Page 1

SEXTA-FEIRA

www.tribunadovale.com.br

DIRETOR: BENEDITO FRANCISQUINI

16 DE AGOSTO DE 2019

ANO XXIV - N0 3895 R$ 1,00

FORÇA-TAREFA

Políciafechaocercocontraotráficode drogasemSantoAntôniodaPlatina

Ação conjunta das p olícias Civil e Militar resultou em mais uma grande apreensão de drogas em Santo Antônio da Platina. Desta vez na tarde de

q u a r t a - f e i r a ( 1 4 ) n a Vi l a R i b e i r o, e m continuidade às diligências para identificar e prender os responsáveis pelo entorpecente apreendido na noite de

t e r ç a - f e i r a ( 1 3 ) n o Ja r d i m S a n t a Mô nica, que renderia cerca de R$ 150 mil aos traficantes que agem na cidade e em municípios vizinhos.

„ PÁG. A5

POLÍTICA

Partidos se mobilizam para as eleições de 2020 „ PÁG. A3


A-2 Opinião

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 16 de agosto de 2019

Desburocratizar, evitar direitos sem deveres e outras coisas que encarecem a relação é necessário para evitar que a crise continue." Editorial

A RTIGO

Desburocratizarereformarparasobreviver

A redução da burocracia, inclusa na Medida Provisória da Liberdade Econômica (nº 881), cujo texto-base foi aprovado na noite de terça-feira na Câmara dos Deputados, é um objetivo há muitos anos desejado pelos brasileiros. Temos de acabar com as exigências estapafúrdias que retardam a abertura e inviabilizam até o encerramento de negócios. Por conta de ordens absurdas, que não se justificam num país informatizado e de comunicação rápida e abundante, existem milhares de empreendimentos que pararam de funcionar, mas ainda constam como ativos e causam problemas aos seus titulares na hora em que estes tentam novos registros. O mundo veloz como o de hoje carece de permanente atualização dos processos e simplificação de

procedimentos e custos, até para permitir que a livre concorrência se faça e a clientela dela se beneficie. Mais importante que a simples desburocratização, é a reforma tributária. Esta, que logo também será discutida pelo Congresso, precisa mirar na eficiência da máquina arrecadadora para evitar a sonegação e, na medida do possível, poder até baixar as alíquotas dos tributos, como resultado do quadro onde todos os devedores recolhem regularmente seus encargos. A justiça tributária, sabemos, é alcançada quando todos pagam e, por essa razão, paga-se menos individualmente. O contrário do que sempre ocorre, com poucos recolhendo muito como forma de compensar o rombo causado pelos sonegadores. Desburocratizar e desone-

rar envolvem grande dose de confiança. O Estado precisa confiar no seu contribuinte e, em vez de dele exigir reconhecimento de firmas, atestados cartoriais e outras coisas do gênero, que são onerosas, acreditar em suas declarações e, se descobri-las inverídicas, dispor de instrumentos punitivos eficientes. Do jeito que se faz hoje em dia, todos são tratados como suspeitos e isso dificulta a formalização de empreendimentos que poderiam se desenvolver e alavancar a economia. No mesmo formato, as relações do trabalho devem ser mais diretas e objetivas, resultado do encontro de interesses entre quem oferece e o que busca o emprego. A presença do Estado paternalista que vem desde os tempos de Getúlio Vargas, é hoje

um grande complicador para a criação de novos postos de trabalho e, ainda, fator de distorções que tumultuam a relação. A pequena reforma trabalhista conseguida pelo governo Temer já resolveu alguns problemas, mas ainda há mais por fazer. Desburocratizar, evitar direitos sem deveres e outras coisas que encarecem a relação é necessário para evitar que a crise continue. O mundo evoluiu e se globalizou. Precisa de ações rápidas e eficientes. Não há mais lugar para paternalismos, falsas representações e ações de cunho ideológico. Cada ente da sociedade, seja ele público, comunitário ou privado, tem de funcionar no exato perímetro de sua definição estatutária. A isso se dá o nome de organização social.

A RTIGO Amadeu Garrido de Paula

O drama atual da Igreja Católica

Em matéria publicada no sábado 10 de agosto de 2019, no jornal "O Estado de S. Paulo", o Cardeal-Arcebispo de S. Paulo, Dom Odilo P. Scherer, denuncia as agressões e mortes desferidas contra padres católicos em todo o mundo. Especifica o assassinato do padre nigeriano Paul Offu, da Diocese de Enugu, o que motivou um "protesto bastante singular" dos padres daquela diocese, que saíram pelas ruas com paramentos exclusivos de celebrações litúrgicas. O drama também está presente na África, nomeadamente no Quênia, na Tanzânia, em Mocambique, Burkina Fasso, Uganda e Ruanda. Os radicais muçulmanos atacam os católicos, assim como sua própria população, quando não adere à incandescência de seu radicalismo. Daí extraiu o nobre cardeal, em nossa compreensão, que religião e política devem permanecer equidistantes; seriam vidas em paralelo, principalmente sob o aspecto da indevida instrumentalização das religiões por grupos desonestos. Cita o articulista vários outros exemplos de tal perseguição pelo mundo, o que levou o Papa Francisco a condenar essa fúria persecutória como "genocídio causado pela indiferença geral e coletiva". Tal indiferença, todavia, emerge, em boa parte, da orientação predominante na igreja católica de hoje e determinada por sua cúpula. Tomemos nosso Brasil que bem conhecemos como referencial desta modesta análise sobre a interpretação papal. Tempo houve em que a igreja católica não se limitava às missas e outras liturgias. Procurava firmemente embrenhar-se no contexto popular. E, assim, ganhava muitos adeptos para sua judiciosa pregação bíblica. Em momento em que este subscritor ainda não fora concebido, o catolicismo romano já se

dera conta dessa necessidade de estar fincado nas entranhas do povo. Em meu povoado natal, ativavam-se com energia cívica as JOC (Juventude Operária Católica), JEC (Juventude Estudantil Católica) e a JUC (Juventude Universitária Católica), que posteriormente se unificaram na AP (Ação Popular). Minha mãe, em sua juventude, era participante ativa da JOC, de onde hauriu condições para ter uma correta visão política até sua morte. A Ação Popular, recentemente deturpada como se fora "um dos mais sangrentos grupos que atacaram os militares" pelo inculto ou falsificador Presidente Jair Bolsonaro, jamais abandonou os princípios cristãos de respeito à vida, às opiniões alheias, à paz entre os homens, enfim, aos postulados teológicos informadores do catolicismo. No momento da ditadura escancarada, um pequeno grupo dissidente da AP (APML, ou Ação Popular Marxista Leninista) trilhou o caminho da "luta armada", sem o mínimo apoio das cúpulas eclesiásticas e de seu povo. Já não era mais religioso: basta ver a incompatibilidade fulcral entre o marxismo-leninismo e os católicos, muitos dos quais foram aos "paredões" de Fidel Castro. Além disso, a APML permaneceu enfurnada, não se podendo comparar sua conduta aos atos de enfrentamento da Ação Libertadora Nacional, de Carlos Marighela, ou da Vanguarda Popular Revolucionária, de outro capitão, Carlos Lamarca. Sob a ditadura militar, o saudoso Cardeal-Arcebispo de S. Paulo, Dom Paulo Evaristo Arns, criou a então conhecida "Comissão de Justiça e Paz" da Arquidiocese de S. Paulo. Seu nome esclarecia muito bem suas finalidades. Advogados a ela aderiram, para buscar a justiça, assim como médicos, sanitaristas etc, para fomentar a "justiça social",

TRIBUNA DO VALE

O Diário da nossa região - Fundado em agosto de 1995 TV Editora e Gráfica - Eireli - ME CNPJ 28.454.259/0001-21 Matriz: Major Infante Vieira, 36, Vila São José - Santo Antônio da Platina, PR Fone/Fax: 43 3534 . 4114

