Copas, que VLJQLÂżFD6RQKRV3UHPRQLWyULRV

A MELHOR BANDA DO MUNDO

Gene Simmons, do Kiss: ‘Uma boa surra teria ajudado Axl Rose’

G

ene Simmons, o lendĂĄrio baixista do Kiss, acha que Axl Rose precisava de “uma boa surraâ€?. A declaração polĂŞmica foi dada durante uma entrevista ao site Music-News.com, na qual Simmons culpou o vĂ­cio de Axl em ĂĄlcool e drogas por o Guns N’ Roses nĂŁo ter se tornado “a melhor banda do mundoâ€?. Questionado sobre qual conselho daria Ă banda de Axl, Simmons foi pessimista: “VocĂŞ dorme na cama que vocĂŞ fazâ€?. “O Guns N’ Roses pode-

ria ter sido a melhor banda do mundo e a razĂŁo para eles nĂŁo serem ĂŠ o Axl Rose. Drogas, heroĂ­na, ĂĄlcool e todos os excessos agora estĂŁo caindo sobre os ombros deleâ€?, completou. Para Simmons, Axl Rose deveria ter mudado seus hĂĄbitos enquanto a banda ainda estava no auge. “Uma boa surra teria ajudado. Quando vocĂŞ se comporta mal durante a infância, sempre tem alguĂŠm para dar o que vocĂŞ merece. EntĂŁo, quando vocĂŞ se torna adulto, quem vai te colocar na linha?â€?, encerrou.

Acesse: tribunahoje.com $LQIRUPDomRTXHYRFrQmRWLQKDQRVHXGLDDGLD


4

DIVERSĂƒO&ARTE

MACEIĂ“ - SĂ BADO, 19 DE NOVEMBRO DE 2011

TribunaIndependente

felipe1camelo@gmail.com felipecamelo@saladaonline.com.br camelofelipecamelo.blogspot.com

Que o Lopana ĂŠ a cara pra lĂĄ de chic do verĂŁo em MaceiĂł, todo mundo sabe. E hoje, como nos anos anteriores, reunirĂĄ RVGDiUHDSUDDEULURÂżFLDOPHQWHD temporada de poucas roupas e muitos barcos no pedaço + Vip da orla. Capriche na produção, sem esquecer os ‘oclĂľes’ pra proteger os olhos contra os nocivos raios UVA, UVB...

No Ar O Vida de Artista de ontem, exibido Ă s 4 da tarde pela RĂĄdio Educativa FM, bombou, com as cantoras Millane Hora e Cris Braun, no maior papo com Gal Monteiro. Millane Hora, que acaba de lançar seu 1Âş CD, “Vent Vertâ€?, falou sobre o ĂĄlbum, que traz mĂşsicas inĂŠditas e algumas cançþes jĂĄ conhecidas. Cris Braun convidou pra nova edição do “Acorde para a naturezaâ€?, dentro do projeto “Arte no Parqueâ€?, que acontece amanhĂŁ e vai levar a população ao Parque Municipal de MaceiĂł, em Bebedouro. Na cena, mĂşsica clĂĄssica, educação ambiental, piquenique, show ao vivo e muito verde. Quer + ? SĂł se juntar a famĂ­lia e alguns amigos e for almoçar no Rogildo, bem perto da Estação do Trem, lĂĄ mesmo em Bebedouro. Deliicia de domingĂŁo.

Arte no Parque

ARQUIVO/PESSOAL

Mix de cantora, compositora, poeta, agitadora cultural... Cris Braun movimenta + 1 x o Parque Municipal de Maceió amanhã, com + 1 edição do Projeto Arte no Parque, a partir das 10 da manhã. Se bem que o parque abre às 7. O convidado pra lå de especial Ê o baiano por nascimento e alagoano por opção Igbonan Rocha. No inspirado repertório, ZÊ Keti, Dona Yvone Lara, Assis Valente, Geraldo Pereira, Wilson Batista alÊm de Gilberto Gil, Milton Nascimento, Roque Ferreira, Seu Jorge e Max de Castro. Vale presença, claro.

Engenho de Folguedos A partir das 7 da noite da próxima 5ª, 24, o Museu ThÊo Brandão de Antropologia e Folclore, da Universidade Federal de Alagoas, recebe + 1 edição do Engenho de Folguedos apresentando o grupo Reisado de Virgem dos Pobres do mestre Expedito de Viçosa e a banda Afro, Gurugumbå, tambÊm de Viçosa. O evento contarå tambÊm com barracas gastronômicas. O projeto Engenho de Folguedos Ê uma realização da Associação de Folguedos Populares de Alagoas e do Museu ThÊo Brandão, com patrocínio da Secretaria de Estado da Cultura e acontece sempre na última 5ª feira de cada mês. Ah! É de graça. Giselle Nascimento, assessorando o Museu, e convidando.