Diretor Responsável

ferramenta elementar da paz. Ainda nessa época, criaram-se as "comunidades eclesiais de base", organizações populares que se engajavam na busca dos anseios comuns de equidade social. Esses vínculos da religião com o povo e, por conseguinte, com a política, tiveram vida longa e vitoriosa em muitos episódios. Salvaram-se vidas de encarcerados e de esfomeados. Sem nenhuma dúvida, os entes vinculados à Igreja Católica foram um dos pilares inteligentes de resistência ao governo ilegítimo dos militares, muitos dos quais eram católicos e se sentiam sem conforto ante as atrocidades praticadas pelo governo despótico e - esse sim - sanguinário. Provavelmente em razão das correntes múltiplas e conflitantes que povoam o Vaticano, transformaram-se negativamente as organizações religiosas e populares em todo o mundo. Se as ideologias ainda servem como mero método de análise, as direitistas "Tradição, Família e Propriedade" e a "Opus Dei" combatem, no interior do Estado Católico, as denominadas "correntes progressistas". Ao lado de escândalos financeiros que envolveram o Banco do Vaticano e corruptos do Estado Laico, João Paulo II assumiu o comando com a ingrata tarefa de moralizador e pacificador. Ao empreender condutas conciliatórias, terminou por não mais estimular o engajamento do povo em ações políticas, inevitavelmente conflituosas. Em nosso país, dizimaram-se as entidades populares e o catolicismo se limitou ao culto de cúpula. Concomitantemente, cresceram em grande número os movimentos evangélicos, que têm a superioridade pragmática de propor a riqueza e a felicidade nesta vida, não acenar com uma vida eterna duvidosa e perdida no mar das hipóteses. Propõem-se os milagres imeVendas Assinatura Anual R$ 200,00 Semestral R$ 100,00

diatos, as curas das doenças, a superação das angústias econômicas e, nessa toada, passam a superar em número de adeptos os homens que necessitam de crenças e de fé para sobreviverem neste mundo de belos jardins, mas predominantemente de trancos e barrancos. Possuem uma bancada que domina a política nacional, em sua forte capacidade de expressão no Congresso Nacional. Ao lado de outras bancadas, que representam corporações e não o povo brasileiro. O governo central é o poderoso instrumento dessa representação enviesada e dos interesses transcendentais pelo bem comum. Os cultos religiosos se compatibilizam, nada obstante a diversidade de seus métodos e seus fins. Não assim as ações dos radicais do discurso antirreligioso, que promove o discurso sectário de dizimação do povo crente e conduzem as multidões a estelionatos de todos os tipos, sendo o mais grave o de natureza eleitoral. E as pseudorreligiões. Em sua obra magna "Civitas Dei", Agostinho opõe a "Cidade de Deus" à "Cidade dos Homens" e muitos de seus interpretes atribuíram predomínio a esta, com seus desacertos e ódios disseminados. Fazer política não é tomar o Estado laico, a moeda de César. É participar de modo crítico e construtivo de uma nação. Se opto por morar num lugar isolado e afastado das populações, estou sujeito, por evidente, a ataques de bandoleiros - indefeso. A Igreja de Roma só recuperará sua força conquistada no século IV ao superar o estresse interno do Vaticano e, concomitantemente, voltar a reunir-se organizadamente com o povo.

tribunadovale@tribunadovale.com.br tribunadovale@uol.com.br

Respeito ao idoso

O respeito ao idoso não é um fato natural, automático, espontâneo. Com frequência as pessoas são valorizadas pela capacidade de produzir e consumir. O idoso não “produz”, na visão que as sociedades capitalistas têm do que seja produção. A única “senha” de que dispõe o idoso, para ter o status de “pessoa”, nessas sociedades, é ser “consumidor”. O que fazer então para resguardar um “mínimo ético”, dentro da organização social em que estamos mergulhados? Creio que a primeira atitude que devemos adotar é a de buscar manter um “nível de consciência” que nos permita discernir com clareza os fatos de cada dia e sobre esses fatos emitir julgamento. Tenha o idoso, ele próprio, sentimento de auto-estima e valor. A propósito desse tema, como são encorajadores os ensinamentos bíblicos: o Gênesis indica a vida longa como um prêmio concedido por Deus; o Eclesiástico ensina que a experiência acumulada pelo idoso deve ser guia para os jovens; o Livro da Sabedoria sentencia que os cabelos brancos são sinal e virtude dos mais velhos. Também filósofos e escritores nos ajudam a compreender o significado da Terceira Idade: uma bela velhice é a recompensa de uma bela vida (Pitágoras); saber envelhecer é a obra-prima da sabedoria e uma das partes mais difíceis da grande arte de viver (Amiel); os velhos precisam de afeto, como precisam de sol (Victor Hugo); não respeitar a velhice equivale a demolir de manhã o telhado da casa em que se há de pousar de noite (Karr). Algumas pessoas encaram a aposentadoria como se esta marcasse o “ponto final” nas atividades produtivas. Quando reagimos dessa forma, fazemos coro à visão capitalista do que seja produzir. No caso dos magistrados, o assunto é tão sério que atinge a dimensão existencial. Mas o fato não ocorre apenas com juízes. Advogados, professores, médicos, comerciantes, bancários, jornalistas, funcionários públicos graduados ou modestos, profissionais em geral experimentam a contraditória angústia da aposentadoria. Conselhos e sugestões de psicólogos e médicos tentam propor estratégias para que o "rito de passagem" ocorra sem traumas. De minha parte a aposentadoria como juiz de Direito foi sofrida. Desligava-me de um trabalho a que me dediquei com entusiasmo e vocação. Continuando, entretanto, a exercer o magistério, pude suportar melhor a perda do cargo de juiz. Hoje sou um professor itinerante. Nesta condição, tenho proferido palestras e coordenado seminários de Cidadania, Ética e Direito. O caminho que encontrei resultou do conselho de pessoas amigas. Mas não é o único possível. Muitas coisas extremamente úteis e emocionalmente gratificantes podemos fazer nesta vida, independente disso de estar aposentado ou não. Cada pessoa procurará a rota da felicidade, de acordo com as circunstâncias.

Amadeu Garrido de Paula, é Advogado, sócio do Escritório Garrido de Paula Advogados.

DIAGRAMAÇÃO: PRISCILA SIMÕES Fone/Fax : 43 3534 . 4114

COMERCIAL tribunadovale1@gmail.com Priscila Simões - (43) 9 9619-9645

Benedito Francisquini - MTB 262/PR

José Expedito da Silva

E-mail: cartaleitor@tribunadovale.com.br

Circulação: Abatiá | Andirá | Arapoti | Bandeirantes | Barra do Jacaré |Cambará | Carlópolis | Conselheiro Mairink | Figueira|Guapirama | Ibaiti | Itambaracá | Jaboti | Jacarezinho Jaguariaíva | Japira | Joaquim Távora | Jundiaí do Sul | Pinhalão | Quatiguá | Ribeirão Claro | Ribeirão do Pinhal | Salto do Itararé |Santana do Itararé| Santo Antônio da Platina | São José da Boa Vista | Sengés | Siqueira Campos |Tomazina | Wenceslau Bráz * Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal, sendo de exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.


Geral A-3

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 16 de agosto de 2019

Partidos se mobilizam para as eleições de 2020 POLÍTICA

Em Santo Antônio da Platina existem negociações silenciosas, mas embate entre adversários tradicionais deve se repetir Da Redação

A p ou c o mais d e u m ano das eleições de 2020, os partidos políticos começam a se mobilizar nos bastidores a fim de garantir o maior número possível de lideranças para apoiar os eventuais candidatos que vão liderar as chapas. Uma característica que difere de pleitos anteriores é que estão proibidas as coligações para as eleições proporcionais. Ou seja, os partidos podem se unir para apoiar o candidato a prefeito, mas para a câmara de vereadores cada um deve lançar chapa própria. Em Santo Antônio da Platina, por exemplo, poucos analistas acreditam que deva se repetir o recorde de candidatos a prefeito como o registrado no pleito de 2016, quando seis chapas registraram nomes à prefeitura. Há uma tendência em vários antigos opositores se unirem para fortalecer as possibilidades eleitorais em 2020. Há uma movimentação e nt re p ar t i d o s qu e re ú n e m l i d e r an ç a s c om o o ex-prefeito Celso de Souza Schmidt (PSC), os ex-vere-

adores Claudio Domingues, o Cação (MDB), Gil Martins (PTB), Valdir Domingos de Souza, o Valdir do Foto (DEM), entre outros. O e x - p r e f e i t o Pe d r o C l a r o d e O l i v e i r a Ne t o (PSD) é um dos nomes mais fortes na disputa, mas te m d i f i c u l d a d e s d e s e r aliar com o grupo de Schmidt, mas existe a probabilidade real de seu grupo atrair um dos nomes que estão em negociação com o provável adversário, entre os quais, Cação e Valdir do Foto. José Artur Ritti (PDT), que foi candidato a prefeito na disputa passada, obtendo a terceira colocação, vê as pretensões esvaziadas depois da sua recente prisão por supostas ameaças à ex-mulher. No entanto não se deve subestimar o poder de fogo do clã Ritti, que tem na coleção três mandatos de prefeito, sendo dois períodos do pai, José Ritti e da mãe, a professora aposentada Eni Maria da Silva Ritti. O próprio José Artur foi deputado estadual. O atual grupo que domina a prefeitura, liderado pelo prefeito José da Silva Coelho Neto (PHS), tem

obrigação moral de lançar candidatura, mesmo que Zezão, como é mais conhecido, resolva não disputar reeleição. No entanto, pela postura adotada nos últimos dias, a permanência do titular como cabeça de chapa é tida como certa, mantendo como vice, provavelmente,

CONTROVÉRSIAS

MPF esclarece reabertura de pedágio em Jacarezinho Da Assessoria

Em razão de ampla divulgação na imprensa nesta semana sobre o retorno de cobrança de tarifa de pedágio na praça da concessionária Econorte no município de Jacarezinho/PR, na divisa com o estado de São Paulo, o Ministério Público Federal no Paraná (MPF/PR) esclarece que as controvérsias envolvendo o caso se arrastam há anos na Justiça.A cobrança realizada pela concessionária já foi questionada e a praça de arrecadação em questão ficou fechada por três ordens judiciais distintas: entre novembro e dezembro de 2008; entre novembro de 2018 e março de 2019; e entre março de 2019 e 10 de agosto de 2019. Entretanto, elas foram revistas e derrubadas liminarmente por tribunais superiores, mas em nenhum dos casos houve trânsito em julgado (fim do processo). Primeira ordem judicial A primeira ordem de fechamento partiu de sentença proferida na Ação Civil Pública (ACP) 2006.70.13.002434-3 proposta pelo MPF em 2006 com objetivo de invalidar o aditivo contratual que determinou a instalação da praça de pedágio em Jacarezinho em 2002, sem a realização de licitação. A sentença julgou o pedido do MPF procedente, e esta decisão foi mantida no Tribunal Regional Federal da 4ª região (TRF-4) em novembro de 2008. Contudo, em dezembro do mesmo ano, por meio de um pedido de suspensão liminar feito pela concessionária, o Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu até o trânsito em julgado os efeitos do acórdão

do TRF-4, alegando potencialidade lesiva ao interesse público. Em 2 de março de 2011 o plenário do STF manteve a suspensão liminar, retirando os efeitos práticos da decisão que tinha sido favorável aos usuários da rodovia. Ainda em 2008, a concessionária ingressou com diversos recursos que impediram o fim desse processo e, atualmente, o caso encontra-se no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Nesta Corte, há um Recurso Especial de nº 1.481.930, interposto pela Econorte contra a decisão do TRF-4 que manteve o fechamento do pedágio num primeiro momento, mas teve o seguimento negado por um dos ministros da Corte. Em setembro de 2016, contudo foram retirados os efeitos da decisão, pois se entendeu que o caso deveria ser apreciado pelo ministro prevento, com quem os autos se encontram conclusos para decisão desde março de 2017. Segunda ordem judicial A segunda decisão de fechamento da praça que ficou vigente entre novembro de 2018 e fevereiro de 2019 – refere-se à decisão proferida na Ação Civil Pública 501004254.2018.4.04.7013, que busca anular alterações contratuais obtidas pela Econorte mediante corrupção de agentes públicos, incluindo o aditivo contratual que determinou a colocação da praça de pedágio em Jacarezinho. Esta decisão teve seus efeitos suspensos até o final do processo pelo STJ em 1 º de março deste ano, atendendo pedido da concessionária que

afirmou que o fechamento da praça de pedágio no local era potencialmente lesivo ao interesse público. Desta decisão, houve recurso apresentado pela Procuradoria-Geral da República (PGR), que ainda não foi julgado. Terceira ordem judicial A terceira ordem de fechamento – vigente entre 1.º de março de 2019 e 10 de agosto de 2019 se deu em razão de cumprimento de sentença da Ação Popular 2006.70.13.003009-4, de Jacarezinho/PR, protocolada em 2003, e que objetiva desconstituir os atos administrativos que autorizaram, irregularmente, a exploração de trechos rodoviários que não constavam da concessão original. Esta Ação Popular já tem julgamento desfavorável à Econorte em primeiro grau, no TRF-4 e no STJ. Contudo, no último dia 11 de agosto de 2019, houve a retomada das cobranças em virtude de uma decisão da presidência do STF, que nos mesmos autos de Suspensão de Liminar originalmente concedida por um dos ministros em 2008, suspendeu o cumprimento da sentença da ação popular referida sob a alegação de que o fechamento da praça de pedágio no local causaria “risco de dano à ordem, à economia e à segurança públicas”. Assim, embora o assunto já tenha sido decidido repetidamente em favor dos usuários, o fechamento da praça de pedágio de Jacarezinho passa a depender de soluções que resolvam de forma definitiva as controvérsias jurídicas já apontadas.

o discreto Francisco Monteiro, O Chico da Aramon (PMN). Após manter-se quase três anos em silêncio, Zezão “saiu da toca” semana passada, ao divulgar um vídeo, em tom ufanista, tentando mostrar que sua gestão não é tão ruim assim como apre-

goam os adversários. Poucos dias depois, no entanto, o prefeito pagou metade do 13º salários de todos os ser vidores, deixando de fora os professores municipais e alguns funcionários da Educação, causando a fúria do magistério. Numa tacada só Zezão

conseguiu arrumar mais de 400 cabos eleitorais para seus adversários. Mas não se iluda quem pensa que será uma tarefa fácil destronar Zezão e seu grupo, afinal, em qualquer disputa, ter a máquina da prefeitura na mão é um senhor cabo eleitoral.

EMPREGOS

Paraná é o único Estado a registrar crescimento de carteiras assinadas

Da Agência Estadual

O Paraná foi o único Estado a registrar crescimento na variação de empregados com carteira assinada no setor privado no segundo trimestre de 2019. Houve evolução tanto na comparação com o primeiro trimestre de 2019 quanto com o segundo trimestre de 2018. Os aumentos foram de 3,4% e 4,2%, respectivamente. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Trimestral (PNAD Contínua), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (15). As outras 26 unidades da federação permaneceram estagnadas ou registraram quedas em ambos os períodos de comparação. Segundo o IBGE, o Paraná foi o terceiro Estado com maior percentual de empre-

gados com carteira assinada no setor privado, com 81,4% no segundo trimestre de 2019. A região Sul se destacou neste quesito, com os três primeiros lugares do País. Em Santa Catarina a taxa foi de 87,6% e no Rio Grande do Sul de 83,3%, enquanto a média nacional ficou em 74,3%. Segundo o secretário de Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, os números refletem a melhoria no atendimento das Agências do Trabalhador e a aproximação do governador Carlos Massa Ratinho Junior com o setor privado. “Nosso Departamento do Trabalho se destaca por ter uma atuação proativa, procurando grandes empresas para fazer a intermediação de mão de obra e desta forma recolocar mais rapidamente os paranaenses no mercado formal de trabalho”, disse.