“Magiasâ€? Inspirada na tradição pular as 7 ondas do mar pra receber o novo ano, a designer Ă­talo/brasileira Alessandra Lendaro Vighi desenvolveu 1 coleção rica em detalhes e materiais preciosos, TXHIRLDSUHVHQWDGDQRÂżQDOGD WDUGHGHRQWHPQD/RMD6ÂżODWD + conhecida como “BrechĂł Bruna TenĂłrioâ€? (no 588 da Av. Ă lvaro Calheiros, JatiĂşca). Jornalista especialista em moda e Estilo Lis Nunes, assessorando e badalando, claro.

Querida Marina Tavares passou a última 5ª agradecendo os parabÊns por + 1 aniversårio. Aproveito pra parabenizar inclusive pelo supertrabalho que vem desenvolvendo pelas crianças assistidas por seu Instituto...

ASSESSORIA

AlÊm da Redação )LQDOPHQWHKRMHRVSUR¿VVLRQDLVGDLPSUHQVDVLPSDWL]DQWHVHD¿QVHVWDUmR reunidos no ArmazÊm Uzina, quando a diretoria do Sindicato dos Jornalistas de Alagoas e da Braskem entregam o Prêmio Braskem de jornalismo 2011. São 11 categorias: Reportagem de TV, Reportagem Impressa, )RWRJUD¿D'LDJUDPDomR:HEMRUQDOLVPR5DGLRMRUQDOLVPR,QIRUPDomR Esportiva, Informação Econômica/Política, Informação Cultural/Turística, Assessoria de Imprensa e GrandePrêmio. Estudantes de jornalismo concorrem na categoria especial Prêmio Freitas Neto. Os vencedores receberão trofÊu e dividirão 1 total de R$ 37 mil. A maior premiação Ê pro Grande Prêmio Braskem de Jornalismo, cujo vencedor levarå R$ 7 mil.

Jornalista pernambucana Juliane Planzo enviando e-mail sobre “1 estudo internacional da AkzoNobel, grupo detentor da Coral, acaba de apresentar quais sĂŁo as principais tendĂŞncias de cor pra 2012. Realizado anualmente, o estudo Colour Futures elegeu 1 cor da famĂ­lia dos vermelhos, chamada “ChĂĄ Dançanteâ€?, oferecendo diversas possibilidades de uso e pode ser empregado para realçar a profundidade ou o frescor de outro tom ou contrastando com 1 outra cor vibrante ou nĂŁo. “O vermelho permite diversos usos e remete ao pensamento de ir alĂŠm das soluçþes Ăłbvias e simplistas. Este tom incentiva a mente a buscar novas ideias e possibilidadesâ€?, exalta Paola Vieira, Gerente Global de Colour Marketing da AkzoNobel. Dada a dica... Comemorando 101 anos do Teatro Deodoro e o 1Âş do espetĂĄculo Âľ'HYDVVDRTXHDVPXOKHUHVJRVWDULDPTXHÂż]HVVHPFRPHODVQDFDPDÂś talentosa atriz ,YDQD,]D atraindo superpĂşblico, Ă s 8 da noite, ontem e hoje. Ingressos, no Teatro e no estande Sue Chamusca no MaceiĂł Shopping. Vale aplausos

3LFXt$UDFDMX

Calheta Na cozinha da voinha

I

aiĂĄ Cozinha de VĂł promete novidades para os paladares mais apurados. Inspirada nos sabores que aprendeu na infância, na cozinha de D. Maria MercĂŞs, na quente Petrolina, no sertĂŁo de Pernambuco, a chef de cozinha Michelle Welker abre restaurante esta semana e pelo que se vĂŞ da chef vem boas novidades por aĂ­. Michelle diz que vai recorreu a velhas anotaçþes que fazia quando assistia sua avĂł cozinhar, ajustar com os temperos mais contemporâneos para montar o cardĂĄpio do seu IaiĂĄ. Mas ela garante que o perfume e o sabor principal farĂŁo lembrar as velhas e boas cozinhas de nossas avĂłs. E por aĂ­ vem cozido (tradicional cozido de carne), Pintado (mungunzĂĄ salgado com carnes, milho e feijĂŁo de corda), De Carneiro? E apois! (carneiro guisado), alĂŠm dos petiscos como panelinha de miĂşdo de galinha, Caldinho de MocotĂł, Bolinho de Kitut e, Kibe de cuscuz, e das sobremesas deliciosas como doces em compota, Bolo de rolo e, ‘Dindin’ (aqui, conhecido como o bom HJHODGLQKRĂ DX  “Abrir esta casa serĂĄ uma honra muito grande. AlĂŠm da homenagem Ă minha avĂł e ao meu amado sertĂŁo de Pernambuco, tambĂŠm quero resgatar uma cozinha simples e que jĂĄ faz parte do nosso cotidiano, mas com uma pitada bem especialâ€?, revela Michele. “SerĂĄ um lugarzinho gostoso, onde os clientes vĂŁo encontrar uma comida farta e de boa qualidade gastando pouco. E, de quebra, ainda terĂŁo uma rede na varanda para relaxar enquanto fazem a digestĂŁoâ€?, garante a chef. O IaiĂĄ vai funcionar no Stella Maris, a partir da prĂłxima quarta-feira. Aguardamos! Ah, Lis Nunes assessorando!