Leprevost citou como exemplos a articulação para que as Agências sejam as intermediadoras de vagas nas obras da segunda ponte de Foz do Iguaçu, no Hard Rock Hotel do Norte do Paraná e na nova planta da Klabin, em Ortigueira. Serão mais de 12 mil vagas. TAXA DE DESEMPREGO – O balanço de trabalhadores com carteira assinada consta do índice de taxa de desemprego do País no segundo trimestre de 2019, que recuou para 12%, contra 12,7% no levantamento do primeiro trimestre. O Paraná registrou uma taxa de desemprego de 9%, bem menor que a média brasileira. Mato Grosso e Mato Grosso do Sul (8,3%), Rio Grande do Sul (8,2%), Rondônia (6,7%) e Santa Catarina (6%) ocuparam os cinco primeiros lugares.


A-4 Cidades

TRIBUNA DO VALE Sexta-feira, 16 de agosto de 2019

Ladrões furtam fiação e chuveiros do Estádio José Eleutério da Silva S . A . P L AT I N A

Praça esportiva passou por reforma recentemente, mas terá que receber novos investimentos para reparar prejuízos causados Da Redação

O Estádio José Eleutério da Silva, em Santo Antônio da Platina, mais uma vez foi alvo de criminosos. Desta vez foram levados fios elétricos e chuveiros da praça esportiva, que foi reformada há pouco tempo. O furto causou impactos negativos, uma vez que a fase municipal dos Jogos Bom de Bola, realizada no estádio, não pôde ter cerimonial devido à falta de estrutura elétrica. De acordo com o diretor municipal de Esportes, Marcos Novelli Ferreira, ainda não se sabe exatamente o valor do prejuízo, mas as instalações de novas fiações elétricas e chuveiros nos vestiários devem acontecer nos próximos dias. “A gente

fica triste, porque o estádio foi reformado tem pouco tempo e agora vamos ter que arrumar uma coisa que já estava pronta. E não foi só o prejuízo do furto, porque também estragaram paredes e outras coisas para conseguir tirar os fios. Mas o eletricista do município já esteve por lá e acredito que logo vamos arrumar tudo de novo”. O diretor da pasta também afirma que a intenção é melhorar a segurança no estádio. “Eu não acredito que seja coisa de usuários de droga. Porém, a forma como agiram sugere tratar-se de gente que entende do ‘assunto’. Até por isso nossa intenção é colocar câmaras de segurança ou algum vigia para evitar que o estádio sofra novos furtos”, conclui.

Fase municipal dos Jogos Bom de Bola não pôde ter cerimonial devido à falta de estrutura elétrica

MANUTENÇÃO

Serviço de limpeza de fossas começa ser executado em Ribeirão do Pinhal

FROTA

Cobra Repórter garante escavadeira hidráulica para Ribeirão Claro

Da Assessoria

O deputado estadual Cobra Repórter liberou para o município de Ribeirão Claro na última terça (13), uma escavadeira hidráulica. A assinatura ocorreu em reunião com o prefeito, Mário Pereira, e o secretário

de Desenvolvimento Urbano, João Carlos Ortega. O prefeito Mário aproveitou a oportunidade para solicitar recursos para reformas da capela mortuária e do estádio, além de verbas para pavimentação e iluminação. "Estamos trabalhando em di-

versos projetos para o município de Ribeirão Claro e já liberamos outros. A escavadeira vai dar suporte às atividades da prefeitura e vamos atuar junto ao Governo do Estado para garantir as verbas para pavimentação e a iluminação do município", afirmou cobra Repórter.

SÁUDE

Da Assessoria

A Prefeitura de Ribeirão do Pinhal, por meio da S ecretar ia Municipal de Agr ic ultura e Meio Ambiente, começou nesta semana o trabalho de limpeza de fossas sépticas do município. Cerca de 100 residências estão cadastradas para receber a manutenção, principalmente em áreas que ainda não tem o serviço da rede de esgoto e famílias carentes. S egu ndo o s e cret ár io municipal da Agricultura e Meio Ambiente, Alcídio Balduíno de Souza Junior (o Tuco), desde que a Sanepar deixou de prestar esse ser viço acumularam as solicitações e a gestão se empenhou em solucionar o problema. “Muitas famílias nos procuravam pedindo ajuda para limpeza da fossa, mas não tínhamos o que fazer. Porém, nessa gestão com a chegada do tanque próprio para fazer a sucção e os equipamentos necessários podemos

atender aos pedidos e ajudar essas famílias que, em alguns casos, já estão com a fo s s a t r ans b ord an d o”, esclareceu Tuco. O serviço de limpeza de fossas seguirá cronograma elaborado pela equipe da secretaria responsável. Os interessados devem procurar a secretaria de Agricultura e Meio Ambiente para incluir a residência na lista. O secretário Tuco informou também que a partir de semana que vem será realizado um mutirão para limpeza das fossas no Distrito da Triolândia. Moradora do bair ro Vi l a H e r m í n i a , a d o n a d e c a s a S u e l i Ap a r e c i da Bonifácio de Almeida agradeceu por conseguir a limpeza na fossa de sua casa. “Ficar muito tempo sem limpar a fossa é complicado porque traz mau cheiro, p r i n c i p a l m e nt e q u a n d o chove. Que bom que agora podemos contar com esse s er viço p ela prefeitura”, disse Sueli.

O p r e f e i t o Wa g n e r Martins (PSD) reafirmou o qu anto c ons i d e r a i m portante esse trabalho de l i m p e z a d a s f o s s a s . “O saneamento básico é fundamental para garantir um ambiente saudável a nossa população e saber dessa dificuldade, principalmente para famílias carentes, era uma grande preocupação para mim como gestor, por isso nos empenhamos em conseguir recursos para esses equipamentos”. O prefeito também tem projetos para aumentar o s er viço de coleta de esgoto. “Outra medida que temos nos empenhado é em conseguir novos projetos junto à Sanepar para ampliar a rede de esgoto do município. Tivemos alguns entraves que atrasaram a conclus ão d a ampli aç ão da rede, mas que já estão sendo solucionados e em breve a rede atenderá cerca de 78% da área urbana aumentando a qualidade de vida de nossa população”, finalizou Martins.

ReuniãonaSesaselanovafasedoprograma deimplantesdentáriosemRibeirãoClaro

Da Assessoria

O prefeito de Ribeirão Claro, Mario Augusto Pereira, esteve essa semana na Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), onde acertou os últimos detalhes para o início da segunda fase do programa de implantes dentários que será disponibilizado para a população gratuitamente. Outro assunto na pauta do encontro foi a liberação de re-

passes do Programa de Apoio e Qualificação de Hospitais Públicos e Filantrópicos do SUS Paraná (HOSPSUS) para a Santa Casa de Misericórdia de Ribeirão Claro. Mario foi atendido pelo chefe de gabinete do secretário de Saúde Beto Preto, Edmundo César Verona, em audiência marcada pelo deputado estadual Cobra Repórter. O prefeito foi acompanhado

pelo Secretário de Indústria, Comércio e Serviços, Benedito Jober Faganelli. As ações visam fortalecer o atendimento prestado pela Secretaria de Saúde e também melhorar as condições de trabalho da Santa Casa. As duas fazem parte das prioridades da atual gestão e são alvo constante de trabalho do chefe do executivo junto ao governo do estado.


Cotidiano A-5

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 16 de agosto de 2019

Polícia fecha o cerco contra o tráfico de drogas em Santo Antônio da Platina FORÇA-TAREFA

Mais uma grande quantidade de entorpecentes foi apreendida na tarde de quarta-feira (14) no município Ação conjunta das polícias Civil e Militar resultou em mais uma grande apreensão de drogas em Santo Antônio da Platina. Desta vez na tarde de quarta-feira (14) na Vila Ribeiro, em continuidade às diligências para identificar e prender os responsáveis pelo entorpecente apreendido na noite de terça-feira (13) no Jardim Santa Mônica, que renderia cerca de R$ 150 mil aos traficantes que agem na cidade e em municípios vizinhos. A Justiça atendeu a solicitação do delegado Rafael Guimarães e autorizou o cumprimento de mandados de busca e apreensão em dois endereços suspeitos na Vila Ribeiro. Os alvos da investigação não foram localizados, apenas um adolescente que estava em um dos imóveis e acabou conduzido para a 38ª Delegacia Regional de Polícia

pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e receptação. Nos imóveis os policiais encontraram 219 gramas de crack, um tablete de maconha (196 gramas), 309 pedras de crack em forma de terço (59 gramas), 24 buchas de maconha (51 gramas), 216 pinos com cocaína (216 gramas), uma pedra de cocaína pesando 104 gramas, 261 ‘ependorf ’ (para envazar cocaína) vazios e R$ 760 em dinheiro trocado. Além dos entorpecentes os policiais também encontraram produtos de furto, entre eles: dois televisores, vasos sanitários, duas janelas, uma geladeira e diversos objetos de construção furtados por usuários e usados como moeda de troca no comércio das drogas. “Foi mais uma efetiva ação dos órgãos de segurança no combate à criminalidade no município. Vários objetos

Divulgação Policia Civil

Luiz Guilherme Bannwart

Drogas e objetos furtados encontrados pelos policiais nos endereços suspeitos

apreendidos são objetos de furto. Caso alguém os reconheça, basta apresentar os

S.A.PLATINA

PM detém adolescente procurado pela Justiça

comprovantes de propriedade e retirar na delegacia”, orienta o delegado Rafael Guimarães.

PM prende homem procurado por posse ilegal de arma de fogo Luiz Guilherme Bannwart

Um adolescente procurado pela Justiça foi detido pela Polícia Militar durante uma abordagem de rotina na noite de quarta-feira (14) no Conjunto Habitacional Aparecidinho 2, em Santo Antônio da Platina. Os soldados Santão e Edidelson faziam o patrulhamento na Rua 1010, quando decidiram abordar o adolescente já conhecido no meio policial por envolvimento em práticas ilícitas na cidade. O suspeito estava com R$ 192 em dinheiro um dos bolsos, que alegou ter recebido por serviços prestados como servente de pedreiro. Ao informar seu nome completo aos policiais, o adolescente foi informado sobre a

Alex Antônio de Almeida foi preso na madrugada desta quinta-feira (15) no Jardim Altvater (Sindicato), em Santo Antônio da Platina, em cumprimento de mandado judicial expedido pelo juiz Julio Cesar Michelucci Tanga. Alex foi abordado pelos soldados Santão e Edidelson na Rua Orlando Altvater. Com ele nada de ilícito foi encontrado pelos policiais, porém, após consulta via sistema os militares foram informados sobre o mando de prisão em aberto contra o suspeito, pelo crime de posse ilegal de arma de fogo. O homem procurado pela Justiça foi recolhido na cadeia pública local.

decisão judicial que determinava sua condução imediata

ao Cense (Centro de Socioeducação).

(ALI) e de investigadores da 38ª Delegacia Regional de Polícia.

S.A.PLATINA

Luiz Guilherme Bannwart

Dinheiro encontrado com o adolescente: “fruto do meu trabalho”

Participaram da operação equipes da Rotam, Canil, Agência Local de Inteligência

Alex Antônio de Almeida foi preso no Jardim Altvater (Sindicado)

FISCALIZAÇÃO

Cão da PRE encontra mais uma carga de maconha em bagageiro de ônibus Luiz Guilherme Bannwart

O cão Hórus da equipe Canil da Polícia Rodoviária Estadual (com sede em Jacarezinho - PR) encontrou mais uma carga de maconha sendo transportada em três malas no bagageiro de um ônibus, que fazia a linha Mar i ng á ( P R ) – Fr an c a (SP). O flagrante aconteceu na noite de quarta-feira (14) durante fiscalização de rotina no Posto da PRE, em Rolândia (PR). A carga com 32 tabletes do entorpecente totalizou 23.325 kg. O passageiro responsável pela bagagem foi identificado e preso pelo crime de tráfico de drogas. Ele disse ser morador em Toledo (PR) e que receberia R$ 500 para levar as malas até a cidade paulista, onde as entregariam a uma pessoa vestindo roupa branca, que o aguardaria na rodoviária. Contudo, ao receber a encomenda do homem

O cão Hórus tem sido determinante nas operações da PRE contra o tráfico de drogas e armas

que ele disse desconhecer, tendo ap enas aceitado a

proposta pelo transporte, o rapaz de 22 foi informado

que se tratava de produtos eletrônicos.

O passageiro e a droga apreendida foram apresen-

tados na Delegacia de Polícia Civil de Rolândia.