$SUDLDGH&DOKHWDV¿FDQDFLGDGHGH&DERGR6DQWR$JRVWLQKRHP3HUQDPEXFRGLVWDQWHTXLO{PHWURVGREDOQHiULRGH3RUWRGH*DOLQKDV Com cerca de 150 metros de faixa de areia, Ê cercada pela vegetação primitiva de restinga e rochedos. Coqueiros completam o cenårio. Como as åguas são cristalinas, calmas e profundas, costuma ser destino de praticantes de mergulho. A praia não conta ainda com grande infraestrutura para receber os visitantes, quem visita a região costuma se hospedar nas proximidades da praia de Gaibu, de onde Ê possível seguir de carro para &DOKHWDVTXHFRQWDFRPHVWDFLRQDPHQWR2ÀX[RGHYLVLWDQWHVpIRUWHGXUDQWHWRGRDQRPDVDDOWDWHPSRUDGDRFRUUHHQWUHVHWHPEURHPDUoR

Temporada

Nide Lins anunciando que a partir da próxima quinta-feira começa a temporada de cruzeiros 2011/2012 no Porto de Maceió. A previsão Ê de 42 navios trazendo cerca 95 mil passageiros e tripulantes. A secretåria municipal de Promoção do Turismo (Semptur), Claudia Pessôa, realizou uma visita tÊcnica ao Porto de Maceió (foto) com o objetivo de ajustar a operacionalização das agências receptivas que são contratadas pelas operadoras de navios para comercialização de passeios turísticos aos cruzeiristas.

Noronha Ă s avessas Uma grande e corajosa reportagem intitulada “O paraĂ­so Ă s avessasâ€?, de Ciara Carvalho, publicada no Jornal do Commercio, de Recife, conquistou o PrĂŞmio Esso de Jornalismo na categoria regional Norte/Nordeste. A reportagem aborda os vĂĄrios problemas sociais e econĂ´micos do arquipĂŠlago de Fernando de Noronha (PE), ofuscados pelas belezas naturais do local. A sĂŠrie traz nove textos, alĂŠm de fotos e vĂ­deos publicados na versĂŁo on-line.

Quem estĂĄ de sorriso rasgado ĂŠ Wanderson Medeiros, Agora ele leva sua nova cozinha nordestina e seu PicuĂ­ Goumert para Aracaju. “O cardĂĄpio inicialmente serĂĄ o mesmo do restaurante em Alagoas, que jĂĄ tem o nosso conceito consagradoâ€?, conta Wanderson. ApĂłs 22 anos de sucesso em MaceiĂł, essa serĂĄ a primeira casa com a marca do chef fora de Alagoas. Wanderson garante que estarĂŁo lĂĄ e com o mesmo sabor: o Jerimum Arretado, a Costelinha do PicuĂ­, a carnede-sol paraibana e o delicioso e pedido sorvete de rapadura com ÂżRVGHPHOGHHQJHQKRHDPLQKD preferida: cocada mole com sorvete.

&RQWH+LVWyULDV Por ocasiĂŁo de seus 40 anos de histĂłria, a serem comemorados em maio de 2012, a CVC estĂĄ realizando um concurso com seus clientes, funcionĂĄrios, fornecedores e agentes de viagem. 2GHVDÂżRYDLH[LJLUERDKDELlidade com as letras: qualquer pessoa que tiver um histĂłrico de viagens ou de negĂłcios com a companhia poderĂĄ escrever uma histĂłria contando a experiĂŞncia. Os dez melhores relatos serĂŁo publicados em um livro que a CVC planeja publicar no ano que vem. TambĂŠm ganharĂŁo um vale-viagem no valor de dois mil reais.

&RQWH+LVWyULDV Para participar, os interessados devem cadastrar suas histórias atÊ o dia 28 de novembro no site www.cvc.com.br/cvc40anos, alÊm de enviar, pelo site, uma foto que simbolize a narrativa. As histórias devem conter atÊ mil caracteres e o tamanho da foto não deve ultrapassar um mega. O regulamento do concurso estå disponível no endereço eletrônico. O resultado serå divulgado no site da CVC no próximo dia 20 de dezembro.

3LFXt$UDFDMX O Picuí Gourmet em Aracaju estå localizado na Passarela do Caranguejo, um dos pontos turísticos mais movimentados da cidade. A casa onde o restaurante estå situDGR¿FDQDRUODGD3UDLDGH$WDODLD com uma bela vista para o mar. São 240 lugares. A decoração rústica e aconchegante do local tambÊm tem o toque do chef Wanderson Medeiros, que expþe sua coleção de obras de arte sertanejas e peças de antiquårios.

Edição número 1297 19 de novembro de 2011  

Edição Digital, Jornal Tribuna Independente, TribunaHoje.com

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you