A-6 Atas & Editais CÂMARA MUNICIPAL DE GUAPIRAMA PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 04/2019 PROCESSO LICITATÓRIO Nº 03/2019 DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº 02/2019 EXTRATO DE CONTRATO DATA DA ASSINATURA: 14 de agosto de 2019. CONTRATANTE: Câmara Municipal de Guapirama. CONTRATADA: COPRO-BRASIL Prestação de Serviços Ltda. - ME, CNPJ nº 24.821.799/0001-45. VALOR: R$ 5.997,82 (cinco mil, novecentos e noventa e sete reais e oitenta e dois centavos). OBJETO: Manutenção das dependências da Câmara Municipal de Guapirama. ROBERTO CARLOS MORELIN Presidente da Câmara CÂMARA MUNICIPAL DE CAMBARÁ ERRATA DE PUBLICAÇÃO DA RESOLUÇÃO Nº 02/2019 Com relação ao Anexo Único da Resolução nº 02, de 06 de agosto de 2019, da Câmara Municipal de Cambará, publicado no Jornal Tribuna do Vale, no dia 07 de agosto de 2019, pág. A-6, Edição nº 3888, faz-se as seguintes correções: - ONDE SE LÊ: (Parte integrante da Resolução nº 01/2019) - LEIA-SE: (Parte integrante da Resolução nº 02/2019) - ONDE SE LÊ: TOTAL 2.811.957,00 - LEIA-SE: TOTAL 2.811.957,88 Gabinete da Presidência da Câmara Municipal de Cambará, Estado do Paraná, em 15 de agosto de 2019. Raffaello Frascati Presidente PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO DO PINHAL. AVISO DE CANCELAMENTO - PREGÃO PRESENCIAL 029/2019. Considerando que o atraso de nosso corpo técnico para as definições das características está atrapalhando os fechamentos dos sistemas contábeis, venho pelo presente CANCELAR o Processo Licitatório instaurado na modalidade Pregão Presencial, do tipo menor preço GLOBAL POR ITEM, registrado sob número 029/2019, tendo como objeto o registro de preços para possível aquisição de reparador de pavimento asfáltico, usinado a quente para aplicação a frio para manutenção de pavimentos (tapa-buracos), conforme solicitação do Departamento de Obras. Tão logo as questões sejam sanadas, o referido processo será republicado com nova numeração. Ribeirão do Pinhal, 15 de agosto de 2019. Fayçal Melhem Chamma Junior - Pregoeiro Municipal. CÂMARA DE VEREADORES DE JUNDIAÍ DO SUL ESTADO DO PARANÁ ERRATA PORTARIA Nº. 009 DE 13 DE AGOSTO DE 2019 A Portaria n. 009/2019, publicada na edição Ano XXIV 3892, de 13/08/2019, do Jornal Tribuna do Vale, tem pela presente, por lapso de digitação a seguinte correção: Onde se lê: CONCEDER licença maternidade, à Servidora do quadro de pessoal do Poder Legislativo, MICHELI CRISTINA GOMES FERREIRA ocupante do Cargo de Auxiliar Administrativo e da função de Coordenador do Controle Interno, por um período de 180 (cento e vinte) dias, com início em 13 de agosto de 2019 e término em 09 de fevereiro de 2020. Leia-se: CONCEDER licença maternidade à Servidora, do quadro de pessoal do Poder Legislativo, MICHELI CRISTINA GOMES FERREIRA, ocupante do Cargo de Auxiliar Administrativo e da função de Coordenador do Controle Interno, por um período de 180 (cento e oitenta) dias, com início em 13 de agosto de 2019 e término em 09 de fevereiro de 2020. PUBLIQUE-SE E CUMPRA-SE. Jundiaí do Sul, 15 de agosto de 2019. Valdir de Oliveira Marsal Presidente da Câmara TERMO DE RATIFICAÇÃO DO PROCESSO DE INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO 016/2019PROCESSO 089/2019 Em razão dos pareceres emitidos e a contratação amoldar-se ao previsto no Art. 25, II, da Lei 8.666/93 c/c a Lei 9.648 de 27 de maio de 1998, RATIFICO o parecer, ora apresentado, da referida inexigibilidade de licitação, para contratação da Empresa ASSESSORIA PUBLICA TREINAMENTOS LTDA – EPP, CNPJ: 33.536.785/0001-70, a qual fornecerá a ASSESSORIA PUBLICA TREINAMENTOS LTDA – EPP, CNPJ: 33.536.785/0001-70, PARA FORNECIMENTO DE CURSO DE CAPACITAÇÃO DE SERVIDORES COM O TEMA “PAGAMENTO DE PRECATÓRIOS MUNICIPAIS”, no valor de R$ 2.270,00 (dois mil duzentos e setenta reais), nos termos do artigo 26 da Lei 8.666/93, para que produza seus efeitos jurídicos e legais. Guapirama – PR, em 15 de Agosto de 2019. PEDRO DE OLIVEIRA-PREFEITO MUNICIPAL LICITAÇÃO - MODALIDADE PREGÃO PRESENCIAL 060/2019 PROCESSO 88/2019 (EXCLUSIVA PARTICPAÇÃO MEI-ME-EPP CONFORME LEI 147/2014) TIPO: MENOR PREÇO – COMPRAS-GLOBAL O Município de Guapirama, Estado do Paraná, torna público que fará realizar licitação, na modalidade Pregão Presencial, que tem por objeto a seleção de proposta para AQUISIÇÃO DE MOVEIS PLANEJADOS CONFORME PROJETO PARA NOVAS INSTALAÇÕES DO PRONTO ATENDIMENTO DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DE GUAPIRAMA no valor máximo de R$ 56.082,96 (cinquenta e seis mil e oitenta e dois reais e noventa e seis centavos). De acordo com especificações e condições constantes no edital de licitação Pregão nº 60/2019 e seus anexos. Data e Horário da Sessão Pública: 05 de setembro de 2019 ÀS 09:00, na sede da Prefeitura Municipal de Guapirama, sita à Rua Dois de Março, 460. A pasta técnica, com o inteiro teor do edital e seus respectivos modelos, adendos e anexos poderão ser examinados no endereço, acima indicado, no horário comercial, ou pelo endereço eletrônico www.guapirama. pr.gov.br. Informações adicionais, dúvidas e pedidos de esclarecimento deverão ser dirigidos à Comissão de Licitação no endereço acima mencionado – fone/fax: (0**43) 3573-1122.. Guapirama - PR, 15 de agosto de 2019. SILVIA ANDREIA DE OLIVEIRA GONÇALVES-PREGOEIRA CAMARA MUNICIPAL DE JUNDIAI DO SUL EXTRATO DO 1º. TERMO ADITIVO DO CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SOFTWARE DE CONTABILIDADE PÚBLICA PREGÃO PRESENCIAL Nº. 001/2018. PARTES: Câmara de Jundiaí do Sul e a empresa Cim Contabilidade e Informática Municipal S/C Ltda. ESPÉCIE: Primeiro Termo Aditivo ao Contrato de Locação de software de Contabilidade Pública. OBJETO: Prorrogação do Prazo de Vigência, com autorização legal do artigo 57, Inciso II, da Lei 8.666/93 e alterações posteriores. DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA: Lei Orçamentária nº. 547 de 12/12/ 2018. VIGÊNCIA: até 31/07/2020. DATA DA ASSINATURA: 30/07/2019 VALOR ESTIMADO: R$ 29.327,76 (vinte e nove mil, trezentos e vinte e sete reais e setenta e seis centavos) anual, pagos em 12 parcelas iguais e fixas de R$ 2.443,98 (dois mil, quatrocentos e quarenta e três reais e noventa e oito centavos) FORO: Comarca de Ribeirão do Pinhal – PR. Jundiaí do Sul, 30 de julho de 2019. Valdir de Oliveira Marsal Presidente da Câmara de Vereadores PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO DO PINHAL - AVISO DE LICITAÇÃO - Pregão Presencial nº. 043/2019. Encontra-se aberto na PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO DO PINHAL – ESTADO DO PARANÁ , processo licitatório na modalidade Pregão, do tipo menor preço GLOBAL POR LOTE cujo objeto é a aquisição de três bibliotecas com 403 volumes para as Escolas de Ensino Fundamental, conforme solicitação da Secretaria de Educação. A realização do pregão presencial será no dia: 30/08/2019 a partir das 09h00min, na sede da Prefeitura Municipal, localizada à Rua Paraná, nº. 983 – Centro, em nosso Município. O valor total estimado para tal aquisição será de R$ 25.911,90 (vinte e cinco mil novecentos e onze reais e noventa centavos). O edital na íntegra estará disponível para consulta e retirada mediante pagamento de taxa no endereço supra, junto ao Setor de licitações, de segunda a sexta-feira, no horário das 09h00min às 11h00min e das 13h30min às 15h30min e no endereço eletrônico www.ribeiraodopinhal.pr.gov.br. As autenticações e reconhecimentos de firma por funcionário da administração ocorrerá até 48 horas antes da sessão de julgamento, não sendo mais efetuada após este prazo. Ribeirão do Pinhal, 15 de agosto de 2019. Fayçal Melhem Chamma Junior - Pregoeiro Municipal.

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 16 de agosto 2019

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO DO PINHAL - ERRATA - AVISO DE LICITAÇÃO - Pregão Presencial nº. 041/2019. Tendo em vista o questionamento pela empresa ABC Fogos, foram realizadas correções no referido edital e o mesmo encontra-se aberto na PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO DO PINHAL – ESTADO DO PARANÁ, na modalidade Pregão, do tipo menor preço GLOBAL POR LOTE cujo objeto é o registro de preços para possível aquisição de materiais para decoração e fogos de artifícios a serem utilizados em festividades do município, conforme solicitação do Gabinete. A realização do pregão presencial será no dia: 29/08/2019 a partir das 09h00min, na sede da Prefeitura Municipal, localizada à Rua Paraná, nº. 983 – Centro, em nosso Município. O valor total estimado para tal aquisição será de R$ 9.033,28 (nove mil e trinta e três reais e vinte e oito centavos). O edital na íntegra estará disponível para consulta e retirada mediante pagamento de taxa no endereço supra, junto ao Setor de licitações, de segunda a sextafeira, no horário das 09h00min às 11h00min e das 13h30min às 15h30min e no endereço eletrônico www. ribeiraodopinhal.pr.gov.br. As autenticações e reconhecimentos de firma por funcionário da administração ocorrerá até 48 horas antes da sessão de julgamento, não sendo mais efetuada após este prazo. Ribeirão do Pinhal, 15 de agosto de 2019. Fayçal Melhem Chamma Junior - Pregoeiro Municipal. CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Lei 1672/2017 – Cambará - Paraná RESOLUÇÃO 6/2019 SÚMULA – Convoca a XI Conferência Municipal de Assistência Social. O Conselho Municipal de Assistência Social – CMAS, do município de Cambará, Paraná, no uso de suas atribuições que lhe confere a Lei Municipal nº 1.672/2017, Considerando Plenária realizada no dia 15 de Agosto de 2019, RESOLVE: Art. 1º Convocar a XI Conferência Municipal de Assistência Social de Cambará, que ocorrerá aos 27 dias do corrente mês, no Espaço Cultural Nilza Furlan, das 13 às 17 horas, com o tema “Assistência Social: Direito do Povo, com Financiamento Público e Participação Social”. Art. 2º Farão parte da Comissão Organizadora os membros: Francisca Edna Rosa, Fernanda Frascati, Leidimari Marques e Nelson Olivato Júnior. Cambará, 15 de Agosto de 2019 Leidimari Marques - Presidente do CMAS CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Lei 1672/2017 – Cambará - Paraná RESOLUÇÃO 5/2019 SÚMULA – Parecer acerca do Plano de Ação de 2019. O Conselho Municipal de Assistência Social – CMAS, do município de Cambará, Paraná, no uso de suas atribuições que lhe confere a Lei Municipal nº 1.672/2017, Considerando Plenária realizada no dia 15 de Agosto de 2019, RESOLVE: Art. 1º Aprovar o Plano de Ação de 2019, conforme preenchido no sistema informacional SUASweb e apresentado em Plenária. Cambará, 15 de Agosto de 2019 Leidimari Marques - Presidente do CMAS CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - Lei 1672/2017 – Cambará - Paraná RESOLUÇÃO 4/2019 SÚMULA – Inscrições de entidades privadas que formam a Rede de Atendimento Socioassistencial de Cambará – PR. O Conselho Municipal de Assistência Social – CMAS, do município de Cambará, Paraná, no uso de suas atribuições que lhe confere a Lei Municipal nº 1.672/2017, Considerando as Resoluções de nº14/2014 e nº33/2011 do Conselho Nacional de Assistência Social, Considerando Plenária realizada no dia 15 de Agosto de 2019, RESOLVE: Art. 1º Aprovar as inscrições dos serviços socioassistenciais executados pelas entidades abaixo listadas: • 01/2019 - Entidade Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Cambará – APAE/Cambará/ PR – Serviço de Proteção Social Especial para Pessoas com Deficiência, Idosas e suas Famílias. • 02/2019 - Entidade Asilo São Vicente de Paulo – Cambará – PR – Serviço de Acolhimento Institucional de Pessoas Idosas. • 03/2019 - Instituto Bourbon de Responsabilidade Socioambiental – Promoção da Integração ao Mercado de Trabalho; • 04/2019 – Centro de Integração Empresa-Escola do Paraná – CIEE/PR – Unidade de Jacarezinho – PR – Promoção da Integração ao Mercado de Trabalho e Programas que complementam o desenvolvimento do PAIF e PAEFI. Art. 2º A inscrição tem a validade de um ano a contar da data de aprovação do Conselho. Cambará, 15 de Agosto de 2019 Leidimari Marques - Presidente do CMAS PREFEITURA MUNICIPAL DE TOMAZINA AVISO DE REABERTURA DE LICITAÇÃO NA MODALIDADE PREGÃO PRESENCIAL Nº 29/2019 PROCESSO LICITATÓRIO Nº 46/2019 Objeto: Aquisição de Equipamentos para a Secretária Municipal de Obras e Serviços Públicos, sendo (01) um Trator Agrícola e 02 (dois) Caminhões Chassi e Cabine, conforme especificações constadas no Termo de Referência (Anexo I). A Prefeitura Municipal de Tomazina, através da comissão de Licitações, torna público para conhecimento dos interessados que realizará a licitação referente ao PREGÃO PRESENCIAL nº 29/2019 Valor de Referência: R$ 407.309,98 (quatrocentos e sete mil e trezentos e nove reais e noventa e oito centavos). Motivo da Reabertura : Alteração nas especificações técnicas. Abertura da Licitação: 09:00 horas do dia 28/08/2019. Local da Abertura: Prefeitura Municipal de Tomazina – Praça Tenente João José Ribeiro, 99 – Tomazina – PR. O Edital completo está disponível no site http://tomazina.pr.gov.br/licitacoes/. Maiores esclarecimentos estarão à disposição dos interessados de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h., e pelo email:comprastmz@hotmail.com. Tomazina, 15 de agosto de 2019 Camila do Vale Morais - PREGOEIRA OFICIAL


Geral A-7

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 16 de agosto de 2019 PREFEITURA DO MUNICIPIO DE CAMBARA Estado do Paraná Exercício:

** Elotech ** 15/08/2019 Pág. 1/1

2019

Decreto nº 2351/2019 de 15/08/2019 Ementa: Abre Crédito Adicional Suplementar e da outras providências.

O Prefeito Municipal de CAMBARÁ, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais e das que lhe foram conferidas pela Lei Orçamentária nº 1734/2018 de 20/12/2018. Decreta: Artigo 1º - Fica aberto no corrente Exercício o Crédito Adicional Suplementar, no Orçamento Geral do Município, no valor de R$ 946.107,64 (novecentos e quarenta e seis mil cento e sete reais e sessenta e quatro centavos), destinado ao reforço das seguintes Dotações Orçamentárias.

Bombeiros reforçam alertas para evitar queimadas C U ID A DO S

Desde o começo do inverno foram 4.140 casos, o que representa 57,9% do total de queimadas registradas no ano

Suplementação 06.000.00.000.0000.0.000. 06.001.00.000.0000.0.000. 06.001.27.812.0006.2.130. 318 - 3.3.90.39.00.00 1000

SECRETARIA MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER DEPARTAMENTO DE ESPORTE E LAZER MANUTENCAO DEPARTAMENTO ESPORTE E LAZER OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA 60.000,00 JURÍDICA 08.000.00.000.0000.0.000. SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTENCIA SOCIAL 08.003.00.000.0000.0.000. FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTENCIA SOCIAL 08.003.08.244.0008.2.590. MANUTENCAO DO CREAS 738 - 3.3.90.39.00.00 907 OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA 36.446,09 JURÍDICA 739 - 3.3.90.39.00.00 910 OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA 7.327,27 JURÍDICA 08.004.00.000.0000.0.000. FUNDO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANCA E DO ADOLESCENTE 08.004.08.243.0008.6.032. MANUT FUNDO MUNICIPAL DO DIREITO DA CRIANCA E DO ADOLESC 736 - 3.3.90.39.00.00 908 OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA 106.802,28 JURÍDICA 737 - 3.3.90.39.00.00 909 OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA 70.532,00 JURÍDICA 09.000.00.000.0000.0.000. SEC. MUNIC. AGRICULTURA MEIO AMBIENTE E TURISMO 09.001.00.000.0000.0.000. DEPARTAMENTO DE AGRICULTURA 09.001.20.606.0009.2.250. MANUTENCAO DEPARTAMENTO DE AGRICULTURA 517 - 3.3.90.30.00.00 1000 15.000,00 MATERIAL DE CONSUMO 10.000.00.000.0000.0.000. MUNICIPAL DE INFRA-ESTRUTURA URBANA ** Elotech ** PREFEITURA SECRETARIA DO MUNICIPIO DE CAMBARA 10.003.00.000.0000.0.000. DEPARTAMENTO RODOVIARIO MUNICIPAL 15/08/2019 Estado do Paraná Pág. 1/1 10.003.26.782.0010.2.028. MANUTENCAO DEPARTAMENTO RODOVIARIO MUNICIPAL 617 - 3.3.90.39.00.00 507 OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA 600.000,00 JURÍDICA Exercício: 2019 10.004.00.000.0000.0.000. DEPARTAMENTO DE SERVICOS URBANOS 10.004.15.452.0010.2.350. MANUTENCAO DO DEPARTAMENTO DOS SERVIÇOS URBANOS 634 - 3.3.90.30.00.00 1000

50.000,00

MATERIAL DE CONSUMO Total Suplementação:

946.107,64

O Corpo de Bombeiros reforça o trabalho preventivo e de comunicação em todas as suas regionais

Artigo 2º - Como Recurso para atendimento do crédito aberto pelo artigo anterior, na forma do disposto pelo artigo 43 da lei 4320 de 17 de março de 1964, o Excesso de Arrecadação;

Receita:1.2.4.0.00.11.00.00000000 Fonte: 1000 Receita:1.7.1.8.01.21.00.00000000 Fonte: 1000 Receita:1.7.2.8.07.11.00.00000000 Fonte: 907

Total da Receita:

600.000,00 125.000,00 221.107,64 946.107,64

Artigo.3º - A criação da dotação orçamentária e/ou suplementação, visa atender despesas não consignadas no Orçamento para o exercício de 2019. Ficando igualmente alterados o PPA e a LDO, em execução no exercício de 2019 , conforme demonstrado no QDD deste entidade. Artigo 4º - Este Decreto entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Edifício da Prefeitura Municipal de CAMBARÁ , Estado do Paraná, em 15 de agosto de 2019.

JOSE SALIM HAGGI NETO Prefeito Municipal ERRATA Na Portaria nº 04/2016 e Decreto 1841/2016 datados de 17/05/2016, publicados no DIARIO OFICIAL DO NORTE PIONEIRO em data de 18/05/2016, Pág. 4, onde se lê: R$ 1.150,65 Leia-se: R$ 1.470,17 Cambará-PR, 15 de agosto de 2019 Juliano Ribeiro Michelato Diretor-Presidente

Da Agência Estadual

O Corpo de Bombeiros do Paraná reforçou o trabalho preventivo e de comunicação que desenvolve em todas as suas sedes regionais sobre os cuidados para evitar incêndios. O inverno é o período do ano que costuma registrar au m e nt o n o nú m e ro d e queimadas nas vegetações em função do clima seco, falta de chuvas e ventos fortes. No Paraná, foram 7.142 registros em 2019, aumento de 16% em relação ao mesmo período do ano passado, com 5.985. Desde o começo da estação foram compilados 4.140 casos, o que representa 57,9% do total. Esse número quase iguala o total de registros em todo o inverno de 2017 (4.473 casos) e ultrapassa 2018 no mesmo período (3.698 casos). Segundo o Sistema Digital de Dados Operacionais do Corpo de Bombeiros do Paraná (SYSBM-CCB), foram 20.449 incêndios entre 1º de agosto de 2017 e 31 de julho de 2019 (registro consolidado dos últimos 24 meses). A média é de 28 por dia, mas com picos de até cem casos. Os dados e nvolve m i n c i d e nt e s d e proporções variadas (pequena, média e grande) e que acontecem dentro das cidades ou em áreas rurais e rodovias. Em função dos números, o Corpo de Bombeiros alerta que os danos ambientais podem ser irreversíveis. “Trabalhamos de forma preventiva, sempre alertando a população sobre os cuidados necessá-

rios para evitar novos incêndios. E principalmente lembrando que ter renos b a l d i o s nã o s ã o lu g are s para depositar lixo e que eles não devem ser queimados, o que inclusive é proibido e configura crime ambiental”, afirma a capitã Rafaela Diotalevi. De acordo com os Bombeiros, os incêndios ambientais mais comuns são causados por fatores naturais (incidência de raios e combustão espontânea) ou p ela ação do homem (queimadas para limpeza de áreas de plantio, fogueiras, incêndios criminosos ou lançamento de bituca de cigarro em local inapropriado). “Temos uma preocupação muito grande com lixo e também com bituca de cigarro nas rodovias porque pode iniciar um incêndio de grandes proporções ou acidentes secundários devido ao acúmulo de fumaça e perda da visibilidade”, reforça a capitã. TEMPO SECO - O Paraná possui uma vasta área destinada agricultura e também uma grande p ar te de Mat a At lânt ica pre s e r v a d a , qu e nas e s tações mais frias do ano s of re m c om d i m i nu i ç ã o significativa das chuvas a estiagem. Neste período o solo e os vegetais ficam mais s ecos, propiciando de forma mais facilitada o início de um foco de incêndio. “Algumas regiões não recebem chuvas signif icativas há mais de um mês. Principalmente mais a o No r t e . E s s e i nv e r n o tem sido bastante seco em termos gerais, é uma

característica de presença de massas mais secas que impedem o avanço de frentes frias, e, com pouca u m i d a d e, e l a s n ã o c on seguem produzir chuva”, destaca o meteorologista Samuel Braun, do Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná). Segundo ele, a tendência é de que esse sistema se mantenha pelo menos até a primeira quinzena de setembro, já na reta final do inverno. “Devemos voltar a ter chuvas mais significativas em setembro, mas os sistemas mais fracos vão permanecer até lá”, completa. COMO EVITAR - S egundo o Corpo de Bombeiros, para evitar as queimadas é importante não queimar o lixo, optando, sempre, pelo descarte no lugar indicado; não jogar cigarro próximo à vegetação; não fazer fogueiras em áreas verdes; não soltar balões; e procurar outros métodos para limpeza de t e r r e n o e re n ov a ç ã o d e pastagem, com apoio dos órgãos públicos interessados. Em caso de incêndio, a população deve ligar para o telefone 193 com urgência. Há equipes disponíveis 24 horas por dia para atender as demandas. Os bombeiros também alertam que as principais consequências das queimadas são emissões de gases tóxicos que prejudicam o meio ambiente e a saúde humana; problemas de saúde como infecções do sistema respiratório e desordens cardiovasculares; além de efeitos psicológicos, despesas econômicas e redução da produtividade.


TRIBUNA DO VALE

Social

Sexta-feira, 16 de agosto de 2019

POR MARCELO DE PAULA

E-mail: tribunadovale1@gmail.com.br

Amor eterno

Encontro de amigos O advogado e ex-delegado da Polícia Civil, Gustavo Jespersen Teixeira, com a esposa, a também advogada Dalva Teixeira, em momento de descontração com o casal Norma Saad e José Humberto Sczepanski, ambos ex-gerentes da Caixa Econômica Federal.

Vale o registro do casal Luciana Bessa e Fernando Emmanuel Gonçalves Vieira, em evento da sociedade jacarezinhense.

Pensamento “Se você quer viver um vida feliz, amarre-se a um objetivo, não a pessoas ou objetos.” (Albert Einsten)

Presenças O empresário Fábio Mendonça, esbanjando alegria ao lado de belas amigas, em recente evento na região.

Juristas em família Para guardar eternamente registramos o momento inesquecível do casal Maria Luiza e Jose Lázaro Boberg, com os filhos, todos advogados, Fúlvio, Fernando, Fabíola, Flávio e Flávia Boberg. Vale lembrar que José Lázaro, professor de direito e escritor e, Maria Luiza, também professora, fazem parte da história da educação em Jacarezinho.

Miss Tavorense

Congraçamento Presenças marcantes nos eventos sociais da região, os sempre especiais, Zahra Hajar, Marcia Rosa e Samantha Costa.

Grazielly Vitória Fiats, filha de Osmar Fiats e Fabiana Galvão Fiats, vai representar Joaquim Távora no concurso Miss Paraná 2019 no Model's Secret, na categoria teen, evento que acontece no dia 15 setembro, em Londrina. Esta é a terceira edição do concurso, impecavelmente produzido e dirigido por Márcio Figueiredo, com fotografia de Oséias Albuquerque e maquiagem por conta de Carol Paixão.

Profile for Tribuna do Vale

ED 3895  

ED 3895  

Advertisement